ESCLARECIMENTO Nº 02

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "ESCLARECIMENTO Nº 02"

Transcrição

1 ESCLARECIMENTO Nº 02 PREGÃO PRESENCIAL nº 13/02613 OBJETO: ADM. CENTRAL - Contratação de empresa especializada para a prestação de serviços de Contact Center, destinado ao atendimento dos clientes da Celesc Distribuição S.A. DATA: 08/04/2013 Por meio deste, esclarecemos o que segue: Pergunta 01 O objetivo da Celesc neste Edital é a contratação dos serviços através das RN 414/516 da Aneel ou através da quantidade de Posições de Atendimento apresentadas? Resposta 01 O objetivo do Pregão Presencial nº 13/02613 é a contratação de empresa especializada para prestação de serviços de Contact Center destinado ao atendimento de clientes internos e externos da Celesc Distribuição S.A de acordo com o estabelecido na Resolução nº 414/ANEE, ora vigente. Pergunta 02 O Edital cita a NR 414 sendo que a atual que entrará em vigência em 2013 é a NR 516. O dimensionamento deve ser realizado respeitando qual norma? Resposta 02 A contratada deverá dimensionar a sua operação para o atendimento dos indicadores contratuais estabelecidos no pregão Presencial nº 3/02613 que está em consonância com a legislação vigente. Pergunta 03 Solicitamos o envio da volumetria correspondente a todas as chamadas de todos os dias da semana do mês de Resposta 03 A volumetria necessária para subsidiar o dimensionamento da operação já foi disponibilizada no Anexo III A Volumetria. Pergunta 04 Entendemos que o valor enviado como referencia máxima de remuneração (R$ 1,6442) corresponde ao valor por Minuto (Speak Time)? Resposta 04 Não. O valor base de atendimento estabelecido de 1,6449 é a referencia máxima de remuneração, sendo seu calculo demonstrado no Anexo III - B. Pergunta 05 Contingência: Como a Celesc idealiza e prevê o funcionamento da contingência?

2 Resposta 05 Os critérios de funcionamento da contingência já encontram-se descritos no item 10 do Anexo I Especificações Técnicas e Anexo VIII Condições para Atendimento em Dia de Atipicidade. Pergunta 06 Entendemos que a remuneração pela contingência deverá ser apresentada a parte. Está correto o nosso entendimento? Resposta 06 Não. As condições de faturamento estão previstas na Cláusula Décima - faturamento do Anexo II Minuta de Contrato. Pergunta 07 A tecnologia da central telefônica MX-ONE solicitada no EDITAL deverá ser considerada neste projeto sobre responsabilidade da contratante ou da contratada? A TIVIT pode oferecer a CELESC uma tecnologia superior, o qual atende integralmente o escopo técnico apresentado com 2 Data Centers com 99,999% de disponibilidade contingenciados entre si. Resposta 07 A CELESC já dispõe e opera uma central MX-ONE disponível para operar o novo Contact Center. E, portanto, a operação e a manutenção preventiva e corretiva do hardware da central telefônica MX-ONE existente é de responsabilidade da Celesc. Também são de responsabilidade da Celesc as capacidades já instaladas na central MX-ONE, conforme descrito no item do Anexo I do Edital. Ampliações de software e hardware efetuadas em função das exigências deste Edital serão de responsabilidade do proponente. Com relação à oferta recebida, esclarecemos que não há condições por parte da CELESC em adotar tecnologias diferentes das já instaladas, pois estas estão devidamente integradas aos sistemas legados da empresa, integração essa que consumiu recursos humanos e financeiros para ser executada e que, na hipótese de aceitarmos novas tecnologias para o mesmo fim, seriam desperdiçadas, pois, ao final do contrato e considerando a entrada de um novo fornecedor para o mesmo serviço, haveria a necessidade de, novamente, despender recursos humanos e financeiros para nova integração com as tecnologias por este oferecidas comprometendo, a cada nova integração, a qualidade do serviço prestado, visto que é de natureza contínua, 7 dias por semana, 24 horas, e deve ser prestado sem interrupção. Ademais, considerando que esta tecnologia superior não está disponível em Florianópolis, sede da CELESC, além de implicar em uma mudança na topologia de infra estrutura proposta no edital, diminuiria sobremaneira a capacidade da CELESC em fazer o acompanhamento, as medições e aferições tanto das chamadas entrantes como da qualidade da prestação do serviço e da execução do contrato. Portanto, ao optar pela expansão da central MX-ONE (de propriedade da CELESC localizada no prédio da administração central), de modo a atender o novo Contact Center, com a adoção do respectivo software de gestão, a empresa contará com mais recursos e terá controle mais efetivo sobre a gestão da prestação de serviço em questão por parte do novo fornecedor imediato, bem como para futuras contratações para o mesmo serviço.

3 Pergunta 08 Esta sendo solicitada uma plataforma para uso próprio pela CELESC, o qual será responsável pela sua operação. Caso a tecnologia de Telecom for de responsabilidade da contratada a manutenção e SLAs deverá ser da contratada. Resposta 08 A responsabilidade da contratada será sobre a manutenção e os níveis de serviço (SLA) de todos os fornecimentos efetuados em função das exigências deste Edital. Pergunta 09 Atendendo o modelo de estrutura proposta de Telecom do EDITAL, significa que a contratada deverá montar (ou adequar) uma plataforma para seu uso exclusivo nas dependências da CELESC e criar uma rede de dados também dedicada. Está correto o nosso entendimento? Resposta 09 Está correto, com a ressalva de que o uso será para as atividades de Contact Center, sejam elas da contratada ou da Celesc. Pergunta 10 O item do Anexo I destacado abaixo subentender que a contratada deverá entregar os códigos fontes das aplicações à CELESC. Este entendimento está correto? Resposta 10 Não. A contratada deverá transferir o direito de uso das licenças de software que forem adquiridas durante a vigência do contrato e não seus códigos-fonte. Pergunta 11 O item do Anexo I menciona que deverá ser entregue documentação detalhada do sistema incluindo tabelas de Banco de Dados além de outras informações. Este entendimento está correto? Resposta 11 Conforme item do Anexo I do edital, deverá ser entregue documentação detalhada do sistema, constando a documentação das tabelas do Banco de Dados, serviços componentes do sistema, portas TCP/IP de interconexão, e interdependência de funcionamento dos serviços de forma a facilitar operações de troubleshooting. Esta documentação refere-se ao software de Gestão de Contact Center.

4 Pergunta 12 O item do Anexo I menciona que deverá ser possível, ou não, conforme programação, o atendimento simultâneo de chamadas de voz e ou voz e CHAT. Favor detalhar melhor o funcionamento da entrada simultânea do mesmo contato por voz, e chat? Resposta 12 Não há necessidade de contemplar atendimento simultâneo de chamadas de voz e e- mail ou voz e chat. Pergunta 13 No Anexo I-A, página 39, consta que toda a integração com o sistema CELESC deverá ser realizada com através de banco de dados Oracle, que não é Banco de Dados SQL. O SQL é o padrão que utilizamos hoje em todas as nossas aplicações. Resposta 13 A integração a que se refere o Anexo I-A é aquela que deverá ser estabelecida entre o Sistema de Operação da Celesc (SIMO), que utiliza banco de dados Oracle e as funções de URA do software de gerenciamento de Contact Center. Esta integração deverá ser realizada através de tabelas especificas em banco de dados Oracle conforme especificação do anexo I-A. Pergunta 14 Volume e TMO Histórico - Embora recebemos a Média de Volume/mês para dimensionamento de todos os tipos de atendimento/serviço, precisaremos do histórico de curvas diárias e intradiárias de Volume e TMO (Histórico de Janeiro de 2012 à Dezembro de 2012) para cada tipo de atendimento/serviço, conforme consta em Edital pag. 25: Telefônico ativo, receptivo, chat, e agência WEB e redes sociais, comercial, emergencial, deficiente auditivo e clientes internos da CELESC. Ressaltamos que para o atendimento receptivo deve ser enviado o histórico solicitado acima para as Células EMERGENCIAL e COMERCIAL. Resposta 14 A volumetria para atendimento receptivo encontra-se disponível no Anexo III A. Os outros canais, com exceção do , serão implantados com a nova contratação, não havendo assim históricos de volumetria. Esclarecemos ainda que: a) Para fins de dimensionamento para o receptivo deverá ser considerado o tempo médio de atendimento de 3:40 m constantes no anexo III C Planilha de custos da licitação, independente do atendimento ser comercial ou emergencial; b) Com relação ao atendimento via , este canal de atendimento está sendo reformulado, não sendo possível informar a atual volumetria. Pergunta 15 Conforme Edital pag. 87 o Volume/mês/médio de Chamadas Recebidas do atendimento Humano/Receptivo é de ligações. Esta média de ligações contempla o Volume apenas da célula EMERGENCIAL? Ou é a Média entre EMERGENCIAL e COMERCIAL. Esta média de ligações está contemplando a metodologia de FORECAST da RN 516?

5 Resposta 15 A média da volumetria contempla o total de chamadas comercial e emergencial, a qual reflete o histórico de chamadas para a operação em questão não envolvendo assim questões de metodologia. Pergunta 16 Chat Qual será a quantidade de telas simultâneas de atendimento do Chat? Resposta 16 Em virtude deste serviço ainda não estar sendo oferecido ao consumidor a quantidade de telas simultâneas serão estipuladas posteriormente conforme a necessidade e volumetria relativa aos serviços. Pergunta 17 Caso não haja disponibilidade da curva de Tempo Médio de Tratativa por e- mail, precisaremos da produtividade/média/operador/dia ( s/dia/agente). Resposta 17 Este canal de atendimento está sendo reformulado não sendo possível informar com exatidão a produtividade por agente. Estima-se uma produtividade de 35 a 40 s para cada agente/dia. Pergunta 18 TMO / meta A meta de TMO informada na pag. 87 servirá para todos os tipos de atendimento/serviço (Telefônico ativo, receptivo, chat, e agência WEB e redes sociais, comercial, emergencial, deficiente auditivo e clientes Internos da CELESC)? Resposta 18 O TMA (tempo médio de atendimento) de 3:40 minutos, ou seja, 220 segundos atribuído para parâmetro do cálculo do valor base foi embasado no histórico de TMA praticado para atendimento receptivo. As fórmulas de remuneração para os outros serviços encontram descritas no item 1.6 do Anexo III B, envolvendo a natureza da atividade desenvolvida e o tempo estimado para executá-la. Pergunta 19 Consta no Edital, pág. 110: 1.1. Será considerado dia atípico quando o volume de chamadas estiver fora da faixa limite considerada para dias típicos, apurada conforme a metodologia estabelecida pela Resolução nº 414/ANEEL, sendo os limites da faixa demonstrados no Anexo XII/B e a média de atendentes em estado pronto (apto para atendimento), no intervalo que durar o problema obedecer ao dimensionamento apresentado no Plano de ações estratégicas para atendimento em dias de atipicidade Será considerado dia típico quando o volume de chamadas estiver dentro da faixa limite considerado para dias típicos, apurada conforme metodologia estabelecida pela Resolução nº 414/ANEEL. Dúvida: O dimensionamento deverá contemplar a metodologia de FORECAST da RN 516 ou da ANEEL 414 ou o Volume descrito no edital? Resposta 19 O dimensionamento deverá sempre contemplar a volumetria apresentada, de forma a atender os índices estabelecidos no Anexo VII Acordo de Nível de Serviço.

6 Pergunta 20 Outbound / Mailing Qual será o tempo de tratativa e envio do Mailing? Ex: 30 dias; 15 dias, 7 dias. Resposta 20 Os canais de atendimento, com exceção do , serão implantados e estruturados, gradativamente, com a nova contratação. A nova contratada deverá prever para o primeiro trimestre os seguintes percentuais da estimativa de atendimentos prevista no Anexo III C Planilha de custo: 60% para o atendimento via e 10% para o atendimento chat, ativo e agência web. Para os períodos subsequentes, o percentual de expansão será estabelecido previamente pela CELESC DISTRIBUIÇÃO S.A. Pergunta 21 Outbound / Projeção de Mailing para Abril/2013 à Março/2014 A CELESC possui uma Projeção de Mailing para este período? Caso positivo, precisamos desta Projeção de Volume de acordo com o Tempo de Tratativa do Mailing para dimensionamento. Resposta 21 A CELESC não possui Projeção de Mailing uma vez que trata-se de novo produto a ser oferecido ao mercado consumidor. Pergunta 22 Outbound / Metas, Estimativas ou Resultados de Efetividade e Conversão (%) Quais serão as Metas, Estimativas ou Resultados de Efetividade e Conversão (%)? Resposta 22 A CELESC definirá as metas de efetividade e conversão quando da implantação desse produto. Pergunta 23 Outbound / Meta, Estimativas ou Resultados de TMC Efetivo e Não Efetivos Quais serão as Metas, Estimativas ou Resultados de Tempo Médio de Contato Efetivo e Não Efetivo (%)? Resposta 23 A CELESC definirá as metas, estimativas ou resultados de TMC de contato efetivo e não efetivo quando da implantação desse produto. Pergunta 24 Outbound / Meta, Estimativa ou Resultados de Spin Rate (Tentativas de Discagens/Mailing) Quais serão as Metas, Estimativas ou Resultados de Spin Rate para o Mailing Trabalhado? Resposta 24 A CELESC definirá as Metas, Estimativas ou Resultados de Spin Rate para o Mailing Trabalhado quando da implantação desse produto.

7 Pergunta 25 Outbound / Hit Rate (Atendidas/Tentativas de Discagem) Qual o Hit Rate performado para o Mailing em questão? Resposta 25 Pergunta 26 Outbound / Discador Esta discagem será automática (Discador Preditivo)? Resposta 26 Pergunta 27 Outbound / Células de Atendimento - Haverá mais de uma célula de Atendimento Outbound? Resposta 27 Pergunta 28 Outbound / Horário de Atendimento Qual será o Horário de Atendimento da célula Outbound? Resposta 28 Pergunta 29 SLA do Atendimento Receptivo Conforme Edital pag. 104: INS índice de Nível de Serviço Básico apuração a cada meia hora, diária e mensal. Dúvida: A meta de SLA de 88% será a cada ½ hora, sem possibilidade de recuperação de nível em horários posteriores, ou apenas a apuração será a cada meia hora e a cobrança será mensal? Resposta 29 O indicador é mensal ainda que a apuração seja em intervalos de meia hora. IRANI DIAS JÚNIOR Pregoeiro

MENSAGEM PREGÃO ELETRÔNICO N. 61/2008 ESCLARECIMENTO 2

MENSAGEM PREGÃO ELETRÔNICO N. 61/2008 ESCLARECIMENTO 2 MENSAGEM Assunto: Esclarecimento 2 Referência: Pregão Eletrônico n. 61/2008 Data: 17/12/2008 Objeto: Contratação de empresa especializada para fornecimento de solução informatizada e integrada para o acompanhamento

Leia mais

ESCLARECIMENTO Nº 01

ESCLARECIMENTO Nº 01 PREGÃO PRESENCIAL nº 12/16258 ESCLARECIMENTO Nº 01 OBJETO: ADM. CENTRAL - Contratação de empresa especializada para a prestação de serviços de Contact Center, destinado ao atendimento dos clientes da Celesc

Leia mais

PREGÃO ELETRÔNICO Nº 13/02613 OBJETO:

PREGÃO ELETRÔNICO Nº 13/02613 OBJETO: ADITAMENTO 01 PREGÃO ELETRÔNICO Nº 13/02613 OBJETO: ADM. CENTRAL - Contratação de empresa para prestação de serviços de Contact Center para atendimento aos consumidores da Celesc Distribuição S.A. DATA:

Leia mais

AO BANCO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO E SOCIAL BNDES A/C: CARLA SCHWDE / ELIANE CRISTINA

AO BANCO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO E SOCIAL BNDES A/C: CARLA SCHWDE / ELIANE CRISTINA AO BANCO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO E SOCIAL BNDES A/C: CARLA SCHWDE / ELIANE CRISTINA PREGÃO ELETRÔNICO AA Nº 21/2009 BNDES Ref.: Informações complementares acerca do Atestado da Celesc. A

Leia mais

ESCLARECIMENTO 02 PREGÃO ELETRÔNICO Nº 12/09436

ESCLARECIMENTO 02 PREGÃO ELETRÔNICO Nº 12/09436 PREGÃO ELETRÔNICO Nº 12/09436 ESCLARECIMENTO 02 OBJETO: ADM. CENTRAL Contratação de empresa para gerenciamento de filas no atendimento presencial da Celesc Distribuição S/A. DATA: 25/10/2012 Por meio deste,

Leia mais

Informações importantes para o dimensionamento do call center

Informações importantes para o dimensionamento do call center Informações importantes para o dimensionamento do call center Informações importantes para dimensionamento do call center Este documento tem por objetivo especificar dados e indicadores mais importantes

Leia mais

MENSAGEM PREGÃO ELETRÔNICO N. 052/2010 ESCLARECIMENTO 4

MENSAGEM PREGÃO ELETRÔNICO N. 052/2010 ESCLARECIMENTO 4 MENSAGEM Assunto: Esclarecimento 4 Referência: Pregão Eletrônico n. 052/2010 Data: 19/11/2010 Objeto: Contratação de serviços técnicos especializados de atendimento remoto e presencial a usuários de tecnologia

Leia mais

ESCLARECIMENTO nº 01

ESCLARECIMENTO nº 01 ESCLARECIMENTO nº 01 PROCESSO Nº 149/2010 PREGÃO PRESENCIAL Nº 004/2010 Segue esclarecimento formulado por licitante e a respectiva resposta, com base na informação prestada pela área gestora (DETIN):

Leia mais

PREGÃO ELETRÔNICO Nº 2013/023 ESCLARECIMENTOS

PREGÃO ELETRÔNICO Nº 2013/023 ESCLARECIMENTOS Esclarecimento I PERGUNTA 1: PREGÃO ELETRÔNICO Nº 2013/023 ESCLARECIMENTOS 7.5.3. documentação técnica do fabricante dos componentes cotados, incluindo partes de manuais e catálogos, que comprovem o atendimento

Leia mais

QUESTIONAMENTOS EDITAL PREGÃO ELETRÔNICO No.14000174/2014 AC

QUESTIONAMENTOS EDITAL PREGÃO ELETRÔNICO No.14000174/2014 AC QUESTIONAMENTOS EDITAL PREGÃO ELETRÔNICO No.14000174/2014 AC Questionamento 1 No subitem 5.2.3 da Especificação Técnica, embora seja pedida a utilização de aceleração de tráfego HTTP e TCP Spoofing, não

Leia mais

EDITAL CONCORRÊNCIA PÚBLICA N.º 001/2015 PROCESSO ADMINISTRATIVO 009/2015

EDITAL CONCORRÊNCIA PÚBLICA N.º 001/2015 PROCESSO ADMINISTRATIVO 009/2015 Londrina, 07 de outubro de 2015. EDITAL CONCORRÊNCIA PÚBLICA N.º 001/2015 PROCESSO ADMINISTRATIVO 009/2015 OBJETO: Art.1º. Constitui objeto desta licitação a aquisição de 01 (uma) Plataforma de Solução

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MJ - DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL COORDENAÇÃO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO RESPOSTAS AOS PEDIDOS DE ESCLARECIMENTOS

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MJ - DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL COORDENAÇÃO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO RESPOSTAS AOS PEDIDOS DE ESCLARECIMENTOS SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MJ - DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL COORDENAÇÃO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO RESPOSTAS AOS PEDIDOS DE ESCLARECIMENTOS Brasília DF, 16 de agosto de 2010. Seguem abaixo as respostas

Leia mais

ANEXO VIII. Ref. Pregão Presencial nº. 012/2014 ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS

ANEXO VIII. Ref. Pregão Presencial nº. 012/2014 ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS ANEXO VIII Ref. Pregão Presencial nº. 012/2014 ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS PÁGINA 1 DE 6 CONDIÇÕES GERAIS 1. OBJETO Contratação de empresa seguradora para emissão de apólice de seguro de vida em grupo para,

Leia mais

Esclarecimento: Não, a operação de matching ocorre no lado cliente da solução, de forma distribuída.

Esclarecimento: Não, a operação de matching ocorre no lado cliente da solução, de forma distribuída. 1 Dúvida: - Em relação ao item 1.2 da Seção 2 - Requisitos funcionais, entendemos que a solução proposta poderá funcionar em uma arquitetura Web e que na parte cliente estará apenas o componente de captura

Leia mais

Especial ANATEL Como se adequar à nova legislação para empresas de telefonia

Especial ANATEL Como se adequar à nova legislação para empresas de telefonia Especial ANATEL Como se adequar à nova legislação para empresas de telefonia Introdução A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) aprovou em 20 de fevereiro de 2014 novas regras para provedores de

Leia mais

A seguir, respostas aos questionamentos referentes ao Pregão Presencial nº 17/14:

A seguir, respostas aos questionamentos referentes ao Pregão Presencial nº 17/14: Senhores, A seguir, respostas aos questionamentos referentes ao Pregão Presencial nº 17/14: Questionamento 1: 2. ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS MÍNIMCAS No que diz respeito ao subitem 2.1.2, temos a seguinte

Leia mais

Plano de Ação Anatel Vivo TV Versão Pública. São Paulo/SP, Novembro/2012

Plano de Ação Anatel Vivo TV Versão Pública. São Paulo/SP, Novembro/2012 Plano de Ação Anatel Vivo TV Versão Pública São Paulo/SP, Novembro/2012 2 Índice 01 Introdução 02 Ofensores TV 03 Plano de Ação -Curto Prazo 04 Considerações Finais 3 01 Introdução Telefônica Vivo 90 milhões

Leia mais

Esclarecimento: As versões dos navegadores a serem utilizadas pelo PSIM estão descrito no item 2.4.1.12 do projeto básico.

Esclarecimento: As versões dos navegadores a serem utilizadas pelo PSIM estão descrito no item 2.4.1.12 do projeto básico. 1 Dúvida: Por favor, nos explique alguns casos tipicos de uso para o monitoramento central? Esclarecimento: Recepção e tratamento de eventos provenientes da central de alarme, validação de ocorrências

Leia mais

2º Caderno de Perguntas e Respostas Pregão 373/2008-23

2º Caderno de Perguntas e Respostas Pregão 373/2008-23 2º Caderno de Perguntas e Respostas Pregão 373/2008-23 Pergunta n.º 01: Caso o DNIT/TO já possua este tipo de serviço, qual é o fornecedor atual e a taxa de administração que vem sendo aplicada? Resposta:

Leia mais

GUIA DE CURSO. Tecnologia em Sistemas de Informação. Tecnologia em Desenvolvimento Web. Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas

GUIA DE CURSO. Tecnologia em Sistemas de Informação. Tecnologia em Desenvolvimento Web. Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas PIM PROGRAMA DE INTEGRAÇÃO COM O MERCADO GUIA DE CURSO Tecnologia em Sistemas de Informação Tecnologia em Desenvolvimento Web Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas Tecnologia em Sistemas

Leia mais

QUESTIONAMENTOS ACERCA DO EDITAL DO PREGÃO ELETRÔNICO AA Nº 34/2014 - BNDES. Em resposta aos questionamentos formulados, o BNDES esclarece:

QUESTIONAMENTOS ACERCA DO EDITAL DO PREGÃO ELETRÔNICO AA Nº 34/2014 - BNDES. Em resposta aos questionamentos formulados, o BNDES esclarece: QUESTIONAMENTOS ACERCA DO EDITAL DO PREGÃO ELETRÔNICO AA Nº 34/2014 - BNDES Prezado Senhor, Em resposta aos questionamentos formulados, o BNDES esclarece: 1. Itens 4.14, 4.17.1, 4.17.2, 4.19, 6.2 e 18

Leia mais

Altitude Software Brasil

Altitude Software Brasil Altitude Software Brasil Altitude Software hoje Presença Global com clientes em + de 80 países Escritórios & Clientes Escritórios em 17 países; + 1100 clientes e instalações em 80 países; + 300.000 posições

Leia mais

CRManager. CRManager. TACTIUM CRManager. Guia de Funcionalidades. Versão 5.0 TACTIUM CRManager Guia de Funcionalidades. www.softium.com.

CRManager. CRManager. TACTIUM CRManager. Guia de Funcionalidades. Versão 5.0 TACTIUM CRManager Guia de Funcionalidades. www.softium.com. Tactium Tactium CRManager CRManager TACTIUM CRManager Guia de Funcionalidades 1 O TACTIUM CRManager é a base para implementar a estratégia de CRM de sua empresa. Oferece todo o suporte para personalização

Leia mais

RESPOSTA AO QUESTIONAMENTO FORMULADO POR EMPRESA INTERESSADA NO CERTAME.

RESPOSTA AO QUESTIONAMENTO FORMULADO POR EMPRESA INTERESSADA NO CERTAME. RESPOSTA AO QUESTIONAMENTO FORMULADO POR EMPRESA INTERESSADA NO CERTAME. Brasília, 10 de fevereiro de 2010. Pregão n 062/2009 Lote 1: Lote 2: Operação, Gerenciamento de Redes, Servidores, Storage & Archive,

Leia mais

MENSAGEM PREGÃO ELETRÔNICO N. 08/2015 ESCLARECIMENTO N. 2

MENSAGEM PREGÃO ELETRÔNICO N. 08/2015 ESCLARECIMENTO N. 2 MENSAGEM Assunto: Esclarecimento n. 2 Referência: Pregão Eletrônico n. 08/2015 Data: 27/5/2015 Objeto: Contratação de serviços de motoristas para atender a demanda da ANEEL na região do Distrito Federal

Leia mais

1) QUANTIDADE E DETALHAMENTO DE ESPECIFICAÇÕES DE EQUIPAMENTOS. O item 1.1.1.2 das Condições Gerais do Objeto dispõe o seguinte:

1) QUANTIDADE E DETALHAMENTO DE ESPECIFICAÇÕES DE EQUIPAMENTOS. O item 1.1.1.2 das Condições Gerais do Objeto dispõe o seguinte: 1) QUANTIDADE E DETALHAMENTO DE ESPECIFICAÇÕES DE EQUIPAMENTOS. O item 1.1.1.2 das Condições Gerais do Objeto dispõe o seguinte: 1.1.1.2 Nos CSR, os quais executarão ações comandadas pelo CM e supervisionarão

Leia mais

TACTIUM IP com Integração à plataforma n-iplace. Guia de Funcionalidades. Versão 5.0 TACTIUM IP Guia de Funcionalidades com n-iplace

TACTIUM IP com Integração à plataforma n-iplace. Guia de Funcionalidades. Versão 5.0 TACTIUM IP Guia de Funcionalidades com n-iplace Tactium Tactium IP IP TACTIUM IP com Integração à plataforma n-iplace Guia de Funcionalidades 1 Independência de localização e redução de custos: o TACTIUM IP transforma em realidade a possibilidade de

Leia mais

Contribuição à Audiência Pública 05/2012

Contribuição à Audiência Pública 05/2012 Contribuição à Audiência Pública 05/2012 NOTA TÉCNICA CRFEF/GREF 09/2012 Detalhamento do cálculo do custo regulatório de atendimento telefônico aos usuários da COPASA MG 1 CONTRIBUIÇÕES SOBRE O DETALHAMENTO

Leia mais

ANEXO I NÍVEIS MÍNIMOS DE SERVIÇO EXIGIDOS (NMSE) PARA CONTRATO DE APOIO

ANEXO I NÍVEIS MÍNIMOS DE SERVIÇO EXIGIDOS (NMSE) PARA CONTRATO DE APOIO ANEXO I NÍVEIS MÍNIMOS DE SERVIÇO EXIGIDOS (NMSE) PARA CONTRATO DE APOIO 1. Introdução 1.1. Descrição do serviço Este documento disciplina a cessão de uso permanente da solução de software para Gestão

Leia mais

TERMO DE USO SERVIÇO VIVO REDES SOCIAIS USSD

TERMO DE USO SERVIÇO VIVO REDES SOCIAIS USSD TERMO DE USO SERVIÇO VIVO REDES SOCIAIS USSD As disposições abaixo regulam a utilização do serviço Vivo Redes Sociais ( Serviço ), desenvolvido pela Myriad e ofertado pela TELEFÔNICA BRASIL S/A, doravante

Leia mais

Contribuição Eletropaulo Metropolitana S/A Expositor Antoninho Borghi

Contribuição Eletropaulo Metropolitana S/A Expositor Antoninho Borghi Audiência Pública ANEEL 027/2003 Estabelece as condições de atendimento por meio de Central de Teleatendimento (CTA) das concessionárias ou permissionárias, critérios de classificação de serviços e metas

Leia mais

Em atenção a solicitação de esclarecimento de licitantes temos a informar o seguinte:

Em atenção a solicitação de esclarecimento de licitantes temos a informar o seguinte: DIRETORIA GERAL COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÃO - COPEL PREGÃO ELETRÔNICO Nº 32/2013 PERGUNTAS E RESPOSTAS DE LICITANTES: Em atenção a solicitação de esclarecimento de licitantes temos a informar o seguinte:

Leia mais

QUESTIONAMENTOS B QUESTIONAMENTO 02

QUESTIONAMENTOS B QUESTIONAMENTO 02 QUESTIONAMENTOS B RESPOSTA: O edital previu, nos subitens 5.1.1. e 5.2. das Condições Gerais da Contratação Anexo 1 do edital, compensações financeiras e penalizações, por eventuais atrasos, e descontos,

Leia mais

TORPEDO INFO Termos e Condições de Uso

TORPEDO INFO Termos e Condições de Uso TORPEDO INFO Termos e Condições de Uso O presente documento tem por objetivo estabelecer os direitos e obrigações das partes contratantes na utilização pelo usuário, do serviço "TORPEDO INFO" via celular

Leia mais

RAZÕES PARA ADQUIRIR O TECLAN IPACK UNIFIED

RAZÕES PARA ADQUIRIR O TECLAN IPACK UNIFIED Por que adquirir o Teclan IPack Unified? Além de dispor de todos os recursos necessários às operações de telesserviços em uma única suíte, o Teclan IPack Unified proporciona economia nos custos das ligações,

Leia mais

ESTADO DE ALAGOAS SECRETARIA DE ESTADO DA DEFESA SOCIAL COMISSÃO ESPECIAL DE LICITAÇÃO RELATÓRIO DE PEDIDO DE ESCLARECIMENTO

ESTADO DE ALAGOAS SECRETARIA DE ESTADO DA DEFESA SOCIAL COMISSÃO ESPECIAL DE LICITAÇÃO RELATÓRIO DE PEDIDO DE ESCLARECIMENTO ESTADO DE ALAGOAS SECRETARIA DE ESTADO DA DEFESA SOCIAL COMISSÃO ESPECIAL DE LICITAÇÃO RELATÓRIO DE PEDIDO DE ESCLARECIMENTO PROCESSO: 2100-411/2013 LICITAÇÃO: Pregão Presencial em âmbito Internacional

Leia mais

ANEXO I EDITAL DE TOMADA DE PREÇOS Nº. 011/2010 ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS

ANEXO I EDITAL DE TOMADA DE PREÇOS Nº. 011/2010 ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS EDITAL DE TOMADA DE PREÇOS Nº. 011/2010 ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS Página 1 de 5 1 - DO OBJETO 1.1. Contratação de empresa de consultoria tributária para rotinas de apuração de IRPJ/CSLL, PIS/COFINS, bem

Leia mais

SECRETARIA DA FAZENDA SUPERVISÃO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DIVISÃO DE SISTEMAS E TECNOLOGIA

SECRETARIA DA FAZENDA SUPERVISÃO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DIVISÃO DE SISTEMAS E TECNOLOGIA LICITAÇÃO PÚBLICA INTERNACIONAL - LPI N 0 001/CELIC/2014 PROCESSO ADMINISTRATIVO N 0 0122073-14.00/12-0 RESPOSTAS DO CONTRATANTE Respostas aos questionamentos enviados pela empresa STEFANINI ASSESSORIA

Leia mais

3º CADERNO DE PERGUNTAS E RESPOSTAS PREGÃO ELETRÔNICO Nº 12/2014. RESPOSTA 01: Ver o item 5 do Termo de Referência Anexo I do Edital.

3º CADERNO DE PERGUNTAS E RESPOSTAS PREGÃO ELETRÔNICO Nº 12/2014. RESPOSTA 01: Ver o item 5 do Termo de Referência Anexo I do Edital. 3º CADERNO DE PERGUNTAS E RESPOSTAS PREGÃO ELETRÔNICO Nº 12/2014 PERGUNTA 01: Para que possamos estimar despesas com manutenção e desgaste dos veículos e consequentemente dimensionar melhor nossa proposta,

Leia mais

PREGÃO ELETRÔNICO Nº 38/15 ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA

PREGÃO ELETRÔNICO Nº 38/15 ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA PREGÃO ELETRÔNICO Nº 38/15 ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA 1. Especificação do Serviço 1.1 Contratação de empresa especializada na prestação de serviços de Seguro de Vida em Grupo e de Auxílio Funeral para

Leia mais

Projeto Básico - Prestação de Serviços

Projeto Básico - Prestação de Serviços Diretoria de Tecnologia Gerência de Fornecimento de TI Projeto Básico - Prestação de Serviços 1. Objeto: 1.1 Contratação de empresa para prestação de serviços especializados de escuta de gravações e monitoração

Leia mais

Contrato de Serviço (SLA) para [Cliente] por [Provedor]

Contrato de Serviço (SLA) para [Cliente] por [Provedor] Contrato de Serviço (SLA) para [Cliente] por [Provedor] Data Gerador do documento: Gerente de Negociação: Versões Versão Data Revisão Autor Aprovação (Ao assinar abaixo, o cliente concorda com todos os

Leia mais

Banco do Brasil S.A. Consulta ao Mercado - RFP - Request for Proposa Aquisição de Ferramenta de Gestão de Limites Dúvida de Fornecedor

Banco do Brasil S.A. Consulta ao Mercado - RFP - Request for Proposa Aquisição de Ferramenta de Gestão de Limites Dúvida de Fornecedor 1. Em relação ao módulo para Atribuição de Limites, entendemos que Banco do Brasil busca uma solução para o processo de originação/concessão de crédito. Frente a essa necessidade, o Banco do Brasil busca

Leia mais

MANUAL DE NORMAS. InterClubNet / Manual de Normas You Are Here:

MANUAL DE NORMAS. InterClubNet / Manual de Normas You Are Here: MANUAL DE NORMAS InterClubNet / Manual de Normas You Are Here: Manual de Normas InterClubNet 1.0 - Objetivo Este manual tem como objetivo estabelecer um conjunto de critérios para o bom funcionamento do

Leia mais

RESPOSTA AO PEDIDO DE ESCLARECIMENTOS Nº 01/2015

RESPOSTA AO PEDIDO DE ESCLARECIMENTOS Nº 01/2015 Serviço Social do Comércio Departamento Regional Minas Gerais Processo nº 11999/14 Folha nº Informações e/ou despachos RESPOSTA AO PEDIDO DE ESCLARECIMENTOS Nº 01/2015 Licitação: Pregão Eletrônico 0053/2015.

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE TRÊS CORAÇÕES TERRA DO REI PELÉ

PREFEITURA MUNICIPAL DE TRÊS CORAÇÕES TERRA DO REI PELÉ Prefeitura Municipal de Três Corações/Departamento de Compras e Licitação/Divisão de Licitação AVISO DE RE-RATIFICAÇÃO A Prefeitura Municipal de Três Corações torna pública a retificação do Aviso de Pregão

Leia mais

QUESTIONAMENTOS 16.05.2014. Ref. Pregão nº 012/2014.

QUESTIONAMENTOS 16.05.2014. Ref. Pregão nº 012/2014. QUESTIONAMENTOS 16.05.2014 Ref. Pregão nº 012/2014. Pergunta nº. 48 No item 20.5 da Minuta do contrato, cita Apólice, porém o documento que é assinado entre as partes é o contrato, correto? O contrato

Leia mais

Esclarecimentos no Pregão 19/2014 (prestação de serviços de telecomunicação de acesso dedicado à Internet):

Esclarecimentos no Pregão 19/2014 (prestação de serviços de telecomunicação de acesso dedicado à Internet): Esclarecimentos no Pregão 19/2014 (prestação de serviços de telecomunicação de acesso dedicado à Internet): PEDIDO DE ESCLARECIMENTOS 4 (OI) E RESPOSTAS: TRT- TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO 3ª REGIÃO, EM

Leia mais

CATÁLOGO DE SERVIÇOS DIRETORIA DE SUPORTE COMPUTACIONAL VERSÃO 1.0

CATÁLOGO DE SERVIÇOS DIRETORIA DE SUPORTE COMPUTACIONAL VERSÃO 1.0 CATÁLOGO DE SERVIÇOS DIRETORIA DE SUPORTE COMPUTACIONAL VERSÃO 1.0 2011 1 1. APRESENTAÇÃO No momento de sua concepção não haviam informações detalhadas e organizadas sobre os serviços de Tecnologia da

Leia mais

((NG))EMPRESA VERT((CL))

((NG))EMPRESA VERT((CL)) ((TITULO))ATA DA CONSULTA PÚBLICA Nº 04/2015 (PERGUNTAS E RESPOSTAS) CONTRATAÇÃO DA ATUALIZAÇÃO TECNOLÓGICA DO ATUAL AMBIENTE VMWARE VSPHERE PARA A SOLUÇÃO VMWARE VCLOUD SUITE, SENDO COMPOSTA PELA ATUALIZAÇÃO

Leia mais

QUESTIONAMENTO 06 ACERCA DO EDITAL DO PREGÃO ELETRÔNICO AA Nº 16/2013 BNDES

QUESTIONAMENTO 06 ACERCA DO EDITAL DO PREGÃO ELETRÔNICO AA Nº 16/2013 BNDES QUESTIONAMENTO 06 ACERCA DO EDITAL DO PREGÃO ELETRÔNICO AA Nº 16/2013 BNDES Pergunta 01: No EDITAL do PREGÃO ELETRÔNICO AA Nº 16/2013 BNDES, no item 4.17. II há a afirmação sobre a não aceitação de proposta

Leia mais

Contrato de Adesão CONTRATO DE PRESTAÇÃO DO SERVIÇO TELEFÔNICO FIXO COMUTADO (STFC)

Contrato de Adesão CONTRATO DE PRESTAÇÃO DO SERVIÇO TELEFÔNICO FIXO COMUTADO (STFC) Contrato de Adesão CONTRATO DE PRESTAÇÃO DO SERVIÇO TELEFÔNICO FIXO COMUTADO (STFC) O texto deste Contrato foi submetido à aprovação da Agência Nacional de Telecomunicações - ANATEL, estando sujeito a

Leia mais

Contrato de Adesão. As partes, acima qualificadas, têm entre si justas e acordadas as seguintes cláusulas e condições:

Contrato de Adesão. As partes, acima qualificadas, têm entre si justas e acordadas as seguintes cláusulas e condições: A Contratada Fundação CPqD Centro de Pesquisa e Desenvolvimento em Telecomunicações, sediada na Rodovia Campinas/Mogi-Mirim (SP-340), Km 118,5, em Campinas SP, inscrita no CNPJ/MF sob o n.º 02.641.663/0001-10

Leia mais

Sobre o questionamento dessa empresa informo o seguinte:

Sobre o questionamento dessa empresa informo o seguinte: PROCURADORIA GERAL DA REPÚBLICA SECRETARIA DE ADMINISTRAÇÃO COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÃO Ofício nº 020/2011-PREG/PGR REF. Pregão 054 /2011 Brasília, 10 de junho de 2011 DO: Pregoeiro/Procuradoria Geral

Leia mais

Control Self Assessment no processo de Gestão de Contrato de Terceiros

Control Self Assessment no processo de Gestão de Contrato de Terceiros 21 de junho de 2013 Control Self Assessment no processo de Gestão de Contrato de Terceiros Fernando Lage Sócio-Diretor KPMG Risk Advisory Services Definição A definição de Control Self Assessment (Auto

Leia mais

TACTIUM IP com Integração à plataforma Dígitro EasyCall. Guia de Funcionalidades. Tactium IP IP

TACTIUM IP com Integração à plataforma Dígitro EasyCall. Guia de Funcionalidades. Tactium IP IP IP TACTIUM IP com Integração à plataforma Dígitro EasyCall Guia de Funcionalidades 1 Independência de localização e redução de custos: o TACTIUM IP transforma em realidade a possibilidade de uso dos recursos

Leia mais

PROJETO BÁSICO PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS ACADÊMICOS NA ÁREA DE EFICIÊNCIA ENERGÉTICA

PROJETO BÁSICO PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS ACADÊMICOS NA ÁREA DE EFICIÊNCIA ENERGÉTICA PROJETO BÁSICO PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS ACADÊMICOS NA ÁREA DE EFICIÊNCIA ENERGÉTICA IMPLEMENTAÇÃO DE PROJETO DE CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO LATU SENSO EM EFICIÊNCIA ENERGÉTICA PARA COMPOR O PROGRAMA DE EFICIÊNCIA

Leia mais

PREGÃO ELETRÔNICO AA Nº 44/2011 - BNDES ANEXO V MODELO DA CENTRAL DE ATENDIMENTO DO BNDES

PREGÃO ELETRÔNICO AA Nº 44/2011 - BNDES ANEXO V MODELO DA CENTRAL DE ATENDIMENTO DO BNDES PREGÃO ELETRÔNICO AA Nº 44/2011 - BNDES ANEXO V MODELO DA CENTRAL DE ATENDIMENTO DO BNDES 1 OBJETIVO DA CENTRAL DE ATENDIMENTO 1.1 A Central de Atendimento do BNDES deverá atender aos seguintes objetivos:

Leia mais

COTAÇÃO PRÉVIA DE PREÇOS Nº 10/2014 EDITAL PARA CONTRATAÇÃO DE SERVIÇOS DE ASSESSORIA TÉCNICA (APOIO TÉCNICO)

COTAÇÃO PRÉVIA DE PREÇOS Nº 10/2014 EDITAL PARA CONTRATAÇÃO DE SERVIÇOS DE ASSESSORIA TÉCNICA (APOIO TÉCNICO) COTAÇÃO PRÉVIA DE PREÇOS Nº 10/2014 EDITAL PARA CONTRATAÇÃO DE SERVIÇOS DE ASSESSORIA TÉCNICA (APOIO TÉCNICO) Tipo: Melhor Técnica O Instituto Brasileiro de Administração Municipal - IBAM, associação civil

Leia mais

A SECRETARIA DE SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO, no uso de suas atribuições legais, e

A SECRETARIA DE SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO, no uso de suas atribuições legais, e PORTARIA SSST Nº 11, de 13/10/1994 "Publica a minuta do Projeto de Reformulação da Norma Regulamentadora nº 9 - Riscos Ambientais com o seguinte título: Programa de Proteção a Riscos Ambientais". A SECRETARIA

Leia mais

Senhor Pregoeiro, Art. 43. A licitação será processada e julgada com observância dos seguintes procedimentos:

Senhor Pregoeiro, Art. 43. A licitação será processada e julgada com observância dos seguintes procedimentos: Senhor Pregoeiro, Em referência ao Pregão Eletrônico nº 04/2015 e com fulcro no 3º do Art. 43 da Lei nº 8.666/93 e Acórdãos do TCU, transcritos abaixo, solicitamos que as s detentoras da melhor proposta

Leia mais

Perguntas e Respostas

Perguntas e Respostas Gerenciamento do Tráfego de Internet Edital de Licitação PREGÃO PRESENCIAL Nº 34/2010 Processo SAP nº 4180/2010 Perguntas e Respostas Página 1 /15 Pergunta n o 1: Os dispositivos de filtro de conteúdo

Leia mais

ENGENHARIA DE SOFTWARE

ENGENHARIA DE SOFTWARE Pág. 1 0. ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO...2 2. OBJETIVOS....2 3. ESTIMATIVAS DO PROJETO....4 4. RISCOS DO PROJETO....5 4.1. Identificação e Análise dos Riscos....5 4.1.1. Riscos de Projeto...6 4.1.2. Riscos Técnicos....6

Leia mais

Gestão da Tecnologia da Informação

Gestão da Tecnologia da Informação TLCne-051027-P0 Gestão da Tecnologia da Informação Disciplina: Governança de TI São Paulo, Outubro de 2012 0 Sumário TLCne-051027-P1 Conteúdo desta Aula Abordar o domínio Adquirir e Implementar e todos

Leia mais

Suporte Remoto / Sustentação

Suporte Remoto / Sustentação Suporte Remoto / Sustentação 1 Suporte Remoto / Sustentação A IntegrationSys é uma empresa especializada na prestação de serviços de suporte remoto / sustentação Nivel I. II e III. Soluções eficazes e

Leia mais

O Banco do Brasil não exige que o toner seja original, cabe ao fornecedor oferecer a melhor proposta desde que atenda ao item 2.24.2 e 2.26.

O Banco do Brasil não exige que o toner seja original, cabe ao fornecedor oferecer a melhor proposta desde que atenda ao item 2.24.2 e 2.26. 1 Dúvida: Diretoria de Apoio aos Negócios e Operações Referente aos itens: item 1.3.3.3., item 2.24, item 2.24.2. Entendemos que todos os PROPONENTES deveriam ofertar apenas toners originais do fabricante

Leia mais

Não Aceita 4. Contribuições Recebidas Contribuição: ABRADEE Justificativa Avaliação ANEEL: Parcialmente Aceita Art. 1º

Não Aceita 4. Contribuições Recebidas Contribuição: ABRADEE Justificativa Avaliação ANEEL: Parcialmente Aceita Art. 1º COMPLEMENTO AO Anexo I da Nota Técnica n o Nota Técnica no 077/2015-SRM-SRD-SRG-SGT-SFF-SCG/ANEEL de 08/05/2015 (Análise de contribuições que não constaram do RAC Minuta de Resolução, Anexo I da NT 08/05/2015)

Leia mais

CG DA MODALIDADE TRADICIONAL PU CONDIÇÕES GERAIS DA ZURICHCAP TRADICIONAL PU 01

CG DA MODALIDADE TRADICIONAL PU CONDIÇÕES GERAIS DA ZURICHCAP TRADICIONAL PU 01 CONDIÇÕES GERAIS DA ZURICHCAP TRADICIONAL PU 01 I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: ZURICH BRASIL CAPITALIZAÇÃO S/A. CNPJ: 17.266.009/0001-41 ZURICHCAP TRADICIONAL PU 01 MODALIDADE: TRADICIONAL

Leia mais

Apresentação Institucional

Apresentação Institucional Apresentação Institucional Teclan mais de 20 anos de expertise Referência em soluções para contact centers Foco em qualidade, produtividade, gestão das operações e ROI Clientes em todo o País Capital 100%

Leia mais

PROJETO BÁSICO CALL CENTER

PROJETO BÁSICO CALL CENTER PROJETO BÁSICO CALL CENTER 1 Projeto Básico da Contratação de Serviços: 1.1 O presente Projeto Básico consiste na descrição dos serviços que serão prestados por empresa especializada em serviços de Call

Leia mais

RESPOSTA AO QUESTIONAMENTO FORMULADO POR EMPRESA INTERESSADA NO CERTAME.

RESPOSTA AO QUESTIONAMENTO FORMULADO POR EMPRESA INTERESSADA NO CERTAME. RESPOSTA AO QUESTIONAMENTO FORMULADO POR EMPRESA INTERESSADA NO CERTAME. Brasília, 10 de fevereiro de 2010. Pregão n 062/2009 Lote 1: Lote 2: Operação, Gerenciamento de Redes, Servidores, Storage & Archive,

Leia mais

QUESTIONAMENTOS ACERCA DO EDITAL DO PREGÃO ELETRÔNICO AA Nº 24/2015 - BNDES. Em resposta aos questionamentos formulados, o BNDES esclarece:

QUESTIONAMENTOS ACERCA DO EDITAL DO PREGÃO ELETRÔNICO AA Nº 24/2015 - BNDES. Em resposta aos questionamentos formulados, o BNDES esclarece: QUESTIONAMENTOS ACERCA DO EDITAL DO PREGÃO ELETRÔNICO AA Nº 24/2015 - BNDES Prezado Senhor, Em resposta aos questionamentos formulados, o BNDES esclarece: 1. Item 1.1.2 - Onde podemos encontrar os procedimentos,

Leia mais

REF.: Quesitação da Sociedade Empresária XXXXXXXXXXXXXXXXX, relativa ao Edital de Concorrência n.º 001/2015.

REF.: Quesitação da Sociedade Empresária XXXXXXXXXXXXXXXXX, relativa ao Edital de Concorrência n.º 001/2015. Rio de Janeiro, 27 de fevereiro de 2015. REF.: Quesitação da Sociedade Empresária XXXXXXXXXXXXXXXXX, relativa ao Edital de Concorrência n.º 001/2015. Este documento visa responder às solicitações formuladas

Leia mais

PREGÃO N. 2014/47 ESCLARECIMENTOS. Tendo em vista as perguntas realizadas por empresas participantes da licitação, informamos:

PREGÃO N. 2014/47 ESCLARECIMENTOS. Tendo em vista as perguntas realizadas por empresas participantes da licitação, informamos: PREGÃO N. 2014/47 ESCLARECIMENTOS Tendo em vista as perguntas realizadas por empresas participantes da licitação, informamos: 1) No item 10.3.2 Documentação De Qualificação Econômico-Financeira, não é

Leia mais

ANEXO I ESPECIFICAÇÃO DOS SERVIÇOS

ANEXO I ESPECIFICAÇÃO DOS SERVIÇOS ANEXO I ESPECIFICAÇÃO DOS SERVIÇOS DOS REQUISITOS PARA PRESTAÇÃO DO SERVIÇO: A CONTRATADA deverá atender os seguintes requisitos de qualidade do serviço: 1) Quando ocorrer chamado telefônico, comunicação

Leia mais

i) para os formulários já existentes, fazemos a conversão via SW PRISMA

i) para os formulários já existentes, fazemos a conversão via SW PRISMA PREGÃO ELETRÔNICO AA 39/2010 QUESTIONAMENTO 01 Questionamento 1.1: Item 3.1.1e) a conexão não pode ser simplesmente via rede Ethernet 10/100/1000, é necessário ser via Fibra Óptica? A conexão para as impressões

Leia mais

Sistema de Automação Comercial de Pedidos- Versão 1.1

Sistema de Automação Comercial de Pedidos- Versão 1.1 Termo de Abertura Sistema de Automação Comercial de Pedidos- Versão 1.1 Iteração 1.0- Release 1.0 Versão do Documento: 1.1 Histórico de Revisão Data Versão do Documento Descrição Autor 18/03/2011 1.0 Versão

Leia mais

LICITAÇÃO SESC/ARRJ MODALIDADE: PREGÃO ELETRÔNICO PR 44/2014 GLC

LICITAÇÃO SESC/ARRJ MODALIDADE: PREGÃO ELETRÔNICO PR 44/2014 GLC LICITAÇÃO SESC/ARRJ MODALIDADE: PREGÃO ELETRÔNICO PR 44/2014 GLC OBJETO: CONTRATAÇÃO DE EMPRESA ESPECIALIZADA PARA PRESTAÇÃO DE SERVIÇO DE LIMPEZA E CONSERVAÇÃO ESCLARECIMENTO 09 O SESC/ARRJ vem através

Leia mais

ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA MANUTENÇÔES EVOLUTIVAS NO SITE PRO-SST DO SESI

ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA MANUTENÇÔES EVOLUTIVAS NO SITE PRO-SST DO SESI ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA MANUTENÇÔES EVOLUTIVAS NO SITE PRO-SST DO SESI 1. OBJETO 1.1. Contratação de empresa especializada para executar serviços de manutenção evolutiva, corretiva, adaptativa e normativa

Leia mais

Proposta Técnica. Desenvolvimento de software QUICKSITE

Proposta Técnica. Desenvolvimento de software QUICKSITE Proposta Técnica Desenvolvimento de software CONTEÚDO Resumo Executivo...3 1.1 Duração e Datas Especiais... 3 1.2 Fatores Críticos de Sucesso... 3 A Hi Level...3 Solução Proposta...4 1.3 Escopo... 4 1.4

Leia mais

I INFORMAÇÕES INICIAIS II - GLOSSÁRIO

I INFORMAÇÕES INICIAIS II - GLOSSÁRIO I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: INVEST CAPITALIZAÇÃO S/A CNPJ: 93.202.448/0001-79 (NOME FANTASIA DO PRODUTO): INVESTCAP TRAD-PU 03 (12M) MODALIDADE: TRADICIONAL PROCESSO SUSEP Nº: 15414.900283/2013-20

Leia mais

Tactium IP. Tactium IP. Produtividade para seu Contact Center.

Tactium IP. Tactium IP. Produtividade para seu Contact Center. TACTIUM IP com Integração à plataforma Asterisk Vocalix Guia de Funcionalidades 1 Independência de localização e redução de custos: o TACTIUM IP transforma em realidade a possibilidade de uso dos recursos

Leia mais

CONTRATO PRESTAÇÃO DE SERVIÇO DE CALL CENTER 2013 DAS PARTES

CONTRATO PRESTAÇÃO DE SERVIÇO DE CALL CENTER 2013 DAS PARTES CONTRATO PRESTAÇÃO DE SERVIÇO DE CALL CENTER 2013 DAS PARTES YOU TELECOM ENGENHARIA DE TELECOMUNICAÇÕES LTDA ME, CNPJ nº 14.450.742/0001-23 com sede no endereço SRTV/s, quadra 701, conjunto E, edifício

Leia mais

ANEXO II - CADERNO DE MÉTRICAS E NÍVEIS DE SERVIÇOS

ANEXO II - CADERNO DE MÉTRICAS E NÍVEIS DE SERVIÇOS ANEXO II - CADERNO DE MÉTRICAS E NÍVEIS DE SERVIÇOS No caso de aplicação de glosa referente ao mesmo indicador deste caderno de métricas, durante três meses consecutivos, ou cinco meses intervalados durante

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS SUPERXCAP

CONDIÇÕES GERAIS SUPERXCAP CONDIÇÕES GERAIS SUPERXCAP Versão 2013 Processo SUSEP Nº: 15414.900275/2013-83 ÍNDICE I II III IV V VI VII VIII IX X XI XII XIII XIV INFORMAÇÕES INICIAIS........... Pág. 4 GLOSSÁRIO... Pág. 4 OBJETIVO...

Leia mais

CONTRATO DE DESENVOLVIMENTO DE WEBSITE

CONTRATO DE DESENVOLVIMENTO DE WEBSITE CONTRATO DE DESENVOLVIMENTO DE WEBSITE 1 - IDENTIFICAÇÃO DAS PARTES CONTRATANTE: Entende-se como contratante toda pessoa, física ou jurídica, independente de sua localização residencial, que solicitar

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS PU 12 meses 1 sorteio, pagamento variável Modalidade: Incentivo Processo SUSEP: 15414.003760/2011-45

CONDIÇÕES GERAIS PU 12 meses 1 sorteio, pagamento variável Modalidade: Incentivo Processo SUSEP: 15414.003760/2011-45 CONDIÇÕES GERAIS PU 12 meses 1 sorteio, pagamento variável Modalidade: Incentivo Processo SUSEP: 15414.003760/2011-45 1. Glossário Subscritor é quem adquire o Título, assumindo o compromisso de efetuar

Leia mais

QUESTIONAMENTOS PREGÃO PRESENCIAL Nº 009/2012

QUESTIONAMENTOS PREGÃO PRESENCIAL Nº 009/2012 QUESTIONAMENTOS PREGÃO PRESENCIAL Nº 009/2012 1) Solicito esclarecimento referente ao Pregão Presencial nº 009/2012, cujo objeto é a prestação de serviço de limpeza e conservação predial, movimentação

Leia mais

1ª CHAMADA PÚBLICA PARA INCENTIVO DA GERAÇÃO, CONFORME PORTARIA MME Nº 44, DE 10 DE MARÇO DE 2015.

1ª CHAMADA PÚBLICA PARA INCENTIVO DA GERAÇÃO, CONFORME PORTARIA MME Nº 44, DE 10 DE MARÇO DE 2015. EDITAL 1ª CHAMADA PÚBLICA PARA INCENTIVO DA GERAÇÃO, CONFORME PORTARIA MME Nº 44, DE 10 DE MARÇO DE 2015. A Companhia Energética de Alagoas CEAL, doravante chamada DISTRIBUIDORA, nos termos da Portaria

Leia mais

EMPRESA MUNICIPAL DE INFORMÁTICA S/A IPLANRIO COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÃO ESCLARECIMENTO PROCESSO 01.300.338/2015 PE 0652/2015

EMPRESA MUNICIPAL DE INFORMÁTICA S/A IPLANRIO COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÃO ESCLARECIMENTO PROCESSO 01.300.338/2015 PE 0652/2015 EMPRESA MUNICIPAL DE INFORMÁTICA S/A IPLANRIO COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÃO ESCLARECIMENTO PROCESSO 01.300.338/2015 PE 0652/2015 1 - Para a realização da vistoria técnica do processo acima citado se

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS DO (NOME FANTASIA DO PRODUTO) (NOME FANTASIA DO PRODUTO) - MODALIDADE: INCENTIVO PROCESSO SUSEP Nº: (nº processo SUSEP)

CONDIÇÕES GERAIS DO (NOME FANTASIA DO PRODUTO) (NOME FANTASIA DO PRODUTO) - MODALIDADE: INCENTIVO PROCESSO SUSEP Nº: (nº processo SUSEP) - textos na cor azul serão adotados caso selecionados; - textos na cor vermelha deverão ser suprimidos no documento original e trata-se de informações para a elaboração do Título; - textos em negrito,

Leia mais

XVIII Seminário Nacional de Distribuição de Energia Elétrica

XVIII Seminário Nacional de Distribuição de Energia Elétrica XVIII Seminário Nacional de Distribuição de Energia Elétrica SENDI 2008-06 a 10 de outubro Olinda - Pernambuco - Brasil Método para Avaliar e Premiar a Qualidade de Atendimento e Reduzir Custos Operacionais

Leia mais

Guia para RFP de Outsourcing

Guia para RFP de Outsourcing O processo de condução de uma cotação de serviços de TI, normalmente denominada RFP (do Inglês Request For Proposal), é um processo complexo e que necessita ser feito com critério e cuidados. Muitas vezes

Leia mais

PREGÃO PRESENCIAL EDITAL 239/2009/DNIT 1º CADERNO DE PERGUNTAS E RESPOSTAS

PREGÃO PRESENCIAL EDITAL 239/2009/DNIT 1º CADERNO DE PERGUNTAS E RESPOSTAS PREGÃO PRESENCIAL EDITAL 239/2009/DNIT 1º CADERNO DE PERGUNTAS E RESPOSTAS 1ª PERGUNTA: Pelo que entendemos no edital o sistema será implantado em cada unidade do DNIT, com banco de dados descentralizados

Leia mais

ANEXO VIII. Referente ao Edital de Pregão nº. 009/2015 TERMO DE REFERÊNCIA. ANEXO VIII Termo de Referência Pregão Presencial nº 009/2015 Página 1 de 7

ANEXO VIII. Referente ao Edital de Pregão nº. 009/2015 TERMO DE REFERÊNCIA. ANEXO VIII Termo de Referência Pregão Presencial nº 009/2015 Página 1 de 7 ANEXO VIII Referente ao Edital de Pregão nº. 009/2015 TERMO DE REFERÊNCIA Página 1 de 7 1. DO OBJETO 1.1. A presente licitação tem por objeto a contratação de empresa especializada para prestação de serviço

Leia mais

Guia de Mobilização - Vale

Guia de Mobilização - Vale Guia de Mobilização - Vale 2ª Edição Nov/2015 Sumário 1. INTRODUÇÃO... 3 2. APLICAÇÃO... 3 3. MACRO FLUXO DO PROCESSO DE MOBILIZAÇÃO... 3 3.1. CERTIFICAÇÃO... 3 3.2. CONTRATAÇÃO... 4 3.3. MOBILIZAÇÃO...

Leia mais

PRESIDÊNCIA - PR ASSESSORIA ESPECIAL DE SUPRIMENTOS - PRS

PRESIDÊNCIA - PR ASSESSORIA ESPECIAL DE SUPRIMENTOS - PRS NOTA DE ESCLARECIMENTO N.º 001 DATA DE EXPEDIÇÃO: 27/01/2012 ÀS EMPRESAS INTERESSADAS NO PREGÃO ELETRÔNICO Nº. 072/2012 Contratação de empresa seguradora para prestação de serviços e emissão de Apólice

Leia mais

AUDITORIA DE INSTALAÇÕES ELÉTRICAS (Subestações de Alta e Extra Alta Tensão )

AUDITORIA DE INSTALAÇÕES ELÉTRICAS (Subestações de Alta e Extra Alta Tensão ) GMI/021 21 a 26 de Outubro de 2001 Campinas - São Paulo - Brasil GRUPO XII GESTÃO DA MANUTENÇÃO AUDITORIA DE INSTALAÇÕES ELÉTRICAS (Subestações de Alta e Extra Alta Tensão ) João Carlos Santos Schneider

Leia mais

A Simples IP agradece a oportunidade de apresentação desta proposta de prestação de serviços.

A Simples IP agradece a oportunidade de apresentação desta proposta de prestação de serviços. Ao INSTITUTO MATOGROSSENSE DE ALGODÃO A/C: Sr. Claudio Fone: (65) 3321-6455 claudiopozzebom@imamt.com.br PROPOSTA COMERCIAL INSTITUTO MATOGROSSENSE DO ALGODÃO Cuiabá, 18 de Setembro de 2013. 1. APRESENTAÇÃO

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SUBSECRETARIA DE ASSUNTOS ADMINISTRATIVOS COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÃO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SUBSECRETARIA DE ASSUNTOS ADMINISTRATIVOS COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÃO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SUBSECRETARIA DE ASSUNTOS ADMINISTRATIVOS COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÃO OFÍCIO N.º 143/04/MEC/SAA/CPL Brasília, 26 de julho de 2004. Prezado Senhor, Servimo-nos

Leia mais