Exemplos de Boas Práticas de RSE

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Exemplos de Boas Práticas de RSE"

Transcrição

1 Exemplos de Boas Práticas de RSE 7.3. Valorsul Filme sobre RSE e ambiente Resumo A empresa Valorsul S.A. foi constituída em 1994 fruto de uma parceria entre accionistas privados e públicos (Parceria Público-privada). No verão de 2010 deu-se a fusão com uma empresa vizinha. Tem sede em São João da Talha e funciona em diferentes instalações consoante o tipo de resíduos em questão. A Valorsul é responsável pelo tratamento de um milhão de toneladas de resíduos sólidos urbanos produzidos em 19 municípios da área a Norte de Lisboa e da Região Oeste de Portugal. A Valorsul desenvolveu para este efeito um sistema integrado de gestão de resíduos: uma central de incineração; dois centros de triagem; uma central de digestão anaeróbia; 2 aterros; 8 ecocentros; 7 estações de transferência. A Valorsul criou também uma unidade de incineração para a eliminação de resíduos classificados como resíduos domésticos mistos. Esta unidade permite ao mesmo tempo o fornecimento de energia para uso doméstico. Os restantes resíduos são distribuídos pelos aterros. Está ainda a cargo da Valorsul a reciclagem de resíduos orgânicos dando-lhe um novo ciclo de vida. A par da RSE enquanto prioridade estratégica a Valorsul promove também políticas de renaturalização. Em colaboração com as escolas a empresa é responsável por iniciativas pedagógicas visando uma maior consciência ambiental e um estilo de vida mais amigo do ambiente. RSE na empresa As empresas no sector da Valorsul a operar com unidades de incineração (MVA) como parte de uma gestão integrada de resíduos exigem a participação e o consentimento de um leque alargado de agentes. No plano local a síndroma NIMBY ( Not In My Back Yard! ) é algo frequente. Significa literalmente Não no MEU quintal. A opinião pública levantou preocupações e reservas aquando da construção da central de incineração (MVA) uma vez que esta foi a primeira infra-estrutura do género em Portugal. A empresa respondeu a esta onda de protestos e desconfiança através de uma intensa campanha de comunicação durante as fases de planeamento e de construção e apostou em parcerias estratégicas com empresas autarquias e associações locais. Fomentando de uma forma alargada e transparente a monitorização ambiental assim como várias iniciativas pedagógicas a Valorsul obteve finalmente a aceitação da população ( Licença para Operar ) e afirmou-se como uma empresa de confiança aos olhos do público. The project "" is organized by GILDE GmbH and has been funded with support from the European Commission. This publication reflects the

2 Tendo por base um decreto-lei com aplicação em 1994 a Valorsul constitui um sistema multimunicipal responsável pelo tratamento e eliminação de resíduos urbanos na área da Grande Lisboa. A parceria público-privada estabeleceu que a Valorsul se centrasse nos requisitos quantitativos e qualitativos das comunidades envolvidas que assegurasse o controlo de custos e eficiência das infra-estruturas e desenvolvesse uma política corporativa de gestão de resíduos orientada para a redução e reciclagem do lixo urbano. As instalações estão certificadas ao abrigo das normas ISO (sistema de gestão ambiental) ISO 9001 (sistema de gestão da qualidade) e OSHAS (sistema de gestão da segurança no trabalho). Desde que a companhia foi lançada a política de comunicação da Valorsul tem vindo a apostar em duas áreas. No plano da comunicação institucional a Valorsul tem procurado fomentar a confiança e aceitação perante a população e difundir uma imagem positiva para fora da empresa. Depois a comunicação sobre mudanças comportamentais e de hábitos voltada principalmente para a origem e criação de lixo em especial na questão da separação do lixo doméstico pela população e para o sistema integrado de gestão de resíduos. Para estar à altura dos desafios da RSE a Valorsul mobiliza um alargado programa de monitorização para assegurar informação e transparência para ambas as partes a empresa e os diversos agentes. A monitorização é realizada em colaboração com instituições externas compreendendo as seguintes áreas: A) Qualidade do ar (IDAD Instituto do Ambiente e Desenvolvimento) B) Qualidade da água e dos sedimentos (Instituto Hidrográfico) C) Ecossistemas terrestres e estuários (Instituto de Oceanografia) D) Exposição ao ruído (dblab) E) Monitorização da saúde pública (Instituto de Medicina Preventiva da Universidade de Lisboa) e ainda F) Atitude das populações residentes (Centro de Investigação e de Intervenção Social) Além disto a Valorsul realiza regularmente campanhas de comunicação no âmbito da RSE concebidas para incentivar a população a separar o seu lixo (ver exemplos abaixo). Por exemplo a empresa compromete-se a fazer um donativo a instituições sociais por um determinado número de garrafas recolhidas nos vidrões. The project "" is organized by GILDE GmbH and has been funded with support from the European Commission. This publication reflects the

3 A Valorsul desenvolveu um programa especial de colaboração com as escolas ( Ecovalor) destinado a promover um comportamento mais ecológico e amigo do ambiente entre os mais jovens. Outros programas são orientados para as empresas às quais é pedido por exemplo para terem em conta a prevenção de desperdícios durante a fabricação dos produtos. A Valorsul colocou em prática medidas de RSE relacionadas com o ambiente como a renaturalização de um aterro sanitário que funciona hoje como um parque urbano e como ponto de informação e sensibilização para os consumidores quanto a comportamentos mais amigos do ambiente. Transcrição dos narradores do filme Important note: Interviews for the CSR movie have been realized in May 2010 shortly before the merger of Valorsul with a neighbour company. Ana Loureiro O meu nome é Ana Loureiro e sou a directora de comunicação da VALORSUL. Dou-vos as boas-vindas a uma empresa que trata dos resíduos de 1.2 milhões de pessoas em Portugal na área metropolitana de Lisboa. Tratamos de todos os resíduos recolhidos de uma forma segura e adequada. A VALORSUL é uma empresa privada com accionistas públicos cuja missão é dar o melhor tratamento possível aos resíduos gerados pela população da nossa área. Tentamos encarar a sustentabilidade segundo três perspectivas económica ambiental e por fim social. É indispensável que olhemos para as pessoas. Não apenas para os que aqui trabalham mas para os nossos vizinhos e é claro os vários tipos de públicos que servimos. The project "" is organized by GILDE GmbH and has been funded with support from the European Commission. This publication reflects the

4 Este Urbanparque foi uma das nossas bandeiras relativamente ao que podemos fazer para melhorar o ambiente. Estamos sobre o primeiro aterro de Portugal. Fechámo-lo em 1996 e construímos um parque urbano. A comunidade beneficiou e muito com isto. O que dantes não era mais que uma lixeira é hoje uma área com espaços verdes onde as pessoas podem trazer os seus filhos e usufruir das condições existentes. É um bom sítio para passear fazer jogging brincar com as crianças. É agora um local agradável para se estar. O Ecoparque é um parque mais recente. Não foi feito sobre um antigo aterro como o Urbanparque. Criámos um conceito completamente novo de parque que constituísse também um exemplo para o país. Os jardins têm composto debaixo da relva como forma de reaproveitar as cinzas retiradas da central de incineração. Podemos ver plástico reciclado um pouco por toda parte nos equipamentos que extraímos dos materiais usados pelas pessoas. Todo o parque foi concebido para usar materiais reciclados. As pessoas agradecem o facto de terem um parque perto das suas casas pelo que temos recebido um feedback muito positivo. Luís Costa Colaborador do Programa Ecovalor da Valorsul S.A. O meu nome é Luís Costa e trabalho como guia para a VALORSUL. As visitas que dirijo integram o programa Ecovalor uma parceria realizada entre as escolas de cinco concelhos para melhorar e fomentar o conhecimento sobre reciclagem e sensibilizar os alunos para os problemas ambientais. Mostramos-lhes o filme sobre o sistema-valorsul as nossas instalações a forma como funcionam e falamos sobre questões à volta da reciclagem. Na última parte visitamos o centro de reciclagem e mostramos todo o processo. Ana Loureiro Criámos o programa Ecovalor há nove anos e tentamos apoiar as autarquias no desenvolvimento de iniciativas ambientais nas escolas. Os jovens tendem a adoptar comportamentos mais amigos do ambiente quando vêem as coisas de perto pois acreditam no que lhes é mostrado. E é por isso que trazê-los às nossas instalações tem um papel fundamental. Luís Costa Colaborador do Programa Ecovalor da Valorsul S.A. Uma das sensações mais espectaculares durante a visita é perceber que os alunos aprendem alguma coisa a partir daqui. Saem com uma maior consciência do The project "" is organized by GILDE GmbH and has been funded with support from the European Commission. This publication reflects the

5 processo e de que podem fazer algo de melhor no seu dia-a-dia nas suas casas e na escola para separar o lixo. Sentimos que o principal objectivo da nossa mensagem está a ser transmitido. Ana Loureiro Tal como em muitos outros países estamos a atravessar uma grave crise económica. Não temos um orçamento ilimitado para gastar e precisamos de tomar decisões sobre onde gastá-lo. Por isso tentamos investir em projectos que realmente valham a pena na medida em que os possamos avaliar. Lançamos ainda algumas campanhas dedicadas à população. Estamos agora a dar 2.5 cêntimos para assistência social por cada 20 garrafas bem colocadas nos ecopontos amarelos (plásticos). Em três anos já demos mais de Euros o que representa um montante significativo para ajudar pessoas necessitadas. Foi-nos dada a oportunidade de oferecer um elevador para a piscina de uma associação que acolhe crianças e adultos com problemas mentais. Este elevador irá ajudar esta associação a garantir tratamento psiquiátrico a pessoas que nunca o iriam conseguir pagar. E é isto que realmente nos importa. É uma boa combinação entre ambiente e RSE um projecto conseguido para a nossa empresa que tenho a certeza vamos continuar a fazer por muitos e muitos anos. Emília de Figueiredo Vereadora da Câmara Municipal de Loures Chamo-me Emília de Figueiredo e represento a Câmara Municipal de Loures. Sou a Vereadora responsável pelo Departamento de Desenvolvimento Socioeconómico nesta autarquia que tutela actualmente o desenvolvimento estratégico na área da responsabilidade social. Estamos aqui enquanto parceiro estratégico e como uma das partes de um projecto em curso desenvolvido entre a Câmara Municipal de Loures e o CECOA no qual nos foi pedido para identificar uma empresa que já estivesse a desenvolver boas práticas de responsabilidade social. A Câmara Municipal de Loures enquanto accionista da empresa VALORSUL optou por sugerir esta empresa para o presente projecto devido às provas já dadas no contexto da responsabilidade social nomeadamente através de iniciativas na área dos deficientes. The project "" is organized by GILDE GmbH and has been funded with support from the European Commission. This publication reflects the

6 Ana Loureiro Ao investirem na RSE as empresas podem melhorar e gerar um retorno significativo. E é algo que nos faz sentir orgulhosos com o nosso trabalho sentirmos que estamos a praticar uma boa acção não apenas para a comunidade mas para nós próprios. Luís Costa Colaborador do Programa Ecovalor da Valorsul S.A. É óptimo ouvir isto ver que a VALORSUL está a fazer mais do que cumprir o seu principal objectivo o tratamento de resíduos. Acredito que todas as empresas têm uma responsabilidade. Exercício 7.3. (aproximadamente 45 minutos) Este filme mostra-nos a implementação da Responsabilidade Social Empresarial (RSE) no sector do ambiente. Coloca em destaque a forma como empresas e população contribuem em igual medida para a responsabilidade ambiental. Discuta com os participantes as seguintes questões entre outras: Globalmente que avaliação faz da RSE na Valorsul? Com vê a relação entre os requisitos e os limites legais e o compromisso voluntário com a RSE com base no exemplo da Valorsul? Via-se a concorrer para um cargo profissional na área de RSE na Valorsul e sim porquê? O que diria a um eventual amigo à procura de um apartamento na área da Grande Lisboa sobre uma casa disponível nas proximidades desta empresa? Como que se organiza na gestão dos seus resíduos domésticos e o que é que poderia melhorar no futuro? Trabalho de grupo para reforço das competências Peça aos participantes para prepararem uma reunião editorial para um jornal diário em Lisboa. O jornal está a planear uma edição especial sobre a questão da gestão de resíduos. É pedido aos participantes que criem um guião de entrevista em equipas de 2. Este guião deve incluir pelo menos 5 perguntas que os participantes como jornalistas irão fazer à direcção da Valorsul. Será ainda pedido às equipas para apontar outras organizações e contactos que gostariam de entrevistar. The project "" is organized by GILDE GmbH and has been funded with support from the European Commission. This publication reflects the

7 As equipas terão 30 minutos para decidirem quais as questões a apresentar à Valorsul e os restantes agentes durante a reunião editorial. As equipas irão debater as perguntas com todos os colegas editoriais e organizar os tópicos e principais contactos num quadro de folhas móveis. Informações e recursos adicionais Valorsul S.A. Plataforma Ribeirinha da CP Estação de Mercadorias da Bobadela PT S.João da Talha Telefone: (0) Fax: (0) The project "" is organized by GILDE GmbH and has been funded with support from the European Commission. This publication reflects the

Exemplos de Boas Práticas de RSE

Exemplos de Boas Práticas de RSE Exemplos de Boas Práticas de RSE 7.4. Pritchard Englefield Filme sobre a RSE na comunidade Resumo A empresa Pritchard Englefield foi fundada em 1848. Está sediada na City de Londres (Grã-Bretanha). A Pritchard

Leia mais

Exemplos de Boas Práticas de RSE

Exemplos de Boas Práticas de RSE Exemplos de Boas Práticas de RSE 7.2. Praktiker Hungary Filme sobre a RSE no mercado Resumo A Praktiker Magyarország Kft. é a filial húngara da Praktiker Bau-und Heimwerkermärkte Holding AG com sede na

Leia mais

Case study 100R RECICLAGEM 100% GARANTIDA EMPRESA ENVOLVIMENTO

Case study 100R RECICLAGEM 100% GARANTIDA EMPRESA ENVOLVIMENTO Case study 2010 100R RECICLAGEM 100% GARANTIDA EMPRESA A Sociedade Ponto Verde é uma entidade privada sem fins lucrativos que tem por missão organizar e gerir a retoma e valorização de resíduos de embalagens

Leia mais

2011/2012. CÂMARA MUNICIPAL ALENQUER-Divisão de Ambiente

2011/2012. CÂMARA MUNICIPAL ALENQUER-Divisão de Ambiente PLANO DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL 2011/2012 CÂMARA MUNICIPAL ALENQUER-Divisão de Ambiente 2011/2012 Índice: Introdução Ações de Sensibilização: Ateliers: Datas Comemorativas: Visitas de Estudo: Concursos: Projetos:

Leia mais

Permanente actualização tecnológica e de Recursos Humanos qualificados e motivados;

Permanente actualização tecnológica e de Recursos Humanos qualificados e motivados; VISÃO Ser a empresa líder e o fornecedor de referência do mercado nacional (na área da transmissão de potência e controlo de movimento) de sistemas de accionamento electromecânicos e electrónicos, oferecendo

Leia mais

Aspectos fundamentais para uma posição da FSESP sobre os desenvolvimentos no sector europeu dos resíduos

Aspectos fundamentais para uma posição da FSESP sobre os desenvolvimentos no sector europeu dos resíduos Aspectos fundamentais para uma posição da FSESP sobre os desenvolvimentos no sector europeu Documento final conforme adoptado pelo Comité Executivo, 25-26/05/1998 Aspectos fundamentais para uma posição

Leia mais

Mais clima para todos

Mais clima para todos Mais clima para todos 1 Mais clima para todos Na União Europeia, entre 1990 e 2011, o setor dos resíduos representou 2,9% das emissões de gases com efeito de estufa (GEE), e foi o 4º setor que mais contribuiu

Leia mais

P L A N O D E A C T I V I D A D E S

P L A N O D E A C T I V I D A D E S Agência Regional de Energia e Ambiente do Norte Alentejano e Tejo P L A N O D E A C T I V I D A D E S = 2008 = Janeiro de 2008 ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO... 3 2. ACTIVIDADES A DESENVOLVER NO ANO DE 2008... 5

Leia mais

ASSOCIAÇÃO DE MUNICÍPIOS DA ILHA DE S.MIGUEL AMIGOS DO AMBIENTE

ASSOCIAÇÃO DE MUNICÍPIOS DA ILHA DE S.MIGUEL AMIGOS DO AMBIENTE ASSOCIAÇÃO DE MUNICÍPIOS DA ILHA DE S.MIGUEL AMIGOS DO AMBIENTE PELO QUE S. MIGUEL TEM DE MELHOR. Na altura em que se completam dez anos sobre o início da actividade da AMISM, é oportuno fazer um balanço

Leia mais

ACQUALIVEEXPO. Painel A INTERNACIONALIZAÇÃO DO SECTOR PORTUGUÊS DA ÁGUA EVOLUÇÃO DO SECTOR DA ÁGUA NOS BALCÃS: O EXEMPLO DA SÉRVIA

ACQUALIVEEXPO. Painel A INTERNACIONALIZAÇÃO DO SECTOR PORTUGUÊS DA ÁGUA EVOLUÇÃO DO SECTOR DA ÁGUA NOS BALCÃS: O EXEMPLO DA SÉRVIA ACQUALIVEEXPO Painel A INTERNACIONALIZAÇÃO DO SECTOR PORTUGUÊS DA ÁGUA EVOLUÇÃO DO SECTOR DA ÁGUA NOS BALCÃS: O EXEMPLO DA SÉRVIA Lisboa, 22 de Março de 2012 1 1. Introdução A diplomacia económica é um

Leia mais

A Valorsul Localização

A Valorsul Localização A Valorsul Missão Implementar e gerir um sistema integrado, tecnicamente avançado, ambientalmente correcto e economicamente sustentável, para o tratamento e valorização dos resíduos sólidos urbanos da

Leia mais

Política da Nestlé sobre Sustentabilidade Ambiental

Política da Nestlé sobre Sustentabilidade Ambiental Política da Nestlé sobre Sustentabilidade Ambiental Política da Nestlé sobre Sustentabilidade Ambiental A Nestlé, na qualidade de Companhia líder em Nutrição, Saúde e Bem-Estar, assume o seu objectivo

Leia mais

POLÍTICA DE AMBIENTE, QUALIDADE E SEGURANÇA

POLÍTICA DE AMBIENTE, QUALIDADE E SEGURANÇA HOMOLOGAÇÃO: José Eduardo Carvalho 14-03- Pág. 2 de 5 A Tagusgás subscreve a Política AQS da Galp Energia. A Política AQS da Tagusgás foi definida tendo em consideração os Objectivos Estratégicos do Grupo

Leia mais

Aspectos a Abordar. Como Comunicar na Área dos Resíduos Paula Mendes (LIPOR) paula.mendes@lipor.pt. Porquê Comunicar? Estratégia de Comunicação

Aspectos a Abordar. Como Comunicar na Área dos Resíduos Paula Mendes (LIPOR) paula.mendes@lipor.pt. Porquê Comunicar? Estratégia de Comunicação Como Comunicar na Área dos Resíduos Paula Mendes (LIPOR) paula.mendes@lipor.pt Conferência Gestão e Comunicação na Área dos Resíduos Estoril, 22 de Setembro de 2009 1 Aspectos a Abordar Porquê Comunicar?

Leia mais

INTERVENÇÃO DO SENHOR SECRETÁRIO DE ESTADO DO TURISMO NO SEMINÁRIO DA APAVT: QUAL O VALOR DA SUA AGÊNCIA DE VIAGENS?

INTERVENÇÃO DO SENHOR SECRETÁRIO DE ESTADO DO TURISMO NO SEMINÁRIO DA APAVT: QUAL O VALOR DA SUA AGÊNCIA DE VIAGENS? INTERVENÇÃO DO SENHOR SECRETÁRIO DE ESTADO DO TURISMO NO SEMINÁRIO DA APAVT: QUAL O VALOR DA SUA AGÊNCIA DE VIAGENS? HOTEL TIVOLI LISBOA, 18 de Maio de 2005 1 Exmos Senhores ( ) Antes de mais nada gostaria

Leia mais

Responsabilidade Social. José Carlos Quadrado

Responsabilidade Social. José Carlos Quadrado Responsabilidade Social José Carlos Quadrado A transparência é uma componente da Responsabilidade Social Comissão Europeia, 2001 Responsabilidade Social- definição Responsabilidade Social é a integração

Leia mais

CEF/0910/28031 Relatório preliminar da CAE (Poli) - Ciclo de estudos em funcionamento

CEF/0910/28031 Relatório preliminar da CAE (Poli) - Ciclo de estudos em funcionamento CEF/0910/28031 Relatório preliminar da CAE (Poli) - Ciclo de estudos em funcionamento Caracterização do ciclo de estudos Perguntas A.1 a A.9 A.1. Instituição de ensino superior / Entidade instituidora:

Leia mais

O que é a Responsabilidade Social Empresarial?

O que é a Responsabilidade Social Empresarial? O que é a Responsabilidade Social Empresarial? 1.5. Campos de acção da RSE Resumo O mundo dos negócios é extremamente heterogéneo. Assim as diferentes abordagens e estratégias sobre responsabilidade compromisso

Leia mais

A percepção da responsabilidade social em Portugal

A percepção da responsabilidade social em Portugal A percepção da responsabilidade social em Portugal Estudo concebido pela Sair da Casca e realizado pela Multivária entre Julho de 2003 e Janeiro de 2004 _ Índice _ Introdução.............................................................

Leia mais

MISSÃO, VISÃO, VALORES E POLÍTICA

MISSÃO, VISÃO, VALORES E POLÍTICA MISSÃO, VISÃO, VALORES E POLÍTICA VISÃO Ser a empresa líder e o fornecedor de referência do mercado nacional (na área da transmissão de potência e controlo de movimento) de sistemas de accionamento electromecânicos

Leia mais

1) Breve apresentação do AEV 2011

1) Breve apresentação do AEV 2011 1) Breve apresentação do AEV 2011 O Ano Europeu do Voluntariado 2011 constitui, ao mesmo tempo, uma celebração e um desafio: É uma celebração do compromisso de 94 milhões de voluntários europeus que, nos

Leia mais

Enquadramento com as políticas de Ecoinovação. Clara Lopes, 8 Maio 2012, Lisboa

Enquadramento com as políticas de Ecoinovação. Clara Lopes, 8 Maio 2012, Lisboa Enquadramento com as políticas de Ecoinovação Clara Lopes, 8 Maio 2012, Lisboa Organização da apresentação Políticas de Eco-Inovação EcoAP Plano de Acção em Eco-Inovação Fundos para Eco-Inovação Parceria

Leia mais

Sistema de Informação e Comunicação da Rede Social de Alcochete. Sistema de Informação e Comunicação - REDE SOCIAL DE ALCOCHETE

Sistema de Informação e Comunicação da Rede Social de Alcochete. Sistema de Informação e Comunicação - REDE SOCIAL DE ALCOCHETE . Sistema de Informação e Comunicação da Rede Social de Alcochete . Objectivos e Princípios Orientadores O Sistema de Informação e Comunicação (SIC) da Rede Social de Alcochete tem como objectivo geral

Leia mais

Brochura Institucional

Brochura Institucional Brochura Institucional INTERFILEIRAS A INTERFILEIRAS representa as organizações - Fileiras de material - criadas ao abrigo de legislação específica com a missão de assegurar a retoma e reciclagem de resíduos

Leia mais

MINISTÉRIO DO AMBIENTE

MINISTÉRIO DO AMBIENTE REPÚBLICA DE ANGOLA MINISTÉRIO DO AMBIENTE O Ministério do Ambiente tem o prazer de convidar V. Exa. para o Seminário sobre Novos Hábitos Sustentáveis, inserido na Semana Nacional do Ambiente que terá

Leia mais

Painel Temático 2: A Educação para o Desenvolvimento Sustentável Sala G4 10H45 12H15 Moderadora: Cristina Gomes Ferreira Relatora: Elizabeth Silva

Painel Temático 2: A Educação para o Desenvolvimento Sustentável Sala G4 10H45 12H15 Moderadora: Cristina Gomes Ferreira Relatora: Elizabeth Silva Painel Temático 2: A Educação para o Desenvolvimento Sustentável Sala G4 10H45 12H15 Moderadora: Cristina Gomes Ferreira Relatora: Elizabeth Silva Apresentação dos seguintes projectos: 1) Câmara de Lobos.

Leia mais

UMA BOA IDEIA PARA A SUSTENTABILIDADE

UMA BOA IDEIA PARA A SUSTENTABILIDADE UMA BOA IDEIA PARA A SUSTENTABILIDADE REGULAMENTO DO CONCURSO DE IDEIAS (Aberto a todos os Cidadãos) 1. O QUE É: O concurso Uma Boa Ideia para a Sustentabilidade é uma iniciativa da Câmara Municipal de

Leia mais

Como sempre, e de acordo com a nossa missão, continuaremos a dar a conhecer a Síndrome de Asperger e a APSA à sociedade em geral.

Como sempre, e de acordo com a nossa missão, continuaremos a dar a conhecer a Síndrome de Asperger e a APSA à sociedade em geral. Plano de Atividades 2016 INTRODUÇÃO O Plano de Atividades para 2016 agora apresentado tem como mote central DAR SENTIDO. Dar Sentido a tudo o que fazemos, o que nos envolve e o que envolve os outros. Centrarse-á

Leia mais

Entrevista com BPN Imofundos. António Coutinho Rebelo. Presidente. www.bpnimofundos.pt. Com quality media press para LA VANGUARDIA

Entrevista com BPN Imofundos. António Coutinho Rebelo. Presidente. www.bpnimofundos.pt. Com quality media press para LA VANGUARDIA Entrevista com BPN Imofundos António Coutinho Rebelo Presidente www.bpnimofundos.pt Com quality media press para LA VANGUARDIA Esta transcrição reproduz fiel e integralmente a entrevista. As respostas

Leia mais

CONSTRUÇÃO SUSTENTÁVEL

CONSTRUÇÃO SUSTENTÁVEL CONSTRUÇÃO SUSTENTÁVEL SOLUÇÕES EFICIENTES HOJE, A NOSSA RIQUEZA DE AMANHÃ www.construcaosustentavel.pt ASSOCIAÇÃO NACIONAL DE CONSERVAÇÃO DA NATUREZA Apoio: AS CIDADES SÃO O NOSSO DESAFIO 50% da população

Leia mais

Responsabilidade Social Empresarial

Responsabilidade Social Empresarial Responsabilidade Social Empresarial Agenda Quem Somos? O que produzimos Informações Úteis Ideias - chave sobre Responsabilidade Social Empresarial (RSE) Nosso Conceito de RSE, baseado na Missão e Valores

Leia mais

Manual do Sistema de Gestão Ambiental - Instant Solutions. Manual do Sistema de Gestão Ambiental da empresa

Manual do Sistema de Gestão Ambiental - Instant Solutions. Manual do Sistema de Gestão Ambiental da empresa Manual do Sistema de Gestão Ambiental da empresa Data da Criação: 09/11/2012 Dara de revisão: 18/12/2012 1 - Sumário - 1. A Instant Solutions... 3 1.1. Perfil da empresa... 3 1.2. Responsabilidade ambiental...

Leia mais

EMPREENDEDORISMO: O CONTEXTO NACIONAL

EMPREENDEDORISMO: O CONTEXTO NACIONAL EMPREENDEDORISMO: O CONTEXTO NACIONAL Entrevista com Eng.º Victor Sá Carneiro N uma época de grandes transformações na economia dos países, em que a temática do Empreendedorismo assume uma grande relevância

Leia mais

13-09-2010 MATERIAIS RECICLÁVEIS, PROCESSO DE RECICLAGEM

13-09-2010 MATERIAIS RECICLÁVEIS, PROCESSO DE RECICLAGEM MATERIAIS RECICLÁVEIS, PROCESSO DE RECICLAGEM 1 2 Introdução História da limpeza; Educação Ambiental; Campanhas de Sensibilização, Publicidade; Reciclagem antigamente; Materiais reutilizáveis; Processos

Leia mais

Introdução. 1 Direcção Geral da Administração Interna, Violência Doméstica 2010 Ocorrências Participadas às

Introdução. 1 Direcção Geral da Administração Interna, Violência Doméstica 2010 Ocorrências Participadas às Câmara Municipal da Departamento de Educação e Desenvolvimento Sociocultural Divisão de Intervenção Social Plano Municipal contra a Violência Rede Integrada de Intervenção para a Violência na Outubro de

Leia mais

PROTOCOLO SIMPLEX AUTÁRQUICO

PROTOCOLO SIMPLEX AUTÁRQUICO CONSIDERANDO QUE: PROTOCOLO SIMPLEX AUTÁRQUICO A simplificação administrativa e a administração electrónica são hoje reconhecidas como instrumentos fundamentais para a melhoria da competitividade e da

Leia mais

3º Fórum da Responsabilidade Social das Organizações e Sustentabilidade WORKSHOP RESPONSABILIDADE SOCIAL

3º Fórum da Responsabilidade Social das Organizações e Sustentabilidade WORKSHOP RESPONSABILIDADE SOCIAL 3º Fórum da Responsabilidade Social das Organizações e Sustentabilidade WORKSHOP RESPONSABILIDADE SOCIAL João de Sá Nogueira Administrador / Director Executivo Fundação Infantil Ronald McDonald joao.sanogueira@pt.mcd.com

Leia mais

CEF/0910/26436 Relatório final da CAE (Univ) - Ciclo de estudos em funcionamento

CEF/0910/26436 Relatório final da CAE (Univ) - Ciclo de estudos em funcionamento CEF/0910/26436 Relatório final da CAE (Univ) - Ciclo de estudos em funcionamento Caracterização do ciclo de estudos Perguntas A.1 a A.9 A.1. Instituição de ensino superior / Entidade instituidora: Universidade

Leia mais

GUIA DO CONSUMO SUSTENTÁVEL SEMINÁRIO CONSUMO SUSTENTÁVEL: A RESPOSTA DA DISTRIBUIÇÃO MODERNA

GUIA DO CONSUMO SUSTENTÁVEL SEMINÁRIO CONSUMO SUSTENTÁVEL: A RESPOSTA DA DISTRIBUIÇÃO MODERNA GUIA DO CONSUMO SUSTENTÁVEL SEMINÁRIO CONSUMO SUSTENTÁVEL: A RESPOSTA DA DISTRIBUIÇÃO MODERNA Susana Abreu 30 de Setembro de 2011 LIPOR Serviço Intermunicipalizado de Gestão de Resíduos do Grande Porto

Leia mais

Luis Natal Marques, Gebalis EEM

Luis Natal Marques, Gebalis EEM Luis Natal Marques, Gebalis EEM TÓPICOS I. Porquê Responsabilidade Social (RS)? II. As Empresas de Serviços de Interesse Geral (SIGs) III. Mais valias da Responsabilidade Social nas Empresas de Serviço

Leia mais

Formulário de Candidatura para admissão como membro do Cluster 2Bparks

Formulário de Candidatura para admissão como membro do Cluster 2Bparks Formulário de Candidatura para admissão como membro do Cluster 2Bparks Eu, abaixo-assinado/a, declaro que a organização que represento solicita a sua admissão como Membro do Cluster Ambiental 2Bparks e

Leia mais

ARTIGO: SOLUÇÕES PARA O SECTOR AUTARQUIAS in IGOV Maio 2010

ARTIGO: SOLUÇÕES PARA O SECTOR AUTARQUIAS in IGOV Maio 2010 CÂMARA MUNICIPAL DE SANTARÉM - R EVOLUÇÃO ADMINISTRATIVA A Autarquia de Santarém, em parceria com a PT Prime, desenvolveu um sistema de soluções integradas e inter-operantes que lhe possibilitaram operacionalizar

Leia mais

1º FÓRUM UNIÃO DE EXPORTADORES CPLP 26 E 27 DE JUNHO DE 2015 CENTRO DE CONGRESSOS DE LISBOA. JUNTOS IREMOS LONGE www.uecplp.org

1º FÓRUM UNIÃO DE EXPORTADORES CPLP 26 E 27 DE JUNHO DE 2015 CENTRO DE CONGRESSOS DE LISBOA. JUNTOS IREMOS LONGE www.uecplp.org 1º FÓRUM UNIÃO DE EXPORTADORES CPLP 26 E 27 DE JUNHO DE 2015 CENTRO DE CONGRESSOS DE LISBOA JUNTOS IREMOS LONGE www.uecplp.org CONCEITO Realização do 1º Fórum União de Exportadores CPLP (UE-CPLP) que integra:

Leia mais

ASSINATURA DA CARTA DE AALBORG

ASSINATURA DA CARTA DE AALBORG PROPOSTA ASSINATURA DA CARTA DE AALBORG Desde sempre, desde as sociedades primitivas, o Homem usou os recursos naturais para viver. Porém durante muito tempo, a exploração de recursos era diminuta e a

Leia mais

Agência Portuguesa do Ambiente Apresentação Pública dos Resultados do Inquérito sobre Equipamentos de Educação Ambiental para a Sustentabilidade

Agência Portuguesa do Ambiente Apresentação Pública dos Resultados do Inquérito sobre Equipamentos de Educação Ambiental para a Sustentabilidade Agência Portuguesa do Ambiente Apresentação Pública dos Resultados do Inquérito sobre Equipamentos de Educação Ambiental para a Sustentabilidade Jorge Neves, 19/12/2011, Amadora colocar foto da era ENQUADRAMENTO

Leia mais

Há cada vez mais empresas cidadãs

Há cada vez mais empresas cidadãs + Faça do VER a sua homepage ENTREVISTA Há cada vez mais empresas cidadãs As empresas que lideram no seu mercado são as que apresentam melhores práticas de governação. Foi com base neste pressuposto que

Leia mais

CURSO FERRAMENTAS DE GESTÃO IN COMPANY

CURSO FERRAMENTAS DE GESTÃO IN COMPANY CURSO FERRAMENTAS DE GESTÃO IN COMPANY Instrumental e modular, o Ferramentas de Gestão é uma oportunidade de aperfeiçoamento para quem busca conteúdo de qualidade ao gerenciar ações sociais de empresas

Leia mais

Pré-Projeto de Educação Ambiental

Pré-Projeto de Educação Ambiental Pré-Projeto de Educação Ambiental Vamos Descobrir e Valorizar o Alvão Ano 2014/15 Centro de Informação e Interpretação Lugar do Barrio 4880-164 Mondim de Basto Telefone: 255 381 2009 ou 255 389 250 1 Descobrir

Leia mais

AGENDA 21 escolar. Pensar Global, agir Local. Centro de Educação Ambiental. Parque Verde da Várzea 2560-581 Torres Vedras 39º05'08.89" N 9º15'50.

AGENDA 21 escolar. Pensar Global, agir Local. Centro de Educação Ambiental. Parque Verde da Várzea 2560-581 Torres Vedras 39º05'08.89 N 9º15'50. AGENDA 21 escolar Pensar Global, agir Local Centro de Educação Ambiental Parque Verde da Várzea 2560-581 Torres Vedras 39º05'08.89" N 9º15'50.84" O 918 773 342 cea@cm-tvedras.pt Enquadramento A Agenda

Leia mais

Entrevista com Tetrafarma. Nelson Henriques. Director Gerente. Luísa Teixeira. Directora. Com quality media press para Expresso & El Economista

Entrevista com Tetrafarma. Nelson Henriques. Director Gerente. Luísa Teixeira. Directora. Com quality media press para Expresso & El Economista Entrevista com Tetrafarma Nelson Henriques Director Gerente Luísa Teixeira Directora Com quality media press para Expresso & El Economista Esta transcrição reproduz fiel e integralmente a entrevista. As

Leia mais

P R O G R A M A D E E D U C A Ç Ã O A M B I E N T A L

P R O G R A M A D E E D U C A Ç Ã O A M B I E N T A L P R O G R A M A D E E D U C A Ç Ã O A M B I E N T A L SINES 2015/2016 ÍNDICE INTRODUÇÃO EDITORIAL METODOLOGIA VISUALIZAÇÂO DE FILME AMBIENTAL VISITA À AMBILITAL HORTAS VERTICAIS VERMICOMPOSTAGEM RECICLAGEM

Leia mais

O que pode a União Europeia fazer pelas pessoas? O Fundo Social Europeu é uma resposta a esta questão

O que pode a União Europeia fazer pelas pessoas? O Fundo Social Europeu é uma resposta a esta questão 1 2 O que pode a União Europeia fazer pelas pessoas? O Fundo Social Europeu é uma resposta a esta questão 3 A origem do Fundo Social Europeu O Fundo Social Europeu foi criado em 1957 pelo Tratado de Roma,

Leia mais

Comemoração dos 30 Anos APAF Análise Financeira: alicerce do mercado de capitais e do crescimento económico Intervenção de boas vindas

Comemoração dos 30 Anos APAF Análise Financeira: alicerce do mercado de capitais e do crescimento económico Intervenção de boas vindas Comemoração dos 30 Anos APAF Análise Financeira: alicerce do mercado de capitais e do crescimento económico Intervenção de boas vindas Exm.ªs Senhoras, Exm.ºs Senhores É com prazer que, em meu nome e em

Leia mais

A ASSOCIAÇÃO NACIONAL DOS SISTEMAS DE GESTÃO DE RESÍDUOS. 10 de Maio de 2014 Dr. Domingos Saraiva Presidente da Direção da EGSRA

A ASSOCIAÇÃO NACIONAL DOS SISTEMAS DE GESTÃO DE RESÍDUOS. 10 de Maio de 2014 Dr. Domingos Saraiva Presidente da Direção da EGSRA A ASSOCIAÇÃO NACIONAL DOS SISTEMAS DE GESTÃO DE RESÍDUOS 10 de Maio de 2014 Dr. Domingos Saraiva Presidente da Direção da EGSRA Surge da vontade dos Sistemas Intermunicipais, que até então se representavam

Leia mais

População 1 milhão habitantes (aproximadamente) (Census 2001) Produção anual de RSU cerca de 480.000 ton/ano capitação 1,3 kg/(hab/dia)

População 1 milhão habitantes (aproximadamente) (Census 2001) Produção anual de RSU cerca de 480.000 ton/ano capitação 1,3 kg/(hab/dia) Constituída por oito Municípios pertencentes à Área Metropolitana do Porto Área: 0.7% 648 km 2 População: 10.3% da população de Portugal População 1 milhão habitantes (aproximadamente) (Census 2001) Produção

Leia mais

Introdução à Responsabilidade Social das Pequenas e Médias Empresas

Introdução à Responsabilidade Social das Pequenas e Médias Empresas Introdução à Responsabilidade Social das Pequenas e Médias Empresas Este guia foi produzido como parte da Campanha de Consciencialização Pan-Europeia sobre RSE, uma iniciativa da Comissão Europeia, Directoria

Leia mais

Assistência Médica e Saúde

Assistência Médica e Saúde Assistência Médica e Saúde O Governo da RAEM define e prossegue as linhas de acção governativa de Tratamento seguro e adequado com prioridade para a prevenção em correspondência à directriz de elevar a

Leia mais

A Rockwell Automation está empenhada em aplicar. É nossa política irmos além do mero cumprimento. dos regulamentos e agirmos no interesse das

A Rockwell Automation está empenhada em aplicar. É nossa política irmos além do mero cumprimento. dos regulamentos e agirmos no interesse das ISO 14001 A4PT.QXD 8/31/99 4:52 PM Page 1 POLÍTICA AMBIENTAL A Rockwell Automation está empenhada em aplicar os mais altos padrões de gestão ambiental mundial. É nossa política irmos além do mero cumprimento

Leia mais

ANA Aeroportos de Portugal Aeroportos e Ruído: Uma Gestão de Compromisso

ANA Aeroportos de Portugal Aeroportos e Ruído: Uma Gestão de Compromisso ANA Aeroportos de Portugal Aeroportos e Ruído: Uma Gestão de Compromisso O ruído tem vindo a assumir um lugar de destaque no conjunto de preocupações dos cidadãos em matéria ambiental. De acordo com informação

Leia mais

Fundos Comunitários. geridos pela Comissão Europeia. M. Patrão Neves. www.mpatraoneves.pt. www.mpatraoneves.pt. www.mpatraoneves.

Fundos Comunitários. geridos pela Comissão Europeia. M. Patrão Neves. www.mpatraoneves.pt. www.mpatraoneves.pt. www.mpatraoneves. Fundos Comunitários geridos pela Comissão Europeia M. Patrão Neves Fundos comunitários: no passado Dependemos, de forma vital, dos fundos comunitários, sobretudo porque somos um dos países da coesão (e

Leia mais

ITIL v3 melhora Gestão de Serviço de TI no CHVNG/Espinho

ITIL v3 melhora Gestão de Serviço de TI no CHVNG/Espinho Centro Hospitalar Vila Nova de Gaia/Espinho ITIL v3 melhora Gestão de Serviço de TI no CHVNG/Espinho Sumário País Portugal Sector Saúde Perfil do Cliente O Centro Hospitalar Vila Nova de Gaia/Espinho envolve

Leia mais

Estamos no bom caminho

Estamos no bom caminho O PROJECTO O Life ECOVIA é um projecto liderado pela Brisa, Auto-Estradas de Portugal, S.A., aprovado pela Comissão Europeia no âmbito do Programa Life Ambiente. Este projecto visa a criação de novos materiais

Leia mais

- PERFIL DO GRUPO - O Portfólio de negócios, obedece a um critério de maturidade e geração de valor, no qual o Grupo, concilia:

- PERFIL DO GRUPO - O Portfólio de negócios, obedece a um critério de maturidade e geração de valor, no qual o Grupo, concilia: GRUPO FERREIRA A GFH, é um Grupo sólido e inovador, detendo um curriculum de projectos de qualidade reconhecida, com um portfólio de negócios diversificado, e que aposta no processo de internacionalização,

Leia mais

RECICLA e FERTILIZA: dois exemplos de como transformar o lixo em recurso

RECICLA e FERTILIZA: dois exemplos de como transformar o lixo em recurso RECICLA e FERTILIZA: dois exemplos de como transformar o lixo em recurso No âmbito do PROJECTO PILOTO PARA O DESENVOLVIMENTO DA RECICLAGEM DE RESÍDUOS SÓLIDOS URBANOS E DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL COM O ENVOLVIMENTO

Leia mais

Relatório de Sustentabilidade 2014

Relatório de Sustentabilidade 2014 1 Relatório de Sustentabilidade 2014 2 Linha do Tempo TAM VIAGENS 3 Política de Sustentabilidade A TAM Viagens uma Operadora de Turismo preocupada com a sustentabilidade, visa fortalecer o mercado e prover

Leia mais

ESPOSENDE PACTO DE AUTARCAS

ESPOSENDE PACTO DE AUTARCAS ESPOSENDE PACTO DE AUTARCAS Novembro de 2010 CÂMARA MUNICIPAL DE ESPOSENDE ESPOSENDE AMBIENTE, EEM OBJECTIVOS DE COMBATE ÀS ALTERAÇÕES CLIMÁTICAS Até ao ano de 2020, Aumentar em 20% a eficiência energética

Leia mais

Plano de Comunicação e Educação para a Sustentabilidade

Plano de Comunicação e Educação para a Sustentabilidade Plano de Comunicação e Educação para a Sustentabilidade Versão 2.0 de 4 de Junho de 2007 Promotores: Co-financiamento: Introdução A Agenda 21 do Vale do Minho é um processo de envolvimento dos cidadãos

Leia mais

FN-HOTELARIA, S.A. UMA EMPRESA NO MUNDO!

FN-HOTELARIA, S.A. UMA EMPRESA NO MUNDO! UMA EMPRESA NO MUNDO! 1 UMA IMAGEM VALE MAIS QUE MIL PALAVRAS! Actualmente a FN-Hotelaria é uma empresa no mundo! Estamos presentes em alguns mercados internacionais: - São Tomé e Príncipe - Angola - Cabo

Leia mais

DIAGNÓSTICO PRÁTICAS DE RESPONSABILIDADE SOCIAL NAS EMPRESAS DOS AÇORES

DIAGNÓSTICO PRÁTICAS DE RESPONSABILIDADE SOCIAL NAS EMPRESAS DOS AÇORES APRESENTAÇÃO DE RESULTADOS DIAGNÓSTICO PRÁTICAS DE RESPONSABILIDADE SOCIAL NAS EMPRESAS DOS AÇORES JUNHO DE 2012 CENTRO ESTUDOS NATÁLIA CORREIA PONTA DELGADA CATARINA BORGES AGRADECIMENTOS SECRETARIA REGIONAL

Leia mais

ALIANÇA ESTRATÉGICA DA SAÚDE E AMBIENTE PARA A IMPLEMENTAÇÃO DA DECLARAÇÃO DE LIBREVILLE

ALIANÇA ESTRATÉGICA DA SAÚDE E AMBIENTE PARA A IMPLEMENTAÇÃO DA DECLARAÇÃO DE LIBREVILLE ALIANÇA ESTRATÉGICA DA SAÚDE E AMBIENTE PARA A IMPLEMENTAÇÃO DA DECLARAÇÃO DE LIBREVILLE Projecto IMCHE/2/CP2 1 ALIANÇA ESTRATÉGICA DA SAÚDE E AMBIENTE PARA A IMPLEMENTAÇÃO DA DECLARAÇÃO DE LIBREVILLE

Leia mais

Como saber se sua empresa é. Sustentável Guia Definitivo para Diagnóstico

Como saber se sua empresa é. Sustentável Guia Definitivo para Diagnóstico Como saber se sua empresa é Sustentável Guia Definitivo para Diagnóstico Sumário 02 Introdução Presença na estratégia Práticas Pré produção Práticas Produção Práticas Gestão Como verificar 03 04 06 07

Leia mais

Case study. Novo Conceito de Hotelaria SUSTENTABILIDADE 360 NA HOTELARIA EM PORTUGAL EMPRESA ENVOLVIMENTO

Case study. Novo Conceito de Hotelaria SUSTENTABILIDADE 360 NA HOTELARIA EM PORTUGAL EMPRESA ENVOLVIMENTO Case study 2010 Novo Conceito de Hotelaria SUSTENTABILIDADE 360 NA HOTELARIA EM PORTUGAL EMPRESA A Inspira, uma joint-venture formalizada em 2006 entre o grupo Blandy, com sede na Madeira e larga experiência

Leia mais

Apresentação Corporativa

Apresentação Corporativa CONSULTORIA E ESTUDOS TÉCNICOS DE AMBIENTE E SEGURANÇA, S.A. Apresentação Corporativa Dezembro 2011 Propriedade da Enviprime 12/2011. Proibida a Cópia Sem Autorização Prévia SOBRE A ENVIPRIME, S.A. é uma

Leia mais

Projeto de Incentivo à Reciclagem

Projeto de Incentivo à Reciclagem Projeto de Incentivo à Reciclagem Boas Práticas em Meio Ambiente Apresentação: O objetivo do seguinte projeto tem a finalidade de auxiliar a implementação da Coleta Seletiva e posteriormente envio para

Leia mais

III Conferência Internacional sobre Resíduos Urbanos. Sociedade Ponto Verde Reutilização e Reciclagem. Objectivos 2020

III Conferência Internacional sobre Resíduos Urbanos. Sociedade Ponto Verde Reutilização e Reciclagem. Objectivos 2020 III Conferência Internacional sobre Resíduos Urbanos Porto, 23 e 24 de Outubro de 2008 Sociedade Ponto Verde Reutilização e Reciclagem. Objectivos 2020 Luís Veiga Martins REUTILIZAÇÃO OU RECICLAGEM COEXISTÊNCIA

Leia mais

Questionário do Pessoal Docente do Pré-escolar

Questionário do Pessoal Docente do Pré-escolar Questionário do Pessoal Docente do Pré-escolar Liderança 1.1 1.2 1.3 1.4 1. As decisões tomadas pelo Conselho Pedagógico, pela Direção e pelo Conselho Geral são disponibilizadas atempadamente. 2. Os vários

Leia mais

PLANO DE COMUNICAÇÃO 2014/2015 Comunidade escolar

PLANO DE COMUNICAÇÃO 2014/2015 Comunidade escolar PLANO DE COMUNICAÇÃO 2014/2015 Comunidade escolar DADOS GERAIS RESINORTE Valorização e Tratamento de Resíduos Sólidos, SA: A entidade responsável pela exploração e gestão do sistema multimunicipal de triagem,

Leia mais

Plano de Acção 2010-11. Escola Básica 2.3 Professor Noronha Feio Queijas, Oeiras. Página 1 de 7

Plano de Acção 2010-11. Escola Básica 2.3 Professor Noronha Feio Queijas, Oeiras. Página 1 de 7 Página 1 de 7 Diagnóstico Objectivos Diagnóstico Acções Recursos Intervenientes Calendarização Água Resíduos Energia Transportes Biodiversidade Mar Plano de Acção Elementos do Plano de Acção Temas em que

Leia mais

III Fórum Rede Portuguesa de Cidades Saudáveis 15 de Outubro de 2010, Ponta Delgada, Açores Saúde em Todas as Políticas Locais

III Fórum Rede Portuguesa de Cidades Saudáveis 15 de Outubro de 2010, Ponta Delgada, Açores Saúde em Todas as Políticas Locais III Fórum Rede Portuguesa de Cidades Saudáveis 15 de Outubro de 2010, Ponta Delgada, Açores Saúde em Todas as Políticas Locais I Sessão Plenária: Saúde em Todas as Políticas Locais Reduzir as Desigualdades

Leia mais

NOS@EUROPE. O Desafio da Recuperação Económica e Financeira. Prova de Texto. Nome da Equipa GMR2012

NOS@EUROPE. O Desafio da Recuperação Económica e Financeira. Prova de Texto. Nome da Equipa GMR2012 NOS@EUROPE O Desafio da Recuperação Económica e Financeira Prova de Texto Nome da Equipa GMR2012 Alexandre Sousa Diogo Vicente José Silva Diana Almeida Dezembro de 2011 1 A crise vista pelos nossos avós

Leia mais

A PHC atingiu recentemente os 400 clientes Licença Garantida. No mercado há pouco mais de um ano, a modalidade que permite os clientes PHC renovarem a licença do seu software por três anos já representa

Leia mais

(2006/C 297/02) considerando o seguinte: constatando que:

(2006/C 297/02) considerando o seguinte: constatando que: C 297/6 Resolução do Conselho e dos Representantes Governos dos Estados-Membros, reunidos no Conselho, relativa à realização dos objectivos comuns em matéria de participação e informação dos jovens para

Leia mais

Sessão de Abertura Muito Bom dia, Senhores Secretários de Estado Senhor Presidente da FCT Senhoras e Senhores 1 - INTRODUÇÃO

Sessão de Abertura Muito Bom dia, Senhores Secretários de Estado Senhor Presidente da FCT Senhoras e Senhores 1 - INTRODUÇÃO Sessão de Abertura Muito Bom dia, Senhores Secretários de Estado Senhor Presidente da FCT Senhoras e Senhores 1 - INTRODUÇÃO Gostaria de começar por agradecer o amável convite que a FCT me dirigiu para

Leia mais

FORMAÇÃO SOBRE: GÉNERO E DESENVOLVIMENTO

FORMAÇÃO SOBRE: GÉNERO E DESENVOLVIMENTO Projecto PIGEM FORMAÇÃO SOBRE: GÉNERO E DESENVOLVIMENTO LUBANGO 28 DE ABRIL DE 2015 ELABORADO POR: MARIANA SOMA /PRELECTORA 1 GÉNERO E DESENVOLVIMENTO CONCEITO É uma abordagem que se concentra nas relações

Leia mais

Cada instituição tem que obrigatoriamente apresentar as facturas das respectivas despesas no âmbito do projecto candidatado.

Cada instituição tem que obrigatoriamente apresentar as facturas das respectivas despesas no âmbito do projecto candidatado. Programa de Educação Ambiental Círculo Mágico 2007/2008 O programa Círculo Mágico, ano lectivo 2007/2008, seguirá a seguinte metodologia: Abordará, no âmbito do apoio aos projectos candidatados pelas escolas,

Leia mais

CAPÍTULO I Disposições gerais

CAPÍTULO I Disposições gerais Regulamento Municipal do Banco Local de Voluntariado de Lagoa As bases do enquadramento jurídico do voluntariado, bem como, os princípios que enquadram o trabalho de voluntário constam na Lei n.º 71/98,

Leia mais

PROTOCOLO ENTRE O MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO E O MINISTÉRIO DA SAÚDE

PROTOCOLO ENTRE O MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO E O MINISTÉRIO DA SAÚDE PROTOCOLO ENTRE O MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO E O MINISTÉRIO DA SAÚDE A promoção da educação para a saúde em meio escolar é um processo em permanente desenvolvimento para o qual concorrem os sectores da Educação

Leia mais

Redução da pegada de carbono por colaborador

Redução da pegada de carbono por colaborador Redução da pegada de carbono por colaborador 1 Redução da pegada de carbono por colaborador As atividades da consultoria jurídica são impulsionadoras de impactos ambientais significativos, sobretudo pelas

Leia mais

A MOBILIDADE URBANA E A SUSTENTABILIDADE DAS CIDADES. Opções da União Europeia e posição de Portugal

A MOBILIDADE URBANA E A SUSTENTABILIDADE DAS CIDADES. Opções da União Europeia e posição de Portugal A MOBILIDADE URBANA E A SUSTENTABILIDADE DAS CIDADES Opções da União Europeia e posição de Portugal 1 I Parte - O Plano de Acção da EU Plano de Acção para a Mobilidade Urbana Publicado pela Comissão Europeia

Leia mais

AVALIAÇÃO GLOBAL DA SATISFAÇÃO DE CLIENTES - 2006 -

AVALIAÇÃO GLOBAL DA SATISFAÇÃO DE CLIENTES - 2006 - AVALIAÇÃO GLOBAL DA SATISFAÇÃO DE CLIENTES - 2006 - JUNHO 2007 AVALIAÇÃO GLOBAL DA SATISFAÇÃO DE CLIENTES - 2006 De modo a automatizar de forma simples a realização da Avaliação da Satisfação de Clientes,

Leia mais

18/06/2009. Quando cuidar do meio-ambiente é um bom negócio. Blog: www.tudibao.com.br E-mail: silvia@tudibao.com.br.

18/06/2009. Quando cuidar do meio-ambiente é um bom negócio. Blog: www.tudibao.com.br E-mail: silvia@tudibao.com.br. Marketing Ambiental Quando cuidar do meio-ambiente é um bom negócio. O que temos visto e ouvido falar das empresas ou associado a elas? Blog: www.tudibao.com.br E-mail: silvia@tudibao.com.br 2 3 Sílvia

Leia mais

Waste Lab. Development Standards) e são compostos

Waste Lab. Development Standards) e são compostos Waste Lab 1 Waste Lab Inicialmente era designada como área de resíduos, mas hoje em dia é conhecido como laboratório. Estamos a falar da gestão de resíduos do CascaiShopping, centro comercial da Sonae

Leia mais

As potencialidades do cluster Português da água ao serviço do desenvolvimento sustentável

As potencialidades do cluster Português da água ao serviço do desenvolvimento sustentável As potencialidades do cluster Português da água ao serviço do desenvolvimento sustentável PAULO LEMOS, Secretário de Estado Ambiente e do Ordenamento do Território Missão da Parceria Portuguesa para a

Leia mais

ROCK IN RIO. por um mundo melhor

ROCK IN RIO. por um mundo melhor ROCK IN RIO por um mundo melhor 1 ROCK IN RIO 13 Edições MOBILIZOU 7.000.000Pessoas 80 Dias de música 1.183 Bandas Impõe responsabilidades Compromisso de retribuir e contribuir para o desenvolvimento e

Leia mais

Recursos Humanos e Qualidade

Recursos Humanos e Qualidade K Recursos Humanos e Qualidade na Gestão das Organizações do 3.º Sector S. Brás de Alportel, 11 de Dezembro de 2009 S. l Brás de Alportel, 11 de Dezembro de 2009_Isaque Dias O que é que fazem as Organizações

Leia mais

"PANORAMA DA COLETA SELETIVA DE LIXO NO BRASIL"

PANORAMA DA COLETA SELETIVA DE LIXO NO BRASIL Reciclagem e Valorizaçã ção o de Resíduos Sólidos S - Meio Ambiente UNIVERSIDADE DE SÃO S O PAULO "PANORAMA DA COLETA SELETIVA DE LIXO NO BRASIL" Associação sem fins lucrativos, o CEMPRE se dedica à promoção

Leia mais

São mais de 80 os serviços que garantem o correcto acondicionamento e encaminhamento do papel/cartão para os respectivos pontos de recolha.

São mais de 80 os serviços que garantem o correcto acondicionamento e encaminhamento do papel/cartão para os respectivos pontos de recolha. A Câmara Municipal procura ser um exemplo de bom desempenho ambiental. A gestão ambiental da autarquia promove, através de um conjunto de projectos, a reciclagem junto dos munícipes e dos seus trabalhadores.

Leia mais

III Forum ERS A Nova Lei-Quadro e os Prestadores de Saúde Fundação Eng. António de Almeida, Porto 27 Setembro, 16 horas

III Forum ERS A Nova Lei-Quadro e os Prestadores de Saúde Fundação Eng. António de Almeida, Porto 27 Setembro, 16 horas III Forum ERS A Nova Lei-Quadro e os Prestadores de Saúde Fundação Eng. António de Almeida, Porto 27 Setembro, 16 horas Começo por cumprimentar os membros deste painel, Professor João Carvalho das Neves,

Leia mais

A Gestão da experiência do consumidor é essencial

A Gestão da experiência do consumidor é essencial A Gestão da experiência do consumidor é essencial Sempre que um cliente interage com a sua empresa, independentemente do canal escolhido para efetuar esse contacto, é seu dever garantir uma experiência

Leia mais

O Sistema Integrado de Gestão de Qualidade e Ambiente da Câmara Municipal de Esposende

O Sistema Integrado de Gestão de Qualidade e Ambiente da Câmara Municipal de Esposende SEMINÁRIO: QUALIDADE E EXCELÊNCIA NA SOCIEDADE DA INFORMAÇÃO ÃO Porto, 3 e 4 de Novembro de 2005 O Sistema Integrado de Gestão de Qualidade e Ambiente da Câmara Municipal de Esposende Carla Dias carla.dias@cm-esposende.pt

Leia mais