Tribunal de Justiça do Estado de Mato Grosso - Ano XXXII - Cuiabá/MT DISPONIBILIZADO na Sexta-Feira, 15 de Agosto de Edição nº 7918

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Tribunal de Justiça do Estado de Mato Grosso - Ano XXXII - Cuiabá/MT DISPONIBILIZADO na Sexta-Feira, 15 de Agosto de 2008 - Edição nº 7918"

Transcrição

1 Tribunal de Justiça do Estado de Mato Grosso - Ano XXXII - Cuiabá/MT DISPONIBILIZADO na Sexta-Feira, 15 de Agosto de Edição nº 7918 Poder Judiciário TRIBUNAL PLENO Des. Paulo Inácio Dias Lessa - Presidente Des. Benedito Pereira do Nascimento Desa. Shelma Lombardi de Kato Des. Licínio Carpinelli Stefani Des. Leônidas Duarte Monteiro Des. José Ferreira Leite Des. José Jurandir de Lima Des. Antônio Bitar Filho Des. José Tadeu Cury Des. Mariano Alonso Ribeiro Travassos Des. Orlando de Almeida Perri Des. Jurandir Florêncio de Castilho Des. Rubens de Oliveira Santos Filho Des. Manoel Ornellas de Almeida Des. Donato Fortunato Ojeda Des. Paulo da Cunha Des. José Silvério Gomes Des. Diocles de Figueiredo Des. José Luiz de Carvalho Des. Sebastião de Moraes Filho Des. Juracy Persiani Des. Evandro Stábile Des. Márcio Vidal Des. Rui Ramos Ribeiro Des. Guiomar Teodoro Borges Desa. Maria Helena Gargaglione Póvoas Des. Juvenal Pereira da Silva Des. Carlos Alberto Alves da Rocha ÓRGÃO ESPECIAL Sessões: 2ª e 4ª - Quintas-feiras do mês Matéria Judiciária - Plenário 01 Sessões: 3ª - Quinta-feira do mês Matéria Administrativa - Plenário 01 Des. Paulo Inácio Dias Lessa - Presidente Des. Benedito Pereira do Nascimento Desa. Shelma Lombardi de Kato Des. Licínio Carpinelli Stefani Des. Leônidas Duarte Monteiro Des. José Ferreira Leite Des. José Jurandir de Lima Des. Antônio Bitar Filho Des. José Tadeu Cury Des. Mariano Alonso Ribeiro Travassos Des. Orlando de Almeida Perri Des. Jurandir Florêncio de Castilho Des. Rubens de Oliveira Santos Filho Des. Manoel Ornellas de Almeida Des. Donato Fortunato Ojeda Des. Paulo da Cunha Des. José Silvério Gomes CONSELHO DA MAGISTRATURA Sessões: 4ª - Sexta-feira do mês - Salão Oval da Presidência Des. Paulo Inácio Dias Lessa - Presidente Des. Rubens de Oliveira Santos Filho - Vice-Presidente Des. Orlando de Almeida Perri - Corredor-Geral de Justiça PRIMEIRA TURMA DE CÂMARAS CÍVEIS REUNIDAS Sessões: 1ª - Terça-feira do mês - Plenário 02 Des. Licínio Carpinelli Stefani Des. Antônio Bitar Filho Des. José Tadeu Cury Des. Jurandir Florêncio de Castilho Des. Donato Fortunato Ojeda Des. Evandro Stábile Des. Guiomar Teodoro Borges Desa. Maria Helena Gargaglione Póvoas SEGUNDA TURMA DE CÂMARAS CÍVEIS REUNIDAS Sessões: 3ª - Terça-feira do mês - Plenário 02 Des. Benedito Pereira do Nascimento - Presidente Des. Leônidas Duarte Monteiro Des. José Ferreira Leite Des. Mariano Alonso Ribeiro Travassos Des. José Silvério Gomes Des. Sebastião de Moraes Filho Des. Juracy Persiani Des. Márcio Vidal Des. Carlos Alberto Alves da Rocha TURMA DE CÂMARAS CRIMINAIS REUNIDAS Sessões: 1ª - Quinta-feira do mês - Plenário 02 Desa. Shelma Lombardi de Kato - Presidente Des. José Jurandir de Lima Des. Manoel Ornellas de Almeida Des. Paulo da Cunha Des. Diocles de Figueiredo Des. José Luiz de Carvalho Des. Rui Ramos Ribeiro Des. Juvenal Pereira da Silva PRIMEIRA CÂMARA CÍVEL Sessões: Segundas-feiras - Plenário 03 Des. Licínio Carpinelli Stefani - Presidente Des. José Tadeu Cury Des. Jurandir Florêncio de Castilho Dr. José Mauro Bianchini Fernandes Juiz Substituto de 2º grau SEGUNDA CÂMARA CÍVEL Sessões: Quartas-feiras - Plenário 02 Des. Antônio Bitar Filho - Presidente Des. Donato Fortunato Ojeda Desa. Maria Helena Gargaglione Póvoas Dra. Clarice Claudino da Silva Juíza Substituta de 2º grau TERCEIRA CÂMARA CÍVEL Sessões: Segundas-feiras - Plenário 02 Des. Evandro Stábile - Presidente Des. Guiomar Teodoro Borges Dr. Antonio Horácio da Silva Neto Juiz Substituto de 2º grau QUARTA CÂMARA CÍVEL Sessões: Segundas-feiras - Plenário 01 Des. Benedito Pereira do Nascimento - Presidente Des. José Silvério Gomes Des. Márcio Vidal Dra. Marilsen Andrade Adário Juíza Substituta de 2º grau QUINTA CÂMARA CÍVEL Sessões: Quartas-feiras - Plenário 01 Des. Leônidas Duarte Monteiro - Presidente Des. Sebastião de Moraes Filho Des. Carlos Alberto Alves da Rocha SEXTA CÂMARA CÍVEL Sessões: Quartas-feiras - Plenário 03 Des. José Ferreira Leite - Presidente Des. Mariano Alonso Ribeiro Travassos Des. Juracy Persiani Dr, Marcelo Souza de Barros Juiz Substituto de 2º grau PRIMEIRA CÂMARA CRIMINAL Sessões: Terças-feiras - Plenário 04 Desa. Shelma Lombardi de Kato - Presidente Des. Rui Ramos Ribeiro Des. Juvenal Pereira da Silva Dra. Graciema Ribeiro de Caravellas Juíza Substituta de 2º grau SEGUNDA CÂMARA CRIMINAL Sessões: Quartas-feiras - Plenário 04 Des. Manoel Ornellas de Almeida - Presidente Des. Paulo da Cunha Dr. Carlos Roberto Correia Pinheiro Juiz Substituto de 2º grau TERCEIRA CÂMARA CRIMINAL Sessões: Segundas-feiras - Plenário 04 Des. José Jurandir de Lima - Presidente Des. Diocles de Figueiredo Des. José Luiz de Carvalho Dr. Cirio Miotto Juiz Substituto de 2º grau

2 Índice Tribunal de Justiça 5 Corregedoria Geral da Justiça 5 Coordenadoria Judiciária 5 Primeira Câmara Cível 5 Segunda Câmara Cível 6 Quarta Câmara Cível 15 Quinta Câmara Cível 17 Sexta Câmara Cível 18 Segunda Câmara Criminal 19 Terceira Câmara Criminal 20 Segunda Turma de Câmaras Cíveis Reunidas 21 Turma de Câmaras Criminais Reunidas 22 Coordenadoria de Recursos Humanos 22 Departamento de Pagamento de Pessoal 23 Supervisão dos Juizados Especiais 23 2ª Turma Recursal 23 3ª Turma Recursal 23 Comarcas 26 Terceira Entrância 26 Comarca de Alta Floresta 26 2ª Vara 26 4ª Vara 26 5ª Vara 28 Comarca de Barra do Garças 28 Diretoria do Forúm 28 1ª Vara Cível 28 2ª Vara Cível 32 3ª Vara Cível 33 2ª Vara Criminal 35 Vara Especializada dos Juizados Especiais 37 Comarca de Cáceres 38 1ª Vara Cível 39 4ª Vara Cível 42 2ª Vara Criminal 44 Comarca de Sorriso 51 2ª Vara 51 4ª Vara 58 Comarca de Diamantino 63 1ª Vara Cível 63 3ª Vara Cível 64 Comarca de Tangará da Serra 66 2ª Vara Cível 66 5ª Vara Cível 71 Comarca de Primavera do Leste 73 5ª Vara Cível 73 Comarca de Sinop 77 1ª Vara Cível 77 2ª Vara Cível 80 3ª Var Cível 80 4ª Vara Cível 81 6ª Vara Cível 82 1ª Vara Criminal 83 Segunda Entrância 84 Comarca de Água Boa 84 1ª Vara 84 2ª Vara 84 Comarca de Alto Araguaia 86 1ª Vara 86 2ª Vara 87 Comarca de Lucas do Rio Verde 89 2ª Vara 89 3ª Vara 90 4ª Vara 92 Comarca de Poxoréo 93 1ª Vara 93 Comarca de Mirassol D'Oeste 94 2ª Vara 94 Comarca de São josé do Rio Claro 97 1ª Vara 97 Comarca de Nova Mutum 100 Diretoria do Fórum 100 Comarca de Nova Xavantina 100 2ª Vara 100 Comarca de Paranatinga 101 1ª Vara 101 2ª Vara 104 Comarca de Peixoto de Azevedo 107 1ª Vara 107 Comarca de Barra do Bugres 109 1ª Vara 109 2ª Vara 110 Comarca de Campo Verde 110 1ª Vara 110 Juizado Especial Cível e Criminal 112 Comarca de Colíder 114 1ª Vara 114 Comarca de Jaciara 114 2ª Vara 114 Comarca de Juara 114

3 1ª Vara 114 Comarca de Juína 122 1ª Vara 122 Primeira Entrância 124 Comarca de Alto Garças 124 Vara Única 124 Comarca de Alto Taquari 124 Vara Única 124 Comarca de Nova Monte Verde 125 Vara Única 125 Comarca de Arenápolis 126 Vara Única 126 Juizado Especial Cível e Criminal 127 Comarca de Itiquira 128 Vara Única 128 Comarca de Paranaita 129 Juizado Especial Cível e Criminal 129 Comarca de Jauru 130 Vara Única 130 Comarca de Poconé 130 Vara Única 130 Comarca de Chapada dos Guimarâes 133 1ª Vara 133 2ª Vara 135 Comarca de Porto dos Gaúchos 135 Vara Única 135 Comarca de Cláudia 136 Vara Única 136 Comarca de São Félix do Araguaia 138 2ª Vara 138 Comarca de Cotriguaçu 139 Vara Única 139 Comarca de Marcelândia 142 Vara Única 142 Juizado Especial Cível e Criminal 143 Comarca de Ribeirão Cascalheira 144 Vara Única 144 Juizado Especial Cível e Criminal 144 Comarca de Rio Branco 145 Vara Única 145 Comarca de Rosário Oeste 145 Vara Única 145 Comarca de Nobres 145 Juizado Especial Cível e Criminal 145 Comarca de Dom Aquino 146 Vara Única 146 Comarca de Feliz Natal 146 Vara Única 146 Comarca de Santo Antônio do Leverger 146 Vara Única 146 Comarca de Guarantâ do Norte 147 Vara Única 147 Juizado Especial Cível e Criminal 149 Comarca de Tapurah 149 Vara Única 149 Comarca de Querência 149 Juizado Especial Cível e Criminal 149 Comarca de Vila Bela da Santíssima Trindade 150 Vara Única 150 Entrância Especial 151 Comarca de Cuiabá 151 Varas Especializadas da Fazenda Pública 154 1ª Vara Especializada da Fazenda Pública 154 3ª Vara Especializada da Fazenda Pública 155 5ª Vara Especializada da Fazenda Pública 161 Varas Especializadas da Infância e Juventude 170 2ª Vara Especializada da Infância e Juventude 170 Juizados Especiais Cíveis 170 Juizado Especial Cível - Planalto 170 Juizado Especial Cível - Porto 170 Varas Cíveis 177 1ª Vara Especializada em Direito Bancário 177 3ª Vara Especializada em Direito Bancário ª Vara Cível 221 Vara Especializada do Meio Ambiente 232 Varas Criminais 234 2ª Vara Criminal 234 3ª Vara Criminal 234 4ª Vara Criminal 235 5ª Vara Criminal 237 6ª Vara Criminal 238 Comarca de Várzea Grande 239

4 Varas Cíveis 239 2ª Vara Cível 239 Varas Especializadas de Família e Sucessões 249 3ª Vara Especializada da Família e Sucessões 249 Varas Especializadas da Fazenda Pública 252 3ª Vara Especializada da fazenda Pública 252 Varas Criminais 252 4ª Vara Criminal 252 Comarca de Rondonópolis 255 Varas Cíveis 255 1ª Vara Cível 255 3ª Vara Cível 261 Varas Especializadas de Família e Sucessões 268 1ª Vara Especializada da Família e Sucessões 268 2ª Vara Especializada da Família e Sucessões 270 Varas Especializadas da Fazenda Pública 272 1ª Vara Especializada da Fazenda Pública 272 2ª Vara Especializada da Fazenda Pública 275 Varas Criminais 277 3ª Vara Criminal 277

5 Aviso nº 04/08-CGJ Tribunal de Justiça Corregedoria Geral da Justiça Comunicado O Desembargador Orlando de Almeida Perri, Corregedor-Geral da Justiça do Estado de Mato Grosso, no uso de suas atribuições legais, Avisa aos MM. Juízes de Direito Diretores dos Foros, Membros do Ministério Público, Advogados, Notários e Registradores e a quem possa interessar, acerca do extravio de selo ocorrido no Cartório do 2º Ofício da Comarca de Confresa, com a seguinte numeração: Ato Gratuito - AAG Registre-se. Publique-se e Cumpra-se. Cuiabá, 08 de agosto de Desembargador Orlando de Almeida Perri Corregedor-Geral da Justiça.x. D e p a r t a m e n t o d e O r i e n t a ç ã o e F i s c a l i z a ç ã o d a S e c r e t a r i a d a Corregedoria-Geral da Justiça, em Cuiabá, 14 de agosto de NILCEMEIRE DOS SANTOS VILELA Diretora do Departamento Visto: LUSANIL EGUES DA CRUZ Coordenador da Secretaria da Corregedoria Coordenadoria Judiciária Primeira Câmara Cível Pauta de Julgamento JULGAMENTOS designados para a sessão ordinária da PRIMEIRA CAMARA CIVEL, às 14:00 horas da próxima segunda-feira (Art. 3º, I, "a" do Ato Regimental nº 02/2005 do Tribunal de Justiça), ou em sessão subsequente segunda-feira seguinte, se não decorrido o prazo previsto no art. 552, parágrafo 1º. do CPC. RECURSO DE AGRAVO DE INSTRUMENTO 48562/ Classe: II-15 COMARCA DE RIBEIRÃO CASCALHEIRA. Protocolo Número/Ano: / 2008 RELATOR: DES. JOSÉ TADEU CURY AGRAVANTE(S): BANCO SCHAHIN S. A. ADVOGADO(S): DR. NELSON PASCHOALOTTO OUTRO(S) AGRAVADO(S): ROSALINA ALVES PINTO ADVOGADO(S): DRA. SÉRGIO ANTÔNIO DE OLIVEIRA RECURSO DE AGRAVO DE INSTRUMENTO 53025/ Classe: II-15 COMARCA CAPITAL. Protocolo Número/Ano: / 2008 RELATOR: DES. JOSÉ TADEU CURY AGRAVANTE(S): MIRAMED - COMÉRCIO E REPRESENTAÇÕES LTDA. ADVOGADO(S): DR. LEONARDO DA SILVA CRUZ AGRAVADO(S): ESTADO DE MATO GROSSO RECURSO DE AGRAVO DE INSTRUMENTO 54302/ Classe: II-15 COMARCA DE RONDONÓPOLIS. Protocolo Número/Ano: / 2008 RELATOR: DES. JOSÉ TADEU CURY AGRAVANTE(S): JOSÉ ROBERTO PATRÍCIO ADVOGADO(S): DR. JOSÉ ANTÔNIO LEITE NOGUEIRA AGRAVADO(S): ANDERSON VIEIRA LEITE E OUTRO(s) ADVOGADO(S): DR. NELSON PEREIRA LOPES OUTRO(S) RECURSO DE AGRAVO DE INSTRUMENTO 57136/ Classe: II-15 COMARCA DE TANGARÁ DA SERRA. Protocolo Número/Ano: / 2008 RELATOR: DES. JURANDIR FLORÊNCIO DE CASTILHO AGRAVANTE(S): ESTADO DE MATO GROSSO ADVOGADO(S): DR. WYLERSON VERANO DE AQUINO SOUSA - PROC. ESTADO AGRAVADO(S): MINISTÉRIO PÚBLICO RECURSO DE AGRAVO DE INSTRUMENTO 62962/ Classe: II-15 COMARCA DE PORTO DOS GAÚCHOS. Protocolo Número/Ano: / 2008 RELATOR: DES. JURANDIR FLORÊNCIO DE CASTILHO AGRAVANTE(S): MÁRIO CESAR LOCATELLI E OUTRO(s) ADVOGADO(S): DR. NILTON FLÁVIO RIBEIRO OUTRO(S) AGRAVADO(S): BANCO CNH CAPITAL S. A. ADVOGADO(S): DR. MARCELO MUCCI LOUREIRO DE MELO OUTRO(S) RECURSO DE AGRAVO DE INSTRUMENTO 63574/ Classe: II-15 COMARCA DE CAMPO VERDE. Protocolo Número/Ano: / 2008 RELATOR: DES. JOSÉ TADEU CURY AGRAVANTE(S): FRANCISCO SALLES DALCIN ADVOGADO(S): DRA. ANDRÉIA SCHNEIDER MARX OUTRO(S) AGRAVADO(S): BAYER CROPSCIENCE LTDA. ADVOGADO(S): DR. MILTON DABUL POMPEU DE BARROS OUTRO(S) RECURSO DE APELAÇÃO CÍVEL 42869/ Classe: II-20 COMARCA DE VÁRZEA GRANDE. Protocolo Número/Ano: / 2008 RELATOR: DES. JOSÉ TADEU CURY APELANTE(S): FRANCIMAR OLIVEIRA CAVALCANTE ADVOGADO(S): DR. JOSÉ ORTIZ GONSALEZ APELADO(S): ESCOLÁSTICA MARIA DE ALMEIDA ADVOGADO(S): Dr. (a) SEBASTIAO LUCIO DE ARRUDA RECURSO DE APELAÇÃO CÍVEL 60749/ Classe: II-20 COMARCA DE VÁRZEA GRANDE. Protocolo Número/Ano: / 2008 RELATOR: DES. JURANDIR FLORÊNCIO DE CASTILHO A P E L A N T E ( S ) : T R I A L P H A C O M E R C I A L, R E P R E S E N T A Ç Ã O E EXPORTAÇÃO LTDA. ADVOGADO(S): Dr. PEDRO ELIAS DOMINGOS DE MELLO OUTRO(S) APELADO(S): MIRAGRÃOS COMERCIAL LTDA ADVOGADO(S): Dr. GILMAR DE SOUZA GONÇALVES OUTRO(S) RECURSO DE APELAÇÃO CÍVEL 64370/ Classe: II-20 COMARCA DE TABAPORÃ. Protocolo Número/Ano: / 2008 RELATOR: DES. JOSÉ TADEU CURY APELANTE(S): ADAUTO NOGUEIRA BORGES E OUTRO(s) ADVOGADO(S): Dr(a). ROGERIO OLIVEIRA GUIMARAES OUTRO(S) APELADO(S): NELSON AMÉRICO ABEGG E SUA ESPOSA ADVOGADO(S): DR. ELPÍDIO MORETTI ESTEVAM RECURSO DE APELAÇÃO CÍVEL 71345/ Classe: II-20 COMARCA CAPITAL. Protocolo Número/Ano: / 2008 RELATOR: DES. JURANDIR FLORÊNCIO DE CASTILHO APELANTE(S): BV FINANCEIRA S. A. - CRÉDITO, FINANCIAMENTO E INVESTIMENTO ADVOGADO(S): DRA. CÁSSIA DE ARAÚJO SOUZA PANTAROTO OUTRO(S) APELADO(S): ADMIR DA SILVA DUARTE ADVOGADO(S): DR. TAKAYOSHI KATAGIRI RECURSO DE APELAÇÃO CÍVEL 77283/ Classe: II-20 COMARCA DE JUSCIMEIRA. Protocolo Número/Ano: / 2008 RELATOR: DES. JURANDIR FLORÊNCIO DE CASTILHO APELANTE(S): MUNICÍPIO DE JUSCIMEIRA ADVOGADO(S): DR. JUSCELINO BARRETO MONTEIRO Disponibilizado - 15/8/2008 Diário da Justiça Eletrônico - MT - Ed. nº 7918 Página 5 de 278

6 OUTRO(S) APELADO(S): LUCIANO GOMES DE ALBUQUERQUE ADVOGADO(S): DR. MAURO BOSCO CABRAL RECURSO DE APELAÇÃO CÍVEL 77417/ Classe: II-20 COMARCA DE JUSCIMEIRA. Protocolo Número/Ano: / 2008 RELATOR: DES. JURANDIR FLORÊNCIO DE CASTILHO APELANTE(S): MUNICÍPIO DE JUSCIMEIRA ADVOGADO(S): DR. JUSCELINO BARRETO MONTEIRO OUTRO(S) APELADO(S): VITALINA ROSA DA COSTA ADVOGADO(S): DR. MAURO BOSCO CABRAL RECURSO DE APELAÇÃO CÍVEL 77462/ Classe: II-20 COMARCA DE JUSCIMEIRA. Protocolo Número/Ano: / 2008 RELATOR: DES. JURANDIR FLORÊNCIO DE CASTILHO APELANTE(S): MUNICÍPIO DE JUSCIMEIRA ADVOGADO(S): DR. JUSCELINO BARRETO MONTEIRO OUTRO(S) APELADO(S): MARIA DO SOCORRO RIBEIRO ADVOGADO(S): DR. MAURO BOSCO CABRAL RECURSO DE APELAÇÃO CÍVEL 4531/ Classe: II-23 COMARCA DE RONDONÓPOLIS. Protocolo Número/Ano: 4531 / 2007 RELATOR: DES. JOSÉ TADEU CURY APELANTE(S): EUCLIDES MOSSELIN GARCIA E OUTRO(s) ADVOGADO(S): DR. SÉRGIO HENRIQUE GUARESCHI OUTRO(S) APELADO(S): ESTEVE S.A. ADVOGADO(S): Dr. DOUGLAS RICARDO GUILHEN MELO OUTRO(S) RECURSO DE APELAÇÃO CÍVEL 44740/ Classe: II-23 COMARCA DE SINOP. Protocolo Número/Ano: / 2008 RELATOR: DES. JOSÉ TADEU CURY APELANTE(S): TRESE DISTRIBUIDORA DE VEÍCULOS E PEÇAS LTDA ADVOGADO(S): DR. FELIPE DE OLIVEIRA SANTOS APELADO(S): VALDIR AGOSTINHO PIRAN ADVOGADO(S): DR. PAULO HUMBERTO BUDÓIA RECURSO DE APELAÇÃO CÍVEL 49510/ Classe: II-23 COMARCA DE PEIXOTO DE AZEVEDO. Protocolo Número/Ano: / 2008 RELATOR: DES. JOSÉ TADEU CURY APELANTE(S): UNIÃO ADVOGADO(S): Dr. MAURO CÉSAR LARA DE BARROS - PROC. FAZ. NACIONAL APELADO(S): A. U. ALMEIDA RECURSO DE APELAÇÃO CÍVEL 54166/ Classe: II-23 COMARCA DE TANGARÁ DA SERRA. Protocolo Número/Ano: / 2008 RELATOR: DES. JURANDIR FLORÊNCIO DE CASTILHO APELANTE(S): MUNICÍPIO DE TANGARÁ DA SERRA ADVOGADO(S): DRA. WALESKA MALVINA PIOVAN MARTINAZZO APELADO(S): JOSE NILSON DOS SANTOS ADVOGADO(S): DR. SÁVIO RICARDO CANTADORI COPETTI- DEF.PÚBL. RECURSO DE APELAÇÃO CÍVEL 74528/ Classe: II-23 COMARCA DE DIAMANTINO. Protocolo Número/Ano: / 2008 RELATOR: DES. JURANDIR FLORÊNCIO DE CASTILHO APELANTE(S): MUNICÍPIO DE DIAMANTINO ADVOGADO(S): Dr. (a) VANESSA PIVATTO OUTRO(S) APELADO(S): MARIA H. FERREIRA DA S. QUEIROZ RECURSO DE APELAÇÃO CÍVEL 75878/ Classe: II-23 COMARCA DE CÁCERES. Protocolo Número/Ano: / 2008 RELATOR: DES. JURANDIR FLORÊNCIO DE CASTILHO APELANTE(S): FAZENDA PÚBLICA ESTADUAL ADVOGADO(S): DRA. MÁRCIA PALMIRO DA SILVA E LIMA - PROC. ESTADO APELADO(S): RENATO MARINI RECURSO DE APELAÇÃO CÍVEL 83024/ Classe: II-23 COMARCA DE PEDRA PRETA. Protocolo Número/Ano: / 2008 RELATOR: DES. JURANDIR FLORÊNCIO DE CASTILHO APELANTE(S): ESTADO DE MATO GROSSO ADVOGADO(S): Dr. (a) NATALIA MARIA PEREIRA DOS SANTOS - PROC. ESTADO APELADO(S): IZOLINA RIBEIRO FRANCISCA ADVOGADO(S): Dr. (a) RENATO GONÇALVES RAPOSO PRIMEIRA SECRETARIA CÍVEL em Cuiabá, aos 13 dias do mês de Agosto de Segunda Câmara Cível Acórdão RECURSO DE AGRAVO DE INSTRUMENTO 5031/ Classe: II-15 COMARCA CAPITAL. Protocolo Número/Ano: 5031 / Julgamento: 6/8/2008. AGRAVANTE(S) - RONTAN ELETRO METALÚRGICA LTDA (Advs: DR. LUCAS GARCIA DE MOURA GAVIÃO, Dra. MARIA BEATRIZ THEODORO GOMES, DRA. ROSEMERI MITSUE OKAZAKI TAKEZARA), AGRAVADO(S) - HELP VIDA PRONTO SOCORRO MÓVEL DE CUIABÁ LTDA (Advs: Dr. JOSE SIMIONI). Relator(a): Exmo(a). Sr(a). DESA. MARIA HELENA GARGAGLIONE PÓVOAS Decisão: Vistos, relatados e discutidos os autos em epígrafe, a eminente Turma Julgadora proferiu a seguinte decisão: POR UNANIMIDADE NEGARAM PROVIMENTO AO RECURSO. EMENTA: RECURSO DE AGRAVO DE INSTRUMENTO - DECLARATÓRIA - AÇÃO CAUTELAR DE SUSTAÇÃO DE PROTESTO - REVOGAÇÃO DE MEDIDA LIMINAR - ALEGAÇÃO DE INTERPOSIÇÃO DA AÇÃO PRINCIPAL FORA DO PRAZO LEGAL - CONTAGEM A PARTIR DA DATA DA EFETIVAÇÃO DA MEDIDA - PRAZO PROCESSUAL - ARTIGOS 184 E 806 DO CPC - RECURSO DESPROVIDO. Concedida a liminar em processo cautelar preparatório, o trintídio legal mencionado no art. 806 do CPC para a propositura da ação principal, tem início na data da efetivação da referida medida, ou seja, quando são cumpridas as determinações constantes na decisão. Considerando que o prazo do art. 806 do CPC é processual, sua contagem deve ocorrer nos termos do art. 184 do CPC, que determina a exclusão do primeiro dia e a inclusão do dia do vencimento, possibilitando, inclusive, a prorrogação do prazo para o primeiro dia útil subseqüente, caso o vencimento coincida com feriados ou dias em que não há expediente forense. RECURSO DE AGRAVO DE INSTRUMENTO 7031/ Classe: II-15 COMARCA DE RONDONÓPOLIS. Protocolo Número/Ano: 7031 / Julgamento: 6/8/2008. AGRAVANTE(S) - ATACADÃO - DISTRIBUIÇÃO, COMÉRCIO E INDÚSTRIA LTDA (Advs: DR. EDIR BRAGA JÚNIOR, Dr. (a) JOAO ROBERTO ZILIANI), AGRAVADO(S) - NAILDE ROSA DA SILVA ARAÚJO & CIA. LTDA. (Advs: DR. VANDERLEI CHILANTE, OUTRO(S)). Relator(a): Exmo(a). Sr(a). DESA. MARIA HELENA GARGAGLIONE PÓVOAS Decisão: Vistos, relatados e discutidos os autos em epígrafe, a eminente Turma Julgadora proferiu a seguinte decisão: POR UNANIMIDADE REJEITARAM A PRELIMINAR ARGÜIDA E NO MÉRITO NEGARAM PROVIMENTO AO RECURSO. EMENTA: RECURSO DE AGRAVO DE INSTRUMENTO - AÇÃO DE DESPEJO FUNDADA NO TÉRMINO DO CONTRATO - LOCAÇÃO DE IMÓVEL NÃO RESIDENCIAL - ANTECIPAÇÃO DE TUTELA INDEFERIDA - PRELIMINAR - CONVERSÃO DO RECURSO À FORMA RETIDA - IMPOSSIBILIDADE - FORMA INCOMPATÍVEL COM A IMPUGNAÇÃO DA DECISÃO RECORRIDA - PRELIMINAR REJEITADA - MÉRITO - AUSÊNCIA DOS REQUISITOS QUE ENSEJAM A ANTECIPAÇÃO DE TUTELA - INDEFERIMENTO MANTIDO - RECURSO IMPROVIDO. Deve ser por instrumento o Agravo interposto de decisão que indefere a antecipação de tutela, tendo em vista a completa imprestabilidade da forma retida para a impugnação de tal espécie de decisão. Tratando-se de Ação de Despejo, a liminar será concedida se preenchidos os requisitos estabelecidos no artigo 59, 1º, inciso I da Lei do Inquilinato (Lei nº 8245/91). Não estando presentes os requisitos i m p r e s c i n d í v e i s à a n t e c i p a ç ã o d e t u t e l a c o n s u b s t a n c i a d o s n a verossimilhança das alegações e fundado receio de dano irreparável ou Disponibilizado - 15/8/2008 Diário da Justiça Eletrônico - MT - Ed. nº 7918 Página 6 de 278

7 de difícil reparação, importa necessariamente no improvimento do recurso. RECURSO DE AGRAVO DE INSTRUMENTO 9552/ Classe: II-15 COMARCA DE TANGARÁ DA SERRA. Protocolo Número/Ano: 9552 / Julgamento: 6/8/2008. AGRAVANTE(S) - UNIMED VALE DO SEPOTUBA - COOPERATIVA DE TRABALHO MÉDICO (Advs: Dr. (a) DANILO SERGIO DE ANDRADE TECHI, Dr. (a) RODRIGO CALETTI DEON, OUTRO(S)), AGRAVADO(S) - PERGENTINO JOSÉ FEDRIGO (Advs: DR. JOACIR JOLANDO NEVES, OUTRO(S)). Relator(a): Exmo(a). Sr(a). DESA. MARIA HELENA GARGAGLIONE PÓVOAS Decisão: Vistos, relatados e discutidos os autos em epígrafe, a eminente Turma Julgadora proferiu a seguinte decisão: POR UNANIMIDADE REJEITARAM A PRELIMINAR DE AUSÊNCIA DE CERTIDÃO DE INTIMAÇÃO DA DECISÃO AGRAVADA; NÃO CONHECERAM AS PRELIMINARES DE CARÊNCIA DE AÇÃO, ILEGITIMIDADE ATIVA E FALTA DE INTERESSE PROCESSUAL E NO MÉRITO NEGARAM PROVIMENTO AO RECURSO. EMENTA: AGRAVO DE INSTRUMENTO - MEDIDA CAUTELAR INOMINADA - PLANO DE SAÚDE COLETIVO - PRELIMINARES - CARÊNCIA DA AÇÃO POR ILEGITIMIDADE ATIVA E AUSÊNCIA DE INTERESSE PROCESSUAL - NÃO CONHECIDAS - QUESTÕES NÃO DECIDIDAS NA INSTÂNCIA SINGULAR - SUPRESSÃO DE INSTÂNCIA - AUSÊNCIA DA CERTIDÃO DE INTIMAÇÃO - NÃO ACOLHIMENTO - PRESENÇA NOS AUTOS - MÉRITO - PRESENÇA DOS REQUISITOS LEGAIS PARA DEFERIMENTO DA LIMINAR - CAUÇÃO - ATO DISCRICIONÁRIO DO JUIZ - ART. 804 DO CPC - DECISÃO MANTIDA - RECURSO IMPROVIDO. As preliminares suscitadas, malgrado envolvam matéria de ordem pública, não merecem análise em sede recursal se no primeiro grau de jurisdição decidiu-se apenas sobre o pedido de antecipação de tutela, porquanto o exame das mesmas resultaria em supressão da instância. Rejeita-se a alegação de ausência da certidão de intimação da decisão agravada, quando se constata a sua presença nos autos do instrumento. Em sede de medida cautelar, estando presentes os requisitos do fumus boni iuris e do periculum in mora, impõe-se a manutenção da decisão singular que deferiu liminar impondo ao Agravante o fornecimento de tratamento quimioterápico recomendado ao Agravado, como o mais adequado para combater sua patologia e controlar seu quadro clínico. Nas ações cautelares, conforme preconiza o art. 804 do CPC, a prestação de caução não constitui uma imposição permanente da lei ao juiz, constituindo uma faculdade a ele oferecida. RECURSO DE AGRAVO DE INSTRUMENTO 11089/ Classe: II-15 COMARCA CAPITAL. Protocolo Número/Ano: / Julgamento: 6/8/2008. AGRAVANTE(S) - ATLANTA MOTOPEÇAS LTDA. - EPP (Advs: DR. SAMUEL DE CAMPOS WIDAL FILHO), AGRAVADO(S) - ESTADO DE MATO GROSSO. Relator(a): Exmo(a). Sr(a). DESA. MARIA HELENA GARGAGLIONE PÓVOAS Decisão: Vistos, relatados e discutidos os autos em epígrafe, a eminente Turma Julgadora proferiu a seguinte decisão: POR UNANIMIDADE E EM CONSONÂNCIA COM O PARECER MINISTERIAL DERAM PROVIMENTO AO RECURSO. EMENTA: AGRAVO DE INSTRUMENTO - MANDADO DE SEGURANÇA I N D I V I D U A L - R E T E N Ç Ã O D E M E R C A D O R I A S E M P O S T O D E FISCALIZAÇÃO PARA RECEBIMENTO DE DIFERENCIAL TRIBUTÁRIO - ILEGALIDADE - LIBERAÇÃO DA MERCADORIA - RECURSO PROVIDO. A apreensão de mercadorias como forma de compelir o contribuinte ao pagamento de diferencial de ICMS configura infração a direito líquido e certo, uma vez que se trata de verdadeiro ato confiscatório, em flagrante desarmonia com o Princípio do Devido Processo Legal. Oportuno, ainda, registrar que o Estado já dispõe de um procedimento privilegiado de execução e dele deve fazer uso para receber os créditos tributários, no qual será assegurado ao contribuinte ampla oportunidade de defesa, motivo pelo qual a apreensão deve ser repelida. RECURSO DE AGRAVO DE INSTRUMENTO 23566/ Classe: II-15 COMARCA CAPITAL. Protocolo Número/Ano: / Julgamento: 18/6/2008. AGRAVANTE(S) - GUILHERME DE FIGUEIREDO BARROS (Advs: DR. GABRIEL LUCAS SCARDINI BARROS), AGRAVADO(S) - ESPÓLIO DE CLARICE ALBERNAZ DE ALBUQUERQUE REPRESENTADO POR CARLOS FERNANDO ALBUQUERQUE (Advs: DR. CLÁUDIO STÁBILE RIBEIRO, OUTRO(S)). Relator(a): Exmo(a). Sr(a). DRA. CLARICE CLAUDINO DA SILVA Decisão: Vistos, relatados e discutidos os autos em epígrafe, a eminente Turma Julgadora proferiu a seguinte decisão: UNANIMEMENTE DERAM PROVIMENTO AO RECURSO. EMENTA: AGRAVO DE INSTRUMENTO - AÇÃO DE EXECUÇÃO - ARREMATAÇÃO PELO CREDOR EM SEGUNDA PRAÇA - DECLARAÇÃO DE NULIDADE DOS IMÓVEIS PENHORADOS - VALOR DE UM DELES NOTORIAMENTE SUPERIOR AO DÉBITO - REDUÇÃO DA CONSTRIÇÃO - PRINCÍPIO DA MENOR ONEROSIDADE - POSSIBILIDADE - DECISÃO REFORMADA - RECURSO PROVIDO. 1. Constatado o excesso de penhora que recaiu sobre dois imóveis quando apenas um deles foi avaliado em quantia notoriamente superior ao débito exeqüendo, a redução é medida que se mostra necessária. 2. Nula é a arrematação realizada pelo credor em evidente prejuízo do devedor que não teve seu pedido de redução da penhora apreciado. 3. A aplicação do princípio da menor onerosidade, delineado no artigo 620 do Código de Processo Civil, é medida que se impõe a fim de evitar a prática de atos desnecessariamente onerosos ao executado, bem como evitar o enriquecimento indevido do credor em detrimento do devedor. RECURSO DE AGRAVO DE INSTRUMENTO 43803/ Classe: II-15 COMARCA DE RONDONÓPOLIS. Protocolo Número/Ano: / Julgamento: 6/8/2008. AGRAVANTE(S) - MARIA APARECIDA RIBEIRO SARDINHA (Advs: Dr(a) CIBELE SILVA PRIETCH), AGRAVADO(S) - INSTITUTO NACIONAL DE PREVIDÊNCIA E ASSISTÊNCIA SOCIAL - INSS. Relator(a): Exmo(a). Sr(a). DESA. MARIA HELENA GARGAGLIONE PÓVOAS Decisão: Vistos, relatados e discutidos os autos em epígrafe, a eminente Turma Julgadora proferiu a seguinte decisão: POR UNANIMIDADE DERAM PROVIMENTO AO RECURSO. EMENTA: RECURSO DE AGRAVO DE INSTRUMENTO - ANTECIPAÇÃO DE TUTELA - FAZENDA PÚBLICA - POSSIBILIDADE - PRESENÇA DOS REQUISITOS DE VEROSSIMILHANÇA DA ALEGAÇÃO E DO REQUISITO DO FUNDADO RECEIO DE DANO IRREPARÁVEL - INTELIGÊNCIA DO ART. 273 DO CPC - RECURSO PROVIDO. Conforme já se posicionou o Superior Tribunal de Justiça, a antecipação de tutela em face da Fazenda Pública pode ser concedida nas situações que não se encontrem inseridas nas hipóteses impeditivas da Lei 9.494/97. Preenchidos os pressupostos exigidos pelo art. 273 do Código de Processo Civil, a antecipação dos efeitos da tutela é medida que se impõe. RECURSO DE AGRAVO DE INSTRUMENTO 66584/ Classe: II-15 COMARCA DE LUCAS DO RIO VERDE. Protocolo Número/Ano: / Julgamento: 16/7/2008. AGRAVANTE(S) - BANCO VOTORANTIM S. A. (Advs: DR. JORGE LUIS ZANON), AGRAVADO(S) - SINDICATO RURAL DE LUCAS DO RIO VERDE (Advs: DR. PAULO ROBERTO MOSER, OUTRO(S)). Relator(a): Exmo(a). Sr(a). DESA. MARIA HELENA GARGAGLIONE PÓVOAS Decisão: Vistos, relatados e discutidos os autos em epígrafe, a eminente Turma Julgadora proferiu a seguinte decisão: POR MAIORIA DE VOTOS,VENCIDA A RELATORA, NÃO CONHECERAM DAS PRELIMINARES DE ILEGITIMIDADE ATIVA, DE FALTA DE INTERESSE E DE INÉPCIA DA INICIAL, NOS TERMOS DO VOTO DO 2º VOGAL. POR UNANIMIDADE REJEITARAM A PRELIMINAR DE NÃO CABIMENTO DO RECURSO, E NO MÉRITO, POR MAIORIA DE VOTOS,VENCIDO O 2º VOGAL, NEGARAM PROVIMENTO AO RECURSO,NOS TERMOS DO VOTO DA RELATORA EMENTA: AGRAVO DE INSTRUMENTO - AÇÃO CIVIL PÚBLICA - PRELIMINARES DE ILEGITIMIDADE ATIVA - INÉPCIA DA INICIAL - FALTA DE INTERESSE DE AGIR - NÃO CONHECIMENTO - PRELIMINAR DE NÃO CABIMENTO DA TUTELA ANTECIPADA AFASTADA - REVISÃO DE CLÁUSULAS CONTRATUAIS - CRÉDITOS ORIUNDOS DO BNDS/FINAME REPASSADO AOS ASSOCIADOS DO SINDICATO AUTOR - CONCESSÃO DE TUTELA ANTECIPADA EM PRIMEIRA INSTÂNCIA DETERMINANDO A SUSPENSÃO DO PAGAMENTO DAS PRESTAÇÕES DEVIDAS E SUSPENSÃO DA INSCRIÇÃO DO NOME DOS ASSOCIADOS NOS CADASTROS DA SERASA, SPC E CADIN ENQUANTO SÃO DISCUTIDAS AS CLÁUSULAS CONTRATUAIS EM JUÍZO - POSSIBILIDADE - AGRAVO DE INSTRUMENTO IMPROVIDO - DECISÃO MANTIDA. As preliminares concernentes na ilegitimidade ativa, inépcia da inicial e falta de interesse processual são matérias que devem ser apreciadas pelo Juiz a quo sob pena de supressão de instância. Segundo o artigo do CPC se o autor, a título de antecipação de tutela requerer providencias de natureza cautelar, poderá o juiz, quando presentes os respectivos pressupostos deferir a medida cautelar em caráter incidental do processo ajuizado. Havendo possibilidade de reconhecimento de nulidade de cláusulas contratuais na ação que objetiva a sua revisão, tal fato atinge a liquidez do crédito o que o torna inexigível enquanto as cláusulas contratuais encontra-se em discussão judicial. Quanto à inscrição dos nomes dos associados nos cadastros da SERASA, SPC e CADIN, não obstante a sua Disponibilizado - 15/8/2008 Diário da Justiça Eletrônico - MT - Ed. nº 7918 Página 7 de 278

8 legalidade, contudo, tendo em vista que a dívida encontra-se sub judice, referida inscrição deve ser suspensa, pois, de outra forma poderá inviabilizar o agricultor de obter linhas de crédito para garantir a continuidade das suas atividades. RECURSO DE AGRAVO DE INSTRUMENTO 78552/ Classe: II-15 COMARCA DE SAPEZAL. Protocolo Número/Ano: / Julgamento: 6/8/2008. AGRAVANTE(S) - PREFEITO MUNICIPAL DE S A P E Z A L ( A d v s : D r. ( a ) D A N I L A T R I N D A D E J. A. G A R C I A ), AGRAVADO(S) - PAULO ALEXANDRE VILLALBA (Advs: DRA. ROSANA DOS SANTOS LEITE - DEFENSORA PÚBLICA). Relator(a): Exmo(a). Sr(a). DESA. MARIA HELENA GARGAGLIONE PÓVOAS Decisão: Vistos, relatados e discutidos os autos em epígrafe, a eminente Turma Julgadora proferiu a seguinte decisão: POR UNANIMIDADE E EM CONSONÂNCIA COM O PARECER MINSTERIAL NEGARAM PROVIMENTO AO RECURSO. EMENTA: AGRAVO DE INSTRUMENTO - MANDADO DE SEGURANÇA - CONCURSO PÚBLICO - ASSISTENTE DE FINANÇAS - CANDIDATO APROVADO - CONTRATAÇÃO DE PESSOAL A TÍTULO PRECÁRIO DENTRO DO PRAZO DE VALIDADE DO CONCURSO - IMPOSSIBILIDADE - DIREITO LÍQUIDO E CERTO À NOMEAÇÃO DO CONCURSADO - LIMINAR DEFERIDA PELA DECISÃO SINGULAR - PRESENÇA DOS PRESSUPOSTOS LEGAIS ENSEJADORES DA MEDIDA - DECISÃO CONFIRMADA - RECURSO IMPROVIDO. Presente os pressupostos autorizadores da providência excepcional, mostra-se correta à decisão singular que defere Liminar em Mandado de Segurança, para efeito de concessão da antecipação da tutela pleiteada. É entendimento doutrinário e jurisprudencial de que a aprovação em concurso público gera mera expectativa de direito à n o m e a ç ã o, c o m p e t i n d o à A d m i n i s t r a ç ã o, d e n t r o d e s e u p o d e r discricionário, nomear os candidatos aprovados de acordo com a sua conveniência e oportunidade. Entretanto, a mera expectativa se convola em direito líquido e certo a partir do momento em que, dentro do prazo de validade do concurso, há contratação de pessoal, de forma precária, para o preenchimento de vagas existentes, em flagrante preterição àqueles que, aprovados em concurso ainda válido, estariam aptos a ocupar o mesmo cargo ou função (REsp n /SC, Min. Felix Fischer). RECURSO DE AGRAVO DE INSTRUMENTO 89662/ Classe: II-15 COMARCA DE JUARA. Protocolo Número/Ano: / Julgamento: 30/7/2008. AGRAVANTE(S) - M. M. A. (Advs: DR. ARISTIDES JOSÉ BOTELHO DE OLIVEIRA), AGRAVADO(S) - N. A.. Relator(a): Exmo(a). Sr(a). DESA. MARIA HELENA GARGAGLIONE PÓVOAS Decisão: Vistos, relatados e discutidos os autos em epígrafe, a eminente Turma Julgadora proferiu a seguinte decisão: RECURSO PROVIDO, À UNANIMIDADE E EM CONSONÂNCIA COM O PARECER MINISTERIAL. EMENTA: RECURSO DE AGRAVO DE INSTRUMENTO - AÇÃO CAUTELAR - ASSISTÊNCIA JUDICIÁRIA GRATUITA - DEFERIMENTO - DECISÃO REFORMADA. Para o deferimento do benefício da assistência judiciária gratuita, basta a parte afirmar que não tem condições de arcar com as custas do processo, e isso, a bem do acesso à justiça, princípio reitor de toda proteção aos direitos e garantias fundamentais dispostos na Constituição de República e nos Tratados Internacionais de Direitos Humanos recepcionados pela ordem jurídica pátria. RECURSO DE AGRAVO DE INSTRUMENTO / Classe: II-15 COMARCA DE RONDONÓPOLIS. Protocolo Número/Ano: / Julgamento: 2/7/2008. AGRAVANTE(S) - MILENA LUIZA MACEDO BONFIM (Advs: DR. GABRIEL GAETA ALEIXO, OUTRO(S)), AGRAVADO(S) - BUNGE FERTILIZANTES S. A. (Advs: DR. ARIVALDO MOREIRA DA SILVA, DR. LUIS FERNANDO DECANINI, OUTRO(S)). Relator(a): Exmo(a). Sr(a). DESA. MARIA HELENA GARGAGLIONE PÓVOAS Decisão: Vistos, relatados e discutidos os autos em epígrafe, a eminente Turma Julgadora proferiu a seguinte decisão: RECURSO PROVIDO, À UNANIMIDADE EMENTA: AGRAVO DE INSTRUMENTO - DÉBITO GARANTIDO DE HIPOTECA - ALEGAÇÃO DE QUE O VALOR DOS IMÓVEIS OFERTADOS EM GARANTIA HIPOTECÁRIA É INFERIOR AOS DÉBITOS - FALTA DE COMPROVAÇÃO - PENHORA ON LINE DE VALORES EM CONTA BANCÁRIA QUANDO O DÉBITO JÁ SE ENCONTRA GARANTIDO POR HIPOTECA - MAIOR GRAVAME AO DEVEDOR - APLICAÇÃO DO ARTIGO 655, 2, DO CPC. Estando o débito garantido por hipoteca de primeiro grau a penhora deverá preferencialmente recair sobre tais bens conforme preceitua o artigo 655, 2, do CPC. RECURSO DE AGRAVO DE INSTRUMENTO / Classe: II-15 COMARCA DE RIBEIRÃO CASCALHEIRA. Protocolo Número/Ano: / Julgamento: 6/8/2008. AGRAVANTE(S) - JOSÉ EUGENIO DE PAIVA E OUTRO(s) (Advs: DR. WILSON JACOB, OUTRO(S)), AGRAVADO(S) - ELY CÉSAR ROCHA JÚNIOR (Advs: Dr. (a) LUCIANO FLEURY DE B A R R O S ). R e l a t o r ( a ) : E x m o ( a ). S r ( a ). D E S A. M A R I A H E L E N A GARGAGLIONE PÓVOAS Decisão: Vistos, relatados e discutidos os autos em epígrafe, a eminente Turma Julgadora proferiu a seguinte decisão: POR UNANIMIDADE NEGARAM PROVIMENTO AO RECURSO. EMENTA: AGRAVO DE INSTRUMENTO - AÇÃO DE MANUTENÇÃO DE POSSE - REALIZAÇÃO DE AUDIÊNCIA DE JUSTIFICAÇÃO PRÉVIA - LIMINAR DEFERIDA - CABIMENTO QUANDO PREENCHIDOS OS REQUISITOS DO ART. 927 DO CPC - DECISÃO CONFIRMADA - RECURSO IMPROVIDO. Conforme artigo 927 do Código de Processo Civil, incumbe ao autor instruir a inicial da Ação de Manutenção Possessória com as provas da sua posse, da turbação ou do esbulho praticado pelo réu e da data em que ocorreu um ou outro, com o que demonstrará a anterioridade de sua posse. Há de ser mantida a liminar concedida em sede de demanda possessória, se as provas testemunhais produzidas na audiência de justificação prévia, corroborada com as provas documentais, forem suficientes para demonstrar a presença dos requisitos arrolados no art. 927 do Código de Processo Civil. RECURSO DE APELAÇÃO CÍVEL 23732/ Classe: II-19 COMARCA CAPITAL. Protocolo Número/Ano: / Julgamento: 16/7/2008. APELANTE(S) - DEPARTAMENTO ESTADUAL DE TRÂNSITO DE MATO GROSSO - DETRAN/MT (Advs: DRA. LAURA A M A R A L V I L E L A, OUTRO(S)), APELADO(S) - PAULO CÉSAR DE SOUZA E OUTRO(s) (Advs: Dr. (a) RICARDO OLIVEIRA LOPES). Relator(a): Exmo(a). Sr(a). DESA. MARIA HELENA GARGAGLIONE PÓVOAS Decisão: Vistos, relatados e discutidos os autos em epígrafe, a eminente Turma Julgadora proferiu a seguinte decisão: POR UNANIMIDADE E EM CONSONÂNCIA COM O PARECER RETIFICADO ORALMENTE, REJEITARAM A PRELIMINAR ARGUIDA E NO MÉRITO IMPROVERAM O RECURSO EMENTA: RECURSO DE APELAÇÃO CÍVEL - MANDADO DE SEGURANÇA - INFRAÇÕES DE TRÂNSITO - PRELIMINAR - INVIABILIDADE DA VIA ELEITA - REJEITADA - PRETENSÃO PAUTADA EM FATO CERTO E DETERMINADO - MÉRITO - CONDICIONAR O LICENCIAMENTO DE VEÍCULO AO PRÉVIO PAGAMENTO DE MULTAS - AUSÊNCIA D E P R O V A D A D U P L A NOTIFICAÇÃO - ILEGALIDADE VERIFICADA - ENUNCIADO DAS SÚMULAS N S 127 E 312 DO STJ - DECLARAÇÃO DE INSUBSISTÊNCIA DAS MULTAS - POSSIBILIDADE - RECURSO DESPROVIDO. É pacífico o entendimento de que só é possível a vinculação do pagamento da multa de trânsito, caso se verifique que a Autarquia responsável procedeu à devida notificação do infrator. Constatada a insuficiência da notificação realizada, torna-se possível a declaração de insubsistência das multas impostas. RECURSO DE APELAÇÃO CÍVEL 50181/ Classe: II-19 COMARCA DE RONDONÓPOLIS. Protocolo Número/Ano: / Julgamento: 2/7/2008. APELANTE(S) - SINDICATO DOS SERVIDORES PÚBLICOS MUNICIPAIS DE RONDONÓPOLIS - SISPMUR (Advs: DR. GLAYTON MARCUS MEIRA NUNES), APELADO(S) - MUNICÍPIO DE RONDONÓPOLIS (Advs: Dr. (a) MARINELLY ARAUJO VIEGAS ORLATO). Redator(a) Designado(a) : Exmo(a). Sr(a). DESA. MARIA HELENA GARGAGLIONE PÓVOAS Decisão: Vistos, relatados e discutidos os autos em epígrafe, a eminente Turma Julgadora proferiu a seguinte decisão: POR MAIORIA DE VOTOS, VENCIDO O RELATOR, ACOLHERAM A PRELIMINAR DE INADEQUAÇÃO DA VIA ELEITA EM CONSONÂNCIA COM O PARECER MINISTERIAL, JULGANDO EXTINTO O FEITO EMENTA: MANDADO DE SEGURANÇA - PRELIMINAR DE INADEQUAÇÃO D A V I A E L E I T A - S Ú M U L A S E D O S T F - R E M É D I O CONSTITUCIONAL PARA SALVAGUARDAR DIREITO LÍQUIDO E CERTO - EXIGÊNCIA DE PROVA PRÉ-CONSTITUÍDA - AUSÊNCIA - NECESSIDADE DE DILAÇÃO PROBATÓRIA - IMPOSSIBILIDADE - AÇÃO EXTINTA SEM JULGAMENTO DO MÉRITO. Súmula nº 269 STF - O mandado de segurança não é substituto de ação de cobrança. Súmula nº 271 STF - Concessão de mandado de segurança não produz efeitos patrimoniais em r e l a ç ã o a p e r í o d o p r e t é r i t o, o s q u a i s d e v e m s e r r e c l a m a d o s administrativamente ou pela via judicial própria No mandado de segurança o Impetrante deve demonstrar de plano, por meio de prova pré-constituída, a situação e o fato que embasa o seu direito, sob pena de ser carecedor Disponibilizado - 15/8/2008 Diário da Justiça Eletrônico - MT - Ed. nº 7918 Página 8 de 278

9 da segurança, o que impõe a extinção do feito sem julgamento do mérito. RECURSO DE APELAÇÃO CÍVEL 77183/ Classe: II-19 COMARCA DE TANGARÁ DA SERRA. Protocolo Número/Ano: / Julgamento: 30/7/2008. APELANTE(S) - MINISTÉRIO PÚBLICO, APELADO(S) - MUNICÍPIO DE TANGARÁ DA SERRA (Advs: DRA. WALESKA MALVINA PIOVAN MARTINAZZO, OUTRO(S)). Relator(a): Exmo(a). Sr(a). DESA. MARIA HELENA GARGAGLIONE PÓVOAS Decisão: Vistos, relatados e discutidos os autos em epígrafe, a eminente Turma Julgadora proferiu a seguinte decisão: POR MAIORIA DE VOTOS, DERAM PARCIAL PROVIMENTO AO RECURSO, VENCIDO O VOGAL. O REPRESENTANTE DO MINISTÉRIO PÚBLICO OPINOU NO SENTIDO DE DAR PROVIMENTO AO APELO. EMENTA: RECURSO DE APELAÇÃO CÍVEL - LEGITIMIDADE ATIVA DO MINISTÉRIO PÚBLICO - AÇÃO CIVIL PÚBLICA PARA TUTELA DE DIREITO INDIVIDUAL DE MENOR - POSSIBILIDADE - INTERESSE INDIVIDUAL INDISPONÍVEL - INCIDÊNCIA DOS INCISOS V E VIII DO ART. 201 DO ECA - MÉRITO DA DEMANDA - FORNECIMENTO DE COMPOSTO ALIMENTAR A MENOR - PAIS DE BOA CONDIÇÃO FINANCEIRA - AUSÊNCIA DE PROVA DE IMPOSSIBILIDADE DE AQUISIÇÃO DO BEM - RECURSO PARCIALMENTE PROVIDO - PEDIDO DE IMPOSIÇÃO DE FORNECIMENTO DESPROVIDO. O Ministério Público possui legitimidade para ajuizar ação civil pública para defender direitos individuais indisponíveis, ainda que em favor de pessoa determinada. Não deve ser imposto ao Município o dever de fornecimento de composto alimentar a menor, quando ausente a demonstração da impossibilidade de aquisição do bem pelos seus genitores. RECURSO DE APELAÇÃO CÍVEL 87745/ Classe: II-19 COMARCA CAPITAL. Protocolo Número/Ano: / Julgamento: 2/7/2008. APELANTE(S) - N. A. M. (Advs: DR. ALBINO CARLOS KRIZIZANOWSKI, DRA. LARISSA DE CARVALHO, Drª MICHELE ALVES DONEGA), APELADO(S) - N. R. B. (Advs: DR. BRENO DEL BARCO NEVES). Redator(a) Designado(a) : Exmo(a). Sr(a). DESA. MARIA HELENA GARGAGLIONE PÓVOAS Decisão: Vistos, relatados e discutidos os autos em epígrafe, a eminente Turma Julgadora proferiu a seguinte decisão: POR MAIORIA DE VOTOS, VENCIDO O RELATOR, NEGARAM PROVIMENTO AO RECURSO EMENTA: RECURSO DE APELAÇÃO CÍVEL - AÇÃO DE ALIMENTOS - PRELIMINAR - EFEITOS DO RECURSO - REJEITADA - CASAL DIVORCIADO - VÍNCULO CONJUGAL EXTINTO - ALIMENTOS REQUERIDOS ANTES DO DIVÓRCIO EM AÇÃO PRÓPRIA - PARTILHA DE BENS SUFICIENTES PARA MANTENÇA DAS PARTES - RECURSO IMPROVIDO. Tendo sido recebido o apelo em seu duplo efeito, a preliminar que suscitava pelo recebimento do recurso no efeito suspensivo perde o seu objeto, logo deve ser rejeitada. Se quando da dissolução matrimonial a partilha de bens é suficiente para a mantença das partes, não há que se falar em pagamento de alimentos. RECURSO DE APELAÇÃO CÍVEL 97499/ Classe: II-19 COMARCA DE SINOP. Protocolo Número/Ano: / Julgamento: 30/7/2008. APELANTE(S) - REPRESENTAÇÕES BIOEU BRUM MADEIRAS LTDA. (Advs: Dr. WILSON CLÁUDIO DA SILVA), APELADO(S) - ESTADO DE MATO GROSSO (Advs: Dr. (a) MÔNICA PAGLIUSO SIQUEIRA - PROCURADORA DO ESTADO), APELADO(S) - CENTRAIS ELÉTRICAS MATOGROSSENSES S. A. - CEMAT (Advs: DRA. MEIRE ROCHA DO NASCIMENTO, OUTRO(S)). Relator(a): Exmo(a). Sr(a). DESA. MARIA HELENA GARGAGLIONE PÓVOAS Decisão: Vistos, relatados e discutidos os autos em epígrafe, a eminente Turma Julgadora proferiu a seguinte decisão: POR UNANIMIDADE REJEITARAM AS PRELIMINARES ARGUIDAS E, NO MÉRITO, POR MAIORIA DE VOTOS, VENCIDO O VOGAL, DERAM PROVIMENTO PARCIAL AO RECURSO, EM CONSONÂNCIA COM O PARECER MINISTERIAL. EMENTA: RECURSO DE APELAÇÃO CÍVEL - MANDADO DE SEGURANÇA - PRELIMINARES - ILEGITIMIDADE PASSIVA DA CONCESSIONÁRIA - ILEGITIMIDADE PASSIVA DO DELEGADO REGIONAL DA FAZENDA ESTADUAL - REJEITADAS - RECURSO PROVIDO - ART º CPC - ANÁLISE DO MANDAMUS - INCIDÊNCIA DE ICMS SOBRE O VALOR TOTAL DA DEMANDA RESERVADA DE POTÊNCIA - ILEGALIDADE - INCIDÊNCIA RESTRITA À ENERGIA ELÉTRICA EFETIVAMENTE CONSUMIDA - COMPENSAÇÃO - VALORES PAGOS INDEVIDAMENTE - POSSIBILIDADE EM PROCEDIMENTO PRÓPRIO E DIVERSO À AÇÃO MANDAMENTAL QUE PROPORCIONARÁ PRODUÇÃO DE PROVA DOCUMENTAL E PERICIAL PARA AFERIR O QUANTUM EXATO - RECURSO PARCIALMENTE PROVIDO. A concessionária de serviço público possui legitimidade para figurar no pólo passivo de ação mandamental que visa coibir a cobrança de ICMS sobre energia elétrica não consumida, uma vez que no exercício de função delegada, presta o serviço e arrecada o tributo, além de ser alcançada pela decisão do mandamus. Se o Delegado Regional de Fazenda é o responsável pela arrecadação do tributo em questão e pela imposição das sanções fiscais respectivas é ele quem deve figurar no pólo passivo da demanda, a f i m d e q u e a s i n f o r m a ç õ e s s e j a m satisfatoriamente prestadas. O fato gerador do ICMS sobre energia elétrica é a saída da mercadoria do estabelecimento da concessionária e sua utilização pelo consumidor. Desse modo, é incabível a incidência do ICMS sobre a demanda de reserva, considerando que não corresponde ao efetivo consumo da energia. A compensação tributária deve ser auferida através de procedimento próprio. RECURSO DE APELAÇÃO CÍVEL 22575/ Classe: II-20 COMARCA CAPITAL. Protocolo Número/Ano: / Julgamento: 2/7/2008. APELANTE(S) - EDMILSON PAULINO DOS SANTOS E OUTRO(s) (Advs: DR. LUCIANO ANDRÉ FRIZÃO), APELADO(S) - SEBASTIÃO COSTA DOS S A N T O S ( A d v s : D R. J E A N W A L T E R W A H L B R I N K ). R e d a t o r ( a) Designado(a) : Exmo(a). Sr(a). DESA. MARIA HELENA GARGAGLIONE PÓVOAS Decisão: Vistos, relatados e discutidos os autos em epígrafe, a eminente Turma Julgadora proferiu a seguinte decisão: POR MAIORIA DE VOTOS, V E N C I D O O R E L A T O R, A C O L H E R A M A P R E L I M I N A R D E INTEMPESTIVIDADE, NÃO CONHECENDO DO RECURSO EMENTA: RECURSO DE APELAÇÃO CÍVEL - AÇÃO DE REINTEGRAÇÃO DE POSSE - PRELIMINAR - INTEMPESTIVIDADE RECURSAL - ACOLHIDA - RECURSO NÃO CONHECIDO. Resta inconteste nos autos que os Apelantes interpuseram o recurso de Apelação quase dois meses após tomarem conhecimento da sentença. Sendo assim, não há como ser conhecido o apelo, diante de sua patente intempestividade. RECURSO DE APELAÇÃO CÍVEL 50513/ Classe: II-20 COMARCA CAPITAL. Protocolo Número/Ano: / Julgamento: 2/7/2008. APELANTE(S) - ESTADO DE MATO GROSSO (Advs: DRA. ANA CRISTINA COSTA A. B. TEIXEIRA - PROC. EST.), APELANTE(S) - PERMINIO GALDINO CORTEZ (Advs: DR. JOSÉ ADELAR DAL PISSOL), APELADO(S) - ESTADO DE MATO GROSSO (Advs: DRA. ANA CRISTINA COSTA A. B. TEIXEIRA - PROC. EST.), APELADO(S) - PERMINO GALDINO CORTEZ (Advs: DR. JOSÉ ADELAR DAL PISSOL). Relator(a): Exmo(a). Sr(a). DES. DONATO FORTUNATO OJEDA Decisão: Vistos, relatados e discutidos os autos em epígrafe, a eminente Turma Julgadora proferiu a seguinte decisão: A UNANIMIDADE DERAM PROVIMENTO AO RECURSO DO ESTADO DE MATO GROSSO E NEGARAM PROVIMENTO AO RECURSO. O PARECER MINISTERIAL É PELO DESPROVIMENTO DE AMBOS OS RECURSOS EMENTA: APELAÇÃO CÍVEL - AÇÃO DECLARATÓRIA - OBRIGAÇÃO DE NÃO-FAZER - APELAÇÃO ESTADO DE MATO GROSSO - HONORÁRIOS ADVOCATÍCIOS IRRISÓRIOS - MAJORAÇÃO - ART. 20, 4º, DO CPC - RECURSO PROVIDO - APELAÇÃO PERMINO GALDINO CORTEZ - LIMITAÇÃO AO EXERCÍCIO DO PODER DE POLÍCIA - IMPOSSIBILIDADE - SUPREMACIA DO INTERESSE PÚBLICO SOBRE O PRIVADO - RECURSO IMPROVIDO. Pequeno que seja o valor da causa, os tribunais não podem aviltar os honorários de advogado, que devem corresponder à justa remuneração do trabalho profissional. A ordem contra o Estado, de abstenção lato sensu no exercício do poder de polícia, que possui cunho preventivo, fere princípios constitucionais, como o da separação dos poderes, o da isonomia, como também, o da supremacia do interesse público sobre o particular, princípio geral de Direito Público. RECURSO DE APELAÇÃO CÍVEL 57609/ Classe: II-20 COMARCA CAPITAL. Protocolo Número/Ano: / Julgamento: 27/2/2008. A P E L A N T E ( S ) - B A N C O N A C I O N A L S. A. - E M L I Q U I D A Ç A O EXTRAJUDICIAL (Advs: DR. LUIZ EMÍDIO DANTAS JÚNIOR), APELANTE(S) - TRANSPORTES NOVA ERA LTDA E OUTRO(s) (Advs: DR. JOSÉ ARLINDO DO CARMO, OUTRO(S)), APELADO(S) - TRANSPORTES NOVA ERA LTDA E OUTRO(s) (Advs: DR. JOSÉ ARLINDO DO CARMO, OUTRO(S)), APELADO(S) - BANCO NACIONAL S. A. - EM LIQUIDAÇAO EXTRAJUDICIAL (Advs: DR. LUIZ EMÍDIO DANTAS JÚNIOR). Relator(a): Exmo(a). Sr(a). DRA. CLARICE CLAUDINO DA SILVA Decisão: Vistos, relatados e discutidos os autos em epígrafe, a eminente Turma Julgadora proferiu a seguinte decisão: UNANIMEMENTE DERAM PARCIAL PROVIMENTO A AMBOS OS RECURSOS. EMENTA: APELAÇÃO CÍVEL E RECURSO ADESIVO - REVISÃO CONTRATUAL - CÓDIGO DE DEFESA DO CONSUMIDOR - APLICAÇÃO À Disponibilizado - 15/8/2008 Diário da Justiça Eletrônico - MT - Ed. nº 7918 Página 9 de 278

10 ESPÉCIE - LIMITAÇÃO DE JUROS REMUNERATÓRIOS - LEI DE USURA - INAPLICABILIDADE - SÚMULA N 596 DO SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL - CAPITALIZAÇÃO MENSAL DE JUROS - IMPOSSIBILIDADE - CORREÇÃO MONETÁRIA - INCIDÊNCIA PELOS ÍNDICES DO INPC/IBGE - COMISSÃO DE PERMANÊNCIA - INADMISSSSIBILIDADE - REINTEGRAÇÃO DE POSSE - IMPROCEDENTE - VALORES ALCANÇADOS COM A VENDA ANTECIPADA DEVE SER COMPENSADO EM LIQUIDAÇÃO - AÇÃO CAUTELAR - IMPROCEDENTE - FALTA DE PROVAS DA INCLUSÃO DOS NOMES NOS ORGÃOS DE PROTEÇÃO AO CRÉDITO - DESCARACTERIZAÇÃO DO CONTRATO DE LEASING AFASTADA - HONORÁRIOS ADVOCATÍCIOS MAJORADOS COM FUNDAMENTO NOS PARÁGRAFOS 3º E 4º DO ART. 20 DO CPC - RECURSOS DE APELAÇÃO E ADESIVO PROVIDOS EM PARTE. 1. Os contratos bancários submetem-se às disposições do Código de Defesa do Consumidor (art.2º, 1º e 2º), perdendo sua força a regra pacta sunt servanda de forma a permitir afastar cláusulas consideradas abusivas. 2. As disposições do Decreto n /33 (Lei de Usura) não são aplicáveis às operações de crédito efetuadas por instituições do Sistema Financeiro Nacional, de acordo com a Súmula n 596 do Supremo Tribunal Federal. 3. É vedada a capitalização mensal de juros fora das hipóteses expressamente autorizadas por lei, mesmo quando pactuada, aplicando-se a Súmula 121 do STF. 5.Em razão da onerosidade excessiva resultante de evento imprevisível, nula é a cláusula contratual que estabeleceu o reajuste de prestações pela variação do dólar americano, substituindo-se o indexador pelo INPC. 6. É inadmissível a incidência da comissão de permanência, seja de forma cumulada ou não com a correção monetária, vez que se trata de taxa de fixação variável e unilateral, cujos índices não refletem a inflação do período. 7. Com a procedência da revisão contratual, a arrendadora que foi reintegrada na p o s s e d o s v e í c u l o s a r r e n d a d o s e a u t o r i z a d a a v e n d ê - l o s antecipadamente, deve compensar, em fase de liquidação, os valores obtidos com a venda. 8. É improcedente a Ação cautelar quando não produzidas as provas de que o nome dos autores estão negativados nos órgãos de proteção ao crédito. 9. A fixação do Valor Residual Garantido - VRG em 1% (um por cento) não descaracteriza o contrato de leasing para compra e venda à prestação. 10. Nas sentenças sem cunho condenatório, os honorários advocatícios devem ser fixados conforme apreciaçã o eqüitativa do Magistrado, levando em consideração o grau de zelo profissional, o lugar de prestação do serviço, a natureza e importância da causa, o trabalho realizado e o tempo exigido para a sua execução, sempre em valor que não avilte a atividade do profissional. RECURSO DE APELAÇÃO CÍVEL 80959/ Classe: II-20 COMARCA DE RONDONÓPOLIS. Protocolo Número/Ano: / Julgamento: 9/7/2008. APELANTE(S) - BIAL ALGODOEIRA INDÚSTRIA E COMÉRCIO LTDA (Advs: DR. FLÁVIO ALEXANDRE MARTINS BERTIN, OUTRO(S)), APELADO(S) - NEIDIR CARLOS NEITZKE (Advs: DR. DANIEL DA COSTA GARCIA, DR. IVANILDO JOSÉ FERREIRA). Relator(a): Exmo(a). Sr(a). DESA. MARIA HELENA GARGAGLIONE PÓVOAS Decisão: Vistos, relatados e discutidos os autos em epígrafe, a eminente Turma Julgadora proferiu a seguinte decisão: POR UNANIMIDADE, NEGARAM PROVIMENTO AO RECURSO EMENTA: APELAÇÃO - AÇÃO MONITÓRIA - EMBARGOS JULGADOS IMPROCEDENTES COM CONSEQÜENTE PROVIMENTO DA AÇÃO MONITÓRIA - CHEQUE PRESCRITO QUE NÃO NECESSITA DE COMPROVAÇÃO DO NEGÓCIO SUBJACENTE - ENDOSSO EM BRANCO - POSSIBILIDADE - LEGITIMIDADE DA COBRANÇA POR TERCEIRO DE BOA-FÉ - RECURSO IMPROVIDO. O cheque prescrito é idôneo para embasar a ação monitória como prova escrita da dívida. Apesar de prescrito, quando da propositura da ação monitória antes de decorridos cinco anos da emissão do cheque, esse não perde a sua natureza cambial. O cheque prescrito, embora nominal, se endossado, mesmo que em branco, legitima seu portador à cobrança do crédito. RECURSO DE APELAÇÃO CÍVEL 91004/ Classe: II-20 COMARCA DE RONDONÓPOLIS. Protocolo Número/Ano: / Julgamento: 2/7/2008. APELANTE(S) - CENTRAIS ELÉTRICAS MATOGROSSENSES S. A. - CEMAT (Advs: DR. FÁBIO JOSÉ FERNANDES LIMA, OUTRO(S)), APELADO(S) - EDILSON FERREIRA DE OLIVEIRA (Advs: DR. CARLOS EDUARDO VANZELI). Relator(a): Exmo(a). Sr(a). DES. A. BITAR FILHO Decisão: Vistos, relatados e discutidos os autos em epígrafe, a eminente Turma Julgadora proferiu a seguinte decisão: POR MAIORIA DE VOTOS, VENCIDO O REVISOR, NEGARAM PROVIMENTO AO RECURSO, NOS TERMOS DO VOTO DO RELATOR EMENTA: RECURSO DE APELAÇÃO CÍVEL - AÇÃO DESCONSTITUTIVA DE DÉBITO C/C INDENIZAÇÃO POR DANO MORAL - DANOS MORAIS - CARACTERIZADO - VALOR DOS DANOS MORAIS MANTIDO - RECURSO IMPROVIDO. 1 - Em se tratando de indenização decorrente de dano moral, é dispensável a produção de provas, posto que ele existe tão-somente da ofensa e dela é presumido. 2 - O montante indenizatório não merece redução, posto que fixado dentro dos parâmetros de lesividade e condição socioeconômica das partes, como assim ao cumprir a finalidade de desestimular a prática do ato ilícito e reparar o dano causado ao ofendido. RECURSO DE APELAÇÃO CÍVEL 99703/ Classe: II-20 COMARCA DE RONDONÓPOLIS. Protocolo Número/Ano: / Julgamento: 9/7/2008. APELANTE(S) - BRASIL TELECOM S. A. (Advs: DR. LINCOLN CÉSAR MARTINS, DR. MÁRIO CARDI FILHO, OUTRO(S)), APELADO(S) - RENATO ALVES DE ARAUJO (Advs: DR. ISMAEL MUHAMAD ABDEL JALIL). Relator(a): Exmo(a). Sr(a). DESA. MARIA HELENA GARGAGLIONE PÓVOAS Decisão: Vistos, relatados e discutidos os autos em epígrafe, a eminente Turma Julgadora proferiu a seguinte decisão: RECURSO IMPROVIDO, À UNANIMIDADE EMENTA: APELAÇÃO CÍVEL - INDENIZAÇÃO POR DANO MORAL - INSCRIÇÃO INDEVIDA DE NOME NOS BANCOS NEGATIVOS DE DADOS - RESTRIÇÃO AO CRÉDITO - CULPA DO AGENTE COMPROVADA MEDIANTE ATUAÇÃO NEGLIGENTE - LESÃO DE ORDEM MORAL CONFIGURADA - REDUÇÃO DO VALOR INDENIZATÓRIO - IMPOSSIBILIDADE - FIXAÇÃO OBSERVANDO A RAZOABILIDADE, LEVANDO EM CONTA O GRAU DE CULPA, A CAPACIDADE ECONÔMICA. AS CONSEQÜÊNCIAS DO DANO - RECURSO IMPROVIDO. Comprovada a responsabilidade do agente, o nexo entre sua conduta e o dano ocorrido em razão do registro do nome nos Órgãos de proteção ao crédito e a sua permanência indevidamente, torna-se imperativa a imposição da verba indenizatória por dano moral que decorre in re ipsa. O montante da indenização fixado dentro dos parâmetros da razoabilidade, observando o caráter punitivo pedagógico ao ofensor e compensatório à vítima, levando-se em conta o grau de culpa, além da capacidade econômica das partes, não merece redução.. RECURSO DE APELAÇÃO CÍVEL / Classe: II-20 COMARCA DE JUÍNA. Protocolo Número/Ano: / Julgamento: 25/6/2008. APELANTE(S) - COMERCIAL DE ALIMENTOS SOROCABA LTDA - COMASO (Advs: DR. PAULO HUMBERTO BUDÓIA, OUTRO(S)), APELADO(S) - DROGARIA DROGA VIP LTDA (Advs: Drª MARCIA APARECIDA DAVID). Relator(a): Exmo(a). Sr(a). DES. A. BITAR FILHO Decisão: Vistos, relatados e discutidos os autos em epígrafe, a eminente Turma Julgadora proferiu a seguinte decisão: À UNANIMIDADE, REJEITARAM A PRELIMINAR ARGUIDA E, NO MÉRITO, POR IGUAL VOTAÇÃO, PROVERAM PARCIALMENTE O RECURSO. E M E N T A : R E C U R S O D E A P E L A Ç Ã O C Í V E L - P R E L I M I N A R D E ILEGITIMIDADE PASSIVA AD CAUSAM REJEITADA - PROTESTO INDEVIDO - DÍVIDA JÁ PAGA - DANOS CARACTERIZADOS - INDENIZAÇÃO DEVIDA - RECURSO PARCIALMENTE PROVIDO. Deve ser rejeitada a preliminar de ilegitimidade passiva quando caracterizado o negócio jurídico entre as partes e não com a instituição financeira. A jurisprudência é farta e consolidada no sentido de que o simples protesto indevido já é suficiente para gerar dano reparável. O valor da indenização por dano moral, além de se sujeitar ao controle da Corte Superior, deve ser fixado com moderação e que se observe o grau de ofensa, intensidade, duração, culpa e ainda a situação socioeconômica das partes como caráter compensatório e punitivo da indenização. Os juros de mora são devidos a partir do evento danoso nos casos de responsabilidade extracontratual, a teor da Súmula 54 do STJ. A correção monetária é estabelecida a partir da data em que a quantia foi fixada. Precedentes STJ. RECURSO DE APELAÇÃO CÍVEL 10656/ Classe: II-21 COMARCA DE MIRASSOL D OESTE. Protocolo Número/Ano: / Julgamento: 19/3/2008. APELANTE(S) - ESTADO DE MATO GROSSO (Advs: Dr. (a) MARCIA PALMIRO DA SILVA E LIMA - PROC. DE ESTADO), APELADO(S) - ANTONIO CARLOS DA CRUZ (Advs: EM CAUSA PRÓPRIA). Relator(a): Exmo(a). Sr(a). DES. A. BITAR FILHO Decisão: Vistos, relatados e discutidos os autos em epígrafe, a eminente Turma Julgadora proferiu a seguinte decisão: UNANIMEMENTE NEGARAM PROVIMENTO AO RECURSO. EMENTA: RECURSO DE APELAÇÃO CÍVEL - CONDENAÇÃO DO ESTADO AO PAGAMENTO DE HONORÁRIOS ADVOCATÍCIOS EM FAVOR DE DEFENSOR DATIVO - AUSÊNCIA DE DEFENSOR PÚBLICO NA COMARCA - Disponibilizado - 15/8/2008 Diário da Justiça Eletrônico - MT - Ed. nº 7918 Página 10 de 278

11 HONORÁRIOS DEVIDOS - RECURSO IMPROVIDO. É devido o pagamento de honorários advocatícios ao defensor dativo quando nomeado por ausência de Defensor Público na Comarca. RECURSO DE APELAÇÃO CÍVEL 10861/ Classe: II-23 COMARCA CAPITAL. Protocolo Número/Ano: / Julgamento: 9/7/2008. APELANTE(S) - BANCO BRADESCO S. A. (Advs: DR. MAURO PAULO GALERA MARI, OUTRO(S)), APELANTE(S) - ADERSO PEREIRA DA SILVA (Advs: DR. ANDRÉ CASTRILLO, OUTRO(S)), APELADO(S) - BANCO BRADESCO S. A. (Advs: DR. MAURO PAULO GALERA MARI, OUTRO(S)), APELADO(S) - ADERSO PEREIRA DA SILVA (Advs: DR. ANDRÉ CASTRILLO, OUTRO(S)). Relator(a): Exmo(a). Sr(a). DESA. MARIA HELENA GARGAGLIONE PÓVOAS Decisão: Vistos, relatados e discutidos os autos em epígrafe, a eminente Turma Julgadora proferiu a seguinte decisão: POR UNANIMIDADE NEGARAM PROVIMENTO AO RECURSO DE ADERSO PEREIRA DA SILVA, EM RELAÇÃO AO RECURSO INTERPOSTO PELO BANCO BRADESCO S/A, ESTE FOI PROVIDO PARCIALMENTE, UNANIMEMENTE, HAVENDO DIVERGÊNCIA APENAS NO QUE CONCERNE A CAPITALIZAÇÃO DOS JUROS, QUE POR MAIORIA DE VOTOS, FOI ADMITIDA NA FORMA SEMESTRAL PELA REVISORA E O VOGAL, VENCIDA A RELATORA NESTA PARTE QUE A ADMITIU NA FORMA MENSAL EMENTA: AÇÃO DE REVISÃO DE CONTRATO - CEDULA RURAL PIGNORATÍCIA E HIPOTECÁRIA - LIMITAÇÃO DE JUROS 132% AO ANO - POSSIBILIDADE - PERCENTUAL QUE ESTÁ EM CONFORMIDADE COM AS PRÁTICAS DE MERCADO - CAPITALIZAÇÃO SEMESTRAL DE JUROS ADMISSIBILIDADE - INDICE APLICÁVEL À CORREÇÃO MONETÁRIA INPC - MULTA PARA CASO DE INADIMPLÊNCIA - REDUÇÃO PARA 2% - OS JUROS DE MORA DEVERÃO SER COBRADOS EM 1% AO ANO - COMISSÃO DE PERMANÊNCIA RECONHECIMENTO DE AUSÊNCIA DE COBRANÇA COM OUTROS ENCARGOS - HONORÁRIOS ADVOCATÍCIOS PRETENSÃO À REDUÇÃO NEGADA - RECURSO PARCIALMENTE PROVIDO - SUCUMBÊNCIA RECIPROCA. 1 - Aplica-se aos contratos bancários o Código de Defesa do Consumidor 2 - Não há lugar, para a capitalização mensal de juros, podendo ser admitida a semestral conforme disposições do Decreto- lei nº 167/ O índice aplicável à correção monetária deve ser o INPC que melhor reflete a inflação do país. 4 - A multa para inadimplemento deve ser fixada em 2% conforme artigo 51 do CDC. 4 - Os juros de mora devem ser cobrados no patamar de 1% ao ano como pactuados. 5 - Os juros remuneratórios fixados em 13% ao ano não são abusivos. 6 - Os honorários advocatícios quando fixados dentro da razoabilidade e em atendimento aos parâmetros do artigo 20, 3 c/c 4 do CPC devem ser mantidos. 7 - Tendo havido sucumbência recíproca as p a r t e s d e v e r ã o a r c a r c o m s e u s ô n u s n a p r o p o r ç ã o d a d e r r o t a experimentada. RECURSO DE APELAÇÃO CÍVEL 22466/ Classe: II-23 COMARCA DE JUÍNA. Protocolo Número/Ano: / Julgamento: 6/8/2008. APELANTE(S) - MUNICÍPIO DE JUÍNA (Advs: DRA. VIVIANE SANTIN RODRIGUES, OUTRO(S)), APELADO(S) - NATAL PECIN. Relator(a): Exmo(a). Sr(a). DESA. MARIA HELENA GARGAGLIONE PÓVOAS Decisão: Vistos, relatados e discutidos os autos em epígrafe, a eminente Turma Julgadora proferiu a seguinte decisão: POR UNANIMIDADE NEGARAM PROVIMENTO AO RECURSO. EMENTA: APELAÇÃO CÍVEL - EXECUÇÃO FISCAL - DECORRÊNCIA DO QÜINQÜÊNIO - PRESCRIÇÃO INTERCORRENTE DO CRÉDITO TRIBUTÁRIO - AFASTADA A OMISSÃO DO PODER J U D I C I Á R I O - S E N T E N ÇA CONFIRMADA - RECURSO IMPROVIDO. Inscrição da dívida ativa nos anos de 1995 a 1999, tendo transcorrido mais de 05 anos da data da constituição definitiva do crédito até a prolação da sentença. Não deve incidir a Lei Complementar nº 118/2005 sobre as execuções fiscais ajuizadas anteriormente a data de sua vigência. RECURSO DE APELAÇÃO CÍVEL 24313/ Classe: II-23 COMARCA CAPITAL. Protocolo Número/Ano: / Julgamento: 2/7/2008. APELANTE(S) - HALLEY DIGITAL MAQUINAS E EQUIPAMENTOS LTDA. (Advs: DR. EUCLIDES RIBEIRO SILVA JÚNIOR, Dr. (a) MARIANA RIBEIRO SERAFIM DA SILVA, OUTRO(S)), APELANTE(S) - BANCO DA AMAZÔNIA S. A. (Advs: Dr. ROBERTO ANTUNES BARROS), APELADO(S) - HALLEY DIGITAL MAQUINAS E EQUIPAMENTOS LTDA. E OUTRO(s) (Advs: DR. EUCLIDES RIBEIRO SILVA JÚNIOR, Dr. (a) MARIANA RIBEIRO SERAFIM DA SILVA, OUTRO(S)), APELADO(S) - BANCO DA AMAZÔNIA S. A. (Advs: Dr. ROBERTO ANTUNES BARROS). Relator(a): Exmo(a). Sr(a). DRA. CLARICE CLAUDINO DA SILVA Decisão: Vistos, relatados e discutidos os autos em epígrafe, a eminente Turma Julgadora proferiu a seguinte decisão: À UNANIMIDADE REJEITARAM AS PRELIMINARES ARGÜIDAS. TAMBÉM À UNANIMIDADE NEGARAM PROVIMENTO AO RECURSO DA HALLEY DIGITAL MÁQUINAS E EQUIPAMENTOS LTDA. QUANTO AO RECURSO INTERPOSTO PELO BANCO DA AMAZÔNIA S/A, ESTE FOI PARCIALMENTE, VENCIDO O REVISOR, NOS TERMOS DO VOTO DA RELATORA EMENTA: RECURSOS DE APELAÇÃO C/C RECURSO ADESIVO - AÇÃO MONITÓRIA - CÉDULA RURAL PIGNORATÍCIA - APELAÇÃO PRINCIPAL - PRELIMINARES - JULGAMENTO CITRA PETITA - DESACOLHIDA - CARÊNCIA DE AÇÃO - REJEITADA - MÉRITO - JUROS REMUNERATÓRIOS CONTRATADOS - LIMITAÇÃO INDEVIDA - APLICAÇÃO DA TR - POSSIBILIDADE - APELAÇÃO ADESIVA - ILEGITIMIDADE PASSIVA AD CAUSAM - NÃO-OCORRÊNCIA - MÉRITO - REDUÇÃO DA MULTA PARA 2% - POSSIBILIDADE - CAPITALIZAÇÃO MENSAL - PACTUAÇÃO EXPRESSA - ART. 5º DO DECRETO-LEI Nº 167/67 - SÚMULA Nº 93/STJ - RECURSO PRINCIPAL IMPROVIDO - RECURSO ADESIVO PARCIALMENTE PROVIDO. Não há julgamento citra petita se a sentença apreciar todos os pedidos formulados pelas partes. Não configura carência de ação quando da ação monitória constar prova escrita do débito, sem força de título executivo, nos termos do art a do Código de Processo Civil. Os juros remuneratórios contratados devem ser mantidos nos contratos de cédula de crédito rural, prevalecendo o percentual pactuado entre as partes, em obediência ao princípio pacta sunt servanda. Sendo a TR o índice pactuado pelas partes para fins de correção monetária, deve prevalecer. A aplicação da Taxa Referencial - TR como índice de atualização monetária é válida por ter previsão no contrato celebrado após o advento da Lei nº 8.177/91. Uma vez prescrito o título, a obrigação do avalista ao pagamento da dívida deixa de existir, servindo o título como mero instrumento de prova. O contrato deve ser interpretado em benefício da parte mais fraca (art. 47 do CDC), impondo-se-lhe a norma que for mais favorável, não havendo, portanto, que se alterar a redução da multa moratória para 2%. Admite-se o pacto de capitalização mensal dos juros, a teor da Súmula nº 93/STJ. RECURSO DE APELAÇÃO CÍVEL 95967/ Classe: II-23 COMARCA CAPITAL. Protocolo Número/Ano: / Julgamento: 20/2/2008. APELANTE(S) - MUNICÍPIO DE CUIABÁ (Advs: DR. EZIO DIAS VIDRAGO), APELADO(S) - LUIS BENONI FERREIRA MACIEL. Relator(a): Exmo(a). Sr(a). DRA. CLARICE CLAUDINO DA SILVA Decisão: Vistos, relatados e discutidos os autos em epígrafe, a eminente Turma Julgadora proferiu a seguinte decisão: À UNANIMIDADE E NOS TERMOS DO VOTO DA RELATORA, IMPROVERAM O RECURSO. EMENTA: APELAÇÃO CÍVEL - EXECUÇÃO FISCAL - PRESCRIÇÃO INTERCORRENTE - PRESCINDIBILIDADE DA INTIMAÇÃO DA FAZENDA PÚBLICA PARA MANIFESTAÇÃO - EXTINÇÃO DO CRÉDITO TRIBUTÁRIO - DECRETAÇÃO DE OFÍCIO - RECURSO DESPROVIDO. O reconhecimento da prescrição intercorrente pode se dar de ofício, sem a oitiva da fazenda pública. O prazo prescricional de cinco anos do crédito tributário tem seu início na data da sua constituição definitiva, pelo lançamento, e, se o despacho do juiz ordenando a citação se der antes da vigência da L.C. nº 118/2005, a interrupção se dá com a citação do devedor, conforme o artigo 174, parágrafo único, I, do CTN, então vigente. RECURSO DE APELAÇÃO CÍVEL 98315/ Classe: II-23 COMARCA DE NOVA XAVANTINA. Protocolo Número/Ano: / Julgamento: 19/3/2008. APELANTE(S) - FAZENDA PÚBLICA ESTADUAL (Advs: DR. GERALDO DA COSTA RIBEIRO FILHO - PROC. DO ESTADO), APELADO(S) - BERTÉ E FERRETI LTDA. Relator(a): Exmo(a). Sr(a). DESA. MARIA HELENA GARGAGLIONE PÓVOAS Decisão: Vistos, relatados e discutidos os autos em epígrafe, a eminente Turma Julgadora proferiu a seguinte decisão: RECURSO IMPROVIDO À UNANIMIDADE. EMENTA: APELAÇÃO CÍVEL - EXECUÇÃO FISCAL - PRESCRIÇÃO INTERCORRENTE - EXTINÇÃO DO CRÉDITO TRIBUTÁRIO - DECRETAÇÃO DE OFÍCIO - POSSIBILIDADE - INTELIGÊNCIA DO ARTIGO 219, 5º, DO CPC, ALTERADO PELA LEI Nº / SENTENÇA MANTIDA - RECURSO DESPROVIDO. A prescrição intercorrente pode ser reconhecida de ofício pelo Juiz, porquanto o direito positivo vigente contempla tal possibilidade, bastando que se evidencie a sua ocorrência, caso em que a oitiva da Fazenda Pública seria inócua, o que equivale dizer que ao Magistrado foi concedida a possibilidade de, ao se deparar com o decurso do lapso prescricional, declarar, ipso fato, a inexigibilidade do direito trazido à sua cognição. Disponibilizado - 15/8/2008 Diário da Justiça Eletrônico - MT - Ed. nº 7918 Página 11 de 278

12 RECURSO DE APELAÇÃO CÍVEL / Classe: II-23 COMARCA DE NOVA XAVANTINA. Protocolo Número/Ano: / Julgamento: 6/8/2008. APELANTE(S) - FAZENDA PÚBLICA ESTADUAL (Advs: DRA. MARIA HELENA DOS SANTOS SOUZA - PROC. DO ESTADO), APELADO(S) - E. JOSÉ DUTRA. Relator(a): Exmo(a). Sr(a). DESA. MARIA HELENA GARGAGLIONE PÓVOAS Decisão: Vistos, relatados e discutidos os autos em epígrafe, a eminente Turma Julgadora proferiu a seguinte decisão: POR UNANIMIDADE PROVERAM PARCIALMENTE O RECURSO. EMENTA: APELAÇÃO - EXECUÇÃO FISCAL - DECRETAÇÃO DA PRESCRIÇÃO INTERCORRENTE DE OFÍCIO - DESOBEDIÊNCIA AO DISPOSTO N O 4 º D O A R T. 4 0 D A L E I N º / A P E L O PARCIALMENTE PROVIDO. Embora tenha o Juízo a quo, concluído de ofício pela prescrição, verifica-se que em momento algum foi oportunizado à Fazenda Pública manifestar-se quanto à possibilidade da existência de causas interruptivas ou suspensivas da prescrição. RECURSO DE APELAÇÃO CÍVEL 89740/ Classe: II-25 COMARCA DE TANGARÁ DA SERRA. Protocolo Número/Ano: / Julgamento: 9/7/2008. APELANTE(S) - MASSA FALIDA LAVROFERTIL PRODUTOS DA LAVOURA LTDA. E OUTRO(s) (Advs: DR. OSMAR SCHNEIDER, OUTRO(S)), APELANTE(S) - LUIS CARLOS CIARINI E OUTRO(s) (Advs: DR. JOÃO CARLOS HIDALGO THOMÉ), APELADO(S) - LUIS CARLOS CIARINI (Advs: DR. JOÃO CARLOS HIDALGO THOMÉ), APELADO(S) - MASSA FALIDA LAVROFERTIL PRODUTOS DA LAVOURA LTDA. E OUTRO(s) (Advs: DR. OSMAR SCHNEIDER, OUTRO(S)). Relator(a): Exmo(a). Sr(a). DESA. MARIA HELENA GARGAGLIONE PÓVOAS Decisão: Vistos, relatados e discutidos os autos em epígrafe, a eminente Turma Julgadora proferiu a seguinte decisão: POR UNANIMIDADE REJEITARAM AS PRELIMINARES ARGÜIDAS E NO MÉRITO DERAM PROVIMENTO AO RECURSO DE MASSA FALIDA LAVROFERTIL PRODUTOS DE LAVOURA LTDA E OUTROS E NEGANDO PROVIMENTO AO RECURSO DE LUIS CARLOS CIRIANI E OUTROS EMENTA: APELAÇÃO - EMBARGOS DE TERCEIRO - EXTINÇÃO DO PROCESSO SEM JULGAMENTO DO MÉRITO - PRELIMINARES - CERCEAMENTO DE DEFESA - NULIDADE DA SENTENÇA - FALTA DE INTIMAÇÃO PESSOAL DOS EMBARGANTES - SUSPENSÃO DO PROCESSO POR MORTE DE UMA DAS PARTES - REJEITADAS - MÉRITO - PRINCÍPIO DA DIALETICIDADE - SENTENÇA MANTIDA - RECURSO IMPROVIDO. APELAÇÃO - FIXAÇÃO DOS HONORÁRIOS NOS TERMOS DO 4º DO ART. 20 DO CPC - MAJORAÇÃO - RECURSO PROVIDO. Não há que se falar em cerceamento de defesa, o fato de ter o Juízo a quo, ter julgado antecipadamente a lide, por desnecessidade de produção de prova nos autos. Intimado o patrono dos Embargantes, deixou transcorrer in albis o prazo para depósito de diligência para realização de intimação pelo Oficial de Justiça para realização de audiência de conciliação. Em face de serem os Apelantes litisconsortes facultativos simples, injusto se faz a nulidade da sentença em face do falecimento de apenas um dos Embargantes. Tendo em vista o valor baixo atribuído pelo Juízo a quo ao arbitrar os honorários advocatícios, prudente se faz sua majoração, devendo estes serem fixados nos termos do 4º do art. 20 do CPC. O Apelante em suas razões deixou de externar os motivos de fato e de direito ao qual reside a justificação pela reforma da sentença, deve ser aplicado ao caso o princípio da dialeticidade, nos termos do art. 514, II do CPC. REEX. NEC. SENT. C/ REC. APEL. CÍVEL Classe: II-27 COMARCA DE ITIQUIRA. Protocolo Número/Ano: / Julgamento: 23/4/2002. INTERESSADO/APELANTE - ESTADO DE MATO GROSSO (Advs: Dr. D O R G I V A L V E R A S D E C A R V A L H O - P R O C. E S T. ), INTERESSADO/APELADO - JOSE MARIO JUNQUEIRA FILHO (Advs: DR. DAUTO BARBOSA CASTRO PASSARE, Dr. DOUGLAS RICARDO GUILHEN MELO, OUTRO(S)). Relator(a): Exmo(a). Sr(a). DES. BENEDITO PEREIRA DO NASCIMENTO Decisão: Vistos, relatados e discutidos os autos em epígrafe, a eminente Turma Julgadora proferiu a seguinte decisão: " Por unanimidade, retificaram a sentença reexaminanda, provendo o recurso voluntário e, em consonância com o parecer ministerial" EMENTA: REEXAME NECESSÁRIO COM RECURSO DE APELAÇÃO - DIFERENCIAL DE ALÍQUOTA - ICMS - APREENSÃO DE MERCADORIAS - SEGURANÇA DENEGADA - SENTENÇA REEXAMINANDA RETIFICADA. Conforme decisões reiteradas desta Câmara, exceção justificável para a diferencial de alíquota, a falta do recolhimento de ICMS na aquisição e transporte de mercadorias de outro Estado da Federação legitima o ato de apreensão pelo Fisco. (Reexames Necessários nºs e 8.940, da conspícua relatoria do eminente Des. Atahide Monteiro da Silva) REEXAME NECESSARIO DE SENTENÇA 5720/ Classe: II-27 COMARCA CAPITAL. Protocolo Número/Ano: 5720 / Julgamento: 30/7/2008. INTERESSADO(S) - EDSON GONÇALVES DE JESUS (Advs: DR. RICARDO OLIVEIRA LOPES), INTERESSADO(S) - DEPARTAMENTO ESTADUAL DE TRÂNSITO DE MATO GROSSO - DETRAN/MT (Advs: DRA. LAURA AMARAL VILELA, OUTRO(S)). Relator(a): Exmo(a). Sr(a). DESA. MARIA HELENA GARGAGLIONE PÓVOAS Decisão: Vistos, relatados e discutidos os autos em epígrafe, a eminente Turma Julgadora proferiu a seguinte decisão: POR UNANIMIDADE E EM CONSONÂNCIA COM O PARECER MINISTERIAL RATIFICARAM A SENTENÇA SOB REEXAME. EMENTA: REEXAME NECESSÁRIO DE SENTENÇA - MANDADO DE SEGURANÇA - DETRAN - APREENSÃO DE CNH POR INFRAÇÃO GRAVÍSSIMA DE TRÂNSITO - AUSÊNCIA DE PROCESSO ADMINISTRATIVO - VIOLAÇÃO DE DIREITO LÍQUIDO E CERTO DO IMPETRANTE - OFENSA AOS PRINCÍPIOS DO CONTRADITÓRIO E DA AMPLA DEFESA - PRECEDENTES DO STJ - SEGURANÇA CONCEDIDA - SENTENÇA RATIFICADA EM REEXAME NECESSÁRIO. É pacífico no STJ o entendimento de que a apreensão da Carteira Nacional de Habilitação fica condicionada a procedimento administrativo, com observância dos princípios constitucionais do contraditório e da ampla defesa. REEXAME NECESSARIO DE SENTENÇA 48906/ Classe: II-27 COMARCA CAPITAL. Protocolo Número/Ano: / Julgamento: 30/7/2008. INTERESSADO(S) - J. ALVES (Advs: Dr. GUSTAVO TOMAZETI CARRARA, OUTRO(S)), INTERESSADO(S) - ESTADO DE MATO GROSSO (Advs: Dr. (a) GABRIELA NOVIS NEVES PEREIRA LIMA - PROC. ESTADO). Relator(a): Exmo(a). Sr(a). DRA. CLARICE CLAUDINO DA SILVA Decisão: Vistos, relatados e discutidos os autos em epígrafe, a eminente Turma Julgadora proferiu a seguinte decisão: POR UNANIMIDADE E EM CONSONÂNCIA COM O PARECER MINISTERIAL RATIFICARAM A SENTENÇA SOB REEXAME. EMENTA: REEXAME NECESSÁRIO DE SENTENÇA - RETENÇÃO DE MERCADORIAS - RECEBIMENTO DE TRIBUTO - ILEGALIDADE - SÚMULA Nº 323 DO STF - SENTENÇA RATIFICADA. A reiterada Jurisprudência de nossos Pretórios tem firmado posicionamento de que a retenção de mercadorias somente se justifica pelo tempo necessário à lavratura do auto de infração, ou quando se tratar de mercadorias oriundas de contrabando, a fim de assegurar a prova material do delito. Nas demais hipóteses torna-se meio coercitivo para obrigar o contribuinte ao pagamento de tributo devido, o que é defeso. REEX. NEC. SENT. C/ REC. APEL. CÍVEL 50941/ Classe: II-27 COMARCA CAPITAL. Protocolo Número/Ano: / Julgamento: 21/5/2008. INTERESSADO/APELANTE - ESTADO DE MATO GROSSO (Advs: DR. WALDEMAR PINHEIRO DOS SANTOS - PROC. DO ESTADO), INTERESSADO/APELADO - MIGUEL DA SILVA FOLHA (Advs: Dr. (a) MARCIO SALES DE FREITAS, OUTRO(S)). Relator(a): Exmo(a). Sr(a). DES. DONATO FORTUNATO OJEDA Decisão: Vistos, relatados e discutidos os autos em epígrafe, a eminente Turma Julgadora proferiu a seguinte decisão: POR MAIORIA DE VOTOS, VENCIDA A REVISORA, E EM CONSONÂNCIA COM O PARECER MINISTERIAL, RETIFICARAM A SENTENÇA REEXAMINANDA, PROVENDO O RECURSO VOLUNTÁRIO, NOS TERMOS DO VOTO DO RELATOR. EMENTA: REEXAME NECESSÁRIO DE SENTENÇA COM APELAÇÃO CÍVEL - POLICIAL MILITAR - PROCEDIMENTO ADMINISTRATIVO - CONSELHO DE DISCIPLINA - PARECER PELA MANUTENÇÃO DO MILITAR NAS FILEIRAS DA CORPORAÇÃO - EXCLUSÃO DETERMINADA PELO COMANDANTE GERAL - LEGALIDADE - SENTENÇA RETIFICADA - APELAÇÃO PROVIDA. O Comandante-Geral da Polícia Militar de Mato Grosso não está adstrito ao relatório final do Conselho de Disciplina, que apura condutas irregulares de policial militar. É perfeitamente legal a decisão do chefe mor da corporação que, não acolhendo o parecer do colegiado, determina, motivadamente, a exclusão de praça. Inteligência do artigo 13, da Lei nº 3.800/76, cuja vigência não foi revogada pela LC 26/93 ou pela LC 231/05. Sentença Retificada. Recurso provido. REEX. NEC. SENT. C/ REC. APEL. CÍVEL 51935/ Classe: II-27 COMARCA DE RONDONÓPOLIS. Protocolo Número/Ano: / Julgamento: 9/7/2008. INTERESSADO/APELANTE - FAZENDA PÚBLICA Disponibilizado - 15/8/2008 Diário da Justiça Eletrônico - MT - Ed. nº 7918 Página 12 de 278

13 ESTADUAL (Advs: DR. GERSON VALÉRIO POUSO - PROC. ESTADO), INTERESSADO/APELADO - F.V. DE CARVALHO. Relator(a): Exmo(a). Sr(a). DRA. CLARICE CLAUDINO DA SILVA Decisão: Vistos, relatados e discutidos os autos em epígrafe, a eminente Turma Julgadora proferiu a seguinte decisão: UNANIMEMENTE NEGARAM PROVIMENTO AO RECURSO, RATIFICANDO A SENTENÇA SOB REEXAME EMENTA: APELAÇÃO CÍVEL - EXECUÇÃO FISCAL - PRESCRIÇÃO I N T E R C O R R E N T E - D E C U R S O D E M A I S D E C I N C O A N O S - PRESCINDIBILIDADE DA INTIMAÇÃO DA FAZENDA PÚBLICA PARA MANIFESTAÇÃO - EXTINÇÃO DO CRÉDITO TRIBUTÁRIO - DECRETAÇÃO DE OFÍCIO - POSSIBILIDADE - INCONSTITUCIONALIDADE DO 4º DO ART. 40 DA LEI Nº 6.830/80 - NÃO RECONHECIMENTO - INTELIGÊNCIA DA LEI Nº 174 DO CNT C.C. ART. 40 DA LEF E ARTIGO 219, 5º, DO CPC, ALTERADO PELA LEI Nº / SENTENÇA MANTIDA - RECURSO CONHECIDO E IMPROVIDO. Não tem qualquer sustentação jurídica a alegação de inconstitucionalidade do 4º do art. 40 da Lei nº 6.830/80, com redação introduzida pela Lei n /2004, que não alterou prazos de prescrição dos tributos, que continuam sendo regulados pelo Código Tributário Nacional. A prescrição intercorrente pode ser reconhecida de ofício pelo juiz, porquanto o direito positivo vigente contempla tal possibilidade, bastando que se evidencie a sua ocorrência, caso em que a oitiva da Fazenda Pública seria inócua, o que equivale dizer que ao Magistrado foi concedida a possibilidade de, ao se deparar com o decurso do lapso prescricional, declarar, ipso fato, a inexigibilidade do direito trazido à sua cognição. REEXAME NECESSARIO DE SENTENÇA 72975/ Classe: II-27 COMARCA DE TANGARÁ DA SERRA. Protocolo Número/Ano: / Julgamento: 9/7/2008. INTERESSADO(S) - ESB - ESTRUTURAS, CONSTRUÇÕES E COMÉRCIO LTDA (Advs: DR. LUIZ QUATRIN), INTERESSADO(S) - CENTRAIS ELÉTRICAS MATOGROSSENSES S. A. - CEMAT (Advs: DR. MÁRCIO HENRIQUE P. CARDOSO, OUTRO(S)). Relator(a): Exmo(a). Sr(a). DESA. MARIA HELENA GARGAGLIONE PÓVOAS Decisão: Vistos, relatados e discutidos os autos em epígrafe, a eminente Turma Julgadora proferiu a seguinte decisão: A UNANIMIDADE REJEITARAM AS PRELIMINARES ARGUIDAS E NO MÉRITO RATIFICARAM A SENTENÇA SOB REEXAME EM CONSONÂNCIA COM O PARECER RETIFICADO ORALMENTE EMENTA: REEXAME NECESSÁRIO DE SENTENÇA - MANDADO DE SEGURANÇA - CEMAT - PRELIMINARES - NÃO CABIMENTO DO REEXAME NECESSÁRIO, ILEGITIMIDADE PASSIVA E AUSÊNCIA DE DIREITO LÍQUIDO E CERTO - AFASTAMENTO - ENERGIA ELÉTRICA - ATIVIDADE DELEGADA PELO PODER PÚBLICO - AMEAÇA DE CORTE NO FORNECIMENTO DE ENERGIA ELÉTRICA - VALOR APURADO UNILATERALMENTE PELA CONCESSIONÁRIA - ILEGALIDADE - SEGURANÇA CONCEDIDA - SENTENÇA MANTIDA. O reexame necessário de sentença que concedeu a ordem pleiteada em Mandado de Segurança deve ser apreciado por esta E. Corte, uma vez que, a sentença concessiva do mandamus está sujeita a reexame necessário, por força de regra estabelecida no artigo 12, parágrafo único da Lei 1.533/51. Uma vez indicado o gerente da concessionária, responsável pelo corte da energia elétrica, est á aperfeiçoado o pólo passivo da impetração. O ato praticado por dirigente da concessionária, no exercício de atividade delegada pelo Poder Público, é impugnável por meio de mandado de segurança, consoante definição maciça da jurisprudência. Não pode a concessionária cortar o serviço de fornecimento de energia elétrica como forma de compelir o consumidor ao pagamento de débito de valor controvertido que se refere a diferença de contas advindas de apuração unilateralmente realizada no medidor de energia elétrica. REEXAME NECESSARIO DE SENTENÇA 77393/ Classe: II-27 COMARCA CAPITAL. Protocolo Número/Ano: / Julgamento: 23/7/2008. INTERESSADO(S) - ANTONIO ALVES MARTINS FILHO (Advs: D R. R O B E R T O T A D E U V A Z C U R V O - D E F E N S O R P Ú B L I C O ), INTERESSADO(S) - DEPARTAMENTO ESTADUAL DE TRÂNSITO DE MATO GROSSO - DETRAN/MT (Advs: DR. FÁBIO RICARDO DA SILVA REIS, OUTRO(S)). Relator(a): Exmo(a). Sr(a). DESA. MARIA HELENA GARGAGLIONE PÓVOAS Decisão: Vistos, relatados e discutidos os autos em epígrafe, a eminente Turma Julgadora proferiu a seguinte decisão: POR UNANIMIDADE E EM CONSONÂNCIA COM O PARECER MINISTERIAL RATIFICARAM A SENTENÇA SOB REEXAME EMENTA: REEXAME NECESSÁRIO - MANDADO DE SEGURANÇA - REMESSA CONHECIDA - CONDICIONAR O LICENCIAMENTO DE VEÍCULO AO PRÉVIO PAGAMENTO DE MULTA - AUSÊNCIA DE PROVA DA DUPLA NOTIFICAÇÃO, ACERCA DA MULTA - ILEGALIDADE VERIFICADA - ENUNCIADO DAS SÚMULAS N 127 E 312 DO STJ - DECLARAÇÃO DE NULIDADE - POSSIBILIDADE - RECURSO IMPROVIDO. É pacífico o entendimento de que só é possível a vinculação do pagamento da multa de trânsito, caso se verifique que a Autarquia responsável procedeu à devida notificação do infrator. Constatada a insuficiência da notificação realizada, torna-se possível a declaração de insubsistência das multas impostas. REEX. NEC. SENT. C/ REC. APEL. CÍVEL / Classe: II-27 COMARCA DE RONDONÓPOLIS. Protocolo Número/Ano: / Julgamento: 9/7/2008. INTERESSADO/APELANTE - DEPARTAMENTO ESTADUAL DE TRÂNSITO DE MATO GROSSO - DETRAN/MT (Advs: DR. LEANDRO ALVES MARTINS JACARANDÁ), INTERESSADO/APELADO - SEVERINO JOÃO DA SILVA (Advs: DRA. ADELINA NERES DE SOUSA C A M P O S ). R e l a t o r ( a ) : E x m o ( a ). S r ( a ). D E S A. M A R I A H E L E N A GARGAGLIONE PÓVOAS Decisão: Vistos, relatados e discutidos os autos em epígrafe, a eminente Turma Julgadora proferiu a seguinte decisão: POR UNANIMIDADE REJEITARAM A PRELIMINAR ARGÜIDA E NO MÉRITO, NEGARAM PROVIMENTO AO RECURSO, EM CONSONÂNCIA COM O PARECER MINISTERIAL RETIFICADO ORALMENTE EMENTA: MANDADO DE SEGURANÇA - RECURSO DE APELAÇÃO CIVEL E REEXAME NECESSÁRIO - DETRAN - INADEQUAÇÃO DA VIA ELEITA AFASTADA - VINCULAÇÃO DO LICENCIAMENTO DO VEÍCULO AO PAGAMENTO DA MULTA - IMPOSSIBILIDADE - AUSÊNCIA DE PROVA CABAL DE NOTIFICAÇÃO. No caso de exigência de pagamento da multa para licenciamento do veículo o direito líquido e certo violado é o licenciamento incondicional de propriedade do veículo não havendo que se falar em inadequação do mandado de segurança para resguardar tal direito. Havendo infrações de trânsito a lei prevê meios adequados para administração obter o pagamento da multa não sendo admissível que vincule o licenciamento do veículo como meio coativo para o licenciamento do veículo. RECURSO DE EMBARGOS DE DECLARAÇÃO - Classe: II-17 COMARCA DE RONDONÓPOLIS (Opostos nos autos do(a) RECURSO DE APELAÇÃO CÍVEL 16774/ Classe: II-20). Protocolo Número/Ano: / Julgamento: 9/7/2008. EMBARGANTE - UNIBANCO AIG SEGUROS S. A. (Advs: DR. MÁRIO CARDI FILHO, OUTRO(S)), EMBARGADO - ARENILDA RODRIGUES DA SILVA E OUTRA(s) (Advs: DR. JOÃO ANAIDES CABRAL N E T T O ). R e l a t o r ( a ) : E x m o ( a ). S r ( a ). D E S A. M A R I A H E L E N A GARGAGLIONE PÓVOAS Decisão: Vistos, relatados e discutidos os autos em epígrafe, a eminente Turma Julgadora proferiu a seguinte decisão: RECURSO IMPROVIDO, UNANIMEMENTE EMENTA: EMBARGOS DE DECLARAÇÃO - RECURSO DE APELAÇÃO - REAPRECIAÇÃO DA MATÉRIA - IMPOSSIBILIDADE - OMISSÃO, O B S C U R I D A D E E C O N T R A D I Ç Ã O - I N O C O R R Ê N C I A - PREQUESTIONAMENTO - DESNECESSIDADE - EMBARGOS IMPROVIDOS. As funções dos embargos de declaração são apenas de afastar do acórdão qualquer omissão, contradição ou obscuridade necessária para a solução da lide, não se prestando ao rejulgamento da causa. O prequestionamento que autoriza o acesso às instâncias extraordinárias requer apenas a discussão e deliberação da matéria versada nos dispositivos tidos por violados, sendo, todavia, desnecessária sua expressa indicação. MEDIDA CAUTELAR INOMINADA 58565/ Classe: II-12 COMARCA CAPITAL. Protocolo Número/Ano: / Julgamento: 2/7/2008. REQUERENTE(S) - N. A. M. (Advs: DR. ALBINO CARLOS KRIZIZANOWSKI, DRA. LARISSA DE CARVALHO, OUTRO(S)), REQUERIDO(S) - N. R. B. M. (Advs: DR. JOÃO CARLOS BRITO REBELLO, OUTRO(S)). Relator(a): Exmo(a). Sr(a). DES. DONATO FORTUNATO OJEDA Decisão: Vistos, relatados e discutidos os autos em epígrafe, a eminente Turma Julgadora proferiu a seguinte decisão: À UNANIMIDADE JULGARAM A MEDIDA CAUTELAR PREJUDICADA EMENTA: AÇÃO CAUTELAR - EFEITO SUSPENSIVO A RECURSO DE APELAÇÃO - JULGAMENTO DO RECURSO - PREJUDICADO O FEITO. Resta prejudicada a análise da Ação Cautelar face ao julgamento definitivo do recurso de apelação interposto nos autos da Ação de Alimentos. A questão dos efeitos do recurso está esvaziada em razão da apreciação Disponibilizado - 15/8/2008 Diário da Justiça Eletrônico - MT - Ed. nº 7918 Página 13 de 278

14 pela Câmara julgadora da apelação. Decisões do Vice-Presidente RECURSO ESPECIAL 64089/2008 (Interposto nos autos do(a) RECURSO DE AGRAVO DE INSTRUMENTO 42367/ Classe: II-15 COMARCA DA CAPITAL RECORRENTE(S): DORALINO BRUSTOLON Advogado(s): Dra. CLAUDIA ALVES SIQUEIRA RECORRIDO(S): NORBERTO ULLMANN E OUTRO(s) Advogado(s): DR. ZILAUDIO LUIZ PEREIRA, DR. LUIS FELIPE LAMMEL E OUTRO(S) CONCLUSÃO DA DECISÃO: "Ante o exposto, nego seguimento ao Recurso.". Cuiabá, 07 de agosto de As) Des. Rubens de Oliveira Santos Filho Vice-Presidente do TJMT RECURSO ESPECIAL 63419/2008 (Interposto nos autos do(a) RECURSO DE APELAÇÃO CÍVEL 87955/ Classe: II-20 COMARCA DA CAPITAL RECORRENTE(S): BANCO DO BRASIL S. A. Advogado(s): Dr. (a) ROMEU DE AQUINO NUNES, DR. ANTÔNIO CARLOS DE BARCELOS RECORRIDO(S): NAZARIO CAETANO DA SILVA Advogado(s): Dr. (a) JOÃO CÉSAR FADUL E OUTRO(S) CONCLUSÃO DA DECISÃO: "Posto isso, nego seguimento ao Recurso.". Cuiabá, 08 de agosto de As) Des. Rubens de Oliveira Santos Filho Vice-Presidente do TJMT RECURSO ESPECIAL 57716/2008 (Interposto nos autos do(a) RECURSO DE APELAÇÃO CÍVEL 95465/ Classe: II-23 COMARCA DA CAPITAL RECORRENTE(S): MUNICÍPIO DE CUIABÁ Advogado(s): DR. DURVAL TEODORO DE MELO - PROC. MUNICÍPIO RECORRIDO(S): ANTONIO BARBOSA NETO CONCLUSÃO DA DECISÃO: "Ante o exposto, nego seguimento ao Recurso.". Cuiabá, 11 de agosto de As) Des. Rubens de Oliveira Santos Filho Vice-Presidente do TJMT RECURSO ESPECIAL 57089/2008 Interposto nos autos do Recurso Inominado n / Interposto nos autos do(a) RECURSO DE AGRAVO DE INSTRUMENTO 28427/ Classe: II-15 COMARCA DE ITIQUIRA RECORRENTE(S): BV FINANCEIRA S. A. - CRÉDITO, FINANCIAMENTO E INVESTIMENTO Advogado(s): DRA. SILMARA RUIZ MATSURA E OUTRO(S) AGRAVADO(S): AILTO CARVALHO CARNEIRO Advogado(s): Dr. (a) ANDERSON PIRES RIBEIRO CONCLUSÃO DA DECISÃO: "Ante o exposto, nego seguimento ao Recurso.". Cuiabá, 11 de agosto de As) Des. Rubens de Oliveira Santos Filho Vice-Presidente do TJMT RECURSO ESPECIAL 47303/2008 (Interposto nos autos do(a) RECURSO DE APELAÇÃO CÍVEL 8120/ Classe: II-23 COMARCA DA CAPITAL RECORRENTE(S): MUNICÍPIO DE CUIABÁ Advogado(s): DR. DURVAL TEODORO DE MELO - PROC. MUNICÍPIO APELADO(S): SEBASTIANA MARIA DA SILVA CONCLUSÃO DA DECISÃO: "Ante o exposto, nego seguimento ao Recurso.". Cuiabá, 11 de agosto de As) Des. Rubens de Oliveira Santos Filho Vice-Presidente do TJMT RECURSO ESPECIAL 52983/2008 (Interposto nos autos do(a) RECURSO DE APELAÇÃO CÍVEL 33981/ Classe: II-23 COMARCA DE DIAMANTINO RECORRENTE(S): MACROFÉRTIL INDÚSTRIA E COMÉRCIO DE FERTILIZANTES LTDA. Advogado(s): Drª NAIARA DIAS FIUZA, DR. CRISTIANO PIZZATTO APELADO(S): ALDOREMA TEREZINHA VIANA REGINATO Advogado(s): MOEMA VIANA REGINATO, DR. RICARDO AUGUSTO MENDES SILVA CONCLUSÃO DA DECISÃO: "Ante o exposto, nego seguimento ao Recurso.". Cuiabá, 12 de agosto de As) Des. Rubens de Oliveira Santos Filho Vice-Presidente do TJMT RECURSO ESPECIAL 63436/2008 (Interposto nos autos do(a) RECURSO DE AGRAVO DE INSTRUMENTO / Classe: II-15 COMARCA DE VÁRZEA GRANDE RECORRENTE(S): JULCI BIRCK Advogado(s): DR. ALBINO RAMOS, DRA. PATRÍCIA ALINE RAMOS, Dr. (a) SAMIR DARTANHAN RAMOS RECORRIDO(S):TIO LINO INDÚSTRIA DE CEREAIS LTDA Advogado(s): Dr. (a) JOAO BARROS FERREIRA JUNIOR E OUTRO(S) CONCLUSÃO DA DECISÃO: "Posto isso, determino a retenção do Recurso nos autos da Ação de Cobrança n. 183/2004, em trâmite na 1ª Vara Cível da Comarca de Várzea Grande. Remeta-se o feito ao Juízo de origem para apensamento ao processo principal.". Cuiabá, 06 de agosto de As) Des. Rubens de Oliveira Santos Filho Vice-Presidente do TJMT RECURSO ESPECIAL 64411/2008 (Interposto nos autos do(a) RECURSO DE AGRAVO DE INSTRUMENTO 49628/ Classe: II-15 COMARCA DA CAPITAL RECORRENTE(S): JOYCE LIMA DA SILVA Advogado(s): DRA. ELISANGELA F. DEL NERY E OUTRO(S) RECORRIDO(S): CREDICARD BANCO S. A. Advogado(s): DR. PATRICK ALVES DA COSTA E OUTRO(S) CONCLUSÃO DA DECISÃO: "Posto isso, determino a retenção do Recurso nos autos da Ação de Indenização Por Danos Morais n. 364/2006, em trâmite na 6ª Vara Cível da Comarca de Cuiabá. Remeta-se o feito ao Juízo de origem para apensamento ao processo principal.". Cuiabá, 07 de agosto de As) Des. Rubens de Oliveira Santos Filho Vice-Presidente do TJMT RECURSO ESPECIAL 53038/2008 (Interposto nos autos do(a) RECURSO DE APELAÇÃO CÍVEL 95628/ Classe: II-23- COMARCA DA CAPITAL RECORRENTE(S): MUNICÍPIO DE CUIABÁ Advogado(s): DR. EZIO DIAS VIDRAGO RECORRIDO(S): PEDRO BALDINO DOS SANTOS CONCLUSÃO DA DECISÃO: "Ante o exposto, nego seguimento ao Recurso.". Cuiabá, 07 de agosto de As) Des. Rubens de Oliveira Santos Filho Vice-Presidente do TJMT RECURSO ESPECIAL 58604/2008 (Interposto nos autos do(a) RECURSO DE APELAÇÃO CÍVEL / Classe: II-20 COMARCA DE RONDONÓPOLIS RECORRENTE(S): MUNICÍPIO DE RONDONÓPOLIS Advogado(s): DR. EDNALDO DE CARVALHO AGUIAR - PROC. DO MUNICÍPIO RECORRIDO(S): NORY VASCONCELOS DOS SANTOS Advogado(s): Dr(a) CIBELE SILVA PRIETCH CONCLUSÃO DA DECISÃO: "Posto isso, nego-lhe seguimento.". Cuiabá, 06 de agosto de As) Des. Rubens de Oliveira Santos Filho Vice-Presidente do TJMT RECURSO EXTRAORDINÁRIO 58603/2008 (Interposto nos autos do(a) RECURSO DE APELAÇÃO CÍVEL / Classe: II-20 COMARCA DE RONDONÓPOLIS RECORRENTE(S): MUNICÍPIO DE RONDONÓPOLIS Advogado(s): DR. EDNALDO DE CARVALHO AGUIAR - PROC. DO MUNICÍPIO Disponibilizado - 15/8/2008 Diário da Justiça Eletrônico - MT - Ed. nº 7918 Página 14 de 278

15 RECORRIDO(S): NORY VASCONCELOS DOS SANTOS Advogado(s): Dr(a) CIBELE SILVA PRIETCH CONCLUSÃO DA DECISÃO: "Posto isso, nego seguimento ao Recurso.". Cuiabá, 06 de agosto de As) Des. Rubens de Oliveira Santos Filho Vice-Presidente do TJMT Intimações do Vice-Presidente RECURSO ESPECIAL 63466/2008 (Interposto nos autos do(a) RECURSO DE APELAÇÃO CÍVEL 43424/ Classe: II-20 COMARCA DE TANGARÁ DA SERRA RECORRENTE(S): HOSPITAL E MATERNIDADE SANTA ÂNGELA LTDA Advogado(s): Dr. APARECIDO BATISTA DOS SANTOS, Dr. (a) VIVIAN CARLA SANTOS ZUCHETTO RECORRIDO(S): HUMILDE CARGNIN QUATRIN Advogado(s): DR. RODRIGO CALETTI DEON E OUTRO(S) "Intimar o Recorrido para responder ao Recurso nos termos do art. 542 do CPC." Cuiabá, 13 de agosto de Desembargador RUBENS DE OLIVEIRA SANTOS FILHO Vice-Presidente do Tribunal de Justiça RECURSO ESPECIAL 82077/2008 (Interposto nos autos do(a) RECURSO DE APELAÇÃO CÍVEL 43424/ Classe: II-20 COMARCA DE TANGARÁ DA SERRA RECORRENTE(S): GERALDO BREHN D AVILA E OUTRO(s) Advogado(s): Dr. (a) JORGE LUIZ BRAGA, DR. RODRIGO CALETTI DEON RECORRIDO(S): HUMILDE CARGNIN QUATRIN Advogado(s): DR. RODRIGO CALETTI DEON E OUTRO(S) "Intimar o Recorrido para responder ao Recurso nos termos do art. 542 do CPC." Cuiabá, 13 de agosto de Desembargador RUBENS DE OLIVEIRA SANTOS FILHO Vice-Presidente do Tribunal de Justiça RECURSO ESPECIAL 78957/2008 (Interposto nos autos do(a) RECURSO DE APELAÇÃO CÍVEL / Classe: II-20 COMARCA DA CAPITAL RECORRENTE(S): CREMER S. A. Advogado(s): Dr. (a) ADELCIO SALVALAGIO E OUTRO(S) RECORRIDO(S): SOTRAUMA S/C LTDA Advogado(s): Dr. (a) JORGE LUIZ BRAGA E OUTRO(S) "Intimar o Recorrido para responder ao Recurso nos termos do art. 542 do CPC." Cuiabá, 13 de agosto de Desembargador RUBENS DE OLIVEIRA SANTOS FILHO Vice-Presidente do Tribunal de Justiça RECURSO ESPECIAL 75531/2008 (Interposto nos autos do(a) RECURSO DE AGRAVO DE INSTRUMENTO 79594/ Classe: II-15 COMARCA DE LUCAS DO RIO VERDE RECORRENTE(S): ÉLIA MARIANA DAS CHAGAS Advogado(s): DRA. ELIZIANE KOCH RECORRIDO(S): BRADESCO SEGUROS S. A. Advogado(s): DR. GLAUCO DE GOÉS GUITTI E OUTRO(S) "Intimar o Recorrido para responder ao Recurso nos termos do art. 542 do CPC." Cuiabá, 13 de agosto de Desembargador RUBENS DE OLIVEIRA SANTOS FILHO Vice-Presidente do Tribunal de Justiça RECURSO ESPECIAL 81055/2008 (Interposto nos autos do(a) RECURSO DE APELAÇÃO CÍVEL 45289/ Classe: II-20 COMARCA DE SINOP RECORRENTE(S): BANCO BRADESCO S. A. Advogado(s): DR. MARCOS ANTÔNIO DE ALMEIDA RIBEIRO, DR. RENATO FELICIANO DE DEUS NERY RECORRIDO(S): INDUSMIL - INDÚSTRIA DE MADEIRAS LTDA Advogado(s): Dr. (a) VALTER VICENTE LEON "Intimar o Recorrido para responder ao Recurso nos termos do art. 542 do CPC." Cuiabá, 13 de agosto de Desembargador RUBENS DE OLIVEIRA SANTOS FILHO Vice-Presidente do Tribunal de Justiça RECURSO EXTRAORDINÁRIO 81056/2008 (Interposto nos autos do(a) RECURSO DE APELAÇÃO CÍVEL 45289/ Classe: II-20 COMARCA DE SINOP RECORRENTE(S): BANCO BRADESCO S. A. Advogado(s): DR. MARCOS ANTÔNIO DE ALMEIDA RIBEIRO, DR. RENATO FELICIANO DE DEUS NERY RECORRIDO(S): INDUSMIL - INDÚSTRIA DE MADEIRAS LTDA Advogado(s): Dr. (a) VALTER VICENTE LEON "Intimar o Recorrido para responder ao Recurso nos termos do art. 542 do CPC." Cuiabá, 13 de agosto de Desembargador RUBENS DE OLIVEIRA SANTOS FILHO Vice-Presidente do Tribunal de Justiça RECURSO ESPECIAL 83051/2008 (Interposto nos autos do(a) RECURSO DE AGRAVO DE INSTRUMENTO 88431/ Classe: II-15 COMARCA DA CAPITAL RECORRENTE(S): VICENTE FERREIRA RODRIGUES Advogado(s): DR. MAURO ALEXANDRE MOLEIRO PIRES RECORRIDO(S): T. C. R. E A. H. C. R., REPRESENTADOS, POR SUA MÃE MAGALI DE CAMPOS SIQUEIRA DA CUNHA Advogado(s): DR. CELSO CORRÊA DE OLIVEIRA E OUTRO(S) "Intimar o Recorrido para responder ao Recurso nos termos do art. 542 do CPC." Cuiabá, 13 de agosto de Desembargador RUBENS DE OLIVEIRA SANTOS FILHO Vice-Presidente do Tribunal de Justiça Quarta Câmara Cível Acórdão RECURSO DE AGRAVO REGIMENTAL - Classe: II-16 COMARCA CAPITAL(Interposto nos autos do(a) RECURSO DE AGRAVO DE INSTRUMENTO 77828/ Classe: II-15). Protocolo Número/Ano: / Julgamento: 4/8/2008. AGRAVANTE(S) - MUNICÍPIO DE CUIABÁ (Advs: DR. JULIANO OJEDA KIHARA), AGRAVADO(S) - OLIVEIRA E LEMOS LTDA (Advs: DR. VICTOR HUMBERTO MAIZMAN, OUTRO(S)). Relator(a): Exmo(a). Sr(a). DES. BENEDITO PEREIRA DO NASCIMENTO Decisão: Vistos, relatados e discutidos os autos em epígrafe, a eminente Turma Julgadora proferiu a seguinte decisão: POR DECISÃO UNÂNIME, NÃO CONHECERAM DO RECURSO. EMENTA: AGRAVO REGIMENTAL EM AGRAVO DE INSTRUMENTO - DECISÃO QUE CONCEDE EFEITO SUSPENSIVO - IRRECORRIBILIDADE - NÃO-CONHECIMENTO. Não cabe agravo regimental contra decisão de relator que atribui efeito suspensivo ao recurso de agravo de instrumento. DECISÕES DO RELATOR Decisões do Relator BANCO BRADESCO S/A E GENNARO PRIRES DE MIRANDA, já qualificados nos autos do RECURSO DE APELAÇÃO CÍVEL 70580/ Classe: II-20 COMARCA CAPITAL. APELANTE - BANCO BRADESCO S. A. (Advs:Dr. MAURO PAULO GALERA MARI E OUTRO(S)), APELANTE - GENNARO PIRES DE MIRANDA (Advs:Dra. ANDRESSA CALVOSO C. DE MENDONÇA, DR. JOAQUIM FELIPE SPADONI, DRA. MARGARETE DA GRAÇA BLANK M. SPADONI e OUTRO(S)), APELADO - BANCO BRADESCO S. A. (Advs:Dr. MAURO PAULO GALERA MARI e OUTRO(S)) e APELADO - GENNARO PIRES DE MIRANDA (Advs:Dra. ANDRESSA CALVOSO C. DE MENDONÇA, DR. JOAQUIM FELIPE SPADONI, DRA. MARGARETE DA GRAÇA BLANK M. SPADONI e OUTRO(S)), vem por intermédio da petição protocolizada sob o nº 82181/2008, em , requerer a juntada da fotocópia do acordo firmado entre as partes, bem como, a desistência do recurso, a extinção da ação e sua remessa ao juízo singular. CONCLUSÃO DA DECISÃO "...Homologo a desistência formulada pelas partes, às fls. 802 e determino a remessa ao juízo singular para Disponibilizado - 15/8/2008 Diário da Justiça Eletrônico - MT - Ed. nº 7918 Página 15 de 278

16 homologação do acordo firmado entre as partes..." Cuiabá, 11 de agosto de Dra. Maria Aparecida Ribeiro Juíza Relatora BANCO BRADESCO S/A E GENNARO PRIRES DE MIRANDA, já qualificados nos autos do RECURSO DE APELAÇÃO CÍVEL 70579/ Classe: II-25 COMARCA CAPITAL. APELANTE - BANCO BRADESCO S/A (Advs:Dr. MAURO PAULO GALERA MARI e OUTRO(S)) e APELADO - GENNARO PIRES DE MIRANDA (Advs:Dra. NÚBIA NARCISO FERREIRA DE SOUZA e OUTRO(S)), vem por intermédio da petição protocolizada sob o nº 82180/2008, em , requerer a juntada da fotocópia do acordo firmado entre as partes, bem como, a desistência do recurso, a extinção da ação e sua remessa ao juízo singular. CONCLUSÃO DA DECISÃO "...Homologo a desistência formulada pelas partes, às fls. 192 e determino a remessa ao juízo singular para homologação do acordo firmado entre as partes..." Cuiabá, 11 de agosto de Dra. Maria Aparecida Ribeiro Juíza Relatora BANCO BRADESCO S/A E GENNARO PRIRES DE MIRANDA, já qualificados nos autos do RECURSO DE APELAÇÃO CÍVEL 31018/ Classe: II-23 COMARCA CAPITAL. APELANTE - BANCO BRADESCO S. A. (Advs:Dr. MAURO PAULO GALERA MARI e OUTRO(S)) e APELADO - GENNARO PIRES DE MIRANDA (Advs:Dra. ANDRESSA CALVOSO C. DE MENDONÇA, DR. JOAQUIM FELIPE SPADONI, DRA. MARGARETE DA GRAÇA BLANK M. SPADONI e OUTRO(S)), vem por intermédio da petição protocolizada sob o nº 82182/2008, em , requerer a juntada da fotocópia do acordo firmado entre as partes, bem como, a desistência do recurso, a extinção da ação e sua remessa ao juízo singular. CONCLUSÃO DA DECISÃO "...Homologo a desistência formulada pelas partes, às fls. 254 e determino a remessa ao juízo singular para homologação do acordo firmado entre as partes..." Cuiabá, 11 de agosto de Dra. Maria Aparecida Ribeiro Juíza Relatora RECURSO DE AGRAVO DE INSTRUMENTO 86866/ Classe: II-15 COMARCA CAPITAL. AGRAVANTE - ESTADO DE MATO GROSSO (Adv:Dr. WYLERSON VERANO DE AQUINO SOUSA - PROC. ESTADO) e AGRAVADA - IZABEL MENDES DE ALMEIDA LIMA (Adv:Dr. CARLOS GOMES BRANDÃO - DEFENSOR PÚBLICO). CONCLUSÃO DA DECISÃO "...deixo de conhecer do presente agravo..." Cuiabá, 13 de agosto de Dra. Marilsen Andrade Adário Juíza Relatora RECURSO DE AGRAVO DE INSTRUMENTO / Classe: II-15 COMARCA DE TANGARÁ DA SERRA. AGRAVANTE - APARECIDA BARROS DE SOUZA (Advs:Dr. FRANCO ARIEL BIZARELLO DOS SANTOS e OUTRO(S)) e AGRAVADO - MUNICÍPIO DE TANGARÁ DA SERRA. CONCLUSÃO DA DECISÃO "...Considerando que o mandado de segurança de onde se originou o presente agravo de instrumento foi sentenciado, como se vê da informação trazida pela douta Procuradoria Geral de Justiça (fls. 280/284), restou prejudicado o recurso..." Cuiabá, 11 de agosto de Des. José Silvério Gomes Relator RECURSO DE AGRAVO DE INSTRUMENTO 85445/ Classe: II-15 COMARCA CAPITAL. AGRAVANTE - EDEVANDO MARCOS TOPAM - ME. (Advs:Dr. ADEMIR JOEL CARDOSO e OUTRO(S)) e AGRAVADO - ESTADO DE MATO GROSSO. CONCLUSÃO DA DECISÃO "...nego o efeito ativo pretendido..." Cuiabá, 11 de agosto de Dra. Marilsen Andrade Adário Juíza Relatora NESTLÉ BRASIL LTDA, já qualificada nos autos do RECURSO DE APELAÇÃO CÍVEL 34816/ Classe: II-20 COMARCA CAPITAL. APELANTE - NESTLÉ BRASIL LTDA (Advs:Dr. RONALDO REYES e Dr. JOÃO PAULO FOGAÇA DE ALMEIDA FAGUNDES) e APELADO - ESTADO DE MATO GROSSO (Adv:Dr. ELISABETE FERREIRA ZILIO - PROC. ESTADO), vem por intermédio da petição protocolizada sob o nº 81723/2008, em , subscrita pelo seu patrono, requerer a extinção do feito com resolução do mérito, bem como, que seja determinada a imediata expedição de alvará para o levantamento do depósito judicial, tenda em vista que a divida fiscal foi plenamente satisfeita. CONCLUSÃO DA DECISÃO "...Tendo em vista o pedido de fls. 668/670, onde o apelante requer a extinção dos autos, e já tendo sido homologada a desistência do recurso, conforme decisão de fls. 642/643, devolva-se o processo à Comarca de origem para que o presidente do feito torne as deliberações cabíveis." Cuiabá, 13 de agosto de Dra. Marilsen Andrade Adário Juíza Relatora em substituição legal AUTOS COM INTIMAÇÃO RECURSO ESPECIAL nº 86142/2008 (Interposto nos autos do RECURSO DE AGRAVO DE INSTRUMENTO 23332/ Classe: II-15). RECORRENTE - MINISTÉRIO PÚBLICO e RECORRIDOS - MURILO DOMINGOS E OUTRO(s) (Advs:Dr. ROBERTO ZAMPIERI e DR. JOSÉ SEBASTIÃO DE CAMPOS SOBRINHO). Com intimação aos RECORRIDOS - MURILO DOMINGOS E OUTRO(s) (Advs:Dr. ROBERTO ZAMPIERI e DR. JOSÉ SEBASTIÃO DE CAMPOS SOBRINHO), para querendo, contraminutar(em) nos termos do artigo 542 do CPC. RECURSO ESPECIAL nº 85563/2008 (Interposto nos autos do RECURSO DE APELAÇÃO CÍVEL 81251/ Classe: II-19). RECORRENTE - ANNEMARIE PFANN TOMCZYK (Advs:Dr. EDUARDO FRAGA FILHO e OUTRO(S)) e RECORRIDO - BANCO DIBENS S. A. (Advs:Dr. RICARDO GAZZI e OUTRO(S)). Com intimação ao RECORRIDO - BANCO DIBENS S. A. (Advs:Dr. RICARDO GAZZI e OUTRO(S)), para querendo, contraminutar(em) nos termos do artigo 542 do CPC. RECURSO DE AGRAVO DE INSTRUMENTO 77828/ Classe: II-15 COMARCA CAPITAL. AGRAVANTE - OLIVEIRA E LEMOS LTDA (Advs:Dr. VICTOR HUMBERTO MAIZMAN e OUTRO(S)) e AGRAVADO - MUNICÍPIO DE CUIABÁ (Adv:Dr. JULIANO OJEDA KIHARA). Com intimação ao AGRAVANTE - OLIVEIRA E LEMOS LTDA (Advs:Dr. VICTOR HUMBERTO MAIZMAN e OUTRO(S)), quanto ao r. despacho a seguir transcrito: "...Tendo em vista o teor da petição de fls. 146/149-TJ, intime-se o agravante para, querendo, se manifestar no prazo legal..." RECURSO DE AGRAVO DE INSTRUMENTO 85477/ Classe: II-15 COMARCA CAPITAL. AGRAVANTE - COMERCIAL PEREIRA DE ALIMENTOS LTDA (Adv:Dr. MANOEL AUGUSTO DE FIGUEIREDO COELHO) e AGRAVADO - ESCRITÓRIO C E N T R A L D E A R R E C A D A Ç Ã O E DISTRIBUIÇÃO - ECAD (Advs:Dr. PATRICK ALVES DA COSTA e OUTRO(S)). C o m i n t i m a ç ã o a o A G R A V A D O - E S C R I T Ó R I O C E N T R A L D E ARRECADAÇÃO E DISTRIBUIÇÃO - ECAD (Advs:Dr. PATRICK ALVES DA COSTA e OUTRO(S)), para querendo, contraminutar(em) nos termos do artigo 527, V do CPC. CONCLUSÃO DA DECISÃO "...indefiro o efeito suspensivo vindicado..." Disponibilizado - 15/8/2008 Diário da Justiça Eletrônico - MT - Ed. nº 7918 Página 16 de 278

17 Cuiabá, 11 de agosto de Dra. Marilsen Andrade Adário Juíza Relatora RECURSO DE AGRAVO DE INSTRUMENTO 86016/ Classe: II-15 COMARCA DE POCONÉ. AGRAVANTES - PAULO SÉRGIO DA COSTA MOURA E OUTRO(s) (Advs:Dr. JOSE WILZEM MACOTA e OUTRO(S)) e AGRAVADO - KARL HENRICH WOLFGANG GUSTAV SCHMIDT (Adv:Dr. JOÃO BATISTA BENETI). Com intimação ao AGRAVADO - KARL HENRICH WOLFGANG GUSTAV S C H M I D T ( A d v : D r. J O Ã O B A T I S T A B E N E T I ), p a r a q u e r e n d o, contraminutar(em) nos termos do artigo 527, V do CPC. CONCLUSÃO DA DECISÃO "...indefiro a antecipação da tutela recursal..." Cuiabá, 11 de agosto de Dra. Marilsen Andrade Adário Juíza Relatora ***************************************************** QUARTA SECRETARIA CÍVEL, Cuiabá, 14 de agosto de Bel. Emanuel Rodrigues do Prado Diretor de Departamento da 4ª Secretaria Cível Quinta Câmara Cível Acórdão " H A B E A S C O R P U S " / C l a s s e : I I C O M A R C A D E RONDONÓPOLIS. Protocolo Número/Ano: / Julgamento: 30/7/2008. IMPETRANTE(S) - DR. VANDERLEI CHILANTE, PACIENTE(S) - RENALDO JORGE PIRES. Relator(a): Exmo(a). Sr(a). DES. CARLOS ALBERTO ALVES DA ROCHA Decisão: Vistos, relatados e discutidos os autos em epígrafe, a eminente Turma Julgadora proferiu a seguinte decisão: ORDEM DENEGADA. DECISÃO UNÂNIME E CONTRÁRIA AO PARECER. EMENTA: HABEAS CORPUS - PRISÃO CIVIL - DEPOSITÁRIO INFIEL - APLICAÇÃO DO PACTO SAN JOSÉ DA COSTA RICA - NÃO CABIMENTO - DEPOSITÁRIO JUDICIAL - ARTIGO 148 CPC - BEM OBJETO DE PENHORA - INTIMAÇÃO PARA ENTREGA - NÃO RESTITUIÇÃO DO BEM DEPOSITADO AOS SEUS CUIDADOS - CONSTITUCIONALIDADE DA PRISÃO CIVIL - ARTIGO 5º, LXVII, CF, ARTIGO 904, PARÁGRAFO ÚNICO DO CPC E SÚMULA 619 DO STF - ORDEM DENEGADA. A vedação à prisão civil encartada no Pacto Internacional de San José da Costa Rica não se aplica às hipóteses de descumprimento de depósito judicial. Na condição de depositário, o paciente assume o encargo de guardar e conservar os bens penhorados (art. 148, CPC). Não agindo de acordo com o prescrito, está o depositário judicial sujeito à prisão, conforme previsão do artigo 5º, inciso LXVII, da Constituição Federal; 904, parágrafo único, do Código de Processo Civil e Súmula 619/STF. RECURSO DE APELAÇÃO CÍVEL 52486/ Classe: II-20 COMARCA DE RONDONÓPOLIS. Protocolo Número/Ano: / Julgamento: 30/7/2008. APELANTE(S) - DISPRODAN DISTRIBUIDORA DE PRODUTOS ALIMENTÍCIOS LTDA (Advs: Dr. (a) JORGE AGUIAR DA SILVA), APELADO(S) - DANONE LTDA (Advs: Dr. CARLOS ALBERTO DE JESUS MARQUES, DR. DUÍLIO PIATO JÚNIOR, OUTRO(S)). Relator(a): Exmo(a). Sr(a). DES. CARLOS ALBERTO ALVES DA ROCHA Decisão: Vistos, relatados e discutidos os autos em epígrafe, a eminente Turma Julgadora proferiu a seguinte decisão: PRELIMINAR REJEITADA. APELO IMPROVIDO. DECISÃO UNÂNIME. EMENTA: CONTRATO DE DISTRIBUIÇÃO - CERCEAMENTO DE DEFESA - JULGAMENTO ANTECIPADO DA LIDE - MATÉRIA DE DIREITO - POSSIBILIDADE - CLÁUSULAS ABUSIVAS INEXISTENTES - RESCISÃO MOTIVADA - NOTIFICAÇÃO - CULPA EXCLUSIVA DO DISTRIBUIDOR - INADIMPLEMENTO - MULTA RESCISÓRIA NÃO DEVIDA - RESSARCIMENTO DE PRODUTOS VENCIDOS - AUSÊNCIA DE PROVA - RECONVENÇÃO - PAGAMENTO DOS PRODUTOS - DEVER DO REPRESENTANTE COMERCIAL. Quando a matéria dos autos se refere somente a questão de direito, é dever do magistrado julgar antecipadamente a lide nos moldes do art. 330, I, do CPC, não configurando cerceamento de defesa. Estando inserto cláusula no contrato que prevê a rescisão automática do contrato sem aviso prévio no caso de inadimplemento, motivado está o desfazimento da relação jurídica. Se o devedor não cumpre a sua obrigação, é tido como culpado pela rescisão do contrato, não merecendo receber multas rescisórias. Havendo cláusula contratual prevendo somente a devolução do produto com defeito de fabricação devidamente identificado, não é da responsabilidade do fabricante a devolução dos produtos com data de validade ultrapassada. Além disso, não se pode imputar a responsabilidade ao fabricante pela devolução de produtos vencidos sob mera alegação da distribuidora, frente a premissa máxima que alegar e não provar é mesmo que nada alegar. A reconvenção deve ser julgada procedente quanto resta provado que a rescisão contratual se deu por culpa do devedor inadimplente, devendo ser condenado ao pagamento dos produtos adquiridos e não pagos. RECURSO DE APELAÇÃO CÍVEL 35250/ Classe: II-23 COMARCA CAPITAL. Protocolo Número/Ano: / Julgamento: 30/7/2008. APELANTE(S) - ANTONIO LINO DA SILVA PINTO (Advs: DR. MARCOS MARTINHO AVALLONE PIRES, OUTRO(S)), APELADO(S) - ANTONIO ANTERO DE ALMEIDA E OUTRO(s) (Advs: EM CAUSA PRÓPRIA). Relator(a): Exmo(a). Sr(a). DES. CARLOS ALBERTO ALVES DA ROCHA Decisão: Vistos, relatados e discutidos os autos em epígrafe, a eminente Turma Julgadora proferiu a seguinte decisão: PRELIMINARES REJEITADAS. APELO IMPROVIDO. DECISÃO UNÂNIME. EMENTA: EMBARGOS À ARREMATAÇÃO - INCOMPETÊNCIA ABSOLUTA DO JUÍZO - ARTIGO 747, CPC - COMPETÊNCIA DO JUÍZO DEPRECANTE - REGRA - EXCEÇÕES - COMPETÊNCIA DO JUÍZO DEPRECADO - NULIDADE DA EXECUÇÃO - LITISCONSÓRCIO PASSIVO NECESSÁRIO UNITÁRIO - ARTIGO 746, CPC - MATÉRIA DOS EMBARGOS À ARREMATAÇÃO - NULIDADES E DEFEITOS PÓS PENHORA - ANÁLISE PREJUDICADA - TEMAS AFETOS AOS EMBARGOS À EXECUÇÃO - CERCEAMENTO DE DEFESA - INOCORRÊNCIA - JULGAMENTO ANTECIPADO DA LIDE - ARTIGO 330, I, CPC - AUSÊNCIA DE FUNDAMENTAÇÃO DA SENTENÇA - INEXISTÊNCIA - NÃO APONTAMENTO - ANÁLISE PREJUDICADA - NULIDADE DA ARREMATAÇÃO POR OCORRÊNCIA DE PREÇO VIL - INEXISTÊNCIA - PREÇO ARREMATADO CONSISTENTE EM 70,73% DO VALOR AVALIADO - JURISPRUDÊNCIA DO STJ - REALIZAÇÃO DAS PRAÇAS - ARTIGO 687 5º, CPC - INTIMAÇÃO PESSOAL DO DEVEDOR DESNECESSIDADE - INTIMAÇÃO DO ADVOGADO SUFICIENTE. A competência para o julgamento dos embargos à arrematação, segundo a regra do artigo 747 do CPC, é do juízo deprecante, somente sendo competente o juízo deprecado nos casos excepcionais de vícios ou defeitos de penhora, avaliação ou alienação dos bens. A nulidade da execução em face da ausência de intimação do litisconsorte passivo necessário unitário, é matéria específica dos embargos à execução, não podendo ser suscitada em embargos à arrematação por flagrante ofensa ao artigo 746 do CPC que limita a matéria em nulidades e defeitos ocorridas após a penhora. Não há cerceamento de defesa quando a matéria é unicamente de direito, estando o magistrado autorizado a julgar antecipadamente a lide nos ditames do artigo 330, I do CPC. Resta prejudicada a análise da nulidade da sentença por ausência de fundamentação, quando o recorrente não aponta em qual momento o magistrado foi inerte. Se o bem foi arrematado por preço correspondente a 70,73% do valor da avaliação, não há que se falar em preço vil, tendo em vista a orientação dada pelo STJ que considera ínfima a quantia inferior a 50% do valor do imóvel. Pela regra do artigo 687, 5º do CPC, é desnecessária a intimação pessoal do devedor para a realização das praças, sendo suficiente a intimação do seu advogado. RECURSO DE APELAÇÃO CÍVEL 59316/ Classe: II-23 COMARCA DE VÁRZEA GRANDE. Protocolo Número/Ano: / Julgamento: 30/7/2008. APELANTE(S) - M. E. F. O. REPRESENTADA POR SUA GENITORA S. A. F. (Advs: DR. WILLIAM MARCOS VASCONCELOS), APELADO(S) - N. R. O.. Relator(a): Exmo(a). Sr(a). DES. SEBASTIÃO DE MORAES FILHO Decisão: Vistos, relatados e discutidos os autos em epígrafe, a eminente Turma Julgadora proferiu a seguinte decisão: APELO PROVIDO. DECISÃO UNÂNIME E DE ACORDO COM O PARECER. EMENTA: RECURSO DE APELAÇÃO - AÇÃO DE EXECUÇÃO DE ALIMENTOS - INTIMAÇÃO DO PATRONO VIA DIÁRIO - EXTINÇÃO COM FULCRO NO ARTIGO 267, 1 º, d o C P C - I M P O S S I B I L I D A D E - IMPRESCINDIVEL INTIMAÇÃO PESSOAL DA PARTE PARA SUPRIR A FALHA DO PATRONO - RECURSO CONHECIDO E PROVIDO - SENTENÇA ANULADA. Embora a intimação dos litigantes seja geralmente efetuada por intermédio de seus procuradores, devem ser observadas as exceções Disponibilizado - 15/8/2008 Diário da Justiça Eletrônico - MT - Ed. nº 7918 Página 17 de 278

18 indicadas no Código de Processo Civil, quando haja obrigatoriedade de se intimar pessoalmente à parte. Em não havendo intimação pessoal da parte Autora, resta incabível a extinção com fundamento no artigo 267, 1º, do Código de Processo Civil já que a parte não pode ficar prejudicada pela eventual desídia de seu patrono. RECURSO DE APELAÇÃO CÍVEL 59317/ Classe: II-23 COMARCA DE VÁRZEA GRANDE. Protocolo Número/Ano: / Julgamento: 30/7/2008. APELANTE(S) - M. E. F. O. REPRESENTADA POR SUA GENITORA S. A. F. (Advs: DR. WILLIAM MARCOS VASCONCELOS), APELADO(S) - N. R. O.. Relator(a): Exmo(a). Sr(a). DES. SEBASTIÃO DE MORAES FILHO Decisão: Vistos, relatados e discutidos os autos em epígrafe, a eminente Turma Julgadora proferiu a seguinte decisão: APELO PROVIDO. DECISÃO UNÂNIME E DE ACORDO COM O PARECER. EMENTA: RECURSO DE APELAÇÃO - AÇÃO DE EXECUÇÃO DE ALIMENTOS - INTIMAÇÃO DO PATRONO VIA DIÁRIO - EXTINÇÃO COM FULCRO NO ARTIGO 267, 1 º, d o C P C - I M P O S S I B I L I D A D E - IMPRESCINDIVEL INTIMAÇÃO PESSOAL DA PARTE PARA SUPRIR A FALHA DO PATRONO - RECURSO CONHECIDO E PROVIDO - SENTENÇA ANULADA. Embora a intimação dos litigantes seja geralmente efetuada por intermédio de seus procuradores, devem ser observadas as exceções indicadas no Código de Processo Civil, quando haja obrigatoriedade de se intimar pessoalmente à parte. Em não havendo intimação pessoal da parte Autora, resta incabível a extinção com fundamento no art. 267, 1º, do Código de Processo Civil já que a parte não pode ficar prejudicada pela eventual desídia de seu patrono. Decisões do Relator ESTADO DE MATO GROSSO PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA D E C I S Õ E S D O R E L A T O R C O M F I N A L I D A D E D E INTIMAÇÃO (ART. 234 E SEGS. CPC). RECURSO DE AGRAVO DE INSTRUMENTO 79453/ Classe: II-15 COMARCA CAPITAL. AGRAVANTE(S) - ESTADO DE MATO GROSSO (Dr(a). MARIA LUIZA DA CUNHA CAVALCANTI - PROC. DO ESTADO). AGRAVADO - DOURIVAL DALAGNOL (Adv:Dr. CARLOS GOMES BRANDÃO - DEFENSOR PÚBLICO). CONCLUSÃO DA DECISÃO: "... Assim, deixo de emprestar ao agravo o pleiteado efeito suspensivo..." Cuiabá, 28 de julho de 2008 Dr. José Mauro Bianchini Fernandes Juiz Relator RECURSO DE AGRAVO DE INSTRUMENTO 86094/ Classe: II-15 COMARCA DE PARANATINGA. AGRAVANTE - BANCO RABOBANK INTERNATIONAL BRASIL S. A. (Advs:Drs. THIAGO ROSSETO SANCHES, MANOEL ARCHANJO DAMA FILHO, OUTRO(S)). AGRAVADO - LUIZ DALLA NORA. CONCLUSÃO DA DECISÃO: "... provejo desde logo o recurso para o fim específico de declarar comprovada a mora do devedor..." Cuiabá, 12 de agosto de 2008 Dr. José Mauro Bianchini Fernandes Juiz Relator RECURSO DE AGRAVO DE INSTRUMENTO 85320/ Classe: II-15 COMARCA CAPITAL. AGRAVANTE - ADRIELE CONFECÇÕES LTDA. (Advs:Drs. LUCIANA REZEGUE DO CARMO, OUTRO(S)). AGRAVADO - ESTADO DE MATO GROSSO ( Dr. JOÃO VIRGÍLIO DO NASCIMENTO SOBRINHO PROC. GERAL DO ESTADO) CONCLUSÃO DA DECISÃO: "... deixo de atribuir o pretendido efeito suspensivo ativo..." Cuiabá, 12 de agosto de 2008 Dr. José Mauro Bianchini Fernandes Juiz Relator Deptº da 5ª Secretaria Cível, em Cuiabá, 14 de agosto de Belª Josenil Benedita Monteiro Mattos Diretora de Departamento da Quinta Secretaria Cível Sexta Câmara Cível Pauta de Julgamento Julgamentos designados para a Sessão Ordinária da Egrégia Sexta Câmara Cível, às 14:00 horas ou, extraordinariamente, com início às 09 horas da próxima quarta-feira (art. 3º, II, "b" do Ato Regimental nº 02/2005 do Tribunal de Justiça), ou a sessão subsequente, quarta-feira seguinte, se não decorrido o prazo previsto no artigo 552, 1º do C.P.C. RECURSO DE AGRAVO DE INSTRUMENTO 33710/ Classe: II-15 COMARCA DE RONDONÓPOLIS. Protocolo Número/Ano: / 2008 RELATOR: DES. JOSÉ FERREIRA LEITE AGRAVANTE(S): ZOOFORT AGRÍCOLA LTDA. ADVOGADO(S): DR. DUÍLIO PIATO JÚNIOR AGRAVADO(S): FORT DODGE MANUFATURA LTDA ADVOGADO(S): DRA. MARCELA BALIEIRO SOUKEF OUTRO(S) RECURSO DE APELAÇÃO CÍVEL 99999/ Classe: II-20 COMARCA DE PEDRA PRETA. Protocolo Número/Ano: / 2007 RELATOR: DES. JURACY PERSIANI APELANTE(S): MUNICÍPIO DE PEDRA PRETA ADVOGADO(S): DRA. CRISTIANE BOSSONi DE OLIVEIRA CARMANHÃES APELADO(S): XEROX DO BRASIL LTDA ADVOGADO(S): DR. LEONARDO SUELZER PARADA OUTRO(S) RECURSO DE APELAÇÃO CÍVEL 17066/ Classe: II-20 COMARCA CAPITAL. Protocolo Número/Ano: / 2008 RELATOR: DES. JURACY PERSIANI APELANTE(S): BANCO VOLKSWAGEN S. A. ADVOGADO(S): DR. MANOEL ARCHANJO DAMA FILHO Dr. (a) ANA HELENA CASADEI Dr. (a) ANDERSON BETTANIN DE BARROS DRA. GRASIELA ELISIANE GANZER APELADO(S): ELITO ALVES DA GUIA ADVOGADO(S): DRA. ELIANETH GLÁUCIA DE O. NAZÁRIO SILVA (DEF. PÚB.) RECURSO DE APELAÇÃO CÍVEL 17821/ Classe: II-20 COMARCA DE COMODORO. Protocolo Número/Ano: / 2008 RELATOR: DES. JURACY PERSIANI APELANTE(S): CONSEG ADMINISTRADORA DE CONSÓRCIOS LTDA ADVOGADO(S): DR. RICARDO NEWTON RAVADUTTI SANTOS APELADO(S): GLAUBER SILVEIRA DA SILVA ADVOGADO(S): Dr. (a) VIVIENE BARBOSA SILVA RECURSO DE APELAÇÃO CÍVEL 14932/ Classe: II-23 COMARCA DE COMODORO. Protocolo Número/Ano: / 2006 RELATOR: DES. JURACY PERSIANI APELANTE(S): COMÉRCIO E REPRESENTAÇÕES SIGNOR LTDA ADVOGADO(S): DRA. ELIANA DA COSTA OUTRO(S) APELADO(S): DIRCEU GRAEBIN ADVOGADO(S): DR. ILDO ROQUE GUARESCHI OUTRO(S) RECURSO DE APELAÇÃO CÍVEL 7106/ Classe: II-23 COMARCA DE SÃO JOSÉ DO RIO CLARO. Protocolo Número/Ano: 7106 / 2008 RELATOR: DES. JURACY PERSIANI APELANTE(S): M. A. G. M. DE LIMA - ME ADVOGADO(S): DR. JOSÉ MARIA MARIANO Disponibilizado - 15/8/2008 Diário da Justiça Eletrônico - MT - Ed. nº 7918 Página 18 de 278

19 APELADO(S): MUNICÍPIO DE SÃO JOSÉ DO RIO CLARO ADVOGADO(S): Dr. (a) REJANE BUSS SONNENBERG RECURSO DE APELAÇÃO CÍVEL 50722/ Classe: II-23 COMARCA DE TANGARÁ DA SERRA. Protocolo Número/Ano: / 2008 RELATOR: DES. JOSÉ FERREIRA LEITE APELANTE(S): MUNICÍPIO DE TANGARÁ DA SERRA ADVOGADO(S): DRA. ONEIDA NAVES RIBEIRO OUTRO(S) APELADO(S): MARIA HELENA DA COSTA RECURSO DE APELAÇÃO CÍVEL 78956/ Classe: II-23 COMARCA DE TANGARÁ DA SERRA. Protocolo Número/Ano: / 2008 RELATOR: DR. MARCELO SOUZA DE BARROS APELANTE(S): MUNICÍPIO DE TANGARÁ DA SERRA ADVOGADO(S): DRA. ONEIDA NAVES RIBEIRO APELADO(S): ELSON DOS SANTOS SOARES ADVOGADO(S): DR. SÁVIO RICARDO CANTADORI COPETTI- DEF.PÚBL. REEX. NEC. SENT. C/ REC. APEL. CÍVEL 78215/ Classe: II-27 COMARCA CAPITAL. Protocolo Número/Ano: / 2007 RELATOR: DR. MARCELO SOUZA DE BARROS INTERESSADO/APELANTE: ESTADO DE MATO GROSSO ADVOGADO(S): Dr. (a) PATRYCK DE ARAÚJO AYALA (PROC. ESTADO) INTERESSADO/APELANTE: INSTITUTO DE SEGURIDADE SOCIAL DOS SERVIDORES DO PODER LEGISLATIVO DO ESTADO DE MATO GROSSO - ISSSPL ADVOGADO(S): DR. ANDERSON FLAVIO DE GODOI OUTRO(S) INTERESSADO/APELADO: SINDICATO DOS SERVIDORES DO PODER LEGISLATIVO DO ESTADO DE MATO GROSSO - SINDAL ADVOGADO(S): DRA. MÁRCIA ADELHEID NANI OUTRO(S) REEX. NEC. SENT. C/ REC. APEL. CÍVEL 9353/ Classe: II-27 COMARCA DE RONDONÓPOLIS. Protocolo Número/Ano: 9353 / 2008 RELATOR: DES. JURACY PERSIANI INTERESSADO/APELANTE: ESTADO DE MATO GROSSO ADVOGADO(S): DR. BRUNO HOMEM DE MELO - PROC. DE ESTADO INTERESSADO/APELADO: COMPENSADOS ZANCO LTDA ADVOGADO(S): Dr. (a) MARCELLE FIGUEIREDO BUENO HERINGER OUTRO(S) SEXTA SECRETARIA CÍVEL em Cuiabá, aos 13 dias do mês de Agosto de Decisões do Relator AUTOS COM DECISÃO DO RELATOR C O M F I N A L I D A D E D E INTIMAÇÃO (ART. 234 E SEGUINTES DO CPC) RECURSO DE AGRAVO DE INSTRUMENTO 86147/2008 Classe: 15-Cível - Origem : COMARCA CAPITAL AGRAVANTE(S): DEPARTAMENTO ESTADUAL DE TRÂNSITO - DETRAN/MT Advogado(s): Dr. (a) THIAGO FRANÇA CABRAL OUTRO(S) AGRAVADO(S): BLUDATA PROCESSAMENTO DE DADOS LTDA Advogado(s): Dr. (a) SHIRLEY HENN OUTRO(S) CONCLUSÃO DA DECISÃO DO RELATOR: "... indefiro o pedido de antecipação da tutela recursal pleiteada pela autarquia-agravante. Cuiabá, 12 de agosto de Des. José Ferreira Leite Relator BELª ADRIANA ESNARRIAGA DE FREITAS FARINHA Diretora do Departamento da Sexta Secretaria Cível Decisões do Vice-Presidente RECURSO ESPECIAL 69288/2008 (Interposto nos autos do(a) RECURSO DE APELAÇÃO CÍVEL 31707/ Classe: II-23) RECORRENTE(S): ESTADO DE MATO GROSSO Advogado(s): DR. BRUNO HOMEM DE MELO - PROC. DE ESTADO RECORRIDO(S): DINIS CARVALHO DOS REIS Advogado(s): Dr. DILERMANDO VILELA GARCIA FILHO CONCLUSÃO: "...dou seguimento ao Recurso apenas pela aventada contrariedade ao art. 267, VI, do CPC. " Cuiabá, 11 agosto de Des. Rubens de Oliveira Santos Filho Vice-Presidente do TJ/MT Belª Adriana Esnarriaga de Freitas Farinha Diretora do Departamento da Sexta Secretaria Cível Segunda Câmara Criminal Decisões do Relator Protocolo: 83159/2008 "HABEAS CORPUS" 83159/2008 Classe: 9-Crime Origem : COMARCA DE NOVO SÃO JOAQUIM IMPET.-PACIENTE: LINO DA SILVA MARTINS DECISÃO: (Fls.52/53-TJ) "(...) Ente o exposto, nega-se a liminar pleiteada. (...)". Cuiabá, 03 de agosto de Desemb. José Silvério Gomes- Relator - Plantonista Protocolo: 85286/2008 "HABEAS CORPUS" 85286/2008 Classe: 9-Crime Origem : COMARCA CAPITAL IMPET.-PACIENTE: JOSUEL DE SOUZA DECISÃO: (Fls.09/10-TJ) "(...) Assim, em que pese a percuciência da argumentação da impetrante, indefiro a liminar pleiteada (...)". Cuiabá, 08 de agosto de Dr. Carlos Roberto Correia Pinheiro- Relator Protocolo: 85178/2008 "HABEAS CORPUS" 85178/2008 Classe: 9-Crime Origem : COMARCA DE SAPEZAL IMPETRANTE(S): DRA. LIDIANY THABDA DE OLIVEIRA MARQUES DEF. PÚBLICA PACIENTE(S):DANIELLE SILVA DA MATA DECISÃO: (Fls. 47/48-TJ) "(...) Assim, em que pese a percuciência da argumentação da impetrante, indefiro a liminar pleiteada. (...)". Cuiabá, 08 de agosto de Dr. Carlos Roberto Correia Pinheiro- Relator Protocolo: 85371/2008 "HABEAS CORPUS" 85371/2008 Classe: 9-Crime Origem : COMARCA DE JUÍNA IMPETRANTE(S): DRA. ANDRÉIA OLIVEIRA LIMA PACIENTE(S): MANOEL MARCOS DAS CHAGAS DECISÃO: (Fls. 17/18 - TJ) "(...) Assim, em que pese a percuciência da argumentação do impetrante, indefiro a liminar pleiteada. (...)". Cuiabá, 08 de agosto de Dr. Carlos Roberto Correia Pinheiro- Relator Protocolo: 85212/2008 "HABEAS CORPUS" 85212/2008 Classe: 9-Crime Origem : COMARCA DE ARIPUANÃ IMPETRANTE(S): DRA. GEORGIA PINTO DIAS LEITE PACIENTE(S): JOIR MONZES DA SILVA SILVEIRA DECISÃO: (Fls.19/20- TJ) "(...) Assim, em que pese a percuciência da argumentação do impetrante, indefiro a liminar pleiteada. (...)". Cuiabá, 08 de agosto de Dr. Carlos Roberto Correia Pinheiro- Relator Disponibilizado - 15/8/2008 Diário da Justiça Eletrônico - MT - Ed. nº 7918 Página 19 de 278

20 Protocolo: 86006/2008 "HABEAS CORPUS" 86006/2008 Classe: 9-Crime Origem : COMARCA CAPITAL IMPETRANTE(S): DR. JOÃO FERNANDES DE SOUZA PACIENTE(S): CLAUDEMIR MEIRA BARROS DECISÃO: (Fls.69/71 -TJ) "(...) Assim, em que pese a percuciência da argumentação do impetrante, indefiro a liminar pleiteada.(...)". Cuiabá, 11 de agosto de Dr. Carlos Roberto Correia Pinheiro - Relator Protocolo: 86158/2008 "HABEAS CORPUS" 86158/2008 Classe: 9-Crime Origem : COMARCA DE BARRA DO GARÇAS IMPETRANTE(S): DR. RAMON QUEIROZ RODRIGUES PACIENTE(S): GEREMIAS NUNES BARROS DECISÃO: (Fls.12/13 - TJ) "(...) Destarte, em que pese a percuciência da argumentação do impetrante, indefiro a liminar pleiteada, porque imprescindível o confronto das informações a serem prestadas pela autoridade imputada coatora, a fim de esclarecer se o MM. Juízo da Comarca de Ribeirão Cascalheira já lhe enviou a carta precatória destinada á regularização da prisão preventiva levada a efeito em desfavor do paciente. (...)". Cuiabá, 12 de agosto de Dr. Carlos Roberto Correia Pinheiro- Relator Protocolo: 85813/2008 "HABEAS CORPUS" 85813/2008 Classe: 9-Crime Origem : COMARCA DE RONDONÓPOLIS IMPETRANTE(S): DEJALMA FERREIRA DOS SANTOS PACIENTE(S): JOAKSON DA SILVA SANTOS DECISÃO: (Fls.23/24- TJ) "(...) Destarte, em que pese a percuciência da argumentação do impetrante, indefiro a liminar pleiteada, porque imprescindível o confronto das informações a serem prestadas pela autoridade imputada coatora, a fim de esclarecer se foi determinado um termo final para a proibição do paciente de receber visitas de sua companheira, o que deverá constar do pedido de informações. (...)". Cuiabá, 12 de agosto de Dr. Carlos Roberto Correia Pinheiro- Relator Protocolo: 84779/2008 "HABEAS CORPUS" 84779/2008 Classe: 9-Crime Origem : COMARCA CAPITAL IMPETRANTE(S): DR. MARCIO BRUNO TEIXEIRA XAVIER DE LIMA - DEFENSOR PÚBLICO PACIENTE(S): PAULO CICERO SILVA PEREIRA DECISÃO: (Fls.330/330verso TJ) "(...) Não há suporte que revele de imediato a coação alegada. A extinção de pena pelo cumprimento importa em exame de elementos que só a autoridade coatora pode trazer. (...)". Cuiabá, 11 de agosto de Desemb. Manoel Ornellas de Almeida- Relator Belª. MARIELY CARVALHO STEINMETZ Diretora do Departamento da 2ª Secretaria Criminal TERCEIRA SECRETARIA CRIMINAL Terceira Câmara Criminal Despacho A U T O S C O M D E S P A C H O D O R E L A T O R C O M FINALIDADE DE INTIMAÇÃO (Art. 234 e segs. CPC) "HABEAS CORPUS" ECA (Lei nº 8.069/90) CLASSE I-09 N 86320/2008 CAPITAL; SENDO IMPETRANTE(S) DR. WALDIR SIQUEIRA DE FARIAS E PACIENTE(S) F. C. P. CONCLUSÃO DO DESPACHO: "... Cumpra-se a deliberação de fls. 16/18-TJ, intimando o impetrante, na mesma oportunidade, do cálculo de fls. 20. Havendo pagamento das custas, ao arquivo. Se negativo, lancem-se à margem deste feito os valores pendentes, como preconiza o inciso I, do artigo 7, do provimento n 02/2003 do Conselho de Magistratura." EXTINTO POR DESPACHO (Fls.:16/18-TJ).: "... Por esta razão, a teor do que preconiza o art. 160, do RITJMT, INDEFIRO LIMINARMENTE o pedido de "Habeas Corpus", extinguindo o feito e determinando o s e u a r q u i v a m e n t o. S a n a d a s a s i r r e g u l a r i d a d e s, p o d e r á, q u e r e n d o, i m p e t r a r n o v o p e d i d o. A n o t e - s e, p u b l i q u e - s e e arquive-se. Cbá.: Des. Diocles de Figueiredo Relator Plantonista." Desembargador DIOCLES DE FIGUEIREDO Relator Cuiabá-MT, 13 de Agosto de Belª. CIBELE FELIPIN PEREIRA Diretora do Departamento da 3ª Secretaria Criminal TERCEIRA SECRETARIA CRIMINAL Despachos VISTAS ÀS PARTES - A U T O S C O M D E S P A C H O D O RELATOR COM FINALIDADE DE INTIMAÇÃO (Art. 600, 4º do CPP) RECURSO DE APELAÇÃO CRIMINAL CLASSE I-14 Nº 43435/2008 (AÇÃO PENAL 55/1999) SINOP-MT; EM QUE É APELANTE(S) ELCÍDIO ROHDE E OUTRO(S) (ADV.: DR. ASTOR RHEINHEIMER) e APELADO(S) MINISTÉRIO PÚBLICO ESTADUAL. DESPACHO: "I - R.H. II - Ante o contido às fls. 228/229, baixem os autos à Comarca de Origem, a fim de que o Apelante apresente suas razões; bem como depois ao Ministério Público para as contra-razões, se viável intime-se via Imprensa Oficial". Desembargador DIOCLES DE FIGUEIREDO Relator RECURSO DE APELAÇÃO CRIMINAL CLASSE I-14 Nº 72640/2008 (AÇÃO PENAL 2305/1997) VÁRZEA GRANDE-MT; EM QUE É APELANTE(S) ODENIL LEITE DE CAMPOS, vulgo "BRANCO" (ADV.: DR. JOÃO BATISTA DOS ANJOS E OUTRO(S)) e APELADO(S) MINISTÉRIO PÚBLICO ESTADUAL. DESPACHO: "I - R.H. II - Ante o contido às fls. 278, baixem os autos à Comarca de Origem, a fim de o Apelante apresentar suas razões; após ao Ministério Público para apresentar as contra-razões, se viável intime-se via Imprensa Oficial". Desembargador DIOCLES DE FIGUEIREDO Relator RECURSO DE APELAÇÃO CRIMINAL CLASSE I-14 Nº 73942/2008 (AÇÃO PENAL 54/2007) VÁRZEA GRANDE-MT; EM QUE É APELANTE(S) GIRVAN ALVES DA SILVA (ADV.: DR. BRUNO FERREIRA ALEGRIA) e APELADO(S) MINISTÉRIO PÚBLICO ESTADUAL. DESPACHO: "I - R.H. II - Ante o contido às fls. 235, baixem os autos à Comarca de Origem, a fim de que o Apelante apresente suas razões; bem como ao Ministério Público as contra-razões, se viável intime-se via Imprensa Oficial". Desembargador DIOCLES DE FIGUEIREDO Relator Cuiabá, 13 de Agosto de Belª. CIBELE FELIPIN PEREIRA Diretora do Departamento da 3ª Secretaria Criminal Pauta de Julgamento TERCEIRA SECRETARIA CRIMINAL PAUTA DE JULGAMENTO "Julgamento designado para sessão Ordinária da TERCEIRA CAMARA CRIMINAL, às 14h na Segunda-feira (Ato Regimental nº 02/2005, art.4º, I, "a" do RITJ/MT) ou em sessão subseqüente, se não decorrido o prazo previsto no artigo 134, do 1º do RITJ/MT." RECURSO EM SENTIDO ESTRITO 74044/ Classe: I-19 COMARCA DE VÁRZEA GRANDE. Protocolo Número/Ano : / 2008 RELATOR(A DES. JOSÉ LUIZ DE CARVALHO RECORRENTE(S EDIO FERREIRA DE ALMEIDA Disponibilizado - 15/8/2008 Diário da Justiça Eletrônico - MT - Ed. nº 7918 Página 20 de 278

Superior Tribunal de Justiça

Superior Tribunal de Justiça RECURSO ESPECIAL Nº 1.237.894 - MT (2011/0026945-1) RELATOR : MINISTRO SIDNEI BENETI RECORRENTE : BANCO DO BRASIL S/A ADVOGADO : NAGIB KRUGER E OUTRO(S) RECORRIDO : SUSSUMO SATO E OUTRO ADVOGADO : GILMAR

Leia mais

Superior Tribunal de Justiça

Superior Tribunal de Justiça RECURSO ESPECIAL Nº 1.154.988 - MT (2009/0168081-6) RELATOR RECORRENTE ADVOGADO RECORRIDO ADVOGADO : MINISTRO SIDNEI BENETI : BANCO DO BRASIL S/A : FRADEMIR VICENTI DE OLIVEIRA E OUTRO(S) : FRANCISCO XAVIER

Leia mais

i iiiiii uni uni mil uni mil mil mil llll llll

i iiiiii uni uni mil uni mil mil mil llll llll sajfâu PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DE SÃO PAULO 397 ACÓRDÃO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DE SAC>PAULO ACÓRDÃO/DECISÃO MONOCRATICA REGISTRADO(A) SOB N i iiiiii uni uni mil uni mil mil mil llll llll Vistos,

Leia mais

Tribunal de Justiça de Minas Gerais

Tribunal de Justiça de Minas Gerais Número do 1.0024.12.273016-1/001 Númeração 2730161- Relator: Relator do Acordão: Data do Julgamento: Data da Publicação: Des.(a) Marcos Lincoln Des.(a) Marcos Lincoln 11/02/2015 23/02/2015 EMENTA: APELAÇÃO

Leia mais

Honorários advocatícios

Honorários advocatícios Honorários advocatícios Os honorários advocatícios são balizados pelo Código de Processo Civil brasileiro (Lei de n. 5.869/73) em seu artigo 20, que assim dispõe: Art. 20. A sentença condenará o vencido

Leia mais

ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL XIII EXAME DE ORDEM UNIFICADO

ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL XIII EXAME DE ORDEM UNIFICADO PADRÃO DE RESPOSTA - PEÇA PROFISSIONAL Determinada pessoa jurídica declarou, em formulário próprio estadual, débito de ICMS. Apesar de ter apresentado a declaração, não efetuou o recolhimento do crédito

Leia mais

Superior Tribunal de Justiça

Superior Tribunal de Justiça RECURSO EM MANDADO DE SEGURANÇA Nº 31.648 - MT (2010/0037619-1) RELATOR RECORRENTE ADVOGADO RECORRIDO PROCURADOR : MINISTRO MAURO CAMPBELL MARQUES : AMAGGI EXPORTAÇÃO E IMPORTAÇÃO LTDA : EUCLIDES RIBEIRO

Leia mais

Superior Tribunal de Justiça

Superior Tribunal de Justiça RECURSO EM MANDADO DE SEGURANÇA Nº 26.044 - MS (2008/0000154-1) RELATORA RECORRENTE ADVOGADO RECORRIDO PROCURADOR : MINISTRA MARIA THEREZA DE ASSIS MOURA : MÁRCIA ARAÚJO LIMA : IGOR NAVARRO RODRIGUES CLAURE

Leia mais

Superior Tribunal de Justiça

Superior Tribunal de Justiça RECURSO ESPECIAL Nº 712.998 - RJ (2004/0180932-3) RELATOR : MINISTRO HERMAN BENJAMIN RECORRENTE : MUNICÍPIO DO RIO DE JANEIRO PROCURADOR : MARIANA RODRIGUES KELLY E SOUSA E OUTRO(S) RECORRIDO : ADELINO

Leia mais

SEGUNDA CÂMARA CÍVEL AGRAVO DE INSTRUMENTO Nº 32721/2011 - CLASSE CNJ - 202 - COMARCA DE RONDONÓPOLIS ANIVALDO CORREIA DE MELLO

SEGUNDA CÂMARA CÍVEL AGRAVO DE INSTRUMENTO Nº 32721/2011 - CLASSE CNJ - 202 - COMARCA DE RONDONÓPOLIS ANIVALDO CORREIA DE MELLO AGRAVO DE INSTRUMENTO Nº 32721/2011 CLASSE CNJ 202 COMARCA DE Fls. AGRAVANTE: AGRAVADO: ANIVALDO CORREIA DE MELLO LUIZ CARLOS FANELLI Número do Protocolo: 32721/2011 Data de Julgamento: 2262011 EMENTA

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO. Registro: 2015.0000379206 ACÓRDÃO

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO. Registro: 2015.0000379206 ACÓRDÃO fls. 143 Registro: 2015.0000379206 ACÓRDÃO Vistos, relatados e discutidos estes autos de Agravo de Instrumento nº 2064455-18.2015.8.26.0000, da Comarca de São Paulo, em que é agravante VOLUNTÁRIOS DA PÁTRIA

Leia mais

RECURSO ESPECIAL Nº 612.800 - RO (2003/0210339-4)

RECURSO ESPECIAL Nº 612.800 - RO (2003/0210339-4) RECURSO ESPECIAL Nº 612.800 - RO (2003/0210339-4) RELATOR RECORRENTE ADVOGADOS RECORRIDO ADVOGADO : MINISTRO ANTÔNIO DE PÁDUA RIBEIRO : BANCO DO BRASIL S/A : ÂNGELO AURÉLIO GONÇALVES PARIZ DONIZETI ELIAS

Leia mais

Superior Tribunal de Justiça

Superior Tribunal de Justiça RECURSO ESPECIAL Nº 468.333 - MS (2002/0108270-6) RELATOR : MINISTRO LUIS FELIPE SALOMÃO RECORRENTE : BANCO DO BRASIL S/A ADVOGADO : GILBERTO EIFLER MORAES E OUTRO(S) RECORRIDO : LEODARCY DA SILVA ANGELIERI

Leia mais

P O D E R J U D I C I Á R I O

P O D E R J U D I C I Á R I O Registro: 2013.0000791055 ACÓRDÃO Vistos, relatados e discutidos estes autos do Apelação nº 0024907-79.2012.8.26.0564, da Comarca de São Bernardo do Campo, em que é apelante CRIA SIM PRODUTOS DE HIGIENE

Leia mais

ESTADO DA PARAÍBA PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA Gab. Des. Genésio Gomes Pereira Filho ACÓRDÃO

ESTADO DA PARAÍBA PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA Gab. Des. Genésio Gomes Pereira Filho ACÓRDÃO ESTADO DA PARAÍBA PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA Gab. Des. Genésio Gomes Pereira Filho ACÓRDÃO AGRAVO DE INSTRUMENTO n 200.2009.038547-3/001 1 7a Vara Cível da Capital RELATOR: Des. Genésio Gomes

Leia mais

QUINTA CÂMARA CÍVEL APELAÇÃO Nº 22290/2010 - CLASSE CNJ - 198 - COMARCA CAPITAL WANIA APARECIDA OLIVEIRA BRAGA - ME APELADO: BANCO ITAÚ S. A.

QUINTA CÂMARA CÍVEL APELAÇÃO Nº 22290/2010 - CLASSE CNJ - 198 - COMARCA CAPITAL WANIA APARECIDA OLIVEIRA BRAGA - ME APELADO: BANCO ITAÚ S. A. APELANTE: WANIA APARECIDA OLIVEIRA BRAGA - ME APELADO: BANCO ITAÚ S. A. Número do Protocolo: 22290/2010 Data de Julgamento: 9-6-2010 EMENTA APELAÇÃO CÍVEL - AÇÃO DECLARATÓRIA - CONSIGNAÇÃO EXTRAJUDICIAL

Leia mais

ACÓRDÃO. Salles Rossi RELATOR Assinatura Eletrônica

ACÓRDÃO. Salles Rossi RELATOR Assinatura Eletrônica fls. 1 ACÓRDÃO Registro: 2012.0000382774 Vistos, relatados e discutidos estes autos de Apelação nº 0001561-08.2012.8.26.0562, da Comarca de Santos, em que é apelante PLANO DE SAÚDE ANA COSTA LTDA, é apelado

Leia mais

Vistos, relatados e discutidos estes autos de Apelação n 2 0002156-94.2010.8.26.0297, da Comarca de Jales, em que é apelante LÚCIA ALVES SANT ANA

Vistos, relatados e discutidos estes autos de Apelação n 2 0002156-94.2010.8.26.0297, da Comarca de Jales, em que é apelante LÚCIA ALVES SANT ANA PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DE SÃO PAULO 382 ACÓRDÃO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DE SÃO PAULO ACÓRDÃO/DECISÃO MONOCRÁTICA REGISTRADO(A) SOB N "03520294* Vistos, relatados e discutidos estes autos de Apelação

Leia mais

PROVIMENTO N.º 019/2007/CM

PROVIMENTO N.º 019/2007/CM Enc. à IOMAT em: / / Publicado no D.J. de n.º Em: / / Circulado em: / / ESTADO DE MATO GROSSO PROVIMENTO N.º 019/2007/CM Institui a divisão territorial do Estado de Mato Grosso em pólos judiciais regionais,

Leia mais

TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO PARANÁ TURMA RECURSAL ÚNICA J. S. FAGUNDES CUNHA PRESIDENTE RELATOR

TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO PARANÁ TURMA RECURSAL ÚNICA J. S. FAGUNDES CUNHA PRESIDENTE RELATOR RECURSO INOMINADO Nº 2006.0003212-2/0, DO JUIZADO ESPECIAL CÍVEL DA COMARCA DE CRUZEIRO DO OESTE RECORRENTE...: BRADESCO SEGUROS S. A. RECORRIDO...: ALEXANDRE GONÇALVES MANFRIM RELATOR...: EMENTA RECURSO

Leia mais

WWW.CONTEUDOJURIDICO.COM.BR ACÓRDÃO. Instrumento nº 0099725-45.2012.8.26.0000, da Comarca de São Paulo,

WWW.CONTEUDOJURIDICO.COM.BR ACÓRDÃO. Instrumento nº 0099725-45.2012.8.26.0000, da Comarca de São Paulo, Registro: 2012.0000257965 ACÓRDÃO Vistos, relatados e discutidos estes autos do Agravo de Instrumento nº 0099725-45.2012.8.26.0000, da Comarca de São Paulo, em que é agravante FAZENDA DO ESTADO DE SÃO

Leia mais

+ -47 41.1 ' r, ESTADO DA PARAÍBA PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA GAB. DES. JORGE RIBEIRO NÓBREGA

+ -47 41.1 ' r, ESTADO DA PARAÍBA PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA GAB. DES. JORGE RIBEIRO NÓBREGA t. + -47 41.1 ' r ESTADO DA PARAÍBA PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA GAB. DES. JORGE RIBEIRO NÓBREGA ACÓRDÃO APELAÇÃO CÍVEL N. 001.2004.024269-3/001 Oriundo da 7a Vara Cível da Comarca de Campina Grande-PB

Leia mais

TERCEIRA CÂMARA CÍVEL APELAÇÃO Nº 10985/2009 - CLASSE CNJ - 198 - COMARCA DE POXORÉO

TERCEIRA CÂMARA CÍVEL APELAÇÃO Nº 10985/2009 - CLASSE CNJ - 198 - COMARCA DE POXORÉO APELANTE: APELADO: FERTIPAR BANDEIRANTES LTDA. OFICIAL DO SERVIÇO DE REGISTRO DE IMÓVEIS, TÍTULOS E DOCUMENTOS DA COMARCA DE POXORÉO Número do Protocolo: 10985/2009 Data de Julgamento: 29-6-2009 EMENTA

Leia mais

Superior Tribunal de Justiça

Superior Tribunal de Justiça RECURSO ESPECIAL Nº 864.760 - GO (2006/0145586-0) RELATORA : MINISTRA JANE SILVA (DESEMBARGADORA CONVOCADA DO TJ/MG) RECORRENTE : UNIÃO RECORRIDO : SALVADOR LAUREANO DE ASSUNÇÃO ADVOGADO : LÁZARO SOBRINHO

Leia mais

ESTADO DA PARAÍBA PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA Gab. Des. Genésio Gomes Pereira Filho

ESTADO DA PARAÍBA PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA Gab. Des. Genésio Gomes Pereira Filho ESTADO DA PARAÍBA PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA Gab. Des. Genésio Gomes Pereira Filho ACÓRDÃO APELAÇÃO CÍVEL N 037.2008.001.429-5/001 Comarca de Sousa RELATOR: Des. Genésio Gomes Pereira Filho APELANTE:

Leia mais

ESTADO DA PARAÍBA TRIBUNAL DE JUSTIÇA Gabinete do Des. José Di Lorenzo Serpa

ESTADO DA PARAÍBA TRIBUNAL DE JUSTIÇA Gabinete do Des. José Di Lorenzo Serpa ESTADO DA PARAÍBA TRIBUNAL DE JUSTIÇA Gabinete do Des. José Di Lorenzo Serpa APELAÇÃO E RECURSO ADESIVO N. 2001997051712-0/001 Relator Des. José Di Lorenzo Serpa 1 Apelante Banco do Nordeste do Brasil

Leia mais

. k )1R, ESTADO DA PARAÍBA PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA QUARTA CÂMARA CINTEL

. k )1R, ESTADO DA PARAÍBA PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA QUARTA CÂMARA CINTEL 4. k )1R, _ ESTADO DA PARAÍBA PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA QUARTA CÂMARA CINTEL ACÓRDÃO Processo : N. 001.2006.007851-4/001 Natureza : Agravo de Instrumento Comarca : Campina Grande - Quinta Vara

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL REGIONAL FEDERAL DA 5.ª REGIãO Gabinete da Desembargadora Federal Margarida Cantarelli

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL REGIONAL FEDERAL DA 5.ª REGIãO Gabinete da Desembargadora Federal Margarida Cantarelli APELAÇÃO CÍVEL Nº 550822-PE (2001.83.00.010096-5) APTE : INSS - INSTITUTO NACIONAL DO SEGURO SOCIAL REPTE : PROCURADORIA REPRESENTANTE DA ENTIDADE APDO : LUZIA DOS SANTOS SANTANA ADV/PROC : SEM ADVOGADO/PROCURADOR

Leia mais

Tribunal de Justiça de Minas Gerais

Tribunal de Justiça de Minas Gerais Número do 1.0024.11.062985-4/001 Númeração 0629854- Relator: Relator do Acordão: Data do Julgamento: Data da Publicação: Des.(a) Armando Freire Des.(a) Armando Freire 28/10/2014 10/11/2014 EMENTA:

Leia mais

SENTENÇA. Foi concedida a antecipação dos efeitos da tutela para suspender a exigibilidade da notificação de nº 2012/808804682957086 (evento 9).

SENTENÇA. Foi concedida a antecipação dos efeitos da tutela para suspender a exigibilidade da notificação de nº 2012/808804682957086 (evento 9). AÇÃO ORDINÁRIA (PROCEDIMENTO COMUM ORDINÁRIO) Nº 5029780-43.2013.404.7000/PR AUTOR : ETEVALDO VAZ DA SILVA ADVOGADO : LEONILDA ZANARDINI DEZEVECKI RÉU : UNIÃO - FAZENDA NACIONAL MPF : MINISTÉRIO PÚBLICO

Leia mais

TRIBUNAL DE JUSTIÇA DA PARAÍBA

TRIBUNAL DE JUSTIÇA DA PARAÍBA TRIBUNAL DE JUSTIÇA DA PARAÍBA GABINETE DO DESEMBARGADOR JOÃO ALVES DA SILVA DECISÃO MONOCRÁTICA APELAÇÃO CÍVEL N. 048.2009.000261-8/001 RELATOR : Desembargador João Alves da Silva APELANTE : Sérgio Pia

Leia mais

TURMA RECURSAL ÚNICA

TURMA RECURSAL ÚNICA RECURSO INOMINADO Nº 2006.0003404-5/0 9 O JUIZADO ESPECIAL CÍVEL COMARCA DE CURITIBA RECORRENTES...: EMBRATEL EMPRESA BRASILEIRA DE TELECOMUNICAÇÕES S/A E ELOIR PINHEIRO DE MOURA RECORRIDOS...: ELOIR PINHEIRO

Leia mais

Superior Tribunal de Justiça

Superior Tribunal de Justiça RECURSO ESPECIAL Nº 781.703 - RS (2005/0152790-8) RELATOR RECORRENTE RECORRIDO ADVOGADO : MINISTRO ARNALDO ESTEVES LIMA : UNIÃO : MARCOS ROBERTO SILVA DE ALMEIDA E OUTROS : WALDEMAR MARQUES E OUTRO EMENTA

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DA PARAÍBA GAB. DES. ABRAHAM LINCOLN DA CUNHA RAMOS. Vistos, etc.

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DA PARAÍBA GAB. DES. ABRAHAM LINCOLN DA CUNHA RAMOS. Vistos, etc. 'a?/) ool -l botr4 PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DA PARAÍBA GAB. DES. ABRAHAM LINCOLN DA CUNHA RAMOS IMPETRANTE ADVOGADOS IMPETRADO MANDADO DIE RELATO!' SEGURANÇA N 200.2008.024236-1/002 : Dr. Alexandre

Leia mais

ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL X EXAME DE ORDEM UNIFICADO

ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL X EXAME DE ORDEM UNIFICADO PADRÃO DE RESPOSTA - PEÇA PROFISSIONAL Em ação de indenização, em que determinada empresa fora condenada a pagar danos materiais e morais a Tício Romano, o Juiz, na fase de cumprimento de sentença, autorizou

Leia mais

TURMA RECURSAL ÚNICA J. S. Fagundes Cunha Presidente Relator

TURMA RECURSAL ÚNICA J. S. Fagundes Cunha Presidente Relator RECURSO INOMINADO Nº 2006.3281-7/0, DO JUIZADO ESPECIAL CÍVEL DA COMARCA DE FAZENDA RIO GRANDE RECORRENTE...: EDITORA ABRIL S/A RECORRIDO...: RAFAELA GHELLERE DAL FORNO RELATOR...: J. S. FAGUNDES CUNHA

Leia mais

ESTADO DE MATO GROSSO PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA

ESTADO DE MATO GROSSO PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA ESTADO DE MATO GROSSO PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA Emitido por: 2426 - CARLA ROSANA PACHECO - Departamento da Secretaria das Câmaras Cíveis Reunidas - SDCR Em: 04/12/2015 às 15:43 Julgamentos designados

Leia mais

Sentença. 1. Relatório. Relatório dispensado (artigo 38 da Lei 9.099/95). 2. Fundamentação

Sentença. 1. Relatório. Relatório dispensado (artigo 38 da Lei 9.099/95). 2. Fundamentação Processo : 2013.01.1.151018-6 Classe : Procedimento do Juizado Especial Cível Assunto : Contratos de Consumo Requerente : CELSO VIEIRA DA ROCHA JUNIOR Requerido : EMPRESA EBAZAR Sentença 1. Relatório Relatório

Leia mais

- A PBPREV é autarquia previdenciária estadual

- A PBPREV é autarquia previdenciária estadual AC no 200.2010.039908-4/001 1 Poder Judiciário do Estado da Paraíba Tribunal de Justiça Gabinete da Desembargadora Maria das Neves do Egito de A. D. Ferreira ACÓRDÃO APELAÇÃO CÍVEL No 200.2 010.039908-4/001

Leia mais

ESTADO DO RIO DE JANEIRO PODER JUDICIÁRIO. NONA CÂMARA CÍVEL Agravo de Instrumento nº 0047746-68.2014.8.19.0000 Desembargador GILBERTO DUTRA MOREIRA

ESTADO DO RIO DE JANEIRO PODER JUDICIÁRIO. NONA CÂMARA CÍVEL Agravo de Instrumento nº 0047746-68.2014.8.19.0000 Desembargador GILBERTO DUTRA MOREIRA 1 Agravo de instrumento. Mandado de segurança. Suspensão de exigibilidade de tributo. ICMS. Desembaraço aduaneiro. Contrato de afretamento de embarcação em regime de admissão temporária. REPETRO. Decisão

Leia mais

ACÓRDÃO. O julgamento teve a participação dos Exmos. Desembargadores CHRISTINE SANTINI (Presidente) e CLAUDIO GODOY.

ACÓRDÃO. O julgamento teve a participação dos Exmos. Desembargadores CHRISTINE SANTINI (Presidente) e CLAUDIO GODOY. fls. 133 ACÓRDÃO Registro: 2014.0000597809 Vistos, relatados e discutidos estes autos de Agravo de Instrumento nº 2120157-80.2014.8.26.0000, da Comarca de São Paulo, em que é agravante EMPRESA FOLHA DA

Leia mais

Superior Tribunal de Justiça

Superior Tribunal de Justiça AgRg no RECURSO ESPECIAL Nº 1.311.383 - RS (2012/0041009-1) RELATOR : MINISTRO NAPOLEÃO NUNES MAIA FILHO AGRAVANTE : ANTONIO CHAGAS DE ANDRADE ADVOGADOS : MARCELO LIPERT E OUTRO(S) ROBERTO DE FIGUEIREDO

Leia mais

22/10/2015 https://pje.tjdft.jus.br/pje/consultapublica/detalheprocessoconsultapublica/documentosemloginhtml.seam?ca=e7a42b30ee6f6d0ff5bb5ab6f2d34

22/10/2015 https://pje.tjdft.jus.br/pje/consultapublica/detalheprocessoconsultapublica/documentosemloginhtml.seam?ca=e7a42b30ee6f6d0ff5bb5ab6f2d34 Poder Judiciário da União TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO DISTRITO FEDERAL E DOS TERRITÓRIOS 2JEFAZPUB 2º Juizado Especial da Fazenda Pública do DF Número do processo: 0706261 95.2015.8.07.0016 Classe judicial:

Leia mais

TRIBUNAL REGIONAL FEDERAL DA 5ª REGIÃO GABINETE DO DESEMBARGADOR FEDERAL MARCELO NAVARRO

TRIBUNAL REGIONAL FEDERAL DA 5ª REGIÃO GABINETE DO DESEMBARGADOR FEDERAL MARCELO NAVARRO APELAÇÃO CÍVEL (AC) Nº 296203/AL (2000.80.00.003296-1) APTE : INSS - INSTITUTO NACIONAL DO SEGURO SOCIAL ADV/PROC : NATHALIE PAIVA TEIXEIRA CAMBUY SODRE VALENTIM E OUTROS APTE : PREVI - CAIXA PREVIDENCIARIA

Leia mais

D E C I S Ã O. Contra-razões ofertadas as fls. 176/184 em total prestígio a. sentença.

D E C I S Ã O. Contra-razões ofertadas as fls. 176/184 em total prestígio a. sentença. TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO DÉCIMA QUARTA CÂMARA CÍVEL APELAÇÃO CÍVEL Nº 0168239-18.2007.8.19.0001 APELANTE: BRADESCO VIDA E PREVIDÊNCIA S/A APELADO: CATIA MARIA DA SILVA COUTO RELATOR:

Leia mais

Tribunal de Justiça de Minas Gerais

Tribunal de Justiça de Minas Gerais Número do 1.0024.12.030966-1/004 Númeração 0475081- Relator: Relator do Acordão: Data do Julgamento: Data da Publicação: Des.(a) Ana Paula Caixeta Des.(a) Ana Paula Caixeta 30/10/2014 06/11/2014 EMENTA:

Leia mais

Superior Tribunal de Justiça

Superior Tribunal de Justiça RECURSO ESPECIAL Nº 1.084.748 - MT (2008/0194990-5) RELATOR RECORRENTE ADVOGADO RECORRIDO ADVOGADO : MINISTRO SIDNEI BENETI : AGRO AMAZÔNIA PRODUTOS AGROPECUÁRIOS LTDA : DÉCIO JOSÉ TESSARO E OUTRO(S) :

Leia mais

TRIBUNAL DE JUSTIÇA PODER JUDICIÁRIO São Paulo

TRIBUNAL DE JUSTIÇA PODER JUDICIÁRIO São Paulo fls. 278 Registro: 2014.0000422637 ACÓRDÃO Vistos, relatados e discutidos estes autos do Agravo de Instrumento nº 2051171-74.2014.8.26.0000, da Comarca de, em que é agravante MADRID INVESTIMENTOS IMOBILIÁRIOS

Leia mais

JI WrIlei. ESTADO DA PARAÍBA PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA Gab. Des. Genésio Gomes Pereira Filho

JI WrIlei. ESTADO DA PARAÍBA PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA Gab. Des. Genésio Gomes Pereira Filho ).,, JI WrIlei ESTADO DA PARAÍBA PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA Gab. Des. Genésio Gomes Pereira Filho ACÓRDÃO AGRAVO DE INSTRUMENTO n 041.2007.001993-4/001 RELATOR: Eduardo José de Carvalho Soares

Leia mais

ACÓRDÃO. O julgamento teve a participação dos Exmos. Desembargadores NEVES AMORIM (Presidente) e JOSÉ JOAQUIM DOS SANTOS.

ACÓRDÃO. O julgamento teve a participação dos Exmos. Desembargadores NEVES AMORIM (Presidente) e JOSÉ JOAQUIM DOS SANTOS. fls. 1 ACÓRDÃO Registro: 2014.0000130476 Vistos, relatados e discutidos estes autos de Apelação nº 0195036-54.2012.8.26.0100, da Comarca de São Paulo, em que é apelante TANIA MARIA SIMÕES BRAZ (JUSTIÇA

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO DO ESTADO DA PARAÍBA TRIBUNAL DE JUSTIÇA GABINENTE DO DESEMBARGADOR

PODER JUDICIÁRIO DO ESTADO DA PARAÍBA TRIBUNAL DE JUSTIÇA GABINENTE DO DESEMBARGADOR PODER JUDICIÁRIO DO ESTADO DA PARAÍBA APELADO APELAÇÃO CÍVEL N 200.2006.021661-7/002 Capital RELATOR : Miguel de Britto Lyra Filho Juiz de Direito convocado. APELANTE : Indústria Reunidas F. Matarazzo

Leia mais

Inteiro Teor (869390)

Inteiro Teor (869390) : Acórdão Publicado no D.J.U. de 19/10/2005 EMENTA PREVIDENCIÁRIO. REVISÃO DA RMI. IRSM DE FEVEREIRO/94 (39,67%). NÃO RETENÇÃO DE IRRF. JUROS MORATÓRIOS. 1. Os salários de contribuição devem ser reajustados,

Leia mais

Tribunal de Justiça do Estado de Mato Grosso - Ano XXXII - Cuiabá/MT DISPONIBILIZADO na Quinta-Feira, 10 de Julho de 2008 - Edição nº 7893

Tribunal de Justiça do Estado de Mato Grosso - Ano XXXII - Cuiabá/MT DISPONIBILIZADO na Quinta-Feira, 10 de Julho de 2008 - Edição nº 7893 Tribunal de Justiça do Estado de Mato Grosso - Ano XXXII - Cuiabá/MT DISPONIBILIZADO na Quinta-Feira, 10 de Julho de 2008 - Edição nº 7893 Poder Judiciário TRIBUNAL PLENO Des. Paulo Inácio Dias Lessa -

Leia mais

TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO

TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO fls. 163 SENTENÇA Processo nº: 1020203-79.2015.8.26.0053 Classe - Assunto Procedimento Ordinário - Anulação de Débito Fiscal Requerente: Comercial Móveis das Nações Sociedade Ltda. (Lojas Marabraz) Requerido:

Leia mais

TERCEIRA CÂMARA CÍVEL RECURSO DE APELAÇÃO CÍVEL Nº 28345/2003 - CLASSE II - 23 - COMARCA CAPITAL

TERCEIRA CÂMARA CÍVEL RECURSO DE APELAÇÃO CÍVEL Nº 28345/2003 - CLASSE II - 23 - COMARCA CAPITAL APELANTE(S): APELADA(S): INFOWORLD TECNOLOGIA EM INFORMÁTICA LTDA. DATEX COMÉRCIO E SERVIÇOS LTDA. - ME Número do Protocolo: 28345/2003 Data de Julgamento: 12-11-2003 EMENTA EMBARGOS À EXECUÇÃO - CHEQUE

Leia mais

APELAÇÃO CÍVEL nº 492592/AL (2009.80.00.001267-9)

APELAÇÃO CÍVEL nº 492592/AL (2009.80.00.001267-9) APTE : VALÉRIA ALVES LOPES GUIMARÃES ADV/PROC : ELISBÁRBARA MENDONÇA PEREIRA APDO : CEF - CAIXA ECONÔMICA FEDERAL ADV/PROC : CARLOS ANDRÉ CANUTO DE ARAÚJO ORIGEM : 2ª VARA FEDERAL DE ALAGOAS RELATOR :

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO COLÉGIO RECURSAL DA COMARCA DE SANTOS ACÓRDÃO. Recurso nº 0007220-95.2012.8.26.0562. Registro 2012.0000021251

PODER JUDICIÁRIO COLÉGIO RECURSAL DA COMARCA DE SANTOS ACÓRDÃO. Recurso nº 0007220-95.2012.8.26.0562. Registro 2012.0000021251 fls. 1 Registro 2012.0000021251 ACÓRDÃO Vistos, relatados e discutidos estes autos de Recurso Inominado nº 0007220-95.2012.8.26.0562, da Comarca de Santos, em que é recorrente L I V - INTERMEDIAÇÃO IMOBILIÁRIA

Leia mais

Juiz LEANDRO BORGES DE FIGUEIREDO Acórdão Nº 799.539 E M E N T A

Juiz LEANDRO BORGES DE FIGUEIREDO Acórdão Nº 799.539 E M E N T A Poder Judiciário da União TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO DISTRITO FEDERAL E DOS TERRITÓRIOS Órgão 1ª Turma Recursal dos Juizados Especiais do Distrito Federal Processo N. Apelação Cível do Juizado Especial 20140710018247ACJ

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 12ª REGIÃO

PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 12ª REGIÃO PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 12ª REGIÃO PROCESSO nº 0001042-63.2013.5.12.0004 RECORRENTE: ROSANGELA ALVES DE SOUZA MARCELO RECORRIDO: LOJAS RENNER SOCIEDADE ANONIMA

Leia mais

Superior Tribunal de Justiça

Superior Tribunal de Justiça AgRg no AGRAVO EM RECURSO ESPECIAL Nº 184.727 - DF (2012/0112646-2) RELATOR : MINISTRO HERMAN BENJAMIN : MINISTÉRIO PÚBLICO DO DISTRITO FEDERAL E TERRITÓRIOS EMENTA PROCESSUAL CIVIL. COMPETÊNCIA. PERIÓDICO

Leia mais

Poder Judiciário do Estado da Paraíba Tribunal de Justiça Gabinete da Desembargadora Maria das Neves do Egito de A. D. Ferreira

Poder Judiciário do Estado da Paraíba Tribunal de Justiça Gabinete da Desembargadora Maria das Neves do Egito de A. D. Ferreira AC no 035.2005.000.557-4/001 1 Poder Judiciário do Estado da Paraíba Tribunal de Justiça Gabinete da Desembargadora Maria das Neves do Egito de A. D. Ferreira ACÓRDÃO APELAÇÃO CÍVEL No 035.2005.000.5 001

Leia mais

Vigésima Sétima Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro

Vigésima Sétima Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro APELAÇÃO CÍVEL Nº 0035092-08.2012.8.19.0004 APELANTE: BANCO BRADESCO S/A APELADO: BRUNO GARCIA DE SÁ RELATOR: DES. FERNANDO ANTONIO DE ALMEIDA APELAÇÃO CÍVEL DIREITO DO CONSUMIDOR AÇÃO SOB O RITO SUMÁRIO

Leia mais

TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DA PARAÍBA GAB. DES. ROMERO MARCELO DA FONSECA OLIVEIRA DECISÃO MONOCRÁTICA.

TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DA PARAÍBA GAB. DES. ROMERO MARCELO DA FONSECA OLIVEIRA DECISÃO MONOCRÁTICA. DECISÃO MONOCRÁTICA. TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DA PARAÍBA GAB. DES. ROMERO MARCELO DA FONSECA OLIVEIRA REMESSA OFICIAL N. 200.2010.034-761-21001. ORIGEM : 2.a Vara da Fazenda Pública da Comarca da

Leia mais

Superior Tribunal de Justiça

Superior Tribunal de Justiça RECURSO ESPECIAL Nº 1.061.500 - RS (2008/0119719-3) RELATOR : MINISTRO SIDNEI BENETI RECORRENTE : BANCO CITIBANK S/A ADVOGADO : EDUARDO GRAEFF E OUTRO(S) RECORRIDO : ADELINA FARINA RUGA ADVOGADO : MARCOS

Leia mais

Superior Tribunal de Justiça

Superior Tribunal de Justiça RECURSO ESPECIAL Nº 1.092.765 - MT (2008/0157397-5) RELATÓRIO O EXMO. SR. MINISTRO ALDIR PASSARINHO JUNIOR: Cuida-se de recurso especial contra acórdão proferido pelo Tribunal de Justiça do Estado do Mato

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO. Registro: 2014.0000487829 ACÓRDÃO

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO. Registro: 2014.0000487829 ACÓRDÃO fls. 2 ACÓRDÃO Registro: 2014.0000487829 Vistos, relatados e discutidos estes autos de Apelação nº 0150136-83.2012.8.26.0100, da Comarca de São Paulo, em que é apelante SAMPI INVESTIMENTOS IMOBILIÁRIOS

Leia mais

Superior Tribunal de Justiça

Superior Tribunal de Justiça EDcl no AgRg no RECURSO ESPECIAL Nº 1.157.106 - MT (2009/0162827-3) RELATOR EMBARGANTE EMBARGADO : MINISTRO BENEDITO GONÇALVES : ROGÉRIO LUIZ GALLO E OUTRO(S) : DANIELA ALLAM GIACOMET GUSTAVO DO AMARAL

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DE SÃO PAULO

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DE SÃO PAULO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DE SÃO PAULO ACÓRDÃO DECISAUW ^ N0 ACÓRDÃO \\ll\w "»"»'" lo3046968* Vistos, relatados e discutidos estes autos de Agravo de Instrumento n 990.10.048613-6, da Comarca de São Paulo, em

Leia mais

Poder Judiciário do Estado do Rio de Janeiro Décima Nona Câmara Cível Apelação nº 0009610-50.2011.8.19.0212

Poder Judiciário do Estado do Rio de Janeiro Décima Nona Câmara Cível Apelação nº 0009610-50.2011.8.19.0212 Poder Judiciário do Estado do Rio de Janeiro Décima Nona Câmara Cível Apelação nº 0009610-50.2011.8.19.0212 Apelante: L.L.P. ENTRETENIMENTO E LANCHONETE LTDA Apelado: BANCO BRADESCO S A Relator: DES. GUARACI

Leia mais

ESTADO DA PARAÍBA PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA - Gab. Des. Genésio Gomes Pereira Filho

ESTADO DA PARAÍBA PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA - Gab. Des. Genésio Gomes Pereira Filho , 1. " ESTADO DA PARAÍBA PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA - Gab. Des. Genésio Gomes Pereira Filho ACÓRDÃO. APELAÇÃO CÍVEL N 076.2005.000115-5/001 Comarca de Gurinhém RELATOR: Des. Genésio Gomes Pereira

Leia mais

Poder Judiciário TRIBUNAL DE JUSTIÇA

Poder Judiciário TRIBUNAL DE JUSTIÇA RICARDO Tribunal de Justiça do Estado de Mato Grosso - Ano XXXII - Cuiabá/MT GUIMARAES DISPONIBILIZADO na Sexta-Feira, 22 de Fevereiro de 2013 - Edição nº 8996 JABALI:569653 89168 Assinado de forma digital

Leia mais

Superior Tribunal de Justiça

Superior Tribunal de Justiça RECURSO ESPECIAL Nº 593.196 - RS (2003/0164484-3) RELATOR : MINISTRO HÉLIO QUAGLIA BARBOSA EMENTA RECURSO ESPECIAL. SEGURO. ATRASO NO PAGAMENTO DOS VALORES DEVIDOS PELA SEGURADORA. LUCROS CESSANTES. OCORRÊNCIA.

Leia mais

Superior Tribunal de Justiça

Superior Tribunal de Justiça AgRg no AGRAVO EM RECURSO ESPECIAL Nº 89.695 - RS (2011/0212549-1) RELATOR : MINISTRO MAURO CAMPBELL MARQUES EMENTA PROCESSUAL CIVIL. TRIBUTÁRIO. ISS. BASE DE CÁLCULO. SERVIÇO DE TRANSPORTE COLETIVO MUNICIPAL.

Leia mais

Superior Tribunal de Justiça

Superior Tribunal de Justiça RECURSO ESPECIAL Nº 575.590 - RS (2003/0130567-7) RELATOR : MINISTRO TEORI ALBINO ZAVASCKI RECORRENTE : ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL PROCURADOR : LUCIANA MABILIA MARTINS E OUTROS RECORRIDO : BANCO DO BRASIL

Leia mais

PARECER Nº, DE 2011. RELATOR: Senador LUIZ HENRIQUE

PARECER Nº, DE 2011. RELATOR: Senador LUIZ HENRIQUE PARECER Nº, DE 2011 Da COMISSÃO DE ASSUNTOS ECONÔMICOS, sobre o Projeto de Lei do Senado nº 244, de 2011, do Senador Armando Monteiro, que acrescenta os arts. 15-A, 15-B e 15-C à Lei nº 6.830, de 22 de

Leia mais

Superior Tribunal de Justiça

Superior Tribunal de Justiça RECURSO ESPECIAL Nº 1.228.778 - MT (2010/0217471-4) RELATOR RECORRENTE RECORRIDO RECORRIDO : MINISTRO SIDNEI BENETI : WANDER CARLOS DE SOUZA : SÉRGIO DONIZETE NUNES : GILBERTO LUIZ DE REZENDE : DANIELA

Leia mais

RELATÓRIO. Poder Judiciário JUSTIÇA FEDERAL

RELATÓRIO. Poder Judiciário JUSTIÇA FEDERAL Poder Judiciário JUSTIÇA FEDERAL Órgão: TURMA REGIONAL DE UNIFORMIZAÇÃO DE JURISPRUDÊNCIA N. Processo: 0500029-74.2008.4.05.8103 Origem: Primeira Turma Recursal do Estado do Ceará Recorrente: João Ferreira

Leia mais

VISTOS, relatados e discutidos estes autos, em que são partes as acima identificadas: RELATÓRIO

VISTOS, relatados e discutidos estes autos, em que são partes as acima identificadas: RELATÓRIO ESTADO DA PARAÍBA 21 PODER JUDICIÁRIO 1 Apelação Cível n. 888.2002.014.833-4/001 Relator: Des. Luiz Silvio Ramalho Júnior Apelante: GM Factoring Sociedade de Fomento Comercial Ltda Advogada: Maria Irinea

Leia mais

Exposição. 1. Município de Londrina ajuizou execução fiscal em face de Alessandro

Exposição. 1. Município de Londrina ajuizou execução fiscal em face de Alessandro APELAÇÃO CÍVEL N. 638896-9, DA COMARCA DE LONDRINA 2.ª VARA CÍVEL RELATOR : DESEMBARGADOR Francisco Pinto RABELLO FILHO APELANTE : MUNICÍPIO DE LONDRINA APELADO : ALESSANDRO VICTORELLI Execução fiscal

Leia mais

A N E X O I QUADRO I - CARGOS / PERFIS PROFISSIONAIS / REQUISITOS

A N E X O I QUADRO I - CARGOS / PERFIS PROFISSIONAIS / REQUISITOS CARGO TÉCNICO DO Administrador Analista de Sistemas Assistente Social Advogado Contador Economista Engenheiro Civil Médico Psicólogo Técnico em Assuntos Educacionais A N E X O I QUADRO I - CARGOS / PERFIS

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DO TOCANTINS SECRETARIA DA FAZENDA CONTENCIOSO ADMINISTRATIVO-TRIBUTÁRIO CONSELHO DE CONTRIBUINTES E RECURSOS FISCAIS

GOVERNO DO ESTADO DO TOCANTINS SECRETARIA DA FAZENDA CONTENCIOSO ADMINISTRATIVO-TRIBUTÁRIO CONSELHO DE CONTRIBUINTES E RECURSOS FISCAIS GOVERNO DO ESTADO DO TOCANTINS SECRETARIA DA FAZENDA CONTENCIOSO ADMINISTRATIVO-TRIBUTÁRIO CONSELHO DE CONTRIBUINTES E RECURSOS FISCAIS ACÓRDÃO N o : 110/2011 RECURSO VOLUNTÁRIO N o : 7.968 PROCESSO N

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO ACÓRDÃO

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO ACÓRDÃO fls. 1 ACÓRDÃO Registro: 2013.0000216806 Vistos, relatados e discutidos estes autos de Agravo de Instrumento nº 0196471-72.2012.8.26.0000, da Comarca de São Paulo, em que é agravante SOCIORTHO COMERCIO

Leia mais

SEGUNDA CÂMARA CÍVEL AGRAVO DE INSTRUMENTO Nº 130361/2008 - CLASSE CNJ - 202 - COMARCA DE RONDONÓPOLIS

SEGUNDA CÂMARA CÍVEL AGRAVO DE INSTRUMENTO Nº 130361/2008 - CLASSE CNJ - 202 - COMARCA DE RONDONÓPOLIS AGRAVANTE: AGRAVADA: SINDICATO DOS MÉDICOS DE E REGIÃO SUL DE MATO GROSSO - SMEROS. UNIMED - COOPERATIVA DE TRABALHO MÉDICO LTDA Número do Protocolo: 130361/2008 Data de Julgamento: 11-3-2009 EMENTA AGRAVO

Leia mais

PRIMEIRA CÂMARA CÍVEL APELAÇÃO Nº 85735/2011 - CLASSE CNJ - 198 - COMARCA CAPITAL APELANTE: BANCO VOLKSWAGEN S. A. DIRCE MARIA NONATO DE MORAES

PRIMEIRA CÂMARA CÍVEL APELAÇÃO Nº 85735/2011 - CLASSE CNJ - 198 - COMARCA CAPITAL APELANTE: BANCO VOLKSWAGEN S. A. DIRCE MARIA NONATO DE MORAES APELAÇÃO Nº 85735/2011 CLASSE CNJ 198 COMARCA CAPITAL Fls. APELANTE: BANCO VOLKSWAGEN S. A. APELADA: DIRCE MARIA NONATO DE MORAES Número do Protocolo: 85735/2011 Data de Julgamento: 1812012 EMENTA APELAÇÃO

Leia mais

AÇÃO CIVIL PÚBLICA CONSUMERISTA com pedido de liminar

AÇÃO CIVIL PÚBLICA CONSUMERISTA com pedido de liminar Exmo. Sr. Dr. Juiz de Direito da Empresarial da Comarca da Capital Vara Banco Bradesco Cartão de crédito Cobrança dos juros de mora duas vezes, em patamares superiores ao limite legal O MINISTÉRIO PÚBLICO

Leia mais

Nesses termos, pede deferimento. Uberaba/MG,

Nesses termos, pede deferimento. Uberaba/MG, MERITÍSSIMA JUÍZA DE DIREITO DO JUIZADO ESPECIAL CÍVEL DA COMARCA DE UBERABA/ MINAS GERAIS. Autos n. 701. Secretaria cível BANCO xxxx., já qualificado nos autos epigrafados da AÇÃO DECLARATÓRIA DE INEXISTÊNCIA

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 01/2015 R E S O L V E:

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 01/2015 R E S O L V E: ESTADO DO PARANÁ INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 01/2015 O Desembargador Fernando Wolff Bodziak, 2º Vice-Presidente e Supervisor-Geral dos Juizados Especiais, no uso de suas atribuições legais e CONSIDERANDO o

Leia mais

ACÓRDÃO PODER JUDICIÁRIO DO ESTADO DA PARAÍBA TRIBUNAL DE JUSTIÇA. Apelação Cível ri 026.2006.000553-0/001 Origem : 2 4 Vara da Comarca de naná

ACÓRDÃO PODER JUDICIÁRIO DO ESTADO DA PARAÍBA TRIBUNAL DE JUSTIÇA. Apelação Cível ri 026.2006.000553-0/001 Origem : 2 4 Vara da Comarca de naná ACÓRDÃO PODER JUDICIÁRIO DO ESTADO DA PARAÍBA Apelação Cível ri 026.2006.000553-0/001 Origem : 2 4 Vara da Comarca de naná TRIBUNAL DE JUSTIÇA Relator : Desembargador Frederico Martinho da NObrega Coutinho

Leia mais

EXCELENTÍSSIMO SENHOR PRESIDENTE DO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO PARANÁ.

EXCELENTÍSSIMO SENHOR PRESIDENTE DO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO PARANÁ. EXCELENTÍSSIMO SENHOR PRESIDENTE DO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO PARANÁ. Assunto: Desconto da Contribuição Sindical previsto no artigo 8º da Constituição Federal, um dia de trabalho em março de 2015.

Leia mais

APELAÇÃO CÍVEL N 0506/2006 quantum ad quem a quo

APELAÇÃO CÍVEL N 0506/2006 quantum ad quem a quo 1 APELAÇÃO CÍVEL N 0506/2006 PROCEDÊNCIA :- 4ª VARA CÍVEL DE ARACAJU APELANTE :- C. A. M. LTDA APELADO :- B. C. P. APELANTE :- B. C. P. APELADO :- C. A. M. LTDA RELATOR :- DES. JOSÉ ALVES NETO APELAÇÃO

Leia mais

Superior Tribunal de Justiça

Superior Tribunal de Justiça AgRg no AGRAVO EM RECURSO ESPECIAL Nº 719.474 - SP (2015/0125771-3) RELATOR AGRAVANTE PROCURADOR AGRAVADO : MINISTRO BENEDITO GONÇALVES : MUNICIPIO DE GUARULHOS : ANA PAULA HYROMI YOSHITOMI : CECÍLIA CRISTINA

Leia mais

VOTO. ACÓRDÃO PODER JUDICIÁRIO DO ESTADO DA PARAI[BA TRIBUNAL DE JUSTIÇA GAB. DES. ROMERO MARCELO DA FONSECA OLIVEIRA

VOTO. ACÓRDÃO PODER JUDICIÁRIO DO ESTADO DA PARAI[BA TRIBUNAL DE JUSTIÇA GAB. DES. ROMERO MARCELO DA FONSECA OLIVEIRA PODER JUDICIÁRIO DO ESTADO DA PARAI[BA TRIBUNAL DE JUSTIÇA GAB. DES. ROMERO MARCELO DA FONSECA OLIVEIRA ACÓRDÃO APELAÇÃO CÍVEL N. 018.2010.000261-9/001 ORIGEM : zr Vara da Comarca de Guarabira. RELATOR

Leia mais

. Desembargador José Di Lorenzo Serpa. Costa).

. Desembargador José Di Lorenzo Serpa. Costa). ESTADO DA PARAÍBA TRIBUNALDE JUSTIÇA Gabinete do Des. José Di Lorenzo Serpa ACÓRDÃO APELAÇÃO CÍVEL N. 098.2008.000211-01001. Relator. Desembargador José Di Lorenzo Serpa. Apelante Banco do Brasil S/A (Adv.:

Leia mais

Nº 70020131579 COMARCA DE PORTO ALEGRE BANCO DO BRASIL S/A MARINA HELENA ALENCASTRO

Nº 70020131579 COMARCA DE PORTO ALEGRE BANCO DO BRASIL S/A MARINA HELENA ALENCASTRO AÇÃO DE INDENIZAÇÃO. LITISCONSÓRCIO PASSIVO. SENTENÇA DE PARCIAL PROCEDENCIA, CONDENANDO APENAS UMA DAS PARTES DEMANDADAS. NÃO INCIDÊNCIA DO ART. 191, DO CDC. SÚMULA 641, DO STF. PRAZO SIMPLES PARA RECORRER.

Leia mais

ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL XV EXAME DE ORDEM UNIFICADO

ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL XV EXAME DE ORDEM UNIFICADO PADRÃO DE RESPOSTA - PEÇA PROFISSIONAL Em 2003, João ingressou como sócio da sociedade D Ltda. Como já trabalhava em outro local, João preferiu não participar da administração da sociedade. Em janeiro

Leia mais

É DEVIDO REEMBOLSO POR CANCELAMENTO DE VIAGEM POR PROBLEMAS DE SAÚDE.

É DEVIDO REEMBOLSO POR CANCELAMENTO DE VIAGEM POR PROBLEMAS DE SAÚDE. É DEVIDO REEMBOLSO POR CANCELAMENTO DE VIAGEM POR PROBLEMAS DE SAÚDE. Apelação cível. Prestação de serviços. Contratação de pacote turístico. Autora que cancelou a viagem poucos dias antes do embarque

Leia mais

Superior Tribunal de Justiça

Superior Tribunal de Justiça RELATOR : MINISTRO TEORI ALBINO ZAVASCKI PROCURADORES : CLAUDIO XAVIER SEEFELDER FILHO DEYSI CRISTINA DA 'ROLT E OUTRO(S) EMENTA TRIBUTÁRIO. EXECUÇÃO FISCAL. DECLARAÇÃO DO DÉBITO PELO CONTRIBUINTE (DCTF).

Leia mais

DECISÕES» ISS. 3. Recurso especial conhecido e provido, para o fim de reconhecer legal a tributação do ISS.

DECISÕES» ISS. 3. Recurso especial conhecido e provido, para o fim de reconhecer legal a tributação do ISS. DECISÕES» ISS INTEIRO TEOR. EMENTA. TRIBUTÁRIO. RECURSO ESPECIAL. ATIVIDADE DE INCORPORAÇÃO DE IMÓVEIS. EXISTÊNCIA DE DOIS CONTRATOS: O DE COMPRA E VENDA E O DE EMPREITADA. CARACTERIZAÇÃO DE FATO GERADOR

Leia mais