Presidência da República. Sumário. Atos do Congresso Nacional. Ano CXLII N o Brasília - DF, quinta-feira, 22 de dezembro de 2005 ISSN

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Presidência da República. Sumário. Atos do Congresso Nacional. Ano CXLII N o - 245 Brasília - DF, quinta-feira, 22 de dezembro de 2005 ISSN 1677-7042"

Transcrição

1 <!ID > <!ID > <!ID5385-0> PORTARIA ISSN Ano CXLII 245 Brasília - DF, quinta-feira, 22 de dezembro de Sumário PÁGINA Atos do Congresso Nacional... Presidência da República... Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento... 4 Ministério da Ciência e Tecnologia... Ministério da Cultura... 2 Ministério da Defesa Ministério da Educação Ministério da Fazenda Ministério da Integração Nacional Ministério da Justiça Ministério da Previdência Social Ministério da Saúde Ministério das Cidades Ministério das Comunicações Ministério das Relações Exteriores Ministério de Minas e Energia Ministério do Desenvolvimento Agrário Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome Ministério do Meio Ambiente... 4 Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão... 4 Ministério do Trabalho e Emprego... 7 Ministério do Turismo... 7 Ministério dos Transportes... 7 Ministério Público da União... 2 Tribunal de Contas da União... 2 Poder Judiciário... 9 Entidades de Fiscalização do Exercício das Profissões Liberais Atos do Congresso Nacional ATO CONVOCATÓRIO A D I TA M E N TO O PRESIDENTE DA CÂMARA DOS DEPUTADOS e o PRESIDENTE DO SENADO FEDERAL, no uso das atribuições que lhes são conferidas pelo inciso II do 6º do art. 57 da Constituição da República Federativa do Brasil, resolvem A D I TA R, à pauta da convocação extraordinária do Congresso Nacional para o período de 6 de dezembro de 2005 a 4 de fevereiro de 2006, as seguintes matérias:. Matérias a que se refere o art. 66 da Constituição Federal (matéria orçamentária); e 2. Projeto de Lei que altera a remuneração dos servidores públicos integrantes do Quadro de Pessoal do Tribunal de Contas da União. Congresso Nacional, em 2 de dezembro de Deputado ALDO REBELO Presidente da Câmara dos Deputados Senador RENAN CALHEIROS Presidente do Senado Federal. MENSAGEM DESPACHO DO PRESIDENTE DA REPÚBLICA Nº 870, de 9 de dezembro de Encaminhamento ao Supremo Tribunal Federal de informações para instruir o julgamento do Mandado de Segurança nº CASA CIVIL INSTITUTO NACIONAL DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO <!ID > DESPACHOS DO DIRETOR-PRESIDENTE Entidade candidata: AR e PSS ITAUTEC.COM Processos nº: /2005-5, / , / , / Acolhe-se o memorando apresentado pela Diretoria de Auditoria, Fiscalização e Normalização que manifesta a sua concordância com os termos do Parecer AUDIT-ITI nº 70b/2005 e opina pelo deferimento do pedido de credenciamento da AR ITAUTEC.COM, vinculados à AC C E RT I S I G N MÚLTIPLA para as Políticas de certificado A, A3, S e S3 e à AC CERTISIGN SRF para as Políticas de Certificado A e A3, para emissão de certificados de pessoas físicas e jurídicas, e do PSS ITAU- TEC.COM, vinculado à AR ITAUTEC PHILCO. Em vista disso, e consoante parecer exarado pela Procuradoria Federal Especializada do ITI, defere-se o credenciamento. Intime-se. Em 6 de dezembro de Entidade candidata: AR CERTISIGN DATTA IMAGEM Processos nº: / Acolhe-se o memorando apresentado pela Diretoria de Auditoria, Fiscalização e Normalização que manifesta a sua concordância com os termos do Parecer AUDIT-ITI nº 80d/2005 e opina pelo deferimento do pedido de credenciamento da Autoridade de Registro CERTISIGN DATTA IMAGEM, vinculada à AC CERTISIGN MÚLTIPLA para as Políticas de certificado A, A3 e S para emissão de certificados de pessoas físicas e jurídicas. Em vista disso, e consoante parecer exarado pela Procuradoria Federal Especializada do ITI, defere-se o credenciamento. Intime-se. Em 5 de dezembro de Entidades: AC JUS Processos / e / Acolhe-se o memorando apresentado pela Diretoria de Auditoria, Fiscalização e Normalização, que aprova a versão. do Leiaute AC-JUS e a versão.2 da PC e DPC da Autoridade Certificadora supra-citada encaminhada por meio do OFÍCIO/STI/ACJUS/Nº de 3 de dezewmbro de 2005, para atendimento à Instrução Normativa nº. Os arquivos contendo os documentos aprovados possuem os hashes SHA abaixo e devem ser publicados pela AC em seu respectivo repositório no prazo máximo de 30 dias, a contar da data desta publicação. Autoridade Certificadora Ve r s ã o Nome do documento DPC AC JUS.2 DPC PC AC JUS.2 PC LEIAUTE ACJUS. PS Presidência da República hash 52f633fec98b0cd09d33687ca63276bdbd77f e 5 d 9 a 9 e 7 a e 8 c e f 5 b 2 f 6 b 8 4 e 6 f d e 7 3 d d abc5964f68a2f4a0aedf4e255d e995 Em face disso, e com fulcro na Instrução Normativa nº do ITI, de 6 de fevereiro de 2005, no artigo º da Resolução nº 33 do CG da ICP-Brasil, de 2 de outubro de 2004 e no item 3..2 da Resolução nº 6 do CG ICP-Brasil, de 22 de novembro de 200, aprovam-se os documentos supracitados. Publique-se. Em 2 de dezembro de RENATO DA SILVEIRA MARTINI SECRETARIA ESPECIAL DE AQÜICULTURA E PESCA 404, DE 2 DE DEZEMBRO DE 2005 O SECRETÁRIO ESPECIAL DE AQÜICULTURA E PESCA DA PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA, no uso das atribuições que lhe conferem os artigos 23 e 38, º, da Lei nº 0.683, de 28 de maio de 2003, combinado com o art. 64 da Lei nº 0.934, de de agosto de 2004 e com o art. 5 da Portaria nº 3, de 6 de março de 2005, da Secretaria de Orçamento Federal, diante da necessidade de se adequar a classificação orçamentária para celebração de convênio com: ) o Departamento de Obras Contra as Secas - Dnocs, com a finalidade de apoiar o Projeto Pirarucu; 2) o Município de Trindade do Sul, para apoiar a produção e comercialização de peixes, 3) Fundação Rio Madeira - Riomar, com a finalidade apoiar Reforma e ampliação da Estação de Piscicultura da Unir no Campus do Curso de Agronomia de Rolim de Moura - (RO).4) Prefeitura Municipal de Santana - AP, apoiar o

2 <!ID > PORTARIA <!ID > PORTARIA 2 ISSN Nº 245, quinta-feira, 22 de dezembro de 2005 projeto básico e Executivo de engenharia do TPP, considerando as uidades operacionais de administração, de descarga de transporte e processamento do pescado, de frigorificação, congelamento e produção de gelo, 5) Secretaria Especial de Aqüicultura e Pesca, Contratação de Empresa especializada através de licitação para realizar os estudos batimétricos e topográficos visando o desassoreamento do Canal da Barra da Tijuca e da Ponta da Joatinga.6) Coordenadoria Ecumênica de Serviço - CESE, apoio ao Projeto de Implantação de unidade de Beneficiamento de Pescado e cultivos e capacitação de pescadores e Aquicultores, resolve: Art. º Alterar, na forma dos Anexos I e II desta Portaria, a modalidade de aplicação do orçamento da Secretaria Especial de Aqüicultura e Pesca, nos programas Desenvolvimento Sustentável da Pesca, Desenvolvimento Sustentável da Aqüicultura - Unidade Orçamentária Art. 2º Esta Portaria entra em vigor na data da sua publicação. ANEXO I REDUÇÃO JOSÉ FRITSCH E S F. PTRES PROGRAMA ESPECIFICAÇÃO FTE GND MOD. VA L O R DE TRABALHO F Fomento a Unidades ,79 Produtoras de Formas Jovens de Organismos Aquáticos - Nacional F GM.000 Apoio ao Funcionamento ,00 de Unidades Integran- tes da Cadeia Aqüícola - Nacional F Apoio ao Funcionamento ,3 de Unidades Integran- tes da Cadeia Produtivas Pesqueira - Nacional F Implantação de Entrepostos ,96 de Pescado - Na- cional F Apoio a Adequação de ,00 Acesso Aquaviario Marítimos e Interiores a Terminais Pesqueiro - Nacional F Apoio a Adequação de ,00 Acessos Aquaviários Marítimos e Interiores a Terminais Pesqueiros - Canal do Sistema Laguna - Rio de Janeiro - Nacional F Implantação de Unidades ,00 de Beneficiamento de Pescado - no Território Baixo Sul no Estado da Bahia ANEXO II ACRÉSCIMO E S F. PTRES PROGRAMA ESPECIFICAÇÃO FTE GND MOD. VA L O R DE TRABALHO F Fomento a Unidades ,79 Produtoras de Formas Jovens de Organismos Aquáticos - Nacional F GM.000 Apoio ao Funcionamento ,00 de Unidades Integran- tes da Cadeia Aqüícola - Nacional F Apoio ao Funcionamento ,3 de Unidades Integran- tes da Cadeia Produtivas Pesqueira - Nacional F Implantação de Entrepostos ,96 de Pescado - Na- cional F Apoio a Adequação de ,00 Acesso Aquaviario Marítimos e Interiores a Terminais Pesqueiro - Nacional F Apoio a Adequação de ,00 Acessos Aquaviários Marítimos e Interiores a Terminais Pesqueiros - Canal do Sistema Laguna - Rio de Janeiro - Nacional F Implantação de Unidades ,00 de Beneficiamento de Pescado - no Território Baixo Sul no Estado da Bahia 405, DE 2 DEZEMBRO DE 2005 O SECRETÁRIO ESPECIAL DE AQÜICULTURA E PESCA DA PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA, no uso de suas atribuições, e com base nas condições estabelecidas pelo Decreto nº 825, de 28/05/993, com as alterações subseqüentes; no Decreto-Lei nº 200, de 25/02/967; na Lei nº 8.666, de 2/06/993; na Lei nº 0.934, de /08/2004; na Lei nº.00, de 25/0/2005; na Lei Complementar nº 0, de 04/05/2000; no Decreto nº , de 23/2/986; e na Instrução Normativa, STN nº 0, de 5/0/997, da Secretaria do Tesouro Nacional, resolve: Art. º Aprovar a descentralização externa de créditos e recursos, consignados no orçamento da Secretaria Especial de Aqüicultura e Pesca da Presidência da República, no Programa de Trabalho Apoio ao Funcionamento de Unidades Integrantes da Cadeia Produtiva Pesqueira - Nacional para a Universidade Federal do Rio Grande do Norte - UFRN - Unidade Gestora Orçamentária e Financeira: 5303 Gestão: 5234, no valor total de R$ ,86 (duzentos e noventa mil, oitocentos e trinta e cinco reais e oitenta e seis centavos), condicionado às disponibilidades orçamentárias e consoante respectivo Plano de Trabalho, parte integrante desta Portaria, do processo / , com a finalidade de Consolidação da Estrutura Física, mediante reforma e ampliação, do Centro Tecnológico do Camarão - CTC. Art. 2º O período de execução do projeto previsto no Plano de Trabalho expirará em 30 de novembro de Art. 3º Esta Portaria entrará em vigor na data de sua publicação. JOSÉ FRITSCH SECRETARIA ESPECIAL DE POLÍTICAS PARA AS MULHERES 65, DE 20 DE DEZEMBRO DE 2005 A SECRETÁRIA ESPECIAL DE POLITICAS PARA AS MULHERES, no uso da atribuição que lhe confere º do art. 38 da Lei nº 0.683, de 28 de maio de 2003 combinado com o art. 64 da Lei nº 0.934, de de agosto de 2004 e com o art. 5 da Portaria 3, de 6 de março de 2005, da Secretaria de Orçamento Federal, diante da necessidade de se adequar à classificação orçamentária para firmar Convênio com a Prefeitura Municipal de Fortaleza - CE, visando Apoio ao Centro de Referência e Atendimento a Mulher em situação de violência doméstica e sexual, cujo objetivo é oferecer assistência social, psicológica e jurídica as mulheres, resolve: Art. º Alterar, na forma dos Anexos I e II desta Portaria, a modalidade de aplicação do orçamento da Secretaria Especial de Políticas para as Mulheres nos Programa de Trabalho Unidade Orçamentária Art. 2º A presente alteração justifica-se pela inviabilidade técnica da execução nas modalidades aprovadas, em virtude da classificação do orçamento programado e disponível não ser suficiente. Art. 3º Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação NILCEA FREIRE

3 <!ID > PORTARIA Nº 245, quinta-feira, 22 de dezembro de ISSN ANEXO I R$,00 ESFERA FISCAL C A N C E L A M E N TO CODIGO ESPECIFICAÇÃO NAT DESP ID FONTE VA L O R 2022 SECRETARIA ES- PECIAL DE POLÍ- TICAS PARA AS MULHERES Apoio a Serviços Especializados nos Atendimento às Mulheres em situação de violência ,00 TO TA L 40.96,00 ANEXO II R$,00 ESFERA FISCAL S U P L E M E N TA Ç Ã O CODIGO ESPECIFICAÇÃO NAT DESP ID FONTE VA L O R 2022 SECRETARIA ES- PECIAL DE POLÍ- TICAS PARA AS MULHERES Apoio a Serviços Especializados ,00 nos Atendimento às Mulheres em situação de violência TO TA L 40.96,00 66, DE 2 DE DEZEMBRO DE 2005 A SECRETÁRIA ESPECIAL DE POLITICAS PARA AS MULHERES, no uso da atribuição que lhe confere º do art. 38 da Lei nº 0.683, de 28 de maio de 2003 combinado com o art. 64 da Lei nº 0.934, de de agosto de 2004 e com o art. 5 da Portaria 3, de 6 de março de 2005, da Secretaria de Orçamento Federal, diante da necessidade de se adequar à classificação orçamentária para firmar Convênio com a Agência de Desenvolvimento Local e Socioeconomia Solidária - FUN- DESOL - CE, visando Projeto Microcrédito na Perspectiva de Igualdade de Gênero, Combate a Pobreza, Inclusão Social e Desenvolvimento Local, cujo objetivo é Sensibilizar em relação à importância de abordar o microcrédito incorporando a perspectiva de gênero através da capacitação, resolve: Art. º Alterar, na forma dos Anexos I e II desta Portaria, a modalidade de aplicação do orçamento da Secretaria Especial de Políticas para as Mulheres nos Programas de Trabalho Unidade Orçamentária Art. 2º A presente alteração justifica-se pela inviabilidade técnica da execução nas modalidades aprovadas, em virtude da classificação do orçamento programado e disponível não ser suficiente. Art. 3º Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação NILCEA FREIRE ANEXO I ESFERA FISCAL C A N C E L A M E N TO CODIGO ESPECIFICAÇÃO NAT DESP ID FONTE VA L O R 2022 SECRETARIA ES- PECIAL DE POLÍ- TICAS PARA AS MULHERES Capacitação de Mulheres para o trabalho nos setores produtivos Rural e Urbano ,00 TO TA L ,00 ANEXO II ESFERA FISCAL S U P L E M E N TA Ç Ã O CODIGO ESPECIFICAÇÃO NAT DESP ID FONTE VA L O R 2022 SECRETARIA ES- PECIAL DE POLÍ- TICAS PARA AS MULHERES Capacitação de Mulheres ,00 para o trabalho nos setores produtivos Rural e Urbano TO TA L ,00 R$,00 R$,00

4 4 ISSN Nº 245, quinta-feira, 22 de dezembro de Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento GABINETE DO MINISTRO <!ID > DESPACHO DO MINISTRO Em 20 de dezembro de 2005 REFERÊNCIA: Doc. nº / INTERESSADO: JOSÉ MARCOS MANENTE- Presidente da Comissão Apuradora-CONAB/Portaria Ministerial nº 303, de 24 de junho de 2005 Com base nas Normas de Organização da Companhia Nacional de Abastecimento - CONAB, Capítulo II, inciso IV, subitem 02.3., que regem o Processo Interno de Apuração da referida empresa, e na condição de autoridade instauradora, autorizo a suspensão do regime de dedicação exclusiva da Comissão Apuradora designada pela Portaria Ministerial nº 303, de 24 de junho de ROBERTO RODRIGUES COMISSÃO ESPECIAL DE RECURSOS <!ID >RESOLUÇÕES DE 9 DE DEZEMBRO DE 2005 A Comissão Especial de Recursos do Programa de Garantia da Atividade Agropecuária - PROAGRO, no uso de suas atribuições conferidas pelos Decretos nº 5.502, de 29 de julho de 2005, e pelo seu Regimento Interno, aprovado pela Portaria Ministerial, nº 534, de 0 de novembro de 998, em reunião ocorrida em 24//2005 resolve : I - não dar provimento ao(s) recurso(s) abaixo relacionado(s), ao considerar as coberturas já efetuadas pela administração do Programa. Banco : BANCO DO BRASIL S.A. Agência : SOUSA UF :PB 2568/ /2005 Antonio Gomes Machado 2569/ /2005 Antonio Jacome Da Silva 2570/ /2005 Antonio Teixeira Moreira 257/ /2005 Ananias Duque De Abrantes 2572/ /2005 João Francisco De Oliveira 2573/ /2005 Raimundo Nonato De Oliveira 2574/ /2005 Damião Ferreira De Sena 2575/ /2005 José Osorio De Oliveira 2576/ /2005 Jose Soares Da Silva 2577/ /2005 Heleno Raimundo De Oliveira 2578/ /2005 Domingosmoreira Pamplona 2579/ /2005 Dorgival Anotnio De Oliveira 2580/ /2005 Carlos Antonio Moreira De Sena 258/ /2005 Vasconcelos De Oliveira 2582/ /2005 Maria Lucimar Ferreira 2583/ /2005 Jose Pereira Neto 2584/ /2005 José Dantas Sobrinho 2585/ /2005 Jose Moreira De Sousa 2586/ /2005 Raimundo Nonato Alve Martins 2587/ /2005 Leonilde José Da Costa 2588/ /2005 José Antonio Lacerda 2589/ /2005 Francisco Adalberto Vital 2590/ /2005 Valdir Oliveira Da Silva 259/ /2005 Marciano Antonio Da Silva 2592/ /2005 José Moreira De Sena 2593/ /2005 Júlio Cesar Braga 2594/ /2005 Heleno Ferreira Da Costa II - não dar provimento ao(s) recurso(s) abaixo relacionado(s), ao considerar que as perdas se deveram a causas não amparadas pelo PROAGRO. Banco : BANCO DO NORDESTE DO BRASIL S.A. Agência : NATAL UF :RN 2595/ /2005 Maria Salome Praxedes 2596/ /2005 Maria De Lourdes Da Silva 2597/ /2005 Maksuel Cesar Da Costa 2598/ /2005 Josivan Clementino Da Silva 2599/ /2005 Jose Clementino Da Silva 2600/ /2005 Jose Da Silva Andrade 260/ /2005 José Damião André De Souza 2602/ /2005 João Evangelista Dionísio 2603/ /2005 Selma Faustino Da Silva 2604/ /2005 Sebastião Claudino Dos Santos III - não dar provimento ao(s) recurso(s) abaixo relacionado(s),ao considerar que a comunicação do evento foi intempestiva, impossibilitando a avaliação segura das perdas. Banco : BANCO DO BRASIL S.A. Agência : ANDRADINA UF :SP 2605/ /2005 Carlos Dos Santos Agência : ESPERANCA UF :PB 2606/ /2005 Adenilza Maria Silva Costa 2607/ /2005 Edisandra Da Silva Neves 2608/ /2005 Francisco Das Chagas Araujo 2609/ /2005 Geraldo Higino Da Silva 260/ /2005 Ivanildo Rocha Ferreira 26/ /2005 Jose Severino Gomes 262/ /2005 Josinaldo Pedro Dos Santos 263/ /2005 Jose Ginu Dos Santos 264/ /2005 Jose Venancio Ouriques 265/ /2005 Luiz Gonzaga De Araujo 266/ /2005 Miguel Francisco Dos Santos 267/ /2005 Maria Das Graças Dos Santos Silva 268/ /2005 Marinaldo Germano Martins 269/ /2005 Petronio Jose Ouriques 2620/ /2005 Severino Maria Da Silva 262/ /2005 Antonio Francisco Patricio 2622/ /2005 Cicero Jose De Santana 2623/ /2005 Gildo Antonio De Sousa 2624/ /2005 João Batista De Lima 2625/ /2005 João José De Carvalho 2626/ /2005 Jose Pereira Da Silva Filho 2627/ /2005 Jose Francisco Patricio 2628/ /2005 José Genario Marques Da Silva 2629/ /2005 Jose Nunes De Souza 2630/ /2005 João Angelino Soares 263/ /2005 Pedro Francisco Da Silva 2632/ /2005 Pedro Santana Sobrinho 2633/ /2005 Sebastião Artur Domingos 2634/ /2005 Valdemir Jose De Santana 2635/ /2005 Edmilson Marinho De Alcantara 2636/ /2005 Jose Morais 2637/ /2005 Sebastião Aldino Jacinto Trajano 2638/ /2005 Petronio Fernandes De Oliveira 2639/ /2005 Maria Do Socorro Ramos Lima 2640/ /2005 Marcos Antonio Euzebio Da Silva 264/ /2005 Jose Euzebio De Oliveira 2642/ /2005 Josival Jacinto De Morais 2643/ /2005 Inacio De Farias 2644/ /2005 Genival Nunes Fernandes Sobrinho 2645/ /2005 Ulisses Liberato Diniz 2646/ /2005 Sebastião Ramos Lima 2647/ /2005 Sebastião Euzebio Filho 2648/ /2005 Severino Antonio Dos Santos 2649/ /2005 Rivaldo Barbosa De Souza 2650/ /2005 Rivaldo Barbosa De Souza Filho 265/ /2005 Otavio Jose De Santana 2652/ /2005 Maria Das Graças Vieira De França 2653/ /2005 Luciano De Souza Eduardo 2654/ /2005 Jose Pereira Da Silva 2655/ /2005 José Juvenal Do Nascimento 2656/ /2005 João Matias Ribeiro 2657/ /2005 Jose De Arimateia Martins 2658/ /2005 José Dos Santos 2659/ /2005 Jose Germano Martins 2660/ /2005 Jose Reinaldo Sobrinho 266/ /2005 Marinalva Dos Santos 2662/ /2005 Teresinha De Jesus Da Silva Reinaldo 2663/ /2005 Espedito Felix 2664/ /2005 Francisco Ferreira De Lima 2665/ /2005 Inacia Roberto De Lima 2666/ /2005 Jose Nilson Da Silva 2667/ /2005 Manoel Cicero Da Silva 2668/ /2005 Maria Do Patrocinio Alves Dos Santos 2669/ /2005 Valdemar Da Costa 2670/ /2005 Vamberto Da Costa 267/ /2005 Adailton Avelino 2672/ /2005 Antonio Jacinto Da Silva 2673/ /2005 Cesar Augusto Diniz IV - dar provimento ao(s) recurso(s) abaixo relacionado(s), ao considerar o uso de tecnologia adequada na condução. Banco : BANCO DO BRASIL S.A. Agência : CHAPADINHA UF :MA 2675/ /2005 Alcilene Oliveira Da Silva 2676/ /2005 Carlos Antonio Do Nascimento Caldas 2677/ /2005 Cosme Portela De Aguiar 2678/ /2005 Deusdete Jose Dos Reis 2679/ /2005 Francisca Pereira Da Silva 2680/ /2005 Francisco Marinho De Araujo 268/ /2005 Francisco Marques Dos Santos 2682/ /2005 Francisco Monteles De Moraes 2683/ /2005 Ivanildo Oliveira Sousa 2684/ /2005 Jose Vieira Da Costa 2685/ /2005 Jose Wilson Da Silva 2686/ /2005 Maria Francelina De Sousa 2687/ /2005 Melquizedeque Alves 2688/ /2005 Maria Leda Bezerra 2689/ /2005 Raimundo Nonato De Aguiar 2690/ /2005 Raimundo Lino Dos Santos 269/ /2005 Raimundo Vieira Da Costa 2692/ /2005 Santilia Lopes Guimaraes 2693/ /2005 Valdenia Garreto Portela Agência : ESPERANCA UF :PB 2674/ /2005 Jeová Sebastião Do Nascimento Agência : SAO JOAO DO RIO DO PEIXE UF :PB 2694/ /2005 Aureni Alexandre Da Silva 2695/ /2005 Antonio Santana Vieira 2696/ /2005 Antonio Nunes De Sousa 2697/ /2005 Aldamir Gonçalves Dantas 2698/ /2005 Antonio Jose Gomes 2699/ /2005 Antonio Cardoso Da Silva 2700/ /2005 Antonio Carlos Do Nascimento Santos 270/ /2005 Antonio Gonçalves Ribeiro 2702/ /2005 Antonio Batista De Santana 2703/ /2005 Cosmo Fernandes De Oliveira 2704/ /2005 Cosmo Paulino De Araujo 2705/ /2005 Dorian Medeiros Dos Santos 2706/ /2005 Domarcos Gomes De Sousa 2707/ /2005 Expedito Moura Leite 2708/ /2005 Erivaldo Tavares Maciel 2709/ /2005 Edival Luiz De Sousa 270/ /2005 Ednardo Guerra Dantas 27/ /2005 Eduardo Peixoto Pinheiro 272/ /2005 Francisca Marlene De Lacerda 273/ /2005 Francisco Dantas Soares 274/ /2005 Francisco Abrantes Filho 275/ /2005 Francisco Fernandes Dantas Filho 276/ /2005 Francisco Geraldo Dantas 277/ /2005 Francisco Geraldo Fernandes De Almeida 278/ /2005 Francisco Gomes De Oliveira 279/ /2005 Francisco Pereira Filho 2720/ /2005 Francivaldo Silvestre Bezerra 272/ /2005 Francisco Xavier Lima Barbosa 2722/ /2005 Francisco Alves Maia 2723/ /2005 Francisco Alexandre De Sousa 2724/ /2005 Francisco Adelson De Oliveira Pires 2725/ /2005 Geraldo Sabaio Duarte 2726/ /2005 Geraldo Pessoa De Abreu Filho 2727/ /2005 Geraldo Nobrega Dantas 2728/ /2005 Gildoval Ferreira De Morais 2729/ /2005 Gilmar Santana 2730/ /2005 Inacio Jose Do Nascimento 273/ /2005 Joabe Albuquerque Santana O valor da indenização será calculado pela administração do programa. Estas resoluções entrarão em vigor na data de sua publicação no Diário Oficial da União. <!ID >RESOLUÇÕES DE IVAN WEDEKIN Presidente da Comissão 2 DE DEZEMBRO DE 2005 A Comissão Especial de Recursos do Programa de Garantia da Atividade Agropecuária - PROAGRO, no uso de suas atribuições conferidas pelos Decretos nº 5.502, de 29 de julho de 2005, e pelo seu Regimento Interno, aprovado pela Portaria Ministerial, nº 534, de 0 de novembro de 998, em reunião ocorrida em 25//2005 resolve : I - não dar provimento ao(s) recurso(s) abaixo relacionado(s), ao considerar a anormalidade das operações para fins de cobertura pelo PROAGRO. Banco : BANCO DO BRASIL S.A. Agência : NOVA RUSSAS UF :CE 2732/ /2005 Antonio Asclépio Oliveira Da Silva 2733/ /2005 Antonio Da Luz Santos 2734/ /2005 Edilberto Almeida De Souza 2735/ /2005 Francisco Oliveira Silva 2736/ /2005 Jose Maria Almeida 2737/2005 5/2005 Erinaldo Sousa Mendes 2738/ /2005 Edinaldo Almeida De Souza 2739/ /2005 Jose Oliveira Ribeiro 2740/ /2005 Valmir Almeida De Sousa 2748/ /2005 Manoel De Sousa Silva Agência : PAULISTA UF :PB 274/ /2005 João Batista De Sousa 2742/ /2005 José Manuel Pereira 2743/ /2005 Jose Maria De Sousa 2744/ /2005 José Francisco Filho 2745/ /2005 Jucilene De Araújo Farias 2746/ /2005 Francisco Monteiro Da Silva 2747/ /2005 Francisco De Assis Farias Filho II - não dar provimento ao(s) recurso(s) abaixo relacionado(s), ao considerar as coberturas já efetuadas pela administração do Programa. Banco : BANCO DO BRASIL S.A. Agência : CHAPADINHA UF :MA 2770/ /2005 Carlos Augusto Dos Santos Agência : PALHANO UF :CE 2752/ /2005 Edmundo Soares De Lima 2753/ /2005 Francisco Fonseca De Sousa 2754/ /2005 Giovani Alves Da Silva 2755/ /2005 José Nunes Da Silva 276/ /2005 Ronaldo Rodrigues Da Silva 2762/ /2005 Renato Nogueira Barros 2763/ /2005 Raimundo Francisco Gomes 2764/ /2005 Manoel De Freitas Araujo 2765/ /2005 Luiz Gonzaga Pereira 2766/ /2005 Lucia Maria Mateus Simoes 2767/ /2005 João Paulo De Freitas 2768/ /2005 João Januario Da Silva Neto

5 Nº 245, quinta-feira, 22 de dezembro de 2005 ISSN / /2005 Jose Raimundo Da Silva 2773/ /2005 Juracir Celedonio De Lima 2774/ /2005 Francisco Ferreira Da Silva 2775/ /2005 Francisco De Assis De Freitas 2776/ /2005 Deliberto Lima De Freitas Agência : PAULISTA UF :PB 2749/ /2005 Jose Temistocles Pereira Da Silva 2750/ /2005 Livaldina Maria Da Silva Pereira 275/ /2005 Manoel Fernandes De Sousa 2777/ /2005 Manassés Fernandes Da Costa 2778/ /2005 Nilton Lino Da Luz 2779/ /2005 Valdi Epifânio De Oliveira Agência : POMBAL UF :PB 277/ /2005 Edivan Da Silva Gomes 2772/ /2005 Antonio Januário Da Silva Agência : SENADOR POMPEU UF :CE 2756/ /2005 Raimundo Alves Da Silva 2757/ /2005 Luiz Inacio Do Nascimento 2758/ /2005 Jose Inacio De Deus 2759/ /2005 Agrimar Bento Da Silva 2760/ /2005 Antonio Jose Noberto III - não dar provimento ao(s) recurso(s) abaixo relacionado(s), ao considerar o uso de tecnologia inadequada na condução do empreendimento e o contido nos processos correspondentes. Banco : BANCO DO BRASIL S.A. Agência : ANDRADINA UF :SP 278/ /2005 Damião Cosme Dos Santos 2782/ /2005 Bertoldo Camargo De Andrade 2783/ /2005 José Milton Dos Santos Agência : ARAGUAINA UF :TO 2780/ /2005 Arisaldo Francisco Pereira 2784/ /2005 Valmir Rodrigues De Araujo 2785/ /2005 Salustriano Rocha De Jesus 2786/ /2005 Maria Irene Paixão 2787/ /2005 Luciana Barcelos Da Silva 2788/ /2005 Juaci Da Silva Morães 2789/2005 7/2005 Betania Pereira Lima Da Silva 2790/ /2005 Cicera Viana Guimarães 279/ /2005 Cantidio Dias Marinho 2792/ /2005 Jose Felix Soares Leite 2793/ /2005 Jose Farias Pereira 2794/ /2005 Antonio Ribeiro De Assis Neto 2795/ /2005 Arnaldo Pereira Da Costa IV - não dar provimento ao(s) recurso(s) abaixo relacionado(s),ao considerar que a comunicação do evento foi intempestiva, impossibilitando a avaliação segura das perdas. Banco : BANCO DO BRASIL S.A. Agência : ARAGUAINA UF :TO 2796/ /2005 Adão Pereira Sales 2797/ /2005 João Jose Moreira Barbosa 2798/ /2005 Maria De Jesus Silva Carvalho 2799/2005 2/2005 Neuton Macedo Marques 2800/ /2005 Welinton Erasmo Da Silva 280/ /2005 Walto Da Silva Coelho 2802/ /2005 Jacinto Nunes Leite 2803/ /2005 Domingos Walter Arrais Rodrigues 2804/ /2005 Cinthia Barbosa Alves 2805/ /2005 Antonio Alves Da Silva 2806/ /2005 Maria Barbosa Dos Anjos Alves 2807/ /2005 Raimundo Abreu Melo 2808/ /2005 Antonio Dias Filho 2809/ /2005 Deuzalina Isabel Da Cruz Rabelo 280/ /2005 Carlos Augusto Ferreira Dos Santos 28/ /2005 Deusiano Pereira De Oliveira 282/ /2005 Raimundo Pereira Da Silva 283/ /2005 Macionilio Alves Rodrigues 284/ /2005 Joao Diogo Sousa 285/ /2005 Jose Alves Resplande 286/ /2005 Ailton Bonfim Da Silva 287/ /2005 Alexandre Cavalcante 288/ /2005 Baltazar Vaz De Almeida V - não dar provimento ao(s) recurso(s) abaixo relacionado(s), ao considerar que os rendimentos auferidos foram suficientes para o pagamento das despesas realizadas, segundo normas do Programa. Banco : BANCO DO BRASIL S.A. Agência : SENADOR POMPEU UF :CE 2820/ /2005 Gabriel Pinto Fernandes 282/ /2005 Luiz Gonzaga Vidal Dos Santos 2822/ /2005 Jose Rodrigues De Oliveira 2823/ /2005 Gesser Pereira De Deus 2824/ /2005 Antonio De Pádua De Araujo 2825/ /2005 Francisco Antonio Ribeiro Machado 2826/ /2005 Francisco Evandro Ferreira De Oliveira 2827/ /2005 Antonio Lucas Do Carmo Banco : BANCO DE BRASILIA S.A. Agência : CEASA DF UF :DF 289/ /2005 Luiz Alberto Thimoteo Da Silva VI - dar provimento ao(s) recurso(s) abaixo relacionado(s), ao considerar a normalidade das operações para fins de cobertura pelo PROAGRO. Banco : BANCO DO BRASIL S.A. Agência : CATOLE DO ROCHA UF :PB 2828/ /2005 Francineudo Oliveira Da Silva 2835/ /2005 Rita Reinaldo De Lima 2836/ /2005 Paulo Alexandre De Sousa 2837/ /2005 Geovanio Alves De Oliveira 2838/ /2005 Janailson Ferreira De Lima 2839/ /2005 Jose Benedito De Lima 2840/ /2005 Josimar Benedito De Lima 284/ /2005 Juscenildo Ferreira Da Cruz 2842/ /2005 Luiz Gonzaga De Sousa Duarte 2843/ /2005 Valdir Severino Da Silva Agência : CHAPADINHA UF :MA 2829/ /2005 Aristidio Rodrigues Da Costa 2830/ /2005 Arno Krolow Bayer Agência : PAULISTA UF :PB 2833/ /2005 Ivaldo Epifaneo De Oliveira 2834/ /2005 Francisco Epifanio De Oliveira Agência : SAO DOMINGOS DO MARANHAO UF :MA 283/ /2005 Paulo Henrique Barbosa Dos Santos Junior 2832/ /2005 George Da Silva Santos VII - dar provimento ao(s) recurso(s) abaixo relacionado(s), ao considerar que existiram possibilidades de avaliação das perdas. Banco : BANCO DO BRASIL S.A. Agência : POMBAL UF :PB 2844/ /2005 Francisco Norvino Gomes 2845/ /2005 Gilvan Machado De Andrade 2846/ /2005 Geraldina Pereira Januari0 2847/ /2005 João De Sousa Januario 2848/ /2005 Jose Paulino Nunes 2849/ /2005 Maria Das Graças Pereira Da Silva 2850/ /2005 Rozania Gomes Da Silva 285/ /2005 Severino Sebastião Da Silva O valor da indenização será calculado pela administração do programa. Estas resoluções entrarão em vigor na data de sua publicação no Diário Oficial da União. <!ID >RESOLUÇÕES DE IVAN WEDEKIN Presidente da Comissão 3 DE DEZEMBRO DE 2005 A Comissão Especial de Recursos do Programa de Garantia da Atividade Agropecuária - PROAGRO, no uso de suas atribuições conferidas pelos Decretos nº 5.502, de 29 de julho de 2005, e pelo seu Regimento Interno, aprovado pela Portaria Ministerial, nº 534, de 0 de novembro de 998, em reunião ocorrida em 29//2005 resolve : I - não dar provimento ao(s) recurso(s) abaixo relacionado(s), ao considerar a anormalidade das operações para fins de cobertura pelo PROAGRO. Banco : BANCO DO BRASIL S.A. Agência : LAGOA REAL UF :BA 2852/ /2005 Zilmar Vieira Evangelista Agência : POCO VERDE UF :SE 2853/ /2005 Maria Luzia Oliveira 2854/ /2005 Antonio Rabelo Da Trindade 2855/ /2005 Hildemar Dos Santos Oliveira 2856/ /2005 Pedro Emozarte De Oliveira 2857/ /2005 Francisca Maria De Jesus 2858/ /2005 José Antonio Farias Da Silveira 2859/ /2005 Cezar Oliveira Santana 2860/ /2005 Jose Rocha Dos Santos 286/ /2005 José Lino Dos Santos 2862/ /2005 Valdomiro Vieira De Jesus 2863/ /2005 Pedro De Jesus Alves 2864/ /2005 Natanael Reis Santos 2865/ /2005 Nanci Reis Dos Santos 2866/ /2005 Maria De Fatima Santos Farias 2867/ /2005 Maria Santana De Oliveira Almeida 2868/ /2005 Lourival De Oliveira 2869/ /2005 João De Jesus 2870/ /2005 Maria Ivone Oliveira 287/ /2005 Josefa Zilma Rodrigues De Souza 2872/ /2005 Jose Francisco De Jesus 2873/ /2005 Jose Adilson Rosario De Souza 2874/ /2005 João De Oliveira 2875/ /2005 José Raimundo Gonçalves Dos Santos 2876/ /2005 Jose Marinho Oliveira 2877/ /2005 Eraldo Silva De Oliveira 2878/ /2005 Valdomiro Alves Da Silva 2879/ /2005 Pedro Ricardo Sobrinho 2880/ /2005 Josival Rabelo Silva 288/ /2005 José Claudio Dos Anjos Freitas 2882/ /2005 José Rivael Santos Silva II - não dar provimento ao(s) recurso(s) abaixo relacionado(s), ao considerar as coberturas já efetuadas pela administração do Programa. Banco : BANCO DO BRASIL S.A. Agência : POCO VERDE UF :SE 2883/ /2005 Antonio Carlos Araujo De Carvalho III - não dar provimento ao(s) recurso(s) abaixo relacionado(s), ao considerar que os rendimentos auferidos foram suficientes para o pagamento das despesas realizadas, segundo normas do Programa. Banco : BANCO DO BRASIL S.A. Agência : CANARANA UF :BA 2884/ /2005 Lourivaldo Arcanjo Souza Agência : POCO VERDE UF :SE 2885/ /2005 Valdinete Barbosa De Andrade IV - dar provimento ao(s) recurso(s) abaixo relacionado(s), ao considerar que as perdas se deveram a causas amparadas pelo PROAGRO. Banco : BANCO DO BRASIL S.A. Agência : LIMOEIRO DO NORTE UF :CE 2886/ /2005 Simone Eudete Do Nascimento V - dar provimento ao(s) recurso(s) abaixo relacionado(s), ao considerar o uso de tecnologia adequada na condução. Banco : BANCO DO BRASIL S.A. Agência : ITAPORANGA UF :PB 2909/ /2005 Cicero Gomes Da Silva 298/ /2005 Rivaldo Rodrigues De Almeida 299/ /2005 Marcolino Rufino De Sousa 2920/ /2005 Luiz Pereira Gomes 292/ /2005 Lourival Rufino De Caldas 2922/ /2005 Geraldo Lourenço 2923/ /2005 Francisco De Paulo Cabral Da Silva 2924/ /2005 Fabio Joaquim Isidro 2925/ /2005 Ernando Nunes Jucá 2926/ /2005 Cloves Netuno Dos Santos 2927/ /2005 Cicero Rodrigues De Almeida Agência : SAO JOAO DO RIO DO PEIXE UF :PB 2887/ /2005 Airton Saturnino Batista 2888/ /2005 Anastacio Francisco De Andrade 2889/ /2005 Francisco Alves Vieira 2890/ /2005 Joao Ferreira De Sousa Filho 289/ /2005 Joao Fabio Guerra Dantas 2892/ /2005 Joao Cabral Do Prado 2893/ /2005 Jose Wilson Ricarte Fernandes 2894/ /2005 Jose Werison Quirino De Sousa 2895/ /2005 Jose Rocha 2896/ /2005 Jose Nunes De Sousa 2897/ /2005 Jose Florentino Dos Santos 2898/ /2005 Jose Fernandes De Oliveira 2899/ /2005 Jose Albuquerque Santana 2900/ /2005 Joel Albuquerque De Santana 290/ /2005 Joaquim Marques Vieira 29/ /2005 Joao Rodrigues Da Silva 292/ /2005 Jose Lourenço Gomes 293/ /2005 Luis Rocha Bezerra 294/ /2005 Lacorderio Guerra Dantas 295/ /2005 Luiz Ferreira De Sousa 296/ /2005 Maria Ferreira Cabral 297/ /2005 Maria Neuma Ribeiro Da Silva 2928/ /2005 Maria Risolene Ribeiro Da Silva 2929/ /2005 Manoel Evangelista Dantas 2930/ /2005 Marcos Antonio Gonçalves Formiga 293/ /2005 Maria Alves Maciel De Lima 2932/ /2005 Maria Das Dores Tavares De Santana 2933/ /2005 Maria Vilani Araujo Lins 2934/ /2005 Paulo Luiz De Sousa 2935/ /2005 Pedro Ribeiro Da Silva 2936/ /2005 Raimundo Nonato De Sousa 2937/ /2005 Raimundo Rodrigues Couras 2938/ /2005 Raimundo Vieira Fernandes 2939/ /2005 Rosemi Amador De Sousa 2940/ /2005 Valdecir Amaro Da Silva 294/ /2005 Valdemiro Quirino Nunes 2942/ /2005 Vicente Bandeira Pompeu 2943/ /2005 Vitoriano Abreu Fernandes 2944/ /2005 Andre Fernandes Neto 2945/ /2005 Dagmar Fortunato Da Silva 2946/ /2005 Gumercindo Inácio Da Silva Banco : BANCO DO NORDESTE DO BRASIL S.A. Agência : CHAPADINHA UF :MA 290/ /2005 Vandilmo Pinto Meireles 2902/ /2005 Maria De Jesus Sousa Garreto 2903/ /2005 Marcia Lucia Lima Garreto

6 6 ISSN Nº 245, quinta-feira, 22 de dezembro de / /2005 Lucineide Dos Santos Lourenço 2905/ /2005 Francisco De Sousa Santos 2906/ /2005 Daniel De Oliveira Meireles 2907/ /2005 Antonio Dos Navegantes Dos S Lourenço 2908/ /2005 Antonio Da Graça Garreto Santos VI - dar provimento ao(s) recurso(s) abaixo relacionado(s), ao considerar que existiram possibilidades de avaliação das perdas. Banco : BANCO DO BRASIL S.A. Agência : POCO VERDE UF :SE 2947/ /2005 Aldenora Ribeiro Dos Reis O valor da indenização será calculado pela administração do programa. Estas resoluções entrarão em vigor na data de sua publicação no Diário Oficial da União. <!ID >RESOLUÇÕES DE IVAN WEDEKIN Presidente da Comissão 4 DE DEZEMBRO DE 2005 A Comissão Especial de Recursos do Programa de Garantia da Atividade Agropecuária - PROAGRO, no uso de suas atribuições conferidas pelos Decretos nº 5.502, de 29 de julho de 2005, e pelo seu Regimento Interno, aprovado pela Portaria Ministerial, nº 534, de 0 de novembro de 998, em reunião ocorrida em 05/2/2005 resolve : I - não dar provimento ao(s) recurso(s) abaixo relacionado(s), ao considerar a anormalidade das operações para fins de cobertura pelo PROAGRO. Banco : BANCO DO BRASIL S.A. Agência : CAARAPO UF :MS 2948/ /2005 Paulo Cezar Farias Banco : BANCO DO EST. DO R.G. DO SUL S.A. Agência : AJURICABA UF :RS 2954/ /2005 Vilmar Pretto Agência : CACIQUE DOBLE UF :RS 2959/ /2005 Paulino Salvati Agência : CANDIDO GODOI UF :RS 2955/ /2005 Ernesto Lucio Mallmann Agência : CRISSIUMAL UF :RS 295/ /2005 Elmar Luis Lansing Bender Agência : HUMAITA UF :RS 2957/ /2005 Gentil João Avozani Agência : PORTO LUCENA UF :RS 2953/ /2005 Teodomiro Umberto Kokkonen Agência : REDENTORA UF :RS 2960/ /2005 Jairo Luiz Ienerich Agência : ROQUE GONZALES UF :RS 2958/ /2005 Edoir Barcelos Agência : SANTA ROSA UF :RS 2952/ /2005 Aldo Rhoden Agência : SAO JORGE UF :RS 2950/ /2005 Orlando Claudino Frizon Agência : SILVEIRA MARTINS UF :RS 2956/ /2005 Jean De Oliveira Scariotti Banco : CCR CERRO LARGO LTDA Agência : GUARANI DAS MISSOES UF :RS 2949/ /2005 Jaime Emerson Looben II - não dar provimento ao(s) recurso(s) abaixo relacionado(s), ao considerar as coberturas já efetuadas pela administração do Programa. Banco : BANCO DO BRASIL S.A. Agência : CAMPO NOVO UF :RS 296/ /2005 Sebastião Albino Brandão Agência : CONSTANTINA UF :RS 2963/ /2005 Avelino Fiorentin 3053/ /2005 Odemar Graeff Agência : LEBON REGIS UF :SC 2965/ /2005 Domingos Valer Agência : SANTO CRISTO UF :RS 2962/ /2005 Leo Nicolau Klein Agência : VIDEIRA UF :SC 2966/ /2005 Ivo Serighelli 3049/ /2005 Roberto Ricardo Furckel 3050/ /2005 Elias Carelli Banco : BANCO DO EST. DO R.G. DO SUL S.A. Agência : ARROIO DO TIGRE UF :RS 2974/ /2005 Laudiro Peiter Agência : BARAO DE COTEGIPE UF :RS 3046/ /2005 Antonio Petroski Agência : CORONEL BICACO UF :RS 3045/ /2005 Rubin Prestes De Oliveira Agência : GUAPORE UF :RS 3047/ /2005 Tiago Tremea Agência : LIBERATO SALZANO UF :RS 2994/ /2005 Ari Poltronieri Agência : PUTINGA UF :RS 2973/ /2005 Nildo Roque Gusberti 2978/ /2005 Luciano Guadagnin 2979/ /2005 Juliano Lumi 2980/ /2005 Joventino Rebelatto 298/ /2005 Hermíndo Cappellari 2982/ /2005 Gelson Gonçalves Dos Santos 2983/ /2005 Dilvo Lodi Rissini 2984/ /2005 Domingos Rebelatto 2985/ /2005 Antonio Cezar Stieven 2989/ /2005 Neuro Basso 2990/ /2005 Nadir Luis Colussi Belle 299/ /2005 Fernando Gabrielli 2992/ /2005 Derci Davi 2993/ /2005 Adão Dos Santos 3035/ /2005 Oscar Luiz Chiba 3036/ /2005 Nedio Perin 3037/ /2005 Nelci Couto 3038/ /2005 Luis Carlos Pinton 3039/ /2005 Neocir Luis Sestari 3040/ /2005 Jacob Brugnera Casagrande Agência : REDENTORA UF :RS 3034/ /2005 Adriano Fava 3042/ /2005 Antonio Darcy Della Flora Agência : SANANDUVA UF :RS 304/ /2005 Jose Maximino Favim Agência : SAO JOAO DA URTIGA UF :RS 2995/ /2005 Marcio Luiz Pansera Agência : SAO JOSE DO OURO UF :RS 3044/ /2005 Alfeu Perineto Agência : SAO MARTINHO UF :RS 305/ /2005 Vilson Antonio Ritter Agência : SARANDI UF :RS 3043/ /2005 Luiz Antonio Finatto Agência : TENENTE PORTELA UF :RS 303/ /2005 Francisco Ferla Agência : TUPARENDI UF :RS 3032/ /2005 Ely Wolff Melchior 3033/ /2005 Leomar Ruben Melchior Banco : CCR SANTA ROSA LTDA Agência : SANTA ROSA UF :RS 2969/ /2005 Carlos Renato Aimi Banco : CCR DE VIDEIRA LTDA Agência : VIDEIRA UF :SC 2964/ /2005 César Zamboni 3052/ /2005 Waldir Bevilacqua Banco : CCR DO NOROESTE DO R.G. SUL LTDA Agência : DR. MAURICIO CARDOSO UF :RS 30/ /2005 Stanislau Wasczyviuk Agência : TIRADENTES UF :RS 2972/ /2005 Avelino Kaufmann Agência : TRES DE MAIO UF :RS 2970/ /2005 Octilia Pasini Pivatto 297/ /2005 Marcos Pivatto 2987/ /2005 Alceu Servi 2988/ /2005 Alvino Rosso 2996/ /2005 Lauri Leouhart 2997/ /2005 Leandro Cristiano Strieder 2998/ /2005 João Rudi Leviski 2999/ /2005 José Vilmar Sichewski 3000/ /2005 Jorge Casali 300/ /2005 Jorge Miguel Dalla Vechia 3002/ /2005 Irineu Bao 3003/ /2005 Geraldo Riese Zingle 3004/ /2005 Franciel Eduardo Ales 3005/ /2005 Valmir Menegat 3006/ /2005 Vicente Antonio Fauro Galiotto 3007/ /2005 Vilmar Paulo Dudar 3008/ /2005 Vilmar Ilmo Henke 3009/ /2005 Vergilio Monhon 300/ /2005 Verno Sipp 302/ /2005 Silverio Ricardo Petter 303/ /2005 Sandro Vomir Altmann 304/ /2005 Waldemiro Sipp 305/ /2005 Rafael Rossi 306/ /2005 Paulo Rogerio Dresch 307/ /2005 Oli Vo Rossi 308/ /2005 Neri Muller 309/ /2005 Nelson Debesaits 3020/ /2005 Milton Bau 302/ /2005 Mauro Valdir Dresch 3022/ /2005 Luiz Carlos Peretti 3023/ /2005 Egon Roque Kleinpaul 3024/ /2005 Edemar José Rossi 3025/ /2005 Ernesto João Petter 3026/ /2005 Elio Rossi 3027/ /2005 Dari Alles 3028/ /2005 Arno Jost 3029/ /2005 Ademar Lowe 3030/ /2005 Andre Beling Banco : CCR DE ALTOS DA SERRA LTDA Agência : ALTOS DA SERRA UF :RS 2975/ /2005 Rudi Weber 2976/ /2005 Luiz Merotto 2986/ /2005 Itamar João Giacomin Banco : CCR BOTUCARAI Agência : BOTUCARAI UF :RS 2967/ /2005 Clari Teresinha Krug 2968/ /2005 Rosemary Iduarina Maciel Severgnini 3048/ /2005 Eliandro Rigo Agência : BOTUCARAI UF :RS 2977/ /2005 Santo De Souza III - não dar provimento ao(s) recurso(s) abaixo relacionado(s), ao considerar que as perdas se deveram a causas não amparadas pelo PROAGRO. Banco : BANCO DO BRASIL S.A. Agência : CANDIDO GODOI UF :RS 3054/ /2005 Bruno Silvino Vier Agência : DOUTOR MAURICIO CARDOSO UF :RS 3055/ /2005 Arno Selmo Stein Agência : ENTRE-IJUIS UF :RS 306/ /2005 Mauri Luiz Krupp Agência : RONDA ALTA UF :RS 3058/ /2005 Paulo Valois Ludwig 3060/ /2005 Valdomiro De Souza Agência : RONDINHA UF :RS 3059/ /2005 Vilmar Nervis Agência : SARANDI UF :RS 3056/ /2005 Ladimir Kampff 3057/ /2005 Valmor Roque Signor IV - não dar provimento ao(s) recurso(s) abaixo relacionado(s), ao considerar o uso de tecnologia inadequada na condução do empreendimento e o contido nos processos correspondentes. Banco : BANCO DO BRASIL S.A. Agência : ARAUCARIA UF :PR 3062/ /2005 Afonso Knopik Agência : RONCADOR UF :PR 3063/ /2005 Valdeci Andrade Proença 3065/ /2005 Valdeci Do Bonfim Agência : SANTA CECILIA DO PAVAO UF :PR 3064/ /2005 Acir Bill Machado V - não dar provimento ao(s) recurso(s) abaixo relacionado(s),ao considerar que a comunicação do evento foi intempestiva, impossibilitando a avaliação segura das perdas. Banco : CCR DO NOROESTE DO R.G. SUL LTDA Agência : BOA VISTA DO BURICA UF :RS 3066/ /2005 Dorli Maria Loeblein Hermes 3067/ /2005 Inacio Muller 3068/ /2005 Odecio Forster 3069/ /2005 Gilberto Jacob Eckert 3070/ /2005 Elizeu Luft VI - não dar provimento ao(s) recurso(s) abaixo relacionado(s), ao considerar que os rendimentos auferidos foram suficientes para o pagamento das despesas realizadas, segundo normas do Programa. Banco : BANCO DO BRASIL S.A. Agência : CHAPECO UF :SC 307/ /2005 Nacir João Marchesini Agência : PALMEIRA DAS MISSOES UF :RS 3072/ /2005 Dinilio Gabbi

7 Nº 245, quinta-feira, 22 de dezembro de 2005 ISSN VII - dar provimento ao(s) recurso(s) abaixo relacionado(s), ao considerar a normalidade das operações para fins de cobertura pelo PROAGRO. Banco : BANCO DO BRASIL S.A. Agência : AGUA DOCE UF :SC 3088/ /2005 Benvinda Salete Biazzolo Agência : COLORADO UF :RS 305/ /2005 Alex Sandro Ferrari Agência : CONSTANTINA UF :RS 3077/ /2005 Manoel Barbosa Da Conceição 302/ /2005 Joceli Tozi Agência : CRUZ ALTA UF :RS 3089/ /2005 Renato Damasceno Zandonai 304/ /2005 Airton Carlos Becker 33/ /2005 Airton Antonio Antonello Agência : ENTRE-IJUIS UF :RS 306/ /2005 Sadi Wilde Agência : ESPUMOSO UF :RS 3073/ /2005 Ademar Basso 3076/ /2005 Graziela Corneli Nava 3093/ /2005 Eluar Debiasi 34/ /2005 Carlos Odil Orguim 35/ /2005 Maria José Santos Agência : FORTALEZA DOS VALOS UF :RS 309/ /2005 Ana Elisa De Bortoli Nogueira Agência : IVORA UF :RS 3092/ /2005 Olavo Gonçalves Nunes Agência : JUSCIMEIRA UF :MT 307/ /2005 Marlene Silva Fernandes 308/ /2005 Manoel Ferreira De Farias 309/ /2005 Maria Jose Soares Araujo 30/ /2005 Jose Pinto Cordeiro Agência : PASSO DA AREIA-PORTO ALEGRE UF :RS 3099/ /2005 Alexandre Geiss Sperotto Agência : PASSO FUNDO UF :RS 303/ /2005 Neivo Menegotto Agência : SAO JOAO UF :PR 3086/ /2005 Osvino Grevenhagen Agência : SARANDI UF :RS 3074/ /2005 Valdumiro Signor 3075/ /2005 Jose Bolson 3085/ /2005 Alcido Vicente Muller 3087/ /2005 Irineu Nicolodi 3090/ /2005 Luiz Antonio Elicher Banco : BANCO DO EST. DO R.G. DO SUL S.A. Agência : BOSSOROCA UF :RS 3096/ /2005 Roberson Da Silva Espindola Agência : CACIQUE DOBLE UF :RS 3082/ /2005 Adelar Pereira Bueno 3083/ /2005 João Santin Torme Agência : CAMPINA DAS MISSÕES UF :RS 32/ /2005 Protasio Inacio Knob Agência : COTIPORA UF :RS 3079/ /2005 Remi Jose Taffarel Agência : ERNESTINA UF :RS 3080/ /2005 Carmo Jose Baumgratz Agência : GETULIO VARGAS UF :RS 3098/ /2005 Pedro Misturini 3/ /2005 Arnaldo Kurtz Agência : IBIRAIARAS UF :RS 3094/ /2005 Almar Jose Pellegrini 3095/ /2005 Adelar Luiz Vigollo Agência : PARAI UF :RS 300/ /2005 Renato Tedesco 30/ /2005 Esderilda Libera Lagni Dall Agnol Agência : SANANDUVA UF :RS 3078/ /2005 Leonir Antonio Corso Agência : SAO PAULO DAS MISSOES UF :RS 3097/ /2005 Regina Vorpagel Agência : TAPEJARA UF :RS 308/ /2005 Celi Sakrezenski Jacobsen Agência : TUPARENDI UF :RS 3084/ /2005 Odete Guezler VIII - dar provimento ao(s) recurso(s) abaixo relacionado(s), ao considerar que os rendimentos auferidos não foram suficientes para o pagamento das despesas realizadas. Banco : BANCO DO BRASIL S.A. Agência : PALMEIRA DAS MISSOES UF :RS 36/ /2005 Vilson Valmor Baungratz IX - dar provimento ao(s) recurso(s) abaixo relacionado(s), complementando cobertura(s) já indenizada(s) pelo(s) agente(s) do PROAGRO. Banco : BANCO DO BRASIL S.A. Agência : CHAPADA UF :RS 39/ /2005 Paulo Eloy Steffen Agência : CONSTANTINA UF :RS 38/ /2005 Nei Gai Agência : ESPUMOSO UF :RS 320/ /2005 Walter Francisco Missio 336/ /2005 Jose Edemar Mari Agência : IBIRUBA UF :RS 337/ /2005 Mauro Augusto Zanchi Agência : RONCADOR UF :PR 335/ /2005 Paulo Cesar Pereira Silva Agência : SARANDI UF :RS 32/ /2005 Celso Luiz Gabriel Banco : BANCO DO EST. DO R.G. DO SUL S.A. Agência : HUMAITA UF :RS 329/ /2005 Luiz Fritzen 330/ /2005 Jose Nilo Luft 33/ /2005 Gerson Vilmar Schwade 332/ /2005 Lairton Luiz Hartmann 333/ /2005 Maria Nair Gattermann Agência : MARIANO MORO UF :RS 325/ /2005 Joel Barbieri 326/ /2005 Luciano Mocelin 327/ /2005 Vanderlei Kanegoski 328/ /2005 Vandirlei Luiz Barbieri Agência : NOVA PRATA UF :RS 322/ /2005 Roberto Gehlen Da Silva 323/ /2005 Gabriel De Conto 324/ /2005 Alfeu De Oliveira Vieira Agência : PARAI UF :RS 334/ /2005 Isauro Galvan Banco : CCR DO NOROESTE DO R.G. SUL LTDA Agência : TRES DE MAIO UF :RS 37/ /2005 Jair Andre Matte X - dar provimento ao(s) recurso(s) abaixo relacionado(s), ao considerar que as perdas se deveram a causas amparadas pelo PROA- GRO. Banco : BANCO DO BRASIL S.A. Agência : CRUZ ALTA UF :RS 345/ /2005 Moacir Antonio Baiotto Agência : ITAPORA UF :MS 352/ /2005 Nelson Lopes Doreto Agência : LARANJEIRAS DO SUL UF :PR 343/ /2005 Mario Darci Pedro Agência : NOVA PALMA UF :RS 34/ /2005 Olmiro Pigatto Da Rosa 346/ /2005 Claudino Facco Piccin 350/ /2005 Cristiano Piovesan 35/ /2005 Claudemir Uliana Agência : PEJUCARA UF :RS 338/ /2005 Pedro Patricio Bergoli Agência : SOMBRIO UF :SC 347/ /2005 Bento Teixeira Trajano Agência : TUPANCIRETA UF :RS 342/ /2005 Nelson Almeida Malheiros 348/ /2005 Nelson Gastaldo 349/ /2005 Ernesto Almeida Malheiros Banco : BANCO DO EST. DE STA. CATARINA S.A. Agência : TUBARÃO UF :SC 339/ /2005 Jose Abel Bressan 340/ /2005 Mario Abel Bressan Banco : BANCO DO EST. DO R.G. DO SUL S.A. Agência : SANTO ANTONIO DAS MISSOES UF :RS 344/ /2005 Volmi Vieira Machado XI - dar provimento ao(s) recurso(s) abaixo relacionado(s), ao considerar o uso de tecnologia adequada na condução. Banco : BANCO DO BRASIL S.A. Agência : ESPUMOSO UF :RS 353/ /2005 Pedro Edmundo Kock Agência : RONDINHA UF :RS 356/ /2005 Armando Martinazzo Banco : BANCO DO EST. DO R.G. DO SUL S.A. Agência : ALEGRETE UF :RS 355/ /2005 Arildo Franco Alves Agência : LIBERATO SALZANO UF :RS 354/ /2005 Julio Cezar Bosco Zatti O valor da indenização será calculado pela administração do programa. Estas resoluções entrarão em vigor na data de sua publicação no Diário Oficial da União. <!ID5033-0>RESOLUÇÕES DE IVAN WEDEKIN Presidente da Comissão 24 DE NOVEMBRO DE 2005 A Comissão Especial de Recursos do Programa de Garantia da Atividade Agropecuária - PROAGRO, no uso de suas atribuições conferidas pelos Decretos nº 5.502, de 29 de julho de 2005, e pelo seu Regimento Interno, aprovado pela Portaria Ministerial, nº 534, de 0 de novembro de 998, em reunião ocorrida em 2//2005 resolve : I - dar provimento ao(s) pedido(s) de revisão contido(s) no(s) processo(s) abaixo relacionado(s), revogando-se a(s) decisões) anteriores. Banco : BANCO DO BRASIL S.A. Agência : JULIO DE CASTILHOS UF :RS 2545/ /2005 Valmor Ravanello Rossato 2546/ /2005 Gilberto Amado Bitencourt Filho Agência : MONTES CLAROS DE GOIAS UF :GO 2536/ /200 Rondon De Souza Castro Agência : SAO BORJA UF :RS 2544/ /2004 Imeran Silveira De Quevedo Banco : BANCO DO EST. DO R.G. DO SUL S.A. Agência : IBIRUBA UF :RS 2547/ /2004 Herbert Schultz Banco : CCR CERRO LARGO LTDA Agência : CERRO LARGO UF :RS 2537/ /2004 Ilario Fenner 2538/ /2004 Eduardo Grabia Neto 2539/ /2004 Miguel Hanus 2540/ /2004 Ivo Armando Welter 254/ /2004 Nelson Politowski 2542/ /2004 Edite Fim Schitller 2543/ /2004 Francisco Egidio Mallmann 2548/ /2004 Valeriano Politowski 2549/ /2004 Lúcio Francisco Strieder 2550/ /2004 Felício Junges Klock II - dar provimento ao(s) pedido(s) de revisão contidos nos processos abaixo relacionados. Banco : BANCO DO BRASIL S.A. Agência : CAMPO MOURAO UF :PR 2553/ /2005 Vacerlei Cardoso Just Agência : SANTIAGO UF :RS 2554/ /2004 Giseli Fatima Machado Wenning Agência : SIDROLANDIA UF :MS 255/ /988 Jamil Francisco Poyer Banco : BANCO DO EST. DO R.G. DO SUL S.A. Agência : PORTO LUCENA UF :RS 2552/ /2004 Gilmar Celso Lasta III - dar provimento ao(s) pedido(s) de revisão de Agente do PROAGRO, revogando-se a decisão anterior da CER que acolheu o(s) recurso(s) do(s) produtor(es) abaixo mencionado(s). Banco : BANCO DO BRASIL S.A. Agência : RIBEIRO GONCALVES UF :PI 2555/ /2004 Jeoneide Barbosa De Sousa 2556/ /2004 Regivan Trindade De Sousa 2557/ /2004 Amarildo Jose Carvalho De Sousa 2558/ /2004 João Mario Barros 2559/ /2004 Reginaldo Gomes Da Silva 2560/ /2004 João Pereira Da Silva 256/ /2004 Abdoral Dias De França 2562/ /2004 Narciso Cabral Da Silva

8 <!ID > REALIZADA <!ID > REALIZADA 8 ISSN Nº 245, quinta-feira, 22 de dezembro de 2005 IV - não dar provimento ao(s) pedido(s) de revisão contidos nos processos abaixo relacionados, mantidas as decisões anteriores da CER. Banco : BANCO DO BRASIL S.A. Agência : JUSSARA UF :GO 2563/ /993 Nilton Gomes Agência : MATA UF :RS 2564/ /2005 Vanuza Plautz Franco Banco : CCR DO NOROESTE DO R.G. SUL LTDA Agência : TRES DE MAIO UF :RS 2565/ /2005 Ary Roratto 2566/ /2005 Vilmar Mansueto Dallazen 2567/ /2005 Jose Pivatto O valor da indenização será calculado pela administração do programa. Estas resoluções entrarão em vigor na data de sua publicação no Diário Oficial da União. IVAN WEDEKIN Presidente da Comissão ª TURMA DE JULGAMENTO REGIONAL ATA DA 2ª REUNIÃO ORDINÁRIA <!ID5030-0>REALIZADA EM 2 DE NOVEMBRO DE 2005 No vigésimo primeiro dia do mês de novembro do ano de dois mil e cinco, às nove horas, na Sala de Reuniões da Comissão Especial de Recursos - CER/PROAGRO, no Edifício Sede do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, sala 636, em Brasília - Distrito Federal, reuniu-se a Turma Especial de Julgamento - TJR para dar início aos trabalhos de julgamento dos processos constantes da pauta de sua 2ª Reunião Extraordinária, sob a presidência do Representante do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento - MAPA, José Wilman da Silva, º Vice-Presidente da CER/PROAGRO, no exercício da Presidência. Presentes os representantes legais das Instituições que compõem o Colegiado como segue: Adelma Alves de Oliveira, da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - EMBRAPA; Francisco Erismá Albuquerque, do Ministério da Fazenda - MF; João Carlos de Petribú Dé Carli, da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil - CNA; Fabriciano Corado da Silva, do Banco Central do Brasil - BACEN; Acácio Nérys, do Banco do Brasil S/A. Ausentes os representantes das demais Instituições que também compõem legalmente este Colegiado, Associação Brasileira de Empresas de Planejamento Agropecuário - ABEPA; Federação Brasileira de Bancos - FEBRABAN; Organização das Cooperativas Brasileiras - OCB; Confederação Nacional dos Trabalhadores na Agricultura - CONTAG e Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão - MP. Foram submetidos a julgamento 32 (trinta e dois) recursos administrativos à CER, de mutuários de várias Instituições Financeiras; destes, 0 (um) da safra 987/987, 02 (dois) da safra 99/992, 0 (um) da safra 993/994, 5 (quinze) da safra 2003/2004 e 3 (treze) da safra 2004/2004; autuados em processos, os quais estão discriminados no termo de convocação e pauta de julgamento datados de 2 de novembro de dois mil e cinco; sendo que, 27 (vinte e sete) tiveram seus recursos acolhidos e 05 (cinco) negados. Nada mais havendo a tratar, os trabalhos transcorreram-se de forma contínua até às 8:00 horas dos dias 2,22 e ; do que para constar, eu Francisca Irian da Rocha, como secretária, lavrei a presente ata, que após lida e aprovada pelos presentes vai assinada por mim e pelo Senhor Presidente. Brasília, 23 de novembro de FRANCISCA IRIAN DA ROCHA Secretária JOSÉ WILMAN DA SILVA Presidente ATA DA 4ª REUNIÃO ORDINÁRIA <!ID5032-0>REALIZADA EM 23 DE NOVEMBRO DE 2005 No vigésimo terceiro dia do mês de novembro do ano de dois mil e cinco, às nove horas, na Sala de Reuniões da Comissão Especial de Recursos - CER/PROAGRO, no Edifício Sede do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, sala 636, em Brasília - Distrito Federal, reuniu-se a ª Turma de Julgamento Regional - TJR para dar início aos trabalhos de julgamento dos processos constantes da pauta de sua 4ª Reunião Ordinária, sob a presidência do Representante do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento - MAPA, José Wilman da Silva, Presidente da ª TJR. - CER/PROAGRO. Presentes os representantes legais das Instituições que compõem o Colegiado como segue: Adelma Alves de Oliveira, da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - EMBRAPA; Francisco Erismá Albuquerque, do Ministério da Fazenda - MF; João Carlos de Petribú Dé Carli, da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil - CNA; Fabriciano Corado da Silva, do Banco Central do Brasil - BACEN; Acácio Nérys e Evandro Gonçalves de Brito, do Banco do Brasil S/A. Ausentes os representantes das demais Instituições que também compõem legalmente este Colegiado, Associação Brasileira de Empresas de Planejamento Agropecuário - ABEPA; Federação Brasileira de Bancos - FEBRABAN; Organização das Cooperativas Brasileiras - OCB; Confederação Nacional dos Trabalhadores na Agricultura - CONTAG e Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão - MP. Foram submetidos a julgamento 64 (cento e sessenta quatro) recursos administrativos à CER, de mutuários de várias Instituições Financeiras; destes, 07 (cento e sete) são da safra 2003/2004, 57 (cinqüenta e sete) da safra 2004/2005, autuados em processos, os quais estão discriminados no termo de convocação e pauta de julgamento datados de 04 de outubro de dois mil e cinco; sendo que, 57 (cinqüenta e sete) tiveram seus recursos acolhidos e 07 (cento e sete) negados. Nada mais havendo a tratar, os trabalhos foram encerrados às doze horas, do que para constar, eu Francisca Irian da Rocha, como secretária, lavrei a presente ata, que após lida e aprovada pelos presentes vai assinada por mim e pelo Senhor Presidente. Brasília, 24 de novembro de FRANCISCA IRIAN DA ROCHA Secretária JOSÉ WILMAN DA SILVA Presidente ATA DA 5ª REUNIÃO ORDINÁRIA EM 24 DE NOVEMBRO DE 2005 No vigésimo quarto dia do mês de novembro do ano de dois mil e cinco, às nove horas, na Sala de Reuniões da Comissão Especial de Recursos - CER/PROAGRO, no Edifício Sede do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, sala 636, em Brasília - Distrito Federal, reuniu-se a ª Turma de Julgamento Regional - TJR para dar início aos trabalhos de julgamento dos processos constantes da pauta de sua 5ª Reunião Ordinária, sob a presidência do Representante do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento - MAPA, José Wilman da Silva, Presidente da ª TJR. - CER/PROA- GRO. Presentes os representantes legais das Instituições que compõem o Colegiado como segue: Adelma Alves de Oliveira, da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - EMBRAPA; Francisco Erismá Albuquerque, do Ministério da Fazenda - MF; João Carlos de Petribú Dé Carli, da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil - CNA; Fabriciano Corado da Silva, do Banco Central do Brasil - BACEN; Acácio Nérys e Evandro Gonçalves de Brito, do Banco do Brasil S/A. Ausentes os representantes das demais Instituições que também compõem legalmente este Colegiado, Associação Brasileira de Empresas de Planejamento Agropecuário - ABE- PA; Federação Brasileira de Bancos - FEBRABAN; Organização das Cooperativas Brasileiras - OCB; Confederação Nacional dos Trabalhadores na Agricultura - CONTAG e Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão - MP. Foram submetidos a julgamento 20 (cento e vinte) recursos administrativos à CER, de mutuários de várias Instituições Financeiras; destes, 0 (dez) são da safra 2002/2003, 04 (cento e quatro) da safra 2003/2004 e 06 (seis) da safra 2004/2005 autuados em processos, os quais estão discriminados no termo de convocação e pauta de julgamento datados de 26 de outubro de dois mil e cinco; sendo que, 24 (vinte e quatro) tiveram seus recursos acolhidos e 96 (noventa e seis) negados. Nada mais havendo a tratar, os trabalhos foram encerrados às doze horas, do que para constar, eu Francisca Irian da Rocha, como secretária, lavrei a presente ata, que após lida e aprovada pelos presentes vai assinada por mim e pelo Senhor Presidente. Brasília, 28 de novembro de FRANCISCA IRIAN DA ROCHA Secretária JOSÉ WILMAN DA SILVA Presidente ATA DA 6ª REUNIÃO ORDINÁRIA EM 29 DE NOVEMBRO DE 2005 No vigésimo nono dia do mês de novembro do ano de dois mil e cinco, às nove horas, na Sala de Reuniões da Comissão Especial de Recursos - CER/PROAGRO, no Edifício Sede do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, sala 636, em Brasília - Distrito Federal, reuniu-se a ª Turma de Julgamento Regional - TJR para dar início aos trabalhos de julgamento dos processos constantes da pauta de sua 6ª Reunião Ordinária, sob a presidência do Representante do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento - MAPA, José Wilman da Silva, Presidente da ª TJR. - CER/PROA- GRO. Presentes os representantes legais das Instituições que compõem o Colegiado como segue: Adelma Alves de Oliveira, da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - EMBRAPA; Francisco Erismá Albuquerque, do Ministério da Fazenda - MF; Sílvio Carlos do A. Silva, do Ministério do Planejamento Orçamento e Gestão - MP; Fabriciano Corado da Silva, do Banco Central do Brasil - BA- CEN; Acácio Nérys, do Banco do Brasil S/A. Ausentes os representantes das demais Instituições que também compõem legalmente este Colegiado, Associação Brasileira de Empresas de Planejamento Agropecuário - ABEPA; Federação Brasileira de Bancos - FEBRA- BAN; Organização das Cooperativas Brasileiras - OCB; Confederação Nacional dos Trabalhadores na Agricultura - CONTAG e Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil - CNA. Foram submetidos a julgamento 22 (duzentos e vinte e um) recursos administrativos à CER, de mutuários de várias Instituições Financeiras; destes, 74 (setenta e quatro) são da safra 2003/2004, 03 (três) da safra 2004/2004, 36 (cento e trinta e seis) da safra 2004/2005 e 08 (oito) da safra 2005/2005 autuados em processos, os quais estão discriminados no termo de convocação e pauta de julgamento datados de 28 de novembro de dois mil e cinco; destes, 62 (sessenta e dois) tiveram seus recursos acolhidos e 34 (trinta e quatro) negados; por determinação do colegiado, 8 (dezoito) processos foram baixados em diligências e 07 (cento e sete) processos retirados de pauta. Nada mais havendo a tratar, os trabalhos foram encerrados às doze horas, do que para constar, eu Francisca Irian da Rocha, como secretária, lavrei a presente ata, que após lida e aprovada pelos presentes vai assinada por mim e pelo Senhor Presidente. Brasília, 29 de novembro de FRANCISCA IRIAN DA ROCHA Secretária JOSÉ WILMAN DA SILVA Presidente 4ª TURMA DE JULGAMENTO REGIONAL ATA DA 5ª REUNIÃO ORDINÁRIA <!ID503-0>REALIZADA EM 5 DE DEZEMBRO DE 2005 No quinto dia do mês de dezembro do ano de dois mil e cinco, às nove horas, na Sala de Reuniões da Comissão Especial de Recursos - CER/PROAGRO, no Edifício Sede do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, sito AV. Loureiro da Silva, nº 55, sala 804, em Porto Alegre/RS reuniu-se a 4ª Turma de Julgamento Regional - 4ª TJR para dar início aos trabalhos de julgamento dos processos constantes da pauta de sua 5ª Reunião Ordinária, sob a presidência do Representante do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento - MAPA, José Wilman da Silva, Presidente da 4ª TJR - CER/PROAGRO. Presentes os representantes legais das Instituições que compõem o Colegiado como segue: Ruben Arend, do Banco do Brasil S/A; Elizário Noe Boeira Toledo, da Confederação Nacional dos Trabalhadores da Agricultura -CONTAG; Amilton Cunha Soares e Elmar Konrad, da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil - CNA; Ricardo José Núncio, da Organização das Cooperativas Brasileiras - OCB; Moacir Antônio Baiotto e Claudio Luiz Guerra, da Associação Brasileira de Empresas de Planejamento Agropecuária - ABEPA, Júlio César Lhamby, da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - EMBRAPA e Fernando Mata, representante suplente do Ministério da Agricultura, Pecuária e do Abastecimento - MAPA. Estiveram presentes durante os julgamentos dos processos, na condição de ouvintes, o senhor Fabriciano Corado da Silva, representante do Banco Central do Brasil-BACEN, junto as turmas de julgamento da CER/PROAGRO sediadas em Brasilia-DF e o senhor Adélio Hermeto Ruschel do BANCO SICREDI-RS. Ausentes os representantes das demais Instituições que também compõe legalmente este Colegiado, Banco Central do Brasil - BACEN; Federação Brasileira de Bancos - FEBRABAN; Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão- MP e Ministério da Fazenda - MF. Foram submetidos a julgamento 20 (duzentos e dez) recursos administrativos dirigidos à CER de mutuários de várias Instituições Financeiras, autuados em processos, os quais estão discriminados no termo de convocação e pauta de julgamento datados de 7 de novembro de dois mil e cinco; sendo que destes, o processo de número 245/2005 foi baixado em diligência, 84 (oitenta e quatro) tiveram seus recursos acolhidos, 25 (cento e vinte e cinco) negados. Dos processos submetidos a julgamento, 02 (dois) são da safra 996/997, 0 (um) da safra de 200/2002, 55 (cinqüenta e cinco) da safra 2004/2004 e 40 (cento e quarenta) da safra 2004/2005. Nada mais havendo a tratar, os trabalhos de julgamento, que ocorreram de forma continua nos dias 05 e 06/2 de 2005, foram encerrados às dezoito horas do dia , do que para constar, eu Jacqueline dos Santos Souza, na condição de Estagiária do MAPA-RS, secretariei os trabalhos e lavrei a presente ata, que após lida e aprovada pelos presentes vai assinada por mim e pelo Senhor Presidente. Porto Alegre, 06 de dezembro de JACQUELINE DOS SANTOS SOUZA Secretária JOSÉ WILMAN DA SILVA Presidente SECRETARIA EXECUTIVA <!ID >RETIFICAÇÕES Na Portaria nº 59 de 2 de julho de 2005, Zoneamento Agrícola para a cultura do café (Coffea arábica L.), no Estado de Minas Gerais, ano safra 2005/2006, publicada no Diário Oficial da União do dia 05 de agosto de 2005, Seção, página 3 e 4, incluir na relação de municípios constante do item 5 os seguintes municípios favoráveis ao cultivo de café de sequeiro: Abaeté, Açucena, Água Boa, Angelândia, Conceição de Ipanema, Conceição do Mato Dentro, Congonhas do Norte, Coroaci, Cuparaque, Curvelo, Diamantina, Gonzaga, Gouveia, Indianópolis, Ipanema, Ipatinga, Itamarandiba, Joanésia, José Raydan, Senador Modestino Gonçalves, Taparuba, Tiros, Uberlândia, Vazante, Ladainha, Lagamar, Mesquita, Monjolos, Morada Novo de Minas, Peçanha, Pompeu, Presidente Juscelino, Presidente Olegário, Resplendor, Romaria, Santa Efigênia de Minas, Santana de Pirapama, Santana do Manhuaçu, São Gonçalo do Abaeté, São João do Oriente, São Sebastião do Maranhão, Sardoá, Sobrália, Tarumirim, Tupaciguara, Vargem Alegre, Virgolândia. <!ID > Na Portaria nº 6 de 08 de setembro de 2005, Zoneamento Agrícola para a cultura da soja no Estado do Mato Grosso do Sul, ano safra 2005/2006, publicada no Diário Oficial da União de 09 de setembro de 2005, Seção, páginas 7 e 8, no item 4. CUL- TIVARES INDICADOS PELOS OBTENTORES/MANTENEDO- RES, retificar o ciclo das cultivares CD 222, CD 2, CD 20 e CD 202 para: Ciclo Médio, Ciclo Tardio, Ciclo Precoce e Ciclo Precoce, respectivamente.

9 Nº 245, quinta-feira, 22 de dezembro de 2005 ISSN SECRETARIA DE DESENVOLVIMENTO AGROPECUÁRIO E COOPERATIVISMO <!ID559-0>PORTARIA N o - 350, DE 20 DE DEZEMBRO DE 2005 O SECRETÁRIO DE DESENVOLVIMENTO AGROPE- CUÁRIO E COOPERATIVISMO, DO MINISTÉRIO DA AGRI- CULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO, no uso da atribuição que lhe confere o art. 42, do Anexo I, do Decreto n o 5.35, de 2 de janeiro de 2005, considerando o disposto no Decreto-Lei n o 97, de 7 de outubro de 969, regulamentado pelo Decreto n o , de 22 de dezembro de 98, a Portaria SDR n o 003, de 5 de setembro de 983, que aprova o manual de Fiscalização da Aviação Agrícola, com nova redação, dispondo sobre operações em aviação agrícola, e o que consta do Processo n o /2004-5, resolve: Art. o Revogar a Portaria SDC nº 29, de 06 de Dezembro de 2005, que submeteu à consulta publica, pelo prazo de 60 (sessenta) dias, a contar da data de publicação desta Portaria, o Projeto de Instrução Normativa anexo, que aprova as INSTRUÇÕES PARA A CONSTRUÇÃO DO PÁTIO DE DESCONTAMINAÇÃO E LAVA- GEM DE AERONAVES AGRÍCOLAS NA PISTA SEDE DA EM- PRESA OU LOCAL DE OPERAÇÃO QUANDO NECESSÁRIO. Art. 2º Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação. MARCIO ANTONIO PORTOCARRERO ANEXO INSTRUÇÃO NORMATIVA SDC Nº 09, DE 20 DE DE- ZEMBRO DE 2005 O SECRETÁRIO DE DESENVOLVIMENTO AGROPE- CUARIO E COOPERATIVISMO, DO MINISTÉRIO DA AGRI- CULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO, no uso da atribuição que lhe confere o art. 9º, inciso III, do art. do Decreto nº 3.527, de 28 de junho de 2000; observando o Decreto-Lei nº 97, de 07 de outubro de 969, regulamentado pelo Decreto nº , de 22 de dezembro de 98; considerando a Portaria SDR nº 003, de 05, de Setembro de 983, que aprova o manual de Fiscalização da Aviação Agrícola, com nova redação, dispondo sobre operações em aviação agrícola; e que consta no processo nº / Art. º. Revogar a Instrução Normativa nº 008 de 06 de Dezembro de 2005, que aprova as Instruções para a construção do Pátio de Descontaminação e Lavagem de aeronaves agrícolas na pista sede da empresa ou local de operação quando necessário, conforme anexo. Art. 2º Esta Instrução Normativa entra em vigor na data de sua publicação MARCIO ANTONIO PORTOCARRERO PORTARIA 35, DE 20 DE DEZEMBRO DE 2005 O SECRETÁRIO DE DESENVOLVIMENTO AGROPE- CUÁRIO E COOPERATIVISMO, DO MINISTÉRIO DA AGRI- CULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO, no uso da atribuição que lhe confere o art. 42, do Anexo I, do Decreto n o 535, de 2 de janeiro de 2005; considerando o disposto no Decreto-Lei n o 97, de 7 de outubro de 969, regulamentado pelo Decreto n o , de 22 de dezembro de 98, a Portaria SDR n o 003, de 6 de fevereiro de 997, que aprova o manual de Fiscalização da Aviação Agrícola, com nova redação, dispondo sobre operações em aviação agrícola, e o que consta do Processo n o /2004-5, resolve: Art. o Submeter à consulta pública, pelo prazo de 60 (sessenta) dias, a contar da data de publicação desta Portaria, o Projeto de Instrução Normativa anexo, que aprova as INSTRUÇÕES PARA A CONSTRUÇÃO DO PÁTIO DE DESCONTAMINAÇÃO E LAVA- GEM DE AERONAVES AGRÍCOLAS NA PISTA SEDE DA EM- PRESA OU LOCAL DE OPERAÇÃO QUANDO NECESSÁRIO. Art. 2 o As respostas à consulta pública de que trata o art. o, uma vez tecnicamente fundamentadas, deverão ser encaminhadas por escrito para o seguinte endereço: Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento - Secretaria de Desenvolvimento Agropecuário e Cooperativismo - Departamento de Infra-estrutura e Logística - Divisão de Mecanização e Aviação Agrícola - MA- PA/SDC/DIEL/DMAA Esplanada dos Ministérios, Bloco D, Anexo B, Sala CEP: Brasília/DF - Fax (0XX6) ou pelos seguintes endereços eletrônicos: para e Art. 3 o Ao final do prazo estabelecido, a Divisão de Mecanização e Aviação Agrícola do Departamento de Infra-estrutura e Logística articular-se-á visando à consolidação do texto final. Art. 4 o Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação. MARCIO ANTONIO PORTOCARRERO ANEXO PROJETO DE INSTRUÇÃO NORMATIVA SDC O SECRETÁRIO DE DESENVOLVIMENTO AGROPE- CUÁRIO E COOPERATIVISMO, DO MINISTÉRIO DA AGRI- CULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO, no uso da atribuição que lhe confere o art. 42, do Anexo I, do Decreto n o 5.35, de 2 de janeiro de 2005, tendo em vista o disposto no Decreto-Lei n o 97, de 7 de outubro de 969, regulamentado pelo Decreto n o , de 22 de dezembro de 98, na Portaria SDR n o 003, de 5 de setembro de 983, que aprova o manual de Fiscalização da Aviação Agrícola, com nova redação, dispondo sobre operações em aviação agrícola, e o que consta do Processo n o /2004-5, resolve: Art. o Aprovar as INSTRUÇÕES PARA A CONSTRUÇÃO DO PÁTIO DE DESCONTAMINAÇÃO E LAVAGEM DE AERO- NAVES AGRÍCOLAS NA PISTA SEDE DA EMPRESA OU LO- CAL DE OPERAÇÃO QUANDO NECESSÁRIO, conforme Anexo. Art. 2 o Esta Instrução Normativa entra em vigor 30 (trinta) dias após a data da sua publicação. Art. 3 o Ficam revogados o item 8 e os subitens 8., 8.2, 8.3, 8.4 e 8.5 da Portaria n o 96, de 6 de outubro de 99. MARCIO ANTONIO PORTOCARRERO ANEXO INSTRUÇÕES PARA CONSTRUÇÃO DO PÁTIO DE DESCONTAMINAÇÃO E LAVAGEM DE AERONAVES AGRÍCO- LAS NA PISTA SEDE DA EMPRESA OU LOCAL DE OPERA- ÇÃO QUANDO NECESSÁRIO Localização Deverá ser feita sondagem no local da construção, para determinação do nível do lençol freático, que não deve estar a menos de,5 metros da superfície. Deverá ser construído sob orientação de técnico devidamente habilitado em local seguro quanto à operação aeronáutica e à contaminação ambiental. Pátio Calcular o tamanho do pátio com as dimensões da aeronave, mas sempre dando preferência para construir com dimensões das aeronaves de grande porte. Para um pátio retangular, as dimensões serão um lado superior a 2 (dois) metros à envergadura e o outro lado a 2 (dois) metros ao comprimento da aeronave. Deve-se procurar sempre construir o pátio de lavagem com as maiores dimensões possíveis. Ex: Aeronave Ipanema Pátio Envergadura,20m 3,20 Comprimento 7,42m 9,50 Ex: Aeronave Air Tractor Envergadura 5,54m 7,54m Comprimento 0,50m 2,50m Caixa Coletora Situada no meio do Pátio, na projeção do hopper (tanque do avião). A caixa coletora também poderá ter outra localização dentro do pátio. O produto proveniente da limpeza será conduzido da caixa coletora por tubulação para o poço de deposição, passando pela caixa de inspeção. Caixa de Inspeção Terá dimensão de acordo com a planta, sendo construída em concreto; o cimento utilizado deverá ter padrão FCK 250 ou superior, na proporção de 450kg (quatrocentos e cinqüenta quilogramas) de cimento por metro cúbico de concreto. Deverá ser construída uma saída para águas pluviais a fim de evitar a entrada dessas águas no sistema. Sistemas de Desnaturalização O sistema deverá ser composto pelo pátio de lavagem, com valeta central, banquetas em concreto armado, reservatório tubular, construído com dois tubos de concreto armado, diâmetro de,00m (um metro) completamente vedado e impermeabilizado; sistema de bombeamento e oxidação contendo uma motobomba de,5 HP e ozonizador com capacidade de, no mínimo, g de O 3 /hora; 2 caixas de fibrocimento: uma de 000L (mil litros) que irá conter a bomba de ozônio, outra de 500L (quinhentos litros) para colocação do carvão ativado; pequena caixa de inspeção para amostragem em PVC e demais canalizações com tubo de PVC, com diâmetro de 50mm, conforme discriminado em planta; e bacia de decantação com as seguintes dimensões: 0x6x metros (cap L); esta construção deve ser devidamente impermeabilizada, cercada e sinalizada, todo o sistema deve ser estanque. Pavimentação em concreto, Banquetas, Valetas e Tampas - O piso, a banqueta, as valetas e as tampas deverão ser construídos de tal forma que suportem o peso de uma aeronave, além da dilatação térmica dos materiais. Recomenda-se o uso de concreto preparado na proporção 2:2:(duas partes de brita média, duas partes de areia fina e uma parte de cimento). O cimento utilizado deverá ter padrão FCK 250 ou superior, na proporção de 450kg (quatrocentos e cinqüenta quilogramas) de cimento por metro cúbico de concreto. O objetivo é diminuir a porosidade do material. Após a concretagem, deve-se aguardar a secagem por pelo menos 28 (vinte e oito) dias; 2 - Para o piso, utilizar armação de ferro com bitola de 6,0mm (seis milímetros) formando uma trama de 0 (dez) por 0 (dez) centímetros, evitando fissuras causadas pela dilação; 3 - A espessura do piso recomendada é de pelo menos 0 (dez) centímetros, cuja finalidade principal é reter ou dificultar a infiltração, sendo também suficiente para suportar carga e evitar rachaduras no pátio; 4 - A superfície deverá ser polida para reduzir a porosidade superficial, evitando a infiltração de calda remanescente; 5 - As dimensões do pátio de lavagem devem ser, preferencialmente, de 5 x 3 metros; 6 - A declividade deve ser de 3% (três por cento). 7 - A área deve ficar, no mínimo, a 500m (quinhentos metros) de distância dos mananciais hídricos e distantes de árvores para facilitar a solarização, gerando um aumento da degradação via fotólise do material que tenha ficado retido no fundo do tanque. 8 - As juntas devem ser preenchidas com asfalto CAP Reservatório Tubular Será constituído de 2 (dois) tubos de concreto armado com,00m (um metro) de diâmetro tipo CA-3 de JL ou MF. A base do poço será fechada com concreto; o cimento utilizado deverá ter padrão FCK 250 ou superior, na proporção de 450kg (quatrocentos e cinqüenta quilogramas) de cimento por metro cúbico de concreto, perfeitamente alisado e recoberto com manta impermeabilizante. Deve-se tampar o poço com tampa de concreto. Caixa de Oxidação De fibrocimento, circular com capacidade de 000L (mil litros), onde ficará instalado o ozonizador de recirculação; este deverá ser colocado no lado inferior da caixa para favorecer a circulação permanente e o ozônio oxidando constantemente a calda. O dreno de saída para a caixa de adsorção ficará na parte superior da caixa de oxidação. A caixa deve ser tampada. Caixa de Adsorção Será de fibrocimento com a capacidade de 500L (quinhentos litros). No fundo, serão colocados kg de carvão ativado, sobre um extrato de plástico ou madeira com dimensões da caixa. O fluxo da calda entra por cima e por gravidade passa pelo carvão ativado e sai pelo fundo da caixa com destino ao tanque de solarização. A caixa deve ser tampada. Tubulações, Registro, Junções e Tês Serão em tubos de PVC com diâmetros de 50 mm (cinqüenta milímetros). Tanque de Decantação e Solarização Este tanque deverá ter as seguintes dimensões: 0 x 6 x metro (60 m 3 ou L), deverá ter o solo compactado e coberto com manta de cor preta impermeabilizadora. Contenção do Tanque Ao redor do sistema deverá ser construída uma proteção para evitar que enxurradas entrem no tanque. Cerca de Segurança Ao redor do poço, das caixas e do tanque decantação/solarizador haverá uma cerca de tela para evitar acidentes com pessoas ou animais domésticos, sendo obrigatória a colocação em locais visíveis o símbolo internacional que representa produtos tóxicos e perigo. MEDIDAS PARA MINIMIZAR O IMPACTO PONTUAL DO SISTEMA DE DESNATURALIZAÇÃO Quando termina a aplicação, resta como lastro sempre de 5L (quinze litros) a 20L (vinte litros) de calda nas mangueiras, nas barras ou no fundo do hopper. Para que este produto não chegue ao pátio, um último vôo deve ser realizado, uma carga de água deve ser carregada e finalmente pulverizada sobre a lavoura já tratada. Assim chegará na pista somente uma quantidade muito pequena de produto como lastro final, podendo esta quantidade ser descarregada na pista, pois estará bem menos concentrado que o lastro anterior. O produto a ser encaminhado para desativação será o diluído do lastro, a lavagem interna do hopper e a lavagem externa da aeronave, gastando-se normalmente de 200 a 300L de água. Outro destino possível para o lastro é a coleta e devolução para o agricultor, para que ele utilize em pequenos arremates, mesmo que hoje, com os baixos volumes utilizados, o valor econômico das caldas seja bastante elevado. Lavagem Os aviões serão lavados no pátio (piso concretado) cuidandose para que a água não saia da área cimentada. Bombeamento e Oxidação A água contaminada, recolhida no tanque de decantação, será bombeada para a caixa de ozonização. Deverá ser colocada uma motobomba acoplada a um ozonizador, com o objetivo de bombear e oxidar a calda efluente para a caixa de adsorção, onde se encontra o carvão ativado. Adsorção A adsorsão das moléculas, do odor e da cor, será realizada pelo carvão ativado, que produz um efeito de capturar o componente independente do tipo de agrotóxico, funcionando bem mais eficientemente que o atual calcário que atua somente elevando o ph do efluente. O importante é que o líquido efluente passe pelo carvão, para somente depois ser encaminhado para o decantador/solarizador. O indicador utilizado para certificar quanto à vida útil do carvão ativado será o exame visual do efluente que deve estar sem cheiro e límpido; inclusive para poder ser destinado para o decantador/solarizador, deve obedecer às mesmas características visuais. Decantação, Fotólise e Degradação Microbiana Este tanque deverá ter as seguintes dimensões: 0 x 6 x metro (60 m 3 ou L). O trabalho ecológico gerado por esta estrutura é importante, pois é um serviço gratuito realizado pela natureza, bastando apenas disponibilizar esta estrutura para que possamos nos beneficiar desta técnica. Assim estaremos realizando a degradação das moléculas restantes por meio da exposição a raios ultravioleta(uv) emitidos pela luz solar, por meio da fotólise, do trabalho microbiano, de bactéria e fungos, que agem destruindo moléculas (degradação microbiana) e, por final, a decantação e evaporação.

10 0 ISSN Nº 245, quinta-feira, 22 de dezembro de 2005 Destino dos Rejeitos O carvão ativado que perdeu sua capacidade de adsorsão deverá ser tratado como resíduo sólido perigoso e, assim, tratado como tal e encaminhado para uma unidade de incineração mais próxima. PROPOSTA DE MELHORIA DA EFICIÊNCIA DOS MO- DELOS DE PÁTIO DE DESCONTAMINAÇÃO (PARA PÁTIOS ANTIGOS) Para os pátios que já estão instalados, as modificações serão: na transformação das 3 (três) caixas de calcário, que estão em linha e em desnível, para a utilização de 2 (duas) caixas, uma de oxidação e outra de absorção e a construção de tanque de decantação e solarização Ċaixa de Oxidação Será de fibrocimento com capacidade de 000L (mil litros), onde se localizará o ozonizador de recirculação. Este deverá ser colocado no lado inferior da caixa, onde a calda ficará recirculando e o ozônio oxidando permanentemente a calda. O dreno para a caixa de absorção ficará na parte superior da caixa de oxidação. Caixa de Adsorção Será de fibrocimento com a capacidade de 500 (quinhentos) litros. No fundo será colocada de 00 a 200 kg de carvão ativado, sobre um extrato de plástico ou madeira com dimensões da caixa. Terá a função de filtrar o que não foi destruído pela oxidação. Tanque de Decantação e Solarização Este deverá ter as dimensões de 0 x 6 x metros (60 m³ ou litros), o solo compactado e coberto com manta de cor preta impermeabilizadora. SECRETARIA DE DEFESA AGROPECUÁRIA <!ID >PORTARIA Nº 23, DE 9 DE DEZEMBRO DE 2005 O SECRETÁRIO DE DEFESA AGROPECUÁRIA, DO MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTE- CIMENTO, no uso da atribuição que lhe confere o Artº 42, do Anexo I do Decreto 5.35 de 2 de janeiro de 2005, tendo em vista o disposto na Instrução Normativa SDA nº 2, de 7 de março de 2003, Art. 3 da Lei nº 7.802, de de julho de 989, no Decreto nº 4.074, de 4 de janeiro de 2002, e o que consta do Processo nº /2004-6, resolve: Art. º Renovar o credenciamento de número BR SC 04, da empresa WEG INDÚSTRIAS S/A, CNPJ nº / , Inscrição Estadual nº , localizada na Estrada do Sertão, s/nº, Bairro Sertãozinho, Corupá-SC, para, na qualidade de empresa prestadora de serviços de tratamentos quarentenários e fitossanitários no trânsito internacional de vegetais e suas partes, executar os seguintes tratamentos: a) Tratamento por Ar Quente Forçado(AQF). Art. 2º O Credenciamento de que trata esta Portaria terá validade por 2 (doze) meses, podendo ser renovado mediante requerimento encaminhado ao Serviço de Sanidade Vegetal. Art. 3º Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação. <!ID >PORTARIA Nº GABRIEL ALVES MACIEL 234, DE 9 DE DEZEMBRO DE 2005 O SECRETÁRIO DE DEFESA AGROPECUÁRIA, DO MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTE- CIMENTO, no uso da atribuição que lhe confere o Artº 42, do Anexo I do Decreto 5.35 de 2 de janeiro de 2005, tendo em vista o disposto na Instrução Normativa SDA nº 2, de 7 de março de 2003, Art. 3 da Lei nº 7.802, de de julho de 989, no Decreto nº 4.074, de 4 de janeiro de 2002, e o que consta do Processo nº /2005-5, resolve: Art. º Credenciar sob o número BR RS 76, a empresa REAL EXPURGO E DESINSETIZAÇÃO LTDA, CNPJ nº /000-86, Inscrição Estadual nº 07/ , localizada na Av Bento Gonçalves, nº 645, Sala B, Centro, Camaquã-RS, para, na qualidade de empresa prestadora de serviços de tratamentos quarentenários e fitossanitários no trânsito internacional de vegetais e suas partes, executar os seguintes tratamentos: a) Fumigação com fosfina em Containeres(FEC), b) Fumigação com fosfina em Silos Herméticos-Silos Pulmão(FSH), c) Fumigação com fosfina em Porões de Navios(FPN). Art. 2º O Credenciamento de que trata esta Portaria terá validade por 2 (doze) meses, podendo ser renovado mediante requerimento encaminhado ao Serviço de Sanidade Vegetal. Art. 3º Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação. <!ID5074-0>PORTARIA Nº GABRIEL ALVES MACIEL 236, DE 9 DE DEZEMBRO DE 2005 O SECRETÁRIO DE DEFESA AGROPECUÁRIA, DO MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTE- CIMENTO, no uso da atribuição que lhe confere o Artº 42, do Anexo I do Decreto 5.35 de 2 de janeiro de 2005, tendo em vista o disposto na Instrução Normativa SDA nº 2, de 7 de março de 2003, Art. 3 da Lei nº 7.802, de de julho de 989, no Decreto nº 4.074, de 4 de janeiro de 2002, e o que consta do Processo nº / , resolve: Art. º Renovar o credenciamento de número BR SC 077, da empresa FISCHER S/A COMÉRCIO, INDÚSTRIA E AGRI- CULTURA, CNPJ nº / , Inscrição Estadual nº , localizada na Rodovia SC 453, Km 24,6, Bairro Butiá Verde, Fraiburgo-SC, para, na qualidade de empresa prestadora de serviços de tratamentos quarentenários e fitossanitários no trânsito internacional de vegetais e suas partes, executar os seguintes tratamentos: a) Tratamento por Ar Quente Forçado (AQF). Art. 2º O Credenciamento de que trata esta Portaria terá validade por 2 (doze) meses, podendo ser renovado mediante requerimento encaminhado ao Serviço de Sanidade Vegetal. Art. 3º Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação. <!ID >PORTARIA Nº GABRIEL ALVES MACIEL 237, DE 9 DE DEZEMBRO DE 2005 O SECRETÁRIO DE DEFESA AGROPECUÁRIA, DO MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTE- CIMENTO, no uso da atribuição que lhe confere o Artº 42, do Anexo I do Decreto 5.35 de 2 de janeiro de 2005, tendo em vista o disposto na Instrução Normativa SDA nº 2, de 7 de março de 2003, Art. 3 da Lei nº 7.802, de de julho de 989, no Decreto nº 4.074, de 4 de janeiro de 2002, e o que consta do Processo nº / , resolve: Art. º Renovar o credenciamento de número BR AP 044, da empresa DEDETIZADORA ROMAR LTDA-EPP, CNPJ nº /000-20, Inscrição Estadual nº , localizada na Rua Hildemar Maia, nº 780, Bairro Santa Rita, Macapá-AP, para, na qualidade de empresa prestadora de serviços de tratamentos quarentenários e fitossanitários no trânsito internacional de vegetais e suas partes, executar os seguintes tratamentos: a) Fumigação com fosfina em Containeres(FEC), b) Fumigação com fosfina em Porões de Navios(FPN). Art. 2º O Credenciamento de que trata esta Portaria terá validade por 2 (doze) meses, podendo ser renovado mediante requerimento encaminhado ao Serviço de Sanidade Vegetal. Art. 3º Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação. <!ID >PORTARIA Nº GABRIEL ALVES MACIEL 238, DE 9 DE DEZEMBRO DE 2005 O SECRETÁRIO DE DEFESA AGROPECUÁRIA, DO MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTE- CIMENTO, no uso da atribuição que lhe confere o Artº 42, do Anexo I do Decreto 5.35 de 2 de janeiro de 2005, tendo em vista o disposto na Instrução Normativa SDA nº 2, de 7 de março de 2003, Art. 3 da Lei nº 7.802, de de julho de 989, no Decreto nº 4.074, de 4 de janeiro de 2002, e o que consta do Processo nº /2005-3, resolve: Art. º Credenciar sob o número BR SC 72, a empresa ADAMI S/A MADEIRAS, CNPJ nº /002-84, Inscrição Estadual nº , localizada na Estrada Municipal CDR-455, Linha Santana, Castelhano, Caçador-SC, para, na qualidade de empresa prestadora de serviços de tratamentos quarentenários e fitossanitários no trânsito internacional de vegetais e suas partes, executar o seguinte tratamento: a) Tratamento por Ar Quente Forçado (AQF) Art. 2º O Credenciamento de que trata esta Portaria terá validade por 2 (doze) meses, podendo ser renovado mediante requerimento encaminhado ao Serviço de Sanidade Vegetal. Art. 3º Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação. <!ID4937-0>PORTARIA Nº GABRIEL ALVES MACIEL 239, DE 9 DE DEZEMBRO DE 2005 O SECRETÁRIO DE DEFESA AGROPECUÁRIA, DO MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTE- CIMENTO, no uso da atribuição que lhe confere o Artº 42, do Anexo I do Decreto 5.35 de 2 de janeiro de 2005, tendo em vista o disposto na Instrução Normativa SDA nº 2, de 7 de março de 2003, Art. 3 da Lei nº 7.802, de de julho de 989, no Decreto nº 4.074, de 4 de janeiro de 2002, e o que consta do Processo nº / , resolve: Art. º Renovar o credenciamento de número BR BA 095, da empresa FRUITRADE COMÉRCIO E EXPORTAÇÃO LTDA, CNPJ nº / , Inscrição Estadual nº , localizada na Projeto Curuçá, Lote 47, Galpão A, Zona Rural, Juazeiro-BA, para, na qualidade de empresa prestadora de serviços de tratamentos quarentenários e fitossanitários no trânsito internacional de vegetais e suas partes, executar os seguintes tratamentos: a) Tratamento Hidrotérmico(THT). Art. 2º O Credenciamento de que trata esta Portaria terá validade por 2 (doze) meses, podendo ser renovado mediante requerimento encaminhado ao Serviço de Sanidade Vegetal. Art. 3º Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação. GABRIEL ALVES MACIEL <!ID >PORTARIA Nº 24, DE 9 DE DEZEMBRO DE 2005 O SECRETÁRIO DE DEFESA AGROPECUÁRIA, DO MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTE- CIMENTO, no uso da atribuição que lhe confere o Artº 42, do Anexo I do Decreto 5.35 de 2 de janeiro de 2005, tendo em vista o disposto na Instrução Normativa SDA nº 2, de 7 de março de 2003, Art. 3 da Lei nº 7.802, de de julho de 989, no Decreto nº 4.074, de 4 de janeiro de 2002, e o que consta do Processo nº /2004-6, resolve: Art. º Renovar o credenciamento de número BR SC 05, da empresa WEG INDUSTRIAS S.A, CNPJ nº / , Inscrição Estadual nº , localizada na Rodovia BR 0, Km 73, s/nº, Bairro Itapocu, Araquari-SC, para, na qualidade de empresa prestadora de serviços de tratamentos quarentenários e fitossanitários no trânsito internacional de vegetais e suas partes, executar os seguintes tratamentos: a) Tratamento por Ar Quente Forçado(AQF). Art. 2º O Credenciamento de que trata esta Portaria terá validade por 2 (doze) meses, podendo ser renovado mediante requerimento encaminhado ao Serviço de Sanidade Vegetal. Art. 3º Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação. <!ID >PORTARIA Nº GABRIEL ALVES MACIEL 242, DE 9 DE DEZEMBRO DE 2005 O SECRETÁRIO DE DEFESA AGROPECUÁRIA, DO MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTE- CIMENTO, no uso da atribuição que lhe confere o Artº 42, do Anexo I do Decreto 5.35 de 2 de janeiro de 2005, tendo em vista o disposto na Instrução Normativa SDA nº 2, de 7 de março de 2003, Art. 3 da Lei nº 7.802, de de julho de 989, no Decreto nº 4.074, de 4 de janeiro de 2002, e o que consta do Processo nº / , resolve: Art. º Credenciar sob o número BR ES 79, a empresa BADARÓ AGROPECUÁRIA, COMÉRCIO REP E SER- VIÇOS LTDA, CNPJ nº /000-60, Inscrição Estadual nº ISENTA, localizada na Fazenda Pouso Alegre, s/nº, Zona Rural, Brejetuba-ES, para, na qualidade de empresa prestadora de serviços de tratamentos quarentenários e fitossanitários no trânsito internacional de vegetais e suas partes, executar os seguintes tratamentos: a) Fumigação com fosfina em Containeres(FEC). Art. 2º O Credenciamento de que trata esta Portaria terá validade por 2 (doze) meses, podendo ser renovado mediante requerimento encaminhado ao Serviço de Sanidade Vegetal. Art. 3º Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação. <!ID >PORTARIA Nº GABRIEL ALVES MACIEL 243, DE 9 DE DEZEMBRO DE 2005 O SECRETÁRIO DE DEFESA AGROPECUÁRIA, DO MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTE- CIMENTO, no uso da atribuição que lhe confere o Artº 42, do Anexo I do Decreto 5.35 de 2 de janeiro de 2005, tendo em vista o disposto na Instrução Normativa SDA nº 2, de 7 de março de 2003, Art. 3 da Lei nº 7.802, de de julho de 989, no Decreto nº 4.074, de 4 de janeiro de 2002, e o que consta do Processo nº /2005-4, resolve: Art. º Credenciar sob o número BR SC 77, a empresa PANDOLFO MADEIRAS LTDA, CNPJ nº / , Inscrição Estadual nº , localizada na BR 6, Km 246, Área Industrial, Lages-SC, para, na qualidade de empresa prestadora de serviços de tratamentos quarentenários e fitossanitários no trânsito internacional de vegetais e suas partes, executar o seguinte tratamento: a) Tratamento por Ar Quente Forçado (AQF) Art. 2º O Credenciamento de que trata esta Portaria terá validade por 2 (doze) meses, podendo ser renovado mediante requerimento encaminhado ao Serviço de Sanidade Vegetal. Art. 3º Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação. <!ID >PORTARIA Nº GABRIEL ALVES MACIEL 244, DE 9 DE DEZEMBRO DE 2005 O SECRETÁRIO DE DEFESA AGROPECUÁRIA, DO MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTE- CIMENTO, no uso da atribuição que lhe confere o Artº 42, do Anexo I do Decreto 5.35 de 2 de janeiro de 2005, tendo em vista o disposto na Instrução Normativa SDA nº 2, de 7 de março de 2003, Art. 3 da Lei nº 7.802, de de julho de 989, no Decreto nº 4.074, de 4 de janeiro de 2002, e o que consta do Processo nº / , resolve: Art. º Credenciar sob o número BR SC 78, a empresa MADEPAR IND COM DE MADEIRAS LTDA, CNPJ nº /000-33, Inscrição Estadual nº , localizada na Rua Heliodoro Muniz, nº 480, Área Industrial, Lages-SC, para, na qualidade de empresa prestadora de serviços de tratamentos quarentenários e fitossanitários no trânsito internacional de vegetais e suas partes, executar os seguintes tratamentos: a) Tratamento por Ar Quente Forçado (AQF)

11 <!ID5295-0> PORTARIA <!ID5296-0> PORTARIA Nº 245, quinta-feira, 22 de dezembro de 2005 ISSN Art. 2º O Credenciamento de que trata esta Portaria terá validade por 2 (doze) meses, podendo ser renovado mediante requerimento encaminhado ao Serviço de Sanidade Vegetal. Art. 3º Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação. <!ID5054-0>PORTARIA Nº GABRIEL ALVES MACIEL 246, DE 20 DE DEZEMBRO DE 2005 O SECRETÁRIO DE DEFESA AGROPECUÁRIA, DO MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTE- CIMENTO, no uso da atribuição que lhe confere o Artº 42, do Anexo I do Decreto 5.35 de 2 de janeiro de 2005, tendo em vista o disposto na Instrução Normativa SDA nº 2, de 07 de março de 2003, Art. 3 da Lei nº 7.802, de de julho de 989, no Decreto nº 4.074, de 04 de janeiro de 2002, e o que consta do Processo nº / , resolve: Art. º Renovar o credenciamento sob número BR SC 037, da empresa TRIUMPH FUMIGAÇÕES E INSPEÇÕES AGRÍCOLAS LTDA, CNPJ / e Inscrição Estadual ISENTA, localizada na Rua Pedro Rangel nº 358, Bairro São João, Itajaí - SC para, na qualidade de empresa prestadora de serviços de tratamentos quarentenários e fitossanitários no trânsito internacional de vegetais e suas partes, executar os seguintes tratamentos: a) Fumigação em Containeres (FEC), b) Fumigação em Silos Herméticos- Silos Pulmão (FSH); c) Fumigação em Porões de Navios (FPN), d) Fumigação em Câmaras de Lona (FCL), e) Tratamento por Ar Quente Forçado(AQF) Art. 2º O Credenciamento de que trata esta Portaria terá validade por 2 (doze) meses, podendo ser renovado mediante requerimento encaminhado ao Serviço de Sanidade Vegetal. Art. 3º Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação. <!ID5252-0>PORTARIA Nº GABRIEL ALVES MACIEL 247, DE 20 DE DEZEMBRO DE 2005 O SECRETÁRIO DE DEFESA AGROPECUÁRIA, DO MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTE- CIMENTO, no uso da atribuição que lhe confere o Artº 42, do Anexo I do Decreto 5.35 de 2 de janeiro de 2005, tendo em vista o disposto na Instrução Normativa SDA nº 2, de 7 de março de 2003, Art. 3 da Lei nº 7.802, de de julho de 989, no Decreto nº 4.074, de 4 de janeiro de 2002, e o que consta do Processo nº / , resolve: Art. º Renovar o credenciamento de número BR SP 050, da empresa EXPUREX SERVIÇOS DE EXPURGO LTDA, CNPJ nº /000-79, Inscrição Estadual nº ISENTA, localizada na Rua do Comércio, nº 26, sala 37, Santos-SP, para, na qualidade de empresa prestadora de serviços de tratamentos quarentenários e fitossanitários no trânsito internacional de vegetais e suas partes, executar os seguintes tratamentos: a) Fumigação em Containeres(FEC), b) Fumigação em Câmaras de Lona(FCL), c) Tratamento por Ar Quente Forçado(AQF). Art. 2º O Credenciamento de que trata esta Portaria terá validade por 2 (doze) meses, podendo ser renovado mediante requerimento encaminhado ao Serviço de Sanidade Vegetal. Art. 3º Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação. <!ID5883-0>PORTARIA Nº GABRIEL ALVES MACIEL 248, DE 20 DE DEZEMBRO DE 2005 O SECRETÁRIO DE DEFESA AGROPECUÁRIA, DO MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTE- CIMENTO, no uso da atribuição que lhe confere o Artº 42, do Anexo I do Decreto 5.35 de 2 de janeiro de 2005, tendo em vista o disposto na Instrução Normativa SDA nº 2, de 7 de março de 2003, Art. 3 da Lei nº 7.802, de de julho de 989, no Decreto nº 4.074, de 4 de janeiro de 2002, e o que consta do Processo nº /2005-4, resolve: Art. º Renovar o credenciamento de número BR AM 025, da empresa A. DA SILVA LEITE SERVIÇOS, CNPJ nº /000-26, Inscrição Estadual nº , localizada na Rua Monte Castelo, nº 05, Bairro Ponta Negra, Manaus-AM, para, na qualidade de empresa prestadora de serviços de tratamentos quarentenários e fitossanitários no trânsito internacional de vegetais e suas partes, executar o seguinte tratamento: a) Tratamento por Incineração(INC). Art. 2º O Credenciamento de que trata esta Portaria terá validade por 2 (doze) meses, podendo ser renovado mediante requerimento encaminhado ao Serviço de Sanidade Vegetal. Art. 3º Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação. <!ID >PORTARIA Nº GABRIEL ALVES MACIEL 249, DE 20 DE DEZEMBRO DE 2005 O SECRETÁRIO DE DEFESA AGROPECUÁRIA, DO MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTE- CIMENTO, no uso da atribuição que lhe confere o Artº 42, do Anexo I do Decreto 5.35 de 2 de janeiro de 2005, tendo em vista o disposto na Instrução Normativa SDA nº 2, de 7 de março de 2003, Art. 3 da Lei nº 7.802, de de julho de 989, no Decreto nº 4.074, de 4 de janeiro de 2002, e o que consta do Processo nº /2005-2, resolve: Art. º Credenciar sob o número BR MG 8, a empresa DETEFORT LTDA, CNPJ nº /000-09, Inscrição Estadual nº ISENTA, localizada na Rua Miguel Abrahão Nehemy, nº 500 A, Vila Izabel, Guaxupé-MG, para, na qualidade de empresa prestadora de serviços de tratamentos quarentenários e fitossanitários no trânsito internacional de vegetais e suas partes, executar os seguintes tratamentos: a) Fumigação em Containeres(FEC), b) Fumigação em Câmaras de Lona(FCL). Art. 2º O Credenciamento de que trata esta Portaria terá validade por 2 (doze) meses, podendo ser renovado mediante requerimento encaminhado ao Serviço de Sanidade Vegetal. Art. 3º Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação. GABRIEL ALVES MACIEL <!ID5027-0>PORTARIA Nº 250, DE 20 DE DEZEMBRO DE 2005 O SECRETÁRIO DE DEFESA AGROPECUÁRIA, DO MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTE- CIMENTO, no uso da atribuição que lhe confere o Artº 42, do Anexo I do Decreto 5.35 de 2 de janeiro de 2005, tendo em vista o disposto na Instrução Normativa SDA nº 2, de 7 de março de 2003, Art. 3 da Lei nº 7.802, de de julho de 989, no Decreto nº 4.074, de 4 de janeiro de 2002, e o que consta do Processo nº / , resolve: Art. º Credenciar sob o número BR RS 80, a empresa SAFETY WOOD TRATAMENTO DE MADEIRA LTDA, CNPJ nº /000-00, Inscrição Estadual nº 043/0036, localizada na Rua Monteiro Lobato, nº 34, Bairro do Parque, Esteio- RS, para, na qualidade de empresa prestadora de serviços de tratamentos quarentenários e fitossanitários no trânsito internacional de vegetais e suas partes, executar os seguintes tratamentos: a) Tratamento por Ar Quente Forçado (AQF), b) Tratamento por Incineração(INC). Art. 2º O Credenciamento de que trata esta Portaria terá validade por 2 (doze) meses, podendo ser renovado mediante requerimento encaminhado ao Serviço de Sanidade Vegetal. Art. 3º Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação. GABRIEL ALVES MACIEL <!ID >RETIFICAÇÃO Na Portaria SDA nº 222, de 02 de dezembro de 2005, publicado no DOU em 09/2/2005, pág. 5 da Seção, Correção do número de Credenciamento da empresa RICO DESINSETIZADORA TÉCNICA LTDA. onde de lê: Art. º Credenciar sob o número BR SC 72. Leia-se: Art. º Renovar o credenciamento de número BR SC Ministério da Ciência e Tecnologia SECRETARIA EXECUTIVA SUBSECRETARIA DE PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E ADMINISTRAÇÃO 90, DE 2 DE DEZEMBRO DE 2005 O Subsecretário de Planejamento, Orçamento e Administração da Secretaria Executiva do Ministério da Ciência e Tecnologia, respondendo pelo expediente, conforme portaria MCT nº 797, de 08/2/2005, no uso da delegação de competência conferida pelo art., da Portaria MCT n 46, de 6 de março de 2005, tendo em vista o disposto no art. 64, inc. II, da Lei N 0.934, de de agosto de 2004, Lei de Diretrizes Orçamentárias, LDO/2005, e considerando a necessidade de ajustar o detalhamento da despesa de dotações orçamentárias consignadas à Administração Direta, com o fim de disponibilizar recursos em modalidade de aplicação direta, Resolve: Art. º - Promover, na forma do anexo a esta Portaria, alteração da modalidade de aplicação de dotações orçamentárias consignadas pela Lei N.00, de 25 de janeiro de 2005, Lei Orçamentária Anual, LOA/2005, e em seus créditos adicionais. Art. 2 - Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação. RENATO XAVIER THIÈBAUT Anexo Fiscal R$,00 Código/Especificação Redução Acréscimo Modalidade Va l o r Modalidade Va l o r 24.0 Ministério da Ciência e Tecnologia Gestão e Administração do Programa - Nacional , DE 2 DE DEZEMBRO DE 2005 O Subsecretário de Planejamento, Orçamento e Administração da Secretaria Executiva do Ministério da Ciência e Tecnologia, respondendo pelo expediente, conforme portaria MCT nº 797, de 08/2/2005, no uso da delegação de competência conferida pelo art., da Portaria MCT n 46, de 6 de março de 2005, tendo em vista o disposto no art. 64, inc. II, da Lei N 0.934, de de agosto de 2004, Lei de Diretrizes Orçamentárias, LDO/2005, e considerando a necessidade de ajustar o detalhamento da despesa de dotações orçamentárias consignadas à Administração Direta, com o fim de disponibilizar recursos em Transferências a Instituições Privadas sem Fins Lucrativos e aplicação direta, Resolve: Art. º - Promover, na forma do anexo a esta Portaria, alteração da modalidade de aplicação de dotações orçamentárias consignadas pela Lei N.00, de 25 de janeiro de 2005, Lei Orçamentária Anual, LOA/2005, e em seus créditos adicionais. Art. 2 - Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação. RENATO XAVIER THIÈBAUT Anexo Fiscal R$,00 Código/Especificação Redução Acréscimo Fonte Modalidade Va l o r Modalidade Va l o r 24.0 Ministério da Ciência e Tecnologia Apoio à Pesquisa e Inovação Para o Desenvolvimento Social Nacional To t a l To t a l

12 <!ID5049-0> PORTARIA <!ID5297-0> PORTARIA <!ID5847-0> 53ª <!ID583-0> 2 ISSN Nº 245, quinta-feira, 22 de dezembro de , DE 2 DE DEZEMBRO DE 2005 O Subsecretário de Planejamento, Orçamento e Administração da Secretaria Executiva do Ministério da Ciência e Tecnologia, respondendo pelo expediente, conforme portaria MCT nº 797, de 08/2/2005, no uso da delegação de competência conferida pelo art., da Portaria MCT n 46, de 6 de março de 2005, tendo em vista o disposto no art. 64, inc. II, da Lei N 0.934, de de agosto de 2004, Lei de Diretrizes Orçamentárias, LDO/2005, e considerando a necessidade de ajustar o detalhamento da despesa de dotações orçamentárias consignadas à Administração Direta, com o fim de disponibilizar recursos para entidade privada sem fins lucrativos, Resolve: Art. º - Promover, na forma do anexo a esta Portaria, alteração da modalidade de aplicação de dotações orçamentárias consignadas pela Lei N.00, de 25 de janeiro de 2005, Lei Orçamentária Anual, LOA/2005, e em seus créditos adicionais. Art. 2 - Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação. RENATO XAVIER THIÈBAUT Anexo Fiscal R$,00 Código/Especificação Redução Acréscimo Modalidade Va l o r Modalidade Va l o r 24.0 Ministério da Ciência e Tecnologia H B. 000 Implantação de Centros de Inclusão Digital em Setores de Impacto Social - Nacional a totalidade da compra, considerando-se os prazos contratuais que estão correndo rapidamente. A não disponibilização do material dos consumíveis no tempo previsto acarrretará ainda mais atrasos no cronograma contratual, e o não atendimento aos prazos contratuais, faz com que a realização da licitação para as duas primeiras etapas de aquisições dos consumíveis se constitua em óbice intransponível para a atividade negocial da empresa, considerando que o início da execução das etapas de fabricação ficará seriamente comprometido, gerando conseqüentes atrasos, dos quais poderá advir a aplicação de penalidades à NUCLEP pela sua Contratante, e, até mesmo a rescisão contratual, dependendo da gravidade das penalidades que lhe serão impostas. Considerando que a justificativa acima tem fundamento no art. 25 caput Lei 8666/93, reconheço a inexigibilidade de licitação referente ao processo supracitado. MARCOS AURÉLIO RODRIGUES DUARTE Gerente de Suprimentos Em observância ao art. 26 da Lei 8666/93 e em face do parecer favorável da consultoria jurídica sobre o assunto, ratifico a decisão do Gerente de Suprimentos. PAULO ROBERTO TRINDADE BRAGA Diretor Administrativo CONSELHO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO CIENTÍFICO E TECNOLÓGICO DIRETORIA DE ADMINISTRAÇÃO COORDENAÇÃO-GERAL DE ADMINISTRAÇÃO E FINANÇAS DESPACHO DO COORDENADOR-GERAL Em 2 de dezembro de 2005 RELAÇÃO DE DISTRIBUIÇÃO DE COTA PARA IMPORTAÇÃO - LEI 8.00/90 To t a l COMISSÃO NACIONAL DE ENERGIA NUCLEAR NUCLEBRÁS EQUIPAMENTOS PESADOS S/A <!ID4402-0>D E S PA C H O S Processo: Parecer PCJ-008-P-5/05. )Ordem de Compra 854/05 de 09//05-Objeto: Arame de Solda Tubular bitola 4 mm (9.000 Kg) -Contratada: Belgo Bekaert Arames. Valor: R$ ,00 2) Ordem de Compra 900/05 de 3// Objeto: Backings cerâmicos - Contratada: Termari Coml. Imp. E Exp. Ltda - Valor: ,6. 3) Ordem de Compra 903/05 de3//2005. Objeto: Fluxo p/solda F7 A4 Em2K (2.000 Kg)- Contratada: Lincol Electric do Brasil Ind. Com. Ltda. Valor: R$ 6.440,00.Justificativa: Trata-se de aquisição de consumíveis de soldagem destinados aos processo de fabricação dos módulos estruturais da Plataforma P-5, e acordo com Parecer técnico elaborado pela Comissão constituída pela Portaria P-034/2004, de 07/2/2004, a fabricação da Plataforma P-5 envolve o processamento de 2.85 toneladas de chapas e perfis de aço carbono, para a edificação de 32 módulos, cujos pesos variam de 50 a 500 toneladas.o referido processamento envolve o uso intensivo de soldagem, com a utilização dos pertinentes consumíveis, assim descriminados pelo Parecer Técnico: a) eletrodo revestido para solda manual SMAW: Kg; b) arame sólido para soldagem semi-automática (GMAW): Kg; c) arame tubular para soldagem semi-automática (SAW): Kg; d) arame para soldagem ao arco submerso (SAW): Kg; e) fluxo p/soldagem ao arco submerso (SAW): Kg; f) eletrodo de carvão cobreado: un; e g) backing cerâmico p/soldagem, sem escavamento: 24.0 m. Em decorrência da impossibilidade de obtenção através da Fels Setal e da premência da necessidade de aquisição em razão dos prazos contratuais exíguos, um procedimento licitatório para a aquisição do primeiro lote de consumíveis se revelava inviável. De sorte que a Comissão elaboradora do Parecer Técnico, após exame minucioso da questão, propôs a seguinte solução mediada, através da qual busca contemplar tanto os interesses e necessidades da NUCLEP, bem como o atendimento ao que preceitua a Lei 8666/93: a realização da aquisição dos consumíveis em 3 etapas, a saber: ª etapa:compra direta e imediata(por inexigibilidade de licitação) de material suficiente e necessário tão somente para os procedimentos de qualificação dos Procedimentos de Soldagem (EPS) da NUCLEP, através da seleção de fabricantes tradicionais e consagrados, com as quais a NUCLEP tem experiência bem sucedida e o contratante Brás Fels já vem utilizando em sua linha de produção, conforme relacionado no Parecer Técnico anexo. 2ª etapa: compra direta por inexigibilidade de licitação, de consumíveis em quantidade suficiente para durar até que seja finalizado o pertinente procedimento licitatório. Sendo certo que, para esta etapa seriam mantidos os fabricantes previamente selecionados na ª etapa, desde que devidamente aprovados pela DNV para compor as EPS. Ainda no curso da 2ª etapa seriam testados, outros fabricantes que estejam aptos aos atendimentos das exigências de soldagem dos materiais AH40 e DH40, para que possam habilitar-se da concorrência a ser promovida na 3ª etapa. 3ª etapa: promoção do certame licitatório para a aquisição de consumíveis necessários ao restante da obra. Sendo certo que esta 3ª etapa estaria dividida em 2 fases: a ª de pré-qualificação, a fim de ampliar a quantidade de fornecedores pré-qualificados e, numa segunda fase, a licitação na modalidade de concorrência pública. Conforme demonstrado no Parecer da Comissão Técnica, em razão da contratante Fels Setal haver-se eximido da tarefa, não há tempo hábil para a realização de certame licitatório envolvendo PROCESSO ENTIDADE VALOR US$ 0003/990 Fundação de Desenvolvimento da Pesquisa , /990 Fundação de Desenvolvimento da Universidade Estadual de Campinas ,00 035/990 Fundação Butantan , /992 Associação das Pioneiras Sociais ,00 CLÁUDIO DA SILVA LIMA FINANCIADORA DE ESTUDOS E PROJETOS ÁREA FINANCEIRA E DE CAPTAÇÃO DESPACHO DA SUPERINTENDENTE Em 2 de dezembro de 2005 OBJETO: COMPROMETIMENTO ORÇAMENTÁRIO DO FNDCT nº 30/2005 A Superintendente da Área Financeira e de Captação, no uso de suas atribuições conferidas pela RES/DIR/0084/00, resolve: comprometer o orçamento do Fundo Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - FNDCT, na forma abaixo: BENEFICIÁRIO NUMERO CONVENIO NUMERO EMPENHO VA L O R EMPENHO VIGENCIA CONVENIO Fundação Coordenação de Projetos, Pesquisas ne ,00 24/02/2006 e Estudos Tecnológicos - COPPETEC Universidade de São Paulo ne ,00 22/04/2006' 5842 Fundação Casimiro Montenegro Filho ne ,00 6 / / Fundação Ricardo Franco ne ,40 7 / / Fundação Universitária José Bonifácio ne ,00 0/2/ Fundação Norte Riograndense de Pesquisa e ne ,00 30/2/2006 Cultura União. A eficácia do presente Extrato fica condicionada a sua publicação no Diário Oficial da MARIA CRISTINA ZAGARI KOELER LIRA. Ministério da Cultura GABINETE DO MINISTRO 232, DE 20 DE DEZEMBRO DE 2005 Dispõe sobre a normatização do Programa de Estágio Curricular do Ministério da Cultura. O MINISTRO DE ESTADO DA CULTURA, no uso de suas atribuições legais e regulamentares e em conformidade com o disposto no artigo 87, parágrafo único, incisos I e II da Constituição Federal, resolve: Art. º Aprovar o Programa de Estágio, anexo a esta Portaria, o qual define os objetivos, diretrizes e procedimentos para a contratação de estagiários no âmbito das unidades que integram a estrutura básica do Ministério da Cultura - MinC. Art. 2 A coordenação, supervisão e gestão do programa será de competência da Diretoria de Gestão Interna por intermédio da Coordenação-Geral de Gestão de Pessoas. Art. 3º Esta Portaria entre em vigor na data de sua publicação. GILBERTO GIL MOREIRA ANEXO Programa de Estágio Curricular do MinC Normatização do Programa Art. º Esta Norma dispõe sobre a institucionalização do Programa de Estágio Curricular, no âmbito do Ministério da Cultura - MinC, que visa proporcionar complementação de ensino e aprendizagem a estudantes, por meio de experiência prática para aperfeiçoamento técnico, cultural e científico e melhoria no relacionamento humano. Art. 2º O Programa de Estágio Curricular do MinC rege-se por esta Norma e observa a legislação seguinte: I - Lei nº 6.494, de 07 de dezembro de 977, que dispõe sobre os estágios de ensino superior, ensino profissionalizante do 2 grau e do supletivo;

13 Nº 245, quinta-feira, 22 de dezembro de 2005 ISSN II - Decreto nº , de 8 de agosto de 982, que regulamenta a Lei nº 6.494/77; III - Decreto nº 2 080, de 26 de novembro de 996, que dá nova redação ao art 8 do Decreto nº /96; e IV - Portaria nº 8, do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão, datada de 23 de janeiro de 200, que define os procedimentos operacionais a serem adotados pela unidades de recursos humanos para a contratação de estagiários. Art. 3º O Programa de Estágio Curricular será executado mediante convênio ou contrato firmado pelo MinC com instituição de ensino, oficial ou particular, ou com agente de integração, conforme legislação vigente. Art. 4º Poderão participar do Programa de Estágio Curricular estudantes regularmente matriculados e que venham freqüentando, efetivamente, cursos de educação superior, de ensino médio e de educação profissional de nível médio, autorizados ou reconhecidos, vinculados à estrutura do ensino público ou particular. Parágrafo único. Poderão realizar estágio estudantes de cursos cujas áreas estejam diretamente relacionadas às atividades meio e fim do MinC. Art. 5º O recrutamento dos estagiários será feito pelas instituições de ensino conveniadas ou pelos agentes de integração, que os encaminharão ao MinC. º A Diretoria de Gestão Interna - DGI, por intermédio da Coordenação-Geral de Gestão de Pessoas - CGEP, procederá à consolidação das necessidades das diversas unidades organizacionais que integram a estrutura básica do MinC promovendo, em articulação com as áreas, à seleção dos candidatos, estabelecendo a correlação entre os cursos em que estão matriculados e as funções das unidades organizacionais onde se realizarão os estágios, considerando que os candidatos deverão: I - submeter-se à entrevista de seleção; II - comprometer-se a cumprir as determinações previstas nesta Norma; III - preservar o sigilo das informações a que tiver acesso; e IV - apresentar relatórios ao titular da sua unidade organizacional, trimestral e final, sobre o desempenho das tarefas que lhe forem cometidas. 2º Caberá ao titular da CGEP a assinatura do Termo de Compromisso de Estágio, o qual deverá ser emitido pela instituição de ensino, oficial ou particular, ou pelo agente de integração conveniado ou contratado pelo MinC, conforme a legislação vigente; 3º As unidades organizacionais do MinC que receberem estagiários, dentro das condições específicas desta Norma, serão responsáveis pela sua necessária orientação profissional, incumbindo-os de atividades inerentes à sua área de formação, por meio da participação em serviços, programas, planos e projetos. 4º Atuará como Supervisor de Estágio o titular de cada unidade organizacional do MinC ou um profissional por ele designado, desde que possua escolaridade superior ao do estagiário, a quem deve se reportar o mesmo. 5º O número de estagiários não poderá ser superior a 20% (vinte por cento) do total da lotação aprovada para as categorias de nível superior e a 0% (dez por cento) para as de nível médio do MinC. 6º Nos termos do art 9 da Portaria MP n 08, de 23 de janeiro de 200, em caráter excepcional, os limites de que trata o 5º deste artigo poderão ser alterados pelo Secretário de Recursos Humanos do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão - MP. 7º Do quantitativo de estagiários estabelecido na forma dos parágrafos 5º e 6º deste artigo serão reservados cinco por cento das vagas para estudantes portadores de deficiência. Art. 6º O estágio terá duração mínima de 0 (um) e máxima de 04 (quatro) semestres, sendo a jornada de realização do estágio de 04 (quatro), de 06(seis) ou 8 (oito) horas diárias, compatível com o horário escolar, totalizando 20 (vinte), 30(trinta) ou 40 (quarenta) horas semanais, respectivamente. Parágrafo único. A comprovação de freqüência ao estágio dar-se-á mediante registro diário sob responsabilidade do supervisor do estagiário e fiscalização da CGEP/DGI. Art. 7º A Bolsa de Estágio será paga mediante comprovação da freqüência, descontados os dias de faltas não justificadas e a parcela de remuneração diária proporcional aos atrasos e às saídas antecipadas, salvo na hipótese de compensação de horário, esta até o mês subseqüente ao da ocorrência e mediante prévia e expressa autorização do Supervisor de Estágio. º A Bolsa de Estágio será suspensa na data do desligamento do estagiário. 2º O estagiário perceberá a título de Bolsa de Estágio, pela jornada de trabalho de, no mínimo, 20(vinte) horas semanais, os valores são os estabelecidos pela Portaria MP nº 08/200, constantes da tabela (Anexo ); Art. 8º Cabe à CGEP/DGI coordenar o Programa de Estágio Curricular, e especialmente: I - levantar as oportunidades de estágio nas diversas unidades organizacionais do MinC, elaborando e mantendo atualizado quadro demonstrativo de vagas; II - articular-se com as instituições de ensino ou agentes de integração para viabilização do Programa; III - elaborar a minuta dos convênios ou contratos a serem firmados para a viabilização do Programa; IV - solicitar às instituições de ensino ou aos agentes de integração a indicação de estudantes que preencham os requisitos exigidos para o estágio; V - selecionar os estagiários de acordo com a necessidade das unidades organizacionais solicitantes; VI - controlar a freqüência dos estagiários; VII - prestar informações para o pagamento da Bolsa de Estágio aos estagiários; VIII - receber e controlar o Relatório Trimestral de Estágio e a Avaliação de Desempenho do Estagiário, emitidos pela instituição de ensino, oficial ou particular, ou do agente de integração, conveniado ou contratado pelo MinC; IX - decidir, ouvido o respectivo supervisor de estágio, e tomar providências em relação aos processos de interrupção de estágio; X - comunicar à instituição de ensino ou ao agente de integração, conforme o caso, as rescisões de Termo de Compromisso de Estágio; XI - expedir o Certificado de Estágio; XII - emitir o Relatório de Estágio Curricular; XIII - planejar e executar ações de treinamento dos estagiários; e XIV - informar periodicamente no Sistema Integrado de Administração de Recursos Humanos - SIAPE, ou ao sistema próprio do MinC de administração de recursos humanos se for o caso, o número total de estagiários do Programa. Art. 9º Cabe à instituição de ensino ou ao agente de integração conveniado ou contratado: I - recrutar e indicar os estudantes que preencham os requisitos exigidos para o estágio; II - providenciar seguro de acidentes pessoais em favor dos estagiários; III - providenciar o pagamento da Bolsa Estágio aos estagiários; e IV - acompanhar, em conjunto com a CGEP/DGI do MinC, o Programa de Estágio Curricular, por meio de relatórios dos estagiários. Parágrafo único. As disposições deste artigo devem, necessária e expressamente, constar dos respectivos instrumentos de convênio ou contrato. Art. 0. Cabe ao Supervisor do Estágio: I - preencher o formulário Solicitação de Contratação de Estagiário e enviá-lo à CGEP/DGI (Anexo 2); II - receber o estagiário, apresentado-o à equipe e orientando-o quanto às competências e responsabilidades da área; III - estabelecer com o estagiário o seu Plano de Trabalho, identificando as atividades a serem desenvolvidas, de acordo com sua área profissional; IV - apurar diariamente a freqüência do estagiário e encaminhar, mensalmente, à CGEP/DGI, o formulário Registro de Freqüência do Estagiário (Anexo 3); V - avaliar, trimestralmente e ao final do estágio, o desempenho do estagiário, mediante o preenchimento do formulário Avaliação de Desempenho de Estagiário; e VI - propor à DGI o desligamento do estagiário, quando for o caso, mediante o formulário Avaliação Final e Termo de Desligamento de Estágio (Anexo 4). Art.. Cabe ao estagiário: I - cumprir as instruções previstas para o Programa de Estágio Curricular, explicitadas no Termo de Compromisso assinado; II - preencher e manter atualizado o formulário Informações Cadastrais de Estagiários; III - comparecer diariamente ao local de estágio; IV - preencher e encaminhar à instituição de ensino, oficial ou particular, ou ao agente de integração, conveniado ou contratado pelo MinC, ao final do trimestre, o Relatório Trimestral de Estágio, com a anuência de seu supervisor; V - comparecer ao órgão de Coordenação do Programa de Estágio no MinC (Coordenação de Desenvolvimento de Pessoas - CDPE) quando da interrupção ou conclusão do mesmo; VI - portar-se adequadamente no ambiente de estágio, obedecendo às mesmas regras disciplinares aplicáveis aos servidores do MinC; e VII - solicitar à instituição de ensino, oficial ou particular, ou ao agente de integração, conveniado ou contratado pelo MinC, o Relatório Trimestral de Estágio e encaminhá-lo à CDPE/CGEP/DGI para controle e avaliação. Art. 2. O desligamento do estagiário ocorrerá automaticamente ao término do estágio, ou durante sua realização quando: I - for constatado rendimento insatisfatório, com base em avaliação do estágio, se decorrido no mínimo /3 (um terço) da duração prevista; II - houver quebra de sigilo de informações a que tenha acesso; III - pelo não comparecimento, sem motivo justificado, por mais de 05 (cinco) dias, consecutivos ou não, no período de um mês, ou por 30 (trinta) dias durante todo o período do estágio; IV - solicitado pelo estagiário; V - houver descumprimento das normas estabelecidas para a realização de estágio, assumidas quando da assinatura do Termo de Compromisso; VI - por interesse do MinC; e VII - pela interrupção do curso na instituição de ensino a que pertença o estagiário. Art. 3. O estagiário que concluir com aproveitamento o estágio fará jus ao Certificado de Estágio, pelo período correspondente. Art. 4. O estágio não cria vínculo empregatício de qualquer natureza com o MinC, conforme art. 6º do Decreto de 8 de agosto de 982. Parágrafo único O estagiário não terá direito a receber diárias, vale-transporte, auxílio-alimentação ou benefício de assistência à saúde, salvo se norma superior vier a dispor em contrário. Art.5. O recrutamento de estagiários e a concessão de Bolsa Estágio dependerão de prévia e suficiente dotação orçamentária e financeira. Art.6. Os servidores públicos estudantes, inclusive os do MinC, poderão realizar estágio nos termos desta Norma, sem direito à Bolsa Estágio e desde que, autorizados pelas respectivas gerências, cumpram o mínimo de 20(vinte) horas semanais de trabalho na sua unidade funcional de lotação ou de exercício. Parágrafo único. O disposto neste artigo não se aplica aos servidores públicos em exercício de cargos comissionados. <!ID >PORTARIA N GILBERTO GIL MOREIRA o - 234, DE 20 DE DEZEMBRO DE 2005 Dispõe sobre a descentralização de recursos orçamentários do Ministério da Cultura em favor da Fundação Universidade Federal de São Carlos, para execução do Projeto construção de uma sala de ensaio para a Orquestra Experimental da Universidade Federal de São Carlos/SP. O Ministro de Estado da Cultura e o Reitor da Fundação Universidade Federal de São Carlos, no uso de suas atribuições legais e regulamentares e em conformidade com o disposto nos artigos 2º e, do Decreto-Lei nº 200, de 25 de fevereiro de 967, e com o artigo 27, da Lei nº 0.683, de 28 de maio de 2003, Lei 8.33/9 e IN/STN/Nº 0/97, resolvem: Art. º - Estabelecer cooperação orçamentária e financeira entre o Ministério da Cultura - MINC e a Fundação Universidade Federal de São Carlos, objetivando a execução do Projeto construção de uma sala de ensaio para a Orquestra Experimental da Universidade Federal de São Carlos/SP, conforme Plano de Trabalho aprovado, que faz parte integrante da presente Portaria, independentemente de transcrição, conforme consta do processo nº / Art. 2º- O Ministério da Cultura efetivará a descentralização dos recursos orçamentários e financeiros, no valor de R$ ,00 (duzentos mil reais), oriundos do Ministério da Cultura em favor da Fundação Universidade Federal de São Carlos, destinados a cumprir o objeto estabelecido no Plano de Trabalho aprovado. Art. 3º- Os recursos referidos no Artigo anterior correrão à conta de dotação consignada na Lei Orçamentária Anual vigente (LDO), no Programa de Trabalho Fomento a Projetos de Arte e Cultura, descentralizados por meio da Nota de Crédito nº 2005NC00002, de 28//2005, e os recursos financeiros liberados em conformidade com o cronograma de desembolso constante do processo. Art. 4º- O Ministério da Cultura acompanhará a aplicação dos recursos, visando a sua correta e regular utilização, na qualidade de órgão responsável pela descentralização dos recursos. Art. 5º - O período de execução do objeto observará o prazo estabelecido no Plano de Trabalho, sendo que, esse período poderá ser alterado através de reformulação do Plano de Trabalho aprovado, mediante proposta do convenente, devidamente justificada, a ser apresentada em prazo mínimo de 20 dias, antes do término do prazo previsto para execução, e os valores porventura não empenhados no corrente exercício, terão seus saldos anulados até 3/2/2005. Parágrafo Único. O Ministério fica obrigado a prorrogar "de ofício" o prazo de execução estabelecido no Plano de Trabalho, quando houver atraso na liberação dos recursos, limitada a prorrogação ao exato período do atraso verificado. Art. 6º - À Fundação Universidade Federal de São Carlos, como órgão executor, compete: I - executar as atividades em estrita observância à legislação específica; II - manter registros atualizados e documentos comprobatórios organizados, visando a oportuna preparação de demonstrações financeiras; III - apresentar anualmente ao Ministério relatório consolidado da utilização dos recursos descentralizados nos termos desta Portaria. Parágrafo Único. Apenas em relação ao Ministério da Cultura, os documentos referidos nos Incisos II e III deste artigo, suprirão a prestação de contas referente à utilização dos recursos por parte da Fundação Universidade Federal de São Carlos, sem prejuízo de outras comprovações que sejam solicitadas pelo Ministério da Cultura. Art. 7º - Esta portaria entra em vigor na data de sua publicação. GILBERTO PASSOS GIL MOREIRA Ministro de Estado da Cultura OSWALDO BAPTISTA DUARTE FILHO Reitor da Fundação Universidade Federal de São Carlos

14 <!ID > PORTARIA 4 ISSN Nº 245, quinta-feira, 22 de dezembro de 2005 SECRETARIA EXECUTIVA 56, DE 2 DE DEZEMBRO DE 2005 O SECRETÁRIO EXECUTIVO DO MINISTÉRIO DA CULTURA, no uso de suas atribuições legais, e em cumprimento ao disposto no 6º do artigo 9 da Lei n.º 833, de 23 de dezembro de 99, resolve: Art..o - Aprovar projetos culturais, relacionados nos anexos I e II à esta Portaria, para os quais os proponentes ficam autorizados a captar recursos, mediante doações ou patrocínios, na forma prevista, respectivamente, no º do artigo 8 e no artigo 26 da Lei n.º 8.33, de 23 de dezembro de 99, alterada pela Lei n.º 9.874, de 23 de novembro de 999. Art. 2.o - Esta portaria entra em vigor na data de sua publicação. JOÃO LUIZ SILVA FERREIRA ANEXO I ÁREA: ARTE CÊNICAS - (ART.8, º) Teatro nas Escolas Direção Cultura Produções e Eventos Ltda. CNPJ/CPF: /000-2 Processo: /05-50 SP - Campinas Valor do Apoio R$: ,00 Prazo de Captação: 22/2/2005 a 3/2/ Doutores da Alegria - Plano Anual Com a Palavra o Palhaço Doutores da Alegria - Arte, Formação e Desenvolvimento CNPJ/CPF: / Processo: /05-96 SP - São Paulo Valor do Apoio R$: ,08 Prazo de Captação: 22/2/2005 a 3/2/ Cada um com seus pobrema M&G Ricca Produções Artísticas Ltda. CNPJ/CPF: / Processo: /05-3 SP - São Paulo Valor do Apoio R$: ,00 Prazo de Captação: 22/2/2005 a 3/2/ Arte Teatral: Um Espetáculo do Grupo Primavera Grupo Primavera CNPJ/CPF: /000-0 Processo: /05-3 SP - Campinas Valor do Apoio R$: ,70 Prazo de Captação: 22/2/2005 a 3/2/ Evangelho segundo Jesus Cristo (O) Sol Produções Artísticas Ltda. CNPJ/CPF: /000-8 Processo: /05-0 SP - São Paulo Valor do Apoio R$: ,00 Prazo de Captação: 22/2/2005 a 3/2/ A selva sonora de Krishna Pablo Patrick Ornelas Botão CNPJ/CPF: Processo: /05-6 DF - Brasília Valor do Apoio R$: 6.297,00 Prazo de Captação: 22/2/2005 a 3/2/ Cidadania em Cena - Arrastão da Saúde - Recife - Pernambuco Secco Assessoria Empresarial S/C Ltda. CNPJ/CPF: / Processo: /05-72 SP - Santa Isabel Valor do Apoio R$: ,00 Prazo de Captação: 22/2/2005 a 3/2/ Cidadania em cena - Uma história especial Secco Assessoria Empresarial S/C Ltda. CNPJ/CPF: / Processo: /05-92 SP - Santa Isabel Valor do Apoio R$: ,0 Prazo de Captação: 22/2/2005 a 3/2/ Sonho Roberto Araújo Siqueira júnior CNPJ/CPF: Processo: /05-7 RJ - Rio de Janeiro Valor do Apoio R$: ,00 Prazo de Captação: 22/2/2005 a 3/2/2005 ÁREA: 3 MÚSICA INSTRUMENTAL/ERUDITA - (ART.8, º) Banda Filarmônica de Santa Rosa de Viterbo Fundação Cultural de Santa Rosa de Viterbo CNPJ/CPF: / Processo: /05-46 SP - Santa Rosa de Viterbo Valor do Apoio R$: ,00 Prazo de Captação: 22/2/2005 a 3/2/ Curso Internacional Scala de Música ( 7º ) Sociedade Cultural Ad Libitum CNPJ/CPF: / Processo: /05-8 MG - Juiz de Fora Valor do Apoio R$: ,24 Prazo de Captação: 22/2/2005 a 3/2/ Unidades do Projeto Garoto Cidadão Fundação CSN para o Desenvolvimento Social e a Construção da Cidadania. CNPJ/CPF: / Processo: /05-93 RJ - Volta Redonda Valor do Apoio R$: ,00 Prazo de Captação: 22/2/2005 a 3/2/ Festival de Música de Câmara do Vale do Salgado (I) Associação Artística de Concertos do Ceará CNPJ/CPF: /000-8 Processo: /05-45 CE - Fortaleza Valor do Apoio R$: 630.8,28 Prazo de Captação: 22/2/2005 a 3/2/ Concertos Fundação Maria Luisa e Oscar Americano Interarte Produções Artísticas S/C Ltda CNPJ/CPF: / Processo: /05-0 SP - São Paulo Valor do Apoio R$: ,77 Prazo de Captação: 22/2/2005 a 3/2/ Concertos Internacionais Circuito do Ouro - Primeira Edição Associação Pró-Cultura Palácio das Artes - APPA CNPJ/CPF: / Processo: /05-74 MG - Belo Horizonte Valor do Apoio R$: ,00 Prazo de Captação: 22/2/2005 a 3/2/2005 ÁREA: 4 ARTES PLÁSTICAS - (ART. 8) Futebol - Desenho Sobre o Fundo Verde Instituto Cultural Brasil Alemanha/Goethe Institut CNPJ/CPF: / Processo: /05-70 RJ - Rio de Janeiro Valor do Apoio R$: 684.6,57 Prazo de Captação: 22/2/2005 a 3/2/ Trajetórias da Arte Cearense: Francisco Wagner - 30 anos Associação Arte Conjunta - Criação, Produção, Pesquisa e Difusão Cultural CNPJ/CPF: / Processo: /05- CE - Fortaleza Valor do Apoio R$: ,4 Prazo de Captação: 22/2/2005 a 3/2/ AIVD - Exposição do Artista Robert Stadler Instituto Inclusartiz CNPJ/CPF: / Processo: /05-2 RJ - Rio de Janeiro Valor do Apoio R$: ,9 Prazo de Captação: 22/2/2005 a 3/2/ Natal - Arte Contemporânea Espaço Cultural Casa da Ribeira CNPJ/CPF: / Processo: /05-65 RN - Natal Valor do Apoio R$: ,47 Prazo de Captação: 22/2/2005 a 3/2/ Exposição Itinerante - Vitrines da Alma Lahir Pereira Ramos CNPJ/CPF: Processo: /05-4 PR - Curitiba Valor do Apoio R$: ,00 Prazo de Captação: 22/2/2005 a 3/2/ Iniciativa Foto Astronomica Cruzeiro do Sul Instituto de Pesquisa Solar e Ambiental - IPSA CNPJ/CPF: /000-9 Processo: /05-5 RJ - Nova Friburgo Valor do Apoio R$: ,70 Prazo de Captação: 22/2/2005 a 3/2/ Bienal de São Paulo (27ª) - Fase Priliminar Fundação Bienal de São Paulo CNPJ/CPF: / Processo: /05-74 SP - São Paulo Valor do Apoio R$: ,95 Prazo de Captação: 22/2/2005 a 3/2/ Antonio Manuel: Arte/Liberdade Metrópolis Produções Culturais S/C Ltda. CNPJ/CPF: / Processo: /05-20 RJ - Rio de Janeiro Valor do Apoio R$: ,00 Prazo de Captação: 22/2/2005 a 3/2/ Brasil na Copa (O) - Exposição Fotográfica M.Porto S/C Ltda. CNPJ/CPF: / Processo: /05- SP - Cotia Valor do Apoio R$: 352.0,00 Prazo de Captação: 22/2/2005 a 3/2/ Artes Salvando Vidas Rosane Campos de Paula CNPJ/CPF: Processo: /05-9 SP - Ribeirão Preto Valor do Apoio R$: ,00 Prazo de Captação: 22/2/2005 a 3/2/ Arte Italiana da Coleção do MASP na Casa de Cultura FIAT Associação Pró-Cultura Palácio das Artes - APPA CNPJ/CPF: / Processo: /05-3 MG - Belo Horizonte Valor do Apoio R$: ,34 Prazo de Captação: 22/2/2005 a 3/2/ Zoológicos - Exposição de José Carlos Viana B52 Desenvolvimento Cultural Ltda. CNPJ/CPF: / Processo: /05-50 PE - Recife Valor do Apoio R$: 30.93,00 Prazo de Captação: 22/2/2005 a 3/2/ Exposição Fotográfica - Prêmio New Holland de Fotojornalismo 2005 Mano a Mano Produções Artísticas Ltda. CNPJ/CPF: / Processo: /05-63 PR - Curitiba Valor do Apoio R$: ,00 Prazo de Captação: 22/2/2005 a 3/2/2005 ÁREA: 5 PATRIMÔNIO CULTURAL - (ART. 8) Reestruturação da Exposição Itinerante do Museu Sacaca Instituto de Pesquisas Científicas e Tecnológicas do Estado do Amapá - IEPA CNPJ/CPF: / Processo: /05-82 AP - Macapá Valor do Apoio R$: 27.36,00 Prazo de Captação: 22/2/2005 a 3/2/ Restauração da Capela do Senhor Bom Jesus das Flores Museu de Arte Sacra do Carmo/Paróquia do Pilar CNPJ/CPF: / Processo: /05-8 MG - Ouro Preto Valor do Apoio R$: ,20 Prazo de Captação: 22/2/2005 a 3/2/ Projeto de Iluminação Artística: Igreja Matriz de Nossa Senhora das Candeias BYI - Projetos Culturais Ltda. CNPJ/CPF: / Processo: /04-98 BA - Salvador Valor do Apoio R$: ,00 Prazo de Captação: 22/2/2005 a 3/2/ Projeto de Iluminação Artística: Igreja Matriz de Santo Antônio Além do Carmo BYI - Projetos Culturais Ltda. CNPJ/CPF: / Processo: /04-43 BA - Salvador Valor do Apoio R$: ,00 Prazo de Captação: 22/2/2005 a 3/2/ Restauro e Reforma do Teatro Guarany Organização de Desenvolvimento Cultural e Preservação Ambiental - AMA-BRASIL CNPJ/CPF: / Processo: /05-56 SP - São Paulo Valor do Apoio R$: ,73 Prazo de Captação: 22/2/2005 a 3/2/2005

15 <!ID > PORTARIA <!ID > PORTARIA <!ID > PORTARIA Nº 245, quinta-feira, 22 de dezembro de 2005 ISSN Restauro da Igreja de Santo Estanislau Funpar - Fundação da Universidade Federal do Paraná CNPJ/CPF: / Processo: /05-89 PR - Curitiba Valor do Apoio R$: ,04 Prazo de Captação: 22/2/2005 a 3/2/ Artesanato de Reciclagem em Sabará Marcelo Costa CNPJ/CPF: Processo: /05-78 MG - Conceição da Barra de Minas Valor do Apoio R$: ,4 Prazo de Captação: 22/2/2005 a 3/2/ Centro de Memória da Crônica Esportiva Mineira Gabarito Editorial e Consultoria Ltda. CNPJ/CPF: / Processo: /05-5 MG - Belo Horizonte Valor do Apoio R$: ,00 Prazo de Captação: 22/2/2005 a 3/2/2005 ÁREA : 6 HUMANIDADES : LIVROS DE VALOR ARTÍSTICO, LITERÁRIO OU HUMANÍSTICO (ART. 8) Condutores do amanhã Fundação de Incentivo à Produção Artística - FIART CNPJ/CPF: / Processo: /05-9 PR - Curitiba Valor do Apoio R$: ,00 Prazo de Captação: 22/2/2005 a 3/2/ Ditados Populares do Brasil Edvan Antunes de Lima CNPJ/CPF: Processo: /05-0 DF - Brasília Valor do Apoio R$: 90.37,50 Prazo de Captação: 22/2/2005 a 3/2/ Comunidade Yuba - Cultura e Resistência Estúdio Madalena Ltda. CNPJ/CPF: / Processo: /05-0 SP - São Paulo Valor do Apoio R$: 95.42,25 Prazo de Captação: 22/2/2005 a 3/2/ Do Rio a Juiz de Fora Marcos Carrilho Arquitetos S/C Ltda. CNPJ/CPF: / Processo: /05-07 SP - São Paulo Valor do Apoio R$: ,79 Prazo de Captação: 22/2/2005 a 3/2/ História da Propaganda em Uberlândia Maria Rita Resende Martins da Costa CNPJ/CPF: Processo: /05-66 MG - Uberlândia Valor do Apoio R$: ,00 Prazo de Captação: 22/2/2005 a 3/2/2005 ANEXO II ÁREA: 3 MÚSICA EM GERAL - (ART. 26) Consumidor é show 2006 (O) Instituto Brasil Com CNPJ/CPF: / Processo: /05-55 SP - São Paulo Valor do Apoio R$: ,00 Prazo de Captação: 22/2/2005 a 3/2/ Musique Au Musee - Musee de Montmatre e / ou outros Carpex Empreendimentos e Promoções Ltda. CNPJ/CPF: / Processo: /05-37 RJ - Rio de Janeiro Valor do Apoio R$: ,00 Prazo de Captação: 22/2/2005 a 3/2/2005 ÁREA: 5 PATRIMÔNIO CULTURAL - (ART. 26) Museu de Artes e s - Ação Museológica Instituto Cultural Flávio Gutierrez CNPJ/CPF: / Processo: /05-2 MG - Belo Horizonte Valor do Apoio R$:.98.84,0 Prazo de Captação: 22/2/2005 a 3/2/ Folguedos Elizabeth José dos Santos CNPJ/CPF: Processo: /05-6 MG - Belo Horizonte Valor do Apoio R$: ,70 Prazo de Captação: 22/2/2005 a 3/2/ Paço da Misericórdia - Centro de Artes e Fazeres de Ouro Preto Agência de Desenvolvimento de Ouro Preto - ADOP CNPJ/CPF: /000-3 Processo: /05-07 MG - Ouro Preto Valor do Apoio R$: ,00 Prazo de Captação: 22/2/2005 a 3/2/ Patrimônio Histórico Cultural da UFRGS - Instituto Eletrotécnico - Fase III Fundação de Apoio da Universidade Federal do Rio Grande do Sul - FA U R G S CNPJ/CPF: / Processo: /05-40 RS - Porto Alegre Valor do Apoio R$: ,36 Prazo de Captação: 22/2/2005 a 3/2/ Patrimônio Histórico Cultural da UFRGS - Instituto Parobé - Fase III Fundação de Apoio da Universidade Federal do Rio Grande do Sul - FA U R G S CNPJ/CPF: / Processo: /05-3 RS - Porto Alegre Valor do Apoio R$: ,9 Prazo de Captação: 22/2/2005 a 3/2/ Patrimônio Histórico Cultural da UFRGS - Faculdade de Medicina - Fase III Fundação de Apoio da Universidade Federal do Rio Grande do Sul - FA U R G S CNPJ/CPF: / Processo: /05-6 RS - Porto Alegre Valor do Apoio R$: ,98 Prazo de Captação: 22/2/2005 a 3/2/ Patrimônio Histórico Cultural da UFRGS - Instituto de Química - Fase III Fundação de Apoio da Universidade Federal do Rio Grande do Sul - FAURGS CNPJ/CPF: / Processo: /05-4 RS - Porto Alegre Valor do Apoio R$: ,50 Prazo de Captação: 22/2/2005 a 3/2/2005 ÁREA : 6 HUMANIDADES - (ART26) Bienal do Livro da Bahia ( VII ) Fagga Eventos Internacionais Ltda. CNPJ/CPF: / Processo: /04-47 BA - Salvador Valor do Apoio R$: ,00 Prazo de Captação: 22/2/2005 a 3/2/2005 ÁREA: 7 ARTES INTEGRADAS - (ART. 26) Palmas Folia 2005 Eventus Shows e Publicidade Ltda. CNPJ/CPF: / Processo: /05-69 TO - Araguaina Valor do Apoio R$: ,00 Prazo de Captação: 22/2/2005 a 3/2/ , DE 2 DE DEZEMBRO DE 2005 O SECRETÁRIO EXECUTIVO DO MINISTÉRIO DA CULTURA, no uso de suas atribuições legais, e em cumprimento ao disposto no 6º do artigo 9 da Lei n.º 833, de 23 de dezembro de 99, resolve: Art..o - Aprovar a complementação de Valor em favor dos projetos culturais relacionados nos anexos I e II a esta Portaria, para os quais os proponentes ficam autorizados a captar recursos, mediante doações ou patrocínios, na forma prevista, respectivamente, no º do Artigo 8 e no Artigo 26 da Lei n.º 8.33, de 23 de dezembro de 99, alterada pela Lei n.º 9.874, de 23 de novembro de 999. Art. 2º - Esta portaria entra em vigor na data de sua publicação. JOÃO LUIZ SILVA FERREIRA ANEXO I ÁREA: ARTE CÊNICAS - (ART.8, º) Brasil Planeta Produções e Promoções Artísticas CNPJ/CPF: / MG - Ouro Preto Valor Complementar em R$: ,00 ÁREA : 6 HUMANIDADES : LIVROS DE VALOR ARTÍSTICO, LITERÁRIO OU HUMANÍSTICO (ART. 8) Os Quatro Elementos - Ar Anne Raquel Carneiro Sampaio CNPJ/CPF: RJ - Teresópolis Valor Complementar em R$: ,05 ANEXO II ÁREA: 7 ARTES INTEGRADAS - (ART. 26) Espaço Cultural Itinerante Parque das Árvores Queimadas - Brasil em Transe Cabincla - Casa Baiana Para Integração Cultural Latino Americana CNPJ/CPF: / BA - Salvador Valor Complementar em R$: 2.332,85 563, DE 2 DE DEZEMBRO DE 2005 O SECRETÁRIO EXECUTIVO DO MINISTÉRIO DA CULTURA, no uso de suas atribuições legais, e em cumprimento ao disposto no 6º do artigo 9 da Lei n.º 833, de 23 de dezembro de 99, resolve: Art..o - Prorrogar o prazo de captação de recursos do projeto cultural, relacionado no anexo à esta Portaria, para o qual o proponente fica autorizado a captar recursos, mediante doações ou patrocínios, na forma prevista no º do artigo 8 da Lei n.º 8.33, de 23 de dezembro de 99, alterada pela Lei n.º 9.874, de 23 de novembro de 999. Art. 2º - Esta portaria entra em vigor na data de sua publicação. JOÃO LUIZ SILVA FERREIRA ANEXO ÁREA: ARTE CÊNICAS - (ART.8, º) Festival de Teatro de Bonecos de Porto Velho - FESTBON Centro de Teatro de Bonecos de Porto Velho - CTB/RO CNPJ/CPF: / RO - Porto Velho Período de captação: 0/0/2005 a 3/2/2005 ÁREA: 3 MÚSICA INSTRUMENTAL/ERUDITA - (ART.8, º) Alma Barroca Reedição do CD Maria Aparecida de Oliveira Bragança CNPJ/CPF: MG - Belo Horizonte Período de captação: 0/08/2005 a 3/2/ , DE 2 DE DEZEMBRO DE 2005 O SECRETÁRIO EXECUTIVO DO MINISTÉRIO DA CULTURA, no uso de suas atribuições legais, e em cumprimento ao disposto no 6º do artigo 9 da Lei n.º 833, de 23 de dezembro de 99, resolve: Art..o - Aprovar a Redução de Valor em favor do projeto cultural relacionado no anexo a esta Portaria, para o qual o proponente fica autorizado a captar recursos, mediante doações ou patrocínios, na forma prevista no º do artigo 8 da Lei n.º 8.33, de 23 de dezembro de 99, alterada pela Lei n.º 9.874, de 23 de novembro de 999. Art. 2º - Esta portaria entra em vigor na data de sua publicação. JOÃO LUIZ SILVA FERREIRA ANEXO ÁREA: ARTE CÊNICAS - (ART.8, º) Prêmio Funarte de Teatro Myriam Muniz - Grupo IV Associação Cultural da Funarte CNPJ/CPF: / RJ - Rio de Janeiro Valor reduzido em R$: , Prêmio Funarte de Dança Klauss Vianna - Grupo I Associação Cultural da Funarte CNPJ/CPF: / RJ - Rio de Janeiro Valor reduzido em R$: , Prêmio Funarte de Dança Klauss Vianna-Grupo IV Associação Cultural da Funarte CNPJ/CPF: / RJ - Rio de Janeiro Valor reduzido em R$: ,00

16 <!ID > PORTARIA <!ID > PORTARIA <!ID5259-0> DELIBERAÇÃO <!ID5260-0> DELIBERAÇÃO <!ID5288-0> <!ID5878-0> PORTARIA 6 ISSN Nº 245, quinta-feira, 22 de dezembro de Prêmio Funarte de Dança Klauss Vianna-Grupo V Associação Cultural da Funarte CNPJ/CPF: / RJ - Rio de Janeiro Valor reduzido em R$: , Prêmio Funarte de Teatro Myriam Muniz-Grupo V Associação Cultural da Funarte CNPJ/CPF: / RJ - Rio de Janeiro Valor reduzido em R$: , Temporada de Dança Dell Arte Dell Arte Promoções Artísticas S/C Ltda. CNPJ/CPF: / RJ - Rio de Janeiro Valor reduzido em R$: ,00 565, DE 2 DE DEZEMBRO DE 2005 O SECRETÁRIO EXECUTIVO DO MINISTÉRIO DA CULTURA, no uso de suas atribuições legais, e em cumprimento ao disposto na Lei nº 8.33, de 23 de dezembro de 99, Decreto nº.494, de 7 de maio de 995, Medida Provisória nº , de 06 de setembro de 200, alterada pela Lei nº de 3 de maio de 2002 e Portaria nº 500, de 8 de dezembro de 998, resolve: Art. º Aprovar ad-referendum o projeto audiovisual, relacionado abaixo, para o qual o proponente fica autorizado a captar recurso, mediante doações ou patrocínios, nos termos do Art. 8 da Lei nº 8.33, de 23 de dezembro de 99, com a redação dada pelo Art. 53, alínea f, da Medida Provisória nº , de 6 de setembro de 200. Art. 2º Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação. JOÃO LUIZ SILVA FERREIRA ANEXO Museu Clube da Esquina - Fase 2 Associação dos Amigos do Museu Clube da Esquina CNPJ/CPF: / Processo: /05-59 MG -Belo Horizonte Valor do Apoio R$: ,00 Prazo de Captação:8/2/2005 a 3/2/ , DE 2 DE DEZEMBRO DE 2005 O SECRETÁRIO EXECUTIVO DO MINISTÉRIO DA CULTURA, no uso de suas atribuições legais, e em cumprimento ao disposto no 6º do artigo 9 da Lei n.º 833, de 23 de dezembro de 99, resolve: Art..o - Aprovar projetos culturais, relacionados nos anexos I e II à esta Portaria, para os quais os proponentes ficam autorizados a captar recursos, mediante doações ou patrocínios, na forma prevista, respectivamente, no º do artigo 8 e no artigo 26 da Lei n.º 8.33, de 23 de dezembro de 99, alterada pela Lei n.º 9.874, de 23 de novembro de 999. Art. 2.o - Esta portaria entra em vigor na data de sua publicação. JOÃO LUIZ SILVA FERREIRA ANEXO I ÁREA: ARTE CÊNICAS - (ART.8, º) Orquestra Petrobrás Sinfônica - Temporada 2006 Associação Orquestra Pró Música do Rio de Janeiro CNPJ/CPF: / Processo: /05-05 RJ - Rio de Janeiro Valor do Apoio R$: ,00 Prazo de Captação: 2/2/2005 a 3/2/2005 Area: 7 Artes Integradas (ART.8, º) Mostra Nacional de Cultura Popular Associação de Promotores Culturais Independentes - Rede Brasil CNPJ/CPF: / Processo: /05-94 SP - São Paulo Valor do Apoio R$: ,84 Prazo de Captação: 22/2/2005 a 3/2/2005 ANEXO II ÁREA: 5 PATRINÔMIO CULTURAL - (ART.26) Conclusão da Restauração da Igreja de Sant'Ana Fundação Instituto para o Desenvolvimento da Amazônia - Fidesa CNPJ/CPF: / Processo: /05-48 PA - Belém Valor do Apoio R$: ,93 Prazo de Captação: 22/2/2005 a 3/2/2005 AGÊNCIA NACIONAL DO CINEMA 32, DE 2 DE DEZEMBRO DE 2005 O DIRETOR-PRESIDENTE da ANCINE, no uso das atribuições legais conferidas pela Resolução de Diretoria Colegiada nº 04, de 25 de fevereiro de 2003, e em cumprimento ao disposto na Lei nº 8.33, de 23 de dezembro de 99, Lei nº 8.685, de 20 de julho de 993, Medida Provisória nº , de 06 de setembro de 200, alterada pela Lei nº 0.454, de 3 de maio de 2002, e Decreto nº 4.456, de 04 de novembro de 2002, delibera: Art. º - Aprovar o projeto audiovisual relacionado abaixo, para o qual a proponente fica autorizada a captar recursos mediante doações ou patrocínios na forma prevista nos Arts. 25 e 26 da Lei nº 8.33/ Os Herdeiros de Vargas - O Filme Processo: / Proponente: Filmz Produção Audiovisual Ltda. Cidade/UF: Rio de Janeiro / RJ CNPJ: /000-44' Valor total do orçamento aprovado: R$ ,00 Valor Aprovado na Lei nº 8.33/9: R$ ,00 Banco: 00- Agência : Conta Corrente: Período de captação: até 3/2/2005. Aprovado na RDC nº. 60, realizada em 06/2/2005. Art. 2º - Aprovar o projeto audiovisual relacionado abaixo, para o qual a proponente fica autorizada a captar recursos através do Art. 39, inciso X, Medida Provisória nº , de 06 de setembro de 200, introduzido pelo art. 4 da Lei nº de 3 de maio de Patrulha Nick º Semestre Processo: / Proponente: GW São Paulo Comunicação S/A Cidade / UF: São Paulo / SP CNPJ: /000-9 Valor total do orçamento aprovado: 85.8,8 Valor aprovado no Artigo 39 da MP 2.228/0: 76.03,65 Banco: 00 - Agência: Conta Corrente: Período de captação: até 3/2/2005. Aprovado na RDC nº. 60, realizada em 06/2/2005. Art. 3º - Esta Deliberação entra em vigor na data de sua publicação GUSTAVO DAHL RETIFICAÇÃO Retificar os termos da Deliberação nº 308, de 5 de dezembro de 2005, publicada no D.O.U. nº 24, de 6 de dezembro de 2005, Seção, página 73, em relação ao projeto A Inesperada Visita do Imperador, para considerar o seguinte: onde se lê Valor Aprovado no Artigo º da Lei nº 8.685/93: de R$ ,97 para R$ ,97.Banco: 00- Agência: Conta Corrente: , LEIA-SE Valor Aprovado no Artigo º da Lei nº 8.685/93: de R$ ,97 para R$ ,97 Banco: 00- Agência: Conta Corrente: SUPERINTENDÊNCIA DE DESENVOLVIMENTO INDUSTRIAL 33, DE 2 DE DEZEMBRO DE 2005 O SUPERINTENDENTE DE DESENVOLVIMENTO IN- DUSTRIAL da ANCINE, no uso das atribuições legais conferidas pela Portaria nº de 28 de janeiro de 2005 e em cumprimento ao disposto na Lei nº 8.33, de 23 de dezembro de 99, Lei nº 8.685, de 20 de julho de 993, Medida Provisória nº , de 06 de setembro de 200, alterada pela Lei nº 0.454, de 3 de maio de 2002, e Decreto nº 4.456, de 04 de novembro de 2002, delibera: Art º - Aprovar o remanejamento do projeto audiovisual relacionado abaixo, para o qual a proponente fica autorizada a captar recursos através da comercialização de Certificados de Investimento e da formalização de contratos de co-produção nos termos dos Arts. º e 3º da Lei nº 8.685/93 e mediante doações ou patrocínios, na forma prevista nos Arts. 25 e 26 da Lei nº 8.33/ Aborto Legal Processo: /2005 Proponente: Olhos de Cão Produções Cinematográficas Ltda ME Cidade/UF: Rio de Janeiro/RJ CNPJ: / Valor total do orçamento aprovado: R$ ,25 Valor Aprovado no Artigo º da Lei nº 8.685/93: de R$ ,89 para R$ ,89. Banco: 00- Agência: Conta Corrente: Valor Aprovado no Artigo 3º da Lei nº 8.685/93: de R$ 0,00 para R$ ,00 Banco: 00- Agência: Conta Corrente: Valor Aprovado na Lei nº 8.33/9:R$ ,00 Banco: 00- Agência: Conta Corrente: x Período de captação: até 3/2/2005. Art. 2º - Esta Deliberação entra em vigor na data de sua publicação. LUIZ FERNANDO NOEL DE SOUZA FUNDAÇÃO BIBLIOTECA NACIONAL o - 74, DE 9 DE DEZEMBRO DE 2005 <!ID502-0>PORTARIA N A DIRETORA EXECUTIVA DA FUNDAÇÃO BIBLIO- TECA NACIONAL, no uso das atribuições que lhe são conferidas pela Portaria nº 6 de 09 de dezembro de 2005, publicada no Diário Oficial da União em 2 de dezembro de 2005, resolve: - Instituir o PRÊMIO LITERÁRIO FUNDAÇÃO BIBLIO- TECA NACIONAL, em sete categorias literárias diferenciadas, com a finalidade de premiar autores brasileiros que se destacaram no ano de Contemplar o autor ou autores de obras selecionadas com prêmios, na forma e condição estabelecidas no respectivo regulamento. 3- Aprovar o Edital que regulamenta o referido prêmio, anexo a esta Portaria. 4- A premiação das obras será produto de Comissão Julgadora constituída de três membros cada uma, escolhidos conforme sua especificidade profissional, incluindo críticos literários, professores universitários, personalidades destacadas no meio literário do país. 5- Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação. CELIA MARIA DE A. MATTOS PORTELLA FUNDAÇÃO NACIONAL DE ARTES 75, DE 6 DE DEZEMBRO DE 2005 O Presidente da Fundação Nacional de Artes - FUNARTE, no uso de suas atribuições que lhe confere o inciso V, Artigo 4 do Estatuto aprovado pelo Decreto nº de 07/04/2004, publicado no DOU de 08/04/2004, resolve: I - Tornar público o presente Edital tem por objetivo estabelecer o regulamento de inscrições, seleção dos participantes e o funcionamento do projeto PAUTA FUNARTE DE MÚSICA BRA- SILEIRA, que tem como finalidade a ocupação da Sala Funarte Sidney Miller (localizada à Rua da Imprensa, nº 6/térreo - Centro) com espetáculos musicais a serem realizados no período de abril a novembro de DA HABILITAÇÃO Art. º Estão aptos a se inscrever os cantores, instrumentistas e grupos musicais que apresentem trabalhos no âmbito da música popular brasileira, em toda a sua diversidade. Art. 2º As inscrições serão realizadas em nome de pessoas físicas ou de pessoa jurídica com procuração do artista ou grupo, se for o caso, credenciando a empresa/produtora a representa-lo junto à este Edital de Seleção. Art. 3º Podem participar do processo seletivo músicos - cantores e/ou instrumentistas, portadores de registro profissional e em dia com a anuidade da Ordem dos Músicos do Brasil e com a Contribuição Sindical ; DA INSCRIÇÃO Art. 4º A inscrição deverá ser feita pelo próprio candidato ou por procuração, no período de 22 de dezembro de 2005 até 06 de fevereiro de Só serão aceitos os materiais de inscrição que contiverem os seguintes documentos: I - Ficha de inscrição (em anexo no folder ou disponível no site devidamente preenchida e assinada pelo candidato - a ficha também poderá ser retirada no posto de inscrição para a PAUTA FUNARTE DE MÚSICA BRASILEIRA, localizado na Sala Funarte Sidney Miller (Rua da Imprensa, nº 6/térreo - Centro - Rio de Janeiro - RJ); II - Quatro CDs claramente identificados de igual teor contendo gravações de no mínimo 6 (seis) músicas interpretadas pelo candidato - o material sonoro que estiver inaudível ou identificado de forma confusa impedirá a avaliação por parte do júri; III - Quatro cópias da sinopse do show (formação da banda e breve descrição do espetáculo) - no máximo lauda; IV - Cópia autenticada de procuração firmada em cartório, caso a ficha de inscrição seja assinada por um produtor ou procurador do candidato; V - Pedimos que não sejam incluídos na inscrição: DVDs, fotos de divulgação, pôsteres, clipping ou qualquer outro material não solicitado neste Edital. As informações necessárias à divulgação serão solicitadas após a seleção. VI - O material de inscrição dos artistas não-selecionados ficará à disposição para devolução aos mesmos até 2º de maio de Após esse prazo, a FUNARTE reserva-se o direito de decidir sobre a sua destinação. Art. 5º Todo o material deverá ser apresentado em um único volume lacrado e identificado com os dizeres PAUTA FUNARTE DE MÚSICA BRASILEIRA - INSCRIÇÃO RIO DE JANEIRO, podendo ser entregue pessoalmente no posto de inscrição do projeto, na Sala Funarte Sidney Miller (localizada à Rua da Imprensa, nº 6/térreo - Centro - Rio de Janeiro), de segunda a quinta-feira, no horário das h às 7h, ou enviado por correio (SEDEX ou carta registrada) com os seguintes dizeres: PAUTA FUNARTE DE MÚ- SICA BRASILEIRA - INSCRIÇÃO RIO DE JANEIRO (Rua São José, nº 50/sobreloja - Centro - Rio de Janeiro - RJ, CEP ), atendendo aos seguintes prazos: I - Os materiais de inscrição enviados por carta registrada deverão ser postados até 20 de janeiro; II - Os materiais de inscrição enviados por SEDEX deverão ser postados até 30 de janeiro. Parágrafo primeiro: Serão desconsideradas as inscrições postadas fora do prazo e aquelas cujo material estiver incompleto.

17 <!ID5945-0> PORTARIA Nº 245, quinta-feira, 22 de dezembro de 2005 ISSN Parágrafo segundo: Outros esclarecimentos a respeito das inscrições podem ser obtidos pelo telefone: XX (2) , de segunda a quinta das :h ás 7h. DA SELEÇÃO Art. 6º A seleção dos inscritos será feita por uma Comissão Julgadora especialmente composta para este fim, integrada por três especialistas em música popular brasileira. Parágrafo único: A decisão da Comissão Julgadora é soberana e sobre o seu resultado não cabem recursos ou esclarecimentos. Art. 7º Serão selecionadas por esta Comissão Julgadora 50 (cinqüenta) atrações - grupos ou artistas individuais - para serem programadas na Sala Funarte Sidney Miller (Rio de Janeiro - RJ), no período de abril a novembro de Parágrafo único: A Comissão levará em conta: I: A qualidade artística dos candidatos; II: A diversidade dos trabalhos apresentados, buscando eleger representantes de vários gêneros e movimentos musicais; III: Detalhamento claro e coerente da proposta (ficha de inscrição); IV: Perspectiva de contribuição ao enriquecimento artístico e cultural da comunidade DA PREMIAÇÃO Art. 8 As atrações (grupos ou indivíduos) selecionadas a partir deste Edital para o projeto PAUTA FUNARTE DE MÚSICA BRASILEIRA receberão por apresentação a quantia bruta de R$.000,00 (hum mil reais). Parágrafo primeiro: O pagamento do Prêmio em nome de Pessoa Física será realizado através de nota contratual ficando sob responsabilidade dos organizadores deste Edital a liberação do show junto aos órgãos competentes. Parágrafo segundo: O pagamento do Prêmio em nome de Pessoa Jurídica será realizado mediante apresentação de Nota Fiscal, ficando a empresa responsável por apresentar em até 72 horas antes da data do show a nota contratual com a liberação do show junto aos órgãos competentes. Parágrafo terceiro: Os premiados sofrerão os descontos previstos na legislação em vigor. DA DOCUMENTAÇÃO Art. 9º Após o resultado, os pré-selecionados serão convocados a encaminhar no prazo a ser comunicado, pessoalmente ou via SEDEX, para o Centro de Música da Funarte, um envelope com os dizeres PAUTA FUNARTE DE MÚSICA BRASILEIRA - PRÉ- SELEÇÃO RIO DE JANEIRO, contendo a seguinte documentação: I - No caso da inscrição Pessoa Física: A - Cópia da carteira de identidade e do CPF; B - Comprovante de residência; C - Cópia do recibo da anuidade da Ordem dos Músicos do Brasil (anuidade 2006); D - Cópia do comprovante de pagamento da Contribuição Sindical de 2006; E - Cópia do registro de inscrição no INSS (contribuinte individual) ou registro no PIS; F - Indicação de conta bancária (cujo titular seja o próprio músico) para fins de pagamento, incluindo o nome e número do banco, o nome e número da agência bancária e o número da conta corrente. G - Roteiro musical para liberação do show junto ao ECAD. II - No caso da inscrição por Pessoa Jurídica: A - Cópia do contrato social e/ou última alteração contratual; B - Cópia do CNPJ; C - Cópia da carteira de identidade e CPF do representante legal da empresa; D - Comprovante de residência; E - Procuração do artista ou grupo, se for o caso, credenciando a empresa/produtora a representa-lo junto à FUNARTE nesta programação, caso não tenha sido feita na inscrição. F - Inscrição no SICAF; G - Indicação de conta bancária da empresa para fins de pagamento,, incluindo o nome e número do banco, o nome e número da agência bancária e o número da conta corrente. H - Roteiro musical para liberação do show junto ao ECAD. III - A não apresentação destes documentos dentro do prazo a ser informado na fase de pré-seleção implicará na desclassificação do candidato e, conseqüentemente, na convocação do próximo préselecionado seguindo a ordem de classificação. VI - Os selecionados ou representantes legais deverão comparecer no local e na data a ser confirmada para assinatura do contrato de ocupação do espaço (ambos os casos) e nota contratual (no caso de pessoa física). DO FUNCIONAMENTO DO PROJETO Art. 0 Cabe ao Centro de Música da Funarte a responsabilidade de organizar e programar a PAUTA FUNARTE DE MÚ- SICA BRASILEIRA. Art. Cada artista ou grupo selecionado terá um total de 2 (dois) dias consecutivos na programação da Sala Funarte Sidney Miller - um show em cada dia - a serem agendados pelo Centro de Música, após consulta ao artista ou grupo (ou representante dos mesmos). Art. 2 Não haverá programação aos sábados, domingos, feriados e segundas-feiras - estas que ficarão à disposição para manutenção de equipamento ou eventos cuja realização for considerada relevante pela Funarte. Art. 3 Todos os shows começarão pontualmente às 8h30m, não cabendo modificação proposta pelos artistas ou grupos. Parágrafo primeiro: Os trabalhos de montagem de equipamento e passagem de som deverão ser feitos na tarde do primeiro dia de apresentação, a partir das 4h. Parágrafo segundo: Todos os shows deverão se adequar ao espaço conforme descrição do Art. 4. Art. 4 A Sala Funarte Sidney Miller é assim caracterizada: palco italiano com 8,28m de largura, 4,90m de profundidade por 3,80m de altura, com 225 lugares, camarim com 02 banheiros, 02 vestiários com cadeiras, espelhos, araras, bebedouro, recuo para apoio, hall de entrada com cadeiras e cafeteria. Art. 5 Relação do equipamento de som e iluminação: SOM: Sistema de PA: 02 Caixas de Som de Sub-Grave, 02Caixas de Som de Médio-Grave, 02Caixas de Som de Média-Alta, 02 Caixas de Som de Alta, 02 Crossover Five-Way, 05 Amplificadores Stereo, 02 Caixas, Sistema de Monitor (08 Vias): 06 Caixas de monitor two-way com x2 e driver,5, 06 Caixas de monitor two-way com x5 e driver,5, 0 Caixa Two-Way com x5 e driver,5, 05 Amplificadores Stereo; Mesa e Periféricos: 0 Mixer Console ( 32 canais de Microfone, 02 canais de linha Stereo, 08 subgrupos, 08 saidas AUX, 02 Stereo Máster, saída Matrix, 04 AUX Send, Phanton, 04 Vias de EQ com pelo menos 03 Paramétricos por canal. ), 0 Cd player, 0 MD Player/Rec, 0 Processador digital de efeitos, 05 Compressores, 06 Equalizadores /3 oitava; Set de microfones: 5 Microfones Shure SM58 Beta, 5 Microfones Shure SM57, 04 Microfones AKG C000, 04 Microfones AKG MD42, 02 Microfones AKG D2, 08 Direct-box, 02 Microfones sem fio Shure SM58 Beta; Backline: 0 Amplificador para contra-baixo, 0Caixa de som com 4x0, 0Caixa de som com x5, 0 Amplificador para guitarra; ILUMINAÇÃO: 0 Mesa de 72 Canais Jands e 60 Canais de rack 2K, 34 lâmpadas Par foco 02, 0 lâmpadas Par foco 05, 08 lâmpadas Par foco 0, 05 refletores Elipsoidal ETC (000 w), 08 refletores Elipsoidal Telem (000 w), 0 refletores PC - plano convexo. Parágrafo único. Qualquer equipamento adicional de som ou luz não incluído nesta relação deverá ser providenciado pela atração selecionada e ficará sob responsabilidade dela, não cabendo ao contratante qualquer responsabilidade sob o mesmo. Art. 6 A Sala Funarte Sidney Miller possui um corpo técnico composto de 0 administrador, 0 assistente de produção, 0 porteiro, 0 técnico de luz, 0 técnico de som e 0 bilheteiro, sendo estes os responsáveis diretos pelo funcionamento do espaço. Art. 7 Os artistas ou grupos selecionados para o projeto PAUTA FUNARTE DE MÚSICA BRASILEIRA não poderão exibir em suas apresentações marcas de seus patrocinadores que sejam concorrentes a Petrobras, empresa patrocinadora deste edital. Art. 8 A produção do projeto PAUTA FUNARTE DE MÚ- SICA BRASILEIRA não se responsabilizará por despesas com hospedagem, refeições, passagens (aéreas ou terrestres), transporte de equipamento e dos artistas, traslados no Rio de Janeiro, alimentação no camarim, locação de equipamentos de som e iluminação adicional, e qualquer outra despesa que não o valor previsto no Art. 8. Art. 9 A atração selecionada impossibilitada de participar da programação não poderá indicar substituto, cabendo esta responsabilidade ao Centro de Música da Funarte, que indicará a atração a ser programada tendo como base a classificação dos inscritos segundo a Comissão Julgadora. DA DIVULGAÇÃO Art. 20 O material para divulgação - isto é: release, fotos e o que mais couber na divulgação dos espetáculos - deverá ser enviado ao projeto PAUTA FUNARTE DE MÚSICA BRASILEIRA, após solicitação por parte do Centro de Música da Funarte, com antecedência de 45 dias em relação às apresentações programadas, ficando a única exceção por conta dos artistas programados no mês de abril, que deverão entregar seu material de divulgação no início do mês de março. DA BILHETERIA Art. 2 Além do valor previsto no artigo 8, o artista ou grupo receberá 80% do valor arrecadado na bilheteria de sua apresentação, tendo o ingresso um preço fixo de R$ 5,00 (cinco reais) referente a entrada inteira e R$ 2,00 (dois reais) preço promocional; I - Os 20% restantes da bilheteria arrecadada serão destinados ao pagamento do ECAD e a despesas com o próprio espaço; II - A produção do projeto PAUTA FUNARTE DE MÚSICA BRASILEIRA se reserva o direito de contar com 30 ingressos por apresentação, que serão destinados à empresa patrocinadora e apoiadores do projeto, promoções e corpo da própria Funarte; III - O artista ou grupo terá direito a 5 (cinco) ingressos por dia de apresentação. DISPOSIÇÕES GERAIS Art. 22 A Comissão de Seleção divulgará o resultado com os nomes dos contemplados no dia 02 de março de A Comissão de Seleção poderá solicitar a prorrogação deste prazo. Parágrafo único: O resultado final será divulgado no Diário Oficial da União e no site da Funarte, Art. 23 O Ministério da Cultura, a Funarte e a empresa patrocinadora do projeto poderão utilizar peças publicitárias, fichas técnicas, material audiovisual, fotografias e áudio dos músicos e grupos musicais selecionados para divulgação do projeto PAUTA FU- NARTE DE MÚSICA BRASILEIRA e dos relatórios de suas atividades, desde já autorizadas pelos selecionados. Os músicos e grupos musicais selecionados permitirão que os shows sejam filmados e/ou fotografados por pessoas designadas pela Funarte, apenas para registro, não podendo veicular este material comercialmente. Art. 24 Os artistas e grupos selecionados se comprometem no ato da assinatura do Termo de Cessão de Uso, a zelar pelo espaço, cumprir o Regulamento Interno da sala - que dispõe sobre a manutenção do espaço e equipamentos e que será disponibilizado aos mesmos quando da assinatura do contrato; Art 25 A realização da inscrição para o projeto PAUTA FUNARTE DE MÚSICA BRASILEIRA expressa a aceitação, de forma irrestrita, às regras do presente Edital. Art. 26 Os casos omissos neste Edital serão resolvidos pelo Centro de Música da FUNARTE. Art. 27 Os recursos para a realização do projeto PAUTA FUNARTE DE MÚSICA BRASILEIRA serão obtidos, por intermédio da Associação Cultural da Funarte, junto a empresa patrocinadora, através da lei nº 8.33/9. Art 28 O projeto proposto neste Edital é uma realização da Funarte em conjunto com o Ministério da Cultura, com o apoio da Associação Cultural da Funarte e patrocínio da Petrobras. II - Esta Portaria entra em vigor a partir da data de sua publicação. ANTONIO CARLOS GRASSI 235, DE 2 DE DEZEMBRO DE 2005 O Presidente da Fundação Nacional de Artes - FUNARTE, no uso de suas atribuições que lhe confere o inciso V, Artigo 4 do Estatuto aprovado pelo Decreto nº de 07/04/2004, publicado no DOU de 08/04/2004, resolve: I - Tornar público o presente Edital tem por objetivo estabelecer o regulamento de inscrições, seleção dos participantes e o funcionamento do projeto PAUTA FUNARTE DE MÚSICA BRA- SILEIRA - BRASÍLIA, que tem como finalidade a ocupação da Sala Funarte Cássia Eller (localizada no Complexo Cultural Funarte Brasília - SDC - Eixo Monumental lote 2) com espetáculos musicais a serem realizados no período de abril a novembro de DA HABILITAÇÃO Art. º Estão aptos a se inscrever os cantores, instrumentistas e grupos musicais que apresentem trabalhos no âmbito da música popular brasileira, em toda a sua diversidade. Art. 2º As inscrições serão realizadas em nome de pessoas físicas ou de pessoa jurídica com procuração do artista ou grupo, se for o caso, credenciando a empresa/produtora a representá-lo junto a este Edital de Seleção. Art. 3º Podem participar do processo seletivo músicos - cantores e/ou instrumentistas -, portadores de registro profissional e em dia com a anuidade da Ordem dos Músicos do Brasil e com a Contribuição Sindical; DA INSCRIÇÃO Art. 4º A inscrição deverá ser feita pelo próprio candidato ou por procuração, no período até de 22 de janeiro a 06 de fevereiro de Só serão aceitos os materiais de inscrição que contiverem os seguintes documentos: I - Ficha de inscrição (em anexo no folder ou disponível no site devidamente preenchida e assinada pelo candidato - a ficha também poderá ser retirada no posto de inscrição para a PAUTA FUNARTE DE MÚSICA BRASILEIRA- BRA- SÍLIA, localizado na área administrativa do Complexo Cultural Funarte Brasília - SDC - Eixo Monumental lote 2; II - Quatro CDs claramente identificados de igual teor contendo gravações de no mínimo 6 (seis) músicas interpretadas pelo candidato - o material sonoro que estiver inaudível ou identificado de forma confusa impedirá a avaliação por parte do júri; III - Quatro cópias da sinopse do show (formação da banda e breve descrição do espetáculo) - no máximo lauda; IV - Cópia autenticada de procuração firmada em cartório, caso a ficha de inscrição seja assinada por um produtor ou procurador do candidato; V - Pedimos que não sejam incluídos na inscrição: DVDs, fotos de divulgação, pôsteres, clipping ou qualquer outro material não solicitado neste Edital. As informações necessárias à divulgação serão solicitadas após a seleção. VI - O material de inscrição dos artistas não-selecionados ficará à disposição para devolução aos mesmos até 2 de maio de Após esse prazo, a FUNARTE reserva-se o direito de decidir sobre a sua destinação. Art. 5º Todo o material deverá ser apresentado em um único volume lacrado e identificado com os dizeres PAUTA FUNARTE DE MÚSICA BRASILEIRA - INSCRIÇÃO BRASÍLIA, podendo ser entregue pessoalmente no posto de inscrição do projeto, localizado na área administrativa do Complexo Cultural Funarte Brasília - SDC - Eixo Monumental lote 2, de segunda a sexta-feira das 4 às 7h, ou enviado por correio (SEDEX ou carta registrada) com os seguintes dizeres: PAUTA FUNARTE DE MÚSICA BRASILEIRA - INSCRIÇÃO BRASÍLIA (Complexo Cultural Funarte - SDC - Eixo Monumental lote 2 - CEP: , Brasília/ DF), atendendo aos seguintes prazos: I - Os materiais de inscrição enviados por carta registrada deverão ser postados até 25 de janeiro; II - Os materiais de inscrição enviados por SEDEX deverão ser postados até 05 de fevereiro. Parágrafo primeiro: Serão desconsideradas as inscrições postadas fora do prazo e aquelas cujo material estiver incompleto. Parágrafo segundo: Outros esclarecimentos a respeito das inscrições podem ser obtidos pelo telefone: XX (6) , de segunda a sexta-feira das 9 às 2h e das 4 às 7h.

18 <!ID5992-0> PORTARIA <!ID5993-0> PORTARIA 8 ISSN Nº 245, quinta-feira, 22 de dezembro de 2005 DA SELEÇÃO Art. 6º A seleção dos inscritos será feita por uma Comissão Julgadora especialmente composta para este fim, integrada por três especialistas em música popular brasileira. Parágrafo único: A decisão da Comissão Julgadora é soberana e sobre o seu resultado não cabem recursos ou esclarecimentos. Art. 7º Serão selecionadas por esta Comissão Julgadora 50 (cinqüenta) atrações - grupos ou artistas individuais - para serem programadas na Sala Funarte Cássia Eller (Brasília), no período de abril a novembro de Parágrafo único: A Comissão levará em conta: I: A qualidade artística dos candidatos; II: A diversidade dos trabalhos apresentados, buscando eleger representantes de vários gêneros e movimentos musicais; III: Detalhamento claro e coerente da proposta (ficha de inscrição e sinopse do show); IV: Perspectiva de contribuição ao enriquecimento artístico e cultural da comunidade DA PREMIAÇÃO Art. 8 As atrações (grupos ou indivíduos) selecionadas a partir deste Edital para o projeto PAUTA FUNARTE DE MÚSICA BRASILEIRA - BRASÍLIA receberão por apresentação a quantia bruta de R$.000,00 (hum mil reais). Parágrafo primeiro: O pagamento do Prêmio em nome de Pessoa Física será realizado através de nota contratual ficando sob responsabilidade dos organizadores deste Edital a liberação do show junto aos órgãos competentes. Parágrafo segundo: O pagamento do Prêmio em nome de Pessoa Jurídica será realizado mediante apresentação de Nota Fiscal, ficando a empresa responsável por apresentar em até 72 horas antes da data do show a nota contratual com a liberação do show junto aos órgãos competentes. Parágrafo terceiro: Os premiados sofrerão os descontos previstos na legislação em vigor. DA DOCUMENTAÇÃO Art. 9º Após o resultado, os pré-selecionados serão convocados a encaminhar no prazo a ser comunicado, pessoalmente ou via SEDEX, para a Coordenação de Difusão Cultural Funarte/ Brasília, um envelope com os dizeres PAUTA FUNARTE DE MÚSICA BRASILEIRA - PRÉ-SELEÇÃO BRASÍLIA, contendo a seguinte documentação: I - No caso da inscrição Pessoa Física: A - Cópia da carteira de identidade e do CPF; B - Comprovante de residência; C - Cópia do recibo da anuidade da Ordem dos Músicos do Brasil (anuidade 2006); D - Cópia do comprovante de pagamento da Contribuição Sindical de 2006; E - Cópia do registro de inscrição no INSS (contribuinte individual) ou registro no PIS; F - Indicação de conta bancária (cujo titular seja o próprio músico) para fins de pagamento, incluindo o nome e número do banco, o nome e número da agência bancária e o número da conta corrente. G - Roteiro musical para liberação do show junto ao ECAD. II - No caso da inscrição por Pessoa Jurídica: A - Cópia do contrato social e/ou última alteração contratual; B - Cópia do CNPJ; C - Cópia da carteira de identidade e CPF do representante legal da empresa; D - Comprovante de residência; E - Procuração do artista ou grupo se for o caso, credenciando a empresa/produtora a representá-lo junto à FUNARTE nesta programação, caso não tenha sido feita na inscrição. F - Inscrição no SICAF; G - Indicação de conta bancária da empresa para fins de pagamento,, incluindo o nome e número do banco, o nome e número da agência bancária e o número da conta corrente. H - Roteiro musical para liberação do show junto ao ECAD. III - A não apresentação destes documentos dentro do prazo a ser informado na fase de pré-seleção implicará na desclassificação do candidato e, conseqüentemente, na convocação do próximo préselecionado seguindo a ordem de classificação. VI - Os selecionados ou representantes legais deverão comparecer no local e na data a ser confirmada para assinatura do contrato de ocupação do espaço (ambos os casos) e nota contratual (no caso de pessoa física). DO FUNCIONAMENTO DO PROJETO Art. 0 Cabe ao Centro de Música da Funarte e à Coordenação de Difusão Cultural Funarte/Brasília a responsabilidade de organizar e programar a PAUTA FUNARTE DE MÚSICA BRA- SILEIRA - BRASÍLIA. Art. Cada artista ou grupo selecionado terá um total de no máximo 2 (dois) dias consecutivos na programação da Sala Funarte Cássia Eller - um show em cada dia - a serem agendados pela Coordenação de Difusão Cultural Funarte/Brasília, após consulta ao artista ou grupo (ou representante dos mesmos). Art. 2 Não haverá programação nas segundas, terças e quartas-feiras - estas que ficarão à disposição para manutenção de equipamento ou eventos cuja realização for considerada relevante pela Funarte. Art. 3 Todos os shows começarão pontualmente às 2h, de quinta-feira a sábado, e às 20h aos domingos, não cabendo modificação proposta pelos artistas ou grupos. Parágrafo primeiro: Os trabalhos de montagem de equipamento e passagem de som deverão ser feitos na tarde do primeiro dia de apresentação, a partir das 4h. Parágrafo segundo: Todos os shows deverão se adequar ao espaço conforme descrição do Art. 4. Art. 4 A Sala Funarte Cássia Eller é assim caracterizada: oferece um espaço para a platéia, palco em formato meia lua, com piso acarpetado, com 7m de largura na base, 4m de profundidade no centro por 4m de altura, fundo preto em madeira, com 24 lugares em cadeiras de fibra de vidro, sem estofamento, 2 camarins com acomodação para 04 pessoas cada, piano /4 cauda Yamaha; Art. 5 A Funarte disponibilizará o espaço físico, com material técnico de iluminação e sonorização conforme a sua disponibilidade, além de pessoal capacitado para a montagem dos mesmos; Art. 6 A Sala Funarte Cássia Eller possui um corpo técnico composto de: 0 gerente administrativo, 0 supervisor de arrecadação, 0 técnico de luz, 0 técnico de som, 0 porteiro e 0 bilheteiro, sendo estes os responsáveis diretos pelo funcionamento do espaço; Art. 7 Os artistas ou grupos selecionados para o projeto PAUTA FUNARTE DE MÚSICA BRASILEIRA não poderão exibir em suas apresentações marcas de seus patrocinadores e que sejam concorrentes da Petrobras, empresa patrocinadora deste edital. Art. 8 A produção do projeto PAUTA FUNARTE DE MÚ- SICA BRASILEIRA - BRASÍLIA não se responsabilizará por despesas com hospedagem, refeições, passagens (aéreas ou terrestres), transporte de equipamento e dos artistas, traslados em Brasília, alimentação no camarim, locação de equipamentos de som e iluminação adicional, e qualquer outra despesa que não o valor previsto no Art. 8. Art. 9 A atração selecionada impossibilitada de participar da programação não poderá indicar substituto, cabendo esta responsabilidade ao Centro de Música da Funarte, que indicará a atração a ser programada tendo como base a classificação dos inscritos segundo a Comissão Julgadora. DA DIVULGAÇÃO Art. 20 O material para divulgação - isto é: release, fotos e o que mais couber na divulgação dos espetáculos - deverá ser enviado ao projeto PAUTA FUNARTE DE MÚSICA BRASILEIRA - BRA- SÍLIA, após solicitação por parte da Coordenação de Difusão Cultural Funarte/ Brasília, com antecedência de 45 dias em relação às apresentações programadas, ficando a única exceção por conta dos artistas programados no mês de abril, que deverão entregar seu material de divulgação no início do mês de março. DA BILHETERIA Art. 2 Além do valor previsto no artigo 8, o artista ou grupo receberá 80% do valor arrecadado na bilheteria de sua apresentação, tendo o ingresso um preço fixo de R$ 5,00 (cinco reais) referente a entrada inteira e R$ 2,00 (dois reais) preço promocional; I - Os 20% restantes da bilheteria arrecadada serão destinados ao pagamento do ECAD e a despesas com o próprio espaço; II - A produção do projeto PAUTA FUNARTE DE MÚSICA BRASILEIRA - BRASÍLIA se reserva o direito de contar com 30 ingressos por apresentação, que serão destinados à empresa patrocinadora e apoiadores do projeto, promoções e corpo da própria Funarte; III - O artista ou grupo terá direito a 5 (cinco) ingressos por dia de apresentação. DISPOSIÇÕES GERAIS Art. 22 A Comissão de Seleção divulgará o resultado com os nomes dos contemplados no dia 02 de março de A Comissão de Seleção poderá solicitar a prorrogação deste prazo. Parágrafo único: O resultado final será divulgado no Diário Oficial da União e no site da Funarte, Art. 23 O Ministério da Cultura, a Funarte e a empresa patrocinadora do projeto poderão utilizar peças publicitárias, fichas técnicas, material audiovisual, fotografias e áudio dos músicos e grupos musicais selecionados para divulgação do projeto PAUTA FU- NARTE DE MÚSICA BRASILEIRA - BRASÍLIA e dos relatórios de suas atividades, desde já autorizadas pelos selecionados. Os músicos e grupos musicais selecionados permitirão que os shows sejam filmados e/ou fotografados por pessoas designadas pela Funarte, apenas para registro, não podendo veicular este material comercialmente. Art. 24 Os artistas e grupos selecionados se comprometem no ato da assinatura do Termo de Cessão de Uso, a zelar pelo espaço, cumprir o Regulamento Interno da sala - que dispõe sobre a manutenção do espaço e equipamentos e que será disponibilizado aos mesmos quando da assinatura do contrato; Art 25 A realização da inscrição para o projeto PAUTA FUNARTE DE MÚSICA BRASILEIRA - BRASÍLIA expressa a aceitação, de forma irrestrita, às regras do presente Edital. Art. 26 Os casos omissos neste Edital serão resolvidos pelo Centro de Música e pela Coordenação de Difusão Cultural/ Brasília da FUNARTE. Art. 27 Os recursos para a realização do projeto PAUTA FUNARTE DE MÚSICA BRASILEIRA serão obtidos, por intermédio da Associação Cultural da Funarte, junto a empresa patrocinadora, através da lei nº 8.33/9. Art 28 O projeto proposto neste Edital é uma realização da Funarte em conjunto com o Ministério da Cultura, com o apoio da Associação Cultural da Funarte e patrocínio da Petrobras. II - Esta Portaria entra em vigor a partir da data de sua publicação. ANTONIO CARLOS GRASSI INSTITUTO DO PATRIMÔNIO HISTÓRICO E ARTÍSTICO NACIONAL DEPARTAMENTO DO PATRIMÔNIO MATERIAL E FISCALIZAÇÃO GERÊNCIA DO PATRIMÔNIO ARQUEOLÓGICO E NATURAL 86, DE 2 DE DEZEMBRO DE 2005 Dispõe sobre a permissão para realizar o projeto de arqueologia na barragem do rio Riacho de Santana, no Município de Riacho de Santana, no Estado da Bahia. O GERENTE DO PATRIMÔNIO ARQUEOLÓGICO E NA- TURAL DO DEPARTAMENTO DO PATRIMÔNIO MATERIAL E FISCALIZAÇÃO DO INSTITUTO DO PATRIMÔNIO HISTÓRICO E ARTÍSTICO NACIONAL - IPHAN, nos termos da Portaria IPHAN nº 207, de , publicada no D.O.U., Seção 2, de e de acordo com o disposto no Anexo I, do Decreto nº 5.040, de 07 de abril de 2004, na Lei nº 3.924, de , na Portaria SPHAN nº 7, de , e ainda do que consta do processo administrativo nº / , resolve: I - Expedir a presente PERMISSÃO, sem prejuízo das demais licenças exigíveis por diferentes órgãos e entidades da Administração Pública, à arqueóloga Leila Maria Ribeiro Almeida, para, com o apoio institucional da Escola Politécnica da Universidade Federal da Bahia, realizar as atividades do projeto de arqueologia na Barragem Rio Riacho de Santana, Município de Riacho de Santana, no Estado da Bahia, compreendido entre as coordenadas: Latitude 3 o 36'33''Sul e Longitude 42 o 56'20''Oeste. II - Reconhecer como coordenadora dos trabalhos de que trata o item anterior a arqueóloga detentora da presente permissão, cujo projeto se intitula Projeto de Arqueologia Barragem Rio Riacho de Santana - Bahia. III - Reconhecer a arqueóloga designada coordenadora dos trabalhos como fiel depositária, durante a realização das etapas de campo, do eventual material arqueológico recolhido ou de estudo que lhe tenha sido confiado. IV - Determinar à 7ª Superintendência Regional do IPHAN, o acompanhamento e a fiscalização da execução dos trabalhos, inclusive no que diz respeito à destinação e à guarda do material coletado, assim como das ações de preservação e valorização dos remanescentes. V - Condicionar a eficácia da presente permissão, à apresentação, por parte da arqueóloga coordenadora, de relatório final ao término do prazo fixado nesta Portaria, contendo todas as informações previstas no artigo 2 da Portaria SPHAN nº 7, de VI - Fixar o prazo de validade da presente permissão em 05 (cinco) meses, observada a disposição do item anterior. Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação. ROGÉRIO JOSÉ DIAS 87, DE 2 DE DEZEMBRO DE 2005 Dispõe sobre a permissão para realizar o projeto de arqueologia na barragem Lagoa Torta, Município de Igaporã, no Estado da Bahia. O GERENTE DO PATRIMÔNIO ARQUEOLÓGICO E NA- TURAL DO DEPARTAMENTO DO PATRIMÔNIO MATERIAL E FISCALIZAÇÃO DO INSTITUTO DO PATRIMÔNIO HISTÓRICO E ARTÍSTICO NACIONAL - IPHAN, nos termos da Portaria IPHAN nº 207, de , publicada no D.O.U., Seção 2, de e de acordo com o disposto no Anexo I, do Decreto nº 5.040, de 07 de abril de 2004, na Lei nº 3.924, de , na Portaria SPHAN nº 7, de , e ainda do que consta do processo administrativo nº / , resolve: I -Expedir a presente PERMISSÃO, sem prejuízo das demais licenças exigíveis por diferentes órgãos e entidades da Administração Pública, à arqueóloga Leila Maria Ribeiro Almeida, para, com o apoio institucional da Escola Politécnica da Universidade Federal da Bahia, realizar as atividades do projeto de arqueologia na Barragem Lagoa da Torta, Município de Igaporã, no Estado da Bahia, compreendida entre as coordenadas UTM: E N II -Reconhecer como coordenadora dos trabalhos de que trata o item anterior a arqueóloga detentora da presente permissão, cujo projeto se intitula Projeto Arqueológico Barragem Lagoa da Torta. III -Reconhecer a arqueóloga designada coordenadora dos trabalhos como fiel depositária, durante a realização das etapas de campo, do eventual material arqueológico recolhido ou de estudo que lhe tenha sido confiado. IV -Determinar à 7ª Superintendência Regional do IPHAN, o acompanhamento e a fiscalização da execução dos trabalhos, inclusive no que diz respeito à destinação e à guarda do material coletado, assim como das ações de preservação e valorização dos remanescentes. V -Condicionar a eficácia da presente permissão, à apresentação, por parte da arqueóloga coordenadora, de relatório final ao término do prazo fixado nesta Portaria, contendo todas as informações previstas no artigo 2 da Portaria SPHAN nº 7, de VI -Fixar o prazo de validade da presente permissão em 06 (seis) meses, observada a disposição do item anterior. Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação. ROGÉRIO JOSÉ DIAS

19 <!ID5994-0> PORTARIA <!ID5995-0> PORTARIA <!ID5039-0> PORTARIA <!ID > PORTARIA <!ID > PORTARIA <!ID > PORTARIA Nº 245, quinta-feira, 22 de dezembro de 2005 ISSN , DE 2 DE DEZEMBRO DE 2005 Dispõe sobre a permissão para realizar o projeto arqueológico prospectivo de arqueologia preventiva do empreendimento Ville Sainte-Héléne, Município de Campinas, no Estado de São Paulo. O GERENTE DO PATRIMÔNIO ARQUEOLÓGICO E NA- TURAL DO DEPARTAMENTO DO PATRIMÔNIO MATERIAL E FISCALIZAÇÃO DO INSTITUTO DO PATRIMÔNIO HISTÓRICO E ARTÍSTICO NACIONAL - IPHAN, nos termos da Portaria IPHAN nº 207, de , publicada no D.O.U., Seção 2, de e de acordo com o disposto no Anexo I, do Decreto nº 5.040, de 07 de abril de 2004, na Lei nº 3.924, de , na Portaria SPHAN nº 7, de , e ainda do que consta do processo administrativo nº /2005-2, resolve: I - Expedir a presente PERMISSÃO, sem prejuízo das demais licenças exigíveis por diferentes órgãos e entidades da Administração Pública, à arqueóloga Neide Barrocá Faccio para, com o apoio institucional da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Estadual Paulista, Campus de Presidente Prudente e do Museu do Índio de Iepê, realizar as atividades do projeto arqueológico prospectivo de arqueologia preventiva do empreendimento Ville Sainte-Héléne, Município de Campinas, no Estado de são Paulo. II - Reconhecer como coordenadora dos trabalhos de que trata o item anterior a arqueóloga detentora da presente permissão, cujo projeto se intitula Projeto Arqueológico Prospectivo Arqueologia Preventiva do Empreendimento Ville Sainte-Héléne Campinas - SP. III - Reconhecer a arqueóloga designada coordenadora dos trabalhos como fiel depositária, durante a realização das etapas de campo, do eventual material arqueológico recolhido ou de estudo que lhe tenha sido confiado. IV - Determinar à 9ª Superintendência Regional do IPHAN, o acompanhamento e a fiscalização da execução dos trabalhos, inclusive no que diz respeito à destinação e à guarda do material coletado, assim como das ações de preservação e valorização dos remanescentes. V - Condicionar a eficácia da presente permissão, à apresentação, por parte da arqueóloga coordenadora, de relatório final ao término do prazo fixado nesta Portaria, contendo todas as informações previstas no artigo 2 da Portaria SPHAN nº 7, de VI - Fixar o prazo de validade da presente permissão em 0 (um) mês, observada a disposição do item anterior. Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação. ROGÉRIO JOSÉ DIAS 320, DE 2 DE DEZEMBRO DE 2005 Dispõe sobre a permissão para realizar o projeto de levantamento arqueológico para a área de extração de argila de Rio dos Índios, Município de Santa Rosa de Lima, no Estado de Santa Catarina. O GERENTE DO PATRIMÔNIO ARQUEOLÓGICO E NA- TURAL DO DEPARTAMENTO DO PATRIMÔNIO MATERIAL E FISCALIZAÇÃO DO INSTITUTO DO PATRIMÔNIO HISTÓRICO E ARTÍSTICO NACIONAL - IPHAN, nos termos da Portaria IPHAN nº 207, de , publicada no D.O.U., Seção 2, de e de acordo com o disposto no Anexo I, do Decreto nº 5.040, de 07 de abril de 2004, na Lei nº 3.924, de , na Portaria SPHAN nº 7, de , e ainda do que consta do processo administrativo nº /2005-4, resolve: I - Expedir a presente PERMISSÃO, sem prejuízo das demais licenças exigíveis por diferentes órgãos e entidades da Administração Pública, ao arqueólogo Rodrigo Lavina para, com o apoio institucional da Unidade de Arqueologia do Museu Universitário da Universidade do Extremo Sul Catarinense, realizar as atividades do projeto de levantamento arqueológico para a área de extração de argila de Rio dos Índios, Município de Santa Rosa de Lima, no Estado de Santa Catarina. II - Reconhecer como coordenador dos trabalhos de que trata o item anterior o arqueólogo detentor da presente permissão, cujo projeto se intitula Projeto de Levantamento Arqueológico para a Área de Extração de Argila de Rio dos Índios, Santa Rosa - SC. III - Reconhecer o arqueólogo designado coordenador dos trabalhos como fiel depositário, durante a realização das etapas de campo, do eventual material arqueológico recolhido ou de estudo que lhe tenha sido confiado. IV - Determinar à ª Superintendência Regional do IPHAN, o acompanhamento e a fiscalização da execução dos trabalhos, inclusive no que diz respeito à destinação e à guarda do material coletado, assim como das ações de preservação e valorização dos remanescentes. V - Condicionar a eficácia da presente permissão, à apresentação, por parte do arqueólogo coordenador, de relatório final ao término do prazo fixado nesta Portaria, contendo todas as informações previstas no artigo 2 da Portaria SPHAN nº 7, de VI - Fixar o prazo de validade da presente permissão em 0 (um) mês, observada a disposição do item anterior. Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação. ROGÉRIO JOSÉ DIAS 343, DE 3 DE DEZEMBRO DE 2005 Dispõe sobre a permissão para realizar o diagnóstico arqueológico sobre a área da terraplanagem Lagoa dos Freitas Ltda. na localidade de Olho D'água, no Município de Jaguaruna, no Estado de Santa Catarina. O GERENTE DO PATRIMÔNIO ARQUEOLÓGICO E NA- TURAL DO DEPARTAMENTO DO PATRIMÔNIO MATERIAL E FISCALIZAÇÃO DO INSTITUTO DO PATRIMÔNIO HISTÓRICO E ARTÍSTICO NACIONAL - IPHAN, nos termos da Portaria IPHAN nº 207, de , publicada no D.O.U., Seção 2, de e de acordo com o disposto no Anexo I, do Decreto nº 5.040, de 07 de abril de 2004, na Lei nº 3.924, de , na Portaria SPHAN nº 7, de , e ainda do que consta do processo administrativo nº /2005-5, resolve: I - Expedir a presente PERMISSÃO, sem prejuízo das demais licenças exigíveis por diferentes órgãos e entidades da Administração Pública, ao arqueólogo Valdir Luiz Schwengber para, com o apoio institucional do Instituto Homem Americano, realizar as atividades do diagnóstico arqueológico sobre a área da terraplanagem Lagoa dos Freitas Ltda. na localidade de Olho D'água, Jaguaruna - SC, compreendido pelas coordenadas geográficas: Lat. 28 o 44'03,25''S e Long. 49 o 0 ' 0, 7 9 ' ' W. II - Reconhecer como coordenadora dos trabalhos de que trata o item anterior o arqueólogo detentor da presente permissão, cujo projeto se intitula Diagnóstico Arqueológico Sobre a Área da Terraplanagem Lagoa dos Freitas LTDA. na Localidade de Olho D'água - Jaguaruna -SC. III - Reconhecer o arqueólogo designado coordenador dos trabalhos como fiel depositário, durante a realização das etapas de campo, do eventual material arqueológico recolhido ou de estudo que lhes tenha sido confiado. IV - Determinar à 4ª Superintendência Regional do IPHAN, o acompanhamento e a fiscalização da execução dos trabalhos, inclusive no que diz respeito à destinação e à guarda do material coletado, assim como das ações de preservação e valorização dos remanescentes. V - Condicionar a eficácia da presente permissão, à apresentação, por parte do arqueólogo coordenador, de relatório final ao término do prazo fixado nesta Portaria, contendo todas as informações previstas no artigo 2 da Portaria SPHAN nº 7, de VI - Fixar o prazo de validade da presente permissão em 06 (seis) meses, observada a disposição do item anterior. Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação. ROGÉRIO JOSÉ DIAS 344, DE 3 DE DEZEMBRO DE 2005 Dispõe sobre a permissão para realizar o plano de levantamento arqueológico prospecção de sub-superfície do empreendimento Espart / Praia de Genipabu, no Município de Camaçari, no Estado da Bahia. O GERENTE DO PATRIMÔNIO ARQUEOLÓGICO E NA- TURAL DO DEPARTAMENTO DO PATRIMÔNIO MATERIAL E FISCALIZAÇÃO DO INSTITUTO DO PATRIMÔNIO HISTÓRICO E ARTÍSTICO NACIONAL - IPHAN, nos termos da Portaria IPHAN nº 207, de , publicada no D.O.U., Seção 2, de e de acordo com o disposto no Anexo I, do Decreto nº 5.040, de 07 de abril de 2004, na Lei nº 3.924, de , na Portaria SPHAN nº 7, de , e ainda do que consta do processo administrativo nº / , resolve: I - Expedir a presente PERMISSÃO, sem prejuízo das demais licenças exigíveis por diferentes órgãos e entidades da Administração Pública, aos arqueólogos Ivan Dorea Cancio Soares e Nádja Freire Dorea Soares para, com o apoio institucional do Centro de Estudos das Ciências Humanas e da Fundação Garcia D'Ávila, realizar as atividades do plano de levantamento arqueológico prospecção de sub-superfície referente ao empreendimento Espart / Praia de Genipabu, no Município de Camaçari, no Estado da Bahia. II - Reconhecer como coordenadores dos trabalhos de que trata o item anterior os arqueólogos detentores da presente permissão, cujo projeto se intitula Empreendimento Espart Praia de Genipabu - Município de Camaçari - Bahia. III - Reconhecer os arqueólogos designados coordenadores dos trabalhos como fiéis depositários, durante a realização das etapas de campo, do eventual material arqueológico recolhido ou de estudo que lhe tenha sido confiado. IV - Determinar à 7ª Superintendência Regional do IPHAN, o acompanhamento e a fiscalização da execução dos trabalhos, inclusive no que diz respeito à destinação e à guarda do material coletado, assim como das ações de preservação e valorização dos remanescentes. V - Condicionar a eficácia da presente permissão, à apresentação, por parte dos arqueólogos coordenadores, de relatório final ao término do prazo fixado nesta Portaria, contendo todas as informações previstas no artigo 2 da Portaria SPHAN nº 7, de VI - Fixar o prazo de validade da presente permissão em 02 (dois) meses, observada a disposição do item anterior. Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação. ROGÉRIO JOSÉ DIAS 345, DE 4 DE DEZEMBRO DE 2005 Dispõe sobre a renovação de autorização para pesquisas arqueológicas na área de intervenção do gasoduto Guanaré - Cabo (NORDESTÃO), área de abrangência do projeto Os Ceramistas Pré-Históricos da Zona da Mata de Pernambuco, Municípios de Paulista, Recife, Camaragibe, Paudalho, São Lourenço da Mata e Jaboatão dos Guararapes, no Estado de Pernambuco. O GERENTE DO PATRIMÔNIO ARQUEOLÓGICO E NA- TURAL DO DEPARTAMENTO DO PATRIMÔNIO MATERIAL E FISCALIZAÇÃO DO INSTITUTO DO PATRIMÔNIO HISTÓRICO E ARTÍSTICO NACIONAL - IPHAN, nos termos da Portaria IPHAN nº 207, de , publicada no D.O.U., Seção 2, de e de acordo com o disposto no Anexo I, do Decreto nº 5.040, de 07 de abril de 2004, na Lei nº 3.924, de , na Portaria SPHAN nº 7, de , e ainda do que consta do processo administrativo nº /2003-5, resolve: I - Expedir a presente RENOVAÇÃO DE AUTORIZAÇÃO, sem prejuízo das demais licenças exigíveis por diferentes órgãos e entidades da Administração Pública, ao Núcleo de Estudos Arqueológicos da Universidade Federal de Pernambuco, para realizar as atividades de pesquisas arqueológicas na área de intervenção do gasoduto Guamaré - Cabo (NORDESTÃO) região de abrangência do Projeto os Ceramistas Pré-históricos da Zona da Mata de Pernambuco, nos Municípios de Paulista, Recife, Camaragibe, Paudalho, São Lourenço da Mata e Jaboatão dos Guararapes, no Estado de Pernambuco, em área situada entre as seguintes coordenadas UTM: N / E (início) e N / 276.2E (final). II - Reconhecer como coordenadora dos trabalhos de que trata o item anterior, a arqueóloga Maria Gabriela Martin Ávila, cujo projeto se intitula Os Ceramistas Pré-Históricos da Zona da Mata de Pernambuco. III - Reconhecer a arqueóloga designada como coordenadora dos trabalhos como fiel depositária, durante a realização das etapas de campo, do eventual material arqueológico recolhido ou de estudo que lhe tenha sido confiado. IV - Determinar à 5ª Superintendência Regional do IPHAN, o acompanhamento e a fiscalização da execução dos trabalhos, inclusive no que diz respeito ao material coletado, assim como das ações de preservação e valorização dos remanescentes. V - Condicionar a eficácia da presente renovação de autorização, à apresentação, por parte da arqueóloga coordenadora, de relatório final ao término do prazo fixado nesta Portaria, contendo todas as informações previstas no artigo 2 da Portaria SPHAN nº 7, de VI - Fixar o prazo de validade da presente renovação de autorização em 04 (quatro) meses, observada a disposição do item a n t e r i o r. Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação. ROGÉRIO JOSÉ DIAS 346, DE 4 DE DEZEMBRO DE 2005 Dispõe sobre a permissão para realizar o programa de prospecções, resgate e monitoramento arqueológico na área do empreendimento Eurofarma Laboratórios Ltda. (Etapa 2), Município de Itapevi, no Estado de São Paulo. O GERENTE DO PATRIMÔNIO ARQUEOLÓGICO E NA- TURAL DO DEPARTAMENTO DO PATRIMÔNIO MATERIAL E FISCALIZAÇÃO DO INSTITUTO DO PATRIMÔNIO HISTÓRICO E ARTÍSTICO NACIONAL - IPHAN, nos termos da Portaria IPHAN nº 207, de , publicada no D.O.U., Seção 2, de e de acordo com o disposto no Anexo I, do Decreto nº 5.040, de 07 de abril de 2004, na Lei nº 3.924, de , na Portaria SPHAN nº 7, de , e ainda do que consta do processo administrativo nº / , resolve: I - Expedir a presente PERMISSÃO, sem prejuízo das demais licenças exigíveis por diferentes órgãos e entidades da Administração Pública, ao arqueólogo Paulo Zanettini para, com o apoio institucional da Fundação Cultural de Jacarehy José Maria de Abreu, realizar as atividades do programa de prospecções, resgate e monitoramento arqueológico Eurofarma Laboratórios Ltda. (Etapa 2), Município de Itapevi, no Estado de São Paulo, compreendido pelas coordenadas: N / 8855 E, 5480 N / 8943 E, 5334 N / 928 E e N / 942 E. II - Reconhecer como coordenador dos trabalhos de que trata o item anterior o arqueólogo detentor da presente permissão, cujo projeto se intitula Programa de Prospecções, Resgate e Monitoramento Arqueológico Eurofarma Laboratórios LTDA. (Etapa 2), Município de Itapevi/SP. III - Reconhecer o arqueólogo designado coordenador dos trabalhos como fiel depositário, durante a realização das etapas de campo, do eventual material arqueológico recolhido ou de estudo que lhe tenha sido confiado. IV - Determinar à 9ª Superintendência Regional do IPHAN, o acompanhamento e a fiscalização da execução dos trabalhos, inclusive no que diz respeito à destinação e à guarda do material coletado, assim como das ações de preservação e valorização dos remanescentes.

20 <!ID > PORTARIA <!ID > PORTARIA <!ID > PORTARIA <!ID > PORTARIA <!ID5046-0> PORTARIA <!ID > PORTARIA 20 ISSN Nº 245, quinta-feira, 22 de dezembro de 2005 V - Condicionar a eficácia da presente permissão, à apresentação, por parte do arqueólogo coordenador, de relatório final ao término do prazo fixado nesta Portaria, contendo todas as informações previstas no artigo 2 da Portaria SPHAN nº 7, de VI - Fixar o prazo de validade da presente permissão em 02 (dois) meses, observada a disposição do item anterior. Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação. ROGÉRIO JOSÉ DIAS 347, DE 4 DE DEZEMBRO DE 2005 Dispõe sobre o anteprojeto para realização do projeto de levantamento arqueológico da jazida de argila e areia Eckert, na localidade de Hercílio Luz, Município de Araranguá, no Estado de Santa Catarina. O GERENTE DO PATRIMÔNIO ARQUEOLÓGICO E NA- TURAL DO DEPARTAMENTO DO PATRIMÔNIO MATERIAL E FISCALIZAÇÃO DO INSTITUTO DO PATRIMÔNIO HISTÓRICO E ARTÍSTICO NACIONAL - IPHAN, nos termos da Portaria IPHAN nº 207, de , publicada no D.O.U., Seção 2, de e de acordo com o disposto no Anexo I, do Decreto nº 5.040, de 07 de abril de 2004, na Lei nº 3.924, de , na Portaria SPHAN nº 7, de , e ainda do que consta do processo administrativo nº / , resolve: I - Expedir a presente PERMISSÃO, sem prejuízo das demais licenças exigíveis por diferentes órgãos e entidades da Administração Pública, ao arqueólogo Rodrigo Lavina para, com o apoio institucional da Unidade de Arqueologia da Universidade do Extremo Sul Catarinense, realizar as atividades do projeto de levantamento arqueológico da jazida de argila e areia Eckert, na localidade de Hercílio Luz, Município de Araranguá, no Estado de Santa Catarina. II - Reconhecer como coordenador dos trabalhos de que trata o item anterior o arqueólogo detentor da presente permissão, cujo projeto se intitula Projeto de Levantamento Arqueológico da Jazida de Argila/Areia Eckert localidade de Hercílio Luz Município de Araranguá/SC. III - Reconhecer o arqueólogo designado coordenador dos trabalhos como fiel depositário, durante a realização das etapas de campo, do eventual material arqueológico recolhido ou de estudo que lhe tenha sido confiado. IV - Determinar à ª Superintendência Regional do IPHAN, o acompanhamento e a fiscalização da execução dos trabalhos, inclusive no que diz respeito à destinação e à guarda do material coletado, assim como das ações de preservação e valorização dos remanescentes. V - Condicionar a eficácia da presente permissão, à apresentação, por parte do arqueólogo coordenador, de relatório final ao término do prazo fixado nesta Portaria, contendo todas as informações previstas no artigo 2 da Portaria SPHAN nº 7, de VI - Fixar o prazo de validade da presente permissão em 0 (um) mês, observada a disposição do item anterior. Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação. ROGÉRIO JOSÉ DIAS 348, DE 4 DE DEZEMBRO DE 2005 Dispõe sobre a autorização para realizar estudo dos sambaquis fluviais das bacias do Médio Juquiá, Municípios de São Lourenço e Itariri, no Estado de São Paulo. O GERENTE DO PATRIMÔNIO ARQUEOLÓGICO E NA- TURAL DO DEPARTAMENTO DO PATRIMÔNIO MATERIAL E FISCALIZAÇÃO DO INSTITUTO DO PATRIMÔNIO HISTÓRICO E ARTÍSTICO NACIONAL - IPHAN, nos termos da Portaria IPHAN nº 207, de , publicada no D.O.U., Seção 2, de e de acordo com o disposto no Anexo I, do Decreto nº 5.040, de 07 de abril de 2004, na Lei nº 3.924, de , na Portaria SPHAN nº 7, de , e ainda do que consta do processo administrativo nº /2005-9, resolve: I - Expedir a presente AUTORIZAÇÃO, sem prejuízo das demais licenças exigíveis por diferentes órgãos e entidades da Administração Pública, ao Museu de Arqueologia e Etnologia da Universidade de São Paulo para realizar as atividades de estudo dos sambaquis fluviais das bacias do Médio Juquiá, Municípios de São Lourenço e Itariri, no Estado de São Paulo, compreendido pelas coordenadas UTM: 23J / , 22J / e 22J / II - Reconhecer como coordenadores dos trabalhos de que trata o item anterior os arqueólogos Levy Figuti e Paulo Antonio Dantas de Blasis, cujo projeto se intitula O Estudo dos Sambaquis Fluviais das Bacias do Médio Juquiá, São Lourenço e do Itariri. III - Reconhecer os arqueólogos designados coordenadores dos trabalhos como fiéis depositários, durante a realização das etapas de campo, do eventual material arqueológico recolhido ou de estudo que lhes tenha sido confiado. IV - Determinar à 9ª Superintendência Regional do IPHAN, o acompanhamento e a fiscalização da execução dos trabalhos, inclusive no que diz respeito à destinação e à guarda do material coletado, assim como das ações de preservação e valorização dos remanescentes. V - Condicionar a eficácia da presente autorização, à apresentação, por parte dos arqueólogos coordenadores, de relatórios semestral e final ao término do prazo fixado nesta Portaria, contendo todas as informações previstas nos artigos e 2 da Portaria SPHAN nº 7, de VI - Fixar o prazo de validade da presente autorização em 2 (doze) meses, observada a disposição do item anterior. Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação. ROGÉRIO JOSÉ DIAS 349, DE 4 DE DEZEMBRO DE 2005 Dispõe sobre a permissão para realizar o projeto de peritagem arqueológica de estruturas de alvenaria de Pedra na Praia das Cigarras, Município de São Sebastião, no Estado de São Paulo. O GERENTE DO PATRIMÔNIO ARQUEOLÓGICO E NA- TURAL DO DEPARTAMENTO DO PATRIMÔNIO MATERIAL E FISCALIZAÇÃO DO INSTITUTO DO PATRIMÔNIO HISTÓRICO E ARTÍSTICO NACIONAL - IPHAN, nos termos da Portaria IPHAN nº 207, de , publicada no D.O.U., Seção 2, de e de acordo com o disposto no Anexo I, do Decreto nº 5.040, de 07 de abril de 2004, na Lei nº 3.924, de , na Portaria SPHAN nº 7, de , e ainda do que consta do processo administrativo nº / , resolve: I - Expedir a presente PERMISSÃO, sem prejuízo das demais licenças exigíveis por diferentes órgãos e entidades da Administração Pública, à arqueóloga Lúcia de Jesus Cardoso Oliveira Juliani para, com o apoio institucional da Fundação Museu de História, Pesquisa e Arqueologia do Mar realizar as atividades do projeto de peritagem arqueológica de estruturas de alvenaria de Pedra na Praia das Cigarras, em São Sebastião/SP, compreendido pelas coordenadas UTM 23K N / E. II - Reconhecer como coordenadora dos trabalhos de que trata o item anterior a arqueóloga detentora da presente permissão, cujo projeto se intitula Peritagem Arqueológica de Estruturas de Alvenaria de Pedra - Praia das Cigarras, São Sebastião, SP. III - Reconhecer a arqueóloga designada coordenadora dos trabalhos como fiel depositária, durante a realização das etapas de campo, do eventual material arqueológico recolhido ou de estudo que lhe tenha sido confiado. IV - Determinar à 9ª Superintendência Regional do IPHAN, o acompanhamento e a fiscalização da execução dos trabalhos, inclusive no que diz respeito à destinação e à guarda do material coletado, assim como das ações de preservação e valorização dos remanescentes. V - Condicionar a eficácia da presente permissão, à apresentação, por parte da arqueóloga coordenadora, de relatório final ao término do prazo fixado nesta Portaria, contendo todas as informações previstas no artigo 2 da Portaria SPHAN nº 7, de VI - Fixar o prazo de validade da presente permissão em 03 (três) meses, observada a disposição do item anterior. Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação. ROGÉRIO JOSÉ DIAS 350, DE 4 DE DEZEMBRO DE 2005 Dispõe sobre a permissão para realizar o programa de diagnóstico arqueológico do pólo de fruticultura irrigada São João, Município de Porto Nacional, no Estado do To c a n t i n s. O GERENTE DO PATRIMÔNIO ARQUEOLÓGICO E NA- TURAL DO DEPARTAMENTO DO PATRIMÔNIO MATERIAL E FISCALIZAÇÃO DO INSTITUTO DO PATRIMÔNIO HISTÓRICO E ARTÍSTICO NACIONAL - IPHAN, nos termos da Portaria IPHAN nº 207, de , publicada no D.O.U., Seção 2, de e de acordo com o disposto no Anexo I, do Decreto nº 5.040, de 07 de abril de 2004, na Lei nº 3.924, de , na Portaria SPHAN nº 7, de , e ainda do que consta do processo administrativo nº / , resolve: I - Expedir a presente PERMISSÃO, sem prejuízo das demais licenças exigíveis por diferentes órgãos e entidades da Administração Pública, à arqueóloga Erika Marion Robrahn-González para, com o apoio institucional da Fundação Cultural de Jacarehy José Maria de Abreu, realizar as atividades do programa de diagnóstico arqueológico do pólo de fruticultura irrigada São João, Município de Porto Nacional, no Estado do Tocantins, compreendido pelas coordenadas UTM: / , / , / e / II - Reconhecer como coordenadora dos trabalhos de que trata o item anterior a arqueóloga detentora da presente permissão, cujo projeto se intitula Programa de Diagnóstico Arqueológico Pólo de Fruticultura Irrigada São João, Município de Porto Nacional, Estado do Tocantins. III - Reconhecer a arqueóloga designada coordenadora dos trabalhos como fiel depositária, durante a realização das etapas de campo, do eventual material arqueológico recolhido ou de estudo que lhes tenha sido confiado. IV - Determinar à 4ª Superintendência Regional do IPHAN, o acompanhamento e a fiscalização da execução dos trabalhos, inclusive no que diz respeito à destinação e à guarda do material coletado, assim como das ações de preservação e valorização dos remanescentes. V - Condicionar a eficácia da presente permissão, à apresentação, por parte da arqueóloga coordenadora, de relatório final ao término do prazo fixado nesta Portaria, contendo todas as informações previstas no artigo 2 da Portaria SPHAN nº 7, de VI - Fixar o prazo de validade da presente permissão em 04 (quatro) meses, observada a disposição do item anterior. Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação. ROGÉRIO JOSÉ DIAS 35, DE 4 DE DEZEMBRO DE 2005 Dispõe sobre a permissão para realizar o projeto de pesquisa arqueológica interventiva na área de instalação da planta industrial da usina Iacanga, Município de Iacanga, no Estado de São Paulo. O GERENTE DO PATRIMÔNIO ARQUEOLÓGICO E NA- TURAL DO DEPARTAMENTO DO PATRIMÔNIO MATERIAL E FISCALIZAÇÃO DO INSTITUTO DO PATRIMÔNIO HISTÓRICO E ARTÍSTICO NACIONAL - IPHAN, nos termos da Portaria IPHAN nº 207, de , publicada no D.O.U., Seção 2, de e de acordo com o disposto no Anexo I, do Decreto nº 5.040, de 07 de abril de 2004, na Lei nº 3.924, de , na Portaria SPHAN nº 7, de , e ainda do que consta do processo administrativo nº /2005-9, resolve: I - Expedir a presente PERMISSÃO, sem prejuízo das demais licenças exigíveis por diferentes órgãos e entidades da Administração Pública, à arqueóloga Eliete Pythagoras Britto Maximino para, com o apoio institucional do Instituto de Pesquisas em Arqueologia da Universidade Católica de Santos, realizar as atividades do projeto de pesquisa arqueológica interventiva na área de instalação da planta industrial da usina Iacanga, no Município de Lacanga, no Estado de São Paulo, compreendida pelas coordenadas UTM: E ,36 e N ,42. II - Reconhecer como coordenadora dos trabalhos de que trata o item anterior a arqueóloga detentora da presente permissão, cujo projeto se intitula Anteprojeto Pesquisa Arqueológica Interventiva Usina Lacanga de Açúcar e Álcool LTDA. III - Reconhecer a arqueóloga designada coordenadora dos trabalhos como fiel depositária, durante a realização das etapas de campo, do eventual material arqueológico recolhido ou de estudo que lhe tenha sido confiado. IV - Determinar à 9ª Superintendência Regional do IPHAN, o acompanhamento e a fiscalização da execução dos trabalhos, inclusive no que diz respeito à destinação e à guarda do material coletado, assim como das ações de preservação e valorização dos remanescentes. V - Condicionar a eficácia da presente permissão, à apresentação, por parte do arqueólogo coordenador, de relatório final ao término do prazo fixado nesta Portaria, contendo todas as informações previstas no artigo 2 da Portaria SPHAN nº 7, de VI - Fixar o prazo de validade da presente permissão em 02 (dois) meses, observada a disposição do item anterior. Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação. ROGÉRIO JOSÉ DIAS 352, DE 4 DE DEZEMBRO DE 2005 Dispõe sobre autorização para realizar o projeto de levantamento, prospecção e salvamento arqueológico da área do Parque Nacional do Cabo Orange, Municípios de Calçoene e Oiapoque, no Estado do Amapá. O GERENTE DO PATRIMÔNIO ARQUEOLÓGICO E NA- TURAL DO DEPARTAMENTO DO PATRIMÔNIO MATERIAL E FISCALIZAÇÃO DO INSTITUTO DO PATRIMÔNIO HISTÓRICO E ARTÍSTICO NACIONAL - IPHAN, nos termos da Portaria IPHAN nº 207, de , publicada no D.O.U., Seção 2, de e de acordo com o disposto no Anexo I, do Decreto nº 5.040, de 07 de abril de 2004, na Lei nº 3.924, de , na Portaria SPHAN nº 7, de , e ainda do que consta do processo administrativo nº / , resolve: I - Expedir a presente AUTORIZAÇÃO, sem prejuízo das demais licenças exigíveis por diferentes órgãos e entidades da Administração Pública, ao Centro de Estudos e Pesquisas Arqueológicas do Amapá da Universidade Federal do Amapá realizar as atividades do projeto de levantamento, prospecção e salvamento arqueológico da área do Parque Nacional do Cabo Orange, Municípios de Calçoene e Oiapoque, no Estado do Amapá. II - Reconhecer como coordenador dos trabalhos de que trata o item anterior o arqueólogo Edinaldo Pinheiro Nunes Filho, cujo projeto se intitula Projeto de Levantamento, Prospecção e Salvamento Arqueológico da Área do Parque Nacional do Cabo Orange.

Atendimento no sábado 06/11/2010. Grupo I 8h00 às 10h30. Local: Campus Samambaia. José Osvaldino da Silva Francisco Santos Sousa João Batista Quirino

Atendimento no sábado 06/11/2010. Grupo I 8h00 às 10h30. Local: Campus Samambaia. José Osvaldino da Silva Francisco Santos Sousa João Batista Quirino Atendimento no sábado 06/11/2010 Grupo I 8h00 às 10h30 NOME José Osvaldino da Silva Francisco Santos Sousa João Batista Quirino Edmilson de Araujo Cavalcante Alexandre Brito dos Santos Vacirlene Moura

Leia mais

TURMA 10 H. CURSO PROFISSIONAL DE: Técnico de Multimédia RELAÇÃO DE ALUNOS

TURMA 10 H. CURSO PROFISSIONAL DE: Técnico de Multimédia RELAÇÃO DE ALUNOS Técnico de Multimédia 10 H 7536 Alberto Filipe Cardoso Pinto 7566 Ana Isabel Lomar Antunes 7567 Andreia Carine Ferreira Quintela 7537 Bruno Manuel Martins Castro 7538 Bruno Miguel Ferreira Bogas 5859 Bruno

Leia mais

SEQUÊNCIA LISTA NOMINAL DOS CANDIDATOS APROVADOS 1 MAURO ROBERTO P. DUARTE 2 PAULO RENATO PEDRONI DE ALMEIDA 3 ALEX LOPES LYRIO 4 MARCOS ANDRE MURTA

SEQUÊNCIA LISTA NOMINAL DOS CANDIDATOS APROVADOS 1 MAURO ROBERTO P. DUARTE 2 PAULO RENATO PEDRONI DE ALMEIDA 3 ALEX LOPES LYRIO 4 MARCOS ANDRE MURTA LISTA NOMINAL DOS CANDIDATOS APROVADOS 1 MAURO ROBERTO P. DUARTE 2 PAULO RENATO PEDRONI DE ALMEIDA 3 ALEX LOPES LYRIO 4 MARCOS ANDRE MURTA RIBEIRO 5 ALEXANDRE FERREIRA DE MENEZES 6 ADALBERTO GOMES DA SILVA

Leia mais

Lista de Contactos do Departamento de Engenharia Informática

Lista de Contactos do Departamento de Engenharia Informática Lista de Contactos do Departamento de Engenharia Informática Gabinete/Cargo Nome Extensão E-mail Diretor Luiz Felipe Rocha de Faria 1450 lef@isep.ipp.pt Sub-diretor(es) António Constantino Lopes 1462 acm@isep.ipp.pt

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO Justiça Federal Juizados Especiais Federais TURMA RECURSAL Seção Judiciária da Paraíba PAUTA DE JULGAMENTO

PODER JUDICIÁRIO Justiça Federal Juizados Especiais Federais TURMA RECURSAL Seção Judiciária da Paraíba PAUTA DE JULGAMENTO Pauta da 2ª Sessão Ordinária de Julgamento 2007 1 PODER JUDICIÁRIO Justiça Federal Juizados Especiais Federais TURMA RECURSAL Seção Judiciária da Paraíba PAUTA DE JULGAMENTO Determino a inclusão do(s)

Leia mais

COMÉRCIO INTERNACIONAL CURSO DE ECONOMIA

COMÉRCIO INTERNACIONAL CURSO DE ECONOMIA COMÉRCIO INTERNACIONAL CURSO DE ECONOMIA CLASSIFICAÇÕES DO SEGUNDO TESTE E DA AVALIAÇÃO CONTINUA Classificações Classificação Final Alex Santos Teixeira 13 13 Alexandre Prata da Cruz 10 11 Aleydita Barreto

Leia mais

COMISSÃO ELEITORAL REDUZIDA. Ata da Quarta Reunião

COMISSÃO ELEITORAL REDUZIDA. Ata da Quarta Reunião ELEIÇÃO PARA OS ÓRGÃOS SOCIAIS DA ASSOCIAÇÃO DE ESTUDANTES DA FACULDADE DE CIÊNCIAS DA UNIVERSIDADE DO PORTO COMISSÃO ELEITORAL REDUZIDA Ata da Quarta Reunião Ao sexto dia do mês de novembro de dois mil

Leia mais

Nome Curso Golos Amarelos Vermelhos

Nome Curso Golos Amarelos Vermelhos Nome Curso s Amarelos Vermelhos Carlos Júnior Mestrado 4 Jogo 15 Rui Nascimento Mestrado Jerónimo Mestrado 1 Jogo 15 Pedro Francês Mestrado 1 Andre Figueiredo Mestrado 3 Jogo6 Artur Daniel Mestrado 2 João

Leia mais

LISTA ORDENADA POR GRADUAÇÃO PROFISSIONAL - DGAE

LISTA ORDENADA POR GRADUAÇÃO PROFISSIONAL - DGAE Nome da Escola : Agrupamento de Escolas de Almancil, Loulé Horário n.º: 27-18 horas 2013-10-09 Grupo de Recrutamento: 420 - Geografia LISTA ORDENADA POR GRADUAÇÃO PROFISSIONAL - DGAE Ordenação Graduação

Leia mais

Corrida da Saúde. Infantis A - Feminino

Corrida da Saúde. Infantis A - Feminino Corrida da Saúde Classificação geral do corta-mato, realizado no dia 23 de Dezembro de 2007, na Escola E.B. 2,3 de Valbom. Contou com a participação dos alunos do 4º ano e do 2º e 3º ciclos do Agrupamento

Leia mais

SERVIDORES DO CCA. Alberto Luis da Silva Pinto Cargo: Assistente em Administração e-mail: alspinto@ufpi.edu.br Setor: Secretaria Administrativa

SERVIDORES DO CCA. Alberto Luis da Silva Pinto Cargo: Assistente em Administração e-mail: alspinto@ufpi.edu.br Setor: Secretaria Administrativa SERVIDORES DO CCA Alberto Luis da Silva Pinto e-mail: alspinto@ufpi.edu.br Setor: Secretaria Administrativa Amilton Gonçalves da Silva Cargo: Auxiliar Operacional Aminthas Floriano Filho Cargo: Técnico

Leia mais

MFIG - TRABALHO Codigo Nome turma Nota Trabalho 110402106 Adriana Castro Valente 2 15,0 110402107 Alex da Silva Carvalho 3 14,9 70402122 Alexandre

MFIG - TRABALHO Codigo Nome turma Nota Trabalho 110402106 Adriana Castro Valente 2 15,0 110402107 Alex da Silva Carvalho 3 14,9 70402122 Alexandre MFIG - TRABALHO Codigo Nome turma Nota Trabalho 110402106 Adriana Castro Valente 2 15,0 110402107 Alex da Silva Carvalho 3 14,9 70402122 Alexandre Jorge Costelha Seabra 2 18,2 110402182 Ana Catarina Linhares

Leia mais

ESCOLA E.B. 2,3 DE LAMAÇÃES 2013-2014

ESCOLA E.B. 2,3 DE LAMAÇÃES 2013-2014 5º1 1 ANA CATARINA R FREITAS SIM 2 BEATRIZ SOARES RIBEIRO SIM 3 DIOGO ANTÓNIO A PEREIRA SIM 4 MÁRCIO RAFAEL R SANTOS SIM 5 MARCO ANTÓNIO B OLIVEIRA SIM 6 NÁDIA ARAÚJO GONÇALVES SIM 7 SUNNY KATHARINA G

Leia mais

RESULTADOS. Nome Global ( /100) PT1840719 ADÃO AZEVEDO MALHEIRO MATOS BARBOSA 94 B1 PT1840720 ADRIANA MORAIS SOUSA 52 A1

RESULTADOS. Nome Global ( /100) PT1840719 ADÃO AZEVEDO MALHEIRO MATOS BARBOSA 94 B1 PT1840720 ADRIANA MORAIS SOUSA 52 A1 PT1840719 ADÃO AZEVEDO MALHEIRO MATOS BARBOSA 94 B1 PT1840720 ADRIANA MORAIS SOUSA 52 A1 PT1840721 ADRIANA XAVIER DA SILVA FERNANDES 38 Pré-A1 PT1840722 ALEXANDRA FILIPA AZEVEDO SANTOS 52 A1 PT1840723

Leia mais

MINISTÉRIO DA PREVIDÊNCIA E ASSISTÊNCIA SOCIAL CONSELHO DE RECURSOS DA PREVIDÊNCIA SOCIAL

MINISTÉRIO DA PREVIDÊNCIA E ASSISTÊNCIA SOCIAL CONSELHO DE RECURSOS DA PREVIDÊNCIA SOCIAL PREVIDÊNCIA SOCIAL MINISTÉRIO DA PREVIDÊNCIA E ASSISTÊNCIA SOCIAL CONSELHO DE RECURSOS DA PREVIDÊNCIA SOCIAL 20ª JR - Vigésima Junta de Recursos PAUTA DE JULGAMENTO Pauta de julgamento dos recursos das

Leia mais

CURSO: ANIMADOR SOCIOCULTURAL LISTA PROVISÓRIA DE ALUNOS SELECIONADOS

CURSO: ANIMADOR SOCIOCULTURAL LISTA PROVISÓRIA DE ALUNOS SELECIONADOS CURSO: ANIMADOR SOCIOCULTURAL Adriana da Conceição Palhares Lopes Alexandra Rodrigues Barbosa Ana Salomé Lopes Queirós Andreia Dias da Costa Bianca Patricia Gonçalves Ramos Carina Filipa Monteiro Rodrigues

Leia mais

161718 - Agrupamento Escolas Castro Daire 343717 - Escola Básica dos 2.º e 3.º Ciclos de Castro Daire. Relação de Alunos

161718 - Agrupamento Escolas Castro Daire 343717 - Escola Básica dos 2.º e 3.º Ciclos de Castro Daire. Relação de Alunos 343717 - Escola Básica dos 2.º e 3.º s de Castro Daire Turma : A 1498 1 Ana Catarina Costa Esteves 14920 2 Ana Francisca da Silva Fernandes 16292 3 Beatriz Monteiro Andrade 14409 4 Camila Almeida Oliveira

Leia mais

Projeto de Movimento dos Oficiais de Justiça de junho de 2015

Projeto de Movimento dos Oficiais de Justiça de junho de 2015 Projeto de Movimento dos Oficiais de Justiça de junho de 2015 Alexandre Luís Albuquerque E Quinhones Gaiolas, 3274/10, Bom com Distinção, Transição, Ana Maria Pires Matias Soares, 3149/10, Muito Bom, Transferência,

Leia mais

1 ÍNDICE AGRICULTURA FAMILIAR E SUSTENTABILIDADE - Tecnólogo - Pólo de Jales AGRICULTURA FAMILIAR E SUSTENTABILIDADE - Tecnólogo - Pólo de Palmas 03 05 2 406 EAD 10 AGRICULTURA FAMILIAR E SUSTENTABILIDADE

Leia mais

RESULTADO PRELIMINAR PROVA PRÁTICA

RESULTADO PRELIMINAR PROVA PRÁTICA Carpinteiro RESULTADO PRELIMINAR PROVA PRÁTICA PREFEITURA MUNICIPAL DA ESTÂNCIA BALNEÁRIA DE /SP 533003901 Joan Cesar Ferreira De Almeida 40 Aprovado Página 1 de 11 PREFEITURA MUNICIPAL DA ESTÂNCIA BALNEÁRIA

Leia mais

1. Aplicação do Método de Hondt para apuramento dos mandatos (15) a atribuir ao corpo de Professores e Investigadores

1. Aplicação do Método de Hondt para apuramento dos mandatos (15) a atribuir ao corpo de Professores e Investigadores 1. Aplicação do Método de Hondt para apuramento dos mandatos (15) a atribuir ao corpo de Professores e Investigadores Divisor Lista A Lista B Lista C 1 96 99 113 2 48,00 49,50 56,50 3 32,00 33,00 37,67

Leia mais

Agrupamento de Escolas Professor Agostinho da Silva Nº Escola: 171888 Nº Horário: 51

Agrupamento de Escolas Professor Agostinho da Silva Nº Escola: 171888 Nº Horário: 51 Nº Horário: 51 4625160693 Sofia Margarida Santos Ferreira Admitido 7197226139 Mónica Sofia Jesus Mateus Admitido 6392341730 Gonçalo Jorge Fernandes Rodrigues Fiúza Admitido 7816555741 Dora Maria Gonçalves

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO Justiça Federal Juizados Especiais Federais TURMA RECURSAL Seção Judiciária da Paraíba PAUTA DE JULGAMENTO

PODER JUDICIÁRIO Justiça Federal Juizados Especiais Federais TURMA RECURSAL Seção Judiciária da Paraíba PAUTA DE JULGAMENTO Pauta da 15ª Sessão Ordinária de Julgamento - 2008 1 PODER JUDICIÁRIO Justiça Federal Juizados Especiais Federais TURMA RECURSAL Seção Judiciária da Paraíba PAUTA DE JULGAMENTO Determino a inclusão do(s)

Leia mais

MESTRADOS E DOUTORAMENTOS - 2015

MESTRADOS E DOUTORAMENTOS - 2015 MESTRADOS E DOUTORAMENTOS - 2015 2ª FASE - ECT SUPLENTE EXCLUÍDO LISTA DE CANDIDATOS SERIAÇÃO CARLA MARIA CARNEIRO ALVES Doutoramento em Didática de Ciências e Tecnologias 3,9 de 5 4 CARLOS EDUARDO DOS

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO Justiça Federal Juizados Especiais Federais TURMA RECURSAL Seção Judiciária da Paraíba PAUTA DE JULGAMENTO

PODER JUDICIÁRIO Justiça Federal Juizados Especiais Federais TURMA RECURSAL Seção Judiciária da Paraíba PAUTA DE JULGAMENTO Pauta da 11ª Sessão Ordinária de Julgamento 2007 1 PODER JUDICIÁRIO Justiça Federal Juizados Especiais Federais TURMA RECURSAL Seção Judiciária da Paraíba PAUTA DE JULGAMENTO Determino a inclusão do(s)

Leia mais

LISTA DE CANDIDATOS ADMITIDOS E NÃO ADMITIDOS. Concurso Oferta de Escola para Contratação de Docente Grupo 110. Ano Letivo - 2014/2015

LISTA DE CANDIDATOS ADMITIDOS E NÃO ADMITIDOS. Concurso Oferta de Escola para Contratação de Docente Grupo 110. Ano Letivo - 2014/2015 LISTA DE CANDIDATOS ADMITIDOS E NÃO ADMITIDOS Concurso Oferta de Escola para Contratação de Docente Grupo 110 Ano Letivo - 2014/2015 CANDIDATOS ADMITIDOS: Nº Candidato NOME OSERVAÇÕES 1367130034 Alexandra

Leia mais

INSCRIÇÕES HOMOLOGADAS E DATA DAS ENTREVISTAS

INSCRIÇÕES HOMOLOGADAS E DATA DAS ENTREVISTAS INSCRIÇÕES HOMOLOGADAS E DATA DAS S 1ª GERÊNCIA REGIONAL DE EDUCAÇÃO - PARNAÍBA 00204 080500-9 Alcione Amorim Costa Filho 15/02/2011 09:00 09:20 01 00267 051243-5 Maria do Rosário Carvalho de Araujo 15/02/2011

Leia mais

RELAÇÃO DOS GESTORES DO PODER LEGISLATIVO - 2006:

RELAÇÃO DOS GESTORES DO PODER LEGISLATIVO - 2006: RELAÇÃO DOS ES DO PODER EXECUTIVO PREFEITURAS QUADRO DEMONSTRATIVO FINANCEIRO DE 2006: 1. Arari (Janeiro a outubro) José Antonio Aguiar RELAÇÃO DOS ES DO PODER LEGISLATIVO - 2006: 1. Benedito Leite Hilo

Leia mais

Lista de Resultados da 6ª Fase de Seleção - Curso de Tripulante de Ambulância de Socorro - TAE-INEM 01/2015 NOTA 1ª F NOTA 2ª F

Lista de Resultados da 6ª Fase de Seleção - Curso de Tripulante de Ambulância de Socorro - TAE-INEM 01/2015 NOTA 1ª F NOTA 2ª F Lista de Resultados da ase de Seleção - Curso de Tripulante de Ambulância de Socorro - TAE-INEM 01/2015 106 2165 02291253122165975318 Abílio Fernando Bragança Milheiro 15,250 14,050 18,400 12,000 12,900

Leia mais

RESULTADO DO EXAME NACIONAL DE ACESSO - 2012

RESULTADO DO EXAME NACIONAL DE ACESSO - 2012 1. Candidatos da Rede Publica Classificados e aptos a solicitar matrícula prévia no período de 13/02/2012 à 17/02/2012. 2012-PROFMAT-526.0006-0 ALECIO SOARES SILVA Classificado 2012-PROFMAT-526.0175-9

Leia mais

Escola Secundária de S. Pedro do Sul (AESPS)

Escola Secundária de S. Pedro do Sul (AESPS) Sala B5 KFS ALEXANDRE DE ALMEIDA SILVA ALEXANDRE HENRIQUE DA ROCHA OLIVEIRA ALEXANDRE MIGUEL DE ALMEIDA PEREIRA ALEXANDRE SILVA FIGUEIREDO ANA CATARINA GOMES MOREIRA ANA CATARINA MARQUES GOMES ANA MARGARIDA

Leia mais

PROVA DE INTERPRETAÇÃO E EXPRESSÃO ESCRITA E PROVA ESPECÍFICA 30 DE ABRIL

PROVA DE INTERPRETAÇÃO E EXPRESSÃO ESCRITA E PROVA ESPECÍFICA 30 DE ABRIL PROVA DE INTERPRETAÇÃO E EXPRESSÃO ESCRITA E PROVA ESPECÍFICA 30 DE ABRIL HORÁRIO As provas serão aplicadas no próximo dia 30 de abril entre as 10:00 e as 13:00. A Prova de Interpretação e Expressão Escrita,

Leia mais

Poder Judiciário Página 1 of 6 Justiça Federal - 2a Região Seção Judiciária do RJ

Poder Judiciário Página 1 of 6 Justiça Federal - 2a Região Seção Judiciária do RJ Poder Judiciário Página 1 of 6 Justiça Federal - 2a Região Seção Judiciária do RJ ATA DA 7ª SESSÃO DE JULGAMENTO DO ANO DE 2015 DA 05ªTR, REALIZADA NO DIA 30/06/2015 ÀS 14:00 h QUANDO PUBLICADAS AS DECISÕES,

Leia mais

PROCESSO SELETIVO - AMA / AMA-E. 1ª Convocação para Dinâmica de Grupo

PROCESSO SELETIVO - AMA / AMA-E. 1ª Convocação para Dinâmica de Grupo PROCESSO SELETIVO - AMA / AMA-E Categoria Profissional: Técnico em Radiologia 1ª Convocação para Dinâmica de Grupo Prezado candidato, caso tenha realizado a inscrição no período de 16/05/2013 a 20/05/2013

Leia mais

Lista dos Aprovados - Ensino do Inglês

Lista dos Aprovados - Ensino do Inglês Lista dos Aprovados - Ensino do Inglês Nº de Oferta Ordem Pontuação Nome do Docente 2216 1 100 Cidália Maria Faria Mendes de Sousa 2216 2 100 Mariana Borges Dias Moreira 2216 3 100 Marta Raquel Cardoso

Leia mais

Resultado dos Processos Seletivos do Sescoop-RJ 2010

Resultado dos Processos Seletivos do Sescoop-RJ 2010 Resultado dos Processos Seletivos do Sescoop-RJ 2010 1ª Etapa: Análise Curricular INSTRUÇÕES GERAIS PARA TODOS OS CANDIDATOS a) O candidato deverá chegar ao local com uma hora de antecedência do i nício

Leia mais

Escola sede: Escola Secundária de S. Pedro do Sul Alunos Matriculados - 2015/2016

Escola sede: Escola Secundária de S. Pedro do Sul Alunos Matriculados - 2015/2016 13948 5 A 2.º Ciclo do Ensino Básico Ana Gabriela Pedro Fernandes Escola Básica n.º 2 de São Pedro do Sul 13933 5 A 2.º Ciclo do Ensino Básico Ana Júlia Capela Pinto Escola Básica n.º 2 de São Pedro do

Leia mais

COMPANHIA NACIONAL DE ABASTECIMENTO - CONAB DIRETORIA FINANCEIRA - DIFIN

COMPANHIA NACIONAL DE ABASTECIMENTO - CONAB DIRETORIA FINANCEIRA - DIFIN Data de emissão do Relatório: 1 AMARO GONZAGA FEITOSA FILHO 076957 PE Tamandaré 105, 670 235, 64 05/10/2009 09ob800428 OP Sub-Total 235, 64 2 ADEILDO DA SILVA BRITO 035093 PE Barreiros 172, 130 383, 85

Leia mais

Análise Matemática I - Informática de Gestão Avaliação da 1ª frequência

Análise Matemática I - Informática de Gestão Avaliação da 1ª frequência Análise Matemática I - Informática de Gestão Avaliação da 1ª frequência Número Nome Nota Obs 10780 ALEXANDRE JOSÉ SIMÕES SILVA 15 11007 ALEXANDRE REIS MARTINS 7,7 11243 Álvaro Luis Cortez Fortunato 11,55

Leia mais

COMARCA DA MADEIRA. (Funcionários de Justiça que integram os quadros de pessoal) TRANSIÇÕES

COMARCA DA MADEIRA. (Funcionários de Justiça que integram os quadros de pessoal) TRANSIÇÕES Funchal Assist. Operacional RG10509 Ana Rita Faria Berimbau Freitas Núcleo do Funchal Funchal Assist. Operacional RG10387 Elisabete Goncalves Pereira Oliveira Núcleo do Funchal Funchal Assist. Operacional

Leia mais

ALCATEIA ACAGRUP 2014 - SIERRA NORTE - MADRID - ESPANHA PARTICIPANTES: 26 60% INCIDÊNCIA NO GRUPO 20%

ALCATEIA ACAGRUP 2014 - SIERRA NORTE - MADRID - ESPANHA PARTICIPANTES: 26 60% INCIDÊNCIA NO GRUPO 20% ALCATEIA Sec NIN NOME NIN NOME Lob 1215050143005 Alice Neto Santos Nascimento 1215050143015 Afonso da Fonseca Machado Lob 1215050143010 Amélia Maria Mesquita Aleixo Alves 1115050143010 Afonso Jesus Dias

Leia mais

Nome Adriana Elias da Silva Adriana Gomes Pereira Adriano Alves Adriano de Aguiar Souza Alesandro dos Santos Lima Aline Mendes da Silva Almerinda Machado Miranda Alnor Serrão Aloisio Lemos do Nascimento

Leia mais

11º GRANDE PRÉMIO DE S.JOSÉ

11º GRANDE PRÉMIO DE S.JOSÉ 11º GRANDE PRÉMIO DE S.JOSÉ 1 FRANCISCO PEREIRA 36 SENIOR MASC. VITÓRIA S.C. 20.23 2 ANDRE SANTOS 48 SENIOR MASC. C.A.O.VIANENSE 20.27 3 JORGE CUNHA 3 SENIOR MASC. S.C.MARIA DA FONTE 21.14 4 DOMINGOS BARROS

Leia mais

EDUARDO SOARES LUCENA Presidente da Comissão Organizadora

EDUARDO SOARES LUCENA Presidente da Comissão Organizadora PROGRESSO E DESENVOLVIMENTO DE GUARULHOS S/A - PROGUARU REPUBLICAÇÃO E RETIFICAÇÃO DO EDITAL DE CONVOCAÇÃO CONCURSO PÚBLICO 01/2013 A Progresso e Desenvolvimento de Guarulhos S/A - PROGUARU por meio do

Leia mais

Resultados do CORTA-MATO - DIA 11/11/2015

Resultados do CORTA-MATO - DIA 11/11/2015 Resultados do CORTA-MATO - DIA 11/11/2015 INFANTIL A - MASCULINO - 1000 metros Class. Dorsal Nome Escola 1º 168 NUNO CORDEIRO STª CLARA 2º 244 LUIS FERREIRA STª CLARA 3º 188 FRANCISCO SANTOS STª CLARA

Leia mais

Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superio Resultados da 1ª Fase do Concurso Nacional de Acesso de 2011

Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superio Resultados da 1ª Fase do Concurso Nacional de Acesso de 2011 14286394 ALBANO LUIS ANDRADE PEREIRA Não colocado 14388714 ANA BEATRIZ MARTINS MACHADO Colocada em 3133 9104 14371141 ANA CATARINA MOREIRA LEAL Colocada em 7003 14319342 ANA CATARINA SOUSA RIBEIRO Colocada

Leia mais

RELAÇÃO DE VIGILANTES Plano de Saúde - SINDESV REF. JUNHO/2013

RELAÇÃO DE VIGILANTES Plano de Saúde - SINDESV REF. JUNHO/2013 RELAÇÃO DE VIGILANTES Plano de Saúde - SINDESV REF. JUNHO/2013 1 ADERVAL MATIAS DOS SANTOS 2 ADRIANA MARTINS DE JESUS MATOS 3 ALBA VALERIA SANTANA DA SILVA 4 ALDEMIR FERNANDES DA SILVA 5 ALESSANDRO LELIS

Leia mais

Resultado Final - Turma Gestão em TI

Resultado Final - Turma Gestão em TI Resultado Final - Turma Gestão em TI Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais Resultado Etapa 1 Resultado Etapa 2 Resultado Final Alexandre Antunes Barcelos 7,080 5,118 6,295 Centro Federal

Leia mais

151713 - Agrupamento de Escolas de Mosteiro e Cávado 346652 - Escola E.B.2,3 do Cávado. Relação de Alunos

151713 - Agrupamento de Escolas de Mosteiro e Cávado 346652 - Escola E.B.2,3 do Cávado. Relação de Alunos 3452 - Escola E.B.2,3 do Cávado Turma : A 2002 1 Ana Catarina Loureiro Silva S 171 2 André Eduardo Dias Santos S 173 3 Ângelo Rafael Costa e Silva S S 2007 4 Bruno da Silva Gonçalves S 20 5 Catarina Daniela

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO FUNDAMENTAL DEPARTAMENTO DE ACOMPANHAMENTO DO FUNDEF PRESIDENTES DOS CONSELHOS ESTADUAIS DO FUNDEF

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO FUNDAMENTAL DEPARTAMENTO DE ACOMPANHAMENTO DO FUNDEF PRESIDENTES DOS CONSELHOS ESTADUAIS DO FUNDEF 1. AC 2. AM JONATHAS SANTOS ALMEIDA DE CARVALHO HERALDO LUCAS MELO (068) 922-3257 / 226-4656 / 226-3939 Fax (068) 223-6421 jsantos@tre/ac.gov.br Rua Manoel Cesário, 100 Bairro Capoeira 69.000-000 Rio Branco

Leia mais

DESPACHO DIGES 1066 DESPACHO

DESPACHO DIGES 1066 DESPACHO 1 de 5 11/06/2015 18:57 TRIBUNAL REGIONAL FEDERAL DA 1ª REGIÃO DESPACHO DIGES 1066 DESPACHO PROCESSO SELETIVO PARA CONCESSÃO DE BOLSA DE ESTUDOS PARA CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO E STRICTO SENSU RESULTADO

Leia mais

TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO ESCOLA DE CONTAS CONSELHEIRO OTACÍLIO SILVEIRA - ECOSIL D E C L A R A Ç Ã O

TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO ESCOLA DE CONTAS CONSELHEIRO OTACÍLIO SILVEIRA - ECOSIL D E C L A R A Ç Ã O Declaramos, para os devidos fins, que PAULO ROBERTO DINIZ DE OLIVEIRA, participou no dia 10 de março de 2015, no horário das 10h00 às 12h00, do treinamento sobre o Envio das Prestações de Contas do Exercício

Leia mais

Iflfl flfl 5 95 12 39

Iflfl flfl 5 95 12 39 Ano Escolar 0 1 PORTUGAL 0 Ano de Escolaridade Turma D Estabelecimento de Ensino 0 Escola Básica de Vale de Milhaços 05 0 0 1 1 5 110 0 pg irncpp 51 105 0 1 01 001 0 1 01 05 001 11 1 055 ALINE VALENCE

Leia mais

LISTA DE GRADUAÇÃO DOS CANDIDATOS GRUPO DE RECRUTAMENTO 600. Horário 28

LISTA DE GRADUAÇÃO DOS CANDIDATOS GRUPO DE RECRUTAMENTO 600. Horário 28 LISTA DE GRADUAÇÃO DOS CANDIDATOS GRUPO DE RECRUTAMENTO 600 Horário 28 Graduação Profissional Nº Candidato Nome 24,508 4716699811 Vanda Isabel do Vale Silva Almeida 24,203 8219102942 Cristina Maria da

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO PIAUÍ COMISSÃO ELEITORAL Eleições de Reitor e Vice-Reitor 2012

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO PIAUÍ COMISSÃO ELEITORAL Eleições de Reitor e Vice-Reitor 2012 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO PORTARIA N 036/2012 - /UFPI Constitui Comissão Setorial responsável pelos trabalhos de realização da Consulta à Comunidade Universitária para a Escolha de Reitor e Vice-Reitor, que

Leia mais

TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO ESCOLA DE CONTAS CONSELHEIRO OTACÍLIO SILVEIRA - ECOSIL D E C L A R A Ç Ã O

TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO ESCOLA DE CONTAS CONSELHEIRO OTACÍLIO SILVEIRA - ECOSIL D E C L A R A Ç Ã O Declaramos, para os devidos fins, que ADEMARIO FÉLIX DE ARAÚJO FILHO, participou da palestra O FUTURO DO BRASIL, proferida por MAÍLSON FERREIRA DA NÓBREGA, por ocasião da Aula Magna de abertura do Mestrado

Leia mais

09/03/2009 08:00 às 12:00

09/03/2009 08:00 às 12:00 LOCAL DA PROVA UNIDADE DE MECANIZAÇÃO DE TOLEDO Rua Rio Grande do Sul, 772 Jardim Porto Alegre Toledo PR. Telefone: (45) 3278 7622 Paulo Roberto Salesse / Luiz Carlos Lazerri Apresentar 01 (uma) cópia

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE VOUZELA E CAMPIA ESCOLA BÁSICA DE CAMPIA MATEMÁTICA - 2013/2014 (3.º período) 2.º Ciclo - TABUADA

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE VOUZELA E CAMPIA ESCOLA BÁSICA DE CAMPIA MATEMÁTICA - 2013/2014 (3.º período) 2.º Ciclo - TABUADA 2.º Ciclo - TABUADA 1.ºs 6.º Ac 7 Fernando Miguel L. Fontes 100,0 6.º Ac 8 Francisca Vicente Silva 100,0 6.º Bc 2 Daniel Henriques Lourenço 99,6 3.ºs 5.º Bc 16 Simão Pedro Tojal Almeida 99,6 5.º Ac 10

Leia mais

> LISTA DE CANDIDATOS POR GRAU DE FORMAÇÃO (v5) Modalidade: Lohan Tao REGIME TRANSITÓRIO FORMAÇÃO COMPLEMENTAR

> LISTA DE CANDIDATOS POR GRAU DE FORMAÇÃO (v5) Modalidade: Lohan Tao REGIME TRANSITÓRIO FORMAÇÃO COMPLEMENTAR PROGRAMA NACONAL DE FORMAÇÃO DE TRENADORES REGME TRANSTÓRO FORMAÇÃO COMPLEMENTAR > LSTA DE CANDDATOS POR GRAU DE FORMAÇÃO (v5) Modalidade: Lohan Tao Dados fornecidos pela: Federação Portuguesa de Lohan

Leia mais

Planilha Mensal de Ajuda de Custo (Res. 03/2011) Período de junho/2015

Planilha Mensal de Ajuda de Custo (Res. 03/2011) Período de junho/2015 Crédito no dia 30/07/15 Planilha Mensal de Ajuda de Custo (Res. 03/2011) Período de junho/2015 NOME Nº DE PROCESSO ALEXANDRE DA FONSECA MORETH 0012546-17.2012.8.19.0211 ALEXANDRE DA FONSECA MORETH 0007033-68.2012.8.19.0211

Leia mais

Escola sede: Escola Secundária de S. Pedro do Sul Alunos Matriculados - 2015/2016

Escola sede: Escola Secundária de S. Pedro do Sul Alunos Matriculados - 2015/2016 13008 10 E Técnico de Instalações Elétricas Carlos Jorge Oliveira Rodrigues Escola Secundária de São Pedro do Sul 13791 10 E Técnico de Instalações Elétricas Daniel dos Santos Rodrigues Escola Secundária

Leia mais

BOLETIM ELETRÔNICO DE SERVIÇOS

BOLETIM ELETRÔNICO DE SERVIÇOS BOLETIM ELETRÔNICO DE SERVIÇOS Campus Floriano Teresina (PI), 31 de outubro de 2014. PORTARIA Nº001/2014, DE 19 DE FEVEREIRO DE 2014. Designar os servidores Lázaro Miranda Carvalho, Professor do Ensino

Leia mais

CIRCUITO PORTUGAL TOUR 2015 4ª ETAPA BIATLE - ABRANTES - 04.07.2015. APRENDIZ - 2007 + NOVOS Prova- corrida 200 mts + natação 50 mts + corrida 200 mts

CIRCUITO PORTUGAL TOUR 2015 4ª ETAPA BIATLE - ABRANTES - 04.07.2015. APRENDIZ - 2007 + NOVOS Prova- corrida 200 mts + natação 50 mts + corrida 200 mts CIRCUITO PORTUGAL TOUR 0 ª ETAPA BIATLE - ABRANTES - 0.0.0 APRENDIZ - 00 + NOVOS Prova- corrida 00 mts + natação 0 mts + corrida 00 mts A LUISA CUNHA Casa Benfica de Abrantes 00 0:: A0 INÊS IACHIMOVSCHI

Leia mais

LISTA DE ORDENAÇÃO ENSINO INGLÊS ANO LETIVO 2012-2013

LISTA DE ORDENAÇÃO ENSINO INGLÊS ANO LETIVO 2012-2013 LISTA DE ORDENAÇÃO ENSINO INGLÊS ANO LETIVO 2012-2013 OFERTA 2737 433133 2737 435006 2737 433645 2737 431145 2737 411431 2737 447993 2737 432457 2737 412330 2737 415973 2737 427952 2737 417413 2737 417268

Leia mais

152729 - Agrupamento de Escolas Dr. Júlio Martins 401535 - Escola Secundária Dr. Júlio Martins Relação de Alunos

152729 - Agrupamento de Escolas Dr. Júlio Martins 401535 - Escola Secundária Dr. Júlio Martins Relação de Alunos : A 1248 1 Ana Garcia Amarante 1239 2 André Carneiro Rodrigues 124 3 Beatriz Branco Ramos 151 4 Camila Alves Salgado 16485 5 Daniel Emídio Costa dos Santos 1648 6 Débora Barroso Fernandes 16528 Hugo Paulo

Leia mais

------- Maria Conceição Leite Cabral --------------------------------------------------------------------------------------- ------- Maria José

------- Maria Conceição Leite Cabral --------------------------------------------------------------------------------------- ------- Maria José ATA Nº 6 ------- Aos cinco dias do mês de novembro do ano de dois mil e treze, nesta cidade de Matosinhos e Edifício dos Paços do Concelho, encontram-se reunidos: Dr.ª Clarisse Castro, Diretora do Departamento

Leia mais

Notas do exame da época de recurso de Contabilidade Financeira II 2008/09 Curso de Gestão

Notas do exame da época de recurso de Contabilidade Financeira II 2008/09 Curso de Gestão Notas do exame da época de recurso de Contabilidade Financeira II 2008/09 Curso de Gestão Exame Nota No. Nome Regime Recurso Final 22528 Adriana da Silva Afonso Ordinário 1.25 R 21342 Alexandra Crespo

Leia mais

Convenção das Igrejas Evangélicas e Pastores

Convenção das Igrejas Evangélicas e Pastores Campo Sede - AD ALEGRETE 02585 PR CARLOS ALCENOR NEVES DE ALMEIDA PASTOR 02595 PR MOISES LUCAS DE LIMA PASTOR 55 9937-7745 Campo Sede - AD BENTO GONCALVES 02577 PR ALCIDES PEDROSO PASTOR Campo Sede - AD

Leia mais

Escolas Agrotécnicas Federais

Escolas Agrotécnicas Federais Escolas Agrotécnicas Federais AL Escola Agrotécnica Federal de Satuba R. 17 de Agosto, s/nº - Zona Rural Satuba - AL CEP: 57120-000 Telefone: (82) 266-1141 / 266-1142 Fax: (82) 266-1142 R. 250 E-mail /

Leia mais

Dorsal Nome Equipa Tipo Nome da Equipa 101 Lucio Gustavo Coelho Pina individual Individual - 102 Diogo Gonçalves Azuribike Mangualde Team Individual

Dorsal Nome Equipa Tipo Nome da Equipa 101 Lucio Gustavo Coelho Pina individual Individual - 102 Diogo Gonçalves Azuribike Mangualde Team Individual Dorsal Nome Equipa Tipo Nome da Equipa 101 Lucio Gustavo Coelho Pina individual Individual - 102 Diogo Gonçalves Azuribike Mangualde Team Individual - 103 Hugo Neves Dão Nelas Btt/Livestrong Individual

Leia mais

TRIBUNAL REGIONAL FEDERAL DA 1ª REGIÃO DESPACHO DIGES 1536

TRIBUNAL REGIONAL FEDERAL DA 1ª REGIÃO DESPACHO DIGES 1536 TRIBUNAL REGIONAL FEDERAL DA ª REGIÃO DESPACHO DIGES 536 PROCESSO SELETIVO PARA CONCESSÃO DE BOLSA DE ESTUDOS PARA CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO E STRICTO SENSU RESULTADO DA CLASSIFICAÇÃO FINAL Em conformidade

Leia mais

REPRESENTANTES - 5ª CCR

REPRESENTANTES - 5ª CCR REPRESENTANTES - 5ª CCR Unidade Procurador(a) E-mail Telefones 5ªCCR Composição 5ª CCR Denise Vinci Túlio Coordenadora Rodrigo Janot Monteiro de Barros Membro-Titular Valquíria Oliveira Quixadá Nunes Membro-Titular

Leia mais

ASSOCIAÇÃO DE ATLETISMO DE SÃO MIGUEL

ASSOCIAÇÃO DE ATLETISMO DE SÃO MIGUEL ASSOCIAÇÃO DE ATLETISMO DE SÃO MIGUEL FOLHA DE RESULTADOS CORTA-MATO ESCOLAR 2013 PROVA: Corta-Mato Escolar - Fase de Ilha ORGANIZAÇÃO: S. Desporto de S. Miguel / A. Atletismo de S. Miguel DATA: 16 de

Leia mais

MINISTÉRIO DOS NEGÓCIOS ESTRANGEIROS. Gabinete do Secretário de Estado das Comunidades Portuguesas

MINISTÉRIO DOS NEGÓCIOS ESTRANGEIROS. Gabinete do Secretário de Estado das Comunidades Portuguesas MINISTÉRIO DOS NEGÓCIOS ESTRANGEIROS Gabinete do Secretário de Estado das Comunidades Portuguesas Aviso n.º 6326/2003 (2.ª série). O Secretário de Estado das Comunidades Portuguesas faz publicar por círculos

Leia mais

CAMPUS: MINISTRO PETRONIO PORTELLA - TERESINA HOMOLOGAÇÃO DAS INSCRIÇÕES

CAMPUS: MINISTRO PETRONIO PORTELLA - TERESINA HOMOLOGAÇÃO DAS INSCRIÇÕES EDITAL 02/2014/PIBID-UFPI, de 14 de fevereiro de 2014. SELEÇÃO DE SUPERVISORES PARA O PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSA DE INICIAÇÃO CAMPUS: MINISTRO PETRONIO PORTELLA - TERESINA HOMOLOGAÇÃO DAS INSCRIÇÕES

Leia mais

INSCRIÇÃO NOME NOT CLASSIFICAÇÃ IDENTIDADE

INSCRIÇÃO NOME NOT CLASSIFICAÇÃ IDENTIDADE PREFEITURA MUNICIPAL DO NATAL SECRETARIA MUNICIPAL DE ADMINISTRAÇÃO, RECURSOS HUMANOS E PREVIDÊNCIA CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE VAGAS EM CARGOS DE NÍVEL SUPERIOR, DE NÍVEL MÉDIO E DE NÍVEL ELEMENTAR

Leia mais

Cursos Profissionais Turma 1P1 Técnico de Gestão e Programação de Sistemas Informáticos

Cursos Profissionais Turma 1P1 Técnico de Gestão e Programação de Sistemas Informáticos Turma 1P1 Técnico de Gestão e Programação de Sistemas Informáticos Nome * Bruno Miguel de Sá Gonçalves b 3,818 TGPSI Fábio Daniel de Sá Gonçalves b 3,727 TGPSI Leandro Filipe da Silva Veiga b 3,364 TGPSI

Leia mais

31º Curso Normal de Magistrados para os Tribunais Judiciais

31º Curso Normal de Magistrados para os Tribunais Judiciais A 796 Neuza Soraia Rodrigues Carvalhas Direito e Processual 729 Maria Teresa Barros Ferreira Direito e Processual 938 Rute Isabel Bexiga Ramos Direito e Processual 440 Inês Lopes Raimundo Direito e Processual

Leia mais

SERVIÇO SOCIAL DO COMÉRCIO Departamento Regional do SESC no Estado do Acre

SERVIÇO SOCIAL DO COMÉRCIO Departamento Regional do SESC no Estado do Acre RIO BRANCO PROGRAMA CULTURA 1 ADALBERTO QUEIROZ DE MELO 01.02 2 TEDDY FALCÃO 01.02 3 ANTONIO SERGIO DE CARVALHO E SOUZA 01.02 PROGRAMA CULTURA 1 ANELISE CAMARGO GARCIA 01.03 2 PAULO SERGIO FELIX LOPES

Leia mais

Curso Breve de Inglês Jurídico Calendário das Sessões

Curso Breve de Inglês Jurídico Calendário das Sessões Calendário das Sessões Mês Dia Sala Grupo 1 Janeiro 16, 17, 23, 24, 30 31 Fevereiro 6,7 Grupo 2 Fevereiro 27,28 Março 5,6,12,13,19,20 Grupo 3 Abril 9,10,16,17,23,24 Maio 7,8 Grupo 4 Maio 14,15,21,22,28,29

Leia mais

Nome Profissão Instituição. A. Simões Lopes Professor Universitário (aposentado) - Economia ISEG, Universidade Técnica de Lisboa

Nome Profissão Instituição. A. Simões Lopes Professor Universitário (aposentado) - Economia ISEG, Universidade Técnica de Lisboa Nome Profissão Instituição A. Simões Lopes Professor Universitário (aposentado) - Economia ISEG, Universidade Técnica de Lisboa Adelino Torres Professor Universitário (aposentado) - Economia ISEG, Universidade

Leia mais

36.ª S. SILVESTRE DA AMADORA 2010 31 DEZEMBRO 2010 Organização: D. O. Rangel Apoio técnico: Xistarca

36.ª S. SILVESTRE DA AMADORA 2010 31 DEZEMBRO 2010 Organização: D. O. Rangel Apoio técnico: Xistarca 36.ª S. SILVESTRE DA AMADORA 2010 31 DEZEMBRO 2010 Organização: D. O. Rangel Apoio técnico: Xistarca CLASSIFICAÇÃO COLECTIVA MASCULINA SÉNIORES 1.º G.D.R. CONFORLIMPA 16 2 MANUEL DAMIAO 29:10 5 LICINIO

Leia mais

Grande Oriente de Pernambuco FEDERADO AO GRANDE ORIENTE DO BRASIL

Grande Oriente de Pernambuco FEDERADO AO GRANDE ORIENTE DO BRASIL Grande Oriente de Pernambuco FEDERADO AO GRANDE ORIENTE DO BRASIL Palácio da Fraternidade Grão-Mestre Mozyr Jatahy de Sampaio www.gope.org.br BOLETIM OFICIAL ESPECIAL Recife, 13 de Maio de 2015 da E V

Leia mais

FAETEC - Técnico de Nível Médio - 2º Semestre. 2ª Reclassificação - Ano Letivo de 2013

FAETEC - Técnico de Nível Médio - 2º Semestre. 2ª Reclassificação - Ano Letivo de 2013 CVT Cidade de Deus Curso Técnico Subsequente ao Ensino Médio - Edificações (Noturno) 38 314010966 SAMUEL JOSÉ FAUSTINO JUNIOR Página 1 de 28 CVT Itaboraí Curso Técnico Subsequente ao Ensino Médio - Edificações

Leia mais

Quadro Competitivo Xadrez CAE - Round 5

Quadro Competitivo Xadrez CAE - Round 5 List of Players Quadro Competitivo Xadrez CAE - Round 5 No Name Feder Club 1. Alexandre Aranda, Ini Conservatório de Música 2. Alexandre Alves, InfA Conservatório de Música 3. Alexandre Magalhães, InfA

Leia mais

CONDOMÍNIO ROTONDA PESSOAS COM NECESSIDADES ESPECIAIS SORTEADAS PESSOAS COM DEFICIÊNCIA

CONDOMÍNIO ROTONDA PESSOAS COM NECESSIDADES ESPECIAIS SORTEADAS PESSOAS COM DEFICIÊNCIA SORTEADOS Titular 1 17ADILSON GOULART DE JESUS 819.***.***-15 Cangulo I Titular 2 1198 JANAINA COUTO SILVA DE OLIVEIRA 033.***.***-82 Cangulo I Titular 3 600 DARCILENE OLIVEIRA DA SILVA 058.***.***-65

Leia mais

FEDERAÇÃO PORTUGUESA DE TIRO COM ARMAS DE CAÇA. FOSSO UNIVERSAL CAMPEONATO REGIONAL NORTE - 2007 2ª. CONTAGEM - 24 e 25 de Março

FEDERAÇÃO PORTUGUESA DE TIRO COM ARMAS DE CAÇA. FOSSO UNIVERSAL CAMPEONATO REGIONAL NORTE - 2007 2ª. CONTAGEM - 24 e 25 de Março GERAL 1 1 129 00817 Herculano Lopes do Nascimento 8 C.C. Matosinhos S 25 24 25 25 1 99 2 113 00540 Rodrigo Dourado Fernandes 10 C.T. S. Pedro de Rates S 25 25 24 25 0 99 3 88 00588 Carlos Augusto Torres

Leia mais

Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Resultados da 2ª Fase do Concurso Nacional de Acesso de 2011

Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Resultados da 2ª Fase do Concurso Nacional de Acesso de 2011 14320023 ALEXANDRE VAZ MARQUES VASCONCELOS Colocado em 1105 Universidade do Porto - Faculdade de Engenharia 9897 Ciências de Engenharia - Engenharia de Minas e Geoambiente 13840715 ANA CLÁUDIA DIAS MARTINS

Leia mais

Alunos apurados para a 2ª fase do concurso: 7º ano

Alunos apurados para a 2ª fase do concurso: 7º ano DEPARTAMENTO DE LÍNGUAS CONCURSO ORTOGRÁFICO DE INGLÊS - 3º CICLO 2011 /2012 Resultados da 1ª fase Alunos apurados para a 2ª fase do concurso: 7º ano 7º A 7º B Nº 1, André Santos Nº 2, André Matos Nº 4,

Leia mais

Resultados da Candidatura a Alojamento

Resultados da Candidatura a Alojamento Resultados da Candidatura a Alojamento Unidade Orgânica: Serviços de Acção Social RESIDÊNCIA: 02 - ESE ANO LECTIVO: 2015/2016 2ª Fase - Resultados Definitivos >>> EDUCAÇÃO BÁSICA 14711 Ana Catarina Mendes

Leia mais

ANEXO VIII PORTARIA Nº 240, DE 2010. TERCEIRIZADOS (*) CARGO OU ATIVIDADE

ANEXO VIII PORTARIA Nº 240, DE 2010. TERCEIRIZADOS (*) CARGO OU ATIVIDADE TRIBUNAL DE CONTAS DO DISTRITO FEDERAL ANEXO VIII PORTARIA Nº 240, DE 2010. TERCEIRIZADOS (*) NOME ANDREIA ALMEIDA DA S. MORAES ANTONIA DE MARIA DA SILVA CRISTINA DE OLIVEIRA LIMA DENICE DE SOUZA MIRANDA

Leia mais

GRUPOS QUE UTILIZARÃO OS ALOJAMENTOS

GRUPOS QUE UTILIZARÃO OS ALOJAMENTOS V CONGRESSO DE EDUCAÇÃO FÍSICA DO VALE DO SÃO FRANCISCO - CEFIVASF Petrolina, PE Complexo Multieventos UNIVASF 30 de abril a 2 de maio de 2015 GRUPOS QUE UTILIZARÃO OS ALOJAMENTOS GRUPO ALOJAMENTO PROFESSORA

Leia mais

MESTRADOS E DOUTORAMENTOS - 2015. Página 1 de 8

MESTRADOS E DOUTORAMENTOS - 2015. Página 1 de 8 MESTRADOS E DOUTORAMENTOS - 2015 1ª FASE - ECVA SUPLENTE EXCLUÍDO LISTA DE CANDIDATOS SERIAÇÃO Nome completo Curso a que se candidata Classificação Ordenação Deliberação Observações LUIS ÂNGELO PEREIRA

Leia mais

ATESTADOS DE FORMAÇÃO

ATESTADOS DE FORMAÇÃO Hélio Luís Coelho Nogueira 01/2012 22/11/2012 22/11/2019 Mário João Rodrigues Matias 02/2012 22/11/2012 22/11/2019 Nuno Miguel Gonçalves Saraiva 03/2012 22/11/2012 22/11/2019 Paulo Alexandre Gonçalves

Leia mais

151713 - Agrupamento de Escolas de Mosteiro e Cávado 346652 - Escola E.B.2,3 do Cávado. Relação de Alunos

151713 - Agrupamento de Escolas de Mosteiro e Cávado 346652 - Escola E.B.2,3 do Cávado. Relação de Alunos 3452 - Escola E.B.2,3 do Cávado : A 137 1 Adriana Manuela Gomes Pinheiro 14 S S 20 2 Alexandra Pereira Ferreira 28 3 Ângelo Rafael Araújo Gomes S 28 4 Beatriz da Costa Oliveira S 2 5 Domingos Gonçalo Ferreira

Leia mais

Relatório de Locais de Votação por Localidade/Seção Eleitoral. ÁGUA BRANCA - 39ª ZE Seção: Local de Votação: Endereço:

Relatório de Locais de Votação por Localidade/Seção Eleitoral. ÁGUA BRANCA - 39ª ZE Seção: Local de Votação: Endereço: ÁGUA BRANCA - 39ª ZE 0001 COLEGIO CENECISTA BARAO DE AGUA BRANCA RUA BARAO DE AGUA BRANCA S/N CENTRO ÁGUA BRANCA 0002 COLEGIO CENECISTA BARAO DE AGUA BRANCA RUA BARAO DE AGUA BRANCA S/N CENTRO ÁGUA BRANCA

Leia mais

Certificado de Presença em Evento no ISEP

Certificado de Presença em Evento no ISEP *** Adam Silva *** ***c527078fe56b04280dcae9cc3541593d73d82015c12f65f060135ed5*** *** Adulcínio Adulcínio Duarte Rodrigues *** ***09d09b00214962ffdfefa4e2473001b55ffba6c7bbdc74ef3063ec95*** *** Alberto

Leia mais

AV BRASIL 380 CENTRO 58330000 AV BRASIL 380 CENTRO 58330000 JURIPIRANGA PB Fone:32891551. JURIPIRANGA PB Fone:32891551 08.865.

AV BRASIL 380 CENTRO 58330000 AV BRASIL 380 CENTRO 58330000 JURIPIRANGA PB Fone:32891551. JURIPIRANGA PB Fone:32891551 08.865. 201 GABINETE DO PREFEITO GABINETE DO PREFEITO 928 ANTONIO MAROJA GUEDES FILHO PREFEITO 23684895415 5/10 464761 SSPPB 19021220965 03/01/2005 ELE 2 - Eletivos 201 GABINETE DO PREFEITO GABINETE DO PREFEITO

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS D. SANCHO I Escola EB 2,3 Dr. Nuno Simões Ano letivo 2012-2013. AEC - Inglês Oferta nº 2333

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS D. SANCHO I Escola EB 2,3 Dr. Nuno Simões Ano letivo 2012-2013. AEC - Inglês Oferta nº 2333 AGRUPAMENTO DE ESCOLAS D. SANCHO I Escola EB 2,3 Dr. Nuno Simões Ano letivo 2012-2013 AEC - Inglês Oferta nº 2333 Ordem Pontuação Nome do Docente 1 20 Rosa Maria Silva Barbosa 2 19 Catarina Castro Brito

Leia mais

Autor Área Científica 1 Área Científica 2 Ordem Dia Hora Área Autor Área Científica 1 Área Científica 2 Ordem Dia Hora Área

Autor Área Científica 1 Área Científica 2 Ordem Dia Hora Área Autor Área Científica 1 Área Científica 2 Ordem Dia Hora Área Autor Área Científica 1 Área Científica 2 Ordem Dia Hora Área Carina Coelho Cariologia/Med. dentária Preventiva Dentisteria Operatória 1 11 15h00-16h00 Investigação Isabel Roçadas Pires Cariologia/Med.

Leia mais