arq21arquitectos arq21arquitectos

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "arq21arquitectos arq21arquitectos"

Transcrição

1 <Manuel Ruiz Aguilar> <Alejandro Llánes Martín-Romo> Arq21arquitectos é uma empresa de serviços de Arquitetura, com sede em Sevilha [Espanha]. Criada em 2003 pelos arquitetos Manuel Ruiz Aguilar e Alejandro LLánes Martín. Esta formada por uma equipe multidisciplinar de arquitetos, engenheiros, urbanistas, paisagistas e designers, especializados em desenvolver projetos de grande complexidade técnica, com um elevado nível de elaboração dos detalhes construtivos. Utilizam os últimos avanços tecnológicos e os novos materiais, para construir uma arquitetura de alta qualificação energética [bioclimática], sem esquecer do respeito pelo entorno, inclui outros aspectos como a integração da arquitetura na paisagem, seja urbano ou natural, o dinamismo social ou a economia construtiva. ARQ21arquitectos vem produzindo uma obra inovadora e contemporânea, com projetos públicos e privados, tanto no âmbito nacional como internacional, com uma capacidade para desenvolver projetos integrais. Seu objetivo é implantar-se na Europa e América do Sul e Central. Nos últimos anos desenvolveram uma rede de contatos, e realizaram parte das suas atividades associados a outras empresas e escritórios de arquitetura de ambos continentes, destacando a cooperação como forma de trabalho para o futuro. arq21arquitectos Calle Marqués de Pickman, 5 esc.2 1ºB Sevilha_Espanha telf.: +(34) arquitectos 25

2 Concurso Porto Olímpico Os Jogos Olímpicos e Paraolímpicos representam uma especial oportunidade para o desenvolvimento ambiental, social e econômico do Rio de Janeiro. Patrocinado pela Prefeitura da Cidade através do Instituto Pereira Passos, organizado pelo Instituto de Arquitetos do Brasil-RJ e apoiado pelo Comitê Organizador dos Jogos Olímpicos de 2016, o Concurso Porto Olímpico visa orientar o legado desse evento esportivo para o conjunto da cidade, fortalecendo a área central da metrópole e a região da qual é o núcleo. E inserido no Projeto Porto Maravilha, iniciativa que pretende a reconstrução da antiga Área Portuária carioca, o Porto Olímpico passa a ser um importante agente desse tão esperado processo de requalificação urbana. O Porto Olímpico abrigará instalações de apoio aos Jogos, as Vilas da Mídia e de Árbitros e setores operacionais. Será planejado para, após o compromisso inicial, suas moradias, comércio e serviços, áreas verdes e de lazer atraiam visitantes e novos habitantes para esta zona da cidade. Reforçará o plano um conjunto turístico com hotel cinco estrelas e centro de exposições/ convenções, que abrigará durante o evento, os setores técnicos e administrativos. O projeto Porto Olímpico pretende ser indicador de um novo patamar de qualidade ambiental para os cariocas e referência para os temas de sustentabilidade, acessibilidade universal e qualidade do desenho. Privilegiar a vida urbana e beneficiar extenso segmento da população, constituindo um valioso legado para a cidade. Projeto [Porto Maravilha] Rio de Janeiro 26

3 [Río que te quiero Verde] Com essa proposta buscamos contribuir com a transformação de uma cidade e de um país inteiro, embaladas pela renovação que o espírito olímpico proporciona e assim posicionar o Rio de Janeiro mundialmente. Este marco de transformações que nasce do desejo de superação e que amplia as possibilidades e o horizonte da cidade para o futuro sustentável. O projeto surge de um processo de pesquisa e documentação para encontrar a melhor forma de resolver sua relação com o entorno e as exigências do programa, buscando sempre unir os elementos necessários para uma intervenção criativa com diferentes influências, capaz de escrever uma realidade de forma harmônica e ressaltando seus elementos essenciais, para isso foi necessário um estudo detalhado também da posição geográfica e topográfica dos equipamentos. Tomamos como partida três elementos inspiratórios: Primeiro buscamos inspiração na natureza exuberante da cidade, extraindo de suas formas e cores a vida dos edifícios, buscando sempre o equilíbrio entre arquitetura e meio ambiente procurou-se potencializar tanto nos planos horizontais quanto verticais as zonas verdes dos projetos, propondo que as atividades desenvolvidas em todos os locais sempre estejam envolvidas por zonas e espaços verdes trabalhadas paisagisticamente com vegetação típica local. Segundo o espírito carioca, acolhedor, apaixonante, único e contagiante que representaria os espaços urbanos, sociais e de comunicação proporcionados pelos edifícios, sempre preocupados em dar vida e segurança a estes espaços, com distintas atividades. Por ultimo temos a união de diversidades, idéias e culturas que já possui o do povo brasileiro e que será ainda mais forte durante os jogos olímpicos. Esses foram os elementos fundamentais para a criação de um diálogo entre os edifícios, através das diferentes formas procuramos configurar um espaço de interação entre arquitetura e cidadão. O programa é projetado para esta intervenção contribuir para o desenvolvimento e transformação da região, sempre considerando a melhor forma de resolver o programa e proporcionar qualidade de vida e sustentabilidade. Um compromisso com um projeto ambientalmente consciente, sustentável, e que concorda com as exigências do protocolo e as normas relativas à protecção da natureza e da criação de novos edifícios e serviços após os jogos que serão reciclados e transformados habitação e outras facilidades que beneficiam a população da cidade. A flexibilidade dos espaços foi cuidadosamente estudada para melhor entreter atividades distinguido durante e depois dos jogos. Consideramos que a revitalização desta parte da cidade é uma oportunidade para poder criar uma nova dimensão espacial, e outra perspectiva de ver o Rio de Janeiro, esses edifícios sem duvida mudariam o cartão postal da cidade. Partindo destes princípios, o projeto assume um compromisso com a qualidade e atenção aos detalhes, com o objetivo de refletir esta energia catalisadora da transformação que vive a cidade sede dos Jogos Olímpicos de

4 O projeto foi desenvolvido com a intenção de concentrar no mesmo terreno, os três edifícios mais importantes deste setor: o Centro de Exposições e Convenções, o Hotel de 5 estrelas e o Centro Empresarial, que estão interligados e ao mesmo tempo possui circulações diferentes e independentes. Com a idéia de potencializar este novo espaço urbano, e dar uma dinâmica de usos e serviços que enriqueça este lugar, no somente durante os jogos, mas também depois deles. A acessibilidade é um ponto forte de todo o complexo, além das ciclovias, grandes espaços abertos, ventilação e aproveitamento da luz solar que se destacam nesses edifícios de forma sustentável. Centro de Exposições e Convenções Este edifício busca inspiração na terra e na incrível topografia da cidade do Rio de Janeiro. Assim como as matas que envolvem a cidade, este edifício procura envolver os outros edifícios que se encontram neste terreno. A malha que cobre todo este espaço urbano é totalmente pública e aberta, potencializando desta maneira a circulação e o uso. A cobertura se converte no motor do edifício proporcionando-lhe luz natural, captação de água das chuvas, energia solar por meio de placas fotovoltaicas, controle da temperatura e umidade conseguido através de uma cobertura vegetal, com plantas de origem locais. 28

5 ARQUITECTURA BRASILEÑA ARQUITETURA BRASILEIRA Hotel 5 Estrelas Este Hotel surge como um tronco retorcido, sua rotação busca favorecer ao máximo as vistas proporcionadas pela cidade como o Cristo Redentor e o Maracanã, e também procura desta mesma forma potencializar a produção de energia solar além de, em forma de brise-soleil, proporcionar uma proteção do sol e um controle da umidade. O projeto segue os padrões da EMBRATUR e procura desenvolver um programa de forma a proporcionar um hotel, não apenas para Business, mas também oferece uma ampla opção de serviços e laser sempre associando a qualidade arquitetônica e sustentabilidade. 29

6 Centro Empresarial O Centro Empresarial tem o mesmo conceito do Hotel de 5 Estrelas, surge rompendo a cobertura do Centro de Convenções como algo que nasce da terra, sua forma irregular e rotacional procuram potencializar a produção de energia solar e tem como detalhe que pelo lado de maior insolação as placas solares que também servem de brise-soleil, sua forma esta inspirada nos inúmeros guarda-sóis que cobrem as praias do litoral da cidade, durante quase todo o ano. A fachada com menos insolação recebe o mesmo tratamento mas com placas translúcidas de tonalidade verde, representando mais uma vez a floresta da cidade e proporcionando melhor aproveitamento de luz natural de maneira suave. Além desses tratamentos o edifício possui as fachadas leste e oeste com espaços verdes. Outro aspecto fundamental é a flexibilidade proporcionada nos distintos andares, proporcionando a divisão de até 4 salas por andar. 30

7 Hotel 4 Estrelas O Hotel tem suas formas inspiradas nas linhas curvas do Pão de Açúcar, vista que faz parte da história da cidade, imagem que junto ao Cristo e Copacabana representam o Rio de Janeiro. Este hotel pretende ser um ícone arquitetônico, o edifício que mais se destaca por uma arquitetura particular, muitos espaços verdes e uma linguagem sustentável e tecnológica. Está bem relacinado com os demais edifícios que formam esse complexo através das áreas comerciais e espaços verdes. Hotel 3 Estrelas Esta construção foi inspirada nos símbolos da cultura não somente carioca, mas também nacional como o Maracanã, e o pandeiro, símbolo do ritmo e do carnaval. La planta circular favorece as circulações internas do hotel, facilitando as relações humanas tanto dos hospedes como dos usuários das oficinas. No espaço interior fechado se localizam as áreas de lazer, de uso exclusivo do apart-hotel durante os meses do acontecimento esportivo. Apart-Hotel A forma deste edifício faz uma alusão a Pedra da Gávea e sua forma rígida no meio da paisagem da cidade. Seria um elemento de contra balanço em todo este complexo, é o ponto de equilíbrio. Os painéis de proteção da fachada reforçam ainda mais a idéia da rocha, e os espaços verdes criam o aspecto da paisagem do Rio de Janeiro. 31

8 32

9 Esses edifícios estão rodeados e ligados aos espaços verdes e a uma zona comercial que funcionam como elementos de união entre as moradias, gerando ainda mais vida ao interior e exterior desta zona. As diferentes propostas e opções de lazer proporcionam um ampla oferta de serviços, assim como diferentes tipologias de moradias. Durante os Jogos Olímpicos os espaços internos sociais serão de uso exclusivo para atender aos seus ocupantes e depois se abrirão ao cidadão, criando um grande bulevar. Além de todos os aspectos tecnológicos relacionados com a sustentabilidade, tratamos estes espaços afastando ao máximo o contato de ciclistas ou veículos, para criar um espaço de melhor qualidade de vida não só aos moradores, mas também a todos os usuários desta zona da cidade. 33

GERAL. Porto Olímpico

GERAL. Porto Olímpico Porto Olímpico projeto O Porto Maravilha e o Porto Olímpico N Porto Olímpico aprox. 145.000m2 de área Porto Maravilha aprox. 5.000.000m2 de área aprox. 100.000m2 aprox. 45.000m2 Porquê o Porto? Porquê

Leia mais

Rio de cara nova. Conheça dez obras que prometem mudar a cara da cidade nos próximos dez anos

Rio de cara nova. Conheça dez obras que prometem mudar a cara da cidade nos próximos dez anos Rio de cara nova Conheça dez obras que prometem mudar a cara da cidade nos próximos dez anos por Ernesto Neves 01 de Agosto de 2011 Fonte: Revista Veja Rio Cidade do Rock O terreno de 250 mil metros quadrados

Leia mais

Um edifício que já nasce com uma grande história.

Um edifício que já nasce com uma grande história. Um edifício que já nasce com uma grande história. O Residencial Arauco nasce para ser icônico. Para ser parte da cidade e para ajudá-la a contar a própria história. Um marco histórico A região que abraça

Leia mais

ALMARES A história como exemplo, o mar como inspiração

ALMARES A história como exemplo, o mar como inspiração Edif cio ALMARES A história como exemplo, o mar como inspiração Edif cio ALMARES O RESPEITO E A PRESERVAÇÃO DA HISTÓRIA, DE POSSUIR O MAIOR PORTO DA AMÉRICA LATINA E, CLARO, O MAR, FAZEM COM QUE SANTOS

Leia mais

Recreio dos Bandeirantes. Fotos Ilustrativas

Recreio dos Bandeirantes. Fotos Ilustrativas Praia, sol e mar inspirando seus negócios e suas férias. No Heritage você terá um belíssimo cartão postal na sua janela e serviços de primeira classe ao seu alcance. Ande descalço, sinta a leveza do mar,

Leia mais

INSTRUMENTOS DO PLANO DIRETOR CARTILHA LEI DE USO E OCUPAÇÃO DO SOLO LUOS

INSTRUMENTOS DO PLANO DIRETOR CARTILHA LEI DE USO E OCUPAÇÃO DO SOLO LUOS Secretaria Municipal de Urbanismo INSTRUMENTOS DO PLANO DIRETOR CARTILHA LEI DE USO E OCUPAÇÃO DO SOLO LUOS Lei de Uso e Ocupação do Solo: Introdução Estamos construindo uma cidade cada vez melhor A Lei

Leia mais

PRAÇA DAS GERAÇOES. Autores: Ana Luiza Ribeiro¹; Junia Caldeira¹ Afiliações: 1 - UniCeub Keywords: praça, revitalizaçao, espaço publico

PRAÇA DAS GERAÇOES. Autores: Ana Luiza Ribeiro¹; Junia Caldeira¹ Afiliações: 1 - UniCeub Keywords: praça, revitalizaçao, espaço publico PRAÇA DAS GERAÇOES Autores: Ana Luiza Ribeiro¹; Junia Caldeira¹ Afiliações: 1 - UniCeub Keywords: praça, revitalizaçao, espaço publico INTRODUÇÃO O artigo aborda o tema das áreas verdes nas quadras 700.

Leia mais

SELO CASA AZUL CAIXA. Cases empresariais - SBCS10 São Paulo, 9/NOV/2010

SELO CASA AZUL CAIXA. Cases empresariais - SBCS10 São Paulo, 9/NOV/2010 Cases empresariais - SBCS10 São Paulo, 9/NOV/2010 SELO CASA AZUL CAIXA Sandra Cristina Bertoni Serna Quinto Arquiteta Gerência Nacional de Meio Ambiente SELO CASA AZUL CAIXA CATEGORIAS E CRITÉRIOS SELO

Leia mais

FUNCIONAL ENTORNO ELEMENTOS DE ENTORNO, CONSIDERANDO OS ATRIBUTOS DO LUGAR - MASSAS TOPOGRAFIA A CASA HUBBE, PROJETADA POR MIES VAN DER ROHE, POSSUI

FUNCIONAL ENTORNO ELEMENTOS DE ENTORNO, CONSIDERANDO OS ATRIBUTOS DO LUGAR - MASSAS TOPOGRAFIA A CASA HUBBE, PROJETADA POR MIES VAN DER ROHE, POSSUI FUNCIONAL ENTORNO IDENTIFICAR A RELAÇÃO DO EDIFÍCIO COM OS ELEMENTOS DE ENTORNO, CONSIDERANDO OS ATRIBUTOS DO LUGAR - MASSAS EDIFICADAS, RELAÇÕES DE PROXIMIDADE, DIÁLOGO, INTEGRAÇÃO OU AUTONOMIA ESQUADRIAS/PANOS

Leia mais

REVITALIZAÇÕES PORTUÁRIAS NO MUNDO A TRANSFORMAÇÃO DAS CIDADES E A INCORPORAÇÃO DE NOVOS CONCEITOS

REVITALIZAÇÕES PORTUÁRIAS NO MUNDO A TRANSFORMAÇÃO DAS CIDADES E A INCORPORAÇÃO DE NOVOS CONCEITOS REVITALIZAÇÕES PORTUÁRIAS NO MUNDO A TRANSFORMAÇÃO DAS CIDADES E A INCORPORAÇÃO DE NOVOS CONCEITOS FRENTE MARÍTIMA ALGUMAS DAS CIDADES MAIS FASCINANTES DO MUNDO, COMO GÊNOVA, LISBOA, LONDRES, BARCELONA,

Leia mais

Barra/Gávea 2012 EDUCAR PARA A SUSTENTABILIDADE. Plano de Metas EP+20 +5. O O que diz a AGENDA AMBIENTAL. Reaproveitamento de águas de chuva METAS:

Barra/Gávea 2012 EDUCAR PARA A SUSTENTABILIDADE. Plano de Metas EP+20 +5. O O que diz a AGENDA AMBIENTAL. Reaproveitamento de águas de chuva METAS: Barra/Gávea 2012 EDUCAR PARA A SUSTENTABILIDADE Plano de Metas EP+20 +5 O O que diz a AGENDA AMBIENTAL ÁGUA Reaproveitamento de águas de chuva Tratamento de águas cinzas Fitodepuração do Rio Rainha 1.

Leia mais

CASA CIRURGIÕES Local Botucatu Ano 2011-2014 Escritório FGMF Autoras: Jéssica Lucena e Tamires Cabral

CASA CIRURGIÕES Local Botucatu Ano 2011-2014 Escritório FGMF Autoras: Jéssica Lucena e Tamires Cabral CASA CIRURGIÕES Local Botucatu Ano 2011-2014 Escritório FGMF Autoras: Jéssica Lucena e Tamires Cabral Implantação e partido formal A casa Cirurgiões é uma residência unifamiliar de uso regular projetada

Leia mais

Empreendimentos Imobiliários

Empreendimentos Imobiliários SINDUSCONPREMIUM 2013 ETAPA LITORAL NORTE 1ª EDIÇÃO Categoria Empreendimentos Imobiliários Edificação Residencial Unifamiliar - Black House 01 APRESENTAÇÃO DA EMPRESA O escritório Torres & Bello Arquitetos

Leia mais

UFJF CONCURSO VESTIBULAR 2013 E MÓDULO III DO PISM TRIÊNIO 2010-2012 PROVA DE HABILIDADE ESPECÍFICA ARQUITETURA E URBANISMO

UFJF CONCURSO VESTIBULAR 2013 E MÓDULO III DO PISM TRIÊNIO 2010-2012 PROVA DE HABILIDADE ESPECÍFICA ARQUITETURA E URBANISMO PAVILHÕES Os edifícios para grandes exposições têm marcado a história da Arquitetura desde 1851, com a construção do Palácio de Cristal, concebido por Joseph Paxton para a primeira Exposição Universal,

Leia mais

Área de Trabalho CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS. Título PARQUE SÓCIO AMBIENTAL MATA ESCURA SALVADOR - BAHIA. Aluna VERENA SILVA MACHADO

Área de Trabalho CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS. Título PARQUE SÓCIO AMBIENTAL MATA ESCURA SALVADOR - BAHIA. Aluna VERENA SILVA MACHADO Área de Trabalho CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS Título PARQUE SÓCIO AMBIENTAL MATA ESCURA SALVADOR - BAHIA Aluna VERENA SILVA MACHADO Orientador Prof. JOSÉ FERNANDO MINHO CURSO DE ARQUITETURA E URBANISMO UNIVERSIDADE

Leia mais

Conceitos básicos: Cuidar, Inovar e Avançar

Conceitos básicos: Cuidar, Inovar e Avançar PROGRAMA DE GOVERNO PAULO ALEXANDRE BARBOSA Conceitos básicos: Cuidar, Inovar e Avançar O programa de governo do candidato Paulo Alexandre Barbosa está baeado em três palavras-conceito: cuidar, inovar

Leia mais

INSTRUMENTO DA OPERAÇÃO URBANA ÁGUA BRANCA

INSTRUMENTO DA OPERAÇÃO URBANA ÁGUA BRANCA INSTRUMENTO DA OPERAÇÃO URBANA ÁGUA BRANCA LOCALIZAÇÃO E CONTEXTO Jundiaí Campinas Rio de Janeiro Sorocaba Guarulhos OUC AB Congonhas CPTM E METRÔ: REDE EXISTENTE E PLANEJADA OUC AB SISTEMA VIÁRIO ESTRUTURAL

Leia mais

3.3. O Conjunto Habitacional Zezinho de Magalhães Prado

3.3. O Conjunto Habitacional Zezinho de Magalhães Prado 6 3.3. O Conjunto Habitacional Zezinho de Magalhães Prado 3.3.. O projeto: Implantação e áreas livres de uso comum Os materiais não se podem construir em si mesmo. São os homens que projetam e executam.

Leia mais

CASA EN TERRAVILLE. Implantação e Partido Formal. Local: Porto Alegre Ano: 2010 Escritório MAPA Autoras : Ana Elísia da Costa e Thaís Gerhardt

CASA EN TERRAVILLE. Implantação e Partido Formal. Local: Porto Alegre Ano: 2010 Escritório MAPA Autoras : Ana Elísia da Costa e Thaís Gerhardt CASA EN TERRAVILLE Local: Porto Alegre Ano: 2010 Escritório MAPA Autoras : Ana Elísia da Costa e Thaís Gerhardt Implantação e Partido Formal A Casa em Terraville é uma residência unifamiliar de uso regular

Leia mais

Soluções Sustentáveis

Soluções Sustentáveis ANA ROCHA MELHADO Soluções Sustentáveis EMPREENDIMENTOS RESIDENCIAIS IV SEMINÁRIO DE INOVAÇÃO NA CONSTRUÇÃO CIVIL RIO DE JANEIRO, junho de 2011 SÍTIO E CONSTRUÇÃO (6 18) 1 - Relação do Edifício com o

Leia mais

Planta do pavimento térreo

Planta do pavimento térreo Planta do pavimento térreo Cortes e elevações típicos Acesso principal e praça de eventos Permeabildade do projeto com seu entorno Ecosistema interno com bosque de mata nativa Telhados verdes e praça de

Leia mais

FUNCIONAL ENTORNO ELEMENTOS DE ENTORNO, CONSIDERANDO OS ATRIBUTOS DO LUGAR - MASSAS TOPOGRAFIA

FUNCIONAL ENTORNO ELEMENTOS DE ENTORNO, CONSIDERANDO OS ATRIBUTOS DO LUGAR - MASSAS TOPOGRAFIA FUNCIONAL ENTORNO IDENTIFICAR A RELAÇÃO DO EDIFÍCIO COM OS ELEMENTOS DE ENTORNO, CONSIDERANDO OS ATRIBUTOS DO LUGAR - MASSAS EDIFICADAS, RELAÇÕES DE PROXIMIDADE, DIÁLOGO, INTEGRAÇÃO OU AUTONOMIA MURO CERCA

Leia mais

CASH CARIBBEAN AFFORDABLE SOLAR HOUSE. Casa Solar Acessível Caribenha

CASH CARIBBEAN AFFORDABLE SOLAR HOUSE. Casa Solar Acessível Caribenha CASH CARIBBEAN AFFORDABLE SOLAR HOUSE Casa Solar Acessível Caribenha ESCOLHA DA CASA PAÍS LATINO CLIMA TROPICAL CASA PERMEÁVEL POSSIVEL ALCANCE DE INTERESSE SOCIAL CASH HOME Slogan: Ser verde e acessível.

Leia mais

APRESENTAÇÃO. Perspectiva ilustrada do empreendimento. (Projeto sujeito a alteração).

APRESENTAÇÃO. Perspectiva ilustrada do empreendimento. (Projeto sujeito a alteração). APRESENTAÇÃO O Clavi Ecco Tower mudará de vez o conceito de empreendimento comercial em Guarulhos. Idealizado pela CLAVI Incorporações, o Clavi Ecco Tower oferece conforto, segurança e modernidade, com

Leia mais

Destaque ARQUITECTURA

Destaque ARQUITECTURA ARQUITECTURA ARQUITECTURA Edificio Bloom Space for Business Localização Este edifício situa-se na Rua de Campolide em Lisboa. Com sua localização privilegiada sobre o Parque do Monsanto, coração verde

Leia mais

FUNCIONAL ENTORNO ELEMENTOS DE ENTORNO, CONSIDERANDO OS ATRIBUTOS DO LUGAR - MASSAS TOPOGRAFIA

FUNCIONAL ENTORNO ELEMENTOS DE ENTORNO, CONSIDERANDO OS ATRIBUTOS DO LUGAR - MASSAS TOPOGRAFIA FUNCIONAL ENTORNO IDENTIFICAR A RELAÇÃO DO EDIFÍCIO COM OS ELEMENTOS DE ENTORNO, CONSIDERANDO OS ATRIBUTOS DO LUGAR - MASSAS EDIFICADAS, RELAÇÕES DE PROXIMIDADE, DIÁLOGO, INTEGRAÇÃO OU AUTONOMIA CASA VIZINHA

Leia mais

Empresa já nasceu grande: maior contrato de concessão de mobiliários urbanos do mundo! Concessão por 25 anos: manutenção e substituição de abrigos

Empresa já nasceu grande: maior contrato de concessão de mobiliários urbanos do mundo! Concessão por 25 anos: manutenção e substituição de abrigos Empresa já nasceu grande: maior contrato de concessão de mobiliários urbanos do mundo! Concessão por 25 anos: manutenção e substituição de abrigos Criada em 2010, a Odebrecht TransPort Participações S.A.

Leia mais

PROJETOS PREMIADOS. Categoria Estudante

PROJETOS PREMIADOS. Categoria Estudante PROJETOS PREMIADOS Categoria Estudante Categoria Estudante ESCOLA PÚBLICA DE ENSINO MÉDIO EM PERÍODO INTEGRAL BLUMENAU/SC Autor Responsável Tiago Tamanini Júnior Orientadora Maria Inês Sugai Instituição

Leia mais

Casa Tugendhat. A Casa Tugendhat foi projectada pelo Arquitecto Ludwing Mies Van Der Rohe ( 1886-1969) e localiza-se em Brno, na República Checa.

Casa Tugendhat. A Casa Tugendhat foi projectada pelo Arquitecto Ludwing Mies Van Der Rohe ( 1886-1969) e localiza-se em Brno, na República Checa. Casa Tugendhat Casa Tugendhat A Casa Tugendhat foi projectada pelo Arquitecto Ludwing Mies Van Der Rohe ( 1886-1969) e localiza-se em Brno, na República Checa. O ARQUITECTO Ludwing Mies Van der Rohe nasceu

Leia mais

PORTO MARAVILHA. Permanências e Mudanças

PORTO MARAVILHA. Permanências e Mudanças PORTO MARAVILHA Permanências e Mudanças MOMENTO ESPECIAL CV Rio + 20 Copa das Confederações 450 Anos da Cidade & Copa América Jogos Olímpicos de 2016 2011 2012 2013 2014 2015 2016 LOCALIZAÇÃO PRIVILEGIADA

Leia mais

INSTITUTO DE ARQUITETOS DO BRASIL

INSTITUTO DE ARQUITETOS DO BRASIL CABO FRIO: TERRAS DAS ÁGUAS Autor: Edvan Isac Santos Filho Cabo Frio e a Concepção Paisagens naturais praianas em tons pastéis que passeiam do branco, bege, ocre e terra das areias, do verde oliva das

Leia mais

ÍNDICE 1. EMPRESA 2. LOCALIZAÇÃO 3. PROJETO VILA DOS ATLETAS 4. SUSTENTABILIDADE 5. RESPONSABILIDADE SOCIAL

ÍNDICE 1. EMPRESA 2. LOCALIZAÇÃO 3. PROJETO VILA DOS ATLETAS 4. SUSTENTABILIDADE 5. RESPONSABILIDADE SOCIAL ÍNDICE 1. EMPRESA 2. LOCALIZAÇÃO 3. PROJETO VILA DOS ATLETAS 4. SUSTENTABILIDADE 5. RESPONSABILIDADE SOCIAL 1. EMPRESA A EMPRESA ILHA PURA EMPREENDIMENTOS IMOBILIÁRIOS É UMA EMPRESA CRIADA COM O OBJETIVO

Leia mais

PROJETO DE REVITALIZAÇÃO DO PARQUE DOM PEDRO II

PROJETO DE REVITALIZAÇÃO DO PARQUE DOM PEDRO II PROJETO DE REVITALIZAÇÃO DO PARQUE DOM PEDRO II UFJF Faculdade de Engenharia - Dep. de Arquitetura e Urbanismo Disciplina: Projeto VIII Prof: Luciane Tasca Grupo: Jeanny Vieira, Livia Cosentino, Marília

Leia mais

RIO DE JANEIRO / RIO DE JANEIRO CIDADE-SEDE

RIO DE JANEIRO / RIO DE JANEIRO CIDADE-SEDE RIO DE JANEIRO / RIO DE JANEIRO CIDADE-SEDE As lindas praias e atrações naturais tornaram a cidade do Rio de Janeiro reconhecida em todo o mundo. É lá que estão referências internacionalmente conhecidas,

Leia mais

ECO SHOPPING LAGOA DO PERI

ECO SHOPPING LAGOA DO PERI Boletim do Investimento Urbano Sustentável ECO SHOPPING LAGOA DO PERI A agenda estratégica de desenvolvimento sustentável Floripa 2030, constitui um marco para a mudança das formas de uso e ocupação do

Leia mais

As tochas Olímpicas e Paralímpicas

As tochas Olímpicas e Paralímpicas As tochas Olímpicas e Paralímpicas Aula 2 A tocha dos Jogos Rio 2016 Rio 2016 Versão 1.0 Objetivos Nesta aula, você irá conhecer: 1 As principais características da tocha dos Jogos Rio 2016 2 O revezamento

Leia mais

Um projecto central na reabilitação da frente ribeirinha

Um projecto central na reabilitação da frente ribeirinha Um projecto central na reabilitação da frente ribeirinha Na frente ribeirinha de Lisboa, a poucos minutos do Parque das Nações, desenvolve-se um novo condomínio que enquadra toda a estrutura pré-existente

Leia mais

Hospital. Pró Criança Cardíaca. Case PRÓ CRIANÇA. hospitais. Projeto da RAF Arquitetura possui oito pavimentos voltados totalmente às crianças

Hospital. Pró Criança Cardíaca. Case PRÓ CRIANÇA. hospitais. Projeto da RAF Arquitetura possui oito pavimentos voltados totalmente às crianças Case PRÓ CRIANÇA Hospital Pró Criança Cardíaca Projeto da RAF Arquitetura possui oito pavimentos voltados totalmente às crianças A Fundação Pró Criança Cardí- blicos, que geralmente carecem de o Hospital

Leia mais

Execução Anual das Grandes Opções do Plano

Execução Anual das Grandes Opções do Plano das Grandes Opções do Plano 01 EDUCAÇÃO 01 01 EDUCAÇÃO PRÉ-ESCOLAR E ENSINO BÁSICO 01 01 /1 Infraestruturas de Ano Anos seguintes Anos Anteriores Ano 01 01 /1 1 Centro Escolar de Caria 0102 07010305 E

Leia mais

(48) 3086-9700 Avenida Pedra Branca, s/n Cidade Universitária Pedra Branca Palhoça Santa Catarina www.cidadepedrabranca.com.br

(48) 3086-9700 Avenida Pedra Branca, s/n Cidade Universitária Pedra Branca Palhoça Santa Catarina www.cidadepedrabranca.com.br ESCRITÓRIOS PARA LOCAÇÃO Realização: C O R P O R A T E C E N T E R (48) 3086-9700 Avenida Pedra Branca, s/n Cidade Universitária Pedra Branca Palhoça Santa Catarina www.cidadepedrabranca.com.br TORRE I

Leia mais

CATEGORIA PRODUTOS E LANÇAMENTOS IMOBILIÁRIOS DO ANO

CATEGORIA PRODUTOS E LANÇAMENTOS IMOBILIÁRIOS DO ANO CATEGORIA PRODUTOS E LANÇAMENTOS IMOBILIÁRIOS DO ANO EMPREENDIMENTOS DE PEQUENO PORTE 01 APRESENTAÇÃO MELNICK EVEN DA EMPRESA APRESENTAÇÃO DA EMPRESA A Melnick Even, com 20 anos de atuação no mercado gaúcho

Leia mais

UniVap - FEAU CURSO DE ARQUITETURA E URBANISMO Prof. Minoru Takatori ESTUDO PRELIMINAR

UniVap - FEAU CURSO DE ARQUITETURA E URBANISMO Prof. Minoru Takatori ESTUDO PRELIMINAR 1 ESTUDO PRELIMINAR OBJETIVOS Analise e avaliação de todas as informações recebidas para seleção e recomendação do partido arquitetônico, podendo eventualmente, apresentar soluções alternativas. Tem como

Leia mais

design arquitetura tendência

design arquitetura tendência design arquitetura tendência HOME office mall Lindóia Lindóia ( ) A Melnick Even apresenta mais um produto da linha (HOM), baseado em um conceito inovador: o Mixed Use. Considerados uma solução de grande

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE VIÇOSA DEPARTAMENTO DE ARQUITETURA E URBANISMO ARQ 399- TRABALHO DE CURSO -2011/2 BELLE MARE

UNIVERSIDADE FEDERAL DE VIÇOSA DEPARTAMENTO DE ARQUITETURA E URBANISMO ARQ 399- TRABALHO DE CURSO -2011/2 BELLE MARE UNIVERSIDADE FEDERAL DE VIÇOSA DEPARTAMENTO DE ARQUITETURA E URBANISMO ARQ 399- TRABALHO DE CURSO -2011/2 BELLE MARE ALUNA: ORIENTADORA: TERESA FARIA NOVEMBRO 2011 AGRADECIMENTOS AGRADEÇO A TODOS QUE ACREDITARAM,

Leia mais

INSTITUTO DE ARQUITETOS DO BRASIL

INSTITUTO DE ARQUITETOS DO BRASIL PROJETO DA UNIVERSIDADE FEDERAL DO ABC Autores: Claudio Libeskind, Sandra Llovet, Mario Lotfi, David Ruscalleda Nesta cidade, feita de sucessivas adições, de fragmentos, o projeto sobrepõe outros, criando

Leia mais

Hevelyn Baer Villar_ Trabajo Final de Graduação Interdisciplinar

Hevelyn Baer Villar_ Trabajo Final de Graduação Interdisciplinar Trabalho Final de Graduação Interdisciplinar Centro Cultural Maembipe O projeto foi indicado pela Universidade Estadual de Londrina para participar no concurso Ópera Prima de projetos de Fim de Graduação.

Leia mais

SMALL HOUSE. Sejima e Nishizawa 1999-2000

SMALL HOUSE. Sejima e Nishizawa 1999-2000 SMALL HOUSE 1999-2000 Sejima e Nishizawa Andressa Rodrigues Melo 11411ARQ028 Ariane Xavier Duarte 11411ARQ023 Guilherme Duarte Cunha 11411ARQ001 Larissa Costa Silva 11411ARQ026 Kazuyo Sejima e Ruye Nishizawa

Leia mais

IDEIA FORÇA. Redução do Tempo de Deslocamento Humano (Mobilidade)

IDEIA FORÇA. Redução do Tempo de Deslocamento Humano (Mobilidade) IDEIA FORÇA Redução do Tempo de Deslocamento Humano (Mobilidade) DETALHAMENTO: Mobilidade humana (trabalhador precisa respeito); Melhorar a qualidade e quantidade de transporte coletivo (Lei da oferta

Leia mais

Turismo de (bons) negócios. 26 KPMG Business Magazine

Turismo de (bons) negócios. 26 KPMG Business Magazine Turismo de (bons) negócios 26 KPMG Business Magazine Segmento ganha impulso com eventos internacionais e aumento da demanda interna Eventos mobilizaram mais de R$ 20,6 bilhões em 2011 A contagem regressiva

Leia mais

14/05/2015 AVALIAÇÃO DOS PROJETOS EDI 64 ARQUITETURA E URBANISMO_ 2015. Profa. Dra. Giovanna M. Ronzani Borille

14/05/2015 AVALIAÇÃO DOS PROJETOS EDI 64 ARQUITETURA E URBANISMO_ 2015. Profa. Dra. Giovanna M. Ronzani Borille AVALIAÇÃO DOS PROJETOS Profa. Dra. Giovanna M. Ronzani Borille 14/05/2015 1 EDI 64 ARQUITETURA E URBANISMO_ 2015 Avaliação: o Conceitos de projeto (I: 50%, II: 50% e para Exame: 30%) o Representação gráfica

Leia mais

Parcerias Público- Privadas do Rio de Janeiro. Gustavo Guerrante. 30 de novembro de 2015

Parcerias Público- Privadas do Rio de Janeiro. Gustavo Guerrante. 30 de novembro de 2015 Parcerias Público- Privadas do Rio de Janeiro Gustavo Guerrante 30 de novembro de 2015 Prefeitura do Rio de Janeiro Secretaria Especial de Concessões e Parcerias Público-Privadas Em 2009, institucionalizou-se

Leia mais

RECENTRALIZAÇÃO E OS SERVIÇOS NA CIDADE DO RIO DE JANEIRO

RECENTRALIZAÇÃO E OS SERVIÇOS NA CIDADE DO RIO DE JANEIRO RECENTRALIZAÇÃO E OS SERVIÇOS NA CIDADE DO RIO DE JANEIRO Susana Mara Miranda Pacheco Universidade do Estado do Rio de Janeiro susanamp@uerj.br Pensar o centro do Rio de Janeiro nos primeiros anos do século

Leia mais

RIO DE JANEIRO - RJ (BRASIL)

RIO DE JANEIRO - RJ (BRASIL) RIO DE JANEIRO - RJ (BRASIL) A Cidade Maravilhosa Rio de Janeiro, também conhecida como a Cidade Maravilhosa, é a segunda maior cidade do Brasil, e com certeza faremos com que você tenha um maravilhoso

Leia mais

Metodologia. Etapas do Projeto de Paisagismo

Metodologia. Etapas do Projeto de Paisagismo Metodologia Etapas do Projeto de Paisagismo Etapa de Levantamentos, Análise e Diagnóstico Aspectos históricos Morfologia do sítio Relações urbanas Aspectos climáticos Caracterização demográfica Elementos

Leia mais

Resíduos Sólidos Programa Lixo Alternativo Situação atual de Guaraqueçaba: Volume diário 4m³ (aproximadamente 1 tonelada/dia) Coleta: Diária em 980 unidades domésticas / 135 comerciais / 2 industriais

Leia mais

Projeto PERNAMBUCO NA COPA 2014

Projeto PERNAMBUCO NA COPA 2014 Projeto PERNAMBUCO NA COPA 2014 4º Fórum de Direito do Turismo 20 de Maio de 2011 ARRANJO INSTITUCIONAL - GOVERNO DE PERNAMBUCO SECOPA-PE Atribuições Planejar, coordenar e gerir as iniciativas dos órgãos

Leia mais

TERMO PÚBLICO, ABERTO À ADESÃO, DE COMPROMISSO PELO EMPREGO E TRABALHO DECENTE NA COPA DO MUNDO FIFA DE 2014 E NOS JOGOS OLÍMPICOS DE 2016.

TERMO PÚBLICO, ABERTO À ADESÃO, DE COMPROMISSO PELO EMPREGO E TRABALHO DECENTE NA COPA DO MUNDO FIFA DE 2014 E NOS JOGOS OLÍMPICOS DE 2016. TERMO PÚBLICO, ABERTO À ADESÃO, DE COMPROMISSO PELO EMPREGO E TRABALHO DECENTE NA COPA DO MUNDO FIFA DE 2014 E NOS JOGOS OLÍMPICOS DE 2016. O Ministério do Trabalho e Emprego, o Tribunal Regional do Trabalho,

Leia mais

PUBLICADO DOC 10/01/2012, p. 1 c. todas

PUBLICADO DOC 10/01/2012, p. 1 c. todas PUBLICADO DOC 10/01/2012, p. 1 c. todas LEI Nº 15.525, DE 9 DE JANEIRO DE 2012 (Projeto de Lei nº 470/11, do Executivo, aprovado na forma de Substitutivo do Legislativo) Institui o Projeto Estratégico

Leia mais

SUSTENTABILIDADE E CERTIFICAÇÃO AQUA EM EMPREENDIMENTO COMERCIAL

SUSTENTABILIDADE E CERTIFICAÇÃO AQUA EM EMPREENDIMENTO COMERCIAL FICHA TÉCNICA Empresa: Syene Empreendimentos Projeto: Syene Corporate Área Construída: 77.725,45 m² Data de implementação: 01/09/2010 Responsável: Jealva Fonseca Contato: jealva@syene.com.br INTRODUÇÃO

Leia mais

PROGRAMAÇÃO DO EVENTO

PROGRAMAÇÃO DO EVENTO PROGRAMAÇÃO DO EVENTO Dia 08/08 // 09h00 12h00 PLENÁRIA Nova economia: includente, verde e responsável Nesta plenária faremos uma ampla abordagem dos temas que serão discutidos ao longo de toda a conferência.

Leia mais

RECIFE 500 ANOS UMA VISÃO DE CIDADE. Recife 500 Anos uma visão de cidade

RECIFE 500 ANOS UMA VISÃO DE CIDADE. Recife 500 Anos uma visão de cidade RECIFE 500 ANOS UMA VISÃO DE CIDADE Recife 500 Anos uma visão de cidade 1 Não há nada como o sonho para criar o futuro. Utopia hoje, carne e osso amanhã. Victor Hugo 2 Recife 500 Anos uma visão de cidade

Leia mais

DOCUMENTO DE PROVIDÊNCIAS AUDIÊNCIA PÚBLICA: COPA DO MUNDO DE 2014 EM CURITIBA E A UTILIZAÇÃO DO POTENCIAL CONSTRUTIVO

DOCUMENTO DE PROVIDÊNCIAS AUDIÊNCIA PÚBLICA: COPA DO MUNDO DE 2014 EM CURITIBA E A UTILIZAÇÃO DO POTENCIAL CONSTRUTIVO DOCUMENTO DE PROVIDÊNCIAS AUDIÊNCIA PÚBLICA: COPA DO MUNDO DE 2014 EM CURITIBA E A UTILIZAÇÃO DO POTENCIAL CONSTRUTIVO AS ENTIDADES E MOVIMENTOS DA SOCIEDADE CIVIL ORGANIZADA PRESENTES NA AUDIÊNCIA PÚBLICA

Leia mais

Categoria Estudante. 1º Lugar DOCA 01 30º1 30 S 51º13 36 O. Autor Responsável Luis Henrique Rocha de Araújo. Orientadora Honores Mambrini

Categoria Estudante. 1º Lugar DOCA 01 30º1 30 S 51º13 36 O. Autor Responsável Luis Henrique Rocha de Araújo. Orientadora Honores Mambrini Projetos Premiados Categoria Estudante 1º Lugar DOCA 01 30º1 30 S 51º13 36 O Luis Henrique Rocha de Araújo Orientadora Honores Mambrini Instituição Universidade do Vale do Rio dos Sinos - Unisinos Curso

Leia mais

SP-URBANISMO. Nova Luz Projeto Urbanístico Consolidado

SP-URBANISMO. Nova Luz Projeto Urbanístico Consolidado SP-URBANISMO Nova Luz Projeto Urbanístico Consolidado Setembro 2011 Perímetro da Nova Luz Sala São Paulo Parque da Luz Praça Princesa Isabel Largo do Arouche Igreja de Santa Ifigênia Praça da República

Leia mais

Capítulo 3 CONDOMÍNIOS-CLUBE NA CIDADE DE SÃO PAULO

Capítulo 3 CONDOMÍNIOS-CLUBE NA CIDADE DE SÃO PAULO Capítulo 3 CONDOMÍNIOS-CLUBE NA CIDADE DE SÃO PAULO Vista da Rua Schilling, no ano de 1981 Fonte : Júnior Manuel Lobo Fonte:Vila Hamburguesa sub-distrito da Lapa município da capital de São Paulo Vila

Leia mais

os projetos de urbanização de favelas 221

os projetos de urbanização de favelas 221 5.15 Favela Jardim Floresta. Vielas e padrão de construção existente. 5.16 Favela Jardim Floresta. Plano geral de urbanização e paisagismo. 5.17 Favela Jardim Floresta. Seção transversal. 5.18 Favela Jardim

Leia mais

Carta Internacional da Educação Física e do Esporte da UNESCO

Carta Internacional da Educação Física e do Esporte da UNESCO Carta Internacional da Educação Física e do Esporte da UNESCO 21 de novembro de 1978 SHS/2012/PI/H/1 Preâmbulo A Conferência Geral da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura,

Leia mais

Prima. Empreendimentos Inovadores.

Prima. Empreendimentos Inovadores. Prima. Empreendimentos Inovadores. Fundada em 2005, a Prima Empreendimentos Inovadores é uma empresa voltada para o desenvolvimento turístico e imobiliário, com foco em produtos de alto valor agregado

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE URUGUAIANA ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL. Tipologia Construtiva. Prefeitura Municipal de Uruguaiana (RS), Maio de 2015.

PREFEITURA MUNICIPAL DE URUGUAIANA ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL. Tipologia Construtiva. Prefeitura Municipal de Uruguaiana (RS), Maio de 2015. PREFEITURA MUNICIPAL DE URUGUAIANA ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL Tipologia Construtiva Prefeitura Municipal de Uruguaiana (RS), Maio de 2015. TIPOLOGIA CONSTRUTIVA 1 SUB HABITAÇÃO 1.1- Sub-habitação Compostos

Leia mais

RESUMO DAS INTERVENÇÕES APONTADAS COMO LEGADO DAS OLIMPÍADAS PARA A CIDADE

RESUMO DAS INTERVENÇÕES APONTADAS COMO LEGADO DAS OLIMPÍADAS PARA A CIDADE OLIMPÍADAS 2016 RESUMO DAS INTERVENÇÕES APONTADAS COMO LEGADO DAS OLIMPÍADAS PARA A CIDADE 1 Principais intervenções previstas para as Olimpíadas: A Infraestrutura urbana Porto Maravilha Projeto de revitalização

Leia mais

CASA ZM CASA CT CASA MDT CASA FB

CASA ZM CASA CT CASA MDT CASA FB CASA ZM CASA CT CASA MDT CASA FB Local: Itacaré - BA Ano: 2005 Local: Bragança Paulista - SP Ano: 2008 Local: Fazenda Boa Vista - SP Ano: 2008 Local: Porto Feliz - SP Ano: 2011 Bernardes e Jacobsen Arquitetura

Leia mais

Grupo WTB Experiência e solidez

Grupo WTB Experiência e solidez Grupo WTB Experiência e solidez Fundado em 1999, o Grupo WTB teve um crescimento sustentado e prosperou ao longo dos anos. Hoje, sua marca está presente em vários empreendimentos de sucesso, contando com

Leia mais

comunicação visual para a

comunicação visual para a projetos de design e comunicação visual para a cidade contemporânea solange de oliveira patrícia a. nascimento sheila nicolini neto orgel ramos júnior estudo de casos Parque das Nações (Lisboa); Estação

Leia mais

REPORTAGENS. de 9 15/02/2011 06:12. Comin. Texto: Débora Borges Fotos: Ale Asbun

REPORTAGENS. de 9 15/02/2011 06:12. Comin. Texto: Débora Borges Fotos: Ale Asbun REPORTAGENS Terreno em declive Mar e floresta ao alcance dos olhos O lote íngreme abriga uma casa "flutuante" com três níveis, cercada pelo verde e com vista para a praia Texto: Débora Borges Fotos: Ale

Leia mais

PROJETO PEDAGÓGICO DE POS GRADUAÇÃO LATO SENSU 2014/2015

PROJETO PEDAGÓGICO DE POS GRADUAÇÃO LATO SENSU 2014/2015 PROJETO PEDAGÓGICO DE POS GRADUAÇÃO LATO SENSU 2014/2015 1- JUSTIFICATIVA O setor de eventos vem passando por uma grande reformulação. Dos eventos corporativos, hoje mais bem estruturados e com foco específico,

Leia mais

CONTEÚDOS DE GEOGRAFIA PARA O ENSINO FUNDAMENTAL COM BASE NOS PARÂMETROS CURRICULARES DO ESTADO DE PERNAMBUCO

CONTEÚDOS DE GEOGRAFIA PARA O ENSINO FUNDAMENTAL COM BASE NOS PARÂMETROS CURRICULARES DO ESTADO DE PERNAMBUCO DE GEOGRAFIA PARA O ENSINO FUNDAMENTAL COM BASE NOS PARÂMETROS CURRICULARES DO ESTADO DE PERNAMBUCO GOVERNADOR DE PERNAMBUCO João Lyra Neto SECRETÁRIO DE EDUCAÇÃO E ESPORTES Ricardo Dantas SECRETÁRIA EXECUTIVA

Leia mais

FUNCIONAL TOPOGRAFIA SOLAR/ PRIMEIRA METADE DO TERRENO E O INFERIOR LOCADO MAIS A

FUNCIONAL TOPOGRAFIA SOLAR/ PRIMEIRA METADE DO TERRENO E O INFERIOR LOCADO MAIS A FUNCIONAL IMPLANTAÇÃO IDENTIFICAR COMO SE DÁ A OCUPAÇÃO DA PARCELA DO LOTE, A DISPOSIÇÃO DO(S) ACESSO(S) AO LOTE; COMO SE ORGANIZA O AGENCIAMENTO, UMA LEITURA DA RUA PARA O LOTE ACESSO SOCIAL ACESSO ÍNTIMO

Leia mais

CRIATIVIDADE EM PROJETOS IMOBILIÁRIOS CASE BARRA VILLAGE HOUSE LIFE

CRIATIVIDADE EM PROJETOS IMOBILIÁRIOS CASE BARRA VILLAGE HOUSE LIFE CRIATIVIDADE EM PROJETOS IMOBILIÁRIOS CASE BARRA VILLAGE HOUSE LIFE QGDI é uma empresa do Grupo Queiroz Galvão; Atua no segmento Residencial e Comercial de Média-Alta Renda e no segmento Econômico com

Leia mais

[+] Baía da Lagos [+] 2h 30m de Lisboa (A2) [+] 45m do Aeroporto de Faro (Via do Infante) [+] Futuro acesso directo (Variante de Lagos N125)

[+] Baía da Lagos [+] 2h 30m de Lisboa (A2) [+] 45m do Aeroporto de Faro (Via do Infante) [+] Futuro acesso directo (Variante de Lagos N125) [+] Baía da Lagos [+] 2h 30m de Lisboa (A2) [+] 45m do Aeroporto de Faro (Via do Infante) [+] Futuro acesso directo (Variante de Lagos N125) Lagos [+] Centro histórico e cidade Restaurantes, comércio,

Leia mais

P O R T O M A R A V I L H A

P O R T O M A R A V I L H A P O R T O M A R A V I L H A P O R T O M A R A V I L H A Porto do Rio Zona Portuária Hoje Da fundação aos dias de hoje Oficialmente, o Porto do Rio de Janeiro foi inaugurado em 1910, o que impulsionou o

Leia mais

O condomínio La Dolce VIta Vila Romana, está situado em um terreno de 10.153,29 m², situado entre as Ruas Espártaco, Camilo, Aurélia e Tito.

O condomínio La Dolce VIta Vila Romana, está situado em um terreno de 10.153,29 m², situado entre as Ruas Espártaco, Camilo, Aurélia e Tito. CONDOMÍNIOS VERTICAIS RESIDENCIAIS NA CIDADE DE SÃO PAULO (2000-2008): CONDOMÍNIOS - CLUBE O condomínio La Dolce VIta Vila Romana, está situado em um terreno de 10.153,29 m², situado entre as Ruas Espártaco,

Leia mais

DOTS Desenvolvimento Orientado ao Transporte Sustentável

DOTS Desenvolvimento Orientado ao Transporte Sustentável DOTS Desenvolvimento Orientado ao Transporte Sustentável O que é DOTS? Desenvolvimento Orientado ao Transporte Sustentável: modelo de planejamento e desenho urbano Critérios de desenho para bairros compactos,

Leia mais

Copa 2014 Desafios e Oportunidades

Copa 2014 Desafios e Oportunidades Copa 2014 Desafios e Oportunidades A Copa 2014 tem dono... A Copa é da FIFA Exigências atribuladas no caderno de encargos Com a Copa de 2010, o único continente que ainda não sediou o evento foi a Oceania

Leia mais

11 3159 1970 www.apiacasarquitetos.com.br PETOBRAS VITÓRIA. Vitória - ES - 2005

11 3159 1970 www.apiacasarquitetos.com.br PETOBRAS VITÓRIA. Vitória - ES - 2005 PETOBRAS VITÓRIA Vitória - ES - 2005 MEMORIAL O partido tem como premissa a ocupação do território não considerando-o como perímetro, e sim como volume, ou seja, apreende deste sítio, sua estrutura geomorfológica.

Leia mais

PROTOCOLO QUE ESTABELECE METAS PARA A GESTÃO DO RECIFE

PROTOCOLO QUE ESTABELECE METAS PARA A GESTÃO DO RECIFE PROTOCOLO QUE ESTABELECE METAS PARA A GESTÃO DO RECIFE PREÂMBULO O Instituto de Arquitetos do Brasil, Departamento de Pernambuco IAB-PE, representado por sua Presidente, Arquiteta e Urbanista Vitória Régia

Leia mais

INTERVENÇÕES PARA O DESENVOLVIMENTO. (concluída) e a construção do Mercado Público Municipal. Ainda está prevista a criação de uma

INTERVENÇÕES PARA O DESENVOLVIMENTO. (concluída) e a construção do Mercado Público Municipal. Ainda está prevista a criação de uma EIXO : INTERVENÇÕES PARA O DESENVOLVIMENTO Desenvolvimento com opções de lazer projeto Blumenau 2050 prevê uma série de obras para alavancar o desenvol- O vimento econômico, o turismo e o lazer na cidade.

Leia mais

Levantamento Histórico

Levantamento Histórico Praça Roosevelt Levantamento Histórico Até o final do século XIX, o local onde se encontra a Praça Roosevelt era a chácara de Dona Veridiana Prado. Este local teve diversos usos durante este período, desde

Leia mais

ANÁLISE DO DESEMPENHO TERMICO DE EDIFICIO ESCOLAR ATRAVES DO PROGRAMA ENERGYPLUS

ANÁLISE DO DESEMPENHO TERMICO DE EDIFICIO ESCOLAR ATRAVES DO PROGRAMA ENERGYPLUS ANÁLISE DO DESEMPENHO TERMICO DE EDIFICIO ESCOLAR ATRAVES DO PROGRAMA ENERGYPLUS Luis Fernando Malluf Sanchez Faculdade de Engenharia Civil CEATEC luis.fms1@puccampinas.edu.br Claudia Cotrim Pezzuto Faculdade

Leia mais

AMBIENTE EFICIENTE Consultoria

AMBIENTE EFICIENTE Consultoria AMBIENTE EFICIENTE Consultoria ESCOPO DOS SERVIÇOS CERTIFICAÇÃO LEED A certificação LEED pode ser aplicada no Brasil em oito tipologias: Novas Construções (New Construction) Edifícios Existentes Operação

Leia mais

Yes, Zaqueu Proença. Sonho de

Yes, Zaqueu Proença. Sonho de Yes, Zaqueu Proença Sonho de consumo 92 nós temos ciclovias nelson toledo Aos poucos, as bikes começam a ganhar um espaço nas políticas de trânsito de diversas cidades brasileiras. Saiba onde você pode

Leia mais

TeQ. Tecnologia Química e de Processos. 8 10 de Novembro de 2016 Riocentro Rio de Janeiro teq.events

TeQ. Tecnologia Química e de Processos. 8 10 de Novembro de 2016 Riocentro Rio de Janeiro teq.events TeQ Tecnologia Química e de Processos Feira Internacional de Fornecedores da Indústria Química e de Processos 8 10 de Novembro de 2016 Riocentro Rio de Janeiro teq.events powered by Tecnologia Te Rio de

Leia mais

O nascer do sol é um espetáculo que se repete todos os dias, mas sempre é diferente. Assistir a isso no melhor lugar do mundo é um privilégio de quem

O nascer do sol é um espetáculo que se repete todos os dias, mas sempre é diferente. Assistir a isso no melhor lugar do mundo é um privilégio de quem O nascer do sol é um espetáculo que se repete todos os dias, mas sempre é diferente. Assistir a isso no melhor lugar do mundo é um privilégio de quem escolheu o Solar Tambaú. Localizado à beira-mar de

Leia mais

7. o ANO FUNDAMENTAL. Prof. a Andreza Xavier Prof. o Walace Vinente

7. o ANO FUNDAMENTAL. Prof. a Andreza Xavier Prof. o Walace Vinente 7. o ANO FUNDAMENTAL Prof. a Andreza Xavier Prof. o Walace Vinente CONTEÚDOS E HABILIDADES FORTALECENDO SABERES DESAFIO DO DIA Unidade I Tempo, espaço, fontes históricas e representações cartográficas

Leia mais

DIRETRIZES PROJETUAIS PARA A REABILITAÇÃO DO CENTRO OLÍMPICO DE PRESIDENTE PRUDENTE SP

DIRETRIZES PROJETUAIS PARA A REABILITAÇÃO DO CENTRO OLÍMPICO DE PRESIDENTE PRUDENTE SP Encontro de Ensino, Pesquisa e Extensão, Presidente Prudente, 22 a 25 de outubro, 2012 213 DIRETRIZES PROJETUAIS PARA A REABILITAÇÃO DO CENTRO OLÍMPICO DE PRESIDENTE PRUDENTE SP Melina Yumi Koyama¹; Hélio

Leia mais

Concurso Logotipo do Curso de Tecnologia em Sistemas para Internet. Segue, o Logotipo colorido, preto e branco e uma breve explicação de cada um.

Concurso Logotipo do Curso de Tecnologia em Sistemas para Internet. Segue, o Logotipo colorido, preto e branco e uma breve explicação de cada um. Concurso Logotipo do Curso de Tecnologia em Sistemas para Internet Prezados, Segue, o Logotipo colorido, preto e branco e uma breve explicação de cada um. LOGOTIPO - 01 DESCRIÇÃO: Com apelo visual forte,

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca II ENCONTRO NACIONAL DE TRANSPORTADORES

Leia mais

INSTITUTO DE ARQUITETOS DO BRASIL

INSTITUTO DE ARQUITETOS DO BRASIL O MORAR CARIOCA E A MANEIRA CARIOCA DE MORAR Autor(es): João Carlos Laufer Calafate, Pablo Cesar Benetti, José Augusto Pina, Ana Prado e Ana Gabriella Steinhauser As Olimpíadas de 2016 e a Copa do Mundo

Leia mais

TORRE DE TV: PROPORCIONANDO BEM ESTAR

TORRE DE TV: PROPORCIONANDO BEM ESTAR TORRE DE TV: PROPORCIONANDO BEM ESTAR Authors: Eliete Araujo¹, Ivana Santos¹, Fabiana Rajão¹, Laura Guerreiro¹ Affiliation: 1 - UniCEUB Keywords: Torre. Requalificar. Inteligente. I. INTRODUÇÃO Este trabalho

Leia mais

ESPECIFICAÇÃO PARA ELABORAÇÃO DO PROJETO DE URBANIZAÇÃO SUMÁRIO 1.0 - OBJETIVO 2 0 - DOCUMENTOS DE REFERÊNCIA 3.0 - ESCOPO 3.1 - PROCEDIMENTOS FORMAIS

ESPECIFICAÇÃO PARA ELABORAÇÃO DO PROJETO DE URBANIZAÇÃO SUMÁRIO 1.0 - OBJETIVO 2 0 - DOCUMENTOS DE REFERÊNCIA 3.0 - ESCOPO 3.1 - PROCEDIMENTOS FORMAIS ESPECIFICAÇÃO PARA ELABORAÇÃO DO PROJETO DE URBANIZAÇÃO SUMÁRIO 1.0 - OBJETIVO 2 0 - DOCUMENTOS DE REFERÊNCIA 3.0 - ESCOPO 3.1 - PROCEDIMENTOS FORMAIS 3.2 - COMPONENTES ESPECÍFICOS 3.2.1 - Plano de Intervenção

Leia mais

Plano de Pormenor da Frente Ribeirinha de Alhandra

Plano de Pormenor da Frente Ribeirinha de Alhandra Plano de Pormenor da Frente Ribeirinha de Alhandra O Plano de Pormenor da Frente Ribeirinha de Alhandra estabelece a concepção do espaço urbano, para a área de intervenção do Plano, dispondo, designadamente,

Leia mais