CP/ECEME/2007 1ª AVALIAÇÃO SOMATIVA FICHA AUXILIAR DE CORREÇÃO GEOGRAFIA (SAÙDE) 1ª QUESTÃO (Valor 6,0)

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "CP/ECEME/2007 1ª AVALIAÇÃO SOMATIVA FICHA AUXILIAR DE CORREÇÃO GEOGRAFIA (SAÙDE) 1ª QUESTÃO (Valor 6,0)"

Transcrição

1 CP/ECEME/2007 1ª AVALIAÇÃO SOMATIVA FICHA AUXILIAR DE CORREÇÃO GEOGRAFIA (SAÙDE) 1ª QUESTÃO (Valor 6,0)! "#$ &%'(!*)+,-,. / %5 6. %, 87 M BONPBJ,NRQ BNWM BNH^B_?3TC*H`>C#BC*H^B2a >bcgm>c?2t J dfe*ghgi2djlk hgmngopg h*q^rstmg5u1rk hnwvgdxm d5y;z5mrsq`gspr{(gh g0 }Y ^ = ^ ~dxe*g h#i2d,ƒ# 4 ˆ 3 Š Œ, $ ŽŠ, 4 3, t,ƒg S G P G ƒg, bƒ # G Š" *Š 2, 4 0 š tœ 2 3ž Ÿ" ž&ž 3, ^, G Y žžœ ` Lž œ, ªžŽœ, «3 $ š ž œ ž L c ž Gš *œ, L ±ž Gœ 2œ b ž ²³ +œ, žg ž µ - Acessado em 04/06/2007 À luz do processo de colonização e descolonização da África, estudar a atual situação econômica e social do continente, concluindo sobre as medidas passíveis de serem adotadas pelos países ricos (G8) para reverter o atual quadro. Item ASPECTOS A SEREM CONSIDERADOS Escores Obs MÉTODO TOTAL: 180 escores Interpretação M01 Compreensão do nível de desempenho exigido. M02 Identificar o objeto do pedido corretamente. 20 M03 Abordagem da idéia central. 05 M04 Delimitação do tema no espaço e no tempo. 05 M05 Não antecipação de parte do desenvolvimento. 05 M06 Ligação com o Desenvolvimento 05 Desenvolvimento M08 Dividiu o todo em partes coerentes. 20 M09 Durante o desenvolvimento preparou para o atendimento à condicionante da servidão. 20 M Atendeu à condicionante de tempo e espaço. M11 Apresentou as idéias com ligação de causa e efeito. M12 Elaborou as conclusões parciais. 20 Conclusão M13 Retomou o tema central. 05 M14 Síntese (idéias coerentes com as CP). 20 M Atendimento à imposição do pedido (condicionante da servidão). 20 Subtotal - Método 180

2 C01 C02 CONHECIMENTO (Algumas idéias) TOTAL: 300 escores 240 escores atribuídos para idéias essenciais 60 escores atribuídos a critério do oficial encarregado da correção Divisão do território africano (África Setentrional e África Meridional). Processo de colonização do continente (Mercantilista e Imperialista). C03 A Conferência de Berlim e a partilha do continente. C04 Outras idéias julgadas pertinentes. Desenvolvimento Situação econômica C05 Atraso econômico e ausência de uma sociedade de consumo. C06 PIB africano(cerca de 1% do PIB mundial). C07 Alto endividamento externo. C08 Elevadas taxas de inflação. C09 Constante desvalorização da moeda. C Grande concentração de renda. C11 Grande dependência de ajuda financeira internacional. C12 Dependência de atividades primárias (agricultura e extrativismo). C13 Carência de tecnologia. C14 C Carência de infra-estrutura(transportes, instalações portuárias e energia). Comércio exterior baseado na exportação de matérias-primas e agrícolas. C16 Predominância da agricultura de subsistência. C17 Agricultura comercial na forma de plantation (herança colonial) C18 Principais produtos agrícolas para exportação (café, cacau, algodão, amendoim e cana-de-açúcar). C19 Importância da mineração. C20 Principais produtos minerais:ouro (África do Sul), diamante(zaire), cobre(zâmbia e Zaire), carvão e manganês(áfrica do Sul), petróleo (Líbia, Nigéria, Angola, Gabão, Argélia e Egito). C21 Concentração industrial (África do Sul e Egito). C22 Principais parceiros econômicos (países da EU). C23 Necessidade do apoio dos países ricos, particularmente dos integrantes do G8. C24 Outras julgadas pertinentes. C25 CP: idéias que caracterizem a atual situação econômica, destacando aquelas que possibilitem atender à conclusão imposta. Situação social

3 C26 Condições de vida da maior parte da população africana. C27 Deficiências alimentares e assistenciais. C28 Precárias condições de saúde. C29 Elevadas taxas de mortalidade infantil. C30 Baixa expectativa de vida. C31 Elevadas taxas de crescimento vegetativo. C32 Baixo nível de instrução escolar. C31 Alta taxa de analfabetismo. C32 Baixo nível de renda. C33 Péssimas condições de moradia. C34 Necessidade do apoio dos países ricos, particularmente dos integrantes do G8. C35 Outras idéias julgadas pertinentes. C36 C37 C38 CP: idéias que caracterizem a atual situação social, destacando aquelas que possibilitem atender à conclusão imposta. Conclusão Síntese das conclusões abordando a atual situação econômica e social. Necessidade de ajuda internacional, particularmente dos países ricos (integrantes do G8), para reverter o atual quadro. C39 Outras julgadas pertinentes. Coerência Clareza Objetividade Coesão Subtotal - Conhecimento 300 EXPRESSÃO ESCRITA TOTAL: 120 escores A1 00 A2 05 A3 B1 00 B2 05 B3 C1 00 C2 05 C3 D1 00 D2 05 D3 08 D4 Ortografia E1 20 Pontuação E2 20 Concordância E3 20 Regência E4 20

4 Subtotal Expressão Escrita 120 RESULTADO DA QUESTÃO GRAU BRUTO MÁXIMO 600 6,00 GRAU BRUTO OBTIDO NA QUESTÃO, 2ª QUESTÃO (Valor 4,0) Em 2003, a expectativa de vida do brasileiro subiu para 71,3 anos. A mortalidade infantil caiu 8,6% em relação a 2000 e [...]. A esperança de vida ao nascer de 71,3 anos coloca o Brasil na 86ª posição no ranking da ONU, considerando as estimativas para 192 países ou áreas no período (World Population Prospects: The 2002 Revision; 2003). Acessado em 18/06/2007 Do estudo dos índices de Expectativa de Vida e da Taxa de Mortalidade Infantil no Brasil, apresentar as medidas passíveis de serem adotadas pelo governo, que permitam melhorar esses indicadores. Item ASPECTOS A SEREM CONSIDERADOS Escores Obs MÉTODO TOTAL: 80 escores Interpretação M01 Compreensão do nível de desempenho exigido. M02 Identificar o objeto do pedido corretamente. M03 Abordagem da idéia central. 05 M04 Delimitação do tema no espaço e no tempo. 05 M05 Não antecipação de parte do desenvolvimento. 05 M06 Ligação com o desenvolvimento. 05 Desenvolvimento M07 Dividiu o todo em partes coerentes. M08 Atendeu à condicionante de tempo e espaço. M09 Explicou as idéias com ligação de causa e efeito. Subtotal - Método 80 CONHECIMENTO (Algumas idéias) TOTAL: 240 escores 180 escores atribuídos para idéias essenciais 60 escores atribuídos a critério do oficial encarregado da correção C01 Situação atual sobre os indicadores da Expectativa de Vida e Mortalidade Infantil no país. C02 Importância dos indicadores para ampliação da esperança de vida. C03 Repercussão da queda da taxa de Mortalidade Infantil na elevação da Expectativa de Vida. C04 Outras idéias julgadas pertinentes.

5 Desenvolvimento Medidas destinadas a melhorar a Expectativa de Vida C05 Melhoria do acesso da população aos serviços de saúde. C06 Campanhas de vacinação a nível nacional. C07 Políticas que promovam a diminuição da desigualdade social. C08 Melhoria do Saneamento Básico. C09 Fortalecimento das políticas de saúde. C Aumento na renda (salário) média. C11 Implantação das inovações obtidas na medicina geriátrica. C12 Diminuição dos índices de violência. C13 Promoção de políticas públicas e privadas de seguridade social (pensões e aposentarias dignas). C14 Promoção de uma maior inclusão social. C Outras idéias julgadas pertinentes. Medidas destinadas a melhorar os índices de Mortalidade Infantil C16 Campanhas de vacinação. C17 Melhoria dos cuidados primários à criança. C18 C19 Melhoria na qualidade dos serviços de assistência médica à criança. Eliminação/erradicação de doenças infecciosas que afetam à criança. C20 Medidas destinadas a combater a desnutrição. C21 Melhoria do Saneamento Básico. C22 Fortalecimento das políticas de saúde. C23 Melhoria e ampliação dos atendimentos pré-natais. C24 Incentivo ao aleitamento materno. C25 Aumento nos cuidados especiais nos períodos neonatal e pósneonatal. C26 Outras idéias julgadas pertinentes. Coerência Clareza Objetividade Subtotal - Conhecimento 240 EXPRESSÃO ESCRITA TOTAL: 80 escores A1 00 A2 05 A3 B1 00 B2 05 B3 C1 00 C2 05

6 Coesão C3 D1 00 D2 05 D3 08 D4 Ortografia E1 Pontuação E2 Concordância E3 Regência E4 VALOR MÁXIMO DAS QUESTÕES Subtotal Expressão Escrita 80 RESULTADO DA QUESTÃO GRAU BRUTO MÁXIMO 400 4,00 GRAU BRUTO OBTIDO NA QUESTÃO GRAU BRUTO DA QUESTÃO (escores) RESULTADO FINAL GRAU OBTIDO NA QUESTÃO (escores) GRAU OBTIDO NA QUESTÃO (nota) 1ª Questão: 6,0 600, 2ª Questão: 4,0 400, GRAU FINAL DA AVALIAÇÃO, Observações

CP/CAEM / 2006 2ª AVALIAÇÃO SOMATIVA

CP/CAEM / 2006 2ª AVALIAÇÃO SOMATIVA CP/CAEM / 2006 2ª AVALIAÇÃO SOMATIVA FICHA AUXILIAR DE CORREÇÃO GEOGRAFIA DO BRASIL 1ª QUESTÃO (Valor 6,0) Analisar as características da população brasileira segundo a expectativa de vida e a taxa de

Leia mais

CP/ECEME/2007 2ª AVALIAÇÃO SOMATIVA FICHA AUXILIAR DE CORREÇÃO GEOGRAFIA (SAÚDE)

CP/ECEME/2007 2ª AVALIAÇÃO SOMATIVA FICHA AUXILIAR DE CORREÇÃO GEOGRAFIA (SAÚDE) CP/ECEME/2007 2ª AVALIAÇÃO SOMATIVA FICHA AUXILIAR DE CORREÇÃO GEOGRAFIA (SAÚDE) 1ª QUESTÃO (valor 6,00) A privatização do Sistema Telebrás ocorreu no dia 29 de julho 1998 através de 12 leilões consecutivos

Leia mais

CPS CP/ECEME - 2008 1ª AVALIAÇÃO SOMATIVA FICHA AUXILIAR DE CORREÇÃO GEOGRAFIA - SAÚDE. 1ª QUESTÃO (Valor 6,0)

CPS CP/ECEME - 2008 1ª AVALIAÇÃO SOMATIVA FICHA AUXILIAR DE CORREÇÃO GEOGRAFIA - SAÚDE. 1ª QUESTÃO (Valor 6,0) CPS CP/ECEME - 2008 1ª AVALIAÇÃO SOMATIVA Al Nr FICHA AUXILIAR DE CORREÇÃO GEOGRAFIA - SAÚDE 1ª QUESTÃO (Valor 6,0) Em 2006, a expectativa de vida do brasileiro ao nascer era de 72,3 anos, segundo mostra

Leia mais

CP/CAEM/2005 1ª AVALIAÇÃO FORMATIVA - 2005 FICHA AUXILIAR DE CORREÇÃO

CP/CAEM/2005 1ª AVALIAÇÃO FORMATIVA - 2005 FICHA AUXILIAR DE CORREÇÃO CP/CAEM/05 1ª AVALIAÇÃO FORMATIVA - 05 FICHA AUXILIAR DE CORREÇÃO GEOGRAFIA DO BRASIL 1ª QUESTÃO (Valor 6,0) Analisar os fatores fisiográficos do espaço territorial do Brasil, concluindo sobre a influência

Leia mais

CPS CP/ECEME - 2008 2ª AVALIAÇÃO SOMATIVA FICHA AUXILIAR DE CORREÇÃO GEOGRAFIA

CPS CP/ECEME - 2008 2ª AVALIAÇÃO SOMATIVA FICHA AUXILIAR DE CORREÇÃO GEOGRAFIA CPS CP/ECEME - 2008 2ª AVALIAÇÃO SOMATIVA FICHA AUXILIAR DE CORREÇÃO GEOGRAFIA Al nº 1ª QUESTÃO (Valor 6,0) Estudar a retomada do Programa Nuclear Brasileiro, com o enfoque nos aspectos econômico e científico-tecnológico,

Leia mais

PEP 2012 3ª AVALIAÇÃO DE TREINAMENTO FICHA AUXILIAR DE CORREÇÃO HISTÓRIA

PEP 2012 3ª AVALIAÇÃO DE TREINAMENTO FICHA AUXILIAR DE CORREÇÃO HISTÓRIA 1 PEP 2012 3ª AVALIAÇÃO DE TREINAMENTO FICHA AUXILIAR DE CORREÇÃO HISTÓRIA 1ª QUES TÃ O (Valor 6,0) Estudar os reflexos da primeira fase da Guerra Fria (1945-1962), nos campos político e econômico, para

Leia mais

CP/ECEME/2007 1ª AVALIAÇÃO FORMATIVA FICHA AUXILIAR DE CORREÇÃO HISTÓRIA. 1ª QUESTÃO (Valor 6,0)

CP/ECEME/2007 1ª AVALIAÇÃO FORMATIVA FICHA AUXILIAR DE CORREÇÃO HISTÓRIA. 1ª QUESTÃO (Valor 6,0) CP/ECEME/2007 1ª AVALIAÇÃO FORMATIVA FICHA AUXILIAR DE CORREÇÃO HISTÓRIA 1ª QUESTÃO (Valor 6,0) O mundo que se esfacelou no fim da década de 1980 foi o mundo formado pelo impacto da Revolução Russa de

Leia mais

CP/CAEM/2004 2ª AVALIAÇÃO SOMATIVA FICHA AUXILIAR DE CORREÇÃO

CP/CAEM/2004 2ª AVALIAÇÃO SOMATIVA FICHA AUXILIAR DE CORREÇÃO CP/CAEM/2004 2ª AVALIAÇÃO SOMATIVA FICHA AUXILIAR DE CORREÇÃO GEOGRAFIA 1ª QUESTÃO ( 4,0 ) Comparar os sistemas de transportes da Região Norte com os da Região Centro-Oeste, concluindo sobre as medidas

Leia mais

ÁFRICA: ESPAÇO GEO(FÍSICO, ECONÔMICO, POLÍTICO); CARACTERÍSTICAS GEOAMBIENTAIS E GEOPOLÍTICAS

ÁFRICA: ESPAÇO GEO(FÍSICO, ECONÔMICO, POLÍTICO); CARACTERÍSTICAS GEOAMBIENTAIS E GEOPOLÍTICAS ÁFRICA: ESPAÇO GEO(FÍSICO, ECONÔMICO, POLÍTICO); CARACTERÍSTICAS GEOAMBIENTAIS E GEOPOLÍTICAS INFORMAÇÕES GERAIS LIMITES: Norte: mar Mediterrâneo Oeste: Oceano Atlântico Leste: oceano índico Zonas:

Leia mais

CPS CP/ECEME - 2009 1ª AVALIAÇÃO SOMATIVA FICHA AUXILIAR DE CORREÇÃO HISTÓRIA. 1ª QUESTÃO (Valor 6,0)

CPS CP/ECEME - 2009 1ª AVALIAÇÃO SOMATIVA FICHA AUXILIAR DE CORREÇÃO HISTÓRIA. 1ª QUESTÃO (Valor 6,0) CPS CP/ECEME - 29 1ª AVALIAÇÃO SOMATIVA FICHA AUXILIAR DE CORREÇÃO 1ª QUESTÃO (Valor 6,) Analisar as consequências político-econômicas da Guerra do Pacífico (1879-1881) e Guerra do Chaco (1932-1935) para

Leia mais

PEP/2010 5ª AVALIAÇÃO DE TREINAMENTO FICHA AUXILIAR DE CORREÇÃO GEOGRAFIA. 1ª QUESTÃO (Valor 6,0)

PEP/2010 5ª AVALIAÇÃO DE TREINAMENTO FICHA AUXILIAR DE CORREÇÃO GEOGRAFIA. 1ª QUESTÃO (Valor 6,0) PEP/2010 5ª AVALIAÇÃO DE TREINAMENTO FICHA AUXILIAR DE CORREÇÃO 1 GEOGRAFIA 1ª QUESTÃO (Valor 6,0) São muitas também as referências ao algo mais, à capacidade que tem o brasileiro de desenvolver com o

Leia mais

CP/CAEM/2004 1ª PROVA FORMATIVA FICHA AUXILIAR DE CORREÇÃO

CP/CAEM/2004 1ª PROVA FORMATIVA FICHA AUXILIAR DE CORREÇÃO CP/CAEM/20 1ª PROVA FORMATIVA FICHA AUXILIAR DE CORREÇÃO GEOGRAFIA 1ª QUESTÃO ( 6,0 ) Analisar os fatores fisiográficos da América do Sul, concluindo sobre a influências destes fatores na distribuição

Leia mais

Lista de Recuperação de Geografia 2013

Lista de Recuperação de Geografia 2013 1 Nome: nº 9ºano Manhã Prof: Francisco Castilho Lista de Recuperação de Geografia 2013 Conteúdo da recuperação: Europa: industrialização e agropecuária, economia dos países europeues, Ásia: divisão regional,

Leia mais

É o estudo do processo de produção, distribuição, circulação e consumo dos bens e serviços (riqueza).

É o estudo do processo de produção, distribuição, circulação e consumo dos bens e serviços (riqueza). GEOGRAFIA 7ª Série/Turma 75 Ensino Fundamental Prof. José Gusmão Nome: MATERIAL DE ESTUDOS PARA O EXAME FINAL A GEOGRAFIA DO MUNDO SUBDESENVOLVIDO A diferença entre os países que mais chama a atenção é

Leia mais

PEP/2013-2ª AVALIAÇÃO DE TREINAMENTO FICHA AUXILIAR DE CORREÇÃO GEOGRAFIA-SAÚDE

PEP/2013-2ª AVALIAÇÃO DE TREINAMENTO FICHA AUXILIAR DE CORREÇÃO GEOGRAFIA-SAÚDE 1 PEP/2013-2ª AVALIAÇÃO DE TREINAMENTO FICHA AUXILIAR DE CORREÇÃO GEOGRAFIA-SAÚDE 1 a QUESTÃO (Valor 6,0) Estudar o fenômeno da migração entre as regiões brasileiras, ocorrida na segunda metade do século

Leia mais

OBJETIVO REDUZIR A MORTALIDADE

OBJETIVO REDUZIR A MORTALIDADE pg44-45.qxd 9/9/04 15:40 Page 44 44 OBJETIVOS DE DESENVOLVIMENTO DO MILÊNIO BRASIL OBJETIVO REDUZIR A MORTALIDADE NA INFÂNCIA pg44-45.qxd 9/9/04 15:40 Page 45 45 4 " META 5 REDUZIR EM DOIS TERÇOS, ENTRE

Leia mais

PEP 2015-6ª AVALIAÇÃO DE TREINAMENTO FICHA AUXILIAR DE CORREÇÃO

PEP 2015-6ª AVALIAÇÃO DE TREINAMENTO FICHA AUXILIAR DE CORREÇÃO 1 PEP 2015-6ª AVALIAÇÃO DE TREINAMENTO FICHA AUXILIAR DE CORREÇÃO GEOGRAFIA-SAÚDE 1 a QUESTÃO (Valor 6,0) Estudar os hábitos alimentares nas coletividades urbanas e rurais, da Região Nordeste do Brasil,

Leia mais

CPS CP/ECEME - 2009 2ª AVALIAÇÃO FORMATIVA FICHA AUXILIAR DE CORREÇÃO GEOGRAFIA

CPS CP/ECEME - 2009 2ª AVALIAÇÃO FORMATIVA FICHA AUXILIAR DE CORREÇÃO GEOGRAFIA CPS CP/ECEME - 2009 2ª AVALIAÇÃO FORMATIVA FICHA AUXILIAR DE CORREÇÃO Al Nº: 1ª QUESTÃO (Valor 6,00) Comparar os sistemas de transportes da Região Norte com os da Região Centro-Oeste do Brasil, concluindo

Leia mais

CP/ECEME/2007 2ª AVALIAÇÃO FORMATIVA FICHA AUXILIAR DE CORREÇÃO HISTÓRIA. 1ª QUESTÃO (Valor 6,0)

CP/ECEME/2007 2ª AVALIAÇÃO FORMATIVA FICHA AUXILIAR DE CORREÇÃO HISTÓRIA. 1ª QUESTÃO (Valor 6,0) CP/ECEME/07 2ª AVALIAÇÃO FORMATIVA FICHA AUXILIAR DE CORREÇÃO HISTÓRIA 1ª QUESTÃO (Valor 6,0) Analisar os fatos históricos, ocorridos durante as crises política, econômica e militar portuguesa/européia

Leia mais

POPULAÇÃO SUBNUTRIDA - 2006

POPULAÇÃO SUBNUTRIDA - 2006 PROFESSOR: EQUIPE DE GEOGRAFIA BANCO DE QUESTÕES - GEOGRAFIA - 8º ANO - ENSINO FUNDAMENTAL ============================================================================================== 01- Observe os

Leia mais

África. Palavras amáveis não custam nada e conseguem muito. Blaise Pascal 30. www1.folha.uol.com.br

África. Palavras amáveis não custam nada e conseguem muito. Blaise Pascal 30. www1.folha.uol.com.br África Acredita-se que a situação atual da África seja resultado da maneira em que foi colonizado pelos Europeus. Por meio de colônia de exploração de recursos mineiras, separação dos territórios tribais

Leia mais

Expectativa de vida do brasileiro cresce mais de três anos na última década

Expectativa de vida do brasileiro cresce mais de três anos na última década 1 FUNDAMENTOS DA EDUCAÇÃO PROFESSOR BAHIA TEXTO DE CULTURA GERAL FONTE: UOL COTIDIANO 24/09/2008 Expectativa de vida do brasileiro cresce mais de três anos na última década Fabiana Uchinaka Do UOL Notícias

Leia mais

CP/CAEM/2004 1ª AVALIAÇÃO SOMATIVA FICHA AUXILIAR DE CORREÇÃO

CP/CAEM/2004 1ª AVALIAÇÃO SOMATIVA FICHA AUXILIAR DE CORREÇÃO CP/CAEM/2004 1ª AVALIAÇÃO SOMATIVA FICHA AUXILIAR DE CORREÇÃO GEOGRAFIA 1ª QUESTÃO ( 6,0 ) Analisar os aspectos favoráveis e desfavoráveis nas relações comerciais do Brasil com a União Européia, concluindo

Leia mais

REGIONALAIZAÇÃO DO ESPAÇO GEOGRÁFICO T O D O S O S L U G A R E S D O M U N D O P O D E M S E R C O N S I D E R A D O S I G U A I S?

REGIONALAIZAÇÃO DO ESPAÇO GEOGRÁFICO T O D O S O S L U G A R E S D O M U N D O P O D E M S E R C O N S I D E R A D O S I G U A I S? REGIONALAIZAÇÃO DO ESPAÇO GEOGRÁFICO T O D O S O S L U G A R E S D O M U N D O P O D E M S E R C O N S I D E R A D O S I G U A I S? A Morador de rua em Nova York (EUA); em Fort Lauderdale são mais de 2

Leia mais

CORREÇÃO TAREFAS. Aulas 1 4 Pág. 24-31

CORREÇÃO TAREFAS. Aulas 1 4 Pág. 24-31 CORREÇÃO TAREFAS Aulas 1 4 Pág. 24-31 Paginas 24 e 25 1. a) População absoluta é a população total de um determinado local. b) População relativa é a densidade demográfica, ou seja, média de habitantes

Leia mais

CPS CP/ECEME ª AVALIAÇÃO FORMATIVA FICHA AUXILIAR DE CORREÇÃO GEOGRAFIA - SAÚDE. 1ª QUESTÃO (Valor 6,0)

CPS CP/ECEME ª AVALIAÇÃO FORMATIVA FICHA AUXILIAR DE CORREÇÃO GEOGRAFIA - SAÚDE. 1ª QUESTÃO (Valor 6,0) CPS CP/ECEME - 09 1ª AVALIAÇÃO FORMATIVA FICHA AUXILIAR DE CORREÇÃO 1ª QUESTÃO (Valor 6,0) Analisar a elevação dos níveis educacionais da população brasileira nas duas últimas décadas e suas consequências

Leia mais

O continente africano

O continente africano O continente africano ATIVIDADES Questão 04 Observe o mapa 2 MAPA 2 Continente Africano Fonte: . A região do Sahel, representada

Leia mais

CPS CP/ECEME - 2008 2ª AVALIAÇÃO FORMATIVA FICHA AUXILIAR DE CORREÇÃO GEOGRAFIA. 1ª QUESTÃO (Valor 6,0)

CPS CP/ECEME - 2008 2ª AVALIAÇÃO FORMATIVA FICHA AUXILIAR DE CORREÇÃO GEOGRAFIA. 1ª QUESTÃO (Valor 6,0) CPS CP/ECEME - 2008 2ª AVALIAÇÃO FORMATIVA FICHA AUXILIAR DE CORREÇÃO Al Nr GEOGRAFIA 1ª QUESTÃO (Valor 6,0) Comparar as desigualdades sociais e econômicas existentes entre as Regiões Sudeste e Norte,

Leia mais

COMÉRCIO EXTERIOR. Causas da dívida Empréstimos internacionais para projetar e manter grandes obras. Aquisição de tecnologia e maquinário moderno.

COMÉRCIO EXTERIOR. Causas da dívida Empréstimos internacionais para projetar e manter grandes obras. Aquisição de tecnologia e maquinário moderno. 1. ASPECTOS GERAIS Comércio é um conceito que possui como significado prático, trocas, venda e compra de determinado produto. No início do desenvolvimento econômico, o comércio era efetuado através da

Leia mais

GEOGRAFIA DA POPULAÇÃO

GEOGRAFIA DA POPULAÇÃO GEOGRAFIA DA POPULAÇÃO O que é População? População é um conjunto de pessoas que ocupam um determinado espaço em um período de tempo específico. Ela pode ser classificada segundo vários aspectos, como:

Leia mais

Resumo Aula-tema 05: Análise Comparativa do Desenvolvimento Econômico da Índia e da China

Resumo Aula-tema 05: Análise Comparativa do Desenvolvimento Econômico da Índia e da China Resumo Aula-tema 05: Análise Comparativa do Desenvolvimento Econômico da Índia e da China Esta aula tratará da análise comparativa do processo de desenvolvimento da China e da Índia, países que se tornaram

Leia mais

ORIENTE MÉDIO CAPÍTULO 10 GRUPO 07

ORIENTE MÉDIO CAPÍTULO 10 GRUPO 07 ORIENTE MÉDIO CAPÍTULO 10 GRUPO 07 LOCALIZAÇÃO Compreende a região que se estende do Mar Vermelho e Canal de Suez, no Egito, até o Afeganistão, a leste. Também fazem parte do Oriente Médio a Ilha de Chipre,

Leia mais

Impacto do Programa de Saúde da Família na redução da mortalidade infantil em municípios brasileiros

Impacto do Programa de Saúde da Família na redução da mortalidade infantil em municípios brasileiros Universidade Federal da Bahia - Instituto de Saúde Coletiva Programa de Pós-Graduação em Saúde Coletiva Doutorado em Saúde Pública Impacto do Programa de Saúde da Família na redução da mortalidade infantil

Leia mais

BRICS e o Mundo Emergente

BRICS e o Mundo Emergente BRICS e o Mundo Emergente 1. Apresente dois argumentos favoráveis à decisão dos países integrantes da Aliança do Pacífico de formarem um bloco regional de comércio. Em seguida, justifique a situação vantajosa

Leia mais

CONFERÊNCIA LATINO-AMERICANA SOBRE MEIO AMBIENTE E RESPONSABILIDADE SOCIAL WORKSHOP: OS OITO OBJETIVOS DE DESENVOLVIMENTO DO MILÊNIO

CONFERÊNCIA LATINO-AMERICANA SOBRE MEIO AMBIENTE E RESPONSABILIDADE SOCIAL WORKSHOP: OS OITO OBJETIVOS DE DESENVOLVIMENTO DO MILÊNIO CONFERÊNCIA LATINO-AMERICANA SOBRE MEIO AMBIENTE E RESPONSABILIDADE SOCIAL WORKSHOP: OS OITO OBJETIVOS DE DESENVOLVIMENTO DO MILÊNIO Belo Horizonte, outubro de 2007 Objetivos de Desenvolvimento do Milênio

Leia mais

Baixo investimento público contribui para desigualdade no acesso e queda em indicadores de qualidade

Baixo investimento público contribui para desigualdade no acesso e queda em indicadores de qualidade Baixo investimento público contribui para desigualdade no acesso e queda em indicadores de qualidade CFM analisa relatórios internacionais e mostra preocupação com subfinanciamento da saúde, que tem afetado

Leia mais

PEP/2015-3ª AVALIAÇÃO DE TREINAMENTO FICHA AUXILIAR DE CORREÇÃO GEOGRAFIA-SAÚDE

PEP/2015-3ª AVALIAÇÃO DE TREINAMENTO FICHA AUXILIAR DE CORREÇÃO GEOGRAFIA-SAÚDE 1 PEP/2015-3ª AVALIAÇÃO DE TREINAMENTO FICHA AUXILIAR DE CORREÇÃO GEOGRAFIA-SAÚDE 1ª QUES TÃ O (Valor 6,0) Comparar a população das Regiões Sul e Sudeste do Brasil com as das Regiões Centro-Oeste, Norte

Leia mais

2011 / Portugal 2012 / Brasil. 2013 / Angola. 2014 / Cabo Verde

2011 / Portugal 2012 / Brasil. 2013 / Angola. 2014 / Cabo Verde 2011 / Portugal 2012 / Brasil 2013 / Angola 2014 / Cabo Verde Índice: - Porquê GetOut? - O Congresso do Empreendedor Lusófono - Angola - Missão ao Congresso Porquê GetOut? Portugal: Crescimento económico

Leia mais

SUMÁRIO Videoaula Nr 08

SUMÁRIO Videoaula Nr 08 SUMÁRIO Videoaula Nr 08 1. INTRODUÇÃO - Palavras iniciais 2. MÉTODO - Comparar 3. CONCLUSÃO ND ANÁLISE COMPARAR ND ANÁLISE = CONHECIMENTO + COMPREENSÃO + APLICAÇÃO. COMPARAR consiste em decompor o todo

Leia mais

9. o ANO FUNDAMENTAL PROF. ª ANDREZA XAVIER PROF. WALACE VINENTE

9. o ANO FUNDAMENTAL PROF. ª ANDREZA XAVIER PROF. WALACE VINENTE 9. o ANO FUNDAMENTAL PROF. ª ANDREZA XAVIER PROF. WALACE VINENTE Unidade III Cidadania e movimento. 2 Aula 14.2 Conteúdos Outros elementos medidos pelo IDH. Comentários sobre o IDH de 2011. 3 Habilidade

Leia mais

Autor(es) MARIANA APARECIDA RODRIGUES. Co-Autor(es) MARCIA ALVES DE MATOS MARIANA RODRIGUES UBICES. Orientador(es) ANGELA MARCIA FOSSA. 1.

Autor(es) MARIANA APARECIDA RODRIGUES. Co-Autor(es) MARCIA ALVES DE MATOS MARIANA RODRIGUES UBICES. Orientador(es) ANGELA MARCIA FOSSA. 1. 7º Simpósio de Ensino de Graduação AVALIAÇÃO DO RISCO PARA MORTALIDADE PÓS-NEONATAL EM UMA UNIDADE BÁSICA DE SAÚDE DE PIRACICABA, INTERIOR DO ESTADO DE SÃO PAULO Autor(es) MARIANA APARECIDA RODRIGUES Co-Autor(es)

Leia mais

PEP/2011 3ª AVALIAÇÃO DE TREINAMENTO FICHA AUXILIAR DE CORREÇÃO GEOGRAFIA. 1ª QUESTÃO (Valor 6,0)

PEP/2011 3ª AVALIAÇÃO DE TREINAMENTO FICHA AUXILIAR DE CORREÇÃO GEOGRAFIA. 1ª QUESTÃO (Valor 6,0) PEP/2011 3ª AVALIAÇÃO DE TREINAMENTO FICHA AUXILIAR DE CORREÇÃO 1 1ª QUESTÃO (Valor 6,0) Estudar o processo de ocupação da Região Norte do Brasil, a partir de 1970, e concluir sobre os impactos causados

Leia mais

Sustentabilidade dos Sistemas de Saúde Universais

Sustentabilidade dos Sistemas de Saúde Universais Sustentabilidade dos Sistemas de Saúde Universais Sistemas de Saúde Comparados Conformação dos sistemas de saúde é determinada por complexa interação entre elementos históricos, econômicos, políticos e

Leia mais

Como está a situação da população mundial e que expectativa razoável podemos ter para o futuro?

Como está a situação da população mundial e que expectativa razoável podemos ter para o futuro? População mundial Leia as manchetes abaixo: População mundial superará 9,2 bilhões em 2050, estima ONU BBC Brasil Casais ricos burlam lei do filho único na China BBC Brasil A população mundial atingiu

Leia mais

Estrutura Populacional e Indicadores socioeconômicos

Estrutura Populacional e Indicadores socioeconômicos POPULAÇÃO BRASILEIRA Estrutura Populacional e Indicadores socioeconômicos Desde a colonização do Brasil o povoamento se concentrou no litoral do país. No início do século XXI, a população brasileira ainda

Leia mais

PEP/2011 1ª AVALIAÇÃO DE TREINAMENTO FICHA AUXILIAR DE CORREÇÃO HISTÓRIA 1ª QUESTÃO

PEP/2011 1ª AVALIAÇÃO DE TREINAMENTO FICHA AUXILIAR DE CORREÇÃO HISTÓRIA 1ª QUESTÃO PEP/2011 1ª AVALIAÇÃO DE TREINAMENTO FICHA AUXILIAR DE CORREÇÃO 1ª QUESTÃO Analisar a atuação das Entradas e Bandeiras entre os séculos XVI e XVIII na expansão do território da América Portuguesa, concluindo

Leia mais

HISTÓRIA-2009 2ª FASE 2009

HISTÓRIA-2009 2ª FASE 2009 Questão 01 UFBA - -2009 2ª FASE 2009 Na Época Medieval, tanto no Oriente Médio, quanto no norte da África e na Península Ibérica, muçulmanos e judeus conviviam em relativa paz, fazendo comércio e expressando,

Leia mais

Construção do Espaço Africano

Construção do Espaço Africano Construção do Espaço Africano Aula 2 Colonização Para melhor entender o espaço africano hoje, é necessário olhar para o passado afim de saber de que forma aconteceu a ocupação africana. E responder: O

Leia mais

Geografia COTAÇÕES GRUPO I GRUPO II GRUPO III GRUPO IV. Teste Intermédio de Geografia. Teste Intermédio. Duração do Teste: 90 minutos 27.02.

Geografia COTAÇÕES GRUPO I GRUPO II GRUPO III GRUPO IV. Teste Intermédio de Geografia. Teste Intermédio. Duração do Teste: 90 minutos 27.02. Teste Intermédio de Geografia Teste Intermédio Geografia Duração do Teste: 90 minutos 7.0.03 9.º Ano de Escolaridade Decreto-Lei n.º 6/00, de 8 de janeiro COTAÇÕES GRUPO I.... 4 pontos.... 4 pontos 3....

Leia mais

6º Fórum Mundial da Água

6º Fórum Mundial da Água 6º Fórum Mundial da Água A gestão integrada de recursos hídricos e de águas residuais em São Tomé e Príncipe como suporte da segurança alimentar, energética e ambiental Eng.ª Lígia Barros Directora Geral

Leia mais

PEP 2014-5ª AVALIAÇÃO DE TREINAMENTO FICHA AUXILIAR DE CORREÇÃO GEOGRAFIA-SAÚDE

PEP 2014-5ª AVALIAÇÃO DE TREINAMENTO FICHA AUXILIAR DE CORREÇÃO GEOGRAFIA-SAÚDE 1 PEP 2014-5ª AVALIAÇÃO DE TREINAMENTO FICHA AUXILIAR DE CORREÇÃO GEOGRAFIA-SAÚDE 1 a QUESTÃO (Valor 6,0) O Brasil registrou IDH de 0,730, ante 0,728 em 2011, o que inclui o país entre os de desenvolvimento

Leia mais

GEOGRAFIA BÁSICA. Características Gerais dos Continentes: África

GEOGRAFIA BÁSICA. Características Gerais dos Continentes: África GEOGRAFIA BÁSICA Características Gerais dos Continentes: África Atualmente temos seis continentes: África, América, Antártida, Europa, Ásia e Oceania. Alguns especialistas costumam dividir o planeta em

Leia mais

Ser grande não significa ser mais rico, e ter relevância em um dos indicadores não confere a cada país primazia em comparação a outro.

Ser grande não significa ser mais rico, e ter relevância em um dos indicadores não confere a cada país primazia em comparação a outro. ASSUNTO em pauta O BRIC em números P o r Sérgio Pio Bernardes Ser grande não significa ser mais rico, e ter relevância em um dos indicadores não confere a cada país primazia em comparação a outro. É Smuito

Leia mais

CONTEXTO HISTORICO E GEOPOLITICO ATUAL. Ciências Humanas e suas tecnologias R O C H A

CONTEXTO HISTORICO E GEOPOLITICO ATUAL. Ciências Humanas e suas tecnologias R O C H A CONTEXTO HISTORICO E GEOPOLITICO ATUAL Ciências Humanas e suas tecnologias R O C H A O capitalismo teve origem na Europa, nos séculos XV e XVI, e se expandiu para outros lugares do mundo ( Ásia, África,

Leia mais

IMF Survey. África deve crescer mais em meio a mudanças nas tendências mundiais

IMF Survey. África deve crescer mais em meio a mudanças nas tendências mundiais IMF Survey PERSPECTIVAS ECONÓMICAS REGIONAIS África deve crescer mais em meio a mudanças nas tendências mundiais Por Jesus Gonzalez-Garcia e Juan Treviño Departamento da África, FMI 24 de Abril de 2014

Leia mais

Jogli - 2012!! Gabarito: 1.E. 2.A. 3.E. 4.B. Geografia 2012!!!

Jogli - 2012!! Gabarito: 1.E. 2.A. 3.E. 4.B. Geografia 2012!!! Jogli - 2012!! Gabarito: 1.E. 2.A. 3.E. 4.B. Geografia 2012!!! 1.(UFABC 2009) Exibicionismo burguês. Verdadeiros espetáculos da evolução humana (as e xposições universais) traziam um pouco de tudo: de

Leia mais

BANGLADESH Comércio Exterior

BANGLADESH Comércio Exterior Ministério das Relações Exteriores - MRE Departamento de Promoção Comercial e Investimentos - DPR Divisão de Inteligência Comercial - DIC BANGLADESH Comércio Exterior Fevereiro de 2015 Índice. Dados Básicos.

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE PRESIDENTE KUBITSCHEK Estado de Minas Gerais MENSAGEM Nº

PREFEITURA MUNICIPAL DE PRESIDENTE KUBITSCHEK Estado de Minas Gerais MENSAGEM Nº MENSAGEM Nº Senhores membros da Câmara Municipal, Submeto à elevada deliberação de V. Exªs. o texto do projeto de lei que institui o Plano Plurianual para o período de 2002 a 2005. Este projeto foi elaborado

Leia mais

Desigualdades socioespaciais no RN: velhas causas, novas formas

Desigualdades socioespaciais no RN: velhas causas, novas formas Desigualdades socioespaciais no RN: velhas causas, novas formas Rita de Cássia da Conceição Gomes Natal, 11/09/2011 As Desigualdades socioespacias em nossa agenda de pesquisa: Dialética apresentada Pesquisa

Leia mais

OBJETIVOS DE DESENVOLVIMENTO DO MILÊNIO

OBJETIVOS DE DESENVOLVIMENTO DO MILÊNIO OBJETIVOS DE DESENVOLVIMENTO DO MILÊNIO HISTÓRICO HISTÓRICO ACOMPANHAMENTO DAS METAS DO MILÊNIO NO ESTADO DA BAHIA Meta 1 - Reduzir à metade, entre 1990 e 2015 a proporção da população com renda inferior

Leia mais

Taxa de analfabetismo

Taxa de analfabetismo B Taxa de analfabetismo B.1................................ 92 Níveis de escolaridade B.2................................ 94 Produto Interno Bruto (PIB) per capita B.3....................... 96 Razão de

Leia mais

Quase 10% dos brasileiros têm mais de 70 anos. Segundo o IBGE, em 40 anos o número de idosos deverá superar o de jovens

Quase 10% dos brasileiros têm mais de 70 anos. Segundo o IBGE, em 40 anos o número de idosos deverá superar o de jovens Um país de idosos Quase 10% dos brasileiros têm mais de 70 anos. Segundo o IBGE, em 40 anos o número de idosos deverá superar o de jovens A expectativa de vida do brasileiro aumentou mais de 20 anos em

Leia mais

O direito humano ao envelhecimento e o impacto nas políticas públicas

O direito humano ao envelhecimento e o impacto nas políticas públicas Desafios de uma cultura de compromisso social O direito humano ao envelhecimento e o impacto nas políticas públicas Interage Consultoria em Gerontologia 1978... 1988... Psicanálise e velhice: resistência

Leia mais

AS ORIGENS DO SUBDESENVOLVIMENTO

AS ORIGENS DO SUBDESENVOLVIMENTO AS ORIGENS DO SUBDESENVOLVIMENTO 1. A TEORIA LIBERAL Os Países pobres são pobres porque não atingiram ainda a eficiência produtiva e o equilíbrio econômico necessário à manutenção de um ciclo de prosperidade

Leia mais

CONFERÊNCIAS MUNICIPAIS OU REGIONAIS INSTRUMENTAL PARA GRUPO DE TRABALHO SAÚDE

CONFERÊNCIAS MUNICIPAIS OU REGIONAIS INSTRUMENTAL PARA GRUPO DE TRABALHO SAÚDE CONFERÊNCIAS MUNICIPAIS OU REGIONAIS INSTRUMENTAL PARA GRUPO DE TRABALHO SAÚDE II CONFERÊNCIA DE PROMOÇÃO DA IGUALDADE RACIAL Instrumental de Trabalho baseado nas Propostas Aprovadas na I Conferencia Estadual

Leia mais

Fórum de Diálogo IBAS

Fórum de Diálogo IBAS Fórum de Diálogo IBAS, e do Sul Integração SUL-SUL Fórum de Mulheres FÓRUM De DIÁLOGO IBAS, e do Sul O Fórum IBAS é uma iniciativa trilateral entre, e do Sul, desenvolvida para promover a cooperação Sul-

Leia mais

CPS CP/ECEME - 2010 2ª AVALIAÇÃO SOMATIVA FICHA AUXILIAR DE CORREÇÃO HISTÓRIA

CPS CP/ECEME - 2010 2ª AVALIAÇÃO SOMATIVA FICHA AUXILIAR DE CORREÇÃO HISTÓRIA CPS CP/ECEME - 20 2ª AVALIAÇÃO SOMATIVA FICHA AUXILIAR DE CORREÇÃO HISTÓRIA Aluno Nº 1 1ª QUESTÃO (Valor 6,0) Analisar a disputa pela hegemonia na Ásia Central entre EUA, Rússia e China, a partir do ano

Leia mais

Matéria da Recuperação. Industrialização Urbanização População

Matéria da Recuperação. Industrialização Urbanização População Disciplina: Geografia Roteiro de Recuperação Ano / Série: 7º Professor (a): Gabriel Data: / / 2013 Matéria da Recuperação Industrialização Urbanização População 1- A função urbana de uma cidade diz respeito

Leia mais

RESOLUÇÕES E RESPOSTAS

RESOLUÇÕES E RESPOSTAS GEOGRAFIA 1 GRUPO CV 10/2009 RESOLUÇÕES E RESPOSTAS QUESTÃO 1: a) Os gráficos destacam que conforme ocorreu o aumento da população na grande São Paulo aumentaram também o número de viagens da população

Leia mais

Prof. Edison Barlem ebarlem@gmail.com

Prof. Edison Barlem ebarlem@gmail.com Prof. Edison Barlem ebarlem@gmail.com Educação do olhar enxergar entender AÇÃO compreender entender textos e Condicionantes da Saúde da cria sistemas cidade meio ambiente idoso família pré-natal saúde

Leia mais

SAÚDE PÚBLICA NA REGIÃO NORTE: DISCREPÂNCIAS, DISPARIDADES E ASSIMETRIAS DA SAÚDE COMO DIREITO SOCIAL

SAÚDE PÚBLICA NA REGIÃO NORTE: DISCREPÂNCIAS, DISPARIDADES E ASSIMETRIAS DA SAÚDE COMO DIREITO SOCIAL SAÚDE PÚBLICA NA REGIÃO NORTE: DISCREPÂNCIAS, DISPARIDADES E ASSIMETRIAS DA SAÚDE COMO DIREITO SOCIAL Prof. Dr. David Lopes Neto - UFAM Prof a Dr a Eliana Ofélia Llapa-Rodriguez - UFS Prof. Dr. António

Leia mais

PLANO DE RECUPERAÇÃO FINAL

PLANO DE RECUPERAÇÃO FINAL TURMA: 1 Ensino Médio Planeta e Cartografia As formas de relevo e a hidrografia Tipos climáticos e biomas da Terra Problemas ambientais Espaço Mundial e a industrialização Recursos minerais e fontes de

Leia mais

China e África: Será que a lua-de-mel vai continuar?

China e África: Será que a lua-de-mel vai continuar? China e África: Será que a lua-de-mel vai continuar? Wenjie Chen e Roger Nord 21 de dezembro de 2015 A promessa recente de apoio financeiro no valor de USD 60 mil milhões ao longo dos próximos três anos

Leia mais

Grupo Banco Mundial. Construindo um mundo sem pobreza

Grupo Banco Mundial. Construindo um mundo sem pobreza Grupo Banco Mundial Construindo um mundo sem pobreza Enfoque Regional! O Banco Mundial trabalha em seis grandes regiões do mundo: 2 Fatos Regionais: América Latina e Caribe (ALC)! População total: 500

Leia mais

Índice de Gini e IDH. Prof. Antonio Carlos Assumpção

Índice de Gini e IDH. Prof. Antonio Carlos Assumpção Índice de Gini e IDH Prof. Antonio Carlos Assumpção Redução da pobreza e Desigualdade de Renda Redução da pobreza e Desigualdade de Renda A partir da estabilização da economia, em 1994, houve no Brasil

Leia mais

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO FINAL DE GEOGRAFIA 2015

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO FINAL DE GEOGRAFIA 2015 ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO FINAL DE GEOGRAFIA 2015 Nome: Nº 7º ano Data: / /2015 Professor: Nota: (valor: 2,0) A - Introdução Neste ano, sua pontuação foi inferior a 60,0 pontos e você não assimilou os conteúdos

Leia mais

LA EDUCACION RURAL Y SU IMPACTO EM EL DESARROLLO LOCAL

LA EDUCACION RURAL Y SU IMPACTO EM EL DESARROLLO LOCAL LA EDUCACION RURAL Y SU IMPACTO EM EL DESARROLLO LOCAL Argileu Martins da Silva Diretor do Departamento de Assistência Técnica e Extensão Rural Secretário Adjunto de Agricultura Familiar SAF A EDUCAÇÃO

Leia mais

ARGENTINA Comércio Exterior

ARGENTINA Comércio Exterior Ministério das Relações Exteriores - MRE Departamento de Promoção Comercial e Investimentos - DPR Divisão de Inteligência Comercial - DIC ARGENTINA Comércio Exterior Agosto de 2014 Índice. Dados Básicos.

Leia mais

Instrumentalização. Economia e Mercado. Aula 4 Contextualização. Demanda Agregada. Determinantes DA. Prof. Me. Ciro Burgos

Instrumentalização. Economia e Mercado. Aula 4 Contextualização. Demanda Agregada. Determinantes DA. Prof. Me. Ciro Burgos Economia e Mercado Aula 4 Contextualização Prof. Me. Ciro Burgos Oscilações dos níveis de produção e emprego Oferta e demanda agregadas Intervenção do Estado na economia Decisão de investir Impacto da

Leia mais

Prova Escrita de Economia A

Prova Escrita de Economia A EXAME FINAL NACIONAL DO ENSINO SECUNDÁRIO Prova Escrita de Economia A 11.º Ano de Escolaridade Decreto-Lei n.º 19/2012, de 5 de julho Prova 712/1.ª Fase Critérios de Classificação 1 Páginas 2015 Prova

Leia mais

ÁFRICA. Prof. Marcos

ÁFRICA. Prof. Marcos ÁFRICA Prof. Marcos REGIÕES AFRICANAS NORTE DA ÁFRICA (PREDOMÍNIO DE POVOS ÁRABES) EXPANSÃO DO ISLAMISMO, PÓS SÉC. VII Queniano (África Subsahariana) e Marroquino (Norte da África) MAGREB ( poente ) Especiarias

Leia mais

O espaço rural brasileiro 7ºano PROF. FRANCO AUGUSTO

O espaço rural brasileiro 7ºano PROF. FRANCO AUGUSTO O espaço rural brasileiro 7ºano PROF. FRANCO AUGUSTO Agropecuária É o termo utilizado para designar as atividades da agricultura e da pecuária A agropecuária é uma das atividades mais antigas econômicas

Leia mais

África Quadro econômico e político

África Quadro econômico e político África Quadro econômico e político Nessa aula vamos destacar mais alguns aspectos do continente africano. Vamos tratar de suas atividades econômicas e alguns destaques geopolíticos. Economia O continente

Leia mais

14º CONGRESSO BRASILEIRO DO AGRONEGÓCIO FÓRUM ALIMENTOS. Vamos tornar o Brasil o primeiro produtor de Alimentos do Mundo?

14º CONGRESSO BRASILEIRO DO AGRONEGÓCIO FÓRUM ALIMENTOS. Vamos tornar o Brasil o primeiro produtor de Alimentos do Mundo? 14º CONGRESSO BRASILEIRO DO AGRONEGÓCIO FÓRUM ALIMENTOS Vamos tornar o Brasil o primeiro produtor de Alimentos do Mundo? ALAN BOJANIC Ph.D. REPRESENTANTE DA FAO NO BRASIL ALIMENTAR O MUNDO EM 2050 As novas

Leia mais

Geografia/Profª Carol

Geografia/Profª Carol Geografia/Profª Carol Recebe essa denominação porque parte dos territórios dos países platinos que constituem a região é banhada por rios que compõem a bacia hidrográfica do Rio da Prata. Países: Paraguai,

Leia mais

76 Anos Educando para a Vida

76 Anos Educando para a Vida CIANSP - COLÉGIO NOSSA SENHORA DA PIEDADE Rua Monsenhor Domingos Pinheiro, 35 Calafate/BH Fone: (31) 3334 6913 - coorden acao@colegiopied ade.co m.b r 76 Anos Educando para a Vida DISCIPLINA: REDAÇÃO PROFESSORA:

Leia mais

A Comunidade Empresarial do IBAS está concentrada em promover fluxos comerciais de US$30 bilhões até 2015

A Comunidade Empresarial do IBAS está concentrada em promover fluxos comerciais de US$30 bilhões até 2015 A Comunidade Empresarial do IBAS está concentrada em promover fluxos comerciais de US$30 bilhões até 2015 Recomendações da Terceira Reunião de Cúpula do IBAS para questões empresariais, apresentadas aos

Leia mais

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO DE GEOGRAFIA 2º SEMESTRE

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO DE GEOGRAFIA 2º SEMESTRE ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO DE GEOGRAFIA 2º SEMESTRE Nome: Nº 7º ano Data: / /2015 Professor: Nota: (valor: 2,0 1,0 para cada bimestre ) 2º Semestre A - Introdução Neste semestre, sua pontuação foi inferior

Leia mais

Programa de Desenvolvimento Rural

Programa de Desenvolvimento Rural Programa de Desenvolvimento Rural PDR 2020 do Continente Terra no Horizonte 2014-2020 Tavira, 13 Março 2014 1 2 Panorama Principais constatações Atuação Constrangimentos e Necessidades 3 Arquitetura 4

Leia mais

ATIVIDADES EXTRAS. Data: Entrega:

ATIVIDADES EXTRAS. Data: Entrega: Geografia ATIVIDADES EXTRAS Tema: Data: Entrega: Valor: Nota: AVALIAÇÕES Conteúdo: Data: Valor: Nota: A Geopolítica no Oriente Médio Atlas National Geographic Visitante contempla a vista de um restaurante

Leia mais

Aula 4 A FOME NO MUNDO CONTEMPORÂNEO. Christian Jean-Marie Boudou

Aula 4 A FOME NO MUNDO CONTEMPORÂNEO. Christian Jean-Marie Boudou Aula 4 A FOME NO MUNDO CONTEMPORÂNEO OBJETIVOS Compreender a abordagem geográfica da fome; Discorrer sobre fome e desnutrição; Conhecer a problemática de má distribuição de renda e alimentos no Brasil

Leia mais

DESENVOLVIMENTO DAS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS, GERAÇÃO DE EMPREGO E INCLUSÃO SOCIAL. XII Seminario del CILEA Bolívia 23 a 25/06/2006

DESENVOLVIMENTO DAS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS, GERAÇÃO DE EMPREGO E INCLUSÃO SOCIAL. XII Seminario del CILEA Bolívia 23 a 25/06/2006 DESENVOLVIMENTO DAS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS, GERAÇÃO DE EMPREGO E INCLUSÃO SOCIAL. XII Seminario del CILEA Bolívia 23 a 25/06/2006 Conteúdo 1. O Sistema SEBRAE; 2. Brasil Caracterização da MPE; 3. MPE

Leia mais

Exercícios sobre África: Características Físicas e Organizações Territoriais

Exercícios sobre África: Características Físicas e Organizações Territoriais Exercícios sobre África: Características Físicas e Organizações Territoriais 1. Observe o mapa a seguir. As partes destacadas no mapa indicam: a) Áreas de clima desértico. b) Áreas de conflito. c) Áreas

Leia mais

Presidência da República Secretaria de Direitos Humanos Conselho Nacional dos Direitos do Idoso

Presidência da República Secretaria de Direitos Humanos Conselho Nacional dos Direitos do Idoso Presidência da República Secretaria de Direitos Humanos Conselho Nacional dos Direitos do Idoso Fundo Nacional do Idoso- Regulamentação e operacionalização 27º CAFÉ COM SUSTENTABILIDADE DA FEBRABAN PROMOTOR

Leia mais

PEP /2013-5ª AVALIAÇÃO DE TREINAMENTO FICHA AUXILIAR DE CORREÇÃO

PEP /2013-5ª AVALIAÇÃO DE TREINAMENTO FICHA AUXILIAR DE CORREÇÃO 1 PEP /2013-5ª AVALIAÇÃO DE TREINAMENTO FICHA AUXILIAR DE CORREÇÃO GEOGRAFIA-SAÚDE 1 a QUESTÃO (Valor 6,0) Analisar os hábitos alimentares da população da região Norte do Brasil, nas expressões econômica

Leia mais

CAZAQUISTÃO Comércio Exterior

CAZAQUISTÃO Comércio Exterior Ministério das Relações Exteriores - MRE Departamento de Promoção Comercial e Investimentos - DPR Divisão de Inteligência Comercial - DIC CAZAQUISTÃO Comércio Exterior Agosto de 2014 Índice. Dados Básicos.

Leia mais

Por uma nova etapa da cooperação econômica Brasil - Japão Câmara de Comércio e Indústria Japonesa do Brasil São Paulo, 11 de Julho de 2014

Por uma nova etapa da cooperação econômica Brasil - Japão Câmara de Comércio e Indústria Japonesa do Brasil São Paulo, 11 de Julho de 2014 1 Por uma nova etapa da cooperação econômica Brasil - Japão Câmara de Comércio e Indústria Japonesa do Brasil São Paulo, 11 de Julho de 2014 Brasil: Fundamentos Macroeconômicos (1) Reservas International

Leia mais

AFRICAN UNION UNION AFRICAINE

AFRICAN UNION UNION AFRICAINE Conferência Internacional sobre a Saúde Materna, Neonatal e Infantil em África 01 a 03 de agosto de 2013, Joanesburgo, África do Sul Comunicado Primeiras Consultas Ministeriais Multisetoriais sobre a Saúde

Leia mais