Sementes do Cooperativismo atrai 150 jovens

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Sementes do Cooperativismo atrai 150 jovens"

Transcrição

1 Nº Taquari, novembro de 2010 Página 4 Sementes do Cooperativismo atrai 150 jovens Confira também nesta edição: AGRONOTÍCIAS CERTAJA e Bayer Cropscience debatem citros e melancia - Pág.3 VIDA PRÁTICA Associado cultiva melancia há 35 anos - pág. 5 Projeto desperta mentalidade cooperativista e prepara futuros associados Novos conteúdos na escola abordam a cooperação como filosofia de vida e propulsora de um modo diferente de ser e agir. Essa é a realidade que 150 jovens de três escolas do município de Triunfo estão vivendo após as visitas que receberam do Projeto Sementes do Cooperativismo. Com a proposta de criar atividades artísticas e culturais para uma disputa cuja grande final está marcada ÚLTIMAS NOTÍCIAS para 30 de novembro, esses estudantes, a sua CERTAJA Desenvolvimento maioria filhos de associados da CERTAJA, prepara líderes. - pág 8 levaram a sério o desafio e resolveram colocar em prática um mundo melhor. E eles já colocaram as mãos à obra. Nesta edição você confere mais detalhes sobre o espírito que norteia o Sementes em três entrevistas especiais. Leia mais na página 3. Página 6 ENTREVISTA ANEEL lança nova resolução sobre atendimento Confira a cobertura completa na página anos CERTAJA: bons motivos para comemorar. - pág. 12

2 Um outubro especial Renato Pereira Martins* osso ano é composto de doze meses, mas para a nossa CERTAJA o mês de outubro tem uma deferência toda Nespecial. Isso porque foi no mês de outubro do longínquo ano de l969, que um grupo de visionários, liderados e impulsionados pelo então presidente da República Marechal Arthur da Costa e Silva, filho de Taquari, teve a coragem e tomou a iniciativa de criar e/ou fundar a nossa cooperativa. De lá para cá, já se passaram 41 anos de muita luta e perseverança por parte dos administradores, que ao longo deste período tiveram a responsabilidade de tão bem conduzirem os destinos desta empresa. Não podemos deixar de lembrar, também, dos nossos associados, principalmente aqueles pioneiros que acreditaram na ideia e deram a sustentação necessária para que o sonho se tornasse uma realidade. Hoje, o que vemos é um quadro social, composto de mais de 20 mil associados, altamente comprometido com a causa cooperativista, e sempre em busca do Hpouco á tempo o Renato e eu recebemos a visita do seu Glaudiomar. Na verdade, a visita era para o Renato, e ele me convidou para participar do encontro. O seu Glaudiomar é um antigo associado, grande parceiro do nosso Engenho e cujas manifestação respeitamos pela sua experiência e dedicação à CERTAJA. Pois ele e o seu filho, o Sr. Rossano, que também é produtor e nosso associado, vieram manifestar suas preocupações sobre os efeitos negativos que poderiam ocorrer para a cooperativa em função da saída anunciada do Toninho Tedesco. Independente dos motivos da visita, chamou-me a atenção o gesto dos dois associados, demonstrando que querem participar ativamente do destino da sua cooperativa. Pois é disto que a CERTAJA Desenvolvimento está precisando! Esta cooperativa tem pouco mais de dois anos de existência e vamos depender muito da opinião dos associados para dirigirmos corretamente seus rumos, estabelecendo prioridades de acordo com as necessidades e o desejo do quadro social. É importante, também, que o produtor trabalhe com a cooperativa, adquirindo insumos para a lavoura na nossa fortalecimento e consolidação deste empreendimento. O objetivo é ter suas satisfações básicas atendidas, recebendo uma energia contínua e de boa qualidade, 24 horas por dia, 30 dias por mês e 365 dias por ano. Registremos, pois, esta data em nossa memória como um marco na vida das famílias que vivem no meio rural e hoje também aquelas que vivem no meio urbano, que somam mais de 20 mil associados, e que dependem da energia fornecida pela cooperativa. Foi uma transformação geral. COMEMORAÇÃO - Aqueles mais jovens com certeza já tiveram a curiosidade de conversar com as pessoas de idade um pouco mais avançada (nossos pais, nossos avós...) e conhecer ou saber como era a vida antes da chegada da energia elétrica em suas residências. Quem ainda não buscou esta informação, que o faça agora, pois, com certeza, irá conhecer coisas muito importantes. E esta transformação, é importante registrar, tem um sabor todo especial, já que aconteceu por iniciativa e FOTOS: Arquivo CERTAJA A visita Pedro A. A. Maia * Agroveterinária e, no caso do arroz, entregando - o no Engenho. Com o Engenho trabalhando a todo vapor, o custo de produção cai e podemos fazer bons negócios na v e n d a d o p r o d u t o industrializado. Precisamos, assim, da garantia de ter sempre o produto à disposição para o beneficiamento. INSPIRAÇÃO - Essa visita do seu Glaudiomar serviu de inspiração para realizarmos um encontro com os arrozeiros com o objetivo de nos aproximarmos do associado produtor, abrindo espaço para uma maior participação. Nesse encontro, em 27 de agosto, tivemos a oportunidade de estabelecer um diálogo muito produtivo com os associados, colocando a nova r e a l i d a d e d a c o o p e r a t i v a a p ó s o desmembramento e ouvindo as preocupações de cada um. Este trabalho terá continuidade por meio de novas reuniões, na busca de estabelecer relações mais concretas, que possibilitem maiores benefícios para os associados e melhores desempenhos da cooperativa. Quanto à questão do Toninho, convém esclarecer que, após um breve afastamento temporário, em que ele estará tratando de assuntos pessoais, deverá retornar à FOTOS: Arquivo CERTAJA coragem das comunidades do meio rural. A iniciativa de criar a CERTAJA foi bancada com recursos financeiros do próprio associado. Isso parece-me ser mais um motivo para nos orgulharmos e zelarmos, cada vez mais, por este bem tão precioso que é a nossa CERTAJA, a responsável por fazer chegar em nossos lares este insumo indispensável que é a energia elétrica. Saudemos, então, o recém encerrado mês de outubro, mês de nosso aniversário. Mês em que, neste ano de 2010, realizaram-se as eleições, tanto em nível estadual como a federal. Neste mês comemoramos, também, o dia 12, dedicado à Nossa Senhora Aparecida, padroeira de nosso país. E, para coroar os motivos de festejarmos outubro, exatamente no dia 17, data da fundação da CERTAJA, é o dia do eletricista, profissão que tem tudo a ver com nosso produto final, a energia elétrica. Foi, ou não, um outubro especial para todos nós? * presidente do grupo CERTAJA cooperativa com uma função mais diretamente ligada ao associado produtor. Saudações cooperativistas! * diretor executivo O informativo Certajano é um veículo do corpo funcional das Cooperativas: Cooperativa Regional de Energia Taquari Jacuí & Cooperativa de Geração de Energia e Desenvolvimento Taquari Jacuí Reportagem e Fotografia: Setor de Com. & Marketing CERTAJA Diagramação: ComPH - Daphne Kich Becker Texto e edição: Márcia R. Junges, MTB 9447 Projeto Gráfico: Marcelo M. de Lara Jornalista Resp.: Márcia R. Junges - MTB 9447 Produção (textos e fotos): Rita Rodrigues Impressão: Grafocem - Lajeado/RS Tiragem: 6 mil exemplares Periodicidade: Bimensal Presidente: Renato Pereira Martins Vice-presidente: Gilberto Coutinho Cunha Conselho Administrativo: Sérgio Hofstatter, Gueno da Silva Giru, José Januário Daut, Luiz Nelson de Azeredo, Zilmar Pereira Leite, Sílvio Júlio Fornari, Valdenir Linch, Manoel Setembrino da Rocha, Olavo Machado de Lima. Suplentes: Romeu Kortz, Cláudio W. Schwalm, Célio Carvalho da Silva. Conselho Fiscal: Leopoldo Espíndola Machado, Marcelo Santos de Souza, José Flávio de Souza Pereira. Suplentes: Claudiomiro José Heger, João Paulo Moraes Sobrinho, Celso dos Reis Borba R. Albino Pinto, Taquari/RS - CEP Fone: (51) Site: - A redação não se responsabiliza por opiniões pessoais emitidas em artigos assinados. Edição 116 / novembro de 2010

3 Projeto Sementes do Cooperativismo atrai 150 jovens Estudantes de três escolas de Triunfo preparam atividades artísticas para apresentação em 30 de novembro Uma verdadeira revolução nas mentalidades dos jovens. É o que está promovendo o Projeto Sementes do Cooperativismo, retomado em abril deste ano. A primeira palestra aconteceu em 9 de setembro para 55 alunos de 6ª e 7ª série da Escola Municipal Gonçalves Dias, de Triunfo. Em 13 de setembro a Escola Municipal Liberato Salzano Vieira da Cunha, localizada na Boa Vista, recebeu a visita da equipe certajana que organiza a atividade. Já a Escola Municipal de Ensino Médio Almirante Barroso, de Coxilha Velha, sediou o encontro em 14 de setembro. Durante os meses de outubro e novembro, os 150 alunos ficaram comprometidos em produzir atividades artísticas baseadas no tema cooperativismo. As produções serão apresentadas em 30 de novembro, quando os estudantes estarão reunidos na ACERTA para a final. Nesta culminância, o primeiro colocado receberá uma premiação para a Escola. A seguir você confere breves entrevistas com integrantes da equipe do Sementes. Nelas você poderá conhecer mais detalhes sobre a volta do Sementes, um retorno que já está brotando em ideias e atitudes cheias de energia e cooperação. Entrevista com gerente do Departamento de Com&MKT da CERTAJA Michael Goularte Lima e Rubens Martins, coordenador do Projeto de Integração com o Associado (PIA) Certajano - Por que está havendo essa retomada do Projeto Sementes? Quando reiniciaram suas atividades? Michael e Rubens O reinício das atividades aconteceu em abril, na comunidade de Max Brum, em Rio Pardo. Entendemos que, como uma semente que após a semeadura necessita ser regada e acompanhada, assim é nosso Projeto. No passado plantávamos, mas não acompanhávamos seu crescimento. Neste retorno do Sementes, o cerne do projeto passa a ser o monitoramento como fórmula do sucesso. C e r t a j a n o - Q u a i s s ã o a s expectativas da CERTAJA junto aos alunos participantes do Sementes? Michael e Rubens Preparar os associados futuros embasando-os com conhecimentos de uma cooperativa. A consciência de que estão participando de uma sociedade, de ter o espírito associativista é outro aspecto que tomamos em consideração. Prepará-los também como futuros dirigentes, garantindo a perenidade da cooperativa, é uma meta a longo prazo. Certajano - Por que é i m p o r t a n t e i n c e n t i v a r o cooperativismo entre os jovens? Michael e Rubens Porque estão em formação de opiniões. Neste mundo cada vez mais individualista, é necessário o contraponto. É preciso de pessoas com objetivos comuns, que estejam mutuamente trabalhando para atingir resultados melhores em tempos menores. Certajano - Como esse projeto pode ajudar a construir novas perspectivas de vida e valores para os estudantes? Michael e Rubens Ao contrapor o i n d i v i d u a l i s m o a o a s s o c i a t i v i s m o. O cooperativismo é uma forma de competir na qual o eu não prevalece sobre o coletivo. Não há exploração. Certajano - Que tipo de atividades artística/cultural está sendo planejada pelos jovens para a apresentação de 30 de novembro? Já se tem alguma novidade nesse sentido? Michael e Rubens Sabemos apenas que existe uma grande mobilização nas escolas. Inclusive há incrementos na grade curricular que visa ensinar sobre o cooperativismo e qualificar ainda mais as apresentações artísticas. Entrevista com Simone França, assistente administrativa da Gerência da Qualidade Certajano - Quais são as expectativas da CERTAJA junto aos alunos participantes do Sementes? Simone - Através deste Projeto, a CERTAJA pretende despertar o sentimento de cooperativismo nos jovens, de forma que eles, através das atividades desenvolvidas, entendam a importância dos valores da cooperação e da ajuda mútua. Certajano - Por que é importante incentivar o cooperativismo entre os jovens? Simone - Porque vivemos em um mundo competitivo, onde na maioria das vezes o ter vale mais que o ser. Além desta inversão de valores, estamos sentindo cada vez mais que nosso planeta está cansado da exploração de seus recursos naturais, cansado do individualismo, cansado da repartição injusta dos recursos que deveriam ser direito de todos. Se nossos jovens não encamparem a ideia da cooperação, da solidariedade e da ajuda mútua, o que poderemos Sementes visita escola na Coxilha Velha esperar do futuro? Certajano - Como esse projeto pode ajudar a construir novas perspectivas de vida e valores para os estudantes? Simone - Acreditamos que este Projeto possa despertar a consciência cooperativista, e que, desta forma, nossos estudantes tenham oportunidade de ampliar sua visão de mundo. Com esta visão ampliada, eles terão maiores opções na construção de sua história e na história de suas comunidades. Fabiana Martins, analista de Recursos Humanos da CERTAJA Certajano - Quais são as expectativas da CERTAJA junto aos alunos participantes do Sementes? Fabiana - A nossa expectativa é de ampliar a educação cooperativista para além dos associados, visando preparar os futuros líderes e cooperados da CERTAJA a contribuírem com o desenvolvimento da cooperativa e das comunidades onde atuamos. Certajano - Por que é importante incentivar o cooperativismo entre os jovens? Fabiana - Porque precisamos plantar as sementes do cooperativismo, com a expectativa de que se produzam novos valores, novas visões, novos comportamentos, enfim, de que se eduquem sujeitos comprometidos com as mudanças e sejam construtores de uma sociedade mais justa. Certajano - Como esse projeto pode ajudar a construir novas perspectivas de vida e v a l o r e s p a r a o s e s t u d a n t e s? Fabiana - A opção pela educação cooperativista pressupõe o desafio de abandonar o medo da democracia e de afirmar seu compromisso com a construção de um processo crescente de inclusão e participação. Precisamos não apenas pensar, mas também agir como grupo. Substituir a competição pela cooperação, a ação coletiva, e essa ação coletiva requer a educação e a organização junto as futuras bases do cooperativismo. Edição 116 / novembro de 2010

4 CERTAJA e Bayer Cropscience realizam encontros técnicos sobre citros e melancia Produtores das duas culturas conhecem novidades em produtos e recebem dicas fundamentais para suas lidas Nos dias 7 e 8 de outubro a CERTAJA, em parceria com a empresa Bayer Cropscience, realizou reuniões técnicas com produtores para debater a respeito do manejo de pragas e doenças e apresentar a linha de produtos Bayer para as culturas de citros e melancia. O engenheiro agrônomo Ademir Santini, gerente de Culturas de Hortaliças e Frutas da Região Sul dessa empresa, veio de São Paulo especialmente para a realização dos encontros. Em 7 de outubro foi realizada uma reunião para aproximadamente 50 pessoas na localidade de Campo do Meio, município de Montenegro, com produtores de bergamotas e laranjas. Santini apresentou a linha de produtos Bayer para o controle da doença pinta preta dos citros, principal problema fitossanitário enfrentado pelos citricultores da região. Santini destacou que para o controle eficaz da doença é necessária a rotação de produtos a fim de se evitar a resistência do fungo aos fungicidas utilizados. Também apresentou novos produtos para o controle da doença alternária e das pragas de ácaros e mosca minadora. Em seguida o engenheiro agrônomo Israel Silva, da Agroveterinária C E R T A J A, apresentou um p r o g r a m a d e tratamentos para a s p r i n c i p a i s pragas e doenças d a c u l t u r a, o f e r e c e n d o d e s c o n t o s e b r i n d e s a o s produtores que adquirissem o pacote completo com os produtos d o p r o g r a m a, Informações técnicas ofereceram reciclagem de conhecimentos garantindo ainda o recolhimento das embalagens dos Consento e Infinito, eficientes para o controle de agrotóxicos. Um carreteiro preparado pela míldio, doenças muito importantes na cultura equipe da Agro encerrou as atividades. devido ao potencial de redução de MELANCIA - No dia 8 foi a vez dos produtividade e qualidade de frutos. produtores de melancia receberem as Logo após Israel Silva orientou os informações técnicas sobre os produtos Bayer produtores quanto à segurança do aplicador de para essa cultura. A reunião aconteceu na defensivos agrícolas e quanto a destinação das localidade de Estaleiro, em Triunfo, e contou embalagens vazias de agrotóxicos. com a participação de 20 pessoas. A empresa Bayer atualmente é uma das Santini apresentou a linha de produtos maiores no segmento agrícola e um dos Bayer para o controle das principais pragas e principais fornecedores da Agroveterinária doenças, destacando o produto Nativo para o CERTAJA. A cooperativa atua como um canal controle de cancro e alternária e os produtos de distribuição para a região. COTAÇÕES AGROPECUÁRIAS Produtos Arroz em casca Feijão Milho Soja Sordo Trigo Boi gordo Vaca gorda Suíno tipo carne Cordeiro p/ abate Leite Fonte: EMATER/RS Unidade Saco 50Kg Saco 60Kg Saco 60Kg Saco 60Kg Saco 60Kg Saco 60Kg Kg vivo* Kg vivo* Kg vivo* Kg vivo* Litro** Preços recebidos pelos produtores do Rio Grande do Sul - Semana de 25/10 à 29/10 Mínimo 25,00 70,00 20,00 39,00 14,40 21,00 2,65 2,40 2,00 3,50 0,50 Preços em RS Médio 26,03 82,73 20,75 40,85 15,52 22,00 2,75 2,45 2,33 4,14 0,58 Máximo 27,00 100,00 22,00 42,00 16,16 23,00 2,80 2,50 2,50 5,00 0,65 Edição 116 / novembro de 2010

5 Associado cultiva melancia há 35 anos Auri Quadros da Silva, da Coxilha Velha, aposta no plantio de uma das frutas com aceitação mais garantida entre a população Melancia a perder de vista: plantas são tapadas para proteção D esde os 15 anos de idade o associado Auri Quadros da Silva, morador da Coxilha Velha, cultiva uma das frutas mais saborosas e procuradas pelos consumidores: a melancia. São 35 anos de experiência, 15 deles em Taquari. Minha lavoura fica na Rodovia Aleixo Rocha, em terras arrendadas. Três funcionários são contratados para ajudar nas lidas do plantio, manutenção e colheita das frutas nos 14 hectares. Aliás, encontrar mão de obra para a atividade não tem sido tarefa das mais fáceis, revela. Nesta safra, a semeadura aconteceu em 20 de agosto. A previsão de colheita é para 15 de novembro em diante. Acredito que irei colher aproximadamente três frutas por pé, calcula Auri. Parceiro da Agroveterinária CERTAJA, ele ressalta as vantagens dessa relação, como os insumos a pronta entrega: Na hora em que preciso de alguma coisa, ligo para Agroveterinária da cooperativa e já tenho o produto em seguida. A facilidade para as compras é outro atrativo, além da variedade dos produtos. Outro ponto positivo é a assistência técnica prestada pelo engenheiro agrônomo Israel Silva, que periodicamente faz visitas à lavoura. Esse tipo de acompanhamento é fundamental para o produtor se sentir seguro com a sua lavoura. Se nós temos alguma dúvida, vamos escutar a resposta de quem conhece bem do assunto, frisou. Auri plantou 17 mil por mudas e outros 18 mil por sementes com os pés tapados. No tipo Colheita deve iniciar em 15 de novembro Edição 116 / novembro de 2010 de plantio tapado há o beneficio de adiantar a colheita, já que as plantas nascem mais rápido. De acordo com ele, dá para plantar assim com sementes ou com mudas, mas ele prefere com sementes. Uma equipe é contratada para tapar as sementes, e depois o próprio Auri as destapa. É necessário que as sementes sejam cobertas logo após uma chuva. Depois de 30 dias coberta é rasgado o plástico, para que a planta se acostume com o clima. Cerca de uma semana após tira-se totalmente a proteção. Mudas prontas para o plantio

6 Leptospirose: prevenção é fundamental Contágio acontece através da água, solo e animais infectados. Em alguns casos, a doença pode ser fatal esgoto pode abrigar animais portadores da doença e eliminá- la pela urina. Animais selvagens e domésti- cos podem hospedar a bactéria, apresen- tando ou não sintomas. Não há relatos de contaminação de pessoa para pessoa. A bactéria responsável pela leptospirose já foi i d e n t i f i c a d a e m bovinos, porcos, cavalos, cães, roedores e animais selvagens. O intervalo de tempo entre a exposição à fonte de contaminação e o desenvolvimento da doença varia de dois dias a quatro semanas. A leptospirose ocorre em qual- quer lugar do mundo, mas é mais comum em climas temperados e tropicais. Fazendeiros, veterinários, pescadores ou pessoas que gostam de acampar ou praticar Aleptospirose é uma doença bacteriana que ataca seres humanos e animais. No ser humano ela causa muitos sintomas (veja o box), embora alguns infectados possam não apresentálos. Se não for tratado, o paciente pode sofrer danos nos rins, desenvolver meningi- te (inflamação da membrana em torno do cérebro e da medula espinhal), falência do fígado e dificuldade de respirar. Em alguns casos é fatal. Porém, muitos destes sinto- mas podem ter como causa outras doenças. Então, para ter certeza, a leptospirose deve ser confirmada através de exames de sangue, feitos em laboratório. Surtos de leptospirose são comumente causados por exposição à água contaminada pela urina de animais infecta- dos. O contato pode acontecer através da pele por feridas ou mucosas, como olhos e nariz. O homem infecta-se ao pisar descalço no solo ou fazer uso de água ou alimentos contaminados. O problema aumenta quando ocorrem enchentes, uma vez que o FOTO esportes em lagos e rios estão mais expostos à doença. Uma forma de tentar preveni-la é usar roupas e acessórios (luvas e botas), assim como evitar nadar ou praticar esportes aquáticos ao frequentar locais de risco. O tratamento é feito à base de antibióticos que devem ser tomados logo no início da doença. Se você apresentar um dos sintomas abaixo, procure um médico imediatamente. Sintomas Febre alta Forte dor de cabeça Calafrios Dores musculares (principalmente na panturrilha, a chamada batata-da-perna ) Vômito Icterícia (olhos e pele adquirem tonalidade amarelada) Olhos avermelhados Dor abdominal Diarreia Como evitar Vacine seus animais de estimação todos os anos. Não acumule água, lixo ou vegetação em seu quintal. Utilize água tratada, de preferência fervida ou filtrada. Mantenha as lixeiras fechadas. Feche buracos entre telhas, paredes e rodapés. Extermine os ratos em sua casa. Use luvas ao lidar com animais infectados pela leptospirose. Isole os animais infectados e chame um veterinário. Todo o material que entrou em contato com o animal deve ser queimado. Fonte: e Seu futuro está poupedindo. Faça uma Poupedi SICREDI. A poupança que cresce com você. A Poupedi SICREDI vai ajudar você a realizar seus sonhos com a maior segurança. Acesse para aprender a poupar e conhecer as vantagens de fazer uma Poupedi SICREDI. Jan/2009 Produto do Banco Cooperativo SICREDI S.A. Consulte disponibilidade na sua cooperativa de crédito. Ouvidoria SICREDI Edição 116 / novembro de 2010

7 ANEEL lança nova resolução sobre atendimento Conceito é consolidar regras em único documento, melhorando a transparência de atendimentos aos associados No mês de setembro a Agência sábados e feriados até às 20h. ( furtos, desvio de energia) Nacional de Energia Elétrica Solicitar informações referente a tarifa, (Aneel) publicou a Resolução Serviços de urgência/emergência faturas, leitura de medidores, baixa renda, Falta de energia normas técnicas, prazos de serviços e 414, de 9 de setembro de Falta de fase interrupções programadas. 2010, sobre as condições Fio partido Protocolar reclamação sobre danos gerais de fornecimento de energia elétrica. Este Poste caído/pendido elétricos, níveis de tensão, faturamento, documento regula a relação da distribuidora com Objetos sobre a rede elétrica cadastro, do atendimento, corte indevido e o cliente no que se refere à prestação do serviço, bem como os direitos e deveres do consumidor. Serviços Comerciais prazos dos serviços. A CERTAJA Energia continua com sua Pedido de ligação nova estrutura de atendimento buscando se adequar Pedido para alterações na rede Através do , o cliente pode solicitar conforme as novas necessidades. Além dos (deslocamentos) informações ou serviços comerciais. Cabe ressaltar postos de atendimentos disponíveis, a CERTAJA Religação da Unidade Consumidora já que s enviados após as 18h serão Energia dispõe outros canais de atendimento aos existente protocolados no próximo dia útil. clientes e associados: Desligamento da Unidade Consumidora Recadastramento/alteração cadastral No site Disque Energia, através do ª via de fatura Disponibilizamos ao cliente informações sobre (ligação gratuita) Vistoria na Unidade Consumidora as interrupções programadas, direitos e deveres do O atendimento pelo Disque Energia é Vistoria para poda de árvores consumidor, as tarifas aplicadas, ressarcimento de disponibilizado 24h em relação aos atendimentos Aferição de medidor danos, padrões de medição, etc. Na Agência emergenciais. Quanto às solicitações comerciais, Trocar data de vencimento Taquari o horário de atendimento comercial é das estas podem ser feitas de segunda à sexta-feira Trocar local de entrega da fatura 7h45min às 12h, e das 13h30min às 18h. Nos demais entre 7h45min às 18h. Informações comerciais Informar a leitura do medidor postos os horários são das 8h às 12h e das 13h30min estão disponíveis das 7h30min até as 21h, e aos Informar sobre suspeita de irregularidade e 17h30min. Postos de atendimento presencial: Posto de Atendimento Agência Taquari Posto Vendinha Posto Vale Verde Posto Passo do Sobrado Posto Barão do Triunfo Endereço Rua Albino Pinto, Santo Antônio BR 386 KM 410,5 - Vendinha Rua Assis s/n - Centro (Loja Weber) Capela dos Cunha Fone Fax * * * Atendimento do Disque Energia é gratuito Conforme os prazos previstos serão adequados os procedimentos comerciais da p e r m i s s i o n á r i a e o s associados/consumidores receberão informações das mudanças através dos meios de comunicação usualmente utilizados, principalmente na fatura de energia. O destaque positivo para a nova Resolução é a consolidação de diversas regras em um único documento, desta forma, melhora a transparência do atendimento prestado pela cooperativa aos associados. A Resolução estará disponível para consulta em todos os postos de atendimento e pode ser acessada também através do link 4.pdf. Maiores informações podem ser obtidas junto ao Setor Comercial de Energia. SUBESTAÇÕES DE 69 kv O projeto da construção de duas subestações de 69 kv deu mais um passo. No mês d e o u t u b r o f o r a m comprados os dois terrenos onde serão construídas as subestações. Um deles fica localizado próximo ao pórtico de Taquari e o outro em Triunfo, próximo da localidade da Vendinha, na estrada TF 130. Além disso, estão em fase de aprovação o s e q u i p a m e n t o s d a Siemens e continua o estudo do traçado da linha. Serão 46 km de linhas. Edição 116 / novembro de 2010

8 CERTAJA Desenvolvimento prepara líderes Encontros ocorrerão por um ano e meio, semanalmente, e visam formar certajanos para inovação Investimento na formação de lideranças Iniciou em 1 de setembro o Projeto Escola de Líderes, promovido pela CERTAJA Desenvolvimento. De acordo com a gerente de Recursos Humanos, Fátima Hassen, os objetivos deste projeto são capacitar e desenvolver os líderes, fortalecendo as habilidades de liderança para realizar os objetivos da cooperativa, preparando-os para lidar com qualquer tipo de situação sejam liderados, superiores, pares ou terceiros. Formar sucessores, por meio da educação continuada, a fim de manter a estabilidade, a eficiên- cia e a eficácia dos processos internos, contribuindo para o desempenho global da cooperativa são outras metas do treinamento. Além disso, continua Fátima, a ideia é desenvolver líderes capazes de inovar, transformar e obter resultados. O consultor responsável pelos encontros é o professor Omar Seadi Torriani, da empresa Winners. O público alvo são funcionários selecionados pela Gerência Comercial e setor de Recursos Humanos. Os encontros ocorrem ao longo de um ano e meio, semanalmente, sempre à noite, com três horas de duração. A previsão de término é para meados de O Projeto tem o apoio do Sescoop. De acordo com o gerente Comercial Homero Canabarro Cunha Neto, a CERTAJA vive uma constante ascensão e crescimento, e por isso é necessário investir nas suas lideranças. Os alunos foram escolhidos após a aplicação de uma pesquisa junto aos gestores e RH. Os critérios foram perfil e pró-atividade. Uma avaliação será feita em breve, com acompanhamento para continuar o processo. Princípios do trabalho: Os trabalhos desenvolvidos alinham-se ao pensar e às ações estratégicas da empresa, considerando os seguintes aspectos: Fortalecer a missão e a visão da cooperativa, fomentando através dos lideres, para um crescimento sustentável e contínuo da cooperativa. Contribuir para a renovação do conhecimento, estimulando a criatividade e a geração de soluções inovadoras. Contribuir para um ambiente de interação e respeito mútuo entre as pessoas, gerando comprometimento e envolvimento na busca dos resultados planejados. Incentivar a visão da educação como um processo permanente de múltipla responsabilidade, da empresa e do indivíduo, cujo propósito é o autodesenvolvimento e a reflexão critica da realidade da cooperativa para o crescimento sustentável. Programa Horizontes atualiza Jovem Aprendiz 18 estudantes irão participar das aulas, de fevereiro a agosto de 2011, com estágio formador em seguida m 7 de outubro aconteceu a inscrição para o Programa Horizontes, versão Este programa consiste em mudanças Eno Programa Jovem Aprendiz. Ele entrará em vigor em janeiro de Diferente dos anos anteriores, agora participam filhos de funcionários e de associados da cooperativa. Ao todo serão 18 jovens da CERTAJA e oito da Cooperativa de Harmonia. Veja os requisitos para participar: * Idade de 16 a 20 anos; * Não estar trabalhando; * Obrigatório ser estudante de Ensino Fundamental, Médio ou Superior em andamento, nos turnos manhã ou noite; * Te r d i s p o n i b i l i d a d e e comprometimento em frequentar o Curso de Assistente Administrativo para Cooperativas, no período de fevereiro de 2011 a agosto de 2011, no IDESC, no turno Aulas e estágio preparam para a prática da tarde, e realizar estágio de um turno atuação da mesma: bairros Coqueiros, Parque (manhã ou tarde) na cooperativa CERTAJA, de do Meio, Rincão e Colônia 20 de Setembro; agosto de 2011 a janeiro de 2012; * Ter meios próprios de locomoção, pois * Obrigatório ser filho, neto de terão aulas de segunda à sexta, das 13h30min às associado da cooperativa, ou seja, os pais ou 17h30min no IDESC; avós devem ser consumidores de energia * Apresentar um excelente rendimento elétrica da CERTAJA e residir na área de escolar. Edição 116 /novembro de 2010

9 Certaja recebe recursos da Eletrobras e do Estado do RS Valor será destinado a melhorias gerais nas redes, gerando economia e melhores níveis de tensão os últimos meses a CERTAJA Energia assinou dois recursos para Ninvestimento em redes. No dia 4 de agosto foi recebido da Eletrobrás o valor de R$ , 00 para esse tipo de obras, permitindo um aumento de cargas e ofere- cendo a possibilidade de captar novos consumidores. Dessa forma, será feita a ampliação em obras estratégicas, sendo as redes que receberão a 69kV, adequando, assim, os alimentadores, sendo postes, cabos entre outros, que receberão a tensão das subestações da 69 kv. Em 27 de setembro a Direção assinou o recebimento de R$ ,42 de recursos estaduais, correspondentes à participação do Estado no Programa Luz Para Todos. O valor também deverá ser investido em reforço de redes. As obras destes recursos serão investidas na cidades de Triunfo, Taquari, Paverama, General Câmara, Passo do Sobrado, Rio Pardo e Vale Verde. Na opinião do gerente da Energia, Mauro Rodrigues, esses recursos são importantes pois, aumentando a capacidade de carga nas localidades, há possibilidade de incremento na economia das regiões. Assim, m a i o r e s e m p r e s a s p o d e m s e instalar, o que h o j e n ã o é p o s s í v e l. E c o m p l e t a : Depois dessas r e f o r m a s a c o o p e r a t i v a t e r á m e n o s p e r d a s d e sistema. É uma q u e s t ã o d e economia. Hoje as nossas redes não estão adequadas a grandes níveis de tensão, com cabos finos que acabam esquentando e perdendo energia. A partir da reforma, após serem colocando cabos mais adequados, isso diminuirá. Verbas serão investidas em melhorias Equipes de Construção passam para a Desenvolvimento Equipes de construção são transferidas para a outra cooperativa do Grupo Certaja esde 1º de setembro o setor de serviços feitos por eles serão cobrados da Energia Expansão e Melhoramentos Entrevista com Mauro Rodrigues, gerente de através de nota fiscal, e na Desenvolvimento as (SEM) pertence à CERTAJA Energia da CERTAJA Energia turmas serão um novo negócio. Desenvolvimento. As turmas e Dseu administrativo iniciaram Certajano - Por que as equipes da Certajano - Quais são os maiores suas atividades nessa cooperativa desta data em Energia foram para a Desenvolvimento? benefícios dessa mudança? diante. Ainda não está definido se o nome do Mauro - Uma das razões foi porque Mauro - Podemos contar com mais turmas setor continuará o mesmo. As atividades na somos regulamentados e, para comprovarmos para os financiamentos, e assim teremos este Energia foram encerradas em 27 de agosto, para esse tipo de serviço para a Annel é muito pessoal que é qualificado, com cursos de NR 10, por disponibilizar tempo para complicado, pois eles tem uma exemplo. resolver toda documentação e complexidade fiscal. Construção Todos conhecem a região, tem já este acerto do pessoal. de redes não faz parte de costume de trabalhar com os associados. Em 2 de setembro foi distribuição, que é o serviço da Entrevista com Celso Alves, líder do SEM realizada uma confraterniza- Energia. Certajano - Quais são os maiores ção entre o SEM e a CERTAJA Teríamos que ter mais desafios desse setor daqui para frente? Desenvolvimento. O objetivo controle sobre os serviços das Celso - Alcançar as metas financeiras era acolher os novos colegas. turmas para conseguir provar traçadas pela CERTAJA Desenvolvimento, com a Uma dinâmica de integração contabilmente. Hoje também qualidade exigida pelos clientes, e em especial a seguida de apresentação de temos muitos financiamentos CERTAJA Energia. Temos que ser muito rentáveis e cada um dos certajanos para construção e nestes não é eficazes, gerando bons resultados. tiveram destaque no encon- permitido usar mão de obra tro. Jantar e sorteio de brindes própria, então tínhamos que Certajano - O setor prestará serviços encerraram a atividade. contratar turmas terceirizadas. exclusivamente para CERTAJA Energia? Confira, a seguir, duas Celso - Não. Agora, vinculados a uma entrevistas que dão detalhes C e r t a j a n o - empresa não regulamentada, poderemos prestar sobre os motivos que levaram a diretoria da Operacionalmente, o que muda com essa serviços a qualquer empresa ou pessoa física. Se CERTAJA a decidir pela migração das equipes troca de cooperativa? precisarem serviços de construção ou manutenção entre as cooperativas, e o que muda com essa Mauro - Operacionalmente não muda de redes elétricas de baixa e média tensão, podem novidade. muito, o que muda é a parte financeira, pois os nos procurar. O telefone é Edição 116 /novembro de 2010

10 Rede de Energia no Caramujo mudará de lugar Estrada receberá novo traçado, e redes da cooperativa acompanharão nova configuração da via pública m 27 de julho, às 17h, na localidade estrada. A rede elétrica terá sua capacidade Maranghelli de Ávila, da Promotoria do Caramujo, em Taquari, acontepermitindo a instalação de agroindústrias, das prefeituras municipais. A ideia é proteger e de atendimento a cargas ampliada, Especializada de Estrela, e com o engajamento Eceu uma reunião de acertos de realocação da estrada municipal TK 20 e da máquinas e equipamentos elétricos de recuperar a mata ciliar junto às margens do Rio rede de energia elétrica da CERTAJA, com a grande porte na região, oferecendo maior Taquari, com a implantação de medidas presença dos secretários municipais Romaci valorização das propriedades na localidade. A mitigadoras de reflorestamento, contenção de Labres, Marino Hackenhaar, Irineu estimativa de investimentos na ampliação da erosão e do assoreamento do Rio. O primeiro Atkinson, Maris Stella Schultz, passo é a demarcação da nova estrada, com um traçado mais condizente com a Guilherme Schultz, acompanhados dos realidade, primando pela proteção do funcionários da CERTAJA Energia Jorge leito do Rio. As cercas deverão Torres, engenheiro eletricista, Leandro inicialmente manter seus traçados, Vargas, técnico em segurança do paralelos àquele da nova estrada, de forma trabalho, e Tiago Hartmann, projetista. a ficarem alinhadas com a rede elétrica. Dezenas de pessoas da comunidade Isso deve facilitar os trabalhos de compareceram ao encontro. manutenção da rede, sem danos às Juntamente com o novo propriedades. traçado da estrada, que afastará a Comunidade comparece à reunião O engenheiro ambiental Guilherme mesma da margem do rio em alguns Schultz, da equipe contratada pela pontos, será executada a ampliação da rede é de R$ 700 mil, com recursos da Prefeitura de Taquari, esclarece que o projeto rede elétrica. Esta demarcação será feita Eletrobras. está de acordo com o plano diretor do pela prefeitura, que definirá o traçado para a CORREDOR ECOLÓGICO A município, e este prima pela qualidade e vida pública. A CERTAJA se valerá dessa ampliação e deslocamento da rede da desenvolvimento sustentável, que determina a nova demarcação para implantar a rede CERTAJA faz parte do projeto Corredor ampliação e realocação da estrada em relação elétrica, no limite da faixa de domínio da Ecológico, sob coordenação de Mônica a margem do Rio Taquari no município. Comercial adquire localizadores de cabos Embutidos Equipamentos funcionam como detectores e encontram condutores energizados. Investimento foi de R$10 mil setor Comercial de Energia, da CERTAJA Energia, adquiriu em 20 Ode novembro dois equipamentos para fiscalizar furtos e desvios de energia, os localizadores de cabos embutidos. O investi- mento atingiu R$ 10 mil. De acordo com líder da Célula de Perdas, Joel Costa, esses equipa- mentos fazem a equipe aumentar a produti- vidade. Nosso serviço é realizado com maior rapidez e segurança, sem contar a acuracidade, avalia. Antes de adquirir a novidade, a equipe verificava manualmente os cabos, puxando o condutor fase de dentro do eletroduto para se certificar de que não havia nenhuma ligação clandestina conectada a ele. Contudo, em alguns casos, principalmente em ligações trifásicas com condutores de maior secção (bitola) a mobilidade dos c o n d u t o r e s f i c a v a d i f i c u l t a d a, impossibilitando a análise. Com isso evitamos quebrar muretas ou alguma parede sem a certeza de que há uma irregularidade no local, explica Joel. DETECTORES - Os localizadores de cabos embutidos funcionam de modo similar a um detector de metais. Eles emitem um sinal sonoro e luminoso sempre que encontrarem a presença de um condutor energizado. Não é necessária a presença de corrente no mesmo, ou seja, não é preciso que algum equipamento esteja utilizando a energia da rede clandestina. Esses localizadores são formados por um conjunto de soluções mecânicas, elétricas e eletrônicas incorporadas, compondo um equipamento completo e portátil com características próprias. São compostos por um conjunto transmissor e receptor que permite ergonomia na identificação e localização de condutores energizados, bem como ligações irregulares na entrada de energia de consumidores, dando com precisão a posição exata do cabo energizado conectado à linha da rede de distribuição de energia elétrica, mesmo que este esteja enterrado ou embutido em parede de alvenaria ou concreto. Joel: aparelhos mostram posição exata dos cabos Edição 116 /novembro de 2010

11 RECEITAS Massa Ingredientes: Bolo de chocolate de liquidificador 1 xícara (chá) de leite morno(a) 3 unidades de ovos 4 colheres (sopa) de margarina 2 xícaras (chá) de açúcar 1 xícara (chá) de chocolate em pó 2 xícaras (chá) de farinha de trigo 1 colher (sopa) de fermento químico em pó Cobertura 1 xícara(s) (chá) de açúcar 3 colher(es) (sopa) de amido de milho 5 colher(es) (sopa) de chocolate em pó 1 xícara(s) (chá) de água sal a gosto 3 colheres (sopa) de margarina 1 colher (chá) de essência de baunilha César Pereira * Outra vez adeus Modo de preparo Massa Bata bem todos os ingredientes da massa no liquidificador. Coloque em uma fôrma redonda, untada com manteiga e polvilhada com farinha de trigo. Asse por cerca de 40 minutos em forno médio (180ºC), pré-aquecido. Leve todos os ingredientes ao fogo até engrossar em ponto de brigadeiro. Cubra o bolo em seguida. Participe FALA, ASSOCIADO! Você também pode colaborar com este espaço, mandando receitas para publicarmos. Escreva para: Rita Rodrigues, Rua Sete de Setembro, 2635, Taquari/RS, CEP AGROCLASSIFICADOS Outra vez adeus E se dizes, amor, que tu amas Mas, quando chegas, logo vais embora! Deixas comigo as horas tão insanas E a solidão de quem tanto te adora! O teu adeus me deixa a casa emm chamas E o coração que sofre, amarga e chora! Minha'alma junto a ti não é profana! Quando chegas em mim tudo é aurora! Pois, tu és o meu sol- bela manhã! Fazes parte da vida em meu afã: Encanto angelical que não tem fim! Eu queria fazer-te tanto afago! Mas, teu amor, confesso, é frio e vago! E até não sei o que será de mim! * membro da Academia Rio-Grandense de Letras AGROVETERINÁRIA CERTAJA NÚMEROS DA SORTE Caixa para ferramentas 3 gavetas Tramontina Bota de borracha 7 Léguas branca, cano curto R$ 82,50 R$ 31,50 R$ 160,00 R$ 72,90 Cortador de grama Trapp 1000 w K-othine líquido 30 ml Ade-tec 50 ml Puritec Gold 1 litro Bota torneada gaúcho, Colete gaúcho em couro adulto, reversível Confira abaixo os números da Loteria Federal válidos para os associados que possuem o seguro residencial Proteção Certa. Os meses são referentes à agosto e setembro de Para concorrer ao prêmio, o associado tem que olhar o numero no Certificado que ganha após fazer o seguro. Extração de 28/08/10 Nº Extração de 25/09/10 Nº CLASSIFICADOS R$ 160,00 R$ 5,90 R$ 19,90 R$ 262,50 * TRATOR - Vendo um Trator VALMET MD. 65id, no R$16 mil. Telefone para contato (51) Falar com Nico. * CASA - Vende-se casa na Vendinha: 4 quartos, 2 banheiros, sala, garagem, churrasqueira e cozinha. Localização: na rua da casa do prefeito. Valor: R$ 75 mil. Contato: , com Amauri. Anuncio Natal * COMPRO- Ford GALAXIE (motor v8302), com caixa automática (de preferência LANDAU) com papéis podem ser atrasados. Contato: * MOTOBOMBA - Vendo motobomba a gasolina 5,5 CV Motomil com carro transportador. Contato: Edição 116 /novembro de 2010

12 12 ENTREVISTA Renato Martins, presidente do Grupo CERTAJA 41 anos de CERTAJA: bons motivos para comemorar Renato Martins, presidente do Grupo, avalia as quatro décadas de cooperativismo e revela os planos para os próximos anos M aior de idade, o Grupo CERTAJA comemorou 41 anos de existência em 17 de outubro. Nessas mais de quatro décadas, muitas lâmpadas iluminaram a escuridão e levaram desenvolvimento e esperança onde foram acesas. O interior, antes condenado a viver sob a luz do lampião, com bebidas geladas no poço, banho de bacia e TV a bateria, finalmente conheceu confortos que facilitavam o cotidiano e fixavam, definitivamente, o homem ao campo. Hoje, o principal motivo para festejar é a consolidação de uma nova etapa da regulamentação, assinala o presidente do Grupo, Renato Martins. Em entrevista exclusiva ao Certajano, ele contou que a melhoria ininterrupta na energia distribuída aos associados também é motivo de alegria. E as novidades para os próximos anos são várias: duas outorgas para o início das obras de Pequenas Centrais Hidrelétricas (PCHs) da CERTAJA devem ser concedidas em breve; a Agroveterinária irá se mudar para o mesmo local onde funciona o Engenho; e uma rede de 69kW, com 46km de extensão, é promessa de um atendimento ainda melhor aos associados da Energia. Confira a entrevista. Na cooperativa de Desenvolvimento teve início um processo de consolidação integrada e comprometida com os associados que com ela operam C e r t a j a n o - A C E R TA J A completou 41 anos dia 17 de outubro. Quais são os bons motivos que tem para comemorar as suas mais de quatro décadas de vida? Renato Martins - O principal motivo que nos faz comemorar é a consolidação de uma nova etapa da regulamentação. Investimento pesado na melhoria constante da energia aos nossos associados é outro bom motivo que temos para festejar nossas quatro décadas de existência. Certajano - De 2009 para cá, o que há de novo no Grupo? Outra forma como a CERTAJA se insere no desenvolvimento econômico e social é através do fornecimento de insumos ligados à produção primária Renato Martins - Na Energia houve o início de um grande projeto de uma rede de 69kW, com 46km de extensão, com duas subestações ao longo de seu percurso. Esse será o nosso salto de qualidade. Na cooperativa de Desenvolvimento teve início um processo de consolidação integrada e comprometida com aqueles associados que com ela opera, visando sua solidificação. Certajano - Já está definida uma data para a mudança da Agro para junto do Engenho? Se sim, quando isso ocorrerá? E quais são os maiores motivos para aproximar esses negócios? Renato Martins Este ainda é um projeto. Não temos data definida. Contudo, acredito que o início aconteça em começos de A ideia é juntar as atividades mais volumosas da Agroveterinária com a Agroindústria (insumos, adubos, fertilizantes, etc.). O objetivo é criar uma maior sinergia dessas atividades e também facilitar o atendimento aos associados ligados a elas. Certajano - Dentro do cenário do cooperativismo gaúcho e brasileiro, como a CERTAJA se insere no quesito desenvolvimento econômico e social? Renato Martins - Pelas atividades que ela desenvolve voltadas para área rural, junto com as demais cooperativas do estado, tem sido uma mestra, precursora do desenvolvimento, levando a energia de boa qualidade, que é o insumo básico para o desenvolvimento das comunidades. Outra forma dessa inserção se dá através do fornecimento de insumos ligados à produção primária, bem como a assistência orientada para uma maior produtividade no campo. Certajano - Quais são os maiores desafios para os próximos anos? Renato Martins - Consolidar essa rede de 69kW, projeto para mais de um ano. Edição 116 /novembro de 2010 Também queremos fortalecer os projetos de geração de energia. Segundo informações da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) receberemos em breve as outorgas para a Também queremos fortalecer os projetos de geração de energia execução dos dois projetos próprios que a cooperativa está desenvolvendo. Certajano - Quais são as expectativas do Grupo para os próximos 4 anos de governo federal? Que perspectivas se descortinam a partir das eleições de 31 de outubro? Renato Martins - A nível de Estado, dentro de seu plano de governo, há diversas atividades voltadas ao cooperativismo, dentre elas a criação de uma secretaria de governo voltada para desenvolvimento rural e o cooperativismo. A disponibilização de recursos de investimento para o setor elétrico cooperativado, o incentivo a construção de PCH's, cuja concretização com certeza irá construir bastante com o fortalecimento do cooperativismo gaúcho são outros itens que devem acontecer em termos de Rio Grande do Sul. A nível federal se espera uma política de incentivo ao desenvolvimento do setor cooperativo como um todo.

NÚMERO. Alimentação: Sustentável. Receitas deliciosas. O seu dia a dia muito mais saboroso. CHICO SARDELLI DEPUTADO ESTADUAL PV

NÚMERO. Alimentação: Sustentável. Receitas deliciosas. O seu dia a dia muito mais saboroso. CHICO SARDELLI DEPUTADO ESTADUAL PV Alimentação: Sustentável NÚMERO 3 Receitas deliciosas. O seu dia a dia muito mais saboroso. Risoto de casca de Abóbora Cascas de 2kg de abóbora (ralada ) 3 xicaras de arroz cozido 1 cebola grande (picada)

Leia mais

Cliente Celpe. Seja bem-vindo. Orientações Importantes sobre a Energia Elétrica e o Uso Consciente

Cliente Celpe. Seja bem-vindo. Orientações Importantes sobre a Energia Elétrica e o Uso Consciente Cliente Celpe Seja bem-vindo. Orientações Importantes sobre a Energia Elétrica e o Uso Consciente LIGAÇÃO NOVA Ao construir ou adquirir um imóvel novo, é necessário solicitar que a Celpe faça a ligação

Leia mais

Gislene Santos Rodrigues Gerente de Projetos Sociais Ampla Brasil

Gislene Santos Rodrigues Gerente de Projetos Sociais Ampla Brasil Gislene Santos Rodrigues Gerente de Projetos Sociais Ampla Brasil 28 a 30 de Setembro de 2010 Centro de Convenções Frei Caneca São Paulo BRASIL Ações sociais integradas às ações técnicas para redução das

Leia mais

Terça-feira, 23.08.11

Terça-feira, 23.08.11 Terça-feira, 23.08.11 Veja os destaques de hoje: 1. Governador em exercício participa da reunião de renovação do Programa Bolsa Universitária 2. Programa Lavoura Comunitária 3. ONU lança campanha O Planeta

Leia mais

LEPTOSPIROSE X ENCHENTES

LEPTOSPIROSE X ENCHENTES LEPTOSPIROSE X ENCHENTES Durante os temporais e inundações, a bactéria leptospira, presente na urina do rato, se espalha nas águas, invade as casas e pode contaminar, através da pele, os que entram em

Leia mais

GUIA DO CLIENTE SEU CÓDIGO. Seja bem-vindo!

GUIA DO CLIENTE SEU CÓDIGO. Seja bem-vindo! GUIA DO CLIENTE Seja bem-vindo! É uma satisfação tê-lo como cliente. Aqui você encontrará informações importantes sobre os canais de atendimento, como usar a energia de forma adequada e segura, seus principais

Leia mais

APRESENTAÇÃO TEMA OBJETIVO

APRESENTAÇÃO TEMA OBJETIVO APRESENTAÇÃO De 6 a 8 de agosto de 05, o Conselho Regional de Contabilidade do Rio Grande do Sul e a Academia de Ciências Contábeis do Rio Grande do Sul, com o apoio das entidades da classe contábil gaúcha,

Leia mais

Se Ligue na Rede: um Caminho para a Sustentabilidade

Se Ligue na Rede: um Caminho para a Sustentabilidade SANEPAR Curitiba (PR) Se Ligue na Rede: um Caminho para a Sustentabilidade Categoria Controle da Poluição 1. Sobre a organização participante: Razão social: - 76484013000145 Nome fantasia: - SANEPAR Setor

Leia mais

::Seu João o Senhor sabe o que é o meio ambiente?

::Seu João o Senhor sabe o que é o meio ambiente? O Meio Ambiente ::Seu João o Senhor sabe o que é o meio ambiente? Seu João: Não sei não! Mas quero que você me diga direitinho pra eu aprender e ensinar todo mundo lá no povoado onde eu moro. : Seu João,

Leia mais

L E P T O S P I R O S E

L E P T O S P I R O S E L E P T O S P I R O S E Elaborado por: Francisco Pinheiro Moura Médico Veterinário E-mail: bergson.moura@saude.ce.gov.br bergson.moura@live.com Definição Leptospirose é uma doença infecciosa que causa

Leia mais

Atlas Digital de MINAS GERAIS 1 de 18

Atlas Digital de MINAS GERAIS 1 de 18 Atlas Digital de MINAS GERAIS 1 de 18 Características Agropecuárias A sociedade brasileira viveu no século XX uma transformação socioeconômica e cultural passando de uma sociedade agrária para uma sociedade

Leia mais

Projeto Sementes Categoria

Projeto Sementes Categoria Banrisul S/A Porto Alegre (RS) Projeto Sementes Categoria Conservação de Recursos Naturais 1. Sobre a organização participante: Razão social: - BANCO DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL Nome fantasia: - BANRISUL

Leia mais

EMPREENDEDORISMO. Outubro de 2014

EMPREENDEDORISMO. Outubro de 2014 #5 EMPREENDEDORISMO Outubro de 2014 ÍNDICE 1. Apresentação 2. Definição 3. Empreendedorismo: necessidade ou oportunidade? 4. Características do comportamento empreendedor 5. Cenário brasileiro para o empreendedorismo

Leia mais

Relatório Gestão do Projeto 2013

Relatório Gestão do Projeto 2013 Relatório Gestão do Projeto 2013 Fundação Aperam Acesita e Junior Achievement Minas Gerais: UMA PARCERIA DE SUCESSO SUMÁRIO Resultados 2013... 6 Resultados dos Programas... 7 Programa Vamos Falar de Ética...

Leia mais

FILOSOFIA EMPRESARIAL

FILOSOFIA EMPRESARIAL FILOSOFIA EMPRESARIAL FILOSOFIA EMPRESARIAL Bebidas S/A Troféu Prata FILOSOFIA EMPRESARIAL MISSÃO SACIAR NATURALMENTE A SEDE DOS GAÚCHOS. Bebidas S/A Troféu Prata FILOSOFIA EMPRESARIAL VISÃO QUEREMOS SER

Leia mais

Nome e contato do responsável pelo preenchimento deste formulário Luiz Antônio Jaeger (21) 9702 9194 luizantonio@parme.com.br parme@parme.com.

Nome e contato do responsável pelo preenchimento deste formulário Luiz Antônio Jaeger (21) 9702 9194 luizantonio@parme.com.br parme@parme.com. PRÊMIO ABF-AFRAS DESTAQUE SUSTENTABILIDADE 2012 FORMULÁRIO DE INSCRIÇÃO Categoria Franqueador Pleno Dados da empresa Razão Social Franquipar Franqueadora e Licenciadora de Marcas Ltda. Nome fantasia Parmê

Leia mais

Anexo 1 - Material Informativo de Comunicação Prévia

Anexo 1 - Material Informativo de Comunicação Prévia Anexo 1 - Material Informativo de Comunicação Prévia LINHA DE TRANSMISSÃO 500 kv Manaus - Boa Vista e Subestações Associadas NO BRASIL, o sistema de transmissão de energia elétrica se desenvolveu utilizando

Leia mais

Manual de Conduta Escritórios Brasília

Manual de Conduta Escritórios Brasília Manual de Conduta Escritórios Brasília 1 Prezado parceiro, você acaba de ingressar em um novo modelo de gestão de negócios. Seja bem-vindo. 2 Com o único objetivo de aprimorar o seu negócio vamos apresentar

Leia mais

Você atingiu o estágio: Recomendações. NOME: MUNICIPIO: Ipiranga Data de preenchimento do guia: 2012-02-14 Data de devolução do relatório:

Você atingiu o estágio: Recomendações. NOME: MUNICIPIO: Ipiranga Data de preenchimento do guia: 2012-02-14 Data de devolução do relatório: Guia de sustentabilidade na produção de soja na Agricultura Familiar Relatório individual NOME: Prezado senhor (a), Em primeiro lugar, no nome dacoopafi, da Gebana e da Fundação Solidaridad,gostaríamos

Leia mais

Crédito Imobiliário do HSBC apresenta: Sustentabilidade em Casa

Crédito Imobiliário do HSBC apresenta: Sustentabilidade em Casa Crédito Imobiliário do HSBC apresenta: Sustentabilidade em Casa Seja bem-vindo ao Guia Sustentabilidade em Casa do HSBC. O Guia Sustentabilidade em Casa é uma iniciativa do Crédito Imobiliário do HSBC

Leia mais

Feira Internacional de tecnologia e negócios. 05 a 09 de março de 2012 Não-Me-Toque/RS

Feira Internacional de tecnologia e negócios. 05 a 09 de março de 2012 Não-Me-Toque/RS EXPODIRETO 2012 Feira Internacional de tecnologia e negócios 05 a 09 de março de 2012 Não-Me-Toque/RS EXPODIRETO 2012 Feira Internacional de tecnologia e negócios Você é nosso convidado para participar

Leia mais

É o programa do BANCO DO NORDESTE, em parceria com o Governo Federal, que oferece serviços microfinanceiros para os(as) produtores(as) rurais de

É o programa do BANCO DO NORDESTE, em parceria com o Governo Federal, que oferece serviços microfinanceiros para os(as) produtores(as) rurais de É o programa do BANCO DO NORDESTE, em parceria com o Governo Federal, que oferece serviços microfinanceiros para os(as) produtores(as) rurais de pequenos negócios, em especial aos(às) agricultores(as)

Leia mais

22 o. Prêmio Expressão de Ecologia

22 o. Prêmio Expressão de Ecologia 22 o. Prêmio Expressão de Ecologia 2014-2015 Garoto acompanhando a evolução da árvore que plantou, na primeira e na segunda visita após o plantio Fotos: Projeto: Meio Ambiente - Eu Cuido! Organização:

Leia mais

1. O que é leptospirose? É uma doença infecciosa causada por uma bactéria chamada Leptospira presente na urina do rato.

1. O que é leptospirose? É uma doença infecciosa causada por uma bactéria chamada Leptospira presente na urina do rato. LEPTOSPIROSE - O que saber e o que fazer 1. O que é leptospirose? É uma doença infecciosa causada por uma bactéria chamada Leptospira presente na urina do rato. 2. Como se pega a leptospirose? Em situações

Leia mais

Perguntas e respostas Mais Qualidade

Perguntas e respostas Mais Qualidade Perguntas e respostas Mais Qualidade O que é o Programa Mais Qualidade? O Mais Qualidade é um programa da Bayer CropScience que tem como objetivo a obtenção de frutas com qualidade superior. Tudo isso

Leia mais

RELATÓRIO DA OFICINA: COMO AGIR NA COMUNIDADE E NO DIA A DIA DO SEU TRABALHO. Facilitadoras: Liliane Lott Pires e Maria Inês Castanha de Queiroz

RELATÓRIO DA OFICINA: COMO AGIR NA COMUNIDADE E NO DIA A DIA DO SEU TRABALHO. Facilitadoras: Liliane Lott Pires e Maria Inês Castanha de Queiroz 1 RELATÓRIO DA OFICINA: COMO AGIR NA COMUNIDADE E NO DIA A DIA DO SEU TRABALHO Facilitadoras: Liliane Lott Pires e Maria Inês Castanha de Queiroz Contrato: AS.DS.PV.024/2010 Empresa: SENSOTECH ASSESSORAMENTO

Leia mais

VI Conferencia Regional de voluntariado IAVE. Guayaquil Ecuador

VI Conferencia Regional de voluntariado IAVE. Guayaquil Ecuador VI Conferencia Regional de voluntariado IAVE Guayaquil Ecuador 2013 PerguntAção no Programa de Voluntariado Promon: conectando o conhecimento para criar, construir e transformar Autora: Marisa Villi (Assessora

Leia mais

USO DE REDE SOCIAL NA ASSISTÊNCIA TÉCNICA RURAL

USO DE REDE SOCIAL NA ASSISTÊNCIA TÉCNICA RURAL USO DE REDE SOCIAL NA ASSISTÊNCIA TÉCNICA RURAL Londrina, Outubro de 2.015. Instituto Paranaense de Assistência Técnica e Extensão Rural - Paraná Agente de ATER - PAULO ROBERTO MRTVI INSCRIÇÃO DADOS DA

Leia mais

FRANQUIA O BOTICÁRIO TRÊS RIOS (RJ) RESPEITO AO MEIO AMBIENTE

FRANQUIA O BOTICÁRIO TRÊS RIOS (RJ) RESPEITO AO MEIO AMBIENTE FRANQUIA O BOTICÁRIO TRÊS RIOS (RJ) RESPEITO AO MEIO AMBIENTE RESUMO Numa sociedade cada vez mais consciente, a proteção ao meio ambiente passa a ser objetivo de atenção de franquias com um posicionamento

Leia mais

Agência Virtual Canal Prefeituras Procedimento Operacional Cadastro de Serviços

Agência Virtual Canal Prefeituras Procedimento Operacional Cadastro de Serviços Procedimento Operacional Prefeituras Documento Público Agência Virtual Canal Prefeituras Procedimento Operacional Cadastro de Serviços Gerência de Relacionamento Comercial com Clientes Especiais do Poder

Leia mais

FACULDADE LA SALLE EDUARDO A. MALHEIROS EMERSON A. BARBOSA ANATAN B. DA ROSA MATHEUS S. PESSOA ARME TECNOLOGIA. Lucas do Rio Verde-MT 2013

FACULDADE LA SALLE EDUARDO A. MALHEIROS EMERSON A. BARBOSA ANATAN B. DA ROSA MATHEUS S. PESSOA ARME TECNOLOGIA. Lucas do Rio Verde-MT 2013 3 FACULDADE LA SALLE EDUARDO A. MALHEIROS EMERSON A. BARBOSA ANATAN B. DA ROSA MATHEUS S. PESSOA ARME TECNOLOGIA Lucas do Rio Verde-MT 2013 4 EDUARDO A. MALHEIROS EMERSON A. BARBOSA ANATAN B. DA ROSA MATHEUS

Leia mais

REGULAMENTO DA INSCRIÇÃO PARA O PROCESSO DE SELEÇÃO DOS PARTICIPANTES DA 14ª OFICINA DE PRODUÇÃO DE VÍDEO GERAÇÃO FUTURA

REGULAMENTO DA INSCRIÇÃO PARA O PROCESSO DE SELEÇÃO DOS PARTICIPANTES DA 14ª OFICINA DE PRODUÇÃO DE VÍDEO GERAÇÃO FUTURA REGULAMENTO DA INSCRIÇÃO PARA O PROCESSO DE SELEÇÃO DOS PARTICIPANTES DA 14ª OFICINA DE PRODUÇÃO DE VÍDEO GERAÇÃO FUTURA O Canal Futura acredita que a juventude brasileira tem um importante papel a desempenhar

Leia mais

Experiência: O novo olhar sobre a gestão de pessoas do setor público, na nova idade da democracia no Brasil.

Experiência: O novo olhar sobre a gestão de pessoas do setor público, na nova idade da democracia no Brasil. Experiência: O novo olhar sobre a gestão de pessoas do setor público, na nova idade da democracia no Brasil. RADIOBRÁS Empresa Brasileira de Comunicação S. A. Diretoria de Gestão de Pessoas e Administração

Leia mais

Direitos e Deveres dos Consumidores Residenciais de Energia Elétrica

Direitos e Deveres dos Consumidores Residenciais de Energia Elétrica Encontro do Conselho de Consumidores da AES Eletropaulo (Conselpa) e Conselho Coordenador das Associações Amigos de Bairros, Vilas e Cidades de SP (Consabesp). Direitos e Deveres dos Consumidores Residenciais

Leia mais

PROPOSTAS DO III SEMINARIO SUL BRASILEIRO DE AGRICULTURA SUSTENTÁVEL GRUPO DE TRABALHO PRODUÇÃO DE ALIMENTOS PARA O TURISMO RURAL

PROPOSTAS DO III SEMINARIO SUL BRASILEIRO DE AGRICULTURA SUSTENTÁVEL GRUPO DE TRABALHO PRODUÇÃO DE ALIMENTOS PARA O TURISMO RURAL O Seminário Sul Brasileiro vem sendo organizado desde 2005, como um evento paralelo a Suinofest, festa gastronômica de derivados da carne suína, por um grupo formado pela UERGS, ACI-E, EMATER e Secretaria

Leia mais

PROGRAMA FITOSSANITÁRIO DO MS BALANÇO GERAL SAFRA 2012/2013 RELATÓRIO SEMANAL DE 23 A 30 DE SETEMBRO DE 2013.

PROGRAMA FITOSSANITÁRIO DO MS BALANÇO GERAL SAFRA 2012/2013 RELATÓRIO SEMANAL DE 23 A 30 DE SETEMBRO DE 2013. ANO II / Nº56 PROGRAMA FITOSSANITÁRIO DO MS BALANÇO GERAL SAFRA 2012/2013 RELATÓRIO SEMANAL DE 23 A 30 DE SETEMBRO DE 2013. Uma safra inteira se passou desde o início dos trabalhos do Programa Fitossanitário

Leia mais

Primeiro Email#1: Rota Problema Solução

Primeiro Email#1: Rota Problema Solução Esta segunda sequência respeita a estrutura da sequência do Eben que analisamos.o template é adequado aos profissionais que podem (e querem) trabalhar com os três mosqueteiros, ou seja, apresentar uma

Leia mais

INTERESSE PELA COMUNIDADE SEMEAMOS ESTA IDÉIA COOPERATIVISTA!

INTERESSE PELA COMUNIDADE SEMEAMOS ESTA IDÉIA COOPERATIVISTA! INTERESSE PELA COMUNIDADE SEMEAMOS ESTA IDÉIA COOPERATIVISTA! Apresentação O Instituto Sicoob PR foi criado para cumprir o 7º princípio cooperativista Interesse pela comunidade. Com o suporte das Cooperativas

Leia mais

AUTORAS ROSANGELA SOUZA

AUTORAS ROSANGELA SOUZA AUTORAS ROSANGELA SOUZA Especialista em Gestão Empresarial com MBA pela FGV e Professora de Estratégia na Pós-Graduação da FGV. Desenvolveu projetos acadêmicos sobre segmento de idiomas, planejamento estratégico

Leia mais

Anonymus & Alarico. Show de sabores

Anonymus & Alarico. Show de sabores Anonymus & Alarico Show de sabores Este livro reflete a trajetória de um longo trabalho. Reúne receitas inéditas, testadas e aprovadas pelo público do nosso programa da TV. Como sempre, são receitas simples,

Leia mais

Projeto Básico - Prestação de Serviços

Projeto Básico - Prestação de Serviços Diretoria de Tecnologia Gerência de Fornecimento de TI Projeto Básico - Prestação de Serviços 1. Objeto: 1.1 Contratação de empresa para prestação de serviços especializados de escuta de gravações e monitoração

Leia mais

PRIMEIRA EDIÇÃO MARINA MENEZES MINI GUIA DE RECEITAS SAUDÁVEIS PARA O NATAL

PRIMEIRA EDIÇÃO MARINA MENEZES MINI GUIA DE RECEITAS SAUDÁVEIS PARA O NATAL PRIMEIRA EDIÇÃO MARINA MENEZES MINI GUIA DE RECEITAS SAUDÁVEIS PARA O NATAL PRIMEIRA EDIÇÃO MARINA MENEZES MINI GUIA DE RECEITAS SAUDÁVEIS PARA O NATAL Introdução A busca para uma alimentação mais saudável

Leia mais

DIAGNÓSTICO DO PROGRAMA DE COLETA SELETIVA EM SANTA TEREZINHA DE ITAIPU - PR. Coleta Seletiva, nem tudo é lixo, pense, separe, recicle e coopere.

DIAGNÓSTICO DO PROGRAMA DE COLETA SELETIVA EM SANTA TEREZINHA DE ITAIPU - PR. Coleta Seletiva, nem tudo é lixo, pense, separe, recicle e coopere. DIAGNÓSTICO DO PROGRAMA DE COLETA SELETIVA EM SANTA TEREZINHA DE ITAIPU - PR Coleta Seletiva, nem tudo é lixo, pense, separe, recicle e coopere. Março de 2015 DESCRIÇÃO DO PROGRAMA DE COLETA SELETIVA HISTÓRICO

Leia mais

Institucional INFORMATIVO

Institucional INFORMATIVO Institucional INFORMATIVO Informo que brevemente o endereço www.unijui.edu.br/dead será inativado, sendo que, por este motivo, o Informativo dos alunos passará a ser noticiado no CONECTA UNIJUÍ nas comunidades,

Leia mais

conversar? Vamos Diálogo PLANEJAR CONSTRUIR DESENVOLVER INTERAGIR COMUNICAR LIDERAR Página 3 Empresa e Comunidades

conversar? Vamos Diálogo PLANEJAR CONSTRUIR DESENVOLVER INTERAGIR COMUNICAR LIDERAR Página 3 Empresa e Comunidades Informativo ArcelorMittal BioFlorestas novembro/dezembro 2012 ANO 1 NÚMERO 03 Vamos conversar? Criado pela ArcelorMittal BioFlorestas, programa Roda de Conversa abre espaço de diálogo entre Empresa e Comunidades.

Leia mais

LIVRO DE RECEITAS. 3ª Edição

LIVRO DE RECEITAS. 3ª Edição LIVRO DE RECEITAS 3ª Edição Os produtos Purinha vêm mais uma vez presentear você com um novo livro de receitas. Esta é a terceira edição de uma coleção com sabores incríveis conseguidos a partir das combinações

Leia mais

CRIAÇÃO DE ANIMAIS CONFINADOSPEQUENO, MÉDIO E GRANDE PORTE

CRIAÇÃO DE ANIMAIS CONFINADOSPEQUENO, MÉDIO E GRANDE PORTE CRIAÇÃO DE ANIMAIS CONFINADOSPEQUENO, MÉDIO E GRANDE PORTE IN-37 INSTRUÇÕES GERAIS: A FATMA coloca-se a disposição dos interessados dirimir possíveis dúvidas sobre esta Instrução Normativa; Sempre que

Leia mais

ANEXO 1 MODELO DE MANIFESTAÇÃO DE INTERESSE

ANEXO 1 MODELO DE MANIFESTAÇÃO DE INTERESSE ANEXO 1 MODELO DE MANIFESTAÇÃO DE INTERESSE Data: / / 20 Ao Projeto RN Sustentável Prezado Senhor(a) A Organização Social devidamente legalizada e abaixo identificada, representando a (as) comunidades

Leia mais

Número de funcionários: 40 (soma total de funcionários na matriz Campinas e na filial Paulínia)

Número de funcionários: 40 (soma total de funcionários na matriz Campinas e na filial Paulínia) Nome da empresa: Schedule Tubos, Válvulas e Conexões Ltda. Data da fundação: 28 de junho de 1985 Setor Varejista: Atuando há mais de 20 anos no varejo de materiais para construção a Schedule é, hoje, uma

Leia mais

2 DESENVOLVIMENTO DO PLANO 2.1 MISSÃO:

2 DESENVOLVIMENTO DO PLANO 2.1 MISSÃO: RESUMO O presente trabalho constitui em uma elaboração de um Plano de Marketing para a empresa Ateliê Delivery da Cerveja com o objetivo de facilitar a compra de bebidas para os consumidores trazendo conforto

Leia mais

RELATORIO QUANTITATIVO

RELATORIO QUANTITATIVO PREFEITURA MUNICIPAL DE TEIXEIRA DE FREITAS SECRETARIA MUNICIPAL DE AGRICULTURA RELATORIO QUANTITATIVO PROGRAMA DE AQUISIÇÃO DE ALIMENTOS PAA O Programa de Aquisição de Alimentos - PAA, tem como finalidades

Leia mais

MANUAL DE ELABORAÇÃO DE PROJETOS DE EXTENSÃO

MANUAL DE ELABORAÇÃO DE PROJETOS DE EXTENSÃO FACULDADE DE DIREITO DE VARGINHA COORDENAÇÃO DO NÚCLEO DE EXTENSÃO MANUAL DE ELABORAÇÃO DE PROJETOS DE EXTENSÃO Um projeto surge em resposta a um problema concreto. Elaborar um projeto é, antes de tudo,

Leia mais

BRASIL. Francisca Peixoto

BRASIL. Francisca Peixoto BRASIL Francisca Peixoto INTRODUÇÃO BRASIL Um dos principais fornecedores de alimentos e matériasprimas do mundo Dotação única em recursos naturais Política agropecuária alinhada com estratégia nacional

Leia mais

Qualidade de Crédito

Qualidade de Crédito Qualidade de Crédito 03 Análise de documentos Como conhecer o futuro cliente Preencher proposta fora da loja é seguro? Trabalhando com a Proposta Online 08 16 25 26 Prevenção de fraudes no momento da venda

Leia mais

Fortaleza, 4 de novembro de 2013.

Fortaleza, 4 de novembro de 2013. Fortaleza, 4 de novembro de 2013. Discurso do Ministro Alexandre Tombini, Presidente do Banco Central do Brasil, no V Fórum Banco Central sobre Inclusão Financeira Senhoras e senhores, boa tarde a todos.

Leia mais

Usina São Luiz S/A. Declaração de ciência do regulamento

Usina São Luiz S/A. Declaração de ciência do regulamento Declaração de ciência do regulamento Declaramos, para os devidos fins, que: i) Estamos cientes e de acordo com as condições do Regulamento do Prêmio de Mérito Ambiental. ii) A empresa está cumprindo as

Leia mais

Oficina de Voluntariado

Oficina de Voluntariado ++++++++++++++++++++++ +++++++++++++++++++++ ++++++++++++++++++++++ Oficina de Voluntariado Fevereiro/2016 2 25/02/2016 Voluntariado Transformador ++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++ +++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++

Leia mais

Práticas Verdes Para Condomínios

Práticas Verdes Para Condomínios Guia de Práticas Verdes Para Condomínios A economia que faz bem para o seu bolso e para o meio ambiente Com o objetivo de incentivar e disseminar práticas sustentáveis em condomínios, o Secovi Rio criou

Leia mais

Ano: 1 Edição: 03 Novembro/2008. Pirapama Bioenergia Ltda.

Ano: 1 Edição: 03 Novembro/2008. Pirapama Bioenergia Ltda. Colaboradores Informe JB Ano: 1 Edição: 03 Novembro/2008 Juarez Fragoso Gestor Energia Pirapama Bioenergia Ltda. No último dia 20 do mês de novembro foi liberada pela ANEEL - Agência Nacional de Energia

Leia mais

A importância de um plano de aposentadoria complementar

A importância de um plano de aposentadoria complementar INFORMATIVO É a melhor maneira de planejar a sua aposentadoria; Poupança com 100% de rentabilidade - Parte Patrocinadora; Rentabilidade totalmente revertida ao participante Datusprev sem fins lucrativos;

Leia mais

Semeando o Verde. Categoria do projeto: I Projetos em Andamento (projetos em execução atualmente)

Semeando o Verde. Categoria do projeto: I Projetos em Andamento (projetos em execução atualmente) Semeando o Verde Mostra Local de: Maringá PR Categoria do projeto: I Projetos em Andamento (projetos em execução atualmente) Nome da Instituição/Empresa: Usina de Açúcar Santa Terezinha Ltda. Cidade: Maringá

Leia mais

Clipping de notícias. Recife, 15 de setembro de 2015.

Clipping de notícias. Recife, 15 de setembro de 2015. Clipping de notícias Recife, 15 de setembro de 2015. Recife, 15 de setembro de 2015. Recife,15 de setembro de 2015. Recife,15 de setembro de 2015. Recife, 15 de setembro de 2015. 14/09/2015 ProRURAL DEBATE

Leia mais

A participação nessas atividades será comprovada através de um formulário denominada Relatório de Atividades Complementares (RAC).

A participação nessas atividades será comprovada através de um formulário denominada Relatório de Atividades Complementares (RAC). Manual do Aluno OBJETIVO A Faculdade do Pará implantou o Programa de Treinamento Profissional (PTP) para que você possa realizar ações práticas, desde o primeiro período do curso, ligado a profissão que

Leia mais

Relatório da Oficina sobre o Planejamento das Ações do Plano Municipal de Gestão Integrada de Resíduos Sólidos PMGIRS AMAI

Relatório da Oficina sobre o Planejamento das Ações do Plano Municipal de Gestão Integrada de Resíduos Sólidos PMGIRS AMAI Relatório da Oficina sobre o Planejamento das Ações do Plano Municipal de Gestão Integrada de Resíduos Sólidos PMGIRS AMAI ABELARDO LUZ - SC Agosto de 2014 1 SUMÁRIO 1. Identificação 3 2. Objetivo da Atividade

Leia mais

Apresentação Meio Ambiente na Escola 2015. Camiseta meio ambiente estampa frente. Fotos:

Apresentação Meio Ambiente na Escola 2015. Camiseta meio ambiente estampa frente. Fotos: Apresentação Meio Ambiente na Escola 2015 23/03/2015 EDIÇÃO 10698-23 de Março de 2015 Camiseta meio ambiente estampa frente EDIÇÃO 10698-23 de Março de 2015 http://vp.virtualpaper.com.br/infovale?e=5282&l=1

Leia mais

ROTEIRO PARA ELABORAÇÃO DO RELATÓRIO FINAL DO DIA C

ROTEIRO PARA ELABORAÇÃO DO RELATÓRIO FINAL DO DIA C ROTEIRO PARA ELABORAÇÃO DO RELATÓRIO FINAL DO DIA C Este roteiro visa a identificar os integrantes, ações e resultados gerados pelos projetos do Dia de Cooperar - Dia C desenvolvidos pelas cooperativas

Leia mais

Nº 06. sistema agroflorestal

Nº 06. sistema agroflorestal EMEIO AMBIENT Nº 06 sistema agroflorestal Em uma sala de aula na zona rural... Bom dia! Bom dia, professor! Hoje vamos falar sobre o futuro do planeta! O senhor disse que iríamos estudar agricultura e

Leia mais

jornalismo a serviço da cidadania

jornalismo a serviço da cidadania Um investimento, muitos resultados Além de obter visibilidade em 15 mil exemplares que são distribuídos gratuitamente, de porta em porta, para um público de excelente poder aquisitivo, nos bairros Anchieta,

Leia mais

INSTITUTO LOJAS RENNER

INSTITUTO LOJAS RENNER 2011 RELATÓRIO DE ATIVIDADES INSTITUTO LOJAS RENNER Instituto Lojas Renner Inserção de mulheres no mercado de trabalho, formação de jovens e desenvolvimento da comunidade fazem parte da essência do Instituto.

Leia mais

Categoria Franqueador Pleno

Categoria Franqueador Pleno PRÊMIO ABF-AFRAS DESTAQUE SUSTENTABILIDADE 2013 FORMULÁRIO DE INSCRIÇÃO Categoria Franqueador Pleno Dados da empresa Razão Social: MOLDURA MINUTO FRANCHISING LTDA Nome fantasia: MOLDURA MINUTO Data de

Leia mais

Especialização em Direito Ambiental. 3. As principais funções das matas ciliares são:

Especialização em Direito Ambiental. 3. As principais funções das matas ciliares são: Pedro da Cunha Barbosa. Especialização em Direito Ambiental. Área do conhecimento jurídico que estuda as relações entre o homem e a natureza, é um ramo do direito diferenciado em suas especificidades e,

Leia mais

Informações. Programação

Informações. Programação Informações & Programação De 21 a 23 de janeiro de 2015 Estação Experimental Copagril Marechal Cândido Rondon PR Um evento para conhecer as novas tecnologias e as tendências do agronegócio nacional e internacional,

Leia mais

Governador do Estado da Bahia Jaques Wagner. Secretário da Saúde Jorge Solla. Coordenadora da Ouvidoria SUS BAHIA Elide Oliveira de Carvalho

Governador do Estado da Bahia Jaques Wagner. Secretário da Saúde Jorge Solla. Coordenadora da Ouvidoria SUS BAHIA Elide Oliveira de Carvalho 1 2 Governador do Estado da Bahia Jaques Wagner Secretário da Saúde Jorge Solla Coordenadora da Ouvidoria SUS BAHIA Elide Oliveira de Carvalho Equipe Técnica: Celurdes Carvalho Flávia Guimarães Simões

Leia mais

ORIENTAÇÕES EM SITUAÇÕES DE ENCHENTES OU ENXURRADAS

ORIENTAÇÕES EM SITUAÇÕES DE ENCHENTES OU ENXURRADAS ESTADO DE SANTA CATARINA SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE SUPERINTENDENCIA DE VIGILÂNCIA EM SAUDE DIRETORIA DE VIGILÂNCIA EPIDEMIOLÓGICA ORIENTAÇÕES EM SITUAÇÕES DE ENCHENTES OU ENXURRADAS

Leia mais

Objetivo(s) de Desenvolvimento do Milênio trabalhado(s) pelo projeto: ODM 7 - Qualidade de vida e respeito ao meio ambiente

Objetivo(s) de Desenvolvimento do Milênio trabalhado(s) pelo projeto: ODM 7 - Qualidade de vida e respeito ao meio ambiente PROJETO NÓS PODEMOS RANCHO ALEGRE - COLETA DE MATERIAIS RECICLÁVEIS. Mostra Local de: Londrina Categoria do projeto: I Projetos em Andamento (projetos em execução atualmente) Nome da Instituição/Empresa:

Leia mais

Microbacia: Ouro. Município: Porciúncula, RJ. Bacia do Rio Itabapoana

Microbacia: Ouro. Município: Porciúncula, RJ. Bacia do Rio Itabapoana Microbacia: Ouro Microbacia: Ouro Bacia do Rio Itabapoana Localização: 36 km da sede do município de Porciúncula, RJ Área total: 6.178 ha Área focal: 2.850 ha Comunidades envolvidas: Cedro, Fortaleza,

Leia mais

Apoio: BIT Company Franchising Rua Fidêncio Ramos, 223 conj. 131 13º andar Vila Olimpia

Apoio: BIT Company Franchising Rua Fidêncio Ramos, 223 conj. 131 13º andar Vila Olimpia Nome da empresa: BIT Company Data de fundação: Julho de 1993 Número de funcionários: 49 funcionários Localização (cidade e estado em que estão sede e franquias): Sede em São Paulo, com franquias em todo

Leia mais

Gestão Ambiental Aurora Alimentos

Gestão Ambiental Aurora Alimentos Aurora Alimentos Chapecó (SC) Gestão Ambiental Aurora Alimentos Categoria Gestão Ambiental 1. Sobre a organização participante: Razão social: - COOPERATIVA CENTRAL OESTE CATARINENSE Nome fantasia: - AURORA

Leia mais

Sebastião Wilson Tivelli Eng. Agr., Dr., PqC da UPD São Roque do Centro de Insumos Estratégicos e Serviços Especializados/APTA tivelli@apta.sp.gov.

Sebastião Wilson Tivelli Eng. Agr., Dr., PqC da UPD São Roque do Centro de Insumos Estratégicos e Serviços Especializados/APTA tivelli@apta.sp.gov. ORGÂNICOS SÃO CAROS. POR QUÊ? Sebastião Wilson Tivelli Eng. Agr., Dr., PqC da UPD São Roque do Centro de Insumos Estratégicos e Serviços Especializados/APTA tivelli@apta.sp.gov.br Quem nunca ouviu ou falou

Leia mais

Contribuições à Criação e Organização de um Núcleo de Voluntariado

Contribuições à Criação e Organização de um Núcleo de Voluntariado Terceiro Setor Contribuições à Criação e Organização de um Núcleo de Voluntariado Para que possamos atuar com voluntários, em projetos sociais, em instituições públicas ou privadas é fundamental que se

Leia mais

Eixo: LOGISTICA REVERSA

Eixo: LOGISTICA REVERSA PREFEITURA MUNICIPAL DE ESTÂNCIA VELHA RESSANEAR PROJETO INTEGRADO DE SANEAMENTO BÁSICO E RESÍDUOS SÓLIDOS LEI 11.445/2007 Eixo: LOGISTICA REVERSA PLANO MUNICIPAL DE GERENCIAMENTO INTEGRADO DE RESÍDUOS

Leia mais

FECOMÉRCIO VEÍCULO: NOVO JORNAL DATA: 02.12.15 EDITORIA: NOTAS DA REDAÇÃO

FECOMÉRCIO VEÍCULO: NOVO JORNAL DATA: 02.12.15 EDITORIA: NOTAS DA REDAÇÃO FECOMÉRCIO VEÍCULO: NOVO JORNAL DATA: 02.12.15 EDITORIA: NOTAS DA REDAÇÃO VEÍCULO: NATAL NOTÍCIAS DATA: 02.12.15 01 Dez 2015 Presidente Marcelo Queiroz participa da 17ª Convenção do Comércio e Serviços

Leia mais

IMPACTOS DOS AGROTÓXICOS NA SAÚDE DA POPULAÇÃO E SAÚDE AMBIENTAL

IMPACTOS DOS AGROTÓXICOS NA SAÚDE DA POPULAÇÃO E SAÚDE AMBIENTAL ATUALMENTE O BRASIL É O 1º CONSUMIDOR MUNDIAL DE AGROTÓXICOS E A BAHIA OCUPA O 7º LUGAR ENTRE OS ESTADOS DA FEDERAÇÃO IMPACTOS DOS AGROTÓXICOS NA SAÚDE DA POPULAÇÃO E SAÚDE AMBIENTAL Vamos conhecer mais

Leia mais

PASSOS E JACUÍ GANHAM NOVAS AGÊNCIAS

PASSOS E JACUÍ GANHAM NOVAS AGÊNCIAS ANO I ED. 07 AGOSTO 2015 Impresso Especial 9912317902/2013/DR/MG SICOOB Nossocrédito CORREIOS Impresso Especial 9912317902/2013/DR/MG SICOOB Nossocrédito CORREIOS DEVOLUÇÃO GARANTIDA CORREIOS D C de cara

Leia mais

Sustentável. Alimentação: Receitas deliciosas. O seu dia a dia muito mais saboroso. Dicas orientadas pela nutricionista Miriam Abdel Latif - CRN 3152

Sustentável. Alimentação: Receitas deliciosas. O seu dia a dia muito mais saboroso. Dicas orientadas pela nutricionista Miriam Abdel Latif - CRN 3152 Alimentação: Sustentável Dicas orientadas pela nutricionista Miriam Abdel Latif - CRN 3152 Receitas deliciosas. O seu dia a dia muito mais saboroso. NÚMERO 4 Bolo de Maçã com casca 3 ovos 1 xícara (chá)

Leia mais

Riscos de contaminação e impacto ambiental

Riscos de contaminação e impacto ambiental Um informativo do Centro Estadual de Vigilância em Saúde da Secretaria de Estado da Saúde, da EMATER, do Centro de Informações Toxicológicas da Fundação Estadual de Produção e Pesquisa em Saúde, da Secretaria

Leia mais

Políticas públicas e o financiamento da produção de café no Brasil

Políticas públicas e o financiamento da produção de café no Brasil Políticas públicas e o financiamento da produção de café no Brasil Organização Internacional do Café - OIC Londres, 21 de setembro de 2010. O Sistema Agroindustrial do Café no Brasil - Overview 1 Cafés

Leia mais

PROJETO GOIÁS ASSOCIAÇÃO DOS JOVENS EMPREENDEDORES E EMPRESÁRIOS DE GOIÁS

PROJETO GOIÁS ASSOCIAÇÃO DOS JOVENS EMPREENDEDORES E EMPRESÁRIOS DE GOIÁS PROJETO GOIÁS PROJETO AGROJOVEM AJE-GOIÁS CONTEXTO Uma das principais preocupações da agricultura na atualidade é a sucessão nas propriedades rurais, não somente aqui no Brasil, mas como em grandes países

Leia mais

Uso da biotecnologia garante US$ 3,6 bilhões à agricultura brasileira, aponta novo estudo da ABRASEM

Uso da biotecnologia garante US$ 3,6 bilhões à agricultura brasileira, aponta novo estudo da ABRASEM Uso da biotecnologia garante US$ 3,6 bilhões à agricultura brasileira, aponta novo estudo da ABRASEM Resultados incluem primeiro ano de cultivo de milho geneticamente modificado, além das já tradicionais

Leia mais

PROJETO MINI BAJA UNIARARAS Apresentação Simplificada

PROJETO MINI BAJA UNIARARAS Apresentação Simplificada PROJETO MINI BAJA UNIARARAS Apresentação Simplificada Apresentação do projeto MINI BAJA UNIARARAS de forma resumida para entendimento de nossos futuros parceiros. Equipe Mini Baja SUMÁRIO QUEM SOMOS?...

Leia mais

CANAVIEIRAS E SEBRAE. Parceria entre Canavieiras e Sebrae. objetiva ampliar a qualificação

CANAVIEIRAS E SEBRAE. Parceria entre Canavieiras e Sebrae. objetiva ampliar a qualificação Diário Oficial Ano: 2 Edição: 189 Páginas: 8 CANAVIEIRAS E SEBRAE Parceria entre Canavieiras e Sebrae objetiva ampliar a qualificação O secretário do Turismo e Esportes de Canavieiras, Fernando Volpi,

Leia mais

CAE CONSELHO DE ALIMENTAÇÃO ESCOLAR

CAE CONSELHO DE ALIMENTAÇÃO ESCOLAR CAE CONSELHO DE ALIMENTAÇÃO ESCOLAR 2 Esta cartilha do Tribunal de Contas da União TCU foi elaborada para os membros do Conselho de Alimentação Escolar - CAE. Os objetivos são dois: destacar a importância

Leia mais

Projeto Espaço de Praticas Sustentáveis

Projeto Espaço de Praticas Sustentáveis Projeto Espaço de Praticas Sustentáveis A Brindes Caiçara junto com os seus idealizadores criarão o Espaço de Praticas Sustentáveis. Objetivo deste espaço é nos unirmos com empresas que tenha visão socioambientais

Leia mais

visão, missão e visão valores corporativos Ser uma empresa siderúrgica internacional, de classe mundial.

visão, missão e visão valores corporativos Ser uma empresa siderúrgica internacional, de classe mundial. visão, missão e valores corporativos visão Ser uma empresa siderúrgica internacional, de classe mundial. MISSÃO O Grupo Gerdau é uma Organização empresarial focada em siderurgia, com a missão de satisfazer

Leia mais

Nesta edição, a Saborama apresenta

Nesta edição, a Saborama apresenta Nesta edição, a Saborama apresenta uma seleção de delícias apresentadas no Blog Saída de Emergência. Com uma experiência incrível no preparo de alimentos, a Mell Santos, criadora do blog e parceira da

Leia mais

A importância da Liderança no sucesso da implementação Lean

A importância da Liderança no sucesso da implementação Lean A importância da Liderança no sucesso da implementação Lean Paulo Cesar Brito Lauria Muitas empresas têm se lançado na jornada de implementar a filosofia lean nas últimas décadas. No entanto, parece que

Leia mais

Informativo. dezembro/2013. Prezados cooperados,

Informativo. dezembro/2013. Prezados cooperados, Informativo Prezados cooperados, dezembro/ Rapidamente chegamos ao fim de. Um ano de muito trabalho e de grandes conquistas, de muitas entregas e muitas ações realizadas alinhadas à nossa visão de envidar

Leia mais

Hoje, você agricultor familiar do Grupo B, tem oportunidades. Apresentação

Hoje, você agricultor familiar do Grupo B, tem oportunidades. Apresentação Apresentação Hoje, você agricultor familiar do Grupo B, tem oportunidades de acesso ao crédito orientado e acompanhado do Agroamigo do Banco do Nordeste. O Agroamigo foi criado para lhe atender de forma

Leia mais

ESTADO DO ACRE. Estado do Acre estabelece processos de inclusão social e econômica visando ao uso sustentável dos recursos naturais

ESTADO DO ACRE. Estado do Acre estabelece processos de inclusão social e econômica visando ao uso sustentável dos recursos naturais Estado do Acre estabelece processos de inclusão social e econômica visando ao uso sustentável dos recursos naturais Através da Política de Valorização do Ativo Ambiental Florestal e do Zoneamento Ecológico

Leia mais