RELATÓRIO DE FISCALIZAÇÃO

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "RELATÓRIO DE FISCALIZAÇÃO"

Transcrição

1 1. IDENTIFICAÇÃO DO DESTINATÁRIO 1.1. Interessado GR01 - Gerência Regional no Estado de São Paulo 1.2. Responsável Everaldo Gomes Ferreira 1.3. Referência Fiscalização realizada em atendimento à Solicitação de Serviço de Fiscalização SSF, registrada na pasta nº RADARGR01FI disponível no Radar - Sistema de Gestão e Acompanhamento das Atividades de Fiscalização da Anatel. 2. OBJETO DA FISCALIZAÇÃO 2.1 ENTIDADE FISCALIZADA Nome CLARO S.A Serviço Endereço da Sede 2.1 ENTIDADE FISCALIZADA Nome VIVO S.A Serviço Endereço da Sede SERVIÇO MOVEL PESSOAL - SMP Rua Flórida 1970 Bairro: Cidade Monções Município: São Paulo UF: SP 2.1 ENTIDADE FISCALIZADA Nome TIM CELULAR S.A Serviço Endereço da Sede 2.1 ENTIDADE FISCALIZADA SERVIÇO MOVEL PESSOAL - SMP AVENIDA AYRTON SENNA 2200 Bloco 2-2º andar Bairro: BARRA DA TIJUCA Município: Rio de Janeiro UF: RJ SERVIÇO MOVEL PESSOAL - SMP AVENIDA GIOVANNI GRONCHI º Andar Bairro: VILA ANDRADE Município: São Paulo UF: SP

2 2.1.1 Nome Serviço Endereço da Sede TNL PCS S.A. SERVIÇO MOVEL PESSOAL - SMP RUA JANGADEIROS, 48 3 ANDAR 48 Bairro: IPANEMA Município: Rio de Janeiro UF: RJ 3. OBJETIVO DA FISCALIZAÇÃO Em atendimento à solicitação do Ministério Público do Estado de São Paulo, 2ª Promotoria de Justiça de Presidente Prudente, por meio do Ofício protocolizado na Agência sob o nº /2014 (em anexo), realizar drive test no município de Presidente Prudente/SP para coletar os níveis de sinais para verificar a cobertura ofertada e o desempenho da rede de acesso do Serviço Móvel Pessoal no município. 4. INTRODUÇÃO 4.1. Fundamentação Legal A seguir estão citados os dispositivos legais que dão competência à Anatel e ao Agente de Fiscalização, para executar a fiscalização referenciada no item 1.3 supra Geral O presente trabalho se fundamenta no Parágrafo Único, do Artigo Primeiro, combinado com os Incisos IX e XI do Artigo 19, ambos da Lei Geral de Telecomunicações Nº 9.472, de 16 de Julho de 1997 (LGT) Funcional Os Agentes de Fiscalização relacionados no item 8, são titulares da competência para o exercício da atividade fiscalizadora de que trata o item anterior, bem como lhes são asseguradas as prerrogativas de promover a interdição de estabelecimentos, instalações ou equipamentos, assim como a apreensão de bens ou produtos, e de requisitar, quando necessário, o auxílio de força policial federal ou estadual, em caso de desacato ou embaraço ao exercício de suas funções, nos termos do Artigo Terceiro da Lei Nº , de 20 de maio de 2004, combinado com o Artigo 253 do Regimento Interno da Anatel, aprovado pela Resolução nº 612, de 29 de abril de 2013.

3 Específico A fiscalização do objeto mencionada no item 2 deste relatório se fundamenta nos seguintes instrumentos legais: 1 Lei nº 9.472, de 16 de julho de Lei Geral das Telecomunicações; 2 Regulamento de Fiscalização, anexo à Resolução nº 596, de 9 de agosto de 2012; 2 Regulamento do Serviço Móvel Pessoal SMP, aprovado pela Resolução nº 477, de 07 de agosto de 2007; 3 Resolução nº 575, de 28 de outubro de 2011 Regulamento de Gestão da Qualidade da Prestação do Serviço Móvel Pessoal RGQ-SMP; 4 Edital de Licitação nº 004/2012/SPV-Anatel; 5 Termo de Autorização de uso de Radiofrequências n º 514/2012/ SPV-Anatel (VIVO); 6 Termo de Autorização de uso de Radiofrequências n º 515/2012/ SPV-Anatel(VIVO); 7 Termo de Autorização de uso de Radiofrequências n º 516/2012/ SPV-Anatel(VIVO_; 8 Termo de Autorização de uso de Radiofrequências n º 519/2012/ SPV-Anatel(OI); 9 Termo de Autorização de uso de Radiofrequências n º 520/2012/ SPV-Anatel(OI); 10 Termo de Autorização de uso de Radiofrequências n º 521/2012/ SPV-Anatel(OI); 11 Termo de Autorização de uso de Radiofrequências n º 523/2012/ SPV-Anatel(TIM); 12 Termo de Autorização de uso de Radiofrequências n º 524/2012/ SPV-Anatel(TIM); 13 Termo de Autorização de uso de Radiofrequências n º 525/2012/ SPV-Anatel(TIM); 14 Termo de Autorização de uso de Radiofrequências n º 529/2012/ SPV-Anatel(CLARO); 15 Termo de Autorização de uso de Radiofrequências n º 530/2012/ SPV-Anatel(CLARO); 16 Termo de Autorização de uso de Radiofrequências n º 531/2012/ SPV-Anatel(CLARO). 17 Edital de Licitação nº 001/2007/SPV-Anatel; 18 Edital de Licitação nº 002/2007/SPV-Anatel; 19 Edital de Licitação nº 002/2010/PVCP/SPV-Anatel; 20 Termo de Autorização de uso de Radiofrequências n º 009/2010/PVCP/SPV-Anatel (CLARO) 21 Termo de Autorização de uso de Radiofrequências n º 029/2007/PVCP/SPV-Anatel (TIM); 22 Termo de Autorização de uso de Radiofrequências n º 056/2008/PVCP/SPV-Anatel (TIM) 23 Termo de Autorização de uso de Radiofrequências n º 006/2010/PVCP/SPV-Anatel (VIVO); 24 Termo de Autorização de uso de Radiofrequências n º 043/2011/PVCP/SPV-Anatel (VIVO); 25 Termo de Autorização de uso de Radiofrequências n º 078/2012/PVCP/SPV-Anatel (VIVO); 26 Relatório de Fiscalização 001/2012/RFFCC; 27 Relatório de Fiscalização 008/2011/RFFCC; 28 Relatório de Fiscalização 0371/2012/ER08FT; 29 Relatório de Fiscalização 0101/2011/RFFCC; 30 Relatório de Fiscalização 009/2011/RFFCC Período de realização da Fiscalização 30/10/2014 à

4 5. PROCEDIMENTOS APLICADOS Em atendimento ao documento referenciado no item 1.3, realizou-se no período citado no item 4.2, trabalho de fiscalização na CLARO S.A., VIVO S.A., TIM CELULAR S.A., TNL PCS S.A., na abrangência e profundidade requeridas pelo objetivo de tal solicitação, conforme a seguir demonstrado Procedimentos utilizados na obtenção de evidências ETAPA DE PREPARAÇÃO Em 25 de setembro de 2014 a 2ª Promotoria de Justiça de Presidente Prudente encaminhou o Ofício nº 1017/14-2ª PJPP, protocolizado sob o nº /2014, em que requisita a esta Agência fiscalização nas cidades de Presidente Prudente/SP e Álvares Machado/SP, visando mapear os pontos sombras e demais deficiências da prestação de serviços de telefonia celular por parte das empresas VIVO, TIM, OI e CLARO Entre a data de recebimento da demanda e 07/11/2014 foram trocados vários s entre esta Agência e a Câmara Municipal de Presidente Prudente, um dos demandantes do inquérito civil IC / que originou o Ofício nº 1017/14-2ª PJPP, em que foram relacionados os bairros ou regiões de Presidente Prudente e Álvares Machado com problemas de recepção de sinal de telefonia móvel Entre a data de recebimento da demanda e 07/11/2014 foram trocados vários s entre esta Agência e as prestadoras CLARO, OI, TIM e VIVO, nos quais foram informadas a canalização utilizada pelas prestadoras do Serviço Móvel Pessoal nas tecnologias GSM (2G) e UMTS (3G) para a adequada medição na plataforma de cobertura, qualidade e benchmarking de redes do Serviço Móvel Pessoal da Anatel Assim, foi agendada com a Câmara Municipal de Presidente Prudente a realização de Drive-Tests nos municípios de Presidente Prudente e Álvares Machado no período de 10 a 14 de novembro ETAPA DE DRIVE-TESTS Foram realizadas medições do nível do sinal e testes de voz e dados com a plataforma da Nemo Invex para medidas de cobertura, qualidade e benchmarking de redes do Serviço Móvel Pessoal. Os testes consistiram em chamadas de voz de curta duração utilizando as tecnologias GSM (2G) e WCDMA (3G) e transferência de arquivos ftp por meio das tecnologias WCDMA/HSPA (3G) No Drive-Test foram considerados para a avaliação do limiar do sinal a ser atendido, no

5 caso de sistemas UMTS (3G) o received signal code power (RSCP) referente ao Commmon Pilot Channel (CPICH) que é o canal de transmissão das Node Bs, ou seja a Estação Rádio Base no UMTS. No caso do GSM (2G), foram considerados para a avaliação do limiar do sinal a ser atendido o Rx Level, ou Received Level Com relação à cobertura do Serviço Móvel Pessoal, foi feita uma reunião no dia 07/05/2013, na Gerência Regional da Anatel no estado do Rio de Janeiro GR02, com todos os fiscais que participariam dessas atividades nas prestadoras, de forma a alinhar os procedimentos de campo para que elas fossem fiscalizadas utilizando-se os mesmos critérios. Foi esclarecido que os polígonos e os parâmetros de predição seriam os mesmos em todas as prestadoras. Sobre estes parâmetros, foram tomadas as seguintes decisões: a Limiar de cobertura O limiar de cobertura UMTS (3G) foi definido em -102 dbm. Para a tecnologia GSM (2G) o limiar de cobertura foi definido em -95dBm, b Delimitação da área urbana Os editais de licitação nº 001/2007/SPV-Anatel, 002/2007/SPV-Anatel, 002/2010/PVCP/SPV- Anatel e 004/2012/SPV-Anatel definem que Um município será considerado atendido quando a área de cobertura contenha, pelo menos, 80% (oitenta por cento) da área urbana do Distrito Sede do município atendido pelo Serviço Móvel Pessoal.. Portanto, para que tal obrigação fosse fiscalizada, uma das definições primordiais era o que seria considerado como área urbana de cada cidade. A área urbana de uma cidade é definida em lei municipal. Entretanto, foi verificado que, na prática, a área urbana legal incluiria muitas áreas desabitadas, para as quais não se fazia muito sentido haver obrigação de cobertura, afinal, não residem nem trabalham usuários, não impactando a sociedade. Em alguns casos a lei municipal define a área urbana como toda a área do município. A fim de mitigar tal problema, foi definido que a delimitação da área urbana seria dada pela região do distrito sede do município na qual houvesse habitações ou construções de qualquer espécie na sede municipal. Esta será a definição da área urbana da cidade As medições foram realizadas de 11 a 14 de novembro de 2014 nas seguintes localidades: Dia 11/11/2014 das 13:26 às 14:01 Presidente Prudente: Residencial Bela Vista I, Conjunto Brasil Novo, Residencial Tapajós, Parque Watal Ishibashi, Residencial Monte Rey; Dia 11/11/2014 das 14:08 às 15:05 Presidente Prudente: Conjunto Habitacional Augusto de Paula, Jardim Humberto Salvador, Jardim Novo Bongiovani, Residencial Carandá, Parque Residencial Funada, Residencial Green; Dia 11/11/2014 das 15:06 às 16:00 Presidente Prudente: Jardim São Paulo, Jardim Bela Vista, Jardim Sabará, Jardim Santa Paula, CECAP, Jardim Vila Verde, Parque Residencial Servantes; Dia 11/11/2014 das 16:35 às 17:53 Presidente Prudente: Jardim Vale do Sol, Parque Shiraiwa, Jardim Itaipu, Jardim Vila Real, Jardim Sante Fé, Conjunto Habitacional Mario Amato; Dia 11/11/2014 das 18:10 às 18:40 Presidente Prudente: Conjunto Habitacional Ana Jacinta; Dia 11/11/2014 das 18:46 às 19:30 Presidente Prudente: Conjunto Habitacional Mario Amato, Conjunto Habitacional Ana Jacinta, Jardim Novo Prudentino; Dia 12/11/2014 das 09:52 às 10:02 Presidente Prudente: Montalvão; Dia 12/11/2014 das 10:27 às 11:14 Presidente Prudente: Parque Imperial, Residencial Mare

6 Mansa; Dia 12/11/2014 das 11:34 às 12:50 Presidente Prudente: Jardim Aviação, Vila Tazitsu, Jardim Paulista, Vila Geni, Parque São Lucas, Jardim Barcelona, Sítio São Pedro, Vila Charlote, Vila Industrial, Vila São Jorge, Vila Nova, Vila Malama, Residencial Vivenda; Dia 12/11/2014 das 15:15 às 15:28 Presidente Prudente: Ameliópolis; Dia 12/11/2014 das 15:49 às 16:03 Presidente Prudente: Eneida; Dia 12/11/2014 das 16:12 às 16:30 Presidente Prudente: Floresta do Sul; Dia 12/11/2014 das 17:23 às 19:06 Presidente Prudente: Parque Furquim, Vila Luso, Vila Lessa, Jardim Itapura, Vila Santa Filomena, Vila Centenário., Residencial Itapoã, Jardim Brasilia, Jardim Planaltina, Jardim Paraiso, Vila Aurelio, Jardim Planalto; Dia 13/11/2014 das 09:13 às 10:23 Alvares Machado: Parque dos Pinheiros, Jardim Panorama, Chácaras Arthus Boigues, Jardim São Francisco; Dia 13/11/2014 das 10:42 às 12:10 Alvares Machado: Jardim Irene Bressar, Residencial Maria de Lourdes II, Jardim São João, Nossa Senhora da Paz, CDHU C, CDHU F, Conjunto Habitacional Alvares Machado, Jardim Bela Vista, Jardim Independência, Vila Ikeda, Vila Tupinambás, Luiz A. Noma Machado, Jardim Raio de Sul, Centro, Jardim Orixás, Jardim Ivanira, Jardim das Rosas; Dia 13/11/2014 das 13:12 às 14:05 Alvares Machado: Jardim Horizonte, Conjunto Habitacional Jose Canducci, Chácaras Vale Verde Cobral, Chácara Recreio Cobral, Nucleo Industrial, Chácaras Estada da Amizae, Chácaras Cobral, Gramado Park Residencial; Dia 13/11/2014 das 14:47 às 15:29 Presidente Prudente: Residencial Parque dos Girassóis, Residencial Florenza, Residencial Nosaki, Jardim Satelite; Dia 13/11/2014 das 17:21 às 15:54 Presidente Prudente: Parque Residencial Damha; Dia 13/11/2014 das 18:14 às 18:31 Presidente Prudente: Jardim Alto de Boa Vista., Parque Higienópolis, Chácara do Macuco, Parque Residencial Damha II; Dia 14/11/2014 das 10:29 às 11:30 Presidente Prudente: Posto da Polícia Rodoviária Federal na Rodovia Assis Chateaubriand Resultados obtidos: Dos exames realizados, obtiveram-se as evidências materiais a seguir enumeradas que comprovam o cumprimento ou não cumprimento da obrigação constante do objetivo da presente fiscalização, para cada município fiscalizado: COBERTURA CLARO O mapa a seguir mostra os níveis de sinais medidos para a tecnologia GSM (2G). Imagem 1

7 O mapa mostra que a cobertura medida na maior parte da rota é satisfatória. Na imagem 2 encontra-se um mapa detalhando o polígono da área urbana. No Anexo IV encontram-se mapas detalhando as localidades de Floresta do Sul, Eneida e Ameliópolis respectivamente Imagem 2 Polígono da Área Urbana do Município

8 O mapa a seguir mostra os níveis de sinais medidos para a tecnologia UMTS (3G). Imagem 3

9 O mapa mostra que a cobertura medida na maior parte da rota é satisfatória. Na imagem 4 encontra-se uma mapa detalhando o polígono da área urbana do município. Nesse mapa e no detalhamento no Anexo 4 observa-se que nas localidades Jardim Alto de Boa Vista., Parque Higienópolis, Chácara do Macuco e Parque Residencial Damha foram detectados pontos com nível abaixo do limiar para cobertura na tecnologia UMTS (-102dBm). Da mesma forma nas localidades em torno da Posto da Polícia Rodoviária Federal na Rodovia Assis Chateaubriand, Floresta do Sul, Eneida, Ameliópolis e Montalvão, que se encontram fora do polígono da área urbana do município foi observado ausência do sinal ou pontos com nível abaixo do limiar para cobertura na tecnologia UMTS (-102dBm). Imagem 4 Polígono da Área Urbana do Município

10 COBERTURA OI O mapa a seguir mostra os níveis de sinais medidos para a tecnologia GSM (2G). Imagem 5

11 O mapa mostra que a cobertura medida na maior parte da rota é satisfatória. Na imagem 6 encontra-se uma mapa detalhando o polígono da área urbana do município. Nesse mapa observa-se que dentro do polígono da ára urbana do município o nível do sinal está dentro do limiar para cobertura na tecnologia GSM (-95dBm). Porém, nas localidades de Floresta do Sul, Eneida, Ameliópolis e Montalvão, que se encontram fora do polígono da área urbana do município foi observado ausência do sinal ou pontos com nível abaixo do limiar para cobertura na tecnologia UMTS (-95dBm), conforme detalhado no Anexo VI. Imagem 6 Polígono da Área Urbana do Município

12 O mapa a seguir mostra os níveis de sinais medidos para a tecnologia UMTS (3G). Imagem 7

13 O mapa mostra que a cobertura medida na maior parte da rota é satisfatória. Na imagem 8 encontra-se uma mapa detalhando o polígono da área urbana do município. Nesse mapa e conforme detalhado no Anexo VI observa-se que nas localidades Jardim Alto de Boa Vista., Parque Higienópolis, Chácara do Macuco e Parque Residencial Damha foram detectados pontos com nível abaixo do limiar para cobertura na tecnologia UMTS (-102dBm). Da mesma forma nas localidades em torno da Posto da Polícia Rodoviária Federal na Rodovia Assis Chateaubriand, Floresta do Sul, Eneida, Ameliópolis e Montalvão, que se encontram fora do polígono da área urbana do município foi observado ausência do sinal ou pontos com nível abaixo do limiar para cobertura na tecnologia UMTS (-102dBm). Imagem 8 Polígono da Área Urbana do Município

14 COBERTURA TIM O mapa a seguir mostra os níveis de sinais medidos para a tecnologia GSM (2G). Imagem 9

15 O mapa mostra que a cobertura medida na maior parte da rota é satisfatória. Na imagem 10 encontra-se uma mapa detalhando o polígono da área urbana do município. Nesse mapa observa-se que dentro do polígono da ára urbana do município o nível do sinal está dentro do limiar para cobertura na tecnologia GSM (-95dBm). Da mesma forma, nas localidades de Floresta do Sul, Eneida e Ameliópolis, que se encontram fora do polígono da área urbana do município também foi observado nível do sinal dentro do limiar para cobertura na tecnologia UMTS (-95dBm), conforme detalhado no Anexo VIII. Imagem 10 Polígono da Área Urbana do Município

16 O mapa a seguir mostra os níveis de sinais medidos para a tecnologia UMTS (3G). Imagem 11

17 O mapa mostra que a cobertura medida na maior parte da rota é satisfatória. Na imagem 12 encontra-se uma mapa detalhando o polígono da área urbana do município. Nesse mapa e conforme detalhamento no Anexo VIII observa-se que nas localidades Jardim Alto de Boa Vista., Parque Higienópolis, Chácara do Macuco e Parque Residencial Damha foram detectados pontos com nível abaixo do limiar para cobertura na tecnologia UMTS (-102dBm). Da mesma forma nas localidades em torno da Posto da Polícia Rodoviária Federal na Rodovia Assis Chateaubriand, Floresta do Sul, Eneida, Ameliópolis e Montalvão, que se encontram fora do polígono da área urbana do município foi observado ausência do sinal ou pontos com nível abaixo do limiar para cobertura na tecnologia UMTS (-102dBm). Imagem 12 Polígono da Área Urbana do Município

18 COBERTURA VIVO O mapa a seguir mostra os níveis de sinais medidos para a tecnologia GSM (2G). Imagem 13

19 O mapa mostra que a cobertura medida na maior parte da rota é satisfatória. Na imagem 14 encontra-se uma mapa detalhando o polígono da área urbana do município. Nesse mapa observa-se que dentro do polígono da ára urbana do município o nível do sinal está dentro do limiar para cobertura na tecnologia GSM (-95dBm). Da mesma forma, nas localidades de Floresta do Sul, Eneida e Ameliópolis, que se encontram fora do polígono da área urbana do município também foi observado nível do sinal dentro do limiar para cobertura na tecnologia UMTS (-95dBm), conforme detalhado no Anexo X. Imagem 14 Polígono da Área Urbana do Município

20 O mapa a seguir mostra os níveis de sinais medidos para a tecnologia UMTS (3G). Imagem 15

21 O mapa mostra que a cobertura medida na maior parte da rota é satisfatória. Na imagem 16 encontra-se uma mapa detalhando o polígono da área urbana do município. Nesse mapa e conforme detalhado no Anexo XI observa-se que nas localidades Jardim Alto de Boa Vista., Parque Higienópolis, Chácara do Macuco e Parque Residencial Damha foram detectados pontos com nível abaixo do limiar para cobertura na tecnologia UMTS (-102dBm). Da mesma forma nas localidades em torno da Posto da Polícia Rodoviária Federal na Rodovia Assis Chateaubriand, Floresta do Sul, Eneida, Ameliópolis e Montalvão, que se encontram fora do polígono da área urbana do município foi observado ausência do sinal ou pontos com nível abaixo do limiar para cobertura na tecnologia UMTS (-102dBm). Imagem 16 Polígono da Área Urbana do Município

22 ACESSO E DESEMPENHO DA REDE DA CLARO A tabela a Seguir mostra os resultados consolidados dos testes realizados de chamadas de voz na rota percorrida no município. CONSOLIDADO Parameter 1. CLARO VOZ Voice call attempt success rate 98.10% Voice call attempts 369 Voice call connects 362 Voice call attempt failures 7 Voice call attempt failures (system failure) 0 Voice call success rate 97.51% Voice Call dropped 2.49% Voice call disconnects (dropped) 9 Voice call disconnects (normal) 352 Verificou-se que a taxa de queda de chamadas de voz foi de 2,49%, não atingindo o patamar de

23 referência deste indicador, que deve ser inferior a 2%, conforme a Resolução nº 575 (RGQ-SMP) da Anatel. QUEDA DE CHAMADAS Conforme detalhado nos mapas do Anexo V houve quedas de chamadas registradas no Posto da Polícia Rodoviária Federal na Rodovia Assis Chateaubriand, Parque Residencial Damha, Parque Furquim, Vila Luso, Vila Lessa, Jardim Itapura, Vila Santa Filomena, Vila Centenário., Residencial Itapoã, Jardim Brasilia, Jardim Planaltina, Jardim Paraiso, Vila Aurelio, Jardim Planalto, Floresta do Sul, Eneida, Ameliópolis, Montalvão, Jardim São Paulo, Jardim Bela Vista, Jardim Sabará, Jardim Santa Paula, CECAP, Jardim Vila Verde, Parque Residencial Servantes. CALL FAILED (FALHA NA CHAMADA) Ocorre quando há timeout (excede tempo limite para completamento da chamada) ou falha na tentativa de alocação de canal de rádio para o completamento da chamada. Conforme detalhado nos mapas do Anexo V houve ocorrências de Call Failed tendo sido registradas no Parque Residencial Damha, no Posto da Polícia Rodoviária Federal na Rodovia Assis Chateaubriand e Ameliópolis. A tabela a Seguir mostra os resultados consolidados dos testes realizados de conexão de dados na rota percorrida no município. CONSOLIDADO Parameter 7. CLARO DADOS Packet session activation attempt success rate 90.30% Packet session activation attempts 134 Packet session activation success 121 Packet session deactivations (dropped) 4 Packet session deactivations (normal) 117 Packet session success rate 96.69% Attach attempt success rate 82.21% Attach attempts 163 Attach success 134 Attach success rate 91.79% Detaches (dropped) 11 Detaches (normal) 123 FTP connection attempt success rate 89.83% FTP connection attempts 236

24 FTP connection failures 24 FTP connection success 212 FTP connection success rate 58.96% FTP disconnects (dropped) 87 FTP disconnects (normal) 125 FTP transfer attempts 211 FTP transfer failures 87 FTP transfer success 124 FTP transfer success rate 58.77% O desempenho para estabelecimento de sessão de dados foi de 90,3%, abaixo do patamar de referência para este indicador (98%), conforme a Resolução nº 575 (RGQ-SMP) da Anatel. Dos testes de transferências de arquivos FTP, apenas 58,77% conseguiram terminar a transferência com sucesso. DATA FAILED (FALHAS NA CONEXÃO DE DADOS) Falhas relacionadas a conexão de dados, como por exemplo: Packet Session Activation Failed ocorre quando uma tentativa de ativação de transferência de pacote de dados falha. Data Connection Failed ocorre quando uma tentativa de conexão ao servidor de dados falha. Data Transfer Failed ocorre quando há falha na transferência de dados na conexão de dados. Attach Failed ocorre quando há falha na tentativa de anexar ou enviar arquivos na conexão de dados. Para a conexão de dados, houve muita instabilidade na rede nas localidades do Posto da Polícia Rodoviária Federal na Rodovia Assis Chateaubriand, Jardim Alto de Boa Vista., Parque Higienópolis, Chácara do Macuco, Parque Residencial Damha, Residencial Parque dos Girassóis, Residencial Florenza, Residencial Nosaki, Jardim Satelite, Parque Furquim, Vila Luso, Vila Lessa, Jardim Itapura, Vila Santa Filomena, Vila Centenário., Residencial Itapoã, Jardim Brasilia, Jardim Planaltina, Jardim Paraiso, Vila Aurelio, Jardim Planalto, Floresta do Sul, Eneida, Ameliópolis, Jardim Aviação, Vila Tazitsu, Jardim Paulista, Vila Geni, Parque São Lucas, Jardim Barcelona, Sítio São Pedro, Vila Charlote, Vila Industrial, Vila São Jorge, Vila Nova, Vila Malama, Residencial Vivenda, Parque Imperial, Residencial Mare Mansa, Montalvão, Conjunto Habitacional Mario Amato, Conjunto Habitacional Ana Jacinta, Jardim Novo Prudentino, Conjunto Habitacional Ana Jacinta, Jardim Vale do Sol, Parque Shiraiwa, Jardim Itaipu, Jardim Vila Real, Jardim Sante Fé, Conjunto Habitacional Mario Amato, Jardim São Paulo, Jardim Bela Vista, Jardim Sabará, Jardim Santa Paula, CECAP, Jardim Vila Verde, Parque Residencial Servantes, Residencial Bela Vista I, Conjunto Brasil Novo, Residencial Tapajós, Parque Watal Ishibashi, Residencial Monte Rey, com perda do sinal do serviço, conforme detalhado no Anexo V. ACESSO E DESEMPENHO DA REDE DA OI

25 A tabela a Seguir mostra os resultados consolidados dos testes realizados de chamadas de voz na rota percorrida no município. CONSOLIDADO Parameter 2. OI VOZ Voice call attempt success rate 89.15% Voice call attempts 387 Voice call connects 345 Voice call attempt failures 41 Voice call attempt failures (system failure) 1 Voice call success rate 97.39% Voice Call dropped 2.61% Voice call disconnects (dropped) 9 Voice call disconnects (normal) 336 O desempenho do completamento de chamadas com alocação de canal de tráfego foi de 89,15%. Este parâmetro é um dos componentes do indicador de taxa de alocação de canal de tráfego da Resolução nº 575 (RGQ-SMP) da Anatel, o que indica que a prestadora não atenderia o patamar de referência deste indicador, que deve ser superior a 95%. Verificou-se que a taxa de queda de chamadas de voz foi de 2,61%, não atingindo o patamar de referência deste indicador, que deve ser inferior a 2%, conforme a Resolução nº 575 (RGQ-SMP) da Anatel. QUEDA DE CHAMADAS Conforme detalhado nos mapas do Anexo VII houve quedas de chamadas registradas no Posto da Polícia Rodoviária Federal na Rodovia Assis Chateaubriand, Parque Residencial Damha, Floresta do Sul, Ameliópolis, Montalvão. CALL FAILED (FALHA NA CHAMADA) Ocorre quando há timeout (excede tempo limite para completamento da chamda) ou falha na tentativa de alocação de canal de rádio para o completamento da chamada. Conforme detalhado nos mapas do Anexo VII ocorrências de Call Failed tendo sido registradas no Parque Residencial Damha, no Posto da Polícia Rodoviária Federal na Rodovia Assis Chateaubriand, Floresta do Sul, Eneida e Ameliópolis.

26 A tabela a Seguir mostra os resultados consolidados dos testes realizados de conexão de dados na rota percorrida no município. CONSOLIDADO Parameter 6. OI DADOS Packet session activation attempt success rate 97.78% Packet session activation attempts 135 Packet session activation success 132 Packet session deactivations (dropped) 1 Packet session deactivations (normal) 131 Packet session success rate 99.24% Attach attempt success rate 77.59% Attach attempts 174 Attach success 135 Attach success rate 99.26% Detaches (dropped) 1 Detaches (normal) 134 FTP connection attempt success rate 99.62% FTP connection attempts 260 FTP connection failures 1 FTP connection success 259 FTP connection success rate 42.86% FTP disconnects (dropped) 148 FTP disconnects (normal) 111 FTP transfer attempts 258 FTP transfer failures 148 FTP transfer success 110 FTP transfer success rate 42.64% O desempenho para estabelecimento de sessão de dados foi de 97,78%, abaixo do patamar de referência para este indicador (98%), conforme a Resolução nº 575 (RGQ-SMP) da Anatel. Dos testes de transferências de arquivos FTP, apenas 42,64% conseguiram terminar a transferência com sucesso. DATA FAILED (FALHAS NA CONEXÃO DE DADOS) Falhas relacionadas a conexão de dados, como por exemplo: Packet Session Activation Failed ocorre quando uma tentativa de ativação de transferência de pacote de dados falha.

27 Data Connection Failed ocorre quando uma tentativa de conexão ao servidor de dados falha. Data Transfer Failed ocorre quando há falha na transferência de dados na conexão de dados. Attach Failed ocorre quando há falha na tentativa de anexar ou enviar arquivos na conexão de dados. Para a conexão de dados, houve muita instabilidade na rede nas localidades do Posto da Polícia Rodoviária Federal na Rodovia Assis Chateaubriand, Jardim Alto de Boa Vista., Parque Higienópolis, Chácara do Macuco, Parque Residencial Damha, Residencial Parque dos Girassóis, Residencial Florenza, Residencial Nosaki, Jardim Satelite, Parque Furquim, Vila Luso, Vila Lessa, Jardim Itapura, Vila Santa Filomena, Vila Centenário., Residencial Itapoã, Jardim Brasilia, Jardim Planaltina, Jardim Paraiso, Vila Aurelio, Jardim Planalto, Floresta do Sul, Eneida, Ameliópolis, Jardim Aviação, Vila Tazitsu, Jardim Paulista, Vila Geni, Parque São Lucas, Jardim Barcelona, Sítio São Pedro, Vila Charlote, Vila Industrial, Vila São Jorge, Vila Nova, Vila Malama, Residencial Vivenda, Parque Imperial, Residencial Mare Mansa, Montalvão, Conjunto Habitacional Mario Amato, Conjunto Habitacional Ana Jacinta, Jardim Novo Prudentino, Conjunto Habitacional Ana Jacinta, Jardim Vale do Sol, Parque Shiraiwa, Jardim Itaipu, Jardim Vila Real, Jardim Sante Fé, Conjunto Habitacional Mario Amato, Jardim São Paulo, Jardim Bela Vista, Jardim Sabará, Jardim Santa Paula, CECAP, Jardim Vila Verde, Parque Residencial Servantes, Conjunto Habitacional Augusto de Paula, Jardim Humberto Salvador, Jardim Novo Bongiovani, Residencial Carandá, Parque Residencial Funada, Residencial Green, Residencial Bela Vista I, Conjunto Brasil Novo, Residencial Tapajós, Parque Watal Ishibashi, Residencial Monte Rey, com perda do sinal do serviço, conforme detalhado no Anexo VII. ACESSO E DESEMPENHO DA REDE DA TIM A tabela a Seguir mostra os resultados consolidados dos testes realizados de chamadas de voz na rota percorrida no município. CONSOLIDADO Parameter 3. TIM VOZ Voice call attempt success rate 40.58% Voice call attempts 308 Voice call connects 125 Voice call attempt failures 22 Voice call attempt failures (system failure) 161 Voice call success rate 95.20% Voice Call dropped 4.80% Voice call disconnects (dropped) 6 Voice call disconnects (normal) 119 O desempenho do completamento de chamadas com alocação de canal de tráfego foi de 40,58%. Este parâmetro é um dos componentes do indicador de taxa de alocação de canal de tráfego da Resolução nº 575 (RGQ-SMP) da Anatel, o que indica que a prestadora não atenderia o patamar de

28 referência deste indicador, que deve ser superior a 95%. Verificou-se que a taxa de queda de chamadas de voz foi de 4,8%, não atingindo o patamar de referência deste indicador, que deve ser inferior a 2%, conforme a Resolução nº 575 (RGQ-SMP) da Anatel. Houve uma quantidade elevada (161) de Voice call attempt failures (system failure) que ocorrem quando algum comando enviado pela rede ao terminal móvel não é recebido. Mesmo se forem desconsiderados os Voice call attempt failures (system failure), o desempenho do completamento de chamadas com alocação de canal de tráfego fica em 85,03%, conforme tabela abaixo. CONSOLIDADO Parameter 3. TIM VOZ Voice call attempt success rate 85.03% Voice call attempts 147 Voice call connects 125 Voice call attempt failures 22 Voice call attempt failures (system failure) Voice call success rate 95.20% Voice Call dropped 4.80% Voice call disconnects (dropped) 6 Voice call disconnects (normal) 119 QUEDA DE CHAMADAS Conforme detalhado nos mapas do Anexo IX houve quedas de chamadas registradas no Parque Residencial Damha, Parque Imperial, Residencial Mare Mansa, Montalvão, Jardim Vale do Sol, Parque Shiraiwa, Jardim Itaipu, Jardim Vila Real, Jardim Sante Fé, Conjunto Habitacional Mario Amato. CALL FAILED (FALHA NA CHAMADA) Ocorre quando há timeout (excede tempo limite para completamento da chamda) ou falha na tentativa de alocação de canal de rádio para o completamento da chamada. Houve ocorrências de Call Failed tendo sido registradas no Jardim Alto de Boa Vista., Parque Higienópolis, Chácara do Macuco, Parque Residencial Damha, Residencial Parque dos Girassóis, Residencial Florenza, Residencial Nosaki, Jardim Satelite no Posto da Polícia Rodoviária Federal na Rodovia Assis Chateaubriand, Conjunto Habitacional Mario Amato, Conjunto Habitacional Ana Jacinta, Jardim Novo Prudentino, Conjunto Habitacional Ana Jacinta, Jardim Vale do Sol, Parque Shiraiwa, Jardim Itaipu, Jardim Vila Real, Jardim Santa Fé, Conjunto Habitacional Mario Amato, Residencial Bela Vista I, Conjunto Brasil Novo, Residencial Tapajós, Parque Watal Ishibashi, Residencial Monte Rey, conforme detalhado no Anexo IX.

AUDIÊNCIA PÚBLICA. Comissão de Ciência, Tecnologia, Inovação, Comunicação e Informática do Senado (CCT)

AUDIÊNCIA PÚBLICA. Comissão de Ciência, Tecnologia, Inovação, Comunicação e Informática do Senado (CCT) AUDIÊNCIA PÚBLICA Comissão de Ciência, Tecnologia, Inovação, Comunicação e Informática do Senado (CCT) Assunto INFORMAÇÕES ACERCA DA APROVAÇÃO PELA AGÊNCIA REGULADORA DE LICENÇA PARA A TELEFÔNICA PRESTAR

Leia mais

PLANO GERAL DE METAS DE QUALIDADE PARA O SERVIÇO TELEFÔNICO FIXO COMUTADO. Capítulo I Das Disposições Gerais

PLANO GERAL DE METAS DE QUALIDADE PARA O SERVIÇO TELEFÔNICO FIXO COMUTADO. Capítulo I Das Disposições Gerais PLANO GERAL DE METAS DE QUALIDADE PARA O SERVIÇO TELEFÔNICO FIXO COMUTADO. Capítulo I Das Disposições Gerais Art. 1º Este Plano estabelece as metas de qualidade, a serem cumpridas pelas prestadoras de

Leia mais

CÂMARA MUNICIPAL DE PASSOS

CÂMARA MUNICIPAL DE PASSOS PR/OI/1-HNJXVY/2014 CÂMARA MUNICIPAL DE PASSOS Pregão Presencial N.º 001/2014 LOTE Contratação de empresa especializada para prestação de serviços de telecomunicação de acesso dedicado à internet. Abertura:

Leia mais

Capítulo I Das Disposições Gerais

Capítulo I Das Disposições Gerais PLANO GERAL DE METAS DA QUALIDADE PARA O SERVIÇO TELEFÔNICO FIXO COMUTADO Capítulo I Das Disposições Gerais Art. 1º Este Plano estabelece as metas de qualidade a serem cumpridas pelas prestadoras do Serviço

Leia mais

CÂMARA MUNICIPAL DE PASSOS

CÂMARA MUNICIPAL DE PASSOS PR/OI/1-HNJXVY/2014 CÂMARA MUNICIPAL DE PASSOS Pregão Presencial N.º 001/2014 LOTE Contratação de empresa especializada para prestação de serviços de telecomunicação de acesso dedicado à internet. Abertura:

Leia mais

CAPÍTULO I OBJETO E ÁREA DE PRESTAÇÃO

CAPÍTULO I OBJETO E ÁREA DE PRESTAÇÃO TERMO DE AUTORIZAÇÃO Nº 33/2015/ORLE/SOR ANATEL TERMO DE AUTORIZAÇÃO PARA EXPLORAÇÃO DO SERVIÇO DE ACESSO CONDICIONADO, QUE ENTRE SI CELEBRAM A AGÊNCIA NACIONAL DE TELECOMUNICAÇÕES ANATEL E OXMAN TECNOLOGIA

Leia mais

ANEXO À RESOLUÇÃO Nº 317, DE 27 DE SETEMBRO DE 2002. PLANO GERAL DE METAS DE QUALIDADE PARA O SERVIÇO MÓVEL PESSOAL PGMQ-SMP

ANEXO À RESOLUÇÃO Nº 317, DE 27 DE SETEMBRO DE 2002. PLANO GERAL DE METAS DE QUALIDADE PARA O SERVIÇO MÓVEL PESSOAL PGMQ-SMP ANEXO À RESOLUÇÃO Nº 317, DE 27 DE SETEMBRO DE 2002. PLANO GERAL DE METAS DE QUALIDADE PARA O SERVIÇO MÓVEL PESSOAL PGMQ-SMP Capítulo I Das Disposições Gerais Art. 1º Este Plano estabelece as metas de

Leia mais

REGULAMENTO DOS SERVIÇOS DE RETRANSMISSÃO E DE REPETIÇÃO DE TELEVISÃO, ANCILARES AO SERVIÇO DE RADIODIFUSÃO DE SONS E IMAGENS CAPÍTULO I

REGULAMENTO DOS SERVIÇOS DE RETRANSMISSÃO E DE REPETIÇÃO DE TELEVISÃO, ANCILARES AO SERVIÇO DE RADIODIFUSÃO DE SONS E IMAGENS CAPÍTULO I REGULAMENTO DOS SERVIÇOS DE RETRANSMISSÃO E DE REPETIÇÃO DE TELEVISÃO, ANCILARES AO SERVIÇO DE RADIODIFUSÃO DE SONS E IMAGENS CAPÍTULO I DAS GENERALIDADES Art. 1º Ficam instituídos por este Regulamento

Leia mais

Plano de Melhorias da Infraestrutura de Rede das Operadoras de Telefonia Móvel

Plano de Melhorias da Infraestrutura de Rede das Operadoras de Telefonia Móvel Plano de Melhorias da Infraestrutura de Rede das Operadoras de Telefonia Móvel Agência Nacional de Telecomunicações Anatel Brasília/DF 08/2012 Reclamações ARU Anatel Diferença percentual entre a pior

Leia mais

Distribuição de antenas de telefonia móvel pessoal na cidade do Rio de Janeiro

Distribuição de antenas de telefonia móvel pessoal na cidade do Rio de Janeiro ISSN 1984-7203 C O L E Ç Ã O E S T U D O S C A R I O C A S Distribuição de antenas de telefonia móvel pessoal na cidade do Rio de Janeiro Nº 20091101 Novembro - 2009 Fabiana Mota da Silva, Lúcia Helena

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE VESPASIANO LEI Nº 2.334/2009

PREFEITURA MUNICIPAL DE VESPASIANO LEI Nº 2.334/2009 LEI Nº 2.334/2009 APROVA TABELA DE VALORES PARA BASE DE CÁLCULO DO IPTU E TAXAS PARA O EXERCÍCIO DE 2010 E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. O Povo do Município de Vespasiano, através de seus representantes na Câmara

Leia mais

Serviço de Comunicação Multimídia - SCM

Serviço de Comunicação Multimídia - SCM Serviço de Comunicação Multimídia - SCM Carlos Evangelista Gerência de Outorga e Licenciamento de Estações - ORLE Superintendência de Outorga e Recursos à Prestação - SOR Agência Nacional de Telecomunicações

Leia mais

Um balanço sobre a competição no mercado brasileiro de telecom

Um balanço sobre a competição no mercado brasileiro de telecom Um balanço sobre a competição no mercado brasileiro de telecom 40º Encontro TELE.SÍNTESE Março de 2015 Panorama Telefonia Móvel 281,7 milhões de acessos ~155 milhões de acessos de banda larga móvel (54%)

Leia mais

Regulamento de Gestão da Qualidade do SCM e do SMP. Bruno de Carvalho Ramos Superintendente de Serviços Privados - SPV Anatel

Regulamento de Gestão da Qualidade do SCM e do SMP. Bruno de Carvalho Ramos Superintendente de Serviços Privados - SPV Anatel Regulamento de Gestão da Qualidade do SCM e do SMP Bruno de Carvalho Ramos Superintendente de Serviços Privados - SPV Anatel Brasília/DF Março/2012 Agenda Base Regulatória; GIPAQ; Princípios; Processo

Leia mais

Comissão de Ciência, Tecnologia, Inovação, Comunicação e Informática do Senado Federal. JOÃO REZENDE Presidente da Anatel Anatel

Comissão de Ciência, Tecnologia, Inovação, Comunicação e Informática do Senado Federal. JOÃO REZENDE Presidente da Anatel Anatel Comissão de Ciência, Tecnologia, Inovação, Comunicação e Informática do Senado Federal JOÃO REZENDE Presidente da Anatel Anatel Brasília/DF Maio/2013 15 anos de LGT Em 1997, na corrida pelo usuário, a

Leia mais

RELATÓRIO DE FISCALIZAÇÃO

RELATÓRIO DE FISCALIZAÇÃO 1. IDENTIFICAÇÃO DO DESTINATÁRIO 1.1. Interessado CPRP - Gerência de Monitoramento de Relações entre Prestadoras 1.2. Responsável TIAGO BRAGA BORGO 1.3. Referência Fiscalização realizada em atendimento

Leia mais

AGÊNCIA NACIONAL DE TELECOMUNICAÇÕES ANATEL PAUTA DA 766ª REUNIÃO DO CONSELHO DIRETOR

AGÊNCIA NACIONAL DE TELECOMUNICAÇÕES ANATEL PAUTA DA 766ª REUNIÃO DO CONSELHO DIRETOR AGÊNCIA NACIONAL DE TELECOMUNICAÇÕES ANATEL PAUTA DA 766ª REUNIÃO DO CONSELHO DIRETOR DATA: 22 de dezembro de 2014 HORÁRIO: 15:00h LOCAL: Setor de Autarquias Sul, Quadra 06, Bloco C - Espaço Cultural.

Leia mais

Especificação Técnica

Especificação Técnica Pág. 1/8 CONTRATAÇÃO DE SOLUÇÃO SMS Pág. 2/8 Equipe Responsável Elaboração Assinatura Data Divisão de Padrões de Tecnologia DIPT Aprovação Assinatura Data Departamento de Arquitetura Técnica DEAT Pág.

Leia mais

AGÊNCIA NACIONAL DE TELECOMUNICAÇÕES ANATEL PAUTA DA 782ª REUNIÃO DO CONSELHO DIRETOR

AGÊNCIA NACIONAL DE TELECOMUNICAÇÕES ANATEL PAUTA DA 782ª REUNIÃO DO CONSELHO DIRETOR AGÊNCIA NACIONAL DE TELECOMUNICAÇÕES ANATEL PAUTA DA 782ª REUNIÃO DO CONSELHO DIRETOR DATA: 13 de agosto de 2015 HORÁRIO: 15:30h LOCAL: Setor de Autarquias Sul, Quadra 06, Bloco C - Espaço Cultural. ASSUNTOS:

Leia mais

CONSULTA PÚBLICA N 31, DE 31 DE JULHO DE 2009

CONSULTA PÚBLICA N 31, DE 31 DE JULHO DE 2009 CONSULTA PÚBLICA N 31, DE 31 DE JULHO DE 2009 Proposta de Alteração do Regulamento sobre Condições de Uso de 2.690 MHz. O CONSELHO DIRETOR DA AGÊNCIA NACIONAL DE TELECOMUNICAÇÕES, no uso das atribuições

Leia mais

Agência Nacional de Telecomunicações. Entidade Aferidora da Qualidade

Agência Nacional de Telecomunicações. Entidade Aferidora da Qualidade Agência Nacional de Telecomunicações Entidade Aferidora da Qualidade Qualidade da Banda Larga Publicação de Indicadores (dezembro/13) Janeiro de 2014 Medição Banda Larga Fixa (SCM) Para a medição da banda

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA FEDERAL. Autor: Ministério Público do Estado de São Paulo. Réu: Vivo S/a, Claro S/A, Tim Celular S/A e TNL PCS S/A

PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA FEDERAL. Autor: Ministério Público do Estado de São Paulo. Réu: Vivo S/a, Claro S/A, Tim Celular S/A e TNL PCS S/A Registro nº /2013 Processo nº 0009617-48.2012.403.6109 Autor: Ministério Público do Estado de São Paulo Réu: Vivo S/a, Claro S/A, Tim Celular S/A e TNL PCS S/A DECISÃO Cuida-se de ação civil pública ajuizada

Leia mais

Agência Nacional de Telecomunicações. Entidade Aferidora da Qualidade

Agência Nacional de Telecomunicações. Entidade Aferidora da Qualidade Agência Nacional de Telecomunicações Entidade Aferidora da Qualidade Qualidade da Banda Larga Publicação de Indicadores (Junho/14) Medição Banda Larga Fixa (SCM) Para a medição da banda larga fixa (SCM)

Leia mais

NORMA SOBRE REGISTRO DE INTENÇÃO DE DOAÇÃO A INSTITUIÇÃO DE UTILIDADE PÚBLICA, UTILIZANDO SERVIÇOS DE TELECOMUNICAÇÕES

NORMA SOBRE REGISTRO DE INTENÇÃO DE DOAÇÃO A INSTITUIÇÃO DE UTILIDADE PÚBLICA, UTILIZANDO SERVIÇOS DE TELECOMUNICAÇÕES NORMA SOBRE REGISTRO DE INTENÇÃO DE DOAÇÃO A INSTITUIÇÃO DE UTILIDADE PÚBLICA, UTILIZANDO SERVIÇOS DE TELECOMUNICAÇÕES 1 - DO OBJETIVO 1.1. Esta Norma tem por objetivo estabelecer condições para prestação

Leia mais

AGÊNCIA NACIONAL DE AVIAÇÃO CIVIL RESOLUÇÃO Nº, DE DE DE.

AGÊNCIA NACIONAL DE AVIAÇÃO CIVIL RESOLUÇÃO Nº, DE DE DE. AGÊNCIA NACIONAL DE AVIAÇÃO CIVIL RESOLUÇÃO Nº, DE DE DE. Dispõe sobre a regulamentação do serviço de atendimento ao passageiro prestado pelas empresas de transporte aéreo regular. A DIRETORIA DA AGÊNCIA

Leia mais

Telecomunicações. Prof. André Y. Kusumoto andre_unip@kusumoto.com.br

Telecomunicações. Prof. André Y. Kusumoto andre_unip@kusumoto.com.br Telecomunicações Prof. André Y. Kusumoto andre_unip@kusumoto.com.br Rede de Telefonia Fixa Telefonia pode ser considerada a área do conhecimento que trata da transmissão de voz através de uma rede de telecomunicações.

Leia mais

Melhorias da Infraestrutura de Rede das Operadoras de Telefonia Móvel e das condições de prestação do serviço. João Batista de Rezende Anatel

Melhorias da Infraestrutura de Rede das Operadoras de Telefonia Móvel e das condições de prestação do serviço. João Batista de Rezende Anatel Melhorias da Infraestrutura de Rede das Operadoras de Telefonia Móvel e das condições de prestação do serviço João Batista de Rezende Anatel Brasília/DF Dezembro/2012 Medida Cautelar Contextualização Suspensão

Leia mais

Via do Cliente OI VELOX 3G PNBL PLANO DE SERVIÇO DE INTERNET MÓVEL OI VELOX 3G PARA O PNBL

Via do Cliente OI VELOX 3G PNBL PLANO DE SERVIÇO DE INTERNET MÓVEL OI VELOX 3G PARA O PNBL Via do Cliente OI VELOX 3G PNBL PLANO DE SERVIÇO DE INTERNET MÓVEL OI VELOX 3G PARA O PNBL Oferta válida de 14/02/2013 a 24/04/2013 Certificamos a sua adesão à OFERTA OI VELOX 3G PNBL que consiste na aquisição

Leia mais

LEI Nº 8.977, DE 6 DE JANEIRO DE 1995

LEI Nº 8.977, DE 6 DE JANEIRO DE 1995 LEI Nº 8.977, DE 6 DE JANEIRO DE 1995 Dispõe sobre o Serviço de TV a Cabo e dá outras providências. O PRESIDENTE DA REPÚBLICA Faço saber que o Congresso Nacional decreta e eu sanciono a seguinte Lei: CAPÍTULO

Leia mais

Resolução 245 do DENATRAN

Resolução 245 do DENATRAN Resolução 245 do Cenário Atual sobre rastreamento e monitoramento de veículos Julho 2009 Referências LEI COMPLEMENTAR Nº 121, DE 9 DE FEVEREIRO DE 2006 Cria o Sistema Nacional de Prevenção, Fiscalização

Leia mais

CAPÍTULO I OBJETO E ÁREA DE PRESTAÇÃO

CAPÍTULO I OBJETO E ÁREA DE PRESTAÇÃO TERMO DE AUTORIZAÇÃO Nº 94/2014/ORLE/SOR ANATEL TERMO DE AUTORIZAÇÃO PARA EXPLORAÇÃO DO SERVIÇO DE ACESSO CONDICIONADO, QUE ENTRE SI CELEBRAM A AGÊNCIA NACIONAL DE TELECOMUNICAÇÕES ANATEL E TELECOMUNICACOES

Leia mais

Agência Nacional de Telecomunicações. Entidade Aferidora da Qualidade

Agência Nacional de Telecomunicações. Entidade Aferidora da Qualidade Agência Nacional de Telecomunicações Entidade Aferidora da Qualidade Qualidade da Banda Larga Publicação de Indicadores (Setembro/14) Medição Banda Larga Fixa (SCM) Para a medição da banda larga fixa (SCM)

Leia mais

Regulamento sobre Gestão de Risco das Redes de Telecomunicações e Uso de Serviços de Telecomunicações em Situações de Emergência e Desastres

Regulamento sobre Gestão de Risco das Redes de Telecomunicações e Uso de Serviços de Telecomunicações em Situações de Emergência e Desastres Regulamento sobre Gestão de Risco das Redes de Telecomunicações e Uso de Serviços de Telecomunicações em Situações de Emergência e Desastres Conselheiro Marconi Thomaz de Souza Maya Agência Nacional de

Leia mais

lu A TILl Agência Nacional 6"11'18 c.j de Telecomunicações

lu A TILl Agência Nacional 611'18 c.j de Telecomunicações A lu A TILl Agência Nacional 6"11'18 c.j de Telecomunicações SAUS Quadra 6- Bloco H - BrasíliafDF - CEP: 70.070-940 Tel.: (61)2312-2147 e Fax: (61) 2312-2002 http://wwvo..llllatel.gov.br TRA REC 000098

Leia mais

Agência Nacional de Telecomunicações. Entidade Aferidora da Qualidade

Agência Nacional de Telecomunicações. Entidade Aferidora da Qualidade Agência Nacional de Telecomunicações Entidade Aferidora da Qualidade Qualidade da Banda Larga Publicação de Indicadores (setembro/13) outubro de 2013 Medição Banda Larga Fixa (SCM) Para a medição da banda

Leia mais

PROCESSO ADMINISTRATIVO SANCIONADOR CVM Nº SP2005/173 TERMO DE COMPROMISSO

PROCESSO ADMINISTRATIVO SANCIONADOR CVM Nº SP2005/173 TERMO DE COMPROMISSO PROCESSO ADMINISTRATIVO SANCIONADOR CVM Nº SP2005/173 TERMO DE COMPROMISSO A COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS, doravante denominada simplesmente CVM, neste ato representada por seu Presidente, Marcelo Fernandez

Leia mais

Dispõe sobre a implementação de estrutura de gerenciamento do risco operacional.

Dispõe sobre a implementação de estrutura de gerenciamento do risco operacional. RESOLUCAO 3.380 --------------- Dispõe sobre a implementação de estrutura de gerenciamento do risco operacional. O BANCO CENTRAL DO BRASIL, na forma do art. 9º da Lei 4.595, de 31 de dezembro de 1964,

Leia mais

General Packet Radio Service (GPRS) Aluna: Marília Veras

General Packet Radio Service (GPRS) Aluna: Marília Veras General Packet Radio Service (GPRS) Aluna: Marília Veras Tópicos O que é GPSR Arquitetura do Sistema Estados Operacionais do Celular GPRS Classes do Celular GSM/ GPRS Protocolos do GPRS Transmitindo Pacotes

Leia mais

Bibliografia. Termos comuns em VoIp. Termos comuns em VoIp. Programa de Telecomunicações

Bibliografia. Termos comuns em VoIp. Termos comuns em VoIp. Programa de Telecomunicações Introdução a conceitos de hardware e software de computador. Introdução a sistemas operacionais: Microsoft Windows e Linux. Conceitos básicos e utilização de aplicativos para edição de textos, planilhas

Leia mais

ANEXO II - CADERNO DE MÉTRICAS E NÍVEIS DE SERVIÇOS

ANEXO II - CADERNO DE MÉTRICAS E NÍVEIS DE SERVIÇOS ANEXO II - CADERNO DE MÉTRICAS E NÍVEIS DE SERVIÇOS No caso de aplicação de glosa referente ao mesmo indicador deste caderno de métricas, durante três meses consecutivos, ou cinco meses intervalados durante

Leia mais

Quadro comparativo do Projeto de Lei do Senado nº 494, de 2008

Quadro comparativo do Projeto de Lei do Senado nº 494, de 2008 1 Disciplina a forma, os prazos e os meios de preservação e transferência de dados informáticos mantidos por fornecedores de serviço a autoridades públicas, para fins de investigação de crimes praticados

Leia mais

AGÊNCIA NACIONAL DE TELECOMUNICAÇÕES ANATEL PAUTA DA 771ª REUNIÃO DO CONSELHO DIRETOR

AGÊNCIA NACIONAL DE TELECOMUNICAÇÕES ANATEL PAUTA DA 771ª REUNIÃO DO CONSELHO DIRETOR AGÊNCIA NACIONAL DE TELECOMUNICAÇÕES ANATEL PAUTA DA 771ª REUNIÃO DO CONSELHO DIRETOR DATA: 12 de março de 2015 HORÁRIO: 15:00h LOCAL: Setor de Autarquias Sul, Quadra 06, Bloco C - Espaço Cultural. ASSUNTOS:

Leia mais

Esclarecimentos no Pregão 19/2014 (prestação de serviços de telecomunicação de acesso dedicado à Internet):

Esclarecimentos no Pregão 19/2014 (prestação de serviços de telecomunicação de acesso dedicado à Internet): Esclarecimentos no Pregão 19/2014 (prestação de serviços de telecomunicação de acesso dedicado à Internet): PEDIDO DE ESCLARECIMENTOS 4 (OI) E RESPOSTAS: TRT- TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO 3ª REGIÃO, EM

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA Prestação de Serviço Telefônico Móvel de Dados, na modalidade Sms (Short Message Service - Serviço de Mensagens Curtas de Texto)

TERMO DE REFERÊNCIA Prestação de Serviço Telefônico Móvel de Dados, na modalidade Sms (Short Message Service - Serviço de Mensagens Curtas de Texto) TERMO DE REFERÊNCIA Prestação de Serviço Telefônico Móvel de Dados, na modalidade Sms (Short Message Service - Serviço de Mensagens Curtas de Texto) 1 1 - OBJETO 1.1 Registro de Preços para prestação de

Leia mais

Documento publicado em atenção às determinações constantes da Resolução n.º 574/2011.

Documento publicado em atenção às determinações constantes da Resolução n.º 574/2011. Documento publicado em atenção às determinações constantes da Resolução n.º 574/2011. Cartilha Informativa acerca da Qualidade do SCM (Serviço de Comunicação Multimídia) Documento publicado em atenção

Leia mais

Serviço de mensageria SMS

Serviço de mensageria SMS Termo de Referência Serviço de mensageria SMS Agosto/2014 1 1 OBJETO 1.1 Prestação de serviços de envio de até 1.680.000 (Um milhão seiscentos e oitenta mil) Mensagens de Texto SMS (Short Message Service)

Leia mais

Qualidade dos Serviços de TV por Assinatura Relatório de Indicadores de Desempenho Operacional 2015 1º Semestre

Qualidade dos Serviços de TV por Assinatura Relatório de Indicadores de Desempenho Operacional 2015 1º Semestre Qualidade dos Serviços de TV por Assinatura Relatório de Indicadores de Desempenho Operacional 2015 1º Semestre Superintendência de Controle de Obrigações -SCO Gerência de Controle de Obrigações de Qualidade

Leia mais

REGULAMENTO DA PROMOÇÃO CLARO SIM. O presente Regulamento tem por objeto regular as relações entre a CLARO e os participantes da PROMOÇÃO CLARO SIM

REGULAMENTO DA PROMOÇÃO CLARO SIM. O presente Regulamento tem por objeto regular as relações entre a CLARO e os participantes da PROMOÇÃO CLARO SIM REGULAMENTO DA PROMOÇÃO CLARO SIM O presente Regulamento tem por objeto regular as relações entre a CLARO e os participantes da PROMOÇÃO CLARO SIM 1. Condições gerais 1.1. REALIZADORA: CLARO S/A, empresa

Leia mais

Decreto Nº1601 de 19 de Agosto de 2009 DECRETA:

Decreto Nº1601 de 19 de Agosto de 2009 DECRETA: Decreto Nº1601 de 19 de Agosto de 2009 Av. Presidente Vargas, 3.215 Vila Maria INSTITUI O GERENCIAMENTO ELETRÔNICO DO ISSQN, A ESCRITURAÇÃO ECONÔMICO- FISCAL E A EMISSÃO DE GUIA DE RECOLHIMENTO POR MEIOS

Leia mais

VERITAE TRABALHO - PREVIDÊNCIA SOCIAL - SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO LEX TRABALHO

VERITAE TRABALHO - PREVIDÊNCIA SOCIAL - SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO LEX TRABALHO VERITAE TRABALHO - PREVIDÊNCIA SOCIAL - SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO LEX TRABALHO Orientador Empresarial Despachante Aduaneiro e Ajudante de Despachante Aduaneiro-Exercício das Profissões INSTRUÇÃO NORMATIVA

Leia mais

Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER. Recurso contra decisão denegatória ao pedido de acesso à informação.

Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER. Recurso contra decisão denegatória ao pedido de acesso à informação. Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União PARECER Referência: 538500002320116 Assunto: Restrição de acesso: Ementa: Órgão ou entidade recorrido (a): Recurso contra decisão denegatória ao pedido

Leia mais

ANEXO À RESOLUÇÃO N.º 247, DE 14 DE DEZEMBRO DE 2000

ANEXO À RESOLUÇÃO N.º 247, DE 14 DE DEZEMBRO DE 2000 ANEXO À RESOLUÇÃO N.º 247, DE 14 DE DEZEMBRO DE 2000 REGULAMENTO PARA ARRECADAÇÃO DA CONTRIBUIÇÃO DAS PRESTADORAS DE SERVIÇOS DE TELECOMUNICAÇÕES PARA O FUNDO DE UNIVERSALIZAÇÃO DOS SERVIÇOS DE TELECOMUNICAÇÕES

Leia mais

Esta cartilha responde a questões comuns sobre a emissão das ondas eletromagnéticas e sua relação com a saúde humana. Após sua leitura, você

Esta cartilha responde a questões comuns sobre a emissão das ondas eletromagnéticas e sua relação com a saúde humana. Após sua leitura, você Esta cartilha responde a questões comuns sobre a emissão das ondas eletromagnéticas e sua relação com a saúde humana. Após sua leitura, você conhecerá mais sobre a regulamentação que trata da exposição

Leia mais

COMISSÃO DE DEFESA DO CONSUMIDOR. PROJETO DE LEI Nº 5.729, DE 2005 ( Apenso o PL 6.986, de 2006)

COMISSÃO DE DEFESA DO CONSUMIDOR. PROJETO DE LEI Nº 5.729, DE 2005 ( Apenso o PL 6.986, de 2006) COMISSÃO DE DEFESA DO CONSUMIDOR PROJETO DE LEI Nº 5.729, DE 2005 ( Apenso o PL 6.986, de 2006) Dispõe sobre critérios para venda de chips para celulares GSM. Autor: Deputado REGINALDO GERMANO Relator:

Leia mais

AKRO DTVM S.A. ( AKRO )

AKRO DTVM S.A. ( AKRO ) AKRO DTVM S.A. ( AKRO ) POLÍTICA DE GERENCIAMENTO DE RISCO OPERACIONAL (Política e procedimentos relacionados ao gerenciamento de risco operacional nos termos da Resolução BCB nº 3.380, de 29 de junho

Leia mais

São Paulo, 16 de setembro de 2011. Ilmo. Sr. Ronaldo Mota Sardenberg Presidente ANATEL - Agência Nacional de Telecomunicações.

São Paulo, 16 de setembro de 2011. Ilmo. Sr. Ronaldo Mota Sardenberg Presidente ANATEL - Agência Nacional de Telecomunicações. São Paulo, 16 de setembro de 2011. Ilmo. Sr. Ronaldo Mota Sardenberg Presidente ANATEL - Agência Nacional de Telecomunicações Prezado Senhor, O Idec Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor - vem,

Leia mais

DESPACHO PRESIDÊNCIA Nº 249/2015

DESPACHO PRESIDÊNCIA Nº 249/2015 1 de 5 03/09/2015 17:20 DESPACHO PRESIDÊNCIA Nº 249/2015 O Presidente do Conselho Administrativo de Defesa Econômica - Cade torna pública para fins de abertura de consulta pública, nos termos do artigo

Leia mais

A ESCUTA TELEFÔNICA E O SISTEMA GUARDIÃO

A ESCUTA TELEFÔNICA E O SISTEMA GUARDIÃO A ESCUTA TELEFÔNICA E O SISTEMA GUARDIÃO CURSO DE ATUALIZAÇÃO PARA MAGISTRADOS AJURIS 2011 TÓPICOS Introdução Interceptação no Combate ao Crime Algumas definições sobre telefonia e interceptação telefônica

Leia mais

Tel (21) 3287-2509 ou 8809-5779

Tel (21) 3287-2509 ou 8809-5779 1) Susana é produtora de eventos no Rio de Janeiro-RJ e não está conseguindo enviar as suas propostas comerciais via e-mail, através do Outlook. Sabendo que ela consegue baixar as suas mensagens, podemos

Leia mais

Histórico A CPI da Telefonia foi instaurada em 01 de Setembro de 2013, com o obje?vo de apurar a má prestação de serviços de telefonia móvel, fixa e

Histórico A CPI da Telefonia foi instaurada em 01 de Setembro de 2013, com o obje?vo de apurar a má prestação de serviços de telefonia móvel, fixa e Histórico A CPI da Telefonia foi instaurada em 01 de Setembro de 2013, com o obje?vo de apurar a má prestação de serviços de telefonia móvel, fixa e internet no Estado do Amazonas. Composta pelos Deputados:

Leia mais

Interessados: Interessado: Ministério das Comunicações, Agência Nacional de Telecomunicações - ANATEL

Interessados: Interessado: Ministério das Comunicações, Agência Nacional de Telecomunicações - ANATEL Tribunal de Contas da União Número do documento: DC-0483-30/01-P Identidade do documento: Decisão 483/2001 - Plenário Ementa: Acompanhamento. ANATEL. Licitação. Outorga de direito de concessão para a exploração

Leia mais

O PRESIDENTE DA REPÚBLICA

O PRESIDENTE DA REPÚBLICA LEI Nº 11.934, DE 5 DE MAIO DE 2009. Dispõe sobre limites à exposição humana a campos elétricos, magnéticos e eletromagnéticos; Mensagem de veto altera a Lei n o 4.771, de 15 de setembro de 1965; e dá

Leia mais

AGÊNCIA NACIONAL DE TELECOMUNICAÇÕES

AGÊNCIA NACIONAL DE TELECOMUNICAÇÕES AGÊNCIA NACIONAL DE TELECOMUNICAÇÕES CONSULTA PÚBLICA Nº 54, DE 13 DE DEZEMBRO DE 2013 Atribuir a faixa de radiofrequências de 4.910 MHz a 4.940 MHz também ao Serviço Móvel, manter a atribuição da faixa

Leia mais

RESOLUÇÃO N 24, DE 08 DE JUNHO DE 2015

RESOLUÇÃO N 24, DE 08 DE JUNHO DE 2015 RESOLUÇÃO N 24, DE 08 DE JUNHO DE 2015 Dispõe sobre recolhimento de alimentos e sua comunicação à Anvisa e aos consumidores. A Diretoria Colegiada da Agência Nacional de Vigilância Sanitária, no uso das

Leia mais

2 - Elaborar um PLANO DE AÇÃO SETORIAL, que contemplará as seguintes ações:

2 - Elaborar um PLANO DE AÇÃO SETORIAL, que contemplará as seguintes ações: COMPROMISSO PÚBLICO Algar Celular S.A., inscrita no CNPJ sob o n 05.835.916/0001-85, com sede na Rua José Alves Garcia, 415 Parte, Uberlândia-MG (Algar), Claro S.A., inscrita no CNPJ sob o n 40.432.544/0001-47,

Leia mais

ROTEIRO OPERACIONAL AZUL SEGUROS

ROTEIRO OPERACIONAL AZUL SEGUROS ROTEIRO OPERACIONAL AZUL SEGUROS Este roteiro é o seu guia para saber como tratar, de forma rápida e objetiva, cada passo da operação de regulação com a Azul Seguros 1. RESSALVAS MECÂNICAS / COMPLEMENTOS

Leia mais

Recurso contra aplicação de multa cominatória

Recurso contra aplicação de multa cominatória PARA: GEA-2 DE: Paulo Portinho RA/CVM/SEP/GEA-2/Nº 105/2015 DATA: 22/06/2015 ASSUNTO: Recurso contra aplicação de multa cominatória CIA. INDL. SCHLOSSER S.A. Processo CVM nº 2014-14745 1. Senhor Superintendente,

Leia mais

Sistema de localização e bloqueio veicular por célula de comunicação Objetivo Principal

Sistema de localização e bloqueio veicular por célula de comunicação Objetivo Principal de comunicação Objetivo Principal Prover uma solução de baixo custo para Identificação, localização, bloqueio e recuperação de veículos roubados ou procurados, através de micro circuitos embarcados de

Leia mais

I PARTE (SERVIÇOS DIÁRIOS) II PARTE (ENSINO E INSTRUÇÃO) III PARTE (ASSUNTOS GERAIS E ADMINISTRATIVOS)

I PARTE (SERVIÇOS DIÁRIOS) II PARTE (ENSINO E INSTRUÇÃO) III PARTE (ASSUNTOS GERAIS E ADMINISTRATIVOS) GOVERNO DO ESTADO DO PARÁ SECRETARIA DE ESTADO DE SEGURANÇA PÚBLICA E DEFESA SOCIAL POLÍCIA MILITAR DO PARÁ AJUDÂNCIA GERAL ADITAMENTO AO BG Nº 064 03 ABR 2012 Para conhecimento dos Órgãos subordinados

Leia mais

*Decreto 26.200/2012: DECRETO Nº 26.200, DE 16 DE JULHO DE 2012. DISPÕE SOBRE A REGULAMENTAÇÃO DA LEI COMPLEMENTAR Nº 489, DE 31 DE MAIO DE 2012.

*Decreto 26.200/2012: DECRETO Nº 26.200, DE 16 DE JULHO DE 2012. DISPÕE SOBRE A REGULAMENTAÇÃO DA LEI COMPLEMENTAR Nº 489, DE 31 DE MAIO DE 2012. *Decreto 26.200/2012: DECRETO Nº 26.200, DE 16 DE JULHO DE 2012. DISPÕE SOBRE A REGULAMENTAÇÃO DA LEI COMPLEMENTAR Nº 489, DE 31 DE MAIO DE 2012. O Prefeito Municipal de Chapecó, Estado de Santa Catarina,

Leia mais

REGIMENTO DA GERÊNCIA DE PROJETOS E RESPONSABILIDADE SOCIAL

REGIMENTO DA GERÊNCIA DE PROJETOS E RESPONSABILIDADE SOCIAL APROVADO Alterações aprovadas na 21ª reunião do Conselho Superior realizada em 30/12/2009. REGIMENTO DA GERÊNCIA DE PROJETOS E RESPONSABILIDADE SOCIAL Art. 1º - O presente Regimento institucionaliza e

Leia mais

Perguntas Frequentes - 2. Boletim Informativo Espectro - 07/2015. Versão 3.1 Julho 2015. Gestão de Espectro de Radiofrequências AF Telecomunicações

Perguntas Frequentes - 2. Boletim Informativo Espectro - 07/2015. Versão 3.1 Julho 2015. Gestão de Espectro de Radiofrequências AF Telecomunicações Boletim Informativo Espectro - 07/2015 Perguntas Frequentes - 2 Versão 3.1 Julho 2015 Gestão de Espectro de Radiofrequências AF Telecomunicações SUMÁRIO 1 INTRODUÇÃO E OBJETIVO... 3 2 PERGUNTAS... 4 1

Leia mais

Correspondente Bancário: A Expansão do Acesso aos Serviços Financeiros e de Pagamento

Correspondente Bancário: A Expansão do Acesso aos Serviços Financeiros e de Pagamento Correspondente Bancário: A Expansão do Acesso aos Serviços Financeiros e de Pagamento 1 14/março/2014 Agenda Apresentação da MFS Zuum Vivo MasterCard Mercado Alvo Funcionalidades Estratégia de Distribuição

Leia mais

SERVIÇO DE COMUNICAÇÃO MULTIMÍDIA RODRIGO SANTANA DOS SANTOS ANATEL

SERVIÇO DE COMUNICAÇÃO MULTIMÍDIA RODRIGO SANTANA DOS SANTOS ANATEL 1 SERVIÇO DE COMUNICAÇÃO MULTIMÍDIA RODRIGO SANTANA DOS SANTOS ANATEL 2 Sumário Conceitos Gerais SCM em Números Proteção e Defesa de Direitos dos Assinantes Regulamentos em Estudo 3 Conceitos Gerais Lei

Leia mais

NÚCLEO GESTOR DEFINE TERRITÓRIOS ESTRATÉGICOS DO PLANO DIRETOR

NÚCLEO GESTOR DEFINE TERRITÓRIOS ESTRATÉGICOS DO PLANO DIRETOR A secretaria municipal de Habitação e Desenvolvimento Urbano definiu, na última semana, os oito territórios estratégicos pré-definidos pelo Núcleo Gestor onde serão apresentadas as proposições no Plano

Leia mais

Procedimento licitatório para conferir Autorizações de Uso de Radiofrequências. 700 MHz

Procedimento licitatório para conferir Autorizações de Uso de Radiofrequências. 700 MHz Procedimento licitatório para conferir Autorizações de Uso de Radiofrequências 700 MHz Lotes e Áreas de Prestação Preços (*) Somente será licitado caso não exista Proponente vencedor em algum dos Lotes

Leia mais

10 - Para atendimento ao item 8.10.1.1, o evento internacional deverá ter ocorrido fora do Brasil?

10 - Para atendimento ao item 8.10.1.1, o evento internacional deverá ter ocorrido fora do Brasil? Pedidos de esclarecimento PE 10/2016 até 23/05/2016 Os questionamentos foram organizados em ordem cronológica ganhando cada um uma numeração de 1 a 38. 1 A empresa concorrente a este pregão poderá participar

Leia mais

CONVITE 25/2010. DATA E HORÁRIO PARA RECEBIMENTO E ABERTURA DOS ENVELOPES Dia 17 / 08 / 2010 às 15 horas

CONVITE 25/2010. DATA E HORÁRIO PARA RECEBIMENTO E ABERTURA DOS ENVELOPES Dia 17 / 08 / 2010 às 15 horas CONVITE 25/2010 DATA E HORÁRIO PARA RECEBIMENTO E ABERTURA DOS ENVELOPES Dia 17 / 08 / 2010 às 15 horas 01. DISPOSIÇÕES INICIAIS 1.1 O Senac Departamento Nacional torna público que, na Seção de Material,

Leia mais

TERMO DE COMPROMISSO DE AJUSTE DE CONDUTA Nº 0115/2006

TERMO DE COMPROMISSO DE AJUSTE DE CONDUTA Nº 0115/2006 TERMO DE COMPROMISSO DE AJUSTE DE CONDUTA Nº 0115/2006 Pelo presente instrumento, por um lado a Agência Nacional de Saúde Suplementar, pessoa jurídica de direito público, autarquia especial vinculada ao

Leia mais

PLANO ALTERNATIVO DE SERVIÇO 093-LC

PLANO ALTERNATIVO DE SERVIÇO 093-LC PLANO ALTERNATIVO DE SERVIÇO 093-LC Empresa Empresa Brasileira de Telecomunicações S.A. EMBRATEL. Nome do Plano Plano 093 Local Modalidade do STFC Local. Descrição Resumida A adesão a este plano de serviço

Leia mais

Betim. Açude (Agropecurária Adir.) R$ 60,00 Alto Boa Vista R$ Alto das Flores R$ Alvorada R$ 60,00 Amarante R$ 60,00 Amoras R$ 60,00

Betim. Açude (Agropecurária Adir.) R$ 60,00 Alto Boa Vista R$ Alto das Flores R$ Alvorada R$ 60,00 Amarante R$ 60,00 Amoras R$ 60,00 BAIRRO VALOR Açude (Agropecurária Adir.) R$ Alto Boa Vista R$ Alto das Flores R$ Alvorada R$ Amarante R$ Amazonas R$ Amoras R$ Angola R$ Arquipélago Verde R$ Bela Vista R$ Boa Vista R$ Bom Retiro/ Conjunto

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA - TCU Nº 56, DE 5 DEZEMBRO DE 2007

INSTRUÇÃO NORMATIVA - TCU Nº 56, DE 5 DEZEMBRO DE 2007 INSTRUÇÃO NORMATIVA - TCU Nº 56, DE 5 DEZEMBRO DE 2007 Dispõe sobre instauração e organização de processo de tomada de contas especial e dá outras providências. O TRIBUNAL DE CONTAS DA UNIÃO, no uso do

Leia mais

RESOLUÇÃO - RDC Nº 40, DE 26 DE AGOSTO DE 2015

RESOLUÇÃO - RDC Nº 40, DE 26 DE AGOSTO DE 2015 RESOLUÇÃO - RDC Nº 40, DE 26 DE AGOSTO DE 2015 Define os requisitos do cadastro de produtos médicos. A Diretoria Colegiada da Agência Nacional de Vigilância Sanitária, no uso da atribuição que lhe conferem

Leia mais

RADIOCOMUNIÇÃO EM VHF NOVA CANALIZAÇÃO

RADIOCOMUNIÇÃO EM VHF NOVA CANALIZAÇÃO RADIOCOMUNIÇÃO EM VHF NOVA CANALIZAÇÃO 1. ESPECTRO DE RADIOFREQUÊNCIAS O espectro radioelétrico ou de radiofrequências é uma riqueza da humanidade. Sua exploração de forma disciplinada permite o estabelecimento

Leia mais

MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL PROCURADORIA DA REPÚBLICA NO ESTADO DE SÃO PAULO

MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL PROCURADORIA DA REPÚBLICA NO ESTADO DE SÃO PAULO EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR JUIZ FEDERAL DA VARA DA SUBSEÇÃO JUDICIÁRIA DE SÃO PAULO O MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL, pela Procuradora da República infra-assinada, com fundamento no art. 129, inc. II e inc.

Leia mais

Final da Transição ao Sistema Brasileiro de Televisão Digital (SBTVD)

Final da Transição ao Sistema Brasileiro de Televisão Digital (SBTVD) Final da Transição ao Sistema Brasileiro de Televisão Digital (SBTVD) Início das transmissões 100% digitais Conselheiro Rodrigo Zerbone Loureiro Agência Nacional de Telecomunicações Brasília, 07 de abril

Leia mais

PROPOSTA DE FISCALIZAÇÃO E CONTROLE Nº DE 2014 (Do Sr. Luiz Fernando Machado)

PROPOSTA DE FISCALIZAÇÃO E CONTROLE Nº DE 2014 (Do Sr. Luiz Fernando Machado) PROPOSTA DE FISCALIZAÇÃO E CONTROLE Nº DE 2014 (Do Sr. Luiz Fernando Machado) Propõe que a Comissão de Fiscalização Financeira e Controle com o auxílio do Tribunal de Contas da União e do Ministério Público

Leia mais

OFÍCIO-CIRCULAR/CVM/SMI/Nº 1/2015 São Paulo, 8 de janeiro de 2015

OFÍCIO-CIRCULAR/CVM/SMI/Nº 1/2015 São Paulo, 8 de janeiro de 2015 OFÍCIO-CIRCULAR/CVM/SMI/Nº 1/2015 São Paulo, 8 de janeiro de 2015 Aos Custodiantes de Valores Mobiliários ( custodiantes ) Assunto: Adaptação à Instrução CVM Nº 542/2013 Prezados Senhores, 1. Nos termos

Leia mais

JARBAS JOSÉ VALENTE. Presidente Substituto da Agência Nacional de Telecomunicações

JARBAS JOSÉ VALENTE. Presidente Substituto da Agência Nacional de Telecomunicações JARBAS JOSÉ VALENTE Presidente Substituto da Agência Nacional de Telecomunicações Brasília, 4 de junho de 2013 Agenda Lei da Comunicação Audiovisual de Acesso Condicionado (Lei n. 12.485, de 11/09/2012);

Leia mais

Márcio Leandro Moraes Rodrigues. Frame Relay

Márcio Leandro Moraes Rodrigues. Frame Relay Márcio Leandro Moraes Rodrigues Frame Relay Introdução O frame relay é uma tecnologia de chaveamento baseada em pacotes que foi desenvolvida visando exclusivamente a velocidade. Embora não confiável, principalmente

Leia mais

PROJETO DE LEI CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

PROJETO DE LEI CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES PRELIMINARES PROJETO DE LEI Estabelece princípios, garantias, direitos e deveres para o uso da Internet no Brasil. O CONGRESSO NACIONAL decreta: CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Art. 1 o Esta Lei estabelece princípios,

Leia mais

REGULAMENTO DA PROMOÇÃO ILIMITADO FIXO BRASIL

REGULAMENTO DA PROMOÇÃO ILIMITADO FIXO BRASIL REGULAMENTO DA PROMOÇÃO ILIMITADO FIXO BRASIL Esta Promoção é realizada pela TELEFÔNICA BRASIL S/A, com sede na Av. Engenheiro Luis Carlos Berrini, 1.376, Cidade Monções, São Paulo-SP, inscrita no CNPJ/MF

Leia mais

PREGÃO Nº 28/2010 PERGUNTAS E RESPOSTAS

PREGÃO Nº 28/2010 PERGUNTAS E RESPOSTAS Pergunta 1 Qual o valor estimado para a contratação? PREGÃO Nº 28/2010 PERGUNTAS E RESPOSTAS Resposta 1 O valor estimado consta do respectivo processo licitatório, que poderá ser consultado no endereço

Leia mais

TERMO DE COMPROMISSO DE AJUSTE DE CONDUTA Nº 017/2009

TERMO DE COMPROMISSO DE AJUSTE DE CONDUTA Nº 017/2009 TERMO DE COMPROMISSO DE AJUSTE DE CONDUTA Nº 017/2009 Pelo presente instrumento, por um lado a Agência Nacional de Saúde Suplementar, pessoa jurídica de direito público, autarquia especial vinculada ao

Leia mais

PANORAMA DOS SERVIÇOS DE TV POR ASSINATURA

PANORAMA DOS SERVIÇOS DE TV POR ASSINATURA PANORAMA DOS SERVIÇOS DE TV POR ASSINATURA ( 44.ª EDIÇÃO ) AGÊNCIA NACIONAL DE TELECOMUNICAÇÕES - ANATEL PANORAMA DOS SERVIÇOS DE TV POR ASSINATURA PRESIDENTE Ronaldo Mota Sardenberg CONSELHEIROS Emília

Leia mais

CONSÓRCIO INTERMUNICIPAL DE SERVIÇOS DO VALE DO RIO PARDO - CISVALE

CONSÓRCIO INTERMUNICIPAL DE SERVIÇOS DO VALE DO RIO PARDO - CISVALE HABILITAÇÃO JURÍDICA Documentos para Credenciamento - Registro comercial no caso de empresa individual; - Ato Constitutivo, Estatuto ou Contrato Social em vigor, devidamente registrado em se tratando de

Leia mais

SERVIÇO DE COMUNICAÇÃO MULTIMIDIA (SCM)

SERVIÇO DE COMUNICAÇÃO MULTIMIDIA (SCM) Seminário O Projeto da Anatel para o Novo Cenário SERVIÇO DE COMUNICAÇÃO MULTIMIDIA (SCM) Luiz Tito Cerasoli Conselheiro Jarbas José Valente Superintendente de Serviços de Comunicação de Massa São Paulo,

Leia mais

AEROTECH TELECOMUNICAÇÕES LTDA. OFERTA PÚBLICA DE INTERCONEXÃO

AEROTECH TELECOMUNICAÇÕES LTDA. OFERTA PÚBLICA DE INTERCONEXÃO AEROTECH TELECOMUNICAÇÕES LTDA. OFERTA PÚBLICA DE INTERCONEXÃO RESOLUÇÃO N O. 410, de 11 de julho de 2005 da ANATEL D.O.U. de 13/07/2005 INTERCONEXAO DE REDES DE TELECOMUNICACOES DE INTERESSE COLETIVO

Leia mais

DESCRITIVO DO PLANO ALTERNATIVO DE SERVIÇO Nº 150

DESCRITIVO DO PLANO ALTERNATIVO DE SERVIÇO Nº 150 DESCRITIVO DO PLANO ALTERNATIVO DE SERVIÇO Nº 50 A. Empresa: Oi (Telemar Norte Leste S.A.) B. Nome do Plano: Plano Alternativo de Serviço n.º 50 Franquia 500 minutos Internet sem Limites + Franquia VC

Leia mais

MAHA-TEL TELECOMUNICAÇÕES LTDA (MAHA-TEL TELECOM) OFERTA PÚBLICA DE INTERCONEXÃO

MAHA-TEL TELECOMUNICAÇÕES LTDA (MAHA-TEL TELECOM) OFERTA PÚBLICA DE INTERCONEXÃO MAHA-TEL TELECOMUNICAÇÕES LTDA (MAHA-TEL TELECOM) OFERTA PÚBLICA DE INTERCONEXÃO RESOLUÇÃO NO. 410, de 11 de julho de 2005 da ANATEL D.O.U. de 13/07/2005. INTERCONEXAO DE REDES DE TELECOMUNICACOES DE INTERESSE

Leia mais