LÍNGUA PORTUGUESA GRAMÁTICA SINTAXE

Save this PDF as:

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "LÍNGUA PORTUGUESA GRAMÁTICA SINTAXE"

Transcrição

1 LÍNGUA PORTUGUESA GRAMÁTICA SINTAXE 1 Profª. Raquel Freitas Sampaio

2 É a parte da gramática que estuda as relações entre as palavras dentro de uma frase. Identifica e reconhece os constituintes sintáticos de uma oração (sujeito, predicado, objeto direto...) e interpreta o sentido desses constituintes. A análise sintática deve se realizar em conjunto com a análise semântica e morfológica. O aluno fez a prova nervoso. O aluno nervoso fez a prova.

3 ESTRUTURAS SINTÁTICAS FRASE ORAÇÃO PERÍODO

4 FRASE É todo enunciado linguístico (palavra ou conjunto de palavras) que possui sentido completo. Independe de extensão e deve terminar com pausa bem definida expressa pelos sinais de pontuação (.!?... ) ou sem pontuação quanto for um título. Silêncio! O homem que calculava Meus pêsames...

5 ORAÇÃO É todo enunciado linguístico que se estrutura ao redor de um verbo ou locução verbal. O Enem ocorrerá em outubro. Ninguém poderá sair antes do final da sessão. As locuções verbais são constituídas de verbos auxiliares mais gerúndio ou infinitivo e desempenham papel equivalente ao de um verbo único. Os tempos compostos (verbo auxiliar + particípio) também são considerados locuções verbais. Estou esperando minha aprovação no vestibular. Podem acontecer muitas surpresas ao longo da vida. Eu tenho estudado muito para o vestibular.

6 PERÍODO É um conjunto de orações, podendo ser PERÍODO SIMPLES, quando há apenas uma oração ou PERÍODO COMPOSTO, quando há duas ou mais orações. Os cachorros de minha irmã mais nova precisam de cuidados intensivos de especialistas em medicina veterinária. Ele desmentiu tudo, mas demonstrou PERÍODO SIMPLES ORAÇÃO ABSOLUTA que estava fingindo. PERÍODO COMPOSTO 03 ORAÇÕES Vou gritar para todos ouvirem que estou sabendo o que acontece aoanoitecer. anoitecer. PERÍODO COMPOSTO 05 ORAÇÕES Para cada verbo ou locução verbal do período existe uma oração.

7 LOCUÇÃO VERBAL VERBO AUXILIAR (TER, HAVER, SER, ESTAR, COMEÇAR, IR, DEVER...) + GERÚNDIO ou INFINITIVO do VERBO PRINCIPAL. TEMPO COMPOSTO VERBO AUXILIAR (TER, HAVER, SER, ESTAR, COMEÇAR, IR, DEVER...) + PARTICÍPIO do VERBO PRINCIPAL. Para cada LOCUÇÃO VERBAL ou TEMPO COMPOSTO existe uma oração. Você terá de estudar muito. 01 OR. PS Estou estudando muito. 01 OR. PS 02 OR. PC Eu ainda estava dormindo, quando começou a chover. A notícia não tinha sido publicada pelo jornal. 01 OR. PS

8 A ANÁLISE SINTÁTICA DEPENDE DA ANÁLISE MORFOLÓGICA NOME SUBSTANTIVO ADJETIVO NUMERAL PRONOMES VERBO Palavras que indicam AÇÃO ESTADO FENÔMENO DA NATUREZA ANÁLISE MORFOSSINTÁTICA Prof. Raquel Sampaio

9 ESTUDO SINTÁTICO DO PERÍODO TERMOS ESSENCIAIS TERMOS INTEGRANTES TERMOS ACESSÓRIOS PREDICADO OBJETO DIRETO OBJETO INDIRETO COMPLEMENTO NOMINAL AGENTE DA PASSIVA ADJUNTO ADNOMINAL ADJUNTO ADVERBIAL APOSTO VOCATIVO

10 TERMOS SINTÁTICOS LIGADOS AO NOME PREDICATIVO DO PREDICATIVO DO OJBETO NOME ADJUNTO ADNOMINAL COMPLEMENTO NOMINAL APOSTO Prof. Raquel Sampaio

11 TERMOS SINTÁTICOS LIGADOS AO VERBO OBJETO DIRETO ADJUNTO ADVERBIAL VERBO OBJETO INDIRETO AGENTE DA PASSIVA Prof. Raquel Sampaio

12 TERMOS ESSENCIAIS DA ORAÇÃO PREDICADO É o termo da oração sobre o qual informamos alguma coisa. Para analisar qualquer termo da oração, primeiramente ache SEMPRE O(S) VERBO(S)!!! É tudo que se fala sobre o sujeito da oração. Para achar o sujeito da oração, sempre pergunte QUEM para o verbo. O livro estava sem algumas páginas. PREDICADO VERBO (quem estava?)

13 DETERMINADOS TIPOS DE 1 - SIMPLES Possui apenas um núcleo. NÚCLEO DO O juiz SIMPLES pediu silêncio à audiência, durante o julgamento. VERBO PREDICADO NÚCLEO DO Fizeram protesto os delegados aprovados. VERBO PREDICADO SIMPLES NÚCLEO é sempre a(s) palavra(s) mais importante da função sintática em questão.

14 DETERMINADOS 2 - COMPOSTO Possui dois ou mais núcleos. NÚCLEO DO NÚCLEO DO O vestibular da UnB e a prova do ENEM são exigentes. VERBO COMPOSTO PREDICADO Na audiência comparecerão os promotores e os advogados. VERBO NÚCLEO DO NÚCLEO DO PREDICADO COMPOSTO Prof. Raquel Sampa

15 DETERMINADOS 3 - DESINENCIAL Não está presente na oração, mas pode ser reconhecido pela desinência do verbo. (NÓS) Protocolamos o recurso do vestibular na data certa. VERBO DESINENCIAL PREDICADO Também conhecido como OCULTO ou ELÍPTICO. DESINÊNCIA é a parte final do verbo, a qual nos ajuda a identificar a chamada pessoa do verbo. Prof. Raquel Sampaio

16 CASO INDETERMINADOS É aquele que não é nomeado nem determinado com exatidão na oração. Quando o verbo está na terceira pessoa do plural, sem antecedente na oração. VERBO NA 3ª PESSOAL DO PLURAL, SEM ANTECESSOR. Ainda não inventaram uma cura para todas as doenças. VERBO PREDICADO INDETERMINADO O fato do verbo vir na 3ª pessoa do plural pode não significar que o sujeito é indeterminado, uma vez que, em vários casos, seu contexto faz com que ele seja identificado. Inventaram o remédio para dengue os franceses e os brasileiros.

17 INDETERMINADOS Prof. Raquel Sampaio CASO 2 Quando o verbo está 3ª pessoa do singular, seguido do pronome SE. VERBO NA 3ª PESSOAL DO SINGULAR, SEGUIDO DO PRONOME SE. No Brasil, morre-se muito devido ao trânsito caótico. VERBO PREDICADO INDETERMINADO Só ocorre com verbos intransitivos, transitivos indiretos e de ligação. O pronome SE neste caso aparece como o ÍNDICE DE INDETERMINAÇÃO DO.

18 Prof. Raquel Sampaio ATENÇÃO! Partícula Apassivadora Vende-se terreno legalizado. Terreno legalizado é vendido. SIMPLES Índice de Indeterminação do Sujeito Vende-se muito no natal. XXXXXXXXXXX INDETERMINADO

19 Prof. Raquel Sampaio 5 - INEXISTENTE É a oração sem sujeito. A inexistência deste sujeito ocorre devido a alguns verbos que não admitem um termo conjugando-os, sendo então denominados VERBOS IMPESSOAIS. CASO 1 Verbo HAVER quando é empregado no sentido de existir, acontecer ou quando indica passado. Logo HAVERÁ cura para o câncer. (Logo existirá uma cura para o câncer.) Amanhã HAVERÁ sessão plenária. (Amanhã acontecerá sessão plenária.) HÁ tempo não te vejo. (Faz tempo que não te vejo.)

20 Prof. Raquel Sampaio CASO 2 Verbos FAZER, ESTAR e SER quando indicam tempo. Já FAZ anos que estou me preparando para o ENEM. (tempo decorrido) ESTÁ cedo para o jantar. (tempo) FEZ 15 noite passada. (temperatura) Já É noite em Nova York. (período do dia) ERAM quatro horas da tarde. (hora) Quando indica tempo (hora), o verbo SER concorda com a expressão numérica: É uma hora. SÃO duas horas. Quanto indica data, o verbo SER concorda com a palavra dia e na sua ausência concorda com o número de dias. Hoje É dia 08 de março. Hoje SÃO 08 de março.

21 Prof. Raquel Sampaio CASO 3 Verbos que indicam FENÔMENO DA NATUREZA. CHOVEU muito ontem. Durante o horário de verão, ANOITECE mais tarde. Quando esses verbos são usados no SENTIDO FIGURADO, o sujeito da oração é determinado, podendo ser classificado em simples ou composto. Meus filhos AMANHECERAM doentes. CHOVERAM aprovações em medicina no Colégio Olimpo.

22 Prof. Raquel Sampaio EXERCITANDO Qual o sujeito do trecho abaixo do Hino Nacional? Ouviram do Ipiranga as margens plácidas de um povo heroico o brado retumbante. As margens plácidas do Ipiranga ouviram o brado retumbante de um povo heroico.

23 EXERCITANDO Prof. Raquel Sampaio (FUVEST) Assinale a alternativa em que há oração sem sujeito. a) Existe um povo que a bandeira empresta. b) Embora com atraso, haviam chegado. c) Existem flores que devoram insetos. d) Alguns de nós ainda tinham esperança de encontrá-lo. e) Há de haver recurso desta sentença.

24 Gripado, penso entre espirros em como a palavra gripe nos chegou após uma série de contágios entre línguas. Partiu da Itália em 1743 a epidemia de gripe que disseminou pela Europa, além do vírus propriamente dito, dois vocábulos virais: o italiano influenza e o francês grippe. O primeiro era um termo derivado do latim medieval influentia, que significava influência dos astros sobre os homens. O segundo era apenas a forma nominal do verbo gripper, isto é, agarrar. Supõese que fizesse referência ao modo violento como o vírus se apossa do organismo infectado. RODRIGUES. S. Sobre palavras. Veja, São Paulo, 30 nov (ENEM) Para se entender o trecho como uma unidade de sentido, é preciso que o leitor reconheça a ligação entre seus elementos. Nesse texto, a coesão é construída predominantemente pela retomada de um termo por outro e pelo uso da elipse. O fragmento do texto em que há coesão por elipse do sujeito é: a) [...] a palavra gripe nos chegou após uma série de contágios entre línguas. b) Partiu da Itália em 1743 a epidemia de gripe [...]. c) O primeiro era um termo derivado do latim medieval influentia, que significava influência dos astros sobre os homens. d) O segundo era apenas a forma nominal do verbo gripper [...]. e) Supõe-se que fizesse referência ao modo violento como o vírus se apossa do organismo infectado.

Há dois sintagmas essenciais: o sintagma nominal (SN), cujo núcleo é um nome ou palavra que seja equivalente; e o sintagma verbal (SV) cujo núcleo é

Há dois sintagmas essenciais: o sintagma nominal (SN), cujo núcleo é um nome ou palavra que seja equivalente; e o sintagma verbal (SV) cujo núcleo é Há dois sintagmas essenciais: o sintagma nominal (SN), cujo núcleo é um nome ou palavra que seja equivalente; e o sintagma verbal (SV) cujo núcleo é uma forma verbal. Existem também o sintagma adjetival

Leia mais

REVISÃO DE ANÁLISE SINTÁTICA Período composto

REVISÃO DE ANÁLISE SINTÁTICA Período composto REVISÃO DE ANÁLISE SINTÁTICA Período composto Professora Melina 9º. Ano Relembrando... ORAÇÃO Enunciado organizado em torno de um verbo. Você abre a janela. PERÍODO SIMPLES frase formada por uma só oração.

Leia mais

REVISÃO CONCEITOS GRAMATICAIS 9º ANO

REVISÃO CONCEITOS GRAMATICAIS 9º ANO REVISÃO CONCEITOS GRAMATICAIS 9º ANO Observe os exemplos... Marisa comprou um carro. São termos essenciais da oração: Sujeito É o termo da oração sobre quem se declara alguma coisa Predicado É tudo aquilo

Leia mais

CURSO DELEGADO DE POLÍCIA CIVIL DO ESTADO DO PARÁ DATA 12/08/2016 DISCIPLINA PORTUGUÊS PROFESSOR RICARDO ERSE MONITOR LUCIANA FREITAS

CURSO DELEGADO DE POLÍCIA CIVIL DO ESTADO DO PARÁ DATA 12/08/2016 DISCIPLINA PORTUGUÊS PROFESSOR RICARDO ERSE MONITOR LUCIANA FREITAS CURSO DELEGADO DE POLÍCIA CIVIL DO ESTADO DO PARÁ DATA 12/08/2016 DISCIPLINA PORTUGUÊS PROFESSOR RICARDO ERSE MONITOR LUCIANA FREITAS AULA: 07 CONCORDÂNCIA Ementa Na aula de hoje serão abordados os seguintes

Leia mais

: é o termo da oração que, através de um verbo, projeta alguma afirmação sobre o sujeito.

: é o termo da oração que, através de um verbo, projeta alguma afirmação sobre o sujeito. feita através do predicado. : é o termo da oração que funciona como suporte de uma afirmação : é o termo da oração que, através de um verbo, projeta alguma afirmação sobre o sujeito. A pequena criança

Leia mais

Revisão:Tipos de sujeito

Revisão:Tipos de sujeito Revisão:Tipos de sujeito Sujeito Simples: possui apenas um núcleo. Exemplos: - Deus é perfeito! - A cegueira lhe torturava os últimos dias de vida. Sujeito Composto: possui dois ou mais núcleos. Exemplos:

Leia mais

Lista 3 - Língua Portuguesa 1

Lista 3 - Língua Portuguesa 1 Lista 3 - Língua Portuguesa 1 Frase, oração e período; sujeito e predicado LISTA 3 - LP 1 - FRASE, ORAÇÃO E PERÍODO; SUJEITO E PREDICADO Frase, oração e período; sujeito e predicado Na fala ou na escrita,

Leia mais

CONCEITOS GRAMATICAIS PARA ESTUDO CARLA FRASE. FRASE VERBAL: é frase que apresenta verbo ou locução verbal.

CONCEITOS GRAMATICAIS PARA ESTUDO CARLA FRASE. FRASE VERBAL: é frase que apresenta verbo ou locução verbal. CONCEITOS GRAMATICAIS PARA ESTUDO CARLA FRASE É uma enunciado (uma mensagem) de sentido completo que estabelece comunicação. Toda frase deve ser pontuada. FRASE VERBAL: é frase que apresenta verbo ou locução

Leia mais

Nº da aula 02. Estudo da Sintaxe

Nº da aula 02. Estudo da Sintaxe Página1 Curso/Disciplina: Português para Concurso. Aula: Estudo da Sintaxe: Sujeito. Conceito; Classificações: sujeito determinado e indeterminado - 02 Professor (a): Rafael Cunha Monitor (a): Amanda Ibiapina

Leia mais

Língua Portuguesa. Professoras: Fernanda e Danúzia

Língua Portuguesa. Professoras: Fernanda e Danúzia Língua Portuguesa Professoras: Fernanda e Danúzia Nesta bimestral você aprendeu sobre diversos conceitos como Morfologia, Sintaxe e Morfossintaxe, e partir desses conceitos vamos revisar os principais

Leia mais

Português 3º ano João J. Concordância Verbal

Português 3º ano João J. Concordância Verbal Português 3º ano João J. Concordância Verbal Concordância Verbal Concordância do verbo com o sujeito composto I. Quando o sujeito composto estiver posicionado antes do verbo, este ficará no plural. Ex.:

Leia mais

COLÉGIO DIOCESANO SERIDOENSE. Professora: Caliana Medeiros.

COLÉGIO DIOCESANO SERIDOENSE. Professora: Caliana Medeiros. COLÉGIO DIOCESANO SERIDOENSE Professora: Caliana Medeiros. PREDICAÇÃO VERBAL Em função da relação que os verbos estabelecem com outras palavras, podemos dividi-los de duas maneiras: verbos de ligação verbos

Leia mais

Sumário. Apresentação. Parte 1 Período simples 1 Quadro geral dos termos da oração 3 Frase, oração e período 3

Sumário. Apresentação. Parte 1 Período simples 1 Quadro geral dos termos da oração 3 Frase, oração e período 3 Sumário Prefácio Apresentação XIII XV Parte 1 Período simples 1 Quadro geral dos termos da oração 3 Frase, oração e período 3 1. Tipologia do sujeito 6 Método para identificar o sujeito 6 Sujeito simples

Leia mais

Sujeito Simples. Sujeito Composto antes do verbo O verbo vai para o plural concordando com o sujeito. 18/12/2009. Ele chegou tarde.

Sujeito Simples. Sujeito Composto antes do verbo O verbo vai para o plural concordando com o sujeito. 18/12/2009. Ele chegou tarde. Sujeito Simples O verbo concorda em número e pessoa com o sujeito. Ele chegou tarde. Nós voltaremos logo. Sujeito Composto antes do verbo O verbo vai para o plural concordando com o sujeito. Rafa e Edu

Leia mais

Obs.: Essa regra de concordância é excessivamente cobrada por todas as bancas.

Obs.: Essa regra de concordância é excessivamente cobrada por todas as bancas. Obs.: Se o verbo haver, com o sentido de existir, for o principal de uma locução verbal, seu auxiliar também ficará no singular. Ex.: Deve haver reclamações. (Devem existir reclamações) Obs.: Essa regra

Leia mais

ATENÇÃO! Material retirado da Internet, que eu considero de fonte segura e confiável. Os endereços estão no fim de cada assunto. INTRODUÇÃO À SINTAXE Frase Frase é todo enunciado de sentido completo, podendo

Leia mais

Odilei França. Este material é parte integrante do acervo do IESDE BRASIL S.A., mais informações

Odilei França. Este material é parte integrante do acervo do IESDE BRASIL S.A., mais informações Odilei França Graduado em Letras pela Fafipar. Graduado em Teologia pela Faculdade Batista. Professor de Língua Portuguesa para concursos públicos há 22 anos. Predicação verbal e sintaxe do período simples

Leia mais

Complexo de Ensino Renato Saraiva (081) Profª Junia Andrade MPU 2010 Isolada Português PORTUGUÊS

Complexo de Ensino Renato Saraiva  (081) Profª Junia Andrade MPU 2010 Isolada Português PORTUGUÊS MPU técnicos e analistas JÚNIA ANDRADE Exemplos Cespe - Abin Mudado seu modo de pensar, o pesquisador já não concebe aquele tema da mesma forma e, assim, já não é capaz de estabelecer um relação exatamente

Leia mais

Sujeitos. Siene Alves Moreira Lucilene Eidna Faria. Faculdade Iseib BH Letras, 2º semestre/2013

Sujeitos. Siene Alves Moreira Lucilene Eidna Faria. Faculdade Iseib BH Letras, 2º semestre/2013 Sujeitos Siene Alves Moreira Lucilene Eidna Faria Faculdade Iseib BH Letras, 2º semestre/2013 Sujeitos Tipos de sujeitos: Sujeito simples Sujeito composto Sujeito indeterminado Sujeito inexistente O que

Leia mais

Sujeito. Estudo do sujeito. Como identificar o sujeito? 29/12/ É o elemento a respeito de quem se diz alguma coisa.

Sujeito. Estudo do sujeito. Como identificar o sujeito? 29/12/ É o elemento a respeito de quem se diz alguma coisa. Eu Palavra Cantada Estudo do Professor Jailton Gêiser Fountain Sujeito - É o elemento a respeito de quem se diz alguma coisa. - É o termo da oração sobre o qual incide a informação prestada pelo. Como

Leia mais

SEXTA AULA DE GRAMÁTICA - INTERNET. Professora: Sandra Franco

SEXTA AULA DE GRAMÁTICA - INTERNET. Professora: Sandra Franco SEXTA AULA DE GRAMÁTICA - INTERNET Professora: Sandra Franco 1. Aposto e a vírgula. 2. Adjunto Adverbial e a vírgula. 3. Vocativo e a vírgula. 4. Uso da Vírgula. Resumo. 5. Exercícios. 1. Aposto e a vírgula.

Leia mais

UDESC 2015/2 PORTUGUÊS. Gabarito do departamento de português sem resposta. Comentário

UDESC 2015/2 PORTUGUÊS. Gabarito do departamento de português sem resposta. Comentário PORTUGUÊS Gabarito do departamento de português sem resposta. a) Incorreta. As orações iniciadas pela partícula se são subordinadas substantivas objetivas diretas do verbo discutir. b) Correta. Todas as

Leia mais

Classes de Palavras (Morfologia) Flexão Nominal e Verbal. Prof Carlos Zambeli

Classes de Palavras (Morfologia) Flexão Nominal e Verbal. Prof Carlos Zambeli Classes de Palavras (Morfologia) Flexão Nominal e Verbal Prof Carlos Zambeli A morfologia está agrupada em dez classes, denominadas classes de palavras ou classes gramaticais. São elas: Substantivo, Artigo,

Leia mais

Cap. 5 Sujeito indeterminado e oração sem sujeito

Cap. 5 Sujeito indeterminado e oração sem sujeito Cap. 5 Sujeito indeterminado e oração sem sujeito Sujeito indeterminado Sujeito indeterminado é aquele que não é nomeado na oração, ou por não se querer nomeá-lo ou por se desconhecer quem pratica a ação.

Leia mais

1. ARTIGO É uma palavra que determina outra classe de palavra chamada de substantivo. Divide-se em: - Artigo definido: o, a, os, as.

1. ARTIGO É uma palavra que determina outra classe de palavra chamada de substantivo. Divide-se em: - Artigo definido: o, a, os, as. CURSO DELEGADO DE POLÍCIA CIVIL DO ESTADO DO PARÁ DATA 11/08/2016 DISCIPLINA PORTUGUÊS PROFESSOR RICARDO ERSE MONITOR LUCIANA FREITAS AULA: 06 CLASSES GRAMATICAIS Ementa Na aula de hoje serão abordados

Leia mais

Súmario APRESENTAÇÃO DA COLEÇÃO SINOPSES PARA CARREIRAS FISCAIS APRESENTAÇÃO PARTE I FONÉTICA

Súmario APRESENTAÇÃO DA COLEÇÃO SINOPSES PARA CARREIRAS FISCAIS APRESENTAÇÃO PARTE I FONÉTICA Súmario Súmario APRESENTAÇÃO DA COLEÇÃO SINOPSES PARA CARREIRAS FISCAIS... 15 APRESENTAÇÃO... 17 PARTE I FONÉTICA CAPÍTULO 1 ORTOGRAFIA... 21 1. Introdução... 21 2. O alfabeto...21 3. Emprego das letras

Leia mais

BOLSÃO 2017 / 6º ANO

BOLSÃO 2017 / 6º ANO Você que se inscreveu no Bolsão do Colégio Futuro Vip para cursar o 6º ano do Ensino Fundamental está BOLSÃO 2017 / 6º ANO Fonética Fonema distinção entre FONEMA e LETRA Sílaba número de sílabas / divisão

Leia mais

Capítulo 2 - Acentuação gráfica Regras gerais...10 Casos especiais...10 Prosódia...12 Exercícios...14

Capítulo 2 - Acentuação gráfica Regras gerais...10 Casos especiais...10 Prosódia...12 Exercícios...14 Sumário Capítulo 1 - Noções de fonética... 2 Fonemas...2 Letra...2 Sílaba...2 Número de sílabas...3 Tonicidade...3 Posição da sílaba tônica...3 Dígrafos...3 Encontros consonantais...3 Encontros vocálicos...4

Leia mais

Os alunos fizeram uma visita ao zoológico, onde puderam observar várias espécies de animais.

Os alunos fizeram uma visita ao zoológico, onde puderam observar várias espécies de animais. Uso do onde e aonde O advérbio é uma classe de palavras cuja função gramatical é acompanhar e modificar um verbo, exprimindo a circunstância da ação verbal, por isso o nome ad-vérbio, ou seja, a palavra

Leia mais

índice geral Prefácio, X/77

índice geral Prefácio, X/77 índice geral Prefácio, X/77 Capítulo I CONCEITOS GERAIS, / Linguagem, língua, discurso, estilo / Língua e sociedade: variação e conservação linguística, 2 Diversidade geográfica da língua: dialecto e falar,

Leia mais

Português. Sintaxe da Oração (Análise Sintática) Professor Carlos Zambeli.

Português. Sintaxe da Oração (Análise Sintática) Professor Carlos Zambeli. Português Sintaxe da Oração (Análise Sintática) Professor Carlos Zambeli www.acasadoconcurseiro.com.br Português SINTAXE DA ORAÇÃO (ANÁLISE SINTÁTICA) Frase: é o enunciado com sentido completo, capaz

Leia mais

Português. Aula: 09/12. Prof. Felipe Oberg. Visite o Portal dos Concursos Públicos

Português. Aula: 09/12. Prof. Felipe Oberg.  Visite o Portal dos Concursos Públicos Português Aula: 09/12 Prof. Felipe Oberg UMA PARCERIA Visite o Portal dos Concursos Públicos WWW.CURSOAPROVACAO.COM.BR Visite a loja virtual www.conquistadeconcurso.com.br MATERIAL DIDÁTICO EXCLUSIVO PARA

Leia mais

PREDICADO. Profª Fernanda Colcerniani

PREDICADO. Profª Fernanda Colcerniani PREDICADO Profª Fernanda Colcerniani PREDICADO É o termo que expressa aquilo que se afirma a respeito do sujeito: 1. Jardineiros diplomados regam flores [...] sujeito predicado 2. A luz da tua poesia é

Leia mais

Sumário. Capítulo 1 Comunicação 1

Sumário. Capítulo 1 Comunicação 1 Sumário Capítulo 1 Comunicação 1 1.1 Elementos da comunicação 1 1.2 Linguagem, língua e fala 1 1.3 Significante e significado 2 1.4 Língua escrita e falada 2 1.5 Modalidades da língua 2 1.6 Funções da

Leia mais

Sumário. Capítulo 1 Comunicação 1

Sumário. Capítulo 1 Comunicação 1 Sumário Capítulo 1 Comunicação 1 1.1 Elementos da comunicação 1 1.2 Linguagem, língua e fala 1 1.3 Significante e significado 2 1.4 Língua escrita e falada 2 1.5 Variedades linguísticas 2 1.6 Funções da

Leia mais

GRAMÁTICA MODERNA DA LÍNGUA PORTUGUESA

GRAMÁTICA MODERNA DA LÍNGUA PORTUGUESA GRAMÁTICA MODERNA DA LÍNGUA PORTUGUESA Sumário Capítulo 1 O ESTUDO DAS PALAVRAS Lição 1 Fonética 1.1. Fonema e letra 1.2. Divisão dos fonemas 1.3. Classificação dos fonemas 1.4. Encontro vocálico 1.5.

Leia mais

Regra geral de concordância verbal

Regra geral de concordância verbal Regra geral de concordância verbal O verbo concorda em número e pessoa com o seu sujeito. Há, entretanto, uma série de regras e exceções relativas a casos de concordância verbal, que devem ser examinadas

Leia mais

Mapa Mental de Português Concordância Nominal

Mapa Mental de Português Concordância Nominal Mapa Mental de Português Concordância Nominal Mapas mentais de Portugês sobre concordância nominal. Mapa Mental de Português Concordância Verbal Diversos mapas mentais de Português sobre concordância verbal.

Leia mais

PREDICATIVO DO OBJETO. A vitória tornou eleito o vereador.

PREDICATIVO DO OBJETO. A vitória tornou eleito o vereador. PREDICATIVO DO OBJETO A vitória tornou eleito o vereador. Façamos, pois, a análise sintática: SUJEITO = A vitória PREDICADO = tornou eleito o vereador OBJETO DIRETO = o vereador PREDICATIVO DO OBJETO=

Leia mais

Concordância Verbal. É o estudo da flexão de número e pessoa que deve haver entre o verbo e o sujeito.

Concordância Verbal. É o estudo da flexão de número e pessoa que deve haver entre o verbo e o sujeito. Concordância Verbal Concordância Verbal É o estudo da flexão de número e pessoa que deve haver entre o verbo e o sujeito. O verbo sempre concorda com o sujeito simples em número e pessoa. O aluno veio

Leia mais

ATENÇÃO! Material retirado da Internet, que eu considero de fonte segura e confiável. Os endereços estão no fim de cada assunto. TERMOS ESSENCIAIS DA ORAÇÃO Sujeito e Predicado Para que a oração tenha

Leia mais

Exercícios sobre tipos de predicado

Exercícios sobre tipos de predicado Exercícios sobre tipos de predicado Exercício 1: Identifique a alternativa em que aparece um predicado verbo-nominal: Os viajantes chegaram cedo ao destino. Demitiram o secretário da instituição. Nomearam

Leia mais

Leia: É uma Partida de Futebol

Leia: É uma Partida de Futebol ATIVIDADES DE RECUPERAÇÃO PARALELA LÍNGUA PORTUGUESA PROFESSOR (A): Juliana B. Stoll TURMA: 7º Ano Matutino REVISÃO Leia: É uma Partida de Futebol Bola na trave não altera o placar Bola na área sem ninguém

Leia mais

CURSO TJMG Nível Médio Oficial de Apoio Judiciário Nº

CURSO TJMG Nível Médio Oficial de Apoio Judiciário Nº CURSO TJMG Nível Médio Oficial de Apoio Judiciário Nº DATA 14/06/2016 DISCIPLINA Português - Gramática PROFESSOR Ricardo Erse MONITOR Paula Moura AULA 01/07 Ementa 1 Concordância... 2 a) Concordância nominal:...

Leia mais

Emprego e Função Sintática dos Pronomes Relativos

Emprego e Função Sintática dos Pronomes Relativos Emprego e Função Sintática dos Pronomes Relativos Ensino Fundamental 9º ano Pronomes relativos São aqueles que retomam um substantivo (ou um pronome) anterior a eles, substituindo-o no início da oração

Leia mais

Capítulo1. Capítulo2. Índice A LÍNGUA E A LINGUAGEM O PORTUGUÊS: uma língua, muitas variedades... 15

Capítulo1. Capítulo2. Índice A LÍNGUA E A LINGUAGEM O PORTUGUÊS: uma língua, muitas variedades... 15 Capítulo1 Capítulo2 A LÍNGUA E A LINGUAGEM............................................. 9 Linguagem: aptidão inata.............................................. 10 Funções.............................................................

Leia mais

SUJEITO + PRONOME RELATIVO + VERBO + COMPLEMENTO. Ex.: Este é o assunto que fiz referência semana passada.

SUJEITO + PRONOME RELATIVO + VERBO + COMPLEMENTO. Ex.: Este é o assunto que fiz referência semana passada. PREPOSIÇÃO Ordem Direta da Oração: Sujeito + verbo + Complemento Ex.: Todos gostam de carnaval. Todos gostam carnaval. PREPOSIÇÃO QUEM ALGO ALGUÉM ALGUMA COISA SUJEITO + PRONOME RELATIVO + VERBO + COMPLEMENTO

Leia mais

LÍNGUA PORTUGUESA 7 ANO ENSINO FUNDAMENTAL PROF.ª SHEILA RODRIGUES PROF.ª SHIRLEY VASCONCELOS

LÍNGUA PORTUGUESA 7 ANO ENSINO FUNDAMENTAL PROF.ª SHEILA RODRIGUES PROF.ª SHIRLEY VASCONCELOS LÍNGUA PORTUGUESA 7 ANO ENSINO FUNDAMENTAL PROF.ª SHEILA RODRIGUES PROF.ª SHIRLEY VASCONCELOS CONTEÚDOS E HABILIDADES Unidade IV Ciência- O homem na construção do conhecimento 2 CONTEÚDOS E HABILIDADES

Leia mais

ENSINO FUNDAMENTAL II

ENSINO FUNDAMENTAL II ENSINO FUNDAMENTAL II CONTEÚDO 6 º ANO 1) Produção de texto: Narração. Foco narrativo: narrador-observador. Estrutura do texto narrativo. Elementos narrativos. Uso do diálogo. Paragrafação. 2) Texto: Leitura

Leia mais

ATENÇÃO! Material retirado da Internet, que eu considero de fonte segura e confiável. Os endereços estão no fim de cada assunto. Termos acessórios da oração Apesar de prescindíveis são necessários para

Leia mais

INSTITUTO EDUCACIONAL MANOEL PINHEIRO PROGRAMA DE ATIVIDADES DIAGNÓSTICAS PROCESSO DE ADMISSÃO DE NOVOS ALUNOS 2017

INSTITUTO EDUCACIONAL MANOEL PINHEIRO PROGRAMA DE ATIVIDADES DIAGNÓSTICAS PROCESSO DE ADMISSÃO DE NOVOS ALUNOS 2017 INSTITUTO EDUCACIONAL MANOEL PINHEIRO PROGRAMA DE ATIVIDADES DIAGNÓSTICAS PROCESSO DE ADMISSÃO DE NOVOS ALUNOS 2017 6º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL 1. Leitura e compreensão de diferentes gêneros textuais

Leia mais

Para casa: 1) Responder os exercícios do livro didático pp. 38 a 42 - formação do modo imperativo.

Para casa: 1) Responder os exercícios do livro didático pp. 38 a 42 - formação do modo imperativo. 1) Responder os exercícios do livro didático pp. 38 a 42 - formação do modo imperativo. Análise linguística formação do modo imperativo. Identificar e compreender a formação do modo imperativo do verbo.

Leia mais

Questão 01 Os hobbits

Questão 01 Os hobbits Educador: Angela Régia C. Curricular: Língua Portuguesa Data: / /2013 Estudante: 7º Ano Questão 01 Os hobbits Os hobbits são um povo discreto, mas muito antigo, que já foi mais numeroso do que é hoje.

Leia mais

LÍNGUA PORTUGUESA 9 ANO ENSINO FUNDAMENTAL PROF.ª DINANCI SILVA PROF.ª SHIRLEY VASCONCELOS

LÍNGUA PORTUGUESA 9 ANO ENSINO FUNDAMENTAL PROF.ª DINANCI SILVA PROF.ª SHIRLEY VASCONCELOS LÍNGUA PORTUGUESA 9 ANO ENSINO FUNDAMENTAL PROF.ª DINANCI SILVA PROF.ª SHIRLEY VASCONCELOS CONTEÚDOS E HABILIDADES Unidade II Cultura: a pluralidade na expressão humana. 2 CONTEÚDOS E HABILIDADES Aula

Leia mais

USO DA CRASE. Bruna Camargo

USO DA CRASE. Bruna Camargo USO DA CRASE Bruna Camargo Conceito Fusão entre duas vogais idênticas. A + A = À Justificativa Sua correta utilização é, sobretudo, sinal de competência linguística em regência nominal e verbal, em se

Leia mais

o erro: Vamos retomar o período simples do exemplo anterior e observar a classe gramatical e a função sintática da palavra

o erro: Vamos retomar o período simples do exemplo anterior e observar a classe gramatical e a função sintática da palavra Vamos retomar o período simples do exemplo anterior e observar a classe gramatical e a função sintática da palavra o erro: Neymar não admitiu o erro do juiz. suj VTD função: núcleo do direto classe: substantivo

Leia mais

Extensivo Aula 4 Apostila 1. Classes de Palavras 1: Artigo e Numeral

Extensivo Aula 4 Apostila 1. Classes de Palavras 1: Artigo e Numeral Extensivo Aula 4 Apostila 1 Classes de Palavras 1: Artigo e Numeral As Dez Classes Gramaticais Esquemas 1) Substantivo aula 2 2) Verbo aula 6 Determinantes nominais aula 4 3) Artigo 4) Adjetivo 5) Pronome

Leia mais

Verbo é a palavra variável que:

Verbo é a palavra variável que: 1ª. PARTE pode vir precedida pelos pronomes pessoais retos: eu, tu, ele, ela, nós, vós, eles, elas, que representam as pessoas gramaticais ou pessoas verbais. Verbo é a palavra variável que: muda as terminações

Leia mais

JOSÉ ALMIR FONTELLA DORNELLES

JOSÉ ALMIR FONTELLA DORNELLES JOSÉ ALMIR FONTELLA DORNELLES Edição comemorativa de 20 anos. Revista, ampliada, novos exercícios e questões. 20ª edição Brasília 2014 2014 Vestcon Editora Ltda. Todos os direitos autorais desta obra são

Leia mais

Professor Jailton. www. professorjailton.com.br

Professor Jailton. www. professorjailton.com.br Professor Jailton www. professorjailton.com.br Período Composto por Subordinação Oração Subordinada Substantiva Oração Subordinada Adjetiva Oração Subordinada Adverbial Funções do substantivo Sujeito Objeto

Leia mais

Concordância e Regência Verbais

Concordância e Regência Verbais Concordância e Regência Verbais Enem 15 semanas 1. Para que se respeite a concordância verbal, será preciso corrigir a frase: a) Têm havido dúvidas sobre a capacidade do sistema de saúde cubano. b) Têm

Leia mais

O ESTUDO DAS PALAVRAS

O ESTUDO DAS PALAVRAS Sumário Capítulo 1 O ESTUDO DAS PALAVRAS Lição 1 Fonética...3 1.1. Fonema e letra... 3 1.2. Divisão dos fonemas... 3 1.3. Classificação dos fonemas... 5 1.4. Encontro vocálico... 6 1.5. Encontro consonantal...

Leia mais

VERBO. Flávia Andrade

VERBO. Flávia Andrade VERBO Flávia Andrade DEFINIÇÃO Verbo é a palavra que exprime ação, estado, mudança de estado, fenômeno natural e outros processos, flexionando-se em pessoa, número, modo, tempo e voz. a. Ação: andar, causou,

Leia mais

COLÉGIO ALMIRANTE TAMANDARÉ

COLÉGIO ALMIRANTE TAMANDARÉ Língua Portuguesa: Interpretação de texto. CONTEÚDOS APS 4º BIMESTRE/2016 2º ANO Gramática: Unidade 20 Adjetivo: concordância; Unidade 21 Aumentativo e diminutivo (páginas 190 a 209). Linguagens: A letra

Leia mais

CONCORDÂNCIA VERBAL. Página 192

CONCORDÂNCIA VERBAL. Página 192 CONCORDÂNCIA VERBAL Página 192 CONCORDÂNCIA VERBAL É a concordância do verbo com seu sujeito, em número e pessoa. Regras 1) Sujeito COLETIVO = verbo no singular. Ex.: A multidão invadiu o estádio. 2) Sujeito

Leia mais

Categorias morfossintáticas do verbo

Categorias morfossintáticas do verbo Categorias morfossintáticas do verbo A- Tempo O tempo identifica o momento em que se realiza a ação. Presente: situa a ação no momento da enunciação. Pretérito: situa a ação num momento anterior ao da

Leia mais

INSTITUTO EDUCACIONAL MANOEL PINHEIRO PROGRAMA DE ATIVIDADES DIAGNÓSTICAS PROCESSO DE ADMISSÃO DE NOVOS ALUNOS 2017

INSTITUTO EDUCACIONAL MANOEL PINHEIRO PROGRAMA DE ATIVIDADES DIAGNÓSTICAS PROCESSO DE ADMISSÃO DE NOVOS ALUNOS 2017 INSTITUTO EDUCACIONAL MANOEL PINHEIRO PROGRAMA DE ATIVIDADES DIAGNÓSTICAS PROCESSO DE ADMISSÃO DE NOVOS ALUNOS 2017 1ª SÉRIE DO ENSINO MÉDIO 1. Compreensão de textos diversos: Textos verbais e não verbais;

Leia mais

O ESTUDO DO VOCABULÁRIO

O ESTUDO DO VOCABULÁRIO Sumário Capítulo 1 O ESTUDO DO VOCABULÁRIO Lição 1 Fonética...3 1.1. Fonema e Letra... 3 1.2. Divisão dos Fonemas... 3 1.3. Classificação dos fonemas... 5 1.4. Encontro Vocálico... 7 1.5. Encontro Consonantal...

Leia mais

QUARTA AULA DE GRAMÁTICA - INTERNET. Professora: Sandra Franco

QUARTA AULA DE GRAMÁTICA - INTERNET. Professora: Sandra Franco QUARTA AULA DE GRAMÁTICA - INTERNET Professora: Sandra Franco 1. Predicativos: a)do sujeito; b)do objeto. 2. Predicado: a) verbal; b) nominal; c) verbo-nominal. 3. Resumos. 4. Exercícios. Apesar de não

Leia mais

Exercícios Questões Inéditas Modelo ENEM

Exercícios Questões Inéditas Modelo ENEM Exercícios Questões Inéditas Modelo ENEM 1. Psicologia de um vencido Eu, filho do carbono e do amoníaco, Monstro de escuridão e rutilância, Sofro, desde a epigênese da infância, A influência má dos signos

Leia mais

Durante. Utilize os conteúdos multimídia para ilustrar a matéria de outras formas.

Durante. Utilize os conteúdos multimídia para ilustrar a matéria de outras formas. Olá, Professor! Assim como você, a Geekie também tem a missão de ajudar os alunos a atingir todo seu potencial e a realizar seus sonhos. Para isso, oferecemos recomendações personalizadas de estudo, para

Leia mais

Colégio Diocesano Seridoense Sistema Objetivo de Ensino. Pronome relativo. Prof.ª Caliana Medeiros. Caicó/RN 05/10/2015

Colégio Diocesano Seridoense Sistema Objetivo de Ensino. Pronome relativo. Prof.ª Caliana Medeiros. Caicó/RN 05/10/2015 Colégio Diocesano Seridoense Sistema Objetivo de Ensino Pronome relativo Prof.ª Caliana Medeiros Caicó/RN 05/10/2015 Tente Outra Vez Raul Seixas Veja! Não diga que a canção Está perdida Tenha fé em Deus

Leia mais

Sumário. A língua portuguesa e o ensino gramatical... 1. A língua portuguesa no ensino superior... 3. O novo acordo ortográfico...

Sumário. A língua portuguesa e o ensino gramatical... 1. A língua portuguesa no ensino superior... 3. O novo acordo ortográfico... Sumário I A língua portuguesa e o ensino gramatical... 1 A língua portuguesa no ensino superior... 3 POR QUE ESTUDAR PORTUGUÊS NO ENSINO SUPERIOR... 5 Concepções de gramática... 6 O novo acordo ortográfico...

Leia mais

FUNÇÕES SINTÁTICAS. Funções sintáticas a nível da frase. Profª Maria Rodrigues

FUNÇÕES SINTÁTICAS. Funções sintáticas a nível da frase. Profª Maria Rodrigues FUNÇÕES SINTÁTICAS Funções sintáticas a nível da frase Profª Maria Rodrigues FUNÇÕES SINTÁTICA (ESQUEMA SÍNTESE) Sujeito Complementos: -direto -indireto -oblíquo -Agente da passiva Frase Funções internas

Leia mais

Conjunções Subordinativas

Conjunções Subordinativas Conjunções Subordinativas Conjunções Subordinativas São aquelas que ligam duas orações, sendo uma delas dependente da outra. A oração dependente, introduzida pelas conjunções subordinativas, recebe o nome

Leia mais

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO BOLSÃO 2017 (5º ANO)

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO BOLSÃO 2017 (5º ANO) CONTEÚDO PROGRAMÁTICO BOLSÃO 2017 (5º ANO) Você que se inscreveu no Bolsão do COLÉGIO MARQUES RODRIGUES para cursar o 5º ano do Ensino 5º ANO 1. Interpretação e Compreensão de Textos; 2. Letras e Fonemas;

Leia mais

..AASsrâT" ROSA VIRGÍNIA MATTOS E SILVA. O Português Arcaico. Uma Aproximação. Vol. I Léxico e morfologia

..AASsrâT ROSA VIRGÍNIA MATTOS E SILVA. O Português Arcaico. Uma Aproximação. Vol. I Léxico e morfologia ..AASsrâT" ROSA VIRGÍNIA MATTOS E SILVA O Português Arcaico Uma Aproximação Vol. I Léxico e morfologia Imprensa Nacional-Casa da Moeda Lisboa 2008 ÍNDICE GERAL Abreviaturas, convenções e alfabeto fonético

Leia mais

TUTORIAL 2B. Data: Aluno (a): Equipe de Língua Portuguesa. Língua Portuguesa. Colégio A. LIESSIN Scholem Aleichem NANDA/MARÇO/

TUTORIAL 2B. Data: Aluno (a): Equipe de Língua Portuguesa. Língua Portuguesa. Colégio A. LIESSIN Scholem Aleichem NANDA/MARÇO/ Aluno (a): Série: 3ª TUTORIAL 2B Ensino Médio Data: Turma: Equipe de Língua Portuguesa Língua Portuguesa Colégio A. LIESSIN Scholem Aleichem - 1 - NANDA/MARÇO/2014-262 ] Colégio A. LIESSIN Scholem Aleichem

Leia mais

M O R F O L O G I A P R O N O M E S R E L A T I V O S

M O R F O L O G I A P R O N O M E S R E L A T I V O S P R O N O M E S R E L A T I V O S PRONOMES RELATIVOS: São pronomes que retomam um substantivo (ou outro pronome) anterior a eles, substituindo-o no início da oração seguinte. CARACTERÍSTICAS: Os pronomes

Leia mais

LINGUAGENS, CÓDIGOS E SUAS TECNOLOGIAS

LINGUAGENS, CÓDIGOS E SUAS TECNOLOGIAS LINGUAGENS, CÓDIGOS E SUAS TECNOLOGIAS GRAMÁTICA - Prof. CARLA CAMPOS De sonhos e conquistas Aluno (a): MORFOLOGIA CLASSE GRAMATICAL SUBSTANTIVO: é o que dá nome a todos os seres: vivos, inanimados, racionais,

Leia mais

ORDEM DIRETA DE ORAÇÕES E PERÍODOS E OS USOS DA VÍRGULA

ORDEM DIRETA DE ORAÇÕES E PERÍODOS E OS USOS DA VÍRGULA ORDEM DIRETA DE ORAÇÕES E PERÍODOS E OS USOS DA VÍRGULA O que é a ordem direta da oração Em língua portuguesa, na maioria das vezes, as orações são estruturadas na seguinte sequência: OU sujeito + verbo

Leia mais

CAPÍTULO 01 - INTERPRETAÇÃO DE TEXTO TIPOS DE TEXTO GÊNERO DE TEXTO TIPOS DE DISCURSO... 21

CAPÍTULO 01 - INTERPRETAÇÃO DE TEXTO TIPOS DE TEXTO GÊNERO DE TEXTO TIPOS DE DISCURSO... 21 sumário CAPÍTULO 01 - INTERPRETAÇÃO DE TEXTO...14 1.1.TIPOS DE TEXTO... 15 1.2.GÊNERO DE TEXTO... 20 1.3.TIPOS DE DISCURSO... 21 1.3.1. DISCURSO DIRETO... 22 1.3.2. DISCURSO INDIRETO... 22 1.3.3. DISCURSO

Leia mais

Profª. Raquel Freitas Sampaio

Profª. Raquel Freitas Sampaio LÍNGUA PORTUGUESA GRAMÁTICA PONTUAÇÃO Profª. Raquel Freitas Sampaio 1 TIPOS DE PONTUAÇÃO Sinais que indicam que a frase não foi concluída: a vírgula (,) o ponto e vírgula (;) o travessão ( ) os dois pontos

Leia mais

Pra começo de conversa... ORAÇÃO PERÍODO

Pra começo de conversa... ORAÇÃO PERÍODO Orações Coordenadas Pra começo de conversa... FRASE ORAÇÃO PERÍODO FRASE Enunciado com sentido completo... Socorro! Socorro! Silêncio! A aula da professora Marisa é maravilhosa. Nós adoramos Gramática.

Leia mais

Resoluções de Exercícios

Resoluções de Exercícios Resoluções de Exercícios 01 Compreensão da Ideia Central do Texto; o Estudo do Verbo: Conceito, Conjugação e Estrutura 01 1 a conjugação preciso, ficar, aguarde, treinar etc. 2 a conjugação deve, ser,

Leia mais

QUESTÃO SOBRE INTERPRETAÇÃO DE TEXTO

QUESTÃO SOBRE INTERPRETAÇÃO DE TEXTO COMENTÁRIOS À PROVA DE LÍNGUA PORTUGUESA E À QUESTÃO 38 DO CONCURSO PARA ASSISTENTE EM ADMINISTRAÇÃO DA UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL UFRGS CERTAME REALIZADO NO DIA 21 DE JUNHO DE 2015 QUESTÃO

Leia mais

Ensino Fundamental 5º Ano. Português. Matemática

Ensino Fundamental 5º Ano. Português. Matemática Conteúdo Programático Você que se inscreveu no Bolsão do Colégio Futuro VIP Brás de Pina pode conferir aqui o programa do concurso de bolsas de estudo. Fique atento ao conteúdo específico da série que

Leia mais

Língua Portuguesa. (Adaptado de "O Estado de São Paulo", 22/08/93)

Língua Portuguesa. (Adaptado de O Estado de São Paulo, 22/08/93) Lista de Exercícios Pré Universitário Uni-Anhanguera Aluno(a): Nº. Professor: Patrícia Série: 2º Ano Disciplina: Português Data da prova: 1.Leia com atenção o enunciado: Língua Portuguesa "A Polícia Federal

Leia mais

CRONOGRAMA 2ª SÉRIE/2014 Língua Portuguesa Gramática AURÉLIA PEDRONI NASCIMENTO E CESAR AUGUSTUS VISINTIN S. LISBOA

CRONOGRAMA 2ª SÉRIE/2014 Língua Portuguesa Gramática AURÉLIA PEDRONI NASCIMENTO E CESAR AUGUSTUS VISINTIN S. LISBOA CRONOGRAMA 2ª SÉRIE/2014 Língua Portuguesa Gramática AURÉLIA PEDRONI NASCIMENTO E CESAR AUGUSTUS VISINTIN S. LISBOA PRIMEIRO TRIMESTRE: 05/02 a 21/05 ( 73 DIAS LETIVOS ) Primeira semana 05/02 a 07/02 Aula

Leia mais

Usa-se ainda, neste caso, sujeito antes do verbo ou a palavra interrogativa no fim da oração: De quem você falava? Ele comprou o quê?

Usa-se ainda, neste caso, sujeito antes do verbo ou a palavra interrogativa no fim da oração: De quem você falava? Ele comprou o quê? Usa-se ainda, neste caso, sujeito antes do verbo ou a palavra interrogativa no fim da oração: De quem você falava? Ele comprou o quê? 7. ) Nas orações exclamativas, de sentido optativo ou não, é frequente

Leia mais

Noções de Morfossintaxe

Noções de Morfossintaxe Noções de Morfossintaxe Orações Substantivas É introduzida pelas conjunções QUE ou SE Aprenda a analisar a oração principal Oração Completiva Nominal Há a orientação de que Há a esperança de que Há o estudo

Leia mais

LÍNGUA PORTUGUESA 9 ANO ENSINO FUNDAMENTAL PROF.ª DINANCI SILVA PROFª. SHIRLEY VASCONCELOS

LÍNGUA PORTUGUESA 9 ANO ENSINO FUNDAMENTAL PROF.ª DINANCI SILVA PROFª. SHIRLEY VASCONCELOS LÍNGUA PORTUGUESA 9 ANO ENSINO FUNDAMENTAL PROF.ª DINANCI SILVA PROFª. SHIRLEY VASCONCELOS CONTEÚDOS E HABILIDADES Unidade I Tecnologia: corpo, movimento e linguagem na era da informação. 2 CONTEÚDOS E

Leia mais

Conheça também nossa loja:

Conheça também nossa loja: O curso Agora Vou Aprender lhe dá todo suporte para que você aprenda bastante em nosso curso online. Caso tenha dúvidas, conte com o apoio do Professor Leo pelo email cursodoprofleo@gmail.com ou pelo Whatsapp

Leia mais

PERÍODO COMPOSTO POR SUBORDINAÇÃO ORAÇÕES ADVERBIAIS

PERÍODO COMPOSTO POR SUBORDINAÇÃO ORAÇÕES ADVERBIAIS LINGUAGENS GRAMÁTTICA: PERÍODO COMPOSTO POR SUBORDINAÇÃO ORAÇÕES ADVERBIAIS PROF.º PAULO SCARDUA APOSTILA 3: CAPÍTULO 11 DEFINIÇÃO Uma oração subordinada adverbial é aquela que exerce a função de adjunto

Leia mais

PERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO

PERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO PERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO O período composto por coordenação é constituído por orações coordenadas. Chamamos oração coordenada por não exercer nenhuma função sintática em outra oração, daí ser chamada

Leia mais

PORTUGUÊS IBFC. Professor Marco Antonio Macarrão

PORTUGUÊS IBFC. Professor Marco Antonio Macarrão PORTUGUÊS IBFC Professor Marco Antonio Macarrão QUESTÃO 01: IBFC COMLURB MÉDIO 2016 Leia o texto abaixo e identifique qual das alternativas apresenta correta aplicação de crase, seguindo a mesma lógica

Leia mais

Revisão sujeito e predicado. Prof.ª Lucimar

Revisão sujeito e predicado. Prof.ª Lucimar Revisão sujeito e predicado Prof.ª Lucimar Tipos de sujeito Sujeito Simples: possui apenas um núcleo e este vem escrito. Exemplos: - Deus é perfeito! Sujeito simples Deus Núcleo do sujeito simples Deus

Leia mais

Sintaxe do período composto

Sintaxe do período composto Lição 9 Sintaxe do período composto Estudo do Período Na lição 8, fizemos uma análise interna da oração. Examinamos os termos essenciais, os integrantes e os acessórios e, para isso, utilizamos exemplos

Leia mais

Assuntos Muito Importantes Para as Provas IBFC

Assuntos Muito Importantes Para as Provas IBFC Assuntos Muito Importantes Para as Provas IBFC O texto apresenta uma estrutura cujo o processo de composição predominante é o narrativo. Todos os elementos abaixo são característicos desse tipo de texto,

Leia mais

ARTIGO. PROFESSORES: Karen(PUXA-SAKÚ) CARLOS(HOBBIT) MONITOR: leonardo(du-contra)

ARTIGO. PROFESSORES: Karen(PUXA-SAKÚ) CARLOS(HOBBIT) MONITOR: leonardo(du-contra) ARTIGO PROFESSORES: Karen(PUXA-SAKÚ) CARLOS(HOBBIT) MONITOR: leonardo(du-contra) ARTIGO Artigo é a palavra que precede o substantivo, servindo para classificá-lo quanto ao gênero e ao número. O artigo

Leia mais