Internet I. Unidade 1 Introdução à Web. QI ESCOLAS E FACULDADES Curso Técnico em Informática

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Internet I. Unidade 1 Introdução à Web. QI ESCOLAS E FACULDADES Curso Técnico em Informática"

Transcrição

1 Internet I Unidade 1 Introdução à Web Curso Técnico em Informática

2 SUMÁRIO WEB INTRODUÇÃO À WEB Arquiteturas básicas da Web PROTOCOLOS HTTP Hypertext Transfer Protocol HTTPS Hypertext Transfer Protocol Secure FTP File Transfer Protocol DNS Domínios SERVIÇOS WEB Mapas Busca Blogs Fóruns W3C HTML HTML Estrutura básica DOCTYPE Seção head Seção body Tags e atributos Tags Atributos WEB STANDARDS Código HTML válido Código semanticamente correto Separação dos códigos de conteúdo, apresentação e interatividade Acessibilidade e Compatibilidade REFERÊNCIAS

3 WEB 1 INTRODUÇÃO À WEB A proposta inicial de um espaço para o gerenciamento de informações foi feita por Tim Beners-Lee em meados de 1989, na tentativa de resolver o problema da perda de informações sobre as pesquisas desenvolvidas no CERN (European Organization for Nuclear Research). A solução proposta era um sistema de hypertexto distribuído. O funcionamento básico desse sistema seria através de nodos e links. Os nodos poderiam ser uma pequena nota, o resumo de um artigo ou um comentário, podendo conter texto, gráficos ou ambos. E os links seriam as ligações entre dois nodos, relacionando as informações de acordo com a necessidade. A evolução desse modelo deu origem ao que se conhece como Internet ou Web, um espaço de informações em que cada recurso (nodo) possui um identificador global, chamado de URI (Uniform Resource Identifier), segundo o W3C Technical Architecture Group (2004). Quando um URI é digitado em um navegador de Internet, ocorre o seguinte: 1. O navegador identifica que foi digitado um URI. 2. O navegador executa uma requisição para obter o recurso. 3. O servidor do recurso responde com as informações. 4. O navegador interpreta a resposta recebida. 5. O navegador mostra a informação recebida na forma de uma página. A Figura 1 ilustra as etapas descritas acima. Figura 1 Busca de um recurso na Web 3

4 1.1 Arquiteturas básicas da Web As três arquiteturas básicas da Web são: Identificação: URIs utilizadas para identificar recursos. Interação: Agentes Web se comunicam utilizando protocolos padronizados que possibilitam a interação através da troca de mensagens, que seguem uma sintaxe e uma semântica definidas. Formatos: Os recursos são representados por dados e metadados codificados em um formato conhecido pelos protocolos que os transmitem. A Figura 2 mostra a relação entre identificador, recurso e representação. Figura 2 Recurso Web, seu identificador e representação 2 PROTOCOLOS Protocolos podem ser entendidos como regras de comunicação entre agentes Web, ou seja, é um tipo de acordo sobre a troca de informações em um sistema distribuído. De acordo com Holzmann (1991), os protocolos: Definem um formato preciso para mensagens válidas como, por exemplo, os pontos e traços que constituem o código Morse (uma sintaxe). Definem as regras processuais para a troca de dados (uma gramática). E definem um vocabulário de mensagens válidas que podem ser trocadas, com o seu significado (uma semântica). Os principais protocolos da Internet são: o HTTP, o HTTPS e o FTP. 4

5 2.1 HTTP Hypertext Transfer Protocol O HTTP, Protocolo de Transferência de Hypertexto, segundo Fielding (1999), é um protocolo para sistemas de informação distribuídos e colaborativos. O seu principal uso é a transferência de textos Web entre agentes em uma rede, e ele está em uso desde O HTTP permite um conjunto de métodos e cabeçalhos que indicam o propósito de uma requisição. Ele é considerado o principal protocolo da Internet, e funciona com um sistema de requisição/resposta. Ao utilizar o protocolo HTTP, o cliente envia uma requisição ao servidor na forma de um método de requisição, o URI, e a versão do protocolo. O servidor, por sua vez, responde com uma linha de status e um código de erro ou sucesso. 2.2 HTTPS Hypertext Transfer Protocol Secure O HTTPS, Protocolo Seguro de Transferência de Hypertexto, é uma implementação do protocolo HTTP, com uma camada de segurança, utilizando o protocolo SSL (Secure Sockets Layer). Essa camada adicional cria um túnel nas requisições e respostas entre cliente e servidor, criptografando a informação transmitida e verificando a autenticidade das duas partes através de certificados digitais válidos. O texto ou https:// encontrado nos links faz relação exatamente a esses dois diferentes protocolos. 2.3 FTP File Transfer Protocol O FTP, Protocolo de Transferência de Arquivos, foi criado, de acordo com o W3C, para promover o compartilhamento de arquivos, programas e dados entre computadores, realizando a transferência de forma legível e eficiente e permitindo a conveniente utilização das capacidades de armazenamento de arquivos remotos. Apesar de poder ser utilizado diretamente pelo usuário em um terminal, o FTP foi desenhado pincipalmente para ser usado com um programa. O FileZilla, por exemplo, é um programa que utiliza o protocolo FTP. 5

6 3 DNS DNS é a sigla para Domain Name System, Sistema de Nomes de Domínios. Segundo Mockapetris (1987), o DNS é uma base de dados distribuída utilizada na resolução de nomes de domínios em endereços IP e vice-versa. Endereço IP (Internet Protocol) é a identificação de um dispositivo em uma rede local ou pública, seja um computador, uma impressora, ou outro periférico. É por meio dele que as máquinas se comunicam na Internet. (IANA, 2014) Como os computadores em uma rede recebem endereços numéricos, o acesso entre um agente e outro se dá através desses endereços. No entanto, para os usuários que navegam na Internet, os sites estão disponíveis através de nomes de domínios, como google.com, por exemplo. É trabalho do DNS traduzir esse nome em um endereço IP para que a máquina do cliente consiga acessar o servidor. A Figura 4 ilustra uma requisição sendo feita ao DNS com um nome de domínio, e a resposta recebida dele com o endereço IP procurado. Figura 3 Exemplo de requisição ao DNS Utilizando o endereço IP diretamente no navegador, a mesma página será aberta, sem a necessidade de consultar o serviço de DNS. 3.1 Domínios Domínios são todos os nomes registrados na base de dados do DNS e que, portanto, recebem um endereço IP e passam a estar disponíveis na Internet. Todos os endereços de sites existentes são domínios registrados no DNS, como google.com, microsoft.com, qi.edu.br, brasil.org, por exemplo. No Brasil, o serviço de registro de novos domínios é o Registro.br, disponível em sob a coordenação do CGI (Comitê Gestor da Internet no Brasil). O CGI coordena e integra as iniciativas de serviços de Internet no Brasil. Ele é responsável, por exemplo, pela atribuição de endereços IP, pelo desenvolvimento de diretrizes estratégicas para a Internet nacional, entre outras funções. 6

7 4 SERVIÇOS WEB Serviços Web são sites ou sistemas disponíveis na Internet que fornecem qualquer tipo de ferramenta para os usuários. Esses serviços podem ser de s, de mapas, de tradução, de educação, blogs, fóruns, serviços para o cidadão, etc Serviços Web de são sites que gerenciam o envio e o recebimento de e- mails, geralmente oferecendo uma lista de contatos, a aplicação de filtros nas mensagens e diversas outras funcionalidades. Gmail, Yahoo! Mail e Outlook.com são alguns dos serviços de mais conhecidos da Internet. 4.2 Mapas Os serviços de mapa na Internet fornecem ferramentas de busca por endereços e de visualização de pontos num mapa utilizando geolocalização. Também é possível traçar a rota entre endereços de origem e destino, entre outras informações das cidades, como lojas, restaurantes, estações de trem e assim por diante. Os principais serviços de mapa disponíveis hoje são o Google Maps e o Bing Maps. 4.3 Busca Outro serviço amplamente utilizado são os oferecidos pelos sites google.com e bing.com, por exemplo. Neles, o usuário pode realizar buscas na Internet utilizando termos de seu interesse. Esses serviços são tão populares que, nos Estados Unidos, foi criado o termo googlar para o ato de fazer uma busca na Internet. 4.4 Blogs Blogs são sites que agrupam uma série de postagens, numa espécie de revista online com diversos artigos. Alguns serviços, como o Blogger e o Wordpress, permitem a qualquer usuário criar um novo blog, definindo o nome, um tema personalizado, o estilo de cores, imagens e tudo o que compõe esse tipo de página. Os blogs se tornaram muito populares nos últimos anos, e grandes empresas possuem também seu próprio blog para publicar novidades de negócio, produtos, e assuntos diversos. 7

8 4.5 Fóruns Serviços de fórum são páginas especializadas em resolução de problemas e compartilhamento de conhecimentos sobre determinados assuntos. Em geral, algum membro posta uma dúvida ou um assunto desejado e os demais membros podem responder àquele tópico com a solução para o problema ou dando seguimento no assunto inicial. O Stack Overflow, por exemplo, é um dos fóruns mais conhecidos sobre dúvidas da área de informática. 5 W3C W3C é a sigla do World Wide Web Consortium, ou o Consórcio WWW. O W3C é uma comunidade internacional que desenvolve padrões com o objetivo de garantir o crescimento da Web. A missão do W3C é, segundo o próprio site da organização, conduzir a Web ao seu potencial máximo, desenvolvendo protocolos e diretrizes que garantam o seu crescimento em longo prazo. O W3C não é uma companhia, mas sim um consórcio, ou seja, diversas empresas de tecnologia participam desse grupo, discutindo os rumos da Internet no futuro. E cada nova proposta de protocolo, linguagem ou diretriz, passa por um criterioso processo de avaliação em comitês formados por profissionais de grandes empresas, como Google, Microsoft, Amazon e Yahoo!, por exemplo. Atualmente, o W3C é liderado pelo inventor da Web, Tim Beners-Lee. 6 HTML HTML é a sigla de Hypertext Markup Language, ou Linguagem de marcação de hypertexto. É a linguagem utilizada para descrever a estrutura de páginas Web, utilizando marcação. Os elementos da linguagem descrevem porções de conteúdo, como parágrafos, listas, tabelas, links e assim por diante. Cada elemento HTML é marcado utilizando tags, e a maioria possui também uma tag de fechamento. Exemplo: <p>esse é um parágrafo em HTML.</p> Utilizando HTML, é possível: 8

9 Publicar documentos online com títulos, textos, tabelas, listas, fotos, etc. Obter informações online com um clique através de hyperlinks. Desenhar formulários para a realização de transações com servidores. Incluir planilhas, vídeos, sons e outras aplicações no documento. A atual versão da linguagem é o HTML5, que promoveu uma série de melhorias em relação à versão anterior, O W3C é a entidade responsável pela criação e atualização do HTML. 6.1 HTML5 O HTML5 foi especialmente desenhado para o desenvolvimento de conteúdos ricos sem a necessidade de plug-ins adicionais. A versão atual possui tudo de animações a gráficos, música a vídeos, e também pode ser utilizada para construir aplicações complexas. Além disso, ele é cross-platform, desenhado para funcionar em PCs, tablets, smart-phones e smart-tvs. Figura 4 Logo do HTML5 Fonte: Algumas novas regras foram definidas para o HTML5, como: Novas funcionalidades devem ser baseadas em HTML, CSS e Javascript. A necessidade de plug-ins adicionais, como Flash, deve ser reduzida. O controle de erros deve ser mais fácil que nas versões anteriores. Javascript tem que ser substituído por mais marcação. HTML5 deve ser independente de dispositivo. O processo de desenvolvimento deve estar visível ao público. 9

10 6.2 Estrutura básica A estrutura básica de um documento HTML é bastante simples, como mostrado: <!DOCTYPE html> <html> <head> <meta charset="utf-8"> <title>título do Documento</title> </head> <body> Conteúdo do documento... </body> </html> Detalhando o código acima, temos algumas seções importantes, que podem ser definidas como as tags estruturais de uma página DOCTYPE O <!DOCTYPE> é uma declaração que auxilia o navegador a mostrar a página corretamente. Como há vários documentos diferentes na Web, o navegador só consegue apresentar uma página HTML de maneira correta se souber o tipo e a versão utilizados. As declarações de <!DOCTYPE> mais comuns são: HTML5 <!DOCTYPE html> HTML 4.01 <!DOCTYPE HTML PUBLIC "-//W3C//DTD HTML 4.01 Transitional//EN" "http://www.w3.org/tr/html4/loose.dtd"> XHTML 1.0 <!DOCTYPE html PUBLIC "-//W3C//DTD XHTML 1.0 Transitional//EN" "http://www.w3.org/tr/xhtml1/dtd/xhtml1-transitional.dtd"> Seção head O elemento <head> é um agrupador para todos os elementos de cabeçalho. Os elementos dentro de <head> podem incluir scripts, links para folhas de estilos, metainformações da página, entre outros. Os elementos dentro da seção <head> não são mostrados na página, eles apenas descrevem alguma característica do documento ou fazem referência a arquivos externos. 10

11 6.2.3 Seção body Diferentemente da <head>, a seção definida pelo elemento <body> corresponde a todo o conteúdo visível da página (corpo), ou seja, os demais elementos que compõem a página como os parágrafos, links, listas, imagens, tabelas, etc devem ficar dentro da seção <body>. 6.3 Tags e atributos Tags As tags HTML são palavras-chave escritas entre os sinais de < e >. Elas definem um elemento e, normalmente, vêm em pares como, por exemplo, <p> e </p>. A primeira tag é a inicial e a segunda é a final. A tag final é escrita como a inicial, com uma barra (/) antes do nome da tag. Elas também podem ser chamadas de tag de abertura e tag de fechamento, respectivamente. Exemplo: <p>parágrafo</p> Há, ainda, algumas tags que não possuem tag de fechamento, ou seja, elas são chamadas de tags autocontidas, ou elementos vazios. É o caso dos elementos <br> e <input>, por exemplo. <br> <input type= text name= cidade > Atributos Os atributos fornecem informações adicionais sobre os elementos HTML. Eles são sempre especificados na tag inicial, e vêm em pares de nome/valor como, por exemplo, name= value. As tags possuem alguns atributos genéricos e outros específicos. Os atributos são escritos dentro da tag, separados por espaço e seu valor sempre deve estar entre aspas. Exemplo: <p class= big >Parágrafo grande</p> <input type= text name= nomecompleto > No exemplo acima, temos um elemento <p> com o atributo class de valor big, e um elemento <input> com um atributo type de valor text e outro atributo name de valor nomecompleto. A função desses elementos e atributos será detalhada nas próximas aulas. 11

12 7 WEB STANDARDS Os Web Standards, ou Padrões Web, são recomendações desenvolvidas pelo W3C com o intuito de padronizar a criação de páginas na Internet. Elas contemplam diversas boas práticas que, segundo Maujor (2011), são cruciais para o desenvolvimento de sites originalmente bons. As três áreas seguintes são especialmente importantes: Código HTML válido Código semanticamente correto Separação de conteúdo (HTML), apresentação (CSS) e interatividade (JS) É importante salientar que os Web Standards são recomendações, isso quer dizer que não há regras que regulam a Web. 7.1 Código HTML válido Significa que o código da página Web está escrito de acordo com o tipo que foi escolhido para o documento, como HTML5, por exemplo. O código válido, no entanto, não assegura a apresentação uniforme da página em todos os navegadores disponíveis, para isso usa-se o CSS. O W3C disponibiliza uma ferramenta online de validação de código, disponível em e mostrada na Figura Código semanticamente correto Figura 5 Tela do validador de código do W3C Fonte: Autor Cada porção que constitui uma página Web deve ser marcada com um elemento de código de acordo com um significado apropriado, valor e propósito. Em resumo, para se escrever um código semanticamente correto, é preciso utilizar o elemento de marcação apropriado ao contexto, por exemplo: elementos cabeçalho 12

13 (<h1>...<h6>) para diferentes tipos de cabeçalho; elementos parágrafo (<p>) para marcar parágrafos; e elementos lista (<ul>) para qualquer tipo de lista; etc. <!-- Lista semanticamente correta --> <ul> <li>primeiro item</li> <li>segundo item</li> <li>terceiro item</li> </ul> <!-- Lista semanticamente incorreta --> * Primeiro item * Segundo item * Terceiro item Pode parecer óbvia a utilização dos elementos corretos, mas é comum acontecerem enganos na codificação que prejudicam a semântica das páginas, por isso, os Web Standards são muito importantes. 7.3 Separação dos códigos de conteúdo, apresentação e interatividade Os Web Standards descrevem que cada código tem o seu propósito e, por isso, devem ficar separados. As principais vantagens da separação dos códigos seriam: Desempenho: arquivos.js e.css ficam salvos no cache do navegador. Visão geral: cada código sem seu lugar, facilitando a busca. Uso do código: reaproveitamento de código usando referências. Manutenção: organização geral do projeto. 7.4 Acessibilidade e Compatibilidade Os conceitos de acessibilidade e compatibilidade não são Web Standards, propriamente ditos, mas estão ligados diretamente a eles. Isto, pois, segundo W3C, sites construídos seguindo os padrões Web estarão desenvolvidos numa via segura e sólida para garantir a acessibilidade, sem a necessidade de uma carga extra de trabalho. Sobre acessibilidade, o W3C possui duas recomendações: O site deve ser perfeitamente utilizável sem as formatações CSS. O site não deve ser dependente de Javascript para o seu funcionamento. Já o conceito de compatibilidade refere-se à apresentação das páginas nos diversos navegadores existentes. No entanto, um site pode ser desenvolvido utilizando todos os Web Standards e mesmo assim não ter uma apresentação compatível em todos os ambientes, pois cada programa utiliza um motor de processamento HTML diferente. 13

14 REFERÊNCIAS FIELDING, et al. Hypertext Transfer Protocol HTTP/1.1. Disponível em: Acesso em: março/2014. HOLZMANN, Gerard J. Design and Validation of Computer Protocols. EUA: Prentice Hall, IANA. Internet Assigned Numbers Authority. Disponível em: Acesso em: abril/2014. MAUJOR. O que são Web Standards. Disponível em: Acesso em: abril/2014. MOCKAPETRIS, P. RFC 1034 Domain Names Concepts and Facilities. Disponível em: Acesso em: março/2014. W3C. About W3C Standards. Disponível em: Acesso em: abril/2014. W3C. HTML & CSS. Disponível em: Acesso em: abril/2014. W3C. RFC959: FTP: Overview. Disponível em: Acesso em: março/2014. W3C TECHNICAL ARCHITECTURE GROUP. Architecture of the World Wide Web, Volume One. Disponível em: Acesso em: março/2014. W3Schools. HTML5 Introduction. Disponível em: Acesso em: abril/

Domínios. Domínios Mundiais Usado para atividades comerciais. Usado em instituições sem fins lucrativos. Usado para nomes pessoais.

Domínios. Domínios Mundiais Usado para atividades comerciais. Usado em instituições sem fins lucrativos. Usado para nomes pessoais. Aula 01 Domínios Domínios são todos os nomes registrados na base de dados do DNS e que, portanto, recebem um endereço IP e passam a estar disponíveis na Internet. Todos os endereços de sites existentes

Leia mais

CONCEITOS BÁSICOS DE INTERNET. Disciplina: INFORMÁTICA 1º Semestre Prof. AFONSO MADEIRA

CONCEITOS BÁSICOS DE INTERNET. Disciplina: INFORMÁTICA 1º Semestre Prof. AFONSO MADEIRA CONCEITOS BÁSICOS DE INTERNET Disciplina: INFORMÁTICA 1º Semestre Prof. AFONSO MADEIRA conceito inicial Amplo sistema de comunicação Conecta muitas redes de computadores Apresenta-se de várias formas Provê

Leia mais

Afinal o que é HTML?

Afinal o que é HTML? Aluno : Jakson Nunes Tavares Gestão e tecnologia da informacão Afinal o que é HTML? HTML é a sigla de HyperText Markup Language, expressão inglesa que significa "Linguagem de Marcação de Hipertexto". Consiste

Leia mais

Autoria Web Apresentação e Visão Geral sobre a Web

Autoria Web Apresentação e Visão Geral sobre a Web Apresentação e Visão Geral sobre a Web Apresentação Thiago Miranda Email: mirandathiago@gmail.com Site: www.thiagomiranda.net Objetivos da Disciplina Conhecer os limites de atuação profissional em Web

Leia mais

Aplicativos para Internet Aula 01

Aplicativos para Internet Aula 01 Aplicativos para Internet Aula 01 Arquitetura cliente/servidor Introdução ao HTML, CSS e JavaScript Prof. Erika Miranda Universidade de Mogi das Cruzes Uso da Internet http://www.ibope.com.br/pt-br/noticias/paginas/world-wide-web-ou-www-completa-22-anos-nesta-terca-feira.aspx

Leia mais

PRnet/2013. Linguagem de Programação Web

PRnet/2013. Linguagem de Programação Web Linguagem de Programação Web Linguagem de Programação Web Prnet/2013 Linguagem de Programação Web» Programas navegadores» Tipos de URL» Protocolos: HTTP, TCP/IP» Hipertextos (páginas WEB)» HTML, XHTML»

Leia mais

INTRODUÇÃO AO DESENVOLVIMENTO WEB. PROFª. M.Sc. JULIANA H Q BENACCHIO

INTRODUÇÃO AO DESENVOLVIMENTO WEB. PROFª. M.Sc. JULIANA H Q BENACCHIO INTRODUÇÃO AO DESENVOLVIMENTO WEB PROFª. M.Sc. JULIANA H Q BENACCHIO Internet Internet é o conjunto de diversas redes de computadores que se comunicam entre si Internet não é sinônimo de WWW (World Wide

Leia mais

XHTML 1.0 DTDs e Validação

XHTML 1.0 DTDs e Validação XHTML 1.0 DTDs e Validação PRnet/2012 Ferramentas para Web Design 1 HTML 4.0 X XHTML 1.0 Quais são os três principais componentes ou instrumentos mais utilizados na internet? PRnet/2012 Ferramentas para

Leia mais

Programação para a Web - I. José Humberto da Silva Soares

Programação para a Web - I. José Humberto da Silva Soares Programação para a Web - I José Humberto da Silva Soares Fundamentos de Internet Rede Mundial de Computadores; Fornece serviços, arquivos e informações; Os computadores que têm os recursos são chamados

Leia mais

História e Evolução da Web. Aécio Costa

História e Evolução da Web. Aécio Costa Aécio Costa A História da Web O que estamos estudando? Período em anos que a tecnologia demorou para atingir 50 milhões de usuários 3 As dez tecnologias mais promissoras 4 A evolução da Web Web 1.0- Passado

Leia mais

Web Design. Prof. Felippe

Web Design. Prof. Felippe Web Design Prof. Felippe 2015 Sobre a disciplina Fornecer ao aluno subsídios para o projeto e desenvolvimento de interfaces de sistemas Web eficientes, amigáveis e intuitivas. Conceitos fundamentais sobre

Leia mais

Aula 01: Apresentação da Disciplina e Introdução a Conceitos Relacionados a Internet e WEB

Aula 01: Apresentação da Disciplina e Introdução a Conceitos Relacionados a Internet e WEB Aula 01: Apresentação da Disciplina e Introdução a Conceitos Relacionados a Internet e WEB Regilan Meira Silva Professor de Informática do Campus Ilhéus Formação em Ciência da Computação com Especialização

Leia mais

Tecnologias da Internet (T) Avaliação de Frequência (v1) 60 minutos * 09.05.2012

Tecnologias da Internet (T) Avaliação de Frequência (v1) 60 minutos * 09.05.2012 1 Este é o seu teste de avaliação de frequência. Leia as perguntas com atenção antes de responder e tenha atenção que algumas perguntas podem ter alíneas de resposta em páginas diferentes. Escreva as suas

Leia mais

Internet. O que é a Internet?

Internet. O que é a Internet? O que é a Internet? É uma rede de redes de computadores, em escala mundial, que permite aos seus utilizadores partilharem e trocarem informação. A Internet surgiu em 1969 como uma rede de computadores

Leia mais

Guia de Consulta Rápida HTTP. Décio Jr. Novatec Editora. www.novateceditora.com.br

Guia de Consulta Rápida HTTP. Décio Jr. Novatec Editora. www.novateceditora.com.br Guia de Consulta Rápida HTTP Décio Jr. Novatec Editora www.novateceditora.com.br Guia de Consulta Rápida HTTP de Décio Jr. Copyright 2001 da Novatec Editora Ltda. Todos os direitos reservados. É proibida

Leia mais

Introdução ao Desenvolvimento e Design de Websites

Introdução ao Desenvolvimento e Design de Websites Introdução ao Desenvolvimento e Design de Websites Prof.: Salustiano Rodrigues de Oliveira Email: saluorodrigues@gmail.com Site: www.profsalu.wordpress.com Introdução ao Desenvolvimento e Design de Websites

Leia mais

Aula 1 Desenvolvimento Web. Curso: Técnico em Informática / 2º módulo Disciplina: Desenvolvimento Web Professora: Luciana Balieiro Cosme

Aula 1 Desenvolvimento Web. Curso: Técnico em Informática / 2º módulo Disciplina: Desenvolvimento Web Professora: Luciana Balieiro Cosme Aula 1 Desenvolvimento Web Curso: Técnico em Informática / 2º módulo Disciplina: Desenvolvimento Web Professora: Luciana Balieiro Cosme Plano de Aula Ementa Avaliação Ementa Noções sobre Internet. HTML

Leia mais

UFG - Instituto de Informática

UFG - Instituto de Informática UFG - Instituto de Informática Especialização em Desenvolvimento de Aplicações Web com Interfaces Ricas EJB 3.0 Prof.: Fabrízzio A A M N Soares professor.fabrizzio@gmail.com Aula 13 Web Services Web Services

Leia mais

Curso Superior de Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas Prof. Felippe Scheidt IFPR Campus Foz do Iguaçu 2014/2

Curso Superior de Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas Prof. Felippe Scheidt IFPR Campus Foz do Iguaçu 2014/2 Curso Superior de Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas Prof. Felippe Scheidt IFPR Campus Foz do Iguaçu 2014/2 Objetivo. O objetivo da disciplina é conhecer os princípios da programação de

Leia mais

Desenvolvimento em Ambiente Web. HTML - Introdução

Desenvolvimento em Ambiente Web. HTML - Introdução Desenvolvimento em Ambiente Web HTML - Introdução O que é HTML? HTML é uma linguagem para descrever a estrutura de uma página WEB. Ela permite: Publicar documentos online com cabeçalhos, texto, tabelas,

Leia mais

DWEB. Design para Web. Fundamentos Web I. Curso Superior de Tecnologia em Design Gráfico

DWEB. Design para Web. Fundamentos Web I. Curso Superior de Tecnologia em Design Gráfico DWEB Design para Web Curso Superior de Tecnologia em Design Gráfico Fundamentos Web I E não vos conformeis com este século, mas transformai-vos pela renovação da vossa mente, para que experimenteis qual

Leia mais

Sumário. HTML CSS JQuery Referências IHC AULA 6 5-09-2011 1

Sumário. HTML CSS JQuery Referências IHC AULA 6 5-09-2011 1 Sumário HTML CSS JQuery Referências IHC AULA 6 5-09-2011 1 Linguagem HTML HTML é a abreviação de HyperText Markup Language, que pode ser traduzido como Linguagem de Marcação de Hipertexto. Não é uma linguagem

Leia mais

Tecnologias Web. Lista de Exercícios AV02. Luiz Leão luizleao@gmail.com http://www.luizleao.com

Tecnologias Web. Lista de Exercícios AV02. Luiz Leão luizleao@gmail.com http://www.luizleao.com Luiz Leão luizleao@gmail.com http://www.luizleao.com Questão 1 Um analista de sistemas deseja enviar para seu cliente um arquivo de 300 Mb referente a uma atualização do software. Para transferir esse

Leia mais

Técnicas e processos de produção. Profº Ritielle Souza

Técnicas e processos de produção. Profº Ritielle Souza Técnicas e processos de produção Profº Ritielle Souza INTRODUÇÃO HTML Sigla em inglês para Hyper Text Markup Language, traduzindo daria algo como Linguagem para marcação de Hipertexto. E o que seria o

Leia mais

10/07/2013. Camadas. Principais Aplicações da Internet. Camada de Aplicação. World Wide Web. World Wide Web NOÇÕES DE REDE: CAMADA DE APLICAÇÃO

10/07/2013. Camadas. Principais Aplicações da Internet. Camada de Aplicação. World Wide Web. World Wide Web NOÇÕES DE REDE: CAMADA DE APLICAÇÃO 2 Camadas NOÇÕES DE REDE: CAMADA DE APLICAÇÃO Introdução à Microinformática Prof. João Paulo Lima Universidade Federal Rural de Pernambuco Departamento de Estatística e Informática Aplicação Transporte

Leia mais

Módulo 11 A Web e seus aplicativos

Módulo 11 A Web e seus aplicativos Módulo 11 A Web e seus aplicativos Até a década de 90, a internet era utilizada por acadêmicos, pesquisadores e estudantes universitários para a transferência de arquivos e o envio de correios eletrônicos.

Leia mais

Hospedagem de site. Prof. Marciano dos Santos Dionizio

Hospedagem de site. Prof. Marciano dos Santos Dionizio Hospedagem de site Prof. Marciano dos Santos Dionizio Hospedagem de site O mundo está preparado para ver suas páginas? O mundo está preparado sim - você, em breve, estará também. Para publicar seu trabalho

Leia mais

WWW - World Wide Web

WWW - World Wide Web WWW World Wide Web WWW Cap. 9.1 WWW - World Wide Web Idéia básica do WWW: Estratégia de acesso a uma teia (WEB) de documentos referenciados (linked) em computadores na Internet (ou Rede TCP/IP privada)

Leia mais

Desenvolvimento de Aplicações Web. Prof. José Eduardo A. de O. Teixeira www.vqv.com.br / j.edu@vqv.com.br

Desenvolvimento de Aplicações Web. Prof. José Eduardo A. de O. Teixeira www.vqv.com.br / j.edu@vqv.com.br Desenvolvimento de Aplicações Web Programação Contextualização de aplicações Web: navegadores e servidores como interpretadores, tecnologias do lado do cliente (XHTML, CSS, Javascript) e do lado do servidor

Leia mais

UNIVERSIDADE DA BEIRA INTERIOR Faculdade de Engenharia Departamento de Informática

UNIVERSIDADE DA BEIRA INTERIOR Faculdade de Engenharia Departamento de Informática 1 Este é o seu teste de avaliação de frequência. Leia as perguntas com atenção antes de responder. Escreva as suas respostas nesta folha de teste, marcando um círculo em volta da opção ou opções que considere

Leia mais

CONCEITOS INICIAIS. Agenda A diferença entre páginas Web, Home Page e apresentação Web;

CONCEITOS INICIAIS. Agenda A diferença entre páginas Web, Home Page e apresentação Web; CONCEITOS INICIAIS Agenda A diferença entre páginas Web, Home Page e apresentação Web; O que é necessário para se criar páginas para a Web; Navegadores; O que é site, Host, Provedor e Servidor Web; Protocolos.

Leia mais

Aula 1 Cleverton Hentz

Aula 1 Cleverton Hentz Aula 1 Cleverton Hentz Sumário da Aula Introdução História da Internet Protocolos Hypertext Transfer Protocol 2 A Internet é um conjunto de redes de alcance mundial: Comunicação é transparente para o usuário;

Leia mais

Desenvolvimento de Aplicações Web

Desenvolvimento de Aplicações Web Desenvolvimento de Aplicações Web André Tavares da Silva andre.silva@udesc.br Método de Avaliação Serão realizadas duas provas teóricas e dois trabalhos práticos. MF = 0,1*E + 0,2*P 1 + 0,2*T 1 + 0,2*P

Leia mais

WEBDESIGN. Professor: Paulo Trentin paulo@paulotrentin.com.br http://www.paulotrentin.com.br Escola CDI de Videira

WEBDESIGN. Professor: Paulo Trentin paulo@paulotrentin.com.br http://www.paulotrentin.com.br Escola CDI de Videira WEBDESIGN Professor: Paulo Trentin paulo@paulotrentin.com.br http://www.paulotrentin.com.br Escola CDI de Videira 1 CDI - Curso de Webdesign - Prof. Paulo Trentin Objetivos para esta aula Debater sobre

Leia mais

Desenvolvimento Web. Saymon Yury C. Silva Analista de Sistemas. http://www.saymonyury.com.br

Desenvolvimento Web. Saymon Yury C. Silva Analista de Sistemas. http://www.saymonyury.com.br Desenvolvimento Web Saymon Yury C. Silva Analista de Sistemas http://www.saymonyury.com.br Vantagens Informação em qualquer hora e lugar; Rápidos resultados; Portabilidade absoluta; Manutenção facilitada

Leia mais

Desenvolvimento em Ambiente Web. Prof. André Y. Kusumoto andrekusumoto.unip@gmail.com

Desenvolvimento em Ambiente Web. Prof. André Y. Kusumoto andrekusumoto.unip@gmail.com Desenvolvimento em Ambiente Web Prof. André Y. Kusumoto andrekusumoto.unip@gmail.com No início A Web é criada em 1989, para ser um padrão de publicação e distribuição de textos científicos e acadêmicos.

Leia mais

INTERNET -- NAVEGAÇÃO

INTERNET -- NAVEGAÇÃO Página 1 INTRODUÇÃO Parte 1 O que é a Internet? A Internet é uma rede mundial de computadores, englobando redes menores distribuídas por vários países, estados e cidades. Ao contrário do que muitos pensam,

Leia mais

Análise da Nova Linguagem HTML5 para o Desenvolvimento Web

Análise da Nova Linguagem HTML5 para o Desenvolvimento Web Análise da Nova Linguagem HTML5 para o Desenvolvimento Web Sergio N. Ikeno¹, Késsia Rita da Costa Marchi¹ ¹Universidade Paranaense (Unipar) Paranavaí PR Brasil sergioikn@gmail.com, kessia@unipar.br Resumo.

Leia mais

www.andrix.com.br professor@andrix.com.br Conceitos Básicos

www.andrix.com.br professor@andrix.com.br Conceitos Básicos Desenvolvimento Andrique web Amorim II www.andrix.com.br professor@andrix.com.br Conceitos Básicos Sites e Aplicações Web Normalmente, as pessoas utilizam o termo SITE quando se referem a blogs, sites

Leia mais

Redes de Computadores LFG TI

Redes de Computadores LFG TI Redes de Computadores LFG TI Prof. Bruno Guilhen Camada de Aplicação Fundamentos Fundamentos Trata os detalhes específicos de cada tipo de aplicação. Mensagens trocadas por cada tipo de aplicação definem

Leia mais

Universidade Federal de Mato Grosso

Universidade Federal de Mato Grosso Universidade Federal de Mato Grosso Programação III Curso de Ciência da Computação Prof. Thiago P. da Silva thiagosilva@ufmt.br Material basedado em [Kurose&Ross 2009] e [Gonçalves, 2007] Agenda Internet

Leia mais

Desenvolvimento Web Introdução a XHTML. Prof. Bruno Gomes

Desenvolvimento Web Introdução a XHTML. Prof. Bruno Gomes Desenvolvimento Web Introdução a XHTML Prof. Bruno Gomes 2014 Introdução HTML e XHTML Estrutura básica do documento DTDs Validação do documento Exercícios HTML e XHTML HTML (Hipertext Markup Language)

Leia mais

Programação WEB Introdução

Programação WEB Introdução Programação WEB Introdução Rafael Vieira Coelho IFRS Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul Campus Farroupilha rafael.coelho@farroupilha.ifrs.edu.br Roteiro 1) Conceitos

Leia mais

Introdução à Tecnologia Web 2010

Introdução à Tecnologia Web 2010 IntroduçãoàTecnologiaWeb2010 Internet ÓrgãosRegulamentadores ProfªMSc.ElizabeteMunzlinger ProfªMSc.ElizabeteMunzlinger Internet Órgãosregulamentadores Índice 1 Breve Histórico da Internet... 2 2 Surgimento

Leia mais

Análise Comparativa dos Recursos e Diferenças das Tecnologias de Programação HTML5 e HTML4

Análise Comparativa dos Recursos e Diferenças das Tecnologias de Programação HTML5 e HTML4 Análise Comparativa dos Recursos e Diferenças das Tecnologias de Programação HTML5 e HTML4 Guilherme Miranda Martins 1, Késsia Rita da Costa Marchi 1 1 Universidade paranaense (Unipar) Paranavaí PR Brasil

Leia mais

Redes de Computadores. Prof. André Y. Kusumoto andrekusumoto.unip@gmail.com

Redes de Computadores. Prof. André Y. Kusumoto andrekusumoto.unip@gmail.com Redes de Computadores Prof. André Y. Kusumoto andrekusumoto.unip@gmail.com Nível de Aplicação Responsável por interafir com os níveis inferiores de uma arquitetura de protocolos de forma a disponibilizar

Leia mais

Introdução à Informática

Introdução à Informática Introdução à Informática Aula 23 http://www.ic.uff.br/~bianca/introinfo/ Aula 23-07/12/2007 1 Histórico da Internet Início dos anos 60 Um professor do MIT (J.C.R. Licklider) propõe a idéia de uma Rede

Leia mais

HTML. Tópicos. Tags. Páginas WEB Arquitectura Definição HTML. O documento HTML Estrutura do documento Meta comandos Ferramentas de edição de HTML

HTML. Tópicos. Tags. Páginas WEB Arquitectura Definição HTML. O documento HTML Estrutura do documento Meta comandos Ferramentas de edição de HTML HTML Tópicos Páginas WEB Arquitectura Definição HTML Tags O documento HTML Estrutura do documento Meta comandos Ferramentas de edição de HTML Arquitectura Browser Pedido de resolução nome End. IP Pedido

Leia mais

INTERNET. TCP/IP protocolo de comunicação sobre o qual se baseia a Internet. (conjunto de regras para a comunicação entre computadores)

INTERNET. TCP/IP protocolo de comunicação sobre o qual se baseia a Internet. (conjunto de regras para a comunicação entre computadores) TCP/IP protocolo de comunicação sobre o qual se baseia a Internet. (conjunto de regras para a comunicação entre computadores) A cada computador integrado na rede é atribuído um número IP que o identifica

Leia mais

Introdução à Tecnologia Web. Tipos de Sites. Profª MSc. Elizabete Munzlinger www.elizabete.com.br

Introdução à Tecnologia Web. Tipos de Sites. Profª MSc. Elizabete Munzlinger www.elizabete.com.br IntroduçãoàTecnologiaWeb TiposdeSites ProfªMSc.ElizabeteMunzlinger www.elizabete.com.br ProfªMSc.ElizabeteMunzlinger www.elizabete.com.br TiposdeSites Índice 1 Sites... 2 2 Tipos de Sites... 2 a) Site

Leia mais

Linguagem de Estruturação e Apresentação de Conteúdos

Linguagem de Estruturação e Apresentação de Conteúdos UNIVERSIDADE TECNOLOGICA FEDERAL DO PARANA MINISTERIO DA EDUCAÇÃO Câmpus Santa Helena Curso de Bacharelado em Ciência da Computação Linguagem de Estruturação e Apresentação de Conteúdos Prof. Me. Arlete

Leia mais

Algoritmia e Programação APROG HTML. Introdução. Nelson Freire (ISEP DEI-APROG 2014/15) 1/15

Algoritmia e Programação APROG HTML. Introdução. Nelson Freire (ISEP DEI-APROG 2014/15) 1/15 APROG Algoritmia e Programação HTML Introdução Nelson Freire (ISEP DEI-APROG 2014/15) 1/15 O que é o HTML? Sumário Geral Documento HTML Elemento HTML Estrutura Básica de Documento HTML Elementos Títulos

Leia mais

Desenvolvimento em Ambiente Web. Prof. André Y. Kusumoto andrekusumoto.unip@gmail.com

Desenvolvimento em Ambiente Web. Prof. André Y. Kusumoto andrekusumoto.unip@gmail.com Desenvolvimento em Ambiente Web Prof. André Y. Kusumoto andrekusumoto.unip@gmail.com Internet A Internet é um conjunto de redes de computadores de domínio público interligadas pelo mundo inteiro, que tem

Leia mais

HTML5. Prof. Salustiano Rodrigues de Oliveira saluorodrigues@gmail.com www.profsalu.com.br

HTML5. Prof. Salustiano Rodrigues de Oliveira saluorodrigues@gmail.com www.profsalu.com.br HTML5 Prof. Salustiano Rodrigues de Oliveira saluorodrigues@gmail.com www.profsalu.com.br HTML5 HTML5 é considerada a próxima geração do HTML e suas funcionalidades inovadoras o tornam uma alternativa

Leia mais

6 PLANEJAMENTO DE SI 6.1 Planejamento de Segurança da Informação O planejamento em S.I é algo crucial para que haja o bom funcionamento de uma

6 PLANEJAMENTO DE SI 6.1 Planejamento de Segurança da Informação O planejamento em S.I é algo crucial para que haja o bom funcionamento de uma 6 PLANEJAMENTO DE SI 6.1 Planejamento de Segurança da Informação O planejamento em S.I é algo crucial para que haja o bom funcionamento de uma empresa. Diferente do senso comum o planejamento não se limita

Leia mais

Tecnologias Web. Lista de Exercícios AV02 Turma 3003. Luiz Leão luizleao@gmail.com http://www.luizleao.com

Tecnologias Web. Lista de Exercícios AV02 Turma 3003. Luiz Leão luizleao@gmail.com http://www.luizleao.com Turma 3003 Luiz Leão luizleao@gmail.com http://www.luizleao.com Questão 1 Um analista de sistemas deseja enviar para seu cliente um arquivo de 300 Mb referente a uma atualização do software. Para transferir

Leia mais

Introdução à Tecnologia Web HTML HyperText Markup Language XHTML extensible HyperText Markup Language Declaração DOCTYPE e Tag Raiz html

Introdução à Tecnologia Web HTML HyperText Markup Language XHTML extensible HyperText Markup Language Declaração DOCTYPE e Tag Raiz html IntroduçãoàTecnologiaWeb HTML HyperTextMarkupLanguage XHTML extensiblehypertextmarkuplanguage DeclaraçãoDOCTYPEeTagRaizhtml ProfªMSc.ElizabeteMunzlinger www.elizabete.com.br ProfªMSc.ElizabeteMunzlinger

Leia mais

SISTEMAS OPERACIONAIS LIVRES SERVICOS DE REDE LOCAL. Professor Carlos Muniz

SISTEMAS OPERACIONAIS LIVRES SERVICOS DE REDE LOCAL. Professor Carlos Muniz SISTEMAS OPERACIONAIS LIVRES SERVICOS DE REDE LOCAL Na internet, cada computador conectado à rede tem um endereço IP. Todos os endereços IPv4 possuem 32 bits. Os endereços IP são atribuídos à interface

Leia mais

UM NOVO CONCEITO EM AUTOMAÇÃO. Série Ponto

UM NOVO CONCEITO EM AUTOMAÇÃO. Série Ponto UM NOVO CONCEITO EM AUTOMAÇÃO Série Ponto POR QUE NOVO CONCEITO? O que é um WEBPLC? Um CP na WEB Por que usar INTERNET? Controle do processo de qualquer lugar WEBGATE = conexão INTERNET/ALNETII WEBPLC

Leia mais

Ferramentas para Internet CST Sistemas para Internet

Ferramentas para Internet CST Sistemas para Internet Ferramentas para Internet CST Sistemas para Internet Marx Gomes Van der Linden ( Material baseado no original de Marcelo José Siqueira Coutinho de Almeida ) Ferramentas para Internet Web design: HTML CSS

Leia mais

Camada de Aplicação. DNS Domain Name System. Redes de Computadores Prof. Leandro C. Pykosz

Camada de Aplicação. DNS Domain Name System. Redes de Computadores Prof. Leandro C. Pykosz Camada de Aplicação Redes de Computadores Prof. Leandro C. Pykosz Camada de Aplicação A camada de aplicação fornece os serviços "reais" de rede para os usuários. Os níveis abaixo da aplicação fornecem

Leia mais

USO GERAL DOS PROTOCOLOS SMTP, FTP, TCP, UDP E IP

USO GERAL DOS PROTOCOLOS SMTP, FTP, TCP, UDP E IP USO GERAL DOS PROTOCOLOS SMTP, FTP, TCP, UDP E IP SMTP "Protocolo de transferência de correio simples (ou em inglês Simple Mail Transfer Protocol ) é o protocolo padrão para envio de e- mails através da

Leia mais

PROGRAMAÇÃO PARA INTERNET HTML

PROGRAMAÇÃO PARA INTERNET HTML PROGRAMAÇÃO PARA INTERNET HTML Prof. Rafael Gross INTRODUÇÃO Quando acessamos uma página web, estamos interessados na informação contida nessa página. Essa informação pode estar na forma de texto, imagem

Leia mais

INFORMÁTICA FUNDAMENTOS DE INTERNET. Prof. Marcondes Ribeiro Lima

INFORMÁTICA FUNDAMENTOS DE INTERNET. Prof. Marcondes Ribeiro Lima INFORMÁTICA FUNDAMENTOS DE INTERNET Prof. Marcondes Ribeiro Lima Fundamentos de Internet O que é internet? Nome dado a rede mundial de computadores, na verdade a reunião de milhares de redes conectadas

Leia mais

www.f2b.com.br 18/04/2006 Micropagamento F2b Web Services Web rev 00

www.f2b.com.br 18/04/2006 Micropagamento F2b Web Services Web rev 00 www.f2b.com.br 18/04/2006 Micropagamento F2b Web Services Web rev 00 Controle de Revisões Micropagamento F2b Web Services/Web 18/04/2006 Revisão Data Descrição 00 17/04/2006 Emissão inicial. www.f2b.com.br

Leia mais

Introdução ao HTML 5 e Implementação de Documentos

Introdução ao HTML 5 e Implementação de Documentos Linguagem de Programação para Web Introdução ao HTML 5 e Implementação de Documentos Prof. Mauro Lopes 1-31 20 Objetivo Iremos aqui apresentar a estrutura básica de um documento HTML e iremos também apresentar

Leia mais

Guia de Consulta Rápida XHTML. Juliano Niederauer. Novatec Editora. www.novateceditora.com.br

Guia de Consulta Rápida XHTML. Juliano Niederauer. Novatec Editora. www.novateceditora.com.br Guia de Consulta Rápida XHTML Juliano Niederauer Novatec Editora www.novateceditora.com.br Guia de Consulta Rápida XHTML de Juliano Niederauer Copyright 2002 da Novatec Editora Ltda. Todos os direitos

Leia mais

Curso Tecnológico de Redes de Computadores 5º período Disciplina: Tecnologia WEB Professor: José Maurício S. Pinheiro V. 2009-2

Curso Tecnológico de Redes de Computadores 5º período Disciplina: Tecnologia WEB Professor: José Maurício S. Pinheiro V. 2009-2 Curso Tecnológico de Redes de Computadores 5º período Disciplina: Tecnologia WEB Professor: José Maurício S. Pinheiro V. 2009-2 Aula 2 Computação em Nuvem Desafios e Oportunidades A Computação em Nuvem

Leia mais

INTERNET. Professor: Leandro Crescencio E-mail: leandromc@inf.ufsm.br. http://www.inf.ufsm.br/~leandromc. Colégio Politécnico 1

INTERNET. Professor: Leandro Crescencio E-mail: leandromc@inf.ufsm.br. http://www.inf.ufsm.br/~leandromc. Colégio Politécnico 1 INTERNET Professor: Leandro Crescencio E-mail: leandromc@inf.ufsm.br http://www.inf.ufsm.br/~leandromc Colégio Politécnico 1 Internet Origem: Guerra Fria DARPA (Departamento de Defesa de Pesquisas Avançadas)

Leia mais

11/06/2015. Professor Gedalias Valentim. Informática para Concursos de Enfermagem. Internet. Módulo 1 - Internet

11/06/2015. Professor Gedalias Valentim. Informática para Concursos de Enfermagem. Internet. Módulo 1 - Internet Professor Gedalias Valentim Informática para Concursos de Enfermagem Internet Módulo 1 - Internet 1 Conceitos Básico Internet é uma Rede de Computadores, que opera no Modelo Cliente/Servidor e interliga

Leia mais

A autoria - II. A autoria - II. Tecnologias básicas da Web. A autoria - II. 2001 Wilson de Pádua Paula Filho. Tópicos:

A autoria - II. A autoria - II. Tecnologias básicas da Web. A autoria - II. 2001 Wilson de Pádua Paula Filho. Tópicos: A autoria - II Tópicos: A autoria - II World Wide Web hipermídia na Internet: sítios Web: páginas de hipertexto; material multimídia; aplicativos Web: muitos tipos de tecnologias de software: scripts,

Leia mais

O W3C Futuro da Web HTML5. Março/2011 Web Expo Fórum

O W3C Futuro da Web HTML5. Março/2011 Web Expo Fórum O W3C Futuro da Web HTML5 Março/2011 Web Expo Fórum Web e W3C Tim Berners-Lee criou / propôs 2 a Web em 1989 (há 21 anos) http://www.w3.org/history/1989/proposal.html (URI + HTTP + HTML) Web e W3C 3 Tim

Leia mais

HTML / JAVASCRIPT. A versão atual é o HTML5 (seus predecessores imediatos são HTML 4.01, XHTML 1.1, etc.).

HTML / JAVASCRIPT. A versão atual é o HTML5 (seus predecessores imediatos são HTML 4.01, XHTML 1.1, etc.). HTML / JAVASCRIPT Estamos iniciando o estudo do HTML através das TAGS (comandos) para construir formulários. Isso facilitará a continuidade dos nossos estudos da linguagem de programação JavaScript, a

Leia mais

efagundes com Como funciona a Internet

efagundes com Como funciona a Internet Como funciona a Internet Eduardo Mayer Fagundes 1 Introdução à Internet A Internet é uma rede de computadores mundial que adota um padrão aberto de comunicação, com acesso ilimitado de pessoas, empresas

Leia mais

LW1. Como a internet funciona? PROF. ANDREZA S. AREÃO

LW1. Como a internet funciona? PROF. ANDREZA S. AREÃO LW1 Como a internet funciona? PROF. ANDREZA S. AREÃO O que é a Internet? Rede de Computadores: Consiste de dois ou mais computadores ligados entre si e compartilhando dados, impressoras, trocando mensagens

Leia mais

HTML5 - POR QUE USÁ-LO?

HTML5 - POR QUE USÁ-LO? HTML5 - POR QUE USÁ-LO? Ícaro Carlos Andrade Costa (icarocarlosandrade@gmail.com) Igor Antônio Santos Andrade (igorantonioandrade@gmail.com) RESUMO A linguagem HTML surgiu a mais de duas décadas como um

Leia mais

CAPÍTULO 2. Este capítulo tratará :

CAPÍTULO 2. Este capítulo tratará : 1ª PARTE CAPÍTULO 2 Este capítulo tratará : 1. O que é necessário para se criar páginas para a Web. 2. A diferença entre páginas Web, Home Page e apresentação Web 3. Navegadores 4. O que é site, Host,

Leia mais

HTML5 E WEB SEMÂNTICA, A WEB COM SIGNIFICADO

HTML5 E WEB SEMÂNTICA, A WEB COM SIGNIFICADO HTML5 E WEB SEMÂNTICA, A WEB COM SIGNIFICADO Djalma Gonçalves Costa Junior¹, Willian Barbosa Magalhães¹ ¹Universidade Paranaense (Unipar) Paranavaí - PR - Brasil djalma.g.costajr@gmail.com wmagalhaes@unipar.br

Leia mais

Capítulo 11 - Camada de Transporte TCP/IP e de Aplicação. Associação dos Instrutores NetAcademy - Julho de 2007 - Página

Capítulo 11 - Camada de Transporte TCP/IP e de Aplicação. Associação dos Instrutores NetAcademy - Julho de 2007 - Página Capítulo 11 - Camada de Transporte TCP/IP e de Aplicação 1 Introdução à Camada de Transporte Camada de Transporte: transporta e regula o fluxo de informações da origem até o destino, de forma confiável.

Leia mais

Wireshark. Captura de Protocolos da camada de aplicação. Maicon de Vargas Pereira

Wireshark. Captura de Protocolos da camada de aplicação. Maicon de Vargas Pereira Wireshark Captura de Protocolos da camada de aplicação Maicon de Vargas Pereira Camada de Aplicação Introdução HTTP (Hypertext Transfer Protocol) 2 Introdução Camada de Aplicação Suporta os protocolos

Leia mais

Informática para Banca IADES. Módulos do Cursos. Teoria, Exercícios e Dicas de Estudo

Informática para Banca IADES. Módulos do Cursos. Teoria, Exercícios e Dicas de Estudo Professor Gedalias Valentim Informática para Banca IADES Internet Módulos do Cursos Teoria, Exercícios e Dicas de Estudo Módulo 1 Internet Módulo 2 Segurança da Informação Módulo 3 Backup Módulo 4 Conceitos

Leia mais

> Herbet Ferreira Rodrigues > contato@herbetferreira.com

> Herbet Ferreira Rodrigues > contato@herbetferreira.com Curso HTML & CSS > Herbet Ferreira Rodrigues > contato@herbetferreira.com Sumário > Apresentação > Introdução ao HTML História Começando a Programar > Tags em HTML Headings (Cabeçalhos) Parágrafos Formatação

Leia mais

Manual de referência do HP Web Jetadmin Database Connector Plug-in

Manual de referência do HP Web Jetadmin Database Connector Plug-in Manual de referência do HP Web Jetadmin Database Connector Plug-in Aviso sobre direitos autorais 2004 Copyright Hewlett-Packard Development Company, L.P. A reprodução, adaptação ou tradução sem permissão

Leia mais

INTERNET. INTERNET http://www.jofilho.pro.br 1/40

INTERNET. INTERNET http://www.jofilho.pro.br 1/40 INTERNET INTERNET http://www.jofilho.pro.br 1/40 OBJETIVOS Apresentar definições e aspectos envolvidos Diferenciar por abrangência Apresentar tecnologias de segurança Apresentar usos e métodos de busca

Leia mais

Redes de Computadores II

Redes de Computadores II Redes de Computadores II INTERNET Protocolos de Aplicação Intranet Prof: Ricardo Luís R. Peres As aplicações na arquitetura Internet, são implementadas de forma independente, ou seja, não existe um padrão

Leia mais

Sistemas Multimédia. Arquitectura Protocolar Simples Modelo OSI TCP/IP. Francisco Maia famaia@gmail.com. Redes e Comunicações

Sistemas Multimédia. Arquitectura Protocolar Simples Modelo OSI TCP/IP. Francisco Maia famaia@gmail.com. Redes e Comunicações Sistemas Multimédia Arquitectura Protocolar Simples Modelo OSI TCP/IP Redes e Comunicações Francisco Maia famaia@gmail.com Já estudado... Motivação Breve História Conceitos Básicos Tipos de Redes Componentes

Leia mais

PARANÁ GOVERNO DO ESTADO

PARANÁ GOVERNO DO ESTADO PROTOCOLOS DA INTERNET FAMÍLIA TCP/IP INTRODUÇÃO É muito comum confundir o TCP/IP como um único protocolo, uma vez que, TCP e IP são dois protocolos distintos, ao mesmo tempo que, também os mais importantes

Leia mais

QUEM FEZ O TRABALHO?

QUEM FEZ O TRABALHO? Introdução a Linguagem HTML: Conceitos Básicos e Estrutura ANA PAULAALVES DE LIMA 1 QUEM FEZ O TRABALHO? Com as tagsaprendidas hoje, faça uma página HTML sobre você com as seguintes informações: Seu nome

Leia mais

TECNOLOGIA WEB Aula 1 Evolução da Internet Profa. Rosemary Melo

TECNOLOGIA WEB Aula 1 Evolução da Internet Profa. Rosemary Melo TECNOLOGIA WEB Aula 1 Evolução da Internet Profa. Rosemary Melo Tópicos abordados Surgimento da internet Expansão x Popularização da internet A World Wide Web e a Internet Funcionamento e personagens da

Leia mais

Servidor, Proxy e Firewall. Professor Victor Sotero

Servidor, Proxy e Firewall. Professor Victor Sotero Servidor, Proxy e Firewall Professor Victor Sotero 1 Servidor: Conceito Um servidor é um sistema de computação centralizada que fornece serviços a uma rede de computadores; Os computadores que acessam

Leia mais

Lista de Exercício: PARTE 1

Lista de Exercício: PARTE 1 Lista de Exercício: PARTE 1 1. Questão (Cód.:10750) (sem.:2a) de 0,50 O protocolo da camada de aplicação, responsável pelo recebimento de mensagens eletrônicas é: ( ) IP ( ) TCP ( ) POP Cadastrada por:

Leia mais

Médio Integrado Aula 02 2014 Thatiane de Oliveira Rosa

Médio Integrado Aula 02 2014 Thatiane de Oliveira Rosa Aplicativos Web e Webdesign Aula 02 2014 Thatiane de Oliveira Rosa 1 Roteiro Tema: Introdução ao HTML Introdução ao HTML; Tags Estruturais; Títulos; Cabeçalhos; Parágrafos; 2 HTML HTML Hypertext Markup

Leia mais

CENTRO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA PAULA SOUZA ETEC PROF. MÁRIO ANTÔNIO VERZA CURSO TÉCNICO EM INFORMÁTICA PARA INTERNET

CENTRO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA PAULA SOUZA ETEC PROF. MÁRIO ANTÔNIO VERZA CURSO TÉCNICO EM INFORMÁTICA PARA INTERNET CENTRO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA PAULA SOUZA ETEC PROF. MÁRIO ANTÔNIO VERZA CURSO TÉCNICO EM INFORMÁTICA PARA INTERNET WEBSITE MUNDO MULHER GABRIELA DE SOUZA DA SILVA LUANA MAIARA DE PAULA SILVA

Leia mais

TCP/IP TCP UDP IP HTTP HTTPS FTP TFTP TELNET POP3 IMAP SMTP SNMP DHCP

TCP/IP TCP UDP IP HTTP HTTPS FTP TFTP TELNET POP3 IMAP SMTP SNMP DHCP TCP/IP TCP UDP IP HTTP HTTPS FTP TFTP TELNET POP3 IMAP SMTP SNMP DHCP HTTP (Hypertext Transfer Protocol ) Protocolo usado na Internet para transferir as páginas da WWW (WEB). HTTPS (HyperText Transfer

Leia mais

Programação e Designer para WEB

Programação e Designer para WEB Programação e Designer para WEB Introdução Prof. Rodrigo Rocha prof.rodrigorocha@yahoo.com Apresentação Prof. Rodrigo Rocha prof.rodrigorocha@yahoo.com Ementa Introdução a hipertexto. A linguagem HTML.

Leia mais

Protocolos de Internet (família TCP/IP e WWW) Primeiro Técnico. Prof. Cesar

Protocolos de Internet (família TCP/IP e WWW) Primeiro Técnico. Prof. Cesar Primeiro Técnico Protocolos de Internet (família TCP/IP e WWW) Prof. Cesar 1 TCP - Transmission Control Protocol Esse protocolo tem como principal objetivo realizar a comunicação entre aplicações de dois

Leia mais

PADRÕES PARA O DESENVOLVIMENTO NA WEB

PADRÕES PARA O DESENVOLVIMENTO NA WEB PADRÕES PARA O DESENVOLVIMENTO NA WEB Ederson dos Santos Cordeiro de Oliveira 1,Tiago Bonetti Piperno 1, Ricardo Germano 1 1 Universidade Paranaense (UNIPAR) Paranavaí PR- Brasil edersonlikers@gmail.com,

Leia mais

TCP/IP TCP UDP IP HTTP HTTPS FTP TFTP TELNET POP3 IMAP SMTP SNMP DHCP

TCP/IP TCP UDP IP HTTP HTTPS FTP TFTP TELNET POP3 IMAP SMTP SNMP DHCP TCP/IP TCP UDP IP HTTP HTTPS FTP TFTP TELNET POP3 IMAP SMTP SNMP DHCP HTTP (Hypertext Transfer Protocol ) Protocolo usado na Internet para transferir as páginas da WWW (WEB). HTTPS (HyperText Transfer

Leia mais

milenaresende@fimes.edu.br

milenaresende@fimes.edu.br Fundação Integrada Municipal de Ensino Superior Sistemas de Informação A Internet, Intranets e Extranets milenaresende@fimes.edu.br Uso e funcionamento da Internet Os dados da pesquisa de TIC reforçam

Leia mais