Especificação Técnica

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Especificação Técnica"

Transcrição

1 Pág. 1/8 CONTRATAÇÃO DE SOLUÇÃO SMS

2 Pág. 2/8 Equipe Responsável Elaboração Assinatura Data Divisão de Padrões de Tecnologia DIPT Aprovação Assinatura Data Departamento de Arquitetura Técnica DEAT

3 Pág. 3/8 HISTÓRICO DE REVISÕES DATA VERSÃO DESCRIÇÃO AUTOR 09/09/ Inicial 1 Adequações administrativas CGAD

4 Pág. 4/8 1 Objetivo Este documento apresenta a especificação técnica para contratação de serviços de envio de mensagens para dispositivos móveis (SMS - Short Message Service), incluídos os serviços de gerenciamento e licenciamento de uso de plataforma, aplicativos, infraestrutura, suporte técnico e capacitação no uso da solução ofertada. 2 Premissas Esta especificação é realizada em conformidade com o item 4.29 do Plano de Ação 2013 da Dataprev e com a demanda interna DM após a decisão pela contratação de serviço. Além de processos licitatórios para aquisição de bens e serviços pela administração pública, o serviço ora especificado deve atender às determinações da ANATEL relativas a SMS durante toda a vigência do contrato. O serviço contratado deve apresentar características que possibilitem a integração com serviços e sistemas corporativos da Dataprev que atendem a demandas de clientes de grande porte (INSS e MTE) em âmbito nacional. 3 Especificação do serviço O serviço deve contemplar o envio de mensagens curtas de texto (SMS - Short Message Service) a dispositivos móveis vinculados a todas as operadoras de telefonia móvel que atuarem no território nacional durante a vigência do contrato, aí incluídas as operadoras do Serviço Móvel Pessoal (SMP) e do Serviço Móvel Especializado (SME). O fornecedor deve incluir toda a plataforma tecnológica necessária (infraestrutura computacional e de rede, licenças de uso, aplicativos etc) para receber as mensagens da contratante e transmitir às operadoras, assim como para atender aos requisitos de informações gerenciais sobre o serviço. Também devem estar incluídos o suporte técnico e a capacitação no uso da solução ofertada. O sistema integrador para envio de SMS e gerenciamento dos serviços será hospedado no ambiente do fornecedor. O serviço deve atender às resoluções da ANATEL nº 477 de 07/08/2007 e nº 575 de 28/10/2011 e se manter em conformidade com todas as determinações daquele órgão relativas a SMS durante toda a vigência do contrato. 3.1 Funcionalidades O serviço deverá contemplar as seguintes funcionalidades:

5 Pág. 5/8 Enviar mensagens com confirmação da entrega nas operadoras de telefonia móvel de destino. Enviar mensagens uma a uma ou em lote. Contemplar opções de envio imediato das mensagens e de agendamento para envio posterior em momento previamente definido. Permitir cancelamento de mensagens agendadas. Manter opção de restringir envio de mensagens às operadoras em horários e dias da semana. Criar e gerenciar listas de contatos e agrupar números para envio. Permitir que um texto enviado pela contratante possa ser transmitido como SMS para diversos números de uma lista ou grupo. Criar listas de destinatários que não desejam receber SMS e efetuar bloqueio automático do envio de mensagens com base nestas listas. Criar registro de todas as transmissões efetuadas com informações sobre o destinatário, momentos em que forem recebidas da contratante, enviadas pelo prestador do serviço e recebidas pela operadora de telefonia móvel. Permitir enviar pelo menos 140 (cento e quarenta) caracteres numa única mensagem. Permitir mensagens com caracteres alfanuméricos, caracteres acentuados, pontuação e caracteres especiais % etc). Possibilitar o recebimento de mensagens de um dispositivo móvel para solicitação de bloqueio da transmissão de SMS para aquela linha e atualização automática da lista de bloqueios. Possibilitar o encaminhamento de mensagens recebidas à contratante por meio de Web Service. Os seguintes controles devem estar disponíveis: Consultas e relatórios com base nos registros das mensagens. Consultas e relatórios de mensagens por estado da mensagem (salva para envio, enviada, recebida pela operadora, número inválido, número em lista de bloqueio etc) Geração de gráficos e relatórios consolidados por período, operadoras de telefonia móvel, grupos de destinatários, estado das mensagens etc. Geração de relatórios de desempenho para todo o tráfego de mensagens. Geração de relatórios a partir de consultas livres envolvendo os campos de registro de transmissão. Interface para visualização e exportação dos relatórios em formato texto compatível com planilhas eletrônicas. Possibilidade de personalização das consultas e relatórios Relatório de acessos ao sistema. Extração de informações estatísticas com base no conteúdo das mensagens e em códigos de retorno de envio às operadoras. 3.2 Interfaces O serviço deverá ser disponibilizado por meio das seguintes interfaces obrigatórias:

6 Pág. 6/8 1. Portal internet seguro com acesso restrito a usuários autorizados pela contratante por meio de protocolo HTTPS com chave de criptografia mínima de 128 bits que permita: envio manual ou automático de mensagens únicas ou em lote; monitoramento e administração das transmissões efetuadas; execução das consultas e relatórios do sistema; upload de arquivos para transmissão de mensagens em formato e layout previamente combinado com a contratante; acesso por meio de navegador (browser) internet. 2. Web Services padrão SOAP e REST que permitam integrar a solução fornecida com os sistemas da contratante para envio automático de mensagens em ambiente seguro. Além das interfaces obrigatórias, é desejável que as seguintes opções estejam disponíveis: 1. o sistema da contratante poderá enviar com layout previamente combinado para um endereço do fornecedor que será automaticamente convertido em SMS para um ou mais destinatários. 2. FTP: a contratante poderá realizar upload de arquivos para transmissão de mensagens em formato e layout previamente combinados que, uma vez concluídos, sejam automaticamente utilizados para envio de SMS. 3. SMPP: protocolo específico para transmissão de SMS disponível para aplicações da contratante. Em todas as interfaces, deverá ser possível implementar restrição de acesso a endereços IP fixos da contratante. 3.3 Níveis de serviço A solução deve ser capaz de atender ao envio de aproximadamente 6 (seis) milhões de mensagens por mês e de suportar picos de transmissão de até 01 (um) milhão de mensagens em 24 horas. A solução fornecida deve efetuar o início do envio das mensagens em até 01 (uma) hora após a requisição da contratante. Para mensagens agendadas, o início deve ocorrer até 01 (uma) hora após o momento previsto no agendamento. 3.4 Suporte O fornecedor deve disponibilizar suporte técnico para garantia de continuidade dos serviços sem ônus adicional para a contratante. O atendimento deve ser iniciado pelo fornecedor após a comunicação do problema pela contratante. Esta classificará os problemas reportados nos seguintes graus de severidade:

7 Pág. 7/8 O problema impede as requisições de transmissão de SMS ou prejudica o desempenho do sistema e, neste caso, o fornecedor do serviço deve solucioná-lo em até 4 (quatro) horas a contar da abertura do chamado. O fornecedor deverá disponibilizar um telefone para contato a ser acionado nesses casos. O atendimento deve ser feito em português, 24 horas por dia, 7 dias por semana, para resolução de incidentes, elaboração de diagnósticos, identificação de problemas e tratamento de erros. O problema não afeta a operação e o desempenho do sistema e pode ser solucionado em até 2 dias úteis. O fornecedor deve disponibilizar para tratamento desses casos. É desejável que o fornecedor mantenha sítio da Internet para orientação e esclarecimento de dúvidas. Deve haver controle gerencial com consultas e relatórios periódicos sobre os problemas reportados, suas causas e as soluções adotadas. 3.5 Confidencialidade Todas as informações que forem transmitidas à contratada ou produzidas por esta com base nas informações recebidas devem ser consideradas protegidas e confidenciais por período indeterminado. A contratada deve formalizar termos de confidencialidade com todos os empregados e fornecedores que tiverem acesso a tais informações. 4 Glossário Serviço Móvel Pessoal (SMP) - é o serviço que permite a comunicação entre celulares ou entre um celular e um telefone fixo. Tecnicamente, é definido como o serviço de telecomunicações móvel terrestre de interesse coletivo que possibilita a comunicação entre estações móveis e de estações móveis para outras estações. Serviço Móvel Especializado (SME) - é o serviço que possibilita a comunicação por meio de despacho via radiocomunicação para uma pessoa ou grupos de pessoas previamente definidos. Semelhante ao celular, é tecnicamente definido como o serviço de telecomunicações móvel terrestre de interesse coletivo que utiliza sistema de radiocomunicação, basicamente, para a realização de operações tipo despacho e outras formas de telecomunicações. HTTPS (HyperText Transfer Protocol Secure) - é um protocolo de comunicação entre computadores que permite a transmissão de dados criptografados e submetidos a verificação de autenticidade por meio de certificados digitais. Web service - é uma solução utilizada na integração de sistemas e na comunicação entre aplicações. Esta tecnologia torna possível compatibilizar sistemas desenvolvidos em plataformas diferentes. SOAP e REST são protocolos de uso comum que providenciam o transporte de dados entre web services.

8 Pág. 8/8 FTP (File Transfer Protocol) é um protocolo de transferência de arquivos de uso comum na internet. SMPP (Short Message Peer-to-Peer) é um protocolo não proprietário e padronizado específico para transmissão de mensagens curtas.

TERMO DE REFERÊNCIA LOTE ITEM UN DESCRIÇÃO QUANTIDADE ENVIO DE MENSAGENS SHORT MESSAGE. no N

TERMO DE REFERÊNCIA LOTE ITEM UN DESCRIÇÃO QUANTIDADE ENVIO DE MENSAGENS SHORT MESSAGE. no N TERMO DE REFERÊNCIA OBJETO: PRESTAÇÃO DE SERVIÇO DE ENVIO DE MENSAGENS SMS SHORT MESSAGE SERVICE PARA DISPOSITIVOS MÓVEIS Responsável: Superintendência Central de Governança Eletrônica Objeto LOTE ITEM

Leia mais

Termo de Referência. Serviço de envio de mensagens SMS Short Message Service para dispositivos móveis, pelo período de 24 meses.

Termo de Referência. Serviço de envio de mensagens SMS Short Message Service para dispositivos móveis, pelo período de 24 meses. Termo de Referência Serviço de envio de mensagens SMS Short Message Service para dispositivos móveis, pelo período de 24 meses. Termo de Referência [OBJETO] 1 Termo de Referência Serviço de envio de mensagens

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA Prestação de Serviço Telefônico Móvel de Dados, na modalidade Sms (Short Message Service - Serviço de Mensagens Curtas de Texto)

TERMO DE REFERÊNCIA Prestação de Serviço Telefônico Móvel de Dados, na modalidade Sms (Short Message Service - Serviço de Mensagens Curtas de Texto) TERMO DE REFERÊNCIA Prestação de Serviço Telefônico Móvel de Dados, na modalidade Sms (Short Message Service - Serviço de Mensagens Curtas de Texto) 1 1 - OBJETO 1.1 Registro de Preços para prestação de

Leia mais

Serviço de mensageria SMS

Serviço de mensageria SMS Termo de Referência Serviço de mensageria SMS Agosto/2014 1 1 OBJETO 1.1 Prestação de serviços de envio de até 1.680.000 (Um milhão seiscentos e oitenta mil) Mensagens de Texto SMS (Short Message Service)

Leia mais

Termo de Referência. Diretoria de Infraestrutura de TIC - DIT. Coordenação Geral de Análise e Classificação de Demandas - CGAD

Termo de Referência. Diretoria de Infraestrutura de TIC - DIT. Coordenação Geral de Análise e Classificação de Demandas - CGAD Termo de Referência Serviço de envio e recebimento de mensagens SMS Short Message Service para dispositivos móveis, incluídos os serviços de gerenciamento e licenciamento de uso de plataforma, aplicativos,

Leia mais

Web Service - NFS-e. Definição das especificações e critérios técnicos necessários para utilização do WebService. FREIRE INFORMÁTICA Versão 2.

Web Service - NFS-e. Definição das especificações e critérios técnicos necessários para utilização do WebService. FREIRE INFORMÁTICA Versão 2. 2014 Web Service - NFS-e Definição das especificações e critérios técnicos necessários para utilização do WebService Este manual tem como objetivo orientar os usuários, sobre os procedimentos relativos

Leia mais

TERMO DE USO - SERVIÇO VIVO TORPEDO LEMBRETE

TERMO DE USO - SERVIÇO VIVO TORPEDO LEMBRETE TERMO DE USO - SERVIÇO VIVO TORPEDO LEMBRETE 1. OBJETO: 1.1. O presente Instrumento tem por objeto regular a o acesso e a utilização do serviço VIVO Torpedo Lembrete (doravante VIVO Torpedo Lembrete ),

Leia mais

SOLUÇÕES EM GESTÃO DE RELACIONAMENTO

SOLUÇÕES EM GESTÃO DE RELACIONAMENTO SOLUÇÕES EM GESTÃO DE RELACIONAMENTO A M2 Data Center é uma empresa especializada no desenvolvimento de tecnologias voltadas para agregarem valor às empresas, permitindo assim um melhor posicionamento

Leia mais

Apresentação da plataforma

Apresentação da plataforma SMS CORPORATIVO Apresentação da plataforma Vitor Lopes Maio de 2010 Conteúdo 1. VISÃO GERAL... 3 1.1 COBERTURA SMS NO BRASIL... 3 2. VANTAGENS DO SMS... 4 2.1 SMS É A FERRAMENTA QUE ESTÁ MAIS PRÓXIMA DO

Leia mais

Manual de utilização do STA Web

Manual de utilização do STA Web Sistema de Transferência de Arquivos Manual de utilização do STA Web Versão 1.1.7 Sumário 1 Introdução... 3 2 Segurança... 3 2.1 Autorização de uso... 3 2.2 Acesso em homologação... 3 2.3 Tráfego seguro...

Leia mais

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO. Departamento de Administração Gabinete do Vice-Reitor

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO. Departamento de Administração Gabinete do Vice-Reitor UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO Departamento de Administração Gabinete do Vice-Reitor Tendo em vista a necessidade de modernização dos sistemas corporativos e as dificuldades de implementar manutenções preventivas,

Leia mais

MANUAL DE ATENDIMENTO A OFÍCIOS ÓRGÃOS DE REGISTRO ÍNDICE. Tela inicial...05 VISUALIZAR OFÍCIO...07 RESPONDER OFÍCIO...09

MANUAL DE ATENDIMENTO A OFÍCIOS ÓRGÃOS DE REGISTRO ÍNDICE. Tela inicial...05 VISUALIZAR OFÍCIO...07 RESPONDER OFÍCIO...09 MANUAL DE ATENDIMENTO A OFÍCIOS ÓRGÃOS DE REGISTRO ÍNDICE INTRODUÇÃO...02 ACESSAR O SISTEMA...03 Tela inicial...05 VISUALIZAR OFÍCIO...07 RESPONDER OFÍCIO...09 Circularização...09 Arrolamento/Cancelamento...11

Leia mais

Versão 1.6. Março, 2012 DTI Depto. de Tecnologia e Informação

Versão 1.6. Março, 2012 DTI Depto. de Tecnologia e Informação Versão 1.6 Março, 2012 DTI Depto. de Tecnologia e Informação Página de Revisão Versão Atual Data da Revisão 1.6 Novembro, 2013 Aprovações Diretoria (Assinatura) Gerencia de Tecnologia (Assinatura) Páginas

Leia mais

OFERTA: SITE INSTITUCIONAL. 1. Definições

OFERTA: SITE INSTITUCIONAL. 1. Definições OFERTA: SITE INSTITUCIONAL 1. Definições OFERTA VIGENTE: Forma(s) de disponibilização do(s) RECURSO(S) ao CONTRATANTE, constante(s) nesse Contrato, válida(s) para o ATO DA CONSULTA. RECURSO: Serviço(s)

Leia mais

Novidades da Versão 3.0.0.30

Novidades da Versão 3.0.0.30 Novidades da Versão 3.0.0.30 Alteração Equipamento Unidade Instalação Inserida informação Telemetria na Tela de Alteração de Equipamento Unidade de Instalação (326). A informação Roaming Internacional

Leia mais

SMS Corporativo. Descritivo do Produto Eduardo Cury Parceiro Takenet Março 2012

SMS Corporativo. Descritivo do Produto Eduardo Cury Parceiro Takenet Março 2012 SMS Corporativo Descritivo do Produto Eduardo Cury Parceiro Takenet Março 2012 Definições SMS Corporativo O QUE É? É uma solução que permite às Empresas, de qualquer segmento do mercado, abrir um canal

Leia mais

MODULO SERVIDOR DE GERENCIAMENTO DE CHAVES DE ENCRIPTAÇÃO AÉREA OTAR P25, FASE 2

MODULO SERVIDOR DE GERENCIAMENTO DE CHAVES DE ENCRIPTAÇÃO AÉREA OTAR P25, FASE 2 MODULO SERVIDOR DE GERENCIAMENTO DE CHAVES DE ENCRIPTAÇÃO AÉREA OTAR P25, FASE 2 Servidor de Gerenciamento de Chaves de Encriptação Aérea (Criptofonia) OTAR (Over The Air Rekeying), para emprego na rede

Leia mais

WebEDI - Tumelero Manual de Utilização

WebEDI - Tumelero Manual de Utilização WebEDI - Tumelero Manual de Utilização Pedidos de Compra Notas Fiscais Relação de Produtos 1. INTRODUÇÃO Esse documento descreve o novo processo de comunicação e troca de arquivos entre a TUMELERO e seus

Leia mais

Política de Utilização da Rede Sem Fio (Wireless)

Política de Utilização da Rede Sem Fio (Wireless) Política de Utilização da Rede Sem Fio (Wireless) UNISC Setor de Informática/Redes Atualizado em 22/07/2008 1. Definição Uma rede sem fio (Wireless) significa que é possível uma transmissão de dados via

Leia mais

Outlook XML Reader Versão 8.0.0. Manual de Instalação e Demonstração UNE Tecnologia

Outlook XML Reader Versão 8.0.0. Manual de Instalação e Demonstração UNE Tecnologia Outlook XML Reader Versão 8.0.0 Manual de Instalação e Demonstração UNE Tecnologia Add-in para o Outlook 2003, 2007 e 2010 responsável pela validação e armazenamento de notas fiscais eletrônicas. Atenção,

Leia mais

ISTEMA DE GERENCIAMENTO DE OCUMENTOS ELETRÔNICOS

ISTEMA DE GERENCIAMENTO DE OCUMENTOS ELETRÔNICOS ISTEMA DE GERENCIAMENTO DE OCUMENTOS ELETRÔNICOS A Sonda IT traz para o mercado o Comply e-docs, que engloba soluções para a transmissão e gerenciamento de documentos fiscais eletrônicos. De fácil implementação

Leia mais

Apresentação. Vitae Tec Tecnologia a Serviço da Vida!

Apresentação. Vitae Tec Tecnologia a Serviço da Vida! Apresentação Vitae Tec Tecnologia a Serviço da Vida! A Vitae Tec A Vitae Tec é uma empresa de tecnologia que tem como missão oferecer serviços e produtos adequados às necessidades do cliente - pessoa física

Leia mais

Servidor de Gerenciamento de Chaves de Encriptação Aérea OTAR

Servidor de Gerenciamento de Chaves de Encriptação Aérea OTAR Servidor de Gerenciamento de Chaves de Encriptação Aérea OTAR P25 Fase 1 Requisitos Gerais Servidor de Gerenciamento de Chaves de Encriptação (Criptofonia) OTAR (Over The Air Rekeying), para emprego na

Leia mais

POLÍTICA DE PRIVACIDADE SEGUROS UNIMED

POLÍTICA DE PRIVACIDADE SEGUROS UNIMED POLÍTICA DE PRIVACIDADE SEGUROS UNIMED Este documento, denominado Política de Privacidade, tem por finalidade estabelecer as regras sobre a obtenção, uso e armazenamento dos dados e informações coletados

Leia mais

TERMO DE USO. I.1. Para efeito único e exclusivo do presente TERMO DE USO, deverão ser consideradas as seguintes definições:

TERMO DE USO. I.1. Para efeito único e exclusivo do presente TERMO DE USO, deverão ser consideradas as seguintes definições: TERMO DE USO As disposições abaixo regulam a utilização do serviço VIVO TORPEDO RECADO ( Serviço ), comercializado por TELEFONICA BRASIL S/A, inscrita no CNPJ sob o nº 02.558.157/0001-62, doravante denominadas

Leia mais

Conecta S_Line. 2.2 Downloads Para instalar o Conecta S_Line, basta acessar www.sline.com.br/downloads.aspx

Conecta S_Line. 2.2 Downloads Para instalar o Conecta S_Line, basta acessar www.sline.com.br/downloads.aspx 1 Introdução O Conecta S_Line permite que o laboratório envie à Central S_Line os resultados de exames gerados pelo Sistema de Informação Laboratorial (LIS) em forma de arquivos digitais. Todo o processo

Leia mais

SERVICE DESK MANAGER SDM. Manual do Sistema - DPOI

SERVICE DESK MANAGER SDM. Manual do Sistema - DPOI SERVICE DESK MANAGER SDM Manual do Sistema - DPOI Conteúdo SERVICE DESK MANAGER SDM... 1 Manual do Sistema - DPOI... 1 INTRODUÇÃO... 4 ACESSO AO SISTEMA... 5 OPÇÕES DO SISTEMA... 6 SISTEMA... 7 Pesquisar

Leia mais

Manual do Usuário. E-DOC Peticionamento Eletrônico TST

Manual do Usuário. E-DOC Peticionamento Eletrônico TST E-DOC Peticionamento APRESENTAÇÃO O sistema E-DOC substituirá o atual sistema existente. Este sistema permitirá o controle de petições que utiliza certificado digital para autenticação de carga de documentos.

Leia mais

A- SUBPROCURADORIA-GERAL DE JUSTIÇA JURÍDICA ATO NORMATIVO Nº 706/2011-PGJ, DE 29 DE JULHO DE 2011 (Protocolado nº 80.329/11)

A- SUBPROCURADORIA-GERAL DE JUSTIÇA JURÍDICA ATO NORMATIVO Nº 706/2011-PGJ, DE 29 DE JULHO DE 2011 (Protocolado nº 80.329/11) A- SUBPROCURADORIA-GERAL DE JUSTIÇA JURÍDICA ATO NORMATIVO Nº 706/2011-PGJ, DE 29 DE JULHO DE 2011 (Protocolado nº 80.329/11) Texto compilado até o Ato (N) nº 791/2013 PGJ de 11/10/2013 Estabelece normas

Leia mais

Manual de Transferência de Arquivos

Manual de Transferência de Arquivos O Manual de Transferência de Arquivos apresenta a ferramenta WebEDI que será utilizada entre FGC/IMS e as Instituições Financeiras para troca de arquivos. Manual de Transferência de Arquivos WebEDI Versão

Leia mais

TERMO DE USO SERVIÇO VIVO TORPEDO DIVERTIDO

TERMO DE USO SERVIÇO VIVO TORPEDO DIVERTIDO TERMO DE USO SERVIÇO VIVO TORPEDO DIVERTIDO 1. OBJETO: 1.1. O presente Instrumento tem por objeto regular a prestação do serviço VIVO Torpedo Divertido (doravante denominado VIVO Torpedo Divertido ), em

Leia mais

Descrição de Serviço. IBM Managed Security Services para Web Security. 1. Escopo dos Serviços. 2. Definições. 3. MSS para Web Security

Descrição de Serviço. IBM Managed Security Services para Web Security. 1. Escopo dos Serviços. 2. Definições. 3. MSS para Web Security Descrição de Serviço IBM Managed Security Services para Web Security 1. Escopo dos Serviços O IBM Managed Security Services para Web Security ( MSS para Web Security ) pode incluir: a. Serviços de Antivírus

Leia mais

INFORMÁTICA FUNDAMENTOS DE INTERNET. Prof. Marcondes Ribeiro Lima

INFORMÁTICA FUNDAMENTOS DE INTERNET. Prof. Marcondes Ribeiro Lima INFORMÁTICA FUNDAMENTOS DE INTERNET Prof. Marcondes Ribeiro Lima Fundamentos de Internet O que é internet? Nome dado a rede mundial de computadores, na verdade a reunião de milhares de redes conectadas

Leia mais

Projeto SAT-CF-e Guia de Procedimentos para uso do SRSAT e do Ambiente de Testes por Fabricantes

Projeto SAT-CF-e Guia de Procedimentos para uso do SRSAT e do Ambiente de Testes por Fabricantes 1 Índice Projeto SAT-CF-e Guia de Procedimentos para uso do SRSAT e do Ambiente de Testes por Fabricantes (Versão 1.4.4 atualizado em 14/05/2014) 1. Introdução... 1 2. Fluxo Geral... 1 3. Detalhamento

Leia mais

XDR. Solução para Big Data.

XDR. Solução para Big Data. XDR Solução para Big Data. ObJetivo Principal O volume de informações com os quais as empresas de telecomunicações/internet têm que lidar é muito grande, e está em constante crescimento devido à franca

Leia mais

INTERNET OUTLOOK. 1. Considerando os conceitos e os modos de navegação na Internet, assinale a opção correta.

INTERNET OUTLOOK. 1. Considerando os conceitos e os modos de navegação na Internet, assinale a opção correta. Prof. Júlio César S. Ramos P á g i n a 1 INTERNET OUTLOOK 1. Considerando os conceitos e os modos de navegação na Internet, assinale a opção correta. A O Outlook Express permite criar grupo de pessoas

Leia mais

FunsetNet. Manual do Usuário DENATRAN

FunsetNet. Manual do Usuário DENATRAN FunsetNet Manual do Usuário DENATRAN Conteúdo Visão Geral... 3 FunsetNet... 3 Objetivo... 3 Acesso ao sistema... 3 Navegação... 4 Quadro Conciliação... 5 Ocorrências... 6 Comunicação entre Órgãos e Denatran...

Leia mais

SOLUÇÕES EM COMUNICAÇÃO CORPORATIVA VIA SMS

SOLUÇÕES EM COMUNICAÇÃO CORPORATIVA VIA SMS SOLUÇÕES EM COMUNICAÇÃO CORPORATIVA VIA SMS... O Comunika oferece soluções completas para sua empresa enviar e receber mensagens SMS para telefones celulares de todo o Brasil. Trata-se de uma comunicação

Leia mais

TCP/IP TCP UDP IP HTTP HTTPS FTP TFTP TELNET POP3 IMAP SMTP SNMP DHCP

TCP/IP TCP UDP IP HTTP HTTPS FTP TFTP TELNET POP3 IMAP SMTP SNMP DHCP TCP/IP TCP UDP IP HTTP HTTPS FTP TFTP TELNET POP3 IMAP SMTP SNMP DHCP HTTP (Hypertext Transfer Protocol ) Protocolo usado na Internet para transferir as páginas da WWW (WEB). HTTPS (HyperText Transfer

Leia mais

I N T R O D U Ç Ã O W A P desbloqueio,

I N T R O D U Ç Ã O W A P desbloqueio, INTRODUÇÃO Para que o Guia Médico de seu Plano de Saúde esteja disponível em seu celular, antes de mais nada, sua OPERADORA DE SAÚDE terá de aderir ao projeto. Após a adesão, você será autorizado a instalar

Leia mais

Estudo de Caso. Projeto Correspondência Eletrônica nos Correios S.A.

Estudo de Caso. Projeto Correspondência Eletrônica nos Correios S.A. Estudo de Caso Projeto Correspondência Eletrônica nos Correios S.A. A Presidência dos Correios vislumbrou a possibilidade da Empresa apresentar aos seus clientes um novo serviço, que foi denominado de

Leia mais

Regra do SERVIÇO VIVO GESTÃO

Regra do SERVIÇO VIVO GESTÃO Regras do serviço VIVO GESTÃO Serviço que permite controlar o uso e o gasto do tráfego voz dos celulares da sua Empresa em todo o Brasil. Através do serviço Vivo Gestão, a empresa configura via internet,

Leia mais

Guia Rápido de Uso. Aqui seguem os tópicos tratados nesse guia, para que você aprenda a usar o Sistema HOT SMS. SUMÁRIO

Guia Rápido de Uso. Aqui seguem os tópicos tratados nesse guia, para que você aprenda a usar o Sistema HOT SMS. SUMÁRIO 1 Guia Rápido de Uso Aqui seguem os tópicos tratados nesse guia, para que você aprenda a usar o Sistema HOT SMS. SUMÁRIO 1 Acesso ao sistema...3 2 Entenda o Menu...4 3 Como enviar torpedos...6 3.1 Envio

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 3, DE 18 DE DEZEMBRO DE 2014

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 3, DE 18 DE DEZEMBRO DE 2014 INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 3, DE 18 DE DEZEMBRO DE 2014 Institui a Política de Integração e Segurança da Informação do Sistema de Cadastro Ambiental Rural e dá outras providências. A MINISTRA DE ESTADO DO

Leia mais

MODEM USB 3G+ WM31. Manual do Usuário

MODEM USB 3G+ WM31. Manual do Usuário MODEM USB 3G+ WM31 Manual do Usuário 2 Conteúdo 1 Introdução... 3 2 Descrição da Interface do Cliente... 5 3 Conexão... 7 4 SMS... 10 5 Contatos... 14 6 Estatística... 18 7 Configurações... 19 8 SIM Tool

Leia mais

FERRAMENTAS DE COLABORAÇÃO CORPORATIVA

FERRAMENTAS DE COLABORAÇÃO CORPORATIVA FERRAMENTAS DE COLABORAÇÃO CORPORATIVA Manual de Utilização Google Grupos Sumário (Clique sobre a opção desejada para ir direto à página correspondente) Utilização do Google Grupos Introdução... 3 Página

Leia mais

GESTÃO DE PROJETOS EM CAMPO UTILIZANDO REDES MÓVEIS

GESTÃO DE PROJETOS EM CAMPO UTILIZANDO REDES MÓVEIS GESTÃO DE PROJETOS EM CAMPO UTILIZANDO REDES MÓVEIS Estudo de caso em empresa de instalação de Cabeamento Mauro Faccioni Filho, Dr. Eng. Pedro Moritz de Carvalho Neto FAZION Sistemas CREARE Engenharia

Leia mais

Comm5 Tecnologia Manual de utilização da família MI. Manual de Utilização. Família MI

Comm5 Tecnologia Manual de utilização da família MI. Manual de Utilização. Família MI Manual de Utilização Família MI ÍNDICE 1.0 COMO LIGAR O MÓDULO... pág 03 e 04 2.0 OBJETIVO... pág 05 3.0 COMO CONFIGURAR O MÓDULO MI... pág 06, 07, 08 e 09 4.0 COMO TESTAR A REDE... pág 10 5.0 COMO CONFIGURAR

Leia mais

MANUAL OPERACIONAL. PTU Web

MANUAL OPERACIONAL. PTU Web MANUAL OPERACIONAL PTU Web Versão 8.0 24/08/2011 ÍNDICE Índice... 2 PTU Web... 4 O que é o PTU Web?... 4 Como acessar o PTU Web?... 4 Listagem de arquivos enviados e recebidos... 5 Unimeds disponíveis

Leia mais

Serviços Remotos Xerox Um passo na direção certa

Serviços Remotos Xerox Um passo na direção certa Serviços Remotos Xerox Um passo na direção certa Diagnóstico de problemas Avaliação dos dados da máquina Pesquisa de defeitos Segurança garantida do cliente 701P41699 Visão geral dos Serviços Remotos Sobre

Leia mais

Elaboração dos documentos

Elaboração dos documentos Estudo de Caso Área de conhecimento Gerência de Escopo Projeto Correspondência Eletrônica nos Correios S.A. A Presidência dos Correios vislumbrou a possibilidade da Empresa apresentar aos seus clientes

Leia mais

Mostrar área de trabalho.scf. Manual do Produto EDI.

Mostrar área de trabalho.scf. Manual do Produto EDI. Mostrar área de trabalho.scf Manual do Produto EDI. ÍNDICE MANUAL DO PRODUTO EDI....3 1. O QUE É O EDI?...3 1.1. VANTAGENS... 3 1.2. FUNCIONAMENTO... 3 1.3. CONFIGURAÇÃO NECESSÁRIA... 3 2. UTILIZANDO O

Leia mais

Declaração de Escopo

Declaração de Escopo 1/9 Elaborado por: Adriano Marra, Bruno Mota, Bruno Leite, Janaina Versão: 1.4 Lima, Joao Augusto, Paulo Takagi, Ricardo Reis. Aprovado por: Porfírio Carlos Roberto Junior 24/08/2010 Time da Equipe de

Leia mais

Passos básicos para utilização de Nota Fiscal Eletrônica (NF-E)

Passos básicos para utilização de Nota Fiscal Eletrônica (NF-E) Conteúdo Solicitação de Autorização...2 Numeração da NF-E...3 Emissão de NF-E...3 Pesquisa de NF-E emitida...5 Cancelamento de NF-E emitida...5 Carta de Correção...6 Envio de Arquivo de RPS...6 Número

Leia mais

Cláudia Araújo Coordenadora Diego Macêdo Programador Marcelo Rodrigues Suporte

Cláudia Araújo Coordenadora Diego Macêdo Programador Marcelo Rodrigues Suporte BCON Sistema de Controle de Vendas e Estoque Declaração de escopo Versão 1.0 Histórico de Revisão Elaborado por: Filipe de Almeida do Amaral Versão 1.0 Aprovado por: Marcelo Persegona 22/03/2011 Time da

Leia mais

Apresentação. Vitae Tec Tecnologia a Serviço da Vida!

Apresentação. Vitae Tec Tecnologia a Serviço da Vida! Apresentação Vitae Tec Tecnologia a Serviço da Vida! A Vitae Tec A Vitae Tec é uma empresa de tecnologia que tem como missão oferecer serviços e produtos adequados às necessidades do cliente - pessoa física

Leia mais

* MANUAL CLIENTE PARA UTILIZAÇÃO E ACESSO À PLATAFORMA TORPEDO CERTO

* MANUAL CLIENTE PARA UTILIZAÇÃO E ACESSO À PLATAFORMA TORPEDO CERTO * MANUAL CLIENTE PARA UTILIZAÇÃO E ACESSO À PLATAFORMA TORPEDO CERTO Este Manual visa orientar o operador da plataforma TORPEDO CERTO a conhecer e utilizar as funcionalidades do sistema conforme o índice

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO Plataforma Web de 1ª VIA

MANUAL DO USUÁRIO Plataforma Web de 1ª VIA MANUAL DO USUÁRIO Plataforma Web de 1ª VIA 1 Índice - Site para o envio de mensagens de texto (SMS) de 1ª via... 03 - Centro de Aplicativos(APPs) para o envio de mensagens... 03 - Quick SMS envio de até

Leia mais

Guia para o Google Cloud Print

Guia para o Google Cloud Print Guia para o Google Cloud Print Versão 0 BRA-POR Definições das observações Utilizamos o ícone a seguir ao longo deste manual do usuário: Os ícones de ensinam como agir em determinada situação ou fornecem

Leia mais

ABRANGÊNCIA: atendimento a no mínimo 60% dos municípios 853 mineiros conforme padrões Anatel

ABRANGÊNCIA: atendimento a no mínimo 60% dos municípios 853 mineiros conforme padrões Anatel Comentários MINUTA TERMO DE REFERENCIA Lote 9A ABRANGÊNCIA: atendimento a no mínimo 60% dos municípios 853 mineiros conforme padrões Anatel Resposta: Fica mantido o texto da minuta do TR. 2.2 O provimento

Leia mais

MODEM USB LTE. Manual do Usuário

MODEM USB LTE. Manual do Usuário MODEM USB LTE Manual do Usuário 2 Conteúdo Manual do Usuário... 1 1 Introdução... 3 2 Descrição da Interface do Cliente... 4 3 Conexão... 7 4 SMS... 10 5 Contatos... 14 6 Estatística... 18 7 Configurações...

Leia mais

Contrato de Serviço (SLA) Para Hipermercados Extra Por Esperança_TI S.A

Contrato de Serviço (SLA) Para Hipermercados Extra Por Esperança_TI S.A Esperança_TI S.A S/A Contrato de Serviço (SLA) Para Hipermercados Extra Por Esperança_TI S.A 25/11/2014 Gerador do documento: Gerente de Negociação: Marcos Alves de Oliveira Marcos Antônio de Morais Aprovação

Leia mais

Anexo VI Edital nº 03361/2008. Projeto de Integração das informações de Identificação Civil. 1. Definições de interoperabilidade adotadas pela SENASP

Anexo VI Edital nº 03361/2008. Projeto de Integração das informações de Identificação Civil. 1. Definições de interoperabilidade adotadas pela SENASP Anexo VI Edital nº 03361/2008 Projeto de Integração das informações de Identificação Civil 1. Definições de interoperabilidade adotadas pela SENASP A Senasp procura adotar os padrões de interoperabilidade

Leia mais

SISTEMA DE GERÊNCIA - DmView

SISTEMA DE GERÊNCIA - DmView Sistema de Gerenciamento DmView O DmView é o Sistema de Gerência desenvolvido para supervisionar e configurar os equipamentos DATACOM, disponibilizando funções para gerência de supervisão, falhas, configuração,

Leia mais

MENSAGEM PREGÃO ELETRÔNICO N. 052/2010 ESCLARECIMENTO 4

MENSAGEM PREGÃO ELETRÔNICO N. 052/2010 ESCLARECIMENTO 4 MENSAGEM Assunto: Esclarecimento 4 Referência: Pregão Eletrônico n. 052/2010 Data: 19/11/2010 Objeto: Contratação de serviços técnicos especializados de atendimento remoto e presencial a usuários de tecnologia

Leia mais

POLÍTICA DE UTILIZAÇÃO DE E-MAIL PARA ESCOLAS E ADMINISTRAÇÃO NACIONAL

POLÍTICA DE UTILIZAÇÃO DE E-MAIL PARA ESCOLAS E ADMINISTRAÇÃO NACIONAL POLÍTICA DE UTILIZAÇÃO DE E-MAIL PARA ESCOLAS E ADMINISTRAÇÃO NACIONAL DEFINIÇÕES: ESCOLA: toda unidade franqueada CNA. FRANQUEADO/OPERADOR: todo aquele que ingressa na rede CNA, através da formalização

Leia mais

Transferência de Arquivos Guia Rápido nova navegação Setembro 2014

Transferência de Arquivos Guia Rápido nova navegação Setembro 2014 Transferência de Arquivos Guia Rápido nova navegação Setembro 2014 Esta apresentação foi preparada pelo Banco Santander (Brasil) S.A. e o seu conteúdo é estritamente confidencial. Essa apresentação não

Leia mais

TE T R E MOS DE E US U O Carteira de Pedidos Atualizado em e 1 7 de d Ag A o g st s o o de d 2 01 0 3

TE T R E MOS DE E US U O Carteira de Pedidos Atualizado em e 1 7 de d Ag A o g st s o o de d 2 01 0 3 TERMOS DE USO Seja bem-vindo ao Carteira de Pedidos. Recomendamos que antes de utilizar os serviços oferecidos pelo Carteira de Pedidos, leia atentamente os Termos de Uso a seguir para ficar ciente de

Leia mais

Manual de utilização do sistema de envio de sms marketing e corporativo da AGENCIA GLOBO. V 1.0. www.sms.agenciaglobo.net

Manual de utilização do sistema de envio de sms marketing e corporativo da AGENCIA GLOBO. V 1.0. www.sms.agenciaglobo.net Manual de utilização do sistema de envio de sms marketing e corporativo da AGENCIA GLOBO. V 1.0 www.sms.agenciaglobo.net 1 ACESSO O SISTEMA 1.1 - Para acessar o sistema de envio entre no site http://sms.agenciaglobo.net/

Leia mais

COTAÇÃO ELETRÔNICA: 133/2012 COMPRASNET

COTAÇÃO ELETRÔNICA: 133/2012 COMPRASNET COTAÇÃO ELETRÔNICA: 133/2012 COMPRASNET AQUISIÇÃO DE SOLUÇÃO DE ANTIVÍRUS MCAFEE PARA PLATAFORMA DE SERVIDORES VIRTUALIZADOS VMWARE DA REDE CORPORATIVA PRODAM Diretoria de Infraestrutura e Tecnologia-

Leia mais

Política de Atendimento Técnico, Suporte e Assistência aos softwares SiplanControl-M

Política de Atendimento Técnico, Suporte e Assistência aos softwares SiplanControl-M Política de Atendimento Técnico, Suporte e Assistência aos softwares SiplanControl-M 1. Introdução a política 2. Quem está elegível para solicitar suporte? 3. Horário de atendimento 4. Que tempo de resposta

Leia mais

Manual TDMax Web Commerce VERSÃO: 0.1

Manual TDMax Web Commerce VERSÃO: 0.1 Manual TDMax Web Commerce VERSÃO: 0.1 Sumário Visão geral Bilhetagem Eletrônica... 3 1 TDMax Web Commerce... 4 1.1 Requisitos e orientações gerais... 4 2 Acesso... 5 2.1 Como realizar um cadastro usuário

Leia mais

Diretoria de Assuntos Internacionais Gerência-Executiva de Normatização de Câmbio e Capitais Estrangeiros

Diretoria de Assuntos Internacionais Gerência-Executiva de Normatização de Câmbio e Capitais Estrangeiros Diretoria de Assuntos Internacionais Gerência-Executiva de Normatização de Câmbio e Capitais Estrangeiros Geraldo Magela Siqueira Rio de Janeiro 16 / 17 de março de 2010 Contextualização As novas condições

Leia mais

ANEXO I NÍVEIS MÍNIMOS DE SERVIÇO EXIGIDOS (NMSE) PARA CONTRATO DE APOIO

ANEXO I NÍVEIS MÍNIMOS DE SERVIÇO EXIGIDOS (NMSE) PARA CONTRATO DE APOIO ANEXO I NÍVEIS MÍNIMOS DE SERVIÇO EXIGIDOS (NMSE) PARA CONTRATO DE APOIO 1. Introdução 1.1. Descrição do serviço Este documento disciplina a cessão de uso permanente da solução de software para Gestão

Leia mais

Passos e Orientações para solicitação de credenciamento como emissor de NF-e. Secretaria da Fazenda do Estado de São Paulo

Passos e Orientações para solicitação de credenciamento como emissor de NF-e. Secretaria da Fazenda do Estado de São Paulo Passos e Orientações para solicitação de credenciamento como emissor de NF-e Secretaria da Fazenda do Estado de São Paulo Versão 1.0 23/07/2009 Passos e Orientações para solicitação de credenciamento como

Leia mais

Desenvolvimento de Aplicações Web

Desenvolvimento de Aplicações Web Desenvolvimento de Aplicações Web André Tavares da Silva andre.silva@udesc.br Método de Avaliação Serão realizadas duas provas teóricas e dois trabalhos práticos. MF = 0,1*E + 0,2*P 1 + 0,2*T 1 + 0,2*P

Leia mais

Solução Planner para Nota Fiscal Eletrônica (P/NF-e 3.7)

Solução Planner para Nota Fiscal Eletrônica (P/NF-e 3.7) Solução Planner para Nota Fiscal Eletrônica (P/NF-e 3.7) Introdução Desde abril de 2008 a Nota Fiscal Eletrônica (NF-e) se tornou obrigatória para diversos setores da economia nacional. A cada 6 meses,

Leia mais

Manual do usuário - Service Desk SDM - COPASA. Service Desk

Manual do usuário - Service Desk SDM - COPASA. Service Desk Manual do usuário - Service Desk SDM - COPASA Service Desk Sumário Apresentação O que é o Service Desk? Terminologia Status do seu chamado Utilização do Portal Web Fazendo Login no Sistema Tela inicial

Leia mais

Relatório de Notas e Comentários

Relatório de Notas e Comentários Relatório de Notas e Comentários MT-611-00007 Última Atualização 25/04/2012 I. Objetivos Após este módulo de capacitação você será capaz de: 1. Consultar um relatório de notas e seus comentários II. Conceitos

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO SISTEMA SERVELOJA

MANUAL DO USUÁRIO SISTEMA SERVELOJA MANUAL DO USUÁRIO SISTEMA SERVELOJA A Serveloja soluções empresariais é uma empresa de tecnologia, especialista em consultoria, serviços financeiros e softwares. Disponibilizamos diversas soluções de cobranças

Leia mais

Manual de Integração Web Service

Manual de Integração Web Service Manual de Integração Web Service Prefeitura de São Simão/MG 1. INTRODUÇÃO Este manual tem como objetivo apresentar as especificações e critérios técnicos necessários para utilização do Web Service disponibilizado

Leia mais

AULA 03 MODELO OSI/ISO. Eduardo Camargo de Siqueira REDES DE COMPUTADORES Engenharia de Computação

AULA 03 MODELO OSI/ISO. Eduardo Camargo de Siqueira REDES DE COMPUTADORES Engenharia de Computação AULA 03 MODELO OSI/ISO Eduardo Camargo de Siqueira REDES DE COMPUTADORES Engenharia de Computação INTRODUÇÃO 2 INTRODUÇÃO 3 PROTOCOLOS Protocolo é a regra de comunicação usada pelos dispositivos de uma

Leia mais

Proposta de Franquia SMS Marketing. A Empresa

Proposta de Franquia SMS Marketing. A Empresa Proposta de Franquia SMS Marketing A Empresa A DeOlhoNaWeb Soluções Digitais é uma empresa de internet em forte crescimento, que foi fundada em 2012 com objetivo de oferecer soluções inovadoras por um

Leia mais

Que informações nós coletamos, e de que maneira?

Que informações nós coletamos, e de que maneira? Política de Privacidade Vivertz Esta é a política de privacidade da Affinion International Serviços de Fidelidade e Corretora de Seguros Ltda que dispõe as práticas de proteção à privacidade do serviço

Leia mais

Perguntas e Respostas. Relatórios

Perguntas e Respostas. Relatórios Perguntas e Respostas 1. Por que o @ Work mudou? R: Pensando na satisfação dos nossos clientes para com os serviços via Web, foi realizado uma reformulação de toda estrutura do site otimizando a disponibilidade

Leia mais

Portal dos Convênios - SICONV. Inclusão e Envio de Proposta. Manual do Usuário

Portal dos Convênios - SICONV. Inclusão e Envio de Proposta. Manual do Usuário MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE LOGÍSTICA E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DEPARTAMENTO DE LOGÍSTICA E SERVIÇOS GERAIS Portal dos Convênios - SICONV Inclusão e Envio de Proposta Manual

Leia mais

Tabela/Orçamento de Preços de Serviços (*) [Autotrac Satélite (MCT) e Autotrac Case Satélite (MCT)]

Tabela/Orçamento de Preços de Serviços (*) [Autotrac Satélite (MCT) e Autotrac Case Satélite (MCT)] [Autotrac Satélite (MCT) e Autotrac Case Satélite (MCT)] 1 Assinatura mensal (por MCT) 132,25 139,64 5,59 2 Pedido de posição adicional 0,1848 0,1951 5,59 3 Mensagem (texto livre ou pré-formatado/macro)

Leia mais

Termos de Serviço Hospedagem de sites e Revenda

Termos de Serviço Hospedagem de sites e Revenda Termos de Serviço Hospedagem de sites e Revenda CONTRATADA: Estado Virtual, sociedade com razão social Estado Virtual Soluções Corporativas Ltda e sede em SRTVS Quadra 701 Bloco O Sala 676 Ed. Multi Empresarial

Leia mais

Guia de Utilização FControl - Área do Lojista - (Administrador / Manager)

Guia de Utilização FControl - Área do Lojista - (Administrador / Manager) - - (Administrador / Manager) Índice 1. Introdução... 03 2. Acessando a... 03 2.1 Problemas com acesso... 03 3. Menu... 04 4. Dados Cadastrais... 04 5. Configurações... 05 5.1 Homologação... 05 5.2 Comentários

Leia mais

Manual de utilização sistema Comtele SMS

Manual de utilização sistema Comtele SMS Manual de utilização sistema Comtele SMS Login... 3 Dashboard... 4 Envio instantâneo de mensagens SMS... 5 Requisições de envio instantâneo para contatos ou grupos.... 5 Agendamento de envio d e SMS...7

Leia mais

- Acessar o sistema. Para acessar o sistema digite o endereço eletronico www.simpo.com.br/protocolo e clique em login na barra de menus.

- Acessar o sistema. Para acessar o sistema digite o endereço eletronico www.simpo.com.br/protocolo e clique em login na barra de menus. - Acessar o sistema. Para acessar o sistema digite o endereço eletronico www.simpo.com.br/protocolo e clique em login na barra de menus. Ou digite www.simpo.com.br/protocolo/login.php, para ir diretamente

Leia mais

AVALIAÇÃO QUALITATIVA E QUANTITATIVA DO QUADRO DE SERVIDORES DA COTEC

AVALIAÇÃO QUALITATIVA E QUANTITATIVA DO QUADRO DE SERVIDORES DA COTEC MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE INSTITUTO CHICO MENDES DE CONSERVAÇÃO DA BIODIVERSIDADE DIRETORIA DE PLANEJAMENTO, ADMINISTRAÇÃO E LOGÍSTICA Coordenação-Geral de Administração e Tecnologia da Informação Coordenação

Leia mais

Passos e Orientações para solicitação de credenciamento como emissor de NF-e. Secretaria da Fazenda do Estado de São Paulo

Passos e Orientações para solicitação de credenciamento como emissor de NF-e. Secretaria da Fazenda do Estado de São Paulo Passos e Orientações para solicitação de credenciamento como emissor de NF-e Secretaria da Fazenda do Estado de São Paulo Versão: 24/05/2010 Passos e Orientações para solicitação de credenciamento como

Leia mais

PROJETO NOVAS FRONTEIRAS. Descrição dos processos de gerenciamento da qualidade

PROJETO NOVAS FRONTEIRAS. Descrição dos processos de gerenciamento da qualidade PROJETO NOVAS FRONTEIRAS PLANO DE GERENCIAMENTO DA QUALIDADE QUALITY MANAGEMENT PLAN Preparado por Mara Lúcia Menezes Membro do Time Versão 3 Aprovado por Rodrigo Mendes Lemos Gerente do Projeto 15/11/2010

Leia mais

Indústria de Cartões de Pagamento (PCI) Padrão de segurança de dados

Indústria de Cartões de Pagamento (PCI) Padrão de segurança de dados Indústria de Cartões de Pagamento (PCI) Padrão de segurança de dados Atestado de Conformidade para Avaliações in loco Comerciantes Versão 3.0 Fevereiro de 2014 Seção 1: Informações de Avaliação Instruções

Leia mais

MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO MODULO OPERACIONAL

MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO MODULO OPERACIONAL MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO MODULO OPERACIONAL TISS 3.02.00 Setembro 2015 - Versão 3 Índice Passo 1: Visão Geral... 3 Passo 2: Como acessar o Consultório Online?... 3 Passo 3: Quais são os Recursos Disponíveis...

Leia mais

Política de privacidade do Movimento Certo Ginástica Laboral Online Última atualização: 17 de março de 2015

Política de privacidade do Movimento Certo Ginástica Laboral Online Última atualização: 17 de março de 2015 Política de privacidade do Movimento Certo Ginástica Laboral Online Última atualização: 17 de março de 2015 Esta Política de privacidade estabelece nossas políticas e procedimentos para coletar, usar e

Leia mais

AQUI SEGUEM OS TÓPICOS TRATADOS NESSE GUIA, PARA QUE VOCÊ APRENDA A USAR O SISTEMA CLUBE TURISMO MOBILE.

AQUI SEGUEM OS TÓPICOS TRATADOS NESSE GUIA, PARA QUE VOCÊ APRENDA A USAR O SISTEMA CLUBE TURISMO MOBILE. GUIA RÁPIDO DE USO AQUI SEGUEM OS TÓPICOS TRATADOS NESSE GUIA, PARA QUE VOCÊ APRENDA A USAR O SISTEMA CLUBE TURISMO MOBILE. 1 Acesso ao sistema...3 2 Entenda o Menu...3 2.1 Contatos...3 2.2 Mensagens...4

Leia mais

MODEM USB LTE LU11. Manual do Usuário

MODEM USB LTE LU11. Manual do Usuário MODEM USB LTE LU11 Manual do Usuário 2 Tabela de Conteúdo Manual do Usuário... 1 1 Introdução... 3 2 Instalação... 4 3 Descrição da Interface do Cliente... 5 3 Conexão... 8 5 Mensagens SMS... 10 6 Contatos...

Leia mais