CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES PRELIMINARES"

Transcrição

1 LEI Nº1280/2005 Súmula: Dispõe sobre o Quadro de Pessoal e o Plano de Cargos e Salários dos Servidores Públicos Municipais da Prefeitura de Mangueirinha e dá outras providências. Faço saber, que a Câmara Municipal de Mangueirinha, Estado do Paraná, aprovou e eu, Miguel Carlos Rodrigues de Aguiar, Prefeito Municipal, sanciono a seguinte lei: CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Art. 1º O Serviço Público do Município de Mangueirinha, no que diz respeito a Administração Direta, terá Quadro Único de Pessoal regido pelo Regime Estatutário, conforme Lei nº 805, de Art. 2º O Quadro Único de Pessoal será integrado pelos Cargos ou Empregos Públicos e Cargos de Provimento em Comissão. Art. 3º O Plano de que trata esta lei objetiva valorizar os servidores integrantes dos cargos de carreira que atuam nos diversos setores da prefeitura. CAPÍTULO II DO INGRESSO E DO ESTÁGIO PROBATÓRIO Art. º O ingresso de Pessoal nos Cargos ou Empregos Públicos no serviço municipal, será sob o regime Estatutário ao qual se aplica as leis constantes no mesmo e outras complementares. Art. 5º A investidura em Cargos ou Empregos Públicos na Prefeitura do Município de Mangueirinha PR, depende de aprovação em concurso público, na forma prescrita no Estatuto dos Servidores Públicos Municipais Lei Nº 1032/98 e Lei Orgânica do Município. 1º O Concurso Público será de provas escritas, podendo ser utilizadas também provas práticas.

2 2º No concurso para investidura em Cargos ou Empregos Públicos, que exija nível universitário, haverá também provas de títulos. Art. 6º O Chefe do Executivo baixará ato, através de edital específico, de conformidade com o regulamento geral de concurso público da Prefeitura, indicando: emprego; públicos; piso salarial; a) número de vagas a serem preenchidas de cada cargo ou b) atribuições gerais e/ou específicas dos cargos ou empregos c) requisitos mínimos necessários para inscrição do candidato; d) regime jurídico, grupo ocupacional, carga horária semanal e e) prazo de validade do concurso; f) outras informações julgadas necessárias. Art. 7º O servidor nomeado para o cargo de provimento efetivo, ao entrar em exercício, fica sujeito a estágio probatório, por um prazo ininterrupto de três anos, durante o qual será submetido a periódicas avaliações de desempenho. 1º No período mencionado no caput deste artigo, serão apuradas as habilidades e a capacidade funcional do servidor, observados os seguintes requisitos: I Idoneidade Moral; II Disciplina; III Pontualidade/Assiduidade; IV Eficiência; V Aptidão; VI Dedicação ao serviço; VII Responsabilidade; VIII Produtividade. 2º A administração municipal fará um acompanhamento periódico de seis em seis meses para subsidiar a avaliação final do estágio probatório, desta avaliação de acompanhamento será dada ciência ao avaliado. 3º A apuração dos requisitos de que trata este artigo deverá processar-se de modo que a exoneração do servidor seja feita em tempo hábil.

3 CAPÍTULO III DOS CARGOS Art. 8º Cargo ou Emprego Público é a soma das ocupações e responsabilidades a serem exercidas pelo servidor mediante remuneração a ser paga pelos cofres públicos. Art. 9º Os Cargos ou Empregos Públicos da Prefeitura, são constantes do Anexo I, não são permanentes, podendo ser criados e extintos ao vagarem, de acordo com as necessidades e conveniências da administração municipal, submetido à aprovação do Legislativo. 1º A criação de Cargos ou Empregos Públicos na Prefeitura, será de competência do Prefeito, a qual ficará subordinada à absoluta necessidade de serviço, à existência de dotação orçamentária específica e à disponibilidade de recursos financeiros. 2º As descrições das atribuições de cada cargo que compõe o quadro de cargo ou empregos públicos da prefeitura são as constantes no anexo IV. Art. 10. Os Cargos de Provimento em Comissão são cargos de confiança, criados por lei, com denominação própria, atribuições e responsabilidades específicas e remuneração correspondente, pago pelos cofres do município. 1º Os cargos a que se refere o caput deste artigo se destinam a atender encargos de direção, chefia e de assessoria. 2º Os Cargos de Provimento em Comissão são os constantes dos Anexos II e III, que integram a presente lei e, são de livre nomeação e exoneração do Prefeito, serão ocupados preferencialmente por pessoas que possuam experiência administrativa e/ou habilitação profissional. 3º Os Cargos de Provimento em Comissão serão providos a medida que forem instalados os órgãos administrativos, de acordo com as necessidades e conveniências da administração municipal. Art. 11. Os Cargos ou Empregos Públicos serão divididos em quatro Grupos Ocupacionais:

4 I - PROFISSIONAL: abrange os cargos cujas tarefas requerem grau elevado de atividade mental, exigindo conhecimentos teóricos e práticos a nível universitário ou seja, 3º grau completo na área. II - SEMIPROFISSIONAL: compreende as ocupações que requerem conhecimento a nível de ensino médio ou curso específico, cujas tarefas se caracterizam por certa complexidade e pouco esforço físico. III - ADMINISTRATIVO: abrange os cargos ligados às atividades de escritório e de âmbito administrativo com escolaridade a nível de ensino fundamental completo. IV - SERVIÇOS GERAIS: compreende os cargos cujas tarefas requerem conhecimentos práticos do trabalho, limitados a uma rotina predominante de esforço físico, com escolaridade a nível de ensino fundamental (séries iniciais). Art. 12. Os Grupos Ocupacionais, a denominação dos cargos e os Níveis Salariais dos Cargos ou Empregos Públicos são os constantes do Anexo V (Tabela de Salários) que integra a presente lei, cuja remuneração somente poderá ser fixada ou alterada por lei específica, observada a iniciativa privativa em cada caso, assegurada revisão geral anual, sempre na mesma data e sem distinção de índices. Parágrafo único. A diferença entre um nível salarial e outro imediatamante superior é de quatro por cento. CAPÍTULO IV DA PROGRESSÃO SALARIAL Art. 13. Fica assegurado aos Servidores que integram o Quadro Único de Pessoal da Prefeitura, o direito a progressão salarial nos termos desta lei e demais dispositivos legais pertinentes. Art. 1. Para efeito desta lei haverá: I Progressão Salarial é a elevação dos do servidor dentro do mesmo cargo, de um nível salarial para outro, a cada dois anos de efetivo exercício, através de avaliação de desempenho ou de ato do Chefe do Executivo Municipal concedendo este benefício e dispensando a avaliação;

5 II o servidor contemplado com a progressão, receberá o salário correspondente ao nível salarial imediatamente superior, e terá reiniciada a contagem para efeito de nova progressão; III o servidor que não adquirir direito à progressão salarial, permanecerá na mesma situação funcional, e somente será promovido nos termos desta lei. Parágrafo Primeiro - Poderá ocorrer progressão salarial, mediante promoção por titulação, a cada dois anos, ao servidor público, que comprovar conclusão de curso superior - 3º grau e especializações de graduação, avançando um nível, pela captação apresentada, sem prejuízo do avanço normal por tempo de serviço. Parágrafo Segundo - Ao servidores integrantes do grupo profissional, terão direito a promoção por titulação, mediante comprovação de conclusão de cursos de especializações (graduação), a cada dois anos, poderão obter progressão salarial, avançando um nível, sem prejuízo do avanço normal por tempo de serviço. Art. 15. Para efeito de progressão salarial, será considerado o tempo efetivo de exercício no nível salarial que o servidor se encontrar. Art. 16. Não será computado como tempo de efetivo exercício no nível, quando o servidor houver tido: I Licença com perda de salário; II Suspensão disciplinar ou preventiva; III Licença para tratamento de assuntos particulares; IV Faltas injustificadas. Art. 17. A progressão salarial implica somente na elevação do nível salarial, sem qualquer alteração nas atribuições e responsabilidades do servidor. CAPÍTULO V DA AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO Art. 18. Avaliação de Desempenho é um sistema de apreciação do desempenho do servidor no cargo e de seu potencial de desenvolvimento.

6 1º. A descrição dos objetivos e considerações gerais da avaliação de desempenho é parte integrante desta lei Anexo V. 2º. A normatização e a regulamentação da avaliação de desempenho bem como a descrição dos fatores a serem avaliados será feita através de ato do executivo. Art. 19. Para a realização da avaliação de desempenho dos servidores, será constituída uma comissão a ser designada pelo Chefe do Executivo Municipal, a qual será constituída por servidores municipais de reconhecida capacidade e idoneidade. Art. 20. A avaliação será realizada anualmente, tendo o mês de junho como referência, sendo obrigatória para fins de aquisição de estabilidade. Art. 21. Terá direito a progressão salarial somente o servidor que na avaliação de desempenho obtiver nota igual ou superior a sete em cada fator de avaliação. Parágrafo único. A Divisão de Recursos Humanos se encarregará das formalidades burocráticas necessárias para fins de avaliação de desempenho. Art. 22. Será declarada sem efeito a progressão salarial indevida, não ficando o servidor, nesse caso, obrigado a restituições, salvo na hipótese de declaração falsa ou emissão intencional. Art. 23. Não serão beneficiados com a progressão salarial os servidores que: I estiverem em estágio probatório; II - estiverem em disponibilidade; III - estiverem em licença para tratamento de assuntos particulares; IV tiverem sofrido qualquer penalidade, no período de avaliação, exceto advertência e repreensão; V estiverem em licença para desempenho de mandato eletivo; VI - estiverem submetidos a processo administrativo. CAPÍTULO VI DA REAVALIAÇÃO DOS CARGOS OU EMPREGOS PÚBLICOS

7 Art. 2. A reavaliação dos Cargos ou Empregos Públicos é a revisão das funções do cargo em virtude das mudanças em suas características e qualificações. Parágrafo único. Essa revisão poderá ocorrer quando: a)houver extinção de um Cargo ou Emprego Público; b).houver mudança no processo produtivo ou substituição de equipamentos e métodos. Art. 25. Os servidores que ocupam os cargos reavaliados serão remanejados para outros cargos compatíveis com o seu nível salarial e sua formação escolar, mediante transferência ex-ofício no interesse da administração. CAPÍTULO VII DA JORNADA DE TRABALHO Art. 26. A jornada de trabalho dos servidores é parte integrante do Anexo I Quadro de Cargos ou Empregos Públicos e Anexo IV Tabela de Salários. CAPÍTULO VIII DAS DISPOSIÇÕES FINAIS Art. 27. Fica estabelecido que os cargos integrantes do Anexo I, descritos a seguir, serão extintos ao vagarem, sendo vedada a abertura de vagas em concurso público: I Grupo Ocupacional Semiprofissional: Fiscal de Saúde. II Grupo Ocupacional Administrativo: Auxiliar de Biblioteca, Auxiliar de Contabilidade e Telefonista. III Grupo Ocupacional Serviços Gerais: Agente de Serviços Gerais, Agente de Saúde, Jardineiro, Operador de Raio X (I) e Pintor. Art. 28. Ao Departamento de Administração e a Divisão de Recursos Humanos caberá elaborar calendário de cursos de treinamento e

8 aperfeiçoamento para os servidores municipais, podendo o Executivo Municipal, para esse fim, celebrar convênios com entidades oficiais ou particulares. Art. 29. Esta Lei entrará em vigor na data de sua publicação, revogando a Lei Nº 1193/2003 e demais disposições em contrário. Gabinete do Prefeito do Município de Mangueirinha, Estado do Paraná, aos 0 dias do mês de fevereiro de MIGUEL CARLOS RODRIGUES DE AGUIAR Prefeito Municipal QUADRO DE CARGOS OU EMPREGOS PÚBLICOS Anexo I

9 GRUPO OCUPACIONAL : P R O F I S S I O N A L Nº DE CH C.B.O. DENOMINAÇÃO VAGAS ADVOGADO (A) ADMINISTRADOR (A) (Lei nº 1393/2007) ASSESSOR ADMINISTRATIVO (Lei nº 1396/2007) ASSISTENTE SOCIAL BIOQUÍMICO CIRURGIÃO DENTISTA (alterado pela Lei n 1357/2007) CONTADOR ENFERMEIRO (A) ENGENHEIRO AGRIMENSOR ENGENHEIRO AGRÔNOMO(alterado pela Lei nº 1326/2006) ENGENHEIRO CIVIL FARMACÉUTICO (alterado pela Lei nº 1326/2006) FISIOTERAPEUTA (alterado pela Lei nº 1326/2006) FONOAUDIÓLOGO (A) GESTOR PÚBLICO PMM (Lei nº 1393/2007) MÉDICO (A) (alterado pela Lei n 1393/2007) MÉDICO (A) VETERINÁRIO (A)(alterado pela Lei n 1357/2007) PSICÓLOGO GRUPO OCUPACIONAL: SEMIPROFISSIONAL Nº DE CH C.B.O. DENOMINAÇÃO VAGAS AGENTE DE TRIBUTAÇÃO ASSISTENTE ADMINISTRATIVO (alterado pela Lei n 1357/2007) DESENHISTA FISCAL DE SAÚDE # FISCAL TRIBUTÁRIO OPERADOR DE RAIO X (II) TÉCNICO DE HIGIENE DENTAL TÉCNICO AGRÍCOLA (alterado pela Lei n 1357/2007)

10 TÉCNICO DE CONTABILIDADE TÉCNICO DE EDIFICAÇÕES TÉCNICO EM SANEAMENTO TOPÓGRAFO TÉCNICO DE ADMINISTRAÇÃO # CARGO EM EXTINÇÃO GRUPO OCUPACIONAL: ADMINISTRATIVO Nº DE CH C.B.O. DENOMINAÇÃO VAGAS AGENTE DE SANEAMENTO AUXILIAR DE CONSULTÓRIO DENTÁRIO AUXILIAR DE LABORATÓRIO AUXILIAR ADMINISTRATIVO AUXILIAR DE BIBLIOTECA # AUXILIAR DE CONTABILIDADE # AUXILIAR DE ENFERMAGEM(alterado pela Lei nº 1357/2007) AUXILIAR DE SANEAMENTO TELEFONISTA # TELEFONISTA DE PABX GRUPO OCUPACIONAL: S E R V I Ç O S G E R A I S Nº DE CH C.B.O. DENOMINAÇÃO VAGAS AGENTE DE SERVIÇOS GERAIS # AGENTE DE SAÚDE # AGENTE COMUNITÁRIO DE SAÚDE (alterado pela Lei n 1393/2007) ATENDENTE DE CRECHE (alterado pela Lei n 1357/2007) AUXILIAR DE SERVIÇOS GERAIS AUXILIAR DE TOPOGRAFIA BARQUEIRO (alterado pela Lei n 1393/2007) BORRACHEIRO CARPINTEIRO ELETRICISTA MANUTENÇÃO INSTALAÇÃO GARI (alterado pela Lei n 1393/2007) JARDINEIRO # MECÂNICO MAN. VEÍCULOS AUTOMOTORES MECÂNICO DE MÁQUINA PESADA

11 MERENDEIRA MESTRE DE OBRAS MOTORISTA OPERADOR DE RAIO X (I) # OPERADOR DE MÁQUINAS (alterado pela Lei n 1357/2007) PEDREIRO PINTOR # SERVENTE DE SERVIÇOS GERAIS (alterado pela Lei n 1357/2007) SERVENTE ESCOLAR (alterado pela Lei n 1357/2007) VIGIA (alterado pela Lei n 1393/2007) # CARGOS EM EXTINÇÃO

12 ANEXO II Nº VAGAS DENOMINAÇÃO NOME SÍMBOLO ASSESSORIA COMUNICAÇÃO ASSESSOR DE IMPRENSA-I ASSESSOR DE IMPRENSA-II CC-1 CC-2 CC-3 ASSESSORIA JURÍDICA CC-1 ASSESSORIA DE SERVIÇO DA JUNTA MILITAR, IDENTIFICAÇÃO E CARTEIRA PROFISSIONAL ASSESSORIA DE SERVIÇOS DO DIRETRAN ASSESSOR TÉCNICO DE SERVIÇOS DO DIRETRAN -I ASSESSOR TÉCNICO DE SERVIÇOS DO DIRETRAN ASSESSOR TÉCNICO DE SERVIÇOS DO DIRETRAN -II ASSESSOR TÉCNICO DE SERVIÇOS DO DIRETRAN ASSESSOR TÉCNICO DE SERVIÇOS DO DIRETRAN ASSESSOR TÉCNICO DE SERVIÇOS DO DIRETRAN CC- CC-3 CC-6 CC-6 CC-5 CC-5 CC-5 CC-5 ASSESSORIA A NÍVEL TÉCNICO ASSESSOR DE SERVIÇOS TÉCNICO - I CC-5 ASSESSOR DE SERVIÇOS TÉCNICO CC-5 ASSESSOR DE SERVIÇOS TÉCNICO CC-5 ASSESSOR DE SERVIÇOS TÉCNICO CC-5 ASSESSOR DE SERVIÇOS TÉCNICO CC-5 ASSESSOR DE SERVIÇOS TÉCNICO CC-5

13 ASSESSOR DE SERVIÇOS TÉCNICO CC-5 ASSESSOR DE SERVIÇOS TÉCNICO CC-5 ASSESSOR DE SERVIÇOS TÉCNICO CC-5 ASSESSOR DE SERVIÇOS TÉCNICO CC-5 ASSESSOR DE SERVIÇOS TÉCNICO CC-5 (alterado pela Lei nº 1326/2006) ASSESSOR DE SERVIÇOS TÉCNICO - II CC-6 ASSESSOR DE SERVIÇOS TÉCNICO CC-6 ASSESSOR DE SERVIÇOS TÉCNICO CC-6 ASSESSOR DE SERVIÇO TÉCNICO CC-6 ASSESSOR DE SERVIÇOS TÉCNICO CC-6 ASSESSOR DE SERVIÇOS TÉCNICO CC-6 ASSESSOR DE SERVIÇOS TÉCNICO CC-6 ASSESSOR DE SERVIÇOS TÉCNICO CC-6 ASSESSOR DE SERVIÇO TÉCNICO CC-6 ASSESSOR DE SERVIÇOS TÉCNICO CC-6 ASSESSOR DE SERVIÇOS TÉCNICO CC-6 (alterado pela Lei nº 1326/2006) ASSESSOR DE SERVIÇOS TÉCNICO - III CC-1 ASSESSOR DE SERVIÇOS TÉCNICO CC-1 ASSESSOR DE SERVIÇOS TÉCNICO CC-1 ASSESSORIA DE SERVIÇOS BÁSICOS ASSESSOR DE SERVIÇOS BÁSICOS CC-7 ASSESSOR DE SERVIÇOS BÁSICOS CC-7 ASSESSOR DE SERVIÇOS BÁSICOS CC-7 ASSESSOR DE SERVIÇOS BÁSICOS CC-7 ASSESSOR DE SERVIÇOS BÁSICOS CC-7

14 ASSESSOR DE SERVIÇOS BÁSICOS CC-7 ASSESSOR DE SERVIÇOS BÁSICOS CC-7 ASSESSOR DE SERVIÇOS BÁSICOS CC-7 ASSESSOR DE SERVIÇOS BÁSICOS CC-7 ASSESSOR DE SERVIÇOS BÁSICOS CC-7 ASSESSOR DE SERVIÇOS BÁSICOS CC-7 ASSESSOR DE SERVIÇOS BÁSICOS CC-7 ASSESSOR DE SERVIÇOS BÁSICOS CC-7 ASSESSOR DE SERVIÇOS BÁSICOS CC-7 ASSESSOR DE SERVIÇOS BÁSICOS CC-7 ASSESSOR DE SERVIÇOS BÁSICOS CC-7 ASSESSOR DE SERVIÇOS BÁSICOS CC-7 ASSESSOR DE SERVIÇOS BÁSICOS CC-7 ASSESSOR DE SERVIÇOS BÁSICOS CC-7 ASSESSOR DE SERVIÇOS BÁSICOS CC-7 ASSESSOR DE SERVIÇOS BÁSICOS CC-7 ASSESSOR DE SERVIÇOS BÁSICOS CC-7 ASSESSOR DE SERVIÇOS BÁSICOS CC-7 ASSESSOR DE SERVIÇOS BÁSICOS CC-7 ASSESSOR DE SERVIÇOS BÁSICOS CC-7 ASSESSOR DE SERVIÇOS BÁSICOS CC-7 ASSESSOR DE SERVIÇOS BÁSICOS CC-7 ASSESSOR DE SERVIÇOS BÁSICOS CC-7 ASSESSOR DE SERVIÇOS BÁSICOS CC-7 ASSESSOR DE SERVIÇOS BÁSICOS CC ASSESSOR DE SERVIÇOS BÁSICOS CC ASSESSOR DE SERVIÇOS BÁSICOS CC ASSESSOR DE SERVIÇOS BÁSICOS CC-7 3. ASSESSOR DE SERVIÇOS BÁSICOS CC-7

15 35. ASSESSOR DE SERVIÇOS BÁSICOS CC ASSESSOR DE SERVIÇOS BÁSICOS CC ASSESSOR DE SERVIÇOS BÁSICOS CC ASSESSOR DE SERVIÇOS BÁSICOS CC ASSESSOR DE SERVIÇOS BÁSICOS CC-7 0. ASSESSOR DE SERVIÇOS BÁSICOS CC-7 1. ASSESSOR DE SERVIÇOS BÁSICOS CC-7 2. ASSESSOR DE SERVIÇOS BÁSICOS CC-7 3. ASSESSOR DE SERVIÇOS BÁSICOS CC-7. ASSESSOR DE SERVIÇOS BÁSICOS CC-7 5. ASSESSOR DE SERVIÇOS BÁSICOS CC-7 6. ASSESSOR DE SERVIÇOS BÁSICOS CC-7 7. ASSESSOR DE SERVIÇOS BÁSICOS CC-7 8. ASSESSOR DE SERVIÇOS BÁSICOS CC-7 9. ASSESSOR DE SERVIÇOS BÁSICOS CC ASSESSOR DE SERVIÇOS BÁSICOS CC ASSESSOR DE SERVIÇOS BÁSICOS CC ASSESSOR DE SERVIÇOS BÁSICOS CC ASSESSOR DE SERVIÇOS BÁSICOS CC-7 5. ASSESSOR DE SERVIÇOS BÁSICOS CC ASSESSOR DE SERVIÇOS BÁSICOS CC ASSESSOR DE SERVIÇOS BÁSICOS CC ASSESSOR DE SERVIÇOS BÁSICOS CC ASSESSOR DE SERVIÇOS BÁSICOS CC ASSESSOR DE SERVIÇOS BÁSICOS CC ASSESSOR DE SERVIÇOS BÁSICOS CC ASSESSOR DE SERVIÇOS BÁSICOS CC ASSESSOR DE SERVIÇOS BÁSICOS CC ASSESSOR DE SERVIÇOS BÁSICOS CC-7

16 6. ASSESSOR DE SERVIÇOS BÁSICOS CC ASSESSOR DE SERVIÇOS BÁSICOS CC ASSESSOR DE SERVIÇOS BÁSICOS CC ASSESSOR DE SERVIÇOS BÁSICOS CC ASSESSOR DE SERVIÇOS BÁSICOS CC ASSESSOR DE SERVIÇOS BÁSICOS CC ASSESSOR DE SERVIÇOS BÁSICOS CC ASSESSOR DE SERVIÇOS BÁSICOS CC ASSESSOR DE SERVIÇOS BÁSICOS CC ASSESSOR DE SERVIÇOS BÁSICOS CC-7 7. ASSESSOR DE SERVIÇOS BÁSICOS CC ASSESSOR DE SERVIÇOS BÁSICOS CC ASSESSOR DE SERVIÇOS BÁSICOS CC ASSESSOR DE SERVIÇOS BÁSICOS CC ASSESSOR DE SERVIÇOS BÁSICOS CC ASSESSOR DE SERVIÇOS BÁSICOS CC ASSESSOR DE SERVIÇOS BÁSICOS CC-7 (alterado pela Lei nº 1326/2006) * DEPARTAMENTO DE ADMINISTRAÇÃO DEPARTAMENTO DE FINANÇAS * DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO, CULTURA * DEPARTAMENTO DE SAÚDE * DEPARTAMENTO DE AÇÃO SOCIAL * DEPARTAMENTO DE AGRICULTURA *

17 DEPARTAMENTO DE INDÚSTRIA COMÉRCIO E SERVIÇOS PÚBLICOS URBANOS * DEPARTAMENTO DE VIAÇÃO * DEPARTAMENTO GABINETE DO PREFEITO * DEPARTAMENTO DE CONTABILIDADE * DEPARTAMENTO DE TURISMO E ESPORTE * DEPARTAMENTO DE APOIO INSTITUCIONAL * SÍMBOLO VALOR (R$) CC ,78 CC ,00 CC ,58 CC- 916,00 CC-5 730,2 CC-6 563,69 CC-7 359,3 * Os Diretores de Departamento terão subsídio fixado pela Câmara Municipal de Vereadores.

18 CARGOS EM COMISSÃO ANEXO III Nº VAGAS DENOMINAÇÃO NOME SÍMBOLO DEPARTAMENTO DE ADMINISTRAÇÃO DIVISÃO DE RECURSOS HUMANOS DIVISÃO DE COMPRAS DIVISÃO DE PATRIMÔNIO E MATERIAIS (alterado pela Lei nº 1326/2006) DIVISÃO DE OBRAS E ENGENHARIA DIVISÃO DE PROCESSAMENTO DE DADOS DIVISÃO DE LICITAÇÃO DIVISÃO DE PROJETOS TÉCNICOS DIVISÃO DE MANUTENÇÃO ELÉTRICA CCDV-3 CCDV-1 CCDV-1 CCDV-2 CCDV- CCDV-1 CCDV- CCDV- DEPARTAMENTO DE FINANÇAS DIVISÃO DE TESOURARIA DIVISÃO DE CADASTRO, TRIB/ FISCALIZAÇÃO DIVISÃO DE EMPENHO E ARQUIVO CCDV-3 CCDV-3 CCDV-

19 DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO E CULTURA DIVISÃO DE EDUCAÇÃO DIVISÃO DE CULTURA DIVISÃO DE ASSISTÊNCIA AO EDUCANDO DIVISÃO DE ADMINISTRAÇÃO COORDENADOR DA MERENDA ESCOLAR COORDENADOR DE CRECHE COORDENADOR DE ENSINO COORDENADOR DE SUPLETIVO CCDV-3 CCDV-1 CCDV-5 CCDV-3 CCDV- CCDV-3 CCDV- CCDV-3 DEPARTAMENTO DE SAÚDE DIVISÃO DE SAÚDE PÚBLICA DIVISÃO DE ADMINISTRAÇÃO DIVISÃO DE VIGILÂNCIA DIVISÃO DE FISIOTERAPIA DIVISÃO DE EPIDEMIOLOGIA DIVISÃO DE CONTROLE DE MATERIAIS DEPARTAMENTO DE AÇÃO SOCIAL DIVISÃO SOCIAL DIVISÃO DE AÇÃO COMUNITÁRIA DIVISÃO DE ASSISTÊNCIA AO IDOSO DEPARTAMENTO DE AGRICULTURA DIVISÃO DE ADMINISTRAÇÃO DIVISÃO DE FOMENTO A AGROPECUÁRIA DIVISÃO DE PROTEÇÃO AO MEIO AMBIENTE DIVISÃO DE ASSUNTOS FUNDIÁRIOS DEPARTAMENTO DE IND. COM. E SERV. PÚBLICOS CCDV-3 CCDV-2 CCDV-2 CCDV-3 CCDV-3 CCDV-5 CCDV-2 CCDV-3 CCDV-3 CCDV-5 CCDV-3 CCDV- CCDV-3

20 URBANOS DIVISÃO DE SERVIÇOS PÚBLICOS DIVISÃO DE INDÚSTRIA, COMÉRCIO DEPARTAMENTO GABINETE DO PREFEITO DIVISÃO DE EVENTOS E CERIMONIAL DIVISÃO DE ATENDIMENTO E APOIO DEPARTAMENTO DE CONTABILIDADE DIVISÃO DE INFORMAÇÃO CONTÁBIL DIVISÃO DE CONVÊNIOS OPERACIONAIS DIVISÃO DE PRESTAÇÃO DE CONTAS DIVISÃO DE RELATÓRIOS E BALANÇOS DIVISÃO DE LEGISLAÇÃO E APOIO CONTÁBIL DEPARTAMENTO DE TURISMO E ESPORTE DIVISÃO DE TURISMO DIVISÃO DE PLANEJAMENTO e EVENTOS TURÍSTICOS DIVISÃO DE ESPORTE DIVISÃO DE PLANEJAMENTO e EVENTOS ESPORTIVOS DEPARTAMENTO DE VIAÇÃO DIVISÃO DE ADMINISTRAÇÃO DIVISÃO DE MANUTENÇÃO DE ESTRADAS DIVISÃO DE MÁQUINAS E EQUIPAMENTOS DIVISÃO DE MANUTENÇÃO DE PONTES E BUEIROS DIVISÃO DE CONTROLE DE PEÇAS E ALMOXARIFADO DEPARTAMENTO DE APOIO INSTITUCIONAL DIVISÃO DE REGISTRO E ARQUIVO DE RECLAMAÇÕES DIVISÃO DE SERVIÇOS E AVALIAÇÕES CCDV- CCDV-3 CCDV-3 CCDV- CCDV-1 CCDV-3 CCDV-3 CCDV- CCDV- CCDV-1 CCDV-5 CCDV-3 CCDV-5 CCDV-2 CCDV-3 CCDV- CCDV- CCDV- CCDV-3 CCDV-

21 SÍMBOLO VALOR(R$) CCDV ,78 CCDV ,00 CCDV ,58 CCDV- 916,00 CCDV-5 730,2

22

23 Anexo IV Funções e Salários P R O F I S S I O N A L DENOMINAÇÃOES DE FUNÇÕES C.B.O. C H PISO I II III IV V VI VII VIII IX X XI XII XIII XIV XV ADMINISTRADOR , , , , , , , , , , , , , , , , 5 ADVOGADO ( Lei n 1326/2006) , 00 ASSESSOR ADMINISTRATIVO ( alterado pela Lei n 1396/2007) , 00 ASSISTENTE SOCIAL , , , , , , , , , , , , , , , , 5 BIOQUÍMICO (Lei nº 1393/2007) , 00 CIRURGIÃO DENTISTA ,90 895,3 931,15 968, , , , , , , , , , , , , 3 CONTADOR (alterado pela Lei nº 1326/2006) , 00 ENFERMEIRO (A) , , , , , , , , , , , , , , , , 5 ENGENHEIRO AGRIMENSSOR , , , , 1.678, , , , , , , , , , , , 08 ENGENHEIRO AGRÔNOMO (alterado pela Lei nº 1326/2006) ,

24 00 ENGENHEIRO CIVIL (Lei nº 1393/2007) , 00 FARMACÉUTICO (alterado pela Lei nº 1302/2005) , 80 FISIOTERAPEUTA (alterado pela Lei nº 1302/2005) , 00 FONOAUDIÓLOGO (A) (alterado pela Lei nº 1326/2006) , 00 MÉDICO (A) , , , , 1.678, , , , , , , , , , , , 08 MÉDICO VETERINÁRIO (A) (Lei nº 1393/2007) , 00 PSICÓLOGO (A) AGENTE DE TRIBUTAÇÃO ASSISTENTE ADMINISTRATIVO S E M I P R O F I S S I O N A L , , , , 1.678, , , , ,63 519,62 50,0 562,02 58,50 607,88 632,19 657,8 683,78 711,13 739,57 769,16 799,92 831,92 865,20 899, ,56 05,1 21,35 38,20 55,73 73,96 92,92 512,63 533,1 55,7 576,6 599,71 623,70 68,65 67,59 7, , , , , , , , , 08 DESENHISTA FISCAL DE SAUDE FISCAL TRIBUTÁRIO OPERADOR DE RAIOX II TEC. HIGIENE DENTAL ,69 586,2 609,69 63,07 659, 685,82 713,25 71,78 771,5 802,31 83,0 867,77 902,9 938,59 976, ,11 37,95 55,7 73,69 92,6 512,3 532,8 55,15 576,32 599,37 623,35 68,28 67,21 7,18 729,23 758,0 0 65,00 83,60 502,9 523,06 53,98 565,7 588,37 611,91 636,38 661,8 688,31 715,85 7,8 77,26 805,23 837, ,00 83,60 502,9 523,06 53,98 565,7 588,37 611,91 636,38 661,8 688,31 715,85 7,8 77,26 805,23 837, 1.5, 17

25 ,00 83,60 502,9 523,06 53,98 565,7 588,37 611,91 636,38 661,8 688,31 715,85 7,8 77,26 805,23 837, TÉCNICO AGRÍCOLA ,00 796,6 828,51 861,65 896,11 931,96 969, , , , , , , , , , 52 TÉCNICO DE ADMINISTRAÇÃO ,18 692,83 720,5 79,36 779,3 810,51 82,93 876,65 911,71 98,18 986, , , , , , 75 TÉCNICO DE CONTABILIDADE TÉCNICO DE EDIFICAÇÕES TÉCNICO EM EMFERMAGEM ( Lei n 1393/2007) TÉCNICO EM SANEAMENTO TOPÓGRAFO (alterado pela Lei nº 1326/2006) AGENTE DE SANEAMENTO AUX. CONSULTÓRIO DENTÁRIO AUXILIAR DE LABORATÓRIO AUXILIAR ADMINISTRATIVO AUXILIAR DE BIBILIOTECA AUXILIAR DE CONTABILIDADE AUXILIAR DE ENFERMAGEM AUXILIAR DE SANEAMENTO ADMINISTRATIVO , ,00 796,6 828,51 861,65 896,11 931,96 969, , ,00 83,60 502,9 523,06 53,98 565,7 588,37 611,91 636,38 661,8 688,31 715,85 7,8 77,26 805,23 837, 0 65,00 83,60 502,9 523,06 53,98 565,7 588,37 611,91 636,38 661,8 688,31 715,85 7,8 77,26 805,23 837, 0 900, ,3 37,85 389,8 05,3 21,65 38,52 56,06 7,30 93,27 513,00 533,52 55,87 577,06 600,1 62,15 69, ,73 359,56 373,9 388,90 0,6 20,63 37,6 5,96 73,16 92,08 511,76 532,2 553,52 575,67 598,69 622,6 0 35,73 359,56 373,9 388,90 0,6 20,63 37,6 5,96 73,16 92,08 511,76 532,2 553,52 575,67 598,69 622, ,66 298,13 310,05 322,5 335,35 38,77 362,72 377,23 392,31 08, 2,33 1,30 58,95 77,31 96,0 516, ,96 298, 310,38 322,79 335,70 39,13 363,10 377,62 392,72 08,3 2,77 1,76 59,3 77,81 96,92 516, ,0 378,98 39,1 09,90 26,30 3,35 61,08 79,53 98,71 518,65 539,0 560,98 583,2 606,75 631,02 656, ,56 1,50 31,08 8,33 66,26 8,91 50,31 52,8 55,6 567,28 589,97 613,56 638,11 663,63 690,18 717, ,3 37,85 389,8 05,3 21,65 38,52 56,06 7,30 93,27 513,00 533,52 55,87 577,06 600,1 62,15 69, , , , , , , , , 52

26 TELEFONISTA TELEFONISTA PABX ,00 36,00 378,56 393,70 09,5 25,83 2,86 60,58 79,00 98,16 518,09 538,81 560,36 582,78 606,09 630, ,00 395,20 11, 27,5,55 62,33 80,82 500,05 520,06 50,86 562,9 58,99 608,39 632,73 658,0 68,36 SERVIÇOS GERAIS AGENTE DE POSTO FISCAL AGENTE DE SAÚDE AGENTE COMUNITÁRIO DE SAÚDE (alterado pela Lei n 1393/2007) ATENDENTE DE CRECHE AUXILIAR DE SERVIÇOS GERAIS AUXILIAR DE TOPOGRAFIA BARQUEIRO BORRACHEIRO CARPINTEIRO ELETR. MAN. INSTALAÇÃO GARI (alterado pela Lei n 1393/2007) JARDINEIRO ,00 270,0 281,22 292,6 30,16 316,33 328,98 32,1 355,83 370,06 38,86 00,26 16,27 32,92 50,2 68, ,00 270,0 281,22 292,6 30,16 316,33 328,98 32,1 355,83 370,06 38,86 00,26 16,27 32,92 50,2 68, , ,00 270,0 281,22 292,6 30,16 316,33 328,98 32,1 355,83 370,06 38,86 00,26 16,27 32,92 50,2 68, ,00 270,0 281,22 292,6 30,16 316,33 328,98 32,1 355,83 370,06 38,86 00,26 16,27 32,92 50,2 68, ,7 319,77 332,56 35,86 359,70 37,08 389,05 0,61 20,79 37,63 55,13 73,3 92,27 511,96 532, 553, ,71 276,3 287,39 298,89 310,8 323,28 336,21 39,66 363,6 378,19 393,32 09,05 25,1 2,3 60,12 78, ,96 298, 310,38 322,79 335,70 39,13 363,10 377,62 392,72 08,3 2,77 1,76 59,3 77,81 96,92 516, ,7 319,77 332,56 35,86 359,70 37,08 389,05 0,61 20,79 37,63 55,13 73,3 92,27 511,96 532, 553, ,7 319,77 332,56 35,86 359,70 37,08 389,05 0,61 20,79 37,63 55,13 73,3 92,27 511,96 532, 553, , ,00 270,0 281,22 292,6 30,16 316,33 328,98 32,1 355,83 370,06 38,86 00,26 16,27 32,92 50,2 68,25 MEC. MAN. DE VEÍC. AUTO MEC. MAQUINAS PESADAS ,30 826,07 859,11 893,8 929,22 966, , , ,6 1.2, 1.053, 1.095, 1.139, 1.18, 1.231, 1.281, 1.332, 1.385, 1.1, 1.98, 1.558, 1.621, 1.686, 1.753, 1.087, , , , , , , , 9

27 MERENDEIRA MESTRE DE OBRAS MOTORISTAS OPERADOR DE RAIO X (I) OPERADOR DE MÁQUINAS PEDREIRO PINTOR SERVENTE ESCOLAR SERVENTE SERVIÇOS GERAIS VIGIA (alterado pela Lei n 1393/2007) ,00 270,0 281,22 292,6 30,16 316,33 328,98 32,1 355,83 370,06 38,86 00,26 16,27 32,92 50,2 68, ,90 603,10 627,22 652,31 678,0 705,5 733,76 763,11 793,63 825,38 858,39 892,73 928, 965, ,97 17, 33,69 51,0 69,08 87,8 507,35 527,65 58,76 570,71 593,53 617,27 61,97 667,6 69,35 722, , 338,6 352,00 366,08 380,72 395,95 11,79 28,26 5,39 63,20 81,73 5,00 521,0 51,88 563,56 586,10 0 5,81 63,6 82,19 5,8 521,53 52,0 56,09 586,66 610,12 63,53 659,91 686,30 713,76 72,31 772,00 802, ,7 319,77 332,56 35,86 359,70 37,08 389,05 0,61 20,79 37,63 55,13 73,3 92,27 511,96 532, 553, ,7 319,77 332,56 35,86 359,70 37,08 389,05 0,61 20,79 37,63 55,13 73,3 92,27 511,96 532, 553, ,00 270,0 281,22 292,6 30,16 316,33 328,98 32,1 355,83 370,06 38,86 00,26 16,27 32,92 50,2 68, ,00 270,0 281,22 292,6 30,16 316,33 328,98 32,1 355,83 370,06 38,86 00,26 16,27 32,92 50,2 68, , , , 37 E D U C A Ç Ã O DENOMINAÇÃOES DE FUNÇÕES C.B.O. C CLASS H E PISO I II III IV V VI VII VIII IX X XI XII XIII XIV XV PROFESSOR MAGISTÉRIO 0 20 I 368,31 383,0 398,36 1,30 30,87 8,11 66,03 8,67 50,06 52,22 55,19 567,00 589,68 613,26 637,79 663,31 PROFESSOR LICENC. PLENA IV 52,66 70,77 89,60 509,18 529,55 550,73 572,76 595,67 619,50 6,28 670,05 696,85 72,72 753,71 783,86 815,22 PROFESSOR LICENC. PLENA PÓS V 520,56 51,38 563,0 585,56 608,98 633,3 658,67 685,02 712,2 70,92 770,56 8,38 833,3 866,77 9, 937,50 PROFESSOR EDUCAÇÃO FÍSICA ( Lei n ,73

LEI Nº 74, DE 30 MAIO DE 2006.

LEI Nº 74, DE 30 MAIO DE 2006. LEI Nº 74, DE 30 MAIO DE 2006. O Prefeito Municipal de Tijucas do Sul, Estado do Paraná: A Câmara Municipal decretou e eu sanciono a seguinte Lei: Reorganiza o quadro de pessoal da administração direta

Leia mais

O PREFEITO MUNICIPAL DE CORRENTE, ESTADO DO PIAUÍ, no uso das atribuições que lhe são conferidas pelo art. 55, 2º, I, da Lei Orgânica do Município,

O PREFEITO MUNICIPAL DE CORRENTE, ESTADO DO PIAUÍ, no uso das atribuições que lhe são conferidas pelo art. 55, 2º, I, da Lei Orgânica do Município, LEI ORDINÁRIA Nº 564/2014, DE 13 DE MARÇO DE 2014 Amplia o quadro de pessoal efetivo da Prefeitura, define atribuições e dá outras providências. O PREFEITO MUNICIPAL DE CORRENTE, ESTADO DO PIAUÍ, no uso

Leia mais

LEI COMPLEMENTAR Nº11/12 DE 10/07/2012 FAZ SABER A TODOS OS HABITANTES DESTE MUNICÍPIO QUE A CÂMARA MUNICIPAL APROVOU, E ELE SANCIONA A PRESENTE LEI:

LEI COMPLEMENTAR Nº11/12 DE 10/07/2012 FAZ SABER A TODOS OS HABITANTES DESTE MUNICÍPIO QUE A CÂMARA MUNICIPAL APROVOU, E ELE SANCIONA A PRESENTE LEI: LEI COMPLEMENTAR Nº11/12 DE 10/07/2012 CRIA CARGOS DE PROVIMENTO TEMPORÁRIO/EMPREGO PÚBLICO PARA EXECUÇÃO DE PROGRAMAS ESPECIAIS, E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. Vilibaldo Erich Schmid, Prefeito do Município

Leia mais

A CÂMARA MUNICIPAL DE CAIAPÔNIA, ESTADO DE GOIÁS, APROVA E EU, PREFEITO MUNICIPAL, SANCIONO A SEGUINTE LEI: TÍTULO II DISPOSIÇÕES GERAIS

A CÂMARA MUNICIPAL DE CAIAPÔNIA, ESTADO DE GOIÁS, APROVA E EU, PREFEITO MUNICIPAL, SANCIONO A SEGUINTE LEI: TÍTULO II DISPOSIÇÕES GERAIS LEI N o 1.633 DE 14 DE JANEIRO DE 2013. DEFINE A NOVA ESTRUTURA ADMINISTRATIVA DO MUNICÍPIO DE CAIAPÔNIA E DETERMINA OUTRAS PROVIDÊNCIAS A CÂMARA MUNICIPAL DE CAIAPÔNIA, ESTADO DE GOIÁS, APROVA E EU, PREFEITO

Leia mais

ANEXO ÚNICO RESOLUÇÃO CRM-SC N 166, DE 16/8/2015 DESCRIÇÃO DAS ATRIBUIÇÕES E REQUISITOS PARA A OCUPAÇÃO DO CARGO DE CONTADOR

ANEXO ÚNICO RESOLUÇÃO CRM-SC N 166, DE 16/8/2015 DESCRIÇÃO DAS ATRIBUIÇÕES E REQUISITOS PARA A OCUPAÇÃO DO CARGO DE CONTADOR RESOLUÇÃO CRM-SC Nº 166/2015 Institui na estrutura administrativa de pessoal do CRM-SC o cargo de contador e dá outras providências. O Conselho Regional de Medicina do Estado de Santa Catarina, instituição

Leia mais

LEI Nº 310/2009, DE 15 DE JUNHO DE 2009.

LEI Nº 310/2009, DE 15 DE JUNHO DE 2009. LEI Nº 310/2009, DE 15 DE JUNHO DE 2009. DISPÕE SOBRE A REESTRUTURAÇÃO DO DEPARTAMENTO MUNICIPAL DE SAÚDE, CRIAÇÃO DO DEPARTAMENTO DE ASSISTÊNCIA E DESENVOLVIMENTO SOCIAL, DA DIVISÃO DE MEIO-AMBIENTE E

Leia mais

ESTADO DO MATO GROSSO DO SUL LEI COMPLEMENTAR N. 057, DE 20 DE OUTUBRO DE 2011

ESTADO DO MATO GROSSO DO SUL LEI COMPLEMENTAR N. 057, DE 20 DE OUTUBRO DE 2011 PREFEITURA MUNICIPAL DE FÁTIMA DO SUL 1 LEI COMPLEMENTAR N. 057, DE 20 DE OUTUBRO DE 2011 Dispõe sobre alterações no Plano de Classificação de Cargos e Vencimentos da Prefeitura Municipal de Fátima do

Leia mais

REGIMENTO DA UNIDADE DE AUDITORIA INTERNA DO IF SUDESTE DE MINAS GERAIS CAPÍTULO I

REGIMENTO DA UNIDADE DE AUDITORIA INTERNA DO IF SUDESTE DE MINAS GERAIS CAPÍTULO I REGIMENTO DA UNIDADE DE AUDITORIA INTERNA DO IF SUDESTE DE MINAS GERAIS CAPÍTULO I Disposições Preliminares Art. 1º A Auditoria Interna do IF Sudeste de Minas Gerais, está vinculada ao Conselho Superior,

Leia mais

Prefeitura Municipal de São Sebastião do Alto Estado do Rio de Janeiro ANEXO III ATRIBUIÇÕES DOS CARGOS

Prefeitura Municipal de São Sebastião do Alto Estado do Rio de Janeiro ANEXO III ATRIBUIÇÕES DOS CARGOS ANEXO III ATRIBUIÇÕES DOS CARGOS GARI DESCRIÇÃO SUMÁRIA Compreende os cargos que tem como atribuições varrer e limpar ruas e logradouros públicos e coletar o lixo acumulado em sarjetas, caixas de ralos

Leia mais

ANEXO II QUADRO DE ATRIBUIÇÕES, REQUISITOS E REMUNERAÇÃO

ANEXO II QUADRO DE ATRIBUIÇÕES, REQUISITOS E REMUNERAÇÃO ANEXO II QUADRO DE ATRIBUIÇÕES, REQUISITOS E REMUNERAÇÃO FUNÇÃO / REMUNERAÇÃO Médico Infectologista REQUISITO Medicina e Título de Especialista concedido pela Respectiva Sociedade de Classe ou Residência

Leia mais

Brasileira (UNILAB).

Brasileira (UNILAB). RESOLUÇÃO N 029/2013, DE 25 DE NOVEMBRO DE 2013. Aprova o Regimento da Unidade de Auditoria Interna da Brasileira (UNILAB). Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro- O VICE-REITOR, PRO

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE SACRAMENTO-MG

PREFEITURA MUNICIPAL DE SACRAMENTO-MG LEI Nº 1.189, DE 26 DE NOVEMBRO DE 2010 CRIA O EMPREGO PÚBLICO DE COORDENADOR DE RECURSOS HUMANOS; O SETOR DE TESOURARIA; ALTERA OS ANEXOS I, III, V, VII E VIII, DA LEI MUNICIPAL Nº. 947, DE 17 DE JUNHO

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE TRÊS LAGOAS ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL

PREFEITURA MUNICIPAL DE TRÊS LAGOAS ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL LEI Nº. 2523, DE 02 DE AGOSTO DE 2011. CARGOS E SALÁRIOS PADRÕES MENSAIS DOS SERVIDORES DE PROVIMENTO EFETIVO (Fixação do Vencimento Mensal dos Cargos de Provimento Efetivo) Horária Semanal Vencimento

Leia mais

CONCURSO PÚBLICO RETIFICAÇÃO AO EDITAL DE CONCURSO PÚBLICO N 01/2014

CONCURSO PÚBLICO RETIFICAÇÃO AO EDITAL DE CONCURSO PÚBLICO N 01/2014 CONCURSO PÚBLICO RETIFICAÇÃO AO EDITAL DE CONCURSO PÚBLICO N 01/2014 Dispõe sobre a retificação do edital de abertura de inscrições para o provimento de cargo público do Quadro Permanente de Pessoal do

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE CAETÉ ESTADO DE MINAS GERAIS LEI Nº 2.574/2009

PREFEITURA MUNICIPAL DE CAETÉ ESTADO DE MINAS GERAIS LEI Nº 2.574/2009 LEI Nº 2.574/2009 Dispõe sobre o Plano de Empregos e Salários dos Empregados Públicos do quadro permanente da área da SAÚDE do Município de Caeté. O Prefeito Municipal de Caeté, Minas Gerais, faz saber

Leia mais

CONCURSO PMO 2008 ATRIBUIÇÕES DOS CARGOS

CONCURSO PMO 2008 ATRIBUIÇÕES DOS CARGOS CONCURSO PMO 2008 ATRIBUIÇÕES DOS CARGOS NÍVEL SUPERIOR ADMINISTRADOR - Realiza diagnóstico e emite parecer a respeito da evolução financeira da Prefeitura; Promove o desenvolvimento de metodologias e

Leia mais

REGIMENTO INTERNO AUDITORIA INTERNA DA UNIFEI. CAPÍTULO I Disposições Preliminares

REGIMENTO INTERNO AUDITORIA INTERNA DA UNIFEI. CAPÍTULO I Disposições Preliminares REGIMENTO INTERNO DA UNIFEI CAPÍTULO I Disposições Preliminares Art. 1º. A Auditoria Interna da Universidade Federal de Itajubá é um órgão técnico de assessoramento da gestão, vinculada ao Conselho de

Leia mais

Marcones Libório de Sá Prefeito

Marcones Libório de Sá Prefeito Mensagem n. 010 /2015 Salgueiro, 14 de Setembro de 2015. Senhor Presidente, Senhores (as) Vereadores (as), Considerando os princípios de descentralização e transparência, que tem levado esta administração

Leia mais

Faço saber que a Câmara de Vereadores aprovou e eu sanciono e promulgo a seguinte Lei:

Faço saber que a Câmara de Vereadores aprovou e eu sanciono e promulgo a seguinte Lei: LEI MUNICIPAL Nº 1833/2015. AUMENTA O NÚMERO DE CARGOS EM COMISSÃO, CRIA PADRÃO DE VENCIMENTO E FUNÇÕES GRATIFICADAS NO QUADRO DE CARGOS E FUNÇÕES PÚBLICAS DO MUNICÍPIO, E DA OUTRAS PROVIDÊNCIAS. O PREFEITO

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº. 199 DE 27 DE DEZEMBRO DE 2013

RESOLUÇÃO Nº. 199 DE 27 DE DEZEMBRO DE 2013 RESOLUÇÃO Nº. 199 DE 27 DE DEZEMBRO DE 2013 A PRESIDENTE EM EXERCÍCIO DO CONSELHO UNIVERSITÁRIO DA, no uso de suas atribuições legais e CONSIDERANDO que as entidades da Administração Pública Federal indireta

Leia mais

LEI N.º 1.491, DE 27 DE JUNHO DE 2008.

LEI N.º 1.491, DE 27 DE JUNHO DE 2008. LEI N.º 1.491, DE 27 DE JUNHO DE 2008. Cria vagas e função no Quadro Permanente da Prefeitura Municipal de Paranaíba, alterando-se o Anexo I, da Lei nº 1000, de 04 de maio de 1998, Anexo III da Lei n.º

Leia mais

Estado do Rio Grande do Sul Município de Caxias do Sul

Estado do Rio Grande do Sul Município de Caxias do Sul DECRETO Nº 16.627, DE 19 DE AGOSTO DE 2013. Define os exemplos de atribuições dos cargos de Arquiteto, Assistente Social, Contador, Enfermeiro, Fonoaudiólogo e Odontólogo, criado pela Lei Complementar

Leia mais

MUNICÍPIO DE LUISLÂNDIA MG CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE CARGOS EFETIVOS EDITAL 1/2015 ANEXO III ATRIBUIÇÕES DOS CARGOS

MUNICÍPIO DE LUISLÂNDIA MG CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE CARGOS EFETIVOS EDITAL 1/2015 ANEXO III ATRIBUIÇÕES DOS CARGOS Advogado Prestar assistência jurídica às questões de direito administrativo, trabalhista, civil, tributário e constitucional. Agente de Combate às Endemias Desenvolver e executar atividades de prevenção

Leia mais

PALÁCIO LEGISLATIVO JOÃO PAULO II CONCURSO PÚBLICO N.º 01/2012 EDITAL DE ABERTURA N.º 01/2012, DE 21 DE JUNHO DE 2012. ANEXO 03 INFORMAÇÕES DOS CARGOS

PALÁCIO LEGISLATIVO JOÃO PAULO II CONCURSO PÚBLICO N.º 01/2012 EDITAL DE ABERTURA N.º 01/2012, DE 21 DE JUNHO DE 2012. ANEXO 03 INFORMAÇÕES DOS CARGOS DA CÂMARA MUNICIPAL DE ANANINDEUA 1 / 6 PALÁCIO LEGISLATIVO JOÃO PAULO II, DE 21 DE JUNHO DE 2012. 1. CARGO DE NÍVEL FUNDAMENTAL INCOMPLETO Cargo 01 Atendente Administrativo-Legislativo Atividade de atendimento

Leia mais

A PREFEITA DO MUNICÍPIO DE CONTAGEM

A PREFEITA DO MUNICÍPIO DE CONTAGEM DECRETO nº 1098, de 12 de fevereiro de 2009 Dispõe sobre alocação, denominação e atribuições dos órgãos que compõem a estrutura organizacional do Gabinete da Prefeita e dá outras providências. A PREFEITA

Leia mais

MODELO REGIMENTO DO CORPO CLÍNICO CAPÍTULO I CONCEITUAÇÃO

MODELO REGIMENTO DO CORPO CLÍNICO CAPÍTULO I CONCEITUAÇÃO MODELO REGIMENTO DO CORPO CLÍNICO CAPÍTULO I CONCEITUAÇÃO Art. 1º - Corpo Clínico é o conjunto de médicos que se propõe a assumir solidariamente a responsabilidade de prestar atendimento aos usuários que

Leia mais

RELAÇÃO DE SALÁRIOS POR CARGOS E EMPREGOS PÚBLICOS

RELAÇÃO DE SALÁRIOS POR CARGOS E EMPREGOS PÚBLICOS RELAÇÃO DE SALÁRIOS POR CARGOS E EMPREGOS PÚBLICOS Quadro de Cargos de Provimento Efetivo Quadro Próprio do Magistério Quadro Suplementar da Secretaria Municipal de Saúde Forma de investidura: Aprovação

Leia mais

LEI N 2163/2015 DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

LEI N 2163/2015 DISPOSIÇÕES PRELIMINARES LEI N 2163/2015 Reformula o Plano de Cargos, Carreiras e Salários dos Servidores da Caixa de Assistência, Previdência e Pensões dos Servidores Públicos Municipais de Porciúncula CAPREM e estabelece normas

Leia mais

REGIMENTO INTERNO DE ATUAÇÃO DA DIRETORIA EXECUTIVA DA FUNDAÇÃO UNIPLAC DA NATUREZA, FINALIDADE E COMPOSIÇÃO

REGIMENTO INTERNO DE ATUAÇÃO DA DIRETORIA EXECUTIVA DA FUNDAÇÃO UNIPLAC DA NATUREZA, FINALIDADE E COMPOSIÇÃO REGIMENTO INTERNO DE ATUAÇÃO DA DIRETORIA EXECUTIVA DA FUNDAÇÃO UNIPLAC DA NATUREZA, FINALIDADE E COMPOSIÇÃO Art. 1º A Diretoria Executiva, subordinada ao Presidente da Fundação, é responsável pelas atividades

Leia mais

LEI MUNICIPAL Nº. 2341/11, DE 26 DE MAIO DE 2011.

LEI MUNICIPAL Nº. 2341/11, DE 26 DE MAIO DE 2011. LEI MUNICIPAL Nº. 2341/11, DE 26 DE MAIO DE 2011. Criar cargos de provimento efetivo e dá outras providências. INIDIO PEDRO MUNARI, Prefeito Municipal de Itatiba do Sul, Estado do Rio Grande do Sul, no

Leia mais

LEI MUNICIPAL Nº 1559/02, DE 16 DE JULHO DE 2002.

LEI MUNICIPAL Nº 1559/02, DE 16 DE JULHO DE 2002. LEI MUNICIPAL Nº 1559/02, DE 16 DE JULHO DE 2002. Cria e extingue cargos na estrutura do Quadro Permanente de Cargos, lei Municipal 1338/98, e dá outras providências. WOLMIR ÂNGELO DALL`AGNOL, Prefeito

Leia mais

PORTARIA Nº 3.870 DE 15 DE JULHO DE 2014. A PRESIDENTE DO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 4ª REGIÃO, no uso de suas atribuições legais e regimentais,

PORTARIA Nº 3.870 DE 15 DE JULHO DE 2014. A PRESIDENTE DO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 4ª REGIÃO, no uso de suas atribuições legais e regimentais, PORTARIA Nº 3.870 DE 15 DE JULHO DE 2014. Regulamenta as atribuições da Secretaria de Controle Interno do Tribunal Regional do Trabalho da 4ª Região e dá outras providências. A PRESIDENTE DO, no uso de

Leia mais

CHEFE DA SEÇÃO DE MANUTENÇÃO ESCOLAR compete acompanhar a tramitação de documentos e processos, observando o protocolo do mesmo; classificar, informar e conservar documentos; controle de matériais, providenciando

Leia mais

LEI Nº 467 DE 26 DE MARÇO DE 2014.

LEI Nº 467 DE 26 DE MARÇO DE 2014. LEI Nº 467 DE 26 DE MARÇO DE 2014. DISPÕE SOBRE O SERVIÇO VOLUNTÁRIO E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. O PREFEITO MUNICIPAL DE IRAMAIA, ESTADO DA BAHIA, no uso de suas atribuições legais, faz saber que a Câmara

Leia mais

LEI MUNICIPAL Nº. 2.967, DE 12 DE SETEMBRO DE 2011.

LEI MUNICIPAL Nº. 2.967, DE 12 DE SETEMBRO DE 2011. LEI MUNICIPAL Nº. 2.967, DE 12 DE SETEMBRO DE 2011. Autoriza o Executivo Municipal a efetuar contratação temporária por excepcional interesse público e dá outras providências. O PREFEITO MUNICIPAL DE CONSTANTINA,

Leia mais

LEI Nº 1.510-01/2013

LEI Nº 1.510-01/2013 LEI Nº 1.510-01/2013 EXTINGUE E CRIA CARGOS NO QUADRO DE CARGOS E FUNÇÕES PÚBLICAS DO MUNICÍPIO, FIXANDO PADRÃO SALARIAL, e dá outras providências. MARLI HASENKAMP STIEGEMEIR, Prefeita Municipal em exercício

Leia mais

LEI Nº. 792, DE 08 DE FEVEREIRO DE 2010.

LEI Nº. 792, DE 08 DE FEVEREIRO DE 2010. LEI Nº. 792, DE 08 DE FEVEREIRO DE 2010. INCLUI NO QUADRO DE CARGOS E SALÁRIOS EFETIVOS DO MUNICÍPIO O CARGO DE MÉDICO VETERINÁRIO, ALTERA A REDAÇÃO DO ARTIGO 3, DA LEI 245/2002 E ALTERAÇÕES POSTERIORES,

Leia mais

ANEXO I LOTACIONOGRAMA TABELA I - CARGOS DE PROVIMENTO EFETIVO. Cargo /Função

ANEXO I LOTACIONOGRAMA TABELA I - CARGOS DE PROVIMENTO EFETIVO. Cargo /Função LEI COMPLEMENTAR Nº 107, DE 10 DE MARÇO DE 2014. Altera a Tabela I e II, do Anexo I da Lei Complementar nº 076/2011, onde aumenta o número de vagas, altera cargos e dá outras providências. O Sr. Adriano

Leia mais

EMENTÁRIO. (*) LEI N 1.206, DE 31 DE DEZEMBRO DE 2007. (D.O.M. 22.01.2008 N. 1886 Ano IX)

EMENTÁRIO. (*) LEI N 1.206, DE 31 DE DEZEMBRO DE 2007. (D.O.M. 22.01.2008 N. 1886 Ano IX) (*) LEI N 1.206, DE 31 DE DEZEMBRO DE 2007. (D.O.M. 22.01.2008 N. 1886 Ano IX) ALTERA o Quadro de Cargos e Carreiras da Secretaria Municipal de Saúde SEMSA e dá outras providências. O PREFEITO DE MANAUS,

Leia mais

LEI N 280 DE 18 DE SETEMBRO DE 2007

LEI N 280 DE 18 DE SETEMBRO DE 2007 LEI N 280 DE 18 DE SETEMBRO DE 2007 Súmula: Dispõe sobre o Sistema de Controle Interno Municipal, nos termos do artigo 31 da Constituição Federal e do artigo 59 da Lei Complementar n 101/2000 e cria a

Leia mais

LEI N.º 3.590 de 2 de maio de 2006.

LEI N.º 3.590 de 2 de maio de 2006. LEI N.º 3.590 de 2 de maio de 2006. O PREFEITO MUNICIPAL DE URUGUAIANA: Dispõe sobre a Estrutura Administrativa e institui organograma da Câmara Municipal de Uruguaiana e dá outras providências. Faço saber,

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL

PREFEITURA MUNICIPAL ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL LEI No 2.396197 Dispõem sobre a organizaçgo admi nistrativa da Prefeitura Municipal de Soledade e dá outras providên - cias.- HÉLIO ÂNGELO LODI - Prefeito Municipal de Soledade,

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO UNIVATES

CENTRO UNIVERSITÁRIO UNIVATES CENTRO UNIVERSITÁRIO UNIVATES REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURRICULAR NÃO OBRIGATÓRIO CURSO DE NUTRIÇÃO, BACHARELADO REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURRICULAR NÃO OBRIGATÓRIO Das disposições gerais O presente documento

Leia mais

PLANOS DE CARGOS E SALÁRIOS. Autor: Sidnei Di Bacco/Advogado

PLANOS DE CARGOS E SALÁRIOS. Autor: Sidnei Di Bacco/Advogado PLANOS DE CARGOS E SALÁRIOS Autor: Sidnei Di Bacco/Advogado ESTRUTURA REMUNERATÓRIA BÁSICA PCS dos servidores comissionados PCS dos servidores efetivos (quadro geral) PCS dos servidores do magistério SERVIDORES

Leia mais

ESTADO DE SANTA CATARINA PREFEITURA MUNICIPAL BOMBINHAS-SC

ESTADO DE SANTA CATARINA PREFEITURA MUNICIPAL BOMBINHAS-SC LEI COMPLEMENTAR Nº 034, de 13 de dezembro de 2005. Institui o Plano de Carreira, Cargos e Vencimentos do Pessoal do Poder Legislativo do Município de Bombinhas e dá outras providências.. Júlio César Ribeiro,

Leia mais

LEI Nº 4.254 DE 12 DE NOVEMBRO DE 2010

LEI Nº 4.254 DE 12 DE NOVEMBRO DE 2010 LEI Nº 4.254 DE 12 DE NOVEMBRO DE 2010 Cria cargos de provimento efetivo de Agente de Combate a Endemias, Auxiliar de Tesouraria, Farmacêutico e Fiscal Ambiental. Bel. PEDRO PAULO PREZZOTTO, Prefeito Municipal

Leia mais

LEI COMPLEMENTAR Nº 005/99, de 17 de Dezembro de 1999.

LEI COMPLEMENTAR Nº 005/99, de 17 de Dezembro de 1999. LEI COMPLEMENTAR Nº 005/99, de 17 de Dezembro de 1999. Dispõe sobre a Reorganização da Estrutura Administrativa do Poder Executivo do Município de Chapadão do Sul (MS), e dá outras providências. O Prefeito

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO GOTARDO CNPJ: 18.602.037/0001-55 Insc. Est. Isento São Gotardo Minas Gerais

PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO GOTARDO CNPJ: 18.602.037/0001-55 Insc. Est. Isento São Gotardo Minas Gerais LEI COMPLEMENTAR Nº.132, DE 02 DE MARÇO DE 2015. Dispõe sobre a criação e extinção de cargos em comissão de livre provimento e exoneração sem aumento da despesa e dá outras providências. O povo do Município

Leia mais

LEI N. 1397/2013, de 03 de dezembro de 2013.

LEI N. 1397/2013, de 03 de dezembro de 2013. LEI N. 1397/2013, de 03 de dezembro de 2013. REESTRUTURA O SISTEMA MUNICIPAL DE ENSINO, O CONSELHO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO DE FAZENDA VILANOVA E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. PEDRO ANTONIO DORNELLES, PREFEITO

Leia mais

LEI MUNICIPAL Nº 871/2010, de 08-02-10.

LEI MUNICIPAL Nº 871/2010, de 08-02-10. LEI MUNICIPAL Nº 871/2010, de 08-02-10. DISPÕE SOBRE A CONTRATAÇÃO TEMPORÁRIA EMERGENCIAL DE PROFISSIONAIS PARA ÁREA MÉDICA ESPECIALIZADA E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. IRANI LEONARDO CHERINI PREFEITO MUNICIPAL

Leia mais

O PREFEITO MUNICIPAL DE SÃO BENEDITO, no uso de suas atribuições legais, faz saber que a Câmara Municipal, aprovou e eu sanciono a seguinte Lei:

O PREFEITO MUNICIPAL DE SÃO BENEDITO, no uso de suas atribuições legais, faz saber que a Câmara Municipal, aprovou e eu sanciono a seguinte Lei: LEI ORDINÁRIA Nº 929/2015, DE 09 DE FEVEREIRO DE 2015 Altera a Lei Municipal nº 922/2014 e seu anexo e dá outras providencias. O PREFEITO MUNICIPAL DE SÃO BENEDITO, no uso de suas atribuições legais, faz

Leia mais

O POVO DO MUNICÍPIO DE MARICÁ, por seus representantes na Câmara Municipal, aprovou e o Prefeito Municipal, em seu nome, sanciona a seguinte Lei:

O POVO DO MUNICÍPIO DE MARICÁ, por seus representantes na Câmara Municipal, aprovou e o Prefeito Municipal, em seu nome, sanciona a seguinte Lei: LEI Nº 2599 DE 10 DE JUNHO DE 2015. DISPÕE SOBRE OS CRITÉRIOS PARA A CONTRATAÇÃO DE PESSOAL, POR PRAZO DETERMINADO, PARA ATENDER A NECESSIDADE TEMPORÁRIA DE EXCEPCIONAL INTERESSE PÚBLICO, PARA O QUADRO

Leia mais

Atribuições do órgão conforme a Lei nº 3.063, de 29 de maio de 2013: TÍTULO II DAS COMPETÊNCIAS DOS ÓRGÃOS DA ADMINISTRAÇÃO DIRETA

Atribuições do órgão conforme a Lei nº 3.063, de 29 de maio de 2013: TÍTULO II DAS COMPETÊNCIAS DOS ÓRGÃOS DA ADMINISTRAÇÃO DIRETA SECRETARIA MUNICIPAL DE INFRAESTRUTURA E OBRAS End: Travessa Anchieta, S-55 Centro Fone: (14) 3283-9570 ramal 9587 Email: engenharia@pederneiras.sp.gov.br Responsável: Fábio Chaves Sgavioli Atribuições

Leia mais

1 Prefeitura Municipal de Luís Eduardo Magalhães ESTADO DA BAHIA

1 Prefeitura Municipal de Luís Eduardo Magalhães ESTADO DA BAHIA A 1 CNPJ 04.214.41910001-05 DECRETO N 3.091, DE 05 DE JANEIRO DE 2014. "Dispõe sobre a estrutura organizacional da Procuradoria Geral do Município ". O PREFEITO MUNICIPAL DE LUIS EDUARDO MAGALHÃES,, no

Leia mais

CÂMARA MUNICIPAL DE MANAUS DIRETORIA LEGISLATIVA

CÂMARA MUNICIPAL DE MANAUS DIRETORIA LEGISLATIVA LEI Nº 2.054, DE 29 DE OUTUBRO DE 2015 (D.O.M. 29.10.2015 N. 3.763 Ano XVI) DISPÕE sobre a estrutura organizacional da Secretaria Municipal de Finanças, Tecnologia da Informação e Controle Interno Semef,

Leia mais

PROJETO DE LEI Nº 2.284/2014 DE 29 DE AGOSTO DE 2014.

PROJETO DE LEI Nº 2.284/2014 DE 29 DE AGOSTO DE 2014. PROJETO DE LEI Nº 2.284/2014 DE 29 DE AGOSTO DE 2014. EXTINGUE E CRIA CARGO EM COMISSÃO E ALTERA LOTAÇÃO DE FUNÇÃO GRATIFICADA E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. Claudemir José Locatelli, Prefeito Municipal de

Leia mais

LEI Nº 2.278/07, DE 24 DE AGOSTO DE 2007.

LEI Nº 2.278/07, DE 24 DE AGOSTO DE 2007. LEI Nº 2.278/07, DE 24 DE AGOSTO DE 2007. Dispõe sobre a criação do Instituto Escola de Governo e Gestão Pública de Ananindeua, e dá outras providências. A CÂMARA MUNICIPAL DE ANANINDEUA estatui, e eu

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL NOVA SANTA BÁRBARA

PREFEITURA MUNICIPAL NOVA SANTA BÁRBARA PREFEITURA MUNICIPAL NOVA SANTA BÁRBARA EDITAL N.º 002/ 2010. ANEXO III DESCRIÇÃO DOS CARGOS CARGO: 012- Ajudante Geral Requisitos: Conhecimentos gerais na área Atribuições do cargo: Proceder a limpeza

Leia mais

CAPÍTULO I DAS FINALIDADES

CAPÍTULO I DAS FINALIDADES PORTARIA INSTITUCIONAL Nº 08 A Direção Geral da Faculdades SPEI, no uso das suas atribuições, ouvido o Conselho Superior e aprovado pela Mantenedora, conforme Regimento Interno, RESOLVE: Estabelecer o

Leia mais

ATO NORMATIVO Nº 005/2013

ATO NORMATIVO Nº 005/2013 ATO NORMATIVO Nº 005/2013 Dispõe sobre as funções de confiança exercidas por servidores do Ministério Público do Estado da Bahia e dá outras providências. O PROCURADOR-GERAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DA BAHIA,

Leia mais

Estado do Rio Grande do Sul MUNICÍPIO DE CAPÃO DO CIPÓ Gabinete do Prefeito Municipal LEI MUNICIPAL Nº 698, DE 30 DE OUTUBRO DE 2013.

Estado do Rio Grande do Sul MUNICÍPIO DE CAPÃO DO CIPÓ Gabinete do Prefeito Municipal LEI MUNICIPAL Nº 698, DE 30 DE OUTUBRO DE 2013. LEI MUNICIPAL Nº 698, DE 30 DE OUTUBRO DE 2013. DISPÕE SOBRE A CRIAÇÃO DE CARGO DE PROVIMENTO EFETIVO DE AUDITOR DE CONTROLE INTERNO NO ÂMBITO DO PODER EXECUTIVO MUNICIPAL. ALCIDES MENEGHINI, Prefeito

Leia mais

Capítulo I Âmbito de Aplicação, Objetivos e Diretrizes

Capítulo I Âmbito de Aplicação, Objetivos e Diretrizes MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE MINAS GERAIS COORDENAÇÃO GERAL DE DESENVOLVIMENTO ESTUDANTIL REGULAMENTO DO PROGRAMA DE ALIMENTAÇÃO ESTUDANTIL Capítulo I Âmbito de Aplicação,

Leia mais

DECRETO Nº. 313, DE 29 DE DEZEMBRO DE 2014*.

DECRETO Nº. 313, DE 29 DE DEZEMBRO DE 2014*. DECRETO Nº. 313, DE 29 DE DEZEMBRO DE 2014*. Define o número de vagas por cargo que serão disponibilizados em Concurso Público a ser deflagrado pela Prefeitura Municipal de Amargosa. A PREFEITA MUNICIPAL

Leia mais

PROJETO DE LEI N.º 030/2013.

PROJETO DE LEI N.º 030/2013. PROJETO DE LEI N.º 030/2013. Institui o Programa Menor Aprendiz no âmbito do Município de Bela Vista de Minas e dá outras providências. O Prefeito Municipal de Bela Vista de Minas, Estado de Minas Gerais,

Leia mais

Prefeitura Municipal de Catas Altas MG Cidade Ótima para Viver, Visitar e Empreender Berço do Caraça

Prefeitura Municipal de Catas Altas MG Cidade Ótima para Viver, Visitar e Empreender Berço do Caraça LEI COMPLEMENTAR Nº 0329/2010 Altera a Lei Complementar n.º 223/2007 e dá outras providências. A Câmara Municipal de Catas Altas aprovou e eu, Prefeito Municipal, sanciono a seguinte Lei: Art. 1º. Fica

Leia mais

ATRIBUIÇÕES DA EQUIPE MULTIPROFISSIONAL

ATRIBUIÇÕES DA EQUIPE MULTIPROFISSIONAL ATRIBUIÇÕES DA EQUIPE MULTIPROFISSIONAL Das Atribuições dos Profissionais dos Recursos Humanos Atribuições comuns a todos os profissionais que integram a equipe: Conhecer a realidade das famílias pelas

Leia mais

Questão de auditoria Informações Requeridas Fontes de Informação Procedimentos Possíveis Achados

Questão de auditoria Informações Requeridas Fontes de Informação Procedimentos Possíveis Achados Questão de auditoria Informações Requeridas Fontes de Informação s Possíveis Achados 1 As características da unidade de controle interno atendem aos preceitos normativos e jurisprudenciais? Ato que criou

Leia mais

LEI N 13, DE 31 DE OUTUBRO DE 1985

LEI N 13, DE 31 DE OUTUBRO DE 1985 LEI N 13, DE 31 DE OUTUBRO DE 1985 Sumula: Estabelece a Estrutura Administrativa da Prefeitura Municipal de São José dos Pinhais e dá outras providências. A CAMARA MUNICIPAL DE SÃO JOSE DOS PINHAIS, ESTADO

Leia mais

LEI COMPLEMENTAR Nº 02/13 DE 25/03/13

LEI COMPLEMENTAR Nº 02/13 DE 25/03/13 LEI COMPLEMENTAR Nº 02/13 DE 25/03/13 CRIA ORGÃOS E AMPLIA CARGOS DE PROVIMENTO EM COMISSÃO NA ESTRUTURA ADMINISTRATIVA DO PODER EXECUTIVO MUNICIPAL DE CAMPOS NOVOS, ACRESCENTA DISPOSITIVOS NA LEI COMPLEMENTAR

Leia mais

SERVIÇO MUNICIPAL DE ÁGUA E ESGOTO DE OURO PRETO SEMAE-OP CONCURSO PÚBLICO EDITAL Nº. 01/2007 ANEXO I ATRIBUIÇÕES DOS CARGOS

SERVIÇO MUNICIPAL DE ÁGUA E ESGOTO DE OURO PRETO SEMAE-OP CONCURSO PÚBLICO EDITAL Nº. 01/2007 ANEXO I ATRIBUIÇÕES DOS CARGOS CARGO: 100 ADMINISTRADOR ANEXO I ATRIBUIÇÕES DOS CARGOS Reportar-se ao Diretor de Gestão, de quem recebe orientação e supervisão; Redigir documentos e ter domínio de ferramentas de informática; Efetuar

Leia mais

CÂMARA MUNICIPAL DE MANAUS DIRETORIA LEGISLATIVA

CÂMARA MUNICIPAL DE MANAUS DIRETORIA LEGISLATIVA LEI Nº 2.051, DE 23 DE OUTUBRO DE 2015 (D.O.M. 23.10.2015 N. 3.759 Ano XVI) DISPÕE sobre a estrutura organizacional da Secretaria Municipal de Administração, Planejamento e Gestão Semad, suas finalidades

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE CARMO DA CACHOEIRA ESTADO DE MINAS GERAIS GABINETE DO PREFEITO

PREFEITURA MUNICIPAL DE CARMO DA CACHOEIRA ESTADO DE MINAS GERAIS GABINETE DO PREFEITO 1 Dispõe sobre a criação da SECRETARIA MUNICIPAL DE CULTURA, ESPORTES E TURISMO, e dá outras providencias. 2009. Projeto de Lei n.º, de 05 de fevereiro de A Câmara Municipal de Carmo da Cachoeira, por

Leia mais

ESTRUTURA ADMINISTRATIVA DO MUNICÍPIO DE BETÂNIA ASSESSORIA JURÍDICA. III elaborar projetos de lei, decretos e demais atos normativos;

ESTRUTURA ADMINISTRATIVA DO MUNICÍPIO DE BETÂNIA ASSESSORIA JURÍDICA. III elaborar projetos de lei, decretos e demais atos normativos; ESTRUTURA ADMINISTRATIVA DO MUNICÍPIO DE BETÂNIA Integram-se a estrutura administrativa da Prefeitura Municipal de Betânia, os seguintes órgãos: DR. EDILSON XAVIER DE OLIVEIRA ASSESSORIA JURÍDICA I representar

Leia mais

LEI Nº 358/2011. Súmula: Institui o Fundo Municipal de Saúde e dá outras providências. Capitulo I. Objetivos

LEI Nº 358/2011. Súmula: Institui o Fundo Municipal de Saúde e dá outras providências. Capitulo I. Objetivos LEI Nº 358/2011 Faço saber a todos os habitantes que a Câmara Municipal de Cafeara, Estado do Paraná aprovou e eu sanciono a presente Lei, que revoga a Lei nº. 084/92 de 17/09/1992. Súmula: Institui o

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE TEIXEIRA DE FREITAS ESTADO DA BAHIA

PREFEITURA MUNICIPAL DE TEIXEIRA DE FREITAS ESTADO DA BAHIA _ LEI Nº 429/07 Cria a Secretaria Municipal de Planejamento, Desenvolvimento e Gestão, e dá outras providências. O Prefeito Municipal de Teixeira de Freitas, Estado da Bahia. Faço saber que a Câmara Municipal

Leia mais

Parágrafo único. Aplica-se aos titulares dos órgãos referidos no caput deste artigo o disposto no art. 2º, 2º, desta Lei Complementar.

Parágrafo único. Aplica-se aos titulares dos órgãos referidos no caput deste artigo o disposto no art. 2º, 2º, desta Lei Complementar. RIO GRANDE DO NORTE LEI COMPLEMENTAR Nº 518, DE 26 DE JUNHO DE 2014. Dispõe sobre a organização e o funcionamento da Assessoria Jurídica Estadual, estrutura a Carreira e o Grupo Ocupacional dos titulares

Leia mais

DECRETO n. 11.293 DISPÕE SOBRE A CONSOLIDAÇÃO DA TABELA DE CARGOS EFETIVOS DO QUADRO DE PESSOAL DA PREFEITURA MUNICIPAL, E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS.

DECRETO n. 11.293 DISPÕE SOBRE A CONSOLIDAÇÃO DA TABELA DE CARGOS EFETIVOS DO QUADRO DE PESSOAL DA PREFEITURA MUNICIPAL, E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. DECRETO n. 11.293 DISPÕE SOBRE A CONSOLIDAÇÃO DA TABELA DE DO QUADRO DE PESSOAL DA PREFEITURA MUNICIPAL, E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. NELSON TRAD FILHO, Prefeito Municipal de Campo Grande, Capital do Estado

Leia mais

Rua Ulisses Caldas, 81 - Centro - Natal/RN 59025-090 (55)xx84-3232-8863 www.natal.rn.gov.br

Rua Ulisses Caldas, 81 - Centro - Natal/RN 59025-090 (55)xx84-3232-8863 www.natal.rn.gov.br LEI Nº. 6.067, DE 11 DE MARÇO DE 2010. Altera a Lei Ordinária 5.711/06, que dispõe sobre a Organização Administrativa da Câmara Municipal do Natal, e dá outras providências. A PREFEITA DO MUNICÍPIO DE

Leia mais

ESTRUTURA ADMINISTRATIVA. Autor: Sidnei Di Bacco/Advogado

ESTRUTURA ADMINISTRATIVA. Autor: Sidnei Di Bacco/Advogado ESTRUTURA ADMINISTRATIVA Autor: Sidnei Di Bacco/Advogado LEGISLAÇÃO ADMINISTRATIVA BÁSICA Estrutura administrativa Estatuto dos servidores Estatuto do magistério PCS dos servidores comissionados PCS dos

Leia mais

REGULAMENTO DA DISCIPLINA ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO DOS CURSOS SUPERIORESDE GRADUAÇÃO DO CEFET-PR. Capítulo I DO ESTÁGIO E SUAS FINALIDADES

REGULAMENTO DA DISCIPLINA ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO DOS CURSOS SUPERIORESDE GRADUAÇÃO DO CEFET-PR. Capítulo I DO ESTÁGIO E SUAS FINALIDADES REGULAMENTO DA DISCIPLINA ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO DOS CURSOS SUPERIORESDE GRADUAÇÃO DO CEFET-PR Capítulo I DO ESTÁGIO E SUAS FINALIDADES Art. 1º - O Estágio Curricular, baseado na lei nº 6.494,

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DO SALVADOR SECRETARIA MUNICIPAL DE PLANEJAMENTO, TECNOLOGIA E GESTÃO - SEPLAG EDITAL DE CONCURSO PÚBLICO N.

PREFEITURA MUNICIPAL DO SALVADOR SECRETARIA MUNICIPAL DE PLANEJAMENTO, TECNOLOGIA E GESTÃO - SEPLAG EDITAL DE CONCURSO PÚBLICO N. PREFEITURA MUNICIPAL DO SALVADOR SECRETARIA MUNICIPAL DE PLANEJAMENTO, TECNOLOGIA E GESTÃO - SEPLAG EDITAL DE CONCURSO PÚBLICO N.º 01/2011 O SECRETÁRIO DE PLANEJAMENTO, TECNOLOGIA E GESTÃO DO MUNICÍPIO

Leia mais

ANEXO I QUADRO DE VAGAS, FUNÇÕES, REMUNERAÇÃO E CARGA HORÁRIA R$1.287,00 R$1.287,00 R$1.287,00 R$1.287,00 R$ 572,00 R$ 572,00

ANEXO I QUADRO DE VAGAS, FUNÇÕES, REMUNERAÇÃO E CARGA HORÁRIA R$1.287,00 R$1.287,00 R$1.287,00 R$1.287,00 R$ 572,00 R$ 572,00 ANEXO I QUADRO DE VAGAS, FUNÇÕES, REMUNERAÇÃO E CARGA HORÁRIA CAMPUS FUNÇÃO REMUNERAÇÃO Caruaru Salgueiro Arcoverde Garanhuns Secretaria Executiva Téc. em Contabilidade Secretaria Executiva Téc. em Contabilidade

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO UNIVATES

CENTRO UNIVERSITÁRIO UNIVATES CENTRO UNIVERSITÁRIO UNIVATES REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURRICULAR NÃO OBRIGATÓRIO CURSO DE ENGENHARIA CIVIL, BACHARELADO REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURRICULAR NÃO OBRIGATÓRIO Das disposições gerais O estágio

Leia mais

Universidade Estadual de Maringá Centro de Tecnologia

Universidade Estadual de Maringá Centro de Tecnologia RESOLUÇÃO Nº 094/2010-CTC CERTIDÃO Certifico que a presente resolução foi afixada em local de costume, neste Centro, no dia 16/12/2010. Éder Rodrigo Gimenes Secretário Aprova Regulamento do componente

Leia mais

ATRIBUIÇÕES ESPECÍFICAS POR DISCIPLINA / FORMAÇÃO. a) Administração

ATRIBUIÇÕES ESPECÍFICAS POR DISCIPLINA / FORMAÇÃO. a) Administração Anexo II a que se refere o artigo 2º da Lei nº xxxxx, de xx de xxxx de 2014 Quadro de Analistas da Administração Pública Municipal Atribuições Específicas DENOMINAÇÃO DO CARGO: DEFINIÇÃO: ABRANGÊNCIA:

Leia mais

ESTADO DE SANTA CATARINA PREFEITURA MUNICIPAL DE JARAGUÁ DO SUL

ESTADO DE SANTA CATARINA PREFEITURA MUNICIPAL DE JARAGUÁ DO SUL L E I Nº 7.071/2015 Dispõe sobre a estrutura administrativa da Câmara Municipal de Jaraguá do Sul e dá outras providências. O PREFEITO DE JARAGUÁ DO SUL, no uso das atribuições que lhe são conferidas,

Leia mais

LEI MUNICIPAL 563/73

LEI MUNICIPAL 563/73 LEI MUNICIPAL 563/73 Dispõe sobre a organização administrativa da PREFEITURA MUNICIPAL DE TAQUARA e dá outras providências. ALCEU MARTINS, Prefeito Municipal de Taquara: Faço saber que a Câmara Municipal,

Leia mais

LEI N.º 1.480, DE 21 DE MAIO DE 2008.

LEI N.º 1.480, DE 21 DE MAIO DE 2008. LEI N.º 1.480, DE 21 DE MAIO DE 2008. Altera o Anexo III da Lei n.º 1.000 de 04 de maio de 1998, e dá outras providências. O Prefeito Municipal de Paranaíba, Estado de Mato Grosso do Sul. FAÇO saber que

Leia mais

MENSAGEM Nº 01/11. Senhor Presidente,

MENSAGEM Nº 01/11. Senhor Presidente, MENSAGEM Nº /11 Senhor Presidente, Tenho a honra de encaminhar a V. Exa, a fim de ser submetido à deliberação dessa Augusta Câmara Municipal, o incluso Projeto de Lei que fixa os parâmetros quantitativos

Leia mais

CÂMARA MUNICIPAL DE MANAUS

CÂMARA MUNICIPAL DE MANAUS O PREFEITO DE MANAUS LEI DELEGADA N 10, DE 31 DE JULHO DE 2013 (D.O.M. 31.07.2013 N. 3221 Ano XIV) DISPÕE sobre a estrutura organizacional da SECRETARIA MUNICIPAL DE FINANÇAS, TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO

Leia mais

LEI N 501, DE 02 DE JULHO DE 2009.

LEI N 501, DE 02 DE JULHO DE 2009. Pág. 1 de 6 LEI N 501, DE 02 DE JULHO DE 2009. CRIA COMISSÃO DE HIGIENE, SAÚDE E SEGURANÇA DO TRABALHO CIPA E A COMISSÃO GERAL DE HIGIENE, SAÚDE E SEGURANÇA DO TRABALHO CIPAG, E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS.

Leia mais

O PREFEITO MUNICIPAL DE PARELHAS, ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE, usando das atribuições que lhe são conferidas pela Lei Orgânica do Município.

O PREFEITO MUNICIPAL DE PARELHAS, ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE, usando das atribuições que lhe são conferidas pela Lei Orgânica do Município. DECRETO Nº 011/2014, DE 09 DE ABRIL DE 2014. Altera o Anexo I do Decreto n 007/2014, que dispõe sobre as atribuições, escolaridade e salários dos cargos destinados ao Concurso Público do Município de Parelhas/RN.

Leia mais

1. Graduação em Enfermagem, fixado na forma do Anexo II e da Lei Estadual N 13.666, de 05 de julho de 2002. PECULIARIDADE

1. Graduação em Enfermagem, fixado na forma do Anexo II e da Lei Estadual N 13.666, de 05 de julho de 2002. PECULIARIDADE CARGO: AGENTE PROFISSIONAL - AP FUNÇÃO: ENFERMEIRO CÓDIGO DA FUNÇÃO: APEN CBO: 07110 CARGA HORÁRIA: 40 horas COMPLEXIDADE/ESCOLARIDADE EXIGIDA JORNADA: nos termos da legislação vigente 1. Graduação em

Leia mais

Câmara Municipal de Pinheiral

Câmara Municipal de Pinheiral LEI Nº 570, de 30 de dezembro de 2010. Altera e acrescenta dispositivos nas Tabelas I, II e IV da Lei nº 274, de 19 de fevereiro de 2004, e dá outras providências. O PREFEITO DO MUNICÍPIO DE PINHEIRAL;

Leia mais

Prefeitura Municipal de Nova Ubiratã Gestão: 2009/2012

Prefeitura Municipal de Nova Ubiratã Gestão: 2009/2012 INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 018 /2011/CSCI Versão: 01 Aprovação em: 17 de novembro de 2011 Ato de Aprovação: 018/2011 Unidades Responsáveis: Assessoria de Imprensa e Comunicação Social DISPÕE SOBRE PROCEDIMENTOS

Leia mais

LEI Nº 213/1994 DATA: 27 DE JUNHO DE 1.994. SÚMULA: INSTITUI O FUNDO MUNICIPAL DE SAÚDE E DA OUTRAS PROVIDENCIAS. CAPITULO I DOS OBJETIVOS

LEI Nº 213/1994 DATA: 27 DE JUNHO DE 1.994. SÚMULA: INSTITUI O FUNDO MUNICIPAL DE SAÚDE E DA OUTRAS PROVIDENCIAS. CAPITULO I DOS OBJETIVOS LEI Nº 213/1994 DATA: 27 DE JUNHO DE 1.994. SÚMULA: INSTITUI O FUNDO MUNICIPAL DE SAÚDE E DA OUTRAS PROVIDENCIAS. O Sr. Ademir Macorin da Silva, Prefeito Municipal de Tapurah, Estado de Mato Grosso, no

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE PINHAIS

PREFEITURA MUNICIPAL DE PINHAIS LEI Nº 1059, DE 28 DE DEZEMBRO DE 2009. Dispõe sobre a Organização do Sistema Municipal de Ensino do Município de Pinhais e dá outras providências. A CÂMARA MUNICIPAL DE PINHAIS,, aprovou e eu, PREFEITO

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO GOTARDO CNPJ: 18.602.037/0001-55 Insc. Est. Isento São Gotardo Minas Gerais

PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO GOTARDO CNPJ: 18.602.037/0001-55 Insc. Est. Isento São Gotardo Minas Gerais LEI COMPLEMENTAR 140, DE 14 DE SETEMBRO DE 2015 DISPÕE SOBRE A CRIAÇÃO E EXTINÇÃO DE CARGOS EM COMISSÃO DE LIVRE PROVIMENTO E EXONERAÇÃO, AFETOS ÀS FUNÇÕES DA LEI COMPLEMENTAR MUNICIPAL Nº 67/2008, SEM

Leia mais

ESTADO DO ACRE PREFEITURA MUNICIPAL DE MÂNCIO LIMA GABINETE DO PREFEITO LEI Nº 19/091 MÂNCIO LIMA ACRE, 06 DE NOVEMBRO DE 1991.

ESTADO DO ACRE PREFEITURA MUNICIPAL DE MÂNCIO LIMA GABINETE DO PREFEITO LEI Nº 19/091 MÂNCIO LIMA ACRE, 06 DE NOVEMBRO DE 1991. LEI Nº 19/091 MÂNCIO LIMA ACRE, 06 DE NOVEMBRO DE 1991. DISPÕE SOBRE A CRIAÇÃO DO FUNDO MUNICIPAL DE SAÚDE E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. LUIS HELOSMAN DE FIGUEIREDO, PREFEITO MUNICIPAL DE MÂNCIO LIMA, ESTADO

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE POUSO REDONDO CNPJ 83.102.681/0001-26 Rua Antonio Carlos Thiesen, 74 89.172-000 Pouso Redondo Santa Catarina

PREFEITURA MUNICIPAL DE POUSO REDONDO CNPJ 83.102.681/0001-26 Rua Antonio Carlos Thiesen, 74 89.172-000 Pouso Redondo Santa Catarina PREFEITURA MUNICIPAL DE POUSO REDONDO CNPJ 83.102.681/0001-26 Rua Antonio Carlos Thiesen, 74 89.172-000 Pouso Redondo Santa Catarina LEI N. 1925/06 de 25.07.2006. Dispõe sobre a criação do Conselho Municipal

Leia mais