ANEXO I. Requisitos para provimento**

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "ANEXO I. Requisitos para provimento**"

Transcrição

1 ANEXO I 1 - GRUPO OCUPACIONAL PROFISSIONAL Nº de Vagas Cargo Carga Horária Semanal Vencimentos R$* 01 Advogado ,00 02 Assistente Social 01 Dentista , ,00 07 Enfermeiro ,00 03 Farmacêutico Bioquímico ,00 Requisitos para provimento** Curso Superior em Direito e Inscrição na Ordem dos Advogados do Brasil Secção do Estado do Paraná. Curso Superior em Serviço Social e registro no Conselho ou Órgão competente Curso Superior em Odontologia e Registro perante o Conselho Regional de Odontologia do Estado do Paraná. Curso Superior em Enfermagem e Registro no COREN Curso Superior em Farmácia com Habilitação em Bioquímica e registro no Conselho ou Órgão competente. Nº. de questões /Provas a realizar 30 questões Conhecimento Específico 30 questões Conhecimento Específico 30 questões Conhecimento Específico 30 questões Conhecimento Específico 30 questões Conhecimento Específico 01 Médico ,00 Curso Superior em Medicina e registro no Conselho ou órgão competente. 30 questões Conhecimento Específico 01 Médico Veterinário ,00 Curso Superior em Medicina Veterinária e Registro no CRMV 02 Nutricionista ,00 Curso Superior em Nutrição 02 Psicólogo ,00 Curso Superior em Psicologia e registro no Conselho ou Órgão Competente. 30 questões Conhecimento Específico 30 questões Conhecimento Específico 30 questões Conhecimento Específico *Vencimento dezembro/2009 **Requisito mínimo para provimento. A nomeação se dará na referência inicial da tabela de vencimentos de acordo com a escolaridade apresentada no ato da nomeação. 1

2 Nº de Vagas Cargo 50** Educador Infantil 6 Professor de Educação Física 2 - GRUPO OCUPACIONAL MAGISTÉRIO Carga Horária Semanal Vencimentos R$* Requisitos para provimento*** ,00 Formação mínima de magistério ou normal superior, admitida como formação mínima a obtida em nível médio, na modalidade magistério, para o exercício da docência na Educação Infantil e/ou séries iniciais do Ensino Fundamental ,00 Curso Superior em Educação Física 2 Psicopedagogo ,00 Curso superior em Pedagogia com Pós Graduação (Latu sensu) em Psicopedagogia. Matérias e Nº de questões /Provas a realizar 10 Português 10 Matemática 10 Conhecimentos Específicos 10 Português 10 Matemática 10 Conhecimentos Específicos 10 Português 10 Matemática 10 Conhecimentos Específicos *Vencimento dezembro/2009 ** Reserva de vaga para deficiente: 03 (três), conforme item ***Requisito mínimo para provimento. A nomeação se dará na referência inicial da tabela de vencimentos de acordo com a escolaridade apresentada no ato da nomeação. Nº de Vagas Cargo 10 Auxiliar Administrativo 2 Técnico em Enfermagem 8 Técnico Desportivo 15** Auxiliar de Enfermagem 3 - GRUPO OCUPACIONAL MÉDIO Carga Horária Semanal Vencimentos R$* Requisitos provimento*** para Matérias e Nº de questões /Provas a realizar ,25 Ensino Médio Completo 10 Português 10 Matemática ,86 Ensino médio completo, Curso Técnico em Enfermagem e registro no COREN ,86 **** Curso Superior em Educação Física ,75 Curso de Auxiliar de Enfermagem em Escola Reconhecida e registro no Coren. 10 Conhecimentos Gerais 10 Português 10 Matemática 10 Conhecimentos Específicos 10 Português 10 Matemática 10 Conhecimentos Específicos 10 Português 10 Matemática 10 Conhecimentos Específicos *Vencimento dezembro/2009 ** Reserva de vaga para deficiente: 02(duas), conforme item ***Requisito mínimo para provimento. A nomeação se dará na referência inicial da tabela de vencimentos de acordo com a escolaridade apresentada no ato da nomeação. ****Sujeito a alteração conforme projeto de Lei em trâmite. 2

3 Nº de Vagas Cargo 4 - GRUPO BÁSICO 140** Auxiliar de serviços gerais Carga Horária Semanal Vencimentos R$* Requisitos provimento*** para ,00 Ensino Fundamental Incompleto 8 Motorista ,00 Ensino Fundamental Completo, carteira Nacional de Habilitação D. Matérias e Nº de questões /Provas a realizar 10 Português 10 Matemática 10 Português 10 Matemática 10 Conhecimentos Gerais *Vencimento dezembro/2009 ** Reserva de vaga para deficiente: 07 (sete), conforme item ***Requisito mínimo para provimento. A nomeação se dará na referência inicial da tabela de vencimentos de acordo com a escolaridade apresentada no ato da nomeação. 3

4 ANEXO II 1. GRUPO OCUPACIONAL PROFISSIONAL Cargos Descrição Sintética Especificações Advogado Prestar assistência jurídica ao município, representando-o judicial ou extrajudicialmente. Assistente Social Elaborar e executar programas de assistências e apoio a grupos específicos de pessoas e aos servidores municipais, identificando, analisando e contribuindo para a solução de problemas de natureza - atuar em qualquer foro ou instância, em nome do Município, do chefe do poder executivo e da Fazenda Pública Municipal, nos feitos em que estes façam parte; - prestar assessoramento jurídico às unidades administrativas da Prefeitura, emitindo pareceres sobre assuntos de interesse da Administração Pública, através de pesquisa da legislação, jurisprudência, doutrina e demais dispositivos legais; - emitir pareceres singulares ou relatar pareceres coletivos; - estudar e minutar leis, decretos, portarias, contratos, termos de compromissos e responsabilidade, convênios, escrituras e outros atos; - interpretar normas legais e administrativas diversas, para responder consultas das unidades interessadas; - efetuar cobrança judicial da dívida ativa; - promover desapropriações, de forma amigável ou judicial; - assistir a prefeitura nas negociações de contratos, convênios e acordos com outras entidades públicas ou privadas; - estudar os processos de transferência ou alienação de bens, em que for interessado o Município, examinando toda a documentação concernente a transação; -exarar pareceres em contratos licitações, convênios, sindicâncias e em solicitações das secretarias; -acompanhar as ações judiciais ordinárias, sumaríssimas, trabalhistas, mandados de segurança, recursos em geral, petições em processos e audiências; -elaborar informações e mandados de segurança promovido contra atos da Administração Pública Municipal; -responsabilizar-se por equipes auxiliares, necessárias a execução das atividades próprias do cargo; -prestar atendimento aos contribuintes; -executar outras tarefas correlatas. a) na área de atendimento à população do Município: - coordenar a execução dos programas sociais desenvolvidos pelo município; - coordenar o levantamento de dados para identificar problemas sociais de grupos específicos 4

5 social e grupal. de pessoas, como, crianças, adolescentes, estudantes da rede escolar municipal, portadores de deficiência, idosos, entre outros; - elaborar, coordenar e executar programas de capacitação de mão-de-obra e sua integração no mercado de trabalho; - elaborar ou participar na elaboração e execução de campanhas educativas no campo da saúde pública, higiene, saneamento e educação; - planejar, executar, supervisionar e avaliar planos e programas sociais visando à implantação, manutenção e ampliação de serviços na área de desenvolvimento comunitário; - realizar estudos e pesquisas, tendo em vista o conhecimento das características de cada comunidade, para que os programas de ações das unidades de saúde e sociais correspondam às reais necessidades da população; - realizar entrevistas e avaliação social do público para fins de concessão de auxílios; - promover, por meio de técnicas próprias e através de entrevistas, palestras, visitas, em domicílios e outros meios, a prevenção ou solução de problemas sociais identificados entre grupos específicos de pessoas; -organizar atividades ocupacionais de menores, idosos e desamparados; - orientar comportamento de grupos específicos de pessoas, em face de problemas de habitação, saúde, higiene, educação, planejamento familiar e outros; - possibilitar condições que permitem a representação popular junto às unidades de saúde, objetivando a participação comunitária; - aconselhar e orientar a população nos postos de saúde, escolas e creches municipais; - prestar assistência no âmbito social e indivíduos e famílias carentes, identificando suas necessidades, efetuando estudos de casos, preparando-os e encaminhando-os às entidades competentes para atendimento; - manter contato com entidades e órgãos comunitários, com a finalidade de obter recursos para a população, encaminhando para atendimento; -assessorar tecnicamente entidades assistências, orientando-as através de treinamentos específicos, técnicas comunitárias e noções básicas de alimentação, higiene e saúde; -participar de equipe multi-profissional na área Instrumental e programática da instituição, de planejamento, implantação e acompanhamento de programas e projetos para a sistematização da saúde e do bem estar social; - elaborar e organizar dados para o sistema de informação, emitindo relatórios de atividades, promovendo análise das situações verificadas e 5

6 sugerindo procedimentos que visem à maximização da saúde e do bem estar social; - democratizar as informações e o acesso aos programas disponíveis na comunidade, e encaminhar os usuários às entidades assistências do município e região; - garantir o atendimento integral do SUS nos serviços de saúde que o município não oferece, através da liberação de passagens e ambulância pelo processo de tratamento fora de domicilio; - viabilizar assistência plena ao usuário do sistema único de saúde; b) na área de atendimento ao servidor municipal: - coordenar, executar ou supervisionar a realização de programas de serviço social, desenvolvendo atividades de caráter educativo, recreativo ou de assistência à saúde para proporcionar a melhoria da qualidade de vida pessoal e familiar dos servidores municipais; - colaborar no tratamento de doenças orgânicas e psicossomáticas, identificando e atuando na remoção dos fatores psicossociais e econômicos que interferem no ajustamento funcional e social do servidor; - encaminhar, através da unidade administração de recursos humanos, servidores doentes e acidentados no trabalho ao órgão de assistência médica municipal; - acompanhar a evolução psicofísica de servidores em convalescença, proporcionando-lhes os recursos assistenciais necessários, para ajudar em sua reintegração ao serviço, inclusive através de visitas domiciliares; - assistir ao servidor com problemas referentes à readaptação ou reabilitação profissional e social por diminuição da capacidade laboral, inclusive orientando-o sobre suas relações empregatícias; - levantar, analisar e interpretar para a Administração Municipal as necessidades, aspirações e insatisfações dos servidores, bem como propor soluções; - estudar e propor soluções para a melhoria de condições materiais, ambientais e sociais do trabalho; - esclarecer e orientar os servidores municipais sobre legislação trabalhista, normas e decisões da Administração Municipal; - prestar orientação, acompanhamento e assistência ao servidor ou a seus familiares por ocasião de acontecimento de fato inesperado; c) atribuições comuns a todas as áreas: - elaborar pareceres, informes técnicos e relatórios, realizando pesquisas, entrevistas, fazendo observações e sugerindo medidas para implantação, desenvolvimento e aperfeiçoamento de atividade em sua área de atuação; 6

7 Dentista Prestar assistência odontológica preventiva e curativa, dentro de sua especialidade, em postos de saúde, escolas e creches municipais. - participar das atividades administrativas, de controle e de apoio referentes à sua área de atuação; - participar das atividades de treinamento e aperfeiçoamento de pessoa técnico e auxiliar, realizando-as em serviço ou ministrando aulas e palestras, a fim de contribuir para o desenvolvimento qualitativo dos recursos humanos em sua área de atuação; - participar de grupos de trabalho e/ou reuniões com unidades da Prefeitura e outras entidades públicas e particulares, realizando exposições sobre situações e/ou problemas identificados, opinando, oferecendo sugestões, revisando e discutindo trabalhos técnicocientificos, para fins de formulação de diretrizes, planos e programas de trabalho afetos ao Município; - executar outras tarefas correlatas. -planejar, realizar e avaliar programas de saúde pública; -executar outras tarefas de mesma natureza ou nível de complexidade, associadas à sua especialidade e ambiente organizacional; -praticar todos os atos pertinentes à odontologia decorrentes de conhecimentos adquiridos em curso regular ou em cursos de pós-graduação; -prescrever e aplicar especialidades farmacêuticas de uso interno e externo, indicadas em odontologia; -aplicar anestesia local e troncular; prescrever e aplicar medicação de urgência no caso de acidentes graves que comprometam a vida e a saúde do paciente; -supervisionar os trabalhos realizados pelo auxiliar odontológico e o técnico em higiene dental; -elaborar relatórios diários e mensais; controlar pedidos e estoques de materiais permanentes e de consumo odontológico; controlar informações pertinentes à sua atividade; -supervisionar e ajudar na organização, controle, limpeza, lubrificação, esterilização de instrumentais, equipamentos, materiais e local de trabalho, conforme rotina odontológica da gerência de odontologia da autarquia municipal de saúde; -responder e coordenar a administração da clínica, propiciando um bom desenvolvimento das atividades; -supervisionar estagiários (alunos) dos cursos de odontologia, auxiliar odontológico e técnico em higiene dental; -realizar treinamento na área de atuação, quando solicitado; -participar e/ou coordenar levantamentos e estudos epidemiológicos; -propor e/ou participar de ações, dentro dos princípios da odontologia integral, visando a proteção e recuperação do indivíduo no seu contexto biológico e social; 7

8 Enfermeiro Selecionar e executar ações de enfermagem de acordo com as prioridades, necessidades e características de cada caso, particularmente para: gestantes e crianças de alto risco, bem como, outros clientes que apresentam risco para si próprio ou para a comunidade. -atuar, na qualidade de instrutor de treinamentos e outros eventos de igual natureza, mediante participação prévia em processo de qualificação e autorização superior; -operar equipamentos e sistemas de informática e outros, quando autorizado e necessário ao exercício das demais atividades; -dirigir veículos leves, mediante autorização prévia, quando necessário ao exercício das demais atividades; -manter organizados, limpos e conservados os materiais, máquinas, equipamentos e local de trabalho, que estão sob sua responsabilidade; -executar outras tarefas afins. -coordenar e supervisionar a organização e execução das atividades de enfermagem, desenvolvidas nas Unidades de atendimento sob sua responsabilidade, levando em conta os demais elementos da equipe de saúde do Centro de Saúde; -supervisionar e avaliar sistematicamente os registros e anotações das atividades realizadas pelo pessoal de enfermagem; -assegurar condições adequadas de limpeza, preparo, esterilização e manuseio do material em uso; -procurar assegurar a população um atendimento de enfermagem adequado, livre de possíveis riscos e com o devido respeito; -prestar assistência direta ao paciente, por meio da consulta de enfermagem nos casos de controle da gestante, controle de crescimento e desenvolvimento da criança e a outros clientes, sempre que necessário; -participar da elaboração e controlar a escala de serviço diária do pessoal de enfermagem para as atividades internas e externas; verificar sistematicamente o funcionamento de aparelhos utilizados na área de enfermagem, providenciando reparação ou substituição quando for o caso; -realizar periodicamente a atualização do fichário de controle de vacinação e supervisionar o funcionamento dos mesmos; -promover a convocação de clientes faltosos, de acordo com os programas e subprogramas; -participar na supervisão das atividades de matrícula e fichário central; -verificar periodicamente as condições de conservação e prazo de validade de soros e vacinas; -promover o inter-relacionamento das atividades internas e externas do Centro de Saúde, -desenvolvidas pelo pessoal de enfermagem; -participar com a equipe do Centro de Saúde do planejamento da assistência de saúde à população, de acordo com as diretrizes gerais; -elaborar com seu superior hierárquico plano de 8

9 assistência de enfermagem, de acordo com os programas e subprogramas desenvolvidos no Centro de Saúde; -participar com a equipe local, da interpretação das normas e diretrizes emanadas dos níveis superiores; -interpretar para o pessoal auxiliar de enfermagem, as diretrizes, normas e instruções emanadas dos níveis superiores e controlar seu cumprimento; -elaborar rotinas internas de enfermagem, para as unidades de atendimento, submetendo-as à apreciação de seu superior hierárquico; -participar com seu superior hierárquico, da elaboração da escala de férias de seus subordinados; -participar com seu superior hierárquico, material e equipamentos para abastecimento e reabastecimento, das unidades de atendimento sob sua responsabilidade; -participar de reuniões técnico administrativas promovidas pelas chefias imediatas e mediatas, fornecendo subsídios para o melhor desenvolvimento dos trabalhos; -participar de reuniões com líderes da comunidade, colaborando em assuntos específicos de enfermagem, quando solicitado; -participar dos procedimentos relativos à Vigilância Epidemiológica em todas as suas etapas; -elaborar o plano da visita domiciliar, orientar sua execução e participar de sua avaliação; -realizar visita domiciliária em casos especiais, devido à complexidade do problema (ex: moléstias transmissíveis); -executar e/ou participar de programas de treinamento em serviço ao pessoal de enfermagem; -participar de treinamento a outros elementos técnicos e auxiliares sempre que solicitado; -participar, realizar e/ou promover orientação individual ou grupal à população, para o desenvolvimento de atitudes e práticas condizentes à saúde; -participar de atividades educativas a grupos da comunidade visando à promoção, proteção e recuperação da saúde; -orientar a clientela, no sentido de utilizar os recursos para a saúde existentes na comunidade, de acordo com o estabelecido sobre a matéria; -manter-se informado sobre o programa de atividades desenvolvido por estudantes da área de enfermagem e outros que utilizem o Centro de Saúde como campo de estagiário; colaborar em programas de pesquisa de interesse da saúde, quando solicitado; -realizar estudos operacionais da área de enfermagem de saúde pública, visando à melhoria do atendimento à população; 9

10 Farmacêutico Bioquímico Executar tarefas diversas relacionadas com a composição e fornecimento de medicamentos e outros preparados semelhantes, análise de toxinas, de substâncias de origem animal e vegetal, de matérias-primas e de produtos acabados, valendo-se de técnicas e aparelhos especiais e baseando-se em fórmulas estabelecidas, para atender a receitas médicas, odontológicas e veterinárias, dispositivos legais, finalidades industriais e outros propósitos. -participar de campanhas promovidas na área de saúde, atuando em todas as suas fases; -executar outras atividades determinadas pelos seus superiores hierárquicos, relacionados com o seu campo de atuação. Preparar e fornecer medicamentos de acordo com prescrições médicas; Preparar produtos farmacêuticos segundo formulas estabelecidas; fornecer medicamentos e outros preparados farmacêuticos específicos; Realizar a manipulação dos insumos farmacêuticos, como medição, pesagem e mistura, utilizando instrumentos especiais e formulas químicas, para atender á produção de remédios e outros preparados; Subministrar produtos médicos e cirúrgicos, seguindo o receituário médico, para recuperar ou melhorar o estado de saúde de pacientes; Controlar entorpecentes e produtos equiparados, anotando em mapas, guias e livros, segundo os receituários devidamente preenchidos, para atender aos dispositivos legais; Analisar produtos farmacêuticos acabados e em fase de elaboração, ou seus insumos, valendo-se de métodos químicos, para verificar qualidade, teor, pureza e quantidade de cada elemento; Analisar soro antiofídico e outras substancias, valendo-se de meios biológicos, para controlar sua pureza, qualidade e atividade terapêutica; Fazer analises clinicas de exsudatos e transudatos humanos, como sangue, urina, fezes, líquor, saliva e outros, valendo-se de diversas técnicas especificas, para complementar o diagnostico de doenças; Realizar estudos, análises e testes com plantas medicinais, utilizando técnicas e aparelhos especiais, para obter princípios ativos e matérias primas; Proceder á analise legal de peças anatômicas, substancias suspeitas de estarem envenenadas, de exsudatos e transudatos humanos ou animais, utilizando métodos e técnicas químicas, físicas e outras, para possibilitar a emissão de laudos técnicos-periciais; Efetuar analise bromatológica de alimentos, valendo-se de métodos, para garantir o controle de qualidade, pureza, cosnervação e homogeneidade, com vistas ao resguardo da saúde publica; Realizar manipulações analises, estudos de reações e balanceamento de formulas de cosméticos, utilizando substancias, métodos químicos, físicos, estatísticos e experimentais, para obter produtos destinados á higiene, proteção e embelezamento; Manter controle de qualidade no setor laboratorial; Preparar boletins informativos com a finalidade de fornecer subsídios para a classe médica; 10

11 Médico Médico Veterinário Realizar tarefas inerentes à área de saúde pública. Fazer profilaxia, diagnóstico e tratamento de doenças dos animais, realizando exames clínicos e de laboratório, assegurando a sanidade individual e coletiva dos animais; Dar pareceres sobre a compra de materiais e equipamentos laboratoriais, fornecendo as especificações técnicas necessárias; Orientar e supervisionar a coleta de materiais biológicos; Classificar os estabelecimentos e os produtos alimentares segundo critérios de risco epidemiológico Programar atividades de inspeção sanitária para estabelecimentos prestadores de serviços de saúde, segundo prioridade definidas; Realizar e/ ou acompanhar inspeções de rotina emergencial nos estabelecimentos prestadores de serviços de saúde e outros estabelecimentos de interesse da vigilância sanitária, segundo as prioridades definidas usando-se em conta os pontos críticos de controle; Realizar a colheita de amostra de alimentos, com fins de analises fiscal, de controle de rotina; Elaborar relatórios técnicos, e/ou pareceres relativos à área; Assinar os laudos de exames laboratoriais; Executar outras tarefas correlatas. - efetuar exames médicos, emitir diagnósticos, prescrever medicamentos e realizar outras formas de tratamento para os diversos tipos de enfermidades, aplicando recursos da medicina preventiva, terapêutica ou de emergência, examinando o paciente, diagnosticando, prescrevendo tratamento, prestando orientações e solicitando hospitalização, se necessário; - requisitar, analisar e interpretar exames complementares de laboratório, para fins de diagnóstico e acompanhamento clínico; - manter registro dos pacientes examinados, anotando a conclusão diagnostica tratamento prescrito e evolução da doença; - presta atendimento em urgências clinicas cirúrgicas e traumatológicas; - encaminhar pacientes para tratamento especializado quando for o caso; - participar da formulação de diagnósticos de saúde pública, realizando levantamento da situação dos serviços de saúde do município, identificando prioridades, para determinação de programação a serem desenvolvidos; - realizar avaliação periódica dos serviços -realizar cirurgias; -fazer profilaxia de doenças (vacinação, quarentena, vermifugações); -realizar controle de ectoparasitas (pulverizações), diagnósticos e controle de zoonoses (brucelose, tuberculose, leptospirose, etc,), controle sanitário de instalação e controle reprodutivo; -realizar inspeção sanitária de alimentos de origem animal destinados à alimentação; 11

12 Nutricionista Pesquisar, planejar, elaborar e coordenar serviços ou programas de nutrição e alimentação, avaliando o estado de carências nutricionais da comunidade para elaboração de cardápios específicos. -elaborar laudos técnicos destinados às Entidades e órgãos Públicos, desenvolver e executar programas de nutrição animal, formulando e balanceando as rações, baixando o índice de conversão alimentar; realizar diagnósticos sorológicos, cropológicos e atividades de pesquisa; -orientar o sistema de vacinação anti-rábica, dirigir serviços de apreensão de cães vadios e triagem a ser estabelecida; -planejar e desenvolver campanhas e serviços de fomento e assistência técnica relacionada com a saúde publica; -estabelecer métodos de controle de zoonoses tocante ás doenças animais transmissíveis ao homem; -proceder ao controle de zoonoses, efetivando levantamento de dados, avaliação epidemiológica, programação, execução, supervisão e pesquisa, para possibilitar a profilaxia dessas doenças; -auxiliar no controle da Leishmaniose; -fazer pesquisas no campo da biologia aplicada a veterinária, realizando estudos, experimentações, estatísticas avaliações de campo e de laboratório, para possibilitar o maior desenvolvimento tecnológico de ciência veterinária; -orientações aos proprietários sobre medidas sanitárias que devem ser adotadas, alimentação adequada e cuidados especiais; -orientar e supervisionar o trabalho de equipe de supervisores auxiliares; -promover Campanhas Educativas de prevenção à doença animal e controle de natalidade (castração e aplicação anticoncepcionais); -executar outras tarefas afins. planejar e elaborar cardápios em geral, baseandose nos valores protéico-calóricos, no estudo dos meios e técnicas de introdução de produtos mais nutritivos, respeitando os hábitos alimentares praticados e aceitação dos alimentos; Elaborar programas de alimentação básica para os estudantes da rede escolar municipal, saúde e assistência social da Prefeitura, como também nas demais unidades de assistência de responsabilidade do município; Pesquisar o mercado fornecedor, segundo critério custo-qualidade; Planejar a pauta de compra de gêneros alimentícios, necessários á composição dos cardápios; Controlar a estocagem, preparação, conservação e distribuição dos alimentos; Emitir parecer nas licitações para aquisição de gêneros alimentícios, utensílios e equipamentos necessários para a realização dos programas; Assegurar a execução dos cardápios e armazenamento dos produtos, conforme as 12

13 Psicólogo Aplicar conhecimentos psicológicos nos atendimentos aos servidores ou municípios e ao planejamento e execução de atividades nas áreas clinicas, educacional, social, esportiva e outras. orientações técnicas do programa de merenda escolar, através de cursos ofertados; Garantir a qualidade dos alimentos e serviços da área; Pesquisar e estudar a introdução de cardápios e de produtos in-natura, bem como sobre a estocagem e distribuição dos produtos; Acompanhar e avaliar a execução dos cardápios, assegurando uma alimentação de qualidade; Desenvolver programas de educação alimentar; Desenvolver e apresentar estudos técnicos para as melhorias dos serviços; Proceder visitas técnicas nas escolas para fazer a supervisão dos serviços de alimentação; Fazer reuniões para observar o nível de rendimento, habilidade, higiene e aceitação dos alimentos pelos comensais, para racionalizar e melhorar o padrão técnico dos serviços; Participar do planejamento da área de cozinhas, depósitos, refeitórios e copas, aplicando princípios concernentes a aspectos funcionais e estéticos, visando racionalizar a utilização dessas dependências; Elaborar pareceres, informes técnicos e relatórios, realizando pesquisas, entrevistas, fazendo observações e sugerindo medidas para implantação, desenvolvimento e aperfeiçoamento de atividade em sua área de atuação; Participar das atividades administrativas, de controle e de apoio referentes á sua área de atuação; Participar das atividades de treinamento e aperfeiçoamento de pessoal técnico e auxiliar, realizando-as em serviço ou ministrando aulas e palestras, a fim de contribuir para o desenvolvimento qualitativo dos recursos humanos em sua área de atuação. Participar de grupos de trabalho e/ou reuniões com unidades da Prefeitura e outras entidades públicas e particulares, realizando exposições sobre situações e/ou problemas identificados, opinando, oferecendo sugestões, revisando e discutindo trabalhos técnicocientificos, para afins de formulação de diretrizes, planos e programas de trabalho afetos aos Município; Executar outras tarefas correlatas. a) na área de Psicologia Clínica: - estudar e avaliar indivíduos que apresentam distúrbios psíquicos ou problemas de comportamento social, elaborando e aplicando técnicas psicológicas apropriadas, para orientar-se no diagnóstico e tratamento; - desenvolver trabalhos psicoterápicos, a fim de restabelecer os padrões normais de comportamento e relacionamento humano; - articula-se com profissionais de Serviço Social, para elaboração e execução de programas de 13

14 assistência e apoio a grupos específicos de pessoas; - atender aos pacientes da rede municipal de saúde, avaliando-os e empregando técnicas psicológicas adequadas, para contribuir no processo de tratamento médico; - prestar assistência, individual ou em grupo, aos familiares dos pacientes, preparando-os adequadamente para as situações resultantes de enfermidades; - reunir informações a respeito de pacientes, levantando dados psicopatológicos, para fornecer aos médicos subsídios para diagnóstico e tratamento de enfermidades; b) na área de Psicologia do Trabalho: - exercer atividades relacionadas com treinamento de pessoal da Prefeitura, participando da elaboração, do acompanhamento e da avaliação de programa; - participar do processo de seleção de pessoal, empregando métodos e técnicas da psicologia aplicada ao trabalho; - estudar e desenvolver critérios, visando à realização de análise ocupacional, estabelecendo os requisitos mínimos de qualificação psicológica necessária ao desempenho das tarefas das diversas classes pertencentes ao Quadro de Pessoal da Prefeitura; - realizar pesquisas nas diversas unidades da Prefeitura, visando à identificação das fontes de dificuldades no ajustamento e demais problemas psicológicos existentes no trabalho, propondo medidas preventivas e corretivas julgadas convenientes; - estudar e propor soluções para a melhoria de condições ambientais, materiais e locais do trabalho; - apresentar, quando solicitado, princípios e métodos psicológicos que concorram para maior eficiência da aprendizagem no trabalho e controle de seu rendimento; - assistir ao servidor com problemas referentes à readaptação ou reabilitação profissional por diminuição da capacidade de trabalho, inclusive orientando-o sobre suas relações empregatícias; - receber e orientar os servidores recém contratados na Prefeitura, acompanhando a sua integração às atividades do cargo que irá exercer e ao seu grupo de trabalho; - esclarecer e orientar os servidores municipais sobre legislação trabalhistas, normas e decisões da Administração, bem como dos direitos e dos deveres enquanto servidor público. - participar dos trabalhos de avaliação de Desempenho dos servidores, prestando-lhes orientações e informações técnicas; 14

15 c) área da Psicologia Educacional: - aplicar técnicas e princípios psicológicos apropriados ao desenvolvimento intelectual, social e emocional do indivíduo, empregando conhecimentos dos vários ramos da psicologia; - proceder ou providenciar a aplicação de técnicas psicológicas adequadas nos casos de dificuldades escolar, familiar ou de outra natureza, baseando-se em conhecimentos sobre a psicologia da personalidade e no psicodiagnóstico. - estudar sistemas de motivação da aprendizagem, métodos novos de treinamento, ensino e avaliação, baseando-se no conhecimento dos processos de aprendizagem, da natureza e causas das diferenças individuais, para auxiliar na elaboração de procedimentos educacionais diferenciados capazes de atender às necessidades individuais; - analisar as características de indivíduos supra e infradotados, utilizando métodos de observação e experiências, para recomendar programas especiais de ensino compostos de currículos e técnicas adequadas as diferentes qualidades de inteligência; - participar de programas de orientação profissional e vocacional, aplicando testes de sondagem de aptidões e outros meios, a fim de contribuir para a futura adequação do indivíduo ao trabalho e sua conseqüente auto-realização; - identificara a existência de possíveis problemas na área da psicomotricidade e distúrbios sensoriais ou neuropsicológicos, aplicando e interpretando testes e outros reativos psicológicos, para aconselhar o tratamento adequado e a forma de resolver as dificuldades ou encaminhar o indivíduo para tratamento com outros especialistas; - prestar orientação psicológica aos professores da rede de ensino e das creches municipais, auxiliando na solução de problemas de ordem psicológica surgidos com alunos; d) atribuições comuns a todas as áreas: - elaborar pareceres, informes técnicos e relatórios, realizando pesquisas, entrevistas, fazendo observações e sugerindo medidas para implantação, desenvolvimento e aperfeiçoamento de atividades em sua área de atuação; - participar das atividades administrativas, de controle e apoio referentes à sua área de atuação; - participar das atividades de treinamento e aperfeiçoamento de pessoal técnico e auxiliar, realizando-as em serviço ou ministrando aulas e palestras, a fim de contribuir para o desenvolvimento qualitativo dos recursos humanos e sua área de atuação; - participar de grupos de trabalho e/ou reuniões em unidades da Prefeitura e outras entidades públicas e particulares, realizando estudos, emitindo pareceres ou fazendo exposições sobre situações e/ou 15

16 problemas identificados, opinando, oferecendo sugestões, revisando e discutindo trabalhos técnicocientíficos, para fins de formulação de diretrizes, planos e programas de trabalho afetos ao Município; - executar outras tarefas correlatas. 16

17 2. GRUPO OCUPACIONAL MAGISTÉRIO Cargos Descrição Sintética Especificações Educador Infantil Participar da elaboração, execução e avaliação da proposta pedagógica da unidade. -elaborar e cumprir plano de trabalho segundo a proposta pedagógica da unidade; -zelar pelo desenvolvimento integral das crianças, nos aspectos físico, psicológico e social; -organizar e promover formas adequadas para a promoção das atividades de educação e cuidados das crianças sob seus cuidados; -avaliar, observando e registrando o desenvolvimento das crianças; -executar as rotinas diárias de modo flexível e organizado; -colaborar com as atividades de articulação da unidade escolar com as famílias e a comunidade; -participar integralmente dos períodos dedicados ao planejamento, à avaliação e ao desenvolvimento profissional, programados pela unidade escolar e pela Secretaria de Educação; -recepcionar as crianças e anotar as informações, fornecidas pelo responsável; -cuidar da higiene e asseio da criança; -administrar a alimentação; -participar no planejamento diário e execução de atividades pedagógicas e de estimulação psicomotoras e capacidades comunicativas; -supervisionar o repouso das crianças; -preparar material didático adequado às atividades a serem desenvolvidas; -orientar as crianças coletiva e individualmente, reforçando a aprendizagem das atividades desenvolvidas; -programar atividades recreativas dirigidas e livres, para estimular e desenvolver inclinações e aptidões; -acompanhar o processo de aprendizagem das crianças e, quando detectada a existência de problemas, comunicar ao superior; -elaborar relatórios periódicos sobre as atividades desenvolvidas; -participar de programa de treinamento, quando convocado; -executar tarefas pertinentes à área de atuação, utilizando-se de equipamentos e programas de informática; -executar outras tarefas compatíveis com as exigências para o exercício da função; -executar outras tarefas afins. 17

18 Professor de Educação Física Psicopedag Docência na Educação Básica. Executar atividades específicas de planejamento, administração, supervisão escolar e orientação -participar na elaboração da proposta pedagógica da escola; -elaborar e cumprir plano de trabalho segundo a proposta pedagógica da escola; -zelar pela aprendizagem dos alunos; -estabelecer e implementar estratégias de recuperação para os alunos de menor rendimento; -ministrar os dias letivos e as horas-aula estabelecidas; -participar integralmente dos períodos dedicados ao planejamento, à avaliação e ao desenvolvimento profissional; -colaborar com as atividades de articulação com as famílias e a comunidade; -desincumbir-se das demais tarefas indispensáveis ao atingimento dos fins educacionais da escola e do processo de ensino-aprendizagem; -Atividades de Suporte Pedagógico direto à docência na Educação Básica, voltadas para planejamento, administração, supervisão e orientação educacional, incluindo, entre outras, as seguintes atribuições; -coordenar a elaboração e execução da proposta pedagógica da escola na sua área de atuação; -administrar o pessoal e os recursos materiais e financeiros da escola, tendo em vista o atingimento de seus objetivos pedagógicos; -assegurar o cumprimento dos dias letivos e horas-aula estabelecidas; -zelar pelo cumprimento do plano de trabalho dos docentes; -promover a articulação com as famílias e a comunidade, criando processos de integração da sociedade com a escola; -informar os pais ou responsáveis sobre a freqüência e o rendimentos dos alunos, bem como sobre a execução da proposta pedagógica da escola; -coordenar, no âmbito da escola, as atividades de planejamento, avaliação e desenvolvimento profissional; -acompanhar e orientar o processo de desenvolvimento dos estudantes, em colaboração com os docentes e as famílias; -elaborar estudos, levantamentos qualitativos e quantitativos indispensáveis ao desenvolvimento do sistema ou rede de ensino ou da escola; -elaborar, implementar, acompanhar e avaliar planos, programas e projetos voltados para o desenvolvimento do sistema e/ou rede de ensino e da escola, em relação a aspectos pedagógicos, administrativos, financeiros, de pessoal e de recursos materiais; -acompanhar e supervisionar o funcionamento das escolas, zelando pelo cumprimento da legislação e normas educacionais e pelo padrão de qualidade de ensino; -executar outras tarefas afins. ATIVIDADES COMUNS -assessorar no planejamento da educação municipal; -propor medidas visando ao desenvolvimento dos 18

19 ogo educacional no âmbito da Rede Municipal de Ensino. aspectos qualitativos do ensino; -participar de projetos de pesquisa de interesse do ensino; -participar na elaboração, execução e avaliação de projetos de treinamento, visando a atualização do Magistério; -integrar o colegiado escolar e atuar na escola, detectando aspectos a serem redimensionados, estimulando a participação do corpo docente na identificação de causas e na busca de alternativas e soluções; -participar da elaboração do Plano Global da Escola, Regimento Escolar e das Grades Curriculares; -participar da distribuição das turmas e da organização da carga horária; -acompanhar o desenvolvimento do processo ensino aprendizagem; -participar das atividades de caracterização da clientela escolar; -participar da preparação execução e avaliação de seminários, encontros, palestras e sessões de estudo, manter se atualizado sobre a legislação do ensino, prolatar pareceres; participar de reuniões técnico - administrativo pedagógicas na escola e demais órgãos da Secretaria Municipal de educação; -integrar grupos de trabalho e comissões; -coordenar reuniões especificas; -planejar, junto com a direção e professores, a recuperação de alunos; -participar no processo de integração família escola comunidade; -participar da avaliação global da escola; NA ÁREA DA ORIENTAÇÃO EDUCACIONAL -elaborar o Plano de Ação do Serviço de Orientação Educacional, a partir do Plano Global da Escola; -assistir as turmas realizando entrevistas e aconselhamentos, encaminhando, quando necessário, a outros profissionais; -orientar o professor na identificação de comportamentos divergentes dos alunos, levantando e selecionando em conjunto, alternativas de solução a serem adotados; -promover sondagem de aptidões e oportunizar informação profissional; -participar da composição, caracterização e acompanhamento das turmas e grupos de alunos; -integrar o processo de controle das unidades escolares, atendendo direta ou indiretamente às escolas; -sistematizar as informações coletadas necessárias ao conhecimento global do educando; NA ÁREA DE SUPERVISÃO ESCOLAR -coordenar a elaboração do Plano Global de Escola; -coordenar a elaboração do Plano Curricular; -elaborar o Plano de Ação do Serviço de Supervisão Escolar, a partir do Plano Global da Escola; -orientar e supervisionar atividades e diagnósticos, 19

20 controle e verificação do rendimento escolar; -assessorar o trabalho docente quanto a métodos e técnicas de ensino; -assessorar a direção tomada de decisões relativas ao desenvolvimento do Plano Curricular; -acompanhar o desenvolvimento do trabalho escolar; elaborar e acompanhar o cronograma das atividades docentes; -dinamizar o currículo da escola; colaborando com o processo de ajustamento de trabalho escolar às exigências do meio; -coordenar conselhos de classe; -analisar histórico escolar dos alunos com vistas a adaptações, transferências, reingressos e recuperação; -integrar o processo de controle das unidades escolares, atendendo direta ou indiretamente as escolas, estimular e assessorar a efetivação de mudanças no ensino; NA ÁREA DA ADMINISTRAÇÃO ESCOLAR -assessorar a direção na definição de diretrizes de ação, na aplicação da legislação referente ao ensino e no estabelecimento de alternativas de integração da escola com a comunidade; colaborar com a direção da escola no que for pertinente à sua especialização; -assessorar a direção dos órgãos de administração do ensino na operacionalização de planos, programas e projetos; NA ÀREA DO PLANEJAMENTO DA EDUCAÇÃO -assessorar na definição de políticas, programas e projetos educacionais; -compatibilizar, planos, programas e projetos das esferas federal e municipal; participar da elaboração, acompanhamento e avaliação de projetos; -assessorar na definição de alternativas de ação, executar tarefas afins. 20

CARGO: PROFESSOR Síntese de Deveres: Exemplo de Atribuições: Condições de Trabalho: Requisitos para preenchimento do cargo: b.1) -

CARGO: PROFESSOR Síntese de Deveres: Exemplo de Atribuições: Condições de Trabalho: Requisitos para preenchimento do cargo: b.1) - CARGO: PROFESSOR Síntese de Deveres: Participar do processo de planejamento e elaboração da proposta pedagógica da escola; orientar a aprendizagem dos alunos; organizar as atividades inerentes ao processo

Leia mais

ANEXO II QUADRO DE ATRIBUIÇÕES, REQUISITOS E REMUNERAÇÃO

ANEXO II QUADRO DE ATRIBUIÇÕES, REQUISITOS E REMUNERAÇÃO ANEXO II QUADRO DE ATRIBUIÇÕES, REQUISITOS E REMUNERAÇÃO FUNÇÃO / REMUNERAÇÃO Médico Infectologista REQUISITO Medicina e Título de Especialista concedido pela Respectiva Sociedade de Classe ou Residência

Leia mais

Anexo D Divisão de Análises Clínicas HU/UFSC. Versão 01. Atribuições dos Cargos

Anexo D Divisão de Análises Clínicas HU/UFSC. Versão 01. Atribuições dos Cargos DOC MQB -02 MQB.pdf 1/5 Cargo: Assistente de Laboratório 1. Planejar o trabalho de apoio do laboratório: Interpretar ordens de serviços programadas, programar o suprimento de materiais, as etapas de trabalho,

Leia mais

LEI Nº 3480/2014, DE 06 DE MAIO DE 2014.

LEI Nº 3480/2014, DE 06 DE MAIO DE 2014. LEI Nº 3480/2014, DE 06 DE MAIO DE 2014. ALTERA DISPOSITIVOS CONSTANTES NA LEI Nº 3224/2011, QUE ESTABELECE O PLANO DE CARREIRA E REMUNERAÇÃO DO MAGISTÉRIO PÚBLICO MUNICIPAL, INSTITUI O RESPECTIVO QUADRO

Leia mais

ATRIBUIÇÕES DA EQUIPE MULTIPROFISSIONAL

ATRIBUIÇÕES DA EQUIPE MULTIPROFISSIONAL ATRIBUIÇÕES DA EQUIPE MULTIPROFISSIONAL Das Atribuições dos Profissionais dos Recursos Humanos Atribuições comuns a todos os profissionais que integram a equipe: Conhecer a realidade das famílias pelas

Leia mais

LEI COMPLEMENTAR Nº11/12 DE 10/07/2012 FAZ SABER A TODOS OS HABITANTES DESTE MUNICÍPIO QUE A CÂMARA MUNICIPAL APROVOU, E ELE SANCIONA A PRESENTE LEI:

LEI COMPLEMENTAR Nº11/12 DE 10/07/2012 FAZ SABER A TODOS OS HABITANTES DESTE MUNICÍPIO QUE A CÂMARA MUNICIPAL APROVOU, E ELE SANCIONA A PRESENTE LEI: LEI COMPLEMENTAR Nº11/12 DE 10/07/2012 CRIA CARGOS DE PROVIMENTO TEMPORÁRIO/EMPREGO PÚBLICO PARA EXECUÇÃO DE PROGRAMAS ESPECIAIS, E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. Vilibaldo Erich Schmid, Prefeito do Município

Leia mais

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL PREFEITURA MUNICIPAL DE SERAFINA CORRÊA ANEXO I - ATRIBUIÇÕES DOS CARGOS E EMPREGOS

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL PREFEITURA MUNICIPAL DE SERAFINA CORRÊA ANEXO I - ATRIBUIÇÕES DOS CARGOS E EMPREGOS ANEXO I - ATRIBUIÇÕES DOS CARGOS E EMPREGOS CARGO: ALMOXARIFE a) Descrição Sintética: Zelar pelo Patrimônio Público. b) Descrição Analítica: Controlar as mercadorias de uso da administração municipal;

Leia mais

ANEXO III REQUISITOS E ATRIBUIÇÕES POR CARGO/FUNÇÃO

ANEXO III REQUISITOS E ATRIBUIÇÕES POR CARGO/FUNÇÃO ANEXO III REQUISITOS E ATRIBUIÇÕES POR CARGO/FUNÇÃO ANALISTA EM SAÚDE/ ASSISTENTE SOCIAL PLANTONISTA REQUISITOS: Certificado ou Declaração de conclusão do Curso de Serviço Social, registrado no MEC; E

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL NOVA SANTA BÁRBARA

PREFEITURA MUNICIPAL NOVA SANTA BÁRBARA PREFEITURA MUNICIPAL NOVA SANTA BÁRBARA EDITAL N.º 002/ 2010. ANEXO III DESCRIÇÃO DOS CARGOS CARGO: 012- Ajudante Geral Requisitos: Conhecimentos gerais na área Atribuições do cargo: Proceder a limpeza

Leia mais

Prefeitura Municipal de São Sebastião do Alto Estado do Rio de Janeiro ANEXO III ATRIBUIÇÕES DOS CARGOS

Prefeitura Municipal de São Sebastião do Alto Estado do Rio de Janeiro ANEXO III ATRIBUIÇÕES DOS CARGOS ANEXO III ATRIBUIÇÕES DOS CARGOS GARI DESCRIÇÃO SUMÁRIA Compreende os cargos que tem como atribuições varrer e limpar ruas e logradouros públicos e coletar o lixo acumulado em sarjetas, caixas de ralos

Leia mais

TABELA DE CARGOS CARGOS DE NÍVEL MÉDIO VENCIMENTO BASE CARGA HORÁRIA SINTESE DAS ATIVIDADES TOTAL DE VAGAS REQUISITO

TABELA DE CARGOS CARGOS DE NÍVEL MÉDIO VENCIMENTO BASE CARGA HORÁRIA SINTESE DAS ATIVIDADES TOTAL DE VAGAS REQUISITO TABELA DE CARGOS CARGOS DE NÍVEL MÉDIO CARGO Assistente Operacional Assistente Administrativo PRÉ- REQUISITO completo completo TOTAL DE VAGAS VENCIMENTO BASE CARGA HORÁRIA 01 R$ 1.813,45 40 horas 02 R$

Leia mais

ANEXO III ATRIBUIÇÕES DOS CARGOS.

ANEXO III ATRIBUIÇÕES DOS CARGOS. ANEXO III ATRIBUIÇÕES DOS CARGOS. 01. SERVENTE Descrição Sintética: compreende os cargos que se destinam a executar, sob supervisão, serviços de limpeza como varrer, lavar, desinfetar e arrumar as dependências

Leia mais

PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO PARA PROVIMENTO DE CARGOS PARA SERVIÇO DE ATENDIMENTO MÓVEL DE URGÊNCIA SAMU OESTE EDITAL Nº 007, DE 15/07/2015.

PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO PARA PROVIMENTO DE CARGOS PARA SERVIÇO DE ATENDIMENTO MÓVEL DE URGÊNCIA SAMU OESTE EDITAL Nº 007, DE 15/07/2015. PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO PARA PROVIMENTO DE CARGOS PARA SERVIÇO DE ATENDIMENTO MÓVEL DE URGÊNCIA SAMU OESTE EDITAL Nº 007, DE 15/07/2015. ANEXO II ATRIBUIÇÕES DOS CARGOS CARGO: CONDUTOR SOCORRISTA

Leia mais

(Anexo II) DESCRIÇÃO ESPECIALISTA EM EDUCAÇÃO

(Anexo II) DESCRIÇÃO ESPECIALISTA EM EDUCAÇÃO (Anexo II) DESCRIÇÃO ESPECIALISTA EM EDUCAÇÃO ESPECIALISTA EM EDUCAÇÃO... 3 2 ESPECIALISTA EM EDUCAÇÃO Missão: Atuar nas diferentes áreas (administração, planejamento e orientação educacional) com o intuito

Leia mais

Regulamenta a Lei nº 7.498, de 25 de junho de 1986, que dispõe sobre o exercício da Enfermagem, e dá outras providências

Regulamenta a Lei nº 7.498, de 25 de junho de 1986, que dispõe sobre o exercício da Enfermagem, e dá outras providências Decreto Nº 94.406 / 1987 (Regulamentação da Lei nº 7.498 / 1986) Regulamenta a Lei nº 7.498, de 25 de junho de 1986, que dispõe sobre o exercício da Enfermagem, e dá outras providências O Presidente da

Leia mais

EDITAL Nº 01/2011 ERRATA Nº 01/2011 do Edital nº 01/2011, de Concurso Público e Processo Seletivo, de 28 de Janeiro de 2011

EDITAL Nº 01/2011 ERRATA Nº 01/2011 do Edital nº 01/2011, de Concurso Público e Processo Seletivo, de 28 de Janeiro de 2011 PREFEITURA MUNICIPAL DE CELSO RAMOS ESTADO DE SANTA CATARINA R. Dom Daniel Hostin, 930 Centro CELSO RAMOS SC - CEP: 88598-000 E-mail: pmcr@celsoramos.sc.gov.br - Telefone: (49) 3547 1211- Fax: (49) 3547

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE ÁGUAS FRIAS CONCURSO PÚBLICO EDITAL Nº 001/2015 ANEXO I ATRIBUIÇÕES DOS CARGOS

PREFEITURA MUNICIPAL DE ÁGUAS FRIAS CONCURSO PÚBLICO EDITAL Nº 001/2015 ANEXO I ATRIBUIÇÕES DOS CARGOS ANEXO I ATRIBUIÇÕES DOS CARGOS ASSITENTE SOCIAL: Planejar, coordenar, controlar e avaliar programas e projetos na área do Serviço Social aplicados a indivíduos, grupos e comunidades. Elaborar e /ou participar

Leia mais

TABELA DE CARGOS DE NÍVEL SUPERIOR

TABELA DE CARGOS DE NÍVEL SUPERIOR TABELA DE CARGOS DE NÍVEL SUPERIOR CARGO Pré- Requisitos N Total de Vagas Vencimentos Base Síntese das Atividades Administrador Administração ; 15 R$ 3.901,70 apoiar tecnicamente projetos e atividades

Leia mais

Estado de Santa Catarina CÂMARA MUNICIPAL DE PALHOÇA Setor de Expediente

Estado de Santa Catarina CÂMARA MUNICIPAL DE PALHOÇA Setor de Expediente PROJETO DE LEI COMPLEMENTAR Nº 98/2012. NAEP. Dispõe sobre a criação do Núcleo de Atendimento Especializado da Rede Municipal de Ensino de Palhoça. O PREFEITO DO MUNICÍPIO DE PALHOÇA, Estado de Santa Catarina,

Leia mais

Centro Universitário de Brusque - UNIFEBE Conselho Universitário - CONSUNI

Centro Universitário de Brusque - UNIFEBE Conselho Universitário - CONSUNI REGULAMENTO DA CLÍNICA ESCOLA E SERVIÇOS DE PSICOLOGIA - CESP Aprovado pela Resolução CONSUNI nº 11/15 de 08/04/15. CAPÍTULO I DO OBJETIVO DO REGULAMENTO Art. 1º A Clínica Escola de Psicologia é o ambiente

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO UNIVATES

CENTRO UNIVERSITÁRIO UNIVATES CENTRO UNIVERSITÁRIO UNIVATES REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURRICULAR NÃO OBRIGATÓRIO CURSO DE NUTRIÇÃO, BACHARELADO REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURRICULAR NÃO OBRIGATÓRIO Das disposições gerais O presente documento

Leia mais

MANUAL DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO OBRIGATÓRIO - MEDICINA VETERINÁRIA

MANUAL DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO OBRIGATÓRIO - MEDICINA VETERINÁRIA 1. IDENTIFICAÇÃO DA DISCIPLINA MANUAL DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO OBRIGATÓRIO - MEDICINA Estágio Supervisionado Obrigatório (ESO) é uma disciplina curricular da Faculdade de Medicina Veterinária da Faculdade

Leia mais

ESTADO DE SANTA CATARINA MUNICÍPIO DE POMERODE

ESTADO DE SANTA CATARINA MUNICÍPIO DE POMERODE EDITAL DE PROCESSO SELETIVO N.º 002/2013 ANEXO VII DESCRIÇÃO SUMÁRIA DAS E DOS S ATENDENTE EM CONSULTÓRIO DENTÁRIO (ACD) Orientar os pacientes sobre higiene bucal; Marcar consultas; Preencher e anotar

Leia mais

ANEXO I QUADRO DE VAGAS, FUNÇÕES, REMUNERAÇÃO E CARGA HORÁRIA R$1.287,00 R$1.287,00 R$1.287,00 R$1.287,00 R$ 572,00 R$ 572,00

ANEXO I QUADRO DE VAGAS, FUNÇÕES, REMUNERAÇÃO E CARGA HORÁRIA R$1.287,00 R$1.287,00 R$1.287,00 R$1.287,00 R$ 572,00 R$ 572,00 ANEXO I QUADRO DE VAGAS, FUNÇÕES, REMUNERAÇÃO E CARGA HORÁRIA CAMPUS FUNÇÃO REMUNERAÇÃO Caruaru Salgueiro Arcoverde Garanhuns Secretaria Executiva Téc. em Contabilidade Secretaria Executiva Téc. em Contabilidade

Leia mais

CAPÍTULO I DA IDENTIFICAÇÃO

CAPÍTULO I DA IDENTIFICAÇÃO CAPÍTULO I DA IDENTIFICAÇÃO Art. 1º O Laboratório de Línguas é um órgão complementar de fomento ao ensino, pesquisa, extensão, e prestação de serviços vinculado ao Centro de Letras e Ciências Humanas sob

Leia mais

PALÁCIO LEGISLATIVO JOÃO PAULO II CONCURSO PÚBLICO N.º 01/2012 EDITAL DE ABERTURA N.º 01/2012, DE 21 DE JUNHO DE 2012. ANEXO 03 INFORMAÇÕES DOS CARGOS

PALÁCIO LEGISLATIVO JOÃO PAULO II CONCURSO PÚBLICO N.º 01/2012 EDITAL DE ABERTURA N.º 01/2012, DE 21 DE JUNHO DE 2012. ANEXO 03 INFORMAÇÕES DOS CARGOS DA CÂMARA MUNICIPAL DE ANANINDEUA 1 / 6 PALÁCIO LEGISLATIVO JOÃO PAULO II, DE 21 DE JUNHO DE 2012. 1. CARGO DE NÍVEL FUNDAMENTAL INCOMPLETO Cargo 01 Atendente Administrativo-Legislativo Atividade de atendimento

Leia mais

ANEXO I DO EDITAL Nº 001/2009 DE 30 DE SETEMBRO DE 2009

ANEXO I DO EDITAL Nº 001/2009 DE 30 DE SETEMBRO DE 2009 ANEXO I DO EDITAL Nº 001/2009 DE 30 DE SETEMBRO DE 2009 COMPETÊNCIAS E DESCRIÇÃO SUMÁRIA DOS CARGOS: PROFESSOR COM HABILITAÇÃO LEGAL PARA O EXERCÍCIO DO MAGISTERIO COM FORMAÇÃO EM : CIÊNCIAS; LÍNGUA PORTUGUESA;

Leia mais

ANEXO I DESCRIÇÃO DAS ATRIBUIÇÕES DOS CARGOS TABELA A ATRIBUIÇÕES DO CARGO PROFESSOR E PROFESSOR DE EDUCAÇÃO FÍSICA 20 HORAS

ANEXO I DESCRIÇÃO DAS ATRIBUIÇÕES DOS CARGOS TABELA A ATRIBUIÇÕES DO CARGO PROFESSOR E PROFESSOR DE EDUCAÇÃO FÍSICA 20 HORAS ANEXO I DESCRIÇÃO DAS ATRIBUIÇÕES DOS CARGOS TABELA A ATRIBUIÇÕES DO CARGO PROFESSOR E PROFESSOR DE EDUCAÇÃO FÍSICA 20 HORAS CARGO: PROFESSOR E PROFESSOR DE EDUCAÇÃO FÍSICA 20 HORAS - Ministrar aulas de

Leia mais

MUNICÍPIO DE LUISLÂNDIA MG CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE CARGOS EFETIVOS EDITAL 1/2015 ANEXO III ATRIBUIÇÕES DOS CARGOS

MUNICÍPIO DE LUISLÂNDIA MG CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE CARGOS EFETIVOS EDITAL 1/2015 ANEXO III ATRIBUIÇÕES DOS CARGOS Advogado Prestar assistência jurídica às questões de direito administrativo, trabalhista, civil, tributário e constitucional. Agente de Combate às Endemias Desenvolver e executar atividades de prevenção

Leia mais

RESOLUÇÃO nº 12 DE 22 DE OUTUBRO DE 2009

RESOLUÇÃO nº 12 DE 22 DE OUTUBRO DE 2009 Resolução nº 12/2009 fls. 1 RESOLUÇÃO nº 12 DE 22 DE OUTUBRO DE 2009 Altera a Resolução 06/2007 que trata do Regimento do Restaurante Escola da UFPel. O Presidente do Conselho Coordenador do Ensino, da

Leia mais

CONCURSO PÚBLICO RETIFICAÇÃO AO EDITAL DE CONCURSO PÚBLICO N 01/2014

CONCURSO PÚBLICO RETIFICAÇÃO AO EDITAL DE CONCURSO PÚBLICO N 01/2014 CONCURSO PÚBLICO RETIFICAÇÃO AO EDITAL DE CONCURSO PÚBLICO N 01/2014 Dispõe sobre a retificação do edital de abertura de inscrições para o provimento de cargo público do Quadro Permanente de Pessoal do

Leia mais

LEI COMPLEMENTAR Nº 633

LEI COMPLEMENTAR Nº 633 Altera os anexos I, III e IV da Lei Complementar nº 268, de 28.12.99, que dispõe sobre o Quadro de Pessoal da Prefeitura, cria cargos, institui o Plano de Cargos e Carreiras, e dá outras providências.

Leia mais

ESTADO DE SANTA CATARINA MUNICÍPIO DE CAXAMBU DO SUL ANEXO I - ATRIBUIÇÕES DOS CARGOS

ESTADO DE SANTA CATARINA MUNICÍPIO DE CAXAMBU DO SUL ANEXO I - ATRIBUIÇÕES DOS CARGOS ANEXO I - ATRIBUIÇÕES DOS CARGOS OPERADOR DE MÁQUINAS Providenciar a lavação, o abastecimento e a lubrificação da máquina; efetuar pequenos reparos na máquina sob sua responsabilidade; dirigir máquinas

Leia mais

LEI COMPLEMENTAR Nº 17 DE 24 DE ABRIL DE 2013.

LEI COMPLEMENTAR Nº 17 DE 24 DE ABRIL DE 2013. LEI COMPLEMENTAR Nº 17 DE 24 DE ABRIL DE 2013. Dispõe sobre a criação e extinção de cargos no quadro de pessoal do Município de Turvolândia e dá outras providências. O Povo do Município de Turvolândia,

Leia mais

LEI MUNICIPAL Nº 1559/02, DE 16 DE JULHO DE 2002.

LEI MUNICIPAL Nº 1559/02, DE 16 DE JULHO DE 2002. LEI MUNICIPAL Nº 1559/02, DE 16 DE JULHO DE 2002. Cria e extingue cargos na estrutura do Quadro Permanente de Cargos, lei Municipal 1338/98, e dá outras providências. WOLMIR ÂNGELO DALL`AGNOL, Prefeito

Leia mais

CURSO DE GRADUAÇÃO EM FARMÁCIA PROPOSTA DE DIRETRIZES CURRICULARES

CURSO DE GRADUAÇÃO EM FARMÁCIA PROPOSTA DE DIRETRIZES CURRICULARES CURSO DE GRADUAÇÃO EM FARMÁCIA PROPOSTA DE DIRETRIZES CURRICULARES 1 1. PERFIL DO FORMANDO EGRESSO/PROFISSIONAL 1.1. Perfil Comum: Farmacêutico, com formação generalista, humanista, crítica e reflexiva.

Leia mais

CONCURSO PÚBLICO Edital Nº 001/2012 -TABELA DE CARGOS

CONCURSO PÚBLICO Edital Nº 001/2012 -TABELA DE CARGOS CONCURSO PÚBLICO Edital Nº 001/2012 -TABELA DE CARGOS NÍVEL FUNDAMENTAL INCOMPLETO (comprovação de escolaridade até a 4ª série do EF atual 5º ano) 01 Servente - Zona Urbana Nível Fundamental Incompleto

Leia mais

REGIMENTO INTERNO DA COMISSÂO DE CONTROLE DE INFECÇÃO HOSPITALAR (CCIH) E SERVIÇO DE CONTROLE DE INFECÇÃO HOSPITALAR (SCIH) DO HU/UFJF

REGIMENTO INTERNO DA COMISSÂO DE CONTROLE DE INFECÇÃO HOSPITALAR (CCIH) E SERVIÇO DE CONTROLE DE INFECÇÃO HOSPITALAR (SCIH) DO HU/UFJF REGIMENTO INTERNO DA COMISSÂO DE CONTROLE DE INFECÇÃO HOSPITALAR (CCIH) E SERVIÇO DE CONTROLE DE INFECÇÃO HOSPITALAR (SCIH) DO HU/UFJF CAPÍTULO I DA DENOMINAÇÃO Artigo 1º Atendendo à Portaria de número

Leia mais

Projeto. Supervisão. Escolar. Adriana Bührer Taques Strassacapa Margarete Zornita

Projeto. Supervisão. Escolar. Adriana Bührer Taques Strassacapa Margarete Zornita Projeto de Supervisão Escolar Adriana Bührer Taques Strassacapa Margarete Zornita Justificativa O plano de ação do professor pedagogo é um guia de orientação e estabelece as diretrizes e os meios de realização

Leia mais

MODELO REGIMENTO DO CORPO CLÍNICO CAPÍTULO I CONCEITUAÇÃO

MODELO REGIMENTO DO CORPO CLÍNICO CAPÍTULO I CONCEITUAÇÃO MODELO REGIMENTO DO CORPO CLÍNICO CAPÍTULO I CONCEITUAÇÃO Art. 1º - Corpo Clínico é o conjunto de médicos que se propõe a assumir solidariamente a responsabilidade de prestar atendimento aos usuários que

Leia mais

ATIVIDADES TÍPICAS DOS CARGOS DE NÍVEL SUPERIOR

ATIVIDADES TÍPICAS DOS CARGOS DE NÍVEL SUPERIOR ATIVIDADES TÍPICAS DOS CARGOS DE NÍVEL SUPERIOR DENOMINAÇÃO DO CARGO: ANALISTA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO Desenvolver e implantar sistemas informatizados, dimensionando requisitos e funcionalidades do

Leia mais

Resolução nº 492 de 26 de novembro de 2008

Resolução nº 492 de 26 de novembro de 2008 Resolução nº 492 de 26 de novembro de 2008 Ementa: Regulamenta o exercício profissional nos serviços de atendimento pré-hospitalar, na farmácia hospitalar e em outros serviços de saúde, de natureza pública

Leia mais

LEI MUNICIPAL Nº 871/2010, de 08-02-10.

LEI MUNICIPAL Nº 871/2010, de 08-02-10. LEI MUNICIPAL Nº 871/2010, de 08-02-10. DISPÕE SOBRE A CONTRATAÇÃO TEMPORÁRIA EMERGENCIAL DE PROFISSIONAIS PARA ÁREA MÉDICA ESPECIALIZADA E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. IRANI LEONARDO CHERINI PREFEITO MUNICIPAL

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE CAÇADOR - SC CONCURSO PÚBLICO - EDITAL N o 001/2015. ANEXO I - corrigida em 29/04/2015

PREFEITURA MUNICIPAL DE CAÇADOR - SC CONCURSO PÚBLICO - EDITAL N o 001/2015. ANEXO I - corrigida em 29/04/2015 CÓDIGO DO ÁREA DE ATUAÇÃO REQUISITOS (ESCOLARIDADE/ FORMAÇÃO) TOTAL DE VAGAS JORNADA SEMANAL VENCIMENTO- BASE (R$) NÍVEL SUPERIOR 01 02 03 AUXILIAR DE BIBLIOTECA ESPECIALISTA EM ASSUNTOS EDUCACIONAIS ESPECIALISTA

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE BONITO DE MINAS MG

PREFEITURA MUNICIPAL DE BONITO DE MINAS MG Agente Administrativo Auxiliar de Arquivo Executar as tarefas rotineiras de arquivo, relacionadas ao recebimento e guarda de documentos, organização do arquivo em geral. Agente Administrativo Auxiliar

Leia mais

O PREFEITO MUNICIPAL DE PARELHAS, ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE, usando das atribuições que lhe são conferidas pela Lei Orgânica do Município.

O PREFEITO MUNICIPAL DE PARELHAS, ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE, usando das atribuições que lhe são conferidas pela Lei Orgânica do Município. DECRETO Nº 011/2014, DE 09 DE ABRIL DE 2014. Altera o Anexo I do Decreto n 007/2014, que dispõe sobre as atribuições, escolaridade e salários dos cargos destinados ao Concurso Público do Município de Parelhas/RN.

Leia mais

MUNICÍPIO DE ICARAÍ DE MINAS MG

MUNICÍPIO DE ICARAÍ DE MINAS MG Advogado Prestar assistência jurídica às questões de Direito Administrativo, Trabalhista, Civil, Tributário e Constitucional. Agente Administrativo Executar, sob orientação imediata, trabalhos administrativos

Leia mais

Anexo I Atribuições e Requisitos dos Empregos

Anexo I Atribuições e Requisitos dos Empregos 15 Anexo I Atribuições e Requisitos dos Empregos SÍNTESE DOS DEVERES E ATRIBUIÇÕES DOS EMPREGOS 1. ATRIBUIÇÕES COMUNS: 1.1 Aos empregos de nível fundamental, médio e técnico: - Participar de atividades

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE GUARANI

PREFEITURA MUNICIPAL DE GUARANI CARGO: AUXILIAR ADMINISTRATIVO I ANEXO III = ATRIBUIÇÕES = - Executar serviços de escrituração; - Promover a abertura e fechamento das repartições municipais nas horas regulamentares; - Realizar trabalhos

Leia mais

DESCRIÇÃO DAS ATIVIDADES DOS CARGOS

DESCRIÇÃO DAS ATIVIDADES DOS CARGOS CARGO: ASSISTENTE EM ADMINISTRAÇÃO Dar suporte administrativo e técnico nas áreas de recursos humanos, administração, finanças e logística; atender usuários, fornecendo e recebendo informações; tratar

Leia mais

LEI N.º 4.013 de 17 de dezembro de 2010.

LEI N.º 4.013 de 17 de dezembro de 2010. LEI N.º 4.013 de 17 de dezembro de 2010. O PREFEITO MUNICIPAL DE URUGUAIANA: Cria Cargos de Professor para os Níveis da Educação Infantil e do Ensino Fundamental, de provimento efetivo, no Quadro de Pessoal

Leia mais

ESTADO DE SERGIPE PREFEITURA MUNICIPAL DE MOITA BONITA TERMO DE REFERÊNCIA PARA COTAÇÃO DE PREÇOS

ESTADO DE SERGIPE PREFEITURA MUNICIPAL DE MOITA BONITA TERMO DE REFERÊNCIA PARA COTAÇÃO DE PREÇOS TERMO DE REFERÊNCIA PARA COTAÇÃO DE PREÇOS CONTRATAÇÃO DE EMPRESA ESPECIALIZADA NA REALIZAÇÃO DE CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DOS CARGOS CONSTANTES NESTE TERMO DE REFERÊNCIA. A Prefeitura Municipal

Leia mais

REGIMENTO INTERNO AUDITORIA INTERNA DA UNIFEI. CAPÍTULO I Disposições Preliminares

REGIMENTO INTERNO AUDITORIA INTERNA DA UNIFEI. CAPÍTULO I Disposições Preliminares REGIMENTO INTERNO DA UNIFEI CAPÍTULO I Disposições Preliminares Art. 1º. A Auditoria Interna da Universidade Federal de Itajubá é um órgão técnico de assessoramento da gestão, vinculada ao Conselho de

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE BARRA DO JACARÉ ESTADO DO PARANÁ

PREFEITURA MUNICIPAL DE BARRA DO JACARÉ ESTADO DO PARANÁ PREFEITURA MUNICIPAL DE BARRA DO JACARÉ ESTADO DO PARANÁ A N E X O I E D I T A L D E C O N C U R S O P Ú B L I C O Nº 01/2015 D O S R E Q U I S I T O S E A T R I B U I Ç Õ E S D O S C A R G O S RETIFICAÇÃO

Leia mais

LEI Nº 10.031. Parágrafo único A execução do Programa terá uma programação inicial de 12 (doze) meses, podendo ser prorrogado se houver interesse.

LEI Nº 10.031. Parágrafo único A execução do Programa terá uma programação inicial de 12 (doze) meses, podendo ser prorrogado se houver interesse. LEI Nº 10.031 Autoriza a criação e a composição da estrutura organizacional do Programa de Educação em tempo integral - PROETI. O Povo do Município de Uberaba, Estado de Minas Gerais, por seus representantes

Leia mais

L E I. Art. 2º. Os demais artigos das leis permanecem inalterados. Art. 3º. Esta Lei entrará em vigor na data de sua Publicação.

L E I. Art. 2º. Os demais artigos das leis permanecem inalterados. Art. 3º. Esta Lei entrará em vigor na data de sua Publicação. LEI Nº 1362 de 21 de maio de 2010 Altera dispositivos das Leis: 536/95, 931/03, 935/03 e 1302/09, alterando as atribuições de cargos existentes, na estrutura do quadro de funcionários efetivos e dá outras

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE HORIZONTE ANEXO VIII (EDITAL DE CONCURSO 01/2014) Atribuições sumárias dos cargos

PREFEITURA MUNICIPAL DE HORIZONTE ANEXO VIII (EDITAL DE CONCURSO 01/2014) Atribuições sumárias dos cargos ANEXO VIII (EDITAL DE CONCURSO 01/2014) Atribuições sumárias dos cargos ADMINISTRADOR Desempenhar atividades relativas à administração de pessoal, material, orçamento, organização e métodos, sistemas de

Leia mais

ANEXO II REQUISITOS E ATRIBUIÇÕES DOS CARGOS DO PROCESSO DE SELEÇÃO SIMPLIFICIDA DA SECRETARIA DE POLÍTICAS SOCIAIS E DESPORTO

ANEXO II REQUISITOS E ATRIBUIÇÕES DOS CARGOS DO PROCESSO DE SELEÇÃO SIMPLIFICIDA DA SECRETARIA DE POLÍTICAS SOCIAIS E DESPORTO ANEXO II REQUISITOS E ATRIBUIÇÕES DOS CARGOS DO PROCESSO DE SELEÇÃO SIMPLIFICIDA DA SECRETARIA DE POLÍTICAS SOCIAIS E DESPORTO 1 PROJOVEM 1.1 SUPERVISOR REQUISITOS: NÍVEL SUPERIOR ATRIBUIÇÕES: Ser responsável

Leia mais

Anexos. Auxiliar de Serviço Escolar. Vagas Edital 06 Escolaridade Mínima: Salário R$ 824,36. Ensino Fundamental Incompleto.

Anexos. Auxiliar de Serviço Escolar. Vagas Edital 06 Escolaridade Mínima: Salário R$ 824,36. Ensino Fundamental Incompleto. Vagas Edital 06 R$ 824,36 Carga horária: Auxiliar de Serviço Escolar Ensino Fundamental Incompleto. 40 horas semanais Realizar serviços manuais de limpeza de escolas e creches-escolas, acondicionamento

Leia mais

REGIMENTO INTERNO HOSPITAL VETERINÁRIO UNIMAR

REGIMENTO INTERNO HOSPITAL VETERINÁRIO UNIMAR REGIMENTO INTERNO HOSPITAL VETERINÁRIO UNIMAR O Coordenador do Curso de Medicina Veterinária da Universidade de Marília UNIMAR, no uso de suas atribuições legais, expede o presente regimento, regulamentando

Leia mais

ATO NORMATIVO Nº 006 /2007

ATO NORMATIVO Nº 006 /2007 ATO NORMATIVO Nº 006 /2007 Dispõe sobre os cargos em comissão do Ministério Público do Estado da Bahia, e dá outras providências. O PROCURADOR-GERAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DA BAHIA, no uso das atribuições

Leia mais

CHEFE DA SEÇÃO DE MANUTENÇÃO ESCOLAR compete acompanhar a tramitação de documentos e processos, observando o protocolo do mesmo; classificar, informar e conservar documentos; controle de matériais, providenciando

Leia mais

RELAÇÃO DE DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PARA COMPROVAÇÃO DOS ITENS DE VERIFICAÇÃO - UPA

RELAÇÃO DE DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PARA COMPROVAÇÃO DOS ITENS DE VERIFICAÇÃO - UPA RELAÇÃO DE DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PARA COMPROVAÇÃO DOS ITENS DE VERIFICAÇÃO - UPA Quando da apresentação de protocolos, manual de normas e rotinas, procedimento operacional padrão (POP) e/ou outros documentos,

Leia mais

ANEXO I Descrição dos Cargos

ANEXO I Descrição dos Cargos ANEXO I Descrição dos Cargos DESCRIÇÃO: 1. - Auxiliar de Enfermagem: Prestar cuidados diretos de enfermagem ao paciente, por delegação e sob a supervisão do enfermeiro e do médico. Administrar medicação

Leia mais

FUNDAÇÃO EDUCACIONAL SÃO CARLOS REGIMENTO INTERNO ESCOLA MUNICIPAL DE GOVERNO

FUNDAÇÃO EDUCACIONAL SÃO CARLOS REGIMENTO INTERNO ESCOLA MUNICIPAL DE GOVERNO FUNDAÇÃO EDUCACIONAL SÃO CARLOS REGIMENTO INTERNO ESCOLA MUNICIPAL DE GOVERNO SÃO CARLOS 2011 SUMÁRIO TÍTULO I DA CARACTERIZAÇÃO Art. 1º a 3º... 3 Capítulo I Da Natureza (art. 1º)... 3 Capítulo II Da Finalidade

Leia mais

Estado do Rio Grande do Sul Município de Caxias do Sul

Estado do Rio Grande do Sul Município de Caxias do Sul DECRETO Nº 16.627, DE 19 DE AGOSTO DE 2013. Define os exemplos de atribuições dos cargos de Arquiteto, Assistente Social, Contador, Enfermeiro, Fonoaudiólogo e Odontólogo, criado pela Lei Complementar

Leia mais

043765 S/SUBVISA/SVFSZ/UJV Unidade de Diagnóstico, Vigilância, Fiscalização Sanitária e Medicina Veterinária Jorge Vaitsman

043765 S/SUBVISA/SVFSZ/UJV Unidade de Diagnóstico, Vigilância, Fiscalização Sanitária e Medicina Veterinária Jorge Vaitsman DO de 08/08/13 NOVA ESTRUTURA 043765 S/SUBVISA/SVFSZ/UJV Unidade de Diagnóstico, Vigilância, Fiscalização Sanitária e Medicina Veterinária Jorge Vaitsman Cumprir e fazer cumprir no Município do Rio de

Leia mais

EDITAL PROCESSO SELETIVO EXTERNO PROJETO QUIXOTE 2012

EDITAL PROCESSO SELETIVO EXTERNO PROJETO QUIXOTE 2012 EDITAL PROCESSO SELETIVO EXTERNO PROJETO QUIXOTE 2012 A Associação de Apoio ao AAPQ faz saber que realizará processo seletivo para contratação de: 02 Psiquiatras 01Farmacêutico 01 Assistentes Social 01

Leia mais

REGIMENTO INTERNO DO NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA DA FACULDADE DE DIREITO DE VITÓRIA FDV

REGIMENTO INTERNO DO NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA DA FACULDADE DE DIREITO DE VITÓRIA FDV REGIMENTO INTERNO DO NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA DA FACULDADE DE DIREITO DE VITÓRIA FDV REGIMENTO INTERNO DO NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA TÍTULO I Dos Princípios gerais Art. 1. Este regimento Interno disciplina

Leia mais

Anexo II CARGOS DE DCA

Anexo II CARGOS DE DCA Anexo II CARGOS DE DCA CARGO: COORDENADOR DO DEPARTAMENTO PEDAGÓGICO DE EDUCAÇÃO INFANTIL COORDENADOR DO DEPARTAMENTO PEDAGÓGICO DE ENSINO FUNDAMENTAL Coordenar atividades específicas de área, participando

Leia mais

ANEXO III ATRIBUIÇÕES DOS CARGOS.

ANEXO III ATRIBUIÇÕES DOS CARGOS. ANEXO III ATRIBUIÇÕES DOS CARGOS. 01. ADVOGADO Assessorar os vereadores na elaboração de proposições complexas que exijam conhecimentos especializados de técnica legislativa, nos projetos de lei, decreto

Leia mais

ANEXO I EDITAL Nº 20/2010-SEADM DESCRIÇÃO DAS ATRIBUIÇÕES DA FUNÇÃO PROGRAMA SAÚDE DA FAMÍLIA PSF - LEI Nº 6.938/2005

ANEXO I EDITAL Nº 20/2010-SEADM DESCRIÇÃO DAS ATRIBUIÇÕES DA FUNÇÃO PROGRAMA SAÚDE DA FAMÍLIA PSF - LEI Nº 6.938/2005 ANEXO I EDITAL Nº 20/2010-SEADM DESCRIÇÃO DAS ATRIBUIÇÕES DA FUNÇÃO PROGRAMA SAÚDE DA FAMÍLIA PSF - LEI Nº 6.938/2005 FUNÇÃO: AGENTE COMUNITÁRIO DE SAÚDE Realizar mapeamento de sua área; Cadastrar as famílias

Leia mais

LEI Nº 4.254 DE 12 DE NOVEMBRO DE 2010

LEI Nº 4.254 DE 12 DE NOVEMBRO DE 2010 LEI Nº 4.254 DE 12 DE NOVEMBRO DE 2010 Cria cargos de provimento efetivo de Agente de Combate a Endemias, Auxiliar de Tesouraria, Farmacêutico e Fiscal Ambiental. Bel. PEDRO PAULO PREZZOTTO, Prefeito Municipal

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE LUZ Edital de Concurso Público nº 01/2014 Organização: Reis & Reis Auditores Associados

PREFEITURA MUNICIPAL DE LUZ Edital de Concurso Público nº 01/2014 Organização: Reis & Reis Auditores Associados 2ª Retificação Concurso Público - Edital nº 01/2014 A Prefeitura Municipal de Luz- MG no uso de suas atribuições legais torna público a 2ª retificação do Concurso Público nº 01/2014, que objetiva alterar

Leia mais

Capítulo I Âmbito de Aplicação, Objetivos e Diretrizes

Capítulo I Âmbito de Aplicação, Objetivos e Diretrizes MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE MINAS GERAIS COORDENAÇÃO GERAL DE DESENVOLVIMENTO ESTUDANTIL REGULAMENTO DO PROGRAMA DE ALIMENTAÇÃO ESTUDANTIL Capítulo I Âmbito de Aplicação,

Leia mais

ANEXO I INFORMAÇÕES SOBRE OS CURSOS CURSO TÉCNICO EM INFRAESTRUTURA ESCOLAR

ANEXO I INFORMAÇÕES SOBRE OS CURSOS CURSO TÉCNICO EM INFRAESTRUTURA ESCOLAR ANEXO I INFORMAÇÕES SOBRE OS CURSOS CURSO TÉCNICO EM INFRAESTRUTURA ESCOLAR INFORMAÇÕES GERAIS: Denominação: Curso Técnico em Infraestrutura Escolar Eixo Tecnológico: Apoio Educacional Titulação Conferida:

Leia mais

MUNICÍPIO DE FRANCISCO DUMONT MG CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE CARGOS EFETIVOS EDITAL 1/2015 ANEXO III

MUNICÍPIO DE FRANCISCO DUMONT MG CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE CARGOS EFETIVOS EDITAL 1/2015 ANEXO III Agente Municipal Auxiliar de Biblioteca Atender ao público, desempenhar serviços administrativos e rotinas de bibliotecas; realizar o empréstimo de publicações; orientar no uso da Biblioteca. Agente Municipal

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL REGIONAL FEDERAL DA 4ª REGIÃO

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL REGIONAL FEDERAL DA 4ª REGIÃO PORTARIA Nº 59, DE 14 DE MARÇO DE 2008. Dispõe sobre alterações no Manual de Atribuições da Seção Judiciária do Paraná e estabelece outras providências. O VICE-PRESIDENTE, NO EXERCÍCIO DA PRESIDÊNCIA DO

Leia mais

ANEXO III ATRIBUIÇÕES DOS CARGOS VIGIA DESCRIÇÃO SUMÁRIA Executar tarefas de guarda, fiscalização e defesa do patrimônio da Prefeitura. MOTORISTA DESCRIÇÃO SUMÁRIA Executar tarefas relacionadas ao transporte

Leia mais

O PREFEITO MUNICIPAL DE CORRENTE, ESTADO DO PIAUÍ, no uso das atribuições que lhe são conferidas pelo art. 55, 2º, I, da Lei Orgânica do Município,

O PREFEITO MUNICIPAL DE CORRENTE, ESTADO DO PIAUÍ, no uso das atribuições que lhe são conferidas pelo art. 55, 2º, I, da Lei Orgânica do Município, LEI ORDINÁRIA Nº 564/2014, DE 13 DE MARÇO DE 2014 Amplia o quadro de pessoal efetivo da Prefeitura, define atribuições e dá outras providências. O PREFEITO MUNICIPAL DE CORRENTE, ESTADO DO PIAUÍ, no uso

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO PAULO CAMPUS BAIXADA SANTISTA SERVIÇO-ESCOLA DE PSICOLOGIA

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO PAULO CAMPUS BAIXADA SANTISTA SERVIÇO-ESCOLA DE PSICOLOGIA UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO PAULO CAMPUS BAIXADA SANTISTA SERVIÇO-ESCOLA DE PSICOLOGIA Capítulo I Caracterização Artigo 1 º O Serviço-Escola de Psicologia (SEP) da UNIFESP é uma instância do campus Baixada

Leia mais

SOCIEDADE EDUCACIONAL DE MACEIÓ - SEMA FACULDADE DE CIÊNCIAS JURÍDICAS E SOCIAIS DE MACEIÓ REGULAMENTO DO NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA

SOCIEDADE EDUCACIONAL DE MACEIÓ - SEMA FACULDADE DE CIÊNCIAS JURÍDICAS E SOCIAIS DE MACEIÓ REGULAMENTO DO NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA SOCIEDADE EDUCACIONAL DE MACEIÓ - SEMA FACULDADE DE CIÊNCIAS JURÍDICAS E SOCIAIS DE MACEIÓ FAMA REGULAMENTO DO NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA Art. 1º - O Núcleo de Prática Jurídica (NPJ) da Faculdade de Ciências

Leia mais

Manual do Estagiário 2008

Manual do Estagiário 2008 Manual do Estagiário 2008 Sumário Introdução... 2 O que é estágio curricular... 2 Objetivos do estágio curricular... 2 Duração e carga horária do estágio curricular... 3 Requisitos para a realização do

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DO NATAL SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO

PREFEITURA MUNICIPAL DO NATAL SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO 217-5699 PREFEITURA MUNICIPAL DO NATAL SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO FORMULÁRIO DE AVALIAÇÃO DO DESEMPENHO DA DIREÇÃO DAS ESCOLAS MUNICIPAIS DE NATAL PELA SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO 217-5699 PREFEITURA

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 555 DE 30 DE NOVEMBRO DE 2011

RESOLUÇÃO Nº 555 DE 30 DE NOVEMBRO DE 2011 RESOLUÇÃO Nº 555 DE 30 DE NOVEMBRO DE 2011 Ementa: Regulamenta o registro, a guarda e o manuseio de informações resultantes da prática da assistência farmacêutica nos serviços de saúde. O Conselho Federal

Leia mais

ANEXO I CARGOS, REQUISITOS DE ESCOLARIDADE, DESCRIÇÃO SUMÁRIA, CARGA HORÁRIA E SALÁRIO.

ANEXO I CARGOS, REQUISITOS DE ESCOLARIDADE, DESCRIÇÃO SUMÁRIA, CARGA HORÁRIA E SALÁRIO. ANEXO I S,,, E SALÁRIO. AGENTE DE ANÁLISES CLÍNICAS SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE Página 1 de 8 R$ 900,00 (Novecentos reais). Ensino Médio e Curso Técnico em Laboratório Executar trabalhos técnico de laboratório

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE JUNDIAÍ DO SUL

PREFEITURA MUNICIPAL DE JUNDIAÍ DO SUL ANEXOII ATRIBUIÇÕES DOS CARGOS PARA CONCURSO PÚBLICO PARA EMPREGO PÚBLICO Nº. 001/2010 JUNDIAÍ DO SUL PARANÁ 1. Para os cargos do grupo PSF Programa da Saúde da Família, conveniados com o Governo Federal:

Leia mais

A N E X O I. Carga Horária. Nomenclatura Descrição Sumária/Atribuições Escolaridade/Habilitação. Vencimento

A N E X O I. Carga Horária. Nomenclatura Descrição Sumária/Atribuições Escolaridade/Habilitação. Vencimento A N E X O I Nomenclatura Descrição Sumária/Atribuições Escolaridade/Habilitação Psicólogo Médico Dentista Avaliar e diagnosticar a existência de problemas na área psíquica; prestar atendimento psicológico

Leia mais

MUNICÍPIO DE CONCEIÇÃO DO JACUÍPE PREFEITURA MUNICIPAL. Secretaria de Administração e Finanças

MUNICÍPIO DE CONCEIÇÃO DO JACUÍPE PREFEITURA MUNICIPAL. Secretaria de Administração e Finanças ESTADO DA BAHIA MUNICÍPIO DE CONCEIÇÃO DO JACUÍPE PREFEITURA MUNICIPAL Secretaria de Administração e Finanças EDITAL DE RETIFICAÇÃO- III A Prefeita do Município de Conceição do Jacuípe, Estado da Bahia,

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO UNIVATES

CENTRO UNIVERSITÁRIO UNIVATES CENTRO UNIVERSITÁRIO UNIVATES REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURRICULAR NÃO OBRIGATÓRIO CURSO DE EDUCAÇÃO FÍSICA, LICENCIATURA REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURRICULAR NÃO OBRIGATÓRIO Das Disposições Gerais O presente

Leia mais

DELIBERAÇÃO N.º 594/2003

DELIBERAÇÃO N.º 594/2003 DELIBERAÇÃO N.º 594/2003 Dispõe sobre o Exercício Profissional de Farmacêuticos-Bioquímicos em Laboratórios de Análises Clínicas. O PRESIDENTE DO CONSELHO REGIONAL DE FARMÁCIA DO ESTADO DO PARANÁ - CRF/PR,

Leia mais

Processo Seletivo: Cirurgião Dentista. Para atuar no PSF Para Vagas em Aberto e Formação de Cadastro Reserva

Processo Seletivo: Cirurgião Dentista. Para atuar no PSF Para Vagas em Aberto e Formação de Cadastro Reserva Processo Seletivo: Cirurgião Dentista Para atuar no PSF Para Vagas em Aberto e Formação de Cadastro Reserva Pré-requisitos: 1. Ter Superior Completo; 3. Registro Profissional no Conselho Regional de Odontologia;

Leia mais

CONCURSO PMO 2008 ATRIBUIÇÕES DOS CARGOS

CONCURSO PMO 2008 ATRIBUIÇÕES DOS CARGOS CONCURSO PMO 2008 ATRIBUIÇÕES DOS CARGOS NÍVEL SUPERIOR ADMINISTRADOR - Realiza diagnóstico e emite parecer a respeito da evolução financeira da Prefeitura; Promove o desenvolvimento de metodologias e

Leia mais

ANEXO À RESOLUÇÃO Nº /2010 REGIMENTO DA DIRETORIA DE TECNOLOGIA DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO

ANEXO À RESOLUÇÃO Nº /2010 REGIMENTO DA DIRETORIA DE TECNOLOGIA DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO ANEXO À RESOLUÇÃO Nº /2010 REGIMENTO DA DIRETORIA DE TECNOLOGIA DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO Art. 1º - A Diretoria de Tecnologia de Informação e Comunicação DTIC da Universidade FEDERAL DO ESTADO DO RIO

Leia mais

ATRIBUIÇÕES ESPECÍFICAS POR DISCIPLINA / FORMAÇÃO. a) Administração

ATRIBUIÇÕES ESPECÍFICAS POR DISCIPLINA / FORMAÇÃO. a) Administração Anexo II a que se refere o artigo 2º da Lei nº xxxxx, de xx de xxxx de 2014 Quadro de Analistas da Administração Pública Municipal Atribuições Específicas DENOMINAÇÃO DO CARGO: DEFINIÇÃO: ABRANGÊNCIA:

Leia mais

A N E X O I - E D I T A L 01/2015 A T R I B U I Ç Õ E S E R E Q U I S I T O S D O S C A R G O S C O N C U R S O P Ú B L I C O Nº 002/2015

A N E X O I - E D I T A L 01/2015 A T R I B U I Ç Õ E S E R E Q U I S I T O S D O S C A R G O S C O N C U R S O P Ú B L I C O Nº 002/2015 A N E X O I - E D I T A L 01/2015 A T R I B U I Ç Õ E S E R E Q U I S I T O S D O S C A R G O S C O N C U R S O P Ú B L I C O Nº 002/2015 NÍVEL SUPERIOR CIRURGIÃO DENTISTA BUCO MAXILO FACIAL - CEOCAM Realizar

Leia mais

COMPANHIA RIOGRANDENSE DE SANEAMENTO CORSAN EDITAL DE CONCURSOS PÚBLICOS N. 01/2014 ANEXO 3. Atribuições dos Empregos

COMPANHIA RIOGRANDENSE DE SANEAMENTO CORSAN EDITAL DE CONCURSOS PÚBLICOS N. 01/2014 ANEXO 3. Atribuições dos Empregos COMPANHIA RIOGRANDENSE DE SANEAMENTO CORSAN EDITAL DE CONCURSOS PÚBLICOS N. 01/2014 ANEXO 3 Atribuições dos Empregos NÍVEL SUPERIOR 01 Administrador Descrição Sumária: Prestar assessoramento às áreas da

Leia mais

ANEXO II ATRIBUIÇÕES DOS CARGOS/FUNÇÕES

ANEXO II ATRIBUIÇÕES DOS CARGOS/FUNÇÕES ANEXO II ATRIBUIÇÕES DOS CARGOS/FUNÇÕES - Monitor de Marcenaria, Monitor de Artesanato, Monitor de Música e/ou Violão e Monitor de Patinação e/ou Dança Ministrar aulas teóricas e práticas, conforme a atividade

Leia mais

RESOLUÇÃO. Artigo 2º - O Currículo, ora alterado, será implantado no 2º semestre letivo de 2001 para os alunos matriculados no 4º semestre.

RESOLUÇÃO. Artigo 2º - O Currículo, ora alterado, será implantado no 2º semestre letivo de 2001 para os alunos matriculados no 4º semestre. RESOLUÇÃO CONSEPE 38/2001 ALTERA O CURRÍCULO DO CURSO DE ENFERMAGEM, REGIME SERIADO SEMESTRAL, DO CÂMPUS DE BRAGANÇA PAULISTA. O Presidente do Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão - CONSEPE, no uso

Leia mais

REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURRICULAR DO CURSO DE PEDAGOGIA

REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURRICULAR DO CURSO DE PEDAGOGIA REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURRICULAR DO CURSO DE PEDAGOGIA DA FACULDADE ANGLO-AMERICANO CAPÍTULO I DA CARACTERIZAÇÃO Art. 1º Este Regulamento disciplina as atividades do Estágio Curricular Supervisionado,

Leia mais