Rossi Residencial S/A Reunião Apimec SP 23 de novembro de Praça Capital - Campinas

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Rossi Residencial S/A Reunião Apimec SP 23 de novembro de 2005. Praça Capital - Campinas"

Transcrição

1 Rossi Residencial S/A Reunião Apimec SP 23 de novembro de 2005 Praça Capital - Campinas 1

2 Setor imobiliário Oportunidade de investimento Fator de Risco Crédito Renda Tendência Crescimento da oferta Crescimento Impacto para o Setor Positivo Positivo Inflação Redução Positivo Juros Redução Positivo 2

3 Setor imobiliário Oportunidade de investimento Cenário econômico favorável Aumento de crédito liberação recursos FCVS Diminuição dos juros Melhora da renda Redução do desemprego Queda da inflação Mercado livre - concorrência pura Características regionais sócio local Entrada e interesse de grupos empresariais e investidores através de associações e parcerias atratividade da TIR 3

4 Breve histórico 1980 Fundação, com foco em empreendimentos residenciais para classe média e alta; 1992 Lançamento da linha de produtos Plano 100; 1996 Lançamento da linha de produtos Vida Nova; 1997 IPO / Abertura de capital na BOVESPA e ADRs nível I; 1999 Lançamento de novo conceito de moradia, o Villa Flora; 2000 Início da reestruturação organizacional por regionais / Implantação do Sistema SAP; 2001 Diversificação da carteira de produtos, voltando a atuar também no segmento para classe média-alta e alta; 2002 Aquisição da América Properties: atuação no segmento comercial e residencial de altíssimo padrão; 2003 Emissão de ações (R$ 80 milhões) e adesão ao Nível I de Governança Corporativa. 4

5 Diferenciais Rossi 5

6 Diferenciais Rossi 6

7 Diferenciais Rossi 7

8 Diferenciais Rossi 8

9 Capital Social 30/set/05 Evolução do Capital Social (R$) Capital antes do IPO ,45% IPO (1997) Capital após IPO Emissão de ações (fev/03) Capital social atual ,55% Grupo Rossi Ações em circulação Representado por ações ordinárias Adesão ao Nível 1 de Governança Corporativa da BOVESPA em Fev/03 9

10 Track Record Total de lançamentos (1992 a set/05) Nº de unidades: un. Área construída: m² Já entregues Nº de unidades: un. Área construída: m² Em andamento Nº. de empreendimentos: 42 Nº. de canteiros: 37 Nº de unidades: un. Área construída: m² 10

11 Atuação em diferentes regiões... Regional Regiões de Abrangência São Paulo Grande São Paulo 63% Baixada Santista Vale do Paraíba Campinas Sumaré 16% Ribeirão Preto Porto Alegre Curitiba 14% Florianópolis Rio de Janeiro Niterói 7% Baixada Fluminense Norte Fluminense (% VGV empreendimentos em andamento) Campinas 1996 Porto Alegre 1999 Rio de Janeiro 2001 São Paulo

12 ... e diferentes produtos. Segmentação por faixa de preço 44,6% 16,5% 18,8% 15,5% 4,6% até MR$ 200 de MR$ 200 a MR$ 350 de MR$ 350 a MR$ 500 acima de MR$ 500 Comerciais 12

13 Backlog de empreendimentos em andamento R$ 1,3 bi VGV (em milhares de R$) 1.299,5 823,7 202,4 182,3 91,2 Reg. SP Reg. CS Reg. PA Reg. RJ 13

14 Backlog de empreendimentos em andamento (em milhares de R$) Reg. São Paulo Reg. Campinas 823,7 202,4 101,7 380,5 até MR$ 200 de MR$ 200 a MR$ ,8 187,7 de MR$ 350 a MR$ 500 acima de MR$ Comerciais Total 78,3 63,6 46,5 até MR$ 200 de MR$ 200 a MR$ 350 de MR$ 350 a MR$ ,9 - acima de Comerciais MR$ 500 Total Reg. Porto Alegre Reg. Rio de Janeiro 78,8 - até MR$ 200 de MR$ 200 a MR$ ,9 de MR$ 350 a MR$ acima de MR$ ,6 Comerciais 182,3 Total 34,4 56,8 até MR$ 200 de MR$ 200 a MR$ de MR$ 350 acima de Comerciais a MR$ 500 MR$ ,2 Total 14

15 Lançamentos - VGV (em milhares de R$) 513,3 442,9 388,9 405,3 156,1 302,2 348,0 192,1 214,8 148,5 158,7 153, Jan - Set 2004 Jan - Set % Parte Rossi 15

16 Lançamentos (em unidades e preço médio) Lançamentos - em Unidades Jan - Set 2004 Jan - Set 2005 Preço Médio R$ mil por unidade 223,6 222,6 240,8 177,4 186,3 79, Jan - Set 2004 Jan - Set

17 Vendas (em milhares de R$) 433,4 257,7 268,7 350,7 304,5 123,0 235,1 248,0 206,0 186,7 226,4 122, Jan - Set 2004 Jan - Set % Parte Rossi 17

18 Vendas (em unidades e preço médio) Vendas - em Unidades Jan - Set 2004 Preço Médio - R$ mil por unidade Jan - Set ,0 179,8 168,3 203,8 127,2 75, Jan - Set 2004 Jan - Set

19 Receita líquida apropriada (em milhares de R$) 137,7 163,9 179,7 317,6 203,2 290, Jan - Set 2004 Jan - Set

20 Resultado a apropriar (em milhares de R$) 94,0 111,1 86,9 88,3 57,7 26,1 dez - 01 dez - 02 dez - 03 dez - 04 set - 04 set

21 Endividamento (em milhares de R$) 64,4 97,8 12,6 14,1 29,2 18,7 20,1 15,9 18,1 Dez' 2003 Dez' 2004 Set' 2005 giro com caução recebíveis crédito imobiliário 21

22 Portfólio de Negócios Estoque de terrenos Regional Estoque de terrenos Unidades M² - área total Valor Global de Vendas - milhares de R$ São Paulo ,8 Campinas ,6 Porto Alegre ,4 Rio de Janeiro ,9 Total ,7 22

23 Esclarecimento sobre as práticas contábeis Ofício Circular CVM SEP nº05/95 Reconhecimento das receitas de acordo com percentual de conclusão de cada empreendimento; Custos e despesas comerciais e de financiamentos diretamente ligados aos empreendimentos são diferidos e apropriados ao resultado na mesma proporção da apropriação das receitas; Custos orçados a incorrer corresponde à estimativa de custos para construção das unidades vendidas; Resultado de vendas de imóveis a apropriar - resultado líquido estimado dos imóveis vendidos, que será apropriado até a conclusão das obras dos respectivos empreendimentos. Instrução Normativa Secretaria da Receita Federal nº 84/79 Receitas, custos do terreno e de construção apropriados proporcionalmente ao recebimento do preço de venda; Utilizada como base de cálculo para todas as incidências fiscais. 23

24 Exemplo de apropriação de resultados Empreendimento com as seguintes características: Valor global de vendas VGV R$ Custo do terreno R$ Custo orçado R$ Despesas de comercialização R$ Supondo: 90% das unidades vendidas 10% das unidades em estoque durante as obras 24

25 Exemplo de apropriação de resultados E V E N T O Contas Débito Crédito 1 - Compra do Terreno D - Estoque de Terrenos C - Terrenos a Pagar Venda de 90% das Unidades Preço de Venda D - Contas a Receber de Clientes C - Result.Exerc.Futuros-Receitas Custo Orçado da Obra D - Result.Exerc.Futuros - Obras C - Custo Orçado a Incorrer Baixa do Terreno do Estoque D - Result.Exerc.Futuros -Terrenos C - Estoque de Terrenos Despesas Comerciais Incorridas D - Result.Exerc.Futuros -Comerc Estoques 500 C - Caixa Realização do REF proporcional custo do terreno = 16,67% ao Custo do Terreno ( obra terreno ) D - Result.Exerc.Futuros-Receitas C - Receita de Vendas D - Custo das Vendas - Terrenos C - Result.Exerc.Futuros -Terrenos D - Despesas Comerciais 750 C - Result.Exerc.Futuros -Comerc

26 Exemplo de apropriação de resultados E V E N T O Contas Débito Crédito 4 - Custo de Construção Incorrido D - Custo Orçado a Incorrer 900 D - Estoques 100 C - Caixa Realização do REF proporcional ( terreno obra ) = 18,34% ( % já apropriado ) = 1,67% ao Custo Incorrido ( obra terreno ) D - Result.Exerc.Futuros-Receitas C - Receita de Vendas D - Custo das Vendas - Obras 900 C - Result.Exerc.Futuros - Obras 900 D - Despesas Comerciais 75 C - Result.Exerc.Futuros -Comerc. 75 BALANÇO NO PERÍODO Ativos (Clientes, Estoques, etc.) Passivos Terrenos a Pagar Custo Orçado a Incorrer Result.Exerc.Futuros-Receitas Result.Exerc.Futuros - Obras (44.100) Result.Exerc.Futuros -Comerc (3.675) Patrimônio Líquido Resultado do Período Totais RESULTADO DO PERÍODO Demonstração de Resultados Receita de Vendas Custo das Vendas - Obras (900) Custo das Vendas - Terrenos (9.000) Lucro Bruto Despesas Comerciais (825) Lucro Operacional

27 Empreendimento lançado em 2005 Santa Felicidade ( santafelicidade) Empreendimento com 48 casas de 2 e 3 dormitórios e 40 apartamentos de 2 dormitórios, com área privativa média de 59,60 m 2 e preço médio de R$ 66 mil, totalizando valor global de vendas (VGV) de R$ mil, lançado em fevereiro de 2005 na cidade de Campinas SP, sendo R$ mil a parte da Rossi. 27

28 Empreendimento lançado em 2005 Giardino Paraíso ( Empreendimento com 150 apartamentos de 3 e 4 dormitórios, com área privativa de 167 m 2 e preço médio de R$ 578 mil, totalizando valor global de vendas (VGV) de R$ mil, lançado em abril de 2005, na cidade de São Paulo SP, sendo R$ mil a parte da Rossi. 28

29 Empreendimento lançado em 2005 Vivanti ( ) Empreendimento com 102 apartamentos de 4 dormitórios, com área privativa de 148 m 2 e preço médio de R$ 322 mil, totalizando valor global de vendas (VGV) de R$ mil, lançado em abril de 2005, na cidade de São Paulo - SP. 29

30 Empreendimento lançado em 2005 Condomínio Amoreira ( villaflora) Empreendimento com 56 casas de 2 e 3 dormitórios, com área privativa de 67 m 2 e preço médio de R$ 74 mil, totalizando valor global de vendas (VGV) de R$ mil, lançado em abril de 2005, na cidade de Sumaré - SP. 30

31 Empreendimento lançado em 2005 Residencial Gaia ( Empreendimento com 72 apartamentos de 2, 3 e 4 dormitórios, com área privativa de 88 m 2 e preço médio de R$ 203 mil, totalizando valor global de vendas (VGV) de R$ mil, lançado em maio de 2005, na cidade de Rio de Janeiro - RJ. 31

32 Empreendimento lançado em 2005 Condomínio Gardênias ( villaflora) Empreendimento com 78 casas de 2 e 3 dormitórios, com área privativa de 67 m 2 e preço médio de R$ 75 mil, totalizando valor global de vendas (VGV) de R$ mil, lançado em maio de 2005, na cidade de Sumaré - SP. 32

33 Empreendimento lançado em 2005 Parnaso Eco Residenza ( parnazo) Empreendimento com 60 apartamentos de 4 dormitórios, com área privativa de 130 m² e preço médio de R$ 245 mil, totalizando valor global de vendas (VGV) de R$ mil, lançado em julho de 2005, na cidade de Campinas SP, sendo R$ mil a parte da Rossi. 33

34 Empreendimento lançado em 2005 Condomínio das Pitangueiras ( villaflora) Empreendimento com 74 casas de 2 dormitórios, com área privativa de 57m² e preço médio de R$ 59 mil, totalizando valor global de vendas (VGV) de R$ mil, lançado em agosto de 2005, na cidade de Sumaré - SP. 34

35 Empreendimento lançado em 2005 Olympia Self Living ( olympia) Empreendimento com 53 apartamentos de 2 dormitórios, com área privativa de 69 m² e preço médio de R$ 220 mil, totalizando valor global de vendas (VGV) de R$ mil, lançado em setembro de 2005, na cidade de São Paulo - SP. 35

36 Empreendimento lançado em 2005 Homeland ( homeland) Empreendimento com 59 casas de 4 dormitórios, com área privativa de 169 m² e preço médio de R$ 298 mil, totalizando valor global de vendas (VGV) de R$ mil, lançado em setembro de 2005, na cidade de Campinas SP, sendo R$ mil a parte da Rossi. 36

37 Empreendimento lançado em 2005 Vivaz ( Empreendimento com 100 apartamentos de 3 dormitórios, com área privativa de 89 m² e preço médio de R$ 165 mil, totalizando valor global de vendas (VGV) de R$ mil, lançado em setembro de 2005, na cidade de São Paulo - SP. 37

38 Marco Antonio Dini Pedroso 38

39 Rossi Residencial S/A Reunião Apimec SP 23 de novembro de 2005 Rossi Residencial S/A Marco Antonio Dini Pedroso Diretoria de Relações com Investidores

Resultados 2005 Resultados 2005

Resultados 2005 Resultados 2005 Resultados 2005 Resultados 2005 Resultados 1T06 Bovespa: RSID3 NYSE (ADR): RSR2Y Receita Líquida alcança R$ 85,2 milhões VGV totaliza R$ 94,3 milhões Vendas contratadas crescem 63% São Paulo, 11 de maio

Leia mais

Resultados do 1T06 Teleconferência

Resultados do 1T06 Teleconferência Resultados do 1T06 Teleconferência 0 Considerações Iniciais AVISO - INFORMAÇÕES E PROJEÇÕES O material exibido é uma apresentação de informações gerais de antecedentes da Rossi Residencial S.A. na data

Leia mais

Discussão dos Resultados 1T10. 07 de Maio de 2010

Discussão dos Resultados 1T10. 07 de Maio de 2010 Discussão dos Resultados 1T10 07 de Maio de 2010 0 Aviso Esta apresentação poderá conter certas projeções e tendências que não são resultados financeiros realizados, nem informação histórica. Estas projeções

Leia mais

Direcional Engenharia S.A.

Direcional Engenharia S.A. 1 Direcional Engenharia S.A. Relatório da Administração Exercício encerrado em 31 / 12 / 2007 Para a Direcional Engenharia S.A., o ano de 2007 foi marcado por recordes e fortes mudanças: registramos marcas

Leia mais

PDG Realty aumenta para 50% sua participação na CHL

PDG Realty aumenta para 50% sua participação na CHL PDG Realty aumenta para 50% sua participação na CHL Relações com Investidores: Michel Wurman Diretor de Relações com Investidores João Mallet Gerente de Relações com Investidores Telefone: (21) 3804 3800

Leia mais

2T14 & 1S14 APRESENTAÇÃO DE RESULTADOS

2T14 & 1S14 APRESENTAÇÃO DE RESULTADOS & APRESENTAÇÃO DE RESULTADOS INFORMAÇÃO IMPORTANTE Este documento conte m considerac o es futuras referentes a s perspectivas do nego cio, estimativas de resultados operacionais e financeiros, e a s perspectivas

Leia mais

Apresentação da Companhia. Setembro de 2010

Apresentação da Companhia. Setembro de 2010 Apresentação da Companhia Setembro de 2010 Comprovada capacidade de execução Visão geral da Inpar Empreendimentos por segmento (1) Modelo de negócios integrado (incorporação, construção e venda) Comercial

Leia mais

As transformações do ambiente de negócios e o impacto sobre a estratégia e gestão de empresas do mercado de construção. (ênfase no mercado

As transformações do ambiente de negócios e o impacto sobre a estratégia e gestão de empresas do mercado de construção. (ênfase no mercado As transformações do ambiente de negócios e o impacto sobre a estratégia e gestão de empresas do mercado de construção. (ênfase no mercado imobiliário) Experiente, inovadora, diversificada Assim é a Rossi.

Leia mais

Teleconferência 16/05/2011

Teleconferência 16/05/2011 Teleconferência Resultados 1T11 16/05/2011 2 PALESTRANTES IAN MONTEIRO DE ANDRADE Diretor de Finanças e Relações com Investidores MAURÍCIO TAVARES BARBOSA Diretor de Incorporação (Diretor Presidente interino)

Leia mais

Apresentação 4T11 & 2011. Abril, 2012

Apresentação 4T11 & 2011. Abril, 2012 Apresentação Resultados 4T11 & 2011 Abril, 2012 Destaques & Eventos Recentes Balanço do ano de 2011 Processo de integração da Agre: SAP; Revisão orçamentária; Processo contábil de combinação de negócios

Leia mais

Apresentação Institucional

Apresentação Institucional Apresentação Institucional Av. Paulista -SP Eco s Natureza Clube- SP UP Residence Macaé (RJ) Porto Pinheiros- SP Terraço Empresarial Jd Sul - SP Set Cabral -Curitiba Connect Campos de Goytacazes(RJ) In

Leia mais

FINANCIAMENTO IMOBILIÁRIO

FINANCIAMENTO IMOBILIÁRIO FINANCIAMENTO IMOBILIÁRIO INFORMAÇÕES INICIAIS - Eduardo G. Quiza Skype: eduardoquiza quiza@invespark.com.br (41) 3250-8500 - Real Estate: Fundamentos para análise de Investimentos. Elsevier, 2010. 2 MBA

Leia mais

1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ 01630-6 ROSSI RESIDENCIAL S/A 61.065.751/0001-80 3 - CEP 4 - MUNICÍPIO 5 - UF

1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ 01630-6 ROSSI RESIDENCIAL S/A 61.065.751/0001-80 3 - CEP 4 - MUNICÍPIO 5 - UF ITR - INFORMAÇÕES TRIMESTRAIS Data-Base - 31/3/24 EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS O REGISTRO NA CVM NÃO IMPLICA QUALQUER APRECIAÇÃO SOBRE A COMPANHIA, SENDO OS SEUS ADMINISTRADORES RESPONSÁVEIS

Leia mais

Apresentação dos Resultados de 2T07. 15 de agosto de 2007

Apresentação dos Resultados de 2T07. 15 de agosto de 2007 Apresentação dos Resultados de 2T07 15 de agosto de 2007 1 Equipe da Cyrela Brazil Realty Diretor Presidente Elie Horn Diretor Financeiro e de Relações com Investidores Luis Largman Diretor de Controle

Leia mais

Divulgação de Resultados de 2007

Divulgação de Resultados de 2007 Divulgação de Resultados de 2007 Lançamentos totais de R$ 773,5 milhões em 2007 Rio de Janeiro, 12 de março de 2008 A CR2 Empreendimentos Imobiliários S.A. (Bovespa: CRDE3), anuncia os resultados do quarto

Leia mais

RELEASE DE RESULTADOS 3T14 I 9M14

RELEASE DE RESULTADOS 3T14 I 9M14 RELEASE DE RESULTADOS 3T14 I 9M14 Contate RI: Adolpho Lindenberg Filho Diretor Financeiro e de Relações com Investidores Telefone: +55 (11) 3041-2700 ri@lindenberg.com.br www.grupoldi.com.br/relacao DIVULGAÇÃO

Leia mais

Apresentação de Resultados do 2º trimestre de 2011. Agosto, 2011

Apresentação de Resultados do 2º trimestre de 2011. Agosto, 2011 Apresentação de Resultados do 2º trimestre de 2011 Agosto, 2011 2 Destaques Operacionais DESTAQUES OPERACIONAIS DO 2T11 & 1S11 2T11 LANÇAMENTOS PRO RATA PDG ALCANÇARAM R$2,05 BILHÕES NO 2T11, REPRESENTANDO

Leia mais

Apresentação dos resultados do 2T09 & 1S09. Agosto/2009

Apresentação dos resultados do 2T09 & 1S09. Agosto/2009 Apresentação dos resultados do 2T09 & 1S09 Agosto/2009 Destaques 2T09 & 1S09 DESTAQUES OPERACIONAIS 2T09 VENDAS CONTRATADAS LÍQUIDAS PRO RATA PDG REALTY DE R$710 MILHÕES, REPRESENTANDO UM CRESCIMENTO DE

Leia mais

Brasil Brokers divulga seus resultados do 2º Trimestre de 2010

Brasil Brokers divulga seus resultados do 2º Trimestre de 2010 Brasil Brokers divulga seus resultados do 2º Trimestre de 2010 Rio de Janeiro, 16 de agosto de 2010. A Brasil Brokers Participações S.A. (BM&FBovespa: BBRK3) uma empresa com foco e atuação no mercado de

Leia mais

Resultados 4T12 e 2012. Relações com Investidores

Resultados 4T12 e 2012. Relações com Investidores Resultados 4T12 e 2012 Relações com Investidores Aviso Importante Nós fazemos declarações sobre eventos futuros que estão sujeitas a riscos e incertezas. Tais declarações têm como base e suposições de

Leia mais

Divulgação de resultados 3T13

Divulgação de resultados 3T13 Brasil Brokers divulga seus resultados do 3º Trimestre do ano de 2013 Rio de Janeiro, 13 de novembro de 2013. A Brasil Brokers Participações S.A. (BM&FBovespa: BBRK3) uma empresa com foco e atuação no

Leia mais

PDG Realty aumenta para 70% sua participação na Goldfarb

PDG Realty aumenta para 70% sua participação na Goldfarb PDG Realty aumenta para 70% sua participação na Goldfarb Relações com Investidores: Michel Wurman Diretor de Relações com Investidores João Mallet Gerente de Relações com Investidores Telefone: (21) 3504

Leia mais

ITR - Informações Trimestrais - 31/03/2012 - CYRELA BRAZIL REALTY SA EMPRS E PARTS Versão : 1. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2

ITR - Informações Trimestrais - 31/03/2012 - CYRELA BRAZIL REALTY SA EMPRS E PARTS Versão : 1. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 Proventos em Dinheiro 2 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 3 Balanço Patrimonial Passivo 4 Demonstração do Resultado 6 Demonstração do Resultado Abrangente

Leia mais

Abertura e Destaques 4T09 e 2009

Abertura e Destaques 4T09 e 2009 25 de Março de 2010 Abertura e Destaques 4T09 e 2009 Comentário de Abertura CEO Ricardo Valadares Gontijo Breve Histórico IPO Mercado em 2009: Programa Minha Casa, Minha Vida Estratégia Crescimento da

Leia mais

Entidades de Incorporação Imobiliária. ria- Tratamento contábil e fiscal das transações com unidades imobiliárias.

Entidades de Incorporação Imobiliária. ria- Tratamento contábil e fiscal das transações com unidades imobiliárias. Entidades de Incorporação Imobiliária ria- Tratamento contábil e fiscal das transações com unidades imobiliárias Agenda Atividades de compra e venda, loteamento, incorporação e construção de imóveis 1.Formação

Leia mais

PDG Realty Apresentação Corporativa

PDG Realty Apresentação Corporativa PDG Realty Apresentação Corporativa AGENDA QUEM SOMOS; VISÃO GERAL; DIVERSIFICAÇÃO GEOGRÁFICA; RESULTADOS; EXPOSIÇÃO AO SEGMENTO ECONÔMICO; PROGRAMA "MINHA CASA MINHA VIDA; CONTATOS. 2 AGENDA QUEM SOMOS;

Leia mais

CEO Conference Março 2009

CEO Conference Março 2009 CEO Conference Março 2009 Informações e Projeções Algumas das afirmações aqui contidas se baseiam nas hipóteses e perspectivas atuais da administração da Companhia que poderiam ocasionar variações materiais

Leia mais

Resultados 2T13 e 1S13

Resultados 2T13 e 1S13 Resultados 2T13 e 1S13 Relações com Investidores RSID3: R$ 2,87 por ação OTC: RSRZY Total de ações: 428.473.420 Valor de mercado: R$ 1,3 bilhão Teleconferência 15 de Agosto de 2013 Em Português com Tradução

Leia mais

Release de Resultados - 4T11 2011

Release de Resultados - 4T11 2011 Release de Resultados - 4T11 2011 Cyrela gera caixa operacional de R$ 130 milhões (1) no 4T11 São Paulo, 26 de março de 2012 - A Cyrela Brazil Realty S.A. Empreendimentos e Participações ( CBR ou Companhia

Leia mais

Resultados 3T10 e 9M10. 12/11/2010 > Relações com Investidores

Resultados 3T10 e 9M10. 12/11/2010 > Relações com Investidores Resultados 3T10 e 9M10 12/11/2010 > Relações com Investidores 1 Aviso Importante Nós fazemos declarações sobre eventos futuros que estão sujeitas a riscos e incertezas. Tais declarações têm como base e

Leia mais

11 MODELO DE PLANO DE CONTAS

11 MODELO DE PLANO DE CONTAS 11 MODELO DE PLANO DE CONTAS Apresentamos a seguir uma sugestão de plano de contas, para as empresas de construção civil, utilizável também por aquelas que trabalham com obras por empreitada MODELO DE

Leia mais

Discussão da Prévia 3T08. 13 de outubro de 2008

Discussão da Prévia 3T08. 13 de outubro de 2008 Discussão da Prévia 3T08 13 de outubro de 2008 0 Aviso Esta apresentação poderá conter certas projeções e tendências que não são resultados financeiros realizados, nem informação histórica. Estas projeções

Leia mais

CONSELHO REGIONAL CONTABILIDADE RIO GRANDE DO SUL PALESTRA

CONSELHO REGIONAL CONTABILIDADE RIO GRANDE DO SUL PALESTRA CONSELHO REGIONAL CONTABILIDADE RIO GRANDE DO SUL PALESTRA ATIVIDADE IMOBILIÁRIA Compra e Venda, Incorporação, Loteamento e Construção para Venda de Imóveis Aspectos Contábeis e Tributários Sergio Renato

Leia mais

Teleconferência de Resultados. Data: 13 de março de 2008 Data: 13 de março de 2008

Teleconferência de Resultados. Data: 13 de março de 2008 Data: 13 de março de 2008 MRV ANUNCIA RESULTADOS DO QUARTO TRIMESTRE E DO ANO DE 2007 RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA ATINGE R$128,9 MILHÕES NO 4T07 E R$384,1 MILHÕES NO ANO, UM CRESCIMENTO DE 173,8 % SOBRE O ANO ANTERIOR MARGEM BRUTA

Leia mais

Reunião Pública APIMEC. Novembro/2013

Reunião Pública APIMEC. Novembro/2013 Reunião Pública APIMEC Novembro/2013 Composição Acionária 3T13* Conselho e Diretoria 22,6% Free Float 77,4% Itaú Unibanco Squadra ADRs Bovespa 19,6% 17,6% 8,7% 31,5% *Data base: 30/09/2013 2 Modelo de

Leia mais

Release de Resultados 4T06

Release de Resultados 4T06 Release de Resultados 4T06 Em 2006, Lançamentos aumentaram 118% e Vendas Contratadas subiram 69% O EBITDA Ajustado subiu 66% e o Lucro Líquido Ajustado aumentou 35% em 2006 Rio de Janeiro, 14 de Março

Leia mais

Prévia Operacional 3T14

Prévia Operacional 3T14 Estoque Concluído: 5 do estoque total, um dos menores patamares do setor Estoque MCMV: 22 do estoque total, queda de 11 p.p frente ao 2T14 Repasse/Desligamento: R$179 MM, 37 acima do 2T14 São Paulo, 15

Leia mais

Perspectivas para o Setor da Construção Civil em 2015. Celso Petrucci Economista-chefe do Secovi-SP

Perspectivas para o Setor da Construção Civil em 2015. Celso Petrucci Economista-chefe do Secovi-SP Perspectivas para o Setor da Construção Civil em 2015 Celso Petrucci Economista-chefe do Secovi-SP Mercado Imobiliário Brasileiro - VGL 2011-7% 2012 13% 2013 R$ 85,6 bilhões R$ 79,7 bilhões R$ 90,4 bilhões

Leia mais

Resultados do 2T09. Teleconferência de Resultados

Resultados do 2T09. Teleconferência de Resultados Resultados do 2T09 Teleconferência de Resultados Destaques do 2T09 2 Destaques do 2T09 em linha com a estratégia geral da Companhia Nossas conquistas do 2T09 são refletidas nos resultados da Companhia

Leia mais

Apresentação Institucional

Apresentação Institucional Apresentação Institucional Agenda Dinâmica do Setor Imobiliário Estrutura Societária Modelo de Negócio Diferenciado Diversificação Geográfica e de Mercado Histórico de Resultado Operacional Futuros Projetos

Leia mais

1T14. Apresentação de Resultados

1T14. Apresentação de Resultados Apresentação de Resultados INFORMAÇÃO IMPORTANTE Este documento conte m considerac o es futuras referentes a s perspectivas do nego cio, estimativas de resultados operacionais e financeiros, e a s perspectivas

Leia mais

Métricas empresariais

Métricas empresariais Métricas empresariais 1 Índice 1. Lista de Indicadores Setoriais Pág. 4 2. Métricas de Marketing Geral Pág. 5. Métricas de Propaganda Pág. 4. Métricas de Promoção Pág. 7 5. Métricas de Distribuição Pág.

Leia mais

Resultados 1T09. Relações com Investidores

Resultados 1T09. Relações com Investidores Resultados 1T09 Relações com Investidores Teleconferência sobre os resultados do 1T09 Aviso Importante Nós fazemos declarações sobre eventos futuros que estão sujeitas a riscos e incertezas. Tais declarações

Leia mais

ITR - Informações Trimestrais - 30/06/2013 - CYRELA BRAZIL REALTY SA EMPRS E PARTS Versão : 1. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2

ITR - Informações Trimestrais - 30/06/2013 - CYRELA BRAZIL REALTY SA EMPRS E PARTS Versão : 1. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 Proventos em Dinheiro 2 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 3 Balanço Patrimonial Passivo 4 Demonstração do Resultado 6 Demonstração do Resultado Abrangente

Leia mais

Texto para Coluna do NRE-POLI na Revista Construção e Mercado Pini Junho 2009

Texto para Coluna do NRE-POLI na Revista Construção e Mercado Pini Junho 2009 Texto para Coluna do NRE-POLI na Revista Construção e Mercado Pini Junho 2009 O papel do private equity na consolidação do mercado imobiliário residencial Prof. Dr. Fernando Bontorim Amato O mercado imobiliário

Leia mais

Prévia Operacional 1º Trimestre de 2015

Prévia Operacional 1º Trimestre de 2015 PRÉVIA DOS RESULTADOS OPERACIONAIS 1T15 No 1T15, lançamentos consolidados atingem R$313,6 milhões, com vendas brutas de R$604,5 milhões. Encerrando o 1T15 com vendas líquidas de R$423,3 milhões. PARA DIVULGAÇÃO

Leia mais

RESULTADOS 2T12. 24 de julho de 2012

RESULTADOS 2T12. 24 de julho de 2012 RESULTADOS 2T12 Grupo Pão de Açúcar 24 de julho de 2012 RESULTADO GPA CONSOLIDADO 2T12 Inclui empreendimentos imobiliários Exclui empreendimentos imobiliários Vendas Brutas Cresc. mesmas lojas vs 2T11

Leia mais

Apresentação de Resultados do 3º trimestre de 2011. Novembro, 2011

Apresentação de Resultados do 3º trimestre de 2011. Novembro, 2011 Apresentação de Resultados do 3º trimestre de 2011 Novembro, 2011 2 Destaques & Eventos Recentes PDG é eleita melhor empresa da América Latina no Institutional Investor Awards 2011; Extensão do contrato

Leia mais

Objetivos 29/09/2010 BIBLIOGRAFIA. Administração Financeira I UFRN 2010.2 Prof. Gabriel Martins de Araújo Filho. Tópicos BALANÇO DE TAMANHO COMUM

Objetivos 29/09/2010 BIBLIOGRAFIA. Administração Financeira I UFRN 2010.2 Prof. Gabriel Martins de Araújo Filho. Tópicos BALANÇO DE TAMANHO COMUM Objetivos Administração Financeira I UFRN 2010.2 Prof. Gabriel Martins de Araújo Filho A EMPRESA NO MODELO DO BALANÇO PATRIMONIAL: análise das demonstrações financeiras Compreender a importância da padronização

Leia mais

ITR - Informações Trimestrais - 31/03/2013 - CYRELA BRAZIL REALTY SA EMPRS E PARTS Versão : 1. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2

ITR - Informações Trimestrais - 31/03/2013 - CYRELA BRAZIL REALTY SA EMPRS E PARTS Versão : 1. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 Proventos em Dinheiro 2 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 3 Balanço Patrimonial Passivo 4 Demonstração do Resultado 6 Demonstração do Resultado Abrangente

Leia mais

Reunião APIMEC com Analistas e Investidores

Reunião APIMEC com Analistas e Investidores Vivae Residencial Clube (Living) Rio de Janeiro - RJ Julho 2008 Reunião APIMEC com Analistas e Investidores Dezembro de 2008 Agenda 1. Visão Geral Luis Largman Financeiro e RI 2. Vendas Gilson Hochman

Leia mais

DFP - Demonstrações Financeiras Padronizadas - 31/12/2013 - CYRELA BRAZIL REALTY SA EMPRS E PARTS Versão : 1. Composição do Capital 1

DFP - Demonstrações Financeiras Padronizadas - 31/12/2013 - CYRELA BRAZIL REALTY SA EMPRS E PARTS Versão : 1. Composição do Capital 1 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 Proventos em Dinheiro 2 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 3 Balanço Patrimonial Passivo 5 Demonstração do Resultado 7 Demonstração do Resultado Abrangente

Leia mais

Panorama do mercado imobiliário brasileiro

Panorama do mercado imobiliário brasileiro Panorama do mercado imobiliário brasileiro História Atua no mercado desde 1962; Desenvolveu empreendimentos nos mais variados segmentos: residencial (edifícios, condomínios de casas e conjuntos habitacionais),

Leia mais

FII Caixa Incorporação

FII Caixa Incorporação Apresentação Junho de 205 FII Caixa Incorporação Atualização das atividades do FII Caixa Incorporação Agenda Seção Seção 2 Seção 3 Seção 4 Seção 5 Seção 6 Sumário Executivo Evolução do Fundo Benefícios

Leia mais

RB CAPITAL DESENVOLVIMENTO RESIDENCIAL II FUNDO DE INVESTIMENTO IMOBILIÁRIO FII

RB CAPITAL DESENVOLVIMENTO RESIDENCIAL II FUNDO DE INVESTIMENTO IMOBILIÁRIO FII RB CAPITAL DESENVOLVIMENTO RESIDENCIAL II FUNDO DE INVESTIMENTO IMOBILIÁRIO FII Agenda Introdução RB Capital RB Capital Desenvolvimento Residencial Resumo das Atividades Carteira de Investimentos Chamadas

Leia mais

Brasil Brokers divulga seus resultados do 4º Trimestre de 2009

Brasil Brokers divulga seus resultados do 4º Trimestre de 2009 Brasil Brokers divulga seus resultados do 4º Trimestre de 2009 Rio de Janeiro, 10 de março de 2010. A Brasil Brokers Participações S.A. (Bovespa: BBRK3) uma empresa com foco e atuação no mercado de intermediação

Leia mais

RELATÓRIO DE RELAÇÕES COM INVESTIDORES RESULTADOS 1T10 156.512.000,00

RELATÓRIO DE RELAÇÕES COM INVESTIDORES RESULTADOS 1T10 156.512.000,00 RELATÓRIO DE RELAÇÕES COM INVESTIDORES RESULTADOS 156.512.000,00 Resultados do RESULTADOS São Paulo, 14 de maio de 2010 A BRADESPAR [BM&FBOVESPA: BRAP3 (ON), BRAP4 (PN); LATIBEX: XBRPO (ON), XBRPP (PN)]

Leia mais

4º Trimestre de 2007 e 2007 Teleconferência de Resultados. 13 de Fevereiro de 2008

4º Trimestre de 2007 e 2007 Teleconferência de Resultados. 13 de Fevereiro de 2008 4º Trimestre de 2007 e 2007 Teleconferência de Resultados 13 de Fevereiro de 2008 Aviso Informações e Projeções Algumas das afirmações aqui contidas se baseiam nas hipóteses e perspectivas atuais da administração

Leia mais

ITR - Informações Trimestrais - 30/09/2011 - CYRELA BRAZIL REALTY SA EMPRS E PARTS Versão : 1. Composição do Capital 1. Balanço Patrimonial Ativo 2

ITR - Informações Trimestrais - 30/09/2011 - CYRELA BRAZIL REALTY SA EMPRS E PARTS Versão : 1. Composição do Capital 1. Balanço Patrimonial Ativo 2 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 2 Balanço Patrimonial Passivo 3 Demonstração do Resultado 5 Demonstração do Resultado Abrangente 6 Demonstração

Leia mais

daniel.falcao@agexconsult.com.br Discutir a aplicação das ferramentas contábeisfinanceiras no dia-a-dia das empresas do mercado imobiliário.

daniel.falcao@agexconsult.com.br Discutir a aplicação das ferramentas contábeisfinanceiras no dia-a-dia das empresas do mercado imobiliário. Viabilidade do Negócio Imobiliário Uma Gestão Consciente Prof. Daniel F. Falcão daniel.falcao@agexconsult.com.br Objetivo Central Discutir a aplicação das ferramentas contábeisfinanceiras no dia-a-dia

Leia mais

RESULTADOS 2T15 Teleconferência 10 de agosto de 2015

RESULTADOS 2T15 Teleconferência 10 de agosto de 2015 RESULTADOS 2T15 Teleconferência 10 de agosto de 2015 AVISO Nesta apresentação nós fazemos declarações prospectivas que estão sujeitas a riscos e incertezas. Tais declarações têm como base crenças e suposições

Leia mais

Resultados 2T10. Villa Flora Segmento Econômico

Resultados 2T10. Villa Flora Segmento Econômico Resultados 2T10 Villa Flora Segmento Econômico 1 Resultados 2T10 Aviso Importante Nós fazemos declarações sobre eventos futuros que estão sujeitas a riscos e incertezas. Tais declarações têm como base

Leia mais

FINANÇAS A B C D A R$ 24.000,00. B R$ 12.000,00. C R$ 2.000,00. D R$ 0,00.

FINANÇAS A B C D A R$ 24.000,00. B R$ 12.000,00. C R$ 2.000,00. D R$ 0,00. ESPE/Un SERE 2013 Nas questões a seguir, marque, para cada uma, a única opção correta, de acordo com o respectivo comando. Para as devidas marcações, use a Folha de Respostas, único documento válido para

Leia mais

DIRECIONAL ANUNCIA RECORDE HISTÓRICO DE VENDAS NO 3T09

DIRECIONAL ANUNCIA RECORDE HISTÓRICO DE VENDAS NO 3T09 Divulgação de Resultados 3T09 DIRECIONAL ANUNCIA RECORDE HISTÓRICO DE VENDAS NO 3T09 - VENDAS CONTRATADAS DE R$242,7 MILHÕES NO 3T09, COM VSO 45% - - EBITDA DE R$35,0 MILHÕES, COM 31,1% DE MARGEM EBITDA

Leia mais

PRÉVIA DOS RESULTADOS OPERACIONAIS 4T13

PRÉVIA DOS RESULTADOS OPERACIONAIS 4T13 Lançamentos consolidados atingem R$ 1,6 bilhão no trimestre, uma expansão de 9% ante o 4T12 Vendas Líquidas alcançam R$ 1,3 bilhão, reportando uma evolução de 45% em comparação ao ano anterior PARA DIVULGAÇÃO

Leia mais

MODELO DE PLANO DE CONTAS

MODELO DE PLANO DE CONTAS 26 MODELO DE PLANO DE CONTAS SINTÉTICA ANALÍTICA TÍTULO 1 ATIVO 1.1 CIRCULANTE 1.1.1 DISPONÍVEL 1.1.1.1 Caixa 1.1.1.2 Bancos Conta Movimento 1.1.1.3 Aplicações de Liquidez Imediata 1.1.2 CRÉDITOS DE VENDAS

Leia mais

TC BTOWERS FUNDO DE INVESTIMENTO IMOBILIÁRIO CNPJ: 20.132.453/0001-89 RELATÓRIO DO ADMINISTRADOR

TC BTOWERS FUNDO DE INVESTIMENTO IMOBILIÁRIO CNPJ: 20.132.453/0001-89 RELATÓRIO DO ADMINISTRADOR TC BTOWERS FUNDO DE INVESTIMENTO IMOBILIÁRIO CNPJ: 20.132.453/0001-89 Ref.: Semestre Junho a Dezembro/2014 RELATÓRIO DO ADMINISTRADOR Em conformidade com o Art. 39 da Instrução CVM 472, de 31 de maio de

Leia mais

Pesquisa Secovi-SP aponta recuo no mercado de imóveis novos

Pesquisa Secovi-SP aponta recuo no mercado de imóveis novos FEVEREIRO DE 2014 Pesquisa Secovi-SP aponta recuo no mercado de imóveis novos Imóveis de 2 e 3 dormitórios foram destaques positivos em fevereiro, mês de variação negativa O mercado de imóveis novos residenciais

Leia mais

Desafios do crédito imobiliário no Brasil: fatores importantes para aceleração dos investimentos

Desafios do crédito imobiliário no Brasil: fatores importantes para aceleração dos investimentos Desafios do crédito imobiliário no Brasil: fatores importantes para aceleração dos investimentos Sergio Rosa novembro - 2007 Índice VISÃO GERAL DA PREVI - A PREVI - Desempenho do portfolio em 2007 - Investimentos:

Leia mais

1T09 Divulgação de Resultados

1T09 Divulgação de Resultados Divulgação de Resultados Relações com Investidores: Frederico Dan Shigenawa Diretor de RI ir@tig.bm Sobre a TIG: A TIG Holding Ltd. (nova denominação da Tarpon Investment Group Ltd.) investe em companhias

Leia mais

APRESENTAÇÃO CORPORATIVA

APRESENTAÇÃO CORPORATIVA APRESENTAÇÃO CORPORATIVA Julho 2009 Apoio Corporativo Áreas de Atuação Companhias Abertas 65,5% Incorporação 5,8% Aço 28,4% Energia Geração & Distribuição 68 anos de operação; Liderança em diversos mercados;

Leia mais

Resultados do 1T09. Teleconferência de Resultados. Lançamentos de 2008

Resultados do 1T09. Teleconferência de Resultados. Lançamentos de 2008 Resultados do 1T09 Teleconferência de Resultados Lançamentos de 2008 Felice (Nova Lima-MG) Beach Park Wellness Resort (Aquiraz-CE) ViVer Zona Sul (Porto Alegre-RS) Viver São J. Pinhais (São J. Pinhais-PR)

Leia mais

JOÃO FORTES RESULTADOS DO 2º TRIMESTRE DE 2009

JOÃO FORTES RESULTADOS DO 2º TRIMESTRE DE 2009 JOÃO FORTES RESULTADOS DO 2º TRIMESTRE DE 2009 Aumento na Receita Líquida de 63,6% no trimestre e 126,3% no semestre Vendas Contratadas alcançam R$ 171 milhões no acumulado do ano EBITDA atinge R$ 7.894

Leia mais

Destaques do Resultado Consolidado

Destaques do Resultado Consolidado Aviso Esta apresentação pode incluir declarações que representem expectativas sobre eventos ou resultados futuros de acordo com a regulamentação de valores mobiliários brasileira e internacional. Essas

Leia mais

PDG Realty aumenta para 70% sua participação na CHL e adquire opção para a compra de adicionais 30% atingindo 100%

PDG Realty aumenta para 70% sua participação na CHL e adquire opção para a compra de adicionais 30% atingindo 100% PDG Realty aumenta para 70% sua participação na CHL e adquire opção para a compra adicionais 30% atingindo 100% Relações com Investidores: Michel Wurman Diretor Vice-Presinte Financeiro e RI João Mallet,

Leia mais

4º E 5º PERIODOS CIENCIAS CONTABEIS PROF NEUSA. 1- A empresa Brasil S/A apresenta inicialmente os seguintes saldos contábeis:

4º E 5º PERIODOS CIENCIAS CONTABEIS PROF NEUSA. 1- A empresa Brasil S/A apresenta inicialmente os seguintes saldos contábeis: 4º E 5º PERIODOS CIENCIAS CONTABEIS PROF NEUSA Exercícios: 1- A empresa Brasil S/A apresenta inicialmente os seguintes saldos contábeis: Banco 100.000 Duplicatas a receber 80.000 Financiamentos 80.000

Leia mais

Resultados 1T07 10 de maio de 2007

Resultados 1T07 10 de maio de 2007 PUBLICIDADE CAIXA CRESCEU 102% BASE DE ASSINANTES BANDA LARGA CRESCEU 32% São Paulo, O UOL (BOVESPA: UOLL4) anuncia hoje os resultados do 1T07. As demonstrações financeiras da Companhia são elaboradas

Leia mais

ITR - Informações Trimestrais - 30/09/2012 - CYRELA BRAZIL REALTY SA EMPRS E PARTS Versão : 1. Composição do Capital 1. Balanço Patrimonial Ativo 2

ITR - Informações Trimestrais - 30/09/2012 - CYRELA BRAZIL REALTY SA EMPRS E PARTS Versão : 1. Composição do Capital 1. Balanço Patrimonial Ativo 2 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 2 Balanço Patrimonial Passivo 3 Demonstração do Resultado 5 Demonstração do Resultado Abrangente 6 Demonstração

Leia mais

AGRA anuncia Receita Líquida de R$ 45,5 MM, 13,3% superior ao mesmo período de 2006 Margem bruta alcança 34,1%, com R$ 15,4 MM

AGRA anuncia Receita Líquida de R$ 45,5 MM, 13,3% superior ao mesmo período de 2006 Margem bruta alcança 34,1%, com R$ 15,4 MM AGRA anuncia Receita Líquida de R$ 45,5 MM, 13,3% superior ao mesmo período de 2006 Margem bruta alcança 34,1%, com R$ 15,4 MM São Paulo, 15 de maio de 2007 A AGRA (Bovespa: AGIN3), uma das maiores incorporadoras

Leia mais

Lucro Líquido Ajustado da EVEN atinge R$52,9 MM no ano de 2007.

Lucro Líquido Ajustado da EVEN atinge R$52,9 MM no ano de 2007. Lucro Líquido Ajustado da EVEN atinge R$52,9 MM no ano de 2007. Margem Bruta atinge 38,8%, crescendo 2,5 p.p. em relação a 2006. São Paulo, 10 de março de 2008 A Even Construtora e Incorporadora S.A. EVEN

Leia mais

CONFERÊNCIA BTG PACTUAL SÃO PAULO FEVEREIRO, 2015

CONFERÊNCIA BTG PACTUAL SÃO PAULO FEVEREIRO, 2015 CONFERÊNCIA BTG PACTUAL SÃO PAULO FEVEREIRO, 2015 RESULTADO OPERACIONAL LANÇAMENTOS CYRELA R$ 2.260 milhões no 4T14 vs. R$ 2.695 milhões no 4T13. R$ 5.848 milhões em 2014 vs. R$ 6.646 milhões em 2013.

Leia mais

Texto para Coluna do NRE-POLI na Revista Construção e Mercado Pini Agosto 2012

Texto para Coluna do NRE-POLI na Revista Construção e Mercado Pini Agosto 2012 Texto para Coluna do NRE-POLI na Revista Construção e Mercado Pini Agosto 2012 REFLEXO DA BAIXA DOS JUROS NO MERCADO DE REAL ESTATE Eco, MBA R.E., Mestre em Eng. Civil, Alfredo Eduardo Abibi Filho Dir.

Leia mais

RB CAPITAL RENDA II FUNDO DE INVESTIMENTO IMOBILIÁRIO FII APRESENTAÇÃO AOS INVESTIDORES. Março/2012

RB CAPITAL RENDA II FUNDO DE INVESTIMENTO IMOBILIÁRIO FII APRESENTAÇÃO AOS INVESTIDORES. Março/2012 RB CAPITAL RENDA II FUNDO DE INVESTIMENTO IMOBILIÁRIO FII APRESENTAÇÃO AOS INVESTIDORES Março/2012 Agenda Introdução A Oferta Características do portfolio final do Fundo Rendimento das Cotas Contatos &

Leia mais

1º Trimestre de 2009 Teleconferência de Resultados. 14 de Maio de 2009

1º Trimestre de 2009 Teleconferência de Resultados. 14 de Maio de 2009 1º Trimestre de 2009 Teleconferência de Resultados 14 de Maio de 2009 Aviso Legal Informações e Projeções Algumas das afirmações aqui contidas se baseiam nas hipóteses e perspectivas atuais da administração

Leia mais

Resultados 1º Trimestre 2015 13.05. Rio de Janeiro, 13 de maio de 2015

Resultados 1º Trimestre 2015 13.05. Rio de Janeiro, 13 de maio de 2015 Resultados 1º Trimestre 2015 13.05 Rio de Janeiro, 13 de maio de 2015 RECEITA LÍQUIDA ATINGE R$ 68,5 MILHÕES NO 1T15, CRESCIMENTO DE 7,1% EM RELAÇÃO AO 1T14. EBITDA CONSOLIDADO ATINGE R$ 7,8 MILHÕES, QUEDA

Leia mais

Apresentação à XP Corretora

Apresentação à XP Corretora Apresentação à XP Corretora Fonte: Bloomberg (gráfico GP em 27/Set/12) SÃO CARLOS EMPREENDIMENTOS ticker: SCAR3 (R$ 39,6/ação, +64% em 2012 e +83% em 12 meses) website: www.scsa.com.br 28/Set/12 YTD 2012

Leia mais

Soluções de Financiamento para Projetos Imobiliários

Soluções de Financiamento para Projetos Imobiliários Soluções de Financiamento para Projetos Imobiliários I. Soluções Imobiliárias Corporativas II. III. Soluções Imobiliárias Residenciais Fundos de Investimento Imobiliário Soluções Imobiliárias Corporativas

Leia mais

Seminário Setorial de Construção Civil APIMEC SUL. Outubro de 2010

Seminário Setorial de Construção Civil APIMEC SUL. Outubro de 2010 Seminário Setorial de Construção Civil APIMEC SUL Outubro de 2010 Aviso Esta apresentação contém declarações prospectivas. Tais informações não são apenas fatos históricos, mas refletem as metas e as expectativas

Leia mais

ANÁLISE DE BALANÇO DAS SEGURADORAS. Contabilidade Atuarial 6º Período Curso de Ciências Contábeis

ANÁLISE DE BALANÇO DAS SEGURADORAS. Contabilidade Atuarial 6º Período Curso de Ciências Contábeis ANÁLISE DE BALANÇO DAS SEGURADORAS Contabilidade Atuarial 6º Período Curso de Ciências Contábeis Introdução As empresas de seguros são estruturas que apresentam características próprias. Podem se revestir

Leia mais

SEM0531 Problemas de Engenharia Mecatrônica III

SEM0531 Problemas de Engenharia Mecatrônica III SEM0531 Problemas de Engenharia Mecatrônica III Prof. Marcelo A. Trindade Departamento de Engenharia Mecânica Escola de Engenharia de São Carlos - USP Sala 2º andar Prédio Engenharia Mecatrônica (ramal

Leia mais

Release de Resultado 3T08

Release de Resultado 3T08 PORTO SEGURO ANUNCIA LUCRO LÍQUIDO DE R$75,0 MILHÕES OU R$0,33 POR AÇÃO NO E R$211,6 MILHÕES OU R$0,92 POR AÇÃO NO 9M08. São Paulo, 7 de Novembro de 2008 Porto Seguro S.A. (BOVESPA: PSSA3), anuncia os

Leia mais

OI S.A. (Atual denominação de Brasil Telecom S.A.) 8ª Emissão Pública de Debêntures

OI S.A. (Atual denominação de Brasil Telecom S.A.) 8ª Emissão Pública de Debêntures OI S.A. (Atual denominação de Brasil Telecom S.A.) 8ª Emissão Pública de Debêntures Relatório Anual do Agente Fiduciário Exercício de 2013 Oi S.A. (atual denominação de BRASIL TELECOM S.A.) 8ª Emissão

Leia mais

AULA 04 EXERCÍCIO 06 - ANÁLISE DAS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS (FINANCEIRAS ):

AULA 04 EXERCÍCIO 06 - ANÁLISE DAS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS (FINANCEIRAS ): Contabilidade Gerencial e Controladoria Prof. Oscar Scherer Dia 23/03/2012. AULA 04 EXERCÍCIO 06 - ANÁLISE DAS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS (FINANCEIRAS ): Parte importante da administração financeira, devendo

Leia mais

CIBRASEC - COMPANHIA BRASILEIRA DE SECURITIZAÇÃO

CIBRASEC - COMPANHIA BRASILEIRA DE SECURITIZAÇÃO CIBRASEC - COMPANHIA BRASILEIRA DE SECURITIZAÇÃO 2ª Emissão de Certificados de Recebíveis Imobiliários Série: 153ª Relatório Anual do Agente Fiduciário Exercício de 2013 CIBRASEC - COMPANHIA BRASILEIRA

Leia mais

Gestão Financeira. Prof. Eduardo Pozzi

Gestão Financeira. Prof. Eduardo Pozzi Gestão Financeira Prof. Eduardo Pozzi Finanças Corporativas Questões centrais na gestão financeira de uma empresa: Quais investimentos de longo prazo precisam ser feitos? Que tipo de instalações, maquinário

Leia mais

Brookfield Incorporações S.A. Resultados do 4T11 14 de março de 2012

Brookfield Incorporações S.A. Resultados do 4T11 14 de março de 2012 Brookfield Incorporações S.A. Resultados do 4T11 14 de março de 2012 Aviso Legal Esta apresentação contém considerações sobre o futuro que estão sujeitas a riscos e incertezas. Estas são apenas projeções

Leia mais

JOÃO FORTES - RESULTADOS DO 1º TRIMESTRE DE 2014

JOÃO FORTES - RESULTADOS DO 1º TRIMESTRE DE 2014 JOÃO FORTES - RESULTADOS DO 1º TRIMESTRE DE 2014 Lucro Bruto de R$ 19,3 milhões em 1T14 Receita Líquida de R$ 191,0 milhões em 1T14 VGV total Lançado de R$ 131,2 milhões no 1º trimestre de 2014 Rio de

Leia mais

ITR - Informações Trimestrais - 30/09/2012 - MRV ENGENHARIA E PARTICIPAÇÕES S/A Versão : 1. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2

ITR - Informações Trimestrais - 30/09/2012 - MRV ENGENHARIA E PARTICIPAÇÕES S/A Versão : 1. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 Proventos em Dinheiro 2 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 3 Balanço Patrimonial Passivo 4 Demonstração do Resultado 6 Demonstração do Resultado Abrangente

Leia mais

Apartamentos econômicos de 2 dormitórios são destaque em Rio Preto

Apartamentos econômicos de 2 dormitórios são destaque em Rio Preto Apartamentos econômicos de 2 dormitórios são destaque em Rio Preto Nos últimos 12 meses, entre junho de 2011 e maio de 2012, foram lançados 2.044 imóveis residenciais verticais em condomínios na cidade

Leia mais

Release de Resultados

Release de Resultados RSID3: R$ 1,65 por ação OTC: RSRZY Total de ações: 428.833.420 Valor de mercado: R$ 707,6milhões Teleconferência 28 de Março de 2014 Em Português com Tradução Simultânea 10h00 (Brasília) 09h00 (US ET)

Leia mais