A GINÁSTICA LABORAL E OS SEUS EFEITOS NA RELAÇÃO DE EMPREGO: VANTAGENS E BENEFÍCIOS PARA EMPREGADO E EMPREGADOR.

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "A GINÁSTICA LABORAL E OS SEUS EFEITOS NA RELAÇÃO DE EMPREGO: VANTAGENS E BENEFÍCIOS PARA EMPREGADO E EMPREGADOR."

Transcrição

1 A GINÁSTICA LABORAL E OS SEUS EFEITOS NA RELAÇÃO DE EMPREGO: VANTAGENS E BENEFÍCIOS PARA EMPREGADO E EMPREGADOR. Márcia Maria Maia Advogada, pós-graduada em Direito Público e pós-graduanda em Direito e Processo do Trabalho. Introdução. 1. Conceito; 2. O início da Ginástica Laboral no Brasil; 3. Relação entre Ginástica Laboral e Prevenção de Doenças Ocupacionais; 4. Os Tipos de Ginástica Laboral; 5. Objetivos e Vantagens da Ginástica Laboral; 6. Lesões x Ginástica Laboral; 7. Considerações Finais; Conclusão; Apêndice. INTRODUÇÃO O trabalho ocupa um espaço muito importante na vida de todo indivíduo, sendo que muitas vezes passamos mais horas dentro de nosso local ocupacional do que em nossas casas, resultando na necessidade da criação de propostas diferenciadas para melhoria e incentivo da qualidade de vida do trabalhador ativo. Muitas empresas direcionam a atenção de seus colaboradores para a importância no processo de qualidade e produtividade, investindo maciçamente em programas de treinamento específicos, aliados à possibilidade de incrementos salariais ou outros benefícios, como recompensa aos ganhos e aumento de produtividade. Notadamente, é ignorado o fato de que um trabalhador produz melhor quando em equilíbrio harmônico entre seu desempenho profissional e estabilidade físicomental, que não necessariamente será suprido por benefícios como os citados anteriormente. Entende-se que um equilíbrio harmônico dependerá da realização de atividades prazerosas e saudáveis durante a maior parte de seu tempo, principalmente em ambientes onde se permaneça muito (como o local de trabalho) e o nível de stress costuma ser alto, implicando em ansiedade, falta de concentração e queda de rendimento/desempenho produtivo. Nesse sentido, o maior promotor isolado de saúde que não os medicamentos - o exercício físico - é também o primeiro a ser abandonado ao haver a inserção no mercado de trabalho. A partir daí mais da metade dos dias úteis dos cidadãos são despendidos no trabalho, e em seus trajetos de ida e volta. (MELLO, 1991 apud SOUZA, 2003). Atualmente cerca de 70 a 80% da população brasileira apresenta ou já apresentou algum tipo de dor, disfunção motora, sofreu fraturas ou entorses. Empresas e instituições estão em busca de um modelo satisfatório de atendimento à saúde: é a relação custo x benefício atuando dentro de cada estabelecimento. 1

2 Neste sentido, a Ginástica Laboral vem sendo desenvolvida como uma importante ferramenta dentro do conjunto de medidas que visam prevenir o aparecimento de lesões músculo-ligamentares relacionadas à atividade profissional (L.E.R ou D.O.R.T), um instrumento de promoção de melhoria da qualidade de vida do trabalhador. A preocupação com a saúde e bem-estar de seus funcionários faz com que a empresa se torne um lugar melhor para se trabalhar! 1. CONCEITO De acordo com Cañete (2001) a ginástica surge no ambiente de trabalho em 1925, sob a terminologia de "ginástica de pausa". Mas ainda existe divergência a respeito da paternidade e origem da mesma (ZILLI, 2002; MASCELANI, 1988). A Ginástica Laboral (Ginástica de Pausa) nada mais é do que a prática da atividade física orientada e dirigida durante o horário do expediente e no local de trabalho, isto é, existe uma pausa para que possam ser realizados exercícios físicos que visam benefícios pessoais e no trabalho. Tem como principal objetivo minimizar os impactos negativos oriundos do sedentarismo na vida e na saúde do trabalhador (CARVALHO, 2004). Uma definição clássica também conhecida é a do Serviço Social da Indústria (SESI), que a caracteriza como "[...] a prática voluntária de atividades físicas realizadas pelos trabalhadores, coletivamente, dentro do próprio local de trabalho, durante sua jornada diária" (SESI, 1999 apud SOUZA, 2003). Além das terminologias usuais de ginástica laboral ou de pausa, estas metodologias são também conhecidas como Cinesioterapia Laboral (ZILLI, 2002), tendo como objetivos a busca de alguns benefícios físicos e fisiológicos, psicológicos e sociais do trabalhador, influenciando em sua qualidade de vida (indireta e diretamente) e promovendo melhorias no ambiente de trabalho e produtividade. A Ginástica Laboral é um desses programas fisioterápicos, que busca aliviar a tensão causada pela atividade rotineira dos trabalhadores e que pode ser praticada antes, durante e/ou após o horário. O principal objetivo é preparar o corpo para trabalhar e prevenir o aparecimento de lesões músculo-ligamentares a reduzir os acidentes de trabalho causados pelos movimentos repetitivos e posturas inadequadas, a diminuir o absenteísmo e custos com atestados médicos, minimizar custos trabalhistas e melhorar a imagem da empresa no que se refere a qualidade de vida (Peres et al 2000). 2. O INÍCIO DA GINÁSTICA LABORAL NO BRASIL Prestes a completar quatro décadas no Brasil, a ginástica laboral começou a ser valorizada pelo empresariado brasileiro há poucos anos. Inserido no país no início da década de 1970, o exercício voltado ao trabalho que conhecemos hoje se espalhou lentamente e ganhou força recentemente, quando empresários sentiram no bolso as suas vantagens. 2

3 As vantagens dessa ginástica para a empresa não estão só na diminuição das faltas, mas no bem-estar do funcionário que sem dor trabalha mais e melhor, o que aumenta naturalmente a produtividade. Não obstante, a ginástica laboral tem ganhado espaço no Brasil nos últimos anos entre as empresas na competição sugerida pelo sistema atual, onde produtividade, qualidade e desempenho comercial são fatores diferenciais. O combate ao estresse, o ambiente de trabalho adaptado ergonomicamente e, trabalhador preparado para as solicitações musculares diárias refletirá numa boa proposta de vida, onde prevenir é a chave do negócio. E defendendo a idéia de que a prevenção é a melhor alternativa para se obter saúde estável Ferraze 1995 (Guedes 1997 apud Costa 2000) diz que: Não basta estar doente para se obter saúde: é preciso apresentar evidencias ou atitudes que afastem ao máximo os fatores de risco que possam provocar as doenças. 3. RELAÇÃO ENTRE GINÁSTICA LABORAL E PREVENÇÃO DE DOENÇAS OCUPACIONAIS Este tipo de atividade física vem crescendo e ganhando espaço dentro das empresas, uma vez que diminui os efeitos negativos do trabalho. Não só problemas físicos, mas também psicológicos (conflitos interpessoais, estresse, baixa concentração e confiança) e sociais (convívio, trabalho em equipe, relacionamento social). Isto é, visa a promoção da saúde psicossomática do trabalhador, a melhoria do relacionamento interpessoal no trabalho, além do aumento da produtividade. A influência benéfica da atividade física sobre a dimensão emocional da qualidade de vida segundo Silva (1999), se dá sob múltiplos aspectos, especialmente os efeitos nocivos do estresse e o melhor gerenciamento das tensões próprias do viver. (ZILLI, 2002, p.54) Clark (1962 apud SOUZA, 2003) já destaca que o ser humano passa a metade da sua vida trabalhando em condições que não lhe permitem desenvolver-se, nem psicologicamente, nem fisicamente, é lícito reconhecer os efeitos nefastos que daí advêm. Zilli (2002, p.53) complementa: Análises epidemiológicas demonstraram que muitos indivíduos morreram simplesmente por sedentarismo, o que fez com que a atividade física fosse vista, em diversos países e sob diferentes óticas, como uma questão de saúde pública. Através da implantação da Ginástica Laboral, a empresa se beneficia em alguns fatores já comprovados, entre eles a diminuição dos problemas de saúde do trabalhador e com isso um aumento na produtividade da empresa. Isso se dá em razão de uma diminuição das faltas por motivos médicos e também a redução dos acidentes de trabalho. O trabalhador também recebe benefícios, pois grande parte dos exercícios que são executados durante a aula, visam reduzir o impacto e o estresse muscular que o indivíduo sofre durante sua jornada de trabalho (ZILLI, 2002). Isto significa que não só trabalhadores "braçais" ou funcionários da linha de 3

4 produção necessitam da Ginástica Laboral, mas também trabalhadores administrativos (digitadores, secretárias, etc.) e externos (motorista, vendedores, entregadores, etc.). Estes tipos de trabalho (administrativo, produção e/ou externo) trazem sérios problemas posturais, musculares e visuais. Um programa de Ginástica Laboral visa minimizar as lesões ósteomusculares e ergonômicas causadas por estas atividades. 4. OS TIPOS DE GINÁSTICA LABORAL Existem basicamente três tipos de Ginástica Laboral oferecidos atualmente: Preparatória; Compensatória; Relaxamento (ZILLI, 2002, p ). A Ginástica Preparatória ou de Aquecimento visa "ativar" (despertar/ aquecer) o trabalhador para a jornada de trabalho, sendo assim esta é realizada logo no início do expediente, despertando e tornando o indivíduo mais atento durante suas atividades, evitando assim acidentes e contusões ao longo de todo período. Outro tipo de Ginástica Laboral é a de Compensação (compensatória) ou de Distensionamento, geralmente realizada no meio do período de trabalho, provocando uma pausa ativa no trabalhador, aumentando assim radicalmente seu poder de concentração. A Ginástica de Relaxamento é feita ao final do expediente e prioriza recuperar o trabalhador ao final da jornada de trabalho, diminuindo assim seu desgaste físico e psicológico ao retornar ao seu convívio pessoal. 5. OBJETIVOS E VANTAGENS DA GINÁSTICA LABORAL A ginástica laboral tem por objetivos: - Promover a saúde do trabalhador e a melhoria de seu rendimento funcional; - Prevenção a distúrbios osteomusculares relacionados ao trabalho (DORT); - Reduzir os distúrbios músculo-esqueléticos que provocam dores limitantes e até incapacitantes; - Minimizar estresse; - Promover correção de vícios posturais; - Melhoria das relações humanas e de equipes de trabalho. As vantagens da Ginástica Laboral são: 6. LESÕES X GINÁSTICA LABORAL - Prevenção e terapêutica das lesões osteomusculoligamentares; - Intervenção precoce na terapêutica das patologias; - Maior estímulo e motivação aos funcionários; - Contribui para a ausência da fadiga física, mental e psíquica; - Aumento na produtividade por parte dos funcionários; - Redução de acidentes ocupacionais; - Diminuição das faltas ao serviço; - Diminuir gastos com despesas médicas; - Aumentar a produtividade. 4

5 Dentre as lesões mais freqüentes podemos encontrar: 7. CONSIDERAÇÕES FINAIS - Síndrome da tensão cervical e síndrome do desfiladeiro torácico; - Tenossinovite do bíceps e tendinite do músculo supra-espinhoso; - Epicondilite lateral e medial (Cotovelo de tenista e cotovelo de golfista); - Tenossinovite dos flexores do punho e dedos; - Tenossinovite dos extensores do carpo e dedos; - Tendinite de Dequervain e síndrome do túnel do carpo; - Fascite palmar; - Hipercifose torácica; - Hiperlordose lombar; - Escoliose; - Encurtamentos musculares. É bastante importante salientar que a ginástica laboral faz parte de um projeto de qualidade de vida no trabalho com seus objetivos voltados à saúde do trabalhador e tal projeto tem parâmetros ergonômicos que não se restringem somente à prática da atividade física. (ZILLI, 2002, p. 69) Deste modo, é necessário compreender todo o projeto de intervenção (a curto, médio e longo prazo) na qualidade de vida dos trabalhadores participantes. Assim, a GL compõe uma das ações efetivas neste programa de qualidade de vida, sendo necessário também a reeducação alimentar, orientações ergonômicas e estruturais, acompanhamento médico preventivo (saúde) e estímulos ao desenvolvimento de hábitos saudáveis, dentro e fora do ambiente de trabalho. Por falta de estímulos, basicamente educacionais, os indivíduos crescem adquirindo vícios dos mais diversos, só retornando suas preocupações em relação à saúde na terceira idade, quando se encontram frente a doenças e seqüelas; muitas delas evitáveis através da adoção de uma postura mais saudável durante a juventude e seu período laboral. Ultimamente, é possível perceber uma mudança nestes valores, devido à maior conscientização da população sobre a importância em melhorar sua qualidade de vida. Para tanto, o indivíduo passa a procurar uma alimentação mais equilibrada, realizar atividades que lhe tragam prazer, iniciando ou retornando à prática de atividade(s) física(s) regulares. Desta forma, é possível prevenir enfermidades psicossomáticas 1. CONCLUSÃO Cada vez mais é possível constatar que a saúde e longevidade estão relacionadas com o estilo de vida de cada um. Pesquisas e estudos no mundo inteiro demonstram que um estilo de vida saudável está ligado diretamente com uma alimentação equilibrada e atividades físicas regulares. 1 Segue um quadro esquemático sobre os diversos benefícios da GL no anexo I deste trabalho. 5

6 Através da G.L. é possível estimular a diminuição do sedentarismo e levar indivíduos cada vez mais à prática de atividades físicas, uma vez que a mesma se insere no ambiente de trabalho. A ginástica laboral tem uma grande importância no que diz respeito à produtividade. A produção é analisada em um período de dois anos após a implantação do programa, e sua eficácia é comprovada através de números obtidos dentro da empresa. A atividade laboral vem se mostrando como um dos grandes aliados para a prevenção e reabilitação de doenças ocupacionais e acidentes no ambiente de trabalho, melhor integração entre os empregados e maior satisfação. Seus benefícios são de caráter físico, psicológico e social para o trabalhador e são inúmeras as vantagens para a empresa também, como a efetiva melhoria do meio ambiente de trabalho, relações interpessoais saudáveis e felizes, com certeza produzem mais e melhor, mas os principais pontos notados com a ginástica laboral são as diminuições na ocorrência de faltas ao trabalho por motivos médicos e também a diminuição dos acidentes de trabalho. 6

7 ANEXO I 7

Programa de Ginástica Laboral

Programa de Ginástica Laboral Programa de Ginástica Laboral 1. IDENTIFICAÇÃO Nome: Programa de Ginástica Laboral (PGL) Promoção e Organização: Centro de Educação Física, Esportes e Recreação Coordenadoria do Campus de Ribeirão Preto.

Leia mais

A importância da Ergonomia Voltada aos servidores Públicos

A importância da Ergonomia Voltada aos servidores Públicos A importância da Ergonomia Voltada aos servidores Públicos Fisioterapeuta: Adriana Lopes de Oliveira CREFITO 3281-LTT-F GO Ergonomia ERGONOMIA - palavra de origem grega, onde: ERGO = trabalho e NOMOS

Leia mais

AS VARIAÇÕES DE EXERCÍCIOS FÍSICOS APLICADOS NAS SESSÕES DE GINÁSTICA LABORAL

AS VARIAÇÕES DE EXERCÍCIOS FÍSICOS APLICADOS NAS SESSÕES DE GINÁSTICA LABORAL AS VARIAÇÕES DE EXERCÍCIOS FÍSICOS APLICADOS NAS SESSÕES DE GINÁSTICA LABORAL Junior, A. C. de J. Sebastião, J. S. Pimentel, E. S. Moreira, R. S. T.. RESUMO A área da ginástica laboral vem crescendo bastante

Leia mais

GINÁSTICA LABORAL: PRÁTICA DE RESULTADO OU MODISMO? David Marcos Emérito de Araújo 1 Leyla Regis de Meneses Sousa 1

GINÁSTICA LABORAL: PRÁTICA DE RESULTADO OU MODISMO? David Marcos Emérito de Araújo 1 Leyla Regis de Meneses Sousa 1 GINÁSTICA LABORAL: PRÁTICA DE RESULTADO OU MODISMO? David Marcos Emérito de Araújo 1 Leyla Regis de Meneses Sousa 1 1 Professor(a) Departamento de Educação Física, UFPI d.emerito@uol.com.br RESUMO A Ginástica

Leia mais

FORTALECENDO SABERES EDUCAÇÃO FÍSICA DINÂMICA LOCAL INTERATIVA CONTEÚDO E HABILIDADES DESAFIO DO DIA. Aula 3.1 Conteúdo: Atividade física preventiva.

FORTALECENDO SABERES EDUCAÇÃO FÍSICA DINÂMICA LOCAL INTERATIVA CONTEÚDO E HABILIDADES DESAFIO DO DIA. Aula 3.1 Conteúdo: Atividade física preventiva. CONTEÚDO E HABILIDADES FORTALECENDO SABERES DESAFIO DO DIA Aula 3.1 Conteúdo: Atividade física preventiva. 2 CONTEÚDO E HABILIDADES FORTALECENDO SABERES DESAFIO DO DIA Habilidades: Entender os benefícios

Leia mais

Qualidade de vida no Trabalho

Qualidade de vida no Trabalho Qualidade de Vida no Trabalho Introdução É quase consenso que as empresas estejam cada vez mais apostando em modelos de gestão voltados para as pessoas, tentando tornar-se as empresas mais humanizadas,

Leia mais

Qualidade de vida no trabalho o papel da ginástica laboral

Qualidade de vida no trabalho o papel da ginástica laboral Qualidade de vida no trabalho o papel da ginástica laboral Márcia de Ávila e Lara Estudante do curso de Educação Física - (UFV) - avilaelara@yahoo.com.br Felipe Alves Soares Estudante do curso de Educação

Leia mais

1. Documento: 20026-2015-3

1. Documento: 20026-2015-3 1. Documento: 20026-2015-3 1.1. Dados do Protocolo Número: 20026/2015 Situação: Ativo Tipo Documento: Comunicação Interna - CI Assunto: Planejamento estratégico - Metas Unidade Protocoladora: SES - Secretaria

Leia mais

QUALIDADE DE VIDA NO TRABALHO UTILIZANDO A GINÁSTICA LABORAL

QUALIDADE DE VIDA NO TRABALHO UTILIZANDO A GINÁSTICA LABORAL QUALIDADE DE VIDA NO TRABALHO UTILIZANDO A GINÁSTICA LABORAL Alessandra Prado de Souza, Ana Eliza Gonçalves Santos, Jaciara Nazareth Campos Palma, Karine Aparecida Silvério, Leonardo Ferreira, Matheus

Leia mais

Projeto de Qualidade de Vida para Motoristas de Ônibus Urbano

Projeto de Qualidade de Vida para Motoristas de Ônibus Urbano 17 Projeto de Qualidade de Vida para Motoristas de Ônibus Urbano Lilian de Fatima Zanoni Terapeuta Ocupacional pela Universidade de Sorocaba Especialista em Gestão de Qualidade de Vida na Empresa pela

Leia mais

CARACTERIZAÇAO DE UM PROGRAMA DE GINÁSTICA LABORAL COMO PREVENÇÃO E REDUÇÃO DA LER/DORT

CARACTERIZAÇAO DE UM PROGRAMA DE GINÁSTICA LABORAL COMO PREVENÇÃO E REDUÇÃO DA LER/DORT CARACTERIZAÇAO DE UM PROGRAMA DE GINÁSTICA LABORAL COMO PREVENÇÃO E REDUÇÃO DA LER/DORT PINHEIRO, L. C.; DUTRA, J.; BRASILINO, F.F; MORALES, P. J. C.; HUCH, T.P. Universidade da Região de Joinville Depto.

Leia mais

Programas de Promoção de Saúde Para o Trabalhador Escolar: Ginástica Laboral e Controle do Estresse

Programas de Promoção de Saúde Para o Trabalhador Escolar: Ginástica Laboral e Controle do Estresse 12 Programas de Promoção de Saúde Para o Trabalhador Escolar: Ginástica Laboral e Controle do Estresse Ricardo Martineli Massola Mestre em Qualidade de Vida, Saúde Coletiva e Atividade Física na UNICAMP

Leia mais

GINÁSTICA LABORAL OUTRAS DENOMINAÇÕES

GINÁSTICA LABORAL OUTRAS DENOMINAÇÕES GINÁSTICA LABORAL GYMNASTIKÉ = Arte de exercitar o corpo LABOR = Trabalho OUTRAS DENOMINAÇÕES - Ginástica Ocupacional - Cinesioterapia Laboral - Ginástica do trabalho Sua prática é responsável pela redução

Leia mais

GINÁSTICA LABORAL: UMA ABORDAGEM MULTIDISCIPLINAR

GINÁSTICA LABORAL: UMA ABORDAGEM MULTIDISCIPLINAR GINÁSTICA LABORAL: UMA ABORDAGEM MULTIDISCIPLINAR Carina Fátima Brum 1, Tahiana Cadore Lorenzet Zorzi 2 RESUMO: O projeto de ginástica laboral na Unochapecó iniciou suas atividades em fevereiro de 2003

Leia mais

IMPLANTAÇÃO E AVALIAÇÃO DE UM PROGRAMA DE GINÁSTICA LABORAL: UM ESTUDO PILOTO REALIZADO JUNTO A COLABORADORES DE UM HOSPITAL PRIVADO

IMPLANTAÇÃO E AVALIAÇÃO DE UM PROGRAMA DE GINÁSTICA LABORAL: UM ESTUDO PILOTO REALIZADO JUNTO A COLABORADORES DE UM HOSPITAL PRIVADO IMPLANTAÇÃO E AVALIAÇÃO DE UM PROGRAMA DE GINÁSTICA LABORAL: UM ESTUDO PILOTO REALIZADO JUNTO A COLABORADORES DE UM HOSPITAL PRIVADO Maria Cecilia Rezek Juliano 1 Silvia Renata Rezek Juliano 1 Maria Clara

Leia mais

A GINÁSTICA LABORAL COMO FERRAMENTA PARA A MELHORIA DA QUALIDADE DE VIDA NO SETOR DE COZINHA EM RESTAURANTES

A GINÁSTICA LABORAL COMO FERRAMENTA PARA A MELHORIA DA QUALIDADE DE VIDA NO SETOR DE COZINHA EM RESTAURANTES A GINÁSTICA LABORAL COMO FERRAMENTA PARA A MELHORIA DA QUALIDADE DE VIDA NO SETOR DE COZINHA EM RESTAURANTES Alexandre Crespo Coelho da Silva Pinto Fisioterapeuta Mestrando em Engenharia de Produção UFSC

Leia mais

A Prevenção de Doenças Ocupacionais na Gestão de Qualidade Empresarial

A Prevenção de Doenças Ocupacionais na Gestão de Qualidade Empresarial A Prevenção de Doenças Ocupacionais na Gestão de Qualidade Empresarial 2 Alessandra Maróstica de Freitas A Prevenção de Doenças Ocupacionais na Gestão de Qualidade Empresarial ALESSANDRA MARÓSTICA DE FREITAS

Leia mais

A GINÁSTICA LABORAL: OS CONTRASTES NOS RESULTADOS QUANDO ORIENTADA PELO EDUCADOR FÍSICO

A GINÁSTICA LABORAL: OS CONTRASTES NOS RESULTADOS QUANDO ORIENTADA PELO EDUCADOR FÍSICO A GINÁSTICA LABORAL: OS CONTRASTES NOS RESULTADOS QUANDO ORIENTADA PELO EDUCADOR FÍSICO Wagner Hauer Argenton 1 Rafael Godoy Cancelli Evandete Mitue Centro Universitário Positivo, Curitiba, PR Resumo:

Leia mais

Influência da ginástica laboral em funcionários que trabalham com telemarketing

Influência da ginástica laboral em funcionários que trabalham com telemarketing 1 Influência da ginástica laboral em funcionários que trabalham com telemarketing Introdução A ginástica laboral tem como objetivo minimizar os impactos negativos oriundos do sedentarismo do trabalhador

Leia mais

SECRETARIA DE RESSOCIALIZAÇÃO. Programa de Alívio e Relaxamento do Estresse

SECRETARIA DE RESSOCIALIZAÇÃO. Programa de Alívio e Relaxamento do Estresse SECRETARIA DE RESSOCIALIZAÇÃO Programa de Alívio e Relaxamento do Estresse SUMÁRIO JUSTIFICATIVA OBJETIVOS EXECUÇÃO CONDIÇÕES GERAIS JUSTIFICATIVA As facilidades e a agitação da vida moderna trouxeram

Leia mais

GINÁSTICA LABORAL Prof. Juliana Moreli Barreto

GINÁSTICA LABORAL Prof. Juliana Moreli Barreto GINÁSTICA LABORAL Prof. Juliana Moreli Barreto OFICINA PRÁTICA Aprenda a ministrar aulas de ginástica laboral GINÁSTICA LABORAL - Objetivos e benefícios do programa - Formas de aplicação atualmente - Periodização

Leia mais

Ginástica Laboral: um Meio de Promover Qualidade de Vida no Trabalho

Ginástica Laboral: um Meio de Promover Qualidade de Vida no Trabalho 26 Ginástica Laboral: um Meio de Promover Qualidade de Vida no Trabalho Rossane Alves de Mancilha Especialista em Gestão da Qualidade de Vida na Empresa - UNICAMP Trabalhar em conjunto é uma copiosa fonte

Leia mais

PROJETO DE EXTENSÃO DE GINÁSTICA LABORAL PARA MELHORAR QUALIDADE DE VIDA DOS FUNCIONÁRIOS DA ULBRA/GUAÍBA

PROJETO DE EXTENSÃO DE GINÁSTICA LABORAL PARA MELHORAR QUALIDADE DE VIDA DOS FUNCIONÁRIOS DA ULBRA/GUAÍBA PROJETO DE EXTENSÃO DE GINÁSTICA LABORAL PARA MELHORAR QUALIDADE DE VIDA DOS FUNCIONÁRIOS DA ULBRA/GUAÍBA RESUMO *Luciano Leal Loureiro ** Jésica Finguer O presente texto busca explicar o que é o projeto

Leia mais

COMISSÃO DE SEGURIDADE SOCIAL E FAMÍLIA. PROJETO DE LEI N o 6.083, DE 2009 I RELATÓRIO

COMISSÃO DE SEGURIDADE SOCIAL E FAMÍLIA. PROJETO DE LEI N o 6.083, DE 2009 I RELATÓRIO COMISSÃO DE SEGURIDADE SOCIAL E FAMÍLIA PROJETO DE LEI N o 6.083, DE 2009 Institui a obrigatoriedade de realização de ginástica laboral no âmbito dos órgãos e entidades da administração pública federal

Leia mais

UNIVERSIDADE CANDIDO MENDES PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU INSTITUTO A VEZ DO MESTRE

UNIVERSIDADE CANDIDO MENDES PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU INSTITUTO A VEZ DO MESTRE UNIVERSIDADE CANDIDO MENDES PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU INSTITUTO A VEZ DO MESTRE Ginástica Laboral: Cuidando da Qualidade Física dos Trabalhadores. Por: Ana Paula Fonseca Cavalcante da Costa Orientadora

Leia mais

PROGRAMA DE GINÁSTICA LABORAL NA EMPRESA

PROGRAMA DE GINÁSTICA LABORAL NA EMPRESA PROGRAMA DE GINÁSTICA LABORAL NA EMPRESA Profª Ms. Laurecy Dias dos Santos 08 a 11 de outubro de 2014 08 a 11 de outubro de 2014 HISTÓRICO Polônia (1925) Ginástica de Pausa Experiências em outros países:

Leia mais

Título: AVALIAÇÃO DA SAÚDE DO TRABALHADOR POR MEIO DA ANÁLISE ERGONÔMICA EM FUNCIONÁRIOS DA INDÚSTRIA CAMERA.

Título: AVALIAÇÃO DA SAÚDE DO TRABALHADOR POR MEIO DA ANÁLISE ERGONÔMICA EM FUNCIONÁRIOS DA INDÚSTRIA CAMERA. Título: AVALIAÇÃO DA SAÚDE DO TRABALHADOR POR MEIO DA ANÁLISE ERGONÔMICA EM FUNCIONÁRIOS DA INDÚSTRIA CAMERA. AQUINO, Ariane; HAAS, Daniela; PIRES, Ana Helena Braga; VIDAL, Paula Cristina V. Universidade

Leia mais

P Ú B L I C O I N T E R N O

P Ú B L I C O I N T E R N O Apresentação O Banrisul valoriza seus colaboradores por entender que estes são a essência do negócio. A promoção da qualidade de vida e da segurança dos funcionários é uma prática constante que comprova

Leia mais

RH Saúde Ocupacional

RH Saúde Ocupacional Programa de Promoção da Saúde no Ambiente de Trabalho RH Saúde Ocupacional Objetivo Tem como principal objetivo propiciar ambiente de Tem como principal objetivo propiciar ambiente de trabalho e clima

Leia mais

P Ú B L I C O I N T E R N O

P Ú B L I C O I N T E R N O Apresentação O Banrisul valoriza seus colaboradores por entender que estes são a essência do negócio. A promoção da qualidade de vida e da segurança dos funcionários é uma prática constante que comprova

Leia mais

A relação trabalho, fábricas, máquinas, homens e(m) movimento há alguns

A relação trabalho, fábricas, máquinas, homens e(m) movimento há alguns TÍTULO:PROMOVENDO E RECUPERANDO A SAÚDE DO TRABALHADOR NA EMPRESA: GINÁSTICA LABORAL E CORREÇÃO FUNCIONAL NA ELECTROLUX DO BRASIL. AUTORES: DUARTE, A. C. G. O.; OLIVEIRA, S. B.; ARRUDA, E. A. B.; VENÂNCIO,

Leia mais

Manutenção do programa de ginástica laboral: estudo de caso em um abatedouro e frigorífico de carnes

Manutenção do programa de ginástica laboral: estudo de caso em um abatedouro e frigorífico de carnes Manutenção do programa de laboral: estudo de caso em um abatedouro e frigorífico de carnes Junior ClacindoDefani (PPGEP-UTFPR)jcdefani@ibest.com.br Antonio Augusto Xavier (PPGEP-UTFPR)augustox@cefetpr.com

Leia mais

Atividade Física no Ambiente de Trabalho

Atividade Física no Ambiente de Trabalho Atividade Física no Ambiente de Trabalho Centro de Medicina da Atividade Física e do Esporte CEMAFE Escola Paulista de Medicina - EPM Universidade Federal de São Paulo UNIFESP 2007 Ginástica Laboral Histórico

Leia mais

UNIVERSIDADE DO VALE DO PARAIBA FACULDADE DE EDUCAÇÃO E ARTES CURSO DE EDUCAÇÃO FÍSICA

UNIVERSIDADE DO VALE DO PARAIBA FACULDADE DE EDUCAÇÃO E ARTES CURSO DE EDUCAÇÃO FÍSICA UNIVERSIDADE DO VALE DO PARAIBA FACULDADE DE EDUCAÇÃO E ARTES CURSO DE EDUCAÇÃO FÍSICA A IMPORTANCIA DA GINASTICA LABORAL NA PREVENÇÃO DE LESOES NO TRABALHO. Noel Farias de Oliveira São José dos Campos/SP

Leia mais

LER / DORT PREVINA-SE

LER / DORT PREVINA-SE LER / DORT PREVINA-SE Rio Claro SP Apoio: Prefeitura de Rio Claro Fundação Municipal de Saúde de Rio Claro Conselho Gestor CEREST Conselho Municipal de Saúde Rede Nacional de Atenção à Saúde do Trabalhador

Leia mais

Palavras Chave: Fisioterapia preventiva do trabalho; LER/DORT; acidente de trabalho, turnover.

Palavras Chave: Fisioterapia preventiva do trabalho; LER/DORT; acidente de trabalho, turnover. A eficácia da fisioterapia preventiva do trabalho na redução do número de colaboradores em acompanhamento no ambulatório de fisioterapia de uma indústria de fios têxteis Rodrigo Mendes Wiczick (UTFPR)rodrigo_2006@pg.cefetpr.br

Leia mais

PPRDOC PROGRAMA DE PREVENÇÃO E REABILITAÇÃO DE DOENÇAS OCUPACIONAIS E CRÔNICAS

PPRDOC PROGRAMA DE PREVENÇÃO E REABILITAÇÃO DE DOENÇAS OCUPACIONAIS E CRÔNICAS PPRDOC PROGRAMA DE E DE DOENÇAS OCUPACIONAIS E CRÔNICAS APRESENTAÇÃO Prezados, A MCA Saúde e Bem-Estar é uma empresa especializada em planejar, implantar, aperfeiçoar e coordenar programas, projetos e

Leia mais

ANÁLISE METODOLÓGICA SOBRE A IMPORTÂNCIA DA ERGONOMIA E DA GINÁSTICA LABORAL E AS INFLUÊNCIAS NA QUALIDADE DE VIDA DO TRABALHADOR RURAL

ANÁLISE METODOLÓGICA SOBRE A IMPORTÂNCIA DA ERGONOMIA E DA GINÁSTICA LABORAL E AS INFLUÊNCIAS NA QUALIDADE DE VIDA DO TRABALHADOR RURAL 25 a 28 de Outubro de 2011 ISBN 978-85-8084-055-1 ANÁLISE METODOLÓGICA SOBRE A IMPORTÂNCIA DA ERGONOMIA E DA GINÁSTICA LABORAL E AS INFLUÊNCIAS NA QUALIDADE DE VIDA DO TRABALHADOR RURAL Pedro Alberto Vilamaior

Leia mais

PREVDORT - Projeto de Prevenção de DORTs

PREVDORT - Projeto de Prevenção de DORTs 1 PREVDORT - Projeto de Prevenção de DORTs 1. RESUMO Sara Cristina Freitas de Oliveira O PREVDORT - Projeto de Prevenção de DORTs é um projeto vinculado à Diretoria de Programas Comunitários da Pró- Reitoria

Leia mais

Seguro saúde - Primeira Etapa do Projeto

Seguro saúde - Primeira Etapa do Projeto Seguro saúde - Primeira Etapa do Projeto 01 Pesquisa de mercado em busca das melhores opções de acordo com o perfil e realidade de sua empresa, apresentando as melhores companhias de Seguros e Empresas

Leia mais

LER/DORT. Lesões por Esforços Repetitivos (LER) Distúrbios Osteomusculares Relacionados ao Trabalho (Dort)

LER/DORT. Lesões por Esforços Repetitivos (LER) Distúrbios Osteomusculares Relacionados ao Trabalho (Dort) LER/DORT Lesões por Esforços Repetitivos (LER) Distúrbios Osteomusculares Relacionados ao Trabalho (Dort) Introdução: O que é LER/Dort? São danos decorrentes da utilização excessiva imposta ao sistema

Leia mais

DOENÇA PROFISSIONAL E DO TRABALHO RESUMO

DOENÇA PROFISSIONAL E DO TRABALHO RESUMO 1 DOENÇA PROFISSIONAL E DO TRABALHO Beatriz Adrieli Braz (Discente do 4º ano de administração AEMS) Bruna P. Freitas Godoi (Discente do 4º ano de administração AEMS) Ângela de Souza Brasil (Docente Esp.

Leia mais

LER/DORT. Dr. Rodrigo Rodarte

LER/DORT. Dr. Rodrigo Rodarte LER/DORT Dr. Rodrigo Rodarte Há dois lados em todas as questões (Pitágoras, 410 445 a.c.) Definição: As L.E.R. são Lesões por Esforços Repetitivos (definição mais antiga) A D.O.R.T. (conhecidas como doenças

Leia mais

Proposta para Implantação do Programa Atividade Física & Mulheres

Proposta para Implantação do Programa Atividade Física & Mulheres 2 Proposta para Implantação do Programa Atividade Física & Mulheres Ana Paula Bueno de Moraes Oliveira Graduada em Serviço Social Pontifícia Universidade Católica de Campinas - PUC Campinas Especialista

Leia mais

Relatório e Proposta de Programa para Grupos Corporativos: Atividade Física na Promoção da Saúde e Qualidade de Vida

Relatório e Proposta de Programa para Grupos Corporativos: Atividade Física na Promoção da Saúde e Qualidade de Vida 27 Relatório e Proposta de Programa para Grupos Corporativos: Atividade Física na Promoção da Saúde e Qualidade de Vida Simone Simões de Almeida Sganzerla Graduada em Educação Física Especialista em Gestão

Leia mais

NR 17 - ERGONOMIA. Portaria 3.214, de 08 de junho de 1978 06/07

NR 17 - ERGONOMIA. Portaria 3.214, de 08 de junho de 1978 06/07 NR 17 - ERGONOMIA Portaria 3.214, de 08 de junho de 1978 06/07 Esta Norma Regulamentadora visa a estabelecer parâmetros que permitam a adaptação das condições de trabalho às características psicofisiológicas

Leia mais

Biomecânica. A alavanca inter-resistente ou de 2º grau adequada para a realização de esforço físico, praticamente não existe no corpo humano.

Biomecânica. A alavanca inter-resistente ou de 2º grau adequada para a realização de esforço físico, praticamente não existe no corpo humano. Biomecânica Parte do conhecimento da Ergonomia aplicada ao trabalho origina-se no estudo da máquina humana. Os ossos, os músculos, ligamentos e tendões são os elementos dessa máquina que possibilitam realizar

Leia mais

Carina Cristiane Teodoro Pierini¹; Terezinha Gomes Faria²

Carina Cristiane Teodoro Pierini¹; Terezinha Gomes Faria² V EPCC Encontro Internacional de Produção Científica Cesumar 23 a 26 de outubro de 7 CONTRIBUIÇÕES DA GINÁSTICA LABORAL PARA A MELHORIA DA CONDIÇÃO FÍSICA DOS ORIENTADORES DE ESTACIONAMENTO REGULAMENTADO

Leia mais

ESTADO DO CEARÁ PODER JUDICIÁRIO FÓRUM CLÓVIS BEVILÁQUA

ESTADO DO CEARÁ PODER JUDICIÁRIO FÓRUM CLÓVIS BEVILÁQUA ESTADO DO CEARÁ PODER JUDICIÁRIO FÓRUM CLÓVIS BEVILÁQUA APRESENTAÇÃO E-mail para contato: ctifor@tjce.jus.br Nome do trabalho: Projeto Qualidade de Vida: celebrando o equilíbrio mente/corpo no ambiente

Leia mais

CURSO: EDUCAÇÃO FÍSICA (bacharelado)

CURSO: EDUCAÇÃO FÍSICA (bacharelado) CURSO: EDUCAÇÃO FÍSICA (bacharelado) Missão Sua missão é tornar-se referência na formação de profissionais para atuar nos diferentes segmentos humanos e sociais, considerando a atividade física e promoção

Leia mais

CASE HSBC Aplicação do Método OCRA na Promoção da Saúde em Call Center

CASE HSBC Aplicação do Método OCRA na Promoção da Saúde em Call Center CASE HSBC Aplicação do Método OCRA na Promoção da Saúde em Call Center Objetivos Promoção da Qualidade de Vida no Trabalho; Estimular melhoria no Clima Organizacional; Prevenção do adoecimento; Redução

Leia mais

EXAME CLÍNICO DE MEMBROS SUPERIORES E COLUNA ATIVO CONTRA-RESISTÊNCIA MOVIMENTAÇÃO ATIVA

EXAME CLÍNICO DE MEMBROS SUPERIORES E COLUNA ATIVO CONTRA-RESISTÊNCIA MOVIMENTAÇÃO ATIVA Logomarca da empresa Nome: N.º Registro ESQUERDA EXAME CLÍNICO DE MEMBROS SUPERIORES E COLUNA ATIVO CONTRA-RESISTÊNCIA MOVIMENTAÇÃO ATIVA PESCOÇO (COLUNA CERVICAL) Inclinação (flexão lateral) OMBROS Abdução

Leia mais

Curso de Ginástica Laboral. Ft. Milena Carrijo Dutra

Curso de Ginástica Laboral. Ft. Milena Carrijo Dutra Curso de Ginástica Laboral Ft. Milena Carrijo Dutra I. Introdução Objetivos Curso de capacitação Aprofundar Conhecimentos Networking Conhecer Profissionais capacitados para futura efetivação Definições

Leia mais

Ginástica Laboral como Meio de Promoção da Qualidade de Vida no Trabalho

Ginástica Laboral como Meio de Promoção da Qualidade de Vida no Trabalho 6 Ginástica Laboral como Meio de Promoção da Qualidade de Vida no Trabalho José Cicero Mangabeira Da Silva Gestor Em Recursos Humanos - Anhanguera Educacional - Campinas-SP Especialista Em Gestão Da Qualidade

Leia mais

A CONTRIBUIÇÃO DA GINÁSTICA LABORAL PARA MELHORA DO CLIMA ORGANIZACIONAL DAS EMPRESAS. Por: Josiane de Freitas Souza

A CONTRIBUIÇÃO DA GINÁSTICA LABORAL PARA MELHORA DO CLIMA ORGANIZACIONAL DAS EMPRESAS. Por: Josiane de Freitas Souza UNIVERSIDADE CANDIDO MENDES INSTITUTO A VEZ DO MESTRE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU A CONTRIBUIÇÃO DA GINÁSTICA LABORAL PARA MELHORA DO CLIMA ORGANIZACIONAL DAS EMPRESAS Por: Josiane de Freitas Souza Orientador

Leia mais

A postura saudável para o digitador

A postura saudável para o digitador A postura saudável para o digitador A postura saudável para o digitador 2 Muitas vezes nos perguntamos: Qual é a postura mais adequada para se trabalhar durante horas em frente a um computador? Após anos

Leia mais

A Atividade Física como Proposta de Prevenção de Doenças no Trabalhador

A Atividade Física como Proposta de Prevenção de Doenças no Trabalhador 23 A Atividade Física como Proposta de Prevenção de Doenças no Trabalhador Maria Lúcia Cimadon Silvestre Graduada em Psicologia na Universidade São Francisco Especialista em Gestão da Qualidade de Vida

Leia mais

O IMPACTO DO PROGRAMA DE GINÁSTICA LABORAL NO AUMENTO DA FLEXIBILIDADE

O IMPACTO DO PROGRAMA DE GINÁSTICA LABORAL NO AUMENTO DA FLEXIBILIDADE O IMPACTO DO PROGRAMA DE GINÁSTICA LABORAL NO AUMENTO DA FLEXIBILIDADE UM ESTUDO QUANTO À APLICABILLIDADE DO PROGRAMA PARA COLETORES DE LIXO DO MUNICÍPIO DE NITERÓI ALESSANDRA ABREU LOUBACK, RAFAEL GRIFFO

Leia mais

UNIVERSIDADE CANDIDO MENDES PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU AVM FACULDADE INTEGRADA

UNIVERSIDADE CANDIDO MENDES PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU AVM FACULDADE INTEGRADA UNIVERSIDADE CANDIDO MENDES PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU AVM FACULDADE INTEGRADA A IMPORTÂNCIA DA GINÁSTICA LABORAL E QUALIDADE DE VIDA NO TRABALHO Por: Lenira de Almeida L.P.Morais Orientadora Profª Fabiane

Leia mais

A PERCEPÇÃO DOS FUNCIONÁRIOS DA UNIVERSIDADE ESTADUAL DE PONTA GROSSA SOBRE A GINÁSTICA LABORAL

A PERCEPÇÃO DOS FUNCIONÁRIOS DA UNIVERSIDADE ESTADUAL DE PONTA GROSSA SOBRE A GINÁSTICA LABORAL 10. CONEX Apresentação Oral Resumo Expandido 1 ÁREA TEMÁTICA: (marque uma das opções) ( ) COMUNICAÇÃO ( ) CULTURA ( ) DIREITOS HUMANOS E JUSTIÇA ( ) EDUCAÇÃO ( ) MEIO AMBIENTE ( X ) SAÚDE ( ) TRABALHO

Leia mais

Ergonomia é o estudo do. relacionamento entre o homem e o seu trabalho, equipamento e ambiente, e. particularmente a aplicação dos

Ergonomia é o estudo do. relacionamento entre o homem e o seu trabalho, equipamento e ambiente, e. particularmente a aplicação dos ERGONOMIA ERGONOMIA relacionamento entre o homem e o seu trabalho, equipamento e ambiente, e conhecimentos de anatomia, fisiologia e psicologia na solução dos problemas surgidos deste relacionamento. Em

Leia mais

SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO. Prevenção das Lesões por Esforços Repetitivos L E R

SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO. Prevenção das Lesões por Esforços Repetitivos L E R SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO Prevenção das Lesões por Esforços Repetitivos L E R O QUE SÃO AS LESÕES POR ESFORÇOS REPETITIVOS LER são doenças do trabalho provocadas pelo uso inadequado e excessivo do

Leia mais

A Empresa Recursos Humanos, Administração de Empresas e Seguros

A Empresa Recursos Humanos, Administração de Empresas e Seguros A Empresa A POLLO Consultoria de Benefícios e Corretora de Seguros é uma empresa, com 14 anos de mercado, especializada em planejar, elaborar, implantar e administrar projetos voltados para as áreas da

Leia mais

A importância da ginástica laboral na prevenção da ler e dort.

A importância da ginástica laboral na prevenção da ler e dort. 1 A importância da ginástica laboral na prevenção da ler e dort. Ozeneide da Silva dos Santos 1 neidesantos.cl@gmail.com Dayana Priscila Maia Mejia 2 Pós-Graduação em Ortopedia e Traumatologia - Faculdade

Leia mais

LESÕES OSTEOMUSCULARES

LESÕES OSTEOMUSCULARES LESÕES OSTEOMUSCULARES E aí galera do hand mades é com muito orgulho que eu estou escrevendo este texto a respeito de um assunto muito importante e que muitas vezes está fora do conhecimento de vocês Músicos.

Leia mais

5º Fórum Febraban de Segurança e Saúde no Trabalho do Sistema Financeiro. Programa Qualidade de Vida CAIXA. São Paulo - SP Outubro 2008

5º Fórum Febraban de Segurança e Saúde no Trabalho do Sistema Financeiro. Programa Qualidade de Vida CAIXA. São Paulo - SP Outubro 2008 5º Fórum Febraban de Segurança e Saúde no Trabalho do Sistema Financeiro Programa Qualidade de Vida CAIXA São Paulo - SP Outubro 2008 Sistema de Saúde e Segurança no Trabalho 1º NÍVEL 2º NÍVEL 3º NÍVEL

Leia mais

ESTUDO SOBRE OS SINTOMAS DAS LER/DORT EM OPERADORES DE COMPUTADORES NA CIDADE DE SANTA MARIA (RS).

ESTUDO SOBRE OS SINTOMAS DAS LER/DORT EM OPERADORES DE COMPUTADORES NA CIDADE DE SANTA MARIA (RS). ESTUDO SOBRE OS SINTOMAS DAS LER/DORT EM OPERADORES DE COMPUTADORES NA CIDADE DE SANTA MARIA (RS). Daniel Donida Schlottfeldt Graduando de Engenharia de Produção e Tecnologia de Segurança no Trabalho UNISA

Leia mais

Consciência cinestésica como prática da Terapia Ocupacional no ambiente do trabalhador* Wilson C. Garves

Consciência cinestésica como prática da Terapia Ocupacional no ambiente do trabalhador* Wilson C. Garves Consciência cinestésica como prática da Terapia Ocupacional no ambiente do trabalhador* Wilson C. Garves *Trabalho apresentado no VIII Congresso Latino Americano de Terapia Ocupacional Lima - Peru, abril

Leia mais

SIGOWeb Informática Ltda CONTESTAÇÃO ADMINISTRATIVA À CONCESSÃO DO BENEFÍCIO ACIDENTÁRIO

SIGOWeb Informática Ltda CONTESTAÇÃO ADMINISTRATIVA À CONCESSÃO DO BENEFÍCIO ACIDENTÁRIO CONTESTAÇÃO ADMINISTRATIVA À CONCESSÃO DO BENEFÍCIO ACIDENTÁRIO Dr. Airton Kwitko: kwitko@sigoweb.com.br A partir de 2010 o País convive com o Fator Acidentário de Prevenção (FAP). O FAP é calculado através

Leia mais

LEANDRO RICARDO DOS SANTOS VIEIRA GINÁSTICA LABORAL: ABORDAGEM FUNCIONAL DO PROFISSIONAL DE EDUCAÇÃO FÍSICA

LEANDRO RICARDO DOS SANTOS VIEIRA GINÁSTICA LABORAL: ABORDAGEM FUNCIONAL DO PROFISSIONAL DE EDUCAÇÃO FÍSICA LEANDRO RICARDO DOS SANTOS VIEIRA GINÁSTICA LABORAL: ABORDAGEM FUNCIONAL DO PROFISSIONAL DE EDUCAÇÃO FÍSICA Belo Horizonte Escola de Educação Física, Fisioterapia e Terapia Ocupacional Universidade Federal

Leia mais

Evanir Soares da Fonseca

Evanir Soares da Fonseca CURSO DE ATUALIZAÇÃO Gestão das Condições de Trabalho e Saúde dos Trabalhadores da Saúde AÇÕES DE COMBATE AO ESTRESSE: PROMOÇÃO DA QUALIDADE DE VIDA DOS TRABALHADORES DA SAÚDE DE PARACATU - MG Evanir Soares

Leia mais

PROJETO DE LEI Nº, DE 2005

PROJETO DE LEI Nº, DE 2005 PROJETO DE LEI Nº, DE 2005 Institui a ginástica laboral como prática obrigatória em todas as empresas que desenvolvam atividades que gerem esforço físico repetitivo. O Congresso Nacional decreta: Art.

Leia mais

Gestão Ergonômica e Programas de Ergonomia na Empresa

Gestão Ergonômica e Programas de Ergonomia na Empresa Gestão Ergonômica e Programas de Ergonomia na Empresa Ms. João Eduardo de Azevedo Vieira Fisioterapeuta (PUC-PR / 2000) Esp. Fisiologia do Exercício e do Desporto (IBPEX / 2001) Esp. Fisioterapia do Trabalho

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA CONTROLE DE REVISÕES APROVAÇÃO: MATRÍCULA: RUBRICA: JOSÉ CASSIANO FERREIRA FILHO 18.031-42

TERMO DE REFERÊNCIA CONTROLE DE REVISÕES APROVAÇÃO: MATRÍCULA: RUBRICA: JOSÉ CASSIANO FERREIRA FILHO 18.031-42 TERMO DE REFERÊNCIA CONTRATAÇÃO DE EMPRESA ESPECIALIZADA PARA REALIZAÇÃO DE SESSÕES DE MASSOTERAPIA, ATIVIDADE INTEGRANTE DO PROGRAMA QUALIDADE DE VIDA E DO PROJETO DE PROMOÇÃO DE ATIVIDADES FÍSICAS E

Leia mais

EXMO. Sr. JUIZ DA ª VARA DO TRABALHO DE TRT 13a Região. Ref.: Ação nº (ex.: RT 0025-2007-035-13-00-0)

EXMO. Sr. JUIZ DA ª VARA DO TRABALHO DE TRT 13a Região. Ref.: Ação nº (ex.: RT 0025-2007-035-13-00-0) EXMO. Sr. JUIZ DA ª VARA DO TRABALHO DE TRT 13a Região Ref.: Ação nº (ex.: RT 0025-2007-035-13-00-0), Médico(a) (especialidade, ex: Médico do Trabalho), inscrito(a) no Conselho Regional de Medicina nº

Leia mais

EFETIVIDADE DA ESCOLA DE COLUNA EM IDOSOS COM LOMBALGIA

EFETIVIDADE DA ESCOLA DE COLUNA EM IDOSOS COM LOMBALGIA EFETIVIDADE DA ESCOLA DE COLUNA EM IDOSOS COM LOMBALGIA Maria Lucia Ziroldo 1 ; Mateus Dias Antunes 2 ; Daniela Saldanha Wittig 3 ; Sonia Maria Marques Gomes Bertolini 4 RESUMO: A dor lombar é uma das

Leia mais

QUALIDADE DE VIDA NO TRABALHO

QUALIDADE DE VIDA NO TRABALHO ISSN 1984-9354 QUALIDADE DE VIDA NO TRABALHO JAQUELINE ARAUJO DOS SANTOS (LATEC / UFF) Resumo: Os temas relacionados à qualidade de vida no trabalho estão cada vez mais sendo objeto de estudo e presentes

Leia mais

A EFICIÊNCIA DO ALONGAMENTO ESTÁTICO E ALONGAMENTO DINÂMICO NA FLEXIBILIDADE DE TRABALHADORES DE UMA EMPRESA EM BRUSQUE SC

A EFICIÊNCIA DO ALONGAMENTO ESTÁTICO E ALONGAMENTO DINÂMICO NA FLEXIBILIDADE DE TRABALHADORES DE UMA EMPRESA EM BRUSQUE SC A EFICIÊNCIA DO ALONGAMENTO ESTÁTICO E ALONGAMENTO DINÂMICO NA FLEXIBILIDADE DE TRABALHADORES DE UMA EMPRESA EM BRUSQUE SC Corrêa 1, Renan Braz 2, André Luiz de Oliveira RESUMO A flexibilidade é uma das

Leia mais

Avaliação da saúde no trabalho - O papel da ginástica laboral na qualidade de vida dos garçons e garçonetes da TRIGOLEVE

Avaliação da saúde no trabalho - O papel da ginástica laboral na qualidade de vida dos garçons e garçonetes da TRIGOLEVE Avaliação da saúde no trabalho - O papel da ginástica laboral na qualidade de vida dos garçons e garçonetes da TRIGOLEVE Regiane Maria Soares Ramos Graduanda do curso de Educação Física (UFV) - regiane.ramos@ufv.br

Leia mais

Marcio Roberto Marcelino

Marcio Roberto Marcelino CURSO DE ATUALIZAÇÃO Gestão das Condições de Trabalho e Saúde dos Trabalhadores da Saúde Ginástica Laboral: uma proposta para promoção de saúde dos trabalhadores da U.B.S. Santa Tereza Marcio Roberto Marcelino

Leia mais

PROGRAMA Pró-Saúde Ocupacional. Orientações Ergonômicas

PROGRAMA Pró-Saúde Ocupacional. Orientações Ergonômicas PROGRAMA Pró-Saúde Ocupacional Orientações Ergonômicas PROGRAMA Pró-Saúde Ocupacional Orientações Ergonômicas Supervisão Diretoria-Geral Coordenação Geral Secretaria de Recursos Humanos Execução Serviço

Leia mais

LER/DORT. www.cpsol.com.br

LER/DORT. www.cpsol.com.br LER/DORT Prevenção através s da ergonomia DEFINIÇÃO LER: Lesões por Esforços Repetitivos; DORT: Doenças Osteomusculares Relacionadas ao Trabalho; São doenças provocadas pelo uso inadequado e excessivo

Leia mais

Desenvolvimento de uma horta para cultivo de algumas espécies de

Desenvolvimento de uma horta para cultivo de algumas espécies de 3 Propostas de Projetos em Qualidade de Vida para a FUNCAMP 3.1 - PROJETO HORTA COMUNITÁRIA Alessandra de Oliveira Manzato Liliam Mara Piloni Borges de Camargo Fúlvia Regina Boaro de Oliveira Maria da

Leia mais

Título: Modelo Bioergonomia na Unidade de Correção Postural (Total Care - AMIL)

Título: Modelo Bioergonomia na Unidade de Correção Postural (Total Care - AMIL) Projeto: Unidade de Correção Postural AMIL Título: Modelo Bioergonomia na Unidade de Correção Postural (Total Care - AMIL) Autores: LACOMBE,Patricia, FURLAN, Valter, SONSIN, Katia. Instituição: Instituto

Leia mais

As Atividades físicas suas definições e benefícios.

As Atividades físicas suas definições e benefícios. As Atividades físicas suas definições e benefícios. MUSCULAÇÃO A musculação, também conhecida como Treinamento com Pesos, ou Treinamento com Carga, tornou-se uma das formas mais conhecidas de exercício,

Leia mais

Artigo publicado na Revista CEPPG Nº 24 1/2011 ISSN 1517-8471 Páginas 79 à 88

Artigo publicado na Revista CEPPG Nº 24 1/2011 ISSN 1517-8471 Páginas 79 à 88 Artigo publicado na Revista CEPPG Nº 24 1/2011 ISSN 1517-8471 Páginas 79 à 88 ERGONOMIA APLICADA EM MOBILIÁRIO DE SECRETÁRIA Josiane Lino da Silva 1 Cristina Freire da Silva 2 RESUMO A presente pesquisa

Leia mais

ANÁLISE DA EFICÁCIA DE UM PROGRAMA DE CINESIOTERAPIA/GINÁSTICA LABORAL

ANÁLISE DA EFICÁCIA DE UM PROGRAMA DE CINESIOTERAPIA/GINÁSTICA LABORAL Revista F@pciência, Apucarana-PR, ISSN 1984-2333, v.3, n. 5, p. 53 64, 2009. ANÁLISE DA EFICÁCIA DE UM PROGRAMA DE CINESIOTERAPIA/GINÁSTICA LABORAL Fernando Sambugari Rodrigues (FAP) Adriano Fagundes da

Leia mais

Enfermagem do Trabalho Atenção à Saúde do Trabalhador Programas de Saúde do Trabalhador Marcia Valeria Azevedo

Enfermagem do Trabalho Atenção à Saúde do Trabalhador Programas de Saúde do Trabalhador Marcia Valeria Azevedo Tema 1 Programas de Saúde do Trabalhador Projeto Curso Disciplina Tema Professor Pós-graduação Enfermagem do Trabalho Atenção à Saúde do Trabalhador Programas de Saúde do Trabalhador Marcia Valeria Azevedo

Leia mais

Dr. Ailton Luis da Silva. www.healthwork.com.br ailton@healthwork.com.br Tel: (11) 5083-5300

Dr. Ailton Luis da Silva. www.healthwork.com.br ailton@healthwork.com.br Tel: (11) 5083-5300 ACOMPANHAMENTO E MONITORAMENTO DO TRABALHADOR EM TELEATENDIMENTO (CALL CENTERS) Dr. Ailton Luis da Silva www.healthwork.com.br ailton@healthwork.com.br Tel: (11) 5083-5300 O segmento transformou-se no

Leia mais

OS EFEITOS DA GINÁSTICA LABORAL COMO FERRAMENTA DE GANHO FUNCIONAL PARA FUNCIONÁRIOS EM AMBIENTE CORPORATIVO INSTITUTO FEDERAL DO PIAUÍ

OS EFEITOS DA GINÁSTICA LABORAL COMO FERRAMENTA DE GANHO FUNCIONAL PARA FUNCIONÁRIOS EM AMBIENTE CORPORATIVO INSTITUTO FEDERAL DO PIAUÍ OS EFEITOS DA GINÁSTICA LABORAL COMO FERRAMENTA DE GANHO FUNCIONAL PARA FUNCIONÁRIOS EM AMBIENTE CORPORATIVO ORIENTADOR: PROF.MSC.EDVALDO CÉSAR DA SILVA OLIVEIRA ALUNO: DEBORAH TALLYTA MELO DA SILVA INSTITUTO

Leia mais

FUNCIONÁRIOS DA EMPRESA TELEMONT, NA PREVENÇÃO DA LER/DORT.

FUNCIONÁRIOS DA EMPRESA TELEMONT, NA PREVENÇÃO DA LER/DORT. Pró-Reitoria Nome de do Graduação autor Curso de Educação Física Trabalho de Conclusão de Curso TCC II A IMPORTÂNCIA TÍTULO DA GINÁSTICA DO PROJETO LABORAL EM FUNCIONÁRIOS DA EMPRESA TELEMONT, NA PREVENÇÃO

Leia mais

Qualidade de vida laboral

Qualidade de vida laboral Qualidade de vida laboral Qualidade de vida laboral INTRODUÇÃO: Prevenir doenças ocupacionais (DORT Distúrbios Osteomusculares Relacionados ao Trabalho / LER Lesões por Esforços Repetitivos) decorrentes

Leia mais

LER DORT Sociedade Brasileira de Reumatologia

LER DORT Sociedade Brasileira de Reumatologia LER DORT LER/DORT Cartilha para pacientes CRIAÇÃO E DESENVOLVIMENTO: Comissão de Reumatologia Ocupacional CREDITO IMAGEM DA CAPA: http://canyonwalkerconnections.com/2010/the-law-ofkindness-on-your-tongue-and-typing-hands/olympusdigital-camera/

Leia mais

PROGRAMA DE QUALIDADE DE VIDA DO TRABALHADOR

PROGRAMA DE QUALIDADE DE VIDA DO TRABALHADOR PROGRAMA DE QUALIDADE DE VIDA DO TRABALHADOR Prof. Dr. Jones Alberto de Almeida Divisão de saúde ocupacional Barcas SA/ CCR ponte A necessidade de prover soluções para demandas de desenvolvimento, treinamento

Leia mais

VOCÊ JÁ PENSOU NA SUA POSTURA HOJE?

VOCÊ JÁ PENSOU NA SUA POSTURA HOJE? VOCÊ JÁ PENSOU NA SUA POSTURA HOJE? Dicas Gerais para uma Boa Postura 1) Manter o topo da tela ao nível dos olhos e distante cerca de um comprimento de braço (45cm ~ 70cm); 2) Manter a cabeça e pescoço

Leia mais

CURSO DE FORMAÇÃO ISO-STRETCHING

CURSO DE FORMAÇÃO ISO-STRETCHING CURSO DE FORMAÇÃO ISO-STRETCHING O Curso de Formação em Iso Stretching é ministrado pelo fundador da técnica, o osteopata e fisioterapeuta francês Bernard Redondo. O método Iso Stretching foi desenvolvido

Leia mais

Sintomas da LER- DORT

Sintomas da LER- DORT LER-DORT A LER e DORT são as siglas para Lesões por Esforços Repetitivos e Distúrbios Osteo-musculares Relacionados ao Trabalho. Os termos LER/DORT são usados para determinar as afecções que podem lesar

Leia mais

V JORNADAS DE SEGURANÇA NO TRABALHO PRINCIPAIS CAUSAS DE ACIDENTES DE TRABALHO E DOENÇAS PROFISSIONAIS

V JORNADAS DE SEGURANÇA NO TRABALHO PRINCIPAIS CAUSAS DE ACIDENTES DE TRABALHO E DOENÇAS PROFISSIONAIS V JORNADAS DE SEGURANÇA NO TRABALHO PRINCIPAIS CAUSAS DE ACIDENTES DE TRABALHO E DOENÇAS PROFISSIONAIS As PME s na Europa As PME s são a espinha dorsal da economia portuguesa, sendo responsáveis por grande

Leia mais

OPORTUNIDADE DE NEGÓCIO SAÚDE LABORAL

OPORTUNIDADE DE NEGÓCIO SAÚDE LABORAL OPORTUNIDADE DE NEGÓCIO SAÚDE LABORAL 2009 SEBRAE-DF Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas do Distrito Federal. Todos os direitos reservados. Nenhuma parte desta publicação pode ser fotocopiada,

Leia mais

Classificação e diagnóstico das LER/DORT

Classificação e diagnóstico das LER/DORT Aula 06 Classificação e diagnóstico das LER/DORT 5 - CLASSIFICAÇÕES DOS GRAUS DE ACOMETIMENTO PELAS LER/DORT Grau I - É caracterizado pela sensação de peso e desconforto no membro afetado, dor localizada

Leia mais