GINÁSTICA LABORAL: UMA ABORDAGEM MULTIDISCIPLINAR

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "GINÁSTICA LABORAL: UMA ABORDAGEM MULTIDISCIPLINAR"

Transcrição

1 GINÁSTICA LABORAL: UMA ABORDAGEM MULTIDISCIPLINAR Carina Fátima Brum 1, Tahiana Cadore Lorenzet Zorzi 2 RESUMO: O projeto de ginástica laboral na Unochapecó iniciou suas atividades em fevereiro de 2003 pela iniciativa do curso de Educação Física e objetivava proporcionar um espaço para a formação acadêmica dos alunos, além de melhorar a qualidade de vida dos funcionários da Universidade, através da prática da ginástica laboral. O propósito desse artigo visa apresentar o projeto desenvolvido e a metodologia aplicada, e também alguns resultados adquiridos. Atualmente as aulas são aplicadas por seis acadêmicos; dentre eles, três são do curso de Educação Física e três do curso de Fisioterapia. As atividades são realizadas quatro vezes por semana, com duração de aproximadamente 12 minutos nos turnos matutino, vespertino e noturno. São atendidos 34 setores da Instituição, compostos por funcionários, estagiários e bolsistas da Universidade. Conclui-se que o projeto, a partir da metodologia aplicada, tem proporcionado um momento de descontração entre os funcionários, e também diminuído as queixas de dores músculo-esqueléticas Outro fator relevante nos resultados do projeto, apresenta-se efetivamente no que se refere ao ensino, pesquisa e extensão. As ações possibilitam a vivência, intuída de desafios e alternativas, apresentando aos acadêmicos um espaço do mercado profissional que vem destacando e ganhando ascensão. PALAVRAS-CHAVE: ginástica laboral; projeto de extensão; promoção à saúde. INTRODUÇÃO: A informatização, o acúmulo de tarefas diárias e o sedentarismo são fatores negativos para a saúde física e mental dos trabalhadores. Preocupadas com esta realidade, muitas empresas estão tendo a iniciativa de implantar um programa de qualidade de vida que possibilite aos funcionários a prática de algum exercício físico. Segundo Baú (2002), a ginástica laboral é uma sequência de exercícios diários que visam a normalizar capacidades e funções corporais para o desenvolvimento do trabalho, diminuindo a possibilidade de comprometimentos da integridade do corpo. De acordo com Zilli (2002, p.67), a ginástica laboral pode gerar vários benefícios fisiológicos, tais como: aumento da circulação sanguínea e da oxigenação muscular, melhora da amplitude articular e da flexibilidade; melhora da postura; redução das tensões musculares; melhora da concentração; prevenção de LER/DORT; melhora do ânimo e disposição para o trabalho; ativação dos reflexos prevenindo acidentes; desenvolvimento da consciência corporal e redução da fadiga mental. As funções atribuídas aos funcionários durante o expediente exigem muitas vezes movimentos repetitivos, provocando casos de fadiga muscular e irritabilidade, interferindo na sua qualidade de vida. O funcionário necessita dispor de um tempo para descansar o corpo, realizando um simples e breve espreguiçar, que não deixa de ser um alongamento. A ginástica laboral propicia um momento de pausa, através de atividades que estimulem a integração, provocando risos e aliviando, assim, tensões geradas pelo acúmulo de tarefas no horário de trabalho. O curso de Educação Física teve a iniciativa no ano de 2003 de desenvolver o projeto de ginástica laboral na Unochapecó com a participação da Extensão Universitária e do setor de Gestão de Pessoal. O projeto visa um laboratório para a formação acadêmica e a melhora da qualidade de vida dos funcionários da Universidade. São atendidos 34 setores da Universidade, sendo eles: funcionários, estagiários e bolsistas. Durante esses nove anos, o projeto conseguiu atribuir aos acadêmicos realizadores 1 2 Pós-graduada em Educação Física, Coordenadora do projeto de extensão - Unochapecó. Pós-graduada em Fisioterapia do Trabalho, Curso de Fisioterapia - Unochapecó.

2 do projeto uma expectativa positiva em relação ao mercado de trabalho. No ano de 2008, o projeto de ginástica laboral recebeu o curso de Fisioterapia para desenvolver a prática multidisciplinar. Ao participar do projeto, o acadêmico vivencia a prática, tendo a oportunidade de ser estimulado a novos desafios, principalmente em relação às proximidades que existem entre as áreas de Educação Física e Fisioterapia. METODOLOGIA: A elaboração da metodologia aplicada no projeto de ginástica laboral inicialmente desenvolve-se a partir das expectativas iniciais dos acadêmicos que realizarão a atividade. Antes de iniciar diretamente no projeto, o aluno recebe todas as informações necessárias e burocráticas no âmbito da Extensão Universitária, sendo capacitado e compreendendo por que existe o projeto dentro da Universidade, a contribuição que o aluno universitário realizará nas ações diretamente ligadas à comunidade e à contribuição que o projeto representará na formação acadêmica. A extensão universitária contribui diretamente na formação dos acadêmicos, pois estabelece uma relação efetiva entre a teoria e a prática, dois instrumentos indispensáveis no processo de ensino-aprendizagem. Em seguida, são repassados os encaminhamentos, conforme a necessidade de cada setor da Universidade, pela coordenação e supervisão. Após, são realizadas algumas etapas com os acadêmicos, sendo as seguintes: Primeira etapa - reconhecer e repassar aos acadêmicos/bolsistas de extensão o perfil dos funcionários de cada setor e então apresentar alternativas que os aproximem mais das atividades da ginástica laboral; Segunda etapa - informar sobre os procedimentos em relação ao controle de frequência dos funcionários; Terceira etapa - os acadêmicos de Educação Física e da Fisioterapia recebem aulas de ginástica laboral de seus coordenadores. São repassadas várias orientações, dentre elas: a execução dos exercícios aplicados, como corrigir o praticante da aula, como usar a entonação de voz, além de informar sobre a postura correta, desequilíbrios posturais e a importância da consciência corporal na diminuição de queixas músculo-esqueléticas, e atividades de recreação que estimulem a relação interpessoal dos funcionários, estagiários e bolsistas da Instituição. Quarta etapa - são realizados encontros quinzenais da equipe da ginástica laboral, e nesse momento são acrescentadas atividades e repassados mais elementos sobre a forma de atuação dentro do projeto. Este qualifica-se na expectativa de desenvolver as ações por meio da interdisciplinariedade. Durante as reuniões das duas áreas, são realizados os quadros de atividades que serão realizados na ginástica laboral; enfocando algumas vezes alongamentos que enfatizem membros superiores, outras membros inferiores, algumas dinâmicas, Massagens e atividades de relaxamento. Os encontros com as áreas de Educação Física e Fisioterapia estabelecem uma relação mais próxima, possibilitando assim um momento para romper anseios e desmistificar desigualdades no meio acadêmico. Faz-se importante que os acadêmicos vivenciem a prática atuando de forma multidisciplinar, pois com os desafios apresentados durante a atividade a compreensão e o respeito entre as áreas se torna mais presente. A ginástica laboral está inserida na promoção da saúde, pensando antes da instalação de alguma patologia, atuando de forma preventiva e muitas vezes de forma lúdica, proporcionando melhora na qualidade de vida e do trabalho. A conscientização em relação aos benefícios da ginástica laboral vem crescendo entre os colaboradores da instituição, porém muitos ainda não se deram conta da importância dessa atividade na vida diária, indo à procura apenas da reabilitação após as doenças já instaladas. O profissional de Educação Física dispõe, além de conhecimento cientifico e técnico, do conhecimento motivacional e recreacional, perfil característico do profissional, já o Fisioterapeuta agrega conhecimentos sobre patologias e ergonomia.

3 O projeto pretende atuar ainda na orientação, conscientização e prevenção das lesões no ambiente de trabalho, por meio de palestras curtas realizadas no próprio ambiente de trabalho sobre a conscientização, enfocando a ergonomia da vida diária através de atividades que são realizadas em nosso dia a dia. Estimular a aquisição de hábitos de vida saudáveis, entre eles a prática de exercícios físicos, realizar ações, junto com o Pronto Saúde, de análises dos postos de trabalho, orientações e/ou correções posturais no ambiente de trabalho. RESULTADOS: Foi elaborado um questionário e entregue aos participantes da ginástica laboral, com o objetivo de conhecer a importância que funcionários participantes do projeto atribuíam a cada atividade e quais eram os resultados da prática da ginástica laboral. Foram respondidos 126 questionários por participantes de ambos os sexos % 56% 52% 48% 41% 41% 41% 42% 32% 22% 1% 1% 3% 1% 2% 1% 3% 2% Massagem Orientações Alongamento Dinâmicas/Recreação Relaxamento M uito Baixa Baixa Razoável Alta M uito Alta Gráfico 1: Qual o nível de importância atribuída a cada tipo de atividade? Fonte: Elaboração própria a partir de pesquisa desenvolvida. Quando questionados sobre o nível de importância atribuída a cada atividade, na classificação dos resultados obtidos, o alongamento destacou-se como o mais expressivo, seguido da Dinâmica/Recreação, que obteve a classificação de 61% como Alta. A massagem, orientações e relaxamento apontaram o menor percentual em relação à importância da atividade. Segundo Achour (apud MARTINS, 2000), são alguns dos benefícios dos exercícios de alongamento: elimina e/ou reduz encurtamentos do sistema muscular, elimina e/ou reduz nódulos musculares, diminui risco de lesão músculo-articular, aumenta o relaxamento muscular, aumenta circulação sanguínea.

4 % 61% 2% 34% 34% 5% 57% 4% 38% 51% Alívio estresse Tensões muscul. Consciência Corporal Bem estar Motivação Descontração 5% 44% 52% 47% 1% 2% 57% 40% Muito Negativo Negativo Inalterado Positivo Muito Positivo Gráfico 2: Quais os resultados que você atribui a ginástica laboral? Fonte: Elaboração própria a partir de pesquisa desenvolvida. Em relação aos resultados que se atribuem à ginástica laboral, a Descontração, Bem-estar e o Alívio estresse foram o que mais se destacaram, podendo observar que atividades direcionadas à integração entre os colegas através de jogos, brincadeiras e atividades em grupo promovem um clima mais descontraído no ambiente de trabalho. Para Cañete (1996 apud SANTOS et al. 2009), a motivação está diretamente ligada com a questão de liberdade, observando que em muitos indivíduos se manifestam de de dentro para fora. Desta forma, as pessoas se sentem mais motivadas quando conseguem ver na atividade a possibilidade de atingir algum objetivo interno. Além do questionário, alguns motivadores, responsáveis por incentivar a realização da ginástica laboral do seu setor, contribuíram também respondendo a seguinte pergunta: O projeto apresentou mudanças que geraram satisfação? Motivador 1: Sim, as atividades desenvolvidas pelo projeto de Ginástica Laboral trouxeram diversos benefícios aos participantes, tanto no que abrange o convívio no ambiente de trabalho, quanto aspectos físicos e posturais. Percebe-se nos participantes uma disposição em participar dos momentos que a ginástica proporciona. Um espaço para descontrair e ao mesmo tempo diagnosticar problemas sérios, que acabam prejudicando nossas atividades diárias. É o diagnóstico destes problemas que faz com que esta atividade torne-se realmente uma medida de prevenção contra futuras lesões e doenças causadas pela falta de cuidado no desenvolvimento de nossas atividades diárias. Resumindo, a ginástica laboral realmente proporciona uma maior qualidade de vida a nós participantes. Motivador 2: Sim, o projeto gera satisfação porque os instrutores nos orientam sobre os efeitos da ginástica laboral e como pode ser feito mesmo que eles não estejam juntos. Motivador 3: Sim, bem-estar, entrosamento com pessoas de outros setores, entretenimento, pois se torna divertida ao mesmo tempo em que nos traz benefícios à saúde. Segundo Lima (2005), a ginástica laboral tem colaborado para uma maior integração entre entre os funcionários, quebrando barreiras interpessoais, principalmente quando são realizados exercícios em duplas, e também trouxe um clima de descontração e relaxamento. CONCLUSÃO: Por meio da ginástica laboral deve ser realizada uma conscientização sobre a importância e os benefícios que ela proporciona. A atividade deve ser uma prática voluntária, quando o funcionário se entrega ao exercício com descontração e motivação,

5 pois somente desta forma se torna possível reconhecer a importância e os benefícios. Segundo Longen (2003), a execução de programa de ginástica laboral deve prezar pela liberdade de expressão e iniciativa própria do trabalhador, não devendo ser imposta como uma tarefa a ser realizada na jornada de trabalho. O ensino necessita de novas estratégias, romper algumas relações de limites e ações extremistas ligadas a diferentes áreas, discutindo possibilidades e estratégias apresentando a formação acadêmica à interdisciplinariedade como um meio principal para criar novas variáveis que contextualizam as duas áreas ligadas à saúde. De acordo com Longen (2003), os programas de Ginástica Laboral desenvolvidos em inúmeras empresas do país são de forma geral conduzidos por fisioterapeutas ou professores de educação física. A discussão sobre as competências e habilidades para a promoção e o acompanhamento de programas de exercícios em empresas é complexa e ampla, indo além, em muitos casos, do principal fator que deveria ser foco central da preocupação de todos estes profissionais, que são os alcances reais e a delimitação e definição do papel da Ginástica Laboral dentro de iniciativas de prevenção de doenças relacionadas ao trabalho ou por ele agravadas. Muito acima da preocupação em conquista de mercado, parece estar a necessidade de reflexão sobre o que tem acontecido nesta área e o que precisa ser feito. O processo de ensino e aprendizagem das áreas de Educação Física e Fisioterapia vem compreendendo o ser humano através do movimento, suas implicações e concepções, visando a contribuir no bem-estar físico e emocional. O acadêmico, em meio às atividades propostas pelo projeto, tem a possibilidade de conhecer e explorar de forma crítica as relações existentes dentre as áreas, sobretudo otimizando as várias expressões e métodos que facilitem atender às necessidades do ser humano. REFERÊNCIAS: FERRÁBOLI, Vanira; ZANETTE, Elisângela. Desvios e Atitudes Posturais Identificadas em Escolares da 7ª Série da Cidade de Carlos Barbosa. III Congresso Sulbrasileiro de Ciência do Esporte. I Fórum de Coordenadores de Programa de Pós-Graduação de Educação Física, Santa Maria, Set LONGEN, C.W. Ginástica laboral na prevenção de LER/DORT? Um estudo reflexivo em uma linha de produção. Dissertação (Mestrado em Engenharia de Produção) UFSC, Florianópolis, LIMA, Valquíria de. Atividade Física no Ambiente de Trabalho. 2. ed. São Paulo: Editora Phorte, MILITÃO, Angeliete G. A influência da Ginástica Laboral para a saúde dos trabalhadores e sua relação com os profissionais que a orientam (Dissertação de Mestrado em Engenharia de Produção) UFSC, Florianópolis, NAHAS, Markus V. Atividade física, saúde e qualidade de vida; conceitos, sugestões para um estilo de vida ativo. 1.ed. Londrina: Midiograf, 2001, SANTOS, E. F; SANTOS, G. F; OLIVEIRA, K.B; MONTEIRO, R.L. Metodologias e prática de ginástica e cinesioterapia laboral. São Paulo: Editora. Ergo Brasil, 2009.

Programa de Ginástica Laboral

Programa de Ginástica Laboral Programa de Ginástica Laboral 1. IDENTIFICAÇÃO Nome: Programa de Ginástica Laboral (PGL) Promoção e Organização: Centro de Educação Física, Esportes e Recreação Coordenadoria do Campus de Ribeirão Preto.

Leia mais

AS VARIAÇÕES DE EXERCÍCIOS FÍSICOS APLICADOS NAS SESSÕES DE GINÁSTICA LABORAL

AS VARIAÇÕES DE EXERCÍCIOS FÍSICOS APLICADOS NAS SESSÕES DE GINÁSTICA LABORAL AS VARIAÇÕES DE EXERCÍCIOS FÍSICOS APLICADOS NAS SESSÕES DE GINÁSTICA LABORAL Junior, A. C. de J. Sebastião, J. S. Pimentel, E. S. Moreira, R. S. T.. RESUMO A área da ginástica laboral vem crescendo bastante

Leia mais

Proposta para Implantação do Programa Atividade Física & Mulheres

Proposta para Implantação do Programa Atividade Física & Mulheres 2 Proposta para Implantação do Programa Atividade Física & Mulheres Ana Paula Bueno de Moraes Oliveira Graduada em Serviço Social Pontifícia Universidade Católica de Campinas - PUC Campinas Especialista

Leia mais

QUALIDADE DE VIDA NO TRABALHO UTILIZANDO A GINÁSTICA LABORAL

QUALIDADE DE VIDA NO TRABALHO UTILIZANDO A GINÁSTICA LABORAL QUALIDADE DE VIDA NO TRABALHO UTILIZANDO A GINÁSTICA LABORAL Alessandra Prado de Souza, Ana Eliza Gonçalves Santos, Jaciara Nazareth Campos Palma, Karine Aparecida Silvério, Leonardo Ferreira, Matheus

Leia mais

O IMPACTO DO PROGRAMA DE GINÁSTICA LABORAL NO AUMENTO DA FLEXIBILIDADE

O IMPACTO DO PROGRAMA DE GINÁSTICA LABORAL NO AUMENTO DA FLEXIBILIDADE O IMPACTO DO PROGRAMA DE GINÁSTICA LABORAL NO AUMENTO DA FLEXIBILIDADE UM ESTUDO QUANTO À APLICABILLIDADE DO PROGRAMA PARA COLETORES DE LIXO DO MUNICÍPIO DE NITERÓI ALESSANDRA ABREU LOUBACK, RAFAEL GRIFFO

Leia mais

GINÁSTICA LABORAL Prof. Juliana Moreli Barreto

GINÁSTICA LABORAL Prof. Juliana Moreli Barreto GINÁSTICA LABORAL Prof. Juliana Moreli Barreto OFICINA PRÁTICA Aprenda a ministrar aulas de ginástica laboral GINÁSTICA LABORAL - Objetivos e benefícios do programa - Formas de aplicação atualmente - Periodização

Leia mais

PROJETO DE EXTENSÃO DE GINÁSTICA LABORAL PARA MELHORAR QUALIDADE DE VIDA DOS FUNCIONÁRIOS DA ULBRA/GUAÍBA

PROJETO DE EXTENSÃO DE GINÁSTICA LABORAL PARA MELHORAR QUALIDADE DE VIDA DOS FUNCIONÁRIOS DA ULBRA/GUAÍBA PROJETO DE EXTENSÃO DE GINÁSTICA LABORAL PARA MELHORAR QUALIDADE DE VIDA DOS FUNCIONÁRIOS DA ULBRA/GUAÍBA RESUMO *Luciano Leal Loureiro ** Jésica Finguer O presente texto busca explicar o que é o projeto

Leia mais

A importância da Ergonomia Voltada aos servidores Públicos

A importância da Ergonomia Voltada aos servidores Públicos A importância da Ergonomia Voltada aos servidores Públicos Fisioterapeuta: Adriana Lopes de Oliveira CREFITO 3281-LTT-F GO Ergonomia ERGONOMIA - palavra de origem grega, onde: ERGO = trabalho e NOMOS

Leia mais

A GINÁSTICA LABORAL: OS CONTRASTES NOS RESULTADOS QUANDO ORIENTADA PELO EDUCADOR FÍSICO

A GINÁSTICA LABORAL: OS CONTRASTES NOS RESULTADOS QUANDO ORIENTADA PELO EDUCADOR FÍSICO A GINÁSTICA LABORAL: OS CONTRASTES NOS RESULTADOS QUANDO ORIENTADA PELO EDUCADOR FÍSICO Wagner Hauer Argenton 1 Rafael Godoy Cancelli Evandete Mitue Centro Universitário Positivo, Curitiba, PR Resumo:

Leia mais

Palavras Chave: Fisioterapia preventiva do trabalho; LER/DORT; acidente de trabalho, turnover.

Palavras Chave: Fisioterapia preventiva do trabalho; LER/DORT; acidente de trabalho, turnover. A eficácia da fisioterapia preventiva do trabalho na redução do número de colaboradores em acompanhamento no ambulatório de fisioterapia de uma indústria de fios têxteis Rodrigo Mendes Wiczick (UTFPR)rodrigo_2006@pg.cefetpr.br

Leia mais

A GINÁSTICA LABORAL E OS SEUS EFEITOS NA RELAÇÃO DE EMPREGO: VANTAGENS E BENEFÍCIOS PARA EMPREGADO E EMPREGADOR.

A GINÁSTICA LABORAL E OS SEUS EFEITOS NA RELAÇÃO DE EMPREGO: VANTAGENS E BENEFÍCIOS PARA EMPREGADO E EMPREGADOR. A GINÁSTICA LABORAL E OS SEUS EFEITOS NA RELAÇÃO DE EMPREGO: VANTAGENS E BENEFÍCIOS PARA EMPREGADO E EMPREGADOR. Márcia Maria Maia Advogada, pós-graduada em Direito Público e pós-graduanda em Direito e

Leia mais

Qualidade de vida no trabalho o papel da ginástica laboral

Qualidade de vida no trabalho o papel da ginástica laboral Qualidade de vida no trabalho o papel da ginástica laboral Márcia de Ávila e Lara Estudante do curso de Educação Física - (UFV) - avilaelara@yahoo.com.br Felipe Alves Soares Estudante do curso de Educação

Leia mais

P Ú B L I C O I N T E R N O

P Ú B L I C O I N T E R N O Apresentação O Banrisul valoriza seus colaboradores por entender que estes são a essência do negócio. A promoção da qualidade de vida e da segurança dos funcionários é uma prática constante que comprova

Leia mais

FORTALECENDO SABERES EDUCAÇÃO FÍSICA DINÂMICA LOCAL INTERATIVA CONTEÚDO E HABILIDADES DESAFIO DO DIA. Aula 3.1 Conteúdo: Atividade física preventiva.

FORTALECENDO SABERES EDUCAÇÃO FÍSICA DINÂMICA LOCAL INTERATIVA CONTEÚDO E HABILIDADES DESAFIO DO DIA. Aula 3.1 Conteúdo: Atividade física preventiva. CONTEÚDO E HABILIDADES FORTALECENDO SABERES DESAFIO DO DIA Aula 3.1 Conteúdo: Atividade física preventiva. 2 CONTEÚDO E HABILIDADES FORTALECENDO SABERES DESAFIO DO DIA Habilidades: Entender os benefícios

Leia mais

P Ú B L I C O I N T E R N O

P Ú B L I C O I N T E R N O Apresentação O Banrisul valoriza seus colaboradores por entender que estes são a essência do negócio. A promoção da qualidade de vida e da segurança dos funcionários é uma prática constante que comprova

Leia mais

Ginástica Laboral: um Meio de Promover Qualidade de Vida no Trabalho

Ginástica Laboral: um Meio de Promover Qualidade de Vida no Trabalho 26 Ginástica Laboral: um Meio de Promover Qualidade de Vida no Trabalho Rossane Alves de Mancilha Especialista em Gestão da Qualidade de Vida na Empresa - UNICAMP Trabalhar em conjunto é uma copiosa fonte

Leia mais

Relatório e Proposta de Programa para Grupos Corporativos: Atividade Física na Promoção da Saúde e Qualidade de Vida

Relatório e Proposta de Programa para Grupos Corporativos: Atividade Física na Promoção da Saúde e Qualidade de Vida 27 Relatório e Proposta de Programa para Grupos Corporativos: Atividade Física na Promoção da Saúde e Qualidade de Vida Simone Simões de Almeida Sganzerla Graduada em Educação Física Especialista em Gestão

Leia mais

IMPLANTAÇÃO E AVALIAÇÃO DE UM PROGRAMA DE GINÁSTICA LABORAL: UM ESTUDO PILOTO REALIZADO JUNTO A COLABORADORES DE UM HOSPITAL PRIVADO

IMPLANTAÇÃO E AVALIAÇÃO DE UM PROGRAMA DE GINÁSTICA LABORAL: UM ESTUDO PILOTO REALIZADO JUNTO A COLABORADORES DE UM HOSPITAL PRIVADO IMPLANTAÇÃO E AVALIAÇÃO DE UM PROGRAMA DE GINÁSTICA LABORAL: UM ESTUDO PILOTO REALIZADO JUNTO A COLABORADORES DE UM HOSPITAL PRIVADO Maria Cecilia Rezek Juliano 1 Silvia Renata Rezek Juliano 1 Maria Clara

Leia mais

PROGRAMA DE GINÁSTICA LABORAL PARA FUNCIONÁRIOS DA ESCOLA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO BÁSICA JOSÉ FRANCISCO DE ANDRADE, SANTANA DO IPANEMA, ALAGOAS, BRASIL.

PROGRAMA DE GINÁSTICA LABORAL PARA FUNCIONÁRIOS DA ESCOLA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO BÁSICA JOSÉ FRANCISCO DE ANDRADE, SANTANA DO IPANEMA, ALAGOAS, BRASIL. PROGRAMA DE GINÁSTICA LABORAL PARA FUNCIONÁRIOS DA ESCOLA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO BÁSICA JOSÉ FRANCISCO DE ANDRADE, SANTANA DO IPANEMA, ALAGOAS, BRASIL. RAY BRUNO MIRANDA SILVA UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA SANTANA

Leia mais

Anais do 2º Congresso Brasileiro de Extensão Universitária Belo Horizonte 12 a 15 de setembro de 2004

Anais do 2º Congresso Brasileiro de Extensão Universitária Belo Horizonte 12 a 15 de setembro de 2004 Anais do 2º Congresso Brasileiro de Extensão Universitária Belo Horizonte 12 a 15 de setembro de 2004 UDESC na Empresa - Programa de Atividade Física Área Temática de saúde Resumo O presente artigo visa

Leia mais

Seguro saúde - Primeira Etapa do Projeto

Seguro saúde - Primeira Etapa do Projeto Seguro saúde - Primeira Etapa do Projeto 01 Pesquisa de mercado em busca das melhores opções de acordo com o perfil e realidade de sua empresa, apresentando as melhores companhias de Seguros e Empresas

Leia mais

Projeto de Qualidade de Vida para Motoristas de Ônibus Urbano

Projeto de Qualidade de Vida para Motoristas de Ônibus Urbano 17 Projeto de Qualidade de Vida para Motoristas de Ônibus Urbano Lilian de Fatima Zanoni Terapeuta Ocupacional pela Universidade de Sorocaba Especialista em Gestão de Qualidade de Vida na Empresa pela

Leia mais

A Atividade Física como Proposta de Prevenção de Doenças no Trabalhador

A Atividade Física como Proposta de Prevenção de Doenças no Trabalhador 23 A Atividade Física como Proposta de Prevenção de Doenças no Trabalhador Maria Lúcia Cimadon Silvestre Graduada em Psicologia na Universidade São Francisco Especialista em Gestão da Qualidade de Vida

Leia mais

PROGRAMA DE GINÁSTICA LABORAL NA EMPRESA

PROGRAMA DE GINÁSTICA LABORAL NA EMPRESA PROGRAMA DE GINÁSTICA LABORAL NA EMPRESA Profª Ms. Laurecy Dias dos Santos 08 a 11 de outubro de 2014 08 a 11 de outubro de 2014 HISTÓRICO Polônia (1925) Ginástica de Pausa Experiências em outros países:

Leia mais

DIREITOS HUMANOS, JUVENTUDE E SEGURANÇA HUMANA

DIREITOS HUMANOS, JUVENTUDE E SEGURANÇA HUMANA DIREITOS HUMANOS, JUVENTUDE E SEGURANÇA HUMANA FARIAS, Maria Lígia Malta ¹ SOUSA, Valéria Nicolau de ² TANNUSS, Rebecka Wanderley ³ Núcleo De Cidadania e Direitos Humanos/ PROEXT RESUMO O Projeto de Extensão

Leia mais

PLANO DE TRABALHO IDOSO

PLANO DE TRABALHO IDOSO PLANO DE TRABALHO IDOSO Telefone: (44) 3220-5750 E-mail: centrosesportivos@maringa.pr.gov.br EQUIPE ORGANIZADORA SECRETARIO MUNICIPAL DE ESPORTES E LAZER Francisco Favoto DIRETOR DE ESPORTES E LAZER Afonso

Leia mais

A Empresa Recursos Humanos, Administração de Empresas e Seguros

A Empresa Recursos Humanos, Administração de Empresas e Seguros A Empresa A POLLO Consultoria de Benefícios e Corretora de Seguros é uma empresa, com 14 anos de mercado, especializada em planejar, elaborar, implantar e administrar projetos voltados para as áreas da

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE CHOPINZINHO PR SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE GESTÃO 2012-2015

PREFEITURA MUNICIPAL DE CHOPINZINHO PR SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE GESTÃO 2012-2015 PREFEITURA MUNICIPAL DE CHOPINZINHO PR SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE GESTÃO 2012-2015 PROJETO TERCEIRA IDADE ATIVA EDUCADORAS FÍSICAS: LÍDIA POSSO SIMIONATO (responsável) ALANA M. C. KNAKIEWICZ (estagiária)

Leia mais

TÍTULO: A GINÁSTICA LABORAL RELACIONADA À QUALIDADE DE VIDA NO AMBIENTE DE TRABALHO

TÍTULO: A GINÁSTICA LABORAL RELACIONADA À QUALIDADE DE VIDA NO AMBIENTE DE TRABALHO TÍTULO: A GINÁSTICA LABORAL RELACIONADA À QUALIDADE DE VIDA NO AMBIENTE DE TRABALHO CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E SAÚDE SUBÁREA: EDUCAÇÃO FÍSICA INSTITUIÇÃO: FACULDADES INTEGRADAS PADRE

Leia mais

CURSO DE ATUALIZAÇÃO. Gestão das Condições de Trabalho e Saúde dos Trabalhadores da Saúde

CURSO DE ATUALIZAÇÃO. Gestão das Condições de Trabalho e Saúde dos Trabalhadores da Saúde CURSO DE ATUALIZAÇÃO Gestão das Condições de Trabalho e Saúde dos Trabalhadores da Saúde PROJETO UNISAÚDE HARMONIA CORPORAL E MENTAL NO TRABALHO : AMPLIANDO HORIZONTES Lilian Zanoni Nogueira Sorocaba Julho,

Leia mais

A PRÁTICA DO SERVIÇO SOCIAL NA PRÓ- REITORIA DE RECURSOS HUMANOS DA UNIVERSIDADE ESTADUAL DE PONTA GROSSA- UEPG

A PRÁTICA DO SERVIÇO SOCIAL NA PRÓ- REITORIA DE RECURSOS HUMANOS DA UNIVERSIDADE ESTADUAL DE PONTA GROSSA- UEPG A PRÁTICA DO SERVIÇO SOCIAL NA PRÓ- REITORIA DE RECURSOS HUMANOS DA UNIVERSIDADE ESTADUAL DE PONTA GROSSA- UEPG MAYER, Maria Fernanda (estagio I), e-mail: mariaf@onda.com.br NADAL, Isabela Martins (supervisora

Leia mais

Corpo e Fala EMPRESAS

Corpo e Fala EMPRESAS Corpo e Fala EMPRESAS A Corpo e Fala Empresas é o braço de serviços voltado para o desenvolvimento das pessoas dentro das organizações. Embasado nos pilares institucionais do negócio, ele está estruturado

Leia mais

PROJETO PSICOPEDAGOGIA. Geral: - Trabalhar o aspecto aprendizagem em toda comunidade educativa.

PROJETO PSICOPEDAGOGIA. Geral: - Trabalhar o aspecto aprendizagem em toda comunidade educativa. PROJETO PSICOPEDAGOGIA 1. OBJETIVOS: Geral: - Trabalhar o aspecto aprendizagem em toda comunidade educativa. Específicos: Discernir com os pais a importância deste vínculo da aprendizagem do seu filho;

Leia mais

PESQUISA AÇÃO: ACOMPANHANDO OS IMPACTOS DO PIBID NA FORMAÇÃO DOCENTE

PESQUISA AÇÃO: ACOMPANHANDO OS IMPACTOS DO PIBID NA FORMAÇÃO DOCENTE PESQUISA AÇÃO: ACOMPANHANDO OS IMPACTOS DO PIBID NA FORMAÇÃO DOCENTE Rafaela Souza SANTOS, Valquiria Rodrigues do NASCIMENTO, Dayane Graciele dos SANTOS, Tamíris Divina Clemente URATA, Simara Maria Tavares

Leia mais

PRINCÍPIOS Prevenção e o controle das doenças, especialmente as crônico-degenerativas estimulam desejo

PRINCÍPIOS Prevenção e o controle das doenças, especialmente as crônico-degenerativas estimulam desejo PRINCÍPIOS Prevenção e o controle das doenças, especialmente as crônico-degenerativas estimulam o desejo de participação social direciona as ações para a estruturação de um processo construtivo para melhoria

Leia mais

CURSO: EDUCAÇÃO FÍSICA (bacharelado)

CURSO: EDUCAÇÃO FÍSICA (bacharelado) CURSO: EDUCAÇÃO FÍSICA (bacharelado) Missão Sua missão é tornar-se referência na formação de profissionais para atuar nos diferentes segmentos humanos e sociais, considerando a atividade física e promoção

Leia mais

ESTADO DO CEARÁ PODER JUDICIÁRIO FÓRUM CLÓVIS BEVILÁQUA

ESTADO DO CEARÁ PODER JUDICIÁRIO FÓRUM CLÓVIS BEVILÁQUA ESTADO DO CEARÁ PODER JUDICIÁRIO FÓRUM CLÓVIS BEVILÁQUA APRESENTAÇÃO E-mail para contato: ctifor@tjce.jus.br Nome do trabalho: Projeto Qualidade de Vida: celebrando o equilíbrio mente/corpo no ambiente

Leia mais

Universidade Estadual de Londrina CENTRO DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS DEPARTAMENTO DE ZOOTECNIA

Universidade Estadual de Londrina CENTRO DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS DEPARTAMENTO DE ZOOTECNIA PROPOSTA 1 Curso Nome(s) do(s) Curso(s) ZOOTECNIA Código e-mec 56129 Conceito ENADE 4 Coordenador da Proposta (Tutor do Grupo) ANA MARIA BRIDI 2 Caracterização da Proposta 2.1Área de Conhecimento (código

Leia mais

FACULDADE DE ECONOMIA, ADMINISTRAÇÃO E CONTABILIDADE DA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO FEA USP ARTIGO

FACULDADE DE ECONOMIA, ADMINISTRAÇÃO E CONTABILIDADE DA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO FEA USP ARTIGO FACULDADE DE ECONOMIA, ADMINISTRAÇÃO E CONTABILIDADE DA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO FEA USP ARTIGO COMO AS MUDANÇAS NAS ORGANIZAÇÕES ESTÃO IMPACTANDO A ÁREA DE RECURSOS HUMANOS Paola Moreno Giglioti Administração

Leia mais

Manual de Competências do Estágio dos Acadêmicos de Enfermagem-Projeto de Extensão

Manual de Competências do Estágio dos Acadêmicos de Enfermagem-Projeto de Extensão Hospital Universitário Walter Cantídio Diretoria de Ensino e Pesquisa Serviço de Desenvolvimento de Recursos Humanos Manual de Competências do Estágio dos Acadêmicos de Enfermagem-Projeto de Extensão HOSPITAL

Leia mais

Niklis. A Estratégia Clube, é uma Empresa do Grupo Chebatt &

Niklis. A Estratégia Clube, é uma Empresa do Grupo Chebatt & A Estratégia Clube, é uma Empresa do Grupo Chebatt & Niklis especializado em Eventos Esportivos, Eventos Corporativos, Atividades Físicas, Lazer e Entretenimento. Sempre buscando a excelência sob todos

Leia mais

PROJETO MELHORIA DA QUALIDADE DE VIDA: CONVIVÊNCIA, CIDADANIA, SAÚDE E LAZER

PROJETO MELHORIA DA QUALIDADE DE VIDA: CONVIVÊNCIA, CIDADANIA, SAÚDE E LAZER SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO ESCOLA AGROTÉCNICA FEDERAL DE UBERLÂNDIA Fazenda Sobradinho, s/ nº, Município de Uberlândia, CEP: 38.400-974, telefone: (34) 3233-8800 Fax: (34) 3233-8833,

Leia mais

PLANO DE TRABALHO DOCENTE ESTABELECIMENTO: CEEBJA TOLEDO DISCIPLINA: EDUCAÇÃO FÍSICA - 2014 ENSINO FUNDAMENTAL E MÉDIO INDIVIDUAL E COLETIVO

PLANO DE TRABALHO DOCENTE ESTABELECIMENTO: CEEBJA TOLEDO DISCIPLINA: EDUCAÇÃO FÍSICA - 2014 ENSINO FUNDAMENTAL E MÉDIO INDIVIDUAL E COLETIVO CENTRO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO BÁSICA PARA JOVENS E ADULTOS - TOLEDO ENSINO FUNDAMENTAL E MÉDIO Rua Guarani, 1640 Centro Fone/Fax: 45 3252-7479 Toledo Paraná tooceebjatoledo@seed.pr.gov.br PLANO DE TRABALHO

Leia mais

Qualidade de vida no Trabalho

Qualidade de vida no Trabalho Qualidade de Vida no Trabalho Introdução É quase consenso que as empresas estejam cada vez mais apostando em modelos de gestão voltados para as pessoas, tentando tornar-se as empresas mais humanizadas,

Leia mais

CASE HSBC Aplicação do Método OCRA na Promoção da Saúde em Call Center

CASE HSBC Aplicação do Método OCRA na Promoção da Saúde em Call Center CASE HSBC Aplicação do Método OCRA na Promoção da Saúde em Call Center Objetivos Promoção da Qualidade de Vida no Trabalho; Estimular melhoria no Clima Organizacional; Prevenção do adoecimento; Redução

Leia mais

UNIVERSIDADE PAULISTA

UNIVERSIDADE PAULISTA UNIVERSIDADE PAULISTA CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA Projeto Integrado Multidisciplinar III e IV Marketing Manual de orientações - PIM Curso Superior de Tecnologia em Marketing. 1. Introdução Os Projetos

Leia mais

ATIVIDADE FÍSICA ASILAR. Departamento de Psicologia e Educação Física

ATIVIDADE FÍSICA ASILAR. Departamento de Psicologia e Educação Física ATIVIDADE FÍSICA ASILAR Departamento de Psicologia e Educação Física 1. INTRODUÇÃO Compreensivelmente, à medida que envelhecemos podemos observar várias mudanças, tanto com relação aos nossos órgãos e

Leia mais

CARACTERIZAÇAO DE UM PROGRAMA DE GINÁSTICA LABORAL COMO PREVENÇÃO E REDUÇÃO DA LER/DORT

CARACTERIZAÇAO DE UM PROGRAMA DE GINÁSTICA LABORAL COMO PREVENÇÃO E REDUÇÃO DA LER/DORT CARACTERIZAÇAO DE UM PROGRAMA DE GINÁSTICA LABORAL COMO PREVENÇÃO E REDUÇÃO DA LER/DORT PINHEIRO, L. C.; DUTRA, J.; BRASILINO, F.F; MORALES, P. J. C.; HUCH, T.P. Universidade da Região de Joinville Depto.

Leia mais

GINÁSTICA LABORAL OUTRAS DENOMINAÇÕES

GINÁSTICA LABORAL OUTRAS DENOMINAÇÕES GINÁSTICA LABORAL GYMNASTIKÉ = Arte de exercitar o corpo LABOR = Trabalho OUTRAS DENOMINAÇÕES - Ginástica Ocupacional - Cinesioterapia Laboral - Ginástica do trabalho Sua prática é responsável pela redução

Leia mais

Carina Cristiane Teodoro Pierini¹; Terezinha Gomes Faria²

Carina Cristiane Teodoro Pierini¹; Terezinha Gomes Faria² V EPCC Encontro Internacional de Produção Científica Cesumar 23 a 26 de outubro de 7 CONTRIBUIÇÕES DA GINÁSTICA LABORAL PARA A MELHORIA DA CONDIÇÃO FÍSICA DOS ORIENTADORES DE ESTACIONAMENTO REGULAMENTADO

Leia mais

Ginástica Laboral em um setor administrativo: avaliação crítica de efetividade

Ginástica Laboral em um setor administrativo: avaliação crítica de efetividade Ginástica Laboral em um setor administrativo: avaliação crítica de efetividade Thiago de Oliveira Pegatin (PPGEP/UTFPR) thiagopegatin@yahoo.com.br Luciana Mitsumori luciana_mitsumori@ig.com.br Antonio

Leia mais

UNIVERSIDADE PAULISTA

UNIVERSIDADE PAULISTA UNIVERSIDADE PAULISTA CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA Projeto Integrado Multidisciplinar III e IV Recursos Humanos Manual de orientações - PIM Curso Superior de Tecnologia em Gestão de Recursos Humanos 1.

Leia mais

Processos Gerenciais

Processos Gerenciais UNIVERSIDADE PAULISTA CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA Projeto Integrado Multidisciplinar III e IV Processos Gerenciais Manual de orientações - PIM Curso Superior de Tecnologia em Processos Gerenciais. 1.

Leia mais

Evanir Soares da Fonseca

Evanir Soares da Fonseca CURSO DE ATUALIZAÇÃO Gestão das Condições de Trabalho e Saúde dos Trabalhadores da Saúde AÇÕES DE COMBATE AO ESTRESSE: PROMOÇÃO DA QUALIDADE DE VIDA DOS TRABALHADORES DA SAÚDE DE PARACATU - MG Evanir Soares

Leia mais

ALONGAMENTO: INVESTIGAÇÃO ENTRE

ALONGAMENTO: INVESTIGAÇÃO ENTRE ALONGAMENTO: INVESTIGAÇÃO ENTRE ACADÊMICOS DO CURSO DE EDUCAÇÃO FÍSICA DA REGIÃO DE CAMPINAS Marcy Garcia Ramos 1 João Gomes Tojal 2 1 Universidade Estadual de Campinas Departamento de Ciências do Esporte,

Leia mais

COMPORTAMENTO SEGURO

COMPORTAMENTO SEGURO COMPORTAMENTO SEGURO A experiência demonstra que não é suficiente trabalhar somente com estratégias para se conseguir um ambiente de trabalho seguro. O ideal é que se estabeleça a combinação de estratégias

Leia mais

Programas de Promoção de Saúde Para o Trabalhador Escolar: Ginástica Laboral e Controle do Estresse

Programas de Promoção de Saúde Para o Trabalhador Escolar: Ginástica Laboral e Controle do Estresse 12 Programas de Promoção de Saúde Para o Trabalhador Escolar: Ginástica Laboral e Controle do Estresse Ricardo Martineli Massola Mestre em Qualidade de Vida, Saúde Coletiva e Atividade Física na UNICAMP

Leia mais

Atividade Física e Saúde na Escola

Atividade Física e Saúde na Escola Atividade Física e Saúde na Escola *Eduardo Cardoso Ferreira ** Luciano Leal Loureiro Resumo: Atividade física pode ser trabalhada em todas as idades em benefício da saúde. O objetivo do artigo é conscientizar

Leia mais

PROJETO FAZENDO ESCOLA: UMA EXPERIÊNCIA DO ORIENTADOR NO COMPROMISSO DA CAPACITAÇÃO DOCENTE

PROJETO FAZENDO ESCOLA: UMA EXPERIÊNCIA DO ORIENTADOR NO COMPROMISSO DA CAPACITAÇÃO DOCENTE PROJETO FAZENDO ESCOLA: UMA EXPERIÊNCIA DO ORIENTADOR NO COMPROMISSO DA CAPACITAÇÃO DOCENTE Sérgio Dal-Ri Moreira Pontifícia Universidade Católica do Paraná Palavras-chave: Educação Física, Educação, Escola,

Leia mais

Mapeamento do Perfil Saúde em Instituição Pública - Fundação Centro de Atendimento Sócio Educativo ao Adolescente

Mapeamento do Perfil Saúde em Instituição Pública - Fundação Centro de Atendimento Sócio Educativo ao Adolescente 16 Mapeamento do Perfil Saúde em Instituição Pública - Fundação Centro de Atendimento Sócio Educativo ao Adolescente Leidiane Silva Oliveira Chagas Gestora de Recursos Humanos - Anhanguera Educacional

Leia mais

SECRETARIA DE RESSOCIALIZAÇÃO. Programa de Alívio e Relaxamento do Estresse

SECRETARIA DE RESSOCIALIZAÇÃO. Programa de Alívio e Relaxamento do Estresse SECRETARIA DE RESSOCIALIZAÇÃO Programa de Alívio e Relaxamento do Estresse SUMÁRIO JUSTIFICATIVA OBJETIVOS EXECUÇÃO CONDIÇÕES GERAIS JUSTIFICATIVA As facilidades e a agitação da vida moderna trouxeram

Leia mais

Gestão de Pessoas. - Saúde do Servidor -

Gestão de Pessoas. - Saúde do Servidor - Gestão de Pessoas - Saúde do Servidor - Promoção de Saúde e Bem-Estar Desenvolve programas destinados à prevenção de doenças, à promoção de saúde e de qualidade de vida. Realiza campanhas, palestras e

Leia mais

1. Documento: 20026-2015-3

1. Documento: 20026-2015-3 1. Documento: 20026-2015-3 1.1. Dados do Protocolo Número: 20026/2015 Situação: Ativo Tipo Documento: Comunicação Interna - CI Assunto: Planejamento estratégico - Metas Unidade Protocoladora: SES - Secretaria

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO UNIVATES

CENTRO UNIVERSITÁRIO UNIVATES CENTRO UNIVERSITÁRIO UNIVATES REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURRICULAR NÃO OBRIGATÓRIO CURSO DE ENGENHARIA CIVIL, BACHARELADO REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURRICULAR NÃO OBRIGATÓRIO Das disposições gerais O estágio

Leia mais

Pró-Reitoria de Pós-Graduação, Pesquisa e Extensão Proppex Supervisão de Extensão

Pró-Reitoria de Pós-Graduação, Pesquisa e Extensão Proppex Supervisão de Extensão Pró-Reitoria de Pós-Graduação, Pesquisa e Extensão Proppex Supervisão de Extensão FORMULÁRIO DE AÇÃO DE EXTENSÃO 1. IDENTIFICAÇÃO DA ORIGEM 1.1. TÍTULO: CAPACITAÇÃO PARA EDUCADORES DA PRIMEIRA INFÂNCIA,

Leia mais

Programa de Qualidade de Vida

Programa de Qualidade de Vida Programa de Qualidade de Vida SOBRE O PROJETO OBJETIVO GERAL Padronizar as ações de qualidade de vida em todas as unidades de negócio da IMPSA no Brasil, proporcionando espaço aos colaboradores para que

Leia mais

A Prevenção de Doenças Ocupacionais na Gestão de Qualidade Empresarial

A Prevenção de Doenças Ocupacionais na Gestão de Qualidade Empresarial A Prevenção de Doenças Ocupacionais na Gestão de Qualidade Empresarial 2 Alessandra Maróstica de Freitas A Prevenção de Doenças Ocupacionais na Gestão de Qualidade Empresarial ALESSANDRA MARÓSTICA DE FREITAS

Leia mais

PRATICANDO TRABALHO COM PROJETOS NA EDUCAÇÃO MATEMÁTICA

PRATICANDO TRABALHO COM PROJETOS NA EDUCAÇÃO MATEMÁTICA PRATICANDO TRABALHO COM PROJETOS NA EDUCAÇÃO MATEMÁTICA Fernanda Pimentel Dizotti Academia de Ensino Superior fernandadizotti@gmail.com Norma Suely Gomes Allevato Universidade Cruzeiro do Sul normallev@uol.com.br

Leia mais

BIOSSEGURANÇA NA VISÃO DO RECÉM INGRESSO NO CURSO DE ODONTOLOGIA

BIOSSEGURANÇA NA VISÃO DO RECÉM INGRESSO NO CURSO DE ODONTOLOGIA BIOSSEGURANÇA NA VISÃO DO RECÉM INGRESSO NO CURSO DE ODONTOLOGIA Vanara Florêncio Passos * Thyciana Rodrigues Ribeiro * João Arruda Cajazeira Neto * Sérgio Lima Santiago ** PET Odontologia Universidade

Leia mais

A relação trabalho, fábricas, máquinas, homens e(m) movimento há alguns

A relação trabalho, fábricas, máquinas, homens e(m) movimento há alguns TÍTULO:PROMOVENDO E RECUPERANDO A SAÚDE DO TRABALHADOR NA EMPRESA: GINÁSTICA LABORAL E CORREÇÃO FUNCIONAL NA ELECTROLUX DO BRASIL. AUTORES: DUARTE, A. C. G. O.; OLIVEIRA, S. B.; ARRUDA, E. A. B.; VENÂNCIO,

Leia mais

CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO LATO SENSU EM EDUCAÇÃO INFANTIL E ENSINO FUNDAMENTAL SÉRIES INICIAIS SÃO FRANCISCO

CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO LATO SENSU EM EDUCAÇÃO INFANTIL E ENSINO FUNDAMENTAL SÉRIES INICIAIS SÃO FRANCISCO CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO LATO SENSU EM EDUCAÇÃO INFANTIL E ENSINO FUNDAMENTAL SÉRIES INICIAIS SÃO FRANCISCO ÁREAS DE CONCENTRAÇÃO: Propõe-se um recorte na demanda, definindo-se como clientela prioritária

Leia mais

REGULAMENTO NÚCLEO DE APOIO PEDAGÓGICO/PSICOPEDAGÓGICO NAP/NAPP. Do Núcleo de Apoio Pedagógico/Psicopedagógico

REGULAMENTO NÚCLEO DE APOIO PEDAGÓGICO/PSICOPEDAGÓGICO NAP/NAPP. Do Núcleo de Apoio Pedagógico/Psicopedagógico REGULAMENTO NÚCLEO DE APOIO PEDAGÓGICO/PSICOPEDAGÓGICO NAP/NAPP Capítulo I Do Núcleo de Apoio Pedagógico/Psicopedagógico Art. 1º O Núcleo de Apoio Pedagógico/Psicopedagógico- NAP/NAPP do Centro de Ensino

Leia mais

PROJETO JOVEM DOUTOR BRASIL UMA ESTRATEGIA DE EDUCAÇÃO EM SAUDE. Wanderléia Blasca

PROJETO JOVEM DOUTOR BRASIL UMA ESTRATEGIA DE EDUCAÇÃO EM SAUDE. Wanderléia Blasca PROJETO JOVEM DOUTOR BRASIL UMA ESTRATEGIA DE EDUCAÇÃO EM SAUDE Wanderléia Blasca Colaboradores: Andressa da Silva, Ana C. Spinardi, Thaís Gonçalves, Giédre Berretin-Félix, Deborah Ferrari, Alcione Brasolotto,

Leia mais

FUNDAÇÃO CARMELITANA MÁRIO PALMÉRIO FACIHUS FACULDADE DE CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS Educação de qualidade ao seu alcance SUBPROJETO: PEDAGOGIA

FUNDAÇÃO CARMELITANA MÁRIO PALMÉRIO FACIHUS FACULDADE DE CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS Educação de qualidade ao seu alcance SUBPROJETO: PEDAGOGIA SUBPROJETO: PEDAGOGIA Alfabetizar letrando com as tecnologias INTRODUÇÃO A escola necessita formar seu aluno a aprender a ler o mundo, ter autonomia para buscar seu conhecimento, incentivá-lo a ser autor

Leia mais

FISIOTERAPIA EM CRIANÇAS E ADOLESCENTES POR MEIO DE ATIVIDADES DE PROMOÇÃO, PREVENÇÃO E RECUPERAÇÃO DA SAÚDE

FISIOTERAPIA EM CRIANÇAS E ADOLESCENTES POR MEIO DE ATIVIDADES DE PROMOÇÃO, PREVENÇÃO E RECUPERAÇÃO DA SAÚDE FISIOTERAPIA EM CRIANÇAS E ADOLESCENTES POR MEIO DE ATIVIDADES DE PROMOÇÃO, PREVENÇÃO E RECUPERAÇÃO DA SAÚDE GERMANO¹, Cristina de Fátima Martins; LEMOS², Moema Teixeira Maia; LIMA 3, Vânia Cristina Lucena;

Leia mais

REGULAMENTO PROGRAMA DE APOIO AO DISCENTE - PADI DA FACULDADE DE CIÊNCIAS SOCIAIS DE GUARANTÂ DO NORTE

REGULAMENTO PROGRAMA DE APOIO AO DISCENTE - PADI DA FACULDADE DE CIÊNCIAS SOCIAIS DE GUARANTÂ DO NORTE REGULAMENTO PROGRAMA DE APOIO AO DISCENTE - PADI DA FACULDADE DE CIÊNCIAS SOCIAIS DE GUARANTÂ DO NORTE 2013 REGULAMENTO DO PROGRAMA DE APOIO AO DISCENTE PADI DA FACULDADE DE DE CIÊNCIAS SOCIAIS DE GUARANTÃDO

Leia mais

FORMAÇÃO CONTINUADA DE PROFESSORES DE MATEMÁTICA: UMA PROPOSTA UTILIZANDO TECNOLOGIAS

FORMAÇÃO CONTINUADA DE PROFESSORES DE MATEMÁTICA: UMA PROPOSTA UTILIZANDO TECNOLOGIAS I Mostra de Iniciação Científica I MIC 23 e 24 de setembro de 2011 Instituto Federal Catarinense Campus Concórdia Concórdia SC INSTITUTO FEDERAL CATARINENSE CAMPUS CONCÓRDIA FORMAÇÃO CONTINUADA DE PROFESSORES

Leia mais

RELATÓRIO DAS ATIVIDADES 2004

RELATÓRIO DAS ATIVIDADES 2004 RELATÓRIO DAS ATIVIDADES 2004 1. Palestras informativas O que é ser voluntário Objetivo: O voluntariado hoje, mais do que nunca, pressupõe responsabilidade e comprometimento e para que se alcancem os resultados

Leia mais

EFETIVIDADE DA ESCOLA DE COLUNA EM IDOSOS COM LOMBALGIA

EFETIVIDADE DA ESCOLA DE COLUNA EM IDOSOS COM LOMBALGIA EFETIVIDADE DA ESCOLA DE COLUNA EM IDOSOS COM LOMBALGIA Maria Lucia Ziroldo 1 ; Mateus Dias Antunes 2 ; Daniela Saldanha Wittig 3 ; Sonia Maria Marques Gomes Bertolini 4 RESUMO: A dor lombar é uma das

Leia mais

PROGRAMA DE APOIO E APERFEIÇOAMENTO PEDAGÓGICO AO DOCENTE

PROGRAMA DE APOIO E APERFEIÇOAMENTO PEDAGÓGICO AO DOCENTE PROGRAMA DE APOIO E APERFEIÇOAMENTO PEDAGÓGICO AO DOCENTE DA FACULDADE DE CIÊNCIAS SOCIAIS DE GUARANTÂ DO NORTE - MT 2011 Apresentação Articulado com o novo Plano de Desenvolvimento Institucional (2011-2015)

Leia mais

Negociação Estratégica e Gestão de Conflitos Porque Educação Executiva Insper Cursos de Curta e Média Duração Educação Executiva

Negociação Estratégica e Gestão de Conflitos Porque Educação Executiva Insper Cursos de Curta e Média Duração Educação Executiva 1 Porque Educação Executiva Insper A dinâmica do mundo corporativo exige profissionais multidisciplinares, capazes de interagir e formar conexões com diferentes áreas da empresa e entender e se adaptar

Leia mais

MANUAL DO ALUNO EM DISCIPLINAS NA MODALIDADE A DISTÂNCIA

MANUAL DO ALUNO EM DISCIPLINAS NA MODALIDADE A DISTÂNCIA MANUAL DO ALUNO EM DISCIPLINAS NA MODALIDADE A DISTÂNCIA ORIENTAÇÕES PARA OS ESTUDOS EM EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA Caro (a) Acadêmico (a), Seja bem-vindo (a) às disciplinas ofertadas na modalidade a distância.

Leia mais

Florianópolis, 2012. Expedito Michels. Mestrado Profissional em Administração Universitária (PPGAU/UFSC)

Florianópolis, 2012. Expedito Michels. Mestrado Profissional em Administração Universitária (PPGAU/UFSC) O PAPEL DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO E A CONTRIBUIÇÃO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO PARA A FORMAÇÃO DE PROFISSIONAIS DE ADMINISTRAÇÃO: UM ESTUDO DE CASO Florianópolis, 2012 Expedito Michels Mestrado Profissional

Leia mais

SEMANA DA SAÚDE INTRODUÇÃO

SEMANA DA SAÚDE INTRODUÇÃO SEMANA DA SAÚDE Sandra Rosabel Pereira 1 ; Maria Angelica de Moraes Assumpção Pimenta 2 ; Maria Goreti Aléssio Crispim 3 ; Nelza de Moura 4 ; Neusa Denise Marques de Oliveira 5 ; Eliana Maria Fabiano de

Leia mais

CURSOS DE PÓS - GRADUAÇÃO

CURSOS DE PÓS - GRADUAÇÃO CURSOS DE PÓS - GRADUAÇÃO ESPECIALIZAÇÃO EM ECOTURISMO Objetivo: O Curso tem por objetivo capacitar profissionais, tendo em vista a carência de pessoas qualificadas na área do ecoturismo, para atender,

Leia mais

LER/DORT. Dr. Rodrigo Rodarte

LER/DORT. Dr. Rodrigo Rodarte LER/DORT Dr. Rodrigo Rodarte Há dois lados em todas as questões (Pitágoras, 410 445 a.c.) Definição: As L.E.R. são Lesões por Esforços Repetitivos (definição mais antiga) A D.O.R.T. (conhecidas como doenças

Leia mais

A divulgação desta apresentação por Cd-Rom e no Web site do programa Educação do Instituto do Banco Mundial e feita com a autorização do autor.

A divulgação desta apresentação por Cd-Rom e no Web site do programa Educação do Instituto do Banco Mundial e feita com a autorização do autor. A divulgação desta apresentação por Cd-Rom e no Web site do programa Educação do Instituto do Banco Mundial e feita com a autorização do autor. A ESCOLA PRECISA SER VISTA COMO UMA UNIDADE FUNDAMENTAL PARA

Leia mais

RELATÓRIO AUTO-AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL FACULDADE POLITÉCNICA DE UBERLÃNDIA 2009-2010

RELATÓRIO AUTO-AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL FACULDADE POLITÉCNICA DE UBERLÃNDIA 2009-2010 RELATÓRIO AUTO-AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL FACULDADE POLITÉCNICA DE UBERLÃNDIA 2009-2010 UBERLÂNDIA, MG JANEIRO, 2011 1 Este relatório aqui apresentado foi elaborado pela Comissão Própria de Avaliação da Faculdade

Leia mais

UNIVERSIDADE PAULISTA UNIP PROJETO SOBRE HIGIENE EM UMA ESCOLA MUNICIPAL DE ENSINO FUNDAMENTAL

UNIVERSIDADE PAULISTA UNIP PROJETO SOBRE HIGIENE EM UMA ESCOLA MUNICIPAL DE ENSINO FUNDAMENTAL UNIVERSIDADE PAULISTA UNIP PROJETO SOBRE HIGIENE EM UMA ESCOLA MUNICIPAL DE ENSINO FUNDAMENTAL Trabalho de aproveitamento apresentado à disciplina Estágio Supervisionado I do Curso de Enfermagem da Universidade

Leia mais

GINÁSTICA LABORAL: PRÁTICA DE RESULTADO OU MODISMO? David Marcos Emérito de Araújo 1 Leyla Regis de Meneses Sousa 1

GINÁSTICA LABORAL: PRÁTICA DE RESULTADO OU MODISMO? David Marcos Emérito de Araújo 1 Leyla Regis de Meneses Sousa 1 GINÁSTICA LABORAL: PRÁTICA DE RESULTADO OU MODISMO? David Marcos Emérito de Araújo 1 Leyla Regis de Meneses Sousa 1 1 Professor(a) Departamento de Educação Física, UFPI d.emerito@uol.com.br RESUMO A Ginástica

Leia mais

DEFORMIDADES DA COLUNA VERTEBRAL: avaliação postural em adolescentes da faixa etária entre 11 a 16 anos

DEFORMIDADES DA COLUNA VERTEBRAL: avaliação postural em adolescentes da faixa etária entre 11 a 16 anos DEFORMIDADES DA COLUNA VERTEBRAL: avaliação postural em adolescentes da faixa etária entre 11 a 16 anos CAROLINE GONSALEZ FLAVIO PILOTO CIRILLO JULIANA THIEMI IMANO KAMILLA FERNANDES LINS SP 2009 DEFORMIDADES

Leia mais

A RELAÇÃO ENTRE A MOTIVAÇÃO E A ROTATIVIDADE DE FUNCIONÁRIOS EM UMA EMPRESA

A RELAÇÃO ENTRE A MOTIVAÇÃO E A ROTATIVIDADE DE FUNCIONÁRIOS EM UMA EMPRESA A RELAÇÃO ENTRE A MOTIVAÇÃO E A ROTATIVIDADE DE FUNCIONÁRIOS EM UMA EMPRESA Elaine Schweitzer Graduanda do Curso de Hotelaria Faculdades Integradas ASSESC RESUMO Em tempos de globalização, a troca de informações

Leia mais

Plano de Gestão 2013-2015

Plano de Gestão 2013-2015 Plano de Gestão 2013-2015 CANDIDATAS DIRETORA: MARIA MAGARI INDA DA ROCHA VICE-DIRETORA: LUCI MEIRE RISSO BARBOSA PLANO DE GESTÃO A escola onde trabalho está baseada nos valores humanistas, tendo como

Leia mais

Regulamento Núcleo de Apoio Psicopedagógico

Regulamento Núcleo de Apoio Psicopedagógico Regulamento Núcleo de Apoio Psicopedagógico REGULAMENTO NÚCLEO DE APOIO PSICOPEDAGÓGICO - NAP CAPITULO I DA NATUREZA E FINALIDADE Art. 1º O presente regulamento tem por finalidade normatizar as ações do

Leia mais

PROJETO CONVIVÊNCIA E VALORES

PROJETO CONVIVÊNCIA E VALORES PROJETO CONVIVÊNCIA E VALORES Fala-se tanto da necessidade de deixar um planeta melhor para os nossos filhos, e esquece-se da urgência de deixar filhos melhores para o nosso planeta PROJETO: CONVIVÊNCIA

Leia mais

A GINÁSTICA LABORAL COMO FERRAMENTA PARA A MELHORIA DA QUALIDADE DE VIDA NO SETOR DE COZINHA EM RESTAURANTES

A GINÁSTICA LABORAL COMO FERRAMENTA PARA A MELHORIA DA QUALIDADE DE VIDA NO SETOR DE COZINHA EM RESTAURANTES A GINÁSTICA LABORAL COMO FERRAMENTA PARA A MELHORIA DA QUALIDADE DE VIDA NO SETOR DE COZINHA EM RESTAURANTES Alexandre Crespo Coelho da Silva Pinto Fisioterapeuta Mestrando em Engenharia de Produção UFSC

Leia mais

A EFICIÊNCIA DO ALONGAMENTO ESTÁTICO E ALONGAMENTO DINÂMICO NA FLEXIBILIDADE DE TRABALHADORES DE UMA EMPRESA EM BRUSQUE SC

A EFICIÊNCIA DO ALONGAMENTO ESTÁTICO E ALONGAMENTO DINÂMICO NA FLEXIBILIDADE DE TRABALHADORES DE UMA EMPRESA EM BRUSQUE SC A EFICIÊNCIA DO ALONGAMENTO ESTÁTICO E ALONGAMENTO DINÂMICO NA FLEXIBILIDADE DE TRABALHADORES DE UMA EMPRESA EM BRUSQUE SC Corrêa 1, Renan Braz 2, André Luiz de Oliveira RESUMO A flexibilidade é uma das

Leia mais

ESCOLA TÉCNICA SANTA CASA BH CONHECIMENTO NA DOSE CERTA PARA O SEU SUCESSO PROFISSIONAL

ESCOLA TÉCNICA SANTA CASA BH CONHECIMENTO NA DOSE CERTA PARA O SEU SUCESSO PROFISSIONAL ESCOLA TÉCNICA SANTA CASA BH CONHECIMENTO NA DOSE CERTA PARA O SEU SUCESSO PROFISSIONAL A SANTA CASA BH TEM TODOS OS CUIDADOS PARA VOCÊ CONQUISTAR UMA CARREIRA SAUDÁVEL. Missão Humanizar a assistência

Leia mais

Treino de Alongamento

Treino de Alongamento Treino de Alongamento Ft. Priscila Zanon Candido Avaliação Antes de iniciar qualquer tipo de exercício, considera-se importante que o indivíduo seja submetido a uma avaliação física e médica (Matsudo &

Leia mais

ANÁLISE METODOLÓGICA SOBRE A IMPORTÂNCIA DA ERGONOMIA E DA GINÁSTICA LABORAL E AS INFLUÊNCIAS NA QUALIDADE DE VIDA DO TRABALHADOR RURAL

ANÁLISE METODOLÓGICA SOBRE A IMPORTÂNCIA DA ERGONOMIA E DA GINÁSTICA LABORAL E AS INFLUÊNCIAS NA QUALIDADE DE VIDA DO TRABALHADOR RURAL 25 a 28 de Outubro de 2011 ISBN 978-85-8084-055-1 ANÁLISE METODOLÓGICA SOBRE A IMPORTÂNCIA DA ERGONOMIA E DA GINÁSTICA LABORAL E AS INFLUÊNCIAS NA QUALIDADE DE VIDA DO TRABALHADOR RURAL Pedro Alberto Vilamaior

Leia mais