A UAB ESTÁ INSTITUCIONALMENTE INTEGRADA COMO PROGRAMA PERMANENTE NA ESTRUTURA DA NOVA CAPES

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "A UAB ESTÁ INSTITUCIONALMENTE INTEGRADA COMO PROGRAMA PERMANENTE NA ESTRUTURA DA NOVA CAPES"

Transcrição

1

2 A UAB ESTÁ INSTITUCIONALMENTE INTEGRADA COMO PROGRAMA PERMANENTE NA ESTRUTURA DA NOVA CAPES

3 UAB NA NOVA CAPES CAPES DIRETORIA DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA DED UAB COORDENAÇÃO GERAL DE INFRA-ESTRUTURA DE PÓLOS CGIP COORDENAÇÃO GERAL DE ARTICULAÇÃO ACADÊMICA CGAA COORDENAÇÃO GERAL DE SUPERVISÃO E FOMENTO CGSF COORDENAÇÃO GERAL DE POLÍTICAS DA INFORMAÇÃO CGPI

4 PANORAMA GERAL DA UAB

5 1. IMPLEMENTAÇÃO DO SISTEMA UAB

6 Dados Atuais de Implementação da UAB 74 InsCtuições de Ensino Superior 45 Universidades Federais 18 Universidades Estaduais 11 InsCtutos Federais de Educação Tecnológica (ancgos CEFETs) 418 Cursos 557 pólos Centro Oeste : 45; Nordeste: 178; Norte: 85 Sudeste: 152 Sul : estudantes agosto de 2009.

7 557 POLOS 74 IES 418 CURSOS ALUNOS

8 TERCEIRA FASE DE EXPANSÃO DA UAB Publicação no DOU de 163 novos Pólos da UAB; novos pólos propostos pelos em Fóruns Estaduais; - 33 novos pólos do Programa Pró-licenciatura absorvidos pelo Sistema UAB Pólos, o total atingido nessa terceira fase de expansão da UAB

9 Estado do Amazonas 18 Polos Implementados 7 Coari, Lábrea, Manacapuru, Manaquiri, Maués, Santa Isabel do Rio Negro e Tefé. Polos Novos 13 Barcelos, Boca do Acre, Guajará, Parintins, Itacoatiara, Manaus, Manicoré, Eirunepé, São Gabriel da Cachoeira, Fonte Boa, Japurá, Tabatinga; São Paulo de Olivença.

10 Estado do Amazonas 9 Cursos UFAM 6 cursos em 10 polos Administração, Artes, Ciências Agrárias, Educação Física, Gestão em Saúde, Gestão Pública Municipal UEAM 2 cursos em 5 polos História e Matemática IFAM 1 curso em 2 polos Ciências Biológicas

11 2. DIRETRIZES ESTRATÉGICAS DA UAB - Pontos Fundamentais -

12 DIRETRIZES ESTRATÉGICAS - Cursos - Formação de Professores para a Educação Básica; Formação de Administradores Públicos,

13 PLANO NACIONAL DE FORMAÇÃO DE PROFESSORES Fóruns Estaduais; - Composto pelo Secretário de Educação, Reitores das IES, UNDIME e outras Forças Educacionais - Objetivo : Promover Arranjos Educacionais Locais, com Levantamento da Demanda e Solução da Oferta;

14 PLANO NACIONAL DE FORMAÇÃO DE PROFESSORES (cerca de 46% da formação inicial a distância) Total de professores a serem capacitados em 5 anos início agosto de Cerca de professores na Educação Básica, sem formação inicial; Cerca de professores com licenciatura (atuando fora de sua área) ou com apenas Bacharelado (atuando em área afim).

15

16 PLATAFORMA PAULO FREIRE REGIME DE COLABORAÇÃO

17 DIRETRIZES ESTRATÉGICAS - Estrutura do Financiamento nas IES - Financiamento integral de custeio e capital para as Instituições integrantes da UAB: - Bolsas e custeio para a produção e reprodução de Material Didático - Bolsas para professores e tutores a distância - Recursos para a infra-estrutura dos Núcleos de EAD e das salas de coordenação e Tutoria nas Instituições - Recursos para a implementação dos cursos

18 DIRETRIZES ESTRATÉGICAS - Estrutura do Financiamento nos Pólos- Financiamento integral nos pólos: - Bolsas para o coordenador do pólo e para tutores presenciais - 50 computadores para o primeiro laboratório e conexão Internet Financiamento compartilhado com os munícipios e estados: - Laboratórios pedagógicos, acervo para as bibliotecas, expansão e reforma da infra-estrutura

19 DIRETRIZES ESTRATÉGICAS A UAB é um Sistema permanente; - Renovação de turmas semestrais ou anuais, preservando a autonomia das Instituições e as Diretrizes Estratégicas da UAB.

20 DIRETRIZES ESTRATÉGICAS Outros elementos importantes Atuação Territorial das IES Sistema de Avaliação de Pólos e Cursos; Gestão da Principais Redes de Formação do MEC Pró-Licenciatura, Mídias na Educação, Cursos na Área da Educação para a Diversidade e da Educação Especial, PAR Formação Inicial e Continuada a Distância, etc...

21 3. AÇÕES DE INSTITUCIONALIZAÇÃO

22 NO AMBITO GLOBAL DA ARTICULAÇÃO CAPES-IES-MUNICÍPIOS-ESTADOS Apoio Estratégico dos seguintes Fóruns: - Fórum de Áreas, - Fórum de Coordenadores Regionais, - Fórum Nacional da UAB,

23 NO AMBITO INTERNO DAS IES CONSOLIDAÇÃO INSTITUCIONAL - Colegiados em cada IES, composto do Coordenador UAB e Coordenadores de Cursos, - Estrutura e Regimento dos Núcleos de EAD, - Colegiado e Regimento dos Cursos,

24 4. PROCESSOS EM ANDAMENTO

25 PROCESSOS EM ANDAMENTO Vagas para professores nas IFES - para os institutos que atuam na UAB e de acordo com o esforço acadêmico, vagas para técnicos nas IFES para os Núcleos de EAD, Salas de Coordenação e Tutoria dos Cursos.

26 Cooperação UAB RNP Realizações Desenho do Sistema de Conferência web UAB RNP Treinamento on line disponível pela RNP para todo o Sistema UAB e Capacitação presencial para mulcplicadores (2 pessoas por IES primeira etapa), Salas Virtuais instaladas em todas as IES e Pólos Hospedagem dos Sistemas de InformáCca da UAB

27 Processos em andamento... Consolidação do SisuaB agregação de módulos de controle Repositório para ComparClhamento de Materiais DidáCcos

28 PROCESSOS EM ANDAMENTO Implementação da Área de Administração Pública - Curso de Bacharelado em Administração Pública, Curso de Especialização em Gestão - Pública e Gestão da Saúde, vagas e 42 IES - agosto de 2009.

29 PROCESSOS EM ANDAMENTO Recursos para Equipamentos e Mobiliários para Salas de Coordenação e Tutoria, Núcleos de EAD nas IES e para Serviços de Conferência Web para os Pólos; Recursos para Estruturação dos Sistemas de Informática nas IES, em atendimento aos cursos da UAB

30 PROCESSOS EM ANDAMENTO - Laboratórios e Bibliotecas - Compra de de 176 Laboratórios Biologia, Física, Química e Matemática (R$ 15 milhões) - para Pólos em Municípios de Baixo IDEB, Entrega até o fim do ano de cerca de livros nos pólos (R$ 52 milhões)

31 PROCESSOS EM ANDAMENTO - Ampliação e Reforma de Pólos - Reforma e ampliação em 115 pólos de baixo IDEB e IDH, das regiões norte, nordeste e centro-oeste (R$ 30 milhões) - para Pólos em Municípios de Baixo IDEB, Equipamento e mobiliário para Núcleos de EAD, salas de coordenação e tutoria e para sistema de conferência-web (R$ 26 milhões)

32 Ciclo Anual Avaliação e Acompanhamento Avaliação in loco de Pólos e Cursos Avaliação do Material DidáCco Avaliação da interacvidade aluno tutor professor Avaliação on line resposta dos estudantes, tutores e professores

33 Projeção da UAB Custeio e Bolsas Ano de 2009 > 385 milhões Custeio 215 milhões Bolsas 170 milhões Ano de 2010 > 819 milhões Custeio 399 milhões Bolsas 420 milhões Ano de 2011 > Um bilhão

34 Projeção da UAB Alunos e Polos Ano de 2009 > referência agosto Alunos vagas Polos 557 Ano de 2010 > referência agosto Alunos vagas Polos 800 Ano de 2013 Alunos vagas Polos 1.000

35

TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOA FÍSICA CONSULTOR POR PRODUTO

TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOA FÍSICA CONSULTOR POR PRODUTO Organização dos Estados Ibero-americanos Para a Educação, a Ciência e a Cultura TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOA FÍSICA CONSULTOR POR 1. Título do Projeto: Aprimoramento da sistemática de

Leia mais

INSTITUTO FEDERAL DO AMAZONAS COORDENAÇÃO DE PESQUISA INSTITUCIONAL RELATÓRIO DE INDICADORES - CANDIDATOS POR VAGAS 2012/1

INSTITUTO FEDERAL DO AMAZONAS COORDENAÇÃO DE PESQUISA INSTITUCIONAL RELATÓRIO DE INDICADORES - CANDIDATOS POR VAGAS 2012/1 INSTITUTO FEDERAL DO AMAZONAS COORDENAÇÃO DE PESQUISA INSTITUCIONAL RELATÓRIO DE INDICADORES - CANDIDATOS POR VAGAS 2012/1 CURSO TÉCNICO DE NÍVEL MÉDIO INTEGRADO Edificações 40 477 11,925 Eletrotécnica

Leia mais

UNIVERSIDADE DO ESTADO DE MATO GROSSO

UNIVERSIDADE DO ESTADO DE MATO GROSSO UNIVERSIDADE DO ESTADO DE MATO GROSSO PRÓ-REITORIA DE PLANEJAMENTO E DESENVOLVIMENTO INSTITUCIONAL - PRPDI Orientação Geral O Plano de Desenvolvimento Institucional -PDI, elaborado para um período de 5

Leia mais

Plano de Desenvolvimento Institucional PDI -

Plano de Desenvolvimento Institucional PDI - Plano de Desenvolvimento Institucional PDI - Diretrizes para Elaboração Eixos Temáticos Essenciais do PDI Perfil Institucional Avaliação e Acompanhamento do Desenvolvimento Institucional Gestão Institucional

Leia mais

SOCIEDADE CAMPINEIRA DE EDUCAÇÃO E INSTRUÇÃO PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE CAMPINAS Média de Qualidade de cada Aspecto por ano/semestre

SOCIEDADE CAMPINEIRA DE EDUCAÇÃO E INSTRUÇÃO PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE CAMPINAS Média de Qualidade de cada Aspecto por ano/semestre 1º Semestre de 2007 03/08/16 17:03 Pagina 1 de19 2º Semestre de 2007 03/08/16 17:03 Pagina 2 de19 1º Semestre de 2008 03/08/16 17:03 Pagina 3 de19 2º Semestre de 2008 03/08/16 17:03 Pagina 4 de19 1º Semestre

Leia mais

Organização dos Estados Ibero-americanos. Para a Educação, a Ciência e a Cultura

Organização dos Estados Ibero-americanos. Para a Educação, a Ciência e a Cultura Organização dos Estados Ibero-americanos Para a Educação, a Ciência e a Cultura TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOA FÍSICA CONSULTOR POR PRODUTO 1. Projeto: Aprimoramento da sistemática de gestão

Leia mais

Formação de Professores na Modalidade a Distância: compromisso social e ações políticas na oferta do Curso de Letras Espanhol da Universidade Federal

Formação de Professores na Modalidade a Distância: compromisso social e ações políticas na oferta do Curso de Letras Espanhol da Universidade Federal Formação de Professores na Modalidade a Distância: compromisso social e ações políticas na oferta do Curso de Letras Espanhol da Universidade Federal de Santa Catarina\Brasil Contexto e ações políticas

Leia mais

ORIENTAÇÕES PARA ELABORAÇÃO PDI: Documento elaborado pela Equipe de Assessoria da Pró-reitoria de Planejamento da UEMA

ORIENTAÇÕES PARA ELABORAÇÃO PDI: Documento elaborado pela Equipe de Assessoria da Pró-reitoria de Planejamento da UEMA ORIENTAÇÕES PARA ELABORAÇÃO PDI: Documento elaborado pela Equipe de Assessoria da Pró-reitoria de Planejamento da UEMA Agosto de 2015 INTRODUÇÃO O Ministério de Educação (MEC) através do Sistema Nacional

Leia mais

META: SERVIDOR CAPACITADO CÂMPUS PATROCÍNIIO CÂMPUS UBERLÂNDIA CÂMPUS ITUIUTABA CÂMPUS UBERLÂNDIA CENTRO

META: SERVIDOR CAPACITADO CÂMPUS PATROCÍNIIO CÂMPUS UBERLÂNDIA CÂMPUS ITUIUTABA CÂMPUS UBERLÂNDIA CENTRO PROGRAMA: 2109 - GESTÃO E MANUTENÇÃO DO MEC AÇÃO: 4572 - CAPACITAÇÃO DE SERV. PÚB. FED. EM PROC. DE QUALIFICAÇÃO E REQUALIFICAÇÃO. DESCRIÇÃO PROMOVER A QUALIFICAÇÃO E A REQUALIFICAÇÃO DE PESSOAL COM VISTAS

Leia mais

IV Encontro Pedagógico do IFAM 2016 DIRETORIA DE ENSINO MÉDIO E TÉCNICO SISTÊMICA DET/PROEN

IV Encontro Pedagógico do IFAM 2016 DIRETORIA DE ENSINO MÉDIO E TÉCNICO SISTÊMICA DET/PROEN DIRETORIA DE ENSINO MÉDIO E TÉCNICO SISTÊMICA DET/PROEN AVALIAÇÃO DOS CURSOS TÉCNICOS DE NÍVEL MÉDIO DO IFAM Lei Nª 11.872/2008 Art. 7ª - Objetivos dos Institutos Federais: I - ministrar educação profissional

Leia mais

AUTOAVALIAÇÃO 2015 INFRAESTRUTURA E SERVIÇOS. Não acessaram. concluíram. Discentes ,3% Docentes ,2%

AUTOAVALIAÇÃO 2015 INFRAESTRUTURA E SERVIÇOS. Não acessaram. concluíram. Discentes ,3% Docentes ,2% AUTOAVALIAÇÃO 205 INFRAESTRUTURA E SERVIÇOS ) PARTICIPAÇÃO Aptos Não Não Concluíram % de acessaram concluíram concluintes 2.050 23 75.852 90,3% 7 7 5 95 8,2% 7 9 3 49 69,0% 2) INFRAESTRUTURA GERAL E SERVIÇOS

Leia mais

Encontro Estadual do Proinfância

Encontro Estadual do Proinfância Encontro Estadual do Proinfância Salvador \BA Março/2014 (arquivo da Creche Carochinha) Secretaria de Educação Básica AÇÕES DO MEC Curso de Especialização em Educação Infantil Formação em nível de especialização

Leia mais

EDITAL N.º 17/2016 ANEXO I TRILHAS DE APRENDIZAGEM DO PFGC. Competência: Visão Estratégica

EDITAL N.º 17/2016 ANEXO I TRILHAS DE APRENDIZAGEM DO PFGC. Competência: Visão Estratégica 1 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DA PARAÍBA DIREÇÃO GERAL DO CAMPUS JOÃO PESSOA PROGRAMA DE FORMAÇÃO DE GESTORES

Leia mais

1. DAS DISPOSIÇÕES GERAIS

1. DAS DISPOSIÇÕES GERAIS UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA SUPERINTENDÊNCIA DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA SELEÇÃO PÚBLICA DE TUTOR CURSOS DE GRADUAÇÃO EDITAL Nº 03/2016 1. DAS DISPOSIÇÕES GERAIS A Universidade Federal da Bahia - UFBA, por

Leia mais

Plano de Desenvolvimento Institucional

Plano de Desenvolvimento Institucional data Plano de Desenvolvimento Institucional PDI - 2016-2020 Prof. Esper Cavalheiro Pró-Reitor de Planejamento - PROPLAN Profa. Cíntia Möller Araujo Coordenadora de Desenvolvimento Institucional e Estudos

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE JUIZ DE FORA Faculdade de Educação Núcleo de Educação a Distância Edital de Seleção de Tutores Presenciais UAB I/SEED/MEC

UNIVERSIDADE FEDERAL DE JUIZ DE FORA Faculdade de Educação Núcleo de Educação a Distância Edital de Seleção de Tutores Presenciais UAB I/SEED/MEC Edital de Seleção de Tutores Presenciais UAB I/SEED/MEC A Universidade Federal de Juiz de fora (UFJF) torna público, por meio deste Edital, o processo de seleção de Tutores a Presenciais para o Curso de

Leia mais

Débora Pereira Laurino Ivete Martins Pinto Universidade Federal do Rio Grande FURG

Débora Pereira Laurino Ivete Martins Pinto Universidade Federal do Rio Grande FURG Universidade Federal de Santa Catarina III Seminário de Pesquisa EAD: Experiências e reflexões sobre a Universidade Aberta do Brasil (UAB) e seus efeitos no ensino superior brasileiro Débora Pereira Laurino

Leia mais

Experiências na formação de professores sobre o uso de TIC no Ensino de Química

Experiências na formação de professores sobre o uso de TIC no Ensino de Química Experiências na formação de professores sobre o uso de TIC no Ensino de Química 13º Simpósio Brasileiro de Educação Química - SIMPEQUI 05 a 07/08 - Fortaleza-CE Prof. Dr. Airton Marques da Silva UECE /

Leia mais

EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA E E-LEARNING NA UNIVERSIDADE ABERTA

EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA E E-LEARNING NA UNIVERSIDADE ABERTA EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA E E-LEARNING NA UNIVERSIDADE ABERTA António Quintas-Mendes - Laboratório de Educação a Distância e E-Learning 9ETIC EXPERIÊNCIAS NO REINO UNIDO E NA PENÍNSULA IBÉRICA 27 de Outubro

Leia mais

MEC - UAB - Formulário de Avaliação de Pólos Versão 2.0

MEC - UAB - Formulário de Avaliação de Pólos Versão 2.0 Secretária de Educação a Distância - SEED MEC - UAB - Formulário de Avaliação de Pólos Versão 2.0 Data: 28/11/2006 MEC - UAB - Formulário de Avaliação de Pólos Versão 2.0 1 - Identificação do Pólo Pólo

Leia mais

NOME DO CURSO: Acessibilidade na Atividade Física Escolar Nível: Aperfeiçoamento Modalidade: A distância

NOME DO CURSO: Acessibilidade na Atividade Física Escolar Nível: Aperfeiçoamento Modalidade: A distância NOME DO CURSO: Acessibilidade na Atividade Física Escolar Nível: Aperfeiçoamento Modalidade: A distância Parte 1 Código / Área Temática Código / Nome do Curso Etapa de ensino a que se destina Educação

Leia mais

ANEXO I TRILHAS DE APRENDIZAGEM DO PFGC

ANEXO I TRILHAS DE APRENDIZAGEM DO PFGC 1 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DA PARAÍBA DIREÇÃO GERAL DO CAMPUS JOÃO PESSOA PROGRAMA DE FORMAÇÃO DE GESTORES

Leia mais

Piso para campus Expansão Complemento por Matrículas Totais Recursos do Tesouro Tauá

Piso para campus Expansão Complemento por Matrículas Totais Recursos do Tesouro Tauá ANEXO XXI - CAMPUS TIANGUÁ Cálculo do Orçamento de O orçamento do campus de é a soma dos recursos para custeio do campus e o valor da assistência estudantil, que será provido pelo Tesouro através da SOF

Leia mais

DIRETOR GERAL DO CAMPUS FEIRA DE SANTANA

DIRETOR GERAL DO CAMPUS FEIRA DE SANTANA Nome do candidato ao cargo de Diretor Geral do Campus Feira de Santana: Juliano Marques de Aguilar Cargo efetivo: Professor EBTT Matrícula Siape: 0268289 Data de admissão no IFBA: 03 de Julho de 1972 Campus

Leia mais

Fórum de Coordenadores dos Cursos de Graduação em Química. Fórum de Coordenadores dos Programas de Pós- Graduação em Química

Fórum de Coordenadores dos Cursos de Graduação em Química. Fórum de Coordenadores dos Programas de Pós- Graduação em Química Fórum de Coordenadores dos Cursos de Graduação em Química Fórum de Coordenadores dos Programas de Pós- Graduação em Química CARMEN MOREIRA DE CASTRO NEVES SÃO PAULO, 17 DE OUTUBRO DE 2011. Políticas e

Leia mais

Plano Nacional de Formação de Professores da Educação

Plano Nacional de Formação de Professores da Educação Seminário AESUFOPE-RS Formação de Professores: Políticas e Regulamentação Porto Alegre/RS - 08/junho/2009 Plano Nacional de Formação de Professores da Educação Básica PúblicaP João Carlos Teatini Diretor

Leia mais

Formulário Para Criação de Curso FORMULÁRIO Nº 1: ESPECIALIZAÇÃO - CURSO NOVO

Formulário Para Criação de Curso FORMULÁRIO Nº 1: ESPECIALIZAÇÃO - CURSO NOVO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA MINAS GERAIS PRÓ-REITORIA DE PESQUISA, INOVAÇÃO E PÓS-GRADUAÇÃO Formulário Para Criação de Curso FORMULÁRIO Nº 1: ESPECIALIZAÇÃO - CURSO NOVO Campus:

Leia mais

Pró-Reitoria de Extensão e Educação Continuada

Pró-Reitoria de Extensão e Educação Continuada Pró-Reitoria de Extensão e Educação Continuada Coordenadoria de Cursos de Educação Continuada CURSOS DE ESPECIALIZAÇÃO EM EaD INFORMAÇÕES GERAIS Versão 1 27/06/16 Aspectos Gerais dos Cursos Módulo Carga

Leia mais

Técnico em Enfermagem. Escola Profissional do Instituto de Cardiologia Av. Princesa Isabel nº 370, Bairro Santana Porto Alegre/RS Fone (51)

Técnico em Enfermagem. Escola Profissional do Instituto de Cardiologia Av. Princesa Isabel nº 370, Bairro Santana Porto Alegre/RS Fone (51) Técnico em Enfermagem Escola Profissional do Instituto de Cardiologia Av. Princesa Isabel nº 370, Bairro Santana Porto Alegre/RS Fone (51) 3235 4142 Instituto de Cardiologia Escola Profissional Nos últimos

Leia mais

MODELO EDUCACIONAL DO PROGRAMA ELEVAÇÃO DA ESCOLARIDADE BÁSICA NA INDÚSTRIA

MODELO EDUCACIONAL DO PROGRAMA ELEVAÇÃO DA ESCOLARIDADE BÁSICA NA INDÚSTRIA MODELO EDUCACIONAL DO PROGRAMA ELEVAÇÃO DA ESCOLARIDADE BÁSICA NA INDÚSTRIA Modelo Educacional do Programa Elevação da Escolaridade Básica na Indústria 3 APRESENTAÇÃO O Programa Elevação da Escolaridade

Leia mais

INSTRUÇÕES PARA ELABORAÇÃO DE PLANO DE DESENVOLVIMENTO INSTITUCIONAL PDI

INSTRUÇÕES PARA ELABORAÇÃO DE PLANO DE DESENVOLVIMENTO INSTITUCIONAL PDI INSTRUÇÕES PARA ELABORAÇÃO DE PLANO DE DESENVOLVIMENTO INSTITUCIONAL PDI 2011-2015 1. PERFIL INSTITUCIONAL Com base no artigo 16 do Decreto Federal nº 5.773, de 09 de maio de 2006. 1.1 Missão (ASPLAN)

Leia mais

INSTRUÇÕES PARA ELABORAÇÃO DE PLANO DE DESENVOLVIMENTO INSTITUCIONAL Artigo 16 do Decreto nº de 09 de maio de 2006

INSTRUÇÕES PARA ELABORAÇÃO DE PLANO DE DESENVOLVIMENTO INSTITUCIONAL Artigo 16 do Decreto nº de 09 de maio de 2006 INSTRUÇÕES PARA ELABORAÇÃO DE PLANO DE DESENVOLVIMENTO INSTITUCIONAL Artigo 16 do Decreto nº 5.773 de 09 de maio de 2006 I Introdução A edição do Decreto n. 5.773, de 9 de maio de 2006, que dispõe sobre

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO MARANHÃO PRÓ-REITORIA DE ENSINO COORDENAÇÃO INSTITUCIONAL DO PIBID PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSA DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA

UNIVERSIDADE FEDERAL DO MARANHÃO PRÓ-REITORIA DE ENSINO COORDENAÇÃO INSTITUCIONAL DO PIBID PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSA DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA SELEÇÃO DE ALUNOS BOLSISTAS DO PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSAS DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA - PIBID Edital Nº156/2016 PROEN LOCAL E HORÁRIO DA ENTREVISTA ORAL Data: 08/08/2016 Campus Subprojeto Local da Entrevista

Leia mais

Ministério da Educação

Ministério da Educação Page 1 of 5 Ministério da Educação Nº 1087 - Terça feira, 6 de janeiro de 2009 Gabinete do Ministro - Portaria nº 1, de 5 de janeiro de 2009 Aprova, em extrato, o instrumento de avaliação para reconhecimento

Leia mais

I FORUM BRASILEIRO DOS COORDENADORES DE PROGRAMAS DE RESIDÊNCIA EM MEDICINA VETERINÁRIA/CNRMS/MEC ESTRUTURA E FUNÇÕES DA COREMU

I FORUM BRASILEIRO DOS COORDENADORES DE PROGRAMAS DE RESIDÊNCIA EM MEDICINA VETERINÁRIA/CNRMS/MEC ESTRUTURA E FUNÇÕES DA COREMU I FORUM BRASILEIRO DOS COORDENADORES DE PROGRAMAS DE RESIDÊNCIA EM MEDICINA ESTRUTURA E FUNÇÕES DA COREMU Profa. Gilcinéa de Cássia Santana Coordenadora da COREMU/UFMG COREMU RESOLUÇÃO Nº 2, DE 4 DE MAIO

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL Universidade Aberta do Brasil

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL Universidade Aberta do Brasil SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL Universidade Aberta do Brasil Edital nº 01/2012 CURSO DE FORMAÇÃO CONTINUADA DE PROFESSORES EM TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO ACESSÍVEL

Leia mais

FUNDAÇÃO EDUCACIONAL DE GOIÁS FACULDADE LIONS. O Diretor Geral e a Diretora Acadêmica da Faculdade Lions, no uso de suas atribuições,

FUNDAÇÃO EDUCACIONAL DE GOIÁS FACULDADE LIONS. O Diretor Geral e a Diretora Acadêmica da Faculdade Lions, no uso de suas atribuições, FUNDAÇÃO EDUCACIONAL DE GOIÁS FACULDADE LIONS Instrução normativa 28/2016, de 20 de junho de 2016 Estabelece as diretrizes gerais para a realização de trabalhos acadêmicos para complementação de conteúdo

Leia mais

ANEXO 2. PTD - PLANO DE TRABALHO DOCENTE - (Ano de referência)

ANEXO 2. PTD - PLANO DE TRABALHO DOCENTE - (Ano de referência) 1. IDENTIFICAÇÃO ANEXO 2 UNIVERSIDADE FEDERAL DE RORAIMA Departamento de (Nome do departamento) Curso de (Nome do curso) PTD - PLANO DE TRABALHO DOCENTE - (Ano de referência) Nome: Unidade Acadêmica de

Leia mais

Processo de Rematrículas para 2017/01. Disciplinas na Modalidade de Educação à Distância

Processo de Rematrículas para 2017/01. Disciplinas na Modalidade de Educação à Distância Processo de Rematrículas para 2017/01 Informativo para os cursos de graduação: Disciplinas na Modalidade de Educação à Distância Com base na Portaria 1134/2016 (DOU nº 196, terça-feira, 11 de outubro de

Leia mais

Nivelamento Matemática

Nivelamento Matemática Nivelamento Matemática APRESENTAÇÃO DO PROFESSOR Olá! Sou Prof. Amintas e serei seu tutor no Nivelamento em Matemática Básica. Sejam bem-vindos... Caro(a) aluno(a)... Que bom ter você no nosso nivelamento!

Leia mais

Programa de GTs Temáticos em EAD Ciclo:

Programa de GTs Temáticos em EAD Ciclo: Programa de GTs Temáticos em EAD Ciclo: 2015-2016 Carolina Felicíssimo Coordenadora RNP Mariana Oliveira Contato RNP/CAPES Prof. Juarez Bento Coordenador GT-MRE (UFSC) Prof. Delano Beder Coordenador GT-REMAR

Leia mais

Inovação e Criatividade na Educação Básica

Inovação e Criatividade na Educação Básica MEC Inovação e Criatividade na Educação Básica 2015 Objetivo Criar as bases para uma política pública de fomento a inovação e criatividade na educação básica Desafios da Educação Básica no Brasil hoje

Leia mais

NOME DO CURSO: O uso pedagógico dos recursos de Tecnologia Assistiva Nível: Aperfeiçoamento Modalidade: Presencial

NOME DO CURSO: O uso pedagógico dos recursos de Tecnologia Assistiva Nível: Aperfeiçoamento Modalidade: Presencial NOME DO CURSO: O uso pedagógico dos recursos de Tecnologia Assistiva Nível: Aperfeiçoamento Modalidade: Presencial Parte 1 Código / Área Temática Código / Nome do Curso Etapa de ensino a que se destina

Leia mais

A importância do Relatório Anual de Atividades das Unidades e os Resultados Gerados a partir da Coleta do Ano Base 2011

A importância do Relatório Anual de Atividades das Unidades e os Resultados Gerados a partir da Coleta do Ano Base 2011 A importância do Relatório Anual de Atividades das Unidades e os Resultados Gerados a partir da Coleta do Ano Base 2011 II Encontro de Relatório de Gestão 17/12/2012 Agenda Parte I: Os processos que utilizam

Leia mais

ENGENHARIA INDUSTRIAL MADEIREIRA

ENGENHARIA INDUSTRIAL MADEIREIRA ENGENHARIA INDUSTRIAL MADEIREIRA O CURSO E SUAS OPORTUNIDADES Autores: Prof. Dr. Alan Sulato de Andrade Prof. Dr. Umberto Klock Sejam bem-vindos à Universidade Federal do Paraná Sejam bem-vindos ao Curso

Leia mais

PRIMEIRA INFÂNCIA E DIREITO À EDUCAÇÃO

PRIMEIRA INFÂNCIA E DIREITO À EDUCAÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO BÁSICA PRIMEIRA INFÂNCIA E DIREITO À EDUCAÇÃO Audiência Pública Câmara dos Deputados Brasília 2014 Extensão: 8,5 milhões km 2 População: 191,5 milhões População

Leia mais

Curso: Administração

Curso: Administração REGULAMENTO ATIVIDADES ACADÊMICAS COMPLEMENTARES Curso: Administração Nova Serrana Fevereiro de 2017 Credenciada pelo MEC conforme Portaria 2.923 de 14/12/2001 DOU 2 de 18/12/2001 Seção 1 página 27. Recredenciamento

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE RONDÔNIA UNIR

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE RONDÔNIA UNIR MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE RONDÔNIA UNIR SELEÇÃO PÚBLICA SIMPLIFICADA PARA SUPERVISORES E FORMADORES DO PACTO NACIONAL PELA ALFABETIZAÇÃO NA IDADE CERTA (PNAIC) UNIR MATEMÁTICA

Leia mais

Ambientes Virtuais de Aprendizagem na Educação Superior. Por: Diana da Silva Alves Santana

Ambientes Virtuais de Aprendizagem na Educação Superior. Por: Diana da Silva Alves Santana Ambientes Virtuais de Aprendizagem na Educação Superior Por: Diana da Silva Alves Santana INTRODUÇÃO A educação superior presencial vem perdendo espaço para o ciberespaço. As plataformas ou ambientes virtuais

Leia mais

LISTA DE FIGURAS, GRÁFICOS, QUADROS E TABELAS

LISTA DE FIGURAS, GRÁFICOS, QUADROS E TABELAS iii LISTA DE FIGURAS, GRÁFICOS, QUADROS E TABELAS Capítulo I Tabela nº 1 Composição da amostragem: professores e alunos em relação às quantidades de questionários enviados/recebidos na pesquisa.. 6 Tabela

Leia mais

Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior Diretoria de Formação de Professores para a Educação Básica DEB PIBID 2016/2017

Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior Diretoria de Formação de Professores para a Educação Básica DEB PIBID 2016/2017 Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior Diretoria de Formação de Professores para a Educação Básica DEB PIBID 2016/2017 2016 OBJETIVO DO PIBID O Programa Institucional de Iniciação

Leia mais

FATEP Faculdade Pentágono

FATEP Faculdade Pentágono mantida pelo Instituto Pentágono de Ensino Superior. RELATÓRIO AUTO-AVALIAÇÃO 2012 I. DADOS DA INSTITUIÇÃO Nome/ Código da IES - Faculdade Tecnologia Pentágono - 3978 Caracterização da IES: Particular,

Leia mais

Resolução n 225, de 21 de junho R E S O L V E: Art. 1º - Alterar a redação do parágrafo 2º artigo 12 do Regimento Geral da Universidade:

Resolução n 225, de 21 de junho R E S O L V E: Art. 1º - Alterar a redação do parágrafo 2º artigo 12 do Regimento Geral da Universidade: Resolução n 225, de 21 de junho 2016. Aprova emendas ao Regimento Geral da Universidade, cria setores e dá outras providências. O Conselho Universitário CONSUNI, da Universidade do Planalto Catarinense

Leia mais

REGULAMENTO ATIVIDADES ACADÊMICAS COMPLEMENTARES. Curso: Pedagogia. Nova Serrana Outubro de 2015

REGULAMENTO ATIVIDADES ACADÊMICAS COMPLEMENTARES. Curso: Pedagogia. Nova Serrana Outubro de 2015 REGULAMENTO ATIVIDADES ACADÊMICAS COMPLEMENTARES Curso: Pedagogia Nova Serrana Outubro de 2015 Curso de Pedagogia - Licenciatura: Autorizado conforme Portaria 601 de 29/10/2014 DOU 210 de 30/10/2014 Seção

Leia mais

Esvaziamento do Quadro de Servidores Risco de RH

Esvaziamento do Quadro de Servidores Risco de RH Esvaziamento do Quadro de Servidores Risco de RH QUADRO ATUAL DO BANCO CENTRAL CARGO Analista QUADRO DE PESSOAL POSIÇÃO EM 31.03.2015 Cargos Fixados por Lei x Cargos Ocupados FIXAÇÃO DA LEI Nº 9.650/1998

Leia mais

Nosso objetivo. Nas próximas telas você verá o que o SophiA pode fazer para auxiliar sua IES a cumprir esta missão.

Nosso objetivo. Nas próximas telas você verá o que o SophiA pode fazer para auxiliar sua IES a cumprir esta missão. Nossa empresa alia seus mais de 23 anos de experiência no mercado à paixão por educação e tecnologia para desenvolver a solução SophiA Gestão Acadêmica. Este é um sistema flexível, que apresenta excelente

Leia mais

EDITAL Nº 054/2017 SELEÇÃO PARA CADASTRO DE RESERVA DE TUTORES VIRTUAIS CURSOS DE LICENCIATURA A DISTANCIA (PARFOR): PEDAGOGIA E COMPUTAÇÃO

EDITAL Nº 054/2017 SELEÇÃO PARA CADASTRO DE RESERVA DE TUTORES VIRTUAIS CURSOS DE LICENCIATURA A DISTANCIA (PARFOR): PEDAGOGIA E COMPUTAÇÃO UNIVERSIDADE ESTADUAL DO SUDOESTE DA BAHIA UESB Recredenciada pelo Decreto Estadual N 16.825, de 04.07.2016 Educação a Distância EAD / UESB Fone: (77) 3425-9308 uesbvirtual@uesb.edu EDITAL Nº 054/2017

Leia mais

REVISÃO DO PERFIL DOS PROGRAMAS - atribuição de nota. (Efetuada na reunião de coordenadores na UFSC/Florianópolis nos dias: 06 e 07 março de 2003)

REVISÃO DO PERFIL DOS PROGRAMAS - atribuição de nota. (Efetuada na reunião de coordenadores na UFSC/Florianópolis nos dias: 06 e 07 março de 2003) REVISÃO DO PERFIL DOS PROGRAMAS - atribuição de nota (Efetuada na reunião de coordenadores na UFSC/Florianópolis nos dias: 06 e 07 março de 2003) A seguir estão definidos os critérios para avaliação e

Leia mais

AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL

AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL Bibliotecas Universitárias e a Avaliação pelo MEC. Mírian Rocha Bibliotecária / Assessoria Educacional mqrocha@gmail.com (17) 8135-7993 PROCESSOS DE REGULAÇÃO DO ENSINO SUPERIOR

Leia mais

PROGRAMA DE CAPACITAÇÃO PEDAGÓGICA

PROGRAMA DE CAPACITAÇÃO PEDAGÓGICA PROGRAMA DE CAPACITAÇÃO PEDAGÓGICA A gestão da Universidade do Contestado - UnC 2014-2018 tem como meta atingir patamares conceituais mais significativos no âmbito estadual e nacional e aplicar os resultados

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO CENTRO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E DA SAÚDE INSTITUTO DE BIOCIÊNCIAS

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO CENTRO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E DA SAÚDE INSTITUTO DE BIOCIÊNCIAS 1 o PERÍODO (Licenciatura em - Noturno) 2 o SEMESTRE/2012 Geral I ANATO Vegetal I* GEO PAL Geral I ANATO Vegetal I* GEO PAL Geral * I ANATO Vegetal I GEO PAL * Geral * I* ANATO * Vegetal I GEO PAL * I*

Leia mais

ESTIMATIVAS DAS COTAS DO FPM AMAZONAS

ESTIMATIVAS DAS COTAS DO FPM AMAZONAS ESTIMATIVAS DAS COTAS DO FPM AMAZONAS Fevereiro, Março e Abril de François E. J. de Bremaeker Rio de Janeiro, fevereiro de 2016 ESTIMATIVAS DAS COTAS DO FPM AMAZONAS Fevereiro, Março e Abril de François

Leia mais

A Expansão do Ensino Superior no Brasil

A Expansão do Ensino Superior no Brasil AULA MAGNA UFPE 2009.1 A Expansão do Ensino Superior no Brasil Prof. Amaro Henrique Pessoa Lins Reitor UFPE POR QUE EXPANDIR? O ensino público, gratuito e de qualidade é essencial para reverter a situação

Leia mais

AVALIANDO AS POLÍTICAS PÚBLICAS DE FORMAÇÃO DE PROFESSORES. Sérgio Roberto Kieling Franco

AVALIANDO AS POLÍTICAS PÚBLICAS DE FORMAÇÃO DE PROFESSORES. Sérgio Roberto Kieling Franco AVALIANDO AS POLÍTICAS PÚBLICAS DE FORMAÇÃO DE PROFESSORES Sérgio Roberto Kieling Franco SINAES Política de promoção de qualidade (combinado com política regulatória) Avaliação de instituições e de cursos

Leia mais

Proposta Pedagógica Institucional da UFOB. Comissão de elaboração do Projeto Político Pedagógico da UFOB

Proposta Pedagógica Institucional da UFOB. Comissão de elaboração do Projeto Político Pedagógico da UFOB Proposta Pedagógica Institucional da UFOB Comissão de elaboração do Projeto Político Pedagógico da UFOB UNIVERSIDADE PÚBLICA Instituição social de formação humana e profissional que, por meio de um conjunto

Leia mais

U N I V E R S I D A D E F E D E R A L D O R I O G R A N D E D O S U L

U N I V E R S I D A D E F E D E R A L D O R I O G R A N D E D O S U L U N I V E R S I D A D E F E D E R A L D O R I O G R A N D E D O S U L SECRETARIA DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA INSTITUTO DE FÍSICA Edital 02/2014 Edital de Seleção de Tutores-Bolsistas A Secretaria de Educação

Leia mais

A Pós-Graduação em Ensino de Física no IF-UFRJ. Carlos E. Aguiar

A Pós-Graduação em Ensino de Física no IF-UFRJ. Carlos E. Aguiar A Pós-Graduação em Ensino de Física no IF-UFRJ Carlos E. Aguiar IF-UFRJ, 25/10/2007 A Física no Vestibular da UFRJ Média na prova específica de Física em 2006: 1,9 (em 10) 20% dos candidatos tiveram nota

Leia mais

Tecnologia da Infomação e Comunicação nas Escolas Públicas Brasileiras

Tecnologia da Infomação e Comunicação nas Escolas Públicas Brasileiras 2010 The Meeting of the America Tecnologia da Infomação e Comunicação nas Escolas Públicas Brasileiras Antonio Carlos Alves Carvalho Coordenador-Geral de Projetos e Programas De Tecnologia Educacional

Leia mais

INSTITUTO DE SERVIÇOS EDUCACIONAIS VALE DO PARANAPANEMA LTDA CNPJ: / FACULDADES INTEGRADAS DE TAGUAÍ

INSTITUTO DE SERVIÇOS EDUCACIONAIS VALE DO PARANAPANEMA LTDA CNPJ: / FACULDADES INTEGRADAS DE TAGUAÍ VALE DO PARANAPANEMA LTDA CNPJ: 19.412.711/0001-30 POLÍTICA DE AQUISIÇÃO, ATUALIZAÇÃO E MANUTENÇÃO DE EQUIPAMENTO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO (TI) TAGUAÍ SP 2015 Política de Aquisição, Atualização e Manutenção

Leia mais

MERCADO E CENÁRIO DE CONCORRÊNCIA NO EAD

MERCADO E CENÁRIO DE CONCORRÊNCIA NO EAD MERCADO E CENÁRIO DE CONCORRÊNCIA NO EAD Tamanho e Crescimento do Mercado EAD Crescimento Consistente no Ensino Superior no Brasil # Estudantes presenciais (Milhares) 3.887 4.164 4.453 4.667 4.880 5.080

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO SEMI-ÁRIDO PRÓ-REITORIA DE PLANEJAMENTO ENCONTRO ANUAL DE PLANEJAMENTO 2015

UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO SEMI-ÁRIDO PRÓ-REITORIA DE PLANEJAMENTO ENCONTRO ANUAL DE PLANEJAMENTO 2015 UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO SEMI-ÁRIDO PRÓ-REITORIA DE PLANEJAMENTO ENCONTRO ANUAL DE PLANEJAMENTO 2015 ABRIL DE 2015 PLANEJAMENTO INSTITUCIONAL Metas na LOA 2015; Atividades realizadas em 2014; Metas

Leia mais

ANEXO D - REGULAMENTO DE AAC (ATIVIDADE ACADÊMICA COMPLEMENTAR)

ANEXO D - REGULAMENTO DE AAC (ATIVIDADE ACADÊMICA COMPLEMENTAR) ANEXO D - REGULAMENTO DE AAC (ATIVIDADE ACADÊMICA COMPLEMENTAR) REGIMENTO DAS ATIVIDADES ACADÊMICAS COMPLEMENTARES DO CURSO DE LICENCIATURA EM CIÊNCIAS BIOLÓGICAS - SEMESTRAL DA FACULDADE DE APUCARANA-FAP

Leia mais

EDITAL DE RETIFICAÇÃO Nº 20/2015 DE 23 DE FEVEREIRO DE 2015

EDITAL DE RETIFICAÇÃO Nº 20/2015 DE 23 DE FEVEREIRO DE 2015 MINISTÉRIO DA EDUCACÃO SECRETARIA DE EDUCACÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCACÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA BAIANO PRÓ-REITORIA DE ENSINO EDITAL DE RETIFICAÇÃO Nº 20/2015 DE 23 DE FEVEREIRO

Leia mais

Objetivo Geral: Objetivos Específicos:

Objetivo Geral: Objetivos Específicos: Objetivo Geral: Superação da pobreza e geração de trabalho e renda no meio rural por meio de uma estratégia de desenvolvimento territorial sustentável. Objetivos Específicos: Inclusão produtiva das populações

Leia mais

A Universidade Aberta do Brasil UAB

A Universidade Aberta do Brasil UAB A Universidade Aberta do Brasil UAB Alexandre Marques Póvoa Coordenador de Apoio a Polos 1ª Reunião Ordinária de Trabalho dos Coordenadores de Polos UAB do Mato Grosso Recife, 27 de outubro de 2016 Razões

Leia mais

PLANO DE AÇÃO 2016 NÚCLEO DE SAÚDE

PLANO DE AÇÃO 2016 NÚCLEO DE SAÚDE PLANO DE AÇÃO 2016 NÚCLEO DE SAÚDE 1 FORMULÁRIO 1 - PLANO DE AÇÃO 2016 Durante a discussão da Proposta Orçamentária e Diretrizes para o Plano de Ação 2016 no CONSAD foi recomendado a explicitação dos objetivos

Leia mais

EDITAL N.º 16/2016 ANEXO I TRILHAS DE APRENDIZAGEM DO PFGC. Competência: Visão Estratégica

EDITAL N.º 16/2016 ANEXO I TRILHAS DE APRENDIZAGEM DO PFGC. Competência: Visão Estratégica 1 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DA PARAÍBA DIREÇÃO GERAL DO CAMPUS JOÃO PESSOA PROGRAMA DE FORMAÇÃO DE GESTORES

Leia mais

Florianópolis, 06 de dezembro de 2013.

Florianópolis, 06 de dezembro de 2013. AVALIAÇÃO DE POLÍTICA PÚBLICA EDUCACIONAL RESULTADOS DA PARCERIA UNIVERSIDADE ABERTA DO BRASIL E UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA PARA O CURSO DE ADMINISTRAÇÃO EAD Ariane Rodrigues Pereira; Mestre

Leia mais

EDITAL INTERNO Nº 07/2013

EDITAL INTERNO Nº 07/2013 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DE PERNAMBUCO PRÓ-REITORIA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO EDITAL INTERNO Nº 07/2013 SELEÇÃO DE BOLSISTAS PARA OS PROGRAMAS DE EDUCAÇÃO TUTORIAL/CONEXÕES DE SABERES

Leia mais

PROJETO TUTOR UNIVERSITÁRIO. 1. Objetivo e escopo do projeto-piloto

PROJETO TUTOR UNIVERSITÁRIO. 1. Objetivo e escopo do projeto-piloto PROJETO TUTOR UNIVERSITÁRIO 1. Objetivo e escopo do projeto-piloto O Tutor Universitário é um programa-piloto proposto pelo Fórum das Entidades Representantes do Ensino Superior, para desenvolver o conhecimento

Leia mais

Art. 1º Aprovar, em extrato, o Instrumento de Avaliação para Reconhecimento de Cursos Superiores de Tecnologia, anexo a esta Portaria.

Art. 1º Aprovar, em extrato, o Instrumento de Avaliação para Reconhecimento de Cursos Superiores de Tecnologia, anexo a esta Portaria. SIC 01/09 Belo Horizonte, 06 de janeiro de 2009. RECONHECIMENTO. CURSOS DE TECNOLOGIA, BACHARE- LADO E LICENCIATURA, E DIREITO. INSTRUMENTOS DE AVALIAÇÃO PORTARIAS Nºs 1, 2 E 3, PUBLICADAS DIA 06/01/09

Leia mais

Ensino a distância no Curso de Biblioteconomia: demandas, desafios e perspectivas. Profa. Dra. Marta Valentim

Ensino a distância no Curso de Biblioteconomia: demandas, desafios e perspectivas. Profa. Dra. Marta Valentim Ensino a distância no Curso de Biblioteconomia: demandas, desafios e perspectivas Profa. Dra. Marta Valentim Florianópolis 2016 Sumário 1. Breve Histórico 2. Projeto Pedagógico 2.1 Estrutura 2.2 Conteúdos

Leia mais

CHAMADA PÚBLICA N. 02/2012 CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM EDUCAÇÃO PERMANENTE NA GESTÃO REGIONALIZADA DO SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE SUS

CHAMADA PÚBLICA N. 02/2012 CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM EDUCAÇÃO PERMANENTE NA GESTÃO REGIONALIZADA DO SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE SUS CHAMADA PÚBLICA N. 02/2012 CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM EDUCAÇÃO PERMANENTE NA GESTÃO REGIONALIZADA DO SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE SUS 1. APRESENTAÇÃO O Instituto Leônidas e Maria Deane ILMD, unidade técnico-científica

Leia mais

Projeto de Estágio do Curso de Pedagogia

Projeto de Estágio do Curso de Pedagogia Projeto de Estágio do Curso de Pedagogia Giovanni Salera Júnior E-mail: salerajunior@yahoo.com.br Gurupi TO Novembro de 2008 1 Salera Júnior, Giovanni. Catalogação Projeto de Estágio do Curso de Pedagogia.

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO AUTÔNOMO DO BRASIL COMISSÃO PERMANENTE DO PROCESSO SELETIVO CPPS PROCESSO SELETIVO EDITAL Nº 07/2017 CPPS

CENTRO UNIVERSITÁRIO AUTÔNOMO DO BRASIL COMISSÃO PERMANENTE DO PROCESSO SELETIVO CPPS PROCESSO SELETIVO EDITAL Nº 07/2017 CPPS CENTRO UNIVERSITÁRIO AUTÔNOMO DO BRASIL COMISSÃO PERMANENTE DO PROCESSO SELETIVO CPPS PROCESSO SELETIVO 2017.1 EDITAL Nº 07/2017 CPPS O CENTRO UNIVERSITÁRIO AUTÔNOMO DO BRASIL - UNIBRASIL, por sua Comissão

Leia mais

O papel da assessoria no Projeto Letras2.0. Luciana Viter Simone Lima

O papel da assessoria no Projeto Letras2.0. Luciana Viter Simone Lima O papel da assessoria no Projeto Letras2.0 Luciana Viter Simone Lima Quem somos? Luciana Nunes Viter Licenciada em Letras (Português- Inglês), especialista em Informática na Educação, mestre em Linguística

Leia mais

Cadernos de Avaliação Institucional

Cadernos de Avaliação Institucional CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE MINAS GERAIS DIRETORIA DE GRADUAÇÃO COMISSÃO PERMANENTE DE AVALIAÇÃO - CPA Cadernos de Avaliação Institucional Engenharia de Minas Araxá Resultado da Avaliação

Leia mais

1. DAS CONDIÇÕES PARA A INSCRIÇÃO

1. DAS CONDIÇÕES PARA A INSCRIÇÃO A COORDENAÇÃO DA UNIVERSIDADE ABERTA DO BRASIL NA UFPE UAB/UFPE convid a os interessados a se inscreverem no processo de seleção simplificada para Cadastro de Reserva de Bolsistas CAPES como Tutor para

Leia mais

RELATÓRIO DE AUTO-AVALIAÇÃO

RELATÓRIO DE AUTO-AVALIAÇÃO F ACULD ADE DE GU AR AR APES Autorizada pela Portaria MEC nª. 993 de 17.05.2001 - DOU 98-E de 22.05.2001 Entidade Mantenedora: INSTITUTO EDUCACIONAL DO ESTADO DE SÃO PAULO CNPJ: 63.083.869/0005-90 RELATÓRIO

Leia mais

Desmatamento anual na Amazônia Legal ( )

Desmatamento anual na Amazônia Legal ( ) Setembro 2016 4.571 7.464 7.000 6.418 5.891 5.012 5.831 11.030 11.651 13.730 13.786 13.227 12.911 14.896 14.896 14.286 16.531 17.770 18.161 17.383 17.259 18.226 18.165 19.014 21.050 21.651 25.396 27.772

Leia mais

UNIVERSIDADE DO ESTADO DO AMAZONAS CONSELHO UNIVERSITÁRIO RESOLUÇÃO Nº 32/2015-CONSUNIV/UEA Aprova o Novo Projeto Pedagógico do Curso de Saúde

UNIVERSIDADE DO ESTADO DO AMAZONAS CONSELHO UNIVERSITÁRIO RESOLUÇÃO Nº 32/2015-CONSUNIV/UEA Aprova o Novo Projeto Pedagógico do Curso de Saúde UNIVERSIDADE DO ESTADO DO AMAZONAS CONSELHO UNIVERSITÁRIO RESOLUÇÃO Nº 32/2015-CONSUNIV/UEA Aprova o Novo Projeto Pedagógico do Curso de Saúde Coletiva, bacharelado, de oferta especial, no município de

Leia mais

Química Nível (Bacharelado, Licenciatura) Bacharelado Integral 3910 Horas. Reconhecimento

Química Nível (Bacharelado, Licenciatura) Bacharelado Integral 3910 Horas. Reconhecimento Curso Química Código INEP Código UFLA 1102560 592 Nível (Bacharelado, Licenciatura) Turno Carga Horária Bacharelado Integral 3910 Horas Processo e-mec- Tipo Número Reconhecimento Data 201110659 06-10-2011

Leia mais

EDITAL DE RETIFICAÇÃO Nº 001, DE 12 DE SETEMBRO DE º. TERMO DE RETIFICAÇÃO DO EDITAL Nº. 005/2016, DE 30 DE AGOSTO DE 2016

EDITAL DE RETIFICAÇÃO Nº 001, DE 12 DE SETEMBRO DE º. TERMO DE RETIFICAÇÃO DO EDITAL Nº. 005/2016, DE 30 DE AGOSTO DE 2016 EDITAL DE RETIFICAÇÃO Nº 001, DE 12 DE SETEMBRO DE 2016 1º. TERMO DE RETIFICAÇÃO DO EDITAL Nº. 005/2016, DE 30 DE AGOSTO DE 2016 CONCURSO PÚBLICO PARA PROFESSOR DE ENSINO BÁSICO, TÉCNICO E TECNOLÓGICO

Leia mais

SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO DO PARANÁ DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO BÁSICA

SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO DO PARANÁ DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO BÁSICA SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO DO PARANÁ DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO BÁSICA NÍVEIS DE ENSINO - EDUCAÇÃO INFANTIL - ENSINO FUNDAMENTAL - ENSINO MÉDIO ENSINO FUNDAMENTAL 1ª à 4ª série da rede pública estadual

Leia mais

EDITAL Nº16/ DISPOSITIVOS PRELIMINARES

EDITAL Nº16/ DISPOSITIVOS PRELIMINARES SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO AMAZONAS PRÓ-REITORIA DE ENSINO EDITAL Nº16/26 O

Leia mais

Pós-graduação EAD. Avaliação de Curso, Infraestrutura e Atendimento. (2º semestre de 2013)

Pós-graduação EAD. Avaliação de Curso, Infraestrutura e Atendimento. (2º semestre de 2013) Pós-graduação EAD Avaliação de Curso, Infraestrutura e Atendimento (2º semestre de 2013) Abril/2014 Período de aplicação FICHA TÉCNICA De 19 de novembro a 10 de dezembro de 2013. Formato On-line, por meio

Leia mais

I Ato autorizativo, expedido pelo MEC, com a data de publicação no DOU: MODALIDADE AUTORIZAÇÃO RECONHECIMENTO RENOVAÇÃO DE RECONHECIMENTO

I Ato autorizativo, expedido pelo MEC, com a data de publicação no DOU: MODALIDADE AUTORIZAÇÃO RECONHECIMENTO RENOVAÇÃO DE RECONHECIMENTO Em atendimento ao art. 32 da Portaria MEC 40/2007, publicamos as condições de oferta do Curso de Bacharelado em, conforme segue: I Ato autorizativo, expedido pelo MEC, com a data de publicação no DOU:

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO CEARÁ CONSELHO SUPERIOR

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO CEARÁ CONSELHO SUPERIOR MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO CEARÁ CONSELHO SUPERIOR RESOLUÇÃO N 034, DE 02 DE SETEMBRO DE 2010 Aprova

Leia mais

Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO. SEMESTRE ou ANO DA TURMA: 3º semestre EMENTA

Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO. SEMESTRE ou ANO DA TURMA: 3º semestre EMENTA EIXO TECNOLÓGICO: Produção Alimentícia Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO CURSO: Técnico em Agroindústria FORMA/GRAU:( )integrado ( X )subsequente ( ) concomitante ( ) bacharelado ( ) licenciatura ( ) tecnólogo

Leia mais

PROPOSTA DE DIRETRIZES PARA ELABORAÇÃO DO PLANO INDIVIDUAL DE TRABALHO DOS DOCENTES DO IF SUDESTE MG (PIT) CAPÍTULO I Das Disposições Gerais

PROPOSTA DE DIRETRIZES PARA ELABORAÇÃO DO PLANO INDIVIDUAL DE TRABALHO DOS DOCENTES DO IF SUDESTE MG (PIT) CAPÍTULO I Das Disposições Gerais PROPOSTA DE DIRETRIZES PARA ELABORAÇÃO DO PLANO INDIVIDUAL DE TRABALHO DOS DOCENTES DO IF SUDESTE MG (PIT) CAPÍTULO I Das Disposições Gerais Art. 1º. Este documento orienta a elaboração do Plano Individual

Leia mais