NORTEV TRANSPORTE DE VEÍCULOS LTDA. LAUDO DE AVALIAÇÃO DO ACERVO LÍQUIDO

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "NORTEV TRANSPORTE DE VEÍCULOS LTDA. LAUDO DE AVALIAÇÃO DO ACERVO LÍQUIDO"

Transcrição

1 NORTEV TRANSPORTE DE VEÍCULOS LTDA. LAUDO DE AVALIAÇÃO DO ACERVO LÍQUIDO

2 LAUDO DE AVALIAÇÃO DO ACERVO LÍQUIDO NORTEV TRANSPORTE DE VEÍCULOS LTDA. ELABORADO EM 30 DE NOVEMBRO DE 2009 BAKER TILLY BRASIL AUDITORES INDEPENDENTES S/S, sociedade civil estabelecida na cidade de São Paulo, na Avenida Engenheiro Luiz Carlos Berrini, º Andar, registrada no Conselho Regional de Contabilidade do Estado de São Paulo sob n 2SP /O-1, com cadastro geral de contribuintes sob n / , contrato social registrado no 3 oficial de registro de títulos e documentos e cível de pessoa jurídica de São Paulo SP em 26 de março de 1992, e alterações posteriores registradas no mesmo cartório, sendo a última delas registrada em 15 de setembro de 2008, representada pelo sócio infra-assinado Sr. Paulo Sérgio Barbosa, contador, CRC n 1SP /O-8, nomeados peritos avaliadores, pela administração da sociedade TEGMA GESTÃO LOGÍSTICA S.A., doravante denominada simplesmente INCORPORADORA e NORTEV TRANSPORTE DE VEÍCULOS LTDA., doravante denominada simplesmente INCORPORADA, no Protocolo e Justificação de Incorporação, firmado em 14 de dezembro de 2009, para proceder à avaliação do Acervo Líquido da INCORPORADA, consoante os termos da Lei 6.404/76, que foi alterada pela Lei /07, apresentam os resultados de seus trabalhos nos seguintes termos: 1. BASE E CRITÉRIO DE AVALIAÇÃO A avaliação foi procedida pelo valor contábil, tomando-se por base o balanço patrimonial da INCORPORADA na data-base de 30 de novembro de 2009, cujos elementos patrimoniais foram avaliados em conformidade com a Lei no /76, alterada pela Lei , artigos 183 e 184, e com o Protocolo e Justificação de Incorporação, firmado em 14 de dezembro de PROCEDIMENTOS DE AVALIAÇÃO Procedemos à revisão do balanço patrimonial da INCORPORADA na data-base de 30 de novembro de 2009 e dos respectivos registros contábeis, de acordo com as normas específicas estabelecidas pelo Instituto dos Auditores Independentes do Brasil IBRACON, NPA 4, bem como examinamos os livros societários e fiscais, levantados pela contabilidade e aprovados pelos seus administradores e a aplicação da Lei

3 Na execução dos trabalhos de revisão adotamos os seguintes principais procedimentos: Análise sumária do balanço patrimonial da INCORPORADA, na respectiva data base, verificando o atendimento das Normas Brasileiras de Contabilidade (NBCT-4), em relação aos critérios utilizados para a avaliação patrimonial e legislação societária vigente, incluindo a aplicação da Lei Análise dos procedimentos para registro e verificação, em base de testes, da documentação suporte das transações que geraram os saldos dos ativos, objeto da avaliação. Confronto dos valores dos bens, direitos e obrigações da INCORPORADA, com os registros contábeis e respectivas demonstrações contábeis. Confirmação com os administradores da INCORPORADA da adequada aplicação dos critérios de avaliação dos elementos do balanço patrimonial, incluindo as estimativas contábeis, tudo de conformidade com as práticas contábeis emanadas da legislação societária brasileira. Confirmação junto aos assessores jurídicos da INCORPORADA sobre a existência de ações cíveis, fiscais, trabalhistas e previdenciárias que possam gerar impactos no balanço patrimonial da INCORPORADA. Discussão com os administradores da INCORPORADA sobre quaisquer eventos ocorridos entre a data-base da avaliação e a da emissão do presente laudo que possam afetar o acervo líquido levantado no presente laudo de avaliação. 3. RESULTADO DA AVALIAÇÃO Os bens e direitos objetos deste laudo de avaliação, descritos no balanço reproduzido no Anexo B, têm existência real, posse e propriedade pela INCORPORADA, estando respaldados em documentação legal e fiscal idônea, não tendo sido constatada a existência de quaisquer ações ou reivindicações de terceiros objetivando qualquer um dos citados bens. Os livros da INCORPORADA acham-se revestidos de todas as formalidades legais e fiscais, e foram escriturados de acordo com a legislação societária brasileira, uniforme e consistentemente aplicada. -2-

4 Fundamentados no trabalho executado na extensão descrita no item 2 acima, somos de opinião que o valor do acervo líquido a ser incorporado, avaliado de acordo com os critérios contábeis, e com base no balanço levantado em 30 de novembro de 2009, é de R$ (quarenta e sete milhões, quatrocentos e sessenta e nove mil, setecentos e noventa e cinco reais). 4. DOCUMENTOS INTEGRANTES DESTE LAUDO Anexo A - Relatório sobre a revisão limitada. Anexo B - Demonstração do Acervo Líquido a ser incorporado. 5. ENCERRAMENTO Este Laudo é assinado em 4 (quatro) vias, de igual teor. Assim, concluímos este trabalho e assinamos o presente Laudo. São Paulo, 14 de dezembro de BAKER TILLY BRASIL AUDITORES INDEPENDENTES S/S CRC-2SP /O-1 PAULO SÉRGIO BARBOSA CONTADOR - CRC-1SP /O-8-3-

5 ANEXO A RELATÓRIO SOBRE A REVISÃO LIMITADA Aos administradores e quotistas Nortev Transporte de Veículos Ltda. São Bernardo do Campo - SP 1. Efetuamos uma revisão limitada do balanço patrimonial da Nortev Transporte de Veículos Ltda., levantado em 30 de novembro de 2009, elaborado sob a responsabilidade da administração da Nortev Transportes de Veículos Ltda. Nossa revisão foi efetuada com o objetivo de apurar o acervo líquido em conformidade com o estabelecido no Protocolo e Justificação de Incorporação, firmado em 14 de dezembro de 2009, de acordo com as práticas contábeis previstas na legislação societária brasileira. 2. Nossa revisão foi efetuada de acordo com as normas específicas estabelecidas pelo Instituto dos Auditores Independentes do Brasil IBRACON, NPA 4 e consistiu, principalmente, na aplicação de procedimentos de revisão analítica dos dados financeiros e na averiguação dos critérios adotados na elaboração do balanço patrimonial em 30 de novembro de 2009 junto aos responsáveis pelas áreas contábil e financeira, consistindo também nos seguintes principais procedimentos: Análise dos procedimentos para registro e verificação, em base de testes, da documentação suporte das transações que geraram os saldos dos ativos, objeto da avaliação. Confronto dos valores dos bens, direitos e obrigações com os registros contábeis e respectivas demonstrações contábeis. Confirmação com os administradores da empresa sobre a adequada aplicação dos critérios de avaliação dos elementos do balanço patrimonial, incluindo as estimativas contábeis, tudo de conformidade com as práticas contábeis emanadas da legislação societária brasileira. Confirmação junto aos assessores jurídicos da empresa sobre a existência de ações cíveis, fiscais, trabalhistas e previdenciárias que possam gerar impactos no balanço patrimonial da empresa.

6 Discussão com os administradores da empresa sobre quaisquer eventos ocorridos entre a data-base da avaliação e a da emissão do presente laudo que possam afetar o acervo líquido levantado no presente laudo de avaliação. 3. Nossa revisão não apresentou um exame de acordo com as normas de auditoria geralmente aceitas para exame das Demonstrações Contábeis, conseqüentemente, não estamos expressando uma opinião sobre as demonstrações contábeis findas em 30 de novembro de Com base em nossa revisão limitada, não temos conhecimento de qualquer modificação relevante que deva ser feita nas demonstrações contábeis referidas no parágrafo 1, para que as mesmas estejam de acordo com as práticas contábeis previstas na legislação societária brasileira. São Paulo, 14 de dezembro de BAKER TILLY BRASIL AUDITORES INDEPENDENTES S/S CRC-2SP /O-1 PAULO SÉRGIO BARBOSA CONTADOR - CRC-1SP /O-8

7 ANEXO B DEMONSTRAÇÃO DO ACERVO LÍQUIDO A SER INCORPORADO (R$) ATIVO ATIVO CIRCULANTE Caixa e equivalentes de caixa Contas a receber de clientes Outras contas Créditos tributários ATIVO NÃO CIRCULANTE Créditos tributários Investimentos Imobilizado TOTAL DO ATIVO PASSIVO PASSIVO CIRCULANTE Partes relacionadas Mútuo Contas a pagar (fornecedores, financiamentos e outras) Investimentos a pagar PASSIVO NÃO CIRCULANTE Impostos diferidos Investimento a Pagar TOTAL DO PASSIVO Acervo líquido

ENERGIA AMÉRICA DO SUL LTDA. LAUDO DE AVALIAÇÃO DO PATRIMÔNIO LÍQUIDO CONTÁBIL 30 DE NOVEMBRO DE 2010

ENERGIA AMÉRICA DO SUL LTDA. LAUDO DE AVALIAÇÃO DO PATRIMÔNIO LÍQUIDO CONTÁBIL 30 DE NOVEMBRO DE 2010 ENERGIA AMÉRICA DO SUL LTDA. LAUDO DE AVALIAÇÃO DO PATRIMÔNIO LÍQUIDO CONTÁBIL 30 DE NOVEMBRO DE 2010 BDO Auditores Independentes, uma empresa brasileira de sociedade simples, é membro da BDO International

Leia mais

Laudo de Avaliação do Acervo Líquido da

Laudo de Avaliação do Acervo Líquido da Laudo de Avaliação do Acervo Líquido da Companhia Patrimonial de imóveis comerciais - CPIC a ser incorporado pela JHSF Participações S.A. Balanço Base: 31 de março de 2010 Laudo de avaliação do acervo

Leia mais

Empresa Energética de Mato Grosso do Sul S.A. - ENERSUL Laudo de avaliação do patrimônio líquido contábil 31 de dezembro de 2004

Empresa Energética de Mato Grosso do Sul S.A. - ENERSUL Laudo de avaliação do patrimônio líquido contábil 31 de dezembro de 2004 Empresa Energética de Mato Grosso do Sul S.A. - ENERSUL Laudo de avaliação do patrimônio líquido contábil 31 de dezembro de 2004 Laudo de avaliação do patrimônio líquido contábil Empresa Energética de

Leia mais

Net São José do Rio Preto Ltda. Laudo de avaliação do patrimônio líquido contábil em 30 de Setembro de 2009 para fins de incorporação

Net São José do Rio Preto Ltda. Laudo de avaliação do patrimônio líquido contábil em 30 de Setembro de 2009 para fins de incorporação Laudo de avaliação do patrimônio líquido contábil em 30 de Setembro de 2009 1. Globalconsulting Assessoria Contábil Ltda., empresa devidamente inscrita no Conselho Regional de Contabilidade de São Paulo

Leia mais

GP Andaimes Sul Locadora Ltda.

GP Andaimes Sul Locadora Ltda. GP Andaimes Sul Locadora Ltda. Laudo de avaliação Patrimônio Líquido Contábil na data base de 31 de maio de 2011 para fins de incorporação de seu acervo líquido pela Mills Estruturas e Serviços de Engenharia

Leia mais

Net Sorocaba Ltda. Laudo de avaliação do patrimônio líquido contábil em 31 de outubro de 2010 para fins de incorporação

Net Sorocaba Ltda. Laudo de avaliação do patrimônio líquido contábil em 31 de outubro de 2010 para fins de incorporação Laudo de avaliação do patrimônio líquido contábil em 31 de outubro de 2010 1. Globalconsulting Assessoria Contábil Ltda., empresa devidamente inscrita no Conselho Regional de Contabilidade de São Paulo

Leia mais

LAUDO DE AVALIAÇÃO ELABORADO POR EMPRESA ESPECIALIZADA ABAIXO QUALIFICADA NA FORMA DO DISPOSTO NA LEI Nº 6.404/76, DE 15 DE DEZEMBRO DE 1976.

LAUDO DE AVALIAÇÃO ELABORADO POR EMPRESA ESPECIALIZADA ABAIXO QUALIFICADA NA FORMA DO DISPOSTO NA LEI Nº 6.404/76, DE 15 DE DEZEMBRO DE 1976. LAUDO DE AVALIAÇÃO ELABORADO POR EMPRESA ESPECIALIZADA ABAIXO QUALIFICADA NA FORMA DO DISPOSTO NA LEI Nº 6.404/76, DE 15 DE DEZEMBRO DE 1976. Aos acionistas da CISA - CSN INDÚSTRIA DE AÇOS REVESTIDOS S.A.

Leia mais

LMPG Auditores e Consultores

LMPG Auditores e Consultores LAUDO DE AVALIAÇÃO DO PATRIMÔNIO LÍQUIDO PARA FINS DE SUPORTAR PLANO DE RECUPERAÇÃO JUDICIAL GALVÃO ENGENHARIA S.A. Em 29 de maio de 2015 MAIO DE 2015 Rua México, nº 11 13º andar Rio de Janeiro RJ Brasil

Leia mais

14/Março/2007 À Cyrela Brazil Realty S.A. Empreendimentos e Participações At.: Sr. Saulo de Tarso Alves de Lara

14/Março/2007 À Cyrela Brazil Realty S.A. Empreendimentos e Participações At.: Sr. Saulo de Tarso Alves de Lara 14/Março/2007 À Cyrela Brazil Realty S.A. Empreendimentos e Participações At.: Sr. Saulo de Tarso Alves de Lara Ref.: Laudo de Avaliação n٥ 965-2007-7 Prezado Senhor, Pela presente, estamos encaminhando

Leia mais

ABCD. Banco Nossa Caixa S.A. Laudo de avaliação do patrimônio líquido contábil

ABCD. Banco Nossa Caixa S.A. Laudo de avaliação do patrimônio líquido contábil ABCD Banco Nossa Caixa S.A. Laudo de avaliação do patrimônio líquido contábil ABCD KPMG Auditores Independentes R. Dr. Renato Paes de Barros, 33 04530-904 - São Paulo, SP - Brasil Caixa Postal 2467 01060-970

Leia mais

Cyrela Commercial Properties S/A Empreendimentos e Participações Laudo de avaliação contábil

Cyrela Commercial Properties S/A Empreendimentos e Participações Laudo de avaliação contábil Cyrela Commercial Properties S/A Empreendimentos e Participações Laudo de avaliação contábil Valor contábil do patrimônio líquido da Cyrela Comercial Properties Investimentos Imobiliários S/A, a ser incorporado

Leia mais

LMPG Auditores e Consultores

LMPG Auditores e Consultores LAUDO DE AVALIAÇÃO DO PATRIMÔNIO LÍQUIDO PARA FINS DE SUPORTAR PLANO DE RECUPERAÇÃO JUDICIAL GALVÃO PARTICIPAÇÕES S.A. Em 29 de maio de 2015 MAIO DE 2015 Rua México, nº 11 13º andar Rio de Janeiro RJ Brasil

Leia mais

PROTOCOLO E JUSTIFICAÇÃO DE INCORPORAÇÃO DA DIREÇÃO PROCESSAMENTO DE DADOS LTDA. PELA LINX SISTEMAS E CONSULTORIA LTDA.

PROTOCOLO E JUSTIFICAÇÃO DE INCORPORAÇÃO DA DIREÇÃO PROCESSAMENTO DE DADOS LTDA. PELA LINX SISTEMAS E CONSULTORIA LTDA. LINX S.A. Companhia Aberta de Capital Autorizado CNPJ: 06.948.969/0001-75 NIRE: 35.300.316.584 PROTOCOLO E JUSTIFICAÇÃO DE INCORPORAÇÃO DA DIREÇÃO PROCESSAMENTO DE DADOS LTDA. PELA LINX SISTEMAS E CONSULTORIA

Leia mais

Niterói Administradora de Imóveis S/A. Demonstrações Contábeis acompanhadas do Parecer dos Auditores Independentes

Niterói Administradora de Imóveis S/A. Demonstrações Contábeis acompanhadas do Parecer dos Auditores Independentes Niterói Administradora de Imóveis S/A Demonstrações Contábeis acompanhadas do Parecer dos Auditores Independentes Em 30 de Junho de 2007 e em 31 de Dezembro de 2006, 2005 e 2004 Parecer dos auditores independentes

Leia mais

Empreendimentos Florestais Santa Cruz Ltda. Demonstrações financeiras em 30 de setembro de 2009 e relatório dos auditores independentes

Empreendimentos Florestais Santa Cruz Ltda. Demonstrações financeiras em 30 de setembro de 2009 e relatório dos auditores independentes Empreendimentos Florestais Santa Cruz Ltda. Demonstrações financeiras em 30 de setembro de 2009 e relatório dos auditores independentes Relatório dos auditores independentes Aos Administradores e Quotistas

Leia mais

LAUDO DE AVALIAÇÃO CONTÁBIL PATRIMÔNIO LÍQUIDO MULTIMODAL PARTICIPAÇÕES LTDA.

LAUDO DE AVALIAÇÃO CONTÁBIL PATRIMÔNIO LÍQUIDO MULTIMODAL PARTICIPAÇÕES LTDA. LAUDO DE AVALIAÇÃO CONTÁBIL PATRIMÔNIO LÍQUIDO MULTIMODAL PARTICIPAÇÕES LTDA. 1 DATA BASE: Demonstrações Financeiras auditadas em 31 de dezembro de 2008, ajustadas com todos os eventos relevantes ocorridos

Leia mais

Hypermarcas S.A. Laudo de Avaliação Contábil de Acervo Patrimonial Líquido da Hypermarcas S.A. em 30 de setembro de 2013 para fins da Cisão Parcial

Hypermarcas S.A. Laudo de Avaliação Contábil de Acervo Patrimonial Líquido da Hypermarcas S.A. em 30 de setembro de 2013 para fins da Cisão Parcial Hypermarcas S.A. Laudo de Avaliação Contábil de Acervo Patrimonial Líquido da Hypermarcas S.A. em 30 de setembro de 2013 para fins da Cisão Parcial e Laudo de Avaliação Pró-Forma Contábil do Patrimônio

Leia mais

ASSOCIAÇÃO DOS DIREITOS HUMANOS EM REDE

ASSOCIAÇÃO DOS DIREITOS HUMANOS EM REDE ASSOCIAÇÃO DOS DIREITOS HUMANOS EM REDE DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2008 E 2007 DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2008 E 2007 CONTEÚDO Parecer dos auditores independentes Quadro

Leia mais

PROTOCOLO DE INCORPORAÇÃO E JUSTIFICAÇÃO

PROTOCOLO DE INCORPORAÇÃO E JUSTIFICAÇÃO 1 PROTOCOLO DE INCORPORAÇÃO E JUSTIFICAÇÃO O presente protocolo firmado entre: - COMPANHIA BRASILEIRA DE DISTRIBUIÇÃO, sociedade com sede na Capital do Estado de São Paulo, na Av. Brigadeiro Luiz Antonio

Leia mais

INEPAR S.A. INDÚSTRIA E CONSTRUÇÕES LAUDO DE AVALIAÇÃO DO PATRIMÔNIO LÍQUIDO CONTÁBIL

INEPAR S.A. INDÚSTRIA E CONSTRUÇÕES LAUDO DE AVALIAÇÃO DO PATRIMÔNIO LÍQUIDO CONTÁBIL INEPAR S.A. INDÚSTRIA E CONSTRUÇÕES LAUDO DE AVALIAÇÃO DO PATRIMÔNIO LÍQUIDO CONTÁBIL Data base 30/06/2011 Resumo Joinville (SC), 05 de setembro de 2011. Aos Diretores e Acionistas INEPAR S.A. INDÚSTRIA

Leia mais

MOORE STEPHENS AUDITORES E CONSULTORES

MOORE STEPHENS AUDITORES E CONSULTORES DURATEX COMERCIAL EXPORTADORA S.A. AVALIAÇÃO DO PATRIMÔNIO LÍQUIDO CONTÁBIL APURADO POR MEIO DOS LIVROS CONTÁBEIS EM 31 DE AGOSTO DE 2015 Escritório Central: Rua Laplace, 96-10 andar - Brooklin - CEP 04622-000

Leia mais

A companhia permanece com o objetivo de investir seus recursos na participação do capital de outras sociedades.

A companhia permanece com o objetivo de investir seus recursos na participação do capital de outras sociedades. RELATÓRIO DA ADMINISTRAÇÃO Senhores Acionistas, Apresentamos as Demonstrações Financeiras da Mehir Holdings S.A. referente ao exercício social encerrado em 31 de dezembro de 2004 e as respectivas Notas

Leia mais

PROTOCOLO E JUSTIFICAÇÃO DE INCORPORAÇÃO DA OHL BRASIL PARTICIPAÇÕES EM INFRA-ESTRUTURA LTDA. POR OBRASCON HUARTE LAIN BRASIL S.A.

PROTOCOLO E JUSTIFICAÇÃO DE INCORPORAÇÃO DA OHL BRASIL PARTICIPAÇÕES EM INFRA-ESTRUTURA LTDA. POR OBRASCON HUARTE LAIN BRASIL S.A. PROTOCOLO E JUSTIFICAÇÃO DE INCORPORAÇÃO DA OHL BRASIL PARTICIPAÇÕES EM INFRA-ESTRUTURA LTDA. POR OBRASCON HUARTE LAIN BRASIL S.A. Por este instrumento, OBRASCON HUARTE LAIN BRASIL S.A., companhia aberta

Leia mais

DIAGNÓSTICOS DA AMÉRICA S.A.

DIAGNÓSTICOS DA AMÉRICA S.A. PROTOCOLO E JUSTIFICAÇÃO DE INCORPORAÇÃO DE CYTOLAB LABORATÓRIO DE ANATOMIA PATOLÓGICA, CITOLOGIA DIAGNÓSTICA E ANÁLISES CLÍNICAS LTDA POR DIAGNÓSTICOS DA AMÉRICA S.A. Pelo presente instrumento particular,

Leia mais

CEMEPE INVESTIMENTOS S/A

CEMEPE INVESTIMENTOS S/A CEMEPE INVESTIMENTOS S/A RELATÓRIO DA ADMINISTRAÇÃO Senhores Acionistas, Em cumprimento às disposições legais e estatutárias, submetemos à apreciação de V.Sas. as demonstrações contábeis do exercício encerrado

Leia mais

PROTOCOLO E JUSTIFICAÇÃO DA OPERAÇÃO DE INCORPORAÇÃO DA MOENA PARTICIPAÇÕES S.A. PELA ESTÁCIO PARTICIPAÇÕES S.A. Que entre si celebram

PROTOCOLO E JUSTIFICAÇÃO DA OPERAÇÃO DE INCORPORAÇÃO DA MOENA PARTICIPAÇÕES S.A. PELA ESTÁCIO PARTICIPAÇÕES S.A. Que entre si celebram PROTOCOLO E JUSTIFICAÇÃO DA OPERAÇÃO DE INCORPORAÇÃO DA MOENA PARTICIPAÇÕES S.A. PELA ESTÁCIO PARTICIPAÇÕES S.A. Que entre si celebram ESTÁCIO PARTICIPAÇÕES S.A., sociedade anônima com sede na Cidade do

Leia mais

Associação Instituto Nacional de Matemática Pura e Aplicada IMPA-OS

Associação Instituto Nacional de Matemática Pura e Aplicada IMPA-OS Associação Instituto Nacional de Matemática Pura e Aplicada IMPA-OS Demonstrações Financeiras em 31 de dezembro de 2003 e Parecer dos Auditores Independentes Parecer dos Auditores Independentes 29 de janeiro

Leia mais

PROTOCOLO E JUSTIFICAÇÃO DE INCORPORAÇÃO CYRELA COMERCIAL PROPERTIES INVESTIMENTOS IMOBILIÁRIOS S.A.,

PROTOCOLO E JUSTIFICAÇÃO DE INCORPORAÇÃO CYRELA COMERCIAL PROPERTIES INVESTIMENTOS IMOBILIÁRIOS S.A., PROTOCOLO E JUSTIFICAÇÃO DE INCORPORAÇÃO DA CYRELA COMERCIAL PROPERTIES INVESTIMENTOS IMOBILIÁRIOS S.A. PELA CYRELA COMMERCIAL PROPERTIES S.A. EMPREENDIMENTOS E PARTICIPAÇÕES Pelo presente instrumento

Leia mais

PROTOCOLO DE INCORPORAÇÃO E INSTRUMENTO DE JUSTIFICAÇÃO EPC EMPRESA PARANAENSE COMERCIALIZADORA LTDA. ELEKTRO ELETRICIDADE E SERVIÇOS S.A.

PROTOCOLO DE INCORPORAÇÃO E INSTRUMENTO DE JUSTIFICAÇÃO EPC EMPRESA PARANAENSE COMERCIALIZADORA LTDA. ELEKTRO ELETRICIDADE E SERVIÇOS S.A. PROTOCOLO DE INCORPORAÇÃO E INSTRUMENTO DE JUSTIFICAÇÃO ENTRE EPC EMPRESA PARANAENSE COMERCIALIZADORA LTDA. E ELEKTRO ELETRICIDADE E SERVIÇOS S.A. Pelo presente instrumento particular, as partes abaixo

Leia mais

JHSF PARTICIPAÇÕES S.A. COMPANHIA ABERTA CNPJ/MF nº. 08.294.224/0001-65 - NIRE nº. 35.300.333.578

JHSF PARTICIPAÇÕES S.A. COMPANHIA ABERTA CNPJ/MF nº. 08.294.224/0001-65 - NIRE nº. 35.300.333.578 JHSF PARTICIPAÇÕES S.A. COMPANHIA ABERTA CNPJ/MF nº. 08.294.224/0001-65 - NIRE nº. 35.300.333.578 ATA DA ASSEMBLEIA GERAL EXTRAORDINÁRIA REALIZADA EM 30 DE DEZEMBRO DE 2009 DATA, HORA E LOCAL: 30 (trinta)

Leia mais

PROTOCOLO E JUSTIFICAÇÃO DE INCORPORAÇÃO DA TOTVS BRASIL SALES LTDA. PELA TOTVS S.A.

PROTOCOLO E JUSTIFICAÇÃO DE INCORPORAÇÃO DA TOTVS BRASIL SALES LTDA. PELA TOTVS S.A. PROTOCOLO E JUSTIFICAÇÃO DE INCORPORAÇÃO DA TOTVS BRASIL SALES LTDA. PELA TOTVS S.A. Pelo presente instrumento particular, (A) TOTVS S.A., sociedade por ações de capital aberto, com sede na Cidade de São

Leia mais

DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2004 E 2003 CENTRAIS DE ABASTECIMENTO DE CAMPINAS S.A. CEASA

DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2004 E 2003 CENTRAIS DE ABASTECIMENTO DE CAMPINAS S.A. CEASA DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2004 E 2003 CENTRAIS DE ABASTECIMENTO DE CAMPINAS S.A. CEASA CENTRAIS DE ABASTECIMENTO DE CAMPINAS S.A. CEASA DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2004

Leia mais

PARECER DOS AUDITORES INDEPENDENTES. Aos Sócios, Conselheiros e Diretores da INSTITUIÇÃO COMUNITÁRIA DE CRÉDITO BLUMENAU-SOLIDARIEDADE ICC BLUSOL

PARECER DOS AUDITORES INDEPENDENTES. Aos Sócios, Conselheiros e Diretores da INSTITUIÇÃO COMUNITÁRIA DE CRÉDITO BLUMENAU-SOLIDARIEDADE ICC BLUSOL Auditores Independentes S/S PARECER DOS AUDITORES INDEPENDENTES Aos Sócios, Conselheiros e Diretores da INSTITUIÇÃO COMUNITÁRIA DE CRÉDITO BLUMENAU-SOLIDARIEDADE ICC BLUSOL 1. Examinamos os balanços patrimoniais

Leia mais

PROTOCOLO E JUSTIFICAÇÃO DE INCORPORAÇÃO EMPRESA INCORPORADA: HFF PARTICIPAÇÕES S.A. EMPRESA INCORPORADORA: BRF BRASIL FOODS S.A.

PROTOCOLO E JUSTIFICAÇÃO DE INCORPORAÇÃO EMPRESA INCORPORADA: HFF PARTICIPAÇÕES S.A. EMPRESA INCORPORADORA: BRF BRASIL FOODS S.A. PROTOCOLO E JUSTIFICAÇÃO DE INCORPORAÇÃO EMPRESA INCORPORADA: HFF PARTICIPAÇÕES S.A. EMPRESA INCORPORADORA: BRF BRASIL FOODS S.A. 25 DE FEVEREIRO DE 2010 PROTOCOLO E JUSTIFICAÇÃO DE INCORPORAÇÃO DA HFF

Leia mais

PROTOCOLO E JUSTIFICAÇÃO DE INCORPORAÇÃO. Pelo presente instrumento particular,

PROTOCOLO E JUSTIFICAÇÃO DE INCORPORAÇÃO. Pelo presente instrumento particular, PROTOCOLO E JUSTIFICAÇÃO DE INCORPORAÇÃO DA LOOK INFORMÁTICA S.A. PELA TOTVS S.A. Pelo presente instrumento particular, (A) TOTVS S.A., sociedade por ações de capital aberto, com sede na Cidade de São

Leia mais

Brito Amoedo Imobiliária S/A. Demonstrações Contábeis acompanhadas do Parecer dos Auditores Independentes

Brito Amoedo Imobiliária S/A. Demonstrações Contábeis acompanhadas do Parecer dos Auditores Independentes Brito Amoedo Imobiliária S/A Demonstrações Contábeis acompanhadas do Parecer dos Auditores Independentes Em 30 de Junho de 2007 e em 31 de Dezembro de 2006, 2005 e 2004 Parecer dos auditores independentes

Leia mais

CYRELA COMMERCIAL PROPERTIES S.A. EMPREENDIMENTOS E PARTICIPAÇÕES. CNPJ nº 08.801.621/0001-86 FATO RELEVANTE

CYRELA COMMERCIAL PROPERTIES S.A. EMPREENDIMENTOS E PARTICIPAÇÕES. CNPJ nº 08.801.621/0001-86 FATO RELEVANTE CYRELA COMMERCIAL PROPERTIES S.A. EMPREENDIMENTOS E PARTICIPAÇÕES CNPJ nº 08.801.621/0001-86 FATO RELEVANTE Em cumprimento ao disposto nas Instruções CVM nºs 319/99 e 358/02, a Cyrela Commercial Properties

Leia mais

ABCD. Espírito Santo Centrais Elétricas - Escelsa. Laudo de avaliação

ABCD. Espírito Santo Centrais Elétricas - Escelsa. Laudo de avaliação ABCD Espírito Santo Centrais Elétricas - Escelsa Laudo de avaliação LAUDO DE AVALIAÇÃO KPMG Auditores Independentes, empresa especializada com escritório à Av. Almirante Barroso, 52-4º andar, Rio de Janeiro,

Leia mais

CEMEPE INVESTIMENTOS S/A

CEMEPE INVESTIMENTOS S/A CEMEPE INVESTIMENTOS S/A RELATÓRIO DA ADMINISTRAÇÃO Senhores Acionistas, Em cumprimento às disposições legais e estatutárias, submetemos à apreciação de V.Sas. as demonstrações financeiras do exercício

Leia mais

Pelo presente instrumento particular e na melhor forma de direito, os administradores das companhias abaixo qualificadas,

Pelo presente instrumento particular e na melhor forma de direito, os administradores das companhias abaixo qualificadas, INSTRUMENTO PARTICULAR DE PROTOCOLO E JUSTIFICAÇÃO DE INCORPORAÇÃO DO BANCO ABN AMRO REAL S.A. PELO BANCO SANTANDER (BRASIL) S.A. (NOVA DENOMINAÇÃO SOCIAL DO BANCO SANTANDER S.A., EM FASE DE HOMOLOGAÇÃO

Leia mais

PROTOCOLO E JUSTIFICAÇÃO DE INCORPORAÇÃO DA LOGISPAR LOGÍSTICA E PARTICIPAÇÕES S.A. PELA ALL AMÉRICA LATINA LOGÍSTICA S.A.

PROTOCOLO E JUSTIFICAÇÃO DE INCORPORAÇÃO DA LOGISPAR LOGÍSTICA E PARTICIPAÇÕES S.A. PELA ALL AMÉRICA LATINA LOGÍSTICA S.A. PROTOCOLO E JUSTIFICAÇÃO DE INCORPORAÇÃO DA LOGISPAR LOGÍSTICA E PARTICIPAÇÕES S.A. PELA ALL AMÉRICA LATINA LOGÍSTICA S.A. Que celebram: ALL AMÉRICA LATINA LOGÍSTICA S.A., companhia aberta, com sede na

Leia mais

CONCESSIONÁRIA AUTO RAPOSO TAVARES S.A. - CART (EM FASE PRÉ-OPERACIONAL)

CONCESSIONÁRIA AUTO RAPOSO TAVARES S.A. - CART (EM FASE PRÉ-OPERACIONAL) CONCESSIONÁRIA AUTO RAPOSO TAVARES S.A. - CART (EM FASE PRÉ-OPERACIONAL) DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS REFERENTE AO PERIODO COMPREENDIDO ENTRE 12 DE NOVEMBRO E 31 DE DEZEMBRO DE 2008 E PARECER DOS AUDITORES

Leia mais

Perdigão Agroindustrial S.A.

Perdigão Agroindustrial S.A. Perdigão Agroindustrial S.A. Laudo de avaliação (Inclui balanço patrimonial) KPMG Auditores Independentes R. Dr. Renato Paes de Barros, 33 04530-904 - São Paulo, SP - Brasil Caixa Postal 2467 01060-970

Leia mais

DR - Empresa de Distribuição e Recepção de TV Ltda. Laudo de avaliação do patrimônio líquido contábil em 30 de Setembro de 2009 para fins de

DR - Empresa de Distribuição e Recepção de TV Ltda. Laudo de avaliação do patrimônio líquido contábil em 30 de Setembro de 2009 para fins de Laudo de avaliação do patrimônio líquido contábil em 30 de Setembro de 2009 1. Globalconsulting Assessoria Contábil Ltda., empresa devidamente inscrita no Conselho Regional de Contabilidade de São Paulo

Leia mais

Basimóvel Consultoria Imobiliária S/A. Demonstrações Contábeis acompanhadas do Parecer dos Auditores Independentes

Basimóvel Consultoria Imobiliária S/A. Demonstrações Contábeis acompanhadas do Parecer dos Auditores Independentes Basimóvel Consultoria Imobiliária S/A Demonstrações Contábeis acompanhadas do Parecer dos Auditores Independentes 30 de Junho de 2007 (Período compreendido entre 06 de Junho e 30 de Junho de 2007) 1/11

Leia mais

DILLON S.A. DISTRIBUIDORA DE TÍTULOS E VALORES MOBILIÁRIOS. CNPJ -33.851.064/0001-55

DILLON S.A. DISTRIBUIDORA DE TÍTULOS E VALORES MOBILIÁRIOS. CNPJ -33.851.064/0001-55 DILLON S.A. DISTRIBUIDORA DE TÍTULOS E VALORES MOBILIÁRIOS. BALANÇO PATRIMONIAL FINDO EM 31/12/2011 E 2010 EM R$ Mil A T I V O 31/12/2011 31/12/2010 ATIVO CIRCULANTE 2.888 3.606 DISPONIBILIDADE 1.105 1.213

Leia mais

PROTOCOLO E JUSTIFICAÇÃO DE INCORPORAÇÃO DAS SOCIEDADES MARTHI COMÉRCIO DO VESTUÁRIO LTDA. CF COMÉRCIO DE ROUPAS LTDA.

PROTOCOLO E JUSTIFICAÇÃO DE INCORPORAÇÃO DAS SOCIEDADES MARTHI COMÉRCIO DO VESTUÁRIO LTDA. CF COMÉRCIO DE ROUPAS LTDA. PROTOCOLO E JUSTIFICAÇÃO DE INCORPORAÇÃO DAS SOCIEDADES MARTHI COMÉRCIO DO VESTUÁRIO LTDA. CF COMÉRCIO DE ROUPAS LTDA. SH RECIFE COMÉRCIO DE ROUPAS LTDA. por LE LIS BLANC DEUX COMÉRCIO E CONFECÇÕES DE

Leia mais

DATA BASE: 31 de janeiro de 2004

DATA BASE: 31 de janeiro de 2004 LAUDO: RJ-036/04 DATA BASE: 31 de janeiro de 2004 SOLICITANTE: ALL - AMÉRICA LATINA LOGÍSTICA S.A., sociedade anônima, com sede à Rua Emílio Bertolini, nº 100, Cajuru, Curitiba, Paraná, inscrita no CNPJ

Leia mais

PROTOCOLO DE INCORPORAÇÃO DO PATRIMÔNIO DAS SOCIEDADES VIVAX LTDA., NET INDAIATUBA LTDA., NET

PROTOCOLO DE INCORPORAÇÃO DO PATRIMÔNIO DAS SOCIEDADES VIVAX LTDA., NET INDAIATUBA LTDA., NET PROTOCOLO DE INCORPORAÇÃO DO PATRIMÔNIO DAS SOCIEDADES VIVAX LTDA., NET INDAIATUBA LTDA., NET FRANCA LTDA., NET ANÁPOLIS LTDA., TV JACARANDÁ LTDA., TV A CABO GUARAPUAVA LTDA. E TV A CABO CASCAVEL LTDA.

Leia mais

CISÃO PARCIAL DE ENTIDADES SEM FINS LUCRATIVOS - ASPECTOS CONTÁBEIS E TRIBUTÁRIOS

CISÃO PARCIAL DE ENTIDADES SEM FINS LUCRATIVOS - ASPECTOS CONTÁBEIS E TRIBUTÁRIOS CISÃO PARCIAL DE ENTIDADES SEM FINS LUCRATIVOS - ASPECTOS CONTÁBEIS E TRIBUTÁRIOS Por Ivan Pinto A cisão de uma Entidade sem Fins Lucrativos não implica na extinção da entidade cindida, uma vez que a própria

Leia mais

ITR - Informações Trimestrais - 30/06/2012 - BPMB I Participações S.A. Versão : 1. Composição do Capital 1. Balanço Patrimonial Ativo 2

ITR - Informações Trimestrais - 30/06/2012 - BPMB I Participações S.A. Versão : 1. Composição do Capital 1. Balanço Patrimonial Ativo 2 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 2 Balanço Patrimonial Passivo 3 Demonstração do Resultado 4 Demonstração do Resultado Abrangente 5 Demonstração

Leia mais

1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ 01896-1 MEHIR HOLDINGS S.A. 04.310.392/0001-46 3 - CEP 4 - MUNICÍPIO 5 - UF

1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ 01896-1 MEHIR HOLDINGS S.A. 04.310.392/0001-46 3 - CEP 4 - MUNICÍPIO 5 - UF SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL ITR - INFORMAÇÕES TRIMESTRAIS Data-Base - 3/9/25 EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS Divulgação Externa O REGISTRO NA CVM NÃO IMPLICA QUALQUER APRECIAÇÃO SOBRE A COMPANHIA, SENDO

Leia mais

Salus Infraestrutura Portuária S.A. (anteriormente denominada RB Commercial Properties 42 Ltda.)

Salus Infraestrutura Portuária S.A. (anteriormente denominada RB Commercial Properties 42 Ltda.) Salus Infraestrutura Portuária S.A. (anteriormente denominada RB Commercial Properties 42 Ltda.) Demonstrações Financeiras Referentes ao Exercício Findo em 31 de Dezembro de 2013 e Relatório dos Auditores

Leia mais

PROTOCOLO DE INCORPORAÇÃO DA PELÁGIO OLIVEIRA S/A PELA M. DIAS BRANCO S/A INDÚSTRIA E COMÉRCIO DE ALIMENTOS

PROTOCOLO DE INCORPORAÇÃO DA PELÁGIO OLIVEIRA S/A PELA M. DIAS BRANCO S/A INDÚSTRIA E COMÉRCIO DE ALIMENTOS PROTOCOLO DE INCORPORAÇÃO DA PELÁGIO OLIVEIRA S/A PELA M. DIAS BRANCO S/A INDÚSTRIA E COMÉRCIO DE ALIMENTOS M. DIAS BRANCO S/A INDÚSTRIA E COMÉRCIO DE ALIMENTOS, sociedade anônima constituída e existente

Leia mais

DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS - ESCOLA DE ATIVISMO. 31 de dezembro de 2012 SUMÁRIO

DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS - ESCOLA DE ATIVISMO. 31 de dezembro de 2012 SUMÁRIO DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS - ESCOLA DE ATIVISMO 31 de dezembro de 2012 SUMÁRIO BALANÇO PATRIMONIAL 02 DEMONSTRAÇÃO DO RESULTADO DO PERÍODO 03 DEMONSTRAÇÃO DAS MUTAÇÕES DO PATRIMÔNIO LÍQUIDO 04 DEMONSTRAÇÕES

Leia mais

AUDITORIA EXTERNA PARECERES

AUDITORIA EXTERNA PARECERES 1 AUDITORIA EXTERNA PARECERES Breve conceito Auditoria externa é uma ramificação da contabilidade que dentre seus objetivos esta a análise das demonstrações contábeis/financeiras da empresa auditada. Por

Leia mais

INSTITUTO COMUNITÁRIO GRANDE FLORIANÓPOLIS - ICOM

INSTITUTO COMUNITÁRIO GRANDE FLORIANÓPOLIS - ICOM INSTITUTO COMUNITÁRIO GRANDE FLORIANÓPOLIS - ICOM DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS REFERENTES AOS EXERCÍCIOS FINDOS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2006 E DE 2005 E RELATÓRIO SOBRE A REVISÃO LIMITADA A BDO International é

Leia mais

ESTILO COMÉRCIO, TRANSPORTES E SERVIÇOS LTDA. NIRE 42.204.672.508 CNPJ/MF 13.591.644/0001-43 4ª ALTERAÇÃO DE CONTRATO SOCIAL

ESTILO COMÉRCIO, TRANSPORTES E SERVIÇOS LTDA. NIRE 42.204.672.508 CNPJ/MF 13.591.644/0001-43 4ª ALTERAÇÃO DE CONTRATO SOCIAL ESTILO COMÉRCIO, TRANSPORTES E SERVIÇOS LTDA. NIRE 42.204.672.508 CNPJ/MF 13.591.644/0001-43 4ª ALTERAÇÃO DE CONTRATO SOCIAL Pelo presente instrumento particular e na melhor forma de direito, os abaixo

Leia mais

PROTOCOLO E JUSTIFICAÇÃO DE INCORPORAÇÃO, POR FIBRIA CELULOSE S.A., DE ARAPAR S.A. E DE SÃO TEÓFILO REPRESENTAÇÃO E PARTICIPAÇÕES S.A.

PROTOCOLO E JUSTIFICAÇÃO DE INCORPORAÇÃO, POR FIBRIA CELULOSE S.A., DE ARAPAR S.A. E DE SÃO TEÓFILO REPRESENTAÇÃO E PARTICIPAÇÕES S.A. PROTOCOLO E JUSTIFICAÇÃO DE INCORPORAÇÃO, POR FIBRIA CELULOSE S.A., DE ARAPAR S.A. E DE SÃO TEÓFILO REPRESENTAÇÃO E PARTICIPAÇÕES S.A. FIBRIA CELULOSE S.A. (nova denominação social de Votorantim Celulose

Leia mais

NOTAS EXPLICATIVAS ÀS DEMONTRAÇÕES CONTÁBEIS FINDAS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2013

NOTAS EXPLICATIVAS ÀS DEMONTRAÇÕES CONTÁBEIS FINDAS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2013 NOTAS EXPLICATIVAS ÀS DEMONTRAÇÕES CONTÁBEIS FINDAS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2013 NOTA 01- Contexto Operacional: SIMPROEL Sindicato Municipal dos Profissionais em Educação de Lages - SC Fundado em 17/12/1997,

Leia mais

NET SERVIÇOS DE COMUNICAÇÃO S.A. CNPJ Nº 00.108.786/0001-65 NIRE Nº 35.300.177.240 COMPANHIA ABERTA

NET SERVIÇOS DE COMUNICAÇÃO S.A. CNPJ Nº 00.108.786/0001-65 NIRE Nº 35.300.177.240 COMPANHIA ABERTA NET SERVIÇOS DE COMUNICAÇÃO S.A. CNPJ Nº 00.108.786/0001-65 NIRE Nº 35.300.177.240 COMPANHIA ABERTA ATA DA ASSEMBLÉIA GERAL EXTRAORDINÁRIA REALIZADA EM 18 DE DEZEMBRO DE 2014 DATA, HORA E LOCAL: Aos 18

Leia mais

LAUDO DE AVALIAÇÃO DE PATRIMÔNIO LÍQUIDO A MERCADO

LAUDO DE AVALIAÇÃO DE PATRIMÔNIO LÍQUIDO A MERCADO LAUDO DE AVALIAÇÃO DE PATRIMÔNIO LÍQUIDO A MERCADO A ACAL CONSULTORIA E AUDITORIA S/S, empresa especializada em avaliações, com escritório na Avenida Paulista 2300, andar Pilotis conj. 60, São Paulo SP,

Leia mais

RESOLUÇÃO CFC Nº 1.418/12 -MODELO CONTÁBIL SIMPLIFICADO PARA MICROEMPRESAS E EMPRESAS DE PEQUENO PORTE ITG 1000

RESOLUÇÃO CFC Nº 1.418/12 -MODELO CONTÁBIL SIMPLIFICADO PARA MICROEMPRESAS E EMPRESAS DE PEQUENO PORTE ITG 1000 RESOLUÇÃO CFC Nº 1.418/12 -MODELO CONTÁBIL SIMPLIFICADO PARA MICROEMPRESAS E EMPRESAS DE PEQUENO PORTE ALCANCE 1.... estabelece critérios e procedimentos específicos a serem observados pelas entidades

Leia mais

Ilmos. Senhores - Diretores e Acionistas da LINK S/A CORRETORA DE CÂMBIO, TÍTULOS E VALORES MOBILIÁRIOS

Ilmos. Senhores - Diretores e Acionistas da LINK S/A CORRETORA DE CÂMBIO, TÍTULOS E VALORES MOBILIÁRIOS A-PDF MERGER DEMO PARECER DOS AUDITORES INDEPENDENTES São Paulo,04 de agosto de 2006. Ilmos. Senhores - es e Acionistas da LINK S/A CORRETORA DE CÂMBIO, TÍTULOS E VALORES MOBILIÁRIOS 1. Examinamos os balanços

Leia mais

PROTOCOLO E JUSTIFICAÇÃO DA OPERAÇÃO DE INCORPORAÇÃO DA COMPANHIA ALAGOAS INDUSTRIAL CINAL PELA BRASKEM S.A. Que entre si celebram

PROTOCOLO E JUSTIFICAÇÃO DA OPERAÇÃO DE INCORPORAÇÃO DA COMPANHIA ALAGOAS INDUSTRIAL CINAL PELA BRASKEM S.A. Que entre si celebram PROTOCOLO E JUSTIFICAÇÃO DA OPERAÇÃO DE INCORPORAÇÃO DA COMPANHIA ALAGOAS INDUSTRIAL CINAL PELA BRASKEM S.A. Que entre si celebram COMPANHIA ALAGOAS INDUSTRIAL - CINAL, sociedade por ações de capital fechado,

Leia mais

CNPJ: 17.543.402/0001-35 DEMONSTRAÇÃO DA MUTAÇÃO DO PATRIMÔNIO LÍQUIDO

CNPJ: 17.543.402/0001-35 DEMONSTRAÇÃO DA MUTAÇÃO DO PATRIMÔNIO LÍQUIDO Rio de Janeiro, 13 de Maio de 2015. DT-P 15-022. CONTÉM: PARECER DOS AUDITORES INDEPENDENTES BALANÇO PATRIMONIAL DEMONSTRAÇÃO DO RESULTADO DEMONSTRAÇÃO DA MUTAÇÃO DO PATRIMÔNIO LÍQUIDO DEMONSTRAÇÃO DE

Leia mais

CEMEPE INVESTIMENTOS S/A

CEMEPE INVESTIMENTOS S/A CEMEPE INVESTIMENTOS S/A RELATÓRIO DA ADMINISTRAÇÃO Senhores Acionistas, Em cumprimento às disposições legais e estatutárias, submetemos à apreciação de V.Sas. as demonstrações contábeis do exercício encerrado

Leia mais

CETIP - Câmara de Custódia e Liquidação. Laudo de avaliação. Em 31 de março de 2008

CETIP - Câmara de Custódia e Liquidação. Laudo de avaliação. Em 31 de março de 2008 CETIP - Câmara de Custódia e Liquidação Laudo de avaliação Em 31 de março de 2008 KPMG Auditores Independentes Av. Almirante Barroso, 52-4º 20031-000 - Rio de Janeiro, RJ - Brasil Caixa Postal 2888 20001-970

Leia mais

INCORPORAÇÃO, FUSÃO, CISÃO, JOINT- VENTURE O QUE É, QUANDO FAZER, QUANDO NÃO FAZER

INCORPORAÇÃO, FUSÃO, CISÃO, JOINT- VENTURE O QUE É, QUANDO FAZER, QUANDO NÃO FAZER INCORPORAÇÃO, FUSÃO, CISÃO, JOINT- VENTURE O QUE É, QUANDO FAZER, QUANDO NÃO FAZER Breve Análise de cada Situação Por: Antonio Carlos Nasi Nardon, Nasi Auditores e Consultores 1. INCORPORAÇÃO A incorporação

Leia mais

PROTOCOLO E JUSTIFICAÇÃO DA INCORPORAÇÃO DA UNIPAR RESINAS S.A. PELA UNIPAR UNIÃO DE INDÚSTRIAS PETROQUÍMICAS S.A.

PROTOCOLO E JUSTIFICAÇÃO DA INCORPORAÇÃO DA UNIPAR RESINAS S.A. PELA UNIPAR UNIÃO DE INDÚSTRIAS PETROQUÍMICAS S.A. PROTOCOLO E JUSTIFICAÇÃO DA INCORPORAÇÃO DA UNIPAR RESINAS S.A. PELA UNIPAR UNIÃO DE INDÚSTRIAS PETROQUÍMICAS S.A. Reunidos, neste ato, os representantes da administração das seguintes sociedades: UNIPAR

Leia mais

Esc 90 Telecomunicações Ltda. Laudo de avaliação do patrimônio líquido contábil em 30 de Junho de 2010 para fins de incorporação

Esc 90 Telecomunicações Ltda. Laudo de avaliação do patrimônio líquido contábil em 30 de Junho de 2010 para fins de incorporação Laudo de avaliação do patrimônio líquido contábil em 30 de Junho de 2010 1. Globalconsulting Assessoria Contábil Ltda., empresa devidamente inscrita no Conselho Regional de Contabilidade de São Paulo sob

Leia mais

Laudo de avaliação do patrimônio líquido contábil apurado por meio dos livros contábeis

Laudo de avaliação do patrimônio líquido contábil apurado por meio dos livros contábeis Adcon - Administradora de Convênios Odontológicos Ltda. Laudo de avaliação do patrimônio líquido contábil apurado por meio dos livros contábeis KPMG Auditores Independentes Fevereiro de 2014 KPDS 79356

Leia mais

O CONSELHO FEDERAL DE CONTABILIDADE, no exercício de suas atribuições legais e regimentais,

O CONSELHO FEDERAL DE CONTABILIDADE, no exercício de suas atribuições legais e regimentais, RESOLUÇÃO CFC Nº. 1.220/09 Aprova a NBC TA 510 Trabalhos Iniciais Saldos Iniciais. O CONSELHO FEDERAL DE CONTABILIDADE, no exercício de suas atribuições legais e regimentais, CONSIDERANDO o processo de

Leia mais

Balanço Patrimonial. Art. 105. O Balanço Patrimonial demonstrará: I o Ativo Financeiro

Balanço Patrimonial. Art. 105. O Balanço Patrimonial demonstrará: I o Ativo Financeiro Segundo o MCASP, o é a demonstração contábil que evidencia, qualitativa e quantitativamente, a situação patrimonial da entidade pública, por meio de contas representativas do patrimônio público, além das

Leia mais

OFICINA ESCOLA DE LUTHERIA DA AMAZÔNIA - OELA

OFICINA ESCOLA DE LUTHERIA DA AMAZÔNIA - OELA OFICINA ESCOLA DE LUTHERIA DA AMAZÔNIA - OELA RELATÓRIO DOS AUDITORES OFICINA ESCOLA DE LUTHERIA DA AMAZÔNIA - OELA DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2008 E 2007 CONTEÚDO: PARECER DOS AUDITORES

Leia mais

ANEND AUDITORES INDEPENDENTES S/C

ANEND AUDITORES INDEPENDENTES S/C A DD. DIRETORIA DO SOLIDÁRIA - CRESOL BASER Rua Nossa Senhora da Glória, 52ª - Cango Francisco Beltão - PR CNPJ: 01.401.771/0001-53 Balanço Patrimonial e Demonstração de Sobras ou Perdas consolidadas do

Leia mais

CONSELHO FEDERAL DE CONTABILIDADE

CONSELHO FEDERAL DE CONTABILIDADE RESOLUÇÃO CFC N.º 1.418/12 Aprova a ITG 1000 Modelo Contábil para Microempresa e Empresa de Pequeno Porte. O CONSELHO FEDERAL DE CONTABILIDADE, no exercício de suas atribuições legais e regimentais e com

Leia mais

INSTRUMENTO PARTICULAR DE PROTOCOLO E JUSTIFICAÇÃO DE INCORPORAÇÃO DA SOCIEDADE KEYSTONE FOODS INTERNATIONAL HOLDINGS LLC PELA MARFRIG ALIMENTOS S.A.

INSTRUMENTO PARTICULAR DE PROTOCOLO E JUSTIFICAÇÃO DE INCORPORAÇÃO DA SOCIEDADE KEYSTONE FOODS INTERNATIONAL HOLDINGS LLC PELA MARFRIG ALIMENTOS S.A. INSTRUMENTO PARTICULAR DE PROTOCOLO E JUSTIFICAÇÃO DE INCORPORAÇÃO DA SOCIEDADE KEYSTONE FOODS INTERNATIONAL HOLDINGS LLC PELA MARFRIG ALIMENTOS S.A. Pelo presente instrumento particular, e na melhor forma

Leia mais

Graal Investimentos S.A. Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2011 (em fase pré-operacional)

Graal Investimentos S.A. Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2011 (em fase pré-operacional) Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2011 (em fase pré-operacional) Demonstrações financeiras Período de 10 de agosto de 2011 (data de constituição da Companhia) a 31 de dezembro de 2011 (em

Leia mais

PARECER DOS AUDITORES INDEPENDENTES

PARECER DOS AUDITORES INDEPENDENTES PARECER DOS AUDITORES INDEPENDENTES Aos Diretores, Conselheiros e Associados da ASSOCIAÇÃO COMUNITÁRIA MONTE AZUL SÃO PAULO SP 1. Examinamos o Balanço Patrimonial da ASSOCIAÇÃO COMUNITÁRIA MONTE AZUL,

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos LEI Nº 11.638, DE 28 DEZEMBRO DE 2007. Mensagem de veto Altera e revoga dispositivos da Lei n o 6.404, de 15 de dezembro de 1976, e

Leia mais

Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2013 e 2012

Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2013 e 2012 Ourinvest Distribuidora de Títulos e Valores Mobiliários S.A. Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2013 e 2012 KPDS 82388 Ourinvest Distribuidora de Títulos e Valores Mobiliários S.A. Demonstrações

Leia mais

PATACÃO DISTRIBUIDORA DE TÍTULOS E VALORES MOBILIÁRIOS LTDA.

PATACÃO DISTRIBUIDORA DE TÍTULOS E VALORES MOBILIÁRIOS LTDA. 1. CONTEXTO OPERACIONAL A Patacão Distribuidora de Títulos e Valores Mobiliários Ltda. ( Distribuidora ) tem como objetivo atuar no mercado de títulos e valores mobiliários em seu nome ou em nome de terceiros.

Leia mais

PROCESSOS DE REORGANIZAÇÃO SOCIETÁRIA 1

PROCESSOS DE REORGANIZAÇÃO SOCIETÁRIA 1 PROCESSOS DE REORGANIZAÇÃO SOCIETÁRIA 1 1.1 - Aspectos Introdutórios 1.1.1 - Objetivos Básicos Tais operações tratam de modalidades de reorganização de sociedades, previstas em lei, que permitem às empresas,

Leia mais

ITATIRA PARTICIPAÇÕES S.A.

ITATIRA PARTICIPAÇÕES S.A. ITATIRA PARTICIPAÇÕES S.A. DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS REFERENTES AOS EXERCÍCIOS FINDOS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2005 E DE 2004 E PARECER DOS AUDITORES INDEPENDENTES A BDO International é uma rede mundial de empresas

Leia mais

AGENTE E ESCRIVÃO DA POLÍCIA FEDERAL Disciplina: Contabilidade Prof.: Adelino Data: 07/12/2008

AGENTE E ESCRIVÃO DA POLÍCIA FEDERAL Disciplina: Contabilidade Prof.: Adelino Data: 07/12/2008 Alterações da Lei 6404/76 Lei 11638 de 28 de dezembro de 2007 Lei 11638/07 que altera a Lei 6404/76 Art. 1o Os arts. 176 a 179, 181 a 184, 187, 188, 197, 199, 226 e 248 da Lei no 6.404, de 15 de dezembro

Leia mais

O Impacto da Lei 11.638/07 no encerramento das Demonstrações Contábeis de 2008

O Impacto da Lei 11.638/07 no encerramento das Demonstrações Contábeis de 2008 O Impacto da Lei 11.638/07 no encerramento das Demonstrações Contábeis de 2008 Pronunciamento CPC 013 Adoção Inicial da Lei nº 11.638/07 e da Medida Provisória no 449/08 Antônio Carlos Palácios Vice-Presidente

Leia mais

Batávia S.A. Indústria de Alimentos

Batávia S.A. Indústria de Alimentos Batávia S.A. Indústria de Alimentos Laudo de avaliação (inclui balanço patrimonial) KPMG Auditores Independentes R. Dr. Renato Paes de Barros, 33 04530-904 - São Paulo, SP - Brasil Caixa Postal 2467 01060-970

Leia mais

SOCIEDADE BRASILEIRA DE CARDIOLOGIA

SOCIEDADE BRASILEIRA DE CARDIOLOGIA SOCIEDADE BRASILEIRA DE CARDIOLOGIA PARECER DE AUDITORIA INDEPENDENTE (31 DE DEZEMBRO DE 2005) PARECER DE AUDITORIA INDEPENDENTE Aos Srs. Administradores e Diretores da SOCIEDADE BRASILEIRA DE CARDIOLOGIA

Leia mais

Rotina CONOR/SUNOT/CGE n.º 028/2014 Rio de Janeiro, 24 de março de 2014.

Rotina CONOR/SUNOT/CGE n.º 028/2014 Rio de Janeiro, 24 de março de 2014. Rotina CONOR/SUNOT/CGE n.º 028/2014 Rio de Janeiro, 24 de março de 2014. Trata a presente rotina dos procedimentos contábeis para registro dos Ajustes de Avaliação Patrimonial, objeto da Resolução CFC

Leia mais

Associação Brasileira de Tecnologia de Luz Síncrotron - ABTLuS Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2001 e de 2000 e parecer dos auditores

Associação Brasileira de Tecnologia de Luz Síncrotron - ABTLuS Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2001 e de 2000 e parecer dos auditores Associação Brasileira de Tecnologia de Luz Síncrotron - ABTLuS Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2001 e de 2000 e parecer dos auditores independentes Parecer dos auditores independentes 18

Leia mais

A RELEVÂNCIA DA EVIDENCIAÇÃO DO CRÉDITO TRIBUTÁRIO DECORRENTE DE ADIÇÕES INTERTEMPORAIS E DE PREJUÍZO FISCAL NAS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS

A RELEVÂNCIA DA EVIDENCIAÇÃO DO CRÉDITO TRIBUTÁRIO DECORRENTE DE ADIÇÕES INTERTEMPORAIS E DE PREJUÍZO FISCAL NAS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS IDENTIFICAÇÃO DO TRABALHO TÍTULO: A RELEVÂNCIA DA EVIDENCIAÇÃO DO CRÉDITO TRIBUTÁRIO DECORRENTE DE ADIÇÕES INTERTEMPORAIS E DE PREJUÍZO FISCAL NAS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS AUTOR: JOSÉ ANTONIO DE FRANÇA

Leia mais

Embratel Participações S.A.

Embratel Participações S.A. Embratel Participações S.A. Laudo de avaliação do patrimônio líquido e acervos líquidos formados por determinados ativos e passivos apurados por meio dos livros contábeis Em 30 de setembro de 2014 Índice

Leia mais

LOJAS AMERICANAS S.A. Companhia Aberta CNPJ/MF n.º 33.014.556/0001-96. SUBMARINO S.A. Companhia Aberta CNPJ/MF n.º 02.930.076/0001-41 FATO RELEVANTE

LOJAS AMERICANAS S.A. Companhia Aberta CNPJ/MF n.º 33.014.556/0001-96. SUBMARINO S.A. Companhia Aberta CNPJ/MF n.º 02.930.076/0001-41 FATO RELEVANTE LOJAS AMERICANAS S.A. Companhia Aberta CNPJ/MF n.º 33.014.556/0001-96 SUBMARINO S.A. Companhia Aberta CNPJ/MF n.º 02.930.076/0001-41 FATO RELEVANTE LOJAS AMERICANAS S.A. ( Lojas Americanas ) e SUBMARINO

Leia mais

CENTRO DE EXCELÊNCIA EM TECNOLOGIA DE SOFTWARE SOFTEX RECIFE

CENTRO DE EXCELÊNCIA EM TECNOLOGIA DE SOFTWARE SOFTEX RECIFE AUDITORIA NO TERMO DE PARCERIA ENTRE A SOFTEX E A PREFEITURA DA CIDADE DO RECIFE NO PERÍODO DE JULHO A SETEMBRO DE 2007 Í N D I C E Páginas 1 PARECER DA AUDITORIA... 3 e 4 2 IDENTIFICAÇÃO DO PROJETO...

Leia mais

Embratel Participações S.A.

Embratel Participações S.A. Embratel Participações S.A. Laudo de avaliação de acervo líquido formado por determinados ativos e passivos apurados por meio dos livros contábeis para efeito de cisão Em 30 de setembro de 2014 Índice

Leia mais

CRESS/MA - 2ª Região Conselho Regional de Serviço Social/MA CNPJ: 06.042.030/0001-47

CRESS/MA - 2ª Região Conselho Regional de Serviço Social/MA CNPJ: 06.042.030/0001-47 Conselho Regional de Serviço Social/MA CNPJ: 06.042.030/0001-47 Balanço Patrimonial ATIVO PASSIVO ATIVO CIRCULANTE CAIXA E EQUIVALENTES DE CAIXA CRÉDITOS A CURTO PRAZO PASSIVO CIRCULANTE OBRIGAÇÕES TRABALHISTAS,

Leia mais

Teoria da Contabilidade. Prof. Joaquim Mario de Paula Pinto Junior 1

Teoria da Contabilidade. Prof. Joaquim Mario de Paula Pinto Junior 1 Teoria da Contabilidade Prof. Joaquim Mario de Paula Pinto Junior 1 Origem Evolução do sistema capitalista; Necessidade de ampliação das instalações; Investimento tecnológico; Redução de custos; Empréstimos

Leia mais

Demonstrações Financeiras Ático Distribuidora de Títulos e Valores Mobiliários Ltda.

Demonstrações Financeiras Ático Distribuidora de Títulos e Valores Mobiliários Ltda. Demonstrações Financeiras Ático Distribuidora de Títulos e Valores Mobiliários Ltda. com Relatório dos Auditores Independentes sobre as Demonstrações Financeiras Demonstrações financeiras Índice Relatório

Leia mais

FUNDO DE GARANTIA DA BOLSA DE VALORES DE SÃO PAULO

FUNDO DE GARANTIA DA BOLSA DE VALORES DE SÃO PAULO FUNDO DE GARANTIA DA BOLSA DE VALORES DE SÃO PAULO DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS REFERENTES AOS EXERCÍCIOS FINDOS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2005 E 2004 E PARECER DOS AUDITORES INDEPENDENTES A BDO International é

Leia mais