PLANO PLURIANUAL 2009 / 2013

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "PLANO PLURIANUAL 2009 / 2013"

Transcrição

1 BIBLIOTECA E CENTRO DE RECURSOS EDUCATIVOS DA EB 23 JOÃO VILLARET INTRODUÇÃO PLANO PLURIANUAL 2009 / 2013 O Plano da Biblioteca e Centro de Recursos Educativos da EB23 João Villaret, para o ano lectivo de 2009 / 2010, teve por base a análise do PAA elaborado no final do ano lectivo anterior, o PE, O PC e o RI, os encontros do Professor Bibliotecário com docentes da equipa da Biblioteca do ano anterior para análise das necessidades já identificadas e recolha de sugestões para a eficácia da integração curricular e da dinâmica educativa do espaço, as reuniões de trabalho com a Coordenadora da RBE, com a B. J. Saramago, a análise das orientações da RBE para a instalação, organização e funcionamento das BE / CRE e ainda a análise dos itinerários dos conteúdos das várias áreas curriculares, que foram sendo partilhados pelos coordenadores de departamento e docentes das disciplinas e necessariamente as reuniões de trabalho do P.B. com a Directora do Agrupamento e no próprio C. Pedagógico. De tal processo de reflexão resultou um primeiro documento orientador do trabalho, designado por Análise da situação da BE e que se anexa ao presente Plano Plurianual, que já traduz uma evolução quer no conhecimento das necessidades de aprendizagem dos alunos quer na capacidade de articulação e de trabalho colaborativo dos docentes da escola sede que desde já se sublinha, sem prejuízo da necessária reformulação que a aplicação do modelo de autoavaliação das BE irá permitir. Embora a Biblioteca tenha integrado a Rede de Bibliotecas no ano anterior, só no presente ano lectivo, com a mudança para as novas instalações, foi possível proceder à efectiva instalação da BE / CRE, com mobiliário, equipamento, sinalética, organização do espaço e da dinâmica educativa, actualização do fundo documental e sua organização catalogação e informatização progressiva. No entanto, dado que a BE/CRE da escola sede apenas em Fevereiro recebeu a totalidade do mobiliário e os prazos se foram sucessivamente alterando, tal obrigou a várias alterações e ajustamentos no planeamento inicial, sem prejuízo do funcionamento diário da BE, apenas interrompido na semana de recepção do último mobiliário. O equipamento informático necessário continua em falta, dadas as dificuldades verificadas no Agrupamento ao nível do PTE, apesar de todos os esforços e diligências da Directora. A Biblioteca da escola sede dispõe de um professor bibliotecário e de assistente operacional a tempo inteiro, e ainda de uma equipa de docentes com horário atribuído, a que se juntaram informalmente outros colegas, com particular interesse na utilização da BE / CRE como recurso estratégico para a diversificação das suas práticas pedagógicas. A BE da EB1 / JI do Infantado, inaugurada no ano anterior, dispõe de um professor bibliotecário e de uma assistente operacional a tempo parcial, com os quais se têm realizado acções de trabalho articulado e de formação interna que importa desenvolver e alargar progressivamente, à medida que o Agrupamento dispuser de todos os docentes bibliotecários a que tem direito de acordo com o quadro legal em vigor. O professor bibliotecário da escola sede tem articulado o trabalho de apoio às BE das outras escolas do Agrupamento com os coordenadores de estabelecimento, nomeadamente no que respeita, às candidaturas à RBE e de reforço ou aquisição de fundos documentais, com a colaboração da Coordenadora da Rede e do SABE da CM Loures, tendo sido dada prioridade à necessária instalação, organização e dinamização da BE da escola sede. MISSÃO E OPCÇÕES PEDAGÓGICAS João Gouveia Professor Bibliotecário 1

2 A BE / CRE tem como missão disponibilizar serviços e recursos que permitam, a todos os membros da comunidade escolar, em especial os alunos, serem utilizadores competentes da informação nos variados suportes e meios de comunicação e tornarem-se reflexivos e críticos transformando a informação em conhecimento. A BE / CRE promove nos utilizadores a aprendizagem ao longo da vida e estimula a imaginação e a criatividade, proporcionando-lhes as ferramentas fundamentais para serem bem sucedidos na sociedade da informação e do conhecimento. A BE / CRE apoia o processo de ensino e aprendizagem dos alunos, em articulação estreita com os docentes de todos os departamentos e sectores de ensino, conferindo instrumentos centrais ao currículo e promovendo um conjunto diversificado e transversal de actividades de alunos e professores, proporcionando espaços e ferramentas que prolongam e enriquecem as aprendizagens para lá do espaço físico escolar. A BE / CRE contribui para uma mudança na escola sobre a natureza do que é necessário aprender: A investigar, a pensar criticamente e a transformar informação em conhecimentos, a tirar conclusões, a tomar decisões fundamentadas, a aplicar conhecimentos em novas situações e a criar conhecimento novo, a partilhar o conhecimento e participar activamente na sociedade e a procurar o próprio desenvolvimento pessoal em todos os aspectos. Na BE / CRE o aluno é entendido como um construtor do seu próprio conhecimento, a aprendizagem é orientada para a resolução de problemas, pretende-se promover o desenvolvimento de competências que permitam a cada utilizador transformar a informação em conhecimento, com utilização integrada das TIC, e pretende-se ainda o desenvolvimento de competências para a aprendizagem contínua ao longo da vida. A BE / CRE deve ser entendida como uma organização aprendente que permite, quer aos seus utilizadores, quer ao Agrupamento onde se insere, a criação de valor, sendo guiada pela autoavaliação entendida como processo pedagógico e regulador da procura constante da melhoria dos serviços prestados, processo esse assente na reflexão sobre as práticas e as evidências recolhidas que orientam o sentido das mudanças a operar para que a BE / CRE se transforme num ambiente apelativo de aprendizagem colaborativa, de incentivo aos seus utilizadores para a transformação da informação de que se apropriam em conhecimento, que podem e devem transferir e aplicar nos seus próprios projectos de vida. A BE / CRE assume-se como um recurso estratégico para o ensino e para a aprendizagem e para a construção do sucesso educativo no Agrupamento João Villaret em estreita consonância com as finalidades do Projecto Educativo e Projecto A BE / CRE dá especial atenção a factores considerados decisivos para o sucesso da sua missão segundo a investigação internacional: Elevados níveis de colaboração entre o professor bibliotecário e os restantes docentes na identificação de recursos e no desenvolvimento de actividades conjuntas orientadas para o sucesso do aluno; Qualidade na acessibilidade e nos serviços prestados; Adequação da colecção e dos recursos tecnológicos às necessidades dos utilizadores e ao desenvolvimento curricular. OBJECTIVOS A Biblioteca Escolar / Centro de Recursos Educativo deve constituir-se como um núcleo da organização pedagógica do Agrupamento, vocacionada para as actividades culturais e para a informação, tendo em vista atingir, entre outros, os seguintes objectivos: a) Garantir a instalação e inauguração em 2010 da BE / CRE da Escola-Sede, da EB1 / JI do Fanqueiro e das restantes em 2010/2011, depois de dotadas do equipamento e recursos necessários; João Gouveia Professor Bibliotecário 2

3 b) Garantir a manutenção e o funcionamento qualitativo da BE / CRE em todos os espaços específicos previstos e segundo as orientações da Directora e da RBE; c) Facultar a plena utilização dos recursos pedagógicos e lúdicos existentes de forma presencial e não presencial; d) Dotar a escola de um fundo documental adequado às necessidades das diferentes áreas curriculares, dos projectos de trabalho e das necessidades e interesses dos utilizadores; e) Promover a informatização do fundo da BE / CRE com o programa Bibliobase; f) Organizar e promover a utilização de conjuntos de informação em função de diferentes temas, de acordo com os conteúdos disciplinares ou por solicitação dos profissionais da educação; g) Facilitar a aquisição por parte dos alunos de hábitos de trabalho baseados na consulta, tratamento e produção de informação, tais como seleccionar, analisar, criticar e utilizar documentos; h) Auxiliar os alunos no estudo ou no trabalho de pesquisa com integração das TIC e segundo o modelo BIG 6; i) Colaborar com os professores na planificação das suas actividades através da divulgação dos recursos disponibilizados pela Biblioteca Escolar/ Centro de Recursos Educativo; j) Estimular nos alunos e restantes membros da comunidade educativa o prazer de ler e o interesse pela cultura regional, nacional e universal; k) Associar a leitura e a frequência da Biblioteca Escolar/ Centro de Recursos Educativo à ocupação lúdica dos tempos livres; l) Intensificar a colaboração entre a Biblioteca Escolar/ Centro de Recursos Educativo e os diversos Departamentos Curriculares e sectores de ensino e com a equipa do PTE para o desenvolvimento de projectos pedagógicos; m) Desenvolver na plataforma moodle do Agrupamento uma disciplina Biblioteca enquanto espaço de comunicação permanente síncrona e assíncrona e de aprendizagem colaborativa; n) Colaborar na divulgação de informações, de produtos de desempenho dos alunos e na produção de conteúdos educativos no sítio WEB do Agrupamento, num Blogue da BE / CRE e no Jornal da EB 23 João Villaret; o) Consolidar a relação entre todas as escolas do Agrupamento e a BE / CRE, assim como a ligação a outras bibliotecas escolares integradas na RBE e à Biblioteca Municipal José Saramago. DOMÍNIOS DE ACTIVIDADE A BE / CRE estrutura a sua actividade em quatro grandes domínios que em seguida se apresentam sob a forma de grelha / síntese: A. Desenvolvimento Este domínio visa contribuir activamente para a articulação curricular com as estruturas de coordenação educativa e supervisão pedagógica e com os docentes e promover as literacias da informação, tecnológica e digital. B. Leitura e Literacia. Este domínio visa promover os hábitos e o prazer da leitura e a competência de leitura dos utilizadores. C. Projectos, Parcerias, Actividades Livres e com a Comunidade. Este domínio visa apoiar os Projectos em curso no Agrupamento, promover e apoiar actividades de enriquecimento e extra-curriculares, estabelecer ou apoiar Parcerias do Agrupamento nomeadamente com a B. Municipal José Saramago SABE D. Gestão da BE / CRE João Gouveia Professor Bibliotecário 3

4 Este domínio visa promover a articulação das actividades com as do Agrupamento e facilitar o acesso a serviços específicos incluindo a formação de utilizadores da BE / CRE, e assegurar a actualização e reforço do fundo documental e do acesso à informação em suporte digital. Ano lectivo Domínio A Desenvolvimento Domínio B Leitura e Literacia. Domínio C Projectos, Parcerias, Actividades Livres e com a Comunidade. Domínio D Gestão da BE / CRE. Este domínio é objecto de aplicação do modelo de Autoavaliação das BE RBE em 2009 / 2010 Este domínio é objecto de aplicação do modelo de Autoavaliação das BE RBE em 2010 / 2011 Este domínio é objecto de aplicação do modelo de Autoavaliação das BE RBE em 2012 / 2013 Este domínio é objecto de aplicação do modelo de Autoavaliação das BE RBE em 2011 / Recolha de dados sobre itinerários de conteúdos de todas as áreas curriculares, sobre necessidades de utilização pedagógica da BE e levantamento de recursos existentes. Recolha de dados sobre obras literárias em estudo por anos e períodos lectivos. Encontro com coordenadores de departamentos (Set. / Out.) Participação nas reuniões do C. Pedagógico e com a Directora (ao longo do ano s PCT (s) Concepção, construção e divulgação da disciplina Biblioteca, na plataforma moodle do projecto É tempo de aprender com o tempo Geografia / BE (ao longo do ano Promover as Jornadas pedagógicas Da informação ao conhecimento com processos e produtos de desempenho de alunos nas diversas Colaboração na recepção aos alunos. Projecção, reflexão e debate sobre vídeos: BE Interface para o conhecimento - RBE Gripe A sintomas e prevenção Animação da leitura Uma história em roda. (Set.) Dinamização de três Feiras do Livro Em Novembro, Maio e Junho (Feira de trocas) Animação do conto (Novembro) LP / AP / BE Concurso de Poesia (LP, Inglês, Francês) Encontro com escritor Imagens e Poesia (Março) PNL na escola e do Projecto de Língua Portuguesa em articulação com o departamento de LP Sessões presenciais com turmas com docentes e alunos sobre a utilização da plataforma moodle, produção de conteúdos e partilha de actividades e Reuniões com SABE, BML, Coordenadora RBE, equipa da biblioteca, professores bibliotecários e coordenadores de estabelecimento. Utilização da plataforma moodle para divulgação de actividades e recursos da BE junto da Comunidade Educativa. projecto No amarelo é limpinho Formação Cívica Baú de leitura itinerante entre as escolas do 1º ciclo e Jardins de Infância (3º período) com apoio no fundo documental do Infantado e da Escola Sede e nas obras adquiridas no âmbito do PNL Articulação com PTE na rentabilização de equipamentos informáticos e material audiovisual. Participação no Projecto de Comemoração do Centenário da República CML / Transferência de fundo documental, mobiliário e equipamento da BE para a nova escola. Selecção de documentos do fundo existente para disponibilização de recursos mínimos para todas as áreas curriculares e organização provisória do espaço com algum mobiliário antigo. Selecção e desbaste do fundo documental existente. Rectificação de registos do catálogo no Programa Bibliobase. (Set. Out.) Produção do documento Análise da BE / CRE no contexto da organização. (Out.) Formação do P. Bibliotecário em Modelo de AA das BE RBE (Out. / Dez.) Formação dos P. Bibliotecários do Agrupamento e Literacias para o Séc. XXI CENFORES (Nov. Dez.) Assistentes Operacionais das BE do Agrupamento CENFORES (Dez.) João Gouveia Professor Bibliotecário 4

5 Ano lectivo áreas curriculares e de todos os sectores de ensino. (Março) Apoio à equipa de Ensino Estruturado com integração de suportes digitais de apoio ao desenvolvimento da comunicação escrita e oral de três alunos desenvolvimento da área de projecto de turmas dos vários anos Dinamização de um grupo de alunos voluntários da BE em articulação com DT, docentes TIC e de CEF (ao longo do ano Projecto do 9º ano Escola Virtual (3º período) TIC / BE / AP Colaboração no encerramento do ano lectivo com apresentação de DVD produzido com o envolvimento de docentes e alunos sobre as Jornadas da Informação ao Conhecimento (Junho) Encontro de um dia em Julho de docentes dos vários sectores de ensino do Agrupamento com a coordenadora interconcelhia e o apoio dos P. B., centrado na reflexão sobre a articulação curricular Domínio A Desenvolvimento recursos. Apoio à pesquisa presencial de informação e seu tratamento pelos alunos. Dinamização da utilização de instrumentos de registo de leituras em múltiplos suportes. Apoio à equipa de intervenção pedagógica com realização de actividades com alunos. desenvolvimento de projectos de grupo e individuais de alunos que passam pela pesquisa de informação em múltiplas fontes. Dinamização de painéis sobre a Implantação da República, com prelectores convidados e debate com alunos do 6º ano e do 9º ano. (Junho) Domínio B Leitura e Literacia. História / BE (Início no 3º período) Domínio C Projectos, Parcerias, Actividades Livres e Reuniões de articulação com p.b, equipas e coordenadores das escolas 1º CEB e JI do Agrupamento Actualização do fundo documental da BE da Escola Sede Informatização do catálogo da BE da escola sede e da EB / JI do Infantado utilizadores aplicada em: Bibliobase Catalogação Moodle Linguagem Logo e programação por objectos Imagina Cria e Constrói Tecnologia e-beam e utilização pedagógica de quadros interactivos Modelo de Pesquisa (Big 6) Candidatura à RBE das Bibliotecas das EB1/ JI do Fanqueiro, São Julião, Santo Antão e Zambujal Inauguração da BE da Escola sede e do Fanqueiro (caso sejam concluídas as obras pela CML) (Junho) Relatório da Auto- Avaliação da BE a e reformulação do PA da BE Domínio D A. Gestão da BE / CRE. João Gouveia Professor Bibliotecário 5

6 com a Comunidade Operacionalização com todos os departamentos, sectores de ensino, e responsáveis por projectos, da colaboração com BE tendo em conta os itinerários dos conteúdos e Projecto BE. (Set.) Participação nas reuniões do C. Pedagógico e com a Directora (ao longo do ano s PCT (s) Concretização das segundas jornadas Da Informação ao Conhecimento com apresentação de produtos de desempenho dos alunos em todas as áreas curriculares. Continuidade dos projectos: É tempo de aprender com o tempo (Geografia / Biblioteca), Escola Virtual (TIC / AP) e de apoio ao ensino estruturado. Realização de um serão de leitura em família nas BE do grupo de alunos voluntários da BE e seu envolvimento no apoio aos colegas na BE e na produção do Jornal electrónico da BE em articulação com DT, docentes TIC e de CEF (ao longo do ano 2º Encontro de Poesia (Português, Francês e Inglês) PNL e à apresentação de obras integrando múltiplas formas de comunicação. Divulgação de guiões de leitura e de pesquisa. Encontro com escritores locais e realização de 2 feiras do Livro. Deslocações à BM JS com sessões de animação da leitura por anos de escolaridade. BE à comunidade (Set.) Constituição e circulação de três baús de leitura por todas as BE do Agrupamento, incluindo as que não integram a RBE. Constituição e circulação de três maletas pedagógicas temáticas por todas as BE do Agrupamento, incluindo as que não integram a RBE. Dinamização da utilização da plataforma moodle disciplina Biblioteca por alunos e pais. Desenvolvimento de uma rede social partilhada por alunos, famílias e docentes das equipas das Bibliotecas de todas as Escolas do Conclusão do projecto de Comemoração do centenário da República (1º período) Participação nos encontros de BE da RBE do concelho de Loures Aplicação do modelo de AA das BE ao 1º Ciclo. Instalação da sala de produção multimédia da BE / CRE da escola sede. Reformulação do Regulamento da BE e actualização do Manual de Procedimentos. Conclusão da informatização total do catálogo da Escola Sede, da EB1/JI do Infantado e da EB1/JI do Fanqueiro. Informatização em 60 % do catálogo das restantes bibliotecas do agrupamento. Classificação e catalogação do fundo documental de todas as BE do Actualização do fundo documental e desbaste. utilizadores aplicada em: Bibliobase Pesquisa e catalogação Modelo de Pesquisa (Big 6) Moodle WEB 2 Criação e utilização de redes sociais, Blogues e Sítios WEB Trabalho em Rede e aprendizagem colaborativa Pesquisa, avançada na WEB e segurança Desenvolvimento de João Gouveia Professor Bibliotecário 6

7 Operacionalização com todos os departamentos, sectores de ensino, e responsáveis por projectos, da colaboração com BE tendo em conta os itinerários dos conteúdos e Projecto BE. (Set.) Participação nas reuniões do C. Pedagógico e com a Directora (ao longo do ano s PCT (s) Concretização das terceiras jornadas Da Informação ao Conhecimento com apresentação de produtos de desempenho dos alunos em todas as áreas curriculares. desenvolvimento de projectos do Agrupamento Realização de encontro on-line de leitura em família com as BE da RBE do Continuidade do grupo de alunos voluntários da BE e seu envolvimento no apoio aos colegas na BE, na produção do Jornal electrónico da BE e na manutenção de um Blogue da BE em articulação com DT, docentes TIC e de CEF (ao longo do ano 3º Encontro de Poesia (Português, Francês e Inglês) PNL e à apresentação de obras integrando múltiplas formas de comunicação. Divulgação de guiões de leitura e de pesquisa. Realização de uma feira do Livro e do material didáctico, incluindo produções de alunos e docentes. BE à comunidade (Set.) Trabalho em rede entre todas as escolas e sectores de ensino do agrupamento, com participação directa de alunos, docentes e pais utilizando a rede social criada e a plataforma moodle (ao longo do ano. 1º Encontro das equipas das BE do Agrupamento centrado na produção de conteúdos para os diferentes sectores de ensino. Participação nos encontros de BE da RBE do concelho de Loures programação em Imagina, Cria e Constrói Relatório da Auto- Avaliação da BE a e reformulação do PA da BE Reformulação dos instrumentos de registo de utilização da BE para utilização em suporte digital. Conclusão da informatização do catálogo de todas as escolas do utilizadores aplicada em: Bibliobase Pesquisa, catalogação e catálogo on-line Modelo de Pesquisa (Big 6) Moodle Produção e divulgação de livros digitais Produção e divulgação de vídeos digitais. Relatório da Auto- Avaliação da BE a e reformulação do PA da BE Operacionalização com todos os departamentos, sectores de ensino, e responsáveis por projectos, da colaboração com BE tendo em conta os itinerários dos conteúdos e Projecto Encontro Pão, música e poesia envolvendo alunos e docentes de todas as escolas do Agrupamento e aberto à comunidade educativa e com a intervenção dos voluntários da BE na organização, bem BE à comunidade (Set.) Trabalho em rede entre todas as escolas e sectores de ensino do agrupamento, com participação directa de Disponibilização online do catálogo da BE do utilizadores aplicada em: Software inclusivo e resposta diferenciadas a necessidades educativas João Gouveia Professor Bibliotecário 7

8 BE. (Set.) Participação nas reuniões do C. Pedagógico e com a Directora (ao longo do ano s PCT (s) Concretização das quartas jornadas Da Informação ao Conhecimento com apresentação de produtos de desempenho dos alunos em todas as áreas curriculares. desenvolvimento de projectos do Agrupamento como a Associação de Estudantes e a Associação de Pais. 4º Encontro de Poesia (Português, Francês e Inglês) PNL e à apresentação de obras integrando múltiplas formas de comunicação. Apoio à produção de e-books pelos alunos e sua publicação online. Realização de um encontro temático com a participação de cientistas e de representantes da Hovione designado por ciência e leitura para os alunos da escola sede. alunos, docentes e pais utilizando a rede social criada e a plataforma moodle (ao longo do ano. Participação nos encontros de BE da RBE do concelho de Loures Encontro promovido pelas BE do Agrupamento, centrado na apresentação à comunidade das aprendizagens realizadas pelos alunos com a intervenção das BE em articulação com os diferentes sectores de ensino e diferentes áreas curriculares designado por Escola mobilizadora de saberes e parcerias permanentes (1º período). Produção de conteúdos em Flash Animação da Leitura com Imagina, Cria e Constrói Produção de conteúdos em flash e linguagem logo e sua rentabilização em plataformas de aprendizagem colaborativa (ao longo do ano. Relatório da Auto- Avaliação da BE a e reformulação do PA da BE João Gouveia Professor Bibliotecário 8

PLANO DE ACÇÃO DA BIBLIOTECA ESCOLAR DO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS MOSTEIRO E CÁVADO 2009/2013

PLANO DE ACÇÃO DA BIBLIOTECA ESCOLAR DO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS MOSTEIRO E CÁVADO 2009/2013 PLANO DE ACÇÃO DA BIBLIOTECA ESCOLAR DO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS MOSTEIRO E CÁVADO 2009/2013 O plano da acção que se apresenta pretende ser um documento orientador das acções a desenvolver pela Biblioteca

Leia mais

PLANO DE ACÇÃO DA BIBLIOTECA ESCOLAR DO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS MOSTEIRO E CÁVADO 2009/2013

PLANO DE ACÇÃO DA BIBLIOTECA ESCOLAR DO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS MOSTEIRO E CÁVADO 2009/2013 PLANO DE ACÇÃO DA BIBLIOTECA ESCOLAR DO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS MOSTEIRO E CÁVADO 2009/2013 O plano da acção que se apresenta pretende ser um documento orientador das acções a desenvolver pela Biblioteca

Leia mais

PLANO DE ACÇÃO DA BIBLIOTECA ESCOLAR

PLANO DE ACÇÃO DA BIBLIOTECA ESCOLAR AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE ÁGUEDA PLANO DE ACÇÃO DA BIBLIOTECA ESCOLAR / a / Dezembro de Profª Bibliotecária: Maria Clara Nogueira de Almeida DEFINIÇÃO Documento que apresenta as linhas orientadoras para

Leia mais

MEDIATECA PLANO DE ACTIVIDADES 2011/2012

MEDIATECA PLANO DE ACTIVIDADES 2011/2012 Mediateca Plano de Actividades 2011/2012 pág. 1/6 Introdução MEDIATECA PLANO DE ACTIVIDADES 2011/2012 A Mediateca estrutura-se como um sector essencial do desenvolvimento do currículo escolar e as suas

Leia mais

Plano de Acção da Biblioteca Escolar 2009/2013 Isabel Fonseca 2009/2010

Plano de Acção da Biblioteca Escolar 2009/2013 Isabel Fonseca 2009/2010 Escola Secundária do Padrão da Légua (402412) Plano de Acção da Biblioteca Escolar 2009/2013 Isabel Fonseca 2009/2010 Plano de Acção Nota introdutória O plano de acção é um documento orientador onde se

Leia mais

Biblioteca de Escola Secundária/3ºC de Vendas Novas. Plano de acção Nota introdutória

Biblioteca de Escola Secundária/3ºC de Vendas Novas. Plano de acção Nota introdutória Biblioteca de Escola Secundária/3ºC de Vendas Novas Plano de acção 2009-2013 Nota introdutória O plano de acção é um documento orientador onde se conceptualizam e descrevem as metas a atingir num período

Leia mais

Plano de Actividades da Biblioteca Escolar

Plano de Actividades da Biblioteca Escolar Prioridades da acção Implementar o projecto aler+ Elaborar um plano de promoção de leitura para o Agrupamento que vá de encontro aos objectivos do Plano Nacional de Leitura. Implementar o plano de leitura

Leia mais

MEDIATECA. Plano de Atividades 2012/2013. Introdução

MEDIATECA. Plano de Atividades 2012/2013. Introdução , Santiago do Cacém pág. 1/6 Introdução A Mediateca estrutura-se como um setor essencial do desenvolvimento do currículo escolar e as suas atividades deverão estar integradas nas restantes atividades da

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE SANTO ANTÓNIO PLANO DE ACÇÃO

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE SANTO ANTÓNIO PLANO DE ACÇÃO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE SANTO ANTÓNIO PLANO DE ACÇÃO Bibliotecas Escolares do Agrupamento de Escolas de Santo António Lectivo 2009/2010 DOMÌNIO D 2009/2010 2010/2011 2011/2012 2012/2013 D1. Articulação

Leia mais

Avaliação da biblioteca escolar

Avaliação da biblioteca escolar Avaliação da biblioteca escolar 2009-2013 2010 B. Leitura e literacia Avaliação 4 2011 D. Gestão da biblioteca escolar Avaliação D.1 Articulação da BE com a escola/agrupamento. Acesso e serviços prestados

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE SANTO ANTÓNIO PLANO DE ACÇÃO

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE SANTO ANTÓNIO PLANO DE ACÇÃO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE SANTO ANTÓNIO PLANO DE ACÇÃO Bibliotecas Escolares do Agrupamento de Escolas de Santo António Lectivo 2009/2010 DOMÌNIO D 2009/2010 2010/2011 2011/2012 2012/2013 D1. Articulação

Leia mais

Regulamento da Biblioteca Escolar constante no Regulamento da Escola. Subsecção 4- Biblioteca Escolar/ Centro de Recursos Educativos

Regulamento da Biblioteca Escolar constante no Regulamento da Escola. Subsecção 4- Biblioteca Escolar/ Centro de Recursos Educativos Regulamento da Biblioteca Escolar constante no Regulamento da Escola Subsecção 4- Biblioteca Escolar/ Centro de Recursos Educativos Artigo 85.º Definição A Biblioteca Escolar (BE) é uma estrutura que gere

Leia mais

Resumo do relatório de auto-avaliação da biblioteca escolar 2009/2010. A. Apoio ao desenvolvimento curricular

Resumo do relatório de auto-avaliação da biblioteca escolar 2009/2010. A. Apoio ao desenvolvimento curricular Resumo do relatório de auto-avaliação da biblioteca escolar 2009/2010 A. Apoio ao desenvolvimento curricular A.1 Articulação curricular da BE com as estruturas de coordenação educativa e supervisão pedagógica

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS MÃES D ÁGUA

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS MÃES D ÁGUA AGRUPAMENTO DE ESCOLAS MÃES D ÁGUA REGULAMENTO INTERNO DA BIBLIOTECA ESCOLAR Página 1 Direcção Regional de Lisboa e Vale do Tejo MÃES D ÁGUA AGRUPAMENTO DE ESCOLAS REGULAMENTO INTERNO DA BIBLIOTECA ESCOLAR

Leia mais

MEDIATECA PLANO DE ACTIVIDADES 2010/2011

MEDIATECA PLANO DE ACTIVIDADES 2010/2011 Mediateca Plano de Actividades 2010/2011 pág. 1/7 Introdução MEDIATECA PLANO DE ACTIVIDADES 2010/2011 A Mediateca estrutura-se como um sector essencial do desenvolvimento do currículo escolar e as suas

Leia mais

Agrupamento de Escolas de Eugénio de Castro Bibliotecas Escolares

Agrupamento de Escolas de Eugénio de Castro Bibliotecas Escolares grupamento de Escolas de Eugénio de Castro ibliotecas Escolares Professoras bibliotecárias: Paula Fidalgo e Maria João Olaio Plano de acção 2009- Página 0 grupamento de Escolas de Eugénio de Castro ibliotecas

Leia mais

Escola Básica Integrada de Apúlia

Escola Básica Integrada de Apúlia 1. Uma melhor integração do aluno na escola. Escola Básica Integrada de Apúlia Projecto Educativo 2009.2013 Princípios/Valores /Objectivos Gerais 2. Elevar o nível de motivação e satisfação dos alunos

Leia mais

PLANO ANUAL DE ACTIVIDADES

PLANO ANUAL DE ACTIVIDADES Direcção Regional de Educação do Centro Centro de Área Educativa de Viseu ESCOLA SECUNDÁRIA DE VIRIATO - 402977 BIBLIOTECA ESCOLAR / CENTRO DE RECURSOS EDUCATIVOS (BE/CRE) PLANO ANUAL DE ACTIVIDADES Ano

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE SANTO ANTÓNIO PLANO DE ACÇÃO

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE SANTO ANTÓNIO PLANO DE ACÇÃO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE SANTO ANTÓNIO PLANO DE ACÇÃO Bibliotecas Escolares do Agrupamento de Escolas de Santo António Lectivo 2009/2010 DOMÌNIO A Apoio ao Desenvolvimento Curricular A.1 Articulação Curricular

Leia mais

Agrupamento de Escolas de Águeda PLANO DE ATIVIDADES Biblioteca Escolar 2013/2014 PLANO DE ATIVIDADES 2013/2014

Agrupamento de Escolas de Águeda PLANO DE ATIVIDADES Biblioteca Escolar 2013/2014 PLANO DE ATIVIDADES 2013/2014 PLANO DE ATIVIDADES 2013/2014 1 DOMÍNIO A Apoio ao desenvolvimento curricular SUBDOMÍNIO: A.1. Curricular da BE com as Estruturas de Coordenação Educativa e Supervisão Pedagógica e os Docentes Escola/comunid.

Leia mais

Agrupamento de Escolas de Águeda PLANO DE ATIVIDADES Biblioteca Escolar 2012/2013. BibliotecaEscolar Agrupamento deescolasdeágueda

Agrupamento de Escolas de Águeda PLANO DE ATIVIDADES Biblioteca Escolar 2012/2013. BibliotecaEscolar Agrupamento deescolasdeágueda 1 Escola/comunid. Família/Comunid. DOMÍNIO A Apoio ao desenvolvimento curricular SUBDOMÍNIO: A.1. Curricular da BE com as Estruturas de Coordenação Educativa e Supervisão Pedagógica e os Docentes A.1.1

Leia mais

Biblioteca Escolar. 1ºPeríodo. Dinamização BE EB23. BE das Escolas do AECC. Equipa das BE. BE das Escolas do AECC. Equipa das BE.

Biblioteca Escolar. 1ºPeríodo. Dinamização BE EB23. BE das Escolas do AECC. Equipa das BE. BE das Escolas do AECC. Equipa das BE. Plano Anual de s 211/212 Biblioteca Escolar 1ºPeríodo Objetivo do PEA (nº) 2,3 11 Receção aos alunos do 5º ano A2 Apresentação da aos EE dos alunos do 5º ano B, C2 Objetivo da utilização da pelos alunos

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE S. PEDRO DO SUL

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE S. PEDRO DO SUL AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE S. PEDRO DO SUL REGULAMENTO INTERNO 2014 PARTE IV BIBLIOTECA ESCOLAR/CENTRO DE RECURSOS (BE/CR) Índice Artigo 1º - Constituição... 3 Artigo 2º - Definição... 3 Artigo 3º - Enquadramento

Leia mais

Agrupamento de Escolas da Trafaria Escola Básica 2,3 da Trafaria Plano de Acção da BE -2009/2013

Agrupamento de Escolas da Trafaria Escola Básica 2,3 da Trafaria Plano de Acção da BE -2009/2013 Para a elaboração do Plano de Acção foram considerados os documentos/instrumentos propostos pela RBE. O documento elaborado para a BE da Escola - sede deverá ser adoptado na BE da Escola EB1/JI, com as

Leia mais

Agrupamento de Escolas Moinhos da Arroja

Agrupamento de Escolas Moinhos da Arroja Agrupamento de Escolas Moinhos da Arroja 1 Professoras Bibliotecárias: Paula Oliveira Coordenadora E.B.2/3 Moinhos da Arroja Vera Monteiro E.B.1/ J.I. Nº7 de Odivelas E.B.1/ J.I. Porto Pinheiro 2 I A BIBLIOTECA

Leia mais

Deste modo o domínio privilegiado este ano é o Domínio A- Apoio ao desenvolvimento curricular

Deste modo o domínio privilegiado este ano é o Domínio A- Apoio ao desenvolvimento curricular 1º Período BibliotecaEscolar Agrupamento de Escolasde Águeda PLANO DE ACTIVIDADES 2010/2011 As actividades dinamizadas pela BE em articulação com os diferentes departamentos curriculares têm em vista a

Leia mais

Agrupamento de Escolas da Zona Urbana da Figueira da Foz PLANO DE MELHORIA B I B L I O T E C A E S C O L A R D R. J O Ã O D E B A R R O S

Agrupamento de Escolas da Zona Urbana da Figueira da Foz PLANO DE MELHORIA B I B L I O T E C A E S C O L A R D R. J O Ã O D E B A R R O S Agrupamento de Escolas da Zona Urbana da Figueira da Foz PLANO DE MELHORIA B I B L I O T E C A E S C O L A R D R. J O Ã O D E B A R R O S 2013/2017 Índice A. Currículo literacias e aprendizagem 3 Problemas

Leia mais

ESCOLA SECUNDÁRIA C/3º CICLO ALEXANDRE HERCULANO Biblioteca Escolar/Centro de Recursos Educativos

ESCOLA SECUNDÁRIA C/3º CICLO ALEXANDRE HERCULANO Biblioteca Escolar/Centro de Recursos Educativos Biblioteca /Centro de Recursos Educativos OBJECTIVOS ACTIVIDADES DATA LOCAL DINAMIZADORES DESTINATÁRIOS AVALIAÇÃO Divulgar as instalações, os documentos existentes e as modalidades de utilização dos mesmos

Leia mais

1. Diagnóstico da situação BE da ESDS

1. Diagnóstico da situação BE da ESDS 1. Diagnóstico da situação BE da ESDS Pontos Fortes Pontos Fracos Oportunidades Constrangimentos O espaço é considerado agradável pelos utilizadores e é frequentado por uma grande parte de professores

Leia mais

Agrupamento de Escolas de Mafra Plano de Acção das Bibliotecas Escolares (Quadriénio )

Agrupamento de Escolas de Mafra Plano de Acção das Bibliotecas Escolares (Quadriénio ) Agrupamento de Escolas de Mafra Plano de Acção das Bibliotecas Escolares (Quadriénio 2009-2013) Nota explicativa O presente Plano de Acção, visa a gestão integrada das quatro bibliotecas existentes no

Leia mais

AVALIAÇÃO DAS BE e a MUDANÇA A ORGANIZACIONAL: Papel do CREM/BE no desenvolvimento curricular.

AVALIAÇÃO DAS BE e a MUDANÇA A ORGANIZACIONAL: Papel do CREM/BE no desenvolvimento curricular. O MODELO DE AUTO-AVALIA AVALIAÇÃO DAS BE e a MUDANÇA A ORGANIZACIONAL: Papel do CREM/BE no desenvolvimento curricular. ESRDL/CREM CREM/Carlos Carlos Carvalho 1 Interacção Sociedade-Escola Escola-NTI Vivemos

Leia mais

PLANO DE ATIVIDADES 2011/2012

PLANO DE ATIVIDADES 2011/2012 1º Período BibliotecaEscolar Agrupamento de Escolasde Águeda PLANO DE ATIVIDADES 2011/2012 Ações/Atividades Responsáveis/ dinamizadores Público alvo Avaliação/ Evidências Domínios/ subdomínios setembro/

Leia mais

PLANO ANUAL DE ACTIVIDADES 2014/15

PLANO ANUAL DE ACTIVIDADES 2014/15 Subdomínios Apoio ao currículo e formação para as literacias da informação e dos média Atividades Visitas guiadas à BE com os alunos do 5º ano e respetivos Encarregados de Educação Formação de utentes

Leia mais

ESCOLA SECUNDÁRIA DR. FRANCISCO FERNANDES LOPES. PLANO ANUAL DE ACTIVIDADES ANO LECTIVO: 2008/2009 Biblioteca Escolar/Centro de Recursos Educativos

ESCOLA SECUNDÁRIA DR. FRANCISCO FERNANDES LOPES. PLANO ANUAL DE ACTIVIDADES ANO LECTIVO: 2008/2009 Biblioteca Escolar/Centro de Recursos Educativos ESCOLA SECUNDÁRIA DR. FRANCISCO FERNANDES LOPES PLANO ANUAL DE ACTIVIDADES ANO LECTIVO: 2008/2009 Biblioteca Escolar/Centro de Recursos Educativos A. ORGANIZAÇÃO E GESTÃO DA BE - Reformulação do PEE no

Leia mais

Modelo de Auto-Avaliação das Bibliotecas Escolares

Modelo de Auto-Avaliação das Bibliotecas Escolares Modelo de Auto-Avaliação das Bibliotecas Escolares Professora Bibliotecária: Isabel Mota 2009/2010 A Escola, a Biblioteca e a Auto-Avaliação A Biblioteca: É um recurso fundamental para o ensino e aprendizagem

Leia mais

PAA BE-EB 2,3 Aradas Ano Letivo 2016 / 2017

PAA BE-EB 2,3 Aradas Ano Letivo 2016 / 2017 PAA BE-EB 2,3 Aradas Ano Letivo 2016 / 2017 - Ao longo do ano - Manutenção do blogue da BE - Divulgar as actividades no blogue - Promover a integração da BE na Escola -Difusão da informação educativa -

Leia mais

DOMÍNIO A ATIVIDADES OBJETIVOS DATA DINAMIZADORES PÚBLICO-ALVO. - setembro. - Alunos de 5º ano de 5º ano para formação de.

DOMÍNIO A ATIVIDADES OBJETIVOS DATA DINAMIZADORES PÚBLICO-ALVO. - setembro. - Alunos de 5º ano de 5º ano para formação de. DOMÍNIO A - Visita à biblioteca de todos os alunos - Dar a conhecer o espaço/ - setembro - Alunos de 5º ano de 5º ano para formação de recursos da BE utilizadores. - Apoio/orientação na pesquisa e - Desenvolver

Leia mais

PLANO DE ATIVIDADES

PLANO DE ATIVIDADES Domínio A Currículo, literacias e aprendizagem Desenvolver atividades curriculares com os docentes de História e Português trabalhando de forma transversal as literacias da informação e dos média constantes

Leia mais

Promoção da articulação curricular entre ciclos e da sequencialidade / transversalidade de conteúdos

Promoção da articulação curricular entre ciclos e da sequencialidade / transversalidade de conteúdos BIBLIOTECA ESCOLAR PLANO ANUAL DE ACTIVIDADES 2008/2009 ÁREAS DE INTERVENÇÃO (projecto educativo): Ligação da escola à comunidade Prevenção do risco de abandono e insucesso escolar Promoção da articulação

Leia mais

BIBLIOTECA ESCOLAR. Anual de Atividades. Agrupamento de Escolas Professor Abel Salazar. Ronfe Guimarães 2017/2018

BIBLIOTECA ESCOLAR. Anual de Atividades. Agrupamento de Escolas Professor Abel Salazar. Ronfe Guimarães 2017/2018 Agrupamento de Escolas Professor Abel Salazar Ronfe Guimarães. BIBLIOTECA ESCOLAR Plano 2017/2018 Anual de Atividades Biblioteca Escolar: Plano Anual de Atividades 2017/2018 P á g i n a 1 10 Agrupamento

Leia mais

Plano de Actividades da Biblioteca Escolar 2010/2011 Isabel Fonseca 2010/2011

Plano de Actividades da Biblioteca Escolar 2010/2011 Isabel Fonseca 2010/2011 Escola Secundária do Padrão da Légua (402412) Plano de Actividades da Biblioteca Escolar 2010/2011 Isabel Fonseca 2010/2011 DOMÍNIO A. Apoio ao Desenvolvimento Curricular ACTIVIDADE OBJECTIVOS PÚBLICO

Leia mais

2010/2011 OBJECTIVOS E MISSÃO DA BE AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE NELAS

2010/2011 OBJECTIVOS E MISSÃO DA BE AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE NELAS 2010/2011 OBJECTIVOS E MISSÃO DA BE AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE NELAS OBJECTIVOS DA BIBLIOTECA ESCOLAR «At the moment that we persude a child, any child, to cross that threshold, that magic threshold into

Leia mais

MODELO DE AUTO-AVALIAÇÃO DA BIBLIOTECA ESCOLAR - INSTRUMENTO PEDAGÓGICO DE MELHORIA CONTÍNUA

MODELO DE AUTO-AVALIAÇÃO DA BIBLIOTECA ESCOLAR - INSTRUMENTO PEDAGÓGICO DE MELHORIA CONTÍNUA MODELO DE AUTO-AVALIAÇÃO DA BIBLIOTECA ESCOLAR - INSTRUMENTO PEDAGÓGICO DE MELHORIA CONTÍNUA Luísa Correia. Modelos e práticas de Auto-avaliação de Bibliotecas Escolares RBE Outubro/Dezembro 2010 Pressupostos

Leia mais

Escola Secundária de Valbom

Escola Secundária de Valbom Secundária de Valbom 403428 PLANO ANUAL DE ACTIVIDADES 2009-2010 ESTRUTURA: Biblioteca Dra. Luísa Guedes Quem DOMÍNIO DE INTERVENÇÃO Colaboração Pedagógica Actualização da Colecção de acordo com as sugestões

Leia mais

Plano de Actividades. Biblioteca da Escola EB 2,3 de Valongo do Vouga Ano Lectivo 2009/2011

Plano de Actividades. Biblioteca da Escola EB 2,3 de Valongo do Vouga Ano Lectivo 2009/2011 Pl de Actividades Biblioteca da Escola EB 2,3 de Valongo do Vouga 2010-2011 Ano Lectivo 2009/2011 Pl de Actividades da Biblioteca Escolar de V.V. 2010-2011 Prioridades: Promover actividades que incentivem

Leia mais

PLANO ANUAL DE ACTIVIDADES

PLANO ANUAL DE ACTIVIDADES PLANO ANUAL DE ACTIVIDADES Departamento: BIBLIOTECA ESCOLAR Eio de Intervenção: (Nº) 1;2 Plano Melhoria: Ação/Atividade Objetivos Coordenador/ Colaboradores Público-alvo Calendarização Actividade CNL Actividade

Leia mais

PLANO DE ATIVIDADES Bibliotecas escolares do Agrupamento de escolas Mosteiro e Cávado

PLANO DE ATIVIDADES Bibliotecas escolares do Agrupamento de escolas Mosteiro e Cávado 20152016 Bibliotecas escolares do Agrupamento de escolas Mosteiro e Cávado 20152016 Domínio A Currículo, literacias e aprendizagem Intervenientes Público alvo Datas Desenvolver atividades curriculares

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE ALCABIDECHE ESCOLA BÁSICA 2,3 DE ALCABIDECHE Sede

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE ALCABIDECHE ESCOLA BÁSICA 2,3 DE ALCABIDECHE Sede AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE ALCABIDECHE ESCOLA BÁSICA 2,3 DE ALCABIDECHE Sede Metas a atingir Plano de Acção-2010-2011 M1- Optimizar recursos humanos e materiais PLANO ANUAL DE ACTIVIDADES DA BIBLIOTECA

Leia mais

Plano de Atividades da Rede de Bibliotecas de Mealhada Ano Letivo

Plano de Atividades da Rede de Bibliotecas de Mealhada Ano Letivo Plano de Atividades da Rede de Bibliotecas de Mealhada Ano Letivo 2017-2018 Setembro 2017 Domínio de Intervenção: 1. Planeamento e Gestão 1.1. Cooperação / Articulação Inter-bibliotecas Grupo de Trabalho

Leia mais

PLANO ANUAL DE ATIVIDADES DAS BIBLIOTECAS ESCOLARES

PLANO ANUAL DE ATIVIDADES DAS BIBLIOTECAS ESCOLARES Agrupa de Escolas de Cascais mento Agrupamento de Escolas de Cascais PAA DAS BIBLIOTECAS PLANO ANUAL DE ATIVIDADES DAS BIBLIOTECAS ESCOLARES 2016/2017 1 Índice I Fundamentação... 3 II Diagnóstico dos pontos

Leia mais

PARA UMA GESTÃO INTEGRADA DA BIBLIOTECA ESCOLAR DO AGRUPAMENTO. orientações

PARA UMA GESTÃO INTEGRADA DA BIBLIOTECA ESCOLAR DO AGRUPAMENTO. orientações PARA UMA GESTÃO INTEGRADA DA BIBLIOTECA ESCOLAR DO AGRUPAMENTO orientações A gestão das bibliotecas escolares uso informal do espaço, com possibilidades pedagógicas acrescidas e com impacto no funcionamento

Leia mais

SECÇÂO III Regulamento das Bibliotecas Escolares/Centro de Recursos Educativos. Artigo 1º. Objecto e Âmbito

SECÇÂO III Regulamento das Bibliotecas Escolares/Centro de Recursos Educativos. Artigo 1º. Objecto e Âmbito SECÇÂO III Regulamento das Bibliotecas Escolares/Centro de Recursos Educativos Artigo 1º Objecto e Âmbito 1. A biblioteca escolar (a seguir identificada pela sigla BE/CRE) é um serviço orientado para o

Leia mais

Escola Secundária Frei Heitor Pinto Escola Básica 2/3 de Tortosendo. Escola Básica N.º 2 de Paul EB1 Montes Hermínios. EB1 Largo da Feira

Escola Secundária Frei Heitor Pinto Escola Básica 2/3 de Tortosendo. Escola Básica N.º 2 de Paul EB1 Montes Hermínios. EB1 Largo da Feira Escola Secundária Frei Heitor Pinto Escola Básica 2/3 de Tortosendo Escola Básica N.º 2 de Paul EB1 Montes Hermínios EB1 Largo da Feira Ano letivo: 2015/2017 Regulamento das Bibliotecas Escolares / Centro

Leia mais

Avaliação Interna da Escola Agrupamento de Escolas do Vale de Ovil

Avaliação Interna da Escola Agrupamento de Escolas do Vale de Ovil Avaliação Interna da Escola Agrupamento de Escolas do Vale de Ovil Comissão Interna de Avaliação Equipa da Biblioteca Escolar Novembro de 2009 Campo de Trabalho Áreas de Incidência da Avaliação Interna

Leia mais

BIBLIOTECA ESCOLAR PLANO ANUAL DE ATIVIDADES Escola Portuguesa Ruy Cinatti 2014/2015

BIBLIOTECA ESCOLAR PLANO ANUAL DE ATIVIDADES Escola Portuguesa Ruy Cinatti 2014/2015 O Pl Anual de Atividades segue as linhas de orientação propostas pela RBE. Este documento descreve a ação da Biblioteca Escolar e tem como objetivo último tornar os alunos autónomos e eficientes nas diversas

Leia mais

Avaliação da biblioteca escolar

Avaliação da biblioteca escolar Avaliação da biblioteca escolar 29-213 21 Avaliação -- -- 211 D. Gestão da biblioteca escolar Avaliação D.1 Articulação da BE com a escola/agrupamento. Acesso e serviços prestados pela BE. 2.83 D.2 Condições

Leia mais

REGIMENTO INTERNO. Centro Escolar de Arruda dos Vinhos

REGIMENTO INTERNO. Centro Escolar de Arruda dos Vinhos REGIMENTO INTERNO Centro Escolar de Arruda dos Vinhos 1 Artigo 1.º Definição 1. A Biblioteca Escolar Luísa Ducla Soares situa-se no Centro Escolar de Arruda dos Vinhos, do Agrupamento de Escolas de Arruda

Leia mais

ORGÃO / ESTRUTRURA EDUCATIVA:

ORGÃO / ESTRUTRURA EDUCATIVA: ORGÃO / ESTRUTRURA EDUCATIVA: Biblioteca Escolar/Centro de Recursos Educativos Base estruturante do PEA: ECOSSISTEMA SOCIAL E HUMANO Eixos: 1. Aprender a aprender; 2. Aprender a construir estilos de vida

Leia mais

Escola Básica de Saboia nº1, Odemira ESCOLA BÁSICA DE SABÓIA Nº1, ODEMIRA PLANO ANUAL DE ATIVIDADES DA BIBLIOTECA ESCOLAR 2012 / 2013

Escola Básica de Saboia nº1, Odemira ESCOLA BÁSICA DE SABÓIA Nº1, ODEMIRA PLANO ANUAL DE ATIVIDADES DA BIBLIOTECA ESCOLAR 2012 / 2013 ESCOLA BÁSICA DE SABÓIA Nº1, ODEMIRA PLANO ANUAL DE ATIVIDADES DA BIBLIOTECA ESCOLAR 2012 / 2013 Introdução Tendo em conta a importância da Biblioteca Escolar no processo ensino/aprendizagem, bem como

Leia mais

Processo de melhoria. Informação escolar. Processo de avaliação. Relatório de execução do plano de melhoria

Processo de melhoria. Informação escolar. Processo de avaliação. Relatório de execução do plano de melhoria Processo de melhoria Relatório de execução do plano de melhoria 2013-2014 Recomendações do conselho pedagógico -- Data de apresentação à direção/ conselho pedagógico 2015/7/14 Informação escolar Designação

Leia mais

PLANO DE ATIVIDADES Definir um currículo para o desenvolvimento das literacias da informação adequado aos diferentes anos de escolaridade;

PLANO DE ATIVIDADES Definir um currículo para o desenvolvimento das literacias da informação adequado aos diferentes anos de escolaridade; Acções de melhoria Definir um currículo para o desenvolvimento das literacias da informação adequado aos diferentes s de escolaridade; Criar uma bolsa de recursos para o desenvolvimento das atividades

Leia mais

PLANO DE ACÇÃO DAS BIBLIOTECAS ESCOLARES

PLANO DE ACÇÃO DAS BIBLIOTECAS ESCOLARES AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE OLIVEIRA DO BAIRRO PLANO DE ACÇÃO DAS BIBLIOTECAS ESCOLARES Nota introdutória O plano de acção constitui-se como um documento orientador de linhas de acção estratégicas, a desenvolver

Leia mais

Plano de Actividades da Biblioteca Escolar de Valongo do Vouga

Plano de Actividades da Biblioteca Escolar de Valongo do Vouga Plano de Actividades da Biblioteca Escolar de Valongo do Vouga Plano de Actividades da Biblioteca Escolar de Valongo do Vouga A BE deve ser complemento e núcleo da vida da escola, um recurso indispensável

Leia mais

2016/2017 [PLANO ANUAL DE ATIVIDADES - BIBLIOTECA ESCOLAR]

2016/2017 [PLANO ANUAL DE ATIVIDADES - BIBLIOTECA ESCOLAR] Projeto / Atividade Objetivos Intervenientes Recursos/ materiais BE - Vamos Partilh@r (Divulgação/marketing BE através da página, das redes sociais, rádio escolar, jornal escolar) Concurso Nacional de

Leia mais

PLANO DE MELHORIA DA MEDIATECA PARA 2015/2016

PLANO DE MELHORIA DA MEDIATECA PARA 2015/2016 Agrupamento de Escolas de Santiago do Cacém Escola Secundária Manuel da Fonseca PLANO DE MELHORIA DA MEDIATECA PARA 2015/2016 A. Currículo, literacias e aprendizagem Problemas identificados Insuficientes

Leia mais

AUTOAVALIAÇÃO DO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DR. FRANCISCO SANCHES (AvAEFS) ANO LETIVO 2015/2016

AUTOAVALIAÇÃO DO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DR. FRANCISCO SANCHES (AvAEFS) ANO LETIVO 2015/2016 AUTOAVALIAÇÃO DO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DR. FRANCISCO SANCHES (AvAEFS) ANO LETIVO 2015/2016 I - Enquadramento legal Definição do âmbito da Autoavaliação do AEFS Decreto-Lei n.º 137/2012 de 2 de julho (alteração

Leia mais

BIBLIOTECAS ESCOLARES DO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE MONTEMOR-O-VELHO PLANO DE ACÇÃO /2013

BIBLIOTECAS ESCOLARES DO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE MONTEMOR-O-VELHO PLANO DE ACÇÃO /2013 BIBLIOTECAS ESCOLARES DO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE MONTEMOR-O-VELHO PLANO DE ACÇÃO - 2009/2013 2 ÍNDICE NOTA INTRODUTÓRIA... 4 PLANO DE ACÇÃO DA BIBLIOTECA ESCOLAR 2009/2013... 6 A - Apoio ao Desenvolvimento

Leia mais

DOMÍNIO: APOIO AO DESENVOLVIMENTO CURRICULAR

DOMÍNIO: APOIO AO DESENVOLVIMENTO CURRICULAR DOMÍNIO: APOIO AO DESENVOLVIMENTO CURRICULAR Escola/Família/ Específicos Desenvolver a articulação curricular da biblioteca com as estruturas pedagógicas e os docentes Promover o desenvolvimento da Literacia

Leia mais

INICIO DO ANO LECTIVO

INICIO DO ANO LECTIVO INICIO DO ANO LECTIVO 2010-11 Dia Hora ACTIVIDADE / SERVIÇO 9.30-12.30 Recepção dos docentes do Agrupamento 1 14.30 Reunião Mediadores Cursos EFA+Direcção 15.00 Reunião de Coordenadores de Departamento

Leia mais

PLANO ANUAL DE ATIVIDADES

PLANO ANUAL DE ATIVIDADES Biblioteca do Trigal CAMPOS INTERVENÇÃO PROJETO EDUCATIVO CPI 3 CPI 5 CPI 6 ATIVIDADES OBJETIVOS RESPONSÁVEIS DATA LOCAL DESTINATÁRIOS Receção aos novos alunos e formação de utilizadores Comemoração do

Leia mais

Agrupamento de Escolas À Beira Douro - Medas REGULAMENTO BIBLIOTECA ESCOLAR CAPÍTULO I BIBLIOTECA ESCOLAR. Artigo 1 Disposições Gerais

Agrupamento de Escolas À Beira Douro - Medas REGULAMENTO BIBLIOTECA ESCOLAR CAPÍTULO I BIBLIOTECA ESCOLAR. Artigo 1 Disposições Gerais REGULAMENTO BIBLIOTECA ESCOLAR CAPÍTULO I BIBLIOTECA ESCOLAR Artigo 1 Disposições Gerais O Agrupamento de Escolas À Beira Douro integra duas Bibliotecas Escolares, situadas na Escola sede e na EB1/JI de

Leia mais

PERSPETIVAS DE INTERVENÇÃO

PERSPETIVAS DE INTERVENÇÃO PERSPETIVAS DE INTERVENÇÃO DOMÍNIOS OBJETIVO ESTRATÉGICO 1. RESULTADOS a) Melhorar o sucesso escolar dos alunos Avaliação Interna e Externa b) Promover Atitudes e Comportamentos de Cidadania a) Intensificar

Leia mais

Questionário aos alunos

Questionário aos alunos Questionário aos alunos Distribuição das respostas, de escolha fechada, aos questionários recebidos pelo sistema informático e no formulário de registo de dados agrupados. 1. Identificação Masculino: 38:

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS D. JOÃO V ESCOLA SECUNDÁRIA c/ 2º e 3º CICLOS D. JOÃO V

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS D. JOÃO V ESCOLA SECUNDÁRIA c/ 2º e 3º CICLOS D. JOÃO V AGRUPAMENTO DE ESCOLAS D. JOÃO V 172431 ESCOLA SECUNDÁRIA c/ 2º e 3º CICLOS D. JOÃO V REGULAMENTO INTERNO DA BIBLIOTECA Capitulo I - BIBLIOTECA ESCOLAR Artigo 1º Objecto e Âmbito O presente Regulamento

Leia mais

BE/CRE - ES/3 José Cardoso Pires BE/CRE - EB 2,3 General Humberto Delgado BE/CRE BIBLIOMANIAS EB1JI de Santo António dos Cavaleiros BE/CRE MIL FOLHAS

BE/CRE - ES/3 José Cardoso Pires BE/CRE - EB 2,3 General Humberto Delgado BE/CRE BIBLIOMANIAS EB1JI de Santo António dos Cavaleiros BE/CRE MIL FOLHAS PLANO ANUAL DE ATIVIDADES 2012/2013 BIBLIOTECAS ESCOLARES - ES/3 José Cardoso Pires - EB 2,3 General Humberto Delgado BIBLIOMANIAS EB1JI de Santo António dos Cavaleiros MIL FOLHAS EB1JI Quinta do Conventinho

Leia mais

2017/2018 [PLANO ANUAL DE ATIVIDADES - BIBLIOTECA ESCOLAR]

2017/2018 [PLANO ANUAL DE ATIVIDADES - BIBLIOTECA ESCOLAR] Projeto / Atividade Objetivos Intervenientes Recursos/ materiais BE - Vamos Partilh@r (Divulgação/marketing BE através da página, das redes sociais, rádio escolar, jornal escolar) Concurso Nacional de

Leia mais

Plano de Ação 2013/2017. BIBLIOTECA ESCOLAR Agrupamento de Escolas de Alvide

Plano de Ação 2013/2017. BIBLIOTECA ESCOLAR Agrupamento de Escolas de Alvide Plano de Ação 2013/2017 BIBLIOTECA ESCOLAR Agrupamento de Escolas de Alvide 1 Índice I Fundamentação... 3 II Análise SWOT da BE... 4 III Aspetos de intervenção prioritária... 12 IV Metas e Objetivos Anuais...

Leia mais

Relatório de avaliação. Contexto e caracterização 1. Contexto. 1.1 Escola/agrupamento Escola Básica Eugénio de Castro, Coimbra

Relatório de avaliação. Contexto e caracterização 1. Contexto. 1.1 Escola/agrupamento Escola Básica Eugénio de Castro, Coimbra Contexto e caracterização 1. Contexto 1.1 Escola/agrupamento 1.2 Endereço Rua Almirante Gago Coutinho 3030-326 COIMBRA 1.3 Oferta Curricular Currículo normal dos 2º e 3º ciclos; Oferta Curricular no 3º

Leia mais

Agrupamento de Escolas de Alcabideche Escola Básica de Alcabideche PLANO ANUAL DE ATIVIDADES ANO LETIVO

Agrupamento de Escolas de Alcabideche Escola Básica de Alcabideche PLANO ANUAL DE ATIVIDADES ANO LETIVO BIBLIOTECA ESCOLAR - ALCABIDECHE E ALTO DA PEÇA - GLOBAL Data Atividades Reuniões entre a Professora Bibliotecária/Coordenadora da Biblioteca Escolar () o Diretor do Agrupamento (DA) e/ou a Coordenadora

Leia mais

AUTO-AVALIAÇÃO DO AGRUPAMENTO SEGUNDO O MODELO CAF AUTO-AVALIAÇÃO DA QUALIDADE DO AGRUPAMENTO

AUTO-AVALIAÇÃO DO AGRUPAMENTO SEGUNDO O MODELO CAF AUTO-AVALIAÇÃO DA QUALIDADE DO AGRUPAMENTO AUTO-AVALIAÇÃO DO AGRUPAMENTO SEGUNDO O MODELO CAF AUTO-AVALIAÇÃO DA QUALIDADE DO AGRUPAMENTO PLANO DE MELHORIAS Introdução A análise sobre dados recolhidos pela equipa de auto-avaliação do Agrupamento

Leia mais

(Extracto do Regulamento Interno do Agrupamento de Escolas da Venda do Pinheiro)

(Extracto do Regulamento Interno do Agrupamento de Escolas da Venda do Pinheiro) (Extracto do Regulamento Interno do Agrupamento de Escolas da Venda do Pinheiro) (...) SECÇÃO IV RECURSOS EDUCATIVOS Artigo 102.º Centros de Recursos Educativos 1. O Agrupamento de Escolas Venda do Pinheiro

Leia mais

PLANO DE PROMOÇÃO DE LEITURA DO AGRUPAMENTO

PLANO DE PROMOÇÃO DE LEITURA DO AGRUPAMENTO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS MOSTEIRO E CÁVADO PLANO DE PROMOÇÃO DE LEITURA DO AGRUPAMENTO A leitura um bem essencial Para viver com autonomia, com plena consciência de si próprio e dos outros, para poder tomar

Leia mais

Relatório de avaliação. Contexto e caracterização 1. Contexto. 1.1 Escola/agrupamento Escola Básica de Solum, Coimbra

Relatório de avaliação. Contexto e caracterização 1. Contexto. 1.1 Escola/agrupamento Escola Básica de Solum, Coimbra Contexto e caracterização 1. Contexto 1.1 Escola/agrupamento 1.2 Endereço Rua Infanta D. Maria 3030-330 Coimbra 1.3 Oferta Curricular Currículo: Português, Estudo do Meio, Matemática, Expressões, Área

Leia mais

BIBLIOTECAS ESCOLARES: Plano de Ação 2010/2013 PLANO DE AÇÃO BIBLIOTECAS ESCOLARES. Agrupamento de Escolas da Moita. Agrupamento de Escolas da Moita

BIBLIOTECAS ESCOLARES: Plano de Ação 2010/2013 PLANO DE AÇÃO BIBLIOTECAS ESCOLARES. Agrupamento de Escolas da Moita. Agrupamento de Escolas da Moita PLANO DE AÇÃO BIBLIOTECAS ESCOLARES Agrupamento de Escolas da Moita 1 As Bibliotecas Escolares assumem, para além das funções informativa, educativa, cultural e recreativa, o papel de adjuvante do aluno,

Leia mais

BALANÇO DO PROJECTO Área de incidência Lançamento Desenvolvimento Uma estratégia para toda a Escola Estratégia para toda a escola

BALANÇO DO PROJECTO Área de incidência Lançamento Desenvolvimento Uma estratégia para toda a Escola Estratégia para toda a escola BALANÇO DO PROJECTO 2009-2010 Área de incidência Lançamento Desenvolvimento Uma estratégia para toda a Escola Estratégia para toda a escola Apresentação do Projecto a Ler+ em Conselho Pedagógico de 1.09.09

Leia mais

PLANIFICAÇÃO ANUAL DA BIBLIOTECA DE AGRUPAMENTO À BEIRA DOURO

PLANIFICAÇÃO ANUAL DA BIBLIOTECA DE AGRUPAMENTO À BEIRA DOURO Domínio A: Apoio ao desenvolvimento curricular PLANIFICAÇÃO ANUAL DA BIBLIOTECA DE AGRUPAMENTO À BEIRA DOURO 2012-2013 A.1 Articulação curricular da biblioteca escolar com as estruturas de coordenação

Leia mais

Relatório de avaliação. Contexto e caracterização 1. Contexto. 1.1 Escola/agrupamento Escola Básica de Solum-Sul, Coimbra

Relatório de avaliação. Contexto e caracterização 1. Contexto. 1.1 Escola/agrupamento Escola Básica de Solum-Sul, Coimbra Contexto e caracterização 1. Contexto 1.1 Escola/agrupamento 1.2 Endereço Rua Monsenhor Nunes Pereira 3030-482 Coimbra 1.3 Oferta Curricular Currículo: Português, Estudo do Meio, Matemática, Expressões,

Leia mais

Plano Estratégico do Departamento de Matemática e Ciências Experimentais

Plano Estratégico do Departamento de Matemática e Ciências Experimentais 1. Introdução O Plano Estratégico é um instrumento de gestão orientado para a produção de decisões e de acções que guiam o que uma organização quer alcançar a partir da formulação do que é. A elaboração

Leia mais

Objetivos Descricao Responsaveis Destinatários Data Recursos Linhas Orientação

Objetivos Descricao Responsaveis Destinatários Data Recursos Linhas Orientação - a quinta-feira, 27 de outubro de 2016 09:53:01, H ormação de utilizadores -promover as valências da biblioteca escolar e estimular a sua utilização - mo3var para o seu uso -esclarecer a sua forma de

Leia mais

Plano de Atividades da Rede de Bibliotecas de Mealhada Ano Letivo

Plano de Atividades da Rede de Bibliotecas de Mealhada Ano Letivo Plano de Atividades da Rede de Bibliotecas de Mealhada Ano Letivo 2011-2012 Outubro 2011 Domínio de Intervenção: 1. Planeamento e Gestão 1.1. Cooperação / Articulação Inter-bibliotecas Grupo de Trabalho

Leia mais

Conservatório de Música Calouste Gulbenkian Plano Anual de Atividades da Biblioteca 2017/2018 DOMÍNIO A CURRÍCULO, LITERACIAS E APRENDIZAGEM

Conservatório de Música Calouste Gulbenkian Plano Anual de Atividades da Biblioteca 2017/2018 DOMÍNIO A CURRÍCULO, LITERACIAS E APRENDIZAGEM Este Plano de Atividades visa contribuir para a meta deste Conservatório que pretende que os alunos se assumam como pessoas potencialmente autónomas, empreendedoras e responsáveis, com projetos de vida

Leia mais

Regulamento da Biblioteca Escolar

Regulamento da Biblioteca Escolar Regulamento da Biblioteca Escolar PREÂMBULO ARTIGO 1.º (Nota prévia) O presente regulamento, elaborado em conformidade com o Regulamento Interno, define as regras de organização / gestão e funcionamento

Leia mais

PLANO ANUAL DE ATIVIDADES

PLANO ANUAL DE ATIVIDADES do Trigal CAMPOS INTERVENÇÃO PROJETO EDUCATIVO ATIVIDADES OBJETIVOS RESPONSÁVEIS DATA LOCAL DESTINATÁRIOS CPI 3 Receção aos novos alunos e formação de utilizadores -Motivar para a utilização da ; -Informar

Leia mais

BIBLIOTECAS ESCOLARES AUTO-AVALIAÇÃO BIBLIOTECA ESCOLAR DE MARRAZES 2009/2010

BIBLIOTECAS ESCOLARES AUTO-AVALIAÇÃO BIBLIOTECA ESCOLAR DE MARRAZES 2009/2010 BIBLIOTECAS ESCOLARES AUTO-AVALIAÇÃO BIBLIOTECA ESCOLAR DE MARRAZES 2009/2010 ONTEM... tendo magníficas colecções de informação, um ambiente físico inspirador ou uma rede avançada de tecnologia de informação.

Leia mais

ESCOLA SECUNDÁRIA DR. FR ANCISCO FERNANDES LOPES BIBLIOTECA ESCOLAR PLANO DE ACÇÃO

ESCOLA SECUNDÁRIA DR. FR ANCISCO FERNANDES LOPES BIBLIOTECA ESCOLAR PLANO DE ACÇÃO ESCOLA SECUNDÁRIA DR. FR ANCISCO FERNANDES LOPES BIBLIOTECA ESCOLAR PLANO DE ACÇÃO 2009-2013 Introdução O Plano de Acção da Biblioteca Escolar para o quadriénio 2009/2013 encontra-se dividido em quatro

Leia mais

Educação Especial Josefa d Óbidos 2008/98

Educação Especial Josefa d Óbidos 2008/98 1 PRESSUPOSTOS E PRIORIDADES Autenticidade Acção Eficácia Simplicidade Abertura a todas as formas e pretextos de colaboração Partilha Articulação entre todos os responsáveis para que se concretize e execute

Leia mais

Agrupamento de Escolas de Ourique

Agrupamento de Escolas de Ourique Agrupamento de Escolas de Ourique Plano de Melhoria Ano Letivo 2014-2015 1 ÍNDICE 1 INTRODUÇÃO 2 PLANO DE MELHORIA 3 PRIORIDADES 3.1 PRIORIDADE A APROVEITAMENTO DOS ALUNOS 3.2 PRIORIDADE B ARTICULAÇÃO

Leia mais

PLANO DE AÇÃO ESTRATÉGICO

PLANO DE AÇÃO ESTRATÉGICO PLANO DE AÇÃO ESTRATÉGICO Ano Letivo 2018/2019 Agrupamento de Escolas da Benedita Alcobaça Índice 1. INTRODUÇÃO... 3 2. DOMINIOS E OBJETIVOS DO PROJETO EDUCATIVO, METAS E ESTRATÉGIAS PARA A MELHORIA...

Leia mais

PLANO DE AÇÃO DO DEPARTAMENTO DE MATEMÁTICA E CIÊNCIAS EXPERIMENTAIS

PLANO DE AÇÃO DO DEPARTAMENTO DE MATEMÁTICA E CIÊNCIAS EXPERIMENTAIS PLANO DE AÇÃO DO DEPARTAMENTO DE MATEMÁTICA E CIÊNCIAS EXPERIMENTAIS OBJETIVOS EDUCAR EM CIDADANIA 1. RESULTADOS ESCOLARES Alcançar os resultados esperados de acordo com o contexto do agrupamento. Melhorar

Leia mais