Os Símbolos Nacionais

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Os Símbolos Nacionais"

Transcrição

1 Os Símbolos Nacionais Falar das origens das bandeiras, dos hinos, dos brasões de armas e dos selos não é tarefa fácil uma vez que o homem sempre tentou registrar seu dia a dia, seus feitos, sua passagem por determinado lugar e, até mesmo sua propriedade. Na face de paredões rochosos e em cavernas, onde habitou, ele grafou sua realidade mostrando animais, homens, mulheres, crianças, caçadas e batalhas e é assim que, com a finalidade de identificar indivíduos, grupos familiares, clãs, corporações de trabalho, cidades, regiões, países e nações aparecem os brasões. Como tempo os brasões passaram a registrar características pessoais, atos de coragem e bravura efetuados que deveriam ser passados à descendência como forma de comprometimento com o passado e o futuro. As necessidades humanas levaram a que os brasões tivessem outros usos e assim surgem: Selo ou lacre peça ordinariamente de metal com as armas ou divisas de algum Estado, ou mesmo a pertencente a particulares, com que se autenticam ou validam papéis importantes, pressionando-o sobre cera ou lacre; chancela ou sinete; distintivo, marca, cunho, sinal; Bandeira pedaço de tecido de uma ou mais cores, preso na parte superior de uma haste, que serve de distintivo de um partido, corporação ou nação; Hino composição musical acompanhada de versos em louvor a algum herói, rei, partido, acontecimento ou nação; Brasão conjunto de sinais, insígnias e ornamentos do escudo de um Estado, uma cidade, uma família. Os Símbolos Nacionais do Brasil São Os Símbolos Nacionais manifestações de cunho musical ou gráfico, geralmente criados a partir de fatos históricos ligados as tradições e de grande importância para a nação uma vez que a representam e visam transmitir o sentimento de respeito, união e devotamento nacional. Estes símbolos devem ser respeitados por todos os cidadãos brasileiros, são de extrema importância para nossa nação, uma vez que representam o Brasil dentro e fora de nosso território. l. A data destinada à comemoração do Dia dos Símbolos Nacionais é 18 de setembro.

2 Através da Lei de 1º de setembro de 1971 foram instituídos e definidos na forma, apresentação, significado e uso, entre outros, Os Símbolos Nacionais do Brasil que são: a Bandeira Nacional; o Hino Nacional; as Armas Nacionais; e o Selo Nacional. Brasão da República As Armas Nacionais ou Brasão Nacional introduzidas pelo mesmo Decreto 4, de 19 de dezembro de 1989, posteriormente alterado pela Lei 5.443, de 1968, representam a glória, a honra e a nobreza do Brasil e foram criadas na mesma data que a Bandeira Nacional. Seu desenho é do engenheiro Artur Zauer, por encomenda do Presidente Manuel Deodoro da Fonseca. O art. 8º, inc. I, da referida lei, diz: o escudo redondo será constituído em campo azul-celeste, contendo cinco estrelas de prata, dispostas na forma da constelação Cruzeiro do Sul, com a bordadura do campo perfilada de ouro, carregada de estrelas de prata em número igual ao das estrelas existentes na Bandeira Nacional. o escudo circular azul-celeste, apoiado sobre uma estrela verde e amarela de cinco pontas, o cruzeiro do sul está ao centro, sobre uma espada em riste. Ao seu redor, está uma coroa formada de um ramo de café frutificado, na parte direita, e outro de fumo florido, a esquerda, sobre um resplendor o ouro e a prata aplicados. Uma faixa sobre a parte do punho da espada apresenta a inscrição "República Federativa do Brasil". Em outra faixa, abaixo, apresenta-se "15 de novembro" (direita) e "de 1889" (esquerda) data da Proclamação da República. As Armas Nacionais ou Brasão Nacional é utilizado na identificação dos edifícios dos três poderes (Executivo, Legislativo e Judiciário) dos governos federal, estaduais e municipais, bem como nos quartéis militares e policiais e em toda a documentação e na correspondência oficial, nos documentos de identidade funcionais e em outros papéis públicos da União onde o uso do brasão é obrigatório.

3 Bandeira Nacional Após a Proclamação da República, em 15 de novembro de 1889, uma nova bandeira foi criada para representar o momento histórico vivido e as conquistas do país. A Bandeira Nacional foi instituída, no dia 19 de novembro de 1889, 4 dias depois da Proclamação da República, e aprovada pelo Decreto nº 4, de novembro daquele ano. Inspirada na Bandeira do Império Brasileiro, desenhada pelo pintor francês Jean Baptiste Debret, teve o escudo Imperial português, dentro do losango amarelo, substituído por uma esfera celeste azul com estrelas na cor branca. Seu desenho foi da lavra de Décio Vilares sendo o projeto de Raimundo Teixeira Mendes e Miguel Lemos. Foi mantida a tradição das antigas cores nacionais - verde e amarelo - do seguinte modo: um losango amarelo, que representa o ouro, em campo verde (retângulo) verde, representando nossas matas e florestas. A esfera celeste azul, atravessada por uma zona branca, em sentido oblíquo e descendente da esquerda para a direita, com os dizeres Ordem e Progresso, colocadas em razão da força do Positivismo de Augusto Comte à época e por insistência de Benjamin Constant, em letras verdes, obedecendo sempre aos requisitos previstos nos artigos 4º e 5º da Lei 5.700/71. A disposição das estrelas que figuram na esfera celeste azul da Bandeira Nacional corresponde ao aspecto do céu, visto do Rio de Janeiro, no dia 15 de novembro de Cada uma das 27 estrelas corresponde a um dos 26 Estados e ao Distrito Federal, e fazem parte da constelação Cruzeiro do Sul e a única estrela acima da inscrição Ordem e Progresso representa o Estado do Pará e é chamada Spica. A quantidade de estrelas, de acordo com a Lei nº 8.421, de 11 de maio de 1992, deve ser atualizada no caso de criação ou extinção de algum Estado. O Dia da Bandeira é comemorado a 19 de novembro.

4 Selo Nacional O Selo Nacional do Brasil reproduz a esfera da Bandeira Nacional, com as estrelas e a faixa com a legenda Ordem e Progresso. Nas circunferências concêntricas ao seu redor são gravadas as palavras: República Federativa do Brasil. É usado para autenticar os documentos oficiais e os atos de governo, os diplomas e certificados expedidos por escolas oficiais ou reconhecidas.

5 Hino Nacional A letra do Hino Nacional é de Joaquim Osório Duque Estrada ( ), oficializada pelo Decreto Nº , de 6 de setembro de 1922 sendo a composição musical do maestro Francisco Manuel da Silva ( ), tornada oficial pelo Decreto º 171, de 20 de janeiro de A diferença entre as datas decorre de seu canto com letras diferentes e inadequadas, nem sempre ajustadas à beleza e a dignidade da música. Laurentino Gomes narra que proclamada a República foi aberto um concurso para a escolha do Hino da República. No dia 20 de janeiro, no Teatro Lírico, o presidente Deodoro da Fonseca examinou todas as composições e nenhuma despertou entusiasmo. Surpreendentemente, a platéia começou a pedir que se tocasse o Hino do Império. Autorizada pelo Presidente, a banda tocou o velho hino e diante das inequívocas demonstrações de jubilo, ali mesmo, na frente do povo, foi lavrado o decreto de número 171, que mantinha a composição de Francisco Manuel da Silva como Hino Nacional Brasileiro (1989, Globo, p. 320). É dizer, foi aproveitado o Hino do Império e introduzidos os versos de Duque Estrada. - Vladimir Passos de Freitas Outros hinos nacionais existem e são símbolos importantes para o país: o mais antigo é o Hino da Independência, composto pelo próprio D. Pedro I; o Hino da Bandeira, escrito pelo poeta Olavo Bilac, apresentado pela primeira vez em 1906; a Canção do Expedicionário, cantado pelos pracinhas que lutaram a 2ª. Guerra Mundial na Europa. Bibliografia: - Lei de 1º de setembro de 1971; - Portal do Planalto João Baptista Maciel Monteiro Neto Membro da AMLMS Cadeira n.º 28 Patrono: Júlio Alfredo Guimarães

Símbolos Nacionais (www.planalto.gov.br)

Símbolos Nacionais (www.planalto.gov.br) Símbolos Nacionais (www.planalto.gov.br) Os símbolos e hinos são manifestações gráficas e musicais, de importante valor histórico, criadas para transmitir o sentimento de união nacional e mostrar a soberania

Leia mais

Dia da bandeira Tá na cara que é orgulho

Dia da bandeira Tá na cara que é orgulho Dia da bandeira Tá na cara que é orgulho 19 de novembro Hino à Bandeira Música de Francisco Braga Letra de Olavo Bilac Apresentado pela primeira vez em 15 de agosto de 1906 (Extraído do livro Bandeira

Leia mais

DISTRITO MÚLTIPLO LD

DISTRITO MÚLTIPLO LD DISTRITO MÚLTIPLO LD AL 2016/ 2017 CC ARI GALERA / CaL SANDRA 1º VCC LUIZ ROBERTO GOBBI / CaL MARIA 2ª VCC LIZA CRISTINA GANEM NOVAES FINALIDADE: Difundir e estimular ações de civismo e patriotismo aos

Leia mais

BANDEIRA NACIONAL. Clique para avançar. Ria Slides

BANDEIRA NACIONAL. Clique para avançar. Ria Slides BANDEIRA NACIONAL Clique para avançar A Bandeira Nacional é um dos Símbolos Nacionais, assim como o são o Hino Nacional, as Armas Nacionais e o Selo Nacional. É o Símbolo da nossa Pátria. O Símbolo do

Leia mais

LEI Nº 5.700, DE 1º DE SETEMBRO DE 1971

LEI Nº 5.700, DE 1º DE SETEMBRO DE 1971 LEI Nº 5.700, DE 1º DE SETEMBRO DE 1971 Dispõe sobre a Forma e a Apresentação dos Símbolos Nacionais, e dá outras Providências.... CAPÍTULO II DA FORMA DOS SÍMBOLOS NACIONAIS... Seção II Da Bandeira Nacional

Leia mais

Mas, um golpe de Estado militar instaurou a forma republicana presidencialista, em 15 de novembro de 1889.

Mas, um golpe de Estado militar instaurou a forma republicana presidencialista, em 15 de novembro de 1889. Brasil no período de transição: Império para República. Éramos governados por um dos ramos da Casa de Bragança, conhecido como família imperial brasileira que constituía o 11º maior império da história

Leia mais

A Bandeira do Brasil

A Bandeira do Brasil A Bandeira do Brasil A bandeira nacional brasileira Imagem: portalnoroestesp.com.br A atual bandeira nacional foi adotada em 19 de novembro de 1889, apenas 4 dias após a proclamação da República. Suas

Leia mais

CIVISMO. Vamos primeiro conhecer a lei que nos mostra a forma correta de usarmos a nossa bandeira.

CIVISMO. Vamos primeiro conhecer a lei que nos mostra a forma correta de usarmos a nossa bandeira. CIVISMO Civismo é a dedicação pelo interesse público, é o patriotismo que cada cidadão deve ter no seu dia a dia, para isso devemos conhecer bem os nossos símbolos nacionais. Vamos primeiro conhecer a

Leia mais

O 127º ANIVERSÁRIO DE CRIAÇÃO DO PAVILHÃO NACIONAL Cel Claudio Moreira Bento Presidente da FAHIMTB A atual Bandeira Nacional foi criada há 127 anos,

O 127º ANIVERSÁRIO DE CRIAÇÃO DO PAVILHÃO NACIONAL Cel Claudio Moreira Bento Presidente da FAHIMTB A atual Bandeira Nacional foi criada há 127 anos, 1 O 127º ANIVERSÁRIO DE CRIAÇÃO DO PAVILHÃO NACIONAL Cel Claudio Moreira Bento Presidente da FAHIMTB A atual Bandeira Nacional foi criada há 127 anos, em 19 de novembro de 1989. Participamos das comemorações

Leia mais

Exame de Seleção à 1 a Série do Ensino Médio 2006 30/10/2005

Exame de Seleção à 1 a Série do Ensino Médio 2006 30/10/2005 UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO CENTRO DE FILOSOFIA E CIÊNCIAS HUMANAS COLÉGIO DE APLICAÇÃO SETOR CURRICULAR DE MATEMÁTICA Instruções: Exame de Seleção à 1 a Série do Ensino Médio 006 30/10/005

Leia mais

LEI DOS SÍMBOLOS NACIONAIS E DISTRITAIS REPÚBLICA DE PORTO CLARO

LEI DOS SÍMBOLOS NACIONAIS E DISTRITAIS REPÚBLICA DE PORTO CLARO LEI DOS SÍMBOLOS NACIONAIS E DISTRITAIS REPÚBLICA DE PORTO CLARO CAPÍTULO I Disposição Preliminar Art. 1 São Símbolos Nacionais: I - a Bandeira Nacional; II - o Hino Nacional; III - o Brasão Republicano;

Leia mais

HERÁLDICA DAS INSTITUIÇÕES AUTÁRQUICAS

HERÁLDICA DAS INSTITUIÇÕES AUTÁRQUICAS HERÁLDICA DAS INSTITUIÇÕES AUTÁRQUICAS No âmbito da heráldica das instituições autárquicas do concelho de Grândola, há que referir os brasões e símbolos do Município e das freguesias de Azinheira de Barros

Leia mais

O Brasão e a Bandeira Nacional da Polônia

O Brasão e a Bandeira Nacional da Polônia O Brasão e a Bandeira Nacional da Polônia O BRASÃO O brasão da República da Polônia é representado por uma águia branca coroada, com as asas abertas, sobre fundo vermelho. Oficialmente é a Águia branca

Leia mais

As cores do Brasão Municipal são: Verde, Branca, Preto, amarelo e Azul.

As cores do Brasão Municipal são: Verde, Branca, Preto, amarelo e Azul. 9 3. SÍMBOLOS CÍVICOS Fazem parte dos símbolos cívicos do município de Laranjal do Jari, a Bandeira, o Brasão da Armas Municipais e o Hino Municipal, todos criados pela Lei n o 004/95 de 11 de Janeiro

Leia mais

PROJETO DE LEI Nº 350 DE 1999. Dispõe sobre a forma e a apresentação dos símbolos nacionais.

PROJETO DE LEI Nº 350 DE 1999. Dispõe sobre a forma e a apresentação dos símbolos nacionais. PROJETO DE LEI Nº 350 DE 1999 Dispõe sobre a forma e a apresentação dos símbolos nacionais. O CONCRESSO NACIONAL decreta: CAPÍTULO I DA Disposição Preliminar Art. 1º São símbolos Nacionais: I - a Bandeira

Leia mais

SAUDAÇÃO À BANDEIRA NOVEMBRO/2008 A BANDEIRA DO BRASIL

SAUDAÇÃO À BANDEIRA NOVEMBRO/2008 A BANDEIRA DO BRASIL SAUDAÇÃO À BANDEIRA 2008 NOVEMBRO/2008 A BANDEIRA DO BRASIL Quando Dom Pedro I ergueu a espada E independência pediu O povo gritou com força E liberdade conseguiu. Foram feitas outras bandeiras Para o

Leia mais

O Hino Nacional Hino nacional 19

O Hino Nacional Hino nacional 19 O Hino Nacional 19 ANTECEDENTES Se a Bandeira Nacional é um símbolo visível, o Hino Nacional constitui a exteriorização musical que proclama e simboliza a Nação. Só a partir do século XIX os povos da Europa

Leia mais

ESTADO DE MATO GROSSO PREFEITURA MUNICIPAL DE COLNIZA GABINETE DA PREFEITA. Lei n.º 162-3/2004. Súmula :

ESTADO DE MATO GROSSO PREFEITURA MUNICIPAL DE COLNIZA GABINETE DA PREFEITA. Lei n.º 162-3/2004. Súmula : ESTADO DE MATO GROSSO PREFEITURA MUNICIPAL DE COLNIZA GABINETE DA PREFEITA Lei n.º 162-3/2004 Súmula : Dispõe sobre a criação e oficialização dos símbolos municipais: o Hino de Colniza/MT e a Bandeira

Leia mais

O BRASÃO DE ARMAS DO MUNICÍPIO DE ARAÇOIABA DA SERRA Lei nº 82, de 23 de Janeiro de 1954.

O BRASÃO DE ARMAS DO MUNICÍPIO DE ARAÇOIABA DA SERRA Lei nº 82, de 23 de Janeiro de 1954. O BRASÃO DE ARMAS DO MUNICÍPIO DE ARAÇOIABA DA SERRA Lei nº 82, de 23 de Janeiro de 1954. Criação: Projeto de Lei de nº 86, de 15 de Janeiro de 1954. Autoria: Vereador Antonio Antero de Oliveira - (Sr.

Leia mais

Título: A Matemática da Bandeira do Brasil

Título: A Matemática da Bandeira do Brasil Título: A Matemática da Bandeira do Brasil Autora: Adriana Franco de Camargo Público Alvo: Professores do Ensino Fundamental I Objetivos Que os alunos obtenham um conhecimento significativo sobre a Bandeira,

Leia mais

ANTECEDENTES E EVOLUÇÃO

ANTECEDENTES E EVOLUÇÃO Bandeira Nacional ANTECEDENTES E EVOLUÇÃO 5 D. Afonso Henriques (1143-1185) Segundo a tradição, durante as primeiras lutas pela Independência de Portugal, D. Afonso Henriques teria usado um escudo branco

Leia mais

PRECEDÊNCIA DE BANDEIRAS

PRECEDÊNCIA DE BANDEIRAS XVI CONGRESSO NACIONAL DO CERIMONIAL PÚBLICO 1º, 2 E 3 DE NOVEMBRO DE 2009 Bahia Othon Palace Hotel Salvador Bahia O cerimonial de todos os cantos pontifica em todos os santos CONSULTORIA TÉCNICA PRECEDÊNCIA

Leia mais

Desenvolvendo o Pensamento Matemático em Diversos Espaços Educativos

Desenvolvendo o Pensamento Matemático em Diversos Espaços Educativos A GEOMETRIA NA COPA: CONSTRUINDO OS CONCEITOS GEOMÉTRICOS NA BANDEIRA NACIONAL Modelagem e Educação Matemática (MEM) - GT4 Tayná Mª Amorim M. XAVIER tayna.mamx@gmail.com Lindemberg Oliveira da SILVA lindembergso@hotmail.com

Leia mais

5º ano. Atividade de Estudo - Português

5º ano. Atividade de Estudo - Português Atividade de Estudo - Português 5º ano O texto que você vai ler abaixo pertence ao gênero crônica. As crônicas transformam um acontecimento comum, do nosso dia a dia, em uma história muito interessante.

Leia mais

A Bandeira Brasileira e Augusto Comte

A Bandeira Brasileira e Augusto Comte A Bandeira Brasileira e Augusto Comte Resumo Este documentário tem como ponto de partida um problema curioso: por que a frase Ordem e Progresso, de autoria de um filósofo francês, foi escolhida para constar

Leia mais

CERIMÔNIA DE HOMENAGEM À BANDEIRA NACIONAL

CERIMÔNIA DE HOMENAGEM À BANDEIRA NACIONAL CERIMÔNIA DE HOMENAGEM À BANDEIRA NACIONAL ORDEM DOS ESCUDEIROS DA TÁVOLA REDONDA uma cerimônia aberta emitida pelo Supremo Conselho da Ordem DeMolay para a República Federativa do Brasil Primeira Edição

Leia mais

HERÁLDICA DO CMDP II

HERÁLDICA DO CMDP II HERÁLDICA DO CMDP II NB Nº. /2006 EMG/BM1. ATO DO COMANDANTE - GERAL ESTANDARTE HISTÓRICO, BANDEIRA INSÍGNIA DO COMANDO, BANDEIRA INSÍGNIA DOS GRUPAMENTOS, FLÂMULA, BRASÃO DE ARMAS E DISTINTIVO DE BOLSO

Leia mais

LEI Nº 1543, DE 10 DE ABRIL DE 2008 DE 2008.

LEI Nº 1543, DE 10 DE ABRIL DE 2008 DE 2008. LEI Nº 1543, DE 10 DE ABRIL DE 2008 DE 2008. Autoria: Poder Legislativo Estabelece normas para as cerimônias públicas e a ordem geral de precedência no Município de Lucas do Rio Verde - MT. O Prefeito

Leia mais

SÍMBOLOS NACIONAIS - ARTIGO 13. A língua portuguesa é o idioma oficial da República Federativa do Brasil.

SÍMBOLOS NACIONAIS - ARTIGO 13. A língua portuguesa é o idioma oficial da República Federativa do Brasil. SÍMBOLOS NACIONAIS - ARTIGO 13 A língua portuguesa é o idioma oficial da República Federativa do Brasil. Na Constituição de 1967 não havia qualquer menção expressa de que a língua portuguesa era a oficialmente

Leia mais

DAVI, O REI (PARTE 1)

DAVI, O REI (PARTE 1) Bíblia para crianças apresenta DAVI, O REI (PARTE 1) Escrito por: Edward Hughes Ilustradopor:Lazarus Adaptado por: Ruth Klassen O texto bíblico desta história é extraído ou adaptado da Bíblia na Linguagem

Leia mais

Igreja!de! Nossa!Senhora!do!Carmo! Da!Antiga!Sé!

Igreja!de! Nossa!Senhora!do!Carmo! Da!Antiga!Sé! AtransferênciadaCorteeainstalaçãodaFamíliaRealno Rio de Janeiro, em 1808, marcam uma nova etapa na história do País. A capital do ViceMReino passa a ser a sededogovernoedaadministraçãodoimpériolusoe experimentará

Leia mais

PROJETO SEMANA DA PÁTRIA

PROJETO SEMANA DA PÁTRIA ESCOLA ESTADUAL LUIS VAZ DE CAMÕES IPEZAL/ANGÉLICA MS PROJETO SEMANA DA PÁTRIA Ipezal/Angélica MS Maio/2012 ESCOLA ESTADUAL LUIS VAZ DE CAMÕES IPEZAL/ANGÉLICA MS PROJETO SEMANA DA PÁTRIA Professores Responsáveis

Leia mais

O Despertar da Cidadania

O Despertar da Cidadania O Despertar da Cidadania EDUCAÇÃO LINGUÍSTICA: PRÁTICAS EM PARCERIAS Nome: Isolda Regina Coitinho Araujo e Jailson Luiz Jablonski Título da unidade: O Despertar da Cidadania Ano escolar: 9º ano Objetivo:

Leia mais

APRESENTAÇÃO. www.associacaopaulistaviva.org.br/ contato@associacaopaulistaviva.org.br

APRESENTAÇÃO. www.associacaopaulistaviva.org.br/ contato@associacaopaulistaviva.org.br 2 APRESENTAÇÃO A Associação Paulista Viva é uma organização da Sociedade Civil de interesse Público e sem fins lucrativos que trabalha pela melhoria da qualidade de vida, preservação, segurança e valorização

Leia mais

ESTADO DA PARAÍBA PREFEITURA MUNICIPAL DE NOVA PALMEIRA CNPJ n 0 08.739.930/0001-73 Gabinete do Prefeito Lei n. 0187/2013, de 03 de Outubro de 2013.

ESTADO DA PARAÍBA PREFEITURA MUNICIPAL DE NOVA PALMEIRA CNPJ n 0 08.739.930/0001-73 Gabinete do Prefeito Lei n. 0187/2013, de 03 de Outubro de 2013. Lei n. 0187/2013, de 03 de Outubro de 2013. DISPÕE SOBRE A CRIAÇÃO DO BRASÃO, DA BANDEIRA E DO HINO OFICIAL DO MUNICÍPIO DE NOVA PALMEIRA ESTADO DA PARAÍBA E DA OUTRAS PROVIDÊNCIAS. A CÂMARA MUNICIPAL

Leia mais

Hino Nacional. Hino Nacional Hino à Bandeira Hino da Independência Hino da Proclamação da República

Hino Nacional. Hino Nacional Hino à Bandeira Hino da Independência Hino da Proclamação da República Hino Nacional Hino à Bandeira Hino da Independência Hino da Proclamação da República Hino Nacional Música: Francisco Manuel da Silva (1795/1865) Letra: Joaquim Osório Duque Estrada (1870/1927) Ouviram

Leia mais

O trabalho escravo no Brasil Algumas imagens

O trabalho escravo no Brasil Algumas imagens O trabalho escravo no Brasil Algumas imagens Jean Baptiste Debret nasceu em Paris, na França, em 18 de abril de 1768. Formado pela Academia de Belas Artes de Paris, Debret foi um dos membros da Missão

Leia mais

A PESQUISA VEXILOLÓGICA NA ERA DA DIGITALIZAÇÃO

A PESQUISA VEXILOLÓGICA NA ERA DA DIGITALIZAÇÃO UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA JÚLIO DE MESQUITA FILHO UNESP IGCE CAMPUS DE RIO CLARO A PESQUISA VEXILOLÓGICA NA ERA DA DIGITALIZAÇÃO Tiago José Berg Doutorando em Geografia pela UNESP de Rio Claro Membro

Leia mais

BANDEIRA NACIONAL: IDENTIDADE BRASILEIRA

BANDEIRA NACIONAL: IDENTIDADE BRASILEIRA SAUDAÇÃO À BANDEIRA 2009 NOVEMBRO/2009 BANDEIRA NACIONAL: IDENTIDADE BRASILEIRA Assim como nós, cidadãos, temos documentos para sermos identificados onde quer que estejamos, como brasileiros temos nossa

Leia mais

Dia da implantação da República (5 de Outubro de 1910) Até 1910, Portugal encontrava-se governado por reis, tendo sido nesta data que mudou a sua

Dia da implantação da República (5 de Outubro de 1910) Até 1910, Portugal encontrava-se governado por reis, tendo sido nesta data que mudou a sua Dia da implantação da República (5 de Outubro de 1910) Até 1910, Portugal encontrava-se governado por reis, tendo sido nesta data que mudou a sua forma de governo, de uma Monarquía para uma República.

Leia mais

DATAS COMEMORATIVAS. FESTAS JUNINAS 12 de junho Santo Antônio 24 de junho São João 29 de junho São Pedro

DATAS COMEMORATIVAS. FESTAS JUNINAS 12 de junho Santo Antônio 24 de junho São João 29 de junho São Pedro FESTAS JUNINAS 12 de junho Santo Antônio 24 de junho São João 29 de junho São Pedro As festas juninas fazem parte da tradição católica, mas em muitos lugares essas festas perderam essa característica.

Leia mais

O GOVERNADOR DO ESTADO DO ACRE CAPÍTULO I DA BANDEIRA ACREANA

O GOVERNADOR DO ESTADO DO ACRE CAPÍTULO I DA BANDEIRA ACREANA LEI N. 1.170, DE 22 DE DEZEMBRO DE 1995 Regulamenta e define a forma e apresentação da Bandeira do Estado do Acre, e dá outras providências. O GOVERNADOR DO ESTADO DO ACRE FAÇO SABER que a Assembléia Legislativa

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca 16. PALAVRAS À JUVENTUDE PORTO ALEGRE,

Leia mais

Dispõe sobre a forma e a apresentação dos símbolos do Estado do Rio Grande do Sul e dá outras providências.

Dispõe sobre a forma e a apresentação dos símbolos do Estado do Rio Grande do Sul e dá outras providências. LEI Nº 5.213, DE 5 DE JANEIRO DE 1966. Dispõe sobre a forma e a apresentação dos símbolos do Estado do Rio Grande do Sul e dá outras providências. ILDO MENEGHETTI, Governador do Estado do Rio Grande do

Leia mais

Colégio Visconde de Porto Seguro

Colégio Visconde de Porto Seguro Colégio Visconde de Porto Seguro Unidade I 2011 AULA 1 Ensino Fundamental e Ensino Médio Atividade de Recuperação Contínua Nome do (a) Aluno (a): Atividade de Recuperação Contínua de Ciências Nível I Classe:

Leia mais

Missão Administrativa da(o) Secretária(o) de Justiça A Bandeira Nacional e os tribunais de 1.ª instância CFFJ - 2012

Missão Administrativa da(o) Secretária(o) de Justiça A Bandeira Nacional e os tribunais de 1.ª instância CFFJ - 2012 Missão Administrativa da(o) Secretária(o) de Justiça A Bandeira Nacional e os tribunais de 1.ª instância CFFJ - 2012 Direção-Geral da Administração da Justiça A Bandeira Nacional e os tribunais de 1ª instância

Leia mais

Jardim de Números. Série Matemática na Escola

Jardim de Números. Série Matemática na Escola Jardim de Números Série Matemática na Escola Objetivos 1. Introduzir plano cartesiano; 2. Marcar pontos e traçar objetos geométricos simples em um plano cartesiano. Jardim de Números Série Matemática na

Leia mais

MINISTÉRIO DA DEFESA EXÉRCITO BRASILEIRO SECRETARIA GERAL DO EXÉRCITO. Vade Mécum de Cerimonial Militar do Exército VADE MÉCUM 04 GUARDA BANDEIRA

MINISTÉRIO DA DEFESA EXÉRCITO BRASILEIRO SECRETARIA GERAL DO EXÉRCITO. Vade Mécum de Cerimonial Militar do Exército VADE MÉCUM 04 GUARDA BANDEIRA MINISTÉRIO DA DEFESA EXÉRCITO BRASILEIRO SECRETARIA GERAL DO EXÉRCITO Vade Mécum de Cerimonial Militar do Exército VADE MÉCUM 04 GUARDA BANDEIRA PORTARIA Nº 249, DE 28 DE MAIO DE 2001 (ALTERADA PELA PORTARIA

Leia mais

COMANDO DA AERONÁUTICA

COMANDO DA AERONÁUTICA COMANDO DA AERONÁUTICA CERIMONIAL ICA 900-1 CERIMONIAL MILITAR DO COMANDO DA AERONÁUTICA 17 DEZ 2002 COMANDO DA AERONÁUTICA GABINETE DO COMANDANTE DA AERONÁUTICA CERIMONIAL ICA 900-1 CERIMONIAL MILITAR

Leia mais

Brasil Em Números. Novembro 2013

Brasil Em Números. Novembro 2013 Brasil Em Números Novembro 2013 Introdução Na contagem regressiva para receber a Copa do Mundo da FIFA 2014, o Brasil comemora conquistas importantes no campo econômico e social: elevou 37 milhões de brasileiros

Leia mais

Cruzeiro Esporte CLube Manual de aplicação da marca. Manual de marca

Cruzeiro Esporte CLube Manual de aplicação da marca. Manual de marca 1 Manual de marca Sumário 1 2 3 O Clube A marca Aplicação pág.5 O Clube pág.8 Elementos da marca pág.13 Versão negativa pág.6 Nossa história pág.9 Família tipográfica pág.14 pág.15 pág.17 Regras gerais

Leia mais

Avaliação de História 6º ano FAF *Obrigatório

Avaliação de História 6º ano FAF *Obrigatório 08/06/2015 Avaliação de História 6º ano FAF Avaliação de História 6º ano FAF *Obrigatório 1. Nome Completo: * 2. Número: 3. Série: * Marcar apenas uma oval. 6ºA 6ºB Na Grécia Antiga se desenvolveu uma

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos Página 1 de 10 Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos LEI N o 5.700, DE 1 DE SETEMBRO DE 1971. Texto compilado Dispõe sobre a forma e a apresentação dos Símbolos Nacionais,

Leia mais

22/08. 20h - Abertura Solene Local: Centro de Convenções do Hotel Glória

22/08. 20h - Abertura Solene Local: Centro de Convenções do Hotel Glória 22/08 20h - Abertura Solene - GRUPO VOZES DA CELA PRESÍDIO DE SÃO LOURENÇO - CORAL SOL MAIOR SÃO LOURENÇO MG - CORAL CANTA ESPERANÇA APAE SÃO LOURENÇO MG - CORAL DA UNIMED SÃO LOURENÇO DAS ÁGUAS SÃO LOURENÇO

Leia mais

LEI N 951, DE 18 DE MARÇO DE 2003

LEI N 951, DE 18 DE MARÇO DE 2003 LEI N 951, DE 18 DE MARÇO DE 2003 Dispõe sobre as Normas do Cerimonial Público e Ordem de Precedência no Município de Bonito-MS., e dá outras providências. Autor: Luemir do Couto Coelho O Prefeito Municipal

Leia mais

Projeto de Lei Básica Estado Nacional do Povo Judeu

Projeto de Lei Básica Estado Nacional do Povo Judeu Conexao Israel www.conexaoisrael.org Projeto de Lei Básica Estado Nacional do Povo Judeu Autores: Ayelet Shaked (HaBait HaYehudit) Yariv Levin (Likud) Robert Ilatov (Israel Beiteynu) 1. Estado Judeu a)

Leia mais

Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas 10 de Junho de 2010

Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas 10 de Junho de 2010 INTERVENÇÃO DO SENHOR PRESIDENTE DA CÂMARA MUNICIPAL DE OEIRAS Dr. Isaltino Afonso Morais Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas 10 de Junho de 2010 LOCAL: Figueirinha, Oeiras REALIZADO

Leia mais

Porcelana. Açucareiro monograma azul. Referência: 7726. Preço: 44,85

Porcelana. Açucareiro monograma azul. Referência: 7726. Preço: 44,85 Porcelana Açucareiro monograma azul Referência: 7726 Preço: 44,85 Bandeja Baguette Reprodução de aguarela do Mosteiro de São Bento da Saúde atribuída a Jean Lewicki (século XIX) Referência: 7277 Preço:

Leia mais

Círculo Fluminense de Estudos Filológicos e Linguísticos

Círculo Fluminense de Estudos Filológicos e Linguísticos OS EPÍTETOS NOS CÂNTICOS MARIANOS Eliane da Silva (USP) eliane1silva@gmail.com 1. Os epítetos A pesquisa visa mostrar a completude histórica refletida nas cantigas marianas, além das cantigas que tiveram,

Leia mais

Cerimonial, Protocolo e Etiqueta. Isso tudo é realmente necessário? Isso tudo é frescura? Nunca vou PRECISAR usar isso! SERÁ?

Cerimonial, Protocolo e Etiqueta. Isso tudo é realmente necessário? Isso tudo é frescura? Nunca vou PRECISAR usar isso! SERÁ? Cerimonial, Protocolo e Etiqueta Isso tudo é realmente necessário? Isso tudo é frescura? Nunca vou PRECISAR usar isso! SERÁ? Cerimônias, regras, etiquetas e ética FAZEM PARTE DO COTIDIANO DO SER HUMANO...

Leia mais

6ª 10 4/out/11 HISTÓRIA 4º. Valor: 80

6ª 10 4/out/11 HISTÓRIA 4º. Valor: 80 6ª 10 4/out/11 HISTÓRIA 4º Valor: 80 1. A invasão holandesa no Nordeste brasileiro, ao longo do século XVII, está relacionada com a exploração de um produto trazido para o Brasil pelos portugueses. Que

Leia mais

Bíblia para crianças. apresenta O SÁBIO REI

Bíblia para crianças. apresenta O SÁBIO REI Bíblia para crianças apresenta O SÁBIO REI SALOMÃO Escrito por: Edward Hughes Ilustradopor:Lazarus Adaptado por: Ruth Klassen O texto bíblico desta história é extraído ou adaptado da Bíblia na Linguagem

Leia mais

Hasteamento e arriamento

Hasteamento e arriamento Hasteamento e arriamento Hasteamento A patrulha ou matilha de serviço fixa previamente a bandeira no mastro, pronta para ser içada. Os lobinhos, escoteiros, seniores e pioneiros formam em ferradura. Quando

Leia mais

BREVE HISTÓRIA DO PAPEL MOEDA

BREVE HISTÓRIA DO PAPEL MOEDA BREVE HISTÓRIA DO PAPEL MOEDA A nível mundial, o primeiro papel moeda surgiu na China, no séc. VII, na dinastia Tang, para facilitar aos comerciantes o transporte de grandes quantidades de moeda de metal,

Leia mais

FAGUNDES, Almeida * dep. fed. RJ 1915-1917.

FAGUNDES, Almeida * dep. fed. RJ 1915-1917. FAGUNDES, Almeida * dep. fed. RJ 1915-1917. João Frederico de Almeida Fagundes nasceu em Maricá, na antiga província do Rio de Janeiro, em 24 de maio de 1856, filho de José Manuel Nunes Fagundes e de Maria

Leia mais

26ª MARATONA BÍBLICA

26ª MARATONA BÍBLICA DIOCESE DE CRICIUMA PAROQUIA SAGRADA FAMILIA 26ª MARATONA BÍBLICA I - REGULAMENTO: 1 Da Natureza: 1. A Paróquia Sagrada Família é uma rede de 20 comunidades, pertencentes a Diocese de Criciúma. 2. Ao longo

Leia mais

EDITAL 2014/01. Página 1 de 5. EDITAL 2014/1: Escolha do hino tema por ocasião do Ano Jubilar em comemoração aos cinquenta anos de evangelização.

EDITAL 2014/01. Página 1 de 5. EDITAL 2014/1: Escolha do hino tema por ocasião do Ano Jubilar em comemoração aos cinquenta anos de evangelização. PARÓQUIA NOSSA SENHORA DA GLÓRIA - DIOCESE DE COLATINA/ES Rua Mafalda Galimberti 380, Vila Lenira Colatina/ES (27)3722-1821 www.paroquiansgloria.org.br EDITAL 2014/01 Por ocasião da abertura do Ano Jubilar

Leia mais

BANDEIRAS EUROPÉIAS: CORES E SÍMBOLOS (PORTUGAL)

BANDEIRAS EUROPÉIAS: CORES E SÍMBOLOS (PORTUGAL) BANDEIRAS EUROPÉIAS: CORES E SÍMBOLOS (PORTUGAL) Resumo A série apresenta a formação dos Estados europeus por meio da simbologia das cores de suas bandeiras. Uniões e cisões políticas ocorridas ao longo

Leia mais

MODELOS MANUAL DE BANDEIRAS. Agosto/2015 - Versão 01

MODELOS MANUAL DE BANDEIRAS. Agosto/2015 - Versão 01 2015 MODELOS MANUAL DE BANDEIRAS Agosto/2015 - Versão 01 BANDEIRAS Atender a Lei nº 5.700, de 1 de setembro de 1971, que "Dispõe sobre a forma e a apresentação dos Símbolos Nacionais, e dá outras providências".

Leia mais

BRASIL: UM PAÍS DE MUITAS ESPÉCIES

BRASIL: UM PAÍS DE MUITAS ESPÉCIES Nome: Data: / / 2015 ENSINO FUNDAMENTAL Visto: Disciplina: Natureza e Cultura Ano: 1º Lista de Exercícios de VC Nota: BRASIL: UM PAÍS DE MUITAS ESPÉCIES QUANDO OS PORTUGUESES CHEGARAM AO BRASIL, COMANDADOS

Leia mais

ANÁLISE DO FILME OS 300 & A CIDADE GREGA ESPARTA

ANÁLISE DO FILME OS 300 & A CIDADE GREGA ESPARTA FACELI FACULDADE SUPERIOR DE LINHARES DISCIPLINA DE HISTÓRIA DO DIREITO CURSO DE DIREITO / 1º DIREITO B ANÁLISE DO FILME OS 300 & A CIDADE GREGA ESPARTA BARBARA LICIA JAMARA FERREIRA P. ARAUJO JANE SCHULZ

Leia mais

LIÇÃO 2 Esteja Preparado

LIÇÃO 2 Esteja Preparado LIÇÃO 2 Esteja Preparado Lembra-se do dia em que começou a aprender a ler? Foi muito difícil, não foi? No princípio não sabemos nada sobre leitura. Depois ensinaramlhe a ler as primeiras letras do alfabeto.

Leia mais

CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL 1988...

CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL 1988... CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL 1988 TÍTULO VII DA ORDEM SOCIAL CAPÍTULO VIII DOS ÍNDIOS Art. 231. São reconhecidos aos índios sua organização social, costumes, línguas, crenças e tradições,

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE CACHOEIRA DE MINAS

PREFEITURA MUNICIPAL DE CACHOEIRA DE MINAS PREFEITURA MUNICIPAL DE CACHOEIRA DE MINAS Lei nº. 625. (Dispõe sobre a forma e a apresentação dos símbolos do Município de Cachoeira de Minas e dá outras providências). O povo do Município de Cachoeira

Leia mais

DECRETO nº 53.464 de 21-01-1964

DECRETO nº 53.464 de 21-01-1964 DECRETO nº 53.464 de 21-01-1964 Regulamenta a Lei nº 4.119, de agosto de 1962, que dispõe sobre a Profissão de Psicólogo. O Presidente da República, usando das atribuições que lhe confere o art.87, item

Leia mais

ESTADO DO MARANHÃO CORPO DE BOMBEIROS MILITAR

ESTADO DO MARANHÃO CORPO DE BOMBEIROS MILITAR ESTADO DO MARANHÃO CORPO DE BOMBEIROS MILITAR MEDALHA SERVIÇO BOMBEIRO MILITAR ESTADO DO MARANHÃO CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DECRETO Nº 18.428 São Luís, 03 de dezembro de 2001. Regulamenta o art. 158,

Leia mais

Segundo Acordo Complementar à Convenção entre Portugal e o Luxemburgo sobre Segurança Social, assinada em 12 de Fevereiro de 1965

Segundo Acordo Complementar à Convenção entre Portugal e o Luxemburgo sobre Segurança Social, assinada em 12 de Fevereiro de 1965 Decreto n.º 9/79 de 30 de Janeiro Segundo Acordo Complementar à Convenção entre Portugal e o Luxemburgo sobre Segurança Social, de 12 de Fevereiro de 1965, assinado em Lisboa em 20 de Maio de 1977 O Governo

Leia mais

CONFEITARIA COLOMBO. Rio de Janeiro

CONFEITARIA COLOMBO. Rio de Janeiro CONFEITARIA COLOMBO Rio de Janeiro A Confeitaria Colombo é a memória viva da belle époque do Rio de Janeiro antigo, situada na rua Gonçalves Dias e foi fundada em 1894 pelos portugueses Joaquim Borges

Leia mais

Mas talvez se sintam tentados a desistir perante uma aparente complexidade, que de facto não existe.

Mas talvez se sintam tentados a desistir perante uma aparente complexidade, que de facto não existe. COMO FUNDAR UM NÚCLEO DA FNA INTRODUÇÃO: É possível que com a leitura deste documento faça nascer em alguns homens e mulheres, que foram no passado Escutas no CNE, a intenção de fundar um Núcleo da FNA,

Leia mais

Tropa de Elite - Polícia Militar Legislação da Polícia Militar Parte 05 Wagner Gomes

Tropa de Elite - Polícia Militar Legislação da Polícia Militar Parte 05 Wagner Gomes Tropa de Elite - Polícia Militar Legislação da Polícia Militar Parte 05 Wagner Gomes 2012 Copyright. Curso Agora eu Passo - Todos os direitos reservados ao autor. PROMOÇÃO CONCEITO: O acesso na hierarquia

Leia mais

FUNDAÇÃO OSWALDO ARANHA CENTRO UNIVERSITÁRIO DE VOLTA REDONDA-RJ PROGRAMA DE MESTRADO PROFISSIONAL EM ENSINO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE E DO MEIO AMBIENTE

FUNDAÇÃO OSWALDO ARANHA CENTRO UNIVERSITÁRIO DE VOLTA REDONDA-RJ PROGRAMA DE MESTRADO PROFISSIONAL EM ENSINO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE E DO MEIO AMBIENTE FUNDAÇÃO OSWALDO ARANHA CENTRO UNIVERSITÁRIO DE VOLTA REDONDA-RJ PROGRAMA DE MESTRADO PROFISSIONAL EM ENSINO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE E DO MEIO AMBIENTE MANUAL DE ELABORAÇÃO DO KIT-CIDADÃO MARGARET GERARDO

Leia mais

Estudos bíblicos sobre liderança Tearfund*

Estudos bíblicos sobre liderança Tearfund* 1 Estudos bíblicos sobre liderança Tearfund* 1. Suporte para lideranças Discuta que ajuda os líderes podem necessitar para efetuar o seu papel efetivamente. Os seguintes podem fornecer lhe algumas idéias:

Leia mais

Prioridades do Registro

Prioridades do Registro Turma e Ano: Flex B (2014) Matéria / Aula: Propriedade industrial / Aula 03 Professor: Marcelo Tavares Conteúdo: Marcas (cont.), Desenho Industrial (início). continuação de Marcas Quanto a forma de apresentação:

Leia mais

MINISTÉRIO DA ADMINISTRAÇÃO INTERNA. Decreto-Lei n.º 128/2006 de 5 de Julho

MINISTÉRIO DA ADMINISTRAÇÃO INTERNA. Decreto-Lei n.º 128/2006 de 5 de Julho MINISTÉRIO DA ADMINISTRAÇÃO INTERNA Decreto-Lei n.º 128/2006 de 5 de Julho O n.º 1 do artigo 117.º do Código da Estrada, aprovado pelo Decreto-Lei n.º 114/94, de 3 de Maio, na última redacção que lhe foi

Leia mais

Estado do Rio de Janeiro Prefeitura Municipal de Miguel Pereira

Estado do Rio de Janeiro Prefeitura Municipal de Miguel Pereira Dispõe sobre o histórico do Município de Miguel Pereira, desde a sua criação, dos seus Distritos, Brasão, Bandeira e veiculação em mídia e dá outras providências. O PREFEITO MUNICIPAL DE MIGUEL PEREIRA,no

Leia mais

NIKE E O FUTEBOL. As origens. 70 s 80 s/90 s 1995 2010. 8 garrafas PET = Uma camiseta. Maiores do Mundo. Invadindo o Velho Continente

NIKE E O FUTEBOL. As origens. 70 s 80 s/90 s 1995 2010. 8 garrafas PET = Uma camiseta. Maiores do Mundo. Invadindo o Velho Continente USE COM ORGULHO NIKE E O FUTEBOL 70 s 80 s/90 s 1995 2010 As origens Invadindo o Velho Continente Maiores do Mundo 8 garrafas PET = Uma camiseta INOVAÇÕES TECNOLOGIA HONRA E TRADIÇÃO DESENVOLVIMENTO CONSCIENTE

Leia mais

Projeto Crescer com Cidadania Documento de Visão Versão 4

Projeto Crescer com Cidadania Documento de Visão Versão 4 Projeto Crescer com Cidadania Documento de Visão Versão 4 Página 1 Visão do Sistema 1. Introdução 1.1 Propósito O propósito deste documento é definir os requisitos de alto nível para o Projeto Crescer

Leia mais

O Movimento Olímpico. Aula 2 Os Símbolos Olímpicos. Rio 2016 Versão 1.0

O Movimento Olímpico. Aula 2 Os Símbolos Olímpicos. Rio 2016 Versão 1.0 O Movimento Olímpico Aula 2 Os Símbolos Olímpicos Rio 2016 Versão 1.0 Objetivos 1 Identificar os principais símbolos olímpicos. 2 Compreender a importância e a função de cada símbolo olímpico. Introdução

Leia mais

31 SUMÁRIO 51 NOTA DE ABERTURA 71 PREFÁCIO 91 INTRODUÇÃO 131 OS HINOS NA HISTÓRIA DE PORTUGAL. 211 HINOS PATRiÓTICOS E MILITARES PORTUGUESES

31 SUMÁRIO 51 NOTA DE ABERTURA 71 PREFÁCIO 91 INTRODUÇÃO 131 OS HINOS NA HISTÓRIA DE PORTUGAL. 211 HINOS PATRiÓTICOS E MILITARES PORTUGUESES índice GERAL 31 SUMÁRIO 51 NOTA DE ABERTURA 71 PREFÁCIO 91 INTRODUÇÃO 131 OS HINOS NA HISTÓRIA DE PORTUGAL 211 HINOS PATRiÓTICOS E MILITARES PORTUGUESES 231 SÉCULO XIX 241 Síntese histórica 251 Síntese

Leia mais

O PAI É MAIOR DO QUE O FILHO

O PAI É MAIOR DO QUE O FILHO O PAI É MAIOR DO QUE O FILHO O PAI É MAIOR DO QUE O FILHO Vós ouviste o que vos disse: Vou e retorno a vós. Se me amásseis, ficaríeis alegres por eu ir para o Pai, porque o Pai é maior do que eu. João

Leia mais

História da cidadania europeia

História da cidadania europeia História da cidadania europeia Introdução A cidadania da União conferida aos nacionais de todos os Estados Membros pelo Tratado da União Europeia (TUE), destina se a tornar o processo de integração europeia

Leia mais

ARTES INDÍGENAS ROTEIROS VISUAIS NO BRASIL. alberto martins e glória kok GUIA DO PROFESSOR ROTEIRO DE ATIVIDADES

ARTES INDÍGENAS ROTEIROS VISUAIS NO BRASIL. alberto martins e glória kok GUIA DO PROFESSOR ROTEIRO DE ATIVIDADES Ver nunca é um ato inocente. Ver é sempre um aprendizado. Diante de um quadro, uma foto, uma escultura ou um edifício, nosso corpo e nosso olhar informam a cena, isto é, tomam parte nela e leem cada um

Leia mais

Bandeiras Históricas do Brasil. Bandeira da Ordem Militar de Cristo (1332-1651)

Bandeiras Históricas do Brasil. Bandeira da Ordem Militar de Cristo (1332-1651) Bandeiras Históricas do Brasil Bandeira da Ordem Militar de Cristo (1332-1651) Primeiro símbolo da história brasileira, a Cruz da Ordem Militar de Cristo estava pintada nas velas das 12 embarcações (uma

Leia mais

Estudo do Hino Nacional. Salve! Salve!

Estudo do Hino Nacional. Salve! Salve! Estudo do Hino Nacional Ouviram do Ipiranga as margens plácidas De um povo heróico o brado retumbante E o sol da liberdade em raios fúlgidos, Brilhou no céu da Pátria nesse instante. Se o penhor dessa

Leia mais

BENS MÓVEIS E INTEGRADOS 13/46/2006

BENS MÓVEIS E INTEGRADOS 13/46/2006 01. Município: Uberlândia. 02. Distrito: Sede. 03. Acervo: Residência / Herculano Rodrigues Naves. 05. Endereço: Praça Adolfo Fonseca, nº. 100. Bairro Centro. 06. Responsável: Ricardo Rodrigues Mendes

Leia mais

EDITAL Nº. 7, DE 12 DE MARÇO DE 2012. CÂMPUS DE PONTA PORÃ COMISSÃO ESPECIAL CURSO DE MATEMÁTICA SELEÇÃO DE CANDIDATOS A PROFESSOR TEMPORÁRIO

EDITAL Nº. 7, DE 12 DE MARÇO DE 2012. CÂMPUS DE PONTA PORÃ COMISSÃO ESPECIAL CURSO DE MATEMÁTICA SELEÇÃO DE CANDIDATOS A PROFESSOR TEMPORÁRIO 1 EDITAL Nº. 7, DE 12 DE MARÇO DE 2012. CÂMPUS DE PONTA PORÃ COMISSÃO ESPECIAL CURSO DE MATEMÁTICA SELEÇÃO DE CANDIDATOS A PROFESSOR TEMPORÁRIO A COMISSÃO ESPECIAL DO CURSO DE MATEMÁTICA DO CÂMPUS DE PONTA

Leia mais

MINISTÉRIOS DO AMBIENTE, DO ORDENAMENTO DO TERRITÓRIO E DO DESENVOLVIMENTO REGIONAL E DA ECONOMIA E DA INOVAÇÃO

MINISTÉRIOS DO AMBIENTE, DO ORDENAMENTO DO TERRITÓRIO E DO DESENVOLVIMENTO REGIONAL E DA ECONOMIA E DA INOVAÇÃO Diário da República, 2.ª série N.º 80 23 de Abril de 2008 18537 - Direcção -Geral de Agricultura e Desenvolvimento Rural; - Direcção -Geral dos Recursos Florestais; - Direcção Regional de Agricultura e

Leia mais

CONHECER ESTADO ÓRGÃOS DE PODER

CONHECER ESTADO ÓRGÃOS DE PODER CONHECER ESTADO ÓRGÃOS DE PODER Sou um daqueles países onde há leis que protegem as pessoas Biblioteca Escolar do 1º CEB - AE Eugénio Castro - Democracia Um governo do povo, pelo povo e para o povo consagrada

Leia mais

Semana Farroupilha O Início

Semana Farroupilha O Início Semana Farroupilha O Início As comemorações da Semana Farroupilha começaram em 1947, por iniciativa de alguns estudantes do Colégio Júlio de Castilhos de Porto Alegre (dentre eles Paixão Cortes, um dos

Leia mais

Roteiro semanal. 3º ano Matutino. Deus é bom e sua bondade dura para sempre. (Salmos 106:1)

Roteiro semanal. 3º ano Matutino. Deus é bom e sua bondade dura para sempre. (Salmos 106:1) Roteiro semanal 3º ano Matutino De 23 a 27 de fevereiro Colégio Guilherme Ramos. Goiânia, 23 de fevereiro de 2015. Professora: Nome: Turma: 3 ano Ensino Fundamental Segunda-feira 23/02/2015 Português no

Leia mais