Estudo do Hino Nacional. Salve! Salve!

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Estudo do Hino Nacional. Salve! Salve!"

Transcrição

1 Estudo do Hino Nacional Ouviram do Ipiranga as margens plácidas De um povo heróico o brado retumbante E o sol da liberdade em raios fúlgidos, Brilhou no céu da Pátria nesse instante. Se o penhor dessa igualdade Conseguimos conquistar com braço forte, Em teu seio, ó liberdade, Desafia o nosso peito a própria morte! Ó Pátria amada Idolatrada, Salve! Salve! Brasil, um sonho intenso, um raio vívido De amor e de esperança à terra desce, Se em teu formoso céu, risonho e límpido, A imagem do Cruzeiro resplandece. Gigante pela própria natureza És belo, és forte, impávido colosso, E o teu futuro espelha essa grandeza. Salve! Salve! Brasil, de amor eterno seja símbolo O lábaro que ostentas estrelado E diga o verde-louro dessa flâmula Paz no futuro e glória no passado. Mas se ergues da justiça a clava forte, Verás que um filho teu não foge à luta Nem teme, quem te adora, a própria morte. Terra, adorada Entre outras mil, És tu, Brasil, Ó Pátria amada! Dos filhos deste solo és mãe gentil Pátria amada, Brasil! Terra adorada, Entre outras mil, És tu, Brasil, Ó Pátria amada! Dos filhos deste solo és mãe gentil. Pátria amada, Brasil! Deitado eternamente em berço esplêndido, Ao som do mar e à luz do céu profundo, Fulguras, ó Brasil, florão da América, Iluminado ao sol do Novo Mundo! Do que a terra mais garrida Teus risonhos, lindos campos têm mais flores, Nossos bosques têm mais vida Nossa vida, no teu seio, mais amores. Ó Pátria amada, Idolatrada,

2 Dados sobre os autores Joaquim Osório Duque Estrada nasceu em Pati do Alferes (RJ) em 1870 e faleceu em 1927, no Rio de Janeiro. Professor do Colégio D. Pedro II e da Escola Normal, foi poeta e crítico literário. Obras principais: A Arte de Fazer Versos, Crítica e Polêmica. Francisco Manuel da Silva nasceu em 1795 no Rio de Janeiro, onde faleceu em Dedicou-se à música desde a infância, fundando a Sociedade Beneficente Musical e o Conservatório de Música do Rio de Janeiro. Curiosidades No hino brasileiro aparecem várias palavras referindo-se à bandeira. A origem da bandeira é muito antiga. Os romanos usavam um molho de palha nas pontas das lanças para marcar sua presença. Na Idade Média, o uso das bandeiras e insígnias generalizou-se. Os cavaleiros, para serem reconhecidos, usavam distintivos na armadura ou nos elmos com que cobriam a cabeça. Os cruzados colocavam panos coloridos nas pontas de hastes para se identificarem. Os símbolos mais usados eram o pendão, bandeira armada em vara atravessada horizontalmente sobre o mastro (Salve lindo pendão da esperança...- hino à bandeira); a bandeira real, só desfraldada na hora do combate; o guião, sinal peculiar do príncipe ou do senhor; o lábaro ou estandarte, bandeira que indicava a presença do rei, e o gonfalão, bandeira de guerra com três ou quatro pontas pendentes. Estudo do vocabulário 1. Faça a ligação entre as palavras do hino e seus significados, usando as letras: a) fúlgidos ( ) calmas, tranqüilas, serenas b) penhor ( ) que ressoa, ecoante c) Salve! ( ) belo, gracioso d) florão ( ) brilhante, luminoso e) garrida ( ) destemido, arrojado f) lábaro ( ) grito, clamor g) flâmula ( ) adorada, venerada, amada h) clava ( ) interior, âmago i) plácidas ( ) admirável, magnífico, grandioso j) brado ( ) cintilas, realças, brilhas l) retumbante ( ) brilhantes, resplandecentes m) idolatrada ( ) garantia, prova n) vívido ( ) passe bem, tenha saúde o) formoso ( ) adorno, enfeite, ornamento p) impávido ( ) alegre, vistosa q) colosso ( ) bandeira, estandarte r) esplêndido ( ) bandeira, galhardete s) seio ( ) arma, tacape t) fulguras ( ) gigante 2. Observe os adjetivos sublinhados no texto. a) O significado que eles contêm são positivos ou negativos? b) Por que o autor escolhe adjetivos com este tipo de significado? 3. O que valorizaria um simples riacho (Ipiranga) a ponto de ser citado no hino oficial do país?

3 4. Por que Cruzeiro (v. 15) está escrito com letra maiúscula? 5. No verso 29, o hino cita Novo Mundo. Por que o autor da letra usou tal expressão. Explique. 6. Leia o poema Canção do Exílio, de Gonçalves Dias, e responda: Canção do Exílio Onde canta o Sabiá; As aves, que aqui gorjeiam, Não gorjeiam como lá. Nosso céu tem mais estrelas, Nossas várzeas têm mais flores, Nossos bosques têm mais vida, Nossa vida mais amores. Em cismar, sozinho, à noite, Mais prazer encontro eu lá; Minha terra tem primores, Que tais não encontro eu cá; Em cismar - sozinho, à noite - Mais prazer encontro eu lá; Não permita Deus que eu morra, Sem que eu volte para lá; Sem que desfrute os primores Que não encontro por cá; Sem quinda aviste as palmeiras, (Coimbra, julho de 1843) Qual estrofe deste poema foi incorporada ao Hino Nacional? 7. Segundo o autor da letra, o país passou a ter liberdade com independência. a) A que tipo de liberdade se refere? b) Pelas idéias expressas no texto, essa liberdade foi conquistada com luta ou obtida com facilidade? Retire do texto versos que comprovem sua resposta. 8..A escrever a expressão Deitado eternamente em berço esplêndido, o autor quer passar a idéia de o país estar acomodado, parado ou de ter condições privilegiadas para o desenvolvimento? Justifique sua reposta. 9. O hino diz que o brasileiro dá a vida por seu país. a) Quais os versos que provam essa afirmação? b) É uma afirmação verdadeira ou não? O que você acha? 10. Os versos 5 e 6: Se o penhor dessa igualdade/ Conseguimos conquistar com braço forte afirmam que os brasileiros conseguiram fazer do Brasil um país igual às outras nações livres e independentes. Você acha que o Brasil, na sua economia, é um país livre? Por quê? 11. Depois de estudar a letra do hino responda: O que é ser patriota na atualidade brasileira? 12. Coloque toda a letra do hino na ordem direta. Exemplo: Ouviram do Ipiranga as margens plácidas

4 De um povo heróico o brado retumbante. Sujeito: As margens plácidas do Ipiranga Predicado: ouviram o brado retumbante de um povo heróico. Ordem direta: As margens plácidas do Ipiranga ouviram o brado retumbante de um povo heróico. Faça o mesmo com a letra do hino.

5 REPOSTAS Questão 1 j) calmas; l) ecoante; o) belo; a) brilhante, luminoso; p) destemido; j)grito; m)adorada; s) interior; r) admirável; u) cintilas; n) brilhantes, resplandescentes; b) garantia; c) passe bem; d) adorno e) alegre; f) bandeira, estandarte; g) bandeira, galhardete; h) arma; q) gigante. Questão 2 a) Positivo. b) Porque todo hino tem como objetivo o enaltecimento da Pátria, do time, de Deus. Questão 3 - O riacho Ipiranga aparece no hino porque foi às suas margens, conforme conta a História do Brasil, que D. Pedro deu o Grito da Independência. Questão 4 - Por que "Cruzeiro" é o nome da constelação em forma de cruz, que aparece no céu do Brasil e está retratada em sua bandeira. Questão 5 - Porque a nomenclatura era "Novo Mundo" para se referir ao novo continente, as Américas. Atualmente, usamse mais as designações "Primeiro Mundo" e "Terceiro Mundo". desenvolvimento", pois possui recursos naturais em abundância. Questão 9 a) "Verás que um filho teu não foge à luta Nem teme, quem te adora, a própria morte" b) Resposta subjetiva, pessoal. O brasileiro sempre teve o sentimento patriótico, que aflora no futebol e se revela desde que haja muita confiança nos homens públicos. Exemplo: no Plano Cruzado, houve os fiscais do Sarney. Questão 10 - Resposta subjetiva, pessoal. Nesta resposta pode ser colocada a dependência econômica brasileira, a questão da dívida externa e da globalização da economia. Questão 11 - Resposta subjetiva, pessoal. Nesta questão pode ser explorada o cumprimento dos deveres, ser bom cidadão, cada um fazer a sua parte em prol da comunidade. Pátria não quer dizer Forças Armadas e autoridades, é o povo, com sua cultura e sua fé. Questão 6 - A segunda estrofe. Questão 7 a) Liberdade política de se organizar enquanto nação e ter um território com independência administrativa. b) Com luta. "Conseguimos conquistar com braço forte". Questão 8 - Muita gente faz piada com este verso do hino, dizendo que o Brasil não acordou até, ainda dorme em berço esplêndido, mas o sentido real é "ter condições privilegiadas para o

Hino Nacional. Hino Nacional Hino à Bandeira Hino da Independência Hino da Proclamação da República

Hino Nacional. Hino Nacional Hino à Bandeira Hino da Independência Hino da Proclamação da República Hino Nacional Hino à Bandeira Hino da Independência Hino da Proclamação da República Hino Nacional Música: Francisco Manuel da Silva (1795/1865) Letra: Joaquim Osório Duque Estrada (1870/1927) Ouviram

Leia mais

O Despertar da Cidadania

O Despertar da Cidadania O Despertar da Cidadania EDUCAÇÃO LINGUÍSTICA: PRÁTICAS EM PARCERIAS Nome: Isolda Regina Coitinho Araujo e Jailson Luiz Jablonski Título da unidade: O Despertar da Cidadania Ano escolar: 9º ano Objetivo:

Leia mais

Atividades - O Hino Nacional Brasileiro

Atividades - O Hino Nacional Brasileiro Atividades - O Hino Nacional Brasileiro Educador, o projeto a seguir é sobre música. A proposta consiste em uma série de procedimentos para o trabalho de interpretação do Hino Nacional Brasileiro. Para

Leia mais

01_16.p1.pdf 12.05.08 17:59:06 01_16.p1.pdf 12.05.08 17:59:06 a d n Ve IBIDA O PR

01_16.p1.pdf 12.05.08 17:59:06 01_16.p1.pdf 12.05.08 17:59:06 a d n Ve IBIDA O PR Venda PROIBIDA Autora: Patrícia Engel Secco Coordenação editorial: Sílnia N. Martins Prado Ilustração: Edu A. Engel Diagramação: Evidência. Br. Edit. Elet. Realização: Fundação Educar DPaschoal www.educardpaschoal.org.br

Leia mais

Apresentação. O autor -01-

Apresentação. O autor -01- Apresentação Todos sabemos que é praticamente impossível nutrir sentimento por aquilo que não se conhece. Muito menos amor... Por outro lado, tem-se observado, particularmente no universo estudantil, certo

Leia mais

Dia da bandeira Tá na cara que é orgulho

Dia da bandeira Tá na cara que é orgulho Dia da bandeira Tá na cara que é orgulho 19 de novembro Hino à Bandeira Música de Francisco Braga Letra de Olavo Bilac Apresentado pela primeira vez em 15 de agosto de 1906 (Extraído do livro Bandeira

Leia mais

DATAS COMEMORATIVAS. DIA NACIONAL DA CONSCIÊNCIA NEGRA 20 de novembro

DATAS COMEMORATIVAS. DIA NACIONAL DA CONSCIÊNCIA NEGRA 20 de novembro DIA NACIONAL DA CONSCIÊNCIA NEGRA 20 de novembro Cartaz do Dia da Consciência Negra. Uma das poucas maneiras que os negros tinham para se livrar da escravidão era fugir das fazendas e formar quilombos.

Leia mais

TAMBÉM SOMOS BRASILEIROS

TAMBÉM SOMOS BRASILEIROS TAMBÉM SOMOS BRASILEIROS 2 TAMBÉM SOMOS BRASILEIROS ORGANIZADO E ESCRITO POR : Karina Atrib Ferreira de Sá ORIGINADO DO PROJETO HINO DESENVOLVIDO NA ESCOLA ESPECIAL PARA CRIANÇAS SURDAS- FRSP PROJETO COORDENADO

Leia mais

PAPO DE CRAQUE TRANSAMÉRICA ESPORTES

PAPO DE CRAQUE TRANSAMÉRICA ESPORTES PAPO DE CRAQUE De segunda à sexta-feira das 11h às 12h papodecraquecw@transanet.com.br @papodecraquecw facebook.com/papodecraquecw TRANSAMÉRICA ESPORTES Transamérica by GR Comunicação De segunda à sexta-feira

Leia mais

B I U I Ç Ã R O T SID 2 0 1 4

B I U I Ç Ã R O T SID 2 0 1 4 D R I B U I Ç Ã O T S I 2 0 1 4 EDITORIAL O Almanaque das Copas é mais um fruto do trabalho da marca Rádio Sete Colinas AM 1120, a qual estará no ano de 2014, completando de forma ininterrupta a retransmissão

Leia mais

Alfabetização e Letramento

Alfabetização e Letramento Associação Brasileira de Editores de Livros Escolares Alfabetização e Letramento Como os livros didáticos ilustram a trajetória da alfabetização no Brasil A primeira cartilha considerada genuinamente brasileira,

Leia mais

Apostila Curso Guarda-Mirim

Apostila Curso Guarda-Mirim Apostila Curso Guarda-Mirim *Noções Básicas de Direito* A Constituição Federal é a principal lei de um país, é de suma importância, visto que é a base de todas as demais leis. Na Constituição é garantido

Leia mais

HINO NACIONAL BRASILEIRO

HINO NACIONAL BRASILEIRO HINO NACIONAL BRASILEIRO COMENTADO E INTERPRETADO Autor: Derly Halfeld Alves HINO NACIONAL BRASILEIRO A composição do nosso Hino Nacional foi inspirada na Independência do Brasil, tornando-se conhecido

Leia mais

A INDEPENDÊNCIA É PARA TODOS

A INDEPENDÊNCIA É PARA TODOS A INDEPENDÊNCIA É PARA TODOS A INDEPENDÊNCIA É PARA TODOS A independência do Brasil não aconteceu apenas uma vez, em 1822. Ela acontece todos os dias, quando lutamos por direitos como igualdade, democracia,

Leia mais

BANDEIRA NACIONAL: IDENTIDADE BRASILEIRA

BANDEIRA NACIONAL: IDENTIDADE BRASILEIRA SAUDAÇÃO À BANDEIRA 2009 NOVEMBRO/2009 BANDEIRA NACIONAL: IDENTIDADE BRASILEIRA Assim como nós, cidadãos, temos documentos para sermos identificados onde quer que estejamos, como brasileiros temos nossa

Leia mais

SAUDAÇÃO À BANDEIRA NOVEMBRO/2008 A BANDEIRA DO BRASIL

SAUDAÇÃO À BANDEIRA NOVEMBRO/2008 A BANDEIRA DO BRASIL SAUDAÇÃO À BANDEIRA 2008 NOVEMBRO/2008 A BANDEIRA DO BRASIL Quando Dom Pedro I ergueu a espada E independência pediu O povo gritou com força E liberdade conseguiu. Foram feitas outras bandeiras Para o

Leia mais

Resistência dos Materiais. Escola Estadual de Educação Profissional - EEEP. Curso Técnico em Edificações

Resistência dos Materiais. Escola Estadual de Educação Profissional - EEEP. Curso Técnico em Edificações Escola Estadual de Educação Profissional - EEEP Curso Técnico em Edificações Governador Cid Ferreira Gomes Vice Governador Francisco José Pinheiro Secretária da Educação Maria Izolda Cela de Arruda Coelho

Leia mais

Governador Cid Ferreira Gomes. Vice Governador Domingos Gomes de Aguiar Filho. Secretária da Educação Maria Izolda Cela de Arruda Coelho

Governador Cid Ferreira Gomes. Vice Governador Domingos Gomes de Aguiar Filho. Secretária da Educação Maria Izolda Cela de Arruda Coelho Governador Cid Ferreira Gomes Vice Governador Domingos Gomes de Aguiar Filho Secretária da Educação Maria Izolda Cela de Arruda Coelho Secretário Adjunto Maurício Holanda Maia Secretário Executivo Antônio

Leia mais

Desenho em Perspectiva. Escola Estadual de Educação Profissional - EEEP. Curso Técnico em Design de Interiores

Desenho em Perspectiva. Escola Estadual de Educação Profissional - EEEP. Curso Técnico em Design de Interiores Escola Estadual de Educação Profissional - EEEP Curso Técnico em Design de Interiores Desenho em Perspectiva Governador Cid Ferreira Gomes Vice Governador Domingos Gomes de Aguiar Filho Secretária da

Leia mais

NOVEMBRO/2012 OUTUBRO/2012. A Bandeira

NOVEMBRO/2012 OUTUBRO/2012. A Bandeira NOVEMBRO/2012 Salve, salve nossa bandeira Impõe respeito em qualquer fronteira Suas cores são brilhantes Brilha tanto como diamantes. Respeitada em todo mundo Nos momentos da vida Essa Bandeira é sempre

Leia mais

Projeto Meu Brasil Brasileiro

Projeto Meu Brasil Brasileiro 1 Projeto Meu Brasil Brasileiro 1.0 - APRESENTAÇÃO O presente projeto será realizado pelos estudantes da Escola Carpe Diem de forma transdisciplinar, sob a orientação do corpo docente como objeto de estudo

Leia mais

Governador Cid Ferreira Gomes. Vice Governador Domingos Gomes de Aguiar Filho. Secretária da Educação Maria Izolda Cela de Arruda Coelho

Governador Cid Ferreira Gomes. Vice Governador Domingos Gomes de Aguiar Filho. Secretária da Educação Maria Izolda Cela de Arruda Coelho Governador Cid Ferreira Gomes Vice Governador Domingos Gomes de Aguiar Filho Secretária da Educação Maria Izolda Cela de Arruda Coelho Secretário Adjunto Maurício Holanda Maia Secretário Executivo Antônio

Leia mais

DIÁRIO OFICIAL PODER LEGISLATIVO

DIÁRIO OFICIAL PODER LEGISLATIVO DIÁRIO OFICIAL PODER LEGISLATIVO ANO XLIV - VITÓRIA-ES, QUARTA-FEIRA, 16 DE JUNHO DE 2010 - Nº 6582-06 PÁGINAS SMCS Composição, Diagramação, Arte Final. REPROGRAFIA Impressão 4ª SESSÃO LEGISLATIVA ORDINÁRIA

Leia mais

Escola Estadual de Educação Profissional - EEEP. Ensino Médio Integrado à Educação Profissional. Curso Técnico em Edificações.

Escola Estadual de Educação Profissional - EEEP. Ensino Médio Integrado à Educação Profissional. Curso Técnico em Edificações. Escola Estadual de Educação Profissional - EEEP Curso Canteiro de Obras Governador Cid Ferreira Gomes Vice Governador Francisco José Pinheiro Secretária da Educação Maria Izolda Cela de Arruda Coelho

Leia mais

ANO. Alfabetizar com Sucesso II CICLO ESCOLA PROFESSOR ANO DIÁRIO DE CLASSE

ANO. Alfabetizar com Sucesso II CICLO ESCOLA PROFESSOR ANO DIÁRIO DE CLASSE ANO Alfabetizar com Sucesso II CICLO ESCOLA PROFESSOR CÓDIGO DA TURMA CÓDIGO DA TURMA ANO DIÁRIO DE CLASSE Prezado(a) Professor(a), O trabalho pedagógico exige uma pratica avaliativa constante e processual.

Leia mais

POESIAS. Orientação: Professora Keila Cachioni Duarte Machado

POESIAS. Orientação: Professora Keila Cachioni Duarte Machado POESIAS Orientação: Professora Keila Cachioni Duarte Machado A flor amiga O ser mais belo e culto Emoções e corações Sentimentos envolvidos Melhor amiga e amada O seu sorriso brilha como o sol Os seus

Leia mais

Governador Cid Ferreira Gomes. Vice Governador Domingos Gomes de Aguiar Filho. Secretária da Educação Maria Izolda Cela de Arruda Coelho

Governador Cid Ferreira Gomes. Vice Governador Domingos Gomes de Aguiar Filho. Secretária da Educação Maria Izolda Cela de Arruda Coelho Governador Cid Ferreira Gomes Vice Governador Domingos Gomes de Aguiar Filho Secretária da Educação Maria Izolda Cela de Arruda Coelho Secretário Adjunto Maurício Holanda Maia Secretário Executivo Antônio

Leia mais

ECBR PROFESSORA PRISCILA BARROS

ECBR PROFESSORA PRISCILA BARROS CANTATA DE NATAL 2015 ECBR PROFESSORA PRISCILA BARROS 1. O PRIMEIRO NATAL AH UM ANJO PROCLAMOU O PRIMEIRO NATAL A UNS POBRES PASTORES DA VILA EM BELÉM LÁ NOS CAMPOS A GUARDAR OS REBANHOS DO MAL NUMA NOITE

Leia mais

COLETÂNEA DE HINOS E CANÇÕES

COLETÂNEA DE HINOS E CANÇÕES COLETÂNEA DE HINOS E CANÇÕES 1 - HINO NACIONAL 2 - HINO À BANDEIRA NACIONAL 3 - HINO DA PROCLAMAÇÃO DA REPÚBLICA 4 - HINO DA INDEPENDÊNCIA 5 - HINO DOS AVIADORES BRASILEIROS 6 - ARDOR DO INFANTE 7 - BANDEIRANTES

Leia mais

Introdução aos Processos Administrativos. Escola Estadual de Educação Profissional - EEEP. Curso Técnico em Secretariado

Introdução aos Processos Administrativos. Escola Estadual de Educação Profissional - EEEP. Curso Técnico em Secretariado Escola Estadual de Educação Profissional - EEEP Curso Técnico em Secretariado Introdução aos Processos Administrativos Governador Cid Ferreira Gomes Vice Governador Francisco José Pinheiro Secretária

Leia mais

Unidade IV Cultura A pluralidade na expressão humana.

Unidade IV Cultura A pluralidade na expressão humana. Unidade IV Cultura A pluralidade na expressão humana. 30.2 Conteúdo: Intertextualidade no texto literário. Habilidade: Estabelecer, em textos de diferentes gêneros, relações entre recursos verbais e não

Leia mais

Tempo do Natal. Vésperas

Tempo do Natal. Vésperas Tempo do Natal. DESDE A SOLENDADE DA EPFANA Hinos Vésperas Rei Herodes, porque temes A vinda de Cristo Rei, Que veio trazer aos homens Dos Céus o reino e a lei? Foram os Magos seguindo A estrela do Oriente

Leia mais

José da Fonte Santa. Magia Alentejana. Poesia e desenhos. Pesquisa e recolha de Isabel Fonte Santa. Edições Colibri

José da Fonte Santa. Magia Alentejana. Poesia e desenhos. Pesquisa e recolha de Isabel Fonte Santa. Edições Colibri José da Fonte Santa Magia Alentejana Poesia e desenhos Pesquisa e recolha de Isabel Fonte Santa Edições Colibri índice Nota Prévia 3 Prefácio 5 O Amor e a Natureza Desenho I 10 A rapariga mais triste do

Leia mais

Governador Cid Ferreira Gomes. Vice Governador Domingos Gomes de Aguiar Filho. Secretária da Educação Maria Izolda Cela de Arruda Coelho

Governador Cid Ferreira Gomes. Vice Governador Domingos Gomes de Aguiar Filho. Secretária da Educação Maria Izolda Cela de Arruda Coelho Governador Cid Ferreira Gomes Vice Governador Domingos Gomes de Aguiar Filho Secretária da Educação Maria Izolda Cela de Arruda Coelho Secretário Adjunto Maurício Holanda Maia Secretário Executivo Antônio

Leia mais

Manual Escolar. Conquistadosaber A cada passo uma conquista.

Manual Escolar. Conquistadosaber A cada passo uma conquista. Conquistadosaber A cada passo uma conquista. Manual Escolar 2013 trecos Impressos 9917-8256 / 9937-3420 Rua Santos Dumont, 143 Baixão - Fone: 3521-6337 Arapiraca AL e-mail: conquistadosaber2@hotmail.com

Leia mais

CÂMARA MUNICIPAL DE VALINHOSP

CÂMARA MUNICIPAL DE VALINHOSP e CÂMARA MUNICIPAL DE VALINHOSP " Valinhos, aos 11 de novembro de 2013. O Senhores Vereadores. Apresentamos para apreciação do Plenário o Projeto de Resolução n / 13, que dispõe sobre a execução dos Hinos

Leia mais

Cantigas de Roda. Falar ingles; Sete, oito, Comer biscoito; Nove, dez Comer pastéis. 1. A canoa virou

Cantigas de Roda. Falar ingles; Sete, oito, Comer biscoito; Nove, dez Comer pastéis. 1. A canoa virou 1. A canoa virou A canoa virou, Por deixá-la virar Foi por causa da (Sandra) Que não soube remar. Se eu fosse um peixinho E soubesse nadar Tirava a (Sandra) Do fundo do mar. 2. O sapo no saco (trava-língua)

Leia mais

THEODORICO FERRAÇO DEM Presidente. MARCELO COELHO - PDT 1º Vice-Presidente. LUZIA TOLEDO PMDB 2º Vice-Presidenta

THEODORICO FERRAÇO DEM Presidente. MARCELO COELHO - PDT 1º Vice-Presidente. LUZIA TOLEDO PMDB 2º Vice-Presidenta ANO XLVI - VITÓRIA-ES, QUINTA-FEIRA, 17 DE MAIO DE 2012 - Nº 7045 08 PÁGINAS DPL - Editoração, Composição, Diagramação, Arte Final. Reprografia: Impressão 2ª SESSÃO LEGISLATIVA ORDINÁRIA DA 17ª LEGISLATURA

Leia mais

Álbum: O caminho é o Céu

Álbum: O caminho é o Céu Álbum: O caminho é o Céu ETERNA ADORAÇÃO Não há outro Deus que seja digno como tu. Não há, nem haverá outro Deus como tu. Pra te adorar, te exaltar foi que eu nasci, Senhor! Pra te adorar, te exaltar foi

Leia mais

CANÇÃO DA ARTILHARIA. O mais alto valor de uma nação Vibra n'alma do soldado, ruge n'alma do canhão. (BIS) Hurra!... Hurra!... Hurra!...

CANÇÃO DA ARTILHARIA. O mais alto valor de uma nação Vibra n'alma do soldado, ruge n'alma do canhão. (BIS) Hurra!... Hurra!... Hurra!... CANÇÃO DA ARTILHARIA Composição: Jorge Pinheiro Eu sou a poderosa Artilharia Que na luta se impõe pela metralha, A missão das outras armas auxilia E prepara o campo de batalha Com seus tiros de tempo e

Leia mais

De Luiz Carlos Cardoso e Narda Inêz Cardoso

De Luiz Carlos Cardoso e Narda Inêz Cardoso Água do Espírito De Luiz Carlos Cardoso e Narda Inêz Cardoso EXISTE O DEUS PODEROSO QUE DESFAZ TODO LAÇO DO MAL QUEBRA A LANÇA E LIBERTA O CATIVO ELE MESMO ASSIM FARÁ JESUS RIO DE ÁGUAS LIMPAS QUE NASCE

Leia mais

CAMINHOS. Caminhos (Prov. 14:12) Paulo Cezar e Jayro T. Gonçalves

CAMINHOS. Caminhos (Prov. 14:12) Paulo Cezar e Jayro T. Gonçalves CAMINHOS Caminhos (Prov. 14:12) Paulo Cezar e Jayro T. Gonçalves Posso pensar nos meus planos Pros dias e anos que, enfim, Tenho que, neste mundo, Minha vida envolver Mas plenas paz não posso alcançar.

Leia mais

MELHORES MOMENTOS. Expressão de Louvor Paulo Cezar

MELHORES MOMENTOS. Expressão de Louvor Paulo Cezar MELHORES MOMENTOS Expressão de Louvor Acordar bem cedo e ver o dia a nascer e o mato, molhado, anunciando o cuidado. Sob o brilho intenso como espelho a reluzir. Desvendando o mais profundo abismo, minha

Leia mais

BANDEIRA NACIONAL. Clique para avançar. Ria Slides

BANDEIRA NACIONAL. Clique para avançar. Ria Slides BANDEIRA NACIONAL Clique para avançar A Bandeira Nacional é um dos Símbolos Nacionais, assim como o são o Hino Nacional, as Armas Nacionais e o Selo Nacional. É o Símbolo da nossa Pátria. O Símbolo do

Leia mais

Os Símbolos Nacionais

Os Símbolos Nacionais Os Símbolos Nacionais Falar das origens das bandeiras, dos hinos, dos brasões de armas e dos selos não é tarefa fácil uma vez que o homem sempre tentou registrar seu dia a dia, seus feitos, sua passagem

Leia mais

MANUAL DO ALUNO NORMAS E PROCEDIMENTOS. Cursos Técnicos

MANUAL DO ALUNO NORMAS E PROCEDIMENTOS. Cursos Técnicos MANUAL DO ALUNO NORMAS E PROCEDIMENTOS Cursos Técnicos 2009 DADOS PESSOAIS Nome: RA nº Turma: Periodo: Curso: Endereço Residencial: CEP: Cidade: UF: Fone: Celular: Fax: Endereço Comercial: CEP: Cidade:

Leia mais

Acólitos. São João da Madeira. Cancioneiro

Acólitos. São João da Madeira. Cancioneiro Acólitos São João da Madeira Cancioneiro Índice Guiado pela mão...5 Vede Senhor...5 Se crês em Deus...5 Maria a boa mãe...5 Quanto esperei por este momento...6 Pois eu queria saber porquê?!...6 Dá-nos

Leia mais

IGREJA ADVENTISTA DO SÉTIMO DIA CENTRAL DE SUZANO ALAMEDA FERNANDO COSTA 207 JARDIM IMPERADOR

IGREJA ADVENTISTA DO SÉTIMO DIA CENTRAL DE SUZANO ALAMEDA FERNANDO COSTA 207 JARDIM IMPERADOR IGREJA ADVENTISTA DO SÉTIMO DIA CENTRAL DE SUZANO ALAMEDA FERNANDO COSTA 207 JARDIM IMPERADOR 1 ÍNDICE GERAL PÁGINA 3 DESCOBERTA ESPIRITUAL PÁGINAS 3-9 SERVINDO A OUTROS PÁGINAS 9-10 DESENVOLVENDO AMIZADE

Leia mais

3- Escreva a sua opinião.você acha que todo brasileiro deve saber cantar o Hino Nacional? Por quê?

3- Escreva a sua opinião.você acha que todo brasileiro deve saber cantar o Hino Nacional? Por quê? ESCOLA ESTADUAL DR. JOSÉ MARQUES DE OLIVEIRA ANO 2013 ESTUDOS INDEPENDENTES Nome N. Turma 6º Ano Data Nota Disciplina Língua Portuguesa 4º bimestre Valor 25 Professor Heroana / Leonardo Supervisora: Daniela

Leia mais

Embaixada do Brasil em Oslo. Semana Cultural Brasil/Noruega 2014 Encontro Cultural Entrega do Prêmio Especial de Reconhecimento

Embaixada do Brasil em Oslo. Semana Cultural Brasil/Noruega 2014 Encontro Cultural Entrega do Prêmio Especial de Reconhecimento Embaixada do Brasil em Oslo Semana Cultural Brasil/Noruega 2014 Encontro Cultural Entrega do Prêmio Especial de Reconhecimento 2 A Embaixada do Brasil em Oslo agradece a participação e colaboração de todos

Leia mais

Vamos adorar a Deus. Jesus salva (Aleluia)

Vamos adorar a Deus. Jesus salva (Aleluia) Vamos adorar a Deus //: SI LA SOL LA SI SI SI LA LA LA SI SI SI SI LA SOL LA SI SI SI LA LA SI LA SOOL SOOL :// Vamos adorar a Deus, Meu Senhor e Salvador Vamos adorar a Deus, com o nosso louvor. B I S

Leia mais

PESCADOR. Introdução: A E D E (2x) Mais qual é o meu caminho, qual a direção. E qual é o meu destino, minha vocação

PESCADOR. Introdução: A E D E (2x) Mais qual é o meu caminho, qual a direção. E qual é o meu destino, minha vocação PSCDOR Introdução: D (2x) Mais qual é o meu caminho, qual a direção D qual é o meu destino, minha vocação Carregar tua palavra, qualquer direção Dm Dm chamar outras almas, em outros mares pescar Pescador

Leia mais

TEMPO DO NATAL I. ATÉ À SOLENIDADE DA EPIFANIA HINOS. Vésperas

TEMPO DO NATAL I. ATÉ À SOLENIDADE DA EPIFANIA HINOS. Vésperas I. ATÉ À SOLENIDADE DA EPIFANIA No Ofício dominical e ferial, desde as Vésperas I do Natal do Senhor até às Vésperas I da Epifania do Senhor, a não ser que haja hinos próprios: HINOS Vésperas Oh admirável

Leia mais

XVIII) e D. Pedro I (século XIX) defenderam posições políticas opostas e foram protagonistas de ações bastante distintas.

XVIII) e D. Pedro I (século XIX) defenderam posições políticas opostas e foram protagonistas de ações bastante distintas. Atividade extra Fascículo 2 História Unidade 4 Questão 1 Na unidade que você estudou, você pôde observar a foto da Praça Tiradentes no Rio de Janeiro, com a estátua de D. Pedro I ao centro. Tiradentes

Leia mais

Poética & Filosofia Cultural - Chico Xavier & Dalai Lama

Poética & Filosofia Cultural - Chico Xavier & Dalai Lama Page 1 of 6 Tudo Bem! Universidade Federal do Amapá Pró-Reitoria de Ensino de Graduação Curso de Licenciatura Plena em Pedagogia Disciplina: Filosofia Cultural Educador: João Nascimento Borges Filho Poética

Leia mais

AVALIAÇÃO DE LINGUAGENS PONTUAÇÃO: 10,0

AVALIAÇÃO DE LINGUAGENS PONTUAÇÃO: 10,0 DE LINGUAGENS PONTUAÇÃO: 10,0 2 QUESTÃO 01 (1,0) Leia a frase a seguir. Há coisas na vida que não dependem de você, mas ofereça sempre o seu melhor para tudo que por acaso depender. 3 As palavras destacadas

Leia mais

Projeto: As diferenças culturais e econômicas no contexto da Copa do mundo

Projeto: As diferenças culturais e econômicas no contexto da Copa do mundo PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE RAFAEL JAMBEIRO SECRETARIA MUNICIPAL DE RAFAEL JAMBEIRO Projeto: As diferenças culturais e econômicas no contexto da Copa do mundo Rafael Jambeiro, junho 2014 Argumento: Sem

Leia mais

ESTADO DE MATO GROSSO PREFEITURA MUNICIPAL DE COLNIZA GABINETE DA PREFEITA. Lei n.º 162-3/2004. Súmula :

ESTADO DE MATO GROSSO PREFEITURA MUNICIPAL DE COLNIZA GABINETE DA PREFEITA. Lei n.º 162-3/2004. Súmula : ESTADO DE MATO GROSSO PREFEITURA MUNICIPAL DE COLNIZA GABINETE DA PREFEITA Lei n.º 162-3/2004 Súmula : Dispõe sobre a criação e oficialização dos símbolos municipais: o Hino de Colniza/MT e a Bandeira

Leia mais

Nesta semana, duas famílias de nossa igreja se depararam com a maior tragédia da humanidade: A morte!

Nesta semana, duas famílias de nossa igreja se depararam com a maior tragédia da humanidade: A morte! Disse-lhe Jesus: Eu sou a ressurreição e a vida. Quem crê em mim, ainda que morra, viverá; 26 e todo o que vive e crê em mim não morrerá, eternamente. Crês isto? 27 Sim, Senhor, respondeu ela, eu tenho

Leia mais

APONTAMENTOS SOBRE A HISTÓRIA E O CONTEÚDO GRAMATICAL DO HINO NACIONAL BRASILEIRO

APONTAMENTOS SOBRE A HISTÓRIA E O CONTEÚDO GRAMATICAL DO HINO NACIONAL BRASILEIRO APONTAMENTOS SOBRE A HISTÓRIA E O CONTEÚDO GRAMATICAL DO HINO NACIONAL BRASILEIRO ADORNO JÚNIOR, Hélcio Luiz Faculdade Santa Lúcia helcio.prof@santalucia.br SILVA, José Luiz Pereira da Faculdade Santa

Leia mais

TALVEZ TE ENCONTRE AO ENCONTRAR-TE

TALVEZ TE ENCONTRE AO ENCONTRAR-TE TALVEZ TE ENCONTRE Vivaldo Terres Itajaí /SC Talvez algum dia eu te encontre querida Para renovarmos momentos felizes, Já que o nosso passado foi um passado lindo, Tão lindo que não posso esquecer Anseio

Leia mais

CENTRO DE INSTRUÇÃO E ADAPTAÇÃO DA AERONÁUTICA

CENTRO DE INSTRUÇÃO E ADAPTAÇÃO DA AERONÁUTICA COMANDO DA AERONÁUTICA DEPARTAMENTO DE ENSINO DA AERONÁUTICA CENTRO DE INSTRUÇÃO E ADAPTAÇÃO DA AERONÁUTICA HINOS E CANÇÕES Reproduzido na Subdivisão de Instrução do CIAAR - 2013 O MELHOR DO BRASIL É O

Leia mais

5º ano. Atividade de Estudo - Português

5º ano. Atividade de Estudo - Português Atividade de Estudo - Português 5º ano O texto que você vai ler abaixo pertence ao gênero crônica. As crônicas transformam um acontecimento comum, do nosso dia a dia, em uma história muito interessante.

Leia mais

1. CANÇÃO DE NATAL (TENOR) OUÇAM AO REDOR ANJOS A CANTAR PROCLAMANDO AS NOVAS DO CÉU EIS QUE O BEBÊ QUE ESTÁ NA MANJEDOURA É O REI DOS REIS

1. CANÇÃO DE NATAL (TENOR) OUÇAM AO REDOR ANJOS A CANTAR PROCLAMANDO AS NOVAS DO CÉU EIS QUE O BEBÊ QUE ESTÁ NA MANJEDOURA É O REI DOS REIS 1. CANÇÃO DE NATAL (TENOR) OUÇAM AO REDOR ANJOS A CANTAR PROCLAMANDO AS NOVAS DO CÉU EIS QUE O BEBÊ QUE ESTÁ NA MANJEDOURA É O REI DOS REIS REI DA GLÓRIA, O ADORADO VEIO PARA NOS REDIMIR PRÍNCIPE DA PAZ

Leia mais

HINÁRIO. Glauco O CHAVEIRÃO. www.hinarios.org. Glauco Villas Boas 1 01 HÓSPEDE

HINÁRIO. Glauco O CHAVEIRÃO. www.hinarios.org. Glauco Villas Boas 1 01 HÓSPEDE HINÁRIO O CHAVEIRÃO Tema 2012: Flora Brasileira Allamanda blanchetii Glauco Glauco Villas Boas 1 www.hinarios.org 2 01 HÓSPEDE Padrinho Eduardo - Marcha Eu convidei no meu sonho Meu mestre vamos passear

Leia mais

O Hino Nacional Hino nacional 19

O Hino Nacional Hino nacional 19 O Hino Nacional 19 ANTECEDENTES Se a Bandeira Nacional é um símbolo visível, o Hino Nacional constitui a exteriorização musical que proclama e simboliza a Nação. Só a partir do século XIX os povos da Europa

Leia mais

CANTOS PARA O NATAL CANTO DE ENTRADA:

CANTOS PARA O NATAL CANTO DE ENTRADA: CANTO DE ENTRADA: CANTOS PARA O NATAL 01. PEQUENINO SE FEZ (SL 95): J.Thomaz Filho e Fr.Fabretti Pequenino se fez nosso irmão, Deus-conosco! Brilhou nova luz! Quem chorou venha ver que o Menino tem razão

Leia mais

HINÁRIO A ARTE DE AMAR

HINÁRIO A ARTE DE AMAR HINÁRIO A ARTE DE AMAR Tema 2012: Flora Brasileira Algodão do Cerrado (Cochlospermum vitifolium) CARLOS STRAZZER Carlos Augusto Strazzer 1 www.hinarios.org 2 I FÉ NA VIRGEM MARIA Oferecido por Isabela

Leia mais

LIVRO DE CIFRAS Página 1 colodedeus.com.br

LIVRO DE CIFRAS Página 1 colodedeus.com.br LIVRO DE CIFRAS Página 1 Página 2 Página 3 ACENDE A CHAMA AUTOR: HUGO SANTOS Intro: A F#m D A F#m D A F#m D Quero Te ver, acende a Chama em mim Bm F#m A Vem com Teu Fogo, vem queimar meu coração Bm F#m

Leia mais

Sete Trombetas (Lauriete)

Sete Trombetas (Lauriete) Sete Trombetas (Lauriete) Uma mistura de sangue com fogo A terça parte deste mundo queimará Eu quero estar distante, quero estar no céu Quando o anjo a primeira trombeta tocar Um grande meteoro vai cair

Leia mais

Festa da Avé Maria 31 de Maio de 2009

Festa da Avé Maria   31 de Maio de 2009 Festa da Avé Maria 31 de Maio de 2009 Cântico Inicial Eu era pequeno, nem me lembro Só lembro que à noite, ao pé da cama Juntava as mãozinhas e rezava apressado Mas rezava como alguém que ama Nas Ave -

Leia mais

Deus se faz nosso irmão

Deus se faz nosso irmão 1 Deus se faz nosso irmão Cantos para a Novena de Natal Coletânea 2 Sumário 01. A luz virá... 3 02. Ó Luz, que vieste ao mundo... 4 03. Eis que de longe vem o Senhor... 5 04. Senhor, vem salvar teu povo...

Leia mais

HINÁRIO. Glauco O CHAVEIRÃO. Glauco Villas Boas. Tema 2012: Flora Brasileira Allamanda blanchetii

HINÁRIO. Glauco O CHAVEIRÃO. Glauco Villas Boas. Tema 2012: Flora Brasileira Allamanda blanchetii HINÁRIO O CHAVEIRÃO Tema 2012: Flora Brasileira Allamanda blanchetii Glauco Glauco Villas Boas 1 www.hinarios.org 2 01 HÓSPEDE Padrinho Eduardo - Marcha Eu convidei no meu sonho Meu mestre vamos passear

Leia mais

Vivendo a Liturgia - ano A / outubro 2011

Vivendo a Liturgia - ano A / outubro 2011 Vivendo a Liturgia - ano A / outubro 2011 27ºDOMINGO DO TEMPO COMUM (02/10/11) Parábola dos Vinhateiros Poderia ser feito um mural específico para esta celebração com uma das frases: Construir a Igreja

Leia mais

PERTO DE TI AUTOR: SILAS SOUZA MAGALHÃES. Tu és meu salvador. Minha rocha eterna. Tu és minha justiça, ó Deus. Tu és Jesus, amado da Minh alma.

PERTO DE TI AUTOR: SILAS SOUZA MAGALHÃES. Tu és meu salvador. Minha rocha eterna. Tu és minha justiça, ó Deus. Tu és Jesus, amado da Minh alma. PERTO DE TI Tu és meu salvador. Minha rocha eterna. Tu és minha justiça, ó Deus. Tu és Jesus, amado da Minh alma. Jesus! Perto de ti, sou mais e mais. Obedeço a tua voz. Pois eu sei que tu és Senhor, o

Leia mais

NOVENA DE NOSSA SENHORA AUXILIADORA. 7º DIA: Sonho da jangada (MB VIII, 275-282) Nossa Senhora não abandona quem nela confia.

NOVENA DE NOSSA SENHORA AUXILIADORA. 7º DIA: Sonho da jangada (MB VIII, 275-282) Nossa Senhora não abandona quem nela confia. NOVENA DE NOSSA SENHORA AUXILIADORA 7º DIA: Sonho da jangada (MB VIII, 275-282) Nossa Senhora não abandona quem nela confia. ACOLHIDA FICO FELIZ Fico feliz em vir em tua casa, erguer minha voz e cantar.

Leia mais

1 - NOITE FELIZ (Franz Gruber) não tem no CD

1 - NOITE FELIZ (Franz Gruber) não tem no CD 1 - NOIT LIZ (ranz Gruber) não tem no C (introdução) 7 m m/c# G 7 G G G Noite feliz, noite feliz 7 G Ó Senhor, eus de amor C G Pobrezinho nasceu em Belém C G is na lapa Jesus, nosso bem 7 m m/c# orme em

Leia mais

1º Lugar CONCURSO JOGOS FLORAIS 2009. Poesia Subordinada a Mote

1º Lugar CONCURSO JOGOS FLORAIS 2009. Poesia Subordinada a Mote CORTEJO DIVINO I As ruas são um jardim E na festa mais singela, Ao abrir duma janela, Um perfume de alecrim. Gentes que mostram assim, Que o Mundo tem mais valor E, em traços de pintor, Há quem pinte bem

Leia mais

MEDITAÇÃO DE NATAL 2015

MEDITAÇÃO DE NATAL 2015 MEDITAÇÃO DE NATAL 2015 Imagine Maria procurando montar um álbum fotográfico sobre o nascimento de Jesus. Como colocar num mesmo álbum os sinais e experiências que marcaram aquele dia? 1 1. Senão vejamos:

Leia mais

LETRAS CD "AQUI VOU EU" GABRIEL DUARTE

LETRAS CD AQUI VOU EU GABRIEL DUARTE CELEBRAREI TUA GLÓRIA - Gabriel Duarte Sairei ao teu encontro Pra o teu nome exaltar E em meio a tua glória Erguer as mãos E te adorar e te adorar Celebrarei tua glória, celebrarei. Celebro com dança,

Leia mais

Apoio: Patrocínio: Realização:

Apoio: Patrocínio: Realização: 1 Apoio: Patrocínio: Realização: 2 O ANJO Hans Christian Andersen 3 Contos de Hans Christian Andersen Hans Christian Andersen nasceu em Odensae, em 2 de abril de 1805, e faleceu em Conpenhague em 1875.

Leia mais

CANTOS - Novena de Natal

CANTOS - Novena de Natal 1 1 - Refrão Meditativo (Ritmo: Toada) D A7 D % G Em A7 % Onde reina o amor, frater---no amor. D A7 D % G A7 D Onde reina o amor, Deus aí está! 2 - Deus Trino (Ritmo: Balada) G % % C Em nome do Pai / Em

Leia mais

Saudades. Quantas vezes, Amor, já te esqueci, Para mais doidamente me lembrar, Mais doidamente me lembrar de ti!

Saudades. Quantas vezes, Amor, já te esqueci, Para mais doidamente me lembrar, Mais doidamente me lembrar de ti! Durante as aulas de Português da turma 10.º 3, foi lançado o desafio aos alunos de escolherem poemas e tentarem conceber todo um enquadramento para os mesmos, o que passava por fazer ligeiras alterações

Leia mais

FAÇA CÓPIAS E REPARTA AS LEITURAS ENTRE OS PRESENTES PARA UMA MAIOR PARTICIPAÇÃO.

FAÇA CÓPIAS E REPARTA AS LEITURAS ENTRE OS PRESENTES PARA UMA MAIOR PARTICIPAÇÃO. FAÇA CÓPIAS E REPARTA AS LEITURAS ENTRE OS PRESENTES PARA UMA MAIOR PARTICIPAÇÃO. 1. Ó VINDE ADORAR (HCC 1) Para isto nos reunimos aqui. Oh, vinde adorar o excelso e bom Deus, Senhor soberano da terra

Leia mais

Hino de Alagoas. Letra: Luiz Mesquita Música: Benedito Silva

Hino de Alagoas. Letra: Luiz Mesquita Música: Benedito Silva Letra: Luiz Mesquita Música: Benedito Silva Hino de Alagoas Alagoas, estrela radiosa, Que refulge ao sorrir das manhãs, Da República és filha donosa, Magna Estrela entre estrelas irmãs. A alma pulcra de

Leia mais

CD: Ao Sentir. Alencastro e Patrícia. 1- Ao Sentir Jairinho. Ao sentir o mundo ao meu redor. Nada vi que pudesse ser real

CD: Ao Sentir. Alencastro e Patrícia. 1- Ao Sentir Jairinho. Ao sentir o mundo ao meu redor. Nada vi que pudesse ser real Alencastro e Patrícia CD: Ao Sentir 1- Ao Sentir Jairinho Ao sentir o mundo ao meu redor Nada vi que pudesse ser real Percebi que todos buscam paz porém em vão Pois naquilo que procuram, não há solução,

Leia mais

Desenho a Mão Livre. Escola Estadual de Educação Profissional - EEEP. Curso Técnico em Design de Interiores

Desenho a Mão Livre. Escola Estadual de Educação Profissional - EEEP. Curso Técnico em Design de Interiores Escola Estadual de Educação Profissional - EEEP Curso Técnico em Design de Interiores Desenho a Mão Livre Governador Cid Ferreira Gomes Vice Governador Domingos Gomes de Aguiar Filho Secretária da Educação

Leia mais

Governador Cid Ferreira Gomes. Vice Governador Domingos Gomes de Aguiar Filho. Secretária da Educação Maria Izolda Cela de Arruda Coelho

Governador Cid Ferreira Gomes. Vice Governador Domingos Gomes de Aguiar Filho. Secretária da Educação Maria Izolda Cela de Arruda Coelho Governador Cid Ferreira Gomes Vice Governador Domingos Gomes de Aguiar Filho Secretária da Educação Maria Izolda Cela de Arruda Coelho Secretário Adjunto Maurício Holanda Maia Secretário Executivo Antônio

Leia mais

Vinho Novo Viver de Verdade

Vinho Novo Viver de Verdade Vinho Novo Viver de Verdade 1 - FILHOS DE DEUS - BR-LR5-11-00023 LUIZ CARLOS CARDOSO QUERO SUBIR AO MONTE DO SENHOR QUERO PERMANECER NO SANTO LUGAR QUERO LEVAR A ARCA DA ADORAÇÃO QUERO HABITAR NA CASA

Leia mais

Fragmento do filme Caramuru, a invenção do Brasil. http://www.youtube.com/watch?v=nv04qj93pwu. (Terra Papagalli - Mandamento 4)

Fragmento do filme Caramuru, a invenção do Brasil. http://www.youtube.com/watch?v=nv04qj93pwu. (Terra Papagalli - Mandamento 4) É aquela terra onde tudo está à venda e não há nada que não se possa comprar, seja água ou madeira, cocos ou macacos. Mas o que mais lá se vende são homens, que trocam-se por qualquer mercadoria e são

Leia mais

Cantos para o Tempo Pascal Inicio da Missa O Senhor ressurgiu! Letra e Música: Pe. Ney Brasil

Cantos para o Tempo Pascal Inicio da Missa O Senhor ressurgiu! Letra e Música: Pe. Ney Brasil Inicio da Missa O Senhor ressurgiu! Letra e Música: Pe. Ney Brasil C Em F C... O Senhor ressurgiu,... Aleluia, aleluia! F Dm Dm7 G...É o Cordeiro Pascal,... Aleluia, aleluia! C Em F C Imolado por nós,...

Leia mais

Marketing de Moda I e Metodologia de Pesquisa. Escola Estadual de Educação Profissional - EEEP. Curso Técnico em Produção de Moda

Marketing de Moda I e Metodologia de Pesquisa. Escola Estadual de Educação Profissional - EEEP. Curso Técnico em Produção de Moda Escola Estadual de Educação Profissional - EEEP Curso Técnico em Produção de Moda Marketing de Moda I e Metodologia de Pesquisa Governador Cid Ferreira Gomes Vice Governador Francisco José Pinheiro Secretária

Leia mais

www.encartedigitalmk.com.br Conheça mais esta inovação da MK Music Uma empresa que pensa no futuro

www.encartedigitalmk.com.br Conheça mais esta inovação da MK Music Uma empresa que pensa no futuro Encarte e letras disponíveis em www.encartedigitalmk.com.br Conheça mais esta inovação da MK Music Uma empresa que pensa no futuro Produção executiva: MK Music / Masterização: Max Motta no MK Studio /

Leia mais

História: Vocês querem que eu continue contando a história do Natal? Maria e José seguiam para Belém,

História: Vocês querem que eu continue contando a história do Natal? Maria e José seguiam para Belém, Data: 13/12/2015 Texto Bíblico: Lucas 2:7; 8-20 e Mateus 2:1-12 Versículo para memorizar: Porque Deus amou o mundo de tal maneira, que deu seu único Filho, para que todo aquele que Nele crê não morra,

Leia mais

A 9ª Sinfonia de Beethoven e a Maçonaria

A 9ª Sinfonia de Beethoven e a Maçonaria A 9ª Sinfonia de Beethoven e a Maçonaria Eduardo José Gomes No ano de 2004 nasceu entre mim e o valoroso Irmão Gilmar Fernandes da Silva, da Loja Mensageiros da Liberdade, a idéia da criação de um trabalho

Leia mais

NOVEMBRO/2010. Amada Bandeira OUTUBRO/2010 BRASIL... Singela Bandeira Verde, amarela A mais bela entre elas Só poderia ser brasileira.

NOVEMBRO/2010. Amada Bandeira OUTUBRO/2010 BRASIL... Singela Bandeira Verde, amarela A mais bela entre elas Só poderia ser brasileira. NOVEMBRO/2010 Amada Bandeira Singela Bandeira Verde, amarela A mais bela entre elas Só poderia ser brasileira. Amanda bandeira que orgulho nos traz Azul como céu, branca da paz Vamos respeitar sempre a

Leia mais

Hinário SOIS BALIZA De Germano Guilherme

Hinário SOIS BALIZA De Germano Guilherme Hinário SOIS BALIZA De Germano Guilherme Edição oficial do CICLUMIG Flor do Céu De acordo com revisão feita pelo Sr. Luiz Mendes do Nascimento, zelador do hinário. www.mestreirineu.org 1 01 - DIVINO PAI

Leia mais

SEQUÊNCIAS DIDÁTICAS COMO REDES DE SIGNIFICADOS

SEQUÊNCIAS DIDÁTICAS COMO REDES DE SIGNIFICADOS SEQUÊNCIAS DIDÁTICAS COMO REDES DE SIGNIFICADOS Núbia Vergetti UFRJ/UFF/SME-RJ nubia.vergetti@ig.com.br Luciana Getirana de Santana URFJ/UNIRIO/SME-RJ lgetirana@bol.com.br Marisa Leal Universidade Federal

Leia mais

Carlos Neves. Antologia. Raízes. Da Poesia

Carlos Neves. Antologia. Raízes. Da Poesia 1 Antologia Raízes Da Poesia 2 Copyrighr 2013 Editra Perse Capa e Projeto gráfico Autor Registrado na Biblioteca Nacional ISBN International Standar Book Number 978-85-8196-234- 4 Literatura Poesias Publicado

Leia mais

CANTOS À SANTA BEATRIZ

CANTOS À SANTA BEATRIZ (MÚSICA:DOCE É SENTIR) Santa Beatriz, com imenso amor Humildemente corre ao Senhor Entra no céu com grande alegria Acompanhada da Virgem Maria. Que maravilha vê-la exaltada assim, Na glória eterna de Deus

Leia mais