UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA CENTRO DE CIÊNCIAS TECNOLÓGICAS DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO E SISTEMAS MARCOS AURÉLIO VIEIRA

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA CENTRO DE CIÊNCIAS TECNOLÓGICAS DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO E SISTEMAS MARCOS AURÉLIO VIEIRA"

Transcrição

1 UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA CENTRO DE CIÊNCIAS TECNOLÓGICAS DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO E SISTEMAS MARCOS AURÉLIO VIEIRA A GESTÃO DA INFORMAÇÃO EM UMA EMPRESA DE LOCAÇÃO DE CAÇAMBAS UM ESTUDO DE CASO Joinville - SC 2010

2 UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA CENTRO DE CIÊNCIAS TECNOLÓGICAS DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO E SISTEMAS MARCOS AURÉLIO VIEIRA A GESTÃO DA INFORMAÇÃO EM UMA EMPRESA DE LOCAÇÃO DE CAÇAMBAS UM ESTUDO DE CASO Trabalho de Graduação apresentado à Universidade do Estado de Santa Catarina, como requisito parcial para obtenção do título de Engenheiro de Produção e Sistemas. Orientador: Gerson Volney Lagemann, Mestre. JOINVILLE - SC 2010

3 MARCOS AURÉLIO VIEIRA A GESTÃO DA INFORMAÇÃO EM UMA EMPRESA DE LOCAÇÃO DE CAÇAMBAS UM ESTUDO DE CASO Trabalho de Graduação aprovado como requisito parcial para a obtenção do título de Engenheiro do curso de Engenharia de Produção e Sistemas da Universidade do Estado de Santa Catarina. Banca Examinadora: Orientador: Msc. Gerson Volney Lagemann Membro: Dr. Adalberto José Tavares Vieira Membro: Msc. Nilson Campos Joinville, 22 de outubro de 2010

4 Dedico este trabalho aos meus pais, a minha família, e a todos que me auxiliaram nesta conquista. Obrigado!!!

5 AGRADECIMENTOS Agradeço primeiramente a Deus que mesmo com todas as minhas dificuldades me proporcionou saúde, força, vida e pessoas especiais que trilharam junto a mim no caminho para a realização deste grande sonho. Agradeço ao meu pai Inácio Vieira grande guerreiro, que mesmo com toda humildade me fez acreditar que o estudo é o melhor dos caminhos a trilhar. Agradeço também minha mãe Márcia Terezinha Vieira que me deu todo apoio no dia a dia da realização deste sonho e ao meu irmão Alexsander Vieira que é um verdadeiro e grande amigo e está sempre ao meu lado. À minha família de forma geral, primos, tios, tias por nunca deixarem de acreditar que essa etapa da minha vida poderia ser possível. A todos os meus amigos que estiveram juntos nesta jornada, me apoiando, me incentivando, e dando forças para conseguir alcançar esse objetivo. Gostaria de citar o Jean, Daniel, Lucas, Eder, Hugo, Alan e a Fernanda que mais que colegas tornaram-se grandes e verdadeiros amigos. Ao professor Gerson Volney Lagemann que me orientou este trabalho e mesmo após sofrer um pequeno acidente e se afastar da universidade, não deixou de me orientar, abrindo as portas de sua residência juntamente com sua família para me auxiliar incansavelmente em todas as vezes que precisei para a realização deste trabalho. E também a todos os Professores do Departamento de Engenharia de Produção e Sistemas que não só ensinaram o conhecimento técnico, como também o conhecimento pessoal que levo para a vida.

6 MARCOS AURÉLIO VIEIRA A GESTÃO DA INFORMAÇÃO EM UMA EMPRESA DE LOCAÇÃO DE CAÇAMBAS UM ESTUDO DE CASO RESUMO A acirrada competitividade enfrentada pelas empresas nos dias atuais, faz com que estas procurem por soluções que aumentem sua eficiência operacional e gerencial. A transferência e o gerenciamento eletrônico de informações têm permitido às empresas de um modo geral, reduzir seus custos, gerando uma considerável vantagem competitiva no cenário onde atua. Este trabalho aborda um estudo de caso de um sistema de informação operacional e gerencial aplicado em uma empresa de locação de caçambas, evidenciando as melhorias que foram obtidas nos processos com a implementação do sistema e os problemas que foram solucionados. Para tal o trabalho faz um mapeamento dos processos da empresa e um levantamento bibliográfico sobre sistemas de informações e sua aplicação em logística a fim de se conhecer as melhorias no gerenciamento da empresa.. PALAVRAS-CHAVE: Gerencial. Informação. Sistemas. Caçambas. Logística.

7 LISTA DE FIGURAS Figura 1 - Funções de um Sistema de Informação...17 Figura 2 - Funcionalidades de um sistema de informações logísticas...22 Figura 3 - Arquitetura de sistemas de informações logístico...25 Figura 4 - Fluxograma dos processos da empresa Beta Locação de Caçambas...30 Figura 5 - Login no sistema...32 Figura 6 - Tela de nova locação Figura 7 - Tela de configurações...34 Figura 8 - Fluxograma das situações da locação...35 Figura 9 - Planejamento e controle das locações...36 Figura 10 - Seleção de motorista e status de pagamento...37 Figura 11 - Fluxograma de processos para colocação de caçambas...39 Figura 12 - Fluxograma de processos para retirada da caçambas...40 Figura 13 - Fluxo de Caixa - (entrada de informações no sistema)...41 Figura 14 - Escolha mês da das entradas...41 Figura 15 - Fluxo de Caixa - (saídas de informações do sistema)...42 Figura 16 - Produtividade dos motoristas...43 Figura 17 - Despesas por motorista...44

8 LISTA DE ABREVIATURAS ABEPRO UDESC CCT DEPS TGEPS LIS SI SIG SCC Associação Brasileira de Engenharia de Produção Universidade do Estado de Santa Catarina Centro de Ciências Tecnológicas Departamento de Engenharia de Produção e Sistemas Trabalho de Graduação da Engenharia de Produção e Sistemas Sistema de Informação Logístico Sistema de Informação Sistema de Informação Gerencial Sistema de Controle de Caçambas

9 SUMÁRIO 1 INTRODUÇÃO APRESENTAÇÃO DO TEMA OBJETIVO GERAL OBJETIVOS ESPECÍFICOS PROBLEMA JUSTIFICATIVA DELIMITAÇÃO ESTRUTURA DO TRABALHO FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA SISTEMA SISTEMAS DE INFORMAÇÕES Componentes de Sistemas de informações Abordagem Estratégica, Tática e Operacional Sistema de Informação Gerencial Os Benefícios do SIG SISTEMAS DE GESTÃO EMPRESARIAL SISTEMAS DE INFORMAÇÕES APLICADOS À LOGÍSTICA Cadeia de Distribuição Objetivos Operacionais Sistema Transacional Utilidade dos Sistemas de Informação para Operações Logísticas MÉTODOLOGIA DA PESQUISA CLASSIFICAÇÃO DA PESQUISA Pesquisa Bibliográfica Estudo de caso OBJETIVOS DA PESQUISA PLANEJAMENTO DA PESQUISA O CASO A EMPRESA O SETOR PROCESSOS GERAIS DA EMPRESA BETA LOCAÇÃO O SISTEMA DE INFORMAÇÃO UTILIZADO PELA EMPRESA Entrada das Informações no Sistema...32

10 4.4.2 Planejamento e Controle de Locações Caçambas a Colocar Caçambas Colocadas Caçambas a Trocar Caçambas a Retirar Caçambas a Cobrar Gerenciamento de Estoque de Caçambas Vazias Fluxogramasdos Processos de Colocação e Retirada de Caçambas AS ÁREAS FUNCIONAIS Área Funcional Gestão Financeira Área Funcional Gestão Logística Produtividade dos Motoristas Área Funcional Manutenção MELHORIAS EVIDENCIADAS COM A UTILIZAÇÃO DO SISTEMA...44 CONSIDERAÇÕES FINAIS...46 REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS...48

11 1 INTRODUÇÃO Com a globalização vivemos em uma era, em que a tecnologia nos permite gerar, armazenar, processar e aplicar efetivamente o conhecimento baseado em diversas fontes de informação, determinando a produtividade e a competitividade nas mais diversas áreas de atividade do ser humano (LAUDON, 2004). Nos dias atuais, já é impossível imaginar o mundo sem a tecnologia dos computadores que transformou a sociedade, tornando-a cada dia mais dependente dos sistemas de informação e comunicação. Praticamente todos os segmentos da sociedade têm sofrido alterações devido aos diversos avanços conseguidos com o uso da tecnologia da informação, principalmente aqueles que interagem fortemente com os sistemas de produção e abastecimento de bens e serviços como os sistemas de transporte e telecomunicações, por exemplo. As mudanças induzidas pelo desenvolvimento de novas tecnologias nas mais diversas áreas do conhecimento, ocorrem de modo contínuo e promovem mudanças radicais induzindo o censo critico do uso da própria tecnologia pela sociedade. A crescente urbanização das populações, novas tecnologias e o aumento da qualidade de vida está gerando um avanço considerável no setor de serviços. Este setor vem ganhando importância cada vez maior em muitos paises que, outrora, tiveram sua economia fortemente baseada na atividade industrial (GIANESSI, 2009). O aumento da competitividade e o maior profissionalismo na administração das empresas de operações de serviços geram a necessidade de adaptar as técnicas de administração industrial ao setor de serviços, visando à adaptação ao novo e turbulento ambiente econômico mundial. Para tanto o setor de serviços necessita de conceitos e metodologia adequados aos novos tempos e também às especificidades de suas operações. Este trabalho apresenta como proposta um estudo dos processos de uma empresa do setor de prestação de serviços criando, conhecimento de sistemas de informação transacional e gerencial, principalmente voltado para empresas de atividades logísticas de locação de caçambas. Para tal é necessário que se conheça o objetivo de controle da informação, a definição das informações que deverão entrar no sistema e os tipos mais adequados de processamento para que este gere as saídas necessárias a fim de aumentar a eficiência e eficácia.

12 12 Ao fim deste trabalho o leitor terá informação sobre os principais processos logísticos de uma empresa de locação de caçamba, assim como as vantagens que o bom controle da informação proporciona para a empresa. 1.1 APRESENTAÇÃO DO TEMA Este estudo de caso referente à tecnologia da informação aplicado a logística tem por objetivo, gerar conhecimento a partir de uma aplicação prática, identificando as melhorias na execução dos serviços, a maior eficiência operacional e eficácia gerencial. Será realizado um levantamento dos benefícios e soluções que a sua implementação trouxe à empresa. Este estudo deverá trazer conhecimento teórico e prático detalhando as funcionalidades requeridas para a execução das funções operacionais da empresa, fornecendo feedback instantâneo para as áreas administrativa e operacional. Será apresentado o sistema BETA-SCC desenvolvido por este autor, cujos objetivos são reduzir ou eliminar operações repetitivas e desnecessárias, a fim de aumentar o tempo disponível dos colaboradores tornando as operações mais produtivas e reduzindo os atuais prazos para a execução dos serviços. 1.3 OBJETIVO GERAL Apresentar um sistema de informação desenvolvido para a gestão da informação em uma empresa de locação de caçambas. 1.4 OBJETIVOS ESPECÍFICOS Levantar base teórica sobre de sistemas de informações gerenciais e operacionais voltadas a logística; Mapear os processos operacionais da empresa e do modelo de gestão da informação; Evidenciar as melhorias geradas pelo sistema. 1.5 PROBLEMA O fluxo de informação documentado em papel, resulta em um fluxo lento, muito propenso a erros e pouco confiável, além de nem sempre estar associado a qualidade da

13 13 informação. Deficiências na qualidade da informação frequentemente geram inúmeros problemas operacionais. Uma das deficiências mais comuns esta relacionada com a imprecisão de informações de processamentos de pedidos para um cliente específico. O processamento incorreto não gera valor, porém pode gerar todos os custos logísticos relacionados (BOWERSOX, 2009). A falta de conhecimento de empresários de pequeno porte a respeito do funcionamento e das vantagens da utilização de sistema de informação transacional e gerencial para suas empresas de prestação de serviços logísticos, faz com que esta fique estagnada no mercado sem condições operacionais e organizacionais para se desenvolver. A empresa estudada tem como processo principal, a prestação de serviço logístico na área de locação de caçambas. Para se conhecer um pouco mais sobre a utilidade prática de um bom gerenciamento da informação, será feito um mapeamento dos processos da empresa e algumas abordagens referentes a tecnologia da informação para controle logístico utilizada por ela a fim de aumentar o conhecimento teórico e prático sobre tecnologia da informação aplicada logística. 1.6 JUSTIFICATIVA A negligência histórica observada no controle da informação para o desempenho logístico, é fruto da falta de tecnologias adequadas para gerar as informações desejadas. Porém nos dias atuais, as tecnologias existentes são capazes de atender aos mais exigentes requisitos de informação desejados, e os executivos estão aprendendo a utilizar essa tecnologia a fim de se elaborar soluções logísticas únicas e inovadoras. Segundo Fleury (2008) o fluxo de informação é um elemento de muita importância para as operações logísticas. Essas informações podem ser referentes à controle de pedido de clientes, movimentações, documentações de transporte, e faturas. Para Bowersox (2009) o fluxo rápido da informação gera um equilíbrio dos procedimentos do trabalho. Empresas do setor logístico que se utilizam de ferramentas de tecnologia de informação (TI) têm uma vantagem competitiva bem interessante no mercado. Sistemas de apoio à decisão são subconjuntos dessas técnicas de TI. São vários os fatores que fazem com que a empresa necessite de um sistema de informação, principalmente quando esta tem uma necessidade muito freqüente de tomada de decisão numa determina esfera ou área da organização (JAMIL, 2001).

14 14 A diminuição dos custos de softwares de informação e sua facilidade de uso estão levando empresas de todos os portes a usar a TI a fim de coletar, armazenar, transferir e processar dados com maior agilidade de maneira eficiente e eficaz. Segundo Bowersox (2009), os clientes consideram que informações sobre status de pedido, disponibilidade de produto ou serviço, programação de entrega e faturamento são fundamentais para a prestação de um serviço satisfatório ao cliente. Outra vantagem do bom controle da informação está associada ao nível gerencial que consegue um controle mais facilitado para a diminuição de estoque e de recursos humanos e o aumento da produtividade devido a grande eficiência nos processos. E a um nível tático a informação pode ser utilizada para aumentar a flexibilidade para decidir como, quando e onde os recursos devem ser utilizados para que se possam reduzir custos, aumentar a sinergia e obter maior eficácia nos processos. 1.7 DELIMITAÇÃO O estudo desde trabalho será focado no levantamento de todos os problemas que eram observados no gerenciamento operacional de uma empresa de locação de caçambas devido a ausência de um bom gerenciamento da informação e na solução encontrada pela empresa deste setor para solucionar esses problemas. Para tal será feito um estudo bibliográfico sobre sistemas, sistemas de informação gerencial e tecnologia da informação utilizada na logística. Também será feito um estudo dos processos de prestação de serviço da empresa assim como a tecnologia de informação utilizada para o controle desses processos. Para isto, foram feitas as coletas de informações da estrutura dos processos da empresa e coletadas algumas figuras do software utilizado além de uma entrevista não estruturada com o diretor afim de satisfazer as necessidades do trabalho. 1.8 ESTRUTURA DO TRABALHO A primeira etapa deste trabalho consiste em uma descrição da proposta, trazendo a introdução, os objetivos gerais, específicos, uma apresentação do problema, a justificativa, a delimitação do trabalho, e por fim sua estrutura. A segunda etapa traz um levantamento bibliográfico a respeito das ciências e fundamentos referentes à proposta do trabalho, ou seja, uma conceituação sobre informação sistemas de informações gerenciais e tecnologia da informação aplicada à logística.

15 15 A terceira etapa aborda um estudo bibliográfico a respeito de metodologia cientifica a fim de se fazer um estudo com base em procedimentos racionais e sistemáticos. Na quarta etapa, é apresentado um estudo de caso que primeiramente consistiu em apresentar a empresa na qual foi realizada a observação e o mapeamento dos processos e dos procedimentos com o objetivo de formular questionamentos e identificar os problemas que ocorriam antes da utilização do sistema, e as melhorias e vantagens obtidas com a utilização do mesmo. Em uma quinta etapa, os dados observados e anotados foram trabalhados de forma que fossem separados por entrada, processamento e saída a nível operacional ou gerencial da área de planejamento e programação de serviços. Para facilitar o entendimento do processo foram elaborados fluxogramas desta área. Na sexta etapa foram observadas as necessidades de informação e gestão para as áreas funcionais: finanças, manutenção, recursos humanos e logística. Foram definidas as entradas saídas e os processamentos que o sistema executa para o gerenciamento dessas áreas. Na sétima etapa foram listadas algumas figuras referentes as telas do software de gerenciamento da informação da empresa, assim como uma breve explicação de cada tela. E por fim na conclusão geral foi feito uma síntese dos resultados obtidos com o trabalho e a contribuição que este estudo de caso gerou para a sociedade acadêmica e empresarial. Para o desenvolvimento do material pesquisado, apresentação do caso, elaboração de gráficos, fluxos, desenhos das etapas do projeto, apresentação dos dados e tabelas foram utilizados os softwares Windows e Office.

16 2 FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA 2.1 SISTEMA Segundo Rebouças (2002) Sistema é um conjunto de partes interagentes e interdependentes que, conjuntamente, formam um todo unitário com determinado objetivo e efetuam determinada função. Para Mélese (1973) sistema nada mais é que um organismo composto de várias partes interligadas, que sofre evoluções de acordo com as mudanças do meio exterior e que tem objetivos globais em comum. Segundo Rebouças (2002) os componentes de um sistema utilizado em TI, são: Objetivo nada mais é que a razão da existência do sistema e o motivo para o qual foi criado. Entrada de dados no sistema Refere-se as informações relevantes aos objetivos do sistema que foram coletadas no ambiente e inseridas no sistema. Processo de transformação do sistema - Consiste no processamento dos dados de entrada, em um produto, serviço ou resultado, conforme regras pré-estabelecidas pelos objetivos. O sistema processa as entradas de acordo com as necessidades de informação de saída seguindo as condições e variáveis do sistema. Saída do sistema As saídas nada mais são do que a finalidade para o qual se uniram o objetivo atributos e relações do sistema. Como geralmente são utilizadas no processo de controle e avaliação, devem ser quantificáveis de acordo com os critérios e parâmetros pré-fixados. Controle e análise dos dados Serve para garantir que as saídas de dados estejam de acordo com os objetivos do sistema. Medidas de desempenho padrão são utilizadas para realizar o controle e avaliação de forma adequada. Rebouças (2002) define ambiente como sendo o conjunto de elementos que não pertencem ao sistema, mas qualquer alteração no sistema pode mudar ou alterar os seus elementos e qualquer alteração nos seus elementos pode mudar ou alterar o sistema. O ambiente de um sistema empresarial refere-se ao mercado de mão de obra, a concorrência, aos consumidores, comunidade, tecnologia, sindicatos, sistema financeiro, fornecedores governo, ou seja, todos os componentes externos a empresa e a empresa em si. Para Rebouças (2002) uma maneira de tratar sistemas e subsistemas é feita através da estruturação dos processos.

17 17 Figura 1 Funções de um Sistema de Informação Fonte: Laudon, SISTEMAS DE INFORMAÇÕES Para Laudon (2006) sistema de informação é um conjunto de componentes interrelacionados que coleta, processa, armazena e distribui informações para o controle da empresa e para o auxilio dos gestores na tomada de decisão. Vários tipos de sistemas de informação são necessários nas empresas para a tomada de decisão e as atividades de trabalho nas mais diversas funções organizacionais (logístico, financeiro, recursos humanos, etc...) seja a um nível operacional, tático, ou estratégico (LAUDON, 2006). Os sistemas interligados geralmente exigem uma significativa mudança organizacional e administrativa e desafios como a integração dos variados níveis e funções organizacionais, assim como, se faz necessário também a ampliação da filosofia da administração, através da otimização dos processos feito por administradores de cada setor tendo em vista um enfoque global exigindo destes administradores uma visão mais ampla, ultrapassando as fronteiras de seu setor específico.

18 18 Sistema de nível operacional, estratégico, de conhecimento e gerencial são os quatro tipos diferentes de sistemas de informação que atendem aos diferentes níveis organizacionais. Os sistemas de nível operacional atendem as necessidades dos gerentes operacionais, acompanhando as atividades e transações dos diversos departamentos da empresa. Acompanhar o fluxo das informações e responder perguntas de rotina são as atribuições principais deste tipo de sistema. Sistemas de informação à nível do conhecimento apóiam os trabalhadores de dados e de conhecimento da organização. Sistemas de informação estratégicos sevem para que a empresa tenha uma visão mais ampliada, sendo com previsões futuras, ou através de estudo dos ambientes externos da empresa assim como fatores que possam ser ameaças ou oportunidades para a organização. E por fim os sistemas de informação gerenciais que atendem principalmente os gestores da empresa através de informações que contribuam na tomada de decisão. Os sistemas de informação podem ser manuais ou informatizados. Os manuais utilizam a tecnologia do lápis e papel enquanto que os automatizados recursos computacionais. Muitos sistemas empresariais começam de forma manual e com seu aprimoramento e investimentos tornam-se automatizados Componentes de um SI Tecnologia, pessoas e organização são os componentes principais de um sistema de informação. (STAIR, 1998). As pessoas são os elementos mais importantes dos sistemas. Os gestores, programadores usuários operacionais, administradores responsáveis pela tomada de decisão são os responsáveis pela criação e manutenção dos sistemas. A tecnologia é o meio físico ou não, responsável pelo processamento, armazenagem, coleta e distribuição de dados por toda a empresa para que esta possa vir a ser utilizado pelas pessoas. Fazem parte da tecnologia: hardware que é o equipamento físico utilizado para as atividades de entrada; processamento e saída de dados; software que são instruções programadas que controlam e coordenam as saídas do hardware; banco de dados que é a tecnologia para armazenam dos dados; e recursos de telecomunicações que são meios físicos e software que interligam os diversos equipamentos de comunicação. A organização refere-se aos procedimentos da empresa quanto as suas estratégias, políticas, métodos e regras utilizados pelas pessoas para operar o sistema de informação, assim como os procedimentos que determinado programa deverá executar, quando deverá executar e quem pode ou não ter acesso a determinadas informações.

19 Abordagem Estratégica, Tática e Operacional Para Laudon (2006) os sistemas de nível operacional são responsáveis pelas rotinas dos mais diversos setores da empresa, como finanças, operações, marketing e geralmente são simples e de fácil acesso. Já os sistemas de nível gerencial atendem as necessidades da empresa de monitoração controle e auxilio nas tomadas de decisões. Nas grandes organizações são frequentemente utilizados por gerentes médios. Os sistemas de nível estratégico são utilizados pelos diretores de pequenas e medias empresas e pelos gerentes seniores de grandes organizações e ajudam a atacar e enfrentar problemas estratégicos, compatibilizando as mudanças externas com a capacidade da organização. Porem, segundo Rebouças (2002) as fronteiras dessas abordagens não são precisas e, portanto um tanto difíceis de serem delineadas Sistema de Informação Gerencial Os sistemas de informações computadorizados orientados aos administradores são os sistemas de informações gerenciais (LAUDON, 2006 apud DAVIS e OLSON, 1982). O trabalho teórico da ciência da computação, da ciência da administração, da pesquisa operacional, do desenvolvimento prático de soluções de sistema para os problemas do mundo real e o gerenciamento dos recursos da tecnologia da informação são setores que unidos produzem Sistemas de Informação Gerencial (SIG). Para Rebouças (2002) é chamado de SIG o processo que transforma dados em informações que são utilizadas para a tomada de decisão nas empresas além de gerar suporte administrativo afim de se alcançar melhores resultados. As empresas na maioria das vezes têm a informação necessária para tomada de decisão, porem nem todas tem um sistema estruturado de informações para gestão que possibilite aperfeiçoar seus processos, tendo uma enorme vantagem competitiva a empresa que domina esses processos (REBOUÇAS, 2002). Os gestores das empresas têm dificuldades em tomar suas decisões tendo em vista a grande quantidade de informações irrelevantes juntamente com as relevantes dispersas na empresa gerando um grande esforço dos administradores (REBOUÇAS apud ACKOFF, 1967).

20 20 Os principais problemas dos gestores estão relacionados ao excesso de informação de mercado, inadequada e poucas adequadas, a grande dispersão das informações dentro das empresas exigindo muito esforço para encontrá-las e integrá-las, a restrição, demora e confiabilidade de informações oriundas de outros setores da empresa Os Benefícios do SIG Segundo Rebouças o SIG é um instrumento administrativo muito importante aos administradores das empresas, pois quando bem desenvolvido e implementado presta efetiva colaboração aos pontos primordiais de sucesso de uma empresa em um cenário nacional e internacional. Dentre esses pontos podemos citar: Capacidade para investir gradualmente; Produção de volumes cada vez maiores; Produtividade em termos de qualidade, custos, tecnologia e recursos humanos; Boa logística de distribuição; Agregação de serviços valorizados a produtos; Comunicação segmentada eficiente; Flexibilidade; Rebouças (2002) cita alguns benefícios que os sistemas gerenciais trazem para a empresa dentre estes: Facilitação na troca de informações entre empresa, fornecedores e parceiros; Aumento na agilidade dos processos gerados pela redução de níveis hierárquicos; Maior integração e motivação dos funcionários Redução na burocracia e consequentemente na mão de obra. Menores custos de operações; Facilidade ao acesso as informações; Informações mais estruturadas e organizadas geradas através de relatórios; Aumento da produtividade; Auxilio na tomada da melhor decisão;

21 SISTEMAS DE GESTÃO EMPRESARIAL Os sistemas de gestão empresarial são sistemas que integram os vários setores da empresa, proporcionando assim uma maior fluidez da informação por toda a empresa, tornando esta muito mais eficiente. A implantação desses sistemas faz com que as empresas tenham que readequar seus processos eliminando atividades que não agregam valor. 2.3 SISTEMAS DE INFORMAÇÕES APLICADOS À LOGÍSTICA Segundo Fleury (2008) a logística moderna foi fortemente influenciada pela evolução da tecnologia da informação, tornando-se mais rápidas, confiáveis, de menor custo e mais eficientes, além da maior disponibilidade de informações sobre os processos e aumento da análise de tais informações através de ferramentas quantitativas que nos dias atuais não são privilégio apenas de grandes organizações. Os sistemas de informação logísticos unem as atividades logísticas ao processo integrado, medindo, controlando, gerenciando, as operações logísticas através de hardware e software. Até pouco tempo a logística concentrava-se no fluxo eficiente de bens ou serviços e no canal de distribuição. Porém, a velocidade da troca ou transferência da informação limitava-se a velocidade do papel, pois, não se via o fluxo de informação como algo que se agrega valor ao processo logístico. Nos dias atuais é incontestável a importância na precisão e rapidez da informação para a eficácia dos procedimentos logísticos. Informações sobre status do pedido, disponibilidade de produtos, programação de entrega, faturas tem um controle muito mais preciso com a ajuda da TI. A TI auxilia ainda na redução de estoque, redução de recursos humanos e conseqüente geração de capital das organizações. O aumento da flexibilidade operacional dos sistemas logísticos identifica qual, quanto, quando e onde, otimizando os recursos e fazendo com que a empresa tenha uma grande vantagem estratégica. Segundo Bowersox (2009) o sistema de informação logístico refere-se a interligação dos processos dentre os níveis funcionais da empresa criando dessa forma um processo integrado. Os sistemas de informações logísticos ocorrem em quatro níveis: funcionais transacionais, controle gerencial, apoio a decisão e planejamento estratégico. A figura 3 ilustra de forma clara esses níveis assim como algumas tarefas realizadas em cada um deles. Na base da pirâmide, por ser maior que o topo, encontram-se os sistemas transacionais que geralmente são utilizados em uma escala muito maior que os sistemas de planejamento estratégico.

22 22 Figura 2 Funcionalidades de um sistema de informações logísticas Fonte: Adaptado de Donald J. Bowersox Logística Empresarial Cadeia de Distribuição Segundo Jamil (2005) nos dias atuais um bom mecanismo de distribuição de fornecimento de um produto ou serviço é essencial. Disponibilizar o produto ou serviço com a maior eficiência possível é o foco da distribuição. Porém o mecanismo desse processo de distribuição não é simples de se criar, pois envolve um grande sincronismo de diversos fatores que somente um sistema de informação bem estruturado poderá fazer o processamento das informações de forma satisfatória Objetivos Operacionais Os projetos e gerenciamentos de sistemas logísticos devem atender pelo menos seis objetivos operacionais diferentes BOWERSOX (2009): resposta rápida; variância mínima; estoque mínimo; consolidação da movimentação; qualidade; apoio ao ciclo de vida.

Docente do Curso Superior de Tecnologia em Gestão Comercial UNOESTE. E mail: joselia@unoeste.br

Docente do Curso Superior de Tecnologia em Gestão Comercial UNOESTE. E mail: joselia@unoeste.br Encontro de Ensino, Pesquisa e Extensão, Presidente Prudente, 22 a 25 de outubro, 2012 141 A LOGÍSTICA COMO DIFERENCIAL COMPETITIVO Douglas Fernandes 1, Josélia Galiciano Pedro 1 Docente do Curso Superior

Leia mais

IF685 Gerenciamento de Dados e Informação - Prof. Robson Fidalgo 1

IF685 Gerenciamento de Dados e Informação - Prof. Robson Fidalgo 1 IF685 Gerenciamento de Dados e Informação - Prof. Robson Fidalgo 1 Banco de Dados Introdução Por: Robson do Nascimento Fidalgo rdnf@cin.ufpe.br IF685 Gerenciamento de Dados e Informação - Prof. Robson

Leia mais

Visão Geral dos Sistemas de Informação

Visão Geral dos Sistemas de Informação Visão Geral dos Sistemas de Informação Existem muitos tipos de sistemas de informação no mundo real. Todos eles utilizam recursos de hardware, software, rede e pessoas para transformar os recursos de dados

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO DA EMPRESA DIGITAL

ADMINISTRAÇÃO DA EMPRESA DIGITAL Laudon & Laudon Essentials of MIS, 5th Edition. Pg. 1.1 Capítulo 1 ADMINISTRAÇÃO DA EMPRESA DIGITAL 1.1 2003 by Prentice Hall Sistemas de Informação Gerencial Capítulo 1 Administra,cão da Empresa Digital

Leia mais

Sistemas Empresariais. Capítulo 3: Sistemas de Negócios. Colaboração SPT SIG

Sistemas Empresariais. Capítulo 3: Sistemas de Negócios. Colaboração SPT SIG Capítulo 3: Sistemas de Negócios Colaboração SPT SIG Objetivos do Capítulo Explicar como os SI empresariais podem apoiar as necessidades de informação de executivos, gerentes e profissionais de empresas.

Leia mais

Colaboração nas Empresas SPT SIG Aplicações Empresariais

Colaboração nas Empresas SPT SIG Aplicações Empresariais Capítulo 3: Sistemas de Apoio Gerenciais Colaboração nas Empresas SPT SIG Aplicações Empresariais Objetivos do Capítulo Explicar como os SI empresariais podem apoiar as necessidades de informação de executivos,

Leia mais

3. Sistemas Empresariais de Processamento de Transações

3. Sistemas Empresariais de Processamento de Transações Curso de Especialização em Gestão Empresarial (MBA Executivo Turma 12) Disciplina: Sistemas de Informações Gerenciais Prof. Dr. Álvaro José Periotto 3. Sistemas Empresariais de Processamento de Transações

Leia mais

P á g i n a 3 INTRODUÇÃO

P á g i n a 3 INTRODUÇÃO P á g i n a 3 INTRODUÇÃO A Administração de Materiais compreende as decisões e o controle sobre o planejamento, programação, compra, armazenamento e distribuição dos materiais indispensáveis à produção

Leia mais

ADM041 / EPR806 Sistemas de Informação

ADM041 / EPR806 Sistemas de Informação ADM041 / EPR806 Sistemas de Informação UNIFEI Universidade Federal de Itajubá Prof. Dr. Alexandre Ferreira de Pinho 1 Componentes de uma empresa Organizando uma empresa: funções empresariais básicas Funções

Leia mais

08/03/2009. Como mostra a pirâmide da gestão no slide seguinte... Profª. Kelly Hannel. Fonte: adaptado de Laudon, 2002

08/03/2009. Como mostra a pirâmide da gestão no slide seguinte... Profª. Kelly Hannel. Fonte: adaptado de Laudon, 2002 Pirâmide da Gestão Profª. Kelly Hannel Fonte: adaptado de Laudon, 2002 Diferentes tipos de SIs que atendem diversos níveis organizacionais Sistemas do nível operacional: dão suporte a gerentes operacionais

Leia mais

Sistema Integrado de Gestão I

Sistema Integrado de Gestão I Sistema Binário Faculdades Integradas Campos Salles Sistema Integrado de Gestão I Aulas 3 e 4 Administração da Empresa Digital Parte I Carlos Antonio José Oliviero São Paulo - 2012 Objetivos Qual é o papel

Leia mais

Logistica e Distribuição. Manuseio de Materiais. Mas quais são as atividades da Logística? Ballou, 1993

Logistica e Distribuição. Manuseio de Materiais. Mas quais são as atividades da Logística? Ballou, 1993 Mas quais são as atividades da Logística? Ballou, 1993 Logística e Distribuição Manuseio de Materiais / Gestão de Informações Primárias Apoio 1 2 Manuseio de Materiais Refere-se aos deslocamentos de materiais

Leia mais

GESTÃO DE TI NAS ORGANIZAÇÕES CONTEMPORÂNEAS

GESTÃO DE TI NAS ORGANIZAÇÕES CONTEMPORÂNEAS GESTÃO DE TI NAS ORGANIZAÇÕES CONTEMPORÂNEAS WALLACE BORGES CRISTO 1 JOÃO CARLOS PEIXOTO FERREIRA 2 João Paulo Coelho Furtado 3 RESUMO A Tecnologia da Informação (TI) está presente em todas as áreas de

Leia mais

Tecnologias da Informação e da Comunicação Aula 01

Tecnologias da Informação e da Comunicação Aula 01 Tecnologias da Informação e da Comunicação Aula 01 Douglas Farias Cordeiro Universidade Federal de Goiás 31 de julho de 2015 Mini-currículo Professor do curso Gestão da Informação Professor do curso ESAMI

Leia mais

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO NA EMPRESA

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO NA EMPRESA SISTEMAS DE INFORMAÇÃO NA EMPRESA 1 OBJETIVOS 1. Quais são as principais aplicações de sistemas na empresa? Que papel eles desempenham? 2. Como os sistemas de informação apóiam as principais funções empresariais:

Leia mais

CONHECENDO E CONCEITUANDO SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

CONHECENDO E CONCEITUANDO SISTEMAS DE INFORMAÇÃO CONHECENDO E CONCEITUANDO SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Franco Vieira Sampaio 1 Atualmente a informática está cada vez mais inserida no dia a dia das empresas, porém, no início armazenavam-se os dados em folhas,

Leia mais

Sistemas de Informação I

Sistemas de Informação I + Sistemas de Informação I Dimensões de análise dos SI Ricardo de Sousa Britto rbritto@ufpi.edu.br + Introdução n Os sistemas de informação são combinações das formas de trabalho, informações, pessoas

Leia mais

PERSPECTIVA FUNCIONAL DOS SISTEMAS DE INFORMAÇÃO E TIPOS DE SISTEMA DE INFORMAÇÃO

PERSPECTIVA FUNCIONAL DOS SISTEMAS DE INFORMAÇÃO E TIPOS DE SISTEMA DE INFORMAÇÃO CURSO: GESTÃO AMBIENTAL PROFESSOR: WENES SILVA DOS SANTOS ALUNOS: ANDRÉ VIANA CAVALCANTE, DANILO CARVALHO DE OLIVEIRA, GEISA MOREIRA DE SOUSA, FERNANDA MONTES, LIAMAR MONTES, PRISCILA CASTRO, RAIMUNDINHA

Leia mais

Eficiência na manutenção de dados mestres referentes a clientes, fornecedores, materiais e preços

Eficiência na manutenção de dados mestres referentes a clientes, fornecedores, materiais e preços da solução SAP SAP ERP SAP Data Maintenance for ERP by Vistex Objetivos Eficiência na manutenção de dados mestres referentes a clientes, fornecedores, materiais e preços Entregar a manutenção de dados

Leia mais

Sistemas de Informação CEA460 - Gestão da Informação

Sistemas de Informação CEA460 - Gestão da Informação Sistemas de Informação CEA460 - Gestão da Informação Janniele Aparecida Conceitos Sistema de Informação Conjunto de componentes interrelacionados que coletam (ou recuperam), processam e armazenam e distribuem

Leia mais

2.3. ORGANIZAÇÕES E GESTÃO DOS SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

2.3. ORGANIZAÇÕES E GESTÃO DOS SISTEMAS DE INFORMAÇÃO 2.3. ORGANIZAÇÕES E GESTÃO DOS SISTEMAS DE INFORMAÇÃO As Empresas e os Sistemas Problemas locais - impacto no sistema total. Empresas como subsistemas de um sistema maior. Uma empresa excede a soma de

Leia mais

2004 by Pearson Education

2004 by Pearson Education &DStWXOR 7Ï3,&26$9$1d$'26'(6,67(0$6'(,1)250$d 2 $'0,1,675$d 2 '$(035(6$ ',*,7$/ &

Leia mais

Processos Gerenciais

Processos Gerenciais UNIVERSIDADE PAULISTA CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA Projeto Integrado Multidisciplinar III e IV Processos Gerenciais Manual de orientações - PIM Curso Superior de Tecnologia em Processos Gerenciais. 1.

Leia mais

Título do Case: Departamento Comercial com foco nas expectativas do cliente Categoria: Projeto Interno

Título do Case: Departamento Comercial com foco nas expectativas do cliente Categoria: Projeto Interno Título do Case: Departamento Comercial com foco nas expectativas do cliente Categoria: Projeto Interno Resumo O presente case mostra como ocorreu o processo de implantação do Departamento Comercial em

Leia mais

ERP. Enterprise Resource Planning. Planejamento de recursos empresariais

ERP. Enterprise Resource Planning. Planejamento de recursos empresariais ERP Enterprise Resource Planning Planejamento de recursos empresariais O que é ERP Os ERPs em termos gerais, são uma plataforma de software desenvolvida para integrar os diversos departamentos de uma empresa,

Leia mais

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO NA EMPRESA

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO NA EMPRESA 2 SISTEMAS DE INFORMAÇÃO NA EMPRESA OBJETIVOS Quais são as principais aplicações de sistemas na empresa? Que papel eles desempenham? Como os sistemas de informação apóiam as principais funções empresariais:

Leia mais

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO. Prof. José Carlos Vaz Baseado em LAUDON, K. & LAUDON, J. Sistemas de Informação Gerenciais. Pearson, 2004 (5a. ed.).

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO. Prof. José Carlos Vaz Baseado em LAUDON, K. & LAUDON, J. Sistemas de Informação Gerenciais. Pearson, 2004 (5a. ed.). SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Prof. José Carlos Vaz Baseado em LAUDON, K. & LAUDON, J. Sistemas de Informação Gerenciais. Pearson, 2004 (5a. ed.). O que é um sistema de informação? Um conjunto de componentes

Leia mais

Pessoas e Negócios em Evolução

Pessoas e Negócios em Evolução Empresa: Atuamos desde 2001 nos diversos segmentos de Gestão de Pessoas, desenvolvendo serviços diferenciados para empresas privadas, associações e cooperativas. Prestamos serviços em mais de 40 cidades

Leia mais

Tecnologias e Sistemas de Informação

Tecnologias e Sistemas de Informação Universidade Federal do Vale do São Francisco Curso de Administração Tecnologia e Sistemas de Informação - 02 Prof. Jorge Cavalcanti jorge.cavalcanti@univasf.edu.br www.univasf.edu.br/~jorge.cavalcanti

Leia mais

SI- Sistemas de Informação. Professora: Mariana A. Fuini

SI- Sistemas de Informação. Professora: Mariana A. Fuini SI- Sistemas de Informação Professora: Mariana A. Fuini INTRODUÇÃO A informação é tudo na administração de uma organização. Mas para uma boa informação é necessário existir um conjunto de características

Leia mais

UNIVERSIDADE PAULISTA

UNIVERSIDADE PAULISTA UNIVERSIDADE PAULISTA CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA Projeto Integrado Multidisciplinar III e IV Recursos Humanos Manual de orientações - PIM Curso Superior de Tecnologia em Gestão de Recursos Humanos 1.

Leia mais

Estratégias em Tecnologia da Informação

Estratégias em Tecnologia da Informação Estratégias em Tecnologia da Informação Capítulo 6 Sistemas de Informações Estratégicas Sistemas integrados e sistemas legados Sistemas de Gerenciamento de Banco de Dados Material de apoio 2 Esclarecimentos

Leia mais

SAM GERENCIAMENTO DE ATIVOS DE SOFTWARE

SAM GERENCIAMENTO DE ATIVOS DE SOFTWARE SAM GERENCIAMENTO DE ATIVOS DE SOFTWARE Modelo de Otimização de SAM Controle, otimize, cresça Em um mercado internacional em constante mudança, as empresas buscam oportunidades de ganhar vantagem competitiva

Leia mais

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO GERENCIAL

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO GERENCIAL SISTEMAS DE INFORMAÇÃO GERENCIAL 2015 Sabemos que as empresas atualmente utilizam uma variedade muito grande de sistemas de informação. Se você analisar qualquer empresa que conheça, constatará que existem

Leia mais

UNIVERSIDADE PAULISTA

UNIVERSIDADE PAULISTA UNIVERSIDADE PAULISTA CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA Projeto Integrado Multidisciplinar III e IV Marketing Manual de orientações - PIM Curso Superior de Tecnologia em Marketing. 1. Introdução Os Projetos

Leia mais

C O B I T. Gerenciamento dos Riscos Mitigação. Aceitação. Transferência. Evitar/Eliminar.

C O B I T. Gerenciamento dos Riscos Mitigação. Aceitação. Transferência. Evitar/Eliminar. C O B I T Evolução Estratégica A) Provedor de Tecnologia Gerenciamento de Infra-estrutura de TI (ITIM) B) Provedor de Serviços Gerenciamento de Serviços de TI (ITSM) C) Parceiro Estratégico Governança

Leia mais

CONTROLE ESTRATÉGICO

CONTROLE ESTRATÉGICO CONTROLE ESTRATÉGICO RESUMO Em organizações controlar significa monitorar, avaliar e melhorar as diversas atividades que ocorrem dentro de uma organização. Controle é fazer com que algo aconteça como foi

Leia mais

Anderson L. S. Moreira

Anderson L. S. Moreira Tecnologia da Informação Aula 11 Sistemas de E-business Anderson L. S. Moreira anderson.moreira@ifpe.edu.br Instituto Federal de Pernambuco Recife PE Esta apresentação está sob licença Creative Commons

Leia mais

IMPLANTAÇÃO E TREINAMENTO NO SISTEMA DE INFORMAÇÕES GERENCIAIS ESTUDO DE CASO

IMPLANTAÇÃO E TREINAMENTO NO SISTEMA DE INFORMAÇÕES GERENCIAIS ESTUDO DE CASO 503 IMPLANTAÇÃO E TREINAMENTO NO SISTEMA DE INFORMAÇÕES GERENCIAIS ESTUDO DE CASO Christina Garcia(1); Franciane Formighieri(2); Taciana Tonial(3) & Neimar Follmann(4)(1) Acadêmica do 4º Ano do Curso de

Leia mais

Uso dos computadores e a Tecnologia da informação nas empresas: uma visão geral e introdutória

Uso dos computadores e a Tecnologia da informação nas empresas: uma visão geral e introdutória Uso dos computadores e a Tecnologia da informação nas empresas: uma visão geral e introdutória Não há mais dúvidas de que para as funções da administração - planejamento, organização, liderança e controle

Leia mais

Módulo 4. Visão geral dos controles do COBIT aplicáveis para implantação da Sarbanes, o papel de TI, a importância dos softwares e exercícios

Módulo 4. Visão geral dos controles do COBIT aplicáveis para implantação da Sarbanes, o papel de TI, a importância dos softwares e exercícios Módulo 4 Visão geral dos controles do COBIT aplicáveis para implantação da Sarbanes, o papel de TI, a importância dos softwares e exercícios Estruturas e Metodologias de controle adotadas na Sarbanes COBIT

Leia mais

Governança de TI Funções Gerenciais e Estrutura Organizacional. Raimir Holanda raimir@tce.ce.gov.br

Governança de TI Funções Gerenciais e Estrutura Organizacional. Raimir Holanda raimir@tce.ce.gov.br Governança de TI Funções Gerenciais e Estrutura Organizacional Raimir Holanda raimir@tce.ce.gov.br Agenda Componentes de uma empresa Objetivos Organizacionais X Processos de negócios Gerenciamento integrado

Leia mais

LMA, Solução em Sistemas

LMA, Solução em Sistemas LMA, Solução em Sistemas Ao longo dos anos os sistemas para gestão empresarial se tornaram fundamentais, e por meio dessa ferramenta as empresas aperfeiçoam os processos e os integram para uma gestão mais

Leia mais

Administração de Pessoas por COMPETÊNCIAS

Administração de Pessoas por COMPETÊNCIAS Administração de Pessoas por COMPETÊNCIAS Adm.Walter Lerner 1.Gestão,Competência e Liderança 1.1.Competências de Gestão Competências Humanas e Empresariais são Essenciais Todas as pessoas estão, indistintamente,

Leia mais

Fonte: Laudon & Laudon 5ª edição Administração de Sistemas de Informação

Fonte: Laudon & Laudon 5ª edição Administração de Sistemas de Informação ADMINISTRAÇÃO DA EMPRESA DIGITAL Fonte: Laudon & Laudon 5ª edição 1 OBJETIVOS Qual é o papel dos sistemas de informação no ambiente de negócios competitivos existentes hoje? O que é, exatamente, um sistema

Leia mais

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO GERENCIAIS

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO GERENCIAIS SISTEMAS DE INFORMAÇÃO GERENCIAIS O PODER DA INFORMAÇÃO Tem PODER quem toma DECISÃO Toma DECISÃO correta quem tem SABEDORIA Tem SABEDORIA quem usa CONHECIMENTO Tem CONHECIMENTO quem possui INFORMAÇÃO (Sem

Leia mais

FUND DE SI SISTEMAS INTEGRADOS ERP SCM CRM

FUND DE SI SISTEMAS INTEGRADOS ERP SCM CRM FUND DE SI SISTEMAS INTEGRADOS ERP SCM CRM 5/5/2013 1 ERP ENTERPRISE RESOURCE PLANNING 5/5/2013 2 1 Os SI nas organizações 5/5/2013 3 Histórico Os Softwares de SI surgiram nos anos 60 para controlar estoque

Leia mais

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO CONCEITOS

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO CONCEITOS SISTEMAS DE INFORMAÇÃO CONCEITOS 1. Sabe-se que o conceito de Sistema de Informação envolve uma série de sistemas informatizados com diferentes características e aplicações, os quais, porém, têm em comum

Leia mais

Aquecimento para o 3º Seminário Internacional de BPM

Aquecimento para o 3º Seminário Internacional de BPM Aquecimento para o 3º Seminário Internacional de BPM É COM GRANDE PRAZER QUE GOSTARÍAMOS DE OFICIALIZAR A PARTICIPAÇÃO DE PAUL HARMON NO 3º SEMINÁRIO INTERNACIONAL DE BPM!! No ano passado discutimos Gestão

Leia mais

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO SISTEMAS DE INFORMAÇÃO 1.1 2003 by Prentice Hall Sistemas de Informação José Celso Freire Junior Engenheiro Eletricista (UFRJ) Mestre em Sistemas Digitais (USP) Doutor em Engenharia de Software (Universit(

Leia mais

SISTEMAS DE NEGÓCIOS. a) SISTEMAS DE APOIO EMPRESARIAIS

SISTEMAS DE NEGÓCIOS. a) SISTEMAS DE APOIO EMPRESARIAIS 1 SISTEMAS DE NEGÓCIOS a) SISTEMAS DE APOIO EMPRESARIAIS 1. COLABORAÇÃO NAS EMPRESAS Os sistemas colaborativos nas empresas nos oferecem ferramentas para nos ajudar a colaborar, comunicando idéias, compartilhando

Leia mais

PARTE IV Consolidação do Profissional como Consultor. Técnicas de Consultoria Prof. Fabio Costa Ferrer, M.Sc.

PARTE IV Consolidação do Profissional como Consultor. Técnicas de Consultoria Prof. Fabio Costa Ferrer, M.Sc. FATERN Faculdade de Excelência Educacional do RN Coordenação Tecnológica de Redes e Sistemas Curso Superior de Tecnologia em Sistemas para Internet Técnicas de Consultoria Prof. Fabio Costa Ferrer, M.Sc.

Leia mais

Construção de um Sistema de Informações Estratégicas, Integrando Conhecimento, Inteligência e Estratégia.

Construção de um Sistema de Informações Estratégicas, Integrando Conhecimento, Inteligência e Estratégia. Construção de um Sistema de Informações Estratégicas, Integrando Conhecimento, Inteligência e Estratégia. Introdução Sávio Marcos Garbin Considerando-se que no contexto atual a turbulência é a normalidade,

Leia mais

Planejamento de sistemas de informação.

Planejamento de sistemas de informação. Planejamento de sistemas de informação. O planejamento de sistemas de informação e da tecnologia da informação é o processo de identificação das aplicações baseadas em computadores para apoiar a organização

Leia mais

A Importância da Visão Sistêmica para a Introdução dos Sistemas Informatizados nas Organizações

A Importância da Visão Sistêmica para a Introdução dos Sistemas Informatizados nas Organizações A Importância da Visão Sistêmica para a Introdução dos Sistemas Informatizados nas Organizações Carlos Campello Introdução Nos dias atuais existe a necessidade de constantes modificações das estratégias

Leia mais

Sistemas de Informações Gerenciais (SIG) Juliana Grigol Fonsechi - 5147903 Chang Ming - 4915182 Vanessa Herculano de Oliveira - 5146840

Sistemas de Informações Gerenciais (SIG) Juliana Grigol Fonsechi - 5147903 Chang Ming - 4915182 Vanessa Herculano de Oliveira - 5146840 Sistemas de Informações Gerenciais (SIG) Juliana Grigol Fonsechi - 5147903 Chang Ming - 4915182 Vanessa Herculano de Oliveira - 5146840 1 Contexto Reclamações comuns dos executivos: Há muita informação

Leia mais

O QUE SÃO SISTEMAS DE INFORMAÇÃO? Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. frozza@ifc-camboriu.edu.br

O QUE SÃO SISTEMAS DE INFORMAÇÃO? Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. frozza@ifc-camboriu.edu.br O QUE SÃO SISTEMAS DE INFORMAÇÃO? Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. frozza@ifc-camboriu.edu.br O QUE SÃO SISTEMAS DE INFORMAÇÃO? Dado Informação Conhecimento Sistemas de Informação DADO O DADO consiste

Leia mais

Corporativo. Transformar dados em informações claras e objetivas que. Star Soft. www.starsoft.com.br

Corporativo. Transformar dados em informações claras e objetivas que. Star Soft. www.starsoft.com.br Corporativo Transformar dados em informações claras e objetivas que possibilitem às empresas tomarem decisões em direção ao sucesso. Com essa filosofia a Star Soft Indústria de Software e Soluções vem

Leia mais

SISTEMAS DE INFORMAÇÕES GERENCIAIS

SISTEMAS DE INFORMAÇÕES GERENCIAIS 1 SISTEMAS DE INFORMAÇÕES GERENCIAIS John F. Eichstaedt, Toni Édio Degenhardt Professora: Eliana V. Jaeger RESUMO: Este artigo mostra o que é um SIG (Sistema de Informação gerencial) em uma aplicação prática

Leia mais

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO. Aula 02

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO. Aula 02 SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Aula 02 SOCIEDADE PÓS-INDUSTRIAL Valorização das características humanas; Querer Fazer (atitude, determinação, interesse); Saber como fazer (habilidade, técnica); Saber o que e porque

Leia mais

Sistema Integrado de Gestão ERP. Prof: Edson Thizon ethizon@gmail.com

Sistema Integrado de Gestão ERP. Prof: Edson Thizon ethizon@gmail.com Sistema Integrado de Gestão ERP Prof: Edson Thizon ethizon@gmail.com Tecnologia da Informação. O que é TI? TI no mundo dos negócios Sistemas de Informações Gerenciais Informações Operacionais Informações

Leia mais

Tecnologia da Informação. Sistema Integrado de Gestão ERP ERP

Tecnologia da Informação. Sistema Integrado de Gestão ERP ERP Tecnologia da Informação. Sistema Integrado de Gestão ERP Prof: Edson Thizon ethizon@gmail.com O que é TI? TI no mundo dos negócios Sistemas de Informações Gerenciais Informações Operacionais Informações

Leia mais

INTRODUÇÃO À GESTÃO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO. Adriana Beal, Eng. MBA Maio de 2001

INTRODUÇÃO À GESTÃO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO. Adriana Beal, Eng. MBA Maio de 2001 INTRODUÇÃO À GESTÃO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO, Eng. MBA Maio de 2001 Apresentação Existe um consenso entre especialistas das mais diversas áreas de que as organizações bem-sucedidas no século XXI serão

Leia mais

Software de gerenciamento de trabalho

Software de gerenciamento de trabalho Software de gerenciamento de trabalho Software de gerenciamento de trabalho GoalPost O software de gerenciamento de trabalho (LMS) GoalPost da Intelligrated fornece informações sob demanda para medir,

Leia mais

DESENVOLVIMENTO DE FERRAMENTAS GERENCIAIS PARA O PROJETO DO CANTEIRO DE OBRAS

DESENVOLVIMENTO DE FERRAMENTAS GERENCIAIS PARA O PROJETO DO CANTEIRO DE OBRAS DESENVOLVIMENTO DE FERRAMENTAS GERENCIAIS PARA O PROJETO DO CANTEIRO DE OBRAS Sheyla Mara Baptista SERRA Dra., Eng., Professora Adjunto do Departamento de Engenharia Civil da Universidade Federal de São

Leia mais

Gestão da Tecnologia da Informação

Gestão da Tecnologia da Informação TLCne-051027-P0 Gestão da Tecnologia da Informação Disciplina: Governança de TI São Paulo, Outubro de 2012 0 Sumário TLCne-051027-P1 Conteúdo desta Aula Abordar o domínio Adquirir e Implementar e todos

Leia mais

FTAD Formação Técnica em Administração Módulo de Gestão de Materiais ACI Atividade Curricular Interdisciplinar Prof. Gildo Neves Baptista jr

FTAD Formação Técnica em Administração Módulo de Gestão de Materiais ACI Atividade Curricular Interdisciplinar Prof. Gildo Neves Baptista jr FTAD Formação Técnica em Administração Módulo de Gestão de Materiais ACI Atividade Curricular Interdisciplinar Prof. Gildo Neves Baptista jr AULA PASSADA: GESTÃO DE COMPRAS: PROCESSOS DE FORNECIMENTO UMA

Leia mais

TÍTULO: O CRM NA FIDELIZAÇÃO DE CLIENTES EM UMA EMPRESA DE MATERIAL PARA CONSTRUÇÃO

TÍTULO: O CRM NA FIDELIZAÇÃO DE CLIENTES EM UMA EMPRESA DE MATERIAL PARA CONSTRUÇÃO TÍTULO: O CRM NA FIDELIZAÇÃO DE CLIENTES EM UMA EMPRESA DE MATERIAL PARA CONSTRUÇÃO CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS SUBÁREA: ADMINISTRAÇÃO INSTITUIÇÃO: FACULDADE DE AURIFLAMA AUTOR(ES):

Leia mais

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Introdução à Unidade Curricular

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Introdução à Unidade Curricular SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Introdução à Unidade Curricular Material Cedido pelo Prof. Msc. Ângelo Luz Prof. Msc. André Luiz S. de Moraes 2 Materiais Mussum (187.7.106.14 ou 192.168.200.3) Plano de Ensino SISTEMAS

Leia mais

INSTRUMENTOS DE PLANEJAMENTO E CONTROLE FINANCEIRO

INSTRUMENTOS DE PLANEJAMENTO E CONTROLE FINANCEIRO INSTRUMENTOS DE PLANEJAMENTO E CONTROLE FINANCEIRO Sistema de informações gerenciais Sistema de informações gerencial => conjunto de subsistemas de informações que processam dados e informações para fornecer

Leia mais

PROJETO DE REDES www.projetoderedes.com.br

PROJETO DE REDES www.projetoderedes.com.br PROJETO DE REDES www.projetoderedes.com.br Disciplina: Curso de Tecnologia em Redes de Computadores Auditoria e Análise de Segurança da Informação - 4º período Professor: José Maurício S. Pinheiro AULA

Leia mais

SIE - Sistemas de Informação Empresarial. Transação. Fontes: O Brien e Associação Educacional Dom Bosco

SIE - Sistemas de Informação Empresarial. Transação. Fontes: O Brien e Associação Educacional Dom Bosco SIE - Sistemas de Informação Empresarial SPT Sistemas de Processamento de Transação Fontes: O Brien e Associação Educacional Dom Bosco Visão Integrada do Papel dos SI s na Empresa O Brien [ Problema Organizacional

Leia mais

Situação mercadológica hoje: Era de concorrência e competição dentro de ambiente globalizado.

Situação mercadológica hoje: Era de concorrência e competição dentro de ambiente globalizado. TECNICAS E TECNOLOGIAS DE APOIO CRM Situação mercadológica hoje: Era de concorrência e competição dentro de ambiente globalizado. Empresas já não podem confiar em mercados já conquistados. Fusões e aquisições

Leia mais

Agilizando o processo de compras para aumentar a eficiência e comprar melhor

Agilizando o processo de compras para aumentar a eficiência e comprar melhor Agilizando o processo de compras para aumentar a eficiência e comprar melhor Toda empresa privada deseja gerar lucro e para que chegue com sucesso ao final do mês ela precisa vender, sejam seus serviços

Leia mais

3. Processos, o que é isto? Encontramos vários conceitos de processos, conforme observarmos abaixo:

3. Processos, o que é isto? Encontramos vários conceitos de processos, conforme observarmos abaixo: Perguntas e respostas sobre gestão por processos 1. Gestão por processos, por que usar? Num mundo globalizado com mercado extremamente competitivo, onde o cliente se encontra cada vez mais exigente e conhecedor

Leia mais

Sistemas de Informação Empresarial. Gerencial

Sistemas de Informação Empresarial. Gerencial Sistemas de Informação Empresarial SIG Sistemas de Informação Gerencial Visão Integrada do Papel dos SI s na Empresa [ Problema Organizacional ] [ Nível Organizacional ] Estratégico SAD Gerência sênior

Leia mais

Unidade II GERENCIAMENTO DE SISTEMAS. Prof. Roberto Marcello

Unidade II GERENCIAMENTO DE SISTEMAS. Prof. Roberto Marcello Unidade II GERENCIAMENTO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Prof. Roberto Marcello SI Sistemas de gestão A Gestão dos Sistemas Integrados é uma forma organizada e sistemática de buscar a melhoria de resultados.

Leia mais

ERP. Planejamento de recursos empresariais

ERP. Planejamento de recursos empresariais ERP Enterprise Resource Planning Planejamento de recursos empresariais ERP Enterprise Resource Planning -Sistema de Gestão Empresarial -Surgimento por volta dos anos 90 -Existência de uma base de dados

Leia mais

Fábrica de Software 29/04/2015

Fábrica de Software 29/04/2015 Fábrica de Software 29/04/2015 Crise do Software Fábrica de Software Analogias costumam ser usadas para tentar entender melhor algo ou alguma coisa. A idéia é simples: compara-se o conceito que não se

Leia mais

OS DADOS GERALMENTE OU SÃO INSUFICIENTES OU ABUNDANTES. PARA PROCESSAR O GRANDE VOLUME DE DADOS GERADOS E TRANSFORMÁ-LOS EM INFORMAÇÕES VÁLIDAS

OS DADOS GERALMENTE OU SÃO INSUFICIENTES OU ABUNDANTES. PARA PROCESSAR O GRANDE VOLUME DE DADOS GERADOS E TRANSFORMÁ-LOS EM INFORMAÇÕES VÁLIDAS O ADMINISTRADOR EM SUAS TAREFAS DIÁRIAS AJUSTA DADOS OS DADOS GERALMENTE OU SÃO INSUFICIENTES OU ABUNDANTES. 1.EXCESSO DE DADOS DISPENSÁVEIS 2. ESCASSEZ DE DADOS RELEVANTES NECESSITA DE SISTEMAS DE INFORMAÇÕES

Leia mais

Unidade II GESTÃO DAS INFORMAÇÕES. Prof. Me. Léo Noronha

Unidade II GESTÃO DAS INFORMAÇÕES. Prof. Me. Léo Noronha Unidade II GESTÃO DAS INFORMAÇÕES ORGANIZACIONAIS Prof. Me. Léo Noronha Objetivos Informação estratégica Sistema de informações como fonte de vantagem competitiva (VC) Conceito de informação estratégica

Leia mais

Gestão de Armazenamento

Gestão de Armazenamento Gestão de Armazenamento 1. Introdução As organizações estão se deparando com o desafio de gerenciar com eficiência uma quantidade extraordinária de dados comerciais gerados por aplicativos e transações

Leia mais

SIMPLIFICAÇÃO DE PROCESSOS

SIMPLIFICAÇÃO DE PROCESSOS SIMPLIFICAÇÃO DE PROCESSOS 1 FINALIDADE DO PROJETO ESTRATÉGICO Simplificar e padronizar os processos internos, incrementando o atendimento ao usuário. Especificamente o projeto tem o objetivo de: Permitir

Leia mais

Solução Integrada para Gestão e Operação Empresarial - ERP

Solução Integrada para Gestão e Operação Empresarial - ERP Solução Integrada para Gestão e Operação Empresarial - ERP Mastermaq Softwares Há quase 20 anos no mercado, a Mastermaq está entre as maiores software houses do país e é especialista em soluções para Gestão

Leia mais

Sistema de Informação Gerencial SIG

Sistema de Informação Gerencial SIG Sistema de Informação Gerencial SIG O SIG abrange a empresa Estratégico Tático Operacional Conceitos Básicos: DADO: Qualquer elemento identificado em sua forma bruta que, por si só, não conduz a compensação

Leia mais

SISTEMAS DE GESTÃO - ERP

SISTEMAS DE GESTÃO - ERP A IMPORTÂNCIA DA CONSULTORIA NA SELEÇÃO / IMPLANTAÇÃO DE SISTEMAS DE GESTÃO - ERP Alinhamento das expectativas; O por que diagnosticar; Fases do diagnóstico; Critérios de seleção para um ERP; O papel da

Leia mais

SISTEMAS DE NEGÓCIOS B) INFORMAÇÃO GERENCIAL

SISTEMAS DE NEGÓCIOS B) INFORMAÇÃO GERENCIAL 1 SISTEMAS DE NEGÓCIOS B) INFORMAÇÃO GERENCIAL 1. SISTEMAS DE INFORMAÇÃO GERENCIAL (SIG) Conjunto integrado de pessoas, procedimentos, banco de dados e dispositivos que suprem os gerentes e os tomadores

Leia mais

Estudo de Viabilidade

Estudo de Viabilidade Estudo de Viabilidade PGE: Plastic Gestor Empresarial Especificação de Requisitos e Validação de Sistemas Recife, janeiro de 2013 Sumário 1. Motivação... 1 2. Introdução: O Problema Indentificado... 2

Leia mais

E-business: Como as Empresas Usam os Sistemas de Informação

E-business: Como as Empresas Usam os Sistemas de Informação Capítulo 2 E-business: Como as Empresas Usam os Sistemas de Informação 2.1 2007 by Prentice Hall OBJETIVOS DE ESTUDO Identificar e descrever as principais características das empresas que são importantes

Leia mais

Tecnologia e Sistemas de Informações

Tecnologia e Sistemas de Informações Universidade Federal do Vale do São Francisco Tecnologia e Sistemas de Informações Prof. Ricardo Argenton Ramos Aula 3 Componentes de SIs Pessoas SI Organiz. Unidades que exercem diferentes funções, tais

Leia mais

Teoria Geral de Sistemas. Késsia R. C. Marchi

Teoria Geral de Sistemas. Késsia R. C. Marchi Teoria Geral de Sistemas Késsia R. C. Marchi Informação e Sistema Abordagem Sistêmica As pessoas empregam a palavra sistema em muitas situações cotidianas, por exemplo: O sistema eletrônico de votação...

Leia mais

Conceitos. - Sistema de Informação, Estruturas e Classificação. - Dados x Informações. Edson Almeida Junior www.edsonalmeidajunior.com.

Conceitos. - Sistema de Informação, Estruturas e Classificação. - Dados x Informações. Edson Almeida Junior www.edsonalmeidajunior.com. Conceitos - Sistema de Informação, Estruturas e Classificação - Dados x Informações Edson Almeida Junior www.edsonalmeidajunior.com.br Definição de Sistema Uma coleção de objetos unidos por alguma forma

Leia mais

Operação do Sistema Logístico

Operação do Sistema Logístico Operação do Sistema Logístico Prof. Ph.D. Cláudio F. Rossoni Engenharia Logística II Objetivo Entender que, possuir um excelente planejamento para disponibilizar produtos e serviços para os clientes não

Leia mais

Estratégias em Tecnologia da Informação. Planejamento Estratégico Planejamento de TI

Estratégias em Tecnologia da Informação. Planejamento Estratégico Planejamento de TI Estratégias em Tecnologia da Informação Capítulo 7 Planejamento Estratégico Planejamento de TI Material de apoio 2 Esclarecimentos Esse material é de apoio para as aulas da disciplina e não substitui a

Leia mais

Proposta Comercial. Empresa «Nome_da_empresa» Solução BPO Business Process Outsourcing. Número Proposta «Numero_Proposta» - «Versao»

Proposta Comercial. Empresa «Nome_da_empresa» Solução BPO Business Process Outsourcing. Número Proposta «Numero_Proposta» - «Versao» Proposta Comercial Empresa «Nome_da_empresa» Solução BPO Business Process Outsourcing Número Proposta «Numero_Proposta» - «Versao» Data 14 de setembro de 2012 Preparado para: «Nome» «Sobrenome» 1. Objetivo

Leia mais

SISTEMAS DE GESTÃO São Paulo, Janeiro de 2005

SISTEMAS DE GESTÃO São Paulo, Janeiro de 2005 SISTEMAS DE GESTÃO São Paulo, Janeiro de 2005 ÍNDICE Introdução...3 A Necessidade do Gerenciamento e Controle das Informações...3 Benefícios de um Sistema de Gestão da Albi Informática...4 A Ferramenta...5

Leia mais

REFLEXÃO. (Warren Bennis)

REFLEXÃO. (Warren Bennis) RÉSUMÉ Consultora nas áreas de Desenvolvimento Organizacional e Gestão de Pessoas; Docente de Pós- Graduação; Coaching Experiência de mais de 31 anos na iniciativa privada e pública; Doutorado em Administração;

Leia mais

www.projetode redes.co m.br www.redesde com p uta dores. com. br

www.projetode redes.co m.br www.redesde com p uta dores. com. br Outras Apostilas em: www.projetode redes.co m.br www.redesde com p uta dores. com. br Centro Universitário Geraldo di Biase 1. Sistemas, Processos e Informações Ao observarmos o funcionamento de um setor

Leia mais

ESTUDOS PARA IMPLEMENTAÇÃO DE SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE EM UMA EMPRESA DE CONSULTORIA EM ENGENHARIA CIVIL

ESTUDOS PARA IMPLEMENTAÇÃO DE SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE EM UMA EMPRESA DE CONSULTORIA EM ENGENHARIA CIVIL ESTUDOS PARA IMPLEMENTAÇÃO DE SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE EM UMA EMPRESA DE CONSULTORIA EM ENGENHARIA CIVIL ANA LAURA CANASSA BASSETO (UTFPR) alcanassa@hotmail.com Caroline Marqueti Sathler (UTFPR)

Leia mais