N.º 45. maio. Instituto Nacional de Estatística Statistics Portugal

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "N.º 45. maio. Instituto Nacional de Estatística Statistics Portugal"

Transcrição

1 N.º 45 maio 2013 Instituto Nacional de Estatística Statistics Portugal

2 ficha técnica Editor Instituto Nacional de Estatística, I.P. Av. António José de Almeida Lisboa, Portugal Telefone: Fax: Presidente do Conselho Diretivo Alda de Caetano Carvalho Design e composição Instituto Nacional de Estatística, I.P. ISSN INE, I.P., Lisboa Portugal, 2013 A reprodução de quaisquer páginas desta obra é autorizada, exceto para fins comerciais, desde que mencionando o INE, I.P., como autor, o título da obra, o ano de edição, e a referência Lisboa-Portugal

3 índice Em Foco O estado da arte da Economia Social Resultados da Conta Satélite da Economia Social 2010 e do Inquérito ao Trabalho Voluntário Notícias do INE 78.º aniversário do Instituto Nacional de Estatística Sessão SPE-CEAUL comemorativa do Ano Internacional da Estatística Estatísticas da Comunidade de Países de Língua Portuguesa Destaques com perfis de informação O INE com o ALEA na Universidade de Aveiro Notícias da Rede Ponto de Acesso à RIIBES na Universidade da Beira Interior Entrevista com Joana Dias, Coordenadora do Ponto de Acesso Palavra de utilizador Publicações mais recentes Esta Folha Informativa foi elaborada segundo as regras do novo acordo ortográfico e da linguagem inclusiva 03

4 pontos de acesso Escola Superior de Enfermagem do Porto Instituto Politécnico da Guarda Instituto Politécnico de Beja Instituto Politécnico de Bragança Instituto Politécnico de Bragança-Mirandela Instituto Politécnico de Castelo Branco Instituto Politécnico de Leiria Instituto Politécnico de Portalegre Instituto Politécnico de Santarém Instituto Politécnico de Setúbal Instituto Politécnico de Viana do Castelo Instituto Politécnico de Viseu Instituto Português de Administração de Marketing - Aveiro Instituto Português de Administração de Marketing - Lisboa} Instituto Português de Administração de Marketing - Porto Instituto Superior da Maia Instituto Superior de Contabilidade e Administração de Lisboa ISCTE - Instituto Universitário de Lisboa Instituto Superior de Economia e Gestão Instituto Superior de Estatística e Gestão de Informação Instituto Superior de Línguas e Administração Universidade da Beira Interior Universidade de Aveiro Universidade de Coimbra Universidade de Évora Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro Universidade do Algarve Universidade do Minho Universidade do Porto - Faculdade de Economia Universidade do Porto - Faculdade de Letras Universidade Lusíada de Vila Nova de Famalicão

5 em foco O estado da arte da Economia Social em Portugal A verdadeira generosidade para com o futuro consiste em dar tudo pelo presente Albert Camus Como um relógio suíço! Dito e feito! Anunciava a Folha Informativa (FI) n.º 43, de janeiro, que os resultados finais da Conta Satélite da Economia Social (CSES) estariam concluídos no fim do primeiro trimestre deste ano. Aliás, aquela FI dedicou o seu espaço Em Foco à Economia Social, no âmbito da apresentação dos resultados preliminares da CSES, disponibilizando a ligação à sua informação, acessível no Portal do INE sob as formas de Destaque e de Quadros de Indicadores. Em 2012, quase um milhão e 40 mil voluntárias/os em Portugal Cumprido o previsto, foi então possível anunciar publicamente os resultados da CSES 2010 e do Inquérito ao Trabalho Voluntário 2012 numa Sessão de Apresentação, promovida pela Cooperativa António Sérgio para a Economia Social e pelo INE, que teve lugar em Lisboa, na sede deste Instituto, no passado dia 18 de abril. De modo a permitir uma partilha ampla e transparente de informação relevante com todas/os as/os utilizadoras/es, o INE disponibiliza no seu Portal o acesso (para consulta ou download) aos conteúdos das apresentações que foram proferidas na referida Sessão, na área de Eventos (Realizados). (cont.) 05

6 Ainda no Portal, e associado aos referidos resultados, poderá aceder: Ao Destaque intitulado: Um pouco mais que 1 em cada 10 residentes em idade ativa efetuou voluntariado em 2012 A Quadros de indicadores na área dedicada às Contas Nacionais - secção das Contas Satélite Conta Satélite da Economia Social e Trabalho Voluntário 2012 (cont.) 06

7 À Publicação intitulada Conta Satélite da Economia Social 2010 A publicação disponibiliza os resultados do projeto-piloto da Conta Satélite da Economia Social (CSES) para o ano 2010 e do Inquérito ao Trabalho Voluntário 2012 sob a forma de um módulo anexo ao Inquérito ao Emprego, no 3º trimestre de A caracterização da Economia Social em Portugal baseou-se na análise, por tipo de atividade, do número de entidades (universo) e dos agregados macroeconómicos das organizações da Economia Social. Organizada em quatro capítulos, apresenta, no primeiro, os principais indicadores da CSES, as suas especificidades e o posicionamento da Economia Social na economia nacional e na União Europeia. Para um estudo mais detalhado, segmentou-se a informação por grupos de entidades da Economia Social: Cooperativas, Mutualidades, Misericórdias, Fundações e Associações e outras organizações da Economia Social, tendo sido elaborado ainda um estudo para as Instituições Particulares de Solidariedade Social (IPSS). Foram, assim, apuradas subcontas da Conta Satélite da Economia Social para 2010 para cada um destes grupos. O segundo capítulo apresenta os principais resultados do Inquérito piloto ao Trabalho Voluntário 2012, enquanto o terceiro, atribuído às conclusões, sumariza os principais resultados obtidos nos dois capítulos anteriores. O quarto capítulo apresenta as referências metodológicas seguidas na compilação da CSES, nomeadamente os conceitos, as nomenclaturas e a descrição da metodologia geral de compilação, e inclui também notas metodológicas referentes ao Inquérito piloto ao Trabalho Voluntário Resumo de alguns dos principais resultados. Em termos de dimensão relativa do setor, em 2010 o Valor Acrescentado Bruto (VAB) da Economia Social representou 2,8% do VAB nacional total e 5,5% do emprego remunerado (equivalente a tempo completo ETC); A remuneração média (por ETC) nas OES correspondeu a 83,1% da média nacional, embora apresentando uma dispersão significativa; Das unidades consideradas no âmbito da Economia Social em 2010, as Associações e outras OES representavam 94,0%, sendo responsáveis por 54,1% do VAB e 64,9% do emprego (ETC remunerado). As Cooperativas constituíam o segundo grupo de entidades da Economia Social com maior peso relativo, em termos do número de unidades, VAB e remunerações; Perto de metade (48,4%) das OES exerciam atividades na área da cultura, desporto e recreio, mas o seu peso em termos de VAB e emprego remunerado (ETC) era relativamente diminuto (6,8% e 5,4%, respetivamente); 07

8 A ação social gerou 41,3% do Valor Acrescentado Bruto (VAB) das OES, sendo responsável por 48,6% do emprego remunerado (ETC); Em 2010, o setor da Economia Social registou uma necessidade líquida de financiamento de 570,7 milhões de euros. Contudo, as Cooperativas (fundamentalmente devido às que se integram na área financeira), Mutualidades e Fundações da Economia Social apresentaram capacidade líquida de financiamento; Os recursos das OES foram fundamentalmente gerados pela produção (62,8%) e por outras transferências correntes e outros subsídios à produção (23,8%). As despesas das OES consistiram, principalmente, em consumo intermédio (31,4%), remunerações (26,8%) e transferências sociais (24,3%); Em 2010, existiam Instituições Particulares de Solidariedade Social (IPSS). Estas representaram 50,1% do VAB, 42,6% das remunerações e 38,2% da necessidade líquida de financiamento da Economia Social. E ainda Algumas conclusões relativas à caracterização do Voluntariado em Portugal (em 2012) baseada nos resultados do Inquérito piloto ao Trabalho Voluntário 2012 que teve por objetivo descrever o trabalho voluntário nacional em termos sociodemográficos, fazer o seu enquadramento regional, aferir o tipo de tarefas realizadas e quantificar o número de horas dedicadas. Em 2012, 11,5% da população residente com 15 ou mais anos participou em pelo menos uma atividade formal e/ou informal de trabalho voluntário, o que representou quase 1 milhão e 40 mil voluntários; Comparando a proporção de voluntários com determinadas características com a população residente com características idênticas (taxa de voluntariado), foi possível concluir que a taxa de voluntariado feminina foi superior à masculina (12,7% vs. 10,3%); Considerando a idade dos indivíduos voluntários, verificaram-se os seguintes valores para a taxa de voluntariado: 11,6% no escalão dos anos, 13,1% na faixa dos 25-44, 12,7% no escalão dos anos. Apenas no último escalão etário a taxa de voluntariado foi inferior: 7,3% dos residentes com 65 ou mais anos participaram em ações de voluntariado; De uma maneira geral, a taxa de voluntariado aumentou com o nível de escolaridade. A taxa mais baixa foi observada nos voluntários sem nenhum nível de escolaridade (3,5%). A maior taxa foi observada nos indivíduos com níveis de escolaridade mais elevados: 21,3%; (cont.) 08

9 Sistematizando as observações sociodemográficas, foi possível definir um perfil sintético do voluntário : nas atividades de trabalho voluntário formal, destacaram-se os indivíduos mais jovens, desempregados e com níveis de escolaridade mais elevados; predominaram as mulheres e indivíduos solteiros. Nas atividades de trabalho voluntário informal, prevaleceram pessoas com mais idade e com maiores níveis de escolaridade, verificando-se uma maior taxa de voluntariado dos indivíduos desempregados e, também, maior proporção de indivíduos divorciados/separados; O trabalho voluntário formal de homens e mulheres apresentou características diferenciadas. Observou-se uma predominância feminina no âmbito do apoio social (48,5% vs. 36,3%) e masculina nas atividades de organizações desportivas, culturais e recreativas (33,2% vs. 14,1%); Nas taxas de voluntariado por NUTS II, observou-se que duas regiões apresentaram taxas de voluntariado acima da média do país (11,5%): a região Centro e a região de Lisboa, com 12,3% e 12,0%, respetivamente. As taxas de voluntariado mais baixas tiveram lugar nas R.A. da Madeira (10,1%) e dos Açores (8,8%); Valorizando o trabalho voluntário, utilizando como referência metodologias internacionais que recomendam o cost replacement, ou seja, a imputação de um salário (um salário por ocupação profissional, salário de apoio social ou, mesmo, o salário mínimo), estimou-se que o trabalho voluntário tenha atingido, em 2012, um valor na ordem de 1% do Produto Interno Bruto (PIB); O Inquérito ao Trabalho Voluntário permitiu, adicionalmente, determinar o trabalho voluntário afeto à Economia Social em Utilizando como referência o emprego total da Economia Social (expresso em ETC) em 2010, foi possível observar que o trabalho voluntário na Economia Social correspondeu a cerca de 40% do primeiro, o que confirma a importância deste recurso para as OES. In publicação Conta Satélite da Economia Social

10 A Economia Social é uma alavanca importante para o progresso do país No encerramento da Sessão de apresentação da CSES 2010 e do Inquérito ao Trabalho Voluntário2012, o Secretário de Estado da Solidariedade e Segurança Social, Marco António Costa, declarou que «estamos a descobrir a força da sociedade portuguesa que se manifesta por via deste sector», acrescentando que «esta força tem uma dimensão múltipla: social, solidária, humanista e económica», sendo «uma alavanca importante para o progresso do País». Uma Conta Satélite com impacto no próximo Fundo Europeu de Investimento Referindo que «a partir de hoje, não será mais possível ignorar a força da economia social, a sua importância estratégica e determinação para o desenvolvimento económico completo do País», o Secretário de Estado sublinhou que «esta conta satélite veio revelar, de forma inequívoca, factos extraordinários que servirão de apoio à negociação do futuro Fundo Europeu de Investimento». Sabia que Na publicação Estatísticas do Emprego 1.º trimestre de 2013, o Tema em análise incide justamente sobre o trabalho voluntário em 2012? Encontra mais pormenores em Publicações mais recentes. Tome nota! Plano Nacional de Voluntariado aprovado em Maio Associado à problemática do trabalho voluntário, foi recentemente aprovado o Plano Nacional de Voluntariado em Diário da República, 1.ª série N.º 88 8 de maio de 2013, Resolução do Conselho de Ministros n.º 29/2013, em cujo Eixo 3 o INE é visado. 10

11 Notícias do INE 78.º aniversário do Instituto Nacional de Estatística In illo tempore «As funções de notação, elaboração, publicação e comparação dos elementos estatísticos referentes aos aspetos da vida portuguesa que interessam à Nação, ao Estado ou à ciência, pertencem ao Instituto Nacional de Estatística.» Assim rezava a Lei n.º 1911, de 23 de maio, pela qual foi criado o INE, sucessor e herdeiro da Direção Geral de Estatística que, por sua vez, sucedeu à Direção Geral de Estatística e Fiscalização das Sociedades Anónimas que, por sua vez, sucedeu à Direção Geral de Estatística e dos Próprios Nacionais Este percurso da atividade estatística em Portugal é apresentado e ilustrado no capítulo 3 da publicação Guardar o Tempo: mostra histórica de documentos, «pensada e preparada não só para celebrar o 78.º aniversário do Instituto Nacional de Estatística, mas também para celebrar a longa história da produção de documentos estatísticos em Portugal.» A singularidade e a riqueza desta publicação única justificam uma abordagem mais desenvolvida no próximo número desta Folha Informativa. No âmbito da celebração do 78.º aniversário do INE, esteve patente no átrio do Edíficio Sede do Instituto a exposição itinerante Explorística (abordada na edição anterior da FI). Recordamos que se trata de uma iniciativa da Sociedade Portuguesa de Estatística, apoiada pela Ciência Viva e pelo Projeto ALEA (de que o INE é um dos promotores), e que foi concebida para transmitir, de forma prática e experimental, alguns conceitos da Estatística e das Probabilidades. 11

12 Sessão SPE-CEAUL Comemorativa do Ano Internacional da Estatística A convite da Sociedade Portuguesa de Estatística e do Centro de Estatística e Aplicações da Universidade de Lisboa, o INE esteve representado pela sua Presidente do Conselho Diretivo, Alda de Caetano Carvalho, na Sessão promovida no passado dia 24 de maio por aquelas entidades para o lançamento de uma emissão filatélica (em colaboração com os CTT), alusiva ao Ano Internacional da Estatística Statistics Precisa de informação sobre os países de língua portuguesa? Estatísticas da CPLP 2012 Boas notícias para quem precisa de conhecer a realidade socioeconómica da Comunidade de Países de Língua Portuguesa (CPLP). Uma publicação única, intitulada Estatísticas da CPLP 2012, disponibiliza informação sob a forma de dados e indicadores estatísticos e breves análises organizada em dezanove capítulos que retratam as várias vertentes das áreas da população, do território e do ambiente, das atividades socioeconómicas e das Contas Nacionais dos países membros da CPLP Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste com base nas suas estatísticas oficiais para o período de

13 Esta publicação, disponível em formato PDF no Portal do INE e também em CD-ROM, dá continuidade aos dados estatísticos constantes nas duas anteriores edições (1998 e 2004), propiciando uma análise evolutiva das variáveis disponibilizadas sobre diversas áreas de atividade. Importante projeto de cooperação internacional sob a égide do INE De referir que esta edição constitui um projeto, executado pelo INE de Portugal em estreita parceria com o INE de Moçambique, que foi iniciado em setembro de No entanto, a sua concretização só se tornou possível com o apoio e a colaboração dos Institutos Nacionais de Estatística de todos os países membros da CPLP, cujos pontos focais disponibilizaram e/ou confirmaram as informações estatísticas da presente publicação. Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe Timor-Leste......nesta fotografia estatística! Conhecer a informação antes das notícias? Toda a informação que é necessário conhecer em Destaques: uma fonte cada vez mais imprescindível Decerto já se apercebeu do interesse que os Destaques do INE, disponibilizados em área central do seu Portal, despertam na comunicação social e na sociedade em geral. Quase diariamente o INE divulga neles os primeiros resultados de diferentes operações estatísticas que abarcam todas as áreas do quadro de vida. Eles resumem de forma clara a informação apurada e as suas principais conclusões, sem esquecer a metainformação necessária para as tornar mais facilmente compreendidas. Eis, pois, por que são um sucesso, e as/os suas/eus utilizadoras/es são não apenas jornalistas a quem essencialmente se destinam e que os consideram um importante recurso, mas também estudantes, professoras/es, agentes de desenvolvimento e, claro, todas/os aquelas/es que querem ampliar o seu conhecimento. E são cada vez mais, a favor de um exercício cívico mais amplo e consistente. 13

14 INE marca dias especiais Com perfis de informação Mas há Destaques diferentes daqueles. Uns que marcam etapas da vida institucional que importa partilhar e outros que oferecem perfis de informação que, podendo socorrer-se de dados já divulgados, sistematizam uma determinada realidade que se pretende colocar em evidência ou propiciam uma visão mais aprofundada sobre objetos ou fenómenos mais específicos que, contudo, não deixam de ter um interesse geral. É neste segundo tipo de Destaques que cabem todos aqueles que foram produzidos para assinalar e ajudar a contextualizar dias comemorativos. E é sobre os que foram divulgados nos últimos dois meses que vamos centrar a nossa atenção. Todos eles têm por base os resultados definitivos dos Censos Todos eles revelam novos paradigmas sociais. E, portanto, todos eles são úteis para conhecer as dinâmicas sociais do nosso País e desenhar tendências. E quem não quer conhecê-las? Sob a égide dos Censos 2011 Dia da Comunidade Luso-Brasileira (22 de abril) Comunidade brasileira é a maior comunidade estrangeira em Portugal De acordo com os Censos 2011, na última década a comunidade brasileira cresceu 244,5%, tornando-se a maior comunidade estrangeira a residir em Portugal. Em 2001, ocupava a 7.ª posição. A comunidade brasileira é uma das mais jovens comunidades estrangeiras e vive maioritariamente na região de Lisboa. Caracteriza-se por ser predominantemente feminina 58% da comunidade brasileira são mulheres, contra 47% em 2001 e possuir o ensino secundário. Mais de metade da população brasileira (57,0%) vive em união conjugal formalizada através do casamento ou união de facto. Destas uniões conjugais, 36% envolvem cidadãs/ãos portugueses. Entre 2001 e 2011, o número de cidadãs/ãos brasileiras/os a residir em Portugal mais do que triplicou. À data dos Censos 2011 (21 de março de 2011) residiam no país cidadãs/ãos de nacionalidade brasileira, representando 27,8% do universo de estrangeiras/os a residir em Portugal. Divulgado em 19 de abril de

15 Dia da Mãe (5 de Maio) O retrato da mãe que vive com os filhos A idade das mães ao nascimento do primeiro filho tem vindo a aumentar. Em 2001 era-se mãe pela primeira vez, em média, aos 26,8 anos, ao passo que, em 2011, a maternidade, em média, surge mais tarde, só aos 29,2 anos. Em Portugal, mães viviam com os filhas/os à data dos Censos A idade média destas mães era de 45,6 anos. Na sua maioria eram casadas e viviam com 1,5 filhos, em média. Cerca de 74,7% das mães vivia em núcleos familiares de casal só com filhas/os comuns. Na última década, registou-se um aumento assinalável (+36,1%) de núcleos familiares monoparentais, em que as/os filhas/os vivem com a mãe. No mesmo período, assistiu-se ao aumento dos núcleos familiares reconstituídos, com filhos de relacionamentos conjugais anteriores. Em 47,9% destes núcleos existiam filhos apenas da mãe. Divulgado em 03 de maio 2013 Dia Internacional da Família (15 de maio) Como são as famílias em Portugal e que riscos económicos enfrentam Em Portugal, as famílias são hoje mais e têm menor dimensão média, em consequência do aumento do número das famílias unipessoais e da redução do número de famílias numerosas, indicam os resultados dos Censos As pessoas que vivem sós são sobretudo idosas/os e mulheres, dois grupos que o Inquérito às condições de vida e rendimento identifica como sendo particularmente afetados pelo risco de pobreza. Também as famílias com crianças dependentes, em particular as famílias numerosas e as famílias monoparentais, são afetadas por riscos de pobreza e intensidade da pobreza elevados. Em 2011, 3,1% das pessoas que viviam em agregados familiares e 8,4% das pessoas pobres não tinham capacidade para ter uma refeição de carne ou peixe pelo menos de 2 em 2 dias. Cerca de ¼ das pessoas e quase metade das que viviam em agregados em risco de pobreza referiram que não tinham meios para manter a casa adequadamente aquecida. De notar que 42% das pessoas com anos em risco de pobreza em 2010 referiram ter vivido, enquanto adolescentes, em famílias cuja situação financeira consideravam ser má ou muito má; 55,7% referiram ter vivido numa família com dificuldades financeiras para fazer face a despesas necessárias. Divulgado em 14 de maio de

16 O INE na Universidade de Aveiro Objetivo: promover o ALEA no âmbito das Competições Nacionais do PmatE 2013 O INE esteve presente na Universidade de Aveiro, pelo 6.º ano consecutivo, com o Espaço ALEA durante as Competições Nacionais do Projeto Matemática Ensino (PmatE), que decorreram entre os dias 22 e 24 de abril. Aveiro em abril, alunos mil! Durante três dias, o Espaço ALEA recebeu centenas de alunas/os (e suas/seus professoras/es) que, apoiadas/os por colaboradoras do INE, contactaram com os múltiplos recursos e conteúdos existentes no site do Projeto ALEA Ação Local de Estatística Aplicada. As/os alunos puderam, ainda, competir com base no jogo Estatística Trivial, disponível na área Estatística Divertida do site, nos 20 computadores existentes num amplo espaço disponibilizado para este efeito. Eis um exemplo tirado do 1.º tema: E a resposta certa é... pois... não devemos revelá-la aqui, mas no Portal do INE encontra-se a maioria das respostas! É uma forma estimulante de iniciar os estudantes na pesquisa de fontes fidedignas de informação estatística. Foram literalmente dias em cheio, em que conhecimento e diversão fundamental nos grupos etários especialmente visados pelo Projeto ALEA andaram sempre de mãos dadas, a favor da literacia estatística. 16

17 Notícias da Rede Ponto de Acesso (PA) à RIIBES na Universidade da Beira Interior Scientia et labore altiora petimus (pelo conhecimento e pelo trabalho aspiramos às coisas mais elevadas), eis o lema da UBI! «( ) Uma parte essencial dos recursos humanos da UBI é constituída pelos nossos alunos. É preciso que eles sintam que a missão da Universidade passa, em larga medida, por lhes proporcionar uma formação global, que os dote de competências científicas e técnicas, mas também sociais e relacionais, desenvolvendo o seu sentido de cidadania, preparando-os para um mundo e um mercado de trabalho sem fronteiras.( )» João António de Sampaio Rodrigues Queiroz Reitor da UBI In Apresentação - Mensagem do Reitor - A UBI no Século XXI ( Atualmente, a UBI acolhe mais de 6 mil alunos, distribuídos por cinco faculdades: Ciências, Engenharia, Ciências sociais e humanas, Artes e letras e Ciências da saúde. Ancorado ao lema e aos valores que norteiam a UBI, assim desenvolve o Ponto de Acesso (PA) desta universidade a sua intensa atividade. É que servir bem uma comunidade académica, extensa em número e em diversidade, distribuída por cinco faculdades, não é tarefa fácil. 17

18 Afinal, para além da necessidade de conhecer as necessidades diferenciadas das/os utilizadoras/es, haverá que adequar às mesmas a informação existente, propiciando e atualizando os conhecimentos necessários sobre recursos e ferramentas, de forma a que o acesso ao manancial de informação estatística disponível no PA ocorra de forma simples e rápida. Mostrar a informação disponível que é muita e pertinente, como chegar até ela, como interpretá-la, como associá-la a outra para acrescentar valor, constitui um apoio precioso dado pelo PA a quem dele necessita para desenvolver, contextualizar ou fundamentar os seus trabalhos, projetos, teses e decisões. E quem, hoje em dia, pode dispensar a informação estatística oficial disponibilizada pelo INE e pelo Eurostat? Joana Dias, Coordenadora do PA Cientes do importante papel do PA no seio da UBI, e mesmo junto das comunidades e demais instituições locais, estão a coordenadora, Dr.ª Joana Dias, e a sua equipa, que, dia após dia, se encarregam diligentemente de potenciar e expandir o valor deste importante recurso na cada vez mais exigente sociedade da informação e do conhecimento. Folha Informativa (FI): Da criação do PA até ao momento presente, o que mudou mais? Joana Dias: Desde o início da instalação do PA na UBI que se alterou o modo de acesso a este serviço, devido à facilidade/disponibilidade de informação estatística adequada às necessidades da comunidade académica. Os utilizadores recorrem cada vez mais ao suporte eletrónico, nomeadamente ao Portal do INE, sem necessidade de utilizarem o PA instalado na Biblioteca Central. Este facto faz com que qualquer biblioteca da UBI se converta num potencial PA. 18

19 FI: Quais as principais ações desenvolvidas/a desenvolver para dar a conhecer o PA aos públicos interno e externo? Joana Dias: Temos desenvolvido múltiplas ações de divulgação do espaço onde se encontra o PA, nomeadamente através de sinalética adequada e no desdobrável informativo dos Serviços de Documentação. Também na página da UBI e dos Serviços de Documentação o mesmo está destacado por via do respetivo logotipo. Paralelamente, são enviados com regularidade s, cartazes editados pelo INE e flyers, destinados não apenas às diferentes Faculdades da UBI mas também a diversos estabelecimentos de ensino da região. Com alguma periodicidade, organizamos sessões de formação e esclarecimento, junto do nosso posto de informação, a pequenos grupos de utilizadores, incentivando-os à pesquisa de informação e recolha de dados. Em outubro de 2012, conjuntamente com o INE, foi realizada uma ação de formação na Faculdade das Ciências Sociais e Humanas, que resultou proveitosa para a maioria dos presentes. No âmbito de dinamização do PA, estamos já a preparar nova sessão para Divulgação periódica do PA na UBI e no exterior Sessões de formação para grupos diferenciados de utilizadoras/es FI: Quais são os produtos/serviços mais procurados pelas/os utilizadoras/es (quem são elas/ eles)? Para que efeitos? Joana Dias: A pesquisa no PA é realizada, na sua maioria, por alunas/os e professoras/es das áreas de sociologia, economia e gestão, engenharia civil e arquitetura, mas também por utilizadoras/es oriundas/os de outras áreas do saber, que têm ao seu dispor equipamento específico para recolha seletiva de informação. Esporadicamente, recorrem ao PA cidadãs/ãos sem vínculo à comunidade académica. População e Ambiente constituem os temas de eleição A procura de informação estatística incide, essencialmente, nos temas da população e demografia, sobretudo nos censos, e em informação sobre o ambiente. Atendendo ao interesse que as publicações O Território e As Pessoas despertam na nossa comunidade, procedemos à sua distribuição, assim como à divulgação assídua dos Destaques do INE referentes a temáticas diversas. 19

20 palavra de... utilizador Consulta ao Portal do INE: «muito importante para a realização do meu trabalho»! Como aluno do Curso de Mestrado Integrado em Arquitetura a frequentar o 4º ano, necessitei de conhecer e fazer um estudo da densidade populacional e das condições de habitabilidade na região, no âmbito da disciplina de Planeamento Urbano e Geografia Humana. Neste âmbito, foi-me muito útil a pesquisa que fiz, e os dados que recolhi no Ponto de Acesso na Biblioteca Central, a fim de elaborar um estudo sobre a densidade populacional do local, tipologias de alojamentos, ocupação e condições de habitabilidade, etc. Esta consulta foi muito importante para a realização do meu trabalho. José Paulo Guerra, Aluno de Arquitetura da UBI Censos 2011 Resultados Definitivos Publicações mais recentes As 7 publicações regionais, com informação a nível de município, obedecem a um formato comum, cuja estrutura assenta em 4 partes: Análise de indicadores de caracterização da população, da família e do parque habitacional, assegurando-se, sempre que possível, a leitura das principais mudanças ocorridas na última década. A análise dos resultados é acompanhada por gráficos e cartogramas; Divulgação do Inquérito de Qualidade aos Censos 2011; Disponibilização de Quadros de apuramentos; Apresentação da Metodologia e dos conceitos associados à operação e aos seus resultados. Região... Centro Autónoma da Madeira Norte Lisboa Algarve Alentejo Autónoma dos Açores 20

21 Empresas em Portugal 2011 Publicações mais recentes (cont.) Apresenta os principais resultados estatísticos que caracterizam o setor empresarial português em 2011, de acordo com a Classificação Portuguesa das Atividades Económicas, Revisão 3. Estruturada em 3 capítulos, a publicação aborda, no primeiro, a dinâmica empresarial recorrendo a indicadores demográficos sobre empresas, com especial destaque para as suas taxas de natalidade e sobrevivência, reservando para o segundo capítulo a análise do setor empresarial não financeiro, enquanto se caracteriza, no último, a situação patrimonial das empresas não financeiras. Os dados estatísticos são obtidos a partir do Sistema de Contas Integradas das Empresas (SCIE) que, por resultar de um processo de integração da informação estatística sobre empresas, garante a máxima cobertura em termos de unidades empresariais e de variáveis. Exceção De notar que o âmbito de atividade económica considerado compreende as empresas classificadas nas secções A a S da CAE Rev.3, com exceção da secção O (Administração Pública e Defesa; Segurança Social Obrigatória). Estatísticas Demográficas 2011 Apresenta uma análise global da situação demográfica em 2011 e inclui um conjunto de indicadores demográficos relativos ao período , recalculados em função das estimativas revistas da população residente para o mesmo período, com base nos resultados definitivos dos Censos 2011 e A publicação percorre as várias temáticas relativas ao comportamento demográfico da população residente em Portugal, nomeadamente aspetos ligados ao volume e estrutura etária da população, ao crescimento natural e migratório, à natalidade e fecundidade, à mortalidade e esperanças de vida e à formação e dissolução familiar (casamentos e divórcios). De referir que os Quadros estatísticos síntese (capítulo 7) oferecem informação desagregada ao nível de NUTS III e de Município. 21

22 Publicações mais recentes (cont.) Floricultura e Plantas Ornamentais 2012 Disponibiliza informação relevante sobre o setor da floricultura e da produção de plantas ornamentais organizada em três capítulos, analisando-se no primeiro os principais resultados, por NUTS II, do inquérito relativo a este setor (IFPO 2012), recorrendo à comparação, sempre que se afigura pertinente, com a informação apurada no inquérito à floricultura realizado em No segundo capítulo, é apresentado um conjunto de quadros estatísticos com informação desagregada por NUTS II ou município, selecionados de modo a possibilitar uma panorâmica geral sobre o setor. Para uma melhor compreensão dos resultados, são apresentados, no terceiro capítulo, a nota metodológica e os conceitos referentes ao inquérito. Portugal em Números / Portugal in Figures 2011 Brochura bilingue (português e inglês) de interesse relevante para a sociedade em geral por conter informação de síntese sobre Portugal, rápida e facilmente apreendida, organizada em quatro grandes áreas: O Território, As Pessoas, A Atividade económica e O Estado. Estatísticas do Emprego º Trimestre Divulga as principais estimativas (sempre que possível por NUTS II) para: População ativa População empregada População desempregada População inativa Fluxos trimestrais entre estados do mercado de trabalho O Tema em análise, que incide sobre o trabalho voluntário em 2012, é da autoria de Ana Cristina Ramos, Maria José Correia e Eduardo Pedroso, todos do Instituto Nacional de Estatística. 22

23 Publicações mais recentes (cont.) REVSTAT STATISTICAL JOURNAL Volume 11, N.º 1 March 2013 Publicação científica de referência, com edição exclusiva em língua inglesa, consagrada a artigos de elevado interesse científico nas áreas da Probabilidade e da Estatística, que oferecem um contributo para a divulgação de métodos estatísticos inovadores aplicados a problemas reais. Este número é constituído por 6 artigos: Nonparametric Estimation of the Tail-Dependence Coefficient Marta Ferreira Noncentral Generalized Multivariate Beta Type II Distribution K. Adamski, S.W. Human, A. Bekker and J.J.J. Roux Use of Survival Models in a Refinery Sílvia Madeira, Paulo Infante and Filipe Didelet Robust Methods in Acceptance Sampling Elisabete Carolino and Isabel Barão The Skew-Normal Distribution in SPC Fernanda Figueiredo and M. Ivette Gomes Improving SSA Predictions by Inverse Distance Weighting Richard O. Awichi and Werner G. Müller Conta Satélite da Economia Social 2010 Estatísticas da CPLP 2012 Nota: Divulgada no espaço Em Foco Nota: Divulgada em Notícias do INE 23

24

Ponte da Barca, Lurdes Barata

Ponte da Barca, Lurdes Barata Ponte da Barca,.0.0 Lurdes Barata Índice A Economia Social O Universo O sector Cooperativo O COOPJOVEM O enquadramento O que é Para quem Em que condições Os apoios Como funciona O que se pretende/quanto

Leia mais

05 de maio: Dia da Mãe

05 de maio: Dia da Mãe 03 de maio 2013 05 de maio: Dia da Mãe O retrato da Mãe que vive com os filhos A idade das Mães ao nascimento do primeiro filho tem vindo a aumentar. Em 2001 era-se Mãe pela primeira vez aos 26,8 anos.

Leia mais

envelhecimento demográfico

envelhecimento demográfico Em, Portugal manteve a tendência de envelhecimento demográfico A evolução demográfica em caracteriza-se por um ligeiro crescimento da população residente em Portugal (10 463), para o qual foi essencial

Leia mais

A taxa de desemprego situou-se em 10,5% no 4.º trimestre e em 11,1% no ano de 2016

A taxa de desemprego situou-se em 10,5% no 4.º trimestre e em 11,1% no ano de 2016 8 de fevereiro de 217 Estatísticas do Emprego 4.º trimestre de 216 A taxa de desemprego situou-se em 1,5 no 4.º trimestre e em 11,1 no ano de 216 A taxa de desemprego do 4.º trimestre de 216 foi de 1,5.

Leia mais

Comunidade Brasileira é a maior comunidade estrangeira em Portugal

Comunidade Brasileira é a maior comunidade estrangeira em Portugal Dia da Comunidade Luso-Brasileira (22 de Abril) Censos 11 19 de abril de 13 Comunidade Brasileira é a maior comunidade estrangeira em Portugal De acordo com os Censos 11, na última década a comunidade

Leia mais

A taxa de desemprego estimada foi 13,1%

A taxa de desemprego estimada foi 13,1% 5 de novembro de 2014 Estatísticas do Emprego 3º trimestre de 2014 A taxa de desemprego estimada foi 13,1 A taxa de desemprego estimada para o 3º trimestre de 2014 foi de 13,1. Este valor é inferior em

Leia mais

Taxa de desemprego de 17,7%

Taxa de desemprego de 17,7% 9 de maio de 2013 Estatísticas do Emprego 1º trimestre de 2013 Taxa de desemprego de 17,7% A taxa de desemprego estimada para o 1º trimestre de 2013 foi de 17,7%. Este valor é superior em 2,8 pontos percentuais

Leia mais

Estatísticas Demográficas 2014

Estatísticas Demográficas 2014 Estatísticas Demográficas 214 3 de outubro de 215 Saldos natural e migratório negativos atenuam-se face ao ano anterior Em 214 verificou-se uma diminuição da população residente, mantendo a tendência observada

Leia mais

A taxa de desemprego estimada foi de 16,4%

A taxa de desemprego estimada foi de 16,4% 7 de agosto de 2013 Estatísticas do Emprego 2º trimestre de 2013 A taxa de desemprego estimada foi de 16,4% A taxa de desemprego estimada para o 2º trimestre de 2013 foi de 16,4%. Este valor é superior

Leia mais

A taxa de desemprego estimada foi 13,5%

A taxa de desemprego estimada foi 13,5% 4 de fevereiro de 2015 Estatísticas do Emprego 4º trimestre de 2014 A taxa de desemprego estimada foi 13,5 A taxa de desemprego estimada para o 4º trimestre de 2014 foi 13,5. Este valor é superior em 0,4

Leia mais

Taxa de desemprego estimada em 12,4%

Taxa de desemprego estimada em 12,4% 11 de maio de 216 Estatísticas do Emprego 1.º trimestre de 216 Taxa de desemprego estimada em 12,4 A taxa de desemprego no 1.º trimestre de 216 foi 12,4. Este valor é superior em,2 pontos percentuais (p.p.)

Leia mais

Estatísticas das empresas Resultados finais para 2013: Mais empresas, menos negócios e menos emprego

Estatísticas das empresas Resultados finais para 2013: Mais empresas, menos negócios e menos emprego Empresas em Portugal 2013 28 de maio de 2015 Estatísticas das empresas Resultados finais para 2013: Mais empresas, menos negócios e menos emprego Existiam, em 2013, 1 119 447 empresas em Portugal, mais

Leia mais

Isabel Pedreira, Cláudia Roriz e Joana Duarte. Introdução

Isabel Pedreira, Cláudia Roriz e Joana Duarte. Introdução Os estudantes estrangeiros provenientes de países da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa no ensino superior em Portugal: contributos para uma caracterização Isabel Pedreira, Cláudia Roriz e Joana

Leia mais

A taxa de desemprego estimada foi de 15,6%

A taxa de desemprego estimada foi de 15,6% 7 de novembro de 2013 Estatísticas do Emprego 3º trimestre de 2013 A taxa de desemprego estimada foi de 15,6% A taxa de desemprego estimada para o 3º trimestre de 2013 foi de 15,6%. Este valor é inferior

Leia mais

A taxa de desemprego de março foi de 9,8%

A taxa de desemprego de março foi de 9,8% Estimativas Mensais de Emprego e Desemprego il de 30 de maio de A taxa de desemprego de março foi de 9,8% A taxa de desemprego de março de situou-se em 9,8%, menos 0,1 pontos percentuais (p.p.) do que

Leia mais

Número de nados vivos volta a diminuir em 2012

Número de nados vivos volta a diminuir em 2012 Estatísticas Demográficas 29 de outubro de 2013 Número de nados vivos volta a diminuir em O número de nados vivos desceu para 89 841 (96 856 em 2011) e o número de óbitos aumentou para 107 612 (102 848

Leia mais

ACESSO AO ENSINO SUPERIOR 2017 VAGAS E ABERTURA DO CONCURSO NACIONAL DE ACESSO INFORMAÇÃO COM EMBARGO ATÉ ÀS 00H01 DE (QUINTA-FEIRA)

ACESSO AO ENSINO SUPERIOR 2017 VAGAS E ABERTURA DO CONCURSO NACIONAL DE ACESSO INFORMAÇÃO COM EMBARGO ATÉ ÀS 00H01 DE (QUINTA-FEIRA) ACESSO AO ENSINO SUPERIOR 2017 VAGAS E ABERTURA DO CONCURSO NACIONAL DE ACESSO NOTA INFORMAÇÃO COM EMBARGO ATÉ ÀS 00H01 DE 21-07-2015 (QUINTA-FEIRA) 1. Inicia-se quarta-feira, 19 de julho, o prazo de candidatura

Leia mais

A taxa de desemprego de novembro de 2016 foi de 10,5%

A taxa de desemprego de novembro de 2016 foi de 10,5% Estimativas Mensais de Emprego e Desemprego embro de 30 de janeiro de 2017 A taxa de desemprego de novembro de foi de 10,5% A taxa de desemprego de novembro de situou-se em 10,5%, menos 0,1 pontos percentuais

Leia mais

Perfil dos emigrantes portugueses no mercado de trabalho europeu

Perfil dos emigrantes portugueses no mercado de trabalho europeu portugueses e seus descendentes no mercado de trabalho europeu 2014 7 de agosto de 2017 Perfil dos emigrantes portugueses no mercado de trabalho europeu A população portuguesa emigrante na Europa era,

Leia mais

A taxa de desemprego estimada para o 2º trimestre de 2014 foi 13,9%

A taxa de desemprego estimada para o 2º trimestre de 2014 foi 13,9% 5 de agosto de 2014 Estatísticas do Emprego (corrigido às 16:40) 2º trimestre de 2014 (substituição do gráfico 1, na página 2, e do gráfico 3, na página 3, por existir um erro nos eixos das ordenadas)

Leia mais

A taxa de desemprego estimada para o 2º trimestre de 2014 foi 13,9%

A taxa de desemprego estimada para o 2º trimestre de 2014 foi 13,9% 05 de agosto de 2014 Estatísticas do Emprego 2º trimestre de 2014 A taxa de desemprego estimada para o 2º trimestre de 2014 foi 13,9 A taxa de desemprego estimada para o 2º trimestre de 2014 foi 13,9.

Leia mais

A taxa de desemprego estimada para o 1º trimestre de 2014 foi 15,1%

A taxa de desemprego estimada para o 1º trimestre de 2014 foi 15,1% 09 de maio de 2014 Estatísticas do Emprego 1º trimestre de 2014 A taxa de desemprego estimada para o 1º trimestre de 2014 foi 15,1 A taxa de desemprego estimada para o 1º trimestre de 2014 foi 15,1. Este

Leia mais

Estimativas de População Residente, Portugal, NUTS II, NUTS III e Municípios

Estimativas de População Residente, Portugal, NUTS II, NUTS III e Municípios Estimativas de População Residente 09 de Junho 2010 Estimativas de População Residente, Portugal, NUTS II, NUTS III e Municípios A evolução demográfica em caracteriza-se por um ligeiro crescimento da população

Leia mais

Estatísticas do Emprego 4º trimestre de A taxa de desemprego do 4º trimestre de 2008 foi de 7,8% 17 de Fevereiro de 2009

Estatísticas do Emprego 4º trimestre de A taxa de desemprego do 4º trimestre de 2008 foi de 7,8% 17 de Fevereiro de 2009 Estatísticas do Emprego 4º trimestre de 2008 17 de Fevereiro de 2009 A taxa de desemprego do 4º trimestre de 2008 foi de 7,8% A taxa de desemprego estimada para o 4º trimestre de 2008 foi de 7,8%. Este

Leia mais

Aprendizagem ao Longo da Vida Inquérito à Educação e Formação de Adultos 2007

Aprendizagem ao Longo da Vida Inquérito à Educação e Formação de Adultos 2007 Aprendizagem ao Longo da Vida Inquérito à Educação e Formação de Adultos 2007 25 de Novembro de 2009 A publicação Aprendizagem ao Longo da Vida Inquérito à Educação e Formação de Adultos 2007, apresenta,

Leia mais

O Perfil do Pai que vive com os filhos

O Perfil do Pai que vive com os filhos 19 de março: Dia do Pai 18 de março 2013 O Perfil do Pai que vive com os filhos Em Portugal, 1 631 376 Pais vivem com filhos/as. A idade média dos Pais é de 47,1 anos. Na sua maioria são casados e vivem,

Leia mais

Número médio de crianças por mulher aumentou ligeiramente

Número médio de crianças por mulher aumentou ligeiramente Estatísticas Demográficas 2010 16 de dezembro de 2011 Número médio de crianças por mulher aumentou ligeiramente De acordo com os factos demográficos registados, em 2010 o número de nados vivos aumentou

Leia mais

Número de nados-vivos aumentou mas saldo natural manteve-se negativo

Número de nados-vivos aumentou mas saldo natural manteve-se negativo Estatísticas Vitais 215 28 de abril de 216 Número de nados-vivos aumentou mas saldo natural manteve-se negativo Em 215, nasceram com vida (nados-vivos) 85 5 crianças, de mães residentes em Portugal. Este

Leia mais

Dia Internacional da Família 15 de maio

Dia Internacional da Família 15 de maio Dia Internacional da Família 15 de maio 14 de maio de 14 (versão corrigida às 16.3H) Na 1ª página, 5º parágrafo, 3ª linha, onde se lia 15-65 anos deve ler-se 15-64 anos Famílias em Portugal As famílias

Leia mais

AS CRIANÇAS EM PORTUGAL - ALGUNS DADOS ESTATÍSTICOS

AS CRIANÇAS EM PORTUGAL - ALGUNS DADOS ESTATÍSTICOS Dia Mundial da Criança 1 de Junho 30 de Maio de 2005 AS CRIANÇAS EM PORTUGAL - ALGUNS DADOS ESTATÍSTICOS O conteúdo do presente Destaque está alterado na página 2, relativamente ao divulgado em 30-05-2005.

Leia mais

As Universidades Públicas e a Cooperação Internacional

As Universidades Públicas e a Cooperação Internacional As Universidades Públicas e a Cooperação Internacional António Rendas Presidente do Conselho de Reitores das Universidades Portuguesas (CRUP) Reitor da Universidade Nova de Lisboa Seminário Diplomático

Leia mais

Dia Internacional da Família 15 de maio

Dia Internacional da Família 15 de maio Dia Internacional da Família 15 de maio 14 de maio de 2013 Como são as famílias em Portugal e que riscos económicos enfrentam Em Portugal as famílias são hoje mais e têm menor dimensão média, em consequência

Leia mais

Fenómenos de pobreza e exclusão social no contexto atual Palmela, 6 de dezembro de 2013

Fenómenos de pobreza e exclusão social no contexto atual Palmela, 6 de dezembro de 2013 Fenómenos de pobreza e exclusão social no contexto atual Palmela, 6 de dezembro de 2013 Maria José Domingos Objetivos Sobre a Estratégia 2020 A pobreza e a exclusão social na Europa em números A pobreza

Leia mais

OS NÚMEROS DO COOPERATIVISMO EM PORTUGAL

OS NÚMEROS DO COOPERATIVISMO EM PORTUGAL Braga, Março 0 OS NÚMEROS DO COOPERATIVISMO EM PORTUGAL Lurdes Barata Índice A Conta Satélite da Economia Social - Construção do universo Trabalho realizado Trabalho a realizar A Economia Social (dados

Leia mais

OBSERVATÓRIO INFOTRUST PER S

OBSERVATÓRIO INFOTRUST PER S PER S OBSERVATÓRIO INFOTRUST PER S O Observatório Infotrust disponibiliza a evolução diária do número de PER s registadas em território nacional, com segmentação Geográfica e por Sector de Atividade e

Leia mais

Estatísticas Demográficas 30 de Setembro de

Estatísticas Demográficas 30 de Setembro de Estatísticas Demográficas 3 de Setembro de 24 23 Em 23, e face ao ano anterior, a natalidade decresceu 1,6%, enquanto que a mortalidade aumentou 2,3%. A mortalidade infantil e fetal continuaram em queda.

Leia mais

10º ANIVERSÁRIO DO DIA INTERNACIONAL DA FAMÍLIA

10º ANIVERSÁRIO DO DIA INTERNACIONAL DA FAMÍLIA 13 de Maio de 2004 Dia Internacional da Família 15 de Maio 10º ANIVERSÁRIO DO DIA INTERNACIONAL DA FAMÍLIA O Instituto Nacional de Estatística associa-se a esta comemoração, apresentando uma breve caracterização

Leia mais

INE Divulga Estatísticas das Empresas em Seminário Internacional

INE Divulga Estatísticas das Empresas em Seminário Internacional Seminário Processos de Reengenharia nas Estatísticas das Empresas 2007 11 de Outubro de 2007 INE Divulga Estatísticas das Empresas em Seminário Internacional Os resultados preliminares das Estatísticas

Leia mais

VAB das empresas não financeiras aumenta 3,7%, em termos nominais, em 2014

VAB das empresas não financeiras aumenta 3,7%, em termos nominais, em 2014 Empresas em Portugal 2010-28 de setembro de 2015 VAB das empresas não financeiras aumenta 3,7%, em termos nominais, em Os dados preliminares de das estatísticas das empresas reforçam os sinais positivos

Leia mais

OBSERVATÓRIO INFOTRUST CONSTITUIÇÕES

OBSERVATÓRIO INFOTRUST CONSTITUIÇÕES CONSTITUIÇÕES OBSERVATÓRIO INFOTRUST CONSTITUIÇÕES O Observatório Infotrust disponibiliza a evolução diária do número de Constituições registadas em território nacional, com segmentação Geográfica e por

Leia mais

Objetivos Evolução e diversidade nas famílias monoparentais

Objetivos Evolução e diversidade nas famílias monoparentais 1 Objetivos Evolução e diversidade nas famílias monoparentais Quais as mudanças e as continuidades ocorridas nestas famílias entre 1991-2011? Qual o impacto das mudanças na conjugalidade e na parentalidade,

Leia mais

Estimativa da taxa de desemprego em maio: 13,2%

Estimativa da taxa de desemprego em maio: 13,2% Estimativas Mensais de Emprego e Desemprego o de 29 de junho de Estimativa da taxa de desemprego em maio: 13,2% A estimativa provisória da taxa de desemprego para maio de situa-se em 13,2%, valor superior

Leia mais

LABORATÓRIO ESTRATÉGICO DE TURISMO. Conhecimento, Emprego & Formação

LABORATÓRIO ESTRATÉGICO DE TURISMO. Conhecimento, Emprego & Formação LABORATÓRIO ESTRATÉGICO DE TURISMO Conhecimento, Emprego & Formação SETÚBAL, 6 de outubro de 2016 Nuno Fazenda O Turismo nos últimos 10 anos ESTRUTURA Gestão e Monitorização Grandes Desafios Referencial

Leia mais

Edifícios licenciados alteram tendência decrescente dos últimos anos

Edifícios licenciados alteram tendência decrescente dos últimos anos Estatísticas da Construção e Habitação 2016 17 de julho de 2017 Figura 7 retificada (pág. 5) às 17h00 de 17-07-2017 Edifícios licenciados alteram tendência decrescente dos últimos anos Em 2016 o número

Leia mais

DIA INTERNACIONAL DA MULHER

DIA INTERNACIONAL DA MULHER 4 de Março de 2004 Dia Internacional da Mulher DIA INTERNACIONAL DA MULHER O Instituto Nacional de Estatística não quis deixar de se associar à comemoração do Dia Internacional da Mulher, 8 de Março, apresentando

Leia mais

Inquérito aos Orçamentos Familiares 2000 Áreas Metropolitanas de Lisboa e Porto

Inquérito aos Orçamentos Familiares 2000 Áreas Metropolitanas de Lisboa e Porto Informação à Comunicação Social 18 de Julho de 2002 Inquérito aos Orçamentos Familiares 2000 Áreas Metropolitanas de Lisboa e Porto Após uma primeira divulgação sintética em Março de 2002, os principais

Leia mais

Headline Verdana Bold Social Progress Index 2016 Performance de Portugal 13 de Outubro de 2016

Headline Verdana Bold Social Progress Index 2016 Performance de Portugal 13 de Outubro de 2016 Headline Verdana Bold Social Progress Index 2016 Performance de Portugal 13 de Outubro de 2016 Observações nacionais Resultados de 2016 2 Observações nacionais Contexto Portugal ocupa a 21ª posição no

Leia mais

A taxa de desemprego estimada para novembro foi 13,9%

A taxa de desemprego estimada para novembro foi 13,9% 06 de janeiro de 2015 Estimativas Mensais de Emprego e Desemprego embro de A taxa de desemprego estimada para novembro foi 13,9% A taxa de desemprego (15 a 74 anos) ajustada de sazonalidade estimada para

Leia mais

BANCO ALIMENTAR CONTRA A FOME. Ir buscar onde sobra para distribuir onde falta

BANCO ALIMENTAR CONTRA A FOME. Ir buscar onde sobra para distribuir onde falta BANCO ALIMENTAR CONTRA A FOME Ir buscar onde sobra para distribuir onde falta O direito à alimentação é um dos mais básicos direitos do Homem. A fome existe no nosso território, na nossa cidade, na nossa

Leia mais

Sociedades pertencentes a grupos de empresas eram 1,3% das sociedades não financeiras mas contribuíram com 27,0% do VAB pm total

Sociedades pertencentes a grupos de empresas eram 1,3% das sociedades não financeiras mas contribuíram com 27,0% do VAB pm total Grupos de Empresas em Portugal 2011 19 de dezembro de 2013 Sociedades pertencentes a grupos de empresas eram 1,3% das sociedades não financeiras mas contribuíram com 27,0% do VAB pm total Em 2011, existiam

Leia mais

Organização do trabalho e do tempo de trabalho

Organização do trabalho e do tempo de trabalho Organização do trabalho e do tempo de trabalho Módulo ad hoc do Inquérito ao Emprego 2.º trimestre de 2015 17 de junho de 2016 Organização do trabalho e do tempo de trabalho O Instituto Nacional de Estatística

Leia mais

Portugal. Turismo Interno. Mercados em Números. Rodapé

Portugal. Turismo Interno. Mercados em Números. Rodapé Turismo Interno Mercados em Números 1 Rodapé Designação oficial: República Portuguesa Capital: Lisboa Localização: Sudoeste da Europa Fronteiras terrestres: Espanha (1.241 km) Fronteiras marítimas: Madeira(1076,6

Leia mais

Direção Regional de Estatística da Madeira

Direção Regional de Estatística da Madeira 03 de outubro de 2014 ESTATÍSTICAS DEMOGRÁFICAS DA REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA 2013 A presente publicação compila os diferentes indicadores divulgados ao longo do ano relativos ao comportamento demográfico

Leia mais

DIA INTERNACIONAL DA MULHER 30 ANOS ( ) QUARTA CONFERÊNCIA MUNDIAL SOBRE AS MULHERES 10 ANOS (1995, PEQUIM)

DIA INTERNACIONAL DA MULHER 30 ANOS ( ) QUARTA CONFERÊNCIA MUNDIAL SOBRE AS MULHERES 10 ANOS (1995, PEQUIM) Dia Internacional da Mulher (8 de Março) 1995-2005 04 de Março de 2005 DIA INTERNACIONAL DA MULHER 30 ANOS (1975 2005) QUARTA CONFERÊNCIA MUNDIAL SOBRE AS MULHERES 10 ANOS (1995, PEQUIM) No momento em

Leia mais

ALMADA FICHA TÉCNICA. Título Território e População Retrato de Almada segundo os Censos 2011

ALMADA FICHA TÉCNICA. Título Território e População Retrato de Almada segundo os Censos 2011 DMPATO DPU Divisão de Estudos e Planeamento A ALMADA FICHA TÉCNICA Título Território e População Retrato de Almada segundo os Censos 2011 Serviço Divisão de Estudos e Planeamento Departamento de Planeamento

Leia mais

Dados mensais. Barómetro setorial. Barómetro distrital. Análise fenómeno a fenómeno. Análise de tendências. Nascimentos. Mensal

Dados mensais. Barómetro setorial. Barómetro distrital. Análise fenómeno a fenómeno. Análise de tendências. Nascimentos. Mensal Período 2009-2013 Dados mensais Análise fenómeno a fenómeno Análise de tendências Barómetro setorial Barómetro distrital Nascimentos Nascimentos vs encerramentos Mensal Acumulado Mensal Acumulado Encerramentos

Leia mais

Portugal. Turismo Interno. Mercado em Números. Rodapé

Portugal. Turismo Interno. Mercado em Números. Rodapé Turismo Interno Mercado em Números 1 Rodapé Designação oficial: República Portuguesa Capital: Lisboa Localização: Sudoeste da Europa Fronteiras terrestres: Espanha (1.241 km) Fronteiras marítimas: Madeira(1076,6

Leia mais

ACESSO AO ENSINO SUPERIOR 2016 VAGAS E ABERTURA DO CONCURSO NACIONAL DE ACESSO INFORMAÇÃO COM EMBARGO ATÉ ÀS 00H01 DE (QUINTA-FEIRA)

ACESSO AO ENSINO SUPERIOR 2016 VAGAS E ABERTURA DO CONCURSO NACIONAL DE ACESSO INFORMAÇÃO COM EMBARGO ATÉ ÀS 00H01 DE (QUINTA-FEIRA) ACESSO AO ENSINO SUPERIOR 2016 VAGAS E ABERTURA DO CONCURSO NACIONAL DE ACESSO NOTA INFORMAÇÃO COM EMBARGO ATÉ ÀS 00H01 DE 21-07-2015 (QUINTA-FEIRA) 1. Inicia-se quinta-feira, 21 de julho, o prazo de candidatura

Leia mais

Hóspedes do estrangeiro compensam redução de dormidas pelos residentes

Hóspedes do estrangeiro compensam redução de dormidas pelos residentes Atividade Turística Fevereiro 2013 16 de Abril de 2013 Hóspedes do estrangeiro compensam redução de dormidas pelos residentes As dormidas na hotelaria atingiram 1,9 milhões, o que correspondeu a uma variação

Leia mais

Valor médio de avaliação bancária acentua diminuição

Valor médio de avaliação bancária acentua diminuição 25 de novembro de 2014 Inquérito à Avaliação Bancária na Habitação Outubro de 2014 Valor médio de avaliação bancária acentua diminuição O valor médio de avaliação bancária 1 do total do País diminuiu 1,5%

Leia mais

Valor médio de avaliação bancária acentuou tendência crescente

Valor médio de avaliação bancária acentuou tendência crescente Dez-14 Jan-15 Fev-15 Mar-15 Abr-15 Mai-15 Jun-15 Jul-15 Ago-15 Set-15 Out-15 Nov-15 Dez-15 Inquérito à Avaliação Bancária na Dezembro de 2015 25 de janeiro de 2016 Valor médio de avaliação bancária acentuou

Leia mais

Atlas das Cidades Portuguesas

Atlas das Cidades Portuguesas Informação à Comunicação Social 7 de Junho de 2002 Atlas das Cidades Portuguesas Pela primeira vez o INE edita um Atlas das Cidades de Portugal, publicação que reúne um conjunto de indicadores sobre as

Leia mais

EVOLUÇÃO DA POPULAÇÃO E DA ESTRUTURA FAMILIAR NA REGIÃO NORTE NOS ÚLTIMOS 15 ANOS: MUDANÇA E CONTINUIDADE

EVOLUÇÃO DA POPULAÇÃO E DA ESTRUTURA FAMILIAR NA REGIÃO NORTE NOS ÚLTIMOS 15 ANOS: MUDANÇA E CONTINUIDADE CAPÍTULO II Sérgio Bacelar EVOLUÇÃO DA POPULAÇÃO E DA ESTRUTURA FAMILIAR NA REGIÃO NORTE NOS ÚLTIMOS 15 ANOS: MUDANÇA E CONTINUIDADE A análise da evolução da população e da estrutura familiar da Região

Leia mais

97% Dos indivíduos com idade entre os 10 e os 15 anos utilizam computador, 93% acedem à Internet e 85% utilizam telemóvel

97% Dos indivíduos com idade entre os 10 e os 15 anos utilizam computador, 93% acedem à Internet e 85% utilizam telemóvel Sociedade da Informação e do Conhecimento Inquérito à Utilização de Tecnologias da Informação e da Comunicação pelas Famílias: Indivíduos dos 1 aos 15 anos 3 de Fevereiro 9 97% Dos indivíduos com idade

Leia mais

ACESSO AO ENSINO SUPERIOR 2017 RESULTADOS DA 3.ª FASE DO CONCURSO NACIONAL DE ACESSO

ACESSO AO ENSINO SUPERIOR 2017 RESULTADOS DA 3.ª FASE DO CONCURSO NACIONAL DE ACESSO ACESSO AO ENSINO SUPERIOR 2017 RESULTADOS DA 3.ª FASE DO CONCURSO NACIONAL DE ACESSO 12 outubro 2017 Estão concluídas todas as fases do Concurso Nacional de Acesso 2017, tendo sido admitidos 46544 estudantes

Leia mais

Edifícios licenciados aumentaram 7,4% e edifícios concluídos cresceram 12,2%

Edifícios licenciados aumentaram 7,4% e edifícios concluídos cresceram 12,2% Construção: Obras licenciadas e concluídas 2º Trimestre de 2017 - Dados preliminares 13 de setembro de 2017 Edifícios licenciados aumentaram 7,4% e edifícios concluídos cresceram 12,2% No 2º trimestre

Leia mais

Mulheres e Homens em Portugal, Retrato Estatístico da Década de 90

Mulheres e Homens em Portugal, Retrato Estatístico da Década de 90 Informação à Comunicação Social 16 de Maio de 2000 Mulheres e Homens em Portugal, Retrato Estatístico da Década de 90 Encontra-se disponível um documento de trabalho com cerca de 50 páginas sobre este

Leia mais

- Copyright GRACE Maio Grupo de Reflexão e Apoio à Cidadania Empresarial Associação

- Copyright GRACE Maio Grupo de Reflexão e Apoio à Cidadania Empresarial Associação - Copyright GRACE Maio 2012 Grupo de Reflexão e Apoio à Cidadania Empresarial Associação Uni.Network Missão Promover a ligação e a aproximação entre as Entidades Académicas portuguesas e as Empresas na

Leia mais

Estatísticas da Globalização

Estatísticas da Globalização Estatísticas da Globalização 28-213 28 de março de 214 Indicadores da globalização revelam integração internacional da economia portuguesa No período 28-213, em particular a partir do ano 21, a economia

Leia mais

Em 2014 o crescimento nas regiões NUTS II oscilou entre 0,4% e 1%

Em 2014 o crescimento nas regiões NUTS II oscilou entre 0,4% e 1% Contas Regionais nova geografia territorial 2012 2014Pe 17 de dezembro de 2015 Em 2014 o crescimento nas regiões NUTS II oscilou entre 0,4 e 1 O Instituto Nacional de Estatística inicia a divulgação da

Leia mais

Dados mensais. Barómetro setorial. Barómetro distrital. Análise fenómeno a fenómeno. Análise de tendências. Nascimentos. Mensal

Dados mensais. Barómetro setorial. Barómetro distrital. Análise fenómeno a fenómeno. Análise de tendências. Nascimentos. Mensal Período 2010-2014 Dados mensais Análise fenómeno a fenómeno Análise de tendências Barómetro setorial Barómetro distrital Nascimentos Nascimentos vs encerramentos Mensal Acumulado Mensal Acumulado Encerramentos

Leia mais

SISTEMA DE INDICADORES DE PREÇOS NA CONSTRUÇÃO E HABITAÇÃO - Novas Estatísticas Oficiais 1º Semestre de 2001

SISTEMA DE INDICADORES DE PREÇOS NA CONSTRUÇÃO E HABITAÇÃO - Novas Estatísticas Oficiais 1º Semestre de 2001 Informação à Comunicação Social 28 de Dezembro de 2001 SISTEMA DE INDICADORES DE PREÇOS NA CONSTRUÇÃO E HABITAÇÃO - Novas Estatísticas Oficiais 1º Semestre de 2001 O INE dá início à difusão de estatísticas

Leia mais

Habitação em Portugal: evolução e tendências.

Habitação em Portugal: evolução e tendências. Habitação em Portugal: evolução e tendências João Branco Lisboa http://portugalfotografiaaerea.blogspot.pt/search/label/arcos%20de%20valdevez Sumário Introdução 1. Publicação 2. Estrutura e conteúdo da

Leia mais

Nota metodológica. Sistema de Contas Integradas das Empresas

Nota metodológica. Sistema de Contas Integradas das Empresas Nota metodológica Sistema de Contas Integradas das Empresas Série (SEC2010) - 2010 em diante Objetivo do SCIE O objetivo principal do Sistema de Contas Integradas das Empresas (SCIE) consiste na caracterização

Leia mais

Política de revisões do Sistema de Contas Nacionais Portuguesas

Política de revisões do Sistema de Contas Nacionais Portuguesas Política de revisões do Sistema de Contas Nacionais Portuguesas Base 2011 Departamento de Contas Nacionais Maio 2017 1. Introdução A informação estatística é um elemento essencial nas sociedades atuais,

Leia mais

Estatísticas. Caracterização dos desempregados registados com habilitação superior - dezembro de 2014

Estatísticas. Caracterização dos desempregados registados com habilitação superior - dezembro de 2014 Estatísticas Caracterização dos desempregados registados com habilitação superior - dezembro de 2014 ÍNDICE DE QUADROS Secção I 1. Desempregados por nível de ensino Quadro 1.1 - Desempregados registados

Leia mais

Valor médio de Avaliação Bancária de Habitação com ligeira diminuição

Valor médio de Avaliação Bancária de Habitação com ligeira diminuição Inquérito à Avaliação Bancária na Habitação Fevereiro de 2010 26 de Março 2010 Valor médio de Avaliação Bancária de Habitação com ligeira diminuição O valor médio de avaliação bancária 1 de habitação no

Leia mais

Nesta operação de Inquérito recensearam-se investigadores, num total de pessoas a trabalhar em actividades de I&D.

Nesta operação de Inquérito recensearam-se investigadores, num total de pessoas a trabalhar em actividades de I&D. RECURSOS HUMANOS EM I&D IPCTN 1999 Os recursos humanos em actividades de I&D Nesta operação de Inquérito recensearam-se 28.375 investigadores, num total de 36.872 pessoas a trabalhar em actividades de

Leia mais

QUADRO DE AVALIAÇÃO E RESPONSABILIZAÇÃO

QUADRO DE AVALIAÇÃO E RESPONSABILIZAÇÃO QUADRO DE AVALIAÇÃO E RESPONSABILIZAÇÃO - 009 Presidência do Conselho de Ministros ORGANISMO: INSTITUTO NACIONAL DE ESTATÍSTICA, I.P. MISSÃO: O Instituto Nacional de Estatística tem por Missão produzir

Leia mais

PROCEDIMENTO DOS DÉFICES EXCESSIVOS (2ª NOTIFICAÇÃO DE 2017)

PROCEDIMENTO DOS DÉFICES EXCESSIVOS (2ª NOTIFICAÇÃO DE 2017) 22 de setembro de 2017 Procedimento dos Défices Excessivos 2ª Notificação 2017 PROCEDIMENTO DOS DÉFICES EXCESSIVOS (2ª NOTIFICAÇÃO DE 2017) Nos termos dos Regulamentos da União Europeia, o INE envia ao

Leia mais

População residente em Portugal volta a diminuir em 2012

População residente em Portugal volta a diminuir em 2012 9 95 29 9 954 958 9 974 391 1 8 659 1 43 693 1 84 196 1 133 758 1 186 634 1 249 22 1 33 774 1 394 669 1 444 592 1 473 5 1 494 672 1 511 988 1 532 588 1 553 339 1 563 14 1 573 479 1 572 721 1 542 398 1

Leia mais

Obras concluídas e licenciamento decrescem mais do que em 2005

Obras concluídas e licenciamento decrescem mais do que em 2005 Estatísticas da Construção e Habitação 2006 31 de Julho 2007 Obras concluídas e licenciamento decrescem mais do que em 2005 Com base nos dados das Estatísticas da Construção e Habitação 2006, a partir

Leia mais

Índice de estabelecimentos Ensino Superior Público - Universitário 6800 Instituto Superior de Ciências do Trabalho e da Empresa

Índice de estabelecimentos Ensino Superior Público - Universitário 6800 Instituto Superior de Ciências do Trabalho e da Empresa Índice de estabelecimentos Ensino Superior Público - Universitário 6800 Instituto Superior de Ciências do Trabalho e da Empresa Universidade dos Açores 0110 Universidade dos Açores - Angra do Heroísmo

Leia mais

Procedimento dos Défices Excessivos (1ª Notificação de 2017)

Procedimento dos Défices Excessivos (1ª Notificação de 2017) Procedimento dos Défices Excessivos 1ª Notificação 2017 24 de março de 2017 Procedimento dos Défices Excessivos (1ª Notificação de 2017) Nos termos dos Regulamentos da União Europeia, o INE envia ao Eurostat,

Leia mais

Dados mensais. Barómetro sectorial. Barómetro distrital. Análise fenómeno a fenómeno. Análise de tendências. Nascimentos. Mensal

Dados mensais. Barómetro sectorial. Barómetro distrital. Análise fenómeno a fenómeno. Análise de tendências. Nascimentos. Mensal Período 2009-2013 Dados mensais Análise fenómeno a fenómeno Análise de tendências Barómetro sectorial Barómetro distrital Nascimentos Nascimentos vs encerramentos Mensal Acumulado Mensal Acumulado Encerramentos

Leia mais

ACESSO AO ENSINO SUPERIOR 2017 RESULTADOS DA 3.ª FASE DO CONCURSO NACIONAL DE ACESSO

ACESSO AO ENSINO SUPERIOR 2017 RESULTADOS DA 3.ª FASE DO CONCURSO NACIONAL DE ACESSO ACESSO AO ENSINO SUPERIOR 2017 RESULTADOS DA 3.ª FASE DO CONCURSO NACIONAL DE ACESSO 12 de outubro 2017 Estão concluídas todas as fases do Concurso Nacional de Acesso 2017, tendo sido admitidos 46544 estudantes

Leia mais

Cursos Superiores de Tecnologias e Sistemas de Informação

Cursos Superiores de Tecnologias e Sistemas de Informação Anexo D Cursos Superiores de Tecnologias e Sistemas de Informação Índice Anexo D1 - Cursos Superiores de TSI - Situação em 1990...d.2 Anexo D2 - Cursos Superiores de TSI - Situação em 2000...d.5 Ordenação

Leia mais

A População Estrangeira em Portugal 2011 População estrangeira cresceu cerca de 70% na última década

A População Estrangeira em Portugal 2011 População estrangeira cresceu cerca de 70% na última década 17 de dezembro de 2012 (Destaque ad-hoc) A População Estrangeira em Portugal 2011 População estrangeira cresceu cerca de 70% na última década Segundo os Censos 2011, à data de 21 de Março em Portugal residiam

Leia mais

Estatísticas da Cultura, Desporto e Recreio 2007 O INE divulga dados da Cultura de 2007

Estatísticas da Cultura, Desporto e Recreio 2007 O INE divulga dados da Cultura de 2007 Estatísticas da Cultura, Desporto e Recreio 27 O INE divulga dados da Cultura de 27 2299 DDEE JJAANNEEI J IIRROO DDEE 2299 O Instituto Nacional de Estatística (INE) edita a publicação das Estatísticas

Leia mais

Impacto da demografia no mercado de trabalho e emprego em Portugal

Impacto da demografia no mercado de trabalho e emprego em Portugal Impacto da demografia no mercado de trabalho e emprego em Portugal José Rebelo dos Santos ESCE / IPS jose.rebelo@esce.ips.pt Lisboa, 7 de outubro de 2016 Sumário: Objetivos Contextualização do desemprego

Leia mais

- Copyright GRACE Maio Grupo de Reflexão e Apoio à Cidadania Empresarial Associação

- Copyright GRACE Maio Grupo de Reflexão e Apoio à Cidadania Empresarial Associação - Copyright GRACE Maio 2012 Grupo de Reflexão e Apoio à Cidadania Empresarial Associação Uni.Network Missão Promover a ligação e a aproximação entre as Entidades Académicas portuguesas e as Empresas na

Leia mais

EVOLUÇÃO POR CATEGORIAS DO PESSOAL DOCENTE DO ENSINO SUPERIOR POLITÉCNICO PÚBLICO

EVOLUÇÃO POR CATEGORIAS DO PESSOAL DOCENTE DO ENSINO SUPERIOR POLITÉCNICO PÚBLICO EVOLUÇÃO POR CATEGORIAS DO PESSOAL DOCENTE DO ENSINO SUPERIOR POLITÉCNICO PÚBLICO 1993 2004 Observatório da Ciência e do Ensino Superior 2005 EVOLUÇÃO POR CATEGORIAS DO PESSOAL DOCENTE DO ENSINO SUPERIOR

Leia mais

Sistema de Contas Integradas das Empresas Aspetos da estrutura empresarial

Sistema de Contas Integradas das Empresas Aspetos da estrutura empresarial «Sistema de Contas Integradas das Empresas Instituto Nacional de Estatística Lisboa, 11 de Dezembro de 2014 «sofia.rodrigues@ine.pt As estatísticas oficiais sobre as empresas: 1. O Sistema de Contas Integradas

Leia mais

FICHA TÉCNICA. Índice. Título Perfil do Docente 2010/2011

FICHA TÉCNICA. Índice. Título Perfil do Docente 2010/2011 Índice FICHA TÉCNICA Título Perfil do Docente 2010/2011 Autoria Direção-Geral de Estatísticas da Educação e Ciência (DGEEC) Direção de Serviços de Estatísticas da Educação (DSEE) Divisão de Estatísticas

Leia mais

Inquérito à Fecundidade 2013

Inquérito à Fecundidade 2013 Inquérito à de junho de 4 Inquérito à A publicação Inquérito à apresenta, de forma compreensiva, os resultados do Inquérito à, realizado entre janeiro e abril de, numa parceria do Instituto Nacional de

Leia mais

Colaboração Instituto Nacional de Estatística. Rede de Bibliotecas Escolares

Colaboração Instituto Nacional de Estatística. Rede de Bibliotecas Escolares Colaboração Instituto Nacional de Estatística Rede de Bibliotecas Escolares António Nogueira * No ano em que decorre o 75º Aniversário da criação do Instituto Nacional de Estatística e o 14º ano de existência

Leia mais

NOTA. 2. Concorreram a esta fase estudantes, o que representa um acréscimo de 5% em relação ao ano anterior ( em 2013).

NOTA. 2. Concorreram a esta fase estudantes, o que representa um acréscimo de 5% em relação ao ano anterior ( em 2013). NOTA 1. Concluída a primeira fase do 38.º concurso nacional de acesso 1, foram já admitidos no ensino superior público, em 2014, 37 778 novos estudantes, o que representa um ligeiro crescimento em relação

Leia mais

Conta Satélite do Turismo ( ) 1

Conta Satélite do Turismo ( ) 1 Conta Satélite do Turismo (2005-2007) 1 21 de Dezembro de 2007 ACTIVIDADE TURÍSTICA RETOMA EM 2006 E 2007 RITMOS DE CRESCIMENTO ELEVADOS, SUPERIORES AO DO CONJUNTO DA ECONOMIA Após o abrandamento registado

Leia mais

[DINÂMICAS REGIONAIS NA REGIÃO CENTRO]

[DINÂMICAS REGIONAIS NA REGIÃO CENTRO] DINÂMICAS REGIONAIS NA REGIÃO CENTRO A REGIÃO CENTRO NO CONTEXTO NACIONAL E REGIONAL A Região Centro, segundo a Nomenclatura das Unidades Territoriais para Fins Estatísticos (NUTS), é uma das sete regiões

Leia mais

EVOLUÇÃO DO NÚMERO DE DIPLOMADOS NO ENSINO SUPERIOR, POR DISTRITO E POR NUTS II: de a

EVOLUÇÃO DO NÚMERO DE DIPLOMADOS NO ENSINO SUPERIOR, POR DISTRITO E POR NUTS II: de a EVOLUÇÃO DO NÚMERO DE DIPLOMADOS NO ENSINO SUPERIOR, POR DISTRITO E POR NUTS II: de 1997-1998 a 2004-2005 OCES Observatório da Ciência e do Ensino Superior 2007 Evolução do número de diplomados no ensino

Leia mais