DSRLVT Coordenação Local do Desporto Escolar de Lisboa Cidade. Regulamento de Perícias e Corridas de Patins

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "2014-2015. DSRLVT Coordenação Local do Desporto Escolar de Lisboa Cidade. Regulamento de Perícias e Corridas de Patins"

Transcrição

1 DSRLVT Coordenação Local do Desporto Escolar de Lisboa Cidade Regulamento de Perícias e Corridas de Patins

2 1 INTRODUÇÃO Pretende-se que os eventos sejam momentos especiais de convívio entre alunos e professores dos vários estabelecimentos de ensino, através de uma competição saudável e experimentação em diversas atividades da patinagem (perícias e corridas de patins), aproveitando-se estas iniciativas para desenvolver e dignificar a modalidade. 2 ESCALÕES ETÁRIOS Ano letivo INF A INF B INIC JUV JUN 2013/ a e e e a INSCRIÇÕES 3.1 As inscrições são feitas em ficha própria, fornecida pela CLDE Lisboa Cidade; 3.2 Estas fichas terão de dar entrada nos serviços da coordenação local do desporto escolar de Lisboa Cidade até 72h antes de cada competição (quarta feira anterior). 4 MATERIAL E EQUIPAMENTO 4.1 Os alunos devem participar nas atividades com os seus próprios patins; 4.2 Os alunos devem utilizar equipamentos de proteção (capacetes, joelheiras, etc). 5 REGULAMENTO 5.1 Podem participar todos os alunos inscritos no Projecto do Desporto Escolar, do presente ano letivo; 5.2 Para que as competições sejam exequíveis no tempo definido, cada escola só poderá inscrever um máximo de 30 alunos em cada encontro. O número mínimo de alunos a inscrever por encontro será de 6 alunos por escola; Os alunos podem utilizar os vários tipos de patins (linha ou rodas paralelas) O encontro consiste na realização de provas individuais: - Circuito de perícia (nível 1 e nível 2), segundo o croqui definido em anexo; - Corridas de patins disputadas individualmente, em séries de 3 ou 4 alunos. 6 PROVAS 6.1 PROVAS DE PERÍCIA (circuito nível 1 e nível 2) Formação de equipas Os alunos serão inscritos por nível (nível 1 ou 2) e género, estando estes níveis enquadrados com os objetivos definidos nos níveis introdutório e elementar do Programa Nacional de Educação Física, respetivamente; Participantes A identificação dos alunos participantes, deve ser feita pelo professor que acompanha a equipa de cada escola. No dia da competição não serão aceites alunos inscritos que ultrapassem o número enviado na ficha de inscrição. As alterações de inscrição (substituição de alunos) ou desistências de alunos deverão ser apresentadas na mesa da organização da prova, 30 minutos antes desta se iniciar; Organização de Provas O local para a realização das provas deve garantir as condições de segurança necessárias; Treinos Dez minutos antes do início de cada prova, todos os alunos poderão experimentar o percurso para a prova; Perícias e Corridas de Patins CLDE Lisboa Cidade Página 2

3 6.1.5 Duração da Prova Cada aluno realizará uma só vez o percurso, sendo este cronometrado. O aluno tem de executar obrigatoriamente todas as tarefas; Penalizações Os resultados obtidos por cada aluno, são iguais à soma do tempo gasto no percurso, acrescido de eventuais penalizações em tempo que venha a sofrer, por faltas cometidas: Sofrem penalizações de 5 segundos, todos os alunos que REALIZEM MAL as tarefas definidas previamente nas várias estações de cada percurso; Sofrem penalização de 30 segundos, todos os alunos que NÃO REALIZEM as tarefas definidas previamente nas várias estações. Os alunos só podem repetir o circuito por avaria técnica (da tarefa ou dos patins), de acordo com a decisão do juiz; Classificação Existirão 2 classificações distintas: uma para o percurso do nível 1 e outra para o percurso do nível 2. A classificação processa-se por tempos (tempo de realização do percurso, mais tempo das penalizações); Em caso de empate entra em linha de conta o número de penalizações, se os empatados não tiverem penalizações terão que realizar novamente o circuito para se apurar quem realiza menos tempo e menos penalizações caso existam. 6.2 CORRIDAS DE PATINS Formação de equipas Os alunos serão inscritos por nível (nível 1 ou 2), estando estes níveis enquadrados com os objetivos definidos nos níveis introdutório e elementar do Programa Nacional de Educação Física, respetivamente, e escalão e sexo de cada escola Participantes A identificação dos alunos participantes, deve ser feita pelo Professor que acompanha a equipa representativa de cada escola. As alterações de inscrição ou desistências de alunos deverão ser apresentadas na mesa da organização da prova, 30 minutos antes desta se iniciar Definição do Percurso O local para a realização das provas deve garantias as condições de segurança necessárias. O percurso a realizar a corrida será marcado por 4 cones sinalizadores desenhando um quadrado Treinos Cinco minutos antes do início de cada prova, todos os alunos poderão experimentar a pista; Execução da Prova: As provas são individuais e disputar-se-ão sob a forma de séries. Em cada série participam 2/3 alunos de escolas diferentes; Cada aluno tem que realizar o número de voltas ao percurso, contabilizando os tempos de todos os alunos. Os alunos do nível 1 têm que realizar 2 voltas, os alunos do nível 2 têm que realizar 3 voltas; Em cada prova concorrem 2 ou 3 alunos simultaneamente e no mesmo sentido (antihorário). A linha de partida coincide com a linha de chegada Penalizações: No caso de partida irregular ("falsa partida"): 1ª Falsa partida Repetição da partida; 2ª Falsa partida o aluno é desclassificado. Advertências as advertências podem se aplicadas por infrações de pouca gravidade (empurrar, desvio, agarrar), sem causar queda Desclassificação As medidas de desclassificação podem ser aplicadas por acumulação de advertências (2) ou por infrações graves ou não cumprimento do percurso estabelecido. Os alunos só podem repetir a corrida por avaria técnica (dos patins), de acordo com a decisão do juiz. Perícias e Corridas de Patins CLDE Lisboa Cidade Página 3

4 6.2.7 Classificação: A cada aluno será cronometrado o tempo gasto no percurso definido. Os alunos serão classificados por nível (nível 1 ou 2), escalão e sexo. Os escalões definidos serão: Grupo 1 (infantil A/B e iniciado), e Grupo 2 (juvenil e Júnior). 6.3 CLASSIFICAÇÃO FINAL POR ENCONTRO 6.4 Realizar-se-á uma classificação por encontro; 6.5 A classificação final será feita pelo somatório dos pontos adquiridos, por cada aluno, na prova de circuito de perícia e corrida de patins, por níveis (1 ou 2); 6.6 Serão entregues medalhas, em cada encontro, para os 1º/2º e 3º classificados de cada encontro por nível/género; 6.7 Para apuramento para Regional serão contabilizados as pontuações do nível 2 das 2 primeiras competições (obrigatório participar nas duas primeiras competições); 6.8 A classificação de cada prova (circuito de perícia e corrida) será transformada em pontos segundo o seguinte critério: 1º Lugar 15 pontos 2º Lugar 14 pontos 3º Lugar 13 pontos 4º Lugar 12 pontos 5º Lugar 11 pontos 6º Lugar 10 pontos 7º Lugar 9 pontos 8º Lugar 8 pontos 9º Lugar 7 pontos 10º Lugar 6 pontos 11º Lugar 5 pontos 12º Lugar 4 pontos 13º Lugar 3 pontos 14º Lugar 2 pontos 15º Lugar e restantes 1 pontos Perícias e Corridas de Patins CLDE Lisboa Cidade Página 4

5 ANEXO 1 MATERIAL NECESSÁRIO PARA O CIRCUITO DE PERÍCIA - NIVEL 1 1 SETIQUE 16 PINOS 3 ARCOS 1 FITA MÉTRICA 1 BOLA DE BASQUETEBOL 2 ESTRUTURAS COM UM LIMITE (CORDA, BARREIRA DE ESTRUTURA FLEXIVEL) DE 90 CM A 1,00 METRO DE ALTURA PARA OS PATINADORES PASSAREM POR BAIXO NA POSIÇÃO DE CÓCORAS. 1 CRONÓMETRO PROVA DE PERÍCIA - CIRCUITO DE NÍVEL 1 ESTAÇÃO 1 - PASSAR POR CIMA DE UM SETIQUE DEITADO NO CHÃO ESTAÇÃO 2 - CONTORNAR (SLALOM) TRÊS "PINOS" (OBSTÁCULOS) PATINANDO DE FRENTE. DISTÂNCIA ENTRE OS "PINOS" = 1,50 METROS. ESTAÇÃO 3 - ABERTURA E FECHO DE PERNAS DESLIZANDO DE FRENTE. DISTÂNCIA = 5 A 6 METROS. ESTAÇÃO 4 - REALIZAR UMA VOLTA COMPLETA A UM ARCO, PODENDO DAR A ESQUERDA OU A DIREITA AO MESMO. ESTAÇÃO 5 - CONTORNAR (SLALOM) 3 "PINOS", DISTANCIADOS 1,00 METRO -"BATENDO" UMA BOLA DE BASQUETEBOL. ESTAÇÃO 6 - DESLIZAR NUM SÓ PÉ (À ESCOLHA) NUMA DISTÂNCIA DE 5 A 6 METROS. ESTAÇÃO 7 - PASSAR POR BAIXO DE UMA CORDA 1,00 METRO DE ALTURA, DESLIZANDO DE "CÓCORAS", CRUZANDO A META NESTA POSIÇÃO. Perícias e Corridas de Patins CLDE Lisboa Cidade Página 5

6 MATERIAL NECESSÁRIO PARA O CIRCUITO DE PERÍCIA - NIVEL 2 2 SETIQUES 14 PINOS 3 ARCOS 1 FITA MÉTRICA 2 ESTRUTURAS COM UM LIMITE (CORDA,BARREIRA DE ESTRUTURA FLEXIVEL) DE 85 CM A 90 CM DE ALTURA PARA OS PATINADORES PASSAREM POR BAIXO NA POSIÇÃO DE CÓCORAS. 1 CRONÓMETRO PROVA DE PERÍCIA - CIRCUITO DE NÍVEL 2 ESTAÇÃO 1 SALTAR, COM IMPULSÃO SIMULTÂNEA, POR CIMA DE UM OBSTÁCULO COM 20CM DE ALTURA. ESTAÇÃO 2 - CONTORNAR (SLALOM) QUATRO "PINOS" (OBSTÁCULOS) PATINANDO DE FRENTE. DISTÂNCIA ENTRE OS "PINOS" = 1,50 METROS. ESTAÇÃO 3 - MEIA VOLTA - ABERTURA E FECHO DE PERNAS DESLIZANDO DE COSTAS. DISTÂNCIA = 5 A 6 METROS. ESTAÇÃO 4 REALIZAR UMA VOLTA EM TORNO DO ARCO, NA POSIÇÃO DE ÁGUIA ESTAÇÃO 5 REALIZAR O PERCURSO DEFINIDO POR 4 CONES, DESLIZANDO E CURVANDO ESTAÇÃO 6 - DESLIZAR NUM SÓ PÉ (À ESCOLHA) NUMA DISTÂNCIA DE 5 A 6 METROS. ESTAÇÃO 7 CONTORNAR O ARCO CURVANDO DE COSTAS ESTAÇÃO 8 - PASSAR POR BAIXO DE UMA CORDA, A 85 CM DE ALTURA, DESLIZANDO DE "CÓCORAS" CRUZANDO A META NESTA POSIÇÃO. Perícias e Corridas de Patins CLDE Lisboa Cidade Página 6

DSRLVT Coordenação Local do Desporto Escolar de Lisboa Cidade. Regulamento de Perícias e Corridas de Patins

DSRLVT Coordenação Local do Desporto Escolar de Lisboa Cidade. Regulamento de Perícias e Corridas de Patins 2015-2016 DSRLVT Coordenação Local do Desporto Escolar de Lisboa Cidade Regulamento de Perícias e Corridas de Patins 1 INTRODUÇÃO Pretende-se que os eventos sejam momentos especiais de convívio entre alunos

Leia mais

Enquadramento... 1. Objetivos... 1. Alunos... 1. Professores estagiários... 1. Recursos... 1. Humanos... 1. Temporais... 2. Espaciais...

Enquadramento... 1. Objetivos... 1. Alunos... 1. Professores estagiários... 1. Recursos... 1. Humanos... 1. Temporais... 2. Espaciais... i Índice Enquadramento... 1 Objetivos... 1 Alunos... 1 Professores estagiários... 1 Recursos... 1 Humanos... 1 Temporais... 2 Espaciais... 2 Materiais... 2 Procedimentos de planeamento e organização...

Leia mais

F E D E R A Ç Ã O P O R T U G U E S A D E C A N O A G E M REGULAMENTO DAS PRIMEIRAS PAGAIADAS

F E D E R A Ç Ã O P O R T U G U E S A D E C A N O A G E M REGULAMENTO DAS PRIMEIRAS PAGAIADAS F E D E R A Ç Ã O P O R T U G U E S A D E C A N O A G E M REGULAMENTO DAS PRIMEIRAS PAGAIADAS Em vigor a partir de 21 de Agosto de 2015 1. PRIMEIRAS PAGAIADAS 1.1. Objetivos O quadro competitivo promovido

Leia mais

DESPORTO ESCOLAR ATLETISMO CURSO DE JUIZES DE ESCOLA

DESPORTO ESCOLAR ATLETISMO CURSO DE JUIZES DE ESCOLA DESPORTO ESCOLAR ATLETISMO CURSO DE JUIZES DE ESCOLA DESPORTO ESCOLAR CURSO DE JUIZES DE ESCOLA ATLETISMO O ATLETISMO É COMPOSTO POR PROVAS DE PISTA, ESTRADA E CORTA- MATO AS PROVAS DE PISTA ESTÃO DIVIDIDAS

Leia mais

Olimpíadas Especiais UBM/PMBM Regulamento Técnico 2014

Olimpíadas Especiais UBM/PMBM Regulamento Técnico 2014 Olimpíadas Especiais UBM/PMBM Regulamento Técnico 2014 I - DOS JOGOS Art.1 - A Olimpíada Especial UBM/PMBM tem por finalidade desenvolver o intercâmbio desportivo e social entre os atletas, professores

Leia mais

Associação de Atletismo de Braga

Associação de Atletismo de Braga Hora Inicio Associação de Atletismo de Prova sábado, 5 de Junho de 2010 15:30 400 Metros Marcha SEN F Serie 15:30 400 Metros Marcha SEN M Serie 15:30 Salto em Altura JUV a SEN F Final + (1,00-1,05-1,10

Leia mais

Foz do Rio Lima, Viana do Castelo, em frente ao edifício Cais de Viana.

Foz do Rio Lima, Viana do Castelo, em frente ao edifício Cais de Viana. REGULAMENTO DA COMPETIÇÃO DE ÁGUAS ABERTAS 1500 metros NATAÇÃO - Prova Aberta - MASS EVENT 1 - ORGANIZAÇÃO Associação de Natação do Minho (ANMinho) Federação Portuguesa de Atividades Subaquáticas (FPAS)

Leia mais

Federação Portuguesa de Motonáutica - UPD Membro da Union Internationale Motonautique

Federação Portuguesa de Motonáutica - UPD Membro da Union Internationale Motonautique REGULAMENTO OFICIAL CAMPEONATO NACIONAL RADIOCONTROLADOS 2015 Federação Portuguesa de Motonáutica - UPD Página 1 1. ORGANIZAÇÃO O troféu / campeonato nacional será composto por diversas provas e realizado

Leia mais

Projeto Mini Craque. Juventude Vidigalense

Projeto Mini Craque. Juventude Vidigalense Projeto Mini Craque Telefone: 244 833 799 Telemóveis: 912 727 166 ou 961 701 645 E-mail: geral@juventudevidigalense.org Prof. Nataniel Lopes: 913 091 989 E-mail: nataniel-lopes@juventudevidigalense.org

Leia mais

F E D E R A Ç Ã O P O R T U G U E S A D E C A N O A G E M REGULAMENTO DE VELOCIDADE

F E D E R A Ç Ã O P O R T U G U E S A D E C A N O A G E M REGULAMENTO DE VELOCIDADE F E D E R A Ç Ã O P O R T U G U E S A D E C A N O A G E M REGULAMENTO DE VELOCIDADE Em vigor a partir de 27 de Janeiro de 2010 INDICE 1. CAMPEONATO NACIONAL DE REGATAS EM LINHA... 3 2. DEFINIÇÃO... 3 3.

Leia mais

REGULAMENTO DO CICLISMO DE INICIAÇÃO. Atualizado a 11/12/2013

REGULAMENTO DO CICLISMO DE INICIAÇÃO. Atualizado a 11/12/2013 REGULAMENTO DO CICLISMO DE INICIAÇÃO 2014 Atualizado a 11/12/2013 Com o objetivo de uniformizar a atividade desportiva dos praticantes dos escalões de Benjamins, Iniciados, Infantis e Juvenis, e tendo

Leia mais

CIRCUITO DE ÁGUAS ABERTAS DOS AÇORES 2014

CIRCUITO DE ÁGUAS ABERTAS DOS AÇORES 2014 CIRCUITO DE ÁGUAS ABERTAS DOS AÇORES 2014 REGULAMENTO DA PROVA DA SEMANA DO MAR - HORTA 1. Organização ANARA Associação de Natação da Região Açores e Clube Naval da Horta 2. Data 2 de Agosto de 2014 16.00

Leia mais

A. Disposições Gerais

A. Disposições Gerais FEDERAÇÃO PORTUGUESA DE ATLETISMO Direcção Técnica Nacional Sector juvenil Versão de 29 de Maio de 2008 REGULAMENTO GERAL DE COMPETIÇÕES NORMAS RELACIONADAS COM OS ESCALÕES DO ATLETISMO JUVENIL A. Disposições

Leia mais

REGULAMENTO PROVA ÁGUAS ABERTAS PENICHE A NADAR

REGULAMENTO PROVA ÁGUAS ABERTAS PENICHE A NADAR REGULAMENTO PROVA ÁGUAS ABERTAS PENICHE A NADAR 1 REGULAMENTO PROVA DE ÁGUAS ABERTAS PENICHE A NADAR 1. ENQUADRAMENTO No âmbito da realização na cidade de Peniche, da prova de Águas Abertas PENICHE A NADAR,

Leia mais

REGULAMENTO ESPECÍFICO DE CICLISMO JERNS 2014

REGULAMENTO ESPECÍFICO DE CICLISMO JERNS 2014 GOVERNO DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE SECRETARIA DE ESTADO, DA EDUCAÇÃO E DA CULTURA COORDENADORIA DE DESPORTOS DESPORTO ESCOLAR CODESP REGULAMENTO ESPECÍFICO DE CICLISMO JERNS 2014 Art.1º- As competições

Leia mais

XXVII COPA NORDESTE DE CICLISMO - 2015

XXVII COPA NORDESTE DE CICLISMO - 2015 CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE CICLISMO XXVII COPA NORDESTE DE CICLISMO - 2015 Art. 1º - REGULAMENTO OBJETIVO Com o objetivo de desenvolver e difundir o ciclismo em toda a Região Nordeste, bem como proporcionar

Leia mais

REGULAMENTO ESPECÍFICO

REGULAMENTO ESPECÍFICO REGULAMENTO ESPECÍFICO MULTIATIVIDADES DE AR LIVRE 2013 2017 (Revisto em setembro de 2015) ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO 2 2. ESCALÕES ETÁRIOS, PARTICIPAÇÃO E ATIVIDADES A DESENVOLVER 3 3. CONSTITUIÇÃO DAS EQUIPAS

Leia mais

XXXVII COPA NORTE/NORDESTE DE CICLISMO 2014

XXXVII COPA NORTE/NORDESTE DE CICLISMO 2014 CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE CICLISMO XXXVII COPA NORTE/NORDESTE DE CICLISMO 2014 Art. 1º - REGULAMENTO OBJETIVO Com o objetivo de desenvolver e difundir o ciclismo em toda a Região Norte e Nordeste, bem

Leia mais

Regulamento Prova de Maneabilidade da Raça Mangalarga Versão 2014

Regulamento Prova de Maneabilidade da Raça Mangalarga Versão 2014 Associação Brasileira de Criadores de Cavalos da Raça Mangalarga Avenida Francisco Matarazzo, 455 Pavilhão 04 Dr. Fausto Simões São Paulo / SP CEP 05001 300 Tel. 11 3673 9400 Fax: 11 3862 1864 www.cavalomangalarga.com.br

Leia mais

8º GRANDE PREMIO FREI GIL

8º GRANDE PREMIO FREI GIL 8º GRANDE PREMIO FREI GIL REGULAMENTO CHAIMITE REGULAMENTO GERAL a) Não poderão participar no concurso membros do júri. b) As equipas deverão ser constituídas por um professor e por 2 (mínimo) a 5 (máximo)

Leia mais

JOGOS MUNICIPAIS 2015 REGULAMENTO

JOGOS MUNICIPAIS 2015 REGULAMENTO JOGOS MUNICIPAIS 2015 REGULAMENTO PARTICIPAÇÃO Podem participar munícipes federados ou não federados, em representação de clubes, grupos informais e a título individual, de acordo com o regulamento específico

Leia mais

1ª GINCANA INFANTIL Junta de Freguesia de Queluz

1ª GINCANA INFANTIL Junta de Freguesia de Queluz 1ª GINCANA INFANTIL Junta de Freguesia de Queluz REGULAMENTO 1ª Gincana Infantil Junta de Freguesia de Queluz 2010 Prova a realizar-se em 26 de Setembro de 2010 (Domingo), às 15h00, no Jardim Conde de

Leia mais

V. REGULAMENTAÇÃO RELATIVA À HOMOLOGAÇÃO DE RECORDES DE PORTUGAL, RECORDES NACIONAIS E RECORDES NACIONAIS DE ESTRADA

V. REGULAMENTAÇÃO RELATIVA À HOMOLOGAÇÃO DE RECORDES DE PORTUGAL, RECORDES NACIONAIS E RECORDES NACIONAIS DE ESTRADA V. REGULAMENTAÇÃO RELATIVA À HOMOLOGAÇÃO DE RECORDES DE PORTUGAL, RECORDES NACIONAIS E RECORDES NACIONAIS DE ESTRADA A. Homologação de Recordes de Portugal 1. GENERALIDADES Para que uma marca possa ser

Leia mais

XXXVII COPA NORTE/NORDESTE DE CICLISMO 2014

XXXVII COPA NORTE/NORDESTE DE CICLISMO 2014 CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE CICLISMO XXXVII COPA NORTE/NORDESTE DE CICLISMO 2014 Art. 1º - Art. 2º - Art. 3º - REGULAMENTO OBJETIVO Com o objetivo de desenvolver e difundir o ciclismo em toda a Região Norte

Leia mais

ASSOCIAÇÃO DE SETAS DE LISBOA REGULAMENTO 2012-2013 DARDOS ELECTRÓNICOS

ASSOCIAÇÃO DE SETAS DE LISBOA REGULAMENTO 2012-2013 DARDOS ELECTRÓNICOS ASSOCIAÇÃO DE SETAS DE LISBOA REGULAMENTO 2012-2013 DARDOS ELECTRÓNICOS REGULAMENTO 2012-2013 Ponto 1. Máquinas e distância de jogo Nas competições de dardos eletrónicos da Associação de Setas de Lisboa

Leia mais

Regulamento Individual de cada Jogo JOGO LOUCO

Regulamento Individual de cada Jogo JOGO LOUCO Regulamento Individual de cada Jogo JOGO LOUCO OBJECTIVO: Efetuar um percurso de ida e volta, num total de cerca de 40 metros, no menor tempo possível. PARTICIPANTES: 6 elementos de cada Equipa. DESENVOLVIMENTO:

Leia mais

ASSOCIAÇÃO DE ATLETISMO DE S. MIGUEL

ASSOCIAÇÃO DE ATLETISMO DE S. MIGUEL ASSOCIAÇÃO DE ATLETISMO DE S. MIGUEL Instituição de Utilidade Pública Pessoa Colectiva n.º 512019673 Fundada em 26.03.86 Filiada na Federação Portuguesa Atletismo RUA PINTOR DOMINGOS REBELO N.º 4 TELEFONE

Leia mais

6ª Corrida do Ambiente 31 DE MAIO DE 2014

6ª Corrida do Ambiente 31 DE MAIO DE 2014 6ª Corrida do Ambiente 31 DE MAIO DE 2014 REGULAMENTO Centro de Cultura e Desporto Sintrense Rua Dr. António José Soares nº 8 A, R/C Loja Direita Portela de Sintra 2710-423 Sintra E-mail: sede@ccdsintrense.com

Leia mais

SÁBADO, 27 JUNHO 2015

SÁBADO, 27 JUNHO 2015 1 1. ENQUADRAMENTO No âmbito da realização na cidade de Setúbal, da FINA 10 km Marathon Swimming World Cup - Setúbal 2015, competição integrada na Taça do Mundo de Águas Abertas FINA 2015, a Federação

Leia mais

Art.2º- Os números de atletas por prova em suas respectivas categorias ficarão assim distribuídos:

Art.2º- Os números de atletas por prova em suas respectivas categorias ficarão assim distribuídos: REGULAMENTO ESPECÍFICO DE CICLISMO JEM S 2015 Art.1º- As competições serão regidas pelos regulamentos, normas e especificações técnicas da Confederação Brasileira de Ciclismo em tudo que não contrariar

Leia mais

Regulamento da Prova Funcional do Mangalarga Marchador

Regulamento da Prova Funcional do Mangalarga Marchador Regulamento da Prova Funcional do Mangalarga Marchador Art. 1º - A Prova Funcional do Mangalarga Marchador é uma prova técnica e ao cronômetro, reconhecida oficialmente pela ABCCMM, sendo composta por

Leia mais

REGULAMENTO ESPECÍFICO DE BASEBOL / SOFTBOL TAÇA JORNAL BASEBOL - DESPORTO ESCOLAR COIMBRA

REGULAMENTO ESPECÍFICO DE BASEBOL / SOFTBOL TAÇA JORNAL BASEBOL - DESPORTO ESCOLAR COIMBRA REGULAMENTO ESPECÍFICO DE BASEBOL / SOFTBOL TAÇA JORNAL BASEBOL - DESPORTO ESCOLAR COIMBRA 2006-2007 DESPORTO ESCOLAR ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO...3 2. ESCALÕES ETÁRIOS/ BOLA DE JOGO...4 3. CONSTITUIÇÃO DA EQUIPA...4

Leia mais

Regulamento. Regulamento do 13º encontro de clássicos e desportivos do Clube automóvel da Marinha Grande. 06 de Abril de 2013

Regulamento. Regulamento do 13º encontro de clássicos e desportivos do Clube automóvel da Marinha Grande. 06 de Abril de 2013 CLUBE AUTOMÓVEL DA MARINHA GRANDE Regulamento Regulamento do 13º encontro de clássicos e desportivos do Clube automóvel da Marinha Grande 06 de Abril de 2013 02 02 2013 Índice 1. Introdução e objectivos...

Leia mais

PREFEITURA DE PALMAS SECRETARIA MUNICIPAL DA EDUCAÇÃO FUNDAÇÃO MUNICIPAL DE ESPORTES E LAZER EDIÇÃO 2015 REGULAMENTO ESPECÍFICO DO CICLISMO

PREFEITURA DE PALMAS SECRETARIA MUNICIPAL DA EDUCAÇÃO FUNDAÇÃO MUNICIPAL DE ESPORTES E LAZER EDIÇÃO 2015 REGULAMENTO ESPECÍFICO DO CICLISMO PREFEITURA DE PALMAS SECRETARIA MUNICIPAL DA EDUCAÇÃO FUNDAÇÃO MUNICIPAL DE ESPORTES E LAZER EDIÇÃO 2015 REGULAMENTO ESPECÍFICO DO CICLISMO PREFEITURA DE PALMAS SECRETARIA MUNICIPAL DA EDUCAÇÃO FUNDAÇÃO

Leia mais

Normas de funcionamento. 2ª Grande Corrida de Carrinhos de Rolamentos

Normas de funcionamento. 2ª Grande Corrida de Carrinhos de Rolamentos Normas de funcionamento 2ª Grande Corrida de Carrinhos de Rolamentos Câmara Municipal de Estremoz - 2015 1 Objetivos A, tem como propósito promover o convívio, a diversão e o entretenimento entre os participantes,

Leia mais

REGULAMENTO GERAL DO I TORNEIO DE FUTEBOL SOCIETY FACULDADE ESFA

REGULAMENTO GERAL DO I TORNEIO DE FUTEBOL SOCIETY FACULDADE ESFA REGULAMENTO GERAL DO I TORNEIO DE FUTEBOL SOCIETY FACULDADE ESFA Art. 1º O Torneio de Futebol Society tem por finalidade: A congregação dos graduandos, o fortalecimento dos laços de amizade e a camaradagem

Leia mais

V Prova de Águas Abertas. Barragem dos Minutos Montemor-o-Novo 2 Junho de 2012

V Prova de Águas Abertas. Barragem dos Minutos Montemor-o-Novo 2 Junho de 2012 V Prova de Águas Abertas Barragem dos Minutos Montemor-o-Novo 2 Junho de 2012 1. Organização Município de Montemor-o-Novo. 2. Apoios Associação de Natação do Alentejo Bombeiros Voluntários de Montemor-o-Novo

Leia mais

1. ÂMBITO DE PARTICIPAÇÃO

1. ÂMBITO DE PARTICIPAÇÃO 1. ÂMBITO DE PARTICIPAÇÃO O PRORIVER ADVENTURE CHALLENGE é um evento aberto a todos os maiores de 18 anos. A prova é direccionada exclusivamente para equipas de dois elementos. As equipas poderão ser masculinas,

Leia mais

REGULAMENTO. 1 Procedimentos para inscrição

REGULAMENTO. 1 Procedimentos para inscrição *Última atualização em 29/05/15 às 13h49 REGULAMENTO 1 Procedimentos para inscrição 1.1. As inscrições para o 20 Surf Colegial A Tribuna, deverão ser realizadas individualmente e no período único de inscrições

Leia mais

Troféu de Sintra em BTT 2014 REGULAMENTO

Troféu de Sintra em BTT 2014 REGULAMENTO Troféu de Sintra em BTT 2014 REGULAMENTO DIVISÃO DE DESPORTO E JUVENTUDE NÚCLEO DE DESPORTO AVENTURA Versão 10/3/2014 1 INTRODUÇÂO O Ciclismo nas suas diversas variantes e como modalidade desportiva torna-se

Leia mais

A. Todo competidor é obrigado a ter conhecimento deste regulamento. B. É responsabilidade do atleta se manter hidratado adequadamente.

A. Todo competidor é obrigado a ter conhecimento deste regulamento. B. É responsabilidade do atleta se manter hidratado adequadamente. REGULAMENTO Modalidades Natação Natação Distâncias* 1,5 km 3 km *As medidas acima discriminadas poderão ser alteradas conforme condições locais. O XTERRA Swim Challenge será realizado no dia 1 de Novembro,

Leia mais

REGULAMENTO ESPECÍFICO DE TÉNIS XIRA 2015

REGULAMENTO ESPECÍFICO DE TÉNIS XIRA 2015 REGULAMENTO ESPECÍFICO DE TÉNIS XIRA 2015 ÍNDICE INTRODUÇÃO... 3 INSCRIÇÕES... 4 DATAS E LOCAIS DOS ENCONTROS 4 ESCALÕES ETÁRIOS/DURAÇÃO DE JOGO... 4 CONSTITUIÇÃO DA EQUIPA... Erro! Marcador não definido.

Leia mais

XXVI TRAVESSIA DOS TEMPLÁRIOS

XXVI TRAVESSIA DOS TEMPLÁRIOS Regulamento 28 Setembro.2014 APROVADO PELA FPN EM 22 DE JULHO DE 2014 FEDERAÇÃO PORTUGUESA DE NATAÇÃO / CÂMARA MUNICIPAL DE SETÚBAL 0 1. ORGANIZAÇÃO Associação de Natação do Distrito de Santarém. Associação

Leia mais

O Evento. 1) Apresentações: 1.1. Histórico:

O Evento. 1) Apresentações: 1.1. Histórico: EDITAL DUEL 2015 O Evento 1) Apresentações: 1.1. Histórico: Atualmente em sua quinta edição, o Desafio Universitário de Engenharia e Lógica DUEL - realizado anualmente pelo Centro Acadêmico de Engenharia

Leia mais

3º Corrida Noturna Clínica do Tênis -21 Anos. REGULAMENTO GERAL Ano 2015

3º Corrida Noturna Clínica do Tênis -21 Anos. REGULAMENTO GERAL Ano 2015 PREFEITURA DA ESTÂNCIA TURÍSTICA DE AVARÉ SEME SECRETARIA MUNICIPAL DE ESPORTES 3º Corrida Noturna Clínica do Tênis -21 Anos REGULAMENTO GERAL Ano 2015 3ª CORRIDA NOTURNA CLÍNICA DO TÊNIS Regulamento Geral

Leia mais

Circuito de Atletismo em Pavilhão Games and Fun

Circuito de Atletismo em Pavilhão Games and Fun 2014 Circuito de Atletismo em Pavilhão Games and Fun Departamento Técnico Associação de Atletismo do Porto Introdução O Circuito de Torneios de Atletismo em Pavilhão tem como propósito o combate dos modelos

Leia mais

Informação Exame de Equivalência. à disciplina de: EDUCAÇÃO FÍSICA

Informação Exame de Equivalência. à disciplina de: EDUCAÇÃO FÍSICA Informação Exame de Equivalência à disciplina de: EDUCAÇÃO FÍSICA 3º Ciclo do Ensino Básico Ano letivo de 2011/12 1. Introdução O presente documento visa divulgar as características da prova de exame de

Leia mais

Art. 02 Este Regulamento Geral é o conjunto das disposições que regem as modalidades que integram a COPA SENAI 2010.

Art. 02 Este Regulamento Geral é o conjunto das disposições que regem as modalidades que integram a COPA SENAI 2010. COPA SENAI 2010 REGULAMENTO GERAL SESI SENAI - SP 2010 REGULAMENTO GERAL FASE INTERCLASSES I DOS OBJETIVOS Art. 01 A COPA SENAI 2010, tem por finalidade o bem estar e a integração do aluno perante a sociedade

Leia mais

9º Grande Prémio - 150 Minutos

9º Grande Prémio - 150 Minutos 9º Grande Prémio - 150 Minutos REGULAMENTO 1. Definição do percurso O 9º Grande Prémio - 150 Minutos disputar-se-á na pista de Évora, com um perímetro de 908 metros e com a largura de 7 metros e será obrigatoriamente

Leia mais

3º Prova ÁGUAS ABERTAS Fluviário de Mora. Açude do Gameiro Mora 12 Julho de 2015

3º Prova ÁGUAS ABERTAS Fluviário de Mora. Açude do Gameiro Mora 12 Julho de 2015 3º Prova ÁGUAS ABERTAS Fluviário de Mora Açude do Gameiro Mora 12 Julho de 2015 1. Organização Município de Mora. 2. Apoios Associação de Natação do Alentejo Bombeiros Voluntários de Mora Fluviário de

Leia mais

II ÁGUAS ABERTAS AQUAPOLIS ABRANTES

II ÁGUAS ABERTAS AQUAPOLIS ABRANTES II ÁGUAS ABERTAS AQUAPOLIS ABRANTES IX CIRCUITO NACIONAL DE ÁGUAS ABERTAS Regulamento 02.Agosto.2009 FEDERAÇÃO PORTUGUESA DE NATAÇÃO / CÂMARA MUNICIPAL DE SETÚBAL 0 1. ORGANIZAÇÃO Associação de Natação

Leia mais

REGULAMENTO TÉCNICO - 2014 GINÁSTICA RÍTMICA TORNEIO NACIONAL

REGULAMENTO TÉCNICO - 2014 GINÁSTICA RÍTMICA TORNEIO NACIONAL REGULAMENTO TÉCNICO - 2014 GINÁSTICA RÍTMICA TORNEIO NACIONAL 1) GENERALIDADES 1.1 É aberta a participação no TNGR a qualquer entidade filiada às Federações, ou não filiada (não federada). 1.2 Nos estados

Leia mais

2º CAMPEONATO MUNICIPAL DE MATRAQUILHOS. Normas de Funcionamento

2º CAMPEONATO MUNICIPAL DE MATRAQUILHOS. Normas de Funcionamento 2º CAMPEONATO MUNICIPAL DE MATRAQUILHOS Normas de Funcionamento Normas de Funcionamento Considerando a importância que a promoção da dinâmica desportiva assume no concelho, a Câmara Municipal da Lourinhã,

Leia mais

Entidades responsáveis: Organização: Associação Desportiva Strix Bike Team. Enquadramento técnico: Associação de Ciclismo de Santarém.

Entidades responsáveis: Organização: Associação Desportiva Strix Bike Team. Enquadramento técnico: Associação de Ciclismo de Santarém. Entidades responsáveis: Organização: Associação Desportiva Strix Bike Team Enquadramento técnico: Associação de Ciclismo de Santarém Local: Distrito: Santarém Concelho: Coruche Freguesia: Coruche Coordenadas

Leia mais

,CIRCUITO DE MARATONAS AQUÁTICAS DE SANTA CATARINA REGULAMENTO

,CIRCUITO DE MARATONAS AQUÁTICAS DE SANTA CATARINA REGULAMENTO ,CIRCUITO DE MARATONAS AQUÁTICAS DE SANTA CATARINA DAS FINALIDADES REGULAMENTO Art. 1º - A Federação Aquática de Santa Catarina (FASC) e Fundação Catarinense de Desportos (FESPORTE) organizarão anualmente

Leia mais

Regulamento. 1. O Mocidade Sangemil AC organiza a Corrida e Caminha dos 41 Anos do Mocidade Sangemil

Regulamento. 1. O Mocidade Sangemil AC organiza a Corrida e Caminha dos 41 Anos do Mocidade Sangemil Regulamento 1. O Mocidade Sangemil AC organiza a Corrida e Caminha dos 41 Anos do Mocidade Sangemil AC, com o apoio técnico da Desportave - Eventos Desportivos, que tem a finalidade de estimular a prática

Leia mais

CAMPEONATOS BRASILEIROS CAIXA DE ATLETISMO DE JUVENIS INTERSELEÇÕES LV Masculino e XLIII Feminino

CAMPEONATOS BRASILEIROS CAIXA DE ATLETISMO DE JUVENIS INTERSELEÇÕES LV Masculino e XLIII Feminino CAMPEONATOS BRASILEIROS CAIXA DE ATLETISMO DE JUVENIS INTERSELEÇÕES LV Masculino e XLIII Feminino Art. 1º - Os CAMPEONATOS BRASILEIROS DE ATLETISMO DE JUVENIS têm por propósito básico a integração nacional,

Leia mais

REGULAMENTO I Trilhos de Casainhos

REGULAMENTO I Trilhos de Casainhos 1. ORGANIZAÇÃO O Sporting Clube de Casainhos organiza, no próximo dia 15 DE NOVEMBRO DE 2009, com a colaboração da Câmara Municipal de Loures, da Junta de Freguesia de Fanhões e do Atleta Digital (www.atleta-digital.com),

Leia mais

R E G U L A M E N T O 2 0 0 6

R E G U L A M E N T O 2 0 0 6 CAMPEONATOS BRASILEIROS CAIXA DE ATLETISMO DE MENORES XXXIII Masculino e Feminino R E G U L A M E N T O 2 0 0 6 Emitido em 15/02/06 Art. 1º - Os CAMPEONATOS BRASILEIROS DE ATLETISMO DE MENORES têm por

Leia mais

Jogos Escolares de Belo Horizonte JEBH/2015. Regulamento Específico Ciclismo

Jogos Escolares de Belo Horizonte JEBH/2015. Regulamento Específico Ciclismo Jogos Escolares de Belo Horizonte JEBH/2015 Regulamento Específico Ciclismo Art. 1º - A competição de ciclismo dos Jogos Escolares de Belo Horizonte JEBH/2015 obedecerá às regras oficiais da UCI e da Confederação

Leia mais

Regulamento de Segurança/Prova. 1ªEdição A corrida Verde mais louca de Mirandela

Regulamento de Segurança/Prova. 1ªEdição A corrida Verde mais louca de Mirandela Regulamento de Segurança/Prova 1ªEdição A corrida Verde mais louca de Mirandela Capítulo 1 Disposições Gerais Artigo 1º:A corrida verde mais louca de Mirandela, em todas as suas categorias é integralmente

Leia mais

DIRECÇÃO DA SOCIEDADE HÍPICA PORTUGUESA. Exmo. Sr. Francisco Captivo. Exmo. Sr. Maj. Lourenço Fernandes Thomaz. Assegurada

DIRECÇÃO DA SOCIEDADE HÍPICA PORTUGUESA. Exmo. Sr. Francisco Captivo. Exmo. Sr. Maj. Lourenço Fernandes Thomaz. Assegurada ! "#!$$ COMISSÃO ORGANIZADORA JÚRI DE TERRENO DIRECÇÃO DA SOCIEDADE HÍPICA PORTUGUESA PRESIDENTE Exmo. Sr. Francisco Captivo. VOGAIS Exma. Sr.ª Exma. Sr.ª Exma. Sr.ª COMISSÃO DE RECURSO PRESIDENTE Exmo.

Leia mais

REGULAMENTO IV CORRIDA FENAE DO PESSOAL DA CAIXA 27 DE SETEMBRO DE 2015

REGULAMENTO IV CORRIDA FENAE DO PESSOAL DA CAIXA 27 DE SETEMBRO DE 2015 REALIZAÇÃO: Associação do Pessoal da Caixa Econômica Federal de Minas Gerais APCEF/MG. Federação Nacional das Associações do Pessoal da Caixa - FENAE Liga Mineira De Atletismo L.M.A. 1 DA PROVA 1.1 A prova

Leia mais

REGULAMENTO ESPECÍFICO FUTSAL 2013-2017

REGULAMENTO ESPECÍFICO FUTSAL 2013-2017 REGULAMENTO ESPECÍFICO FUTSAL 2013-2017 Índice 1. Introdução 2 2. Escalões Etários, tempo de jogo e variantes da modalidade 2 2.1. Escalões Etários 3 2.2. Tempo de Jogo e variantes da modalidade 3 2.3.

Leia mais

TROFÉU BRASIL CAIXA DE ATLETISMO XXXIII Edição

TROFÉU BRASIL CAIXA DE ATLETISMO XXXIII Edição TROFÉU BRASIL CAIXA DE ATLETISMO XXXIII Edição Art. 1º - Art. 2º - Art. 3º - O Troféu Brasil de Atletismo é uma competição realizada anualmente que têm por propósito básico a difusão do Atletismo e a verificação

Leia mais

REGULAMENTO DE PROVAS e Circuito Regional ASRAM FPS 2014 SUP (Stand Up Paddle)

REGULAMENTO DE PROVAS e Circuito Regional ASRAM FPS 2014 SUP (Stand Up Paddle) REGULAMENTO DE PROVAS e Circuito Regional ASRAM FPS 2014 SUP (Stand Up Paddle) INTRODUÇÃO: Com o objetivo de estimular o desenvolvimento da modalidade de STAND UP PADDLE na Região Autónoma da Madeira,

Leia mais

PLANIFICAÇÕES. PLANIFICAÇÃO DA DISCIPLINA DE Educação Física 2º ciclo ATIVIDADES E ESTRATÉGIAS

PLANIFICAÇÕES. PLANIFICAÇÃO DA DISCIPLINA DE Educação Física 2º ciclo ATIVIDADES E ESTRATÉGIAS PLANIFICAÇÃO DA DISCIPLINA DE Educação Física º ciclo PLANIFICAÇÕES 5º ANO DE ESCOLARIDADE CONTEÚDOS Atividades Ritmicas Movimentos individuais encadeados (Sequências) Rítmo Graciosidade, Expressividade

Leia mais

Troféu Guarulhos de futsal Municipal 2015 Menores 1º Semestre.

Troféu Guarulhos de futsal Municipal 2015 Menores 1º Semestre. Troféu Guarulhos de futsal Municipal 2015 Menores 1º Semestre. Título I Das Disposições Gerais A) Será obrigatório, de acordo com as Regras do Futsal, o uso de caneleiras para todos os atletas. B) Não

Leia mais

I DUATLO BTT DE SANTANA 2015 I DUATLO JOVEM BTT DE SANTANA 2015

I DUATLO BTT DE SANTANA 2015 I DUATLO JOVEM BTT DE SANTANA 2015 I DUATLO BTT DE SANTANA 2015 I DUATLO JOVEM BTT DE SANTANA 2015 Sábado, 24 de Outubro de 2015 Distância Sprint: 5kms Corrida / 16 kms BTT / 2.5 kms Corrida Distância S.Sprint: 2.5kms Corrida / 8 kms BTT

Leia mais

REGULAMENTO DE REMO 2007 2008

REGULAMENTO DE REMO 2007 2008 REGULAMENTO DE REMO 2007 2008 REGATAS OFICIAIS E CAMPEONATOS ESTADUAIS CAPÍTULO I DOS REMADORES E SUAS CATEGORIAS: Artigo 1º O(a)(s) remador(a)(es)(as) que vierem a participar de regatas da serão divididos

Leia mais

2ª COPA BRAGANTINA DE SPRINT DUATHLON (5KM CORRIDA 20KM CICLISMO 2,5KM CORRIDA) E CORRIDA DE 5K

2ª COPA BRAGANTINA DE SPRINT DUATHLON (5KM CORRIDA 20KM CICLISMO 2,5KM CORRIDA) E CORRIDA DE 5K 2ª COPA BRAGANTINA DE SPRINT DUATHLON (5KM CORRIDA 20KM CICLISMO 2,5KM CORRIDA) E CORRIDA DE 5K 1. PROGRAMAÇÃO. 1. Entrega dos kits na Academia Axios (Endereço: R. Teixeira, 691, Taboão, Bragança Paulista,

Leia mais

COMPETIÇÕES DE VOLEIBOL ETAPA ESCOLAR

COMPETIÇÕES DE VOLEIBOL ETAPA ESCOLAR COMPETIÇÕES DE VOLEIBOL ETAPA ESCOLAR INTRODUÇÃO O Atleta na Escola tem como premissas a democratização do acesso ao esporte e o incentivo da prática esportiva na escola. Neste ano, o Programa de Formação

Leia mais

DIRETRIZ TÉCNICA Nº 24

DIRETRIZ TÉCNICA Nº 24 DIRETRIZ TÉCNICA Nº 24 (15 de Abril de 2004) Competições ao tempo ideal Artigo 1º Generalidades. 1 - Às competições dessa modalidade aplicam-se os artigos 238.1.1 ou 238.2.1 das Regras para Eventos de

Leia mais

Corrida dos Campeões de Vila Real. Draft 2

Corrida dos Campeões de Vila Real. Draft 2 Corrida dos Campeões de Vila Real Draft 2 Vila Real, 12 de Novembro de 2015 Regulamento Corrida dos campeões de Vila Real e Fan Race draft 1 1. DEFINIÇÃO / GENERALIDADES 1.1. A EpicDren Lda, organiza um

Leia mais

REGULAMENTO 2013. I Grande Prémio Solidário

REGULAMENTO 2013. I Grande Prémio Solidário REGULAMENTO 2013 I Grande Prémio Solidário INDÍCE 1. Organização 2. Data/Hora 3. Inscrições e Preços 4. Levantamento dos Kits 5. A prova 6. Condições de Participação 7. Categorias de participação 8. Classificações

Leia mais

Departamento de Educação Física e Desporto

Departamento de Educação Física e Desporto ESCOLA SECUNDÁRIA VITORINO NEMÉSIO Ano Letivo 2013-2014 Departamento de Educação Física e Desporto CRITÉRIOS GERAIS DE AVALIAÇÃO Ensino Básico Disciplina de Educação Física Revisto em Departamento no dia

Leia mais

REGULAMENTO FMX MOTOCROSS FREESTYLE CBER

REGULAMENTO FMX MOTOCROSS FREESTYLE CBER REGULAMENTO FMX MOTOCROSS FREESTYLE CBER Reconhecimento de pista / Treino O tempo será previamente estipulado em cronograma, onde todos os atletas inscritos deverão treinar. Tempo MÍNIMO de treino: Dia

Leia mais

III Edição Grande Prémio AIREV

III Edição Grande Prémio AIREV III Edição Grande Prémio AIREV A Associação para Integração e Reabilitação Social de Crianças e Jovens Deficientes de Vizela, pretende organizar, pelo terceiro ano consecutivo, uma Corrida e Caminhada

Leia mais

1ª Liga de Futsal 2014/2015

1ª Liga de Futsal 2014/2015 1ª Liga de Futsal 2014/2015 Patrono RICARDINHO 1 I Liga Futsal 2014/2015 Regulamento Equipas Artigo 1º Esta liga de futsal encontra-se aberta a equipas de empresas devidamente certificadas, podendo ser

Leia mais

REGULAMENTO ESPECÍFICO DE FUTSAL XIRA 2016

REGULAMENTO ESPECÍFICO DE FUTSAL XIRA 2016 REGULAMENTO ESPECÍFICO DE FUTSAL XIRA 2016 ÍNDICE INTRODUÇÃO... 3 ESCALÕES ETÁRIOS, TEMPO DE JOGO E BOLA... 4 2.1. ESCALÕES ETÁRIOS... 4 2.2. DURAÇÃO DOS JOGOS... 4 2.3. A BOLA... 4 REGULAMENTO DO ESCALÃO

Leia mais

1ª Copa FBR Esportes de Mountain Bike 2015

1ª Copa FBR Esportes de Mountain Bike 2015 1ª Copa FBR Esportes de Mountain Bike 2015 Este regulamento define as regras da Primeira Copa FBR Esportes de Mountain Bike 2015, portanto é fundamental o competidor ter conhecimento do seu conteúdo. 1.

Leia mais

REGULAMENTO GERAL DO JICOF JOGOS INTERNOS DO COLÉGIO FRACTAL

REGULAMENTO GERAL DO JICOF JOGOS INTERNOS DO COLÉGIO FRACTAL REGULAMENTO GERAL DO JICOF JOGOS INTERNOS DO COLÉGIO FRACTAL CAPÍTULO I DAS FINALIDADES Os jogos internos do COLÉGIO FRACTAL (JICOF) têm por finalidade principal humanizar a prática desportiva, valorizando

Leia mais

COPA BRASIL DE CONJUNTOS 2014 1) GENERALIDADES

COPA BRASIL DE CONJUNTOS 2014 1) GENERALIDADES COPA BRASIL DE CONJUNTOS 2014 1) GENERALIDADES 1.1 É aberta a participação na Copa Brasil de Conjuntos a qualquer entidade filiada ou não às Federações. 1.2 As inscrições deverão ser enviadas á CBG. 1.3

Leia mais

Índice. I Introdução. II Apresentação do Laser Run. III Formato Outdoor. IV Formato Indoor. V O segmento de Tiro. VI O segmento de Corrida

Índice. I Introdução. II Apresentação do Laser Run. III Formato Outdoor. IV Formato Indoor. V O segmento de Tiro. VI O segmento de Corrida O Projecto Desportivo - Época 2015 Índice I Introdução II Apresentação do Laser Run III Formato Outdoor IV Formato Indoor V O segmento de Tiro VI O segmento de Corrida VII Regras Gerais das Provas de Laser

Leia mais

REGULAMENTO ESPECÍFICO FUTSAL. (Revisto em setembro 2015)

REGULAMENTO ESPECÍFICO FUTSAL. (Revisto em setembro 2015) REGULAMENTO ESPECÍFICO FUTSAL 2013 2017 (Revisto em setembro 2015) Índice 1. Introdução 2 2. Escalões Etários, tempo de jogo e variantes da modalidade 3 2.1. Escalões Etários 3 2.2. Tempo de Jogo e variantes

Leia mais

REGULAMENTO DO CAMPEONATO NACIONAL MASTER DE ÁGUAS ABERTAS II CAMPEONATO NACIONAL MASTER DE ÁGUAS ABERTAS

REGULAMENTO DO CAMPEONATO NACIONAL MASTER DE ÁGUAS ABERTAS II CAMPEONATO NACIONAL MASTER DE ÁGUAS ABERTAS REGULAMENTO DO CAMPEONATO NACIONAL MASTER DE ÁGUAS ABERTAS 2009 FEDERAÇÃO PORTUGUESA DE NATAÇÃO / CÂMARA MUNICIPAL DE SETÚBAL 0 1. ÂMBITO O II Campeonato Nacional Masters de Águas Abertas atribuirá o título

Leia mais

CIRCUITO REGIONAL GIRA PRAIA

CIRCUITO REGIONAL GIRA PRAIA Associação de Voleibol do ALENTEJO e ALGARVE 2015 = REGULAMENTO = Artigo 1º Enquadramento da prova e dos atletas participantes 1 O Circuito Regional de Gira Praia é uma competição regional organizada em

Leia mais

Regulamento de Prova

Regulamento de Prova Regulamento de Prova ORGANIZAÇÃO! 3 ARBITRAGEM! 3 DATA / LOCAL / PROGRAMA! 3 PROVAS E ESCALÕES ETÁRIOS! 3 CONDIÇÕES DE PARTICIPAÇÃO! 5 DISPOSIÇÕES GERAIS! 5 INSCRIÇÕES! 6 CLASSIFICAÇÕES E TEMPOS LIMITE!

Leia mais

REGULAMENTO GERAL DE COMPETIÇÕES

REGULAMENTO GERAL DE COMPETIÇÕES REGULAMENTO GERAL DE COMPETIÇÕES Aprovado na Assembleia Geral de 21 e 22 de Setembro de 2013 A. Disposições Gerais... 3 Artigo 1º - INSCRIÇÕES... 3 Artigo 2º - PARTICIPAÇÃO NAS COMPETIÇÕES... 3 Artigo

Leia mais

Campeonato Mineiro de Down Hill 2015 21 e 22 de Novembro Ouro Preto MG

Campeonato Mineiro de Down Hill 2015 21 e 22 de Novembro Ouro Preto MG Campeonato Mineiro de Down Hill 2015 21 e 22 de Novembro Ouro Preto MG Modalidade: Mountain Bike Down Hill O evento acontece na cidade mineira de Ouro Preto, nos dias 21 e 22 de Novembro de 2015, a organização

Leia mais

Regulamento do Programa do Desporto Escolar 2014-2015

Regulamento do Programa do Desporto Escolar 2014-2015 Regulamento do Programa do Desporto Escolar 2014-2015 REGULAMENTO DO PROGRAMA DO DESPORTO ESCOLAR 2014-2015 ( a que se refere o Despacho nº9302/2014 de 17 de julho) 1. ÂMBITO O presente regulamento define

Leia mais

Apenas os Kart s fornecidos pela Organização serão admitidos, sendo a sua atribuição às equipas efectuada mediante sorteio.

Apenas os Kart s fornecidos pela Organização serão admitidos, sendo a sua atribuição às equipas efectuada mediante sorteio. 1- DEFINIÇÃO / GENERALIDADES A SKC Secção de Karting Conquistadores do Moto Clube de Guimarães, organiza uma manifestação desportiva de kart denominada 6H Guimarães Kart Challenge. Este evento de karting

Leia mais

REGULAMENTO ESPECÍFICO BTT - XCO. (Revisto em Setembro 2014)

REGULAMENTO ESPECÍFICO BTT - XCO. (Revisto em Setembro 2014) REGULAMENTO ESPECÍFICO BTT - XCO 2013 2017 (Revisto em Setembro 2014) Índice 1. Introdução 2 2. Escalões Etários e variantes da Modalidade 3 2.1. Escalões Etários 3 2.2. Variantes da modalidade 3 3. Constituição

Leia mais

Águas Abertas 2.0 25 de Abril de 2010 Piscina do Estádio Universitário de Lisboa

Águas Abertas 2.0 25 de Abril de 2010 Piscina do Estádio Universitário de Lisboa ÁGUAS ABERTAS 2.0 2010 1. ÂMBITO Este evento destina-se a promover a prática da Natação e dar a conhecer a disciplina de Águas Abertas a jovens nadadores. Este evento de descoberta realizar-se-á numa piscina,

Leia mais

26 e 27 de Setembro de 2015

26 e 27 de Setembro de 2015 BOLETIM 2015 26 e 27 de Setembro de 2015 A SECRETARÍA DE ESPORTE E LAZER DE PARAUAPEBAS, AEPA ASSOCIAÇÃO ESPORTIVA E PARADESPORTIVA DO SUL E SUDESTE DO PARÁ E PROJETO JUDÔ SOLIDÁRIO, em cumprimento ao

Leia mais

SECRETARIA REGIONAL DE EDUCAÇÃO DIRECÇÃO REGIONAL DE EDUCAÇÃO GABINETE COORDENADOR DO DESPORTO ESCOLAR

SECRETARIA REGIONAL DE EDUCAÇÃO DIRECÇÃO REGIONAL DE EDUCAÇÃO GABINETE COORDENADOR DO DESPORTO ESCOLAR SECRETARIA REGIONAL DE EDUCAÇÃO DIRECÇÃO REGIONAL DE EDUCAÇÃO GABINETE COORDENADOR DO DESPORTO ESCOLAR ANO LECTIVO 2010/2011 ÍNDICE 1 Programa... 2 2 Determinações referentes à participação... 2 2.1 Quadro

Leia mais

1.ºs JOGOS MINA DE ÁGUA 2014. Regulamento. Artigo 1º Equipas

1.ºs JOGOS MINA DE ÁGUA 2014. Regulamento. Artigo 1º Equipas 1.ºs JOGOS MINA DE ÁGUA 2014 Regulamento Artigo 1º Equipas 1. As equipas são constituídas no total por seis elementos, sendo três elementos do sexo masculino e os restantes três do sexo feminino; 2. A

Leia mais

REGULAMENTO BASQUETE 2009

REGULAMENTO BASQUETE 2009 REGULAMENTO BASQUETE 2009 Organização: Fórum das Associações dos Servidores das Agências Reguladoras Patrocínio: DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES REGULAMENTO BASQUETE - 2009 Art.01 - Este regulamento é o conjunto

Leia mais

PROGRAMA MARATONA DE ÓBIDOS

PROGRAMA MARATONA DE ÓBIDOS PROGRAMA MARATONA DE ÓBIDOS SÁBADO 12 SET - 18:00 22:00 Abertura do secretariado no PAVILHÃO dos ARCOS, ÓBIDOS. Entrega de frontais, documentação e lembranças. DOMINGO 13 SET - 07:30 Abertura do secretariado

Leia mais

GINÁSTICA DE TRAMPOLINS

GINÁSTICA DE TRAMPOLINS GINÁSTICA DE TRAMPOLINS SELEÇÕES NACIONAIS E ALTO RENDIMENTO 2013-2016 PROCESSO DE SELEÇÃO CAMPEONATO DA EUROPA 2014 e CAMPEONATO DO MUNDO 2014 Duplo Mini Trampolim Tumbling Trampolim Individual PROCESSO

Leia mais