INFLUÊNCIA DA AMAMENTAÇÃO NATURAL NO DESENVOLVIMENTO DE HÁBITOS DE SUCÇÃO NÃO NUTRITIVOS

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "INFLUÊNCIA DA AMAMENTAÇÃO NATURAL NO DESENVOLVIMENTO DE HÁBITOS DE SUCÇÃO NÃO NUTRITIVOS"

Transcrição

1 1 INFLUÊNCIA DA AMAMENTAÇÃO NATURAL NO DESENVOLVIMENTO DE HÁBITOS DE SUCÇÃO NÃO NUTRITIVOS Elizabeth Lima Costa 1 José Ferreira Costa 2 Mayra Moura Franco 3 Roberta Maria Serra de Brito 4 Resumo: Foram avaliadas 130 crianças de 2 a 5 anos de idade da creche Maria de Jesus Carvalho em São Luís-MA. Questionários foram aplicados às mães e analisados através do teste estatístico do qui-quadrado (0,05%). 52,3% tinham algum tipo de hábito não nutritivo, sendo 47,7% a sucção de chupeta e 7,7% a sucção digital; 36,9% realizaram aleitamento natural exclusivo, 3,1%, aleitamento artificial exclusivo e 60% misto. Conclui-se que existe uma associação positiva entre o tempo e forma de aleitamento e a presença de hábitos de sucção não-nutritivos e a prevalência do hábito de sucção de chupeta e o tipo de amamentação. Palavras-chave: aleitamento materno; hábitos de chupeta; sucção digital. Abstract: They were evaluated 130 infants from 2 to 5 years of age in a Day Care Maria de Jesus Carvalho in São Luís, MA. Questionnaires were applied to the mothers and analyzed through the statistical test of chi-square (0,05%). 52,3% had some kind of non-nutritious habit, being 47,7% through the pacifier suction and 7,7% through the digital suction; 36,9% realized exclusive natural breast-feeding, 3,1%, exclusive artificial breast-feeding and 60% mixed. It is concluded that exists a positive association between the time and forms of breastfeeding and the non-nutritious suction habits presence and the prevalence of the pacifier suction habit and the kind of breastfeeding. Keywords: maternal breastfeeding; habits of pacifier; digital suction. 1 Mestre e Professor do Curso de Odontologia-UFMA. 2 Doutor e Professor do Curso de Odontologia-UFMA. 3 Estudante do Curso de Odontologia-UFMA. 4 Estudante do Curso de Odontologia-UFMA.

2 2 1 INTRODUÇÃO Amamentar, além de ser um ato de amor, é um verdadeiro exercício para o bebê, pois colabora para seu correto desenvolvimento crânio-facial, sua saúde mental e psíquica. (HERINGER et al., 2005). A amamentação natural durante os seis primeiros meses de vida é importante não apenas para a nutrição, mas também para o fortalecimento do sistema imunológico e para o correto desenvolvimento da oclusão decídua, além de prevenir a instalação de hábitos viciosos (Neiva et al, 2003). As funções realizadas através da amamentação promovem estímulos neurais adequados ao crescimento ósseo e muscular para prevenir maloclusões por hipo desenvolvimento (QUELUZ; GIMENEZ, 2000). São muitas as vantagens da amamentação: nutrição, carinho, aconchego, afeto, relação mãe/filho, proteção imunológica, respiração, sendo muito importantes também os exercícios funcionais, realizados pela língua, lábios e bochechas. O processo de amamentação natural desencadeia o trabalho de um conjunto de músculos, de modo a estimular o crescimento e o desenvolvimento ósseos que influenciam a forma da face e a harmonia dos dentes (ARONIS, FIORINI, 2000). Em um âmbito mais abrangente, o aleitamento materno está intimamente relacionado ao estabelecimento da fonação, da deglutição, da respiração correta, além de promover o crescimento harmônico de todo sistema estomatognático (MEDEIROS et al., 2000). As crianças que são amamentadas no seio possuem menor probabilidade de adquirir hábitos orais nocivos; tendem a sugar o dedo para exercitar sua musculatura, saciando a sua fome por meio de outros artifícios nutricionais, sem portanto, saciar sua sucção. Nesse momento o hábito se instala (FERREIRA,TPLEDO,1997). A sucção do polegar também pode ser decorrente de problemas ambientais, tais como carência afetiva, ansiedade, ciúmes, podendo ser prejudicial à criança (CAVASSANI, 2003). Além disso, sabe-se, no entanto, que nem todos os benefícios oriundos

3 3 da amamentação no peito são supridos pelo aleitamento artificial, visto que o primeiro além de seu aspecto nutricional incontestável promove benefícios de ordem afetiva, importante para o desenvolvimento psicoemocional do bebê (MEDEIROS et al., 2000). Os hábitos se instalam com maior freqüência em crianças que não tiveram amamentação natural, pois o impulso neural da sucção está presente desde a vida intra-uterina e é normal na criança, garantindo sua sobrevivência e sendo até mesmo considerada como a primeira fase da mastigação (SILVESTRE, 2002). Quando a criança tem a amamentação por mamadeiras, o fluxo de leite é bem maior que a amamentação natural, portanto a criança se satisfaz nutricionalmente em menor tempo e com menor esforço. A êxtase emocional com relação ao impulso da sucção não é atingido, e a criança para isso procura substitutos como o dedo, a chupeta e objetos para satisfazer-se (SERRA-NEGRA et al., 1997). Os hábitos bucais de sucção quando persistem além da fase oral da criança (3 anos) estão relacionados ao surgimento de maloclusões dentárias, destacando-se a mordida aberta anterior, mordida cruzada posterior e prognatismo maxilar (BITENCOURT et al, 2001). É sabido, porém, que a gravidade dos problemas advindos do hábito de sucção depende também da duração, freqüência e intensidade de seu uso, como também da predisposição individual, com presença ou não de doenças somáticas (QUELUZ, GIMENEZ, 2000). A sucção é considerada um instinto fisiológico, um reflexo primitivo, através do qual, o bebê busca satisfazer suas necessidades nutricionais e afetivas. Sendo assim, a criança costuma continuar sugando o peito materno mesmo após ter se alimentado suficientemente, buscando desta maneira, satisfazer suas necessidades psicológicas. Este hábito de sucção é um reflexo que ocorre na fase oral do desenvolvimento que tende a desaparecer, aproximadamente, entre um e três anos e meio (CUNHA et al.,2007). O uso prolongado de chupeta pode alterar a postura de lábios e língua; prejudicar a tonicidade dos músculos dos lábios, língua e face, deixando-os flácidos;

4 4 induzir movimentos incorretos da língua na deglutição; prejudicar as arcadas dentárias; alterar a mastigação; provocar a respiração oral; prejudicar a emissão correta dos sons e favorecer o descontrole da saliva (CUNHA, 2001). A mamadeira não deve ser utilizada, pois condiciona o recém-nascido à sucção diferente daquela a que ele está acostumado quando mama no seio, contribui para o desmame precoce, devido a confusão de bico (Gamburgo et al., 2002). Em casos de dificuldades com a amamentação, o leite materno deve ser ordenhado e fornecido em colheres ou copos (GAVA -SIMIONI et al., 2001). O aleitamento materno hoje é considerado uma questão de saúde pública e as vantagens da lactação são reconhecidas em todo mundo, o qual deve ser estimulado até os seis meses de idade, como único alimento e líquido fornecido ao bebê, assim que atingir essa idade pode ser iniciado outro tipo de alimentação (HERINGER, 2005; ASSIS, 2007). O Odontopediatra, sendo um profissional da área de saúde, orientar a gestante e as mães quanto à necessidade do aleitamento do bebê ao seio, de preferência como fonte exclusiva até os seis meses de idade (MEDEIROS et al., 2000). O presente estudo teve por objetivo avaliar a importância da amamentação natural e sua influência no desenvolvimento de hábitos de sucção não nutritivos. 2 METODOLOGIA Foi realizado um estudo transversal em 130 crianças de ambos os sexo, na faixa etária de 2 a 5 anos de idade, matriculados na Creche Escola Maria de Jesus Carvalho, pertencente à Secretaria Municipal de Educação em São Luís-MA (CEP: Nº / ). Os dados foram coletados através da aplicação de um questionário às mães, durante uma reunião de pais e mestres, no qual as perguntas elaboradas, buscavam avaliar o período em que as crianças foram amamentadas no seio

5 5 materno, época do desmame e a presença de hábitos de sucção não nutritivos (chupeta e/ou sucção digital). Em seguida, analisados através da estatística descritiva apresentados em forma de Tabelas de Freqüência e aplicado o teste do Qui-Quadrado (X 2 ) de independência, com nível de significância de 5%. 3 RESUTADOS Tabela 1- Relação entre o tipo de amamentação até a idade que mamou no peito Idade que mamou no peito Amamentação Natural Artificial Mista Total nunca Até a a Maior que Total X 2 = 44,075 p<0,001 Tabela 2 - Relação entre o tempo de amamentação natural e hábito de chupeta Usa chupeta Amamentação Natural Artificial Mista Total sim não Total X 2 = 41,589 p<0,001 Tabela 3 - Relação entre o tipo de alimentação e o hábito de chupar dedo Chupar dedo Amamentação Natural Artificial Mista Total sim

6 6 não Total X 2 = 4,427 p=0,109 4 DISCUSSÃO A importância do aleitamento materno para o adequado desenvolvimento físico e emocional da criança é conhecida entre os profissionais da saúde, estando relacionada a fatores nutricional, emocional e afetivos, além da importância no desenvolvimento das estruturas orofaciais, já que os movimentos musculares realizados durante a amamentação são diferentes daqueles realizados com auxílio de mamadeira (MEDEIROS et al., 2000; BALDRIGHI et al., 2001; SILVESTRE, 2002). No presente estudo, podemos observar que as crianças que foram amamentadas no seio materno, não apresentaram hábitos de sucção não nutritivos. Por outro lado, evidenciamos uma maior prevalência em crianças que fizeram alimentação mista, o que corrobora com os estudos realizados por ARONIS, FIORINI, 2000; BITTENCOURT et al., 2001; CUNHA et al., Podemos também evidenciar que os hábitos encontrados com maior freqüência foram à sucção de chupeta quando a criança se alimentava do leite materno em associação com a mamadeira (mista). Isto se deve ao fato da sucção ser considerada um instinto fisiológico, através do qual, o bebê busca satisfazer suas necessidades em menor tempo e menor esforço. Estes dados são semelhantes aos encontrados em diversos estudos, onde a sucção de chupeta foi o hábito mais citado, seguido, em ordem decrescente, pela onicofagia e sucção de dedos (SERRA-NETO et al.,1997; FERREIRA, TOLEDO, 1997; BALDRIHTHI et al.,2001). Em relação ao tipo de amamentação e a presença de hábito de sucção não nutritiva, as crianças que nunca foram amamentadas no peito e que consequentemente utilizam a mamadeira para alimentação, estão mais propensas a

7 7 desenvolver hábitos bucais nocivos, constituindo-se num dos principais fatores etiológicos das maloclusóes dentárias, anulação da excitação da articulação têmporo-mandibular (Assis, 2007) e aumento do risco de desenvolver a cárie de estabelecimento precoce. Opiniões análogas estão apresentadas nos trabalhos de (ARONIS, FIORINI,2000; QUELUZ, GEMENEZ, 2000; BALDRIGHI et al., 2001; SILVESTRE,2002; CAVASSANI, 2003; HERINGER, 2005; FERREIRA, TOLEDO, 2007). Estudo realizado por Kobayashi, Scavone Jr (2007) sobre amamentação e hábitos de sucção não nutritiva em crianças de 3 a 6 anos de idade amamentadas por um período superior a doze meses, concluiu que a amamentação exclusiva contribui para reduzir em 93% a possibilidade das crianças desenvolverem problemas ortodônticos no futuro. Trabalho análogo foi realizado por Zuanon (2000) que relata que a amamentação no peito até os 12 meses de idade proporcionou menor possibilidade de desenvolvimento de hábitos de sucção não nutritiva, através da chupeta, ou mesmo do próprio dedo. Estes resultados são extremamente importantes, pois fornecem embasamento científico essencial para a realização de campanhas educativas e preventivas, para estimular a amamentação natural, no mínimo, até os seis meses de idade, tendo em vista os inúmeros benefícios que este oferece, como o fortalecimento do sistema imunológico e dos laços afetivos entre mãe e filho. Entretanto, devendo ser enfatizada a higiene bucal das crianças após a amamentação. CONCLUSÃO 1- Existe uma associação significativa entre o tempo, tipo e forma de aleitamento e a ocorrência de hábitos de sucção não-nutritivos; 2- Existe associação significativa entre a prevalência do hábito de sucção de chupeta e o tipo de amamentação; 3- Não foi observada associação significativa entre o tipo de amamentação e

8 8 hábito de sucção digital. REFERÊNCIAS Aronis EA, Fiorini MDCN. Aleitamento materno e alimentação na primeira infância sob enfoque foniaudiológico. [on-line] Centro de Estudos Avançados Odontofono 2000.Disponível:htpp:// Assis C de. Aleitamento Materno: um ato de amor e respeito diante da vida. Rev RBO 2007;64(3/4): Bittencourt LP, Modesto A, Bastos EPS. Influência do aleitamento sobre a freqüência dos hábitos de sucção. Rev Bras Odontol 2001;5(3): Cavassani VGS. Hábitos orais de sucção: estudo piloto em população de baixa renda. Rev Bras Otorrinolaringol 2003; 69(1): Cunha RF, Costa MMTM, Sanches PAG, Nery RS. Influência da amamentação natural e artificial sobre a ocorrência de hábitos de sucção não nutritivos. RevAssoc Paul. Cir Dent 2007;61(5): Cunha VLO. Prevenindo problemas na fala pelo uso adequado das funções orais: manual de orientação. Pró-fono 2001; Ferreira MIDT, Toledo OA. Relação entre tempo de aleitamento materno e hábitos bucais. Rev ABO Nac 1997;5(6): Gamburgo LJL, Munhoz SPM, Amstalden LG. Alimentação do recém-nascido: aleitamento natural, mamadeira e copinho. Fono Atual 2002;5(20):5-10. Gava-Simioni LR, Jacinto SR, Gavião MBD, Puppin Rontani RM. Amamentação e odontologia. J Bras Odontop Odontol Bebê 2001;4(18): Heringer MRC. A influência da amamentação natural no desenvolvimento dos hábitos orais. Rev CEFAC 2005;7(3): Kobayashi HM, Scavone Jr H. Os períodos de amamentação exclusiva e sua relação como fator de risco para o desenvolvimento de alterações na oclusão dentária. In: 24ª Reunião Anual da Sociedade Brasileira de Pesquisa Odontológica (SBPqO): 2007; Atibaia. Anais. São Paulo: Centro de Convenções de Atibaia; p Medeiros UV, Souza MIC, Prado F, Carneiro F, Montenegro C, Máximo F.

9 9 Aleitamento Materno: Aspectos de Interesse Bucal. Centro de Estudos Avançados Odontofono Disponível em jan, Neiva FCB, Cattoni DM, Ramos JLA, Issler H. Desmame precoce: implicações para o desenvolvimento motor-oral. J Pediatr 2003;79(1):7-12. Queluz DP, Gimenez CMM. Aleitamento e hábitos deletérios relacionados a oclusão. Rev Paul Odontol 2000;22(6): Serra-Negra, JMC, Pordeus IA, Rocha Jr, J F. Estudo da associação entre aleitamento, hábitos bucais e maloclusões. Rev Odontol Univ São Paulo 1997;11(2): Silvestre RSP. Amamentação: qualidade de vida aos bebês. Centro de estudos Avançados Odontofono Disponível em Disponível:htpp:// Zuanon ACC. Influência da amamentação natural e artificial no desenvolvimento de hábitos bucais. Rev Bras Odontoped e Odontol do bebê 2000;2(8):303-6.

Fonodialogando. Sucção Digital UM OLHAR DA FONOAUDIOLOGIA. Um hábito que poderá trazer consequências no desenvolvimento da criança

Fonodialogando. Sucção Digital UM OLHAR DA FONOAUDIOLOGIA. Um hábito que poderá trazer consequências no desenvolvimento da criança Fonodialogando Sucção Digital Um hábito que poderá trazer consequências no desenvolvimento da criança UM OLHAR DA FONOAUDIOLOGIA O que é Sucção? Asucção é um reflexo próprio da espécie adquirido na o n

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DA ODONTOLOGIA NO ALEITAMENTO MATERNO

A IMPORTÂNCIA DA ODONTOLOGIA NO ALEITAMENTO MATERNO A IMPORTÂNCIA DA ODONTOLOGIA NO ALEITAMENTO MATERNO FLÁVIA PEDREIRA CIRURGIÃ DENTISTA DO HOSPITAL E MATERNIDADE PÚBLICA DONA REGINA 20 DE FEVEREIRO DE 2014 Se pretendermos que as crianças tenham uma qualidade

Leia mais

BENEFÍCIOS DO ALEITAMENTO NATURAL NO DESENVOLVIMENTO DO SISTEMA ESTOMATOGNÁTICO DO BEBÊ

BENEFÍCIOS DO ALEITAMENTO NATURAL NO DESENVOLVIMENTO DO SISTEMA ESTOMATOGNÁTICO DO BEBÊ BENEFÍCIOS DO ALEITAMENTO NATURAL NO DESENVOLVIMENTO DO SISTEMA ESTOMATOGNÁTICO DO BEBÊ Gervania Pereira Gigante Janelliza Sousa Antunes Nayara Júlia Ribeiro de Lima Priscila Kellen Malaquias de Morais

Leia mais

"UMA BOCA SAUDÁVEL NA IDADE ADULTA DEPENDE DOS CUIDADOS QUE FOREM MANTIDOS DESDE O BERÇO".O que é a Odontopediatria?

UMA BOCA SAUDÁVEL NA IDADE ADULTA DEPENDE DOS CUIDADOS QUE FOREM MANTIDOS DESDE O BERÇO.O que é a Odontopediatria? "UMA BOCA SAUDÁVEL NA IDADE ADULTA DEPENDE DOS CUIDADOS QUE FOREM MANTIDOS DESDE O BERÇO".O que é a Odontopediatria? A Odontopediatria é uma especialidade dentro da Medicina Dentária que oferece aos bebés,

Leia mais

Breastfeeding and Baby s Oral Cavity healthy development

Breastfeeding and Baby s Oral Cavity healthy development Aleitamento Materno no Desenvolvimento e Formação Saudável da Cavidade Bucal do Bebê Breastfeeding and Baby s Oral Cavity healthy development Marila Rezende Azevedo Helio Gomes da Silva RESUMO É fundamental

Leia mais

Práticas de alimentação, sucção não nutritiva e hábitos deletérios

Práticas de alimentação, sucção não nutritiva e hábitos deletérios REVISÃO Práticas de alimentação, sucção não nutritiva e hábitos deletérios Maria Olívia Pereira da Silva Marques Aluna do Curso de Graduação em Enfermagem. Damaris Gomes Maranhão Docente do Curso de Graduação

Leia mais

VIGILÂNCIA DO DESENVOLVIMENTO MOTOR-ORAL: O ENFOQUE FONOAUDIOLÓGICO NO DESMAME PRECOCE

VIGILÂNCIA DO DESENVOLVIMENTO MOTOR-ORAL: O ENFOQUE FONOAUDIOLÓGICO NO DESMAME PRECOCE VIGILÂNCIA DO DESENVOLVIMENTO MOTOR-ORAL: O ENFOQUE FONOAUDIOLÓGICO NO DESMAME PRECOCE Ana Paula Chuproski (IC-Voluntária), Priscilla Mayara Dal Molin (IC- Voluntária), Maíra da Silva (IC-Voluntária),

Leia mais

Revista Dental Press de Ortodontia e Ortopedia Facial Print ISSN 1415-5419

Revista Dental Press de Ortodontia e Ortopedia Facial Print ISSN 1415-5419 Revista Dental Press de Ortodontia e Ortopedia Facial - Clinical relationship among s... Page 1 of 12 Revista Dental Press de Ortodontia e Ortopedia Facial Print ISSN 1415-5419 Rev. Dent. Press Ortodon.

Leia mais

global child dental fund global child dental fund www.gcdfund.org Como usar este guia

global child dental fund global child dental fund www.gcdfund.org Como usar este guia Saúde Oral e o Bebê Aleitamento materno Mamadeira Chupeta Erupção dentária e primeira visita ao dentista Alimentação e dentes de leite Higiene oral Doenças orais mais frequentes Prevenção de traumatismos

Leia mais

Chupeta. O que toda mãe/pai deveria saber antes de oferecer uma para seu bebê. Andreia Stankiewicz. Fonte: comunidadeams.wordpress.

Chupeta. O que toda mãe/pai deveria saber antes de oferecer uma para seu bebê. Andreia Stankiewicz. Fonte: comunidadeams.wordpress. Chupeta O que toda mãe/pai deveria saber antes de oferecer uma para seu bebê Andreia Stankiewicz Fonte: comunidadeams.wordpress.com A oferta da chupeta se difundiu amplamente na sociedade contemporânea.

Leia mais

A Importância da Saúde Bucal. na Saúde Geral

A Importância da Saúde Bucal. na Saúde Geral PALESTRA A Importância da Saúde Bucal na Saúde Geral A saúde começa pela boca Os dentes são importantes na mastigação dos alimentos, fala, e estética, influenciando diretamente na auto-estima do indivíduo

Leia mais

Prefeitura Municipal de Porto Alegre Secretaria Municipal de Saúde Coordenação da Rede de Atenção Primária em Saúde (CGRAPS) Área Técnica de Saúde

Prefeitura Municipal de Porto Alegre Secretaria Municipal de Saúde Coordenação da Rede de Atenção Primária em Saúde (CGRAPS) Área Técnica de Saúde Prefeitura Municipal de Porto Alegre Secretaria Municipal de Saúde Coordenação da Rede de Atenção Primária em Saúde (CGRAPS) Área Técnica de Saúde Bucal HIGIENE BUCAL NA PRIMEIRA INFÂNCIA A finalidade

Leia mais

25 a 28 de Outubro de 2011 ISBN 978-85-8084-055-1

25 a 28 de Outubro de 2011 ISBN 978-85-8084-055-1 25 a 28 de Outubro de 2011 ISBN 978-85-8084-055-1 COMO ALIMENTAR LACTENTES EM ALEITAMENTO MATERNO EXCLUSIVO NO RETORNO AO TRABALHO MATERNO? CARACTERIZAÇÃO DO USO DE COPO EM INSTITUIÇÕES DE EDUCAÇÃO INFANTIL

Leia mais

ESTADO DE GOIÁS PREFEITURA MUNICIPAL DE CAVALCANTE SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE PROJETO ALEITAMENTO MATERNO

ESTADO DE GOIÁS PREFEITURA MUNICIPAL DE CAVALCANTE SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE PROJETO ALEITAMENTO MATERNO ESTADO DE GOIÁS PREFEITURA MUNICIPAL DE CAVALCANTE SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE PROJETO ALEITAMENTO MATERNO APRESENTAÇÃO O aleitamento materno exclusivo (AME) é sinônimo de sobrevivência para o recém-nascido,

Leia mais

Associação entre aleitamento, hábitos de sucção não-nutritivos e maloclusões em crianças de 3 a 5 anos

Associação entre aleitamento, hábitos de sucção não-nutritivos e maloclusões em crianças de 3 a 5 anos Associação entre aleitamento, hábitos de sucção não-nutritivos e maloclusões em crianças de 3 a 5 anos Association between breast-feed, non-nutritive habits and malocclusions among children between 3 and

Leia mais

CONSULTA PUERPERAL DE ENFERMAGEM: IMPORTÂNCIA DA ORIENTAÇÃO PARA O ALEITAMENTO MATERNO

CONSULTA PUERPERAL DE ENFERMAGEM: IMPORTÂNCIA DA ORIENTAÇÃO PARA O ALEITAMENTO MATERNO 12. CONEX Apresentação Oral Resumo Expandido 1 ÁREA TEMÁTICA: (marque uma das opções) ( ) COMUNICAÇÃO ( ) CULTURA ( ) DIREITOS HUMANOS E JUSTIÇA ( ) EDUCAÇÃO ( ) MEIO AMBIENTE ( X) SAÚDE ( ) TRABALHO (

Leia mais

Aleitamento materno Alimentação dos lactentes portadores de fissuras labiopalatais (FLP) M.Sc. Profª Viviane Marques

Aleitamento materno Alimentação dos lactentes portadores de fissuras labiopalatais (FLP) M.Sc. Profª Viviane Marques Aleitamento materno Alimentação dos lactentes portadores de fissuras labiopalatais (FLP) M.Sc. Profª Viviane Marques O fonoaudiólogo deve ter o primeiro contato com o portador de FLP ainda na maternidade

Leia mais

A Importância do diagnóstico e intervenção precoce no tratamento das maloclusões em odontopediatria

A Importância do diagnóstico e intervenção precoce no tratamento das maloclusões em odontopediatria A Importância do diagnóstico e intervenção precoce no tratamento das maloclusões em odontopediatria The importance of early diagnosis and intervention in the treatment of malocclusion in pediatric dentistry

Leia mais

Por isso é fundamental amamentar o bebê no seio durante os primeiros 6 meses de vida, o que irá garantir uma boa mordedura, mastigação e deglutição.

Por isso é fundamental amamentar o bebê no seio durante os primeiros 6 meses de vida, o que irá garantir uma boa mordedura, mastigação e deglutição. Guia da Dentição Por Ana Paula M. Anequini Um Sorriso lindo! Um belo dia surge uma novidade! Nasceu o primeiro dentinho! O evento é logo comunicado aos familiares! Mais uma pequena festa para a família!

Leia mais

ORIENTAÇÃO FONOAUDIOLÓGICA A GESTANTES Relato de uma experiência interdisciplinar

ORIENTAÇÃO FONOAUDIOLÓGICA A GESTANTES Relato de uma experiência interdisciplinar CEFAC CENTRO DE ESPECIALIZAÇÃO EM FONOAUDIOLOGIA CLÍNICA MOTRICIDADE ORAL ORIENTAÇÃO FONOAUDIOLÓGICA A GESTANTES Relato de uma experiência interdisciplinar MILENA HOFFMANN DE MAGALHÃES SÃO PAULO 2000 CEFAC

Leia mais

Amamentação: sobrevivência infantil e. qualidade de. vida. 2 Nutricionista Materno Infantil Rejane Radunz

Amamentação: sobrevivência infantil e. qualidade de. vida. 2 Nutricionista Materno Infantil Rejane Radunz Amamentação: sobrevivência infantil e qualidade de vida 1 2 Nutricionista Materno Infantil Rejane Radunz PROMOVENDO O ALEITAMENTO MATERNO POR QUE A AMAMENTAÇÃO É IMPORTANTE? A Organização Mundial da Saúde

Leia mais

Amamentação na primeira hora, proteção sem demora.

Amamentação na primeira hora, proteção sem demora. Amamentação na primeira hora, proteção sem demora. Amamentar logo após o nascimento, na primeira hora, é muito importante para a mãe e para o bebê porque: Protege mais o bebê contra doenças. Ajuda a mulher

Leia mais

CONDIÇÃO BUCAL DO IDOSO E NUTRIÇÃO: REFLEXÕES DA EXPERIÊNCIA EXTENSIONISTA.

CONDIÇÃO BUCAL DO IDOSO E NUTRIÇÃO: REFLEXÕES DA EXPERIÊNCIA EXTENSIONISTA. CONDIÇÃO BUCAL DO IDOSO E NUTRIÇÃO: REFLEXÕES DA EXPERIÊNCIA EXTENSIONISTA. William Alves de Melo Júnior- UFCG-williamgeronto@gmail.com Ana Lígia Soares Amorim - UFCG - ligiamorim@globomail.com Augusto

Leia mais

NORMAS DE INCENTIVO AO ALEITAMENTO MATERNO BANCO DE LEITE HUMANO

NORMAS DE INCENTIVO AO ALEITAMENTO MATERNO BANCO DE LEITE HUMANO NORMAS DE INCENTIVO AO ALEITAMENTO MATERNO BANCO DE LEITE HUMANO Identificar a necessidade da mãe em receber orientação quanto ao aleitamento materno adequado; Orientar as mães, acompanhantes e/ou familiares,

Leia mais

FALANDO EM AMAMENTAÇÃO : A CONTRIBUIÇÃO DA FONOAUDIOLOGIA EM GRUPOS DE GESTANTES E PUÉRPERAS

FALANDO EM AMAMENTAÇÃO : A CONTRIBUIÇÃO DA FONOAUDIOLOGIA EM GRUPOS DE GESTANTES E PUÉRPERAS FALANDO EM AMAMENTAÇÃO : A CONTRIBUIÇÃO DA FONOAUDIOLOGIA EM GRUPOS DE GESTANTES E PUÉRPERAS Área Temática: Saúde Sheila Tamanini de Almeida 1 (Coordenador da Ação de Extensão ou Ensino) Natasha Corrêa

Leia mais

Guia de Orientação. Primeira Infância (0 3 anos de idade)

Guia de Orientação. Primeira Infância (0 3 anos de idade) Guia de Orientação Primeira Infância (0 3 anos de idade) Os primeiros dentes do bebê começam a aparecer na boca por volta dos 6 meses de idade. Eles iniciam a sua formação no período de vida intra- uterina:

Leia mais

SAÚDE BUCAL EM. Edição Especial das Mães Odontologia IFG/ Câmpus Itumbiara

SAÚDE BUCAL EM. Edição Especial das Mães Odontologia IFG/ Câmpus Itumbiara SAÚDE BUCAL EM OCO Edição Especial das Mães Odontologia IFG/ Câmpus Itumbiara No mês de maio comemoramos o Dia das Mães, por isso elaboramos essa edição especial do informativo em homenagem às mães de

Leia mais

ODONTOPEDIATRIA QUESTÕES MAIS FREQUENTES

ODONTOPEDIATRIA QUESTÕES MAIS FREQUENTES ODONTOPEDIATRIA QUESTÕES MAIS FREQUENTES 1- Como se define a odontopediatria? A Odontopediatria é uma especialização da Odontologia que cuida da saúde oral de crianças. A odontologia é a ciência que estuda

Leia mais

ANÁLISE DO CONHECIMENTO DE GESTANTES SOBRE AS CONSEQÜÊNCIAS DO DESMAME PRECOCE NO DESENVOLVIMENTO MOTOR ORAL

ANÁLISE DO CONHECIMENTO DE GESTANTES SOBRE AS CONSEQÜÊNCIAS DO DESMAME PRECOCE NO DESENVOLVIMENTO MOTOR ORAL Original Article 165 ANÁLISE DO CONHECIMENTO DE GESTANTES SOBRE AS CONSEQÜÊNCIAS DO DESMAME PRECOCE NO DESENVOLVIMENTO MOTOR ORAL REVIEW OF KNOWLEDGE OF PREGNANT WOMEN ON THE CONSEQUENCES OF THE EARLY

Leia mais

Dicas para a Saúde Bucal do seu Bebê

Dicas para a Saúde Bucal do seu Bebê Dicas para a Saúde Bucal do seu Bebê Cirurgiã-Dentista CROSP 52214 Mamãe Você pode muito para influenciar positivamente a saúde e o bem-estar do seu filho! A gestação é um período muito importante para

Leia mais

Reabilitação cirúrgica dos Fissurados de lábio e palato. M.Sc.Viviane Marques

Reabilitação cirúrgica dos Fissurados de lábio e palato. M.Sc.Viviane Marques Reabilitação cirúrgica dos Fissurados de lábio e palato M.Sc.Viviane Marques DIAGNÓSTICO 1º diagnóstico: Através da ultrasonografia (Entre a 12ª e 14ª semana de gestação). O diagnóstico das fissuras submucosa

Leia mais

Amamentar é vida. e também seu direito!

Amamentar é vida. e também seu direito! Amamentar é vida e também seu direito! Amamentarseéu direito Esta cartilha sobre amamentação foi criada exclusivamente para você, gestante ou futura mamãe aeroviária de Guarulhos. Essa publicação fala

Leia mais

A Odontologia nos primeiros anos de vida

A Odontologia nos primeiros anos de vida A Odontologia nos primeiros anos de vida A atenção e os cuidados com a saúde bucal dos bebês contribuem para prevenir doenças, como a cárie dentária, e problemas ortodônticos. Para uma vida plena e saudável,

Leia mais

O USO DO COPO NA ALIMENTAÇÃO DE LACTENTES: EXISTE UM MODELO IDEAL?

O USO DO COPO NA ALIMENTAÇÃO DE LACTENTES: EXISTE UM MODELO IDEAL? 25 a 28 de Outubro de 2011 ISBN 978-85-8084-055-1 O USO DO COPO NA ALIMENTAÇÃO DE LACTENTES: EXISTE UM MODELO IDEAL? Priscila Amanda Ramos Galego 1 ; Cristiane Faccio Gomes 2 RESUMO: Este estudo teve como

Leia mais

MELHORA NO PADRÃO DE TONICIDADE MUSCULAR DE PACIENTES COM SÍNDROME DE DOWN ESTIMULADOS PRECOCEMENTE

MELHORA NO PADRÃO DE TONICIDADE MUSCULAR DE PACIENTES COM SÍNDROME DE DOWN ESTIMULADOS PRECOCEMENTE MELHORA NO PADRÃO DE TONICIDADE MUSCULAR DE PACIENTES COM SÍNDROME DE DOWN ESTIMULADOS PRECOCEMENTE Karla Larissa Vas Estero 1, Lizzie Ramos Moretti 1, Luciana Manzotti de Marchi 2, Maria Paula Jacobucci

Leia mais

Amamentar. Introdução

Amamentar. Introdução Amamentar Introdução O leite materno é o melhor alimento para o bebé. Tem um valor nutritivo equilibrado e fornece a quantidade perfeita de proteínas, hidratos de carbono, gorduras, vitaminas e ferro para

Leia mais

PALAVRAS CHAVE: Promoção de saúde, paciente infantil, extensão

PALAVRAS CHAVE: Promoção de saúde, paciente infantil, extensão TÍTULO:PROGRAMA DE ATENÇÃO ODONTOLÓGICA À CRIANÇA NA PRIMEIRA INFÂNCIA AUTORES: Mesquita, M. F, Menezes, V. A*., Maciel, A. E.**, Barros, E.S INSTITUIÇÃO:Faculdade de Odontologia de Pernambuco. FOP/UPE

Leia mais

ACOMPANHAMENTO DA EFETIVIDADE DO ALEITAMENTO MATERNO APÓS 24 HORAS DA INTERVENÇÃO FONOAUDIOLÓGICA

ACOMPANHAMENTO DA EFETIVIDADE DO ALEITAMENTO MATERNO APÓS 24 HORAS DA INTERVENÇÃO FONOAUDIOLÓGICA ACOMPANHAMENTO DA EFETIVIDADE DO ALEITAMENTO MATERNO APÓS 24 HORAS DA INTERVENÇÃO FONOAUDIOLÓGICA Autores: ANDRÉA MONTEIRO CORREIA MEDEIROS, YASMIN VIEIRA TEIXEIRA ALVES, JESSICA CAROLINE DE JESUS SANTOS,

Leia mais

IMPACTO DA MAMADEIRA NO COMPORTAMENTO VIDA ESTUDO TRANSVERSAL

IMPACTO DA MAMADEIRA NO COMPORTAMENTO VIDA ESTUDO TRANSVERSAL CENTRO UNIVERSITÁRIO UNIEVANGÉLICA CURSO DE ENFERMAGEM IMPACTO DA MAMADEIRA NO COMPORTAMENTO DE AMAMENTAR NOS PRIMEIROS DOIS ANOS DE VIDA ESTUDO TRANSVERSAL Marcela de Andrade Silvestre Sandra Valéria

Leia mais

A VISÃO DOS MÉDICOS PEDIATRAS DO NORTE DO RIO GRANDE DO SUL A RESPEITO DOS HÁBITOS ORAIS

A VISÃO DOS MÉDICOS PEDIATRAS DO NORTE DO RIO GRANDE DO SUL A RESPEITO DOS HÁBITOS ORAIS A VISÃO DOS MÉDICOS PEDIATRAS DO NORTE DO RIO GRANDE DO SUL A RESPEITO DOS HÁBITOS ORAIS A VISÃO DOS MÉDICOS PEDIATRAS DO NORTE DO RIO GRANDE DO SUL A RESPEITO DOS HÁBITOS ORAIS The view of Pediatricians

Leia mais

CARACTERIZAÇÃO DO DESENVOLVIMENTO DA ALIMENTAÇÃO EM CRIANÇAS DE 6 AOS 24 MESES DE IDADE DO MUNICÍPIO DE CANOAS/RS

CARACTERIZAÇÃO DO DESENVOLVIMENTO DA ALIMENTAÇÃO EM CRIANÇAS DE 6 AOS 24 MESES DE IDADE DO MUNICÍPIO DE CANOAS/RS 353 CARACTERIZAÇÃO DO DESENVOLVIMENTO DA ALIMENTAÇÃO EM CRIANÇAS DE 6 AOS 24 MESES DE IDADE DO MUNICÍPIO DE CANOAS/RS Characterization of feeding development in 6 to 24 month-old children in Canoas/RS

Leia mais

Licenciatura de Análises Clínicas e Saúde Pública. Universidade Atlântica. 4.º Ano. - Investigação Aplicada

Licenciatura de Análises Clínicas e Saúde Pública. Universidade Atlântica. 4.º Ano. - Investigação Aplicada Licenciatura de Análises Clínicas e Saúde Pública Universidade Atlântica 4.º Ano - Investigação Aplicada AVALIAÇÃO DO GRAU DE SENSIBILIZAÇÃO PARA A AMAMENTAÇÃO Projecto de Investigação Docente: Ana Cláudia

Leia mais

AMAMENTAÇÃO NATURAL X ARTIFICIAL: ORIENTAÇÕES DADAS ÀS MÃES DE CRIANÇAS COM SÍNDROME DE DOWN

AMAMENTAÇÃO NATURAL X ARTIFICIAL: ORIENTAÇÕES DADAS ÀS MÃES DE CRIANÇAS COM SÍNDROME DE DOWN V Mostra Interna de Trabalhos de Iniciação Científica 26 a 29 de outubro de 2010 AMAMENTAÇÃO NATURAL X ARTIFICIAL: ORIENTAÇÕES DADAS ÀS MÃES DE CRIANÇAS COM SÍNDROME DE DOWN Caroline Maressa Alves Andrean

Leia mais

AMAMENTAÇÃO NA SÍNDROME DE DOWN: O CONHECIMENTO DAS MÃES SOBRE A POSTURA MÃE/BEBÊ

AMAMENTAÇÃO NA SÍNDROME DE DOWN: O CONHECIMENTO DAS MÃES SOBRE A POSTURA MÃE/BEBÊ ISBN 978-85-61091-05-7 V EPCC Encontro Internacional de Produção Científica Cesumar 27 a 30 de outubro de 2009 AMAMENTAÇÃO NA SÍNDROME DE DOWN: O CONHECIMENTO DAS MÃES SOBRE A POSTURA MÃE/BEBÊ Camila de

Leia mais

Se o bebê está chupando o dedo, o que ele pode estar querendo dizer?

Se o bebê está chupando o dedo, o que ele pode estar querendo dizer? Se o bebê está chupando o dedo, o que ele pode estar querendo dizer? - Uma abordagem ampla sobre a etiologia e prevenção do hábito de sucção digital baseada em evidências multidisciplinares. - Por Andréia

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CENTRO DE CIÊNCIAS DA CURSO DE ODONTOLOGIA DEPARTAMENTO DE CLÍNICA ODONTOLÓGICA

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CENTRO DE CIÊNCIAS DA CURSO DE ODONTOLOGIA DEPARTAMENTO DE CLÍNICA ODONTOLÓGICA UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE CURSO DE ODONTOLOGIA DEPARTAMENTO DE CLÍNICA ODONTOLÓGICA AVALIAÇÃO DA POSSÍVEL RELAÇÃO ENTRE A INCIDÊNCIA DE CÁRIE DENTAL E A AMAMENTAÇÃO NATURAL

Leia mais

ISSN 2238-9113 ÁREA TEMÁTICA:

ISSN 2238-9113 ÁREA TEMÁTICA: 12. CONEX Apresentação Oral Resumo Expandido 1 ISSN 2238-9113 ÁREA TEMÁTICA: ( ) COMUNICAÇÃO ( ) CULTURA ( ) DIREITOS HUMANOS E JUSTIÇA ( ) EDUCAÇÃO ( ) MEIO AMBIENTE ( x ) SAÚDE ( ) TRABALHO ( ) TECNOLOGIA

Leia mais

25. PERIODICIDADE DAS CONSULTAS DE MANUTENÇÃO PREVENTIVA

25. PERIODICIDADE DAS CONSULTAS DE MANUTENÇÃO PREVENTIVA 25. PERIODICIDADE DAS CONSULTAS DE MANUTENÇÃO PREVENTIVA Elaborado por: Júlio Carlos Noronha (coordenador) Paulo César Barbosa Rédua Maria de Lourdes de Andrade Massara Objetivo A Associação Brasileira

Leia mais

Relação entre praxias orais, tipo e tempo de amamentação e de exposição dos hábitos orais nocivos em crianças em idade pré-escolar

Relação entre praxias orais, tipo e tempo de amamentação e de exposição dos hábitos orais nocivos em crianças em idade pré-escolar Catarina Maria Pinto de Oliveira Relação entre praxias orais, tipo e tempo de amamentação e de exposição dos hábitos orais nocivos em crianças em idade pré-escolar Relatório Final elaborado com vista à

Leia mais

RELAÇÃO ENTRE O TEMPO DE AMAMENTAÇÃO NATURAL E A PRESENÇA DE HÁBITOS DE SUCÇÃO NÃO NUTRITIVOS.

RELAÇÃO ENTRE O TEMPO DE AMAMENTAÇÃO NATURAL E A PRESENÇA DE HÁBITOS DE SUCÇÃO NÃO NUTRITIVOS. 0 Universidade Federal do Rio Grande do Norte Centro de Ciências da Saúde Departamento de Odontologia Programa de Pós-Graduação em Odontologia Área de Concentração em Odontologia Preventiva e Social RELAÇÃO

Leia mais

MANTENHA SEU SORRISO FAZENDO A HIGIENE BUCAL CORRETAMENTE

MANTENHA SEU SORRISO FAZENDO A HIGIENE BUCAL CORRETAMENTE MANTENHA SEU SORRISO FAZENDO A HIGIENE BUCAL CORRETAMENTE SAÚDE BUCAL Para ter um sorriso bonito, saudável e com hálito bom, é preciso: Escovar os dentes, utilizando uma escova de dente de tamanho adequado

Leia mais

RELAÇÃO ENTRE ALEITAMENTO MATERNO, MODO RESPIRATÓRIO E POSTURA CORPORAL

RELAÇÃO ENTRE ALEITAMENTO MATERNO, MODO RESPIRATÓRIO E POSTURA CORPORAL ISBN 978-85-61091-05-7 Encontro Internacional de Produção Científica Cesumar 27 a 30 de outubro de 2009 RELAÇÃO ENTRE ALEITAMENTO MATERNO, MODO RESPIRATÓRIO E POSTURA CORPORAL Patrícia Tiemi Kikuti Orita

Leia mais

Dez Passos para o Sucesso do Aleitamento Materno

Dez Passos para o Sucesso do Aleitamento Materno Dez Passos para o Sucesso do Aleitamento Materno 1 Ter uma política de aleitamento materno escrita, que seja rotineiramente transmitida a toda a equipe de cuidados da saúde. 2 Capacitar toda equipe de

Leia mais

PALAVRAS-CHAVE Amamentação. Educação em Saúde. Enfermagem. Traumas Mamários

PALAVRAS-CHAVE Amamentação. Educação em Saúde. Enfermagem. Traumas Mamários 1 ISSN 2238-9113 ÁREA TEMÁTICA: ( ) COMUNICAÇÃO ( ) CULTURA ( ) DIREITOS HUMANOS E JUSTIÇA ( ) EDUCAÇÃO ( ) MEIO AMBIENTE ( X ) SAÚDE ( ) TRABALHO ( ) TECNOLOGIA INFLUÊNCIA DA ESCOLARIDADE NOS TRAUMAS

Leia mais

CONSULTA DE ENFERMAGEM: O ALEITAMENTO MATERNO NO PERÍODO PUERPERAL

CONSULTA DE ENFERMAGEM: O ALEITAMENTO MATERNO NO PERÍODO PUERPERAL 110. ÁREA TEMÁTICA: ( ) COMUNICAÇÃO ( ) CULTURA ( ) DIREITOS HUMANOS E JUSTIÇA ( ) EDUCAÇÃO ( ) MEIO AMBIENTE ( X) SAÚDE ( ) TRABALHO ( ) TECNOLOGIA CONSULTA DE ENFERMAGEM: O ALEITAMENTO MATERNO NO PERÍODO

Leia mais

ASSOCIAÇÃO EDUCATIVA DO BRASIL SOEBRAS FACULDADES UNIDAS DO NORTE DE MINAS FUNORTE Curso de Especialização em Ortodontia

ASSOCIAÇÃO EDUCATIVA DO BRASIL SOEBRAS FACULDADES UNIDAS DO NORTE DE MINAS FUNORTE Curso de Especialização em Ortodontia ASSOCIAÇÃO EDUCATIVA DO BRASIL SOEBRAS FACULDADES UNIDAS DO NORTE DE MINAS FUNORTE Curso de Especialização em Ortodontia Carina Augusta Anequini de Arruda Meyer A IMPORTÂNCIA DA AMAMENTAÇÃO NA PREVENÇÃO

Leia mais

PUCPR - O.R.T.O.D.O.N.T.I.A - GRADUAÇÃO E PÓS-GRADUAÇÃO F I C H A C L Í N I C A Nome do/a Paciente: Número: 1.0 IDENTIFICAÇÃO DO PACIENTE 1.1 Nome: 1.2 Data de Nascimento: Sexo: F M Idade: 1.3 Peso: Kg

Leia mais

ANÁLISE DO NÍVEL DE CONHECIMENTO EM PUÉRPERAS SOBRE O ALEITAMENTO MATERNO NO AMBULATÓRIO RN DE RISCO DO MUNICÍPIO DE PONTA GROSSA

ANÁLISE DO NÍVEL DE CONHECIMENTO EM PUÉRPERAS SOBRE O ALEITAMENTO MATERNO NO AMBULATÓRIO RN DE RISCO DO MUNICÍPIO DE PONTA GROSSA 12. CONEX Apresentação Oral Resumo Expandido 1 ÁREA TEMÁTICA: ( ) COMUNICAÇÃO ( ) CULTURA ( ) DIREITOS HUMANOS E JUSTIÇA ( ) EDUCAÇÃO ( ) MEIO AMBIENTE ( x ) SAÚDE ( ) TRABALHO ( ) TECNOLOGIA ANÁLISE DO

Leia mais

AMAMENTAÇÃO, HÁBITOS ORAIS DELETÉRIOS E ALTERAÇÕES FONOAUDIOLÓGICAS: UM ESTUDO SOBRE SUAS RELAÇÕES

AMAMENTAÇÃO, HÁBITOS ORAIS DELETÉRIOS E ALTERAÇÕES FONOAUDIOLÓGICAS: UM ESTUDO SOBRE SUAS RELAÇÕES 26 a 29 de outubro de 2010 ISBN 978-85-61091-69-9 AMAMENTAÇÃO, HÁBITOS ORAIS DELETÉRIOS E ALTERAÇÕES FONOAUDIOLÓGICAS: UM ESTUDO SOBRE SUAS RELAÇÕES Francis Farias de Oliveira 1 ; Caroline Maressa Alves

Leia mais

EPIDEMIOLOGIA DAS MÁS OCLUSÕES NA DENTADURA MISTA EM ESCOLARES DE TERESINA PI

EPIDEMIOLOGIA DAS MÁS OCLUSÕES NA DENTADURA MISTA EM ESCOLARES DE TERESINA PI EPIDEMIOLOGIA DAS MÁS OCLUSÕES NA DENTADURA MISTA EM ESCOLARES DE TERESINA PI Marcus Vinicius Neiva Nunes do Rego - NOVAFAPI Olívia de Freitas Mendes - NOVAFAPI Thaís Lima Rocha NOVAFAPI Núbia Queiroz

Leia mais

A AMAMENTAÇÃO PODE PREVENIR A OTITE EM LACTENTES?

A AMAMENTAÇÃO PODE PREVENIR A OTITE EM LACTENTES? 26 a 29 de outubro de 2010 ISBN 978-85-61091-69-9 A AMAMENTAÇÃO PODE PREVENIR A OTITE EM LACTENTES? Francis Farias de Oliveira 1 ; Raquel Colombo Tixiliski Karolkievicz 1 ; Cristiane Faccio Gomes 2 RESUMO:

Leia mais

ATIVIDADE EDUCATIVA NA SALA DE ESPERA: UNINDO CONHECIMENTOS PARA PROMOVER A AMAMENTAÇÃO

ATIVIDADE EDUCATIVA NA SALA DE ESPERA: UNINDO CONHECIMENTOS PARA PROMOVER A AMAMENTAÇÃO ATIVIDADE EDUCATIVA NA SALA DE ESPERA: UNINDO CONHECIMENTOS PARA PROMOVER A AMAMENTAÇÃO SANTOS, Norrama Araújo I ; SANTOS, Simone Silva dos II ; BARCELOS, Ivanildes Solange da Costa III ; SOUZA, Marise

Leia mais

TRATAMENTO DA MALOCLUSÃO NA DENTIÇÃO DECÍDUA COM PISTAS DIRETAS PLANAS: RELATO DE CASO

TRATAMENTO DA MALOCLUSÃO NA DENTIÇÃO DECÍDUA COM PISTAS DIRETAS PLANAS: RELATO DE CASO CLÍNICA INTEGRADA DE ODONTOLOGIA CIODONTO ANDRÉIA STANKIEWICZ TRATAMENTO DA MALOCLUSÃO NA DENTIÇÃO DECÍDUA COM PISTAS DIRETAS PLANAS: RELATO DE CASO Monografia apresentada a Ciodonto, como requisito para

Leia mais

CONSELHO REGIONAL DE ENFERMAGEM DE SANTA CATARINA

CONSELHO REGIONAL DE ENFERMAGEM DE SANTA CATARINA PARECER COREN/SC Nº 011/CT/2013 Assunto: Solicitação de Parecer Técnico acerca da realização pela equipe de Enfermagem da técnica de sucção não nutritiva com mão enluvada I - Do Fato Trata-se de solicitação

Leia mais

CONSULTA PUPERPERAL DE ENFERMAGEM: REDUZINDO A INCIDÊNCIA DE PROBLEMAS MAMÁRIOS

CONSULTA PUPERPERAL DE ENFERMAGEM: REDUZINDO A INCIDÊNCIA DE PROBLEMAS MAMÁRIOS ÁREA TEMÁTICA: (marque uma das opções) ( ) COMUNICAÇÃO ( ) CULTURA ( ) DIREITOS HUMANOS E JUSTIÇA ( ) EDUCAÇÃO ( ) MEIO AMBIENTE (x) SAÚDE ( ) TRABALHO ( ) TECNOLOGIA CONSULTA PUPERPERAL DE ENFERMAGEM:

Leia mais

Anais do Conic-Semesp. Volume 1, 2013 - Faculdade Anhanguera de Campinas - Unidade 3. ISSN 2357-8904

Anais do Conic-Semesp. Volume 1, 2013 - Faculdade Anhanguera de Campinas - Unidade 3. ISSN 2357-8904 Anais do Conic-Semesp. Volume 1, 2013 - Faculdade Anhanguera de Campinas - Unidade 3. ISSN 2357-8904 TÍTULO: ANALISAR COMO ESTÃO SENDO REALIZADOS OS CUIDADOS GERAIS AOS RECÉM-NASCIDOS (RN) ASSISTIDOS POR

Leia mais

TÍTULO: AUTORES INSTITUIÇÃO:

TÍTULO: AUTORES INSTITUIÇÃO: TÍTULO: PERFIL DAS ATIVIDADES EXTENSIONISTAS DOS CURSOS DE ODONTOLOGIA DA REGIÃO SUL DO BRASIL. AUTORES: BALAGUEZ, Carina G.; RADTKE, Anne C. M.; MIGUENS JR, Sergio A. Q.. E-mail:anneradtke@hotmail.com.

Leia mais

INSTITUTO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE FUNORTE/ SOEBRÁS NÚCLEO DE PÓS-GRADUAÇÃO UBERLÂNDIA CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM ORTODONTIA MÔNICA CARNEIRO DE PÁDUA

INSTITUTO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE FUNORTE/ SOEBRÁS NÚCLEO DE PÓS-GRADUAÇÃO UBERLÂNDIA CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM ORTODONTIA MÔNICA CARNEIRO DE PÁDUA 1 INSTITUTO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE FUNORTE/ SOEBRÁS NÚCLEO DE PÓS-GRADUAÇÃO UBERLÂNDIA CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM ORTODONTIA MÔNICA CARNEIRO DE PÁDUA Mordida Aberta Anterior e sua Associação com Hábitos

Leia mais

Projeto Amamentar é tri: garantindo o direito à alimentação saudável desde pequenininho.

Projeto Amamentar é tri: garantindo o direito à alimentação saudável desde pequenininho. Prefeitura Municipal de Porto Alegre Secretaria Municipal de Educação Setor de Nutrição Projeto Amamentar é tri: garantindo o direito à alimentação saudável desde pequenininho. Annelise Barreto Krause

Leia mais

CONTEÚDOS TEÓRICO-PRÁTICOS UTILIZADOS POR ENFERMEIROS DE UNIDADES BÁSICA DE SAÚDE NO ESTÍMULO AO ALEITAMENTO MATERNO. Resumo

CONTEÚDOS TEÓRICO-PRÁTICOS UTILIZADOS POR ENFERMEIROS DE UNIDADES BÁSICA DE SAÚDE NO ESTÍMULO AO ALEITAMENTO MATERNO. Resumo DOI: http://dx.doi.org/10.14295/idonline.v7i19.224 Interface Saúde CONTEÚDOS TEÓRICO-PRÁTICOS UTILIZADOS POR ENFERMEIROS DE UNIDADES BÁSICA DE SAÚDE NO ESTÍMULO AO ALEITAMENTO MATERNO Ana Paula Agostinho

Leia mais

Influência de fatores de risco na prevalência de hábitos bucais deletérios em crianças de 0 a 5 anos na cidade do Natal-RN

Influência de fatores de risco na prevalência de hábitos bucais deletérios em crianças de 0 a 5 anos na cidade do Natal-RN UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ODONTOLOGIA ÁREA DE CONCENTRAÇÃO ODONTOLOGIA PREVENTIVA E SOCIAL Influência de fatores de risco na prevalência

Leia mais

O presente trabalho visa relatar um programa de promoção de saúde. desenvolvido como atividade de Extensão Universitária da Faculdade de

O presente trabalho visa relatar um programa de promoção de saúde. desenvolvido como atividade de Extensão Universitária da Faculdade de TÍTULO:PROGRAMA DE EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA DE ALUNOS DA FACULDADE DE ODONTOLOGIA DE PERNAMBUCO FOP/UPE AUTORES: BARROS, E.S,, MACIEL, A*. E, MENEZES, V. A**., MESQUITA, M. F INSTITUIÇÃO: Faculdade de Odontologia

Leia mais

PERFIL DA AMAMENTAÇÃO NO PRIMEIRO ANO DE VIDA NO MUNICÍPIO DE MIRANDA MS, 2012.

PERFIL DA AMAMENTAÇÃO NO PRIMEIRO ANO DE VIDA NO MUNICÍPIO DE MIRANDA MS, 2012. PERFIL DA AMAMENTAÇÃO NO PRIMEIRO ANO DE VIDA NO MUNICÍPIO DE MIRANDA MS, 2012. Dayane Marcela Carvalho da Silveira (Apresentadora) 1, Adriana Zilly (Colaboradora) 2, Marieta Fernandes (Orientadora) 3.

Leia mais

Saúde da criança: questões da prática assistencial para dentistas

Saúde da criança: questões da prática assistencial para dentistas módulo 6 UNIDADE 1 SAÚDE DA CRIANÇA: QUESTÕES DA PRÁTICA ASSISTENCIAL PARA DENTISTAS 1 módulo 6 UNIDADE 1 SAÚDE DA CRIANÇA: QUESTÕES DA PRÁTICA ASSISTENCIAL PARA DENTISTAS São Luís 2014 UNIVERSIDADE FEDERAL

Leia mais

CARTILHA DE SAÚDE BUCAL

CARTILHA DE SAÚDE BUCAL CARTILHA DE SAÚDE BUCAL INTRODUÇÃO Expediente Secretarias Estaduais Integrantes do Programa: Secretaria da Saúde (coordenação) Secretaria da Educação Secretaria da Cultura Secretaria da Justiça e Direitos

Leia mais

PREVALÊNCIA DE CÁRIE PRECOCE DA INFÂNCIA EM CRIANÇAS ATENDIDAS EM UM PROGRAMA DE ATENÇÃO MATERNO-INFANTIL

PREVALÊNCIA DE CÁRIE PRECOCE DA INFÂNCIA EM CRIANÇAS ATENDIDAS EM UM PROGRAMA DE ATENÇÃO MATERNO-INFANTIL PREVALÊNCIA DE CÁRIE PRECOCE DA INFÂNCIA EM CRIANÇAS ATENDIDAS EM UM PROGRAMA DE ATENÇÃO MATERNO-INFANTIL Zacarias Soares de Brito Neto (Bolsista do PIBIC/UFPI ICV); Lúcia de Fátima Almeida de Deus Moura

Leia mais

10 PASSOS PARA UMA ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL

10 PASSOS PARA UMA ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL 10 PASSOS PARA UMA ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL Secretaria de Saúde do Estado do Tocantins Gerência de Alimentação e Nutrição E-mail: nutricao@saude.to.gov.br (63) 3218 1789 Terezinha Franco Nutricionista ALIMENTAÇÃO

Leia mais

Estimulação da sucção não-nutritiva na mama vazia em bebês prematuros

Estimulação da sucção não-nutritiva na mama vazia em bebês prematuros Estimulação da sucção não-nutritiva na mama vazia em bebês prematuros Palavras-chave: prematuro; sucção não-nutritiva; mama. INTRODUÇÃO A estimulação da sucção não-nutritiva tem sido uma prática para auxiliar

Leia mais

Educação e Saúde Profa Vânia Vieira Costa

Educação e Saúde Profa Vânia Vieira Costa Educação e Saúde Profa Vânia Vieira Costa Aula IV 15/05/2012 AULA DE HOJE Saúde Bucal Saúde Ocular TDAH Google imagens A boca não apenas como um órgão http://www.fotosearch.com.br/ www.mesarubra.blogger.com.br/boca.jpg

Leia mais

PREVALÊNCIA E FATORES DE RISCO À PERSISTÊNCIA DE HÁBITOS BUCAIS DE SUCÇÃO NÃO NUTRITIVA EM CRIANÇAS DE 3 A 5 ANOS DE IDADE

PREVALÊNCIA E FATORES DE RISCO À PERSISTÊNCIA DE HÁBITOS BUCAIS DE SUCÇÃO NÃO NUTRITIVA EM CRIANÇAS DE 3 A 5 ANOS DE IDADE Universidade Federal do Rio Grande do Norte Centro de Ciências da Saúde Programa de Pós-Graduação em Odontologia Área de Concentração em Odontologia Preventiva e Social PREVALÊNCIA E FATORES DE RISCO À

Leia mais

AVALIAÇÃO DAS MALOCLUSÕES DENTÁRIAS MAIS COMUNS PRESENTES NA DENTIÇÃO DECÍDUA: Papel dos pais e responsáveis junto à Odontopediatria

AVALIAÇÃO DAS MALOCLUSÕES DENTÁRIAS MAIS COMUNS PRESENTES NA DENTIÇÃO DECÍDUA: Papel dos pais e responsáveis junto à Odontopediatria 1º Ten Al CHRISTIANE GUIMARÃES DA SILVA MENEZES AVALIAÇÃO DAS MALOCLUSÕES DENTÁRIAS MAIS COMUNS PRESENTES NA DENTIÇÃO DECÍDUA: Papel dos pais e responsáveis junto à Odontopediatria RIO DE JANEIRO 2008

Leia mais

ATENÇÃO À SAÚDE DA CRIANÇA

ATENÇÃO À SAÚDE DA CRIANÇA ATENÇÃO À SAÚDE DA CRIANÇA Áreas temáticas: Educação e Saúde Coordenador: Profª Norma Suely Falcão De Oliveira Melo Equipe executora: Orientadoras: Profª Norma Suely Falcão De Oliveira Melo (coordenador);

Leia mais

PRÁTICAS ALIMENTARES EM CRIANÇAS MENORES DE UM ANO DE IDADE DA CIDADE DE MARINGÁ-PR

PRÁTICAS ALIMENTARES EM CRIANÇAS MENORES DE UM ANO DE IDADE DA CIDADE DE MARINGÁ-PR 26 a 29 de outubro de 2010 ISBN 978-85-61091-69-9 PRÁTICAS ALIMENTARES EM CRIANÇAS MENORES DE UM ANO DE IDADE DA CIDADE DE MARINGÁ-PR Maria Alice Nunes De Campos Monteiro 1 ; Flávia Ponzio Breda Dos Santos¹;

Leia mais

17º Congresso de Iniciação Científica ANÁLISE DO PERFIL DAS DOADORAS DE LEITE MATERNO DO HOSPITAL FORNECEDORES DE CANA, EM PIRACICABA

17º Congresso de Iniciação Científica ANÁLISE DO PERFIL DAS DOADORAS DE LEITE MATERNO DO HOSPITAL FORNECEDORES DE CANA, EM PIRACICABA 17º Congresso de Iniciação Científica ANÁLISE DO PERFIL DAS DOADORAS DE LEITE MATERNO DO HOSPITAL FORNECEDORES DE CANA, EM PIRACICABA Autor(es) SHEILA MARIA DAROZ Orientador(es) ANGELA MÁRCIA FOSSA Apoio

Leia mais

PERGUNTAS FREQUENTES SOBRE FISSURAS

PERGUNTAS FREQUENTES SOBRE FISSURAS PERGUNTAS FREQUENTES SOBRE FISSURAS Perguntas respondidas pelo Dr. Diógenes L. Rocha, cirurgião plástico, professor da Universidade de São Paulo e voluntário da Operação Sorriso. 1-O que é lábio leporino?

Leia mais

Título do Trabalho: Clínica Integrada: é possível promover saúde bucal numa clínica de ensino odontológico?

Título do Trabalho: Clínica Integrada: é possível promover saúde bucal numa clínica de ensino odontológico? PESQUISA 1º COLOCADO Título do Trabalho: Clínica Integrada: é possível promover saúde bucal numa clínica de ensino odontológico? Autor (a): Drª. Rossana Vanessa Dantas de Almeida Orientador (a): Prof.

Leia mais

AS DIFICULDADES NO ALEITAMENTO MATERNO DE BEBÊS DE RISCO NA ÁREA DE ABRANGÊNCIA DA UBS PLANALTO DO MUNICÍPIO DE MARÍLIA SP

AS DIFICULDADES NO ALEITAMENTO MATERNO DE BEBÊS DE RISCO NA ÁREA DE ABRANGÊNCIA DA UBS PLANALTO DO MUNICÍPIO DE MARÍLIA SP V EPCC Encontro Internacional de Produção Científica Cesumar 23 a 26 de outubro de 2007 AS DIFICULDADES NO ALEITAMENTO MATERNO DE BEBÊS DE RISCO NA ÁREA DE ABRANGÊNCIA DA UBS PLANALTO DO MUNICÍPIO DE MARÍLIA

Leia mais

Orientação para interessados em tratamento ortodôntico

Orientação para interessados em tratamento ortodôntico 1 Orientação para interessados em tratamento ortodôntico Dras. Rosana Gerab Tramontina e Ana Carolina Muzete de Paula Ortodontia é a ciência que estuda o crescimento e o desenvolvimento da face e das dentições

Leia mais

2 Cartilha Aleitamento Materno

2 Cartilha Aleitamento Materno 2 Cartilha Aleitamento Materno AMAMENTAÇÃO São inúmeros os benefícios da amamentação para o bebê, mãe e família. O leite materno é o melhor alimento para o bebê e deve ser a única fonte de alimento para

Leia mais

COLÉGIO MATER CONSOLATRIX RUDAHYRA TAISA OSSWALD DE OLIVEIRA FONOAUDIOLOGA CRFA 9324/PR. Nitro PDF Trial

COLÉGIO MATER CONSOLATRIX RUDAHYRA TAISA OSSWALD DE OLIVEIRA FONOAUDIOLOGA CRFA 9324/PR. Nitro PDF Trial COLÉGIO MATER CONSOLATRIX RUDAHYRA TAISA OSSWALD DE OLIVEIRA FONOAUDIOLOGA CRFA 9324/PR PROJETO FONOAUDIOLOGIA E EDUCAÇÃO: UMA PROPOSTA VOLTADO AO DENVOLVIMENTO INFANTIL Ivaiporã/PR 2009 1. INTRODUÇÃO

Leia mais

Amamentação e saúde bucal

Amamentação e saúde bucal Revisão de Literatura Amamentação e saúde bucal Breast feeding and oral health Eliana dos Santos Andrade 1,2*, Denise da Silva Nogueira 1, Sérgio Luiz Vieira de Sousa 1 1 ITOP - Instituto Tocantinense

Leia mais

Proposta de Ensino à Distância na Prática Interdisciplinar Fonoaudiológica e Odontológica

Proposta de Ensino à Distância na Prática Interdisciplinar Fonoaudiológica e Odontológica Proposta de Ensino à Distância na Prática Interdisciplinar Fonoaudiológica e Odontológica Palavras Chaves: Interdisciplinar, Orofacial, Educação a Distância Autores: Lívia Maria do Prado 5, Eliene Silva

Leia mais

REVISÃO DE LITERATURA CÁRIE RAMPANTE, ETIOLOGIA E SOLUÇÕES DE TRATAMENTO RESUMO SUMMARY

REVISÃO DE LITERATURA CÁRIE RAMPANTE, ETIOLOGIA E SOLUÇÕES DE TRATAMENTO RESUMO SUMMARY 159 REVISÃO DE LITERATURA CÁRIE RAMPANTE, ETIOLOGIA E SOLUÇÕES DE TRATAMENTO RESUMO RUY CÉSAR CAMARGO ABDO (*) DANIELA NEGREIROS NUNES (**) VERIDIANA SALLES (***) Uma das maiores dificuldades encontradas

Leia mais

TÍTULO: AUTORAS INSTITUIÇÃO: E-mail ÁREA TEMÁTICA:

TÍTULO: AUTORAS INSTITUIÇÃO: E-mail ÁREA TEMÁTICA: TÍTULO: AÇÕES EDUCATIVAS EM ALEITAMENTO MATERNO E ALIMENTAÇÃO COMPLEMENTAR NO PRIMEIRO ANO DE VIDA EM UMA COMUNIDADE DA CIDADE DO RECIFE. AUTORAS: Osório, M.M.; Javorski,M.; Santana, S.C.S.; Leal, L.P.;

Leia mais

Módulo 4: NUTRIÇÃO. Por que a boa nutrição é importante para o bebê? Qual o melhor leite para eles? Como monitorar o crescimento dos recém-nascidos?

Módulo 4: NUTRIÇÃO. Por que a boa nutrição é importante para o bebê? Qual o melhor leite para eles? Como monitorar o crescimento dos recém-nascidos? Atenção à saúde do Recém-nascido de Risco Superando pontos críticos Módulo 4: NUTRIÇÃO Por que a boa nutrição é importante para o bebê? Qual o melhor leite para eles? Q Quais uais são são as as necessidades

Leia mais

Dicas para a Amamentação. Cuidar e proteger quem mais merece. lanolina anidra pura

Dicas para a Amamentação. Cuidar e proteger quem mais merece. lanolina anidra pura Dicas para a Amamentação Material impresso e distribuído em janeiro/2013. Código: XXXX. MS 2.1087.0299. Cuidar e proteger quem mais merece Cuidar e proteger quem mais merece Para o bebê O leite materno

Leia mais

1 Universidade Federal da Paraíba, discente colaborador, e-mail: juliane.jfa@bol.com.br

1 Universidade Federal da Paraíba, discente colaborador, e-mail: juliane.jfa@bol.com.br RELATO DE ACADÊMICOS DE ODONTOLOGIA DA UFPB TRABALHANDO COM EDUCAÇÃO EM SAÚDE NA ATENÇÃO A MÃES E GESTANTES ASCENDINO 1, Juliane Fabrício; CUNHA 2, Paula Angela S. M. Cunha. FERREIRA 3, Heloísa de Almeida;

Leia mais

ALOJAMENTO CONJUNTO M.Sc. Prof.ª

ALOJAMENTO CONJUNTO M.Sc. Prof.ª ALOJAMENTO CONJUNTO M.Sc. Prof.ª Viviane Marques Fonoaudióloga, Neurofisiologista e Mestre em Fonoaudiologia Coordenadora da Pós-graduação em Fonoaudiologia Hospitalar da UVA Chefe da Equipe de Fonoaudiologia

Leia mais