7º JOGOS REGIONAIS DA SAÚDE REGULAMENTO

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "7º JOGOS REGIONAIS DA SAÚDE REGULAMENTO"

Transcrição

1 7º JOGOS REGIONAIS DA SAÚDE REGULAMENTO I - DOS OBJETIVOS Art A 7º edição dos JOGOS REGIONAIS DA SAÚDE é um evento promovido pelos Servidores da Secretaria de Estado da Saúde SES Art O campeonato tem por objetivo o desenvolvimento da prática esportiva entre os funcionários da saúde através do esporte bem como possibilitar a realização de atividades que estimulem a saúde de nosso trabalhador, norteadas pelos princípios da humanização dos serviços de saúde promovendo a sua valorização enquanto ser humano, desenvolvendo sua auto-estima e estimulando o seu convívio social. Art. 03 As modalidades em disputa serão as de Futsal e Voleibol nas categorias masculino e feminino II - DA ORGANIZAÇÃO E DIREÇÃO Art A organização e coordenação geral do campeonato caberá a Comissão Organizadora dos Jogos, que cumprirá e fará cumprir este regulamento. Art A direção da competição também será exercida pela Comissão Organizadora dos Jogos; Art As unidades da saúde que participarem do campeonato serão obrigadas a ter conhecimento deste regulamento, e assim, se submeterão sem reserva alguma a todas as conseqüências que dele possam emanar. Art A Comissão Organizadora dos Jogos compete: a) elaborar e divulgar a tabela com as datas e horários dos jogos; b) designar a equipe de arbitragem, não sendo admitido qualquer tipo de impugnação ou veto aos indicados; c) coordenar, organizar e dirigir a competição. Art As decisões da Comissão Organizadora dos Jogos serão irrecorríveis. III - DA PARTICIPAÇÃO Art Poderão participar da competição todas as unidades pertencentes à administração direta e indireta da SES - Secretaria de Estado de Saúde além das Organizações Sociais responsáveis pelo gerenciamento de Unidades de Saúde da Pasta desde que classificadas entre as 12 (doze) melhores equipes por modalidade na Taça Saúde 2009 de acordo com o regulamento em vigência. 1º Poderão ainda participar como atletas os servidores pertencentes a todas as unidades conveniadas com a SES. Neste caso para os servidores com vínculo através do convênio SUS serão permitidas as inscrições de no máximo 02 (dois) atletas por equipe; 2º Os atletas registrados na Taça Saúde 2009 só poderão participar dos JRS/2009 pela unidade a que estiverem inscritos. Não será permitida em hipótese alguma a transferência para outras equipes salvo os casos em que o referido atleta não tenha constado em súmula em nenhuma das partidas da equipe no campeonato. 3º Poderão ser feitas alterações no cadastro de atletas das equipes participantes da Taça Saúde 2009 e classificadas para os JRS/2009 (inclusões e exclusões) dede que respeitado o número limite de 15 atletas mais 02 membros da Comissão Organizadora.

2 4º Os atletas não necessitam obrigatoriamente atuarem pelas Unidades a que prestam serviços, podendo ser inscritos por outras unidades que estejam participando dos Jogos. 5º Não será permitido que um atleta e/ou dirigente seja inscrito por duas equipes diferentes mesmo no caso de modalidades distintas. 6º É permitido ao servidor a inscrição como atleta em uma determinada modalidade e dirigente em modalidade distinta bem como a sua participação em ambas as modalidades independente de função, porém desde que pela mesma equipe. Art A responsabilidade pelo transporte será exclusivamente das equipes participantes. As despesas com alimentação e alojamento ficarão a cargo da Comissão Organizadora do evento. Art São condições fundamentais para que o técnico e auxiliar participem: a) estarem devidamente inscritos na competição; b) apresentarem à mesa, OBRIGATORIAMENTE e em todas as partidas de sua equipe a carteira de Comissão Técnica expedida pela Comissão Organizadora do evento; c) em caso de expulsão deverá cumprir pena como qualquer atleta. Art São condições fundamentais para que um atleta participe: a) ter sua inscrição devidamente deferida pela Comissão Organizadora; b) ser obrigatoriamente funcionário de unidade da administração direta ou indireta da Secretaria de Estado da Saúde bem como de uma das Organizações Sociais responsáveis pelo gerenciamento de Unidades da SES. Além disso, poderão participar ainda servidores que tenham vínculo com unidades conveniadas com a SES obedecendo-se o que rege o parágrafo 1º do artigo 09 do presente regulamento. c) apresentar à mesa, obrigatoriamente e em todas as partidas de sua equipe, carteira de atleta original expedida pela Comissão Organizadora do evento; d) satisfazer todas as exigências do regulamento. Art. 13 Para cada partida deverão constar em súmula somente 15 (quinze) atletas, 01 (um) técnico e 01 (um) auxiliar, sentados e ficando sujeitos a punição. Art As regras aplicadas ao Torneio serão as de vigência oficial nas respectivas modalidades salvo as alterações constantes neste regulamento. IV - DA INSCRIÇÃO Art. 15 Depois de confirmada a participação da equipe a mesma estará sujeita as sanções e penalidades previstas no presente regulamento inclusive com a pena de eliminação e suspensão de 02 (dois) anos de qualquer competição promovida por esta comissão em caso de não comparecimento nas datas e horários marcados para a realização das partidas (WO). Art. 16 NÃO serão aceitas em hipótese alguma pedidos de licenciamento de equipes após a confirmação das mesmas nos JRS/2009 independente de quaisquer que sejam as justificativas. Considera-se como confirmação de participação a presença dos representantes da equipe no Congresso Técnico e ou expedido pelo responsável pela equipe no exercício de 2009 dentro do prazo estabelecido no presente regulamento. Art As inscrições de atletas, técnico e auxiliar deverão ser feitas no período de 30/10 a 06/11/2009 pelo dirigente responsável pelo cadastro da equipe no site através da opção Administrar atletas no menu a esquerda na home principal do site.

3 1º - Não será aceita a inscrição de atletas, técnicos e ou auxiliares na súmula no dia da realização da partida. Art Cada entidade é responsável pela veracidade das inscrições de seus atletas e dirigentes. Art O atleta ou dirigente não poderá ser inscrito por mais de uma unidade. Art Cada equipe deverá inscrever no mínimo 01 (um) e no máximo 02 (dois) dirigentes (técnico e auxiliar técnico), obrigatoriamente maiores de 18 anos, que se responsabilizarão pelos atos de sua equipe, estando ou não presentes na quadra de jogo devendo ainda os mesmos em caso de expulsão cumprir pena como qualquer atleta. 1º - No caso de ausência do (s) dirigente (s) durante uma partida o responsável direto pela equipe passa a ser o capitão da mesma. Art Nas datas marcadas para as partidas, as equipes deverão apresentar à mesa as carteiras de atletas originais expedidas pela Comissão Organizadora sem as quais os atletas não poderão atuar. OBS. Não será permitida em hipótese alguma a participação de atletas ou dirigentes nas partidas sem a apresentação da carteira de registro original expedida pelo órgão promotor do evento. Art Para que o Técnico e auxiliar atuem em uma partida é necessário que os mesmos possuam idade mínima de 18 anos completos além de apresentarem a carteira de dirigente expedida pelo órgão promotor do evento não sendo necessário o vínculo estadual com a SES. V - DOS JOGOS Art O Torneio será realizado no sistema de turno único onde as equipes serão divididas em grupos através de sorteio (somente para a primeira fase). A partir da segunda fase as partidas serão eliminatórias classificando-se para as fases seguintes somente as equipes vencedoras. Será ainda observado para a formação dos grupos na primeira fase o sistema de cabeças de chave que serão apontados conforme classificação das equipes por modalidade na edição de 2009 da Taça Saúde. Art Quanto à duração das partidas: - Futsal Masculino: 30 (trinta) minutos divididos em dois tempos de 15 (quinze) minutos cada um com 05 (cinco) minutos de intervalo. -Futsal Feminino: 20 minutos divididos em dois tempos de 10 (dez) minutos cada um com 05 (cinco) minutos de intervalo. - Voleibol Masculino e Feminino: melhor de 03 (três) sets de 15 pontos cada e troca de quadra no 8º ponto no caso de necessidade de tié break. Art Haverá uma tolerância de 15 (quinze) minutos para o início da PRIMEIRA partida da rodada em cada uma das modalidades contados a partir do horário marcado na tabela. Decorrido esse prazo a equipe que não se apresentar em quadra será considerada perdedora por W.O. (escore de 1 x 0 no futsal e 2 x 0 no voleibol). 1 A observância da tolerância será somente para a primeira partida de cada modalidade, não havendo, portanto a mesma para as demais partidas do Torneio, que deverão iniciar-se no horário pré-estabelecido em tabela. 2º A partida cujo resultado for definido por WO terá apenas efeito estatístico sendo que o resultado não deverá em hipótese alguma ser computado para saldo de gols ou

4 sets e nem considerado como critério para desempate em nenhuma das fases da competição. Art A equipe que der 01 (um) WO ou ser eliminada por qualquer outro motivo estará automaticamente fora da competição e todos os seus resultados considerados nulos salvo os casos justificados e aceitos pela Comissão Organizadora. Deverá ainda a mesma juntamente com os atletas inscritos e ausentes no WO cumprir suspensão de 02 (dois) anos de todas as competições promovidas por esta coordenação. Art A equipe que colocar em quadra qualquer atleta ou dirigente irregular perderá os pontos em disputa na (s) partida (s) em que este (s) figurou (aram) indo ainda o responsável (técnico) a julgamento podendo ser eliminado da competição caso seja constatado a intenção e conhecimento prévio do mesmo na ação que caracterizou a irregularidade. Para o atleta envolvido a pena é de eliminação automática do torneio devendo o mesmo cumprir suspensão de 365 dias contados a partir da data da ocorrência. Art Os jogos terão início de acordo com a programação, sendo perdedora por não comparecimento (WO) a equipe que não se apresentar no local de jogo devidamente uniformizada observados os horários constantes na tabela de jogo. Art As equipes deverão apresentar-se devidamente uniformizadas para as partidas (camisas, calções e meias iguais, exceto a do goleiro), 1º - as camisas deverão estar obrigatoriamente numeradas; 2º - as meias deverão ser de cano longo (somente para o futsal); 3º - os atletas deverão usar tênis, sendo proibido jogarem descalços ou calçados que contenham cravos e travas. Art O técnico e auxiliar técnico não poderão permanecer no banco de reservas calçando chinelos, estando descalços ou sem camisas. Art É vedado ao atleta o uso de qualquer objeto reputado pelo árbitro como perigoso ou nocivo à partida. O árbitro exigirá a remoção do objeto que a seu ver possa molestar ou causar danos aos adversários. Não sendo obedecido em sua determinação, poderá ordenar a expulsão do mesmo (regra nº 4 do artigo 01 do CDFS). Art Em caso de uniformes iguais em uma partida a equipe mandante do jogo, isto é, a que figurar à esquerda da tabela, deverá efetuar a troca das camisas no prazo máximo de 15 minutos, findo o mesmo, a equipe será considerada perdedora por WO. Art Nenhum membro suplementar poderá figurar em uma equipe a não ser aqueles devidamente autorizados pela Comissão Organizadora. Art. 34 Não serão aceitos nenhum tipo de recurso durante o evento. VI - DA PONTUAÇÃO E CLASSIFICAÇÃO Art Em todas as fases a pontuação para efeito de classificação será a seguinte: Vitória - 03 pontos Empate - 01 ponto Derrota - 00 ponto Art Caso ocorra empate no tempo normal de jogo em fase em que houver partida única decorrente do cruzamento entre grupos a decisão será realizada através da

5 cobrança de 03 (três) penalidades para cada equipe. Persistindo o empate serão realizadas cobranças alternadas (tantas quantas forem necessárias) até que haja um vencedor. 1 Para este item um atleta só poderá realizar a sua 2º cobrança na mesma partida após todos os outros jogadores (incluindo suplentes e goleiros, mesmo no banco de reservas, mas que estavam inscritos na partida) de sua equipe já terem efetuado cobranças não sendo necessário porém que se siga a ordem de batedores da primeira série de cobranças. Art. 37 Em caso de empate por pontos entre duas ou mais equipes para efeito de classificação serão adotados os seguintes critérios para desempate: 1. confronto direto (somente em caso de empate entre duas equipes); 2. maior saldo de gols/sets na fase; 3. maior saldo de pontos na fase (somente para o voleibol) 4. maior número de gols/pontos anotados na fase; 5. sorteio. Art Não haverá disputa de 3º e 4º lugares. Para estas colocações será observado o critério de melhor campanha ao longo do torneio sendo: a) maior número de vitórias; b) maior saldo de gols/sets; c) maior saldo de pontos (somente para o voleibol) d) maior número de gols marcados/pontos anotados e) sorteio. Art Haverá premiação para as equipes semi-finalistas e finalistas de cada modalidade. VII - DA DISCIPLINA Art Todas e quaisquer infrações cometidas por atletas e dirigentes nesta competição serão apreciadas e julgadas pela Comissão Organizadora do evento. Art As decisões da Comissão Organizadora são irrevogáveis e produzirão efeito imediato. Art Para efeito de disciplina serão adotados: a) cartão amarelo - advertência b) cartão vermelho expulsão Art Os cartões amarelos são cumulativos. Art O atleta que receber 02 (dois) cartões amarelos estará suspenso por uma partida; Art o atleta que receber 01 (um) cartão vermelho estará suspenso por uma partida. Art O cartão vermelho não elimina os cartões amarelos, Art O controle de cartões é única e exclusivamente de responsabilidade de cada equipe. Art Os artigos 44 e 45 também se referem às punições aplicadas aos dirigentes das equipes.

6 Art Além da suspensão automática, os atletas e dirigentes poderão sofrer as seguintes punições: a) ofensas, tentativas de agressão ou agressão a árbitros, dirigentes, membros da secretaria e equipes adversárias - eliminação automática do torneio indo o mesmo a julgamento podendo sofrer pena de suspensão de 01 a 02 anos de todas as competições promovidas por esta coordenação. b) acúmulo de dois cartões amarelos em uma mesma partida, faltas graves ou desacato á árbitros, dirigentes, membros da secretaria e equipes adversárias expulsão imediata da partida indo o mesmo a julgamento podendo sofrer pena de suspensão de 01 a 03 partidas (para esta punição não será computada a partida automática) Art Todo e qualquer atleta ou dirigente que for reconhecido quando assistindo outras partidas como agressores verbais ou físicos dos árbitros, dirigentes, membros da secretaria ou adversários sofrerão as punições cabíveis. Art. 51 Em caso de invasão de quadra ou outros incidentes que venham a inviabilizar ou suspender a partida a Comissão Organizadora poderá, desde que comprovada a autoria por parte da equipe ou torcida, suspender os atletas, membros da comissão técnica ou dirigentes imediatamente independente de outras medidas punitivas que forem cabíveis. Art. 52 Os atletas que sofrerem punições durante as partidas válidas pelos VII JOGOS REGIONAIS DA SAÚDE deverão cumpri-las se necessário na quinta edição da Taça Saúde Art. 53 Deverá o atleta ou dirigente punidos com a eliminação dos JRS/2009 cumprirem suspensão no caso de inscrição em mais de uma modalidade e independente de cadastro, nas duas modalidades a que estiverem inscritos (somente para os casos de eliminação, para as suspensões automáticas em virtude de cartões deverão os mesmos cumprirem pena apenas na modalidade da punição) Art A Comissão Organizadora dos VII JOGOS REGIONAIS DA SAÚDE é composta pelos seguintes membros: - Fábio Luis Manfio - HRA - Joaquim Roberto Ribeiro Victor HRA - Valéria Trettel Victor - HRA Art A Comissão Organizadora e os órgãos promotores do evento não se responsabilizarão por acidentes ocorridos com atletas e dirigentes antes, durante ou depois de qualquer partida. Art Os casos omissos a este regulamento serão resolvidos pela Comissão Organizadora do evento revogados as disposições em contrário.

6º TAÇA SAÚDE REGULAMENTO

6º TAÇA SAÚDE REGULAMENTO 6º TAÇA SAÚDE REGULAMENTO I - DOS OBJETIVOS Art. 01 - A 6º TAÇA SAÚDE DE FUTSAL E VOLEIBOL - SES é um evento promovido pelos Servidores da Secretaria de Estado da Saúde SES Art. 02 - O campeonato tem por

Leia mais

TAÇA CIDADE SÃO JOSÉ DE FUTSAL 2014 REGULAMENTO GERAL I - DA ORGANIZÇÃO E DIREÇÃO

TAÇA CIDADE SÃO JOSÉ DE FUTSAL 2014 REGULAMENTO GERAL I - DA ORGANIZÇÃO E DIREÇÃO TAÇA CIDADE SÃO JOSÉ DE FUTSAL 2014 REGULAMENTO GERAL I - DA ORGANIZÇÃO E DIREÇÃO Art. 1º - A organização da Taça Cidade São José de Futsal é de inteira responsabilidade da Prefeitura Municipal de São

Leia mais

REGULAMENTO GERAL DO I TORNEIO DE FUTEBOL SOCIETY FACULDADE ESFA

REGULAMENTO GERAL DO I TORNEIO DE FUTEBOL SOCIETY FACULDADE ESFA REGULAMENTO GERAL DO I TORNEIO DE FUTEBOL SOCIETY FACULDADE ESFA Art. 1º O Torneio de Futebol Society tem por finalidade: A congregação dos graduandos, o fortalecimento dos laços de amizade e a camaradagem

Leia mais

2º CAMPEONATO DE FUTSAL DA ASSOCIAÇÃO ATLÉTICO CULTURAL PAINCO REGULAMENTO GERAL

2º CAMPEONATO DE FUTSAL DA ASSOCIAÇÃO ATLÉTICO CULTURAL PAINCO REGULAMENTO GERAL 1 2º CAMPEONATO DE FUTSAL DA ASSOCIAÇÃO ATLÉTICO CULTURAL PAINCO REGULAMENTO GERAL Disposições Preliminares 1 O Campeonato de Futsal da Associação Atlético Cultural Painco de 2010 será dirigido pelo Departamento

Leia mais

REGULAMENTO OFICIAL VI COPA DE FUTEBOL 7 UNIGUAÇU

REGULAMENTO OFICIAL VI COPA DE FUTEBOL 7 UNIGUAÇU REGULAMENTO OFICIAL VI COPA DE FUTEBOL 7 UNIGUAÇU CAP. I: AS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES ART.1 - O torneio é uma Promoção do Colegiado do curso de Educação Física da Uniguaçu, apoiado pela Uniguaçu. ART.2

Leia mais

REGULAMENTO TÉCNICO FUTSAL

REGULAMENTO TÉCNICO FUTSAL FUTSAL Art. 1º - O campeonato de Futebol de Salão será regido pelas regras oficiais da CBFS - Confederação Brasileira de Futsal, por este Regulamento e conforme o disposto no Regulamento Geral. Art. 2º

Leia mais

Troféu Guarulhos de futsal Municipal 2015 Menores 1º Semestre.

Troféu Guarulhos de futsal Municipal 2015 Menores 1º Semestre. Troféu Guarulhos de futsal Municipal 2015 Menores 1º Semestre. Título I Das Disposições Gerais A) Será obrigatório, de acordo com as Regras do Futsal, o uso de caneleiras para todos os atletas. B) Não

Leia mais

CAMPEONATO DE FUTSAL MACEIÓ 200 ANOS REGULAMENTO DE FUTSAL

CAMPEONATO DE FUTSAL MACEIÓ 200 ANOS REGULAMENTO DE FUTSAL CAMPEONATO DE FUTSAL MACEIÓ 200 ANOS REGULAMENTO DE FUTSAL 1. Os jogos de Futsal serão realizados de acordo com as Regras Oficiais, salvo o estabelecido neste Regulamento. 2. Cada equipe poderá inscrever

Leia mais

REGULAMENTO FUTEBOL SOCIETY

REGULAMENTO FUTEBOL SOCIETY XIII JOGOS AFFEMG Associação dos Funcionários Fiscais de Minas Gerais 1- DO LOCAL REGULAMENTO FUTEBOL SOCIETY 1.1 - Os jogos acontecerão em campos de futebol society de grama sintética ou natural, aprovados

Leia mais

REGULAMENTO DO FUTSAL MASCULINO E FEMININO

REGULAMENTO DO FUTSAL MASCULINO E FEMININO REGULAMENTO DO FUTSAL MASCULINO E FEMININO I - DOS LOCAIS DOS JOGOS Art. 1º - Os jogos serão realizados nos seguintes locais: Quadras 01,02 e 03 - térreo do Prédio 80 Quadras 01,02 e 03-4º andar do Prédio

Leia mais

REGULAMENTO DE FUTSAL

REGULAMENTO DE FUTSAL REGULAMENTO DE FUTSAL Capítulo I DAS FINALIDADES Art. 1º O campeonato de futsal masculino, é promovido como uma das modalidades dos VI JOGOS NACIONAIS DA MAGISTRATURA, promovido e organizado pela AMB Associação

Leia mais

REGULAMENTO GERAL GEACSB 2015

REGULAMENTO GERAL GEACSB 2015 REGULAMENTO GERAL GEACSB 2015 PARTE GERAL Art. 1º - Denomina-se Grêmio de Ex-Alunos do Colégio de São Bento ( GEACSB ) o campeonato de futebol society organizado pela ALUMNI CSB-RJ e realizado anualmente

Leia mais

REGULAMENTO. Os representantes das equipes ficarão responsáveis pela disciplina de seus atletas.

REGULAMENTO. Os representantes das equipes ficarão responsáveis pela disciplina de seus atletas. DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES: REGULAMENTO Artigo 1 Artigo 2 Artigo 3 Artigo 4 Artigo 5 Fica instituído pela Delegacia Sindical de Brasília o IV Campeonato de Futebol Soçaite. Este regulamento é o conjunto

Leia mais

REGULAMENTO TÉCNICO CAPÍTULO 1 DAS DISPOSIÇÕES INICIAIS

REGULAMENTO TÉCNICO CAPÍTULO 1 DAS DISPOSIÇÕES INICIAIS REGULAMENTO TÉCNICO CAPÍTULO 1 DAS DISPOSIÇÕES INICIAIS Artigo 1º. Este regulamento é o documento composto conjunto das disposições que regem a Campeonato Brasileiro de Handebol dos Surdos 2015, nas categorias

Leia mais

REGULAMENTO BASQUETE 2009

REGULAMENTO BASQUETE 2009 REGULAMENTO BASQUETE 2009 Organização: Fórum das Associações dos Servidores das Agências Reguladoras Patrocínio: DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES REGULAMENTO BASQUETE - 2009 Art.01 - Este regulamento é o conjunto

Leia mais

VII TORNEIO DE FUTSAL MENORES 2015 REGULAMENTO GERAL. OBJETIVO Proporcionar à criança a integração social através do futsal.

VII TORNEIO DE FUTSAL MENORES 2015 REGULAMENTO GERAL. OBJETIVO Proporcionar à criança a integração social através do futsal. VII TORNEIO DE FUTSAL MENORES 2015 REGULAMENTO GERAL OBJETIVO Proporcionar à criança a integração social através do futsal. ORGANIZAÇÃO O torneio será organizado e dirigido por uma Comissão Organizadora

Leia mais

FUNPEEL Troféu Luiz Carlos Heidrich (LULI)

FUNPEEL Troféu Luiz Carlos Heidrich (LULI) 8 o CAMPEONATO MUNICIPAL DE FUTSAL MASCULINO/ FUNPEEL Troféu Luiz Carlos Heidrich (LULI) 1. DISPOSIÇÕES INICIAIS REGULAMENTO TÉCNICO 1.1. O 8º Campeonato Municipal de Futsal Masculino será promovido e

Leia mais

IV CAMPEONATO INTERNO DE FUTEBOL SOCIETY DA ASTRIFE 2013 REGULAMENTO GERAL

IV CAMPEONATO INTERNO DE FUTEBOL SOCIETY DA ASTRIFE 2013 REGULAMENTO GERAL IV CAMPEONATO INTERNO DE FUTEBOL SOCIETY DA ASTRIFE 2013 REGULAMENTO GERAL I. DAS FINALIDADES Artigo 1 O IV CAMPEONATO INTERNO DE FUTEBOL SOCIETY, tem por finalidade congregar todas as pessoas que trabalham

Leia mais

REGULAMENTO da TAÇA PAULO ROBERTO TRIVELLI 2015 SELETIVA FASE ESTADUAL TITULO I DAS FINALIDADES

REGULAMENTO da TAÇA PAULO ROBERTO TRIVELLI 2015 SELETIVA FASE ESTADUAL TITULO I DAS FINALIDADES REGULAMENTO da TAÇA PAULO ROBERTO TRIVELLI 2015 SELETIVA FASE ESTADUAL TITULO I DAS FINALIDADES Artigo 1 - A TAÇA PAULO ROBERTO TRIVELLI 2015 é promovida, organizada e dirigida pela FEDERAÇÃO UNIVERSITÁRIA

Leia mais

REGULAMENTO 2010. IV Interperíodos de Futsal Masculino e Feminino da Administração

REGULAMENTO 2010. IV Interperíodos de Futsal Masculino e Feminino da Administração REGULAMENTO 2010 IV Interperíodos de Futsal Masculino e Feminino da Administração CAPÍÍTULO II DASS DIISSPOSSIIÇÕESS PRELIIMIINARESS Art1º Art2º O IV Interperíodos de Futsal Masculino e Feminino, é uma

Leia mais

REGULAMENTO GERAL I COPA SOCIETY OAB/MG

REGULAMENTO GERAL I COPA SOCIETY OAB/MG BELO HORIZONTE AGOSTO DE 2014 REGULAMENTO GERAL I COPA SOCIETY OAB/MG REALIZAÇÃO Arte do Esporte www.artedoesporte.com.br I DAS FINALIDADES 3 II DA ORGANIZAÇÃO E EXECUÇÃO 3 III PERÍODO DE INSCRIÇÃO E REALIZAÇÃO

Leia mais

www.grude6.com.br grude6@yahoo.com.br REGULAMENTO DO V TORNEIO GRUDE6 DE FUTSAL 2013.

www.grude6.com.br grude6@yahoo.com.br REGULAMENTO DO V TORNEIO GRUDE6 DE FUTSAL 2013. REGULAMENTO DO V TORNEIO GRUDE6 DE FUTSAL 2013. I - DOS OBJETIVOS: Art. 1º - O evento visa proporcionar aos servidores do Poder Judiciário Federal e instituições convidadas a integração e socialização

Leia mais

Do Cerimonial de Abertura OLIMGLOCK Da Identificação

Do Cerimonial de Abertura OLIMGLOCK Da Identificação SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO E INOVAÇÃO ESCOLA DE EDUCAÇÂO BÁSICA MONSENHOR GREGÓRIO LOCKS Justificativa Olimpíadas Gregório Locks Regulamento Geral Artigo 1º - No seu Projeto Político Pedagógico,

Leia mais

REGULAMENTO DOS JOGOS DA SAÚDE

REGULAMENTO DOS JOGOS DA SAÚDE REGULAMENTO DOS JOGOS DA SAÚDE 2015 ÍNDICE CAPÍTULO I Da Organização...3; CAPÍTULO II Dos Objetivos...3; CAPÍTULO III Da Coordenação...3; CAPÍTULO IV Data e local...4; CAPÍTULO V Das Inscrições...4; CAPÍTULO

Leia mais

www.ndu.net.br Sede Social Rua Luís Góis, 2.187 Mirandópolis São Paulo SP Cep: 04043-400 Fone: (11) 7708-7429

www.ndu.net.br Sede Social Rua Luís Góis, 2.187 Mirandópolis São Paulo SP Cep: 04043-400 Fone: (11) 7708-7429 Organização, compromisso e qualidade em prol do esporte universitário paulista www.ndu.net.br Sede Social Rua Luís Góis, 2.187 Mirandópolis São Paulo SP Cep: 04043-400 Fone: (11) 7708-7429 REGULAMENTO

Leia mais

Torneio de Futsal 2014 Troféu Rafael Afonso Leite

Torneio de Futsal 2014 Troféu Rafael Afonso Leite Torneio de Futsal 2014 Troféu Rafael Afonso Leite DOS OBJETIVOS: O Einstein Gol é um evento que visa aumentar sociabilizarão e integração entre todos os nossos alunos, funcionários, Corpo Docente e Direção.

Leia mais

REGULAMENTO ESPECÍFICO DO BASQUETE

REGULAMENTO ESPECÍFICO DO BASQUETE REGULAMENTO ESPECÍFICO DO BASQUETE 1. As competições de basquete serão realizadas de acordo com as regras internacionais da FIBA e os regulamentos e normas do Novo Desporto Universitário 2012 NDU. 2. Cada

Leia mais

3º TORNEIO DE FUTSAL CDL CANOAS

3º TORNEIO DE FUTSAL CDL CANOAS 3º TORNEIO DE FUTSAL CDL CANOAS REGULAMENTO GERAL Capítulo 1 Comissão disciplinar e organizadora: O Evento será coordenado pela CDL e pela CDL Jovem Canoas, com as seguintes atribuições: a) Tomar as providências

Leia mais

XIII Copa FUTEL de Futebol de Campo 2014 Regulamento

XIII Copa FUTEL de Futebol de Campo 2014 Regulamento XIII Copa FUTEL de Futebol de Campo Regulamento 1 CAPÍTULO I DOS OBJETIVOS Art. 1º - A XIII COPA FUTEL DE FUTEBOL DE CAMPO tem por objetivo principal o congraçamento geral dos participantes e criar alternativas

Leia mais

COPA CEPEUSP DE FUTEBOL 2016 REGULAMENTO

COPA CEPEUSP DE FUTEBOL 2016 REGULAMENTO CENTRO DE PRÁTICAS ESPORTIVAS DA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO S. EVENTOS COPA CEPEUSP DE FUTEBOL 2016 REGULAMENTO I - DOS OBJETIVOS A COPA CEPEUSP DE FUTEBOL DE CAMPO tem como objetivo a integração dos docentes

Leia mais

REGULAMENTO GERAL DOS

REGULAMENTO GERAL DOS REGULAMENTO GERAL DOS II JOGOS UNIVERSITARIOS UNIBRASIL 2009 I - DOS OBJETIVOS II JOGOS UNIVERSITARIOS UNIBRASIL 2009 Artigo 1º - Os II Jogos Universitários das Faculdades Integradas do Brasil, promovido

Leia mais

ASSOCIAÇÃO REGIONAL DE DESPORTOS PARA DEFICIENTES INTELECTUAIS DO ESTADO DE SÃO PAULO REGULAMENTO ESPECÍFICO DA TAÇA SÃO PAULO DE FUTSAL-2015

ASSOCIAÇÃO REGIONAL DE DESPORTOS PARA DEFICIENTES INTELECTUAIS DO ESTADO DE SÃO PAULO REGULAMENTO ESPECÍFICO DA TAÇA SÃO PAULO DE FUTSAL-2015 REGULAMENTO ESPECÍFICO DA TAÇA SÃO PAULO DE FUTSAL-2015 DA DENOMINAÇÃO E PARTICIPAÇÃO Art. 1º - A Taça São Paulo de Futsal - 2015 será disputado por equipes com atletas com deficiência intelectual. Art.

Leia mais

Art. 02 Este Regulamento Geral é o conjunto das disposições que regem as modalidades que integram a COPA SENAI 2010.

Art. 02 Este Regulamento Geral é o conjunto das disposições que regem as modalidades que integram a COPA SENAI 2010. COPA SENAI 2010 REGULAMENTO GERAL SESI SENAI - SP 2010 REGULAMENTO GERAL FASE INTERCLASSES I DOS OBJETIVOS Art. 01 A COPA SENAI 2010, tem por finalidade o bem estar e a integração do aluno perante a sociedade

Leia mais

REGULAMENTO TEMPORADA DOS CAMPEÕES 2014 MODALIDADE: TÊNIS CAPÍTULO I

REGULAMENTO TEMPORADA DOS CAMPEÕES 2014 MODALIDADE: TÊNIS CAPÍTULO I REGULAMENTO TEMPORADA DOS CAMPEÕES 2014 MODALIDADE: TÊNIS CAPÍTULO I DA FINALIDADE Art. 1º - O Torneio de Tênis tem por finalidade promover a integração dos colaboradores do Grupo FIAT através da atividade

Leia mais

REGULAMENTO DO CAMPEONATO MUNICIPAL DE 2012 CATEGORIA PRINCIPAL DIVISÃO ESPECIAL/1ª DIVISÃO/2ª DIVISÃO/3ª DIVISÃO/4ª DIVISÃO

REGULAMENTO DO CAMPEONATO MUNICIPAL DE 2012 CATEGORIA PRINCIPAL DIVISÃO ESPECIAL/1ª DIVISÃO/2ª DIVISÃO/3ª DIVISÃO/4ª DIVISÃO LIGA DE FUTEBOL DE SALÃO DE SÃO BERNARDO DO CAMPO e-mail ligafutsalsbc@gmail.com ou ligafutsalsbc@uol.com.br - Data de fundação 15/08/1981 site : www.ligafutsalsaobernardo.com.br Telefones: 4122-58-85-4330-95-70

Leia mais

XXIV CIRCUITO ESTADUAL DE VOLEIBOL DE PRAIA 2013 / 2014 R E G U L A M E N T O

XXIV CIRCUITO ESTADUAL DE VOLEIBOL DE PRAIA 2013 / 2014 R E G U L A M E N T O XXIV CIRCUITO ESTADUAL DE VOLEIBOL DE PRAIA 2013 / 2014 R E G U L A M E N T O DAS DISPOSIÇÕES GERAIS Art. 1º - O XXIV CIRCUITO ESTADUAL DE VOLEIBOL DE PRAIA 2013 / 2014 é uma promoção e realização da Federação

Leia mais

REGULAMENTO TEMPORADA DOS CAMPEÕES 2014 FUTEBOL - TAÇA OURO SERIE A CAPÍTULO I

REGULAMENTO TEMPORADA DOS CAMPEÕES 2014 FUTEBOL - TAÇA OURO SERIE A CAPÍTULO I REGULAMENTO TEMPORADA DOS CAMPEÕES 2014 FUTEBOL - TAÇA OURO SERIE A CAPÍTULO I DA FINALIDADE Art. 1º - A Temporada dos Campeões 2014 tem por finalidade promover a integração dos colaboradores das empresas

Leia mais

REGULAMENTO I Copa Integração de Futsal e Vôlei de Praia do IFPB Campus Sousa

REGULAMENTO I Copa Integração de Futsal e Vôlei de Praia do IFPB Campus Sousa REGULAMENTO I Copa Integração de Futsal e Vôlei de Praia do IFPB Campus Sousa Sousa, 20 de abril de 2012 CAPÍTULO I DAS INSCRIÇÕES Art. 1º. Os times interessados em participar I Copa Integração de Futsal

Leia mais

III CAMPEONATO DE VOLEIBOL MASCULINO OAB SP/CAASP 2015 RGC - REGULAMENTO GERAL DA COMPETIÇÃO

III CAMPEONATO DE VOLEIBOL MASCULINO OAB SP/CAASP 2015 RGC - REGULAMENTO GERAL DA COMPETIÇÃO III CAMPEONATO DE VOLEIBOL MASCULINO OAB SP/CAASP 2015 RGC - REGULAMENTO GERAL DA COMPETIÇÃO CAPITULO I Da Denominação e Participação Art. 1º - O Campeonato de Voleibol Masculino 2015 OAB SP/CAASP, organizado

Leia mais

O CAMPEONATO SAMBERNARDENSE DE FUTEBOL JUNIORES 2011 R E G U L A M E N T O / TEMPORADA 2011 = = = = = = = = = = = = DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

O CAMPEONATO SAMBERNARDENSE DE FUTEBOL JUNIORES 2011 R E G U L A M E N T O / TEMPORADA 2011 = = = = = = = = = = = = DISPOSIÇÕES PRELIMINARES CAMPEONATO SAMBERNARDENSE DE FUTEBOL JUNIORES 2011 R E G U L A M E N T O / TEMPORADA 2011 = = = = = = = = = = = = DISPOSIÇÕES PRELIMINARES ARTIGO 1º O CAMPEONATO SAMBERNARDENSE DE FUTEBOL JUNIORES/2011,

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE PALMAS SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO E CULTURA DIRETORIA DE ENSINO FUNDAMENTAL COORDENAÇÃO DE EDUCAÇÃO FÍSICA ESCOLAR

PREFEITURA MUNICIPAL DE PALMAS SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO E CULTURA DIRETORIA DE ENSINO FUNDAMENTAL COORDENAÇÃO DE EDUCAÇÃO FÍSICA ESCOLAR Copa do Mestre 2007 Raul de Jesus Lustosa Filho Prefeito Municipal de Palmas Danilo de Melo Souza Secretário Municipal da Educação e Cultura Zenóbio Cruz da Silva Arruda Júnior Chefe de Gabinete da Secretaria

Leia mais

APOIO EVIDÊNCIA PROMOTIONS CERVEJARIA FEMSA

APOIO EVIDÊNCIA PROMOTIONS CERVEJARIA FEMSA II COPA CINQUENTÃO BOTAFOGO DE FUTEBOL AMADOR APOIO EVIDÊNCIA PROMOTIONS CERVEJARIA FEMSA Acesse o site WWW.BOTAFOGODEGUAIANASES.COM.BR REALIZAÇÃO: ACOCESP: Promoções de Eventos e Coordenação de Esporte

Leia mais

ASSOCIAÇÃO ATLÉTICA DO BANCO DO BRASIL VICE-PRESIDÊNCIA DE ESPORTES TORNEIO INTERNO I COPA MUNDO A.A.B.B. DE FUTEBOL DE CAMPO

ASSOCIAÇÃO ATLÉTICA DO BANCO DO BRASIL VICE-PRESIDÊNCIA DE ESPORTES TORNEIO INTERNO I COPA MUNDO A.A.B.B. DE FUTEBOL DE CAMPO TORNEIO INTERNO I COPA MUNDO A.A.B.B. DE FUTEBOL DE CAMPO REGULAMENTO DA COMPETIÇÃO O Vice-Presidente de Esportes da Associação Atlética do Banco do Brasil de Belo Horizonte, usando de suas atribuições,

Leia mais

LIGA PAULISTANA DE FUTEBOL AMADOR

LIGA PAULISTANA DE FUTEBOL AMADOR COPA LIGA PAULISTANA REGULAMENTO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Artigo 1º - Este Regulamento é o conjunto das disposições que regem a Copa Liga Paulistana. Artigo 2º - A Copa tem por finalidade promover

Leia mais

REGULAMENTO GERAL. ARTIGO I: A COPA BIG-ESPORTES DE FUTSAL IJUI/RS, somente poderá participar as instituições com suas equipes convidadas.

REGULAMENTO GERAL. ARTIGO I: A COPA BIG-ESPORTES DE FUTSAL IJUI/RS, somente poderá participar as instituições com suas equipes convidadas. REGULAMENTO GERAL CAPITULO 1 DISPOSIÇÕES PRELIMINARES ARTIGO I: A COPA BIG-ESPORTES DE FUTSAL IJUI/RS, somente poderá participar as instituições com suas equipes convidadas. ARTIGO II: Da Cerimônia de

Leia mais

DORIVAL ANTONIO DE LIMA

DORIVAL ANTONIO DE LIMA 5ºCOPA FUPESP FEDERAÇÃO DOS SERVIDORES PÚBLICOS MUNICIPAIS DO ESTADO DE SÃO PAULO 2009 DORIVAL ANTONIO DE LIMA REGULAMENTO ESPECÍFICO DA COMPETIÇÃO CAPÍTULO I Da Denominação e Participação Art. 1º - A

Leia mais

Federação Paranaense de Futebol 7 VII COPA RIC DE FUTEBOL 7 / 2015 REGULAMENTO OFICIAL

Federação Paranaense de Futebol 7 VII COPA RIC DE FUTEBOL 7 / 2015 REGULAMENTO OFICIAL Federação Paranaense de Futebol 7 VII COPA RIC DE FUTEBOL 7 / 2015 REGULAMENTO OFICIAL CAPÍTULO I - Da Finalidade Art. 01 A VII COPA RIC DE FUTEBOL 7 2015, será organizada pela Federação Paranaense de

Leia mais

3ª COPA INTER-ADVOGADOS

3ª COPA INTER-ADVOGADOS Data/ Local: Competição: Maio à Julho * início previsto para 26/maio Local: Centro Iraí Pinhais-PR www.centroirai.com.br Gustavo@centroirai.com.br DA PARTICIPAÇÃO: Artigo Primeiro: Só poderão participar

Leia mais

16ª Copa Farroupilha de Futebol Amador

16ª Copa Farroupilha de Futebol Amador 16ª Copa Farroupilha de Futebol Amador De Março a Julho de 2013 Organização: Prof. José Medeiros LIGA FARROUPILHA REGULAMENTO GERAL 1) Da fórmula de disputa: a) A competição contará com dezoito (18) equipes;

Leia mais

REGULAMENTO DELEGACIA SINDICAL DE BRASÍLIA - DF IV CAMPEONATO DE FUTEBOL SOÇAITE DOS AUDITORES FISCAIS DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL / 2011

REGULAMENTO DELEGACIA SINDICAL DE BRASÍLIA - DF IV CAMPEONATO DE FUTEBOL SOÇAITE DOS AUDITORES FISCAIS DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL / 2011 REGULAMENTO DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES: Artigo 1 Artigo 2 Artigo 3 Artigo 4 Artigo 5 Fica instituído pela Delegacia Sindical de Brasília o IV Campeonato de Futebol Soçaite. Este regulamento é o conjunto

Leia mais

Regulamento Específico. Futsal

Regulamento Específico. Futsal Regulamento Específico Futsal 2015 Art. 1º - A competição de futsal dos Jogos Escolares de Minas Gerais JEMG/2015 obedecerá às Regras Oficiais da FIFA para a modalidade, adotadas pela Confederação Brasileira

Leia mais

FUTEBOL DE CAMPO CATEGORIA / IDADE - MASCULINO: CATEGORIAS / IDADE - FEMININO:

FUTEBOL DE CAMPO CATEGORIA / IDADE - MASCULINO: CATEGORIAS / IDADE - FEMININO: FUTEBOL DE CAMPO Todos os atletas deverão apresentar o Documento Original (conforme Art.do Regulamento Geral) É obrigatório (e indispensável) o uso de caneleiras para todos os atletas participantes das

Leia mais

3ª COPA QUIOSQUE NATUREZA DE FUTEBOL SUÍÇO INTER-ACADEMIAS.

3ª COPA QUIOSQUE NATUREZA DE FUTEBOL SUÍÇO INTER-ACADEMIAS. 3ª COPA QUIOSQUE NATUREZA DE FUTEBOL SUÍÇO INTER-ACADEMIAS. REGULAMENTO OFICIAL CAPÍTULO I OBJETIVOS ART. 1º - A 3ª Copa Quiosque Natureza de Futebol Suíço Inter-Academias, que será realizada no 2º semestre

Leia mais

REGULAMENTO VII TORNEIO INTER-CARTÓRIOS 2015 DE FUTSAL DE SOROCABA E REGIÃO

REGULAMENTO VII TORNEIO INTER-CARTÓRIOS 2015 DE FUTSAL DE SOROCABA E REGIÃO REGULAMENTO VII TORNEIO INTER-CARTÓRIOS 2015 DE FUTSAL DE SOROCABA E REGIÃO REGULAMENTO I DISPOSIÇÕES PRELIMINARES ART.1 Este regulamento é o conjunto das disposições que regem as competições do Torneio

Leia mais

Regulamento da. 2ª Copa UniBH de Futsal

Regulamento da. 2ª Copa UniBH de Futsal Regulamento da 2ª Copa UniBH de Futsal FINALIDADE O presente regulamento contêm as normas que regem na 2ª Copa Futsal UniBH, sendo conhecedores de seu conteúdo todos os inscritos que se submetem sem ressalvas

Leia mais

32 o CAMPEONATO DE FUTEBOL DE CAMPO REGULAMENTO DA COMPETIÇÃO AB - CURITIBA

32 o CAMPEONATO DE FUTEBOL DE CAMPO REGULAMENTO DA COMPETIÇÃO AB - CURITIBA 32 o CAMPEONATO DE FUTEBOL DE CAMPO 2015 REGULAMENTO DA COMPETIÇÃO AB - CURITIBA CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Art. 1 o Esta competição será coordenada pela Associação Brasil Núcleo Regional

Leia mais

REGULAMENTO GERAL. CAPÍTULO I Das Disposições Preliminares

REGULAMENTO GERAL. CAPÍTULO I Das Disposições Preliminares REGULAMENTO GERAL CAPÍTULO I Das Disposições Preliminares Art. 1º A Copa Sesquinho é promovida pelo Serviço Social do Comércio SESC-DF. Os jogos serão regidos pelo presente Regulamento Geral e por decisões

Leia mais

VI TAÇA CIDADE DE SÃO PAULO DE FUTEBOL FEMININO - 2013

VI TAÇA CIDADE DE SÃO PAULO DE FUTEBOL FEMININO - 2013 VI TAÇA CIDADE DE SÃO PAULO DE FUTEBOL FEMININO - 2013 DAS FINALIDADES Artigo 1º - Visando divulgar, incentivar e revelar novos talentos da prática da modalidade de futebol feminino, a Secretaria de Esportes,

Leia mais

CATEGORIA: IDADE LIVRE

CATEGORIA: IDADE LIVRE 15º CAMPEONATO BRASILEIRO DE FUTEBOL DE ADVOGADOS (15ª edição) 2014 CATEGORIA: IDADE LIVRE REGULAMENTO GERAL Art. 1 - Participantes: O 15º Campeonato Brasileiro de Futebol da OAB terá a participação dos

Leia mais

CIRCUITO VERÃO SESC DE ESPORTES 2013/2014

CIRCUITO VERÃO SESC DE ESPORTES 2013/2014 CIRCUITO VERÃO SESC DE ESPORTES 2013/2014 I. DA COMPETIÇÃO II. DA COORDENAÇÃO III. DAS FASES DA COMPETIÇÃO IV. DAS INSCRIÇÕES E PARTICIPAÇÕES V. DA PREMIAÇÃO VI. DA ARBITRAGEM VII. DA IDENTIFICAÇÃO VIII.

Leia mais

REGULAMENTO. Realização: Prefeitura de Betim Promoção: Secretaria Municipal de Esportes. Este regulamento contém 08 páginas

REGULAMENTO. Realização: Prefeitura de Betim Promoção: Secretaria Municipal de Esportes. Este regulamento contém 08 páginas REGULAMENTO Open de Futsal 2007 Realização: Prefeitura de Betim Promoção: Secretaria Municipal de Esportes Leia sempre que tiver dúvidas! Este regulamento contém 08 páginas 1 REGULAMENTO GERAL I Das Disposições

Leia mais

Centro Universitário UNIVATES Complexo Esportivo 8 COPA UNIVATES 2015 FUTEBOL DE CAMPO

Centro Universitário UNIVATES Complexo Esportivo 8 COPA UNIVATES 2015 FUTEBOL DE CAMPO Centro Universitário UNIVATES Complexo Esportivo 8 COPA UNIVATES 2015 FUTEBOL DE CAMPO REGULAMENTO DA PROMOÇÃO E ORGANIZAÇÃO: A promoção e a organização são do Centro Universitário UNIVATES/Complexo Esportivo

Leia mais

REGULAMENTO APRESENTAÇÃO

REGULAMENTO APRESENTAÇÃO REGULAMENTO APRESENTAÇÃO O Serviço Nacional de Aprendizagem do Cooperativismo no Estado do Espírito Santo SESCOOP/ES está promovendo o 1º FUTCOOP INFANTIL MASCULINO, que será realizado no mês de julho

Leia mais

REGULAMENTO GERAL DOS JOGOS MULTIVIX

REGULAMENTO GERAL DOS JOGOS MULTIVIX ART. 1º - DA FINALIDADE REGULAMENTO GERAL DOS JOGOS MULTIVIX Os JOGOS MULTIVIX modalidade Beach Soccer fazem parte do CIRCUITO VIDA SAUDÁVEL MULTIVIX, torneio universitário que tem por finalidade integrar

Leia mais

1ºTorneio Bancário Society de Clubes Paulista REGULAMENTO 2015

1ºTorneio Bancário Society de Clubes Paulista REGULAMENTO 2015 REGULAMENTO 2015 1º Torneio Bancário Society de Clubes Paulista 2015, é uma promoção da Secretaria de Esporte do Sindicato dos Bancários, e tem por finalidade efetuar o congraçamento entre os bancários

Leia mais

REGULAMENTO TÉCNICO ATLETISMO

REGULAMENTO TÉCNICO ATLETISMO REGULAMENTO TÉCNICO ATLETISMO 1 A Competição de Atletismo do JIUDESC 2014 será regida pelas Regras Internacionais da IAAF e pelo que dispõe este Regulamento. 2 Cada Centro poderá inscrever, no máximo,

Leia mais

REGULAMENTO GERAL DOS JOGOS UNIVERSITÁRIOS DA UNIPAMPA EDIÇÃO 2013

REGULAMENTO GERAL DOS JOGOS UNIVERSITÁRIOS DA UNIPAMPA EDIÇÃO 2013 REGULAMENTO GERAL DOS JOGOS UNIVERSITÁRIOS DA UNIPAMPA EDIÇÃO 2013 REGULAMENTO GERAL DOS JOGOS UNIVERSITÁRIOS DA UNIPAMPA EDIÇÃO 2013 Art. 1º- Os Jogos Universitários da UNIPAMPA serão realizados pela

Leia mais

REALIZAÇÃO: NOVE DE JULHO CASA VERDE

REALIZAÇÃO: NOVE DE JULHO CASA VERDE 6ª COPA NOVE DE JULHO DE FUTEBOL AMADOR 2016 REALIZAÇÃO: NOVE DE JULHO CASA VERDE 1 REGULAMENTO DA 6ª COPA NOVE DE JULHO 2016 CAPITULO I Da PARTICIPAÇÃO Esta copa contará com a participação de 48 (quarenta

Leia mais

As Informações serão divulgadas no site www.faculdedemental.com.br e na www.unihorizontes.br. REGULAMENTO I- FINALIDADES

As Informações serão divulgadas no site www.faculdedemental.com.br e na www.unihorizontes.br. REGULAMENTO I- FINALIDADES As Informações serão divulgadas no site www.faculdedemental.com.br e na www.unihorizontes.br. Após todos os jogos REGULAMENTO I- FINALIDADES ARTIGO 1º - O TORNEIO FUTSAL DA FACULDADE NOVOS HORIZONTES,

Leia mais

REGULAMENTO COPA BRASIL IMEF 2011

REGULAMENTO COPA BRASIL IMEF 2011 REGULAMENTO COPA BRASIL IMEF 2011 CATEGORIAS: MIRIM(97) SUB 14 PRÉ-MIRIM(98) SUB 13 FRALDINHA (99) SUB 12 DENTINHO(99) SUB 12 1 - DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES O presente Regulamento é o conjunto das disposições

Leia mais

BRASIL BASQUETE KIDS SÃO CARLOS ENCONTRO NACIONAL DE BASQUETEBOL SUB10/12 2014

BRASIL BASQUETE KIDS SÃO CARLOS ENCONTRO NACIONAL DE BASQUETEBOL SUB10/12 2014 BRASIL BASQUETE KIDS SÃO CARLOS ENCONTRO NACIONAL DE BASQUETEBOL SUB10/12 2014 REGULAMENTO GERAL E TÉCNICO Capítulo Primeiro DISPOSIÇÕES GERAIS Art. 01º- Este regulamento é o conjunto das disposições que

Leia mais

REGULAMENTO COPA NOVOS HORIZONTES DE FUTSAL 2014

REGULAMENTO COPA NOVOS HORIZONTES DE FUTSAL 2014 REGULAMENTO COPA NOVOS HORIZONTES DE FUTSAL 2014 I - FINALIDADES ARTIGO 1º - A COPA NOVOS HORIZONTES DE FUTSAL, na categoria masculino/adulto, tem por finalidade congregar os alunos das unidades do Santo

Leia mais

III COPA TV MAIS DE FUTEBOL 2011 FASE FINAL DIA 20 DE AGOSTO DE 2011

III COPA TV MAIS DE FUTEBOL 2011 FASE FINAL DIA 20 DE AGOSTO DE 2011 FASE FINAL DIA 20 DE AGOSTO DE 2011 JOGO 15 ESTÁDIO PRIMEIRO DE MAIO VL EUCLIDES 15:00 HS Olavo Bilac, 240 Vl. Euclides SE. SEIS CORAÇÕES 2 X 4 BLUMENAU EC. VENCEDOR DO JOGO 13 VENCEDOR DO JOGO 14 BLUMENAU

Leia mais

CAPÍTULO I DOS OBJETIVOS DOS JOGOS UNIVERSITÁRIOS EINSTEIN

CAPÍTULO I DOS OBJETIVOS DOS JOGOS UNIVERSITÁRIOS EINSTEIN CAPÍTULO I DOS OBJETIVOS DOS JOGOS UNIVERSITÁRIOS EINSTEIN Artigo 1º - Os Jogos Universitários tem como objetivo: * Incentivar a participação dos jovens em atividades saudáveis do ponto de vista social,

Leia mais

O Presidente da Liga Araguarina de Futebol, no uso de suas atribuições, por delegação de poderes, que lhes fora conferido, pelo Estatuto da Entidade:

O Presidente da Liga Araguarina de Futebol, no uso de suas atribuições, por delegação de poderes, que lhes fora conferido, pelo Estatuto da Entidade: LIGA ARAGUARINA DE FUTEBOL DEPARTAMENTO TÉCNICO NOTA OFICIAL Nº 004/2013 - DT DISPÕE SOBRE O REGULAMENTO, DO CAMPEONATO DA 1ª DIVISÃO DE NÃO PROFISSIONAIS, DA TEMPORADA DE 2013. O Presidente da Liga Araguarina

Leia mais

CABO FRIO VOLEI MASTER 2015 CIDADE DE CABO FRIO - RJ Dias 04, 05, 06 e 07 de Junho de 2015 VOLEIBOL DO RIO DE JANEIRO CABO FRIO VOLEI MASTER 2015

CABO FRIO VOLEI MASTER 2015 CIDADE DE CABO FRIO - RJ Dias 04, 05, 06 e 07 de Junho de 2015 VOLEIBOL DO RIO DE JANEIRO CABO FRIO VOLEI MASTER 2015 REALIZAÇÃO APOIO ASSOCIAÇÃO MASTER DE VOLEIBOL DO RIO DE JANEIRO AMAVOLEI CABO FRIO VOLEI MASTER 2015 VOLEIBOL DE QUADRA PREFEITURA MUNICIPAL DE CABO FRIO SECRETARIA DE ESPORTES DE CABO FRIO Regulamento

Leia mais

ASSOCIAÇÃO ATLÉTICA BANCO DO BRASIL SALVADOR CAMPEONATO INTERNO DE FUTEBOL SOCIETY - 2009 REGULAMENTO GERAL - CÓDIGO ESPORTIVO

ASSOCIAÇÃO ATLÉTICA BANCO DO BRASIL SALVADOR CAMPEONATO INTERNO DE FUTEBOL SOCIETY - 2009 REGULAMENTO GERAL - CÓDIGO ESPORTIVO CAPÍTULO I - DAS COMPETIÇÕES ARTIGO 01 - A finalidade principal da realização dos Campeonatos Internos de Futebol é desenvolver a prática esportiva, fomentando em caráter recreativo e, absolutamente amadorista,

Leia mais

REGULAMENTO GERAL INTERATLÉTICAS

REGULAMENTO GERAL INTERATLÉTICAS REGULAMENTO GERAL INTERATLÉTICAS DAS FINALIDADES Art. 1 o O I Interatléticas Anhembi Morumbi é uma competição promovida pelo Centro Esportivo Anhembi Morumbi, cujo objetivo é incentivar a prática de atividades

Leia mais

1 COPA SANTA MÔNICA DE FUTSAL INFANTIL

1 COPA SANTA MÔNICA DE FUTSAL INFANTIL REGULAMENTO 1 COPA SANTA MÔNICA DE FUTSAL INFANTIL 1- DOS OBJETIVOS: A 1 COPA SANTA MÔNICA DE FUTSAL INFANTIL tem como objetivo, a integração dos atletas de Futsal do clube, associados, e demais interessados

Leia mais

ASSOCIAÇÃO DE FUTSAL DO RIO DE JANEIRO

ASSOCIAÇÃO DE FUTSAL DO RIO DE JANEIRO Regulamento e Punições JOGOS - INICIO DA COMPETIÇÃO 19 e 26 de Abril de 2015 1. Sede dos Jogos: C.R. BOQUEIRÃO Rua Jardel Jercolis, S/N Gloria Rio de Janeiro FLUMINENSE A.C. Rua Xavier de Brito, 22 Centro-Niterói

Leia mais

REGULAMENTO GERAL DO JICOF JOGOS INTERNOS DO COLÉGIO FRACTAL

REGULAMENTO GERAL DO JICOF JOGOS INTERNOS DO COLÉGIO FRACTAL REGULAMENTO GERAL DO JICOF JOGOS INTERNOS DO COLÉGIO FRACTAL CAPÍTULO I DAS FINALIDADES Os jogos internos do COLÉGIO FRACTAL (JICOF) têm por finalidade principal humanizar a prática desportiva, valorizando

Leia mais

LIGA GONÇALENSE DE DESPORTOS BOLETIM OFICIAL Nº 18/2012 - SÃO GONÇALO, 12 DE JUNHO DE 2012 RESOLUÇÕES DA PRESIDÊNCIA

LIGA GONÇALENSE DE DESPORTOS BOLETIM OFICIAL Nº 18/2012 - SÃO GONÇALO, 12 DE JUNHO DE 2012 RESOLUÇÕES DA PRESIDÊNCIA LIGA GONÇALENSE DE DESPORTOS BOLETIM OFICIAL Nº 18/2012 - SÃO GONÇALO, 12 DE JUNHO DE 2012 RESOLUÇÕES DA PRESIDÊNCIA 1 REGULAMENTO CAMPEONATO GONÇALENSE DE FUTEBOL MIRIM CAPÍTULO - I - DA ORGANIZAÇÃO E

Leia mais

LIGA NACIONAL MASCULINA 2013

LIGA NACIONAL MASCULINA 2013 LIGA NACIONAL MASCULINA 2013 REGULAMENTO ESPECÍFICO Capítulo I - DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES ART. 1 Este Regulamento tem como finalidade, determinar as condições em que será disputada a LIGA NACIONAL

Leia mais

IV JOGOS ANEC PARÁ 2015

IV JOGOS ANEC PARÁ 2015 IV JOGOS ANEC PARÁ 2015 REGULAMENTO GERAL TÍTULO I - DA FINALIDADE Art. 1º Os IV JOGOS ANEC têm a finalidade de tornar Jesus Cristo conhecido e amado por meio da consciência corporal e espiritual utilizando

Leia mais

1. CONDIÇÕES PARA PARTICIPAR DA COMPETIÇÃO

1. CONDIÇÕES PARA PARTICIPAR DA COMPETIÇÃO (0xx) 51-3031.7676 ou 96.767676 www.ligagauchadefutsal.com.br 1. CONDIÇÕES PARA PARTICIPAR DA COMPETIÇÃO 1.1. REQUISITOS: 1.1.1. - Pagar a taxa de participação correspondente à inscrição mínima de 07 (sete)

Leia mais

12 o CAMPEONATO DE FUTEBOL SUIÇO QUARENTINHAS REGULAMENTO DA COMPETIÇÃO AB - CURITIBA

12 o CAMPEONATO DE FUTEBOL SUIÇO QUARENTINHAS REGULAMENTO DA COMPETIÇÃO AB - CURITIBA 12 o CAMPEONATO DE FUTEBOL SUIÇO QUARENTINHAS 2015 REGULAMENTO DA COMPETIÇÃO AB - CURITIBA CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Art. 1 o Esta competição será coordenada pela Associação Brasil Núcleo

Leia mais

3ª OLIMPÍADA ENTRE EMPRESAS DE DOUTOR PEDRINHO 2014 3ª OLIEMDOPE

3ª OLIMPÍADA ENTRE EMPRESAS DE DOUTOR PEDRINHO 2014 3ª OLIEMDOPE 3ª OLIMPÍADA ENTRE EMPRESAS DE DOUTOR PEDRINHO 2014 3ª OLIEMDOPE 3ª OLIMPÍADA ENTRE EMPRESAS DE DOUTOR PEDRINHO 2015 3ª OLIEMDOPE REGULAMENTO GERAL CAPÍTULO I - DA ORGANIZAÇÃO Art. 1º A Olimpíada Entre

Leia mais

REGULAMENTO DANONE COPA DAS NAÇÕES

REGULAMENTO DANONE COPA DAS NAÇÕES REGULAMENTO DANONE COPA DAS NAÇÕES Capítulo 1 Da Finalidade Artigo 1º - A DANONE COPA DAS NAÇÕES tem como objetivo incentivar a prática esportiva no meio estudantil e comunitário e promover o intercâmbio,

Leia mais

Seletiva Estadual Universitária de RUGBY SEVEN

Seletiva Estadual Universitária de RUGBY SEVEN Seletiva Estadual Universitária de RUGBY SEVEN LOCAL/ DATA/ HORÁRIO Local: Campo Federação Paulista de Rugby Parque Esportivo do Trabalhador (Antigo CERET) Rua Canuto de Abreu, s/número - Tatuapé Data:

Leia mais

REGULAMENTO DO 1º TORNEIO DE FUTSAL MOSAICO DE PAISAGENS 2013

REGULAMENTO DO 1º TORNEIO DE FUTSAL MOSAICO DE PAISAGENS 2013 REGULAMENTO DO 1º TORNEIO DE FUTSAL MOSAICO DE PAISAGENS 2013 1. INTRODUÇÃO O 1º Torneio de Futsal Mosaico de Paisagens 2013, organizado pelo Município de Caminha, será disputado por um total máximo de

Leia mais

REGULAMENTO ESPECÍFICO DE FUTSAL XIRA 2016

REGULAMENTO ESPECÍFICO DE FUTSAL XIRA 2016 REGULAMENTO ESPECÍFICO DE FUTSAL XIRA 2016 ÍNDICE INTRODUÇÃO... 3 ESCALÕES ETÁRIOS, TEMPO DE JOGO E BOLA... 4 2.1. ESCALÕES ETÁRIOS... 4 2.2. DURAÇÃO DOS JOGOS... 4 2.3. A BOLA... 4 REGULAMENTO DO ESCALÃO

Leia mais

XX Copa PMU/ Futel de Futsal 2015 Regulamento Geral MASCULINO

XX Copa PMU/ Futel de Futsal 2015 Regulamento Geral MASCULINO XX Copa PMU/ Futel de Futsal Regulamento Geral MASCULINO UBERLÂNDIA MG 1 XX COPA PMU/ FUTEL DE FUTSAL MASCULINO CAPÍTULO I - DOS OBJETIVOS Art. 1º - A XX COPA PMU/FUTEL DE FUTSAL MASCULINO tem por objetivo

Leia mais

CAMPEONATO MUNICIPAL DE SÃO PAULO DAS MISSÕES E SESC/RS DE FUTEBOL DE SALÃO EDIÇÃO - 2015 CMD SÃO PAULO DAS MISSÕES

CAMPEONATO MUNICIPAL DE SÃO PAULO DAS MISSÕES E SESC/RS DE FUTEBOL DE SALÃO EDIÇÃO - 2015 CMD SÃO PAULO DAS MISSÕES CAMPEONATO MUNICIPAL DE SÃO PAULO DAS MISSÕES E SESC/RS DE FUTEBOL DE SALÃO EDIÇÃO - 2015 CMD SÃO PAULO DAS MISSÕES O PRINCÍPIO DO ESPORTE É A LEALDADE. VAMOS PRATICÁ-LA REGULAMENTO Esse Regulamento é

Leia mais

REGULAMENTO GERAL CAPÍTULO I DOS PARTICIPANTES

REGULAMENTO GERAL CAPÍTULO I DOS PARTICIPANTES REGULAMENTO GERAL O VI CAMPEONATO DE FUTEBOL DOS ADVOGADOS DO MARANHÃO visa incrementar a prática de futebol no Estado do Maranhão, promovendo a integração entre as equipes participantes. CAPÍTULO I DOS

Leia mais

IV JOGOS ANEC 2015 REGULAMENTO GERAL

IV JOGOS ANEC 2015 REGULAMENTO GERAL 1 IV JOGOS ANEC 2015 REGULAMENTO GERAL TÍTULO I - DA FINALIDADE Art. 1º Os IV JOGOS ANEC têm a finalidade de estimular a prática esportiva, tornando-se mais um meio de formar nos valores os jovens dos

Leia mais

COPA DOS CAMPEÕES UNILIGAS 2015 REGULAMENTO

COPA DOS CAMPEÕES UNILIGAS 2015 REGULAMENTO COPA DOS CAMPEÕES UNILIGAS 2015 REGULAMENTO DA DENOMINAÇÃO E PARTICIPAÇÃO Art. 1º Á COPA DOS CAMPEÕES UNILIGAS 2015, será disputada pelas 7 (sete) equipes Campeãs e as 7(sete) equipes Vice Campeãs das

Leia mais

REGULAMENTO GERAL INTRODUÇÃO

REGULAMENTO GERAL INTRODUÇÃO XI JOGOS MACABEUS NACIONAIS DAS ESCOLAS JUDAICAS RIO DE JANEIRO / BRASIL 06 a 09 de setembro de 2012 REGULAMENTO GERAL INTRODUÇÃO A Macabi Rio, entidade filiada à Macabi Brasil, e organizadora há 19 anos

Leia mais

PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO COORDENAÇÃO DE ESPORTES REGULAMENTO GERAL

PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO COORDENAÇÃO DE ESPORTES REGULAMENTO GERAL PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO COORDENAÇÃO DE ESPORTES REGULAMENTO GERAL VII CAMPEONATO INTERNO DE FUTEBOL SUÍÇO - 2011 VII CAMPEONATO INTERNO DE FUTEBOL DOS SERVIDORES DA UNIOESTE / 2011 REGULAMENTO GERAL CAPÍTULO

Leia mais

CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES GERAIS. Art. 1º- Este regulamento é o conjunto de disposições que rege os jogos internos do Colégio Facex edição 2014.

CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES GERAIS. Art. 1º- Este regulamento é o conjunto de disposições que rege os jogos internos do Colégio Facex edição 2014. Página 1 CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES GERAIS Art. 1º- Este regulamento é o conjunto de disposições que rege os jogos internos do Colégio Facex edição 2014. CAPÍTULO II DA FINALIDADE Art. 2º - Os jogos internos

Leia mais

Liga de Rugby do Vale

Liga de Rugby do Vale REGULAMENTO DO TORNEIO Torneio de Rúgbi de Areia 58º Jogos Regionais de Caraguatatuba Liga de Rugby do Vale Capítulo I - Disposições Gerais Art. 1º - O Torneio de Rúgbi de Areia em Caraguatatuba, é um

Leia mais