PRIMEIRA REUNIÃO DA REDE DE ASSOCIACIÕES DE PSORÍASE DE LATONOAMÉRICA LATINAPSO

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "PRIMEIRA REUNIÃO DA REDE DE ASSOCIACIÕES DE PSORÍASE DE LATONOAMÉRICA LATINAPSO"

Transcrição

1 PRIMEIRA REUNIÃO DA REDE DE ASSOCIACIÕES DE PSORÍASE DE LATONOAMÉRICA LATINAPSO Dia 1 17:20h Silvia Fernández Barrio da a bemvinda e agradece a presença e o esforço de Abott, Jeffrey Group, Carlos Compagno, Mario Burgos e a todos os assistentes. Silvia apresenta a Mario Burgos como especialista em gestão de organizações. Mario explica a sua labor e o seu papel no desenvolvimento e a gestão de organizações. Ele fala do seu trabalho na Universidade. Mario comenta o programa e faz énfasis em que o importante é compreender a situação das associações e gerar idéias para melhorar, elaborar compromisos e começar a trabalhar em rede. 17:35h O Dr. Gabriel Magariños começa com a sua apresentação. Comenta os diferentes aspeitos médicos da psoríase: tipos, implicações, comorbilidades, importância dum diagnóstico temprano em artritis psoriática. O doutor explica os diferentes tratamentos existentes e os riscos associados à doença. Também fala do impacto psicológico da doença e de como são as medições médicas da severidade da enfermidade. O doutor enfatizou a importância do papel das associações no contato com os pacientes para que o tratamento seja continuado (para ter constância e não abandono) e por tanto, seja efectivo. Terapias biológicas. Os custos se relacionam com os danos que se produciriam si não se utilizaram. São terapias não muito conhecidas em Latinoamérica, mas não são novas e tem probada eficácia (Anti TNF). Importância das campanhas de educação para informar à sociedade e não caer na discriminação. Idéia de deixar de lado uma terapêutica para passar a um processo terapêutico. Ou seja, um processo que vai se adaptar a cada pessoa. A base desta medicina basada no paciente tem como forma de atuar a decisão do tratamento consensuada com o paciente. O doutor resalta o papel das associações em aceitar o desafio de acompanhar aõ paciente. Se despede dizendo que a mais lunga caminhada começa por um primeiro passo. Hoje vem a ser o primeiro passo duma lunga caminhada. (Aplausos) 1

2 Itzia de Panamá conta que ela mesma não é paciente mas sim trabalha dia a dia com a informação que acaba de aportar o doutor. Conta a sua experiência com os grupos de autoajuda, a dificuldade para se aplicar uma crema todo dia com constância. O doutor responde que faz falta muita educação médica, os profissionais da medicina devem saber se pôr no lugar do sacrifício que tem que fazer o paciente aõ seguir o tratamento. Tem que adatar o tratamento conforme à gravedade do cada caso. No princípio não existe tratamento tópico específico indicado para os casos que superem o 10% da pele. Lúcia de Manaus comenta o problema que eles têm: quando um paciente se plantea chegar e accede tras muita dificuldade a um tratamento biológico, a sua enfermidade já está muito avanzada. O doutor responde que faz falta conciência médica e consenso, para melhorar a accesibilidade aos tratamentos. As associações têm que encontrar a maneira de pedir que as legislações regulem isto. Fabio de Chile comenta a sua experiência: em vários anos tem usado todo tipo de cremas, comenta a dificuldade de manter a constância na sua aplicação várias vezes no dia. Comenta a dificuldade para detectar os síntomas da psoríase em alguns casos. O doutor comenta que a dificuldade é aún maior para detectar a artritis psoriática. Repasa o comentado respecto a este tema na sua apresentação, especialmente os factores hereditários. Fala das lesiões na matriz das unhas como indicativo de lesão na inserção dos tendões, como primeira pista de lesão articular. Artritis axial normalmente subdiagnosticada, confundida com problemas posturais. Uma senhora comenta a distância que se cria habitualmente quando o paciente acude à consulta. Os médicos as vezes utilizam luvas quando não é uma doença contagiosa, etc. O doutor responde que em SOLAPSo consideram fundamental dar um turno de 1h na primeira consulta, para estabelecer uma relação médico-paciente seria. Crê que é imposível que todos os colegas façam isso, aunque sim se pode lograr que os pacientes saibam que profissionais trabalham deste modo e quais não para escolher. 2

3 Silvia Fernández Barrio pergunta como vêm as sociedades médicas (sociedade de dermatologia, etc.) às associações de pacientes. Existe a sensação de que os pacientes estudam e investigam muito em quanto que os médicos não. O doutor contesta que ele estudeu em profundidade o tema da psoríase, também como os pacientes aprenderam à sua maneira sobre a doença. Faze um paralelismo de como o psicólogo pode ajudar a que o paciente se predisponga a se curar, mas não o cura em sí. O profissioal deve ter respeito pela pessoa que padece a doença e individualizar-o. Johanna comenta a sua experiência pessoal com Jaime, quem estaba em cadeira de rodas o ano passado, este ano presente na sala em muletas. Conta como a sua curação tem sido em grande parte pela motivação no seu trabalho e nos seus desafios diários ademais da medicação, alimentação, etc. Describe como é que a motivação, a cercania e a implicação na situação do enfermo é clave para que a curação se dê. Luisa de Venezuela comenta que no seu país tem muitos meninos e adolescentes com psoríase. Comenta como no seu caso os seus pais a cuidaram e a apoiaram nos seus tratamentos, mas ela ve também que tem pais que sobreprotegem aos filhos e lhes remarcam a doença ( não pode sair a correr, não podes fazer isto ni aquilo ). Tem um trabalho que devería fazer o dermatólogo para que os pais não aumentem a doença. O doutor e Silvia destacam importância das associações para não victimizar aos doentes. A associação também está para dar apoio aos parentes, ajudar à reinserção social. O doutor comenta o caso dum paciente já casi sem síntomas que desearia ir a um natatório e ele mesmo se põe excusas, se autolimita e não se atreve a ir desde anos. Tem que evitar a desinserção social que muitas vezes vem provocada por o próprio entorno familiar o inclusive por um mesmo. Ricardo de México pergunta que esperança se pode ter de que os profissionais do seu país vão a cambiar de perspectiva e começem a se interesar pela atenção e os tratamentos para melhorar a qualidade de vida dos pacientes. O doutor responde que a doença não pode estar muito tempo se mostrando como algo que não é. Confia no papel das associações para que isto cambie. 19:01 Mario B. apresenta a Carlos C. Sua apresentação se titula Comunicação e Integração 3

4 Carlos faz um exercício introductório e nos pede a todos que fechemos os olhos e imaginemos tudo o que poderiamos chegar a fazer juntos. Organiza a tudos aos pares e nos pede que nos apresentemos nomeiando nada mais tres palavras ou idéias. Despois cada um conta para todos as respostas do companheiro. Nos dá as targetas de identificação para que cada um procuremos a nostra. Carlos conta a anédota dos cinco monos numa gaiola com uma escada para chegar às bananas. Quando um tentava de subir, aos demais lhes tiravam um jorro de aigua fria. No final não subia niguém. Vão substituindo monos e aõ final ninguém ascendia sem saber por que não o faziam. É mais facil desmontar um átomo que um preconceipto. A idéia das associações não é fazer o que não se pode, senão encontrar o próprio caminho para estar melhor. La melhoria da situação é uma cuestão de convicção e ciência. Vídeo do águila: explicam como vive naturalmente até os 40 anos e depois deve passar por um processo de transformação de 150 dias para renovar pico, unhas e plumas velhas e poder volver a sua vida normal até os 70 anos. Carlos destaca a importância da atenção a uma pessoa que liga por vez primeira a uma associação. Importância da capacidade de comunicação. Jogo: oito pessoas caminham se entrecruzando para se cumprimentar com cada vez maior cercania e terminam num abraço. Conclusão: No é o que se diz, senão como se diz. Jogo: Carlos pede a dois pares que falem sem usar palavras, só números, fazendo énfasis na entonação. Isto não é novo para nadie, mas sim acontece que as vezes esquecemos e então vêm os problemas na comunicação. Valor da associação e da rede de associações para compartir o dia a dia e beneficiarse duma boa comunicação. Jogo da linha, no qual pede aos voluntários para se ordenar pela altura, por país Para ver a importância da comunicação e como as vezes as cosas não são tão faciles como aparentam. Carlos fala da confiânza como o que da valor à comunicação. Confiânza numo mesmo e no outro, para potenciar a confiânza de ambas partes. 4

5 História da carpinteria, na qual se narra como todas as ferramentas têm alguma virtude e algum defeito. Mas é precisamente pelas suas virtudes e as suas particularidades que são útiles para construir. Película PILOBOLUS Dance Theater. APRESENTAÇÕES das ASSOCIAÇÕES Ricardo de México Associação Mexicana contra a Psoríase Começaram em maio São uma organização sem ánimo nem fines de lucro, integrada e dirigida pelos mesmos pacientes. Não se limitam a um grupo de idade, credo, nem estão adheridos a interesse econômico, político, religioso o empresarial nenhum. A misão é brindar apoio e orientação respeito à doença assim como impulsar as investigações. Também procuram que os enfermos e suas famílias melhorem sua qualidade de vida. Querem manter o contato com outras associações e consolidar-se no país. Algums dos seus valores são: independência, generosidade, humildade, respeito, bem comum. Num primer momento teve muita importância a ajuda dos médicos que colaboraram com eles, todos de México e um de Espanha. A sua base e o seu começo foram os grupos de autoajuda. Começaram num saguão emprestado. Agora eles têm uma casa na qual se podem reunir até 80 pessoas. Querem fomentar os lazos de união entre os membros, por isso organizam congressos anuais e viagens a distintas cidades do país. A administração e a conducção estão a cargo da doutora Gladys León, a sua mulher e ele, sem cobrar aporte nenhum nos sete anos de vida da associação. Luisa de Venezuela Associação Venezolana de Psoríase. Agora são 9 pessoas. Nasceu por iniciativa da Dra. Érika Paez há 4 mêses. A misão é ajudar e não sentirse sozinhos. São os únicos no país. 5

6 O importante não é em que estado esteja a doença em cada um, senão que os doentes saibam que têm com quem compartir e abraçarse, para aprender a conviver com a enfermidade. Pensam que é melhor dar um paso todos juntos que muitos cada uno pelo seu lado. A misão é apoiar, assistir e orientar aos pacientes e a suas famílias em todos sus ámbitos, para ter uma melhor qualidade de vida. Apóiam toda investigação que leve a uma cura da psoríase. Eles afirmam que ter psoríase não deve condicionar nem ser motivo de discriminação. Luisa porta uma nómina de profissionais não médicos (abogados, economistas, etc.) e médicos (dermatólogos), em várias cidades. Querem conseguir ter um médico em cada estado, para que o acesso seja fácil. Todos os membros trabalham gratuitamente. Têm uma sede em Caracas, cerca da sede de saúde nacional. Estão trabalhamdo num sitio de internet. Têm uma lojinha na qual os pacientes que não podem trabalhar exhibem e vendem seus trabalhos de artesania. Apoiam especialmente aos meninos com psoríase. Invitam a ter uma actitud positiva ante a vida, para saber que sim se pode cambiar, tanto um mesmo como os demais. Fabio de Chile Corporação Psoríase Chile Ele chegou à associação como usuario da mesma. Estão começando agora. Seu lema é: abrendo um novo caminho. São os únicos no país. Chile tem amplia váriabilidad de climas, o que implica maior dificuldade para os tratamentos. São 16,5 millões de habitantes, 3,5% com psoríase, de istos o 67,6% estão entre 15 e 64 anos (algo mais de pessoas) O seu projecto pode resumirse assim: 1. Criar centros de atenção de doentes a nível nacional 2.- Criar unidades de contato e voluntariado 3.- Formar grupos de voluntariado e formação. 4.- Campanhas de difusão da informação para um maior conhecimento da doença. 6

7 Atualmente não existe ajuda nenhuma por parte do Estado para os pacientes. Querem lograr ajuda pública e privada, que se comprometam com o doente de psoríase e não o marginem. Também querem lograr um maior conhecimento da enfermidade, lograr apoio e ajuda efectiva para os enfermos. Confiam que com ajuda internacional é posível conseguir todos seus objetivos. Cecilia de Ecuador Fundação Ecuatoriana da Psoríase Dra. Cecilia Cañarte A misão é brindar atenção médica humanitária de óptima qualidade aos enfermos e ser um lugar para compartir experiências e apoio. Eles são referencia em todo o país em investigação. A direcção está formada por um consejo corportativo e vários directores de área as comisiões estão integradas por médicos e pacientes. Em janeiro 2009 estrenaram novas instituções. Os pacientes têm voz para decidir e votar acordos. Trabalham em várias áreas: investigação, publicidade, apoio, tratamentos Também assistem a pacientes com ictiosis, enfermidade irmã da psoríase. Fazem várias reuniões e celebrações de dias especiais no ano: dia do menino, da madre, da família, sessião solemne, manhãs deportivas, campanhas do brinquedos em natal, talheres de cocina, manualidades, etc Sempre metem pacientes com profissionais, fazendo interacção. Eles têm 9 anos de labor. O equipe são 23 médicos. Atualmente têm mais de atenções per ano, em crescimiento desde que começaram. Agora têm uma unidade de fototerapia e outros méios nas consultas. Fepso tem obtido 9 premios em investigação nacionais e internacionais. Trabalham com instituções do estado, fazem campanhas de difusão, têm o seu próprio material educativo. 7

8 O mais importante de su misão é sanar e melhorar a calida de vida. Ela finaliza com uma cita de M. Benedetti. Celio Associaçao cearense de portadores de psoríase Ele junto com Silvia? fundaram a associação. Ele ficou em Ceará e ela foi a Sao Paulo O seu objetivo é que a organização seja forte. A sede está em Fortaleza. As associações mais próximas estão em Manaus, Amazonas e Salvador de Bahía. Tnuma gran carência de associações pelo país. São consciêntes da necessidade de unirse nacioalmente. No septembro de 2009 estão tramitando a obtenção de pessoalidade jurídica. Quando a tenham poderão obter recursos públicos e privados, para poder dispôr de mais médios. A misão é promover a união entre os doentes, para ter apoio e contenção, assim como compartir a informação para uma melhor qualidade de vida. Leticia de Puerto Rico ainda não têm associação Ela vai apresentar uma investigação que foi a sua apresentação doutoral. Ela foi a investigadora sobre a vida de outras pessoas com a enfermidade. O primeiro problema que se apresentou foi o da investigação. A pesar de que a doença é conhecida, no país não tenham nenhum estudo prévio. O estudo quer ajudar à pessoa a trabalhar o aspeito psicoeduacativo, tanto de profissionais como de pacientes. A istos dos grupos (profissionais e pacientes) se les perguntou pelas experiências com a doença. O estudo se fez sobre tres pacientes, aos que lhes fez tres entrevistas profundas: enfoque fenomenológico (entender as experiências e os pacientes desde sua perspectiva). Resultados: emociões ante o diagnóstico: choro, rábia, frustração Sentimientos: desesperação, pena, 8

9 Relações famíliais, incomprensão as vezes. Câmbios em seu pensamento e hábitos. Sentimentos ante a falta de cura: tristeza, desesperação Manejo da enfermidade com fe e esperanza. Enfrentando à comunidade. Importância das relações familiares e interpessoais. A continuação enumera uma serie de limitações e recomendações relativas à psoríase. Vencindo a psoríase: já têm uma reunião grupal todos os meses desde faz méio ano. Estão começando. Silvia Galli Associaçao de apoio aos portadores de psoriase de São Paulo Misão: orientar aõ paciente a procurar equilibrio bio-psico-social, num ambiente onde prevaleça a valorização de sua autoestima e se lhe transmita alegria de viver. Valores: ética, transparência, contenção, alegria de viver. Objetivos: orientação sobre novos tratamentos, orientação a familiares, atividades que levem à inserção social. Se fundaram no janeiro 2008 como organização civil. Sucessos: Registro do estatuto (foi custoso em tempo e dinheiro), criação do logo (dos maõs que simbolizam o tacto, o contato, o acogimiento), sala, página web. Atividades: Reuniões grupais, terápia de grupo com voluntários, audiência pública com o Sr. Ministro de Saúde, fizeram um grupo de teatro, invitaram uma monja budista tibetana Tentam ser muito criativos, mantenendo siempre a alegria de viver. Explica como seu pai, portador de psoríase eritrodérmica sofrera tudo tipo de discriminações. Esta situação lhe motivou a todo o trabalho que está fazendo agora. 9

10 PSORIEJ Associação de amigos e portadores de Psoríase do estado de Río de Janeiro, apresentada por Silvia Galli. Seu diretor não pôde vir porque estava grave da sua doença. Silvia é a vicepresidente. Fundada em março 2004 para dar apoio, orientação e informação a doentes e familiares. Também querem despertar o interés geral e das autoridades para a melhora de direitos e qualidade de vida. Orientam em como obter medicamentos de alto custo. Ainda não têm sede própia, alugam um espaço na associação médica de Río de Janeiro. Associacao brasiliense de psoriase ABRAPSE, apresentada por María Parecida. Iniciativa de portadores de psoríase. Aproximação social e cooperação dos membros. Querem educar e informar para fortalecer a autoestima. Fomentam investigações para cura e tratamentos. Metodologia: com o servicio de Dermatologia do Hospital Universitario de Brassimlia e com a Sociedade Brasilera de Dermatologia. Programa de apoio aos portadores de psoríase: vários projetos desenvolvidos, entre outros de informação e apoio psicológico tanto para pacientes como familiares. Sucessos: Lei federal em novembro 2006 na qual se estabelece o 29 otubro como dia nacional da psoríase, liberação da medicação de alto custo pela Secretaría de Saúde do Goberno Federal, criação dum folheto educativo, outras atividades (reuniões abertas de acogimento, grupo de apoio a mulheres, atenção psicológica individual, apoio a famílias) Dificuldades: baixa adhesão dos membros nos eventos, falta de recursos financieiros. 10

11 Dia 2 Começa a jornada com a apresentação do programa do dia por Mario Burgos. 10:00h Mario Burgos apresenta o diagnóstico realizado a cada associação e explica brevemente a situação na qual se encontram na atualidade. 10:31h Mario Burgos pergunta pelas fortalezas de cada organização e as vai anotando num block ante todo o público. Idéias que salen: organização, compromiso, tecnología, conocimento, unidade, hospital universitario, motivação, credibilidade, seriedade. Agora passa a anotar os desafios: organização, recursos humanos e recaudação de fundos, comisão, integrar aos médicos, integração dos individuos, comunicação e difusão, conciênciação nacional, geral, voluntariado. Mario destaca a importância de saber fazer as coisas bem, integrando todas as fortalezas e os desafios. Menciona o manual da Fundação Luis Vives, explicando sus apartados e subrayando que é um manual basado na práctica e não na teoría. Termina sua exposição enumerando os desafios locais e as principais fortalezas. 11:15h Mario Burgos apresenta a Mariano Castro (responsável de tecnología e comisão directiva) e Mónica (fundadora e comisão directiva) de Diabéticos.org e a Liliana Tieri, fundadora e directora ejecutiva da organização Cuidar. Diabéticos.org surgiu em internet no ano 2002, em plena crisis econômica. Mariano explica o que é a diabetes. Na Argentina tem 2,5 millões de afetados. Faz um paralelismo entre o apuro que pode supor ter que se por uma inyecção a sim mesmo com uma escena duma película de Rambo. Mariano comenta as facilidades e meios que hay hoje no dia em quanto a agujas, inyectables, medidores de insulina, etc. Faz a reflexão de que esta é uma boa épouca para ter diabetes em comparação com décadas passadas nas que não existiam istos meios. Cada diabético precisa de um tratamento. Existem tantas combinações como pessoas e estilos de vida, a fórmula não é matemática, senão artesanal. Aõ igual que a psoríase, é uma enfermidade tratable aunque hoje por hoje não tem cura. 11

12 Los pacientes não dispõem de muito tempo com seu médico, já que boa parte da consulta consiste na firma de recetas e órdenes para conseguir medidores e insulina. Os pacientes têm pouco tempo para consultar suas dúvidas. Esta situação leva a tomar uma actitude determinada aos pacientes, se fazem consciêntes da importância de estar informados como ponto clave para controlar a sua situação. Ademais assim é a única forma que eles têm de garantir que o sistema de saúde funcione e podam aceder a todos os medicamentos que precisam. Mariano cita vários estudos internacionais que mostram como diferentes grupos de apoio e outros enfoques ajudaram na contenção e control da doença. Atualmente são 878 pessoas no grupo de internet. Se centram em dar apoio emocional, compartir experiências, etc. Todos estão de acordo em que isto lhes ajudou muito a viver com sua doença. Não dispõem de sede social, não tem sueldos aõ pessoal, casi têm um custo cero já que se manejam por internet (de modo intangível). Sim que têm os custos de manter os libros como associação legal, nada mais. Ao estar no internet, mantêm o foco nos associados e nas invitações a novos associados. A idéia era para ajudar a ajudar, não tentavam recaudar fundos, nunca pedem dinheiro aos membros. Criam a confiânza pela transparência com a que se manejam. A única publicidade que permitem é de eventos gratuitos, exclusivamente. Deixam claro que não são médicos, não fazem diagnósticos nem receitas. Têm um foro no qual eles podem comentar as suas emoções, seus pontos de vista, compartem experiências para se ajudar. Mas para assessoramento médico siempre recomendam acudir aõ médico. Os associados que são médicos tampouco intervém como profissionais, senão como um associado mais. Nistos anos tevem casi mensagens de corréio. Mas sua principal misão é ser um grupo de soporte e convocar para a união de pacientes. 11:44h Fala Mónica. Na rede, entre eles intercambiam opiniões, intercambiam informação de melhores prácticas que les enriquezcam a todos. A intenção é que cada um explique as suas idéias respeito às posíveis combinações de fármacos e o analice com seu médico, jamais que cada um decida si é conveniente o não pela sua conta. 12

13 Também têm associados não diabéticos como médicos, podólogos, abogados, familiares de afetados, que de algum modo ou outro têm relação com a doença. Pela forma de funcionar que têm não precisam de grande pressuposto, é por isto que se consideram comodamente independiêntes econômicamente. A misão é formar um grupo para que entre eles tenham comprensão, contenção, para que possam compartir experiências entre iguais, entre pessoas que estão na mesma situação. Valores: solidaridade, disponibilidade permanente, transparência institucional, independência da indústria. Mónica aporta um mapa de grupos de afiliação. Entre os grupos de afiliação têm a vários médicos especialistas que confirmam o melhoram a informação que se comparte. No coração estão os sócios fundadores, tem depois sócios ativos, outros sócios que só participam pasivamente da lista. A maior distância estaria a comunidade médica geral e outras associações de pacientes de outras enfermidades com as que compartem contato, idéias e estratégias (ej.: celíacos, outras doenças autoinmunes). Comisião diretiva de 9 membros totalmente democrática. No total são 39 sócios no núcleo. Se financiam com um 95% de aporte dos sócios, que é uma cuota muito baixa e com um 5% de doações. 11:56h Fala Liliana de CUID.AR Associação para o cuidado da diabetes na Argentina Levam realiçadas mais de 350 atividades educativas, mais de 130 atividades físicas e deportivas, programa em 80 escolas la diabetes vai à escola, apoio e contenção aos pais no momento do diagnóstico, banco de insulina, elaboram e distribuem pequenos folhetos de informação. Ela não pode deixar de contar a sua experiência. Fala da sua filha Steffi, que tem diabetes desde que fiz um ano. Ela compreendeu que não podia estar siempre dependendo do médico, senão que devia tomar o control, o poder sobre a doença. A importância de darle poder aõ paciente. Liliana entendeu que a forma de adquirir o control fora estar bem informada. Senteu a necessidade de contactarse com outros pais, que sua filha estivera com outros meninos na sua mesma situação. Procurou a maneira de defender seus direitos, de facilitar o acesso aos tratamentos. Se senteu com o dever moral de informar a outros, já que ela se tinha capacitado e devia compartir algo tão valioso. 13

14 CUIDAR é o resultado de pessoas que se preocuparam, pensaram como solucionar as necessidades e quiseram transformar a sociedade para uma maior comprensão e melhor qualidade de vida. Convicção e passião como algo imprescindível para conseguir um verdadeiro câmbio. O enfoque está nos meninos e adolescentes, a misão é melhorar sua qualidade de vida. Identificam as necessidades para dar respostas concretas no aqui e no agora. Também miram as necessidades a largo prazo, queindo chegar a incidir nas políticas públicas. Para isso conformaram redes de trabalho (Paradigma 21, que é uma rede de atenção basada no paciente). Comunicar: utilizam todos os méios que estão a su alcance. Tentam de aproveitar as energías em gerar novos espaços para chegar aõ público, em lugar de brigar por um espaço que tal vez não podam conseguir. O objetivo é dar visibilidade aos meninos com diabetes, para poder dar resposta às suas necessidades. Prevenção como vía para que a doença não empeore, e não só para prevenir em sí. Campanhas pela diabetes infantil apoiadas por Unicef e a OMS. 12:11 Proyecção dum vídeo no qual os meninos explicam o que é viver com diabetes. Cuidar começou em agosto Pelo suo compromiso e integridade se convirtiram em exemplo nacional. Sucessos: maior convocatoria, maior quantidade de atividades educativas, maior impacto na melhora da qualidade de vida dos informes. Se relata em voces de meninos como se sentem quando começam a saber do seu problema, como se sentem aõ ter que compartir-o. Explicam como segundo crescem eles vão apreendendo a se controlar eles mesmos, inclusive sindo muito pequenos (4-5 anos). Uma mai explica que é posível o paso do dor à acção, que é posível conseguir um câmbio nas pessoas para que todos vivam melhor. Uma adolescente conta como compartindo seu problema consigue comprensão e apoio para levar melhor seu problema. Outros meninos explicam como a pesar da sua doença fazem uma vida normal. Fala a direitora, que chegou porque sua filha començou com diabetes sindo muito pequena. Comenta como no principio foi difícil mas agora se sente feliz de poder 14

15 ajudar a outros meninos a que realizem seus sãohos, que está em maõs dos adultos criar uma realidade mais justa para que todos tenham melhor qualidade de vida. 12:21h Mario Burgos abre um tempo de perguntas relacionadas com todo o que tenha que ver com pontos em comum que possam ajudar aos dos tipos de associações. Fabio de Chile explica que si nos juntáramos 100 pessoas e les pidéramos que levem a maõ os diabéticos, istos o faram seguramente sem problema. Não assim sucedería com os psoriáticos. Se centra na importância de conseguir esa comunicação e levãotar os tabúes. Lhes felicita pelas suas acções de comunicação. Liliana comenta que nos meninos isto não é siempre assim, segue existindo muito tabú. Jaime de Colombia aporta que seria interesante ter nas webs enlace a suas páginas para os psoriáticos que padecem diabetes. Mónica da os datos de contato de diabéticos.org, Silvia Fernández Barrio pergunta pela antiguidade de Cuidar. Para ter 9 anos eles tem logrado muitos projetos e muitos sucessos. Têm vários programas, para meninos sem recursos, com ajuda da Unicef, OMS, influem em contatos para melhorar políticas públicas Como o consiguiram, quem lhes ajudou, como se capacitaram? Liliana conta como o querer cuidar e ajudar a sua filha foi motivação para se formar. Foram dando resposta às necessidades que venham surgindo pela sua história pessoal e pelas histórias de outros iguais. No decembro de 2006 nas Nações Unidas pela vez primeira observaram o dia mundial da diabetes. Tentaram de armar contatos e acções de comunicação para fazer que todo isto chegue aos meninos mediante atividades (acções urbãs). Procuram todas as oportunidades e fazem muchísimo trabalho para aproveitarlas e ter os melhores resultados. Cecilia: Patología combinada tem psoriáticos, especialmente meninos, que padecem diabetes. Pergunta si têm conhecimento de diabéticos com psoríase entre seus membros. 15

16 Liliana fala dos casos que conoce com hipotiroidismo e celiaquia, e outras doenças autoinmunes. Conhecem tres casos declarados com psoríase, mas crêem que pode haber muitos mais. Luisa de Venezuela comenta que muitos pais não gostam de que seus filhos sejam mostrados pela condição de ter psoríase, lhes avergonha que sua doença se faça pública. Como fizeram para mudar a mentalidade? Liliana contesta que não sabe si efetivamente conseguiram mudar a mentalidade, mas sim aõ menos tentam mudar a mirada. Tentam que os pais se aproximem a sua associação. Uma vez que chegam sempre se terminam por ficar, porque os meninos se integram e melhoram a sua autoestima. Consiguiram que Nick Jonas (pessoa celeebre no mundo adolescente), que é diabético, posara para a revista da sua associação. Liliana ao final foi a única pessoa que lhe fiz uma entrevista. A acção que fizeram mostrou aos meninos jogando, disfrutando como eles são. Irma de Venezuela diz que lhe inquieta saber como se poderia mudar a mentalidade dos pais, que é muito mais difícil que fazer cambiar aos meninos. Liliana diz que tem que cambiar a mirada do menino, depois cambiarão os pais aõ ver que o menino está melhor na associação. Mónica aporta que o importante é chegar aos pais que negam a doença dos seus filhos. Eles tem que compreender separadamente dos meninos já que seus condicionamientos são outros. Trabalham separadamente, por grupos de pertenencia. Os meninos, aõ verse entre iguais, avançam muito mais. María Julia comenta a crueldade da sociedade, que não se abre ante uma enfermidade que é vistosa, como pode ser a psoríase. É preciso educação e dar mensagens para que tenha apoio tanto da família como da sociedade. Tem muito desconhecimento geral na sociedade. Mónica enfatiza como pode ajudar um conhecimento geral na sociedade. Uma primeira reacção ante uma situação mala é a negação. Quanto antes aceitemos o 16

17 que temos, mais fácil vai ser dar os passos hacia um apoio e uma melhora da situação. Tem que passar à acção para manejar a diabetes e não aõ revés. Silvia Fernández Barrio aporta que o idéial seria que não fizera falta a associação porque a sociedade e as famílias estiveram consciêntes para dar todo o apoio. Tem que perder o medo a se mostrar para que a doença seja conhecida, para que as pessoas saibam. É boa idéia utilizar as acções urbãs para educar à sociedade. Silvia reflete sobre o esforço que tiveram que fazer as associações de diabetes para dar a conhecer a enfermidade. Para a psoríase têm que chegar ao mesmo, a uma reflexão na comunidade que permita uma maior conciênciação. 12:43h Carlos Compagno toma a palavra. Resume o exposto. Destaca a importância da profissioalização do trabalho das associações para cumprir todos os objetivos. Carlos propõe um jogo de abraço coletivo e projeta um vídeo que mostra a efectividade e a especialização do trabalho das hormigas. 15:20h Mario Burgos apresenta a Rosario González Morón, de Idealistas. Rosario começa perguntando à audiência quem tem web, quem usa s, quem tem servidor próprio de corréio, quem usa outlook, quem usa Hotmail, Messenger, skype, que sabe o que é um CRM, etc Rosario explica que seu trabalho é ajudar às organizações. Tem muitas ferramentas, mas eles se centram nas que são baratas, de fácil acesso o de muito baixo custo. Nomeia ferramentas gratuitas de comunicação: msn, skype, oovoo.com, gtalkathleen Ferramentas de trabalho colaborativo no dia a dia: Google Apps: gmail, documentos e calendários compartidos. Ventajas do google mail respeito a outros, se detiene em explicar como funcionam as aplicações de google. Vídeo explicativo sobre como funcionam os documentos compartidos de Google Apps. Rosario faz uma demostração em linha com uma companheira que está no outra ubicação e entre as duas modificam o documento, dão acesso, etc. Explicam as 17

18 posibilidades de exportar os documentos compartidos a Word, Excel, Também a pdf. Rosario explica os calendários compartidos e entra em todas as posibilidades. Importância de que todo o equipo esté de acordo em usar estas mesmas aplicações, senão as usam todos, não servem de nada. Como armar o site web? Existem várias ferramentas gratuitas e confiables que podem ser aplicadas pelo noaao proveedor. Não obstante é muito importante adaptar o site à audiência e aos objetivos, a o que se quer transmitir. Rosario fala da posibilidade de aproveitar os recursos da rede, para subir os vídeos e fotos aos sitios webs específicos para ello e enlazarlos a nossa web, em lugar de ocupar espaço em nossa própria web. Assim liberamos espaço e temos maior rapidez de carga de página. Também é muito importante ter actualizada a web e que em ela esteja a informação toda que deve estar. Ferramentas para fazer páginas de código aberto (acesso gratuito e modificável): wordpress, blogger. Também CMS (Content Management System Sistema de gestão de contenidos): Joomla, Drupal, Ning. Tnuma comunidade detrás que da soporte e actualizações constantes. Rosario enfatiza que o importante não é que saibam utilizar estas ferramentas, senão que saibam que existem para poder aprender a utilizarlas o incluso pedir que os proveedores as utilicen. La web tem que ter promoção adecuada: banners o marketing, posicionamento orgânico (relevãocia das palavras claves para figurar nas buscas de google no primeiro lugar), enlaces patrocinados em google. Google dona USD como doação para publicidade para ongs na secção de enlaces patrocinados. Outra ferramenta mais de promoção da web é o marketing. Manejar o registro online a eventos, consultas, votações, etc. Google tnuma ferramenta que permite enviar invitações para que as pessoas se registrem mediante um formulário a algum evento, votem e incluso permite fazer uma pesquisa. Os campos podem ser obrigatórios ou não, isso se pode elegir em cada caso. Fabio de Chile pergunta si é posível criar um formulário a través do que os pacientes possam perguntar e tenham que deixar seus datos. Assim se poderia criar uma base de pacientes num Excel. 18

19 Para casos mais complexos, Rosario recomienda o uso dum CRM (customer relationship management). Idealistas usa Saisforce, que é um sistema basado em internet. Este sistema é comercializado por una empresa que dona licências gratuitamente às ONGs. É um sistema muito completo que actualiza sua versão cada 6 mêses. Mario Burgos aporta que na fundação que ele dirige tomaram a decisão no momento preciso de passar da base de datos anterior a Saisforce, quando já manejabam cerca de datos. Graças aõ câmbio puderam crescer mais rápidamente e hoje sobrepasam os datos. Silvia comenta que eles realizaram uma busca a través da web de Idealistas e recibiram cerca de 200 postulações. Rosario entra no seu programa de Saisforce e abre a conta de AEPSO,onde podemos ver toda a informação que permite gestionar, o historial de atividade, etc. Silvia Fernández Barrio pergunta si Idealistas podem dar soporte a distância. Tem aplicações pensadas para vários países, especialmente para usuarios de USA. Wingu é um soporte que têm desenvolvido para ONGs e que está disponível internacionalmente. Rosario se oferece a disposição dos assistentes para ajudar e asesorar em o que seja posível. Fabio de Chile pergunta si Facebook tem custo. Rosario diz que criar um grupo não tem custo e que podem fazer invitações gratuitas a eventos a todos os contatos. Também tem invitações e publicidade de pago. Rosario termina dizendo que está muito bem saber as opções que existem, mas que é aun mais importante pensar estratégicamente si nos interesa usá-las e invertir o tempo que nos tomará fazé-las funcionar. 17:10h Silvia Fernández Barrio apresenta às seguentes invitadas: Leticia Crescentini e María Inés Bianco Consultoría Jurídica Gratuita ONG Elas começaram seu trabalho com a consideração da saúde como um direito fundamental. Assim está declarado em tratados internacionais e na constitução Argentina. Direito à saúde como direito humano. Acesso aõ goce efectivo de prestações e consideração de discriminação positiva para facilitar a melhor qualidade de vida dos pacientes e o acesso a certificados de discapacidade que lhes permitam mais fácil acesso aos tratamentos. 19

20 Causas que levaram a criar o Centro de Atenção Legal em ONG. A psoríase foi considerada num primer momento como uma enfermidade de baja incidência e de altos custos de medicamentos, o que dificulta o acesso aos tratamentos. Este acesso se tem conseguido graças à jurisprudencia, considerando os estados avançados da enfermidade como um grado de discapacidade. Ademais tem falta de cobertura por parte dos prestadores de servícios de saúde, e incluso negativa de cobertura. A isto devemos adicionar a ausência de política de discapacidade para as pessoas excluidas do sistema de saúde. Muitas vezes a falta de informação e o medo a reclamar excede a paciência dos pacientes e familiares para seguir o trámite até a consecução do tratamento. Também tem que ter em conta que existem outros factores de discriminação assim como a falta de declaração de emergência sanitaria. A função do seu centro legal é acompanhar com trabalhadores sociaies aos doentes para que possam reclamar sus direitos. Também estão para apresentar projetos, petições de legislação específica, fazer acções de informação, charlas, assessoramento a associações do interior. Na Argentina o Estado não cumpre com sua função de informar. É por isto que as ONGs devem ocupar este posto e evitar aos pacientes o largo caminho até chegar aõ tratamento. Elas entendem por saúde um conceito amplio que compreende: vivenda, necessidades básicas, acesso a medicamentos, trabalho, transporte, etc A maior atenção de AEPSO foi sobre cobertura de medicação e outros tratamentos. Em menor medida se pediu assessoramento geral e sobre cobertura de discapacidade. A Dra. Bianco nos fala agora de Advocacy. A saúde como direito humano é exigível, a través da judicialização. Depois de tantos reclamos se termina felizmente influendo nas políticas públicas. Existe uma dicotomía entre saúde e discapacidade. Cuidado integral da saúde e cuidado específico dum problema. O importante é exigir o 100% da cobertura e acceder à cobertura social. 20

Patrocínios: Governos Nacionais e Locais, empresas, organismos de cooperação internacional, universidades, doações.

Patrocínios: Governos Nacionais e Locais, empresas, organismos de cooperação internacional, universidades, doações. Criando ferramentas para a garantia ao direito à convivência familiar e comunitária. Documento Preparatório do Seminário Relaf 2013 Fortalecendo os Avanços. Criando ferramentas para a Garantia do Direito

Leia mais

FORMULÁRIO VOLUNTÁRIOS

FORMULÁRIO VOLUNTÁRIOS A Fundação Realizar Um Desejo é uma fundação portuguesa integrada na rede da Make-A-Wish International que tem como principal objectivo o desenvolvimento de actividades no âmbito da solidariedade social.

Leia mais

Guia para líderes de grupos de apoio

Guia para líderes de grupos de apoio Guia para líderes de grupos de apoio [PORTUGUÊS] BRAsIL A missão da Fundação de Fibrose Pulmonar (Pulmonary Fibrosis Foundation em inglês) é ajudar a encontrar a cura para a fibrose pulmonar idiopática,

Leia mais

APRESENTAÇÃO. Aprecie as apresentações a seguir. Boa leitura!

APRESENTAÇÃO. Aprecie as apresentações a seguir. Boa leitura! APRESENTAÇÃO A Informatiza Soluções Empresariais está no mercado desde 2006 com atuação e especialização na criação de sites e lojas virtuais. A empresa conta com um sistema completo de administração de

Leia mais

Política de Confidencialidade e Proteção de Dados Pessoais

Política de Confidencialidade e Proteção de Dados Pessoais Política de Confidencialidade e Proteção de Dados Pessoais Riesgos del Trabajo SANCOR COOPERATIVA DE SEGUROS LIMITADA e / ou qualquer das sociedades do GRUPO SANCOR SEGUROS (em diante SANCOR SEGUROS),

Leia mais

PESM PROJETO EU SOU DE MINAS PROPOSTA DE PARCERIA

PESM PROJETO EU SOU DE MINAS PROPOSTA DE PARCERIA PESM PROJETO EU SOU DE MINAS PROPOSTA DE PARCERIA Prestação de Serviço de Configuração de Portal de Cidade VISÃO GERAL PESM Projeto Eu Sou de Minas tem a satisfação de enviar esta proposta de serviços

Leia mais

O novo desafio das marcas: uma visão global dos hábitos dos clientes em dispositivos móveis e redes sociais

O novo desafio das marcas: uma visão global dos hábitos dos clientes em dispositivos móveis e redes sociais O novo desafio das marcas: uma visão global dos hábitos dos clientes em dispositivos móveis e redes sociais SDL Campaign Management & Analytics Introdução Prezado profissional de marketing, A ideia de

Leia mais

02/12/2004. Discurso do Presidente da República

02/12/2004. Discurso do Presidente da República , Luiz Inácio Lula da Silva, na cerimônia de entrega do Prêmio Finep e sanção da Lei de Inovação de Incentivo à Pesquisa Tecnológica Palácio do Planalto, 02 de dezembro de 2004 Meus companheiros ministros,

Leia mais

www.inescrm.com.br 1

www.inescrm.com.br 1 www.inescrm.com.br 1 A receita para o sucesso nos tempos de hoje Estimado leitor, Este espaço está especialmente desenhado para que conheçam nossa filosofia, nossa maneira de ver e sentir os negócios.

Leia mais

A experiência dos usuários - um depoimento 1

A experiência dos usuários - um depoimento 1 1 A experiência dos usuários - um depoimento 1 Mário César Scheffer Jornalista Apresentação In: Carneiro, F. (Org.). A Moralidade dos Atos Cientificos questões emergentes dos Comitês de Ética em Pesquisa,

Leia mais

HÁ NORTE! ACREDITAR E MOBILIZAR

HÁ NORTE! ACREDITAR E MOBILIZAR HÁ NORTE! ACREDITAR E MOBILIZAR Programa da lista candidata à eleição para os órgãos regionais do Norte da Associação Portuguesa de Bibliotecários, Arquivistas e Documentalistas Triénio 2011-2013 25 de

Leia mais

MANUAL GRATUITO PARA DIVULGAÇÃO NA INTERNET

MANUAL GRATUITO PARA DIVULGAÇÃO NA INTERNET SITE SALÃO DE BELEZA APRESENTA MANUAL GRATUITO PARA DIVULGAÇÃO NA INTERNET BÔNUS: Mais 20 outros lugares para divulgar além do Facebook. Atenção! Siga as instruções e divulgue mais e melhor seu salão de

Leia mais

PROGRAMA EMBRAER DE VOLUNTARIADO Fazer o bem faz bem!

PROGRAMA EMBRAER DE VOLUNTARIADO Fazer o bem faz bem! MAIS INFORMAÇÕES Entre em contato com a equipe do Instituto Embraer: Ramais 2766, 5701 ou 3611 (SJK) E-mail institutoembraer@embraer.com.br Envio de mensagens pelo Fale Conosco do site www.institutoembraer.com.br

Leia mais

Agenda. Introdução às redes sociais. Oportunidades geradas pela web 2.0. Oportunidades do mercado web 2.0. Discussão

Agenda. Introdução às redes sociais. Oportunidades geradas pela web 2.0. Oportunidades do mercado web 2.0. Discussão Redes sociais e oportunidades de negócio para empresas, investidores e consultores empresariais Fábio Cipriani Consultor Empresarial e autor do Livro: Blog Corporativo: Aprenda como melhorar o relacionamento

Leia mais

Identificar o PHDA. Os sintomas do PHDA integram-se em três subtipos básicos:

Identificar o PHDA. Os sintomas do PHDA integram-se em três subtipos básicos: A primeira coisa que deve saber sobre o PHDA é que esta é uma condição real e tratável que afecta milhões de crianças, adolescentes e adultos. Mais importante, com diagnóstico apropriado e tratamento eficaz,

Leia mais

MINISTÉRIO DO TRABALHO E DA SOLIDARIEDADE Gabinete do Secretário de Estado do Trabalho e Formação

MINISTÉRIO DO TRABALHO E DA SOLIDARIEDADE Gabinete do Secretário de Estado do Trabalho e Formação INTERVENÇÃO DE S.EXA. O SECRETÁRIO DE ESTADO DO TRABALHO E FORMAÇÃO NO CONGRESSO DO ANO INTERNACIONAL DOS VOLUNTÁRIOS Senhora Presidente da Comissão Nacional para o Ano Internacional do Voluntariado, Senhor

Leia mais

PAR. Torne-se um PAR para que sua vida seja ÍMPAR ACELBRA-RJ

PAR. Torne-se um PAR para que sua vida seja ÍMPAR ACELBRA-RJ PAR Torne-se um PAR para que sua vida seja ÍMPAR ACELBRA-RJ PAR Paciente Ativo e Responsável ACELBRA-RJ Ser um PAR celíaco Flávia Anastácio de Paula Adaptação do Texto de Luciana Holtz de Camargo Barros

Leia mais

MS Outlook como Ferramenta de Produtividade.

MS Outlook como Ferramenta de Produtividade. MS Outlook como Ferramenta de Produtividade. O que tem em comum o nosso tempo em geral e a atenção que dedicamos às coisas que nos são importantes? Se a sua resposta passa pela analise do velho problema

Leia mais

PRINCIPAIS NORTEADORES ESTRATÉGICOS DA UNIMED VALE DAS ANTAS/RS.

PRINCIPAIS NORTEADORES ESTRATÉGICOS DA UNIMED VALE DAS ANTAS/RS. UNIMED VALE DAS ANTAS, RS - COOPERATIVA DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE LTDA Ramo: Cooperativa Médica de Serviços de Saúde Período de Relato: de 27/02/2014 a 24/02/2015 E-mail: rh@valedasantas.unimed.com.br / gerencia@valedasantas.unimed.com.br

Leia mais

5 Eu vou fazer um horário certo para tomar meus remédios, só assim obterei melhor resultado. A TV poderia gravar algum programa?

5 Eu vou fazer um horário certo para tomar meus remédios, só assim obterei melhor resultado. A TV poderia gravar algum programa? Antigamente, quando não tinha rádio a gente se reunia com os pais e irmãos ao redor do Oratório para rezar o terço, isso era feito todas as noites. Eu gostaria que agora a gente faça isso com os filhos,

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Secretaria de Educação Especial EDUCAÇÃO INCLUSIVA A FAMÍLIA

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Secretaria de Educação Especial EDUCAÇÃO INCLUSIVA A FAMÍLIA MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Secretaria de Educação Especial EDUCAÇÃO INCLUSIVA A FAMÍLIA Brasília - 2004 Série: EDUCAÇÃO INCLUSIVA 1. A Fundamentação Filosófica 2. O Município 3 A Escola 4 A Família FICHA TÉCNICA

Leia mais

Webmail FEUP. Rui Tiago de Cruz Barros tiago.barros@fe.up.pt

Webmail FEUP. Rui Tiago de Cruz Barros tiago.barros@fe.up.pt Webmail FEUP Rui Tiago de Cruz Barros tiago.barros@fe.up.pt Mestrado Integrado em Engenharia Informática e Computação Interacção Pessoa-Computador Junho 2013 Índice Índice 1. Introdução 2. Webmail FEUP

Leia mais

InterCall Online Início

InterCall Online Início M A N U A L D O U S U Á R I O InterCall Online Início InterCall Online é um serviço fornecido pela InterCall que lhe permite acessar de maneira mais rápida e cômoda todos seus serviços da InterCall. Desde

Leia mais

30/09/2008. Entrevista do Presidente da República

30/09/2008. Entrevista do Presidente da República Entrevista coletiva concedida pelo Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, em conjunto com o presidente da Venezuela, Hugo Chávez, com perguntas respondidas pelo presidente Lula Manaus-AM,

Leia mais

Como é a criança de 4 a 6 anos

Como é a criança de 4 a 6 anos de 4 a 6 anos Como é a criança Brinque: lendo histórias, cantando e desenhando. A criança se comunica usando frases completas para dizer o que deseja e sente, dar opiniões, escolher o que quer. A criança

Leia mais

PARA DIVULGAÇÃO DO NAR-ANON

PARA DIVULGAÇÃO DO NAR-ANON PARA DIVULGAÇÃO DO NAR-ANON 36GE Este Guia tem como finalidade incentivar e capacitar os membros do Nar-Anon que compõem esses comitês e serviços. Nele são abordados os três aspectos principais da divulgação

Leia mais

ORIENTAÇÕES DE COMUNICAÇÃO SOBRE VIOLÊNCIA SEXUAL CONTRA CRIANÇAS E ADOLESCENTES

ORIENTAÇÕES DE COMUNICAÇÃO SOBRE VIOLÊNCIA SEXUAL CONTRA CRIANÇAS E ADOLESCENTES A proteção e a promoção dos direitos da infância e adolescência também devem ser contempladas na forma como falamos e comunicamos este assunto. Alguns cuidados com a comunicação são fundamentais para proteger

Leia mais

REGULAMENTO INTERNO CONSELHO LOCAL DE ACÇÃO SOCIAL DO MUNICÍPIO DA MURTOSA

REGULAMENTO INTERNO CONSELHO LOCAL DE ACÇÃO SOCIAL DO MUNICÍPIO DA MURTOSA REGULAMENTO INTERNO CONSELHO LOCAL DE ACÇÃO SOCIAL DO MUNICÍPIO DA MURTOSA PREÂMBULO Designa-se por rede social o conjunto das diferentes formas de entreajuda, praticadas por entidades particulares sem

Leia mais

O poder da colaboração e da comunicação baseadas na Nuvem

O poder da colaboração e da comunicação baseadas na Nuvem O poder da colaboração e da comunicação baseadas na Nuvem O Microsoft Office 365 é a suíte de Produtividade da Microsoft, que oferece as vantagens da Nuvem a empresas de todos os tamanhos, ajudando-as

Leia mais

LEI DA MÍDIA DEMOCRÁTICA

LEI DA MÍDIA DEMOCRÁTICA LEI DA MÍDIA DEMOCRÁTICA (versão simples da Lei da Comunicação Social Eletrônica) CAPÍTULO 1 PARA QUE SERVE A LEI Artigo 1 - Esta lei serve para falar como vai acontecer de fato o que está escrito em alguns

Leia mais

BANCO LOCAL DE VOLUNTARIADO DE SINTRA APRESENTAÇÃO DE PROJECTO POR ORGANIZAÇÃO

BANCO LOCAL DE VOLUNTARIADO DE SINTRA APRESENTAÇÃO DE PROJECTO POR ORGANIZAÇÃO 1/5 BANCO LOCAL DE VOLUNTARIADO DE SINTRA APRESENTAÇÃO DE PROJECTO POR ORGANIZAÇÃO REGº SM Exmº Sr. Presidente da Câmara Municipal de Sintra Solicito a inserção do presente projecto no Banco Local de Voluntariado

Leia mais

Uma solução completa para sua estrátegia de SOCIAL MEDIA HELLO WORLD!

Uma solução completa para sua estrátegia de SOCIAL MEDIA HELLO WORLD! Uma solução completa para sua estrátegia de SOCIAL MEDIA HELLO WORLD! SocialSuite Rua Claudio Soares, 72-16 andar +55 11 3032 1982 São Paulo - SP Brasil Introdução Esse material foi desenvolvido pela equipe

Leia mais

Quer Criar um Blog Mas não sabe Como? Essas 5 Dicas vão trazer muitos esclarecimentos.

Quer Criar um Blog Mas não sabe Como? Essas 5 Dicas vão trazer muitos esclarecimentos. Quer Criar um Blog Mas não sabe Como? Essas 5 Dicas vão trazer muitos esclarecimentos. Quero criar um blog mas nem sei por onde começar direito?!? Essa é uma dúvida comum para muitos, não se preocupe,

Leia mais

As 6 Práticas Essenciais de Marketing para Clínicas de Exames

As 6 Práticas Essenciais de Marketing para Clínicas de Exames As 6 Práticas Essenciais de Marketing para Clínicas de Exames Introdução Fique atento aos padrões do CFM ÍNDICE As 6 práticas essenciais de marketing para clínicas de exames Aposte em uma consultoria de

Leia mais

Discurso do Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, durante reunião plenária dos Ministros da Fazenda do G-20 Financeiro

Discurso do Presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, durante reunião plenária dos Ministros da Fazenda do G-20 Financeiro , Luiz Inácio Lula da Silva, durante reunião plenária dos Ministros da Fazenda do G-20 Financeiro São Paulo-SP, 08 de novembro de 2008 Centrais, Senhoras e senhores ministros das Finanças e presidentes

Leia mais

Sobre esta obra, você tem a liberdade de:

Sobre esta obra, você tem a liberdade de: Sobre esta obra, você tem a liberdade de: Compartilhar copiar, distribuir e transmitir a obra. Sob as seguintes condições: Atribuição Você deve creditar a obra da forma especificada pelo autor ou licenciante

Leia mais

FER IA IBEROAMERI C A N A DE GA S T R O N O M Í A

FER IA IBEROAMERI C A N A DE GA S T R O N O M Í A 17,18,19 DE NOVIEMBRE 2015 APRESENTAÇÃO DE FIBEGA A oferta cultural iberoamericana, que tantas manifestações artísticas abarca, deve incluir, também, a gastronomia, tanto em sua vertente criativa como

Leia mais

A palavra de ordem será: ACESSIBILIDADE!

A palavra de ordem será: ACESSIBILIDADE! O que é o Congresso de Acessibilidade? O Congresso de Acessibilidade é o primeiro evento online TOTALMENTE GRATUITO a ser realizado no Brasil, com foco no público de Pessoas com Deficiência e/ou Necessidades

Leia mais

EU CONTO! Autorrepresentação e Cidadania - capacitar pessoas com deficiência intelectual

EU CONTO! Autorrepresentação e Cidadania - capacitar pessoas com deficiência intelectual EU CONTO! Autorrepresentação e Cidadania - capacitar pessoas com deficiência intelectual Eu conto! Palavras explicadas Vai encontrar no texto deste guia algumas palavas a negrito. Estas palavras podem

Leia mais

PROPOSTA DE CRIAÇÃO E DESENVOLVIMENTO DE WEBSITE

PROPOSTA DE CRIAÇÃO E DESENVOLVIMENTO DE WEBSITE PROPOSTA DE CRIAÇÃO E DESENVOLVIMENTO DE WEBSITE Através do presente documento, a agência ACNBRASIL tem como objetivo apresentar uma proposta de criação e desenvolvimento de Website para COOPERATIVA DE

Leia mais

A arte de confortar //61. Reflexões sobre Pastoral da Saúde nos hospitais. Augusto Gonçalves Vila-Chã S.J.

A arte de confortar //61. Reflexões sobre Pastoral da Saúde nos hospitais. Augusto Gonçalves Vila-Chã S.J. A arte de confortar Reflexões sobre Pastoral da Saúde nos hospitais Para que o nosso mundo seja mais feliz, bom, agradável e satisfatório deve estar mais equitativamente distribuído. É preciso que as pessoas

Leia mais

Centro Atlântico, Lda., 2011 Ap. 413 4764-901 V. N. Famalicão, Portugal Tel. 808 20 22 21. geral@centroatlantico.pt www.centroatlantico.

Centro Atlântico, Lda., 2011 Ap. 413 4764-901 V. N. Famalicão, Portugal Tel. 808 20 22 21. geral@centroatlantico.pt www.centroatlantico. Reservados todos os direitos por Centro Atlântico, Lda. Qualquer reprodução, incluindo fotocópia, só pode ser feita com autorização expressa dos editores da obra. Microsoft Outlook 2010 Colecção: Software

Leia mais

COMPETÊNCIAS CHAVE PARA O EMPREENDEDORISMO

COMPETÊNCIAS CHAVE PARA O EMPREENDEDORISMO COMPETÊNCIAS CHAVE PARA O EMPREENDEDORISMO DEFINIÇÕES OPERACIONAIS E INDICADORES COMPORTAMENTAIS Pag. 1 Elaborada por Central Business Abril 2006 para o ABRIL/2006 2 COMPETÊNCIAS CHAVE PARA O EMPREENDEDORISMO

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca 81 Discurso na cerimónia de entrega

Leia mais

Política de Proteção Infantil

Política de Proteção Infantil Política de Proteção Infantil Diga SIM à Proteção Infantil! Como uma organização internacional de desenvolvimento comunitário centrado na criança e no adolescente, cujo trabalho se fundamenta na Convenção

Leia mais

- VÍDEO DEBATE - aconselhamento. DST/HIV/aids

- VÍDEO DEBATE - aconselhamento. DST/HIV/aids GUIA - VÍDEO DEBATE - aconselhamento DST/HIV/aids Ministério da Saúde Secretaria de Políticas de Saúde Coordenação Nacional de DST e Aids Paulo R. Teixeira Coordenador Rosemeire Munhoz Assessora Técnica

Leia mais

PHC Mensagens SMS. Desenvolva o potencial das comunicações imediatas com mensagens SMS PHC

PHC Mensagens SMS. Desenvolva o potencial das comunicações imediatas com mensagens SMS PHC PHCMensagens SMS DESCRITIVO O módulo PHC Mensagens SMS permite o envio de mensagens a múltiplos destinatários em simultâneo, sem ser necessário criar e enviar uma a uma. Comunique com mais sucesso: ganhe

Leia mais

O que as empresas e o marketing não podem perder de vista em 2016

O que as empresas e o marketing não podem perder de vista em 2016 O que as empresas e o marketing não podem perder de vista em 2016 ARTIGO DE OPINIÃO COM: LUÍS RASQUILHA CEO INOVA CONSULTING E INOVA BUSINESS SCHOOL http://www.buzzmedia.pt/2015/12/15/o-que-as-empresas-e-o-marketing-nao-podem-perder-de-vistaem-2016/?eg_sub=24bc6d7c65&eg_cam=34536c4d593d0e914fa739d7ee75abb6&eg_list=30

Leia mais

Igreja Amiga da criança. Para pastores

Igreja Amiga da criança. Para pastores Igreja Amiga da criança Para pastores Teste "Igreja Amiga da Criança" O povo também estava trazendo criancinhas para que Jesus tocasse nelas. Ao verem isso, os discípulos repreendiam aqueles que as tinham

Leia mais

PROJECTOS NACIONAIS A IMPLEMENTAR NO TRIÉNIO 2013-2015

PROJECTOS NACIONAIS A IMPLEMENTAR NO TRIÉNIO 2013-2015 PROJECTOS NACIONAIS A IMPLEMENTAR NO TRIÉNIO 2013-2015 1/10 PROJECTO 1 - Curso de Preparação para a Parentalidade Adoptiva Depois de tudo te amarei Como se fosse sempre antes Como se de tanto esperar Sem

Leia mais

BANCO LOCAL DE VOLUNTARIADO DE SINTRA APRESENTAÇÃO DE PROJETO POR ORGANIZAÇÃO

BANCO LOCAL DE VOLUNTARIADO DE SINTRA APRESENTAÇÃO DE PROJETO POR ORGANIZAÇÃO 1/5 BANCO LOCAL DE VOLUNTARIADO DE SINTRA APRESENTAÇÃO DE PROJETO POR ORGANIZAÇÃO (nº SM) Exmº Sr. Presidente da Câmara Municipal de Sintra Solicito a inserção do presente projeto no Banco Local de Voluntariado

Leia mais

Transcrição de Entrevista nº 5

Transcrição de Entrevista nº 5 Transcrição de Entrevista nº 5 E Entrevistador E5 Entrevistado 5 Sexo Feminino Idade 31 anos Área de Formação Engenharia Electrotécnica e Telecomunicações E - Acredita que a educação de uma criança é diferente

Leia mais

PROJETO solidário nacional em costa canal

PROJETO solidário nacional em costa canal PROJETO solidário nacional em costa canal Nelda Venturín, odn Rede de Coordenação Pastoral Colégios Companhia de Maria Argentina A experiência se desenvolve nos seis Colégios da Companhia de María na Argentina

Leia mais

3 DICAS QUE VÃO AJUDAR A POUPAR DINHEIRO EM SEU PRÓXIMO PROJETO DE VÍDEO

3 DICAS QUE VÃO AJUDAR A POUPAR DINHEIRO EM SEU PRÓXIMO PROJETO DE VÍDEO 3 DICAS QUE VÃO AJUDAR A POUPAR DINHEIRO EM SEU PRÓXIMO PROJETO DE VÍDEO Fazer vídeos hoje em dia já não é o bicho de 7 cabeças que realmente foi a pouco tempo atrás. Nesse e-book você vai começar a aprender

Leia mais

Organizando Voluntariado na Escola. Aula 3 Planejando a Ação Voluntária

Organizando Voluntariado na Escola. Aula 3 Planejando a Ação Voluntária Organizando Voluntariado na Escola Aula 3 Planejando a Ação Voluntária Objetivos 1 Entender a importância de fazer um planejamento. 2 Aprender como planejar o projeto de voluntariado. 3 Conhecer ferramentas

Leia mais

Cartaz Desenvolvido para a Campanha Leuceminas: Você Faz A Diferença Na Cura Do Câncer. 1

Cartaz Desenvolvido para a Campanha Leuceminas: Você Faz A Diferença Na Cura Do Câncer. 1 Cartaz Desenvolvido para a Campanha Leuceminas: Você Faz A Diferença Na Cura Do Câncer. 1 Marleyde Alves dos SANTOS 2 Daniel Cardoso Pinto COELHO 3 Cláudia CONDÉ 4 Raísa moysés GENTA 5 Bruno César de SOUZA

Leia mais

PROPOSTA DE CARREIRA PARA OS TÉCNICOS SUPERIORES DA ÁREA DA SAÚDE EM REGIME DE CIT. Capítulo I Objecto e Âmbito Artigo 1.º Objecto

PROPOSTA DE CARREIRA PARA OS TÉCNICOS SUPERIORES DA ÁREA DA SAÚDE EM REGIME DE CIT. Capítulo I Objecto e Âmbito Artigo 1.º Objecto PROPOSTA DE CARREIRA PARA OS TÉCNICOS SUPERIORES DA ÁREA DA SAÚDE EM REGIME DE CIT Capítulo I Objecto e Âmbito Artigo 1.º Objecto 1 - O presente Decreto-Lei estabelece o regime jurídico da carreira dos

Leia mais

Fundamentação e Contextualização do Programa de Voluntariado

Fundamentação e Contextualização do Programa de Voluntariado Fundamentação e Contextualização do Programa de Voluntariado O Programa de Voluntariado do Centro Solidariedade e Cultura de Peniche pretende ir ao encontro do ideário desta instituição, numa linha da

Leia mais

FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC GOIÁS GESTÃO DA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO ANTÔNIO TAVARES PEREIRA ROMILSON BARSANULFO DA SILVA

FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC GOIÁS GESTÃO DA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO ANTÔNIO TAVARES PEREIRA ROMILSON BARSANULFO DA SILVA FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAC GOIÁS GESTÃO DA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO ANTÔNIO TAVARES PEREIRA ROMILSON BARSANULFO DA SILVA A IMPORTÂNCIA DAS REDES SOCIAIS PARA A COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL

Leia mais

Assim é a Telefónica. Distribuição do EBITDA por países em 2001

Assim é a Telefónica. Distribuição do EBITDA por países em 2001 Assim é a Telefónica A aquisição da Lycos, aliada ao fato de a nova empresa Terra Lycos operar em 43 países, permitiu, por um lado, uma maior penetração nos Estados Unidos e no Canadá. Por outro lado,

Leia mais

Padronize sua atividade de arrecadação com

Padronize sua atividade de arrecadação com Padronize sua atividade de arrecadação com AÇÕES PADRONIZADAS ELEVAM A EFICIÊNCIA, REDUZEM ERROS, AMPLIAM RAPIDAMENTE SUA CAPACIDADE DE AGIR. CONFIRA NESTE FOLDER Eu Penso ATM é um software que funciona

Leia mais

Projeto IPPDH Cooperação Humanitária Internacional

Projeto IPPDH Cooperação Humanitária Internacional TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONSULTORIA COORDENADOR/A DE CAPACITAÇÃO 1. Antecedentes Projeto IPPDH Cooperação Humanitária Internacional O Projeto Cooperação Humanitária Internacional tem por objetivo o desenvolvimento

Leia mais

Dicas Valiosas para Promover seu Site

Dicas Valiosas para Promover seu Site Dicas Valiosas para Promover seu Site Reynaldo Mello 2013 por RIQUEZA NA INTERNET Oferecido pelo Site: RIQUEZA NA INTERNET http://www.riquezanainternet.com Distribuição Livre Você está autorizado a distribuir

Leia mais

+45 ideias para criar conteúdo

+45 ideias para criar conteúdo +45 ideias para criar conteúdo Marketing de conteúdo é uma maneira de engajar com seu público-alvo e crescer sua rede de clientes e potenciais clientes através da criação de conteúdo relevante e valioso,

Leia mais

Deus não escolheu os capacitados, capacitou os escolhidos

Deus não escolheu os capacitados, capacitou os escolhidos CENTRO EDUCACIONAL VIEIRA BRUM Março/2012 Reunião de Metas Até o fim Não, não pares. É graça divina começar bem. Graça maior, é persistir na caminhada certa, manter o ritmo... Mas a graça das graças é

Leia mais

HOME. Guia de Usuário

HOME. Guia de Usuário HOME Guia de Usuário Contenido Introdução a SYNCING.NET... 3 Bem-vindo a SYNCING.NET... 3 Utilizando SYNCING.NET... 3 Como funciona SYNCING.NET?... 3 Requisitos Técnicos... 5 Instalação... 6 Registro...

Leia mais

Para Entender o Resultado Do Seu Autodiagnóstico: EM QUE CASOS O EMAIL É MAIS RECOMENDADO?

Para Entender o Resultado Do Seu Autodiagnóstico: EM QUE CASOS O EMAIL É MAIS RECOMENDADO? Para Entender o Resultado Do Seu Autodiagnóstico: EM QUE CASOS O EMAIL É MAIS RECOMENDADO? Saber se o email é mais ou menos apropriado para o seu negócio depende do tipo de produto ou serviço que vende,

Leia mais

Serviço Comunitário na licenciatura em Psicologia: Um programa com reconhecidas vantagens na qualidade da formação dos futuros psicólogos

Serviço Comunitário na licenciatura em Psicologia: Um programa com reconhecidas vantagens na qualidade da formação dos futuros psicólogos na licenciatura em Psicologia: Um programa com reconhecidas vantagens na qualidade da formação dos futuros psicólogos 1.º Congresso Nacional da Ordem dos Psicólogos 18 a 21 abril 2012 Luísa Ribeiro Trigo*,

Leia mais

Produto da Divisão Marketing

Produto da Divisão Marketing Marketing para o Terceiro Setor Produto da Divisão Marketing OBJETIVO Dispor ao mercado de entidades relacionadas ao Terceiro Setor, um leque de atividades relacionados ao marketing e comunicação voltados

Leia mais

Plano estratégico da ADRA Portugal. Siglas 2. Identidade 3 Visão 3 Missão 3. Princípios e Valores 4

Plano estratégico da ADRA Portugal. Siglas 2. Identidade 3 Visão 3 Missão 3. Princípios e Valores 4 Conteúdos: Siglas 2 Identidade 3 Visão 3 Missão 3 Princípios e Valores 4 Objetivos Gerais Meta 1: Responsabilidade Social e Ação Social 6 Meta 2: Cooperação e Ação Humanitária 7 Meta 3: Educação para o

Leia mais

DIRETOR (A) COMERCIAL ESCRITÓRIO TETO BRASIL SÃO PAULO

DIRETOR (A) COMERCIAL ESCRITÓRIO TETO BRASIL SÃO PAULO DIRETOR (A) COMERCIAL ESCRITÓRIO TETO BRASIL SÃO PAULO Identificação do Cargo Departamento / Área Cargo a que reporta (Liderança direta) Cargos sob sua dependência (Liderança direta) Organograma Comercial

Leia mais

2010/2011 Plano Anual de Actividades

2010/2011 Plano Anual de Actividades 2010/2011 Plano Anual de Actividades Cristiana Fonseca Departamento de Educação para a Saúde 01-07-2010 2 Plano Anual de Actividades Introdução Quando em 1948 a Organização Mundial de Saúde definiu a saúde

Leia mais

PARA REUNIÕES AL-ANON ON-LINE

PARA REUNIÕES AL-ANON ON-LINE Guia do Al-Anon PARA REUNIÕES AL-ANON ON-LINE Introdução Os Grupos Familiares Al-Anon reconhecem o potencial e o valor da internet para comunicar informações sobre o Al-Anon/Alateen, oferecendo esperança

Leia mais

Palestra Virtual. Tema: Perda dos Entes Queridos. Palestrante: Mauro Operti. Promovida pelo IRC-Espiritismo http://www.irc-espiritismo.org.

Palestra Virtual. Tema: Perda dos Entes Queridos. Palestrante: Mauro Operti. Promovida pelo IRC-Espiritismo http://www.irc-espiritismo.org. Palestra Virtual Promovida pelo http://www.irc-espiritismo.org.br Tema: Perda dos Entes Queridos Palestrante: Mauro Operti Rio de Janeiro 08/05/1998 Organizadores da palestra: Moderador: Macroz (nick:

Leia mais

O QUE FAZEMOS MISSÃO VISÃO QUEM SOMOS

O QUE FAZEMOS MISSÃO VISÃO QUEM SOMOS O QUE FAZEMOS Provemos consultoria nas áreas de comunicação online, especializados em sites focados na gestão de conteúdo, sincronização de documentos, planilhas e contatos online, sempre integrados com

Leia mais

Especificações de oferta Serviços de Gestão de Correio Electrónico Segurança do Correio Electrónico

Especificações de oferta Serviços de Gestão de Correio Electrónico Segurança do Correio Electrónico Especificações de oferta Serviços de Gestão de Correio Electrónico Segurança do Correio Electrónico Apresentação dos serviços A Segurança do Correio Electrónico dos Serviços de Gestão de Correio Electrónico

Leia mais

Avaliação da Iniciativa Ibero-Americana CIBIT

Avaliação da Iniciativa Ibero-Americana CIBIT Avaliação da Iniciativa Ibero-Americana CIBIT Antonio Hidalgo Professor da Escola Técnica Superior de Engenharia Industrial. Universidade Politécnica. 1/8 RESUMO EXECUTIVO XVII CÚPULA IBERO-AMERICANA A

Leia mais

Etapas de uma campanha de email marketing

Etapas de uma campanha de email marketing Etapas de uma campanha de email marketing Conheça as principais etapas de uma campanha de email marketing, desde o planeamento das acções, até a análise das métricas de resultados. Ao contrário do que

Leia mais

10 regras para o sucesso dos seus concursos no Facebook

10 regras para o sucesso dos seus concursos no Facebook 10 regras para o sucesso dos seus concursos no Facebook www.kontestapp.com 11/2012 Introdução Facebook se tornou incontestavelmente a rede social mais popular do mundo. Com 1 bilhão de usuários dos quais

Leia mais

Dicas fantásticas de marketing para micro e pequenas empresas

Dicas fantásticas de marketing para micro e pequenas empresas Dicas fantásticas de marketing para micro e pequenas empresas SUMáriO >> Introdução 3 >> Como o marketing pode alavancar as vendas da sua empresa 6 >> Dicas campeãs de marketing para seu negócio 9 >> Não

Leia mais

Relatório de Atividades

Relatório de Atividades 1 Relatório de Atividades 2013 2 1- Identificação Grupo de Pesquisa e Assistência ao Câncer Infantil (GPACI) Rua Antônio Miguel Pereira, 45 Jardim Faculdade Sorocaba São Paulo CEP: 18030-250 Telefone:

Leia mais

Planificação de uma viagem de negócios

Planificação de uma viagem de negócios Planificação de uma viagem de negócios Página de Rosto Grupo: Joana Fernandes, Nuno Silva, Paulo Martins e Tânia Marlene Silva Ano/Turma: 12º ano do curso profissional de Secretariado Escola: Secundaria/3

Leia mais

A Fundação Maçônica de Araguari

A Fundação Maçônica de Araguari A Fundação Maçônica de Araguari promoveu o PAJEC - Programa de Aprimoramento do Jovem, através do esporte cultura e educação, contando com o voluntariado e doações de várias pessoas de nossa Sociedade

Leia mais

Vida nova Jovens contam como superaram doenças graves. Depois de um câncer de mama aos 23 anos, Dolores Cardoso teve um filho, escreveu um livro e

Vida nova Jovens contam como superaram doenças graves. Depois de um câncer de mama aos 23 anos, Dolores Cardoso teve um filho, escreveu um livro e Sexta Vida nova Jovens contam como superaram doenças graves. Depois de um câncer de mama aos 23 anos, Dolores Cardoso teve um filho, escreveu um livro e mudou o rumo da vida profissional FOLHA DA SEXTA

Leia mais

OBJECTIVO 2015. Cinco anos para construir uma verdadeira Parceria Global para o Desenvolvimento PROPOSTA DE ACÇÃO FEC

OBJECTIVO 2015. Cinco anos para construir uma verdadeira Parceria Global para o Desenvolvimento PROPOSTA DE ACÇÃO FEC OBJECTIVO 2015 Cinco anos para construir uma verdadeira Parceria Global para o Desenvolvimento PROPOSTA DE ACÇÃO INTRODUÇÃO O ano de 2010 revela-se, sem dúvida, um ano marcante para o combate contra a

Leia mais

PROJECTO - FRANCHISING SOCIAL POTENCIADO PELO

PROJECTO - FRANCHISING SOCIAL POTENCIADO PELO PROJECTO - FRANCHISING SOCIAL POTENCIADO PELO MARKETING SOCIAL DESENVOLVIDO PELA CÁRITAS EM PARCERIA COM A IPI CONSULTING NETWORK PORTUGAL As virtualidades da interação entre a economia social e o empreendedorismo

Leia mais

COMO FICAR NAS PRIMEIRAS POSIÇÕES DO GOOGLE E PAGAR MENOS QUE O CONCORRENTE.

COMO FICAR NAS PRIMEIRAS POSIÇÕES DO GOOGLE E PAGAR MENOS QUE O CONCORRENTE. COMO FICAR NAS PRIMEIRAS POSIÇÕES DO GOOGLE E PAGAR MENOS QUE O CONCORRENTE. e ainda aumentar o numero de cliques em seu anúncio Por Maurício Oliveira www.empreendernaweb.com.br M a u r í c i o O l i v

Leia mais

10 regras para o sucesso dos seus concursos no Facebook

10 regras para o sucesso dos seus concursos no Facebook Livro branco 10 regras para o sucesso dos seus concursos no Facebook 07/ 2014 www.kontestapp.com Introdução Facebook se tornou incontestavelmente a rede social mais popular do mundo. Com 1 bilhão de usuários

Leia mais

Nossa Missão, Visão e Valores

Nossa Missão, Visão e Valores Nossa Missão, Visão e Valores Missão Acolher e mobilizar os imigrantes na luta por direitos, cidadania e empoderamento social e político; Combater o trabalho escravo, a xenofobia, o tráfico de pessoas

Leia mais

MESA-REDONDA DE SANTIAGO DO CHILE ICOM, 1972. I. Princípios de Base do Museu Integral

MESA-REDONDA DE SANTIAGO DO CHILE ICOM, 1972. I. Princípios de Base do Museu Integral MESA-REDONDA DE SANTIAGO DO CHILE ICOM, 1972 I. Princípios de Base do Museu Integral Os membros da Mesa-Redonda sobre o papel dos museus na América Latina de hoje, analisando as apresentações dos animadores

Leia mais

NÚCLEO DE ASSISTÊNCIA VOLUNTÁRIA ESPIRITUAL MS / INCA / HCI. José Adalberto F. Oliveira (ilhaterceira@hotmail.com) Secretaria do NAVE 32071718

NÚCLEO DE ASSISTÊNCIA VOLUNTÁRIA ESPIRITUAL MS / INCA / HCI. José Adalberto F. Oliveira (ilhaterceira@hotmail.com) Secretaria do NAVE 32071718 NÚCLEO DE ASSISTÊNCIA VOLUNTÁRIA ESPIRITUAL MS / INCA / HCI José Adalberto F. Oliveira (ilhaterceira@hotmail.com) Secretaria do NAVE 32071718 COMO TUDO COMEÇOU: Demanda da Coordenadora do Voluntariado

Leia mais

MANUAL DO PATROCINADOR

MANUAL DO PATROCINADOR MANUAL DO PATROCINADOR Neste manual você irá encontrar informações sobre os serviços que o trevo criativo oferece aos patrocinadores, além de informações sobre o funcionamento e benefícios das leis de

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE NATAL

PREFEITURA MUNICIPAL DE NATAL PREFEITURA MUNICIPAL DE NATAL Lei Nº 05129/99 Tipo: LEI ORDINÁRIA Autor: CHEFE DO EXECUTIVO MUNICIPAL Data: (13/9/1999) Classificação: REGULAMENTAÇÃO Ementa: Dispõe sobre a Política Municipal do idoso,

Leia mais

PASSO 1 I - INFORMAÇÕES GERAIS

PASSO 1 I - INFORMAÇÕES GERAIS PROGRAMA PALHAÇOS EM REDE Dados do responsável pelo preenchimento da inscrição: Nome: CPF: Função na organização: PASSO 1 I - INFORMAÇÕES GERAIS 1) Tipo de inscrição: 1 [ ] organização - CNPJ : 2 [ ] grupo

Leia mais

INTERVENÇÃO DE SUA EXCELÊNCIA O PRIMEIRO-MINISTRO DR

INTERVENÇÃO DE SUA EXCELÊNCIA O PRIMEIRO-MINISTRO DR INTERVENÇÃO DE SUA EXCELÊNCIA O PRIMEIRO-MINISTRO DR. RUI MARIA DE ARAÚJO POR OCASIÃO DA XIII REUNIÃO EXTRAORDINÁRIA DOS MINISTROS DO TRABALHO E DOS ASSUNTOS SOCIAIS DA CPLP A extensão da Protecção Social

Leia mais

Professional. Guia do Usuário

Professional. Guia do Usuário Professional Guia do Usuário Conteúdo Introdução a SYNCING.NET... 3 Bem-vindo a SYNCING.NET... 3 Utilizando SYNCING.NET... 3 Como funciona SYNCING.NET?... 3 Requisitos Técnicos... 5 Instalação... 6 Registro...

Leia mais

Evaluación del Plan de Comunicación del Programa Operativo de Cooperación Territorial del Sudoeste Europeo (SUDOE) 2007 2013

Evaluación del Plan de Comunicación del Programa Operativo de Cooperación Territorial del Sudoeste Europeo (SUDOE) 2007 2013 Evaluación del Plan de Comunicación del Programa Operativo de Cooperación Territorial del Sudoeste Europeo (SUDOE) 2007 2013 UNIÓN EUROPEA 1 de junio de 2011 3. SUMÁRIO EXECUTIVO A avaliação do Plano de

Leia mais