REGULAMENTO DO PAGAMENTO DE PROPINAS

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "REGULAMENTO DO PAGAMENTO DE PROPINAS"

Transcrição

1 REGULAMENTO DO PAGAMENTO DE PROPINAS 2011

2 Sumário CAPÍTULO I - DEFINIÇÕES... 3 Capítulo II - SOBRE OS VALORES... 3 Capítulo III - SOBRE A MODALIDADES DE PAGAMENTO... 3 Capítulo IV. SOBRE OS PRAZOS DE PAGAMENTO... 4 Capítulo V. SOBRE OS INCUMPRIMENTOS... 4 Capítulo VI. SOBRE CONSIDERAÇÕES FINAIS... 5 rio: Avenida 21 de Janeiro, Travessa da Talatona, Morro Bento Luanda 2

3 CAPÍTULO I - DEFINIÇÕES 1. Considera-se Propina, a importância mensal paga pela prestação dos serviços de ensino, e que condicionam a frequência às aulas, a realização das provas parcelares e exames finas previstos no calendário escolar. 2. A propina cobre essencial e esclusivamente os serviços de ensino directo. Porém a seu tempo devido, a Universidade reserva-se no direito de agregar um conjunto de serviços e facilidades adicionais, na sua generalidade gratuitos, todovia, podendo obeceder a taxas específicas em função do grau e a forma da sua utilização. Estes serviços incluem, o acesso a dependências da Universidade das quais a Bilhioteca, Laboratórios de Informatica, Centro de Documentação e outros. 3. Para além da Propina, o estudante paga uma taxa, referente ao processo de Matricula, no ano em que entra pela primeira vez na UniMETRO, e um pagamento anual pelos serviços da Inscrição em cada ano lectivo até terminar o curso. Capítulo II - SOBRE OS VALORES 4. Os valores da propina, matrículas e inscrições anuais a vigorarem na UniMETRO, no ano lectivo de 2009, são os seguintes: a) Taxa de Inscrição: valor de referencia de USD 20,00; b) Taxa de Matrícula: valor de referencia de USD 100,00; c) Propina mensal referente aos cursos de Ciências Tecnológicas, Engenharias e Cinema & Televisão: valor de referência de USD 300,00; d) Propina mensal para os demais cursos: valor de referencia de USD 250,00. Capítulo III - SOBRE A MODALIDADES DE PAGAMENTO 1. O pagamento da matrícula, inscrição e propinas deve ser efectuado por depósito bancário em conta indicada pelos Serviços Escolares, devendo o respectivo comprovativo do depósito ser obrigatoriamente apresentado nos Serviços de Administração Financeira da UniMETRO; 2. A não apresentação do recibo é considerada situação irregular, até comprovação em contrário; 3. Em nenhuma situação ou excepcionalidade é aceito pagamento directo da Propina na Tesouraria da UniMETRO; 8. O pagamento integral das propinas para o ano academico no inicio, da o direito ao desconto de 5%. rio: Avenida 21 de Janeiro, Travessa da Talatona, Morro Bento Luanda 3

4 Capítulo IV. SOBRE OS PRAZOS DE PAGAMENTO 1. As propinas são pagas a partir do primeiro mês de aulas, independentemente de eventuais alterações do calendário escolar resultantes de motivos de força maior. a) O estudante que se matricule depois do início do ano lectivo é obrigado a pagar as propinas dos meses que antecedem a sua inscrição. 2. A Matrícula e/ou Inscrição têm como prazo limite de pagamento uma (1) semana antes do início das aulas. 3. Para efeitos de calculo é tomado como referencia o dólar amerciano, podendo os pagamentos ser feitos em moeda local, mediante a taxa de câmbio do mercado secundário a vigorar no momento; 4. O estudante pagará dez propinas em nove prestações mensais, da seguinte maneira: a) O Primeiro pagamento do valor de referencia de USD 360,00 ou USD 300,00 correspondente à 1ª Propina e a 1/5 da última Propina, deverá ser feito até até 1 semana antes do início das aulas. b) O segundo, terceiro, quarto e quinto pagamento no valor de referencia de USD 360,00 ou USD 300,00 cada, pagos até ao dia 10 de cada mês, correspondentes ao valor da propina mensal e a 1/5 da última propina. c) O sexto, sétimo oitavo e nono no valor de referência de USD 300,00 ou USD 250,00 cada, pagos até ao dia 12 de cada mês, correspondentes ao valor da propina. Capítulo V. SOBRE OS INCUMPRIMENTOS 1. O pagamento tardio da matricula, conforme os prazos referidos no capitulo anterior, será acrescido de um valor de referencia de USD 50,00 2. Se o pagamento da propina mensal não for efectuado após dois meses da data limite, e caso não haja uma justificação aceitável para o efeito, a matrícula será imediatamente suspensa, não podendo o estudante frequentar aulas, realizar provas e/ou exames, enquanto durar a suspensão. Ao fim de um período de três meses após a data limite, proceder-se-á à anulação da matrícula. 3. O incumprimento dos prazos dos pagamentos das propinas, acarreta ao estudante outra implicações nomeadamente: rio: Avenida 21 de Janeiro, Travessa da Talatona, Morro Bento Luanda 4

5 a) Serem impedidos de realizar qualquer avaliação intermédia, provas de frequência, ou exame final. b) Não transitar o ano. c) Não poderão obter qualquer declaração de matrícula, notas ou certificado de conclusão de curso. 4. O não pagamento nos prazos acima estipulados é da inteira responsabilidade do estudante e ficará sujeito ás seguintes sobretaxas ou multas: a) Sete (7) dias após a data limite multa de 10%, b) Quinze (15) dias após a data limite multa de 25% c) Vinte e um (21) dias após a data limite multa de 50%, d) Trinta (30) dias após a data limite multa de 75%, e) A partir da quinta (5ª) semana multa de 100%, Capítulo VI. SOBRE CONSIDERAÇÕES FINAIS 1. As importâncias pagas, por matrículas, inscrição ou propina, não serão, em momento algum, devolvidas em caso de anulação de matrícula, transferência para outro estabelecimento de ensino, ou em qualquer outra situação. 2. Qualquer depósito indevido nas contas fornecidas, por estudante ou candidatos, não são da responsabilidade da Instituição, sendo portanto irrestituíveis. 3. Não se aceitam quaisquer excepções ás normas acima estipuladas. rio: Avenida 21 de Janeiro, Travessa da Talatona, Morro Bento Luanda 5

TABELA DE PROPINAS, TAXAS, EMOLUMENTOS E MULTAS A APLICAR NO ANO LECTIVO 2014/2015

TABELA DE PROPINAS, TAXAS, EMOLUMENTOS E MULTAS A APLICAR NO ANO LECTIVO 2014/2015 TABELA DE PROPINAS, TAXAS, EMOLUMENTOS E MULTAS A APLICAR NO ANO LECTIVO Página n.º 0 1º Ciclo (Licenciatura 3 anos) LISTA DE CURSOS Grupo 1 Grupo 2 Administração de Unidades de Saúde Ciências da Comunicação

Leia mais

INSTITUTO SUPERIOR DE CIÊNCIAS E TECNOLOGIA ALBERTO CHIPANDE. Regulamento Administrativo

INSTITUTO SUPERIOR DE CIÊNCIAS E TECNOLOGIA ALBERTO CHIPANDE. Regulamento Administrativo INSTITUTO SUPERIOR DE CIÊNCIAS E TECNOLOGIA ALBERTO CHIPANDE Regulamento Administrativo Índice REGULAMENTO ADMINISTRATIVO... 1 Artigo 1 (Da propina)... 2 Artigo 2 (Das Modalidades)... 2 Artigo 3 (Dos pagamentos

Leia mais

SERVIÇOS ACADÉMICOS REGULAMENTO DE MATRÍCULAS E INSCRIÇÕES ARTIGO 1º ÂMBITO ARTIGO 2º DEFINIÇÕES

SERVIÇOS ACADÉMICOS REGULAMENTO DE MATRÍCULAS E INSCRIÇÕES ARTIGO 1º ÂMBITO ARTIGO 2º DEFINIÇÕES SERVIÇOS ACADÉMICOS REGULAMENTO DE MATRÍCULAS E INSCRIÇÕES ARTIGO 1º ÂMBITO 1. O presente regulamento fixa as normas gerais relativas a matrículas e inscrições nos diferentes cursos das Escolas integradas

Leia mais

Regulamento Financeiro de Cursos de Graduação e Pós graduação

Regulamento Financeiro de Cursos de Graduação e Pós graduação INSTITUTO SUPERIOR DE CIÊNCIAS E EDUCAÇÃO À DISTÂNCIA Regulamento Financeiro de Cursos de Graduação e Pós graduação ENSINO ONLINE. ENSINO COM FUTURO 2015 Preâmbulo Este documento identifica e regula todas

Leia mais

ORDEM DE SERVIÇO. Assunto: TABELA DE PROPINAS, TAXAS E EMOLUMENTOS a vigorar no ano lectivo 2015/2016

ORDEM DE SERVIÇO. Assunto: TABELA DE PROPINAS, TAXAS E EMOLUMENTOS a vigorar no ano lectivo 2015/2016 N.º: 2015001 DATA: 14-05-2015 Assunto: TABELA DE PROPINAS, TAXAS E EMOLUMENTOS a vigorar no ano lectivo 2015/2016 Por deliberação da Direcção da CEU-Cooperativa de Ensino Universitário, CRL, entidade instituidora

Leia mais

REGULAMENTO FINANCEIRO (LICENCIATURA)

REGULAMENTO FINANCEIRO (LICENCIATURA) REGULAMENTO FINANCEIRO (LICENCIATURA) CIS, 2013 1 Artigo 1º (Âmbito) 1. O presente Regulamento Financeiro rege e disciplina os termos de prestação de propinas devidas pela frequência dos diversos cursos

Leia mais

Regulamento Cursos de Pós Graduação

Regulamento Cursos de Pós Graduação A Associação Amigos da Grande Idade (AAGI) é uma entidade de direito privado, sem fim lucrativos, tendo por isso capacidade para desenvolver em colaboração com o Instituto Superior de Línguas e Administração

Leia mais

Regulamento Geral de Matrículas e Inscrições. no ciclo de estudos conducente ao grau de Licenciado

Regulamento Geral de Matrículas e Inscrições. no ciclo de estudos conducente ao grau de Licenciado Regulamento Geral de Matrículas e Inscrições no ciclo de estudos conducente ao grau de Licenciado Artigo 1.º Âmbito 1 - O presente Regulamento fixa as normas gerais relativas a matrículas e inscrições

Leia mais

Regulamento Financeiro dos Cursos de Graduação 2013

Regulamento Financeiro dos Cursos de Graduação 2013 Regulamento Financeiro dos Cursos de Graduação 2013 Universidade Jean Piaget de Moçambique Beira, Moçambique 15 de Novembro de 2012 Resumo Este documento identifica e regula todas as implicações financeiras

Leia mais

REGULAMENTO FINANCEIRO 2015/2016. Cursos de Especialização Tecnológica Cursos de 1º e 2º Ciclo

REGULAMENTO FINANCEIRO 2015/2016. Cursos de Especialização Tecnológica Cursos de 1º e 2º Ciclo REGULAMENTO FINANCEIRO 2015/2016 Cursos de Especialização Tecnológica Cursos de 1º e 2º Ciclo CANDIDATURAS 1. O pagamento da taxa de candidatura (quando aplicável) só se efetua uma única vez, desde que

Leia mais

UNIVERSIDADE EDUARDO MONDLANE REGULAMENTO DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO EM REGIME PÓS-LABORAL

UNIVERSIDADE EDUARDO MONDLANE REGULAMENTO DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO EM REGIME PÓS-LABORAL UNIVERSIDADE EDUARDO MONDLANE REGULAMENTO DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO EM REGIME PÓS-LABORAL Preâmbulo A necessidade de expandir a informação superior dos profissionais integrados no mercado trabalho constitui

Leia mais

INSTITUTO SUPERIOR DE ENGENHARIA DO PORTO

INSTITUTO SUPERIOR DE ENGENHARIA DO PORTO REGULAMENTO GERAL DE MATRÍCULAS E INSCRIÇÕES DO INSTITUTO SUPERIOR DE ENGENHARIA DO PORTO Artigo 1º (Âmbito) O presente regulamento fixa as normas gerais relativas a Matrículas e Inscrições nos diferentes

Leia mais

ESCOLA SUPERIOR DE HOTELARIA E TURISMO DO ESTORIL. Regulamento do Pagamento de Propinas de Mestrado

ESCOLA SUPERIOR DE HOTELARIA E TURISMO DO ESTORIL. Regulamento do Pagamento de Propinas de Mestrado ESCOLA SUPERIOR DE HOTELARIA E TURISMO DO ESTORIL Regulamento do Pagamento de Propinas de Mestrado Nos termos previstos nos artigos 15.º e 16.º da Lei n.º 37/2003, de 22 de Agosto (Lei que define as bases

Leia mais

Regulamento Geral de Mobilidade Internacional de Estudantes da Universidade Fernando Pessoa 2015-2016

Regulamento Geral de Mobilidade Internacional de Estudantes da Universidade Fernando Pessoa 2015-2016 Regulamento Geral de Mobilidade Internacional de Estudantes da Universidade Fernando Pessoa 2015-2016 1. Mobilidade Internacional de Estudantes Os alunos da Universidade Fernando Pessoa (UFP) que cumpram

Leia mais

Regulamento Financeiro

Regulamento Financeiro Regulamento Financeiro 09/12/2011 Conteúdo Enquadramento... 3 1 Cursos de graduação... 3 1.1 Matrícula... 3 1.2 Propina... 3 1.3 Reduções... 4 1.4 Seguro escolar... 5 1.5 Penalizações... 5 2 Programas

Leia mais

Instituto Superior Politécnico Metropolitano de Angola IMETRO REGULAMENTO DO PAGAMENTO DE PROPINAS

Instituto Superior Politécnico Metropolitano de Angola IMETRO REGULAMENTO DO PAGAMENTO DE PROPINAS Instituto Superior Politécnico Metropolitano de Angola IMETRO 2016 Capítulo I. DEFINIÇÕES 1. Considera-se Propina, a importância mensal paga pela prestação dos serviços de ensino, e que condicionam a frequência

Leia mais

Bolsa de Mérito para Estudos Pós-Graduados em Artes

Bolsa de Mérito para Estudos Pós-Graduados em Artes Bolsa de Mérito para Estudos Pós-Graduados em Artes 1. Objectivo: A Fundação Macau (FM) e o Gabinete de Apoio ao Ensino Superior (GAES), em cooperação, criaram a Bolsa de Mérito para Estudos Pós-Graduados

Leia mais

PROPINAS E EMOLUMENTOS 2014-2015 PROPINAS E EMOLUMENTOS 2014 / 2015

PROPINAS E EMOLUMENTOS 2014-2015 PROPINAS E EMOLUMENTOS 2014 / 2015 PROPINAS E EMOLUMENTOS 2014 / 2015 30-06-2014 INTRODUÇÃO Este sistema de propinas e emolumentos constitui um mecanismo inovador que permite ao estudante fasear e planear o seu plano de estudos curricular,

Leia mais

FACULDADE METODISTA GRANBERY GABINETE DA DIREÇÃO PORTARIA Nº 01/2015

FACULDADE METODISTA GRANBERY GABINETE DA DIREÇÃO PORTARIA Nº 01/2015 FACULDADE METODISTA GRANBERY GABINETE DA DIREÇÃO PORTARIA Nº 01/2015 Ementa: Altera e estabelece o Regulamento Financeiro para os cursos de graduação da Faculdade Metodista Granbery. O TESOUREIRO DO INSTITUTO

Leia mais

Atribuição de Bolsas de Estudo aos Alunos do Ensino Superior. Preâmbulo

Atribuição de Bolsas de Estudo aos Alunos do Ensino Superior. Preâmbulo Regulamento Municipal de Atribuição de Bolsas de Estudo aos Alunos do Ensino Superior Preâmbulo O desenvolvimento das sociedades democráticas exige cada vez mais políticas educativas que promovam uma efectiva

Leia mais

Informações gerais. Formação Inicial de Instrutores de Condução

Informações gerais. Formação Inicial de Instrutores de Condução Informações gerais Formação Inicial de Instrutores de Condução Condições de Acesso 12º Ano completo, equivalente ou superior 2 anos de Carta de Condução Não possuir doença contagiosa ou deficiência física

Leia mais

REGULAMENTO GERAL DE PROPINAS E PRESCRIÇÃO DO IPVC

REGULAMENTO GERAL DE PROPINAS E PRESCRIÇÃO DO IPVC REGULAMENTO GERAL DE PROPINAS E PRESCRIÇÃO DO IPVC Artigo 1º Âmbito do regulamento 1. O presente regulamento define o regime do pagamento da propina pelos estudantes do IPVC inscritos a tempo integral,

Leia mais

Regulamento do pagamento de propinas e outras taxas de frequência do Instituto Politécnico de Leiria PREÂMBULO

Regulamento do pagamento de propinas e outras taxas de frequência do Instituto Politécnico de Leiria PREÂMBULO DESPACHO N.º /2015 Regulamento do pagamento de propinas e outras taxas de frequência do Instituto Politécnico de PREÂMBULO Considerando a experiência adquirida no Instituto Politécnico de (IP) com a aplicação

Leia mais

Regulamento de Propina

Regulamento de Propina Regulamento de Propina 2015 2015 ÍNDICE SECÇÃO I Curso de Licenciatura em Enfermagem... 4 Artigo 1º Valor da Propina... 4 Artigo 2º Modalidades de pagamento... 4 SECÇÃO II Cursos de Pós-Licenciatura e

Leia mais

REGULAMENTO DE CUSTAS DA FEDERAÇÃO PORTUGUESA DE AUTOMOBILISMO E KARTING

REGULAMENTO DE CUSTAS DA FEDERAÇÃO PORTUGUESA DE AUTOMOBILISMO E KARTING Federação Portuguesa de Automobilismo e Karting REGULAMENTO DE CUSTAS DA FEDERAÇÃO PORTUGUESA DE AUTOMOBILISMO E KARTING TÍTULO PRIMEIRO Das Custas de Processo Disciplinar CAPÍTULO I Disposições gerais

Leia mais

Associação Escola 31de Janeiro ANO LETIVO 2014/2015

Associação Escola 31de Janeiro ANO LETIVO 2014/2015 ANO LETIVO 2014/2015 A Associação Escola 31 de Janeiro é uma Instituição privada sem fins lucrativos, fundada em 31 de Janeiro de 1911. Foi uma das Instituições pioneiras ao nível associativo, dedicando-se

Leia mais

Candidatura, atribuição e pagamento de alojamento. Conselho de Gestão do IPPortalegre 2. Artigo 1º

Candidatura, atribuição e pagamento de alojamento. Conselho de Gestão do IPPortalegre 2. Artigo 1º Candidatura, atribuição e pagamento de alojamento Conselho de Gestão do IPPortalegre 21 07 2014 2 Artigo 1º O presente regulamento define as condições de candidatura, atribuição e pagamento de alojamento,

Leia mais

REGULAMENTO DE PROPINAS, TAXAS E EMOLUMENTOS

REGULAMENTO DE PROPINAS, TAXAS E EMOLUMENTOS REGULAMENTO DE PROPINAS, TAXAS E EMOLUMENTOS JULHO, 2015 REG.DIR.06.01 página 1 de 6 Artigo 1.º Âmbito de aplicação 1 O presente Regulamento tem por objetivo garantir de forma adequada, coerente e uniforme,

Leia mais

REGULAMENTO FINANCEIRO

REGULAMENTO FINANCEIRO REGULAMENTO FINANCEIRO Artigo 1.º (Âmbito) 1. O presente regulamento aplica-se a todos os cursos ministrados pelo Instituto de Estudos Superiores Financeiros e Fiscais. Artigo 2.º (Regimes de Pagamento

Leia mais

REGULAMENTO DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÕES DO INSTITUTO SUPERIOR DE TECNOLOGIAS AVANÇADAS

REGULAMENTO DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÕES DO INSTITUTO SUPERIOR DE TECNOLOGIAS AVANÇADAS REGULAMENTO DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÕES DO INSTITUTO SUPERIOR DE TECNOLOGIAS AVANÇADAS INDICE PREÂMBULO... 2 ARTIGO 1 - (Âmbito)... 2 ARTIGO 2 (Natureza)... 2 ARTIGO 3 (Gestão das atividades de pós-gradução)...

Leia mais

Faculdade de Farmácia da Universidade de Lisboa

Faculdade de Farmácia da Universidade de Lisboa FAQ S 1. Quais os requisitos necessários para ingressar num Mestrado? O candidato deverá ser titular do grau de licenciatura ou de mestre sendo as áreas de formação definidas aquando da publicação do edital

Leia mais

Instituto Superior Politécnico de Manica Regulamento de Bolsas de Estudos

Instituto Superior Politécnico de Manica Regulamento de Bolsas de Estudos REPUBLICA DE MOÇAMBIQUE Instituto Superior Politécnico de Manica Regulamento de Bolsas de Estudos Deliberação nº /CI/2007 Reunido em sua Sessão Ordinária no dia 6 de Setembro de 2007, a Comissão Instaladora

Leia mais

REGULAMENTO. Tesouraria. Elaborado por: Aprovado por: Versão Direção do ISPA - CRL. Direção do ISPA - CRL 1.14

REGULAMENTO. Tesouraria. Elaborado por: Aprovado por: Versão Direção do ISPA - CRL. Direção do ISPA - CRL 1.14 Tesouraria REGULAMENTO Elaborado por: Aprovado por: Versão Direção do ISPA - CRL Direção do ISPA - CRL O presidente da Direção do ISPA - CRL (Prof. Doutor Emanuel Gonçalves) O presidente da Direção do

Leia mais

Programa de Bolsas da Santa Fe University of Art and Design (SFUAD)

Programa de Bolsas da Santa Fe University of Art and Design (SFUAD) A Universidade Anhembi Morumbi, de acordo com a Resolução CONSUN AD REFERENDUM N.3 de 05 de fevereiro de 2015, estabelece as normas e procedimentos para o Programa de Bolsas Integrais e Parciais da Santa

Leia mais

Licença Especial Ciclomotores. 14 15 anos

Licença Especial Ciclomotores. 14 15 anos Licença Especial Ciclomotores 14 15 anos Licença Especial 50c.c. Destinase a jovens com 14 ou 15 anos já feitos, com aptidão física e mental, com frequência mínima do 7º ano de escolaridade e autorização

Leia mais

Regulamentos REGULAMENTO DE PROPINAS DA UPORTO

Regulamentos REGULAMENTO DE PROPINAS DA UPORTO Regulamentos REGULAMENTO DE PROPINAS DA UPORTO Aprovado pelo Conselho Geral da UPorto em 26 de Fevereiro de 2010 Alterado pelo Conselho Geral da UPorto em 18 de Março de 2011 Ao abrigo da Lei n.º 37/2003,

Leia mais

REGULAMENTO Formação pós-graduada em modalidade de e-learning

REGULAMENTO Formação pós-graduada em modalidade de e-learning REGULAMENTO Formação pós-graduada em modalidade de e-learning Elaborado por: Aprovado por: Versão Reitor 3.1 (José João Amoreira) (Professor Doutor Rui Oliveira) Revisto e Confirmado por: Data de Aprovação

Leia mais

Regulamento das Provas Especiais de Acesso e Ingresso no Ensino Superior para Maiores de 23 Anos

Regulamento das Provas Especiais de Acesso e Ingresso no Ensino Superior para Maiores de 23 Anos Regulamento das Provas Especiais de Acesso e Ingresso no Ensino Superior para Maiores de 23 Anos O Decreto-Lei nº64/2006, de 21 de Março, regulamenta as provas especialmente adequadas destinadas a avaliar

Leia mais

PROCESSO SELETIVO PARA PORTADORES DE DIPLOMA DE NÍVEL SUPERIOR E PARA TRANSFERÊNCIA DE OUTRA INSTITUIÇÃO DE ENSINO SUPERIOR

PROCESSO SELETIVO PARA PORTADORES DE DIPLOMA DE NÍVEL SUPERIOR E PARA TRANSFERÊNCIA DE OUTRA INSTITUIÇÃO DE ENSINO SUPERIOR PROCESSO SELETIVO PARA PORTADORES DE DIPLOMA DE NÍVEL SUPERIOR E PARA TRANSFERÊNCIA DE OUTRA INSTITUIÇÃO DE ENSINO SUPERIOR O reitor do Centro Universitário de Brasília - UniCEUB - faz saber, mediante

Leia mais

Art. 3º. A taxa de Inscrição será no valor de R$ 30,00 (trinta reais). Em hipótese alguma será devolvido o valor pago.

Art. 3º. A taxa de Inscrição será no valor de R$ 30,00 (trinta reais). Em hipótese alguma será devolvido o valor pago. EDITAL N 03 /2011-2 - VESTIBULAR, CONCURSO PRINCIPAL E PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO CONTINUADO DO CENTRO UNIVERSITARIO DE MINEIROS UNIFIMES MANTIDO PELA FUNDAÇÃO INTEGRADA MUNICIPAL DE ENSINO SUPERIOR

Leia mais

UNIVERSIDADE NOVA DE LISBOA. Faculdade de Ciências e Tecnologia Diário da República, 2 série N.º 186 26 de Setembro de 2006. Resolução n.

UNIVERSIDADE NOVA DE LISBOA. Faculdade de Ciências e Tecnologia Diário da República, 2 série N.º 186 26 de Setembro de 2006. Resolução n. UNIVERSIDADE NOVA DE LISBOA Faculdade de Ciências e Tecnologia Diário da República, 2 série N.º 186 26 de Setembro de 2006 Resolução n.º 94/2006 Por resolução do conselho directivo da Faculdade de Ciências

Leia mais

Regulamento dos Concursos Especiais de Acesso e Ingresso no Ciclo de Estudos Conducentes ao Grau de Licenciado

Regulamento dos Concursos Especiais de Acesso e Ingresso no Ciclo de Estudos Conducentes ao Grau de Licenciado Regulamento dos Concursos Especiais de Acesso e Ingresso no Ciclo de Estudos Conducentes ao Grau de Licenciado Versão: 01 Data: 15/06/2009 Elaborado: Verificado: Aprovado: RG-PR12-02 Vice-Presidente do

Leia mais

COOPERATIVA DE CRÉDITO MÚTUO DOS INTEGRANTES DEFENSORIA PÚBLICA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO.

COOPERATIVA DE CRÉDITO MÚTUO DOS INTEGRANTES DEFENSORIA PÚBLICA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO. 1 COOPERATIVA DE CRÉDITO MÚTUO DOS INTEGRANTES DEFENSORIA PÚBLICA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO. REGULAMENTO DA CARTEIRA DE EMPRÉSTIMO Art. 1º - Este Regulamento estabelece as modalidades de empréstimos,

Leia mais

DESPACHO. N.º 41/2012 Data: 2012/10/22 Para conhecimento de: Pessoal Docente, Discente e não Docente. ASSUNTO: Alteração ao Regulamento Nº.

DESPACHO. N.º 41/2012 Data: 2012/10/22 Para conhecimento de: Pessoal Docente, Discente e não Docente. ASSUNTO: Alteração ao Regulamento Nº. DESPACHO N.º 41/2012 Data: 2012/10/22 Para conhecimento de: Pessoal Docente, Discente e não Docente ASSUNTO: Alteração ao Regulamento Nº. 1/2012 A recente revisão do Regulamento de Prazos e Procedimentos

Leia mais

MUNICÍPIO DE CHAVES REGULAMENTO DE ATRIBUIÇÃO DE BOLSAS DE ESTUDO PARA O ENSINO SUPERIOR

MUNICÍPIO DE CHAVES REGULAMENTO DE ATRIBUIÇÃO DE BOLSAS DE ESTUDO PARA O ENSINO SUPERIOR REGULAMENTO DE ATRIBUIÇÃO DE BOLSAS DE ESTUDO PARA O ENSINO SUPERIOR Artigo 1.º Âmbito 1. O presente Regulamento estabelece as normas de atribuição de bolsas de estudo, por parte da Câmara Municipal de

Leia mais

1. DO OBJETO 2. DAS INSCRIÇÕES

1. DO OBJETO 2. DAS INSCRIÇÕES EDITAL N 01 /2012-1 - VESTIBULAR, CONCURSO PRINCIPAL E PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO CONTINUADO DO CENTRO UNIVERSITARIO DE MINEIROS UNIFIMES MANTIDO PELA FUNDAÇÃO INTEGRADA MUNICIPAL DE ENSINO SUPERIOR

Leia mais

GABINETE DO SECRETÁRIO PARA OS ASSUNTOS SOCIAIS E CULTURA. 05-00-00-00-00 Outras despesas correntes 3,268,000.00. Total das despesas

GABINETE DO SECRETÁRIO PARA OS ASSUNTOS SOCIAIS E CULTURA. 05-00-00-00-00 Outras despesas correntes 3,268,000.00. Total das despesas 420 23 2010 6 7 Unidade: MOP Classificação funcional Classificação económica Designação Montante 02-03-07-00-00 Publicidade e propaganda 8-01-0 02-03-07-00-01 Encargos com anúncios 02-03-08-00-00 Trabalhos

Leia mais

Regulamento do Fundo de Solidariedade

Regulamento do Fundo de Solidariedade Regulamento do Fundo de Solidariedade Preâmbulo A Federação Portuguesa de Columbofilia, para além do cumprimento das suas funções institucionalmente previstas é também e, sobretudo, uma entidade agregadora

Leia mais

ISG 2016 BROCHURA INFORMATIVA PÓS-GRADUAÇÃO EM GESTÃO DE PROJECTOS

ISG 2016 BROCHURA INFORMATIVA PÓS-GRADUAÇÃO EM GESTÃO DE PROJECTOS ISG 2016 BROCHURA INFORMATIVA PÓS-GRADUAÇÃO EM GESTÃO DE PROJECTOS 2 de 6 P a g. ISG PÓS-GRADUAÇÃO EM GESTÃO DE PROJECTOS 4ª Edição, 1º Semestre 2016 Início: Março de 2016 Local: ISG -Avenida Mao Tsé Tung

Leia mais

Regulamento da Candidatura através dos Concursos Especiais. Ano Lectivo 2008/2009

Regulamento da Candidatura através dos Concursos Especiais. Ano Lectivo 2008/2009 Regulamento da Candidatura através dos Concursos Especiais (DL nº393-b/99 de 2 de Outubro, Portaria nº854-a/99 de 4 de Outubro, Portaria nº1081/2001 de 5 de Setembro, Portaria nº393/2002 de 12 de Abril)

Leia mais

PROGRAMA DE CRIAÇÃO DE TALENTOS PARA ANGOLA BOLSA ESCOM Bolsa de Estudo para Cursos Superiores

PROGRAMA DE CRIAÇÃO DE TALENTOS PARA ANGOLA BOLSA ESCOM Bolsa de Estudo para Cursos Superiores PROGRAMA DE CRIAÇÃO DE TALENTOS PARA ANGOLA BOLSA ESCOM Bolsa de Estudo para Cursos Superiores A pretende impulsionar as actividades de Responsabilidade Social em Angola, contribuindo para o seu desenvolvimento.

Leia mais

Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Viseu. Instituto Politécnico de Viseu. MESTRADO EM Engenharia Electrotécnica Energia e Automação Industrial

Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Viseu. Instituto Politécnico de Viseu. MESTRADO EM Engenharia Electrotécnica Energia e Automação Industrial Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Viseu Instituto Politécnico de Viseu MESTRADO EM Engenharia Electrotécnica Energia e Automação Industrial EDITAL Edição 2010/2012 1. DESTINATÁRIOS Podem candidatar-se

Leia mais

INSTRUTIVO N.º 04/2013 De 31 de Julho

INSTRUTIVO N.º 04/2013 De 31 de Julho INSTRUTIVO N.º 04/2013 De 31 de Julho ASSUNTO: CASAS DE CÂMBIO - REGRAS OPERACIONAIS Considerando a necessidade de se adequar as regras operacionais das casas de câmbio, ao efectivo monitoramento do fluxo

Leia mais

REGULAMENTO INTERNO DE CURSOS LIVRES PROFISSIONALIZANTES

REGULAMENTO INTERNO DE CURSOS LIVRES PROFISSIONALIZANTES REGULAMENTO INTERNO DE CURSOS LIVRES PROFISSIONALIZANTES 1. DEFINIÇÃO DE CURSOS LIVRES 1.1. Os Cursos Livres, de acordo com o artigo 42, da Lei nº 9.394/1996, são cursos abertos à comunidade, condicionada

Leia mais

EDITAL DE SELEÇÃO CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM PESQUISA DE MERCADO E OPINIÃO PÚBLICA TURMA 2015/1 PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU

EDITAL DE SELEÇÃO CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM PESQUISA DE MERCADO E OPINIÃO PÚBLICA TURMA 2015/1 PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU Universidade do Estado do Rio de Janeiro - UERJ Centro de Educação e Humanidades - CEH Faculdade de Comunicação Social - FCS Curso de Especialização em Pesquisa de Mercado e Opinião Pública EDITAL DE SELEÇÃO

Leia mais

NOVAS REGRAS DE OPERAÇÕES CAMBIAIS IMPORTAÇÃO, EXPORTAÇÃO E REEXPORTAÇÃO DE MERCADORIAS

NOVAS REGRAS DE OPERAÇÕES CAMBIAIS IMPORTAÇÃO, EXPORTAÇÃO E REEXPORTAÇÃO DE MERCADORIAS NOVAS REGRAS DE OPERAÇÕES CAMBIAIS IMPORTAÇÃO, EXPORTAÇÃO E REEXPORTAÇÃO DE MERCADORIAS O Aviso n.º 19/2012, de 19.04., do Banco Nacional de Angola estabelece o novo regime para as operações cambiais referentes

Leia mais

Despacho nº 9265-B/2013

Despacho nº 9265-B/2013 Regulamento Interno da Componente de Apoio à Família (CAF) dos Jardim-deinfância e das Escola Básica 1 (EB1) da União de Freguesias de Nogueiró e Tenões 444 Ano Letivo 2014/15 Enquadramento...Quando as

Leia mais

Secção I Matricula e Inscrição. Art.º 16.º ( conceito) Art.º 17.º (Matricula e Inscrição)

Secção I Matricula e Inscrição. Art.º 16.º ( conceito) Art.º 17.º (Matricula e Inscrição) Secção I Matricula e Inscrição Art.º 16.º ( conceito) 1. A matrícula é o acto pelo qual o estudante ingressa na universidade Agostinho Neto. 2. A matrícula á Universidade Agostinho Neto faz-se uma só vez.

Leia mais

EDITAL DE ABERTURA DE INSCRIÇÕES PARA A SELEÇÃO DE CANDIDATOS AO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU EM METODOLOGIA E DIDÁTICA DO ENSINO SUPERIOR

EDITAL DE ABERTURA DE INSCRIÇÕES PARA A SELEÇÃO DE CANDIDATOS AO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU EM METODOLOGIA E DIDÁTICA DO ENSINO SUPERIOR EDITAL DE ABERTURA DE INSCRIÇÕES PARA A SELEÇÃO DE CANDIDATOS AO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU EM METODOLOGIA E DIDÁTICA DO ENSINO SUPERIOR 1. PREÂMBULO 1.1. A Coordenação do Curso de Pós-Graduação

Leia mais

REGULAMENTO GERAL PARA OS EXAMES DE ACESSO

REGULAMENTO GERAL PARA OS EXAMES DE ACESSO REGULAMENTO GERAL PARA OS EXAMES DE ACESSO Artigo 1.º (Objecto e âmbito) O presente regulamento visa regulamentar o processo da organização e realização dos exames de acesso para frequência dos cursos

Leia mais

REGULAMENTOS DO IPB. Índice dos Regulamentos e Estatutos

REGULAMENTOS DO IPB. Índice dos Regulamentos e Estatutos REGULAMENTOS DO IPB Índice dos Regulamentos e Estatutos Regulamentos Gerais Matrículas e Inscrições...1 Exames.(não aplicável à ESE)...9 Exames para Melhoria de Nota.(não aplicável à ESE)...12 Equivalências...14

Leia mais

BOLSAS DE ESTUDO DE ESPECIALIZAÇÃO E VALORIZAÇÃO PROFISSIONAL EM ARTES NO ESTRANGEIRO REGULAMENTO

BOLSAS DE ESTUDO DE ESPECIALIZAÇÃO E VALORIZAÇÃO PROFISSIONAL EM ARTES NO ESTRANGEIRO REGULAMENTO BOLSAS DE ESTUDO DE ESPECIALIZAÇÃO E VALORIZAÇÃO PROFISSIONAL EM ARTES NO ESTRANGEIRO I. DISPOSIÇÕES GERAIS REGULAMENTO Artº 1º 1) Com o fim de estimular a especialização e a valorização profissional nos

Leia mais

UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO CENTRO DE TECNOLOGIA E CIÊNCIAS FACULDADE DE ENGENHARIA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA CIVIL EDITAL

UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO CENTRO DE TECNOLOGIA E CIÊNCIAS FACULDADE DE ENGENHARIA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA CIVIL EDITAL UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO CENTRO DE TECNOLOGIA E CIÊNCIAS FACULDADE DE ENGENHARIA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA CIVIL EDITAL PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA CIVIL - TURMA

Leia mais

REGULAMENTO DE ACÚMULO DE MILHAS COM O CARTÃO DE CRÉDITO BRADESCO E TRANSFERÊNCIA PARA O PROGRAMA SMILES

REGULAMENTO DE ACÚMULO DE MILHAS COM O CARTÃO DE CRÉDITO BRADESCO E TRANSFERÊNCIA PARA O PROGRAMA SMILES REGULAMENTO DE ACÚMULO DE MILHAS COM O CARTÃO DE CRÉDITO BRADESCO E TRANSFERÊNCIA PARA O PROGRAMA SMILES 1. DO OBJETO 1.1. O objeto do presente regulamento consiste em estabelecer normas gerais para o

Leia mais

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/.

Confira a autenticidade no endereço http://www3.mte.gov.br/sistemas/mediador/. ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2015/2015 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: MS000362/2015 DATA DE REGISTRO NO MTE: 31/08/2015 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR043879/2015 NÚMERO DO PROCESSO: 46312.003330/2015-29 DATA DO

Leia mais

VIPMAIS. CAPEMISA SEGURADORA DE VIDA E PREVIDÊNCIA S/A Manual do Cliente VIP Mais Versão Out./12

VIPMAIS. CAPEMISA SEGURADORA DE VIDA E PREVIDÊNCIA S/A Manual do Cliente VIP Mais Versão Out./12 VIPMAIS 2 VIP MAIS MANUAL DO CLIENTE Bem-vindo à CAPEMISA. Parabéns, você acaba de adquirir um produto garantido pela CAPEMISA Seguradora de Vida e Previdência S/A que protege a sua família, caso algum

Leia mais

Centro Universitário Unieuro vestibular@unieuro.com.br

Centro Universitário Unieuro vestibular@unieuro.com.br A Comissão de Acesso ao Ensino Superior informa que estão abertas as inscrições para o 1º semestre letivo de 2016, nas seguintes modalidades: 1º Processo Seletivo Agendado Edital 21/2015 (para novos alunos)

Leia mais

CONCURSO DE ACESSO AO CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO PÓS GRADUADA EM ENGENHARIA INFORMÁTICA APLICADA À SAÚDE EDIÇÃO 2011/2012

CONCURSO DE ACESSO AO CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO PÓS GRADUADA EM ENGENHARIA INFORMÁTICA APLICADA À SAÚDE EDIÇÃO 2011/2012 PRES EDT006 2011 CONCURSO DE ACESSO AO CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO PÓS GRADUADA EM ENGENHARIA EDIÇÃO 2011/2012 João Manuel Simões da Rocha, Presidente do Instituto Superior de Engenharia do Porto, faz saber:

Leia mais

Contrato de Adesão CONTRATO DE PRESTAÇÃO DO SERVIÇO TELEFÔNICO FIXO COMUTADO (STFC)

Contrato de Adesão CONTRATO DE PRESTAÇÃO DO SERVIÇO TELEFÔNICO FIXO COMUTADO (STFC) Contrato de Adesão CONTRATO DE PRESTAÇÃO DO SERVIÇO TELEFÔNICO FIXO COMUTADO (STFC) O texto deste Contrato foi submetido à aprovação da Agência Nacional de Telecomunicações - ANATEL, estando sujeito a

Leia mais

REGULAMENTO DO CURSO CIÊNCIAS DA EDUCAÇÃO ADMINISTRAÇÃO EDUCACIONAL DE MESTRADO EM. Universidade da Madeira

REGULAMENTO DO CURSO CIÊNCIAS DA EDUCAÇÃO ADMINISTRAÇÃO EDUCACIONAL DE MESTRADO EM. Universidade da Madeira REGULAMENTO DO CURSO DE MESTRADO EM CIÊNCIAS DA EDUCAÇÃO ADMINISTRAÇÃO EDUCACIONAL Universidade da Madeira O presente articulado baseia-se no regime jurídico instituído pelo Decreto- Lei n.º 74/2006, de

Leia mais

PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS DA LINGUAGEM. REGULAMENTO DO CENTRO DE ENSINO DE LÍNGUAS (CELi)

PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS DA LINGUAGEM. REGULAMENTO DO CENTRO DE ENSINO DE LÍNGUAS (CELi) PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS DA LINGUAGEM REGULAMENTO DO CENTRO DE ENSINO DE LÍNGUAS (CELi) Pouso Alegre MG Junho/2015 PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS DA LINGUAGEM REGULAMENTO DO CENTRO

Leia mais

OCUPAÇÃO CIENTÍFICA DE JOVENS NAS FÉRIAS

OCUPAÇÃO CIENTÍFICA DE JOVENS NAS FÉRIAS OCUPAÇÃO CIENTÍFICA DE JOVENS NAS FÉRIAS 2015 REGULAMENTO Artigo 1º Âmbito e Enquadramento A Ciência Viva Agência Nacional para a Cultura Científica e Tecnológica promove o programa Ocupação Científica

Leia mais

Curso de Pós-Graduação Lato-Sensu Enfermagem em Reprodução Humana Assistida

Curso de Pós-Graduação Lato-Sensu Enfermagem em Reprodução Humana Assistida Rua Vieira Maciel, 62 Jd. Paulista, São Paulo, SP CEP 04503-040. Tel: 0**11 3018-3488. HOME PAGE: http://www.sapientiae.org.br E-Mail: cursos@sapientiae.org.br EDITAL Nº 019/2014 - SPG/AIS A (AIS) torna

Leia mais

EDITAL Nº 001/2015 PROCESSO SELETIVO PARA BOLSA DE MONITORIA - UNIFEMM

EDITAL Nº 001/2015 PROCESSO SELETIVO PARA BOLSA DE MONITORIA - UNIFEMM EDITAL Nº 001/2015 PROCESSO SELETIVO PARA BOLSA DE MONITORIA - UNIFEMM Artigo Primeiro - O Centro Universitário de Sete Lagoas - UNIFEMM, informa que no período de 26 a 29/10/2015, de 09 às 18.00 horas,

Leia mais

REGULAMENTO DO SETOR FINANCEIRO DA FAP

REGULAMENTO DO SETOR FINANCEIRO DA FAP REGULAMENTO DO SETOR FINANCEIRO DA FAP O Departamento Financeiro da Fap Faculdade de Apucarana, é responsável por todos os controles financeiros da Instituição (Contas a Pagar, a Receber, Banco, Caixa),

Leia mais

EDITAL nº 092/2014 VALORES DOS SERVIÇOS EDUCACIONAIS PARA O ANO DE 2015

EDITAL nº 092/2014 VALORES DOS SERVIÇOS EDUCACIONAIS PARA O ANO DE 2015 EDITAL nº 092/2014 VALORES DOS SERVIÇOS EDUCACIONAIS PARA O ANO DE 2015 Por ordem do Prof. Me. João Batista Gomes de Lima, Magnífico Reitor do Centro Universitário São Camilo Campus Ipiranga, inscrito

Leia mais

REGULAMENTO DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO E MESTRADOS EXECUTIVOS DO ISLA CAMPUS LISBOA

REGULAMENTO DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO E MESTRADOS EXECUTIVOS DO ISLA CAMPUS LISBOA REGULAMENTO DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO E MESTRADOS EXECUTIVOS DO ISLA CAMPUS LISBOA 1.º OBJECTIVO Os Cursos de Pós-Graduação e Mestrados Executivos do ISLA Campus Lisboa são programas de estudos que visam

Leia mais

Curso de Pós-Graduação Lato-Sensu em Reprodução Humana Assistida

Curso de Pós-Graduação Lato-Sensu em Reprodução Humana Assistida Rua Vieira Maciel, 62 Jd. Paulista, São Paulo, SP CEP 04503-040. Tel: 0**11 3018-3488. HOME PAGE: http://www.sapientiae.org.br E-Mail: cursos@sapientiae.org.br EDITAL Nº 014/2013 - SPG/AIS A (AIS) e a

Leia mais

Licença Especial Ciclomotores. 14 15 anos

Licença Especial Ciclomotores. 14 15 anos Licença Especial Ciclomotores 14 15 anos Licença Especial 50c.c. Destina-se a jovens com 14 ou 15 anos Destina-se a jovens com 14 ou 15 anos já feitos, com aptidão física e mental, com frequência mínima

Leia mais

Manual do Curso Técnico MANAUS/AM

Manual do Curso Técnico MANAUS/AM Manual do Curso Técnico MANAUS/AM Cursos Técnicos 1º. Semestre de 2016 Praça Francisco Pereira da Silva, 149-Crespo (Bola da Suframa)D.I. CEP 69.073-270 Manaus/AM http://fundacaoredeam.com.br Utilidade

Leia mais

Até 15 dias letivos após o início das aulas disciplinas

Até 15 dias letivos após o início das aulas disciplinas EDITAL DE RENOVAÇÃO DE MATRÍCULA PARA O SEGUNDO SEMESTRE DE 2010 O Diretor da Faculdade de Ciências Humanas ESUDA, no uso da suas atribuições, torna público o calendário e as normas para renovação de matrícula

Leia mais

SALTO. Errata EDITAL DE MATRÍCULA PARA DISCIPLINAS DE DEPENDÊNCIA/ADAPTAÇÃO NO PRIMEIRO SEMESTRE DE 2012 - ENSINO SEMIPRESENCIAL - CAMPUS SALTO

SALTO. Errata EDITAL DE MATRÍCULA PARA DISCIPLINAS DE DEPENDÊNCIA/ADAPTAÇÃO NO PRIMEIRO SEMESTRE DE 2012 - ENSINO SEMIPRESENCIAL - CAMPUS SALTO SALTO Errata EDITAL DE MATRÍCULA PARA DISCIPLINAS DE DEPENDÊNCIA/ADAPTAÇÃO NO PRIMEIRO SEMESTRE DE 2012 - ENSINO SEMIPRESENCIAL - CAMPUS SALTO O Prof. Raul Virginio da Silva Filho, Secretário Geral Faculdade

Leia mais

Este regulamento está em vigor a partir do 11/07/2007 (inclusive) substituindo e cancelando o anterior

Este regulamento está em vigor a partir do 11/07/2007 (inclusive) substituindo e cancelando o anterior Este regulamento está em vigor a partir do 11/07/2007 (inclusive) substituindo e cancelando o anterior REGULAMENTO DE ACÚMULO DE PONTOS NO PROGRAMA BRADESCO COM TRANSFERÊNCIA PARA O PROGRAMA FIDELIDADE

Leia mais

Procedimentos Matrículas e Inscrições 2015/2016 1.º ciclo - Licenciatura

Procedimentos Matrículas e Inscrições 2015/2016 1.º ciclo - Licenciatura Instituto Politécnico de Beja Procedimentos Matrículas e Inscrições 2015/2016 1.º ciclo - Licenciatura Serviços Académicos (Sector I) Introdução O presente documento constitui um breve guia que visa ajudar

Leia mais

ESCOLA SUPERIOR DE HOTELARIA E TURISMO DO ESTORIL. Regulamento do Pagamento de Propinas de Mestrado

ESCOLA SUPERIOR DE HOTELARIA E TURISMO DO ESTORIL. Regulamento do Pagamento de Propinas de Mestrado ESCOLA SUPERIOR DE HOTELARIA E TURISMO DO ESTORIL Regulamento do Pagamento de Propinas de Mestrado Nos termos previstos nos artigos 15.º e 16.º da Lei n.º 37/2003, de 22 de Agosto (Lei que define as bases

Leia mais

FACULDADE SANT ANNA DE SALTO

FACULDADE SANT ANNA DE SALTO FACULDADE SANT ANNA DE SALTO EDITAL DE MATRÍCULA PARA DISCIPLINAS DE DEPENDÊNCIA/ADAPTAÇÃO NO PRIMEIRO SEMESTRE DE 2013 O Sr. Rubens Guilhemat, Secretário pro tempore da Faculdade Sant anna de Salto, no

Leia mais

INSTITUTO SUPERIOR DE CIÊNCIAS E TECNOLOGIA ALBERTO CHIPANDE. Regulamento Pedagógico Específico

INSTITUTO SUPERIOR DE CIÊNCIAS E TECNOLOGIA ALBERTO CHIPANDE. Regulamento Pedagógico Específico INSTITUTO SUPERIOR DE CIÊNCIAS E TECNOLOGIA ALBERTO CHIPANDE Regulamento Pedagógico Específico Índice Regulamento Pedagógico específico... 1 Conceitos chaves:... 1 1. Disposições Gerais... 2 1.1. Regime

Leia mais

REGULAMENTO MUNICIPAL CARTÃO DO IDOSO

REGULAMENTO MUNICIPAL CARTÃO DO IDOSO REGULAMENTO MUNICIPAL CARTÃO DO IDOSO ÍNDICE Preâmbulo Artigo 1.º - Âmbito Artigo 2.º - Objetivo Artigo 3.º - Condições de Atribuição Artigo 4.º - Organização Processual Artigo 5.º - Benefícios do Cartão

Leia mais

Faculdade Politécnica de Uberlândia EDITAL DO PROCESSO SELETIVO/VESTIBULAR PARA O 2º SEMESTRE DE 2011

Faculdade Politécnica de Uberlândia EDITAL DO PROCESSO SELETIVO/VESTIBULAR PARA O 2º SEMESTRE DE 2011 Faculdade Politécnica de Uberlândia EDITAL DO PROCESSO SELETIVO/VESTIBULAR PARA O 2º SEMESTRE DE 2011 O Diretor Acadêmico da Faculdade Politécnica de Uberlândia, no uso de suas atribuições Regimentais

Leia mais

UNIVERSIDADE TIRADENTES - UNIT DIRETORIA DE PESQUISA E EXTENSÃO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM EDUCAÇÃO MESTRADO E DOUTORADO EM EDUCAÇÃO

UNIVERSIDADE TIRADENTES - UNIT DIRETORIA DE PESQUISA E EXTENSÃO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM EDUCAÇÃO MESTRADO E DOUTORADO EM EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE TIRADENTES - UNIT DIRETORIA DE PESQUISA E EXTENSÃO MESTRADO E DOUTORADO EM EDUCAÇÃO EDITAL DE SELEÇÃO PARA ALUNOS ESPECIAIS DO MESTRADO E DOUTORADO EM EDUCAÇÃO DO EDITAL Nº 01/2015 A Diretoria

Leia mais

Fundação Cidade Lisboa

Fundação Cidade Lisboa Fundação Cidade Lisboa COLÉGIO UNIVERSITÁRIO DA COOPERAÇÃO - NUNO KRUS ABECASIS REGULAMENTO DE BOLSAS 2015/2016 I - DISPOSIÇÕES GERAIS 1 - O Colégio Universitário da Cooperação Nuno Krus Abecasis da Fundação

Leia mais

REGULAMENTO PARA ATRIBUIÇÃO DE BOLSAS DE ESTUDO DO ENSINO SUPERIOR

REGULAMENTO PARA ATRIBUIÇÃO DE BOLSAS DE ESTUDO DO ENSINO SUPERIOR REGULAMENTO PARA ATRIBUIÇÃO DE BOLSAS DE ESTUDO DO ENSINO SUPERIOR PREÂMBULO A educação e formação dos jovens estarrejense são factores essenciais para o desenvolvimento económico e social do concelho

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA DP N.º 002/2013

INSTRUÇÃO NORMATIVA DP N.º 002/2013 INSTRUÇÃO NORMATIVA DP N.º 002/2013 Estabelece normas para o pagamento de semestralidade, mensalidades, taxas e outros emolumentos estabelecidos em portaria pelos serviços prestados pela FACCREI/FACED.

Leia mais

Regulamento de Admissão às Licenciaturas da Faculdade de Economia e Gestão

Regulamento de Admissão às Licenciaturas da Faculdade de Economia e Gestão Regulamento de Admissão às Licenciaturas da Faculdade de Economia e Gestão Artigo 1º Âmbito e Disposições Gerais 1. O presente Regulamento é aplicável às candidaturas aos cursos de Licenciatura da Faculdade

Leia mais

Faculdade Energia de Administração e Negócios FEAN Credenciada pela Portaria MEC Nº 1757/2000 DOU 31/10/2000 EDITAL Nº 001/2015

Faculdade Energia de Administração e Negócios FEAN Credenciada pela Portaria MEC Nº 1757/2000 DOU 31/10/2000 EDITAL Nº 001/2015 Faculdade Energia de Administração e Negócios FEAN Credenciada pela Portaria MEC Nº 1757/2000 DOU 31/10/2000 EDITAL Nº 001/2015 O Diretor da Faculdade Energia de Administração e Negócios (FEAN), instituição

Leia mais

UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO CENTRO DE TECNOLOGIA E CIÊNCIAS FACULDADE DE ENGENHARIA DEPTO. DE ENGENHARIA SANITÁRIA E DO MEIO AMBIENTE

UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO CENTRO DE TECNOLOGIA E CIÊNCIAS FACULDADE DE ENGENHARIA DEPTO. DE ENGENHARIA SANITÁRIA E DO MEIO AMBIENTE EDITAL Complementar CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM ENGENHARIA SANITÁRIA E AMBIENTAL PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU TURMA 2014/1 A Faculdade de Engenharia da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ) faz saber

Leia mais

MANUAL DO ACADÊMICO - 2015

MANUAL DO ACADÊMICO - 2015 MANUAL DO ACADÊMICO - 2015 1. INFORMAÇÕES IMPORTANTES 1.1 - A matrícula deve ser renovada semestralmente. O período para a renovação de matrícula para o 1º semestre será até o dia 31 de janeiro de 2014,

Leia mais

3. Condições de ingresso:

3. Condições de ingresso: EDITAL Concurso institucional aos Cursos Técnicos Superiores Profissionais em «Intervenção Social e Comunitária» e em «Comunicação Digital» para o ano letivo de 2015/2016. Cumprindo com o previsto no número

Leia mais

CAPEMISA SEGURADORA DE VIDA E PREVIDÊNCIA S/A Manual do Cliente VIP Resgatável Versão Mai./12

CAPEMISA SEGURADORA DE VIDA E PREVIDÊNCIA S/A Manual do Cliente VIP Resgatável Versão Mai./12 2 VIP RESGATÁVEL MANUAL DO CLIENTE Bem-vindo à CAPEMISA. Parabéns, você acaba de adquirir um produto garantido pela CAPEMISA Seguradora de Vida e Previdência S/A que protege a sua família, caso algum imprevisto

Leia mais

REGULAMENTO DO PROGRAMA RESGATE DE MENSALIDADE DA ASTTTER

REGULAMENTO DO PROGRAMA RESGATE DE MENSALIDADE DA ASTTTER REGULAMENTO DO PROGRAMA RESGATE DE MENSALIDADE DA ASTTTER CLÁUSULA PRIMEIRA: OBJETIVO E VIGÊNCIA DO PROGRAMA 1.1. O programa previsto neste regulamento tem como objetivo conceder ao associado titular da

Leia mais