TABELA COM PRAZOS DE DESINCOMPATIBILIZAÇÃO ELEIÇÃO MUNICIPAL. Prefeito Vice-prefeito. 4 meses 6 meses

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "TABELA COM PRAZOS DE DESINCOMPATIBILIZAÇÃO ELEIÇÃO MUNICIPAL. Prefeito Vice-prefeito. 4 meses 6 meses"

Transcrição

1 Cargo Administrador de empresa de economia mista destinada à exploração de transporte urbano, que tem como acionista majoritário o município. TABELA COM PRAZOS DE DESINCOMPATIBILIZAÇÃO ELEIÇÃO MUNICIPAL Prefeito Vice-prefeito Vereador Dispositivo legal Decisões LC 64, art. 1º, II, i c/c IV, a Res TSE Administrador de entidade representativa de classe. 4 meses 4 meses LC 64, art. 1º, II, g. Res TSE Administrador de mercado público municipal (Contrato temporário p/ atender a necessidade 3 meses 3 meses LC 64, art. 1º, II, l. Ac TSE excepcional) Advogado-Geral da União e o Consultor Geral da LC 64, art. 1º, VII c/c República. II, a, 5. Agente censitário IBGE 3 meses 3 meses LC 64, art. 1º, II, l. Ac TSE Agente comunitário de saúde. (necessidade temporária de excepcional interesse 3 meses 3 meses LC 64, art. 1º, II, l. Res TSE público) Agente de Polícia 3 meses 3 meses LC 64, art. 1º, II, l. Ac. 223/2000 TRE/RO Agente penitenciário 3 meses 3 meses LC 64, art. 1º, II, l. Ac TSE Assessor de Bancada (não efetivo) 3 meses 3 meses LC 64, art. 1º, II, l. Res TSE Auxiliar de enfermagem. 3 meses 3 meses LC 64, art. 1º, II, l. Ac TSE Autoridade Policial Ac TSE Ac TSE Ac TSE Autoridades Civis Res TSE Autoridades Militares Res TSE Ac C TSE Res. 12/2000 TR/RO Autoridades Policiais Res TSE

2 Chefe de Delegacia de Polícia Rodoviária Federal Chefe de departamento e de divisões - Servidor municipal. 3 meses 3 meses LC 64, art. 1º, II, l. Chefe de Divisão de Unidades Escolares 3 meses 3 meses LC 64, art. 1º, II, l. Ac TSE Res TSE Ac C TSE Chefe de Seção de Tributos LC 64, art. 1º, II, d Ac TSE c/c VII, a Res TSE Chefe de Unidades Escolares da Prefeitura 3 meses 3 meses LC 64, art. 1º, II, l. Ac C TSE Chefe dos órgãos de assessoramento direto, civil e LC 64, art. 1º, VII c/c militar, da Presidência da República. II, a, 2. Chefe do órgão de assessoramento de informações da LC 64, art. 1º, VII c/c Presidência da República. II, a, 3. Chefe do Estado-Maior das Forças Armadas. LC 64, art. 1º, VII c/c II, a, 4. Chefe do Poder Executivo (reeleição) Emenda Const. Nº 16 ; Res TSE CF, Art. 14, 5 Chefe Repartição Municipal do DETRAN Ac TSE LC 64, art. 1º, II, d (arrecadador de IPVA) Ac TSE Chefes do Estado-Maior da Marinha, do Exército e da LC 64, art. 1º, VII c/c Aeronáutica. II, a, 6. Chefes dos Gabinetes Civil e Militar do Governo do LC 64, art. 1º, VII c/c Estado ou do Distrito Federal III,, 1. (no mesmo Estado) Comandante Polícia Militar Ac TSE Comandantes do Distrito Naval, Região Militar e Zona Aérea. (no mesmo Estado) LC 64, art. 1º, VII c/c III,, 2. Comandantes do Exército, Marinha e Aeronáutica. LC 64, art. 1º, VII c/c

3 II, a, 7. Conselheiro Tutelar 3 meses LC 64, art. 1º, II, l c/c IV, a Coordenador Regional do INAMPS 4 meses LC 64, ART. 1º, II, a, 9 c/c IV a Defensor Público Delegado de Polícia Ac TSE Ac TSE Res TSE Ac TSE Ac TSE Ac TSE Ac TSE Delegado de Polícia Rodoviária Federal Ac TSE Delegados Ministeriais 4 meses LC 64, ART. 1º, II, a, 16 c/c IV, a. Res TSE Diretor da Fundação Hospitalar Municipal LC 64, ART. 1º, II, (cargo de livre nomeação e exoneração) a, 9 c/c IV, a. Ac TSE LC 64 art. 1º, III,, Diretor de associações municipais (mantidas total ou 3. parcialmente pelo poder público) LC 64 art. 1º, III,, Res TSE 3. Diretor de autarquias, empresas públicas, sociedades Res TSE de economia mista e fundações públicas mantidas pelo 9 c/c IV, a e VII, Res. 20/2004 TRE/RO poder público. Diretor de Banco Estadual 9 c/c IV, a e VII, Res TSE Diretor de empresa de natureza pública internacional 9 c/c IV, a e VII, Res TSE Diretor de empresa prestadora de serviço ao poder LC 64, art. 1º, II, i Ac. 303/2000 TRE/RO

4 público Diretor de empresa de rádio e televisão (Contrato com Prefeitura cláusula uniforme) Diretor de Supermercado (fornecedor de bens para a Prefeitura-licitação) c/c V c.c VII, a LC 64, art. 1º, II, i c/c IV, a Ac. 270/2000 TRE/RO LC 64, art. 1º, II, i Ac TSE LC 64, art. 1º, II, i c.c IV, a Diretor de escola 3 meses 3 meses LC 64, art. 1º, II, l Ac TSE Ac TSE Res TSE Ac C TSE Ac TSE Diretor de Hospital (contrato cláusulas uniformes) LC 64, art. 1º, II, i Ac C-TSE Diretor de Programa Estadual de Desestatização 3 meses 3 meses LC 64, art. 1º, II, l. Res TSE Diretor do Departamento de Obras e Sérvios Urbanos. 3 meses 3 meses LC 64, art. 1º, II, l Ac TSE Diretor-Geral do Departamento de Polícia Federal. 4 meses Diretor Regional de Educação Diretores de autarquias, empresas públicas, sociedade de economia mista, e fundações públicas e as mantidas pelo Poder Público. Diretores de órgãos estaduais ou sociedades de assistência ao municípios. (no mesmo Estado) 4 meses 15, c/c IV, a e VII, 16 c/c IV, a e VII, b" 9, c/c IV, a e VII, LC 64, art. 1º, VII c/c III,, 3. Ac TSE Ac TSE LC 64, art. 1º II, a, 9 Diretor-técnico de fundação hospitalar municipal Ac TSE c/c IV, a e VII, Dirigente de conselho comunitário sem interesse Ac TSE direto ou indireto na arrecadação de tributos. Dirigente de Entidade de Assistência a municípios LC 64, art. 1º, III, Res TSE.mantidos com verbas públicas. c/c IV, a e VII,

5 Dirigente de Entidade de Direito Privado (ausência de Res TSE recebimento recurso poder público) Res TSE Dirigente de entidade privada (APAE) Ac TSE Dirigente de Entidade Representativa de Município Res TSE LC art. 1º, III,, 3 Res TSE c.c IV, a, VII, Res. 22/204 TRE/RO Dirigente de Fundação instituída por partido político e mantida exclusivamente com recurso do fundo partidário. Res TSE Dirigente de fundação privada Não há desincompatibilização, desde que a fundação não receba subvenção pública imprescindível à sua existência ou necessário à continuidade de serviço prestado ao público. Res TSE Res TSE Dirigente Sindical 4 meses 4 meses LC 64, art. 1º, II, g. Res TSE Res TSE Ac TSE Ac TSE Dirigente ou representante de associação profissional não reconhecida legalmente entidade sindical e que Res TSE não receba recursos públicos. Eletricista sociedade de economia mista 3 meses 3 meses LC 64, art. 1º, II, l. Ac. 265/2000 TRE-RO Empregado de empresa pública e socieade de economia mista Fiscal de Tributo Funcionário do Banco do Brasil (Sociedade de economia mista) Funcionários do Fisco 3 meses 3 meses LC 64, Art 1º, II, l LC 64, art. 1º, II, d. c/c IV, a e VII, Ac TSE Res TSE Ac TSE 3 meses 3 meses LC 64, Art 1º, II, l Ac TSE LC 64, art. 1º, II, d c/c IV, a Res TSE

6 Gerente de Empresa que contrata com o Governo LC 64, art. 1º, II, i. c/c IV a e VII, Ac. 270/2000 TRE-RO Governadores de Estado e do Distrito Federal. 10 c/c IV, a e VII, Interventor estadual em município Art. 14, 5º da CF. Ac TSE Interventores Federais. LC 64, art. 1º, II, a, 11, c/c IV, a e VII, b Juiz de Paz Res TSE Liquidante de Empresa de economia mista (exploração LC 64, art. 1, II, i de transporte urbano) c/c IV a e VII, Res TSE Locutor de Rádio Ac TSE Magistrado (afastamento definitivo) Art. 13 da Res/TSE. RO TSE Res TSE Médico do INSS 3 meses 3 meses LC 64, art. 1º, II, l. Res TSE Médico do SUS 3 meses 3 meses LC 64, art. 1º, II, l. Ac TSE Médico no exercício de função pública. 3 meses 3 meses LC 64, art. 1º, II, l. Ac TSE Ac TSE Membros conselhos diretor, fiscal ou consultivo de LC 64, art. 1º, III, Res TSE entidade representativa de municípios c/c IV, a e VII, Res TSE Membro de conselho fiscal que não exerce as funções LC 64, art. 1º, II, g, de dirigente, administrador ou representante de c/c. o VII, a. entidade de classe mantida pelo poder público Ac TSE Membro de conselho de administração de empresa LC 64. art. 1º, II, i concessionária de serviço público c/c IV a e VII, Res TSE Membro do Conselho Municipal da Criança e do Res TSE Adolescente Res TSE Membro do Conselho Tutelar 3 meses 3 meses O TSE equiparou Ac TSE

7 Membros do Ministério Público (afastamento definitivo) membro do Conselho Tutelar ao servidor público, por força do art. 136 do ECA. Art. 13 da Res/TSE LC 64, art. 1º, II, j RO TSE Res TSE Res TSE Res TSE RO TSE Res TSE Membro de Tribunal de Contas Art. 13 da Res/TSE. (afastamento definitivo) Ministro de Estado 1 c/c IV, a e VII, Motorista de Sindicato Ac. 181 TSE Oficial de Gabinete da Presidência da Câmara 3 meses 3 meses Municipal (não efetivo) LC 64, art. 1º, II, l. Res TSE Policial civil 3 meses 3 meses LC 64, art. 1º, II, l Ac TSE Policial militar 3 meses 3 meses LC 64, art. 1º, II, l. Ac. 274/2000 TRE-RO Policial Militar (Função de Comando) LC 64, art. 1º, VII, "b", c/c IV, "c" Ac TSE Policial militar Sargento (sem função de comando) 3 meses 3 meses LC 64, art. 1º, II, l. Ac TSE Policial Rodoviário federal 3 meses 3 meses LC 64, art. 1º, II, l. Ac. 279/2000 TRE-RO Prefeitos LC 64, art. 1º, VII c/c Desnecessário II, a, 13. Reeleição LC 64, art. 1º, 1º 5º do art. 14 da CF Prefeito reeleito Não é possível Res TSE LC 64, art. 1º, 1º Prefeito reeleito ou não candidato em município 6º do art. 14 da CF Ac TSE diverso LC 64, art. 1º, 1º Res. 17/2007 TRE/RO Presidente CREA 4 meses 4 meses LC 64, art. 1º, II, g Res TSE

8 Ac TSE Res TSE Presidente da câmara de vereadores Art. 14, 5º, da CF, in Res TSE fine Presidente da Comissão de Licitação Municipal c/c III,, 3 e 4, c/c Ac TSE IV a e VII,. LC 64, art. 1º, IV, a Presidente de Associações Municipais (mantidas total Res TSE c/c III,, 3 e VII, ou parcialmente pelo poder público) Res TSE Presidente de associação de servidores públicos municipais, entidade não sindical Res TSE Presidente de autarquias, empresas públicas, sociedade LC 64, art. 1º, VII c/c Res TSE de economia mista, e fundações públicas e as mantidas II, a, 9. Res. 20/2004 TRE/RO pelo Poder Público. Presidente de Câmara de Vereadores Ac TSE Presidente de Conselho de Fundo Municipal de LC 64, art. 1º, II, g Previdência dos servidores c/c IV, a e VII, Res TSE Presidente de Conselho Municipal da Criança Res TSE Presidente de Creche mantida pelo poder público LC 64, art. 1º, II, i. Ac TSE Presidente de festa popular Res TSE Sem previsão (peão de boiadeiro, feira agropecuária etc) Ac TSE Presidente de fundação pública estadual 4 meses 9 c/c IV Res TSE Presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais 4 meses LC 64, art. 1º, II, g c/c VII Ac TSE Presidente OAB 4 meses 4 meses LC 64, art. 1º, II, g. Res TSE Presidente Órgão Municipal de Assistência 4 meses LC 64, art. 1º, IV, a Ac C TSE

9 Presidente Partido Político Ac. 192 TSE Res TSE Professor de escola pública 3 meses 3 meses LC 64, art. 1º, II, l. Ac TSE Proprietários de emissoras radiofônicas Res TSE Radialista Ac TSE Ac TSE Reitor de Universidade LC 64, art. 1º, IV, a (subvencionadas pelo Poder Público) e VII, Res TSE Representante de associações municipais (mantidas LC 64 art. 1º, III,, total ou parcialmente pelo poder público) c/c IV, a e VII, Res TSE Representante entidade patronal (interesse em arrecadação e fiscalização de contribuições compulsórias arrecadadas e repassadas 4 meses 4 meses LC 64, art. 1º, II, g Res TSE pela Previdência Social Secretário de Administração Municipal LC 64, art. 1º, III,, Ac TSE 4 c/c VII, a e Secretário executivo da Coordenadoria Municipal de 16 c/c IV, a e VII, Defesa Civil. Res TSE Secretários-Gerais, Secretários Executivos, Secretários Nacionais, Secretários Federais dos Ministérios e as pessoas que ocupem cargos equivalentes. Secretários Municipais Secretário de Estado LC 64, art. 1º, II, a, 16 c/c VII c/c III,, 4, e IV a LC art. 1º, II, a, 12 c/c IV, a e VII, Ac TSE Res TSE Res TSE Res. 20/2004 TRE/RO Res TSE Res TSE Res TSE

10 Secretário Parlamentar 3 meses 3 meses LC 64, art. 1º, II, l Servidor Candidato município diverso Servidor da Justiça Eleitoral Proibido de exercer atividade partidária Servidor do fisco Art. 366 do CE. LC 64, art. 1º, II, d c/c IV, a e VII, Res TSE Ac TSE Res TSE Res TSE Ac TSE Res TSE Res TSE Servidor público (afastamento remunerado) 3 meses 3 meses LC 64, art. 1º, II, l Res TSE Servidor público 3 meses 3 meses LC 64, art. 1º, II, l Ac TSE Servidor público (em estágio probatório) 3 meses 3 meses LC 64, art. 1º, II, l Res. 15/2004 TRE/RO Servidor público municipal candidato em município Res TSE Não é necessário LC 64, art. 1º, II, l diverso Res TSE Servidor Público com cargo em comissão Res TSE 3 meses 3 meses LC 64, art. 1º, II, l Res TSE Exoneração Exoneração Res TSE Servidor público cargo em comissão em gabinete de 3 meses 3 meses parlamentar em Brasília Exoneração Exoneração LC 64, art. 1º, II, l Res TSE Servidores públicos celetistas 3 meses 3 meses LC 64, art. 1º, II, l Res TSE Servidor público federal da Câmara dos Deputados 3 meses 3 meses LC 64, art. 1º, II, l Res TSE Servidor público. Secretária parlamentar 3 meses 3 meses LC 64, art. 1º, II, l Ac TSE Subdelegado de polícia Ac TSE Superintendentes de autarquias, empresas públicas, sociedade de economia mista, e fundações públicas e as mantidas pelo Poder Público. LC 64, art. 1º, II, a, 9 c/c VII Titular de serventia extrajudicial 3 meses 3 meses LC 64, art. 1º, II, l Ac TSE Ac TSE Ac TSE

11 Vereador Não é necessário Art. 14, 5º, da CF Res TSE Vice-Diretor de Escola 3 meses 3 meses LC 64, art. 1º, II, l Ac TSE 5º do art. 14 d CF Vice-Prefeito que sucede o Prefeito para se candidatar LC 64, art. 1º, 1º c/c a Vice-Prefeito novamente. (renúncia) (renúncia), 2º Res TSE Vice-Prefeito que sucede o Prefeito Vice-Prefeito Vice-presidente de associações municipais (mantidas total ou parcialmente pelo poder público) (considera-se reeleição) 6º do art. 14 da CF LC 64, art. 1º, 1º c/c, 2º LC 64, art. 1º 2º 5º e 6º do art. 14 da CF LC 64, art. 1º, III,, 3 c/c IV, a e VII, Res TSE Res TSE Res TSE Vogal de junta comercial 3 meses 3 meses LC 64, art. 1º, II, l Res TSE Res. n. 12/2000 TRE/RO AUTORIDADE MILITAR Policial Militar no exercício da função de comando Ac. Nº TSE Obs. Nas Eleições Municipais, de acordo com art. 1º, VII, c/c IV do mesmo artigo da LC 64/90, o prazo para afastamento para quem pretenda concorrer ao cargo de vereador será de, sempre que o previsto para o cargo de prefeito e vice-prefeito for de 4 meses.

TABELA DE PRAZOS DE DESINCOMPATIBILIZAÇÃO

TABELA DE PRAZOS DE DESINCOMPATIBILIZAÇÃO TABELA DE PRAZOS DE DESINCOMPATIBILIZAÇÃO A tabela a seguir visa esclarecer partidos políticos, potenciais candidatos e demais interessados, de forma simplificada e objetiva, quanto aos prazos de desincompatibilização

Leia mais

PRAZOS DE DESINCOMPATIBILIZAÇÃO E AFASTAMENTO

PRAZOS DE DESINCOMPATIBILIZAÇÃO E AFASTAMENTO SECRETARIA JUDICIÁRIA COORDENADORIA DE GESTÃO DA INFORMAÇÃO SEÇÃO DE JURISPRUDÊNCIA E PESQUISA PRAZOS DE DESINCOMPATIBILIZAÇÃO E AFASTAMENTO ELEIÇÕES GERAIS 2014 Atualizado em março / 2014 APRESENTAÇÃO

Leia mais

PRAZOS DE DESINCOMPATIBILIZAÇÃO E AFASTAMENTO

PRAZOS DE DESINCOMPATIBILIZAÇÃO E AFASTAMENTO TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL DE MINAS GERAIS SECRETARIA JUDICIÁRIA COORDENADORIA DE GESTÃO DA INFORMAÇÃO SEÇÃO DE JURISPRUDÊNCIA E PESQUISA PRAZOS DE DESINCOMPATIBILIZAÇÃO E AFASTAMENTO Atualizado em fevereiro

Leia mais

ELEIÇÕES 2016 TABELA DE DESINCOMPATIBILIZAÇÃO

ELEIÇÕES 2016 TABELA DE DESINCOMPATIBILIZAÇÃO ELEIÇÕES 2016 TABELA DE DESINCOMPATIBILIZAÇÃO UM GUIA DE ORIENTAÇÃO O período eleitoral, durante todo o exercício de 2016, deve receber por parte dos administradores públicos, assessores e servidores municipais,

Leia mais

TREINAMENTO AOS MUNICÍPIOS DO ESTADO DE RORAIMA. Módulo: Administração de Folha de Pagamento e Gestão de Pessoas

TREINAMENTO AOS MUNICÍPIOS DO ESTADO DE RORAIMA. Módulo: Administração de Folha de Pagamento e Gestão de Pessoas TREINAMENTO AOS MUNICÍPIOS DO ESTADO DE RORAIMA Módulo: Administração de Folha de Pagamento e Gestão de Pessoas Instrutor: Aurisfran Feitosa de Oliveira Auditor-Fiscal de Contas UNIVIRR, fevereiro/2013

Leia mais

TEMAS DA REFORMA POLÍTICA

TEMAS DA REFORMA POLÍTICA TEMAS DA REFORMA POLÍTICA 1 Sistemas Eleitorais 1.1 Sistema majoritário. 1.2 Sistema proporcional 1.2 Sistema misto 2 - Financiamento eleitoral e partidário 3- Suplência de senador 4- Filiação partidária

Leia mais

TEMAS DEBATIDOS DECISÕES DA COMISSÃO 1- SUPLÊNCIA DE SENADOR. Foram aprovadas as seguintes alterações:

TEMAS DEBATIDOS DECISÕES DA COMISSÃO 1- SUPLÊNCIA DE SENADOR. Foram aprovadas as seguintes alterações: Senado Federal Comissão da Reforma Política TEMAS DEBATIDOS DECISÕES DA COMISSÃO 1- SUPLÊNCIA DE SENADOR a) Redução de dois suplentes de Senador para um; b) Em caso de afastamento o suplente assume; em

Leia mais

Informar os seguintes códigos, de acordo com a categoria de trabalhador:

Informar os seguintes códigos, de acordo com a categoria de trabalhador: 4.3 - CATEGORIA Informar os seguintes códigos, de acordo com a categoria de trabalhador: Cód. 01 Empregado; 02 Trabalhador avulso; Categoria 03 Trabalhador não vinculado ao RGPS, mas com direito ao FGTS;

Leia mais

Lei das Precedências do Protocolo do Estado Português

Lei das Precedências do Protocolo do Estado Português Lei das Precedências do Protocolo do Estado Português Lei n.º 40/2006, de 25 de Agosto A Assembleia da República decreta, nos termos da alínea c) do artigo 161.º da Constituição, o seguinte: SECÇÃO I Princípios

Leia mais

DIREITO ADMINISTRATIVO ORGANIZAÇÃO DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA

DIREITO ADMINISTRATIVO ORGANIZAÇÃO DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA DIREITO ADMINISTRATIVO ORGANIZAÇÃO DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA Atualizado em 27/10/2015 ORGANIZAÇÃO DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA DESCENTRALIZAÇÃO E DESCONCENTRAÇÃO A administração pública exerce as suas competências

Leia mais

ORIENTAÇÕES GERAIS PARA AS ELEIÇÕES 2008: Condutas Vedadas aos Gestores PúblicosP

ORIENTAÇÕES GERAIS PARA AS ELEIÇÕES 2008: Condutas Vedadas aos Gestores PúblicosP Eleições 2008 ORIENTAÇÕES GERAIS PARA AS ELEIÇÕES 2008: Condutas Vedadas aos Gestores PúblicosP Escola Fazendária Teresina, 16 de Junho de 2008 O Art. 73, da Lei nº n 9.504/97, dispõe serem proibidas aos

Leia mais

Tabela de Vencimentos - Vigência 01/03/2014 - L.C. 1238/2014 - publicação DOE-I 05/04/2014 ESCALA DE VENCIMENTOS - CARGOS EFETIVOS

Tabela de Vencimentos - Vigência 01/03/2014 - L.C. 1238/2014 - publicação DOE-I 05/04/2014 ESCALA DE VENCIMENTOS - CARGOS EFETIVOS Tabela de Vencimentos - Vigência 01/03/2014 - ESCALA DE VENCIMENTOS - CARGOS EFETIVOS Auxiliar Legislativo de Serviços Operacionais Nível Padrão Nível Padrão Nível Padrão - - Tabela Código Legisl. Repres.

Leia mais

Licença e afastamento SERVIDOR PÚBLICO V LICENÇA E AFASTAMENTO. Licenças não remuneradas: Licenças: 12/11/2012

Licença e afastamento SERVIDOR PÚBLICO V LICENÇA E AFASTAMENTO. Licenças não remuneradas: Licenças: 12/11/2012 Licença e afastamento Hipóteses em que o servidor não presta serviço, sem perder o cargo. Há 7 hipóteses de licença e 4 hipóteses de afastamento. SERVIDOR PÚBLICO V LICENÇA E AFASTAMENTO Paula Freire Licenças:

Leia mais

Incentivos do Poder Público à atuação de entidades civis sem fins lucrativos, na área social. (1) renúncia fiscal

Incentivos do Poder Público à atuação de entidades civis sem fins lucrativos, na área social. (1) renúncia fiscal Incentivos do Poder Público à atuação de entidades civis sem fins lucrativos, na área social Associação Fundação Privada Associação Sindical Partidos Políticos (1) renúncia fiscal Subvencionada 1 Entidades

Leia mais

LEI N 3.077/2010. A Prefeita do Município de Ibiraçu, Estado do Espírito Santo, no uso de suas atribuições legais e regimentais.

LEI N 3.077/2010. A Prefeita do Município de Ibiraçu, Estado do Espírito Santo, no uso de suas atribuições legais e regimentais. DISPÕE SOBRE A FIXAÇÃO DE PERCENTUAL PARA REVISÃO GERAL ANUAL DOS VENCIMENTOS, REMUNERAÇÕES E SUBSÍDIOS DOS SERVIDORES PÚBLICOS E AGENTES POLÍTICOS DO MUNICÍPIO DE IBIRAÇU, REFERENTES AO EXERCÍCIO DE 2009,

Leia mais

Antes da inscrição. temporária

Antes da inscrição. temporária TEMAS TRATADOS EM SALA 1. INSCRIÇÃO DE ADVOGADOS (continuação) A) CANCELAMENTO (11, EAOAB) É a interrupção definitiva da inscrição. Se dá pelas seguintes causas: - a pedido do advogado; - sofrer penalidade

Leia mais

MODELO. Anteprojeto de lei para criação do Conselho Municipal do FUNDEB. Lei Municipal nº, de de de 2007

MODELO. Anteprojeto de lei para criação do Conselho Municipal do FUNDEB. Lei Municipal nº, de de de 2007 MODELO O conteúdo do Anteprojeto de Lei abaixo apresentado representa a contribuição do MEC, colocada à disposição dos Governos Municipais, a título de apoio técnico, previsto no art. 30, inciso I, da

Leia mais

1 (FCC/TRE-AC/Analista/2010) A respeito das entidades políticas e administrativas, considere:

1 (FCC/TRE-AC/Analista/2010) A respeito das entidades políticas e administrativas, considere: 1 (FCC/TRE-AC/Analista/2010) A respeito das entidades políticas e administrativas, considere: I. Pessoas jurídicas de Direito Público que integram a estrutura constitucional do Estado e têm poderes políticos

Leia mais

O PREFEITO MUNICIPAL DE SÃO BENEDITO, no uso de suas atribuições legais, faz saber que a Câmara Municipal, aprovou e eu sanciono a seguinte Lei:

O PREFEITO MUNICIPAL DE SÃO BENEDITO, no uso de suas atribuições legais, faz saber que a Câmara Municipal, aprovou e eu sanciono a seguinte Lei: LEI ORDINÁRIA Nº 929/2015, DE 09 DE FEVEREIRO DE 2015 Altera a Lei Municipal nº 922/2014 e seu anexo e dá outras providencias. O PREFEITO MUNICIPAL DE SÃO BENEDITO, no uso de suas atribuições legais, faz

Leia mais

01. Câmara Municipal. 02. Secretaria Municipal de Governo. 03. Gabinete do Vice-Prefeito. 04. Procuradoria Geral do Município

01. Câmara Municipal. 02. Secretaria Municipal de Governo. 03. Gabinete do Vice-Prefeito. 04. Procuradoria Geral do Município Estrutura Administrativa e Principais 01. Câmara Municipal - Lei Orgânica do Município de Teresina, de 05 de abril de 1991. - Votar o Orçamento Anual e o Plano Plurianual, bem como autorizar abertura de

Leia mais

Conteúdo de sala de aula.

Conteúdo de sala de aula. Assunto. Administração Pública I. Categoria. Conteúdo de sala de aula. III - ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA. Mesmo sabendo que a expressão Administração Pública tem vários sentidos e formas de estudo, nesse momento

Leia mais

Soraya Helena Coelho Leite. Procuradora Federal Procuradora-Geral da UNIFAL-MG

Soraya Helena Coelho Leite. Procuradora Federal Procuradora-Geral da UNIFAL-MG Soraya Helena Coelho Leite Procuradora Federal Procuradora-Geral da UNIFAL-MG Art. 15. A critério da administração pública, na forma do regulamento, poderá ser concedida ao pesquisador público, desde que

Leia mais

Condutas Vedadas aos Agentes Públicos Federais

Condutas Vedadas aos Agentes Públicos Federais Condutas Vedadas aos Agentes Públicos Federais Bases legais Constituição Federal Lei das Eleições (Lei 9.504/97) Lei das Inelegibilidades (LC 64/90) Código Eleitoral Resoluções do TSE Finalidade da Legislação

Leia mais

O que fazer para reformar o Senado?

O que fazer para reformar o Senado? O que fazer para reformar o Senado? Cristovam Buarque As m e d i d a s para enfrentar a crise do momento não serão suficientes sem mudanças na estrutura do Senado. Pelo menos 26 medidas seriam necessárias

Leia mais

Eleições 2012 Prazos de Desincompatibilização Compilação de Legislação e Jurisprudência

Eleições 2012 Prazos de Desincompatibilização Compilação de Legislação e Jurisprudência Eleições 2012 Prazos de Desincompatibilização Compilação de Legislação e Jurisprudência IMPORTANTE: A tabela ora apresentada tem caráter meramente informativo, uma vez que os casos concretos serão apreciados

Leia mais

PONTO 1: ORGANIZAÇÃO ADMINISTRATIVA PONTO 4: ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA INDIRETA. 1. ORGANIZAÇÃO ADMINISTRATIVA Administração Direta e Indireta

PONTO 1: ORGANIZAÇÃO ADMINISTRATIVA PONTO 4: ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA INDIRETA. 1. ORGANIZAÇÃO ADMINISTRATIVA Administração Direta e Indireta 1 DIREITO ADMINISTRATIVO DIREITO ADMINISTRATIVO PONTO 1: ORGANIZAÇÃO ADMINISTRATIVA PONTO 4: ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA INDIRETA 1. ORGANIZAÇÃO ADMINISTRATIVA Administração Direta e Indireta O Estado, enquanto

Leia mais

12. Assinale a opção correta a respeito da composição e do funcionamento das juntas eleitorais.

12. Assinale a opção correta a respeito da composição e do funcionamento das juntas eleitorais. TRE-MT ANALIS. JUD. ADM CESPE 9. Assinale a opção correta com relação aos órgãos da justiça eleitoral. a) A justiça eleitoral é composta pelo Tribunal Superior Eleitoral ( TSE ), pelo TRE, na capital de

Leia mais

LEI Nº 74, DE 30 MAIO DE 2006.

LEI Nº 74, DE 30 MAIO DE 2006. LEI Nº 74, DE 30 MAIO DE 2006. O Prefeito Municipal de Tijucas do Sul, Estado do Paraná: A Câmara Municipal decretou e eu sanciono a seguinte Lei: Reorganiza o quadro de pessoal da administração direta

Leia mais

Criação do Conselho Municipal do FUNDEB

Criação do Conselho Municipal do FUNDEB A Confederação Nacional de Municípios com o propósito de contribuir para a gestão municipal coloca à disposição a presente minuta para a legislação municipal referente à Criação do Conselho Municipal do

Leia mais

AULA 02 ROTEIRO CONSTITUIÇÃO FEDERAL ART. 5º; 37-41; 205 214; 227 229 LEI 8.069 DE 13/07/1990 ESTATUTO DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE E C A PARTE 02

AULA 02 ROTEIRO CONSTITUIÇÃO FEDERAL ART. 5º; 37-41; 205 214; 227 229 LEI 8.069 DE 13/07/1990 ESTATUTO DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE E C A PARTE 02 AULA 02 ROTEIRO CONSTITUIÇÃO FEDERAL ART. 5º; 37-41; 205 214; 227 229 LEI 8.069 DE 13/07/1990 ESTATUTO DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE E C A PARTE 02 CAPÍTULO VII DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA SEÇÃO I DISPOSIÇÕES

Leia mais

TABELA DE CARGOS E SALÁRIOS SERVIDORES EFETIVOS

TABELA DE CARGOS E SALÁRIOS SERVIDORES EFETIVOS TABELA DE CARGOS E SALÁRIOS SERVIDORES EFETIVOS Auxiliar de Serviços Municipais 85 I Auxiliar de Serviços Gerais 90 622,38 Agente Combate Endemias 07 Agente Comunitario de Saúde 54 II Auxiliar de Serviços

Leia mais

CADASTRO DE ENTIDADES TCESP MUDANÇAS A PARTIR DE 1º DE AGOSTO DE 2012.

CADASTRO DE ENTIDADES TCESP MUDANÇAS A PARTIR DE 1º DE AGOSTO DE 2012. CADASTRO DE ENTIDADES TCESP MUDANÇAS A PARTIR DE 1º DE AGOSTO DE 2012. Informamos que a partir de 01.08.2012 o documento Atualização do Cadastro Geral de Entidades Mensal passará a verificar a obrigatoriedade

Leia mais

Contribuição Sindical. Conceito

Contribuição Sindical. Conceito Contribuição Sindical Conceito A Contribuição Sindical é um tributo federal (art. 149 da CF), descontada em folha de pagamento e que deve ser recolhida compulsoriamente pelos empregadores, conforme estabelecido

Leia mais

Conselho Nacional de Controle Interno

Conselho Nacional de Controle Interno Veículo: Site Congresso em Foco Data: 13/07/2012 Editoria: Lei de Acesso Coluna: - Página: - Só 12% das prefeituras dão atenção a transparência Uma mesma pergunta foi feita às administrações de 133 cidades

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 01, DE 18 DE MARÇO DE 2011. Disciplina a gratificação por condições especiais de trabalho.

RESOLUÇÃO Nº 01, DE 18 DE MARÇO DE 2011. Disciplina a gratificação por condições especiais de trabalho. RESOLUÇÃO Nº 01, DE 18 DE MARÇO DE 2011 Disciplina a gratificação por condições especiais de trabalho. O CONSELHO ESTADUAL DE GESTÃO DE PESSOAS no uso das atribuições que lhe confere o art. 29, III, da

Leia mais

ORGANIZAÇÃO DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA

ORGANIZAÇÃO DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA 1 - Administraça o Indireta Administração Indireta: Autarquias* Fundações Empresas Públicas Sociedade de Economia Mista *Dentro do conceito de autarquias: Consórcios públicos, associações públicas, agências

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO PRESIDÊNCIA PORTARIA FNDE Nº 344 DE 10 DE OUTUBRO DE 2008.

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO PRESIDÊNCIA PORTARIA FNDE Nº 344 DE 10 DE OUTUBRO DE 2008. MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO PRESIDÊNCIA PORTARIA FNDE Nº 344 DE 10 DE OUTUBRO DE 2008. Estabelece procedimentos e orientações sobre a criação, composição, funcionamento

Leia mais

DECRETO Nº 15.248, DE 02 DE JULHO DE 2013

DECRETO Nº 15.248, DE 02 DE JULHO DE 2013 DECRETO Nº 15.248, DE 02 DE JULHO DE 2013 Regulamenta a concessão da licença para atividade política, do afastamento para o exercício de mandato eletivo e da licença para desempenho de mandato classista

Leia mais

Críticas e sugestões através do nosso e-mail: iprevi1@hotmail.com

Críticas e sugestões através do nosso e-mail: iprevi1@hotmail.com 1 CARTILHA DO SEGURADO 1. MENSAGEM DA DIRETORA PRESIDENTE Esta cartilha tem como objetivo dar orientação aos segurados do Instituto de Previdência dos Servidores Públicos do Município de Itatiaia IPREVI,

Leia mais

Cartilha VOTE CONSCIENTE VOTE BEM

Cartilha VOTE CONSCIENTE VOTE BEM Cartilha VOTE VOTE BEM CONSCIENTE O mês de outubro marca a escolha de quem estará, durante os próximos anos, à frente do poder no Brasil. É um dos momentos mais significativos, pois é a hora de o brasileiro

Leia mais

Direito Constitucional 3º semestre Professora Ilza Facundes. Organização do Estado Federação na Constituição de 1988

Direito Constitucional 3º semestre Professora Ilza Facundes. Organização do Estado Federação na Constituição de 1988 Direito Constitucional 3º semestre Professora Ilza Facundes Organização do Estado Federação na Constituição de 1988 a) CARACTERÍSTICAS I. Órgãos representativos: Câmara dos Deputados Representa o Povo

Leia mais

PROVA DE DIREITO PREVIDENCIÁRIO TCE-CE FCC 2015

PROVA DE DIREITO PREVIDENCIÁRIO TCE-CE FCC 2015 PROVA DE DIREITO PREVIDENCIÁRIO TCE-CE FCC 2015 Direito Previdenciário 67. (Auditor de Controle Externo/TCE-CE/FCC/2015): O princípio constitucional estipulando que a Seguridade Social deve contemplar

Leia mais

Sumário APRESENTAÇÃO DA COLEÇÃO... 13 APRESENTAÇÃO... 15 NOTA À TERCEIRA EDIÇÃO... 17 NOTA À SEGUNDA EDIÇÃO... 19 DIREITO ELEITORAL...

Sumário APRESENTAÇÃO DA COLEÇÃO... 13 APRESENTAÇÃO... 15 NOTA À TERCEIRA EDIÇÃO... 17 NOTA À SEGUNDA EDIÇÃO... 19 DIREITO ELEITORAL... Sumário APRESENTAÇÃO DA COLEÇÃO... 13 APRESENTAÇÃO... 15 NOTA À TERCEIRA EDIÇÃO... 17 NOTA À SEGUNDA EDIÇÃO... 19 CAPÍTULO 1 DIREITO ELEITORAL... 21 1.1. Conceito...21 1.1.1. Competência legislativa em

Leia mais

ESTRUTURA ADMINISTRATIVA. Autor: Sidnei Di Bacco/Advogado

ESTRUTURA ADMINISTRATIVA. Autor: Sidnei Di Bacco/Advogado ESTRUTURA ADMINISTRATIVA Autor: Sidnei Di Bacco/Advogado LEGISLAÇÃO ADMINISTRATIVA BÁSICA Estrutura administrativa Estatuto dos servidores Estatuto do magistério PCS dos servidores comissionados PCS dos

Leia mais

Prova Comentada TRT/SP Direito Previdenciário. XX. (Analista Judiciário Área Judiciária/TRT-2/FCC/2014):

Prova Comentada TRT/SP Direito Previdenciário. XX. (Analista Judiciário Área Judiciária/TRT-2/FCC/2014): Prova Comentada TRT/SP Direito Previdenciário XX. (Analista Judiciário Área Judiciária/TRT-2/FCC/2014): 54. Uma vez criados por lei do ente federativo, vinculam-se aos regimes próprios de previdência social

Leia mais

Pesquisa sobre municipalização do trânsito e regulamentação do exercício da atividade de moto taxista e de moto boy

Pesquisa sobre municipalização do trânsito e regulamentação do exercício da atividade de moto taxista e de moto boy Pesquisa sobre municipalização do trânsito e regulamentação do exercício da atividade de moto taxista e de moto boy Tabulação dos Resultados da Pesquisa Objetivos: Diagnosticar a situação atual dos municípios

Leia mais

META 4. LEITURA OBRIGATÓRIA Legislação: CRFB/88, arts. 6 o 17; Doutrina: Direitos sociais; Nacionalidade; Direitos Políticos e Partidos Políticos.

META 4. LEITURA OBRIGATÓRIA Legislação: CRFB/88, arts. 6 o 17; Doutrina: Direitos sociais; Nacionalidade; Direitos Políticos e Partidos Políticos. META 4 LEITURA OBRIGATÓRIA Legislação: CRFB/88, arts. 6 o 17; Doutrina: Direitos sociais; Nacionalidade; Direitos Políticos e Partidos Políticos. EXERCÍCIO 1. (FGV - 2008 - Senado Federal - Policial Legislativo

Leia mais

ANEXO I LOTACIONOGRAMA TABELA I - CARGOS DE PROVIMENTO EFETIVO. Cargo /Função

ANEXO I LOTACIONOGRAMA TABELA I - CARGOS DE PROVIMENTO EFETIVO. Cargo /Função LEI COMPLEMENTAR Nº 107, DE 10 DE MARÇO DE 2014. Altera a Tabela I e II, do Anexo I da Lei Complementar nº 076/2011, onde aumenta o número de vagas, altera cargos e dá outras providências. O Sr. Adriano

Leia mais

Maratona Fiscal ISS Direito tributário

Maratona Fiscal ISS Direito tributário Maratona Fiscal ISS Direito tributário 1. São tributos de competência municipal: (A) imposto sobre a transmissão causa mortis de bens imóveis, imposto sobre a prestação de serviço de comunicação e imposto

Leia mais

a) nome completo, sexo, data de nascimento, naturalidade, nacionalidade, estado civil, filiação e nome do cônjuge ou companheiro;

a) nome completo, sexo, data de nascimento, naturalidade, nacionalidade, estado civil, filiação e nome do cônjuge ou companheiro; Instrução CVM 301/99. DA IDENTIFICAÇÃO E CADASTRO DE CLIENTES Art. 3º Para os fins do disposto no art. 10, inciso I, da Lei nº 9.613/98, as pessoas mencionadas no art. 2º (DENTRE OUTRAS, CORRETORAS DE

Leia mais

PEER REVIEW NA ÁREA DE RECURSOS HUMANOS NA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA (MP/OCDE/B.MUNDIAL)

PEER REVIEW NA ÁREA DE RECURSOS HUMANOS NA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA (MP/OCDE/B.MUNDIAL) PEER REVIEW NA ÁREA DE RECURSOS HUMANOS NA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA (MP/OCDE/B.MUNDIAL) Brasília Junho de 2009 Organização do Estado Brasileiro República Federativa do Brasil (União Indissolúvel) Estados

Leia mais

PREVIDÊNCIA SOCIAL INSTITUTO NACIONAL DO SEGURO SOCIAL

PREVIDÊNCIA SOCIAL INSTITUTO NACIONAL DO SEGURO SOCIAL As conquistas mais definitivas da Previdência Social, como um sistema do trabalhador para o trabalhador, estão ligadas às lições aprendidas com os próprios segurados, no tempo e no espaço Extraído do Livro

Leia mais

Prestação de contas do Juízo comum e da Justiça Eleitoral:

Prestação de contas do Juízo comum e da Justiça Eleitoral: PRESTAÇÃO DE CONTAS Prestação de contas do Juízo comum e da Justiça Eleitoral: Conceitos: Nós juízes, em especial os que atuam na área cível, somos acostumados com a obrigação de prestação de contas de

Leia mais

Ordem dos Advogados do Brasil Seção do Estado do Rio de Janeiro Procuradoria

Ordem dos Advogados do Brasil Seção do Estado do Rio de Janeiro Procuradoria EXCELENTÍSSIMO SENHOR PRESIDENTE DO CONSELHO NACIONAL DE JUSTIÇA CNJ A ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL SEÇÃO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO, serviço público independente, dotado de personalidade jurídica e

Leia mais

Processo nº 228.943-03/DER/2000-2º Volume DTM-SUP/DER-006-20/08/2003 Institui banco de dados digitalizado de DETERMINAÇÕES emitidas pela SUP. (1.

Processo nº 228.943-03/DER/2000-2º Volume DTM-SUP/DER-006-20/08/2003 Institui banco de dados digitalizado de DETERMINAÇÕES emitidas pela SUP. (1. Processo nº 228.943-03/DER/2000-2º Volume DTM-SUP/DER-006-20/08/2003 Institui banco de dados digitalizado de DETERMINAÇÕES emitidas pela SUP. (1.6) SENHORES CHEFE DE GABINETE, DIRETORES DE DEPARTAMENTO,

Leia mais

DESPESA COM PESSOAL RESTRIÇÕES EM ANO ELEITORAL

DESPESA COM PESSOAL RESTRIÇÕES EM ANO ELEITORAL DESPESA COM PESSOAL RESTRIÇÕES EM ANO ELEITORAL Autoria: Sidnei Di Bacco Advogado 2008 é ano eleitoral e último ano do mandato eletivo dos prefeitos municipais, o que atrai a incidência de diversas restrições

Leia mais

A Propaganda Institucional e as Eleições de 2008. Randolpho Martino JúniorJ www.vicosa.com.br/randolpho

A Propaganda Institucional e as Eleições de 2008. Randolpho Martino JúniorJ www.vicosa.com.br/randolpho A Propaganda Institucional e as Eleições de 2008 Randolpho Martino JúniorJ www.vicosa.com.br/randolpho Propaganda Institucional Definição: é a publicidade destinada a divulgar os atos, programas, obras,

Leia mais

Oportunidades do mercado de concursos e atual conjuntura política e econômica.

Oportunidades do mercado de concursos e atual conjuntura política e econômica. Oportunidades do mercado de concursos e atual conjuntura política e econômica. Diretoria Comercial Diretoria e Marketing DIA de Agosto MÊS de de ANO 2011 Atraso nos concursos federais PL 4330/94 Terceirizações

Leia mais

IX ENCONTRO NACIONAL DE VEREADORES

IX ENCONTRO NACIONAL DE VEREADORES IX ENCONTRO NACIONAL DE VEREADORES Previdência Pública Servidores e Agentes Políticos Geilton Costa da Silva Conceito primitivo de previdência A raiz da palavra aponta para a faculdade ou ação de prever,

Leia mais

O DIREITO CONSTITUCIONAL NO BRASIL E NA CHINA: ANÁLISE COMPARATIVA

O DIREITO CONSTITUCIONAL NO BRASIL E NA CHINA: ANÁLISE COMPARATIVA SÃO PAULO RIO DE JANEIRO BRASÍLIA CURITIBA PORTO ALEGRE RECIFE BELO HORIZONTE LONDRES LISBOA XANGAI BEIJING MIAMI BUENOS AIRES O DIREITO CONSTITUCIONAL NO BRASIL E NA CHINA: ANÁLISE COMPARATIVA DURVAL

Leia mais

LEI Nº 1543, DE 10 DE ABRIL DE 2008 DE 2008.

LEI Nº 1543, DE 10 DE ABRIL DE 2008 DE 2008. LEI Nº 1543, DE 10 DE ABRIL DE 2008 DE 2008. Autoria: Poder Legislativo Estabelece normas para as cerimônias públicas e a ordem geral de precedência no Município de Lucas do Rio Verde - MT. O Prefeito

Leia mais

306 Cota-Parte do Imposto sobre Exportação de Produtos Industrializados Devida aos Municípios - exerc ant

306 Cota-Parte do Imposto sobre Exportação de Produtos Industrializados Devida aos Municípios - exerc ant ANEXO II - A CLASSIFICAÇÃO DAS S DE RECURSOS (ordenada Siplan) 00 (1) 100 (1) Recursos Ordinários não Vinculados do Tesouro 300 (1) Recursos Ordinários não Vinculados do Tesouro - exerc ant 01 (1) 100

Leia mais

LEI Nº0131/97 ESTABELECE A NOVA ESTRUTURA ADMINISTRATIVA DA PREFEITURA MUNICIPAL DE SANTA BÁRBARA DO LESTE MINAS GERAIS.

LEI Nº0131/97 ESTABELECE A NOVA ESTRUTURA ADMINISTRATIVA DA PREFEITURA MUNICIPAL DE SANTA BÁRBARA DO LESTE MINAS GERAIS. LEI Nº0131/97 ESTABELECE A NOVA ESTRUTURA ADMINISTRATIVA DA PREFEITURA MUNICIPAL DE SANTA BÁRBARA DO LESTE MINAS GERAIS. A Câmara Municipal de Santa Bárbara do Leste, por seus representantes aprovou e

Leia mais

º 000107-AL LEI COMPLEMENTAER Nº. 0042, DE 15 DE AGOSTO DE

º 000107-AL LEI COMPLEMENTAER Nº. 0042, DE 15 DE AGOSTO DE Referente ao Projeto de Lei Complementar n. º 000107-AL LEI COMPLEMENTAER Nº. 0042, DE 15 DE AGOSTO DE 2007. Publicada no Diário Oficial do Estado nº 4073, de 20.08.07 Autor: Deputado Jorge Amanajás Autoriza

Leia mais

o mpf/sp e a unifesp notas para a audiência pública

o mpf/sp e a unifesp notas para a audiência pública o mpf/sp e a unifesp notas para a audiência pública unifesp, 23.04.2009 tópicos conhecendo o mpf unifesp e administração pública atuação do mpf/sp na unifesp tutela de direitos coletivos defesa do patrimônio

Leia mais

REGRAS DE APOSENTADORIA DO REGIME PRÓPRIO DE PREVIDÊNCIA SOCIAL - RPPS

REGRAS DE APOSENTADORIA DO REGIME PRÓPRIO DE PREVIDÊNCIA SOCIAL - RPPS REGRAS DE APOSENTADORIA DO REGIME PRÓPRIO DE PREVIDÊNCIA SOCIAL - RPPS INTRODUÇÃO Como o objetivo de facilitar o entendimento da matéria relacionada à reforma previdenciária, teceremos alguns comentários

Leia mais

PLANOS DE CARGOS E SALÁRIOS. Autor: Sidnei Di Bacco/Advogado

PLANOS DE CARGOS E SALÁRIOS. Autor: Sidnei Di Bacco/Advogado PLANOS DE CARGOS E SALÁRIOS Autor: Sidnei Di Bacco/Advogado ESTRUTURA REMUNERATÓRIA BÁSICA PCS dos servidores comissionados PCS dos servidores efetivos (quadro geral) PCS dos servidores do magistério SERVIDORES

Leia mais

RPPS SERVIDORES PÚBLICOS DO PARANÁ

RPPS SERVIDORES PÚBLICOS DO PARANÁ RPPS SERVIDORES PÚBLICOS DO PARANÁ NATUREZA JURÍDICA ESTRUTURA FINANCIAMENTO SERVIDRES ABRANGIDOS DESAFIOS 1 História da Previdência Surge no dia que as pessoas começam a acumular para o futuro, para o

Leia mais

REVOGADA PELA LEI Nº 1.593, DE 21 DE NOVEMBRO DE 2012. Cria o Conselho Municipal de Enfrentamento às Drogas, e dá outras providências.

REVOGADA PELA LEI Nº 1.593, DE 21 DE NOVEMBRO DE 2012. Cria o Conselho Municipal de Enfrentamento às Drogas, e dá outras providências. REVOGADA PELA LEI Nº 1.593, DE 21 DE NOVEMBRO DE 2012. LEI N.º 1.323, DE 14 DE OUTUBRO DE 2010. Cria o Conselho Municipal de Enfrentamento às Drogas, e dá outras providências. O Sr. Sadi Ribeiro Ramos,

Leia mais

ANEXO I - QUANTITATIVO FÍSICO DE PESSOAL TABELA 1 - PODERES EXECUTIVO, LEGISLATIVO E JUDICIÁRIO - DPU - MPU - EMPRESAS ESTATAIS DEPENDENTES DA

ANEXO I - QUANTITATIVO FÍSICO DE PESSOAL TABELA 1 - PODERES EXECUTIVO, LEGISLATIVO E JUDICIÁRIO - DPU - MPU - EMPRESAS ESTATAIS DEPENDENTES DA MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE GESTÃO PÚBLICA ANEXO I QUANTITATIVO FÍSICO DE PESSOAL TABELA PODERES EXECUTIVO, LEGISLATIVO E JUDICIÁRIO DPU MPU EMPRESAS ESTATAIS DEPENDENTES

Leia mais

MANUAL DO ESTÁGIO EM DIREITO

MANUAL DO ESTÁGIO EM DIREITO MANUAL DO ESTÁGIO EM DIREITO ORIENTAÇÕES AOS ESTAGIÁRIOS 1) OS ESTAGIÁRIOS DEVERÃO FAZER OS PLANTÕES NO NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA a) O estagiário do Núcleo de Prática Jurídica deverá comparecer, duas

Leia mais

LEGISLAÇÃO / E-mails 4.31

LEGISLAÇÃO / E-mails 4.31 E-mail de 06/06/2006 ASSUNTO: Prorrogação de contrato no período eleitoral ANEXO: Parecer 179/06-AJ Prezados Senhores, Tem o presente a finalidade de encaminhar o Parecer nº 179/2006-AJ, que trata da possibilidade

Leia mais

Câmara Municipal de Uberaba Sua Confiança. Nosso Trabalho. LEI N.º 9.623

Câmara Municipal de Uberaba Sua Confiança. Nosso Trabalho. LEI N.º 9.623 Sua Confiança. Nosso Trabalho. LEI N.º 9.623 Estima a receita e fixa a despesa do Município de Uberaba para o exercício de 2005, e contém outras disposições. O Povo do Município de Uberaba, Estado de Minas

Leia mais

PRAZOS PARA DESINCOMPATIBILIZAÇÃO

PRAZOS PARA DESINCOMPATIBILIZAÇÃO ASSOCIAÇÃO DOS MUNICÍPIOS DA MICRORREGIÃO DO VALE DO PARANAÍBA 1 PRAZOS PARA DESINCOMPATIBILIZAÇÃO Organizadores (Assessoria Jurídica/AMVAP): Alexandre Ferreira da Silva Paiva Alexandro de Souza Paiva

Leia mais

CONSTITUIÇÃO ESTADUAL DE MATO GROSSO DO SUL

CONSTITUIÇÃO ESTADUAL DE MATO GROSSO DO SUL CONSTITUIÇÃO ESTADUAL DE MATO GROSSO DO SUL A CE-MS segue um padrão semelhante à Constituição Federal, reproduzindo em muitos artigos o que foi estabelecido na CF de 1988. Trataremos apenas de algumas

Leia mais

TABELA DE VENCIMENTO BÁSICO E REMUNERAÇÃO CARGOS EM COMISSÃO SIMBOLOGIA 'DAS' E 'C'

TABELA DE VENCIMENTO BÁSICO E REMUNERAÇÃO CARGOS EM COMISSÃO SIMBOLOGIA 'DAS' E 'C' ANEXO I DO DECRETO Nº 11.573 CARGOS EM COMISSÃO SIMBOLOGIA 'DAS' E 'C' DIREÇÃO E ASSESSORAMENTO SUPERIOR - SIMBOLOGIA DAS SÍMBOLO DENOMINAÇÃO ENCARGOS ESPECIAIS (03z) SERVIDOR SEM VÍNCULO SERVIDOR COM

Leia mais

RIO GRANDE DO NORTE LEI COMPLEMENTAR Nº 411, DE 08 DE JANEIRO DE 2010.

RIO GRANDE DO NORTE LEI COMPLEMENTAR Nº 411, DE 08 DE JANEIRO DE 2010. RIO GRANDE DO NORTE LEI COMPLEMENTAR Nº 411, DE 08 DE JANEIRO DE 2010. Dispõe sobre a estrutura organizacional do Tribunal de Contas do Estado do Rio Grande do Norte e dá outras providências. A GOVERNADORA

Leia mais

ESTADO DE SANTA CATARINA

ESTADO DE SANTA CATARINA ESTADO DE SANTA CATARINA TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DIRETORIA DE CONTROLE DOS MUNICÍPIOS - DMU DESTINAÇÃO DA RECEITA PÚBLICA - APLICÁVEL PARA O EXERCÍCIO DE 2012 CODIFICAÇÃO UTILIZADA PARA CONTROLE DAS

Leia mais

LEI MUNICIPAL 563/73

LEI MUNICIPAL 563/73 LEI MUNICIPAL 563/73 Dispõe sobre a organização administrativa da PREFEITURA MUNICIPAL DE TAQUARA e dá outras providências. ALCEU MARTINS, Prefeito Municipal de Taquara: Faço saber que a Câmara Municipal,

Leia mais

RETENÇÃO DE TRIBUTOS NOS PAGAMENTOS EFETUADOS A FORNECEDORES DE BENS E PRESTADORES DE SERVIÇOS

RETENÇÃO DE TRIBUTOS NOS PAGAMENTOS EFETUADOS A FORNECEDORES DE BENS E PRESTADORES DE SERVIÇOS RETENÇÃO DE TRIBUTOS NOS PAGAMENTOS EFETUADOS A FORNECEDORES DE BENS E PRESTADORES DE SERVIÇOS Autoria: Adriane Terebinto Di Bacco Advogada COFINS, CSLL e PIS/PASEP A retenção das contribuições federais

Leia mais

Introdução. Da Previsão Legal SÃO BERNARDO DO CAMPO, OUTUBRO DE 2014

Introdução. Da Previsão Legal SÃO BERNARDO DO CAMPO, OUTUBRO DE 2014 SÃO BERNARDO DO CAMPO, OUTUBRO DE 2014 FISCALIZAÇÃO DO TRABALHO Introdução A inspeção do trabalho tem por finalidade a prevenção e manutenção adequada dos direitos trabalhistas dos empregados, frente à

Leia mais

PARECER ACUMULAÇÃO DE CARGOS PÚBLICOS

PARECER ACUMULAÇÃO DE CARGOS PÚBLICOS RELATÓRIO PARECER ACUMULAÇÃO DE CARGOS PÚBLICOS Considerando a multiplicação de solicitações encaminhadas à Comissão de Fiscalização COFI do CRESS 17ª Região a respeito de acumulação de cargos públicos,

Leia mais

NAL 4.462.633 NAL 4.000.000 NAL 25.127.347 NAL NAL NAL

NAL 4.462.633 NAL 4.000.000 NAL 25.127.347 NAL NAL NAL Órgão: 12000 - Justiça Federal Unidade: 12101 - Justiça Federal de Primeiro Grau PROGRAMA DE TRABALHO ( SUPLEMENTAÇÃO ) RECURSOS DE DAS AS FONTES - R$ 1,00 0569 Prestação Jurisdicional na Justiça Federal

Leia mais

Ver artigo sobre as Especializações em Contabilidade e as Considerações sobre a Especialização em Contabilidade. Ver ainda a Resolução CFC 560.

Ver artigo sobre as Especializações em Contabilidade e as Considerações sobre a Especialização em Contabilidade. Ver ainda a Resolução CFC 560. - IMPRESSÃO DE PÁGINA - http://www.cosif.com... Page 1 of 6 Cosif Eletrônico - http://www.cosif.com.br/ Documento impresso a partir de http://www.cosif.com.br/mostra.asp?arquivo=especializ2, em 12:34:42

Leia mais

Turma TCMRJ Técnico de Controle Externo 123 Módulo 1 4

Turma TCMRJ Técnico de Controle Externo 123 Módulo 1 4 Turma TCMRJ Técnico de Controle Externo 123 Módulo 1 4 Banca: SECRETARIA MUNICIPAL DE ADMINISTRAÇÃO/RJ Edital SMA Nº 84/2010 (data da publicação: 27/09/2010) Carga horária (aulas presenciais): 126 horas

Leia mais

RIO GRANDE DO NORTE LEI COMPLEMENTAR Nº 526, DE 18 DE DEZEMBRO DE 2014.

RIO GRANDE DO NORTE LEI COMPLEMENTAR Nº 526, DE 18 DE DEZEMBRO DE 2014. RIO GRANDE DO NORTE LEI COMPLEMENTAR Nº 526, DE 18 DE DEZEMBRO DE 2014. Altera dispositivos da Lei Complementar Estadual n.º 308, de 25 de outubro de 2005, e dá outras providências. A GOVERNADORA DO ESTADO

Leia mais

Domicílio eleitoral de deputado federal: possibilidade de concorrer por outra unidade da Federação

Domicílio eleitoral de deputado federal: possibilidade de concorrer por outra unidade da Federação Domicílio eleitoral de deputado federal: possibilidade de concorrer por outra unidade da Federação MIRIAM CAMPELO DE MELO AMORIM Consultora Legislativa da Área I Direito Constitucional, Eleitoral, Municipal,

Leia mais

www.concursovirual.com.br

www.concursovirual.com.br DIREITO ADMINISTRATIVO TEMA: CONHECIMENTOS GERAIS CORREIOS/2015 CONHECIMENTOS GERAIS ESTADO UNITÁRIO - PODER CENTRAL (França) ESTADO COMPOSTO ESTADO UNITÁRIO (Formação histórica) ESTADO REGIONAL MENOS

Leia mais

LEI COMPLEMENTAR Nº 108, DE 29 DE MAIO DE 2001

LEI COMPLEMENTAR Nº 108, DE 29 DE MAIO DE 2001 LEI COMPLEMENTAR Nº 108, DE 29 DE MAIO DE 2001 Dispõe sobre a relação entre a União, os Estados, o Distrito Federal e os Municípios, suas autarquias, fundações, sociedades de economia mista e outras entidades

Leia mais

REGISTRO DE CANDIDATO

REGISTRO DE CANDIDATO LEGISLAÇÃO APLICÁVEL - Constituição Federal - Código Eleitoral (Lei n. 4737/65) - Lei n. 9.504/97 (Lei das Eleições) - Lei Complementar n. 64/90 (Lei das Inelegibilidades) DISPOSIÇÕES GERAIS REGISTRO DE

Leia mais

DIREITO CONSTITUCIONAL DANIELA MURARO DEFESA DO ESTADO E DAS INSTITUIÇÕES DEMOCRÁTICAS

DIREITO CONSTITUCIONAL DANIELA MURARO DEFESA DO ESTADO E DAS INSTITUIÇÕES DEMOCRÁTICAS DEFESA DO ESTADO E DAS INSTITUIÇÕES DEMOCRÁTICAS 11.1 DEFINIÇÃO A Constituição de 1988, nos arts. 136 a 141, prescreve as regras relativas ao Estado de Defesa e ao Estado Sítio. São normas que visam à

Leia mais

OBRIGAÇÕES NO ÚLTIMO ANO DE MANDATO

OBRIGAÇÕES NO ÚLTIMO ANO DE MANDATO OBRIGAÇÕES NO ÚLTIMO ANO DE MANDATO Tribunal de Contas do Estado do Tocantins Junho/2008 Coordenadoria LRF Obrigações no último ano de mandato 2008 - último ano de mandato municipal. Um ano que prevê uma

Leia mais

Reforma Política Democrática Eleições Limpas 13 de janeiro de 2015

Reforma Política Democrática Eleições Limpas 13 de janeiro de 2015 Reforma Política Democrática Eleições Limpas 13 de janeiro de 2015 A Coalizão é uma articulação da sociedade brasileira visando a uma Reforma Política Democrática. Ela é composta atualmente por 101 entidades,

Leia mais

Administração Pública. Prof. Joaquim Mario de Paula Pinto Junior

Administração Pública. Prof. Joaquim Mario de Paula Pinto Junior Administração Pública Prof. Joaquim Mario de Paula Pinto Junior 1 A seguir veremos: Novas Modalidades de Administração no Brasil; Organização da Administração Pública; Desafios da Administração Pública.

Leia mais

LEI N 951, DE 18 DE MARÇO DE 2003

LEI N 951, DE 18 DE MARÇO DE 2003 LEI N 951, DE 18 DE MARÇO DE 2003 Dispõe sobre as Normas do Cerimonial Público e Ordem de Precedência no Município de Bonito-MS., e dá outras providências. Autor: Luemir do Couto Coelho O Prefeito Municipal

Leia mais

LEI DOS PARTIDOS POLÍTICOS (Lei n. 9.096/95)

LEI DOS PARTIDOS POLÍTICOS (Lei n. 9.096/95) - Partido Político: pessoa jurídica de direito privado, destinada a assegurar, no interesse democrático, a autenticidade do sistema representativo e a defender os direitos fundamentais definidos na CF.

Leia mais

DIREITOS FUNDAMENTAIS: NACIONALIDADE E DIREITOS POLÍTICOS

DIREITOS FUNDAMENTAIS: NACIONALIDADE E DIREITOS POLÍTICOS DIREITOS FUNDAMENTAIS: NACIONALIDADE E DIREITOS POLÍTICOS Título II: Dos Direitos e Garantias Fundamentais Capítulo I: Dos Direitos e Deveres Individuais e Coletivos (art. 5º) Capítulo II: Dos Direitos

Leia mais

DIREITO CONSTITUCIONAL PODER LEGISLATIVO

DIREITO CONSTITUCIONAL PODER LEGISLATIVO DIREITO CONSTITUCIONAL PODER LEGISLATIVO Atualizado em 03/11/2015 PODER LEGISLATIVO No plano federal temos o Congresso Nacional composto por duas casas (Câmara dos Deputados e Senado Federal). No âmbito

Leia mais

PROGRAMA TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL

PROGRAMA TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL LÍNGUA PORTUGUESA Compreensão e interpretação de textos Tipologia textual Ortografia oficial Acentuação gráfica Emprego das classes de palavras Emprego do sinal indicativo de crase Sintaxe da oração e

Leia mais

LEI MUNICIPAL N 2666/2013, de 20 de dezembro de 2013..

LEI MUNICIPAL N 2666/2013, de 20 de dezembro de 2013.. LEI MUNICIPAL N 2666/2013, de 20 de dezembro de 2013.. Cria a Coordenadoria Municipal do Terceiro Setor (CTS) do Município de Novo Hamburgo, e dá outras providências. seguinte Lei: o PREFEITO MUNICIPAL

Leia mais