VOCÊ QUER ABRIR UMA MICROCERVEJARIA? COMECE POR AQUI

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "VOCÊ QUER ABRIR UMA MICROCERVEJARIA? COMECE POR AQUI"

Transcrição

1 empreendendo com VOCÊ QUER ABRIR UMA MICROCERVEJARIA? COMECE POR AQUI

2 ÍNDICE O MERCADO MUNDIAL 03 A SUA MARCA 05 ENTENDA A PRODUÇÃO 07 DISTRIBUIÇÃO 11 TERCEIRIZAÇÃO 13 INVESTIMENTO 14 EXIGÊNCIAS LEGAIS 16 FONTES 17

3 O MERCADO DE CERVEJAS ARTESANAIS NO BRASIL E NO MUNDO A produção e o consumo cresce como um todo, abrindo uma oportunidade ainda maior para as cervejas artesanais que atualmente representam apenas uma pequena fatia do mercado brasileiro, algo que gira entre 2% e 3% do mercado. Nos Estados Unidos, a sua participação é de aproximadamente 20%, enquanto que na Europa, cerca de 10%, ou seja, o Brasil ainda tem muito a crescer. Agora, abrir uma microcervejaria não é uma tarefa fácil, como veremos adiante. É preciso operar em escala, ter um custo competitivo, uma marca que chame atenção, uma vasta rede de distribuição e muito mais. Vamos lá, vamos ver no que mais você precisa pensar se está querendo abrir a sua! 03

4 Você gostar de tomar cerveja NÃO é motivo para abrir uma microcervejaria. Você ter feito cerveja em casa e vendido algumas garrafas para os seus amigos, também NÃO. Agora, um mercado consumidor que não para de crescer, este sim é um bom motivo. Veja o que publicou o colunista Lauro Jardim, da revista Veja, no último dia 16 de setembro: Na contramão de boa parte dos setores produtivos, as cervejeiras brasileiras aceleraram em agosto e superaram em 5,6% o volume produzido no mesmo mês de O bilhão de litros de cerveja produzido no mês passado representa um crescimento ainda maior, de 6,2%, se comparado a julho de 2015, de acordo com dados do Sistema de Controle de Produção de Bebidas, da Receita Federal. Apesar do consumo de cerveja fora de casa ter ficado 7,1% mais caro em agosto, a inflação da cerveja se manteve em 4,5%, abaixo, portanto, dos 7,1% do IPCA Geral e dos 7,3% do Índice de Alimentos e Bebidas. Por Lauro Jardim 04

5 A SUA MARCA O mercado de cervejas artesanais no Brasil cresce a passos largos e, com isso, importantes concorrentes começam a se formar e a consolidar as suas marcas. Para competir com eles, você também precisará de uma marca forte, que se destaque. Veja só o exemplo da Cervejaria Urbana, que dará uma palestra no CONICHEF: eles criaram uma marca jovem e descolada, sendo que cada um dos seus rótulos tem um nome curioso, como Gordelícia, A Piscadinha, Sporro e Boo! 05

6 Ao criar a sua marca, a primeira coisa que você precisa pensar é: Qual tipo de cerveja eu vou fazer? As cervejas se diferenciam, é claro, de acordo com os seus ingredientes, como grãos utilizados, fermentos e lúpulos, resultando em produtos com diferentes teores alcoólico, níveis de amargor, cor, etc. Se a sua cerveja for mais forte, isso precisa ficar claro, com um rótulo que demonstre esta força, e o contrário se ela for uma cerveja mais leve e delicada. Depois de decidir isso, vem as outras perguntas. Qual público eu gostaria de atingir? Como a minha marca se relacionará com este público? Além da qualidade da minha cerveja, poderei utilizar a minha marca e a minha identidade visual para impulsionar as minhas vendas, destacando os meus rótulos dos demais no momento da compra? Faça um estudo completo da sua marca, assim como das marcas concorrentes, que irão atuar no mesmo nicho que o seu. 06

7 ENTENDA A PRODUÇÃO Você também não pode entrar neste mercado, nem investir qualquer valor, sem antes entender como é o processo de produção, que detalharemos a seguir. Também é de suma importância a presença de um mestre cervejeiro, que desenvolverá as receitas, acompanhará o processo de produção e garantirá a qualidade do produto final. O processo de produção típico, consiste em: 1 sala de fabricação Onde os ingredientes são misturados, formando o mosto, a base do produto final. Em 1516 foi criada na Alemanha a lei de pureza, que diz que os únicos ingredientes devem ser o lúpulo, o malte, a água e a levedura. Hoje em dia, muitos outros ingredientes são utilizados, seja para baratear o processo, seja para acrescentar sabor e cor à cerveja. 07

8 ENTENDA A PRODUÇÃO 2 Fermentação depois que o mosto é feito, ele precisa ser resfriado e então ir para grandes tanques fermentadores. Neles, o açúcar do mosto é transformado em álcool e gás carbônico. Aqui também é preciso muito cuidado com a temperatura dos tanques, pois sem um controle rigoroso, a qualidade também será comprometida. 3 Maturação Nesta etapa, o mosto já se transformou em cerveja, por mais que ela ainda não esteja pronta. Ela é resfriada para que o fermento decante e a fermentação seja finalizada, em um processo chamado fermentação secundária. 08

9 ENTENDA A PRODUÇÃO 4 Filtração Com as partículas pesadas decantadas, é preciso filtrar o líquido, para que partículas mais leves, que estão suspensas no líquido, também sejam eliminadas. 5Engarrafamento a cerveja já filtrada deve ser engarrafada ou colocada em latas e barris. Aqui é possível um grande nível de automação, o que pode custar caro. 09

10 ENTENDA A PRODUÇÃO 6 Pasteurização Como muitos outros produtos, para se estender o prazo de validade, a cerveja também passa por um processo de pasteurização.

11 DISTRIBUIÇÃO Breja As pessoas não pensam grande quando pensam em abrir um cervejaria. Não que elas não pensem no quão grande será a cervejaria delas, nisso elas pensam sim. O que elas não pensam, é o quão grande serão os seus problemas! André Leme Cancegliero Cervejaria Urbana A maior preocupação de quem pretende abrir uma cervejaria é obter o chamado MAPA, o registro junto ao Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento. Mas por mais que este realmente seja um dos principais pontos a ser enfrentado, está longe de ser a maior dificuldade. Você conseguirá o MAPA. Se seguir todas as regras e orientação, ele será difícil de conseguir, mas você o conseguirá. Ponto. Agora, o primeiro grande problema que você irá de fato enfrentar, será na hora de distribuir o seu produto. 11

12 A DISTRIBUIÇÃO PODE OCORRER DE DUAS FORMAS Primeiro, você mesmo pode distribuir o seu produto, comprando uma frota de veículos e contratando funcionários para fazerem a distribuição e venderem o seu produto de forma direta, o que demanda um certo investimento e treinamento da equipe. Segundo, você pode terceirizar todo este trabalho para uma distribuidora, o que diminuirá a sua margem. Como você pode ver, para esta decisão, não existe certo ou errado, o que você deve fazer é orçar e estudar ambas com a maior profundidade possível, para que isso não inviabilize o seu negócio depois de um grande investimento na produção. 12

13 TERCEIRIZAÇÃO As maiores dificuldades e os maiores investimentos ao se abrir um microcervejaria estão justamente nas duas etapas anteriores, a produção e distribuição da cerveja. Como já falamos na etapa da distribuição, existe uma alternativa, que é a terceirização destes processos. E sim, além de terceirizar a distribuição, muitas cervejas artesanais que vemos no mercado, também terceirizam a produção da bebida. Esta é uma boa opção caso você não tenha o capital inicial suficiente para construir a sua planta e investir em equipamentos e em um time para distribuição. No caso da produção, existem cervejarias no país que produzirão a sua receita, então ainda assim você deve entender o processo e consultar um mestre cervejeiro para criar um produto com a sua identidade. Agora, tome cuidado. Este é um mercado de margens apertadas e concorrência cada vez maior. Terceirizar duas etapas tão importantes do processo terão um alto custo, diminuindo o seu lucro. 13

14 INVESTIMENTO É claro, o investimento inicial para uma microcervejaria poderá variar enormemente, de acordo com o tamanho da sua planta, se você irá ou não terceirizar parte dos processos e o quanto você pretende investir em marketing e etc. Porém, veja o que diz o SEBRAE Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas. A fim de exemplificar a estruturação dos investimentos apresenta-se a seguir uma lista dos principais processos compostos dos equipamentos necessários a serem adquiridos para a produção de aproximadamente litros/mês de cerveja: 14

15 Preparação do mosto, cocção e esfriamento R$ ,00 Fermentação R$ ,00 Filtração e armazenagem R$ ,00 Disposição final R$ ,00 Equipamento para escritório R$ ,00 Perfazendo um total aproximado de R$ ,00, além da estimativa de outros R$ ,00 para a reforma e estrutura do imóvel a ser ocupado, instalações, ajustes e etc. Contudo, segundo informações do SENAI-RJ, para um microcervejaria preocupada com um envase profissional (capacitação da mão-de-obra), esse valor é maior, contudo garantindo mais qualidade ao produto. Neste caso, o investimento pode chegar a R$ 300 mil. Veja bem, estes números são apenas uma base e você deve fazer um levantamento detalhado para atualizá-lo de acordo com o seu plano de negócios. Além disso, perceba que ele não leva em consideração outros investimentos importantes como despesas recorrentes mensais, manutenção, matéria prima, contratação e treinamento de funcionários, capital de giro, marketing e divulgação, dentre outros. 15

16 EXIGÊNCIAS LEGAIS E ESPECÍFICAS E NORMAS TÉCNICAS Quando falamos sobre distribuição, falamos também sobre o registro junto ao MAPA - Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento e este é um ponto que deve ser estudado a fundo, para que nenhum detalhe seja menosprezado, colocando em risco o seu sonho de abrir a sua própria microcervejaria. Recentemente, o mercado cervejeiro obteve uma grande vitória, sendo aprovado na Câmara dos Deputados nacional o status de empresa SIMPLES para a cerveja artesanal. O tema ainda precisa ser aprovado no Senado Federal, então recomendamos que você fique de olho, já que esta mudança teria um grande impacto na incidência de impostos sobre o produto final, que hoje gira em torno de 60%. Além disso, você também deve se preocupar com todas as normas técnicas da ABNT Associação Brasileira de Normas Técnicas que regem o mercado, tanto aquelas específicas a uma microcervejaria, passando por aquelas aplicáveis ao mercado de comida e bebida, chegando até na execução de uma microcervejaria. 16

17 FONTES h t t p : //c e r ve s i a. c o m. b r/d a d o s - estatisticos/609-o-mercado-cervejeiro-brasileiro-atual-potencial-decrescimento.html food-service-noticia-bebidas/a-horae-a-vez-das-cervejas-artesanais 17

18 conichef.com.br realização Participe do CONICHEF e faça a diferença na vida de mais de 21 mil pessoas

Plano de Negócio. Microcervejaria Rugbeer. Centro Universitário de Belo Horizonte - UNI-BH Curso de Processos Gerenciais Segundo Semestre/2009

Plano de Negócio. Microcervejaria Rugbeer. Centro Universitário de Belo Horizonte - UNI-BH Curso de Processos Gerenciais Segundo Semestre/2009 Plano de Negócio Microcervejaria Rugbeer Centro Universitário de Belo Horizonte - UNI-BH Curso de Processos Gerenciais Segundo Semestre/2009 Idealizadores André Sampaio Fábio Nogueira Gleidson Silva João

Leia mais

Nem tudo que borbulha é ESPUMANTE.

Nem tudo que borbulha é ESPUMANTE. Nem tudo que borbulha é ESPUMANTE. Saiba qual a diferença entre o espumante e produtos substitutos. O que é um vinho espumante? O vinho espumante é resultante da fermentação da uva sã, fresca e madura,

Leia mais

Bier Hoff. 7 maio, 2011 às 13:13 por Jussara Voss

Bier Hoff. 7 maio, 2011 às 13:13 por Jussara Voss Bier Hoff 7 maio, 2011 às 13:13 por Jussara Voss Achei inusitado, afinal não é todo dia que alguém me convida para conhecer uma microcervejaria. Para falar a verdade, foi a primeira vez, por isso, fiz

Leia mais

Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas

Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas O PERFIL DA CACHAÇA CARACTERÍSTICAS GERAIS DO SETOR No mercado de cachaça, existem dois tipos da bebida: a caninha industrial e a cachaça artesanal de alambique. A primeira possui teor alcoólico de 38%

Leia mais

CONTROLE DE QUALIDADE CERVEJAS

CONTROLE DE QUALIDADE CERVEJAS CONTROLE DE QUALIDADE CERVEJAS PRINCIPAIS ANÁLISES FÍSICO-QUÍMICAS DA CERVEJA MATÉRIAS-PRIMAS ÁGUA MALTE CEREAIS (ARROZ E MILHO) LÚPULO EXTRATO DE ALTA MALTOSE AÇÚCAR ADITIVOS Água - Sabor - Odor - Cor

Leia mais

COMO PREPARAR A EMPRESA PARA A IMPLANTAÇÃO DO ORÇAMENTO PARTE II

COMO PREPARAR A EMPRESA PARA A IMPLANTAÇÃO DO ORÇAMENTO PARTE II COMO PREPARAR A EMPRESA PARA A Como estruturar o orçamento? A importância dos centros de custos. O plano de contas orçamentário. Qual a função da árvore de produtos? Autores: Carlos Alexandre Sá(carlosalex@openlink.com.br)

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO CARLOS

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO CARLOS UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO CARLOS CENTRO DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS DEPARTAMENTO DE TECNOLOGIA AGROINDUSTRIAL E SOCIOECONOMIA RURAL Coisas que você gostaria de saber sobre a nossa bebida favorita mas estava

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA ESCOLA POLITÉCNICA DE SALVADOR DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA MECÂNICA ENG430 ENGENHARIA DO PRODUTO

UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA ESCOLA POLITÉCNICA DE SALVADOR DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA MECÂNICA ENG430 ENGENHARIA DO PRODUTO UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA ESCOLA POLITÉCNICA DE SALVADOR DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA MECÂNICA ENG430 ENGENHARIA DO PRODUTO IVO SARAIVA CASTRO THIAGO POMBAL VITOR FERREIRA DE JESUS APLICAÇÃO DO MÉTODO

Leia mais

Portal Espresso - seu café com mais conteúdo

Portal Espresso - seu café com mais conteúdo Página 1 de 5 Para quem gosta de degustar Cervejas para todos os gostos: com diferentes teores alcoólicos, mais encorpadas, com sabores inusitados de frutas e outras essências. O responsável pela criação

Leia mais

COMO A GIR NA CRI $E 1

COMO A GIR NA CRI $E 1 1 COMO AGIR NA CRI$E COMO AGIR NA CRISE A turbulência econômica mundial provocada pela crise bancária nos Estados Unidos e Europa atingirá todos os países do mundo, com diferentes níveis de intensidade.

Leia mais

Luiz Eduardo Cotta Monteiro (UVA) ledmontero@hotmail.com Paulo Cesar Ribas (UVA) pcribas@yahoo.com.br

Luiz Eduardo Cotta Monteiro (UVA) ledmontero@hotmail.com Paulo Cesar Ribas (UVA) pcribas@yahoo.com.br MODELO MATEMÁTICO PARA OTIMIZAÇÃO DE RECURSOS E MAXIMIZAÇÃO DOS LUCROS EM UMA FÁBRICA DE CERVEJA: UMA TINA DE MOSTURA E MÚLTIPLOS TANQUES DE FERMENTAÇÃO E MATURAÇÃO Luiz Eduardo Cotta Monteiro (UVA) ledmontero@hotmail.com

Leia mais

Salomão Beverages Inc.

Salomão Beverages Inc. Boletim Informativo Trimestral n. 01 Salomão Beverages Inc. Gestão 2013/2014 Fernão Salomão Herzog Presidente Depto. de Fotografia, Propaganda e Marketing Multinível No Salão com o Presidente Caros Amigos,

Leia mais

Elaboração de Plano de Negócio Leandro Lind 04.Jun.2013. Encontro de Capacitação sobre Projetos Sociais Capacitado, você pode mais!

Elaboração de Plano de Negócio Leandro Lind 04.Jun.2013. Encontro de Capacitação sobre Projetos Sociais Capacitado, você pode mais! Elaboração de Plano de Negócio Leandro Lind 04.Jun.2013 Encontro de Capacitação sobre Projetos Sociais Capacitado, você pode mais! O que é importante para você? O que é importante para você? Saúde! O que

Leia mais

Alguns ensinamentos valem para qualquer negócio

Alguns ensinamentos valem para qualquer negócio Alguns ensinamentos valem para qualquer negócio Você tem um trabalho tradicional, daqueles de bater ponto. Já tem um negócio, mas não vai tão bem quanto gostaria. É um funcionário público, mas está infeliz

Leia mais

Bebidas e Afins Express

Bebidas e Afins Express Bebidas e Afins Express BOLETIM SEMANAL DE NOTÍCIAS SOBRE A INDÚSTRIA DE BEBIDAS Ano 1 Número 14 28 de novembro de 2011 www.bebidaseafins.com.br EXPEDIENTE Publicação semanal da SWTH Comunicação Editores:

Leia mais

Uma receita de iogurte

Uma receita de iogurte A U A UL LA Uma receita de iogurte O iogurte, um alimento comum em vários países do mundo, é produzido a partir do leite. Na industrialização desse produto empregam-se técnicas diversas para dar a consistência,

Leia mais

Cliente: Sindicerv Veículo: www.zerohora.com.br Data: 28-06-2010 Imagem Corporativa Poder de compra da nova classe média eleva consumo de cerveja no Brasil Taxa deve aumentar entre 10% e 12% este ano A

Leia mais

ACASC - Associação das Microcervejarias Artesanais de SC www.acasc.com.br

ACASC - Associação das Microcervejarias Artesanais de SC www.acasc.com.br Blumenau, SC, 22 de maio de 2015. À COORDENAÇÃO GERAL DE TRIBUTAÇÃO DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL (COSIT) Ref.: Regulamentação da Lei nº 13.097/2015 (Tributação das Bebidas Frias), especialmente no Conceito

Leia mais

Ingredientes: Água, malte, cereais não-maltados, carboidratos, lúpulo, antioxidante INS 316 e estabilizante INS 405.

Ingredientes: Água, malte, cereais não-maltados, carboidratos, lúpulo, antioxidante INS 316 e estabilizante INS 405. Produtos Cerveja Antarctica Cerveja Antarctica Cristal A cerveja Antarctica Cristal é a primeira cerveja brasileira com embalagem transparente, que foi especialmente desenvolvida para você legar para a

Leia mais

Em parceria com o. Lançam em Santa Catarina. Workshop Cervejeiro. Modalidade. ST IT Evento Técnico Bebidas

Em parceria com o. Lançam em Santa Catarina. Workshop Cervejeiro. Modalidade. ST IT Evento Técnico Bebidas Em parceria com o Lançam em Santa Catarina Workshop Cervejeiro Modalidade ST IT Evento Técnico Bebidas 1. OBJETIVO Fornecer aos participantes (cervejeiros e proprietários de cervejarias do sul do Brasil)

Leia mais

Cliente: Sindicerv Veículo: www.parana-online.com.br Data: 19-10-2010 Imagem Corporativa Monopólio no setor de bebidas é alvo de críticas Helio Miguel Pequenas perdem espaço. A enorme concentração no setor

Leia mais

7. Viabilidade Financeira de um Negócio

7. Viabilidade Financeira de um Negócio 7. Viabilidade Financeira de um Negócio Conteúdo 1. Viabilidade de um Negócios 2. Viabilidade Financeira de um Negócio: Pesquisa Inicial 3. Plano de Viabilidade Financeira de um Negócio Bibliografia Obrigatória

Leia mais

Importância da normalização para as Micro e Pequenas Empresas 1. Normas só são importantes para as grandes empresas...

Importância da normalização para as Micro e Pequenas Empresas 1. Normas só são importantes para as grandes empresas... APRESENTAÇÃO O incremento da competitividade é um fator decisivo para a maior inserção das Micro e Pequenas Empresas (MPE), em mercados externos cada vez mais globalizados. Internamente, as MPE estão inseridas

Leia mais

Então resolvi listar e explicar os 10 principais erros mais comuns em projetos de CRM e como podemos evita-los.

Então resolvi listar e explicar os 10 principais erros mais comuns em projetos de CRM e como podemos evita-los. Ao longo de vários anos de trabalho com CRM e após a execução de dezenas de projetos, penso que conheci diversos tipos de empresas, culturas e apesar da grande maioria dos projetos darem certo, também

Leia mais

I Encontro sobre produção, tecnologias e estudos de cervejas caseiras e industriais

I Encontro sobre produção, tecnologias e estudos de cervejas caseiras e industriais I Encontro sobre produção, tecnologias e estudos de cervejas caseiras e industriais Palestra Produção de Cerveja Artesanal x Industrial Eng. e Mestre Cervejeiro Evandro L. Bertollo Piracicaba, 25/04/15

Leia mais

Pesquisa Cervejas Artesanais Diretoria de Desenvolvimento Econômico Gerência de Pesquisa e Estatística Grupo Executivo de Agroindústria Setembro 2015

Pesquisa Cervejas Artesanais Diretoria de Desenvolvimento Econômico Gerência de Pesquisa e Estatística Grupo Executivo de Agroindústria Setembro 2015 Pesquisa Cervejas Artesanais Diretoria de Desenvolvimento Econômico Gerência de Pesquisa e Estatística Grupo Executivo de Agroindústria Setembro 2015 Objetivo Entender como os produtores de cervejas artesanais

Leia mais

de Cerveja 0 processo de maltagem é concretizado em três passos - molha, germinação e secagem. Durante

de Cerveja 0 processo de maltagem é concretizado em três passos - molha, germinação e secagem. Durante fp PRODUÇÃO Produção de Cerveja ~ 0 Processo TEXTO JOÃO PAULO MENDES {sociedade central de cervejas e bebidas) ILUSTRAÇÃO FONTE: JORNAL PÚBLICO O rei Guilherme IV da Baviera definiu em 1516, na "Reinheitsgebot"

Leia mais

Preparação para seleção do Projeto de Empreendimento. Da ideia à prática

Preparação para seleção do Projeto de Empreendimento. Da ideia à prática Preparação para seleção do Projeto de Empreendimento Da ideia à prática Informações Gerais Grandes ideias surgem há todo momento. Mas como colocá-las em prática? Será tão simples? Muitos ignoram o processo

Leia mais

ANEXO 1: Formato Recomendado de Planos de Negócios - Deve ter entre 30 e 50 páginas

ANEXO 1: Formato Recomendado de Planos de Negócios - Deve ter entre 30 e 50 páginas ANEXO 1: Formato Recomendado de Planos de Negócios - Deve ter entre 30 e 50 páginas 1) Resumo Executivo Descrição dos negócios e da empresa Qual é a ideia de negócio e como a empresa se chamará? Segmento

Leia mais

Nos últimos anos o mercado brasileiro de imóveis vivenciou um crescimento inacreditável, o lançamento de novas unidades mais a valorização de imóveis

Nos últimos anos o mercado brasileiro de imóveis vivenciou um crescimento inacreditável, o lançamento de novas unidades mais a valorização de imóveis Nos últimos anos o mercado brasileiro de imóveis vivenciou um crescimento inacreditável, o lançamento de novas unidades mais a valorização de imóveis usados, além do crescimento de renda da população e

Leia mais

2º Curso de Tecnologia Cervejeira e Prática Cervejeira SENAI

2º Curso de Tecnologia Cervejeira e Prática Cervejeira SENAI Em Parceria com Lançam em Santa Catarina 2º Curso de Tecnologia Cervejeira e Prática Cervejeira SENAI Modalidade ST IT Evento Técnico Bebidas Apoio Institucional 1 1. OBJETIVO Fornecer aos participantes

Leia mais

Descritivo Como Fazer Cerveja em Casa

Descritivo Como Fazer Cerveja em Casa O prazer de fazer cerveja em casa Descritivo Como Fazer Cerveja em Casa Kit de preparo para Cerveja Caseira da Alquimia da Cerveja Extrato de Malte & Grãos de Malte (Partial Malt) Alquimia da Cerveja A

Leia mais

Por que Nella Pietra?

Por que Nella Pietra? Por que Nella Pietra? Sabor Inigualável A massa fresca aberta manualmente, os ingredientes frescos e selecionados, o uso de farinha especial, mais fina e delicada, o tomate pomodoro pelati italiano, o

Leia mais

Lista sugerida de Equipamentos e Fornecedores para Produção de Cerveja Caseira

Lista sugerida de Equipamentos e Fornecedores para Produção de Cerveja Caseira Fogareiro médio cromado 12 caulings RG 35 cm 3 UNIDADE S Usados para aquecer as panelas durante a mostura, fervura e aquecimento da água para a lavagem/sparge. Balança digital balmak easy-5 5kg graduação

Leia mais

08 Capital de giro e fluxo de caixa

08 Capital de giro e fluxo de caixa 08 Capital de giro e fluxo de caixa Qual o capital que sua empresa precisa para funcionar antes de receber o pagamento dos clientes? Como calcular os gastos, as entradas de dinheiro, e as variações de

Leia mais

Cervejas. 12 marcas testadas no laboratório e no copo. Aditivos nos alimentos. Cadastros de devedores O drama de ficar sem crédito

Cervejas. 12 marcas testadas no laboratório e no copo. Aditivos nos alimentos. Cadastros de devedores O drama de ficar sem crédito www.proteste.org.br Ano I Nº 4 Junho de 2002 Cervejas 12 marcas testadas no laboratório e no copo Aditivos nos alimentos Aromatizantes, edulcorantes, corantes... O que está por trás do que você come Cadastros

Leia mais

2 DESENVOLVIMENTO DO PLANO 2.1 MISSÃO:

2 DESENVOLVIMENTO DO PLANO 2.1 MISSÃO: RESUMO O presente trabalho constitui em uma elaboração de um Plano de Marketing para a empresa Ateliê Delivery da Cerveja com o objetivo de facilitar a compra de bebidas para os consumidores trazendo conforto

Leia mais

Sugestão de Receita American India Pale Ale

Sugestão de Receita American India Pale Ale Ingredientes 4kg de malte Pilsen 1kg de malte Munich 500g de malte Carared 200g de malte Caramunich 34 litros de água mineral 50g de lúpulo Chinook 55g de lúpulo Cascade 11,5g de levedura Fermentis US-05

Leia mais

análise da sequência de

análise da sequência de Laila Vanetti - Setembro de 2014 Laila Vanetti - Setembro de 2014 último encontro análise da sequência de vendas de Conrado adolpho 1º E-mail Conrado adolpho Assunto: O que fizemos aqui na Webliv... Oi,

Leia mais

Com bom planejamento, empresário começa negócio sem dinheiro próprio.

Com bom planejamento, empresário começa negócio sem dinheiro próprio. Com bom planejamento, empresário começa negócio sem dinheiro próprio. Plano de negócios estruturado ajuda na hora de conseguir financiamento. Veja dicas de especialistas e saiba itens que precisam constar

Leia mais

Setores químico e petroquímico: as características dos produtos determinam a logística correta -

Setores químico e petroquímico: as características dos produtos determinam a logística correta - Setores químico e petroquímico: as características dos produtos determinam a logística correta - Setores onde um erro pode acarretar sérios danos ao meio ambiente, às pessoas e as próprias instalações

Leia mais

COMO FAZER MEU NEGÓCIO CRESCER RÁPIDO

COMO FAZER MEU NEGÓCIO CRESCER RÁPIDO 30 GRANDES COMO FAZER MEU NEGÓCIO IDÉIAS DE MARKETING PARA PEQUENOS NEGÓCIOS CRESCER RÁPIDO Descubra os erros comuns que impedem um negócio de crescer e saiba as três estratégias que você deve implementar

Leia mais

Etapas do Plano de Negócios

Etapas do Plano de Negócios Etapas do Plano de Negócios Etapa 3. O negócio 4. Produtos e serviços Detalhes Identificação Definição Equipe Motivação e oportunidades Tecnologia e processos Benefícios e vantagens competitivas Preço

Leia mais

APRESENTAÇÃO DO EVENTO

APRESENTAÇÃO DO EVENTO PROMOÇÕES PUBLICIDADE E EVENTOS APRESENTAÇÃO Espaço Arena Brasília/DF APRESENTAÇÃO O Brasil é um dos maiores produtores industriais de cerveja em todo o mundo, atrás apenas da China e Estados Unidos. Embora

Leia mais

FICHA DE CADASTRO EMPRETEC. Município Data: / /

FICHA DE CADASTRO EMPRETEC. Município Data: / / FICHA DE CADASTRO EMPRETEC Município Data: / / Caro Empreendedor, Obrigado por seu interesse pelo Empretec, um dos principais programas de desenvolvimento de empreendedores no Brasil e no Mundo! As questões

Leia mais

PROCESSO DE PRODUÇÃO DA CERVEJA

PROCESSO DE PRODUÇÃO DA CERVEJA PROCESSO DE PRODUÇÃO DA CERVEJA MARTINS, Izadora F. 1 ; FUZIOKA, Pâmela U. ¹;SILVA, Alexsandro M. 2 ¹Graduandas do Curso de Farmácia do Centro Universitário São Camilo, Campus Ipiranga, São Paulo, SP.

Leia mais

Se você está começando a explorar o marketing digita com o YouTube, então você, certamente, já notou o quão poderosos são os vídeos.

Se você está começando a explorar o marketing digita com o YouTube, então você, certamente, já notou o quão poderosos são os vídeos. Eu fico muito feliz por você ter baixado esse ebook, nele você vai encontrar um método fantástico de atrair clientes através de uma plataforma incrível, que desenvolvi depois de milhares de testes dentro

Leia mais

O negócio milionário das cervejas artesanais

O negócio milionário das cervejas artesanais O negócio milionário das cervejas artesanais Cada vez mais brasileiros adotam as cervejas especiais e alimentam um mercado que não para de crescer. Algumas empresas já faturam mais de R$ 10 milhões por

Leia mais

Oracle Financing: A Maneira Mais Rápida e Acessível de Adquirir Soluções de TI

Oracle Financing: A Maneira Mais Rápida e Acessível de Adquirir Soluções de TI Oracle Financing: A Maneira Mais Rápida e Acessível de Adquirir Soluções de TI Para competir com eficácia, as empresas da atualidade precisam se adaptar a um ambiente tecnológico que sofre rápidas mudanças.

Leia mais

Para se tornar um FRANQUEADO. www.helpdigitalti.com.br

Para se tornar um FRANQUEADO. www.helpdigitalti.com.br OS PRIMEIROS PASSOS OS PRIMEIROS PASSOS Para se tornar um FRANQUEADO www.helpdigitalti.com.br PROCURO UMA FRANQUIA MAS NÃO SEI POR ONDE COMEÇAR Para se tornar um franqueado é necessário avaliar se OS SEUS

Leia mais

EMPREENDEDORISMO PASSOS PARA ABRIR UM NEGÓCIO

EMPREENDEDORISMO PASSOS PARA ABRIR UM NEGÓCIO EMPREENDEDORISMO PASSOS PARA ABRIR UM NEGÓCIO Odilio Sepulcri odilio@emater.pr.gov.br www.odiliosepulcri.com.br www.emater.pr.gov.br Telefone: (41) 3250-2252 ROTEIRO DA APRESENTAÇÃO 1. Perfil para empreender

Leia mais

ROTEIRO DO PLANO DE NEGÓCIOS. 1. Sumário Executivo. Objetivos Missão Fatores-Chave de Sucesso. 2. Sumário da Empresa. 2.1 Composição da Sociedade

ROTEIRO DO PLANO DE NEGÓCIOS. 1. Sumário Executivo. Objetivos Missão Fatores-Chave de Sucesso. 2. Sumário da Empresa. 2.1 Composição da Sociedade ROTEIRO DO PLANO DE NEGÓCIOS 1. Sumário Executivo Objetivos Missão Fatores-Chave de Sucesso 2. Sumário da Empresa 2.1 Composição da Sociedade Perfil Individual dos sócios, experiência, formação, responsabilidades

Leia mais

PÓS-GRADUAÇÃO SIMONSEN PLANO DE NEGÓCIO

PÓS-GRADUAÇÃO SIMONSEN PLANO DE NEGÓCIO PÓS-GRADUAÇÃO SIMONSEN PLANO DE NEGÓCIO RESUMO DO EMPREENDIMENTO 01 EMPREENDIMENTO 02 NEGÓCIO E MERCADO: DESCRIÇÃO 2.1 ANÁLISE MERCADOLÓGICA 2.2 MISSÃO DA EMPRESA 03 CONCORRÊNCIA 04 FORNECEDORES 05 PLANO

Leia mais

CONSIDERAÇÕES SOBRE PREÇO

CONSIDERAÇÕES SOBRE PREÇO Formação de preço CONSIDERAÇÕES SOBRE PREÇO O preço se define a partir do público a quem se dirige o produto e como a empresa se coloca em relação aos produtos e serviços dos concorrentes. Por isso, depende

Leia mais

[Ebook Grá s] Digital DESCUBRA COMO EM POUCOS PASSOS SEUS NEGÓCIOS ALCANÇARÃO UM CRESCIMENTO EXTRAORDINÁRIO. Marketing

[Ebook Grá s] Digital DESCUBRA COMO EM POUCOS PASSOS SEUS NEGÓCIOS ALCANÇARÃO UM CRESCIMENTO EXTRAORDINÁRIO. Marketing [Ebook Grá s] Conversão por: Luciano Fournier DESCUBRA COMO EM POUCOS PASSOS SEUS NEGÓCIOS ALCANÇARÃO UM CRESCIMENTO EXTRAORDINÁRIO. [Introdução] Este Ebook tem a intenção de ensinar a empreendedores e

Leia mais

Tema Nº 3 Primeiros Passos

Tema Nº 3 Primeiros Passos Tema Nº 3 Primeiros Passos Habilidades a Desenvolver: Reconhecer as etapas iniciais do empreendedorismo. Analisar o tipo de negócio, bem como sua viabilidade e demandas de recursos de novos empreendimentos.

Leia mais

O que é Estudio Cosmica?

O que é Estudio Cosmica? Apresentacao O que é Estudio Cosmica? Criação e Concepção de Ideias e Projetos. Estudio Cosmica é um Estúdio de Criação e desenvolvimento de Ideias, Sempre Atento e antenado ao Mercado e novidades, buscando

Leia mais

PROJETO INTERNACIONAL

PROJETO INTERNACIONAL PROJETO INTERNACIONAL EM 10 PASSOS Ubirajara Marques Direitos: Todos os direitos reservados para Center Group International Duração: 1 hora Apresentação: Linguagem simples, para micros e médios empresários

Leia mais

Agroindústria Processamento Artesanal de Frutas - Geléias

Agroindústria Processamento Artesanal de Frutas - Geléias 1 de 7 10/16/aaaa 10:34 Agroindústria Agroindústria: Processamento Artesanal de Frutas - Geléias Processamento Nome artesanal de frutas: Geléias Produto Informação Tecnológica Data Agosto -2000 Preço -

Leia mais

Autor Fred Silveira Fundador do Canal WWW.EMPRESAEXTRAORDINARIA.COM.BR

Autor Fred Silveira Fundador do Canal WWW.EMPRESAEXTRAORDINARIA.COM.BR Autor Fred Silveira Fundador do Canal WWW.EMPRESAEXTRAORDINARIA.COM.BR 2 CHECKLIST Sim Não Construindo o futuro Tenho um Plano de Vida que consulto com frequência. Tenho uma visão clara a respeito de para

Leia mais

Cliente: Sindicerv Veículo: www.estadao.com.br Data: 23-02-2010 Imagem Corporativa Femsa traz 5 cervejas europeias do portfólio da Heineken SÃO PAULO - A Femsa está trazendo ao Brasil cinco cervejas europeias

Leia mais

RELATÓRIOS GERENCIAIS

RELATÓRIOS GERENCIAIS RELATÓRIOS GERENCIAIS Neste treinamento vamos abordar o funcionamento dos seguintes relatórios gerenciais do SisMoura: Curva ABC Fluxo de Caixa Semanal Análise de Lucratividade Análise Financeira o Ponto

Leia mais

Empreenda! 8ª Edição Roteiro de Apoio ao Plano de Negócios. Preparamos este roteiro para ajudá-lo(a) a desenvolver o seu Plano de Negócios.

Empreenda! 8ª Edição Roteiro de Apoio ao Plano de Negócios. Preparamos este roteiro para ajudá-lo(a) a desenvolver o seu Plano de Negócios. Empreenda! 8ª Edição Roteiro de Apoio ao Plano de Negócios Caro (a) aluno (a), Preparamos este roteiro para ajudá-lo(a) a desenvolver o seu Plano de Negócios. O Plano de Negócios deverá ter no máximo 20

Leia mais

Proposta Microcervejaria Dragon Bier

Proposta Microcervejaria Dragon Bier Proposta Microcervejaria Dragon Bier quinta-feira, 8 de janeiro de 2015 Dragon Bier produz para você Microcervejarias no Estado da Ciência e da Arte SUMÁRIO DA PROPOSTA 1. Descrição dos Equipamentos 2.

Leia mais

LOGÍSTICA Prof. Edwin B. Mitacc Meza

LOGÍSTICA Prof. Edwin B. Mitacc Meza LOGÍSTICA Prof. Edwin B. Mitacc Meza Prova 1 09 de Maio de 2013 Nome: 1ª QUESTÃO (1,0) Segundo os dados divulgados pela ood and Agriculture Organization (AO, 2011) sobre as exportações brasileiras, em

Leia mais

REPÚBLICA DE MOÇAMBIQUE Presidência da República

REPÚBLICA DE MOÇAMBIQUE Presidência da República REPÚBLICA DE MOÇAMBIQUE Presidência da República Discurso de Sua Excelência Filipe Jacinto Nyusi, Presidente da República por ocasião do Almoço dos 20 Anos da Cervejas de Moçambique Maputo, 18 de Setembro

Leia mais

ACV DO PROCESSO DE PRODUÇÃO DA CERVEJA

ACV DO PROCESSO DE PRODUÇÃO DA CERVEJA ACV DO PROCESSO DE PRODUÇÃO DA CERVEJA Michael Walter Trommer (UNIMEP ) michaeltrommer@terra.com.br Aparecido dos Reis Coutinho (UNIMEP ) arcoutin@unimep.br Resumo A busca pelo desenvolvimento sustentável

Leia mais

No E-book anterior 5 PASSOS PARA MUDAR SUA HISTÓRIA, foi passado. alguns exercícios onde é realizada uma análise da sua situação atual para

No E-book anterior 5 PASSOS PARA MUDAR SUA HISTÓRIA, foi passado. alguns exercícios onde é realizada uma análise da sua situação atual para QUAL NEGÓCIO DEVO COMEÇAR? No E-book anterior 5 PASSOS PARA MUDAR SUA HISTÓRIA, foi passado alguns exercícios onde é realizada uma análise da sua situação atual para então definir seus objetivos e sonhos.

Leia mais

Atividade prática Estudo das misturas: fases e componentes Parte 3

Atividade prática Estudo das misturas: fases e componentes Parte 3 Atividade prática Estudo das misturas: fases e componentes Parte 3 9º ano do Ensino Fundamental/1º ano do Ensino Médio Objetivo Vivenciar conceitos importantes sobre a classificação dos diversos tipos

Leia mais

Fabricação de Bebidas Cerveja

Fabricação de Bebidas Cerveja Fabricação de Bebidas Cerveja Processos Químicos Industriais II 01/12/2011 1 Bebidas Fermentadas & Destiladas A fabricação de bebidas fermentadas evoluiu de uma concepção artesanal para um processo contendo

Leia mais

ELEMENTOS DO PLANO DE NEGÓCIOS

ELEMENTOS DO PLANO DE NEGÓCIOS INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO PIAUÍ - CAMPUS DE PARNAÍBA CURSO: Técnico em Informática DISCIPLINA: Empreendedorismo PROFESSORA: CAROLINE PINTO GUEDES FERREIRA ELEMENTOS DO PLANO

Leia mais

OPORTUNIDADE DE NEGÓCIO ESCOLA DE IDIOMAS PARA CRIANÇAS

OPORTUNIDADE DE NEGÓCIO ESCOLA DE IDIOMAS PARA CRIANÇAS OPORTUNIDADE DE NEGÓCIO ESCOLA DE IDIOMAS PARA CRIANÇAS 2009 SEBRAE-DF Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas do Distrito Federal. Todos os direitos reservados. Nenhuma parte desta publicação pode

Leia mais

Freelapro. Título: Como o Freelancer pode transformar a sua especialidade em um produto digital ganhando assim escala e ganhando mais tempo

Freelapro. Título: Como o Freelancer pode transformar a sua especialidade em um produto digital ganhando assim escala e ganhando mais tempo Palestrante: Pedro Quintanilha Freelapro Título: Como o Freelancer pode transformar a sua especialidade em um produto digital ganhando assim escala e ganhando mais tempo Quem sou eu? Eu me tornei um freelancer

Leia mais

WWW.MEUOCULOSDEMADEIRA.COM.BR

WWW.MEUOCULOSDEMADEIRA.COM.BR SIGNATURE STORE WWW.MEUOCULOSDEMADEIRA.COM.BR Sucesso é quando criamos algo de que podemos ter orgulho. Richard Branson - Fundador do grupo Virgin 2 A História da MOM Há muitos anos venho trabalhando com

Leia mais

PDV: DE OLHO NA RENTABILIDADE

PDV: DE OLHO NA RENTABILIDADE PDV: DE OLHO NA RENTABILIDADE Muitas vezes o desconhecimento sobre políticas de estoque, finanças e parcerias comerciais é a principal explicação das dificuldades que muitas empresas têm em progredir ou

Leia mais

GUIA COMO ENCONTRAR UM MENTOR DE NEGÓCIOS

GUIA COMO ENCONTRAR UM MENTOR DE NEGÓCIOS GUIA COMO ENCONTRAR UM MENTOR DE NEGÓCIOS Se você já entendeu que ter mentor é uma estratégia poderosa para acelerar seu negócio, saiba agora como encontrar o seu. Sobre Andrea Jackson Andrea é administradora

Leia mais

Introdução. Pra quem é esse ebook?

Introdução. Pra quem é esse ebook? Introdução Se você está lendo esse ebook é porque já conhece o potencial de resultados que o marketing digital e o delivery online podem trazer para a sua pizzaria. Bem como também deve saber que em pouco

Leia mais

Planejamento Financeiro Pessoal

Planejamento Financeiro Pessoal Administração Profa Ms. Elaine Silvia Pasquini Planejamento Financeiro Pessoal e Empresarial Planejamento Financeiro Pessoal Inúmeras pesquisas revelam que profissionais desorganizados financeiramente

Leia mais

Campus Cabo Frio. Projeto: Incubadora de Empresas criação de emprego e renda.

Campus Cabo Frio. Projeto: Incubadora de Empresas criação de emprego e renda. Campus Cabo Frio Trabalho de Microeconomia Prof.: Marco Antônio T 316 / ADM Grupo: Luiz Carlos Mattos de Azevedo - 032270070 Arildo Júnior - 032270186 Angélica Maurício - 032270410 Elias Sawan - 032270194

Leia mais

MICROCERVEJARIA DADO BIER. Introdução

MICROCERVEJARIA DADO BIER. Introdução MICROCERVEJARIA DADO BIER Introdução Gostaria de compartilhar com vocês nosso contentamento. Na última terça-feira lançamos a cerveja DaDo Bier no mercado de varejo. Estamos muito orgulhosos. Durante oito

Leia mais

CERTIFICAÇÃO ISO PARA EMPRESÁRIOS. Um guia fácil para preparar e certificar sua empresa. Ricardo Pereira

CERTIFICAÇÃO ISO PARA EMPRESÁRIOS. Um guia fácil para preparar e certificar sua empresa. Ricardo Pereira CERTIFICAÇÃO ISO PARA EMPRESÁRIOS Um guia fácil para preparar e certificar sua empresa Ricardo Pereira Antes de começar por Ricardo Pereira Trabalhando na Templum Consultoria eu tive a rara oportunidade

Leia mais

Mais que um Negócio, a Profissão dos seus Sonhos

Mais que um Negócio, a Profissão dos seus Sonhos Mais que um Negócio, a Profissão dos seus Sonhos Erros e Dicas para Vender seus Serviços MElina Kunifas 2010 WWW. M E L I N A K U N I F A S. C O M Caro leitor, este livreto tem o propósito de educar e

Leia mais

Especialistas em pequenos negócios / 0800 570 0800 / sebrae.com.br

Especialistas em pequenos negócios / 0800 570 0800 / sebrae.com.br Especialistas em pequenos negócios / 0800 570 0800 / sebrae.com.br NO CAMPO: UMA FAMÍLIA DE SOLUÇÕES EDUCACIONAIS PARA PRODUTORES RURAIS. TODA MINHA FAMÍLIA VIVE DA PRODUÇÃO RURAL. E MAIS DE CINCO MILHÕES

Leia mais

APURAÇÃO DO LUCRO LÍQUIDO NO COMÉRCIO

APURAÇÃO DO LUCRO LÍQUIDO NO COMÉRCIO APURAÇÃO DO LUCRO LÍQUIDO NO COMÉRCIO O Sr. Fúlvio Oliveira, empresário de uma loja de confecções, está seriamente preocupado com seu negócio. As dívidas não param de crescer. Vamos entender sua situação.

Leia mais

CompuStream Plano de Negócios COMPUSTREAM CONSULTORIA LTDA.

CompuStream Plano de Negócios COMPUSTREAM CONSULTORIA LTDA. CompuStream Plano de Negócios COMPUSTREAM CONSULTORIA LTDA. A CompuStream, empresa especializada em desenvolvimento de negócios, atua em projetos de investimento em empresas brasileiras que tenham um alto

Leia mais

Processo de Fabrico da Cerveja

Processo de Fabrico da Cerveja Escola Superior Agrária de Coimbra Licenciatura em Engenharia Alimentar PGA Processamento Geral de Alimentos Processo de Fabrico da Cerveja Turma 2 2009/2010 Introdução Como nos foi proposto estudar o

Leia mais

ANEXO 28c MODELO DE PLANO DE NEGÓCIOS - PINS SOLIDÁRIO. Identificação

ANEXO 28c MODELO DE PLANO DE NEGÓCIOS - PINS SOLIDÁRIO. Identificação ANEXO 28c MODELO DE PLANO DE NEGÓCIOS - PINS SOLIDÁRIO Nome da Entidade Identificação Razão Social CGC/CNPJ Inscrição Estadual Inscrição Municipal Descreva as Pricipais Atividades Desenvolvidas pela Entidade

Leia mais

17/10/2011. Construindo Planos de Negócios. Capítulo 1: Aspectos gerais do plano de negócios

17/10/2011. Construindo Planos de Negócios. Capítulo 1: Aspectos gerais do plano de negócios do plano Construindo Planos de Negócios 2011.2 Tipos Empresa de prestação de serviços Empresa de venda a varejo Empresa de vendas por atacado Distribuidora Empresa Industrial Empresa Mista do plano do

Leia mais

Cliente: Sindicerv Veículo: www.portugaldigital.com.br Data: 29-06-2010 Imagem Corporativa Consumo de cerveja no Brasil deve aumentar mais de 10% No ano passado, o consumo nacional de cerveja cresceu 10,9%,

Leia mais

Guia American Blonde Ale. by Cervisiam

Guia American Blonde Ale. by Cervisiam Guia American Blonde Ale by Cervisiam Índice História Estilos Receita Kit Básico Bibliografia História Blonde Ale É dificil traçar a origem precisa do termo Blonde Ale, mas sabemos que ela surgiu da grande

Leia mais

FACULDADE PITÁGORAS DE UBERLÂNDIA

FACULDADE PITÁGORAS DE UBERLÂNDIA FACULDADE PITÁGORAS DE UBERLÂNDIA Diego Beneveluthy Goncalves Barbosa Jorge Arthur de Oliveira Queiroz Leon Denis Jose da Silva Junior Rodrigo Martins de Souza Tiago Rodrigo Ferreira Silva Vinicius Santos

Leia mais

A grande verdade é que a maioria das empresas está perdendo muito dinheiro tentando criar um negócio online.

A grande verdade é que a maioria das empresas está perdendo muito dinheiro tentando criar um negócio online. Você gostaria de aprender o que os negócios campeões em vendas online fazem? Como eles criam empresas sólidas na internet, que dão lucros por vários e vários anos? A grande verdade é que a maioria das

Leia mais

Uma trufa e... 1000 lojas depois!

Uma trufa e... 1000 lojas depois! Uma trufa e... 1000 lojas depois! Autor: Alexandre Tadeu da Costa. Aluna: Lays Roberta Caçandro. Turma: 1º Ciências Contábeis. Venda Nova do Imigrante, Maio de 2012. Qual o principal assunto do livro.

Leia mais

EQUIPAMENTOS: FOCANDO NA LUCRATIVIDADE André Rezende. Realização:

EQUIPAMENTOS: FOCANDO NA LUCRATIVIDADE André Rezende. Realização: EQUIPAMENTOS: FOCANDO NA LUCRATIVIDADE André Rezende Realização: 1 Padaria 1 Receita Bruta 70.000,00 100,0% Impostos 4.200,00 6,0% Receita Líquida 65.800,00 94,0% CMV 37.435,00 53,5% Margem Contribuição

Leia mais

AGRONEGÓCIO PANORAMA ATUAL

AGRONEGÓCIO PANORAMA ATUAL AGRONEGÓCIO PANORAMA ATUAL IMPORTÂNCIA ECONOMICA 1- Exportações em 2014: Mais de US$ 100 bilhões de dólares; 2- Contribui com aproximadamente 23% do PIB brasileiro; 3- São mais de 1 trilhão de Reais e

Leia mais

O que é Água Filtrada?

O que é Água Filtrada? O que é Água Filtrada? Via Filtros Sistemas Filtrante 2015 Falar de água filtrada interessa a todos, afirmo isso porque eu mesmo já procurei muito sobre esse assunto e queria entender o porquê é importante

Leia mais

A Paralisia Decisória.

A Paralisia Decisória. A Paralisia Decisória. Começo este artigo com uma abordagem um pouco irônica, vinda de uma amiga minha, que, inconformada como a humanidade vêm se portando perante a fé em algo superior, soltou a máxima

Leia mais

REGULAMENTO TÉCNICO MERCOSUL DE PRODUTOS DE CERVEJARIA

REGULAMENTO TÉCNICO MERCOSUL DE PRODUTOS DE CERVEJARIA MERCOSUL/GMC/RES. N 14/01 REGULAMENTO TÉCNICO MERCOSUL DE PRODUTOS DE CERVEJARIA TENDO EM VISTA : O Tratado de Assunção, o Protocolo de Ouro Preto, as Resoluções Nº 91/93, Nº 152/96 e Nº 38/98 do Grupo

Leia mais

De Boas Ideias para Uma Gestão Baseada em Processos

De Boas Ideias para Uma Gestão Baseada em Processos De Boas Ideias para Uma Gestão Baseada em Processos O que você vai mudar em sua forma de atuação a partir do que viu hoje? Como Transformar o Conteúdo Aprendido Neste Seminário em Ação! O que debatemos

Leia mais

SUGESTÃO EDITORIAL. Sucos naturais impulsionam o mercado. SIG Combibloc. Produção natural, a chave do sucesso

SUGESTÃO EDITORIAL. Sucos naturais impulsionam o mercado. SIG Combibloc. Produção natural, a chave do sucesso SIG Combibloc SUGESTÃO EDITORIAL Sucos naturais impulsionam o mercado São Paulo, Maio de 2010. Graças aos novos hábitos de consumo, os sucos naturais estão se tornando um importante segmento de mercado.

Leia mais