Modelagem do Sistema EMD Vanice Pinheiro do Amaral Silva, Alberto da Silva Lobo

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Modelagem do Sistema EMD Vanice Pinheiro do Amaral Silva, Alberto da Silva Lobo"

Transcrição

1 Modelagem do Sistema EMD Vanice Pinheiro do Amaral Silva, Alberto da Silva Lobo NTI Núcleo de Tecnologia e Informação Fundação Unirg 1. Introdução A utilização da informática surgiu como uma ferramenta de auxílio ao processo de armazenamento e gerenciamento de informações. Diante das dificuldades encontradas nos processos manuais de informações, disponibilizar um software que auxilie em todas as etapas tornou-se de suma importância nos dias atuais. A quantidade de papeis gerados nos processos manuais e a segurança dos dados destaca-se como uma das principais dificuldades encontradas. Este projeto apresenta a modelagem do sistema EMD (Escritório Modelo de Direito) responsável por gerenciar as informações dos processos advocatícios do Escritório Modelo da Unirg, além de ser uma importante ferramenta educacional dos estágios supervisionados do curso de Direito da Unirg. A Modelagem do sistema será realizada utilizando a metodologia UML (Unified Modeling Language) com apoio das ferramentas Rational Rose. Será utilizado para projeto do banco de dados a ferramenta CASE Studio Elementos_Chave do Sistema Esta seção tem por objetivo descrever os elementos do sistema, ou seja, para quem o sistema foi desenvolvido. A princípio os públicos alvos do sistema são os estagiários, supervisores e clientes do EMD. Eles utilizarão o sistema para armazenar informações sobre os clientes e processos e acompanhar o andamento desses. O Escritório Modelo de Direito realiza atividades jurídicas direcionadas ao atendimento de pessoas carentes oferecendo acompanhamento das ações judiciais iniciadas, consultoria extrajudicial, além de organizar e direcionar os estagiários que prestam suporte a programas de apoio aos munícipes. 3. Objetivos do Sistema O sistema tem como objetivo o uso de documentos digitais nas rotinas administrativas e pedagógicas do EMD, além de processar informações com maior rapidez e eficiência possibilitando professores (supervisores), alunos (estagiários) e servidores utilizarem meios eletrônicos de interação e de armazenamento de informações num processo de inclusão digital, reduzindo custos com papel e impressão de documentos.

2 Integrar o estagiário a todas as etapas dos processos de direito do EMD direcionando-os a atender e dar apoio a diferentes realidades sociais dentro da comunidade municipal, preparando-os para atuação profissional. Oferecer aos supervisores um acompanhamento acadêmico dos estagiários de direito. Manter um Banco de Dados digital no sentido de propiciar a realização de pesquisas de forma a possibilitar a análise dos processos de direito para que ações estratégicas possam ser tomadas. Oferecer atenção às peculiaridades das informações prestadas pelos clientes do EMD oferecendo confiabilidade e segurança. Ter como projeto futuro à utilização das informações sócio-econômicas coletadas através dos processos inseridos no sistema para integração do Escritório Modelo e da Unirg com o Município de Gurupi, colaborando com o crescimento da população. 3.1 Análise de Requisitos Todo o controle dos processos do escritório modelo é realizado manualmente, ocasionando em dificuldades no controle gerencial. Os supervisores e estagiários utilizam formulários de papel para colher as informações necessárias para abertura e acompanhamento dos processos. Não existe um controle eficaz de clientes e partes contrárias, ocasionando em problemas para o EMD já que as partes contrárias em um processo não podem ser clientes do EMD ou vice-versa. Existe um grande gasto de tempo para preencher os formulários já que as mesmas informações necessitam ser preenchidas várias vezes dentro de um mesmo processo. Durante a etapa de análise de requisitos, os Analistas de Sistemas do NTI, responsáveis pela análise, projeto e desenvolvimento do sistema participam de reuniões semanais com o EMD de forma a colher informações sobre os requisitos solicitados pelos usuários. O EMD forneceu formulários impressos, informações processuais e gerenciais, cujas informações deverão ser disponibilizadas no ambiente web. São realizadas entrevistas com supervisores para avaliação das reais necessidades do EMD. O sistema deve conter campos para acompanhamento pedagógico, onde os supervisores poderão avaliar as ações dos estagiários no decorrer dos processos. É nesse contexto que o sistema EMD está sendo desenvolvido, de forma a automatizar o controle dos processos judiciais e possibilitar um acompanhamento pedagógico direcionado. Esse sistema incluirá cadastro de clientes, estagiários, supervisores e testemunhas, cadastro de processos com informações sobre partes contrárias e fatos pertinentes. Outras funcionalidades poderão ser acrescentadas ao sistema após análise inicial do cliente do EMD.

3 4. Descrição Não-Funcional do Sistema 4.1 Usabilidade A interface deve ser de fácil entendimento e utilização pelos usuários do sistema para que possam interagir com maior rapidez e eficiência. 4.2 Confiabilidade O sistema deve estar sempre disponível ao usuário e processar corretamente as informações que lhes são solicitadas. 4.3 Segurança Apenas os estagiários e advogados podem ter acesso ao ambiente do sistema EMD, de forma que as informações processadas possam ser disponibilizadas e gerenciadas apenas por eles mantendo um sigilo das informações dos clientes e testemunhas dos processos. O sistema deve verificar as informações processadas para que não ocorra ausência ou inconsistência de dados, pois os dados fornecidos pelos clientes em relação aos processos, testemunhas e partes contrárias são de grande importância não podendo haver erros no cadastramento. 4.4 Equipe de Desenvolvimento O sistema está sendo desenvolvido pela equipe do Núcleo de Tecnologia e Informação (NTI) da Unirg, composta por Analistas de Sistemas e Programadores responsável pelo processo de levantamento de dados junto ao Escritório Modelo de Direito, além de serem responsáveis por todas as etapas de desenvolvimento, testes e manutenção do sistema. 4.5 Necessidades Técnicas / Seleção de Ferramentas A interface do EMD é exclusivamente web, ou seja, a interação com o usuário é realizada através de um navegador de internet, sendo necessário apenas um computador conectado à internet e um navegador para acesso ao sistema. Os usuários obterão uma senha de identificação para acesso ao sistema. Os usuários deverão ter instalado no computador a ferramenta Adobe Reader, para emissão de relatórios gerados em formato PDF.

4 5. Descrição Funcional do Sistema Esta seção tem por objetivo descrever os requisitos coletados na Análise de Requisitos através da identificação dos atores, casos de usos e fluxo de eventos e criar uma descrição visual através dos Diagramas de Casos de Uso, Diagramas de Seqüência e Diagramas de Classe. Os diagramas de casos de uso servem para demonstrar as interações entre os atores (usuários do sistema) e sistema externos com o sistema EMD. Os diagramas de seqüência servem para mostrar a seqüência de fluxos ocorridos na utilização do sistema através dos atores e classes. Os diagramas de Classe servem para demonstrar os atributos e operações do sistema e a interação entre as classes. 5.1 Identificação dos Atores Estagiários São os alunos do curso de direito da Unirg supervisionados por um professor-supervisor. Os estagiários são responsáveis por colher informações processuais dos clientes e repassá-las aos supervisores para estudo e acompanhamento das ações judiciais. Supervisores São os advogados que acompanham os estagiários do EMD nos processos judiciais dos clientes, visando preparar o acadêmico para atuação profissional, capacitando o estagiário para assunção de postos após a conclusão do curso jurídico. Clientes São pessoas das comunidades carentes que buscam auxílio jurídico Testemunhas São pessoas que testemunham nas ações dos clientes.

5 5.1.1 Casos de Uso (Use Cases) FORMULÁRIO: CADASTRO DE ESTAGIÁRIOS Caso de Uso Atores Descrição Cadastrar Estagiários Supervisor Permite cadastrar dados pessoais e acadêmicos dos estagiários do EMD. Fluxo de Eventos FLUXO PRINCIPAL 1. O supervisor registra dados cadastrais do estagiário 2. O supervisor clica em salvar 3. O sistema salva dados do estagiário na base de dados : Supervisor Formulário de Cadastro de Estagiário Estagiário Seleciona Módulo estagiário Informa dados do estagiário Salvar Salva dados na base de dados Fig. 1-5 Diagrama de Seqüência do caso de uso Cadastrar Estagiário

6 FORMULÁRIO: PESQUISAR/ATUALIZAR ESTAGIÁRIO Caso de Uso Atores Descrição Pesquisar Estagiário Supervisor Permite pesquisar dados dos estagiários Fluxo de Eventos FLUXO PRINCIPAL 1. O supervisor verifica no sistema através do Nome ou Nº de matrícula se o estagiário já possui cadastro. A1: Estagiário não encontrado 2. O sistema retorna uma lista com Nome e Matricula 3. O supervisor seleciona nome na lista 4. O sistema exibe dados complementares do estagiário. FLUXO ALTERNATIVO A1: Estagiário não encontrado 1. Sistema exibe mensagem de que o estagiário não foi encontrado 2. O supervisor clica em cadastrar 3. O fluxo é finalizado e o sistema passa para o caso de uso Cadastrar Estagiário

7 : Supervisor Formulário de Pesquisa de Estagiário Estagiário Seleciona o Módulo Pesquisar Estagiário Verifica se existe cadastro Estagiário não encontrado Lista dados Lista Nome e Nº de matricula seleciona nome na lista Exibe dados Fig. 2-5 Diagrama de Seqüência do caso de uso Pesquisar Estagiário

8 Caso de Uso Atores Descrição Atualizar Estagiário Supervisor Permite atualizar dados dos estagiários do EMD. (alterar, excluir) Fluxo de Eventos FLUXO PRINCIPAL - ALTERAR 1. O supervisor informa dados do estagiário Matricula ou Nome A1: Estagiário não encontrado 2. O sistema exibe listagem com dados do estagiário pesquisado 3. O supervisor seleciona um estagiário na lista e clica em editar para alterar as informações 4. O sistema exibe dados complementares do estagiário em um formulário para que possam ser alterados. 5. O supervisor altera dados do estagiário 6. O supervisor clica em salvar 7. O sistema altera dados do estagiário na base de dados. FLUXO PRINCIPAL - EXCLUIR 1. O supervisor informa dados do estagiário Matricula ou Nome 2. O sistema pesquisa dados A1: Estagiário não encontrado 3. O sistema exibe listagem com dados do estagiário pesquisado 4. O supervisor seleciona um estagiário na lista e clica em excluir para que o estagiário seja retirado do banco de dados 5. O sistema exibe mensagem para confirmar exclusão 6. O supervisor confirma exclusão 7. O sistema exclui dados do estagiário da base de dados. FLUXO ALTERNATIVO A1: Estagiário não encontrado 1. Sistema exibe mensagem de que o estagiário não foi encontrado 2. O supervisor clica em cadastrar 3. O fluxo é finalizado e o sistema passa para o caso de uso Cadastrar Estagiário

9 : Supervisor Formulário de Pesquisa de Estagiário Estagiário Seleciona o Módulo Pesquisar Estagiário Verifica se existe cadastro Estagiário não encontrado Lista dados Lista Nome e Nº de matricula seleciona nome na lista Exibe dados Altera dados Salvar Altera dados Fig. 3-5 Diagrama de Seqüência do caso de uso Atualizar Estagiário - Alterar

10 : Supervisor Formulário de Pesquisa de Estagiário Estagiário Seleciona o Módulo Pesquisar Estagiário Verifica se existe cadastro Lista Dados Lista Nome e Nº de Maatrícula Seleciona Nome na lista Exibe dados Exclui dados Confirma exclusão Dados excluídos Fig. 4-5 Diagrama de Seqüência do caso de uso Cadastrar Estagiário - Excluir

11 FORMULÁRIO: CADASTRO DE SUPERVISORES Caso de Uso Atores Descrição Cadastrar Supervisores Supervisor Permite cadastrar dados pessoais dos supervisores do EMD. Fluxo de Eventos FLUXO PRINCIPAL 1. O supervisor registra dados pessoais 2. O supervisor clica em salvar 3. O sistema salva dados na base de dados : Supervisor Formulario de Cadastro de Supervisor Supervisor Seleciona Módulo Supervisor Informa Dados do Supervisor Salvar Salva dados na base de dados Fig. 5-5 Diagrama de Seqüência do caso de uso Cadastrar Supervisor

12 FORMULÁRIO: PESQUISAR/ATUALIZAR SUPERVISOR Caso de Uso Atores Descrição Pesquisar Supervisor Supervisor Permite pesquisar dados dos supervisores Fluxo de Eventos FLUXO PRINCIPAL 1. O Supervisor verifica no sistema através do Nome ou OAB se ele já possui cadastro A1: Supervisor não encontrado 2. O sistema exibe lista com Nome e OAB do supervisor 3. O supervisor seleciona Nome na lista 4. O sistema exibe dados complementares do supervisor FLUXO ALTERNATIVO A1: Supervisor não encontrado 1. Sistema exibe mensagem de que o supervisor não foi encontrado 2. O supervisor clica em cadastrar 3. O fluxo é finalizado e o sistema passa ao caso de uso Cadastrar Supervisor

13 : Supervisor Form ulário de Pesquisa Supervisor Seleciona o Módulo Pesquisar/Atualizar Verifica Cadastro Supervisor não encontrado Lista Dados Lista Nome e Nº OAB Seleciona Nome na lista Exibe Dados Fig. 6-5 Diagrama de Seqüência do caso de uso Pesquisar Supervisor

14 Caso de Uso Atores Descrição Atualizar Supervisor Supervisor Permite atualizar dados dos supervisores do EMD. (alterar, excluir) Fluxo de Eventos FLUXO PRINCIPAL - ALTERAR 1. O supervisor informa dados da pesquisa OAB ou Nome A1: Supervisor não encontrado 2. O sistema exibe listagem com dados do supervisor 3. O supervisor clica em editar para alterar seus dados cadastrais 4. O sistema exibe dados complementares do supervisor em um formulário para que possam ser alterados. 5. O supervisor altera dados 6. O supervisor clica em salvar 7. O sistema altera dados do supervisor na base de dados. FLUXO PRINCIPAL - EXCLUIR 1. O supervisor informa dados da pesquisa OAB ou Nome A1: Supervisor não encontrado 2. O sistema exibe listagem com dados do supervisor 3. O supervisor clica em excluir 4. O sistema emite mensagem para confirmar exclusão 5. O supervisor confirma exclusão 6. O sistema exclui dados do supervisor da base de dados. FLUXO ALTERNATIVO A1: Supervisor não encontrado 1. Sistema exibe mensagem de que o supervisor não foi encontrado 2. O supervisor clica em cadastrar 3. O fluxo é finalizado e o sistema passa para o caso de uso Cadastrar Supervisor

15 : Supervisor Formulário de Pesquisa Supervis or Seleciona o Módulo Pesquisar/Atualizar Verifica Cadastro Supervisor não encontrado Lista Dados Lista Nome e Nº OAB Seleciona Nome na lista Exibe Dados Altera Dados Salvar Dados Alterados Fig. 7-5 Diagrama de Seqüência do caso de uso Atualizar Supervisor - Alterar

16 : Supervisor Formulário de Pesquisa Supervisor Seleciona o Módulo Pesquisar/Atualizar Verifica Cadastro Supervis or não cadastrado Lista Dados Lista Nome e Nº OAB Seleciona Nome na Lista Exibe Dados Excluir Dados Confirma exclusão Dados Excluídos Fig. 8-5 Diagrama de Seqüência do caso de uso Atualizar Supervisor - Excluir

17 FORMULÁRIO: CADASTRO DE CLIENTES Caso de Uso Atores Descrição Cadastrar Clientes Estagiário, Clientes Permite cadastrar dados pessoais dos clientes do EMD. Os clientes informam dados pessoais para que os estagiários realizem uma triagem e armazenem os dados no sistema. Fluxo de Eventos FLUXO PRINCIPAL 1. O cliente informa dados pessoais ao estagiário responsável 2. O estagiário registra dados pessoais do cliente no formulário A1: CPF inválido 3. O sistema salva dados na base de dados FLUXO ALTERNATIVO A1: CPF inválido 1. O sistema emite mensagem de que o CPF informado é inválido 2. O fluxo retorna ao fluxo principal, passo 1

18 : Estagiário Formulário de Cadastro de Cliente Ciente Seleciona Módulo Cad astrar Clien te Registra Dados do Cliente Salva Dados CPF inválido Volta ao passo 2 Salva dados na base de dados Fig. 9-5 Diagrama de Seqüência do caso de uso Cadastrar Cliente

19 FORMULÁRIO: PESQUISAR/ATUALIZAR CLIENTE Caso de Uso Atores Descrição Pesquisar Cliente Estagiário Permite pesquisar dados pessoais dos clientes do EMD ou verificar se o cliente já está cadastrado. Fluxo de Eventos FLUXO PRINCIPAL 1. O estagiário informa dados da pesquisa do cliente - CPF ou Nome A1: Cliente não encontrado 2. O sistema exibe lista de clientes 3. O estagiário seleciona um cliente 4. O sistema exibe dados pessoais do cliente FLUXO ALTERNATIVO A1: Cliente não encontrado 1. Sistema exibe mensagem de que o cliente não foi encontrado 2. O cliente clica em cadastrar 3. O fluxo é finalizado e o sistema passa ao caso de uso Cadastrar Cliente

20 : Estagiário Formulário de Pesquisa Cliente Seleciona Módulo Pesquisar Cliente Informa dados da pesquisa Pesquisa Cliente Cliente Não encontrado Lista Dados Exibe Nome e CPF Seleciona Cliente Exibe Dados Complementares Fig. 9-5 Diagrama de Seqüência do caso de uso Pesquisar Cliente

21 Caso de Uso Atores Descrição Atualizar Cliente Estagiário Permite atualizar dados dos clientes do EMD. Fluxo de Eventos FLUXO PRINCIPAL - ALTERAR 1. O estagiário informa dados da pesquisa do cliente - CPF ou Nome A1: Cliente não encontrado 2. O sistema exibe listagem com dados do cliente 3. O estagiário clica em editar para alterar os dados do cliente 4. O sistema exibe dados pessoais do cliente em um formulário para que possa ser alterado. 5. O estagiário altera dados do cliente 6. O estagiário clica em salvar 7. O sistema altera dados do cliente na base de dados. FLUXO PRINCIPAL - EXCLUIR 1. O estagiário informa dados da pesquisa do cliente - CPF ou Nome A1: Cliente não encontrado 2. O sistema exibe listagem com dados do cliente 3. O estagiário clica em excluir 4. O sistema emite mensagem para confirmar exclusão 5. O estagiário confirma exclusão 6. O sistema exclui dados do cliente da base de dados. FLUXO ALTERNATIVO A1: Cliente não encontrado 4. Sistema exibe mensagem de que o cliente não foi encontrado 5. O cliente clica em cadastrar O fluxo é finalizado e o sistema passa ao caso de uso Cadastrar Cliente

22 : Estagiário Formulário de Pesquisa Cliente Seleciona Módulo Pesquisar Cliente Informa dados da pesquisa Pesquis a Cliente Cliente Não encontrado Lista Dados Exibe Nome e CPF Seleciona Cliente Exibe Dados Com plementares Altera Dados Salvar Salva dados na base de dados Fig Diagrama de Seqüência do caso de uso Atualizar Cliente - Alterar

23 : Estagiário Formulário de Pesquisa Cliente Seleciona Módulo Pesquisar Cliente Informa dados da pesquisa Pesquis a Cliente Cliente Não encontrado Lista Dados Exibe Nome e CPF Excluir Cliente Confirm a Exclusão Dados excluídos Fig Diagrama de Seqüência do caso de uso Atualizar Cliente - Excluir

24 FORMULÁRIO: CADASTRO DE PROCESSOS Caso de Uso Atores Descrição Cadastrar Processos Cliente, Supervisor Permite cadastrar dados dos processos dos clientes, tais como fatos pertinentes, dados da parte contrária e avaliação dos supervisores sobre o atendimento dos estagiários. Fluxo de Eventos FLUXO PRINCIPAL 1. O cliente informa dados para abertura do processo. 2. O supervisor registra dados do processo e da parte contrária A1: Parte Contrária já é cliente do EMD 3. O supervisor clica em salvar 4. O sistema salva dados do processo na base de dados FLUXO ALTERNATIVO A1: Parte Contrária já é cliente do EMD 1. O sistema exibe mensagem de que a parte contrária já é cliente e, portanto, o EMD não poderá abrir processo contra ele. 2. Processo encerrado

25 : Supervisor Formulário de Processo Clientes Processo Seleciona o Módulo Cadastrar Processo Registra Dados do Processo Registra dados da parte contrária Pesquisa Clientes Parte Contrária já é cliente Salvar Salva dados do processo Fig Diagrama de Seqüência do caso de uso Cadastrar Processo Caso de Uso Atores Descrição Cadastrar Testemunhas Supervisor, Testemunhas Permite cadastrar testemunhas vinculadas a processos de clientes. Fluxo de Eventos FLUXO PRINCIPAL 1. As testemunhas informam dados pessoais 2. O supervisor registra dados das testemunhas 3. O supervisor clica em salvar 4. O sistema salva os dados na base de dados

26 : Supervisor Formulário de Cadastro de Testemunhas Testemunhas Registra dados das testemunhas Salva Dados Salva Dados das testemunhas Fig Diagrama de Seqüência do caso de uso Cadastrar Testemunha Caso de Uso Atores Descrição Cadastrar Andamento Supervisor Permite cadastrar o andamento dos processos dos clientes para que possa ser acompanhado por supervisores e estagiários que tenha acesso ao sistema. Fluxo de Eventos FLUXO PRINCIPAL 1. O supervisor pesquisa processo 2. O sistema exibe dados do processo 3. O supervisor insere andamento do processo 4. O supervisor clica em salvar 5. O sistema salva andamento na base de dados dos processos

27 : Supervisor Formulário de Pesq uisa Processo Informa dados do processo Pesquisa processo Dados do processo Exibe da dos do processo Insere andamento Salva andamento na base de dados Fig Diagrama de Seqüência do caso de uso Cadastrar Andamento

28 FORMULÁRIO: PESQUISAR/ATUALIZAR PROCESSO Caso de Uso Atores Descrição Pesquisar Processo Supervisor, Estagiário Permite pesquisar dados dos processos Fluxo de Eventos FLUXO PRINCIPAL 1. O supervisor informa dados do processo Nome do Cliente ou de uma das partes A1: Nenhum processo encontrado 2. O sistema exibe lista dos processos vinculados ao cliente ou a qualquer uma das partes FLUXO ALTERNATIVO A1: Nenhum processo encontrado 1. O sistema exibe mensagem de que nenhum processo foi encontrado. 2. O fluxo retorna ao fluxo principal, passo 1 : Supervisor Form ulário de Pesquisa Processo Informa Dados do Proces so Pesquisa Processo Processo não encontrado Dados do Processo Exibe dados do processo Fig Diagrama de Seqüência do caso de uso Pesquisar Processo

29 Caso de Uso Atores Descrição Atualizar Processo Supervisor, Estagiário Permite atualizar dados dos processos do EMD. Fluxo de Eventos FLUXO PRINCIPAL - ALTERAR 1. O supervisor/estagiário informa dados do processo Nome do Cliente ou de uma das partes A1: Nenhum processo encontrado 2. O sistema exibe lista dos processos vinculados ao cliente ou a qualquer uma das partes 3. O supervisor/estagiário clica em editar 4. O sistema exibe dados complementares do processo em um formulário para que seja alterado 5. O supervisor/estagiário altera dados 6. O supervisor/estagiário clica em salvar 7. O sistema altera dados do processo na base de dados. FLUXO ALTERNATIVO A1: Nenhum processo encontrado 1. O sistema exibe mensagem de que nenhum processo foi encontrado. 2. O fluxo retorna ao fluxo principal, passo 1

30 : Supervisor Formulário de Pesquisa Processo Informa Dados do Processo Pesquis a Processo Processo não encontrado Dados do Processo Exibe dados do processo Altera dados do processo Salvar Salva dados do processo Fig Diagrama de Seqüência do caso de uso Atualizar Processo

31 FORMULÁRIO: CARTA CONVITE Caso de Uso Atores Descrição Gerar Carta Convite Supervisor, Estagiário Permite gerar carta convite para que seja enviada à parte contrária do processo. A carta convite terá um status (entregue, não entregue) para obter um controle. Fluxo de Eventos FLUXO PRINCIPAL 1. O supervisor/estagiário informa dados do processo para gerar a carta convite 2. O supervisor/estagiário clica em gerar 3. O sistema exibe carta convite para impressão.

32 : Supervisor Form ulário Carta Convite Sistema Seleciona o Módulo carta convite Informa Dados da Carta Convite Gerar Gerar carta convite Carta Convite Exibe Carta convite para impressão Im primir Fig Diagrama de Seqüência do caso de uso Gerar Carta Convite

33 FORMULÁRIO: RELATÓRIOS Caso de Uso Atores Descrição Exibir Relatórios Supervisor, Estagiários Permite exibir relatórios sobre os processos (encerrados e em andamento) e sobre os clientes do EMD. Fluxo de Eventos FLUXO PRINCIPAL 1. O supervisor/estagiário seleciona relatório 2. O supervisor/estagiário informa dados do relatório 3. O sistema exibe relatório selecionado

34 : Supervisor Formulário Relatórios Sistema Seleciona Módulo Relatórios Seleciona Relatório Informa dados do relatórios pesquisa dados do relatório Dados do relatório Exibe Relatório Imprimir Fig Diagrama de Seqüência do caso de uso Exibir Relatório

35 MÓDULO: ALTERAR SENHA Caso de Uso Atores Descrição Alterar Senha Estagiário, Supervisor Permite ao estagiário ou supervisor alterar senha de acesso ao sistema. Fluxo de Eventos FLUXO PRINCIPAL 1. O estagiário/supervisor seleciona o Módulo Alterar Senha 2. O estagiário/supervisor insere dados 3. O sistema validade dados informados A1: Senha Inválida 4. A senha é alterada na base de dados do sistema 5. O estagiário/supervisor recebe confirmação de alteração de senha FLUXO ALTERNATIVO A1: Senha Inválida 1. O sistema exibe mensagem de que a senha informada é inválida 2. O fluxo retorna ao fluxo principal, passo 2.

36 : Supervisor Formulário senha Senha Seleciona o Módulo Alterar Senha Informa Senha Salvar Retorna ao passo 2 Senha Inválida Senha alterada Fig Diagrama de Seqüência do caso de uso Alterar Senha

37 MÓDULO: ALTERAR Caso de Uso Atores Descrição Alterar Estagiário, Supervisor Permite alterar/cadastrar de contato. Fluxo de Eventos FLUXO PRINCIPAL 1. O estagiário ou supervisor seleciona o Módulo Alterar 2. O estagiário ou supervisor informa o 3. O sistema valida o A1: inválido 4. O sistema armazena na base de dados o do estagiário ou supervisor 5. O estagiário ou supervisor recebe confirmação de cadastro de . FLUXO ALTERNATIVO A1: inválido 1. O sistema exibe mensagem de que o informado é inválido 2. O fluxo retorna ao fluxo principal, passo 2.

38 : Supervisor Formulário Seleciona o Módulo Alterar Senha Informa Salvar Retorna ao passo 2 inválido alterado Fig Diagrama de Seqüência do caso de uso Alterar

39 Verificar status - entregue / não entregue Estagiário Atualizar Processo A parte contrária não pode ser cliente do EMD. Cadastrar Testemunha Gerar Carta Convite Pesquisar Processo <<extend>> <<include>> Pesquisar Parte Contrária <<extend>> Supervisor Cadastrar Processo Cadastrar Andamento Informa Dados para Processo Informar Dados Testemunha Cliente Fig Diagrama de Caso de Uso Processo <<extend>> Para cadastrar uma testemunha ou um andamento é necessário existir um processo vinculado a eles. <<include>> Para cadastrar um processo de um cliente é necessário pesquisar se a parte contrária já é cliente do Escritório Modelo.

40 Pesquisar Cliente Triagem Inf ormar Dados Pessoais Cliente Alterar Senha <<include>> Validar Senha Atualizar Estagiário Permite alterar ou excluir estagiário <<extend>> <<extend>> Estagiário Superv isor Exibir Relatório Pesquisar Estagiário Atualizar Cliente <<extend>> <<include>> Alterar Atualizar Superv isor Pesquisar Supervisor Cadastrar Estagiários Validar Permite alterar ou excluir superv isor Cadastrar Supervisor Fig Diagrama de Caso de Uso <<extend>> Para atualizar os dados de estagiário, supervisor e cliente é necessária uma consulta anterior para verificar se já existe um cadastro. <<include>> Para alterar a senha ou o é necessário validá-los antes de completar a ação.

41 Andamento Data Descrição Tipo Inserir() Alterar() Testemunhas Nome Profissão Estado Civil Nacionalidade Endereço Incluir() Alterar() Excluir() Carta Convite Impressa Entregue Dta_Impressão Dta_Entregue Imprimir() 1..n 1 1..n Nome OAB Usuario Senha Status Area Atuação Processo Nome Parte Contrária Endereço Parte Contrária Incluir() Alterar() 1..n Supervisor Efetuar Login no Sistema() Gerenciar Processos() Gerenciar Estagiários() Relatório Visualizar Relatório() Imprimir Relatório() 1..n 1..n 1..n Estagiário Nome Matrícula Dta_Nascimento Endereço_Com Endereço_Res Status Telefone_Com Telefone_Res Período Turno Dta_entrada Dta_Saída Usuário Senha Efeturar Login no Sistema() Gerenciar Processo() Gerenciar Clientes() 1..n Cliente Nome Dta_nascimento Local Nascimento Nacionalidade Estado Civil Profissão RG CPF Endereço Cidade Residencial CEP_Residencial Telefone_Residencial Telefone_Contato Endereço_Trabalho Cidade_trabalho CEP_Trabalho Telefone_Trabalho Telefone_Contato_Trabalho Conjuge Salário Residencia Valor Alugel Nº_Dependentes Nº Imóveis Nº Veículos Tipo Veículo Aluga Casa Comerciante Descrição Status Tipo_Cliente Incluir() Alterar() Excluir() Fig Diagrama de Classe

42 6. Base de Dados Proposta para o Sistema O modelo lógico obtido no diagrama de classes foi obtido com base nos dados coletados na análise de requisitos, a partir dele foi possível gerar uma proposta inicial para a estruturação do Banco de Dados. A Figura 24-5 mostra as tabelas, seus atributos e chaves da base de dados proposta ao sistema. Fig Relacionamentos da Base de Dados

43 6.1 Descrição das tabelas TABELA Supervisores Area_Atuação Estagiários DESCRIÇÃO Tabela para cadastro de dados dos advogados/ supervisores do EMD. Tabela para cadastro da(s) área(s) de atuação dos advogados. Está tabela está relacionada com a tabela de supervisores. Tabela para cadastro de dados dos estagiários do EMD. Cada estagiário está ligado à um supervisor. Estagiários_Processos Tabela para listagem dos processos acompanhados pelos estagiários. Está relacionada com a tabela de processos e com a tabela de estagiários. Logs Clientes Histórico Processos Tabela de log de eventos do sistema para acompanhamento das ações dos usuários. Tabela de cadastro de dados pessoais dos clientes do EMD. Tabela para acompanhamento das alterações dos dados cadastrais e processuais dos clientes. Tabela de Cadastro de Processos e Parte Contrária. Acompanhamento_Processos Tabela de cadastro dos andamentos dos processos. Está relacionada com a tabela de processos. Testemunhas Cartas_Convites Tabela de cadastro dos dados das testemunhas dos processos. Está relacionada com a tabela de processos. Tabela para cadastro de dados das cartas convites. Está relacionada com a tabela de processos. OBS: O Histórico foi solicitado pelo EMD para que se tenha acesso, por exemplo, ao endereço de um cliente no início do processo, mesmo que este cliente já tenha efetuada alteração de endereço.

44 7. Conclusão A modelagem do sistema EMD foi a base desse projeto, sua função é facilitar a compreensão do funcionamento do sistema para que alterações futuras em seu contexto possam ser realizadas com maior rapidez e eficiência, além de auxiliar no desenvolvimento de um sistema que atenda as necessidades dos usuários, entre elas a facilidade e agilidade no processamento e acompanhamento dos processos judiciais do Escritório Modelo de Direito da Unirg. A modelagem do sistema nos permitiu documentar as decisões que foram tomadas na fase de análise do sistema, assim com base no que foram documentados, novas funções poderão ser incrementadas ao sistema e novas modificações poderão ser feitas na documentação. O sistema EMD tem a proposta inicial de eliminar o controle manual dos processos realizados pelo Escritório Modelo e futuramente possibilitar a troca de dados sócio-econômicos com outros departamentos da Unirg e com a Prefeitura Municipal.

DOCUMENTO DE REQUISITOS

DOCUMENTO DE REQUISITOS 1/38 DOCUMENTO DE REQUISITOS GED Gerenciamento Eletrônico de Documentos Versão 1.1 Identificação do Projeto CLIENTE: NOME DO CLIENTE TIPO DO SISTEMA OU PROJETO Participantes Função Email Abilio Patrocinador

Leia mais

SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA DIRETORIA DE FISCALIZAÇÃO PEDIDO DE USO DE ECF MANUAL DO USUÁRIO VERSÃO 1.0

SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA DIRETORIA DE FISCALIZAÇÃO PEDIDO DE USO DE ECF MANUAL DO USUÁRIO VERSÃO 1.0 SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA DIRETORIA DE FISCALIZAÇÃO PEDIDO DE USO DE ECF MANUAL DO USUÁRIO VERSÃO 1.0 Belém Agosto - 2013 1 SUMÁRIO 1. Introdução... 3 2. Identificação Acesso ao Sistema... 4 3. Painel

Leia mais

SisLegis Sistema de Cadastro e Controle de Leis

SisLegis Sistema de Cadastro e Controle de Leis Sistema de Cadastro e Controle de Leis Desenvolvido por Fábrica de Software Coordenação de Tecnologia da Informação Pág 1/22 Módulo: 1 Responsável: Desenvolvimento Ti Data: 01/11/2012 Versão: 1.0 Empresa:

Leia mais

Portal do Magistrado Guia Rápido Atualização Cadastral e Inclusão de IRPF

Portal do Magistrado Guia Rápido Atualização Cadastral e Inclusão de IRPF Acesso ao Portal do Magistrado Como entrar no Portal do Magistrado: ENDEREÇO ELETRÔNICO: www.portaldomagistrado.tjsp.jus.br/ptlpdb/ Conecte seu Certificado Digital ao computador e informe sua Senha de

Leia mais

SEAP / CAS. Manual V1.0

SEAP / CAS. Manual V1.0 SEAP / CAS Manual V1.0 Janeiro - 2013 Coordenadoria de Administração de Serviços - CAS Palácio das Araucárias Rua Jacy Loureiro de Campos, s/nº 80530-140 - Centro Cívico - Curitiba Paraná Fone: (41) 3313-6071

Leia mais

Cadastro de Pessoa Jurídica

Cadastro de Pessoa Jurídica Fundação de Apoio à Universidade de São Paulo Cadastro de Pessoa Jurídica CADASTRAMENTO NO NOVO SISTEMA Novembro/2012 2 Índice 1 Introdução 03 2 Entrando no sistema de cadastro 03 3 Cadastramento eletrônico

Leia mais

Sistema de Controle de Processos ON-LINE-Versão 1.0 Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP) Unidade Municipal de Tecnologia da Informação (UMTI)

Sistema de Controle de Processos ON-LINE-Versão 1.0 Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP) Unidade Municipal de Tecnologia da Informação (UMTI) O SISTEMA DE CONTROLE DE PROCESSOS ON-LINE O Sistema de Controle de Processos ON-LINE é um Sistema de Protocolo desenvolvido pela da que tem como finalidade gerenciar os processos e solicitações de serviços

Leia mais

Universidade Federal do Vale do São Francisco Programa de Assistência Estudantil

Universidade Federal do Vale do São Francisco Programa de Assistência Estudantil 1 - Introdução O sistema PAE da UNIVASF é uma ferramenta desenvolvida pelo Núcleo de Tecnologia da Informação (NTI) que auxilia o processo seletivo de estudantes de graduação para o, que serão selecionados

Leia mais

Unioeste Universidade Estadual do Oeste do Paraná

Unioeste Universidade Estadual do Oeste do Paraná Unioeste Universidade Estadual do Oeste do Paraná CENTRO DE CIÊNCIAS EXATAS E TECNOLÓGICAS Colegiado de Informática Curso de Bacharelado em Informática Especificação de Requisitos e Modelagem Orientada

Leia mais

Livro Caixa. www.controlenanet.com.br. Copyright 2015 - ControleNaNet

Livro Caixa. www.controlenanet.com.br. Copyright 2015 - ControleNaNet www.controlenanet.com.br Copyright 2015 - ControleNaNet Conteúdo Tela Principal... 3 Como imprimir?... 4 As Listagens nas Telas... 7 Clientes... 8 Consulta... 9 Inclusão... 11 Alteração... 13 Exclusão...

Leia mais

Manual de Utilização. Sistema. Recibo Provisório de Serviço

Manual de Utilização. Sistema. Recibo Provisório de Serviço Manual de Utilização Sistema Recibo Provisório de Serviço Versão 1.0 17/08/2011 Sumário Introdução... 5 1. Primeiro Acesso... 7 2. Funções do e-rps... 8 2.1 Menu Superior... 8 2.1.1 Arquivo......8 2.1.2

Leia mais

SISTEMA INTEGRADO DE ADMINISTRAÇÃO DA RECEITA PED MANUAL INTERNET

SISTEMA INTEGRADO DE ADMINISTRAÇÃO DA RECEITA PED MANUAL INTERNET SISTEMA INTEGRADO DE ADMINISTRAÇÃO DA RECEITA MANUAL INTERNET ÍNDICE Sistema Integrado de Administração da Receita 1 INTRODUÇÃO GERAL... 4 2 INTRODUÇÃO AO... 4 2.1 OBJETIVOS... 4 2.2 BENEFÍCIOS... 4 2.3

Leia mais

Smart Laudos 1.9. A Forma Inteligente de Criar seus Laudos Médicos. Manual do Usuário

Smart Laudos 1.9. A Forma Inteligente de Criar seus Laudos Médicos. Manual do Usuário Smart Laudos 1.9 A Forma Inteligente de Criar seus Laudos Médicos Manual do Usuário Conteúdo 1. O que é o Smart Laudos?... 3 2. Características... 3 3. Instalação... 3 4. Menu do Sistema... 4 5. Configurando

Leia mais

MANUAL VERSÃO 4.14 0

MANUAL VERSÃO 4.14 0 0 SUMÁRIO INTRODUÇÃO... 2 1. O QUE É O EOL?... 2 2. ACESSANDO O EOL... 2 3. TELA INICIAL... 3 4. EXAMES ADMISSIONAIS... 4 5. MUDANÇA DE FUNÇÃO... 7 6. EXAMES DEMISSIONAL E RETORNO AO TRABALHO... 8 7. EXAMES

Leia mais

ESPECIFICAÇÃO DE PROGRAMAS. PROGRAMADOR Joel Victor. Introdução

ESPECIFICAÇÃO DE PROGRAMAS. PROGRAMADOR Joel Victor. Introdução Página 1 de 16 Introdução Documento para especificação de programa do Caso de Uso Manter Usuários. Além da descrição de programa o documento terá o diagrama de classes e o diagrama de sequência. Caso de

Leia mais

Governo do Estado do Pará Secretaria de Estado da Fazenda

Governo do Estado do Pará Secretaria de Estado da Fazenda Manual do Usuário Sistema Notapará Programa Nota Fiscal Cidadã Objetivo: Estabelecer orientações aos usuários do sistema Notapará, tais como: usabilidade, funcionalidade e navegabilidade. Manual do Usuário

Leia mais

MANUAL VERSÃO 2.13 1

MANUAL VERSÃO 2.13 1 1 SUMÁRIO INTRODUÇÃO... 3 1. O QUE É O EOL?... 3 2. ACESSANDO O EOL... 3 3. TELA INICIAL... 4 4. EXAMES ADMISSIONAIS... 4 5. MUDANÇA DE FUNÇÃO... 6 6. EXAMES DEMISSIONAL E RETORNO AO TRABALHO... 7 7. EXAMES

Leia mais

Conhecimento de Transporte

Conhecimento de Transporte Página1 Conhecimento de Transporte No menu de navegação, este item é a opção para emissão e administração dos Conhecimentos de Transporte do sistema. Para acessar, posicione o mouse no local correspondente

Leia mais

e-nota NFS-e Sistema de Geração e Emissão de Nota Fiscal de Serviço eletrônica

e-nota NFS-e Sistema de Geração e Emissão de Nota Fiscal de Serviço eletrônica Página1 e-nota NFS-e Sistema de Geração e Emissão de Nota Fiscal de Serviço eletrônica Manual do Usuário Produzido por: Informática Educativa Página2 Índice 1. O que é Nota Fiscal de Serviço eletrônica

Leia mais

Fundap. Programa de Estágio. Manual de Utilização do Sistema de Administração de Bolsas de Estágio. Plano de Estágio

Fundap. Programa de Estágio. Manual de Utilização do Sistema de Administração de Bolsas de Estágio. Plano de Estágio Fundap Fundação do Desenvolvimento Administrativo Programa de Estágio Programa de Estágio Manual de Utilização do Sistema de Administração de Bolsas de Estágio Plano de Estágio Julho de 2008 SABE - Sistema

Leia mais

MANUAL OPERACIONAL DO SISTEMA ESTADUAL DE CONTROLE DE PESCA

MANUAL OPERACIONAL DO SISTEMA ESTADUAL DE CONTROLE DE PESCA SISTEMA IMASUL DE REGISTROS E INFORMAÇÕES ESTRATÉGICAS DO MEIO AMBIENTE MANUAL OPERACIONAL DO SISTEMA ESTADUAL DE CONTROLE DE PESCA Manual Operacional para uso exclusivo do módulo do Sistema Estadual de

Leia mais

Guia de Ambientação Março/2011

Guia de Ambientação Março/2011 Guia de Ambientação Março/2011 APRESENTAÇÃO Caro cursista, Bem vindo ao Guia de Ambientação. Este documento é dirigido a você, participante. Com ele, você conhecerá como está estruturada a interface de

Leia mais

Elaborado por SIGA-EPT. Projeto SIGA-EPT: Manual do Usuário Almoxarifado

Elaborado por SIGA-EPT. Projeto SIGA-EPT: Manual do Usuário Almoxarifado Elaborado por SIGA-EPT Projeto SIGA-EPT: Manual do Usuário Almoxarifado Versão Dezembro - 2009 Sumário 1 Introdução 5 1.1 Entrando no sistema e repassando as opções................... 5 1.2 Administração......................................

Leia mais

O GEM é um software 100% Web, ou seja, você poderá acessar de qualquer local através da Internet.

O GEM é um software 100% Web, ou seja, você poderá acessar de qualquer local através da Internet. Olá! Você está recebendo as informações iniciais para utilizar o GEM (Software para Gestão Educacional) para gerenciar suas unidades escolares. O GEM é um software 100% Web, ou seja, você poderá acessar

Leia mais

Tutorial do Sistema de Requerimentos On-line

Tutorial do Sistema de Requerimentos On-line Tutorial do Sistema de Requerimentos On-line Atenção: Os requerimentos de segunda oportunidade, matrícula em disciplina, rematrícula, matrícula em dependência e trabalhos orientados só poderão ser abertos

Leia mais

CPqD Gestão Pública. Gestão Escolar Guia de treinamento. Versão do produto: 4.0.0 Edição do documento: 2.0 Abril de 2010

CPqD Gestão Pública. Gestão Escolar Guia de treinamento. Versão do produto: 4.0.0 Edição do documento: 2.0 Abril de 2010 CPqD Gestão Pública Gestão Escolar Guia de treinamento Versão do produto: 4.0.0 Edição do documento: 2.0 Abril de 2010 CPqD Gestão Pública Gestão Escolar Guia de treinamento Versão do produto: 4.0.0 Edição

Leia mais

ESPECIFICAÇÃO DE PROGRAMAS. PROGRAMADOR Joel Victor. Introdução

ESPECIFICAÇÃO DE PROGRAMAS. PROGRAMADOR Joel Victor. Introdução Página 1 de 15 Introdução Documento para especificação de programa do Caso de Uso Manter Usuários. Além da descrição de programa o documento terá o diagrama de classes e o diagrama de sequência. Caso de

Leia mais

Vendas. Manual do Usuário. Copyright 2014 - ControleNaNet

Vendas. Manual do Usuário. Copyright 2014 - ControleNaNet Manual do Usuário Copyright 2014 - ControleNaNet Conteúdo A Ficha de Vendas...3 Os Recibos...6 Como imprimir?...7 As Listagens...9 Clientes... 10 Consulta... 11 Inclusão... 13 Alteração... 14 Exclusão...

Leia mais

VIAÇÃO SÃO BENTO LTDA.

VIAÇÃO SÃO BENTO LTDA. VIAÇÃO SÃO BENTO LTDA. SISTEMA AUTOMÁTICO DE BILHETAGEM ELETRÔNICA MANUAL DO VTWEB CLIENT CADASTROS /PEDIDOS E PROCEDIMENTOS Resumo Esse manual tem como o seu objetivo principal a orientação de uso do

Leia mais

Manual do sistema SMARsa Web

Manual do sistema SMARsa Web Manual do sistema SMARsa Web Módulo Gestão de atividades RS/OS Requisição de serviço/ordem de serviço 1 Sumário INTRODUÇÃO...3 OBJETIVO...3 Bem-vindo ao sistema SMARsa WEB: Módulo gestão de atividades...4

Leia mais

Fazer um cálculo no produto RD Equipamentos e Agronegócio.

Fazer um cálculo no produto RD Equipamentos e Agronegócio. Fazer um cálculo no produto RD Equipamentos e Agronegócio. 1) Logar no Kit Médias Empresas Clicar no ícone Tókio Marine Empresarial, que abrirá a tela de login, veja abaixo. Caso seja o primeiro acesso

Leia mais

SISTEMA COOL 2.0V. (Certificado de Origen On Line) MANUAL DO USUÁRIO

SISTEMA COOL 2.0V. (Certificado de Origen On Line) MANUAL DO USUÁRIO SISTEMA COOL 2.0V (Certificado de Origen On Line) MANUAL DO USUÁRIO ÍNDICE Pré-requisitos para utilização do sistema....2 Parte I Navegador...2 Parte II Instalação do Interpretador de PDF...2 Parte III

Leia mais

Portal do Servidor Publico. Cartilha de Orientação Acesso ao PORTAL

Portal do Servidor Publico. Cartilha de Orientação Acesso ao PORTAL Portal do Servidor Publico Cartilha de Orientação Acesso ao PORTAL 1 Indice Apresentação do Portal... 03 Acesso ao Portal do Servidor Publico... 04 Solicitar Senha... 04 Disponibilidade do Portal... 06

Leia mais

SUA SENHA É SIGILOSA, PESSOAL E INTRANSFERÍVEL.

SUA SENHA É SIGILOSA, PESSOAL E INTRANSFERÍVEL. DÚVIDAS MAIS FREQUENTES - DO CLIENTE 1. Qual o procedimento para se cadastrar na Guia Eletrônica? - Rolar a página e procure pelo item Novo Cliente? - Escolher o perfil: Próprio Interessado: Pessoa Física

Leia mais

Coordenação de Estágio Integrado. Instruções para o cadastro da contratação de estágio pelo Aluno

Coordenação de Estágio Integrado. Instruções para o cadastro da contratação de estágio pelo Aluno Coordenação de Estágio Integrado Instruções para o cadastro da contratação de estágio pelo Aluno 7 de Novembro de 04 Acesso ao SGE Ao efetuar o login no Sistema de Gestão Acadêmico (SGA), acesse a aba

Leia mais

1998-2015 Domínio Sistemas Ltda. Todos os direitos reservados.

1998-2015 Domínio Sistemas Ltda. Todos os direitos reservados. Versão 8.1A-13 Saiba que este documento não poderá ser reproduzido, seja por meio eletrônico ou mecânico, sem a permissão expressa por escrito da Domínio Sistemas Ltda. Nesse caso, somente a Domínio Sistemas

Leia mais

Guia de Consulta do Portal Educacional

Guia de Consulta do Portal Educacional Guia de Consulta do Portal Educacional 1 Apresentação No Portal Educacional Web o aluno terá acesso as seguintes informações: Dados cadastrais, Faltas por etapa, Frequência diária, Notas por etapa e Quadro

Leia mais

CONTRA CONTROLE DE ACESSOS E MODULARIZADOR DE SISTEMAS

CONTRA CONTROLE DE ACESSOS E MODULARIZADOR DE SISTEMAS MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO AGRÁRIO SUBSECRETARIA DE PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E ADMINISTRAÇÃO COORDENAÇÃO-GERAL DE MODERNIZAÇÃO E INFORMÁTICA CONTRA CONTROLE DE ACESSOS E MODULARIZADOR DE SISTEMAS MANUAL

Leia mais

1.1 Objetivo 1 1.2 Características 1

1.1 Objetivo 1 1.2 Características 1 Introdução 1. INTRODUÇÃO 1 1.1 Objetivo 1 1.2 Características 1 2. AUTORIZAÇÃO DE ACESSO A SISTEMA 2 2.1 Endereço WEB do SCPA Módulo Sistema 2 2.2 Pré-requisitos para acesso: 2 2.3 Tela inicial: 3 2.4

Leia mais

Curso Básico Sistema EMBI

Curso Básico Sistema EMBI Curso Básico Sistema EMBI Módulo Atendentes e Administradores Todos os direitos reservados. Nenhuma parte deste trabalho pode ser reproduzida em qualquer forma por qualquer meio gráfico, eletrônico ou

Leia mais

SUMÁRIO. Faculdade Católica do Tocantins www.catolica-to.edu.br

SUMÁRIO. Faculdade Católica do Tocantins www.catolica-to.edu.br MANUAL DO PORTAL ACADÊMICO Passo a passo do Portal Acadêmico www.catolica-to.edu.br - suporterm@catolica-to.edu.br SUMÁRIO Objetivo Manual do Portal Acadêmico... 03 Navegadores... 03 Endereço Eletrônico

Leia mais

O Oficina Integrada é um sistema completo para o controle e gerenciamento de oficinas mecânicas. É o primeiro e único software que controla o fluxo

O Oficina Integrada é um sistema completo para o controle e gerenciamento de oficinas mecânicas. É o primeiro e único software que controla o fluxo O Oficina Integrada é um sistema completo para o controle e gerenciamento de oficinas mecânicas. É o primeiro e único software que controla o fluxo em sua oficina. O sistema foi desenvolvido para ser utilizado

Leia mais

SIG DMS / NFSe. Manual de Conhecimento. Atualizado em 23/05/2013 por Danillo Campelo Amorim

SIG DMS / NFSe. Manual de Conhecimento. Atualizado em 23/05/2013 por Danillo Campelo Amorim SIG DMS / NFSe Manual de Conhecimento Atualizado em 23/05/2013 por Danillo Campelo Amorim 1 Índice Função do modulo...3 Conhecimentos Exigidos & Requisitos Humanos...3 Acessando o Sistema...4 Padrõe de

Leia mais

Manual do Usuário Características e recursos básicos Enterprise Resource Planning

Manual do Usuário Características e recursos básicos Enterprise Resource Planning Manual do Usuário Características e recursos básicos Enterprise Resource Planning www.pwi.com.br 1 Volpe Enterprise Resource Planning Este manual não pode, em parte ou no seu todo, ser copiado, fotocopiado,

Leia mais

MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO RECAM ONLINE

MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO RECAM ONLINE MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO RECAM ONLINE Tefefone: (16)37119000 email: recam@franca.sp.gov. Sumário 1. Endereço para acessar o sistema... 3 2. Tipos de acesso ao sistema... 3 3. Termo de acesso cadastrado

Leia mais

M A N U A L D O SISTE M A D E PR O PO STA E L E TR Ô N ICA - SPE

M A N U A L D O SISTE M A D E PR O PO STA E L E TR Ô N ICA - SPE M A N U A L D O SISTE M A D E PR O PO STA E L E TR Ô N ICA - SPE N&A Informática Solução em gestão pública Av. Três Barras, nº 720 Vilas Boas 700051-290 Campo Grande MS Fone / Fax: (67)3348-2400 http://

Leia mais

Ministério da Cultura

Ministério da Cultura Ministério da Cultura MANUAL DO PROPONENTE: PROPOSTAS VERSÃO 1.1 HISTÓRICO DE REVISÃO Data Versão Descrição Autor 10/11/2011 1.0 Criação do documento. Aline Oliveira - MINC 07/01/2013 1.1 Atualização do

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAPÁ NÚCLEO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO. Manual de Avaliação de Desempenho Cadastro

UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAPÁ NÚCLEO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO. Manual de Avaliação de Desempenho Cadastro UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAPÁ NÚCLEO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO Manual de Avaliação de Desempenho Cadastro UNIFAP MACAPÁ-AP 2013 S U M Á R I O 1 Tela de Login...2 2 Acessando ao submenu cadastro de avaliação

Leia mais

Como funciona? SUMÁRIO

Como funciona? SUMÁRIO SUMÁRIO 1. Introdução... 2 2. Benefícios e Vantagens... 2 3. Como utilizar?... 2 3.1. Criar Chave / Senha de Usuário... 2 3.2. Recursos da Barra Superior... 2 3.2.1. Opções... 3 3.2.1.1. Mover Para...

Leia mais

Portal nddcargo 4.1.5.0 Manual de Utilização Call Center Visão Administrador

Portal nddcargo 4.1.5.0 Manual de Utilização Call Center Visão Administrador Portal nddcargo 4.1.5.0 Manual de Utilização Call Center Visão Administrador Histórico de alterações Data Versão Autor Descrição 23/11/2012 1 Criação do documento. 2 1. Introdução... 4 2. Funcionalidades

Leia mais

Sistema de de Bilhetagem Eletrônica MANUAL MÓDULO PDV

Sistema de de Bilhetagem Eletrônica MANUAL MÓDULO PDV Sistema de de Eletrônica SETRANSP DOTFLEX MANUAL MÓDULO PDV REGIÃO MANUAL METROPOLITANA MÓDULO PESSOA Revisão JURÍDICA 02 / Setembro SBE de 2008 - DOTFLEX Revisão 00 / Março de 2009 MANUAL MÓDULO EMPRESA

Leia mais

Curso de Capacitação ao Sistema CDV. - GID Desmanches -

Curso de Capacitação ao Sistema CDV. - GID Desmanches - Curso de Capacitação ao Sistema CDV - GID Desmanches - Coordenadoria de Gestão de Desmanches Divisão de Desmanches Conteúdo Módulo 1 Como utilizar o Moodle... 4 Módulo 2 - Acessando o GID CDV... 4 Aula

Leia mais

Manual Sistema Proac Editais. Dúvidas Frequentes

Manual Sistema Proac Editais. Dúvidas Frequentes Manual Sistema Proac Editais Dúvidas Frequentes Conteúdo 1. Acesso ao sistema... 3 1.1. Como efetuar Login... 3 1.2. Como recuperar a Senha... 3 1.3. Como fazer um Novo Cadastro de Proponente... 4 1.4.

Leia mais

Manual NFSe - Prestadores e Tomadores de Serviço

Manual NFSe - Prestadores e Tomadores de Serviço VALPARAÍSO DE GOIÁS quarta-feira, 28 de outubro de 2014 Manual NFSe - Prestadores e Tomadores de Serviço ÍNDICE Legislação Cadastrando A Senha Eletrônica Acessando O Sistema De Nfs- E Pela Primeira Vez

Leia mais

Índice. Atualizado em: 01/04/2015 Página: 1

Índice. Atualizado em: 01/04/2015 Página: 1 MANUAL DO USUÁRIO Índice 1. Introdução... 3 2. Acesso ao Sistema... 4 2.1. Instalação... 4 2.1.1. Servidor - Computador Principal... 4 2.1.2. Estação - Computador na Rede... 6 2.1.3. Estação - Mapeamento

Leia mais

e-nota MDF-e Manifesto de Documento Fiscal eletrônico

e-nota MDF-e Manifesto de Documento Fiscal eletrônico Página1 e-nota MDF-e Manifesto de Documento Fiscal eletrônico Manual do Usuário Produzido por: Informática Educativa Página2 Índice 1. O que é MDF-e?... 03 2. Safeweb e-nota MDF-e... 04 3. Acesso e-nota

Leia mais

Alvará comercial na internet.

Alvará comercial na internet. Alvará comercial na internet. Objetivo: Permitir aos Contadores conveniados a emissão de alvará inicial ou outros serviços destinados as empresas e liberados pela internet cujo acesso depende de autorização

Leia mais

SEC Sistema de Padronização

SEC Sistema de Padronização SEC Sistema de Padronização PROCESSO Código: Responsável: Emissão: Revisão: Validade: PRO 17.3.01.00 SUDEPE /SUDEB 00 02/06/2015 1. Objetivo Orientar as Unidades Escolares no processo de cadastro de Servidores

Leia mais

PROCESSO ELETRÔNICO NA JUSTIÇA FEDERAL

PROCESSO ELETRÔNICO NA JUSTIÇA FEDERAL PROCESSO ELETRÔNICO NA JUSTIÇA FEDERAL CONFORTO, AGILIDADE, ECONOMIA, SEGURANÇA 1ª Edição dezembro de 2009 Elaboração e Projeto Gráfico Subsecretaria de Informação e Documentação SID Arte Cristina Gerheim

Leia mais

Sistema de Bilhetagem Eletrônica

Sistema de Bilhetagem Eletrônica GUIA DE REFERÊNCIA SIB Sistema de Bilhetagem Eletrônica Projeto Sistema de Bilhetagem Eletrônica Documento MR (17/Maio/2011) Tabela 1 Histórico das alterações no documento Data Versão Autor Descrição 09/11/2010

Leia mais

Conecta S_Line. 2.2 Downloads Para instalar o Conecta S_Line, basta acessar www.sline.com.br/downloads.aspx

Conecta S_Line. 2.2 Downloads Para instalar o Conecta S_Line, basta acessar www.sline.com.br/downloads.aspx 1 Introdução O Conecta S_Line permite que o laboratório envie à Central S_Line os resultados de exames gerados pelo Sistema de Informação Laboratorial (LIS) em forma de arquivos digitais. Todo o processo

Leia mais

MÓDULO DE CONTROLE ACADÊMICO - MCA Documento de Requisitos

MÓDULO DE CONTROLE ACADÊMICO - MCA Documento de Requisitos 1 MÓDULO DE CONTROLE ACADÊMICO - MCA Documento de Requisitos GUILHERME MANOEL CELESTE DE FREITAS GILBERTO TIMOTHEO JUNIOR RICARDO CUNHA VALE JUIZ DE FORA 2009 SUMÁRIO 1 INTRODUÇÃO 2 1.1 Propósito 2 1.2

Leia mais

PMAT. Sistema de Análise e Acompanhamento de Operações. Manual. Desenvolvido pelo BNDES AS/DEGEP

PMAT. Sistema de Análise e Acompanhamento de Operações. Manual. Desenvolvido pelo BNDES AS/DEGEP PMAT Sistema de Análise e Acompanhamento de Operações Manual 1 Índice 1. O que é o Sistema de Análise e Acompanhamento de Operações PMAT... 3 2. Acessando o sistema pela primeira vez Download... 3 3. Fluxogramas

Leia mais

MANUAL DO PERSUS OPERADORAS MÓDULO DE GESTÃO DE CONTAS ANS Agência Nacional de Saúde Suplementar

MANUAL DO PERSUS OPERADORAS MÓDULO DE GESTÃO DE CONTAS ANS Agência Nacional de Saúde Suplementar MANUAL DO PERSUS OPERADORAS MÓDULO DE GESTÃO DE CONTAS ANS Agência Nacional de Saúde Suplementar MANUAL DO PERSUS - OPERADORAS MÓDULO DE GESTÃO DE CONTAS Índice 1. INTRODUÇÃO...5 2. MÓDULO DE GESTÃO DE

Leia mais

Manual do Sistema. SMARsa. Módulo WEB

Manual do Sistema. SMARsa. Módulo WEB Manual do Sistema SMARsa Módulo WEB Índice INTRODUÇÃO...1 OBJETIVOS....1 TELA DE LOGIN...2 Como Utilizar?...2 INICIANDO O TRABALHO...3 TELA INICIAL...3 PERDA DE CONEXÃO:...4 1. ADMINISTRAÇÃO...5 1.1. Alterar

Leia mais

Documento de Casos de Uso. MC436 Introdução à Engenharia de Software Profª Ariadne Maria Brito Rizzoni Carvalho

Documento de Casos de Uso. MC436 Introdução à Engenharia de Software Profª Ariadne Maria Brito Rizzoni Carvalho Documento de Casos de Uso MC436 Introdução à Engenharia de Software Profª Ariadne Maria Brito Rizzoni Carvalho 1. Índice 2. Introdução 3 3. Descrição dos atores 3 4. Diagrama de caso de uso 4 5. 5.1 5.2

Leia mais

Guia Rápido do Usuário

Guia Rápido do Usuário CERTIDÕES UNIFICADAS Guia Rápido do Usuário CERTUNI Versão 1.0.0 CASA DA MOEDA DO BRASIL Conteúdo Acessando o Sistema... 3 Alterando Senhas... 3 Encerrando sua Sessão... 4 Gerando Pedido... 4 Alterando

Leia mais

O programa Mysql acompanha o pacote de instalação padrão e será instalado juntamente com a execução do instalador.

O programa Mysql acompanha o pacote de instalação padrão e será instalado juntamente com a execução do instalador. INTRODUÇÃO O Programa pode ser instalado em qualquer equipamento que utilize o sistema operacional Windows 95 ou superior, e seu banco de dados foi desenvolvido em MySQL, sendo necessário sua pré-instalação

Leia mais

PROCESSO JUDICIAL ELETRÔNICO PJe

PROCESSO JUDICIAL ELETRÔNICO PJe PROCESSO JUDICIAL ELETRÔNICO PJe TRIBUNAL REGIONAL FEDERAL DA 5ª REGIÃO MANUAL DO SERVIDOR 1ºGRAU MÓDULO 1 Sumário 1 Acesso ao Sistema...3 2 Quadro de Aviso...4 3 Menu...8 3.1 Audiência...8 3.1.1 Tempo

Leia mais

Documentação de visão: Sistema de Controle de ponto eletrônico para empresas. Documentados por: Halison Miguel e Edvan Pontes

Documentação de visão: Sistema de Controle de ponto eletrônico para empresas. Documentados por: Halison Miguel e Edvan Pontes Documentação de visão: Sistema de Controle de ponto eletrônico para empresas Documentados por: Halison Miguel e Edvan Pontes Versão do documento: 1.4 Data de atualização: 04 de Fevereiro de 2012 Histórico

Leia mais

Documentação do Sistema de Reserva de Salas da Intranet do ICMC-USP

Documentação do Sistema de Reserva de Salas da Intranet do ICMC-USP UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação Departamento de Ciências da Computação e Estatística Documentação do Sistema de Reserva de Salas da Intranet do ICMC-USP André

Leia mais

Sumário. Apresentação O que é o Centro de Gerenciamento de Serviços (CGS) NTI? Terminologia Status do seu chamado Utilização do Portal Web

Sumário. Apresentação O que é o Centro de Gerenciamento de Serviços (CGS) NTI? Terminologia Status do seu chamado Utilização do Portal Web Sumário Apresentação O que é o Centro de Gerenciamento de Serviços (CGS) NTI? Terminologia Status do seu chamado Utilização do Portal Web Fazendo Login no Sistema Tela inicial do Portal WEB Criando um

Leia mais

SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA. Documento de Arrecadação Estadual DAE. Manual do Usuário. Versão 1.0.0 SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA

SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA. Documento de Arrecadação Estadual DAE. Manual do Usuário. Versão 1.0.0 SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA 1 SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA Documento de Arrecadação Estadual DAE Manual do Usuário Versão 1.0.0 SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA 66.053-000 Av. Visconde de Souza Franco, 110 Reduto Belém PA Tel.:(091)

Leia mais

Programa de Hematologia e Oncologia Pediátricos Diagnóstico Imunomolecular. Manual do sistema (Médico)

Programa de Hematologia e Oncologia Pediátricos Diagnóstico Imunomolecular. Manual do sistema (Médico) Programa de Hematologia e Oncologia Pediátricos Diagnóstico Imunomolecular Manual do sistema (Médico) ÍNDICE 1. O sistema... 1 2. Necessidades técnicas para acesso ao sistema... 1 3. Acessando o sistema...

Leia mais

Domínio Registro. Teclas de atalho para ajudar na utilização do Sistema e cadastros em todos dos Módulos. Menu Controle

Domínio Registro. Teclas de atalho para ajudar na utilização do Sistema e cadastros em todos dos Módulos. Menu Controle Domínio Registro O Domínio Registro foi desenvolvido para gerenciar todos os processos referentes à abertura e fechamento de empresas, permite a confecção de contratos, alterações e distratos sociais,

Leia mais

Sua mais nova e completa ferramenta

Sua mais nova e completa ferramenta TUTORIAL PORTAL CLIENTE LUCIOS Sua mais nova e completa ferramenta SOLICITE SEU ACESSO PRÉ-REQUISITO NAVEGADOR IE MICROSOFT O Navegador IE - Internet Explore, vem instalado como padrão em qualquer distribuição

Leia mais

Manual do Usuário Sistema APR Web. Aprovação de Projeto Elétrico e Análise de Carga na Rede via Web

Manual do Usuário Sistema APR Web. Aprovação de Projeto Elétrico e Análise de Carga na Rede via Web Manual do Usuário Sistema APR Web Aprovação de Projeto Elétrico e Análise de Carga na Rede via Web Belo Horizonte Março de 2015 SUMÁRIO APR Web 1 Introdução... 5 2 Objetivo... 5 3 Acessar o sistema APR

Leia mais

MANUAL DE UTILIZAÇÃO

MANUAL DE UTILIZAÇÃO MANUAL DE UTILIZAÇÃO Módulo de operação Ativo Bem vindo à Vorage CRM! Nas próximas paginas apresentaremos o funcionamento da plataforma e ensinaremos como iniciar uma operação básica através do nosso sistema,

Leia mais

MANUAL Credenciados SGMC Sistema de Gestão de Modalidades de Credenciamento

MANUAL Credenciados SGMC Sistema de Gestão de Modalidades de Credenciamento MANUAL Credenciados SGMC Sistema de Gestão de Modalidades de Credenciamento SEBRAE-GO 1 Sumário Introdução... 3 1) Acesso ao Sistema... 4 1.1. LOGIN... 4 1.2. ALTERAR SENHA... 7 1.3. RECUPERAR SENHA...

Leia mais

Sistema de Gerenciamento Missionário SENAMI. Secretaria Nacional de Missões

Sistema de Gerenciamento Missionário SENAMI. Secretaria Nacional de Missões Sistema de Gerenciamento Missionário SENAMI Secretaria Nacional de Missões Manual do Usuário Apresentamos a seguir um guia básico contendo informações gerais para utilização do Sistema de Gerenciamento

Leia mais

Versão Liberada. www.gerpos.com.br. Gerpos Sistemas Ltda. info@gerpos.com.br. Av. Jones dos Santos Neves, nº 160/174

Versão Liberada. www.gerpos.com.br. Gerpos Sistemas Ltda. info@gerpos.com.br. Av. Jones dos Santos Neves, nº 160/174 Versão Liberada A Gerpos comunica a seus clientes que nova versão do aplicativo Gerpos Retaguarda, contendo as rotinas para emissão da Nota Fiscal Eletrônica, já está disponível. A atualização da versão

Leia mais

Manual do Sistema de Almoxarifado P á g i n a 2. Manual do Sistema de Almoxarifado Módulo Requisição. Núcleo de Tecnologia da Informação

Manual do Sistema de Almoxarifado P á g i n a 2. Manual do Sistema de Almoxarifado Módulo Requisição. Núcleo de Tecnologia da Informação Divisão de Almoxarifado DIAX/CGM/PRAD Manual do Sistema de Almoxarifado Módulo Requisição Versão On-Line Núcleo de Tecnologia da Informação Universidade Federal de Mato Grosso do Sul Manual do Sistema

Leia mais

Modelos de Sistemas Casos de Uso

Modelos de Sistemas Casos de Uso Modelos de Sistemas Casos de Uso Auxiliadora Freire Fonte: Engenharia de Software 8º Edição / Ian Sommerville 2000 Slide 1 Casos de Uso Objetivos Principais dos Casos de Uso: Delimitação do contexto de

Leia mais

Tutorial Ouvidoria. Acesso, Utilização, Visualização das Manifestações e Resposta ao Manifestante

Tutorial Ouvidoria. Acesso, Utilização, Visualização das Manifestações e Resposta ao Manifestante Tutorial Ouvidoria Acesso, Utilização, Visualização das Manifestações e Resposta ao Manifestante Como acessar a Ouvidoria? 1. Primeiramente acesse o site de sua instituição, como exemplo vamos utilizar

Leia mais

Pontifícia Universidade Católica

Pontifícia Universidade Católica Pontifícia Universidade Católica Curso de Professor Rodrigues Neto Trabalho de Modelagem 2003.3 Turma A (Centro) Gerenciamento das Atividades da Pet Shop Boys Grupo: Evaldo Porto evaldoporto@ig.com.br

Leia mais

TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DE SERGIPE Coordenadoria de Modernização, Suporte, Infraestrutura e Sistema

TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DE SERGIPE Coordenadoria de Modernização, Suporte, Infraestrutura e Sistema TRIBUNAL DE CONTAS DO ESTADO DE SERGIPE Coordenadoria de Modernização, Suporte, Infraestrutura e Sistema MANUAL DO PROCESSO ELETRÔNICO Processos de Concessão de Benefícios Histórico da Revisão Data Versão

Leia mais

Usuários. Manual. Pergamum

Usuários. Manual. Pergamum Usuários Manual Pergamum Sumário 1 APRESENTAÇÃO... 1-2 2 CADASTRANDO UM NOVO USUÁRIO/OPERADOR... 2-1 3 UTILIZANDO O MÓDULO DE USUÁRIOS... 3-2 3.1 CONFIGURAÇÃO DE GUIAS NO EXPLORER... 3-3 4 CADASTRO...

Leia mais

MONTE CARMELO MINAS GERAIS

MONTE CARMELO MINAS GERAIS MONTE CARMELO MINAS GERAIS Manual NFSe - Prestadores e Tomadores de Serviço ÍNDICE Legislação Cadastrando A Senha Eletrônica Acessando O Sistema De Nfs- E Pela Primeira Vez Alterando a senha eletrônica

Leia mais

1 Sumário... 2. 2 O Easy Chat... 3. 3 Conceitos... 3. 3.1 Perfil... 3. 3.2 Categoria... 3. 4 Instalação... 5. 5 O Aplicativo... 7 5.1 HTML...

1 Sumário... 2. 2 O Easy Chat... 3. 3 Conceitos... 3. 3.1 Perfil... 3. 3.2 Categoria... 3. 4 Instalação... 5. 5 O Aplicativo... 7 5.1 HTML... 1 Sumário 1 Sumário... 2 2 O Easy Chat... 3 3 Conceitos... 3 3.1 Perfil... 3 3.2 Categoria... 3 3.3 Ícone Específico... 4 3.4 Janela Específica... 4 3.5 Ícone Geral... 4 3.6 Janela Geral... 4 4 Instalação...

Leia mais

Tutorial Report Express. Como iniciar o uso dos serviços fazer a diferença.

Tutorial Report Express. Como iniciar o uso dos serviços fazer a diferença. Tutorial Report Express Como iniciar o uso dos serviços fazer a diferença. Índice Apresentação Pág. 3 Passo 1 Pág. 4 Instalação do MasterDirect Integrações Passo 2 Pág. 8 Exportar clientes Linha Contábil

Leia mais

CIUCA Manual de Operação Versão 2.02 (Módulos I Cadastro e II - Credenciamento)

CIUCA Manual de Operação Versão 2.02 (Módulos I Cadastro e II - Credenciamento) Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação Cadastro das Instituições e Comissões de Ética no Uso de Animais CIUCA Versão 2.02 (Módulos I Cadastro e II - Credenciamento) Versão 1.01 (Módulo I Cadastro)

Leia mais

ESTÁGIO DE DOCÊNCIA II

ESTÁGIO DE DOCÊNCIA II FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MARINGÁ Centro de Tecnologia - CTC Departamento de Informática - DIN Programa de Pós-Graduação em Ciência da Computação PCC ESTÁGIO DE DOCÊNCIA II Disciplina: Engenharia

Leia mais

CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO DISTRITO FEDERAL. CERBERUS Manual do sistema Versão 1.0

CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO DISTRITO FEDERAL. CERBERUS Manual do sistema Versão 1.0 CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO DISTRITO FEDERAL CERBERUS Manual do sistema HISTÓRICO DA REVISÃO Data Versão Descrição Autor 07/08/2014 1.0 Criação do documento Antonio Rogério da Costa Silva LISTA DE FIGURAS

Leia mais

SophiA Biblioteca - Treinamento Cadastro de Usuários

SophiA Biblioteca - Treinamento Cadastro de Usuários SophiA Biblioteca - Treinamento Cadastro de Usuários Para realizar um cadastro de usuário, clique na aba USUÁRIOS e em seguida no botão. Aba Dados Nome: cadastro do nome do novo usuário. Código: É possível

Leia mais

www.siteware.com.br Versão 2.6

www.siteware.com.br Versão 2.6 www.siteware.com.br Versão 2.6 Sumário Apresentação... 4 Login no PortalSIM... 4 Manutenção... 5 Unidades... 5 Unidades... 5 Grupos de CCQ... 5 Grupos de unidades... 6 Tipos de unidades... 6 Sistema de

Leia mais

SGD - Sistema de Gestão de Documentos

SGD - Sistema de Gestão de Documentos Agosto/2012 SGD - Sistema de Gestão de Documentos Manual do Módulo Documentos Características Orientações de utilização do Módulo Documentos. Apresentação das funcionalidades. Telas explicativas e passo

Leia mais

SUAP MÓDULO PROTOCOLO SUAP MÓDULO PROTOCOLO MANUAL DO USUÁRIO

SUAP MÓDULO PROTOCOLO SUAP MÓDULO PROTOCOLO MANUAL DO USUÁRIO MANUAL DO USUÁRIO Versão 1.0 2010 1 1. INTRODUÇÃO Administradores públicos defrontam-se diariamente com grandes dificuldades para fazer com que processos administrativos, documentos, pareceres e informações

Leia mais

Portal de Serviços Guia Online. www.sascar.com.br

Portal de Serviços Guia Online. www.sascar.com.br www.sascar.com.br Introdução Prezado Cliente, Bem Vindo ao Guia do Portal de Serviços Sascar. Este guia foi desenvolvido para auxiliá-lo na utilização do Portal de Serviços onde você, cliente Sascar, tem

Leia mais

V.1.0 SIAPAS. Sistema Integrado de Administração ao Plano de Assistência à Saúde. Contas Médicas

V.1.0 SIAPAS. Sistema Integrado de Administração ao Plano de Assistência à Saúde. Contas Médicas 2014 V.1.0 SIAPAS Sistema Integrado de Administração ao Plano de Assistência à Saúde Contas Médicas SIAPAS Sistema Integrado de Administração ao Plano de Assistência à Saúde Módulos CONTAS MÉDICAS Capa

Leia mais

NEWCOLLECTOR SISTEMA DE COBRANÇA. Controle Judicial. Manual de Instruções. Versão 8.32

NEWCOLLECTOR SISTEMA DE COBRANÇA. Controle Judicial. Manual de Instruções. Versão 8.32 NEWCOLLECTOR SISTEMA DE COBRANÇA Controle Judicial Manual de Instruções Versão 8.32 1 Sumário 1 CONTROLE DE COBRANÇA JUDICIAL... 4 1.1 ARQUIVO... 4 1.1.1 Processos...4 1.1.1.1 Réus Principais do Processo...13

Leia mais