LISTA DE EXERCÍCIOS 2

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "LISTA DE EXERCÍCIOS 2"

Transcrição

1 LISTA DE EXERCÍCIOS 2 Disciplina: História Professor: Glédio Série: 1ª Ensino Médio Aulas 5 a 11 Civilizações da Antiguidade Oriental 31. (UNESP/SP) A religião egípcia, orientadora das instituições, foi também a grande inspiradora da arte. Em Karnak e Luxor subsistem obras, com linhas sólidas e grandiosas, a saber: a) Sarcófagos inteiramente decorados em madeira. b) Esfinges simbolizando o Sol e a Lua. c) Pirâmides para a conservação dos restos dos Faraós. d) Túmulos acessíveis aos sacerdotes e ao povo. e) Templos para a morada dos deuses. 32. (UEPG/PR) A Epopeia de Gilgamés, que narra a ira dos deuses e a inundação da Terra para castigo dos homens, faz parte da literatura: a) Grega. b) Hebraica. c) Sumeriana. d) Egípcia. e) Nenhuma das anteriores. 33. (FATEC/SP) Entre as principais características da civilização fenícia, merecem destaque especial: a) A economia agrícola de regadio, a sociedade de castas e a organização política teocrática. b) A economia mercantil, a organização política sob forma de cidades-estados e a criação do alfabeto. c) A religião monoteísta, a escrita cuneiforme e a sociedade nômade-pastoril. d) A religião dualista, o regime político democrático e a escrita hieroglífica. e) A sociedade estamental, a economia de subsistência e o expansionismo militar. 34. (UEL/PR) A Páscoa, na cultura do povo hebreu, está relacionada com: a) A conquista de Canaã, a terra prometida, após o Cativeiro dos hebreus na Babilônia. b) A unificação do Reino de Israel após o conturbado período gerado pelo Cisma das 12 tribos hebraicas. c) O Êxodo, inicialmente liderado por Moisés, após a permanência de mais de 400 anos dos hebreus no Egito. d) A sucessão de Davi, como rei dos hebreus, após a conquista de Jerusalém na luta contra os cananeus. e) A resistência oposta pelos judeus, após a anexação da Judeia por Roma. 35. (FATEC/SP) Dário I, célebre imperador da Pérsia, tem seu nome ligado à: a) Conquista do Reino da Média e à fundação do Império persa. b) Elaboração da religião dualista persa, cujos fundamentos se encontram no livro sagrado Zend-Avesta. c) Conquista do Antigo Egito em 525 a.c., na famosa batalha de Pelusa. d) Derrota dos persas frente às cidades-estados gregas na terceira das Guerras Médicas. e) Organização político-administrativa do Império persa, com a criação das satrápias, das estradas reais e do Dárico.

2 Lista 2 História Aulas 5 a 11: Civilizações da Antiguidade Oriental (UNESP/SP) Observe a figura. TUMBA DE SENEDJEM A respeito do contexto apresentado, é correto afirmar: Egito, século XIII a.c. a) A imagem demonstra que os agricultores das margens férteis do rio Nilo desconheciam a escrita. b) Ao contrário da economia da caça de animais, que exigia o trabalho coletivo, a agricultura não originava sociedades humanas. c) A imagem revela uma apurada técnica de composição, além de se referir à economia e à cultura daquele período histórico. d) Os antigos egípcios cultivavam cereais e desconheciam as atividades econômicas do artesanato e da criação de animais. e) A imagem comprova que as produções culturais dos homens estão desvinculadas de suas práticas econômicas e de subsistência. 37. (UFS/SE) As sociedades orientais da Antiguidade, especialmente a egípcia e a mesopotâmica, desenvolveram-se em regiões semiáridas, que necessitavam de grandes obras hidráulicas para o cultivo agrícola. Nessas sociedades: a) Desenvolveu-se o modo de produção escravista intimamente relacionado ao caráter bélico e expansionista desses povos. b) O Estado constituía o principal instrumento de poder das camadas populares, assegurando e ampliando seu domínio sobre os grupos. c) A superação das comunidades levou ao surgimento da propriedade privada e, consequentemente, à utilização da mão de obra escrava. d) Predominava a servidão coletiva, onde o indivíduo explorava a terra como membro da comunidade e servia ao Estado, proprietário dessa terra. e) A produção de excedentes, necessária à intensificação das trocas comerciais e para o progresso econômico, era garantida pela ampla utilização do trabalho livre. 38. (UFU/MG) Os fenícios, na Antiguidade, foram conhecidos, sobretudo, por suas atividades ligadas: a) À propagação do monoteísmo. b) Ao comércio marítimo. c) Ao expansionismo militarista. d) À criatividade científica. e) À agricultura intensiva. 39. (UFCE/CE) Os hebreus desenvolveram sua civilização no primeiro milênio antes de Cristo. A respeito dela podemos afirmar corretamente que:

3 Lista 2 História Aulas 5 a 11: Civilizações da Antiguidade Oriental a) A importância da história da civilização hebraica se expressa, especialmente, por meio da formação de um Estado centralizado. b) A civilização hebraica apresenta traços específicos que decorrem do seu distanciamento ante as demais culturas do Oriente Próximo. c) A importância do estudo dos hebreus se justifica pelo monoteísmo ético que surge e se desenvolve entre eles, constituindo um ponto de partida para o cristianismo e o islamismo. d) Os antigos hebreus têm como livro sagrado o Novo Testamento, que compreende vários outros livros, dentre os quais está o Gênesis, que trata da Criação. e) A antecedência da civilização hebraica à sumeriana explica a presença de mitos semelhantes nas duas culturas. 40. (PUC/SP) Pode-se dizer que um dos elementos fundamentais da religião persa na Antiguidade, após Zaratustra, é: a) O politeísmo, caracterizado pela prática de adoração de ídolos zoomórficos nos templos religiosos. b) O caráter local do culto, já que cada região possuía suas próprias divindades supremas. c) O dualismo, representado pela oposição entre o princípio do bem e do mal. d) A estrita obediência, por parte de toda a população, dos preceitos religiosos contidos nos Vedas. e) A descrença na imortalidade da alma e na ressurreição. 41. (UFPE/PE) Do Oriente Antigo, duas civilizações se destacaram, aparecendo sempre como as mais importantes no estudo das sociedades antigas. Egito e Mesopotâmia assemelham-se em muitos aspectos históricos, mas não podemos negar as suas peculiaridades. Considerando a informação sobre essas duas civilizações, assinale a alternativa correta. a) Havia constantemente cultos aos deuses da fertilidade, com o objetivo de aumentarem a sua produção agrícola e o comércio local. b) O faraó e o rei eram considerados deuses, devendo suas populações prestar-lhes obediência e culto divino. c) As duas civilizações destacaram-se ao mesmo tempo na Matemática, Física, Medicina, Astrologia e Astronomia. d) Por haver um grande desenvolvimento literário e cultural nas duas civilizações, a maioria da população sabia ler e escrever. e) Viviam em regiões predominantemente desérticas e montanhosas, por isso estavam muito ligadas aos seus rios, considerados como uma riqueza nacional. 42. (PUC/SP) Na História Antiga, os sumérios são necessariamente associados quando se estuda(m): a) A evolução econômica da civilização fenícia. b) A base cultural das civilizações mesopotâmicas. c) O caráter medicinal das religiões africanas. d) A tendência beligerante dos povos árabes. e) As raízes culturais das civilizações do Extremo Oriente. 43. (UFPI/PI) A respeito da sociedade fenícia, podemos afirmar corretamente que: a) A Fenícia desconhecia centralização do poder, pois era formada por cidades-estados que tinham ampla autonomia política, econômica, religiosa e administrativa. b) A independência política das cidades-estados fenícias foi possível, durante séculos, pelas alianças estabelecidas com os romanos, que por sua vez faziam frente à expansão persa. c) Os extensos vales situados entre as montanhas e o Mediterrâneo possibilitaram grande desenvolvimento da agricultura e do pastoreio e, consequentemente, do comércio. d) De todas as criações fenícias, a mais importante foi à caravela, posteriormente aperfeiçoada pelos gregos. e) A grande e original contribuição dos fenícios para a história da civilização foi à introdução das vogais no alfabeto criado pelos gregos e romanos, o que veio tornar a comunicação mais fácil e rápida.

4 Lista 2 História Aulas 5 a 11: Civilizações da Antiguidade Oriental (UFG/GO) O monoteísmo influenciou profundamente a história de um povo da Antiguidade, sendo, inclusive, fator de unidade política para a conquista da Palestina, território onde se ergueu sua civilização. Estamos falando de: a) Fenícios. b) Egípcios. c) Hebreus. d) Persas. e) Sumérios. 45. O território originalmente (...) foi conquistado pelas tropas de Alexandre, o Grande, em 331 a.c. Ocupado mais tarde pelos árabes (624 d.c.), passou a fazer parte do Império Islâmico. Data dessa época a conversão de sua população ao islamismo. Por esse motivo, os iranianos de hoje que ocupam boa parte do antigo Império (...), são muitas vezes confundidos com árabes. ARRUDA, J. J. & PILETTI, N. Toda a História. São Paulo: Ática, 2009, 13ª edição, p. 34. O território a que faz referência o texto diz respeito ao antigo Império: a) Macedônico. b) Mesopotâmico. c) Fenício. d) Persa. e) Assírio. 46. (MACKENZIE/SP) No Egito antigo, as várias formas de organização política tinham como característica relevante: a) A organização teocrática de poder e os constantes conflitos entre o poder central e os poderes locais. b) A ausência de ligação entre religião e política e o desprestígio social dos sacerdotes. c) O expansionismo e a política imperialista responsável pelo aumento da escravidão. d) A preocupação com a igualdade social do povo através da posse coletiva da terra. e) A grande mobilidade social e um poder central acentuadamente fraco. 47. (UFRGS/RS) O mapa a seguir apresenta a região da Mesopotâmia.

5 Lista 2 História Aulas 5 a 11: Civilizações da Antiguidade Oriental A planície do Eufrates e do Tigre não constitui, como o vale do Nilo, um longo oásis no meio do deserto. Ela tem fácil comunicação com outras terras densamente povoadas desde tempos remotos. Por isso, a história da civilização mesopotâmica está marcada por uma sucessão de invasões violentas e de migrações pacíficas que deram lugar a um contínuo entrecruzamento de povos e culturas. Entre esses povos, destacaram-se: a) Egípcios, caldeus e babilônios. b) Fenícios, assírios e hebreus. c) Hititas, sumérios e fenícios. d) Sumérios, babilônios e assírios. e) Hebreus, egípcios e assírios. 48. (FGV/SP) Das alternativas abaixo, a que melhor caracteriza a sociedade fenícia é: a) A existência de um estado centralizado e o monoteísmo. b) O monoteísmo e a agricultura. c) O comércio e o politeísmo. d) As cidades-estados e o monoteísmo. e) A agricultura e a forma de Estado centralizado. 49. (ENEM) Existe uma regra religiosa, aceita pelos praticantes do judaísmo e do islamismo, que proíbe o consumo de carne de porco. Estabelecida na Antiguidade, quando os judeus viviam em regiões áridas, foi adotada, séculos depois, por árabes islamizados, que também eram povos do deserto. Essa regra pode ser entendida como: a) Uma demonstração de que o islamismo é um ramo do judaísmo tradicional. b) Um indício de que a carne de porco era rejeitada em toda a Ásia. c) Uma certeza de que do judaísmo surgiu o islamismo. d) Uma prova de que a carne do porco era largamente consumida fora das regiões áridas. e) Uma crença antiga de que o porco é um animal impuro. 50. De modo a se prevenir de eventuais abusos de autoridade e acúmulo de poder por parte dos sátrapas, Dário I ( a.c.) criou um esquema administrativo que, em linhas gerais, funcionava como os olhos e ouvidos do rei. Tal sistema: a) Contava com altos funcionários que eram periodicamente enviados às satrápias para fiscalizar a atuação dos governadores nomeados pelo Imperador. b) Era formado por generais que se encarregavam de toda a parte burocrática das províncias. c) Procurou diminuir o tempo gasto pelos comerciantes no complexo de estradas que atravessava todo o Império mediante um novo modelo de cobrança de impostos. d) Levou a justiça a todas as satrápias, sendo elas governadas ou não por Dário I. e) Aumentava a responsabilidade dos sacerdotes frente à administração dos templos religiosos e do aconselhamento aos sátrapas. 51. Leia o texto abaixo: Com relação aos povos do Oriente, sabe-se que ainda há muito a ser pesquisado e descoberto. Sem dúvida, existem algumas questões importantes que continuam sendo discutidas pelos especialistas. Uma delas diz respeito à melhor conceituação daquelas sociedades. Autores adeptos do materialismo histórico procuraram enquadrar a história dos povos orientais no conceito de modo de produção asiático, a partir das formulações de Karl Marx. O que caracteriza o modo de produção asiático é a existência da apropriação do excedente por determinados grupos que exerciam funções definidas na sociedade, como, por exemplo, os sacerdotes, que exercia uma função religiosa. Ao transformar o poder de função em poder de exploração, esses grupos passaram a se apropriar

6 Lista 2 História Aulas 5 a 11: Civilizações da Antiguidade Oriental regularmente do excedente e, por fim, criaram o Estado, para a defesa de seus interesses. A desigualdade entre os seres humanos tornou-se, portanto, inevitável, apesar de não se perceber nesse sistema a presença da propriedade privada. Segundo alguns autores marxistas, as sociedades do Antigo Oriente seriam o exemplo marcante desse modo de produção. Estudos recentes propõem o entendimento das sociedades orientais antigas a partir do conceito de civilizações hidráulicas ou de regadio. BERUTTI, F. Tempo e espaço: História. São Paulo: Saraiva, 2004, p. 31. a) Segundo o texto, como os autores marxistas definem a ideia de um modo de produção asiático? b) Baseado em qual(is) argumento(s) os estudiosos da Antiguidade Oriental cunharam o termo civilizações hidráulicas ou de regadio, como mostrado pelo texto? 52. (FUVEST/SP) No antigo Egito e na Mesopotâmia, assim como nos demais lugares onde foi inventada, a escrita esteve vinculada ao poder estatal. Este, por sua vez, dependeu de um certo tipo de economia para surgir e se desenvolver. Considerando as afirmações acima, explique as relações entre: a) Escrita e Estado. b) Estado e economia. 53. (UNESP/SP) Quando Anu, o Sublime, Rei dos Deuses, com Enlil, o Senhor do Céu e da Terra, o Mestre do Destino do País, atribuíram a Marduk, o primogênito de Enki, poder sobre todos os povos, fazendo-o prevalecer sobre todos os outros deuses, quando pronunciaram meu nome, Hamurábi, príncipe devoto, adorador dos Deuses, para que eu fizesse reluzir a ordem no país, aniquilasse os malfeitores e malvados, proibisse os poderosos de oprimir os fracos e, alçando-me como o Sol sobre os homens, iluminasse todo o país (...). Código de Hamurábi. Escrito por volta de 1750 a.c., esquecido durante mais de 3 mil anos e encontrado em 1902, o Código de Hamurábi, hoje no Museu do Louvre, é uma estela de pedra dura, mais ou menos cilíndrica, de 2,25 m de altura por 1,80m de circunferência média. BOTTERO, J. História viva. Ano III, nº 29. a) A partir do primeiro texto, relacione poder e religião na sociedade babilônica. b) Justifique, historicamente, a presença do Código de Hamurábi no Museu do Louvre, em Paris, França. 54. (FUVEST/SP adaptada) Tendo em vista a economia, a sociedade, a política e a religião, os manuais de História Antiga agrupam, de um lado, as civilizações do Egito e da Mesopotâmia, e, de outro, as da Grécia e de Roma. Indique e descreva dois aspectos comuns ao primeiro par indicado, isto é, as civilizações egípcia e mesopotâmica. 55. (UNESP/SP) Indique o principal legado cultural dos fenícios. 56. (FUVEST/SP) Os historiadores afirmaram que os persas substituíram a dominação assíria, fundada no terror, por um regime de ordem, de paz e de administração regular. a) Como os persas administravam os territórios ocupados? b) Como os persas agiam para conseguir uma convivência, sem grandes conflitos, com os povos vencidos? 57. Após se tornar rei dos persas e dos medos, Ciro conquistou (...) a Ásia Menor e a Mesopotâmia. Seu sucessor, Cambises anexou o Egito em 525 a.c. Morto em 522 a.c., o trono persa foi ocupado por Dário I, que centralizou ainda mais o poder. Novas conquistas incorporaram ao Império as planícies do rio Indo (...) e a Trácia. ARRUDA, J. & PILETTI, N. Toda a História. São Paulo: Ática, 2009, 13ª edição, p. 34.

7 Lista 2 História Aulas 5 a 11: Civilizações da Antiguidade Oriental Além das conquistas territoriais, o imperador Dário I marcou seu nome na Historia por conta de quais outras realizações? 58. (FUVEST/SP) Qual foi a principal atividade econômica desenvolvida pelos fenícios na Antiguidade? 59. Antepassados do povo judeu, os hebreus têm uma história marcada por migrações e pelo monoteísmo (crença em um Deus único). Foram o primeiro povo realmente monoteísta da história, e o culto a Iavé foi o elemento que unificou os hebreus contra os inimigos externos. Segundo a tradição, Abraão, o patriarca fundador da nação hebraica, recebeu de Deus a missão de migrar para Canaã, terra dos cananeus, depois chamada de Palestina, onde hoje se localiza o Estado de Israel. Após passarem um período na terra dos cananeus, os hebreus foram para o Egito, onde viveram entre 300 e 400 anos, e acabaram transformados em escravos. PETTA, N. & OJEDA, E. História: uma abordagem integrada. São Paulo: Moderna, 2003, p.11. a) Devido a toda uma série de dificuldades, muitos hebreus acabaram deixando a Palestina e seguindo para o Egito. Quais as vantagens obtidas, junto ao governo faraônico, para que os refugiados escolhessem tal região? b) Durante o governo de Salomão, o Império hebraico transformou-se em uma grande potência. Quais as características verificadas no período que nos permite fazer tal afirmativa? 60. (FUVEST/SP) Caracterize as relações entre os camponeses e o Estado no Egito antigo.

8 Lista 2 História Aulas 5 a 11: Civilizações da Antiguidade Oriental Gabarito Múltipla escolha 31 E 41 E 32 C 42 B 33 B 43 A 34 C 44 C 35 E 45 D 36 C 46 A 37 D 47 D 38 B 48 C 39 C 49 E 40 C 50 A Gabarito Dissertativas 51. a) O modo de produção asiático é caracterizado, segundo o texto, pela existência da apropriação do excedente por determinados grupos que exerciam funções definidas na sociedade. b) Nas regiões que englobavam a Mesopotâmia e o Egito, as constantes cheias dos rios no caso, o Tigre, o Eufrates e o Nilo acabavam fertilizando o solo das várzeas, permitindo uma alta produção agrícola que se assentava na mobilização de um grande número de trabalhadores para a construção e manutenção de diques, barragens, canais e reservatórios, levando a formação de sociedades urbanizadas e complexas, baseadas na irrigação. 52. a) Na Antiguidade, a escrita foi um dos fatores que permitiu organizar a estrutura burocrática do Estado. Por meio dela, foi possível ter controle sobre as propriedades e os benefícios gerados pelos trabalhadores de uma sociedade rigorosamente hierarquizada. b) Na região conhecida como Crescente Fértil estruturou-se um Estado teocrático, que, com o controle das terras e das águas e a abertura de canais de irrigação e drenagem, mostrou-se eficiente na coordenação da agricultura e de grandes construções, além de ter favorecido o comércio, regulamentando-o e, por ação militar, garantindo a sua segurança. 53. a) Segundo o texto, na sociedade babilônica a religião era usada para legitimar a autoridade política: o poder dos reis é apresentado, sobretudo, como uma determinação divina.

9 Lista 2 História Aulas 5 a 11: Civilizações da Antiguidade Oriental b) O processo de expansão imperialista, principalmente a partir do século XIX, levou as grandes potências europeias a ocupar e explorar vastos territórios da Ásia e da África. Desse processo fez parte o saque a monumentos arqueológicos e a objetos de inestimável valor histórico e artístico, com a justificativa de sua preservação, estudo e apresentação a um grande público. 54. Entre os aspectos comuns, pode-se citar: politicamente eram organizadas por meio de um Estado teocrático; sua relação produtiva estava fundada na servidão coletiva; desenvolveram as suas principais atividades às margens dos rios e, por isso, foram denominadas de civilizações hidráulicas. 55. A criação do alfabeto fonético de 22 letras. 56. a) Os persas preservavam a cultura dos povos dominados dividindo os territórios em regiões (satrápias, na época de Dário I), visitados periodicamente pelos emissários reais. Assim, garantiam a qualidade administrativa do poder central, que era informado regularmente sobre suas possessões. b) Os persas respeitavam os valores culturais dos povos por eles dominados, mantendo uma boa relação com as lideranças locais. Preservavam os símbolos religiosos e culturais e evitavam humilhar os vencidos. 57. A divisão do Império em vinte províncias (satrápias), cada qual com um representante (sátrapa) sujeitos ao seu poder; unificação de pesos e medidas, facilitando assim as trocas comerciais; poderoso sistema de comunicação, a partir da integração das principais estradas; criação do Dárico, moeda cunhada a ouro e válida em todo o território. 58. O comércio marítimo. 59. a) Concessão de terras férteis na região do delta do Nilo, garantindo o sustento das famílias hebraicas e o recolhimento dos impostos devidos ao governo, além de se colocarem como uma primeira linha de defesa contra ataques inimigos. b) Ampliação das atividades comerciais, a partir de alianças estabelecidas com os fenícios; construção de inúmeras obras, como o Templo de Jerusalém; debilidade momentânea da região mesopotâmica e do Egito, incapazes de brecar a ascensão hebraica. 60. Em uma economia basicamente agrária e de servidão coletiva, cabia ao Estado egípcio à propriedade das terras e o direito ao excedente produzido. Por meio dos impostos cobrados às aldeias, o governo controlava a terra e a produção, que era armazenada em celeiros. Para garantir a produtividade, o Estado arregimentava os trabalhadores, construindo diques, canais de irrigação, além de palácios, templos e túmulos. A representação do Estado era feita, na prática, pelos altos funcionários do governo, como os nomarcas (governadores provinciais) e sacerdotes.

Aulas 6 e 7. A Antiguidade Oriental

Aulas 6 e 7. A Antiguidade Oriental Aulas 6 e 7 A Antiguidade Oriental Hebreus (Monoteísmo e judaísmo) III- I- Local: Economia: região da agricultura, Palestina pastoreio ( Canaã (rio ou Jordão) terra prometida ). e comércio Atualmente:

Leia mais

Pérsia, fenícia e palestina

Pérsia, fenícia e palestina Pérsia, fenícia e palestina Região desértica Atuais estados de Israel e Palestina Vários povos (semitas) estabelecidos no curso do Rio Jordão Palestina Hebreus (Palestina) Um dos povos semitas (cananeus,

Leia mais

Antiguidade Oriental. Prof. Helder Carneiro

Antiguidade Oriental. Prof. Helder Carneiro Antiguidade Oriental Prof. Helder Carneiro Impérios Teocráticos de Regadio Desenvolveram-se próximos de grandes rios; Teocracia = Governo de Deus; Obras Hidráulicas; Modo de Produção Asiático: O Estado

Leia mais

A Antiguidade Oriental Hebreus

A Antiguidade Oriental Hebreus A Antiguidade Oriental Hebreus (Monoteísmo e judaísmo) Mar Mediterrâneo Delta do Nilo Egito NASA Photo EBibleTeacher.com Península nsula do Sinai Mt. Sinai Mar Vermelho Canaã Tradicional Rota do Êxodo

Leia mais

MESOPOTÂMIA. TERRA ENTRE RIOS Prof. Ive

MESOPOTÂMIA. TERRA ENTRE RIOS Prof. Ive MESOPOTÂMIA TERRA ENTRE RIOS Prof. Ive ASPECTOS FÍSICOS Os dois rios mais importantes são o Tigre e o Eufrates. Localiza-se, predominantemente, no Crescente Fértil, onde hoje está o Iraque. Possui precárias

Leia mais

Você acredita que a opinião de Heródoto é acertada, em relação ao Rio Nilo? Explique. R.:

Você acredita que a opinião de Heródoto é acertada, em relação ao Rio Nilo? Explique. R.: PROFESSOR: EQUIPE DE HISTÓRIA BANCO DE QUESTÕES - HISTÓRIA - 6º ANO - ENSINO FUNDAMENTAL ============================================================================================== 01- Os fundamentos

Leia mais

- Obrigações básicas: pagamento de impostos, serviço militar e produção; Recursos agrícolas distribuídos pelo Estado.

- Obrigações básicas: pagamento de impostos, serviço militar e produção; Recursos agrícolas distribuídos pelo Estado. 1 - O CRESCENTE FÉRTIL: Berço das primeiras civilizações; Atual Iraque até Egito; Grandes rios; Terras férteis. 2 EGITO E MESOPOTÂMIA: Impérios TEOCRÁTICOS de REGADIO; - Líder = Deus ou representante dele;

Leia mais

O povo da Bíblia HEBREUS

O povo da Bíblia HEBREUS O povo da Bíblia HEBREUS A FORMAÇÃO HEBRAICA Os hebreus eram pastores nômades que se organizavam em tribos lideradas por chefes de família denominado patriarca. Principais patriarcas: Abraão, Jacó e Isaac.

Leia mais

LOCALIZAÇÃO GEOGRÁFICA

LOCALIZAÇÃO GEOGRÁFICA LOCALIZAÇÃO GEOGRÁFICA Teerã - capital EGITO FENÍCIOS ISRAEL IRAQUE Mesopotâmia REINO DA PÉRSIA IRÃ A PÉRSIA, ATUAL IRÃ, LOCALIZAVA-SE A LESTE DA MESOPOTÂMIA, Á MARGEM DO CRESCENTE FÉRTIL Reino da Média

Leia mais

Professor Sebastião Abiceu Colégio Marista São José Montes Claros MG 6º ano

Professor Sebastião Abiceu Colégio Marista São José Montes Claros MG 6º ano Professor Sebastião Abiceu Colégio Marista São José Montes Claros MG 6º ano A Bíblia, na parte denominada Antigo Testamento (Torá), é o principal documento da história dos hebreus. Foi escrita ao longo

Leia mais

Colégio SOTER - Caderno de Atividades - 6º Ano - História - 2º Bimestre

Colégio SOTER - Caderno de Atividades - 6º Ano - História - 2º Bimestre Capítulo 5 1) O que se entende por Crescente Fértil? E quais regiões correspondiam? 2) Qual a importância dos rios para a história da humanidade? 3) Leia as afirmações abaixo: I Civilização é o estágio

Leia mais

Outra grande civilização da Antiguidade oriental, em que o Estado possui grande poder e controle sobre tudo foi a Mesopotâmia.

Outra grande civilização da Antiguidade oriental, em que o Estado possui grande poder e controle sobre tudo foi a Mesopotâmia. Mesopotâmia Antiga Outra grande civilização da Antiguidade oriental, em que o Estado possui grande poder e controle sobre tudo foi a Mesopotâmia. Diferente do Egito, a Mesopotâmia nunca se preocupou com

Leia mais

CARDOSO, Ciro Flamarion S. Sociedades do antigo Oriente Próximo. São Paulo: Ática, 1986. p. 56.

CARDOSO, Ciro Flamarion S. Sociedades do antigo Oriente Próximo. São Paulo: Ática, 1986. p. 56. Disciplina: HISTÓRIA Nome: Nº: Ensino Fundamental 2 Prova: P - TARDE Código da Prova: 1206205770 Data: / /2012 Ano: 6º Bimestre: 2º NOTA: Algumas dicas para fazer uma boa prova: 1 - Leia a prova na íntegra

Leia mais

MESOPOTÂMIA, FENÍCIA, EGITO, ÍNDIA E CHINA

MESOPOTÂMIA, FENÍCIA, EGITO, ÍNDIA E CHINA MESOPOTÂMIA, FENÍCIA, EGITO, ÍNDIA E CHINA Um oásis em meio ao deserto Local em que teria ocorrido o processo de sedentarização do homem Período neolítico Formação das primeiras cidades Na Idade dos Metais

Leia mais

CIVILIZAÇÕES MESOPOTÂMICAS

CIVILIZAÇÕES MESOPOTÂMICAS 25 MESOPOTÂMIA: REGIÃO ENTRE DOIS RIOS (GREGO) 1. Sumérios e Acádios (antes de 2000 a. C) - Cidades Estados - Religião politeísta cada cidade possuía um Deus principal - A terra era dos deuses - Trabalhavam

Leia mais

A Palestina também foi ocupada por outros povos na Antiguidade, contudo, os hebreus foram predominantes.

A Palestina também foi ocupada por outros povos na Antiguidade, contudo, os hebreus foram predominantes. Os Hebreus Embora não tenham sido tão poderosos quanto os egípcios e as civilizações mesopotâmicas, os hebreus também foram importantes para a Antiguidade Oriental, com significativas realizações. A história

Leia mais

COLÉGIO XIX DE MARÇO excelência em educação

COLÉGIO XIX DE MARÇO excelência em educação COLÉGIO XIX DE MARÇO excelência em educação 1ª PROVA PARCIAL DE HISTÓRIA Aluno(a): Nº Ano: 1º Turma: Data: 26/03/2011 Nota: Professora: Élida Valor da Prova: 40 pontos Assinatura do responsável: Orientações

Leia mais

As Civilizações Antigas do Oriente II

As Civilizações Antigas do Oriente II As Civilizações Antigas do Oriente II PERSAS, HEBREUS E FENÍCIOS Prof. Alan Carlos Ghedini Os Persas ENTRE CIRO, DARIO E XERXES A Origem Persas e Medos, um povo de origem indo-europeia (árias), estabeleceram-se

Leia mais

ANTIGUIDADE ORIENTAL MÓDULO 01 PG 657 OLI

ANTIGUIDADE ORIENTAL MÓDULO 01 PG 657 OLI ANTIGUIDADE ORIENTAL MÓDULO 01 PG 657 OLI LOCALIZAÇÃO NORDESTE DA ÁFRICA RIO NILO HERÓDOTO O EGITO É UMA DÁDIVA DO NILO EVOLUÇÃO POLÍTICA FASES ANTIGO IMPÉRIO MÉDIO IMPÉRIO NOVO IMPÉRIO PERÍODO

Leia mais

Antiguidade Oriental Egito Mesopotâmia Palestina Hebreus. Pérsia. Profª.. Auxiliadora

Antiguidade Oriental Egito Mesopotâmia Palestina Hebreus. Pérsia. Profª.. Auxiliadora Antiguidade Oriental Egito Mesopotâmia Palestina Hebreus Fenícios Pérsia Profª.. Auxiliadora Crescente Fértil F Impérios Teocráticos de Regadio ANTIGÜIDADE IDADE ORIENTAL EGITO Período Pré-Din Dinástico

Leia mais

Conteúdo: Mesopotâmia: região entre rios Dois rios, muitos povos Dois grandes impérios Como viviam os mesopotâmicos Alguns aspectos culturais

Conteúdo: Mesopotâmia: região entre rios Dois rios, muitos povos Dois grandes impérios Como viviam os mesopotâmicos Alguns aspectos culturais CONTEÚDO E HABILIDADES DESAFIO DO DIA INTERATIVA I Conteúdo: Mesopotâmia: região entre rios Dois rios, muitos povos Dois grandes impérios Como viviam os mesopotâmicos Alguns aspectos culturais CONTEÚDO

Leia mais

História Geral. 3ª Edição - 2007

História Geral. 3ª Edição - 2007 História Geral 3ª Edição - 2007 Os Hebreus Localizado a leste da Mesopotâmia, constituía de um vasto planalto desértico rodeado de montanhas, entre a Mesopotâmia e a Índia. O Império Persa constituiu um

Leia mais

O EGITO É UMA DÁDIVA DO NILO

O EGITO É UMA DÁDIVA DO NILO CIVILIZAÇÃO EGÍPCIA PARA O HISTORIADOR GREGO HERÓDOTO: O EGITO É UMA DÁDIVA DO NILO DÁDIVA = PRESENTE SIGNIFICADO = Sem as cheias do Nilo, o Egito seria um grande deserto PARA O HISTORIADOR FRANCÊS JEAN

Leia mais

Professor Sebastião Abiceu 6º ano Colégio Marista São José de Montes Claros - MG

Professor Sebastião Abiceu 6º ano Colégio Marista São José de Montes Claros - MG Professor Sebastião Abiceu 6º ano Colégio Marista São José de Montes Claros - MG MESOPOTÂMIA As primeiras cidades se formaram justamente na região onde a agricultura começou a se desenvolver: no Oriente

Leia mais

CAPÍTULO 06 - MESOPOTÂMIA. A palavra Mesopotâmia vem do grego e significa entre rios.

CAPÍTULO 06 - MESOPOTÂMIA. A palavra Mesopotâmia vem do grego e significa entre rios. CAPÍTULO 06 - MESOPOTÂMIA A palavra Mesopotâmia vem do grego e significa entre rios. INTRODUÇÃO É uma faixa de terra cortada por dois grandes rios: o Tigre e o Eufrates; Fica situada entre a Europa, a

Leia mais

Aula 06 - Os Persas Prof. Dawison Sampaio

Aula 06 - Os Persas Prof. Dawison Sampaio FB MED, M3, 3 ANO, ANUAL, INTENSIVO Aula 06 - Os Persas Prof. Dawison Sampaio Mosaico representando os exércitos persas. Características gerais 1. Origem: Planalto Iraniano (o nome Irã originou-se de Aryanam

Leia mais

1 - O CRESCENTE FÉRTIL:

1 - O CRESCENTE FÉRTIL: 1 - O CRESCENTE FÉRTIL: Berço das primeiras civilizações; Atual Iraque até Egito; Grandes rios; Terras férteis. 2 EGITO E MESOPOTÂMIA: Impérios TEOCRÁTICOS de REGADIO; - Líder = Deus ou representante dele;

Leia mais

História Prof. Iair Grinschpun - iair@pop.com.br

História Prof. Iair Grinschpun - iair@pop.com.br ANTIGÜIDADE ORIENTAL 1 - O CRESCENTE FÉRTIL: Berço das primeiras civilizações; Atual Iraque até Egito; Grandes rios; Terras férteis. 2 EGITO E MESOPOTÂMIA: Impérios TEOCRÁTICOS de REGADIO; - Líder = Deus

Leia mais

Centro Educacional Juscelino Kubitschek

Centro Educacional Juscelino Kubitschek Centro Educacional Juscelino Kubitschek ALUNO: N.º: DATA: / / ENSINO: ( x ) Fundamental ( ) Médio SÉRIE: _5ª_ TURMA: TURNO: DISCIPLINA: HISTÓRIA PROFESSOR(A): Equipe de História Roteiro e Lista de recuperação

Leia mais

História Fascículo 08 Cinília Tadeu Gisondi Omaki Maria Odette Simão Brancatelli

História Fascículo 08 Cinília Tadeu Gisondi Omaki Maria Odette Simão Brancatelli História Fascículo 08 Cinília Tadeu Gisondi Omaki Maria Odette Simão Brancatelli Índice História Geral Idade Antiga: as civilizações hidráulicas...1 Exercícios...4 Gabarito...5 História Geral Idade Antiga:

Leia mais

LISTA DE EXERCÍCIOS 01

LISTA DE EXERCÍCIOS 01 LISTA DE EXERCÍCIOS 01 01 - (Unicamp 2014) Desde o período neolítico, os povos de distintas partes do mundo desenvolveram sistemas agrários próprios aproveitando as condições naturais de seus habitats

Leia mais

Disciplina: HISTÓRIA Professora: ALESSANDRA PRADA

Disciplina: HISTÓRIA Professora: ALESSANDRA PRADA COLÉGIO NOSSA SENHORA DA PIEDADE Programa de Recuperação Paralela 1ª Etapa 2013 Disciplina: HISTÓRIA Professora: ALESSANDRA PRADA Série: 1ª Turma: FG Caro aluno, você está recebendo o conteúdo de recuperação.

Leia mais

Antiguidade Oriental I. História A Prof. Thiago

Antiguidade Oriental I. História A Prof. Thiago Antiguidade Oriental I História A Prof. Thiago Modo de Produção Asiático Sociedades ditas Hidráulicas ou de Regadio; Estado proprietário da terra (posse comunitária); Base social aldeã; Intervenção estatal

Leia mais

Lista de exercícios para pra final de História. 5ª série

Lista de exercícios para pra final de História. 5ª série Lista de exer PROVÍNCIA BRASILEIRA DA CONGREGAÇÃO DAS IRMÃS FILHAS DA CARIDADE DE SÃO VICENTE DE PAULO COLÉGIO VICENTINO SÃO JOSÉ Rua Pe. José Joaquim Goral, 182 Abranches Curitiba Fone (041) 3355-2200

Leia mais

MESOPOTÂMIA ORIENTE MÉDIO FENÍCIA ISRAEL EGITO PÉRSIA. ORIENTE MÉDIO origem das primeiras civilizações

MESOPOTÂMIA ORIENTE MÉDIO FENÍCIA ISRAEL EGITO PÉRSIA. ORIENTE MÉDIO origem das primeiras civilizações MESOPOTÂMIA FENÍCIA ISRAEL EGITO ORIENTE MÉDIO PÉRSIA ORIENTE MÉDIO origem das primeiras civilizações CIVILIZAÇÕES DA ANTIGUIDADE ORIENTAL Mesopotâmia - Iraque Egito Hebreus Israel Fenícios Líbano Pérsia

Leia mais

1-Em janeiro de 2011, os jornais noticiaram que os protestos contra o governo do Egito poderiam ter um efeito colateral muito sério: a destruição ou

1-Em janeiro de 2011, os jornais noticiaram que os protestos contra o governo do Egito poderiam ter um efeito colateral muito sério: a destruição ou 1-Em janeiro de 2011, os jornais noticiaram que os protestos contra o governo do Egito poderiam ter um efeito colateral muito sério: a destruição ou dano de várias relíquias, obras e sítios arqueológicos

Leia mais

MÓDULO DE RECUPERAÇÃO

MÓDULO DE RECUPERAÇÃO DISCIPLINA História 6º ANO ENSINO FUNDAMENTAL II MÓDULO DE RECUPERAÇÃO ALUNO(A) Nº TURMA TURNO Manhã 1º SEMESTRE DATA / / 1) A função da História é investigar os fatos ocorridos, levando em consideração

Leia mais

OS HEBREUS: Atual ISRAEL ou PALESTINA; Agricultores e pastores (Rio Jordão); Principal fonte de estudo: Bíblia (Antigo Testamento); Patriarcas:

OS HEBREUS: Atual ISRAEL ou PALESTINA; Agricultores e pastores (Rio Jordão); Principal fonte de estudo: Bíblia (Antigo Testamento); Patriarcas: OS HEBREUS: Atual ISRAEL ou PALESTINA; Agricultores e pastores (Rio Jordão); Principal fonte de estudo: Bíblia (Antigo Testamento); Patriarcas: Abraão condução dos hebreus para Canaã (Monoteísmo Iavé);

Leia mais

HISTÓRIA REVISAO 1 REVISAO 2. Vídeo - Moisés Príncipe do Egito.

HISTÓRIA REVISAO 1 REVISAO 2. Vídeo - Moisés Príncipe do Egito. Vídeo - Moisés Príncipe do Egito. Os hebreus Foram os primeiros povos monoteístas da história. Seus reis mais famosos foram Davi e Salomão. A Bíblia é uma fonte importante para o conhecimento sobre a história

Leia mais

Geografia da Terra Prometida De Davi até Joaquim. Grupo de Estudos Bíblicos Nova Serrana Reginaldo Silva

Geografia da Terra Prometida De Davi até Joaquim. Grupo de Estudos Bíblicos Nova Serrana Reginaldo Silva Geografia da Terra Prometida De Davi até Joaquim Grupo de Estudos Bíblicos Nova Serrana Reginaldo Silva Império de Davi A Bíblia refere-se ao poderoso Reino de David no século 10 AC, segundo rei de Israel,

Leia mais

A História da Grécia Antiga se estende do século XX a.c. até o século II a.c. quando a região foi conquistada pelos romanos.

A História da Grécia Antiga se estende do século XX a.c. até o século II a.c. quando a região foi conquistada pelos romanos. HISTÓRIA ANTIGA Grécia I - formação Situada no sul da Europa (Península balcânica), numa região de relevo acidentado e um arquipélago no Mar Egeu, a Grécia foi palco de uma civilização que se desenvolveu

Leia mais

Capítulo 3 A Mesopotâmia

Capítulo 3 A Mesopotâmia Capítulo 3 A Mesopotâmia Conceitos: sociedade, Estado, trabalho, desigualdade social, urbanização, escravidão, politeísmo e patriarcalismo. Professora: Marcela Guerra Durante o Neolítico: Agricultura e

Leia mais

O NASCIMENTO DA CIVILIZAÇÃO

O NASCIMENTO DA CIVILIZAÇÃO O NASCIMENTO DA CIVILIZAÇÃO Revolução Neolítica Aparecimento de classes sociais - surgem ricos e pobres, exploradores e explorados, senhores e escravos. Formação do Estado - organiza-se um governo que

Leia mais

História/15 6º ano Turma: 2º trimestre Nome: Data: / / RECUPERAÇÃO FINAL 2015 HISTÓRIA 6º ano

História/15 6º ano Turma: 2º trimestre Nome: Data: / / RECUPERAÇÃO FINAL 2015 HISTÓRIA 6º ano História/15 6º ano Turma: 2º trimestre Nome: Data: / / 6ºhis302r RECUPERAÇÃO FINAL 2015 HISTÓRIA 6º ano Aluno(a), Seguem os conteúdos trabalhados no 2º trimestre. Como base neles você deverá iniciar seus

Leia mais

Aula 05 - Hebreus Prof. Dawison Sampaio

Aula 05 - Hebreus Prof. Dawison Sampaio FB MED, M3, 3 ANO, ANUAL, INTENSIVO Aula 05 - Hebreus Prof. Dawison Sampaio Todavia, eu sou o SENHOR teu Deus desde a terra do Egito; portanto não reconhecerás outro deus além de mim, porque não há Salvador

Leia mais

caderno História Ciências Humanas e suas Tecnologias ELABORAÇÃO DE ORIGINAIS

caderno História Ciências Humanas e suas Tecnologias ELABORAÇÃO DE ORIGINAIS História Ciências Humanas e suas Tecnologias caderno de ELABORAÇÃO DE ORIGINAIS ADRIANA DE BORTOLI GENTIL Graduada em história pelo Centro Universitário Barão de Mauá de Ribeirão Preto-SP e mestra em educação

Leia mais

- Trecho da Carta de Pero Vaz de Caminha sobre o Descobrimento do Brasil. - Fotografias da posse do presidente do Brasil

- Trecho da Carta de Pero Vaz de Caminha sobre o Descobrimento do Brasil. - Fotografias da posse do presidente do Brasil MATERIAL DE REVISÃO PARA RECUPERAÇÃO FINAL 6 ANO 1) Classifique as fontes listadas abaixo em primarias e secundárias: - Vídeo do atentado terrorista ao World Trade Center em 2001 - Trecho da Carta de Pero

Leia mais

O que é História? A história é uma ciência que investiga o passado para poder compreender melhor o presente.

O que é História? A história é uma ciência que investiga o passado para poder compreender melhor o presente. EXERCÍCIOS DE REVISÃO COM RESPOSTAS PARA O EXAME FINAL HISTÓRIA 5ª SÉRIE O que é História? A história é uma ciência que investiga o passado para poder compreender melhor o presente. Existem muitas fontes

Leia mais

ASSEMBLÉIA DE DEUS MADUREIRA

ASSEMBLÉIA DE DEUS MADUREIRA ASSEMBLÉIA DE DEUS MADUREIRA GEOGRAFIA Aula 1 Pr. Erivelton Rodrigues Nunes Através da Geografia Bíblica... Podemos localizar os relatos no espaço e no tempo Compreender as regiões nas quais ocorreram

Leia mais

Na Mesopotâmia: nossas raízes

Na Mesopotâmia: nossas raízes A U A UL LA Na Mesopotâmia: nossas raízes Você já leu algum horóscopo, desses que são publicados em jornais e revistas? Esse costume de consultar os astros é muito antigo e surgiu na Mesopotâmia - a chamada

Leia mais

escrita cuneiformes SUMÉRIOS

escrita cuneiformes SUMÉRIOS MESOPOTÂMIA A Mesopotâmia era uma região que se localizava entre os rios Tigre e Eufrates no continente asiático, onde atualmente encontra-se o Iraque. Este fato deu origem ao seu nome, que significa terra

Leia mais

Recursos para Estudo / Atividades

Recursos para Estudo / Atividades COLÉGIO NOSSA SENHORA DA PIEDADE Programa de Recuperação Paralela 1ª Etapa 2014 Disciplina: HISTÓRIA Professora: ALESSANDRA PRADA Ano: 1º Turma: FG Caro aluno, você está recebendo o conteúdo de recuperação.

Leia mais

COLÉGIO SANTO ANDRÉ. EXERCÍCIOS DE HISTÓRIA 6º Ano - 1º TRIMESTRE. PROFª Ms ROSANE T. PETRORÓSSI DE FIGUEIREDO

COLÉGIO SANTO ANDRÉ. EXERCÍCIOS DE HISTÓRIA 6º Ano - 1º TRIMESTRE. PROFª Ms ROSANE T. PETRORÓSSI DE FIGUEIREDO COLÉGIO SANTO ANDRÉ EXERCÍCIOS DE HISTÓRIA 6º Ano - 1º TRIMESTRE PROFª Ms ROSANE T. PETRORÓSSI DE FIGUEIREDO REFLITA A PARTIR DE ESTUDOS EM SALA DE AULA E TAREFAS DIRIGIDAS E RESPONDA ÀS SEGUINTES QUESTÕES

Leia mais

EGITO PA P SSADO E PR P ESENT N E T

EGITO PA P SSADO E PR P ESENT N E T EGITO PASSADO E PRESENTE VOCÊ SABE ONDE ESTÁ O EGITO? ÁFRICA O EGITO É UM PAÍS DO CONTINENTE AFRICANO NO PASSADO O EGITO ERA ASSIM... ATUALMENTE, O EGITO CHAMA-SE REPÚBLICA ÁRABE DO EGITO. SUA CAPITAL

Leia mais

MATÉRIA. Magela. Troca-se. Vendem-se. Pedaços de ruínas do Império romano, do ano de 302, ou seja, século

MATÉRIA. Magela. Troca-se. Vendem-se. Pedaços de ruínas do Império romano, do ano de 302, ou seja, século Valores eternos. TD Recuperação ALUNO(A) MATÉRIA História PROFESSOR(A) Magela ANO SEMESTRE DATA 6º 1º Julho/2013 TOTAL DE ESCORES ESCORES OBTIDOS ---- ---- 1. O trabalho do historiador é semelhante ao

Leia mais

PROVA BIMESTRAL História

PROVA BIMESTRAL História 6 o ano 4 o bimestre PROVA BIMESTRAL História Escola: Nome: Turma: n o : Observe a imagem e responda às questões 1 e 2. REPRODUÇÃO 1. Cite dois elementos presentes na imagem que representam a Igreja católica.

Leia mais

A Baixa Mesopotâmia e o Egito.

A Baixa Mesopotâmia e o Egito. A Baixa Mesopotâmia e o Egito. Em meados do século 70 antes de Cristo, o mundo oriental já servia de habitação pra povos que deixaram a vida nômade e passaram a ser sedentários, povos que não mais buscavam

Leia mais

HISTÓRIA 7 O ANO FUNDAMENTAL. PROF. ARTÊMISON MONTANHO PROF. a ISABEL SARAIVA

HISTÓRIA 7 O ANO FUNDAMENTAL. PROF. ARTÊMISON MONTANHO PROF. a ISABEL SARAIVA 7 O ANO FUNDAMENTAL PROF. ARTÊMISON MONTANHO PROF. a ISABEL SARAIVA Unidade III Cidadania e Movimentos Sociais Aula 14.2 Conteúdos Os maias Os incas 2 Habilidades Conhecer as principais características

Leia mais

CURSO DE HISTÓRIA ANTIGA. Professor Sebastião Abiceu 7º ano Colégio Marista São José Montes Claros - MG

CURSO DE HISTÓRIA ANTIGA. Professor Sebastião Abiceu 7º ano Colégio Marista São José Montes Claros - MG CURSO DE HISTÓRIA ANTIGA Professor Sebastião Abiceu 7º ano Colégio Marista São José Montes Claros - MG POVOS PRÉ-COLOMBIANOS ASTECAS MAIAS INCAS Principais fontes para estudo dos povos americanos: 1º Fontes

Leia mais

Lista de Exercícios:

Lista de Exercícios: PROFESSOR(A): Ero AVALIAÇÃO RECUPERAÇÃO DATA DA REALIZAÇÃO ROTEIRO DA AVALIAÇÃO 2ª ETAPA AVALIAÇÃO RECUPERAÇÃO DISCIPLINA: HISTÓRIA ANO: 6º CONTÉUDOS ABORDADOS Cap. 4: o mundo grego todos os temas Cap

Leia mais

ÊXODO INTRODUÇÃO TEOLOGIA 1 INFORMAÇÕES GERAIS 1.1 NOME DO LIVRO 1.2 CONTEÚDO 1.3 CRONOLOGIA. Jörg Garbers

ÊXODO INTRODUÇÃO TEOLOGIA 1 INFORMAÇÕES GERAIS 1.1 NOME DO LIVRO 1.2 CONTEÚDO 1.3 CRONOLOGIA. Jörg Garbers Jörg Garbers ÊXODO INTRODUÇÃO TEOLOGIA 1 INFORMAÇÕES GERAIS 1.1 NOME DO LIVRO O nome do livro vem da palavra grega "êxodo", que significa saída. 1.2 CONTEÚDO Podemos dividir o livro em cinco partes: 1-18

Leia mais

R.: R.: R.: R.: R.: R.: R.:

R.: R.: R.: R.: R.: R.: R.: PROFESSOR: EQUIPE DE HISTÓRIA BANCO DE QUESTÕES - HISTÓRIA - 6º ANO - ENSINO FUNDAMENTAL ============================================================================================== 01- Como o relevo

Leia mais

Aula 5.1 Conteúdo: As grandes Religiões de matriz ocidental Judaísmo Cristianismo Islamismo ENSINO RELIGIOSO CONTEÚDO E HABILIDADES

Aula 5.1 Conteúdo: As grandes Religiões de matriz ocidental Judaísmo Cristianismo Islamismo ENSINO RELIGIOSO CONTEÚDO E HABILIDADES CONTEÚDO E HABILIDADES FORTALECENDO SABERES DESAFIO DO DIA Aula 5.1 Conteúdo: As grandes Religiões de matriz ocidental Judaísmo Cristianismo Islamismo 2 CONTEÚDO E HABILIDADES FORTALECENDO SABERES DESAFIO

Leia mais

AULAS 5 e 6. Colégio Tiradentes 2013 Prof. Kadú A ANTIGUIDADE ORIENTAL: A Mesopotâmia

AULAS 5 e 6. Colégio Tiradentes 2013 Prof. Kadú A ANTIGUIDADE ORIENTAL: A Mesopotâmia AULAS 5 e 6 Colégio Tiradentes 2013 Prof. Kadú A ANTIGUIDADE ORIENTAL: A Mesopotâmia Vídeo: Grande Civilizações Mesopotâmia (Parte 1) (11:03) PONTOS PRINCIPAIS DA MESOPOTÂMIA EM PROVAS - A Mesopotâmia

Leia mais

Aluno(a): Nº. Professor: Barros Antônio Guimarães Dutra Série: 3ª.

Aluno(a): Nº. Professor: Barros Antônio Guimarães Dutra Série: 3ª. Lista de Exercícios Pré Universitário Uni-Anhanguera Aluno(a): Nº. Professor: Barros Antônio Guimarães Dutra Série: 3ª. Disciplina: História (p2,1ª,chamada, 1º. Bimestre) Data da prova: 05/04/2014 01.(FAAP)

Leia mais

História Antiga Oriental. Professor: André Augusto Bousfield

História Antiga Oriental. Professor: André Augusto Bousfield História Antiga Oriental Professor: André Augusto Bousfield A Mesopotâmia (terra entre rios) O CRESCENTE FÉRTIL: Berço das primeiras civilizações; Atual Iraque até Egito; Grandes rios; Terras férteis.

Leia mais

Capítulo 5 O Egito Antigo. Prof.ª Marilia C. Camillo Coltri 6.º ano História Colégio Ser! Sorocaba

Capítulo 5 O Egito Antigo. Prof.ª Marilia C. Camillo Coltri 6.º ano História Colégio Ser! Sorocaba Capítulo 5 O Egito Antigo Prof.ª Marilia C. Camillo Coltri 6.º ano História Colégio Ser! Sorocaba Egito atual O Egito Antigo 5.000 a.c. O Rio Nilo atraiu populações às suas margens em busca de água, vegetação

Leia mais

ORIENTE MÉDIO CAPÍTULO 10 GRUPO 07

ORIENTE MÉDIO CAPÍTULO 10 GRUPO 07 ORIENTE MÉDIO CAPÍTULO 10 GRUPO 07 LOCALIZAÇÃO Compreende a região que se estende do Mar Vermelho e Canal de Suez, no Egito, até o Afeganistão, a leste. Também fazem parte do Oriente Médio a Ilha de Chipre,

Leia mais

COLÉGIO XIX DE MARÇO excelência em educação 2012

COLÉGIO XIX DE MARÇO excelência em educação 2012 COLÉGIO XIX DE MARÇO excelência em educação 2012 1º PROVA SUBSTITUTIVA DE HISTÓRIA Aluno(a): Nº Ano: 1º Turma: Data: Nota: Professor(a): Élida Valor da Prova: 65 pontos Orientações gerais: 1) Número de

Leia mais

A partir da leitura do texto abaixo responda as questões 2 e 3: A SOCIEDADE EGIPCIA

A partir da leitura do texto abaixo responda as questões 2 e 3: A SOCIEDADE EGIPCIA SECRETARIA DE SEGURANÇA PÚBLICA/SECRETARIA DE EDUCAÇÃO POLÍCIA MILITAR DO ESTADO DE GOIÁS COMANDO DE ENSINO POLICIAL MILITAR COLÉGIO DA POLÍCIA MILITAR UNIDADE POLIVALENTE MODELO VASCO DOS REIS SÉRIE/ANO:

Leia mais

Planificação Anual ANO LECTIVO - 2010/ 2011 COMPETÊNCIAS ESPECÍFICAS TEMA(S) / CONTEÚDOS AVALIAÇÃO CALENDARIZAÇÃO

Planificação Anual ANO LECTIVO - 2010/ 2011 COMPETÊNCIAS ESPECÍFICAS TEMA(S) / CONTEÚDOS AVALIAÇÃO CALENDARIZAÇÃO ANO LECTIVO - 010/ 011 ÁREA DISCIPLINAR DE HISTÓRIA HISTÓRIA 7º ANO COMPETÊNCIAS GERAIS 1. Tratamento de informação; utilização de fontes;. Compreensão histórica:.1. Temporalidade.. Espacialidade.3. Contextualização

Leia mais

LEGADOS / CONTRIBUIÇÕES. Democracia Cidadão democracia direta Olimpíadas Ideal de beleza Filosofia História Matemática

LEGADOS / CONTRIBUIÇÕES. Democracia Cidadão democracia direta Olimpíadas Ideal de beleza Filosofia História Matemática LEGADOS / CONTRIBUIÇÕES Democracia Cidadão democracia direta Olimpíadas Ideal de beleza Filosofia História Matemática GEOGRAFIA, ECONOMIA E POLÍTICA Terreno montanhoso Comércio marítimo Cidades-estado

Leia mais

AS QUESTÕES OBRIGATORIAMENTE DEVEM SER ENTREGUES EM UMA FOLHA À PARTE COM ESTA EM ANEXO.

AS QUESTÕES OBRIGATORIAMENTE DEVEM SER ENTREGUES EM UMA FOLHA À PARTE COM ESTA EM ANEXO. ENSINO FUNDAMENTAL Conteúdos do 6º Ano 1º/2º Bimestre 2015 Trabalho de Dependência Nome: N. o : Turma: Professor(a): Fernanda Data: / /2015 Unidade: Cascadura Mananciais Méier Taquara História Resultado

Leia mais

Lista de Recuperação de Arte 6º ANO

Lista de Recuperação de Arte 6º ANO 1 Nome: nº Data: / /2012 ano bimestre Profa.: Denise Lista de Recuperação de Arte 6º ANO Nota: 1) A arte fez parte da vida do homem desde a pré-história ( período anterior ao surgimento da escrita ) que

Leia mais

HISTÓRIA 6ºano 2º Trimestre / 2015 BATERIA DE EXERCÍCIOS COMPLEMENTARES

HISTÓRIA 6ºano 2º Trimestre / 2015 BATERIA DE EXERCÍCIOS COMPLEMENTARES HISTÓRIA 6ºano 2º Trimestre / 2015 BATERIA DE EXERCÍCIOS COMPLEMENTARES A civilização egípcia 1. A vida econômica egípcia era bastante movimentada, apesar do deserto, a agricultura, a pecuária e o comércio

Leia mais

PROVA BIMESTRAL História

PROVA BIMESTRAL História 6 o ano 2 o bimestre PROVA BIMESTRAL História Escola: Nome: Turma: n o : 1. Observe a imagem. SHUTTERSTOCK Margem do rio Nilo no Egito Nas civilizações da Antiguidade, a presença dos rios é importante

Leia mais

Sustentabilidade o que significa realmente?

Sustentabilidade o que significa realmente? Sustentabilidade o que significa realmente? Quando estudava no ginásio Conselheiro Crispiniano em Guarulhos, aprendíamos nas aulas de história sobre a Mesopotâmia, onde havia os rios Tigre e Eufrates e

Leia mais

HISTÓRIA PRÉ-HISTÓRIA

HISTÓRIA PRÉ-HISTÓRIA Grupo 1 Universo A Pré-História Professor Carlos HISTÓRIA PRÉ-HISTÓRIA Para começarmos é importante saber como os historiadores conceituam a Pré-História: A Pré-História é conceituada como o período que

Leia mais

Fichamento Ciências Humanas

Fichamento Ciências Humanas Fichamento Ciências Humanas Ensino Médio - 1 0 Ano (2º Bimestre P1) Data de Entrega: 22/05/2015 Disciplina: História Professor: Juliano Questão 01 - (UNESP SP) MAPA ECONÔMICO DO BRASIL DO SÉCULO XVIII.

Leia mais

Jörg Garbers Ms. de Teologia

Jörg Garbers Ms. de Teologia Introdução e visão geral da História de Israel O ESTADO DE JUDÁ Jörg Garbers Ms. de Teologia Textos 1Rs 12 2Cr 10 Data ~ 931 a.c. As narrativas bíblicas situam aqui o cisma entre as 12 tribos (10 Israel

Leia mais

ANTIGUIDADE ORIENTAL. Modo de Produção Asiá9co Aulas 03/04. hbp://historiaonline.com.br

ANTIGUIDADE ORIENTAL. Modo de Produção Asiá9co Aulas 03/04. hbp://historiaonline.com.br ANTIGUIDADE ORIENTAL Modo de Produção Asiá9co Aulas 03/04 M.P.A.: Modo de Produção Asiá9co M.P.E.: Modo de Produção Escravista M.P.F.: Modo de Produção Feudal M.P.K.:Modo de Produção Capitalista Pré- História

Leia mais

O CÂNON Sagrado compreende 46 Livros no ANTIGO TESTAMENTO e 27 Livros no NOVO TESTAMENTO.

O CÂNON Sagrado compreende 46 Livros no ANTIGO TESTAMENTO e 27 Livros no NOVO TESTAMENTO. Ao contrário do que parece à primeira vista, a Bíblia não é um livro único e independente, mas uma coleção de 73 livros, uma mini biblioteca que destaca o a aliança e plano de salvação de Deus para com

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO

GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO HISTÓRIA FUNDAMENTAL 5 CEEJA MAX DADÁ GALLIZZI PRAIA GRANDE - SP ROTEIRO DA UNIDADE 05 FINALIDADE: Com esta UE você terminará de estudar

Leia mais

IDADE ANTIGA (Antiguidade oriental e ocidental)

IDADE ANTIGA (Antiguidade oriental e ocidental) IDADE ANTIGA (Antiguidade oriental e ocidental) 1) Introdução. Como sabemos, considera-se como marco inicial da Idade Antiga, o surgimento da escrita ocorrido no ano de 4.000 a.c. (ou seja, 4.000 + 2010

Leia mais

ORIENTAÇÃO DE ESTUDO PARA O TESTE DO DIA 13/05/2014

ORIENTAÇÃO DE ESTUDO PARA O TESTE DO DIA 13/05/2014 ORIENTAÇÃO DE ESTUDO PARA O TESTE DO DIA 13/05/2014 1.Migração, perseguição, fuga, lutas, cativeiro, dispersão fazem parte da história do povo: a) Maia b) persa c) fenício d) hebreu e) judeu 2. Na fase

Leia mais

Jesse R. Tabacchi Mesopotâmia Terra entre dois rios Gregos Vale dos rios Tigre e Eufrates Hoje território do Iraque Inserida na área do crescente fértil Leste Montes Zagros no Irã Oeste Desertos da Arábia

Leia mais

Conteúdo: Aula 1: A América antes de Colombo As primeiras civilizações da Mesoamérica Aula 2: Os Maias Os Astecas Os Incas FORTALECENDO SABERES

Conteúdo: Aula 1: A América antes de Colombo As primeiras civilizações da Mesoamérica Aula 2: Os Maias Os Astecas Os Incas FORTALECENDO SABERES CONTEÚDO E HABILIDADES DESAFIO DO DIA INTERATIVA I Conteúdo: Aula 1: A América antes de Colombo As primeiras civilizações da Mesoamérica Aula 2: Os Maias Os Astecas Os Incas CONTEÚDO E HABILIDADES DESAFIO

Leia mais

E-mail: lucianojunior06@hotmail.com Telefone: 9250-8766

E-mail: lucianojunior06@hotmail.com Telefone: 9250-8766 E-mail: lucianojunior06@hotmail.com Telefone: 9250-8766 Lançamento: 29 de abril de 1968 (2h21min) Dirigido por Stanley Kubrick Com Keir Dullea, Gary Lockwood, William Sylvester mais Gênero: Ficção científica

Leia mais

OS EUROPEUS CHEGAM À AMÉRICA. Profª Regina Brito Fonseca

OS EUROPEUS CHEGAM À AMÉRICA. Profª Regina Brito Fonseca OS EUROPEUS CHEGAM À AMÉRICA Profª Regina Brito Fonseca Quando os europeus chegaram ao Continente Americano, no final do século XV, já o encontraram ocupado por vários povos. Alguns deles desenvolveram

Leia mais

História 1 aula 1 COMENTÁRIOS ATIVIDADES PARA SALA COMENTÁRIOS ATIVIDADES PROPOSTAS

História 1 aula 1 COMENTÁRIOS ATIVIDADES PARA SALA COMENTÁRIOS ATIVIDADES PROPOSTAS História 1 aula 1 1. No período Paleolítico, os homens viviam da caça, da pesca e da coleta de frutos, grãos e raízes, eram nômades e viviam em bandos. 2. Na fase da História denominada de Pré-História,

Leia mais

NOME: N CAD. DE RECUPERAÇÃO DE HISTÓRIA 1 ANO EM TURMA 212 PROFª MARIA FERNANDA 1º BIMESTRE

NOME: N CAD. DE RECUPERAÇÃO DE HISTÓRIA 1 ANO EM TURMA 212 PROFª MARIA FERNANDA 1º BIMESTRE 1925 *** COLÉGIO MALLET SOARES *** 2016 91 ANOS DE TRADIÇÃO, RENOVAÇÃO E QUALIDADE DEPARTAMENTO DE ENSINO DATA: / / NOTA: NOME: N CAD. DE RECUPERAÇÃO DE HISTÓRIA 1 ANO EM TURMA 212 PROFª MARIA FERNANDA

Leia mais

A CIDADE-ESTADO ESTADO GREGA ORIGEM DAS PÓLIS GREGAS Causas geomorfológicas A Grécia apresenta as seguintes características: - Território muito montanhoso; na Antiguidade, as montanhas estavam cobertas

Leia mais

História. Povos da China e da Índia

História. Povos da China e da Índia História Primeiro ano do ensino médio Escola José de Anchieta Povos da China e da Índia Reno Schmidt maio 2015 schmidt.reno@gmail.com renoschmidt.wordpress.com Onde estamos? Hebreus, Fenícios e Persas

Leia mais

Propedêutica Bíblica. 26 de Novembro de 2013 Texto Bíblico

Propedêutica Bíblica. 26 de Novembro de 2013 Texto Bíblico Propedêutica Bíblica 26 de Novembro de 2013 Texto Bíblico ORAÇÃO HISTÓRIA E GEOGRAFIA DO POVO BÍBLICO I HISTÓRIA E GEOGRAFIA DO POVO BÍBLICO I Ler o texto no contexto GEOGRÁFICO: «Entre os que subiram

Leia mais

As famílias no Antigo Egipto; As famílias no Império romano.

As famílias no Antigo Egipto; As famílias no Império romano. Trabalho realizado por: Luís Bernardo nº 100 8ºC Gonçalo Baptista nº 275 8ºC Luís Guilherme nº 358 8ºC Miguel Joaquim nº 436 8ºC Índice; Introdução; As famílias no Antigo Egipto; As famílias no Império

Leia mais

A CIVILIZAÇÃO CLÁSSICA: GRÉCIA. Profº Alexandre Goicochea História

A CIVILIZAÇÃO CLÁSSICA: GRÉCIA. Profº Alexandre Goicochea História A CIVILIZAÇÃO CLÁSSICA: GRÉCIA Profº Alexandre Goicochea História ORIGENS O mundo grego antigo ocupava além da Grécia, a parte sul da península Balcânica, as ilhas do mar Egeu, a costa da Ásia Menor, o

Leia mais

Localização Geográfica. -Sul da Europa, na Península Balcânica, junto ao mar Mediterrâneo.

Localização Geográfica. -Sul da Europa, na Península Balcânica, junto ao mar Mediterrâneo. O Mundo Grego - I Localização Geográfica -Sul da Europa, na Península Balcânica, junto ao mar Mediterrâneo. Povoamento -Arianos ou indo-europeus (aqueus, jônios, eólios e dórios). -Invasão dos Dórios (armas

Leia mais

História MARCOS ROBERTO

História MARCOS ROBERTO História MARCOS ROBERTO Persas, fenícios e hebreus Objetivos - Identificar aspectos políticos, sociais e culturais dos povos: - persas - fenícios - hebreus 1. O império persa - Localização: planalto do

Leia mais

Roma Antiga. O mais vasto império da antiguidade; Lendária fundação pelos gêmeos Rômulo e Remo, em 753 a.c.; Roma - centro político do Império;

Roma Antiga. O mais vasto império da antiguidade; Lendária fundação pelos gêmeos Rômulo e Remo, em 753 a.c.; Roma - centro político do Império; ROMA Roma Antiga O mais vasto império da antiguidade; Lendária fundação pelos gêmeos Rômulo e Remo, em 753 a.c.; Roma - centro político do Império; Sua queda, em 476, marca o início da Idade Média. O mito

Leia mais

INTRODUÇÃO AO NOVO TESTAMENTO

INTRODUÇÃO AO NOVO TESTAMENTO SERIEDADE NA PALAVRA CURSO BÁSICO DE TEOLOGIA MÓDULO I 1º SEMESTRE DE 2015 INTRODUÇÃO AO NOVO TESTAMENTO PR. ROGÉRIO DE ANDRADE CHAGAS Introdução ao Novo Testamento. A nossa aula introduzirá a parte histórica

Leia mais