PESQUISA DE TURISMO EM IMBITUBA Praia do Rosa

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "PESQUISA DE TURISMO EM IMBITUBA Praia do Rosa"

Transcrição

1 EM IMBITUBA Praia do Rosa

2 SUMÁRIO Perfil do turista e avaliação do destino...3 Perfil dos meios de hospedagem - Praia do Rosa...16

3 Perfil do turista e avaliação do destino

4 Pesquisa com o turista Buscando compreender como se comportam os turistas que chegam a Imbituba, foi realizada uma série de perguntas para os mesmos, objetivando entender o seu perfil, a demanda e o gasto do turista durante as férias e a sua avaliação sobre a temporada. Foram realizadas 612 entrevistas entre os dias 03 e 06 de janeiro. O local de abordagem foi dividido da seguinte forma: Local das entrevistas Local % Centro 49,60% Praia do Rosa 18,00% Ibiraquera 32,60% Perfil do turista 4 Em primeiro lugar é necessário levantar algumas características socioeconômicas dos turistas. Os gráficos e tabelas a seguir nos mostram estas características: 45% Gênero Masculino Feminino 55%

5 Faixa etária Imbituba 18 a 25 anos 23,10% 26 a 30 anos 38,00% 31 a 40 anos 21,60% 41 a 50 anos 11,10% 51 a 60 anos 5,70% Mais de 60 anos 0,70% Renda familiar Imbituba R$ 0 a R$ 705,00 3,60% R$ 706,00 a R$ 1.126,00 36,70% R$ 1.127,00 a R$ 2.990,00 35,80% R$ 2.991,00 a R$ 4.854,00 12,10% R$ 4.855,00 a R$ 6.329,00 0,80% Mais de R$ 6.330,00 0,20% Recusa 11,00% Ocupação Imbituba Carteira assinada 35,10% Autônomo 13,10% Empresário 15,00% Funcionário público 12,40% Aposentado 6,40% Desempregado à procura de emprego 0,30% Desempregado 0,50% Outro 17,20% Regiões de origem do turista Origem % Santa Catarina 58,60% Rio Grande do Sul 27,20% São Paulo 5,30% Paraná 3,40% Restante do Sudeste 2,40% Restante do Brasil 2,10% Exterior 1,00% 5

6 Em relação à idade, Imbituba apresenta um público bastante variado, com várias faixas etárias diferentes. Entretanto, é bastante representativo o número de turistas com idade entre 18 e 40 anos (23,1% entre 18 e 25 anos, 38% entre 26 e 30 anos e 21,6% entre 31 e 40 anos). Na questão da renda familiar, realmente os ganhos de renda experimentados pela nova classe média brasileira possibilitaram que a mesma viajasse nas férias de verão. Imbituba é expressão disso, esta categoria social que tem renda familiar entre R$ 1.126,00 e 4.854,00 representou 47,9% dos turistas. Além disso, também é representativo o percentual de pessoas da classe D (36,7%). A principal fonte destes rendimentos é o trabalho com carteira assinada, que justamente foi o elemento que impulsionou o crescimento da classe média. Já no quesito origem dos turistas, Imbituba concentrou-se em receber turistas de dentro do próprio estado e de regiões próximas a ele. Desta forma, foi de 58,6% a participação de turistas de Santa Catarina e, também por proximidade geográfica, de 27,2% a presença de gaúchos. Abaixo, para uma visão mais aprofundada, um quadro com os principais locais de origem dos visitantes de cada cidade: 6 20 principais locais de origem Origem % Tubarão - SC 12,90% Porto Alegre - RS 10,10% Criciúma - SC 5,90% Braço do Norte - SC 4,00% Cachoeirinhas - RS 3,40% Florianópolis - SC 3,20% São Paulo - SP 3,20% Curitiba - PR 2,80% Canoas - RS 2,70% Laguna - SC 2,50% Lauro Müller - SC 2,50% Araranguá - SC 2,00% Orleans - SC 2,00% Gravatal - SC 1,80% Capivari de Baixo SC 1,70% Cocal do Sul - SC 1,70% Caxias RS 1,50% Jaraguá do Sul SC 1,30% Joinville SC 1,30% Rio Grande RS 1,30%

7 Correlacionado à origem do turista, também é importante analisar o meio de transporte utilizado pelos mesmos para deslocarem-se até o local das férias. O veículo próprio foi o principal meio de transporte utilizado, sendo que 80,1% dos turistas utilizaram este meio de transporte. Isto ocorre devido ao fato da maioria dos turistas serem de origem próxima. Outra informação relevante diz respeito ao fato dos turistas estarem visitando a cidade pela primeira vez. Isto é importante, pois, geralmente, turistas que chegam pela primeira vez a algum local tendem a gastar mais que turistas reincidentes, entretanto, por outro lado, um número alto de turistas reincidentes mostra o contentamento com o local visitado em outras temporadas. Desta maneira, o número de novos visitantes (53%) foi superior ao daqueles já frequentes (47%). É a sua primeira vez na cidade? Sim Não 7 47% 53% Relativamente ao tipo de hospedagem dos turistas, a maior parte das pessoas se hospedou em pousadas (37,6%), depois em casas alugadas (18%) e em casas de parentes ou amigos (15,5%). A esta última informação, pode ser acrescentada a média de dias que as pessoas ficaram hospedadas em cada cidade. A pesquisa levantou que este número foi de 5,85 dias em Imbituba. Esta média de dias pode ser considerada alta. Isto mostra que os turistas passam uma boa parte

8 do período de férias na cidade, o que explica o grande crescimento da população da mesma durante a temporada. Abaixo, tal quadro pode ser visto com maiores detalhes: 37,60% Tipo de hospedagem: 8,30% 2,00% 15,50% 18,00% 5,70% 2,00% 11,00% Hotel Pousada Quarto e café em casa de família Casa de parentes ou amigos Casa alugada Casa Própria Camping Outro Na questão do grupo de pessoas viajantes, ficou claro que a maioria dos turistas viaja em grupos familiares, representando 72% das pessoas. Em segundo lugar, aparecem os grupos de amigos, com 24%. E assim, encerram-se os tipos de grupos de pessoas que viajam. Ou seja, os turistas chegam às praias de Santa Catarina ou com os familiares ou com os amigos, dificilmente com colegas de trabalho ou sozinhos. Abaixo os gráficos mostram esta característica: 24% 1% Com quem viaja? 1% 2% 72% Familiares Amigos Colegas de trabalho Veio sozinho Outros 8

9 Além de constatar que os turistas raramente chegam sozinhos ao município, a Fecomércio SC também levantou qual é a média de pessoas que vêm juntas para Imbituba. Foi encontrado que a média de pessoas por grupo é de 3,84 em Imbituba. O que caracteriza justamente o que foi visto anteriormente: grupos familiares. Já no que tange o motivo que atrai os turistas, fica claro que as características próprias do verão e a beleza das praias são o principal atrativo. Em Imbituba 98,9% dos turistas foram atraídos pelo sol e pelas praias. Entretanto, como a questão era de múltipla escolha, outras respostas também tiveram relevância. A visita a parentes e amigos também foi motivo da viagem de 7,8% dos turistas. Abaixo seguem as múltiplas respostas dos turistas: Quais os motivos da sua viagem? 98,90% 9 Tur.de Sol e Praia 1,80% Tur.de Negóc. e Eventos 7,80% Visita a Parentes e Amigos 0,50% 0,50% 0,70% 0,20% Tur.Gastronômico Tur. Cultural Tur.de Aventura Tur.de Esportes Outra questão importante é avaliar se os turistas visitam também outros locais do estado além da cidade de hospedagem, fazendo com que seus gastos sejam espraiados para outras regiões. O número de pessoas que se deslocam para outros destinos é de 40%. Para os turistas que afirmaram que iriam se deslocar foi perguntado qual seria o destino da viagem. As quinze principais respostas em Imbituba foram listadas e podem ser vistas logo a seguir. Nota-se também que o principal objetivo dessas viagens é aproveitar o sol e as praias da região, o que se confirma no fato das principais cidades de destino estarem situadas no litoral e terem belas praias.

10 Cidade % Laguna 37,10% Garopaba 14,40% Florianópolis 10,40% Tubarão 7,90% Várias 5,40% Jaguaruna 5,00% Balneário Dunas do Sul 4,00% Balneário Rincão 3,50% Balneário Camboriú 2,00% Passo de Torres 1,50% Balneário Gaivota 1,00% Criciúma 1,00% Içara 1,00% Praia do Rosa 1,00% binhas 0,50% Um indicador para captar o sucesso da temporada na opinião do turista é a pergunta feita para saber se o mesmo voltaria à cidade na próxima temporada. Podemos ver, por esta questão, que a temporada foi de sucesso, 88% dos turistas de Imbituba pretendem retornar em Pretende retornar no próximo ano? Sim Não 12% 88%

11 Já para aqueles poucos que pretendem não voltar, foi questionado qual seria o motivo para tal decisão. A opção visitar outras regiões foi bastante presente, com 57% das respostas. Se não, qual o motivo? 3% 57% 13% 7% 15% Foi assaltado Obras na BR 101 Distância Estrada ruim Gastos elevados 3% Idade 2% Pretende visitar outros locais 11 Demanda e gasto do turista É extremamente importante saber para onde irão e quais são os gastos dos turistas durante a temporada de férias. Para isso, em primeiro lugar, a Fecomércio SC também perguntou aos entrevistados quais foram os locais de comércio visitados pelos mesmos. Como cada turista podia visitar o comércio de diferentes regiões da cidade, a questão foi de múltipla escolha. Segue abaixo os resultados:

12 Qual comércio você visitou? 57,40% 27,50% 23,20% 5,10% Nota-se que 57,4% dos turistas não foram ao comércio da cidade, com 27,5% para o comércio do centro da cidade e de 23,2% no das praias. Já com relação ao gasto médio destes turistas: 12 Centro de Imbituba Comércio das Praias Outro Não Visitou nenhum Gasto médio dos turistas Gasto médio Imbituba Hospedagem R$ 434,80 Transporte R$ 204,88 Alimentação R$ 264,98 Lazer R$ 155,02 Comércio R$ 129,40 Como pode-se ver, os gastos dos turistas foram relativamente elevados, o que condiz com o próprio perfil socioeconômico dos mesmos, ou seja, turistas de renda elevada. Avaliação do turista em relação à temporada Fator bastante importante para apontar os pontos positivos e negativos das cidades durante a temporada para os turistas é a avaliação que estes fazem sobre diversos pontos de relevância. A partir destas informações é possível procurar elementos a serem melhorados e identificar acertos a serem repetidos nas próximas temporadas.

13 Atendimento do comércio 8% 43% 43% 0% 1% 6% Atendimento dos bares e restaurantes Atendimento nos hotéis e pousadas 0% 0% 13% 5% 9% 28% 4% 73% 0% 3% 12% 54% 13 0% 1% 7% Hospedagem 17% 13% 63% 69% Táxis 0% 15% 13% 2% 1%

14 Transporte público Gastronomia 63% 1% 19% 15% 6% 1% 5% 24% 9% 55% 1% 2% Opções de lazer Infraestrutura das praias 3% 5% 6% 4% 2% 7% 1% 7% 36% 46% 41% 42% 14 5% 23% Presença de salva-vidas nas praias 1% 8% 5% 58% Infraestrutura viária (ruas) de acesso às praias 7% 3% 6% 48% 1% 35%

15 Segurança pública 2% 27% 1% 8% 2% 60% Serviço de orientação ao turista Receptividade dos moradores 6% 2% 11% 1% 41% 1% 2% 16% 13% 13% 39% 55% 15 Aqui um alto número de avaliações regulares foi notado, além de ser bastante reduzido o percentual de pessoas que acharam os diversos itens ótimos. Os itens com maior expressividade do regular foram a infraestrutura das praias, a infraestrutura viária de acesso às praias e o serviço de orientação ao turista. Já outros elementos apresentaram um número mediano de regular, estes foram a gastronomia, as opções de lazer, a presença de salva-vidas, a segurança pública e a receptividade dos moradores locais. Sendo que, desta forma, todos estes itens são passíveis de melhorias para o próximo verão. Já outros itens foram pouco utilizados, como o comércio, e por consequência o seu atendimento, os táxis e o transporte público. Completando o quadro, somente o atendimento nos bares e restaurantes, o atendimento nos hotéis e pousadas e a hospedagem tiveram claro predomínio de respostas boas, ou seja, tiveram ampla maioria de boas avaliações.

16 PERFIL DOS MEIOS DE HOSPEDAGEM PRAIA DO ROSA

17 Relatório Divisão de Planejamento - Núcleo de Pesquisa A presente pesquisa teve como objetivo traçar um mapa do perfil dos meios de hospedagens que atendem aos turistas do município de Imbituba, mais especificamente da Praia do Rosa. Conhecida por sua beleza, a Praia do Rosa é um destino muito procurado por turistas de diversas regiões, neste sentido buscou-se compreender os equipamentos de hospedagem disponibilizados a eles, avaliando sua estrutura e levantando a impressão destes empreendimentos em relação à infra-estrutura do município de Imbituba. A pesquisa foi realizada no período de 10 a 12 de janeiro de 2012, ouvindo 72 empresas. Em primeiro lugar foram levantados alguns aspectos referentes às características das empresas entrevistadas, conforme mostraremos abaixo. Empresa cadastrada no CNPJ. 49% 51% Sim 17 Não Meses de atuação Mês Total Empresas formais Empresas informais Todos 70,80% 75,70% 65,70% Janeiro 29,20% 24,30% 34,30% Fevereiro 29,20% 24,30% 34,30% Março 16,70% 18,90% 14,30% Abril 1,40% 2,70% 0,00% Maio 0,00% 0,00% 0,00% Junho 0,00% 0,00% 0,00% Julho 0,00% 0,00% 0,00% Agosto 0,00% 0,00% 0,00% Setembro 0,00% 0,00% 0,00% Outubro 0,00% 0,00% 0,00% Novembro 1,40% 2,70% 0,00% Dezembro 22,20% 21,60% 22,90%

18 Pode-se notar que o número de estabelecimentos formais e informais é bastante equilibrado, sendo que 51% estão inscritos no Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica, enquanto 49% estão na informalidade. Tanto as empresas formais quanto as informais costumam oferecer serviços durante todo o ano, sendo 75,7% e 65,7%, respectivamente. Porém, percebe-se uma concentração significativa de empresas que abrem apenas nos meses de dezembro a abril, com maior número de empresas atendendo apenas em janeiro e fevereiro, onde 24,3% das empresas formais e 34,3% das informais apresentam esta característica. Este fato se dá principalmente pela vocação de turismo de praia da localidade, com um apelo bastante voltado para a temporada de verão. Para medir o impacto econômico da temporada, quanto ao aumento no quadro de funcionários para o verão, foi levantado o número de contratações para esta época. Neste quesito, existe uma grande distinção no comportamento das empresas formalizadas, onde 59,5% delas contrataram funcionários, e das não formais, com apenas 21,2% aumentando o quadro de colaboradores. No caso das empresas informais, o fato destas serem na sua maioria familiares explica este dado. 18 Empresas com contratação extra de empregados 59,5% 40,5% Sim 21,2% Não 78,8% 41,4% 58,6% Formais Informais Total

19 Informais Formais Total Média de funcionários fixos: 0,23 4,59 2,51 Se sim, quantos funcionários 1,6 3,3 3 temporários contratou? (média) Média de salário dos funcionários: R$ 612,00 R$ 892,30 R$ 886,46 Média de leitos oferecidos: 19,33 34,51 27 Média do percentual de aumento -12% 13% 1,63% do faturamento com relação a um período comum do ano: Média do percentual de aumento do faturamento com relação ao mesmo período (temporada passada): -8% 7% 0 As empresas formais tem uma maior média de empregados, sendo 4,59 por estabelecimento, enquanto que as informais tem uma média de 0,23. Analisando este último dado, conclui-se que existem empresas informais que não possuem funcionários contratados, por isto uma média inferior a 1. A média de contratação no geral foi de 3 funcionários por empresa, sendo que os salários pagos pelas empresas 19 formais ficaram na média de R$ 892,30, sendo aproximadamente R$ 280,00 superior ao das empresas informais. De acordo com as respostas, nota-se ainda que apenas os estabelecimentos formais perceberam crescimento no faturamento no verão, tanto em relação aos períodos imediatamente anteriores (13%), quanto ao mesmo período do ano passado (7%). Já os informais perceberam quedas de 12% em relação aos meses anteriores e de 8% em relação a temporada passada. A seguir foram levantados dados referentes às estruturas disponibilizadas por cada tipo de hospedagem. Quanto ao número de leitos, verificou-se que o número máximo oferecido em uma acomodação ficou bastante similar entre os formais e informais. No primeiro, a maior concentração de respostas ficou entre 4 (27%) e 6 (24,3%) leitos. Já nos estabelecimentos informais, registrouse 22,9% para 5 e 6 leitos cada.

20 Nº máximo de leitos por quarto Informais Formais Total 1 0,0% 2,9% 1,4% 2 2,7% 0,0% 1,4% 3 13,5% 11,4% 12,5% 4 27,0% 11,4% 19,4% 5 13,5% 22,9% 18,1% 6 24,3% 22,9% 23,6% 7 8,1% 0,0% 4,2% 8 2,7% 17,1% 9,7% 9 0,0% 5,7% 2,8% 10 5,4% 5,7% 5,6% Mais de 10 2,7% 0,0% 1,4% Já em relação ao número médio de leitos por quarto nos estabelecimentos, as empresas formalizadas apresentaram uma maior frequência de 2 leitos por quarto, com 38% das respostas, enquanto que as informais apresentaram 4 leitos por quarto, representando 37% das respostas. Destaca-se ainda que nas formais obteve-se uma concentração representativa de 4 leitos por quarto (30%) e 3 leitos por quarto (22%), enquanto que nas formais evidenciam-se também 2 e 6 leitos por quarto, com 20% de 20 respostas cada. Nº médio de leitos Formais Informais Total por quarto 1 3% 3% 3% 2 38% 20% 29% 3 22% 14% 18% 4 30% 37% 33% 5 5% 3% 4% 6 3% 20% 11% 7 0% 3% 1% Quanto aos valores oferecidos ao cliente, de maneira geral, obteve-se um grande número de empresas com diárias de até R$ 100,00, com 43,5% e de R$ 201,00 a R$ 400,00, com 30,40%. Porém, ao realizar o corte pelo tipo de empresa, obtemos um resultado bastante diferente. Nas empresas formais a faixa mais representativa é de R$ 201,00 a R$ 400,00, com 43,2% das respostas. Analisando o dado acumulado, podese verificar que 75,6% oferecem diárias até R$ 400,00. Já os meios informais oferecem

21 diárias de até R$ 100,00 em sua grande maioria (71,4%). Este fato pode ser relacionado aos serviços agregados oferecidos pelas empresas com caráter formal, além da simples hospedagem, como será visto mais adiante. Valor da diária Formais Informais Total Até R$ 100,00 18,90% 71,40% 43,50% De R$ 100,00 a R$ 200,00 13,50% 14,30% 11,60% De R$ 201,00 a R$ 400,00 43,20% 11,40% 30,40% De R$ 401,00 a R$ 700,00 13,50% 0,00% 7,20% Mais de R$ 700,00 10,80% 0,00% 5,80% Recusa 0,00% 2,90% 1,40% Todas as empresas formais pesquisadas ofereciam banheiros individuais por quarto, enquanto que nas informais 14,3% oferecia banheiro coletivo para seus hóspedes. O banheiro é: 21 Coletivo Individual por quarto 100,0% 93,1% 85,7% 14,3% 6,9% 0,0% Formais Informais Total Em relação aos serviços oferecidos, com exceção de cofre (27%), restaurante (24,3%) e chuveiro a gás (35,1%), as empresas formais, em sua larga maioria, oferecem todos os serviços pesquisados. Analisando as informais, nenhuma delas oferece serviço de restaurantes e cofre, apenas 2,9% oferece chuveiro a gás, 5,7% ar condicionado, 14,3% café da manhã e piscina e 28,6% camareira. Esta é uma informação que ilustra a diferença no valor médio cobrado entre estes dois tipos de estabelecimentos.

22 Serviços oferecidos Formais Informais Total Camareira 83,8% 28,6% 56,9% Café da manhã 75,7% 14,3% 45,8% Lençóis e toalhas 97,3% 80,0% 88,9% Restaurante 24,3% 0,0% 12,5% Ventilador de teto 81,1% 71,4% 76,4% Ar condicionado 54,1% 5,7% 30,6% Frigobar 91,9% 88,6% 90,3% Cozinha 73,0% 82,9% 77,8% Cofre 27,0% 0,0% 13,9% Chuveiro elétrico 86,5% 94,3% 90,3% Chuveiro a gás 35,1% 2,9% 19,4% Estacionamento próprio 100,0% 94,3% 97,2% Piscina 70,3% 14,3% 43,1% Na tabela abaixo podemos verificar os itens relacionados à infraestrutura oferecidas a estas empresas. Itens relacionados à infraestrutura, meio ambiente e serviços oferecidos Formais Informais Total 22 Tratamento de esgoto 29,7% 17,1% 23,6% Fossa 97,3% 100,0% 98,6% Tratamento de água CASAN 70,3% 82,9% 76,4% Poço artesiano 70,3% 48,6% 59,7% Coleta de lixo comum 73,0% 91,4% 81,9% Coleta seletiva de lixo 37,8% 17,1% 27,8% Praticam a reciclagem do lixo 64,9% 57,1% 61,1% Funcionários que falem outro idioma 64,9% 37,1% 51,4% Orienta os funcionários para economia de energia e água 78,4% 48,6% 63,9% Armazenamento de água da chuva 16,2% 5,7% 11,1% Orienta os hospedes para a preservação ambiental 94,6% 82,9% 88,9% Apoia campanhas de preservação ambiental do governo e entidades 83,8% 85,7% 84,7% Procura dar preferência na contratação de funcionários locais 86,5% 60,0% 73,6%

23 De maneira geral, preocupa o baixo número de estabelecimentos que possuem armazenamento de água da chuva (11,1%), tratamento de esgoto (23,6%) e coleta seletiva de lixo (27,8%). Por outro lado, 88,9% costuma orientar os hóspedes para a preservação ambiental e 84,7% apoia campanhas de preservação do governo e de outras entidades. Já em relação a oferta de água, 70,8% das empresas afirmam que não costuma faltar água na temporada, enquanto que 23,6% afirmam que poucas vezes este fato acontece. Costuma faltar água Informais Formais Total na alta temporada? Sempre 0,0% 0,0% 0,0% Quase sempre 11,4% 0,0% 5,6% Às vezes, Poucas vezes 28,6% 18,9% 23,6% Nunca 65,7% 75,7% 70,8% 23 A seguir, a pesquisa procurou levantar a origem dos turistas que se hospedam na região, de acordo com os dados repassados pelos estabelecimentos. A resposta era de múltipla escolha, sendo que deveria indicar quais as origens mais comuns. 61,10% das empresas afirmam receber turistas de São Paulo, 54,2% do Rio Grande do Sul, 41,7% da Argentina e 29,2% do Rio de Janeiro. Incluindo-se nestas origens os estados do Paraná e Santa Catarina percebe-se que o predomínio dos turistas são aqueles que vêm da Região Sul, do Sudeste e da Argentina. 61,10% 54,20% 41,70% Origem dos turistas 29,20% 23,60% 15,30% 11,10% 2,80% 1,40% 1,40% SP RS Argentina RJ PR SC Uruguai MG DF GO

24 A maneira como os meios de hospedagem se relaciona na mídia virtual também foi levantada na pesquisa. Enquanto que a grande maioria (97,3%) das empresas formais dispõe de site na internet, a maioria das informais (51,4%) não possui site próprio. Este fato demonstra uma preocupação maior das empresas formais em divulgar os serviços oferecidos pelos meios de hospedagem na intenção de atrair o cliente. Site próprio Sim Não 97,3% 73,6% 48,6% 51,4% 26,4% 2,7% Formais Informais Total 24 Um comportamento parecido é verificado quando levantada a participação das empresas em sites de vendas coletivas. Enquanto a maioria das formais (59,5%) já utilizou este serviço, a ampla maioria das informais (65,7%) ainda não experimentou este tipo de venda. A participação nestes sites tem apresentado resultados satisfatórios para as empresa formais, sendo que 59,5% afirma estar satisfeita com o resultado obtido através das compras coletivas e pretende continuar utilizando o serviço. 59,5% Participantes em sites de venda coletiva 40,5% Sim 34,3% Não 65,7% 47,2% Formais Informais Total 52,8%

25 Empresas satisfeitas com as vendas coletivas Sim Não NS/NR 59,5% 32,4% 37,5% 62,5% 49,3% 46,4% 8,1% 0,0% 4,3% Formais Informais Total Empresas que continuaram utilizando vendas coletivas Sim Não NS/NR 65,6% 59,5% 48,6% 45,7% 37,5% 29,7% 10,8% 5,7% 0,0% Formais Informais Total Em relação à gestão pública municipal e a estrutura e serviços que dão suporte às atividades turísticas da região, tanto as empresas formais (41%) e informais (40%) avaliam como péssimo o serviço disponibilizado. A ampla concentração de empresa avalia de regular a péssimo, representando de maneira geral 86% da amostra. 25

26 Avaliação da gestão pública municipal na estrutura/serviços que dão suporte às atividades turísticas na região Formais Excelente Boa 3% 8% 41% 32% 16% Informais 26 Excelente Boa 0% 17% 40% 23% 20% Total Excelente Boa 40% 1% 13% 28% 18%

Introdução. Núcleo de Pesquisas

Introdução. Núcleo de Pesquisas Introdução O verão é um período onde Santa Catarina demonstra todo a sua vocação para a atividade turística. Endereço de belas praias, o estado se consolidou como um dos principais destinos de turistas,

Leia mais

PESQUISA FECOMÉRCIO DE TURISMO DE VERÃO Balneário Camboriú Florianópolis - Imbituba

PESQUISA FECOMÉRCIO DE TURISMO DE VERÃO Balneário Camboriú Florianópolis - Imbituba PESQUISA FECOMÉRCIO DE TURISMO DE VERÃO Balneário Camboriú Florianópolis - Imbituba SUMÁRIO PESQUISA FECOMÉRCIO DE TURISMO DE VERÃO...3 Perfil do turista e avaliação do destino...4 Impacto econômico na

Leia mais

EMPRESÁRIO. Impacto econômico. São Joaquim

EMPRESÁRIO. Impacto econômico. São Joaquim Um dos roteiros turísticos de Santa Catarina é sua região serrana. Composta por uma série de pequenos municípios, os atrativos da Serra Catarinense vão além do inverno de frio intenso e belezas naturais,

Leia mais

São Francisco do Sul. Masculino 66% 56% 50% 51% 55% Feminino 34% 44% 50% 49% 45%

São Francisco do Sul. Masculino 66% 56% 50% 51% 55% Feminino 34% 44% 50% 49% 45% 1 2 A FECOMÉRCIO SC, com o intuito de mapear o perfil do turista e do empresário do turismo de carnaval em Santa Catarina, realizou uma pesquisa com esses públicos nas quatro cidades de maior movimento

Leia mais

PESQUISA FECOMÉRCIO DE TURISMO INVERNO NA SERRA

PESQUISA FECOMÉRCIO DE TURISMO INVERNO NA SERRA PESQUISA FECOMÉRCIO DE TURISMO INVERNO NA SERRA INTRODUÇÃO A Serra Catarinense apresenta características únicas dentro do território brasileiro. Enquanto a grande parte do país vive um inverno bastante

Leia mais

A empresa fica na feira de Sapatilha?

A empresa fica na feira de Sapatilha? A Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo de Santa Catarina (FECOMÉRCIO-SC), com o intuito de mapear o perfil do turista e o impacto do festival para o empresário do município, realizou um projeto

Leia mais

PESQUISA FECOMÉRCIO DE TURISMO DE CARNAVAL Florianópolis - Joaçaba - São Francisco - Laguna

PESQUISA FECOMÉRCIO DE TURISMO DE CARNAVAL Florianópolis - Joaçaba - São Francisco - Laguna PESQUISA FECOMÉRCIO DE TURISMO DE CARNAVAL Florianópolis - Joaçaba - São Francisco - Laguna SUMÁRIO Perfil do Turista e Avaliação do Destino...4 Impacto Econômico nas Cidades...35 Setor Hoteleiro...43

Leia mais

PESQUISA FECOMÉRCIO DE TURISMO UFC em Jaraguá do Sul

PESQUISA FECOMÉRCIO DE TURISMO UFC em Jaraguá do Sul Federação do Comércio do Estado de Santa Catarina PESQUISA FECOMÉRCIO DE TURISMO UFC em Jaraguá do Sul Introdução O Ultimate Fighting Championship (UFC) é a maior organização de artes marciais mistas (MMA)

Leia mais

Pesquisa Fecomércio de Turismo. 7ª Parada da Diversidade de Florianópolis. Pesquisa com o turista. Perfil do turista

Pesquisa Fecomércio de Turismo. 7ª Parada da Diversidade de Florianópolis. Pesquisa com o turista. Perfil do turista Pesquisa Fecomércio de Turismo 7ª Parada da Diversidade de Florianópolis A Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (FECOMÉRCIO), com o intuito de mapear o perfil do turista e o impacto da Parada

Leia mais

Distribuição Geográfica dos Pontos de Coleta de Dados

Distribuição Geográfica dos Pontos de Coleta de Dados Distribuição Geográfica dos Pontos de Coleta de Dados Nº de Entrevistados da Pesquisa: 39.000 pessoas Nº de locais das entrevistas: 27 15 em aeroportos internacionais, que representam 99% do fluxo internacional

Leia mais

Estudo da Demanda Turística Internacional

Estudo da Demanda Turística Internacional Estudo da Demanda Turística Internacional Brasil 2012 Resultados do Turismo Receptivo Pontos de Coleta de Dados Locais de entrevistas - 25 Entrevistados - 31.039 15 aeroportos internacionais, que representam

Leia mais

PESQUISA FECOMÉRCIO DE TURISMO 28ª OKTOBERFEST

PESQUISA FECOMÉRCIO DE TURISMO 28ª OKTOBERFEST PESQUISA FECOMÉRCIO DE TURISMO 28ª OKTOBERFEST SUMÁRIO: Introdução...03 Pesquisa flagrante nas catracas da festa...04 Pesquisa com os turistas...08 Pesquisa com os empresários...32 Comércio na Vila Germânica...36

Leia mais

SEGMENTAÇÃO DO PUBLICO PARA UMA ECOPOUSADA EM IBIRAMA SC

SEGMENTAÇÃO DO PUBLICO PARA UMA ECOPOUSADA EM IBIRAMA SC SEGMENTAÇÃO DO PUBLICO PARA UMA ECOPOUSADA EM IBIRAMA SC 1 INTRODUÇÃO Alice Mecabô 1 ; Bruna Medeiro 2 ; Marco Aurelio Dias 3 O turismo é uma atividade que hoje é considerada um dos meios econômicos que

Leia mais

Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo de Santa Catarina. Pesquisa Fecomércio de Turismo Festival de Dança Joinville 2014

Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo de Santa Catarina. Pesquisa Fecomércio de Turismo Festival de Dança Joinville 2014 PESQUISA FECOMÉRCIO DE TURISMO FESTIVAL DE DANÇA DE JOINVILLE - 2014 Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo de Santa Catarina Pesquisa Fecomércio de Turismo Festival de Dança Joinville 2014

Leia mais

Pesquisa do Perfil do Turista Nacional em Porto Alegre. Outono 2010

Pesquisa do Perfil do Turista Nacional em Porto Alegre. Outono 2010 Pesquisa do Perfil do Turista Nacional em Porto Alegre Outono 2010 Pesquisa realizada pela SMTur, em parceria com a FARGS e com apoio da Infraero e da Veppo. 22 a 28 de abril Aeroporto área de embarque

Leia mais

Especificações Técnicas

Especificações Técnicas Especificações Técnicas Metodologia Técnicaeformadecoleta: Quantitativa: survey telefônico, com amostra 2.322 entrevistas, realizadas entre os dias 17 de junho e 07 de julho de 2009, pelo Instituto Vox

Leia mais

Relatório de Estatística Descritiva Bourbon Festival Paraty

Relatório de Estatística Descritiva Bourbon Festival Paraty Relatório de Estatística Descritiva Bourbon Festival Paraty Pesquisa de satisfação 2014 S E C R E T A R I A D E T U R I S M O DE P A R A T Y PESQUISA DE OPINIÃO PÚBLICA Durante os dias 24 e 25 de junho

Leia mais

Pesquisa Quantitativa Plastivida. Setembro de 2012

Pesquisa Quantitativa Plastivida. Setembro de 2012 Pesquisa Quantitativa Plastivida Setembro de 2012 objetivo geral Verificar a opinião da população de Belo Horizonte acerca da retirada das sacolas plásticas dos estabelecimentos comerciais da cidade e

Leia mais

UMA. Publicação RIC EDITORA A MAIOR EDITORA DE SANTA CATARINA VERÃO 2014/2015 REVISTA 4ª EDIÇÃO

UMA. Publicação RIC EDITORA A MAIOR EDITORA DE SANTA CATARINA VERÃO 2014/2015 REVISTA 4ª EDIÇÃO UMA Publicação RIC EDITORA A MAIOR EDITORA DE SANTA CATARINA VERÃO 2014/2015 REVISTA 4ª EDIÇÃO DIVULGAÇÃO DE SANTA CATARINA Apresentação DA REVISTA SHOW ME é um produto inovador no mercado de Santa Catarina.

Leia mais

Estudo da demanda turística internacional 2005-2011

Estudo da demanda turística internacional 2005-2011 Departamento de Estudos e Pesquisas Secretária Nacional de Políticas de Turismo Ministério do Turismo Estudo da demanda turística internacional 2005-2011 Brasília, outubro de 2012 Sumário 1 Perfil da demanda

Leia mais

Meto t d o o d l o og o i g a II. Segm g e m nt n a t ção o do d o me m rcado III. C racte t rização o do d s o ent n r t evi v sta t do d s

Meto t d o o d l o og o i g a II. Segm g e m nt n a t ção o do d o me m rcado III. C racte t rização o do d s o ent n r t evi v sta t do d s Roteiro I. Metodologia II. III. IV. Segmentação do mercado Caracterização dos entrevistados Percepções sobre o turismo no Brasil V. Hábitos e comportamentos sobre turismo VI. VII. VIII. Prioridade de investimento

Leia mais

PESQUISA FECOMÉRCIO DE TURISMO Turismo de Cruzeiros em Itajaí

PESQUISA FECOMÉRCIO DE TURISMO Turismo de Cruzeiros em Itajaí Federação do Comércio do Estado de Santa Catarina PESQUISA FECOMÉRCIO DE TURISMO Turismo de Cruzeiros em Itajaí Sumário Introdução... 3 Perfil dos turistas... 4 Hábitos e comportamentos sobre o turismo

Leia mais

Estudo da demanda turística internacional 2006-2012

Estudo da demanda turística internacional 2006-2012 Departamento de Estudos e Pesquisas Secretária Nacional de Políticas de Turismo Ministério do Turismo Estudo da demanda turística internacional 2006-2012 Brasília, agosto de 2013 Sumário 1 Perfil da demanda

Leia mais

RELATÓRIO DE PESQUISA COPA DAS CONFEDERAÇÕES CONSUMIDOR

RELATÓRIO DE PESQUISA COPA DAS CONFEDERAÇÕES CONSUMIDOR RELATÓRIO DE PESQUISA COPA DAS CONFEDERAÇÕES CONSUMIDOR Julho 2013 COPA DAS CONFEDERAÇÕES - CONSUMIDOR Pesquisa realizada pela CNDL e SPC Brasil. Foram realizadas 620 entrevistas, com um erro máximo de

Leia mais

Observatório do Turismo de Paranaguá Destino Indutor do Paraná FESTA DE NOSSA SENHORA DO ROCIO 2014

Observatório do Turismo de Paranaguá Destino Indutor do Paraná FESTA DE NOSSA SENHORA DO ROCIO 2014 Observatório do Turismo de Paranaguá Destino Indutor do Paraná FESTA DE NOSSA SENHORA DO ROCIO 2014 APRESENTAÇÃO A Fundação Municipal de Turismo esteve presente no evento da Festa de Nossa Senhora do Rocio,

Leia mais

Pesquisa Fecomércio de Turismo Oktoberfest 2014

Pesquisa Fecomércio de Turismo Oktoberfest 2014 PESQUISA FECOMÉRCIO DE TURISMO OKTOBERFEST 2014 Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo de Santa Catarina Pesquisa Fecomércio de Turismo Oktoberfest 2014 31ª edição da Oktoberfest de Blumenau

Leia mais

Resultados da Movimentação de Viagens Organizadas na Temporada de Inverno 2014

Resultados da Movimentação de Viagens Organizadas na Temporada de Inverno 2014 Resultados da Movimentação de Viagens Organizadas na Temporada de Inverno 2014 EQUIPE TÉCNICA DO IPETURIS Coordenação: Mariana Nery Pesquisadores: César Melo Tamiris Martins Viviane Silva Suporte: Gerson

Leia mais

WORLD CUP Turistas África do Sul, Junho/2010

WORLD CUP Turistas África do Sul, Junho/2010 WORLD CUP Turistas do Sul, Junho/20 Total: 4.835 entrevistas : 46% (n=2.204) : 4% (n=202) : 41% (n=2.000) : 6% (n=307) : 3% (n=122) Perfil dos entrevistados PRINCIPAL FINANCIADOR DA VIAGEM Está pagando

Leia mais

N : PESQUISA DE OPINIÃO PÚBLICA. Entrevistador: Nome do entrevistado: (xx)xxxxxxxx. Endereço: Cidade: Situação do domicílio: 1.Urbano 2.

N : PESQUISA DE OPINIÃO PÚBLICA. Entrevistador: Nome do entrevistado: (xx)xxxxxxxx. Endereço: Cidade: Situação do domicílio: 1.Urbano 2. Entrevistador: Nome do entrevistado: Telefone: (xx)xxxxxxxx N : Endereço: Cidade: Situação do domicílio: 1.Urbano 2.Rural Estado: AC AP DF MA MT PE RJ RR SE AL BA ES MG PA PI RN RS SP AM CE GO MS PB PR

Leia mais

A Evolução da Mídia Exterior. Dados Demográfi cos GAROPABA

A Evolução da Mídia Exterior. Dados Demográfi cos GAROPABA A Evolução da Mídia Exterior Dados Demográfi cos GAROPABA GAROPABA Considerada um paraíso à beira-mar, Garopaba possui praias de mar manso e também outras reconhecidas internacionalmente pela prática do

Leia mais

368 municípios visitados

368 municípios visitados TURISTAS INTERNACIONAIS 60,3% visitaram o Brasil pela primeira vez 91,4 % Copa como o principal motivo da viagem 83% o Brasil atendeu plenamente ou superou suas expectativas 95% tem intenção de retornar

Leia mais

Pesquisa Fecomércio SC Resultado de Vendas Volta às Aulas 2012

Pesquisa Fecomércio SC Resultado de Vendas Volta às Aulas 2012 Pesquisa Fecomércio SC Resultado de Vendas Volta às Aulas 2012 A FECOMÉRCIO SC realizou, entre os dias 29 de fevereiro e 02 de março, uma pesquisa para avaliar o resultado de vendas do período referente

Leia mais

AVALIAÇÃO DA DEMANDA TURÍSTICA EM MINAS GERAIS MÉDIA TEMPORADA

AVALIAÇÃO DA DEMANDA TURÍSTICA EM MINAS GERAIS MÉDIA TEMPORADA AVALIAÇÃO DA DEMANDA TURÍSTICA EM MINAS GERAIS MÉDIA TEMPORADA JANEIRO DE 2010 INTRODUÇÃO Este relatório contém os resultados de um estudo realizado pela MDA PESQUISA junto aos turistas em 19 Circuitos

Leia mais

LEVANTAMENTO SOCIOECONÔMICO E AMBIENTAL

LEVANTAMENTO SOCIOECONÔMICO E AMBIENTAL LEVANTAMENTO SOCIOECONÔMICO E AMBIENTAL Resultado dos questionários aplicados Julho/2011 Índice 1. DADOS PESSOAIS... 3 2. DADOS SOCIOECONÔMICOS E CULTURAIS... 4 3. QUALIDADE DE VIDA... 5 ANEXO A QUESTIONÁRIO

Leia mais

UGE Unidade de Gestão Estratégica Área de Estudos e Pesquisas

UGE Unidade de Gestão Estratégica Área de Estudos e Pesquisas Pesquisa Setorial Meios de Hospedagem Sebrae em em Goiás Goiás Conselho Deliberativo Conselho Deliberativo Marcelo Baiocchi Carneiro Marcelo Baiocchi Carneiro Presidente Presidente Diretoria Executiva

Leia mais

Relatório de Pesquisa 2012. Perfil Sócio econômico do Turista de Eventos Apoiados / Captados pelo RCVB

Relatório de Pesquisa 2012. Perfil Sócio econômico do Turista de Eventos Apoiados / Captados pelo RCVB Relatório de Pesquisa 2012 Perfil Sócio econômico do Turista de Eventos Apoiados / Captados pelo RCVB PERFIL DO TURISTA GÊNERO E FAIXA ETÁRIA Gênero Neste ano, ao contrário do registrado no ano Mulher

Leia mais

Estudo da demanda turística internacional 2007-2013

Estudo da demanda turística internacional 2007-2013 Departamento de Estudos e Pesquisas Secretária Nacional de Políticas de Turismo Ministério do Turismo Estudo da demanda turística internacional 2007-2013 Brasília, novembro de 2014 Sumário 1 Perfil da

Leia mais

Perfil Sócio econômico do Turista de Eventos Apoiados / Captados pelo Recife Convention & Visitors Bureau Relatório de Pesquisa 2009

Perfil Sócio econômico do Turista de Eventos Apoiados / Captados pelo Recife Convention & Visitors Bureau Relatório de Pesquisa 2009 pesquisa e consult or ia Perfil Sócio econômico do Turista de Eventos Apoiados / Captados pelo Recife Convention & Visitors Bureau Relatório de Pesquisa 2009 DADOS GERAIS SOBRE A PESQUISA I- Apresentação:

Leia mais

COMO ABRIR UM HOTEL/POUSADA

COMO ABRIR UM HOTEL/POUSADA COMO ABRIR UM HOTEL/POUSADA Viviane Santos Salazar 08 a 11 de outubro de 2014 08 a 11 de outubro de 2014 O mercado Crescimento da demanda por hospedagem Copa do Mundo Olimpíadas Qual a representatividade

Leia mais

Relatório de Resultado de Vendas Páscoa 2015

Relatório de Resultado de Vendas Páscoa 2015 Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo de Santa Catarina Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas de Santa Catarina Relatório de Resultado de Vendas Páscoa 2015 O perfil do empresário e

Leia mais

Pesquisa Hábitos do Consumidor da Classe C. 2014 Copyright Boa Vista Serviços 1

Pesquisa Hábitos do Consumidor da Classe C. 2014 Copyright Boa Vista Serviços 1 Pesquisa Hábitos do Consumidor da Classe C 2014 Copyright Boa Vista Serviços 1 Índice Objetivo, metodologia e amostra... 03 Perfil dos Respondentes... 04 Principais constatações sobre os hábitos de consumo

Leia mais

ATUALIZAÇÃO DO PLANO DIRETOR DE TURISMO - PDTur. Prefeitura Municipal de Mairiporã

ATUALIZAÇÃO DO PLANO DIRETOR DE TURISMO - PDTur. Prefeitura Municipal de Mairiporã ATUALIZAÇÃO DO PLANO DIRETOR DE TURISMO - PDTur Prefeitura Municipal de Mairiporã Secretaria de Meio Ambiente e Turismo Departamento de Turismo - DeTur Apresentação Um Plano Diretor de Turismo é uma ferramenta

Leia mais

RECIFE PESQ. Nº 005/2011

RECIFE PESQ. Nº 005/2011 RECIFE PESQ. Nº 005/2011 ESPECIFICAÇÕES DA PESQUISA ÁREA DE ABRANGÊNCIA: Cidade de Natal. DATA DA COLETA: : As entrevistas foram realizadas no dia 27 Janeiro de 2011. UNIVERSO: Turista a partir dos 18

Leia mais

2.9. QUALIDADE E OFERTA DE ALOJAMENTO E OUTROS EQUIPAMENTOS TURÍSTICOS

2.9. QUALIDADE E OFERTA DE ALOJAMENTO E OUTROS EQUIPAMENTOS TURÍSTICOS 2.9. QUALIDADE E OFERTA DE ALOJAMENTO E OUTROS EQUIPAMENTOS TURÍSTICOS Este tópico apresenta uma avaliação da capacidade e da qualidade atual dos equipamentos turísticos disponíveis na Área de Planejamento,

Leia mais

REGULAMENTO CIRCUITO Sesc DE CAMINHADAS E CORRIDAS

REGULAMENTO CIRCUITO Sesc DE CAMINHADAS E CORRIDAS REGULAMENTO CIRCUITO Sesc DE CAMINHADAS E CORRIDAS CAPITULO I DA ORGANIZAÇÃO Art. 1 Este regulamento é o conjunto das disposições que regem as etapas do CIRCUITO Sesc DE CAMINHADAS E CORRIDAS 2015. Art.

Leia mais

Projeto de Pesquisa: principais resultados. Perfil dos guias de turismo atuantes no estado de Alagoas

Projeto de Pesquisa: principais resultados. Perfil dos guias de turismo atuantes no estado de Alagoas Projeto de Pesquisa: principais resultados Perfil dos guias de turismo atuantes no estado de Alagoas A pesquisa Este projeto de pesquisa traçou o perfil dos guias de turismo atuantes em Alagoas, apresentando

Leia mais

PESQUISA SOBRE HÁBITOS RELACIONADOS AO MEIO-AMBIENTE ABES-RS. INSTITUTO METHODUS www.methodus.srv.br methodus@methodus.srv.

PESQUISA SOBRE HÁBITOS RELACIONADOS AO MEIO-AMBIENTE ABES-RS. INSTITUTO METHODUS www.methodus.srv.br methodus@methodus.srv. PESQUISA SOBRE HÁBITOS RELACIOADOS AO MEIO-AMBIETE ABES-RS ISTITUTO METHODUS www.methodus.srv.br methodus@methodus.srv.br (51) 32212582 Porto Alegre/ julho de 2006 1 1- APRESETAÇÃO Realizada pelo Instituto

Leia mais

Crédito: Elza Fiúza/Agência Brasil

Crédito: Elza Fiúza/Agência Brasil Crédito: Elza Fiúza/Agência Brasil PESQUISA FECOMÉRCIO PIRATARIA EM SANTA CATARINA 2014 Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo de Santa Catarina Pesquisa Fecomércio Pirataria em Santa Catarina

Leia mais

ESTUDO DA DEMANDA TURÍSTICA INTERNACIONAL 2003

ESTUDO DA DEMANDA TURÍSTICA INTERNACIONAL 2003 ESTUDO DA DEMANDA TURÍSTICA INTERNACIONAL 2003 Brasília - Brasil Julho 2004 SUMÁRIO 1 APRESENTAÇÃO 09 2 CONSIDERAÇÕES METODOLÓGICAS 11 2.1 Objetivo geral 13 2.2 Objetivo específico 13 2.3 Amostra 14 2.4

Leia mais

RESULTADOS CONSOLIDADOS DA PESQUISA DE SATISFAÇÃO DOS TURISTAS DA COPA 2014 (PST Copa 2014)

RESULTADOS CONSOLIDADOS DA PESQUISA DE SATISFAÇÃO DOS TURISTAS DA COPA 2014 (PST Copa 2014) RESULTADOS CONSOLIDADOS DA PESQUISA DE SATISFAÇÃO DOS TURISTAS DA COPA 2014 (PST Copa 2014) Os resultados a seguir são baseados em 2.257 entrevistas realizadas com turistas no período de 14 de junho a

Leia mais

COMPORTAMENTO DO TURISMO NA REGIÃO METROPOLITANA DE MANAUS

COMPORTAMENTO DO TURISMO NA REGIÃO METROPOLITANA DE MANAUS FEVEREIRO / 2009 COMPORTAMENTO DO TURISMO NA REGIÃO METROPOLITANA DE MANAUS MANAUS AM RELATÓRIO MENSAL DA PESQUISA DO COMPORTAMENTO DO TURISMO NA REGIÃO METROPOLITANTA DE MANAUS, ANO 2009 - N 02 Para 55,6%

Leia mais

Relatório de Resultado de vendas de Páscoa 2013

Relatório de Resultado de vendas de Páscoa 2013 Federação do Comércio do Estado de Santa Catarina Relatório de Resultado de vendas de Páscoa 2013 O perfil do empresário e resultado de vendas para o período de Páscoa em Santa Catarina. Conteúdo Introdução...

Leia mais

COMO VIAJAR BARATO EM 7 SIMPLES PASSOS O Seu guia definitivo para viajar pelo mundo sem gastar uma fortuna.

COMO VIAJAR BARATO EM 7 SIMPLES PASSOS O Seu guia definitivo para viajar pelo mundo sem gastar uma fortuna. COMO VIAJAR BARATO EM 7 SIMPLES PASSOS O Seu guia definitivo para viajar pelo mundo sem gastar uma fortuna. aprendaaviajarbarato.com.br ALINE BALTAZAR 1 Don t let your dreams be dreams... Jack Johnson

Leia mais

PLANOS DE SAÚDE. Leandro de Souza Lino

PLANOS DE SAÚDE. Leandro de Souza Lino 1 PLANOS DE SAÚDE Leandro de Souza Lino Na atualidade, as pessoas estão cada vez mais preocupadas com a qualidade de vida e, por sua vez, com a saúde. Assim, a necessidade de ter planos de saúde se faz

Leia mais

PERFIL SOCIOECONÔMICO DOS VISITANTES NOS JOGOS DA COPA DO MUNDO 2014 ARENA PERNAMBUCO Junho de 2014

PERFIL SOCIOECONÔMICO DOS VISITANTES NOS JOGOS DA COPA DO MUNDO 2014 ARENA PERNAMBUCO Junho de 2014 PERFIL SOCIOECONÔMICO DOS VISITANTES NOS JOGOS DA COPA DO MUNDO 2014 ARENA PERNAMBUCO Junho de 2014 APRESENTAÇÃO A Secretaria de Turismo do Estado de Pernambuco, através da EMPETUR, apresenta os resultados

Leia mais

PESQUISA DE SATISFAÇÃO PARTICIPANTES

PESQUISA DE SATISFAÇÃO PARTICIPANTES PESQUISA DE SATISFAÇÃO PARTICIPANTES Brasília, janeiro/2011 Objetivos específicos da pesquisa 2 Avaliar a quantidade e a qualidade da rede credenciada. Avaliar os serviços oferecidos: o Plano CASSI Família

Leia mais

FECOMÉRCIO VEÍCULO: NOVO JORNAL DATA: 06.02.15 EDITORIA: CAPA E CIDADES

FECOMÉRCIO VEÍCULO: NOVO JORNAL DATA: 06.02.15 EDITORIA: CAPA E CIDADES FECOMÉRCIO VEÍCULO: NOVO JORNAL DATA: 06.02.15 EDITORIA: CAPA E CIDADES Classificação: Positiva VEÍCULO: TRIBUNA DO NORTE DATA: 06.02.15 EDITORIA: ECONOMIA Classificação: Positiva VEÍCULO: TRIBUNA DO

Leia mais

Pesquisa Hábitos de Consumo Dia dos Pais 2015

Pesquisa Hábitos de Consumo Dia dos Pais 2015 Pesquisa Hábitos de Consumo Dia dos Pais 2015 Agosto de 2015 2014 Copyright Boa Vista Serviços 1 Índice o Objetivo, metodologia e amostra... 03 o Sumário... 04 o Perfil dos respondentes... 05 o Pretensão

Leia mais

Relatório de Intenções de compras para o Dia dos Namorados

Relatório de Intenções de compras para o Dia dos Namorados Federação do Comércio do Estado de Santa Catarina Relatório de Intenções de compras para o Dia dos Namorados O perfil do consumidor e sua expectativa de compra na data comemorativa mais romântica do ano.

Leia mais

CARACTERIZAÇÃO E DIMENSIONAMENTO DA MATRIZ ORIGEM DESTINO DO TRANSPORTE AÉREO NO BRASIL 2009 REGIÃO SUL

CARACTERIZAÇÃO E DIMENSIONAMENTO DA MATRIZ ORIGEM DESTINO DO TRANSPORTE AÉREO NO BRASIL 2009 REGIÃO SUL CARACTERIZAÇÃO E DIMENSIONAMENTO DA MATRIZ ORIGEM DESTINO DO TRANSPORTE AÉREO NO BRASIL 2009 REGIÃO SUL São Paulo Outubro de 2009 SUMÁRIO 1. PARANÁ CURITIBA AEROPORTO AFONSO PENA... 4 1.1 Perfil do Entrevistado...

Leia mais

PESQUISA DE IMPACTOS ECONÔMICOS DOS EVENTOS INTERNACIONAIS REALIZADOS NO BRASIL. Brasília, agosto de 2014

PESQUISA DE IMPACTOS ECONÔMICOS DOS EVENTOS INTERNACIONAIS REALIZADOS NO BRASIL. Brasília, agosto de 2014 PESQUISA DE IMPACTOS ECONÔMICOS DOS EVENTOS INTERNACIONAIS REALIZADOS NO BRASIL Brasília, agosto de 2014 2 Informações gerais da pesquisa Público-alvo: visitantes internacionais que participam de eventos

Leia mais

RELATÓRIO DA PESQUISA DA QUALIDADE DE VIDA NA CIDADE DE ARACRUZ.

RELATÓRIO DA PESQUISA DA QUALIDADE DE VIDA NA CIDADE DE ARACRUZ. RELATÓRIO DA PESQUISA DA QUALIDADE DE VIDA NA CIDADE DE ARACRUZ. Apresentação Este relatório contém os resultados da 1ª pesquisa de Qualidade de Vida na cidade de Aracruz solicitada pela FACE. O objetivo

Leia mais

I B OP E Opinião. O que o brasileiro pensa e faz em relação à conservação e uso da água

I B OP E Opinião. O que o brasileiro pensa e faz em relação à conservação e uso da água PESQUISA DE OPINIÃO PÚBLICA Águas no Brasil: A visão dos brasileiros O que o brasileiro pensa e faz em relação à conservação e uso da água Dezembro, 2006 METODOLOGIA OBJETIVO Levantar informações para

Leia mais

Metodologia. Entrevistas com amostra de usuárias brasileiras de internet via questionário online.

Metodologia. Entrevistas com amostra de usuárias brasileiras de internet via questionário online. Assunto E-commerce Metodologia Entrevistas com amostra de usuárias brasileiras de internet via questionário online. Quantidade de entrevistas realizadas: 1.652 mulheres Perfil: 18 a 50 anos Mercado: Brasil

Leia mais

PÓLO COSTA DAS PISCINAS/PARAÍBA PLANO DE DESENVOLVIMENTO INTEGRADO DO TURISMO SUSTENTÁVEL

PÓLO COSTA DAS PISCINAS/PARAÍBA PLANO DE DESENVOLVIMENTO INTEGRADO DO TURISMO SUSTENTÁVEL PÓLO COSTA DAS PISCINAS/PARAÍBA PLANO DE DESENVOLVIMENTO INTEGRADO DO TURISMO SUSTENTÁVEL ANEXO IV PERFIL DO TURISTA TABELAS JOÃO PESSOA-PB, JUNHO 2004 TABELA Nº01 PROCEDÊNCIA DOS TURISTAS JANEIRO/1999

Leia mais

SÉRIE 2013, Nº 05 - MESORREGIÃO SUL CATARINENSE

SÉRIE 2013, Nº 05 - MESORREGIÃO SUL CATARINENSE SÉRIE 2013, Nº 05 - MESORREGIÃO SUL CATARINENSE GOVERNO DO ESTADO DE SANTA CATARINA SECRETARIA DE ESTADO DA ASSISTÊNCIA SOCIAL, TRABALHO E HABITAÇÃO SST DIRETORIA DE TRABALHO E EMPREGO DITE SISTEMA NACIONAL

Leia mais

População brasileira Música - Internet Propaganda. Outubro/ 2007

População brasileira Música - Internet Propaganda. Outubro/ 2007 População brasileira Música - Internet Propaganda Outubro/ 00 Objetivo Este estudo têm como objetivo identificar entre a população brasileira os seguintes aspectos: Música estilo musical mais ouvido; Internet

Leia mais

PESQUISA MERCADOLÓGICA ESTUDO DA DEMANDA TURÍSTICA MUNICÍPIO DE BOMBINHAS. SINOPSE COMPARATIVA 2006, 2007 e 2008 janeiro/fevereiro

PESQUISA MERCADOLÓGICA ESTUDO DA DEMANDA TURÍSTICA MUNICÍPIO DE BOMBINHAS. SINOPSE COMPARATIVA 2006, 2007 e 2008 janeiro/fevereiro PESQUISA MERCADOLÓGICA ESTUDO DA DEMANDA TURÍSTICA MUNICÍPIO DE BOMBINHAS SINOPSE COMPARATIVA 2006, 2007 e 2008 janeiro/fevereiro Convênio: Santur/Prefeitura Municipal Execução: Gerência de Planejamento/Santur

Leia mais

PESQUISA DE OPINIÃO PÚBLICA. Águas no Brasil: A Visão dos Brasileiros

PESQUISA DE OPINIÃO PÚBLICA. Águas no Brasil: A Visão dos Brasileiros PESQUISA DE OPINIÃO PÚBLICA Águas no Brasil: A Visão dos Brasileiros O que o brasileiro pensa sobre a conservação e o uso da água no Brasil METODOLOGIA OBJETIVO Levantar informações para subsidiar o planejamento

Leia mais

Esta é a pesquisa de satisfação

Esta é a pesquisa de satisfação Esta é a pesquisa de satisfação dos usuários de saneamento básico realizada entre a categoria residencial dos serviços de abastecimento de água e esgotamento sanitário regulados pela Agência em 244 municípios

Leia mais

UNIVERSIDADE DO VALE DO ITAJAÍ CENTRO DE CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS COMUNICAÇÃO, TURISMO E LAZER

UNIVERSIDADE DO VALE DO ITAJAÍ CENTRO DE CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS COMUNICAÇÃO, TURISMO E LAZER UNIVERSIDADE DO VALE DO ITAJAÍ CENTRO DE CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS COMUNICAÇÃO, TURISMO E LAZER PESQUISA DA OFERTA DOS MEIOS DE HOSPEDAGEM NO MUNICÍPIO DE ITAPEMA Janeiro UNIVERSIDADE DO VALE DO ITAJAÍ

Leia mais

Pesquisa junto ao público visitante e turistas do Desfile das Escolas de Samba do Carnaval de Vitória. Vitória, março de 2011

Pesquisa junto ao público visitante e turistas do Desfile das Escolas de Samba do Carnaval de Vitória. Vitória, março de 2011 Pesquisa junto ao público visitante e turistas do Desfile das Escolas de Samba do Carnaval de Vitória Vitória, março de 2011 Governo do Espírito Santo Governador Jose Renato Casagrande Vice Governador

Leia mais

Pesquisa sobre Turismo Receptivo e Estudo da Demanda Turística da 46ª AGROPEC

Pesquisa sobre Turismo Receptivo e Estudo da Demanda Turística da 46ª AGROPEC Governo do Estado do Pará Secretaria de Estado de Turismo SETUR Companhia Paraense de Turismo - PARATUR Pesquisa sobre Turismo Receptivo e Estudo da Demanda Turística da 46ª AGROPEC Belém PA 2012 GOVERNO

Leia mais

Mobilidade Urbana Urbana

Mobilidade Urbana Urbana Mobilidade Urbana Urbana A Home Agent realizou uma pesquisa durante os meses de outubro e novembro, com moradores da Grande São Paulo sobre suas percepções e opiniões em relação à mobilidade na cidade

Leia mais

Hábitos de Consumo e Compras Fim de ano e Natal 2015. Perspectivas da economia / Comprometimento de renda. Novembro/2015. Copyright Boa Vista SCPC 1

Hábitos de Consumo e Compras Fim de ano e Natal 2015. Perspectivas da economia / Comprometimento de renda. Novembro/2015. Copyright Boa Vista SCPC 1 Hábitos de Consumo e Compras Fim de ano e Natal 2015 Perspectivas da economia / Comprometimento de renda Novembro/2015 Copyright Boa Vista SCPC 1 Objetivo, metodologia e amostra o Objetivo: Pesquisa para

Leia mais

Federação do Comércio do Estado de Santa Catarina Relatório de Resultado de vendas Dia das Mães

Federação do Comércio do Estado de Santa Catarina Relatório de Resultado de vendas Dia das Mães Federação do Comércio do Estado de Santa Catarina Relatório de Resultado de vendas Dia das Mães Panorama do movimento na economia durante o Dia das Mães na região de Blumenau Divisão de Planejamento Núcleo

Leia mais

Pesquisa junto a turistas de negócios & eventos. Vitória, março de 2011.

Pesquisa junto a turistas de negócios & eventos. Vitória, março de 2011. Pesquisa junto a turistas de negócios & eventos Vitória, março de 2011. Governo do Estado do Espírito Santo Governador Jose Renato Casagrande Vice Governador Givaldo Vieira Secretário de Estado de Turismo

Leia mais

PESQUISA DIA DAS CRIANÇAS - NATAL

PESQUISA DIA DAS CRIANÇAS - NATAL PESQUISA DIA DAS CRIANÇAS - NATAL Natal, setembro de 2015 1 Sumário 1. Aspectos Metodológicos... 3 2. Descrição dos Resultados... 4 Itens de comemoração... 4 Gastos com presente... 4 Local e quando compra...

Leia mais

PLANEJAMENTO DE ESCALA DE TRABALHO NO SETOR DE GOVERNANÇA

PLANEJAMENTO DE ESCALA DE TRABALHO NO SETOR DE GOVERNANÇA PLANEJAMENTO DE ESCALA DE TRABALHO NO SETOR DE GOVERNANÇA Adevair Aparecido Dutra Junior 1 Universidade Estadual do Oeste do Paraná UNIOESTE Resumo: O objetivo deste artigo é contribuir para a compreensão

Leia mais

Pesquisa de. Dia dos Namorados

Pesquisa de. Dia dos Namorados ASSESSORIA ECONÔMICA Pesquisa de Dia dos Namorados 2013 Pesquisa realizada pelo Instituto Fecomércio de Pesquisa - IFEP Relatório elaborado pela Assessoria Econômica Fecomércio-RS PESQUISA DIA DOS NAMORADOS

Leia mais

Quem são os turistas que visitam as vinícolas do Planalto Catarinense?

Quem são os turistas que visitam as vinícolas do Planalto Catarinense? Coordenador: Professor Wilton Carlos Cordeiro Bolsistas: José Luiz Monteiro Mattos Newton Kramer dos Santos Neto Colaboradora: Professora Flávia Baratieri Losso OBJETIVO: conhecer o perfil dos turistas

Leia mais

Introdução... 4. Percepção sobre a economia e o comércio... 5. Gargalos da economia brasileira... 7. Consumo das famílias... 8

Introdução... 4. Percepção sobre a economia e o comércio... 5. Gargalos da economia brasileira... 7. Consumo das famílias... 8 Conteúdo Introdução... 4 Percepção sobre a economia e o comércio... 5 Gargalos da economia brasileira... 7 Consumo das famílias... 8 Ambiente regulatório... 9 Logística pública... 10 Mão de obra... 10

Leia mais

ANÁLISE DOS IMPACTOS AMBIENTAIS DO TURISMO

ANÁLISE DOS IMPACTOS AMBIENTAIS DO TURISMO ANÁLISE DOS IMPACTOS AMBIENTAIS DO TURISMO Solange Marques Domingos da Silva 1, Pérsio D Oliveira Sandir 2 RESUMO: A necessidade emergente de práticas de lazer mais saudável, a tranqüilidade e o relaxamento

Leia mais

UENF Universidade Estadual Do Norte Fluminense. Autora: Aline Viana de Souza

UENF Universidade Estadual Do Norte Fluminense. Autora: Aline Viana de Souza UENF Universidade Estadual Do Norte Fluminense Autora: Aline Viana de Souza O presente trabalho, através da pesquisa realizada com os catadores, tanto de rua como do aterro controlado do município de Campos

Leia mais

Pesquisa de Percepção de Qualidade dos Serviços e Perfil do Hóspede na Hotelaria de Porto Alegre

Pesquisa de Percepção de Qualidade dos Serviços e Perfil do Hóspede na Hotelaria de Porto Alegre Pesquisa de Percepção de Qualidade dos Serviços e Perfil do Hóspede na Hotelaria de Porto Alegre Apresentação da Pesquisa Realizada através da parceria entre a UFRGS, SINDPOA E SETUR Objetivos: Identificar

Leia mais

- Hospedagem por 07 noites com café da manha no Hotel 787 Surf Camp em apartamento conforme escolhido abaixo;

- Hospedagem por 07 noites com café da manha no Hotel 787 Surf Camp em apartamento conforme escolhido abaixo; HOTEL 787 SURF CAMP O hotel oferece a você, quartos espaçosos com camas confortáveis, Ar-condicionado, ventilador de teto, agua quente no chuveiro, TV a cabo, DVD, e frigobar. Hotel 787 Surf Camp também

Leia mais

Tarifários especiais Vestibular Medicina - Petrópolis

Tarifários especiais Vestibular Medicina - Petrópolis Tarifários especiais Vestibular Medicina - Petrópolis Hostel 148 End.: Rua Alberto Torres nº 148 - Centro (24) 2246-5848 contato@hostel148.com.br www.hostel148.com.br Tarifas em dormitório coletivo: 02

Leia mais

A HOTELARIA NA CIDADE DE PONTA GROSSA PR: UMA ANÁLISE DO PERFIL DO HÓSPEDE E DA OCUPAÇÃO HOTELEIRA ATRAVÉS DE PROJETO DE EXTENSÃO

A HOTELARIA NA CIDADE DE PONTA GROSSA PR: UMA ANÁLISE DO PERFIL DO HÓSPEDE E DA OCUPAÇÃO HOTELEIRA ATRAVÉS DE PROJETO DE EXTENSÃO 13. CONEX Apresentação Oral Resumo Expandido 1 ISSN 2238-9113 ÁREA TEMÁTICA: (marque uma das opções) ( ) COMUNICAÇÃO ( ) CULTURA ( ) DIREITOS HUMANOS E JUSTIÇA ( X ) EDUCAÇÃO ( ) MEIO AMBIENTE ( ) SAÚDE

Leia mais

Embarque na Viagem. * Perfil * Audiência * Formatos * Contatos MÍDIA KIT 2011/2012. www.embarquenaviagem.com. ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO: Fevereiro / 2012

Embarque na Viagem. * Perfil * Audiência * Formatos * Contatos MÍDIA KIT 2011/2012. www.embarquenaviagem.com. ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO: Fevereiro / 2012 ------------------------------------ Embarque na Viagem ----------------------------------- MÍDIA KIT 2011/2012 * Perfil * Audiência * Formatos * Contatos ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO: Fevereiro / 2012 www.embarquenaviagem.com

Leia mais

CABEÇALHO IDENTIFICAÇÃO

CABEÇALHO IDENTIFICAÇÃO Página 1 de 7 UF CABEÇALHO REGIÃO TURÍSTICA MUNICÍPIO DISTRITO TIPO SUBTIPO 1 - NOME IDENTIFICAÇÃO 1.1 NOME FANTASIA/COMERCIAL: 1.2 NOME JURÍDICO/ RAZÃO SOCIAL: 1.3 NOME DA REDE/HOLDING: 1.4 CNPJ: 1.5

Leia mais

PESQUISA DE OPINIÃO PÚBLICA SOBRE ASSUNTOS POLÍTICOS/ ADMINISTRATIVOS

PESQUISA DE OPINIÃO PÚBLICA SOBRE ASSUNTOS POLÍTICOS/ ADMINISTRATIVOS PESQUISA DE OPINIÃO PÚBLICA SOBRE ASSUNTOS POLÍTICOS/ ADMINISTRATIVOS MARÇO DE 2014 JOB0402 ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS DA PESQUISA OBJETIVO LOCAL Avaliar a atual administração do município de Acopiara. Acopiara

Leia mais

Venha desfrutar de uma experiência única O Delta Kite Trip O evento mais completo de kite surf do País vento forte, um cenário paradisíaco e muita

Venha desfrutar de uma experiência única O Delta Kite Trip O evento mais completo de kite surf do País vento forte, um cenário paradisíaco e muita Pacote 4 Dias e 3 Noites Venha desfrutar de uma experiência única O Delta Kite Trip O evento mais completo de kite surf do País vento forte, um cenário paradisíaco e muita aventura. Pacote 4 dias e 3 noites

Leia mais

Termômetro da Consultoria Organizacional e Pesquisa Rápida de Honorários. 9ª edição

Termômetro da Consultoria Organizacional e Pesquisa Rápida de Honorários. 9ª edição Termômetro da Consultoria Organizacional e Pesquisa Rápida de Honorários 9ª edição Av Paulista, 6 Conj 77 Bela Vista CEP -9 São Paulo SP Fone/Fax: 89-5/6 897 ibco@ibcoorgbr - wwwibcoorgbr Agosto de 8 Índice

Leia mais

PROGRAMA PARANÁ MICE PROJETO DE PESQUISAS DE DEMANDA

PROGRAMA PARANÁ MICE PROJETO DE PESQUISAS DE DEMANDA PROGRAMA PARANÁ MICE PROJETO DE PESQUISAS DE DEMANDA PROMOTORES DE EVENTOS ASSOCIATIVOS ESTADUAIS ASSOCIATIVOS LOCAIS CORPORATIVOS TURISTAS NEGÓCIOS ( 2016) EVENTOS FEIRAS CONGRESSOS 2 SEMINÁRIO PARANÁ

Leia mais

INTENÇÃO DE COMPRA DIA DAS CRIANÇAS 2014

INTENÇÃO DE COMPRA DIA DAS CRIANÇAS 2014 PE MPRA DIA DAS CRIANÇAS 2014 1 MPRA DIA DAS CRIANÇAS 2014 PE MPRA DIA DAS CRIANÇAS 2014 2 Faculdade Estácio de Sá de Campo Grande Intenção de Compra para o Dia das Crianças 2014 Rua Venâncio Borges do

Leia mais

Panorama do emprego no turismo

Panorama do emprego no turismo Panorama do emprego no turismo Por prof. Wilson Abrahão Rabahy 1 Emprego por Atividade e Região Dentre as atividades do Turismo, as que mais se destacam como geradoras de empregos são Alimentação, que

Leia mais

RELATÓRIO. Outubro 2015. Ano 03-10

RELATÓRIO. Outubro 2015. Ano 03-10 RELATÓRIO Outubro 2015 Ano 03-10 APOIO: - CENTRO DE INFORMAÇÕES SOCIOECONÔMICAS FACISA Faculdade de Ciências Sociais Aplicadas ÍNDICE DE CONFIANÇA EMPRESARIAL (ICE) ÍNDICE DE PREÇOS AO CONSUMIDOR DE SINOP

Leia mais

O impacto no comércio, devido à 2ª onda de ataques em SC

O impacto no comércio, devido à 2ª onda de ataques em SC Núcleo de Pesquisas Federação do Comércio do Estado de Santa Catarina O impacto no comércio, devido à 2ª onda de ataques em SC O impacto da 2ª onda de ataques em SC no comércio e hotéis Núcleo de Pesquisas

Leia mais

82,5% dos brasileiros são atendidos com abastecimento de água tratada

82,5% dos brasileiros são atendidos com abastecimento de água tratada Saneamento no Brasil Definição: Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), saneamento é o controle de todos os fatores do meio físico do homem que exercem ou podem exercer efeitos nocivos sobre o bem

Leia mais

COMPORTAMENTO DO TURISMO NA REGIÃO METROPOLITANA DE MANAUS

COMPORTAMENTO DO TURISMO NA REGIÃO METROPOLITANA DE MANAUS SETEMBRO / 2010 COMPORTAMENTO DO TURISMO NA REGIÃO METROPOLITANA DE MANAUS MANAUS AM RELATÓRIO MENSAL DA PESQUISA DO COMPORTAMENTO DO TURISMO NA REGIÃO METROPOLITANTA DE MANAUS, ANO 2010 - N 05 Para 58,0%

Leia mais