CONDIÇÕES DE USO CONDIÇÕES GERAIS

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "CONDIÇÕES DE USO CONDIÇÕES GERAIS"

Transcrição

1 1

2 2 CONDIÇÕES DE USO SUSEP: / CONDIÇÕES GERAIS 1. Objeto do Seguro Este seguro tem por objetivo garantir a reposição dos pneus segurados em caso de acidentes ou avarias durante o período de cobertura contratado. O registro deste Plano na SUSEP não implica, por parte da Autarquia, incentivo ou recomendação à sua comercialização. 2. Definições Para o propósito das Condições Gerais este seguro, as definições no singular incluem o plural, e as definições no plural incluem o singular Apólice: é o instrumento do contrato de seguro celebrado entre a Seguradora e o Estipulante, ao qual poderão aderir os componentes do grupo segurável. A Apólice será emitida pela Seguradora, devendo conter, obrigatoriamente, a íntegra das Condições Gerais do seguro Certificado de Seguro: é o documento emitido pela Seguradora e entregue ao segurado para comprovar sua inclusão no seguro, contendo, no mínimo seu nome, a data de início de vigência, data de fim de vigência, descrição do bem, garantia contratada e o valor da Importância Segurada Condições Gerais: é o conjunto das cláusulas, comuns a todas as modalidades e/ou coberturas de um plano de seguro, que estabelecem as obrigações e os direitos das partes contratantes Condições Particulares: São as condições que particularizam o contrato, indicando o seu objeto, valor do Seguro, características, etc.. As Condições Particulares são exclusivas para cada contrato de comercialização de um determinado plano de seguro, ao contrário das Condições Gerais Corretor: É a pessoa física ou jurídica autorizada a angariar e promover contratos de seguros. O Segurado poderá consultar a situação cadastral de seu Corretor de Seguros no site por meio do número de seu registro na SUSEP, nome completo, CNPJ ou CPF Estipulante: é a pessoa jurídica que contrata o seguro em proveito dos segurados e fica investida dos poderes de representação destes perante a Seguradora, nos limites da legislação aplicável e das disposições contratuais Evento Coberto: É o acontecimento futuro e de data incerta, previsto na garantia do seguro inclusa na Apólice, ocorrido durante sua vigência e não excluído nas Condições Gerais do Contrato de Seguro capaz de acarretar obrigações pecuniárias à Seguradora em favor do Segurado Grupo Segurado: é a totalidade de componentes do grupo segurável regularmente incluídos no seguro, nos termos destas Condições Gerais deste seguro.

3 Grupo Segurável: é a totalidade das pessoas vinculadas ao Estipulante que podem aderir ou ser incluídos no seguro, desde que atendam aos demais requisitos estabelecidos nestas Condições Gerais Importância Segurada: é a importância contratada para este seguro e definida no Certificado de Seguro, dentro do limite máximo estabelecido pela Seguradora IPCA: Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo. É calculado pelo IBGE nas regiões metropolitanas do Rio de Janeiro, Porto Alegre, Belo Horizonte, Recife, São Paulo, Belém, Fortaleza, Salvador e Curitiba, além do Distrito Federal e do município de Goiânia. Mede a variação nos preços de produtos e serviços consumidos pelas famílias com rendas entre 1 e 40 salários mínimos. O período de coleta de preços vai do primeiro ao último dia do mês corrente e é divulgado aproximadamente após o período de oito dias úteis Prêmio: é o valor a ser pago à Seguradora em contraprestação a garantia contratada. O pagamento em dia do prêmio é imprescindível para que o Segurado possa fazer jus a garantia deste seguro Proponente: É a pessoa física que propõe a sua adesão ao seguro, ou que é relacionada pelo Estipulante para nele ser incluído, e que passará à condição de Segurado desde que aceito pela Seguradora Proposta de Seguro: É o formulário fornecido pela Seguradora, através do qual a empresa proponente manifesta a sua vontade em contratar o seguro na qualidade de Estipulante, manifestando pleno conhecimento de seus direitos e obrigações estabelecidos nas Condições Gerais Proposta Individual de Seguro: é o formulário que, devidamente preenchido, assinado e entregue à Seguradora, caracteriza a vontade do proponente de ser incluído no seguro. Será anexada à proposta de seguro a íntegra destas Condições Gerais, para que o proponente delas tenha conhecimento antes de manifestar sua adesão Segurado: é a pessoa física que mantém vínculo com o Estipulante, regularmente incluída e aceita no seguro Seguradora: é a CHUBB DO BRASIL COMPANHIA DE SEGUROS, que, devidamente autorizada a operar no ramo de seguros, sob a fiscalização da Superintendência de Seguros Privados - SUSEP, assume a responsabilidade pelos riscos garantidos pela apólice, mediante recebimento do respectivo prêmio Sinistro: é a ocorrência de um evento coberto pela garantia contratada, ocorrido durante a vigência do seguro e capaz de acarretar obrigações pecuniárias à Seguradora Vigência: É o período de tempo fixado para a validade do seguro. 3. Cobertura 3.1. Este seguro garante a reposição dos pneus segurados em caso de acidentes ou avarias durante o período de cobertura contratado. Serão cobertos os danos apresentados pelos pneus segurados, decorrentes de rodagem regular, ocasionados por:

4 Rachadura ou quebra das paredes dos pneus devido a choques contra a pista ou obstáculos durante a rodagem; Danos decorrentes de rodagem sem pressão devido a furos e cortes (perda de pressão instantânea); Ondulações (bolhas) nas laterais dos pneus devido a impactos em buracos ou obstáculos; Cortes ou furos que não permitam rodagem com segurança; Deslocamento de componentes dos pneus devido a choques contra a pista ou obstáculos durante a rodagem Os pneus segurados estarão descritos no certificado de seguro e serão repostos nos casos previstos acima e não excluídos no item 4- Riscos excluídos, por pneu novo da mesma marca, modelo e medida, incluindo sua montagem, balanceamento e calibragem com nitrogênio Na falta de pneu(s) com as mesmas especificações a seguradora poderá: Repor outro pneu com especificações equivalentes de comum acordo com o segurado; Indenizar em dinheiro o valor equivalente ao pneu novo. 4. Riscos Excluídos 4.1. Estarão excluídos deste seguro os seguintes fatos: Danos às estruturas dos pneus ocasionados por falta de calibragem periódica ou sobrecarga; Desgastes irregulares do pneu, decorrentes de frenagens bruscas, falhas na suspensão do veículo ou de problemas de alinhamento ou balanceamento de rodas; Pneus avariados que se encontrem abaixo do limite de segurança estabelecido pelo Contran (1,6 mm de profundidade), indicado pelas letras TWI ou por um triângulo Ato intencional ou negligência indesculpável do Segurado; Atos ilícitos dolosos praticados pelo Segurado ; Desgaste natural do pneu; Danos causados as rodas; Danos pelos quais seja responsável o fabricante ou provedor dos bens segurados, seja legal ou contratualmente;

5 5 5. Reintegração da Importância Segurada 5.1. A reintegração da Importância Segurada para este seguro, em caso de sinistro, é automática, sem cobrança de prêmio adicional. 6. Primeiro Risco Absoluto 6.1. Este seguro não está sujeito a cláusula de rateio, respondendo a Seguradora pelos prejuízos cobertos até o limite máximo indenizável. 7. Âmbito Territorial da Cobertura 7.1. O presente seguro cobre todos os sinistros ocorridos em território brasileiro. 8. Franquias 8.1. Em caso de reposição ou reparo do pneu: Serviço realizado em Lojas conveniadas Não serão aplicadas quaisquer franquias neste seguro Serviço realizado em Lojas não conveniadas Será aplicada uma franquia de 50% (cinqüenta por cento) da Importância Segurada descrita no certificado de seguro Em caso de pagamento em dinheiro: Será aplicada uma franquia de 50% (cinqüenta por cento) da Importância Segurada descrita no certificado de seguro. 9. Adesão ao Seguro 9.1. A adesão à apólice coletiva será realizada mediante a assinatura pelo proponente, de proposta individual de seguro com cláusula na qual o Proponente declara ter conhecimento prévio da íntegra das Condições Gerais deste seguro A celebração ou alteração do contrato de seguro somente poderá ser feita mediante proposta individual de seguro assinada pelo proponente ou por seu representante legal, ou, ainda, por expressa solicitação de qualquer um destes, pelo corretor de seguros. A Proposta Individual de Seguro, assinada deverá ser entregue à Seguradora, a qual fornecerá protocolo identificando a proposta recepcionada, com indicação de data e hora de seu recebimento As Condições Gerais completas deste Seguro estarão à disposição do Estipulante e dos Segurados, quando da apresentação da Proposta Individual de Seguro A aceitação do seguro estará sujeita a análise do risco e a Seguradora poderá eventualmente exigir documentos necessários à análise do risco A Seguradora terá um prazo de 15 (quinze) dias para manifestar-se sobre a proposta, seja para seguros novos ou renovações, bem como alterações que impliquem modificação do risco.

6 A Seguradora poderá por uma única vez solicitar documentos complementares para análise e aceitação do risco ou de alteração da proposta. Neste caso, o prazo de 15 (quinze) dias ficará suspenso, voltando a correr a partir da data em que se der a entrega da documentação. Vencido o prazo de 15 (quinze) dias, sem manifestação da Seguradora, o seguro será considerado aceito A análise e aceitação do risco individual basear-se-á em critérios técnicos adotados pela Seguradora, que reserva a si o direito de aceitar ou não a proposta apresentada No início do contrato e a cada renovação a Seguradora entregará ao segurado Certificado de Seguro comprovando a aceitação, contendo no mínimo seu nome, a data de início de vigência, data de fim de vigência, descrição do bem, garantia contratada e o valor da Importância Segurada A recusa da Proposta de Seguro será comunicada formalmente por escrito com justificativa da recusa Em caso de recusa do risco, em que tenha havido adiantamento para futuro pagamento parcial ou total do prêmio, o valor do adiantamento é devido no momento da recusa, sendo restituído integralmente ao proponente, no prazo máximo de 10 (dias) corridos, corrigido monetariamente pelo IPCA desde a data do pagamento até a data da efetiva restituição pela Seguradora A compensação do cheque ou o efetivo recebimento do valor do prêmio pela Seguradora não implica na aceitação da Proposta de Seguro, devendo-se observar o disposto no item 9.5 destas Condições Gerais O segurado se obriga a declarar na proposta do seguro a existência de quaisquer outros seguros sobre os mesmos bens; Obriga-se ainda a comunicar imediatamente a Seguradora por escrito, a efetivação posterior de outros seguros sobre os pneus. 10. Atualização dos Valores do Seguro A atualização dos valores da Importância Segurada e prêmios relativos a este seguro poderá ser feita anualmente no aniversário do seguro individual pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), tomandose por base, nas datas anuais de reajuste, a variação anual acumulada deste índice que será aplicado. 11. Vigência e Renovação do Seguro O Seguro tem prazo de vigência de 1 (um) ano, conforme descrito no Certificado de Seguro. O seguro poderá ser renovado pelo Estipulante, desde que não implique em ônus ou dever para os Segurados. No início do Contrato e a cada renovação serão enviados novos Certificados Individuais Nenhuma alteração na apólice em vigor, que implique em ônus ou dever para os Segurados, será válida se não for feita por escrito e tiver a anuência de três quartos dos Segurados.

7 As apólices, certificados e endossos terão seu início e término de vigência às 24 (vinte e quatro) horas das datas para tal fim neles indicadas Nos contratos de seguro aceitos, sem pagamento de prêmio, o início de vigência da cobertura deverá coincidir com a data de aceitação do seguro ou com data distinta, desde que expressamente acordada entre as partes Nos contratos de seguro aceitos, com pagamento de prêmio, o início de vigência da cobertura deverá coincidir com a data do pagamento do prêmio Os seguros individuais terão vigência enquanto vigorar a apólice, desde que respeitados os demais termos destas Condições Gerais, especialmente as hipóteses de cancelamento do contrato ou do seguro individual. 12. Importância Segurada Mediante acordo entre as partes a indenização poderá ser feita através da reposição, reparo dos pneus ou pagamento em dinheiro. Na impossibilidade de reposição dos pneus, à época da liquidação, a indenização devida será paga em dinheiro A Importância Segurada é a importância máxima a ser paga em função do valor estabelecido para este seguro, vigente na data do evento A Importância Segurada poderá ser escolhida pelo Proponente e/ou Estipulante, conforme determinar as Condições Particulares, e não poderá ultrapassar o Limite Técnico de Aceitação da Seguradora A Importância Segurada estabelecida para este seguro constará no Certificado de Seguro do Segurado. 13. Cancelamento do Seguro Na hipótese de rescisão a pedido da sociedade seguradora, esta reterá do prêmio recebido, além dos emolumentos, a parte proporcional ao tempo decorrido Na hipótese de rescisão a pedido do segurado, a sociedade seguradora pode reter, no máximo, além dos emolumentos, o prêmio calculado de acordo com a tabela de prazo curto, encontrada no item Para os prazos não previstos na tabela constante do item 14.7, será utilizado percentual correspondente ao prazo imediatamente inferior Ocorrerá o cancelamento do seguro individual, sem qualquer restituição de prêmios: por solicitação formal do segurado, mediante comunicação por escrito, com aviso prévio de 30 (trinta dias), no mínimo; por falta de pagamento de prêmios, respeitando o período de vigência correspondente ao prêmio pago;

8 automaticamente se o segurado, seus prepostos ou seus familiares agirem com dolo, culpa grave, cometerem fraude ou faltarem com o dever de lealdade e de boa-fé objetiva durante o processo de contratação ou durante toda a vigência do contrato, não cabendo qualquer restituição de prêmio; automaticamente pela inobservância das obrigações convencionadas no contrato de seguro, por parte do segurado, seus familiares ou prepostos; com o cancelamento ou final de vigência sem renovação da apólice contratada entre Estipulante e a Seguradora; com o desaparecimento do vínculo existente entre o Estipulante e o Segurado, respeitando o período do prêmio já pago. O Segurado poderá optar por continuar com a mesma garantia, assumindo o custo do risco e cobrança A apólice será cancelada: por acordo entre a Seguradora e o Estipulante; quando o Estipulante não concordar com a correção na taxa de seguro, em função de desequilíbrio atuarial, conforme previsto no item 15; pelo descumprimento de qualquer dispositivo das Condições aplicáveis a este seguro; quando o Estipulante praticar atos incompatíveis com o dever de lealdade e de boa fé objetiva para com a Seguradora e com os Segurados. 14. Pagamento dos Prêmios Para fins deste seguro e de acordo com a opção definida na Proposta de seguro e constante na especificação da apólice, o custeio será: a) Não contributário, em que os Segurados não pagam prêmio, ou; b) Contributário, em que os Segurados pagam prêmios total ou parcialmente O valor do prêmio será aquele determinado na proposta, sendo reajustado sempre que houver reajuste da Importância Segurada e pelo mesmo índice Os pagamentos de prêmios efetuados por meio de cheques só serão considerados para efeito de cobertura, após a competente compensação dos mesmos, perante os bancos sacados A data limite para pagamento do prêmio não poderá ultrapassar o 30º (trigésimo) dia da data da emissão do certificado, dos aditivos ou endossos dos quais resulte aumento de prêmio; Se a data limite para o pagamento do prêmio à vista ou de qualquer uma de suas parcelas coincidir com dia em que não haja expediente bancário, o pagamento poderá ser efetuado no primeiro dia útil em que houver expediente bancário Se o sinistro ocorrer dentro do prazo de pagamento do prêmio à vista, sem que tenha sido efetuado, o direito à indenização não ficará prejudicado. Quando o pagamento da

9 9 indenização acarretar o cancelamento do contrato de seguro, as parcelas vincendas do prêmio deverão ser deduzidas do valor da indenização, excluído o adicional de fracionamento Nos seguros custeados através de fracionamento de prêmio, no caso de não pagamento de uma parcela até a data limite prevista para este fim, fica entendido e acordado, que, para efeito de cobertura, deverá ser observado o número de dias correspondentes ao percentual do prêmio efetivamente pago, conforme tabela abaixo: Parágrafo Único: Para os percentuais não previstos na tabela acima, deverão ser aplicados os percentuais imediatamente superiores. Em seguros com pagamentos mensais não será aplicada a tabela de prazo curto e o prazo de vigência será o fim do mês relativo ao último pagamento efetuado A seguradora informará ao segurado ou ao seu representante legal, por meio de comunicação escrita, o novo prazo de vigência ajustado O segurado poderá restabelecer a cobertura deste seguro, pelo período inicialmente contratado, desde que retorne o pagamento do prêmio devido, antes do término do prazo estabelecido com base na tabela indicada no subitem anterior A reabilitação do certificado se dará a partir do primeiro dia de cobertura a que se referir o prêmio recebido, respondendo a seguradora por todos os sinistros ocorridos a partir daquela data Caso não haja o restabelecimento da cobertura deste Seguro, conforme item , a apólice ficará cancelada, sendo que a Seguradora notificará o segurado, com antecedência mínima de 10 (dez) dias do término do prazo da cobertura Decorridos os prazos referidos nos subitens anteriores, sem que tenha sido pago prêmio para o novo período, o contrato de seguro, ficará automaticamente e de pleno direito cancelado, independente de qualquer interpelação judicial ou extrajudicial; No caso de recebimento indevido de prêmio, o mesmo será devolvido corrigido monetariamente pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) desde a data de recebimento do prêmio até a data do referido pagamento Nos Seguros coletivos contributários, se o Estipulante deixar de recolher à Seguradora, no prazo devido, os prêmios recolhidos dos Segurados, estes não serão prejudicados no direito a cobertura do Seguro, respondendo a Seguradora pelo pagamento das indenizações devidas, ficando o Estipulante sujeito às imposições legais A FALTA DE PAGAMENTO do prêmio implicará o cancelamento da apólice. 15. Recálculo das taxas Quando da implantação da apólice, fica facultado à Seguradora a revisão das condições inicialmente propostas e respectiva adequação das taxas do seguro, caso seja constatada qualquer insuficiência, omissão, excesso ou alteração nos dados enviados para estudo do grupo que cause desvio superior a 10% (dez por cento) no cálculo atuarial inicialmente realizado.

10 Fica facultado à Seguradora a cada aniversário da apólice, na eventualidade dos sinistros ocorridos no período superarem os prêmios ganhos em mais de 60% (sessenta por cento), proceder as correções necessárias na taxa do seguro objetivando a recuperação do equilíbrio. As novas taxas, em caso de reajuste, serão enviadas à SUSEP e comunicadas por escrito aos Segurados num período mínimo de 30 (trinta) dias anteriores a data efetiva do reajuste e deverão ter a anuência expressa de ¾ (três quartos) do grupo segurado As novas taxas serão aplicadas, exclusivamente, as nova operações Caso o Estipulante não concorde com a correção proposta nos itens ou 15.2., fica facultada à Seguradora proceder o cancelamento da apólice. 16. Obrigações do Estipulante fornecer à sociedade seguradora todas as informações necessárias para a análise e aceitação do risco, previamente estabelecidas por aquela, incluindo dados cadastrais; manter a sociedade seguradora informada a respeito dos dados cadastrais dos segurados, alterações na natureza do risco coberto, bem como quaisquer eventos que possam, no futuro, resultar em sinistro, de acordo com o definido contratualmente; fornecer ao segurado, sempre que solicitado, quaisquer informações relativas ao contrato de seguro; discriminar o valor do prêmio do seguro no instrumento de cobrança, quando este for de sua responsabilidade; repassar os prêmios à sociedade seguradora, nos prazos estabelecidos contratualmente: repassar aos segurados todas as comunicações ou avisos inerentes à apólice, quando for diretamente responsável pela sua administração; discriminar a razão social e, se for o caso, o nome fantasia da sociedade seguradora responsável pelo risco, nos documentos e comunicações referentes ao seguro, emitidos para o Segurado; comunicar, de imediato, à sociedade seguradora, a ocorrência de qualquer sinistro, ou expectativa de sinistro, referente ao grupo que representa, assim que deles tiver conhecimento, quando esta comunicação estiver sob sua responsabilidade; dar ciência aos segurados dos procedimentos e prazos estipulados para a liquidação de sinistros; comunicar, de imediato, à SUSEP, quaisquer procedimentos que considerar irregulares quanto ao seguro contratado; fornecer à SUSEP quaisquer informações solicitadas, dentro do prazo por ela estabelecido; e

11 informar a razão social e, se for o caso, o nome fantasia da sociedade seguradora, bem como o percentual de participação no risco, no caso de cosseguro, em qualquer material de promoção ou propaganda do seguro, em caráter tipográfico maior ou igual ao do estipulante O Estipulante fica terminantemente proibido de recolher dos Segurados, à título de prêmio do seguro, qualquer valor além daquele fixado pela Seguradora. Caso o mesmo receba, juntamente com o prêmio, qualquer quantia que lhe for devida, seja a que título for, fica o Estipulante obrigado a destacar no carnê, tíquete, contracheque ou quaisquer outros documentos, o valor do prêmio do seguro de cada Segurado A propaganda e a promoção do Seguro, por parte do Estipulante e/ou Corretor, somente podem ser feitas com autorização expressa e supervisão da Seguradora, respeitadas as condições da apólice e as normas do Seguro, ficando a Seguradora responsável pela fidedignidade das informações contidas nas divulgações feitas. 17. Procedimentos em caso de sinistro Em caso de sinistro coberto por este seguro o segurado deverá se encaminhar as lojas conveniadas ou a uma loja de livre escolha do segurado para avaliação dos danos ocorridos e posterior emissão de laudo técnico As despesas efetuadas com a comprovação do sinistro e documentos de habilitação correrão por conta do segurado, salvo as diretamente realizadas pela sociedade seguradora Em caso de dúvida fundada e justificável quanto ao reconhecimento do sinistro, a Seguradora poderá solicitar outros documentos ou esclarecimentos que julgar necessários As providências ou atos que a Seguradora praticar após o sinistro não importam, por si só, no reconhecimento da obrigação de pagar qualquer indenização. 18. Pagamento da Indenização Mediante acordo entre as partes a indenização poderá ser feita através da reposição, reparo dos pneus ou pagamento em dinheiro. Na impossibilidade de reposição dos pneus, à época da liquidação, a indenização devida será paga em dinheiro As reposições/indenizações, se devidas, serão feitas no prazo máximo de 30 (trinta) dias corridos contados a partir da data de recebimento pela Seguradora, de todos os documentos necessários à comprovação ou elucidação do evento. No caso de indenização ser feita em dinheiro a mesma será atualizada pela variação positiva do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) da data da ocorrência do Evento Previsto, até a data do efetivo pagamento pela Seguradora A contagem do prazo de 30 (trinta) dias corridos será suspensa no caso de solicitação de nova documentação, em caso de dúvida fundada e justificada, sendo reiniciada a partir do recebimento pela Seguradora da documentação adicional solicitada Nas indenizações feitas em dinheiro, além da atualização monetária prevista no item 18.2., o valor da indenização será acrescido de juros de 0,5% (meio por cento) ao mês quando o prazo de liquidação superar o prazo máximo descrito no item , a partir do primeiro dia posterior ao término do referido prazo.

12 No caso de caminhões a indenização será feita tomando por base o valor de novo do pneu no dia e local do sinistro, menos a depreciação pelo uso, de acordo com o desgaste apresentado pelo pneu conforme tabela abaixo: O processo de análise do desgaste do pneu será feito através de perito com o auxílio de um profundímetro (mede a profundidade dos sulcos do pneu), medindo o desgaste do pneu em relação ao pneu novo. 19. Medidas a serem tomadas pelo Segurado Todo e qualquer fato capaz de acarretar obrigações de indenizar por parte da seguradora deverá ser, imediatamente, a ela comunicado, através de fax ou carta, ou outro documento legal. 20. Concorrência de Apólices O Segurado que, na vigência do contrato, pretender obter novo seguro contra os mesmos riscos, deverá comunicar, previamente, por escrito, a sua intenção a todas as sociedades seguradoras envolvidas, SOB PENA DE PERDA DE DIREITO O valor total da indenização relativa a qualquer sinistro não poderá exceder, em nenhuma circunstância, a soma das seguintes parcelas: a) as despesas COMPROVADAMENTE efetuadas pelo segurado durante e/ou após a ocorrência dos danos a terceiros que geraram o sinistro; b) os valores das reparações estabelecidas em sentença judicial transitada em julgado e/ou por acordo entre as partes, nesta última hipótese com a anuência expressa das sociedades seguradoras envolvidas Na ocorrência de sinistro, a distribuição das responsabilidades entre as apólices existentes obedecerá às seguintes condições: a) se a soma dos Limites Máximos de Garantia das apólices for igual ou inferior ao valor estipulado no subitem 20.2 desta cláusula, cada sociedade seguradora envolvida participará como se o respectivo contrato fosse o único vigente. b) se a soma dos Limites Máximos de Garantia das apólices exceder ao valor estipulado no subitem 20.2 desta cláusula, cada sociedade seguradora envolvida participará com percentual deste valor igual à proporção entre o respectivo Limite Máximo de Garantia e essa soma Os Limites Máximos de Garantia devem ser obtidos após a dedução de eventuais franquias e/ou participações obrigatórias A sub-rogação relativa a salvados operar-se-á na mesma proporção segundo a qual cada Sociedade Seguradora participou do pagamento da indenização Salvo disposição em contrário, a sociedade seguradora que participar com a maior parte da indenização ficará encarregada de negociar os salvados e repassar a quotaparte relativa ao produto desta negociação às demais participantes.

13 Perda de Direito O Segurado perderá o direito à garantia deste seguro quando: agravar intencionalmente o risco for constatado fraude, tentativa de fraude comprovada, má-fé, dolo ou inobservância das obrigações convencionadas nestas Condições Gerais; for constatado tentativa de impedir ou dificultar qualquer exame ou diligência da Seguradora na elucidação do evento e suas conseqüências; for constatado falta ou atraso do pagamento do prêmio do seguro, respeitado o período correspondente ao prêmio já pago for constatado declarações falsas e incompletas, omitindo circunstâncias que possam influir na aceitação da Proposta Individual de Seguro ou na taxa de prêmio; Se a inexatidão ou omissão nas declarações não resultar de má-fé do segurado, o segurador, na hipótese de não ocorrência do sinistro, permitirá a continuidade do seguro, cobrando a diferença de prêmio cabível Se a inexatidão ou omissão nas declarações não resultar de má-fé do segurado, o segurador, na hipótese de ocorrência do sinistro, cancelará o seguro, após o pagamento da indenização, deduzindo, do valor a ser indenizado, a diferença de prêmio cabível. 22. Alterações neste Seguro Nenhuma alteração que implique em ônus ou dever para os Segurados será válida se não for feita por escrito e tiver a anuência expressa de três quartos dos Segurados. 23. Sub-rogação de Direitos Efetuado o pagamento da indenização, cujo comprovante valerá como instrumento de cessão, a Seguradora ficará sub-rogada, até o valor da indenização paga, em todos os direitos e ações do Segurado contra aqueles que, por ato, fato ou omissão, tenham causado os prejuízos indenizados pela Seguradora, ou para eles concorrido, obrigando-se o Segurado a facilitar os meios necessários ao exercício dessa sub-rogação, devendo ser observadas as seguintes situações: a) A Seguradora sub-roga-se, nos limites do valor respectivo, nos direitos e ações que competirem ao Segurado contra o autor do dano; b) Salvo dolo, a sub-rogação não tem lugar se o dano foi causado pelo cônjuge do Segurado, seus descendentes ou ascendentes, consangüíneos ou afins; c) É ineficaz qualquer ato do Segurado que diminua ou extinga, em prejuízo do segurador, os direitos a que se refere esta Cláusula. 24. Material de Divulgação

14 As peças promocionais e de propaganda referentes aos seguros somente podem ser divulgadas com autorização expressa e supervisão da Seguradora, respeitadas, rigorosamente, as Condições Gerais e a Nota Técnica Atuarial submetidas à SUSEP. 25. Tributos Os tributos relativos a este seguro serão pagos por quem a lei determinar. 26. Foro O foro competente para dirimir eventuais questões oriundas do presente seguro será, sempre, o do domicílio do Segurado no Brasil. 27. Prescrição Os prazos prescricionais são aqueles determinados por lei.

RESUMO DAS CONDIÇÕES GERAIS DO SEGURO DE PERDA, FURTO E ROUBO DO CARTÃO TRIBANCO

RESUMO DAS CONDIÇÕES GERAIS DO SEGURO DE PERDA, FURTO E ROUBO DO CARTÃO TRIBANCO RESUMO DAS CONDIÇÕES GERAIS DO SEGURO DE PERDA, FURTO E ROUBO DO CARTÃO TRIBANCO Estipulante: BANCO TRIÂNGULO S. A. Seguradora: PORTO SEGURO CIA DE SEGUROS GERAIS Número processo SUSEP: 15414.000223/2007-67

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS SEGURO GAR ANTIA DE ENTREGA DE OBRA CBIC (IMOBILIARIO)

CONDIÇÕES GERAIS SEGURO GAR ANTIA DE ENTREGA DE OBRA CBIC (IMOBILIARIO) CONDIÇÕES GERAIS SEGURO GAR ANTIA DE ENTREGA DE OBRA CBIC (IMOBILIARIO) ESSOR Seguros S.A CNPJ 14.5 25.684/0001-50 Process o SUSEP Nº 1 54 14.002 72 3/2 01 2-09 O registro deste plano na SUSEP não im plica,

Leia mais

SEGURO GARANTIA - SETOR PÚBLICO MANUAL DO SEGURADO CONDIÇÕES GERAIS Processo SUSEP Nº 15414.900183/2014-84 CNPJ: 61.383.493/0001-80 1.

SEGURO GARANTIA - SETOR PÚBLICO MANUAL DO SEGURADO CONDIÇÕES GERAIS Processo SUSEP Nº 15414.900183/2014-84 CNPJ: 61.383.493/0001-80 1. 1. OBJETO 1.1. Este contrato de seguro garante o fiel cumprimento das obrigações assumidas pelo Tomador perante o Segurado, conforme os termos da apólice e até o valor da garantia fixado nesta, e de acordo

Leia mais

ANEXO B. Condições Gerais do Seguro Coletivo para Cartões de Crédito (seguro facultativo) Cobertura 72 horas

ANEXO B. Condições Gerais do Seguro Coletivo para Cartões de Crédito (seguro facultativo) Cobertura 72 horas ANEXO B Condições Gerais do Seguro Coletivo para Cartões de Crédito (seguro facultativo) Cobertura 72 horas Central de Atendimento aos Clientes: 0800 729 7000 Cláusula 1ª - Objeto do Seguro Nº. Processo

Leia mais

SEGURO-GARANTIA CONDIÇÕES GERAIS

SEGURO-GARANTIA CONDIÇÕES GERAIS SEGURO-GARANTIA CONDIÇÕES GERAIS 1. INFORMAÇÕES PRELIMINARES... 2 2. APRESENTAÇÃO... 2 3. ESTRUTURA DO CONTRATO DE SEGURO... 2 4. OBJETIVO DO SEGURO... 3 5. DEFINIÇÕES... 3 6. FORMA DE CONTRATAÇÃO... 4

Leia mais

CONDIÇÃO GERAL SEGURO DE GARANTIA ESTENDIDA ORIGINAL SUMÁRIO

CONDIÇÃO GERAL SEGURO DE GARANTIA ESTENDIDA ORIGINAL SUMÁRIO CONDIÇÃO GERAL SEGURO DE GARANTIA ESTENDIDA ORIGINAL SUMÁRIO 1. DISPOSIÇÕES PRELIMINARES... 2 2. OBJETIVO DO SEGURO... 2 3. DEFINIÇÕES... 2 4. VIGÊNCIA... 5 5. GARANTIA... 5 6. EXCLUSÕES GERAIS... 5 7.

Leia mais

CONDIÇÃO GERAL SEGURO DE GARANTIA ESTENDIDA ORIGINAL SUMÁRIO

CONDIÇÃO GERAL SEGURO DE GARANTIA ESTENDIDA ORIGINAL SUMÁRIO CONDIÇÃO GERAL SEGURO DE GARANTIA ESTENDIDA ORIGINAL SUMÁRIO 1. DISPOSIÇÕES PRELIMINARES... 2 2. OBJETIVO DO SEGURO... 2 3. DEFINIÇÕES... 2 4. VIGÊNCIA... 5 5. GARANTIA... 5 6. EXCLUSÕES GERAIS... 5 7.

Leia mais

CIRCULAR Nº 256, DE 16 DE JUNHO DE 2004

CIRCULAR Nº 256, DE 16 DE JUNHO DE 2004 SUPERINTENDÊNCIA DE SEGUROS PRIVADOS CIRCULAR Nº 256, DE 16 DE JUNHO DE 2004 Dispõe sobre a estruturação mínima das Condições Contratuais e das Notas Técnicas Atuariais dos Contratos de Seguros de Danos

Leia mais

CIRCULAR SUSEP N o 256, de 16 de junho de 2004.

CIRCULAR SUSEP N o 256, de 16 de junho de 2004. CIRCULAR SUSEP N o 256, de 16 de junho de 2004. Dispõe sobre a estruturação mínima das Condições Contratuais e das Notas Técnicas Atuariais dos Contratos de Seguros de Danos e dá outras providências. O

Leia mais

O Seguro garante o fiel cumprimento da construção, fornecimento e/ou prestação de serviços assumida pelo Tomador no contrato

O Seguro garante o fiel cumprimento da construção, fornecimento e/ou prestação de serviços assumida pelo Tomador no contrato G CNPJ 61.198.164/0001-60 DISPOSIÇÕES PRELIMINARES A aceitação do seguro estará sujeita à análise do risco. O registro deste plano na SUSEP não implica por parte da Autarquia, incentivo ou recomendação

Leia mais

CIRCULAR SUSEP Nº 145, DE 07 DE NOVEMBRO DE 2.000

CIRCULAR SUSEP Nº 145, DE 07 DE NOVEMBRO DE 2.000 CIRCULAR SUSEP Nº 145, DE 07 DE NOVEMBRO DE 2.000 Dispõe sobre a estruturação mínima das Condições Contratuais e das Notas Técnicas Atuariais dos Contratos exclusivamente de Seguros de Automóvel ou dos

Leia mais

SEGURO DE VIDA EM GRUPO CONDIÇÕES GERAIS

SEGURO DE VIDA EM GRUPO CONDIÇÕES GERAIS SEGURO DE VIDA EM GRUPO CONDIÇÕES GERAIS 1 ÍNDICE CONDIÇÕES GERAIS Conteúdo 1. Objetivo do seguro 2. Definições 3. Estipulante 4. Coberturas do seguro 5. Riscos excluídos 6. Âmbito geográfico de cobertura

Leia mais

RESOLUÇÃO CNSP N o 296, DE 2013.

RESOLUÇÃO CNSP N o 296, DE 2013. MINISTÉRIO DA FAZENDA CONSELHO NACIONAL DE SEGUROS PRIVADOS RESOLUÇÃO CNSP N o 296, DE 2013. Dispõe sobre as regras e os critérios para operação do seguro de garantia estendida, quando da aquisição de

Leia mais

CIRCULAR SUSEP Nº 145, DE 07 DE NOVEMBRO DE 2000 Publicada no DOU de 09/11/2000 Dispõe sobre a estruturação mínima das Condições Contratuais e das

CIRCULAR SUSEP Nº 145, DE 07 DE NOVEMBRO DE 2000 Publicada no DOU de 09/11/2000 Dispõe sobre a estruturação mínima das Condições Contratuais e das CIRCULAR SUSEP Nº 145, DE 07 DE NOVEMBRO DE 2000 Publicada no DOU de 09/11/2000 Dispõe sobre a estruturação mínima das Condições Contratuais e das Notas Técnicas Atuariais dos Contratos exclusivamente

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS SEGURO DE EXTENSÃO DE GARANTIA ORIGINAL DO FABRICANTE

CONDIÇÕES GERAIS SEGURO DE EXTENSÃO DE GARANTIA ORIGINAL DO FABRICANTE CONDIÇÕES GERAIS SEGURO DE EXTENSÃO DE GARANTIA ORIGINAL DO FABRICANTE Cláusula 1 OBJETIVO DO SEGURO 1.1. O presente contrato de seguro tem por objetivo garantir ao Segurado, após o término de garantia

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS. Plano de Seguro LUIZASEG Garantia Estendida Original

CONDIÇÕES GERAIS. Plano de Seguro LUIZASEG Garantia Estendida Original CONDIÇÕES GERAIS Plano de Seguro LUIZASEG Garantia Estendida Original São Paulo SP 24 de março de 2014 CONDIÇÕES GERAIS ÍNDICE INFORMAÇÕES PRELIMINARES... 3 DEFINIÇÃO DE TERMOS TÉCNICOS... 3 1. OBJETIVO

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS. Compra Sob Coação e Roubo em Caixa Eletrônico

CONDIÇÕES GERAIS. Compra Sob Coação e Roubo em Caixa Eletrônico CONDIÇÕES GERAIS Compra Sob Coação e Roubo em Caixa Eletrônico São Paulo SP maio de 2012 ÍNDICE 1. OBJETIVO DO SEGURO... 3 2. DEFINIÇÕES... 3 3. COBERTURA DO SEGURO... 6 4. O QUE COBRE... 6 5. RISCOS EXCLUÍDOS...

Leia mais

BB SEGURO VIDA SEGURO DE VIDA EM GRUPO. Condições Gerais. Processo SUSEP Nº 15.414.002163/2004-74. Apólice nº 13.606

BB SEGURO VIDA SEGURO DE VIDA EM GRUPO. Condições Gerais. Processo SUSEP Nº 15.414.002163/2004-74. Apólice nº 13.606 BB SEGURO VIDA SEGURO DE VIDA EM GRUPO Condições Gerais Processo SUSEP Nº 15.414.002163/2004-74 Apólice nº 13.606 COMPANHIA DE SEGUROS ALIANÇA DO BRASIL CNPJ: 28.196.889/0001-43 ÍNDICE CONDIÇÕES GERAIS

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS DO (NOME FANTASIA DO PRODUTO) (NOME FANTASIA DO PRODUTO) - MODALIDADE: INCENTIVO PROCESSO SUSEP Nº: (nº processo SUSEP)

CONDIÇÕES GERAIS DO (NOME FANTASIA DO PRODUTO) (NOME FANTASIA DO PRODUTO) - MODALIDADE: INCENTIVO PROCESSO SUSEP Nº: (nº processo SUSEP) - textos na cor azul serão adotados caso selecionados; - textos na cor vermelha deverão ser suprimidos no documento original e trata-se de informações para a elaboração do Título; - textos em negrito,

Leia mais

1) DEFINIÇÕES... 2 2) OBJETIVO DO SEGURO... 5 3) INFORMAÇÕES GERAIS... 5 4) GARANTIAS DO SEGURO... 5 5) RISCOS EXCLUÍDOS... 5

1) DEFINIÇÕES... 2 2) OBJETIVO DO SEGURO... 5 3) INFORMAÇÕES GERAIS... 5 4) GARANTIAS DO SEGURO... 5 5) RISCOS EXCLUÍDOS... 5 1) DEFINIÇÕES... 2 2) OBJETIVO DO SEGURO... 5 3) INFORMAÇÕES GERAIS... 5 4) GARANTIAS DO SEGURO... 5 5) RISCOS EXCLUÍDOS... 5 6) ÂMBITO GEOGRÁFICO DA COBERTURA... 6 7) CARÊNCIAS... 6 8) FRANQUIAS... 6

Leia mais

11 de fevereiro de 2010. DESEPE Nº 2010.02.1010/CE

11 de fevereiro de 2010. DESEPE Nº 2010.02.1010/CE 11 de fevereiro de 2010. DESEPE Nº 2010.02.1010/CE CONDIÇÕES PARTICULARES DO SEGURO DE VIDA EM GRUPO E ACIDENTES PESSOAIS CONVEÇÃO COLETIVA DO SINDICATO DOS CONCESSIONÁRIOS E DISTRIBUIDORES DE VEÍCULOS

Leia mais

PP650V7 TRADICIONAL CONDIÇÕES GERAIS PROCESSO SUSEP Nº 15414.000663/2009-86 CONDIÇÕES GERAIS I INFORMAÇÕES GERAIS

PP650V7 TRADICIONAL CONDIÇÕES GERAIS PROCESSO SUSEP Nº 15414.000663/2009-86 CONDIÇÕES GERAIS I INFORMAÇÕES GERAIS CONDIÇÕES GERAIS I INFORMAÇÕES GERAIS II - GLOSSÁRIO PP650V7 TRADICIONAL CONDIÇÕES GERAIS PROCESSO SUSEP Nº 15414.000663/2009-86 SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: ICATU HARTFORD CAPITALIZAÇÃO S.A. CNPJ: 74.267.170/0001-73

Leia mais

PROPOSTA DE CONTRATAÇÃO E ESTIPULAÇÃO AP-MODULAR ASSOC DE VETERANOS DO CORPO DE FUZILEIROS NAVAIS 01.678.208/0001-27

PROPOSTA DE CONTRATAÇÃO E ESTIPULAÇÃO AP-MODULAR ASSOC DE VETERANOS DO CORPO DE FUZILEIROS NAVAIS 01.678.208/0001-27 ITAÚ SEGUROS S.A.CNPJ 61.557.039/000107 Produto APModular 10/2012v5 código cotação: 3250,108233 PROPOSTA DE CONTRATAÇÃO E ESTIPULAÇÃO APMODULAR Estipulante CNPJ ASSOC DE VETERANOS DO CORPO DE FUZILEIROS

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS DO OUROCAP MULTISORTE PM24P I INFORMAÇÕES INICIAIS

CONDIÇÕES GERAIS DO OUROCAP MULTISORTE PM24P I INFORMAÇÕES INICIAIS CONDIÇÕES GERAIS DO OUROCAP MULTISORTE PM24P I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: BRASILCAP CAPITALIZAÇÃO S.A. CNPJ: 15.138.043/0001-05 OUROCAP MULTISORTE PM24P - MODALIDADE: TRADICIONAL

Leia mais

ÍNDICE GERAL A APRESENTAÇÃO B CONSIDERAÇÕES GERAIS C ANEXOS C.1 CONDIÇÕES GERAIS C.2 CONDIÇÕES ESPECIAIS C.3 CONDIÇÕES PARTICULARES

ÍNDICE GERAL A APRESENTAÇÃO B CONSIDERAÇÕES GERAIS C ANEXOS C.1 CONDIÇÕES GERAIS C.2 CONDIÇÕES ESPECIAIS C.3 CONDIÇÕES PARTICULARES MANUAL DO SEGURADO SEGURO FRANQUIA ZERO (Seguro de Complemento de Pagamento) USEBENS SEGUROS S/A CNPJ N. 09.180.505/0001-50 PROCESSO SUSEP Nº ÍNDICE GERAL A APRESENTAÇÃO B CONSIDERAÇÕES GERAIS C ANEXOS

Leia mais

Condições Gerais. I Informações Iniciais

Condições Gerais. I Informações Iniciais Condições Gerais I Informações Iniciais Sociedade de Capitalização: MAPFRE Capitalização S.A. CNPJ: 09.382.998/0001-00 Nome Fantasia do Produto: Mc-T-04- Pu 12 Meses Modalidade: Tradicional Processo Susep

Leia mais

ICATU SEGUROS Condições Gerais Página 1

ICATU SEGUROS Condições Gerais Página 1 CONDIÇÕES GERAIS DO PU114P I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: ICATU CAPITALIZAÇÃO S.A. CNPJ: 74.267.170/0001-73 PLANO PU114P MODALIDADE: POPULAR PROCESSO SUSEP Nº: 15414.005166/2011-99II

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS DO PU 15 MESES

CONDIÇÕES GERAIS DO PU 15 MESES CONDIÇÕES GERAIS DO PU 15 MESES I INFORMAÇÕES INICIAIS II - GLOSSÁRIO SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: Sul América Capitalização S.A. SULACAP CNPJ: 03.558.096/0001-04 (PU 15 MESES) - MODALIDADE: TRADICIONAL

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS DO TC CASH 36

CONDIÇÕES GERAIS DO TC CASH 36 Página 1 de 7 CONDIÇÕES GERAIS DO TC CASH 36 I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: HSBC Empresa de Capitalização (Brasil) S.A. CNPJ: 33.425.075/0001-73 TC CASH 36 MODALIDADE: TRADICIONAL PROCESSO

Leia mais

I INFORMAÇÕES INICIAIS II - GLOSSÁRIO

I INFORMAÇÕES INICIAIS II - GLOSSÁRIO I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: INVEST CAPITALIZAÇÃO S/A CNPJ: 93.202.448/0001-79 (NOME FANTASIA DO PRODUTO): INVESTCAP TRAD-PU 03 (12M) MODALIDADE: TRADICIONAL PROCESSO SUSEP Nº: 15414.900283/2013-20

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS DO PM102T7 TRADICIONAL CNPJ: 74.267.170/0001-73 MODALIDADE: TRADICIONAL PROCESSO SUSEP Nº:

CONDIÇÕES GERAIS DO PM102T7 TRADICIONAL CNPJ: 74.267.170/0001-73 MODALIDADE: TRADICIONAL PROCESSO SUSEP Nº: CONDIÇÕES GERAIS DO PM102T7 TRADICIONAL I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: ICATU CAPITALIZAÇÃO S.A CNPJ: 74.267.170/0001-73 PM102T7 MODALIDADE: TRADICIONAL PROCESSO SUSEP Nº: II GLOSSÁRIO

Leia mais

ENVIAR APÓLICE POR E-MAIL CORREIO INFORMAÇÕES DE PAGAMENTO

ENVIAR APÓLICE POR E-MAIL CORREIO INFORMAÇÕES DE PAGAMENTO PROPOSTA DE SEGURO EMPRESARIAL ORIGEM: 39 Nº PROPOSTA: RAZÃO SOCIAL ESTIPULANTE: CNPJ: ¹Pessoa Politicamente Exposta: Sim Não Relacionamento Próximo Nacionalidade: Reside no Brasil: Sim Não ¹Pessoa Politicamente

Leia mais

APÓLICE/ENDOSSO DE SEGURO GARANTIA

APÓLICE/ENDOSSO DE SEGURO GARANTIA APÓLICE/ENDOSSO DE SEGURO GARANTIA Apólice: 024612013000107750002827 Processo SUSEP : 15414.004045/2010-49 Endosso: 0000000 Número de Controle Interno: 7202Ě CONDIÇÕES PARTICULARES A Austral Seguradora

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS DO OUROCAP EMPRESA FLEX

CONDIÇÕES GERAIS DO OUROCAP EMPRESA FLEX CONDIÇÕES GERAIS DO OUROCAP EMPRESA FLEX I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: BRASILCAP CAPITALIZAÇÃO S.A. CNPJ: 15.138.043/0001-05 OUROCAP EMPRESA FLEX - MODALIDADE: TRADICIONAL PROCESSO

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS DO CAP FIADOR I INFORMAÇÕES INICIAIS. SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: Brasilcap Capitalização S.A. CNPJ: 15.138.043/0001-05 II GLOSSÁRIO

CONDIÇÕES GERAIS DO CAP FIADOR I INFORMAÇÕES INICIAIS. SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: Brasilcap Capitalização S.A. CNPJ: 15.138.043/0001-05 II GLOSSÁRIO CONDIÇÕES GERAIS DO CAP FIADOR I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: Brasilcap Capitalização S.A. CNPJ: 15.138.043/0001-05 CAP FIADOR MODALIDADE: Tradicional PROCESSO SUSEP Nº: 15414.005233/2011-75

Leia mais

TÍTULO DE CAPITALIZAÇÃO - APLUBCAP TRADICIONAL 16 MODALIDADE TRADICIONAL - PAGAMENTO ÚNICO

TÍTULO DE CAPITALIZAÇÃO - APLUBCAP TRADICIONAL 16 MODALIDADE TRADICIONAL - PAGAMENTO ÚNICO TÍTULO DE CAPITALIZAÇÃO - APLUBCAP TRADICIONAL 16 MODALIDADE TRADICIONAL - PAGAMENTO ÚNICO CONDIÇÕES GERAIS I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: APLUB CAPITALIZAÇÃO S/A CNPJ: 88.076.302/0001-94

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS DO PU 12 MESES

CONDIÇÕES GERAIS DO PU 12 MESES CONDIÇÕES GERAIS DO PU 12 MESES I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: Sul América Capitalização S.A. SULACAP CNPJ: Nº 03.558.096/0001-04 PU 12 MESES - MODALIDADE: TRADICIONAL PROCESSO SUSEP

Leia mais

CIRCULAR SUSEP N o 241, de 9 de janeiro de 2004.

CIRCULAR SUSEP N o 241, de 9 de janeiro de 2004. CIRCULAR SUSEP N o 241, de 9 de janeiro de 2004. Dispõe sobre a estruturação mínima das condições contratuais e das notas técnicas atuariais dos contratos de seguros de automóvel, com inclusão ou não,

Leia mais

Seguro de Garantia Estendida Original Condições Gerais Virginia Surety Companhia de Seguros do Brasil CNPJ: 03.505.295/0001-46 Processo SUSEP

Seguro de Garantia Estendida Original Condições Gerais Virginia Surety Companhia de Seguros do Brasil CNPJ: 03.505.295/0001-46 Processo SUSEP Seguro de Garantia Estendida Original Condições Gerais Virginia Surety Companhia de Seguros do Brasil CNPJ: 03.505.295/0001-46 SUMÁRIO CONDIÇÕES GERAIS... 3 Cláusula 1 OBJETIVO DO SEGURO... 3 Cláusula

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS DO OUROCAP TORCIDA BRASIL

CONDIÇÕES GERAIS DO OUROCAP TORCIDA BRASIL CONDIÇÕES GERAIS DO OUROCAP TORCIDA BRASIL I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: Brasilcap Capitalização S.A. CNPJ: 15.138.043/0001-05 OUROCAP TORCIDA BRASIL MODALIDADE: TRADICIONAL PROCESSO

Leia mais

CG DA MODALIDADE TRADICIONAL PU CONDIÇÕES GERAIS DA ZURICHCAP TRADICIONAL PU 01

CG DA MODALIDADE TRADICIONAL PU CONDIÇÕES GERAIS DA ZURICHCAP TRADICIONAL PU 01 CONDIÇÕES GERAIS DA ZURICHCAP TRADICIONAL PU 01 I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: ZURICH BRASIL CAPITALIZAÇÃO S/A. CNPJ: 17.266.009/0001-41 ZURICHCAP TRADICIONAL PU 01 MODALIDADE: TRADICIONAL

Leia mais

CIRCULAR Nº 241, DE 9 DE JANEIRO DE 2004

CIRCULAR Nº 241, DE 9 DE JANEIRO DE 2004 Ministério da Fazenda Superintendência de Seguros Privados CIRCULAR Nº 241, DE 9 DE JANEIRO DE 2004 Dispõe sobre a estruturação mínima das condições contratuais e das notas técnicas atuariais dos contratos

Leia mais

SEGURO DE GARANTIA ESTENDIDA ORIGINAL ITAÚ SEGUROS S/A CONDIÇÕES CONTRATUAIS

SEGURO DE GARANTIA ESTENDIDA ORIGINAL ITAÚ SEGUROS S/A CONDIÇÕES CONTRATUAIS SEGURO DE GARANTIA ESTENDIDA ORIGINAL ITAÚ SEGUROS S/A CONDIÇÕES CONTRATUAIS 1 CG Seguro Garantia Estendida DEFINIÇÕES... 3 OBJETIVO DO SEGURO... 5 FORMA DE CONTRATAÇÃO... 6 ÂMBITO GEOGRÁFICO... 6 BENS

Leia mais

SEGURO GARANTIA SETOR PÚBLICO

SEGURO GARANTIA SETOR PÚBLICO SEGURO GARANTIA SETOR PÚBLICO CONDIÇÕES GERAIS... 2 1. INFORMAÇÕES PRELIMINARES... 2 2. APRESENTAÇÃO...... 2 3. ESTRUTURA DO CONTRATO DE SEGURO... 2 4. DEFINIÇÕES... 3 5. OBJETO... 3 6. RISCOS COBERTOS...

Leia mais

BILHETEPREMIÁVEL. Capemisa Seguradora de Vida e Previdência S/A Versão Ago./14

BILHETEPREMIÁVEL. Capemisa Seguradora de Vida e Previdência S/A Versão Ago./14 BILHETEPREMIÁVEL Capemisa Seguradora de Vida e Previdência S/A Versão Ago./14 2 BILHETE PREMIÁVEL CAPEMISA MANUAL DO CLIENTE Bem-vindo à CAPEMISA. O Bilhete Premiável Capemisa é um Seguro de Acidentes

Leia mais

SEGURO DE RISCOS DIVERSOS PERDA OU ROUBO DE CARTÕES

SEGURO DE RISCOS DIVERSOS PERDA OU ROUBO DE CARTÕES SEGURO DE RISCOS DIVERSOS PERDA OU ROUBO DE CARTÕES Condições Contratuais Versão 1.5 CNPJ 61.074.175/0001-38 Processo SUSEP nº 15414.004716/2004-23 Condições Contratuais Seguro de Riscos Diversos Perda

Leia mais

CAPITALIZAÇÃO 2615.99.00.E -FEV/14 1

CAPITALIZAÇÃO 2615.99.00.E -FEV/14 1 CAPITALIZAÇÃO I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: Porto Seguro Capitalização S.A. CNPJ Nº 16.551.758/0001-58 MODALIDADE I: Tradicional PROCESSO SUSEP Nº: 15414.003346/2012-17 II GLOSSÁRIO

Leia mais

TÍTULO DE CAPITALIZAÇÃO APLUBCAP ECO 2.1 MODALIDADE DADE INCENTIVO PAGAMENTO ÚNICO CONDIÇÕES GERAIS

TÍTULO DE CAPITALIZAÇÃO APLUBCAP ECO 2.1 MODALIDADE DADE INCENTIVO PAGAMENTO ÚNICO CONDIÇÕES GERAIS TÍTULO DE CAPITALIZAÇÃO APLUBCAP ECO.1 I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: APLUB CAPITALIZAÇÃO S. A. CNPJ: 88.076.30/0001-94 APLUBCAP ECO.1 MODALIDADE: INCENTIVO PROCESSO SUSEP Nº: 15414.0055/011-47

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS I. INFORMAÇÕES INICIAIS II. GLOSSÁRIO

CONDIÇÕES GERAIS I. INFORMAÇÕES INICIAIS II. GLOSSÁRIO CONDIÇÕES GERAIS I. INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: CARDIF CAPITALIZAÇÃO S.A. CNPJ Nº. : 11.467.788/0001-67 PRODUTO: PR_PU_POPULAR1_S100_1S_CS0834 MODALIDADE: POPULAR PROCESSO SUSEP Nº:

Leia mais

CAPEMISA SEGURADORA DE VIDA E PREVIDÊNCIA S/A Manual do Cliente VIP Resgatável Versão Mai./12

CAPEMISA SEGURADORA DE VIDA E PREVIDÊNCIA S/A Manual do Cliente VIP Resgatável Versão Mai./12 2 VIP RESGATÁVEL MANUAL DO CLIENTE Bem-vindo à CAPEMISA. Parabéns, você acaba de adquirir um produto garantido pela CAPEMISA Seguradora de Vida e Previdência S/A que protege a sua família, caso algum imprevisto

Leia mais

II. Contrato Principal: o documento contratual, seus aditivos e anexos, que especificam as obrigações e direitos do segurado e do tomador.

II. Contrato Principal: o documento contratual, seus aditivos e anexos, que especificam as obrigações e direitos do segurado e do tomador. SEGURO-GARANTIA - CONDIÇÕES GERAIS Este seguro garante o fiel cumprimento das obrigações assumidas pelo tomador no contrato principal, firmado com o segurado, conforme os termos da apólice. I. Seguro-Garantia:

Leia mais

seguro de garantia estendida original

seguro de garantia estendida original Condições Gerais seguro de garantia estendida original Itaú Seguros S/A (Garantec) Válido a partir de 24/04/2014. Para seguro garantia estendida contratado antes de 24/04/14 as condições gerais para consulta,

Leia mais

seguro de garantia estendida original

seguro de garantia estendida original seguro de garantia estendida original Itaú Seguros S/A Condições Contratuais Válido a partir de 16/09/2014 Para seguro garantia estendida contratado antes de 24/04/2-14 as condições gerais para consulta,

Leia mais

SEGURO DE PERDA OU ROUBO DE CARTÕES DE CRÉDITO. Condições Gerais

SEGURO DE PERDA OU ROUBO DE CARTÕES DE CRÉDITO. Condições Gerais SEGURO DE PERDA OU ROUBO DE CARTÕES DE CRÉDITO Condições Gerais Versão 1.1 CNPJ 61.074.175/0001-38 Processo SUSEP nº 15414.004716/2004-23 2 ÍNDICE Cláusula 1 OBJETIVO DO SEGURO... 5 Cláusula 2 DEFINIÇÕES...

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS DO PU Tricap Empresarial Único 1000 TRADICIONAL

CONDIÇÕES GERAIS DO PU Tricap Empresarial Único 1000 TRADICIONAL CONDIÇÕES GERAIS DO PU Tricap Empresarial Único 1000 TRADICIONAL I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: ICATU CAPITALIZAÇÃO S.A. CNPJ: 74.267.170/0001-73 PU 81.4 - MODALIDADE: TRADICIONAL PROCESSO

Leia mais

Seguro de Garantia Estendida Original

Seguro de Garantia Estendida Original Seguro de Garantia Estendida Original 2 Agradecemos por ter adquirido um Seguro de Garantia Estendida Original! Este folheto traz para você as principais informações e como você pode aproveitar melhor

Leia mais

BB SEGURO CRÉDITO PROTEGIDO

BB SEGURO CRÉDITO PROTEGIDO BB SEGURO CRÉDITO PROTEGIDO Condições Particulares Processo SUSEP Nº 15414.003063/2009-70 0 ÍNDICES CONDIÇÕES PARTICULARES 1. OBJETO DO SEGURO 2 2. ESTIPULANTE 2 3. GRUPO SEGURÁVEL 2 4. GRUPO SEGURADO

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS - TC MEGA DATA

CONDIÇÕES GERAIS - TC MEGA DATA Página 1 de 6 CONDIÇÕES GERAIS - TC MEGA DATA I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: HSBC Empresa de Capitalização (Brasil) S.A. TC MEGA DATA MODALIDADE: TRADICIONAL PROCESSO SUSEP Nº 15414.000814/2006-53

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS DO PREMIUM CASH

CONDIÇÕES GERAIS DO PREMIUM CASH CONDIÇÕES GERAIS DO PREMIUM CASH I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: BRADESCO CAPITALIZAÇÃO S/A CNPJ: 33.010.851/0001-74 PREMIUM CASH PLANO PM 60/60 N - MODALIDADE: TRADICIONAL PROCESSO

Leia mais

SEGURO PROTEÇÃO CELULAR. Condições Gerais

SEGURO PROTEÇÃO CELULAR. Condições Gerais SEGURO PROTEÇÃO CELULAR Condições Gerais Versão 1.2 CNPJ 61.074.175/0001-38 Processo SUSEP nº 15414.004193/2004-15 ÍNDICE Cláusula 1 OBJETIVO DO SEGURO... 5 Cláusula 2 DEFINIÇÕES... 5 Cláusula 3 BENS COBERTOS

Leia mais

TÍTULO DE CAPITALIZAÇÃO ZURICHCAP INCENTIVO Nº 07 PU I07 MODALIDADE INCENTIVO PAGAMENTO ÚNICO CONDIÇÕES GERAIS

TÍTULO DE CAPITALIZAÇÃO ZURICHCAP INCENTIVO Nº 07 PU I07 MODALIDADE INCENTIVO PAGAMENTO ÚNICO CONDIÇÕES GERAIS DA ZURICHCAP INCENTIVO Nº 07 PU I07 I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: ZURICH BRASIL CAPITALIZAÇÃO S/A. CNPJ: 17.266.009/0001-41 MODALIDADE: INCENTIVO PROCESSO SUSEP Nº: II - GLOSSÁRIO

Leia mais

Manual do Estipulante / Segurado. Condições Particulares - Seguro Cartão MAIS! Protegido I CRED-SYSTEM

Manual do Estipulante / Segurado. Condições Particulares - Seguro Cartão MAIS! Protegido I CRED-SYSTEM Para facilitar o seu entendimento, resumimos as Condições Gerais para o SEGURO CARTÃO MAIS PROTEGIDO I CRED-SYSTEM Cartões MAIS e CO-BRANDED, procedimentos e a documentação necessária para liquidação de

Leia mais

Seguro de Garantia Estendida Extensão de Garantia Original. Condições Gerais para Eletrodomésticos e Eletroeletrônicos

Seguro de Garantia Estendida Extensão de Garantia Original. Condições Gerais para Eletrodomésticos e Eletroeletrônicos Seguro de Garantia Estendida Extensão de Garantia Original Condições Gerais para Eletrodomésticos e Eletroeletrônicos CONDIÇÕES GERAIS DO SEGURO DE GARANTIA ESTENDIDA EXTENSÃO DE GARANTIA ORIGINAL PARA

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS DO REALCAP MEGA SONHOS. (Empresa Incorporadora da Real Capitalização S.A. desde 30/09/2009)

CONDIÇÕES GERAIS DO REALCAP MEGA SONHOS. (Empresa Incorporadora da Real Capitalização S.A. desde 30/09/2009) CONDIÇÕES GERAIS DO REALCAP MEGA SONHOS I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: Santander Capitalização S/A (Empresa Incorporadora da Real Capitalização S.A. desde 30/09/2009) CNPJ: 03.209.092/0001-02

Leia mais

Condições Gerais Agromania CAP

Condições Gerais Agromania CAP Condições Gerais Agromania CAP CONDIÇÕES GERAIS DO (PU 12 MESES VERSÃO 16) I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: Sul América Capitalização S.A. SULACAP CNPJ Nº 03.558.096/0001-04 (PU 12 MESES

Leia mais

CG DA MODALIDADE POPULAR PM CONDIÇÕES GERAIS DO APLUBCAP POPULAR 2262 SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: APLUB CAPITALIZAÇÃO S. A. CNPJ: 88.076.

CG DA MODALIDADE POPULAR PM CONDIÇÕES GERAIS DO APLUBCAP POPULAR 2262 SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: APLUB CAPITALIZAÇÃO S. A. CNPJ: 88.076. CONDIÇÕES GERAIS DO APLUBCAP POPULAR 2262 I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: APLUB CAPITALIZAÇÃO S. A. CNPJ: 88.076.302/0001-94 APLUBCAP POPULAR 226 MODALIDADE: POPULAR PROCESSO SUSEP Nº:

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS SEGURO GARANTIA SEGURADO SETOR PÚBLICO

CONDIÇÕES GERAIS SEGURO GARANTIA SEGURADO SETOR PÚBLICO CONDIÇÕES GERAIS CONDIÇÕES GERAIS 1. OBJETO 1.1 Este contrato de seguro garante o fiel cumprimento das obrigações assumidas pelo tomador perante o segurado, conforme os termos da apólice e até o valor

Leia mais

SEGURO ZURICH DE GARANTIA ESTENDIDA ORIGINAL BILHETE - CONDIÇÕES GERAIS. ATO DOLOSO: Ato intencional praticado no intuito de prejudicar a outrem.

SEGURO ZURICH DE GARANTIA ESTENDIDA ORIGINAL BILHETE - CONDIÇÕES GERAIS. ATO DOLOSO: Ato intencional praticado no intuito de prejudicar a outrem. 1. OBJETIVO DO SEGURO O Seguro ZURICH de Garantia Estendida Original tem como objetivo propiciar ao Segurado, facultativamente e mediante o pagamento de prêmio, a extensão temporal da garantia do fornecedor

Leia mais

ÍNDICE GERAL A APRESENTAÇÃO B CONSIDERAÇÕES GERAIS C ANEXOS C.1 CONDIÇÕES GERAIS C.2 CONDIÇÕES ESPECIAIS C.3 CONDIÇÕES PARTICULARES

ÍNDICE GERAL A APRESENTAÇÃO B CONSIDERAÇÕES GERAIS C ANEXOS C.1 CONDIÇÕES GERAIS C.2 CONDIÇÕES ESPECIAIS C.3 CONDIÇÕES PARTICULARES MANUAL DO SEGURADO SEGURO CUSTO DOCUMENTO NOVO DO VEÍCULO USEBENS SEGUROS S/A CNPJ N. 09.180.505/0001-50 PROCESSO SUSEP Nº 15414.003553/2011-91 ÍNDICE GERAL A APRESENTAÇÃO B CONSIDERAÇÕES GERAIS C ANEXOS

Leia mais

CNPJ: 03.209.092/0001-02 MODALIDADE: TRADICIONAL PROCESSO SUSEP Nº: 15414.004260/2008-25 WEB-SITE:

CNPJ: 03.209.092/0001-02 MODALIDADE: TRADICIONAL PROCESSO SUSEP Nº: 15414.004260/2008-25 WEB-SITE: CONDIÇÕES GERAIS SANTANDER CAP SORTE FÁCIL I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: Santander Capitalização S/A CNPJ: 03.209.092/0001-02 MODALIDADE: TRADICIONAL PROCESSO SUSEP Nº: 15414.004260/2008-25

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS DO DIN DIN COPA SANTANDER LIBERTADORES

CONDIÇÕES GERAIS DO DIN DIN COPA SANTANDER LIBERTADORES CONDIÇÕES GERAIS DO DIN DIN COPA SANTANDER LIBERTADORES I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: Santander Capitalização S/A CNPJ: 03.209.092/0001-02 Din Din Copa Santander Libertadores MODALIDADE:

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS DO SEGURO DE PERDA, FURTO E ROUBO DE CARTÃO DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

CONDIÇÕES GERAIS DO SEGURO DE PERDA, FURTO E ROUBO DE CARTÃO DISPOSIÇÕES PRELIMINARES CONDIÇÕES GERAIS DO SEGURO DE PERDA, FURTO E ROUBO DE CARTÃO DISPOSIÇÕES PRELIMINARES A aceitação de seguro estará sujeita à analise do risco. O registro deste plano na SUSEP não implica, por parte da

Leia mais

SEGURO GARANTIA SEGURADO: SETOR PRIVADO CAPÍTULO I - CONDIÇÕES GERAIS - RAMO 0776 PROCESSO SUSEP N 15414.900074/2014-67 2752.17.02.

SEGURO GARANTIA SEGURADO: SETOR PRIVADO CAPÍTULO I - CONDIÇÕES GERAIS - RAMO 0776 PROCESSO SUSEP N 15414.900074/2014-67 2752.17.02. G CNPJ 61.198.164/0001-60 Este contrato de seguro garante o fiel cumprimento das obrigações assumidas pelo tomador no contrato principal, firmado com o segurado, conforme os termos da apólice e até o valor

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS DO PÉ QUENTE BRADESCO AYRTON SENNA 50 ANOS

CONDIÇÕES GERAIS DO PÉ QUENTE BRADESCO AYRTON SENNA 50 ANOS CONDIÇÕES GERAIS DO PÉ QUENTE BRADESCO AYRTON SENNA 50 ANOS I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: BRADESCO CAPITALIZAÇÃO S/A CNPJ: 33.010.851/0001-74 PLANO PM 48/48 D - MODALIDADE: TRADICIONAL

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS SEGURO GARANTIA CIRCULAR SUSEP 232/03. Processo SUSEP nº 10.003.017/01-08

CONDIÇÕES GERAIS SEGURO GARANTIA CIRCULAR SUSEP 232/03. Processo SUSEP nº 10.003.017/01-08 CONDIÇÕES GERAIS SEGURO GARANTIA CIRCULAR SUSEP 232/03 Processo SUSEP nº 10.003.017/01-08 Cláusula 1ª - OBJETO Este seguro garante o fiel cumprimento das obrigações assumidas pelo Tomador no contrato principal,

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS DO IBICAPITALIZAÇÃO MAIS

CONDIÇÕES GERAIS DO IBICAPITALIZAÇÃO MAIS CONDIÇÕES GERAIS DO IBICAPITALIZAÇÃO MAIS I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: BRADESCO CAPITALIZAÇÃO S.A. CNPJ: 33.010.851/0001-74 PLANO PM 60/60 A - MODALIDADE: TRADICIONAL PROCESSO SUSEP

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS DO PÉ QUENTE BRADESCO INSTITUTO AYRTON SENNA

CONDIÇÕES GERAIS DO PÉ QUENTE BRADESCO INSTITUTO AYRTON SENNA CONDIÇÕES GERAIS DO PÉ QUENTE BRADESCO INSTITUTO AYRTON SENNA I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: BRADESCO CAPITALIZAÇÃO S/A CNPJ: 33.010.851/0001-74 PÉ QUENTE BRADESCO INSTITUTO AYRTON

Leia mais

ÍNDICE GERAL A APRESENTAÇÃO B CONSIDERAÇÕES GERAIS C ANEXOS C.1 CONDIÇÕES GERAIS C.2 CONDIÇÕES ESPECIAIS C.3 CONDIÇÕES PARTICULARES

ÍNDICE GERAL A APRESENTAÇÃO B CONSIDERAÇÕES GERAIS C ANEXOS C.1 CONDIÇÕES GERAIS C.2 CONDIÇÕES ESPECIAIS C.3 CONDIÇÕES PARTICULARES MANUAL DO SEGURADO SEGURO PARA PNEUS OU PNEUS E RODAS USEBENS SEGUROS S/A CNPJ N. 09.180.505/0001-50 PROCESSO SUSEP Nº 15414.004449/2012-02 ÍNDICE GERAL A APRESENTAÇÃO B CONSIDERAÇÕES GERAIS C ANEXOS C.1

Leia mais

O NOVO CÓDIGO CIVIL E O CONTRATO DE SEGURO NOVIDADES E POLÊMICAS Vigência: 11/01/2003. COMENTÁRIOS Ricardo Bechara Santos

O NOVO CÓDIGO CIVIL E O CONTRATO DE SEGURO NOVIDADES E POLÊMICAS Vigência: 11/01/2003. COMENTÁRIOS Ricardo Bechara Santos O NOVO CÓDIGO CIVIL E O CONTRATO DE SEGURO NOVIDADES E POLÊMICAS Vigência: 11/01/2003 COMENTÁRIOS Ricardo Bechara Santos Capitulo XV - Do seguro Seção I Disposições gerais ART. 757 - PELO CONTRATO DE SEGURO,

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS SANTANDER CAP SORTE UNIVERSITÁRIO I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO:

CONDIÇÕES GERAIS SANTANDER CAP SORTE UNIVERSITÁRIO I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: CONDIÇÕES GERAIS SANTANDER CAP SORTE UNIVERSITÁRIO I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: Santander Capitalização S/A CNPJ: 03.209.092/0001-02 MODALIDADE: TRADICIONAL PROCESSO SUSEP Nº: 15414.001039/2009-04

Leia mais

Plano de Seguro de Garantia Estendida Auto CARDIF

Plano de Seguro de Garantia Estendida Auto CARDIF CARDIF DO BRASIL SEGUROS E GARANTIAS Plano de Seguro de Garantia Estendida Auto CARDIF Condições Gerais e Especiais Processo SUSEP: 15414.900069/2015-35 v ÍNDICE DAS CONDIÇÕES GERAIS CONDIÇÕES GERAIS São

Leia mais

MANUAL DO SEGURADO SEGURO DE PERDA OU ROUBO DE CARTÕES

MANUAL DO SEGURADO SEGURO DE PERDA OU ROUBO DE CARTÕES MANUAL DO SEGURADO SEGURO DE PERDA OU ROUBO DE CARTÕES Estipulante: ATUAL TECNOLOGIA E ADMINISTRACAO DE CARTOES. CNPJ: 07.746.799/0001-09 1. OBJETIVO DO SEGURO O presente contrato de seguro tem por objetivo

Leia mais

TÍTULO DE CAPITALIZAÇÃO

TÍTULO DE CAPITALIZAÇÃO CONDIÇÕES GERAIS TÍTULO DE CAPITALIZAÇÃO CONDIÇÕES GERAIS ÍNDICE I Informações Iniciais... 4 II Glossário... 4 III Objetivo... 5 IV Natureza do Título... 5 V Vigência... 5 VI Pagamento... 5 VII Carência...

Leia mais

Seguro de Garantia Estendida. Condições Gerais para Eletrodomésticos e Eletroeletrônicos

Seguro de Garantia Estendida. Condições Gerais para Eletrodomésticos e Eletroeletrônicos Seguro de Garantia Estendida Condições Gerais para Eletrodomésticos e Eletroeletrônicos ÍNDICE - CONDIÇÕES GERAIS DO SEGURO DE GARANTIA ESTENDIDA ORIGINAL PARA ELETRODOMÉSTICOS/ELETROELETRÔNICOS Glossário

Leia mais

TÍTULO DE CAPITALIZAÇÃO APLUBCAP POPULAR 510 MODALIDADE POPULAR PAGAMENTO ÚNICO CONDIÇÕES GERAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: APLUB CAPITALIZAÇÃO S. A.

TÍTULO DE CAPITALIZAÇÃO APLUBCAP POPULAR 510 MODALIDADE POPULAR PAGAMENTO ÚNICO CONDIÇÕES GERAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: APLUB CAPITALIZAÇÃO S. A. I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: APLUB CAPITALIZAÇÃO S. A. CNPJ: 88.076.302/0001-94 APLUBCAP POPULAR 510 MODALIDADE: POPULAR PROCESSO SUSEP Nº: 15414.902145/2013-85 II - GLOSSÁRIO Subscritor

Leia mais

VI - PAGAMENTO 6.1 - Este Título é de pagamento único, cabendo ao Subscritor o pagamento de uma única parcela na data indicada.

VI - PAGAMENTO 6.1 - Este Título é de pagamento único, cabendo ao Subscritor o pagamento de uma única parcela na data indicada. CONDIÇÕES GERAIS DO (PU 12 MESES versão 178) I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: Sul América Capitalização S.A. SULACAP CNPJ Nº 03.558.096/0001-04 (PU 12 MESES versão 178) - MODALIDADE:

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS DO REALCAP PRESENTE. (Empresa Incorporadora da Real Capitalização S.A. desde 30/09/2009) CNPJ: 03.209.092/0001-02

CONDIÇÕES GERAIS DO REALCAP PRESENTE. (Empresa Incorporadora da Real Capitalização S.A. desde 30/09/2009) CNPJ: 03.209.092/0001-02 CONDIÇÕES GERAIS DO REALCAP PRESENTE I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: Santander Capitalização S/A (Empresa Incorporadora da Real Capitalização S.A. desde 30/09/2009) CNPJ: 03.209.092/0001-02

Leia mais

Condições Gerais. Garantia Estendida Patrimonial. Tokio Marine Seguradora S.A.

Condições Gerais. Garantia Estendida Patrimonial. Tokio Marine Seguradora S.A. Condições Gerais Garantia Estendida Patrimonial Tokio Marine Seguradora S.A. Sumário Cláusula 1 INFORMAÇÕES GERAIS 3 Cláusula 2 DEFINIÇÕES 3 Cláusula 3 OBJETIVO DO SEGURO 8 Cláusula 4 ÂMBITO TERRITORIAL

Leia mais

CAPEMISA SEGURADORA DE VIDA E PREVIDÊNCIA S/A Manual do Cliente Siga Seguro Versão Mai./12

CAPEMISA SEGURADORA DE VIDA E PREVIDÊNCIA S/A Manual do Cliente Siga Seguro Versão Mai./12 2 SIGA SEGURO MANUAL DO CLIENTE Bem-vindo à CAPEMISA. O SIGA SEGURO é um seguro de acidente pessoal coletivo por prazo certo, garantido pela CAPEMISA Seguradora de Vida e Previdência S/A. Prevenir é sempre

Leia mais

SUPERINTENDÊNCIA DE SEGUROS PRIVADOS

SUPERINTENDÊNCIA DE SEGUROS PRIVADOS SUPERINTENDÊNCIA DE SEGUROS PRIVADOS CIRCULAR SUSEP N o 477, DE 30 DE SETEMBRO DE 2013. Dispõe sobre o Seguro Garantia, divulga Condições Padronizadas e dá outras providências. O SUPERINTENDENTE DA SUPERINTENDÊNCIA

Leia mais

Seguro para Aparelhos Eletrônicos

Seguro para Aparelhos Eletrônicos Condições Particulares do Seguro para Aparelhos Eletrônicos parte integrante das Condições Gerais desta Apólice Processo SUSEP: 15414.100794/2004-58 1 Condições Particulares válidas para os segurados das

Leia mais

SEGURO PERDA E ROUBO CARTÃO RENNER CONDIÇÕES GERAIS DO SEGURO DE PERDA, FURTO E ROUBO DE CARTÃO

SEGURO PERDA E ROUBO CARTÃO RENNER CONDIÇÕES GERAIS DO SEGURO DE PERDA, FURTO E ROUBO DE CARTÃO SEGURO PERDA E ROUBO CARTÃO RENNER CONDIÇÕES GERAIS DO SEGURO DE PERDA, FURTO E ROUBO DE CARTÃO PROCESSO SUSEP 15414.000223/2007-67 DISPOSIÇÕES PRELIMINARES A aceitação do seguro estará sujeita à análise

Leia mais

CONDIÇÕES PARTICULARES SEGURO DE PESSOAS PLANO DE SEGURO PROTEÇÃO PESSOAL PREMIADA I ACE SEGURADORA S.A. CNPJ: : 03.502.

CONDIÇÕES PARTICULARES SEGURO DE PESSOAS PLANO DE SEGURO PROTEÇÃO PESSOAL PREMIADA I ACE SEGURADORA S.A. CNPJ: : 03.502. CONDIÇÕES PARTICULARES SEGURO DE PESSOAS PLANO DE SEGURO PROTEÇÃO PESSOAL PREMIADA I ACE SEGURADORA S.A. CNPJ: : 03.502.099/0001-18 18 Processo Susep: 10.002766-00 00-19 Apólice: 10.82 82.82.000 82.000933

Leia mais

Apolice 4251.2010.105.82.285217.38.3.000-0 Folha: 1 Continua na Folha: 2

Apolice 4251.2010.105.82.285217.38.3.000-0 Folha: 1 Continua na Folha: 2 1. Dados do Seguro Seguro: Acidentes Pessoais Coletivo Ramo: 82 Proposta: 32-000031781 Apólice Número: 4251.2010.105.82.285217.38.3.000-0 Data Registro: 30/08/2013 2. Dados do Estipulante Razão Social:

Leia mais

SEGURO PERDA E ROUBO CARTÃO RENNER CONDIÇÕES GERAIS DO SEGURO DE PERDA, FURTO E ROUBO DE CARTÃO PROCESSO SUSEP 15414.

SEGURO PERDA E ROUBO CARTÃO RENNER CONDIÇÕES GERAIS DO SEGURO DE PERDA, FURTO E ROUBO DE CARTÃO PROCESSO SUSEP 15414. SEGURO PERDA E ROUBO CARTÃO RENNER CONDIÇÕES GERAIS DO SEGURO DE PERDA, FURTO E ROUBO DE CARTÃO PROCESSO SUSEP 15414.000223/2007-67 DISPOSIÇÕES PRELIMINARES A aceitação do seguro estará sujeita à análise

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS DO PÉ QUENTE BRADESCO SORTE DIA&NOITE

CONDIÇÕES GERAIS DO PÉ QUENTE BRADESCO SORTE DIA&NOITE I INFORMAÇÕES INICIAIS CONDIÇÕES GERAIS DO PÉ QUENTE BRADESCO SORTE DIA&NOITE SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: BRADESCO CAPITALIZAÇÃO S/A CNPJ: 33.010.851/0001-74 PÉ QUENTE BRADESCO SORTE DIA&NOITE PLANO PM

Leia mais

SEGURO DEGARANTIA ESTENDIDA ORIGINAL ITAÚ SEGUROS S/A (GARANTEC)

SEGURO DEGARANTIA ESTENDIDA ORIGINAL ITAÚ SEGUROS S/A (GARANTEC) SEGURO DEGARANTIA ESTENDIDA ORIGINAL ITAÚ SEGUROS S/A (GARANTEC) CONDIÇÕES CONTRATUAIS Agora você já pode contar com a tranquilidade proporcionada pelo Seguro de Garantia Estendida Original da Itaú Seguros.

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS DO PIC

CONDIÇÕES GERAIS DO PIC CONDIÇÕES GERAIS DO PIC I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: CIA ITAÚ DE CAPITALIZAÇÃO CNPJ: 23.025.711/0001-16 PIC - MODALIDADE: TRADICIONAL PROCESSO SUSEP Nº: 15414.005217/2012-63 WEB-SITE:

Leia mais

SEGURO PRESTAMISTA DÍVIDA FAMILIAR CONDIÇÕES GERAIS. Índice

SEGURO PRESTAMISTA DÍVIDA FAMILIAR CONDIÇÕES GERAIS. Índice SEGURO PRESTAMISTA DÍVIDA FAMILIAR CONDIÇÕES GERAIS Índice 1. OBJETIVO DO SEGURO... 2 2. COBERTURas... 2 3. RISCOS EXCLUÍDOS... 3 4. ÂMBITO TERRITORIAL DAS COBERTURAS... 3 5. VIGÊNCIA DA APÓLICE MESTRA...

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS DO PÉ QUENTE BRADESCO SOS MATA ATLÂNTICA

CONDIÇÕES GERAIS DO PÉ QUENTE BRADESCO SOS MATA ATLÂNTICA CONDIÇÕES GERAIS DO PÉ QUENTE BRADESCO SOS MATA ATLÂNTICA I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: BRADESCO CAPITALIZAÇÃO S/A CNPJ: 33.010.851/0001-74 PÉ QUENTE BRADESCO SOS MATA ATLÂNTICA PLANO

Leia mais