XII Congresso Brasileiro de Informática em Saúde. Autores : Alexandre M. Mingarelli João Paulo I.F.Ribas Rodrigo da Silva Gomes

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "XII Congresso Brasileiro de Informática em Saúde. Autores : Alexandre M. Mingarelli João Paulo I.F.Ribas Rodrigo da Silva Gomes"

Transcrição

1 XII Congresso Brasileiro de Informática em Saúde IMPLANTAÇÃO E DESENVOLVIMENTO DE FERRAMENTAS DE BUSINESS INTELLIGENCE PARA O GERENCIAMENTO DA INFORMAÇÃO EM SAÚDE PÚBLICA Autores : Alexandre M. Mingarelli João Paulo I.F.Ribas Rodrigo da Silva Gomes 1

2 INTRODUÇÃO Os gestores e profissionais de saúde interagem com diversos sistemas de informações que produzem uma quantidade volumosa de dados [1]. Como o conjunto total dos dados existentes na SES-MT são produzidos por sistemas diferentes, a tarefa de integração destes dadospara produzir uma informação gerencial é extremamente árdua [1]. O bom gestor é, principalmente, aquele que tem a sua disposição o maior número possível de informações, a partir das quais pode realizar análises de tendências ou fazer projeções precisas sobre um determinado assunto [2].

3 Neste sentido, as tecnologias da informaçãopodem ajudar esse gestor nessa árdua tarefa. Tecnologias de business intelligencecomo data warehouse, data mart, OLAP e data mining, podem contribuir para uma boa administração e gerência da instituição pública [2].

4 Componentes de um ambiente de BI / SES-MT Ambiente Operacional Ambiente Informacional Banco de Dados _ Sim Siab Sinan ETL_ C A R R E G A R DW _ servidor central C O N S U L T A R Acesso aos Dados (ferramentas OLAP) _ SES-MT MS Excel (tabela dinâmica) Tableau Fontes Externas Data Marts Consultas/Relatórios Sim Siab Sinan Fonte: Adaptado de Inmon, 1997

5 MÉTODOS ETL Extract, Transformation and Load _ Interface da ferramenta ETL / SES-MT Extração é a coleta de dados nas fontes operacionais. Transformação é a codificação, re-formatação de dados. Carga é a inserção de dados no warehouse. FERRAMENTAS UTILIZADAS(SES-MT) MS-Sqlserver 2005 (Servidor de Dados). ETL desenvolvida em linguagem Delphi 7.

6 DW Data Warehouse _ CONCEITO é uma coleção de dados orientados a assuntos (informações são agrupadas por assuntos). integrados (maior confiabilidade ou consistência dos valores contidos nas tabelas). variáveis com o tempo (mantém o estado da informação num dado período de tempo). não voláteis (mudanças não podem ser feitas nas informações, ficando os dados disponíveis somente para consultas) (INMON, (1997). Singh (2001) resume o data warehousecomo sendo uma tecnologia de gestão e análise de dados. Ao processo de preparar os dados de um sistema de informação operacional de forma a se ter uma fonte de informações que possam dar suporte à tomada de decisões deu-se o nome de data warehousing (KIMBALL, 1998).

7 POR QUE DATA WAREHOUSE? _ De acordo com Kimball e Ross (2002), a principal justificativa para a aplicação de tecnologia de data warehouseem uma organização é quando esta apresenta essas características: grande quantidade de sistemas transacionais existentes. integrar dados de múltiplas fontes. recuperação de dados históricos. facilitar o acesso à informação. atender a diferentes tipos de usuários finais.

8 OLAP _ É a ferramenta que os usuários finais têm acesso as informações do DW com os quais geram relatórios e consultas. Interface da ferramenta OLAP / SES-MT

9 Microsoft Excel (Tabela Dinâmica) Interface da ferramenta MS Excel

10 Interface da ferramenta MS Excel/Tabela dinâmica O recurso de tabela dinâmica permite que operações como drill down, drill up, slice (filtro) e dice (muda perspectiva entre linha e coluna) são executadas na tabulação dos dados.

11 Demonstração do uso das operações drill down, drill up, slice e dice Link para SBIS.xlsx

12 Microsoft Excel - Conexão MS Query Interface de conexão pelo Microsoft Query

13 RESULTADOS CARACTERÍSTICAS GERAIS DO DW NA SES-MT Destinado aos gestores e profissionais de saúde da SES-MT. DW baseado em Servidor de rede local (LAN). SGDB MS-Sqlserver Topologia bottom-up, permite rápido desenvolvimento a partir de data marts direcionados e retorno rápido para o usuário [9]. Baixa granularidade, pois quanto menor a granularidade, mais detalhada é a informação disponível [5,6,8,9]. Os dados do DW são armazenados no formato relacional e as consultas são processadas diretamente sobre o banco de dados. Ferramentas ETL e OLAP desenvolvidas em linguagem Delphi 7. A integração dos Data Marts no repositório, permitiu a criação de um Data Mart específico para os indicadores de saúde. Esses indicadores são calculados pela ferramenta ETL.

14 Os indicadores de saúde estão disponíveis no site gov.br/aplicativo/indicadores. Sistema web de indicadores de saúde/ses-mt

15 CONCLUSÃO O DW é o principal componente de um ambiente de BI, cuja consistência depende exclusivamente das operações de ETL implementadas, exigindo muito esforço da equipe envolvida e consumindo grande parte do tempo de execução do projeto. As ferramentas OLAP são as aplicações que os usuários finais têm acesso para extraírem as informações de suas bases de dados e são de suma importância num ambiente de BI, pois possibilitam a análise da informação para subsidiar as tomadas de decisões. O uso destas novas tecnologias pode ser uma decisão estratégica, mas não pode ser encarado com imediatismo, é um processo contínuo de atualização e consolidação de dados corporativos.

16 Por outro lado, há a necessidade de ampliar os investimentos na área de gestão, para a formação e capacitação de recursos humanos em informação e informática, para que os gestores tenham mais subsídios para compreender e decidir sobre o uso de novas tecnologias de informação.

17 REFERÊNCIAS 1. Brasil. Ministério da Saúde. PNIIS -Política Nacional de Informação e Informática em Saúde; proposta versão 2.0; inclui deliberações da 12ª Conferencia Nacional de Saúde. Brasília, Brasil 2. Bomfim, Marcus Mosquéra. A implantação e utilização de Data Warehouse em instituições públicas no Brasil: Um estudo descritivo das implicações envolvidas Dissertação (Mestrado em Engenharia de Produção) Programa de Pósgraduação em engenharia de produção, UFSC, Florianópolis. 3. Barbieri, Carlos. BI Business Intelligence: Modelagem e Tecnologia. Rio de Janeiro: Axcel Books, Levin, Jacques e Santos, Silvia Regina Rangel dos. Relatório final de oficina de trabalho: Pacto pela democratização e qualidade da informação e informática em saúde.

18 5. Inmon, William H. Como Construir o Data Warehouse (Tradução da segunda edição). Rio de Janeiro: Campus, Kimball, Ralph. Data Warehouse Toolkit: Técnicas para Construção de Data Warehouses Dimensionais. São Paulo: Makron Books, Kimball, Ralph e ROSS, Margy. The Data Warehouse Toolkit. Guia completo para modelagem dimensional. Rio de Janeiro: Campus, Singh, Harry S. Data Warehouse. Conceitos, Tecnologias, Implementação e Gerenciamento. São Paulo: Makron Books, Machado, Felipe Nery Rodrigues. Projeto de Data Warehouse: Uma visão Multidimensional. São Paulo: Érica, Thomsen, Erik. OLAP: Construindo sistemas de informações multidimensionais. Rio de Janeiro: Campus, 2002.

19 CONTATOS SES-MT Coordenadoria de Tecnologia de Informação Gerência de Sistemas de Informação de Saúde Telefone: (65)

20 Principais sistemas de informação em saúde, utilizados pela SES-MT SIS _ Referência SGDB Utilizado Indicadores/Informações (Acervo de informações acumuladas ao longo do tempo) SIM óbitos postgree taxa de mortalidade infantil, razão de mortalidade materna, mortalidade proporcional por grupo de causa, causas mal definidas, doença diarréica aguda em menores de 5 anos, infecção respiratória aguda em menores de 5 anos entre outras. SINASC nascidos postgree taxa de fecundidade, taxa de natalidade, proporções de mães vivos adolescentes, proporção de partos cesáreos, cobertura de consulta de pré-natal, componente das taxas de mortalidade infantil e materna. SINAN agravos postgree cálculos de incidência, prevalência, letalidade, mortalidade, cura SIH SIA notificáveis internações hospitalares atendimento ambulatorial firebird interbase e dbase e abandono. mortalidade hospitalar geral (segundo causa ou procedimento), taxa de utilização do leito, gasto com internação, tempo médio de permanência, valor médio da internação, proporção de internação e outros. número de consultas médicas por habitante ano, número de consultas médicas por unidade conveniada e números de exames e de terapias realizadas e procedimentos de alta complexidade. 20

21 SIS _ Referência SGDB Utilizado Indicadores/Informações SIAB atenção básica dbase proporção da população coberta pelo programa de saúde da família, informações sobre cadastro de famílias, condições de moradia e saneamento, situação de saúde, produção e composição das equipes de saúde. SI-API imunização dbase doses aplicadas, cobertura vacinal, cobertura vacinal com resíduo, taxa de abandono. CNES SIOPS cadastro de estabelecime ntos e profissionais de saúde orçamento público em saúde interbase informações sobre estabelecimento, recursos físicos, recursos humanos e equipes de saúde. informações sobre receitas e despesas aplicadas em ações e serviços públicos de saúde.

22 Outros sistemas de informação em saúde _ APAC - Autorização Procedimentos de Alta Complexidade CADSUS - Cadastramento do Cartão do Sistema Único de Saúde CIH - Comunicação de Internação Hospitalar GAL- Gerenciador de Ambientes Laboratoriais GIL - Gerenciamento de Informações Locais HEMOVIDA - Sistema de Gerenciamento em Serviços de Hemoterapia HOSPUB - Sistema Integrado de Informatização de Ambiente Hospitalar SI-CTA - Sistema de Informação dos Centros de Testagem e Aconselhamento SILTb - Sistema de Informação de Lâminas de Tuberculose SIPNASS - Programa Nacional de Avaliação dos Serviços de Saúde SISBASEPOP - Registro Populacional de Câncer SISRHC - Registro Hospitalar de Câncer SISCOLO - Sistema de Câncer do Colo do Útero SISMAMA - Sistema de Informação do Câncer de Mama SISHIPERDIA - Sistema de Gestão Clínica de Hipertensão Arterial e Diabetes Mellitus da Atenção Básica SISPRENATAL - Sistema de Acompanhamento do Programa de Humanização no Pré- Natal e Nascimento SISPACTO - Monitoramento e Avaliação do Pacto pela Saúde SISPPI - Programação Pactuada Integrada SISREG - Sistema de Regulação

23 SISTRABALHO - Sistema Gerencial de Gestão do Trabalho do SUS SISVAN - Sistema de Vigilância Alimentar e Nutricional SIVEP MALARIA - Sistema de Informação de Vigilância Epidemiológica da Malária SNT - Sistema Nacional de Transplante SVIP - Execução físico-financeira do Projeto VIGISUS SISFAD - Sistema de Informações de Febre Amarela e Dengue SISLOC - Sistema de Informação de Localidades PNI (PROGRAMA NACIONAL DE IMUNIZAÇÃO) SI-EDI - Estoque e Distribuição de Imunobiológicos SI-EAPV - Eventos Adversos pós-vacinação SI-PAISSV - Programa de Avaliação do Instrumento de Supervisão em Sala de Vacinação SI-AIU - Apuração dos Imunobiológicos Utilizados SI-CRIE - Sistema de Informações dos Centros de Referência em Imunobiológicos Especiais DST, Aids SISCEL - Sistema de Controle de Exames Laboratoriais (CD4/CD8 e carga viral) SICLOM - Sistema de Controle Logístico de Medicamentos SISGENO - Sistema e Informação para Rede de Genotipagem PREVINI - Sistema de Monitoramento de Insumos de Prevenção QUALIAIDS - Programa de Autoavaliação da Qualidade VIGILÂNCIA AMBIENTAL SISAGUA - Sistema de Informação da Qualidade da Água para Consumo Humano SISSOLO - Sistema de Informação de Vigilância em Saúde de Populações Expostas a Solo Contaminado

Memória de cálculo dos indicadores do Pacto de Atenção Básica 2004

Memória de cálculo dos indicadores do Pacto de Atenção Básica 2004 Memória de cálculo dos indicadores do Pacto de Atenção Básica 2004 Fontes de informação: A. População Todos os dados de população foram obtidos a partir do existente no site do Datasus www.datasus.gov.br/cgi/ibge/popmap.htm.

Leia mais

Análise de dados e uso da informação no SUS

Análise de dados e uso da informação no SUS Análise de dados e uso da informação no SUS Contato Cláudio Giulliano Alves da Costa, MD, MSc. Secretaria Municipal de Saúde de São Paulo E-mail : cgcosta@prefeitura.sp.gov.br ou claudio.giulliano@gmail.com

Leia mais

Fed Estado DF O cálculo da União não X possui percentual de aplicada em saúde

Fed Estado DF O cálculo da União não X possui percentual de aplicada em saúde Anexo RELATÓRIO DE INDICADORES DE MONITORAMENTO E AVALIAÇÃO DO PACTO PELA SAÚDE - 2007 A. INDICADORES PRINCIPAIS Denominação Método de Cálculo Fonte Parâmetro/Meta Nacional/ Referência Situação Local Meta

Leia mais

Pacto de Atenção Básica 2002 Notas Técnicas

Pacto de Atenção Básica 2002 Notas Técnicas Pacto de Atenção Básica 2002 Notas Técnicas Estão disponíveis, nestas páginas, os indicadores do Pacto de Atenção Básica 2002, estabelecidos a partir da portaria 1.121, de 17 de junho de 2002, calculados

Leia mais

PLANO DE ENSINO PRÉ-REQUISITOS: ENS

PLANO DE ENSINO PRÉ-REQUISITOS: ENS UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA UDESC CENTRO DE EDUCAÇÃO SUPERIOR DO ALTO VALE DO ITAJAÍ CEAVI PLANO DE ENSINO DEPARTAMENTO: DSI Departamento de Sistema de Informação DISCIPLINA: Data Warehouse

Leia mais

Assessoria Técnica de Tecnologia da Informação. Sistemas de Informação no SUS Informação para Gestão

Assessoria Técnica de Tecnologia da Informação. Sistemas de Informação no SUS Informação para Gestão Assessoria Técnica de Tecnologia da Informação Sistemas de Informação no SUS Informação para Gestão Contato Cláudio Giulliano Alves da Costa, MD, MSc. Secretaria Municipal de Saúde de São Paulo Assessoria

Leia mais

Uma Ferramenta Web para BI focada no Gestor de Informação

Uma Ferramenta Web para BI focada no Gestor de Informação Uma Ferramenta Web para BI focada no Gestor de Informação Mikael de Souza Fernandes 1, Gustavo Zanini Kantorski 12 mikael@cpd.ufsm.br, gustavoz@cpd.ufsm.br 1 Curso de Sistemas de Informação, Universidade

Leia mais

Uma análise multidimensional dos dados estratégicos da empresa usando o recurso OLAP do Microsoft Excel

Uma análise multidimensional dos dados estratégicos da empresa usando o recurso OLAP do Microsoft Excel Uma análise multidimensional dos dados estratégicos da empresa usando o recurso OLAP do Microsoft Excel Carlos Alberto Ferreira Bispo (AFA) cafbispo@siteplanet.com.br Daniela Gibertoni (FATECTQ) daniela@fatectq.com.br

Leia mais

IMPLANTAÇÃO DO DW NA ANVISA

IMPLANTAÇÃO DO DW NA ANVISA IMPLANTAÇÃO DO DW NA ANVISA Bruno Nascimento de Ávila 1 Rodrigo Vitorino Moravia 2 Maria Renata Furtado 3 Viviane Rodrigues Silva 4 RESUMO A tecnologia de Business Intelligenge (BI) ou Inteligência de

Leia mais

INDICADORES BÁSICOS PARA A SAÚDE NO BRASIL:

INDICADORES BÁSICOS PARA A SAÚDE NO BRASIL: INDICADORES BÁSICOS PARA A SAÚDE NO BRASIL: CONCEITOS E APLICAÇÕES Brasilia, 2008 2008 Organização Pan-Americana da Saúde Todos os direitos reservados. É permitida a reprodução total ou parcial desta obra,

Leia mais

TÓPICOS AVANÇADOS EM ENGENHARIA DE SOFTWARE

TÓPICOS AVANÇADOS EM ENGENHARIA DE SOFTWARE TÓPICOS AVANÇADOS EM ENGENHARIA DE SOFTWARE Engenharia de Computação Professor: Rosalvo Ferreira de Oliveira Neto OLPT x OLAP Roteiro OLTP Datawarehouse OLAP Operações OLAP Exemplo com Mondrian e Jpivot

Leia mais

Comunicado aos usuários do TabWin rede SMS 02/08/2010. Conheça as mudanças no TabWin rede SMS

Comunicado aos usuários do TabWin rede SMS 02/08/2010. Conheça as mudanças no TabWin rede SMS Comunicado aos usuários do TabWin rede SMS 02/08/2010 Informamos que o aplicativo para tabulação de dados TabWin, gerenciado e disponibilizado pela SMS/CEInfo desde 2002, está sendo reestruturado e transferido

Leia mais

Curso Superior de Tecnologia em Banco de Dados Disciplina: Projeto de Banco de Dados Relacional II Prof.: Fernando Hadad Zaidan

Curso Superior de Tecnologia em Banco de Dados Disciplina: Projeto de Banco de Dados Relacional II Prof.: Fernando Hadad Zaidan Faculdade INED Curso Superior de Tecnologia em Banco de Dados Disciplina: Projeto de Banco de Dados Relacional II Prof.: Fernando Hadad Zaidan 1 Unidade 4.1 2 1 Material usado na montagem dos Slides BARBIERI,

Leia mais

Data Warehouse Processos e Arquitetura

Data Warehouse Processos e Arquitetura Data Warehouse - definições: Coleção de dados orientada a assunto, integrada, não volátil e variável em relação ao tempo, que tem por objetivo dar apoio aos processos de tomada de decisão (Inmon, 1997)

Leia mais

PROGRAMAÇÃO ANUAL DE SAÚDE - PAS (ANO)

PROGRAMAÇÃO ANUAL DE SAÚDE - PAS (ANO) PROGRAMAÇÃO ANUAL DE SAÚDE - PAS (ANO) Mês e Ano de elaboração MODELO PARA ELABORAÇÃO DA PAS 2014: Gerência de Programação em Saúde- DEPLAN/SUSAM 1 SUMÁRIO IDENTIFICAÇÃO DO MUNICÍPIO...3 ELABORAÇÃO...4

Leia mais

Painel 2 Experiências Setoriais: o Monitoramento nas Áreas da Educação e Saúde Afonso Teixeira dos Reis MS Data: 14 e 15 de abril de 2014.

Painel 2 Experiências Setoriais: o Monitoramento nas Áreas da Educação e Saúde Afonso Teixeira dos Reis MS Data: 14 e 15 de abril de 2014. Painel 2 Experiências Setoriais: o Monitoramento nas Áreas da Educação e Saúde Afonso Teixeira dos Reis MS Data: 14 e 15 de abril de 2014. Ministério da Saúde / Secretaria-Executiva Departamento de Monitoramento

Leia mais

Curso Data warehouse e Business Intelligence

Curso Data warehouse e Business Intelligence Curso Data warehouse e Business Intelligence Fundamentos, Metodologia e Arquitetura Apresentação Os projetos de Data Warehouse e Business Intelligence são dos mais interessantes e complexos de desenvolver

Leia mais

Adriano Maranhão BUSINESS INTELLIGENCE (BI),

Adriano Maranhão BUSINESS INTELLIGENCE (BI), Adriano Maranhão BUSINESS INTELLIGENCE (BI), BUSINESS INTELLIGENCE (BI) O termo Business Intelligence (BI), popularizado por Howard Dresner do Gartner Group, é utilizado para definir sistemas orientados

Leia mais

Módulo: Indicadores de Saúde. Palestrante: Irineu Francisco Barreto Jr.

Módulo: Indicadores de Saúde. Palestrante: Irineu Francisco Barreto Jr. Módulo: Indicadores de Saúde Palestrante: Irineu Francisco Barreto Jr. Sumário 1. Considerações metodológicas sobre Indicadores de Saúde 2. Organização do Sistema de Saúde no Brasil 3. Principais grupos

Leia mais

Business Intelligence. Business Intelligence. Business Intelligence. Business Intelligence. Business Intelligence

Business Intelligence. Business Intelligence. Business Intelligence. Business Intelligence. Business Intelligence Juntamente com o desenvolvimento desses aplicativos surgiram os problemas: & Data Warehouse July Any Rizzo Oswaldo Filho Década de 70: alguns produtos de BI Intensa e exaustiva programação Informação em

Leia mais

Módulo 5. Implementando Cubos OLAP

Módulo 5. Implementando Cubos OLAP Módulo 5. Implementando Cubos OLAP Objetivos Compreender a importância da manipulação correta da segurança nos dados. Conhecer as operações que podem ser realizadas na consulta de um cubo. Entender o uso

Leia mais

A importância da. nas Organizações de Saúde

A importância da. nas Organizações de Saúde A importância da Gestão por Informações nas Organizações de Saúde Jorge Antônio Pinheiro Machado Filho Consultor de Negócios www.bmpro.com.br jorge@bmpro.com.br 1. Situação nas Empresas 2. A Importância

Leia mais

ANEXO IV INDICADORES ESTRATÉGICOS PARA A REDE CEGONHA

ANEXO IV INDICADORES ESTRATÉGICOS PARA A REDE CEGONHA ANEXO IV INDICADORES ESTRATÉGICOS PARA A REDE CEGONHA OBJETIVO: MONITORAMENTO E AVALIAÇÃO DA IMPLANTAÇÃO E QUALIFICAÇÃO DA REDE CEGONHA NOME DO INDICADOR DEFINIÇÃO INTERPRETAÇÃO MÉTODO DE CÁLCULO cadastradas

Leia mais

Sistemas de Informação Aplicados a AgroIndústria Utilizando DataWarehouse/DataWebhouse

Sistemas de Informação Aplicados a AgroIndústria Utilizando DataWarehouse/DataWebhouse Sistemas de Informação Aplicados a AgroIndústria Utilizando DataWarehouse/DataWebhouse Prof. Dr. Oscar Dalfovo Universidade Regional de Blumenau - FURB, Blumenau, Brasil dalfovo@furb.br Prof. Dr. Juarez

Leia mais

Curso Data warehouse e Business Intelligence Fundamentos, Metodologia e Arquitetura

Curso Data warehouse e Business Intelligence Fundamentos, Metodologia e Arquitetura Curso Data warehouse e Business Intelligence Fundamentos, Metodologia e Arquitetura Apresentação Os projetos de Data Warehouse e Business Intelligence são dos mais interessantes e complexos de desenvolver

Leia mais

Data Warehouse Granularidade. rogerioaraujo.wordpress.com twitter: @rgildoaraujo - rgildoaraujo@gmail.com 1

Data Warehouse Granularidade. rogerioaraujo.wordpress.com twitter: @rgildoaraujo - rgildoaraujo@gmail.com 1 Data Warehouse Granularidade rogerioaraujo.wordpress.com twitter: @rgildoaraujo - rgildoaraujo@gmail.com 1 Granularidade A granularidade de dados refere-se ao nível de sumarização dos elementos e de detalhe

Leia mais

Indicadores de Transição Pacto pela Saúde Contrato Organizativo da Ação Pública da Saúde - COAP 2012 Rio de Janeiro

Indicadores de Transição Pacto pela Saúde Contrato Organizativo da Ação Pública da Saúde - COAP 2012 Rio de Janeiro Indicadores de Transição Pacto pela Saúde Contrato Organizativo da Ação Pública da Saúde - COAP 2012 Rio de Janeiro Contém os resultados, desde 2008, dos indicadores pactuados em 2012 pelos municípios

Leia mais

Cartilha de sistemas e aplicações desenvolvidas no Departamento de Informática do SUS

Cartilha de sistemas e aplicações desenvolvidas no Departamento de Informática do SUS MINISTÉRIO DA SAÚDE Secretaria-Executiva Departamento de Informática do SUS Cartilha de sistemas e aplicações desenvolvidas no Departamento de Informática do SUS Série A. Normas e Manuais Técnicos Brasília

Leia mais

ANEXO. Relatório de Indicadores de Monitoramento e Avaliação do Pacto pela Saúde

ANEXO. Relatório de Indicadores de Monitoramento e Avaliação do Pacto pela Saúde ANEXO Relatório de Indicadores de Monitoramento e Avaliação do Pacto pela Saúde PACTO PELA VIDA 2008. PRIORIDADE OBJETIVO META FÓRMULA DE CÁLCULO FONTE I. Atenção à Saúde do Idoso. i. Identificar pessoas

Leia mais

Resumo dos principais conceitos. Resumo dos principais conceitos. Business Intelligence. Business Intelligence

Resumo dos principais conceitos. Resumo dos principais conceitos. Business Intelligence. Business Intelligence É um conjunto de conceitos e metodologias que, fazem uso de acontecimentos e sistemas e apoiam a tomada de decisões. Utilização de várias fontes de informação para se definir estratégias de competividade

Leia mais

PROGRAMAÇÃO DAS AÇÕES DE VIGILÂNCIA EM SAÚDE - 2008/2009

PROGRAMAÇÃO DAS AÇÕES DE VIGILÂNCIA EM SAÚDE - 2008/2009 PROGRAMAÇÃO DAS AÇÕES DE VIGILÂNCIA EM SAÚDE - 2008/2009 1.Notificação AÇÃO 1.1 Realizar notificação dos casos de sífilis em gestante 48.950 casos de sífilis em gestantes notificados. 1.2 Definir Unidades

Leia mais

Projeto de Data Warehousing sobre Informações em Saúde para dar Suporte a Análise de Faturamento Hospitalar

Projeto de Data Warehousing sobre Informações em Saúde para dar Suporte a Análise de Faturamento Hospitalar Projeto de Data Warehousing sobre Informações em Saúde para dar Suporte a Análise de Faturamento Hospitalar Newton Shydeo Brandão Miyoshi Joaquim Cezar Felipe Grupo de Informática Biomédica Departamento

Leia mais

Data Warehousing. Leonardo da Silva Leandro. CIn.ufpe.br

Data Warehousing. Leonardo da Silva Leandro. CIn.ufpe.br Data Warehousing Leonardo da Silva Leandro Agenda Conceito Elementos básicos de um DW Arquitetura do DW Top-Down Bottom-Up Distribuído Modelo de Dados Estrela Snowflake Aplicação Conceito Em português:

Leia mais

ESTADO DE ALAGOAS SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE COORDENAÇÃO DAS AÇÕES DE VIGILÂNCIA EM SAÚDE DIRETORIA DE ANÁLISE DA SITUAÇÃO DE SAÚDE

ESTADO DE ALAGOAS SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE COORDENAÇÃO DAS AÇÕES DE VIGILÂNCIA EM SAÚDE DIRETORIA DE ANÁLISE DA SITUAÇÃO DE SAÚDE ESTADO DE ALAGOAS SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE COORDENAÇÃO DAS AÇÕES DE VIGILÂNCIA EM SAÚDE DIRETORIA DE ANÁLISE DA SITUAÇÃO DE SAÚDE PACTO PELA SAÚDE - PACTUAÇÃO DO INDICADORES DA PROGRAMAÇÃO DAS AÇÕES

Leia mais

SUMÁRIO 1. INTRODUÇÃO... 2 2. O QUE É DATA WAREHOUSE?... 2 3. O QUE DATA WAREHOUSE NÃO É... 4 4. IMPORTANTE SABER SOBRE DATA WAREHOUSE... 5 4.

SUMÁRIO 1. INTRODUÇÃO... 2 2. O QUE É DATA WAREHOUSE?... 2 3. O QUE DATA WAREHOUSE NÃO É... 4 4. IMPORTANTE SABER SOBRE DATA WAREHOUSE... 5 4. SUMÁRIO 1. INTRODUÇÃO... 2 2. O QUE É DATA WAREHOUSE?... 2 3. O QUE DATA WAREHOUSE NÃO É... 4 4. IMPORTANTE SABER SOBRE DATA WAREHOUSE... 5 4.1 Armazenamento... 5 4.2 Modelagem... 6 4.3 Metadado... 6 4.4

Leia mais

Business Intelligence aplicado a área da saúde: potencializando a tomada de decisão

Business Intelligence aplicado a área da saúde: potencializando a tomada de decisão Business Intelligence aplicado a área da saúde: potencializando a tomada de decisão Daiane Kelly de Oliveira 1, Dorirley Rodrigo Alves 1 1 Instituto de Ciências Exatas e Informática PUC Minas Campus Guanhães

Leia mais

DATA WAREHOUSING. Data Warehousing

DATA WAREHOUSING. Data Warehousing DATA WAREHOUSING Data Warehousing Sumário Conceitos / Autores chave... 3 1. Introdução... 3 2. Modelos de Data Warehouse... 4 3. Processo de Extração, Transformação e Carga de Dados... 6 4. Data Mart versus

Leia mais

Integração Access-Excel para produzir um sistema de apoio a decisão que simula um Data Warehouse e OLAP

Integração Access-Excel para produzir um sistema de apoio a decisão que simula um Data Warehouse e OLAP Integração Access-Excel para produzir um sistema de apoio a decisão que simula um Data Warehouse e OLAP Wílson Luiz Vinci (Faculdades IPEP) wilson@cnptia.embrapa.br Marcelo Gonçalves Narciso (Embrapa Informática

Leia mais

BANCO DE DADOS DISTRIBUÍDOS e DATAWAREHOUSING

BANCO DE DADOS DISTRIBUÍDOS e DATAWAREHOUSING BANCO DE DADOS DISTRIBUÍDOS e DATAWAREHOUSING http://www.uniriotec.br/~tanaka/tin0036 tanaka@uniriotec.br Introdução a Data Warehousing e OLAP Introdução a Data Warehouse e Modelagem Dimensional Visão

Leia mais

Data Warehouse. Debora Marrach Renata Miwa Tsuruda

Data Warehouse. Debora Marrach Renata Miwa Tsuruda Debora Marrach Renata Miwa Tsuruda Agenda Introdução Contexto corporativo Agenda Introdução Contexto corporativo Introdução O conceito de Data Warehouse surgiu da necessidade de integrar dados corporativos

Leia mais

Faculdade Pitágoras Curso Superior de Tecnologia: Banco de Dados

Faculdade Pitágoras Curso Superior de Tecnologia: Banco de Dados Faculdade Pitágoras Curso Superior de Tecnologia: Banco de Dados Disciplina: Ferramentaspara Tomadade Decisão Prof.: Fernando Hadad Zaidan Unidade 1.2 1 Conceitos Iniciais Tomada de Decisão, Modelagem

Leia mais

GRATUITO CURSO COMPLETO DO SUS 17 AULAS 500 QUESTÕES COMENTADAS. Professor Rômulo Passos Aula 03

GRATUITO CURSO COMPLETO DO SUS 17 AULAS 500 QUESTÕES COMENTADAS. Professor Rômulo Passos Aula 03 1 www.romulopassos.com.br / www.questoesnasaude.com.br GRATUITO CURSO COMPLETO DO SUS 17 AULAS 500 QUESTÕES COMENTADAS Professor Rômulo Passos Aula 03 L e g i s l a ç ã o d o S U S C o m p l e t o e G

Leia mais

ANEXO I TERMO DE COMPROMISSO DE GESTÃO MUNICIPAL

ANEXO I TERMO DE COMPROMISSO DE GESTÃO MUNICIPAL ANEXO I TERMO DE COMPROMISSO DE GESTÃO MUNICIPAL Termo de Compromisso de Gestão que firma a Secretaria Municipal de Saúde de XX, representada pelo seu Secretário Municipal de Saúde, com o objetivo de pactuar

Leia mais

5 Estudo de Caso. 5.1. Material selecionado para o estudo de caso

5 Estudo de Caso. 5.1. Material selecionado para o estudo de caso 5 Estudo de Caso De modo a ilustrar a estruturação e representação de conteúdos educacionais segundo a proposta apresentada nesta tese, neste capítulo apresentamos um estudo de caso que apresenta, para

Leia mais

BUSINESS INTELLIGENCE -Inteligência nos Negócios-

BUSINESS INTELLIGENCE -Inteligência nos Negócios- UNIVERSIDADE SÃO FRANCISCO CENTRO DE CIÊNCIAS JURÍDICAS, HUMANAS E SOCIAIS BUSINESS INTELLIGENCE -Inteligência nos Negócios- Curso: Administração Hab. Sistemas de Informações Disciplina: Gestão de Tecnologia

Leia mais

Processo Decisório, OLAP e Relatórios Corporativos OLAP E RELATÓRIOS CORPORATIVOS

Processo Decisório, OLAP e Relatórios Corporativos OLAP E RELATÓRIOS CORPORATIVOS Processo Decisório, OLAP e Relatórios Corporativos OLAP E RELATÓRIOS CORPORATIVOS Sumário Conceitos/Autores chave... 3 1. Introdução... 5 2. OLAP... 6 3. Operações em OLAP... 8 4. Arquiteturas em OLAP...

Leia mais

Portaria nº91/gm de 10 de janeiro de 2007.

Portaria nº91/gm de 10 de janeiro de 2007. MINISTÉRIO DA SAÚDE Portaria nº91/gm de 10 de janeiro de 2007. Regulamenta a unificação do processo de pactuação de indicadores e estabelece os indicadores do Pacto pela Saúde, a serem pactuados por Municípios,

Leia mais

Banco de Dados - Senado

Banco de Dados - Senado Banco de Dados - Senado Exercícios OLAP - CESPE Material preparado: Prof. Marcio Vitorino OLAP Material preparado: Prof. Marcio Vitorino Soluções MOLAP promovem maior independência de fornecedores de SGBDs

Leia mais

DESENVOLVIMENTO DE PLUG-INS KETTLE PARA GERAÇÃO DE MONDRIAN SCHEMA A PARTIR DE BASES RELACIONAIS, UTILIZANDO A METODOLOGIA AGILE ROLAP.

DESENVOLVIMENTO DE PLUG-INS KETTLE PARA GERAÇÃO DE MONDRIAN SCHEMA A PARTIR DE BASES RELACIONAIS, UTILIZANDO A METODOLOGIA AGILE ROLAP. DESENVOLVIMENTO DE PLUG-INS KETTLE PARA GERAÇÃO DE MONDRIAN SCHEMA A PARTIR DE BASES RELACIONAIS, UTILIZANDO A METODOLOGIA AGILE ROLAP. Eduardo Cristovo de Freitas Aguiar (PIBIC/CNPq), André Luís Andrade

Leia mais

Cartilha de sistemas e aplicações desenvolvidas no Departamento de Informática do SUS

Cartilha de sistemas e aplicações desenvolvidas no Departamento de Informática do SUS MINISTÉRIO DA SAÚDE Secretaria-Executiva Departamento de Informática do SUS Cartilha de sistemas e aplicações desenvolvidas no Departamento de Informática do SUS Série A. Normas e Manuais Técnicos BRASÍLIA

Leia mais

DATA WAREHOUSE. Introdução

DATA WAREHOUSE. Introdução DATA WAREHOUSE Introdução O grande crescimento do ambiente de negócios, médias e grandes empresas armazenam também um alto volume de informações, onde que juntamente com a tecnologia da informação, a correta

Leia mais

Interatividade aliada a Análise de Negócios

Interatividade aliada a Análise de Negócios Interatividade aliada a Análise de Negócios Na era digital, a quase totalidade das organizações necessita da análise de seus negócios de forma ágil e segura - relatórios interativos, análise de gráficos,

Leia mais

Tópicos Avançados Business Intelligence. Banco de Dados Prof. Otacílio José Pereira. Unidade 10 Tópicos Avançados Business Inteligence.

Tópicos Avançados Business Intelligence. Banco de Dados Prof. Otacílio José Pereira. Unidade 10 Tópicos Avançados Business Inteligence. Tópicos Avançados Business Intelligence Banco de Dados Prof. Otacílio José Pereira Unidade 10 Tópicos Avançados Business Inteligence Roteiro Introdução Níveis organizacionais na empresa Visão Geral das

Leia mais

MINISTÉRIO DA SAÚDE SECRETARIA DE ATENÇÃO À SAÚDE DEPARTAMENTO DE ATENÇÃO BÁSICA. ProGRAB Programação para Gestão por Resultados na Atenção Básica

MINISTÉRIO DA SAÚDE SECRETARIA DE ATENÇÃO À SAÚDE DEPARTAMENTO DE ATENÇÃO BÁSICA. ProGRAB Programação para Gestão por Resultados na Atenção Básica MINISTÉRIO DA SAÚDE SECRETARIA DE ATENÇÃO À SAÚDE DEPARTAMENTO DE ATENÇÃO BÁSICA ProGRAB Programação para Gestão por Resultados na Atenção Básica 1. ProGRAB. O que é? A Programação para Gestão por Resultados

Leia mais

Professor: Disciplina:

Professor: Disciplina: Professor: Curso: Esp. Marcos Morais de Sousa marcosmoraisdesousa@gmail.com Sistemas de informação Disciplina: Introdução a SI Noções de sistemas de informação Turma: 01º semestre Prof. Esp. Marcos Morais

Leia mais

Capítulo 2 Data Warehousing

Capítulo 2 Data Warehousing Capítulo 2 Data Warehousing Objetivos de Aprendizado Compreender as definições e os conceitos básicos dos data warehouses Compreender as arquiteturas de data warehousing Descrever os processos usados no

Leia mais

Uma Arquitetura de Gestão de Dados em Ambiente Data Warehouse

Uma Arquitetura de Gestão de Dados em Ambiente Data Warehouse Uma Arquitetura de Gestão de Dados em Ambiente Data Warehouse Alcione Benacchio (UFPR) E mail: alcione@inf.ufpr.br Maria Salete Marcon Gomes Vaz (UEPG, UFPR) E mail: salete@uepg.br Resumo: O ambiente de

Leia mais

A construção dos Indicadores Básicos para a Saúde (IDB)

A construção dos Indicadores Básicos para a Saúde (IDB) A construção dos Indicadores Básicos para a Saúde (IDB) Jacques Levin Departamento de Informática do SUS Secretaria Executiva/Ministério da Saúde Porto Alegre, 23 de setembro de 2008 Roteiro Origem Processo

Leia mais

Inventário dos Sistemas de Informações em Saúde - SUS Secretaria Municipal de Saúde de São Paulo

Inventário dos Sistemas de Informações em Saúde - SUS Secretaria Municipal de Saúde de São Paulo SIVVA SIVISA SIASUS SIHSUS SISPRENATAL SINAN CNES TBWeb SISRH Inventário dos Sistemas de Informações em Saúde - SUS Secretaria Municipal de Saúde de São Paulo GSS SISCOLO SINASC SI-PNI/API CIH Hospub SIOPS

Leia mais

BOLETIM EPIDEMIOLÓGICO n. 3 Dez 2013

BOLETIM EPIDEMIOLÓGICO n. 3 Dez 2013 BOLETIM EPIDEMIOLÓGICO n. 3 Dez 2013 HEPATITES VIRAIS A hepatite é uma doença caracterizada pela inflamação das células hepáticas que pode ser causada principalmente por vírus, uso de medicamentos e uso

Leia mais

Sistemas de Apoio à Decisão (SAD) - Senado

Sistemas de Apoio à Decisão (SAD) - Senado Sistemas de Apoio à Decisão (SAD) - Senado DW OLAP BI Ilka Kawashita Material preparado :Prof. Marcio Vitorino Sumário OLAP Data Warehouse (DW/ETL) Modelagem Multidimensional Data Mining BI - Business

Leia mais

Contrata Consultor na modalidade Produto

Contrata Consultor na modalidade Produto Contrata Consultor na modalidade Produto PROJETO 914BRA/1123 FNDE -EDITAL Nº 01/2009 1. Perfil: Consultor ESPECIALISTA EM PLANO DE METAS ANALISTA PROGRAMADOR DELPHI - Código 1 - CGETI. 2. Nº de vagas:

Leia mais

Ministério da Saúde. Sistemas de Informação em Saúde

Ministério da Saúde. Sistemas de Informação em Saúde Secretaria de Atenção à Saúde Departamento de Regulação, Avaliação e Controle de Sistemas Coordenação Geral de Sistemas de Informação /MS Sistemas de Informação em Saúde Setembro 2011 [ Organograma do

Leia mais

ANEXO II ATRIBUIÇÕES DOS INTEGRANTES DO PROGRAMA DE SAÚDE DA FAMÍLIA

ANEXO II ATRIBUIÇÕES DOS INTEGRANTES DO PROGRAMA DE SAÚDE DA FAMÍLIA ANEXO II ATRIBUIÇÕES DOS INTEGRANTES DO PROGRAMA DE SAÚDE DA FAMÍLIA ATRIBUIÇÕES DO MÉDICO I- Realizar consultas clínicas aos usuários de sua área adstrita; II- Participar das atividades de grupos de controle

Leia mais

SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE DE PARACAMBI

SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE DE PARACAMBI SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE DE PARACAMBI PROGRAMAÇÃO ANUAL DE SAUDE 2014 PROGRAMA: 06 Administração Governamental. Objetivo: Promover ações indispensáveis ao funcionamento administrativo e operacional

Leia mais

ESTRATÉGIA DE SAÚDE DA FAMÍLIA E A PROMOÇÃO DA SAÚDE NO TERRITÓRIO A SAÚDE ATUAÇÃO DO AGENTE COMUNITÁRIO

ESTRATÉGIA DE SAÚDE DA FAMÍLIA E A PROMOÇÃO DA SAÚDE NO TERRITÓRIO A SAÚDE ATUAÇÃO DO AGENTE COMUNITÁRIO ESTRATÉGIA DE SAÚDE DA FAMÍLIA E A PROMOÇÃO DA SAÚDE NO TERRITÓRIO A SAÚDE ATUAÇÃO DO AGENTE COMUNITÁRIO Marlúcio Alves UFU Bolsista programa CAPES/FCT Jul/dez 2011 A ESTRATÉGIA DE SAÚDE DA FAMÍLIA - ESF

Leia mais

DATA WAREHOUSE. Data Warehouse

DATA WAREHOUSE. Data Warehouse DATA WAREHOUSE Data Warehouse Sumário Conceitos / Autores chave... 3 1. Introdução... 5 2. Características de um Data Warehouse... 6 3. Arquitetura de Data Wirehouse... 8 4. Conclusões... 10 Materiais

Leia mais

OLAP: Características, Arquitetura e Ferramentas

OLAP: Características, Arquitetura e Ferramentas INSTITUTO VIANNA JÚNIOR FACULDADES INTEGRADAS VIANNA JÚNIOR OLAP: Características, Arquitetura e Ferramentas Erika Maria Teixeira Araújo 1 Mônica de Lourdes Souza Batista 2 Teresinha Moreira de Magalhães

Leia mais

O ESTADO DO PARÁ 8 m acrorregiões macrorregiões d e de saúde 23 regiões de saúde

O ESTADO DO PARÁ 8 m acrorregiões macrorregiões d e de saúde 23 regiões de saúde Governo do Estado do Pará Secretaria de Estado de Saúde Pública Diretoria de Políticas de Atenção Integral a Saúde Oficina de Trabalho "Troca de Experiências em Carreiras, Remuneração por Desempenho e

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO Cargo: ENFERMEIRO/ÁREA 1. DESCRIÇÃO SUMÁRIA DO CARGO: Prestar assistência ao paciente e/ou usuário em clínicas, hospitais, ambulatórios, navios, postos de saúde e em domicílio, realizar consultas e procedimentos

Leia mais

Aplicando Técnicas de Business Intelligence sobre dados de desempenho Acadêmico: Um estudo de caso

Aplicando Técnicas de Business Intelligence sobre dados de desempenho Acadêmico: Um estudo de caso Aplicando Técnicas de Business Intelligence sobre dados de desempenho Acadêmico: Um estudo de caso Ana Magela Rodriguez Almeida 1, Sandro da Silva Camargo 1 1 Curso Engenharia de Computação Universidade

Leia mais

Data Warehouses Uma Introdução

Data Warehouses Uma Introdução Data Warehouses Uma Introdução Alex dos Santos Vieira, Renaldy Pereira Sousa, Ronaldo Ribeiro Goldschmidt 1. Motivação e Conceitos Básicos Com o advento da globalização, a competitividade entre as empresas

Leia mais

AGILE ROLAP - UMA METODOLOGIA ÁGIL PARA IMPLEMENTAÇÃO DE AMBIENTES DE NEGÓCIOS BASEADO EM SERVIDORES OLAP.

AGILE ROLAP - UMA METODOLOGIA ÁGIL PARA IMPLEMENTAÇÃO DE AMBIENTES DE NEGÓCIOS BASEADO EM SERVIDORES OLAP. AGILE ROLAP - UMA METODOLOGIA ÁGIL PARA IMPLEMENTAÇÃO DE AMBIENTES DE NEGÓCIOS BASEADO EM SERVIDORES OLAP. Luan de Souza Melo (Fundação Araucária), André Luís Andrade Menolli (Orientador), Ricardo G. Coelho

Leia mais

Tabela de Procedimentos, OPM e Medicamento do SUS e apresentação. Leandro Manassi Panitz Consultor Técnico MS - Referência Técnica SIA/SUS

Tabela de Procedimentos, OPM e Medicamento do SUS e apresentação. Leandro Manassi Panitz Consultor Técnico MS - Referência Técnica SIA/SUS Secretaria de Atenção à Saúde Departamento de Regulação, Avaliação e Controle de Sistemas Coordenação Geral de Sistema de Informação Tabela de Procedimentos, OPM e Medicamento do SUS e apresentação SIA/SUS

Leia mais

Construção de um sistema de monitoramento da epidemia de aids: Desafios e Lições Aprendidas

Construção de um sistema de monitoramento da epidemia de aids: Desafios e Lições Aprendidas Construção de um sistema de monitoramento da epidemia de aids: Desafios e Lições Aprendidas XVIII Congresso Mundial de Epidemiologia Porto Alegre, 21-24 de outubro 2008 Célia Landmann Szwarcwald celials@cict.fiocruz.br

Leia mais

OBJETIVO REDUZIR A MORTALIDADE

OBJETIVO REDUZIR A MORTALIDADE pg44-45.qxd 9/9/04 15:40 Page 44 44 OBJETIVOS DE DESENVOLVIMENTO DO MILÊNIO BRASIL OBJETIVO REDUZIR A MORTALIDADE NA INFÂNCIA pg44-45.qxd 9/9/04 15:40 Page 45 45 4 " META 5 REDUZIR EM DOIS TERÇOS, ENTRE

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA DE ESTADO DE ADMINISTRAÇÃO PENITENCIÁRIA PROGRAMA DE DST/ HIV /AIDS / HEPATITES

GOVERNO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA DE ESTADO DE ADMINISTRAÇÃO PENITENCIÁRIA PROGRAMA DE DST/ HIV /AIDS / HEPATITES GOVERNO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA DE ESTADO DE ADMINISTRAÇÃO PENITENCIÁRIA PROGRAMA DE DST/ HIV /AIDS / HEPATITES SECRETARIA DE ESTADO DE SAÚDE E DEFESA CIVIL GERÊNCIA ESTADUAL DE DST/AIDS,

Leia mais

Data Warehousing Visão Geral do Processo

Data Warehousing Visão Geral do Processo Data Warehousing Visão Geral do Processo Organizações continuamente coletam dados, informações e conhecimento em níveis cada vez maiores,, e os armazenam em sistemas informatizados O número de usuários

Leia mais

Arquitetura de Disseminação de Informações baseada em Datawarehouse 05/04/2006

Arquitetura de Disseminação de Informações baseada em Datawarehouse 05/04/2006 Arquitetura de Disseminação de Informações baseada em Datawarehouse 05/04/2006 Agenda A Informal Perspectiva Histórica Modelos de Arquitetura Benefícios para Gestão Caso de Referência Agenda A Informal

Leia mais

Pactos pela Vida, em Defesa do SUS e de Gestão

Pactos pela Vida, em Defesa do SUS e de Gestão MINISTÉRIO DA SAÚDE Secretaria-Executiva Coordenação de Apoio à Gestão Descentralizada Diretrizes Operacionais para os Pactos pela Vida, em Defesa do SUS e de Gestão Série A. Normas e Manuais Técnicos

Leia mais

Business Intelligence para Computação TítuloForense. Tiago Schettini Batista

Business Intelligence para Computação TítuloForense. Tiago Schettini Batista Business Intelligence para Computação TítuloForense Tiago Schettini Batista Agenda Empresa; Crescimento de Dados; Business Intelligence; Exemplos (CGU, B2T) A empresa Empresa fundada em 2003 especializada

Leia mais

Edgar Luiz de Lima Júnior 1 Fabrício Pires Vasconcellos 2 Rodrigo Vitorino Moravia 3

Edgar Luiz de Lima Júnior 1 Fabrício Pires Vasconcellos 2 Rodrigo Vitorino Moravia 3 Implantação de um Data Warehouse para Acompanhamento de Desempenho dos Cursos em uma Instituição de Ensino Superior Deploying a Data Warehouse for Performance Monitoring Course in an Institution of Higher

Leia mais

A aplicação do Business Intelligence no segmento de Saúde Pública Ambulatorial

A aplicação do Business Intelligence no segmento de Saúde Pública Ambulatorial A aplicação do Business Intelligence no segmento de Saúde Pública Ambulatorial Gilberto Capatina Valente 1, Newton Naoki Ahagon 1 1 Atech Tecnologias Críticas, São Paulo, SP Resumo Este artigo descreve

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DE PERNAMBUCO PRÓ-REITORIA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO

UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DE PERNAMBUCO PRÓ-REITORIA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DE PERNAMBUCO PRÓ-REITORIA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO Rua Dom Manoel de Medeiros, s/n Dois Irmãos 52171-900 Recife-PE Fone: 0xx-81-332060-40 proreitor@preg.ufrpe.br PLANO DE ENSINO

Leia mais

Kimball University: As 10 Regras Essenciais para a Modelagem de Dados Dimensional

Kimball University: As 10 Regras Essenciais para a Modelagem de Dados Dimensional Kimball University: As 10 Regras Essenciais para a Modelagem de Dados Dimensional Margy Ross Presidente Kimball Group Maio de 2009, Intelligent Enterprise.com Tradução livre para a língua portuguesa por

Leia mais

GUIA PARA ELABORAÇÃO DO PLANO MUNICIPAL DE SAÚDE

GUIA PARA ELABORAÇÃO DO PLANO MUNICIPAL DE SAÚDE SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE DE SANTA CATARINA GERÊNCIA DE PLANEJAMENTO DO SUS GUIA PARA ELABORAÇÃO DO PLANO MUNICIPAL DE SAÚDE Baseado no Livro 2 dos Cadernos de Planejamento do PLANEJASUS Elaborado

Leia mais

SISTEMA DE INFORMAÇÃO EM SAÚDE

SISTEMA DE INFORMAÇÃO EM SAÚDE 1 SISTEMA DE INFORMAÇÃO EM SAÚDE Conceito: Como em qualquer outra atividade, no setor saúde a informação deve ser entendida como um redutor de incertezas, um instrumento para detectar focos prioritários,

Leia mais

Seminário estratégico de enfrentamento da. Janeiro PACTUAÇÃO COM GESTORES MUNICIPAIS. Maio, 2013

Seminário estratégico de enfrentamento da. Janeiro PACTUAÇÃO COM GESTORES MUNICIPAIS. Maio, 2013 Seminário estratégico de enfrentamento da Tuberculose e Aids no Estado do Rio de Janeiro PACTUAÇÃO COM GESTORES MUNICIPAIS Maio, 2013 1.Detecção de casos e tratamento da tuberculose 1.1. Descentralizar

Leia mais

VI CONGRESSO DE HIPERTENSÃO DA. HiperDia, desafios futuros e o que esperar?

VI CONGRESSO DE HIPERTENSÃO DA. HiperDia, desafios futuros e o que esperar? VI CONGRESSO DE HIPERTENSÃO DA SBC/DHA HiperDia, desafios futuros e o que esperar? MINISTÉRIO DA SAÚDE Secretaria de Atenção a Saúde - SAS Departamento de Atenção Básica - DAB Coordenação Nacional de Hipertensão

Leia mais

Projeto Redução da Mortalidade Infantil e Materna em Minas Gerais Outubro 2013. Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais

Projeto Redução da Mortalidade Infantil e Materna em Minas Gerais Outubro 2013. Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais Projeto Redução da Mortalidade Infantil e Materna em Minas Gerais Outubro 2013 Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais Mortalidade Minas Gerais Janeiro a Outubro 2013 1 Óbitos fetais 2076 Óbitos

Leia mais

ERRATA. Na página 11, continuação do Quadro Esquemático das Normas Operacionais do Sus

ERRATA. Na página 11, continuação do Quadro Esquemático das Normas Operacionais do Sus ERRATA Secretaria de Saúde do DF AUXILIAR EM saúde - Patologia Clínica Sistema Único de Sáude - SUS Autora: Dayse Amarílio D. Diniz Na página 11, continuação do Quadro Esquemático das Normas Operacionais

Leia mais

Sumário. Sistemas de informação

Sumário. Sistemas de informação Joel Levi Ferreira Franco Sumário História da Informação 2 Informação na Saúde 3 Programas mais utilizados nas Equipes de Saúde da Família...5 Considerações finais... 20 Referências... 21 Bibliografia

Leia mais

Uma estrutura (framework) para o Business Intelligence (BI)

Uma estrutura (framework) para o Business Intelligence (BI) Uma estrutura conceitural para suporteà decisão que combina arquitetura, bancos de dados (ou data warehouse), ferramentas analíticas e aplicações Principais objetivos: Permitir o acesso interativo aos

Leia mais

SISTEMAS INTERFACEADOS COM O SISREG

SISTEMAS INTERFACEADOS COM O SISREG SISTEMAS INTERFACEADOS COM O SISREG CADSUS WEB CNES SIGTAP SIA - BPA Médico Regulador Unidade Solicitante Central de Regulação Unidade Executante Secretarias Municipais de Saúde ou similares Estabelecimentos

Leia mais