MÉDICO DE FAMÍLIA: Aumenta ou diminui o custo para as Operadoras de Planos de Saúde?

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "MÉDICO DE FAMÍLIA: Aumenta ou diminui o custo para as Operadoras de Planos de Saúde?"

Transcrição

1 MÉDICO DE FAMÍLIA: Aumenta ou diminui o custo para as Operadoras de Planos de Saúde?

2 UNIMED SALTO/ITU Área de Atuação: Salto e Itu Número de Beneficiários: Número de Cooperados: 204 Número de Colaboradores: 539 Faturamento Anual: R$ ,39 Convênio Empresa Adesão Particular % Beneficiários 73,92% 6,12% 19,96%

3 IDSS - ÍNDICE DE DESENVOLVIMENTO UNIMED SALTO/ITU COOPERATIVA MÉDICA 0,8025 0,7447 0,7046 0,

4 RECURSOS PRÓPRIOS 1 Hospital com 55 leitos (Salto) 2 Pronto Atendimentos (Salto e Itu) 2 Unilab s (Salto e Itu) 2 CDU s (Salto e Itu)

5 Situação das Operadoras de Saúde

6 CONCENTRAÇÃO DAS OPERADORAS

7 MARGEM DAS OPERADORAS

8 MARGEM LÍQUIDA - UNIMED SALTO/ITU 2,4% 1,7% 1,7% ,7%

9 SINISTRO DAS OPERADORAS

10 SINISTRALIDADE - UNIMED SALTO/ITU 87% 85,5% 83% 84%

11 RECEITA X DESPESA - UNIMED SALTO/ITU 19% 20% 17% 19% 13% 15% 2013/ / /2016 Crescimento da Receita (%) Crescimento da Sinistralidade (%) A sinistralidade cresce mais do que a Receita.

12 INFLAÇÃO MÉDICA X REAJUSTE DE PLANOS

13 Perspectivas Futuras

14 FEE FOR SERVICE O sistema atual Fee For Service tem proporcionado: Aumento dos custos Sistema fragmentado Inexistência de Coordenação do Cuidado Paciente com percurso assistencial livre

15 AUMENTO DA POPULAÇÃO IDOSA ,46% ,44% Fonte: IBGE

16 CAUSAS DE MORTE

17 Sustentabilidade da Operadora

18 ESTRATÉGIA DE NEGÓCIO Liderança de custo através de: Verticalização Acreditação da Operadora Acreditação dos Recursos Próprios Mudança do Modelo Assistencial

19 AÇÕES EM ANDAMENTO Verticalização Adequada: Novo Hospital Unimed 100 leitos e maior complexidade, previstos para Mudança do Modelo Assistencial: Atenção Primária a Saúde No Sistema Unimed, chamada de Atenção Integral a Saúde ou A.I.S. Iniciou como Programa em Setembro de 2015 na cidade de Itu. Iniciou como Produto em Novembro de 2016 na cidade de Salto e Itu.

20 ATENÇÃO INTEGRAL A SAÚDE Principais atributos: Acesso Longitudinalidade Integralidade Coordenação do Cuidado

21 ATENÇÃO INTEGRAL A SAÚDE Medicina centrada no Paciente só é possível com a especialidade de Medicina da Família: Coordenação do Cuidado Registro Clínico orientado por problemas Trabalho em Equipe Necessidade de formação de equipes: Médico de Família Enfermeiro de Família Equipe multiprofissional de apoio

22 Estrutura da AIS na Unimed Salto/Itu

23 UNIDADE EM SALTO Capacidade (em vidas) Médicos da Família 4 Médicos Pediatras 2 Enfermeiras da Família 2 Técnicas de Enfermagem 3 Recepcionistas 3 Farmacêutico 1 Psicólogos 2 Nutricionistas 2 Fisioterapeutas horas de médico da família disponível por semana. 30 horas de médico pediatra disponível por semana. Funcionamento das 8h as 18h, de segunda a sexta, com horários estendidos até as 19h duas vezes por semana e um sábado pela manhã no mês.

24 UNIDADE EM ITU Capacidade (em vidas) Médicos da Família 2 Médico Pediatra 1 Enfermeira da Família 1 Técnica de Enfermagem 1 Recepcionistas 2 Psicólogo 1 Nutricionista 1 Fisioterapeuta 1 40 horas de médico da família disponível por semana. 10 horas de médico pediatra disponível por semana. Funcionamento das 8h as 18h, de segunda a sexta.

25 Formas de Remuneração do Médico na AIS

26 REMUNAÇÃO ATUAL - SOMENTE SALÁRIO Pontos Positivos Administrativamente simples Não estimula o comportamento de aumento de custo Pontos Negativos Não há incentivo para conter custo, atrair pacientes ou ser sensível às suas necessidades, em especial o acesso (consultas burocráticas) Incentiva o médico a diminuir seu esforço pessoal e a reduzir número de consultas

27 REMUNERAÇÃO FUTURA Realizar remuneração mista, incluindo: Capitação Pagamento por indicadores de qualidade

28 CAPITAÇÃO Pontos Positivos Estimula o atendimento não presencial Estimula cuidado longitudinal e ações preventivas Pontos Negativos Minimiza esforços Maior referenciamento do que o desejado Risco de evitar pacientes idosos e doentes crônicos

29 INDICADORES DE QUALIDADE Pontos Positivos Estimula que todos os profissionais trabalhem em sinergia por uma meta comum a ser alcançada Pontos Negativos Meta é o fim (não há incentivo para ir além) Risco de focar apenas nas metas, abandonando pacientes que não ajudem a atingi-las

30 Indicadores AIS

31 NÚMERO DE BENEFICIÁRIOS EXPOSTOS AIS* MÉDIA DEZ/16 JAN/17 FEV/17 MAR/17 ABR/17 *Pacientes residentes ou não em Salto/ Itu, sem repasse para outras Unimeds, somente dos contratos AIS.

32 FREQUENTAÇÃO CONSULTA MÉDICA AIS MÉDIA 2,60 2,56 2,45 2,33 3,01 2,66 DEZ/16 JAN/17 FEV/17 MAR/17 ABR/17

33 FREQUENTAÇÃO CONSULTA DE ENFERMAGEM AIS MÉDIA 0,15 0,21 0,20 0,13 0,10 0,13 DEZ/16 JAN/17 FEV/17 MAR/17 ABR/17

34 PORCENTAGEM DE FALTOSOS MÉDIA 11,01 META <= 5,0 11,27 9,97 10,15 12,80 10,87 DEZ/16 JAN/17 FEV/17 MAR/17 ABR/17

35 TAXA DE REFERENCIAMENTO* MÉDIA 33,70 META <= 25 31,60 35,80 MAR/17 ABR/17

36 PERCENTUAL DE MULHERES ELEGIVEIS QUE REALIZARAM MAMOGRAFIA* MÉDIA 55,16 META >= 60 56,50 56,80 54,20 53,90 54,40 DEZ/16 JAN/17 FEV/17 MAR/17 ABR/17 * N Mulheres entre 50 e 69 anos que realizaram pelo menos uma mamografia nos últimos 24 meses.

37 PERCENTUAL DE BENEFICIARIOS ELEGIVEIS QUE REALIZARAM RASTREIO DE CÂNCER DE CÓLON* MÉDIA 19,44 META >= 60 19,60 19,80 19,50 19,10 19,20 DEZ/16 JAN/17 FEV/17 MAR/17 ABR/17 * N Beneficiários acima de 50 anos que realizaram pelo menos um exame de sangue oculto nos últimos 12 meses.

38 PERCENTUAL DE CITOPATOLOGIA ONCÓTICA CÉRVICO VAGINAL* MÉDIA 41,32 META >= 80 41,60 41,40 41,10 41,20 41,30 DEZ/16 JAN/17 FEV/17 MAR/17 ABR/17 * N mulheres entre 25 e 59 anos que realizaram pelo menos um exame Citopatologia Oncótica Cérvico Vaginal nos últimos 36 meses.

39 PERCENTUAL DE BENEFICIÁRIOS DIABÉTICOS COM HB1ac >= 9* MÉDIA 1,20 1,50 1,80 1,80 0,30 0,60 DEZ/16 JAN/17 FEV/17 MAR/17 ABR/17 * Percentual dos pacientes que realizaram o exame no período.

40 CUSTO PERCAPTA ATENDIMENTOS EM PRONTO SOCORRO MÉDIA 13,16 13,72 14,20 12,45 12,83 12,62 DEZ/16 JAN/17 FEV/17 MAR/17 ABR/17

41 CUSTO PERCAPTA CONSULTA EM CONSULTÓRIO MÉDIA 8,72 12,17 10,89 6,78 5,80 7,95 DEZ/16 JAN/17 FEV/17 MAR/17 ABR/17

42 CUSTO PERCAPTA INTERNAÇÕES CONDIÇÕES SENSÍVEIS A AIS MÉDIA 1,16 3,25* 0,84 1,19 0,26 0,28 DEZ/16 JAN/17 FEV/17 MAR/17 ABR/17 * Paciente que internou no período 04/17 com CID I64 (Doenças Cerebrovasculares), no valor de R$ ,90.

43 CUSTO PERCAPTA EXAMES MÉDIA 16,49 18,87 19,71 15,27 13,21 15,37 DEZ/16 JAN/17 FEV/17 MAR/17 ABR/17

44 MÉDIA 4,05 CUSTO PERCAPTA ATENDIMENTO AMBULATORIAL INTRA HOSPITALAR 8,75 3,89 2,68 1,86 3,06 DEZ/16 JAN/17 FEV/17 MAR/17 ABR/17

45 MÉDIA 6,64 CUSTO PERCAPTA ATENDIMENTO AMBULATORIAL EXTRA HOSPITALAR 10,36 9,43 6,25 3,73 3,45 DEZ/16 JAN/17 FEV/17 MAR/17 ABR/17

46 CUSTO PERCAPTA COM CUIDADOS DOMICILIARES MÉDIA 10,27 25,94* 10,96 11,82 0,14 2,49 DEZ/16 JAN/17 FEV/17 MAR/17 ABR/17

47 CUSTO PERCAPTA INTERNAÇÕES GERAL MÉDIA 30,58 26,23 23,57 32,02 38,47 32,61 DEZ/16 JAN/17 FEV/17 MAR/17 ABR/17

48 CUSTO PERCAPTA ESTRUTURA A.I.S. MÉDIA 22,61 27,54 22,74 22,05 23,14 17,58 DEZ/16 JAN/17 FEV/17 MAR/17 ABR/17

49 CUSTO PERCAPTA TOTAL MÉDIA 102,25 117,06 105,66 117,44 85,93 85,16 DEZ/16 JAN/17 FEV/17 MAR/17 ABR/17

50 FATURAMENTO PERCAPTA TOTAL MÉDIA 140,87 140,89 140,60 140,28 140,91 141,67 DEZ/16 JAN/17 FEV/17 MAR/17 ABR/17

51 PERCENTUAL DE SINISTRALIDADE MÉDIA 72,58 META <= 75 60,99 60,57 83,45 74,98 82,90 DEZ/16 JAN/17 FEV/17 MAR/17 ABR/17

52 ACESSOS AO PRONTO ATENDIMENTO - EUCATEX REDUÇÃO 14% ATENDIMENTOS MEDIANA Plano Nacional Plano AIS

53 NÚMERO DE EXAMES ELETIVOS - EUCATEX REDUÇÃO 6% QTDE MEDIANA Plano Nacional Plano AIS

54 RECEITA X CUSTO PERCAPTA - EUCATEX 88% 95% 87%

55 Dificuldades na mudança para o novo modelo

56 DIFICULDADES NA MUDANÇA DE MODELO Insuficiência de Médicos de Família no Brasil Especialistas se opondo ao modelo por sensação de perde financeira Beneficiários resistentes por apego ao modelo liberal

57 OBRIGADO Dr. Arnaldo Passafini Neto

Proposta de Indicadores Globais

Proposta de Indicadores Globais Proposta de es Globais Panorama da Cooperativa 2014 Meta 2014 Carteira de clientes 1.273.648 1.255.000 Índice de utilização (projetado) 85% Distribuição do custo assistencial 36% 17% 15% 13% 13% 7% HONORÁRIOS

Leia mais

Boa leitura. Conselho de Administração

Boa leitura. Conselho de Administração 1 A prestação de contas da Unimed Salto/Itu é representada neste material independente de qualquer que seja o resultado. A gestão consciente e transparente preza pela verdade para que o crescimento aconteça

Leia mais

ENCONTRO NACIONAL UNIMED DE VENDAS

ENCONTRO NACIONAL UNIMED DE VENDAS Atenção Primária à Saúde A experiência da Unimed-BH Triple Aim Como está nosso modelo tradicional de plano de saúde nestes 3 quesitos? Custos do cuidado http://www.iess.org.br/?p=publicacoes&id_tipo=13

Leia mais

Estruturação dos Serviços de Medicina Preventiva de acordo com diretrizes da ANS

Estruturação dos Serviços de Medicina Preventiva de acordo com diretrizes da ANS Estruturação dos Serviços de Medicina Preventiva de acordo com diretrizes da ANS A região da Serra Gaúcha está localizada no nordeste do estado do Rio Grande do Sul, região sul do Brasil. Área de abrangência

Leia mais

QUALIFICAÇÃO DA REDE HOSPITALAR UNIMED VITÓRIA

QUALIFICAÇÃO DA REDE HOSPITALAR UNIMED VITÓRIA QUALIFICAÇÃO DA REDE HOSPITALAR UNIMED VITÓRIA 18 de Novembro de 2016 UNIMED VITÓRIA / ES 328.000 CLIENTES, SENDO DESTES, 32.000 EM ATENÇÃO PRIMÁRIA; 2.360 MÉDICOS COOPERADOS; 260 PRESTADORES DE SERVIÇO;

Leia mais

+ de Clientes Médicos Cooperados 260 Prestadores de Serviços 31 Unidades Estrutura e Serviços

+ de Clientes Médicos Cooperados 260 Prestadores de Serviços 31 Unidades Estrutura e Serviços A UNIMED VITÓRIA + de 338.000 Clientes 2.360 Médicos Cooperados 260 Prestadores de Serviços 31 Unidades Estrutura e Serviços A UNIMED VITÓRIA 01 Hospital Unimed (HU) 01 Hospital-Dia e Maternidade Unimed

Leia mais

SOBRE A COOPERATIVA UNIMED LIMEIRA

SOBRE A COOPERATIVA UNIMED LIMEIRA APRESENTAÇÃO COMERCIAL O NEGÓCIO SISTEMA UNIMED SOBRE A COOPERATIVA UNIMED LIMEIRA Qualidade comprovada Top of Mind (Plano mais lembrado pela sociedade), Certificação ONA Nível 3 (Acreditação de Excelência

Leia mais

PROGRAMA DE ATENÇÃO A PACIENTES CRÔNICOS UNIMED NATAL. Ass. Social ROSSANA CHACON Gerência de Prevenção e Saúde

PROGRAMA DE ATENÇÃO A PACIENTES CRÔNICOS UNIMED NATAL. Ass. Social ROSSANA CHACON Gerência de Prevenção e Saúde PROGRAMA DE ATENÇÃO A PACIENTES CRÔNICOS UNIMED NATAL Ass. Social ROSSANA CHACON Gerência de Prevenção e Saúde rossanachacon@unimednatal.com.br Programa de Atenção a Pacientes Crônicos Elaborado pela Gerência

Leia mais

CURSO PÓS-GRADUAÇÃO GESTÃO DE SAÚDE UNIMED

CURSO PÓS-GRADUAÇÃO GESTÃO DE SAÚDE UNIMED CURSO PÓS-GRADUAÇÃO GESTÃO DE SAÚDE UNIMED PROPOSTA DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS FGV CORPORATIVO 12.227/14_v3 QUADRO DE DISCIPLINAS Disciplinas (**) Carga Horária (*) 1. Cooperativismo e Administração de Serviços

Leia mais

Dra Eliane Guimarães Área de Gestão de Saúde PROGRAMA PARA VIVER MELHOR

Dra Eliane Guimarães Área de Gestão de Saúde PROGRAMA PARA VIVER MELHOR Dra Eliane Guimarães Área de Gestão de Saúde PROGRAMA PARA VIVER MELHOR Área de Gestão de Saúde Estrutura Organizacional Área de Gestão de Saúde Núcleo Técnico Administrativo Unidade Saúde Corporativa

Leia mais

Visão da ANS e o Sistema Unimed: perspectivas para o futuro

Visão da ANS e o Sistema Unimed: perspectivas para o futuro V Fórum Nacional de Cooperativismo Médico Visão da ANS e o Sistema Unimed: perspectivas para o futuro Brasília,26 junho de 2012 Agência Nacional de Saúde Suplementar Agência reguladora do Governo Federal,

Leia mais

CMB - X Congresso Nacional das Operadoras e Hospitais em Saúde Suplementar Painel: Melhorando a Gestão em Operadoras e Hospitais - Operadoras

CMB - X Congresso Nacional das Operadoras e Hospitais em Saúde Suplementar Painel: Melhorando a Gestão em Operadoras e Hospitais - Operadoras CMB - X Congresso Nacional das Operadoras e Hospitais em Saúde Suplementar Painel: Melhorando a Gestão em Operadoras e Hospitais - Operadoras 22/07/2015 4º no Ranking nacional Medicina de Grupo 1º Empresa

Leia mais

TRANSFORMAR PARA AVANÇAR

TRANSFORMAR PARA AVANÇAR TRANSFORMAR PARA AVANÇAR Tema: MUDANÇA PARA O MODELO DE ATENÇÃO INTEGRAL À SAÚDE Dra. Corina Maria Nina Viana Batista Temas Debatidos MUDANÇA PARA O MODELO DE ATENÇÃO INTEGRAL À SAÚDE Difusão para adoção

Leia mais

Garantia de Qualidade e Continuidade da Assistência no Atendimento Domiciliar

Garantia de Qualidade e Continuidade da Assistência no Atendimento Domiciliar Garantia de Qualidade e Continuidade da Assistência no Atendimento Domiciliar ANA ADALGISA DE OLIVEIRA BORGES GESTORA DE ATENÇÃO DOMICILIAR - SERVIÇOS PRÓPRIOS UNIMEB-BH Introdução Definição Conceito de

Leia mais

Hospital Summit Terceirização de Serviços Médicos

Hospital Summit Terceirização de Serviços Médicos 15/03/2017 Hospital Summit Terceirização de Serviços Médicos Modelo Adotado Grupo São Lucas Ribeirania Ribeirão Preto Dr Pedro Antonio Palocci o Médico Pediatra formado pela XXIIIª Turma da FMRP-USP 1979

Leia mais

15º Comitê Nacional de Integração Brasília, 17 de maio de Desafios para o investimento hospitalar no Sistema Unimed

15º Comitê Nacional de Integração Brasília, 17 de maio de Desafios para o investimento hospitalar no Sistema Unimed 15º Comitê Nacional de Integração Brasília, 17 de maio de 2013 Desafios para o investimento hospitalar no Sistema Unimed Evolução da nossa visão de negócio Cooperativa de trabalho médico Operadora de planos

Leia mais

CENTRO DE PROCEDIMENTO E APOIO

CENTRO DE PROCEDIMENTO E APOIO CENTRO DE PROCEDIMENTO E APOIO Zona Norte Zona Leste Av. Água Fria, 135- Santana Av. Celso Garcia, 4974 -Tatuapé Para atender as necessidades de mercado e se tornar ainda mais competitiva, a Unimed adotou

Leia mais

Atenção Básica: organização do trabalho na perspectiva da longitudinalidade e da coordenação do cuidado

Atenção Básica: organização do trabalho na perspectiva da longitudinalidade e da coordenação do cuidado Atenção Básica: organização do trabalho na perspectiva da longitudinalidade e da coordenação do cuidado XXX Congresso de Secretários Municipais de Saúde do Estado de São Paulo 13/abril/2016 O SUS e a Atenção

Leia mais

Gestão de Pessoas em Atenção Domiciliar

Gestão de Pessoas em Atenção Domiciliar Gestão de Pessoas em Atenção Domiciliar Terceirização de Mão de Obra: Modelos de Contratação Frente as Exigências de Mercado Rosana Margarete de Freitas Vieira Diretora Executiva da Med Lar Internações

Leia mais

Gestão de Custos Assistenciais. Dr. Orestes Barrozo M. Pullin Diretor-Presidente da Unimed Paraná

Gestão de Custos Assistenciais. Dr. Orestes Barrozo M. Pullin Diretor-Presidente da Unimed Paraná Gestão de Custos Assistenciais Dr. Orestes Barrozo M. Pullin Diretor-Presidente da Unimed Paraná 2 Gestão de Custos Assistenciais Atenção à Saúde Interação entre as áreas de Contratos e da Atenção à Saúde

Leia mais

SERVIÇO SOCIAL E A MEDICINA PREVENTIVA

SERVIÇO SOCIAL E A MEDICINA PREVENTIVA SERVIÇO SOCIAL E A MEDICINA PREVENTIVA NOSSA CASA A importância do Trabalho em Equipe Multidisciplinar Assistente Social Enfermeira Técnicos de enfermagem Fisioterapeuta Nutricionista Médico Psicólogo

Leia mais

Of. N 128/2017 APUFPR-SSIND Curitiba, 2 de junho de 2017

Of. N 128/2017 APUFPR-SSIND Curitiba, 2 de junho de 2017 Of. N 128/2017 APUFPR-SSIND Curitiba, 2 de junho de 2017 Assunto: Esclarecimentos sobre Reajuste 2017 Plano de Saúde Corporativo Unimed Curitiba para a APUFPR-SSind Prezado(a) associado(a), Em nome da

Leia mais

Módulo: Experiência das Autogestões no Gerenciamento de Assistência à Saúde, Painel da Promoção da Saúde à Verticalização do Atendimento.

Módulo: Experiência das Autogestões no Gerenciamento de Assistência à Saúde, Painel da Promoção da Saúde à Verticalização do Atendimento. Módulo: Experiência das Autogestões no Gerenciamento de Assistência à Saúde, Painel da Promoção da Saúde à Verticalização do Atendimento. Ricardo Ayache Diretor de Comunicação da Unidas Presidente da Caixa

Leia mais

Boas Práticas de RH UnimedBH. Data: 3 de maio Local: OCEMG Júnia Marçal Rodrigues

Boas Práticas de RH UnimedBH. Data: 3 de maio Local: OCEMG Júnia Marçal Rodrigues Boas Práticas de RH UnimedBH Data: 3 de maio Local: OCEMG Júnia Marçal Rodrigues Unimed-BH em números 5.684 médicos cooperados Atuação 34 municípios na região metropolitana de BH 4.003 colaboradores diretos

Leia mais

PROPOSTA COMERCIAL (VALIDADE: 29/04/2012)

PROPOSTA COMERCIAL (VALIDADE: 29/04/2012) PROPOSTA COMERCIAL (VALIDADE: 29/04/2012) Florianópolis, 29 de Março de 2012 SINASEFE Sobre a Unimed A Unimed é a maior experiência cooperativista na área da saúde em todo o mundo e também a maior rede

Leia mais

IMPLEMENTAÇÃO OPERACIONAL DO HOSPITAL METROPOLITANO - UNIMED VALE DO AÇO

IMPLEMENTAÇÃO OPERACIONAL DO HOSPITAL METROPOLITANO - UNIMED VALE DO AÇO IMPLEMENTAÇÃO OPERACIONAL DO HOSPITAL METROPOLITANO - UNIMED VALE DO AÇO HISTÓRIA DA UNIMED VALE DO AÇO Fundação da Unimed Vale do Aço Aquisição do 2 Hospital (Nossa Senhora do Carmo) Início da Construção

Leia mais

Unimed 2ª Opinião ACREDITE: ESTÁ SURGINDO UMA NOVA UNIMED!

Unimed 2ª Opinião ACREDITE: ESTÁ SURGINDO UMA NOVA UNIMED! ACREDITE: ESTÁ SURGINDO UMA NOVA UNIMED! CONCEITO O Inova Unimed é um movimento de renovação que visa a modernização estrutural, operacional e administrativa da Unimed Vale do Aço. OBJETIVOS SATISFAZER

Leia mais

Farias Pereira de Sousa Brasilia, 25 de Novembro de 2011. O Corretor no Cenário da Saúde Suplementar

Farias Pereira de Sousa Brasilia, 25 de Novembro de 2011. O Corretor no Cenário da Saúde Suplementar Farias Pereira de Sousa Brasilia, 25 de Novembro de 2011 O Corretor no Cenário da Saúde Suplementar A Saúde Privada no Brasil A Lei 9.656/98 Corrigiu distorções, introduziu regras e obrigações importantes

Leia mais

PROCESSO DE RECRUTAMENTO, SELEÇÃO, CAPACITAÇÃO E RETENÇÃO DE TALENTOS

PROCESSO DE RECRUTAMENTO, SELEÇÃO, CAPACITAÇÃO E RETENÇÃO DE TALENTOS PROCESSO DE RECRUTAMENTO, SELEÇÃO, CAPACITAÇÃO E RETENÇÃO DE TALENTOS UNIMED VITÓRIA DISTRIBUIÇÃO GEOGRÁFICA Presente em 9 municípios capixabas... - Fonte: Intramed Unimed Vitória - Unimed Vitória / Mar/2015

Leia mais

Agenda Regulatória. Secretário Executivo da ANS. São Paulo, 05 de novembro de Debates GVSaúde João Luis Barroca

Agenda Regulatória. Secretário Executivo da ANS. São Paulo, 05 de novembro de Debates GVSaúde João Luis Barroca Agenda Regulatória ANS Debates GVSaúde João Luis Barroca Secretário Executivo da ANS São Paulo, 05 de novembro de 2012 Evolução do Processo de Regulação Até 1997 1997 1998 1999 2000 Debates no Congresso

Leia mais

Recursos Próprios 2013

Recursos Próprios 2013 Recursos Próprios 2013 " Serviços Próprios de Atendimento Pré-Hospitalar (SOS) e Assistência Domiciliar ( Home- Care): reconhecendo a importância destas modalidades assistenciais para o cliente e para

Leia mais

ASSISTÊNCIA DOMICILIAR UNIMED VITÓRIA

ASSISTÊNCIA DOMICILIAR UNIMED VITÓRIA ASSISTÊNCIA DOMICILIAR UNIMED VITÓRIA ASSISTÊNCIA DOMICILIAR CIAS CENTRO INTEGRADO DE ATENÇÃO A SAÚDE UNIMED DIAGNÓSTICO SOS CONCEITO FORNECER SERVIÇOS, EQUIPAMENTOS, MATERIAIS E MEDICAMENTOS AO USUÁRIO

Leia mais

IBES - Instituto Brasileiro Para Excelência em Saúde. Sistema Brasileiro de Acreditação Organização Nacional de Acreditação

IBES - Instituto Brasileiro Para Excelência em Saúde. Sistema Brasileiro de Acreditação Organização Nacional de Acreditação IBES - Instituto Brasileiro Para Excelência em Saúde Sistema Brasileiro de Acreditação Organização Nacional de Acreditação ONA - Organização Nacional de Acreditação Organização jurídica não governamental

Leia mais

Exemplos Práticos de Eficiência em Instituições de Saúde: A Experiência do Hospital das Clínicas da UFMG

Exemplos Práticos de Eficiência em Instituições de Saúde: A Experiência do Hospital das Clínicas da UFMG Exemplos Práticos de Eficiência em Instituições de Saúde: A Experiência do Hospital das Clínicas da UFMG Quem somos: Hospital universitário público, geral, credenciado para atendimento a todas as especialidades

Leia mais

João Paulo dos Reis Neto

João Paulo dos Reis Neto ATENÇÃO PRIMÁRIA À SAÚDE E INTERNAÇÕES POTENCIALMENTE EVITÁVEIS João Paulo dos Reis Neto Diretor-Técnico UNIDAS Condições sensíveis à atenção primária (CSAP) Compreendem grupos de problemas de saúde cujas

Leia mais

Impacto da Acreditação da Joint Commission International na Gestão Hospitalar

Impacto da Acreditação da Joint Commission International na Gestão Hospitalar Seminários de Gestão Tendências e Inovações em Saúde Tendências em Saúde e Impactos na Gestão Hospitalar FEHOSUL Impacto da Acreditação da Joint Commission International na Gestão Hospitalar Helena Barreto

Leia mais

Programa Anti-tabagismo

Programa Anti-tabagismo São Paulo, 4 a 6 de março de 2009 Programa Anti-tabagismo Dra. Nathércia Abrão Diretora de Provimento de Saúde Unimed Juiz de Fora Membro da CTPPS Federação Minas Unimed Juiz de Fora em números Receita:180

Leia mais

PapeI da CNU na evolução do Intercâmbio e Rede Credenciada

PapeI da CNU na evolução do Intercâmbio e Rede Credenciada PapeI da CNU na evolução do Intercâmbio e Rede Credenciada São Paulo Agosto/2013 Papel da CNU no Sistema Unimed Relação Associativa Tem a finalidade de estabelecer parceria vantajosa e apoio mútuo, que

Leia mais

AVALIAÇÃO DA ESTRATÉGIA DE SAÚDE DA FAMÍLIA NA REDUÇÃO DE INTERNAÇÕES HOSPITALARES EM FLORIANÓPOLIS SANTA

AVALIAÇÃO DA ESTRATÉGIA DE SAÚDE DA FAMÍLIA NA REDUÇÃO DE INTERNAÇÕES HOSPITALARES EM FLORIANÓPOLIS SANTA ATENÇAO PRIMÁRIA ESTRATÉGIA DE SAÚDE DA FAMÍLIA AVALIAÇÃO DA ESTRATÉGIA DE SAÚDE DA FAMÍLIA NA REDUÇÃO DE INTERNAÇÕES HOSPITALARES EM FLORIANÓPOLIS SANTA CATARINA III Mostra Nacional de Produção em Saúde

Leia mais

Estratégias da Implantação para a Conquista da Certificação ONA no Hospital Municipal de Mogi das Cruzes

Estratégias da Implantação para a Conquista da Certificação ONA no Hospital Municipal de Mogi das Cruzes Estratégias da Implantação para a Conquista da Certificação ONA no Hospital Municipal de Mogi das Cruzes Nossa história Cenário Cenário Nossa história Setores Previsão segundo o Plano de Trabalho Quando

Leia mais

Coordenador Geral dos Programas de Residência Médica. Coordenadora da COREME. Coordenador do Programa de Pediatria

Coordenador Geral dos Programas de Residência Médica. Coordenadora da COREME. Coordenador do Programa de Pediatria PROGRAMA DE RESIDÊNCIA MÉDICA EM PEDIATRIA Coordenador Geral dos Programas de Residência Médica Dr. Arnaldo Prata Barbosa Coordenadora da COREME Dra. Vanessa Soares Lanziotti Coordenador do Programa de

Leia mais

COMISSÃO PARITÁRIA Redimensionamento da Rede Credenciada 14/11/2016

COMISSÃO PARITÁRIA Redimensionamento da Rede Credenciada 14/11/2016 COMISSÃO PARITÁRIA Redimensionamento da Rede Credenciada 14/11/2016 Conceito É o conjunto de profissionais e estabelecimentos de saúde, incluindo médicos, consultórios, laboratórios, clínicas e hospitais,

Leia mais

Auditoria Farmacêutica. Unimed Federação Minas

Auditoria Farmacêutica. Unimed Federação Minas Auditoria Farmacêutica Unimed Federação Minas Unimed Federação Minas REPRESENTATIVIDADE POLÍTICO-INSTITUCIONAL 3 Milhões de clientes 56% de participação de mercado 16.530 cooperados NÚMEROS 61 Cooperativas

Leia mais

SINDHOSP e Grupo Fleury. Diretoria de Desenvolvimento Setorial DIDES/ANS Abril de 2013

SINDHOSP e Grupo Fleury. Diretoria de Desenvolvimento Setorial DIDES/ANS Abril de 2013 SINDHOSP e Grupo Fleury Diretoria de Desenvolvimento Setorial DIDES/ANS Abril de 2013 (R$ bilhões) Receita de Contraprestações e Despesa Assistencial Operadoras Médico-Hospitalares (Brasil 2003-125,0 100,0

Leia mais

As regras para COMPULSÓRIO, SUBSÍDIO e DESCONTO DE COPARTICIPAÇÃO mudaram:

As regras para COMPULSÓRIO, SUBSÍDIO e DESCONTO DE COPARTICIPAÇÃO mudaram: Renovação e reajuste do plano de saúde A renovação do contrato coletivo do Plano de Saúde foi concluída pela área de Remuneração e Relações Trabalhistas. Após pesquisa de mercado e estudo das propostas

Leia mais

MELHORIA DO CUIDADO AOS PORTADORES DE DIABETES MELLITUS DA UNIMED GUARULHOS. Autores: Andrea K. F. Gushken Mônica B. L. de Pádua Paulo E. T. M.

MELHORIA DO CUIDADO AOS PORTADORES DE DIABETES MELLITUS DA UNIMED GUARULHOS. Autores: Andrea K. F. Gushken Mônica B. L. de Pádua Paulo E. T. M. MELHORIA DO CUIDADO AOS PORTADORES DE DIABETES MELLITUS DA UNIMED GUARULHOS Autores: Andrea K. F. Gushken Mônica B. L. de Pádua Paulo E. T. M. Borem MELHORIA DO CUIDADO AOS PORTADORES DE Prevalência de

Leia mais

RELATÓRIO DETALHADO DO QUADRIMESTRE ANTERIOR 1º E 2º QUADRIMESTRE

RELATÓRIO DETALHADO DO QUADRIMESTRE ANTERIOR 1º E 2º QUADRIMESTRE RELATÓRIO DETALHADO DO QUADRIMESTRE ANTERIOR 1º E 2º QUADRIMESTRE ANO 2013 Conforme previsto no art. 36 da Lei Complementar N.º 141/2012, o Relatório Detalhado do Quadrimestral Anterior contém informações

Leia mais

Hospital Sofia Feldman: compromisso com a VIDA. Florianópolis, novembro de 2013

Hospital Sofia Feldman: compromisso com a VIDA. Florianópolis, novembro de 2013 Hospital Sofia Feldman: compromisso com a VIDA. Florianópolis, novembro de 2013 Criado há 31 anos, é uma instituição filantrópica de direito privado, conveniado com o Sistema Único de Saúde, prestador

Leia mais

CONCURSO PÚBLICO PROVA OBJETIVA - GABARITO PRELIMINAR

CONCURSO PÚBLICO PROVA OBJETIVA - GABARITO PRELIMINAR 01. CARGO - ASSISTENTE SOCIAL B C C D B A A D A B B C B B A C C D B A 02. CARGO - ENFERMEIRO PLANTONISTA D NULA D A NULA B D D C A A B B D C A C A C A 03. CARGO - ENFERMEIRO - PSF B A B A D B D B D C B

Leia mais

Seminário Nacional Unimed de Medicina Preventiva

Seminário Nacional Unimed de Medicina Preventiva Seminário Nacional Unimed de Medicina Preventiva - 2009 Programa de Reabilitação Pulmonar Rosângela H. Araújo Santos Divisão Cooperados Total: 838 0,04% Gerência Executiva da Assistência e Promoção à Saúde

Leia mais

Experiência da Central de Regulação em Ubatuba

Experiência da Central de Regulação em Ubatuba Experiência da Central de Regulação em Ubatuba Departamento de Regulação Secretaria Municipal de Saúde de Ubatuba regulacaoubatuba@gmail.com Francine França Tel: (12) 3834-2307 Nossa Cidade Localizada

Leia mais

Superintendência de Gestão, Planejamento e Finanças Gerência de Contratos e Convênios ANEXO II METAS DE PRODUÇÃO

Superintendência de Gestão, Planejamento e Finanças Gerência de Contratos e Convênios ANEXO II METAS DE PRODUÇÃO ANEXO II METAS DE PRODUÇÃO 1. ATIVIDADES MÍNIMAS A REALIZAR 1.1. ASSISTÊNCIA HOSPITALAR Produção. 1.1.1. Realizar, no mínimo, 90% da meta estabelecida no Plano de Metas de 1.1.2. O indicador de aferição

Leia mais

Qualificação das Operadoras

Qualificação das Operadoras Qualificação das Operadoras Índice de Desempenho da Saúde Suplementar - IDSS QualiHosp Congresso Internacional de Qualidade em Serviços e Sistemas de Saúde São Paulo - SP Junho de 2013 Sumário 1 Introdução

Leia mais

Atendimento de Saúde Ocupacional e Acidente do Trabalho no Sistema Unimed

Atendimento de Saúde Ocupacional e Acidente do Trabalho no Sistema Unimed Atendimento de Saúde Ocupacional e Acidente do Trabalho no Sistema Unimed ESTUDO REALIZADO PELA ÁREA DE INFORMAÇÕES ESTRATÉGICAS DA UNIMED DO BRASIL: José Carlos de Barros Gerente Paulo José Especialista

Leia mais

Gestão da Qualidade Viabilidade Financeira

Gestão da Qualidade Viabilidade Financeira Gestão da Qualidade Viabilidade Financeira Case: Instituto de Nefrologia de Mogi das Cruzes e Instituto de Nefrologia de Suzano Silvana Kesrouani XI Encontro Paulista de Nefrologia 2007 Campos do Jordão

Leia mais

CNU operadora nacional do Sistema Unimed, suas filiais e a relação associativa

CNU operadora nacional do Sistema Unimed, suas filiais e a relação associativa CNU operadora nacional do Sistema Unimed, suas filiais e a relação associativa A Central Nacional Unimed comercializa planos de saúde para empresas com as seguintes características: Em 3 ou + estados,

Leia mais

Caros servidores com Convênio Unimed,

Caros servidores com Convênio Unimed, Caros servidores com Convênio Unimed, O reajuste anual do Convênio com a Unimed ocorre sempre no mês de julho de cada ano. Para os planos individuais a Agência Nacional de Saúde (ANS) define o reajuste.

Leia mais

processamento de amostras biológicas e a transferência da unidade administrativa central.

processamento de amostras biológicas e a transferência da unidade administrativa central. UNIMED LITORAL Com 23 anos existência a UNIMED Litoral, tem sua área de atuação em 13 municípios - Itajaí, Balneário Camboriú, I t a p e m a, P o r t o B e l o, B o m b i n h a s, C a m b o r i ú, Navegantes,

Leia mais

Boletim da Saúde Suplementar

Boletim da Saúde Suplementar Boletim da Saúde Suplementar Indicadores Assistenciais 2 a Edição - Agosto 2012 SUMÁRIO 4 5 9 13 15 19 21 26 Apresentação Fontes e usos da receita Consultas ou sessões - atendimento ambulatorial Internações

Leia mais

Relatório Mensal - janeiro a julho

Relatório Mensal - janeiro a julho ACOMPANHE NOSSA GESTÃO 2016 Relatório Mensal - janeiro a julho ANS nº 30731-9 BALANÇO DOS PRIMEIROS SETE MESES A partir desse mês, a Cabergs Saúde apresentará, periodicamente, os seus principais números.

Leia mais

Processo de Certificação. Grupo PMQ

Processo de Certificação. Grupo PMQ Processo de Certificação da Operadora RN 277 Grupo PMQ UNIMED São José do Rio Preto Cooperados 1391 Clínicas 137 Hospitais 27 Sendo 14 Santa Casas e 13 Hospitais privados Serviços de Diagnose 111 Laboratórios

Leia mais

Sustentabilidade da Saúde Suplementar

Sustentabilidade da Saúde Suplementar Sustentabilidade da Saúde Suplementar Rafael Pedreira Vinhas Gerente-Geral Gerência-Geral Regulatória da Estrutura dos Produtos Fórum de Regulação do Sistema Unimed - Maceió, 11 de maio de 2016. Agência

Leia mais

ESTATÍSTICA HNSC

ESTATÍSTICA HNSC ESTATÍSTICA HNSC - 2007 DADOS ESTATÍSTICOS - LEITOS geral de leitos de leitos para internação de leitos para observação de leitos projeto Canguru Leitos do nos setores de internação na UTI adulto na UTI

Leia mais

SICA: Programa de Agentes Comunitários de Saúde (PACS) Prof. Walfrido K. Svoboda

SICA: Programa de Agentes Comunitários de Saúde (PACS) Prof. Walfrido K. Svoboda ATENÇÃO BÁSICAB SICA: Programa de Saúde da Família (PSF) ou Estratégia de Saúde da Família (ESF) Programa de Agentes Comunitários de Saúde (PACS) Disciplina: SAÚDE PÚBLICA P I (MS-052) Prof. Walfrido K.

Leia mais

Ciclo de Debates SUS: Políticas Sociais e de Assistência à Saúde do Idoso

Ciclo de Debates SUS: Políticas Sociais e de Assistência à Saúde do Idoso Senado Federal Ciclo de Debates SUS: Políticas Sociais e de Assistência à Saúde do Idoso Brasília, 26 de maio de 2009 Professora Dra Maria Alice Toledo Professora adjunta de Geriatria e Psiquiatria da

Leia mais

Desafios e Oportunidades na Logística Hospitalar. Fernando Andreatta Torelly Diretor Executivo

Desafios e Oportunidades na Logística Hospitalar. Fernando Andreatta Torelly Diretor Executivo Desafios e Oportunidades na Logística Hospitalar Fernando Andreatta Torelly Diretor Executivo O Mercado de Saúde Mudou O Brasil viveu anos de desenvolvimento econômico; Este desenvolvimento gerou melhoria

Leia mais

CIR LITORAL NORTE. Possui 4 municípios: Caraguatatuba, Ilhabela, São Sebastião e Ubatuba

CIR LITORAL NORTE. Possui 4 municípios: Caraguatatuba, Ilhabela, São Sebastião e Ubatuba CIR LITORAL NORTE Possui 4 municípios: Caraguatatuba, Ilhabela, São Sebastião e Ubatuba População e Território Em 2016 a população estimada da região é de 308.843 habitantes, com 98% residindo em áreas

Leia mais

Auditoria Concorrente. Encontro de Auditoria Unimed Central-RS Porto Alegre 07 de agosto de 2015

Auditoria Concorrente. Encontro de Auditoria Unimed Central-RS Porto Alegre 07 de agosto de 2015 Auditoria Concorrente Encontro de Auditoria Unimed Central-RS Porto Alegre 07 de agosto de 2015 UNIMED PORTO ALEGRE 40,7% 46 de participação do mercado de planos de saúde no RS (ANS dezembro/2014) Municípios

Leia mais

RESUMO DAS ATIVIDADES DE JANEIRO A JUNHO/2013.

RESUMO DAS ATIVIDADES DE JANEIRO A JUNHO/2013. RESUMO DAS ATIVIDADES DE JANEIRO A JUNHO/2013. Hospital de pequeno porte, Filantrópico, sem fins lucrativos, conveniado com o SUS Sistema Único de Saúde, conforme metas de quantidade e qualidade. METAS

Leia mais

3º Avaliação Trimestral 2º Ano do Contrato de Gestão nº. 02/2010 Dezembro de 2011 à Fevereiro de 2012

3º Avaliação Trimestral 2º Ano do Contrato de Gestão nº. 02/2010 Dezembro de 2011 à Fevereiro de 2012 Governo do Estado de Pernambuco Secretaria Estadual de Saúde Secretaria Executiva de Atenção à Saúde Diretoria Geral de Modernização e Monitoramento de Assistência à Saúde UPA Torrões 3º Avaliação Trimestral

Leia mais

REMUNERAÇÃO MÉDICA E MODELO ASSISTENCIAL E GERENCIAL

REMUNERAÇÃO MÉDICA E MODELO ASSISTENCIAL E GERENCIAL REMUNERAÇÃO MÉDICA E MODELO ASSISTENCIAL E GERENCIAL ENCONTRO NACIONAL UNIMED DE RECURSOS E SERVIÇOS PRÓPRIOS SÃO PAULO, 05 DE MAIO 2011 UNIMED SÃO JOSÉ DOS CAMPOS PAULO CESAR PRADO JR. GERENTE EXECUTIVO

Leia mais

Rotatividade de Pessoal

Rotatividade de Pessoal Rotatividade de Pessoal 4 3 2,2 2,2 2,2 % 2 1 1,28 1,47 1,79 Representa o movimento de entradas e saídas de empregados Regime de contratação CLT Taxa de Absenteísmo Geral 2,5 2 % 1,5 1,21 1,28 1,96,96,96,5

Leia mais

Desafios para o Investimento Hospitalar no Sistema Unimed. Fábio Leite Gastal, MD, PhD

Desafios para o Investimento Hospitalar no Sistema Unimed. Fábio Leite Gastal, MD, PhD Desafios para o Investimento Hospitalar no Sistema Unimed Fábio Leite Gastal, MD, PhD Desafios para o Investimento Hospitalar no Sistema Unimed Fábio Leite Gastal, MD, PhD Superintendente Médico Assistencial

Leia mais

Comitê de Satisfação ao Cliente Unimed Fortaleza. Holdemar Gonçalves

Comitê de Satisfação ao Cliente Unimed Fortaleza. Holdemar Gonçalves Comitê de Satisfação ao Cliente Unimed Fortaleza Holdemar Gonçalves Quem somos... o o o o 09/01/1978 : Fundada por 23 médicos 33 anos de atuação no mercado A maior cooperativa de saúde da Região Nordeste.

Leia mais

Cenário Atual e Perspectivas da Saúde Suplementar

Cenário Atual e Perspectivas da Saúde Suplementar Cenário Atual e Perspectivas da Saúde Suplementar Renata Fernandes Cachapuz Chefe de Núcleo - RS Porto Alegre, 04 de dezembro de 2015. Sumário Agência Nacional de Saúde Suplementar - ANS Dimensão do Setor

Leia mais

SAÚDE CORPORATIVA: ASSOCIAÇÃO ENTRE A MEDICINA ASSISTENCIAL A MEDICINA PREVENTIVA E A SAÚDE OCUPACIONAL

SAÚDE CORPORATIVA: ASSOCIAÇÃO ENTRE A MEDICINA ASSISTENCIAL A MEDICINA PREVENTIVA E A SAÚDE OCUPACIONAL SAÚDE CORPORATIVA: ASSOCIAÇÃO ENTRE A MEDICINA ASSISTENCIAL A MEDICINA PREVENTIVA E A SAÚDE OCUPACIONAL A expansão do mercado de equipamentos hospitalares quase triplicou seu faturamento nos últimos cinco

Leia mais

Tipologia dos Estabelecimentos de Saúde

Tipologia dos Estabelecimentos de Saúde Tipologia dos Estabelecimentos de Saúde O Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde - CNES foi implantado em 29 de dezembro de 2000, através da Portaria SAS n.º 511. O CNES abrange a todos os estabelecimentos

Leia mais

Seminário FGV Governança e Gestão dos Hospitais de Atendimento Público no Brasil. A Governança e Gestão do HRTN. O Modelo de Linhas de Cuidado

Seminário FGV Governança e Gestão dos Hospitais de Atendimento Público no Brasil. A Governança e Gestão do HRTN. O Modelo de Linhas de Cuidado Seminário FGV Governança e Gestão dos Hospitais de Atendimento Público no Brasil A Governança e Gestão do HRTN O Modelo de Linhas de Cuidado MONICA COSTA DIRETORA TÉCNICA ASSISTENCIAL OUTUBRO DE 2014 Reitor

Leia mais

Descrever os processos necessários para cadastro, liberação de perfil, vinculação de assinaturas digitalizadas.

Descrever os processos necessários para cadastro, liberação de perfil, vinculação de assinaturas digitalizadas. Setor: Escritório da Qualidade Pág. 1 de 10 Código:.QLD.NOR.002 Versão: 00 ÍNDICE 1. OBJETIVO... 2 2. ABRANGÊNCIA / NÍVEL DE DISTRIBUIÇÃO... 2 3. SIGLAS UTILIZADAS... 2 4. GLOSSÁRIO / CONCEITOS... 2 5.

Leia mais

Política de Relacionamento do Sistema Unimed Paraná com os cooperados do estado

Política de Relacionamento do Sistema Unimed Paraná com os cooperados do estado Política de Relacionamento do Sistema Unimed Paraná com os cooperados do estado Conceito Uma política consiste em um conjunto de objetivos que dão forma a um determinado programa de ação e condicionam

Leia mais

Fórum de Presidentes do Sistema Unimed. Direção Fiscal. Viviane Vieira Malta Presidente da Unimed Maceió

Fórum de Presidentes do Sistema Unimed. Direção Fiscal. Viviane Vieira Malta Presidente da Unimed Maceió Fórum de Presidentes do Sistema Unimed Direção Fiscal Viviane Vieira Malta Presidente da Unimed Maceió UNIMED MACEIÓ Grande Porte com 111.917 clientes Área de Atuação: Capital e 50 Municípios Alagoanos

Leia mais

CARTA DE COMPROMISSO

CARTA DE COMPROMISSO A Administração Regional de Saúde (ARS) do Centro, representada pelo seu Presidente, Dr. João Pedro Pimentel e a Unidade de Saúde Familiar (USF) São Julião, representada pelo seu Coordenador, Dr. José

Leia mais

I. Informações BásicaS

I. Informações BásicaS I. Informações BásicaS item Órgão municipal de saúde Plano Municipal Conselho Municipal Conselho Gestor de Unidade(s) de Saúde Fundo Municipal Cartão do Sistema Único de Saúde (SUS) Disque-Saúde Ouvidoria

Leia mais

ASSOCIAÇÃO BENEFICENTE HOSPITAL BEATRIZ RAMOS SERVIÇO DE ARQUIVO MÉDICO E ESTATÍSTICA - SAME

ASSOCIAÇÃO BENEFICENTE HOSPITAL BEATRIZ RAMOS SERVIÇO DE ARQUIVO MÉDICO E ESTATÍSTICA - SAME QUADRO COMPARATIVO DE INTERNAÇÕES CONVÊNIO Janeiro Fevereiro Março Abril Maio Junho Julho Agosto Setembro Outubro Novembro Média Total Acidente de Transito Agemed 9 Amil Caixa 1 Cassi Euro-Center Ltda.

Leia mais

Desafios da Alta no Programa de Atenção Domiciliar. Dr. Antonio Issa Ribeirão Preto-SP

Desafios da Alta no Programa de Atenção Domiciliar. Dr. Antonio Issa Ribeirão Preto-SP Desafios da Alta no Programa de Atenção Domiciliar Dr. Antonio Issa Ribeirão Preto-SP Os desafios da Alta no Programa de Atenção Domiciliar (AD) são complexos e envolvem várias diretrizes, argumentos,

Leia mais

ENCONTRO NACIONAL UNIMED DE RECURSOS E SERVIÇOS PRÓPRIOS

ENCONTRO NACIONAL UNIMED DE RECURSOS E SERVIÇOS PRÓPRIOS ENCONTRO NACIONAL UNIMED DE RECURSOS E SERVIÇOS PRÓPRIOS Unimed Resende Recursos Próprios: da decisão à inauguração, vencendo um percurso desafiador Do Paraíso ao Inferno em 03 anos João Alberto da Cruz

Leia mais

Fórum de TI e Inovações Tecnológicas

Fórum de TI e Inovações Tecnológicas Fórum de TI e Inovações Tecnológicas Case Científico: HOSPITAL NOSSA SENHORA DAS GRAÇAS Qualidade Assistencial e Segurança. FLAVIANO FEU VENTORIM O GRUPO: HOSPITAL NOSSA SENHORA DAS GRAÇAS CURITIBA/PR

Leia mais

POLÍTICA NACIONAL DE INTERNAÇÃO DOMICILIAR

POLÍTICA NACIONAL DE INTERNAÇÃO DOMICILIAR NOTA TÉCNICA 02 2006 POLÍTICA NACIONAL DE INTERNAÇÃO DOMICILIAR 1 Brasília, 10 de fevereiro de 2006. I. Introdução: NOTA TÉCNICA 02 2006 O Ministério da Saúde está propondo a implantação da Política Nacional

Leia mais

DESAFIO PELA BUSCA DA EXCELÊNCIA MODELO ASSISTENCIAL Hospital Alemão Oswaldo Cruz

DESAFIO PELA BUSCA DA EXCELÊNCIA MODELO ASSISTENCIAL Hospital Alemão Oswaldo Cruz DESAFIO PELA BUSCA DA EXCELÊNCIA MODELO ASSISTENCIAL Hospital Alemão Oswaldo Cruz Perfil O Hospital Alemão Oswaldo Cruz é uma associação civil de direito privado, sem fins econômicos ou lucrativos de caráter

Leia mais

ASSOCIAÇÃO BENEFICENTE HOSPITAL BEATRIZ RAMOS SERVIÇO DE ARQUIVO MÉDICO E ESTATÍSTICA - SAME

ASSOCIAÇÃO BENEFICENTE HOSPITAL BEATRIZ RAMOS SERVIÇO DE ARQUIVO MÉDICO E ESTATÍSTICA - SAME QUADRO COMPARATIVO DE INTERNAÇÕES CONVÊNIO Janeiro Fevereiro Março Abril Maio Junho Julho Agosto Setembro Outubro Novembro Dezembro Total Acidente de Transito 13 5 5 3 6 1 4 3 3 3 7 1 54 Agemed 7 4 3 4

Leia mais

ASSOCIAÇÃO DOS REPORTERES, FOTÓGRAFOS E CINEMA DO ESTADO DO RS

ASSOCIAÇÃO DOS REPORTERES, FOTÓGRAFOS E CINEMA DO ESTADO DO RS Porto Alegre, 10 de ABRIL de 2017. A ASSOCIAÇÃO DOS REPORTERES, FOTÓGRAFOS E CINEMA DO ESTADO DO RS Prezados, Conforme solicitado, apresentamos produto Assistencial, atendendo as características específicas

Leia mais

DADOS E INDICADORES HOSPITALAR

DADOS E INDICADORES HOSPITALAR DADOS E INDICADORES HOSPITALAR - 2015 INDICADORES JAN FEV MAR ABR MAI JUN JUL AGO SET OUT NOV DEZ TOTAL DIÁRIA INTERNAÇÕES 2.209 2.005 2.380 2.214 2.095 2.164 2.126 2.240 17.433 2.179 73 ALTAS 2.184 2.002

Leia mais

Estratégias Empresariais na Saúde Uma nova agenda para o futuro

Estratégias Empresariais na Saúde Uma nova agenda para o futuro Estratégias Empresariais na Saúde Uma nova agenda para o futuro Bruno Sobral de Carvalho, MsC, MBA Setembro de 2016 Princípios Econômicos do Mercado de Saúde e Hospitalar Princípios Econômicos Assimetria

Leia mais

REF.: PESQUISA DE MERCADO RESULTADO **LEVANTAMENTO DE INDICADORES ASSISTENCIAIS E GERENCIAIS**

REF.: PESQUISA DE MERCADO RESULTADO **LEVANTAMENTO DE INDICADORES ASSISTENCIAIS E GERENCIAIS** CIRCULAR AHESP Nº 025/17 São Paulo, 30 de Agosto de 2017. Prezados Senhores: REF.: PESQUISA DE MERCADO RESULTADO **LEVANTAMENTO DE INDICADORES ASSISTENCIAIS E GERENCIAIS** Para seu conhecimento, encaminhamos

Leia mais

Eixo relacionado às ações de. Promoção à Saúde, Prevenção. de Riscos/Doenças e Atenção Domiciliar

Eixo relacionado às ações de. Promoção à Saúde, Prevenção. de Riscos/Doenças e Atenção Domiciliar CAS Comitê de Atenção Integral à Saúde Setembro /2012 Eixo relacionado às ações de G Promoção à Saúde, Prevenção T 1 de Riscos/Doenças e Atenção Domiciliar PRO 1 PRO 2 Qualidade & Segurança Comunicação

Leia mais

REESTRUTURAÇÃO SERVIÇO MISTO. Beneficência Portuguesa São Paulo

REESTRUTURAÇÃO SERVIÇO MISTO. Beneficência Portuguesa São Paulo REESTRUTURAÇÃO SERVIÇO MISTO Beneficência Portuguesa São Paulo Mariane Cury Supervisora de Enfermagem Radioterapia Patricia Molina Gerente Geral Centro de Oncologia Viviane Bogsan Gerente Administrativa

Leia mais

Principais alternativas para a otimização e a diminuição de falhas no Faturamento Hospitalar

Principais alternativas para a otimização e a diminuição de falhas no Faturamento Hospitalar Principais alternativas para a otimização e a diminuição de falhas no Faturamento Hospitalar AGENDA 1. A Qualirede 2. Cenário das cobranças e dos pagamentos 3. Dificuldades no faturamento hospitalar 4.

Leia mais

GRUPO NOSSA SENHORA DE LOURDES

GRUPO NOSSA SENHORA DE LOURDES GRUPO NOSSA SENHORA DE LOURDES 2006 Apresentação GV Novos modelos de financiamento: HOSPITAL NOSSA SENHORA DE LOURDES Fundo imobiliário Dr Cicero Aurélio Sinisgalli Diretor Presidente 05.03.2007 O GRUPO

Leia mais

Autor: Leila Cristina Pilonetto Baggio Co autores: Marcos Fiorentin, Elizangela Greggio Vincensi, Joares Telles Junior, Ana Cristina G. Costella, ACS.

Autor: Leila Cristina Pilonetto Baggio Co autores: Marcos Fiorentin, Elizangela Greggio Vincensi, Joares Telles Junior, Ana Cristina G. Costella, ACS. HIPERTENSÃO ARTERIAL E DIABETE MELLITUS: UMA ANALISE DO ACOMPANHAMENTO REALIZADO PELA EQUIPE ESF DE BOM SUCESSO DO SUL Autor: Leila Cristina Pilonetto Baggio Co autores: Marcos Fiorentin, Elizangela Greggio

Leia mais

Conjuntura - Saúde Suplementar

Conjuntura - Saúde Suplementar Conjuntura - Saúde Suplementar 31º Edição - Junho de 2016 Sumário Conjuntura da Saúde Suplementar 1) Emprego e Planos coletivos 3 2) Renda e Planos individuais 4 3) PIB e Receita/Despesa das operadoras

Leia mais