PORTARIA/IAGRO/MS Nº 623, DE 15 DE OUTUBRO DE 2003.

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "PORTARIA/IAGRO/MS Nº 623, DE 15 DE OUTUBRO DE 2003."

Transcrição

1 Secretaria de Estado da Produção e do Turismo - SEPROTUR PORTARIA/IAGRO/MS Nº 623, DE 15 DE OUTUBRO DE Dispõe sobre a distribuição de antígenos e Alérgenos no Estado de Mato Grosso do Sul, e dá outras providências. O DIRETOR PRESIDENTE DA AGÊNCIA ESTADUAL DE DEFESA SANITÁRIA ANIMAL E VEGETAL - IAGRO, no uso de suas atribuições legais e, Considerando o disposto na Instrução Normativa nº02 de 10 de janeiro de 2001 que regulamenta o Programa Nacional de Controle e Erradicação da Brucelose e da Tuberculose Animal PNCEBT; Considerando a Instrução de Serviço DDA nº 19/2002 que trata da comercialização de antígenos e de tuberculinas para o diagnóstico de brucelose e de tuberculose em bovinos e bubalinos, RESOLVE : Art. 1º O comércio de antígenos e de tuberculinas para o diagnóstico de brucelose e de tuberculose no Estado será realizada através dos escritórios locais do IAGRO de Campo Grande, Três Lagoas, Paranaíba, Coxim, Corumbá, Jardim, Ponta Porã, Dourados, Naviraí e Nova Andradina, a partir de 15 de outubro de Art. 2º Por ocasião da primeira compra de antígenos e alérgenos, o médico veterinário interessado deverá efetuar cadastro no Escritório Local, conforme ANEXO I. 1º O cadastro de que trata o caput deste artigo será gratuito e realizado somente em um Escritório Local, onde obrigatoriamente efetuará a aquisição de antígenos e alérgenos. 2º É obrigatória a apresentação dos relatórios mensais, conforme ANEXOS II e III. 3º Em caso de necessidade de mudança de local de aquisição, por iniciativa do interessado, pede-se a transferência do cadastro em vigor, através de requerimento, para o Escritório Local de seu interesse, após prestação de contas dos antígenos e alérgenos adquiridos. 4º As instituições de ensino e de pesquisa, os laboratórios credenciados pelo Ministério de Agricultura, Pecuária e Abastecimento MAPA, e as

2 Secretaria de Estado da Produção e do Turismo - SEPROTUR Granjas de Suídeos Reprodutores, deverão efetuar o cadastro de seus respectivos responsáveis técnicos, no Escritório Local do IAGRO. Art. 3º A aquisição de antígenos e de alérgenos será feita mediante preenchimento de requerimento definido pela Instrução de Serviço DDA nº 19/02, no escritório local do IAGRO, sendo que a primeira compra será obrigatoriamente feita pelo médico veterinário, e as demais compras, facultando a procuradores ou representantes legais, com autorização formal escrita contendo local e data, total de frascos, especificação do produto a ser adquirido, nome e assinatura do interessado, além da identificação completa do procurador ou representante. 1º O pagamento dos valores referentes às aquisições de antígenos e alérgenos, será feito diretamente ao laboratório produtor, mediante boleto específico, pelo interessado ou seu representante legal, sendo vedado aos servidores do IAGRO efetua-lo. 2 º O pagamento também poderá ser feito em caixas eletrônicos e internet, e nesses casos, o recibo de pagamento fica retido no Escritório Local do IAGRO para prestação de contas ao Laboratório produtor. 3º O laboratório produtor, após a confirmação do pagamento, emitirá a Nota Fiscal para cada compra efetuada e encaminhará ao IAGRO, para entrega ao adquirente. 4º O pagamento da taxa de distribuição de antígenos e alérgenos ao IAGRO, será feito mediante emissão de guia de recolhimento feita diretamente no escritório local de distribuição, conforme tabela de custas do IAGRO. 5º A retirada do produto será feito no Escritório Local do IAGRO somente após apresentação do comprovante de pagamento. Art. 6 º O médico veterinário cadastrado no IAGRO para compra de antígenos e alérgenos deverá : I - enviar relatório completo dos serviços realizados ou informando a sua não utilização,, conforme ANEXOS II e III, até a completa utilização dos produtos adquiridos; II adotar todas as medidas preconizadas no PNCEBT a respeito dos animais reagentes positivos para brucelose e para tuberculose, III - comunicar imediatamente ao escritório local do IAGRO do Município de localização do imóvel onde o serviço fora realizado, lista dos animais com identificação completa do produtor, propriedade e dos animais reagentes positivos, via fax ou entrega pessoalmente.

3 Secretaria de Estado da Produção e do Turismo - SEPROTUR Parágrafo Único O não cumprimento do disposto neste artigo, implica em cancelamento automático do cadastro para essa finalidade, por dois anos. Art. 7º É vedada à utilização de antígenos e alérgenos no Estado, adquiridos em outras unidades da federação, para a realização de exame, bem como a aquisição desses produtos no Mato Grosso do Sul para realização de exames em outras unidades da federação. Art 8º Em nenhuma hipótese será feita venda para entrega via despacho de encomenda, sedex, dentre outras, e a pedidos feitos por fax ou por telefone. publicação. Art. 9º Esta portaria entrará em vigor na data de sua Campo Grande, 15 de outubro de José Antônio Felício Diretor Presidente do IAGRO

4 Secretaria de Estado da Produção - SEPROD ANEXO I PORTARIA/IAGRO/MS Nº623/2003 DE 15 DE OUTUBRO DE 2003 FICHA DE CADASTRO DE MÉDICO VETERINÁRIO PARA AQUISIÇÃO DE ANTÍGENOS E ALÉRGENOS NOME COMPLETO : (SE RESPONSÁVEL TÉCNICO, IDENTIFICAR A INSTITUIÇÃO : NÚM. DO CADASTRO ENDEREÇO COMPLETO (Rua/Av, Nº, bairro, cidade, UF, Cep): CPF OU CNPJ: TELEFONE RESIDENCIAL : TELEFONE CELULAR : E- MAIL: Nº DA INSCRIÇÃO NO CRMV-MS: CADASTRO NO MAPA (se tiver) : LOCAL E DATA : (carimbo e assinatura do M.Vet.) (visto do Insp. Local IAGRO) OBS.:

5 ANEXO II PORTARIA/IAGRO/MS Nº623/2003 DE 15 DE OUTUBRO DE 2003 RELATÓRIO DE UTILIZAÇÃO DE ANTÍGENOS PARA EXAME DE BRUCELOSE NOME DO MÉDICO VETERINÁRIO : CRMV-MS : LOCAL, MÊS E ANO: Antígeno : Laboratório : Partida Validade : Doses adquiridas : Doses utilizadas : Doses perdidas : Estoque : PROPRIETÁRIO IDENTIFICAÇÃO ANIMAIS TESTADOS TOTAL DE POSITIVOS ENCAMINHADOS PROPRIEDADE MUNICÍPIO TOTAL POS. NEG. TESTE COMPLEM. SACRIFÍCIO / DESTRUIÇÃO (CARIMBO E ASSINATURA) RECEBIMENTO : (NOME, CARIMBO IAGRO/MS E ASSINATURA DE QUEM RECEBEU)

6 ANEXO III PORTARIA/IAGRO/MS Nº623/2003 DE 15 DE OUTUBRO DE 2003 RELATÓRIO DE UTILIZAÇÃO DE ALÉRGENOS PARA EXAME DE TUBERCULOSE NOME DO MÉDICO VETERINÁRIO : CRMV-MS : LOCAL, MÊS E ANO: TUBERCULINA PPD BOVINA : Laboratório : Partida(s) : Validade : Doses adquiridas : Doses utilizadas : Doses perdidas : Estoque : TUBERCULINA PPD AVIÁRIA : Laboratório : Partida(s) : Validade : Doses adquiridas : Doses utilizadas : Doses perdidas : Estoque : PROPRIETÁRIO IDENTIFICAÇÃO ANIMAIS TESTADOS TOTAL DE POS. E INCONCLUS. ENCAMINHADOS PROPRIEDADE MUNICÍPIO TOTAL POS. NEG. INCONCL. TESTE COMPLEM. SACRIFÍCIO / DESTRUIÇÃO (CARIMBO E ASSINATURA) RECEBIMENTO : (NOME, CARIMBO IAGRO/MS E ASSINATURA DE QUEM RECEBEU)

ASSUNTO: Comercialização e utilização de vacina contra a brucelose.

ASSUNTO: Comercialização e utilização de vacina contra a brucelose. INSTRUÇÃO DE SERVIÇO DDA Nº 21 / 01 Serviço Público Federal Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento Secretaria de Defesa Agropecuária DEPARTAMENTO DE DEFESA ANIMAL ASSUNTO: Comercialização

Leia mais

PORTARIA Nº 038/2008-AGED/MA DE 03 DE MARÇO DE 2008.

PORTARIA Nº 038/2008-AGED/MA DE 03 DE MARÇO DE 2008. ESTADO DO MARANHÃO SECRETARIA DE ESTADO DA AGRICULTURA, PECUÀRIA E DESENVOLVIMENTO RURAL AGÊNCIA ESTADUAL DE DEFESA AGROPECUÁRIA DO MARANHÃO PORTARIA Nº 038/2008-AGED/MA DE 03 DE MARÇO DE 2008. O DIRETOR

Leia mais

I - estar inscrito no Conselho Regional de Medicina Veterinária da(s) Unidade(s) Federativa(s) de atuação;

I - estar inscrito no Conselho Regional de Medicina Veterinária da(s) Unidade(s) Federativa(s) de atuação; MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO SECRETARIA DE DEFESA AGROPECUÁRIA INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 30, DE 7 DE JUNHO DE 2006 O SECRETÁRIO DE DEFESA AGROPECUÁRIA, DO MINISTÉRIO DA AGRICULTURA,

Leia mais

DEPARTAMENTO DE DEFESA ANIMAL

DEPARTAMENTO DE DEFESA ANIMAL Serviço Público Federal Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento Secretaria de Defesa Agropecuária DEPARTAMENTO DE DEFESA ANIMAL INSTRUÇÃO DE SERVIÇO DDA Nº 06/03 ASSUNTO: Reconhecimento de

Leia mais

O Presidente da Agência de Defesa Sanitária Agrosilvopastoril do Estado de Rondônia IDARON, no uso de suas atribuições legais:

O Presidente da Agência de Defesa Sanitária Agrosilvopastoril do Estado de Rondônia IDARON, no uso de suas atribuições legais: GABINETE DA PRESIDÊNCIA PORTARIA Nº 65/GAB/IDARON Porto Velho, 19 de Fevereiro de 2010. Torna obrigatória a vacinação contra brucelose das fêmeas bovinas e bubalinas com idade entre 3 e 8 meses com vacina

Leia mais

INSTRUÇÃO DE SERVIÇO DDA 04/03

INSTRUÇÃO DE SERVIÇO DDA 04/03 INSTRUÇÃO DE SERVIÇO DDA 04/03 Assunto: definição dos formulários, fluxo de informações, testes laboratoriais e outros aspectos, a serem empregados para ingresso no Estado de Santa Catarina de ovinos,

Leia mais

1. Da emissão do Anexo II ou CAE Comprovante de Alteração de Estoque

1. Da emissão do Anexo II ou CAE Comprovante de Alteração de Estoque GOVERNO DO ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL Secretaria de Estado de Desenvolvimento Agrário, da Produção, da Indústria, do Comércio e do Turismo SEPROTUR Agência Estadual de Defesa Sanitária Animal e Vegetal

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA SDA N o 30, DE 07 DE JUNHO DE 2006.

INSTRUÇÃO NORMATIVA SDA N o 30, DE 07 DE JUNHO DE 2006. INSTRUÇÃO NORMATIVA SDA N o 30, DE 07 DE JUNHO DE 2006. O SECRETÁRIO DE DEFESA AGROPECUÁRIA, DO MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO, no uso da atribuição que lhe confere o art. 42, do Anexo

Leia mais

Não DADOS DA EMPRESA RAZÃO SOCIAL: ENDEREÇO:

Não DADOS DA EMPRESA RAZÃO SOCIAL: ENDEREÇO: Formulário para renovação de credenciamento para comercialização de vacina contra a febre aftosa no Estado do Rio Grande do Sul (O preenchimento desse formulário deve ser realizado pelo Médico Veterinário

Leia mais

MANUAL SANIAGRO WEB PERFIL ESCRITÓRIO

MANUAL SANIAGRO WEB PERFIL ESCRITÓRIO MANUAL SANIAGRO WEB PERFIL ESCRITÓRIO OUTUBRO / 2015 Sumário 1. Como acessar o Sistema Login... 4 1.1. Efetuando o Login... 4 2. Conhecendo as funções do Perfil Escritório... 5 2.1. Produtor... 6 2.2.

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 0020, DE 28 DE NOVEMBRO DE 2005

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 0020, DE 28 DE NOVEMBRO DE 2005 INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 0020, DE 28 DE NOVEMBRO DE 2005 Publicada no DOE(Pa) de 29.11.05. Alterada pela IN 05/13. Dispõe sobre a apresentação da Declaração de Informações Econômico-Fiscais - DIEF relativa

Leia mais

NORMA INTERNA Nº 01/2009 Texto e Anexos. Procedimentos para monitoramento de bovinos importados sob a responsabilidade do Serviço Veterinário Oficial

NORMA INTERNA Nº 01/2009 Texto e Anexos. Procedimentos para monitoramento de bovinos importados sob a responsabilidade do Serviço Veterinário Oficial NORMA INTERNA Nº 01/2009 Texto e Anexos Procedimentos para monitoramento de bovinos importados sob a responsabilidade do Serviço Veterinário Oficial 1. Monitoramento dos Bovinos e Bubalinos importados

Leia mais

MANUAL DA REVENDA Agosto / 2013 1

MANUAL DA REVENDA Agosto / 2013 1 MANUAL DA REVENDA Agosto / 2013 1 Sumário Introdução...3 1.Cadastro...4 2.Revenda...4 2.1. Venda de vacinas...5 2.1.1 Venda intraestadual...5 2.1.2 Venda interestadual...7 3. Consulta e Cancelamento...8

Leia mais

1º O acesso ao Sistema deverá ser feito por meio de Senha Web ou certificado digital.

1º O acesso ao Sistema deverá ser feito por meio de Senha Web ou certificado digital. ÍNTEGRA DA INSTRUÇÃO NORMATIVA O SECRETÁRIO MUNICIPAL DE FINANÇAS, no uso de suas atribuições legais, considerando o disposto nos artigos 113 e 114 do Decreto n 53.151, de 17 de maio de 2012, RESOLVE:

Leia mais

MINISTÉRIO DA FAZENDA Secretaria da Receita Federal do Brasil Inspetoria da Receita Federal do Brasil em São Paulo

MINISTÉRIO DA FAZENDA Secretaria da Receita Federal do Brasil Inspetoria da Receita Federal do Brasil em São Paulo MINISTÉRIO DA FAZENDA Secretaria da Receita Federal do Brasil Inspetoria da Receita Federal do Brasil em São Paulo ORDEM DE SERVIÇO IRF/SPO Nº 12, DE 24 DE MAIO DE 2011 Dispõe, provisoriamente, sobre a

Leia mais

EXIGÊNCIAS SANITÁRIAS PARA O INGRESSO DE ANIMAIS EM EVENTOS PECUÁRIOS NO ESTADO DA BAHIA ATUALIZADO EM 15/07/2014

EXIGÊNCIAS SANITÁRIAS PARA O INGRESSO DE ANIMAIS EM EVENTOS PECUÁRIOS NO ESTADO DA BAHIA ATUALIZADO EM 15/07/2014 EXIGÊNCIAS SANITÁRIAS PARA O INGRESSO DE ANIMAIS EM EVENTOS PECUÁRIOS NO ESTADO DA BAHIA ATUALIZADO EM 15/07/2014 De acordo com a portaria do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento n.º 162/94,

Leia mais

MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO SECRETARIA DE DEFESA AGROPECUÁRIA INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 24, DE 05 DE ABRIL DE 2004

MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO SECRETARIA DE DEFESA AGROPECUÁRIA INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 24, DE 05 DE ABRIL DE 2004 MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO SECRETARIA DE DEFESA AGROPECUÁRIA INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 24, DE 05 DE ABRIL DE 2004 O SECRETARIO DE DEFESA AGROPECUÁRIA DO MINISTÉRIO DA AGRICULTURA,

Leia mais

MANUAL DA IAGRO. VACINAÇÃO via WEB. Campanha Novembro/2011

MANUAL DA IAGRO. VACINAÇÃO via WEB. Campanha Novembro/2011 MANUAL DA IAGRO VACINAÇÃO via WEB Campanha Novembro/2011 NOV / 2011 Manual do produtor Campanha de vacinação Novembro de 2011 Índice 1. ACESSO AO SISTEMA 3 2. MENU PRINCIPAL 5 3. REGISTRO DE VACINAÇÃO

Leia mais

IV - somente tiverem registro de importação em data anterior a 12 de agosto de 1997.

IV - somente tiverem registro de importação em data anterior a 12 de agosto de 1997. MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO GABINETE DO MINISTRO INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 6, DE 16 DE MAIO DE 2005 O MINISTRO DE ESTADO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO, no uso da atribuição

Leia mais

MANUAL DE RASTREABILIDADE

MANUAL DE RASTREABILIDADE MANUAL DE RASTREABILIDADE A.P.C.B.R.H/RASTRECERT CNPJ: 76.607.597/0001-07 Inscrição Estadual: 101.15739-39 Endereço: Rua Professor Francisco Dranka, nº 608 Bairro Orleans - CEP: 81200-560 Curitiba-Paraná

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE AQUIRAZ Secretaria de Finanças e Execução Orçamentária

PREFEITURA MUNICIPAL DE AQUIRAZ Secretaria de Finanças e Execução Orçamentária INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 003/ 2013 Dispõe sobre a criação e funcionamento da comissão de avaliação de imóveis para fins de calculo do Imposto sobre transmissão inter-vivos de bens imóveis, e dá outras providências.

Leia mais

SECRETARIA DE FINANÇAS ATO NORMATIVO Nº 001/2010 - GAB

SECRETARIA DE FINANÇAS ATO NORMATIVO Nº 001/2010 - GAB SECRETARIA DE FINANÇAS ATO NORMATIVO Nº 001/2010 - GAB Dispõe sobre a Nota Fiscal de Serviços Eletrônica - NFS-e; a obrigatoriedade de credenciamento; a obtenção de número do usuário e senha e outras providências.

Leia mais

Portaria Conjunta INDEA/SEDRAF nº 9 DE 13/11/2014

Portaria Conjunta INDEA/SEDRAF nº 9 DE 13/11/2014 Portaria Conjunta INDEA/SEDRAF nº 9 DE 13/11/2014 Norma Estadual - Mato Grosso Publicado no DOE em 14 nov 2014 Institui o regulamento técnico do plano de vigilância para a Erradicação da Tuberculose bovina

Leia mais

MANUAL DE PREENCHIMENTO PARA EMISSÃO DE GUIA DE TRÂNSITO ANIMAL DE ABELHAS, BICHO- DA-SEDA E OUTROS INVERTEBRADOS TERRESTRES

MANUAL DE PREENCHIMENTO PARA EMISSÃO DE GUIA DE TRÂNSITO ANIMAL DE ABELHAS, BICHO- DA-SEDA E OUTROS INVERTEBRADOS TERRESTRES MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO SECRETARIA DE DEFESA AGROPECUÁRIA SDA DEPARTAMENTO DE SAÚDE ANIMAL DSA COORDENAÇÃO DE TRÃNSITO E QUARENTENA ANIMAL CTQA MANUAL DE PREENCHIMENTO PARA

Leia mais

PORTARIA SDA Nº 13, DE 12 DE MARÇO DE 2015.

PORTARIA SDA Nº 13, DE 12 DE MARÇO DE 2015. Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento Dat a de atuali zação: 17.03.2015. Secretaria de Defesa Agropecuária SDA GENE GENEALÓGICA CENTRAL DE GENOTIPAGEM DE ANIMAIS LTDA. Nome Empresarial: GENE

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA CONJUNTA SDA/SDC/ANVISA/IBAMA Nº 1, DE 24 DE MAIO DE 2011.

INSTRUÇÃO NORMATIVA CONJUNTA SDA/SDC/ANVISA/IBAMA Nº 1, DE 24 DE MAIO DE 2011. INSTRUÇÃO NORMATIVA CONJUNTA SDA/SDC/ANVISA/IBAMA Nº 1, DE 24 DE MAIO DE 2011. O SECRETÁRIO DE DEFESA AGROPECUÁRIA DO MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO - MAPA, o SECRETÁRIO DE DESENVOLVIMENTO

Leia mais

V - Anexo V - solicitação de cancelamento ou atualização de habilitação.

V - Anexo V - solicitação de cancelamento ou atualização de habilitação. MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO GABINETE DO MINISTRO INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 22, DE 20 DE JUNHO DE 2013 O MINISTRO DE ESTADO DA AGRICULTURA, PECUÁ- RIA E ABASTECIMENTO, no uso das atribuições

Leia mais

.Art. 1º Aprovar as Normas para o Controle e a Erradicação do Mormo..Art. 3º Esta Instrução Normativa entra em vigor na data de sua publicação.

.Art. 1º Aprovar as Normas para o Controle e a Erradicação do Mormo..Art. 3º Esta Instrução Normativa entra em vigor na data de sua publicação. MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO SECRETARIA DE DEFESA AGROPECUÁRIA INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 24, DE 5 DE ABRIL DE 2004 O SECRETÁRIO DE DEFESA AGROPECUÁRIA DO MINISTÉRIO DA AGRICULTURA,

Leia mais

PORTARIA SECDES/SEAP/PR N 20, DE 6 DE JUNHO DE 2005.

PORTARIA SECDES/SEAP/PR N 20, DE 6 DE JUNHO DE 2005. PORTARIA SECDES/SEAP/PR N 20, DE 6 DE JUNHO DE 2005. O SUBSECRETÁRIO DE DESENVOLVIMENTO DA AQÜICULTURA E PESCA DA SECRETARIA ESPECIAL DE AQUICULTURA E PESCA DA PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA, no uso da atribuição

Leia mais

Prefeitura Municipal de Castelo Av. Nossa Senhora da Penha, 103 Centro Cep: 29360 000 Castelo/ES Tel.: +55 28 3542 2124 8526

Prefeitura Municipal de Castelo Av. Nossa Senhora da Penha, 103 Centro Cep: 29360 000 Castelo/ES Tel.: +55 28 3542 2124 8526 DECRETO Nº 13.492 DE 25 DE SETEMBRO DE 2014. INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 017/2014, DISPÕE SOBRE OS PROCEDIMENTOS PARA ELABORAÇÃO DA FOLHA DE PAGAMENTO NA PREFEITURA MUNICIPAL DE CASTELO / ES, E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS.

Leia mais

Programa Estadual de Controle e Erradicação da Tuberculose e Brucelose Bovídea - PROCETUBE

Programa Estadual de Controle e Erradicação da Tuberculose e Brucelose Bovídea - PROCETUBE Estado do Rio Grande do Sul Secretaria da Agricultura, Pecuária e Agronegócio Departamento de Defesa Agropecuária Divisão de Defesa Sanitária Animal Programa Estadual de Controle e Erradicação da Tuberculose

Leia mais

Agência Nacional de Vigilância Sanitária. www.anvisa.gov.br. Consulta Pública n 05, de 28 de janeiro de 2015 D.O.U de 29/01/2015

Agência Nacional de Vigilância Sanitária. www.anvisa.gov.br. Consulta Pública n 05, de 28 de janeiro de 2015 D.O.U de 29/01/2015 Agência Nacional de Vigilância Sanitária www.anvisa.gov.br Consulta Pública n 05, de 28 de janeiro de 2015 D.O.U de 29/01/2015 A Diretoria Colegiada da Agência Nacional de Vigilância Sanitária, no uso

Leia mais

3. O preenchimento da GTA manual deverá ser feito a máquina ou em letra de forma, utilizando-se folhas carbonadas;

3. O preenchimento da GTA manual deverá ser feito a máquina ou em letra de forma, utilizando-se folhas carbonadas; GOVERNO DO ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL Secretaria de Estado da Produção SEPROD Agência Estadual de Defesa Sanitária Animal e Vegetal - IAGRO INSTRUÇÃO DE SERVIÇO/IAGRO/ GDSA N.º 005/2002. Campo Grande,

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA MAA N 14, DE 29 DE OUTUBRO DE 1999

INSTRUÇÃO NORMATIVA MAA N 14, DE 29 DE OUTUBRO DE 1999 REVOGADA PELA IN SEAP N 03/2004 INSTRUÇÃO NORMATIVA MAA N 14, DE 29 DE OUTUBRO DE 1999 O Ministro de Estado da Agricultura e do Abastecimento, no uso da atribuição que lhe confere o art. 87, parágrafo

Leia mais

Prefeitura Municipal de Belém Secretaria Municipal de Finanças

Prefeitura Municipal de Belém Secretaria Municipal de Finanças INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 004/2009 GABS/SEFIN Disciplina a emissão de Nota Fiscal de Serviços Eletrônica (NFS-e) e dá outras providências. O Secretário de Finanças do Município de Belém, no uso das atribuições

Leia mais

ANEXO 30 PROCEDIMENTOS ADOTADOS PELO DEPOSITÁRIO ESTABELECIDO EM RECINTO ALFANDEGADO.

ANEXO 30 PROCEDIMENTOS ADOTADOS PELO DEPOSITÁRIO ESTABELECIDO EM RECINTO ALFANDEGADO. ANEXO 30 PROCEDIMENTOS ADOTADOS PELO DEPOSITÁRIO ESTABELECIDO EM RECINTO ALFANDEGADO. Acrescentado pelo Decreto 24.441 de 14 de agosto de 2008. Publicado no DOE de 14.08.2008 Convênio ICMS nº 143/02 e

Leia mais

EDITAL PREG Nº 222, DE 22 DE DEZEMBRO DE 2014. VAGAS PARA PORTADOR DE DIPLOMA VERÃO - 2015

EDITAL PREG Nº 222, DE 22 DE DEZEMBRO DE 2014. VAGAS PARA PORTADOR DE DIPLOMA VERÃO - 2015 EDITAL PREG Nº 222, DE 22 DE DEZEMBRO DE 2014. VAGAS PARA PORTADOR DE DIPLOMA VERÃO - 2015 A PRÓ-REITORA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO da Fundação Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, no uso de suas atribuições

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO PESSOA FÍSICA

MANUAL DO USUÁRIO PESSOA FÍSICA MANUAL DO USUÁRIO PESSOA FÍSICA 1 Índice DSF - Desenvolvimento de Sistemas Fiscais Todos os direitos reservados. É permitida a reprodução total ou parcial deste documento sem o pagamento de direitos autorais,

Leia mais

DECRETO Nº 160/12, DE 15 DE AGOSTO DE 2012

DECRETO Nº 160/12, DE 15 DE AGOSTO DE 2012 DECRETO Nº 160/12, DE 15 DE AGOSTO DE 2012 INSTITUI a nota fiscal de serviços eletrônica - NFS-E, e dá outras providências O PREFEITO MUNICIPAL DE NÃO-ME-TOQUE - RS, Sr. Antônio Vicente Piva, no uso das

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE OURO BRANCO ESTADO DE MINAS GERAIS Procuradoria Geral DECRETO Nº 6.487, DE 27 DE OUTUBRO DE 2011.

PREFEITURA MUNICIPAL DE OURO BRANCO ESTADO DE MINAS GERAIS Procuradoria Geral DECRETO Nº 6.487, DE 27 DE OUTUBRO DE 2011. DECRETO Nº 6.487, DE 27 DE OUTUBRO DE 2011. REGULAMENTA A UTILIZAÇÃO DA NOTA FISCAL DE SERVIÇOS ELETRÔNICA NFSE E DECLARAÇÃO FISCAL DE SERVIÇOS ELETRÔNICA NO MUNICÍPIO DE OURO BRANCO, E DÁ OUTRAS PRIVIDÊNCIAS.

Leia mais

Orientações para emissão da Guia de Transporte Animal GTA

Orientações para emissão da Guia de Transporte Animal GTA Orientações para emissão da Guia de Transporte Animal GTA O Ministério da Agricultura regulamenta o transporte de animais dentro do Brasil (GTA) e também para fora do pais (CZI). 1 PARA NÃO PERDER TEMPO:

Leia mais

PORTARIA DG - ATI 005/2012, DE 27 DE ABRIL DE 2012

PORTARIA DG - ATI 005/2012, DE 27 DE ABRIL DE 2012 PORTARIA DG - ATI 005/2012, DE 27 DE ABRIL DE 2012 Regulamenta procedimentos para utilização das ferramentas de emissão de comprovantes de rendimentos (contracheques) e outros comprovantes afins junto

Leia mais

Perguntas e Respostas sobre Normas e Procedimentos do PROGRAMA NACIONAL DE CONTROLE E ERRADICAÇÃO DA BRUCELOSE E DA TUBERCULOSE ANIMAL (PNCEBT)

Perguntas e Respostas sobre Normas e Procedimentos do PROGRAMA NACIONAL DE CONTROLE E ERRADICAÇÃO DA BRUCELOSE E DA TUBERCULOSE ANIMAL (PNCEBT) Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento Perguntas e Respostas sobre Normas e Procedimentos do PROGRAMA NACIONAL DE CONTROLE E ERRADICAÇÃO DA BRUCELOSE E DA TUBERCULOSE ANIMAL (PNCEBT) Colaboradores:

Leia mais

GEDAVE Sistema de Gestão de Defesa Animal e Vegetal. Manual da Revenda de Produtos Veterinários

GEDAVE Sistema de Gestão de Defesa Animal e Vegetal. Manual da Revenda de Produtos Veterinários GEDAVE Sistema de Gestão de Defesa Animal e Vegetal Manual da Revenda de Produtos Veterinários Versão 1.0 25/02/2013 P á g i n a 1 Considerações iniciais Com a publicação da Resolução SAA nº 79, de 10/12/2012

Leia mais

DECRETO Nº 160/12, DE 15 DE AGOSTO DE 2012

DECRETO Nº 160/12, DE 15 DE AGOSTO DE 2012 DECRETO Nº 160/12, DE 15 DE AGOSTO DE 2012 INSTITUI a nota fiscal de serviços eletrônica - NFS-E, e dá outras providências O PREFEITO MUNICIPAL DE NÃO-ME-TOQUE - RS, Sr. Antônio Vicente Piva, no uso das

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE BRUMADO ESTADO DA BAHIA CNPJ/MF Nº 14.105.704/0001-33 Praça Cel. Zeca Leite, nº 415 Centro CEP: 46100-000 Brumado-BA

PREFEITURA MUNICIPAL DE BRUMADO ESTADO DA BAHIA CNPJ/MF Nº 14.105.704/0001-33 Praça Cel. Zeca Leite, nº 415 Centro CEP: 46100-000 Brumado-BA DECRETO Nº 4.496, DE 22 DE JULHO DE 2011 Regulamenta os procedimentos para Escrituração Fiscal e Recolhimento de Tributos Municipais de forma Eletrônica no Município de Brumado, e dá outras providências.

Leia mais

ORDEM DE SERVIÇO Nº 03/2003-GAB

ORDEM DE SERVIÇO Nº 03/2003-GAB ORDEM DE SERVIÇO Nº 03/2003-GAB Fixa normas e procedimentos administrativos relativos ao controle patrimonial do ativo imobilizado da FFFCMPA. O Diretor da Fundação Faculdade Federal de Ciências Médicas

Leia mais

O SECRETÁRIO MUNICIPAL DE FAZENDA, no uso das atribuições que lhe são conferidas pela legislação em vigor,

O SECRETÁRIO MUNICIPAL DE FAZENDA, no uso das atribuições que lhe são conferidas pela legislação em vigor, RESOLUÇÃO SMF Nº 2.771, DE 29 DE ABRIL DE 2013. [Publicada no D. O. Rio de 30.04.2013] * Estabelece procedimentos a serem adotados para a entrega de prêmios aos tomadores de serviços pessoas naturais titulares

Leia mais

INSTRUÇÃO DE SERVIÇO Nº 14, 16 DE JANEIRO DE 2015

INSTRUÇÃO DE SERVIÇO Nº 14, 16 DE JANEIRO DE 2015 INSTRUÇÃO DE SERVIÇO Nº 14, 16 DE JANEIRO DE 2015 O PRÓ-REITOR DE ADMINISTRAÇÃO, da FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE MATO GROSSO DO SUL, no uso das suas atribuições e considerando o disposto na Instrução

Leia mais

SEÇÃO VII PRODUTOS VEGETAIS, SEUS SUBPRODUTOS E RESÍDUOS DE VALOR ECONÔMICO, PADRONIZADOS PELO MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO

SEÇÃO VII PRODUTOS VEGETAIS, SEUS SUBPRODUTOS E RESÍDUOS DE VALOR ECONÔMICO, PADRONIZADOS PELO MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO SEÇÃO VII PRODUTOS VEGETAIS, SEUS SUBPRODUTOS E RESÍDUOS DE VALOR ECONÔMICO, PADRONIZADOS PELO MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO 1. CONSIDERAÇÕES GERAIS Os produtos vegetais, seus subprodutos

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO MATEUS ESTADO DO ESPÍRITO SANTO GABINETE DO PREFEITO

PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO MATEUS ESTADO DO ESPÍRITO SANTO GABINETE DO PREFEITO 1 LEI Nº. 949/2010 INSTITUI A NOTA FISCAL ELETRÔNICA DE SERVIÇOS E DISPÕE SOBRE A DECLARAÇÃO MENSAL DO IMPOSTO SOBRE A PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE QUALQUER NATUREZA - ISSQN. O Prefeito Municipal de São Mateus,

Leia mais

MINISTÉRIO DO TRABALHO E EMPREGO SECRETARIA DE INSPEÇÃO DO TRABALHO DEPARTAMENTO DE SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO

MINISTÉRIO DO TRABALHO E EMPREGO SECRETARIA DE INSPEÇÃO DO TRABALHO DEPARTAMENTO DE SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO MINISTÉRIO DO TRABALHO E EMPREGO SECRETARIA DE INSPEÇÃO DO TRABALHO DEPARTAMENTO DE SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO PORTARIA N.º 126, DE 02 DE DEZEMBRO DE 2009 (D.O.U. de 03/12/09 - Seção 1 - Págs. 120 e

Leia mais

MINISTÉRIO DO TRABALHO E EMPREGO SECRETARIA DE INSPEÇÃO DO TRABALHO DEPARTAMENTO DE SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO

MINISTÉRIO DO TRABALHO E EMPREGO SECRETARIA DE INSPEÇÃO DO TRABALHO DEPARTAMENTO DE SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO MINISTÉRIO DO TRABALHO E EMPREGO SECRETARIA DE INSPEÇÃO DO TRABALHO DEPARTAMENTO DE SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO PORTARIA N.º 126, DE 02 DE DEZEMBRO DE 2009 (D.O.U. de 03/12/09 Seção 1 Págs. 120 e 121)

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA N 02/2009

INSTRUÇÃO NORMATIVA N 02/2009 INSTRUÇÃO NORMATIVA N 02/2009 Regulamenta os procedimentos relativos à certificação digital, para garantir a segurança das transações eletrônicas realizadas por meio dos sistemas, das aplicações e dos

Leia mais

SISTEMA BRASILEIRO DE IDENTIFICAÇÃO E CERTIFICAÇÃO DE ORIGEM

SISTEMA BRASILEIRO DE IDENTIFICAÇÃO E CERTIFICAÇÃO DE ORIGEM SISTEMA BRASILEIRO DE IDENTIFICAÇÃO E CERTIFICAÇÃO DE ORIGEM Luiz Carlos de Oliveira Secretário de Defesa Agropecuária Ministério Da Agricultura, Pecuária e Abastecimento Instrução normativa n o 21 de

Leia mais

MANUAL DO PROCESSO ELETRÔNICO DE INSCRIÇÃO DO MICROEMPREENDEDOR INDIVIDUAL (MEI)

MANUAL DO PROCESSO ELETRÔNICO DE INSCRIÇÃO DO MICROEMPREENDEDOR INDIVIDUAL (MEI) MANUAL DO PROCESSO ELETRÔNICO DE INSCRIÇÃO DO MICROEMPREENDEDOR INDIVIDUAL (MEI) Organização: Patrícia Bianchi Machado, membro da Secretaria Executiva do Comitê Gestor do Simples Nacional V 1.01-05.02.2010

Leia mais

E D I T A L. 1º O curso de Pós-Graduação Lato Sensu em Psicopedagogia - Clínica e Institucional é destinado a graduados em Diploma de Curso Superior.

E D I T A L. 1º O curso de Pós-Graduação Lato Sensu em Psicopedagogia - Clínica e Institucional é destinado a graduados em Diploma de Curso Superior. EDITAL NPL 10/2016 ABRE INSCRIÇÕES PARA O PROCESSO DE SELEÇÃO PARA O CURSO DE PÓS- GRADUAÇÃO LATO SENSU EM PSICOPEDAGOGIA CLÍNICA E INSTITUCIONAL, NO CAMPUS CAMPINAS - UNIDADE CAMBUÍ DA UNIVERSIDADE SÃO

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA SMFA Nº 01/2010

INSTRUÇÃO NORMATIVA SMFA Nº 01/2010 INSTRUÇÃO NORMATIVA SMFA Nº 01/2010 Define as regras e os prestadores de serviços e substitutos tributários do Imposto sobre Serviços de Qualquer Natureza obrigados a efetuar a Declaração Eletrônica Mensal

Leia mais

Manual de procedimentos do Alvará de Licença e Funcionamento de Atividade

Manual de procedimentos do Alvará de Licença e Funcionamento de Atividade Manual de procedimentos do Alvará de Licença e Funcionamento de Atividade Prefeitura Municipal de São Leopoldo Secretaria Municipal da Fazenda Coordenadoria Tributária Divisão de Tributos Mobiliários Seção

Leia mais

E D I T A L. 2º A taxa de inscrição para o Processo Seletivo do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu em

E D I T A L. 2º A taxa de inscrição para o Processo Seletivo do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu em EDITAL NPL 4/2015 ABRE INSCRIÇÕES PARA O PROCESSO DE SELEÇÃO PARA O CURSO DE PÓS- GRADUAÇÃO LATO SENSU EM SAÚDE MENTAL, NO CAMPUS BRAGANÇA PAULISTA DA UNIVERSIDADE SÃO FRANCISCO USF NO 2º SEMESTRE DE 2015.

Leia mais

O CONSELHO FEDERAL DE CONTABILIDADE, no exercício de suas atribuições legais e regimentais, CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

O CONSELHO FEDERAL DE CONTABILIDADE, no exercício de suas atribuições legais e regimentais, CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES PRELIMINARES RESOLUÇÃO CFC N.º 1.390/12 Dispõe sobre o Registro Cadastral das Organizações Contábeis. O CONSELHO FEDERAL DE CONTABILIDADE, no exercício de suas atribuições legais e regimentais, RESOLVE: CAPÍTULO I

Leia mais

DO PROCESSO DE CERTIFICAÇÃO E DA APLICAÇÃO DO CERTIFICADO SANITÁRIO NACIONAL OU DA GUIA DE TRÂNSITO

DO PROCESSO DE CERTIFICAÇÃO E DA APLICAÇÃO DO CERTIFICADO SANITÁRIO NACIONAL OU DA GUIA DE TRÂNSITO MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO SECRETARIA DE DEFESA AGROPECUÁRIA INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 10, DE 1º- DE ABRIL DE 2014 O SECRETÁRIO DE DEFESA AGROPECUÁRIA, DO MINISTÉRIO DA AGRICULTURA,

Leia mais

EDITAL ESAF/CEEAD Nº 01/2013 CURSO SOBRE O IMPOSTO TERRITORIAL RURAL PARA MUNICÍPIOS CONVENIADOS

EDITAL ESAF/CEEAD Nº 01/2013 CURSO SOBRE O IMPOSTO TERRITORIAL RURAL PARA MUNICÍPIOS CONVENIADOS EDITAL ESAF/CEEAD Nº 01/2013 CURSO SOBRE O IMPOSTO TERRITORIAL RURAL PARA MUNICÍPIOS CONVENIADOS A Escola de Administração Fazendária - ESAF torna público que estão abertas as inscrições para o Curso sobre

Leia mais

1. No item 4, Das inscrições, ONDE SE LÊ:

1. No item 4, Das inscrições, ONDE SE LÊ: O PREFEITO DO MUNICÍPIO DE CUIABÁ e o SECRETÁRIO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO, no uso de suas atribuições, nos termos estabelecidos no subitem 16.31, torna pública a seguinte retificação ao Edital supracitado,

Leia mais

PORTARIA Nº 979/2009. RESOLVE editar a seguinte Portaria:

PORTARIA Nº 979/2009. RESOLVE editar a seguinte Portaria: MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL Gabinete da Procuradora Chefe PORTARIA Nº 979/2009 Disciplina, no âmbito da PR/SP, o procedimento de encaminhamento das solicitações de diárias. A PROCURADORA CHEFE DA PROCURADORIA

Leia mais

CAPÍTULO IV DAS EXIGÊNCIAS SANITÁRIAS E ASSISTÊNCIA VETERINÁRIA

CAPÍTULO IV DAS EXIGÊNCIAS SANITÁRIAS E ASSISTÊNCIA VETERINÁRIA CAPÍTULO IV DAS EXIGÊNCIAS SANITÁRIAS E ASSISTÊNCIA VETERINÁRIA Art. 18º - Durante o evento o Serviço de Defesa Sanitária e Assistência Veterinária ficará a cargo da Comissão Sanitária Animal, a ser designada

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA STN Nº 02, DE 22 DE MAIO DE 2009. Dispõe sobre a Guia de Recolhimento da União - GRU, e dá outras providências.

INSTRUÇÃO NORMATIVA STN Nº 02, DE 22 DE MAIO DE 2009. Dispõe sobre a Guia de Recolhimento da União - GRU, e dá outras providências. INSTRUÇÃO NORMATIVA STN Nº 02, DE 22 DE MAIO DE 2009. Dispõe sobre a Guia de Recolhimento da União - GRU, e dá outras providências. O SECRETÁRIO DO TESOURO NACIONAL SUBSTITUTO, no exercício das atribuições

Leia mais

TÍTULO 22 PROGRAMA DE ABASTECIMENTO SOCIAL/VENDAS EM BALCÃO Documento 1 Sistema de Cadastro Técnico/Programa de Vendas em Balcão

TÍTULO 22 PROGRAMA DE ABASTECIMENTO SOCIAL/VENDAS EM BALCÃO Documento 1 Sistema de Cadastro Técnico/Programa de Vendas em Balcão (*) SISTEMA DE CADASTRO TÉCNICO PROGRAMA DE VENDAS EM BALCÃO 1. Nome Completo IDENTIFICAÇÃO 2. Inscrição Estadual 3. CNPJ/CPF 4. Endereço Completo 5. Cidade 6. UF 7. CEP 8. Telefone 9. Fax/E-mail 10. Em

Leia mais

O CONSELHO FEDERAL DE CONTABILIDADE, no exercício de suas atribuições legais e regimentais,

O CONSELHO FEDERAL DE CONTABILIDADE, no exercício de suas atribuições legais e regimentais, RESOLUÇÃO CFC Nº 1.364/2011 Dispõe sobre a Declaração Comprobatória de Percepção de Rendimentos DECORE Eletrônica e dá outras providências. O CONSELHO FEDERAL DE CONTABILIDADE, no exercício de suas atribuições

Leia mais

Pergunte à CPA Serviço de transporte considerações gerais 28/04/2014

Pergunte à CPA Serviço de transporte considerações gerais 28/04/2014 Pergunte à CPA Serviço de transporte considerações gerais 28/04/2014 Apresentador: José Alves F. Neto Transporte - conceito ICMS X ISS Como determinar a competência Fato gerador RICMS/SP Artigo 2º - Ocorre

Leia mais

Ficha Cadastral de Fornecedores

Ficha Cadastral de Fornecedores de Fornecedores Informações Jurídicas Razão Social: CNPJ: Nome Fantasia: Responsáveis legais: CPF: Responsável técnico: Nº Documento: Órgão emissor: CNES: ANS: Endereço Completo: Fone/Fax: e-mail vendas:

Leia mais

PORTARIA NORMATIVA Nº 2, DE 26 DE JANEIRO DE 2010

PORTARIA NORMATIVA Nº 2, DE 26 DE JANEIRO DE 2010 Edição Número 18 de 27/01/2010 Ministério da Educação Gabinete do Ministro PORTARIA NORMATIVA Nº 2, DE 26 DE JANEIRO DE 2010 Institui e regulamenta o Sistema de Seleção Unificada, sistema informatizado

Leia mais

CARTA TÉCNICA. Nome do Credenciamento: PRONON Programa Nacional de Apoio à Atenção Oncológica

CARTA TÉCNICA. Nome do Credenciamento: PRONON Programa Nacional de Apoio à Atenção Oncológica CARTA TÉCNICA Nome do Credenciamento: PRONON Programa Nacional de Apoio à Atenção Oncológica ENTIDADES QUE PODEM SE CREDENCIAR: - Entidades beneficentes de assistência social (certificadas como entidades

Leia mais

O CONSELHO FEDERAL DE CONTABILIDADE, no exercício de suas atribuições legais e regimentais,

O CONSELHO FEDERAL DE CONTABILIDADE, no exercício de suas atribuições legais e regimentais, RESOLUÇÃO CFC N.º 1.389/12 Dispõe sobre o Registro Profissional dos Contadores e Técnicos em Contabilidade. O CONSELHO FEDERAL DE CONTABILIDADE, no exercício de suas atribuições legais e regimentais, RESOLVE:

Leia mais

RESOLUÇÃO CFC N.º 1.389/12 Dispõe sobre o Registro Profissional dos Contadores e Técnicos em Contabilidade.

RESOLUÇÃO CFC N.º 1.389/12 Dispõe sobre o Registro Profissional dos Contadores e Técnicos em Contabilidade. RESOLUÇÃO CFC N.º 1.389/12 Dispõe sobre o Registro Profissional dos Contadores e Técnicos em Contabilidade. O CONSELHO FEDERAL DE CONTABILIDADE, no exercício de suas atribuições legais e regimentais, RESOLVE:

Leia mais

ABRE INSCRIÇÕES PARA O PROCESSO DE SELEÇÃO PARA A PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU

ABRE INSCRIÇÕES PARA O PROCESSO DE SELEÇÃO PARA A PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU EDITAL NPL 2/2014 ABRE INSCRIÇÕES PARA O PROCESSO DE SELEÇÃO PARA A PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU EM MEDICINA DO TRABALHO, NOS CAMPI BRAGANÇA PAULISTA, ITATIBA E CAMPINAS UNIDADE CAMBUÍ, DA UNIVERSIDADE SÃO

Leia mais

Passos e Orientações para solicitação de credenciamento como emissor de NF-e. Secretaria da Fazenda do Estado de São Paulo

Passos e Orientações para solicitação de credenciamento como emissor de NF-e. Secretaria da Fazenda do Estado de São Paulo Passos e Orientações para solicitação de credenciamento como emissor de NF-e Secretaria da Fazenda do Estado de São Paulo Versão 1.0 23/07/2009 Passos e Orientações para solicitação de credenciamento como

Leia mais

ESTADO DE SANTA CATARINA PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE PINHEIRO PRETO DECRETO Nº 4.042, DE 22 DE JULHO DE 2014.

ESTADO DE SANTA CATARINA PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE PINHEIRO PRETO DECRETO Nº 4.042, DE 22 DE JULHO DE 2014. DECRETO Nº 4.042, DE 22 DE JULHO DE 2014. Regulamenta a Lei nº 1.775, de 10 de junho de 2014, dispondo sobre o modelo, requisitos, emissão e cancelamento da Nota Fiscal de Serviços Eletrônica NFS-e, institui

Leia mais

DECRETO EXECUTIVO nº. 014/2012 D E C R E T A:

DECRETO EXECUTIVO nº. 014/2012 D E C R E T A: DECRETO EXECUTIVO nº. 014/2012 INSTITUI A NOTA FISCAL DE SERVIÇOS ELETRÔNICA NFS E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. O PREFEITO DO MUNICÍPIO DE UBAPORANGA, no uso de suas atribuições legais e tendo em vista o disposto

Leia mais

COMUNICADO DIRAB/SUOPE/GEOPE N.º 234, DE 23/7/09. A : TODAS AS SUREGs, SUFIN E BOLSAS DE MERCADORIAS, SPA, CNB E ANBM.

COMUNICADO DIRAB/SUOPE/GEOPE N.º 234, DE 23/7/09. A : TODAS AS SUREGs, SUFIN E BOLSAS DE MERCADORIAS, SPA, CNB E ANBM. MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO MAPA COMPANHIA NACIONAL DE ABASTECIMENTO Conab DIRETORIA DE OPERAÇÕES E ABASTECIMENTO Dirab SUPERINTENDÊNCIA DE OPERAÇÕES COMERCIAIS Suope GERÊNCIA DE

Leia mais

EDITAL NPL 2/2015 E D I T A L

EDITAL NPL 2/2015 E D I T A L EDITAL NPL 2/2015 PRORROGA INSCRIÇÕES AO PROCESSO DE SELEÇÃO PARA A PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU EM MEDICINA DO TRABALHO E MBA INTERNACIONAL PARA EXECUTIVOS DOS CAMPI BRAGANÇA PAULISTA E CAMPINAS UNIDADE CAMBUÍ,

Leia mais

Help de NFSe. 2011 E&L Produções de Software LTDA. Contador

Help de NFSe. 2011 E&L Produções de Software LTDA. Contador Contador 2 1 Credenciamento Se for prestador do município, substituto ou empresas de outros municípios clique na opção credenciar Para acessar a tela de credenciamento do contador, clique na opção Contador

Leia mais

DOE Nº 12.927 Data: 11/04/2013 PORTARIA Nº 036/2013-GS/SET, DE 10 DE ABRIL DE 2013.

DOE Nº 12.927 Data: 11/04/2013 PORTARIA Nº 036/2013-GS/SET, DE 10 DE ABRIL DE 2013. DOE Nº 12.927 Data: 11/04/2013 PORTARIA Nº 036/2013-GS/SET, DE 10 DE ABRIL DE 2013. Institui o Projeto Piloto da Nota Fiscal Eletrônica para Consumidor Final (NFC-e), que possibilita a emissão da Nota

Leia mais

República Federativa do Brasil Estado do Ceará Município de Juazeiro do Norte Poder Executivo

República Federativa do Brasil Estado do Ceará Município de Juazeiro do Norte Poder Executivo DECRETO N.º 501, DE 27 DE SETEMBRO DE 2011. Regulamenta a instituição do gerenciamento eletrônico do ISSQN- Imposto Sobre Serviços de Qualquer Natureza, a escrituração econômico-fiscal e a emissão de documento

Leia mais

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL PREFEITURA MUNICIPAL DE ESTÂNCIA VELHA

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL PREFEITURA MUNICIPAL DE ESTÂNCIA VELHA DECRETO MUNICIPAL N.º 102/2014, de 11 de dezembro de 2014. REGULAMENTA PROCEDIMENTOS, RELATIVOS A AIDOF, NOTAS FISCAIS DE SERVIÇO, ESCRITURAÇÃO FISCAL E REQUERIMENTOS E APRESENTAÇÃO DE DOCUMENTOS FISCAIS

Leia mais

PORTARIA/LEMG nº 58, DE 1º DEZEMBRO DE 2014. Diário do Executivo Minas Gerais - Pag. 42 Terça-Feira, 02/012/2014 - Caderno 1

PORTARIA/LEMG nº 58, DE 1º DEZEMBRO DE 2014. Diário do Executivo Minas Gerais - Pag. 42 Terça-Feira, 02/012/2014 - Caderno 1 PORTARIA/LEMG nº 58, DE 1º DEZEMBRO DE 2014. Diário do Executivo Minas Gerais - Pag. 42 Terça-Feira, 02/012/2014 - Caderno 1 Dispõe sobre o credenciamento de empresas especializadas na avaliação de imóveis

Leia mais

Quarta-feira, 14 de Maio de 2014 N 628

Quarta-feira, 14 de Maio de 2014 N 628 LEI N 812 de 12 de maio de 2014. Institui a Nota Fiscal de Serviços Eletrônica - NFS-e, a Ferramenta de Declaração Eletrônica de Serviços - DES, e dá outras providências. O PREFEITO MUNICIPAL DE GUAPIMIRIM,,

Leia mais

EMPREENDEDOR INDIVIDUAL

EMPREENDEDOR INDIVIDUAL EMPREENDEDOR INDIVIDUAL FIQUE DE OLHO Se você é Pessoa Jurídica ou seja possui CNPJ, precisa emitir Notas Fiscais nas vendas e ou quando realizar serviços. Se você vende somente para Pessoa Física, está

Leia mais

ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL SECRETARIA DE ESTADO DE FAZENDA RESOLUÇÃO/SEFAZ N. 2.052, DE 19 DE ABRIL DE 2007.

ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL SECRETARIA DE ESTADO DE FAZENDA RESOLUÇÃO/SEFAZ N. 2.052, DE 19 DE ABRIL DE 2007. ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL SECRETARIA DE ESTADO DE FAZENDA RESOLUÇÃO/SEFAZ N. 2.052, DE 19 DE ABRIL DE 2007. Dispõe sobre o Cadastro de Convenentes da Administração Estadual. O SECRETÁRIO DE ESTADO DE

Leia mais

REGULAMENTO PARA OPERACIONALIZAÇÃO DO SISTEMA ELETRÔNICO DE COMERCIALIZAÇÃO DA CONAB SEC N.º 002/04

REGULAMENTO PARA OPERACIONALIZAÇÃO DO SISTEMA ELETRÔNICO DE COMERCIALIZAÇÃO DA CONAB SEC N.º 002/04 REGULAMENTO PARA OPERACIONALIZAÇÃO DO SISTEMA ELETRÔNICO DE COMERCIALIZAÇÃO DA CONAB SEC N.º 002/04 A Companhia Nacional de Abastecimento Conab, empresa pública federal vinculada ao Ministério da Agricultura,

Leia mais

ESTADO DO PIAUÍ PREFEITURA MUNICIPAL DE TERESINA

ESTADO DO PIAUÍ PREFEITURA MUNICIPAL DE TERESINA ESTADO DO PIAUÍ PREFEITURA MUNICIPAL DE TERESINA DECRETO Nº 13.346, DE 24 DE JUNHO DE 2013. Regulamenta a Lei Complementar nº 4.403, de 5 de junho de 2013, que Estabelece obrigação de uso do sistema ITBI

Leia mais

Passos e Orientações para solicitação de credenciamento como emissor de NF-e. Secretaria da Fazenda do Estado de São Paulo

Passos e Orientações para solicitação de credenciamento como emissor de NF-e. Secretaria da Fazenda do Estado de São Paulo Passos e Orientações para solicitação de credenciamento como emissor de NF-e Secretaria da Fazenda do Estado de São Paulo Versão: 24/05/2010 Passos e Orientações para solicitação de credenciamento como

Leia mais

FORMULÁRIOS PARA REGISTRO DE AJUDANTE DE DESPACHANTE ADUANEIRO

FORMULÁRIOS PARA REGISTRO DE AJUDANTE DE DESPACHANTE ADUANEIRO FORMULÁRIOS PARA REGISTRO DE AJUDANTE DE DESPACHANTE ADUANEIRO D.O.U. de 05/10/1992 INSTRUÇÃO NORMATIVA DpRF Nº 109, DE 2 DE OUTUBRO DE 1992 O Diretor do Departamento da Receita Federal, no uso de suas

Leia mais

Ministério da Educação GABINETE DO MINISTRO PORTARIA NORMATIVA Nº 6, DE 26 DE FEVEREIRO DE 2014

Ministério da Educação GABINETE DO MINISTRO PORTARIA NORMATIVA Nº 6, DE 26 DE FEVEREIRO DE 2014 Ministério da Educação GABINETE DO MINISTRO PORTARIA NORMATIVA Nº 6, DE 26 DE FEVEREIRO DE 2014 Dispõe sobre a ocupação de bolsas remanescentes do Programa Universidade para Todos - ProUni. O MINISTRO

Leia mais

Parágrafo único. O prazo de validade do CA objeto de pedido de alteração será o mesmo do CA anteriormente concedido.

Parágrafo único. O prazo de validade do CA objeto de pedido de alteração será o mesmo do CA anteriormente concedido. MINISTÉRIO DO TRABALHO E EMPREGO SECRETARIA DE INSPEÇÃO DO TRABALHO PORTARIA N.º 162, DE 12 DE MAIO DE 2006 (DOU de 16/05/06 Seção 1) Estabelece procedimentos para o cadastro de empresas e para a emissão

Leia mais

http://www.agricultura.sc.gov.br/index.php?option=com_docman&task=doc_download...

http://www.agricultura.sc.gov.br/index.php?option=com_docman&task=doc_download... Page 1 of 5 Estado de Santa Catarina Secretaria de Estado da Agricultura e Desenvolvimento Rural Portaria SAR nº 17/2010, de 28/10/2010 O Secretário de Estado da Agricultura e Desenvolvimento Rural, no

Leia mais

SUPER CLIENTE SHOPPING DA BAHIA REGULAMENTO

SUPER CLIENTE SHOPPING DA BAHIA REGULAMENTO SUPER CLIENTE SHOPPING DA BAHIA REGULAMENTO 1. Cadastramento no Programa 1.1 O Super Cliente Shopping da Bahia é um programa que objetiva oferecer benefícios e vantagens aos seus participantes, clientes

Leia mais

CADASTRAMENTO DE EMPRESAS PERGUNTAS FREQUENTES

CADASTRAMENTO DE EMPRESAS PERGUNTAS FREQUENTES CADASTRAMENTO DE EMPRESAS PERGUNTAS FREQUENTES 1 Quais são os sujeitos que devem ser cadastrados e o que cada um representa no cadastro da empresa?...2 2 Como fazer para cadastrar uma empresa?...3 3 Cliquei

Leia mais

CONSELHO MUNICIPAL DE ASSISTÊNCIA SOCIAL - CMAS RESOLUÇÃO CMAS Nº 16, DE 26 DE SETEMBRO DE 2011

CONSELHO MUNICIPAL DE ASSISTÊNCIA SOCIAL - CMAS RESOLUÇÃO CMAS Nº 16, DE 26 DE SETEMBRO DE 2011 CONSELHO MUNICIPAL DE ASSISTÊNCIA SOCIAL - CMAS RESOLUÇÃO CMAS Nº 16, DE 26 DE SETEMBRO DE 2011 Resolução CMAS nº 16, 26 de setembro de 2011, revoga a Resolução CMAS nº 01/2002 e define os parâmetros para

Leia mais

AGRIFAM 2014 01 A 03 DE AGOSTO DE 2014

AGRIFAM 2014 01 A 03 DE AGOSTO DE 2014 AGRIFAM 2014 01 A 03 DE AGOSTO DE 2014 REGULAMENTO ANIMAL CAPÍTULO I DA FEIRA E SUAS FINALIDADES Artigo I A AGRIFAM 2014 Feira da Agricultura Familiar e do Trabalhador Rural - será realizada sob o auspício

Leia mais