Ecologia. Parque do Povo

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Ecologia. Parque do Povo"

Transcrição

1

2 Ecologia O conceito ecologico é algo muito importante a se destacar no parque, pois este, possue todo o projeto pensado desta forma, conceituado em uma mentalidade ecologicamente correta, esta sinalização não poderia ser diferente da mesma. A acessibilidade é outro ponto forte a se destacar no parque, pois o parque possue uma infraestrutura toda pensada e planejada para os portadores de necessidades essenciais.

3 Formas A forma utilizada para as placas de sinalização deste parque foi elaborada e extraida da forma de folhas da vegetação do local, gerando formas de placas que fazem uma menção a árvores, flores e toda a vegetação em questão, justificando o pensamento ecológico do parque.

4 Padrão Cromático O está dividido em setores pelas atividades e funções prioritárias de cada um deles. Essa divisão é feita por cores : C = 71 M = 4 Y = 100 K = 0 C = 0 M = 16 Y = 100 K = 0 C = 100 M = 85 Y = 22 K = 12 C = 92 M = 25 Y = 96 K = 11 C = 1 M = 58 Y = 100 K = 0 R = 85 G = 165 B = 28 R = 255 G = 210 B = 0 R = 0 G = 52 B = 121 R = 0 G = 120 B = 54 R = 238 G = 131 B = 0 Pantone 369 c Pantone 109 c Pantone 294c Pantone 356 c Pantone 144 c

5 Cores e suas aplicações Azul - Usada para área de esportes pois é a cor conhecida internacionalmente para identificação de acessibilidade. Já que o parque é inteiramente pensado em acessibilidade aos portadores de necessidades especiais, inclusive na área destinada aos esportes, onde existem as demarcações paraolímpicas. Amarelo - Usada na área recreativa pois tem uma forte memorização e percepção. Já que esta é uma área voltada ao lúdico infantil, ao piquenique e a 3º idade, pois o setor possue uma academia geriátrica, justificando sua saturação de cor. Verde - Usada na área de corrida, por ser associada a vida saudável, o que é a meta principal da corrida e caminhada, maior área destinada do parque. Laranja - Cor facilmente reconhecida e usada na ciclovia, a atenção do usuário de bicicleta, usada de forma bem saturada a fim de evitar possiveis acidentes entre usuários do parque e ciclistas.

6 Mapa de Setores Mapa com identificação de cada setor por cores. Rua Tabapuã Rua Brigadeiro Haroldo Veloso Avenida Henrique Chamma Av Cidade Jardim Avenida Olivia Feder Avenida das Nações Unidas Estação Cidade Jardim Recreativo Corrida Esporte Ciclovia Abrigo Entrada

7 Tipografia Escolhida A fonte escolhida para a sinalização do é a Frutiger, uma fonte de alta legibilidade, criada em 1968 exclusivamente para a sinalização do aeroporto Internacional Charles de Gaulle na França. Depois de um estudo de legibilidade e adequação às placas que seriam implantadas no parque, a Frutiger foi escolhida por ser mais condensada e possuir o traço mais encorpado, o que facilita a legibilidade a grandes distâncias sem precisar usar um corpo de fonte muito grande, facilitando também a estética da placa. ABCDEFGHIJKLMNOPQRSTUVWXYZ abcdefghijklmnopqrstuvwxyz ABCDEFGHIJKLMNOPQRSTUVWXYZ abcdefghijklmnopqrstuvwxyz ABCDEFGHIJKLMNOPQRSTUVWXYZ abcdefghijklmnopqrstuvwxyz

8 Legibilidade Todas as fontes das placas foram pensadas na distância possível de leitura no cone visual. Foi usada a fórmula para calcular o tamanho ideal das letras, (altura da letra é igual a distância visual dividida por 200). Todas as placas foram pensadas para serem lidas e entendidas a no mínimo 6 metros a menor e até 160 metros a maior. PARQUE DO POVO Maior fonte usada, totem de entrada para na Av Cidade Jardim PARQUE DO POVO Tamanho de fonte usada no totem de entrada para a Av Henrique Chamma Fonte usada nas placas de localização Fonte usada nas placas principais de orientação Corpo 300 mm Visível a 160 m Corpo 180 mm Visível a 100 m Corpo 90 mm Visível a 50 m Corpo 70 mm Visível a 40 m Fonte usada nas placas secundárias de localização Corpo 60 mm Visível a 33 m Fonte usada nas placas de situação baixa (Informações das árvores) Corpo 14 mm Visível a 7 m Fonte usada nas placas de situação suspensas (Informações das ervas) Corpo 12 mm Visível a 6 m

9 Definição de Nomenclatura Principal Situacional Orientação Localização PARQUE DO POVO Mapa Proibições Erva Cidreira Erva Cidreira Ciclovia Trilha Madeira de Lei Trilha Frutifera Quadras Quadras 1 Quadras 2 Quadra 3 Trilha Sensitiva Trilha da Sombra Recreativo Playground Recreativo Saída Ciclovia Sanitario Esporte Bebedouro Administração Playground

10 Entrada Principal Trilha Madeira de Lei Trilha Sensitiva Trilha da Sombra Trilha das Flores Recreativo Entrada Ciclovia Playground Trilha Frutifera Quadras Administração Composição do Sistema O sistema de placas é pensado para uma pessoa de estatura media de 1,70 m, encaixando todas as placas no cone visual da pessoa. Pensando em acessibilidade todas as placas são de facil acesso aos cadeirantes PARQUE DO POVO Esporte Esporte Administração Pista Sanitários Bebedouro Pista Lazer Sanitários Esporte

11 Placas As placas de situação onde são aplicados os mapas para o público, possuem um módulo principal no meio onde esta disposto a representação do mapa e agrega módulos menores ao lado para dispor as informações de legendas, informações estas, que estão em branco. PLACA A m 2.10 m 0.48 m 0.18 m 0.15 m 0.15 m 0.18 m 1 Entrada Principal Entrada 0.80 m 1.50 m 2 Trilha Madeira de Lei 3 Trilha Sensitiva 4 Trilha da Sombra 5 Trilha das Flores 6 Recreativo 0.13 m Ciclovia 9 Playground 10 Trilha Frutifera 11 Quadras 12 Administração 0.13 m 0.80 m 1.50 m

12 Placas de Orientação As placas de orientação tem a cor respectiva referente ao seu setor, no topo da placa tem a informação de direção, orientada por setas, seguidas pelas informaçãos escritas em branco, gerando um forte contraste para melhor legibilidade. A placa de orientação pode conter até tres informacões mais a seta no topo, quando necessário agrega um módulo menor ao lado direito, para disponibilizar mais uma informação. PLACA B1 PLACA B2 PLACA B3 PLACA B m 0.60 m 0.60 m 0.37 m 0.60 m 0.37 m 0.40 m 0.15 m 0.40 m 0.15 m 0.40 m 0.15 m 0.40 m 0.15 m 1.60 m Sanitários Bebedouro 2.30 m 1.60 m Pista Sanitários Bebedouro 2.30 m Pista Lazer Sanitários 0.20 m 0.12 m Esporte 0.20 m 1.48 m 0.62 m 2.30 m Pista Sanitários 0.20 m 0.12 m Esporte 0.62 m 1.48 m 0.20 m 0.20 m 0.20 m 0.20 m 0.20 m

13 Placas de Localização As placas de localização tem a cor respectiva referente ao seu setor, seu modulo principal de informação está posicionado ao lado direito, com as informações tipograficas em branco. A placa de localização pode conter a nomenclatura do local situado, quando necessário agrega um módulo menor ao lado esquerdo, este, passa a ser a base para a nomenclatura do local e o módulo `a direita passa a conter as informações pictográficas PLACA C1 PLACA C2 PLACA C3 PLACA C m 0.48 m 0.28 m 0.48 m 0.28 m 0.48 m 0.15 m 0.18 m 0.15 m 0.18 m 0.15 m 0.18 m 0.15 m 0.18 m 0.22 m 0.22 m 2.30 m 0.13 m Esporte 0.80 m 1.50 m 2.30 m 0.13 m 0.80 m 1.50 m 0.90 m 1.30 m Esporte 0.12 m 0.13 m 0.80 m 0.90 m 1.30 m Esporte 0.12 m 0.13 m 0.80 m 1.50 m

14 Placas de Situação As placas de situação onde está contida as informações de exercícios para a academia geriátrica tem a cor respectiva referente ao seu setor, seu modulo principal de informação está posicionado ao centro, com as informações tipograficas em branco. PLACA A m 1.50 m 0.15 m 0.50 m 1.50 m 1.35 m 0.70 m 0.50 m 40º 0.89 m 1.35 m

15 Placas de Localização As placas de localização afixadas na parede onde está contida as informações de locais específicos tem a cor respectiva referente ao seu setor, seu modulo principal de informação está posicionado ao centro, com as informações tipograficas em branco. PLACA C5 PLACA C6 PLACA C m 0.28 m 0.28 m 0.25 m 0.25 m 0.25 m 0.35 m 0.21 m 0.55 m Administração 0.21 m 1.75 m 0.21 m 1.55 m 0.55 m

16 Placas A placa de situação referente a altura mínima permitida é fixada na grama, com o pictograma branco no centro e uma linha branca na altura máxima permitida. A placa tem a cor específica do setor recreativo, por ser o único local que necessita de restrição a altura. PLACA A m 0.15 m 0.18 m 1.75 m 1,60 m 0.80 m 1.50 m 0.13 m

17 Placas A placa de situação referente às espécies de árvores do parque, é fixada na grama logo a frente da mesma, o nome nacional em bold e maiúscula, em baixo o nome ciêntifico em itálico seguido de um pequeno texto de informações sobre a espécie. PLACA A m 0.28 m 0.25 m 0.45 m 0.28 m 0.25 m 0.90 m 0.21 m 0.90 m 40º 0.52 m 0.53 m 0.21 m

18 Placas A placa de situação referente às espécies de plantas, no parque são definidas como trilha sensitiva. A placa é introduzida no pequeno muro com o nome da popular, seguido do nome cientifico abaixo, e um pequeno texto informativo, seguido do braile. Todos os usuários do parque podem chegar perto das plantas para sentir o aroma, por isso a proximidade da placa com o local. A placa é inclinada em 40º graus para facilitar a legibilidade e a acessibilidade. PLACA A m 0.28 m 0.25 m 0.30 m 0.26 m 0.25 m 0.90 m 0.21 m 0.70 m 0.85 m 0.70 m 40 º 1.00 m 0.38 m 0.21 m

19 Placas A placa de localização para ciclovia indica a distancia percorrida pelo usuário. É introduzida de 500 em 500 metros, o texto fica em branco, os usuarios que usam a pista de corrida também conseguem ver essa placa. PLACA C7 PLACA C8 PLACA C9 PLACA C m 0.48 m 0.48 m 0.48 m 0.15 m 0.18 m 0.15 m 0.18 m 0.15 m 0.18 m 0.15 m 0.18 m 2.30 m 100 M 0.13 m 1.50 m 0.80 m 1.50 m 2.30 m 500 M 0.13 m 0.80 m 1.50 m 2.30 m 1000 M 0.13 m 0.80 m 1.50 m 2.30 m 1500 M 0.13 m 0.80 m 1.50 m

20 Placas A maior placa do parque é a placa de situação Totem, tem 11, 50 metros e fica na entrada secundaria ao lado da Marginal e Av. Cidade Jardim, com boa visualização a longa distancia, os usuarios com carros, podem identificar o parque. Na entrada principal tem outro totem de 6,90 metros e fica do lado de dentro do portão, serve para identificação do parque. PLACA A m 2.00 m 0.75 m 1.80 m 1.20 m 0.45 m 3.60 m 6.90 m 3.60 m m 0.60 m 1.00 m

21 Antropometria cone visual 30 o 30 o cone visual 30º cone visual 30 o 30º linha do horizonte visual 0.80 m 1.50 m 30 o cone visual 30º linha do horizonte visual 30º linha do horizonte visual ESPORTE 2.30 m 0.90 m 1.30 m ESPORTE 0.80 m 1.50 m 30º linha do horizonte visual 30º 30 o cone visual Bebedouro Sanitários linha do horizonte visual 30 o cone visual Pista Lazer Sanitários ESPORTE 0.62 m 1.48 m 0.20 m 2.30 m -15º 30 o 30 o cone visual 0.89 m 30º 30º 1.35 m cone visual linha do horizonte visual linha do horizonte visual

22 Antropometria 30º 30 o cone visual 0.35 m linha do horizonte visual 0.55 m 30º 30 o cone visual -15º linha do horizonte visual 30 o cone visual 30 o cone visual 30º 40º 30 o cone visual 30º 1,60 m linha do horizonte visual 30º 30 o cone visual 30 o cone visual linha do horizonte visual 0.85 m 30º 0.75 m 1.00 m 1.75 m 0.53 m 1.75 m 1.55 m 30º 0.90 m 30 o cone visual 30º

23 Disposição das placas Placas de Localização Todas as placas de localização estão situadas no mapa, sua nomenclatura está representada pela letra L seguido do número que representa sua informação. Rua Tabapuã Rua Brigadeiro Haroldo Veloso L4 L3 L3 L2 L3 L11 L2 L1 L1 Avenida Henrique Chamma L11 L4 L1 L12 L11 L1 L11 L1 L1 L7 L5 L5 L11 Avenida Olivia Feder L9 L10 Av Cidade Jardim L12 L11 L6 L6 L8 L11 L5 L5 Avenida das Nações Unidas L1 Trilha das Flores L2 Trilha das Plantas Sensitivas L3 Trilha da sombra Estação Cidade Jardim L4 Recreativo L5 Ciclovia L6 Trilha Madeira de Lei L7 Playground L8 Trilha Frutiferas L9 Quadras L10 Quadras 1 Quadra 2 Quadra 3z L11 Distancia Ciclovia L12 Entradas

24 Disposição das placas Placas de Orientação Todas as placas de orientação estão situadas no mapa, sua nomenclatura está representada pela letra O seguido do número que representa sua informação. Estão representadas também as setas e para onde elas estão indicando. Mapa com a sinalização de Orientação O2 O1 O3 O9 O8 O5 O6 O7 O4

25 Disposição das placas Placas de Situação Todas as placas de situação estão situadas no mapa, sua nomenclatura está representada pela letra S seguido do número que representa sua informação. Mapa com as placas de situação S5 S3 S2 S3 S3 S3 S3 S3 S3 S4 S1 S8 S9 S12 S7 S6 S10 S11 S1 Mapa do parque S2 Informação geral do jardim sensitivo S3 Informações sobre a vegetação S4 Mapa do parque S5 Modo de usar os brinquedos S6 Proibitivas do parque S7 Mapa do parque S8 Mapa do parque S9 Mapa do parque S10 Mapa do parque S11 Modo de uso da academia S12 Proibitivas da quadra

26 Pictogramas Foi escolhida a forma circular como prioritária para os pictogramas, para que ficassem melhor encaixados no grid das placas. A única exceção são os pictogramas de restrição à altura. Que possuem uma forma quadricular. Seta indicativa Bebedouro banheiro masculino banheiro feminino A cor principal utilizada é o verde, também presente na logomarca do parque, em pictogramas como: Bebedouro, jogue o lixo no lixo, passeie com o cão em guia curta, etc, para se reforçar a idéia ecológica do parque e a própria cor da marca. As outras cores utilizadas são as definidas no palete cromático onde, a cor do círculo é a representação sígnica do setor onde ele se encontra (vide mapa). jogue o lixo no lixo acesibilidade extintor restrição de altura não fume proibido cão proibido anda de bicicleta proibido andar de skate A seta indica os setores com a cor correspondente a eles. As placas restritivas seguem um mesmo padrão sendo imediatamente identificadas pelo usuário do parque como tal.

27 Ciclovia A ciclovia tem como sinalização e orientação, demarcações feitas no chão, em cor preta, com as metragens percorrida pelo usuário, estas são feitas de 50 em 50 metros o parque possue também placas instaladas de 500 em 500 metros, para referência dos ciclistas e dos pedestres. 50 M m 100 M 0.75m M

28 Material Plástico ecológico. O material usado na estrutura das placas é o Polietileno feito com Etanol. O Brasil é pioneiro na produção deste plástico, sua qualidade é semelhante ao feito com matériaprima fóssil, porém uma das vantagens é que, no processo de fabricação, o plástico feito de etanol é menos poluente do que o tradicional. O produto utilizado na fabricação é 100% renovável, o que faz com que mantenha o ideal ecológico proposto pelo parque. A aste usada nas placas é feita com madeira reciclável. Esta madeira é composta por fibras vegetais diversas e plástico de embalagens usadas, tudo é triturado e prensado a uma temperatura de 200 o. Esta madeira possui altíssimo grau de durabilidade e sem falar que dispensa o corte de árvores.

29 Tinta Luminescente Pigmento para as placas. Pensando em uma boa sinalização noturna, todas as fontes, pictogramas, setas e informações do serão projetadas com um pigmento chamado estrôncio (ou aluminato de silicato), este faz com que atravéz de um processo químico, a luz armazenada durante o dia, seja refletida em períodos de pouca iluminação, esta reflexão pode durar até 24 horas. A vantagem desse produto, é que sua aplicação será direto na composição do adesivo que está sendo aplicado nas placas, diferente de outros produtos que são aplicados como uma camada de revestimento externo, tornando necessário uma manutenção periódica para repor a camada que se perde com chuvas e vento.

30 Disposição de Placas Local sem sinalização Placa de Localização unica aplicada Placa de Orientação dupla aplicada Local sem sinalização

31 Disposição de Placas Local sem sinalização Placa de Orientação unica aplicada Placa de Situação aplicada Local sem sinalização

32 Disposição de Placas Local sem sinalização Placa de Localização dupla aplicada Placa de Situação planta baixa aplicada Local sem sinalização

33 Disposição de Placas Local sem sinalização Placa de Situação Principal aplicada Placa de Situação Restritiva aplicada Local sem sinalização

34 Disposição de Placas Local sem sinalização Placa de Situação Suspensa aplicada

35 Adriana Narita Guilherme Olini Leidson Pereira Luiza Fassina Rafael Borghoff

PROJETO BÁSICO DE SINALIZAÇÃO ACESSIBILIDADE SEINFRA - SECRETARIA DE INFRAESTRUTURA DO ESTADO DO CEARÁ

PROJETO BÁSICO DE SINALIZAÇÃO ACESSIBILIDADE SEINFRA - SECRETARIA DE INFRAESTRUTURA DO ESTADO DO CEARÁ ACESSIBILIDADE SEINFRA - SECRETARIA DE INFRAESTRUTURA DO ESTADO DO CEARÁ ÍNDICE SINALIZAÇÃO INTERNA WC - PLACAS DE PORTA E PAREDE QUANTITATIVO SINALIZAÇÃO INTERNA WC 05 SINALIZAÇÃO EXTERNA ESTACIONAMENTO

Leia mais

Código de Identidade Visual

Código de Identidade Visual Manual da Marca Apresentação O manual da marca Academia da Saúde tem a função de ordenar e padronizar o signo que distingue e diferencia o Programa, compreendendo os padrões e as regras de aplicação da

Leia mais

Manual de identidade visual

Manual de identidade visual Manual de identidade visual apresentação....................................3 Versões horizontal e vertical........................4 grid de construção................................5 Cores institucionais...............................6

Leia mais

Página 1 PARQUE DA FONTE GRANDE. Administrador: Wagner Lamego de Farias. Email: parquedafontegrande@correio1.vitoria.es.gov.br

Página 1 PARQUE DA FONTE GRANDE. Administrador: Wagner Lamego de Farias. Email: parquedafontegrande@correio1.vitoria.es.gov.br PARQUE DA FONTE GRANDE Administrador: Wagner Lamego de Farias Email: parquedafontegrande@correio1.vitoria.es.gov.br Telefone: (27) 3381-3521 Endereço: Rodovia Serafim Derenzi, s/n Bairro: Grande Vitória

Leia mais

ACADEMIA POPULAR DA PESSOA IDOSA 1. INFRAESTRUTURA

ACADEMIA POPULAR DA PESSOA IDOSA 1. INFRAESTRUTURA Onde é instalada a academia Parque 2. O local de instalação é adequado Sim 2.1 Condições do local Bom 3. A iluminação do local é adequada Não 3.1 Condições da iluminação 4. A quantidade de aparelhos instalados

Leia mais

Manual Visual de Placas de Obras

Manual Visual de Placas de Obras Manual Visual de Placas de Obras Sumário Finalidade e Aplicações... 3 Padrão Geral das Placas Quadrante Superior... 4 Exemplificação de Cálculo... 5 Padrão de Tamanho de Corpo para Título... 6 Padrão de

Leia mais

MANUAL DE COMUNICAÇÃO VISUAL UNIDADE DA SAÚDE DA FAMÍLIA

MANUAL DE COMUNICAÇÃO VISUAL UNIDADE DA SAÚDE DA FAMÍLIA MANUAL DE COMUNICAÇÃO VISUAL UNIDADE DA SAÚDE DA FAMÍLIA INTRODUÇÃO Este manual tem o objetivo de estabelecer as regras de uso da marca das UNIDADES DA SAÚDE DA FAMÍLIA. Com ele, você descobrirá como aplicá-la

Leia mais

ANEXO II DO CÓDIGO DE TRÂNSITO BRASILEIRO - CTB

ANEXO II DO CÓDIGO DE TRÂNSITO BRASILEIRO - CTB ANEXO II DO CÓDIGO DE TRÂNSITO BRASILEIRO - CTB 1. SINALIZAÇÃO VERTICAL É um subsistema da sinalização viária cujo meio de comunicação está na posição vertical, normalmente em placa, fixado ao lado ou

Leia mais

Segurança do trânsito 8. A sinalização rodoviária Fevereiro 2010. 8. A sinalização

Segurança do trânsito 8. A sinalização rodoviária Fevereiro 2010. 8. A sinalização 8. A sinalização Aula Interdisciplinar Indicação: 6º ao 9º Ano do Ensino Fundamental Ilustração do Manual de Direção Defensiva do DENATRAN Através da sinalização, os responsáveis pelo trânsito transmitem

Leia mais

GUIA DE REFERÊNCIA. Procel RELUZ

GUIA DE REFERÊNCIA. Procel RELUZ GUIA DE REFERÊNCIA Procel RELUZ ASSINATURAS As assinaturas são compostas por duas partes: logomarca PROCEL e logomarca RELUZ. O símbolo e o logotipo dessas duas partes se associam formando a Identidade

Leia mais

João Fortini Albano Eng. Civil, Prof. Dr. Lastran/Ufrgs

João Fortini Albano Eng. Civil, Prof. Dr. Lastran/Ufrgs Bicicletas e ciclovias João Fortini Albano Eng. Civil, Prof. Dr. Lastran/Ufrgs O veículo Um prisma com: Largura: 1,0m Comprimento: 1,75m Altura: 2,25m Vantagens para saúde Ciclismo é um dos esportes aeróbicos

Leia mais

IMPLANTAÇÃO DE SINALIZAÇÃO HORIZONTAL E VERTICAL LINHA VERDE CIC

IMPLANTAÇÃO DE SINALIZAÇÃO HORIZONTAL E VERTICAL LINHA VERDE CIC MEMORIAL DESCRITIVO IMPLANTAÇÃO DE SINALIZAÇÃO HORIZONTAL E VERTICAL LINHA VERDE CIC Lote 01 MARÇO/2011 1. PROJETO DE SINALIZAÇÃO HORIZONTAL E VERTICAL LINHA VERDE CIC SUL INTRODUÇÃO O Projeto de Sinalização

Leia mais

Autor do Proj./Resp. Técnico CREA / UF ENG.º EDUARDO M. NAGAO 5060215720/SP. Coord. Adjunto Contrato. Sítio GERAL. Especialidade / Subespecialidade

Autor do Proj./Resp. Técnico CREA / UF ENG.º EDUARDO M. NAGAO 5060215720/SP. Coord. Adjunto Contrato. Sítio GERAL. Especialidade / Subespecialidade 0 EMISSÃO INICIAL 08/03/10 LG WV Rev Modificação Data Projetista Desenhista Aprovo Coordenador de Projeto CREA / UF ENGº WILSON VIEIRA 060040558/SP Autor do Proj./Resp. Técnico CREA / UF ENG.º EDUARDO

Leia mais

Proposta para a nova entrada social. -vista da Recepção, administração, salão de festas e restaurante-

Proposta para a nova entrada social. -vista da Recepção, administração, salão de festas e restaurante- Introdução Junto com o crescimento da cidade de são José dos Campos surgiram também novos espaços de convivência, salões de eventos e grandes redes de academias. Os novos condomínios são entregues com

Leia mais

ATENDE. Revisão 02 de 02/07/2001. Manual de Identidade Visual e Distribuição Interna do Veículo Utilitário SPTrans ATENDE. Van Mercedes-Benz 180D

ATENDE. Revisão 02 de 02/07/2001. Manual de Identidade Visual e Distribuição Interna do Veículo Utilitário SPTrans ATENDE. Van Mercedes-Benz 180D SERVIÇO DE ATENDIMENTO ESPECIAL Manual de Identidade Visual e Distribuição Interna do Veículo Utilitário Van Mercedes-Benz 180D Revisão 02 de 02/07/01 99 642 Nº DO DO LOTE LOTE Nº DO DO VEÍCULO VEÍCULO

Leia mais

Soluções sustentáveis para a vida.

Soluções sustentáveis para a vida. Soluções sustentáveis para a vida. A Ecoservice Uma empresa brasileira que está constantemente em busca de recursos e tecnologias sustentáveis para oferecer aos seus clientes, pessoas que têm como conceito

Leia mais

Manual Arquitetônico

Manual Arquitetônico Manual Arquitetônico APRESENTAÇÃO Esse manual pretende orientar nosso franqueado na disposição correta com descrição e planta baixa do lay out e na especificação para aquisição dos materiais e acessórios

Leia mais

DIRETORIA DE PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E INFORMAÇÃO - DI GERÊNCIA DE PLANEJAMENTO E ORÇAMENTO - GPO DIVISÃO DE PROCESSOS DE GESTÃO DIPG

DIRETORIA DE PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E INFORMAÇÃO - DI GERÊNCIA DE PLANEJAMENTO E ORÇAMENTO - GPO DIVISÃO DE PROCESSOS DE GESTÃO DIPG DIRETORIA DE PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E INFORMAÇÃO - DI GERÊNCIA DE PLANEJAMENTO E ORÇAMENTO - GPO DIVISÃO DE PROCESSOS DE GESTÃO DIPG NORMA INTERNA: UTILIZAÇÃO DE EQUIPAMENTOS DE SINALIZAÇÃO DE OBRAS E

Leia mais

LANCI MADEIRA PLÁSTICA

LANCI MADEIRA PLÁSTICA LANCI MADEIRA PLÁSTICA A primeira e mais completa fábrica de mobiliário urbano ecológico do Brasil! Possuímos uma ampla linha de produtos com 10 anos de garantia produzidos através da reciclagem de lixo

Leia mais

Barra/Gávea 2012 EDUCAR PARA A SUSTENTABILIDADE. Plano de Metas EP+20 +5. O O que diz a AGENDA AMBIENTAL. Reaproveitamento de águas de chuva METAS:

Barra/Gávea 2012 EDUCAR PARA A SUSTENTABILIDADE. Plano de Metas EP+20 +5. O O que diz a AGENDA AMBIENTAL. Reaproveitamento de águas de chuva METAS: Barra/Gávea 2012 EDUCAR PARA A SUSTENTABILIDADE Plano de Metas EP+20 +5 O O que diz a AGENDA AMBIENTAL ÁGUA Reaproveitamento de águas de chuva Tratamento de águas cinzas Fitodepuração do Rio Rainha 1.

Leia mais

MANUAL DE ACESSIBILIDADE

MANUAL DE ACESSIBILIDADE - LIC 71.3.8 - Índice 1. Elementos de Arquitetura 1.1 Passeio 1.2 Vagas de estacionamento - demarcação 1.3 Vagas de estacionamento - sinalização 1.4 Rampas 1.5 Escadas e seus componentes 1.6 Aproximação

Leia mais

Manual de aplicação de marcas

Manual de aplicação de marcas Manual de aplicação de marcas Índice geral 1. Padrões institucionais 1.1 Cores 1.2 Tipografia 1.3 Usos proibidos 2. Marcas 2.1 Claro 2.2 Pictogramas 2.3 Claro hdtv 2.3.1 Claro hdtv vertical 2.4 Claro fio

Leia mais

Guia de Uso DAMARCA V1.0 - Maio. 2011

Guia de Uso DAMARCA V1.0 - Maio. 2011 Guia de Uso DAMARCA V1.0 - Maio. 2011 Apresentação 3 Elementos da marca 4 Versões de uso preferencial 5 Cores 6 Aplicação em substrato metalizado 7 Versão degradê 8 Versões em P&B 9 Área de não interferência

Leia mais

Manual de Identidade Visual CDL Celular

Manual de Identidade Visual CDL Celular Manual de Identidade Visual CDL Celular Índice Sistema... 03 Marca Símbolo... 04 Configuração Básica... 05 Sistema de Cores... 06 Uso Inadequado... 07 Identificação de Praças... 09 Aplicações - Promocional...

Leia mais

PROGRAMA DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL PARQUE VILLA LOBOS

PROGRAMA DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL PARQUE VILLA LOBOS PROGRAMA DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL PARQUE VILLA LOBOS OBJETIVO Proporcionar atividades de campo visando sensibilização, conhecimento e conscientização de crianças, adolescentes, adultos e idosos sobre questões

Leia mais

Desenho e Projeto de Tubulação Industrial

Desenho e Projeto de Tubulação Industrial Desenho e Projeto de Tubulação Industrial Módulo IV Aula 04 Isolamento térmico AQUECIMENTO DE TUBULAÇÕES Motivos Manter em condições de escoamento líquidos de alta viscosidade ou materiais que sejam sólidos

Leia mais

ESPAÇO ESPORTIVO DO PARQUE PEDRA DA CEBOLA

ESPAÇO ESPORTIVO DO PARQUE PEDRA DA CEBOLA DATA DA VISITA: 16/01/2014 DATA DA VISITA: 27/11/2014 PARQUE PEDRA DA CEBOLA Coordenador(a): Luciana Pinaffo E-mail: pedradacebola@vitoria.es.gov.br Endereço: Rua João Batista Celestino, 11 Bairro: Mata

Leia mais

Duplo sentido ciclável. Experiência de Paris.

Duplo sentido ciclável. Experiência de Paris. Duplo sentido ciclável. Experiência de Paris. Thiago Máximo É preciso pensar a mobilidade urbana, como um sistema. Muitas vezes a questão da circulação nas grades cidades é pensada apenas para sanar problemas

Leia mais

distância referência observações distância referência observações distância referência observações média praça amigos da azul, em direção grade grama

distância referência observações distância referência observações distância referência observações média praça amigos da azul, em direção grade grama PLANILHA TREINO ENDURO A PÉ NORTHBRASIL Parque do Ibirapuera - São Paulo/SP 064 lixeira 059 00:04:58 00:12:46 273 307 Todos os direitos reservados à NORTHBRASIL SPORTS & OUTDOOR TRAINING. Este material

Leia mais

MOBILIDADE URBANA: INTERVENÇÃO E REESTRUTURAÇÃO DE CICLOVIAS NA AVENIDA MANDACARU

MOBILIDADE URBANA: INTERVENÇÃO E REESTRUTURAÇÃO DE CICLOVIAS NA AVENIDA MANDACARU MOBILIDADE URBANA: INTERVENÇÃO E REESTRUTURAÇÃO DE CICLOVIAS NA AVENIDA MANDACARU Adriele Borges da Silva¹; Tatiana Romani Moura²; RESUMO: O presente trabalho tem por finalidade apresentar um estudo e

Leia mais

LEI DA CALÇADA. Vamos fazer de São José um lugar cada vez melhor para se viver!

LEI DA CALÇADA. Vamos fazer de São José um lugar cada vez melhor para se viver! APRESENTAÇÃO Planejar uma cidade também significa cuidar da circulação das pessoas, garantido segurança e igualdade. Muitas pessoas caminham somente a pé, ultrapassando 30% de todos os deslocamentos de

Leia mais

Diretrizes para o Plano de Mobilidade Urbana 2015 da Cidade de São Paulo referentes à mobilidade a pé

Diretrizes para o Plano de Mobilidade Urbana 2015 da Cidade de São Paulo referentes à mobilidade a pé Diretrizes para o Plano de Mobilidade Urbana 2015 da Cidade de São Paulo referentes à mobilidade a pé Introdução Este material surge como resultado do acompanhamento das apresentações do Plano de Mobilidade

Leia mais

IDENTIDADE CORPORATIVA

IDENTIDADE CORPORATIVA IDENTIDADE CORPORATIVA PADRÃO DE CORES C: 100 M: 020 Y: 000 K: 040 308 4,0 8,0 chapas galvanizadas #22 Lona com impressão em alta resolução (720dpi) Arte-final ser definida. Canopla Solda Parabolt DET.

Leia mais

Manual de identidade visual

Manual de identidade visual Manual de identidade visual A empresa Chrysalis Nutri Essences nasceu de uma necessidade de atender a uma grande demanda na área de saúde, qualidade de vida e educação alimentar, com a finalidade de prestar

Leia mais

Manual de Identidade Visual

Manual de Identidade Visual Manual de Identidade Visual 02 ÍNDICE Introdução Elementos Básicos Logotipo 2. Slogan 3. Logomarca 4. Aplicações 5. Aplicações não aceitáveis 6. Versão Horizontal 7. Limites 8. Redução 9. Alfabeto Padrão

Leia mais

Exposição módulo PISO CENO

Exposição módulo PISO CENO Exposição módulo PISO CENO DESCRITIVO DO CADERNO DE DESENHO 01 Página1 PISO CENO DESCRITIVO DE PROJETO para Exposição Inaugural sobre Miçangas e Adornos Indígenas OUTUBRO. 2013 MUSEU DO ÍNDIO - Fundação

Leia mais

IDENTIFICAÇÃO ETIQUETAS SERVIÇOS. soluções definitivas

IDENTIFICAÇÃO ETIQUETAS SERVIÇOS. soluções definitivas IDENTIFICAÇÃO ETIQUETAS SERVIÇOS soluções definitivas paralogística Identificação Placas de Rua O início da sinalização e o endereçamento de um armazém começam pelas placas de rua. Elas devem ser instaladas

Leia mais

SINALIZAÇÃO HORIZONTAL. Profa. Mariana de Paiva

SINALIZAÇÃO HORIZONTAL. Profa. Mariana de Paiva SINALIZAÇÃO HORIZONTAL Profa. Mariana de Paiva 3. INSTRUMENTOS DE CONTROLE DE TRÁFEGO 3.2 SINALIZAÇÃO CLASSIFICAÇÃO Sinalização Vertical Sinalização Horizontal Sinais Luminosos Dispositivos de Sinalização

Leia mais

Guia de Boas Práticas para o Ciclista

Guia de Boas Práticas para o Ciclista Guia de Boas Práticas para o Ciclista Sumário Guia de Boas Práticas para o Ciclista Fortaleza - CE Dezembro de 2014 Sindicato da Indústria da Construção Civil do Ceará Sinduscon-CE www.sindusconce.com.br

Leia mais

Página 1. 1. CORPO DISCENTE: Quantidade de alunos matriculados. 1º grupo 0

Página 1. 1. CORPO DISCENTE: Quantidade de alunos matriculados. 1º grupo 0 1. CORPO DISCENTE: Quantidade de alunos matriculados 1º grupo 2 1.1 2º grupo 2 1.2 3º grupo 1 1.3 4º grupo 1 1.4 5º grupo 1 1.5 6º grupo 1 1.6 Dos alunos matriculados, quantos estão no Tempo Integral 40

Leia mais

SUMÁRIO MARCA... 06 TIPOGRAFIA... 12. CORES... 13 CORES - Versão Escala de Cinza... 14 - Versões Monocromáticas... 15

SUMÁRIO MARCA... 06 TIPOGRAFIA... 12. CORES... 13 CORES - Versão Escala de Cinza... 14 - Versões Monocromáticas... 15 SUMÁRIO MARCA... 06 CONSTRUÇÃO - Malha Construtiva da Marca... 07 - Assinaturas... 08 - Redução... 09 - Área de Proteção... 10 - Assinatura Conjunta... 11 TIPOGRAFIA... 12 CORES... 13 CORES - Versão Escala

Leia mais

Fraternidade Espírita Irmãos de Cascais

Fraternidade Espírita Irmãos de Cascais Fraternidade Espírita Irmãos de Cascais 1 1.0 Grid da Logomarca 03 2.0 Área de proteção 05 3.0 Definição das Cores 06 3.1 Cores em Policromia 06 3.2 Cores em Pantone 07 3.3 Cores em Escala de Cinza 08

Leia mais

É proibida a entrada no auditório com alimentos e bebidas

É proibida a entrada no auditório com alimentos e bebidas PLACAS INFORMATIVAS Chapa em MDF mm, com pintura automotiva (Alumínio Graúdo 40-0000L Wandamix Universal). Adesivo vinil Preto (letras) e Azul Céu (aplicado na parte superior da placa). Perfil D em madeira

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DE MINAS GERAIS SECRETARIA DE ESTADO DE PLANEJAMENTO E GESTÃO EDITAL DE CONCORRÊNCIA Nº /

GOVERNO DO ESTADO DE MINAS GERAIS SECRETARIA DE ESTADO DE PLANEJAMENTO E GESTÃO EDITAL DE CONCORRÊNCIA Nº / ANEXO IV APÊNDICE VII COMUNICAÇÃO VISUAL PÁGINA 1 DE 28 SUMÁRIO PARTE I DA LOGOMARCA... 4 1. COMPOSIÇÃO:... 4 2. MARCA:... 4 3. TIPOLOGIA:... 5 4. CORES:... 6 5. APLICAÇÕES:... 6 6. MALHA DE CONSTRUÇÃO:...

Leia mais

Sinalização de Segurança

Sinalização de Segurança de Segurança Placas de Segurança As Placas Brady são feitas com material de alta qualidade e pictogramas intuitivos para garantir que a comunicação seja altamente visível e de fácil compreensão. As placas

Leia mais

Recomendações de Segurança do Trabalho

Recomendações de Segurança do Trabalho Recomendações de Segurança do Trabalho Localização e Sinalização dos Extintores Recomendações de Segurança do Trabalho Localização e Sinalização dos Extintores: Apresentação As recomendações aqui descritas

Leia mais

PROJETO DE LEI Nº / 05

PROJETO DE LEI Nº / 05 PROJETO DE LEI Nº / 05 DISPÕE SOBRE O USO DA BICICLETA E O SISTEMA CICLOVIÁRIO E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. A Câmara Municipal de Uberlândia, APROVA: Art. 1º. Esta lei regula o uso da bicicleta e o sistema

Leia mais

Eco Houses / Casas ecológicas. Juliana Santos Rafaela Castilho Sandra Aparecida Reis Sislene Simões Curso:Tecnologia em Gestão Ambiental

Eco Houses / Casas ecológicas. Juliana Santos Rafaela Castilho Sandra Aparecida Reis Sislene Simões Curso:Tecnologia em Gestão Ambiental Eco Houses / Casas ecológicas Juliana Santos Rafaela Castilho Sandra Aparecida Reis Sislene Simões Curso:Tecnologia em Gestão Ambiental IDHEA - INSTITUTO PARA O DESENVOLVIMENTO DA HABITAÇÃO ECOLÓGICA Conceito:

Leia mais

M A N U A L D E NOR M A S

M A N U A L D E NOR M A S MANUAL DE NORMAS A Construção de uma Marca é o resultado de uma pesquisa apurada. A sua construção obedece a regras precisas, que asseguram o equilíbrio da sua composição. Qualquer alteração das proporções

Leia mais

Dados do Produto. Ar Condicionado: ponto dreno + carga elétrica (sala e dormitório)

Dados do Produto. Ar Condicionado: ponto dreno + carga elétrica (sala e dormitório) FICHA TÉCNICA Projeto Arquitetônico: Gkalili Arquitetura Design de Fachada: Triptyque Arquitetura Projeto Paisagístico: EKF Arquitetura paisagística Projeto Decoração: Triptyque Arquitetura Dados do Produto

Leia mais

DEMARCAÇÃO DA EXPLORAÇÃO FLORESTAL

DEMARCAÇÃO DA EXPLORAÇÃO FLORESTAL CAPÍTULO 5 DEMARCAÇÃO DA EXPLORAÇÃO FLORESTAL Demarcação da Exploração Florestal 53 APRESENTAÇÃO A demarcação das estradas, ramais de arraste, pátios de estocagem e a indicação da direção de queda das

Leia mais

ASSOCIAÇÃO JARDINS SIENA MANUAL DE NORMAS ADMINISTRATIVAS

ASSOCIAÇÃO JARDINS SIENA MANUAL DE NORMAS ADMINISTRATIVAS ASSOCIAÇÃO JARDINS SIENA MANUAL DE NORMAS ADMINISTRATIVAS Nome do Arquivo: Normas de utilização de Áreas de Lazer Última alteração: 18/09/2015 1. OBJETIVOS Estabelecer normas para utilização das áreas

Leia mais

abril/2013 CICLOVIA ZONA NORTE

abril/2013 CICLOVIA ZONA NORTE abril/2013 CICLOVIA ZONA NORTE introdução Das temáticas de crise das grandes cidades nos dias de hoje, uma das questões mais contundentes é a mobilidade urbana. A cidade de São Paulo, metrópole que sofre

Leia mais

Projeto de revisão NBR 13434 Parte 2 Sinalização de segurança contra incêndio e pânico Parte 2: Símbolos e suas formas, dimensões e cores.

Projeto de revisão NBR 13434 Parte 2 Sinalização de segurança contra incêndio e pânico Parte 2: Símbolos e suas formas, dimensões e cores. ABNT Associação Brasileira de Normas Técnicas OUT:2001 Projeto de revisão NBR 13434 Parte 2 Sinalização de segurança contra incêndio e pânico Parte 2: Símbolos e suas formas, dimensões e cores. Sede: Rio

Leia mais

Dispõe sobre o Sistema Viário Básico do Município de Nova Mutum e dá outras providências.

Dispõe sobre o Sistema Viário Básico do Município de Nova Mutum e dá outras providências. LEI COMPLENTAR Nº 136, DE 15 DE JULHO DE 2015 Dispõe sobre o Sistema Viário Básico do Município de Nova Mutum e dá outras providências. O Sr. Adriano Xavier Pivetta, Prefeito Municipal de Nova Mutum, Estado

Leia mais

8. FUNCIONÁRIOS EFETIVOS

8. FUNCIONÁRIOS EFETIVOS 1. Quantidade de alunos inscritos 340 2. Faixa etária de crianças/adolescentes atendidos 8 a 14 anos 3. Existem critérios para que a criança/adolescente participe NÃO 3.1 Se sim, quais são os critérios

Leia mais

30% de redução no custo de instalação. Todos os diferenciais acima contribuem para a redução do tempo e custo da instalação.

30% de redução no custo de instalação. Todos os diferenciais acima contribuem para a redução do tempo e custo da instalação. aplicação Destinado ao uso em obras novas ou reformas, tais como escritórios, universidades, laboratórios entre outros, o sistema de canaletas ARC, da Parcus, permite conduzir cabos de dados, voz e energia

Leia mais

MANUAL DE COMUNICAÇÃO VISUAL UNIDADE DA SAÚDE DA FAMÍLIA

MANUAL DE COMUNICAÇÃO VISUAL UNIDADE DA SAÚDE DA FAMÍLIA MANUAL DE COMUNICAÇÃO VISUAL UNIDADE DA SAÚDE DA FAMÍLIA INTRODUÇÃO Este manual tem o objetivo de estabelecer as regras de uso da marca das UNIDADES DE SAÚDE DA FAMÍLIA. Com ele, você descobrirá como aplicá-la

Leia mais

SITE_INEP_PROVA BRASIL - SAEB_MT_9ºANO (OK)

SITE_INEP_PROVA BRASIL - SAEB_MT_9ºANO (OK) 000 IT_005267 A figura a seguir é uma representação da localização das principais cidades ao longo de uma estrada, onde está indicada por letras a posição dessas cidades e por números as temperaturas registradas

Leia mais

Boate Eleven. Luz para acentuar sombras. m e u p r o j e t o. Da Redação SITUADA NO CORAÇÃO DO CAMBUÍ, BAIRRO NOBRE

Boate Eleven. Luz para acentuar sombras. m e u p r o j e t o. Da Redação SITUADA NO CORAÇÃO DO CAMBUÍ, BAIRRO NOBRE m e u p r o j e t o Fotos: Bruno Guimarães Boate Eleven Da Redação Luz para acentuar sombras SITUADA NO CORAÇÃO DO CAMBUÍ, BAIRRO NOBRE de Campinas, a Eleven é uma boate voltada para um público jet set

Leia mais

Sinalização. Catálogo de Placas EXTINTOR DE INCÊNDIO 164,2/21,3-2.329-K-W/ 10.513.146/0001-94

Sinalização. Catálogo de Placas EXTINTOR DE INCÊNDIO 164,2/21,3-2.329-K-W/ 10.513.146/0001-94 Sinalização Catálogo de Placas EXTINTOR DE INCÊNDIO 164,2/21,3-2.329-K-W/ 10.513.146/0001-94 Materiais VINIL AUTO-ADESIVO PVC / PS Utilizado em ambientes internos e externos. Pode ser confeccionado com

Leia mais

CMEI DARCY CASTELLO DE MENDONÇA. Diretor: Rafael Angelo Brizotto. Fundação: 01/12/1993. Criação: Lei nº 3.095

CMEI DARCY CASTELLO DE MENDONÇA. Diretor: Rafael Angelo Brizotto. Fundação: 01/12/1993. Criação: Lei nº 3.095 CMEI DARCY CASTELLO DE MENDONÇA Diretor: Rafael Angelo Brizotto Fundação: 01/12/1993 Criação: Lei nº 3.095 Endereço: Rua Francisco Araújo Machado, 11 Bairro: Antônio Honório CEP.: 29072-440 Telefone: (27)

Leia mais

ELEGANTE & SOFISTICADA COMO SUA CASA

ELEGANTE & SOFISTICADA COMO SUA CASA A Casa Tua inaugura na região de Nova Lima um conceito inovador e atual de espaço para eventos. Aliando sofisticação à tecnologia, sua construção foi feita a partir de uma ampla pesquisa sobre o que existe

Leia mais

PERSPECTIVA DO CONDOMÍNIO -

PERSPECTIVA DO CONDOMÍNIO - PERSPECTIVA DO CONDOMÍNIO - Imagens meramente ilustrativas Página 2 DADOS DO PROJETO - NOME COMERCIAL: DESCRIÇÃO: ENDEREÇO: Recanto do Outeiro Condomínio Residencial de 16 casas sobradas com jardim privativo

Leia mais

Manual de Normas Gráficas. COMPETE - Programa Operacional Factores de Competitividade

Manual de Normas Gráficas. COMPETE - Programa Operacional Factores de Competitividade Manual de Normas Gráficas COMPETE - Programa Operacional Factores de Competitividade > Índice A Marca 05 Identidade 06. Logótipo 08. Versões 09. Margem de Segurança 10. Dimensão Mínima 11. A Cor 12 Suportes

Leia mais

Material preliminar sujeito a alteração e exclusivo para uso interno da Even. Proibida a divulgação. As unidades só poderão ser comercializadas

Material preliminar sujeito a alteração e exclusivo para uso interno da Even. Proibida a divulgação. As unidades só poderão ser comercializadas Campanha Material preliminar sujeito a alteração e exclusivo para uso interno da Even. Proibida a divulgação. As unidades só poderão ser comercializadas mediante Registro de Incorporação Levar potenciais

Leia mais

930.000m² de muita exclusividade em Porto das Dunas. Mais de 1.600m de praia, cercados de segurança e atrativos diferenciados.

930.000m² de muita exclusividade em Porto das Dunas. Mais de 1.600m de praia, cercados de segurança e atrativos diferenciados. 930.000m² de muita exclusividade em Porto das Dunas. Mais de 1.600m de praia, cercados de segurança e atrativos diferenciados. 1,6 km de Praia Beach Park Via de acesso CE 025 Parque eólico Distância em

Leia mais

CATÁLOGO. Faça já seu pedido! 3351-3282 3022-6662. A melhor seleção de produtos para sua empresa (31)

CATÁLOGO. Faça já seu pedido! 3351-3282 3022-6662. A melhor seleção de produtos para sua empresa (31) CATÁLOGO Sinalização de Segurança A melhor seleção de produtos para sua empresa Faça já seu pedido! 3351-3282 (31) 3022-6662 Soluções personalizadas para atendê-lo com exclusividade Os melhores preços

Leia mais

ÍNDICE. Linha Alerta. Linha Alumínio. Linha Azul. Linha Madeira. Linha Preta. Linha Combate a Incêndio. Linha Rota de Fuga. Kit Acessível de Portas

ÍNDICE. Linha Alerta. Linha Alumínio. Linha Azul. Linha Madeira. Linha Preta. Linha Combate a Incêndio. Linha Rota de Fuga. Kit Acessível de Portas CATÁLOGO COMPLETO ÍNDICE Linha Alerta 3 Linha Alumínio 7 Linha Azul 11 Linha Madeira Linha Preta 26 19 Linha Combate a Incêndio 33 Linha Rota de Fuga 38 Kit Acessível de Portas 42 Exposit ore s 43 LI N

Leia mais

Sinalização e Mídia Exterior

Sinalização e Mídia Exterior Sistema de Informação ou Orientação Sinalização e Mídia Exterior Aula 9 Projeto de Sinalização Quando projetamos a Sinalização de um ambiente, estamos, antes de mais nada, desenvolvendo um Sistema de Informação,

Leia mais

SUMÁRIO INTRODUÇÃO... 03 A MARCA... 04 APLICAÇÃO... 23

SUMÁRIO INTRODUÇÃO... 03 A MARCA... 04 APLICAÇÃO... 23 GECOM - 2014 / 2015 2 SUMÁRIO INTRODUÇÃO... 03 A MARCA... 04 OUTRAS VARIAÇÕES DE USO DA MARCA...05 MARCA COM SLOGAM...06 OUTRAS VARIAÇÕES DE USO DA MARCA COM SOLOGAN...07 USOS INCORRETOS...08 DIAGRAMA

Leia mais

3,7 km do Shopping Paulista 4,2 km da Avenida Paulista 3,5 km do Centro Cultural SP

3,7 km do Shopping Paulista 4,2 km da Avenida Paulista 3,5 km do Centro Cultural SP Localização Localização ] 3,7 km do Shopping Paulista 4,2 km da Avenida Paulista 3,5 km do Centro Cultural SP A Vila Mariana é um bairro desejado pelos paulistanos que valorizam a qualidade de vida, traduzida

Leia mais

AGENDA AMBIENTAL Escola Parque

AGENDA AMBIENTAL Escola Parque ALIMENTAÇÃO RESÍDUOS MATERIAIS ENERGIA ÁGUA TRANSPORTE BIODIVERSIDADE AGENDA AMBIENTAL Escola Parque AÇÕES SOLIDÁRIAS EDUCAR PARA A SUSTENTABILIDADE \ ENTORNO EXTERI\\OR ENRAIZAMENTO PEDAGÓGICO ENRAIZAMENTO

Leia mais

Memorial de Projeto. Banco de Brasília - BRB Ag. Hospital Regional de Paranoá Novas Instalações. Prevenção e Combate à Incêndio

Memorial de Projeto. Banco de Brasília - BRB Ag. Hospital Regional de Paranoá Novas Instalações. Prevenção e Combate à Incêndio Pág. 1 Memorial de Projeto Prevenção e Combate à Incêndio Cliente: Unidade: Assunto: Banco de Brasília - BRB Ag. Hospital Regional de Paranoá Novas Instalações Código do Projeto: 1089/11 Pág. 2 Índice

Leia mais

ECOTELHADO. Segundo pesquisador da Lawrence Berkley National Laboratory (CA, EUA), cerca de 25% da superfície de uma cidade consiste de telhados.

ECOTELHADO. Segundo pesquisador da Lawrence Berkley National Laboratory (CA, EUA), cerca de 25% da superfície de uma cidade consiste de telhados. ECOTELHADO Segundo pesquisador da Lawrence Berkley National Laboratory (CA, EUA), cerca de 25% da superfície de uma cidade consiste de telhados. TRANSMISSÃO DE CALOR por condução térmica através de materiais

Leia mais

Manual de Identidade Visual

Manual de Identidade Visual Manual de Identidade Visual 1. Versão preferencial com decodificador 1.1 Versão padrão Versão de uso preferencial. Deve-se usar a logomarca na cor apresentada sobre fundo branco. No caso do fundo totalmente

Leia mais

GARDEN - 70M 2 (TIPO) 2 DORMS. - 60M 2 LOFT - 82M 2 DUPLEX - 132M 2

GARDEN - 70M 2 (TIPO) 2 DORMS. - 60M 2 LOFT - 82M 2 DUPLEX - 132M 2 PERSP. FACHADA RUA RIBEIRÃO CLARO TOTAL DE UNIDADES: 47 UNIDADES GARDEN - 70M 2 (TIPO) 2 DORMS. - 60M 2 LOFT - 82M 2 DUPLEX - 132M 2 INCORPORAÇÃO E CONSTRUÇÃO: VITACON PROJETO DE ARQUITETURA E INTERIORES:

Leia mais

PROJETO BÁSICO DE ENGENHARIA

PROJETO BÁSICO DE ENGENHARIA ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL PREFEITURA MUNICIPAL DE FONTOURA XAVIER SECRETARIA DO PLANEJAMENTO LOCAL: AVENIDA 25 DE ABRIL ASSUNTO: PROJETO DE CAPEAMENTO ASFÁLTICO ÁREA TOTAL: 4.935,75 m² PROJETO BÁSICO

Leia mais

MANUAL DE IDENTIDADE VISUAL

MANUAL DE IDENTIDADE VISUAL MANUAL DE IDENTIDADE VISUAL Confiabilidade Confiabilidade será nossa palavra-chave: todas as nossas ações serão no sentido de conquistar o reconhecimento da OniSat como uma grande empresa na área de rastreamento.

Leia mais

Av. Eliseu de Almeida. Projeto de Restauração do Pavimento. Projeto de Ciclovia e sinalização horizontal de interferência urbana

Av. Eliseu de Almeida. Projeto de Restauração do Pavimento. Projeto de Ciclovia e sinalização horizontal de interferência urbana Av. Eliseu de Almeida Projeto de Restauração do Pavimento Projeto de Ciclovia e sinalização horizontal de interferência urbana Índice Introdução Objetivo Projeto de Restauração Projeto de Ciclovia Sinalização

Leia mais

MANUAL DE APLICAÇÃO DE MARCA

MANUAL DE APLICAÇÃO DE MARCA MANUAL DE APLICAÇÃO DE MARCA Este manual foi desenvolvido através de estudos e pesquisas visando orientar de forma coerente e objetiva a correta utilização da Marca USE. Você verá, detalhadamente, todos

Leia mais

ACESSIBILIDADE EM ARENAS MULTIUSO

ACESSIBILIDADE EM ARENAS MULTIUSO ACESSIBILIDADE EM ARENAS MULTIUSO Um Check-list! Uma arena multiuso, na maioria das vezes utilizada para jogos de futebol (daí sua importância capital na sociedade brasileira), deve partir de premissa

Leia mais

para todos. BH tem espaço para todos #respeiteabicicleta tem espaço para todos #respeiteabicicleta Apoio:

para todos. BH tem espaço para todos #respeiteabicicleta tem espaço para todos #respeiteabicicleta Apoio: BH tem espaço para todos #respeiteabicicleta BH tem espaço para todos. BH tem espaço para todos #respeiteabicicleta Apoio: Índice Quando você estiver pedalando. 04 Quando você estiver dirigindo. 10 Algumas

Leia mais

PROJETO BELÉM DO FUTURO: DESIGN DE EQUIPAMENTOS URBANOS. Pedro H. B. X. SILVA

PROJETO BELÉM DO FUTURO: DESIGN DE EQUIPAMENTOS URBANOS. Pedro H. B. X. SILVA PROJETO BELÉM DO FUTURO: DESIGN DE EQUIPAMENTOS URBANOS Pedro H. B. X. SILVA Instituto de Estudos Superiores da Amazônia IESAM Av. Governador José Malcher, 1148 66055-260 Belém-PA pedrobrasilxavier@gmail.com

Leia mais

ESTUDO DE CASO. São Paulo, novembro de 2009

ESTUDO DE CASO. São Paulo, novembro de 2009 ESTUDO DE CASO São Paulo, novembro de 2009 O PROJETO PATRIMÔNIO DO CARMO Local: residência em condomínio fechado em São Roque / SP Área: 2.700 m² (que se unem às áreas de reserva, comuns a todos os condôminos)

Leia mais

Plano de Mobilidade Sustentável. Por uma cidade amiga da bicicleta Abril 2011

Plano de Mobilidade Sustentável. Por uma cidade amiga da bicicleta Abril 2011 Plano de Mobilidade Sustentável. Por uma cidade amiga da bicicleta Abril 2011 Cronograma Índice Apresentação da TC Urbes Objetivos do Plano de Mobilidade Sustentável Cidade e Mobilidade Diagnóstico Planejamento

Leia mais

SOLUÇÕES DESMONTÁVEIS PARA CANTEIROS DE OBRAS

SOLUÇÕES DESMONTÁVEIS PARA CANTEIROS DE OBRAS SOLUÇÕES DESMONTÁVEIS PARA CANTEIROS DE OBRAS Fundada em 2006, a Tuksen Equipamentos atua na área de fabricação e venda de equipamentos para construção civil e área agrícola. Lançou em 2009 os Containers

Leia mais

CASA CIRURGIÕES Local Botucatu Ano 2011-2014 Escritório FGMF Autoras: Jéssica Lucena e Tamires Cabral

CASA CIRURGIÕES Local Botucatu Ano 2011-2014 Escritório FGMF Autoras: Jéssica Lucena e Tamires Cabral CASA CIRURGIÕES Local Botucatu Ano 2011-2014 Escritório FGMF Autoras: Jéssica Lucena e Tamires Cabral Implantação e partido formal A casa Cirurgiões é uma residência unifamiliar de uso regular projetada

Leia mais

Rede Cicloviária Leblon. Rio de Janeiro 2012

Rede Cicloviária Leblon. Rio de Janeiro 2012 Rede Cicloviária Leblon. Rio de Janeiro 2012 Rede Cicloviária Leblon: O Leblon, passa por uma fase de intensas mudanças, com as obras da linha 4 do Metrô o trânsito do bairro sofreu e sofrerá várias alterações

Leia mais

Quando você escolhe certo, sua família é quem comemora.

Quando você escolhe certo, sua família é quem comemora. Quando você escolhe certo, sua família é quem comemora. Bem-estar, ótima localização, lazer e segurança: bem-vindo ao seu futuro endereço. escolha VIVER BEM COM A SUA FAMÍLIA. Perspectiva ilustrada do

Leia mais

Aplicações da Logomarca Logomarca Preferencial - Assinatura Horizontal - Secretaria Logomarca Preferencial - Assinatura Vertical - Secretaria

Aplicações da Logomarca Logomarca Preferencial - Assinatura Horizontal - Secretaria Logomarca Preferencial - Assinatura Vertical - Secretaria Índice 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 Apresentação A logomarca da Prefeitura de Palmas Proporções e medições Zona de exclusão Redução mínima Variantes de cor Cores

Leia mais

Regras de Trânsito do Japão

Regras de Trânsito do Japão Regras de Trânsito do Japão (Versão para pedestres e bicicletas) ~ Para não sofrer acidentes de trânsito ~ Supervisão: Polícia da Província de Gifu Edição / Publicação: Província de Gifu Regras básicas

Leia mais

7. DIAGRAMAÇÃO DAS PLACAS

7. DIAGRAMAÇÃO DAS PLACAS 7. DIAGRAMAÇÃO DAS PLACAS A diagramação das placas de Sinalização Vertical de Indicação compreende os seguintes passos: Definição da altura das letras, a partir da velocidade regulamentada na via; Dimensionamento

Leia mais

Código Símbolo Significado Forma e cor Aplicação. Cuidado, risco de incêndio. Cuidado, risco de explosão. Cuidado, risco de corrosão

Código Símbolo Significado Forma e cor Aplicação. Cuidado, risco de incêndio. Cuidado, risco de explosão. Cuidado, risco de corrosão I - Símbolos da sinalização básica ANEXO B SIMBOLOGIA PARA A SINALIZAÇÃO DE EMERGÊNCIA Os símbolos adotados por esta norma para sinalização de emergência são apresentados a seguir, acompanhados de exemplos

Leia mais

NOTA TÉCNICA nº 11 Complementar do Regulamento Geral de SCIE Ref.ª VII.I.01/2007-05-31

NOTA TÉCNICA nº 11 Complementar do Regulamento Geral de SCIE Ref.ª VII.I.01/2007-05-31 NOTA TÉCNICA nº 11 Complementar do Regulamento Geral de SCIE Ref.ª VII.I.01/2007-05-31 RESUMO Indicar os critérios gerais que caracterizam os sinais de segurança aplicáveis em SCIE. Listar os sinais específicos

Leia mais

TÉCNICA DE LEVANTAMENTO DE DADOS: Entrevistas pessoais com questionário estruturado.

TÉCNICA DE LEVANTAMENTO DE DADOS: Entrevistas pessoais com questionário estruturado. Job 44/4 Setembro/04 Metodologia TÉCNICA DE LEVANTAMENTO DE DADOS: Entrevistas pessoais com questionário estruturado. LOCAL DA PESQUISA: Município de São Paulo. UNIVERSO: Moradores de 6 anos ou mais de

Leia mais

O GPS Data Logger Rastro Totem Desenvolvido e fabricado no Brasil

O GPS Data Logger Rastro Totem Desenvolvido e fabricado no Brasil Apresentação do Sistema O Rastro GPS Totem é um sistema de rastreamento e auditoria de provas outdoor (Rally, Enduro, Corrida de Aventura) pós processado que utiliza tecnologia GPS. Em cada veículo é instalado

Leia mais

Manual de utilização do selo

Manual de utilização do selo Manual de utilização do selo Introdução O manual do selo Empresa Parceira da Saúde tem a função de ordenar e padronizar o signo que distingue e diferencia a parceira, compreendendo padrões e regras de

Leia mais

A Engenharia Civil e as Construções Sustentáveis

A Engenharia Civil e as Construções Sustentáveis Engenharia A Engenharia Civil e as Construções Sustentáveis A construção sustentável é um novo conceito que está surgindo dentro da engenharia civil. A construção sustentável além de tornar a obra ecológica,

Leia mais