INTERAÇÃO ENTRE OS SERES VIVOS

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "INTERAÇÃO ENTRE OS SERES VIVOS"

Transcrição

1 INTERAÇÃO ENTRE OS SERES VIVOS PROBLEMAS AMBIENTAIS BRASILEIROS E DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL: UMA RELAÇÃO POSSÍVEL? EXPERIMENTO (Experimento): Reciclando: Confecção de papel reciclado e sabão - Aula 2

2 1. Resumo Esta atividade prática propõe o aprendizado de técnicas de reutilização de materiais (óleo usado e papel). Para isso, serão confeccionados sabão e papel reciclado, a partir de óleo usado e papéis, respectivamente. Nessa segunda aula, será iniciada a confecção do papel reciclado. 2. O Experimento 2.1 Materiais: Papéis usados, como sulfite, embrulhos, folhas, revistas, cartões, jornais etc; Jornal; Água; Liquidificador / misturador (ou alternativamente, batedeira); Bacia funda; Peneira, que caiba na bacia, com a tela lisa; Panos velhos. 2.2 Procedimento: Figura 1: Materiais necessários Dicas de obtenção de materiais: A malha da tela da peneira deverá ser a menor possível para que as fibras do papel fiquem bem compactadas. Se necessário, forre a peneira com tecido tipo voil ou organza como mostra a figura 1. 2

3 Professor, você pode iniciar sua aula perguntando aos alunos se eles conhecem o método de fabricação do papel. Para isso, você pode consultar o item 1 da Bibliografia Complementar. Nessa breve discussão, você pode verificar os conhecimentos prévios dos alunos em relação ao processo de fabricação de papel a partir da madeira e comentar sobre as substâncias tóxicas que são produzidas durante a fabricação do papel, levando os alunos ao reconhecimento da importância da reciclagem como agente que pode contribuir para a preservação ambiental. Explique que, atualmente, somos muito dependentes do papel e o utilizamos para diversos fins. O papel é usado como embalagem, suporte para escrita, para higiene pessoal e diversas outras finalidades. Pergunte aos alunos se eles imaginam como seria a vida sem papel e se eles têm noção de quanto papel utilizam por dia. Esses questionamentos são importantes para que o aluno perceba como é grande a demanda por esse produto hoje em dia. Dada a essa grande demanda, precisamos produzir uma enorme quantidade de papel. Mas como a matéria prima do papel é a madeira, isso pode estimular o desmatamento exagerado, provocando um desequilíbrio ecológico. E como minimizar os efeitos da fabricação do papel? As indústrias que se preocupam com o meio ambiente utilizam plantações próprias de eucalipto e é a partir dessas árvores que é produzido o papel. Assim, florestas nativas são preservadas. Mas será que todas as indústrias agem dessa forma? Pergunte aos alunos se eles sabem como podemos contribuir para que menos árvores sejam cortadas para a fabricação do papel. Uma solução satisfatória para esse problema se encontra no uso do papel reciclado. Explique que, na aula de hoje, os alunos aprenderão a reciclar papel a partir de uma técnica simples Protocolo Experimental Confecção do papel reciclado: Num dia anterior, picar o papel e deixar de molho durante um dia ou uma noite num recipiente, para amolecer (Figura 2). O papel sulfite gera um papel reciclado de melhor qualidade. Pode ainda incorporar no papel que vai fazer: folhas secas, pequenas lascas de madeira, cebola triturada etc, para decoração. Para obter um papel colorido, deixe também de molho papéis de cores fortes. 1) Bater água e papel no liquidificador, na proporção de três partes de água para uma de papel (Figura 3). A própria água do molho pode ser aproveitada. Bata a mistura até obter a textura desejada (quanto mais bater, mais homogênea ficará a mistura, mas não bata demais porque o papel se tornará quebradiço). Figura 2: Papel picado de molho. Figura 3: Papel batido com água. 3

4 2) Despejar uma parte do papel batido e uma parte de água na bacia, enchendo-a até metade (Figura 4). Obs.: Agite a mistura com a mão para os pedaços de papel não se depositarem no fundo. Figura 4: Papel batido na bandeja. 3) Mergulhar a peneira pela lateral da bacia até ao fundo, subindo-a lentamente, sem incliná-la, apanhando as partículas em suspensão e formando uma camada de papel sobre a peneira (Figura 5). A B C Figuras 5: Confecção do papel reciclado: (A) mergulho da peneira na bacia; (B) retirada da peneira; (C) formação da camada de papel na peneira. 4) Deixe escorrer o excesso e coloque a peneira sobre um jornal, para secar a superfície inferior por alguns minutos. Substituir o jornal por um novo quando este já estiver muito molhado. 5) Ainda sobre o jornal, cobrir a peneira com um pano e apertar delicadamente para secar a superfície superior da folha (Figura 6). Observe atentamente se não há bolhas, buracos ou imperfeições no papel. Repita esse processo até retirar o máximo de umidade. Aperte com cuidado sem muita força para não danificar o papel, procurando deixar a folha mais lisa e homogênea possível. 4 Figura 6: Retirada do excesso de água do papel.

5 6) Virar a peneira sobre o jornal seco e bater levemente no fundo até a folha soltar (Figura 7). Se o papel não cair, significa que ele ainda está muito úmido. Repita a etapa anterior. Nesta fase, poderão ser adicionadas folhas e flores secas, para decorar o papel. A Figura 7 A, B: Retirada do papel da peneira. B 7) Coloque a folha entre jornais secos e prense-a, com auxílio de livros pesados e grandes, como listas telefônicas. Deixe-a secar até a próxima aula (Figura 8). A Figura 8 A, B: Prensagem do papel. B As sobras de papel triturado podem ser peneiradas, exprimidas e encaminhadas para reciclagem seletiva e a água que sobrar na bacia pode ser despejada num vaso ou no jardim. Corte do sabão: 1. Desenformar o sabão preparado na aula anterior e cortar em pedaços, deixando secar até a próxima aula (Figura 9); 5

6 Figura 9 A, B e C: Desenforme e corte do sabão. Na próxima aula, propomos verificar o ph do sabão confeccionado. Para isso, deixe o sabão secar por, pelo menos, quatro dias. Peça que os grupos tragam repolho roxo e os materiais necessários não disponíveis na escola. 3. Sugestão de roteiro de trabalho: A seguir, sugerimos um roteiro de trabalho para ser utilizado na íntegra ou adaptado, e que poderá ser entregue aos alunos. Ele contém todas as orientações necessárias para o desenvolvimento da aula prática e também algumas questões que auxiliarão no fechamento da atividade. 6

7 PRÁTICA LABORATORIAL DE BIOLOGIA Reciclando: Confecção de papel reciclado e sabão Aula 2 Nome: N Série: Data: Objetivo da aula prática: Nessa aula, será confeccionado papel reciclado e cada grupo desenformará o sabão feito na aula anterior. Protocolo Experimental Materiais: Papéis usados, como sulfites, embrulhos, folhas, revistas, cartões, jornais, etc.; Jornal; Água; Liquidificador / misturador (ou alternativamente, batedeira); Bacia funda; Peneira, que caiba na bacia, com a tela lisa; Panos velhos. Procedimento: Confecção do papel reciclado: 1. Num dia anterior, picar o papel e deixar de molho durante um dia ou uma noite num recipiente, para amolecer. O papel sulfite gera um papel reciclado de melhor qualidade. Pode ainda incorporar no papel que vai fazer: folhas secas, pequenas lascas de madeira, cebola triturada etc., para decoração. Para obter um papel colorido, deixe também de molho papéis de cores fortes. 2. Bater água e papel no liquidificador, na proporção de três partes de água para uma de papel. A própria água do molho pode ser aproveitada. Bata a mistura até obter a textura desejada (quanto mais bater, mais homogênea ficará a mistura, mas não bata demais porque o papel se tornará quebradiço). 3. Mergulhar a peneira pela lateral da bacia até ao fundo, subindo-a lentamente, sem incliná-la, apanhando as partículas em suspensão e formando uma camada de papel sobre a peneira. 4. Deixe escorrer o excesso e coloque a peneira sobre um jornal, para secar a superfície inferior por alguns minutos. Substituir o jornal por um novo quando este já estiver muito molhado. 5. Ainda sobre o jornal, cubra a peneira com um pano e aperte delicadamente para secar a superfície superior da folha. Observe atentamente se não há bolhas, buracos ou imperfeições no papel. Repita esse processo até retirar o máximo de umidade. Aperte com cuidado sem muita força para não danificar o papel, procurando deixar a folha mais lisa e homogênea possível. 7

8 6. Virar a peneira sobre o jornal seco e bater levemente no fundo até a folha se soltar. Se o papel não cair ele ainda está muito úmido. Repita a etapa anterior. Nesta fase, poderão ser adicionadas folhas e flores secas, para decorar o papel. 7. Colocar a folha entre jornais secos e prense-a, com auxílio de livros pesados e grandes, como listas telefônicas. Deixe-a secar até a próxima aula. As sobras de papel triturado podem ser peneiradas, exprimidas e encaminhadas para reciclagem seletiva e a água que sobrar na bacia pode ser despejada num vaso ou no jardim. Corte do sabão: 1. Desenformar o sabão preparado na aula anterior e cortar em pedaços, deixando secar até a próxima aula. Pesquise e responda as questões em casa: 1. Como é fabricado o papel comum? Qual é a principal matéria - prima utilizada? Quais os produtos tóxicos produzidos? 2. Quais os benefícios ambientais da reciclagem de papel? 3. Qual o local de coleta seletiva do lixo mais próximo da sua casa? Como devemos separar o lixo doméstico para coleta seletiva? 4. Qual é o destino do lixo doméstico da sua cidade? 8

9 4. Bibliografia complementar 1. Papel: Como se fabrica? Artigo em que são discutidos o processo industrial de fabricação do papel, bem como um pouco da história da fabricação do papel e os aspectos ambientais relacionados com a sua produção industrial. Santos, C. P.; Reis, I. N.; Moreira, J. E. B.; Lilian Borges Brasileiro, L. B. QUÍMICA NOVA NA ESCOLA, nº 14, Disponível em: Acesso em: 08/09/ Setor Reciclagem. Portal de informações e serviços com material para pesquisa sobre reciclagem. Discute conceitos como o que é reciclagem e fornece informações específicas sobre produtos recicláveis. Disponível em: Acesso em: 08/09/ Guia de Boas Práticas para o Consumo Sustentável. Site do Instituto Nacional de Tecnologia e Uso Sustentável contendo um guia prático para uso racional da água, energia elétrica, destino do lixo etc. Disponível em: Acesso em: 08/09/ A importância da reciclagem do papel na melhoria da qualidade do meio ambiente. Artigo que discute a importância da reciclagem, em particular, do papel, apresentado no XXV Encontro Nac. de Eng. de Produção Porto Alegre, RS, Brasil, 29 out a 01 de novembro de Bruna Nogueira Rosa, B. N.; Moraes, G. G.; Maroço, M.; Castro, M. Disponível em: Acesso em: 08/09/2009 9

10 FICHA TÉCNICA Universidade Estadual de Campinas Reitor: Fernando Ferreira Costa. Vice-reitor: Edgar Salvadori de Decca. Pró-reitor de pós-graduação: Euclides de Mesquita Neto. Instituto de Biologia Diretora: Shirlei Maria Recco Pimentel. Diretor Associado: Flavio Antonio Maës dos Santos. EXECUÇÃO Projeto EMBRIAO Coordenação geral: Eduardo Galembeck. Coordenação de Mídia - Audiovisuais: Eduardo Paiva. Coordenação de Mídia - Software: Eduardo Galembeck. Coordenação de Mídia - Experimentos: Helika A. Chikuchi, Marcelo J. de Moraes e Bayardo B. Torres. Apoio Logístico/Administrativo: Eduardo K. Kimura, Gabriel G. Hornink, Juliana M. G. Geraldi. OBJETO DE APRENDIZAGEM Reciclando: Produção de papel reciclado e sabão - Aula 2 Coordenação do Experimento: Bianca Caroline Rossi Rodrigues. Redação: Bianca Caroline Rossi Rodrigues, Maurício Aurélio Gomes Heleno, Helika A. Chikuchi e Eduardo Galembeck. Pesquisa: Bianca Caroline Rossi Rodrigues, Maurício Aurélio Gomes Heleno e Roney Vander dos Santos. Revisão de Conteúdo: Daniela Kiyoko Yokaichiya, Helika A. Chikuchi e Cristiane Zaniratto. Testes de Bancada e captura de Imagens: Gislaine Lima Marchini e Roney Vander dos Santos. Edição de Imagem: Florencia María Piñón Pereira Dias. Adequação Linguística: Lígia Francisco Arantes de Souza e Raquel Faustino. Diagramação: Henrique Oliveira e Thais Goes. A Universidade Estadual de Campinas autoriza, sob licença Creative Commons Atribuição 2.5 Brasil, cópia, distribuição, exibição e execução do material desenvolvido de sua titularidade, sem fins comerciais, assim como a criação de obras derivadas, desde que se atribua o crédito ao autor original da forma especificada por ele ou pelo licenciante, assim como a obra deverá compartilhar Licença idêntica a esta. Estas condições podem ser renunciadas, desde que se obtenha permissão do autor. O não cumprimento desta Licença acarretará nas penas previstas pela Lei nº 9.610/98. Laboratório de Tecnologia Educacional Departamento de Bioquímica Instituto de Biologia - Universidade Estadual de Campinas UNICAMP Rua Monteiro Lobato, 255 CEP , Campinas, SP, Brasil 10

INTERAÇÃO ENTRE OS SERES VIVOS

INTERAÇÃO ENTRE OS SERES VIVOS INTERAÇÃO ENTRE OS SERES VIVOS PROBLEMAS AMBIENTAIS BRASILEIROS E DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL: UMA RELAÇÃO POSSÍVEL? EXPERIMENTO (Experimento): Reciclando: Confecção de papel reciclado e sabão - Aula 1

Leia mais

IDENTIDADE DOS SERES VIVOS

IDENTIDADE DOS SERES VIVOS IDENTIDADE DOS SERES VIVOS AS FUNÇÕES VITAIS BÁSICAS EXPERIMENTO Ação das proteases bromelina e papaína na digestão do colágeno - Aula 3 1. Resumo Nessa atividade prática, os alunos investigarão se sucos

Leia mais

QUALIDADE DE VIDA DAS POPULAÇÕES HUMANAS

QUALIDADE DE VIDA DAS POPULAÇÕES HUMANAS QUALIDADE DE VIDA DAS POPULAÇÕES HUMANAS SAÚDE AMBIENTAL EXPERIMENTO Tratamento de água 1. Resumo Neste experimento, será realizado um procedimento simples de tratamento de água, no qual, a partir de uma

Leia mais

IDENTIDADE DOS SERES VIVOS

IDENTIDADE DOS SERES VIVOS IDENTIDADE DOS SERES VIVOS AS FUNÇÕES VITAIS BÁSICAS EXPERIMENTO Construção de modelos tridimensionais de células Aula 3 1. Resumo Esta aula tem como finalidade o estudo da célula, mais especificamente

Leia mais

INTERAÇÃO ENTRE OS SERES VIVOS

INTERAÇÃO ENTRE OS SERES VIVOS INTERAÇÃO ENTRE OS SERES VIVOS PROBLEMAS AMBIENTAIS BRASILEIROS E DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL : UMA RELAÇÃO POSSÍVEL? EXPERIMENTO (Experimento): Simulação de chuva ácida e suas consequências - Aula 1 1.

Leia mais

DIVERSIDADE DA VIDA OS SERES VIVOS DIVERSIFICAM OS PROCESSOS VITAIS EXPERIMENTO. Atividade enzimática de extratos vegetais na degradação de gelatina

DIVERSIDADE DA VIDA OS SERES VIVOS DIVERSIFICAM OS PROCESSOS VITAIS EXPERIMENTO. Atividade enzimática de extratos vegetais na degradação de gelatina DIVERSIDADE DA VIDA OS SERES VIVOS DIVERSIFICAM OS PROCESSOS VITAIS EXPERIMENTO Atividade enzimática de extratos vegetais na degradação de gelatina 1. Resumo Esta atividade prática tem por objetivo discutir

Leia mais

ORIGEM E EVOLUÇÃO DA VIDA

ORIGEM E EVOLUÇÃO DA VIDA ORIGEM E EVOLUÇÃO DA VIDA A ORIGEM DO SER HUMANO E A EVOLUÇÃO CULTURAL EXPERIMENTO A redução de cobertura vegetal registrada em fotografias de satélite Aula 1 1. Resumo Esta aula tem o objetivo de identificar

Leia mais

TRANSMISSÃO DA VIDA ÉTICA E MANIPULAÇÃO GÊNICA

TRANSMISSÃO DA VIDA ÉTICA E MANIPULAÇÃO GÊNICA TRANSMISSÃO DA VIDA ÉTICA E MANIPULAÇÃO GÊNICA OS FUNDAMENTOS DA HEREDITARIEDADE EXPERIMENTO Teste de paternidade 1. Resumo Essa aula propõe a simulação de um teste de paternidade por meio da análise de

Leia mais

transmissão os fundamentos da hereditariedade da vida ética e EXPERIMENTO manipulação gênica Montagem de cariótipo Aula 2

transmissão os fundamentos da hereditariedade da vida ética e EXPERIMENTO manipulação gênica Montagem de cariótipo Aula 2 transmissão da vida ética e manipulação gênica os fundamentos da hereditariedade EXPERIMENTO Montagem de cariótipo Aula 2 Versão: novembro 11, 2010 4:06 PM 1. Resumo A atividade aqui proposta poderá ser

Leia mais

IDENTIDADE DOS SERES VIVOS A ORGANIZAÇÃO CELULAR DA VIDA

IDENTIDADE DOS SERES VIVOS A ORGANIZAÇÃO CELULAR DA VIDA IDENTIDDE DOS SERES VIVOS ORGNIZÇÃO CELULR D VID EXPERIMENTO Preparação e observação de lâminas coradas com violeta genciana para Preparação e observação de lâminas coradas com violeta genciana para 1.

Leia mais

identidade dos Seres Vivos as funções vitais básicas

identidade dos Seres Vivos as funções vitais básicas identidade dos Seres Vivos as funções vitais básicas EXPERIMENTO Osmose em célula vegetal observada ao microscópio óptico 1. Resumo Experimento para visualização de osmose em célula vegetal (Elodea) ao

Leia mais

identidade dos Seres Vivos A organização celular da vida

identidade dos Seres Vivos A organização celular da vida identidade dos Seres Vivos organização celular da vida EXPERIMENTO Preparação e observação de lâminas coradas com violeta genciana para observação de células 1. Resumo Este experimento possibilita a visualização

Leia mais

identidade dos Seres Vivos as funções vitais básicas

identidade dos Seres Vivos as funções vitais básicas identidade dos Seres Vivos as funções vitais básicas EXPERIMENTO Preparo de lâmina para observação de mitose de célula vegetal ao microscópio óptico 1. Resumo Este experimento proporciona a visualização

Leia mais

DIVERSIDADE DA VIDA OS SERES VIVOS DIVERSIFICAM OS PROCESSOS VITAIS EXPERIMENTO. Chave taxonômica de identificação para ordens de insetos

DIVERSIDADE DA VIDA OS SERES VIVOS DIVERSIFICAM OS PROCESSOS VITAIS EXPERIMENTO. Chave taxonômica de identificação para ordens de insetos DIVERSIDADE DA VIDA OS SERES VIVOS DIVERSIFICAM OS PROCESSOS VITAIS EXPERIMENTO Chave taxonômica de identificação para ordens de insetos Versão: agosto 18, 2011 4:42 PM 1. Resumo Esta aula tem o objetivo

Leia mais

Professora. Trabalhar com a reciclagem de materiais, além de valorizar as instalações escolares já feitas com esse tipo de material.

Professora. Trabalhar com a reciclagem de materiais, além de valorizar as instalações escolares já feitas com esse tipo de material. Professora 1. Objetivos Gerais A partir do maior conhecimento do trabalho do professor, fazer com que os alunos percebam a importância de se trabalhar com papel e demais materiais reciclados. Outro assunto

Leia mais

INTERAÇÃO ENTRE OS SERES VIVOS

INTERAÇÃO ENTRE OS SERES VIVOS INTERAÇÃO ENTRE OS SERES VIVOS INTERDEPENDÊNCIA DA VIDA EXPERIMENTO Construção e acompanhamento de terrário Aula 1 1. Resumo Este projeto visa a construção e acompanhamento de dois terrários, um fechado

Leia mais

DA VIDA DIVERSIDADE ORGANIZANDO A DIVERSIDADE DOS SERES VIVOS EXPERIMENTO. Observação de bicos e patas de aves: a ave e o ambiente Aula 2

DA VIDA DIVERSIDADE ORGANIZANDO A DIVERSIDADE DOS SERES VIVOS EXPERIMENTO. Observação de bicos e patas de aves: a ave e o ambiente Aula 2 DIVERSIDADE DA VIDA ORGANIZANDO A DIVERSIDADE DOS SERES VIVOS EXPERIMENTO Observação de bicos e patas de aves: a ave e o ambiente Aula 2 1. Resumo Nesta aula, utilizando as aves como modelo de observação,

Leia mais

BIOGRAFIAS. Programa: Oswaldo Cruz, uma vida dedicada à saúde pública ROTEIRO DO PROGRAMA DE ÁUDIO. com ele toda a sua família. (SOM INSTRUMENTAL)

BIOGRAFIAS. Programa: Oswaldo Cruz, uma vida dedicada à saúde pública ROTEIRO DO PROGRAMA DE ÁUDIO. com ele toda a sua família. (SOM INSTRUMENTAL) DESCRIÇÃO Esta biografia do médico sanitarista Oswaldo Cruz tem o objetivo de promover a reflexão dos alunos a respeito dos fatores que influenciam na saúde e na qualidade de vida em áreas urbanas e sensibilizá-los

Leia mais

Papel Reciclado Artesanal Branco com Cascas de Cebola

Papel Reciclado Artesanal Branco com Cascas de Cebola Papel Reciclado Artesanal Branco com Cascas de Cebola 1 Técnica utilizada: reciclagem de papel com cascas de cebola Materiais 2 Papel para reciclar (sulfite, formulário contínuo ou outros papéis que não

Leia mais

RECICLANDO COM ARTE. Discutir o problema ambiental trazido pelo excesso de lixo gerado em nosso planeta.

RECICLANDO COM ARTE. Discutir o problema ambiental trazido pelo excesso de lixo gerado em nosso planeta. RECICLANDO COM ARTE OBJETIVO Discutir o problema ambiental trazido pelo excesso de lixo gerado em nosso planeta. METODOLOGIA Montamos uma oficina de reutilização e reciclagem de lixo em nosso Clube de

Leia mais

Papel Reciclado Artesanal Branco

Papel Reciclado Artesanal Branco Papel Reciclado Artesanal Branco 1 Técnica utilizada: reciclagem de papel Materiais 2 Papel para reciclar (sulfite, formulário contínuo ou outros papéis que não contenham vernizes, plásticos ou laminados)

Leia mais

A arte de reciclar papel e sua influência na saúde mental

A arte de reciclar papel e sua influência na saúde mental A arte de reciclar papel e sua influência na saúde mental Luciane Alice R. Miranda Psicóloga e Arteterapeuta CRP 06/78013 10 DE JUNHO DE 2006 1 Agenda 1 Apresentação do Papel 2 Saúde Mental: Benefícios

Leia mais

Papel Reciclado Artesanal Branco com Sisal

Papel Reciclado Artesanal Branco com Sisal Papel Reciclado Artesanal Branco com Sisal 1 Técnica utilizada: reciclagem de papel Materiais 2 Papel para reciclar (sulfite, formulário contínuo ou outros papéis que não contenham vernizes, plásticos

Leia mais

Bijuterias em papel. Etapas 1. Numa folha de revista ou papel de presente, desenhe com o lápis triângulos de 3 cm de base e pelo menos 6 cm de altura.

Bijuterias em papel. Etapas 1. Numa folha de revista ou papel de presente, desenhe com o lápis triângulos de 3 cm de base e pelo menos 6 cm de altura. Bijuterias em papel O que você precisa: papéis coloridos usados: revistas, papéis de presente, etc. régua lápis tesoura cola branca linha ou fio de nylon agulha grande Etapas 1. Numa folha de revista ou

Leia mais

identidade dos Seres Vivos vida e o seu código

identidade dos Seres Vivos vida e o seu código identidade dos Seres Vivos DNA: a receita da vida e o seu código EXPERIMENTO Extração de DNA 1. Resumo Esta atividade prática possibilita a extração de DNA de morango, que também pode ser substituído por

Leia mais

DICA PEDAGÓGICA EDUCAÇÃO INFANTIL

DICA PEDAGÓGICA EDUCAÇÃO INFANTIL DICA PEDAGÓGICA EDUCAÇÃO INFANTIL 1. TÍTULO DO PROGRAMA Balinha e Dentinho 2. EPISÓDIO TRABALHADO Situação delicada 3. SINOPSE DO EPISÓDIO ESPECÍFICO O episódio Situação delicada faz parte da série Balinha

Leia mais

Software. Guia do professor. Geometria do táxi Distâncias. Ministério da Educação. Ministério da Ciência e Tecnologia

Software. Guia do professor. Geometria do táxi Distâncias. Ministério da Educação. Ministério da Ciência e Tecnologia Números e funções Geometria e medidas Guia do professor Software Geometria do táxi Distâncias Objetivos da unidade 1. Consolidar o uso de coordenadas cartesianas no plano e introduzir uma nova noção de

Leia mais

interação entre os seres vivos

interação entre os seres vivos interação entre os seres vivos problemas ambientais brasileiros e desenvolvimento sustentável: uma relação possível? GUIA DO PROFESSOR (Experimento): Reciclando: Produção de papel reciclado e sabão Aula

Leia mais

na Forminha Bombom Para quem pensava que só os grandes chocolateiros poderiam fazer 9 Bombons 3 Bombom na Forminha 6 Bombons Moldados Banhados

na Forminha Bombom Para quem pensava que só os grandes chocolateiros poderiam fazer 9 Bombons 3 Bombom na Forminha 6 Bombons Moldados Banhados Agora que você já conhece todos os segredos do bombom, é hora de colocar em prática! E não esqueça de nos contar depois quais foram os resultados! Sem Segredos A Garoto coloca à sua disposição um Programa

Leia mais

CARTILHA DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL DIVIRTA-SE E APRENDA SOBRE A RECICLAGEM E AS VANTAGENS DAS EMBALAGENS LONGA VIDA U M P RO J E TO

CARTILHA DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL DIVIRTA-SE E APRENDA SOBRE A RECICLAGEM E AS VANTAGENS DAS EMBALAGENS LONGA VIDA U M P RO J E TO CARTILHA DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL DIVIRTA-SE E APRENDA SOBRE A RECICLAGEM E AS VANTAGENS DAS EMBALAGENS LONGA VIDA U M P RO J E TO O PRIMEIRO PASSO PARA APRENDER A RECICLAR É CONHECER QUAIS MATERIAIS SÃO

Leia mais

Aplicações Xadrez Pigmento em Pó

Aplicações Xadrez Pigmento em Pó Dê asas à sua imaginação nas diversas aplicações do Pó Xadrez. Aplicações Xadrez Pigmento em Pó O PÓ XADREZ é um pigmento concentrado que proporciona efeitos decorativos em diversas aplicações. Mais econômico,

Leia mais

Com este pequeno guia pode, finalmente, tirar partido do seu lixo... e sentir-se bem por isso!

Com este pequeno guia pode, finalmente, tirar partido do seu lixo... e sentir-se bem por isso! Com este pequeno guia pode, finalmente, tirar partido do seu lixo... e sentir-se bem por isso! Os restos de comida, as folhas do jardim ou as plantas secas do quintal ganham vida nova através de um processo

Leia mais

RECICLANDO ATITUDES. Ana MariaVenquiaruti 1 ;Janice de Fátima Preuss dacruz 2 ;Natanael Martins Ajala 3 ; Tanise da Silva Moura 4 ;

RECICLANDO ATITUDES. Ana MariaVenquiaruti 1 ;Janice de Fátima Preuss dacruz 2 ;Natanael Martins Ajala 3 ; Tanise da Silva Moura 4 ; RECICLANDO ATITUDES Ana MariaVenquiaruti 1 ;Janice de Fátima Preuss dacruz 2 ;Natanael Martins Ajala 3 ; Tanise da Silva Moura 4 ; 1 Farmacêutica, Bioquímica e Pós Graduada em Educação Ambiental- Professora

Leia mais

NÃO AO DESPERDÍCIO DE PAPEL ALMEIDA, Júlia Caroline de Araújo; COLUS, Vanessa Aparecida; FABBRI, Fernanda Cristina Hellmeister.

NÃO AO DESPERDÍCIO DE PAPEL ALMEIDA, Júlia Caroline de Araújo; COLUS, Vanessa Aparecida; FABBRI, Fernanda Cristina Hellmeister. NÃO AO DESPERDÍCIO DE PAPEL ALMEIDA, Júlia Caroline de Araújo; COLUS, Vanessa Aparecida; FABBRI, Fernanda Cristina Hellmeister. Resumo O presente trabalho teve como objetivos fazer um levantamento sobre

Leia mais

Animais na natureza. Série Estimativas. Objetivos 1. Determinar a quantidade de animais, em diversos ambientes, através de estimativas.

Animais na natureza. Série Estimativas. Objetivos 1. Determinar a quantidade de animais, em diversos ambientes, através de estimativas. Animais na natureza Série Estimativas Objetivos 1. Determinar a quantidade de animais, em diversos ambientes, através de estimativas. Animais na Natureza Série Estimativas Conteúdos Estimativa, proporção,

Leia mais

atividade 2 Como ocorre o transporte de água no corpo das plantas Construir explicações a partir de observações

atividade 2 Como ocorre o transporte de água no corpo das plantas Construir explicações a partir de observações atividade 2 Como ocorre o transporte de água no corpo das plantas Construir explicações a partir de observações Nathália Helena Azevedo, Adriana Maria Zanforlin Martini e Daniela Lopes Scarpa Como citar:

Leia mais

Utilizando a ferramenta de criação de aulas

Utilizando a ferramenta de criação de aulas http://portaldoprofessor.mec.gov.br/ 04 Roteiro Utilizando a ferramenta de criação de aulas Ministério da Educação Utilizando a ferramenta de criação de aulas Para criar uma sugestão de aula é necessário

Leia mais

Colmeia Global. Série Matemática na Escola

Colmeia Global. Série Matemática na Escola Colmeia Global Série Matemática na Escola Objetivos 1. Refletir sobre os fusos horários do planeta; 2. Servir como um exemplo de Progressão Aritmética. Colmeia Global Série Matemática na Escola Conteúdos

Leia mais

13-09-2010 MATERIAIS RECICLÁVEIS, PROCESSO DE RECICLAGEM

13-09-2010 MATERIAIS RECICLÁVEIS, PROCESSO DE RECICLAGEM MATERIAIS RECICLÁVEIS, PROCESSO DE RECICLAGEM 1 2 Introdução História da limpeza; Educação Ambiental; Campanhas de Sensibilização, Publicidade; Reciclagem antigamente; Materiais reutilizáveis; Processos

Leia mais

XIX Seminário Nacional de Distribuição de Energia Elétrica. SENDI 2010 22 a 26 de novembro. São Paulo - SP - Brasil

XIX Seminário Nacional de Distribuição de Energia Elétrica. SENDI 2010 22 a 26 de novembro. São Paulo - SP - Brasil XIX Seminário Nacional de Distribuição de Energia Elétrica SENDI 2010 22 a 26 de novembro São Paulo - SP - Brasil Título do Trabalho: Reciclagem de Porcelanas danificadas para confecção de placas de concreto

Leia mais

CIÊNCIAS BIOLÓGICAS. Oficineiros: Gillian Pinto Gilberto Carvalho Fernanda Gallon

CIÊNCIAS BIOLÓGICAS. Oficineiros: Gillian Pinto Gilberto Carvalho Fernanda Gallon CIÊNCIAS BIOLÓGICAS Oficineiros: Gillian Pinto Gilberto Carvalho Fernanda Gallon ESTRUTURA DA OFICINA LEGISLAÇÃO: - porque temos a obrigação de trabalharmos temas ambientais com nossos alunos. Os 5 Rs

Leia mais

Jardim Escola Aladdin

Jardim Escola Aladdin Jardim Escola Aladdin Os 4 Rs da Sustentabilidade Rio de janeiro 2016 Objetivo geral Esse projeto tem como objetivo promover o envolvimento dos alunos, professores, pais e comunidade em defesa à sustentabilidade

Leia mais

Guia Didático do Professor

Guia Didático do Professor Guia Didático do Professor Simulação O efeito da chuva no solo Química na agricultura Química 1ª Série Ensino Médio CONTEÚDOS DIGITAIS MULTIMÍDIA Conteúdos Digitais Multimídia Guia Didático do Professor

Leia mais

Oficina 03 Plantas. Atividade 1: O que tem dentro da semente?

Oficina 03 Plantas. Atividade 1: O que tem dentro da semente? Oficina 03 Plantas Atividade 1: O que tem dentro da semente? 1- Apresentação do problema Para iniciar a atividade, o professor deverá distribuir diferentes sementes e lançar a pergunta: O que tem dentro

Leia mais

O LIXO É UM LUXO! Atividade prática sobre reciclagem

O LIXO É UM LUXO! Atividade prática sobre reciclagem Projetos para a Sala de Aula O LIXO É UM LUXO! Atividade prática sobre reciclagem 5 a a 8 a SÉRIES Softwares necessários: Microsoft excel 97 Microsoft powerpoint 97 Microsoft publisher 97 Guia do Professor

Leia mais

PROJETO CIDADANIA E SUSTENTABILIDADE

PROJETO CIDADANIA E SUSTENTABILIDADE PROJETO CIDADANIA E SUSTENTABILIDADE CONSELHEIRO LAFAIETE MG 2012 PROJETO CIDADANIA E SUSTENTABILIDADE JUSTIFICATIVA O Centro de Ensino Superior de Conselheiro Lafaiete tem como princípio desempenhar seu

Leia mais

ENSINO DE QUÍMICA: VIVÊNCIA DOCENTE E ESTUDO DA RECICLAGEM COMO TEMA TRANSVERSAL

ENSINO DE QUÍMICA: VIVÊNCIA DOCENTE E ESTUDO DA RECICLAGEM COMO TEMA TRANSVERSAL ENSINO DE QUÍMICA: VIVÊNCIA DOCENTE E ESTUDO DA RECICLAGEM COMO TEMA TRANSVERSAL MENDONÇA, Ana Maria Gonçalves Duarte. Universidade Federal de Campina Grande. E-mail: Ana.duartemendonca@gmail.com RESUMO

Leia mais

qualidade de vida das populações humanas o que é saúde?

qualidade de vida das populações humanas o que é saúde? qualidade de vida das populações humanas o que é saúde? GUIA DO PROFESSOR (Áudio): Série saúde: Homem, ambiente e qualidade de vida Série saúde: Qualidade da água, qualidade de vida Ciência em Destaque:

Leia mais

qualidade de vida das populações humanas o que é saúde?

qualidade de vida das populações humanas o que é saúde? qualidade de vida das populações humanas o que é saúde? GUIA DO PROFESSOR (Áudio): Entrevistas: O que é saúde? Série saúde: Homem, ambiente e qualidade de vida Série saúde: Qualidade da água, qualidade

Leia mais

Manual de Instruções. Aquecedor de Ambiente Halógeno. Modelo: MA - 012 H. Versão 191212. www.martau.com.br SAC: 0800 51 7546. ATENÇÃO: Não Cobrir

Manual de Instruções. Aquecedor de Ambiente Halógeno. Modelo: MA - 012 H. Versão 191212. www.martau.com.br SAC: 0800 51 7546. ATENÇÃO: Não Cobrir ATENÇÃO: Não Cobrir www.martau.com.br SAC: 0800 5 7546 Versão 922 Aquecedor de Ambiente Halógeno Modelo: MA - 02 H Anotações Índice - Introdução...4 2 - Recomendações de segurança...5 2. - Símbolos e

Leia mais

Bem-Nascido de Morango

Bem-Nascido de Morango Bem-Nascido de Morango BEM-NASCIDO DE MORANGO Rendimento: 60 unidades com aproximadamente 30g cada Ingredientes Massa 200g de ovo 120g de açúcar refinado 170g de farinha de trigo peneirada 10g de fermento

Leia mais

CIÊNCIA E MEIO AMBIENTE Prof. Dr. Anderson Orzari Ribeiro

CIÊNCIA E MEIO AMBIENTE Prof. Dr. Anderson Orzari Ribeiro CIÊNCIA E MEIO AMBIENTE Prof. Dr. Anderson Orzari Ribeiro Tópico: A água Objetivos: i) identificação dos diferentes tipos de uso dos recursos hídricos e seu impacto ambiental, econômico e social ii) Ciclo

Leia mais

SITUAÇÃO DE APRENDIZAGEM: O QUE FAZER COM TANTO LIXO?

SITUAÇÃO DE APRENDIZAGEM: O QUE FAZER COM TANTO LIXO? SITUAÇÃO DE APRENDIZAGEM: O QUE FAZER COM TANTO LIXO? Eixo Temático -Ser Humano e Saúde. Tema -O que Fazer com Tanto Lixo? Subtema - Qualidade de Vida: A Saúde Individual, Coletiva e Ambiental. Ano/Série

Leia mais

Como Criar uma Aula? Na página inicial do Portal do Professor, acesse ESPAÇO DA AULA: Ao entrar no ESPAÇO DA AULA, clique no ícone Criar Aula :

Como Criar uma Aula? Na página inicial do Portal do Professor, acesse ESPAÇO DA AULA: Ao entrar no ESPAÇO DA AULA, clique no ícone Criar Aula : Como Criar uma Aula? Para criar uma sugestão de aula é necessário que você já tenha se cadastrado no Portal do Professor. Para se cadastrar clique em Inscreva-se, localizado na primeira página do Portal.

Leia mais

Atividades: Aprendendo a reutilizar o lixo

Atividades: Aprendendo a reutilizar o lixo : Aprendendo a reutilizar o lixo Introdução A quantidade de lixo produzido no mundo é enorme. Para você ter uma idéia dessa quantidade, basta saber que cada brasileiro gera entre 500 gramas a 2 quilos

Leia mais

Do lixo ao valor. O caminho da Logística Reversa

Do lixo ao valor. O caminho da Logística Reversa Do lixo ao valor O caminho da Logística Reversa O problema do lixo A sociedade, hoje, vive com um grande desafio: o lixo. Calcula-se que, por dia, no Brasil, são gerados 1 Kg de resíduos por habitante.

Leia mais

Seu Papel na Sociedade

Seu Papel na Sociedade Seu Papel na Sociedade GARCIA, F. S. a*, MARTINES, A. I. T. b, a. Universidade Estadual do Oeste do Paraná - UNIOESTE b. Universidade Estadual do Oeste do Paraná - UNIOESTE *seupapelnasociedade@gmail.com

Leia mais

Guia do professor. Ministério da Ciência e Tecnologia. Ministério da Educação. Secretaria de Educação a Distância. análise de dados e probabilidade

Guia do professor. Ministério da Ciência e Tecnologia. Ministério da Educação. Secretaria de Educação a Distância. análise de dados e probabilidade análise de dados e probabilidade Guia do professor Objetivos da unidade 1. Apresentar aos alunos o Princípio da Casa dos Pombos na versão simples e generalizada; 2. Apresentar uma variedade não trivial

Leia mais

www.philco.com.br Manual de Instruções 01/14 1079-09-05 799996 REV.1 www.philco.com.br/faleconosco.aspx

www.philco.com.br Manual de Instruções 01/14 1079-09-05 799996 REV.1 www.philco.com.br/faleconosco.aspx www.philco.com.br 01/14 1079-09-05 799996 REV.1 Manual de Instruções www.philco.com.br/faleconosco.aspx INTRODUÇÃO Parabéns pela escolha de um aparelho da linha Philco. Para garantir o melhor desempenho

Leia mais

Compostagem doméstica

Compostagem doméstica Compostagem doméstica Na Natureza tudo se transforma 1 2 3 Este guia vai ser-lhe útil! Com este pequeno guia pode, finalmente, tirar partido do seu lixo e sentir-se bem por isso! Os restos de comida, as

Leia mais

Experimento. Guia do professor. Mágica das cartelas. Governo Federal. Ministério da Educação. Secretaria de Educação a Distância

Experimento. Guia do professor. Mágica das cartelas. Governo Federal. Ministério da Educação. Secretaria de Educação a Distância números e funções Guia do professor Experimento Mágica das cartelas Objetivos da unidade 1. Relembrar diferentes sistemas de numeração; 2. Aprofundar o estudo sobre a base binária; 3. Conhecer aplicações

Leia mais

INSTRUÇÕES PARA A COLETA SELETIVA DO LIXO E DICAS DE CONSUMO CONSCIENTE

INSTRUÇÕES PARA A COLETA SELETIVA DO LIXO E DICAS DE CONSUMO CONSCIENTE 12:43 Page 1 INSTRUÇÕES PARA A COLETA SELETIVA DO LIXO E DICAS DE CONSUMO CONSCIENTE Jardins é Page 2 LIXO UM PROBLEMA DE TODOS Reduzir a quantidade de lixo é um compromisso de todos. Uma pessoa é capaz

Leia mais

TESTE SELETIVO PARA CONTRATAÇÃO DE ESTAGIÁRIO Nº 001/2014 DEPARTAMENTO DE MEIO AMBIENTE E RECURSOS HÍDRICOS MUNICÍPIO DE MARMELEIRO-PR

TESTE SELETIVO PARA CONTRATAÇÃO DE ESTAGIÁRIO Nº 001/2014 DEPARTAMENTO DE MEIO AMBIENTE E RECURSOS HÍDRICOS MUNICÍPIO DE MARMELEIRO-PR TESTE SELETIVO PARA CONTRATAÇÃO DE ESTAGIÁRIO Nº 001/2014 DEPARTAMENTO DE MEIO AMBIENTE E RECURSOS HÍDRICOS MUNICÍPIO DE MARMELEIRO-PR CADERNO DE PROVA CARGO: ESTAGIÁRIO DO DEPARTAMENTO DE MEIO AMBIENTE

Leia mais

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO II ETAPA LETIVA CIÊNCIAS 5. o ANO/EF - 2015

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO II ETAPA LETIVA CIÊNCIAS 5. o ANO/EF - 2015 SOCIEDADE MINEIRA DE CULTURA MANTENEDORA DA PUC MINAS E DO COLÉGIO SANTA MARIA ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO II ETAPA LETIVA CIÊNCIAS 5. o ANO/EF - 2015 Caro (a) aluno(a), É tempo de conferir os conteúdos estudados

Leia mais

XXXV ENCONTRO NACIONAL DE ENGENHARIA DE PRODUCAO

XXXV ENCONTRO NACIONAL DE ENGENHARIA DE PRODUCAO COMPARAÇÃO E DESENVOLVIMENTO DO TIJOLO DE SOLO-CIMENTO INCORPORADO COM RESÍDUOS DA CONSTRUÇÃO CIVIL PROVENIENTES DE CATAGUASES - MG E O RESÍDUO DE BORRA DE TINTA PROVENIENTE DAS INDÚSTRIAS PERTENCENTES

Leia mais

Jardim de Números. Série Matemática na Escola

Jardim de Números. Série Matemática na Escola Jardim de Números Série Matemática na Escola Objetivos 1. Introduzir plano cartesiano; 2. Marcar pontos e traçar objetos geométricos simples em um plano cartesiano. Jardim de Números Série Matemática na

Leia mais

Fique de bem. com a natureza!! Turma do Lixildo em:

Fique de bem. com a natureza!! Turma do Lixildo em: Fundado em agosto de 2003, o Instituto Kautsky é uma Associação sem fins lucrativos que tem como missão estabelecer a harmonia do homem com o meio ambiente pesquisando, promovendo e disseminando conhecimentos

Leia mais

Apresenta: PAPEL METAL LIXO ORGÂNICO VIDRO PLÁSTICO. no luga

Apresenta: PAPEL METAL LIXO ORGÂNICO VIDRO PLÁSTICO. no luga Apresenta: Coloqu e o lixo no luga r, na hor a e no d certo. ia ORGÂNICO CAPItao VAREJO em: coleta seletiva Enquanto isso, na sala secreta de reuniões... Olá, Capitão Varejo! Grande Gênio, bom dia! Espero

Leia mais

Coleta e reciclagem de óleo de fritura.

Coleta e reciclagem de óleo de fritura. Nivia Sueli de Freitas e Ricardo Motta Pinto Coelho Coleta e reciclagem de óleo de fritura. Saiba como contribuir com o meio ambiente e ainda ganhar em troca. Belo Horizonte. MG 201 1-3 - 2ª Edição Prêmio

Leia mais

Nesta edição, a Saborama apresenta

Nesta edição, a Saborama apresenta Nesta edição, a Saborama apresenta uma seleção de delícias apresentadas no Blog Saída de Emergência. Com uma experiência incrível no preparo de alimentos, a Mell Santos, criadora do blog e parceira da

Leia mais

Gasolina adulterada. Série Problemas e Soluções. Objetivo. Entender e resolver um problema que envolve proporção.

Gasolina adulterada. Série Problemas e Soluções. Objetivo. Entender e resolver um problema que envolve proporção. Gasolina adulterada Série Problemas e Soluções Objetivo Entender e resolver um problema que envolve proporção. Gasolina adulterada Série Problemas e Soluções Conteúdos Razão e proporção, porcentagem, função

Leia mais

RESÍDUOS COMO ALTERNATIVA DE APRENDIZAGEM E DESENVOLVIMENTO SÓCIO-AMBIENTAL

RESÍDUOS COMO ALTERNATIVA DE APRENDIZAGEM E DESENVOLVIMENTO SÓCIO-AMBIENTAL RESÍDUOS COMO ALTERNATIVA DE APRENDIZAGEM E DESENVOLVIMENTO SÓCIO-AMBIENTAL SOUZA,I.C. ;BUFAIÇAL,D.S.S;SANTOS,M.D.;ARANTES,S.S.;XAVIER,L.;FERREIRA,G.K.S; OLIVEIRA,B.A.;PAGOTTO,W.W.B.S.;SILVA,R.P.;SANTOS.L.G.;SANTOS.F.F.S.;FRANCO,R.

Leia mais

Software. Guia do professor. Aviões e matrizes. Secretaria de Educação a Distância. Ministério da Ciência e Tecnologia. Ministério da Educação

Software. Guia do professor. Aviões e matrizes. Secretaria de Educação a Distância. Ministério da Ciência e Tecnologia. Ministério da Educação Números e funções Guia do professor Software Aviões e matrizes Objetivos da unidade 1. Mostrar uma aplicação muito importante de matrizes à análise de grafos; 2. Reforçar o significado da multiplicação

Leia mais

Título do experimento: Identificando os plásticos. Conceitos: Química Orgânica: Polímeros A química dos Plásticos.

Título do experimento: Identificando os plásticos. Conceitos: Química Orgânica: Polímeros A química dos Plásticos. Título do experimento: Identificando os plásticos Conceitos: Química Orgânica: Polímeros A química dos Plásticos. Materiais: - Plásticos diversos; - Lamparina; - Pinça; - Tesoura; - Pedaço de fio de cobre;

Leia mais

Conscientizando a Comunidade Escolar em Relação ao Lixo

Conscientizando a Comunidade Escolar em Relação ao Lixo Conscientizando a Comunidade Escolar em Relação ao Lixo Autores: Ângela da Silva Ruiz Aline Pimentel Meneghetti Andressa Reina Cordioli Breyla Cristina Gonzales Erico Manoel Valquilha Rosilene Aparecida

Leia mais

Sustentável. Alimentação: Receitas deliciosas. O seu dia a dia muito mais saboroso. Dicas orientadas pela nutricionista Miriam Abdel Latif - CRN 3152

Sustentável. Alimentação: Receitas deliciosas. O seu dia a dia muito mais saboroso. Dicas orientadas pela nutricionista Miriam Abdel Latif - CRN 3152 Alimentação: Sustentável Dicas orientadas pela nutricionista Miriam Abdel Latif - CRN 3152 Receitas deliciosas. O seu dia a dia muito mais saboroso. NÚMERO 4 Bolo de Maçã com casca 3 ovos 1 xícara (chá)

Leia mais

REUTILIZAÇÃO 100% Engenheiro Químico Celso Luís Quaglia Giampá

REUTILIZAÇÃO 100% Engenheiro Químico Celso Luís Quaglia Giampá REUTILIZAÇÃO 100% Engenheiro Químico Celso Luís Quaglia Giampá PROJETO FÊNIX IMPLANTANDO SOLUÇÃO GERENCIAMENTO DOS RSU EDUCAÇÃO AMBIENTAL CONTINUADA NA POPULAÇÃO COLETA SELETIVA PARA RESÍDUOS SECOS E ÚMIDOS

Leia mais

Experimento. O experimento. Curvas de nível. Secretaria de Educação a Distância. Ministério da Ciência e Tecnologia. Ministério da Educação

Experimento. O experimento. Curvas de nível. Secretaria de Educação a Distância. Ministério da Ciência e Tecnologia. Ministério da Educação Geometria e medidas O experimento Experimento Curvas de nível 1. 2. 3. Objetivos da unidade Desenvolver experimentalmente a ideia de projeção ortogonal; Aprimorar a capacidade de visualização e associação

Leia mais

TRANSMISSÃO DA VIDA ÉTICA E MANIPULAÇÃO GÊNICA

TRANSMISSÃO DA VIDA ÉTICA E MANIPULAÇÃO GÊNICA TRANSMISSÃO DA VIDA ÉTICA E MANIPULAÇÃO GÊNICA OS FUNDAMENTOS DA HEREDITARIEDADE EXPERIMENTO Montagem de cariótipo Aula 3 Versão: agosto 23, 2011 3:33 PM 1. Resumo A atividade aqui proposta poderá ser

Leia mais

DIREITOS AUTORAIS / COPYRIGHTS

DIREITOS AUTORAIS / COPYRIGHTS DIREITOS AUTORAIS / COPYRIGHTS PLÁGIO Ipea Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) Política de Acesso Aberto e de Direitos Autorais do Repositório do Conhecimento do Ipea (RCIpea): Licença Padrão

Leia mais

Experimento. O experimento. Mágica das cartelas. Ministério da Ciência e Tecnologia. Ministério da Educação. Educação a Distância.

Experimento. O experimento. Mágica das cartelas. Ministério da Ciência e Tecnologia. Ministério da Educação. Educação a Distância. números e funções O experimento Experimento Mágica das cartelas Objetivos da unidade 1. Relembrar diferentes sistemas de numeração; 2. Aprofundar o estudo sobre a base binária; 3. Conhecer aplicações da

Leia mais

É o termo geralmente utilizado para designar o reaproveitamento de materiais beneficiados como matéria-prima para um novo produto.

É o termo geralmente utilizado para designar o reaproveitamento de materiais beneficiados como matéria-prima para um novo produto. É o termo geralmente utilizado para designar o reaproveitamento de materiais beneficiados como matéria-prima para um novo produto. REDUZIR REUTILIZAR RECUPERAR RECICLAR A redução deve ser adaptada por

Leia mais

FAQ Base de conhecimento. Treinamento OTRS Help Desk

FAQ Base de conhecimento. Treinamento OTRS Help Desk FAQ Base de conhecimento Treinamento OTRS Help Desk Sumário Licenciamento deste Manual/Documento... 3 FAQ Apresentação... 4 Instalação... 4 Configurações Nativas da FAQ... 5 Grupos... 5 FAQ Configuração

Leia mais

Gasolina ou Álcool. Série Matemática na Escola

Gasolina ou Álcool. Série Matemática na Escola Gasolina ou Álcool Série Matemática na Escola Objetivos 1. Apresentar aplicações de Sistemas de Equações Lineares no balanceamento de reações químicas. Gasolina ou Álcool Série Matemática na Escola Conteúdos

Leia mais

Spirale 2 0800-55 03 93 1 ANO DE GARANTIA. Manual de Instruções SERVIÇO DE ATENDIMENTO AO CONSUMIDOR. Escova Modeladora EM-02 L I G U E G R Á T I S

Spirale 2 0800-55 03 93 1 ANO DE GARANTIA. Manual de Instruções SERVIÇO DE ATENDIMENTO AO CONSUMIDOR. Escova Modeladora EM-02 L I G U E G R Á T I S 1 ANO DE GARANTIA SERVIÇO DE ATENDIMENTO AO CONSUMIDOR L I G U E G R Á T I S 0800-55 03 93 Segunda à sexta, das 8h às 20h. Sábado, das 8h às 17h. Manual de Instruções Escova Modeladora EM-02 Spirale 2

Leia mais

Município: São Pedro do Ivaí e-mail: nilsonmarquedeoliveira@seed.pr.gov.br Fone: (43) 3451 1241

Município: São Pedro do Ivaí e-mail: nilsonmarquedeoliveira@seed.pr.gov.br Fone: (43) 3451 1241 NRE: Ivaiporã Nome do Professor: Nilson Marques de Oliveira Município: São Pedro do Ivaí e-mail: nilsonmarquedeoliveira@seed.pr.gov.br Fone: (43) 3451 1241 Escola: Escola Estadual Vicente Machado Ensino

Leia mais

Dieli. Gustavo Leticia. Super Mixer. Folheto de Instrução / User Manual 961-09-05. Dieli 23-01-2013. Liberação do arquivo

Dieli. Gustavo Leticia. Super Mixer. Folheto de Instrução / User Manual 961-09-05. Dieli 23-01-2013. Liberação do arquivo N MODIFICAÇÃO POR DATA 0 Liberação do arquivo Dieli 23-01-2013 1 Adição das instruções de montagem. Dieli 14-02-2013 02/13 961-09-05 781978 REV.1 SOMENTE PARA USO DOMÉSTICO Super Mixer Manual de Instruções

Leia mais

Agroindústria. Menu Introdução Pão integral Pão de mandioca Pão de torresmo com creme de alho Pão de Forma Pãezinhos de Batata. 1.

Agroindústria. Menu Introdução Pão integral Pão de mandioca Pão de torresmo com creme de alho Pão de Forma Pãezinhos de Batata. 1. 1 de 6 10/16/aaaa 10:42 Agroindústria Processamento artesanal de farinhas e farináceos Fabricação de pão caseiro Pão integral, pão de torresmo, pão de forma e pãezinhos de batata Processamento artesanal

Leia mais

Isadora Ribeiro Graduanda do curso Moda na Universidade Estadual de Maringá

Isadora Ribeiro Graduanda do curso Moda na Universidade Estadual de Maringá Isadora Ribeiro Graduanda do curso Moda na Universidade Estadual de Maringá Pricila Fernanda Cancelier Soranso Graduanda do curso de Design e Marketing de Moda na Universidade do Minho Ronaldo Salvador

Leia mais

Projecto-Piloto. Doméstica. 25 moradias

Projecto-Piloto. Doméstica. 25 moradias Projecto-Piloto Compostagem Doméstica 25 moradias O que é a compostagem? É um processo biológico em que os microrganismos i transformam a matéria orgânica, como estrume, folhas e restos de comida, num

Leia mais

MIMO KIT LATERAIS DO BERÇO 1,30 x 0,70cm

MIMO KIT LATERAIS DO BERÇO 1,30 x 0,70cm 10180070004-24/01/14-REV.01 Parabéns, você acaba de adquirir um produto de excelente qualidade! Saiba mais sobre seu móvel de madeira: Além de atender a todos os requisitos de qualidade e bom gosto, este

Leia mais

1. Nome da Prática inovadora: Coleta Seletiva Uma Alternativa Para A Questão Socioambiental.

1. Nome da Prática inovadora: Coleta Seletiva Uma Alternativa Para A Questão Socioambiental. 1. Nome da Prática inovadora: Coleta Seletiva Uma Alternativa Para A Questão Socioambiental. 2. Caracterização da situação anterior: O município de Glória de Dourados possui 9.927 habitantes (IBGE-2011),

Leia mais

COLÉGIO CASSIANO RICARDO

COLÉGIO CASSIANO RICARDO Índice CURSO DE CULINÁRIA COLÉGIO CASSIANO RICARDO 2º semestre - 2013 1 - Bolachinha de Goiabada Receitas 2 - Tomate recheado 3 - Bolachinha de Maisena 4 - Bife de frango à rolê 5 - Bolo de cenoura Caderno

Leia mais

PROJETO MEIO AMBIENTE / PRIMAVERA

PROJETO MEIO AMBIENTE / PRIMAVERA Escola Estadual Leontino Alves de Oliveira PROJETO MEIO AMBIENTE / PRIMAVERA Rio Negro MS, Setembro de 2012. Identificação Escola Estadual Leontino Alves de Oliveira Cidade: Rio Negro MS Período: Setembro

Leia mais

Atendendo a pedidos. Sobremesas. geladas. Serviço Nestlé ao Consumidor

Atendendo a pedidos. Sobremesas. geladas. Serviço Nestlé ao Consumidor Sobremesas Atendendo a pedidos geladas Serviço Nestlé ao Consumidor Bem estar... é viver diferentes sensações e sabores O prazer de viver num país tropical é poder desfrutar, o ano inteiro, de um cardápio

Leia mais

TI Verde: Sustentabilidade na área da tecnologia da informação TI VERDE: SUSTENTABILIDADE NA ÁREA DA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO

TI Verde: Sustentabilidade na área da tecnologia da informação TI VERDE: SUSTENTABILIDADE NA ÁREA DA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO TI VERDE: SUSTENTABILIDADE NA ÁREA DA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO Flávio Luiz de Azevedo BRAYNER Paulo Gustavo Sabino RAMOS Patrícia Verônica de Azevedo BRAYNER Resumo: Atualmente a Tecnologia da Informação

Leia mais

SUSTENTABILIDADE? COMO ASSIM?

SUSTENTABILIDADE? COMO ASSIM? SUSTENTABILIDADE? COMO ASSIM? 1. Matéria Bruta Representa a vontade de melhorar o 6. Reciclagem mundo e construir um futuro mais próspero. É o equilíbrio econômico, social e ambiental que garante a qualidade

Leia mais

manual de conservação Você acaba de adquirir um produto Tora Brasil.

manual de conservação Você acaba de adquirir um produto Tora Brasil. manual de conservação Você acaba de adquirir um produto Tora Brasil. Além de adquirir uma peça de qualidade, design diferenciado, você está contribuindo para a conservação da floresta amazônica, pois a

Leia mais

Práticas Verdes Para Condomínios

Práticas Verdes Para Condomínios Guia de Práticas Verdes Para Condomínios A economia que faz bem para o seu bolso e para o meio ambiente Com o objetivo de incentivar e disseminar práticas sustentáveis em condomínios, o Secovi Rio criou

Leia mais

Guia do professor. Ministério da Ciência e Tecnologia. Ministério da Educação. Secretaria de Educação a Distância.

Guia do professor. Ministério da Ciência e Tecnologia. Ministério da Educação. Secretaria de Educação a Distância. números e funções Guia do professor Objetivos da unidade 1. Analisar representação gráfica de dados estatísticos; 2. Familiarizar o aluno com gráfico de Box Plot e análise estatística bivariada; 3. Utilizar

Leia mais