business intelligence MERCADO A hora e a vez do Business Intelligence

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "business intelligence MERCADO A hora e a vez do Business Intelligence"

Transcrição

1 A hora e a vez do Business Intelligence 18 e-manager Dezembro 2002

2 Apesar dos adiamentos de projetos corporativos, 2002 foi um bom ano para o setor de BI, que depende apenas da recuperação da economia para As empresas pensaram grande, mas preferiram caminhar com pequenas realizações. Esse é um bom resumo do que aconteceu neste ano com o mercado de Business Intelligence. Apesar disso, foram muitas pequenas realizações, com o foco na obtenção de retornos pontuais e de curto prazo para justificar os investimentos, principalmente no middle market, no qual os orçamentos estavam apertados. Com isso, muitos fornecedores de soluções e parceiros de serviços alcançaram resultados bastante próximos do inicialmente esperado. Na verdade, considerando tudo, o ano foi bom. A notícia positiva é que, ao contrário do que se passou com o CRM, os compradores não têm dúvidas quanto à validade técnica das aplicações, não têm dificuldades para entender o conceito e, em geral, estão convencidos de que as soluções trazem retornos. O setor depende apenas da recuperação da economia para deslanchar no próximo ano. Balanço O mercado high end ainda representou 50% das deslanchar em 2003 por Daniel Loneeff vendas de BI, resume Artur Miranda, gerente de BI da IBM. Os segmentos financeiro, incluindo bancos e seguradoras, telecom e varejo foram os grandes compradores por causa do alto volume de dados, do grande número de clientes, da diversidade dos canais de distribuição e da competição acirrada, arremata. Para Vanderley Ferreira, diretor-geral da Cognos no Brasil, 2002 foi um ano de amadurecimento do mercado: As empresas entenderam o real benefício das soluções de BI e a importância de integrar essas soluções na busca por informações consolidadas. Quem viveu uma confirmação desse amadurecimento do mercado foi a SPSS. O data mining não dependia mais de validação técnica, só de aprovação orçamentária e, neste ano, entrou nos orçamentos de TI e de BI. Houve muitos projetos voltados para análise de clientes: em um ano de crise, a base de clientes fica valorizada porque gerenciar essa base e calibrar a oferta é mais barato do que conquistar novos clientes, avalia Ricardo Ventura, country manager da SPSS. Antonio Rihl, country manager da Hyperion, assinala que até um ano e meio atrás as vendas de BI eram departamentais. O ano de 2002 foi o primeiro em que realmente foram vendidos projetos corporativos. Muitas teses de gestão puderam ser implantadas de fato porque as aplicações ficaram realmente robustas e escaláveis, diz ele. Isso não quer dizer que as aplicações departamentais não continuaram existindo As empresas compraram plataformas para desenvolvimento de aplicações departamentais, ao mesmo tempo em que compraram soluções corporativas, complementa. Segundo Flávio Bolieiro, country manager da MicroStrategy, 2002 foi um ano em que predominaram vendas para a base instalada e em que mudou a metodologia de implementação de projetos, com um caminho gradual de integração das aplicações. Uma novidade foram os projetos para integração das aplicações de vendas, marketing e recursos humanos com informações de fontes externas, como institutos de pesquisa, business intelligence MERCADO Dezembro 2002 e-manager 19

3 Se a alta do dólar e o ambiente de instabilidade política e econômica retardaram muitos projetos, em compensação, isso fez com que muitas empresas se voltassem para melhorar a qualidade de suas bases de dados buscando desenvolver inteligência competitiva, ressalta o executivo. Se a alta do dólar e o ambiente de instabilidade política e econômica retardaram muitos projetos, em compensação, isso fez com que muitas empresas se voltassem para melhorar a qualidade de suas bases de dados. Houve revisão dos modelos e depuração dos data warehouses, afirma Eliana Sodré, diretora da Forma Informática. A maioria dos projetos vendidos foi de escopo reduzido e retorno de curto prazo. As margens foram apertadas, embora o volume de projetos tenha sido bom, permitindo às empresas manter um crescimento, mesmo em um ano difícil. Pensávamos que íamos crescer com projetos grandes, mas o que aconteceu foi que tivemos de nos voltar para serviços com maior valor agregado, cobrando preços menores. Fizemos muitos projetos pequenos, departamentais e de retorno rápido, resume Rodrigo Wertz, diretor de consultoria da Novabase. Rodrigo Wertz, da Novabase: Pensávamos que íamos crescer com projetos grandes, mas o que aconteceu foi que tivemos de nos voltar para serviços com maior valor agregado, cobrando preços menores. Fizemos muitos projetos pequenos, departamentais e de retorno rápido Diante dessa realidade, muitas consultorias e integradores dedicaram esforços para melhorar o gerenciamento de projetos. Tivemos de nos organizar para um gerenciamento muito eficaz dos projetos quanto a escopo, custos e prazos, adotando o CMM (Capability Maturity Model) e as metodologias do PMI (Project Management Institute), diz Anderson Gomes, gerente de BI da Resource. Segmentos e setores Praticamente todos os entrevistados apontaram o setor financeiro como o grande comprador de soluções de BI em 2003, abrangendo bancos e seguradoras. As aplicações voltadas para as áreas financeiras das empresas em geral também deverão ter um grande crescimento. Na verdade, vínhamos notando um crescimento de soluções para controle financeiro de dois anos para cá. Antes, quase só eram vendidas aplicações para marketing e vendas, diz Douglas Bedore de Alcântara, diretor da WA. A exemplo do que aconteceu neste ano, o setor governamental deve ser outro grande comprador em Mas pode haver um pequeno recuo no próximo ano, principalmente no governo federal, por conta da transição de governo, avalia Lúcia Navarro, gerente de consultoria da Oracle. Robson Lelles, diretor de marketing da Extend, aposta em um crescimento 20 e-manager Dezembro 2002

4 Fornecedores se esforçam para oferecer soluções de âmbito corporativo, sem passar por longos projetos de data warehouse. A tônica são data marts coordenados e pré-modelados servindo de base para soluções empacotadas de implantação rápida nas outras esferas de governo, principalmente a estadual: Haverá um impacto positivo da Lei de Responsabilidade Fiscal para o setor de Business Intelligence, porque essas aplicações melhoram a qualidade da gestão e do controle orçamentário na administração pública. Artur Miranda, da IBM, prevê uma expansão das soluções de BI para o middle market, com crescimento do ambiente Linux: Nesse segmento, eu destacaria os setores de manufatura e farmacêutico, onde a competição é maior, gerando a necessidade de gerenciar o relacionamento com o cliente e melhorar o mix de produtos. O setor de telecom também deve retomar os investimentos em BI. As telcos vêm demonstrando grande aceitação de aplicações para gerenciamento de inadimplência, recuperação de créditos e análise de custo-benefício de expansão da rede, comenta César Miranda, diretor da Decision Warehouse. Neste ano, houve uma queda no mercado de telecom, com restrição de margens e investimentos. Pórem, isso não pode durar muito porque quanto menos as telcos investem, mais ficam propensas a perder clientes, avalia Wertz, da Novabase. Os setores de utilities, varejo e saúde, incluindo planos de saúde e laboratórios farmacêuticos, também deverão crescer. Bolieiro, da MicroStrategy, aponta o gerenciamento de fraudes como um dos principais motivos para adoção de soluções de BI pelos planos de saúde opinião compartilhada por Artur Miranda da IBM. Wertz, da Novabase, acredita que a pressão de preços exercida pela concorrência dos remédios genéricos associada à necessidade de relacionamento com a cadeia de clientes e intermediários (pacientes, médicos e farmacêuticos) torna as empresas farmacêuticas boas clientes potenciais. Finalmente, o diretor da Novabase cita as empresas do setor exportador como boas candidatas a comprar soluções corporativas de BI: elas têm capital para investir, pois possuem receita em dólar, e necessitam ter informações gerenciais para se adequar aos padrões de qualidade e de certificações internacionais exigidos para se manterem vivas no mercado mundial. Movimentos Para Artur Miranda, da IBM, as aplicações pelas quais as empresas vêm demonstrando maior interesse são aquelas que possibilitam fazer a gestão da carteira de clientes, mantendo e aumentando a lucratividade nas vendas. Funcionalidades como segmentação de mercado, identificação de clientes mais lucrativos, a- dequação das ofertas aos canais, promoção de retenção de clientes e de aumento do volume de vendas para a mesma base são as funcionalidades requeridas. Em tempos de recessão, isso tudo é muito importante porque é difícil conquistar novos clientes, enfatiza. Lúcia Navarro, da Oracle, acredita em um grande crescimento das soluções para finanças, como planejamento e acompanhamento orçamentário, crença compartilhada por muitos profissionais do setor, como Oswaldo Britto, gerente de consultoria da Relacional. Há muita pressão para que as subsidiárias brasileiras das multinacionais se adeqüem aos padrões internacionais de budget, diz ele. Para Cézar Lorenzo, country manager da Computer Associates, as empresas sentem a necessidade de gerar conhecimento a partir do grande volume de dados operacionais armazenados em seus bancos: As empresas precisam enxergar tendências para identificar oportunidades e antever problemas. Notamos um crescimento de demanda por portais de BI, que integrem desde ferramentas de query até aplicações analíticas. Essa necessidade de antevisão de problemas apontada por Lorenzo tem vários desdobramentos no mercado. Um deles é a formação de um ambiente favorável às aplicações de data mining. Os relatórios analíticos olham para o passado, o data mining permite mirar o futuro e fazer previsões. Com a competição aumentando, identificar os clientes 21 e-manager Dezembro 2002

5 que podem ser seduzidos pelos concorrentes é fundamental, avalia Ventura, da SPSS. Outro desdobramento é o crescimento de empresas de nicho como a Gesplan, desenvolvedora de soluções para planejamento e controle empresarial. O cenário de instabilidade aumenta a necessidade de análise e planejamento. As empresas precisam de soluções que forneçam visão de futuro, isto é, que permitam simular, fazer projeções e construir cenários. Os executivos precisam de capacidade para cos, com um aumento dos pedidos dos clientes para a construção de indicadores com informações consolidadas em níveis mais altos e voltados para os executivos de primeiro escalão. No mundo Microsoft, a gigante oferece uma solução horizontal composta pela planilha Excel, o Data Analyzer, o banco de dados SQL Server e o browser Internet Explorer. Sobre essa base, os parceiros estão construindo soluções verticais, entre as quais se destacam os segmentos de finanças, seguros, Eliana Sodré, da Forma, percebe o movimento para níveis estratégicos, com aumento dos pedidos dos clientes para construção de indicadores com informações consolidadas em níveis mais altos Soluções Os executivos ouvidos concordam que o mercado não está comprando tecnologia, mas soluções. Soluções pré-formatadas para segmentos verticais, com menor custo e de implementação rápida, são a tendência do mercado, resume César Miranda, da Decision Warehouse. As soluções prontas trazem alguns indicadores que todo mundo usa, sem que se precise reinventar a roda. Além da agilidade na implantação, há uma garantia de sucesso porque são modelos implantados e testados, complementa Ferreira, da Cognos. A base instalada de ERP que proporciona dados organizados e a existência de soluções de extração de dados pré-prontas abrem o- portunidades e reforçam a tendência para adoção de soluções corporativas, batizadas de Corporate Performance Management (CPM) ou Business Performance Management (BPM). Nesse conceito, os três principais competidores são a Business Objects, a Cognos e a Hyperion. Os fornecedores empreendem esforços para oferecer soluções de âmbito corporativo, sem passar por longos projetos de data warehouse. A tônica são data marts coordenados e pré-modelados servindo de base para soluções empacotadas de implantação rápida, com a incorporação de best practices de análises e de construção de indicadores. A coordenação de data marts procura garantir a integridade corporativa das informações com o uso das mesmas dimensões em todo o modelo. Por exemplo, as mesmas divisões geográficas e as mesmas divisões de tempo são usadas no agrupamento dos dados tanto para aplicações orientadas para vendas e marketing quanto para finanças. Isso possibilita que os produtos sese antecipar, não adianta fazer autópsia do negócio. Sobretudo as empresas que buscam certificações de qualidade precisam organizar sua visão estratégica, diz Paulo Dragaud Zeppelini, gerente regional São Paulo. Zeppelini identifica uma tendência de crescimento das práticas de gestão baseadas na estratégia em relação a aspectos operacionais, com uso de cestas de indicadores tipo scorecards. Eliana Sodré, da Forma, também percebe esse movimento para níveis mais estratégimanufatura, governo e aplicações para Balanced Scorecard. A empresa também acaba de lançar o Microsoft Framework, que traz o módulo BI Accelerator, reduzindo de seis para dois meses o prazo médio de desenvolvimento de aplicações. O ambiente traz features para montar infocubos, uma coleção de indicadores pré-prontos para várias verticais, extratores para os principais sistemas de ERP e wizards para auxiliar o desenvolvedor. O Excel é uma ferramenta que as pessoas conhecem e com a qual sabem traba- lhar, por isso está se tornando o front end preferido dos usuários de aplicações de BI, comenta Maurício Malfa, gerente de BI. 22 e-manager Dezembro 2002

6 Os projetos de Balanced Scorecard deverão impulsionar as vendas de BI. O ano de 2003 deverá ser muito bom para as consultorias aptas a conduzir esses projetos e para os fornecedores de soluções e 2004 deverá ser ainda melhor jam modulares, de modo que se possa fazer implementações departamentais, e, ao mesmo tempo, prosseguir em um crescimento corporativo incremental, com simples acréscimo de módulos. Aspectos comerciais Com o bug do ano 2000, muitas empresas iniciaram a implementação de um ERP. Boa parte desses projetos só se completou, de fato, em Quem começou atrasado acabou concluindo seu projeto este ano, e quem havia concluído ficou em compasso de espera em função do cenário econômico e da alta do dólar. Em suma, o resultado da onda do ERP é uma enorme oportunidade de mercado para os fornecedores de BI, porque existe uma base organizada de dados transacionais para serem extraídos e tratados. Boa parte dos projetos de BI existentes começou, de fato, no final de 2001 ou durante 2002 e deverá estar concluída até o primeiro trimestre do próximo ano. Por que isso é importante? O aumento de cases gera tendência de mercado, responde Ricardo Ventura, da SPSS. O mercado vive de referências. Quando os projetos ficarem prontos nos early adopters, haverá um efeito multiplicador entre os seguidores. O mercado concluirá que só consegue integrar as informações estratégicas quem tem uma plataforma, senão acaba-se caindo no mesmo problema da ausência de um ERP: ilhas de informação, complementa Rihl, da Hyperion. Bolieiro, da MicroStrategy, acha que os ciclos de venda se alongarão devido ao aumento do número de fornecedores no mercado: As empresas têm mais opções para examinar e vão demorar mais tempo para analisar as alternativas disponíveis. Na tomada de decisão, deve haver um aumento da influência dos usuários na escolha da solução. Os usuários terão peso equivalente ao do pessoal de TI na decisão final, acredita Ferreira, da Cognos. Para Rihl, da Hyperion, caberá um papel importante ao diretor financeiro na tomada de decisão: Os diretores financeiros conseguem avaliar o valor de uma solução de BI porque sabem onde estão as dores da empresa. A área de TI olha muito o custo, e não o valor da solução. Na opinião de César Miranda, da Decision Warehouse, solução é a palavra-chave para entender a dinâmica do mercado daqui para diante: A forma de vender mudou. A venda não é mais uma venda técnica ou de ferramenta, mas uma venda de solução de negócio, com maior envolvimento dos usuários finais, principalmente os que estão nos níveis estratégicos. Como conseqüência dessa dinâmica, as vendas de serviços devem aumentar no próximo ano, mas a grande briga deverá ser mesmo pelo aumento de market share. Nosso grande desafio é aumentar a cobertura. Pretendemos dobrar de tamanho, afirma Paulo Castanheira, gerente regional para a América Latina da Business Objects. A MicroStrategy tem como uma de suas principais metas para o próximo ano aumentar o número de instalações. Vamos fortalecer as parcerias em regime de OEM com fornecedores de ERP. São contas menores, mas nossa capilaridade aumentará significativamente, avalia Bolieiro. Onda Para finalizar, vale registrar que quase todos os fornecedores ouvidos indicaram uma surpreendente quantidade de prospects de projetos de Balanced Scorecard. Além de, em si, a notícia ser muito animadora, há uma conseqüência importante desse fato: muitas empresas desejosas de implantar esse modelo irão fatalmente perceber que não estão prontas para essa implantação porque ela exige uma organização mínima de BI para obter sucesso. Assim, os projetos de Balanced Scorecard deverão impulsionar as vendas de BI antes mesmo deles acontecerem. De todo modo, o ano de 2003 deverá ser muito bom para as consultorias aptas a conduzir projetos de Balanced Scorecard e para os fornecedores de soluções e 2004 deverá ser ainda melhor. Se a quantidade de prospects que apuramos se converterem em projetos, não será apenas uma onda, mas uma verdadeira tsuname. 23 e-manager Dezembro 2002 Documento adquirido na Biblioteca Tematica do Empreendedor Sebrae

SPEKTRUM SOLUÇÕES DE GRANDE PORTE PARA PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS SPEKTRUM SAP Partner 1

SPEKTRUM SOLUÇÕES DE GRANDE PORTE PARA PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS SPEKTRUM SAP Partner 1 SPEKTRUM SOLUÇÕES DE GRANDE PORTE PARA PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS SPEKTRUM SAP Partner 1 PROSPERE NA NOVA ECONOMIA A SPEKTRUM SUPORTA A EXECUÇÃO DA SUA ESTRATÉGIA Para as empresas que buscam crescimento

Leia mais

Fornecendo Inteligência, para todo o mundo, a mais de 20 anos.

Fornecendo Inteligência, para todo o mundo, a mais de 20 anos. Fornecendo Inteligência, para todo o mundo, a mais de 20 anos. Fundada em 1989, a MicroStrategy é fornecedora líder Mundial de plataformas de software empresarial. A missão é fornecer as plataformas mais

Leia mais

Pesquisa realizada com os participantes do 12º Seminário Nacional de Gestão de Projetos. Apresentação

Pesquisa realizada com os participantes do 12º Seminário Nacional de Gestão de Projetos. Apresentação Pesquisa realizada com os participantes do de Apresentação O perfil do profissional de Projetos Pesquisa realizada durante o 12 Seminário Nacional de, ocorrido em 2009, traça um importante perfil do profissional

Leia mais

Esri Maps para Inteligência de Negócios Conceitos e Produtos Esri. Rodrigo Barrionuevo

Esri Maps para Inteligência de Negócios Conceitos e Produtos Esri. Rodrigo Barrionuevo Esri Maps para Inteligência de Negócios Conceitos e Produtos Esri Rodrigo Barrionuevo O que é Business Intelligence? Plataforma apoio a decisão Online Analytic Process OLAP Reporting & Ad Hoc Query Business

Leia mais

MBA EM BUSINESS INTELLIGENCE

MBA EM BUSINESS INTELLIGENCE MBA EM BUSINESS INTELLIGENCE Como a sua empresa estrutura informações estratégicas? Como as decisões são tomadas? São considerados, dados, informações e tendências, de macroambientes? O quanto você conhece

Leia mais

Apresentação da Empresa

Apresentação da Empresa Apresentação da Empresa Somos uma empresa especializada em desenvolver e implementar soluções de alto impacto na gestão e competitividade empresarial. Nossa missão é agregar valor aos negócios de nossos

Leia mais

ERP & BI ENTENTENDO A BUSCA CONSTANTE DAS EMPRESAS POR UM SISTEMA QUE FORNEÇA INFORMAÇÕES CONFIÁVEIS PARA TOMADA DE DECISÃO*

ERP & BI ENTENTENDO A BUSCA CONSTANTE DAS EMPRESAS POR UM SISTEMA QUE FORNEÇA INFORMAÇÕES CONFIÁVEIS PARA TOMADA DE DECISÃO* ERP & BI ENTENTENDO A BUSCA CONSTANTE DAS EMPRESAS POR UM SISTEMA QUE FORNEÇA INFORMAÇÕES CONFIÁVEIS PARA TOMADA DE DECISÃO* RESUMO Marilia Costa Machado - UEMG - Unidade Carangola Graciano Leal dos Santos

Leia mais

Tecnologia da Informação. Sistema Integrado de Gestão ERP ERP

Tecnologia da Informação. Sistema Integrado de Gestão ERP ERP Tecnologia da Informação. Sistema Integrado de Gestão ERP Prof: Edson Thizon ethizon@gmail.com O que é TI? TI no mundo dos negócios Sistemas de Informações Gerenciais Informações Operacionais Informações

Leia mais

Sistema Integrado de Gestão ERP. Prof: Edson Thizon ethizon@gmail.com

Sistema Integrado de Gestão ERP. Prof: Edson Thizon ethizon@gmail.com Sistema Integrado de Gestão ERP Prof: Edson Thizon ethizon@gmail.com Tecnologia da Informação. O que é TI? TI no mundo dos negócios Sistemas de Informações Gerenciais Informações Operacionais Informações

Leia mais

Unidade II GERENCIAMENTO DE SISTEMAS. Prof. Roberto Marcello

Unidade II GERENCIAMENTO DE SISTEMAS. Prof. Roberto Marcello Unidade II GERENCIAMENTO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Prof. Roberto Marcello SI Sistemas de gestão A Gestão dos Sistemas Integrados é uma forma organizada e sistemática de buscar a melhoria de resultados.

Leia mais

Uma estrutura (framework) para o Business Intelligence (BI)

Uma estrutura (framework) para o Business Intelligence (BI) Uma estrutura conceitural para suporteà decisão que combina arquitetura, bancos de dados (ou data warehouse), ferramentas analíticas e aplicações Principais objetivos: Permitir o acesso interativo aos

Leia mais

22/02/2009. Supply Chain Management. É a integração dos processos do negócio desde o usuário final até os fornecedores originais que

22/02/2009. Supply Chain Management. É a integração dos processos do negócio desde o usuário final até os fornecedores originais que Supply Chain Management SUMÁRIO Gestão da Cadeia de Suprimentos (SCM) SCM X Logística Dinâmica Sugestões Definição Cadeia de Suprimentos É a integração dos processos do negócio desde o usuário final até

Leia mais

Business Intelligence: Desafios e Melhores Práticas

Business Intelligence: Desafios e Melhores Práticas Sucesu RJ - IV Congresso de Inteligência Competitiva Business Intelligence: Desafios e Melhores Práticas Eugenio Pedrosa Petrobras Roteiro Arquitetura de BI Evolução da BI nas Empresas Corporate Performance

Leia mais

GESTÃO DE T.I. José Luís Padovan jlpadovan@gmail.com

GESTÃO DE T.I. José Luís Padovan jlpadovan@gmail.com GESTÃO DE T.I. José Luís Padovan jlpadovan@gmail.com Conceito Com base nas definições podemos concluir que: Governança de de TI TI busca o compartilhamento de de decisões de de TI TI com os os demais dirigentes

Leia mais

Por dentro do mercado de médio porte: Uma perspectiva para 2011

Por dentro do mercado de médio porte: Uma perspectiva para 2011 Janeiro 2011 Exclusivamente para empresas de médio porte Por dentro do mercado de médio porte: Uma perspectiva para 2011 Relatório para o Brasil Panorama global: Pesquisa com 2.112 líderes do mercado de

Leia mais

ERP. Enterprise Resource Planning. Planejamento de recursos empresariais

ERP. Enterprise Resource Planning. Planejamento de recursos empresariais ERP Enterprise Resource Planning Planejamento de recursos empresariais O que é ERP Os ERPs em termos gerais, são uma plataforma de software desenvolvida para integrar os diversos departamentos de uma empresa,

Leia mais

EMBRATEL ENTREVISTA: Pietro Delai IDC Brasil DATA CENTER VIRTUAL - DCV

EMBRATEL ENTREVISTA: Pietro Delai IDC Brasil DATA CENTER VIRTUAL - DCV EMBRATEL ENTREVISTA: Pietro Delai IDC Brasil DATA CENTER VIRTUAL - DCV DATA CENTER VIRTUAL - DCV Em entrevista, Pietro Delai, Gerente de Pesquisa e Consultoria da IDC Brasil relata os principais avanços

Leia mais

LMA, Solução em Sistemas

LMA, Solução em Sistemas LMA, Solução em Sistemas Ao longo dos anos os sistemas para gestão empresarial se tornaram fundamentais, e por meio dessa ferramenta as empresas aperfeiçoam os processos e os integram para uma gestão mais

Leia mais

Convergência TIC e Projetos TIC

Convergência TIC e Projetos TIC TLCne-051027-P1 Convergência TIC e Projetos TIC 1 Introdução Você responde essas perguntas com facilidade? Quais os Projetos TIC mais frequentes? Qual a importância de BI para a venda de soluções TIC (TI

Leia mais

ERP. Planejamento de recursos empresariais

ERP. Planejamento de recursos empresariais ERP Enterprise Resource Planning Planejamento de recursos empresariais ERP Enterprise Resource Planning -Sistema de Gestão Empresarial -Surgimento por volta dos anos 90 -Existência de uma base de dados

Leia mais

PROJETO NOVAS FRONTEIRAS. II - Nome do gerente do projeto, suas responsabilidades e sua autoridade

PROJETO NOVAS FRONTEIRAS. II - Nome do gerente do projeto, suas responsabilidades e sua autoridade PROJETO NOVAS FRONTEIRAS DECLARAÇÃO DE ESCOPO SCOPE STATEMENT Preparado por Rodrigo Mendes Lemos Gerente do Projeto Versão 3 Aprovado por Ricardo Viana Vargas Patrocinador 01/11/2010 I - Patrocinador Ricardo

Leia mais

Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Business Intelligence (BI)

Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Business Intelligence (BI) Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Business Intelligence (BI) Apresentação O programa de Pós-graduação Lato Sensu em Business Intelligence Inteligência Competitiva tem por fornecer conhecimento

Leia mais

Pesquisa sobre Iniciativas em BPM

Pesquisa sobre Iniciativas em BPM Pesquisa sobre Iniciativas em BPM Apresentação...2 1. Perfil dos Participantes da Pesquisa...3 2. Como as organizações estão adotando o BPM... 4 2.1. Como as organizações entendem o conceito de BPM?...

Leia mais

Sistemas de Informação

Sistemas de Informação Sistemas de Informação Informação no contexto administrativo Graduação em Redes de Computadores Prof. Rodrigo W. Fonseca SENAC FACULDADEDETECNOLOGIA PELOTAS >SistemasdeInformação SENAC FACULDADEDETECNOLOGIA

Leia mais

Pós-Graduação Business Intelligence

Pós-Graduação Business Intelligence Pós-Graduação Business Intelligence Tendências de Mercado de Business Intelligence Aula 04 Como se organizar para o sucesso em BI Dinâmica Organizacional Complexa Cria o maior ônus para o sucesso de BI

Leia mais

Suzano: atualização e mais qualidade de informações com SAP Business Suite powered by HANA

Suzano: atualização e mais qualidade de informações com SAP Business Suite powered by HANA Suzano: atualização e mais qualidade de informações com SAP Business Suite powered by HANA Geral Executiva Nome da Suzano Papel e Celulose Indústria Papel e celulose Produtos e Serviços Celulose de eucalipto,

Leia mais

Business Intelligence para todos

Business Intelligence para todos Business Intelligence para todos CCFB - Rio de Janeiro DeciLogic - 2008 Eric Sarzana Diretor eric.sarzana@decilogic.com Agenda DeciLogic O que é o Business Intelligence? Porquê o Business Intelligence?

Leia mais

Pesquisa realizada com os participantes do 16º Seminário Nacional de Gestão de Projetos APRESENTAÇÃO

Pesquisa realizada com os participantes do 16º Seminário Nacional de Gestão de Projetos APRESENTAÇÃO Pesquisa realizada com os participantes do de APRESENTAÇÃO O perfil do profissional de projetos Pesquisa realizada durante o 16 Seminário Nacional de, ocorrido em Belo Horizonte em Junho de, apresenta

Leia mais

Inteligência Organizacional, Inteligência Empresarial, Inteligência Competitiva, Infra-estrutura de BI mas qual é a diferença?

Inteligência Organizacional, Inteligência Empresarial, Inteligência Competitiva, Infra-estrutura de BI mas qual é a diferença? Inteligência Organizacional, Inteligência Empresarial, Inteligência Competitiva, Infra-estrutura de BI mas qual é a diferença? * Daniela Ramos Teixeira A Inteligência vem ganhando seguidores cada vez mais

Leia mais

Business Intelligence Conceitos, Metodologia de Desenvolvimento e Exemplos de BI

Business Intelligence Conceitos, Metodologia de Desenvolvimento e Exemplos de BI Matriz: Av. Caçapava, 527 CEP 90.460-130 Tecnopuc: Av. Ipiranga, 6681 Prédio 32 Sala 109 CEP 90.619-900 Porto Alegre - RS, Brasil Contate-nos: +55 (51) 3330.7777 contato@dbccompany.com.br www.dbccompany.com.br

Leia mais

2.3. ORGANIZAÇÕES E GESTÃO DOS SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

2.3. ORGANIZAÇÕES E GESTÃO DOS SISTEMAS DE INFORMAÇÃO 2.3. ORGANIZAÇÕES E GESTÃO DOS SISTEMAS DE INFORMAÇÃO As Empresas e os Sistemas Problemas locais - impacto no sistema total. Empresas como subsistemas de um sistema maior. Uma empresa excede a soma de

Leia mais

Predictions Brasil 2015 Acelerando a Inovação na 3 a Plataforma

Predictions Brasil 2015 Acelerando a Inovação na 3 a Plataforma Predictions Brasil 2015 Acelerando a Inovação na 3 a Plataforma 1 IDC - Equipe Pietro Delai Reinaldo Sakis João Paulo Bruder Luciano Ramos Gerente de Pesquisa e Consultoria -Enterprise Gerente de Pesquisa

Leia mais

Texto para Coluna do NRE-POLI na Revista Construção e Mercado Pini Abril 2012

Texto para Coluna do NRE-POLI na Revista Construção e Mercado Pini Abril 2012 Texto para Coluna do NRE-POLI na Revista Construção e Mercado Pini Abril 2012 O RISCO DOS DISTRATOS O impacto dos distratos no atual panorama do mercado imobiliário José Eduardo Rodrigues Varandas Júnior

Leia mais

SISTEMAS DE INFORMAÇÕES GERENCIAIS

SISTEMAS DE INFORMAÇÕES GERENCIAIS 1 SISTEMAS DE INFORMAÇÕES GERENCIAIS John F. Eichstaedt, Toni Édio Degenhardt Professora: Eliana V. Jaeger RESUMO: Este artigo mostra o que é um SIG (Sistema de Informação gerencial) em uma aplicação prática

Leia mais

Gestão de Performance por KPIs

Gestão de Performance por KPIs Gestão de Performance por KPIs Henrique Brodbeck Diretor, Brodbeck Consultores em Informática Henrique Brodbeck Brodbeck Consultores em Informática e UFRGS Business Intelligence - BI Termo guarda-chuva

Leia mais

Jonas de Souza H2W SYSTEMS

Jonas de Souza H2W SYSTEMS Jonas de Souza H2W SYSTEMS 1 Tecnólogo em Informática Fatec Jundiaí MBA em Gerenciamento de Projetos FGV Project Management Professional PMI Mestrando em Tecnologia UNICAMP Metodologia de apoio à aquisição

Leia mais

MAIS AGILIDADE, CONTROLE E RENTABILIDADE NA SUA CONSTRUTORA E INCORPORADORA.

MAIS AGILIDADE, CONTROLE E RENTABILIDADE NA SUA CONSTRUTORA E INCORPORADORA. MAIS AGILIDADE, CONTROLE E RENTABILIDADE NA SUA CONSTRUTORA E INCORPORADORA. SANKHYA. A nova geração de ERP Inteligente. Atuando no mercado brasileiro desde 1989 e alicerçada pelos seus valores e princípios,

Leia mais

Inteligência Empresarial. BI Business Intelligence. Business Intelligence 22/2/2011. Prof. Luiz A. Nascimento

Inteligência Empresarial. BI Business Intelligence. Business Intelligence 22/2/2011. Prof. Luiz A. Nascimento Inteligência Empresarial Prof. Luiz A. Nascimento BI Pode-se traduzir informalmente Business Intelligence como o uso de sistemas inteligentes em negócios. É uma forma de agregar a inteligência humana à

Leia mais

INTEGRE Diversas fontes de informações em uma interface intuitiva que exibe exatamente o que você precisa

INTEGRE Diversas fontes de informações em uma interface intuitiva que exibe exatamente o que você precisa INTEGRE Diversas fontes de informações em uma interface intuitiva que exibe exatamente o que você precisa ACESSE Informações corporativas a partir de qualquer ponto de Internet baseado na configuração

Leia mais

Curso Data warehouse e Business Intelligence

Curso Data warehouse e Business Intelligence Curso Data warehouse e Business Intelligence Fundamentos, Metodologia e Arquitetura Apresentação Os projetos de Data Warehouse e Business Intelligence são dos mais interessantes e complexos de desenvolver

Leia mais

Metodologia. Pesquisa Quantitativa Coleta de dados: Público Alvo: Amostra: 500 entrevistas realizadas. Campo: 16 a 29 de Setembro de 2010

Metodologia. Pesquisa Quantitativa Coleta de dados: Público Alvo: Amostra: 500 entrevistas realizadas. Campo: 16 a 29 de Setembro de 2010 Metodologia Pesquisa Quantitativa Coleta de dados: Através de e-survey - via web Público Alvo: Executivos de empresas associadas e não associadas à AMCHAM Amostra: 500 entrevistas realizadas Campo: 16

Leia mais

www.pwc.com AMCHAM Visão integrada das áreas de Marketing e Finanças Abril de 2013

www.pwc.com AMCHAM Visão integrada das áreas de Marketing e Finanças Abril de 2013 www.pwc.com Visão integrada das áreas de Marketing e Finanças Agenda Introdução Como abordar o problema Discussões Conclusão PwC 2 Introdução PwC 3 Introdução Visões do Marketing Marketing tem que fazer

Leia mais

Slice Management. Controlando o que você não vê. Direto ao assunto

Slice Management. Controlando o que você não vê. Direto ao assunto Slice Management Controlando o que você não vê Direto ao assunto O Slice Management (SM) é uma prática de gerenciamento que consiste em colocar um sistema de inteligência em todas as áreas da empresa.

Leia mais

Oracle Hyperion Essbase

Oracle Hyperion Essbase Oracle Hyperion Essbase Guia Claudio Bonel Oracle Hyperion Essbase Guia Dedicatória Este Livro é dedicado a minha família. 2 Guia Oracle Hyperion Essbase Sumário Agradecimentos Introdução Capítulo 1: OLAP

Leia mais

Estratégia De Diferenciação Competitiva Através Do Marketing De Relacionamento. Profa. Dra. Maria Isabel Franco Barretto

Estratégia De Diferenciação Competitiva Através Do Marketing De Relacionamento. Profa. Dra. Maria Isabel Franco Barretto Estratégia De Diferenciação Competitiva Através Do Marketing De Relacionamento Profa. Dra. Maria Isabel Franco Barretto CURRÍCULO DO PROFESSOR Administradora com mestrado e doutorado em engenharia de produção

Leia mais

No mundo atual, globalizado e competitivo, as organizações têm buscado cada vez mais, meios de se destacar no mercado. Uma estratégia para o

No mundo atual, globalizado e competitivo, as organizações têm buscado cada vez mais, meios de se destacar no mercado. Uma estratégia para o DATABASE MARKETING No mundo atual, globalizado e competitivo, as organizações têm buscado cada vez mais, meios de se destacar no mercado. Uma estratégia para o empresário obter sucesso em seu negócio é

Leia mais

Interatividade aliada a Análise de Negócios

Interatividade aliada a Análise de Negócios Interatividade aliada a Análise de Negócios Na era digital, a quase totalidade das organizações necessita da análise de seus negócios de forma ágil e segura - relatórios interativos, análise de gráficos,

Leia mais

Sistemas ERP. Enterprise Resource Planning ou Sistemas Integrados de Gestão Empresarial. Unirio/PPGI SAIN

Sistemas ERP. Enterprise Resource Planning ou Sistemas Integrados de Gestão Empresarial. Unirio/PPGI SAIN Sistemas ERP Enterprise Resource Planning ou Sistemas Integrados de Gestão Empresarial Definições Sistemas de informações que integram todos os dados e processos de uma organização em um único sistema

Leia mais

E t n erpr p ise R sou o r u ce Pl P ann n i n ng Implant nt ç a ã ç o ã de de S ist s e t m e a a E RP

E t n erpr p ise R sou o r u ce Pl P ann n i n ng Implant nt ç a ã ç o ã de de S ist s e t m e a a E RP Enterprise Resource Planning Implantação de Sistema ERP Jorge Moreira jmoreirajr@hotmail.com Conceito Os ERP s (Enterprise Resource Planning) são softwares que permitem a existência de um sistema de informação

Leia mais

Nome: Login: CA: Cidade: UF CARTÃO RESPOSTA QUESTÃO RESPOSTA QUESTÃO RESPOSTA

Nome: Login: CA: Cidade: UF CARTÃO RESPOSTA QUESTÃO RESPOSTA QUESTÃO RESPOSTA ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS TURMA 2008 3º PERÍODO - 6º MÓDULO AVALIAÇÃO A3 DATA 09/07/2009 SISTEMAS EMPRESARIAIS Dados de identificação do Acadêmico: Nome: Login: CA: Cidade: UF CARTÃO RESPOSTA

Leia mais

Interact Solutions Apresentação do SA-Performance Manager. Por: Anderson Pereira Diretor de Negócios Unidade Excellence

Interact Solutions Apresentação do SA-Performance Manager. Por: Anderson Pereira Diretor de Negócios Unidade Excellence Interact Solutions Apresentação do SA-Performance Manager Por: Anderson Pereira Diretor de Negócios Unidade Excellence Interact Group Fundação: agosto / 1999 80 Colaboradores diretos 85 Colaboradores nas

Leia mais

Introdução. Gerência de Projetos de Software. Sumário. Sistemas de Informação para Processos Produtivos

Introdução. Gerência de Projetos de Software. Sumário. Sistemas de Informação para Processos Produtivos Sumário Sistemas de Informação para Processos Produtivos 1. Gerência de 2. Agentes principais e seus papéis 3. Ciclo de vida do gerenciamento de projetos M. Sc. Luiz Alberto lasf.bel@gmail.com Módulo 6

Leia mais

Características. Carga horária 24 horas presenciais.

Características. Carga horária 24 horas presenciais. 1 Características Sobre o curso As organizações que apresentam melhores resultados financeiros, são nitidamente as que aprendem a lidar com as incertezas de forma proativa. Em mercados em constante mudança

Leia mais

BUSINESS INTELLIGENCE, O ELEMENTO CHAVE PARA O SUCESSO DAS ORGANIZAÇÕES.

BUSINESS INTELLIGENCE, O ELEMENTO CHAVE PARA O SUCESSO DAS ORGANIZAÇÕES. Encontro de Ensino, Pesquisa e Extensão, Presidente Prudente, 22 a 25 de outubro, 2012 88 BUSINESS INTELLIGENCE, O ELEMENTO CHAVE PARA O SUCESSO DAS ORGANIZAÇÕES. Andrios Robert Silva Pereira, Renato Zanutto

Leia mais

REVIE Rede de Melhores Práticas para MKT e Vendas

REVIE Rede de Melhores Práticas para MKT e Vendas REVIE Rede de Melhores Práticas para MKT e Vendas Este artigo foi publicado originalmente em abril de 2009 por Daniela Ramos Teixeira no portal Meta Análise. Este é o 1º dos artigos da série que Daniela

Leia mais

ERP: Pacote Pronto versus Solução in house

ERP: Pacote Pronto versus Solução in house ERP: Pacote Pronto versus Solução in house Introdução Com a disseminação da utilidade e dos ganhos em se informatizar e integrar os diversos departamentos de uma empresa com o uso de um ERP, algumas empresas

Leia mais

Curso Data warehouse e Business Intelligence Fundamentos, Metodologia e Arquitetura

Curso Data warehouse e Business Intelligence Fundamentos, Metodologia e Arquitetura Curso Data warehouse e Business Intelligence Fundamentos, Metodologia e Arquitetura Apresentação Os projetos de Data Warehouse e Business Intelligence são dos mais interessantes e complexos de desenvolver

Leia mais

Resumo dos principais conceitos. Resumo dos principais conceitos. Business Intelligence. Business Intelligence

Resumo dos principais conceitos. Resumo dos principais conceitos. Business Intelligence. Business Intelligence É um conjunto de conceitos e metodologias que, fazem uso de acontecimentos e sistemas e apoiam a tomada de decisões. Utilização de várias fontes de informação para se definir estratégias de competividade

Leia mais

01/12/2009 BUSINESS INTELLIGENCE. Agenda. Conceito. Segurança da Informação. Histórico Conceito Diferencial Competitivo Investimento.

01/12/2009 BUSINESS INTELLIGENCE. Agenda. Conceito. Segurança da Informação. Histórico Conceito Diferencial Competitivo Investimento. BUSINESS INTELLIGENCE Agenda BI Histórico Conceito Diferencial Competitivo Investimento Segurança da Objetivo Áreas Conceito O conceito de Business Intelligencenão é recente: Fenícios, persas, egípcios

Leia mais

Celistics: SAP RDS permite implementar SAP Business Allin-One em oito semanas

Celistics: SAP RDS permite implementar SAP Business Allin-One em oito semanas SAP Customer Success Story Logística Celistics Picture Credit Customer Name, City, State/Country. Used with permission. Celistics: SAP RDS permite implementar SAP Business Allin-One em oito semanas Geral

Leia mais

Partner Network. www.scriptcase.com.br

Partner Network. www.scriptcase.com.br www.scriptcase.com.br A Rede de Parceiros ScriptCase é uma comunidade que fortalece os nossos representantes em âmbito nacional, possibilitando o acesso a recursos e competências necessários à efetivação

Leia mais

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO NA EMPRESA

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO NA EMPRESA SISTEMAS DE INFORMAÇÃO NA EMPRESA 1 OBJETIVOS 1. Quais são as principais aplicações de sistemas na empresa? Que papel eles desempenham? 2. Como os sistemas de informação apóiam as principais funções empresariais:

Leia mais

Ementários. Disciplina: Gestão Estratégica

Ementários. Disciplina: Gestão Estratégica Ementários Disciplina: Gestão Estratégica Ementa: Os níveis e tipos de estratégias e sua formulação. O planejamento estratégico e a competitividade empresarial. Métodos de análise estratégica do ambiente

Leia mais

UNIMEP MBA em Gestão e Negócios

UNIMEP MBA em Gestão e Negócios UNIMEP MBA em Gestão e Negócios Módulo: Sistemas de Informações Gerenciais Aula 3 TI com foco nos Negócios: Áreas envolvidas (Parte I) Flávio I. Callegari O perfil do profissional de negócios Planejamento

Leia mais

Plug and play options, integrating systems Opções de plug and play, integrando sistemas Flavio de Nadai

Plug and play options, integrating systems Opções de plug and play, integrando sistemas Flavio de Nadai Plug and play options, integrating systems Opções de plug and play, integrando sistemas Flavio de Nadai Plug & Play Options Integrating Systems Flávio De Nadai Desenvolvimento de Negócios Utilities & Telecom

Leia mais

Planejamento Estratégico de TI. Prof.: Fernando Ascani

Planejamento Estratégico de TI. Prof.: Fernando Ascani Planejamento Estratégico de TI Prof.: Fernando Ascani BI Business Intelligence A inteligência Empresarial, ou Business Intelligence, é um termo do Gartner Group. O conceito surgiu na década de 80 e descreve

Leia mais

Business Intelligence. Business Intelligence. Business Intelligence. Business Intelligence. Business Intelligence

Business Intelligence. Business Intelligence. Business Intelligence. Business Intelligence. Business Intelligence Juntamente com o desenvolvimento desses aplicativos surgiram os problemas: & Data Warehouse July Any Rizzo Oswaldo Filho Década de 70: alguns produtos de BI Intensa e exaustiva programação Informação em

Leia mais

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO NA EMPRESA

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO NA EMPRESA 2 SISTEMAS DE INFORMAÇÃO NA EMPRESA OBJETIVOS Quais são as principais aplicações de sistemas na empresa? Que papel eles desempenham? Como os sistemas de informação apóiam as principais funções empresariais:

Leia mais

A mudança na aquisição de soluções de tecnologia da informação. O que significa para a TI e a linha de negócios (LOB)

A mudança na aquisição de soluções de tecnologia da informação. O que significa para a TI e a linha de negócios (LOB) A mudança na aquisição de soluções de tecnologia da informação Maio de 2014 O novo comprador de tecnologia e a mentalidade de aquisição Existe hoje um novo comprador de tecnologia da informação Esse comprador

Leia mais

CRM. Customer Relationship Management

CRM. Customer Relationship Management CRM Customer Relationship Management CRM Uma estratégia de negócio para gerenciar e otimizar o relacionamento com o cliente a longo prazo Mercado CRM Uma ferramenta de CRM é um conjunto de processos e

Leia mais

NeoGrid & Ciclo Desenvolvimento

NeoGrid & Ciclo Desenvolvimento Inteligência e Colaboração na Cadeia de Suprimentos e Demanda NeoGrid & Ciclo Desenvolvimento Paulo Viola paulo.viola@neogrid.com Introdução Tema: Inteligência e Colaboração na Cadeia de Suprimentos e

Leia mais

As novas tecnologias podem finalmente - viabilizar o RH Estratégico? Thais Silva I Janeiro 2012

As novas tecnologias podem finalmente - viabilizar o RH Estratégico? Thais Silva I Janeiro 2012 As novas tecnologias podem finalmente - viabilizar o RH Estratégico? Thais Silva I Janeiro 2012 Universo TOTVS Fundada em 1983 6ª maior empresa de software (ERP) do mundo Líder em Software no Brasil e

Leia mais

Oracle Financing: A Maneira Mais Rápida e Acessível de Adquirir Soluções de TI

Oracle Financing: A Maneira Mais Rápida e Acessível de Adquirir Soluções de TI Oracle Financing: A Maneira Mais Rápida e Acessível de Adquirir Soluções de TI Para competir com eficácia, as empresas da atualidade precisam se adaptar a um ambiente tecnológico que sofre rápidas mudanças.

Leia mais

Texto para Coluna do NRE-POLI na Revista Construção e Mercado Pini agosto 2015

Texto para Coluna do NRE-POLI na Revista Construção e Mercado Pini agosto 2015 Texto para Coluna do NRE-POLI na Revista Construção e Mercado Pini agosto 2015 GESTÃO DO ESTOQUE DE UNIDADES PRONTAS Eco, MBA R.E., Mestre em Eng. Civil, Alfredo Eduardo Abibi Filho Dir. Inc. Jal Empreendimentos

Leia mais

Trabalho de Conclusão de Curso - TCC. Graduação em Administração

Trabalho de Conclusão de Curso - TCC. Graduação em Administração Trabalho de Conclusão de Curso - TCC Graduação em Administração Educação Presencial 2011 1 Trabalho de Conclusão de Curso - TCC O curso de Administração visa formar profissionais capacitados tanto para

Leia mais

Transcrição da Teleconferência Resultados do 3T09 - Inpar 18 de novembro de 2009

Transcrição da Teleconferência Resultados do 3T09 - Inpar 18 de novembro de 2009 Transcrição da Teleconferência Resultados do 3T09 - Inpar 18 de novembro de 2009 Bom dia, e obrigada por aguardarem. Sejam bem-vindos à teleconferência da Inpar para discussão dos resultados referentes

Leia mais

Portnet: SAP Business One prepara empresa para crescimento contínuo

Portnet: SAP Business One prepara empresa para crescimento contínuo Franklin Xavier Klabin, São Paulo, SP/Brasil. Used with permission. Portnet: SAP Business One prepara empresa para crescimento contínuo Geral Executiva Nome da Portnet Informática Equipamentos Indústria

Leia mais

Capítulo 13: Tecnologia da Informação. Prof.: Roberto Franciscatto

Capítulo 13: Tecnologia da Informação. Prof.: Roberto Franciscatto Capítulo 13: Tecnologia da Informação Prof.: Roberto Franciscatto Introdução Uma informação é um arranjo de dados (nomes, palavras, números, sons, imagens) capazes de dar forma ou sentido a algo do interesse

Leia mais

CobiT 4.01 OBJETIVOS DE CONTROLE PARA INFORMAÇÃO E TECNOLOGIAS RELACIONADAS

CobiT 4.01 OBJETIVOS DE CONTROLE PARA INFORMAÇÃO E TECNOLOGIAS RELACIONADAS CobiT 4.01 OBJETIVOS DE CONTROLE PARA INFORMAÇÃO E TECNOLOGIAS RELACIONADAS METODOLOGIA DE AUDITORIA PARA AVALIAÇÃO DE CONTROLES E CUMPRIMENTO DE PROCESSOS DE TI NARDON, NASI AUDITORES E CONSULTORES CobiT

Leia mais

Como cultivar leads do Comitê de TI

Como cultivar leads do Comitê de TI BRASIL Como cultivar leads do Comitê de TI O marketing está ajudando ou atrapalhando? Confiança + Credibilidade devem ser CONQUISTADAS O profissional de marketing moderno conhece a importância de cultivar

Leia mais

O Valor estratégico da sustentabilidade: resultados do Relatório Global da McKinsey

O Valor estratégico da sustentabilidade: resultados do Relatório Global da McKinsey O Valor estratégico da sustentabilidade: resultados do Relatório Global da McKinsey Executivos em todos os níveis consideram que a sustentabilidade tem um papel comercial importante. Porém, quando se trata

Leia mais

SAM GERENCIAMENTO DE ATIVOS DE SOFTWARE

SAM GERENCIAMENTO DE ATIVOS DE SOFTWARE SAM GERENCIAMENTO DE ATIVOS DE SOFTWARE Modelo de Otimização de SAM Controle, otimize, cresça Em um mercado internacional em constante mudança, as empresas buscam oportunidades de ganhar vantagem competitiva

Leia mais

SISTEMAS INTEGRADOS P o r f.. E d E uar a d r o Oli l v i e v i e r i a

SISTEMAS INTEGRADOS P o r f.. E d E uar a d r o Oli l v i e v i e r i a SISTEMAS INTEGRADOS Prof. Eduardo Oliveira Bibliografia adotada: COLANGELO FILHO, Lúcio. Implantação de Sistemas ERP. São Paulo: Atlas, 2001. ISBN: 8522429936 LAUDON, Kenneth C.; LAUDON, Jane Price. Sistemas

Leia mais

A gestão de risco, no topo da agenda

A gestão de risco, no topo da agenda A gestão de risco, no topo da agenda 4 KPMG Business Magazine Ambiente de incertezas e estagnação econômica traz novos desafios em GRC O gerenciamento de riscos permanece no topo da agenda corporativa

Leia mais

APLICATIVOS CORPORATIVOS

APLICATIVOS CORPORATIVOS Sistema de Informação e Tecnologia FEQ 0411 Prof Luciel Henrique de Oliveira luciel@uol.com.br Capítulo 3 APLICATIVOS CORPORATIVOS PRADO, Edmir P.V.; SOUZA, Cesar A. de. (org). Fundamentos de Sistemas

Leia mais

10 Minutos. sobre práticas de gestão de projetos. Capacidade de executar projetos é essencial para a sobrevivência das empresas

10 Minutos. sobre práticas de gestão de projetos. Capacidade de executar projetos é essencial para a sobrevivência das empresas 10 Minutos sobre práticas de gestão de projetos Capacidade de executar projetos é essencial para a sobrevivência das empresas Destaques Os CEOs de setores que enfrentam mudanças bruscas exigem inovação

Leia mais

AGILE ROLAP - UMA METODOLOGIA ÁGIL PARA IMPLEMENTAÇÃO DE AMBIENTES DE NEGÓCIOS BASEADO EM SERVIDORES OLAP.

AGILE ROLAP - UMA METODOLOGIA ÁGIL PARA IMPLEMENTAÇÃO DE AMBIENTES DE NEGÓCIOS BASEADO EM SERVIDORES OLAP. AGILE ROLAP - UMA METODOLOGIA ÁGIL PARA IMPLEMENTAÇÃO DE AMBIENTES DE NEGÓCIOS BASEADO EM SERVIDORES OLAP. Luan de Souza Melo (Fundação Araucária), André Luís Andrade Menolli (Orientador), Ricardo G. Coelho

Leia mais

K & M KNOWLEDGE & MANAGEMENT

K & M KNOWLEDGE & MANAGEMENT K & M KNOWLEDGE & MANAGEMENT Conhecimento para a ação em organizações vivas CONHECIMENTO O ativo intangível que fundamenta a realização dos seus sonhos e aspirações empresariais. NOSSO NEGÓCIO EDUCAÇÃO

Leia mais

Direcionando o Planejamento Estratégico com Modelo de Previsão Um artigo técnico da Oracle Junho de 2007

Direcionando o Planejamento Estratégico com Modelo de Previsão Um artigo técnico da Oracle Junho de 2007 Direcionando o Planejamento Estratégico com Modelo de Previsão Um artigo técnico da Oracle Junho de 2007 Direcionando o Planejamento Estratégico com Modelo de Previsão Com um processo funcional de planejamento

Leia mais

Coletividade; Diferenciais; Informação; Dado; Informação; Conhecimento. Coletar informação; e Identificar as direções.

Coletividade; Diferenciais; Informação; Dado; Informação; Conhecimento. Coletar informação; e Identificar as direções. Revisão 1 Coletividade; Diferenciais; Informação; Dado; Informação; Conhecimento Coletar informação; e Identificar as direções. Precisa; Clara; Econômica; Flexível; Confiável; Dirigida; Simples; Rápida;

Leia mais

Formas de Aumentar a Lucratividade da Sua Empresa com o Big Data

Formas de Aumentar a Lucratividade da Sua Empresa com o Big Data 9 Formas de Aumentar a Lucratividade da Sua Empresa com o Big Data Planejamento Performance Dashboard Plano de ação Relatórios Indicadores Sua empresa sabe interpretar os dados que coleta? Para aumentar

Leia mais

DADOS DE IDENTIFICAÇÃO

DADOS DE IDENTIFICAÇÃO 1 BUSINESS GAME UGB Eduardo de Oliveira Ormond Especialista em Gestão Empresarial Flávio Pires Especialista em Gerencia Avançada de Projetos Luís Cláudio Duarte Especialista em Estratégias de Gestão Marcelo

Leia mais

Módulo Contábil e Fiscal

Módulo Contábil e Fiscal Módulo Contábil e Fiscal Controle de Orçamentos Objetivo O objetivo deste artigo é dar uma visão geral sobre o Módulo Contábil e Fiscal Controle de Orçamentos. Todas informações aqui disponibilizadas foram

Leia mais

SAP Customer Success Story Turismo Hotel Urbano. Hotel Urbano automatiza controle financeiro e internaliza contabilidade com SAP Business One

SAP Customer Success Story Turismo Hotel Urbano. Hotel Urbano automatiza controle financeiro e internaliza contabilidade com SAP Business One Hotel Urbano automatiza controle financeiro e internaliza contabilidade com SAP Business One Geral Executiva Nome da Hotel Urbano Indústria Turismo Produtos e Serviços Comercialização online de pacotes

Leia mais

Aos 45 anos, Carlos Ferreirinha é fundador e presidente da

Aos 45 anos, Carlos Ferreirinha é fundador e presidente da Business Batemos um papo com o primeiro gestor de luxo do Brasil e ele abriu o jogo sobre o avanço do mercado em solo nacional, seus projetos e se ainda está em forma para exercer tudo isso. texto LUCAS

Leia mais

Pós-Graduação "Lato Sensu" Especialização em Gestão por Processos SAP

Pós-Graduação Lato Sensu Especialização em Gestão por Processos SAP Pós-Graduação "Lato Sensu" Especialização em Gestão por Processos SAP Inscrições Abertas: Início das aulas: 24/08/2015 Término das aulas: Agosto de 2016 Dias e horários das aulas: Segunda-Feira 18h30 às

Leia mais

Business Intelligence & Performance Management

Business Intelligence & Performance Management Como medir a evolução do meu negócio? Tenho informação para esta decisão? A medição da performance é uma dimensão fundamental para qualquer actividade de gestão. Recorrentemente, qualquer gestor vê-se

Leia mais

A importância da. nas Organizações de Saúde

A importância da. nas Organizações de Saúde A importância da Gestão por Informações nas Organizações de Saúde Jorge Antônio Pinheiro Machado Filho Consultor de Negócios www.bmpro.com.br jorge@bmpro.com.br 1. Situação nas Empresas 2. A Importância

Leia mais

Este trabalho foi motivado basicamente por três fatores:

Este trabalho foi motivado basicamente por três fatores: Introdução à ITIL ITIL vem do inglês IT infra-structure library e, como o próprio nome diz, é uma biblioteca ou um conjunto de livros que apresenta melhores práticas para a gestão dos serviços de TI. Esta

Leia mais

Título: Pensando estrategicamente em inovação tecnológica de impacto social Categoria: Projeto Externo Temática: Segundo Setor

Título: Pensando estrategicamente em inovação tecnológica de impacto social Categoria: Projeto Externo Temática: Segundo Setor Título: Pensando estrategicamente em inovação tecnológica de impacto social Categoria: Projeto Externo Temática: Segundo Setor Resumo: A finalidade desse documento é apresentar o projeto de planejamento

Leia mais