Programa Áreas Protegidas da Amazônia (ARPA)

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Programa Áreas Protegidas da Amazônia (ARPA)"

Transcrição

1 Programa Áreas Protegidas da Amazônia (ARPA) Trajano Quinhões Coordenador do Programa Departmento de Áreas Protegidas - DAP Secretaria de Biodiversidade e Florestas - SBF Outubro/ 2012

2 Programa Áreas Protegidas da Amazônia. Visão de Futuro Consolidar-se como o maior programa de conservação em áreas protegidas do planeta, servindo como referência para outros biomas no Brasil e no mundo

3 Objetivo Consolidar e manter uma amostra significativa do Sistema Conservação Nacional na de Unidades Amazônia de Brasileira, protegendo ao menos 60 milhões de ha e promovendo o desenvolvimento sustentável na região.

4 Fases do Programa ARPA O Programa ARPA foi planejado para ser implementado em três fases distintas e complementares: Fase Fase Intensificar o processo de. Continuar os processos de Fase criação de UCs na Amazônia criação de UCs (13,5 MM. Finalizar os processos (18 MM ha); ha), de criação (6,5 MM ha) e. Iniciar o processo de. Intensificar o ritmo de consolidação de UCs consolidação das Ucs (7 MM consolidação de UCs (32 (13,5 MM ha); e ha); MM ha);. Atualizar o Mapa de Áreas. Implantar o FAP e alcançar. Consolidar os Prioritárias para captação de (USD 70 MM); e mecanismos criados nas Conservação;. Implementar mecanismos fases anteriores para. Criar um fundo fiduciário para a geração de receita garantir a para financiar a manutenção que contribuam para a sustentabilidade das UCs consolidadas pelo sustentabilidade financeira financeira das UCs. Programa (FAP) (USD 14 das UCs. MM).

5 COMPONENTES ARPA

6 Resultados Fase I:

7 ARPA: Fase 1 Metas e Resultados Meta 1: Criar 9 milhões de ha em 16 UCs de proteção integral Resultado: 13,2 milhões de ha criadas (46% além da meta) Meta 2: Criar 9 milhões de ha em 27 UCs de uso sustentável Resultado: 10,8 milhões de há criadas (20% além da meta) Meta 3: Consolidar 7 milhões de ha de 20 UCs de proteção integral Resultado: 8,5 milhões de ha de áreas consolidadas até final de 2009 Meta 4: Estabelecer um fundo fiduciário para apoiar as UCs consolidas pelo ARPA e capitalização em US$ 14 milhões Resultado: Fundo Áreas Protegidas (FAP) estabelecido com capitalização de US$ 23,5 milhões 7

8 ARPA: Fase 1 Financiamento e Fontes (em US$ milhões) Instituições Investimento Diretos/Indiretos 21,6 Fundo Fiduciário (FAP) -- GEF/Banco Mundial 15,5 14,5 30,0 Gov. Rep. Fed. Alemanha (BMZ) -KfW Gov. Rep. Fed. Alemanha (BMU) - KfW WWF-Brasil 19, ,4 3,5 -- 3,5 11,5 7,8 19,3 -- 1,2 1,2 23,5 95,0 Governo do Brasil Outros Doadores TOTAL 71,5 Total 21,6 8

9 Ucs apoiadas pelo Arpa PAs = 320,000 km² (tamanho da Alemanha) Áreas protegidas Federais Estaduais Sub Estações Ecológicas Reservas Biológicas Parques Reservas Extrativistas TOTAL Reservas de Desenvolvimento Sustentável 1 4 TOTAL

10 ARPA: Fase 1 Outros números do Arpa. 63 UCs beneficiadas em seus processos de consolidação (32 milhões de hectares);. 25 Planos de manejo aprovados; 44 Conselhos consultivos / deliberativos criados; 30 UCs sinalizadas; 31 Planos de Proteção concluídos; Capacitação de mais de 200 gestores em gestão de UCs; 16 UCs capacitadas no Programa de Gestão para Resultados.. 46 UCs criadas (24 milhões de ha); e. Contribuição para a redução do desmatamento e de emissões de carbono: km² no desmatamento e 1,4 Gt C (5,1 Gt CO2) = (~ 16% emissões globais de CO2/ano) (~70% meta de redução em emissões de CO2para a primeira fase de Kyoto). 10

11 Crescimento do SNUC Fonte: CNUC/MMA

12 Implementação da Fase 2:

13 Metas da Fase 2 Criar 13,5 milhões de hectares em UCs Consolidar 32 milhões de hectares de UCs Alcançar US$ 70 milhões em recursos doados ao Fundo de Áreas Protegidas (FAP) Estruturar e iniciar a operação do FAP Estudar e implementar mecanismos de geração de receitas para unidades de conservação

14 Arpa: Fase 2 Financiamento e Fontes (em US$ milhões) Instituições investimentos Diretos/Indiretos Fundo Fiduciário (FAP) Total Governo do Brasil 25, ,0 Fundo Amazônia (BNDES) 12, ,0 GEF (via Banco Mundial) Gov. Rep. Fed. Alemanha (BMZ) 15,9 WWF-Brasil 10,0 TOTAL 28,0 16,0 28,0 45,0 15,0 121,0 46,5 167,5 (30,00) (18,5) (48,5) 14

15 UCs apoiadas pelo Arpa Fase 2 95 Aps = 520,000 km² ou 52 milhões ha Áreas Protegidas Federais Estaduais Sub Estações Ecológicas Reservas Biológicas Parques Reservas Extrativistas TOTAL Reservas de Desenvolvimento Sustentável 1 13 TOTAL

16 Fase 2 A fase 2 iniciou em 2010, com o aporte de US$ 12,5 milhões pelo BNDES; e Em 2012 o ARPA recebeu US$ 15,9 milhões do GEF/BIRD e EUR 20 milhões, e também EUR 6,95 milhões do Projeto Terra do Meio, com a Comunidade Européia, implementado alinhado ao Arpa.

17 Fase 2 O Arpa implementará em 2012/2013 o maior investimento já realizado na consolidação de Ucs, com R$ 58 milhões para a consolidação de 95 UCs. Em 2012/2013, o Arpa realizará a maior iniciativa de apoio a criação de UCs já financiada pelo MMA, com R$ 4,5 milhões para 25 processos de criação de UCs, com cerca de 10 milhões de ha.

18 Áreas Apoiadas pelo ARPA Fase 2

19 Considerações Finais O Arpa foi uma ferramenta essencial para a expansão e a estruturação do SNUC. O Arpa possibilitou investimentos um aumento relacionados estruturação de UCs. à real criação nos e

20 Considerações Finais O Arpa serve como um mobilizador de recursos de compensações outras fontes ambientais), (inclusive devido ao de seu desenho institucional e ao planejamento baseado em metas.

21 Considerações Finais O Arpa teve e tem contribuição importante para o enfrentamento do desmatamento e da redução na emissão de CO. O Arpa serve como um piloto para o SNUC: como modelo para a criação e a consolidação das UCs, como fonte de aprendizado sobre geração de receitas, gestão de UCs, integração com as comunidades, capacitação de gestores e outros.

22 Considerações Finais As agendas de criação e consolidação têm se ampliado para os governos estaduais e municipais, para UCs de uso sustentável, e para UCs com até 350 mil ha.

23 Obrigado! Arpa Programa Áreas Protegidas das Amazônia Department o de Áreas Protegidas Secretaria de Biodiversidade e Florestas Ministério do Meio Ambiente 23 23

Seminário de Atualização para Jornalistas sobre a COP 9 da Convenção sobre a Diversidade Biológica

Seminário de Atualização para Jornalistas sobre a COP 9 da Convenção sobre a Diversidade Biológica Seminário de Atualização para Jornalistas sobre a COP 9 da Convenção sobre a Diversidade Biológica Biodiversidade e Áreas Protegidas Anael Aymoré Jacob Coordenador do Bioma Amazônia - DIREP/ICMBIO Convenção

Leia mais

CHAMADA DE PROPOSTAS Nº 1/2015

CHAMADA DE PROPOSTAS Nº 1/2015 Programa Áreas Protegidas da Amazônia Departamento de Áreas Protegidas Secretaria de Biodiversidade e Florestas Ministério do Meio Ambiente CHAMADA DE PROPOSTAS Nº 1/2015 APOIO FINANCEIRO AO PROCESSO DE

Leia mais

RELATÓRIO A IMPLEMENTAÇÃO E O PROGRESSO FINANCEIRO DO PROGRAMA ARPA

RELATÓRIO A IMPLEMENTAÇÃO E O PROGRESSO FINANCEIRO DO PROGRAMA ARPA RELATÓRIO A IMPLEMENTAÇÃO E O PROGRESSO FINANCEIRO DO PROGRAMA ARPA SETEMBRO 2015 PERÍODO DE ABRANGÊNCIA: novembro de 2014 a agosto de 2015 ÍNDICE 1 INTRODUÇÃO... 4 2 CONTEXTO: O PROGRAMA ARPA (METAS E

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA nº 2014.0425.00020-0

TERMO DE REFERÊNCIA nº 2014.0425.00020-0 MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE SECRETARIA DE BIODIVERSIDADE E FLORESTAS (SBF) DIRETORIA DE ÁREAS PROTEGIDAS (DAP) PROGRAMA ÁREAS PROTEGIDAS DA AMAZÔNIA (ARPA) TERMO DE REFERÊNCIA nº 2014.0425.00020-0 OBJETIVO:

Leia mais

Unidades de conservação valorizando o patrimônio natural brasileiro

Unidades de conservação valorizando o patrimônio natural brasileiro Unidades de conservação valorizando o patrimônio natural brasileiro Fábio França Silva Araújo Departamento de Áreas Protegidas Ministério do Meio Ambiente Unidades de conservação: Espaços territoriais

Leia mais

PROGRAMA ÁREAS PROTEGIDAS DA AMAZÔNIA (ARPA) Conheça o maior programa de conservação e uso sustentável de florestas tropicais do planeta

PROGRAMA ÁREAS PROTEGIDAS DA AMAZÔNIA (ARPA) Conheça o maior programa de conservação e uso sustentável de florestas tropicais do planeta PROGRAMA ÁREAS PROTEGIDAS DA AMAZÔNIA (ARPA) Conheça o maior programa de conservação e uso sustentável de florestas tropicais do planeta PROGRAMA ÁREAS PROTEGIDAS DA AMAZÔNIA (ARPA) Conheça o maior programa

Leia mais

1. Antecedentes. TERMO DE REFERÊNCIA nº 012/2014

1. Antecedentes. TERMO DE REFERÊNCIA nº 012/2014 TERMO DE REFERÊNCIA nº 012/2014 Ref: Contratação de escritório de advocacia especializado em Direito Tributário para elaboração de Parecer relacionado à incidência de tributos federais e municipais sobre

Leia mais

Programa. Áreas Protegidas da Amazônia ARPA

Programa. Áreas Protegidas da Amazônia ARPA Programa Áreas Protegidas da Amazônia ARPA Manual Operacional Fase II 2010/2015 Brasília, 22 de setembro de 2011 Apresentação Apresentação Apresentação O Programa Áreas Protegidas da Amazônia - Arpa é

Leia mais

Relatório Técnico Financeiro Final- Projeto BMU/ARPA Período de abrangência do relatório: 10/12/2008 a 30/04/2010

Relatório Técnico Financeiro Final- Projeto BMU/ARPA Período de abrangência do relatório: 10/12/2008 a 30/04/2010 Relatório Técnico Financeiro Final- Projeto /ARPA Período de abrangência do relatório: 10/12/2008 a 30/04/2010 Projeto: Implementação de Unidades de Conservação de Uso Sustentável no Âmbito do Programa

Leia mais

Fortalecimento da Gestão Regional Conjunta para o Aproveitamento Sustentável da Biodiversidade Amazônica

Fortalecimento da Gestão Regional Conjunta para o Aproveitamento Sustentável da Biodiversidade Amazônica Fortalecimento da Gestão Regional Conjunta para o Aproveitamento Sustentável da Biodiversidade Amazônica PAULO KAGEYAMA. SBF Ministério do Meio Ambiente PRIMEIRA REUNIÃO DE COORDENADORES NACIONAIS DO PROJETO

Leia mais

MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE SECRETARIA DE BIODIVERSIDADE E FLORESTAS (SBF) DEPARTAMENTO DE ÁREAS PROTEGIDAS (DAP)

MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE SECRETARIA DE BIODIVERSIDADE E FLORESTAS (SBF) DEPARTAMENTO DE ÁREAS PROTEGIDAS (DAP) MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE SECRETARIA DE BIODIVERSIDADE E FLORESTAS (SBF) DEPARTAMENTO DE ÁREAS PROTEGIDAS (DAP) PROGRAMA ÁREAS PROTEGIDAS DA AMAZÔNIA (ARPA) TERMO DE REFERÊNCIA Nº 2015.1230.00053-3 OBJETIVO:

Leia mais

RELATÓRIO TÉCNICO-FINANCEIRO

RELATÓRIO TÉCNICO-FINANCEIRO MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE SECRETARIA DE BIODIVERSIDADE E FLORESTAS DEPARTAMENTO DE ÁREAS PROTEGIDAS RELATÓRIO TÉCNICO-FINANCEIRO 2013 2014 Período de Acompanhamento: março de 2013 a junho de 2014 Data:

Leia mais

PROGRAMA ÁREAS PROTEGIDAS DA AMAZÔNIA ARPA FASE II. Análise Ambiental

PROGRAMA ÁREAS PROTEGIDAS DA AMAZÔNIA ARPA FASE II. Análise Ambiental MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE SECRETARIA DE BIODIVERSIDADE E FLORESTAS DIRETORIA DE ARÉAS PROTEGIDAS PROGRAMA ARPA ÁREAS PROTEGIDAS DA AMAZÔNIA PROGRAMA ÁREAS PROTEGIDAS DA AMAZÔNIA ARPA FASE II Análise

Leia mais

Proteção e Uso Sustentável das Florestas Tropicais

Proteção e Uso Sustentável das Florestas Tropicais Proteção e Uso Sustentável das Florestas Tropicais Estado Atual e perspectivas Cooperação Alemã para o Desenvolvimento Sustentável Contribuições para políticas públicas Seminário Nacional Diálogos sobre

Leia mais

O programa brasileiro de unidades de conservação

O programa brasileiro de unidades de conservação O programa brasileiro de unidades de conservação MARINA SILVA Ministério do Meio Ambiente, Esplanada dos Ministérios, Brasília, Distrito Federal, Brasil. e-mail: marina.silva@mma.gov.br INTRODUÇÃO A Convenção

Leia mais

É uma das principais iniciativas de REDD+ do mundo

É uma das principais iniciativas de REDD+ do mundo Fundo Amazônia É uma das principais iniciativas de REDD+ do mundo Apoio financeiro não-reembolsável para: - prevenção, monitoramento e combate ao desmatamento, e - conservação e uso sustentável das florestas

Leia mais

MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE FUNDO BRASILEIRO PARA A BIODIVERSIDADE - FUNBIO PROGRAMA ÁREAS PROTEGIDAS DA AMAZÔNIA - ARPA ESPECIFICAÇÃO N.

MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE FUNDO BRASILEIRO PARA A BIODIVERSIDADE - FUNBIO PROGRAMA ÁREAS PROTEGIDAS DA AMAZÔNIA - ARPA ESPECIFICAÇÃO N. MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE FUNDO BRASILEIRO PARA A BIODIVERSIDADE - FUNBIO PROGRAMA ÁREAS PROTEGIDAS DA AMAZÔNIA - ARPA ESPECIFICAÇÃO N.º 002/2010 OBJETIVO: Contratação de serviços de técnicos (pessoa

Leia mais

MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE SECRETARIA DE BIODIVERSIDADE E FLORESTAS DIRETORIA DE ÁREAS PROTEGIDAS PROGRAMA ARPA ÁREAS PROTEGIDAS DA AMAZÔNIA

MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE SECRETARIA DE BIODIVERSIDADE E FLORESTAS DIRETORIA DE ÁREAS PROTEGIDAS PROGRAMA ARPA ÁREAS PROTEGIDAS DA AMAZÔNIA MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE SECRETARIA DE BIODIVERSIDADE E FLORESTAS DIRETORIA DE ÁREAS PROTEGIDAS PROGRAMA ARPA ÁREAS PROTEGIDAS DA AMAZÔNIA PROGRAMA ÁREAS PROTEGIDAS DA AMAZÔNIA ARPA FASE II Avaliação

Leia mais

Fontes de Financiamento para REDD+ Visão geral

Fontes de Financiamento para REDD+ Visão geral Fontes de Financiamento para REDD+ Visão geral Dezembro / 2012 Agenda Como se dá o financiamento? Quais são as fontes de financiamento? Qual fonte usar? Agenda Como se dá o financiamento? Quais são as

Leia mais

Projetos de desenvolvimento sustentável no Brasil : o caso do Programa Piloto

Projetos de desenvolvimento sustentável no Brasil : o caso do Programa Piloto Projetos de desenvolvimento sustentável no Brasil : o caso do Programa Piloto Desde 1987, após a publicação do relatório da Comissão das Nações Unidas para o Me i o Ambiente e o Desenvolvimento, o termo

Leia mais

CHAMADA DE PROPOSTAS Nº 2/2015

CHAMADA DE PROPOSTAS Nº 2/2015 Programa Áreas Protegidas da Amazônia Departamento de Áreas Protegidas Secretaria de Biodiversidade e Florestas Ministério do Meio Ambiente CHAMADA DE PROPOSTAS Nº /0 APOIO FINANCEIRO A CONSOLIDAÇÃO E

Leia mais

PROGRAMA ÁREAS PROTEGIDAS DA AMAZÔNIA ARPA FASE II

PROGRAMA ÁREAS PROTEGIDAS DA AMAZÔNIA ARPA FASE II Ministério do Meio Ambiente Secretaria Executiva Secretaria de Biodiversidade e Florestas PROGRAMA ÁREAS PROTEGIDAS DA AMAZÔNIA ARPA FASE II (Documento de Programa do Governo Brasileiro) Brasília, Setembro

Leia mais

A Floresta Amazônica. A maior floresta tropical do planeta. São 7 milhões de km2 espalhados ao longo de nove países:

A Floresta Amazônica. A maior floresta tropical do planeta. São 7 milhões de km2 espalhados ao longo de nove países: A Floresta Amazônica A maior floresta tropical do planeta São 7 milhões de km2 espalhados ao longo de nove países: Bolivia Equador Venezuela Colombia Peru Suriname Guiana Guiana Francesa Brasil A Floresta

Leia mais

Ana Cristina Barros The Nature Conservancy (TNC) Manaus/CEBRI, 29 de junho de 2010

Ana Cristina Barros The Nature Conservancy (TNC) Manaus/CEBRI, 29 de junho de 2010 Eficácia dos programas de proteção ambiental e inclusão social (PPG7 e outros) para o desenvolvimento da Amazônia no contexto de relações internacionais Ana Cristina Barros The Nature Conservancy (TNC)

Leia mais

Quanto custa o Programa. Áreas Protegidas da Amazônia? Uma modelagem financeira para as Unidades de Conservação do Arpa

Quanto custa o Programa. Áreas Protegidas da Amazônia? Uma modelagem financeira para as Unidades de Conservação do Arpa Quanto custa o Programa Áreas Protegidas da Amazônia? Uma modelagem financeira para as Unidades de Conservação do Arpa Leonardo Geluda, Manoel Serrão e Manuela Muanis (Funbio) Jon Tua (WWF-US) Daniela

Leia mais

Instrumentos de Gestão Ambiental

Instrumentos de Gestão Ambiental Instrumentos de Gestão Ambiental Instrumentos Econômicos: Instrumentos econômicos alteram o preço (ou o custo) de utilização dos recursos naturais. = Fundos Socioambientais: Intermediários financeiros

Leia mais

UCs E PROTEÇÃO DO PATRIMÔNIO NATURAL E CULTURAL. Márcia Leuzinger

UCs E PROTEÇÃO DO PATRIMÔNIO NATURAL E CULTURAL. Márcia Leuzinger UCs E PROTEÇÃO DO PATRIMÔNIO NATURAL E CULTURAL Márcia Leuzinger ETEP CDB: instituição de APs como estratégia para preservação in situ da biodiversidade; Lei da PNMA (art. 9º, VI) : criação de ETEP como

Leia mais

Estratégia de Conservação e Investimento (ECI) 2011-2015

Estratégia de Conservação e Investimento (ECI) 2011-2015 Setembro/2011 MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE Estratégia de Conservação e Investimento (ECI) 2011-2015 Apoio Ferramenta para a seleção e priorização de avanços das unidades de conservação apoiadas pelo Programa

Leia mais

RESERVA DA BIOSFERA DA MATA ATLÂNTICA. Projeto : APOIO `A CRIACAO DE MOSAICOS

RESERVA DA BIOSFERA DA MATA ATLÂNTICA. Projeto : APOIO `A CRIACAO DE MOSAICOS RESERVA DA BIOSFERA DA MATA ATLÂNTICA Projeto : APOIO `A CRIACAO DE MOSAICOS NA SERRA DO MAR Contrato: IA-RBMA /CEPF 2005/2006 O MaB e as Reservas da Biosfera no Brasil 1991 (1992, 1993, 2000, 2002) RB

Leia mais

Capacitação para o Desenvolvimento Sustentável na Amazônia

Capacitação para o Desenvolvimento Sustentável na Amazônia Programa 0502 Amazônia Sustentável Objetivo Promover o desenvolvimento da Amazônia, mediante o uso sustentável de seus recursos naturais. Indicador(es) Número de Ações 9 Taxa de participação de produtos

Leia mais

PROGRAMA ÁREAS PROTEGIDAS DA AMAZÔNIA ARPA FASE II

PROGRAMA ÁREAS PROTEGIDAS DA AMAZÔNIA ARPA FASE II Ministério do Meio Ambiente Secretaria Executiva Secretaria de Biodiversidade e Florestas PROGRAMA ÁREAS PROTEGIDAS DA AMAZÔNIA ARPA FASE II (Documento de Programa do Governo Brasileiro) Brasília 2010

Leia mais

Unidades de Conservação da Natureza

Unidades de Conservação da Natureza Unidades de Conservação da Natureza Emerson A. de Oliveira, MSc., Doutorando em Ciências Florestais/Conservação da Natureza - UFPR Técnico Especializado - DAP/SBF/MMA Rio do Sul - SC Julho, 2009 DEFINIÇÕES

Leia mais

Efetividade de Gestão

Efetividade de Gestão Efetividade de Gestão Sumário Estrutura do Rappam 4 Categorias de UCs contempladas no Arpa 6 UCs apoiadas pelo Arpa e avaliadas pelo Rappam 8 Unidades de conservação proteção integral 9 Unidades de conservação

Leia mais

Alternativas para a manutenção das unidades de conservação da Caatinga

Alternativas para a manutenção das unidades de conservação da Caatinga Alternativas para a manutenção das unidades de conservação da Caatinga Estação Ecológica do Raso da Catarina Foto: Adriano Gambarini Shirley N. Hauff Coordenação: Núcleo do Bioma Caatinga Departamento

Leia mais

Declaração Conjunta Brasil-Alemanha sobre Mudança do Clima Brasília, 20 de agosto de 2015

Declaração Conjunta Brasil-Alemanha sobre Mudança do Clima Brasília, 20 de agosto de 2015 Declaração Conjunta Brasil-Alemanha sobre Mudança do Clima Brasília, 20 de agosto de 2015 1. A Presidenta da República Federativa do Brasil, Dilma Rousseff, e a Chanceler da República Federal da Alemanha,

Leia mais

Economia de Floresta em Pé

Economia de Floresta em Pé Seminário Perspectivas Florestais para Conservação da Amazônia Economia de Floresta em Pé 12/Julho/2011 Porto Velho, Rondônia AGENDA MECANISMO DE DESENVOLVIMENTO LIMPO CARBONO DE FLORESTA REDD NA PRÁTICA

Leia mais

ESTADO DO ACRE. Estado do Acre estabelece processos de inclusão social e econômica visando ao uso sustentável dos recursos naturais

ESTADO DO ACRE. Estado do Acre estabelece processos de inclusão social e econômica visando ao uso sustentável dos recursos naturais Estado do Acre estabelece processos de inclusão social e econômica visando ao uso sustentável dos recursos naturais Através da Política de Valorização do Ativo Ambiental Florestal e do Zoneamento Ecológico

Leia mais

EDITAL Nº 003/2009/BRA/06/032 CÓDIGO ARRANJOS PRODUTIVOS

EDITAL Nº 003/2009/BRA/06/032 CÓDIGO ARRANJOS PRODUTIVOS EDITAL Nº 003/2009/BRA/06/032 CÓDIGO ARRANJOS PRODUTIVOS O Projeto BRA/06/032 comunica aos interessados que estará procedendo à contratação de consultoria individual, na modalidade produto, para prestar

Leia mais

SEMIPRESENCIAL DISCIPLINA: MEIO AMBIENTE E QUALIDADE DE VIDA MATERIAL COMPLEMENTAR UNIDADE I PROFESSOR: EDUARDO PACHECO

SEMIPRESENCIAL DISCIPLINA: MEIO AMBIENTE E QUALIDADE DE VIDA MATERIAL COMPLEMENTAR UNIDADE I PROFESSOR: EDUARDO PACHECO SEMIPRESENCIAL DISCIPLINA: MEIO AMBIENTE E QUALIDADE DE VIDA MATERIAL COMPLEMENTAR UNIDADE I PROFESSOR: EDUARDO PACHECO 2 - Marco político, normativo e de contexto nacional 2.1 - Marco político atual para

Leia mais

O Sistema Estadual de Unidades de Conservação (SEUC) do Amazonas: momento atual e perspectivas futuras

O Sistema Estadual de Unidades de Conservação (SEUC) do Amazonas: momento atual e perspectivas futuras O Sistema Estadual de Unidades de Conservação (SEUC) do Amazonas: momento atual e perspectivas futuras Centro Estadual de Unidades de Conservação Secretaria de Estado do Meio Ambiente e Desenvolvimento

Leia mais

Mosaicos de áreas protegidas. Gestão integrada - o desafio da articulação interinstitucional

Mosaicos de áreas protegidas. Gestão integrada - o desafio da articulação interinstitucional Mosaicos de áreas protegidas Gestão integrada - o desafio da articulação interinstitucional Curso Introdução a Gestão de UCs Rio Branco, junho 2008 SNUC Art. 26. Quando existir um conjunto de unidades

Leia mais

Fundo Brasileiro para a Biodiversidade

Fundo Brasileiro para a Biodiversidade Fundo Brasileiro para a Biodiversidade Versão: março 2008 Quem somos O Funbio é uma organização da sociedade civil de interesse público, somos uma ONG Missão Aportar recursos estratégicos para a conservação

Leia mais

A Floresta Amazônica, as mudanças climáticas e a agricultura no Brasil

A Floresta Amazônica, as mudanças climáticas e a agricultura no Brasil A Floresta Amazônica, as mudanças climáticas e a agricultura no Brasil Quem somos? A TNC é a maior organização de conservação ambiental do mundo. Seus mais de um milhão de membros ajudam a proteger 130

Leia mais

A importância das Áreas Protegidas Propostas no ZSEE-MT

A importância das Áreas Protegidas Propostas no ZSEE-MT O Instituto Centro de Vida (ICV) é uma OSCIP fundada em 1991, em Cuiabá, que vem trabalhando dentre outras atividades no monitoramento do desmatamento e da gestão florestal como também em estudos sobre

Leia mais

Marcio Halla marcio.halla@fgv.br

Marcio Halla marcio.halla@fgv.br Marcio Halla marcio.halla@fgv.br POLÍTICAS PARA O COMBATE ÀS MUDANÇAS CLIMÁTICAS NA AMAZÔNIA Programa de Sustentabilidade Global Centro de Estudos em Sustentabilidade Fundação Getúlio Vargas Programa de

Leia mais

5/9/2013. Pior seca dos últimos 40 anos, o nível do rio Acre chegou a 1,57 m

5/9/2013. Pior seca dos últimos 40 anos, o nível do rio Acre chegou a 1,57 m Pior seca dos últimos 40 anos, o nível do rio Acre chegou a 1,57 m Rio Acre em Rio Branco, Acre, Brasil 1 de Setembro 2011 1 a maior inundação da história chegou a 17,64m±4cm Rio Acre em Rio Branco, Acre,

Leia mais

Por que reduzir desmatamento tropical?

Por que reduzir desmatamento tropical? REDD Jurisdicional REDD+ Indígena Amazônico 1o. Encontro Experiências e Estratégias Projeção para a COP20- CMNUCC Río Branco, Acre (Brasil) 19-21 de Maio 2014 www.ipam.org.br Por que reduzir desmatamento

Leia mais

Gestão financeira e operacional do Arpa

Gestão financeira e operacional do Arpa Gestão SUMÁRIO Arpa 5 O que são áreas protegidas 8 Áreas protegidas no Brasil 8 Outras áreas que contribuem para a proteção da natureza e conservação da biodiversidade 8 A integração do Programa Arpa no

Leia mais

Gestão de Água em Unidades de Conservação Peter H. May CPDA/UFRRJ REBRAF ECOECO

Gestão de Água em Unidades de Conservação Peter H. May CPDA/UFRRJ REBRAF ECOECO Gestão de Água em Unidades de Conservação Peter H. May CPDA/UFRRJ REBRAF ECOECO Encontro Florestas e Água SEMA-SP, 08 de dezembro de 2005 BASE LEGAL PARA COBRANÇA Conceito Protetor- Recebedor Conceito

Leia mais

MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE PROGRAMA ÁREAS PROTEGIDAS DA AMAZÔNIA

MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE PROGRAMA ÁREAS PROTEGIDAS DA AMAZÔNIA MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE PROGRAMA ÁREAS PROTEGIDAS DA AMAZÔNIA Programa ARPA Nossa missão Proteger de forma significativa e representativa a biodiversidade da Amazônia brasileira. Nossos objetivos Proteger,

Leia mais

Identificação Contratação de consultoria pessoa física para desempenhar a função de Gerente de Projetos Pleno.

Identificação Contratação de consultoria pessoa física para desempenhar a função de Gerente de Projetos Pleno. TERMO DE REFERÊNCIA nº 030/2012 Responsável: Fábio Leite Setor: Unidade de Gestão de Programas Rio de Janeiro, 10 de julho de 2012. Identificação Contratação de consultoria pessoa física para desempenhar

Leia mais

IMÓVEIS PRIVADOS EM UNIDADES DE CONSERVAÇÃO DE DOMÍNIO PÚBLICO

IMÓVEIS PRIVADOS EM UNIDADES DE CONSERVAÇÃO DE DOMÍNIO PÚBLICO IMÓVEIS PRIVADOS EM UNIDADES DE CONSERVAÇÃO DE DOMÍNIO PÚBLICO Agosto de 204 Compensação de Reserva Legal Compensação em processos de Licenciamento Essa licença não vale para fotos e ilustrações, que permanecem

Leia mais

A Natureza ilhada: concepção de Áreas Protegidas no Brasil, política de criação e implantação no Brasil

A Natureza ilhada: concepção de Áreas Protegidas no Brasil, política de criação e implantação no Brasil A Natureza ilhada: concepção de Áreas Protegidas no Brasil, política de criação e implantação no Brasil Dra. Sueli Angelo Furlan Laboratório Climatolofia e Biogeografia Departamento de Geografia Faculdade

Leia mais

DESENVOLVIMENTO DA MINERAÇÃO

DESENVOLVIMENTO DA MINERAÇÃO Ministério de Minas e Energia Secretaria de Geologia, Mineração e Transformação Mineral UNIDADES DE CONSERVAÇÃO E O DESENVOLVIMENTO DA MINERAÇÃO II ENCONTRO DE GERENTES DE EXPLORAÇÃO MINERAL Desafios das

Leia mais

O Investimento Social Britânico no Brasil: Caso do HSBC Bank Brasil

O Investimento Social Britânico no Brasil: Caso do HSBC Bank Brasil O Investimento Social Britânico no Brasil: Caso do HSBC Bank Brasil Ariel Scheffer da Silva Gerente de Sustentabilidade HSBC Bank Brasil São Paulo 24 de novembro de 2009 Sustentabilidade no HSBC Comunicação

Leia mais

SHS-381 Gestão de Áreas Protegidas. Prof. Victor E. L. Ranieri. Aula 2

SHS-381 Gestão de Áreas Protegidas. Prof. Victor E. L. Ranieri. Aula 2 SHS-381 Gestão de Áreas Protegidas Prof. Victor E. L. Ranieri Aula 2 Aula passada... Perda da biodiversidade é um macro problema de âmbito global. Muitos instrumentos podem ser usados para atacar este

Leia mais

Monitoramento de Biodiversidade. Por Paulo Henrique Bonavigo

Monitoramento de Biodiversidade. Por Paulo Henrique Bonavigo Monitoramento de Biodiversidade Por Paulo Henrique Bonavigo CDB Convenção da Diversidade Biológica (Eco 92). Metas de Aichi 2020. 5 objetivos estratégicos A. Tratar das causas fundamentais de perda de

Leia mais

Caatinga - Serra do Tombador Zig Koch

Caatinga - Serra do Tombador Zig Koch Caatinga - Serra do Tombador Zig Koch Valoração de Unidades de Conservação: benefícios econômicos e sociais gerados pelas Reservas Particulares de Patrimônio Natural da Fundação Grupo Boticário de Proteção

Leia mais

COOPERAÇÃO FINANCEIRA ALEMANHA BRASIL FUNBIO KFW ENTWICKLUNGSBANK PROJETO ARPA FUNDO DE ÁREAS PROTEGIDAS (FAP)

COOPERAÇÃO FINANCEIRA ALEMANHA BRASIL FUNBIO KFW ENTWICKLUNGSBANK PROJETO ARPA FUNDO DE ÁREAS PROTEGIDAS (FAP) COOPERAÇÃO FINANCEIRA ALEMANHA BRASIL FUNBIO KFW ENTWICKLUNGSBANK PROJETO ARPA FUNDO DE ÁREAS PROTEGIDAS (FAP) TERMOS DE REFERÊNCIA E INSTRUÇÕES DE LICITAÇÃO PARA SERVIÇOS DE GESTÃO DE ATIVOS 1. INTRODUÇÃO

Leia mais

Reserva da Biosfera da Mata Atlântica Experiência em Gestão Territorial

Reserva da Biosfera da Mata Atlântica Experiência em Gestão Territorial Reserva da Biosfera da Mata Atlântica Experiência em Gestão Territorial João Albuquerque - Outubro/ 2009 Reservas da Biosfera-A escala dos Biomas Art. 41. A Reserva da Biosfera é um modelo, adotado internacionalmente,

Leia mais

Alemanha e Brasil: Parceiros para o Desenvolvimento Sustentável

Alemanha e Brasil: Parceiros para o Desenvolvimento Sustentável Alemanha e Brasil: Parceiros para o Desenvolvimento Sustentável Por quê? Em nenhum outro país do mundo existem especialmente para a proteção do clima e tantas espécies de plantas e animais como conservação

Leia mais

O valor da biodiversidade e a importância econômica das áreas de conservação. Carlos Eduardo Frickmann Young IE-UFRJ e INCT PPED www.ie.ufrj.

O valor da biodiversidade e a importância econômica das áreas de conservação. Carlos Eduardo Frickmann Young IE-UFRJ e INCT PPED www.ie.ufrj. O valor da biodiversidade e a importância econômica das áreas de conservação Carlos Eduardo Frickmann Young IE-UFRJ e INCT PPED www.ie.ufrj.br/gema Valoração econômica de recursos ambientais O que é? Para

Leia mais

Unidades de Conservação no âmbito da Lei Estadual 20.922/13 e a Mineração. Carlos Leite Santos Tales Peche Socio

Unidades de Conservação no âmbito da Lei Estadual 20.922/13 e a Mineração. Carlos Leite Santos Tales Peche Socio Unidades de Conservação no âmbito da Lei Estadual 20.922/13 e a Mineração. Carlos Leite Santos Tales Peche Socio 0 Junho/2013 Introdução A contribuição da Vale no processo de conservação e preservação

Leia mais

Subcomponente 2.3 Integração das comunidades

Subcomponente 2.3 Integração das comunidades Programa Áreas Protegidas da Amazônia Departamento de Áreas Protegidas Secretaria de Biodiversidade e Florestas Ministério do Meio Ambiente TERMO DE REFERÊNCIA CONTRATAÇÃO DE CONSULTOR(A) PARA O PROGRAMA

Leia mais

Estratégias para evitar o desmatamento na Amazônia brasileira. Antônio Carlos Hummel Diretor Geral Serviço Florestal Brasileiro

Estratégias para evitar o desmatamento na Amazônia brasileira. Antônio Carlos Hummel Diretor Geral Serviço Florestal Brasileiro Estratégias para evitar o desmatamento na Amazônia brasileira Antônio Carlos Hummel Diretor Geral Serviço Florestal Brasileiro Perfil - 2-1. Fatos sobre Brasil 2. Contexto Florestal 3. Estratégias para

Leia mais

Ministério do Meio Ambiente Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade RESEX Maracanã

Ministério do Meio Ambiente Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade RESEX Maracanã Ministério do Meio Ambiente Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade RESEX Maracanã MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE MMA FUNDO BRASILEIRO PARA A BIODIVERSIDADE - FUNBIO PROGRAMA ÁREAS PROTEGIDAS

Leia mais

Marco Legal e Engenharia Institucional PSA São José dos Campos

Marco Legal e Engenharia Institucional PSA São José dos Campos São José dos Campos Marco Legal e Engenharia Institucional PSA São José dos Campos Lei Municipal 8703/12 - Institui Programa Municipal de Pagamento por Serviços Ambientais; Lei nº 8905/13 Cria o Fundo

Leia mais

Cuiabá 23 de Setembro de 2012 REDD+ em Mato Grosso: Rumo à implementação. Panorama de REDD+ no Mundo e no Brasil

Cuiabá 23 de Setembro de 2012 REDD+ em Mato Grosso: Rumo à implementação. Panorama de REDD+ no Mundo e no Brasil Cuiabá 23 de Setembro de 2012 REDD+ em Mato Grosso: Rumo à implementação Panorama de REDD+ no Mundo e no Brasil Apresentação: Paulo Moutinho Diretor Executivo IPAM moutinho@ipam.org.br www.ipam.org.br

Leia mais

AGENDA DE MEIO AMBIENTE E SUSTENTABILIDADE COPA 2014

AGENDA DE MEIO AMBIENTE E SUSTENTABILIDADE COPA 2014 Code-P0 AGENDA DE MEIO AMBIENTE E SUSTENTABILIDADE COPA 2014 Agenda de Trabalho Junho 2011 Claudio Langone Code-P1 OPORTUNIDADE PARA O BRASIL 2011 - Jogos Militares Mundiais 2012 - RIO + 20 - Cúpula das

Leia mais

Política Estadual de Governança Climática e Gestão da Produção Ecossistêmica

Política Estadual de Governança Climática e Gestão da Produção Ecossistêmica Política Estadual de Governança Climática e Gestão da Produção Ecossistêmica R E A L I Z A Ç Ã O : A P O I O : A Razão Diversos estados e municípios também estão avançando com suas políticas de mudanças

Leia mais

Regularização Fundiária de Unidades de Conservação Federais

Regularização Fundiária de Unidades de Conservação Federais Programa 0499 Parques do Brasil Objetivo Ampliar a conservação, no local, dos recursos genéticos e o manejo sustentável dos parques e áreas de proteção ambiental. Indicador(es) Taxa de proteção integral

Leia mais

Relatório de Auditoria Exercício de 2013

Relatório de Auditoria Exercício de 2013 Relatório de Auditoria Exercício de 2013 REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL Controladoria-Geral da União Banco Intern. para Reconstrução e Desenvolvimento BIRD Projeto TF97156 Brasília/DF, 2014 PRESIDÊNCIA

Leia mais

Programa Áreas Protegidas da Amazônia Departamento de Áreas Protegidas Secretaria de Biodiversidade e Florestas Ministério do Meio Ambiente

Programa Áreas Protegidas da Amazônia Departamento de Áreas Protegidas Secretaria de Biodiversidade e Florestas Ministério do Meio Ambiente Programa Áreas Protegidas da Amazônia Departamento de Áreas Protegidas Secretaria de Biodiversidade e Florestas Ministério do Meio Ambiente SUBCOMPONENTE 2.3 INTEGRAÇÃO DAS COMUNIDADES EDITAL Nº 4 CHAMADA

Leia mais

Estimulando a demanda por reduções de emissões de REDD+: A necessidade de uma intervenção estratégica para 2015-2020

Estimulando a demanda por reduções de emissões de REDD+: A necessidade de uma intervenção estratégica para 2015-2020 Estimulando a demanda por reduções de emissões de REDD+: A necessidade de uma intervenção estratégica para 2015-2020 Resumo: Informações preliminares do quinto relatório de avaliação do IPCC mostram que

Leia mais

ATIVIDADE DE ANALISE CRITICA DOS EIXOS, PROG

ATIVIDADE DE ANALISE CRITICA DOS EIXOS, PROG ATIVIDADE DE ANALISE CRITICA DOS EIXOS, PROG EIXOS E PROGRAMAS EIXO 1 - Uso sustentável dos recursos naturais Programa de fortalecimento do sistema de gestão ambiental Programa de formação e manutenção

Leia mais

Ministério do Meio Ambiente Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade RESEX de CURURUPU/MA

Ministério do Meio Ambiente Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade RESEX de CURURUPU/MA Ministério do Meio Ambiente Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade RESEX de CURURUPU/MA MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE MMA FUNDO BRASILEIRO PARA A BIODIVERSIDADE - FUNBIO PROGRAMA ÁREAS PROTEGIDAS

Leia mais

MINISTERIO DO MEIO AMBIENTE Secretaria Executiva Departamento de Politicas de Combate ao Desmatamento

MINISTERIO DO MEIO AMBIENTE Secretaria Executiva Departamento de Politicas de Combate ao Desmatamento MINISTERIO DO MEIO AMBIENTE Secretaria Executiva Departamento de Politicas de Combate ao Desmatamento Ações de Prevenção e Controle do Desmatamento no Brasil: Amazônia, Cerrado e Caatinga Brasília, setembro

Leia mais

O que é uma área protegida?

O que é uma área protegida? O que é uma área protegida? Um espaço geográfico definido, reconhecido e destinado ao manejo, através de instrumento legal ou outro meio efetivo, com o objetivo de promover a conservação da natureza a

Leia mais

O Aço e Economia Verde Sustentabilidade como fator de compe88vidade

O Aço e Economia Verde Sustentabilidade como fator de compe88vidade O Aço e Economia Verde Sustentabilidade como fator de compe88vidade Ins8tuto Aço Brasil São Paulo 13 de julho de 2015 Francisco Gaetani Secretário- Execu8vo Ministério do Meio Ambiente A Nova Governança

Leia mais

Pilares para a Sustentabilidade Financeira do Sistema Nacional de Unidades de Conservação. 2ª Edição Atualizada e Ampliada

Pilares para a Sustentabilidade Financeira do Sistema Nacional de Unidades de Conservação. 2ª Edição Atualizada e Ampliada Pilares para a Sustentabilidade Financeira do Sistema Nacional de Unidades de Conservação 2ª Edição Atualizada e Ampliada Brasília Setembro de 2009 República Federativa do Brasil Presidente: Luiz Inácio

Leia mais

As Reservas Particulares do Patrimônio Natural e a rede de parceiros na Mata Atlântica

As Reservas Particulares do Patrimônio Natural e a rede de parceiros na Mata Atlântica As Reservas Particulares do Patrimônio Natural e a rede de parceiros na Mata Atlântica MATA ATLÂNTICA A Conservação, proteção, regeneração e utilização da Mata Atlântica rege-se pela Lei Federal 11.428/2006

Leia mais

Inventário Florestal Nacional IFN-BR

Inventário Florestal Nacional IFN-BR Seminário de Informação em Biodiversidade no Âmbito do MMA Inventário Florestal Nacional IFN-BR Dr. Joberto Veloso de Freitas SERVIÇO FLORESTAL BRASILEIRO Gerente Executivo Informações Florestais Brasília,

Leia mais

Proposta de Programa de Governo. Meio Ambiente

Proposta de Programa de Governo. Meio Ambiente Proposta de Programa de Governo Meio Ambiente 1 Política ambiental para o desenvolvimento sustentável Para o Brasil Seguir Mudando Introdução O Brasil é admirado pelo imenso patrimônio natural. A diversidade

Leia mais

Proposta de 20 Metas Brasileiras de Biodiversidade para 2020

Proposta de 20 Metas Brasileiras de Biodiversidade para 2020 Proposta de 20 Metas Brasileiras de Biodiversidade para 2020 Propostas encaminhadas pela sociedade brasileira após consulta envolvendo cerca de 280 instituições dos setores: privado, ONGs, academia, governos

Leia mais

UNIDADES DE CONSERVAÇÃO

UNIDADES DE CONSERVAÇÃO UNIDADES DE CONSERVAÇÃO LINHA DO TEMPO - PRINCIPAIS MARCOS 1992 ECO-92, RIO DE JANEIRO, BRASIL. INSTITUIÇÃO DE CONVENÇÕES, NO ÂMBITO DA ONU: CONVENÇÃO DA DIVERSIDADE BIOLÓGICA CDB; CONVENÇÃO DE MUDANÇAS

Leia mais

GESTÃO DE FLORESTAS PÚBLICAS O IBAMA E AS CONCESSÕES FLORESTAIS NO BRASIL

GESTÃO DE FLORESTAS PÚBLICAS O IBAMA E AS CONCESSÕES FLORESTAIS NO BRASIL GESTÃO DE FLORESTAS PÚBLICAS O IBAMA E AS CONCESSÕES FLORESTAIS NO BRASIL Paulo José Prudente de Fontes Engº. Florestal / Analista Ambiental IBAMA / ASIBAMA O RECURSO FLORESTAL BRASILEIRO O Brasil é detentor

Leia mais

Produção Assessoria de Comunicação do Serviço Florestal Brasileiro

Produção Assessoria de Comunicação do Serviço Florestal Brasileiro Fundo Amazônia Presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva Vice-Presidente da República José Alencar Gomes da Silva Ministro do Meio Ambiente Carlos Minc Secretária Executiva Izabella Teixeira Diretor-Geral

Leia mais

As Mudanças Climáticas, a Redução das Emissões Oriundas de Desmatamento e as Áreas Protegidas

As Mudanças Climáticas, a Redução das Emissões Oriundas de Desmatamento e as Áreas Protegidas As Mudanças Climáticas, a Redução das Emissões Oriundas de Desmatamento e as Áreas Protegidas Brasília, 08 de outubro de 2009 Os participantes do seminário O Papel das Áreas Protegidas na Redução das Emissões

Leia mais

Reserva da Biosfera da Amazônia Central

Reserva da Biosfera da Amazônia Central Reserva da Biosfera da Amazônia Central Estudo de caso da Reserva de Desenvolvimento Sustentável do Uatumã Seminário Internacional sobre Mineração e Sustentabilidade Socioambiental em Reservas da Biosfera

Leia mais

Ministério do Meio Ambiente

Ministério do Meio Ambiente Ministério do Meio Ambiente Secretaria de Políticas para o Desenvolvimento Sustentável Política Nacional de Pagamento por Serviços Ambientais: uma proposta em discussão. Shigeo Shiki Mata Atlântica e Serviços

Leia mais

ELEMENTOS PARA ESTRATÉGIA NACIONAL DE REDD+ DO BRASIL

ELEMENTOS PARA ESTRATÉGIA NACIONAL DE REDD+ DO BRASIL ELEMENTOS PARA ESTRATÉGIA NACIONAL DE REDD+ DO BRASIL Leticia Guimarães Secretaria de Mudanças Climáticas e Qualidade Ambiental Ministério do Meio Ambiente Maputo, Moçambique, 2-4 de maio de 2012 Estrutura

Leia mais

Demonstrações Financeiras. Fundo Brasileiro para a Biodiversidade - FUNBIO. 31 de dezembro de 2007 e de 2006 com Parecer dos Auditores Independentes

Demonstrações Financeiras. Fundo Brasileiro para a Biodiversidade - FUNBIO. 31 de dezembro de 2007 e de 2006 com Parecer dos Auditores Independentes Demonstrações Financeiras Fundo Brasileiro para a Biodiversidade - FUNBIO 31 de dezembro de 2007 e de 2006 com Parecer dos Auditores Independentes DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS 31 de dezembro de 2007 e de

Leia mais

Projeto de Assistência Técnica para a Agenda da Sustentabilidade Ambiental TAL Ambiental

Projeto de Assistência Técnica para a Agenda da Sustentabilidade Ambiental TAL Ambiental Ministério do Meio Ambiente Secretaria Executiva Projeto de Assistência Técnica para a Agenda da Sustentabilidade Ambiental TAL Ambiental Março de 2010 TAL Ambiental (Technical Assistance to the Environmental

Leia mais

O desafio de proteger a Amazônia

O desafio de proteger a Amazônia Sérgio Henrique Borges e Simone Iwanaga * Programa de Pesquisas Científicas, Fundação Vitória Amazônica (FVA, Manaus) OPINIÃO O desafio de proteger a Amazônia A criação e o gerenciamento de unidades de

Leia mais

Um mecanismo financeiro privado, sem fins lucrativos, que mobiliza recursos e oferece serviços em prol da biodiversidade.

Um mecanismo financeiro privado, sem fins lucrativos, que mobiliza recursos e oferece serviços em prol da biodiversidade. Um mecanismo financeiro privado, sem fins lucrativos, que mobiliza recursos e oferece serviços em prol da biodiversidade. MISSÃO Aportar recursos estratégicos para a conservação da biodiversidade VISÃO

Leia mais

Projeto Agricultura de Baixo Carbono e Desmatamento Evitado para a Redução da Pobreza no Brasil

Projeto Agricultura de Baixo Carbono e Desmatamento Evitado para a Redução da Pobreza no Brasil CONTRATAÇÃO DE CONSULTORIA ELABORAÇÃO, E IMPLEMENTAÇÃO DE UM PLANO DE COMUNICAÇÃO PARA O PROJETO AGRICULTURA DE BAIXO CARBONO E DESMATAMENTO EVITADO PARA A REDUÇÃO DE POBREZA NO BRASIL. País - Brasil Projeto

Leia mais

Ações do FUNBIO para o PROBIO II

Ações do FUNBIO para o PROBIO II Ações do FUNBIO para o PROBIO II Versão: Outubro/2008 Missão Aportar recursos estratégicos para a conservação da biodiversidade Ações para a conservação Identificação de oportunidades e necessidades prioritárias

Leia mais

Tratados internacionais sobre o meio ambiente

Tratados internacionais sobre o meio ambiente Tratados internacionais sobre o meio ambiente Conferência de Estocolmo 1972 Preservação ambiental X Crescimento econômico Desencadeou outras conferências e tratados Criou o Programa das Nações Unidas para

Leia mais

Consolidação Territorial de Unidades de Conservação. Eliani Maciel Lima Coordenadora Geral de Regularização Fundiária

Consolidação Territorial de Unidades de Conservação. Eliani Maciel Lima Coordenadora Geral de Regularização Fundiária Consolidação Territorial de Unidades de Conservação Eliani Maciel Lima Coordenadora Geral de Regularização Fundiária CONSOLIDAÇÃO TERRITORIAL Implantação e gestão territorial das UCs REGULARIZAÇÃO DA SITUAÇÃO

Leia mais

COP 21 INDC BRASILEIRA

COP 21 INDC BRASILEIRA COP 21 Vinte e três anos após a assinatura da Convenção-Quadro das Nações Unidas sobre Mudança do Clima (UNFCCC), a 21 a Conferência das Partes (COP21), que será realizada em Paris (entre os dias 30 novembro

Leia mais