Equivalência de Estímulos e Autismo: Uma Revisão de Estudos Empíricos 1. Stimulus Equivalence and Autism: A Review of Empirical Studies

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Equivalência de Estímulos e Autismo: Uma Revisão de Estudos Empíricos 1. Stimulus Equivalence and Autism: A Review of Empirical Studies"

Transcrição

1 Psicologia: Teoria e Pesquisa Out-Dez 2010, Vol. 26 n. 4, pp Equivalência de Estímulos e Autismo: Uma Revisão de Estudos Empíricos 1 Camila Graciella Santos Gomes André Augusto Borges Varella Deisy das Graças de Souza 2 Universidade Federal de São Carlos Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia sobre Comportamento, Cognição e Ensino RESUMO Palavras-chave: Stimulus Equivalence and Autism: A Review of Empirical Studies ABSTRACT Keywords Compreender o meio social e interagir com outras pessoas 1 Os autores agradecem a dois revisores anônimos pela leitura cuidadosa s estímulos de naturezas diferentes e que afetam diferentes 729

2 C. G. S. Gomes & cols. lar as aprendizagens cotidianas ensinando uma criança a matching emergente as propriedades de simetriae transitividade propriedades das relações de equivalência pode ser inferida simetria transitividade treino de relações que possuem um estímulo em comum como outros estímulos idênticos sem terem sido diretamente ensi o importante processo de emergência de comportamentos presentando um aumento na produtividade do participante Equivalência de estímulos e autismo pela presença de padrões estereotipados de comportamen linguagem e sugerem as limitações que esses aspectos podem

3 Equivalência de Estímulos e Autismo trazer para a vida das pessoas com autismo e das que com de participantes com autismo na aprendizagem de relações Tabela 1. Material / Aprendizagem Estudos Número de participantes Estímulos equipamento utilizado na organização das tarefas Procedimento de ensino de relações arbitrárias no ensino de relações arbitrárias Formação de classes nomes das letras gregas impressos modelo e dois comparações 2 ditadas tador modelo e dois comparações 2 forçadores comestíveis Computador Discriminações simples e matching simultâneo: um modelo Fading 2 modelo e dois comparações pante 2 Mapas e nomes impres sos de estados e capitais modelo e três comparações 1 mo 2 forçadores comestíveis e sons Computador Discriminações simples e matching por identidade com atraso zero: um modelo e dois comparações e pictogramas Computador modelo e três comparações Dois partici pantes Três partici pantes O Connor e vras impressas modelo e dois comparações

4 C. G. S. Gomes & cols. envolvia tarefas de matching apresentava simultaneamente um estímulo modelo e dois de A1 era consequenciada com o reforçador 1 e quando A2 o grupo B foi conduzido da mesma forma: ao apresentar dos dois participantes com autismo demonstrou a emergência os procedimentos de dica atrasada e fading foram utilizados de relações condicionais com autistas foram apresentados Assessment of Basic Learning Abilities Peabody Picture Vocabulary Test Vineland Adaptive Behavior Scale matching típico com uso de reforçamento diferencial para as respostas corretas e fading matching típico Dois adolescentes com autismo participaram do segundo avaliações padronizadas de linguagem e em seguida foram matching participantes com autismo conseguiram aprender as relações

5 Equivalência de Estímulos e Autismo relataram completo sucesso com todos os participantes nas tentativas de treino com tarefas de matching típico simultâ procedimento de ensino de discriminações simples e rever do estudo duas crianças com autismo que apresentavam matching por identidade com atraso zero: A1 era apresentado ções simples e as relações condicionais de identidade sem prévia com matching por identidade com os estímulos do matching simultâneo com um estímulo modelo composto por dois itens e dois nas relações aprendidas e testadas é evidência do potencial estímulos com participantes com autismo têm em comum prévia com matching tarefas de matching ram as relações ensinadas e apresentaram emergência das matching

6 C. G. S. Gomes & cols. matching sentavam um estímulo modelo e dois estímulos de compa outras sete crianças com autismo e seguiu a ordem inversa de equivalência envolvendo participantes autistas vêm sendo matching adaptado presos com velcro e o participante manipulava os estímulos matching e o matching apresenta simultaneamente dois ou mais estímulos modelos e o mesmo classes de estímulos equivalentes e apresentaram comporta go/no-go que difere do matching com estímulos compostos tentativa apresentava um estímulo composto e a tarefa con participantes atingiu critério de aprendizagem no treino das apenas uma de três crianças com autismo atingiu o critério classes de equivalência e a emergência do controle por uni adquiriu as discriminações condicionais e demonstrou emer conduzidas sondas que consistiam em tarefas de matching

7 Equivalência de Estímulos e Autismo Variáveis relevantes e perspectivas de investigação futura classes de estímulos equivalentes com participantes com o modelo típico ou matching apresenta um estímulo modelo e dois ou mais estímulos de matching tentativas de treino para ensinar a um adolescente com matching variava de acordo com a maneira pela qual as tarefas eram da criança em algumas tarefas provavelmente resultou dos matching típico para o ensino de relações entre estímulos com autistas é utilizada pelo pro Treatment and Education of Autistic and Communication Handicapped Children; matching um matching matching típico tanto do matching adaptado quanto do matching vamente maior nas tarefas de matching matching matching adaptado pode ser matching típico para o estímulo pode ser um facilitador da emergência de relações de estímulos equivalentes e desenvolvam comportamentos negativos em testes de equivalência é a estrutura dos treinos nos resultados de testes de equivalência pode estar relacio

8 C. G. S. Gomes & cols. diferentes organizações resultam em diferentes apresentações que investigaram o papel da estrutura de treino com outros emergência de relações de equivalência em dois dos quatro ensino de discriminações simples e matching por identidade investigações com o procedimento go/no-go autistas indica a necessidade de novas investigações acerca de procedimentos de ensino que favoreçam a aprendizagem valência com participantes autistas podem ser importantes Referências Manual diagnóstico Padrões de aquisição de discriminação condicional durante a emergência do controle por unidades verbais mínimas em leitura em crianças com autismo e desenvolvimento típico Revista Brasileira de Análise do Comportamento, 2 74 Aprendizagem: Comportamento, linguagem e cognição Procedimento go/no-go com estímulos compostos e relações condicionais emergentes em crianças com autismo. Anais da XVIII Reunião Anual de Psicologia Terapia comportamental e cognitivo-comportamental: Práticas clínicas Journal of Applied Behavior Analysis 27 Conditional 87 of Behavior 27 Temas em Educação Especial The Psychological Record 45 Peabody Picture Vocabulary Test: Revised. Behavior, 58,

9 Equivalência de Estímulos e Autismo Journal of the 53 Journal of Autism and Developmental Disorders, 29 Behavior, 55 Desempenhos emergentes e leitura funcional em crianças com transtornos do espectro autístico Psicologia: 21 of Behavior, 65 Nervous Child 2. Journal of Applied Behavior Analysis 31 Rehabilitation Psychology 24 Behavioral Interventions 18 Teaching individuals with developmental delays Journal of Autism and Developmental Disorders, 24 Behavior issues in autism Psychological Record, 59 Behavior 73, Psicologia: Teoria e Pesquisa, 15 Journal of the Journal of Speech and Hearing Research 14 Equivalence relations and behavior: A research story 77 vs The Vineland Adaptive Behavior Scales. Teaching language to children with autism or other developmental disabilities Ensino de discriminações condicionais e avaliação de desempenhos emergentes em autistas com reduzido repertório verbal. discriminations predictive of stimulus equivalence? The Psychological Record, 55 The Psychological Record, 59, Journal of Applied Behavior Analysis 38 Recebido em Primeira decisão editorial em Aceito em

EFEITOS DA UTILIZAÇÃO DE UM PROGRAMA INFORMATIZADO DE LEITURA NA ALFABETIZAÇÃO DE ALUNOS COM NECESSIDADES ESPECIAIS EM ESCOLA REGULAR E ESPECIAL

EFEITOS DA UTILIZAÇÃO DE UM PROGRAMA INFORMATIZADO DE LEITURA NA ALFABETIZAÇÃO DE ALUNOS COM NECESSIDADES ESPECIAIS EM ESCOLA REGULAR E ESPECIAL EFEITOS DA UTILIZAÇÃO DE UM PROGRAMA INFORMATIZADO DE LEITURA NA ALFABETIZAÇÃO DE ALUNOS COM NECESSIDADES ESPECIAIS EM ESCOLA REGULAR E ESPECIAL Camila Graciella Santos Gomes Universidade Federal de São

Leia mais

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE CENTRO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E DA SAÚDE CURSO DE PSICOLOGIA ALESSANDRA JORGE DE SOUSA

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE CENTRO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E DA SAÚDE CURSO DE PSICOLOGIA ALESSANDRA JORGE DE SOUSA UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE CENTRO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E DA SAÚDE CURSO DE PSICOLOGIA ALESSANDRA JORGE DE SOUSA PROCEDIMENTOS DE DISCRIMINAÇÃO CONDICIONAL E EMERGÊNCIA DE RELAÇÕES DE EQUIVALÊNCIA

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO CARLOS CENTRO DE EDUCAÇÃO E CIÊNCIAS HUMANAS PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM EDUCAÇÃO ESPECIAL

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO CARLOS CENTRO DE EDUCAÇÃO E CIÊNCIAS HUMANAS PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM EDUCAÇÃO ESPECIAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO CARLOS CENTRO DE EDUCAÇÃO E CIÊNCIAS HUMANAS PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM EDUCAÇÃO ESPECIAL ENSINO DE DISCRIMINAÇÕES CONDICIONAIS E AVALIAÇÃO DE DESEMPENHOS EMERGENTES EM AUTISTAS

Leia mais

ROTINAS E TÉCNICAS INTERVENTIVAS NO ESPECTRO AUTISTA

ROTINAS E TÉCNICAS INTERVENTIVAS NO ESPECTRO AUTISTA ROTINAS E TÉCNICAS INTERVENTIVAS NO ESPECTRO AUTISTA Dr. Márcio Borges Moreira Instituto de Educação Superior de Brasília Instituto Walden4 Conceitos Básicos Reforço Comportamento Consequência Punição

Leia mais

LAHMIEI - UFSCar. + DSM-IV - Critérios Diagnósticos TEA. + Por que linguagem é importante? + Como ensinar linguagem? Tipos de linguagem

LAHMIEI - UFSCar. + DSM-IV - Critérios Diagnósticos TEA. + Por que linguagem é importante? + Como ensinar linguagem? Tipos de linguagem DSM-IV - Critérios Diagnósticos TEA Prejuízo qualitativo na interação social Prejuízos qualitativos na comunicação www.ijobasd.org Padrões restritos e repetitivos de comportamento, interesses e atividades

Leia mais

Inclusão Escolar do Aluno Autista. Módulo 1 - Introdução

Inclusão Escolar do Aluno Autista. Módulo 1 - Introdução Inclusão Escolar do Aluno Autista Módulo 1 - Introdução O Que é AUTISMO? Autismo é um conjunto de sintomas (síndrome) que p e r t e n c e à c a t e g o r i a d o s t r a n s t o r n o s d e neurodesenvolvimento.

Leia mais

COMUNICACÃO FALA E LINGUAGEM

COMUNICACÃO FALA E LINGUAGEM COMUNICACÃO FALA E LINGUAGEM AUTISMO De acordo com o DSM-V o Autismo é um transtorno de desenvolvimento que geralmente aparece nos três primeiros anos de vida e compromete as habilidades de comunicação

Leia mais

Inclusão social de um paciente com déficit intelectual moderado por meio de repertório verbal

Inclusão social de um paciente com déficit intelectual moderado por meio de repertório verbal Seção Livre Inclusão social de um paciente com déficit intelectual moderado por meio de repertório verbal Desordens alimentares no desporto: situação atual e perspectivas futuras no estudo dos fatores

Leia mais

De acordo com estudos recentes o autismo é mais freqüente em pessoas do sexo masculino.

De acordo com estudos recentes o autismo é mais freqüente em pessoas do sexo masculino. 1 AUTISMO Autismo é um distúrbio do desenvolvimento que se caracteriza por alterações presentes desde idade muito precoce, com impacto múltiplo e variável em áreas nobres do desenvolvimento humano como

Leia mais

Queila Medeiros Veiga TGD NA PERSPECTIVA DA EDUCAÇÃO INCLUSIVA

Queila Medeiros Veiga TGD NA PERSPECTIVA DA EDUCAÇÃO INCLUSIVA TGD NA PERSPECTIVA DA EDUCAÇÃO INCLUSIVA Marcos Legais 1988 Constituição Federal (art. 208, III) direito das pessoas com necessidades especiais de receberem educação, preferencialmente na rede regular

Leia mais

Workshops e Produtos

Workshops e Produtos Workshops e Produtos Serviços e produtos concebidos para melhorar a qualidade de vida das pessoas com Autismo e outras perturbações do desenvolvimento. A P yramid já treinou mais de 215.000 pais e profissionais

Leia mais

PROGRAMA DE PESQUISA LABORATÓRIO DE ESTUDOS DO COMPORTAMENTO COMPLEXO PROLER

PROGRAMA DE PESQUISA LABORATÓRIO DE ESTUDOS DO COMPORTAMENTO COMPLEXO PROLER SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ NÚCLEO DE TEORIA E PESQUISA DO COMPORTAMENTO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM TEORIA E PESQUISA DO COMPORTAMENTO PROGRAMA DE PESQUISA LABORATÓRIO DE ESTUDOS

Leia mais

MODA INFANTIL ATUANDO NO DESENVOLVIMENTO DE CRIANÇAS AUTISTAS. Fashion child acting in the development of autistic children

MODA INFANTIL ATUANDO NO DESENVOLVIMENTO DE CRIANÇAS AUTISTAS. Fashion child acting in the development of autistic children MODA INFANTIL ATUANDO NO DESENVOLVIMENTO DE CRIANÇAS AUTISTAS Fashion child acting in the development of autistic children Teixeira, Elisangela UTFPR elisangela.o.teixeira@gmail.com Otake, Yuri Evelin

Leia mais

Resumo: Autismo. Intervenções Comportamentais para Crianças com Autismo

Resumo: Autismo. Intervenções Comportamentais para Crianças com Autismo Intervenções Comportamentais para Crianças com Autismo -D Diretor, Programa ASSERT Professor, Departamento de Educação Especial e Reabilitação Utah State University Professor Visitante/Pesquisador Associado

Leia mais

ABA: uma intervenção comportamental eficaz em casos de autismo

ABA: uma intervenção comportamental eficaz em casos de autismo ABA: uma intervenção comportamental eficaz em casos de autismo Por Sabrina Ribeiro O autismo é uma condição crônica, caracterizado pela presença de importantes prejuízos em áreas do desenvolvimento, por

Leia mais

Modelagem do estímulo-modelo para estabelecer relações condicionais arbitrárias em macacos-prego (Cebus apella)

Modelagem do estímulo-modelo para estabelecer relações condicionais arbitrárias em macacos-prego (Cebus apella) RELATO DE PESQUISA Modelagem do estímulo-modelo para estabelecer relações condicionais arbitrárias em macacos-prego (Cebus apella) Sample stimulus shaping procedure to establish arbitrary conditional relations

Leia mais

UMA ANÁLISE DAS PUBLICAÇÕES DE ARTIGOS INTERNACIONAIS SOBRE A EDUCAÇÃO DE PESSOAS COM IMPLANTE COCLEAR

UMA ANÁLISE DAS PUBLICAÇÕES DE ARTIGOS INTERNACIONAIS SOBRE A EDUCAÇÃO DE PESSOAS COM IMPLANTE COCLEAR Londrina de 05 a 07 novembro de 203 - ISSN 275-960X UMA ANÁLISE DAS PUBLICAÇÕES DE ARTIGOS INTERNACIONAIS SOBRE A EDUCAÇÃO DE PESSOAS COM IMPLANTE COCLEAR Nome dos Autores: REGIANE DA SILVA BARBOSA MARIA

Leia mais

Ludoterapia Comportamental

Ludoterapia Comportamental !!!!!!! Três mulheres e garoto de Reynaldo Fonseca Ludoterapia Comportamental Laura dos Santos Gomes Coelho CRP 5665-0 A ludoterapia é uma forma de psicoterapia cuja meta é promover ou restabelecer o bem

Leia mais

Métodos de Intevenção Estruturada (TEACCH e ABA) Módulo 5: Processos de Intervenção

Métodos de Intevenção Estruturada (TEACCH e ABA) Módulo 5: Processos de Intervenção + Métodos de Intevenção Estruturada (TEACCH e ABA) Módulo 5: Processos de Intervenção + Análise Aplicada do Comportamento (ABA) Modelo de intervenção embasado no Behaviorismo Radical, de Skinner (O comportamento

Leia mais

A INTERFERÊNCIA DA PRODUÇÃO VERBAL NA APLICAÇÃO DO AUTISM BEHAVIOR CHECKLIST EM CRIANÇAS AUTISTAS VERBAIS E NÃO VERBAIS

A INTERFERÊNCIA DA PRODUÇÃO VERBAL NA APLICAÇÃO DO AUTISM BEHAVIOR CHECKLIST EM CRIANÇAS AUTISTAS VERBAIS E NÃO VERBAIS A INTERFERÊNCIA DA PRODUÇÃO VERBAL NA APLICAÇÃO DO AUTISM BEHAVIOR CHECKLIST EM CRIANÇAS AUTISTAS VERBAIS E NÃO VERBAIS Ana Carina Tamanaha, Márcia Regina Fumagalli Marteleto, Jacy Perissinoto Departamento

Leia mais

Luísa Cabral 17 de Junho de 2008

Luísa Cabral 17 de Junho de 2008 SECRETARIA REGIONAL DE EDUCAÇÃO E CULTURA DIRECÇÃO REGIONAL DE EDUCAÇÃO ESPECIAL E REABILITAÇÃO DIRECÇÃO de SERVIÇOS de EDUCAÇÃO e APOIO PSICOPEDAGÓGICO SERVIÇO TÉCNICO de APOIO PSICOPEDAGÓGICO CENTRO

Leia mais

Resumo. Revista Brasileira de Terapia Comportamental e Cognitiva

Resumo. Revista Brasileira de Terapia Comportamental e Cognitiva ISSN 1982-3541 2012, Vol. XIV, nº 1, 64-69 Revista Brasileira de Terapia Comportamental e Cognitiva Desenvolvimento de um sistema multidimensional para a categorização de comportamentos na interação terapêutica:

Leia mais

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO INSTITUTO DE PSICOLOGIA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM PSICOLOGIA EXPERIMENTAL

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO INSTITUTO DE PSICOLOGIA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM PSICOLOGIA EXPERIMENTAL UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO INSTITUTO DE PSICOLOGIA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM PSICOLOGIA EXPERIMENTAL CÁSSIA LEAL DA HORA Procedimento go/no-go com estímulos compostos e relações condicionais emergentes

Leia mais

A INTERFERÊNCIA DE COMPORTAMENTOS ATÍPICOS EM HABILIDADES DE ADAPTAÇÃO SOCIAL NAS CRIANÇAS DO ESPECTRO AUTÍSTICO

A INTERFERÊNCIA DE COMPORTAMENTOS ATÍPICOS EM HABILIDADES DE ADAPTAÇÃO SOCIAL NAS CRIANÇAS DO ESPECTRO AUTÍSTICO A INTERFERÊNCIA DE COMPORTAMENTOS ATÍPICOS EM HABILIDADES DE ADAPTAÇÃO SOCIAL NAS CRIANÇAS DO ESPECTRO AUTÍSTICO Márcia Regina Fumagalli Marteleto, Ana Carina Tamanaha, Jacy Perissinoto Departamento de

Leia mais

OPORTUNIDADE DE LEITURA DE LIVROS A PARTIR DO ENSINO DE PALAVRAS RETIRADAS DE HISTÓRIAS INFANTIS

OPORTUNIDADE DE LEITURA DE LIVROS A PARTIR DO ENSINO DE PALAVRAS RETIRADAS DE HISTÓRIAS INFANTIS OPORTUNIDADE DE LEITURA DE LIVROS A PARTIR DO ENSINO DE PALAVRAS RETIRADAS DE HISTÓRIAS INFANTIS BRUNNA STELLA DA SILVA CARVALHO 1 (Universidade Federal de São Carlos, Bolsa de Mestrado Capes/Reuni) LIDIA

Leia mais

Análise de um procedimento de comunicação funcional alternativa (picture exchange communication system)

Análise de um procedimento de comunicação funcional alternativa (picture exchange communication system) ISSN 1982-3541 Belo Horizonte-MG 2008, Vol. X, nº 1, 51-66 Análise de um procedimento de comunicação funcional alternativa (picture exchange communication system) Analysis of an alternative functional

Leia mais

Controle Restrito de Estímulos em Participantes com Síndrome de Down e Crianças com Desenvolvimento Típico

Controle Restrito de Estímulos em Participantes com Síndrome de Down e Crianças com Desenvolvimento Típico Interação em Psicologia, 2009, 13(1), p. 91-101 91 Controle Restrito de Estímulos em Participantes com Síndrome de Down e Crianças com Desenvolvimento Típico Camila Domeniconi Aline Roberta Aceituno da

Leia mais

Perturbações do Neurodesenvolvimento e do Comportamento PERTURBAÇÃO DO ESPETRO DO AUTISMO (PEA)

Perturbações do Neurodesenvolvimento e do Comportamento PERTURBAÇÃO DO ESPETRO DO AUTISMO (PEA) Perturbações do Neurodesenvolvimento e do Comportamento PERTURBAÇÃO DO ESPETRO DO AUTISMO (PEA) Caraterização Conclusões Não olha nos olhos, balança o corpo num movimento repetitivo, comunica pouco ou

Leia mais

Repeated Shifts of Simple Discrimination: Learning in Infants

Repeated Shifts of Simple Discrimination: Learning in Infants Psicologia: Teoria e Pesquisa Out-Dez 2009, Vol. 25 n. 4, pp. 569-580 Discriminação Simples com Mudanças Sucessivas na Função dos Estímulos: Aprendizagem em Bebês 1 Flávia Teresa Neves Silva Carlos Barbosa

Leia mais

Comparação entre as respostas do Childhood Autism Rank Scale e do Autism Behavior Checklist de indivíduos com Transtornos do Espectro Autístico.

Comparação entre as respostas do Childhood Autism Rank Scale e do Autism Behavior Checklist de indivíduos com Transtornos do Espectro Autístico. Comparação entre as respostas do Childhood Autism Rank Scale e do Autism Behavior Checklist de indivíduos com Transtornos do Espectro Autístico. Santos, THFS; Balestro, JI; Barbosa, MRB; Amato, CAH; Fernandes,

Leia mais

Desempenho de Pessoas com Autismo em Tarefas de Emparelhamento com o Modelo por Identidade: Efeitos da Organização dos Estímulos

Desempenho de Pessoas com Autismo em Tarefas de Emparelhamento com o Modelo por Identidade: Efeitos da Organização dos Estímulos disponível em www.scielo.br/prc Desempenho de Pessoas com Autismo em Tarefas de Emparelhamento com o Modelo por Identidade: Efeitos da Organização dos Estímulos Effects of Stimuli Organization on Identity

Leia mais

INTERVENÇÃO ABA COM ESTUDANTES COM AUTISMO: ENVOLVIMENTO DE PAIS E PROFESSORES

INTERVENÇÃO ABA COM ESTUDANTES COM AUTISMO: ENVOLVIMENTO DE PAIS E PROFESSORES INTERVENÇÃO ABA COM ESTUDANTES COM AUTISMO: ENVOLVIMENTO DE PAIS E PROFESSORES Priscila Benitez Isis de Albuquerque Ricardo M. Bondioli Nathalia Vasconcelos Manoni Alice Resende Bianca Melger Universidade

Leia mais

COMUNICAÇÃO ALTERNATIVA NA ESCOLA: UM NOVO OLHAR SOBRE A ESCOLARIZAÇÃO DE CRIANÇAS COM TRANSTORNOS GLOBAIS DO DESENVOLVIMENTO.

COMUNICAÇÃO ALTERNATIVA NA ESCOLA: UM NOVO OLHAR SOBRE A ESCOLARIZAÇÃO DE CRIANÇAS COM TRANSTORNOS GLOBAIS DO DESENVOLVIMENTO. COMUNICAÇÃO ALTERNATIVA NA ESCOLA: UM NOVO OLHAR SOBRE A ESCOLARIZAÇÃO DE CRIANÇAS COM TRANSTORNOS GLOBAIS DO DESENVOLVIMENTO. Patrícia Blasquez Olmedo 1 Prefeitura Municipal de Angra dos Reis INTRODUÇÃO

Leia mais

Um pouco mais sobre desenvolvimento social e os Transtornos do Espectro Autista

Um pouco mais sobre desenvolvimento social e os Transtornos do Espectro Autista Um pouco mais sobre desenvolvimento social e os Transtornos do Espectro Autista www.infanciaeadole scencia.com.br O desenvolvimento social ocorre ao longo de todas as etapas do ciclo vital. Entretanto,

Leia mais

DO PROJETO À REALIDADE. Unidade de Ensino Estruturado para Alunos com Perturbações do Espetro do Autismo (UEEA)

DO PROJETO À REALIDADE. Unidade de Ensino Estruturado para Alunos com Perturbações do Espetro do Autismo (UEEA) DO PROJETO À REALIDADE Unidade de Ensino Estruturado para Alunos com Perturbações do Espetro do Autismo (UEEA) Ano Letivo 2011/2012 Perturbações do Espetro do Autismo (PEA) As PEA consistem numa perturbação

Leia mais

Evelise Saia Rodolpho Aluna do 10º Termo de Psicologia Prof. Mestre. Luis Santo Schicotti Ana Lígia Pini Guerreiro Psicóloga Escolar Janaína Fernanda

Evelise Saia Rodolpho Aluna do 10º Termo de Psicologia Prof. Mestre. Luis Santo Schicotti Ana Lígia Pini Guerreiro Psicóloga Escolar Janaína Fernanda Evelise Saia Rodolpho Aluna do 10º Termo de Psicologia Prof. Mestre. Luis Santo Schicotti Ana Lígia Pini Guerreiro Psicóloga Escolar Janaína Fernanda Allmeida Marques Profª da Sala de Recursos Os Transtornos

Leia mais

O que é contingência? 1, 2

O que é contingência? 1, 2 O que é contingência? 1, 2 Deisy das Graças de Souza 3 UFSCar Quem fez a lição de casa, pode sair para o recreio agora. A lista de espera será aberta uma hora antes do horário do vôo. Horário de funcionamento:

Leia mais

Ruth Daisy Capistrano de Souza 1, Priscila Giselli Silva Magalhães 2, Grauben Assis 3 e Paulo Roney Kilpp Goulart 4 UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ

Ruth Daisy Capistrano de Souza 1, Priscila Giselli Silva Magalhães 2, Grauben Assis 3 e Paulo Roney Kilpp Goulart 4 UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ Revista Brasileira de Análise do Comportamento / Brazilian Journal of Behavior Analysis, 2010, Vol. 6, Nº 1, 37-54 EMERGÊNCIA DE RELAÇÕES ORDINAIS SOB CONTROLE CONTEXTUAL EM SURDOS EMERGENCE OF ORDINAL

Leia mais

Educar em Revista ISSN: 0104-4060 educar@ufpr.br Universidade Federal do Paraná Brasil

Educar em Revista ISSN: 0104-4060 educar@ufpr.br Universidade Federal do Paraná Brasil Educar em Revista ISSN: 0104-4060 educar@ufpr.br Universidade Federal do Paraná Brasil Löhr, Thaise ROGERS, S. J.; DAWSON, G. Intervenção precoce em crianças com autismo: modelo Denver para a promoção

Leia mais

ENSINO DE LINGUAGEM RECEPTIVA PARA CRIANÇAS COM AUTISMO: COMPARANDO DOIS PROCEDIMENTOS

ENSINO DE LINGUAGEM RECEPTIVA PARA CRIANÇAS COM AUTISMO: COMPARANDO DOIS PROCEDIMENTOS Acta.colomb.psicol. 18 (2): 41-50, 2015 http://www.dx.doi.org/10.14718/acp.2015.18.2.4 ENSINO DE LINGUAGEM RECEPTIVA PARA CRIANÇAS COM AUTISMO: COMPARANDO DOIS PROCEDIMENTOS Glaucy Oliveira Costa, Carlos

Leia mais

Responder por Exclusão em Crianças de 2 a 3 Anos em uma Situação de Brincadeira

Responder por Exclusão em Crianças de 2 a 3 Anos em uma Situação de Brincadeira Disponível em www.scielo.br/prc Responder por Exclusão em Crianças de 2 a 3 Anos em uma Situação de Brincadeira Exclusion Responding by 2 to 3 Year-old Children in a Play Setting Camila Domeniconi *, Aline

Leia mais

1 Para informações mais detalhadas sobre os dados históricos aqui citados consultar Johnston... 2 Citar nosso texto da Memnon.

1 Para informações mais detalhadas sobre os dados históricos aqui citados consultar Johnston... 2 Citar nosso texto da Memnon. Análise Aplicada do Comportamento (ABA): Contribuições para a intervenção com Autismo. Cíntia Guilhardi (Gradual, USP) Claudia Romano (Gradual, PUC-SP) Leila Bagaiolo (Gradual, USP) Temos pelo menos duas

Leia mais

Preferência emergente por bebidas: uma replicação sistemática de Barnes-Holmes, Keane, Barnes-Holmes e Smeets (2000)

Preferência emergente por bebidas: uma replicação sistemática de Barnes-Holmes, Keane, Barnes-Holmes e Smeets (2000) ISSN 1413-389X Temas em Psicologia - 2009, Vol. 17, no 2, 569 578 Preferência emergente por bebidas: uma replicação sistemática de Barnes-Holmes, Keane, Barnes-Holmes e Smeets (2000) Resumo Rafael Diego

Leia mais

TÍTULO DO PROJETO DE PESQUISA DO ORIENTADOR CADASTRADO NA CP- PROPE

TÍTULO DO PROJETO DE PESQUISA DO ORIENTADOR CADASTRADO NA CP- PROPE ALUNO (A) Estefania Cheruli Fernandes ORIENTADOR (A) Lorismario Ernesto Simonassi TÍTULO DO PROJETO DE PESQUISA DO ORIENTADOR CADASTRADO NA CP- PROPE Multi-Análise Operante TÍTULO DO PROJETO DE PESQUISA

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DO BRINCAR PARA AS CRIANÇAS COM O TRANSTORNO

A IMPORTÂNCIA DO BRINCAR PARA AS CRIANÇAS COM O TRANSTORNO A IMPORTÂNCIA DO BRINCAR PARA AS CRIANÇAS COM O TRANSTORNO DO ESPECTRO DO AUTISMO Michele Morgane de Melo Mattos Universidade Federal do Rio de Janeiro UFRJ Fabiana Ferreira do Nascimento Instituto Fernando

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO CARLOS CENTRO DE EDUCAÇÃO E CIÊNCIAS HUMANAS PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM EDUCAÇÃO ESPECIAL

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO CARLOS CENTRO DE EDUCAÇÃO E CIÊNCIAS HUMANAS PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM EDUCAÇÃO ESPECIAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO CARLOS CENTRO DE EDUCAÇÃO E CIÊNCIAS HUMANAS PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM EDUCAÇÃO ESPECIAL APRENDIZAGEM RELACIONAL, COMPORTAMENTO SIMBÓLICO E ENSINO DE LEITURA A PESSOAS COM

Leia mais

Robson Brino Faggiani. Doutorando Psicologia Experimental Universidade de São Paulo

Robson Brino Faggiani. Doutorando Psicologia Experimental Universidade de São Paulo Contornando os prejuízos de comunicação: Ensino de Comportamento Verbal Robson Brino Faggiani Doutorando Psicologia Experimental Universidade de São Paulo 1 O que é Comportamento Verbal? 2 Análise Funcional

Leia mais

PROPOSTA PARA MESA-REDONDA POTENCIAIS RELACIONADOS A EVENTO DA AVALIAÇÃO DOS PROCESSOS PSICOLÓGICOS BÁSICOS ÀS FUNÇÕES COGNITIVAS E SOCIAIS COMPLEXAS.

PROPOSTA PARA MESA-REDONDA POTENCIAIS RELACIONADOS A EVENTO DA AVALIAÇÃO DOS PROCESSOS PSICOLÓGICOS BÁSICOS ÀS FUNÇÕES COGNITIVAS E SOCIAIS COMPLEXAS. PROPOSTA PARA MESA-REDONDA POTENCIAIS RELACIONADOS A EVENTO DA AVALIAÇÃO DOS PROCESSOS PSICOLÓGICOS BÁSICOS ÀS FUNÇÕES COGNITIVAS E SOCIAIS COMPLEXAS. Coordenador: Prof. Dr. Paulo Sérgio Boggio Email:

Leia mais

Introdução à Terapia ABA. Psic. Me. Robson Brino Faggiani Especialista em Terapia Comportamental e Cognitiva

Introdução à Terapia ABA. Psic. Me. Robson Brino Faggiani Especialista em Terapia Comportamental e Cognitiva Introdução à Terapia ABA Psic. Me. Robson Brino Faggiani Especialista em Terapia Comportamental e Cognitiva ABA Análise do Comportamento Aplicada O objetivo principal da Terapia ABA para as crianças diagnosticadas

Leia mais

A RESPONSIVIDADE DE UMA CRIANÇA COM TRANSTORNO GLOBAL DO DESENVOLVIMENTO EM INTERAÇÃO COM O PAI

A RESPONSIVIDADE DE UMA CRIANÇA COM TRANSTORNO GLOBAL DO DESENVOLVIMENTO EM INTERAÇÃO COM O PAI A RESPONSIVIDADE DE UMA CRIANÇA COM TRANSTORNO GLOBAL DO DESENVOLVIMENTO EM INTERAÇÃO COM O PAI PRISCILA CAMARA DE CASTRO ABREU PINTO psicastro@hotmail.com UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO MARCIA

Leia mais

Efeitos do controle por regras ou pelas contingências na sensibilidade comportamental

Efeitos do controle por regras ou pelas contingências na sensibilidade comportamental ISSN 1982-3541 Belo Horizonte-MG 2008, Vol. X, nº 2, 143-155 Efeitos do controle por regras ou pelas contingências na sensibilidade comportamental Effects of the rule control or contingencies control on

Leia mais

Terapia Comportamental de Casais

Terapia Comportamental de Casais CENTRO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS DEPARTAMENTO DE PSICOLOGIA GERAL E ANÁLISE DO COMPORTAMENTO PSICOLOGIA CLÍNICA NA ANÁLISE DO COMPORTAMENTO Terapia Comportamental de Casais Ana Paula M. Carvalho Cinthia Cavalcante

Leia mais

Desempenho no trabalho: Revisão da literatura [I] Job performance: An overview of literature

Desempenho no trabalho: Revisão da literatura [I] Job performance: An overview of literature PSICOLOGIA ARGUMENTO doi: 10.7213/psicol.argum.5895 ARTIGOS [T] Desempenho no trabalho: Revisão da literatura [I] Job performance: An overview of literature [R] [A] Pedro Fernando Bendassolli Resumo Received

Leia mais

AUTISMO: O QUE DIZEM AS PESQUISAS PUBLICADAS NA REVISTA BRASILEIRA DE EDUCAÇÃO ESPECIAL?

AUTISMO: O QUE DIZEM AS PESQUISAS PUBLICADAS NA REVISTA BRASILEIRA DE EDUCAÇÃO ESPECIAL? AUTISMO: O QUE DIZEM AS PESQUISAS PUBLICADAS NA REVISTA BRASILEIRA DE EDUCAÇÃO ESPECIAL? Getsemane de Freitas Batista IM/UFRRJ Márcia Denise Pletsch PPGEDUC/UFRRJ Eixo Temático: Política Educacional Inclusiva

Leia mais

Avaliação e Tratamento das Perturbações Psicológicas de acordo com as. Terapias Comportamentais e Cognitivas. Mestre Marina Carvalho

Avaliação e Tratamento das Perturbações Psicológicas de acordo com as. Terapias Comportamentais e Cognitivas. Mestre Marina Carvalho Avaliação e Tratamento das Perturbações Psicológicas de acordo com as Terapias Comportamentais e Cognitivas Mestre Marina Carvalho Departamento de Psicologia da Universidade Lusófona Os trabalhos de Pavlov,

Leia mais

As habilidades na Solução de Problemas em Matemática

As habilidades na Solução de Problemas em Matemática As habilidades na Solução de Problemas em Matemática Érica Valeria Alves O que diferencia a espécie humana das demais espécies do reino animal é a capacidade de pensar, raciocinar, formular hipóteses,

Leia mais

RELAÇÃO DE LINHAS DE PESQUISA, EMENTAS E TEMAS PARA ORIENTAÇÃO DE TCC PEDAGOGIA

RELAÇÃO DE LINHAS DE PESQUISA, EMENTAS E TEMAS PARA ORIENTAÇÃO DE TCC PEDAGOGIA RELAÇÃO DE LINHAS DE, S E PARA METODOLOGIAS DO ENSINO E DA APRENDIZAGEM GESTÃO E ORGANIZAÇÃO DOS PROCESSOS EDUCATIVOS Constituição histórica das metodologias do ensino e as diferentes concepções de ensino

Leia mais

THE COGNITIVE BEHAVIORAL THERAPY AND THE TREATMENT OF PSYCHOLOGICAL DISORDERS IN CHILD AND ADOLESCENTS: SOME SINGULARITY OF THERAPEUTIC PROCESS

THE COGNITIVE BEHAVIORAL THERAPY AND THE TREATMENT OF PSYCHOLOGICAL DISORDERS IN CHILD AND ADOLESCENTS: SOME SINGULARITY OF THERAPEUTIC PROCESS A TERAPIA COGNITIVO COMPORTAMENTAL E O TRATAMENTO DE TRANSTORNOS PSICOLÓGICOS EM CRIANÇAS E ADOLESCENTES : ALGUMAS PECULIARIDADES DO PROCESSO TERAPÊUTICO RONDINA, Regina de Cássia. Prof. Dra., Docente

Leia mais

Intervenções em autismo

Intervenções em autismo Intervenções em autismo SANDRA L. HARRIS, PhD Rutgers, Universidade do Estado de Nova Jersey, EUA (Publicado on-line, em inglês, em 08 de julho de 2004) (Revisado, em inglês, em 15 de maio de 2007) (Publicado

Leia mais

Análise do processo de avaliação contínua em um curso totalmente à distância

Análise do processo de avaliação contínua em um curso totalmente à distância Análise do processo de avaliação contínua em um curso totalmente à distância Joice Lee Otsuka Instituto de Computação Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) 1 Caixa Postal 6176 CEP: 13083-970 - Campinas,

Leia mais

CONTRIBUIÇÕES DA PSICOLOGIA Á EDUCAÇÃO. Luis Carlos Azevedo 1 RESUMO

CONTRIBUIÇÕES DA PSICOLOGIA Á EDUCAÇÃO. Luis Carlos Azevedo 1 RESUMO CONTRIBUIÇÕES DA PSICOLOGIA Á EDUCAÇÃO Luis Carlos Azevedo 1 RESUMO Este artigo apresenta como objeto de as pesquisas sobre as Contribuições da Psicologia à Educação. O objetivo foi analisar a produção

Leia mais

Acta Comportamentalia: Revista Latina de Análisis de Comportamiento ISSN: 0188-8145 eribes@uv.mx Universidad Veracruzana México

Acta Comportamentalia: Revista Latina de Análisis de Comportamiento ISSN: 0188-8145 eribes@uv.mx Universidad Veracruzana México Acta Comportamentalia: Revista Latina de Análisis de Comportamiento ISSN: 0188-8145 eribes@uv.mx Universidad Veracruzana México Alves de Assis, Grauben José; Mendes Motta, Carla; Moreira Almeida-Verdu,

Leia mais

Autismo e Síndrome de Down Habilidades comunicativas, sociais e cognitivas Palavras-chave: autismo, síndrome de Down, linguagem infantil

Autismo e Síndrome de Down Habilidades comunicativas, sociais e cognitivas Palavras-chave: autismo, síndrome de Down, linguagem infantil Autismo e Síndrome de Down Habilidades comunicativas, sociais e cognitivas Palavras-chave: autismo, síndrome de Down, linguagem infantil Introdução As perspectivas pragmáticas em psicolingüística têm fornecido

Leia mais

Plano de Ação. Plano de Ação - 2013. Plano de Ação para o Ano de 2013: Finalidades Estatutárias. Objetivos. Origem dos Recursos.

Plano de Ação. Plano de Ação - 2013. Plano de Ação para o Ano de 2013: Finalidades Estatutárias. Objetivos. Origem dos Recursos. Plano de Ação 2013 Plano de Ação para o Ano de 2013: Finalidades Estatutárias Objetivos Origem dos Recursos Infraestrutura Público Alvo Capacidade de Atendimento Recursos Financeiros Utilizados Recursos

Leia mais

PESQUISA SOBRE O PERFIL DE ALUNOS NA UTILIZAÇÃO DE UM SITE DOCENTE DO ENSINO SUPERIOR

PESQUISA SOBRE O PERFIL DE ALUNOS NA UTILIZAÇÃO DE UM SITE DOCENTE DO ENSINO SUPERIOR PESQUISA SOBRE O PERFIL DE ALUNOS NA UTILIZAÇÃO DE UM SITE DOCENTE DO ENSINO SUPERIOR Wesley Humberto da Silva (Fundação Araucária), André Luis Andrade Menolli (Orientador) e-mail: wesleyhumberto11@mail.com

Leia mais

DESEMPENHO DE CRIANÇAS COM E SEM DISTÚRBIO DE COMUNICAÇÃO NO PLAI-2: ESTUDO COMPARATIVO

DESEMPENHO DE CRIANÇAS COM E SEM DISTÚRBIO DE COMUNICAÇÃO NO PLAI-2: ESTUDO COMPARATIVO DESEMPENHO DE CRIANÇAS COM E SEM DISTÚRBIO DE COMUNICAÇÃO NO PLAI-2: ESTUDO COMPARATIVO Autores: TAMIRES SOARES MOREIRA, TÂMARA DE ANDRADE LINDAU, CÉLIA MARIA GIACHETI, Palavras-chave: Testes de linguagem,

Leia mais

os efeitos da aculturação no vaivém da emigração continental: um estudo de caso em melgaço

os efeitos da aculturação no vaivém da emigração continental: um estudo de caso em melgaço os efeitos da aculturação no vaivém da emigração continental: um estudo de caso em melgaço Joaquim Filipe Peres de Castro Resumo: Palavras-chave Códigos JEL Abstract: Keywords JEL Codes 67 estudos regionais

Leia mais

ESTUDO DE CASO: LeCS: Ensino a Distância

ESTUDO DE CASO: LeCS: Ensino a Distância ESTUDO DE CASO: LeCS: Ensino a Distância HERMOSILLA, Lígia Docente da Faculdade de Ciências Jurídicas e Gerenciais de Garça FAEG - Labienópolis - CEP 17400-000 Garça (SP) Brasil Telefone (14) 3407-8000

Leia mais

O TRANSTORNO AUTISTA E A ANÁLISE DO COMPORTAMENTO

O TRANSTORNO AUTISTA E A ANÁLISE DO COMPORTAMENTO O TRANSTORNO AUTISTA E A ANÁLISE DO COMPORTAMENTO Rodrigo Dal Ben de Souza * João Juliani ** RESUMO: Várias são as propostas psicológicas para a intervenção junto a pessoas diagnosticadas com Transtorno

Leia mais

Núcleo 2.8 - Terapia Comportamental

Núcleo 2.8 - Terapia Comportamental Núcleo 2.8 - Terapia Comportamental DEPARTAMENTOS ENVOLVIDOS: Métodos e Técnicas COORDENADOR: Paola Espósito de Moraes Almeida PROFESSORES: Alice Maria de Carvalho Dellitti, Denigés Maurel Regis Neto,

Leia mais

Intervenção em adultos num centro de cuidados de saúde mental projeto de educação clínica

Intervenção em adultos num centro de cuidados de saúde mental projeto de educação clínica Intervenção em adultos num centro de cuidados de saúde mental projeto de educação clínica "Intervention in adults on a mental health care center A clinical education project" Health Interventions in the

Leia mais

Análise do Comportamento Aplicada ao Autismo: um modelo de atendimento em Universidade Pública Centro para o Autismo e Inclusão Social (CAIS USP)

Análise do Comportamento Aplicada ao Autismo: um modelo de atendimento em Universidade Pública Centro para o Autismo e Inclusão Social (CAIS USP) Análise do Comportamento Aplicada ao Autismo: um modelo de atendimento em Universidade Pública Centro para o Autismo e Inclusão Social (CAIS USP) Martha Hübner (martha@hubner.org.br) AQUISIÇÃO DE LINGUAGEM

Leia mais

A EXPERIÊNCIA DA USP. 1) Laboratório de Neuropsicolingüística Cognitiva Experimental

A EXPERIÊNCIA DA USP. 1) Laboratório de Neuropsicolingüística Cognitiva Experimental O Uso do Computador por Pessoas com Deficiência Sensorial (Surdez Congênita), Distúrbios Motores (Paralisia Cerebral, Esclerose Múltipla e Lateral Amiotrófica, Tetraplegia), e Distúrbios de Processamento

Leia mais

Transferência de funções ordinais através de classes de estímulos equivalentes em surdos

Transferência de funções ordinais através de classes de estímulos equivalentes em surdos acta comportamentalia Vol. 20, Núm. 3 pp. 317-326 Transferência de funções ordinais através de classes de estímulos equivalentes em surdos (Ordinal function transfer through equivalence class formation

Leia mais

Discriminação auditivo-visual com pistas orofaciais em crianças deficientes auditivas

Discriminação auditivo-visual com pistas orofaciais em crianças deficientes auditivas acta comportamentalia Vol., Núm. 2 pp. 5-2 Discriminação auditivo-visual com pistas orofaciais em crianças deficientes auditivas (Auditory-visual discrimination with lip reading clues in death children)

Leia mais

TERAPIA DE CASAIS. A Terapia Comportamental de Casais (TCC) é uma prática clínica

TERAPIA DE CASAIS. A Terapia Comportamental de Casais (TCC) é uma prática clínica CENTRO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS DEPARTAMENTO DE PSICOLOGIA GERAL E ANÁLISE DO COMPORTAMENTO 5PAC016 PSICOLOGIA CLÍNICA NA ANÁLISE DO COMPORTAMENTO Prof.ª Dra. Maria Luiza Marinho Casanova 1 TERAPIA DE CASAIS

Leia mais

Psicologia Aplicada em Portugal

Psicologia Aplicada em Portugal Psicologia Aplicada em Portugal Áreas Técnicos de Saúde Mental Psicologia Educacional Psicologia do Trabalho Psicologia Profissional Psicologia Clínica Psicologia Criminal Psicologia Desportiva Psicólogo

Leia mais

É O. Bicho. Centro interativo e terapêutico

É O. Bicho. Centro interativo e terapêutico Tenho 4 patas e um imenso... Para que serve? Trata-se do recurso a animais em programas de apoio, que auxiliam a recuperação física ou psicológica de crianças e adultos. Os seus principais objetivos são:

Leia mais

Roberta Costa Caminha. Autismo: Um Transtorno de Natureza Sensorial? Dissertação de Mestrado

Roberta Costa Caminha. Autismo: Um Transtorno de Natureza Sensorial? Dissertação de Mestrado Roberta Costa Caminha Autismo: Um Transtorno de Natureza Sensorial? Dissertação de Mestrado Dissertação apresentada como requisito parcial para obtenção do grau de Mestre pelo Programa de Pós-graduação

Leia mais

20/08/2010 REABILITAÇÃO NEUROPSICOLÓGICA NA PESSOA COM TRANSTORNO DE APRENDIZAGEM

20/08/2010 REABILITAÇÃO NEUROPSICOLÓGICA NA PESSOA COM TRANSTORNO DE APRENDIZAGEM I Seminário de Reabilitação Cognitiva nos Transtornos de REABILITAÇÃO NEUROPSICOLÓGICA NA PESSOA COM TRANSTORNO DE APRENDIZAGEM Marina Nery 1 Conceito Transtorno de Transtorno de Dificuldade de Inteligência

Leia mais

ISPA-NT060: Planos de equivalências entre planos de estudos do Mestrado Integrado em Psicologia (MIP)

ISPA-NT060: Planos de equivalências entre planos de estudos do Mestrado Integrado em Psicologia (MIP) ISPA-NT00: Planos de equivalências entre planos de estudos do Mestrado Integrado em Psicologia (MIP) 1 de 7 PREÂMBULO... 2 ARTIGO 1.º- DISTRIBUIÇÃO DAS UNIDADES CURRICULARES DO NOVO PLANO DE ESTUDOS...

Leia mais

Autismo e Aprendizagem

Autismo e Aprendizagem Autismo e Aprendizagem O termo autismo origina-se do grego autós, que significa de si mesmo. Foi empregado pela primeira vez pelo psiquiatra suíço Bleuler, em 1911, que buscava descrever a fuga da realidade

Leia mais

Instituto Universitário da Maia ISMAI DOUTORAMENTO EM PSICOLOGIA - ESPECIALIDADE DE PSICOLOGIA CLÍNICA

Instituto Universitário da Maia ISMAI DOUTORAMENTO EM PSICOLOGIA - ESPECIALIDADE DE PSICOLOGIA CLÍNICA Instituto Universitário da Maia ISMAI DOUTORAMENTO EM PSICOLOGIA - ESPECIALIDADE DE PSICOLOGIA CLÍNICA OBJETIVOS PARA QUÊ? O presente ciclo de estudos visa a obtenção do grau de doutor no ramo especializado

Leia mais

Avaliação da Articulação em Português Europeu: As Provas Sons em Palavras e Estimulação do Teste CPUP

Avaliação da Articulação em Português Europeu: As Provas Sons em Palavras e Estimulação do Teste CPUP Originalmente publicado em: MACHADO, C.; ALMEIDA, L.; GONÇALVES, M. e RAMALHO, V. (Org.) (Outubro de 2006). Actas da XI Conferência Internacional de Avaliação Psicológica: Formas e Contextos. Braga: Universidade

Leia mais

Fonoaudiologia educacional e autismo: sem comunicação não há inclusão! Autores: PATRÍCIA BLASQUEZ OLMEDO, CÁTIA CRIVELENTI DE FIGUEIREDO WALTER,

Fonoaudiologia educacional e autismo: sem comunicação não há inclusão! Autores: PATRÍCIA BLASQUEZ OLMEDO, CÁTIA CRIVELENTI DE FIGUEIREDO WALTER, Fonoaudiologia educacional e autismo: sem comunicação não há inclusão! Autores: PATRÍCIA BLASQUEZ OLMEDO, CÁTIA CRIVELENTI DE FIGUEIREDO WALTER, Palavras-chave: Autismo, Inclusão Educacional, Barreiras

Leia mais

determinam o comportamento e as consequências do comportamento no contexto de interação, ou seja, na relação funcional dos comportamentos.

determinam o comportamento e as consequências do comportamento no contexto de interação, ou seja, na relação funcional dos comportamentos. Psicoterapia comportamental infantil Eliane Belloni 1 A psicoterapia comportamental infantil é uma modalidade de atendimento clínico que visa propiciar mudanças no comportamento da criança a partir de

Leia mais

INSTITUTO SUPERIOR MIGUEL TORGA ESCOLA SUPERIOR DE ALTOS ESTUDOS

INSTITUTO SUPERIOR MIGUEL TORGA ESCOLA SUPERIOR DE ALTOS ESTUDOS INSTITUTO SUPERIOR MIGUEL TORGA ESCOLA SUPERIOR DE ALTOS ESTUDOS Envolvimento parental e nível sociocultural das famílias: Estudo comparativo num agrupamento escolar Marco Sérgio Gorgulho Rodrigues Dissertação

Leia mais

O QUE É A NEUROPSICOPEDAGOGIA. Neuropsicopedagoga Thaianny Salles. www.grupopsicopedagogiando.com.br

O QUE É A NEUROPSICOPEDAGOGIA. Neuropsicopedagoga Thaianny Salles. www.grupopsicopedagogiando.com.br O QUE É A NEUROPSICOPEDAGOGIA Palestrante: Neuropsicopedagoga Thaianny Salles www.grupopsicopedagogiando.com.br A mente... O cérebro... PRINCIPAIS CONCEITOS NEURO Do grego Neuron, nervo e Logos, estudo.

Leia mais

ANÁLISE DO RESPONDER POR EXCLUSÃO EM UM CÃO TREINADO EM TAREFAS DE DISCRIMINAÇÃO SIMPLES 1

ANÁLISE DO RESPONDER POR EXCLUSÃO EM UM CÃO TREINADO EM TAREFAS DE DISCRIMINAÇÃO SIMPLES 1 Revista Brasileira de Análise do Comportamento / Brazilian Journal of Behavior Analysis, 2009, Vol. 5, Nº 1, 49-62 ANÁLISE DO RESPONDER POR EXCLUSÃO EM UM CÃO TREINADO EM TAREFAS DE DISCRIMINAÇÃO SIMPLES

Leia mais

A MEMÓRIA VISUAL COMO FOCO DA ADAPTAÇÃO DE MATERIAL DIDÁTICO COM BASE NO MÉTODO TEACCH

A MEMÓRIA VISUAL COMO FOCO DA ADAPTAÇÃO DE MATERIAL DIDÁTICO COM BASE NO MÉTODO TEACCH A MEMÓRIA VISUAL COMO FOCO DA ADAPTAÇÃO DE MATERIAL DIDÁTICO COM BASE NO MÉTODO TEACCH Resumo Cínthia Janaína da Silva Prociv 1 - BAGOZZI Jessica Maria Torres 2 BAGOZZI Grupo de Trabalho Diversidade e

Leia mais

TERAPIA COGNITIVO COMPORTAMENTAL: DESENVOLVIMENTO HISTÓRICO, TENDENCIAS ATUAIS. RONDINA, Regina de Cássia RESUMO ABSTRACT

TERAPIA COGNITIVO COMPORTAMENTAL: DESENVOLVIMENTO HISTÓRICO, TENDENCIAS ATUAIS. RONDINA, Regina de Cássia RESUMO ABSTRACT TERAPIA COGNITIVO COMPORTAMENTAL: DESENVOLVIMENTO HISTÓRICO, TENDENCIAS ATUAIS. RONDINA, Regina de Cássia Profa. Dra. Curso de Psicologia da Faculdade de Ciências da Saúde - FASU/ACEG - Garça/SP Brasil

Leia mais

Inscrições abertas até 31/Março/2016

Inscrições abertas até 31/Março/2016 Curso de Pós-Graduação Lato Sensu (nível especialização) em Educação de Pessoas com Transtorno do Espectro Autista e / ou com Atraso no Desenvolvimento: Contribuições da Análise do Comportamento aplicada

Leia mais

IV ENEBIO e II EREBIO da Regional 4 Goiânia, 18 a 21 de setembro de 2012

IV ENEBIO e II EREBIO da Regional 4 Goiânia, 18 a 21 de setembro de 2012 CONCEPÇÕES DE GRADUANDOS DE CURSOS DE LICENCIATURA DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS SOBRE CIÊNCIA, MÉTODO CIENTÍFICO E ENSINO DE CIÊNCIAS. Leonardo Henrique Montalvão (Programa FaunaCO Licenciando em Ciências

Leia mais

Exemplo de Vê Epistemológico. O uso de analogias para gerar mudanças conceituais 1. Leonardo Sartori Porto

Exemplo de Vê Epistemológico. O uso de analogias para gerar mudanças conceituais 1. Leonardo Sartori Porto Exemplo de Vê Epistemológico O uso de analogias para gerar mudanças conceituais 1 Leonardo Sartori Porto Nosso projeto de pesquisa visa investigar se o uso de analogias no ensino de ciências pode facilitar

Leia mais

O IMPACTO DOS DISTÚRBIOS DE DESENVOLVIMENTO DE LINGUAGEM NA APRENDIZAGEM NOEMI TAKIUCHI*

O IMPACTO DOS DISTÚRBIOS DE DESENVOLVIMENTO DE LINGUAGEM NA APRENDIZAGEM NOEMI TAKIUCHI* O IMPACTO DOS DISTÚRBIOS DE DESENVOLVIMENTO DE LINGUAGEM NA APRENDIZAGEM NOEMI TAKIUCHI* * Professora Adjunta da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo, Doutora em Semiótica e Linguística

Leia mais

Reorganização de classes de estímulos equivalentes: uma revisão crítica de estudos experimentais

Reorganização de classes de estímulos equivalentes: uma revisão crítica de estudos experimentais ISSN 1413-389X Temas em Psicologia - 2009, Vol. 17, n o 2, 449 462 Reorganização de classes de estímulos equivalentes: uma revisão crítica de estudos experimentais Resumo João Henrique de Almeida Universidade

Leia mais

DELINEANDO UM PANORAMA SOBRE AS PESQUISAS EM ESTIMULAÇÃO PRECOCE NO BRASIL

DELINEANDO UM PANORAMA SOBRE AS PESQUISAS EM ESTIMULAÇÃO PRECOCE NO BRASIL DELINEANDO UM PANORAMA SOBRE AS PESQUISAS EM ESTIMULAÇÃO PRECOCE NO BRASIL Ana Flávia HANSEL 1 - UNICENTRO Maria Augusta BOLSANELLO 2 - UFPR Introdução A estimulação precoce consiste em um conjunto de

Leia mais

EXAMES - ÉPOCA ESPECIAL

EXAMES - ÉPOCA ESPECIAL ADMINISTRAÇÃO DE ORGANIZAÇÕES EDUCATIVAS DIA Horas Ano Disciplina Sala 9 SET 18.30 h 1º Sociologia das Organizações 26 10 SET 18.30 h 1º Teoria da Administração 26 11 SET 18.30 h 1º Financiamento e Gestão

Leia mais

MEU AMIGO AUTISTA: UMA POSSIBILIDADE DE APRENDIZAGEM SOBRE AUTISMO ATRAVÉS DA ABORDAGEM CRÍTICO-SUPERADORA NAS AULAS DE EDUCAÇÃO FÍSICA.

MEU AMIGO AUTISTA: UMA POSSIBILIDADE DE APRENDIZAGEM SOBRE AUTISMO ATRAVÉS DA ABORDAGEM CRÍTICO-SUPERADORA NAS AULAS DE EDUCAÇÃO FÍSICA. MEU AMIGO AUTISTA: UMA POSSIBILIDADE DE APRENDIZAGEM SOBRE AUTISMO ATRAVÉS DA ABORDAGEM CRÍTICO-SUPERADORA NAS AULAS DE EDUCAÇÃO FÍSICA. Ana Paula de Melo¹; Ieda Mayumi Sabino Kawashita²; Renata Beatriz

Leia mais

Assumir a prevenção de perturbações de comunicação e linguagem e despiste no sentido da deteção precoce;

Assumir a prevenção de perturbações de comunicação e linguagem e despiste no sentido da deteção precoce; Definição de Terapeuta da Fala segundo o Comité Permanente de Ligação dos Terapeutas da Fala da União Europeia (CPLO),1994 O Terapeuta da Fala é o profissional responsável pela prevenção, avaliação, diagnóstico,

Leia mais