1. OBJETIVO Prestar atendimento ao cidadão de maneira rápida, eficiente e eficaz, de acordo com os requisitos especificados pelo cliente.

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "1. OBJETIVO Prestar atendimento ao cidadão de maneira rápida, eficiente e eficaz, de acordo com os requisitos especificados pelo cliente."

Transcrição

1 Sistema de Gestão do Programa Vapt Vupt SUPERINTENDENCIA DE VAPT VUPT E ATENDIMENTO AO PÚBLICO INSTRUÇÃO DE TRABALHO SEMARH Responsável: Alex Viana Silva Cópia Controlada - Revisão 01 de 01/03/2013 e Aprovado por 1. OBJETIVO Prestar atendimento ao cidadão de maneira rápida, eficiente e eficaz, de acordo com os requisitos especificados pelo cliente. 2. REFERÊNCIA Normas do Padrão de Atendimento Vapt Vupt 3. O QUE DEVE SER FEITO 3.1. Determinação dos requisitos relacionados ao produto A determinação dos requisitos especificados pelo cliente é identificada na recepção da Unidade Vapt Vupt, que orienta o cliente quanto à documentação necessária para a realização do serviço solicitado O órgão avalia se tem condições para atender as solicitações dos clientes no que se refere ao prazo para entrega, preço, condição de pagamento, quando for o caso, etc. Caso haja alguma divergência entre o pedido do cliente e as condições do condômino em atendê-lo isso será resolvido antes do fechamento da solicitação do serviço. 4. SERVIÇOS REALIZADOS 4.1. Abertura de Processos Administrativos Abertura de Processos de Fiscalização Abertura de Processos Judiciais Abertura de Processos de Solicitação Abertura de Processos Técnicos de Análise laboratorial Abertura de Processos Técnicos de Autorização para Atividades de Impacto Insignificante Abertura de Processos Técnicos de Autorização para Transporte e Destinação de Resíduos Especiais Abertura de Processos Técnicos de Comunicado de Corte de Floresta Plantada Abertura de Processos Técnicos de Comunicado para Plantio de Floresta Exótica Abertura de Processos Técnicos de Queima Agrícola Abertura de Processos Técnicos de Queima Florestal Abertura de Processos de Compensação Ambiental Abertura de Processos de Documentos Abertura de Processos de Licença...9 Página 1 de 25

2 4.15. Abertura de Processos de Licença de Exploração Florestal Abertura de Processos de Licença para Pesquisa Científica Abertura de Processos de Outorga de Água Abertura de Processos de Reserva Legal Abertura de Processos de Servidão Florestal Vistas de processo Cópia de processo Entrega de Licenças/ Declarações/ Autorizações Juntada de Documentos pendentes ou complementares a processos em andamento Emissão de Documentos de Arrecadação Estadual (DARE) para abertura de processos Emissão de Documentos de Arrecadação Estadual (DARE) para processos em andamento Renovação de DARE vencida Consulta de número de processos Simulação de Valor de Taxas Informações gerais sobre procedimentos para abertura de processos Emissão de Licença de Pesca Emissão e entrega de Comunicado de Corte/Plantio de Floresta Exótica Lançamento de Autorização de Queima no SISFOGO/IBAMA Lançamentos Sistema IBANET - Documento de Origem Florestal (DOF) - Cadastro de Autorização de Exploração AUTEX Lançamentos Sistema IBANET - Documento de Origem Florestal (DOF) - Homologação de AUTEX Lançamentos Sistema IBANET - Documento de Origem Florestal (DOF) - Homologação de Pátio Lançamentos Sistema IBANET - Documento de Origem Florestal (DOF) - Cadastro de Licença de Conversão Lançamentos Sistema IBANET - Documento de Origem Florestal (DOF) - Ajuste Administrativo/Judicial Lançamentos Sistema IBANET - Documento de Origem Florestal (DOF) - Estorno/Suspensão/Entrega Lançamentos Sistema IBANET - Documento de Origem Florestal (DOF) - Liberação de Oferta Página 2 de 25

3 4.42. Lançamentos Sistema IBANET - Documento de Origem Florestal (DOF) - Estender Validade Lançamentos Sistema IBANET - Documento de Origem Florestal (DOF) - Cadastro de saldo inicial de Reposição Florestal Lançamentos Sistema IBANET - Documento de Origem Florestal (DOF) - Consulta de Origem Lançamentos Sistema IBANET - Documento de Origem Florestal (DOF) - Consulta de Oferta Lançamentos Sistema IBANET - Documento de Origem Florestal (DOF) - Consulta de DOF Lançamentos Sistema IBANET - Documento de Origem Florestal (DOF) - Consulta de Destinação Lançamentos Sistema IBANET - Documento de Origem Florestal (DOF) - Consulta de Reposição Lançamentos Sistema IBANET - Documento de Origem Florestal (DOF) - Consulta Código Controle Lançamentos Sistema IBANET - Documento de Origem Florestal (DOF) - Consulta de DOF s Válidos Lançamentos Sistema IBANET - Documento de Origem Florestal (DOF) - Consulta de Origem/Pátio por Município/GO Lançamentos Sistema IBANET - Documento de Origem Florestal (DOF) - Consulta de Origem/Pátio/Reposição cadastrado e ajustado Lançamentos Sistema IBANET - Documento de Origem Florestal (DOF) - Consulta de Localização de Autorizações Válidas Lançamentos Sistema IBANET - Documento de Origem Florestal (DOF) - Protocolo de Prestação de Contas DETALHAMENTO 4.1. Abertura de Processos Administrativos Requisitos especificados Requerimento específico ou Termo de Referência devidamente preenchido e assinado Processo de atendimento p.2. Clicar em Novo processo ; p.3. Preencher os dados solicitados; Página 3 de 25

4 p.4. Montar os documentos na capa e colar etiqueta; p.5. Carimbar e numerar o processo; p.6. Fazer os trâmites no sistema e entregar processo para Coordenação de Arquivo, para tramitação para área competente Abertura de Processos de Fiscalização Requisitos especificados Auto de Advertência/ Infração/ Embargo e Interdição/ Apreensão e Depósito devidamente preenchido e assinado, ou Defesa Administrativa devidamente assinada acompanhada da cópia do auto ou Documento de denúncia, anônimo ou não, com roteiro de acesso ao local Processo de atendimento p.2. Clicar em Novo processo ; p.3. Preencher os dados solicitados; p.4. Montar os documentos na capa e colar etiqueta; p.5. Carimbar e numerar o processo; p.6. Fazer os trâmites no sistema e entregar processo para Coordenação de Arquivo, para tramitação para área competente Abertura de Processos Judiciais Requisitos especificados Documento da Justiça Estadual ou Federal Processo de atendimento p.2. Clicar em Novo processo ; p.3. Preencher os dados solicitados; p.4. Montar os documentos na capa e colar etiqueta; p.5. Carimbar e numerar o processo; p.6. Fazer os trâmites no sistema e entregar processo para Coordenação de Arquivo, para tramitação para área competente Abertura de Processos de Solicitação Requisitos especificados Documento expondo a solicitação; Processo de Atendimento p.2. Clicar em Processo novo ; p.3. Preencher os dados solicitados; p.4. Montar os documentos na capa e colar etiqueta; p.5. Carimbar e numerar o processo; p.6. Fazer os trâmites no sistema e entregar processo para Coordenação de Arquivo, para tramitação para área competente Abertura de Processos Técnicos de Análise laboratorial Requisitos especificados Documento solicitando realização de análise laboratorial Processo de Atendimento Página 4 de 25

5 p.2. Clicar em Processo novo ; p.3. Preencher os dados solicitados; p.4. Montar os documentos na capa e colar etiqueta; p.5. Entregar um cartão com etiqueta do processo para cliente; p.6. Carimbar e numerar o processo; p.7. Fazer os trâmites no sistema e entregar processo para recebimento Coordenação de Arquivo, para aguardar solicitação do mesmo pela área competente Abertura de Processos Técnicos de Autorização para Atividades de Impacto Insignificante Requisitos especificados Requerimento específico, devidamente preenchido e assinado, disponível no site da SEMARH e na Recepção da Unidade para essa Documentos pessoais do requerente, sendo Cópia do RG e CPF, para pessoa física e Contrato Social, Cartão CNPJ e Inscrição Estadual, para pessoa jurídica; Certidão do imóvel, emitida há, no máximo, 90 dias. Comprovante de endereço, validade de 90 dias; Documento expondo a solicitação e sua justificativa; Projetos específicos para solicitação, com ART Processo de atendimento p.3. Clicar em Processo novo ; p.7. Carimbar e numerar o processo; p.8. Fazer os trâmites no sistema e entregar processo para recebimento Coordenação de Arquivo, para aguardar solicitação do mesmo pela área competente Abertura de Processos Técnicos de Autorização para Transporte e Destinação de Resíduos Especiais Requisitos especificados Requerimento específico, devidamente preenchido e assinado, disponível no site da SEMARH e na Recepção da Unidade Página 5 de 25

6 Taxa (DARE) paga; Todos os documentos constantes na lista de documentos específica para essa atividade, disponível no site da SEMARH e na Unidade, em anexo Processo de Atendimento p.3. Digitar o número de processo constante na DARE, caso a mesma ainda não tenha caído no sistema, verificar se consta o pagamento no site da SEFAZ-GO e fazer a baixa manual no sistema SEMARH, no campo Financeiro Pagamento manual ; p.7. Carimbar e numerar o processo; p.8. Fazer os trâmites no sistema e entregar processo para recebimento Coordenação de Arquivo, para aguardar solicitação do mesmo pela área competente Abertura de Processos Técnicos de Comunicado de Corte de Floresta Plantada Requisitos especificados Requerimento específico, devidamente preenchido e assinado, disponível no site da SEMARH e na Recepção da Unidade Todos os documentos constantes na lista de documentos específica para essa atividade, disponível no site da SEMARH e na Unidade, em anexo Processo de Atendimento p.3. Clicar em Novo processo ; p.7. Solicitar que o cliente peça uma senha para Atendimento Selos e Guias para emissão do comunicado; p.8. Carimbar e numerar o processo Abertura de Processos Técnicos de Comunicado para Plantio de Floresta Exótica Requisitos especificados Requerimento específico, devidamente preenchido e assinado, disponível no site da SEMARH e na Recepção da Unidade Página 6 de 25

7 Todos os documentos constantes na lista de documentos específica para essa atividade, disponível no site da SEMARH e na Unidade, em anexo Processo de Atendimento p.3. Clicar em Processo novo ; p.7. Solicitar que o cliente peça uma senha para Atendimento Selos e Guias para emissão do comunicado; p.8. Carimbar e numerar o processo Abertura de Processos Técnicos de Queima Agrícola Requisitos especificados Requerimento específico, devidamente preenchido e assinado, disponível no site da SEMARH e na Recepção da Unidade Taxa (DARE) paga; Todos os documentos constantes na lista de documentos específica para essa atividade, disponível no site da SEMARH e na Unidade, em anexo Processo de Atendimento p.3. Digitar o número de processo constante na DARE, caso a mesma ainda não tenha caído no sistema, verificar se consta o pagamento no site da SEFAZ-GO e fazer a baixa manual no sistema SEMARH, no campo Financeiro Pagamento manual ; p.7. Solicitar que o cliente peça uma senha para Atendimento Selos e Guias para emissão da Autorização; p.8. Carimbar e numerar o processo Abertura de Processos Técnicos de Queima Florestal Requisitos especificados Requerimento específico, devidamente preenchido e assinado, disponível no site da SEMARH e na Recepção da Unidade Página 7 de 25

8 Taxa (DARE) paga; Todos os documentos constantes na lista de documentos específica para essa atividade, disponível no site da SEMARH e na Unidade, em anexo Processo de Atendimento p.3. Digitar o número de processo constante na DARE, caso a mesma ainda não tenha caído no sistema, verificar se consta o pagamento no site da SEFAZ-GO e fazer a baixa manual no sistema SEMARH, no campo Financeiro Pagamento manual ; p.7. Solicitar que o cliente peça uma senha para Atendimento Selos e Guias para emissão da Autorização; p.8. Carimbar e numerar o processo Abertura de Processos de Compensação Ambiental Requisitos especificados Termo de Compensação Ambiental firmado junto à SEMARH devidamente assinado pelas partes envolvidas; Documentos pessoais do requerente, sendo Cópia do RG e CPF, para pessoa física e Contrato Social, Cartão CNPJ e Inscrição Estadual, para pessoa jurídica; representado por terceiros Processo de Atendimento p.3. Digitar o número de processo constante na DARE, caso a mesma ainda não tenha caído no sistema, verificar se consta o pagamento no site da SEFAZ-GO e fazer a baixa manual no sistema SEMARH, no campo Financeiro Pagamento manual ; p.7. Carimbar e numerar o processo; p.8. Fazer os trâmites no sistema e entregar processo para recebimento Coordenação de Arquivo, para aguardar solicitação do mesmo pela área competente Abertura de Processos de Documentos Página 8 de 25

9 Requisitos especificados Documento a ser entregue na SEMARH para fins de arquivamento; CPF/CNPJ Processo de Atendimento p.3. Clicar em Processo novo ; p.7. Carimbar e numerar o processo; p.8. Fazer os trâmites no sistema e entregar processo para recebimento Coordenação de Arquivo, para aguardar solicitação do mesmo pela área competente Abertura de Processos de Licença Requisitos especificados Requerimento específico, devidamente preenchido e assinado, disponível no site da SEMARH e na Recepção da Unidade Taxa (DARE) paga; Todos os documentos constantes na lista de documentos específica para a atividade desejada, disponível no site da SEMARH e na Unidade, em anexo Processo de Atendimento p.3. Digitar o número de processo constante na DARE, caso a mesma ainda não tenha caído no sistema, verificar se consta o pagamento no site da SEFAZ-GO e fazer a baixa manual no sistema SEMARH, no campo Financeiro Pagamento manual ; p.7. Carimbar e numerar o processo; p.8. Fazer os trâmites no sistema e entregar processo para recebimento Coordenação de Arquivo, para aguardar solicitação do mesmo pela área competente Abertura de Processos de Licença de Exploração Florestal Requisitos especificados Requerimento específico, devidamente preenchido e assinado, disponível no site da SEMARH e na Recepção da Unidade Página 9 de 25

10 Taxa (DARE) paga; Todos os documentos constantes na lista de documentos específica para a atividade desejada, disponível no site da SEMARH e na Unidade, em anexo Processo de Atendimento p.3. Digitar o número de processo constante na DARE, caso a mesma ainda não tenha caído no sistema, verificar se consta o pagamento no site da SEFAZ-GO e fazer a baixa manual no sistema SEMARH, no campo Financeiro Pagamento manual ; p.7. Carimbar e numerar o processo; p.8. Fazer os trâmites no sistema e entregar processo para recebimento Coordenação de Arquivo, para aguardar solicitação do mesmo pela área competente Abertura de Processos de Licença para Pesquisa Científica Requisitos especificados Requerimento específico, devidamente preenchido e assinado, disponível no site da SEMARH e na Recepção da Unidade Todos os documentos constantes na lista de documentos específica para a atividade desejada, disponível no site da SEMARH e na Unidade, em anexo Processo de Atendimento p.3. Clicar em Processo novo ; p.7. Carimbar e numerar o processo; p.8. Fazer os trâmites no sistema e entregar processo para recebimento Coordenação de Arquivo, para aguardar solicitação do mesmo pela área competente Abertura de Processos de Outorga de Água Requisitos especificados Página 10 de 25

11 Requerimento e Formulários específicos, devidamente preenchidos e assinados, disponível no site da SEMARH e na Recepção da Unidade Taxa (DARE) paga, quando for o caso; Todos os documentos constantes na lista de documentos específica para a atividade desejada, disponível no site da SEMARH e na Unidade, em anexo Processo de Atendimento p.3. Digitar o número de processo constante na DARE, caso a mesma ainda não tenha caído no sistema, verificar se consta o pagamento no site da SEFAZ-GO e fazer a baixa manual no sistema SEMARH, no campo Financeiro Pagamento manual ou Clicar em Novo processo, caso processo seja isento de taxa; p.7. Carimbar e numerar o processo; p.8. Encaminhar processo para Apoio Administrativo, que os remete para Superintendência de Recursos Hídricos, via malote Abertura de Processos de Parecer/Estudo Técnico Requisitos especificados Requerimento e Formulários específicos, devidamente preenchidos e assinados, disponível no site da SEMARH e na Recepção da Unidade Taxa (DARE) paga, quando for o caso; Todos os documentos constantes na lista de documentos específica para a atividade desejada, disponível no site da SEMARH e na Unidade, em anexo Processo de Atendimento p.3. Digitar o número de processo constante na DARE, caso a mesma ainda não tenha caído no sistema, verificar se consta o pagamento no site da SEFAZ-GO e fazer a baixa manual no sistema SEMARH, no campo Financeiro Pagamento manual ou Clicar em Novo processo, caso processo seja isento de taxa; p.7. Carimbar e numerar o processo; Página 11 de 25

12 p.8. Fazer os trâmites no sistema e entregar processo para recebimento Coordenação de Arquivo, para aguardar solicitação do mesmo pela área competente Abertura de Processos de Reserva Legal Requisitos especificados Requerimento específico, devidamente preenchido e assinado, disponível no site da SEMARH e na Recepção da Unidade Todos os documentos constantes na lista de documentos específica para a atividade desejada, disponível no site da SEMARH e na Unidade, em anexo Processo de Atendimento p.3. Clicar em Processo novo ; p.7. Carimbar e numerar o processo; p.8. Fazer os trâmites no sistema e entregar processo para recebimento Coordenação de Arquivo, para aguardar solicitação do mesmo pela área competente Abertura de Processos de Servidão Florestal Requisitos especificados Requerimento específico, devidamente preenchido e assinado, disponível no site da SEMARH e na Recepção da Unidade Todos os documentos constantes na lista de documentos para Reserva Legal, disponível no site da SEMARH e na Unidade, em anexo Processo de Atendimento p.3. Clicar em Processo novo ; p.7. Carimbar e numerar o processo; Página 12 de 25

13 p.8. Fazer os trâmites no sistema e entregar processo para recebimento Coordenação de Arquivo, para aguardar solicitação do mesmo pela área competente Vistas de processo Requisitos especificados Não há Processo de Atendimento p.2. Conferir se o processo está, fisicamente, na Coordenação de Arquivo, pelo Sistema de Licenciamento SEMARH; p.3. Solicitar o processo junto à Coordenação de Arquivo; p.4. Apresentar o processo para cliente dar vistas; p.5. Fazer trâmites no sistema e devolver processo para Coordenação de Arquivo Cópia de processo Requisitos especificados representado por terceiros ou Carteira da OAB, caso o solicitante seja Advogado; Requerimento próprio, disponível na Recepção da Unidade, devidamente preenchido e assinado Processo de Atendimento p.2. Conferir se o processo está, fisicamente, na Coordenação de Arquivo, pelo Sistema de Licenciamento SEMARH; p.3. Solicitar o processo junto à Coordenação de Arquivo; p.4. Solicitar requerimento preenchido e documentos pessoais do cliente; p.5. Apresentar processo para cliente identificar páginas a serem copiadas e entregá-las a ele; p.6. Caso seja solicitada cópia integral do processo, solicitar à Supervisão que leve o processo para copiadora, que o devolve posteriormente; p.7. Receber as páginas tiradas para cópia e organizar o processo conforme numeração; p.8. Anexar requerimento de cópia e procuração e documentos pessoais do procurador ou cópia da carteira da OAB, quando for o caso; p.9. Lançar informações sobre a retirada de cópia no sistema de licenciamento, no campo Anotação, exemplo: Cópia do integral processo tirada pelo Procurador João da Silva, CPF: ; p.10. Fazer os trâmites no sistema e devolver processo para Coordenação de Arquivo Entrega de Licenças/ Declarações/ Autorizações Requisitos especificados representado por terceiros. Página 13 de 25

14 Processo de Atendimento p.2. Conferir se o processo está, fisicamente, na Coordenação de Arquivo, pelo Sistema de Licenciamento SEMARH; p.3. Solicitar o processo junto à Coordenação de Arquivo; p.4. Verificar se o documento a ser entregue para o cliente está completo e separá-lo; p.5. Verificar se o cliente é o titular do serviço ou procurador já nomeado nos autos, solicitando documentos pessoais para confirmação; p.6. Caso a procuração seja apresentada no ato do recebimento do documento, anexá-la ao processo juntamente com cópia dos documentos pessoais; p.7. Solicitar que o cliente dê o recebido na via do documento que fica no processo, datando e assinando por extenso; p.8. Lançar informações sobre a entrega do documento no sistema de licenciamento, no campo Anotação, exemplo: Licença entregue para Procurador João da Silva, CPF: ; p.9. Fazer os trâmites no sistema e devolver processo para Coordenação de Arquivo Juntada de Documentos pendentes ou complementares a processos em andamento Requisitos especificados Documentos que atendam integralmente as pendências notificadas ou complementares para análise do processo Processo de Atendimento p.2. Conferir se o processo está, fisicamente, na Coordenação de Arquivo, pelo Sistema de Licenciamento SEMARH; p.3. Solicitar o processo junto à Coordenação de Arquivo, caso seja sua localização física; p.4. Caso o processo esteja em análise no departamento competente, receber os documentos e colocar em envelope identificado com número do processo e localização física do mesmo; p.5. Verificar o teor do documento; p.6. Anexar documentos precedidos do Termo de juntada; p.7. Lançar informações sobre a juntada do documento no sistema de licenciamento, no campo Anotação, exemplo: Juntada de documentos para atendimento das pendências, feita pelo procurador João da Silva, CPF: ; p.8. Dar recebimento dos documentos na via do cliente, quando solicitado; p.9. Carimbar e numerar os documentos juntados; p.10. Fazer os trâmites no sistema e encaminhar para o Apoio Administrativo para tramitação para área competente Emissão de Certidão de Regularidade Ambiental referente ao Cadastro Técnico Estadual de Atividades Potencialmente Poluidoras ou Utilizadoras dos Recursos Naturais Requisitos especificados Página 14 de 25

15 CPF ou CNPJ Processo de Atendimento p.1. Acessar o site da SEMARH e clicar em TFAGO para consultar se o cliente possui cadastro técnico estadual e se possui débitos referentes ao mesmo p.2. Acessar, na intranet, o Sistema de Licenciamento da SEMARH para consultar se o cliente possui processo de Auto de Infração ou processo Administrativo solicitando isenção da taxa; p.3. Acessar o site da Receita Federal, para consulta do cadastro de pessoa física ou jurídica, confirmando a veracidade dos dados; p.4. Caso o cliente seja cadastrado e não possua débitos da TFAGO e nem auto de infração é emitida a Certidão de Regularidade Ambiental Negativa confeccionada no Microsoft Excel; p.5. Encaminhar a certidão emitida para Gerência de Cobrança de Multas e de Taxas para assinatura; p.6. Entregar para cliente e solicitar a assinatura do recebimento em caderno de solicitações Emissão de Documentos de Arrecadação Estadual (DARE) para abertura de processos Requisitos especificados Requerimento e Formulários específicos, devidamente preenchidos e assinados, disponível no site da SEMARH e na Recepção da Unidade representado por terceiros Processo de Atendimento para retirada de taxa; p.3. Clicar em Processo novo ; p.5. Informar parâmetros exigidos para emissão da DARE; p.6. Conferir dados adicionados; p.7. Imprimir a DARE e conferir se a mesma foi emitida corretamente, confirmar os dados e entregá-la para cliente; p.8. Lançar informações sobre emissão da DARE no sistema de licenciamento, no campo Anotação, exemplo: Taxa retirada pelo procurador João da Silva, CPF: Emissão de Documentos de Arrecadação Estadual (DARE) para processos em andamento Requisitos especificados Requerimento e Formulários específicos, devidamente preenchidos e assinados, disponível no site da SEMARH e na Recepção da Unidade para solicitação de complementação de área (Ampliação) Página 15 de 25

16 representado por terceiros Processo de Atendimento p.1. Acessar, na Intranet, o Sistema de Licenciamento da SEMARH; para retirada de taxa; p.3. Clicar em Adicionar taxa ; p.5. Informar parâmetros exigidos para emissão da DARE; p.6. Conferir dados adicionados; p.7. Imprimir a DARE e conferir se a mesma foi emitida corretamente, confirmar os dados e entregá-la para cliente; p.8. Lançar informações sobre emissão da DARE no sistema de licenciamento, no campo Anotação, exemplo: Taxa retirada para atendimento da notificação nº 123/ complementação da área em 500 m², a pedido do procurador João da Silva, CPF: Renovação de DARE vencida Requisitos especificados DARE com data de validade vencida; representado por terceiros Processo de Atendimento para retirada de taxa; p.3. Digitar o número do processo, constante na taxa vencida; p.4. Colocar o cursor sobre o ícone Renovar ; p.5. Imprimir a DARE e conferir se a mesma foi emitida corretamente, confirmar os dados e entregá-la para cliente Consulta de número de processos Requisitos especificados Nome do interessado ou CPF/CNPJ; Processo de Atendimento p.2. Colocar o cursor sobre o ícone Processo e clicar em Pesquisar ; p.3. Na aba Processos Novos, digitar o número do CPF/CNPJ/Nome do interessado no campo Cliente [CPF/CNPJ ou Nome] ; p.4. Clicar em Pesquisar ; p.5. Caso não seja localizado nenhum resultado, ou para pesquisa de todos os processos do interessado, na aba Processos Antigos, digitar o Nome do interessado no campo Nome do Cliente ; p.6. Clicar em Pesquisar p.7. Repassar informação solicitada para cliente. Página 16 de 25

17 4.30. Simulação de Valor de Taxas Requisitos especificados Área a ser licenciada para simulação Processo de Atendimento p.1. Acessar, na pasta de documentos, o arquivo Simulador de taxa ; p.2. Preencher o campo Área e Fator de Complexidade ; p.3. Clicar em Pesquisar ; p.4. Repassar informação solicitada para cliente Informações gerais sobre procedimentos para abertura de processos Requisitos especificados Não há Processo de Atendimento p.1. Verificar quais as informações solicitadas pelo cliente; p.2. Se for o caso, imprimir ou encaminhar por a relação de documentos necessária para abertura de processos; p.3. Se as informações solicitadas forem técnicas, informar ao cliente que o mesmo deve procurar a Gerência competente. p.4. Repassar informação solicitada para cliente Emissão de Licença de Pesca Requisitos especificados Cadastro no site da SEMARH; Documentos pessoais Processo de Atendimento p.1. Acessar o site: p.2. Preencher os dados solicitados; p.3. Clicar em Gerar nova Licença ; p.4. Clicar em Imprimir Licença ; p.5. Clicar em Imprimir Boleto ; p.6. Conferir dados do boleto e da licença gerados e confirmar os dados; p.7. Entregar impressões para cliente e informar que após o pagamento do boleto, o comprovante do mesmo deve ser anexado à Licença, para validá-la Emissão e entrega de Comunicado de Corte/Plantio de Floresta Exótica Requisitos especificados representado por terceiros Processo de Atendimento p.1. Acessar, a intranet, o Sistema de Licenciamento da SEMARH; p.2. Digitar o numero do processo do cartão de protocolo apresentado pelo usuário; p.3. Clicar no ícone inserção de parâmetros e digitar os dados que se encontram no documento específico do processo; p.4. Clicar em Próximo passo ; Página 17 de 25

18 p.5. Clicar no ícone AUTORIZAÇÂO, e inserir a data e os períodos específicos para autorização e emitir a autorização em 02 (duas) vias; p.6. Verificar se o cliente é o titular do serviço ou procurador já nomeado nos autos, solicitando documentos pessoais para confirmação; p.7. Caso a procuração seja apresentada no ato do recebimento do documento, anexá-la ao processo juntamente com cópia dos documentos pessoais; p.8. Solicitar que o cliente dê o recebido na via do documento que fica no processo, datando e assinando por extenso; p.9. Lançar informações sobre a entrega do documento no sistema de licenciamento, no campo Anotação, exemplo: Autorização entregue para Procurador João da Silva, CPF: ; p.10. Fazer os trâmites no sistema e devolver processo para Coordenação de Arquivo Lançamento de Autorização de Queima no SISFOGO/IBAMA Requisitos especificados Autorização de Queima emitida e assinada Processo de Atendimento p.1. Acessar o Sistema do IBAMA; p.2. Preencher todos os campos solicitados; p.3. Emitir o comprovante do SISFOGO; p.4. Anexar no processo correspondente. p.5. Fazer os trâmites no sistema e devolver processo para Coordenação de Arquivo Lançamentos Sistema IBANET - Documento de Origem Florestal (DOF) - Cadastro de Autorização de Exploração AUTEX Requisitos especificados Cadastro Técnico Federal com a categoria correta; Dare Pago referente a quantidades selos constante na licença; representado por terceiros Processo de Atendimento p.1. Solicitar o processo de desmatamento junto ao Arquivo; p.2. Acessar o sistema IBAMA.NET/DOF; p.3. Colocar o cursor sobre o status CADASTRAR AUTORIZAÇÃO DE EXPLORAÇÃO; p.4. Preencher todos os campos solicitados: CPF/CNPJ do interessado; N autorização original; N do processo original; N do protocolo; Selecionar o Tipo de Autorização; Data de Emissão e Data de Validade; Selecionar o orgão competente GO/SEMARH Secretaria do Meio Ambiente e Recursos Hidricos do Goias; Nome da Propriedade; Página 18 de 25

19 Selecionar o Municipio; Digitar a Latitude e a Longitude ( Coordenadas Geograficas). Área Autorizada; Descrição de Acesso. p.5. Na aba Itens : Selecionar a Materia-prima e digitar o volume Autorizado; Clicar em Adicionar itens ; p.6. Colocar a senha do operador e clicar em Cadastrar Lançamentos Sistema IBANET - Documento de Origem Florestal (DOF) - Homologação de AUTEX Requisitos especificados Cadastro Técnico Federal com a categoria correta; Dare Pago referente a quantidades selos constante na licença; representado por terceiros Processo de Atendimento p.1. Selecionar a AUTEX, confirir todos dados contidos nela; p.2. Caso estejam corretos, clicar em Homologar AUTEX, caso contrário, clicar em Cancelar AUTEX Lançamentos Sistema IBANET - Documento de Origem Florestal (DOF) - Homologação de Pátio Requisitos especificados Requerimento solicitando a homologação do pátio, assinado pelo proprietario, sócio (caso de pessoa jurídica) ou procurador com firma reconhecida em cartorio; Cópia dos documentos : Pessoa física: cópia dos documentos pessoais; Pessoa Jurídica: cópia do contrato social; Procurador: cópia da procuração e dos documentos pessoais do procurador, e conforme o tipo, cópias dos documentos do interessado; Cópia do comprovante de enderço do pátio a ser homologado; Cópia do espelho do cadastro do pátio do IBAMA Processo de Atendimento p.2. Colocar o cursor sobre o item Cadastrar item homologar pátio; p.3. Digitar o CPF/CNPJ; p.4. Clicar na aba abaixo e selecionar o pátio; p.5. Colocar a senha do operador e clicar em Homologar pátio ; p.6. Digitar o texto explicatico para realização do serviço, digitar a senha do operador e clicar em Gravar Lançamentos Sistema IBANET - Documento de Origem Florestal (DOF) - Cadastro de Licença de Conversão Página 19 de 25

20 Requisitos especificados Requerimento solicitando a homologação da licença de conversão, assinado pelo proprietário, sócio (caso de pessoa jurídica) ou procurador, com procuração com firma reconhecida em cartório. Cópia dos documentos : Pessoa física: cópia dos documentos pessoais; Pessoa Jurídica: cópia do contrato social; Procurador: cópia da procuração e documentos pessoais do procurador e, conforme o tipo, cópia dos documentos do interessado; Cópia da licença de conversão Requisitos especificados p.2. Colocar o cursor sobre o status Cadastrar e clicar licença de conversão; p.3. Digitar o CPF /CNPJ do solicitante; p.4. Selecionar o pátio solicitado; p.5. Digitar o número da licença, a data inicial e final; p.6. Selecionar o órgão competente GO/SEMARH Secretaria do Meio Ambiente e Recursos Hídricos do Estado de Goiás; p.7. Digitar o texto explicatico para realização do serviço, digite a senha do operador e clique gravar Lançamentos Sistema IBANET - Documento de Origem Florestal (DOF) - Ajuste Administrativo/Judicial Requisitos especificados Requerimento solicitando o serviço com exposição do motivo, assinado pelo proprietário, sócio (caso de pessoa jurídica) ou procurador, com procuração com firma reconhecida em cartório; Cópia dos documentos : Pessoa física: cópia dos documentos pessoais; Pessoa Jurídica: cópia do contrato social; Procurador: cópia da procuração e documentos pessoais do procurador e, conforme o tipo, cópia dos documentos do interessado Processo de Atendimento p.2. Colocar o cursor sobre o status Cadastrar e clicar em Ajuste Administrativo/Judicial ; p.3. Digitar o CPF /CNPJ do solicitante; p.4. Selecionar a Autex ou pátio autex desejado; p.5. Clicar em Itens e selecionar a matéria-prima desejada; p.6. Selecionar o Tipo de ajuste (crédito/débito); p.7. Em Ajuste digitar o saldo autorizado; p.8. Clicar em Adicionar item p.9. Digitar o texto explicatico para realização do serviço, a senha do operador e clicar em Gravar. Página 20 de 25

21 4.40. Lançamentos Sistema IBANET - Documento de Origem Florestal (DOF) - Estorno/Suspensão/Entrega Requisitos especificados Requerimento solicitando o serviço com exposição do motivo, assinado pelo proprietário, sócio (caso de pessoa jurídica) ou procurador, com procuração com firma reconhecida em cartório; Cópia dos documentos : Pessoa física: cópia dos documentos pessoais; Pessoa Jurídica: cópia do contrato social; Procurador: cópia da procuração e documentos pessoais do procurador e, conforme o tipo, cópia dos documentos do interessado Processo de Atendimento p.2. Colocar o cursor sobre o status Oferta/Dof s e clicar em Estorno/Suspensão/Entrega ; p.3. Digitar o CPF/CNPJ do solicitante; p.4. Selecionar o DOF; p.5. Digitar o texto explicatico para realização do serviço, a senha do operador e clicar em Estorno/Suspensão/Entrega Lançamentos Sistema IBANET - Documento de Origem Florestal (DOF) - Liberação de Oferta Requisitos especificados Requerimento solicitando o serviço com exposição do motivo, assinado pelo proprietário, sócio (caso de pessoa jurídica) ou procurador, com procuração com firma reconhecida em cartório; Cópia dos documentos : Pessoa física: cópia dos documentos pessoais; Pessoa Jurídica: cópia do contrato social; Procurador: cópia da procuração e documentos pessoais do procurador e, conforme o tipo, cópia dos documentos do interessado Processo de Atendimento p.2. Colocar o cursor sobre o status Oferta/Dof s e clicar em Liberar oferta ; p.3. Digitar o CPF/CNPJ do solicitante; p.4. Selecionar o DOF; p.5. Digitar o texto explicatico para realização do serviço, a senha do operador e clicar em Liberar oferta Lançamentos Sistema IBANET - Documento de Origem Florestal (DOF) - Estender Validade Requisitos especificados Requerimento solicitando o serviço com exposição do motivo, assinado pelo proprietário, sócio (caso de pessoa jurídica) ou procurador, com procuração com firma reconhecida em cartório; Cópia dos documentos : Página 21 de 25

22 Pessoa física: cópia dos documentos pessoais; Pessoa Jurídica: cópia do contrato social; Procurador: cópia da procuração e documentos pessoais do procurador e, conforme o tipo, cópia dos documentos do interessado Processo de Atendimento p.2. Colocar o cursor sobre o status Oferta/Dof s e clicar em Estender Validade ; p.3. Digitar o CPF/CNPJ do solicitante; p.4. Selecionar o DOF; p.5. Digitar o texto explicatico para realização do serviço, a senha do operador e clicar em Estender Validade Lançamentos Sistema IBANET - Documento de Origem Florestal (DOF) - Cadastro de saldo inicial de Reposição Florestal Requisitos especificados Cópia da taxa paga da reposição florestal (lenha/tora/carvão) Processo de Atendimento p.2. Colocar o cursor sobre o status Reposição Florestal e clicar em Cadastro de saldo inicial de Reposição Florestal ; p.3. Digitar o CPF/CNPJ do solicitante; p.4. Selecionar a unidade de medida desejada (m³;st, mdc, etc); p.5. Digitar o saldo autorizado; p.6. Selecionar tipo (crédito/débito/definir saldo novo); p.7. Digitar o texto explicatico para realização do serviço, a senha do operador e clicar gravar Lançamentos Sistema IBANET - Documento de Origem Florestal (DOF) - Consulta de Origem Requisitos especificados CPF/CNPJ Processo de Atendimento p.2. Colocar o cursor sobre o status Consulta de Origem ; p.3. Digitar o CPF/CNPJ do solicitante; p.4. Clicar em Consultar Lançamentos Sistema IBANET - Documento de Origem Florestal (DOF) - Consulta de Oferta Requisitos especificados CPF/CNPJ Processo de Atendimento p.2. Colocar o cursor sobre o status Consulta de Oferta ; p.3. Digitar o CPF/CNPJ do solicitante; p.4. Clicar em Consultar. Página 22 de 25

23 4.46. Lançamentos Sistema IBANET - Documento de Origem Florestal (DOF) - Consulta de DOF Requisitos especificados CPF/CNPJ Processo de Atendimento p.2. Colocar o cursor sobre o status Consulta de DOF ; p.3. Digitar o CPF/CNPJ do solicitante; p.4. Clicar em Consultar Lançamentos Sistema IBANET - Documento de Origem Florestal (DOF) - Consulta de Destinação Requisitos especificados CPF/CNPJ Processo de Atendimento p.2. Colocar o cursor sobre o status Consulta de Destinação ; p.3. Digitar o CPF/CNPJ do solicitante; p.4. Clicar em Consultar Lançamentos Sistema IBANET - Documento de Origem Florestal (DOF) - Consulta de Reposição Requisitos especificados CPF/CNPJ Processo de Atendimento p.2. Colocar o cursor sobre o status Consulta de Reposição ; p.3. Digitar o CPF/CNPJ do solicitante; p.4. Clicar em Consultar Lançamentos Sistema IBANET - Documento de Origem Florestal (DOF) - Consulta Código Controle Requisitos especificados Número de série ou código controle Processo de Atendimento p.2. Selecionar o orgão emissor; p.3. Digitar o número de série ou código de controle; p.4. Clicar em Consultar Lançamentos Sistema IBANET - Documento de Origem Florestal (DOF) - Consulta de DOF s Válidos Requisitos especificados Não há Processo de Atendimento p.2. Selecionar origem destino; p.3. Selecionar o UF e digitar o CPF/CNPJ do solicitante; Página 23 de 25

24 p.4. Clicar em Consultar Lançamentos Sistema IBANET - Documento de Origem Florestal (DOF) - Consulta de Origem/Pátio por Município/GO Requisitos especificados Não há Processo de Atendimento p.2. Selecionar o período da operação (máximo 45 dias); p.3. Selecionar o UF e o município; p.4. Clicar em Consultar Lançamentos Sistema IBANET - Documento de Origem Florestal (DOF) - Consulta de Origem/Pátio/Reposição cadastrado e ajustado Requisitos especificados Não há Processo de Atendimento p.2. Selecionar o período da operação (máximo 45 dias); p.3. Clicar em Consultar Lançamentos Sistema IBANET - Documento de Origem Florestal (DOF) - Consulta de Localização de Autorizações Válidas Requisitos especificados Não há Processo de Atendimento p.2. Selecionar Município ou UF e localização; p.3. Clicar em Consultar Lançamentos Sistema IBANET - Documento de Origem Florestal (DOF) - Protocolo de Prestação de Contas Requisitos especificados Prestação de contas acompanhada das cópias dos DOF s e Notas Fiscais especificas Processo de Atendimento p.1. Receber a prestação de contas e verificar se esta acompanhada das cópias dos DOF s e Notas Fiscais específicas; p.2. Solicitar o processo no Arquivo; p.3. Carimbar as vias e juntá-las no processo em referência; p.4. Fazer os trâmites no sistema e devolver processo para Coordenação de Arquivo. 5. IDENTIFICAÇÃO E RASTREABILIDADE Número do Processo, Certidão de Regularidade Ambiental, DARE, Licença de Pesca, Comunicado de Corte/Plantio de Floresta Exótica. 6. PRODUTO DE PROPRIEDADE DO CLIENTE Página 24 de 25

25 A documentação do cliente entregue ao órgão para execução dos serviços é preservada e arquivada, respeitando-se a legislação pertinente. 7. PRESERVAÇÃO DO PRODUTO Os produtos utilizados na execução dos serviços são preservados em locais seguros no órgão. 8. REGISTROS DA QUALIDADE Os registros da execução do serviço são de controle do órgão e devem estar disponíveis para qualquer verificação necessária. 9. ANEXOS Os anexos para execução do serviço são de controle do órgão. Página 25 de 25

1. OBJETIVO Prestar atendimento ao cidadão de maneira rápida, eficiente e eficaz, de acordo com os requisitos especificados pelo cliente.

1. OBJETIVO Prestar atendimento ao cidadão de maneira rápida, eficiente e eficaz, de acordo com os requisitos especificados pelo cliente. Sistema de Gestão do Programa Vapt Vupt SUPERINTENDÊNCIA DE VAPT VUPT E ATENDIMENTO AO PÚBLICO INSTRUÇÃO DE TRABALHO VAPT VUPT EMPRESARIAL PREFEITURA DE GOIANIA Responsável: Rosana Mérola Martins Cópia

Leia mais

1. OBJETIVO Prestar atendimento ao cidadão de maneira rápida, eficiente e eficaz, de acordo com os requisitos especificados pelo cliente.

1. OBJETIVO Prestar atendimento ao cidadão de maneira rápida, eficiente e eficaz, de acordo com os requisitos especificados pelo cliente. Sistema de Gestão da Qualidade SUPERINTENDÊNCIA DE VAPT VUPT E ATENDIMENTO AO PÚBLICO INSTRUÇÃO DE TRABALHO DE ATENDIMENTO AO CIDADÃO - DEPARTAMENTO DE ÁGUA E ESGOTO DE CALDAS NOVAS - DEMAE Responsável:

Leia mais

1. OBJETIVO Prestar atendimento ao cidadão de maneira rápida, eficiente e eficaz, de acordo com os requisitos especificados pelo cliente.

1. OBJETIVO Prestar atendimento ao cidadão de maneira rápida, eficiente e eficaz, de acordo com os requisitos especificados pelo cliente. Sistema de Gestão da Qualidade SUPERINTENDÊNCIA DE VAPT VUPT E ATENDIMENTO AO PÚBLICO INSTRUÇÃO DE TRABALHO DE ATENDIMENTO AO CIDADÃO TRE ÁGUAS LINDAS Responsável: Elisabeth Santos de Souza Cópia Controlada

Leia mais

1. OBJETIVO Prestar atendimento ao cidadão de maneira rápida, eficiente e eficaz, de acordo com os requisitos especificados pelo cliente.

1. OBJETIVO Prestar atendimento ao cidadão de maneira rápida, eficiente e eficaz, de acordo com os requisitos especificados pelo cliente. Sistema de Gestão do Programa Vapt Vupt SUPERINTENDÊNCIA DE VAPT VUPT E ATENDIMENTO AO PÚBLICO INSTRUÇÃO DE TRABALHO VAPT VUPT EMPRESARIAL CADASTRO ÚNICO DE FORNECEDORES DO ESTADO - CADFOR Responsável:

Leia mais

Atualizado em 22/07/2015 PROCEDIMENTO PARA CADASTRO DE GERADOR DE MATERIAL SECUNDÁRIO

Atualizado em 22/07/2015 PROCEDIMENTO PARA CADASTRO DE GERADOR DE MATERIAL SECUNDÁRIO Atualizado em 22/07/2015 PROCEDIMENTO PARA CADASTRO DE GERADOR DE MATERIAL SECUNDÁRIO CADASTRO DA SOLICITAÇÃO 1. Acessar www.agricultura.gov.br => Serviços e Sistemas => Sistemas => Sistemas Integrado

Leia mais

O que é o Cadastro Unificado de Fornecedores do Estado - CADFOR? Como posso emitir meu Certificado de Registro Cadastral CRC homologado?

O que é o Cadastro Unificado de Fornecedores do Estado - CADFOR? Como posso emitir meu Certificado de Registro Cadastral CRC homologado? O que é o Cadastro Unificado de Fornecedores do Estado - CADFOR? O Cadastro Unificado de Fornecedores do Estado CADFOR é o registro cadastral de interessados em fornecer produtos, serviço e/ou obras para

Leia mais

1. OBJETIVO Prestar atendimento ao cidadão de maneira rápida, eficiente e eficaz, de acordo com os requisitos especificados pelo cliente.

1. OBJETIVO Prestar atendimento ao cidadão de maneira rápida, eficiente e eficaz, de acordo com os requisitos especificados pelo cliente. Sistema de Gestão do Programa Vapt Vupt SUPERINTENDENCIA DE VAPT VUPT E ATENDIMENTO AO PÚBLICO INSTRUÇÃO DE TRABALHO DELEGACIA REGIONAL DE FISCALIZAÇÃO DE GOIÂNIA ATENDIMENTO GERAL Responsável: Maria de

Leia mais

SERVIÇOS REQUERIMENTO

SERVIÇOS REQUERIMENTO 1 / 15 todos os direitos reservados. ÍNDICE Introdução... 3 Acesso Restrito... 4 Cadastro... 4 Serviços Requerimento... 6 Certidão Web... 7 Certidão Simplificada... 8 Certidão Específica... 10 Certidão

Leia mais

Manual de procedimentos do Alvará de Licença e Funcionamento de Atividade

Manual de procedimentos do Alvará de Licença e Funcionamento de Atividade Manual de procedimentos do Alvará de Licença e Funcionamento de Atividade Prefeitura Municipal de São Leopoldo Secretaria Municipal da Fazenda Coordenadoria Tributária Divisão de Tributos Mobiliários Seção

Leia mais

1. OBJETIVO Prestar atendimento ao cidadão de maneira rápida, eficiente e eficaz, de acordo com os requisitos especificados pelo cliente.

1. OBJETIVO Prestar atendimento ao cidadão de maneira rápida, eficiente e eficaz, de acordo com os requisitos especificados pelo cliente. Sistema de Gestão da Qualidade SUPERINTENDÊNCIA DE VAPT VUPT E ATENDIMENTO AO PÚBLICO INSTRUÇÃO DE TRABALHO DE ATENDIMENTO AO CIDADÃO - SECRETARIA DA PROMOÇÃO SOCIAL DE GOIANÉSIA Responsável: Ueliton Talles

Leia mais

Instruções para Utilização do Sistema - DOF Módulo Declaração Inicial

Instruções para Utilização do Sistema - DOF Módulo Declaração Inicial Instruções para Utilização do Sistema - DOF Módulo Declaração Inicial ÍNDICE 1. DECLARAÇÃO INICIAL... 2 1.1. Quem deve fazer a Declaração de Estoque?... 2 1.1.1 Instalação do Aplicativo do Sistema DOF...

Leia mais

ÍNDICE. 1 -SIAT ONLINE Considerações Gerais 1.1 - Benefícios Pessoas Físicas. 1.2 - Benefícios Pessoas Jurídicas. 1.3 - Tela Inicial anônimos

ÍNDICE. 1 -SIAT ONLINE Considerações Gerais 1.1 - Benefícios Pessoas Físicas. 1.2 - Benefícios Pessoas Jurídicas. 1.3 - Tela Inicial anônimos ÍNDICE 1 -SIAT ONLINE Considerações Gerais 1.1 - Benefícios Pessoas Físicas. 1.2 - Benefícios Pessoas Jurídicas. 1.3 - Tela Inicial anônimos 1.4 Acesso Restrito Direcionado a Empresas 2 - Consulta Débito

Leia mais

Secretaria Municipal da Fazenda Serviço de Cadastro Mobiliário. 1. Documentação necessária para inscrição

Secretaria Municipal da Fazenda Serviço de Cadastro Mobiliário. 1. Documentação necessária para inscrição Cartilha de Atendimento ao Autônomo Alvará de Licença para Localização e Permanência. Fornecer alvará de licença para localização e permanência para os trabalhadores autônomos que exercem atividade sem

Leia mais

MANUAL DE PROCEDIMENTOS DA ÁREA DE PROTOCOLO E INFORMAÇÃO DO COMÉRCIO

MANUAL DE PROCEDIMENTOS DA ÁREA DE PROTOCOLO E INFORMAÇÃO DO COMÉRCIO GOVERNO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA DE ESTADO DE DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO, ENERGIA, INDÚSTRIA E SERVIÇOS JUNTA COMERCIAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO MANUAL DE PROCEDIMENTOS DA ÁREA DE PROTOCOLO

Leia mais

Sistema de Devolução Web

Sistema de Devolução Web Manual Sistema de Devolução Web Usuário Cliente ÍNDICE Sumário 1. Prazos...3 2. Solicitação de Devolução... 4 3. Autorização de Devolução... 4 4. Coleta de Mercadoria... 4 5. Acompanhamento da Devolução...

Leia mais

SIFAP SISTEMA DE FARMÁCIA POPULAR MANUAL DO USUÁRIO DA FARMÁCIA (INTERNET)

SIFAP SISTEMA DE FARMÁCIA POPULAR MANUAL DO USUÁRIO DA FARMÁCIA (INTERNET) SIFAP SISTEMA DE FARMÁCIA POPULAR MANUAL DO USUÁRIO DA FARMÁCIA (INTERNET) ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO... 3 2. OBJETIVOS DO SISTEMA... 3 3. USUÁRIO GESTOR... 3 4. AMBIENTE DO SISTEMA - CANAL DE COMUNICAÇÃO INTERNET...

Leia mais

RELAÇÃO DE SERVIÇOS DISPONIBILIZADOS PELA ELETROBRÁS NO ESPAÇO DA CIDADANIA DE TERESINA

RELAÇÃO DE SERVIÇOS DISPONIBILIZADOS PELA ELETROBRÁS NO ESPAÇO DA CIDADANIA DE TERESINA RELAÇÃO DE SERVIÇOS DISPONIBILIZADOS PELA ELETROBRÁS NO ESPAÇO DA CIDADANIA DE TERESINA 1 PARCELAMENTO DE DÉBITO 1.1 No caso de titular da conta 1. Original e cópia do RG ou da Carteira de Habilitação;

Leia mais

SIFAP SISTEMA DE FARMÁCIA POPULAR MANUAL DO USUÁRIO DA FARMÁCIA (INTERNET)

SIFAP SISTEMA DE FARMÁCIA POPULAR MANUAL DO USUÁRIO DA FARMÁCIA (INTERNET) SIFAP SISTEMA DE FARMÁCIA POPULAR MANUAL DO USUÁRIO DA FARMÁCIA (INTERNET) ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO... 3 2. OBJETIVOS DO SISTEMA... 3 3. USUÁRIO GESTOR... 3 4. AMBIENTE DO SISTEMA - CANAL DE COMUNICAÇÃO INTERNET...

Leia mais

PEDIDO DE VIABILIDADE. Pedido de Viabilidade. Página 1 / 42

PEDIDO DE VIABILIDADE. Pedido de Viabilidade. Página 1 / 42 Pedido de Viabilidade Página 1 / 42 ÍNDICE Apresentação... 3 Pedido de Viabilidade para Inscrição de Primeiro Estabelecimento... 4 Solicitante e Pessoa Jurídica... 4 Quadro Societário... 8 Nome Empresarial,

Leia mais

MANUAL DO DOCUMENTO DE ORIGEM FLORESTAL DOF

MANUAL DO DOCUMENTO DE ORIGEM FLORESTAL DOF MANUAL DO DOCUMENTO DE ORIGEM FLORESTAL DOF MÓDULO WEB MANUAL OPERACIONAL VERSÃO Nº 01 BRASÍLIA DF Agosto de 2006 Manual para Utilização do Sistema DOF Módulo - Web 1. UTILIZANDO O NOVO INSTRUMENTO DE

Leia mais

PORTARIA SECDES/SEAP/PR N 20, DE 6 DE JUNHO DE 2005.

PORTARIA SECDES/SEAP/PR N 20, DE 6 DE JUNHO DE 2005. PORTARIA SECDES/SEAP/PR N 20, DE 6 DE JUNHO DE 2005. O SUBSECRETÁRIO DE DESENVOLVIMENTO DA AQÜICULTURA E PESCA DA SECRETARIA ESPECIAL DE AQUICULTURA E PESCA DA PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA, no uso da atribuição

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DO NATAL

PREFEITURA MUNICIPAL DO NATAL PREFEITURA MUNICIPAL DO NATAL SECRETARIA MUNICIPAL DE TRIBUTAÇÃO M A N U A L D A NOTA FISCAL AVULSA ÍNDICE 1. Acesso ao Portal do Sistema...6 2. Requerimento de Acesso para os novos usuários...6 2.1 Tipo

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE ARAXÁ

PREFEITURA MUNICIPAL DE ARAXÁ PREFEITURA MUNICIPAL DE ARAXÁ Secretaria Municipal de Planejamento e Gestão ARAXÁ MINAS GERAIS 2010 Manual do Sistema de Arrecadação Tributária SIAT Online e Nota Fiscal Eletrônica de Serviços NFS-e ÍNDICE

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO SISTEMA SERVELOJA

MANUAL DO USUÁRIO SISTEMA SERVELOJA MANUAL DO USUÁRIO SISTEMA SERVELOJA A Serveloja soluções empresariais é uma empresa de tecnologia, especialista em consultoria, serviços financeiros e softwares. Disponibilizamos diversas soluções de cobranças

Leia mais

1. OBJETIVO Prestar atendimento ao cidadão, de maneira rápida, eficiente e eficaz, de acordo com os requisitos especificados pelo cliente.

1. OBJETIVO Prestar atendimento ao cidadão, de maneira rápida, eficiente e eficaz, de acordo com os requisitos especificados pelo cliente. Sistema de Gestão da Qualidade SUPERINTENDÊNCIA DE VAPT VUPT E ATENDIMENTO AO PÚBLICO INSTRUÇÃO DE TRABALHO DE ATENDIMENTO AO CIDADÃO - SANEAGO Responsável: Stella Márcia O. Modes Lino Cópia Controlada

Leia mais

CADASTROS NOVOS PARA CRIAÇÃO DE PASSERIFORMES

CADASTROS NOVOS PARA CRIAÇÃO DE PASSERIFORMES CADASTROS NOVOS PARA CRIAÇÃO DE PASSERIFORMES Caso você queira se tornar um criador amador de passeriformes, primeiramente, leia atentamente os requisitos da Instrução Normativa Ibama n 10 de 20 de setembro

Leia mais

SIFAP SISTEMA DE FARMÁCIA POPULAR

SIFAP SISTEMA DE FARMÁCIA POPULAR CAIXA SIFAP SISTEMA DE FARMÁCIA POPULAR MANUAL DO USUÁRIO DA FARMÁCIA (INTERNET) Versão 12-05/01/2015 1 ÍNDICE CAIXA CAIXA...1 CAIXA...2 CAIXA...2 1.Introdução... 2 2.Objetivo do Sistema...3 3.Usuário

Leia mais

MANUAL PARA CADASTRO E ACESSO

MANUAL PARA CADASTRO E ACESSO MANUAL PARA CADASTRO E ACESSO AO SISTEMA BOLETO - PESSOA JURÍDICA - DEZEMBRO 2009 SUMÁRIO 1. INTRODUÇÃO 3 2. CADASTRO 3 3. VINCULAR ENTIDADE 6 4. ACESSO ÀS FUNCIONALIDADES DO SISTEMA 9 4.1. NADA CONSTA

Leia mais

Manual de Nota Fiscal Eletrônica e Declaração Mensal de Serviços Prefeitura Municipal de Morrinhos Estado de Goiás

Manual de Nota Fiscal Eletrônica e Declaração Mensal de Serviços Prefeitura Municipal de Morrinhos Estado de Goiás Manual de Nota Fiscal Eletrônica e Declaração Mensal de Serviços Prefeitura Municipal de Morrinhos Estado de Goiás Secretaria Municipal de Finanças Gerência de Arrecadação 1 Prefeitura Municipal de Morrinhos

Leia mais

1 INFORMAÇÕES PRELIMINARES SOBRE O PROTOCOLO ON-LINE DO CADASTRO MOBILIÁRIO

1 INFORMAÇÕES PRELIMINARES SOBRE O PROTOCOLO ON-LINE DO CADASTRO MOBILIÁRIO 1 INFORMAÇÕES PRELIMINARES SOBRE O PROTOCOLO ON-LINE DO CADASTRO MOBILIÁRIO Para dar mais agilidade ao processo de inscrição de alvará de localização e permanência no Município de Joinville, alguns procedimentos

Leia mais

CARTILHA INSCRIÇÃO MUNICIPAL E REDESIM

CARTILHA INSCRIÇÃO MUNICIPAL E REDESIM CARTILHA INSCRIÇÃO MUNICIPAL E REDESIM 1- ATRAVÉS DA REDESIM PORTAL REGIN 1.1 -SOLICITAÇÃO DE INSCRIÇÃO MUNICIPAL ( EMPRESA SEM REGISTRO NA JUCEB) PASSO 1: PEDIDO DE VIABILIDADE DE INSCRIÇÃO A empresa

Leia mais

Ambiente de Pagamentos

Ambiente de Pagamentos GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DA FAZENDA COORDENADORIA DA ADMINISTRAÇÃOTRIBUTÁRIA DIRETORIA DE INFORMAÇÕES Ambiente de Pagamentos Manual do Contribuinte Versão 26/09/2011 Índice Analítico 1.

Leia mais

Bradesco Administradora de Consórcios Ltda.

Bradesco Administradora de Consórcios Ltda. Prezado(a) Consorciado(a), Para melhor atendê-lo, elaboramos este Guia Prático de Contratação de Imóvel destacando as modalidades de aquisição, fases do processo, documentos necessários, emissão e registro

Leia mais

Procedimentos para Solicitação Registro na Jucesp do Ato Cancelamento de Microempreendedor Individual - MEI. (via Capa Marrom )

Procedimentos para Solicitação Registro na Jucesp do Ato Cancelamento de Microempreendedor Individual - MEI. (via Capa Marrom ) Procedimentos para Solicitação Registro na Jucesp do Ato Cancelamento de Microempreendedor Individual - MEI (via Capa Marrom ) Versão 21/05/2013 Sumário Instruções ao usuário... 2 Documentos que devem

Leia mais

A) Acessar o site da RFB: http://receita.fazenda.gov.br, no menu EMPRESA clicar em CADASTRO CNPJ

A) Acessar o site da RFB: http://receita.fazenda.gov.br, no menu EMPRESA clicar em CADASTRO CNPJ PARA CRIAR CNPJ DA DIREÇÃO MUNICIPAL: 1. É preciso preencher o formulário de inscrição, pela internet 2. Aguardar que a Receita analise a inscrição (é preciso ir consultando pelo site) 3. Quando estiver

Leia mais

Supes-mg RECADASTRAMENTO CTF

Supes-mg RECADASTRAMENTO CTF RECADASTRAMENTO CTF RECADASTRAMENTO Exigência contida no Art.46 da Instrução Normativa IBAMA, 06 de março de 2013. Deverá ser realizado exclusivamente por meio do endereço eletronico.www.ibama.gov.br Navegador

Leia mais

CADASTRO DO PCMSO INTERNO 1. OBJETIVO. Padronizar o processo de confecção do PCMSO Interno. 2. DEFINIÇÃO E CONCEITO

CADASTRO DO PCMSO INTERNO 1. OBJETIVO. Padronizar o processo de confecção do PCMSO Interno. 2. DEFINIÇÃO E CONCEITO 1/8 1. OBJETIVO Padronizar o processo de confecção do PCMSO Interno. 2. DEFINIÇÃO E CONCEITO PCMSO Programa de Controle Médico da Saúde Ocupacional; PPRA Programa de Prevenção de Riscos Ambientais; PCMAT

Leia mais

ORIENTAÇÕES GERAIS PARA CADASTRO DE AÇÃO DE EXTENSÃO DO LOGIN AO FORMULÁRIO DE CADASTRO... 3

ORIENTAÇÕES GERAIS PARA CADASTRO DE AÇÃO DE EXTENSÃO DO LOGIN AO FORMULÁRIO DE CADASTRO... 3 TUTORIAL SIEX ORIENTAÇÕES GERAIS PARA CADASTRO DE AÇÃO DE EXTENSÃO DO LOGIN AO FORMULÁRIO DE CADASTRO... 3 1. Como acessar ao formulário de inscrição de proposta... 3 2. Quais os passos de preenchimento

Leia mais

Como utilizar os serviços do portal Agênci@net

Como utilizar os serviços do portal Agênci@net Como utilizar os serviços do portal Agênci@net Clique nos serviços que deseja obter informações: Serviços disponíveis na área pública Solicitação de Inscrição no Cadastro do Distrito Federal Impressão

Leia mais

ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO: 11/01/2012 PROCEDIMENTOS SIPRA

ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO: 11/01/2012 PROCEDIMENTOS SIPRA ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO: 11/01/2012 PROCEDIMENTOS SIPRA PROJETOS NOVOS O Setor de Implantação de Projetos, da Divisão de Obtenção e Implantação, cria o Projeto no Sistema SIPRA e insere as informações pertinentes

Leia mais

MÓDULOS: 1. CADASTRO TÉCNICO FEDERAL CTF 2. CADASTRO INICIAL DELPHI 3. DOF WEB. Para uso das empresas madeireiras. Versão Setembro/2006.

MÓDULOS: 1. CADASTRO TÉCNICO FEDERAL CTF 2. CADASTRO INICIAL DELPHI 3. DOF WEB. Para uso das empresas madeireiras. Versão Setembro/2006. INSTRUÇÕES PARA USO DO DOCUMENTO DE ORIGEM FLORESTAL - DOF MÓDULOS: 1. CADASTRO TÉCNICO FEDERAL CTF 2. CADASTRO INICIAL DELPHI 3. DOF WEB Para uso das empresas madeireiras. Versão Setembro/2006. SUMÁRIO

Leia mais

Certidão Online Manual do Usuário

Certidão Online Manual do Usuário JUNTA COMERCIAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO Certidão Online Manual do Usuário Versão 3.1 Lista de Tópicos - Navegação Rápida CADASTRANDO O USUÁRIO... 3 ACESSANDO O SISTEMA... 5 CERTIDAO SIMPLIFICADA NADA

Leia mais

MANUAL DE ANOTAÇÃO DE RESPONSABILIDADE TÉCNICA - ART (SP/MT/MS)

MANUAL DE ANOTAÇÃO DE RESPONSABILIDADE TÉCNICA - ART (SP/MT/MS) MANUAL DE ANOTAÇÃO DE RESPONSABILIDADE TÉCNICA - ART (SP/MT/MS) Sumário 1 - Procedimentos para obter 1ª ART Eletrônica... 2 2 Como obter o Termo de Responsabilidade Técnica... 3 3 - Encaminhar documentos

Leia mais

SIFAP SISTEMA DE FARMÁCIA POPULAR

SIFAP SISTEMA DE FARMÁCIA POPULAR SIFAP SISTEMA DE FARMÁCIA POPULAR MANUAL DO USUÁRIO DA FARMÁCIA (INTERNET) Versão 7 18/05/2009 Revisão Geral ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO...3 2. OBJETIVOS DO SISTEMA...3 3. USUÁRIO GESTOR...3 4. AMBIENTE DO SISTEMA

Leia mais

SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA DIRETORIA DE TECNOLOGIA DE INFORMAÇÃO DIRETORIA DE FISCALIZAÇÃO ANTECIPACÃO DE ICMS MANUAL DO USUÁRIO - CONTRIBUINTE

SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA DIRETORIA DE TECNOLOGIA DE INFORMAÇÃO DIRETORIA DE FISCALIZAÇÃO ANTECIPACÃO DE ICMS MANUAL DO USUÁRIO - CONTRIBUINTE SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA DIRETORIA DE TECNOLOGIA DE INFORMAÇÃO DIRETORIA DE FISCALIZAÇÃO ANTECIPACÃO DE ICMS MANUAL DO USUÁRIO - CONTRIBUINTE Versão 1.0 Belém PA - Maio 2014 Sumário 1. Introdução...

Leia mais

Procedimento para Peticionamento Manual na REBLAS:

Procedimento para Peticionamento Manual na REBLAS: Procedimento para Peticionamento Manual na REBLAS: Caso a empresa já esteja cadastrada no Portal da ANVISA, seguir os passos abaixo. Caso contrário, verificar o Procedimento para Cadastro de Empresas,

Leia mais

LINX POSTOS AUTOSYSTEM

LINX POSTOS AUTOSYSTEM LINX POSTOS AUTOSYSTEM Manual Sumário 1 CONCEITO... 4 2 REQUISITOS... 4 3 CONFIGURAÇÕES... 4 3.1 Permissões de Acesso... 4 3.2 Plano de Contas... 5 3.2.1 Parcelado... 6 3.2.2 Parcelamento Notas a Prazo...

Leia mais

1. OBJETIVO Prestar atendimento ao cidadão de maneira rápida, eficiente e eficaz, de acordo com os requisitos especificados pelo cliente.

1. OBJETIVO Prestar atendimento ao cidadão de maneira rápida, eficiente e eficaz, de acordo com os requisitos especificados pelo cliente. Sistema de Gestão do Programa Vapt Vupt SUPERINTENDENCIA DE VAPT VUPT E ATENDIMENTO AO PÚBLICO INSTRUÇÃO DE TRABALHO DEFENSORIA PÚBLICA DO ESTADO DE GOIÁS ATENDENTES AUXILIARES Responsável: Jerferson Vieira

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES DO NOVO DAE ONLINE

MANUAL DE INSTRUÇÕES DO NOVO DAE ONLINE Sumário 1. Criar Novo DAE com Capa de Processo... 2 1.1. Seleção de Ato e Natureza Jurídica... 2 1.2. Seleção de Eventos... 3 1.3. Informações Adicionais... 4 1.4. Emissão do DAE e da CAPA... 5 2. Alterar

Leia mais

Passo a Passo para utilização do Sistema de Registro Integrado REGIN. Contadores

Passo a Passo para utilização do Sistema de Registro Integrado REGIN. Contadores Passo a Passo para utilização do Sistema de Registro Integrado REGIN Contadores Abril / 2011 ÍNDICE Introdução...3 Pedido de Consulta da Viabilidade...4 Acompanhamento do Pedido de Viabilidade...13 Esqueceu

Leia mais

Serviços Relacionados à Pessoa Jurídica

Serviços Relacionados à Pessoa Jurídica Serviços Relacionados à Pessoa Jurídica Atenção: Documentos apresentados em fotocópia devem ser autenticados em Cartório ou acompanhados dos originais para receberem autenticação do CREA. Documentos obrigatórios

Leia mais

MANUAL PARA CADASTRO E ACESSO

MANUAL PARA CADASTRO E ACESSO MANUAL PARA CADASTRO E ACESSO AO SISTEMA BOLETO - PESSOA FÍSICA - DEZEMBRO 2009 SUMÁRIO 1. INTRODUÇÃO 3 2. CADASTRO 3 3. ACESSO ÀS FUNCIONALIDADES DO SISTEMA 6 3.1. NADA CONSTA 8 3.2. BOLETO BANCÁRIO 8

Leia mais

SUPERINTENDENCIA DE VAPT VUPT E ATENDIMENTO AO PÚBLICO INSTRUÇÃO DE TRABALHO PROCON TELEATENDIMENTO

SUPERINTENDENCIA DE VAPT VUPT E ATENDIMENTO AO PÚBLICO INSTRUÇÃO DE TRABALHO PROCON TELEATENDIMENTO Sistema de Gestão do Programa Vapt Vupt SUPERINTENDENCIA DE VAPT VUPT E ATENDIMENTO AO PÚBLICO INSTRUÇÃO DE TRABALHO PROCON TELEATENDIMENTO 151 Responsável: Marcos Rosa de Araújo Cópia Controlada - Revisão

Leia mais

Manual NFSe - Prestadores e Tomadores de Serviço

Manual NFSe - Prestadores e Tomadores de Serviço VALPARAÍSO DE GOIÁS quarta-feira, 28 de outubro de 2014 Manual NFSe - Prestadores e Tomadores de Serviço ÍNDICE Legislação Cadastrando A Senha Eletrônica Acessando O Sistema De Nfs- E Pela Primeira Vez

Leia mais

RECONHECIMENTO DE DIPLOMA DE PÓS-GRADUAÇAO DE MESTRADO E DOUTORADO OBTIDO EM INSTITUIÇÃO ESTRANGEIRA

RECONHECIMENTO DE DIPLOMA DE PÓS-GRADUAÇAO DE MESTRADO E DOUTORADO OBTIDO EM INSTITUIÇÃO ESTRANGEIRA RECONHECIMENTO DE DIPLOMA DE PÓS-GRADUAÇAO DE MESTRADO E DOUTORADO OBTIDO EM INSTITUIÇÃO ESTRANGEIRA De acordo com a Resolução Complementar nº01/2007, de 8/11/2007, Art.1º, a Universidade Federal de Minas

Leia mais

DOCUMENTAÇÃO NECESSÁRIA PARA FORMALIZAR PROCESSOS

DOCUMENTAÇÃO NECESSÁRIA PARA FORMALIZAR PROCESSOS DOCUMENTAÇÃO NECESSÁRIA PARA FORMALIZAR PROCESSOS 01) ALTERAÇÃO DE DADOS NO CADASTRO IMOBILIÁRIO FISCAL ; - Registro do imóvel (emissão com menos de 1 ano); - CPF e identidade do titular ou dos sócios

Leia mais

DITEC SETOR DE CONTROLE DOF Engº Agrº Markus Otto Zerza. markus.zerza@ibama.gov.br

DITEC SETOR DE CONTROLE DOF Engº Agrº Markus Otto Zerza. markus.zerza@ibama.gov.br IBAMA INSTITUTO BRASILEIRO DO MEIO AMBIENTE E DOS RECURSOS NATURAIS RENOVÁVEIS Superintendência de São Paulo DITEC SETOR DE CONTROLE DOF Engº Agrº Markus Otto Zerza Analista Ambiental / Gerente Estadual

Leia mais

ESTADO DE GOIÁS SECRETARIA DO MEIO AMBIENTE E DOS RECURSOS HÍDRICOS CONSELHO ESTADUAL DO MEIO AMBIENTE. RESOLUÇÃO n. 008/ 2010

ESTADO DE GOIÁS SECRETARIA DO MEIO AMBIENTE E DOS RECURSOS HÍDRICOS CONSELHO ESTADUAL DO MEIO AMBIENTE. RESOLUÇÃO n. 008/ 2010 ESTADO DE GOIÁS SECRETARIA DO MEIO AMBIENTE E DOS RECURSOS HÍDRICOS CONSELHO ESTADUAL DO MEIO AMBIENTE RESOLUÇÃO n. 008/ 2010 Dispõe sobre a exploração de florestas energéticas e comerciais originárias

Leia mais

MANUAL NOTA FISCAL ELETRÔNICA DE SERVIÇO

MANUAL NOTA FISCAL ELETRÔNICA DE SERVIÇO MANUAL NOTA FISCAL ELETRÔNICA DE SERVIÇO Versão: 1.0 1.0 - CREDENCIAMENTO 1º Passo Acesse o site: www.almenara.mg.gov.br e clique no menu superior Serviços e em seguida na opção Nota Fiscal Eletrônica,

Leia mais

Projeto Manual utilização Protocolo Online

Projeto Manual utilização Protocolo Online Projeto Manual utilização Protocolo Online Site- CREA-ES Protocolo Online Página 1 Sumário Introdução... 3 Cadastrar Usuário não registrado no CREA-ES (Pessoa Jurídica / Pessoa Física)... 4 Recuperar senha

Leia mais

Passo a Passo para preenchimento do Pedido de Viabilidade no Sistema de Registro Integrado REGIN. Empresários Requerentes Contadores

Passo a Passo para preenchimento do Pedido de Viabilidade no Sistema de Registro Integrado REGIN. Empresários Requerentes Contadores Passo a Passo para preenchimento do Pedido de Viabilidade no Sistema de Registro Integrado REGIN Empresários Requerentes Contadores Maio / 2011 ÍNDICE Introdução... 3 Pedido de Consulta da Viabilidade...

Leia mais

Guia Básico de Utilização do Sistema de Peticionamento Eletrônico

Guia Básico de Utilização do Sistema de Peticionamento Eletrônico 2014 Guia Básico de Utilização do Sistema de Peticionamento Eletrônico Vs 01 Núcleo de Práticas Jurídicas 27/02/2014 Conteúdo PÁGINA INICIAL... 3 TELA DE LOGIN... 4 TELA DE CADASTRO... 5 TELA PETIÇÃO INICIAL

Leia mais

ÍNDICE. ISS Online. Guia do Usuário ÍNDICE

ÍNDICE. ISS Online. Guia do Usuário ÍNDICE Guia do Usuário ÍNDICE ÍNDICE Setembro /2009 www.4rsistemas.com.br 15 3262 8444 IDENTIFICAÇÃO E SENHA... 3 Sou localizado no município... 4 Não sou localizado no município... 4 ACESSO AO SISTEMA... 5 Tela

Leia mais

Sistema Integrado de Gerenciamento de Imposto Sobre Serviços.

Sistema Integrado de Gerenciamento de Imposto Sobre Serviços. Sistema Integrado de Gerenciamento de Imposto Sobre Serviços. 1 Apresentação: O Sistema Integrado de Gerenciamento de Imposto Sobre Serviços ou SIG-ISS é um sistema para gerenciamento do Imposto sobre

Leia mais

Manual do usuário. Acesso ao GEFAU

Manual do usuário. Acesso ao GEFAU Manual do usuário Acesso ao GEFAU Fev/2015 GEFAU PORTAL DO EMPREENDEDOR Conteúdo Introdução... 2 1. Acesso ao GEFAU... 3 2. Cadastro de empreendimentos... 5 2.1. Consulta aos empreendimentos do usuário...

Leia mais

UTILIZAÇÃO DO SISTEMA EXTRACRED

UTILIZAÇÃO DO SISTEMA EXTRACRED UTILIZAÇÃO DO SISTEMA EXTRACRED Esta parte do sistema como descrito anteriormente neste manual permite que seus agentes tenham acesso á uma área exclusiva para acessar informações pessoais como: Meu Extrato

Leia mais

NFE Nota Fiscal eletrônica. Versão 2.0 (07/2012)

NFE Nota Fiscal eletrônica. Versão 2.0 (07/2012) NFE Nota Fiscal eletrônica Versão 2.0 (07/2012) Sumário INTRODUÇÃO... 2 COMO OBTER AUTORIZAÇÃO PARA EMISSÃO DA NOTA FISCAL ELETRÔNICA... 3 2º VIA DE SOLICITAÇÃO/AUTORIZAÇÃO DE IMPRESSÃO DE DOCUMENTOS FISCAIS...

Leia mais

Condições Gerais de Uso Cartão Rendimento Visa TravelMoney

Condições Gerais de Uso Cartão Rendimento Visa TravelMoney Condições Gerais de Uso Cartão Rendimento Visa TravelMoney BANCO RENDIMENTO S/A, com sede na Av. Brigadeiro Faria Lima, 2.092, 19ºandar, São Paulo, Capital, inscrito no C.N.P.J. sob no. 68.900.810/0001-38,

Leia mais

PORTARIA DETRO/PRES. Nº 1088 DE 17 DE SETEMBRO DE 2012.

PORTARIA DETRO/PRES. Nº 1088 DE 17 DE SETEMBRO DE 2012. PORTARIA DETRO/PRES. Nº 1088 DE 17 DE SETEMBRO DE 2012. Dispõe sobre os procedimentos a serem observados e aplicados no parcelamento/reparcelamento de débitos referente a multas e taxa de vistoria e fiscalização

Leia mais

SIFAP SISTEMA DE FARMÁCIA POPULAR

SIFAP SISTEMA DE FARMÁCIA POPULAR SIFAP SISTEMA DE FARMÁCIA POPULAR MANUAL DO USUÁRIO DA FARMÁCIA (INTERNET) Versão 10 25/02/2011 Revisão Geral ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO...3 2. OBJETIVO DO SISTEMA...3 3. USUÁRIO GESTOR...3 4. AMBIENTE DO SISTEMA

Leia mais

Assim que o usuário entrar nesta ferramenta do sistema a seguinte tela será exibida:

Assim que o usuário entrar nesta ferramenta do sistema a seguinte tela será exibida: O que é o TDMax Web Commerce? O TDMax Web Commerce é uma ferramenta complementar no sistemas de Bilhetagem Eletrônica, tem como principal objetivo proporcionar maior conforto as empresas compradoras de

Leia mais

Secretaria Municipal de Fazenda Diretoria de Receitas Divisão de Tributos. Manual do Site Acesso Geral MONTE CARMELO

Secretaria Municipal de Fazenda Diretoria de Receitas Divisão de Tributos. Manual do Site Acesso Geral MONTE CARMELO Secretaria Municipal de Fazenda Diretoria de Receitas Divisão de Tributos Manual do Site Acesso Geral MONTE CARMELO ÍNDICE Siat Online - Considerações Gerais Consulta Débito de IPTU Emitir Guias de ITPU

Leia mais

Serviços de Comércio Exterior. Gerência Regional de Apoio ao Comércio Exterior GECEX São Paulo III

Serviços de Comércio Exterior. Gerência Regional de Apoio ao Comércio Exterior GECEX São Paulo III BANCO DO BRASIL Serviços de Comércio Exterior Gerência Regional de Apoio ao Comércio Exterior GECEX São Paulo III Programação 1) Acesso ao Gerenciador Financeiro 2) Criação de Chave de Acesso 3) Autorização

Leia mais

O sistema possui 5 módulos para registros:

O sistema possui 5 módulos para registros: ÍNDICE 1 DESCRIÇÃO...4 2 ACESSO...6 3 DADOS CADASTRAIS...7 3.1 ATUALIZAR CADASTRO...7 3.2 TROCAR SENHA...8 4 GRUPO DE USUÁRIO...9 4.1 INCLUIR...9 4.2 ATUALIZAR...9 5 FUNCIONÁRIOS...10 5.1 INCLUIR...10

Leia mais

ROTEIRO DE REQUERIMENTO COM E-PROCESSO 1- PREPARAÇÃO DA DOCUMENTAÇÃO E DO(S) ARQUIVO(S)

ROTEIRO DE REQUERIMENTO COM E-PROCESSO 1- PREPARAÇÃO DA DOCUMENTAÇÃO E DO(S) ARQUIVO(S) ROTEIRO DE REQUERIMENTO COM E-PROCESSO Este roteiro orienta a como preparar os documentos para formalização de eprocessos na IRF/SP. Os pedidos que devem ser preparados desta maneira são: Habilitações

Leia mais

MÓDULO COMERCIAL. OBJETIVO: Feito para gerenciar entrada e saída de notas, caixa, estoque. SAÍDAS clique na aba que deseja cadastrar ou

MÓDULO COMERCIAL. OBJETIVO: Feito para gerenciar entrada e saída de notas, caixa, estoque. SAÍDAS clique na aba que deseja cadastrar ou MÓDULO COMERCIAL OBJETIVO: Feito para gerenciar entrada e saída de notas, caixa, estoque. SAÍDAS clique na aba que deseja cadastrar ou consultar. Em Devolução de Compras, usado para realizar uma devolução

Leia mais

ÍNDICE APRESENTAÇÃO...3 PREENCHIMENTO DO PEDIDO DE VIABILIDADE E BUSCA PRÉVIA (CONSULTA PRÉVIA)...5 CONSULTA PEDIDO DE VIABILIDADE...13.

ÍNDICE APRESENTAÇÃO...3 PREENCHIMENTO DO PEDIDO DE VIABILIDADE E BUSCA PRÉVIA (CONSULTA PRÉVIA)...5 CONSULTA PEDIDO DE VIABILIDADE...13. Página 1 / 15 ÍNDICE APRESENTAÇÃO...3 PREENCHIMENTO DO PEDIDO DE VIABILIDADE E BUSCA PRÉVIA (CONSULTA PRÉVIA)...5 CONSULTA PEDIDO DE VIABILIDADE...13 Página 2 / 15 APRESENTAÇÃO O que é: O Sistema de Registro

Leia mais

ROTEIRO DE REQUERIMENTO COM E-PROCESSO (NA IRF/SPO A PARTIR DE 02/05/2011)

ROTEIRO DE REQUERIMENTO COM E-PROCESSO (NA IRF/SPO A PARTIR DE 02/05/2011) ROTEIRO DE REQUERIMENTO COM E-PROCESSO (NA IRF/SPO A PARTIR DE 02/05/2011) Este roteiro orienta a como preparar os documentos referentes à IN SRF 650/2006 e à IN RFB 1098/2010, na IRF/SP, de acordo com

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE AQUIRAZ Secretaria de Finanças e Execução Orçamentária

PREFEITURA MUNICIPAL DE AQUIRAZ Secretaria de Finanças e Execução Orçamentária INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 003/ 2013 Dispõe sobre a criação e funcionamento da comissão de avaliação de imóveis para fins de calculo do Imposto sobre transmissão inter-vivos de bens imóveis, e dá outras providências.

Leia mais

Bem vindo ao PJE ajuizamento de ação.

Bem vindo ao PJE ajuizamento de ação. Bem vindo ao PJE O Processo Judicial Eletrônico (PJe) projeto do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) é um sistema de informação que permite a prática de atos pelos magistrados, servidores, advogados e demais

Leia mais

INSTRUÇÕES PARA HOMOLOGAR PRODUTOS POR DECLARAÇÃO DE CONFORMIDADE COM RELATÓRIO DE ENSAIO

INSTRUÇÕES PARA HOMOLOGAR PRODUTOS POR DECLARAÇÃO DE CONFORMIDADE COM RELATÓRIO DE ENSAIO INSTRUÇÕES PARA HOMOLOGAR PRODUTOS POR DECLARAÇÃO DE CONFORMIDADE COM RELATÓRIO DE ENSAIO O presente documento tem por objetivo orientar o usuário do sistema SGCH a homologar produtos para uso próprio

Leia mais

RO Roteiro Operacional Marinha do Brasil Área responsável: Gerência de Produtos Consignados

RO Roteiro Operacional Marinha do Brasil Área responsável: Gerência de Produtos Consignados MARINHA DO BRASIL RO. 03.03 Versão: 38 Exclusivo para Uso Interno RO Roteiro Operacional Marinha do Brasil Área responsável: Gerência de Produtos Consignados 1. PÚBLICO ALVO E REGRAS BÁSICAS Categorias

Leia mais

Guia do Requerente. Orientações de preenchimento

Guia do Requerente. Orientações de preenchimento Guia do Requerente Orientações de preenchimento Bem-vindo (a) ao nosso novo sistema on-line de atendimento Empresa Legal. Este documento é o Guia do Requerente. Ele o (a) ajudará em seu contato com o ambiente

Leia mais

VISTORIA PREVIA ALVARÁ DE FUNCIONAMENTO (INICIO DE ATIVIDADE)

VISTORIA PREVIA ALVARÁ DE FUNCIONAMENTO (INICIO DE ATIVIDADE) VISTORIA PREVIA REQUERIMENTO PREENCHIDO E ASSINADO PELO REPRESENTANTE LEGAL DA EMPRESA DECLARACAO A PROPRIO PUNHO INFORMANDO O RAMO DE ATIVIDADE GUIA DE IPTU DO ULTIMO ANO QUITADA LISTA DE DOCUMENTOS DISPONIVEL

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DO NATAL

PREFEITURA MUNICIPAL DO NATAL PREFEITURA MUNICIPAL DO NATAL SECRETARIA MUNICIPAL DE TRIBUTAÇÃO M A N U A L D A NFS-e NOTA FISCAL DE SERVIÇOS ELETRÔNICA NOTA NATALENSE ÍNDICE INFORMAÇÕES GERAIS...4 1. Acesso ao Portal do Sistema...7

Leia mais

Guia Rápido Registro Integrado/ES

Guia Rápido Registro Integrado/ES Guia Rápido Registro Integrado/ES O Registro Integrado/ES, através do sistema REGIN integra os órgãos públicos envolvidos no registro de empresas como Junta Comercial (JUCEES), Receita Federal (RFB), Secretaria

Leia mais

Material de apoio. Portaria SNJ nº 252, de 27/ 12/ 12, publicada no D.O.U. de 31/ 12 /12. Manual do usuário. Manual da nova comprovação de vínculo.

Material de apoio. Portaria SNJ nº 252, de 27/ 12/ 12, publicada no D.O.U. de 31/ 12 /12. Manual do usuário. Manual da nova comprovação de vínculo. Material de apoio Material de apoio Portaria SNJ nº 252, de 27/ 12/ 12, publicada no D.O.U. de 31/ 12 /12. Manual do usuário. Manual da nova comprovação de vínculo. Informações Gerais O sistema CNES/MJ

Leia mais

Consulta de Viabilidade

Consulta de Viabilidade Consulta de Viabilidade Descrição: A Consulta de viabilidade é um formulário eletrônico responsável por coletar as informações do empreendedor referentes ao empreendimento. São coletados: dados do endereço,

Leia mais

MONTE CARMELO MINAS GERAIS

MONTE CARMELO MINAS GERAIS MONTE CARMELO MINAS GERAIS Manual NFSe - Prestadores e Tomadores de Serviço ÍNDICE Legislação Cadastrando A Senha Eletrônica Acessando O Sistema De Nfs- E Pela Primeira Vez Alterando a senha eletrônica

Leia mais

Domínio Registro. Teclas de atalho para ajudar na utilização do Sistema e cadastros em todos dos Módulos. Menu Controle

Domínio Registro. Teclas de atalho para ajudar na utilização do Sistema e cadastros em todos dos Módulos. Menu Controle Domínio Registro O Domínio Registro foi desenvolvido para gerenciar todos os processos referentes à abertura e fechamento de empresas, permite a confecção de contratos, alterações e distratos sociais,

Leia mais

Material de apoio. Disponível no site: : www.justica.gov.br, no link: Entidades Sociais >> CNES.

Material de apoio. Disponível no site: : www.justica.gov.br, no link: Entidades Sociais >> CNES. Material de apoio Disponível no site: : www.justica.gov.br, no link: Entidades Sociais >> CNES. Material de apoio Disponível no site: : www.justica.gov.br, no link: Entidades Sociais >> CNES. Portaria

Leia mais

O Oficina Integrada é um sistema completo para o controle e gerenciamento de oficinas mecânicas. É o primeiro e único software que controla o fluxo

O Oficina Integrada é um sistema completo para o controle e gerenciamento de oficinas mecânicas. É o primeiro e único software que controla o fluxo O Oficina Integrada é um sistema completo para o controle e gerenciamento de oficinas mecânicas. É o primeiro e único software que controla o fluxo em sua oficina. O sistema foi desenvolvido para ser utilizado

Leia mais

Sistema de Registro de Contratos e Financiamentos

Sistema de Registro de Contratos e Financiamentos Sistema de Registro de Contratos e Financiamentos Manual de Utilização Financeiras Versão 1.2 Manual de utilização do software para os usuários do Sistema de Registro de Contratos e Financiamentos, com

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 06/2013. Regulamenta o Cadastro Técnico Federal de Atividades Potencialmente Poluidoras CTF/APP

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 06/2013. Regulamenta o Cadastro Técnico Federal de Atividades Potencialmente Poluidoras CTF/APP INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 06/2013 Regulamenta o Cadastro Técnico Federal de Atividades Potencialmente Poluidoras CTF/APP Julho/2013 Instrução Normativa 31/2009 CADASTRO TÉCNICO FEDERAL DE ATIVIDADES POTENCIALMENTE

Leia mais

Manual para Envio de Petição Inicial

Manual para Envio de Petição Inicial Manual para Envio de Petição Inicial 1. Após abrir a página do PROJUDI, digite seu usuário e senha 1.1. Para advogados o usuário é o cpf.adv (ex: 12345678900.adv) 1.2. Após digitar os dados (login e senha),

Leia mais

Manual de Procedimentos

Manual de Procedimentos UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA Manual de Procedimentos 1º TREINAMENTO DO ESCRITÓRIO REGIONAL DE APOIO À PESQUISA Faculdade de Ciências Farmacêuticas Setembro 2012 Faculdade de Ciências Farmacêuticas 1

Leia mais

SOLICITAÇÃO DE CAT ON-LINE. Solicitação de CAT N-LINE CREA-SP PASSO-A-PASSO

SOLICITAÇÃO DE CAT ON-LINE. Solicitação de CAT N-LINE CREA-SP PASSO-A-PASSO SOLICITAÇÃO DE CAT ON-LINE CAT Solicitação de CREA-SP N-LINE PASSO-A-PASSO 1 2 CREA-SP SOLICITAÇÃO DE CAT ON-LINE: A QUALQUER HORA, EM QUALQUER LUGAR! O QUE É ACERVO TÉCNICO? É o conjunto das atividades

Leia mais

Acesso ao sistema. Os cartórios judiciais e seus respectivos diretores serão previamente cadastrados no sistema.

Acesso ao sistema. Os cartórios judiciais e seus respectivos diretores serão previamente cadastrados no sistema. PENHORA ONLINE Acesso ao sistema Diretores de Cartórios Os cartórios judiciais e seus respectivos diretores serão previamente cadastrados no sistema. Os diretores serão os administradores do sistema e

Leia mais

Requerimento UNIVERSAL

Requerimento UNIVERSAL Requerimento UNIVERSAL 1 / 10 ÍNDICE ÍNDICE... 2 INTRODUÇÃO... 3 ACESSO RESTRITO... 4 CADASTRO... 4 REQUERIMENTO UNIVERSAL... 6 CONSTITUIÇÃO E ALTERAÇÃO... 7 OUTROS SERVIÇOS... 8 REIMPRESSÃO DE DOCUMENTOS...

Leia mais