Professor Raphael. Curso de Internet Básico

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Professor Raphael. Curso de Internet Básico"

Transcrição

1 Professor Raphael Curso de Internet Básico

2 SUMÁRIO Apresentação Introdução O Projeto WWW (histórico) O Que é o WWW? O Que é o Browser (Cliente) WWW? O que é o Correio Eletrônico? O que é o INTERNET RELAY CHAT - IRC (Bate-papo)? O que é uma Home Page? O Que é Hipertexto e Hipermídia? O que é URLs? Serviços Básicos Como se conectar? Uso básico do Netscape Considerações iniciais Para iniciar o Netscape Para percorrer e navegar por hipertextos Como acessar um servidor que não está na página? Para guardar seus achados - Bookmark Para ver o "fonte", ou "source" de um hipertexto Para interromper com uma transferência Para imprimir a página do hipertexto Para enviar informação textual do hipertexto para o correio eletrônico Para salvar o hipertexto Para salvar uma imagem Para abrir um arquivo local Como achar os assuntos de seu interesse Opções Dúvidas mais comuns A configuração ideal do Netscape A configuração ideal do Internet Explorer Como instalar a versão 2.01 do Netscape Uso Básico do Eudora O que é e como funciona o Eudora? Como iniciar o Eudora? Como ver a lista das mensagens recebidas? Como ler as mensagens sem estar conectado? Como enviar uma mensagem? Como responder uma mensagem? Como responder mensagens sem estar conectado?

3 39. Como repassar uma mensagem recebida? Quais são e por que existem outros mailboxes? Como deletar uma mensagem? Como abrir o seu mailbox OUT? Como criar um novo mailbox? Como transferir mensagens para um mailbox? Como verificar e fechar as janelas abertas? Como imprimir as mensagens? Como criar um apelido para um endereço eletrônico? Como criar um apelido para vários endereços eletrônicos? Como enviar mensagens com assinatura? Como inserir um arquivo-texto na tela da mensagem? Como encontrar informações e manuais sobre Eudora na rede? Dúvidas mais comuns Como utilizar o Microsoft Mail A configuração ideal do Eudora A configuração ideal do Microsoft Mail Como separar as mensagens entre dependentes e titulares Como interpretar as mensagens que retornam com erro Uso básico do Mirc Com utilizar o Mirc Iniciando o Bate-Papo Expressões utilizadas no IRC Os comandos básicos do Mirc Os Emoticons Dúvidas gerais O que é Newsgroups e como ter acesso Considerações sobre FTP Considerações sobre Telnet Como trabalhar na WWW sem se conectar Guia de Endereços na Internet

4 APRESENTAÇÃO Prezado Cursista, Ao elaborar esta APOSTILA para a disciplina INTERNET BÁSICO, espero estar iniciando um diálogo com você. Sobre o nosso estabelecimento posso lhe dizer que somos uma Instituição de Educação no mercado há aproximadamente 18 anos e larga experiência no ensino de INFORMÁTICA. Quanto a você, sei que tem muita vontade de aprender e deve estar fazendo um curso de especialização dentre aqueles oferecidos pelo Colégio Nacional, mais explicitamente o Curso de Informática. Talvez já tenha até desenvolvido algum tipo de projeto, o que lhe dará um ótimo embasamento para nossos estudos. Esta apostila tem caráter definitivamente complementar. Ela lhe oferece subsídios para se posicionar com espírito crítico e rigor metodológico não só frente ao conhecimento que irá apreender e produzir durante a disciplina como também diante da prática com os computadores. Você poderá fazer desta disciplina, sua companheira durante todo o curso. Este, por ser um trabalho prático, vai exigir de você familiaridade com os conhecimentos que a disciplina lhe proporciona. Sucesso! 4

5 1. INTRODUÇÃO Primeiro alguém lhe disse você devia comprar um computador. Agora, dizem que precisa comprar um modem e ligar-se à internet. Olhe, você é um sujeito de sorte. Este pessoal que lhe dá conselhos sabe o que está dizendo. Computadores e internet são coisas essenciais dá vida moderna. Você tem ouvido falar do potencial de informações existente a partir da internet. É verdade! Imagine que cada um dos seus assuntos de maior interesse profissional e de lazer estão bem representados na rede. E se não estiverem, é hora de você mesmo dar a sua contribuição, adicionando informações suas. Seja bem-vindo! Tenho certeza que você não quer outra coisa senão entrar na Internet, e o mais rápido possível. Mas é a internet que, pela primeira vez, está permitindo o uso de uma poderosa e moderna tecnologia sem a fobia que caracteriza a adaptação ao mundo dos computadores. Pelo menos depois que você vencer a ansiedade dos primeiros dias. Está dando a qualquer pessoa, independente da idade e profissão, uma energia passional, uma força inexplicável para ultrapassar as dificuldades de ambientação dos primeiros momentos de convívio com as redes de computadores - um mundo novo e virtual. Antes de começarmos é necessário que lhe apresentemos uma rápida definição do que é uma rede, levando em consideração de que iremos estudar uma, a Internet. Uma rede funciona basicamente com um servidor, que como o próprio nome diz serve os outros computadores que se interconectam através de cabos. Este servidor, na maioria das vezes, é dedicado, ou seja, só pode ser utilizado para servir os outros computadores. Um bom exemplo de rede é a do laboratório de informática do Colégio Nacional, sendo que esta não pode ser comparada com a Internet em relação ao seu tamanho, pois, ela é muito maior. A Internet, como já dissemos, é uma grande rede que interconecta vários computadores e como dizem possibilita o acesso à muitos serviços, como: Correio eletrônico, FTP, Chat, etc. O nome servidor é algo que você vai ouvir bastante ao longo do curso, mesmo como hipertexto, multimídia, hipermídia, browsers, FTP, chat e que iremos definir em capítulos a parte. Siga a leitura de todos os capítulos e boa sorte. 2. O PROJETO WWW 5

6 Em Março de 1989 Tim Berners Lee, então no CERN (o Laboratório de Física de Partículas Europeu), sugeriu um projeto que pudesse reunir a Internet, o Hipertexto e a Mutimídia. O projeto propunha o desenvolvimento de um sistema hipertexto que possibilitasse aos Físicos, tanto no CERN como ao redor do mundo, compartilhar informações. O projeto apontou vários problemas-chave que impediam o compartilhamento de informação. Em torno de Novembro de 1990, o documento do projeto estava completo e Tim Berners Lee iniciou o protótipo. O world wide web, como foi então chamado, entrou em uso no CERN em Maio de 1991, e em Agosto sua existência foi anunciada em vários newsgroups da Internet. Neste estágio de desenvolvimento tornou-se um padrão aceito apesar do debate "acalorado" em vários newsgroups e listas de discussão. Um desenvolvimento fundamental aconteceu em Julho de 1992 com a liberação da biblioteca de desenvolvimento para WWW. Foi essa biblioteca que deu origem à construção de vários browsers WWW e servidores que tornaram a WEB viável. Um desses foi o MOSAIC, o primeiro browser multi-plataforma que explorava completamente a capacidade de hipermídia da WEB. Desenvolvido por Marc Andreeson, então do NCSA, o MOSAIC foi que iniciou o crescimento explosivo da WEB. No outono 1993 tornou-se disponível a milhões de usuários, com a liberação das versões para Mac e Windows. Se por um lado novos browsers têm superado os recursos do MOSAIC, por outro foi esse programa que tornou-se sinônimo da WEB. No verão de 1994, a WEB teve um crescimento muito superior às expectativas dos milhões de novos usuários da Internet. Devido ao seu crescimento muito superior ao seu propósito original, o CERN em parceria com o MIT formou o W3 Organization em Julho de Essa organização assumiu a direção sobre a responsabilidade de supervisionar o desenvolvimento futuro da WEB. 3. O QUE É O WWW? A definição oficial descreve a World Wide Web como uma "iniciativa de busca de informação hipermídia a longa distância visando dar acesso a um vasto universo de documentos". O que o projeto World Wide Web (WWW, W3) fez foi permitir que usuários em redes de computadores com um método de acesso compatível pudessem acessar inúmeras mídias de maneira simples. Usando uma interface chamada Mosaic, o projeto Web mudou a maneira das pessoas verem e criarem informação - foi criada então a primeira rede hipermídia global, que permite ao usuário, seja ele, um aluno ou um profissional liberal ou até uma empresa, oferecer ou procurar qualquer tipo de informação em qualquer parte do mundo. Ex: Ele pode estar no Colégio Nacional na Rua Clarimundo de Melo, em Quintino e estar tendo contato com outro computador em Tokio no Japão e através dele trazer várias informações de várias áreas, como Economia, Biologia, Artes, etc, para o seu próprio computador. Todos os clientes e servidores Web precisam "falar" HTTP (Hyper Text Transfer Protocol) para poderem enviar e receber documentos hipermídia. Por essa razão, servidores Web são normalmente chamados de servidores HTTP. O termo "World Wide Web" é freqüentemente usado para se referenciar ao conjunto de redes de servidores que "falam" HTTP assim como à coleção global de informação disponível através do protocolo. 6

7 A linguagem padrão que a Web usa para criar e reconhecer documentos de hipermídia é o HTML (Hyper Text Mark up Language) que é uma derivação do SGML (Standard Generalized Mark up Language), uma linguagem utilizada para formatação de documentos. 4. O QUE É O BROWSER (CLIENTE) WWW? Meses após a proposta original do CERN, o NCSA (National Center for Supercomputing Applications) iniciou um projeto para criar uma interface para o World Wide Web. Uma das missões do NCSA era auxiliar à comunidade científica a produzir software amplamente disponível, e não comercial. Outro dos seus objetivos era investigar novas tecnologias na esperança de que interesses comerciais surgissem. Assim, o Grupo de Desenvolvimento de Software iniciou o desenvolvimento de uma interface versátil, multiplataforma para o World Wide Web, e o chamaram de Mosaic - o primeiro browser WWW como conhecemos atualmente. Devido ao número de serviços tradicionais que realizava, e devido a sua fácil interface "point-and-click", o Mosaic logo se tornou o browser mais popular para a Web. Mas atualmente existem inúmeros outros browsers disponíveis, como o Netscape Navigator, Spry, Internet Explorer, etc. Existem versões para as mais diversas plataformas, como Suns, Silicon Graphics, PCs (Microsoft Windows), Macintoshes, e outros computadores rodando várias outras formas de UNIX. 5. O QUE É O CORREIO ELETRÔNICO ( )? O correio eletrônico ( ) é uma forma de enviar e receber mensagens e arquivos através do computador. Para que isto seja possível, é necessário que remetente e destinatário possuam uma caixa postal com endereço na rede. É indispensável que o remetente conheça o endereço do destinatário. Não existe uma lista geral na Internet de endereços de . Se você é cliente da Openlink, você já possui seu endereço de correspondência, algo como: Ex: O destinatário só sabe que recebeu uma mensagem quando ele consulta a sua caixa postal, ou seja, o mail não é ao vivo. Para poder se comunicar em tempo real devem ser utilizados programas de "bate-papo". É necessário possuir um programa que permita que você envie e leia suas mensagens. Se você instalou o kit da Openlink, você possui o Eudora Light ou o Microsoft Mail, programas leitores de mail. Para utilizar o mail você deve inicialmente estar conectado à Openlink. Depois de conectado, se você estiver usando o programa da Openlink para a discagem, clique no botão correio eletrônico ou diretamente sobre o ícone do Eudora. Se você está utilizando o Microsoft Mail é só clicar no ícone Mail (o que tem um pacote amarelo) na área de trabalho do seu Windows 95. Na primeira vez que você se conecta, o Eudora pede a sua senha que é a mesma que você usa para se conectar à Openlink. A seguir colocamos dicas de utilização do Eudora. 7

8 6. O QUE É O INTERNET RELAY CHAT - IRC (BATE-PAPO)? O Chat é uma forma de "bater papo" com pessoas de todas as partes do mundo através da Internet. Ao contrário do o "bate-papo" é em tempo real, ou seja, ao vivo. Há várias formas de fazer isto, mas a mais comum e simples é através de um padrão conhecido como IRC (Internet Relay Chat). Esta forma de Chat permite que um grupo de pessoas possam escrever mensagens que serão lidas ao vivo por todas as outras que estiverem no mesmo canal naquele momento. A primeira coisa que você precisa para participar de uma sessão de Chat é de um programa que possibilite isso. Se você instalou qualquer kit de acesso à Internet, provavelmente você possui o Mirc que faz as funções de Chat. Para acessar este programa, você primeiro deve estar conectado ao seu provedor. Depois, se você utiliza o Windows 3.1x, clique no botão "Chat" e o Mirc será carregado. Se você utiliza o Windows 95, procure no menu Iniciar/Programas o ícone do Mirc. Você precisa então se conectar a um site que possua um servidor de IRC. O servidor mantém o contato entre você e os outros usuários do IRC. Existem várias "sub-redes" dentro do IRC. As mais famosas e antigas são a Efnet e a Undernet. Estas duas são as mais freqüentadas, mas também são as que têm maiores problemas com conexão devido a "superlotação". Existem outras sub-redes mais recentes como a Dalnet, InnerNet e AnotherNet. Aqui no Brasil, um dos servidores mais conhecidos é o servidor da Kanopus, um provedor de acesso do Sul do Brasil (irc.kanopus.com.br). Vale a pena lembrar que ele ainda está no início de suas atividades.no final, colocamos uma lista de passos para que você possa utilizar o Chat sem problemas. 7. O QUE É UMA HOME-PAGE? No duro, a Home-Page é sempre a primeira página que aparece em um servidor quando se está navegando na WWW. Por exemplo, quando nós entramos no site da embratel, através do aparece uma página, e, esta página é chamada de Home-Page. A linguagem utilizada para a confecção de Home-Pages é o HTML (Hypertext Markup Language) que permite a criação de páginas na WWW. Só que este é um assunto de outro curso. 8. O QUE É HIPERTEXTO E HIPERMÍDIA? A funcionamento da Web utiliza o hipertexto como meio de interação com os usuários. Hipertexto é basicamente o mesmo que um texto regular - pode ser armazenado, lido, ou editado - com uma importante diferença: o hipertexto contém conexões dentro do texto para outros documentos. Por exemplo, suponha que você pudesse de alguma maneira selecionar (com um mouse ou com o seu dedo) a palavra "hipertexto" no parágrafo anterior a es se. Em um sistema hipertexto você poderia ter então um ou mais documentos relacionados a hipertexto - uma história do hipertexto, por exemplo, ou uma definição de um dicionário. Estes novos documentos por sua vez poderiam ter links e conexões para outros documentos. Dessa maneira, links hipertexto, chamados de hyperlinks, podem criar uma complexa "teia" (web) virtual de conexões. 8

9 A Hipermídia é um hipertexto com uma diferença - a hipermídia contém links não somente para outras partes de texto, mas também para outras formas de mídia - sons, imagens, e filmes. Imagens podem estar ligadas a sons ou a outros documentos. 9. O QUE É URLs? O que é uma URL? Uma URL é um Uniform Resource Locator. É o que possibilita você não somente poder indicar um arquivo em um diretório, mas também indicar esse arquivo e esse diretório em qualquer máquina na rede. Pode ser indicado por vários métodos diferentes. A URL é na realidade uma maneira de se especificar acessos a informações. Se você não quiser uma explicação mais detalhada sobre URLs pule direto para o capítulo 10. Mesmo que o conceito de URL seja realmente muito simples ("se existe algo lá, podemos apontá-lo"), este documento é somente uma rápida passeada por alguns dos tipos mais comuns de URLs e permitirá a você criar e entender URLs numa grande variedade de contextos muito rapidamente. Ftp URLs Suponha que exista um documento "foobar.txt"; que se situe em um servidor ftp chamado "ftp.site.com" no diretório "/pub/files". A URL para este tipo de arquivo é: file://ftp.site.com/pub/files/foobar.txt Gopher URLs Gopher URLs são um pouco mais complicadas que Ftp URLs, uma vez que servidores Gopher são um pouco mais intrincados para se manipular do que servidores de Ftp. Para visitar um servidor de gopher (digamos, o servidor de gopher em gopher.site.com), use essa URL: gopher://gopher.site.com/ Newsgroups URLs Para apontar para um newsgroup da Usenet (digamos, "comp.infosystems. www"), a URL é simplesmente: news:comp.infosystems.www Atualmente alguns clientes WWW como o NCSA Mosaic não permitem a você especificar um servidor de news como seria normalmente esperado (por exemplo, news://news.site.com/comp.infosystems.www); O método mais comum é atribuir à variável de ambiente NNTPSERVER o nome do servidor de news antes de carregar o cliente. Já no Netscape, vá na opção Preferences... no menu Options, e configure o campo News Server existente no marcador Mail and News. 9

10 HTTP URLs HTTP significa HyperText Transport Protocol. Os servidores HTTP são normalmente usados para servir documentos hipertexto. O HTTP diminui muito o "overhead" por basear-se no fato de que a informação de navegação pode ser embutida diretamente nos próprios documentos e assim o protocolo em si não precisa suportar características de navegação como os protocolos FTP e Gopher fazem. Um arquivo chamado "foobar.html" em um servidor "www.site.com" no diretório "/pub/files" corresponde à seguinte URL: URLs Parciais Uma vez atingido um documento localizado em algum lugar na rede (digamos, o documento você pode usar uma URL parcial ou relativa, para apontar para um outro arquivo no mesmo diretório, na mesma máquina, sendo servido pelo mesmo servidor. Por exemplo, se em um mesmo diretório existe um outro arquivo chamado "anotherfile.html" então anotherfile.html é uma URL parcial válida neste instante. Isso possibilita a construção de conjuntos de documentos hipertexto facilmente. Se um conjunto de documentos se situam em um diretório comum, eles podem se referenciar um ao outro (por hiperlinks) apenas por seus filenames -- uma vez que um browser tenha chegado a um documento, um salto pode ser feito para qualquer um dos documentos no mesmo diretório, simplesmente usando o filename do outro documento como URL parcial. As informações adicionais (método de acesso, host, porta, diretório, etc.) são assumidas com base na URL usada para atingir o primeiro documento. Outras URLs Muitas outras URLs são possíveis, mas já cobrimos as mais comuns que você poderia construir manualmente. 10. SERVIÇOS BÁSICOS DA INTERNET O correio eletrônico, o acesso remoto (telnet), a transferência de arquivos (FTP) e o IRC compõem a tríade dos serviços básicos da Internet. Contudo, a utilização desses serviços pressupõe o conhecimento prévio da localização da informação. À medida que as redes de computadores crescem e que o volume armazenado de informações aumenta, são desenvolvidas novas e engenhosas ferramentas visando facilitar a localização e o acesso aos dados disponíveis. São exemplos de algumas ferramentas: o hytelnet, o gopher, o WWW, o WAIS, Netfind, etc. Com o auxílio dessas ferramentas, é possível assim "navegar" na Internet e ter o acesso à imensa gama de informações disponíveis em rede. 10

11 11. COMO SE CONECTAR? PROVIDENCIE UM COMPUTADOR Há muitas maneiras de você se conectar à lnternet. Mas, de alguma forma, um computador será o primeiro requisito (quase sempre... ). A chamada conexão full (completa), interativa, em plataformas gráficas baseadas nos protocolos conhecidos como TCP/IP (não se assuste com estas expressões) pode ser feita a partir de computadores baratos (como os 386) rodando Windows. Naturalmente, em questões de computador, quanto mais rápido, melhor. Mas esta é uma questão de grana. Um bom 386, com 8 Mb de memória, já dá conta do recado. Claro, da mesma forma que velocidade, quanto mais memória, melhor: 16 MB começa a parecer pouco quando você tem vários programas em operação ao mesmo tempo. Mas não se assuste! Lembre-se de que a maioria dos computadores permite acréscimos modulares. Um disco rígido maior, mais memória, um chip mais veloz... E não pense que a lnternet é coisa exclusiva para máquinas do tipo PC. Se você é da tribo dos Macintosh, tudo bem. A não ser que sua máquina seja muito antiga, também dá para entrar na rede. Aliás, se você for um dos raros brasileiros que usa um computador Amiga, terá companhia, quando entrar na rede. E, naturalmente, todas estas máquinas mais tradicionais, estações de trabalho, etc., são apropriadas para a rede também, ainda que nossos 10 passos contemplem os usuários de computadores do tipo PC, os mais populares. Mesmo para os PCs, dependendo da situação, os caminhos para sua conexão podem diferir. Portanto, nosso próximo passo é: NÃO ESQUEÇA DO MODEM Para o modem, equipamento que faz a conexão do seu computador com a linha telefônica, vale também o "quanto mais rápido, melhor". Os provedores de acesso lnternet brasileiros oferecem atendimento a 28.8 Kbps (e alguns já ensaiam velocidades maiores) e, portanto, investir em um modem de menor velocidade é pedir para se arrepender logo, logo. Mesmo assim, saiba que modems mais lentos, de 14.4 Kbps, bps ou bps também servirão, embora este último não seja apropriado para as conexões a partir de plataformas gráficas. Você vai precisar ainda de uma linha telefônica. Pode ser a da sua casa mesmo, desde que ninguém tire a extensão do gancho bem na hora em que você estiver navegando pelo mundo. Um detalhe importante é quanto a qualidade das linhas telefônicas. Use de preferência linhas mais novas pois apresentam uma quantidade de ruídos bem menor que as antigas. Exemplo de linhas novas: linhas que começam com 596, 597, 296, 595, etc. Exemplo de linhas antigas: , 289, etc. Quando se navega em uma linha antiga é normal que a conectividade seja interrompida aleatoriamente ou que as ligações para o seu provedor estejam constantemente ocupadas. Falta agora seu provedor de acesso implantar conectividade IP através da linha, convertendo o computador conectado a essa linha, em sua casa ou empresa, num nó permanente da lnternet, com endereço único e divulgado mundialmente. Portanto, o próximo passo é : 11

12 ESCOLHA SEU PROVEDOR DE ACESSO Um provedor de acesso é a empresa que, em troca de um pagamento que está hoje próximo dos R$ 2 por hora, lhe oferece as condições de conexão para que você possa usar as ferramentas da lnternet. Para fazer parte de um provedor de acesso, você ganha um nome (login) e uma senha (password). Você deve julgar um provedor pelo preço dos serviços, qualidade do suporte e atendimento, além de número de linhas existentes e número de usuários por linha. Tudo isso você pode estudar a partir da observação do Guia do Provedores de Acesso publicado no encarte Internes World. Primeiro localize um provedor que atue em sua cidade, caso contrário terá que pagar por ligações de longa distância. Havendo mais de um, faça a primeira seleção considerando que quanto menos usuários por linha, melhor para você. Dá menos sinal de ocupado e a velocidade relativa de acesso é maior Deve considerar ainda a capacidade do chamado link lnternet do provedor (quanto maior, melhor) e procurar identificar usuários ativos que possam lhe dizer se estão ou não satisfeitos com os serviços prestados pelo provedor. Escolhido o provedor, passe para a instalação dos softwares: INSTALAÇÃO DE SOFTWARES PARA CONEXÃO Supondo que você escolheu um provedor que lhe dê um bom suporte e todos os programas que você precisará, é hora de conciliá-los e entrar na rede. Esta etapa não é fácil, mas você pode superá-la com ajuda de amigos que já passaram por isso. Lembre-se, pode falhar hoje, mas vai funcionar. E quando funcionar, o esforço certamente terá valido a pena. O próximo passo será aprender como utilizar as ferramentas da Internet. 12. USO BÁSICO DO NETSCAPE 13. CONSIDERAÇÕES INICIAIS O Netscape é um programa para visualização de informações disponíveis na Internet em servidores World Wide Web (WWW), para interface "gráfica", ou seja, é possível acessar os diversos tipos de documentos disponíveis na rede: textos, imagens, sons, animações. Uma característica importante do Netscape é que ele permite também acesso a repositórios de informação em servidores Gopher, Wais, FTP e até servidores NNTP (newsgroups). O Netscape exibe arquivos em formato de hipertexto - HTML (Hypertext Markup Language), que são chamadas de home-pages. 14. PARA INICIAR O NETSCAPE 12

13 Antes de iniciá-lo, é preciso primeiramente estar conectado à rede. Siga os procedimentos normais para a conexão. No caso do Colégio Nacional, é necessário que você faça parte do clube de informática (maiores informações na secretaria), pois só assim você terá acesso livre à nossa rede de computadores Ao ligar seu computador você acessará o Windows e encontrará o grupo de programas correspondente aos softwares de acesso à Internet, como no quadro abaixo: Para abrir o programa de inicialização, dê um duplo clique com o mouse no ícone da openlink. Aparecerá a seguinte janela, se você for cliente da Openlink: 13

14 Clique em conectar para discar para o seu provedor de acesso à Internet. Logo você irá ouvir o chamado da linha telefônica e o seu computador começará a discar. O computador do seu provedor de acesso irá atender. Os modens irão conversar entre si com uma série de ruídos e logo aparecerá uma nova janela indicando que você está conectado. Clique OK. A partir daí clique no ícone que está escrito WWW na tela anterior que ele irá executar automaticamente o seu Browser (Netscape ou Internet Explorer) ou então clique direto no ícone do Netscape no gerenciador de programas. Normalmente, a primeira página que você irá ver será a do seu provedor. ATENÇÃO: Se você desejar também pode discar para o seu provedor pelo trumpet. Clique no ícone que executa o programa de discagem TRUMPET e clique em DIALLER / LOGIN. Ele vai pedir o seu nome e senha e discará para o seu provedor. Assim que você estiver conectado, execute o programa Netscape dando um duplo clique em seu ícone. Ao ser inicializado, o Netscape vai exibir a página de entrada de um servidor WWW. Observe que os itens que aparecem em destaque (normalmente "highlighted""), funcionam como "links" para outros documentos. Ou seja, ao serem selecionados, exibem uma nova tela de informação. O programa mostra na parte superior da tela, uma série "janelas" que são recursos de utilização do Netscape, bem como a localização ou endereço do servidor aberto. Como demonstrado na tela abaixo. 14

15 15. PARA PERCORRER E NAVEGAR POR HIPERTEXTOS: Para percorrer a tela do hipertexto, utilize as setas no lado direito da página ou utilize a tecla de espaço para avançar uma tela. Para acessar uma outra tela de informação, leve o cursor e clique em cima de uma palavra em destaque no texto. Para voltar para a página anterior, utilize a "janela" no canto esquerdo da tela, que corresponde a uma seta para a esquerda (back = para trás). 16. COMO ACESSAR UM SERVIDOR QUE NÃO ESTÁ NA PÁGINA Leve o cursor para uma janela que diz "Open=Abrir" na parte superior da tela ( ao lado de "Print=Imprimir"); ou então clique em File=Arquivo, e depois em Open Location=Abrir Endereço. Uma janela se abrirá na tela para que seja oferecida URL do servidor para onde se quer ir. Digite o endereço completo (URL) do serviço, e clique em "Open=Abrir" 17. PARA GUARDAR SEUS ACHADOS - BOOKMARK: 15

16 O Bookmark=Marcadores é seu caderno de anotações eletrônico, onde é possível armazenar quaisquer URL's de seu interesse pessoal. Uma vez feitas as anotações no bookmark, este pode ser consultado todas as vezes que o Netscape for utilizado. Para adicionar a página "onde você se encontra" no bookmark, clique com a setinha na palavra "Bookmarks=Marcadores", e depois em Add Bookmark" Para visualizar a sua lista de URL's no bookmark, clique em "Bookmarks", e depois em "Go Bookmarks". Para apagar um endereço no bookmarks, após entrar em Go bookmarks, clique no endereço desejado e aperte DEL. 18. PARA VER O "FONTE", OU "SOURCE" DE UM HIPERTEXTO: Clique em "View=Exibir", e depois em "Source=Origem do Documento", será apresentado então o hipertexto em seu formato ASCII com as anotações de HTML. Para retornar a página do Netscape, clique em "fechar na barra do lado superior esquerdo. Se você clicar em Document Info=Informações sobre o documento, você irá obter todas as informações pertinentes ao deviddo documento. 19. PARA INTERROMPER COM UMA TRANSFERÊNCIA: Clique na janela "Stop=Parar" no lado superior direito da tela, ou então clique em "Go=Ir", e depois em "Stop Loading=Parar Carregamento" 20. PARA IMPRIMIR A PÁGINA DO HIPERTEXTO: Clique na janela "Print=Imprimir" no canto direito superior da tela, ou então clique em "File=Arquivo", depois em "Print=Imprimir". Obs: A impressora e o programa Netscape devem estar devidamente configurados para que o documento seja impresso! 21. PARA ENVIAR A INFORMAÇÃO TEXTUAL DO HIPERTEXTO POR CORREIO ELETRÔNICO Clique em "File=Arquivo", no lado esquerdo da tela, depois em "Mail Document=Nova Mensagem de Correio". Uma tela será aberta com campos de cabeçalho e conteúdo da mensagem. Para incluir o hipertexto no conteúdo da mensagem, clique em "Quote Document=citar".atenção, é necessário que o documento esteja em seu disco rígido, portanto salve-o como no capítulo 22. Para enviar a mensagem, clique em "Send=Enviar". Caso o envio de mensagens não funcione na primeira tentativa, verifica as configurações referentes a e- mail no menu "Options=Opções", item "Mail and News Preferences=preferências de correios e notícias" (veja seção nesse guia rápido). 22. PARA SALVAR O HIPERTEXTO: 16

17 Clique em "File", depois em "Save As=Salvar Como". Uma janela será aberta para que você determine em que diretório e com que nome o hipertexto vai ser salvo. Para salvar, clique em "OK" Obs: O hipertexto será salvo como um arquivo.htm. Note que sempre quando você visualizá-lo através do Netscape, as imagens não aparecerão. Isso porque as imagens "não fazem parte" daquele hipertexto, e sim são arquivos para onde o hipertexto aponta no servidor. Para se obter a tela completa, com as imagens, é preciso recuperar também os arquivos imagens no servidor. E editar o arquivo.htm apontando devidamente as imagens recuperadas. 23. PARA SALVAR UMA IMAGEM Posicione o curso sobre a imagem que você deseja recuperar. Clique no botão direito do mouse. Uma janela de diálogo vai aparecer, para salvar a imagem escolha a opção "save this image as=salvar Imagem Como" indicando o diretório e arquivo onde deseja salvar a imagem. Atenção, se você quiser salvar uma imagem que esteja sendo utilizada como fundo de uma página, deverá olhar o fonte da página (view source) e recompor a URL de onde esta imagem se localiza. Basta então solicitar a URL exata da imagem e utilizar a opção "file => save as" para salvar a figura. 24. PARA ABRIR UM ARQUIVO LOCAL: Clique em "File", depois em "Open File=Abrir Arquivo". Uma tela se abrirá para que você determine qual o nome e diretório do arquivo. Para abrí-lo, clique em "OK". 25. COMO ACHAR OS ASSUNTOS DE SEU INTERESSE Muitas pessoas se perguntam aonde procurar pelos assuntos de seu interesse, ou seja, um técnico de informática quer fazer um trabalho sobre computadores. Aonde procurar? Um bom lugar para se procurar pelos assuntos de seu interesse é a homepage da Openlink em Ao acessar esta página clique com o mouse em procurando algo. Aparecerá a seguinte tela: 17

18 Nela, você escreve a palavra que deseja pesquisar, por exemplo computadores. Clique em excite e aparecerá uma lista de todos os endereços no mundo que falam sobre computadores. 26. OPÇÕES Clicando em "Options=Opções", e depois em "Preferences=Preferências", uma janela é aberta onde você pode configurar o programa Netscape. É possível configurar estilos, cores e fonte, aplicações acopladas ao Netscape, correio eletrônico e newsgroups, etc. Clicando em "Options", é possível configurar para que o programa mostre em sua tela: a régua de janelas de recursos do programa, a localização do servidor, a barra de diretórios do Netscape, etc. 27. DÚVIDAS MAIS COMUNS 28. A CONFIGURAÇÃO IDEAL DO NETSCAPE Procure manter o Netscape configurado com suas principais funções como descrito abaixo. Netscape

19 Selecione no menu principal: Options Selecione: Preferences... Em Styles Em Start With marque Home Page Location digite: Em Mail and News Mail (SMTP) Server: mail.openlink.com.br Your Name: seu_nome Your Em Proxies Gopher Proxy: proxy.openlink.com.br Port: 8080 HTTP Proxy: proxy.openlink.com.br Port: 8080 No Proxy for: Netscape 2.0x e 3.0 Selecione no menu principal: Options Selecione: General Preferences.../ Appearance Em Startup - Start With Home Page Location digite: Selecione: Mail and News Preferences... / Servers Selecione: Servers Outgoing Mail (SMTP) Server: mail.openlink.com.br Incoming Mail (POP) Server: mail.openlink.com.br Pop User Name: seu_username Selecione: Identity Your Name: seu_nome Your Reply-to Address: Selecione: Network Preferences... / Proxies Marque: Manual Proxy Configuration e clique em View Preencha em: Gopher Proxy: proxy.openlink.com.br Port: 8080 HTTP Proxy: proxy.openlink.com.br Port: 8080 No Proxy for: 29. A CONFIGURAÇÃO IDEAL DO INTERNET EXPLORER Procure manter o Internet Explorer configurado com suas principais funções como descrito abaixo. Para fazer com que o Internet Explorer utilize o Microsoft Mail como leitor de mail Entre no Microsoft Mail Selecione no menu principal: Mail 19

20 Selecione: Options Selecione: Send Na opção Default Settings, Clique no botão: Set as Default Internet Explorer 2.0 Para retirar/inserir o serviço de proxy: Selecione Meu Computador Selecione Painel de Controle Clique no ícone Internet Vá na opção Avançado e preencha: Servidor proxy: proxy.openlink.com.br:8080 Desviar proxy em: openlink.com.br Para fazer com que a página da Openlink seja a sua página inicial: Coloque no campo endereço: (assim que você edita este campo, ele muda de nome - abrir) Tecle enter para a página ser buscada Selecione: Exibir Selecione: Opções Selecione: Páginas inicial e de procura Clique em Usar atual Internet Explorer 3.0 Para retirar/inserir o serviço de proxy: Selecione no menu principal: View Selecione: Options Selecione: Connection Marque: Connect to the Internet through a proxy server Clique no botão: Change proxy settings... HTTP: proxy.openlink.com.br Port: 8080 Do not use proxy for addresses begining with: openlink.com.br Para fazer com que a página da Openlink seja a sua página inicial: Faça o mesmo procedimento que para versão 2.0, descrito acima. 30. COMO INSTALAR A VERSÃO 2.01 DO NETSCAPE Inicialmente, você deve baixar o Netscape Isto pode ser feito diretamente da página de software da Openlink, em (http://www.openlink.com.br). A versão de 16 bits é para o Windows 3.1x e a versão de 32 bits é para o Windows 95. (a única diferença entre as duas versões é o nome do arquivo a ser baixado). 20

INTERNET -- NAVEGAÇÃO

INTERNET -- NAVEGAÇÃO Página 1 INTRODUÇÃO Parte 1 O que é a Internet? A Internet é uma rede mundial de computadores, englobando redes menores distribuídas por vários países, estados e cidades. Ao contrário do que muitos pensam,

Leia mais

SUMÁRIO A INTERNET E SUAS ORIGENS 1. O que é a Internet? 1 OUTRAS REDES 2. Conectividade de Redes externas com a Internet 2

SUMÁRIO A INTERNET E SUAS ORIGENS 1. O que é a Internet? 1 OUTRAS REDES 2. Conectividade de Redes externas com a Internet 2 SUMÁRIO A INTERNET E SUAS ORIGENS 1 O que é a Internet? 1 OUTRAS REDES 2 Conectividade de Redes externas com a Internet 2 ENDEREÇOS NA INTERNET 3 IDENTIFICAÇÃO DE USUÁRIOS NA INTERNET 4 SERVIÇOS DISPONÍVEIS

Leia mais

INTERNET -- NAVEGAÇÃO

INTERNET -- NAVEGAÇÃO Página 1 Acessando endereços simultaneamente Parte 2 Um recurso interessante e extremamente útil é o de abrir várias janelas ao mesmo tempo. Em cada janela você poderá acessar um endereço diferente na

Leia mais

Manual de Usuário do UnB Webmail Destinado aos usuários de e-mail da Universidade de Brasília MODO DINÂMICO

Manual de Usuário do UnB Webmail Destinado aos usuários de e-mail da Universidade de Brasília MODO DINÂMICO Destinado aos usuários de e-mail da Universidade de Brasília MODO DINÂMICO Elaboração: Equipe de Suporte Avançado do CPD SA/SRS/CPD/UnB suporte@unb.br Universidade de Brasília Brasília / 2014 Resumo A

Leia mais

Universidade de São Paulo Centro de Informática de Ribeirão Preto TUTORIAL HOTMAIL

Universidade de São Paulo Centro de Informática de Ribeirão Preto TUTORIAL HOTMAIL Universidade de São Paulo Centro de Informática de Ribeirão Preto TUTORIAL HOTMAIL Tutorial Hotmail Sobre o MSN Hotmail Acessando o Hotmail Como criar uma conta Efetuando o login Verificar mensagens Redigir

Leia mais

Redes de Computadores II

Redes de Computadores II Redes de Computadores II INTERNET Protocolos de Aplicação Intranet Prof: Ricardo Luís R. Peres As aplicações na arquitetura Internet, são implementadas de forma independente, ou seja, não existe um padrão

Leia mais

Manual de Utilização

Manual de Utilização Se ainda tiver dúvidas entre em contato com a equipe de atendimento: Por telefone: 0800 642 3090 Por e-mail atendimento@oisolucoespraempresas.com.br Introdução... 3 1. O que é o programa Oi Backup Empresarial?...

Leia mais

CURSO DE EUDORA. M A R C O S D E C A S T R O S Y L O S 3 0 d e o u t u b r o d e 1 9 9 5. D o c u m e n t o N q R N P / R E F / 0 1 4 6

CURSO DE EUDORA. M A R C O S D E C A S T R O S Y L O S 3 0 d e o u t u b r o d e 1 9 9 5. D o c u m e n t o N q R N P / R E F / 0 1 4 6 CURSO DE EUDORA M A R C O S D E C A S T R O S Y L O S 3 0 d e o u t u b r o d e 1 9 9 5 D o c u m e n t o N q R N P / R E F / 0 1 4 6 ÍNDICE 1. Introdução... 01 2. Operações com Mensagens... 02 2.1. Recebendo

Leia mais

INTERNET OUTLOOK. 1. Considerando os conceitos e os modos de navegação na Internet, assinale a opção correta.

INTERNET OUTLOOK. 1. Considerando os conceitos e os modos de navegação na Internet, assinale a opção correta. Prof. Júlio César S. Ramos P á g i n a 1 INTERNET OUTLOOK 1. Considerando os conceitos e os modos de navegação na Internet, assinale a opção correta. A O Outlook Express permite criar grupo de pessoas

Leia mais

Como acessar o novo webmail da Educação? Manual do Usuário. 15/9/2009 Gerencia de Suporte, Redes e Novas Tecnologias Claudia M.S.

Como acessar o novo webmail da Educação? Manual do Usuário. 15/9/2009 Gerencia de Suporte, Redes e Novas Tecnologias Claudia M.S. Como acessar o novo webmail da Educação? Manual do Usuário 15/9/2009 Gerencia de Suporte, Redes e Novas Tecnologias Claudia M.S. Tomaz IT.002 02 2/14 Como acessar o Webmail da Secretaria de Educação? Para

Leia mais

15/8/2007 Gerencia de Tecnologia da Informação Claudia M.S. Tomaz

15/8/2007 Gerencia de Tecnologia da Informação Claudia M.S. Tomaz 15/8/2007 Gerencia de Tecnologia da Informação Claudia M.S. Tomaz MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO WEBMAIL GETEC 01 2/13 Como acessar o Webmail da Secretaria de Educação? Para utilizar o Webmail da Secretaria de

Leia mais

Manual de Apoio ao Treinamento. Expresso

Manual de Apoio ao Treinamento. Expresso Manual de Apoio ao Treinamento Expresso 1 EXPRESSO MAIL É dividido em algumas partes principais como: Caixa de Entrada: local onde ficam as mensagens recebidas. O número em vermelho entre parênteses refere-se

Leia mais

Serviço Seguro de Mensagens Instantâneas

Serviço Seguro de Mensagens Instantâneas COORDENADORIA DA RECEITA ESTADUAL GERÊNCIA DE CONTROLE E INFORMAÇÕES Serviço Seguro de Mensagens Instantâneas Jabber & Exodus Jabber é um protocolo aberto, baseado em XML para troca de mensagens instantâneas.

Leia mais

Treinamento Outlook Express

Treinamento Outlook Express Ministério da Saúde Secretaria Executiva Departamento de Informática do SUS Treinamento Outlook Express Série A. Normas e Manuais Técnicos Brasília DF 2003 1 2003. Ministério da Saúde. É permitida a reprodução

Leia mais

Módulo 11 A Web e seus aplicativos

Módulo 11 A Web e seus aplicativos Módulo 11 A Web e seus aplicativos Até a década de 90, a internet era utilizada por acadêmicos, pesquisadores e estudantes universitários para a transferência de arquivos e o envio de correios eletrônicos.

Leia mais

LABORATÓRIO DE INTERNET FRONTPAGE

LABORATÓRIO DE INTERNET FRONTPAGE I LABORATÓRIO DE INTERNET FRONTPAGE Prof. Antonio Geraldo da Rocha Vidal II SUMÁRIO Introdução...3 Construindo um Web Site...4 Iniciando...4 Administrando o Site...5 Navegação...5 Trabalhando com Páginas...6

Leia mais

15. OLHA QUEM ESTÁ NA WEB!

15. OLHA QUEM ESTÁ NA WEB! 7 a e 8 a SÉRIES / ENSINO MÉDIO 15. OLHA QUEM ESTÁ NA WEB! Sua home page para publicar na Internet SOFTWARES NECESSÁRIOS: MICROSOFT WORD 2000 MICROSOFT PUBLISHER 2000 SOFTWARE OPCIONAL: INTERNET EXPLORER

Leia mais

Introdução à Informática

Introdução à Informática Introdução à Informática Aula 23 http://www.ic.uff.br/~bianca/introinfo/ Aula 23-07/12/2007 1 Histórico da Internet Início dos anos 60 Um professor do MIT (J.C.R. Licklider) propõe a idéia de uma Rede

Leia mais

Mozart de Melo Alves Júnior

Mozart de Melo Alves Júnior Mozart de Melo Alves Júnior WORD 2000 INTRODUÇÃO: O Word é um processador de texto com recursos de acentuação, formatação de parágrafo, estilo de letras diferentes, criação de tabelas, corretor ortográfico,

Leia mais

Manual do navegador WAP da Palm

Manual do navegador WAP da Palm Manual do navegador WAP da Palm Copyright Copyright 2002 Palm, Inc. Todos os direitos reservados. Graffiti e Palm OS são marcas registradas da Palm, Inc. Palm e o logotipo da Palm são marcas comerciais

Leia mais

Guia de configuração de destinos de digitalização e mensagens de alerta da X500 Series

Guia de configuração de destinos de digitalização e mensagens de alerta da X500 Series Guia de configuração de destinos de digitalização e mensagens de alerta da X500 Series www.lexmark.com Julho de 2007 Lexmark e Lexmark com desenho de losango são marcas registradas da Lexmark International,

Leia mais

É o UniNorte facilitando a vida de nossos docentes e discentes.

É o UniNorte facilitando a vida de nossos docentes e discentes. ACESSO REMOTO Através do Acesso Remoto o aluno ou professor poderá utilizar em qualquer computador que tenha acesso a internet todos os programas, recursos de rede e arquivos acadêmicos utilizados nos

Leia mais

Guia de Início Rápido

Guia de Início Rápido Guia de Início Rápido O Microsoft Word 2013 parece diferente das versões anteriores, por isso criamos este guia para ajudar você a minimizar a curva de aprendizado. Barra de Ferramentas de Acesso Rápido

Leia mais

Correio Eletrônico Outlook Express. Prof. Rafael www.facebook.com/rafampsilva rafampsilva@yahoo.com.br

Correio Eletrônico Outlook Express. Prof. Rafael www.facebook.com/rafampsilva rafampsilva@yahoo.com.br Correio Eletrônico Outlook Express Prof. Rafael www.facebook.com/rafampsilva rafampsilva@yahoo.com.br O Microsoft Outlook é o principal cliente de mensagens e colaboração para ajudá-lo a obter os melhores

Leia mais

CAPÍTULO 2. Este capítulo tratará :

CAPÍTULO 2. Este capítulo tratará : 1ª PARTE CAPÍTULO 2 Este capítulo tratará : 1. O que é necessário para se criar páginas para a Web. 2. A diferença entre páginas Web, Home Page e apresentação Web 3. Navegadores 4. O que é site, Host,

Leia mais

Cliente Microsoft Outlook do Avaya Modular Messaging Versão 5.0

Cliente Microsoft Outlook do Avaya Modular Messaging Versão 5.0 Cliente Microsoft Outlook do Avaya Modular Messaging Versão 5.0 Importante: as instruções contidas neste guia só serão aplicáveis se seu armazenamento de mensagens for Avaya Message Storage Server (MSS)

Leia mais

Sumário INTRODUÇÃO 3 DICAS PARA CRIAR UM BOM SITE 4

Sumário INTRODUÇÃO 3 DICAS PARA CRIAR UM BOM SITE 4 Sumário Todos os direitos reservados e protegidos pela Lei 5.988 de 14/12/73. Nenhuma parte deste livro, sem prévia autorização por escrito de Celta Informática, poderá ser reproduzida total ou parcialmente,

Leia mais

Internet. História da Internet

Internet. História da Internet Internet A rede mundial de computadores é um grande fenômeno e está ampliando os horizontes de profissionais e empresas. O acesso é feito a qualquer hora e de qualquer lugar: do escritório, em casa, na

Leia mais

BlackBerry Internet Service. Versão: 4.5.1. Guia do usuário

BlackBerry Internet Service. Versão: 4.5.1. Guia do usuário BlackBerry Internet Service Versão: 4.5.1 Guia do usuário Publicado: 09/01/2014 SWD-20140109134951622 Conteúdo 1 Primeiros passos... 7 Sobre os planos de serviço de mensagens oferecidos para o BlackBerry

Leia mais

Guia de uso do Correio Eletrônico Versão 1.1

Guia de uso do Correio Eletrônico Versão 1.1 Guia de uso do Correio Eletrônico Versão 1.1 Índice Introdução ao Serviço de E-mail O que é um servidor de E-mail 3 Porque estamos migrando nosso serviço de correio eletrônico? 3 Vantagens de utilização

Leia mais

1 REQUISITOS BÁSICOS PARA INSTALAR O SMS PC REMOTO

1 REQUISITOS BÁSICOS PARA INSTALAR O SMS PC REMOTO 1 ÍNDICE 1 REQUISITOS BÁSICOS PARA INSTALAR O SMS PC REMOTO... 3 1.1 REQUISITOS BASICOS DE SOFTWARE... 3 1.2 REQUISITOS BASICOS DE HARDWARE... 3 2 EXECUTANDO O INSTALADOR... 3 2.1 PASSO 01... 3 2.2 PASSO

Leia mais

Curso técnico: Informática Disciplina: Aplicativos computacionais

Curso técnico: Informática Disciplina: Aplicativos computacionais 01. A tecla de atalho responsável por exibir os slides no modo de "apresentação" (tela inteira), é: a) F2 b) F3 c) F4 d) F5 e) F11 02. O recurso que permite definir efeitos de entrada para cada slide,

Leia mais

CONCEITOS BÁSICOS DE SERVIÇOS INTERNET. Disciplina: INFORMÁTICA 1º Semestre Prof. AFONSO MADEIRA

CONCEITOS BÁSICOS DE SERVIÇOS INTERNET. Disciplina: INFORMÁTICA 1º Semestre Prof. AFONSO MADEIRA CONCEITOS BÁSICOS DE SERVIÇOS INTERNET Disciplina: INFORMÁTICA 1º Semestre Prof. AFONSO MADEIRA A Internet é uma amálgama de hardware Como funciona (máquinas clientes e servidores, além de infraestrutura

Leia mais

Configuração de Digitalizar para E-mail

Configuração de Digitalizar para E-mail Guia de Configuração de Funções de Digitalização de Rede Rápida XE3024PT0-2 Este guia inclui instruções para: Configuração de Digitalizar para E-mail na página 1 Configuração de Digitalizar para caixa

Leia mais

Dicas para usar melhor o Word 2007

Dicas para usar melhor o Word 2007 Dicas para usar melhor o Word 2007 Quem está acostumado (ou não) a trabalhar com o Word, não costuma ter todo o tempo do mundo disponível para descobrir as funcionalidades de versões recentemente lançadas.

Leia mais

Usando o Outlook MP Geral

Usando o Outlook MP Geral Usando o Outlook MP Geral Este guia descreve o uso do Outlook MP. Este guia é baseado no uso do Outlook MP em um PC executando o Windows 7. O Outlook MP pode ser usado em qualquer tipo de computador e

Leia mais

Microsoft Internet Explorer. Browser/navegador/paginador

Microsoft Internet Explorer. Browser/navegador/paginador Microsoft Internet Explorer Browser/navegador/paginador Browser (Navegador) É um programa que habilita seus usuários a interagir com documentos HTML hospedados em um servidor web. São programas para navegar.

Leia mais

Digitalização. Copiadora e Impressora WorkCentre C2424

Digitalização. Copiadora e Impressora WorkCentre C2424 Digitalização Este capítulo inclui: Digitalização básica na página 4-2 Instalando o driver de digitalização na página 4-4 Ajustando as opções de digitalização na página 4-5 Recuperando imagens na página

Leia mais

Recursos do Outlook Web Access

Recursos do Outlook Web Access Recursos do Outlook Web Access Este material foi criado pela Secretaria de Tecnologia de Informação e Comunicação (SETIC) do Tribunal Regional do Trabalho da 17ª Região. Seu intuito é apresentar algumas

Leia mais

Expresso Livre Correio Eletrônico

Expresso Livre Correio Eletrônico Expresso Livre Correio Eletrônico 1. EXPRESSO LIVRE Para fazer uso desta ferramenta de correio eletrônico acesse seu Navegador de Internet e digite o endereço eletrônico expresso.am.gov.br. Figura 1 A

Leia mais

INFORMÁTICA 01. 02. 03. 04. 05.

INFORMÁTICA 01. 02. 03. 04. 05. INFORMÁTICA 01. Na Internet, os dois protocolos envolvidos no envio e recebimento de e-mail são: a) SMTP e POP b) WWW e HTTP c) SMTP e WWW d) FTP e WWW e) POP e FTP 02. O componente do Windows que é necessário

Leia mais

PESQUISAS NA WEB. 1. Para pesquisas na Internet www.google.com.br www.yahoo.com.br www.altavista.com.br

PESQUISAS NA WEB. 1. Para pesquisas na Internet www.google.com.br www.yahoo.com.br www.altavista.com.br PESQUISAS NA WEB 1. Para pesquisas na Internet www.google.com.br www.yahoo.com.br www.altavista.com.br No Laboratório do Paraná Digital o Google está configurado no sistema como buscador padrão. Para acessá-lo,

Leia mais

INFORMÁTICA FUNDAMENTOS DE INTERNET. Prof. Marcondes Ribeiro Lima

INFORMÁTICA FUNDAMENTOS DE INTERNET. Prof. Marcondes Ribeiro Lima INFORMÁTICA FUNDAMENTOS DE INTERNET Prof. Marcondes Ribeiro Lima Fundamentos de Internet O que é internet? Nome dado a rede mundial de computadores, na verdade a reunião de milhares de redes conectadas

Leia mais

Seu manual do usuário XEROX 6279 http://pt.yourpdfguides.com/dref/5579951

Seu manual do usuário XEROX 6279 http://pt.yourpdfguides.com/dref/5579951 Você pode ler as recomendações contidas no guia do usuário, no guia de técnico ou no guia de instalação para XEROX 6279. Você vai encontrar as respostas a todas suas perguntas sobre a XEROX 6279 no manual

Leia mais

EN3611 Segurança de Redes Prof. João Henrique Kleinschmidt Prática Wireshark Sniffer de rede

EN3611 Segurança de Redes Prof. João Henrique Kleinschmidt Prática Wireshark Sniffer de rede EN3611 Segurança de Redes Prof. João Henrique Kleinschmidt Prática Wireshark Sniffer de rede Entregar um relatório contendo introdução, desenvolvimento e conclusão. A seção desenvolvimento pode conter

Leia mais

Seu manual do usuário BLACKBERRY INTERNET SERVICE http://pt.yourpdfguides.com/dref/1117388

Seu manual do usuário BLACKBERRY INTERNET SERVICE http://pt.yourpdfguides.com/dref/1117388 Você pode ler as recomendações contidas no guia do usuário, no guia de técnico ou no guia de instalação para BLACKBERRY INTERNET SERVICE. Você vai encontrar as respostas a todas suas perguntas sobre a

Leia mais

Capítulo 7 O Gerenciador de Arquivos

Capítulo 7 O Gerenciador de Arquivos Capítulo 7 O Gerenciador de Arquivos Neste capítulo nós iremos examinar as características da interface do gerenciador de arquivos Konqueror. Através dele realizaremos as principais operações com arquivos

Leia mais

Estratégia para fazer cópias de segurança ( backup ) em nuvem

Estratégia para fazer cópias de segurança ( backup ) em nuvem 1 de 20 Estratégia para fazer cópias de segurança ( backup ) em nuvem Resolvi documentar uma solução que encontrei para fazer minhas cópias de segurança. Utilizo um software gratuito chamado Cobian Backup

Leia mais

FERRAMENTAS DE COLABORAÇÃO CORPORATIVA

FERRAMENTAS DE COLABORAÇÃO CORPORATIVA FERRAMENTAS DE COLABORAÇÃO CORPORATIVA Manual de Utilização Google Grupos Sumário (Clique sobre a opção desejada para ir direto à página correspondente) Utilização do Google Grupos Introdução... 3 Página

Leia mais

Configuração do Outlook para o servidor da SET

Configuração do Outlook para o servidor da SET Configuração do Outlook para o servidor da SET Selecione Ferramentas + Contas... no seu Outlook Express. Clique no botão Adicionar + Email, para acrescentar uma nova conta, ou no botão Propriedades para

Leia mais

APOSTILA MICROSOFT OUTLOOK 2000

APOSTILA MICROSOFT OUTLOOK 2000 APOSTILA MICROSOFT OUTLOOK 2000 SUMÁRIO I. INTRODUÇÃO II. INICIANDO O OUTLOOK 2000 III. OUTLOOK HOJE IV. ATALHOS DO OUTLOOK V. CONFIGURAR CONTA DE CORREIO ELETRÔNICO VI. RECEBER E-MAIL VII. FILTRAR MENSAGENS

Leia mais

Guia de Inicialização para o Windows

Guia de Inicialização para o Windows Intralinks VIA Versão 2.0 Guia de Inicialização para o Windows Suporte 24/7/365 da Intralinks EUA: +1 212 543 7800 Reino Unido: +44 (0) 20 7623 8500 Consulte a página de logon da Intralinks para obter

Leia mais

Criação de Web Sites I

Criação de Web Sites I WebDesigner / IBPINET Criação de Web Sites I Anexos Avaliação e Projetos Publicação do site Anexos página 1 1. Avaliação e Projetos 1.1. Questões As questões tratam de assuntos discutidos em sala de aula

Leia mais

Manual de Utilização do Easy Reader versão 6

Manual de Utilização do Easy Reader versão 6 Manual de Utilização do Easy Reader versão 6 Página 1 Índice Manual de Utilização do Easy Reader versão 6 1 O que é o EasyReader? 4 Abrir um livro 5 Abrir um novo livro de um CD/DVD 5 Abrir um novo livro

Leia mais

UNIVERSIDADE TECNOLOGIA FEDERAL DO PARANÁ. Owncloud SERVIÇO DE COMPARTILHAMENTO EM NUVEM. Manual

UNIVERSIDADE TECNOLOGIA FEDERAL DO PARANÁ. Owncloud SERVIÇO DE COMPARTILHAMENTO EM NUVEM. Manual UNIVERSIDADE TECNOLOGIA FEDERAL DO PARANÁ Owncloud SERVIÇO DE COMPARTILHAMENTO EM NUVEM Manual DIRETORIA DE GESTÃO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DIRGTI 2015 Sumário 1. Introdução... 3 2. Acessando o serviço...

Leia mais

Manual. Pedido Eletrônico

Manual. Pedido Eletrônico Manual Pedido Eletrônico ÍNDICE 1. Download... 3 2. Instalação... 4 3. Sistema de Digitação SantaCruz... 8 3.1. Configuração... 8 4. Utilização do Sistema Digitação SantaCruz... 11 4.1. Atualizar cadastros...11

Leia mais

Instalando o IIS 7 no Windows Server 2008

Instalando o IIS 7 no Windows Server 2008 Goiânia, 16/09/2013 Aluno: Rafael Vitor Prof. Kelly Instalando o IIS 7 no Windows Server 2008 Objetivo Esse tutorial tem como objetivo demonstrar como instalar e configurar o IIS 7.0 no Windows Server

Leia mais

Manual de referência do Device Storage Manager

Manual de referência do Device Storage Manager Manual de referência do Device Storage Manager Avisos sobre direitos autorais e marcas comerciais Copyright 2003 Hewlett-Packard Development Company, L.P. É proibida a reprodução, adaptação ou tradução

Leia mais

Era da Informação exige troca de informações entre pessoas para aperfeiçoar conhecimentos dos mais variados

Era da Informação exige troca de informações entre pessoas para aperfeiçoar conhecimentos dos mais variados O Uso da Internet e seus Recursos Ana Paula Terra Bacelo anapaula@cglobal.pucrs.br Faculdade de Informática /PUCRS Sumário Introdução Internet: conceitos básicos Serviços da Internet Trabalhos Cooperativos

Leia mais

Instalando o IIS 7 no Windows Server 2008

Instalando o IIS 7 no Windows Server 2008 Goiânia, 16/09/2013 Aluno: Rafael Vitor Prof. Kelly Instalando o IIS 7 no Windows Server 2008 Objetivo Esse tutorial tem como objetivo demonstrar como instalar e configurar o IIS 7.0 no Windows Server

Leia mais

CONHECENDO O AMBIENTE VIRTUAL DE APRENDIZAGEM Moodle - Learning Management System Versão 1.3

CONHECENDO O AMBIENTE VIRTUAL DE APRENDIZAGEM Moodle - Learning Management System Versão 1.3 CONHECENDO O AMBIENTE VIRTUAL DE APRENDIZAGEM Moodle - Learning Management System Versão 1.3 Este tutorial não tem como finalidade esgotar todas as funcionalidades do Ambiente, ele aborda de forma prática

Leia mais

Curso destinado à preparação para Concursos Públicos e Aprimoramento Profissional via INTERNET www.concursosecursos.com.br INFORMÁTICA.

Curso destinado à preparação para Concursos Públicos e Aprimoramento Profissional via INTERNET www.concursosecursos.com.br INFORMÁTICA. INFORMÁTICA Aula Gratuita (clique aqui e assista a aula) INTERNET (Navegadores) NAVEGADORES Para que possamos explorar todos os recursos que a Web nos oferece, precisamos de um programa chamado navegador.

Leia mais

TECNOLOGIA WEB. Principais Protocolos na Internet Aula 2. Profa. Rosemary Melo

TECNOLOGIA WEB. Principais Protocolos na Internet Aula 2. Profa. Rosemary Melo TECNOLOGIA WEB Principais Protocolos na Internet Aula 2 Profa. Rosemary Melo Tópicos abordados Compreender os conceitos básicos de protocolo. Definir as funcionalidades dos principais protocolos de Internet.

Leia mais

Instruções de instalação e remoção para os drivers de impressora PostScript e PCL do Windows Versão 8

Instruções de instalação e remoção para os drivers de impressora PostScript e PCL do Windows Versão 8 Instruções de instalação e remoção para os drivers de impressora PostScript e PCL do Windows Versão 8 Este arquivo ReadMe contém as instruções para a instalação dos drivers de impressora PostScript e PCL

Leia mais

Quem faz o pedido, ou quem for nomeado como administrador pela pessoa que fez o pedido.

Quem faz o pedido, ou quem for nomeado como administrador pela pessoa que fez o pedido. VirtuaLand Network Solutions http://www.virtualand.net info@virtualand.net F.A.Q Listas de Discussão TIPOS DE LISTA Pública: O proprio usuario se cadastra, sem a interferência do administrador. Porém,

Leia mais

Universidade Federal de Viçosa Departamento de Informática

Universidade Federal de Viçosa Departamento de Informática Universidade Federal de Viçosa Departamento de Informática,QWURGXomRj,QWHUQHW Flaviano Aguiar Liziane Santos Soares Jugurta Lisboa Filho (Orientador) PROJETO UNESC@LA Novembro de 2000 CONTEÚDO 1 - INTRODUÇÃO

Leia mais

Como criar e editar Blogs. Manual Básico do. Mario Roberto Barro Jerino Queiroz Ferreira Profª Drª Salete Linhares Queiroz

Como criar e editar Blogs. Manual Básico do. Mario Roberto Barro Jerino Queiroz Ferreira Profª Drª Salete Linhares Queiroz Como criar e editar Blogs Manual Básico do Mario Roberto Barro Jerino Queiroz Ferreira Profª Drª Salete Linhares Queiroz São Carlos Setembro / 2008 Sumário Introdução...3 Criando um Blog no Edublogs...4

Leia mais

Desenvolvimento de Aplicações Web

Desenvolvimento de Aplicações Web Desenvolvimento de Aplicações Web André Tavares da Silva andre.silva@udesc.br Método de Avaliação Serão realizadas duas provas teóricas e dois trabalhos práticos. MF = 0,1*E + 0,2*P 1 + 0,2*T 1 + 0,2*P

Leia mais

Microsoft Office Outlook Web Access ABYARAIMOVEIS.COM.BR

Microsoft Office Outlook Web Access ABYARAIMOVEIS.COM.BR Microsoft Office Outlook Web Access ABYARAIMOVEIS.COM.BR 1 Índice: 01- Acesso ao WEBMAIL 02- Enviar uma mensagem 03- Anexar um arquivo em uma mensagem 04- Ler/Abrir uma mensagem 05- Responder uma mensagem

Leia mais

FERRAMENTAS DE EMAIL Usada para visualizar emails (correio eletrônico).

FERRAMENTAS DE EMAIL Usada para visualizar emails (correio eletrônico). FERRAMENTAS DE EMAIL Usada para visualizar emails (correio eletrônico). CLIENTE DE EMAIL - OUTLOOK (Microsoft Office). - Outlook Express (Windows). - Mozilla Thunderbird (Soft Livre). - Eudora. - IncredMail.

Leia mais

Poder Judiciário Tribunal Regional Federal da Terceira Região

Poder Judiciário Tribunal Regional Federal da Terceira Região Poder Judiciário Tribunal Regional Federal da Terceira Região DIMI - Divisão de Microinformática e Redes Índice: O que é a Internet? 3 O que são Intranets? 3 Sobre o Nestcape Navigator 3 Para iniciar o

Leia mais

Manual do Usuário. Minha Biblioteca

Manual do Usuário. Minha Biblioteca Manual do Usuário Minha Biblioteca Sumário Acesso a Minha Biblioteca... 3 Tela Principal... 3 Para que serve o ícone Minha Biblioteca?... 3 O que você encontra no campo Pesquisar?... 4 Quando utilizar

Leia mais

Portal do Senac: Área Exclusiva para Alunos Manual de Navegação e Operação

Portal do Senac: Área Exclusiva para Alunos Manual de Navegação e Operação Portal do Senac: Área Exclusiva para Alunos Índice 1. Introdução... 4 2. Acessando a área exclusiva... 5 3. Trocando a senha... 6 4. Mensagens... 7 4.1. Conhecendo a tela principal... 7 4.2. Criando uma

Leia mais

GABARITO B. 1 manuel@carioca.br MPRJ TSAD TSPR TNAI/2007

GABARITO B. 1 manuel@carioca.br MPRJ TSAD TSPR TNAI/2007 EDITORA FERREIRA PROVAS MPRJ TÉCNICO SUPERIOR ADMINISTRATIVO TSAD TÉCNICO SUPERIOR PROCESSUAL TSPR TÉCNICO DE NOTIFICAÇÃO E ATOS INTIMATÓRIOS TNAI NCE UFRJ NOÇÕES DE INFORMÁTICA CORREÇÃO GABARITO COMENTADO

Leia mais

Manual de E-Mail - Outlook Express

Manual de E-Mail - Outlook Express Manual de E-Mail - Outlook Express Usando o Catálogo de Endereços: 1. Clique no botão marcado como Correio na barra de ferramentas do Internet Explorer (você também pode acionar diretamente o Internet

Leia mais

Publicação web. Será ativado um assistente de publicação que lhe guiará em todas as etapas a seguir apresentadas.

Publicação web. Será ativado um assistente de publicação que lhe guiará em todas as etapas a seguir apresentadas. Publicação web Pré requisitos: Lista de questões Formulário multimídia Este tutorial tem como objetivo, demonstrar de maneira ilustrativa, todos os passos e opções que devem ser seguidos para publicar

Leia mais

2 de maio de 2014. Remote Scan

2 de maio de 2014. Remote Scan 2 de maio de 2014 Remote Scan 2014 Electronics For Imaging. As informações nesta publicação estão cobertas pelos termos dos Avisos de caráter legal deste produto. Conteúdo 3 Conteúdo...5 Acesso ao...5

Leia mais

MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO WEBMAIL SBC

MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO WEBMAIL SBC MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO WEBMAIL SBC SUMÁRIO 1 - Tela de Login...03 2 - Caixa de Entrada...04 3 - Escrever Mensagem...06 4 - Preferências...07 4.1 - Configurações Gerais...07 4.2 - Trocar Senha...07 4.3

Leia mais

PARANÁ GOVERNO DO ESTADO

PARANÁ GOVERNO DO ESTADO PROTOCOLOS DA INTERNET FAMÍLIA TCP/IP INTRODUÇÃO É muito comum confundir o TCP/IP como um único protocolo, uma vez que, TCP e IP são dois protocolos distintos, ao mesmo tempo que, também os mais importantes

Leia mais

Linux. Educacional. Tutorial Buzzword

Linux. Educacional. Tutorial Buzzword Linux Educacional Tutorial Buzzword Para trabalhar com o programa Buzzword online, é necessário que crie uma conta no site. Para isso acesse o endereço - https://buzzword.acrobat.com/ Para criar uma conta

Leia mais

Ao ligar o equipamento, você verá a mensagem abaixo, o objetivo dela é fazer a configuração mínima para LOGAR ao servidor da Internet.

Ao ligar o equipamento, você verá a mensagem abaixo, o objetivo dela é fazer a configuração mínima para LOGAR ao servidor da Internet. MANUAL DE OPERAÇÃO DO NET MACHINE VOCÊ NÃO NECESSITA MAIS DE UM COMPUTADOR PARA CONVERSAR COM ALGUÉM QUE ESTA NO MIRC NET MACHINE É UM PLACA ELETRÔNICA DE BAIXO CUSTO A PLACA TAMBEM PODE MANDAR E LER E-MAILS

Leia mais

Aviso Importante. Para executar o aplicativo GO! Suite, você deverá instalá-lo em seu micro computador ou computador portátil (notebook ou netbook).

Aviso Importante. Para executar o aplicativo GO! Suite, você deverá instalá-lo em seu micro computador ou computador portátil (notebook ou netbook). Aviso Importante Para executar o aplicativo GO! Suite, você deverá instalá-lo em seu micro computador ou computador portátil (notebook ou netbook). Obs: Caso você tenha baixado o aplicativo (arquivo ZIP)

Leia mais

ÍNDICE Bem Vindo Procedimentos Gerais Mensagem do Depto

ÍNDICE Bem Vindo Procedimentos Gerais Mensagem do Depto ÍNDICE Bem Vindo Procedimentos Iniciais... Pagina 2 Procedimentos Gerais 1. Iniciando o Windows XP... Pagina 3 2. Acesso a Internet e Web Mail... Pagina 4 3. Uso da Rede Wireless... Pagina 6 4. Tocando

Leia mais

Configurando DDNS no Stand Alone

Configurando DDNS no Stand Alone Configurando DDNS no Stand Alone Abra o seu navegador de internet e acesse o endereço http://www.advr.com.tw(ou, http://59.124.143.151 ). Clique em Register para efetuar o cadastro de um novo grupo.(foto

Leia mais

Manual Internet. Professora: Elisa Carvalho elisa_castro@sapo.pt http://elisacarvalho.no.sapo.pt

Manual Internet. Professora: Elisa Carvalho elisa_castro@sapo.pt http://elisacarvalho.no.sapo.pt Manual Internet Professora: Elisa Carvalho elisa_castro@sapo.pt http://elisacarvalho.no.sapo.pt Fevereiro de 2006 Índice Internet... 2 Correio electrónico... 2 Os endereços... 2 Lista de correio... 2 Grupos

Leia mais

Instalação do software da Fiery para Windows e Macintosh

Instalação do software da Fiery para Windows e Macintosh 13 Instalação do software da Fiery para Windows e Macintosh O CD de Software de Usuário inclui instaladores de software para o Fiery Link. O software utilitário da Fiery é suportado pelo Windows 95/98,

Leia mais

Para uma melhor compreensão das ferramentas disponíveis no ambiente, é importante:

Para uma melhor compreensão das ferramentas disponíveis no ambiente, é importante: Módulo A Introdutório - Bases legais, ao Curso políticas, e ao conceituais Ambiente Virtual e históricas da educação Apresentação Este módulo tem por objetivo promover o conhecimento do Ambiente Virtual

Leia mais

Equipa de Informática. E-mail

Equipa de Informática. E-mail Equipa de Informática E-mail Conteúdo - Serviço de Email Página a. E-mail ESEL (utilizador@esel.pt) i. Outlook. Computadores da ESEL.... Computadores fora da ESEL..6. Enviar um E-mail pesquisando um contacto

Leia mais

INTRODUÇÃO AO WINDOWS

INTRODUÇÃO AO WINDOWS INTRODUÇÃO AO WINDOWS Paulo José De Fazzio Júnior 1 Noções de Windows INICIANDO O WINDOWS...3 ÍCONES...4 BARRA DE TAREFAS...5 BOTÃO...5 ÁREA DE NOTIFICAÇÃO...5 BOTÃO INICIAR...6 INICIANDO PROGRAMAS...7

Leia mais

MANUAL DE FTP. Instalando, Configurando e Utilizando FTP

MANUAL DE FTP. Instalando, Configurando e Utilizando FTP MANUAL DE FTP Instalando, Configurando e Utilizando FTP Este manual destina-se auxiliar os clientes e fornecedores da Log&Print na instalação, configuração e utilização de FTP O que é FTP? E o que é um

Leia mais

Através deste documento, buscamos sanar dúvidas com relação aos tipos de acessos disponíveis a partir desta alteração.

Através deste documento, buscamos sanar dúvidas com relação aos tipos de acessos disponíveis a partir desta alteração. COMUNICADO A Courart Informática, visando à satisfação de seus clientes, efetuou a contratação de um novo servidor junto à Locaweb, onde está alocado o sistema TransControl IV com todos os seus componentes.

Leia mais

Tutorial: Instalando Linux Educacional em uma maquina virtual

Tutorial: Instalando Linux Educacional em uma maquina virtual Maria Augusta Sakis Tutorial: Instalando Linux Educacional em uma Máquina Virtual Máquinas virtuais são muito úteis no dia-a-dia, permitindo ao usuário rodar outros sistemas operacionais dentro de uma

Leia mais

Tutorial para Configurar o Kitty Emulador de Terminal Linux

Tutorial para Configurar o Kitty Emulador de Terminal Linux Tutorial para Configurar o Kitty Emulador de Terminal Linux dez/2011 Créditos: Sérgio Luiz Solusoft Solução em Informática Ltda Rua Desemb. Alarico Barroso, no. 87 - Ouro Preto - Pampulha - CEP: 31.310-380

Leia mais

INFORMÁTICA APLICADA AULA 06 INTERNET

INFORMÁTICA APLICADA AULA 06 INTERNET UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO SEMI-ÁRIDO CURSO: Bacharelado em Ciências e Tecnologia INFORMÁTICA APLICADA AULA 06 INTERNET Profª Danielle Casillo SUMÁRIO O que é Internet Conceitos básicos de internet

Leia mais

Guia de Atualização do Windows XP para Windows 7

Guia de Atualização do Windows XP para Windows 7 Guia de Atualização do Windows XP para Windows 7 Conteúdo Etapa 1: Saiba se o computador está pronto para o Windows 7... 3 Baixar e instalar o Windows 7 Upgrade Advisor... 3 Abra e execute o Windows 7

Leia mais

Guia Rápido de Utilização. Ambiente Virtual de Aprendizagem. Perfil Aluno

Guia Rápido de Utilização. Ambiente Virtual de Aprendizagem. Perfil Aluno Guia Rápido de Utilização Ambiente Virtual de Aprendizagem Perfil Aluno 2015 APRESENTAÇÃO O Moodle é um Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA) open source¹. Esta Plataforma tornouse popular e hoje é utilizada

Leia mais

Atualizando do Windows XP para o Windows 7

Atualizando do Windows XP para o Windows 7 Atualizando do Windows XP para o Windows 7 Atualizar o seu PC do Windows XP para o Windows 7 requer uma instalação personalizada, que não preserva seus programas, arquivos ou configurações. Às vezes, ela

Leia mais

Laplink PCmover Express A Maneira Mais Fácil de Migrar para um Novo PC Windows. Guia do Usuário

Laplink PCmover Express A Maneira Mais Fácil de Migrar para um Novo PC Windows. Guia do Usuário Laplink PCmover Express A Maneira Mais Fácil de Migrar para um Novo PC Windows Guia do Usuário Serviço de Atendimento ao Cliente/ Suporte Técnico Site: http://www.laplink.com/index.php/por/contact E-mail:

Leia mais

GABARITO - B. manuel@carioca.br

GABARITO - B. manuel@carioca.br NOÇÕES DE INFORMÁTICA EDITORA FERREIRA PROVA MPRJ -TÉCNICO ADMINISTRATIVO - TADM NCE-UFRJ CORREÇÃO - GABARITO COMENTADO Considere que as questões a seguir referem-se a computadores com uma instalação padrão

Leia mais