.::: LEGADO LÚDICO - MANCALA :::. MANCALA

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download ".::: LEGADO LÚDICO - MANCALA :::. MANCALA"

Transcrição

1 Página 1 de 5 MANCALA Mancala é uma designação genérica dada pelos antropólogos a um grupo muito numeroso de jogos cultivados na África, que guardam entre si diversas semelhanças. Estes jogos se subdividem em três tipos. Desses três, estudiosos já identificaram mais de 200 diferentes "famílias". O primeiro tabuleiro que se conhece é de pedra, com 12 cavidades dispostas em duas linhas de 6, e pertenceu a uma população que viveu há 7900 anos. Vestígios de seus tabuleiros foram encontrados na pirâmide de Queóps e em desenhos na Arábia. Esses jogos foram considerados, sobretudo na África, como tendo privilégios muito especiais, ligados a aspectos não só de caráter mitológico, como sagrado, hierárquico e divinatório. Os tabuleiros de alguns jogos faziam parte dos objetos sagrados usados em rituais, e eram peças de muito valor que, geralmente, passavam de geração em geração, sendo reservados aos chefes e a altos dignatários. Os tabuleiros acompanhavam a classe social de quem jogava, podiam ser simplesmente escavados na areia, ou riquíssimos, bastante elaborados. As peças para jogar variavam de acordo com as crenças e costumes do povo. Na África, usam-se sementes; na Indonésia, conchinhas. Antigamente, os marajás da Índia jogavam com rubis e safiras. Na tribo dos Alladians, na Costa do Marfim, sempre que um rei morria, seu sucessor era escolhido num torneio de Mancala, privilegiando a inteligência de seu novo líder. A mecânica do jogo é inteiramente dependente do raciocínio requerendo perícia na previsão de vários lances, raciocínio claro e pronto para resolução dos indispensáveis problemas de cálculo mental. O segredo de aberturas e jogadas especiais, de defesa e de ataque (como no xadrez), muitas das quais são segredos de família transmitidos de geração em geração, como a abstenção de capturar pedras adversárias para fugir a hábeis armadilhas, o sacrifício de um ganho imediato ou jogadas seguidas sem ganho aparente, para alcançar uma vantagem tática, o desenvolvimento seguro e persistente de um plano previamente estabelecido são provas claras dessa sutileza. REGRAS KALAH Variante bastante praticada na Argélia e em todo norte da África. - Inicialmente, distribui-se 4 sementes em cada casa; os depósitos ficam vazios; - Uma jogada consiste em pegar todas as sementes de qualquer casa de seu próprio território, exceto do depósito, e semeá-las em sentido anti-horário (ou seja, em direção ao seu depósito), colocando uma semente em cada uma das casas seguintes, incluindo o seu depósito e as casas do adversário. Nunca se semeia, porém, o depósito

2 Página 2 de 5 do adversário; - Sempre que a última semente cai em seu depósito, você tem direito a fazer novo lance; - Sempre que a última semente cai numa casa vazia de seu próprio território, capture todas as sementes que estiverem na casa adversária frontal. Elas serão colocadas em seu depósito, junto com a semente que fez a captura; - A jogada termina quando a última semente cai em qualquer casa já ocupada, exceto o seu depósito, em uma casa vazia do adversário ou quando houver captura; - A partida termina quando todas as peças de um jogador forem capturadas ou um dos jogadores não tiver mais sementes em suas casas pequenas. Nesse caso, as sementes que ainda estiverem nas casas do adversário ficam para ele; - Vence o jogo quem tiver o maior número de sementes em seu depósito. AWELÉ Uma das variações mais populares, semelhante ao Ouri, é jogada no Sudão, Gâmbia, Senegal e Nigéria, recebendo diferentes nomes em cada lugar. - Inicia-se o jogo com 4 sementes em cada casa, ficando vazios os depósitos; - Como no Kalah, uma jogada consiste em apanhar todas as sementes de uma de suas casas e distribui-las uma a uma nas casas seguintes, incluindo as casas do adversário. Os depósitos, porém, não são semeados. Pode acontecer de o número de sementes em uma casa ser tão grande que, ao semeá-las, daremos uma volta inteira no tabuleiro. Nesse caso, o jogador pula a casa original, deixando-a vazia, e continua a semear nas casas seguintes; - O objetivo do jogo é colher as sementes situadas nas casas do adversário. A colheita se dá quando a última peça semeada cai numa casa do adversário que tenha apenas 1 ou 2 sementes (ou seja: a última casa ficará com 2 ou 3 sementes). Quando isso ocorrer, essas sementes serão colhidas (incluindo a última semente plantada) e guardadas em seu depósito. Nesse momento, se a casa anterior do adversário também contiver 2 ou 3 sementes, essas também serão colhidas. A colheita continua pelas casas imediatamente anteriores, desde que elas também contenham a quantidade de sementes citada. A colheita se interrompe quando uma das casas não possui 2 ou 3 Observações: Um jogador não pode deixar que as casas do adversário fiquem vazias, se, em sua vez de jogar, ele puder mover sementes que estão do seu lado para o lado do adversário, o jogador é obrigado a "alimentar" seu adversário. Além disso, um jogador não pode capturar todas as sementes que estão situadas nas casas do adversário se isso o deixar sem nenhuma semente para jogar em sua vez. Pode acontecer de o número de sementes no tabuleiro ser tão pequeno que as colheitas tornam-se muito difíceis. Nesse caso, pode-se, em comum acordo, terminar o jogo, ficando para cada jogador as sementes que estiverem em suas casas. O jogo termina quando um dos jogadores ficar sem

3 Página 3 de 5 nenhuma semente para plantar. Nesse caso, as sementes que estiverem no campo adversário ficarão para este. Ganha o jogo quem tiver mais sementes em seu depósito. JODU Inicia-se com 4 sementes em cada casa. - A regra de semeadura é idêntica à regra anterior: o jogador apanha todas as sementes de uma de suas casas e as semeia no sentido anti-horário, uma a uma nas casas seguintes. - Não se semeia os depósitos. Quando a última semente cai numa casa que não esteja vazia, o jogador pega todas as peças dessa casa e continua a semeadura. Esse processo segue enquanto a última semente cair numa casa não vazia. A jogada só termina quando a última peça cai numa casa vazia. Temos, então, duas possibilidades: a) Se a última semente cai numa casa vazia do lado do adversário, a jogada simplesmente termina e a vez passa ao oponente; b) Se a última semente cai numa casa vazia do próprio jogador, ele colhe as sementes que estiverem na casa adversária oposta à sua. A colheita só não ocorre quando a casa oposta do lado do adversário for a única de suas casas que não está vazia. Por outro lado, quando todas as casas de um jogador estão vazias, seu adversário deve, obrigatoriamente, semear os campos do primeiro jogador - desde que isso seja possível, claro. O jogo termina quando não é mais possível alimentar as casas do adversário ou, então, quando nenhuma captura pode mais ser realizada. As peças que restarem ficam então para o dono do território em que elas estiverem. Vence o jogo quem tiver capturado mais ANDOT Jogo praticado pelo povo Bega, do Sudão. Nessa variante, as casas recebem nomes: - as 2 centrais do lado de cada jogador são chamadas de escravos (tkishia); - as intermediárias de pescoços (tala); - as das extremidades, de cabeças (tgilma); Nesse jogo não existe um sentido único de movimentação: em cada jogada, o sentido de movimentação das sementes depende da casa de partida escolhida pelo jogador. Assim, se ele escolhe uma das 3 casas à esquerda, o sentido de movimentação será horário. Por outra, se ele começar a partir das 3 casas da direita, o sentido do plantio será anti-horário; No início do jogo, cada casa contém 4 O primeiro jogador, escolhido por sorteio, apanha todas as sementes de uma de suas casas e as semeia, uma a uma, no sentido explicado acima; Só se colhem sementes fazendo uma casa especial, que se chama filha. Para fazer uma filha (ot ifari), o jogador deve fazer com que a última peça de uma jogada caia numa casa adversária qualquer ou numa de suas casas de cabeça nas quais haja 3 sementes, perfazendo, assim, um total de 4 sementes;

4 Página 4 de 5 Para marcar a filha, o jogador deposita nessa casa especial uma marca qualquer (que pode ser um botão amarelo para um jogador e um azul para o outro); A partir desse momento, a filha passa a ser uma casa proibida para começar uma jogada, mas também uma casa protegida contra as capturas do adversário. A filha representa, acima de tudo, uma fonte de renda para o pai, já que os dois jogadores são obrigados a depositar sementes nessas casas especiais - mas não podem tirá-las; O objetivo do jogo é fazer o maior número possível de filhas, para nelas acumular o máximo de Ao mesmo tempo, deve-se evitar alimentar as filhas do adversário; Não se pode fazer uma filha no campo do adversário como resultado do movimento de uma semente isolada que atravesse a fronteira, invadindo o território do adversário. As sementes isoladas só podem fazer filhas nas casas de cabeça do próprio jogador; No caso de uma semente única da cabeça de um jogador ser passada para a cabeça vazia do adversário, este não poderá, na sua vez de jogar, enviar a semente de volta para o outro jogador, a fim de evitar uma situação de troca perpétua;. A proibição de fazer filhas com peças isoladas refere-se apenas a fazê-lo no território do adversário, Pode acontecer que um jogador fique provisoriamente imobilizado por falta de sementes disponíveis, já que não poderá mover suas filhas. Nesse caso, seu adversário continua jogando até que o jogador tenha novamente sementes para movimentar.; O jogo termina quando todas as sementes estiverem acumuladas nas filhas, pois em tal situação ambos os jogadores não podem mais semear; Vence a partida o jogador que tiver acumulado o maior número de OURI - Inicialmente, distribui-se 4 sementes em cada casa; os depósitos ficam vazios; - Cada jogador, na sua vez de jogar, escolhe uma cavidade de sua fileira, (não se pode escolher cavidades que contenham apenas uma semente, enquanto houver casas com duas ou mais) recolhe todas as sementes desta cavidade e as distribui, uma a uma, nas cavidades seguintes, no sentido anti-horário, sem colocar sementes nos depósitos; - Esta regra mantém-se para todas as jogadas. - Quando uma casa contiver doze ou mais sementes, o jogador dará uma volta completa no tabuleiro, saltando a casa de onde partiu; - Os jogadores capturam as sementes nas seguintes situações: - a) Quando, ao colocar a última semente numa casa do adversário, esta ficar com duas ou três sementes, o jogador as retira e as coloca no seu depósito; - b) Se a (s) casa (s) anterior (es) a essa também contiver (em) duas ou três sementes, o jogador as captura e as guarda no seu depósito.; - A captura é interrompida na primeira casa que não tenha esse número de

5 Página 5 de 5 - Quando um dos jogadores realiza um movimento e fica sem sementes na sua fileira, o adversário é obrigado a efetuar uma jogada em que introduza pelo menos uma semente na fileira deste jogador. - Se um jogador realiza uma captura e deixa o adversário sem sementes, é obrigado a jogar novamente de forma a introduzir pelo menos uma semente na fileira do adversário. - A partida finaliza quando um jogador capturar a maioria das sementes, 25 sementes ou mais, ou quando um jogador fica sem sementes e o adversário não tem como jogar de forma a introduzir alguma semente na fileira deste jogador, neste momento o adversário recolhe as sementes que estão nas suas casas para o seu depósito. - Ganhará aquele jogador que tiver o maior número de sementes, 25 ou mais. - Quando ocorre uma situação que se repete ciclicamente, sem que os jogadores possam ou queiram evitá-la, cada jogador recolhe as sementes que se encontram nas suas cavidades e as coloca nos seus depósitos. Imprimir

A UTILIZAÇÃO DO JOGO MANCALA COMO FERRAMENTA PARA O DESENVOLVIMENTO DE ENSINO, APRENDIZAGEM E DE HABILIDADES EM MATEMÁTICA

A UTILIZAÇÃO DO JOGO MANCALA COMO FERRAMENTA PARA O DESENVOLVIMENTO DE ENSINO, APRENDIZAGEM E DE HABILIDADES EM MATEMÁTICA A UTILIZAÇÃO DO JOGO MANCALA COMO FERRAMENTA PARA O DESENVOLVIMENTO DE ENSINO, APRENDIZAGEM E DE HABILIDADES EM MATEMÁTICA Leandra Gonçalves dos Santos Prefeitura Municipal de Vitória e Prefeitura Municipal

Leia mais

Avanço Autor: Dan Troyka, 2000. Rastros Autor: Bill Taylor, 1992. Material Um tabuleiro quadrado 7 por 7. 14 peças brancas e 14 peças negras.

Avanço Autor: Dan Troyka, 2000. Rastros Autor: Bill Taylor, 1992. Material Um tabuleiro quadrado 7 por 7. 14 peças brancas e 14 peças negras. Avanço Autor: Dan Troyka, 2000 Um tabuleiro quadrado 7 por 7. 14 peças brancas e 14 peças negras. posição inicial Um jogador ganha se chegar com uma das suas peças à primeira linha do adversário, ou seja,

Leia mais

Projeto Mancala. Objetivo. Objetivo linguístico. Etapas e duração. Procedimentos. Aula 1

Projeto Mancala. Objetivo. Objetivo linguístico. Etapas e duração. Procedimentos. Aula 1 Projeto Mancala Objetivo Aprender sobre jogos de Mancala. Os Mancalas constituem uma família de jogos africanos em que o tabuleiro consiste de duas, três ou quatro fileiras de buracos, nos quais são distribuídas

Leia mais

8º Campeonato Nacional de Jogos Matemáticos

8º Campeonato Nacional de Jogos Matemáticos 8º Campeonato Nacional de Jogos Matemáticos Distribuição dos jogos por ciclo 1º 2º 3º Sec Semáforo x Gatos & Cães x x Ouri x x x Hex x x x Rastros x x Avanço x Semáforo Autor: Alan Parr 8 peças verdes,

Leia mais

Regras dos Jogos da Exposição Matemática em Jogo. Alquerque

Regras dos Jogos da Exposição Matemática em Jogo. Alquerque Regras dos Jogos da Exposição Matemática em Jogo Alquerque (Regras de Afonso X) Colocam-se as peças no tabuleiro (em número de 7 ou 12 para cada jogador), como na figura. Os jogadores jogam alternadamente,

Leia mais

um jogo de Steve Finn

um jogo de Steve Finn um jogo de Steve Finn arte por Rafaella Ryon - projeto gráfico de Filipe Cunha Em Gunrunners, os jogadores agem como uma agência internacional de polícia em perseguição ao Mercador da Morte, o infame traficante

Leia mais

Rastros Autor: Bill Taylor, 1992

Rastros Autor: Bill Taylor, 1992 Rastros Autor: Bill Taylor, 1992 Um tabuleiro quadrado 7 por 7. Uma peça branca e peças pretas em número suficiente (cerca de 40). À medida que o jogo decorre, o tabuleiro vai ficar cada vez mais ocupado

Leia mais

Tigris & Euphrates. Regras em Português

Tigris & Euphrates. Regras em Português Tigris & Euphrates Regras em Português Componentes do jogo 1 Tabuleiro 153 Peças de Civilização o 57 Vermelhas (Templos) o 36 Azuis (Quintas) o 30 Verdes (Mercados) o 30 Pretas (Colonizações) 8 Peças de

Leia mais

JOGO DA VIDA DICA AOS ADULTOS: LEIA AS INSTRUÇÕES A SEGUIR COM ATENÇÃO E AO MESMO TEMPO VÁ JOGANDO COM A CRIANÇA

JOGO DA VIDA DICA AOS ADULTOS: LEIA AS INSTRUÇÕES A SEGUIR COM ATENÇÃO E AO MESMO TEMPO VÁ JOGANDO COM A CRIANÇA JOGO DA VIDA DICA AOS ADULTOS: LEIA AS INSTRUÇÕES A SEGUIR COM ATENÇÃO E AO MESMO TEMPO VÁ JOGANDO COM A CRIANÇA A PARTIR DE 8 ANOS PARA 2 A 8 JOGADORES Contém: - 01 tabuleiro - 8 carrinhos - 32 pinos

Leia mais

BRINCADEIRAS AFRICANAS

BRINCADEIRAS AFRICANAS Pesquisa realizada na internet em 22 de junho de 2015. Material de apoio elaborado pela Profª Rosane A. B. Alves. BRINCADEIRAS AFRICANAS Matacuzana: É um jogo de origem africana muito popular em Moçambique.

Leia mais

1- GO. O que é go Regras Explicações. 2- Território e Formas. Fazendo territórios Formas e jogadas conhecidas. 3- Captura. Técnicas de Captura

1- GO. O que é go Regras Explicações. 2- Território e Formas. Fazendo territórios Formas e jogadas conhecidas. 3- Captura. Técnicas de Captura 1- GO O que é go Regras Explicações 2- Território e Formas Fazendo territórios Formas e jogadas conhecidas 3- Captura Técnicas de Captura 4- Conectando Técnicas de conexão 5- Vida e Morte Situações de

Leia mais

Problemas de Jogos e Tabuleiros

Problemas de Jogos e Tabuleiros Problemas de Jogos e Tabuleiros Professor Emiliano Augusto Chagas Para esquentar! 01) Duas crianças se revezam em turnos quebrando uma barra retangular de chocolate, com seis quadrados de altura e oito

Leia mais

Descrição. Como Preparar o Jogo ELFENLAND

Descrição. Como Preparar o Jogo ELFENLAND ELFENLAND Índice Descrição e Conteúdo... 2 Como Preparar o Jogo... 4 Tabuleiro... 5 Cartas de Viagem... 5 Como Jogar... 6 1. Distribua as Cartas de Viagem... 6 2. Compre uma Ficha de Transporte da Pilha

Leia mais

Formula E. Objetivo. Componentes. Preparação. Bruno Faidutti, Sergio Halaban & André Zatz 2012 Clever Mojo Games and Game Salute LLC

Formula E. Objetivo. Componentes. Preparação. Bruno Faidutti, Sergio Halaban & André Zatz 2012 Clever Mojo Games and Game Salute LLC Formula E Bruno Faidutti, Sergio Halaban & André Zatz 2012 Clever Mojo Games and Game Salute LLC Todo ano, habitantes viajam de longe para participar do Festival da Colheita. Enquanto alguns trazem tapetes

Leia mais

Xadrez Pedagógico PROJETO XADREZ NA ESCOLA

Xadrez Pedagógico PROJETO XADREZ NA ESCOLA Xadrez Pedagógico Vantagens de aprender Xadrez O xadrez como disciplina escolar segundo Charles Partos, mestre internacional e professor do departamento da instrução pública do cantão do Valais (Suíça),

Leia mais

Aprenda a jogar Go! Volume I Atari Go. intersecção. As pedras permanecem no tabuleiro a não ser que sejam capturadas. Introdução

Aprenda a jogar Go! Volume I Atari Go. intersecção. As pedras permanecem no tabuleiro a não ser que sejam capturadas. Introdução Aprenda a jogar Go! intersecção. As pedras permanecem no tabuleiro a não ser que sejam capturadas. Volume I Atari Go Introdução O Go é um fascinante jogo de tabuleiro de origem Chinesa com mais de 3000

Leia mais

CULTO AO MARFIM. Instituto de Educação infantil e juvenil Primavera, 2012. Londrina, de. Nome: Ano: Edição XIX MMXII Fase 3 Grupo E.

CULTO AO MARFIM. Instituto de Educação infantil e juvenil Primavera, 2012. Londrina, de. Nome: Ano: Edição XIX MMXII Fase 3 Grupo E. CULTO AO MARFIM Instituto de Educação infantil e juvenil Primavera, 2012. Londrina, de. Nome: Ano: TEMPO Início: Término: Total: Edição XIX MMXII Fase 3 Grupo E Questão 1 No mapa anexo, pinte de cores

Leia mais

VII JOGOS DOS APOSENTADOS FENACEF 2016

VII JOGOS DOS APOSENTADOS FENACEF 2016 REGULAMENTO TÉCNICO DAMAS Art. 1º. O torneio de Damas do VII JOGOS FENACEF, será realizado de acordo com as regras estabelecidas pela FENACEF no Regulamento Geral do VII JOGOS FENACEF, combinado com as

Leia mais

Segredos dos Psicotécnicos para quem não quer ser surpreendido neste volume:

Segredos dos Psicotécnicos para quem não quer ser surpreendido neste volume: Segredos dos Psicotécnicos para quem não quer ser surpreendido www.psicotecnicos.navig8.to www.psicotecnicos.prv.co.il www.psicotecnicos.ezdn.cc www.psicotecnicos.135.it www.psicotecnicos.has.it www.psicotecnicos.hit.to

Leia mais

REGRAS OFICIAIS DO JOGO DE DAMAS

REGRAS OFICIAIS DO JOGO DE DAMAS REGRAS OFICIAIS DO JOGO DE DAMAS DAMAS INTERNACIONAIS 1. DO JOGO E DOS JOGADORES 1.1. O jogo de Damas é um desporto mental, praticado entre duas pessoas. 1.2. Por definição, essas pessoas são os jogadores.

Leia mais

SKAT. Introdução. O Baralho

SKAT. Introdução. O Baralho Introdução SKAT O skat foi inventado por volta de 1810 na cidade de Altenburg, cerca de 40 km ao sul de Leipzig, Alemanha, pelos membros da Brommesche Tarok-Gesellschaft. Eles adaptaram um jogo local (Schafkopf)

Leia mais

OFICINA DE JOGOS APOSTILA DO PROFESSOR

OFICINA DE JOGOS APOSTILA DO PROFESSOR OFICINA DE JOGOS APOSTILA DO PROFESSOR APRESENTAÇÃO Olá professor, Essa apostila apresenta jogos matemáticos que foram doados a uma escola de Blumenau como parte de uma ação do Movimento Nós Podemos Blumenau.

Leia mais

Manual do Knights. Tradução: Marcus Gama

Manual do Knights. Tradução: Marcus Gama Miha Čančula Tradução: Marcus Gama 2 Conteúdo 1 Introdução 6 2 Como jogar 7 2.1 Objetivo........................................... 7 2.2 Iniciar o jogo......................................... 7 2.3 Janela

Leia mais

Jogos Lógicos de Tabuleiro

Jogos Lógicos de Tabuleiro Universidade Federal do Rio Grande do Sul Programa de Extensão 2014/2015 Jogos Lógicos de Tabuleiro Coordenadores: Liliane F. Giordani Renato P. Ribas www.inf.ufrgs.br/lobogames lobogames.ufrgs@gmail.com

Leia mais

Regras do Truco Paulista

Regras do Truco Paulista Regras do Truco Paulista Praticado em alguns lugares pelo sistema antigo da manilha velha, entre outras pequenas diferenças, irrelevantes, uma pesquisa simultânea junto a milhares de truqueiros em 2004,

Leia mais

NIAGARA Acompanhe as figuras no original em inglês Uma alucinante aventura rio abaixo, para canoeiros destemidos a partir de 10 anos

NIAGARA Acompanhe as figuras no original em inglês Uma alucinante aventura rio abaixo, para canoeiros destemidos a partir de 10 anos NIAGARA Acompanhe as figuras no original em inglês Uma alucinante aventura rio abaixo, para canoeiros destemidos a partir de 10 anos Nas correntezas selvagens do rio Niagara, os aventureiros embarcam em

Leia mais

BINGO DAS EXPRESSÕES

BINGO DAS EXPRESSÕES BINGO DAS EXPRESSÕES 1) Identificação da atividade: BINGO a)tema: EXPRESSÕES b) Público Alvo: 6º ano turma 61 segundo período, e turma 63 quarto período. c) Data: 09/04/2013 d) Professora: Rosmari e) Bolsista:

Leia mais

FACULDADE LA SALLE EDUCAÇÃO FÍSICA LICENCIATURA

FACULDADE LA SALLE EDUCAÇÃO FÍSICA LICENCIATURA FACULDADE LA SALLE EDUCAÇÃO FÍSICA LICENCIATURA REGULAMENTO DE TRUCO JOIA LA SALLE 2014 - JOGOS DE INTEGRAÇÃO ACADÊMICA Lucas do Rio Verde MT REGULAMENTO TÉCNICO A Equipe para jogar truco é formada por

Leia mais

Resolverei neste artigo a prova de Raciocínio Lógico do concurso para a SEFAZ-SP 2009 organizada pela FCC.

Resolverei neste artigo a prova de Raciocínio Lógico do concurso para a SEFAZ-SP 2009 organizada pela FCC. Olá pessoal! Resolverei neste artigo a prova de Raciocínio Lógico do concurso para a SEFAZ-SP 2009 organizada pela FCC. 01. (SEFAZ-SP 2009/FCC) Considere o diagrama a seguir, em que U é o conjunto de todos

Leia mais

REGRAS DE JOGO POOL (8) e (9)

REGRAS DE JOGO POOL (8) e (9) REGRAS DE JOGO POOL (8) e (9) Introdução 1. Elementos intervenientes 1. 1. Um delegado 1. 2. Um árbitro 1. 3. Dois Jogadores (Conforme a competição), equipados de acordo com o estipulado pelo Bilhar Clube

Leia mais

AGRICOLA OBJETIVO DO JOGO

AGRICOLA OBJETIVO DO JOGO AGRICOLA OBJETIVO DO JOGO Os jogadores começam o jogo com um casal fazendeiro vivendo em uma simples cabana de dois quartos. Durante o curso do jogo, essas famílias têm abundantes possibilidades de melhorar

Leia mais

Regras do truco. Tentos

Regras do truco. Tentos Regras do truco Baralho: Espanhol 40 cartas. Modalidade: Trios. Tentos: 12 vira; 24 fecha. Testas: Até os primeiros 18 tentos. Mão: O trio é mão. (menos na testa, que o jogador é mão). Partidas: Melhores

Leia mais

JOGOS UNIVERSITÁRIOS CAMILIANOS - JUCAM 2013

JOGOS UNIVERSITÁRIOS CAMILIANOS - JUCAM 2013 REGULAMENTO PARA O VOLEIBOL EQUIPES Uma equipe é formada por 10 jogadores. E somente 6 jogadores podem participar do jogo tendo como obrigatoriedade 3 homens e 3 mulheres em quadra para condições de jogo.

Leia mais

DICAS DE BURACO ONLINE

DICAS DE BURACO ONLINE DICAS DE BURACO ONLINE Link: http://www.jogatina.com/dicas-jogar-buraco-online.html Às vezes, conhecemos todas as regras de um jogo, mas na hora de passar da teoria para a prática, as coisas não funcionam

Leia mais

9 + OBJETIVO COMEÇANDO COMPONENTES: MONTAGEM

9 + OBJETIVO COMEÇANDO COMPONENTES: MONTAGEM Atenção: este brinquedo só deve ser entregue a criança após ter sido montado por um adulto. Cód. Produto: 04000 IDADE 9 + 2 6 JOGADORES ATENÇÃO: NÃO RECOMENDÁVEL PARA MENORES DE 03 ANOS, POR CONTER PARTES

Leia mais

REGRAS E REGULAMENTOS OLIMPÍADAS DE RACIOCÍNIO PROGRAMA MENTEINOVADORA MIND LAB

REGRAS E REGULAMENTOS OLIMPÍADAS DE RACIOCÍNIO PROGRAMA MENTEINOVADORA MIND LAB REGRAS E REGULAMENTOS VIII OLIMPÍADA DE RACIOCINIO MENTEINOVADORA MIND LAB (alunos de 4º ao 7º ano) VII OLIMPÍADA DE RACIOCÍNIO MENTEINOVADORA DE JOVENS (alunos de 8º e 9º ano) A cada ano, o Grupo Mind

Leia mais

Programadores e Problemas: Instruções. Introdução. Seu Objetivo. Configuração. Instruções do jogo equipe evolução 5/5/2006 v2.0

Programadores e Problemas: Instruções. Introdução. Seu Objetivo. Configuração. Instruções do jogo equipe evolução 5/5/2006 v2.0 Programadores e Problemas: Instruções Introdução Problemas e Programadores é um jogo educacional na área de engenharia de software. Ele é dirigido a estudantes que já têm conhecimento entre o básico e

Leia mais

COMO JOGAR BURACO STBL NO JOGATINA

COMO JOGAR BURACO STBL NO JOGATINA COMO JOGAR BURACO STBL NO JOGATINA Link:http://www.jogatina.com/como-jogar-buraco-fechado-stbl.html Como começo a jogar? Para começar a jogar Buraco STBL clique em "JOGAR AGORA!" na página de seu perfil

Leia mais

HEX CONEXÕES EXTREMAS EM LADRILHOS HEXAGONAIS

HEX CONEXÕES EXTREMAS EM LADRILHOS HEXAGONAIS HEX CONEXÕES EXTREMAS EM LADRILHOS HEXAGONAIS Izabelly Marya Lucena da Silva Universidade Federal de Pernambuco izabellymarya@ig.com.br Gésica Peixoto Campos Universidade Federal de Pernambuco gesica.pcampo@bol.com.br

Leia mais

IV JOGOS MUNICIPAIS DA TERCEIRA IDADE DE PORTO ALEGRE 1, 2 e 3 de julho de 2005 - Ginásio Tesourinha REGULAMENTO ESPECÍFICO. Módulo Competitivo

IV JOGOS MUNICIPAIS DA TERCEIRA IDADE DE PORTO ALEGRE 1, 2 e 3 de julho de 2005 - Ginásio Tesourinha REGULAMENTO ESPECÍFICO. Módulo Competitivo PREFEITURA MUNICIPAL DE PORTO ALEGRE SECRETARIA MUNICIPAL DE ESPORTES, RECREAÇÃO E LAZER IV JOGOS MUNICIPAIS DA TERCEIRA IDADE DE PORTO ALEGRE 1, 2 e 3 de julho de 2005 - Ginásio Tesourinha REGULAMENTO

Leia mais

Manual de instruções Banco Imobiliário e Banco Imobiliário Luxo Documento eletrônico criado e revisado em 01/04/2006

Manual de instruções Banco Imobiliário e Banco Imobiliário Luxo Documento eletrônico criado e revisado em 01/04/2006 Manual de instruções Banco Imobiliário e Banco Imobiliário Luxo Documento eletrônico criado e revisado em 01/04/2006 Um pouco de história: Em 1934, Charles B. Darrow da cidade de Germantown no estado da

Leia mais

NEGÓCIOS E MANUFATURAS

NEGÓCIOS E MANUFATURAS KARSTEN HARTWIG TRADUÇÃO: ROMIR G. E. PAULINO NEGÓCIOS E MANUFATURAS EM NOVA IORQUE DOS ANOS 30 Nova Iorque, meados dos anos 30. A crise econômica mundial foi superada, a cidade floresce novamente. Especialmente

Leia mais

COMO JOGAR TRANCA ONLINE

COMO JOGAR TRANCA ONLINE COMO JOGAR TRANCA ONLINE Link: http://www.jogatina.com/como-jogar-tranca.html Como começo a jogar tranca? Para começar a jogar tranca online clique em "JOGAR AGORA!" na página do seu perfil no Jogatina.

Leia mais

Regulamento Individual de cada Jogo JOGO LOUCO

Regulamento Individual de cada Jogo JOGO LOUCO Regulamento Individual de cada Jogo JOGO LOUCO OBJECTIVO: Efetuar um percurso de ida e volta, num total de cerca de 40 metros, no menor tempo possível. PARTICIPANTES: 6 elementos de cada Equipa. DESENVOLVIMENTO:

Leia mais

Crianças e números. Senso numérico. Vamos fazer uma experiência. Observe as figuras : Onde há mais pessoas? Agora veja estas figuras :

Crianças e números. Senso numérico. Vamos fazer uma experiência. Observe as figuras : Onde há mais pessoas? Agora veja estas figuras : Senso numérico Crianças e números Vamos fazer uma experiência. Observe as figuras : Onde há mais pessoas? Agora veja estas figuras : Em qual dos dois casos foi mais fácil perceber onde há mais pessoas?

Leia mais

Guia de utilização da notação BPMN

Guia de utilização da notação BPMN 1 Guia de utilização da notação BPMN Agosto 2011 2 Sumário de Informações do Documento Documento: Guia_de_utilização_da_notação_BPMN.odt Número de páginas: 31 Versão Data Mudanças Autor 1.0 15/09/11 Criação

Leia mais

MANILA Uma disputa por negócios no extremo oriente para 3 a 5 jogadores acima de 10 anos

MANILA Uma disputa por negócios no extremo oriente para 3 a 5 jogadores acima de 10 anos MANILA Uma disputa por negócios no extremo oriente para 3 a 5 jogadores acima de 10 anos Estamos em 1821 e há 250 anos as Ilhas Filipinas estão sob o controle da Coroa Espanhola. Entretanto, na verdade,

Leia mais

Regras para um jogo sobre o diabetes tipo 1 IMPRIMA e PREPARE 1. As três próximas páginas são o tabuleiro do jogo. Imprima em papel grosso e depois corte nas linhas pontilhadas. 2. As páginas restantes

Leia mais

Poliminós e o Tabuleiro de Xadrez Prof. Onofre Campos (onofrecampos@secrel.com.br) Prof. Carlos Shine (cyshine@yahoo.com)

Poliminós e o Tabuleiro de Xadrez Prof. Onofre Campos (onofrecampos@secrel.com.br) Prof. Carlos Shine (cyshine@yahoo.com) Poliminós e o Tabuleiro de Xadrez Prof. Onofre Campos (onofrecampos@secrel.com.br) Prof. Carlos Shine (cyshine@yahoo.com) 1. O dominó Você já deve conhecer o dominó. Não vamos pensar no jogo de dominós

Leia mais

INTRODUÇÃO E OBJETIVO DO JOGO

INTRODUÇÃO E OBJETIVO DO JOGO Instruções O K2 é a segunda maior montanha do mundo (depois do Monte Evereste) com uma altura de 8.611 metros acima do nível do mar. Também é considerada uma das mais difíceis. O K2 nunca foi conquistado

Leia mais

Aqui você também vai encontrar o botão ""Autocompletar"", que ajuda na criação do alinhamento, caso você não consiga se decidir.

Aqui você também vai encontrar o botão Autocompletar, que ajuda na criação do alinhamento, caso você não consiga se decidir. 1. ATIVAR CARTA Nesta seção, localizada dentro do ""shopping center"", você precisa inserir o código que aparece no verso da sua carta real para adicioná-la à sua coleção virtual. Às vezes, você pode se

Leia mais

Programa de Cursos 2011 / Matemática - Ensino Fundamental / 2º. ao 5º. ano

Programa de Cursos 2011 / Matemática - Ensino Fundamental / 2º. ao 5º. ano Sugestões de jogos Os jogos que apresentamos neste material envolvem diversos conceitos e procedimentos matemáticos, com variações nos níveis de complexidade e destinados a um ou mais grupos de ensino,

Leia mais

CULTO AO MARFIM. Instituto de Educação infantil e juvenil Primavera, 2012. Londrina, de. Nome: Ano: Edição XIX MMXII Fase 3 Grupo A.

CULTO AO MARFIM. Instituto de Educação infantil e juvenil Primavera, 2012. Londrina, de. Nome: Ano: Edição XIX MMXII Fase 3 Grupo A. CULTO AO MARFIM Instituto de Educação infantil e juvenil Primavera, 2012. Londrina, de. Nome: Ano: TEMPO Início: Término: Total: Edição XIX MMXII Fase 3 Grupo A Questão 1 No mapa anexo, pinte de cores

Leia mais

REGULAMENTO DE MINIVOLEIBOL

REGULAMENTO DE MINIVOLEIBOL REGULAMENTO DE MINIVOLEIBOL ÍNDICE CAPITULO I - O JOGO DE MINIVOLEIBOL - REGRA 1 - Concepção do Jogo - REGRA 2 - A quem se dirige - REGRA 3 - Finalidade do Jogo CAPITULO II - INSTALAÇÕES E MATERIAL - REGRA

Leia mais

Reinos da África Ocidental

Reinos da África Ocidental Reinos da África Ocidental A África é um continente imenso e com muita diversidade. As rotas comerciais adentraram a região oeste em busca de ouro. Com isso, as aldeias que serviam de ponto de intermediação

Leia mais

Dominion. Donald X. Vaccarino

Dominion. Donald X. Vaccarino Dominion Donald X. Vaccarino Você é um monarca, como os seus pais antes de você, o regente de um reino agradável de rios e árvores. Diferente dos seus pais, no entanto, você tem planos e sonhos! Você quer

Leia mais

Preparando o Jogo. O Específico Vence o Geral

Preparando o Jogo. O Específico Vence o Geral Zueira Never Ends (#ZNE) é um jogo baseado em um sistema de pontos chamados de Pontos de Moral (ou apenas Moral). Cada jogador inicia com 0 Pontos de Moral e usando as cartas ele deve reduzir a Moral dos

Leia mais

PROVAS INTERNAS. Provas Internas - Período: 04 de maio de 2013. Pontuação Geral das Provas Internas: PROVA TIPO 1º 2º

PROVAS INTERNAS. Provas Internas - Período: 04 de maio de 2013. Pontuação Geral das Provas Internas: PROVA TIPO 1º 2º 1ª Etapa PROVAS INTERNAS Provas Internas - Período: 04 de maio de 2013 Pontuação Geral das Provas Internas: PROVA TIPO 1º 2º 1. Desfile de Abertura Prévia 3000 2800 2. Grito de Guerra na Gincana Prévia

Leia mais

AUTORES: NANCY MARTINS DE SÁ STOIANOV

AUTORES: NANCY MARTINS DE SÁ STOIANOV Ciências AUTORES: NANCY MARTINS DE SÁ STOIANOV Graduada em História e Pedagogia, Doutora em Filosofia e Metodologia de Ensino, Autora da Metodologia ACRESCER. REGINALDO STOIANOV Licenciatura Plena em Biologia,

Leia mais

PARCERIA APEA/SP E APCEF/SP

PARCERIA APEA/SP E APCEF/SP PARCERIA APEA/SP E APCEF/SP DATA / LOCAL: 26 e 27/09/2015 / CECOM - APCEF/SP REGULAMENTO TÉCNICO TRUCO Art. 1º. O torneio de Truco do V JOGOS DOS APOSENTADOS, será realizado de acordo com as regras estabelecidas

Leia mais

PROPOSTAS DE TRABALHO PARA OS ALUNOS A PARTIR DE JOGOS 2º ANO. Adriana da Silva Santi Coordenação Pedagógica de Matemática

PROPOSTAS DE TRABALHO PARA OS ALUNOS A PARTIR DE JOGOS 2º ANO. Adriana da Silva Santi Coordenação Pedagógica de Matemática PROPOSTAS DE TRABALHO PARA OS ALUNOS A PARTIR DE JOGOS 2º ANO Adriana da Silva Santi Coordenação Pedagógica de Matemática Piraquara Abril/214 1 JOGOS E PROPOSTAS DE TRABALHO PARA OS ALUNOS JOGO DOS 6 PALITOS

Leia mais

REGULAMENTO GERAL DO JICOF JOGOS INTERNOS DO COLÉGIO FRACTAL

REGULAMENTO GERAL DO JICOF JOGOS INTERNOS DO COLÉGIO FRACTAL REGULAMENTO GERAL DO JICOF JOGOS INTERNOS DO COLÉGIO FRACTAL CAPÍTULO I DAS FINALIDADES Os jogos internos do COLÉGIO FRACTAL (JICOF) têm por finalidade principal humanizar a prática desportiva, valorizando

Leia mais

07/05/2013. VOLEIBOL 9ºAno. Profª SHEILA - Prof. DANIEL. Voleibol. Origem : William Morgan 1895 ACM s. Tênis Minonette

07/05/2013. VOLEIBOL 9ºAno. Profª SHEILA - Prof. DANIEL. Voleibol. Origem : William Morgan 1895 ACM s. Tênis Minonette VOLEIBOL 9ºAno Profª SHEILA - Prof. DANIEL Origem : William Morgan 1895 ACM s Tênis Minonette GRECO, 1998 1 Caracterização: O voleibol é um jogo coletivo desportivo, composto por duas equipes, cada uma

Leia mais

REGULAMENTO GERAL DO I TORNEIO DE FUTEBOL SOCIETY FACULDADE ESFA

REGULAMENTO GERAL DO I TORNEIO DE FUTEBOL SOCIETY FACULDADE ESFA REGULAMENTO GERAL DO I TORNEIO DE FUTEBOL SOCIETY FACULDADE ESFA Art. 1º O Torneio de Futebol Society tem por finalidade: A congregação dos graduandos, o fortalecimento dos laços de amizade e a camaradagem

Leia mais

OBI2007 Caderno de Tarefas

OBI2007 Caderno de Tarefas OBI2007 Caderno de Tarefas Modalidade Iniciação Nível 2, Fase 1 17 de Março de 2007 A PROVA TEM DURAÇÃO DE DUAS HORAS LEIA ATENTAMENTE AS INSTRUÇÕES ABAIXO ANTES DE INICIAR A PROVA A prova deve ser feita

Leia mais

INTRODUÇÃO E OBJETIVO DO JOGO

INTRODUÇÃO E OBJETIVO DO JOGO INTRODUÇÃO E OBJETIVO DO JOGO Jaipur... Você está esperando se tornar o comerciante pessoal do Maharaja, por ser mais rico do que seu adversário ao final de cada semana (rodada). Para isso, colete e negocie

Leia mais

Jogo de Tabuleiro - Mancala Relatório Final

Jogo de Tabuleiro - Mancala Relatório Final Jogo de Tabuleiro - Mancala Relatório Final Inteligência Artificial 3º ano do Mestrado Integrado em Engenharia Informática e Computação Elementos do Grupo: Bruno Lima 080509068 bruno.lima@fe.up.pt Pedro

Leia mais

Regulamento Jogo de Truco

Regulamento Jogo de Truco Regulamento Jogo de Truco Art. 1º Funcionamento básico do jogo de truco: a) O truco é jogado com apenas 1 baralho, retirando-se as cartas 8, 9 e 10. b) A força das cartas obedece a seguinte seqüência decrescente:

Leia mais

REGRAS DOS JOGOS TRABALHADOS NO PROJETO BRINCANDO COM A MATEMÁTICA

REGRAS DOS JOGOS TRABALHADOS NO PROJETO BRINCANDO COM A MATEMÁTICA REGRAS DOS JOGOS TRABALHADOS NO PROJETO BRINCANDO COM A MATEMÁTICA 1- JOGO DAS OPERAÇÕES a) Aprendizagem: Resolver adições e subtrações em situações-problema referentes ao campo aditivo. 1 dado com os

Leia mais

Introdução. O TDGrux 2.0 é composto por uma gama de 6 jogos, sendo: Encaixe; Vestir; Desafios; Liga os Pontos; Combinando; Quebra Cabeça

Introdução. O TDGrux 2.0 é composto por uma gama de 6 jogos, sendo: Encaixe; Vestir; Desafios; Liga os Pontos; Combinando; Quebra Cabeça Introdução O TDGrux 2.0 é composto por uma gama de 6 jogos, sendo: Encaixe; Vestir; Desafios; Liga os Pontos; Combinando; Quebra Cabeça Além desses jogos citados, após a abertura do TDGrux há uma opção

Leia mais

Artigo Primeiro (Estrutura) 2. As equipas são de dois elementos, e cada jogador apenas poderá integrar uma equipa.

Artigo Primeiro (Estrutura) 2. As equipas são de dois elementos, e cada jogador apenas poderá integrar uma equipa. Artigo Primeiro (Estrutura) 1. O presente Regulamento estrutura as Olimpíadas de Biomédica, organizadas pelo Gabinete de Alunos de Engenharia Biomédica da Universidade do Minho. 2. As equipas são de dois

Leia mais

MANCALA, UM JOGO MILENAR, CONTRIBUINDO NA ALFABETIZAÇÃO MATEMÁTICA DE JOVENS E ADULTOS

MANCALA, UM JOGO MILENAR, CONTRIBUINDO NA ALFABETIZAÇÃO MATEMÁTICA DE JOVENS E ADULTOS MANCALA, UM JOGO MILENAR, CONTRIBUINDO NA ALFABETIZAÇÃO MATEMÁTICA DE JOVENS E ADULTOS RESUMO Luciene Tavares da Câmara 1 Maria Auxiliadora Antunes dos Santos 2 Esta pesquisa visa mostrar a contribuição

Leia mais

OBI2014 Caderno de Tarefas

OBI2014 Caderno de Tarefas OBI2014 Caderno de Tarefas Modalidade Universitária, Fase 2 16 de agosto de 2014 A PROVA TEM DURAÇÃO DE 5 HORAS Promoção: Patrocínio: Olimpíada Brasileira de Informática OBI2014 1 Instruções LEIA ATENTAMENTE

Leia mais

Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Santa Catarina Campus Sombrio Curso Técnico em Agropecuária Integrado ao Ensino Médio

Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Santa Catarina Campus Sombrio Curso Técnico em Agropecuária Integrado ao Ensino Médio 1 Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Santa Catarina Campus Sombrio Curso Técnico em Agropecuária Integrado ao Ensino Médio DISCIPLINA: Educação Física CARGA HORÁRIA: 40hs PROFESSOR(A):

Leia mais

Algoritmos e Estrutura de Dados III. Árvores

Algoritmos e Estrutura de Dados III. Árvores Algoritmos e Estrutura de Dados III Árvores Uma das mais importantes classes de estruturas de dados em computação são as árvores. Aproveitando-se de sua organização hierárquica, muitas aplicações são realizadas

Leia mais

A EXPERIÊNCIA DO DIA-A-DIA, APRESENTA DA EM NOSSA SOCIEDADE E SUAS CONTRADIÇÕES E DESIGUALDADES. * Tais disparidades ocorrem devido a quê?

A EXPERIÊNCIA DO DIA-A-DIA, APRESENTA DA EM NOSSA SOCIEDADE E SUAS CONTRADIÇÕES E DESIGUALDADES. * Tais disparidades ocorrem devido a quê? A EXPERIÊNCIA DO DIA-A-DIA, APRESENTA DA EM NOSSA SOCIEDADE E SUAS CONTRADIÇÕES E DESIGUALDADES. * Tais disparidades ocorrem devido a quê? DÍVIDA SOCIAL ESCRAVIDÃO E IMIGRAÇÃO FALTA DE ESTRUTURA SOCIAL

Leia mais

Pôquer. Pôquer Fechado. Distribuição

Pôquer. Pôquer Fechado. Distribuição Pôquer A origem do Pôquer é muito antiga e está ligada a vários outros jogos que também se baseiam em combinações de cartas do mesmo valor e que apresentam um sistema de apostas muito semelhante ao do

Leia mais

Regulamento do Torneio de Sueca Arraial Académico Departamento da Cultura e Atividades Académicas

Regulamento do Torneio de Sueca Arraial Académico Departamento da Cultura e Atividades Académicas Regulamento Torneio de Sueca Arraial Académico 2015 Preâmbulo O Arraial Académico é um atividade de âmbito cultural, com ampla tradição académica que une os estudantes e oferece à cidade um convívio saudável

Leia mais

POR REGRAS (A) (B) (C) (D)

POR REGRAS (A) (B) (C) (D) REGRAS POR O objetivo do jogo é identificar um SET de 3 cartas entre as 12 colocadas sobre a mesa. Cada carta tem quatro características, que variam da seguinte forma: (A) (B) (C) (D) SÍMBOLOS: cada carta

Leia mais

DISCIPLINA: MATEMÁTICA ANO: 2º Ano do Ensino Médio - PROF.: EDSON

DISCIPLINA: MATEMÁTICA ANO: 2º Ano do Ensino Médio - PROF.: EDSON REVISÃO MATEMÁTICA 2º ANO 1 DISCIPLINA: MATEMÁTICA ANO: 2º Ano do Ensino Médio - PROF.: EDSON 1. (Ufjf 2012) Uma empresa escolherá um chefe para cada uma de suas repartições A e B. Cada chefe deve ser

Leia mais

2.3 Tacada legal 2. 3. 1. Manutenção da mão; 2. 3. 2. Não anúncio de bola e bolsa; 2.4 Bolas embolsadas 2.5 Bolas fora da mesa 2. 5. 1.

2.3 Tacada legal 2. 3. 1. Manutenção da mão; 2. 3. 2. Não anúncio de bola e bolsa; 2.4 Bolas embolsadas 2.5 Bolas fora da mesa 2. 5. 1. Índice 1.1 Mesas Bolas Equipamento 1.2 Saída Posicionamento das bolas 1.3 Tacada 1.4 Bola não embolsada Turno 1.5 Ordem de saída 1.6 Abertura Saída 1.7 Jogo Começo 1.8 Abertura Desvio da bola branca 1.9

Leia mais

REGRAS E REGULAMENTOS

REGRAS E REGULAMENTOS REGRAS E REGULAMENTOS V OLIMPÍADA DE RACIOCINIO MENTEINOVADORA MIND LAB (alunos de 4º ao 7º ano) IV OLIMPÍADA DE RACIOCÍNIO MENTEINOVADORA DE JOVENS (alunos de 8º e 9º ano) I OLIMPÍADA DE RACIOCÍNIO MENTEINOVADORA

Leia mais

Roteiro de orientações para uso do Contas Online

Roteiro de orientações para uso do Contas Online FUNDO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO FNDE Roteiro para registro de Prestação de Contas PNAE/2013 no SiGPC Contas Online Atualização: Agosto de 2013 Roteiro de orientações para uso do Contas Online

Leia mais

JOÁS, O MENINO REI Lição 65. 1. Objetivos: Ensinar que devemos permanecer fiéis a Deus embora nossos amigos parem de segui-lo.

JOÁS, O MENINO REI Lição 65. 1. Objetivos: Ensinar que devemos permanecer fiéis a Deus embora nossos amigos parem de segui-lo. JOÁS, O MENINO REI Lição 65 1 1. Objetivos: Ensinar que devemos permanecer fiéis a Deus embora nossos amigos parem de segui-lo. 2. Lição Bíblica: 2 Reis 11; 2 Crônicas 24.1-24 (Base bíblica para a história

Leia mais

Unidade 01- Estamos apenas começando Deus criou, eu cuidarei

Unidade 01- Estamos apenas começando Deus criou, eu cuidarei Olhando as peças Histórias de Deus:Gênesis-Apocalipse 3 a 6 anos Unidade 01- Estamos apenas começando Deus criou, eu cuidarei O velho testamento está cheio de histórias que Deus nos deu, espantosas e verdadeiras.

Leia mais

Blog Cantinho do Saber

Blog Cantinho do Saber Blog Cantinho do Saber BRINCADEIRAS PARA A VOLTA ÀS AULAS 1) Onça Dorminhoca Educação infantil Formar com os alunos uma grande roda. Cada criança fica dentro de um pequeno círculo desenhado sob os pés,

Leia mais

PASSO A PASSO do Certificado de Cadastro do Imóvel Rural - CCIR

PASSO A PASSO do Certificado de Cadastro do Imóvel Rural - CCIR PASSO A PASSO do Certificado de Cadastro do Imóvel Rural - CCIR 2015 1. Acesse o site 1. 1 - Acesse o site www.incra.gov.br; 1.2 - Clique do lado esquerdo da tela na parte EMISSÃO DE CCIR; 1.3 Leia todas

Leia mais

Batalha Naval Algoritmos de Busca. Correlações curriculares Matemática: Números: maior que, menor que, iguais a.

Batalha Naval Algoritmos de Busca. Correlações curriculares Matemática: Números: maior que, menor que, iguais a. Atividade 6 Batalha Naval Algoritmos de Busca Sumário Computadores são freqüentemente requisitados a encontrar informação em grandes coleções de dados. Estes precisam desenvolver métodos rápidos e eficientes

Leia mais

MATEMÁTICA com jogos e atividades

MATEMÁTICA com jogos e atividades 2012 MATEMÁTICA com jogos e atividades Solange Moll Passos Psicopedagoga Clínica e Institucional ABPp-SC 369/2009 www.psicosol.com 1 APRESENTAÇÃO... 3 JOGOS... 4 1 QUEBRA-CABEÇA TRIÂNGULO DAS DEZENAS...

Leia mais

Mancala, instrumento mediador no ensino de História do Egito: valorização da cultura Africana e Afrodescendente. Educação Etnicorracial ERER

Mancala, instrumento mediador no ensino de História do Egito: valorização da cultura Africana e Afrodescendente. Educação Etnicorracial ERER Mancala, instrumento mediador no ensino de História do Egito: valorização da cultura Africana e Afrodescendente Educação Etnicorracial ERER ANA PAULA OLIVEIRA NAIARA SALVATIERRI Resumo Buscando conciliar

Leia mais

Atividades Lúdicas para Alfabetização - Jogo do Bingo

Atividades Lúdicas para Alfabetização - Jogo do Bingo Atividades Lúdicas para Alfabetização - Jogo do Bingo Material: saco de plástico, cartolina, tampas de garrafas e canetas. Elaboração do material: A professora prepara um cartão para cada aluno da turma.

Leia mais

REGULAMENTO DE MINIVOLEIBOL

REGULAMENTO DE MINIVOLEIBOL REGULAMENTO DE MINIVOLEIBOL ÍNDICE CAPITULO I - O JOGO DE MINIVOLEIBOL - REGRA 1 - Concepção do Jogo - REGRA 2 - A quem se dirige - REGRA 3 - Finalidade do Jogo CAPITULO II - INSTALAÇÕES E MATERIAL - REGRA

Leia mais

Élida Tamara Prata de Oliveira Praça JOGOS MATEMÁTICOS COM CONTEÚDOS DE 7 ANO APLICADOS A UM ALUNO AUTISTA

Élida Tamara Prata de Oliveira Praça JOGOS MATEMÁTICOS COM CONTEÚDOS DE 7 ANO APLICADOS A UM ALUNO AUTISTA UNIVERSIDADE FEDERAL DE JUIZ DE FORA INSTITUTO DE CIÊNCIAS EXATAS Pós-Graduação em Educação Matemática Mestrado Profissional em Educação Matemática Élida Tamara Prata de Oliveira Praça JOGOS MATEMÁTICOS

Leia mais

SICAN - Sistema de Cadastro Nacional de Produtores Rurais, Público do PAA, Cooperativas, Associações e demais Agentes

SICAN - Sistema de Cadastro Nacional de Produtores Rurais, Público do PAA, Cooperativas, Associações e demais Agentes SICAN - Sistema de Cadastro Nacional de Produtores Rurais, Público do PAA, Cooperativas, Associações e demais Agentes Manual do Sistema Associações 1. Pré-Cadastro SICAN...3 2. Preenchimento do cadastro...5

Leia mais

XXXVI OLIMPÍADA PAULISTA DE MATEMÁTICA Prova da Primeira Fase (11 de agosto de 2012) Nível (6 o e 7 o anos do Ensino Fundamental)

XXXVI OLIMPÍADA PAULISTA DE MATEMÁTICA Prova da Primeira Fase (11 de agosto de 2012) Nível (6 o e 7 o anos do Ensino Fundamental) Instruções: XXXVI OLIMPÍADA PAULISTA DE MATEMÁTICA Prova da Primeira Fase (11 de agosto de 2012) Nível (6 o e 7 o anos do Ensino Fundamental) Folha de Perguntas A duração da prova é de 3h30min. O tempo

Leia mais

Aplicação de Película em Carros Detalhes e imagens da instalação de película em vidros de carros

Aplicação de Película em Carros Detalhes e imagens da instalação de película em vidros de carros Aplicação de Película em Carros Detalhes e imagens da instalação de película em vidros de carros Os materiais ideais para a instalação da película Titanium são: uma bombinha sprayer; um rodo de borracha

Leia mais

43. Jogo do bingo com figuras

43. Jogo do bingo com figuras 43. Jogo do bingo com figuras São confeccionadas cartelas com os desenhos de todas as figuras. Podem ser montadas 8 cartelas com seis figuras, se não houver repetição; é possível criar muito mais cartelas,

Leia mais

TORNEIO DE JOGOS MATEMÁTICOS 6ª EDIÇÃO JOGOS

TORNEIO DE JOGOS MATEMÁTICOS 6ª EDIÇÃO JOGOS SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS CAMPUS CATALÃO DEPARTAMENTO DE MATEMÁTICA TORNEIO DE JOGOS MATEMÁTICOS 6ª EDIÇÃO JOGOS NÍVEL 1 NÍVEL 2 NÍVEL 3 Kharbaga, kalah e moinho (trilha) Oware

Leia mais

XV JOGOS ARI DE SÁ. Ensino Fundamental I 2015 REGULAMENTO

XV JOGOS ARI DE SÁ. Ensino Fundamental I 2015 REGULAMENTO XV JOGOS ARI DE SÁ Ensino Fundamental I 2015 REGULAMENTO ABERTURA 1. DIA: 26/09/2015 ( Sábado ) 9h 2. LOCAL: Manhã Ginásio 2.1 - Concentração Manhã: galeria do Ensino Fundamental I 2.2 - Desfile de abertura

Leia mais

SALVAÇÃO não basta conhecer o endereço Atos 4:12

SALVAÇÃO não basta conhecer o endereço Atos 4:12 SALVAÇÃO não basta conhecer o endereço Atos 4:12 A SALVAÇÃO É A PRÓPRIA PESSOA DE JESUS CRISTO! VOCÊ SABE QUAL É O ENDEREÇO DE JESUS! MAS ISSO É SUFICIENTE? Conhecer o endereço de Jesus, não lhe garantirá

Leia mais