Pesquisa em Marketing

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Pesquisa em Marketing"

Transcrição

1 Pesquisa em Marketing

2 Aula 4 1. Identificar o tamanho da amostral ideal 2. Saber calcular a amostra

3 O Processo de Amostragem TIPOS DE AMOSTRAGEM Amostra não-probabilística Amostra por Conveniência Amostra por julgamento Amostra por cotas Amostra tipo Bola de Neve Amostra probabilística Amostra aleatória simples Amostra aleatória estratificada Amostra de conglomerado em n estágios O pesquisador seleciona membros da população mais acessíveis Grupos, Para Testes de Produtos / Pilotos, Pré-teste de Questionário O pesquisador usa o julgamento para selecionar os membros da população que são boas fontes de informação precisa - Teste de Mercado, O pesquisador entrevista um número pré-definido de pessoas em cada uma das várias categorias - A mais usada, inclusive, em pesquisas Quantitativas O pesquisador inicia o processo de entrevista com uma pequena lista e depois cada entrevistado indica outros possíveis particiapantes. Especialistas Cada membro da população tem uma chance conhecida e igual de ser escolhido A população é dividida em grupos mutuamente excludentes (como grupos de idade) e amostras aleatórias são sorteadas para cada grupo A população é dividida em grupos mutuamente excludentes (como quarteirões) e o pesquisador sorteia uma amostra de grupos para ser entrevistada 3

4 Atividade 1. Qual a amostra ideal? Quanti x Quali

5 Identificação da população-alvo O Processo de Amostragem Determinação da estrutura da amostra Seleção de um procedimento de amostragem Amostragem probabilística: Amostragem não probabilística: Aleatória simples Por conveniência Estratificada Intencional Por conglomerado Por quotas Bola de neve Determinação do tamanho da amostra

6 Tamanho da Amostra

7 Determinação Tamanho da Amostra O que vem de imediato? Como pode uma amostra tão pequena representar a opinião de milhões de pessoas? É possível com apenas entrevistas prever com precisão o resultado das eleições para governador de um estado? Como é que nunca fui entrevistado? Não conheço ninguém que tenha sido entrevistado...

8 Determinação Tamanho da Amostra Contrário ao senso comum, o tamanho da amostra independe do tamanho da população pesquisada. Uma amostra de entrevistas pode ser usada para representar uma nação como um todo ou apenas um município, com a mesma precisão.

9 Determinação Tamanho de Amostra The Literary Digest com de questionários devolvidos prevê a vitória de Landon sobre Roosevelt, errando por uma margem de 19 pp. Na mesma eleição, Gallup com entrevistas acerta em cheio o resultado da eleição, utilizando-se de critérios probabilísticos POR QUE ISSO ACONTECEU? Uma amostra grande não é necessariamente uma boa amostra! A segunda amostra era representativa da população de eleitores e a primeira não. 9

10 O Processo de Amostragem Fatores determinantes do tamanho da amostra Número de grupos e subgrupos dentro da amostra Valor das informações para o estudo Acuracidade Custo da amostra (análise custo-benefício) Variabilidade da população: maior for a variância entre hábitos, opiniões, comportamentos, maior a amostra Qual o erro de amostragem aceitável e qual o nível de confiança

11 O Processo de Amostragem Tamanho da Amostra e Teoria Estatística O tamanho da amostra pode ser determinado: Por meio de métodos ad hoc (já se sabe por experiência o tamanho da amostra ou há limitações orçamentárias) Com a utilização de técnicas a estatística (formal) - tomada de decisão mais precisas

12 O Processo de Amostragem Tamanho da Amostra e Teoria Estatística Grande suficiente para que, quando dividida em grupos, cada um deles tenha um tamanho mínimo de 100 ou mais unidades E se necessário subgrupos destes, o tamanho mínimo de cada subgrupo deve ser de 30 a 50 sujeitos (menor acuracidade) (Sudman)

13 O Processo de Amostragem Determinação do tamanho da amostra A determinação do tamanho de uma amostra é problema de grande importância, porque: amostras desnecessariamente grandes acarretam desperdício de tempo e de dinheiro; amostras excessivamente pequenas podem levar a resultados não confiáveis.

14 O Processo de Amostragem FÓRMULA GERAL n = z2 * σ2 / erro amostral2 Sendo: n = tamanho da amostra σ = variância z = desvio padrão Sendo: z = desvio padrão = 2 para um nível de confiança de 95% z = desvio padrão = 3/5 para 90%

15 Calculo Tamanho da Amostra Uma campanha promocional está sendo planejada para convencer as pessoas a reduzir o uso de aquecedores em suas casas durante a noite. Para medir o impacto da campanha, precisamos determinar o a proporção de pessoas que reduziriam o uso de aquecedores. Uma amostra para enquete telefônica será selecionada para antes e depois da campanha a) Que tamanho de amostra será necessário para uma acuracidade de em torno de 0,3 com nível de confiança de 95% Supondo z = 2 e σ = 1,49

16 Qua o tamanho da amostra? n = z 2 * σ 2 / erro amostral 2 Sendo: n = tamanho da amostra σ = variância z = desvio padrão

17 Calculo Tamanho da Amostra n = z 2 * σ 2 / erro amostral 2 n = 2 2 * (1,49) 2 / (0,3) 2 = 98,7 Sendo: n = tamanho da amostra σ = variância z = desvio padrão

18 O Processo de Amostragem Tamanho da Amostra e Teoria Estatística TABELA DETERMINANTE DO TAMANHO DA AMOSTRA A tabela abaixo indica três níveis de erro amostral: 3%, 5% e 10%. Cada um deles está subdivido em dois níveis de Split diferentes, que demonstra o nível de variação das respostas na pesquisa, isto é, o grau de homogeneidade da população. Um split de 50/50 indica muita variação entre as respostas dos entrevistados (população mais heterogênea em termos de renda, sexo, idade, etc.). Já um split 80/20 indica uma menor variação (população mais homogênea). Quando não se tem noção do grau de homogeneidade da população, deve-se considerar um split de 50/50 (população mais heterogênea) para se alcançar um nível maior de confiança nas respostas.

19 O Processo de Amostragem Tamanho da Amostra e Teoria Estatística ERRO AMOSTRAL = +/- 3% ERRO AMOSTRAL = +/- 5% ERRO AMOSTRAL = +/- 10% POPULAÇÃO SPLIT 50/50 SPLIT 80/20 SPLIT 50/50 SPLIT 80/20 SPLIT 50/50 SPLIT 80/ FONTE: Curso Iniciando um Pequeno Grande Negócio - Sebrae

20 FÓRMULA PROPORÇÕES % pessoas (Ex: % de pessoas que não compram X) n = z 2 π (1- π ) / erro amostral 2 Sendo: n = tamanho da amostra σ = variância π = proporção z = desvio padrão * como muitas vezes a proporção é desconhecida, um procedimento usual é assumir a pior hipótese - quando atinge 50% Sendo: π (1- π ) = 0,25 e π = 0,50 n = z 2 * 0,25 / erro amostral 2

21 O Processo de Amostragem Passo 4: DETERMINAÇÃO DO TAMANHO DA AMOSTRA Não podemos evitar a ocorrência do ERRO AMOSTRAL, porém podemos limitar seu valor através da escolha de uma amostra de tamanho adequado. Obviamente, o ERRO AMOSTRAL e o TAMANHO DA AMOSTRA seguem sentidos contrários Quanto maior o tamanho da amostra, menor o erro cometido e vice-versa.

22 Calculo Tamanho da Amostra Entra ESTATÍSTICA DESCRITIVA MEDIDAS DE POSIÇÃO MÉDIA - é obtida dividindo-se a soma das observações pelo número delas. MEDIANA -realização que ocupa a posição central da série de observações arranjadas na ordem ascendente (do menor valor para o maior) MODA - a realização mais freqüente do conjunto de valores observados MEDIDAS DE DISPERSÃO VARIÂNCIA -indica quão longe em geral os seus valores se encontram do valor esperado DESVIO-PADRÃO - Define-se como a raiz quadrada da variância.. É representado pelo símbolo σ (sigma).

23 ATIVIDADE TRABALHO FINAL Amostra PARA RELATÓRIO FINAL EM WORD: Planejamento ideal - realizar de acordo com a teoria uma proposta de planejamento amostral adequado ao objetivo do estudo, considerando definição do público-alvo, escolha da amostragem, tamanho ideal da amostra, entre outros a ser entregue apenas no descritivo do projeto

24 Quais foram os 3 principais aprendizados de hoje?

25 Próxima Aula 1. Prova 2. Tabulação e Análise

Amostragem. Prof. Joel Oliveira Gomes. Capítulo 9. Desenvolvimento

Amostragem. Prof. Joel Oliveira Gomes. Capítulo 9. Desenvolvimento Capítulo 9 Amostragem Desenvolvimento 9.1 Introdução 9.2 Censo versus Amostra 9.3 Processo de planejamento de uma amostragem 9.4 Técnicas Amostrais 9.5 Amostragem Não-probabilística 9.6 Amostragem Probabilística

Leia mais

O que é a estatística?

O que é a estatística? Elementos de Estatística Prof. Dr. Clécio da Silva Ferreira Departamento de Estatística - UFJF O que é a estatística? Para muitos, a estatística não passa de conjuntos de tabelas de dados numéricos. Os

Leia mais

PESQUISA DE MERCADO AMOSTRAGEM

PESQUISA DE MERCADO AMOSTRAGEM PESQUISA DE MERCADO Universo, população e amostra Coleta de dados: é impossível adquirir informações de um todo (universo ou população); Por essa razão escolhe-se uma parte do todo (amostra) representação

Leia mais

Tópicos Abordados. Pesquisa de Mercado. Aula 2. Contextualização. Qualitativa X Quantitativa. Instrumentalização. 1. Diferença entre qualitativa

Tópicos Abordados. Pesquisa de Mercado. Aula 2. Contextualização. Qualitativa X Quantitativa. Instrumentalização. 1. Diferença entre qualitativa Tópicos Abordados Pesquisa de Mercado Aula 2 Prof. Me. Ricieri Garbelini 1. Diferença entre qualitativa e quantitativa 2. Dados X informação 3. Tipos de coleta 4. Classificação dos dados 5. Amostragem

Leia mais

Estatística II Aula 1. Prof.: Patricia Maria Bortolon, D. Sc.

Estatística II Aula 1. Prof.: Patricia Maria Bortolon, D. Sc. Estatística II Aula 1 Prof.: Patricia Maria Bortolon, D. Sc. Por que estudar estatística? Abordagem crescentemente quantitativa na análise dos problemas; Quantidade crescente de dados Com que qualidade?

Leia mais

AULAS 22, 23 E 24 A lógica da amostragem do survey

AULAS 22, 23 E 24 A lógica da amostragem do survey 1 AULAS 22, 23 E 24 A lógica da amostragem do survey Ernesto F. L. Amaral 03, 09 e 10 de junho de 2011 Metodologia (DCP 033) Fonte: Babbie, Earl. 1999. Métodos de Pesquisas de Survey. Belo Horizonte: Editora

Leia mais

PESQUISA DE OPINIÃO PÚBLICA SOBRE A INTENÇÃO DE VOTO PARA PRESIDENTE

PESQUISA DE OPINIÃO PÚBLICA SOBRE A INTENÇÃO DE VOTO PARA PRESIDENTE PESQUISA DE OPINIÃO PÚBLICA SOBRE A INTENÇÃO DE VOTO PARA PRESIDENTE AGOSTO DE 2015 JOB1057 OBJETIVO LOCAL ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS DA PESQUISA O principal objetivo desse projeto é identificar a intenção

Leia mais

Exercícios Resolvidos sobre Amostragem

Exercícios Resolvidos sobre Amostragem Exercícios Resolvidos sobre Amostragem Observe agora, nestes Exercícios Resolvidos, como alguns parâmetros estatísticos devem ser construídos para formar amostras fidedignas de certas populações ou fenômenos

Leia mais

PLANIFICAÇÃO OPERACIONAL DA PESQUISA

PLANIFICAÇÃO OPERACIONAL DA PESQUISA Laboratório de Psicologia Experimental Departamento de Psicologia UFSJ Disciplina: Método de Pesquisa Quantitativa TEXTO 8: PLANIFICAÇÃO OPERACIONAL DA PESQUISA Autora: Prof. Marina Bandeira,Ph.D. 1. POPULAÇÃO-

Leia mais

CÁLCULO DO TAMANHO DA AMOSTRA PARA UMA PESQUISA ELEITORAL. Raquel Oliveira dos Santos, Luis Felipe Dias Lopes

CÁLCULO DO TAMANHO DA AMOSTRA PARA UMA PESQUISA ELEITORAL. Raquel Oliveira dos Santos, Luis Felipe Dias Lopes CÁLCULO DO TAMANHO DA AMOSTRA PARA UMA PESQUISA ELEITORAL Raquel Oliveira dos Santos, Luis Felipe Dias Lopes Programa de Pós-Graduação em Estatística e Modelagem Quantitativa CCNE UFSM, Santa Maria RS

Leia mais

Apresentação... 19 Prefácio da primeira edição... 21 Prefácio da segunda edição... 27 Introdução... 33

Apresentação... 19 Prefácio da primeira edição... 21 Prefácio da segunda edição... 27 Introdução... 33 Sumário Apresentação... 19 Prefácio da primeira edição... 21 Prefácio da segunda edição... 27 Introdução... 33 Capítulo I CIÊNCIA, CONHECIMENTOS E PESQUISA CIENTÍFICA... 37 1. Conceito de ciência e tipos

Leia mais

Profª Cristina Lacerda Soares Petrarolha Silva Questionário Muito comum na época das pesquisas eleitorais Existem regras para se fazer pesquisa na forma de questionários. Um exemplo: 1- Quando se faz

Leia mais

Proposta SESS. Sistema Eleitoral Seis Sigma Vereadores - Campina Grande. Equipe de planejamento Agosto de 2012

Proposta SESS. Sistema Eleitoral Seis Sigma Vereadores - Campina Grande. Equipe de planejamento Agosto de 2012 Proposta SESS 2012 Sistema Eleitoral Seis Sigma Vereadores - Campina Grande Equipe de planejamento Agosto de 2012 G6S - Grupo 6 Sigma O Grupo 6 Sigma se sente honrado em poder oferecer mais um produto

Leia mais

NOÇÕES DE. Maputo, Moçambique

NOÇÕES DE. Maputo, Moçambique NOÇÕES DE ESTATISTICA BÁSICA Maputo, Moçambique 2008 Objectivos No final deste módulo espera-se que o participante seja capaz de: Distinguir variáveis e constantes Identificar variáveis qualitativas e

Leia mais

Áurea Sousa /Deptº. Matemática U.A. Áurea Sousa /Deptº. Matemática U.A.

Áurea Sousa /Deptº. Matemática U.A. Áurea Sousa /Deptº. Matemática U.A. Métodos Estatísticos Mestrado em Gestão (MBA) Objectivos O que é a estatística? Como pode a estatística ajudar? Compreender o método de análise estatística; Reconhecer problemas que podem ser resolvidos

Leia mais

ESTATÍSTICA BÁSICA COM ANÁLISE E TRATAMENTO ESTATÍSTICO DE DADOS EM SPSS

ESTATÍSTICA BÁSICA COM ANÁLISE E TRATAMENTO ESTATÍSTICO DE DADOS EM SPSS ESTATÍSTICA BÁSICA COM ANÁLISE E TRATAMENTO ESTATÍSTICO DE DADOS EM SPSS Escola de Enfermagem UFRGS Julho/2007 Juscelino Zemiacki Estatístico Programa Básico: AULA 1 Noções Básicas de Estatística AULA

Leia mais

ALEXANDRE WILLIAM BARBOSA DUARTE

ALEXANDRE WILLIAM BARBOSA DUARTE SURVEY Método de pesquisa amplamente utilizado em pesquisas de opinião pública, de mercado e, atualmente, em pesquisas sociais que, objetivamente, visam descrever, explicar e/ou explorar características

Leia mais

DETERMINAÇÃO DO TAMANHO DE UMA AMOSTRA

DETERMINAÇÃO DO TAMANHO DE UMA AMOSTRA DETERMINAÇÃO DO TAMANHO DE UMA AMOSTRA INTRODUÇÃO O pesquisador social procura tirar conclusões a respeito de um grande número de sujeitos. Por exemplo, ele poderia desejar estudar: os 170.000.000 de cidadãos

Leia mais

COMENTÁRIO AFRM/RS 2012 ESTATÍSTICA Prof. Sérgio Altenfelder

COMENTÁRIO AFRM/RS 2012 ESTATÍSTICA Prof. Sérgio Altenfelder Comentário Geral: Prova muito difícil, muito fora dos padrões das provas do TCE administração e Economia, praticamente só caiu teoria. Existem três questões (4, 45 e 47) que devem ser anuladas, por tratarem

Leia mais

MÉTODOS QUANTITATIVOS EM MARKETING. Prof.: Otávio Figueiredo e-mail: otavio@ufrj.br

MÉTODOS QUANTITATIVOS EM MARKETING. Prof.: Otávio Figueiredo e-mail: otavio@ufrj.br MÉTODOS QUANTITATIVOS EM MARKETING Prof.: Otávio Figueiredo e-mail: otavio@ufrj.br ESTATÍSTICA População e Amostra População Amostra Idéia Principal Resumir para entender!!! Algumas Técnicas Pesquisa de

Leia mais

PESQUISA DE OPINIÃO COPA DO MUNDO E OLIMPÍADAS NO BRASIL: QUAL É A OPINIÃO DE PERNAMBUCANO? RECIFE PESQ. Nº 066/2009

PESQUISA DE OPINIÃO COPA DO MUNDO E OLIMPÍADAS NO BRASIL: QUAL É A OPINIÃO DE PERNAMBUCANO? RECIFE PESQ. Nº 066/2009 PESQUISA DE OPINIÃO COPA MUN E OLIMPÍADAS NO BRASIL: QUAL É A OPINIÃO DE PERNAMBUCANO? RECIFE PESQ. Nº 066/2009 ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS DA PESQUISA: OBJETIVO: Investigar a opinião dos eleitores da área

Leia mais

PESQUISA DE OPINIÃO PÚBLICA AVALIAÇÃO DA ADMINISTRAÇÃO MUNICIPAL CANDIDATURAS: PRESIDENTE / GOVERNADOR / SENADOR ELEIÇÕES 2014 LONDRINA (PR)

PESQUISA DE OPINIÃO PÚBLICA AVALIAÇÃO DA ADMINISTRAÇÃO MUNICIPAL CANDIDATURAS: PRESIDENTE / GOVERNADOR / SENADOR ELEIÇÕES 2014 LONDRINA (PR) PESQUISA DE OPINIÃO PÚBLICA AVALIAÇÃO DA ADMINISTRAÇÃO MUNICIPAL CANDIDATURAS: PRESIDENTE / GOVERNADOR / SENADOR ELEIÇÕES 2014 LONDRINA (PR) QUANTITATIVA EXTERNA PESQUISA REGISTRADA E PROTOCOLIZADA: TRE

Leia mais

1. Avaliação de impacto de programas sociais: por que, para que e quando fazer? (Cap. 1 do livro) 2. Estatística e Planilhas Eletrônicas 3.

1. Avaliação de impacto de programas sociais: por que, para que e quando fazer? (Cap. 1 do livro) 2. Estatística e Planilhas Eletrônicas 3. 1 1. Avaliação de impacto de programas sociais: por que, para que e quando fazer? (Cap. 1 do livro) 2. Estatística e Planilhas Eletrônicas 3. Modelo de Resultados Potenciais e Aleatorização (Cap. 2 e 3

Leia mais

Pesquisa de Intenção de Voto. Sucessão Municipal. Caxias do Sul. 02 e 03/10/2008-5ª pesquisa. Porto Alegre, 03 de outubro de 2008.

Pesquisa de Intenção de Voto. Sucessão Municipal. Caxias do Sul. 02 e 03/10/2008-5ª pesquisa. Porto Alegre, 03 de outubro de 2008. Pesquisa de Intenção de Voto Sucessão Municipal Caxias do Sul 02 e 03/10/2008-5ª pesquisa Porto Alegre, 03 de outubro de 2008. 1 Sumário Apresentação e Metodologia... 3 Intenção de Voto... 5 Rejeição...

Leia mais

DESENVOLVIMENTO DE UM SOFTWARE NA LINGUAGEM R PARA CÁLCULO DE TAMANHOS DE AMOSTRAS NA ÁREA DE SAÚDE

DESENVOLVIMENTO DE UM SOFTWARE NA LINGUAGEM R PARA CÁLCULO DE TAMANHOS DE AMOSTRAS NA ÁREA DE SAÚDE DESENVOLVIMENTO DE UM SOFTWARE NA LINGUAGEM R PARA CÁLCULO DE TAMANHOS DE AMOSTRAS NA ÁREA DE SAÚDE Mariane Alves Gomes da Silva Eliana Zandonade 1. INTRODUÇÃO Um aspecto fundamental de um levantamento

Leia mais

Dados de Pesquisa. Consumo e meio ambiente: hábitos do consumidor pelotense. Pelotas, setembro de 2009.

Dados de Pesquisa. Consumo e meio ambiente: hábitos do consumidor pelotense. Pelotas, setembro de 2009. Dados de Pesquisa Consumo e meio ambiente: hábitos do consumidor pelotense IPO - Porto Alegre RS Rua São Manoel, 239 Rio Branco - CEP 962-11 Fone: (51) 3286-6156 E-mail: ipo@ipo.inf.br IPO Pelotas - RS

Leia mais

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO. Faculdade de Arquitetura e Urbanismo

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO. Faculdade de Arquitetura e Urbanismo UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO Faculdade de Arquitetura e Urbanismo DISTRIBUIÇÃO AMOSTRAL ESTIMAÇÃO AUT 516 Estatística Aplicada a Arquitetura e Urbanismo 2 DISTRIBUIÇÃO AMOSTRAL Na aula anterior analisamos

Leia mais

Reforma Política. Pesquisa telefônica realizada pelo IBOPE Inteligência a pedido do Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil

Reforma Política. Pesquisa telefônica realizada pelo IBOPE Inteligência a pedido do Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil Reforma Política Pesquisa telefônica realizada pelo IBOPE Inteligência a pedido do Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil Introdução 2 Objetivos Abrangência Geográfica Método de coleta Datas

Leia mais

Notas técnicas. População de estudo

Notas técnicas. População de estudo Notas técnicas População de estudo A população-alvo da pesquisa foi formada por escolares do 9 º ano do ensino fundamental (antiga 8ª série) de escolas públicas ou privadas das capitais dos estados brasileiros

Leia mais

PESQUISA DE OPINIÃO PÚBLICA SOBRE ELEIÇÕES 2014

PESQUISA DE OPINIÃO PÚBLICA SOBRE ELEIÇÕES 2014 PESQUISA DE OPINIÃO PÚBLICA SOBRE ELEIÇÕES 2014 MARÇO DE 2013 JOB0356 ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS DA PESQUISA OBJETIVO O projeto tem por objetivo geral levantar um conjunto de informações sobre o contexto

Leia mais

PESQUISA DE OPINIÃO PÚBLICA SOBRE ASSUNTOS POLÍTICOS/ELEITORAIS

PESQUISA DE OPINIÃO PÚBLICA SOBRE ASSUNTOS POLÍTICOS/ELEITORAIS i PESQUISA DE OPINIÃO PÚBLICA SOBRE ASSUNTOS POLÍTICOS/ELEITORAIS QUEIMADAS - PB ABRIL DE 2012 CONTATO Fone : 9979 0891 9372 6312 3055 0868 E-mail: instituto.datavox@gmail.com Enquanto um homem individualmente

Leia mais

Noções de Pesquisa e Amostragem. André C. R. Martins

Noções de Pesquisa e Amostragem. André C. R. Martins Noções de Pesquisa e Amostragem André C. R. Martins 1 Bibliografia Silva, N. N., Amostragem probabilística, EDUSP. Freedman, D., Pisani, R. e Purves, R., Statistics, Norton. Tamhane, A. C., Dunlop, D.

Leia mais

PARTE I IMPORTÂNCIA DA INFORMAÇÃO PARA O MARKETING. TIPOLOGIA DOS ESTUDOS DE MERCADO

PARTE I IMPORTÂNCIA DA INFORMAÇÃO PARA O MARKETING. TIPOLOGIA DOS ESTUDOS DE MERCADO Índice Prefácio 15 PARTE I IMPORTÂNCIA DA INFORMAÇÃO PARA O MARKETING. TIPOLOGIA DOS ESTUDOS DE MERCADO Capítulo 1 Sistema de Informação de Marketing (SIM) 1. Definição e enquadramento genérico da necessidade

Leia mais

Pesquisa de Opinião Pública sobre radares Rio Grande do Sul - Out/2002

Pesquisa de Opinião Pública sobre radares Rio Grande do Sul - Out/2002 Pesquisa de Opinião Pública sobre radares OBJETIVO LOCAL Levantar junto à população da área em estudo opiniões sobre radares. Rio Grande do Sul PERÍODO DE CAMPO 13 a 16 de outubro de 2002. UNIVERSO A pesquisa

Leia mais

Pesquisa em Marketing

Pesquisa em Marketing Pesquisa em Marketing Etapas Projeto de Pesquisa PROPÓSITO E OBJETIVO DA PESQUISA TIPO DE PESQUISA MÉTODOS DE COLETA AMOSTRA TABULAÇÃO E ANÁLISE COM RECOMENDAÇÕES ESTRATÉGIA PARA ANÁLISE DE DADOS De dados

Leia mais

SISTEMA DE INFORMAÇÕES DE MARKETING

SISTEMA DE INFORMAÇÕES DE MARKETING SISTEMA DE INFORMAÇÕES DE MARKETING DESAFIOS PARA O SÉC. XXI A globalização, que obrigará a empresa a comparar-se com o que há de melhor no mundo. A necessidade de educar, treinar, motivar e liderar talentos.

Leia mais

PESQUISA DE OPINIÃO PÚBLICA

PESQUISA DE OPINIÃO PÚBLICA PESQUISA DE OPINIÃO PÚBLICA SOBRE ASSUNTOS GERAIS MARÇO DE 2002 OPP 035 OBJETIVO LOCAL ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS DA PESQUISA - Levantar junto a população da área em estudo opiniões sobre assuntos gerais.

Leia mais

PÓS GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS DE FLORESTAS TROPICAIS-PG-CFT INSTITUTO NACIONAL DE PESQUISAS DA AMAZÔNIA-INPA. 09/abril de 2014

PÓS GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS DE FLORESTAS TROPICAIS-PG-CFT INSTITUTO NACIONAL DE PESQUISAS DA AMAZÔNIA-INPA. 09/abril de 2014 PÓS GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS DE FLORESTAS TROPICAIS-PG-CFT INSTITUTO NACIONAL DE PESQUISAS DA AMAZÔNIA-INPA 09/abril de 2014 Considerações Estatísticas para Planejamento e Publicação 1 Circularidade do Método

Leia mais

Disciplinas: Cálculo das Probabilidades e Estatística I

Disciplinas: Cálculo das Probabilidades e Estatística I Introdução a Inferência Disciplinas: Cálculo das Probabilidades e Estatística I Universidade Federal da Paraíba Prof a. Izabel Alcantara Departamento de Estatística (UFPB) Introdução a Inferência Prof

Leia mais

Estatística Aplicada. Gestão de TI. Evanivaldo Castro Silva Júnior

Estatística Aplicada. Gestão de TI. Evanivaldo Castro Silva Júnior Gestão de TI Evanivaldo Castro Silva Júnior Porque estudar Estatística em um curso de Gestão de TI? TI trabalha com dados Geralmente grandes bases de dados Com grande variabilidade Difícil manipulação,

Leia mais

Consultando a população de sete capitais sobre meio ambiente e qualidade de vida Realização:

Consultando a população de sete capitais sobre meio ambiente e qualidade de vida Realização: Consultando a população de sete capitais sobre meio ambiente e qualidade de vida Realização: PRINCIPAL OBJETIVO PESQUISA QUANTITATIVA Fornecer informações sobre o conhecimento acerca do GREENPEACE e suas

Leia mais

Introdução à Inferência Estatística

Introdução à Inferência Estatística Introdução à Inferência Estatística 1. População: conjunto de indivíduos, ou itens, com pelo menos uma característica em comum. Também será denotada por população objetivo, que é sobre a qual desejamos

Leia mais

Aimportância do levantamento de informações e pesquisa na publicidade

Aimportância do levantamento de informações e pesquisa na publicidade Aimportância do levantamento de informações e pesquisa na publicidade UNIBAN Unidade Marte Disciplina: Planejamento de Campanha Prof. Me. Francisco Leite Aulas: 07.04.11 Agenda: A importância do levantamento

Leia mais

Como aleatorizar? (Nome professor) (Universidade) Abdul Latif Jameel Poverty Action Lab. www.povertyactionlab.org

Como aleatorizar? (Nome professor) (Universidade) Abdul Latif Jameel Poverty Action Lab. www.povertyactionlab.org Como aleatorizar? (Nome professor) (Universidade) Abdul Latif Jameel Poverty Action Lab www.povertyactionlab.org Resumo da apresentação Restrições do mundo real e alguns exemplos bem sucedidos Unidade

Leia mais

INTRODUÇÃO À INFERÊNCIA ESTATÍSTICA. Estatística II Prof. Salvatore

INTRODUÇÃO À INFERÊNCIA ESTATÍSTICA. Estatística II Prof. Salvatore INTRODUÇÃO À INFERÊNCIA ESTATÍSTICA Estatística II Prof. Salvatore O que é Estatística? A estatística pode ser considerada a Ciência que se preocupa com a organização, análise e interpretação de dados

Leia mais

Professor Esp. Geonir Paulo Schnorr Licenciado em Matemática Esp. em Banco de Dados

Professor Esp. Geonir Paulo Schnorr Licenciado em Matemática Esp. em Banco de Dados Professor Esp. Geonir Paulo Schnorr Licenciado em Matemática Esp. em Banco de Dados Dato bruto Análise Informação Se a informação é a base do Marketing, a pesquisa é seu braço direito. O papel da pesquisa

Leia mais

Como calcular a amostra na pesquisa odontológica?

Como calcular a amostra na pesquisa odontológica? Como calcular a amostra na pesquisa odontológica? Mauro Henrique Nogueira Guimarães de Abreu Universidade Federal de Minas Gerais 2010 Referências 1. Babbie, E. Métodos de pesquisa de survey. Belo Horizonte:

Leia mais

Instituto Konsultta. Pesquisa Eleitoral. Cascavel 26/10/2012 Registro TSE: PR-00707/2012

Instituto Konsultta. Pesquisa Eleitoral. Cascavel 26/10/2012 Registro TSE: PR-00707/2012 Instituto Konsultta Pesquisa Eleitoral Cascavel 26/10/2012 Registro TSE: PR-00707/2012 www.institutokonsultta.com Instituto Konsultta Número do protocolo: PR-00707/2012 Data de registro: 20/10/2012 Data

Leia mais

PARANÁ 22 A 27 DE AGOSTO DE 2014 REGISTRO PR- 00026/2014

PARANÁ 22 A 27 DE AGOSTO DE 2014 REGISTRO PR- 00026/2014 PARANÁ 22 A 27 DE AGOSTO DE 2014 REGISTRO PR- 00026/2014 REGISTRO BR- 00421/2014 Metodologia da Pesquisa: A pesquisa quantitativa, consistiu na realização de entrevistas pessoais residenciais, com aplicação

Leia mais

9ª PESQUISA ELEITORAL REGISTRADA - 2º TURNO

9ª PESQUISA ELEITORAL REGISTRADA - 2º TURNO ESPECIFICAÇÕES DA PESQUISA METODOLOGIA E PERÍODO DE REALIZAÇÃO DA PESQUISA PLANO AMOSTRAL PÚBLICO PESQUISADO PESQUISA A SER FEITA COM METODOLOGIA PROBABILÍSTICA E ALEATÓRIA EM CLUSTERS (CONGLOMERADOS).

Leia mais

Relacionando o negócio com o mercado

Relacionando o negócio com o mercado NEGÓCIO CERTO COMO CRIAR E ADMINISTRAR BEM SUA EMPRESA Relacionando o negócio com o mercado Manual Etapa 5/Parte 3 Boas-vindas e boas vendas! Olá, caro empreendedor! Neste mês vamos dar continuidade à

Leia mais

TÉCNICAS DE COLETA E ANÁLISE DE DADOS EM ARQUITETURA. Prof. MSc. Francisco Zacaron Werneck

TÉCNICAS DE COLETA E ANÁLISE DE DADOS EM ARQUITETURA. Prof. MSc. Francisco Zacaron Werneck TÉCNICAS DE COLETA E ANÁLISE DE DADOS EM ARQUITETURA Prof. MSc. Francisco Zacaron Werneck INTRODUÇÃO A escolha das técnicas está condicionada ao Problema de Pesquisa. Três perguntas básicas devem ser respondidas

Leia mais

ESTATÍSTICA E PESQUISA DE MERCADO

ESTATÍSTICA E PESQUISA DE MERCADO ESTATÍSTICA E PESQUISA DE MERCADO Prof. Paulo Ricardo B. Guimarães Departamento de Estatística -UFPR INTRODUÇÃO A maioria das pessoas pensa que Estatística é uma simples coleção de números, tem a ver com

Leia mais

Pesquisa Aplicada à Estatística

Pesquisa Aplicada à Estatística Pesquisa Aplicada à Estatística Tatiene Correia de Souza / UFPB tatiene@de.ufpb.br September 14, 2014 Souza () Pesquisa Aplicada à Estatística September 14, 2014 1 / 23 Estatística: ideias gerais O que

Leia mais

Empresa de Pesquisa Energética (EPE) 2014. Analista de Projetos da Geração de Energia

Empresa de Pesquisa Energética (EPE) 2014. Analista de Projetos da Geração de Energia Empresa de Pesquisa Energética (EPE) 2014 Analista de Projetos da Geração de Energia Oi, pessoal! Vou resolver as quatro questões de Estatística (53 a 56) da prova elaborada pela banca Cesgranrio para

Leia mais

CONFEDERAÇÃO NACIONAL DA INDÚSTRIA - CNI. Presidente em Exercício: Robson Braga de Andrade. Diretoria Executiva - DIREX

CONFEDERAÇÃO NACIONAL DA INDÚSTRIA - CNI. Presidente em Exercício: Robson Braga de Andrade. Diretoria Executiva - DIREX Pesquisa CNI-IBOPE CONFEDERAÇÃO NACIONAL DA INDÚSTRIA - CNI Presidente em Exercício: Robson Braga de Andrade Diretoria Executiva - DIREX Diretor: José Augusto Coelho Fernandes Diretor de Operações: Rafael

Leia mais

PESQUISA ELEITORAL NOVA UBIRATÃ/MT. Assunto: ELEIÇÕES 2012

PESQUISA ELEITORAL NOVA UBIRATÃ/MT. Assunto: ELEIÇÕES 2012 PESQUISA ELEITORAL NOVA UBIRATÃ/MT Assunto: ELEIÇÕES 2012 Período: 25/09/2012 a 27/09/2012 1 Especificações Técnicas: Público Pesquisado: Eleitores da Cidade de NOVA UBIRATÃ - MT Período de Campo: 25/09/2012

Leia mais

Saúde, vida e valores

Saúde, vida e valores PESQUISA DE OPINIÃO Saúde, vida e valores RECIFE PESQ. Nº 017/2009 ÁREA DE ABRANGÊNCIA: Cidade do Recife. ESPECIFICAÇÕES DA PESQUISA DATA DA COLETA: 04 e 05 de maio de 2009. UNIVERSO: População residente

Leia mais

TV VITÓRIA/FLEXCONSULT

TV VITÓRIA/FLEXCONSULT CERTIFICADA PELA ABEP/ESOMAR* PESQUISA DE OPINIÃO PÚBLICA ESTADUAL TV VITÓRIA/FLEXCONSULT IMAGEM DO GOVERNADOR RENATO CASAGRANDE Junho-Julho de 2012 * O Certificado de Qualidade da ABEP/ESOMAR (Associação

Leia mais

Universidade Federal Fluminense

Universidade Federal Fluminense Universidade Federal Fluminense INSTITUTO DE MATEMÁTICA E ESTATÍSTICA DEPARTAMENTO DE ESTATÍSTICA ESTATÍSTICA V Lista 9: Intervalo de Confiança. 1. Um pesquisador está estudando a resistência de um determinado

Leia mais

Saúde do Idoso 1ª Pesquisa sobre a Saúde e Condições de Vida do Idoso na Cidade do Rio de Janeiro. Ano 2006 1

Saúde do Idoso 1ª Pesquisa sobre a Saúde e Condições de Vida do Idoso na Cidade do Rio de Janeiro. Ano 2006 1 Saúde do Idoso 1ª Pesquisa sobre a Saúde e Condições de Vida do Idoso na Cidade do Rio de Janeiro. Ano 2006 1 Alcides Carneiro 2 Lucia Santos 3 Palavras Chaves: Metodologia científica; análise estatística;

Leia mais

AULA 13 Dados verbais

AULA 13 Dados verbais 1 AULA 13 Dados verbais Ernesto F. L. Amaral 05 de maio de 2011 Metodologia (DCP 033) Fonte: Flick, Uwe. 2009. Desenho da pesquisa qualitativa. Porto Alegre: Artmed. pp.105-118. OBJETIVO DA AULA 2 Apresentar

Leia mais

Dados de Pesquisa. O hábito dos pelotenses em utilizar a internet. Pelotas, junho de 2011.

Dados de Pesquisa. O hábito dos pelotenses em utilizar a internet. Pelotas, junho de 2011. Dados de Pesquisa O hábito dos pelotenses em utilizar a internet IPO Porto Alegre RS Rua São Manoel, 239 Rio Branco - CEP 90620-110 Fone: (51) 3286-6156 E-mail: ipo@ipo.inf.br IPO Pelotas - RS Rua Gal.

Leia mais

ESTATÍSTICA. aula 1. Insper Ibmec São Paulo. Prof. Dr. Marco Antonio Leonel Caetano

ESTATÍSTICA. aula 1. Insper Ibmec São Paulo. Prof. Dr. Marco Antonio Leonel Caetano ESTATÍSTICA aula 1 Prof. Dr. Marco Antonio Leonel Caetano Insper Ibmec São Paulo ESTATÍSTICA COISAS DO ESTADO ESTATÍSTICA: - Apresentação e Análise de dados - Tomadas de Decisões baseadas em análises -

Leia mais

Estatística Aplicada às Ciências Sociais e Ambientais. Organização da Disciplina. Conteúdo da Aula. Contextualização. Farmácia Industrial UFPR

Estatística Aplicada às Ciências Sociais e Ambientais. Organização da Disciplina. Conteúdo da Aula. Contextualização. Farmácia Industrial UFPR Estatística Aplicada às Ciências Sociais e Ambientais Apresentação Aula 1 Prof. Daniel de Christo Farmácia Industrial UFPR Mestrado em Genética UFPR Lecionando no Ensino Superior desde 2003 Organização

Leia mais

Segurança da Informação e Proteção ao Conhecimento. Douglas Farias Cordeiro

Segurança da Informação e Proteção ao Conhecimento. Douglas Farias Cordeiro Segurança da Informação e Proteção ao Conhecimento Douglas Farias Cordeiro Risco O risco é medido por sua probabilidade de ocorrência e suas consequências; Pode se realizar uma análise qualitativa ou quantitativa;

Leia mais

Inferência Estatística. Amostragem Estatística. Características das Amostragens Estatísticas. Tipos de Amostragens Estatísticas

Inferência Estatística. Amostragem Estatística. Características das Amostragens Estatísticas. Tipos de Amostragens Estatísticas Fenômenos Estatísticos Classificam-se em: Fenômenos Coletivos ou de Massa - Não podem ser definidos por uma simples observação (natalidade, mortalidade, preço médio de veículos usados em Curitiba, etc.).

Leia mais

Avaliando o que foi Aprendido

Avaliando o que foi Aprendido Avaliando o que foi Aprendido Treinamento, teste, validação Predição da performance: Limites de confiança Holdout, cross-validation, bootstrap Comparando algoritmos: o teste-t Predecindo probabilidades:função

Leia mais

PESQUISA DE OPINIÃO PÚBLICA SOBRE ASSUNTOS POLÍTICOS/ELEITORAIS

PESQUISA DE OPINIÃO PÚBLICA SOBRE ASSUNTOS POLÍTICOS/ELEITORAIS PESQUISA DE OPINIÃO PÚBLICA SOBRE ASSUNTOS POLÍTICOS/ELEITORAIS JOÃO ALFREDO - PE OUTUBRO DE 2012 CONTATO Fone : 9979 0891 9372 6312 3055 0868 E-mail: instituto.datavox@gmail.com ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS

Leia mais

PESQUISA DE OPINIÃO PÚBLICA NACIONAL O ELEITOR E A REFORMA POLÍTICA

PESQUISA DE OPINIÃO PÚBLICA NACIONAL O ELEITOR E A REFORMA POLÍTICA PESQUISA DE OPINIÃO PÚBLICA NACIONAL O ELEITOR E A REFORMA POLÍTICA JUNHO DE 2007 Dados Técnicos Pesquisa Pesquisa de opinião pública nacional Universo Eleitores e potenciais eleitores brasileiros que

Leia mais

INTELIGÊNCIA POLÍTICA DIAGNÓSTICO ELEITORAL PERNAMBUCO

INTELIGÊNCIA POLÍTICA DIAGNÓSTICO ELEITORAL PERNAMBUCO INTELIGÊNCIA POLÍTICA DIAGNÓSTICO ELEITORAL PERNAMBUCO Esta pesquisa foi registrada junto a JUSTIÇA ELEITORAL, sob os números PE- 00018/2014 e BR-00416/2014, no dia 21 de agosto de 2014. RECIFE PESQ. Nº039/2014

Leia mais

PUBLICAÇÃO DE PESQUISAS ELEITORAIS

PUBLICAÇÃO DE PESQUISAS ELEITORAIS PUBLICAÇÃO DE PESQUISAS ELEITORAIS Este documento foi elaborado e desenvolvido com a colaboração e orientação acadêmica do CESOP Centro de Estudos de Opinião Pública da UNICAMP Universidade Estadual de

Leia mais

Revisão: Noções básicas de estatística aplicada a avaliações de imóveis

Revisão: Noções básicas de estatística aplicada a avaliações de imóveis Curso de Avaliações Prof. Carlos Aurélio Nadal cnadal@ufpr.br 1 AULA 03 Revisão: Noções básicas de estatística aplicada a avaliações de imóveis 2 OBSERVAÇÃO: é o valor obtido durante um processo de medição.

Leia mais

6 Métodos e técnicas da pesquisa

6 Métodos e técnicas da pesquisa 6 Métodos e técnicas da pesquisa 93 6 Métodos e técnicas da pesquisa 6.1. Introdução Nos primeiros capítulos deste trabalho foram apresentadas as principais evoluções ocorridas tanto no ambiente da Internet

Leia mais

Tópicos Abordados. Pesquisa de Mercado. Aula 1. Contextualização

Tópicos Abordados. Pesquisa de Mercado. Aula 1. Contextualização Pesquisa de Mercado Aula 1 Prof. Me. Ricieri Garbelini Tópicos Abordados 1. Identificação do problema ou situação 2. Construção de hipóteses ou determinação dos objetivos 3. Tipos de pesquisa 4. Métodos

Leia mais

Revisão de Estatística Básica:

Revisão de Estatística Básica: Revisão de Estatística Básica: Estatística: Um número é denominado uma estatística (singular). Ex.: As vendas de uma empresa no mês constituem uma estatística. Estatísticas: Uma coleção de números ou fatos

Leia mais

Escolha de Portfólio. Professor do IE-UNICAMP http://fernandonogueiracosta.wordpress.com/

Escolha de Portfólio. Professor do IE-UNICAMP http://fernandonogueiracosta.wordpress.com/ Escolha de Portfólio considerando Risco e Retorno Aula de Fernando Nogueira da Costa Fernando Nogueira da Costa Professor do IE-UNICAMP http://fernandonogueiracosta.wordpress.com/ Relação entre risco e

Leia mais

PESQUISA DE OPINIÃO PÚBLICA

PESQUISA DE OPINIÃO PÚBLICA PESQUISA DE OPINIÃO PÚBLICA SOBRE AVIAÇÃO AGOSTO DE 2007 OPP141 IBOPE/ MQI ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS DA PESQUISA OBJETIVO LOCAL - Levantar informações sobre aviação. - Brasil. PERÍODO DE CAMPO - De 07 a

Leia mais

Modelagens e Gerenciamento de riscos (Simulação Monte Carlo)

Modelagens e Gerenciamento de riscos (Simulação Monte Carlo) Modelagens e Gerenciamento de riscos (Simulação Monte Carlo) Prof. Esp. João Carlos Hipólito e-mail: jchbn@hotmail.com Sobre o professor: Contador; Professor da Faculdade de Ciências Aplicadas e Sociais

Leia mais

PESQUISA DE OPINIÃO PÚBLICA SOBRE ASSUNTOS POLÍTICOS/ELEITORAIS

PESQUISA DE OPINIÃO PÚBLICA SOBRE ASSUNTOS POLÍTICOS/ELEITORAIS PESQUISA DE OPINIÃO PÚBLICA SOBRE ASSUNTOS POLÍTICOS/ELEITORAIS CONTRATANTE: RÁDIO PANORAMA FM DE CATOLÉ DO ROCHA LTDA. JERICÓ - PB AGOSTO DE 2012 CONTATO Fone : 9979 0891 9372 6312 3055 0868 E-mail: instituto.datavox@gmail.com

Leia mais

CAP5: Amostragem e Distribuição Amostral

CAP5: Amostragem e Distribuição Amostral CAP5: Amostragem e Distribuição Amostral O que é uma amostra? É um subconjunto de um universo (população). Ex: Amostra de sangue; amostra de pessoas, amostra de objetos, etc O que se espera de uma amostra?

Leia mais

Pesquisa de Opinião Pública Perspectivas Eleitorais. Campina Grande - PB. Setembro de 2015

Pesquisa de Opinião Pública Perspectivas Eleitorais. Campina Grande - PB. Setembro de 2015 2015 Pesquisa de Opinião Pública Perspectivas Eleitorais Campina Grande - PB Setembro de 2015 Sumário Informações técnicas:... 3 Objetivo:... 3 Público Alvo:... 3 Metodologia:... 3 Amostragem:... 3 Bairros

Leia mais

Sumário Executivo Pesquisa Quantitativa Regular. Edição n 05

Sumário Executivo Pesquisa Quantitativa Regular. Edição n 05 Sumário Executivo Pesquisa Quantitativa Regular Edição n 05 Junho de 2010 2 Sumário Executivo Pesquisa Quantitativa Regular Edição n 05 O objetivo geral deste estudo foi investigar as percepções gerais

Leia mais

PESQUISA DE MARKETING. Profª Ma. Máris de Cássia Ribeiro Vendrame. Cenário... Diante disso, deve-se pesquisar para acertar...

PESQUISA DE MARKETING. Profª Ma. Máris de Cássia Ribeiro Vendrame. Cenário... Diante disso, deve-se pesquisar para acertar... PESQUISA DE MARKETING Profª Ma. Máris de Cássia Ribeiro Vendrame Cenário... Diante disso, deve-se pesquisar para acertar... Mas o que é Pesquisa de Marketing? É a elaboração, a coleta, a análise e a edição

Leia mais

Leia o texto abaixo para resolver as questões sobre população e amostra.

Leia o texto abaixo para resolver as questões sobre população e amostra. Leia o texto abaixo para resolver as questões sobre população e amostra. População e amostra População e amostra referem-se ao conjunto de entes cujas propriedades desejamos averiguar. População estatística

Leia mais

PESQUISA DE OPINIÃO PÚBLICA SOBRE ASSUNTOS POLÍTICOS/ ADMINISTRATIVOS

PESQUISA DE OPINIÃO PÚBLICA SOBRE ASSUNTOS POLÍTICOS/ ADMINISTRATIVOS PESQUISA DE OPINIÃO PÚBLICA SOBRE ASSUNTOS POLÍTICOS/ ADMINISTRATIVOS JULHO DE 2013 JOB2726-8 ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS DA PESQUISA OBJETIVO LOCAL Trata-se de uma pesquisa de acompanhamento da opinião pública

Leia mais

http://www.de.ufpb.br/~luiz/

http://www.de.ufpb.br/~luiz/ UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA MEDIDAS DESCRITIVAS Departamento de Estatística Luiz Medeiros http://www.de.ufpb.br/~luiz/ Vimos que é possível sintetizar os dados sob a forma de distribuições de frequências

Leia mais

Métodos e Instrumentos de Pesquisa

Métodos e Instrumentos de Pesquisa Métodos e Instrumentos de Pesquisa Prof. Ms. Franco Noce fnoce2000@yahoo.com.br MÉTODO E INSTRUMENTOS DE PESQUISA Entrevista Questionários Técnicas de Observação Sociometria Estudos de Caso Testes cognitivos

Leia mais

da Amostra na Pesquisa de Mercado

da Amostra na Pesquisa de Mercado o Tamanho Luiz Fernando Kiehl * da Amostra na Pesquisa de Mercado 1. Introdução. 2. Margem de 1!:.rro e Grau de Confiança. 3. A Fórmula. 4. Aplicações da Fórmula. 5. Número de Entrevistas - Margem de 1!:.rro.

Leia mais

Distribuições de Probabilidade Distribuição Normal

Distribuições de Probabilidade Distribuição Normal PROBABILIDADES Distribuições de Probabilidade Distribuição Normal BERTOLO PRELIMINARES Quando aplicamos a Estatística na resolução de situações-problema, verificamos que muitas delas apresentam as mesmas

Leia mais

PESQUISA CLIMA POLÍTICO. www.institutomethodus.com.br comercial@institutomethodus.com.br (51) 3094-1400

PESQUISA CLIMA POLÍTICO. www.institutomethodus.com.br comercial@institutomethodus.com.br (51) 3094-1400 PESQUISA CLIMA POLÍTICO www.institutomethodus.com.br comercial@institutomethodus.com.br (51) 3094-1400 1 ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS LOCAL: Rio Grande do Sul PERÍODO DA COLETA: De 23

Leia mais

PROVA ESCRITA DE ESTATÍSTICA VERSÃO A. 04 As classes de uma distribuição de freqüência devem ser mutuamente exclusivas para que

PROVA ESCRITA DE ESTATÍSTICA VERSÃO A. 04 As classes de uma distribuição de freqüência devem ser mutuamente exclusivas para que COMANDO DA AERONÁUTICA DEPARTAMENTO DE ENSINO DA AERONÁUTICA CENTRO DE INSTRUÇÃO E ADAPTAÇÃO DA AERONÁUTICA CONCURSO DE ADMISSÃO AO EAOT 00 EXAME DE CONHECIMENTOS ESPECIALIZADOS PROVA ESCRITA DE ESTATÍSTICA

Leia mais

COLETA DE DADOS PROFA. ENIMAR JERÔNIMO WENDHAUSEN

COLETA DE DADOS PROFA. ENIMAR JERÔNIMO WENDHAUSEN COLETA DE DADOS PROFA. ENIMAR JERÔNIMO WENDHAUSEN Objetivo da aula Conhecer os instrumentos de coleta de dados, suas vantagens e limitações. Caminhos Para a Obtenção de Dados Pesquisa em ciências sociais

Leia mais

PERFIL DO PROCURADOR DO ESTADO DE PERNAMBUCO

PERFIL DO PROCURADOR DO ESTADO DE PERNAMBUCO PROCURADORIA GERAL 8% 8% 8% CORREGEDORIA SECRETARIA GERAL 4% CENTRO DE ESTUDOS 12% PROCURADORIA DE APOIO PROCURADORIA CONSULTIVA 23% PROCURADORIA CONTENCIOSO 37% PROCURADORIA DA FAZENDA PROCURADORIA REGIONAL

Leia mais

O PROJETO DE PESQUISA CIENTÍFICA E SUA APLICAÇÃO

O PROJETO DE PESQUISA CIENTÍFICA E SUA APLICAÇÃO O PROJETO DE PESQUISA CIENTÍFICA E SUA APLICAÇÃO Objetivos: Apresentar a estrutura básica de um projeto de pesquisa com vistas a sua elaboração FACULDADES INTEGRADAS DE BAURU GESTÃO DA COMUNICAÇÃO MERCADOLÓGICA

Leia mais

Técnicas de coleta de dados e instrumentos de pesquisa

Técnicas de coleta de dados e instrumentos de pesquisa Técnicas de coleta de dados e instrumentos de pesquisa O que é técnica? O que é instrumento? Tipos de técnicas e instrumentos de pesquisa Entrevista Questionários Observação 1. ENTREVISTA Encontro entre

Leia mais

Teorema Central do Limite e Intervalo de Confiança

Teorema Central do Limite e Intervalo de Confiança Probabilidade e Estatística Teorema Central do Limite e Intervalo de Confiança Teorema Central do Limite Teorema Central do Limite Um variável aleatória pode ter uma distribuição qualquer (normal, uniforme,...),

Leia mais

Aplicação do uso de técnicas de amostragem em pesquisas eleitorais.

Aplicação do uso de técnicas de amostragem em pesquisas eleitorais. Universidade Estadual da Paraíba Centro de Ciências e Tecnologia Departamento de Estatística José Joaquim Lira Roberto Braga Aplicação do uso de técnicas de amostragem em pesquisas eleitorais. Campina

Leia mais

XIX CONGRESSO DE PÓS-GRADUAÇÃO DA UFLA 27 de setembro a 01 de outubro de 2010

XIX CONGRESSO DE PÓS-GRADUAÇÃO DA UFLA 27 de setembro a 01 de outubro de 2010 DESENVOLVIMENTO DE AGUARDENTE DE GOIABA: TESTE DE CONCEITO LUCAS SILVEIRA TAVARES 1, JOSÉ GUILHERME LEMBI FERREIRA ALVES 2 AMANDA OLIVERI SOARES 3, JOÃO DE DEUS SOUZA CARNEIRO 4, RENATO SILVA LEAL 5, DANIEL

Leia mais

Aula de Exercícios - Variáveis Aleatórias Discretas - Modelos Probabiĺısticos

Aula de Exercícios - Variáveis Aleatórias Discretas - Modelos Probabiĺısticos Aula de Exercícios - Variáveis Aleatórias Discretas - Modelos Probabiĺısticos Organização: Airton Kist Digitação: Guilherme Ludwig Exercício Se X b(n, p), sabendo-se que E(X ) = 12 e σ 2 = 3, determinar:

Leia mais