Representação gráfica dos erros de medição

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Representação gráfica dos erros de medição"

Transcrição

1 Representação gráfica dos erros de medição

2 Sistema de medição perfeito (indicação = VV) indicação mensurando

3 Sistema de medição com erro sistemático apenas indicação Es mensurando

4 Sistema de medição com erros aleatórios apenas indicação Re mensurando

5 Sistema de medição com erros sistemático e aleatório indicação Re Es mensurando

6 Erro ou incerteza? Erro de medição: é o número que resulta da diferença entre a indicação de um sistema de medição e o valor verdadeiro do mensurando. Incerteza de medição: é o parâmetro, associado ao resultado de uma medição, que caracteriza a faixa dos valores que podem razoavelmente ser atribuídos ao mensurando.

7 Fontes de erros: fatores externos operador sinal de medição retroação sistema de medição fatores internos indicação retroação mensurando fatores externos

8 Erros provocados por fatores internos Imperfeições dos componentes e conjuntos (mecânicos, elétricos, etc). Não idealidades dos princípios físicos. alongamento região linear força região não linear

9 Erros provocados por fatores externos Condições ambientais temperatura pressão atmosférica umidade Tensão e frequência da rede elétrica Contaminações

10 Erros provocados por retroação A presença do sistema de medição modifica o mensurando. 20 C 65 C 70 C 65 C

11 Erros induzidos pelo operador Habilidade Acuidade visual Técnica de medição Cuidados em geral Força de medição

12 Dilatação térmica Propriedade dos materiais modificarem suas dimensões em função da variação da temperatura. T b b' b = b' - b c = c' - c c c' b =. T. b c =. T. c

13 Exemplo b 10,000mm c 40,000mm Temperatura inicial = 20º C Quais as variações nas dimensões de b e c quando a temperatura atingir 30ºC? Quais as dimensões de b e c, a 30ºC?

14 ABNT NBR NM ISO 1: 1997 Temperatura padrão de referência para medições industriais de comprimento. ISO 1: Geometrical product specifications (GPS) -- Standard reference temperature for the specification of geometrical and dimensional properties Por convenção, 20 C é a temperatura de referência padrão para a metrologia dimensional. Os desenhos e especificações sempre se referem às características que as peças apresentariam a 20 C.

15 Dilatação térmica: mesmos coeficientes de expansão térmica I = 40,0 I = 40,0 = I = 40,0 20 C 40 C 10 C

16 Dilatação térmica: distintos coeficientes de expansão térmica I = 40,0 I = 44,0 > I = 38,0 20 C 40 C 10 C

17 Dilatação térmica: Ce Sabendo que a 20 C Ci = Ce α = α Ci Qual a resposta certa a 40 C? (a) Ci < Ce (b) Ci = Ce (c) Ci > Ce (d) NRA

18 Dilatação térmica: (a) Ci < Ce (b) Ci = Ce (c) Ci > Ce (d) NRA

19 Micrômetro

20 Correção devido à dilatação térmica SM Peça a medir Correção devido à temperatura Mat Temp. Mat Temp. A 20 C A 20 C C = 0 A T SM 20 C A T P = T SM C = 0 A T SM A T SM T P C = A. L. (T SM - T P ) A 20 C B 20 C C = 0 A T SM 20 C B T SM = T P C = ( A - B ). (T SM - 20 C). L A T SM B T SM T P C = [ A. (T SM - 20 C) - B. (T P - 20 C)]. L

21 Exemplo 2 O diâmetro de um eixo de alumínio foi medido por um micrometro em um ambiente com temperatura de 32ºC. Foi encontrado a indicação de 21,427mm. Determine a correção a ser aplicada no valor do diâmetro do eixo para compensar o efeito da temperatura. α aço = 11, / K α alumínio = 23, / K

22

23 Definições Segundo VIM 2012: Instrumento de medição (3.1): dispositivo utilizado para realizar medições, individualmente ou associado a um ou mais dispositivos suplementares. Sistemas de medição (3.2): Conjunto de um ou mais instrumentos de medição e frequentemente outros dispositivos, compreendendo, se necessário, reagentes e insumos, montado e adaptado para fornecer informações destinadas à obtenção dos valores medidos, dentro de intervalos especificados para grandezas de naturezas especificadas.

24 Métodos básicos de medição

25 Método da comparação O valor do mensurando é determinado comparando-o com um artefato cujo valor de referência é muito bem conhecido. 0 medidas materializadas

26 Definição Medida materializada: Dispositivo destinado a reproduzir ou fornecer, de maneira permanente durante seu uso, um ou mais valores conhecidos de uma dada grandeza. São exemplos: massas-padrão; resistor elétrico padrão; bloco-padrão; um material de referência.

27 Método da indicação Mostram um número proporcional ao valor do mensurando.

28 Medição diferencial A pequena diferença entre o mensurando e uma medida materializada é indicada.

29 Medição diferencial relógio comparador 0 0 d coluna padrão peça d padrão peça base

30 Medição diferencial Exemplo: Medição de pistão com LVDT - Linear Variable Differential Transformer ou Transformador Diferencial Variável Linear medição zeragem

31 Análise comparativa característica indicação comparação diferencial velocidade de medição muito rápido muito lento rápido facilidade de automação muito fácil muito difícil muito fácil estabilidade com tempo instável muito estável muito estável custo moderado a elevado elevado moderado muito usada na indústria

32 Módulos básicos de um sistema de medição

33 Módulos básicos de um SM sistema de medição mensurando transdutor e/ou sensor unidade de tratamento do sinal dispositivo mostrador ou registrador indicação ou registro em contato com o mensurando transformação de efeitos físicos sinal fraco amplifica potência do sinal do transdutor pode processar o sinal torna o sinal perceptível ao usuário pode indicar ou registrar o sinal

34 Dispositivos Mostradores Ou registrador: elemento que possibilita que o sinal seja conhecido e interpretado.

35 Módulos de um SM Ex.:Dinamômetro de mola transdutor d dispositivo mostrador F

36 Módulos de um SM Ex.:Dinamômetro de mola transdutor D dispositivo mostrador A F unidade de tratamento de sinais

37 Módulos de um SM Ex.:Dinamômetro de mola N B PW A X=f(Y) ID 14,5 N F

38 Módulos de um SM sinal de medição força deslocamento indutância tensão TENSÃO N indicação mola N/B PW A CCR ID sensor transdutor unidade de tratamento do sinal dispositivo mostrador

39 Transdutor ou sensor Elemento de detecção que produz um sinal relacionado com a quantidade que está sendo medida.

40 Fonte de energia Elemento de alimentação para os demais elementos do sistema, que também pode causar distúrbios na medição.

41 Elementos de um sistema de medição Fonte de energia Transdutor ou sensor Unidade de tratamento de sinais Indicador ou registrador

42 Segundo o VIM (2012): sensor Sensores Elemento de um sistema de medição que é diretamente afetado por um fenômeno, corpo ou substância que contém a grandeza a ser medida. EXEMPLOS: Bobina sensível de um termômetro de resistência de platina, rotor de um medidor de vazão (caudal) de turbina, tubo de Bourdon de um manômetro, bóia de um instrumento de medição de nível, fotocélula de um espectrômetro, cristal líquido termotrópico que muda de cor em função da temperatura.

43 Transdutores Transdutor é um dispositivo que converte um sinal de uma forma física para um sinal correspondente de outra forma física. Segundo o VIM (2012): transdutor de medição Dispositivo, utilizado em medição, que fornece uma grandeza de saída, a qual tem uma relação especificada com uma grandeza de entrada. EXEMPLOS Termopar, transformador de corrente elétrica, extensômetro, eletrodo de ph, tubo de Bourdon, tira bimetálica.

44 Sensores transdutores Sensor / Transd A quantidade a ser medida é: Resistivo Indutivo Capacitivo Fotocondutivo Fotovoltaico convertida em uma variação de resistência convertida em uma variação de indutância transformada em uma variação de capacitância transformada em uma variação de condutância (inverso da resistência) de um material fotocondutivo, através da variação de incidência de luz sobre o mesmo convertida em uma variação de voltagem. Isto é feito quando uma junção de dois materiais especiais (fotovoltaicos) é iluminada Piezo-elétrico Potenciométrico Relutivo Eletromagnético convertida em variação de carga elétrica ou tensão elétrica de certos cristais, que quando sujeitos a um esforço mecânico apresentam esta propriedade convertida em uma variação de posição de um contato móvel, o qual se desloca sobre um elemento resistivo convertida em uma variação de voltagem alternada. convertida em uma força eletromotriz ou voltagem em um condutor

45 Bibliografia Albertazzi, A., Souza, A. R. FUNDAMENTOS METROLOGIA CIENTIFICA E INDUSTRIAL. 407p., Editora Manole, Guia para Expressão da Incerteza de Medição (Guide to the Expression of Uncertainty in Measurement - ISO GUM) Inmetro, 2003 Vocabulário Internacional de Metrologia: Conceitos fundamentais e gerais e termos associados (VIM 2012). Duque de Caxias, RJ : INMETRO, p. Sistema Internacional de Unidades : SI. Duque de Caxias, RJ: INMETRO/CICMA/SEPIN, p. ABNT NBR NM ISO 1: Temperatura padrão de referência para medições industriais de comprimento. ISO 1: Geometrical product specifications (GPS) -- Standard reference temperature for the specification of geometrical and dimensional properties.

05/08/2014. Slides baseados no livro FMCI - Professor Armando Albertazzi. Slides baseados no livro FMCI - Professor Armando Albertazzi

05/08/2014. Slides baseados no livro FMCI - Professor Armando Albertazzi. Slides baseados no livro FMCI - Professor Armando Albertazzi O Sistema de Medição Fundamentos da Metrologia Científica e Industrial Slides baseados no livro FMCI - Professor Armando Albertazzi Definições Neste teto: Instrumento de medição tem sido preferido para

Leia mais

5 O Sistema de Medição. Fundamentos de Metrologia

5 O Sistema de Medição. Fundamentos de Metrologia 5 O Sistema de Medição Fundamentos de Metrologia Neste texto: Definições Instrumento de medição tem sido preferido para medidores pequenos, portáteis teis e encapsulados em uma única unidade. Sistemas

Leia mais

05/08/2014. sistema de medição. mensurando. Erro de Medição. Slides do livro FMCI - Professor Armando Albertazzi

05/08/2014. sistema de medição. mensurando. Erro de Medição. Slides do livro FMCI - Professor Armando Albertazzi O Erro de Medição Fundamentos da Metrologia Científica e Industrial Slides do livro FMCI - Professor Armando Albertazzi Erro de Medição sistema de medição mensurando indicação erro de medição valor verdadeiro

Leia mais

4 O Erro de Medição. Erro de Medição. Fundamentos de Metrologia. sistema de medição. mensurando. erro de medição

4 O Erro de Medição. Erro de Medição. Fundamentos de Metrologia. sistema de medição. mensurando. erro de medição 4 O Erro de Medição Fundamentos de Metrologia Erro de Medição sistema de medição mensurando indicação erro de medição valor verdadeiro 1 Um exemplo de erros... Teste de precisão de tiro de canhões: Canhão

Leia mais

Instrumentação Eletroeletrônica. Prof. Afrânio Ornelas Ruas Vilela

Instrumentação Eletroeletrônica. Prof. Afrânio Ornelas Ruas Vilela Instrumentação Eletroeletrônica Prof. Afrânio Ornelas Ruas Vilela Transdutores Instrumentação Eletroeletrônica 2 Processo Instrumentação Eletroeletrônica 3 Transdutores x Sensores SENSOR: é um elemento

Leia mais

Metrologia 1ª lista de exercícios

Metrologia 1ª lista de exercícios 1. Cite as três classes de aplicações onde é importante medir. Dê exemplos de situações presentes na sua vida de cada uma das classes. 2. Da definição de medir: "... é o procedimento experimental através

Leia mais

Transdutores de Deslocamento

Transdutores de Deslocamento Transdutores de Deslocamento Potenciômetros são formados por um material condutor resistivo depositado em superfície isolante, com contatos fixos nas duas extremidades e um contato móvel (cursor) que se

Leia mais

Transdução de Grandezas Biomédicas

Transdução de Grandezas Biomédicas Transdução de Grandezas Biomédicas Mestrado em Eng. Biomédica Docente: > Marcelino M. de Andrade A Aula! O Erro em Medidas Não existe medida realizada sem erro, e o erro poder ser somente minimizado!!!

Leia mais

TMEC018 Metrologia e Instrumentação. Prof. Alessandro Marques

TMEC018 Metrologia e Instrumentação. Prof. Alessandro Marques TMEC018 Metrologia e Instrumentação Prof. Alessandro Marques (amarques@ufpr.br) www.metrologia.ufpr.br FICHA 1 (permanente) TMEC018 Metrologia e Instrumentação EMENTA DA DISCIPLINA TMEC018 FICHA No 1 (permanente)

Leia mais

Detecção de Pressão. Bruno Canalli Zagueto Caio de Pauli Cordeiro Marina dos Reis Martins Renan D Orazio Bucco

Detecção de Pressão. Bruno Canalli Zagueto Caio de Pauli Cordeiro Marina dos Reis Martins Renan D Orazio Bucco Detecção de Pressão Bruno Canalli Zagueto Caio de Pauli Cordeiro Marina dos Reis Martins Renan D Orazio Bucco Introdução Medir e controlar a pressão são processos essenciais hoje em dia, para diversas

Leia mais

Instrumentação Eletrônica TE149. Prof. Marlio Bonfim UFPR 2 semestre 2013

Instrumentação Eletrônica TE149. Prof. Marlio Bonfim UFPR 2 semestre 2013 Instrumentação Eletrônica TE149 Prof. Marlio Bonfim UFPR 2 semestre 2013 Instrumentação Eletrônica Sinais elétricos Mundo Mundo Real Real Grandezas Físicas Físicas Sensor Atuador Condicionamento e Processamento

Leia mais

Terminologia e conceitos de Metrologia

Terminologia e conceitos de Metrologia A U A UL LA Terminologia e conceitos de Metrologia Um problema Muitas vezes, uma área ocupacional apresenta problemas de compreensão devido à falta de clareza dos termos empregados e dos conceitos básicos.

Leia mais

Universidade Federal do Paraná - Engenharia Mecânica DEMEC Prof. Alessandro Marques Disciplina: Sistemas de Medições 1 (Exercícios)

Universidade Federal do Paraná - Engenharia Mecânica DEMEC Prof. Alessandro Marques Disciplina: Sistemas de Medições 1 (Exercícios) 1) Um manômetro foi construído com estes módulos: a) Transdutor extensométrico Faixa de medição: 0 a 20 bar Sensibilidade: 2 mv/bar Incerteza Expandida (U TE ): ± 0,02 mv b) Amplificador Faixa de medição:

Leia mais

Aula I -Introdução à Instrumentação Industrial

Aula I -Introdução à Instrumentação Industrial Aula I -Introdução à Instrumentação Industrial UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA ESCOLA POLITÉCNICA DISCIPLINA: INSTRUMENTAÇÃO E AUTOMAÇÃO INDUSTRIAL I (ENGF99) PROFESSOR: EDUARDO SIMAS (EDUARDO.SIMAS@UFBA.BR)

Leia mais

TM247 - Sistemas de Medição. Prof. Alessandro Marques

TM247 - Sistemas de Medição. Prof. Alessandro Marques TM247 - Sistemas de Medição Prof. Alessandro Marques amarques@ufpr.br www.metrologia.ufpr.br Circuitos e medições elétricas Elementos elétricos Resistividade e resistência elétrica Em um material homogêneo

Leia mais

Instrumentação Mecatrônica III. Professor: Anderson Borges /01

Instrumentação Mecatrônica III. Professor: Anderson Borges /01 Instrumentação Mecatrônica III Professor: Anderson Borges E-mail: anderson.borges@ifsc.edu.br 2017/01 Sumário Revisão Revisão Planta: é a parte do processo a ser controlada. Processo: é a operação a ser

Leia mais

ESTUDO DIRIGIDO

ESTUDO DIRIGIDO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE PERNAMBUCO - IFPE CAMPUS GARANHUNS CURSO TÉCNICO SUBSEQUENTE EM ELETROELETRÔNICA Disciplina: Instrumentação Industrial UNIDADE 2 Período Letivo: 2012.2

Leia mais

ASPECTOS GERAIS DA ÁREA DE INSTRUMENTAÇÃO INDUSTRIAL. IFRN Campus Nova Cruz Curso Técnico em Química Prof. Samuel Alves de Oliveira

ASPECTOS GERAIS DA ÁREA DE INSTRUMENTAÇÃO INDUSTRIAL. IFRN Campus Nova Cruz Curso Técnico em Química Prof. Samuel Alves de Oliveira ASPECTOS GERAIS DA ÁREA DE INSTRUMENTAÇÃO INDUSTRIAL IFRN Campus Nova Cruz Curso Técnico em Química Prof. Samuel Alves de Oliveira INTRODUÇÃO É NECESSÁRIO MEDIR E CONTROLAR VARIÁVEIS EM UM PROCESSO INDUSTRIAL

Leia mais

Introdução de transdutores. Notas de aula: Valner Brusamarello

Introdução de transdutores. Notas de aula: Valner Brusamarello Introdução de transdutores Notas de aula: Valner Brusamarello Aula 06 Prof. Valner Brusamarello Transdutores Transdutores Definição: SENSOR: [VIM 2008] é um elemento de um sistema de medição que é diretamente

Leia mais

Propagação da incerteza de medição ou incerteza combinada

Propagação da incerteza de medição ou incerteza combinada UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL ENGENHARIA MECÂNICA ENG0308 - MEDIÇÕES TÉRMICAS Energia e Fenômenos de Transporte Prof. Paulo S. Schneider pss@mecanica.ufrgs.br Medições Térmicas - Engenharia

Leia mais

DEFINIÇÕES DO VOCABULÁRIO INTERNACIONAL DE METROLOGIA

DEFINIÇÕES DO VOCABULÁRIO INTERNACIONAL DE METROLOGIA DEFINIÇÕES DO VOCABULÁRIO INTERNACIONAL DE METROLOGIA João Carlos Pinheiro Beck beck@em.pucrs.br Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, Departamento de Engenharia Mecânica e Mecatrônica

Leia mais

Prof. Dr. Mário Luiz Tronco

Prof. Dr. Mário Luiz Tronco Sensores em Robótica Prof. Dr. Mário Luiz Tronco Mário Prof. Mário Luiz Tronco Luiz Tronco ROBÓTICA Duas Grandes Áreas do Conhecimento: Engenharias Computação Elétrica Mecânica Mecatrônica Mário Luiz Tronco

Leia mais

Instrumentação Mecatrônica III. Professor: Anderson Borges /01

Instrumentação Mecatrônica III. Professor: Anderson Borges /01 Instrumentação Mecatrônica III Professor: Anderson Borges E-mail: anderson.borges@ifsc.edu.br 2017/01 Pressão A pressão significa força por unidade de área que atua sobre uma superfície. Unidades: - mmhg

Leia mais

22/08/16. Introdução. Unidades de Medida. Unidades Fundamentais do SI. Método Científico AULA 4 AUTOMAÇÃO DA PRODUÇÃO (CONCEITOS DE INSTRUMENTAÇÃO)

22/08/16. Introdução. Unidades de Medida. Unidades Fundamentais do SI. Método Científico AULA 4 AUTOMAÇÃO DA PRODUÇÃO (CONCEITOS DE INSTRUMENTAÇÃO) AULA 4 AUTOMAÇÃO DA PRODUÇÃO (CONCEITOS DE INSTRUMENTAÇÃO) Prof. Fabricia Introdução A história da instrumentação está ligada com a necessidade do homem de realizar medidas; } Essa necessidade levou o

Leia mais

Métodos Estatísticos em Física Experimental

Métodos Estatísticos em Física Experimental Métodos Estatísticos em Física Experimental Compilação de termos e definições gerais de metrologia. Os termos e definições apresentadas a seguir foram extraídos da 1ª edição brasileira do Guia para Expressão

Leia mais

5 Transdutor Indutivo

5 Transdutor Indutivo 5 Transdutor Indutivo De modo análogo aos transdutores resistivos e capacitivos, os transdutores indutivos são transdutores ativos que requerem uma fonte de excitação externa para proporcionar uma tensão

Leia mais

Métodos Experimentais em Termociências I.B De Paula

Métodos Experimentais em Termociências I.B De Paula Conceitos básicos: Medição É o conjunto de operações que tem por objetivo determinar o valor de uma grandeza. Medições, mesmo que bem controladas, estão sujeitas a variações causadas por inúmeras fontes.

Leia mais

Incerteza de Medição. O que é Incerteza de Medição?

Incerteza de Medição. O que é Incerteza de Medição? Incerteza de Medição Por Gilberto Carlos Fidélis A palavra incerteza quando utilizada no nosso dia a dia não nos deixa muito confortáveis. Transmite uma sensação de insegurança. No entanto, quando utilizada

Leia mais

PROGRAMA DE DISCIPLINA

PROGRAMA DE DISCIPLINA PROGRAMA DE DISCIPLINA Disciplina: Metrologia Código da Disciplina: NDC175 Curso: Engenharia Mecânica Semestre de oferta da disciplina: Faculdade responsável: Núcleo de Disciplinas Comuns Programa em vigência

Leia mais

1. FINALIDADE. Estabelecer os requisitos a serem atendidos para o fornecimento de medidor eletrônico de energia elétrica. 2. ÂMBITO DE APLICAÇÃO

1. FINALIDADE. Estabelecer os requisitos a serem atendidos para o fornecimento de medidor eletrônico de energia elétrica. 2. ÂMBITO DE APLICAÇÃO MANUAL ESPECIAL SISTEMA DE SERVIÇOS E CONSUMIDORES SUBSISTEMA MEDIÇÃO CÓDIGO TÍTULO FOLHA E-321.0015 MEDIDOR ELETRÔNICO DE ENERGIA ELÉTRICA COM SAÍDA RS485 1/8 1. FINALIDADE Estabelecer os requisitos a

Leia mais

Medição de Nível. Sistema típico

Medição de Nível. Sistema típico Medição de Nível Nível pode ser definido como a altura de preenchimento de um líquido ou de algum tipo de material em um reservatório ou recipiente. A medição normalmente é realizada do fundo do recipiente

Leia mais

PROVA DE CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS. É característica que determina a um transformador operação com regulação máxima:

PROVA DE CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS. É característica que determina a um transformador operação com regulação máxima: 13 PROVA DE CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS QUESTÃO 35 É característica que determina a um transformador operação com regulação máxima: a) A soma do ângulo de fator de potência interno do transformador com o

Leia mais

INSTITUTO DE FÍSICA UNIVERSIDADE

INSTITUTO DE FÍSICA UNIVERSIDADE INSTITUTO DE FÍSICA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO Laboratório de Eletromagnetismo (4300373) o SEMESTRE DE 013 Grupo:......... (nomes completos) Prof(a).:... Diurno Noturno Data : / / Experiência 6 O CAPACITOR

Leia mais

Vácuo. Figura 2.1: Esquema explicativo para os conceitos de pressão absoluta e pressão manométrica.

Vácuo. Figura 2.1: Esquema explicativo para os conceitos de pressão absoluta e pressão manométrica. 1-1 2. INSTRUMENTOS DE PRESSÃO 2.1. UNIDADES DE PRESSÃO atmosfera psi Kgf/cm² bar Torr * mh2o in. Hg Pascal atm lbf/in² Kgf/cm² bar mmhg mh2o in. Hg Pa atm 1 14,6959 1,033 1,01325 760 10,33 29,92 101325

Leia mais

TRANSDUTORES E AQUISIÇÃO DE DADOS

TRANSDUTORES E AQUISIÇÃO DE DADOS TRANSDUTORES E AQUISIÇÃO DE DADOS O QUE É UM TRANSDUTOR? Aparelho de medida que transforma uma grandeza física / química (temperatura, deslocamento, alcalinidade, etc.) num sinal mensurável (sinal eléctrico,

Leia mais

Instrumentação, Aquisição e Processamento de Sinais para Medições de Engenharia

Instrumentação, Aquisição e Processamento de Sinais para Medições de Engenharia Seção de Ensino de Engenharia de Fortificação e Construção SE/2 Curso de Pós-Graduação em Engenharia de Transportes Instrumentação, Aquisição e Processamento de Sinais para Medições de Engenharia Prof.

Leia mais

CLP - Fundamentos do Desenvolvimento de Diagramas

CLP - Fundamentos do Desenvolvimento de Diagramas CLP - Fundamentos do Desenvolvimento de Diagramas Dispositivos e Equipamentos Prof. Ms. Andouglas Gonçalves da Silva Júnior andouglasjr@gmail.com Controle a relés eletromagnéticos Um relé elétrico é uma

Leia mais

TRANSDUTORES PARA MEDIDA DE DESLOCAMENTOS LINEARES. Notas de aula

TRANSDUTORES PARA MEDIDA DE DESLOCAMENTOS LINEARES. Notas de aula ESCOLA POLITÉCNICA DA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO LEM / PEF TRANSDUTORES PARA MEDIDA DE DESLOCAMENTOS LINEARES Notas de aula Dr. Pedro Afonso de Oliveira Almeida Professor Doutor PEF-EP/USP Notas de aula

Leia mais

TM362 - Sistemas de Medição 2. Prof. Alessandro Marques.

TM362 - Sistemas de Medição 2. Prof. Alessandro Marques. TM362 - Sistemas de Medição 2 Prof. Alessandro Marques www.metrologia.ufpr.br Medição de temperatura SM 2 Termômetro O primeiro termômetro foi inventado por Galileu no início do século XVII. densidade

Leia mais

METROLOGIA E ENSAIOS

METROLOGIA E ENSAIOS METROLOGIA E ENSAIOS Prof. Alexandre Pedott pedott@producao.ufrgs.br Geral: Objetivos Capacitar o aluno a usar a metrologia e ensaios no desenvolvimento e fabricação de produtos. Específicos: Contextualizar

Leia mais

6 Referências bibliográficas

6 Referências bibliográficas 88 6 Referências bibliográficas AGILENT TECHNOLOGIES. Choosing the Right Power Meter and Sensor. Product Note.USA, 2000. AGILENT TECHNOLOGIES. Fundamentals of RF and Microwave Power Measurements. Aplication

Leia mais

Aula 3 Instrumentos de Pressão. Prof. Gerônimo

Aula 3 Instrumentos de Pressão. Prof. Gerônimo Aula 3 Instrumentos de Pressão Prof. Gerônimo Instrumentos para medir Pressão As variáveis mais encontradas nas plantas de processos são: pressão, temperatura, vazão e nível. Estudando instrumentos de

Leia mais

Instrução de Trabalho

Instrução de Trabalho IT - 014 05 1 de 13 SUMÁRIO 1 OBJETIVO 2 REFERÊNCIAS 3 DEFINIÇÕES 4 DESCRIÇÃO DAS ATIVIDADES 5 REGISTROS 6 RESPONSABILIDADES 7 CONTROLE DE ALTERAÇÕES 8 ANEXOS 1 OBJETIVO Esta instrução tem como finalidade

Leia mais

PROGRAMA DE DISCIPLINA

PROGRAMA DE DISCIPLINA PROGRAMA DE DISCIPLINA Disciplina: Metrologia Código da Disciplina: NDC 175 Curso: Engenharia de Produção Semestre de oferta da disciplina: 7 Faculdade responsável: Núcleo de Disciplinas Comuns (NDC) Programa

Leia mais

BC1507 Instrumentação e Controle AULA 01. Sensores - I

BC1507 Instrumentação e Controle AULA 01. Sensores - I AULA 01 Sensores - I 1 Programa Princípios de medição de grandezas físicas Instrumentos indicadores eletromecânicos Transdutores de instrumentação de sistemas de medições Circuitos de instrumentação: medições

Leia mais

CURSO TÉCNICO EM MECÂNICA. Prof. Everson José Fernandes

CURSO TÉCNICO EM MECÂNICA. Prof. Everson José Fernandes CURSO TÉCNICO EM MECÂNICA Prof. Everson José Fernandes TÉCNICO EM MECÂNICA OBJETIVO: O Curso Técnico de Mecânica tem por objetivo formar profissionais, cujas principais atividades são: atuar na elaboração

Leia mais

Temperatura. Termometria INSTRUMENTAÇÃO E CONTROLE. Escalas termométricas. Conceitos importantes. Relação entre as escalas 2/6/2011

Temperatura. Termometria INSTRUMENTAÇÃO E CONTROLE. Escalas termométricas. Conceitos importantes. Relação entre as escalas 2/6/2011 Termometria INSTRUMENTAÇÃO E CONTROLE Professor Miguel Neto Temperatura É a ciência que estuda e desenvolve os instrumentos de medidas de temperatura. Está divida em: Pirometria: Medição de altas temperaturas,

Leia mais

Os transmissores de pressão podem usar sinais pneumáticos (3-15 psig), electrónicos (4-20mA) ou ainda electrónicos digitais.

Os transmissores de pressão podem usar sinais pneumáticos (3-15 psig), electrónicos (4-20mA) ou ainda electrónicos digitais. Há séculos que se conhecem métodos mecânicos de medição de pressão. Os manómetros de tubo em U, foram os primeiros indicadores de temperatura. Originalmente, estes tubos eram feitos de vidro e as escalas

Leia mais

INSTRUMENTAÇÃO INDUSTRIAL APLICADA À INDÚSTRIA DE PETRÓLEO

INSTRUMENTAÇÃO INDUSTRIAL APLICADA À INDÚSTRIA DE PETRÓLEO INSTRUMENTAÇÃO INDUSTRIAL APLICADA À INDÚSTRIA DE PETRÓLEO Professor Valner Brusamarello - UFRGS Encontro V Temas abordados no curso Encontro I Introdução e definições gerais Incertezas em medições Encontro

Leia mais

Certificado de Qualificação Metrológica para Laboratórios de Ensaio e Calibração da Cadeia Automotiva

Certificado de Qualificação Metrológica para Laboratórios de Ensaio e Calibração da Cadeia Automotiva Certificado de Qualificação Metrológica para Laboratórios de Ensaio e Calibração da Cadeia Automotiva CERTIFICADO: Nº 005/2012 A Rede Metrológica do Estado de São Paulo qualifica o Laboratório de Calibração

Leia mais

Instrumentos Aeronauticos. Parte II

Instrumentos Aeronauticos. Parte II Instrumentos Aeronauticos Parte II Indicador de ângulo de ataque Alarme AOA Medidor de AOA Medidor de AOA Medidor de AOA Circuito Pontas de prova Termômetros Mecânicos dilatação linear Eletrônicos termo

Leia mais

Certificado de Qualificação Metrológica para Laboratórios de Ensaio e Calibração da Cadeia Automotiva

Certificado de Qualificação Metrológica para Laboratórios de Ensaio e Calibração da Cadeia Automotiva Certificado de Qualificação Metrológica para Laboratórios de Ensaio e Calibração da Cadeia Automotiva CERTIFICADO: A Rede Metrológica do Estado do Rio Grande do Sul qualifica o Laboratório de Calibração

Leia mais

Incerteza de resultados de Medição em Máquinas de Medir por Coordenadas

Incerteza de resultados de Medição em Máquinas de Medir por Coordenadas Formação Avançada em Metrologia 3D Incerteza de resultados de Medição em Máquinas de Medir por Coordenadas Material didático informativo sobre Medição 3D Incerteza de resultados de Medição em Máquinas

Leia mais

Elementos de. sinais. Elementos de. Trabalho. Elementos de. Comando. Elementos de. Controle

Elementos de. sinais. Elementos de. Trabalho. Elementos de. Comando. Elementos de. Controle Cadeia de comando Sensores, botoeiras, fim de curso de came ou rolete, barreiras pneumáticas ou fotoelétricas, pedais Motores, cilindros, atuadores Elementos de sinais Elementos de Trabalho Válvulas, contatores

Leia mais

1. FINALIDADE. Estabelecer os requisitos a serem atendidos para o fornecimento de medidor eletrônico de energia elétrica 30(200)A.

1. FINALIDADE. Estabelecer os requisitos a serem atendidos para o fornecimento de medidor eletrônico de energia elétrica 30(200)A. MANUAL ESPECIAL SISTEMA DE SERVIÇOS E CONSUMIDORES SUBSISTEMA MEDIÇÃO CÓDIGO TÍTULO FOLHA E-321.0006 MEDIDOR ELETRÔNICO DE ENERGIA ELÉTRICA 30(200)A 1/8 1. FINALIDADE Estabelecer os requisitos a serem

Leia mais

Revisitando o estado da arte da calibração de um instrumento analógico

Revisitando o estado da arte da calibração de um instrumento analógico Revisitando o estado da arte da calibração de um instrumento analógico Comparação é a melhor definição com uma única palavra para o termo metrológico calibração. De maneira simplória, calibração nada mais

Leia mais

Medição de Nível Parte 2. Adrielle C. Santana

Medição de Nível Parte 2. Adrielle C. Santana Medição de Nível Parte 2 Adrielle C. Santana Da aula passada... Supressão de Zero Supressão de Zero Medição por pressão hidrostática em tanques fechados e pressurizados Medição por pressão hidrostática

Leia mais

Vazão. Conceito de Vazão

Vazão. Conceito de Vazão Vazão Conceito de Vazão Quando se toma um ponto de referência, a vazão é a quantidade do produto ou da utilidade, expressa em massa ou em volume, que passa por ele, na unidade de tempo. A unidade de vazão

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA

UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA FICHA DE COMPONENTE CURRICULAR CÓDIGO: COMPONENTE CURRICULAR: METROLOGIA E INSTRUMENTAÇÃO UNIDADE ACADÊMICA OFERTANTE: SIGLA: FACULDADE DE ENGENHARIA ELÉTRICA FEELT CH

Leia mais

1. FINALIDADE 2. ÂMBITO DE APLICAÇÃO. Aplica-se ao Departamento de Gestão Técnica Comercial, fabricantes e fornecedores da empresa. 3.

1. FINALIDADE 2. ÂMBITO DE APLICAÇÃO. Aplica-se ao Departamento de Gestão Técnica Comercial, fabricantes e fornecedores da empresa. 3. MANUAL ESPECIAL SISTEMA DE SERVIÇOS E CONSUMIDORES SUBSISTEMA MEDIÇÃO CÓDIGO TÍTULO FOLHA E-321.0016 MEDIDOR ELETRÔNICO MULTIFUNÇÃO PARA MEDIÇÃO INDIRETA PARA CLIENTES DO GRUPO B 1/9 1. FINALIDADE Estabelecer

Leia mais

MEDIDAS ELÉTRICAS CONCEITOS BÁSICOS

MEDIDAS ELÉTRICAS CONCEITOS BÁSICOS MEDIDAS ELÉRICAS CONCEIOS BÁSICOS Os sistemas mecânicos de medidas são muito limitados devido a fatores tais como atrito, inércia, etc. ambém, a necessidade de rigidez faz com que estes sistemas tornem-se

Leia mais

SISTEMA DE MEDIÇÃO DESCRIÇÃO

SISTEMA DE MEDIÇÃO DESCRIÇÃO SISTEMA DE MEDIÇÃO Um sistema de medição é constituído de múltiplos componentes INSTRUMENTO DE MEDIÇÃO FF TRANS. CSE-1 CSE-2 CSE-n CABOS CSI-1 CSI-n FONTES DE INTERFERÊNCIA Legenda: FF - Fenômeno físico

Leia mais

05/08/2014. Comprimento da calça. Potência da lâmpada. Horário do despertador. Temperatura da geladeira. Volume de leite. Volume de combustível

05/08/2014. Comprimento da calça. Potência da lâmpada. Horário do despertador. Temperatura da geladeira. Volume de leite. Volume de combustível Medir Slides do livro FMCI - Professor Armando Albertazzi Medições no dia-a-dia Potência da lâmpada Horário do despertador Comprimento da calça Tempo de cozimento Volume de leite Volume de combustível

Leia mais

NOSSO ESCOPO DE TRABALHO NAS ÁREAS: FORÇA, TORQUE E DUREZA

NOSSO ESCOPO DE TRABALHO NAS ÁREAS: FORÇA, TORQUE E DUREZA NOSSO ESCOPO DE TRABALHO NAS ÁREAS: ACÚSTICA E VIBRAÇÕES DIMENSIONAL ELETRICIDADE FÍSICA E QUÍMICA FORÇA, TORQUE E DUREZA VOLUME E MASSA ESPECÍFICA TEMPERATURA E UMIDADE PRESSÃO MASSA VISCOSIDADE VAZÃO

Leia mais

SISTEMA DE MEDIÇÃO DESCRIÇÃO

SISTEMA DE MEDIÇÃO DESCRIÇÃO SISTEMA DE MEDIÇÃO Um sistema de medição é constituído de múltiplos componentes INSTRUMENTO DE MEDIÇÃO FF TRANS. CSE-1 CSE-2 CSE-n CABOS CSI-1 CSI-n FONTES DE INTERFERÊNCIA Legenda: FF - Fenômeno físico

Leia mais

Eletrodinâmica REVISÃO ENEM CORRENTE ELÉTRICA

Eletrodinâmica REVISÃO ENEM CORRENTE ELÉTRICA REVISÃO ENEM Eletrodinâmica CORRENTE ELÉTRICA Corrente elétrica em um condutor é o movimento ordenado de suas cargas livres devido a ação de um campo elétrico estabelecido no seu interior pela aplicação

Leia mais

ELT030. 2º Semestre-2016

ELT030. 2º Semestre-2016 ELT030 Instrumentação 2º Semestre-2016 Estrutura típica de um instrumento de medição Em geral, um instrumento de medição possui um elemento sensor ou transdutor, um tratamento de sinais e um elemento de

Leia mais

Cabos nus de alumínio para eletrificação rural

Cabos nus de alumínio para eletrificação rural Cabos nus de alumínio para eletrificação rural Introdução Este catálogo apresenta os cabos nus de alumínio (CA) e alumínio com alma de aço (CAA), de fabricação Prysmian, nas bitolas padronizadas para distribuição

Leia mais

Respostas e rascunhos deverão ser redigidos com a Caneta entregue pelo Fiscal. Em nenhuma hipótese se avaliará resposta escrita com grafite.

Respostas e rascunhos deverão ser redigidos com a Caneta entregue pelo Fiscal. Em nenhuma hipótese se avaliará resposta escrita com grafite. 3º dia 1 Na parte inferior desta capa, preencha todos os espaços destinados à sua identificação. Se, em qualquer outro local deste Caderno, você assinar, rubricar, escrever mensagem, etc., será automaticamente

Leia mais

Segunda Lista de Instrumentação

Segunda Lista de Instrumentação Segunda Lista de Instrumentação Profª Ninoska Bojorge - TEQ/UFF Monitor : Julia Pinto Tema: Medição de Pressão, Medição de Vazão e Medição de Nível Questão 1: Alguns medidores de Pressão se baseiam na

Leia mais

Sensores. Interpretando o Ambiente Engenharia Eletrônica. Claudinei de Jesus Donato 10/2013

Sensores. Interpretando o Ambiente Engenharia Eletrônica. Claudinei de Jesus Donato 10/2013 Sensores Interpretando o Ambiente Engenharia Eletrônica Claudinei de Jesus Donato 10/2013 Conforto 2 Segurança 3 Comodidade, Agilidade... 4 Resultado 5 Meio Ambiente Instinto de sobrevivência: dominar

Leia mais

Profs. Nunes - Marcílio - Larissa

Profs. Nunes - Marcílio - Larissa UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO ESCOLA POLITÉCNICA Departamento de Engenharia Mecatrônica e Sistemas Mecânicos Grupo de Mecânica dos Sólidos e Impacto em Estruturas Sensores e transdutores Profs. Nunes - Marcílio

Leia mais

Micrômetro externo Hastes fixas

Micrômetro externo Hastes fixas Diretrizes gerais de calibração Micrômetro externo Hastes fixas DG-METEQ-CAL-001-01 Revisão 0 - Emitido em Outubro/2015 Página 1 de 21 DIRETRIZES GERAIS PARA CALIBRAÇÃO DE MICRÔMETRO EXTERNO 1 OBJETIVO:

Leia mais

Plano de Trabalho Docente Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2015 Ensino Técnico Etec Etec: Monsenhor Antônio Magliano Código: 088 Município: Garça Eixo Tecnológico: Controle e Processos Industriais Habilitação Profissional: Nível Médio

Leia mais

TÉCNICO EM ELETROMECÂNICA METROLOGIA. Prof. Fábio Evangelista Santana, MSc. Eng.

TÉCNICO EM ELETROMECÂNICA METROLOGIA. Prof. Fábio Evangelista Santana, MSc. Eng. TÉCNICO EM ELETROMECÂNICA METROLOGIA Prof. Fábio Evangelista Santana, MSc. Eng. fsantana@cefetsc.edu.br PROGRAMAÇÃO Aula 1 2 Data 07/11 14/11 Conteúdo Correção da avaliação, blocos-padrão, calibradores,

Leia mais

Certificado de Qualificação Metrológica para Laboratórios de Ensaio e Calibração da Cadeia Automotiva

Certificado de Qualificação Metrológica para Laboratórios de Ensaio e Calibração da Cadeia Automotiva Certificado de Qualificação Metrológica para Laboratórios de Ensaio e Calibração da Cadeia Automotiva CERTIFICADO: Nº 020/2012 A Rede Metrológica do Estado de São Paulo qualifica o Laboratório de Calibração

Leia mais

VANTAGENS CARACTERISTICAS GERAIS CHAVE DE NÍVEL CAPACITIVA RÁDIO FREQUÊNCIA

VANTAGENS CARACTERISTICAS GERAIS CHAVE DE NÍVEL CAPACITIVA RÁDIO FREQUÊNCIA O dispositivo tem capacidade para medir e controlar o nível mínimo, máximo ou estimar valores intermediários em controle de processos em diversos produtos na fase sólida, pó ou líquida. A haste utilizada

Leia mais

Técnicas de medida. Algumas considerações

Técnicas de medida. Algumas considerações Técnicas de medida Algumas considerações Divisão das grandezas a medir Dimensionais Físicas Eléctricas (DC, baixa e alta frequência) Outras (químicas, ópticas, analíticas e radiação) Tipos de medida Medida

Leia mais

Sensores de temperatura: efeitos mecânicos; termoresistências: RTDs, Termistores e Termopares; semicondutores

Sensores de temperatura: efeitos mecânicos; termoresistências: RTDs, Termistores e Termopares; semicondutores Sensores de temperatura: efeitos mecânicos; termoresistências: RTDs, Termistores e Termopares; semicondutores Prof. Osvaldo Ishizava Fatec Catanduva 2013 Efeitos Mecânicos Termômetros de expansão de líquidos

Leia mais

Sumário. CAPÍTULO 1 A Natureza da Eletricidade 13. CAPÍTULO 2 Padronizações e Convenções em Eletricidade 27. CAPÍTULO 3 Lei de Ohm e Potência 51

Sumário. CAPÍTULO 1 A Natureza da Eletricidade 13. CAPÍTULO 2 Padronizações e Convenções em Eletricidade 27. CAPÍTULO 3 Lei de Ohm e Potência 51 Sumário CAPÍTULO 1 A Natureza da Eletricidade 13 Estrutura do átomo 13 Carga elétrica 15 Unidade coulomb 16 Campo eletrostático 16 Diferença de potencial 17 Corrente 17 Fluxo de corrente 18 Fontes de eletricidade

Leia mais

Experimento Prático N o 4

Experimento Prático N o 4 UNIVERSIDADE CATÓLICA DE GOIÁS Departamento de Engenharia Área de Eletricidade Experimento Prático N o Eletricidade para Engenharia Lei de Ohm e Potência Elétrica L A B O R A T Ó R I O D E E L E T R I

Leia mais

2.4- Monitoramento e Controle de Processos de Soldagem e de Linhas de Montagem. Prof. Dr. Rafael Laranja

2.4- Monitoramento e Controle de Processos de Soldagem e de Linhas de Montagem. Prof. Dr. Rafael Laranja 2.4- Monitoramento e Controle de Processos de Soldagem e de Linhas de Montagem Prof. Dr. Rafael Laranja Introdução Todo e qualquer componente fabricado será montado. Um processo de montagem geralmente

Leia mais

Elementos de circuito Circuito é a interligação de vários elementos. Estes, por sua vez, são os blocos básicos de qualquer sistema

Elementos de circuito Circuito é a interligação de vários elementos. Estes, por sua vez, são os blocos básicos de qualquer sistema Elementos de circuito Circuito é a interligação de vários elementos. Estes, por sua vez, são os blocos básicos de qualquer sistema Um elemento pode ser ativo (capaz de gerar energia), passivo (apenas dissipam

Leia mais

Que são sensores? São dispositivos que são sensíveis à um fenômeno físico (luz, temperatura, impedância elétrica etc.) e transmitem um sinal para um

Que são sensores? São dispositivos que são sensíveis à um fenômeno físico (luz, temperatura, impedância elétrica etc.) e transmitem um sinal para um Que são sensores? São dispositivos que são sensíveis à um fenômeno físico (luz, temperatura, impedância elétrica etc.) e transmitem um sinal para um dispositivo de medição ou controle. 1 Cite 08 tipos

Leia mais

O galvanômetro é um instrumento que pode medir correntes elétricas de baixa intensidade, ou a diferença de potencial elétrico entre dois pontos.

O galvanômetro é um instrumento que pode medir correntes elétricas de baixa intensidade, ou a diferença de potencial elétrico entre dois pontos. 7-INSTRUMENTOS DE MEDIÇÃO 7.1-GALVANÔMETRO O galvanômetro é um instrumento que pode medir correntes elétricas de baixa intensidade, ou a diferença de potencial elétrico entre dois pontos. O multímetro

Leia mais

Aspectos a serem medidos Velocidade Magnitude Colunas de mercúrio / Pesos de referência

Aspectos a serem medidos Velocidade Magnitude Colunas de mercúrio / Pesos de referência 1 ou Volumétrico Não é uma grandeza primária É derivada da velocidade e área ou variação da massa por. densidade comprimento, tempo comprimento massa, tempo Aspectos a serem medidos Velocidade Magnitude

Leia mais

Fundamentos de Metrologia. Fundamentos de Metrologia

Fundamentos de Metrologia. Fundamentos de Metrologia Fundamentos de Metrologia Prof. Luiz Dalla Valentina 2008 2 Medir Fundamentos de Metrologia 1 Medições no dia-a-dia Potência da lâmpada Horário do despertador Comprimento da calça Tempo de cozimento Volume

Leia mais

1 Medir. Fundamentos da Metrologia Científica e Industrial.

1 Medir. Fundamentos da Metrologia Científica e Industrial. 1 Medir Fundamentos da Metrologia Científica e Industrial www.posmci.ufsc.br Medições no dia-a-dia Potência da lâmpada Horário do despertador Comprimento da calça Tempo de cozimento Volume de leite Volume

Leia mais

7 Resultados de Medições Diretas. Fundamentos de Metrologia

7 Resultados de Medições Diretas. Fundamentos de Metrologia 7 Resultados de Medições Diretas Fundamentos de Metrologia Motivação definição do mensurando procedimento de medição resultado da medição condições ambientais operador sistema de medição Como usar as informações

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DA CALIBRAÇÃO EM MEDIDORES DE CONDUTIVIDADE ELETROLÍTICA

A IMPORTÂNCIA DA CALIBRAÇÃO EM MEDIDORES DE CONDUTIVIDADE ELETROLÍTICA A IMPORTÂNCIA DA CALIBRAÇÃO EM MEDIDORES DE CONDUTIVIDADE ELETROLÍTICA Bianca de Souza Rossini Marques (PG) Isabel C. S. Fraga (PQ), Paulo P. Borges (PQ) e Júlio C. Dias (TC) Pontifícia Universidade Católica

Leia mais

UNIVERSIDADE DO ESTADO DO PARÁ FÍSICA PRISE- 2ª ETAPA. EIXO TEMÁTICO: Fluidos, calor e usos de energia

UNIVERSIDADE DO ESTADO DO PARÁ FÍSICA PRISE- 2ª ETAPA. EIXO TEMÁTICO: Fluidos, calor e usos de energia UNIVERSIDADE DO ESTADO DO PARÁ FÍSICA PRISE- 2ª ETAPA 1 - Compreender a física e as tecnologias a ela associadas como construções humanas baseadas na experimentação e na abstração, percebendo seus papéis

Leia mais

Posição x Deslocamento

Posição x Deslocamento 1 SENSORES Parte 5 Prof. Dr.-Ing. Fernando A.N. Castro Pinto Curso de Pós Graduação em Mecatrônica Universidade Federal do Rio de Janeiro Depto/Programa LAVI Engenharia Mecânica Lab. Acústica & Vibrações

Leia mais

Fundamentos de Eletrônica

Fundamentos de Eletrônica 6872 - Fundamentos de Eletrônica Lei de Ohm Última Aula Elvio J. Leonardo Universidade Estadual de Maringá Departamento de Informática Bacharelado em Ciência da Computação Associação de Resistores Análise

Leia mais

Tutorial: Componentes passivos.

Tutorial: Componentes passivos. Tutorial: Componentes passivos. Autor: Samuel Cerqueira Pinto T-16 Data: 24/02/2013 Componentes Passivos Componentes passivos são os componentes eletrônicos que não possuem a capacidade de amplificar um

Leia mais

Nota Introdutória... IX. Objectivos dos Conteúdos do Livro de Metrologia Industrial... XI. Capítulo 1 A Metrologia em Portugal...

Nota Introdutória... IX. Objectivos dos Conteúdos do Livro de Metrologia Industrial... XI. Capítulo 1 A Metrologia em Portugal... Índice Nota Introdutória... IX Objectivos dos Conteúdos do Livro de Metrologia Industrial... XI Capítulo 1 A Metrologia em Portugal... 1 1.1 CONCEITO DE METROLOGIA... 1 1.2 EVOLUÇÃO HISTÓRICA DA METROLOGIA

Leia mais

RESISTOR É O ELEMENTO DE CIRCUITO CUJA ÚNICA FUNÇÃO É CONVERTER A ENERGIA ELÉTRICA EM CALOR.

RESISTOR É O ELEMENTO DE CIRCUITO CUJA ÚNICA FUNÇÃO É CONVERTER A ENERGIA ELÉTRICA EM CALOR. Resistores A existência de uma estrutura cristalina nos condutores que a corrente elétrica percorre faz com que pelo menos uma parte da energia elétrica se transforme em energia na forma de calor, as partículas

Leia mais

Universidade do Minho. Departamento de Electrónica Industrial. Transdutores. DEI/Jaime Fonseca 1

Universidade do Minho. Departamento de Electrónica Industrial. Transdutores. DEI/Jaime Fonseca 1 Electrónica Industrial Transdutores DEI/Jaime Fonseca 1 Transdutores grandeza física Transdutor de Entrada sinal eléctrico sinal eléctrico Transdutor de Saída grandeza física DEI/Jaime Fonseca 2 Transdutores

Leia mais

Disciplina Eletropneumática e Hidráulica. Notas de Aula. Sensores. Prof. MSc. Fernando Fortunato Prof. MSc. José Junio Lopes

Disciplina Eletropneumática e Hidráulica. Notas de Aula. Sensores. Prof. MSc. Fernando Fortunato Prof. MSc. José Junio Lopes Disciplina Eletropneumática e Hidráulica Notas de Aula Sensores Prof. MSc. Fernando Fortunato Prof. MSc. José Junio Lopes Algumas Aplicações dos Sensores Exemplos de aplicações: contagem de peças; medição

Leia mais

3ª Ficha. Corrente, resistência e circuitos de corrente contínua

3ª Ficha. Corrente, resistência e circuitos de corrente contínua 3ª Ficha Corrente, resistência e circuitos de corrente contínua 1- Um condutor eléctrico projectado para transportar corrente elevadas possui um comprimento de 14.0 m e uma secção recta circular com diâmetro

Leia mais