Sistema de Solicitação de Pagamento de Fornecedores

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Sistema de Solicitação de Pagamento de Fornecedores"

Transcrição

1 2014 Sistema de Solicitação Coordenação de Tecnologia da Informação e Comunicação FUNDEPAG 04/11/2014

2 Sumário 1- SPF Solicitação Acesso ao sistema: Ferramentas do sistema: Abertura de uma SPF Digitando uma SPF Copiando de um modelo já existente Movimentações de uma SPF

3 Emissão: 04/11/2014 Folha: 3 de SPF Solicitação. O sistema Solicitação SPF, tem como objetivo o controle dos lançamentos de títulos a pagar com alçada das aprovações. 1.1 Acesso ao sistema: O usuário pode acessar o sistema SPF de duas formas: através do Portal, ou via digitação do endereço eletrônico pelo navegador. Acesso via Portal : Clique em serviços e na sequencia em solicitação de pagamento. Acesso via endereço eletrônico: Digite o endereço eletrônico acima informado. Navegadores homologados: Dê preferência ao: Google Crome, ou FireFox.

4 Emissão: 04/11/2014 Folha: 4 de 15 O login e senha serão informados ao usuário pela. A solicitação de acesso deve ser direcionada à CRCI Coordenadoria de Relações Corporativas e Institucionais. Assim que cadastrado, o usuário receberá um conforme o modelo abaixo: No primeiro acesso será solicitada automaticamente a troca da senha.

5 Emissão: 04/11/2014 Folha: 5 de Ferramentas do sistema: Assim que identificado o usuário, dependendo do seu nível de acesso, apresentaremos um menu similar ao demonstrado abaixo: Se o usuário tiver acesso ao SPF, para geração de um pagamento basta clicar em Abertura SPF. Se a necessidade é a de visualizar, aprovar, cancelar, etc, basta clicar na opção SPF. Veja a imagem acima destacada em vermelho. Para maiores informações leia os itens 2 e 3 deste manual.

6 Emissão: 04/11/2014 Folha: 6 de Abertura de uma SPF. Este item detalhará todas as opções para a criação de uma SPF. 2.1 Digitando uma SPF. Para gerarmos uma SPF, basta clicar na opção do menu Abertura SPF. Havendo uma SPF gerada anteriormente e que possua características similares, o sistema permite a geração de uma nova. Exemplo: se você já pagou um fornecedor, para um centro de custo específico em um período passado e deseja realizar um novo pagamento, é possível a cópia, pois o sistema cria uma nova SPF com as mesmas informações, porém com um código diferente. Uma vez feito este procedimento, basta entrar na opção de alteração para atualizar o número da nota, vencimento, valor e os anexos. Detalhamento dos campos para a digitação de uma SPF: Instituto: representa o nome do instituto que o usuário possui acesso. Para selecionar, basta clicar na seta para baixo (que fica na frente do campo), que o sistema apresentará aqueles que estão disponíveis para as movimentações.

7 Emissão: 04/11/2014 Folha: 7 de 15 Centro: representa o nome do centro/área/divisão do instituto que o usuário possui acesso. Para selecionar, basta clicar na seta para baixo (que fica na frente do campo), que o sistema apresentará aqueles que estão disponíveis para as movimentações. Os contratos ou centros de custo que estarão disponíveis para o lançamento, tem base no instituto/centro selecionado. Outra característica que faculta, ou não a seleção do contrato é a permissão do usuário. Tipo: representa o tipo da movimentação no sistema. Atualmente manter sempre como SPF. Novos modelos serão lançados nas próximas versões no caso de haver esta necessidade. Pesquisa Fornecedor: é o campo para a seleção de quem será pago. O Fornecedor pode ser uma pessoa física, ou jurídica. Para que o sistema identifique o fornecedor, basta digitar a Razão Social/Nome (nome completo, ou parcial). Na sequencia, clique na lupa ao lado do campo de digitação, para a efetiva seleção. Uma vez identificado o fornecedor, basta selecioná-lo através do ícone em verde com um + no centro (conforme a imagem abaixo). Exemplo: Se você quiser que o sistema identifique o fornecedor João da Silva, basta digitar: João, ou Silva, ou João Silva, ou João da Silva, que o sistema identificará os cadastrados no sistema da. No caso do fornecedor não fazer parte do sistema, basta entrar em contato com a CPC Coordenadoria de Planejamento e Controle Econômico-Financeiro, para que a criação deste seja realizada. Uma vez selecionado o fornecedor, os campos (Código, Nome e DOC) serão preenchidos automaticamente. O código é referente a identificação do mesmo no sistema financeiro da. O nome é a Razão Social/Nome do fornecedor. O DOC é o CNPJ/CPF do fornecedor.

8 Emissão: 04/11/2014 Folha: 8 de 15 Visualize sempre se estão corretas as informações do fornecedor, para que o pagamento seja realizado para a empresa/pessoa correta. Em caso de acerto, solicite o apoio da CPC. Uma atenção especial deve ser dada para os fornecedores que se repetem no sistema para seleção. Isto ocorre para casos de pagamento em endereços diferentes, ou em algumas particularidades de CNPJ. Preste sempre muita atenção na seleção do fornecedor, pois poderão ser efetuados pagamentos errados. Em caso de dúvidas, entre em contato com a CPC. Tipo da conta: é o campo que identifica se o pagamento será executado em uma conta corrente, ou poupança, dependendo da forma de pagamento. Se a forma de pagamento é boleto, selecione sempre a opção Conta corrente. Para DOC/TED faça a escolha entre corrente, ou poupança. Documento fiscal: é o número da nota fiscal, cupom fiscal, ou numeração que identifique o pagamento. O documento fiscal é exclusivo por fornecedor, ou seja, não pode ser repetido para o mesmo fornecedor em pagamentos diferentes. Este é um cuidado especial que o usuário deve ter, pois se já houver uma nota/cupom/etc com a mesma numeração para o fornecedor selecionado, o sistema não conseguirá realizar a geração do novo pagamento na. No caso de pagamento para um mesmo fornecedor com vários recibos acumulados, basta colocar um código controlado pelo instituto que não se repita (na numeração da nota). Exemplo: um reembolso de despesa de uma viagem com vários comprovantes juntos, ao invés de gerar uma SPF para cada cupom fiscal, basta gerar um único com uma numeração de nota que não se repita para este fornecedor. Este caso é exclusivo para Solicitação de diária, ou reembolso de despesa. Todos os demais pagamentos devem ter uma SPF especifica, por nota, para que a nossa área financeira possa classificar os impostos e demais informações que são individuais por pagamento.

9 Emissão: 04/11/2014 Folha: 9 de 15 Nota fiscal, ou Cupom fiscal: Identifica o tipo do comprovante. No caso de ser uma solicitação de diária, ou reembolso de despesa, sempre selecione a opção Nota Fiscal. Data da emissão: deve ser a data em que a nota foi emitida. A data do vencimento não pode ser inferior a data da emissão. As datas das aprovações não podem ser menores do que a data da emissão. Série: identifica a série da nota fiscal. Se não houver digite sempre o número 1. UF: identifica a unidade federativa da emissão da nota fiscal. Nos casos de cupom fiscal, solicitação de viagem, ou reembolso de despesa, pode ser informado sempre como SP. Valor já com impostos: deve ser informado o valor total da nota/cupom já com os impostos. Histórico reduzido: deve ser digitado o que esta sendo pago, de forma que o registro seja claro nos relatórios oferecidos pela ao instituto (no relatório gerencial o conta corrente e relação de débitos). Como por exemplo:pagamento SPF nº.xxxxxx. Histórico: histórico completo para identificação no momento da aprovação, do que esta sendo pago. Produtos: Identificação dos produtos/serviços que estão sendo adquiridos, conforme imagem acima. Quanto mais detalhado melhor fica para a identificação dos aprovadores. O detalhamento é opcional, o registro deve ter pelo menos um produto. O valor não precisa bater com o valor total da nota, pois nesta incidem os impostos. Contrato e Valor do Rateio: No campo contrato deve ser informado o código correspondente ao centro de custo/contrato, que será debitado o valor informado no campo rateio. No campo rateio deve ser informado o valor total já com os impostos. Basta clicar no ícone + para que a informação seja incluída na SPF. Se houver a necessidade de informar outros contratos, basta executar a mesma operação quantas vezes forem necessárias, desde que os contratos sejam diferentes e que o montante do rateio bata com o valor total da nota (com impostos). Se ao digitar o contrato ele não for aceito, tres falhas podem estar impedindo a entrada: o usuário não tem permissão para o uso deste contrato; ele não pertence ao instituto/centro informado; ou no cadastro do contrato a opção que o habilita para o uso no sistema SPF, não foi informada para a. Na dúvida entre em contato com a CTIC Coordenadoria de Tecnologia da Informação e Comunicação. Forma de Pagamento: identifica se o fornecedor será pago através de um Boleto, DOC, ou TED. Uma vez aprovada a SPF (por qualquer nível de alçada), não será mais possível a alteração das informações. Portanto tenha certeza da seleção no momento da digitação da mesma.

10 Emissão: 04/11/2014 Folha: 10 de 15 Atentar para o limite em reais para emissão de um DOC, que é de R$ 749,99. Se selecionado indevidamente, será um limitador para a realização do efetivo pagamento. Linha digitável: corresponde ao código do boleto. Se for um DOC/TED, ou se ainda não haver o boleto, o conteúdo não precisa ser preenchido. Qtde. Parcelas: identifique a quantidade de parcelas em que o pagamento será realizado. Para cada parcela a proporção do rateio será utilizada no momento da contabilização. O valor máximo que deve ser utilizado é de 12 parcelas. O campo quantidade de parcelas tem relação direta com o preenchimento dos vencimentos e valor das parcelas. Vencimento e Valor das parcelas: Para inserir as parcelas clique no ícone +, e uma interface será apresentada para que seja informado o vencimento e valor da parcela, conforme imagem abaixo: O vencimento não pode ser inferior ao de 3 dias úteis a contar da data atual. Exemplo: Se a data atual é o dia 04/11/2014 o próximo vencimento válido é o dia 07/11/2014. A cada aprovação realizada pelos níveis de alçada, a validação do vencimento é realizada novamente. Justificativa: campo para informar aos próximos aprovadores a justificativa da despesa. Após a digitação dos campos, clique no botão gravar. O próximo passo após a gravação é o envio dos anexos:

11 Emissão: 04/11/2014 Folha: 11 de 15 O código da SPF é muito importante para o rastreamento e para as futuras identificações. Anote sempre que possível nos documentos relacionados. Um anexo pode ser a nota fiscal, cupom, o boleto, ou qualquer documento que faça referencia ao pagamento em questão. O pagamento será realizado pela, somente quando os documentos estiverem anexados na SPF, ou quando o original chegar via malote. Leia também Observação importante para o processamento do pagamento que está no final deste manual. De acordo com a imagem abaixo, selecione o arquivo no formato PDF, ou JPG através do botão escolher arquivo e para confirmar o anexo, clique no botão clique para enviar. 2.2 Copiando de um modelo já existente. Uma outra forma de gerar uma SPF é o mecanismo de cópia. A cópia é processo em que o sistema replica os dados de uma SPF já gerada (em qualquer status: pendente, cancelada, etc) em uma nova, para que o usuário possa no próximo passo, alterar as informações necessárias. Para executar este procedimento faça as seguintes operações:

12 Emissão: 04/11/2014 Folha: 12 de 15 Selecione no menu a opção SPF; Informe os dados para pesquisa da SPF origem, e clique no botão Consultar ; Clique na opção correspondente ao ícone pasta, conforme imagem acima circundada em vermelho, ao lado do ícone ampulheta. Uma vez clicado será questionado via sistema se você confirma a cópia., Uma vez confirmada, basta anotar o número da nova SPF que é apresentado para a futura alteração. Não se esqueça de mudar a numeração da nota, pois para o mesmo fornecedor o sistema não permite que tenha a mesma numeração. Também não se esqueça de trocar os arquivos anexados. Toda nova SPF (digitada, ou copiada) precisa passar por todos os processos de aprovação novamente. 3- Movimentações de uma SPF. As movimentações de uma SPF são as ferramentas que o sistema disponibiliza, para que o usuário possa realizar o processo de emissão desde a digitação até a aprovação final. Na parte superior conforme a imagem acima, temos os campos para o filtro: código, nome, documento, data inicial, data final, linhas por página e status. O usuário pode selecionar mais de um filtro e para executar basta clicar no botão Consultar.

13 Emissão: 04/11/2014 Folha: 13 de 15 Uma vez identificado a SPF, estão disponíveis as seguintes opções: Visualizar Para ver o conteúdo de uma SPF, esteja ela em qualquer status, basta clicar na lupa, conforme imagem acima. Além do conteúdo digitado, você também pode ver a sequencia de aprovações que a mesma já sofreu. Acima do histórico há 3 botões: Voltar, Anexos e PDF. Voltar: volta para a tela onde estão dispostas todas as SPFs, que o usuário tem acesso. Anexos: interface para que o usuário possa visualizar os anexos envolvidos. PDF: opção para impressão da SPF. Copiar Opção para cópia de uma SPF. O detalhamento está no item 2.2 deste manual. Alterar Opção para que o usuário possa alterar os dados de uma SPF. O detalhamento dos campos estão dispostos no item 1.1 deste manual. Só podem ser alteradas as SPFs que ainda não sofreram o processo de aprovação. Cancelar Opção para o cancelamento de uma SPF. Só pode ser cancelada as SPFs que ainda não sofreram o processo de aprovação. Uma vez cancelada, o nível de alçada superior não consegue mais aprovar a SPF. Na medida em que uma SPF for recusada, quando chegar no nível de quem lançou, ela ficará com o status de cancelada automaticamente. Exemplo: Em um nível de alçada de Coordenador e Diretor Geral, o operador lança, o coordenador aprova, o diretor geral, reprova, a mesma volta para o coordenador, o coordenador reprova. Automaticamente, ao chegar ao nível do operador por questão de recusa, esta ficará com o status cancelada.

14 Emissão: 04/11/2014 Folha: 14 de 15 Enviar para aprovação Quando uma SPF é lançada, a mesma só entra na sequencia de aprovação, quando o usuário que lançou realiza a operação envio para aprovação. O envio para aprovação significa que a SPF está pronta para entrar no circuito de alçadas. Aprovar O processo de aprovação nada mais é do que a confirmação dos aprovadores nos diversos níveis de alçada. A cada aprovação realizada, o sistema identifica se a data do vencimento está na regra dos 3 dias. Os níveis de alçadas podem ser: Coordenador, Diretor do Centro, Assessoria e Diretor Geral, configuradas por instituto, centro e contrato. A sequencia de aprovação é a seguinte: Operador digita e envia para aprovação. Nível 1 o coordenador aprova. Nível 2 o diretor do centro aprova. Nível 3 a assessoria avalia as informações e encaminha para a aprovação do diretor geral. Nível 4 o diretor geral aprova. Após o último nível, a SPF é encaminhada automaticamente para o sistema de pagamentos da. Qualquer nível pode lançar uma SPF. A partir deste processo, quem aprovará são os usuários com alçadas superiores. É obrigatório o envio para aprovação da SPF para o nível de alçada seguinte na hierarquia de aprovação. Em qualquer nível de alçada o aprovador pode recusar, informando o motivo da recusa. O reenvio para aprovação só é permitido quando a recusa não atingir o nível de quem digitou. Exemplo: O coordenador emite e o diretor do centro recusa. Neste caso, a SPF ficará cancelada automaticamente por recusa. Nas demais hipóteses, a SPF pode ser recusada e enviada novamente para aprovação, quantas vezes forem necessárias. A cada aprovação/recusa um é disparado para a cadeia de aprovação da SPF.

15 Emissão: 04/11/2014 Folha: 15 de 15 Mais de um aprovador pode exercer o mesmo nível de alçada. ( portanto quando um está ausente, o outro pode aprovar no lugar). Especificamente quando o diretor geral emitir uma SPF e houver o nível de assessoria, antes da mesma ser enviada para a, a assessoria precisa aprovar. Se não houver o nível de assessoria, neste caso, em que o próprio diretor geral emite e aprova, a inclusão do pagamento é gerada automaticamente no sistema da sem haver qualquer outro nível de aprovação. Observação importante para o processamento do pagamento: O envio da nota fiscal eletrônica no anexo e o boleto são suficientes para que a processe o pagamento. Nos casos em que as notas não são eletrônicas, como por exemplo, as notas manuais, cupom fiscal e demais documentos, estes necessariamente precisam ser encaminhados para a via correio, para que o pagamento seja processado. Enquanto estes documentos não chegarem à, este não será processado o pagamento. Se os documentos chegarem depois do prazo do vencimento, somente serão processados após processo de negociação junto ao fornecedor quanto aos encargos de juros e mora.

Manual do Sistema de Demandas da FUNDEPAG

Manual do Sistema de Demandas da FUNDEPAG 2015 Manual do Sistema de Demandas da FUNDEPAG Manual do Sistema de Demandas da FUNDEPAG Cliente Institucional e Atualizado em: 11 de setembro de 2015 Sumário 1. Conceito do software... 1 2. Abertura de

Leia mais

e-nota NFS-e Sistema de Geração e Emissão de Nota Fiscal de Serviço eletrônica

e-nota NFS-e Sistema de Geração e Emissão de Nota Fiscal de Serviço eletrônica Página1 e-nota NFS-e Sistema de Geração e Emissão de Nota Fiscal de Serviço eletrônica Manual do Usuário Produzido por: Informática Educativa Página2 Índice 1. O que é Nota Fiscal de Serviço eletrônica

Leia mais

Sistema de Prestação de Contas Siprec

Sistema de Prestação de Contas Siprec Sistema de Prestação de Contas Siprec Manual de Utilização Perfil Beneficiário Versão 1.3.4 Agosto de 2013 1 SUMÁRIO Manual do Usuário... 3 1. Objetivo do manual... 3 2. Sobre o sistema... 3 3. Quem deve

Leia mais

E&L Nota Fiscal de Serviços Eletrônica. Manual do Ambiente do Prestador de Serviços do Município

E&L Nota Fiscal de Serviços Eletrônica. Manual do Ambiente do Prestador de Serviços do Município E&L Nota Fiscal de Serviços Eletrônica Manual do Ambiente do Prestador de Serviços do Município Após receber a confirmação de aceite do Credenciamento via e-mail já é possível efetuar o login no sistema

Leia mais

Escritório Virtual Administrativo

Escritório Virtual Administrativo 1 Treinamento Módulos Escritório Virtual Administrativo Sistema Office Instruções para configuração e utilização do módulo Escritório Virtual e módulo Administrativo do sistema Office 2 3 1. Escritório

Leia mais

Sistema de Eventos - Usuário

Sistema de Eventos - Usuário 2013 Sistema de Eventos - Usuário Coordenação de Tecnologia da Informação e Comunicação FUNDEPAG 06/06/2013 Sumário 1- Sistema de eventos... 3 1.1 Eventos... 3 1.2 Eventos que participo... 4 1.3 Trabalhos...

Leia mais

Relatório Gerencial. Coordenação de Tecnologia da Informação e Comunicação FUNDEPAG 17/01/2013

Relatório Gerencial. Coordenação de Tecnologia da Informação e Comunicação FUNDEPAG 17/01/2013 2013 Relatório Gerencial Coordenação de Tecnologia da Informação e Comunicação FUNDEPAG 17/01/2013 Sumário 1. Objetivo... 4 2. Seleção dos registros... 4 2.1 Seleção dos executores... 4 2.2 Parâmetros...

Leia mais

MANUAL DE UTILIZAÇÃO SISTEMA DE CADASTRO INTRANET

MANUAL DE UTILIZAÇÃO SISTEMA DE CADASTRO INTRANET MANUAL DE UTILIZAÇÃO SISTEMA DE CADASTRO INTRANET I Sumário 1. Objetivo do Documento... 1 2. Início... 1 3. Cadastro de Pessoa Física... 3 3.1. Preenchimentos Obrigatórios.... 4 3.2. Acesso aos Campos

Leia mais

- Acessar o sistema. Para acessar o sistema digite o endereço eletronico www.simpo.com.br/protocolo e clique em login na barra de menus.

- Acessar o sistema. Para acessar o sistema digite o endereço eletronico www.simpo.com.br/protocolo e clique em login na barra de menus. - Acessar o sistema. Para acessar o sistema digite o endereço eletronico www.simpo.com.br/protocolo e clique em login na barra de menus. Ou digite www.simpo.com.br/protocolo/login.php, para ir diretamente

Leia mais

VIAÇÃO SÃO BENTO LTDA.

VIAÇÃO SÃO BENTO LTDA. VIAÇÃO SÃO BENTO LTDA. SISTEMA AUTOMÁTICO DE BILHETAGEM ELETRÔNICA MANUAL DO VTWEB CLIENT CADASTROS /PEDIDOS E PROCEDIMENTOS Resumo Esse manual tem como o seu objetivo principal a orientação de uso do

Leia mais

Está apto a utilizar o sistema, o usuário que tenha conhecimentos básicos de informática e navegação na internet.

Está apto a utilizar o sistema, o usuário que tenha conhecimentos básicos de informática e navegação na internet. Conteúdo 1. Descrição geral 2 2. Resumo das funcionalidades 3 3. Efetuar cadastro no sistema 4 4. Acessar o sistema 6 5. Funcionalidades do menu 7 5.1 Dados cadastrais 7 5.2 Grupos de usuários 7 5.3 Funcionários

Leia mais

NAJ Sistemas em Informática LTDA.

NAJ Sistemas em Informática LTDA. CONTROLE FINANCEIRO BÁSICO NO SISTEMA NAJ 1ª PARTE Campo Código: Gerado automático pelo sistema. Botão Binóculo: Utilize para pesquisar a conta pelo código automático gerado pelo sistema. Botão Lupa: Utilize

Leia mais

Vendas. Manual do Usuário. Copyright 2014 - ControleNaNet

Vendas. Manual do Usuário. Copyright 2014 - ControleNaNet Manual do Usuário Copyright 2014 - ControleNaNet Conteúdo A Ficha de Vendas...3 Os Recibos...6 Como imprimir?...7 As Listagens...9 Clientes... 10 Consulta... 11 Inclusão... 13 Alteração... 14 Exclusão...

Leia mais

Cadastramento e compra de vale transporte para o Cartão Metrocard Metropolitano Integrado. Em substituição ao Vale Transporte Temporário de Papel

Cadastramento e compra de vale transporte para o Cartão Metrocard Metropolitano Integrado. Em substituição ao Vale Transporte Temporário de Papel Cadastramento e compra de vale transporte para o Cartão Metrocard Metropolitano Integrado Em substituição ao Vale Transporte Temporário de Papel Acesso para cadastramento da empresa 2 Caso já tenha se

Leia mais

MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE LOGÍSTICA E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DEPARTAMENTO DE LOGÍSTICA E SERVIÇOS GERAIS

MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE LOGÍSTICA E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DEPARTAMENTO DE LOGÍSTICA E SERVIÇOS GERAIS MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE LOGÍSTICA E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DEPARTAMENTO DE LOGÍSTICA E SERVIÇOS GERAIS DIVULGAÇÃO DE COMPRAS COTAÇÃO ELETRÔNICA MANUAL DO USUÁRIO

Leia mais

Tutorial de utilização do Sistema de Ordem de Serviço SISORD. Para utilizar o sistema, acesse o endereço https://producao.cedaf.ufv.

Tutorial de utilização do Sistema de Ordem de Serviço SISORD. Para utilizar o sistema, acesse o endereço https://producao.cedaf.ufv. Tutorial de utilização do Sistema de Ordem de Serviço SISORD Para utilizar o sistema, acesse o endereço https://producao.cedaf.ufv.br/sisordcaf Automaticamente será mostra a tela de login dos sistemas

Leia mais

UTILIZAÇÃO DO SISTEMA EXTRACRED

UTILIZAÇÃO DO SISTEMA EXTRACRED UTILIZAÇÃO DO SISTEMA EXTRACRED Esta parte do sistema como descrito anteriormente neste manual permite que seus agentes tenham acesso á uma área exclusiva para acessar informações pessoais como: Meu Extrato

Leia mais

Resumo das funcionalidades

Resumo das funcionalidades Resumo das funcionalidades Menu MENU Dados Cadastrais Atualizar Cadastro Troca Senha Grupo Usuários Incluir Atualizar Funcionários Incluir Atualizar Atualizar Uso Diário Importar Instruções Processar Status

Leia mais

Está apto a utilizar o sistema, o usuário que tenha conhecimentos básicos de informática e navegação na internet.

Está apto a utilizar o sistema, o usuário que tenha conhecimentos básicos de informática e navegação na internet. 1. Descrição Geral Este manual descreve as operações disponíveis no módulo VTWEB Client, cuja finalidade é gerenciar cadastros de funcionários, realização de pedidos e controle financeiro dos pedidos.

Leia mais

SuperStore. Sistema para Automação de Óticas. MANUAL DO USUÁRIO (Módulo Financeiro)

SuperStore. Sistema para Automação de Óticas. MANUAL DO USUÁRIO (Módulo Financeiro) SuperStore Sistema para Automação de Óticas MANUAL DO USUÁRIO (Módulo Financeiro) Contato: (34) 9974-7848 http://www.superstoreudi.com.br superstoreudi@superstoreudi.com.br SUMÁRIO 1 LANÇAMENTO DE CONTAS

Leia mais

Ambiente de Pagamentos

Ambiente de Pagamentos GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DA FAZENDA COORDENADORIA DA ADMINISTRAÇÃOTRIBUTÁRIA DIRETORIA DE INFORMAÇÕES Ambiente de Pagamentos Manual do Contribuinte Versão 26/09/2011 Índice Analítico 1.

Leia mais

MANUAL TISS Versão 3.02.00

MANUAL TISS Versão 3.02.00 MANUAL TISS Versão 3.02.00 1 INTRODUÇÃO Esse manual tem como objetivo oferecer todas as informações na nova ferramenta SAP que será utilizada pelo prestador Mediplan, a mesma será responsável para atender

Leia mais

Portal Sindical. Manual Operacional Empresas/Escritórios

Portal Sindical. Manual Operacional Empresas/Escritórios Portal Sindical Manual Operacional Empresas/Escritórios Acesso ao Portal Inicialmente, para conseguir acesso ao Portal Sindical, nos controles administrativos, é necessário acessar a página principal da

Leia mais

GUIA RÁPIDO DE UTILIZAÇÃO DO PORTAL DO AFRAFEP SAÚDE

GUIA RÁPIDO DE UTILIZAÇÃO DO PORTAL DO AFRAFEP SAÚDE GUIA RÁPIDO DE UTILIZAÇÃO DO PORTAL DO AFRAFEP SAÚDE INTRODUÇÃO O portal do Afrafep Saúde é um sistema WEB integrado ao sistema HEALTH*Tools. O site consiste em uma área onde os Usuários e a Rede Credenciada,

Leia mais

UNICO... 3. Clientes/Fornecedores/Técnicos/Transportadoras/Vendedores... 5. Produtos... 6. Serviços... 6. Outros... 6. Vendas... 7. Notas Fiscais...

UNICO... 3. Clientes/Fornecedores/Técnicos/Transportadoras/Vendedores... 5. Produtos... 6. Serviços... 6. Outros... 6. Vendas... 7. Notas Fiscais... Sumário UNICO...... 3 Cadastros... 4 Clientes/Fornecedores/Técnicos/Transportadoras/Vendedores... 5 Produtos...... 6 Serviços...... 6 Outros...... 6 Vendas... 7 Notas Fiscais... 7 Estoque...8 Financeiro......

Leia mais

MANUAL DO USUARIO SISTEMA TOTEM MODULO DE ESTOQUE

MANUAL DO USUARIO SISTEMA TOTEM MODULO DE ESTOQUE C o n t r o l e E m p r e s a r i a l MANUAL DO USUARIO SISTEMA TOTEM MODULO DE ESTOQUE s i s t e m a s SUMÁRIO INTRODUÇÃO CONCEITOS... 3 ENTRADA DIRETA DE PRODUTOS... 3 INCLUSÃO DE FORNECEDORES E CLIENTES...

Leia mais

Manual Sistema Curumim. Índice

Manual Sistema Curumim. Índice Versão 1.0 Índice 1. Instalação do Sistema... 3 2. Botões e Legenda... 4 3. Login do Sistema... 5 4. Tela Principal... 6 5. Dados Cadastrais da Empresa... 7 6. Aluno Cadastro... 8 7. Aluno - Cadastro de

Leia mais

ÍNDICE. ISS Online. Guia do Usuário ÍNDICE

ÍNDICE. ISS Online. Guia do Usuário ÍNDICE Guia do Usuário ÍNDICE ÍNDICE Setembro /2009 www.4rsistemas.com.br 15 3262 8444 IDENTIFICAÇÃO E SENHA... 3 Sou localizado no município... 4 Não sou localizado no município... 4 ACESSO AO SISTEMA... 5 Tela

Leia mais

Fazer um cálculo no produto RD Equipamentos e Agronegócio.

Fazer um cálculo no produto RD Equipamentos e Agronegócio. Fazer um cálculo no produto RD Equipamentos e Agronegócio. 1) Logar no Kit Médias Empresas Clicar no ícone Tókio Marine Empresarial, que abrirá a tela de login, veja abaixo. Caso seja o primeiro acesso

Leia mais

e-fornecedores Nova Versão Cartilha do Fornecedor

e-fornecedores Nova Versão Cartilha do Fornecedor e-fornecedores Nova Versão Cartilha do Fornecedor Destinada aos Fornecedores das empresas: Outubro/2010 Nova Estrutura de Telas O portal e-fornecedores conta com nova interface, que facilita a forma de

Leia mais

Manual Do Usuário ClinicaBR

Manual Do Usuário ClinicaBR Manual Do Usuário ClinicaBR SUMÁRIO 1 Introdução... 01 2 ClinicaBR... 01 3 Como se cadastrar... 01 4 Versão experimental... 02 5 Requisitos mínimos p/ utilização... 03 6 Perfis de acesso... 03 6.1 Usuário

Leia mais

Sistema de Devolução Web

Sistema de Devolução Web Manual Sistema de Devolução Web Usuário Cliente ÍNDICE Sumário 1. Prazos...3 2. Solicitação de Devolução... 4 3. Autorização de Devolução... 4 4. Coleta de Mercadoria... 4 5. Acompanhamento da Devolução...

Leia mais

Guia Rápido para Acesso, Preenchimento e Envio Formulário de Cadastro da Empresa e Formulário de Projeto

Guia Rápido para Acesso, Preenchimento e Envio Formulário de Cadastro da Empresa e Formulário de Projeto EDITAL DE SELEÇÃO PÚBLICA MCTI/AEB/FINEP/FNDCT Subvenção Econômica à Inovação Transferência de Tecnologia do SGDC 01/2015 Transferência de Tecnologia Espacial no Âmbito do Decreto nº 7.769 de 28/06/2012

Leia mais

MANUAL DO SISTEMA. Versão 6.07

MANUAL DO SISTEMA. Versão 6.07 MANUAL DO SISTEMA Versão 6.07 Movimentações... 4 Movimentações de Caixa... 4 Entradas... 6 Recebimento em Dinheiro... 8 Recebimento em Cheque... 8 Troco... 15 Saídas... 17 Movimentações de Banco... 22

Leia mais

MANUAL OPERACIONAL DO SISTEMA ESTADUAL DE CONTROLE DE PESCA

MANUAL OPERACIONAL DO SISTEMA ESTADUAL DE CONTROLE DE PESCA SISTEMA IMASUL DE REGISTROS E INFORMAÇÕES ESTRATÉGICAS DO MEIO AMBIENTE MANUAL OPERACIONAL DO SISTEMA ESTADUAL DE CONTROLE DE PESCA Manual Operacional para uso exclusivo do módulo do Sistema Estadual de

Leia mais

Portal Contador Parceiro

Portal Contador Parceiro Portal Contador Parceiro Manual do Usuário Produzido por: Informática Educativa 1. Portal Contador Parceiro... 03 2. Acesso ao Portal... 04 3. Profissionais...11 4. Restrito...16 4.1 Perfil... 18 4.2 Artigos...

Leia mais

MATRÍCULAS ABERTAS PARA

MATRÍCULAS ABERTAS PARA Olá, você acessou o Manual para Inscrição de Matrículas de Alunos Novos do Colégio Medianeira. Leia atentamente as orientações abaixo. Elas vão facilitar o correto preenchimento de seu Cadastro que é OBRIGATÓRIO

Leia mais

SIGECORS. Sistema de Gerenciamento de Resíduos Sólidos Industriais

SIGECORS. Sistema de Gerenciamento de Resíduos Sólidos Industriais SIGECORS Sistema de Gerenciamento de Resíduos Sólidos Industriais Outubro 2008 Índice 1. Registrando Usuários 2. Acesso ao Sistema 3. Logar no Sistema 4. Esquecimento de Senha 5. Alteração de Senha 6.

Leia mais

Sistematic Tecnologia e Sistemas de Informação LTDA

Sistematic Tecnologia e Sistemas de Informação LTDA Manual do Usuário SisCommercePDV NFC-e Sistematic Tecnologia e Sistemas de Informação LTDA MANUAL DO USUÁRIO SisCommercePDV Emissor de Nota Fiscal do Consumidor Eletrônica (NFC-e) *Manual em desenvolvimento

Leia mais

Sistema para Administração de Condomínio www.condominiomais.com.br SUMÁRIO

Sistema para Administração de Condomínio www.condominiomais.com.br SUMÁRIO SUMÁRIO I. MENU... 2 II. CONSULTA / ALTERAÇÃO / ESTORNO... 4 III. MENSAGEM... 5 IV. MOVIMENTAÇÃO FINANCEIRA... 6 CONSULTA... 6 LANÇAMENTO... 7 V. BOLETO... 8 VI. RELATÓRIO... 10 VII. RESERVA... 11 VIII.

Leia mais

WebEDI - Tumelero Manual de Utilização

WebEDI - Tumelero Manual de Utilização WebEDI - Tumelero Manual de Utilização Pedidos de Compra Notas Fiscais Relação de Produtos 1. INTRODUÇÃO Esse documento descreve o novo processo de comunicação e troca de arquivos entre a TUMELERO e seus

Leia mais

e-nota MDF-e Manifesto de Documento Fiscal eletrônico

e-nota MDF-e Manifesto de Documento Fiscal eletrônico Página1 e-nota MDF-e Manifesto de Documento Fiscal eletrônico Manual do Usuário Produzido por: Informática Educativa Página2 Índice 1. O que é MDF-e?... 03 2. Safeweb e-nota MDF-e... 04 3. Acesso e-nota

Leia mais

Tutorial contas a pagar

Tutorial contas a pagar Tutorial contas a pagar Conteúdo 1. Cadastro de contas contábeis... 2 2. Cadastro de conta corrente... 4 3. Cadastro de fornecedores... 5 4. Efetuar lançamento de Contas à pagar... 6 5. Pesquisar Lançamento...

Leia mais

Índice 1. APRESENTAÇÃO... 1 2. CADASTRO DA EMPRESA... 8 3. CONTROLE DE PERMISSÕES... 14 4. CONFIGURAÇÕES DA EMPRESA... 19 5. CND...

Índice 1. APRESENTAÇÃO... 1 2. CADASTRO DA EMPRESA... 8 3. CONTROLE DE PERMISSÕES... 14 4. CONFIGURAÇÕES DA EMPRESA... 19 5. CND... Sage CND Índice 1. APRESENTAÇÃO... 1 1.1. Primeiro Acesso... 2 1.2. Conhecendo a Plataforma Sage... 4 1.2.1. Seleção de Empresa de Trabalho... 4 1.2.2. Sair do sistema/minhas Configurações... 5 1.2.3.

Leia mais

ÍNDICE. Operações com o Cartão Ticket Car...

ÍNDICE. Operações com o Cartão Ticket Car... ÍNDICE Operações com o Cartão Ticket Car... POS Ticket Car :... Funções... Mensagens... Terminal TEF: Ticket Car Novo... Funções... Mensagens... Transação de Venda Manual... Procedimento... Obter boleto...

Leia mais

Manual do Sistema de Cadastro de Cultivares Locais, Tradicionais e Crioulas

Manual do Sistema de Cadastro de Cultivares Locais, Tradicionais e Crioulas Ministério do Desenvolvimento Agrário Secretaria da Agricultura Familiar Departamento de Financiamento e Proteção da Produção Seguro da Agricultura Familiar Manual do Sistema de Cadastro de Cultivares

Leia mais

Manual Prático do Usuário

Manual Prático do Usuário Página 12 Saiba mais Em quanto tempo seu cliente recebe o produto Como é emitida a Nota fiscal e recolhido os impostos Pergunte ao Suporte Todos os pedidos serão enviados em até 24 horas úteis, após a

Leia mais

Manual de Utilização Portal de Serviços do Inmetro nos Estados - PSIE

Manual de Utilização Portal de Serviços do Inmetro nos Estados - PSIE Manual de Utilização Portal de Serviços do Inmetro nos Estados - PSIE Sumário PRESTAÇÃO DE CONTAS DE ETIQUETAS DE REPARO...3 Figura 1.0...3 Figura 2.0...4 Figura 3.0...5 Figura 4.0...5 1. Proprietário

Leia mais

Conhecimento de Transporte

Conhecimento de Transporte Página1 Conhecimento de Transporte No menu de navegação, este item é a opção para emissão e administração dos Conhecimentos de Transporte do sistema. Para acessar, posicione o mouse no local correspondente

Leia mais

SuperStore. Sistema para Automação de Óticas. MANUAL DO USUÁRIO (Módulo Estoque)

SuperStore. Sistema para Automação de Óticas. MANUAL DO USUÁRIO (Módulo Estoque) SuperStore Sistema para Automação de Óticas MANUAL DO USUÁRIO (Módulo Estoque) Contato: (34) 9974-7848 http://www.superstoreudi.com.br superstoreudi@superstoreudi.com.br SUMÁRIO 1 ACERTO DE ESTOQUE...

Leia mais

FUNDAÇÃO MUNICIPAL DE ENSINO DE PIRACICABA Centro de Pós-Graduação

FUNDAÇÃO MUNICIPAL DE ENSINO DE PIRACICABA Centro de Pós-Graduação MANUAL DE INSCRIÇÃO Nesta primeira tela observar a inscrição referente ao CPG, que é o no primeiro quadro com descrição Abertos. Neste link é possível baixar o edital de inscrição antes de realiza-la.

Leia mais

DRIVE CONTÁBIL NASAJON

DRIVE CONTÁBIL NASAJON DRIVE CONTÁBIL NASAJON Módulo Gestão de Documentos Versão 1.0 Manual do Usuário 1 Sumário Os Módulos do Gerenciador de NFe: Informações Básicas Primeiro Acesso: Requisitos Acesso ao Drive Contábil Nasajon

Leia mais

Processo Digital Gerir Combustível Manual do Usuário

Processo Digital Gerir Combustível Manual do Usuário Governo do Estado do Rio de Janeiro Secretaria de Estado da Casa Civil Subsecretaria de Gestão Superintendência de Gestão do Processo Digital Processo Digital Gerir Combustível Manual do Usuário Histórico

Leia mais

PRONIM ED - EDUCAÇÃO Financeiro

PRONIM ED - EDUCAÇÃO Financeiro PRONIM ED - EDUCAÇÃO Financeiro SUMÁRIO 1. FINANCEIRO... 5 1.1. ED - SECRETARIA... 5 1.2. ED - ESCOLA... 5 1.3. USUÁRIOS POR ENTIDADE NO ED SECRETARIA E ESCOLA... 6 2. FINANCEIRO - SECRETARIA... 7 2.1.

Leia mais

Portal Acadêmico Manual Técnico Renovação de Matrícula 2015/1

Portal Acadêmico Manual Técnico Renovação de Matrícula 2015/1 A rematrícula poderá ser feita acessando o site da Multivix e clicando no link Portal Acadêmico, ou digitando diretamente no seu navegador o endereço http://portal.. Na tela de login, entre com seus dados

Leia mais

MANUAL DO PRESTADOR UPLOAD DE ARQUIVO TISS

MANUAL DO PRESTADOR UPLOAD DE ARQUIVO TISS MANUAL DO PRESTADOR UPLOAD DE ARQUIVO TISS 1 Sumário Introdução... 3 Funcionalidades... 3 Requisitos Necessários... 3 Acesso ao Upload de Arquivo TISS... 3 Upload de Arquivo TISS... 5 Erros mais frequentes

Leia mais

Coordenadoria de Tecnologia da Informação e Comunicação. Documento Controlado Impresso em 09/08/2012 - Revisão 01 1/30

Coordenadoria de Tecnologia da Informação e Comunicação. Documento Controlado Impresso em 09/08/2012 - Revisão 01 1/30 2012 Manual do Sistema OS Coordenadoria de Tecnologia da Informação e Comunicação FUNDEPAG 21/03/2012 Documento Controlado Impresso em 09/08/2012 - Revisão 01 1/30 Sumário 1. Conceito do Software... 3

Leia mais

V.1.0 SIAPAS. Sistema Integrado de Administração ao Plano de Assistência à Saúde. Contas Médicas

V.1.0 SIAPAS. Sistema Integrado de Administração ao Plano de Assistência à Saúde. Contas Médicas 2014 V.1.0 SIAPAS Sistema Integrado de Administração ao Plano de Assistência à Saúde Contas Médicas SIAPAS Sistema Integrado de Administração ao Plano de Assistência à Saúde Módulos CONTAS MÉDICAS Capa

Leia mais

Manual Instrutivo Captura de Propostas CP Consignado

Manual Instrutivo Captura de Propostas CP Consignado Título da apresentação Manual Instrutivo Captura de Propostas CP Consignado Captura CP Consignado - Nova Captura CP Consignado - Nova O sistema deve ser acessado pelo site do PANCRED, segue abaixo o passo

Leia mais

Sistema de Protocolo. Manual do Usuário

Sistema de Protocolo. Manual do Usuário Sistema de Protocolo Manual do Usuário Atualizado em 05/06/2010 2 Apresentação Módulo Protocolo Está disponível de forma integrada com todos os órgãos para registrar e acompanhar, de modo atualizado e

Leia mais

TUTORIAL UTILIZAÇÃO DE FUNCIONALIDADES AUDITOR FISCAL

TUTORIAL UTILIZAÇÃO DE FUNCIONALIDADES AUDITOR FISCAL TUTORIAL UTILIZAÇÃO DE FUNCIONALIDADES AUDITOR FISCAL VERSÃO DO SISTEMA 3.0/2015 VERSÃO DO DOCUMENTO 1.0 Índice 1. OBJETIVO GERAL... 2 2. ACESSO AO SISTEMA AUDITOR FISCAL... 3 3. SISTEMA AUDITOR FISCAL

Leia mais

LINX POSTOS AUTOSYSTEM

LINX POSTOS AUTOSYSTEM LINX POSTOS AUTOSYSTEM Manual Borderô de Pagamento e Aprovação de Lançamentos Sumário 1 CONCEITO... 4 2 REQUISITOS... 4 3 CONFIGURAÇÕES... 4 3.1 Permissões de Acesso... 4 3.2 Cadastrar Fornecedor... 5

Leia mais

[SISTEMA DE SEGUROS MANUAL DO USUÁRIO]

[SISTEMA DE SEGUROS MANUAL DO USUÁRIO] Câmara de Dirigentes Lojistas [SISTEMA DE SEGUROS MANUAL DO USUÁRIO] Sumário 1. Controle de versão... 3 2. Objetivo... 4 3. Premissas... 4 4. Acesso ao Sistema de Seguros... 4 5. Página principal do sistema...

Leia mais

2. INSTALAÇÃO E CONFIGURAÇÃO

2. INSTALAÇÃO E CONFIGURAÇÃO INDICE 1. INTRODUÇÃO 2. INSTALAÇÃO E CONFIGURAÇÃO 2.1. COMPARTILHANDO O DIRETÓRIO DO APLICATIVO 3. INTERFACE DO APLICATIVO 3.1. ÁREA DO MENU 3.1.2. APLICANDO A CHAVE DE LICENÇA AO APLICATIVO 3.1.3 EFETUANDO

Leia mais

Portal dos Convênios SICONV. Execução Cotação Eletrônica de Preços. Entidades Privadas sem Fins Lucrativos. Manual do Usuário

Portal dos Convênios SICONV. Execução Cotação Eletrônica de Preços. Entidades Privadas sem Fins Lucrativos. Manual do Usuário MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE LOGÍSTICA E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DEPARTAMENTO DE LOGÍSTICA E SERVIÇOS GERAIS Portal dos Convênios SICONV Execução Cotação Eletrônica de Preços

Leia mais

Pagamentos MT-212-00137-6 Última Atualização 06/01/2015

Pagamentos MT-212-00137-6 Última Atualização 06/01/2015 Pagamentos MT-212-00137-6 Última Atualização 06/01/2015 I. Objetivos Após este módulo de capacitação você será capaz de: Carregar Documentos Fiscais Verificar o status de envio dos documentos fiscais Consultar

Leia mais

Sistema Integrado de Gerenciamento de Imposto Sobre Serviços.

Sistema Integrado de Gerenciamento de Imposto Sobre Serviços. Sistema Integrado de Gerenciamento de Imposto Sobre Serviços. 1 Apresentação: O Sistema Integrado de Gerenciamento de Imposto Sobre Serviços ou SIG-ISS é um sistema para gerenciamento do Imposto sobre

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO DA LEI DE INCENTIVO AO ESPORTE

MANUAL DO USUÁRIO DA LEI DE INCENTIVO AO ESPORTE MANUAL DO USUÁRIO DA LEI DE INCENTIVO AO ESPORTE Introdução: Esporte é saúde. As pessoas que praticam esporte vivem melhor e mais. Esporte previne e combate doenças do corpo e da mente, torna as pessoas

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES. Sistema Nota Fiscal Eletrônica. Sil Tecnologia LTDA

MANUAL DE INSTRUÇÕES. Sistema Nota Fiscal Eletrônica. Sil Tecnologia LTDA Sistema Nota Fiscal Eletrônica Sil Tecnologia LTDA SUMÁRIO INTRODUÇÃO 4 1. CONHECENDO OS COMANDOS DO SISTEMA 5 1.1 Tela Inicial do Sistema 5 1.2 Navegador de registros 6 1.3 Filtro de Registros 6 2. TELA

Leia mais

Manual de Treinamento. Site de Sistema de Gestão de Crédito Pessoal

Manual de Treinamento. Site de Sistema de Gestão de Crédito Pessoal Manual de Treinamento Site de Sistema de Gestão de Crédito Pessoal Sumário Introdução...3 Nova Proposta...9 Propostas Existentes...40 Configurações do Usuário...43 Histórico Consolidado do Cliente...47

Leia mais

e-nota C Consulta de Nota Fiscal eletrônica

e-nota C Consulta de Nota Fiscal eletrônica Página1 e-nota C Consulta de Nota Fiscal eletrônica Manual do Usuário Produzido por Informática Educativa Página2 Índice Nota Fiscal eletrônica... 03 Safeweb e-nota C... 04 Documentos eletrônicos... 08

Leia mais

Índice. Atualizado em: 01/04/2015 Página: 1

Índice. Atualizado em: 01/04/2015 Página: 1 MANUAL DO USUÁRIO Índice 1. Introdução... 3 2. Acesso ao Sistema... 4 2.1. Instalação... 4 2.1.1. Servidor - Computador Principal... 4 2.1.2. Estação - Computador na Rede... 6 2.1.3. Estação - Mapeamento

Leia mais

Manual do Usuário Sistema APR Web. Aprovação de Projeto Elétrico e Análise de Carga na Rede via Web

Manual do Usuário Sistema APR Web. Aprovação de Projeto Elétrico e Análise de Carga na Rede via Web Manual do Usuário Sistema APR Web Aprovação de Projeto Elétrico e Análise de Carga na Rede via Web Belo Horizonte Março de 2015 SUMÁRIO APR Web 1 Introdução... 5 2 Objetivo... 5 3 Acessar o sistema APR

Leia mais

NeXT ERP Manual do usuário. Resumo das principais funcionalidades. Dezembro/2009. NeXT Software

NeXT ERP Manual do usuário. Resumo das principais funcionalidades. Dezembro/2009. NeXT Software NeXT ERP Manual do usuário Resumo das principais funcionalidades Dezembro/2009 NeXT Software Página 1 de 33 Índice Iniciando NeXT ERP...3 Tela inicial...3 Interface padrão do NeXT ERP...3 Interface - Cadastro

Leia mais

Relatórios... 23 Documentos... 24 Simulador... 25 Quadrante 1... 28 Quadrante 2... 28 Quadrante 3... 28 Quadrante 4... 28 Alterar Senha...

Relatórios... 23 Documentos... 24 Simulador... 25 Quadrante 1... 28 Quadrante 2... 28 Quadrante 3... 28 Quadrante 4... 28 Alterar Senha... Sumário Objetivo... 3 Primeiro acesso (Cadastro de senha)... 4 Recuperação de senha... 5 Acessando a Área Restrita... 7 Sessão... 8 Painel do Participante... 8 Menu... 8 Atualizações... 9 Navegação e usabilidade...

Leia mais

Plano de Carreira Sistema de Apoio à Gestão de Planos de Carreira

Plano de Carreira Sistema de Apoio à Gestão de Planos de Carreira Plano de Carreira Sistema de Apoio à Gestão de Planos de Carreira Manual do Usuário Página1 Sumário 1 Configurações Recomendadas... 4 2 Objetivos... 4 3 Acesso ao Sistema... 5 3.1. Acessar 6 3.2. Primeiro

Leia mais

CPS FINANÇAS PESSOAIS MANUAL DO USUÁRIO

CPS FINANÇAS PESSOAIS MANUAL DO USUÁRIO APRESENTAÇÃO O CPS FINANÇAS PESSOAIS é um software desenvolvido para gerenciar a movimentação financeira de forma pessoal, rápida e simplificada fornecendo relatórios e demonstrativos. Este manual é parte

Leia mais

Ministério da Cultura

Ministério da Cultura Ministério da Cultura MANUAL DO PROPONENTE: PROPOSTAS VERSÃO 1.1 HISTÓRICO DE REVISÃO Data Versão Descrição Autor 10/11/2011 1.0 Criação do documento. Aline Oliveira - MINC 07/01/2013 1.1 Atualização do

Leia mais

Pagamento - Fornecedor

Pagamento - Fornecedor Pagamento - Fornecedor MT-212-00137 - 1 Última Atualização 30/08/2014 I. Objetivos Após este módulo de capacitação você será capaz de: Carregar Documentos Fiscais Verificar o status de envio dos documentos

Leia mais

SisLegis Sistema de Cadastro e Controle de Leis

SisLegis Sistema de Cadastro e Controle de Leis Sistema de Cadastro e Controle de Leis Desenvolvido por Fábrica de Software Coordenação de Tecnologia da Informação Pág 1/22 Módulo: 1 Responsável: Desenvolvimento Ti Data: 01/11/2012 Versão: 1.0 Empresa:

Leia mais

Despachante Express - Software para o despachante documentalista veicular DESPACHANTE EXPRESS MANUAL DO USUÁRIO VERSÃO 1.1

Despachante Express - Software para o despachante documentalista veicular DESPACHANTE EXPRESS MANUAL DO USUÁRIO VERSÃO 1.1 DESPACHANTE EXPRESS MANUAL DO USUÁRIO VERSÃO 1.1 1 Sumário 1 - Instalação Normal do Despachante Express... 3 2 - Instalação do Despachante Express em Rede... 5 3 - Registrando o Despachante Express...

Leia mais

Sistema de Controle de Processos ON-LINE-Versão 1.0 Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP) Unidade Municipal de Tecnologia da Informação (UMTI)

Sistema de Controle de Processos ON-LINE-Versão 1.0 Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP) Unidade Municipal de Tecnologia da Informação (UMTI) O SISTEMA DE CONTROLE DE PROCESSOS ON-LINE O Sistema de Controle de Processos ON-LINE é um Sistema de Protocolo desenvolvido pela da que tem como finalidade gerenciar os processos e solicitações de serviços

Leia mais

PORTAL SPA TISS. Manual do Credenciado. Manual do Credenciado para utilização do Portal SPA TISS do SPA Saúde.

PORTAL SPA TISS. Manual do Credenciado. Manual do Credenciado para utilização do Portal SPA TISS do SPA Saúde. PORTAL SPA TISS Manual do Credenciado Manual do Credenciado para utilização do Portal SPA TISS do SPA Saúde. Equipe de Treinamento de Desenvolvimento TIS SPA Saúde Sumário 1. Introdução... 3 2. Objetivo...

Leia mais

Sistema de de Bilhetagem Eletrônica MANUAL MÓDULO PDV

Sistema de de Bilhetagem Eletrônica MANUAL MÓDULO PDV Sistema de de Eletrônica SETRANSP DOTFLEX MANUAL MÓDULO PDV REGIÃO MANUAL METROPOLITANA MÓDULO PESSOA Revisão JURÍDICA 02 / Setembro SBE de 2008 - DOTFLEX Revisão 00 / Março de 2009 MANUAL MÓDULO EMPRESA

Leia mais

MANUAL VTWEB CLIENT URBANO

MANUAL VTWEB CLIENT URBANO MANUAL VTWEB CLIENT URBANO A marca do melhor atendimento. Conteúdo... 2 1. Descrição... 3 2. Cadastro no sistema... 3 2.1. Pessoa Jurídica... 3 2.2. Pessoa Física... 5 2.3. Concluir o cadastro... 6 3.

Leia mais

SicoobNet Empresarial. Manual do Usuário. Versão 1.0

SicoobNet Empresarial. Manual do Usuário. Versão 1.0 SicoobNet Empresarial Manual do Versão 1.0 Manual do Data: 04/0/2008 Histórico Data Versão Descrição Autor 04/0/2008 1.0 Criação do Manual Ileana Karla GECOQ Gerência de Controle e Qualidade Página: 2/122

Leia mais

LINX POSTOS AUTOSYSTEM

LINX POSTOS AUTOSYSTEM LINX POSTOS AUTOSYSTEM Manual Renegociação de Títulos e Apropriação de Juros Sumário 1 CONCEITO... 3 2 REQUISITOS... 3 3 CONFIGURAÇÕES... 3 3.1 Plano de Contas... 3 3.1.1 Transitória - Renegociação...

Leia mais

Manual Gerencial. Sumário DRE - O QUE É. Customizado. atalho no menu do ERP. Geral de Rotinas Comuns em Cadastros do manual para download

Manual Gerencial. Sumário DRE - O QUE É. Customizado. atalho no menu do ERP. Geral de Rotinas Comuns em Cadastros do manual para download MANUAL GERENCIAL Sumário DRE - O QUE É 3... 4 Abrindo o aplicativo... 6 Menu Customizado... 7 C olocando atalho no menu do ERP... 16 Cadastro de Demonstrativo... 22 Filtros de pesquisa... 25 Menu Geral

Leia mais

[PÚBLICA] Manual Operacional. Sistema GEUI Gestão de Usuários da Internet. Produto: Consignado

[PÚBLICA] Manual Operacional. Sistema GEUI Gestão de Usuários da Internet. Produto: Consignado 1 [PÚBLICA] Manual Operacional Sistema GEUI Gestão de Usuários da Internet Produto: Consignado ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO... 3 1.1. Objetivo do Manual... 3 1.2. Público Alvo... 3 1.3. Conteúdo do Manual... 3

Leia mais

Treinamento Módulo Contas a Pagar

Treinamento Módulo Contas a Pagar Contas a Pagar Todas as telas de cadastro também são telas de consultas futuras, portanto sempre que alterar alguma informação clique em Gravar ou pressione F2. Teclas de atalho: Tecla F2 Gravar Tecla

Leia mais

MANUAL DO GERENCIADOR ESCOLAR WEB

MANUAL DO GERENCIADOR ESCOLAR WEB CNS LEARNING MANUAL DO GERENCIADOR ESCOLAR WEB Versão Online 13 Índice ÍNDICE... 1 VISÃO GERAL... 2 CONCEITO E APRESENTAÇÃO VISUAL... 2 PRINCIPAIS MÓDULOS... 3 ESTRUTURAÇÃO... 3 CURSOS... 4 TURMAS... 4

Leia mais

ÍNDICE 1. LOGIN 1. LOGIN 03. 2. PEDIDO DE ATACADO 03 2.1. Produtos de Atacado 04 3. PEDIDO DE LABORATÓRIO 06 4. CONSULTA 10 5.

ÍNDICE 1. LOGIN 1. LOGIN 03. 2. PEDIDO DE ATACADO 03 2.1. Produtos de Atacado 04 3. PEDIDO DE LABORATÓRIO 06 4. CONSULTA 10 5. 1. LOGIN ÍNDICE 1. LOGIN 03 2. PEDIDO DE ATACADO 03 2.1. Produtos de Atacado 04 3. PEDIDO DE LABORATÓRIO 06 4. CONSULTA 10 5. FINANCEIRO 10 6. EXTRATO 11 7. USUÁRIO 11 MANUAL DE configuração e utilização

Leia mais

SIGA Saúde. Sistema Integrado de Gestão da Assistência à Saúde. Manual operacional. Módulo Agenda Agendamento Local

SIGA Saúde. Sistema Integrado de Gestão da Assistência à Saúde. Manual operacional. Módulo Agenda Agendamento Local SIGA Saúde Sistema Integrado de Gestão da Assistência à Saúde Manual operacional Módulo Agenda Agendamento Local Sumário Introdução... 3 Agendamento... 4 Pesquisa de vagas... 5 Perfil de Agenda... 6 Dados

Leia mais

Governo do Estado do Pará Secretaria de Estado da Fazenda

Governo do Estado do Pará Secretaria de Estado da Fazenda Manual do Usuário Sistema Notapará Programa Nota Fiscal Cidadã Objetivo: Estabelecer orientações aos usuários do sistema Notapará, tais como: usabilidade, funcionalidade e navegabilidade. Manual do Usuário

Leia mais

Portal Gestão de Recebimentos

Portal Gestão de Recebimentos Portal Gestão de Recebimentos Introdução O Portal Gestão de Recebimentos proporciona agilidade e rapidez na interação dos clientes HSBC com seus fornecedores. Permite a você consultar as operações liberadas

Leia mais

O sistema possui 5 módulos para registros:

O sistema possui 5 módulos para registros: ÍNDICE 1 DESCRIÇÃO...4 2 ACESSO...6 3 DADOS CADASTRAIS...7 3.1 ATUALIZAR CADASTRO...7 3.2 TROCAR SENHA...8 4 GRUPO DE USUÁRIO...9 4.1 INCLUIR...9 4.2 ATUALIZAR...9 5 FUNCIONÁRIOS...10 5.1 INCLUIR...10

Leia mais

KalumaFin. Manual do Usuário

KalumaFin. Manual do Usuário KalumaFin Manual do Usuário Sumário 1. DICIONÁRIO... 4 1.1 ÍCONES... Erro! Indicador não definido. 1.2 DEFINIÇÕES... 5 2. DESCRIÇÃO DO SISTEMA... 7 3. ACESSAR O SISTEMA... 8 4. PRINCIPAL... 9 4.1 MENU

Leia mais

MANUAL DO SISTEMA MEUSOFT MEI

MANUAL DO SISTEMA MEUSOFT MEI MANUAL DO SISTEMA MEUSOFT MEI www.meusoft.com.br Indice Item Descrição Pg 1. Objetivo e Principais Funcionalidades 3 2. Para acessar e instalar a aplicação 4 3. Conhecendo o MeuSoft MEI 6 3.0 Tela inicial

Leia mais

Objetivos. Página - 2

Objetivos. Página - 2 Índice Índice... 1 Objetivos... 2 Configurações... 3 Cadastro de Bancos... 3 Plano de Contas... 3 Conta Corrente... 4 Instruções Bancárias... 6 Portadores Bancários... 7 Cadastro de Clientes... 8 Boletos...

Leia mais

Manual de Digitação online de guia de SADT Desenvolvido por: Iuri Silva Setor: Inteligência Corporativa Unimed VR BEM VINDO AO SISTEMA VOXIS!

Manual de Digitação online de guia de SADT Desenvolvido por: Iuri Silva Setor: Inteligência Corporativa Unimed VR BEM VINDO AO SISTEMA VOXIS! BEM VINDO AO SISTEMA VOXIS! 1 Sumário 1. Introdução... 3 2. Acesso ao Sistema Voxis... 4 3. Digitação de guia de SP/SADT... 5 3.1 Guia em Construção... 10 3.2 Guia Registrada... 11 4. Encaminhar guias

Leia mais