Pró-Reitoria de Graduação. Trabalho de Conclusão de Curso. VENTOSATERAPIA NO TRATAMENTO DE ACNE VULGAR Ventosaterapia no tratamento de acne vulgar

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Pró-Reitoria de Graduação. Trabalho de Conclusão de Curso. VENTOSATERAPIA NO TRATAMENTO DE ACNE VULGAR Ventosaterapia no tratamento de acne vulgar"

Transcrição

1 Pró-Reitoria de Graduação Pró-Reitoria Curso de Biomedicina de Graduação Trabalho Curso de de Conclusão Biomedicina de Curso Trabalho de Conclusão de Curso VENTOSATERAPIA NO TRATAMENTO DE ACNE VULGAR Ventosaterapia no tratamento de acne vulgar Autor: Autora: Priscilla Ercília Ercília Queiroz Amaro Amaro Orientador: Misael Rabelo Orientador: Me. Misael Rabelo de Martins Custódio Brasília - - DF DF

2 PRISCILLA ERCÍLIA QUEIROZ AMARO VENTOSATERAPIA NO TRATAMENTO DE ACNE VULGAR Monografia apresentada ao curso de graduação em Biomedicina da Universidade Católica de Brasília como requisito parcial para obtenção do título de Bacharel em Biomedicina Orientador: Me. Misael Rabelo de Martins Custódio Brasília 2015

3 Monografia de autoria de Priscilla Ercília Queiroz Amaro, intitulado Ventosaterapia no tratamento de acne vulgar, apresentado como requisito parcial para a obtenção do grau de Bacharel em Biomedicina da Universidade Católica de Brasília, em vinte e nove de maio de dois mil e quinze, defendida e aprovada pela banca examinadora abaixo assinada: Prof. Me. Misael Rabelo de Martíns Custódio Orientador Curso de Biomedicina UCB Profa. Me. Patrícia de Sousa Kanno Curso de Nutrição Prof. Luís Gustavo Oliveira Curso de Biomedicina Brasília 2015

4 RESUMO AMARO, Priscilla Ercília Queiroz. Ventosaterapia no tratamento de acne vulgar folhas. Monografia (Biomedicina) Universidade Católica de Brasília, Brasília, Introdução: A acne é uma doença dos folículos pilossebáceos, que surge em decorrência de quatro processos: hiperprodução de sebo, hiperqueratinização folicular, colonização bacteriana e inflamação. Para o tratamento pode ser adotado a terapia farmacológica e/ou tratamento alternativo, que inclui a ventosaterapia. Esta última é uma técnica que utiliza a pressão negativa dentro de um recipiente que suga a pele e provoca hiperemia e hemorragia, o qual estimula o tecido local ou as terminações para a cura de patologias. Objetivos: Realizar uma revisão bibliográfica a respeito da acne e seu tratamento, correlacionado com a ventosaterapia. Materiais e Métodos: O presente trabalho baseou-se em uma pesquisa bibliográfica, na qual foi utilizada para a elaboração do mesmo, livros e artigos científicos. Foram selecionados 11 livros, divididos em livros de dermatologia e medicina estética e em livros que abordavam a Medicina Tradicional Chinesa. Também foi feita a busca de artigos científicos sobre o tema em questão nos seguintes bancos de dados: Scielo, PubMed e LILACS. Considerações Finais: A acne está diretamente relacionada ao fator calor, que quando presente nos órgãos, provoca estagnação do sangue e inflamação. A ventosaterapia possui a capacidade de expelir os fatores patogênicos e ainda tem a função de retirar os resíduos e toxinas presentes no organismo, desestagnar o sangue e o Qi, o que permite a diminuição da inflamação e resolução da acne. Palavras Chave: Acne. Tratamento alternativo. Ventosaterapia.

5 ABSTRAT AMARO, Priscilla Ercília Queiroz. Cupping therapy in the treatment of acne vulgaris pages. Monograph (Curse of Biomedicine) Catholic University of Brasilía, Brasília, Introduction: Acne is a disease of the pilosebaceous follicles, which arises as a result of four processes: sebum overproduction, follicular hyperkeratinization, bacterial colonization and inflammation. For the treatment could be adopted for pharmacological treatment and/or alternative treatment, which includes the cupping therapy. The latter is a technique that utilizes the negative pressure inside a container which sucks and causes skin redness and bleeding which stimulates local tissue or terminations for the cure of diseases. Objectives: To conduct a literature review about acne and its treatment, correlated with cupping therapy. Materials and Methods: This study was based on a literature search, which was used to prepare the same, books and scientific articles. We selected 11 books, divided into aesthetic dermatology and aesthetic medicine books and books that speak of traditional Chinese medicine. It was also made the search for scientific articles on the subject in question in the following databases: Scielo, PubMed and LILACS. Conclusion: Acne is directly related to the heat factor, which when present in organs, causing blood stasis and inflammation. The cupping therapy has the ability to excrete pathogenic factors, and also has the function of removing waste and toxins in the body, obstruct the blood and Qi, which allows the reduction of acne inflammation and resolution. Keywords: Acne. Alternative treatment. Cupping therapy.

6 LISTA DE SIGLAS Fu Vísceras Jing Essência Jinye- Líquidos orgânicos MTC Medicina Tradicional Chinesa P.acnes Propionibacterium acnes Qi Energia Xue Sangue Zang Orgãos

7 LISTA DE ILUSTRAÇÕES Figura 1: Esquema da busca de fontes Figura 2: Esquema busca Scielo Figura 3: Esquema busca Pubmed Figura 4: Esquema busca Lilacs Figura 5: Caracterização da acne pápulo- pustulosa Figura 6: Esquema da etiopatologia da Acne Figura 7: Ciclo de Geração e Dominância dos cinco elementos Figura 8: Ventosa de acrílico

8 LISTA DE QUADROS Quadro: Classificação dos Cinco elementos no corpo humano... 18

9 SUMÁRIO Introdução Objetivos Geral Específicos Materiais e Métodos Revisão de literatura Acne Conceito Etiopatogenia Tratamentos Convencional Tratamento Alternativo Ventosaterapia Conceito Efeito fisiológico Tratamento Considerações Finais Referencial Bibliográfico... 22

10 10 Introdução A acne vulgar, também conhecida como acne juvenil, é a dermatose mais frequente que acomete pessoas entre 11 e 30 anos. Acredita-se que cerca de 80%das pessoas incluídas nessa faixa etária são diagnosticadas por essa doença e quando considerar lesões de baixa intensidade, pode-se dizer que 100% dos jovens são afetados. (BERGLER-CZOP; BRZEZINSKA-WCISLO, 2013) Essa doença é classificada como crônica, pois apresenta curso prolongado, padrão de recidiva, manifesta-se com erupção aguda ou com início lento e apresenta repercussão físicas(montagner; COSTA, 2010)Pode afetar ambos os sexos, sendo mais precoce nas meninas aos 14 anos e mais intensa e grave nos meninos, aos 16 anos. (MENESES; BOUZAS, 2009)Na adolescência, o seu curso segue até a cura natural, porém não se deve abster do tratamento, pois além de evitar cicatrizes ou manchas, pode haver algumas mudanças anatômicas ou psíquicas, devido a grandes alterações hormonais. (MAIO, 2004) O tratamento da acne deve ser precoce e agressivo, afim de minimizar impactos físicos, tendo como consequência fatores emocionais e, é necessário sua manutenção para reduzir riscos de recidiva.(montagner; COSTA, 2010)Segundo Azulay(2008), a terapêutica deve ser múltipla, ou seja, deve se utilizar, simultaneamente, técnicas e medicamentos que atuem nas várias etapas da patogenia da doença e não apenas, por um medicamento local ou sistêmico. A abordagem clínica inicial do tratamento deve levar em consideração a gravidade das lesões, sendo necessária a classificação em leve, moderada ou grave, de acordo com a quantidade de lesões inflamatórias ou comedões. (COSTA, BAGATIN, 2013)A acne leve inclui pápulas ou pústulas e a ausência de nódulos, a moderada, abrange muitas pápulas e pústulas e alguns nódulos, já a grave, compreende numerosas pápulas e pústulas e muitos nódulos. (VAZ, 2003)A escolha do tratamento da primeira condição são os medicamentos tópicos, que tem demostrado eficácia quando utilizados sozinhos ou em associação com a terapia sistêmica. Na classificação moderada e grave são usados além dos tópicos, os antibióticos sistêmicos, que tem início de ação mais rápido que os tópicos e são tolerados igualmente. (COSTA, BAGATIN, 2013) Para o tratamento das cicatrizes, provocadas pela acne, e também da acne ativa pode ser empregado o tratamento cirúrgico como escolha terapêutica. Entretanto, as técnicas utilizadas vão depender da característica da lesão e se são adequadas ou não a es situação clínica. (SELORES, 2011). A grande dificuldade das técnicas tradicionais de tratamento é a diversidade de efeitos adverso que ela provoca, como por exemplo, irritação na pele, ressecamento de mucosas e até depressão. Por isso, pode ser utilizado ainda, técnicas alternativas ou complementares como a terapia estética, que visa o tratamento de cicatrizes e da pele acneica. Entre os procedimentos estão a limpeza de pele, peelings, microdermoabrasão, crioterapia, laserterapia e fototerapia. Além destes, existem procedimentos alternativos como as técnicas da Medicina Tradicional Chinesa, que incluem a ventosaterapia.

11 11 Objetivos Geral Realizar uma revisão bibliográfica sobre o tratamento da Acne com ventosaterapia Específicos Pesquisar artigos científicos em base de dados online e físico em bibliotecas públicas sobre acne e ventosaterapia. Selecionar os trabalhos que tenham relação direta com a temática do trabalho Realizar o fichamento da bibliografia selecionada. Realizar uma discussão sobre os efeitos da ventosaterapia no tratamento da acne. Materiais e Métodos O presente trabalho baseou-se em uma pesquisa bibliográfica, na qual foi utilizada para a elaboração do mesmo, livros e artigos científicos. A primeira etapa compreendeu a busca de fontes a serem usadas no trabalho. Foram selecionados 11 livros, divididos em livros de dermatologia e medicina estética e em livros que abordavam a Medicina Tradicional Chinesa. Estes foram publicados no período de 1985 a 2013, sendo os de Medicina Chinesa os mais antigos, por se tratar de uma temática milenar. Estes foram retirados dos acervos da biblioteca central da Universidade Católica de Brasília, exceto um, que é um material pessoal. Também foi adotada a busca de artigos científicos sobre o tema em questão nos seguintes bancos de dados: Scielo, PubMed e LILACS. Os artigos escolhidos foram publicados entre 2003 e 2013 e foram selecionados em três línguas: português, inglês e espanhol. As palavras chaves utilizadas na buscara foram: Acne, acne tratamento, ventosaterapia e acupuntura. Figura 1: Esquema da busca de fontes

12 Figura 2: Esquema busca do Scielo 12 Figura 3: Esquema busca do PubMed

13 13 Figura 4: Esquema busca do LILACS Durante a seleção das fontes, foram incluídas todas as fontes de que abordaram a temática acne vulgar e que envolveram etiopatogenia e tratamento e aqueles que trataram de Medicina Tradicional Chinesa e ventosaterapia. Foram excluídos aqueles que não atenderam a temática, que abordaram faixa etária diferente da implicada na acne vulgar e aqueles que apresentaram conteúdo repetido de outros artigos já selecionados. A segunda etapa envolveu a leitura e coleta de dados, na qual foi realizada uma leitura rápida de todo o material pré-selecionado, com exclusão de alguns artigos. A seguir, procedeu uma nova leitura, porém mais detalhada e foi feito um fichamento das principais informações extraídas. O motivo principal da seleção final dos dados está relacionado a abordagem do tema, onde foram escolhidos os artigos que apresentaram o tema de forma mais abrangente, fácil e específica. Revisão de literatura Acne Conceito A acne é uma das dermatoses mais comuns e surge em quase todos os jovens no período da puberdade, independente do sexo. É uma doença dos folículos pilossebáceos,

14 14 que são compostos por um pêlo fino e uma glândula sebácea hipertrofiada,(sampaio, 2001)e que estão localizados na face, tórax e dorso, onde são maiores e estão em grade número. (VAZ,2003) Segundo Azulay, (2008, p.468) A acne em toda a sua plenitude é uma erupção polimorfa caracterizada pela presença de comedões (cravos), pápulas, pústulas e lesões nodulocísticas, com grau variável de inflamação e cicatrizes. Essa patologia pode ser classificada como não-inflamatória, que inclui a acne comedoniana e inflamatória, correspondente as acne papulopustulosa, nodulocística, conglobata e fulminante. Na acne comedoniana há dois tipos de comedões, os pretos e os brancos, que são constituídos de sebo e queratina. Os comedões pretos são abertos, seus poros estão dilatados e possui cor escura, devido a concentração de melanina. Já os brancos, os poros são fechados, pequenos e praticamente invisíveis. A acne papulospustulosa é caracterizada pelas pústulas e pápulas que surgem a partir da inflamação dos comedões. (Fig.1) Os nódulos são correspondentes a nodulocística e decorrem de uma inflamação mais profunda. Na acne conglobata há grande quantidade de nódulos que formam abcessos e fistulas e entres esses abcessos surge lesões queloides. A fulminate é o tipo mais raro da doença, além do quadro apresentado na conglobata, também é caracterizada por febre, leucocitose e hemorragia e necrose das lesões. (AZULAY, 2008) Figura 5: Caracterização da acne pápulo- pustulosa Fonte: (CRIADO et al., 2010) Segundo Maio, a acne pode ser classificada clinicamente como grau I (acne comedogênica e não inflamatória), grau II (acne pápulo-pustulosa e inflamatória), grau III (acne nódulo-cística e inflamatória), grau IV (acne conglobata e inflamatória) e grau V (acne fulminante). (MAIO, 2004) Etiopatogenia A patogenia da acne está relacionada a quatro fatores: hiperprodução de sebo glandular, hiperqueratinização folicular, colonização bacteriana e liberação de mediadores da inflamação no folículo e derme adjacente.(costa, A. et al., 2008) A produção elevada do sebo glandular está associada ao efeito dos hormônios sobre a glândula sebácea, pois os andrógenos estimulam a glândula a produzir sebo através de sua interação com receptores celulares.(costa, A. et al., 2008)O principal andrógeno responsável pelo aumento da produção de sebo é a di-idrotestosterona, resultante da conversão de testosterona pela enzima 5-alfa-redutase. A comedogênese inicia-se com a hiperprodução de sebo e sua retenção pela glândula, que ocorre devido a obstrução do ducto pilossebáceo. A obstrução acontece por um processo anormal de queratinização, caracterizado por um aumento da

15 15 adesividade e do turnover das células foliculares epiteliais. (VAZ, 2003) Com essas alterações no infundíbulo folicular, inicialmente há a formação do comedão branco, que é invisível, mas palpável e com o decorrer do processo, vai se acumulando sebo e se forma o comedão preto, que possui poros abertos e concentração de melanina.(azulay et al., 2008; MAIO, 2004) O sebo produzido e retido é um meio facilitador para a multiplicação de vários microrganismos, entre eles a Propionibacterium acnes, uma bactéria anaeróbia, gram-positiva, pertencente ao gênero Corynebacterium e que faz parte da microbiota normal dos seres humanos. Essa bactéria produz lipases, as quais hidrolisam os triglicerídeos promovendo a liberação de ácidos graxos que irritam a parede folicular, o que promove uma hiperqueratose. Com a evolução do processo, a pressão dentro do folículo vai aumentando, provocando o seu rompimento e consequentemente a liberação de microrganismos e de ácidos graxos, que passam do lúmen glandular para a superfície cutânea. Devido a isso, ocorre uma reação inflamatória, que se inicia pela produção de fatores quimiotáticos, pela ativação do complemento e liberação de proteases dos leucócitos que ingerem a P.acnes. (Fig.2)(AZULAY et al., 2008; MAIO, 2004) Figura 6: Esquema da etiopatologia da Acne. Fonte: (GILABERTE CALZADA, 2009) Outros fatores importantes que influenciam a ocorrência de acne são: aspectos hereditários, emocionais, os androgênios, dieta, pressão ou fricção em excesso da pele, exposição a alguns químicos industriais, uso de cosméticos comedogênicos e medicamentos, como esteroides, anabolizantes, anticoncepcionais. Tratamentos Convencional O tratamento da acne tem como objetivo controlar os quatro fatores que constituem a sua patogenia, isto é, tem como objetivo diminuir a produção de sebo, corrigir a alteração da queratinização folicular, reduzir a população bacteriana, principalmente a P.acnes e produzir um efeito anti-inflamatório. Esse padrão de tratamento permite evitar recidivas, controlar todo tipo de acne e prevenir sequelas da doença.(figueiredo et al., 2011) A terapêutica farmacológica pode ser dividida em tópica e sistêmica. A primeira é comumente utilizada nas formas leves e moderadas da acne ou como associação da terapia sistêmica, nas formas graves da doença. Os medicamentos tópicos mais prescritos são: retinóides, antibióticos e peróxido de benzoílo. Os retinóides são considerados produtos de primeira linha no tratamento de

16 acne leve e moderada e são utilizados na terapia de manutenção para prevenir as recorrências. O mecanismo de ação dessa classe farmacológica consiste em normalizar a descamação alterada do epitélio infundibular e, consequentemente, inibir a comedogênese. Assim, diminuindo a formação de novos microcomedões observa-se a redução da quantidade de comedões maduros e por consequência de lesões inflamatórias. Outra ação dessa classe farmacológica é a facilitação da penetração de compostos como peróxido de benzoílo e antibióticos tópicos, pois alteram o folículo. (FIGUEIREDO et al., 2011; MONTAGNER; COSTA, 2010) Os antibióticos tópicos utilizados com maior frequência são a eritromicina e a clindamicina. Esses como também outros, tem ação tanto na colonização por P.acnescomo na inflamação. Quando atuam na colonização, eles inibem o crescimento e a atividade da bactéria nos folículos pilossebáceos e nos microcomedões, ou seja, esses antibióticos agem como bactericidas e bacteriostáticos nesses locais. Quando possuem efeito anti-inflamatório, eles agem diminuindo a quimiotaxia dos neutrófilos, a produção de citocinas e de ácidos gordos livres no infundíbulo piloso, impedindo a sintetase do óxido nítrico e aumentando a produção de prostaglandinas e de superóxido dismutase. (FIGUEIREDO et al., 2011; VAZ, 2003)O peróxido de benzoílo é um antibacteriano que age reduzindo a população bacteriana, a hidrólise de triglicerídeos e tem ação comedolítica. Esse fármaco libera radicais livres de oxigênio que oxidam as proteínas bacterianas o que leva ao decréscimo da população bacteriana e, consequentemente, a redução da produção de ácidos gordos livres e de fatores quimiotáticos. (VAZ, 2003) O tratamento sistêmico é a escolha para casos moderados e graves de acne, porém podem ser utilizados na acne leve a moderada quando não há resposta da terapia tópica. Os medicamentos usados são antibióticos que atuam na redução da colonização bacteriana e na inflamação dos folículos. Não existe evidências que demostrem qual antibiótico tem maior poder de eficácia, porém a preferência é pelas tetraciclinas, que possui vantagens como eficiência, segurança e resistência microbiana. Os macrolídeos, como a eritromicina, azitromicina ecleritromicina tem uma efetividade mais limitada devido a frequência de estirpes resistentes de P.acnese as quinolonas, o cotrimoxazol e o trimetroprimsão considerados fármacos de 3ª linha. (COSTA, C. S.; BAGATIN, 2013; FIGUEIREDO et al., 2011) Além dessa classe farmacológica, também é empregado no tratamento sistêmico a isotretinoína, um retinóide derivado da vitamina A que afeta todos os fatores relacionados a etiopatogenia da acne. Ele provoca uma involução das glândulas sebáceas com diminuição do sebo, reverte a hiperqueratose de retenção, diminui a população de P.acnes e reduz de forma direta a inflamação. (VAZ, 2003) A terapêutica hormonal pode ser utilizada em mulheres com acne inflamatória, associadas ou não com irregularidade do ciclo menstrual ou hirsutismo. O tratamento hormonal sistêmico pode ser feito por estrogénios, que estão presentes nos contraceptivos orais e agem na redução da secreção de hormônios pelos ovários; pelos glicocorticoides, indicado principalmente, no tratamento de primeira linha da acne com componente inflamatório e agem inibindo os androgénios suprarrenais; e os antiandrogénios, que atuam a nível periférico bloqueando competitivamente os receptores para DHEAS nas glândulas sebáceas. Portanto, o mecanismo de ação desses medicamentos inclui a redução da síntese de andrógenos e no aumento de seus carreadores na corrente sanguínea, que provoca a diminuição da fração livre biologicamente ativa. (VAZ, 2003; LOURENÇO, 2011) Procedimentos ditos de consultórios também são usados como opção de tratamento, dentre eles estão a extração de comedões, ou também conhecida como limpeza de pele, que baseia-se na remoção dos comedões abertos e fechados, a 16

17 17 microdermabrasão, onde se realiza na pele uma abrasão mecânica com jatos de cristais, a crioterapia, que utiliza gás carbônico e nitrogênio líquido em lesões localizadas e os peelings, usados para reduzir manchas e cicatrizes. (MAIO, 2004) Existem ainda, outras opções para o tratamento da acne, como depurativos, sabonetes, loções, dieta, máscaras caseiras e técnicas da Medicina Tradicional Chinesa. Tratamento Alternativo A Medicina Tradicional Chinesa é baseada no princípio de que a estrutura básica do ser humano é a mesma do universo. Assim, todos os fenômenos da natureza são classificados em dois polos opostos: Yin e Yang. O polo Yang representa característica como calor, claridade, superfície, peso, força, homem, sol, dia. Enquanto o Yin apresenta características opostas ao Yang, como frio, noite, fraqueza, mulher e outros. O corpo humano possui cinco órgãos (Zang) que são de natureza Yin e que tem constituição mais fraca, sendo assim necessário vertebras e costelas para sua proteção. São eles: coração, pulmão, rim e baço-pâncreas. As vísceras (Fu), como o estômago, bexiga, intestino grosso, intestino delgado, vesícula biliar e útero possui constituição mais forte, portanto necessitam de menos proteção e pertencem ao Yang. Quando o Yin e Yan está em equilíbrio pode-se dizer que a condição é de normalidade, o indivíduo está saudável e quando eles estão em desequilíbrio, ou seja, há depleção ou excesso dos elementos Yin e Yang, a condição é anormal e isso provocará o surgimento de uma doença ou distúrbio. Portanto o tratamento de doenças deve levar em consideração a restauração de equilíbrio entre esses dois polos. (WEN, 1985) A MTC também se baseia na teoria dos cinco elementos, onde os fenômenos dos tecidos e órgãos, da fisiologia e da patologia estão classificados e são interpretados pela inter-relação desses elementos. A Madeira, o Fogo, a Terra, o Metal e a Água correspondem aos cinco elementos básicos da natureza. Há a relação de geração e inibição desses cinco elementos, ou também chamado de ciclo de produção e dominação. A relação de geração envolve o processo de produzir, crescer e promover. Antigamente, esse processo era chamado de relação Mãe-Filho, onde Mãe é o elemento que produz o outro elemento em questão, isto é o Filho. Seguindo a ordem, a Madeira gera o Fogo, que produz a Terra, a Terra gera o Metal que produz a Água e a Água gera a Madeira. (Fig.3) A relação de inibição envolve combate, restrição e controle. Nessa relação a ordem é que a Madeira inibe a Terra, que inibe a Água, a Água inibe o Fogo, que inibe o Metal e o Metal inibe a Madeira. Há ainda, uma relação de contra-inibição ou contra-dominação, onde a Madeira inibe o Metal, o Metal inibe o Fogo, o Fogo inibe a Água, a Água inibe a Terra e a Terra inibe a Madeira. A MTC aplica essa teoria nos diversos sistemas do organismo, classificando os órgãos e vísceras do corpo humano de acordo com os cinco elementos. (Quadro 1) Um exemplo dessa correlação é, se o Coração está enfraquecido, deve-se fortifica-lo através da sua Mãe, ou seja, do Fígado, se ele está com energia excessiva, deve-se diminuir sua energia ou a do Baço-pâncreas, seu Filho. (WEN, 1985) Os órgãos e vísceras (Zang Fu), se relacionam entre si, adquirindo uma interdependência e possuem como uma das funções assegurar a produção, manutenção, abastecimento, transformação e movimento das substâncias vitais o Jing (essência), o Qi (energia), o Xue (sangue) e o Jinye (líquidos orgânicos). O Qi corresponde a todas as funções da energia corporal, ele produz o sangue, ele faz circular o sangue e ele segura o sangue nos vasos sanguíneos. O Xue é constituído de fluido corporal, da essência da medula óssea e realiza a nutrição, a defesa e a promoção do crescimento das células, a hidratação e a prevenção de tumores. Jing é a energia ancestral, que representa a expressão dos genes, está localizada no Rim, que a distribui para os órgãos e tecidos

18 18 para que tenham vitalidade. O Jinye são os líquidos compostos por água e outras substâncias produzido pelo baço-pâncreas, na MTC é o liquido extracelular na Medicina Ocidental. (CHONGHUO, 1993; VECTORE, 2005) Figura 7: Ciclo de Geração e Dominância dos cinco elementos. Fonte: (WEN, 1985) As alterações patológicas vêm de um desequilíbrio entre o Yin e o Yang, que resulta em disfunções dos órgãos e vísceras (Zang Fu) e desordens funcionais de Energia (Qi) e de sangue (Xue). Para a prevenção e tratamento das energias circulantes do corpo são utilizadas várias técnicas da Medicina Tradicional Chinesa, dentre elas a ventosaterapia. (VECTORE, 2005) Quadro 1: Classificação dos Cinco elementos no corpo humano Fonte: (WEN, 1985)

19 19 Ventosaterapia Conceito A ventosaterapia é uma técnica de tratamento milenar usado por chineses e egípcios, que foi sendo aperfeiçoada por médicos da Medicina Tradicional Chinesa. O primeiro instrumento de ventosaterapia era chifres ocos e são utilizados até os dias de hoje, na prática médica rural. Depois, surgiu vários tipos de ventosas como as de vidro, bambu e plástico. As ventosas são usadas juntamente com uma pressão negativa sobre a pele, onde ocorre o aumento da oxigenação dos tecidos e a ativação da circulação. (BORGES, 2006) Segundo Wen, a ventosaterapia é um método que utiliza a pressão negativa dentro de um recipiente que suga a pele e provoca hiperemia e hemorragia, estimulando o tecido local ou as terminações para a cura de patologias. (Fig.4)(WEN, 1985) Figura 8: Ventosa de acrílico. Efeito fisiológico Fonte: Nosso corpo possui uma sistema circulatório formado por vasos sanguíneos e pelo coração, no qual é responsável por transportar substancias essenciais a diversos tecidos por todo o corpo, retirar os produtos tóxicos resultantes do metabolismo, conduzir hormônios, anticorpos e células que atuam na resposta imune, ajudar no processo de cicatrização, auxiliar na manutenção do equilíbrio ácido/básico e osmótico dos fluidos corporais e ainda, distribuir calor para manutenção da temperatura corporal.(levy et al., 2006) O sangue é uma suspensão de células (hemácias, leucócitos e plaquetas) em um liquido complexo, denominado plasma, constituído por 90% de água e outros 10% de gases, alimentos, proteínas, sais, anticorpos, hormônios, e matérias tóxicas. É nesse plasma que se efetua todo o metabolismo sanguíneo. O sangue está intimamente ligado a saúde, se algo afeta o sangue de modo terapêutico ou de modo ruim, consequentemente irá provocar um efeito curativo ou destrutivo na saúde. Então, para haver saúde o sangue deve estar bioquimicamente equilibrado e portanto com o ph

20 20 sanguíneo entre 7,2 e 7,4. Pode-se dizer que o sangue limpo possui ph neutro, enquanto o sangue sujo possui ph ácido. O equilíbrio do ph é feito, geralmente, pelos rins e pulmões que excretam os ácidos formados nos processos metabólicos. Esse mecanismo de equilíbrio ácido base do corpo existe para que o corpo seja capaz de curar as doenças por si mesmo.(borges, 2006; CUNHA, 1996) A ventosaterapia atua, principalmente, na limpeza do sangue, onde se elimina gases estagnados pelas trocas gasosas e, consequentemente, mantém o equilíbrio ácido básico do sangue. Essa fisiologia de troca gasosa feita pela ventosa é semelhante a feita pelos pulmões, onde, pela diferença de pressão há a entrada de oxigênio, que é distribuído por todo o organismo, e a remoção do gás carbônico, com consequente elevação do ph e limpeza do sangue. A pele possui 1000 bares de pressão isométrica, quando aplicamos a ventosa na superfície cutânea ocorre a mudança do valor dessa pressão e essa diferença possibilita a eliminação de gases estagnados e toxinas, pois os gases migram para onde a pressão é menor. A excreção desses gases e toxinas é feita pelas glândulas sudoríparas e sebáceas, que conseguem elimina-las pelo suor, quando possuem ph de 4,5 a 6,5. (BORGES, 2006; CUNHA, 1996) Tendo a principal função de limpar o sangue, a ventosa é capaz de aumentar a resistência do corpo ás doenças, desintoxicar os tecidos, promover uma purificação e melhor respiração da pele, melhora a qualidade da circulação sanguínea, tornando assim, os vasos mais flexíveis e ocasionando na limpeza dos tecidos abaixo da pele. Também ajuda na remoção de nódulos gordurosos localizados, que formam as celulites e interfere no fluxo sanguíneo, na eliminação de radicais livres, na retirada do colesterol e regulam a função nervosa quando se aplicados nos pontos dos 14 meridianos. (CUNHA, 1996) Quando se aplica a ventosa, o vácuo formado engole a pele provocando a dilatação das arteríolas e veias e o extravasamento do sangue para a periferia da pele com mais intensidade, o que pode formar uma mancha vermelha e arroxeada e um edema, devido a passagem de proteínas e outras moléculas até os capilares dos tecidos celulares, com consequente aumento da pressão osmótica e da água que vão para o tecido subcutâneo. A reação da pele, depois de submetida a pressão negativa oferecida pelo vácuo, serve para o diagnóstico de várias doenças, portanto se as manchas causadas forem arroxeadas ou mais escuras pode indicar uma intoxicação do sangue, ou seja, o sangue está sujo e se forem mais claras sugerem um sangue mais limpo e uma estado mais saudável.(borges, 2006; CUNHA, 1996) Tratamento Para a Medicina Tradicional Chinesa, as doenças estão relacionadas a disfunção dos órgãos internos, porém se manifestam na superfície do corpo. No caso da acne, essa desordem funcional ocorre principalmente no pulmão, baço, estômago e coração, que juntamente com a instalação de fatores patogênicos internos e externos, como umidade e calor, podem ocasionar o surgimento do quadro de lesões na pele. (MACIOCIA, 2006) Uma das funções do pulmão é nutrir e umedecer a pele através dos fluidos corpóreos fornecido pelo baço. Quando isso ocorre normalmente, a pele e os pêlos estarão saudáveis e a abertura e o fechamento dos poros, como também a sudorese estarão normais. Além disso, o pulmão está diretamente ligado ao Qi defensivo. Portanto, quando o Qi do pulmão está forte, o Qi defensivo também estará, e será capaz de impedir a instalação de fatores patogênicos externos. No momento em que, estes se encontram enfraquecidos, os poros ficaram abertos e ocorrerá sudorese espontânea, o

21 21 que permite o ataque de fatores externos. Por outro lado, o pulmão está relacionado ao sangue por dois motivos. Primeiro, o pulmão juntamente com o baço, auxiliam na produção do sangue, enviando-o ao coração onde é transformado. Depois, o Qi do pulmão permite a difusão do sangue por todo o corpo. O baço, juntamente com o estômago tem função de receber os alimentos provenientes da dieta, de transforma-los em Qi e realizar seu transporte. E esse Qi é a base da produção do sangue (Xue). O Qi desse órgão permite que o sangue fique contido nos vasos e não haja extravasamento. Quando o baço é impedido de realizar sua função, ocorre a formação de umidade interna, que se acumulado transforma-se em calor e provoca o surgimento de pápulas vermelhas. A umidade e o calor também estão relacionados a dieta do indivíduo, pois quando, por exemplo, rica em gordura, açúcar, pimenta, provoca o acumulo desses fatores, que se movem para a pele e levam a formação das lesões típicas da acne. O coração é responsável por governar o sangue, pois é lá, que ocorre a transformação do Qi do alimento em Xue e por ser o principal órgão a promover a circulação sanguínea. Se há disfunção do coração, a circulação do sangue estará prejudicada e ocorrerá a estase do sangue, que pode estar relacionada as lesões mais graves da acne. (ATEROCHE; NAVAILH, 1992; MACIOCIA, 2006) A ventosaterapia age na eliminação de fatores patogênicos tanto internos como externos e, principalmente, na estimulação do Qi e do sangue que possam estar estagnados. A aplicação da ventosa provoca uma congestão local, resultante da diferença de pressão produzida pelo vácuo. Como consequência, terá a limpeza do sangue devido a eliminação de toxinas e gazes estagnado e a expansão dos vasos, que resulta na desobstrução, e consequente melhoria da circulação estagnada. O tratamento pode ser associado a sangria, uma técnica que baseia-se em pequenas perfurações na pele com o objetivo de estimular o fluxo energético e drenar estagnações com maior rapidez. Após a eliminação do calor dos órgãos, da umidade-calor, do calor tóxico ou do calor tóxico com estase de sangue realizada pela ação das ventosas, os sinais de acne podem regredir e a como consequência a pele volta ao normal. (ATEROCHE; NAVAILH, 1992; MACIOCIA, 2006) Considerações Finais Diferente da medicina ocidental, o processo patológico para a Medicina Tradicional Chinesa é causado por doenças do corpo que influenciam a energia (Qi). (ESTRADA, et al., 2002) Segundo Ateroche e Navailh (1992), as transformações manifestadas no organismo, tal como a desarmonia do Qi e sangue, a entrada e desenvolvimento de fatores patogênicos externos que provocam alterações no Zang e Fu e a disfunção do Qi em seu movimento de subida e descida e entre o interior e o exterior, se deve ao desregramento do Yin e Yang. As pápulas e pústulas, características da acne, são ocasionadas pelo acúmulo do agente patogênico calor nos órgãos, e como este não pode ser expulso do organismo, ele agride o sangue e corrompe a carne, que produz pus. Esse fator patogênico é produzido quando há excesso do Yang no organismo, sua natureza é de se elevar e causar inflamações. (ATEROCHE; NAVAILH, 1992) Fornaziere (2013) concorda com os autores anteriores e afirma que o calor patogênico tende a se inflamar para cima e causar lesões na pele nas áreas do rosto, parte superior do tronco e nos membros superiores e que estas lesões tem a tendência de aparecer e desaparecer rapidamente.

22 Portanto, a acne está diretamente correlacionada ao fator calor, que quando presente no pulmão, baço, estômago, coração e sangue provoca múltiplas mudanças no organismo, que inclui a estagnação do sangue e inflamação. Essa dermatose também está relacionada com a disfunção dos órgãos internos, principalmente o pulmão, que é o órgão regulador da pele. Quando a função do pulmão está comprometida, leva a uma série de mudanças que repercutem na pele. Entre elas está o acumulo de resíduos do metabolismo da pele nos poros, que provoca o aparecimento das lesões da acne. A intensidade da doença e a resolução natural se deve a luta dos fatores patogênicos e o Qi do corpo. Assim, quando os dois possuem a mesma intensidade a doença estará estagnada, quando o agente patogênico é mais abundante, a doença será acentuada e no momento em que o Qi é mais vigoroso, a doença evolui rapidamente para a cura e o Yin e Yang é reestabelecido. (ATEROCHE; NAVAILH, 1992) Dessa forma, a intensidade da inflamação reflete a intensidade da luta entre o Qi do corpo e o fator patogênico calor. Por não serem expelidos pelo organismo, os fatores patogênicos causam uma série de consequência para os órgãos e para o sangue, portanto se faz necessário uma terapia que possa expulsa-lo do organismo. A ventosaterapia possui a capacidade de expeli-los e ainda tem a função de retirar os resíduos e toxinas presentes no organismo, promovendo a desestagnação do sangue e do Qi, o que permite a diminuição da inflamação e resolução da acne. Para a medicina ocidental, o sangue é um tecido fluido, composto por células que circulam em um meio liquido, conhecido como plasma. Possui múltiplas funções, dentre elas o transporte de oxigênio, defesa do corpo, regulação da temperatura corporal e remoção de produtos tóxicos provenientes do metabolismo. A medula óssea é o principal órgão responsável pela produção das células sanguíneas: hemácia, plaquetas e leucócitos. Para a medicina oriental, o sangue é conhecido como Xue, formado a partir da transformação da essência dos alimentos pelo baço e estômago. O Xue é governado pelo coração, armazenado pelo fígado e controlado pelo baço. Suas funções incluem: nutrir e umedecer os tecidos de todo o corpo e serve como suporte da atividade mental. Diferente da medicina ocidental, o sangue para a Medicina Chinesa é uma forma densa de Qi que flui para todo o corpo. Pensando nisso, quando o sangue está sujo, com mecanismo ácido base alterado, tende a provocar doenças, dentre elas, as de pele. Um mecanismo eficaz é a limpeza do sangue através de ventosas, que elimina gazes tóxicos e equilibra o ph sanguíneo. Um sangue limpo, equilibrado bioquimicamente permite a cura natural das doenças e garante saúde. Por outro lado, a Medicina Chinesa acredita que além da capacidade de limpeza sanguínea relacionada com a remoção de toxinas, a ventosaterapia é capaz de desestagnar o Qi e o Xue e eliminar fatores patogênicos. No presente momento, há vários estudos e artigos a respeito do tratamento de acne, porém estes dão enfoque a terapia farmacológica e, em especial, a isotretinoína. Este fármaco apesar de sua grande eficácia na resolução da acne, ele apresenta muitos efeitos adversos ao paciente. Já artigos relacionados com ventosaterapia são encontrados em quantidades mínimas, sendo estes principalmente relacionado ao tratamento de dor. Desta forma, temas que correlacionam ventosaterapia e a área estética, como a acne, dificilmente são encontrados, havendo assim, a necessidade de mais estudos nessa área. Por isso, sugere-se estudos experimentais do tratamento da dermatose com ventosas, pois baseando em sua atuação no sangue essa alternativa pode causar a melhora das lesões da acne. 22

23 23 Referencial Bibliográfico ATEROCHE, B; NAVAILH, P. O Diagnóstico na Medicina Chinesa. São Paulo: Andrei, AZULAY, R. D. et al. Dermatologia. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, BERGLER-CZOP, B.; BRZEZINSKA-WCISLO, L. Dermatological problems of the puberty. Postepy Dermatol Alergol, v. 30, n. 3, p , Jun BORGES, F. D. S. Dermato-funcional: Modalidades Terapêuticas nas Disfunções Estéticas. São Paulo: Editora Phorte, CHONGHUO, T. Tratado de Medicina Chinesa. São Paulo: Roca, COSTA, A. et al. Fatores etiopatogênicos da acne vulgar. An Bras Dermatol, v. 83, n.5, p , COSTA, C. S.; BAGATIN, E. Evidence on acne therapy. Sao Paulo Med. J, v. 131, n. 3, p , CRIADO, P. R. et al. Reações tegumentares adversas relacionadas aos agentes antineoplásicos: parte II. An Bras Dermatol, v. 85, n.5, p , CUNHA, A. A. Ventosaterapia. São Paulo: Ícone, ESTRADA, M.C.V. et al. Acupuntura y sus técnica en el asma bronquial. Rev Cubana Enfermer, v.18, n.1, p , FIGUEIREDO, A. et al. Avaliação e tratamento do doente com acne - Parte II: Tratamento tópico, sistémico e cirúrgico, tratamento da acne na grávida, algoritmo terapêutico. Ver. Port. Clín. Geral, v. 27, n.1 p , FORNAZIERI, L.C. Tratado de Acumputura Estética. São Paulo: Ícone, 2013 GILABERTE CALZADA, Y. Dermatología pediátrica: qué hay de nuevo en el acné? Rev. Pediatr Aten Primaria, v. 11, supl.17, p , LEVY, M. N. et al. Berne & Levy, fundamentos da fisiologia. Rio de Janeiro: Elsevier, LOURENÇO, B. Acne Juvenil. Pediatr Moderna, v.47, n.2, MACIOCIA, G. Diagnóstico na Medicina Chinesa. São Paulo: Roca, MAIO, M. D. Tratado de Medicina Estética. São Paulo: Editora Roca 2004.

24 24 MENESES, C.; BOUZAS, I. Acne vulgar e adolescência. Adolescência & Saúde, v. 6, n. 3, p.21-23, MONTAGNER, S.; COSTA, A. Diretrizes modernas no tratamento da acne vulgar: da abordagem inicial à manutenção dos benefícios clínicos. Surg Cosmet Dermatol., v. 2(3),n. 3, p , SAMPAIO, S. A. P; R.IVITTI, E.A.Dermatologia. São Paulo: Editora Artes Médicas, SELORES, M. Acne. Nascer E Crescer, v. XX, n. 3, p , VAZ, A. L. Acne vulgar: bases para o seu tratamento. Rev Port Clin Geral, v. 19, p , VECTORE, C. Psicologia e acupuntura: primeiras aproximações. Psicologia: Ciência e Profissão, v. 25, n.2, p , WEN, T. S. Acupuntura Clássica Chinesa São Paulo: Editora Cultrix, 1985.

A acne é uma complicação da pele oleosa que afeta os folículos pilo sebáceos e os fatores envolvidos no aparecimento e na evolução são:

A acne é uma complicação da pele oleosa que afeta os folículos pilo sebáceos e os fatores envolvidos no aparecimento e na evolução são: Acne Segundo dados divulgados pela Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), em 2009, acne é o problema dermatológico mais comum na população brasileira, afetando 56,4% das pessoas, além de ser o motivo

Leia mais

Acne. Como Podemos Tratar em Parceria

Acne. Como Podemos Tratar em Parceria Acne Como Podemos Tratar em Parceria Ademir Júnior - Médico Fabiana Padovez Esteticista Espaço de Medicina e Saúde Dr Ademir Júnior Universidade Anhembi Morumbi Acne Nome popular: Cravos e Espinhas Doença

Leia mais

abscessos interconectados e cicatrizes.

abscessos interconectados e cicatrizes. Tabela 1. Tipologia da acne e suas características clinicas TIPO DE ACNE CARACTERÍSTICA Acne Vulgar ou Juvenil Forma mais comum da acne, de elevada prevalência na adolescência (85%) acomete ambos os sexos.

Leia mais

SANGUE (XUE) NA MTC, O XUE É UMA FORMA DE QI, MUITO DENSO E MATERIAL

SANGUE (XUE) NA MTC, O XUE É UMA FORMA DE QI, MUITO DENSO E MATERIAL SANGUE (XUE) NA MTC, O XUE É UMA FORMA DE QI, MUITO DENSO E MATERIAL SANGUE É INSEPARÁVEL DO QI, JÁ QUE O QI PROPORCIONA VIDA AO XUE, SEM O QUAL ELE SERIA UM FLUIDO INERTE XUE DERIVA EM SUA MAIORIA DO

Leia mais

TECNOLOGIA FARMACÊUTICA E DE COSMÉTICOS -ACNE TRATAMENTOS - 12/05/2015. Manifestações clínicas. Geral:

TECNOLOGIA FARMACÊUTICA E DE COSMÉTICOS -ACNE TRATAMENTOS - 12/05/2015. Manifestações clínicas. Geral: Geral: TECNOLOGIA FARMACÊUTICA E DE COSMÉTICOS -ACNE TRATAMENTOS - Profa. Ms. Priscila Torres ACNE: síndrome cutânea exteriorizada clinicamente por elementos eruptivos, onde podem estar presente comedões,

Leia mais

CENTRO DE ESTUDOS FIRVAL CURSO DE ACUPUNTURA CORPO ENERGÉTICO. Elaborado por Profa. Romana de Souza Franco. 1

CENTRO DE ESTUDOS FIRVAL CURSO DE ACUPUNTURA CORPO ENERGÉTICO. Elaborado por Profa. Romana de Souza Franco. 1 CENTRO DE ESTUDOS FIRVAL CORPO ENERGÉTICO 1 CENTRO DE ESTUDOS FIRVAL INTRODUÇÃO: O corpo energético humano, às vezes chamado de corpo etéreo permeia e cerca o corpo físico sólido. É a soma dos campos de

Leia mais

A EFETIVIDADE DO PEELING DE ÁCIDO MANDÉLICO NO TRATAMENTO DA ACNE VULGAR

A EFETIVIDADE DO PEELING DE ÁCIDO MANDÉLICO NO TRATAMENTO DA ACNE VULGAR A EFETIVIDADE DO PEELING DE ÁCIDO MANDÉLICO NO TRATAMENTO DA ACNE VULGAR INTRODUÇÃO Zeferina Alexandra Trizotti da Silva Talita de Oliveira da Silva A acne é uma das alterações cutâneas mais comuns, sua

Leia mais

2- Causas A Acne é causada por alteração em 4 fatores principais

2- Causas A Acne é causada por alteração em 4 fatores principais ACNE Autor: Prof. Dr. Miguel Francischelli Neto Mestre e Doutor em Cirurgia Faculdade de Ciências Médicas da Universidade de Campinas Professor do Curso de Pós-Graduação em Medicina Estética da Universidade

Leia mais

SISTEMA CARDIOVASCULAR

SISTEMA CARDIOVASCULAR SISTEMA CARDIOVASCULAR Professora: Edilene biologolena@yahoo.com.br Sistema Cardiovascular Sistema Cardiovascular Composto pelo coração, pelos vasos sanguíneos e pelo sangue; Tem por função fazer o sangue

Leia mais

47 Por que preciso de insulina?

47 Por que preciso de insulina? A U A UL LA Por que preciso de insulina? A Medicina e a Biologia conseguiram decifrar muitos dos processos químicos dos seres vivos. As descobertas que se referem ao corpo humano chamam mais a atenção

Leia mais

- CURSO DE MAQUIAGEM -

- CURSO DE MAQUIAGEM - - CURSO DE MAQUIAGEM - Copyright -Todos os direitos reservados. A reprodução não autorizada destes materiais, no todo ou em parte, constitui violação do direitos autorais. (Lei nº 9.610). A PELE CONHECENDO

Leia mais

A Moda do Bronzeado... Entre as duas grandes Guerras inicia-se a liberação feminina. Coco Chanel lança a moda do bronzeado.

A Moda do Bronzeado... Entre as duas grandes Guerras inicia-se a liberação feminina. Coco Chanel lança a moda do bronzeado. Histórico A Moda do Bronzeado... Entre as duas grandes Guerras inicia-se a liberação feminina. Coco Chanel lança a moda do bronzeado. A pele bronzeada tornou-se moda, sinal de status e saúde. Histórico

Leia mais

FISIOLOGIA RENAL EXERCÍCIOS DE APRENDIZAGEM

FISIOLOGIA RENAL EXERCÍCIOS DE APRENDIZAGEM EXERCÍCIOS DE APRENDIZAGEM FISIOLOGIA RENAL 01. A sudorese (produção de suor) é um processo fisiológico que ajuda a baixar a temperatura do corpo quando está muito calor ou quando realizamos uma atividade

Leia mais

TECIDOS. 1º ano Pró Madá

TECIDOS. 1º ano Pró Madá TECIDOS 1º ano Pró Madá CARACTERÍSTICAS GERAIS Nos animais vertebrados há quatro grandes grupos de tecidos: o muscular, o nervoso, o conjuntivo(abrangendo também os tecidos ósseo, cartilaginoso e sanguíneo)

Leia mais

EXERCÍCIOS ON LINE DE CIÊNCIAS 8 AN0

EXERCÍCIOS ON LINE DE CIÊNCIAS 8 AN0 EXERCÍCIOS ON LINE DE CIÊNCIAS 8 AN0 1- Que órgão do sistema nervoso central controla nosso ritmo respiratório? Bulbo 2- Os alvéolos são formados por uma única camada de células muito finas. Explique como

Leia mais

Acnase Creme Enxofre 2% Peróxido de Benzoíla 5%

Acnase Creme Enxofre 2% Peróxido de Benzoíla 5% Acnase Creme Enxofre 2% Peróxido de Benzoíla 5% Creme: apresentado em bisnagas com 25 g. USO TÓPICO. USO ADULTO E EM PACIENTES ACIMA DE 12 ANOS. Cada g de creme contém: Peróxido de Benzoíla... 50 mg Enxofre...

Leia mais

A pele é um sistema orgânico que, quando mantida sua integridade, tem como funções:

A pele é um sistema orgânico que, quando mantida sua integridade, tem como funções: CUIDADOS COM A PELE A pele é um sistema orgânico que, quando mantida sua integridade, tem como funções: Regular a temperatura do nosso corpo; Perceber os estímulos dolorosos e agradáveis; Impedir a entrada

Leia mais

Sistema Circulatório. Sistema Circulatório. Ciências Naturais 9º ano

Sistema Circulatório. Sistema Circulatório. Ciências Naturais 9º ano Sistema Circulatório Índice Sangue Coração Ciclo cardíaco Vasos sanguíneos Pequena e grande circulação Sistema linfático Sangue Promove a reparação de tecidos lesionados. Colabora na resposta imunológica

Leia mais

Biomassa de Banana Verde Integral- BBVI

Biomassa de Banana Verde Integral- BBVI Biomassa de Banana Verde Integral- BBVI INFORMAÇÕES NUTRICIONAIS Porção de 100g (1/2 copo) Quantidade por porção g %VD(*) Valor Energético (kcal) 64 3,20 Carboidratos 14,20 4,73 Proteínas 1,30 1,73 Gorduras

Leia mais

Corticóides na Reumatologia

Corticóides na Reumatologia Corticóides na Reumatologia Corticóides (CE) são hormônios esteróides produzidos no córtex (área mais externa) das glândulas suprarrenais que são dois pequenos órgãos localizados acima dos rins. São produzidos

Leia mais

TRATAMENTOS ESTÉTICOS Professora: Debora Siqueira

TRATAMENTOS ESTÉTICOS Professora: Debora Siqueira MASSAGEM MODELADORA Indicadas para modelar o corpo e reduzir medidas; além de ser importante no combate contra a celulite; TRATAMENTOS ESTÉTICOS Professora: Debora Siqueira MASSAGEM MODELADORA Esta técnica,

Leia mais

SISTEMA CIRCULATÓRIO

SISTEMA CIRCULATÓRIO SISTEMA CIRCULATÓRIO FUNÇÕES DO SISTEMA CIRCULATÓRIO: Transporte de substâncias : * Nutrientes para as células. * Resíduos vindos das células. *Gases respiratórios. * Hormônios. OBS: O sangue também pode

Leia mais

Dica: O visitador pode acompanhar a manipulação dos produtos, bem como sua aditivação com os ativos para melhor entendimento desta forma cosmética.

Dica: O visitador pode acompanhar a manipulação dos produtos, bem como sua aditivação com os ativos para melhor entendimento desta forma cosmética. Acne e Hidratação. Objetivo da Escolha do Tema A hidratação da pele é de fundamental importância para a manutenção dos mecanismos fisiológicos e bioquímicos da pele como os mecanismos celulares de proteção

Leia mais

Antes de imprimir este material, considere a possibilidade de apreciá-lo no computador ou leitor de textos. Preserve o meio ambiente

Antes de imprimir este material, considere a possibilidade de apreciá-lo no computador ou leitor de textos. Preserve o meio ambiente Antes de imprimir este material, considere a possibilidade de apreciá-lo no computador ou leitor de textos. Preserve o meio ambiente SHEN LONG Curso de ACUPUNTURA TRADICIONAL CHINESA = ZANG FU = Coordenador

Leia mais

Câncer de Mama COMO SÃO AS MAMAS:

Câncer de Mama COMO SÃO AS MAMAS: Câncer de Mama COMO SÃO AS MAMAS: As mamas (ou seios) são glândulas e sua função principal é a produção de leite. Elas são compostas de lobos que se dividem em porções menores, os lóbulos, e ductos, que

Leia mais

O corpo humano está organizado desde o mais simples até o mais complexo, ou seja, do átomo microscópico ao complexo organismo humano macroscópico.

O corpo humano está organizado desde o mais simples até o mais complexo, ou seja, do átomo microscópico ao complexo organismo humano macroscópico. 1 O corpo humano está organizado desde o mais simples até o mais complexo, ou seja, do átomo microscópico ao complexo organismo humano macroscópico. Note essa organização na figura abaixo. - Átomos formam

Leia mais

Gomagem e Esfoliação. Métodos e Técnicas Aplicadas à Estética Corporal I Profª. Mayara L. Vareschi

Gomagem e Esfoliação. Métodos e Técnicas Aplicadas à Estética Corporal I Profª. Mayara L. Vareschi Gomagem e Esfoliação Métodos e Técnicas Aplicadas à Estética Corporal I Profª. Mayara L. Vareschi Membrana que recobre toda a superfície corpórea Maior órgão do corpo humano (2m² e 4kg) Resistente e flexível

Leia mais

Figura 1: peridrociclopentanofenantreno

Figura 1: peridrociclopentanofenantreno COLESTEROL A n a L a u r a B u e n o Esteróides são álcoois de alto peso molecular. São compostos lipossolúveis muito importantes na fisiologia humana. Os esteróis possuem uma estrutura básica chamada

Leia mais

Professora: Ms Flávia

Professora: Ms Flávia Professora: Ms Flávia Sua principal função é: Transporte de nutrientes necessários à alimentação das células; Transporte de gás oxigênio necessário à respiração celular; Remoção de gás carbônico produzido

Leia mais

Recuperação. Células tecidos órgãos sistemas. - As células são as menores unidades vivas e são formadas por três regiões:

Recuperação. Células tecidos órgãos sistemas. - As células são as menores unidades vivas e são formadas por três regiões: Recuperação Capítulo 01 - Níveis de organização Células tecidos órgãos sistemas - As células são as menores unidades vivas e são formadas por três regiões: A- Membrana Plasmática - Revestimento da célula;

Leia mais

REGULAÇÃO HIDROELETROLÍTICA FUNÇÃO RENAL

REGULAÇÃO HIDROELETROLÍTICA FUNÇÃO RENAL REGULAÇÃO HIDROELETROLÍTICA FUNÇÃO RENAL Bioquímica Profa. Dra. Celene Fernandes Bernardes Referências Bioquímica Clínica M A T Garcia e S Kanaan Bioquímica Mèdica J W Baynes e M H Dominiczack Fundamentos

Leia mais

O que é Hemofilia? O que são os fatores de coagulação? A hemofilia tem cura?

O que é Hemofilia? O que são os fatores de coagulação? A hemofilia tem cura? Volume1 O que é? O que é Hemofilia? Hemofilia é uma alteração hereditária da coagulação do sangue que causa hemorragias e é provocada por uma deficiência na quantidade ou qualidade dos fatores VIII (oito)

Leia mais

Relatório Especial de Milagre Para A Acne

Relatório Especial de Milagre Para A Acne www.milagreparaaacne.com 1 A Acne: Chega de Mentiras Relatório Especial de Milagre Para A Acne www.milagreparaaacne.com 2 Existem pessoas que, durante toda sua vida, nunca sofrem de acne, enquanto outras

Leia mais

Sistema de Cuidados com a Pele com Tendência a Acne Mary Kay

Sistema de Cuidados com a Pele com Tendência a Acne Mary Kay Sistema de Cuidados com a Pele com Tendência a Acne Mary Kay O que é Acne? Acne é uma condição da pele que ocorre quando os pelos ficam obstruídos por sebo e células mortas, ficando colonizados por bactérias

Leia mais

Rejeição de Transplantes Doenças Auto-Imunes

Rejeição de Transplantes Doenças Auto-Imunes Rejeição de Transplantes Doenças Auto-Imunes Mecanismos da rejeição de transplantes Envolve várias reações de hipersensibilidade, tanto humoral quanto celular Habilidade cirúrgica dominada para vários

Leia mais

Sistema Endócrino: controle hormonal

Sistema Endócrino: controle hormonal Sistema Endócrino: controle hormonal Todos os processos fisiológicos estudados até agora, como digestão, respiração, circulação e excreção, estão na dependência do sistema que fabrica os hormônios. O sistema

Leia mais

Nestas últimas aulas irei abordar acerca das vitaminas. Acompanhe!

Nestas últimas aulas irei abordar acerca das vitaminas. Acompanhe! Aula: 31 Temática: Vitaminas parte I Nestas últimas aulas irei abordar acerca das vitaminas. Acompanhe! Introdução O termo vitamina refere-se a um fator dietético essencial requerido por um organismo em

Leia mais

ACNE DIFERENTES TIPOLOGIAS E FORMAS DE TRATAMENTO

ACNE DIFERENTES TIPOLOGIAS E FORMAS DE TRATAMENTO 25 a 28 de Outubro de 2011 ISBN 978-85-8084-055-1 ACNE DIFERENTES TIPOLOGIAS E FORMAS DE TRATAMENTO Ana Paula Serra de Araújo 1 ; Daniela Cardoso Delgado 2 ; Regiane Marçal 3 RESUMO: O presente estudo

Leia mais

Lembrete: Antes de começar a copiar cada unidade, coloque o cabeçalho da escola e a data! CIÊNCIAS - UNIDADE 4 RESPIRAÇÃO E EXCREÇÃO

Lembrete: Antes de começar a copiar cada unidade, coloque o cabeçalho da escola e a data! CIÊNCIAS - UNIDADE 4 RESPIRAÇÃO E EXCREÇÃO Lembrete: Antes de começar a copiar cada unidade, coloque o cabeçalho da escola e a data! Use canetas coloridas ou escreva palavras destacadas, para facilitar na hora de estudar. E capriche! Não se esqueça

Leia mais

D E R M A T I T E S HISTÓRIA

D E R M A T I T E S HISTÓRIA D E R M A T I T E S As dermatoses ocupacionais, conhecidas como dermatites de contato, manifestam-se através de alterações da pele e decorrem direta ou indiretamente de certas atividades profissionais.

Leia mais

DIFERENTES DIETAS ALIMENTARES E SUAS RELAÇÕES COM O DESENVOLVIMENTO.

DIFERENTES DIETAS ALIMENTARES E SUAS RELAÇÕES COM O DESENVOLVIMENTO. V EPCC Encontro Internacional de Produção Científica Cesumar 23 a 26 de outubro de 2007 DIFERENTES DIETAS ALIMENTARES E SUAS RELAÇÕES COM O DESENVOLVIMENTO. Izamara Maria Fachim Rauber 1 IZAMARA_MARIA_FACHIM_RAUBER.doc,

Leia mais

DOENÇAS DO SISTEMA MUSCULAR ESQUELÉTICO. Claudia de Lima Witzel

DOENÇAS DO SISTEMA MUSCULAR ESQUELÉTICO. Claudia de Lima Witzel DOENÇAS DO SISTEMA MUSCULAR ESQUELÉTICO Claudia de Lima Witzel SISTEMA MUSCULAR O tecido muscular é de origem mesodérmica (camada média, das três camadas germinativas primárias do embrião, da qual derivam

Leia mais

CANCER DE MAMA FERNANDO CAMILO MAGIONI ENFERMEIRO DO TRABALHO

CANCER DE MAMA FERNANDO CAMILO MAGIONI ENFERMEIRO DO TRABALHO CANCER DE MAMA FERNANDO CAMILO MAGIONI ENFERMEIRO DO TRABALHO OS TIPOS DE CANCER DE MAMA O câncer de mama ocorre quando as células deste órgão passam a se dividir e se reproduzir muito rápido e de forma

Leia mais

CICLOS BIOGEOQUÍMICOS

CICLOS BIOGEOQUÍMICOS CICLOS BIOGEOQUÍMICOS O fluxo de energia em um ecossistema é unidirecional e necessita de uma constante renovação de energia, que é garantida pelo Sol. Com a matéria inorgânica que participa dos ecossistemas

Leia mais

EXERCÍCIO E DIABETES

EXERCÍCIO E DIABETES EXERCÍCIO E DIABETES Todos os dias ouvimos falar dos benefícios que os exercícios físicos proporcionam, de um modo geral, à nossa saúde. Pois bem, aproveitando a oportunidade, hoje falaremos sobre a Diabetes,

Leia mais

Sistema circulatório

Sistema circulatório Sistema circulatório O que é: também conhecido como sistema cardiovascular é formado pelo coração e vasos sanguíneos. Tal sistema é responsável pelo transporte de nutrientes, gases, hormônios, excreções

Leia mais

O CALOR EXCESSIVO NO AMBIENTE DE TRABALHO A EXPOSIÇÃO AO CALOR PRODUZ REAÇÕES NO ORGANISMO

O CALOR EXCESSIVO NO AMBIENTE DE TRABALHO A EXPOSIÇÃO AO CALOR PRODUZ REAÇÕES NO ORGANISMO O CALOR EXCESSIVO NO AMBIENTE DE TRABALHO Muitos trabalhadores passam parte de sua jornada diária diante de fontes de calor. As pessoas que trabalham em fundições, siderúrgicas, padarias, - para citar

Leia mais

A Vesícula Biliar (DAN)

A Vesícula Biliar (DAN) A Vesícula Biliar (DAN) 44 pontos bilaterais Natureza YANG Elemento Madeira Acoplado ao Fígado (GAN) A Vesícula Biliar (DAN) A Vesícula Biliar (DAN) é considerada uma víscera de comportamento particular,

Leia mais

BENEFICIOS ÁGUA MAGNETIZADA ARTIGO

BENEFICIOS ÁGUA MAGNETIZADA ARTIGO BENEFICIOS ÁGUA MAGNETIZADA ARTIGO Referências médicas atestam que a água magnetizada tem sido utilizada na dieta alimentar como eficiente coadjuvante no tratamento de várias enfermidades. SEM CONTRA INDICAÇÃO

Leia mais

Função orgânica nossa de cada dia. Profa. Kátia Aquino

Função orgânica nossa de cada dia. Profa. Kátia Aquino Função orgânica nossa de cada dia Profa. Kátia Aquino Vamos analisar! Funções Carboidratros (ou Glicídios) Energética: eles são os maiores fornecedores de energia para os seres vivos, principalmente a

Leia mais

LAUDO 007 / 2014 DELIMITAÇÃO DE ATIVIDADES AUXILIAR DE COZINHEIRA / SMED LAUDO PERICIAL DE INSALUBRIDADE E PERICULOSIDADE 1.

LAUDO 007 / 2014 DELIMITAÇÃO DE ATIVIDADES AUXILIAR DE COZINHEIRA / SMED LAUDO PERICIAL DE INSALUBRIDADE E PERICULOSIDADE 1. PREFEITURA MUNICIPAL DE PORTO ALEGRE SECRETARIA MUNICIPAL DA SAÚDE SMS GERÊNCIA DE SAÚDE DO SERVIDOR MUNICIPAL EQUIPE DE PERÍCIA TÉCNICA EPT LAUDO 007 / 2014 DELIMITAÇÃO DE ATIVIDADES AUXILIAR DE COZINHEIRA

Leia mais

COMPOSIÇÃO QUÍMICA DA CARNE. Profª Sandra Carvalho

COMPOSIÇÃO QUÍMICA DA CARNE. Profª Sandra Carvalho COMPOSIÇÃO QUÍMICA DA CARNE Profª Sandra Carvalho A carne magra: 75% de água 21 a 22% de proteína 1 a 2% de gordura 1% de minerais menos de 1% de carboidratos A carne magra dos diferentes animais de abate

Leia mais

Um encontro com o futuro

Um encontro com o futuro Um encontro com o futuro PROTOCOLOS NA ESTÉTICA - Facial 1 2 3 indicação de cada cliente ou resposta ao tratamento. Papel da Luz no Estímulo ao Colágeno Leds Azuis: A absorção da luz pelas células leva

Leia mais

11 pontos bilaterais Natureza YIN Elemento Metal Acoplado ao Intestino Grosso (DACHANG)

11 pontos bilaterais Natureza YIN Elemento Metal Acoplado ao Intestino Grosso (DACHANG) O Pulmão (FEI) 11 pontos bilaterais Natureza YIN Elemento Metal Acoplado ao Intestino Grosso (DACHANG) 1 O Pulmão (FEI) QI Pulmão (FEI) tem a função de dirigir o QI e a Respiração. O QI do ar junta-se

Leia mais

Sistema circulatório. Componentes: - Vasos sanguíneos. - Sangue (elementos figurados e plasma) - Coração

Sistema circulatório. Componentes: - Vasos sanguíneos. - Sangue (elementos figurados e plasma) - Coração Fisiologia Humana Sistema circulatório Componentes: - Sangue (elementos figurados e plasma) - Vasos sanguíneos - Coração Vasos sanguíneos Artérias Vasos com paredes espessas e elásticas por onde circula

Leia mais

Diabetes Gestacional

Diabetes Gestacional Diabetes Gestacional Introdução O diabetes é uma doença que faz com que o organismo tenha dificuldade para controlar o açúcar no sangue. O diabetes que se desenvolve durante a gestação é chamado de diabetes

Leia mais

Afecções capilares/procedimento/práticas assistenciais.

Afecções capilares/procedimento/práticas assistenciais. Tricologia Afecções capilares/procedimento/práticas assistenciais. Anexo da pele Anatomia do couro cabeludo Doenças de couro cabeludo Protocolo Definições patológicas Tratamento patológicos Matérias e

Leia mais

Acnase Avert Laboratórios Ltda. Creme Dermatológico. Enxofre + Peróxido de benzoíla. 20mg/g + 50 mg/g

Acnase Avert Laboratórios Ltda. Creme Dermatológico. Enxofre + Peróxido de benzoíla. 20mg/g + 50 mg/g Acnase Ltda. Creme Dermatológico Enxofre + Peróxido de benzoíla 20mg/g + 50 mg/g IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO Acnase enxofre peróxido de benzoíla APRESENTAÇÕES: Creme dermatológico com 20 mg/g de enxofre

Leia mais

Ficha Informativa da Área dos Conhecimentos

Ficha Informativa da Área dos Conhecimentos Ficha Informativa da Área dos Conhecimentos 1 Organização das Aulas Uma aula de Educação Física é composta por três partes sequenciais, cada uma com objetivos específicos. 1.1 Parte Inicial A parte inicial

Leia mais

Problemas Gastro-Intestinais

Problemas Gastro-Intestinais Problemas Gastro-Intestinais Parâmetros Ocidentais Vômito; Dor na região abdominal, gástrica, etc. Gastrite, Úlcera, Diarréia, Prisão de ventre (constipação) Cólica, Vermes. Anamnese: Tipo de dor ou desconforto:

Leia mais

Entendendo a lipodistrofia

Entendendo a lipodistrofia dicas POSITHIVAS Entendendo a lipodistrofia O que é a lipodistrofia? Lipodistrofia é quando o corpo passa a absorver e a distribuir as gorduras de maneira diferente. Diminui a gordura nas pernas, braços,

Leia mais

Disciplina de Fisiologia Veterinária. GH e PROLACTINA. Prof. Fabio Otero Ascoli

Disciplina de Fisiologia Veterinária. GH e PROLACTINA. Prof. Fabio Otero Ascoli Disciplina de Fisiologia Veterinária GH e PROLACTINA Prof. Fabio Otero Ascoli GH Sinônimos: Hormônio do crescimento ou somatotrópico ou somatotropina Histologia: Em torno de 30 a 40% das células da hipófise

Leia mais

Arimide. Informações para pacientes com câncer de mama. Anastrozol

Arimide. Informações para pacientes com câncer de mama. Anastrozol Informações para pacientes com câncer de mama. AstraZeneca do Brasil Ltda. Rod. Raposo Tavares, km 26,9 CEP 06707-000 Cotia SP ACCESS net/sac 0800 14 55 78 www.astrazeneca.com.br AXL.02.M.314(1612991)

Leia mais

Hermann Blumenau Complexo Educacional Curso: Técnico em Saúde Bucal Anatomia e Fisiologia Geral Sistema Cardiovascular

Hermann Blumenau Complexo Educacional Curso: Técnico em Saúde Bucal Anatomia e Fisiologia Geral Sistema Cardiovascular Hermann Blumenau Complexo Educacional Curso: Técnico em Saúde Bucal Anatomia e Fisiologia Geral! Sistema Cardiovascular! Professor: Bruno Aleixo Venturi! O sistema cardiovascular ou é composto pelo coração

Leia mais

PLANO DE ESTUDOS DE CIÊNCIAS NATURAIS - 9.º ANO

PLANO DE ESTUDOS DE CIÊNCIAS NATURAIS - 9.º ANO DE CIÊNCIAS NATURAIS - 9.º ANO Ano Letivo 2014 2015 PERFIL DO ALUNO No domínio Viver melhor na Terra, o aluno deve ser capaz de: Compreender a importância da saúde individual e comunitária na qualidade

Leia mais

INTERATIVIDADE FINAL EDUCAÇÃO FÍSICA CONTEÚDO E HABILIDADES DINÂMICA LOCAL INTERATIVA AULA. Conteúdo: Sistema cardiovascular no exercício físico

INTERATIVIDADE FINAL EDUCAÇÃO FÍSICA CONTEÚDO E HABILIDADES DINÂMICA LOCAL INTERATIVA AULA. Conteúdo: Sistema cardiovascular no exercício físico Conteúdo: Sistema cardiovascular no exercício físico Habilidades: Entender o sistema cardiovascular com a prática de atividades físicas. REVISÃO A Importância do sistema Muscular e a relação do mesmo com

Leia mais

SISTEMA URINÁRIO. Prof. Me. Leandro Parussolo

SISTEMA URINÁRIO. Prof. Me. Leandro Parussolo SISTEMA URINÁRIO Prof. Me. Leandro Parussolo SISTEMA URINÁRIO Conjunto de órgãos e estruturas responsáveis pela filtração do sangue e consequente formação da urina; É o principal responsável pela eliminação

Leia mais

MEDICINA TRADICIONAL CHINESA Acupuntura Profa. Alessandra Barone. Histórico Teoria Yin Yang Teoria dos Cinco Elementos Substâncias Vitais

MEDICINA TRADICIONAL CHINESA Acupuntura Profa. Alessandra Barone. Histórico Teoria Yin Yang Teoria dos Cinco Elementos Substâncias Vitais MEDICINA TRADICIONAL CHINESA Acupuntura Profa. Alessandra Barone Histórico Teoria Yin Yang Teoria dos Cinco Elementos Substâncias Vitais Medicina Tradicional Chinesa Histórico Antes de 2000 a.c Origem

Leia mais

PLANO DE ESTUDOS DE CIÊNCIAS NATURAIS 9.º ANO

PLANO DE ESTUDOS DE CIÊNCIAS NATURAIS 9.º ANO DE CIÊNCIAS NATURAIS 9.º ANO Ano Letivo 2015 2016 PERFIL DO ALUNO No domínio Viver melhor na Terra, o aluno deve ser capaz de: Compreender a importância da saúde individual e comunitária na qualidade de

Leia mais

Aula 4: Sistema digestório

Aula 4: Sistema digestório Aula 4: Sistema digestório Sistema digestório As proteínas, lípideos e a maioria dos carboidratos contidos nos alimentos são formados por moléculas grandes demais para passar pela membrana plasmática e

Leia mais

Fazendo a digestão. A voz do professor. A voz do professor. De onde provém a energia necessária para o movimento dos automóveis?...

Fazendo a digestão. A voz do professor. A voz do professor. De onde provém a energia necessária para o movimento dos automóveis?... A U A UL LA Fazendo a digestão Atenção De onde provém a energia necessária para o movimento dos automóveis? Nosso corpo é semelhante a um carro. Como você acha que conseguimos energia para viver? Um corpo

Leia mais

Níveis de. Organização do. Corpo Humano

Níveis de. Organização do. Corpo Humano Níveis de Organização do Corpo Humano No corpo humano existem vários grupos de células semelhantes entre si. Cada grupo constitui um TECIDO Semelhança de forma: todas destinam-se a uma função específica.

Leia mais

MICROBIOTA OU FLORA NORMAL DO CORPO HUMANO

MICROBIOTA OU FLORA NORMAL DO CORPO HUMANO MICROBIOTA OU FLORA NORMAL DO CORPO HUMANO Disciplina: Microbiia e Parasitia Patrícia de Lima Martins INTRODUÇÃO O que é Microbiota? MICROBIOTA São os microrganismos (bactérias, fungos, vírus e protozoários)

Leia mais

Texto de apoio ao curso de Especialização Atividade física adaptada e saúde Prof. Dr. Luzimar Teixeira O que é a Menopausa?

Texto de apoio ao curso de Especialização Atividade física adaptada e saúde Prof. Dr. Luzimar Teixeira O que é a Menopausa? Texto de apoio ao curso de Especialização Atividade física adaptada e saúde Prof. Dr. Luzimar Teixeira O que é a Menopausa? Menopausa é a parada de funcionamento dos ovários, ou seja, os ovários deixam

Leia mais

MASSAGEM DO-IN. Claudio Prieto - Elza Rodrigues Pinheiro Prieto. Site: www.massagemdoin.net. E-Mail: contato@massagemdoin.net

MASSAGEM DO-IN. Claudio Prieto - Elza Rodrigues Pinheiro Prieto. Site: www.massagemdoin.net. E-Mail: contato@massagemdoin.net MASSAGEM DO-IN Claudio Prieto - Elza Rodrigues Pinheiro Prieto Site: www.massagemdoin.net E-Mail: contato@massagemdoin.net O QUE É? O DO-IN é uma técnica de automassagem aplicada nos pontos energéticos

Leia mais

INTRODUÇÃO À FISIOLOGIA. Profª. Juliana Delatim Simonato Rocha Lab. de Ecofisiologia Animal LEFA - CIF/CCB

INTRODUÇÃO À FISIOLOGIA. Profª. Juliana Delatim Simonato Rocha Lab. de Ecofisiologia Animal LEFA - CIF/CCB INTRODUÇÃO À FISIOLOGIA Profª. Juliana Delatim Simonato Rocha Lab. de Ecofisiologia Animal LEFA - CIF/CCB 1 Fisiologia é... Literalmente... Conhecimento da natureza O estudo do funcionamento dos organismos

Leia mais

Sistemas do Corpo Humano

Sistemas do Corpo Humano Sistemas do Corpo Humano Sistema Digestório consegue energia e matéria prima. Cada órgão tem uma função específica no processo de transformação dos alimentos O QUE É UM SISTEMA????? Sistema Digestório

Leia mais

Histologia animal. Equipe de Biologia

Histologia animal. Equipe de Biologia Histologia animal Equipe de Biologia Tipos de tecidos animais Tecidos epiteliais Tecidos conjuntivos Tecidos musculares http://www.simbiotica.org/tecidosanimal.htm Tecido nervoso Tecidos epiteliais Apresenta

Leia mais

Excreção. Manutenção do equilíbrio de sal, água e remoção de excretas nitrogenadas.

Excreção. Manutenção do equilíbrio de sal, água e remoção de excretas nitrogenadas. Fisiologia Animal Excreção Manutenção do equilíbrio de sal, água e remoção de excretas nitrogenadas. Sistema urinario Reabsorção de açucar, Glicose, sais, água. Regula volume sangue ADH: produzido pela

Leia mais

Visão Geral. Tecido conjuntivo líquido. Circula pelo sistema cardiovascular. Produzido na medula óssea, volume total de 5,5 a 6 litros (homem adulto)

Visão Geral. Tecido conjuntivo líquido. Circula pelo sistema cardiovascular. Produzido na medula óssea, volume total de 5,5 a 6 litros (homem adulto) Tecido Sanguíneo Visão Geral Tecido conjuntivo líquido Circula pelo sistema cardiovascular Produzido na medula óssea, volume total de 5,5 a 6 litros (homem adulto) Defesa imunológica (Leucócitos) Trocas

Leia mais

Ciências E Programa de Saúde

Ciências E Programa de Saúde Governo do Estado de São Paulo Secretaria de Estado da Educação Ciências E Programa de Saúde 13 CEEJA MAX DADÁ GALLIZZI PRAIA GRANDE SP Vai e avisa a todo mundo que encontrar que ainda existe um sonho

Leia mais

Confira a lista dos 25 melhores alimentos para emagrecer:

Confira a lista dos 25 melhores alimentos para emagrecer: Emagrecer nem sempre é uma das tarefas mais simples. A fórmula parece simples (dieta + exercício + descanso) porém diferentes pessoas precisam de diferentes soluções. Uma coisa é certa: qualquer ajuda

Leia mais

Ciências 2015 Materiais: Apostila e PPT

Ciências 2015 Materiais: Apostila e PPT Ciências 2015 Materiais: Apostila e PPT A adolescência é uma fase da vida em que acontecem muitas mudanças; Na adolescência o processo de amadurecimento biológico, psicológico, sexual e social é muito

Leia mais

TRATAMENTO PARA MIOMA. INSTITUTO Long Tao

TRATAMENTO PARA MIOMA. INSTITUTO Long Tao TRATAMENTO PARA MIOMA INSTITUTO Long Tao Mioma Uterino DEFINIÇÃO: É UM TUMOR BENIGNO QUE SURGE QUANDO UMA CÉLULA DO ÚTERO DA MULHER COMEÇA A SE MULTIPLICAR DE FORMA DESORDENADA. Definição na MTC: O mioma

Leia mais

Colesterol O que é Isso? Trabalhamos pela vida

Colesterol O que é Isso? Trabalhamos pela vida Colesterol O que é Isso? X O que é o Colesterol? Colesterol é uma gordura encontrada apenas nos animais Importante para a vida: Estrutura do corpo humano (células) Crescimento Reprodução Produção de vit

Leia mais

TABELA DE EQUIVALÊNCIA Curso de Odontologia

TABELA DE EQUIVALÊNCIA Curso de Odontologia TABELA DE EQUIVALÊNCIA Curso de Odontologia Disciplina A Disciplina B Código Disciplina C/H Curso Disciplina C/H Código Curso Ano do Currículo 64823 MICROBIOLOGIA GERAL 17/34 ODONTOLOGIA MICROBIOLOGIA

Leia mais

Níveis de organização do corpo humano - TECIDOS. HISTOLOGIA = estudo dos tecidos

Níveis de organização do corpo humano - TECIDOS. HISTOLOGIA = estudo dos tecidos Níveis de organização do corpo humano - TECIDOS HISTOLOGIA = estudo dos tecidos TECIDOS Grupos de células especializadas, semelhantes ou diferentes entre si, e que desempenham funções específicas. Num

Leia mais

O que é a Terapia das Pedras? Terapia das Pedras. O que é a Terapia das Pedras? O que é a Terapia das Pedras? O que é a Terapia das Pedras?

O que é a Terapia das Pedras? Terapia das Pedras. O que é a Terapia das Pedras? O que é a Terapia das Pedras? O que é a Terapia das Pedras? O que é a Terapia das Pedras? Terapia das Pedras Professora: Debora Clinicamente é a aplicação de termoterapia, usando-se pedras aquecidas de efeito permanente e alternando com pedras extremamente frias.

Leia mais

Nutrição. tica (SND) Disciplina:Nutrição para Enfermagem Curso: Enfermagem Semestre: 4º. Profa. Dra. Andréia Madruga de Oliveira Nutricionista

Nutrição. tica (SND) Disciplina:Nutrição para Enfermagem Curso: Enfermagem Semestre: 4º. Profa. Dra. Andréia Madruga de Oliveira Nutricionista A Enfermagem e o Serviço de Nutrição e Dietética tica (SND) Disciplina:Nutrição para Enfermagem Curso: Enfermagem Semestre: 4º Profa. Dra. Andréia Madruga de Oliveira Nutricionista 1 A enfermagem e o Serviço

Leia mais

2 Conservação do sangue e hemocomponentes

2 Conservação do sangue e hemocomponentes 2 Conservação do sangue e hemocomponentes Alguns problemas de saúde hematológicos ou hemodinâmicos podem ser tratados utilizando produtos hemoterápicos, como por exemplo, problemas ligados à coagulação,

Leia mais

Pâncreas. Pancreatite aguda. Escolha uma das opções abaixo para ler mais detalhes.

Pâncreas. Pancreatite aguda. Escolha uma das opções abaixo para ler mais detalhes. Pâncreas Escolha uma das opções abaixo para ler mais detalhes. Pancreatite aguda Pancreatite crônica Cistos pancreáticos Câncer de Pancrêas Pancreatite aguda O pâncreas é um órgão com duas funções básicas:

Leia mais

FLUIDOS CORPÓREOS (JIN YE) YE = FLUIDO DE ORGANISMOS VIVOS (DAS FRUTAS, POR EXEMPLO)

FLUIDOS CORPÓREOS (JIN YE) YE = FLUIDO DE ORGANISMOS VIVOS (DAS FRUTAS, POR EXEMPLO) FLUIDOS CORPÓREOS (JIN YE) OU FLUIDOS ORGÂNICOS JIN = ÚMIDO = ALGO LÍQUIDO YE = FLUIDO DE ORGANISMOS VIVOS (DAS FRUTAS, POR EXEMPLO) JIN - FLUIDOS YE - LÍQUIDOS PUROS, CLAROS, AQUOSOS, DILUÍDOS TURVOS,

Leia mais

Porque se cuidar é coisa de homem. Saúde do homem

Porque se cuidar é coisa de homem. Saúde do homem Porque se cuidar é coisa de homem. Saúde do homem SAÚDE DO HOMEM Por preconceito, muitos homens ainda resistem em procurar orientação médica ou submeter-se a exames preventivos, principalmente os de

Leia mais

CURSO PRATICO PARA DESINTOXICAR O SEU CORPO

CURSO PRATICO PARA DESINTOXICAR O SEU CORPO CURSO PRATICO PARA DESINTOXICAR O SEU CORPO Com Facilidade E Rapidez Em Casa em 10 Práticos Módulos Traduzido Por Luís Filipe Gregório Aviso Legal: - O autor e editor deste ecurso bem como os materiais

Leia mais

Título Resumido. Poço (Jing)

Título Resumido. Poço (Jing) Analgesia Tendinomuscular pelo Ponto Poço (Jing) Material elaborado pelo corpo docente da EBRAMEC / CIEFATO Para os cursos da Escola Brasileira de Medicina Chinesa Direção Geral: Dr. Reginaldo de Carvalho

Leia mais

7ª série / 8º ano 2º bimestre U. E. 10

7ª série / 8º ano 2º bimestre U. E. 10 7ª série / 8º ano 2º bimestre U. E. 10 Tipos de reprodução Reprodução é a capacidade que os seres vivos têm de gerar descendentes da mesma espécie. A união dos gametas é chamada fecundação, ou fertilização,

Leia mais

BATERIA DE EXERCÍCIOS 8º ANO

BATERIA DE EXERCÍCIOS 8º ANO Professor: CRISTINO RÊGO Disciplina: CIÊNCIAS Assunto: FUNDAMENTOS DE GENÉTICA Belém /PA BATERIA DE EXERCÍCIOS 8º ANO 1. A importância da digestão para o nosso corpo é: a) desenvolver nosso organismo.

Leia mais