Lucro líquido da Petrobras foi de R$ 10 bilhões 352 milhões no 1º semestre de 2014

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Lucro líquido da Petrobras foi de R$ 10 bilhões 352 milhões no 1º semestre de 2014"

Transcrição

1 Nota à Imprensa 8 de agosto de 2014 Lucro líquido da Petrobras foi de R$ 10 bilhões 352 milhões no 1º semestre de 2014 O lucro bruto no 1º semestre de 2014 foi de R$ 38,5 bilhões, 2% superior ao 1º semestre de 2013, principalmente devido aos maiores preços de derivados. O lucro líquido foi de R$ 10,3 bilhões, 25% menor que o mesmo período do ano anterior, devido principalmente ao provisionamento do Plano de Incentivo ao Desligamento Voluntário (PIDV), aos menores ganhos com venda de ativos e às maiores baixas de poços secos e subcomerciais, assim como baixas de ativos. Na comparação com o trimestre anterior, o lucro operacional (R$ 8,8 bilhões) aumentou 17%, refletindo as menores despesas operacionais, que no 1º trimestre contemplaram o provisionamento do PIDV. Porém, o lucro líquido no trimestre (R$ 5,0 bilhões) foi 8% inferior, impactado pelo menor resultado financeiro e a maior alíquota efetiva de imposto de renda. A produção de petróleo e LGN no Brasil atingiu a média de 1 milhão 947 mil barris por dia no semestre, 1,4% superior à produção do 1º semestre de Esse aumento foi impulsionado pela entrada em operação dos novos sistemas de produção: P-63 (Papa-Terra), P-55 (Roncador), P-62 (Roncador) e P-58 (Jubarte), e pelo aumento da produção nos FPSOs Cidade de Itajaí (Baúna), Cidade de Paraty (Lula NE) e Cidade de São Paulo (Sapinhoá). Em junho, batemos novo recorde de produção mensal no pré-sal, atingindo 477 mil barris de petróleo por dia, e em 13 de julho, registramos recorde diário de 546 mil barris com apenas 25 poços produtores. Interligamos, até junho de 2014, 30 novos poços, número próximo ao total de poços interligados em todo o ano de Neste ano já incorporamos três novos PLSVs à frota da Petrobras, aumentando a disponibilidade de equipamentos necessários ao crescimento da produção. No refino, aumentamos a carga processada e a produção de derivados, alcançando, em junho, recorde de processamento de petróleo nas refinarias no Brasil de 2 milhões 172 mil barris de petróleo por dia. O PROEF (Programa de Aumento da Eficiência Operacional da Bacia de Campos) contribuiu com uma produção adicional de petróleo de 96 mil barris por dia no semestre. A eficiência operacional chegou a 80% na Unidade Operacional Bacia de Campos (UO-BC) no fim do semestre, tendo atingido em maio o recorde de eficiência operacional dos últimos 47 meses, de 81,2%. Os programas estruturantes (PRODESIN, PROCOP, INFRALOG, PRC-Poço e PRC-Sub) impactaram positivamente o caixa em R$ 5,6 bilhões no 1º semestre deste ano EBITDA Ajustado (R$ milhões) Lucro Líquido (R$ milhões) S13 1S14 1S13 1S14 Investimento Total 1S14 (R$ 41 bilhões 499 milhões) Produção Total de Óleo, LGN e Gás Natural (mil boed) 4% 6% 23% 1% 0,05% 1% 65% Exploração & Produção Abastecimento Gás & Energia Internacional Distribuição Biocombustível Corporativo S14 Brasil Internacional 1

2 Lucro líquido atingiu R$ 10 bilhões 352 milhões no 1º semestre de 2014 O resultado líquido da companhia foi 25% inferior ao 1º semestre de 2013, especialmente devido ao impacto de despesas operacionais como o provisionamento do Plano de Incentivo ao Desligamento Voluntário PIDV (R$ 2 bilhões 376 milhões), maiores baixas de poços secos ou subcomerciais (R$ 1 bilhão 321 milhões), e baixa de ativos por devolução de campos (R$ 494 milhões), além de menores ganhos na venda de ativos (R$ 279 milhões) e maiores despesas de vendas (R$ 650 milhões). O lucro bruto cresceu 2% em relação ao mesmo período do ano passado, alcançando R$ 38 bilhões 469 milhões. Este crescimento reflete o aumento de 10% no preço médio dos derivados vendidos no Brasil, em função, principalmente, dos reajustes do diesel e da gasolina ocorridos ao longo de Esses fatores foram parcialmente compensados pelos maiores gastos com importação, refletindo o aumento da venda de derivados no mercado interno (+3%) e maiores volumes importados de gás natural para atender à demanda do setor termelétrico, somados ao efeito da depreciação cambial (+13%) sobre as importações e participações governamentais. A geração de caixa operacional medida pelo EBITDA ajustado atingiu R$ 30 bilhões 595 milhões, sendo 11% abaixo do alcançado no 1º semestre de 2013 em função, principalmente, do provisionamento com o PIDV e das maiores baixas de poços secos, subcomerciais e de ativos, além de menores ganhos na venda de ativos e maiores despesas de vendas. O resultado financeiro líquido ocorrido no 1º semestre foi negativo em R$ 1 bilhão 114 milhões, R$ 1 bilhão 47 milhões mais favorável do que o resultado do 1º semestre de 2013, em consequência dos efeitos da variação cambial sobre a dívida em dólar. No 1º semestre deste ano houve uma valorização de 6% do real frente ao dólar, em comparação com uma desvalorização de 8,4% no 1º semestre de Na comparação com o 1º trimestre de 2014, o lucro líquido reduziu 8% Na comparação com o 1º trimestre do ano, o resultado operacional (R$ 8 bilhões 848 milhões) foi 17% superior, devido, principalmente, às menores despesas operacionais, que no 1º trimestre contemplaram o provisionamento do Plano de Incentivo ao Desligamento Voluntário PIDV (R$ 2 bilhões 396 milhões). Apesar do maior lucro operacional, o lucro líquido (R$ 4 bilhões 959 milhões) foi 8% inferior ao registrado no 1º trimestre de 2014, em função do menor resultado financeiro e da maior alíquota efetiva do imposto de renda, uma vez que no 1º trimestre houve o reconhecimento de créditos fiscais. INDICADORES ECONÔMICOS CONSOLIDADOS R$ milhões 2T14 1T14 2T14/1T14 2T13 1S14 1S13 1S14/1S13 Receita de Vendas % % Custo dos Produtos Vendidos (63.283) (62.091) 2% (54.919) ( ) ( ) 15% Lucro Bruto % % Despesas Operacionais (10.167) (11.877) -14% (7.366) (22.044) (15.960) 38% Lucro Operacional (1) % % Resultado Financeiro Líquido (940) (174) -440% (3.551) (1.114) (2.161) 48% Imposto de Renda/Contribuição Social (2.676) (1.803) 48% (2.266) (4.479) (5.827) -23% Lucro Líquido % % EBITDA ajustado (2) % % (1) Lucro antes do resultado financeiro, das participações e impostos. (2) EBITDA ajustado = EBITDA + participações em investimentos e perda no valor de recuperação de ativos (impairment ). Produção de petróleo e gás natural A produção de petróleo e LGN no Brasil atingiu a média de 1 milhão 947 mil barris por dia, 1,4% superior à produção do 1º semestre de 2013, de 1 milhão 921 mil barris por dia. Esse aumento foi impulsionado pela entrada em operação dos novos sistemas de produção: P-63 (Papa- Terra), P-55 (Roncador), P-62 (Roncador) e P-58 (Jubarte), e ao aumento da produção nos FPSOs Cidade de Itajaí (Baúna), Cidade de Paraty (Lula NE) e Cidade de São Paulo (Sapinhoá). A produção de gás natural do País cresceu 3% pela maior produção nos campos de Mexilhão, Lula e Sapinhoá, além do início da operação do campo de Lula Nordeste. O PROEF (Programa de Aumento da Eficiência Operacional da Bacia de Campos) contribuiu com uma produção adicional de petróleo de 96 mil barris por dia no semestre. A eficiência operacional chegou a 80% na Unidade Operacional Bacia de Campos (UO-BC) em junho, tendo atingido em maio o recorde de eficiência operacional dos últimos 47 meses, de 81,2%. Atualmente, seis Unidades de Manutenção e 2

3 Segurança (UMSs) executam atividades de apoio às plataformas da UO-BC, com o objetivo de dar suporte a ações de melhoria na eficiência operacional. Na Unidade Operacional Rio (UO-RIO), o programa elevou a eficiência operacional a 96%. Novos sistemas de produção e novos poços entrarão em operação ao longo de 2014 para garantir o crescimento sustentado da produção. Até junho, já foram interligados 30 poços e estão previstos mais 33 até o final do ano, totalizando 63 novos poços em 2014, o dobro que nos anos anteriores. Em 2013 foram 34 poços e 30 em Para dar suporte à interligação desses novos poços, novos PLSVs (barcos de apoio) foram incorporados à frota da Petrobras, aumentando a frota para 13 navios em operação no final do semestre, com previsão de chegada de mais seis até o final de Em relação aos sistemas de produção, no segundo semestre entrará em operação a plataforma P-61, no campo de Papa-Terra (no pós-sal da Bacia de Campos), que será interligada à plataforma semissubmersível SS-88, unidade de apoio do tipo Tender Assisted Drilling (TAD), cujos trabalho de instalação offshore encontram-se em andamento. Também serão instalados, até o final do ano, os FPSOs Cidade de Mangaratiba, no campo Lula/Iracema, e Cidade de Ilhabela, no campo de Sapinhoá, ambos no pré-sal da Bacia de Santos. A produção internacional total foi de 213 mil boed no semestre, 11% inferior ao mesmo período do ano anterior. Esse declínio é resultado da conclusão da transferência dos ativos terrestres na Colômbia, da venda do ativo Puesto Hernández, na Argentina e da redução de 50% da participação societária nas empresas da Nigéria, apesar do incremento na produção nos campos de Cascade e Chinook, nos EUA e do aumento da produção de gás natural no Peru. A produção total de petróleo e gás natural da Petrobras, no Brasil e no exterior no 1º semestre de 2014, atingiu a média diária de 2 milhões 566 mil barris de óleo equivalente (boe), um crescimento de 0,5% em relação ao mesmo período de PRODUÇÃO DE PETRÓLEO E GÁS NATURAL Mil boed 2T14 1T14 2T14/1T14 2T13 1S14 1S13 1S14/1S13 Produção Nacional % % Petróleo e LGN % % Gás Natural (1) % % Produção Internacional Consolidada % % Petróleo e LGN % % Gás Natural % % Produção Internacional não consolidada % Produção Internacional Total % % Produção Total % % (1) Não inclui gás liquefeito e inclui gás reinjetado Investimentos priorizaram a capacidade de produção A realização dos Investimentos no 1º semestre de 2014 foi de R$ 41 bilhões 499 milhões, 6% inferior ao mesmo período de A redução dos investimentos foi acompanhada de um maior foco no segmento de Exploração e Produção no Brasil (65% no 1º semestre de 2014 contra 54% no 1º semestre de 2013), com destaque para os projetos de desenvolvimento da produção que permitirão o crescimento sustentável da curva de petróleo. A principal redução ocorreu no segmento de Abastecimento, em virtude da conclusão de projetos de modernização, início das operações do Complexo Petroquímico de Suape e da proximidade do fim das obras da Refinaria Abreu e Lima (RNEST), que entrará em operação até o final do ano. 3

4 Preços dos Produtos O preço médio, em reais, dos derivados no mercado interno (para as distribuidoras) cresceu 10% em relação ao 1º semestre de 2013, refletindo principalmente os aumentos de preços da gasolina e do diesel que ocorreram ao longo de O preço do petróleo Brent subiu 1% em dólares (US$ 108,93/bbl no 1S14 vs US$ 107,50/bbl no 1S13). Porém, devido à desvalorização cambial de 13%, o preço do petróleo calculado em reais aumentou 15%, impactando os custos com as importações de petróleo e derivados. INDICADORES DE PREÇOS Excelentes níveis de eficiência das refinarias A produção de derivados no País atingiu 2 milhões 152 mil barris por dia no 1º semestre de 2014, sendo 1% superior ao 1º semestre de Apesar da redução de 1% na carga processada em função da parada programada na unidade de destilação da Replan, em fevereiro de 2014, a produção de derivados foi 1% superior, decorrente da maior utilização de produtos intermediários. O Fator de utilização do parque de refino permaneceu elevado, alcançando 97% no semestre. No trimestre a produção nas refinarias foi de 2 milhões 180 mil barris por dia, suportada pelo fim da parada programada da Replan, e pelo aumento da eficiência operacional das refinarias, com excelência na gestão integrada do sistema de abastecimento e respeito aos princípios de Segurança, Meio Ambiente e Saúde. INVESTIMENTOS R$ milhões 1S14 1S13 1S14/1S13 Exploração e Produção % Abastecimento % Gás e Energia % Internacional % Distribuição % Biocombustível % Corporativo % Total de Investimentos % R$/bbl 2T14 1T14 2T14/1T14 2T13 1S14 1S13 1S14/1S13 Derivados - Mercado Interno 225,36 227,46-1% 207,22 226,39 205,50 10% US$/bbl Petróleo Nacional - Venda 99,02 98,02 1% 94,17 98,53 98,52 - Petróleo Internacional - Venda 87,91 84,18 4% 89,94 86,10 92,08-6% Petróleo Brent 109,63 108,22 1% 102,44 108,93 107,50 1% Esse trabalho levou a Petrobras a alcançar, em junho, novo recorde de processamento de petróleo em suas refinarias no Brasil. A carga média processada foi de 2 milhões 172 mil barris de petróleo por dia, que representa um volume de 21 mil barris por dia superior ao recorde mensal anterior, de 2 milhões 151 mil barris por dia, obtido em março de PRODUÇÃO DE DERIVADOS Mil barris por dia 2T14 1T14 2T14/1T14 2T13 1S14 1S13 1S14/1S13 Produção de Derivados % Nacional % % Internacional % % Fator de utilização do parque de refino (%) Nacional 98% 96% +2 p.p. 99% 97% 99% -2 p.p. Internacional 75% 70% +5 p.p. 73% 72% 72% - Participação do óleo nacional (%) 82% 83% -1 p.p. 79% 82% 81% +1 p.p. Crescimento da venda de derivados O volume de vendas de derivados no mercado interno no 1º semestre de 2014 totalizou 2 milhões 407 mil barris por dia, o que representa um crescimento de 3% em relação ao mesmo período do ano passado. Destacam-se as vendas de gasolina (+5%), por conta do crescimento da frota associado à vantagem do preço da gasolina em relação ao etanol em diversos estados 4

5 e do aumento do consumo das famílias, parcialmente compensados pelo aumento do teor de etanol anidro na gasolina C de 20% para 25%; e as vendas de diesel (+2%) devido ao maior consumo em obras de infraestrutura e crescimento da frota de veículos leves a diesel, compensados, em parte, pela redução da utilização em termelétricas. A venda de gás natural cresceu 3%, refletindo a maior demanda termelétrica. VOLUME DE VENDAS - MERCADO INTERNO Mil barris por dia 2T14 1T14 2T14/1T14 2T13 1S14 1S13 1S14/1S13 Gás Natural % % Derivados % % Diesel % % Gasolina % % Óleo Combustível % % Nafta % % GLP % % QAV % % Outros % % Alcóois, Nitrogenados, Renováveis e Outros % % Total Mercado Interno % % Déficit na balança comercial da Petrobras A balança comercial da Petrobras registrou um déficit de 526 mil barris por dia no semestre, 126 mil barris por dia superior ao registrado no 1º semestre de 2013, devido ao aumento na importação de derivados, para atender ao crescimento do mercado interno e às menores exportações de óleo combustível direcionado para atender as termelétricas. BALANÇA COMERCIAL Mil barris por dia 2T14 1T14 2T14/1T14 2T13 1S14 1S13 1S14/1S13 Importação Total de Petróleo e Derivados % % Petróleo % % Derivados % % Exportação Total de Petróleo e Derivados % % Petróleo % % Derivados % % Importação Líquida de Petróleo e Derivados % % Custo de extração e de refino O custo de extração sem participações governamentais no país, em reais, aumentou R$ 2,33 por barril em relação ao 1º semestre de 2013, atingindo R$ 32,71 por barril. As principais razões para esse crescimento foram: a entrada em operação de novos sistemas de produção que ainda estão em fase de incremento de produção, porém já contribuem com seu custo integral; e o reajuste salarial do Acordo Coletivo de Trabalho (ACT) O indicador quando contabilizado em dólar apresentou redução de 4% no período, devido à depreciação cambial. O custo de refino no país (R$ 6,52 por barril) aumentou 3%, devido à menor carga processada e ao reajuste salarial do ACT O indicador em dólar foi 8% inferior. CUSTO DE EXTRAÇÃO E REFINO R$/bbl 2T14 1T14 2T14/1T14 2T13 1S14 1S13 1S14/1S13 Custo de Extração (sem Part. Govern.) País 32,30 33,14-3% 31,25 32,71 30,38 8% Custo de Extração (com Part. Govern.) País 71,55 76,86-7% 67,88 74,16 67,48 10% Custo de Refino - País 6,56 6,48 1% 6,37 6,52 6,31 3% US$/bbl Custo de Extração (sem Part. Govern.) País 14,57 14,15 3% 15,02 14,36 14,89-4% Custo de Extração (com Part. Govern.) País 32,60 33,00-1% 32,05 32,79 32,80 - Custo de Extração - Internacional 8,93 7,85 14% 8,75 8,40 8,62-3% Custo de Refino - País 2,94 2,75 7% 3,08 2,85 3,11-8% Custo de Refino - Internacional 3,76 3,66 3% 3,76 3,71 3,78-2% Endividamento O endividamento líquido da Petrobras aumentou 9% em relação à , devido ao pagamento de dividendos e à utilização do caixa para financiar investimentos. O indicador Dívida Líquida/EBITDA ajustado foi impactado pela anualização do provisionamento do PIDV e fechou o semestre 5

6 em 3,94 vezes. A alavancagem (Endividamento Líquido/(Endividamento Líquido + Patrimônio Líquido)) cresceu 1 ponto percentual, para 40%. ENDIVIDAMENTO R$ milhões 30/06/ /12/2013 Var (%) Endividamento Total % Endividamento Curto Prazo % Endividamento Longo Prazo % Disponibilidades Ajustadas % Disponibilidades % Títulos Públicos Federais - (vencimento superior a 90 dias) % Endividamento Líquido % Dívida Líquida / EBITDA ajustado (1) 3,94 3,52 12% Endiv. Líquido / (Endiv. Líquido + Patrimônio Líquido) 40% 39% +1 p.p. (1) EBITDA ajustado = EBITDA + participações em investimentos e perda no valor de recuperação de ativos (impairment ). Contribuição econômica da Petrobras A contribuição econômica da Petrobras no Brasil, medida por meio da geração de impostos, taxas e contribuições sociais correntes, totalizou R$ 37 bilhões 499 milhões no 1º semestre de 2014, um crescimento de 4% em relação ao mesmo período do ano anterior. As participações governamentais no País aumentaram 13% devido ao aumento da produção total e pelo aumento de 14% no preço médio de referência do petróleo nacional, sendo R$/bbl 221,33 (US$/bbl 96,40) no 1º semestre de 2014, contra R$/bbl 194,16 (US$/bbl 95,61) no mesmo período de CONTRIBUIÇÕES E IMPOSTOS R$ milhões 2T14 1T14 2T14/1T14 2T13 1S14 1S13 1S14/1S13 Contribuição Econômica - País % % ICMS % % PIS/COFINS % % Imposto de Renda e C.S. s/lucro % % Outros % % Contribuição Econômica - Exterior % % Total % % PARTICIPAÇÕES GOVERNAMENTAIS R$ milhões 2T14 1T14 2T14/1T14 2T13 1S14 1S13 1S14/1S13 País % % Royalties % % Participação Especial % % Retenção de Área % Exterior % % Total % % Gerência de Imprensa Telefone: 55 (21) / Fax: 55 (21) /

Resultados do Exercício de 2014 Auditados

Resultados do Exercício de 2014 Auditados Nota à Imprensa 22 de abril de 2015 Resultados do Exercício de 2014 Auditados A Petrobras apresentou prejuízo de R$ 21,6 bilhões no ano de 2014, em função, principalmente, da perda por desvalorização de

Leia mais

Lucro líquido da Petrobras em 2010 alcança valor recorde de R$ 35 bilhões 189 milhões

Lucro líquido da Petrobras em 2010 alcança valor recorde de R$ 35 bilhões 189 milhões Nota à Imprensa 25 de fevereiro de 2011 Lucro líquido da Petrobras em 2010 alcança valor recorde de R$ 35 bilhões 189 milhões O lucro líquido aumentou 17% em relação a 2009 e EBITDA atingiu de R$ 60 bilhões

Leia mais

Lucro líquido de R$ 5 bilhões 816 milhões no 1º trimestre de 2009

Lucro líquido de R$ 5 bilhões 816 milhões no 1º trimestre de 2009 Nota à Imprensa 11 de maio de 2009 Lucro líquido de R$ 5 bilhões 816 milhões no 1º trimestre de 2009 O preço médio do barril do petróleo tipo Brent caiu 55%, passando de US$ 97 no 1º trimestre de 2008

Leia mais

Plano de Negócios e Gestão 2013-2017

Plano de Negócios e Gestão 2013-2017 PETRÓLEO BRASILEIRO S.A. - PETROBRAS Companhia Aberta FATO RELEVANTE Plano de Negócios e Gestão 2013-2017 Rio de Janeiro, 15 de março de 2013 Petróleo Brasileiro S.A. Petrobras comunica que seu Conselho

Leia mais

Plano Estratégico Petrobras 2030 e Plano de Negócios e Gestão 2014 2018

Plano Estratégico Petrobras 2030 e Plano de Negócios e Gestão 2014 2018 Plano Estratégico Petrobras 2030 e Plano de Negócios e Gestão 2014 2018 A Petrobras comunica que seu Conselho de Administração aprovou o Plano Estratégico Petrobras 2030 (PE 2030) e o Plano de Negócios

Leia mais

RESULTADO DO QUARTO TRIMESTRE 2013

RESULTADO DO QUARTO TRIMESTRE 2013 RESULTADO DO QUARTO TRIMESTRE 2013 Rio de Janeiro 25 de fevereiro de 2014 Petrobras divulga hoje seus resultados consolidados expressos em milhões de reais, segundo os padrões internacionais de contabilidade

Leia mais

Almir Guilherme Barbassa Diretor Financeiro e de Relações com Investidores 18 de Agosto de 2009

Almir Guilherme Barbassa Diretor Financeiro e de Relações com Investidores 18 de Agosto de 2009 Teleconferência / Webcast DIVULGAÇÃO DOS RESULTADOS 2 o trimestre de 2009 (Legislação Societária) Almir Guilherme Barbassa Diretor Financeiro e de Relações com Investidores 18 de Agosto de 2009 Reservatório

Leia mais

Petrobras aprova Plano de Negócios 2010-2014

Petrobras aprova Plano de Negócios 2010-2014 1 Petrobras aprova Plano de Negócios 2010-2014 O Conselho de Administração aprovou o Plano de Negócios 2010-2014, com investimentos totais de US$ 224 bilhões, representando a média de US$ 44,8 bilhões

Leia mais

PETROBRAS DIVULGA RESULTADOS DO PRIMEIRO SEMESTRE DE 2010

PETROBRAS DIVULGA RESULTADOS DO PRIMEIRO SEMESTRE DE 2010 25/8/2010 PETROBRAS DIVULGA RESULTADOS DO PRIMEIRO SEMESTRE DE 2010 (Rio de Janeiro 24 de agosto de 2010) Petróleo Brasileiro S.A. - Petrobras divulga hoje seus resultados consolidados expressos em dólares

Leia mais

RESULTADO DO TERCEIRO TRIMESTRE 2014 NÃO REVISADO PELOS AUDITORES INDEPENDENTES

RESULTADO DO TERCEIRO TRIMESTRE 2014 NÃO REVISADO PELOS AUDITORES INDEPENDENTES RESULTADO DO TERCEIRO TRIMESTRE 2014 NÃO REVISADO PELOS AUDITORES INDEPENDENTES Rio de Janeiro 27 de janeiro de 2015 Petrobras divulga seus resultados consolidados não revisados pelos auditores independentes,

Leia mais

Lucro líquido da Petrobras no 1º semestre de 2013 foi de R$ 13 bilhões e 894 milhões

Lucro líquido da Petrobras no 1º semestre de 2013 foi de R$ 13 bilhões e 894 milhões Lucro líquido da Petrobras no 1º semestre de 2013 foi de R$ 13 bilhões e 894 milhões Nota à Imprensa 9 de agosto de 2013 O lucro líquido no 1º semestre de 2013 subiu 77% em relação ao semestre anterior,

Leia mais

PLANO ESTRATÉGICO PETROBRAS 2015 PLANO DE NEGÓCIOS 2006-2010

PLANO ESTRATÉGICO PETROBRAS 2015 PLANO DE NEGÓCIOS 2006-2010 PLANO ESTRATÉGICO PETROBRAS 2015 PLANO DE NEGÓCIOS 2006-2010 MISSÃO Atuar de forma segura e rentável, com responsabilidade social e ambiental, nas atividades da indústria de óleo, gás e energia, nos mercados

Leia mais

Plano de Negócios 2011-2015

Plano de Negócios 2011-2015 PETRÓLEO BRASILEIRO S.A. - PETROBRAS Companhia Aberta FATO RELEVANTE Plano de Negócios 2011-2015 Rio de Janeiro, 22 de julho de 2011 Petróleo Brasileiro S.A. Petrobras comunica que seu Conselho de Administração

Leia mais

Plano de Negócios e Gestão 2013 2017

Plano de Negócios e Gestão 2013 2017 Plano de Negócios e Gestão 2013 2017 1 Plano de Negócios e Gestão 2013 2017 Webcast 19 de março de 2013 2 Aviso Estas apresentações podem conter previsões acerca de eventos futuros. Tais previsões refletem

Leia mais

ANÁLISE FINANCEIRA e DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS

ANÁLISE FINANCEIRA e DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS ANÁLISE FINANCEIRA e DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS PERFIL Fundada em 1953, a Petrobras é uma sociedade anônima de capital aberto, com atividades em 24 países e em todos os continentes. Líder do setor petrolífero

Leia mais

Lucro líquido do primeiro semestre alcançou R$ 16 bilhões 21 milhões

Lucro líquido do primeiro semestre alcançou R$ 16 bilhões 21 milhões Nota à Imprensa 13 de agosto de 2010 Lucro líquido do primeiro semestre alcançou R$ 16 bilhões 21 milhões Aumento foi de 11% sobre o 1º semestre de 2009, principalmente devido ao aumento da cotação do

Leia mais

Apresentação de Resultados 1T15

Apresentação de Resultados 1T15 Apresentação de Resultados 1T15 1 Destaques do Período Início da operação comercial de quatro parques do LEN A-3 2011 Início da operação comercial: 04 de março de 2015 Os outros 5 parques serão conectados

Leia mais

Petrobras tem lucro líquido de R$ milhões nos nove meses de 2015

Petrobras tem lucro líquido de R$ milhões nos nove meses de 2015 Nota à Imprensa 12 de novembro de 2015 Petrobras tem lucro líquido de R$ 2.102 milhões nos nove meses de 2015 No terceiro trimestre de 2015, a Companhia apresentou prejuízo de R$ 3.759 milhões O lucro

Leia mais

Redução dos preços da gasolina e do óleo diesel na refinaria PAULO CÉSAR RIBEIRO LIMA

Redução dos preços da gasolina e do óleo diesel na refinaria PAULO CÉSAR RIBEIRO LIMA Redução dos preços da gasolina e do óleo diesel na refinaria PAULO CÉSAR RIBEIRO LIMA JANEIRO/2009 Paulo César Ribeiro Lima 2 Redução dos preços da gasolina e do óleo diesel na refinaria Esta Nota Técnica

Leia mais

Lucro Operacional* Lucro Líquido

Lucro Operacional* Lucro Líquido PETROBRAS DIVULGA RESULTADO DO TERCEIRO TRIMESTRE DE 2007 (Rio de Janeiro 9 de Novembro de 2007) PETRÓLEO BRASILEIRO S.A. Petrobras divulga hoje seus resultados consolidados expressos em milhões de reais,

Leia mais

Teleconferência de Resultados. 4T12 e 2012

Teleconferência de Resultados. 4T12 e 2012 Teleconferência de Resultados e 2012 28 de fevereiro de 2013 Aviso Legal Algumas das informações aqui contidas se baseiam nas hipóteses e perspectivas atuais da administração da Companhia que poderiam

Leia mais

Evolução do lucro líquido (em milhões de reais) - jan fev mar abr mai jun jul ago set

Evolução do lucro líquido (em milhões de reais) - jan fev mar abr mai jun jul ago set DISCUSSÃO E ANÁLISE PELA ADMINISTRAÇÃO DO RESULTADO NÃO CONSOLIDADO DAS OPERACÕES: PERÍODO DE JANEIRO A SETEMBRO DE 2001 COMPARATIVO AO PERÍODO DE JANEIRO A SETEMBRO DE 2000 (em milhões de reais, exceto

Leia mais

Teleconferência de Resultados. Desempenho do 4T 2013 e de 2013. MAHLE Metal Leve S.A. 20 de março de 2014 12h00 (horário de Brasília) 1 MAHLE

Teleconferência de Resultados. Desempenho do 4T 2013 e de 2013. MAHLE Metal Leve S.A. 20 de março de 2014 12h00 (horário de Brasília) 1 MAHLE Teleconferência de Resultados Desempenho do 4T 2013 e de 2013 MAHLE Metal Leve S.A. 20 de março de 2014 12h00 (horário de Brasília) 1 Destaques 2013 Receita Líquida de Vendas de R$ 2.393,8 milhões em 2013,

Leia mais

PETROBRAS DIVULGA RESULTADO DO QUARTO TRIMESTRE DE

PETROBRAS DIVULGA RESULTADO DO QUARTO TRIMESTRE DE PETROBRAS DIVULGA RESULTADO DO QUARTO TRIMESTRE DE 2004 (Rio de Janeiro 25 de Fevereiro de 2005) PETRÓLEO BRASILEIRO S.A. PETROBRAS divulga hoje seus resultados consolidados expressos em milhões de reais,

Leia mais

Teleconferência de Resultados 4T14 e 2014. São Paulo, 12 de fevereiro de 2015

Teleconferência de Resultados 4T14 e 2014. São Paulo, 12 de fevereiro de 2015 Teleconferência de Resultados 4T14 e 2014 São Paulo, 12 de fevereiro de 2015 Ressalva sobre declarações futuras Esta apresentação contém declarações prospectivas. Tais informações não são apenas fatos

Leia mais

FÓRUM REGIONAL ESPÍRITO SANTO

FÓRUM REGIONAL ESPÍRITO SANTO FÓRUM REGIONAL ESPÍRITO SANTO PLANO ESTRATÉGICO 2015 Missão Atuar de forma segura e rentável, com responsabilidade social e ambiental, nas atividades da indústria de óleo, gás e energia, nos mercados nacional

Leia mais

MENSAGEM DA ADMINISTRAÇÃO A QGEP Participações iniciou o ano de 2011 com uma sólida posição financeira. Concluímos com sucesso a nossa oferta pública inicial de ações em fevereiro, com uma captação líquida

Leia mais

DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 2º Trimestre de Teleconferência / Webcast 11 de Agosto de 2014

DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 2º Trimestre de Teleconferência / Webcast 11 de Agosto de 2014 DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 2º Trimestre de 2014 Teleconferência / Webcast 11 de Agosto de 2014 AVISOS Estas apresentações podem conter previsões acerca de eventos futuros. Tais previsões refletem apenas

Leia mais

Itautec S.A. Grupo Itautec. Guilherme Pereira Diretor Administrativo e Financeiro CFO 07.03.2013

Itautec S.A. Grupo Itautec. Guilherme Pereira Diretor Administrativo e Financeiro CFO 07.03.2013 Itautec S.A. Grupo Itautec Guilherme Pereira Diretor Administrativo e Financeiro CFO 07.03.2013 Sumário Executivo a mudança no cenário macroeconômico do Brasil (desvalorização cambial, redução das taxas

Leia mais

Embratel Participações S.A. (Embratel Participações ou Embrapar ) detém 99,0 porcento da Empresa Brasileira de Telecomunicações S.A. ( Embratel ).

Embratel Participações S.A. (Embratel Participações ou Embrapar ) detém 99,0 porcento da Empresa Brasileira de Telecomunicações S.A. ( Embratel ). Rio de Janeiro, RJ, Brasil, 25 de Outubro de 2005. Embratel Participações S.A. (Embratel Participações ou Embrapar ) detém 99,0 porcento da Empresa Brasileira de Telecomunicações S.A. ( Embratel ). (Os

Leia mais

Nossas reservas provadas no Brasil, estimadas pela administração de acordo com os regulamentos e normas estabelecidos pela U.S.

Nossas reservas provadas no Brasil, estimadas pela administração de acordo com os regulamentos e normas estabelecidos pela U.S. PETROBRAS DIVULGA RESULTADO DO EXERCÍCIO DE 2002 - (Rio de Janeiro 19 de março de 2003.) PETRÓLEO BRASILEIRO S.A. PETROBRAS divulga hoje seus resultados consolidados expressos em dólares norte-americanos,

Leia mais

Sumário PERFIL PRINCIPAIS INDICADORES MENSAGEM DO PRESIDENTE DO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO MENSAGEM DA PRESIDENTE

Sumário PERFIL PRINCIPAIS INDICADORES MENSAGEM DO PRESIDENTE DO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO MENSAGEM DA PRESIDENTE 1 Sumário PERFIL PRINCIPAIS INDICADORES MENSAGEM DO PRESIDENTE DO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO MENSAGEM DA PRESIDENTE RESULTADOS E NEGÓCIOS - Estratégia Corporativa - Análise do Mercado de Petróleo - Desempenho

Leia mais

DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 1º trimestre de Teleconferência / Webcast 18 de Maio de 2015

DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 1º trimestre de Teleconferência / Webcast 18 de Maio de 2015 DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 1º trimestre de 2015 Teleconferência / Webcast 18 de Maio de 2015 1 AVISOS Estas apresentações podem conter previsões acerca de eventos futuros. Tais previsões refletem apenas

Leia mais

Apresentação de Resultados 4T14

Apresentação de Resultados 4T14 Apresentação de Resultados 4T14 0 Aviso Geral Algumas afirmações nesta apresentação podem ser projeções ou afirmações sobre expectativas futuras. Tais afirmações estão sujeitas a riscos conhecidos e desconhecidos

Leia mais

Lucro líquido da Petrobras foi de R$ 9 bilhões 214 milhões no 1º trimestre de 2012

Lucro líquido da Petrobras foi de R$ 9 bilhões 214 milhões no 1º trimestre de 2012 Lucro líquido da Petrobras foi de R$ 9 bilhões 214 milhões no 1º trimestre de 2012 Nota à Imprensa 15 de maio de 2012 O lucro líquido do trimestre aumentou 82% na comparação com o 4º trimestre de 2011

Leia mais

COMENTÁRIOS DO DESEMPENHO NO 3º TRIMESTRE E 9 MESES DE 2002

COMENTÁRIOS DO DESEMPENHO NO 3º TRIMESTRE E 9 MESES DE 2002 COMENTÁRIOS DO DESEMPENHO NO 3º TRIMESTRE E 9 MESES DE 2002 Desempenho Em ambiente de queda da atividade na indústria automobilística, a Iochpe-Maxion apresentou um crescimento de 8,4% nas vendas no terceiro

Leia mais

Investimentos da AES Brasil crescem 32% e atingem R$ 641 milhões nos primeiros nove meses do ano

Investimentos da AES Brasil crescem 32% e atingem R$ 641 milhões nos primeiros nove meses do ano Investimentos da AES Brasil crescem 32% e atingem R$ 641 milhões nos primeiros nove meses do ano Valor faz parte de plano de investimentos crescentes focado em manutenção, modernização e expansão das operações

Leia mais

Divulgação de Resultados 2013, Plano Estratégico 2030 e Plano de Negócios e Gestão 2014-2018

Divulgação de Resultados 2013, Plano Estratégico 2030 e Plano de Negócios e Gestão 2014-2018 Maria das Graças Silva Foster Presidente Teleconferência/Webcast 26 de Fevereiro de 2014 Divulgação de Resultados 2013, Plano Estratégico 2030 e Plano de Negócios e Gestão 2014-2018 1 Aviso Estas apresentações

Leia mais

Resultados 1T07 10 de maio de 2007

Resultados 1T07 10 de maio de 2007 PUBLICIDADE CAIXA CRESCEU 102% BASE DE ASSINANTES BANDA LARGA CRESCEU 32% São Paulo, O UOL (BOVESPA: UOLL4) anuncia hoje os resultados do 1T07. As demonstrações financeiras da Companhia são elaboradas

Leia mais

NAGI PG. As Oportunidades do Pré-sal: Como minha indústria pode participar deste mercado. Eng. Virgilio Calças Filho Sorocaba 27/02/2014

NAGI PG. As Oportunidades do Pré-sal: Como minha indústria pode participar deste mercado. Eng. Virgilio Calças Filho Sorocaba 27/02/2014 NAGI PG NÚCLEO DE APOIO À GESTÃO DA INOVAÇÃO NA CADEIA DE PETRÓLEO E GÁS As Oportunidades do Pré-sal: Como minha indústria pode participar deste mercado Eng. Virgilio Calças Filho Sorocaba 27/02/2014 Em

Leia mais

Resultados 2005 Resultados 2005

Resultados 2005 Resultados 2005 Resultados 2005 Resultados 2005 Resultados 1T06 Bovespa: RSID3 NYSE (ADR): RSR2Y Receita Líquida alcança R$ 85,2 milhões VGV totaliza R$ 94,3 milhões Vendas contratadas crescem 63% São Paulo, 11 de maio

Leia mais

DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS Exercício de de Abril de 2015

DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS Exercício de de Abril de 2015 DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS Exercício de 2014 22 de Abril de 2015 AVISOS Estas apresentações podem conter previsões acerca de eventos futuros. Tais previsões refletem apenas expectativas dos administradores

Leia mais

Resultados 2014 Fevereiro, 2015

Resultados 2014 Fevereiro, 2015 Resultados Fevereiro, 2015 Destaques do e Afluência na região SE/CO em de 69% da MLT 1 (vs. 102% em ) Hidrologia Nível de reservatórios das usinas da AES Tietê encerraram em 34,7% vs. 51,1% em Rebaixamento

Leia mais

Os resultados do segundo trimestre e primeiro semestre de 2014 consolidam as Empresas BRF S.A.

Os resultados do segundo trimestre e primeiro semestre de 2014 consolidam as Empresas BRF S.A. BRF RESULTADOS 2T14 Os resultados do segundo trimestre e primeiro semestre de 2014 consolidam as Empresas BRF S.A. As declarações contidas neste relatório relativas à perspectiva dos negócios da Empresa,

Leia mais

RELATÓRIO DA ADMINISTRAÇÃO 2013

RELATÓRIO DA ADMINISTRAÇÃO 2013 RELATÓRIO DA ADMINISTRAÇÃO 2013 CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO Guido Mantega Presidente Francisco Roberto de Albuquerque Jorge Gerdau Johannpeter José Maria Ferreira Rangel Luciano Galvão Coutinho Márcio Pereira

Leia mais

METANOR S.A. Metanol do Nordeste Camaçari - Bahia - Brasil Relatório da Administração de 2011

METANOR S.A. Metanol do Nordeste Camaçari - Bahia - Brasil Relatório da Administração de 2011 METANOR S.A. Camaçari - Bahia - Brasil Relatório da Administração de 2011 Senhores Acionistas, Em conformidade com as disposições legais e estatutárias, a administração da METANOR S.A. submete à apreciação

Leia mais

INVESTCO S.A. PROPOSTA DA ADMINISTRAÇÃO

INVESTCO S.A. PROPOSTA DA ADMINISTRAÇÃO INVESTCO S.A. PROPOSTA DA ADMINISTRAÇÃO Aos Srs. Acionistas Investco S.A. Anexo I - Comentários dos Diretores da Companhia Contas dos Administradores referentes ao exercício social encerrado em 31.12.2012.

Leia mais

PETROBRAS Resultado Neutro no 4T09 e PN 2010-14

PETROBRAS Resultado Neutro no 4T09 e PN 2010-14 Analista PETROBRAS Resultado Neutro no 4T09 e PN 2010-14 A Petrobras divulgou na última sexta-feira seus resultados referentes ao 4T09 e ao fechamento de 2009 que mostraram um desempenho um pouco mais

Leia mais

INDICADORES FINANCEIROS

INDICADORES FINANCEIROS Relatório 2014 Um Olhar para o Futuro DESEMPENHO ECONÔMICO ECONÔMICA www.fibria.com.br/r2014/desempenho-economico/ 126 INDICADORES FINANCEIROS A Fibria encerrou 2014 com lucro líquido de R$ 163 milhões,

Leia mais

Cimento. Concessões de Energia. Concessões de Transportes. Engenharia e Construção. Vestuário e Calçados. Cimento

Cimento. Concessões de Energia. Concessões de Transportes. Engenharia e Construção. Vestuário e Calçados. Cimento 37 Relatório Anual 2011 - Camargo Corrêa S.A. Áreas de Negócios Alisson Silva, Fábrica da InterCement em Ijaci (MG) 38 Relatório Anual 2011 - Camargo Corrêa S.A. Áreas de Negócios Os negócios de cimento

Leia mais

15 de Outubro de 2015

15 de Outubro de 2015 out-14 nov-14 nov-14 dez-14 jan-15 jan-15 fev-15 mar-15 mar-15 abr-15 abr-15 mai-15 jun-15 jun-15 jul-15 jul-15 ago-15 set-15 set-15 jun-07 set-07 dez-07 mar-08 jun-08 set-08 dez-08 mar-09 jun-09 set-09

Leia mais

RELATÓRIO DE RELAÇÕES COM INVESTIDORES RESULTADOS 1T10 156.512.000,00

RELATÓRIO DE RELAÇÕES COM INVESTIDORES RESULTADOS 1T10 156.512.000,00 RELATÓRIO DE RELAÇÕES COM INVESTIDORES RESULTADOS 156.512.000,00 Resultados do RESULTADOS São Paulo, 14 de maio de 2010 A BRADESPAR [BM&FBOVESPA: BRAP3 (ON), BRAP4 (PN); LATIBEX: XBRPO (ON), XBRPP (PN)]

Leia mais

TELECONFERÊNCIA DE RESULTADOS 1T15

TELECONFERÊNCIA DE RESULTADOS 1T15 TELECONFERÊNCIA DE RESULTADOS 1T15 RESULTADOS FINANCEIROS CONSOLIDADOS RECEITA LÍQUIDA 300,1 361,1 20,3% EBITDA AJUSTADO 56,5 68,7 21,6% MARGEM EBITDA AJUSTADO 1 17,9% 18,4% 0,5 p.p. LUCRO LÍQUIDO AJUSTADO

Leia mais

Histórico da PLR da Petrobrás 2007 a 2012. Efeitos do Novo Regramento da PLR

Histórico da PLR da Petrobrás 2007 a 2012. Efeitos do Novo Regramento da PLR Histórico da PLR da Petrobrás 2007 a 2012 Efeitos do Novo Regramento da PLR Antes da aplicação do Regramento da PLR na Petrobrás Lucro Líquido Sistema - Petrobrás 2007-2012 em R$ milhões 40.000 35.000

Leia mais

Petrobras. Petrobras 2T13: Os lucros devem cair. Análise de Investimentos Relatório de Análise. 7 de agosto de 2013

Petrobras. Petrobras 2T13: Os lucros devem cair. Análise de Investimentos Relatório de Análise. 7 de agosto de 2013 2T13: Os lucros devem cair Estamos divulgando nossas projeções para os resultados da no 2T13 e também fazendo ajustes em nosso Preço Justo para as ações. Acreditamos que a terá um trimestre com crescimento

Leia mais

Análise Financeira e Demonstrações Contábeis

Análise Financeira e Demonstrações Contábeis 200 2800 Análise Financeira e Demonstrações Contábeis 3400 3900 4800 6800 7200 Destaques lucro líquido (R$ milhões) 2005 23.725 2006 25.919 2007 21.512 2008 32.988 2009 28.982 Receita Operacional Líquida

Leia mais

TELECONFERÊNCIA DE RESULTADOS 3T14

TELECONFERÊNCIA DE RESULTADOS 3T14 TELECONFERÊNCIA DE RESULTADOS 3T14 RESULTADOS FINANCEIROS CONSOLIDADOS (R$ MILHÕES) 3T13 3T14 Var.% 9M13 9M14 Var.% RECEITA LÍQUIDA 315,8 342,8 8,5% 858,4 937,5 9,2% EBITDA AJUSTADO¹ 67,1 78,3 16,7% 157,5

Leia mais

ANÁLISE ECONÔMICO FINANCEIRA DA EMPRESA BOMBRIL S.A.

ANÁLISE ECONÔMICO FINANCEIRA DA EMPRESA BOMBRIL S.A. Universidade Federal do Pará Centro: Sócio Econômico Curso: Ciências Contábeis Disciplina: Análise de Demonstrativos Contábeis II Professor: Héber Lavor Moreira Aluno: Roberto Lima Matrícula:05010001601

Leia mais

RESULTADOS 2T15 Teleconferência 10 de agosto de 2015

RESULTADOS 2T15 Teleconferência 10 de agosto de 2015 RESULTADOS 2T15 Teleconferência 10 de agosto de 2015 AVISO Nesta apresentação nós fazemos declarações prospectivas que estão sujeitas a riscos e incertezas. Tais declarações têm como base crenças e suposições

Leia mais

Implantação da Refinaria Premium II: desafios e oportunidades

Implantação da Refinaria Premium II: desafios e oportunidades Implantação da Refinaria Premium II: desafios e oportunidades RAIMUNDO LUTIF Gerente Estruturação Negócio Fortaleza Ceará Fortaleza, 13 / setembro/ 2011. 1 AVISO Estas apresentações podem conter previsões

Leia mais

DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 4T05 e 2005

DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 4T05 e 2005 DIVULGAÇÃO DE RESULTADOS 4T05 e 2005 Americana SP, 23 de março de 2005 A VIVAX S.A. (Bovespa: VVAX11), ou Companhia, segunda maior operadora de TV a Cabo do Brasil, em número de assinantes, e uma das principais

Leia mais

Desempenho Econômico- Financeiro 1T15

Desempenho Econômico- Financeiro 1T15 Desempenho Econômico- Financeiro 1T15 Mensagem da Administração Senhores (as) Acionistas: Conforme mencionado no final do exercício de 2014, concluímos com pleno sucesso o processo que converteu em capital

Leia mais

NOTA CEMEC 06/2015 CÂMBIO CONTRIBUI PARA RECUPERAÇÃO DE MARGENS E COMPETITIVIDADE DA INDÚSTRIA

NOTA CEMEC 06/2015 CÂMBIO CONTRIBUI PARA RECUPERAÇÃO DE MARGENS E COMPETITIVIDADE DA INDÚSTRIA NOTA CEMEC 06/2015 CÂMBIO CONTRIBUI PARA RECUPERAÇÃO DE MARGENS E COMPETITIVIDADE DA INDÚSTRIA Agosto de 2015 O CEMEC não se responsabiliza pelo uso dessas informações para tomada de decisões de compra

Leia mais

TELEFÔNICA DATA BRASIL HOLDING S.A. Resultado Consolidado para o Terceiro Trimestre de 2005 Publicação, 08 de novembro de 2005 (07 páginas)

TELEFÔNICA DATA BRASIL HOLDING S.A. Resultado Consolidado para o Terceiro Trimestre de 2005 Publicação, 08 de novembro de 2005 (07 páginas) TELEFÔNICA DATA BRASIL HOLDING S.A. Resultado Consolidado para o Terceiro Trimestre de 2005 Publicação, 08 de novembro de 2005 (07 páginas) Para maiores informações, contatar: Daniel de Andrade Gomes TELEFÔNICA

Leia mais

Divulgação de Resultados

Divulgação de Resultados Divulgação de Resultados 2º trimestre de 2010 (legislação societária) 13 de agosto de 2010 Conferência com a Imprensa Almir Guilherme Barbassa Diretor Financeiro e de Relações com Investidores 1 AVISO

Leia mais

Balança Comercial 2003

Balança Comercial 2003 Balança Comercial 2003 26 de janeiro de 2004 O saldo da balança comercial atingiu US$24,8 bilhões em 2003, o melhor resultado anual já alcançado no comércio exterior brasileiro. As exportações somaram

Leia mais

LOJAS RENNER S.A. RESULTADOS DO SEGUNDO TRIMESTRE DE 2015 (2T15 ) LOJAS RENNER S.A.

LOJAS RENNER S.A. RESULTADOS DO SEGUNDO TRIMESTRE DE 2015 (2T15 ) LOJAS RENNER S.A. Resultados 2T15 LOJAS RENNER S.A. Companhia constituída em 1965 e de capital aberto desde 1967. Capital totalmente pulverizado desde 2005, com 100% de free float, sendo considerada a primeira corporação

Leia mais

Apresentação de Resultados 4T09 e 2009

Apresentação de Resultados 4T09 e 2009 Apresentação de Resultados 4T09 e 2009 São Paulo, 31 03 10 1 Agenda 1. Destaques 2. Expansão de Capacidade 3. Integrações 4. Projetos 2009 5. Visão Geral dos Segmentos de Negócios Energy Products 6. Visão

Leia mais

Operadora: Indicadores econômico-financeiros

Operadora: Indicadores econômico-financeiros Número 02 São Paulo, 13 de agosto de 2013 Operadora: Indicadores econômico-financeiros RESUMO A GVT tem apresentado variações positivas significativas na quantidade de acessos nos últimos três anos, e

Leia mais

A INDÚSTRIA DE PETRÓLEO & GÁS NO ESTADO DO RJ. CAMPUS 2014 Brésil Internacional

A INDÚSTRIA DE PETRÓLEO & GÁS NO ESTADO DO RJ. CAMPUS 2014 Brésil Internacional A INDÚSTRIA DE PETRÓLEO & GÁS NO ESTADO DO RJ CAMPUS 2014 Brésil Internacional Agenda PetróleoeGásNaturalnoBrasileRiodeJaneiro Situação da Indústria Naval Sistema FIRJAN: Soluções para Indústria de P&G

Leia mais

Apresentação dos Resultados do 2º Trimestre

Apresentação dos Resultados do 2º Trimestre Apresentação dos Resultados do 2º Trimestre 11 de Agosto de 2011 1 Agenda Tópicos Palestrante Visão Geral Destaques do 2T11 Jose Augusto Fernandes (CEO) Atualização da perfuração Resultados Financeiros

Leia mais

(Os números financeiros estão em Reais e baseados nas demonstrações financeiras consolidadas da Embrapar) EBITDA 464,6 354,2 527,7 13,6% 49,0%

(Os números financeiros estão em Reais e baseados nas demonstrações financeiras consolidadas da Embrapar) EBITDA 464,6 354,2 527,7 13,6% 49,0% Rio de Janeiro, RJ, Brasil, 26 de abril de 2006 Embratel Participações S.A. (Embratel Participações ou Embrapar ) (NYSE:EMT;BOVESPA:EBTP4, EBTP3) detém 99,0 porcento da Empresa Brasileira de Telecomunicações

Leia mais

Principais Projetos da Petrobras no Plano de Aceleração do Crescimento (PAC)

Principais Projetos da Petrobras no Plano de Aceleração do Crescimento (PAC) Principais Projetos da Petrobras no Plano de Aceleração do Crescimento (PAC) Rio de Janeiro, 23 de janeiro de 2007 PETRÓLEO BRASILEIRO S/A - PETROBRAS, [Bovespa: PETR3/PETR4, NYSE: PBR/PBRA, Latibex: XPBR/XPBRA,

Leia mais

Desempenho do Comércio Exterior Paranaense Março 2013

Desempenho do Comércio Exterior Paranaense Março 2013 Desempenho do Comércio Exterior Paranaense Março 2013 As exportações em março apresentaram aumento de +27,85% em relação a fevereiro. O valor exportado superou novamente a marca de US$ 1 bilhão, atingindo

Leia mais

RESULTADOS PRIMEIRO TRIMESTRE 2015

RESULTADOS PRIMEIRO TRIMESTRE 2015 1 27 Abril, 2015 RESULTADOS PRIMEIRO TRIMESTRE 2015 Operador integrado de energia focado na exploração e produção DISCLAIMER 2 Esta apresentação contém declarações prospetivas ( forward looking statements

Leia mais

APRESENTAÇÃO DE RESULTADOS 1T13. Rio de Janeiro 10 de maio de 2013

APRESENTAÇÃO DE RESULTADOS 1T13. Rio de Janeiro 10 de maio de 2013 APRESENTAÇÃO DE RESULTADOS 1T13 Rio de Janeiro 10 de maio de 2013 1 DESTAQUES 1T13 DESTAQUES 1T13 E EVENTOS SUBSEQUENTES OGX demonstrou contínuo progresso no 1T13: OGX registrou maior receita líquida e

Leia mais

AGENDA DE INDICADORES

AGENDA DE INDICADORES INFORME DIÁRIO 23 DE JUNHO DE 2010 AGENDA DE INDICADORES Analistas responsáveis: Ricardo Faria e Júlio Hegedus Netto Nesta quarta-feira a FGV divulgará a Sondagem do Consumidor em junho, cujo índice de

Leia mais

Teleconferência Resultados 3T10

Teleconferência Resultados 3T10 Teleconferência Resultados 3T10 Sexta-feira, 5 de Novembro de 2010 Horário: 14:00 (horário de Brasília) 12:00 (horário US EDT) Tel: + 55 (11) 4688-6361 Código: LASA Replay: + 55 (11) 4688-6312 Código:

Leia mais

O Lucro Líquido do 1T12 foi de R$2,5 MM, superior em R$10,7 MM ao prejuízo do 1T11, de R$8,2 MM negativos.

O Lucro Líquido do 1T12 foi de R$2,5 MM, superior em R$10,7 MM ao prejuízo do 1T11, de R$8,2 MM negativos. São Paulo, 13 de maio de 2013 - A Unidas S.A. ( Companhia ou Unidas ) anuncia os seus resultados do primeiro trimestre de 2012 (). As informações financeiras são apresentadas em milhões de Reais, exceto

Leia mais

Teleconferência de Resultados 1T15. 8 de maio de 2015. Magazine Luiza

Teleconferência de Resultados 1T15. 8 de maio de 2015. Magazine Luiza Teleconferência de Resultados 8 de maio de 2015 Magazine Luiza Destaques do Vendas E-commerce Despesas Operacionais EBITDA Luizacred Lucro Líquido Ganhos de market share, principalmente em tecnologia Receita

Leia mais

INFORMAÇÕES CONSOLIDADAS 1T15

INFORMAÇÕES CONSOLIDADAS 1T15 Caxias do Sul, 04 de maio de 2015 - A Marcopolo S.A. (BM&FBOVESPA: POMO3; POMO4), divulga os resultados do primeiro trimestre de 2015 (1T15). As demonstrações financeiras são apresentadas de acordo com

Leia mais

LIGHT ENERGIA S.A. 1º TRIMESTRE DE 2014

LIGHT ENERGIA S.A. 1º TRIMESTRE DE 2014 Rio de Janeiro, 15 de maio de 2014. LIGHT ENERGIA S.A. 1º TRIMESTRE DE 2014 Desempenho Operacional O total de venda, líquida da compra de energia, no primeiro trimestre de 2014 foi equivalente a 1.264,1

Leia mais

Resultados 1º Trimestre 2015 13.05. Rio de Janeiro, 13 de maio de 2015

Resultados 1º Trimestre 2015 13.05. Rio de Janeiro, 13 de maio de 2015 Resultados 1º Trimestre 2015 13.05 Rio de Janeiro, 13 de maio de 2015 RECEITA LÍQUIDA ATINGE R$ 68,5 MILHÕES NO 1T15, CRESCIMENTO DE 7,1% EM RELAÇÃO AO 1T14. EBITDA CONSOLIDADO ATINGE R$ 7,8 MILHÕES, QUEDA

Leia mais

PLANO DE NEGÓCIOS 2010 2014 Webcast. José Sergio Gabrielli Presidente Almir Barbassa Diretor Financeiro e de Relações com Investidores

PLANO DE NEGÓCIOS 2010 2014 Webcast. José Sergio Gabrielli Presidente Almir Barbassa Diretor Financeiro e de Relações com Investidores PLANO DE NEGÓCIOS 2010 2014 Webcast José Sergio Gabrielli Presidente Almir Barbassa Diretor Financeiro e de Relações com Investidores 1 AVISO Estas apresentações podem conter previsões acerca de eventos

Leia mais

GERDAU S.A. Informações consolidadas 1T09 07/05/09

GERDAU S.A. Informações consolidadas 1T09 07/05/09 Visão Ser uma empresa siderúrgica global, entre as mais rentáveis do setor. Missão A Gerdau é uma empresa com foco em siderurgia, que busca satisfazer as necessidades dos clientes e criar valor para os

Leia mais

Resultados 1T15. 08 de maio de 2015

Resultados 1T15. 08 de maio de 2015 Resultados 1T15 08 de maio de 2015 2 Principais destaques do 1T15 Crescimento da receita líquida de 23%, sendo de 2 dígitos em todas unidades de negócio no comparativo ano vs. ano, favorecidas por 83%

Leia mais

7.000 6.500 6.000 5.500 5.000 4.500 4.000 3.500 3.000 2.500 2.000 1.500 1.000 500 - -500-1.000 fev./2010. ago./2011. fev./2012. nov.

7.000 6.500 6.000 5.500 5.000 4.500 4.000 3.500 3.000 2.500 2.000 1.500 1.000 500 - -500-1.000 fev./2010. ago./2011. fev./2012. nov. 4 SETOR EXTERNO As contas externas tiveram mais um ano de relativa tranquilidade em 2012. O déficit em conta corrente ficou em 2,4% do Produto Interno Bruto (PIB), mostrando pequeno aumento em relação

Leia mais

Reunião Pública 2013 Safra 13/14

Reunião Pública 2013 Safra 13/14 Reunião Pública 2013 Safra 13/14 Grupo São Martinho 300.000 ha Área agrícola de colheita 4 usinas São Martinho, Iracema, Santa Cruz e Boa Vista 21 milhões de tons Capacidade de processamento de cana de

Leia mais

Presente, Futuro e Desenvolvimento dos Projetos da Bacia de Santos

Presente, Futuro e Desenvolvimento dos Projetos da Bacia de Santos Santos, novembro de 2015. Presente, Futuro e Desenvolvimento dos Projetos da Bacia de Santos José Marcelo Luvizotto UO-BS/ENGP BACIAS SEDIMENTARES BRASILEIRAS Unidades Operacionais de E&P Tacutu Foz do

Leia mais

Teleconferência de Resultados 2014 e 4T14. 27 de fevereiro de 2015. Magazine Luiza

Teleconferência de Resultados 2014 e 4T14. 27 de fevereiro de 2015. Magazine Luiza Teleconferência de Resultados 2014 e 4T14 27 de fevereiro de 2015 Magazine Luiza Destaques 2014 Vendas E-commerce Despesas Operacionais EBITDA Ajustado Luizacred Lucro Líquido Ajustado Crescimento da receita

Leia mais

Associação Brasileira das Indústrias de Óleos Vegetais

Associação Brasileira das Indústrias de Óleos Vegetais ANÁLISE MENSAL DO MERCADO DE BIODIESEL: EDIÇÃO Nº 1 - MARÇO DE 213 A, documento elaborado pela Associação Brasileira das Indústrias de Óleos Vegetais ABIOVE, possui o intuito de levar ao mercado informações

Leia mais

Teleconferência de Resultados. Desempenho do 3T 2014. MAHLE Metal Leve S.A. 13 de novembro de 2014 12h00 (horário de Brasília) 1 MAHLE

Teleconferência de Resultados. Desempenho do 3T 2014. MAHLE Metal Leve S.A. 13 de novembro de 2014 12h00 (horário de Brasília) 1 MAHLE Teleconferência de Resultados Desempenho do 3T 2014 MAHLE Metal Leve S.A. 13 de novembro de 2014 12h00 (horário de Brasília) 1 Destaques 3T 2014 Receita Líquida de Vendas de R$ 595,9 milhões no 3T14, redução

Leia mais

O Futuro da Indústria Química CARLOS FADIGAS

O Futuro da Indústria Química CARLOS FADIGAS O Futuro da Indústria Química CARLOS FADIGAS A indústria química é relevante para o Brasil... Faturamento da Indústria Química Brasileira (US$ bilhões) +6% a.a. 166 160 162 124 129 101 2008 2009 2010 2011

Leia mais

RESULTADO OPERACIONAL RECORDE EM 2002

RESULTADO OPERACIONAL RECORDE EM 2002 Para mais informações, contatar: Luciana Paulo Ferreira CSN - Relações com Investidores 1 2586 1442 luferreira@csn.com.br www.csn.com.br RESULTADO OPERACIONAL RECORDE EM 20 (Rio de Janeiro, Brasil, 26

Leia mais

Willis Latin American Energy Conference

Willis Latin American Energy Conference Willis Latin American Energy Conference Planejamento Financeiro e Gestão de Riscos outubro 2012 Cátia Diniz Gerente Setorial de Seguros Internacionais Estas apresentações podem conter previsões acerca

Leia mais

Resultados. 2T14 Junho, 2014

Resultados. 2T14 Junho, 2014 Resultados Junho, 2014 Destaques Operacional & Comercial Rebaixamento da garantia física de 6,2%, em linha com as projeções da Companhia Comercialização de ~100 MWm com prazo e preço médios de 4,5 anos

Leia mais

RESULTADO DO 1º TRIMESTRE DE 2013

RESULTADO DO 1º TRIMESTRE DE 2013 RESULTADO DO 1º TRIMESTRE DE 2013 DASA divulga receita bruta de R$ 640,4 milhões e geração de caixa operacional de R$ 43,3 milhões no 1T13 Romeu Cortes Domingues Presidente do Conselho de Administração

Leia mais

Nota de Crédito PJ. Janeiro 2015. Fonte: BACEN Base: Novembro de 2014

Nota de Crédito PJ. Janeiro 2015. Fonte: BACEN Base: Novembro de 2014 Nota de Crédito PJ Janeiro 2015 Fonte: BACEN Base: Novembro de 2014 mai/11 mai/11 Carteira de Crédito PJ não sustenta recuperação Após a aceleração verificada em outubro, a carteira de crédito pessoa jurídica

Leia mais

13 de agosto de 2015. Apresentação de Resultados 2T15 e 6M15

13 de agosto de 2015. Apresentação de Resultados 2T15 e 6M15 13 de agosto de 2015 Apresentação de Resultados 2T15 e 6M15 Agenda Visão Geral Destaques Financeiros Atualização de Ativos DESTAQUES DO PERÍODO Manati produziu média de 5,7 MM m³ por dia no 2T15 e 6M15

Leia mais

Petrobras - PNG 2015/2019 Mercado de Embarcações de Apoio no Brasil. Rio de Janeiro 27 de Agosto de 2015

Petrobras - PNG 2015/2019 Mercado de Embarcações de Apoio no Brasil. Rio de Janeiro 27 de Agosto de 2015 Petrobras - PNG 2015/2019 Mercado de Embarcações de Apoio no Brasil Rio de Janeiro 27 de Agosto de 2015 Cláudio Araújo Gerente Geral de Contratações E&P - Serviços 2ª Conferência OAB/RJ de Direito Marítimo

Leia mais